Livro Gratuito: “Nossa Vida no Além”, de Marlene Nobre (1998)

Livro escrito pela recentemente falecida Marlene Nobre, baseado na psicografia de Chico Xavier. Para lê-lo, clique aqui.

145 respostas a “Livro Gratuito: “Nossa Vida no Além”, de Marlene Nobre (1998)”

  1. Marciano Diz:

    Acabo de fazer comentários nos tópicos anteriores, justamente dizendo sobre minha falta de lembranças de vidas no além ou no aquém.
    .
    As silhuetas na capa do livro não me trazem nada à lembrança. Deve ser da vida de outra pessoa, ou então eu me esqueci mesmo.
    .
    Não sabia que a Marlene também escrevia sobre NDEs.
    .
    .
    “Os testemunhos dos Espíritos informam ainda sobre osprimeiros tempos da vida no além: os preparativos no limiar da Vida Nova; a travessiaem direção à Luz; as dificuldades e lutas de adaptação. Há referências também àszonas inferiores no plano das sombras; à acolhida no além, à assistência hospitalar, àinfluência recíproca entre encarnados e desencarnados etc.”.

    .
    COMENTÁRIO: Não sei por que razão os espíritos insistem em nos ensinar sobre essas coisas. Esquecemo-nos de tudo a cada reencarnação, temos de ler toda essa baboseira de novo e, quando voltamos a morrer e renascer, tornamos a nos esquecer de tudo, precisando de novos testemunhos, novas demonstrações, novas provas.
    Trabalho inútil o desses espíritos.
    .
    .
    Ah, precipitei-me! Agora vejo que a capa é de um pintor alemão, morto há quase duzentos anos. Não tinha como me lembrar.
    .
    .
    .
    Do livro: “A Francisco Cândido Xavier, apóstolo dos Tempos Novos …”.
    .
    COMENTÁRIO: Parece que NSFG veio trazer tempos novos, também, há dois mil anos passados.
    Essa gente não se cansa desse negócio de novos tempos, que não chegam nunca.
    Não há nada de novo debaixo do sol.
    .
    .
    .
    “A segunda metade do século XX, especialmente a partir da década de 1960, vem conhecendo um recrudescimento das pesquisas no campo da sobrevivência da alma, e a tal ponto elas têm sido inovadoras e bem- sucedidas que vêm aplicando um convincente atestado de óbito à própria morte. Os investigadores destas últimas décadas, herdeiros do grande legado deixado pelos pioneiros do século passado e início deste, têm se revelado servidores criativos e dedicados. Lentamente, essas pesquisas, apoiadas pelos extraordinários avanços da física quântica e da tecnologia, vêm contribuindo para a indispensável mudança de paradigma da Ciência e da própria sociedade como um todo, vencendo os redutos recalcitrantes do reducionismo”.
    .
    COMENTÁRIO: Deve ser por isso que AGORA, em 2015, tanto tempo depois da década de 1960, com os avanços da física quântica de apartamento, está comprovada cientificamente a persistência da consciência após a morte.
    .
    .
    .
    Prossigo na leitura do livro mais tarde, porque agora, não sei por que, me deu um sono danado; logo eu, que sofro de terrível insônia. Ou não, como diria o mano Caetano, posto que quando eu morrer e desencarnar vou precisar aprender isso tudo de novo.
    Saco!

  2. Marciano Diz:

    Eu quis dizer morrer e “reencarnar”.
    Vou ter de reaprender a falar vários idiomas, física quântica de apartamento, como é a morte da qual acabo de chegar, etc., etc., etc.

  3. Marciano Diz:

    Obrigado, VITOR.
    Já está tudo em ordem.
    Estou terminando mais uma jornada de trabalho.
    Mais tarde eu leio mais um pouco do livro e volto a comentar.
    Até, se houver comentários dos nobres colegas, direi algo sobre as palavras deles também.

  4. Marciano Diz:

    A transcomunicação instrumental, comunicação dos Espíritos por meios técnicos –gravador, rádio, tevê, telefone, computador, fax etc.
    .
    COMENTÁRIO: Trata-se apenas de pareidolia, a mesma que faz com que ouçamos mensagens satânicas em músicas tocadas de trás para a frente, ouçamos ruídos que sussurram nomes, etc.
    Imagens também são vistas em figuras amorfas, que são interpretadas como aparições de virgem maria, seu filho, etc.
    Nada de novo.
    .
    .
    Marlene fala de Stevenson e de seu livro dos 20 casos de reencarnação.
    Eu não sabia que chiquistas já se interessavam pelo trabalho de Stevenson, muito menos que eles adotam obras não espíritas, tentando dar-lhes uma interpretação no estilo espiritismo chiquista.
    .
    .
    .
    Do livro:
    .
    Ainda uma vez, confirma-se o que Francisco Cândido Xavier, o médium cujasmensagens estudaremos, afirmou certa feita: A Fé abre uma picada, a Ciência passapor cima e constrói uma estrada, sem o saber, repetia ele, à sua maneira, um conceitode Santo Agostinho: A fé procura, o intelecto encontra, emitido pelo santo, a propósitode um comentário sobre texto de Isaías (VII, 9): Se não crerdes, não entendereis.
    .
    COMENTÁRIO: É exatamente o contrário. Se crerdes, não entendereis.
    Não se pode partir de uma premissa imaginada para investigar um fenômeno. Deve-se tentar observar ao máximo o fenômeno, de todos os ângulos possíveis. Tenta-se perceber algum padrão, alguma correlação com outros fatos. Estabelece-se uma hipótese e tenta-se fazer uma previsão, com base nela. Procura-se falsear a hipótese.
    Por aí vai.
    Se a gente começa acreditando, o viés de confirmação fará com que não entendamos nunca.
    Parece que Marlene tece uma colcha de retalhos, misturando tudo, querendo mixar parapsicologia, espiritismo kardecista, chiquismo, catolicismo, tudo num saco de gatos sem pé nem cabeça.
    .
    Seus estudos de casos usam a mesma metodologia do livro “Le Ciel et L’Enfer”, do Rivail, tratando-se de meros relatos atribuídos a espíritos desencarnados que contam-nos sua suposta experiência post morten, como se isso tivesse qualquer utilidade.
    Admitindo-se que haja vida após a morte, como sustenta Marlene, qual a razão para estudar isso tudo, se quando reencarnamos não nos lembramos de absolutamente nada e temos de estudar as mesmas coisas de novo?
    .
    .
    .
    Do livro:
    .
    Quanto à eutanásia, a dra. Kübler-Ross exprime muito bem a nossa missão comomédicos:
    Nossa função não é matar, mas sim ajudar os outros a viverem até morram. Soutotalmente contra qualquer forma de morte misericordiosa e de maneira nenhumatomaria parte nisso.
    .
    COMENTÁRIO: Seria interessante se os médicos, se isto é consenso entre eles, passassem essa visão para veterinários, pois dos pets todos têm piedade e procuram encurtar seu sofrimento, nas mesmas situações.
    .
    .
    .
    Do livro:
    .
    HIPERMNÉSIA POST-MORTEM
    A visão panorâmica, com todos os lances da existência finda, mesmo aqueles julgados mais insignificantes, é obrigatória para todos os desencarnantes,indistintamente. Faz parte do “morrer” ou do “programa” natural da desencarnação. Éconhecida nos círculos espirituais como síntese mental.Assim como recapitula, nos primeiros dias da gestação, todos os lances de suaevolução filogenética, a consciência examina em retrospecto de minutos ou de longoshoras,(…) durante o coma ou a cadaverização do veículo físico, todos osacontecimentos da própria vida, nos prodígios de memória, a que se referem osdesencarnados quando descrevem para os homens a grande passagem para o sepulcro.
    .
    COMENTÁRIO: Depois vem a AMNÉSIA POST VITAM, quando a gente reencarna e se esquece de TUDO o que aprendeu e relembrou na hora da morte.
    .
    Note-se que Marlene usa o mesmo estilo “literário” dos demais chiquistas. Usa adjetivos indevidos, no lugar de locuções adjetivas. O falecido passou desta para melhor em acidente “aviatório”, que os dicionários dizem que é relativo à aviação, e não aos aviões. O normal seria usar acidente “de avião”. (episódio do infame “fio prateado”, o que liga o perispírito ao pericorpo morto.
    Todos se tratam como “irmãos”, com diminutivos carinhosos e infantis, como “mãezinha”.
    Pieguice pura.
    .
    Releva notar que praticamente todos se recordam do momento da morte, o que parece não ter acontecido com AL.
    Comparem os relatos com o início do livro de cx, aka AL:
    .
    “Eu guardava a impressão de haver perdido a idéia de tempo. A noção de espaço esvaíra-se-me de há muito. Estava convicto de não mais pertencer ao número dos encarnados no mundo e, no entanto, meus pulmões respiravam a longos haustos. Desde quando me tornara joguete de forças irresistíveis? Impossível esclarecer”.
    .
    AL não teve túnel, parentes dando-lhe boas-vindas, nada disso. Só o Clarêncio (será que cx estava de gozação ao escolher esse nome esdrúxulo? Ele esclarece AL que, diferentemente dos casos relatados por Marlene, ficou perdido, não teve direito a recepção de parentes, túnel, nada disso).
    .
    .
    .
    Do livro:
    .
    “COMISSÃO DE RECEPÇÃO
    Se há algo realmente confortador na morte é a presença dos seres amados, dosparentes e amigos queridos, domiciliados no mundo espiritual, os que fizeram antes agrande romagem, estendendo os braços para acolher o viajante cansado, ao término dajornada terrestre.Eles fazem parte da comissão de recepção no limiar da Vida Nova e associam-se àsequipes encarregadas dos traslados para a grande travessia. Às vezes, essa comissãoresume-se apenas a um único parente ou amigo, mas há sempre alguém acenando do“outro lado”.
    .
    COMENTÁRIO: Qual a razão de AL ter sido privado da comissão de recepção? Ele era pior do que os espíritos que contam seus desenlaces no livro da Marlene?
    .
    Outra coisa engraçada é o impulso sexual de espíritos desencarnados na juventude, como o caso do IVINHO, o qual contenta-se-ia com o andar de mãos dadas, mas não encontrou um espírito do “sexo” feminino que o agradasse o bastante.
    .
    INQUIETAÇÕES DA LIBIDOIvo de Barros Correia Menezes, o Ivinho, nosso conhecido de algumas linhas atrás,enviou vinte cartas para sua mãezinha Neide, através do médium Chico Xavier, seisdelas estão no livro Retornaram Contando, cinco outras em Gratidão e Paz, e algumasesparsas. Em 1983, cinco anos após a sua desencarnação, ocorrida aos 18 anos,desabafou com a mãezinha Neide (28):
    Continuo desencarnado e prossigo querendo casar-me e ser pai de família. Estimoos avós que me favorecem aqui com os melhores ensejos de ser feliz, mas, no fundode mim mesmo, o que desejo realmente será formar na juventude do meu tempo eadorar uma vida caseira, pródiga de bênçãos de paz. Mãe Neide, é que seu filho andapartido em dois, tamanho é o meu anseio de realizar-me na condição de homem.
    Em sua sexta carta, psicografada em 26 de maio de 1984, Ivinho continuou adialogar francamente com o coração materno, expondo seus anseios mais íntimos: aquele desejo de passear com uma garota a tiracoloobservando se ela nos serviria para um casamento futuro prevalece comigo.
    Muitos rapazes se desligam com facilidade desses anseios. Tenho visto centenasque me participam estarem transfigurados pela religião e outros adoram exercícios deioga com o objetivo de cortarem essas raízes da mocidade com o mundo. (…)Meu tio Ivo fala em amor entre os jovens, apenas usufruindo o magnetismo dasmãos dadas e até já experimentei, mas a pequena não apresentava energias queatraíssem para longos diálogos sobre as maravilhas da vida por aqui. Fiz força e elatambém; no entanto, nos separamos espontaneamente, porque não nosalimentávamos espiritualmente um ao outro.Creio que meu caso é uma provação que apenas vencerei com o apoio do tempo.(…)Se estivesse aí faria 25 anos em janeiro próximo; um tempo lindo para se erguerum lar e criar filhos (…)
    Realmente a provação, com vistas à disciplina emotiva, parece implícita no caso deIvinho, à semelhança de milhares de outros jovens, como ele mesmo pode constatar,entre seus companheiros de Vida Nova. Mas é interessante anotar a sinceridade de seucoração, abrindo a alma por inteiro para a mãe à procura de apoio.Nesta mesma carta, continuou:
    Mamãe Neide, por que será que o homem passa por este período de necessidade deintegração com uma outra criatura no casamento?
    .
    Está comprovado que os anjos têm sexo.
    .
    .
    .
    Estou ansioso pelos comentários dos demais participantes do blog.

  5. Gorducho Diz:

    Essa bande [dado o altíssimo nível do Sítio, prefiro, parafraseando o Russell, deixar na obscura decência do francês...] do espírito eu já tinha notado naquele debate sobre a cartas; mas acho que não cheguei a citar.
    Agora, depois do livro sobre s fraternidades, ficou difícil a gente se surpreender com qualquer outra coisa.
     
