Livro GratUito: “Chico, Diálogos e Recordações…” de Carlos Alberto Braga Costa(2008)

Este livro traz revelações surpreendentes sobre Chico Xavier, entre elas: 1. que Chico materializou Tiradentes em uma sessão espírita; 2. que há um romance inédito psicografado sobre a vida de Constança, a futura Catarina II da Rússia, com 618 páginas; e 3. que o próprio Chico Xavier se via como uma mulher presa dentro de um corpo de homem (ui! :D ). Além disso, durante todo o livro são reveladas as reencarnações passadas dele e de seus amigos. Todos teriam sido figuras importantíssimas da História, o que é um forte indicador de fantasia. Uma leitura atenta revela muitas outras coisas, inclusive sobre a leitura do médium e possíveis plágios. A seguir, o link para download!

Para baixar o livro, clique aqui.

36 respostas a “Livro GratUito: “Chico, Diálogos e Recordações…” de Carlos Alberto Braga Costa(2008)”

  1. Paloma Diz:

    O que acho interessante nas reencarnações é isso. As pessoas são sempre figuras históricas estereotipadas. Considerando que o homem moderno tem 120 mil anos e a civilização teve início há 33 mil anos, quantos povos e culturas pouco conhecidas pelo Ocidente já não existiram? Mas só se reencarna soldado romano, sacerdote egípcio, cobrador de impostos israelense, padre jesuíta… Materialização de Tiradentes? Oba, tem foto? :D

  2. Vitor Diz:

    Oi, Paloma
    foto infelizmente não tem. Mas tem uma rápida descrição do Tiradentes. Talvez dê para confrontar com arquivos históricos e ver se bate ou não.
    .
    Essas revelações mediúnicas sobre vidas passadas são quase sempre furada. Talvez eu coloque no blog alguns casos de crianças que lembram vidas passadas e você verá a grande diferença que existe entre esses casos :)

  3. Paulo-rs Diz:

    Vou baixar esse livro e guarda-lo.
    Só irei ler quando precisar levantar o meu humor.

  4. Paloma Diz:

    Dois. Sério, posso ver aquelas fotos de materialização mil vezes, que rio com o mesmo gosto. Melhor as legendas: Kennedy apareceu-nos sorridente, como o fora em vida. Huahuahua!!! Vitor, bota mais foto aí pra gente se divertir ;)

  5. Paulo-rs Diz:

    “Paloma, rindo você só nos mostra a sua ignorância materialista dos fenômenos produzidos por almas benevolentes como foi o estimado Chico Xavier.
    Kennedy em vida, foi uma alma iluminada e radiante nada mais lógico que continue assim no outro plano, ainda mais visitando o Nosso Lar e tendo a oportunidades de ser entrevistado por Humberto de Campos.
    Nunca duvide de Chico, que foi exemplo de amor ao próximo, trabalhador humilde e ferrenho das causas maiores, um modelo a ser seguido por todos aqueles que almejam a verdadeira caridade.
    Querida irmã, espero que essa sua ânsia pelo deboche gratuito seja apenas uma fase e que logo a sua alma entre em sintonia com o elevado e sublime plano astralino”
    Psicografia de jojo da montanha- espirito obsessor do Paulo-rs

  6. Paloma Diz:

    Puxa, vida! Agora estou completamente convencida! Pensando bem, é ectoplasma puro aquilo que sai dos médiuns! Espero agora que minh’alma seja salva. Quem sabe voltarei médium, para manifestar tão maviosos medalhões, quiçá o do próprio santo de Uberaba, Huahuahua :D

  7. Paloma Diz:

    Vitor, eu li aquele artigo da memória de uma criança de 5,anos, que seria reencarnação do morador de uma vila vizinha. É bastante interessante, mas creio que mais do ponto de vista antropológico. Você já reparou que relatos de reencarnação estão sempre associados à realidade do indivíduo que acredita ter encarnado alguém? Explico. A memória e as narrativas desse menino, por exemplo, estão extremamente associadas à realidade da vida (atual) dele. Por ser um morador de um vilarejo bastante característico e remoto, as referências que ele tem limitam-se ao que ele conhece, à realidade limitada desta criança.

