UMA SÉRIE DE COMUNICADORES ‘INESPERADOS’ por alan gauld (1971)

Neste artigo de Alan Gauld – o célebre autor daquele que considero o melhor livro sobre vida após a morte do século XX, “Mediunidade e Sobrevivência” – apresentam-se os registros de diversas comunicações mediúnicas dadas através da tábua ouija em um círculo familiar. Os melhores casos, em minha opinião, são os de Gustav Adolf Biedermann, Harry Stockbridge e o de Nora Hentall.

Houve também o registro de alguns fenômenos físicos. 

A tradução desse artigo de 68 páginas custou 832 reais. Agradeço muito ao Antonio G. Poa, Jorge C.C., Marcio Rodrigues Horta e ao Marcos Arduin pelo financiamento.

Para baixar o artigo em pdf, clique aqui.

12 respostas a “UMA SÉRIE DE COMUNICADORES ‘INESPERADOS’ por alan gauld (1971)”

  1. Toffo Diz:

    não consigo acessar o artigo.

  2. Toffo Diz:

    já consegui.

  3. Vitor Diz:

    Está aparecendo uma mensagem dizendo:
    .
    “Public sharing function has been deactivated for your account. Nobody except you can download this file now”
    .
    [A função de compartilhamento público foi desativada para a sua conta. Ninguém, a não ser você, pode fazer o download desse arquivo agora]
    .
    Não sei o que aconteceu.

  4. Vitor Diz:

    Li agora:
    .
    Caro Utilizador 4shared,
    .
    Nós fomos notificados de que os seguintes arquivos em sua conta pode conter materiais que violem os direitos autorais:
    .
    “malformation2005port.pdf \ 4shared”
    .
    É a terceira acusação de violação de direitos autorais associado à sua conta 4shared. De acordo com as condições de utilização 4shared, sua conta foi encerrada. Você está banido permanentemente de usar o serviço 4shared.

    .
    É ‘engraçado’ que todos esses artigos são públicos, disponibilizados gratuitamente para download, apenas fiz a tradução.

  5. Vitor Diz:

    Mudei o link de download, não usarei mais 4shared. Agora vai.

  6. Abreu Diz:

    Vítor, outra opção simples e bacana é compartilhar o arquivo pelo Dropbox. Com ele é possível, inclusive, visualizar o conteúdo do .pdf sem precisar baixá-lo.
    .
    []‘s

  7. Marcelo Diz:

    Eu tenho um registro feito pelo meu avô (que era católico) de reuniões familiares entre as décadas de 40 a 60. Utilizavam a “técnica do copo” e meu avô registrou as apurações que fazia sobre as informações dadas pelos espíritos. Esse materia está datilografado, estou em busca de uma forma rápida de fazer o scan e o OCR para evitar a digitação (são dois volumes grandes).

  8. Abreu Diz:

    Marcelo,

    Uma maneira simples, se você tiver um smartphone, é baixar um app de scanner que tenha a função OCR. Atualmente há várias opções no mercado, seja você usuário de Android ou iOS.
    .
    Dá uma olhada no “TextGrabber” ou no “Perfect OCR”

  9. Marciano Diz:

    Por que as pessoas insistem em acreditar que essas alegações são verdadeiras?
    Shermer – Porque os médiuns afirmam que são verdadeiras. Basta aos médiuns, curandeiros e pais de santo dizer que têm visões e preveem o futuro para que as pessoas acreditem. Faz parte da natureza humana. Não evoluímos para duvidar ou questionar. Desenvolver um senso crítico e uma visão própria de mundo exige educação, reflexão e tempo. Crer é muito mais fácil. As pessoas preferem ser enganadas.

  10. Marciano Diz:

    Por que gente inteligente crê em esquisitices?
    Shermer – Foi para dar título ao livro que escolhi chamar o conjunto de crendices e enganações reivindicadas por médiuns e paranormais de “coisas estranhas”. Palavras mais corretas seriam farsa ou enganação. São atos na maioria das vezes criados para iludir e enganar. Em certas circunstâncias, podem ser classificados como delírios, quando seus devotos acreditam que viveram ou vivem uma experiência extraordinária, inexplicável, extrassensorial. Ainda assim, há explicação para tudo. Quem tem uma boa formação cultural e crê nessas fantasias o faz em duas possibilidades. Ou se trata de um indivíduo conivente com a farsa ou é alguém que sofreu de um surto psicótico, é esquizofrênico e, portanto, doente, ou teve uma alucinação. O estado alterado de consciência pode ser fruto da ingestão de alucinógenos como a ayahuasca, o mescal ou o LSD. Episódios psicóticos também podem ser causados pela privação de sono e pelo cansaço extremo. Para tudo há uma explicação. Se ela convence o crente, o doente ou o usuário, é outra questão.

  11. Marciano Diz:

    So we are left with the legacy of two types of thinking errors: Type 1 Error: believing a falsehood and Type 2 Error: rejecting a truth. … Believers in UFOs, alien abductions, ESP, and psychic phenomena have committed a Type 1 Error in thinking: they are believing a falsehood. … It’s not that these folks are ignorant or uninformed; they are intelligent but misinformed. Their thinking has gone wrong.

    — Michael Shermer, Why People Believe Weird Things, 1997, 2002, Introduction

  12. Otavio Ferreira Diz:

    Para tudo há uma explicação???? E eu que pensei que o princípio da ciência era o desconhecimento das coisas! Esse cacoete de querer explicar tudo pelo paradigma psiquiátrico e pela filosofia naturalista é um dos maiores sintomas de deformação mental.

Deixe seu comentário

Entradas (RSS)