    O ódio do CX para com o AL parece decorrer de que ele atirava nas pombas e era oriundo de família de recursos financeiros. Aliás ali ele escorrega e destila recalque relativamente à infância pobre e difícil que teve…

  6. Antonio G. - POA Diz:

    Mais do mesmo…
    .
    Eu fico matutando é sobre por que as pessoas acreditam em coisas assim. É certo que muitos acreditam simplesmente porque são estúpidos, ignorantes, e se deixam levar pela fantasia, crendice. Ok, mas nem só de néscios é composta a legião de crentes nestes fenômenos espíritas e religiosos em geral. Muito pelo contrário, tem muita gente inteligente, letrada, que dá crédito a estas coisas. Só que existe um outro detalhe: as pessoas instruídas que acreditam em espíritos, mediunidade e reencarnação recusam-se a pensar. Aceitam porque lhes parece bom aceitar e têm pudores em questionar. Pensar é atributo quase que exclusivamente humano. É certo que existem animais dotados de um surpreendente grau de inteligência. Golfinhos, corvos, porcos, polvos e alguns primatas possuem cérebros capazes de proezas intelectivas admiráveis. Mas só o ser humano é capaz de um pensamento elaborado, reflexivo e consciente. Só que os humanos são também capazes de obstruir o próprio raciocínio lógico e criar um escudo contra o autodiscernimento. É o medo.
    .
    Pessoas inteligentes só acreditam em fenômenos paranormais porque têm medo e recusam-se a pensar. Pelo que sei, só existem três pessoas no planeta que são muito inteligentes, pensam bastante, e ainda assim acreditam nessas coisas: uma chilena, professora de latim, que mora em Buenos Aires, um técnico em informática indiano radicado no Nepal e o Vitor Moura Visoni, do Rio de Janeiro. São as intrigantes exceções. Há dúvidas sobre a existência de um quarto sujeito, também brasileiro, professor de biologia, mas parece que este já não tem tanta convicção. Alguns já o consideram fora da lista.
    rsrsrs

  7. Gorducho Diz:

    Sem citar nomes, se não quer, claro: o Sr. conhece essas duas pessoas tão distantes sobre a crosta? Por razões profissionais, acaso…?
     
    O Professor admitiu que é zona de conforto – já faz algum tempo mas acho que foi este o termo.
    Daí é aquilo que estava argumentando c/o Dr.: o psiquiatra entende que isso seja uma atitude normal ao psiquismo da humanidade terrícola. Agora daí ele psiquiatra acreditar na realidade ontológica extra psiquismo desses seres produzidos por uma necessidade do cérebro, é que me causa espanto!

  8. Antonio G. - POA Diz:

    A chilena e o indiano? Não. Não as conheço. Recebi informações sobre elas por via mediúnica.

  9. Gorducho Diz:

    Ah!

  10. Gorducho Diz:

    Por sinal seria um debate interessante discriminar o que seria produto natural ao psiquismo decorrente dos medos da noite, florestas, fenômenos naturais, culto aos ancestrais, em resumo a impotência humana face ao real, e a consequente procura psicológica por proteção e muito mais por apaziguamento (suborno) dessas forças; e o que é embutido nas mentes infantes desde a tenra idade nos ainda mal ligados neurônios.
    Pois que certamente essas divindades modernas e essas crenças: D-us, Jesus Cristo, para ficar nas nossas cá, nada tem de naturais. São impostas e historicamente na base da força e da violência. Note-se que o monoteísmo só foi empurrado goela abaixo em Jerusalém e adjacências graças ao imperialismo persas. Tudo completamente contrário às crenças, digamos assim “naturais” das populações.

  11. Gorducho Diz:

    Em Roma a primeira providência do Numa Pompílio foi criar uma religião p/conter de forma nada natural as tendências “naturais” do populacho.

  12. Antonio G. - POA Diz:

    Sim, as pessoas acreditam em Deus, Jesus, espíritos, etc, porque estas crenças lhes foram impostas, e não porque um dia elas decidiram acreditar. E o instrumento desta imposição é realmente a violência, em suas variadas formas, e o medo.
    .
    E é por isso que eu tenho ojeriza à prática da doutrinação de crianças. Uma violência ignóbil e covarde.

  13. Gorducho Diz:

    Isso já foi comentado cá, mas sempre é bom recordar que a Ciência Espírita comprova que o periespírito é um peribalão regido pelas leis da FQP, i.e., tem densidades quantizadas de sorte que ascende à respectiva esfera e lá se estabiliza.
    Assim é que os pecadores sobem até a 3ª; o Julio Cæsar que já é um bom espírito a 6æ se bem me lembro; e Jesus Cristo a 7ª, onde o Drayton Sr. e a filha assistiram uma palestra dele.
     
    Enverga, então, um veículo mais sutil, com novo peso específico, segundo a densidade da vida mental em que se gradua, dispondo de novos elementos para atender à própria alimentação e locomoção.
    Tal como o organismo da borboleta, esse corpo sutil passou por modificações no sistema muscular e no aparelho bucal. Assim, vai ostentar as chamadas trompas fluútico-magnéticas de sucção, novo meio através do qual vai se alimentar no além. Com esses órgãos novos, esse corpo estará muito mais ligado às emanações das coisas e dos seres que o cercam.
    É sempre bom repetir que todo esse processo vai depender da evolução espiritual do desencarnado. O grau evolutivo alcançado vai se refletir nos processos mentais que, por sua vez, vão conferir “peso específico” ao psicossoma ou perispírito.
    Em última análise, esse “peso específico” é quem vai determinar a morada ou a dimensão em que o Espírito viverá no além
    .

  14. Toffo Diz:

    Essa senhora, Marlene Nobre, era médica e afeita à ciência. Não obstante, viajava mais na maionese do que a New Horizons viajou para Plutão. As palestras dela eram de estarrecer. Não admira que ela tenha escrito esse monte de sandices.

  15. Gorducho Diz:

    A gente nunca para de aprender! Por isso tão corretamente sempre dizem que o espiritismo requer estudo: trompas fluútico-magnéticas de sucção
    Eu que me jacto tanto de ser pós-Dr. em Espiritismo :(

  16. Antonio G. - POA Diz:

    Gorducho, em contraste com minha alegação de que há bem pouco para se saber sobre espiritismo, sempre tem alguma nuance a surpreender-nos…

  17. Antonio G. - POA Diz:

    “trompas fluútico-magnéticas de sucção…”. Esses vocábulos tão eruditos são prá todos saberem com quem estão lidando.

  18. Marciano Diz:

    O que me causa lástima é o fato de a pós-doutora em espiritismo Marlene ter de reencarnar e reaprender tudo de novo, desde as mais comezinhas “verdades” espíritas.
    São cx, se já estiver reencarnado, como dizem, está reaprendendo rapidamente.
    Imaginem AL e EmmÂnuel. Depois de “ditarem” vários livros doutrinários, precisam reaprender tudo de novo, em vida ou no post mortem, como foi o caso do AL, espírito superior, que teve de reaprender as coisas mais banais já desencarnado.

  19. Marciano Diz:

    Cura Quântica Unificada, Inteligência Quântica, Quântica do Coração e para a Alma, Criatividade Quântica, Trompas de Falópio Quânticas.
    Estou tentando entender tudo isto.
    Comecei por esta equação:
    http://abyss.uoregon.edu/~js/images/sch_eqn.gif

  20. Marciano Diz:

    Vou pedir ajuda ao Carlos Vereza.

  21. Marciano Diz:

    Falando seriamente, vocês não acham que o apelo à FQM é uma evidência de má-fé de quem quer impressionar um público ingênuo?
    Pseudodocumentários e revistas infanto-juvenis sobre ciência (superinteressante, e.g.) vendem muito mostrando as “esquisitices” da QM, totalmente fora do contexto matemático. Com o terreno preparado, qualquer um que queira aproveitar-se da ingenuidade e ignorância de física e matemática superior por parte dos sonhadores começa a usar QM fora do contexto, para que suas ideias malucas pareçam estar respaldadas na ciência.
    Isso é má-fé pura!

  22. Marciano Diz:

    GORDUCHO e TOFFO, leiam e opinem:
    “Un petit tour sur le vaste Web convainc vite qu’une théorie scientifique majeure du XXe siècle, la physique quantique, s’épanouit ailleurs que dans les labos de recherche. Médecines ou thérapies alternatives, voyance ou sectes religieuses en raffolent.
    Ce grand foutoir ésotérico-thérapeutico-quantique a agacé Richard Monvoisin, enseignant en épistémologie et didactique des sciences à l’université de Grenoble. Au point de vouloir désintoxiquer le lecteur des fausses idées qui fleurissent sur la mécanique quantique, répandues par souci commercial par quelques gourous. Fidèle à la ligne de la maison d’édition Book-e-book, spécialisée en zététique, la discipline qui enseigne l’art du doute et développe l’esprit critique, l’auteur en profite aussi pour expliquer ce que dit ou ne dit pas cette fameuse mécanique quantique. Car son côté bizarre (mais qui marche, dans les transistors, les disques durs ou les lasers…) prête le…”

    En savoir plus:
    http://www.lemonde.fr/sciences/article/2013/04/12/les-charlatans-de-la-physique-quantique_3158430_1650684.html

  23. Marciano Diz:

    Se interessar, o artigo completo do meu vizinho Ricardo está aqui:
    http://www.unice.fr/zetetique/articles/RM_Doctorat_Zetetique_et_medias.pdf

  24. Marciano Diz:

    Esta seria uma matéria interessante para os comentaristas do blog (Zetética).
    Não tem nada na wikipedia brasileira.
    Quem quiser, veja aqui:
    L’astrologie, la parapsychologie, les médecines non conventionnelles, les pseudo-sciences et autres phénomènes paranormaux ont pignon sur rue. Le but de la zététique est de chercher l’origine de ces croyances et d’en chercher les faiblesses épistémologiques, ou de proposer des explications raisonnables aux phénomènes dits paranormaux.
    Pour expliquer les origines de ces croyances, le laboratoire de zététique6 met en cause :
    la caisse de résonance formée par les médias ;
    la dérive déontologique du milieu journalistique ;
    la courroie de transmission que constitue le milieu éducatif ;
    le remplacement de la raison par la sensation : substitution du couple « symbole écrit + analyse étayée » par le couple « image visuelle + sensation immédiate ».
    Moyens de lutte :
    démystifier :
    donner une interprétation scientifique du phénomène
    expliquer quels subterfuges ou quels raisonnements erronés pourraient être utilisés pour nous amener à croire à la véracité du phénomène ou de la pseudo-science
    promouvoir le développement de la culture scientifique, notamment à l’école :
    apprendre les principes d’une observation scientifique (c’est-à-dire une expérimentation et une recherche impartiale des données)
    apprendre à bien interpréter les résultats, et à en tirer les bonnes conclusions
    Exemples de domaines analysés par la zététique[modifier | modifier le code]
    Cette liste n’est pas exhaustive. Elle présente les sujets les plus réputés et les plus controversés (le but avoué de la zététique étant d’avoir un impact populaire) :
    la parapsychologie : ses protocoles scientifiques sont généralement incorrects, ses revendications généralement non prouvées ;
    certaines affirmations religieuses lorsqu’elles entrent sur le terrain scientifique ou historique7, notamment les affirmations qu’il y a des arguments scientifiques en faveur du dessein intelligent (le dessein intelligent n’est pas un objet direct de la zététique, car il ne relève pas directement d’affirmations scientifiquement réfutables, de même que toute question « théologique »)8 ;
    l’homéopathie, en raison de son efficacité non prouvée, et de l’impossibilité à reproduire le phénomène de la mémoire de l’eau qui aurait pu l’expliquer ;
    l’astrologie, le tarot divinatoire, la numérologie, qu’elle réfute en se fondant notamment sur l’effet Barnum et les principes de la lecture froide ;
    le suaire de Turin qui fut l’objet d’analyses scientifiques poussées pour en établir la date ;
    l’aura, en particulier sa représentation par l’effet Kirlian ;
    l’ufologie : (exemple : Théorie des Anciens Astronautes) (pour une critique de l’hypothèse extraterrestre, voir le modèle sociopsychologique du phénomène ovni) ;
    la psychanalyse ;
    les pseudo-sciences en général (voir la liste dans la catégorie pseudo-science). Parmi les plus populaires :
    la graphologie ;
    l’ostéopathie ;
    la morphopsychologie ;
    l’instinctothérapie9 ;
    l’acupuncture ;
    ou bien encore la PNL10…
    .
    Fonte: wikipedia francesa, onde está o texto completo.

  25. Gorducho Diz:

    Para quem acompanhe de fora o Sítio, Zetética é a bancada liderada pelo Analista Toffo; a nossa é liderada pelo Analista Montalvão. Mas sentamos no mesmo lado do plenário.
     
    Voltando à Ciência Espírita, estou estudando as trompas fluido-magnéticas de sucção. Mas é bem técnico o assunto, estou encontrando dificuldade, acho que vou precisar da ajuda do Dr.

  26. Marciano Diz:

    GORDUCHO, é uma pena que o Dr. esteja ausente. Ele gosta tanto de teses de doutorado.
    Que je sache, il ne parle pas français, mais nous pouvons traduir pour lui.
    .
    À propos, il y a de nouvelles sur l’avion disparu (Malaysia Airlines):
    http://globotv.globo.com/globo-news/jornal-globo-news/v/destrocos-achados-no-oceano-indico-podem-ser-de-voo-desaparecido-da-malaysia-airlines/4356016/

  27. Marciano Diz:

    Quero deixar consignado que sinto orgulho de ser o segundo secretário da bancada cética, presidida por MONTALVÃO e tendo como vice-presidente e secretário geral GRASSOUILLET.
    .
    Pela localização e características (Boeing 777), acho que a asa deve ser mesmo do acidente “aviatório” da Malaysia Airlines.
    Será que os paranormais de plantão vão querer steal the show?