  8. Paloma Diz:

    Peraí que apertei continuar se querer :P

  9. Paloma Diz:

    Ora, será que aquela criança conseguiria evocar uma vida passada na qual ele teria sido, por exemplo, um americano, um francês ou mesmo um brasileiro? Porque, nesses casos, ele precisaria ter recordações de realidades completamente diversas daquele remoto vilarejo oriental. Não sei se você já ouviu falar de falsas memórias. É um mecanismo natural, pelo qual o cérebro se “recorda” de coisas que, na realidade, ouvimos quando crianças e que, por razões ainda não completamente esclarecidas, ficam armazenadas na região cerebral da memória a longo prazo, e a tomamos como coisas verdadeiras. Fiz uma matéria sobre falsas memórias e achei muito interessante os casos que psicólogos e psiqiatras relataram. Não tinham nada a ver com memórias de outras vidas, mas de fatos que as pessoas juravam de pé junto ter ocorrido com elas na infância, mas que foram, na verdade, memórias “plantadas” por alguém ou formadas pela própria criança, com base em fragmentos de relatos que ouviu de algum adulto, alguma cena que assistiu na TV, uma história em quadrinhos… Enfim, memórias que, de fato, não pertenciam a ela. Crianças, em especial as muito novinhas, são fantasiosas, absorvem grandes quantidades de informação mesmo quando estão brincando, e têm pouca percepção do real/imaginário.
    Agora, adulto que se diz Napoleão Bonaparte, ou é maluco, ou uma farsa ;)

  10. Roberto Scur Diz:

    Resposta ao ExToffo da postagem das materializações empirulitadas.
    Quero entrar em recesso do blog, mas ver tanta hipocrisia num corpo só não dá.
    .
    ExToffo,
    A indicação do Evangelho é para todo aquele que pretenda entender o que é ser um “homem de bem”, aliás, em muitas outras passagens também é advertido àquele que pretende corrigir os outros sem aplicar para si mesmo seus conselhos ou críticas. Tu és um homem de bem Extoffo? Não te parece que é isto que deveria te importar primeiramente?
    E isto de eu ser o espírita que vocês merecem existe sim velho, pois um espírita meia sola como eu é como o gaúcho que foi na barbearia onde o Chico Xavier estava e arrecadou o espírito trevoso que estava influenciando o barbeiro à cortar a jugular do médium. Leia lá no livro que o Vitor Moura postou e identifique eu como o gauchão lá, e tu e o resto da turma como os espíritos que querem liquidar o Chico à todo o custo para calar a sua mediunidade triunfante.
    Entenda que não ia ser enviado um espírito superior, cheio de graça, para atender ao apelo em prece feito pelo Chico e livrá-lo do inconveniente perigoso dos odientos que o desejavam matar, mas um gauchão mesmo foi quem veio distrair o meliante com um linguajar que lhe era próprio e atendia aos seus anseios mais brutalizados.
    Leia o livro que o Vitor postou ali. Suponho que ele não tenha colocado só para ter manchete no seu blog e fazer piadinhas e risinhos bocós em relação a sexualidade do Chico (sempre este assunto, vira e mexe os perseguidores do espiritismo acusam homosexualidade, fazem chacota, ridicularizam neste repetida prática; é tanta fixação nisso que parece que são vocês que têm problemas com esta área, sejam os homens, seja a Pomba branca aí que me chamou de gay também – isso já virou marca registrada de vocês).
    Aliás, o Arnaldo Rocha, quando conheceu o Chico, era muitíssimo parecido com vocês, ateu e materialista. Vê lá o livro depoimento dele sobre sua vida ao lado de Chico Xavier e vê se aprende alguma coisa

  11. Roberto Scur Diz:

    Extoffo,
    Um espírita dos bons mesmo, como o Chico, tá aí o resultado na cabeçinha de vocês. Já um quase espírita como eu é o melhor que vocês podem ter, por enquanto.
    E a saideira é uma passagem que peguei no livro tungado pelo Vitor, que cita os Livro dos Espíritos, e é bem na medida para alguns por aqui:
    .
    A todos os homens facultou Deus os meios de conhecerem sua lei?
    “Todos podem conhecê-la, mas nem todos a compreendem. Os homens de bem e os que se decidem a investigá-la são os que melhor a compreendem. Todos, entretanto, a compreenderão um dia, porquanto
    forçoso é que o progresso se efetue”
    .
    Acho que agora vou pro recesso mesmo.

