O médium Fulvio Rendhell (NOVAS FOTOS DE MATERIALIZAÇÃO!)

A seguir, minha tradução de um artigo rico em fotos de uma materialização completa. O médium do caso, embora já bem velhinho, parece ainda estar vivo, já que no youtube existem entrevistas recentes dele à televisão italiana. Aparentemente nunca foi pego em fraude, mas as condições de controle não são satisfatórias, já que as sessões foram feitas na casa do próprio médium, ao menos as que tenho conhecimento. Mas as fotografias da suposta materialização são bem interessantes. Para haver fraude, o médium teria que fazer uso de um cúmplice, já que podemos ver o médium e a forma materializada ao mesmo tempo.

Nascido em Roma de mãe médium, Fluvio se criou numa casa onde suas tias também eram médiuns, dedicadas ao espiritualismo. Suas danças de salão eram famosas, com vários tipos de fenômenos espirituais (luzes, movimento de objetos), inclusive a aparição de fantasmas que se juntavam às danças. Assim Rendhell era um pequeno espectador de fenômenos assombrosos e o próprio criador dos acontecimentos paranormais, brincando com freqüência com espíritos de meninos.

Algumas viagens iniciais o levaram ao deserto, onde entrou em contato com os povos originários e meios animistas com os que teve uma intensa relação na Itália, entre os anos 50 e 60 quando se dedicou com vários grupos de seguidores espiritualistas: recorda entre outras coisas uma casa pintada toda de negro aos arredores de Roma, onde se reunia com vários destacados acadêmicos pertencentes ao mundo esotérico de Roma.

Precursor do neo-espiritualismo, nos anos 70 Rendhell exerceu suas qualidades excepcionais no famoso Círculo Espiritista Navona 2000.

Rendhell levou a cabo sua espiritualidade de alta qualidade saindo à luz pública a nível internacional, já que produzia grandes efeitos físicos. Seus fenômenos são de uma ampla gama: aparições fantasmais, materializações, ectoplasmas totais e parciais, rostos e mãos espirituais, levitação de pessoas e objetos, aportes impressionantes, movimentos das mesas até o teto e de um lado a outro do corredor, e também as vezes a mesa saía até a rua ante o assombro dos automobilistas e transeuntes.

A imprensa nacional e internacional, desde Europa até América se centrou em sua atividade e nos fenômenos psíquicos obtidos por Rendhell.

Em suas sessões de espiritualismo assistiram personalidades eminentes da comunidade científica, política, artística, por exemplo o Presidente da República Leone e sua família, a Rainha Soraya da Pérsia, a família do Prêmio Nobel Quasimodo.

Em seus experimentos de mediunidade Rendhell foi seguido e estudado por médicos e cientistas, como o professor Resch de Mônaco, que foi capaz de filmar fenômenos fantasmagóricos excepcionais em infravermelho. Ao longo de suas atividades, descobriu-se que Rendhell é um dos poucas médiuns da história do espiritualismo que nunca recorreu à fraude e aos truques.

Também se submeteu ao polígrafo do Prof. Den Wely, da Universidade de Califórnia (UCLA), e mostrou que Rendhell nunca tinha mentido e portanto seus fenômenos eram autênticos.

Uma das mais famosas sessões teve um amplo eco na imprensa internacional já que foi capaz de voltar a materializar a famosa fantasma Katie King depois de cem anos de sua primeira aparição ante Florence Cook em presença do famoso inglês e científico William Crookes.

Há muitas fotografias de espíritos que dão fé de tais acontecimentos. Mas em muitas de outras imagens se podem encontrar também outros fantasmas confirmando a extraordinária capacidade mediúnica de Rendhell. Portanto, Rendhell é considerado como um dos pais do espiritualismo moderno, nascido das cinzas do espiritualismo de 1800-1900 e inspirador de todos os novos movimentos espiritualistas e esotéricos contemporâneos.