  28. Gorducho Diz:

    A Administração tem as coordenadas informadas pelos espíritos, mas o local da queda. Esse flaperon se é mesmo do aparelho deve ter flutuado milhares de milhas. Como lobrigaram o p/n a essa hora já devem saber se era daquele aparelho ou não.

  29. Marciano Diz:

    Ainda está sendo investigado, mas parece que é de um 777.
    Pode ter sido levado por correntes marítimas. Não seria a primeira vez.
    O futuro dirá.
    .
    Curiosidade:
    O Bureau d’Enquêtes et d’Analyses (BEA), órgão francês que previne e investiga acidentes “aviatórios” faz o traço do “A”, no logotipo, com o rastro de uma aeronave fazendo uma curva à direita. A letra é semelhante ao símbolo do ateísmo, com o traço invertido e sem ultrapassar o traço direito da letra.
    Tenho algumas camisetas e bonés de comprei recentemente, alguns dos quais ostentam o símbolo. Nunca fiz muita questão de expressar meu pensamento sobre essas coisas para estranhos, mas o convívio com os crentes do blog motivou essa decisão, a qual, reconheço, foi patética, pois como comentou MONTALVÃO em tópico anterior, NINGUÉM percebe do que se trata e, se um ou outro percebe, parece não se incomodar.
    Foi puerilidade de minha parte. Mea maxima culpa.
    Que atire a primeira pedra quem nunca pagou um mico na vida.
    .
    Confiram:
    http://www.bea.aero/index.php
    e
    http://www.pubzi.com/f/lg-Atheism-Symbol-(A-in-Circle).png

  30. Marciano Diz:

    http://www.pubzi.com/f/lg-Atheism-Symbol-(A-in-Circle).png
    .
    Vamos ver se dá certo agora.
    Se não der, quem quiser ver é só colar o png no final do link.

  31. Marciano Diz:

    Não deu. Recortem, incluindo “.png” e colem na linha de pesquisa do navegador.

  32. Gorducho Diz:

    #BB670
    Mesmo que seja parte dum p/n, se pertencer ao aparelho será amanhã já identificado.
    Reunião é donde veio o Zéfiro, espírito guia do Kardec.
     
    http://blog-peuravion.fr/2015/07/a-t-on-retrouve-les-premiers-debris-du-mh370/#more-1453

  33. Marciano Diz:

    Não necessariamente amanhã, GORDUCHO. Veja que eles dizem que “Dans quelques jours, nous aurons une réponse définitive”.
    Minha hipótese de que pode ter sido levado para tão longe por correntes marítimas não é descartável. Veja:
    “… ses débris ont simplement pu être balayés par le courant, et s’échouer à cet endroit au bout d’un an…”.
    Eles também acham que é muito semelhante: “La similitude est incroyable”
    .
    Mudando um pouquinho de assunto, veja que “meu vizinho” parece concordar com minha hipótese de que TALVEZ Sócrates seja apenas um personagem criado por Platão:
    .
    “Chez Platon, la maïeutique socratique consiste à pousser par questionnement les raisonnements jusqu’à une éventuelle contradiction interne, et le personnage de Socrate, qu’il ait existé ou non, s’est révélé très efficace à démontrer que, derrière des discours parfois pompeux, la trame argumentative est parfois fort maigre”.
    .
    Sei que você sustenta que uma seita não pode existir sem um criador, mas nada impede que ele seja imaginário (caso NSFG).

  34. Gorducho Diz:

    Sim, claro que pode ter sido levado por milhares de milhas. Por isso não significa que ele não tenha caído e a fuselagem, motores &c. não estejam onde informaram os espíritos.
    Se não for divulgado amanhã mesmo só por motivos burocráticos formais, pois que a listagem (BOM) das partes dessa aeronave já estão à mão dos órgãos investigativos desde o início. Então é uma consulta simples like
    … WHERE p_n LIKE ‘%BB670%’
    vai dizer se há essa parte em milissegundos.
     
    Não disse que não há: digo que geralmente as seitas têm um criador ao menos quanto ao carisma, nem que por detrás dessa haja alguma eminência parda que de fato opere a cousa.
    Então, acho apenas mais provável que “Jesus” – o nome claro que é hipotético, um nome comum na época – tenha existido. Mas é só.

  35. Gorducho Diz:

    Mudando um pouquinho de assunto, veja que “meu vizinho” parece concordar com minha hipótese de que TALVEZ Sócrates seja apenas um personagem criado por Platão:
     
    Ocorre que tem o relato independente do Ξενοφῶν, o qual tem expressivas diferenças c/o Platão, portanto não tendo sido copiado deste.

  36. Marciano Diz:

    Você tem razão quanto à identificação e à burocracia.
    Acho plausível que seja do acidente “aviatório” da MA.
    De que o avião caiu, não tenho qualquer dúvida. O problema é a localização dos destroços.
    No caso da Air France (vôo Rio/Paris), os gravadores de dados foram encontrados mais de um ano depois da queda, sendo certo que só emitem sinais por um mês. Incrivelmente, conseguiram resgatar tanto os dados como as gravações sonoras.
    O relatório final pode ser lido no site da BEA, em pdf.
    .
    http://www.bea.aero/docspa/2009/f-cp090601/pdf/f-cp090601.pdf
    .
    O caso da MA ainda está em aberto.
    Ainda podemos saber, por meios realmente científicos, o que aconteceu.
    Não acredito em terrorismo nem em suicídio do piloto (comandante ou primeiro oficial?), como estão falando nos jornais.
    Provavelmente, como quase sempre, foi uma conjunção de fatores e falha da tripulação.
    .
    Gostaria de ver a opinião dos clarividentes ANTES de possível conclusão bem sucedida da investigação material.
    Hindsight não vale.

  37. Marciano Diz:

    Para possíveis menos atentos, aviso que existem teorias conspiratórias, dentre as quais a de que o avião nem decolou.

  38. Marciano Diz:

    A BEA recomendou que as baterias dos gravadores fossem aumentadas de um para três meses, mas a recomendação ainda não foi implementada até hoje.
    No caso do 447, elas foram encontradas DOIS anos depois do acidente e os dados foram recuperados, mostrando que a causa foi um stall, por sua vez causado por congelamento de um pitot e falta de treinamento da tripulação, que não reconheceu o stall nem o desligamento do piloto automático, por causa do congelamento do pitot, também não baixando o nariz da aeronave, mas levantando-o, o que só piorou o stall.
    Ele caiu “de barriga”.
    Deve ter sido um terror, mesmo para os passageiros, os quais, certamente, acordaram e, quem estava sem cinto, saiu “voando” pelo interior do avião.
    Mesmo onde não mais há vida ainda há esperança.

  39. Gorducho Diz:

    Gostaria de ver a opinião dos clarividentes ANTES
     
    Já tem: as coordenadas já foram informadas pelo Sobrenatural. O Administrador as tem e as já divulgou cá, se bem me lembro durante aquele debate sobre os espíritos mergulhões de Alexandria.

  40. Marciano Diz:

    Como eu disse há pouco tempo ao Dr., aqui tudo (menos o primeiro tópico sobre a maga do algodão) está registrado.
    Vou procurar o texto no blog e gravá-lo em várias medias.
    Se algum dia forem localizados os destroços, antevejo que o Sobrenatural errou feio.
    .
    Presto! Vitor Diz:
    OUTUBRO 22ND, 2014 ÀS 1:53 PM
    “E do jato da Malaysia Airlines, coisa bem recente, nossos poderosos sensitivos nada têm a dizer?”
    .
    Sim, tem.
    .
    “Location of the Plane: I’ve been told the plane is “deep down” at the bottom of the Indian Ocean with no survivors. I am getting a strong hit on Latitude: 34.741612, Longitude: 97.646484.”
    .
    http://mediumthomas.com/en/blog/158-psychic-insights-into-malaysia-airlines-flight-370.html
    .
    .
    O Sobrenatural disse que há sobreviventes:
    .
    Marciano Diz:
    OUTUBRO 22ND, 2014 ÀS 2:02 PM
    “Location of the Plane: I’ve been told the plane is “deep down” at the bottom of the Indian Ocean with no survivors. I am getting a strong hit on Latitude: 34.741612, Longitude: 97.646484.”
    .
    COMENTÁRIO:
    Que está “deep down” e “with no survivors”, any retarded knows.
    .
    Quanto à localização exata, vamos esperar.
    .
    Prova de que a premonição existe: nada vai ser encontrado nas coordenadas indicadas.
    Marciano Diz:
    OUTUBRO 22ND, 2014 ÀS 2:04 PM
    Sobre os corpos de Eliza Samúdio e da irmã do Vitor Belfort, nada?
    Marciano Diz:
    OUTUBRO 22ND, 2014 ÀS 2:06 PM
    Tem ainda Dana de Teffé, Jimmy Hoffa e muitos outros, que dariam muito mais cartaz aos psychics.
    Vitor Diz:
    OUTUBRO 22ND, 2014 ÀS 2:06 PM
    “Que está “deep down” e “with no survivors”, any retarded knows.”
    .
    Então por que tem um “psíquico” que diz que há sobreviventes?
    .
    http://www.lagaceta.com.ar/nota/589387/sociedad/vidente-tucumano-cree-saber-donde-esta-vuelo-mh370-malaysia-airlines.html

  41. Marciano Diz:

    Recomendo aos interessados que gravem todos os comentários de
    http://obraspsicografadas.org/2015/livro-gratuito-nossa-vida-no-alem-de-marlene-nobre-1998/#comment-48299
    .
    .
    Se um dia for esclarecido o acidente “aviatório”, vamos ver a confiabilidade do Sobrenatural.
    .
    .
    Os “sobreviventes” devem estar morando em Plutão.
    Aqui, nunca mais foram vistos.

  42. Marciano Diz:

    Ah, agora entendi…
    Há sobreviventes porque a morte não é o fim.
    Sim, claro!

  43. Marciano Diz:

    Errata: os comentários a serem gravados estão em
    http://obraspsicografadas.org/2014/sbt-testa-mediuns-e-psiquicos-programa-de-19102014/

  44. Marciano Diz:

    Como os experimentos não saem nunca, faço uma proposta, em nome da bancada cética: se os destroços forem encontrados e estiverem na localização indicada pelo Sobrenatural, os crentes ganham. Em caso contrário, se forem encontrados em local diverso, ganham os descrentes.
    Fair enough?

  45. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    MARCIANO: Está comprovado que os anjos têm sexo.
    .
    Estou ansioso pelos comentários dos demais participantes do blog.
    .
    PONDERAÇÃO: De Marte, “que anjos tem sexo” é arremate seu ou está no livro?
    .
    Seja um, seja outro, o manifesto de Ivinho não “prova” haver sexo entre anjos (sim, sei que dirá haver distinção entre anjo ter sexo e fazer sexo, mas se eles o têm o usam, ou não?). Eu que seio tudo sobre a espiritualidade, conhecimento adquirido em minhas sonambulizações mediúnicas, digo-lho que anjo e gente são categorias distintas de seres. Nem aparentados são, quais fossem éguas e jumentos que se cruzarem nasce algo vivo e operante (ou é égua e burro?)
    .
    Ponha um anjo a copular com uma donzela fogosa e não sairá nem faisquinha.
    .
    Mas Jesus, que sabe mais que eu do mundo espiritual, esclareceu que no céu seremos como anjos (e não que seremos anjos) os quais não casam sem se dão em casamento. Quer dizer, não trepam nem são trepados.
    .
    Isso mostra que os anjos que muitos viram lá no Gênesis a se divertir com as moçoilas humanas, da qual brincadeira pariram gigantes, não eram anjos coisa alguma, sim filhos de algum patriarca nobre (provavelmente de Sete).
    .
    Portanto, se algum dia um anjo lhe fizer uma proposta indecorosa, sai fora que é fria.
    .
    Quanto a comentar o livro de Marlene, só me ocorre um: puro desvario!
    .
    Saudações angélicas.
    .
    Ah, gostei da aula de locução adjetiva, isso derruba pracaramba…

  46. Marciano Diz:

    There are no survivors. Also sprach Sobrenatural de Almeida.

  47. Marciano Diz:

    MONTALVÃO, até que enfim!
    O sexo sobrenatural está no livro, na parte em que se fala do tesão do espírito do Ivinho.
    Você bem sabe que para chiquistas não existem anjos, só espíritos, de várias classes.
    E a bíblia relata casos de anjos (decaídos) que fizeram sexo com humanos.
    Se eu vou encarar ou não, depende da “anja”.

  48. Marciano Diz:

    Por falar em also sprach Sobrenatural de Almeida, recebi uma transcomunicação via o falecido fax de que Nelson Rodrigues foi reencarnação de Friedrich Wilhelm Nietzsche.
    Quem mo disse foi o próprio Nietzsche/Rodrigues, que também afirmou, não em alemão ou português, que there are no survivors.