  12. Biasetto Diz:

    Só por utilidade pública, dou as caras aqui.
    1º) Paloma, você já viu isto?
    http://www.youtube.com/watch?v=i–q83fXwHM
    2º) Não percam tempo com o Scur, ele é “café-com-leite”

  13. Biasetto Diz:

    http://www.youtube.com/watch?v=wC0CGfBgO5E&feature=related

  14. Paulo-rs Diz:

    Pô Scur, tu conseguiu falar nada de nada e mais um pouco de nada sobre o nada!
    Vai …descança, tira umas férias, bota a cabeça em ordem e volte quando ficar melhor.

  15. Paloma Diz:

    Scur, eu vi esse comentário seu no outro post e respondi agora, mas acho q vc não deve ter visto. Aquilo de perguntar se vc era gay pq parecia estar com ciúmes foi só brincadeira pra descontrair, pq no fim achei q estávamos todos passano do limite no fervor das nossas convicções. Quis encerrar a minha parte de forma tranquila. Nenhuma intenção de te ridicularizar, até pq não acho ridículo ser gay (tenho trilhões de amigos gays) – a brincadeira foi por vc ser gaúcho e gaúchos ficam irritados com essas insinuações. Jamais quis te ofender. Me desculpe, com toda a sinceridade, se foi o que te pareceu, ok?

  16. Biasetto Diz:

    Paloma,
    Tinha um outro interessante também, de um menino que lembrou de uma casa, em outro país, a família tinha um cachorro, algo assim. Aí foram neste lugar, acharam a casa e uma foto da família que viveu ali, com o tal cachorro, que o menino tinha falado.
    Não achei este vídeo.
    Valeu,
    Um abraço a todos.

  17. Paulo-rs Diz:

    O outro lado…
    sempre olhem o outro lado, racional e vejam se não é mais coerente…
    http://skeptico.blogs.com/skeptico/2005/07/reincarnation_a.html

  18. Paloma Diz:

    Olha aqui e vê se essas explicações pra esse caso te parecem mais convincentes:http://skeptico.blogs.com/skeptico/2005/07/reincarnation_a.html

    Boa noite! :)

  19. Paloma Diz:

    Kkkk, eu tava justamente postando esse link agora :)

  20. Paloma Diz:

    Segundo caso de telepatia que me ocorre nesse blog, tô com medo, kkkk

  21. Biasetto Diz:

    Vítor,
    Você já viu isto? Tem Jim Tucker
    http://www.youtube.com/watch?v=B1VYo2cYb2k&feature=related

  22. Biasetto Diz:

    Pra conferir as cinco parte do programa, procurar no youtube:
    ESPIRITUALISMO – DISCOVERY CHANNEL – REENCARNACAO – HISTORIAS DE VIDAS PASSADAS

  23. Biasetto Diz:

    Paloma e Paulo, parece que a história do “garoto-piloto” não se sustenta. Foi o que eu disse pro Arduin: “histórias contadas, não provam nada”. Bem, deem uma olhada neste episódio do Discovery.
    Bom domingo a todos.

  24. Vitor Diz:

    Oi, Paloma
    há vários casos de crianças que lembram de vidas em culturas completamente diversas. Alguns são chamados “casos internacionais” justamente por isso. Outros lembram-se de outra cultura mas dentro da mesma região, por exemplo, uma criança hindu que lembra uma vida passada como muçulmana e vice-versa. No caso do menino Imad, embora sua vida passada seja da mesma cultura, fica difícil entender como ele teve acesso a certas informações mais íntimas, por exemplo, o modo como os amigos conversavam com Ibrahim ou as últimas palavras de Ibrahim… mas vou procurar por um caso que fuja à realidade da criança e publicar aqui :-)