Os contatos tiveram lugar durante as sessões com Rendhell e eram desencarnados e entidades de outros mundos dando fé de que há outra vida depois da morte e que o universo está povoado de muitas outras formas espirituais.

Assim é possível inserir Rendhell na história do espiritualismo como estando entre os maiores médiuns, tais quais Daniel Dunglas Home, Florence Cook, Eva Carriere, Frank Kluski, William Stainton Moses, Elisabeth D`Esperance, Eusapia Palladino, Linda Gazzera.

Crônica de uma Sessão 

A Via Frangipane é uma pequena carreteira em Roma, perto do Coliseu, à beira dos Foros Imperiais. Lugar calmo, estreito onde se encontra o único lugar calmo da ruidosa cidade.

Na Via Frangipane, no número 20 A, tem seu estúdio Fulvio Rendhell, o famoso médium italiano e seguramente o maior do século XX.

Em 25 de maio de 1987 se reuniu ele e outras seis pessoas para uma sessão, incluindo o grande jornalista Sergio Conti, que se responsabilizou pela difusão da extraordinária sessão.

Iniciada a sessão, todos se sentavam ao redor de uma pequena mesa, em torno de Fulvio. Tratava-se de uma pequena sala, com o teto baixo, escassamente mobiliada. Uma luz vermelha, no entanto, fazia com que fosse claramente visível o médium e a sua vestimenta negra sem bolsos.

Tudo é normal e visível na habitação sem janelas. Não se forma a corrente de mãos. É-lhe permitido um pouco de meditação e relaxação.

Fulvio põe suas mãos sobre a mesa. Depois de alguns momentos de silêncio, é “como se o ar escapasse, escutando-se só ligeiras baforadas”. Então se lança o flash com um clique e sai a primeira foto.

clip_image002

O médium se concentra e se nota seu rosto descontraído, a mesa começa ligeiramente a mover-se, inclinando-se um pouco para o médium. Este levanta as mãos acima da superfície da mesma, e continua inclinando-se para ele.

A atenção e a tensão dos presentes se nota, sentem claramente que Fulvio move as mãos e as mantém no alto. A mesa segue inclinada para um lado. Neste momento está levitando.

Depois a mesa começa a flutuar com as mãos sempre levantadas. Fulvio depois regressa a sua posição normal, de repente começa a murmurar algo, parece que diz “Quem és?”

A mesa começa a dar movimentos diferentes e rápidos, mas espaçados. Contando os golpes dela, segundo o alfabeto, transmite: “E.U.S.A.P.I.A.” e a mesa se detém. Fulvio se joga para trás, inclinando-se, sacode a cabeça, respira compulsivamente. Está entrando em transe.

Um transe difícil e doloroso, joga a cabeça para atrás com a boca entreaberta. Aqui está o ectoplasma, algo esbranquiçado sai de sua boca, de maneira fina e suave.

clip_image003

 

clip_image004

 

A luz é boa e o ectoplasma e vai aumentando de volume até que cobre quase todo o seu rosto formando uma espécie de espuma viscosa e macia. O ambiente é calmo, só rompido pelas pequenas fotografias improvisadas, um zumbido que sai da pequena máquina.

O magma branco parece tomar forma de uma mão. De repente o magma ectoplasmático se levanta e começa a retirar-se da face ascendendo pelo ombro direito, enquanto a mão fantasmal se estende para fora de seu rosto.

clip_image005

 

clip_image006

 

Um leve resplendor por trás de Fulvio, expande-se para acima, ele está em profundo transe.

 

clip_image008

 

clip_image009

 

clip_image010

 

Fulvio está cansado … Inclina-se sobre a mesa… precisa recuperar forças… enquanto o espírito se desvanece lentamente.

 

clip_image012

 

clip_image013

 

Numa rajada a imagem de detrás se desvanece pouco a pouco numa nebulosa branca.

 

clip_image014

 

clip_image015

 

Ao final, Fulvio Rendhell consegue inclinar-se sobre a mesa, enquanto o fantasma se desvanece por completo.