  49. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “E a bíblia relata casos de anjos (decaídos) que fizeram sexo com humanos.”
    .
    PONDERAÇÃO: acho não leu meu “comment” inteiro: os anjos que fizeram sexo com humanos são anjos de livre interpretação de certos leitores que realizaram pessoais leituras. Nas versões mais comuns consta que “os filhos de Deus” vendo que as “filhas dos homens” eram apetitosas paparam várias delas. Filhos de Deus não é expressão que se aplique a anjos, mesmo porque a angeologia vai aparecer explicitamente na Bíblia bem depois do Gênesis.
    .
    Talvez diga que Abraão recebeu anjos e que seu sobrinho Ló também foi visitado por tais, mas essas interpretações não são unanimemente aceitas: aqueles mensageiros seriam homens selecionados por Javé para uma missão específica. De ou modo ou de outro, quer os visitantes de Abraão, Ló e outros fossem ou não anjos, os “filhos de Deus” não necessariamente o seriam. A própria lógica espiritual o demonstra: se houve furunfação entre angelicais e humanos no passado porque não mais o entrevero se deu? Será que Deus mandou os anjos “entrar pra dentro” e não mais os deixou brincarem de médico no quintal da humanidade?
    .
    Saudações teológicas.

  50. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    De Marte, Deixei-lho na discussão precedente a esta, a da opinião psiquiátrica, um indicativo que resolverá de vez sua problemática com a espiritualidade. Ainda lhe há esperança, corra e desfrute.

  51. Marciano Diz:

    Nossa Senhora dos Descrentes! Este texto tem tudo a ver com o blog:
    .
    “Remettre l’ouvrage cent fois sur le métier est harassant, à plus forte raison lorsque certains domaines pseudoscientifiques sont atteints du SYNDROME DE L’INSUBMERSIBLE CANARD DE BAIN (ICB).
    Cette image provient vraisemblablement du sceptique étatsunien James Randi. Elle désigne la tendance qu’ont certaines assertions, hypothèses ou théories, à persister à réapparaître à la surface (des médias, des esprits, des discussions) malgré une ou plusieurs déconstructions en règle.
    Unsinkable Rubber Duck
    n. 1. A claim that, after repeatedly disproved, continues to “pop” back into the beliefs of a group of people.
    2. An utterly annoying phenomenon; eg. creationism.
    3. A cute bath toy made of buoyant rubber”.

  52. Marciano Diz:

    É por essas e outras que eu acho que quantas vezes o pato emergir, tantas vezes temos a obrigação (nós, da bancada cética) de submergi-lo.

  53. Marciano Diz:

    MONTALVÃO, veja o poder da Marlene: estamos, nós dois, a discutir o sexo dos anjos, literalmente.
    Que coisa!
    Dou-lhe razão, e pronto!
    MONTALVÃO falou, tá falado!

  54. Vladimir Diz:

    Montalvão disse: Isso mostra que os anjos que muitos viram lá no Gênesis a se divertir com as moçoilas humanas, da qual brincadeira pariram gigantes, não eram anjos coisa alguma, sim filhos de algum patriarca nobre (provavelmente de Sete).
    .
    COMENTÁRIO: Montalvão, a interpretação rabínica judaica e taxativa em afirmar que os “anjos” coabitaram com as filhas dos homens.
    .
    By the way, tais anjos interferiram (a pedido de D’us) em vários momentos em meio ao povo Hebreu.

  55. Marciano Diz:

    GÊNESIS
    [6]
    1 Sucedeu que, quando os homens começaram a multiplicar-se sobre a terra, e lhes nasceram filhas,
    2 viram os filhos de Deus que as filhas dos homens eram formosas; e tomaram para si mulheres de todas as que escolheram.
    3 Então disse o Senhor: O meu Espírito não permanecerá para sempre no homem, porquanto ele é carne, mas os seus dias serão cento e vinte anos.
    4 Naqueles dias estavam os nefilins na terra, e também depois, quando os filhos de Deus conheceram as filhas dos homens, as quais lhes deram filhos. Esses nefilins eram os valentes, os homens de renome, que houve na antiguidade.
    .
    Nefilim, do hebraico ?????? ????? nefilím, que significa desertores, caídos, derrubados, mas tal termo é uma variação do termo ?????. Deriva da forma causativa do verbo nafál ou nefal (cair,queda,derrubar,cortar). Traz uma ideia de dividido, falho, queda, perdido, mentiroso, desertor.
    Literalmente os que fazem os outros cair ou mentir.
    No Dicionário de Strong são chamados de tiranos. Em aramaico Nephila designa a constelação de Orion, que entre os hebreus era o anjo Shemhazai (Semyaza, Samyaza, Semyaze), conforme relatado no Livro de Enoque.
    .
    Já no livro de Deuteronômio podemos conhecer um pouco das características físicas dos Nefelins. Deuteronômio 9:2
    “ Um povo grande e alto, filhos dos anaquins, que tu conhecestes, e dos quais tens ouvido dizer: Quem poderá resistir aos filhos de Anaque? ”
    Neste versículo há uma segunda referência aos filhos de Deus, onde são chamados de Anaquins. A palavra anaquin tem origem na palavra anunnaki do idioma sumério, que significa aqueles que do céu desceram à Terra, o que corrobora o versículo bíblico com narrativas Sumérias e Mesopotâmica como a Epopeia de Atra Hasis.

    (Wikipedia)
    .
    .
    Nada obstante, diante de vossa sabedoria montalvânica, concedo-vos razão.
    A MONTALVÃO o que é montalvânico e a Marciano o que é “de Marte” (locução adjetiva).

  56. Marciano Diz:

    MONTALVÃO, só uma perguntinha:
    É verdade que quando a gente fala no diabo ele aparece?
    E que ele pode mostrar-se como lhe aprouver, inclusive sob aparência humana, na forma de médico, etc.?
    (provocação vampiresca).

  57. Marciano Diz:

    Pensei que o tópico anterior havia desencarnado.
    Vou atualizar-me e aconselhar-me com MONTALVÃO in loco.

  58. Marciano Diz:

    Inscrevi-me no curso.
    Obrigado pela dica.
    Se o Dr. parar de me obsediar, é porque o curso é porreta.

  59. Marciano Diz:

    Astrology believers – unsinkable rubber ducks
    Unsinkable_rubber_ducks

    Of all the woo beliefs, astrology seems the most persistent, the most resistant to evidence, and the most frustrating to debate with believers. I am reminded of Randi’s unsinkable rubber ducks – no amount of contrary evidence will ever un-convince the true believer in astrology. Why does this irrational nonsense continue to flourish despite the complete absurdity of its premises and lack of evidence for its efficacy? This persistent belief in the teeth of evidence would in itself make an excellent psychological study.

    I can only explain it in terms of the power of confirmation bias and the forer effect.

    These two biases (plus some others), convince people that astrology works. Couple this with a strange apparent need for it to be true, and you have your rubber ducks – they just keep bobbing back no matter what you say.
    .
    .
    The same applies to chiquism (free translation into English). No matter how many times you dump their beliefs, they always come back to haunt us (not the spirits, the spiritists, like Dr. Vlad, who confesses now to be a spiritist, or chiquist (free translation – francisism?).
    Le docteur souffre de syndrome de l’Insubmersible Canard de Bain (ICB).
    I’m done with sinking him.
    Enough is enough!

  60. Antonio G. - POA Diz:

    Comentário fora de propósito:
    De todas as manchetes do noticiário de ontem/hoje o que mais me impressionou é o caso do dentista americano, rico, caçador nas horas vagas, que foi ao Zimbábue e matou, inicialmente a flechadas, e depois a tiros, um lindíssimo leão que vivia sob proteção da lei ambiental do país, usava coleira e era tido como um símbolo do Zimbábue. Pois o sujeito, burlando o aparato de proteção, pagou 50 mil dólares a uns imbecis para atraírem o animal para fora dos limites do parque e o matou, para seu próprio deleite. Pois é…
    Quem aposta comigo que o sujeito, quando não está dedicado a matar bichos de grande porte nos finais de semana, frequenta algum templo religioso com sua distinta família? Vale quanto?

  61. Vladimir Diz:

    Certamente matou menos que Stalin que era Ateu…

  62. Antonio G. - POA Diz:

    E menos que Hitler, que era católico.

  63. Antonio G. - POA Diz:

    E que a galera do EI, que são muçulmanos, e que a Santa Inquisição, e que….

  64. Antonio G. - POA Diz:

    O que eu quis acentuar, é que um cara não é mau porque é religioso. Mas o fato de ser religioso não o livra de ser mau. Eu sei que você entendeu.

  65. João Diz:

    Olá Vitor, sem querer sair do assunto do post, mas já saindo. Você já ouviu falar dos testes feitos com o suposto “projetor astral” Alex Tanous onde ele consegue ver alvos usando sua suposta habilidade ( https://www.youtube.com/watch?v=cubGrPT0q20) ? Saberia me dizer se é provável que se trate de fraude?

  66. Vitor Diz:

    Oi, João
    não parece ter sido fraude, mas as evidências de algo paranormal não são muito boas segundo a Blackmore. Ela teceu algumas críticas:
    .
    Alex Tanous, um paranormal de Maine que dizia ter EFCs desde os cinco anos de idade e que apresentou sinais promissores nos testes de Osis com uma centena de voluntários, foi submetido aos experimentos com esse aparelho. Tanous ficava deitado num quarto à prova de som, depois de ter recebido instruções para sair do corpo, ir até onde estava a caixa contendo a aparelho, espiar dentro dela através da abertura de observação, voltar e contar o que vira. Osis narra que, a princípio, Tanous não foi bem-sucedido, mas que finalmente pareceu melhorar (103d).
    .
    Durante cada tentativa Tanous era informado se estava certo ou errado e, portanto, contava com critérios que poderiam ajudá-lo a saber quando estava obtendo bons resultados. Naquelas tentativas em que ele demonstrou maior segurança, seus resultados “aproximaram-se significativamente” do aspecto relativo à cor no alvo. Osis afirmava que esse aspecto era o mais importante recurso de que dispunha para testar sua teoria, porque algumas cores eram modificadas pelo aparelho, o que tornava muito difícil acertar por meio de PES. Os testes seguintes, portanto, usaram apenas um círculo de cores com três figuras e seis cores. Desta vez, no cômputo geral, os resultados não foram significativos, mas obtiveram-se resultados bastante confiáveis para o alvo completo e, na segunda metade do experimento, Tanous alcançou marcas significativas em vários aspectos do alvo, especialmente naqueles que, segundo Osis, exigiam uma “percepção localizada”.
    .
    A impressão de que tudo isto serve de estímulo para a teoria exossomática se desvanece quando vêm à tona vários fatos importantes. Em primeiro lugar, os resultados foram divididos em duas partes. Osis esperava por um declínio nas marcas obtidas por Tanous, assim como havia acontecido em experimentos anteriores. Se a primeira parte dos resultados tivesse sido melhor, seria indício de uma queda; porém, se a segunda parte tivesse um desempenho melhor, seria indício de um aprendizado, exatamente como aconteceu. Em qualquer uma das alternativas estamos diante de uma “descoberta”. Além disso, não se sabe ao certo quantas análises foram feitas, mas o número deve ter sido grande. Registraram-se, inicialmente, os pontos obtidos para o alvo completo e, depois, para cada aspecto individual; para cada um desses aspectos particulares marcaram-se os pontos conseguidos na primeira e na segunda parte, que foram classificados como tentativas de alto e baixo grau de acerto. Quanto maior o número de análises efetuadas, maior a probabilidade de se atingir um resultado de acertos aleatoriamente “significativo”. Finalmente, além de ter havido um número considerável de análises, acresce dizer que os resultados foram tidos como “bastante significativos”. Levando-se tudo em conta, isto não constitui prova segura de que Tanous estivesse alcançando resultados melhores do que os que se poderiam atribuir ao acaso.
    Mesmo que Tanous tivesse obtido bons resultados, seria isto uma confirmação da teoria exossomática das EFCs? Acredito que não, pois não acho que se possa excluir o processo de PES. Osis certamente se esforçou muito para descartá-lo. Primeiro, excluiu a possibilidade de telepatia, garantindo que ninguém sabia onde estava o alvo e que ele era selecionado em cada tentativa por meios mecânicos. Osis também procurou eliminar a clarividência através do planejamento da caixa, construindo-a de tal maneira que para conseguir a resposta certa o sujeito teria de descobrir a cor certa, a imagem certa e a posição de todos os espelhos para conhecer o resultado final. Sem dúvida, esta tarefa não é nada fácil, mas será impossível? Eu diria que sabemos tão pouco a respeito de PES, que não podemos ter certeza. De fato, as poucas provas li que dispomos sugerem que as funções PK podem ter autonomia em relação à complexidade das tarefas (ver 71, 131, 140). Se assim for, então essa tarefa poderia ser realizada tanto por meio de clarividência quanto por qualquer outro meio e, conseqüentemente, poder-se-ia dizer que todo indivíduo bem-sucedido usou a imaginação mais PES.
    .
    Por fim, existe a possibilidade de que o sujeito poderia usar a precognição para verificar prospectivamente a ocasião em que deveria olhar para o alvo e marcar os pontos. Osis procurou anular esta possibilidade usando um método baseado nos efeitos vestigiais de Ehrenwald. Ele demonstrou que gráficos sobre condição emocional preenchidos pelo médium revelavam uma ligação mais íntima com os resultados quantitativos de PES do que com os resultados obtidos pelo tabulador. Esta é uma prova indireta de que a PES não estava presente na época da tabulação dos pontos.
    .
    Todo este esforço enorme foi despendido para projetar um experimento que excluísse a possibilidade de PES. Mas isto é simplesmente impossível. É impossível devido à maneira como a PES é definida – ou seja, negativamente. Nós sabemos apenas o que a PES não é, mas não o que ela é. Na realidade, acho que não sabemos nada sobre ela que nos permita excluir a possibilidade de sua influência em qualquer experimento.
    .
    Este é um sério problema para a pesquisa, não só em EFCs. Portanto, por mais engenhosos que fossem os experimentos de Osis, eles não poderiam ser bem-sucedidos em eliminar a possibilidade de PES. Os mesmos argumentos se aplicam à psicocinesia (PK). Se durante uma EFC uma pessoa afeta algum objeto, então podemos dizer que isto se deveu à PK, não a um aspecto exteriorizado da pessoa. Logo, não é possível excluir nem PES nem PK. No entanto, seria possível testar se a visão fora do corpo se assemelha mais à PES do que à percepção localizada. O que é preciso, é comparar as duas condições. Numa delas a pessoa poderia tentar fazer uso de PES (ou mesmo de PK) e na outra poderia ter uma EFC. Se houvesse diferenças, isto poderia indicar que algo mais do que simples funções psi entraram em ação na EFC, mas até agora não se fez esse tipo de comparação.
    .
    Osis continuou fazendo novos experimentos com Alex Tanous. Em muitos deles, Tanous foi aconselhado a tentar influir em sensores colocados num local afastado. Estes resultados serão examinados adiante, mas nestes mesmos experimentos Tanous foi lavado a crer que sua principal tarefa consistia em ver o alvo como fizera antes. Desta vez havia quatro cores possíveis e quatro quadrantes nos quais a imagem poderia aparecer e cinco contornos diferentes. Marcava-se um tento certo se qualquer um dos aspectos fosse corretamente percebido (105a, b, c). Osis diz que em 197 tentativas houve 114 acertos. Parece uma média razoável, apesar de Osis não afirmar em parte alguma se este resultado foi ou não significativo. Se você tentar calcular por si mesmo, verá que com uma quantidade tão grande de aspectos do alvo, há uma probabilidade de 55% de acerto em cada tentativa, e que havia uma previsão de ocorrerem 108 acertos por acaso. Ora, 114 não parece uma média tão boa e, portanto, mais uma vez os resultados não fornecem nenhuma prova de percepção correta na EFC.