  25. Antonio G. - POA Diz:

    Paloma, preciso “meter minha colher” na conversa, já que você fez referencia à irritação que os gaúchos demonstram quando sua sexualidade é questionada. Isso não é real. É uma espécie de “lenda urbana”. Na verdade, esta brincadeira foi criada pelo pessoal de outros estados (especialmente os irreverentes cariocas) com o intuito de “derrubar o mito” de que o gaúcho é mais “macho e valente” do que os homens de outros estados. Este estereótipo foi alardeado em função das inúmeras guerras e revoluções em que a gauchada esteve envolvida no passado dentro do processo de definição das fronteiras nacionais dada a sua localização geográfica vizinha aos “castelhanos”. De fato, por conta desta contingência histórica, o povo gaúcho (incluindo as mulheres) teve um passado muito ligado ao belicismo. Não é por outro motivo que o Rio Grande do Sul possui, de longe, o maior arsenal de armas legalizadas por habitante de todo país, só para dar um exemplo. O gaúcho é mesmo, infelizmente, muito belicista e se julga mesmo muito valente. Se é realmente mais valente do que os outros, eu não sei. Eu só sei de mim.
    Agora, quanto à sexualidade dos gaúchos: Eu sou gaúcho e homossexual. E não tenho nenhum problema com isso. Já faz um tempão que assumi minha condição de lésbico. Sem dramas nem traumas. kkkkkk
    .
    .
    Sobre as experiências de lembranças de vidas passadas, um alerta bem curto e bastante sábio:
    “Cuidado! Vamos devagar! Esses fenômenos nunca são BEM ASSIM…”

    Sds.

  26. Paloma Diz:

    Oi, Antonio, eu sei que é estereótipo :) Eu nasci em Salvador, pense nas piadas que vivo ouvindo sobre a suposta preguiça baiana. Aqui em Brasília, a gente brinca muito com os goianos, porque a lenda urbana diz que eles são péssimos motoristas – barbeiragem aqui se fala “goianada”. Mas no fim, todo mundo sabe que é só brincadeirinha boba ;)

  27. Rafael Maia Diz:

    Paloma, ouvi dizer que os baianos não sobem em árvores, eles plantam elas e sentam em cima e esperam ela crescer que é mais fácil do que subir. :) Brincadeirinha.

  28. Paloma Diz:

    Kkkkk, sabe que essa é uma boa ideia? ;)

  29. Toffo Diz:

    Dei uma passada de olhos no livro. Leitura árdua, texto escrito naquela linguagem melosa e pueril que caracteriza o jargão chicoxavieriano, é difícil digerir, muitas tergiversações, falta de objetividade etc. De qualquer forma, é um livro “para os de casa”, do círculo, os de dentro. Para os de fora, parece um tratado de nonsense. Todos os do “círculo de Pedro Leopoldo” são personagens dos livros do Chico. Realmente, todo mundo ali é do círculo do poder. Ninguém foi sapateiro, peixeiro, varredor de rua, acendedor de lampião, empregado doméstico. Ninguém foi africano ou asiático. Por que será?

    Eu já havia feito um comentário no outro artigo, mas reproduzo aqui mais ou menos. Acho muito chato essa história de gay. A sexualidade nada mais é do que uma parte (importante) do enorme complexo que é a natureza humana, que reflete a maravilhosa qualidade do universo que é a diversidade. Depois acho que é assunto privado, e não objeto de preconceito, que, velado ou não, fica nas entrelinhas e não tem nada que ver com o objetivo deste blog.

    Quanto ao CX, eu entendo que ele não era nem uma coisa nem outra. Era assexuado, não tinha nenhuma expressão sexual, apesar dos seus modos femininos e da voz macia, fruto da disciplina a que se impunha com o objetivo de conseguir o que mais queria: a aura católica, monástica, de santidade, com os votos informais de pobreza e castidade que fez questão de denotar. O que fica muito esquisito é a justificativa (de segunda mão, já que o livro é um apanhado de “causos” supostamente contados por ele) para a sua efeminação, através de sucessivas “reencarnações” de mulher, e, que teria sido até, pasmem, esposa do próprio narrador dos causos, Arnaldo Rocha, que foi casado com a entidade Meimei quando viva, e com outra senhora depois. Por isso parece mesmo um tratado de nonsense. Esquisito, não? Mas o que mais me admirou foi terem botado no livro um quadro de três espanholas salerosas, sendo que uma delas, a que toca violão, teria sido o próprio Chico Xavier em uma dessas suas encarnações como mulher. Coisa doida, sô… Caramba, o que não fazem com ele…

  30. Vitor Diz:

    Oi, Toffo
    no caso de Chico Xavier ele é uma figura pública, tida como “santa”. Sua sexualidade precisa ser examinada. No caso dele, minha opinião é que ele *não tem direito* a uma vida particular, simplesmente porque ele afeta milhões, seja por suas palavras, seja por suas ações. Um dia você verá que entender a sexualidade de Chico é importantíssimo para entender sua “mediunidade”. E falta pouco para esse dia (espero). Eu e meu amigo Everton vamos publicar uma artigo em que traçaremos um perfil psicológico do Chico.