 

clip_image016

 

clip_image017

 

Uma das características desta extraordinária sessão foi a atmosfera de silêncio absoluto com a que se levou a cabo, e a ausência de “comunicadores”. Se se exclui o nome transmitido pela mesa, não houve nenhuma outra mensagem. Além de qualquer interpretação, esta sessão deixa uma mensagem, um desafio. Cada um de seus crentes deve descobrir a verdade. O fato é que Fulvio Rendhell reviveu um fenômeno desconcertante e atraente, o que confirma sua identidade como um das grandes médiuns.

Artigo original: http://survivalafterdeath.blogspot.com.es/2014/07/fulvio-rendhell.html

38 respostas a “O médium Fulvio Rendhell (NOVAS FOTOS DE MATERIALIZAÇÃO!)”

  1. mrh Diz:

    Q idiotice…

  2. Montalvão Diz:

    .
    Quem sabe se a partir de agora, Arduin não acrescenta mais esse “extraordinário” materializador ao seu estoque de provas?
    .
    Que tanto de ectoplasma esse sujeito produz, hem? Certamente os experimentadores colheram mostras do produto para analisá-lo…
    .
    Não é nada difícil que o Arnaldo reapareça a vociferar que “eis mais uma prova científica da mediunidade”, e deve ser, pois um artigo que usa palavras seguras, quais “fenômenos assombrosos”; “aportes impressionantes”; “fenômenos fantasmagóricos excepcionais” e o mais maravilhoso de todos: “descobriu-se que Rendhell é um dos poucos médiuns da história do espiritualismo que nunca recorreu à fraude e aos truques.”
    .
    Uma curiosidade: quem foi o autor do artigo? Teria sido a mãe do médium?

  3. Montalvão Diz:

    Fulvio começa a mágica: a mesa na qual se apóia manda uma mensagem “EUSÁPIA”, em seguida aparece uma aparição cadavérica, desmilinguida, “muuito” parecida com a ladina quando viva. Pelo jeito, no além os mortos passam uma fome danada…
    .
    Será que pagaram um lanchinho para a moça nalgum MacDonald’s romano? Ela bem que tava carecendo…

  4. Marciano Diz:

    Nem Zé do Caixão faria uma coisa tão tosca.
    Nem Paganini.

  5. Marciano Diz:

    Foi mal, perdeu a graça, pensei em Puccini e escrevi Paganini.

  6. Marciano Diz:

    Devem ter sido os espíritos que me atrapalharam.
    Pra quem não entendeu, a ópera de Puccini só tem de tosca o nome, que é o da personagem (soprano) da história.
    Já o Zé do Caixão e o Fúlvio Stefanini…

  7. Gorducho Diz:

    Eu acho que foi La Santa Muerte que se materializou.

  8. Vitor Diz:

    Vocês ficam aí bancando os machões, mas aposto que se estivessem na sessão iam se borrar de medo. :P

  9. Toffo Diz:

    Meu deus! pensei que essas coisas tivessem saído de moda… E que fantasminha feio, hein? Parece um etê!

  10. Marciano Diz:

    DEUTCHSLAND ÜBER ALLES!

    Entschuldigung, ich konnte nicht widerstehen.

  11. Marciano Diz:

    Vitor, agora que saí do estado de graça, você só pode estar brincando quando diz que morreríamos de medo(falo por mim e pelos demais machões do blog).

  12. Vitor Diz:

    Vai querer me enganar que quando aparecesse aquele “Gollum” atrás do ombro do médium vc não ia dar nem um gritinho de pavor?! 8-O

  13. Marciano Diz:

    Por amizade a você, considere-me assustado.

  14. Antonio G. - POA Diz:

    Assustador foi o time do Brasil ontem…
    Mudei meu pensamento. Passei a acreditar no sobrenatural. O impossível acontece.

    Materialização de espíritos? Por que não?