  67. Antonio G. - POA Diz:

    João, você perguntou ao Vitor, mas peço licença para comentar: Não sei por que, mas desconfio que sim, pode haver fraude.

  68. Antonio G. - POA Diz:

    Ou melhor, até parece não haver fraude, como explanou o Vitor, mas os acertos, dentro de uma margem normal de previsibilidade, não significam grande coisa. E o suposto poder especial, serviria mesmo para quê?

  69. João Diz:

    Outra pergunta: e tal “famosa” Miss Z? Ela produziu algum resultado válido sem ter existido fraude?

    Grato pela resposta

  70. Vitor Diz:

    Oi, João
    seus resultados podem a princípio ser explicados por fraude:
    .
    Antes de proceder aos testes formais com a primeira médium, a Srta. Z, ele pedia que ela tentasse fazer um simples exercício em casa. Ela escrevia os números de um a dez em tiras de papel e os colocava dentro de uma caixa, ao lado da cama. Cada noite tirava um, sem olhar, e punha-o num lugar de onde pudesse ser visto de cima. Em seguida, quando se encontrava fora do corpo, ela tentava ver que número era. Ela comunicou a Tart que obtivera sucesso em todas as ocasiões.
    Isto estimulou Tart a tentar experimentos específicos nos quais a paciente dormia no laboratório e ele colocava um alvo em cima de uma estante, a cerca de um metro e oitenta centímetros acima da cama onde estava deitada. A Srta. Z nao podia se sentar nem sair da cama por causa dos eletrodos que a ligavam com a aparelhagem de EEG, nem obviamente enxergar a parte de cima da estante. O alvo era um número com cinco dígitos preparado previamente por Tart e colocado sobre a estante na presença da Srta. Z, sem que, no entanto, ela pudesse vê-lo.
    A Srta. Z dormiu quatro vezes no laboratório. Na primeira, não teve nenhuma EFC; na segunda, ela conseguiu se elevar alto o bastante para ver o relógio, mas não o topo da estante, e na terceira noite, ela teve uma EFC, mas viajou para algum outro lugar e não procurou ver o número. Na quarta e última noite, porém, ela acordou dizendo que tinha visto o número e que era 25132. Era isso mesmo. Ela acertara todos os cinco algarismos, numa probabilidade de acerto por acaso de apenas uma em 100.000. Portanto, é sensato eliminar a idéia de que se tratava apenas de sorte. Afinal, qual seria a explicação? Teria alguma parte da Srta. Z deixado seu corpo e visto o número? Ou poderia ter havido PES?
    O próprio Tart mostrou relutância em admitir uma explicação paranormal. Ele chamou a atenção para o fato de que a Srta. Z poderia, apesar dele pessoalmente ter considerado a hipótese improvável, ter trapaceado usando espelhos ou algum tipo de instrumento periscópico escondido dentro do seu pijama. Até se considerou a possibilidade, embora remotíssima, de que tivesse lido o número refletido na superfície do plástico preto do relógio pendurado na parede. Todas estas conjeturas parecem forçadas, mas quando se está testando a ocorrência de um fenômeno paranormal é preciso se ter plena certeza de que as outras possibilidades estão completamente excluídas. Além do mais, nessa ocasião, o registro de EEG foi obscurecido por muitas interferências com a intensidade de corrente de 60 ciclos. Parker (114, p.103) sugeriu que isto seria previsível caso a Srta. Z tentasse se mover para ver o alvo. O aprofundamento das pesquisas teria ajudado a esclarecer o problema, mas a Srta. Z precisou retornar à sua casa, relativamente distante, de modo que não foi possível fazer outros experimentos com ela.

  71. Vitor Diz:

    “rompas fluútico-magnéticas de sucção”
    .
    Era ‘fluídico-magnéticas de sucção’, foi erro do OCR. Já consertei e fiz o upload do arquivo atualizado.

  72. Gorducho Diz:

    TALVEZ…
    o registro de EEG sendo obscurecido por muitas interferências de equipamentos ligados à rede de 60 ciclos
    [being obscured with a great deal of sixty cycle artifact]
     
    Intensidade de 60Hz é horrível heresia :(

  73. Marciano Diz:

    Esse canard de bain sempre com os mesmos argumentos.
    Stalin matou em nome do comunismo (uma forma de religião sem deuses), não em nome do ateísmo.
    .
    .
    ANTONIO, pegando carona em sua resposta, também tenho uma ligeira desconfiança de que se trate de fraude. É tão sutil que nem sei dizer a razão.

  74. Gorducho Diz:

    (uma forma de religião sem deuses monoteísta)
    :(
    Vou ter colocar de novo a tabela de equivalências cristianismo x marxismo do Russell:
    Yahweh=Dialectical Materialism
    The Messiah= Marx
    The Elect=The Proletariat
    The Church=The Communist Party
    The Second Coming=The Revolution
    Hell=Punishment of the Capitalists
    The Millennium=The Communist Commonwealth

  75. Marciano Diz:

    Bem lembrado, GORDUCHO, Stalin matou em nome do Materialismo Dialético.
    Não adianta seu esforço, entretanto. Não demora muito, o canard de bain volta com o mesmo argumento.
    Aliás, parece que ele confessou-se espírita, depois de o negar várias vezes.
    Quando disse que reclamam quando mandam estudar a DE, citando Rivail.

  76. Vladimir Diz:

    Gorducho,
    .
    Leia “O Capital” (do Marx não do Piketty) e verá que parece mais um livro de Economia e menos de Religião
    .
    Stalin sempre se declarou Ateu, até o Dawkins reconhece isso
    .
    Sim o Ateísmo defendido pelos Comunistas mataram (estima-se) 50 milhões de pessoas
    .
    Mas concordo com o Antonio, não é porque o cidadão é religioso que é mau…

  77. MONTALVÃO Diz:

    .
    VLAD: “Montalvão, a interpretação rabínica judaica é taxativa em afirmar que os “anjos” coabitaram com as filhas dos homens. By the way, tais anjos interferiram (a pedido de D’us) em vários momentos em meio ao povo Hebreu.”
    /.
    PONDERAÇÃO: Correto, a tradição rabínica diz isso, mas nem todos os antigos assim pensavam: por exemplo, Agostinho de Hipona (Santo Agostinho) está comigo e entende que a referência seja à descendência de Sete, filho de Adão (aquele de quem Eva disse ter vindo em lugar de Abel, morto por Caim).
    .
    Antes de qualquer conversa, precisamos ter em mente que se trata de uma narrativa mitológica, não vejo razão para supor algo de literal no relato. Isto posto, consideremos as principais linhas de interpretação correntes:
    .
    1) eram anjos (decaídos);
    2) eram chefes de tribos (ou de clãs) poderosos;
    3) eram a descendência de Sete se juntando aos descendentes de Caim;
    4) eram filhos de Adão gerados antes deste cair em pecado.
    .
    Destas, as mais prestigiadas são a de nºs 1 e 3.
    .
    Nada obstante a preferência dos rabinos pela sugestão de anjos copulativos, já nos primórdios do cristianismo a ideia não parecia admissível. Os que assim pensavam, provavelmente, baseavam-se em duas vias: 1) no discurso de Cristo asseverando que anjos não procriam; 2) o inusitado da suposição de que seres espirituais possam ter bilau reprodutivo. Talvez, outras considerações viessem de carona nessas cogitações, por exemplo, se anjos arrepiaram mulheres terráqueas, deveriam haver fêmeas angélicas que pudessem ser igualmente arrepiadas por machos humanos. Mas, não há mínima menção de que houvesse gêneros entre anjos.
    .
    Outro ponto controverso: não seria admissível que Deus permitisse a seus anjos saírem por ai traçando as pobres mulheres, já cheias de maldição devido a mãe-mór dentar o fruto proibido. Diante da dificuldade criou-se a tese de que esses tarados espirituais fossem anjos decaídos, que não estavam nem aí para a autoridade de Papai do Céu e não perdoavam quem lhes passasse ao alcance das mãos ou do pinto.
    .
    Os primeiros teólogos do cristianismo devem ter percebido essas incongruências e rejeitaram os anjos devassos, preferindo a proposta melhor embasada, que concede aos descendentes de Sete o apelido de “filhos de Deus”. E os “gigantes” não seriam propriamente sujeitos descomunais (imagine a barriga da grávida), o termos parece atinar ao heroísmo, valentia, algo assim.
    .
    Saudações angelo-procriativas

  78. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    MARTINIANO diz:
    MONTALVÃO, só uma perguntinha:
    É verdade que quando a gente fala no diabo ele aparece?
    E que ele pode mostrar-se como lhe aprouver, inclusive sob aparência humana, na forma de médico, etc.?
    .
    RESPOSTAÇÃO: certinho: crede no diabo e ele se achegará a vós, resisti-lhe e fugirá de vossa presença. O cramunhão é hábil em assumir qualquer forma que queira (que nem aquela mutante do X-Men), só não consegue sempre esconder o rabo.

  79. Gorducho Diz:

    Leia “O Capital” (do Marx não do Piketty) e verá que parece mais um livro de Economia e menos de Religião.
    No me venga con cuentos insinuando que leu O Capital pois não me consta que alguém o tenha lido, muito menos S/Pessoa!
    Claro, é certo que ele considerava a crosta como suscetível duma evolução deterministicamente determinada a estabelecer uma sociedade socialista. Ou seja, ele alegava profetizar que por uma evolução natural das cousas, o socialismo substituiria a sociedade capitalista, não por razões éticas mas como que por uma lei natural. Seria digamos assim uma manifestação da natura naturans o Spinoza propôs no rascunho e depois fundiu-a com a natureza material (natura naturata) creio que por convencionalismo (como mostrei naquele debate que perdi para a coalisão sua e do AMo). Análogo, claro, à tal lei do progresso das sociedades terrícolas, que é uma peculiaridade da época e dogma explícito do kardecismo.
    Isso não é economia: é dogma de filosofia religiosa.
     
    Stalin sempre se declarou Ateu, até o Dawkins reconhece isso
    O que o Dawkins acha ou deixa de achar não me interessa: já lhe expliquei exaustivamente que uso meu neurônio, não costumo depender dos dos outros. O Kardec também achava que não estava escrevendo uma religião e que não proferia dogmas. O fato de alguém ser incapaz de identificar seus próprios procedimentos não muda a realidade dos mesmos.
    Agora, fica aberto si mostrar que o Stalin não era marxista: ai sim poderá ser que fosse ateu.
    .
    Sim o Ateísmo defendido pelos Comunistas mataram (estima-se) 50 milhões de pessoas
    .