  31. Toffo Diz:

    Vitor, com “expressão sexual” eu quero dizer vida sexual real, ativa, que ele não tinha. Não que ele não tivesse sexualidade. Sob esse aspecto, concordo inteiramente com você, Vitor. E livros como este que você apresentou mostram como essa sexualidade salta com violência não só nos livros que ele escreveu como na mística que ele espalhou, como os causos sempre contados em segunda mão por pessoas próximas a ele, como Ranieri, Clóvis Tavares, o próprio Arnaldo, que escreveram livros sobre o assunto. Veja que autores também próximos a ele, como Herculano Pires, têm uma abordagem chicoxavieriana completamente diferente, que não se preocupam com a abordagem casuística mas sim com aspectos intelectuais que eles julgam relevantes. Agora, com essa história de reencarnações de mulher para CX, culminando com o quadro das espanholas, isso pra mim foi a cereja do bolo!

    CX faz parte de um clube seleto de “médiuns santos” cuja sexualidade sempre foi escamoteada. Há também o caso menos conhecido e muito pouco documentado de outro mineiro, precursor de CX, Eurípedes Barsanulfo, que também tinha transes místicos, era muitíssimo ligado à mãe e nunca teve expressão sexual.

  32. Antonio G. - POA Diz:

    Apenas um palpite, baseado na minha observação: Parece que Chico Xavier tinha sua sexualidade “sublimada” (como deveriam fazer os padres obedientes ao voto de castidade, de acordo com as regras da ICAR). Acho que é bem perceptível que ele tinha pendores homossexuais. É possível que sua aparência física nada favorável – era feio que só ele – aliada ao seu jeitão esquisito, não o impulsionou a desenvolver uma vida sexual muito ativa. Acho que ele preferiu manter-se enrustido e teve uma vida casta. É o que parece.

  33. Toffo Diz:

    Sim, talvez ele fosse homossexual em potência, não em ato. Ele era muito esquisito mesmo, muito relaxado no vestir (hoje creio que fosse deliberado), me lembro de tê-lo visto em criança, usava umas roupas sem corte, sapatos sem cadarços e sem meias, cabelo desalinhado, era uma figurinha feia mesmo.

  34. Toffo Diz:

    Não sou psicólogo, portanto não posso dizer nada sobre isso com autoridade, mas sei que a psicologia e a ciência médica estudam esses grandes místicos e há um componente sexual, erótico, muito forte em todos eles. CX não foge à regra.

  35. Sandro César Silvério da Costa Diz:

    Porque não admitem que gostam de usufruir das leituras espíritas? A riqueza da doutrina é sem precedentes mesmo. Para que tanto subterfúgio? Sejam menos enrustidos.
    Como psicólogo posso assegurar que esse tipo de homofobia é próprio de homossexuais que não se assumem. No fundo, ou melhor no inconsciente (uma das instâncias do aparelho psíquico) eles sabem que são e se aterrorizam com isso. Mas não se preocupem: a homossexualidade não é nenhuma patologia.
    O Chico não era homossexual. Ele apenas não necessitava do exercício de sua libido como uma pessoa comum, porque não era comum.
    O seu investimento libidinal era sobre objetos como o idealismo e o comportamento cristão e nesse sentido ele de fato sublimou como nenhum outro. Pelo menos ele não foi corno como muitos homens e mulheres que aqui foram ou são.
    Einstein também era esquisitão.

  36. aquiles Diz:

    como alguem ousa falar mal de uma pessoa tam boa como chico que só fazia o bem aos outros, que acreditava que o amaor era tudo pesso a Deus que essa pessoa encontre a luz divina e que ela se arependa de zumbar do servo de deus

Deixe seu comentário

Entradas (RSS)