  15. Toffo Diz:

    Acho que foi um Gollum que fez isso pelo German Team.
    .
    E pelo menos as materializações da Sra. Gazzera eram mais bonitas. Crianças e moças, como a gente via naquele livro do Cornélio Pires. Assistir a uma sessão em que aparece essa mescla de exu e monstro de filme japonês é dose pra leão… vão pensar que no “plano espiritual” as almas viram exus…

  16. Toffo Diz:

    Na verdade até lembra um pouco a velha Eusápia (maldade, rsrsrs), que, no dizer dos ingleses, was no beauty.

  17. Marcos Arduin Diz:

    Ei, seu Antônio Gê de Porto Alegre e Saltitante, o que havia de impossível naquele jogo (eu nem vi)? Que esperaria de um time fortemente estruturado, onde cada jogador tinha espaço e oportunidade para fazer uso de seus talentos pessoais contra uma seleção capenga, mal treinada (alguns dos nossos jogadores nem haviam treinado juntos), sem esquema tático, nem porcaria nenhuma?
    Legal mesmo seria se os alemães tivessem feito 10 gols, pois aí seria uma típica pelada: 5 vira, 10 acaba…

  18. Marciano Diz:

    Antonio e Arduin de volta.
    Ótimo!
    Antonio, eu passei a acreditar em milagres.
    Como um time desse nível da seleção brasileira pôde chegar até as quartas?
    Só o Sobrenatural de Almeida explica isso.

  19. Marciano Diz:

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Sobrenatural_de_Almeida

  20. Marciano Diz:

    “Certo ano, durante o que parecia ser uma maré de azar, Nelson escreveu que o sobrenatural estava perseguindo o Fluminense. Dias depois o cronista publicou uma “carta” que teria recebido, e que diria mais ou menos assim: “No dia tal o senhor disse que o sobrenatural está perseguindo o Fluminense. Ora, o Sobrenatural sou eu, e garanto que isso não é verdade etc.” O “personagem” encerrava a missiva garantindo que no próximo jogo o tricolor ganharia, e assinava: “Sobrenatural de Almeida”.
    Veio o domingo e o Fluminense perdeu. Revoltado, Nelson acusou o Sobrenatural de Almeida de haver mentido descaradamente. Aí começava a guerra da torcida do Fluminense, chefiada por Nelson Rodrigues, contra o sinistro Sobrenatural de Almeida.
    Pode parecer estranho hoje em dia, para quem não conheceu o carisma do cronista e dramaturgo falecido em 1980, mas o caso é que o Sobrenatural de Almeida foi, durante algum tempo, verdadeira coqueluche na cidade. Os repórteres esportivos falavam nele. Certo jogo foi acompanhado de forte ventania, que chegou a desviar a bola que ia para o gol. “É o Sobrenatural de Almeida!”, gritou o locutor da rádio.
    Veio um novo jogo e o Fluminense venceu. Nelson comemorou a vitória contra o inimigo, que teria se retirado melancolicamente do Maracanã. Depois, porém, por motivos que hoje me escapam, o campeonato foi suspenso por algum tempo. Nelson Rodrigues então “recebeu” um telefonema do Sobrenatural de Almeida, assumindo ser o responsável pela interrupção do campeonato.
    Com o tempo o colunista foi dando maiores informações sobre a misteriosa figura, que nas caricaturas aparecia com uma roupa preta, tão “assustador” como o Zé do Caixão. Segundo Nelson, o Sobrenatural tivera os seus tempos de glória mas agora, coitado, morava em Irajá e viajava nos trens da Central. Por isso até chegava atrasado ao Maracanã, e só então começava a interferir.
    Essa febre do Sobrenatural de Almeida durou semanas, meses, mas acabou saturando e o Nelson terminou parando de falar nele. Mas, de certa forma, foi uma contribuição do jornalista para a nossa literatura fantástica”.
    .
    http://www.portalentretextos.com.br/colunas/anexos-da-realidade-miguel-carqueija/nelson-rodrigues-e-o-sobrenatural-de-almeida,248,7895.html