  80. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    MARCIANO: “Já no livro de Deuteronômio podemos conhecer um pouco das características físicas dos Nefelins. Deuteronômio 9:2
    “ Um povo grande e alto, filhos dos anaquins, que tu conhecestes, e dos quais tens ouvido dizer: Quem poderá resistir aos filhos de Anaque? ”
    Neste versículo há uma segunda referência aos filhos de Deus, onde são chamados de Anaquins. A palavra anaquin tem origem na palavra anunnaki do idioma sumério, que significa aqueles que do céu desceram à Terra, o que corrobora o versículo bíblico com narrativas Sumérias e Mesopotâmica como a Epopeia de Atra Hasis.
    (Wikipedia)”
    ./
    PONDERAÇÃO: os nephilins podem ser equiparados à Atlântida, embora não tenham conquistado igual repercussão. As interpretações místico-literalizantes fomentam os mais disparatados delírios e permitem cogitações de que num passado remoto e incerto, existiram toda sorte de quimeras. Até o guru teológico do Vlad, nosso amigo Caio Fábio, se deixa possuir pelo devaneio, se quiser, confira: http://www.caiofabio.net/conteudo.asp?codigo=06003
    .
    Do link acima, destaco o trecho:
    .
    ============================.
    “Hoje os Nephilim, os Benai Elohim, “os filhos de Deus” do Genesis, segundo o Livro de Enoque, se tornaram demônios; ou seja: Enoque, o livro, nos diz que após morrerem os Nephilim receberam o castigo de terem que existir na Terra, num limbo dimensional; podendo apenas tentar penetrar almas abertas para eles ou que os invocassem. As Epístolas de Pedro e Judas se baseiam nesses fatos do passado da Terra e os usam como ilustração da realidade que os Nephilim, hoje, não trabalham mais do mesmo modo, como no passado, mas que, dada a sua presente situação e juízo, agem apenas pela via da indução ou da mediunidade.
    .
    A fixação dos anjos caídos neste mundo é alterar a natureza humana e controlar as nossas mentes! [só se se for a sua, Caio]
    .
    Como diz Paulo esses são os “espíritos que agora atuam nos filhos da desobediência”.
    .
    Eles estão em tudo e em todas as coisas…
    .
    Por isto Satanás disse a Jesus que os poderes deste mundo tinham sido dados a ele, e que ele os daria a quem ele quisesse.
    .
    Hoje os Nephilins vão das possessões demoníacas às assombrações e fantasmagorias; vão dos coitos satânicos e consagrados ao diabo às monstrificações em laboratórios de genética; vão das facadas às armas climáticas em franco e célere desenvolvimento; vão dos aparatos de morte aos óvnis misteriosos; vão dos puteiros às orgias globais; vão dos cultos de frango, farinha e cachaça às alquimias da ciência mais evoluída; ou seja: eles sumiram no espírito a fim de fazerem de seu gigantismo algo muito mais gigantesco, só que não perceptível pelo olhar que apenas vê com o globo ocular.
    .
    E mais: [mais?!]
    .
    TENHO A FORTE SUSPEIÇÃO QUE HOJE EXISTEM CONFRARIAS CONSCIENTES DE TAIS FORÇAS E PODERES; E SÃO TAIS CONFRARIAS QUE REINAM SOBRE PRESIDENTES E PODERES OFICIAIS DESTE MUNDO!
    .
    Os donos deste mundo são conhecidos apenas por eles mesmos; sim, pelos membros do mesmo clube da morte e da manipulação!
    .
    E mais: eles são de países e raças diferentes, mas unidos pela mesma ideologia espiritual: a dos Nephilins!
    .
    Digo isto apenas para que se pense!…
    .
    Isto não salva o espírito, mas ajuda a gente a andar de olhos bem abertos!”
    .========================.
    .
    Portanto, meus irmãos, muito cuidado, não depois não digam que vladeanamente não avisei…

  81. Gorducho Diz:

    Sim o Ateísmo defendido pelos Comunistas mataram (estima-se) 50 milhões de pessoas

  82. Gorducho Diz:

    Recorrendo a seus conhecimentos de Teologia, Analista Montalvão; o Kardec diz que S. Agostinho dissera: “Estou certo de que minha mãe virá visitar-me e dar-me o seu conselho, revelando-me o que nos espera na vida futura”.
    Isso é verdade? Onde está?
    Já procurei sem sucesso nos escritos dele…
     
    1) no discurso de Cristo asseverando que anjos não procriam;
    Qual vem a ser esse pronunciamento?

  83. Marciano Diz:

    Acho que MONTALVÃO já foi acólito instituído pelo éveque da diocese de Gut Garten. Quizaz, diácono.

  84. Marciano Diz:

    Não é Bom Jardim, é Silva Jardim. E parece que nenhum dos dois municípios tem diocese.
    Mas que ele entende muito “dessas coisas”, isso entende.

  85. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “Stalin matou em nome do comunismo (uma forma de religião sem deuses), não em nome do ateísmo.”
    .
    PONDERAÇÃO: embora não esteja incorreto que tenha matado em nome do comunismo, postulo que o melhor seria dizer que Stálin trucidou milhões porque era louco-sádico. O poder corrompe e pode transformar equilibrados em monstros, imagine o que acontece se quem guindado ao poder sofra de delírios persecutórios, ou mania de grandeza ou coisa assim? Lênin, no leito de morte, implorava aos seus achegados que não permitissem que Stálin chegasse ao topo. Deixaram e deu no que deu…

  86. Gorducho Diz:

    #MH370
    Com a devida correção do part number – 657BB – tudo indica que é do aparelho mesmo.
    Pp. 235 e 237
     
    http://fr.calameo.com/read/0003162864c5d46c7d25f

  87. Marciano Diz:

    MONTALVÃO, já que você disse que o poder corrompe, peço-lhe um aconselhamento.
    .
    Postula o chiquismo que a Terra é um planeta de provas e expiações, estando para ser promovido a planeta de regeneração.
    .
    Sempre que falam em provas, os chiquistas falam em dire straits (terríveis dificuldades) pelas quais o espírito encarnado passa para mostrar paciência e resignação.
    Exemplo:
    26 – Perguntais se é permitido abrandar a vossas provas. Essa pergunta lembra estas outras: É permitido ao que se afoga procurar salvar-se? E a quem se espetou num espinho, retirá-lo? Ao que está doente, chamar um médico? As provas têm por fim exercitar a inteligência, assim como a paciência e a resignação. UM HOMEM PODE NASCER NUMA POSIÇÃO PENOSA E DIFÍCIL, PRECISAMENTE PARA OBRIGÁ-LO A PROCURAR OS MEIOS DE VENCER AS DIFICULDADES. O médico consiste em suportar sem murmurações as conseqüências dos males que não se podem evitar, em preservar na luta, em não se desesperar quando não se sai bem, e nunca em deixar as coisas correrem, que seria antes preguiça que virtude.
    Essa questão nos conduz naturalmente a outra. Desde que Jesus disse: “Bem-aventurados os aflitos”, HÁ MÉRITO EM PROCURAR AS AFLIÇÕES, AGRAVANDO AS PROVAS POR MEIO DE SOFRIMENTOS VOLUNTÁRIOS? A ISSO RESPONDEREI MUITO CLARAMENTE: SIM, É UM GRANDE MÉRITO, QUANDO OS SOFRIMENTOS E AS PRIVAÇÕES TÊM POR FIM O BEM DO PRÓXIMO, PORQUE SE TRATA DA CARIDADE PELO SACRIFÍCIO; NÃO, QUANDO ELES SÓ TÊM POR FIM O BEM PRÓPRIO, PORQUE SE TRATA DE EGOÍSMO PELO FANATISMO.
    Há uma grande distinção a fazer. Quanto a vós, pessoalmente, contentai-vos com as provas que Deus vos manda, não aumenteis a carga já por vezes bem pesada; aceitai-as sem queixas e com fé, eis tudo o que Ele vos pede. Não enfraqueçais o vosso corpo com privações inúteis e macerações sem propósito, porque tendes necessidades de todas as vossas forças, para cumprir vossa missão de trabalho na Terra. Torturar voluntariamente, martirizar o vosso corpo, é infligir a lei de Deus, que vos dá os meios de sustentá-lo e de fortalecê-lo. Debilitá-lo sem necessidade é um verdadeiro suicídio. Usai, mas não abuseis: tal é a lei. O abuso das melhores coisas traz as suas punições, pelas conseqüências inevitáveis.
    Bem outra é a questão dos sofrimentos que uma pessoa se impõe para aliviar o próximo. Se suportardes o frio e a fome para agasalhar e alimentar aquele que necessita, e vosso corpo sofrer com isso, eis um sacrifício que é abençoado por Deus. Vós, que deixais vossos toucadores perfumados para levar consolação aos aposentos infectos; que sujais vossas mãos delicadas curando chagas; que vos privais do sono para velar à cabeceira de um doente que é vosso irmão em Deus; vós, enfim, que aplicais a vossa saúde na prática das boas obras, tendes nisso o vosso cilício, verdadeiro cilício de bênçãos, porque as alegrias do mundo não ressecaram o vosso coração. Vós não adormecestes no seio das voluptuosidades enlanguescedoras da fortuna, mas vos transformastes nos anjos consoladores dos pobres deserdados.
    .
    .
    Ex positis, considerando ainda que é “certo” que Jó foi submetido a provas pelo cramunhão, com a permissão divina, e passou nas provas.
    Tendo em vista que NSFG também foi submetido a prova, pelo mesmo cramunhão (acho que foi o mesmo), quando fazia regime no deserto.
    Considerando que uma prova que em vez de submeter o avaliado a grandes sofrimentos, os quais pode sobrepujar facilmente, o submete a grande poder e riqueza é mais difícil de ser gabaritado, visto que o poder corrompe, pergunto:
    .
    Será viável que eu proponha à espiritualidade superior, quando de meu próximo (não no sentido de próximo no tempo, mas no daquele que se seguirá à presente encarnação) que ME DÊ PODERES 70 X 7 MAIORES DO QUE OS CONCEDIDOS A STALIN OU A HITLER, PARA QUE EU PROVE QUE PASSO FACILMENTE PELA TENTAÇÃO DE ME CORROMPER?

    Em outras palavras, à ton avis, será que eles aprovam minha disposição de passar por essa prova?
    Tenho chances?
    .
    EU PROMETO SOLENEMENTE QUE, SE FOR APROVADA MINHA PROPOSTA SOMENTE USAREI MEUS PODERES PARA O BENEFÍCIO DA HUMANIDADE.
    .
    .
    .
    .
    GORDUCHO, estou acompanhando atentamente as investigações, mas acho que vai ser difícil localizar o restante dos destroços, de nada adiantando achar um pedaço do propeller que flutuou por enormes distâncias.
    Aguardemos.

  88. Marciano Diz:

    Esse manual precisa ser olhado com tempo.
    Vejo-o mais tarde.

  89. Marciano Diz:

    Como é que eu faço para ir direto para as páginas indicadas?

  90. Marciano Diz:

    Esse manual é mais fastidieux do que Das Kapital.
    Pelamordedeus, mostre-me como faço para ir direto à descrição da asa encontrada e sua identificação.

  91. Gorducho Diz:

    Flaperon.
    Posicione o cursor a ½ curso e veja em que pg. cai, e assim vá biseccionando os intervalos.

  92. Marciano Diz:

    Tens dupla razão. Trata-se de um flaperon, não de uma asa e parece que só pode ser do vôo da MA.
    Parece, ao que dizem, que não outro registro de desaparecimento consistente com o debris encontrado.
    Será que soltou-se no ar ou no impacto com a água?

  93. Marciano Diz:

    Próximo ao local foi encontrada, hoje, parte de uma mala de viagens.
    ???????
    http://extra.globo.com/noticias/mundo/mala-encontrada-na-ilha-reuniao-aumenta-suspeitas-sobre-localizacao-de-voo-da-malaysia-airlines-17014261.html

  94. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    Gorducho Diz: Recorrendo a seus conhecimentos de Teologia, Analista Montalvão; o Kardec diz que S. Agostinho dissera: “Estou certo de que minha mãe virá visitar-me e dar-me o seu conselho, revelando-me o que nos espera na vida futura”. Isso é verdade? Onde está?
    Já procurei sem sucesso nos escritos dele…
    .
    PONDERAÇÃO: miudíssimos conhecimento teológicos, registre-se… Desconheço essa alegação de Kardec. Fiz uma busca nos escritos de Rivail e na Revista Espírita e nada achei nesse sentido. Vou anotar e ficar atento, se aparecer o informe informo.
    /
    /
    1) “no discurso de Cristo asseverando que anjos não procriam”;
    GORDUCHO: Qual vem a ser esse pronunciamento?
    /.
    PONDERAÇÃO: Anota aí: Mt 22, 23-30, a seguir reproduzido:
    .
    23 No mesmo dia vieram alguns saduceus, que dizem não haver ressurreição, e o interrogaram, dizendo:

    24 Mestre, Moisés disse: Se morrer alguém, não tendo filhos, seu irmão casará com a mulher dele, e suscitará descendência a seu irmão.

    25 Ora, havia entre nós sete irmãos: o primeiro, tendo casado, morreu: e, não tendo descendência, deixou sua mulher a seu irmão;

    26 da mesma sorte também o segundo, o terceiro, até o sétimo.

    27 depois de todos, morreu também a mulher.

    28 Portanto, na ressurreição, de qual dos sete será ela esposa, pois todos a tiveram?

    29 Jesus, porém, lhes respondeu: Errais, não compreendendo as Escrituras nem o poder de Deus;

    30 pois na ressurreição nem se casam nem se dão em casamento; mas serão como os anjos no céu.

  95. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    Marciano Diz: Acho que MONTALVÃO já foi acólito instituído pelo éveque da diocese de Gut Garten. Quizaz, diácono.
    .
    PONDERAÇÃO: quiça tenha razão? Se um dia viermos a saber só nesse dia saberemos…

  96. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “Não é Bom Jardim, é Silva Jardim. E parece que nenhum dos dois municípios tem diocese.”
    .
    PONDERAÇÃO: gut garten… pô, alemão, e com minúscula, é brincanagem… Silva Garten não tem mesmo diocese, mas tem paróquia e o pároco local até me deu um livro de presente e gosta de um vinho…
    .
    Como se diz Silva Jardim em alemão? E buchada de bode?

  97. Gorducho Diz:

    Certamente expressei-me mal…
    Kardec diz isso em ESE 1:9, sem citar o lugar, claro. O que quero é saber onde o santo escreveu isso e se está bem citado…

  98. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    MARTIANO: “Postula o chiquismo que a Terra é um planeta de provas e expiações, estando para ser promovido a planeta de regeneração.”
    .
    PONDERAÇÃO: a respeito deste ponto, em discussão com um nobre espírita, assim me pronunciei:
    .
    “Quanto ao fato de a Terra ser um “grãozinho” de areia no Cosmo, ou seja, desimportante em relação à grandiosidade do universo, cabe reflexão. A Terra é um nada sim, mas somente na dimensão: mesmo no sistema solar existem planetas gigantes, fato que deve ter levado Kardec a imaginar que tamanho fosse documento: inferiu que os maiores seriam os melhores. Por isso, colocou fantasiosamente os seres mais desenvolvidos em Júpiter.
    .
    Acontece que não é conhecido outro orbe no universo tão pujante em vida e beleza quanto o nosso. Nos planetas que orbitam o sol nenhum se lhe aproxima no deslumbre que a natureza oferece. Rios, florestas, riquíssima fauna e flora, acidentes naturais, água em abundância, solo fértil, diversidades de ambientes, tudo disponível para dar aos seres que aqui habitam o maior conforto em suas existências. Desconhece-se em todo o cosmo qualquer astro que concedesse tamanha gratificação aos seus habitantes.
    .
    Qualificar a Terra como “planeta de expiação”, diante do muito que outorga, certamente constitui enorme exagero. Se um astro expiativo for tal qual este, que feição teriam os astros onde habitassem os mais desenvolvidos? Seriam estupendos paraísos! Entretanto, as observações modernas mostram que Júpiter, por exemplo, considerado por Rivail o mais bonançoso planeta de nosso sistema, é apenas um grandalhão que ofereceria aos que ali estivessem ambiente infernal.
    .
    [...]
    Kardec julgava que quase todos os demais planetas ? com exceção de Marte ? seriam muito melhor habitáveis que a Terra. Não é preciso pensar longamente para perceber-se o notável equívoco do codificador. Visto não dispor de informes condizentes (que atualmente estão acessíveis, obtidos por equipamentos de observação adequados), baseou suas certezas em meras reflexões particulares (às quais atribuiu à comunicação dos espíritos). Afirmar que a Terra é um dos planetas “menos favorecidos à habitalidade”, não foi apenas exagero negativo do codificador, foi uma falhança sem tamanho… E os “espíritos”, que se acredita, o assessoravam, deixaram essa aberrante declaração registrada para a posteridade… Até hoje os espíritas não se aperceberam que essa ideia constitui acintoso despautério.

  99. Borges Diz:

    “Descobrimos que, em última análise, os corpos físicos, mesmo os aparentemente mais pesados e volumosos, são constituídos de luz coagulada (1), conforme revelaram, em 1968, os Espíritos Superiores por intermédio de Francisco Cândido Xavier, ensinamento esse, posteriormente, em 1975, enunciado por Bob Toben e Fred Allan Wolf: a matéria não é nada mais do que luz capturada gravitacionalmente. (2) Sem dúvida, um rude golpe no elemento básico com o qual sempre trabalharam os materialistas.”
    Comentário:- tudo indica que Albert Einstein fez citação semelhante em 1905 ao estabelecer a fórmula: E = m.c². Este assunto levou-me a pensar na origem de tudo, quando a matéria e a antimatéria se formaram. Considerando uma situação de aleatoriedade, deveria ter surgido quantidades iguais das mesmas; se isto tivesse ocorrido, certamente não estaríamos hoje terçando armas nesta esgrima virtual. Como a quantidade de matéria hoje é altamente predominante, podemos inferir com cuidado, que se trata da ação do dedo do “Criador”.
    Outra possibilidade que se descortina, torna tudo mais preocupante, pois se quantidades iguais surgiram e, por algum motivo, não houve a aniquilação, então estamos compartilhando o espaço com um mundo paralelo de antimatéria.
    Obrigado

  100. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    MARCIANO: Ex positis, considerando ainda que é “certo” que Jó foi submetido a provas pelo cramunhão, com a permissão divina, e passou nas provas.
    Tendo em vista que NSFG também foi submetido a prova, pelo mesmo cramunhão (acho que foi o mesmo), quando fazia regime no deserto.
    .
    PONDERAÇÃO: parece que não foi o mesmo cramunhão. Em Jó, o anjo acusador (vertido por Satanás) participa da assembléia dos deuses que prestavam contas ao deus maior. Note que ele diz que “veio de percorrer a Terra”, quer dizer, observava os homens e deles dava relatórios ao chefão. Com Jesus Satanás já é o grande inimigo da obra de Deus, a qual tencionava destruir, e só conversou com Cristo daquele jeito porque não sabia bem quem ele era, embora pressentisse a importância de sua missão.
    /
    /
    MARCIANO: “Considerando que uma prova que em vez de submeter o avaliado a grandes sofrimentos, os quais pode sobrepujar facilmente, o submete a grande poder e riqueza é mais difícil de ser gabaritado, visto que o poder corrompe, PERGUNTO:
    .
    Será viável que eu proponha à espiritualidade superior, quando de meu próximo (não no sentido de próximo no tempo, mas no daquele que se seguirá à presente encarnação) que ME DÊ PODERES 70 X 7 MAIORES DO QUE OS CONCEDIDOS A STALIN OU A HITLER, PARA QUE EU PROVE QUE PASSO FACILMENTE PELA TENTAÇÃO DE ME CORROMPER?
    Em outras palavras, à ton avis, será que eles aprovam minha disposição de passar por essa prova? Tenho chances?
    .
    EU PROMETO SOLENEMENTE QUE, SE FOR APROVADA MINHA PROPOSTA SOMENTE USAREI MEUS PODERES PARA O BENEFÍCIO DA HUMANIDADE.”
    ./
    PONDERAÇÃO: ma que poderes tão grandes foram concedidos a Stálin e a Hitler que não dados pelos que os entronaram no poder? Coitada da espiritualidade, nada tem a ver com isso. É mais ou menos como nós, que demos poder ao Lula e agora estamos pagando o preço da besteirada.
    .
    Que eu saiba, Hitler o Stálin não davam saltos além de suas alturas, não erguiam 400 kg acima da cabeça, não passavam 40 dias e noites sem comer, não viviam de luz… então, fica difícil mensurar a quantas andaria quem fosse brindado com setenta vezes sete mais poderes que essas podridões.
    .
    Poderoso sou eu, que posso chamar Hitler, Stálin, Mussolini, Hiroíto, o bom Mao, de podrilhões e nada me acontece. Duvido que um russo o fizesse durante o stalinismo e sobrevivesse dois dias… Muito cuidado, pois, comigo…
    .
    By the way, se promete fazer bom uso de suas poderanças, fecho contigo…
    .
    Saudações stalinistas

  101. Marciano Diz:

    MONTALVÃO, você está tendo alucinações visuais. Eu não escrevi o nome do município fluminense com minúsculas.
    .

    Silva é nome próprio, portanto, intraduzível, embora Cristóvão Colombo, Napoleão e outros mais não concordem com a regra.
    .
    Buchada de bode é prato inexistente em qualquer país de língua germânica, como Alemanha, Áustria, Suíça, etc., mas que tal magen von ziege?
    .
    .
    “Acontece que não é conhecido outro orbe no universo tão pujante em vida e beleza quanto o nosso. “
    .
    COMMENTAIRE: Nem sem pujança alguma.
    .
    .
    Eu não dei poder algum à MuLLa. Anulei o voto, mas agora só voto CONTRA a petralha.
    .
    Saudações anti-petralhas.
    .
    .
    .
    Deus usou a antimatéria para construir o inferno. Lá tudo é ao contrário. Se o céu e o inferno se encontrarem, anulam-se reciprocamente.

  102. Marciano Diz:

    A brincadeira com Gut Garten é porque lá é cheio de descentesdes de suíços alemães.

  103. Marciano Diz:

    Descentesdes não é uma palavra estrangeira. Eu quis escrever descendentes. Foi o infame poltergeist.

  104. Marciano Diz:

    Exemplo de prova irrefutável, bem ao gosto dos crentes:
    .
    – O que você está fazendo com esse aerossol?
    – Não é aerossol, é um anti-girafas.
    – Mas aqui não existem girafas!
    – Isto prova a eficácia do anti-girafas.

  105. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    Gorducho Diz: Certamente expressei-me mal…
    Kardec diz isso em ESE 1:9, sem citar o lugar, claro. O que quero é saber onde o santo escreveu isso e se está bem citado…
    /.
    PONDERAÇÃO: No ESE 1:11, consta:
    .
    “Podem ler-se, nas notáveis confissões que esse eminente espírito deixou, as características e, ao mesmo tempo, proféticas palavras que proferiu, depois da morte de Santa Mônica: Estou convencido de que minha mãe me virá visitar e dar conselhos, revelando-me o que nos espera na vida futura. Que ensinamento nessas palavras e que retumbante previsão da doutrina porvindoura! Essa a razão por que hoje, vendo chegada
    a hora de divulgar-se a verdade que ele outrora pressentira, se constituiu seu ardoroso disseminador e, por assim dizer, se multiplica para responder a todos os que o chamam. -
    Erasto, discípulo de S. Paulo. (Paris, 1863.)
    .
    Nota. – Dar-se-á venha Santo Agostinho demolir o que edificou? Certamente que não. Como tantos outros, ele vê com os olhos do espírito o que não via enquanto homem. Liberta, sua alma entrevê claridades novas, compreende o que antes não compreendia. Novas idéias lhe revelaram o sentido verdadeiro de algumas sentenças. Na Terra, apreciava as coisas de acordo com os conhecimentos que possuía; desde que, porém, uma nova luz lhe brilhou, pôde apreciá-las mais judiciosamente Assim é que teve de abandonar a crença, que alimentara, nos Espíritos íncubos e súcubos e o anátema que lançara contra a teoria dos antípodas. Agora que o Cristianismo se lhe mostra em toda a pureza, pode ele, sobre alguns pontos, pensar de modo diverso do que pensava quando vivo, sem deixar de ser um apóstolo cristão. Pode, sem renegar a sua fé, constituir-se disseminador do Espiritismo, porque vê cumprir-se o que fora predito. Proclamando-o, na atualidade, outra coisa não faz senão conduzir-nos a uma interpretação mais acertada e lógica dos textos. O mesmo ocorre com outros Espíritos que se encontram em posição análoga.”
    /
    /
    Kardec nos dá duas pistas: o declarado está nas “Confissões” e foi dito depois da morte de Mônica. Procurei nas partes dessa obra que tenho e nada achei, talvez uma vista pela internet permita baixar a obra por inteiro e conferí-la. Amanhã vejo se faço.

  106. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “Deus usou a antimatéria para construir o inferno. Lá tudo é ao contrário. Se o céu e o inferno se encontrarem, anulam-se reciprocamente.”
    ./
    PONDERAÇÃO: vai ver foi por isso que o Pai Abraão falou ao rico: “está posto um grande abismo entre nós, de sorte que os de cá não podem passar para lá, nem vice-versa”. Se tentar vira farinha.

  107. Marciano Diz:

    MONTALVÃO, tu que sabes tudo da bíblia, explique-me o seguinte, por favor:
    .
    A passagem por ti citada é contada por NSFG. Nada encontrei nas minhas bíblias no AT.
    De onde NSFG tirou essas palavras? Da boca do Abraão parece que não foi…
    .

    LUCAS
    [16]
    26 E além disso, entre nós e vós está posto um grande abismo, de sorte que os que quisessem passar daqui para vós não poderiam, nem os de lá passar para nós.
    .
    Lucam 16
    26. Et in his omnibus inter nos et vos chaos magnum firmatum est, ut hi, qui
    volunt hinc transire ad vos, non possint, neque inde ad nos transmeare”.
    .
    Luc 16
    26. D’ailleurs, il y a entre nous et vous un grand abîme, afin que ceux qui voudraient passer d’ici vers vous, ou de là vers nous, ne puissent le faire.
    .
    Luke 16
    26 And beside all this, between us and you there is a great gulf
    fixed: so that they which would pass from hence to you cannot;
    neither can they pass to us, that would come from thence.

    .
    .
    Parece que NSFG inventou várias outras coisas sobre o AT que lá não constam.
    Não me lembro par coeur. Outra ora, procuro e submeto a tua apreciação.
    Vielen danken!

  108. Marciano Diz:

    Oh, para não te encucar, par coeur é a mesma coisa que by heart, ou de cor(ação).
    Não decoraçãozei, ou seja, não decorei, contudo, sei que NSFG inventou muita coisa sobre o AT que lá não se encontra (o que seria de sua natureza, de vez que ele mesmo foi inventado).
    .
    Minha conjectura é de que se trata de interpolações feitas por gente preguiçosa, que confiou no coração, digo, na memória, o que não é de se estranhar, porquanto os “livros”, naquele tempo, eram difíceis de encontrar e de ler, sendo poucos os que tinham condição de fazê-lo.
    Parece-me que os copistas falavam grego antigo, liam textos em hebraico e outras línguas, o que os induzia a escreverem o que bem entendiam, sabendo que ninguém ia fazer copy desk.
    .
    Agradeço empenhado seu obsequioso esclarecimento.
    Ass.: André Luiz, também conhecido como Marciano.

  109. Marciano Diz:

    Outra hora, maldito poltergeist comedor de letras!