  21. Gorducho Diz:

    Maracanazo (indireto) II. E agora um vexame de fato. Em ’50 foi o oba-oba, pois que o Uruguay era melhor que o Brasil. Mas com humildade e concentração poderiam (aliás estavam, é claro) ter ganhado.
    O legado bom é que jamais até o fim-dos-tempos alguém cogitará em fazer Copa do Mundo cá :mrgreen:

  22. Antonio G. - POA Diz:

    Marciano e demais: Muito prazer em “revê-los”. Ando meio afastado, mas sempre dou uma espiadinha.
    .
    Arduin, não sei o quanto você aprecia e entende de futebol, mas, a julgar pela sua declaração de que não viu o jogo, suponho que não seja muito aficionado. Eu gosto muito, já fui praticante e entendo um pouquinho do assunto. E vou dizer-lhe o seguinte: O que aconteceu naquele jogo, independente da qualidade, estruturação, foco, etc…, da seleção alemã face ao despreparo e incompetência do time brasileiro, era algo “impossível”. Quem conhece futebol sabe que era impossível. Não obstante, aconteceu. Diante de tão improvável fato, materialização de espíritos passa a ser perfeitamente aceitável.
    .
    Sds

  23. Toffo Diz:

    e estou torcendo para levarem uma goleada da Holanda também. Pra aprenderem a lição.

  24. Antonio G. - POA Diz:

    Sobre as fotos de materialização: Senhores, honestamente, tenho muita dificuldade em expressar qualquer opinião minimamente séria sobre estas fotos que o Vitor publica, porque não consigo deixar de imediatamente reportar-me às fotos das materializações da Irmã Josefa. E, lembrando-me delas, imediatamente me vêm à mente as fotos do Chico Xavier de mãozinhas dadas com o “espírito”, o médium vomitando ectoplasma, e tudo o mais. Não resisto: Tenho frouxos de riso…

  25. Toffo Diz:

    Mas você há de convir que as materializações do CX são bonitinhas até. Essa aí de cima é horripilante. Vade retro!

  26. Marcos Arduin Diz:

    Já disse: não interessa o que se apresente, nem em que condições para se evitar fraudes a coisa foi feita. Sempre haverá alguma desculpa para se renegar os fatos (tá, tudo bem, se é que foram fatos mesmo).
    Assim o melhor a fazer é os que acreditam nessas coisas (ou nos médiuns) ficarem na sua e o pessoal que se diz cético ficar na deles.

  27. Gorducho Diz:

    Não é verdade, tanto que o Analista Montalvão faz propostas muito claras e simples, que não dão margem a interpretações dúbias.
    Na sua opinião, por que será que ninguém aparece para ser testado?
    Agora, sim o Sr. diz bem: é os que acreditam nessas coisas (ou nos médiuns)Crença, sem apoio em fatos experimentalmente bem verificados.

  28. Juliano Diz:

    Quando vejo fotos como estas e a do “Anjo” Gabriel no outro post surgem-me sérias dúvidas sobre a natureza humana ser minimamente racional! Sérias dúvidas!

  29. Juliano Diz:

    Sobre o tema Brasil/Copa! Um time que tem um meio de campo formado por ?????????, onde o zagueiro e pretenso líder (Davi Luís) do time poderia ser encontrado jogando de lateral-direito, centroavante, ponta e sabe deus mais aonde, só não ficava na zaga e um “poste” na frente, contra um meio de campo formado por T. Kroos, Kedira, Schweinsteiger e Özil, 7 foi pouco! Vexame total!

  30. Juliano Diz:

    O ponto positivo é que com o avanço da tecnologia cada vez mais estes pretensos “paranormais” vão perder cada vez mais espaço! Não sei se vocês viram a Reportagem do Fantástico da semana passada ou retrasada sobre um pessoal mítico lá do interior de Goiás! Uma simples e demonstrável experiência de um físico mostrou a picaretagem do “oba-oba” da pirâmide suspensa. E o ser-humano no seu desespero por respostas acredita e coloca grana sustentando este vigaristas de plantão!