  110. Marciano Diz:

    Ag ora lembro-me! Dessa feita não foi o poltergeist!
    Apresento a ele minhas escusas.
    Deu-se (Deus e) que, enquanto escrevia, eu rogava à virgem mãe de NSFG: — Ora pro nobis, peccatoribus.
    Meus neurônios confundiram-se e deu no que deu.

  111. Antonio G. - POA Diz:

    Siiiiimmmm!!! Tá! Eu confesso ! Votei no Lula… Foi em 2002. Contra José Serra, no 2º turno. Não lembro se votei nele também no 1º turno. É provável que sim. E também fiz outras besteiras na vida. Já fui até espírita…

  112. Antonio G. - POA Diz:

    Réu confesso pode ter pena atenuada.

  113. Antonio G. - POA Diz:

    Parece claro que o comunismo de Stalin não exterminou dezenas de milhões de pessoas em defesa do ateísmo ou por causa dele. Na bverdade, não lembro de nenhum genocídio perpetrado em nome do ateísmo. Mas lembro de inúmeras barbáries motivadas pela crença religiosa.

  114. Antonio G. - POA Diz:

    Eu digo sempre que ninguém é mau por ser religioso. Nem é bom porque tem fé em Deus ou determinada doutrina. Tampouco um sujeito é bom ou ruim por ser ateu. Eu apenas avalio que a condição de ateu não é um elemento indutor à maldade, ao perigo, na medida em que não existe ateu fanático. Ateu fanático é uma expressão cabível apenas para efeito de ilustrações, provocações. Ninguém pode ser fanático por um descrença. É um conceito absurdo. Por outro lado, a crença religiosa pode sim (e muita vezes é), elevada à condição de fanatismo. E aí é que mora o maior perigo das religiões. A força destrutiva da cegueira fundamentalista. “Deus” nos livre e guarde dos muito religiosos!

  115. Antonio G. - POA Diz:

    corrigindo: melhor seria dizer “Deus nos livre e guarde dos excessivamente religiosos.” Os que são apenas muito religiosos, de maneira, são prejudiciais mais a si próprios. Não chegam a constituir uma ameaça coletiva. O problema está nos exageros.

  116. Antonio G. - POA Diz:

    Deu poltergeist (ou barbeiragem)! Eu queria grifar só as palavras “excessivamente” e “muito”. Ficou estranho. Mas acho que pode ser entendido. Desculpem.
    .
    E bom dia a todos!

  117. Antonio G. - POA Diz:

    Viram? Travou no itálico! Socorro, Vitor!!!

  118. Antonio G. - POA Diz:

    E na 2ª linha, era para sair “de maneira geral”, e não apenas “de maneira”.
    .
    Acho que hoje não é o meu dia….

  119. Antonio G. - POA Diz:

    O itálico é bacaninha. Mas está sendo inconveniente.

  120. Marciano Diz:

    ANTONIO, você vai passar 10 ⁹ ⁹ anos no umbral por ter votado na Mulla. O pior não é isso. O pior é o tempo que você já passou e ainda vai passar sob o comando da petralha.
    Já está computada a atenuação da pena.
    .
    Quanto a seus erros, eu vivo falando no poltergeist do blog, mas parece que ninguém acredita. E logo aqui, onde todo mundo acredita em tudo.
    Se fosse só comigo, eu acharia que é problema comigo ou com o teclado. Acontece com qualquer computador que eu use e com outros comentaristas.

  121. Marciano Diz:

    A potência acima ficou estranha, mas e 10 elevado a 99 anos. Não sei se existe palavra para esse número, por isso grafei-o em forma exponencial.

  122. Marciano Diz:

    Ficou faltando o acento agudo no “é”. Sempre falta alguma coisa.
    10 ⁹ ⁹

  123. Marciano Diz:

    Por falar em matemática, intrometendo-me na especialidade de GORDUCHO, quero lembrar que números imaginários são aqueles cuja elevação a uma potência par dá um número negativo.
    Dito isto, aqui vai a equação de deus.
    deus = √ -1, ou seja, ⁱ

  124. Marciano Diz:

    Tem plásticos para vidros traseiros de carros dizendo que deus é 10. Eu acho que deus é ⁱ

  125. Marciano Diz:

    Saiu errado, pra variar. deus é 10 ⁱ

  126. Marciano Diz:

    Ou seja, deus é 10 elevado a √ -1.
    Vou fazer um desses pra mim.
    Espero não ser atacado por religiosos perigosos.

  127. Gorducho Diz:

    Teste de itálico aberto…
     
    Sabia que um imaginário elevado à imaginária, pode ser real?
    i na i = 0,207879576
     
    Portanto, D-us pode existir!

  128. Gorducho Diz:

    SR. ADMINISTRADOR: FAVOR FECHAR O ICTÁLICO!

  129. Vitor Diz:

    FECHADO!!!!! :D

  130. Marciano Diz:

    GORDUCHO, não quero discutir matemática contigo ou teologia com JCFF, MONTALVÃO ou com o espírito de Thomas Aquinas, mas o que você disse é apenas uma daquelas convenções matemáticas, tipo 0! (zero fatorial, para os esquecidos) e outras mais, como o número n para um número indefinido, que praticamente todos trocam por x, este, convencionado para uma incógnita, divisão por zero…
    Assim, eu concordo. d-us é apenas uma convenção.
    O próprio conceito de imaginários é convenção, embora seja empregado, na prática, em cálculo integral, na teoria da relatividade, etc.
    Uma vez, quando era técnico, impressionei engenheiros (civis, eletricistas, mecânicos, etc. – era o departamento de engenharia de uma grande empresa onde eu trabalhei por curto período) com um problema de trigonometria que, aparentemente não tinha solução.
    Mostrei a solução “impossível”, usando os imaginários e todos ficaram boquiabertos, achando que eu era um gênio. Ai, expliquei, humildemente, que o problema não fora imaginado por mim, mas pelo falecido físico russo naturalizado americano George Gamow.

  131. Antonio G. - POA Diz:

    Tks, Vitor. Escrever bobagem em itálico é uma bobagem grifada.

  132. Antonio G. - POA Diz:

    Esse negócio da bobagem escrita em itálico, lembrou-me um episódio (real?) da biografia do poeta gaúcho Mario quintana: Reza a lenda que alguns vereadores de Alegrete, cidade natal do dito cujo, resolveram homenagear seu grande poeta com uma estátua em bronze, na entrada da cidade. Procuraram-no para que o mesmo dissesse uma frase que seria gravada junto à homenagem. Na sua infinita simplicidade, Quintana recusou. Não satisfeitos, insistiram várias vezes até que o poeta capitulou e disse que colocassem no tal monumento, então, a seguinte frase:
    “UM ERRO EM BRONZE É UM ERRO ETERNO”.
    Desnecessário dizer que a tal homenagem morreu na casca, graças à extrema lucidez do saudoso Quintana.

  133. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    Marciano Diz: MONTALVÃO, tu que sabes tudo da bíblia, explique-me o seguinte, por favor:
    .
    A passagem por ti citada é contada por NSFG. Nada encontrei nas minhas bíblias no AT.
    De onde NSFG tirou essas palavras? Da boca do Abraão parece que não foi…
    .
    PONDERAÇÃO: “premero” vamos acorrigir algumas coisas. Donde foi que tirou que entendo tudo de Bribla? Quisera eu entender tudo de alguma coisa, notadamente dos Testamentos. Caso não fosse cabra feliz passaria a sê-lo por isso.
    .
    Mas o que é que queria encontrar no Antigo Testamento a respeito da Palavra do Filho do Homem? O contido em Lucas é uma parábola, tá cheia de metáforas. O Abraão citado é representativo. Se tem dúvida, olhe que o relato diz que o rico viu ao longe Abraão e o Lázaro “em seu seio”. Se fosse o Abraão pessoa teríamos de concebê-lo com seios e Lázaro um pitititinho de gente para caber nas tetas abrâmicas. E, mais, o inferno e o céu não estariam tão distantes, visto que uns enxergam os outros, mesmo que a distância…

  134. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    Antonio G. – POA Diz: Siiiiimmmm!!! Tá! Eu confesso ! Votei no Lula… Foi em 2002. Contra José Serra, no 2º turno. Não lembro se votei nele também no 1º turno. É provável que sim. E também fiz outras besteiras na vida.
    /.
    PONDERAÇÃO: não se amofine. Também votei no cretino. Só uma vez, mas foi suficiente para me produzir remorsos para todas minhas encarnações.
    .
    Votei na primeira vez que ele ganhou. Na época o Fernando Henrique estava privatizando tudo e havia forte boato de que se reeleito privatizaria o Banco do Brasil, onde eu labutava. Dizia que Lula seria a salvação.
    .
    E eu acreditei.
    .
    Até já comi cocô pra ver se tiro esse gosto amargo de ter contribuído para a bancarrota do país, mas tá difícil conviver com a dor…
    .
    Sinto que perdi o direito de acesso direto ao céu, espero que ao menos consiga vaga no purgatório…

  135. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    Marciano Diz: Tem plásticos para vidros traseiros de carros dizendo que deus é 10. Eu acho que deus é ?
    .
    PONDERAÇÃO: da parte de mim, acho que Deus é “!?”, elevado a enésima potência.

  136. Marciano Diz:

    “Na época o Fernando Henrique estava privatizando tudo e havia forte boato de que se reeleito privatizaria o Banco do Brasil, onde eu labutava. Dizia que Lula seria a salvação”.
    .
    COMENTÁRIO: Vocês, MONTALVÃO e ANTONIO, já acreditaram em cada coisa!
    MuLLa, chiquismo, socialismo…
    Eu tenho orgulho de dizer que, naquela época, mostrando que além de campeão de modéstia, sou também campeão de clarividência, anulei meu voto.
    .
    Hoje, voto até no Baalzebub, desde que seja a única opção contra a petralha que destrói o país.

  137. Marciano Diz:

    MONTALVÃO, leia meu comentário acima, dirigido ao GORDUCHO, e verá que o número n é um número indefinido qualquer, não um número muito grande.
    X não é um número indefinido, mas uma incógnita.
    Tudo convenção matemática, igual a de d-us.
    Eleve seu número duvidoso e exclamativo (ou seria fatorial?) à potência ∞ e terá a probabilidade de d-us existir.

  138. Marciano Diz:

    Ah, e eu não disse que d-us é ?, disse que é √ -1, ou seja, imaginário.

  139. Marciano Diz:

    Uma dúvida, uma interrogação, uma questão, é uma coisa.
    Vale para o big bang, para propriedades de buracos negros.
    Imaginário é outra coisa. Vale para d-us, seu filho, muhammad, budha, krishna, o anjo moroni (qualquer semelhança com “moron” não deve ser mera coincidência, deve ser gozação do Joseph Smith).

  140. Antonio G. - POA Diz:

    Por falar no Joseph, o marido de 40 esposas, fundador da Igreja de Jesus (………………) dos Últimos Dias, hoje eu encontrei dois Elders no portão da casa de minha mãe, espírita de carteirinha, tentando agendar com ela um colóquio. E ela, suave pessoa que é, estava marcando o encontro prá semana que vem. Fiquei rindo, só imaginando a cena!

  141. Antonio G. - POA Diz:

    Colei:
    A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias admitiu que seu fundador, Joseph Smith, teve cerca de 40 mulheres, incluindo uma de 14 anos e esposas de seus seguidores.
    A Igreja Mórmon passou 200 anos negando a informação que Smith era polígamo até que aceitou esclarecer alguns aspectos de sua história, falando que Brigham Young, fundador da igreja em Salt Lake City, em Utah, também não era monógamo.
    “Joseph teve várias esposas adicionais e autorizou outros santos dos últimos dias a praticar o casamento plural”, diz o documento oficial da denominação. O texto intitulado de “Casamento Plural em Kirtland e Nauvoo” afirma que seu fundador teve entre 30 e 40 esposas, uma “estimativa cuidadosa”.

    As mulheres de Joseph Smith tinham, em sua maioria, entre 20 e 40 anos com exceção de Helen Mar Kimball, filha de amigos próximos do religioso que foi “separada” para ele antes de completar 15 anos.
    .
    fonte:http://noticias.gospelprime.com.br/mormons-admitem-joseph-smith-poligamo/

  142. Antonio G. - POA Diz:

    Só não tenho inveja, porque tal privilégio implica, necessariamente, ter também 40 sogras.
    rsrsr
    .
    Brincadeirinha! Minha sogra me adora. E vice-versa.

  143. Marciano Diz:

    Resta saber se Smith ou Young, que não era tão youg assim, davam conta de tantas mulheres. já é difícil satisfazer completamente uma só.

  144. Marciano Diz:

    Devo ausentar-me neste fim de semana.
    Deixo um livro de 475 páginas, o qual pode ser lido integralmente online, no seguinte link:
    http://pt.scribd.com/doc/117303836/Manual-Basico-de-Religiao-v-1#scribd
    .
    Tem muitas e muitas páginas refutando a existência histórica de FG.

  145. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    Marciano Diz: MONTALVÃO, leia meu comentário acima, dirigido ao GORDUCHO, e verá que o número n é um número indefinido qualquer, não um número muito grande.
    /.
    PONDERAÇÃO: e onde foi que falei ser número extradimensionado? A dedução é sua. Minha fórmula da divindade propõe a admiração e a dúvida elevada a uma potência indefinida, tendo em conta que de Deus nada sabemos, ou sabemos?

Deixe seu comentário

Entradas (RSS)