  31. Contra o chiquismo Diz:

    Ae Marciano…lembrei de tu ouvindo essa música…

    http://www.youtube.com/watch?v=8D12oHyWmws

    Se quiser, te mando por email em HQ Sound.

    “Disse que era marciana gente boa…”

  32. Marcos Arduin Diz:

    “O ponto positivo é que com o avanço da tecnologia cada vez mais estes pretensos “paranormais” vão perder cada vez mais espaço!”
    - Quando muito ajudam a sustentar as desculpas céticas, mas isso só se contrariarem o paranormal. Se a tecnologia não ajudar nas desculpas, então apelam os céticos para uma fraude provável, embora não demonstrada…
    Eu não vi o dito Fantástico, mas o ideal é demonstrar a fraude NA CARA do paranormal e ver que desculpa ele dá. Fazer uma demonstração de um possível truque que simula o que o paranormal fez só dá margem do “é parecido, mas não é igual”.
    É isso.

  33. Juliano Diz:

    O problema é que os ditos “paranormais” não aceitam demonstrar que são o que alegam num ambiente controlado! No caso da reportagem do Fantástico a Globo tentou que o pessoal lá do interior de Goiás disponibilizasse a dita pirâmide para uma análise mais criteriosa, pedido que foi negado!! Esta é a questão! Uma coisa é discurso e demonstrações para pessoas envolvidas no processo sem qualquer espírito crítico! Outra é demonstrar dentro de um ambiente crítico e com um público cético!

  34. Juliano Diz:

    Agora eu concordo contigo Arduin que o ceticismo é também radical e abre pouco espaço para algo que fuja do “status quo” materialista! Vide por exemplo na semana passada a foto que a Aeronáutica Chilena disponibilizou! Parece sim uma nave extraterrestre e a própria aeronáutica não soube explicar o fenômeno e abriu a possibilidade de ser sim uma nave extraterrestre. Mas como os possíveis ets não aparecem em pessoa os céticos não dão qualquer crédito a foto! Também não acho que é por aí!

  35. Marciano Diz:

    Ei, que negócio é este? Eu tenho uma nave extraterrestre marciana) estacionada no meu hangar.
    Vocês não acreditam, seus cétigos de uma figa?!

  36. Defensor da Razão Diz:

    Fotos impressionantes do Pé Grande e de estragos causados pelo Chupa Cabras também costumam ser desprezadas pelos céticos só porque os 2 seres teimam em não lhes dar as caras. Ora, quantos avanços a humanidade deixa de experimentar por causa desses céticos! Quanto mais felizes seríamos se aceitássemos unanimemente que o nosso mundo é povoado por demônios, fantasmas, pés grandes, chupa cabras, ETs, espíritos de luz e de porco, monstros do lago ness, unicórnios cor de rosa, sem ficar exigindo provas e mais provas! Que coisa chata essa teimosia cética…

  37. Toffo Diz:

    A questão é que tudo isso é inconclusivo. Existem evidências bastante sérias, como a Sra. Piper, por exemplo, que o Vitor traz costumeiramente aqui. Mas, parafraseando os americanos, it’s one in a million, ou seja, é muito pouco para se admitir que haja um intercâmbio intenso e duradouro entre a vida e a pós-vida, como clamam os crentes. Como diz o ditado, “uma andorinha não faz verão”. Pessoas da minha família recorrem a médiuns, meu irmão esteve no começo deste mês em Abadiânia atrás do tal médium que cura celebridades, volta e meia alguém da família vai a um doutor espiritual. Fazer o quê? eles precisam disso.

  38. pedro Diz:

    pessoal sei que existe as fraudes infelismente, mais existe tbm o fenomeno verdadeiro eu tbm duvidava muito mais recentemente os proprios espiritos me provaram a verdade dos fatos.

Deixe seu comentário

Entradas (RSS)