O Caso da Dentadura – Parte 4, por Smit e Rivas (2010)

Neste artigo, Smit e Rivas demonstram a insustentabilidade da afirmação de Woerlee de que o homem cujas dentaduras foram perdidas antes de sua reanimação no hospital ter sido iniciada estivera consciente praticamente todo o caminho a partir do momento em que ele foi encontrado no prado até seu transporte para a unidade hospitalar de cuidados cardíacos. Além disso, questionam a alegação de Woerlee de que o paciente construiu uma imagem mental precisa dos objetos e pessoas na sala de reanimação simplesmente por ouvir os sons causados pelas ações em torno de seu corpo. Em suma, questionam as explicações materialistas de Woerlee da experiência fora do corpo que ocorreu na experiência de quase morte deste paciente. A conclusão dos autores é simples: eles consideram as afirmações de Woerlee como errôneas. Para ler o artigo, clique aqui.

590 respostas a “O Caso da Dentadura – Parte 4, por Smit e Rivas (2010)”

  1. Borges Diz:

    Tudo indica que no comentário que fiz referente ao artigo anterior(parte 3) consegui antecipar, mesmo que de forma um pouco distante, algumas observações de Smit e Rivas deste artigo.
    Página 7/13- “Mas em segundo lugar, se de fato tivesse havido uma resposta ao intenso feixe de luz, então isso poderia ter resultado em uma mancha roxa bloqueando a visão”. -Acho que passei perto, quando afirmei que a pupila dilatada dificulta a visão.
    Página 8/13- “Ainda assim Woerlee aparentemente crê de forma sincera que Sr. B, apesar de ter estado em uma situação muito grave à beira da morte real e dificilmente consciente, realiza um feito que qualquer mentalista profissional plenamente consciente ficaria orgulhso”.- meu argumento foi semelhante, pois afirmei que o Dr. Woerlee pretendia induzir as pessoas a acreditarem que o Sr. B, naquele estado precário,
    tinha um grau de percepção maior que o de uma pessoa saudável.
    Página 11/13- “Assim, pode ser que a dor no peito do paciente B fosse a dor psicogênica extrassensorial que fazia parte da EFC ou fosse uma dor fisiológica simultânea com uma EFC coexistente”.- A segunda possibilidade ficou de acordo com o que afirmei ao insinuar que poderia ter havido lampejos de consciência durante a massagem cardíaca.
    Senti necessidade de relatar estas prováveis antecipações de alguns argumentos da parte 4 deste excelente artigo, apenas para demonstrar que mesmo uma mente brilhante como a do Dr. Woerlee, quando está a serviço de uma militância, é capaz de cometer deslizes facilmente percebíveis por um leigo como eu.
    Obrigado.

  2. Vitor Diz:

    Vc foi muito bem, Borges! O Woerlee claramente tentou fazer um encaixe procustiano do caso na tese materialista dele. É claro que o caso não é prova de vida após a morte, mas já que ele vai analisar o caso em seus próprios méritos, então que analise o caso em seus próprios méritos…

  3. Gorducho Diz:

    i) Não fala que tem que entubar 1°
    https://www.youtube.com/watch?v=aRuCSEKYLCI
     
    ii) Por que o Sr. traduziu por tambor? É assim que chamam os médicos cá?
     
    ii) O artigo é do verão do ano 10. O Dr. Woerlee silenciou depuis?
     
    RMK: não interprete como provocações: não é. Nem é comentário sobre o mérito da visão…

  4. Vitor Diz:

    i) Não vi o vídeo ainda.
    .
    ii) Traduzi por TAMBOR porque VIBRADOR ficava péssimo :D Desconheço se os médicos chamam assim.
    .
    iii) O Woerlee não silenciou, mas se dedicou a outros casos. O caso da dentadura não achei nada mais recente dele.

  5. Gorducho Diz:

    Quais foram as exatas palavras do Beekhuizen acerca da dentadura e da tabuinha retrátil (em inglês pode ser…)?

  6. Gorducho Diz:

    Yes, you were there when I was brought into hospital and you took my dentures out of my mouth and put them onto that car, it had all these bottles on it and there was this sliding drawer underneath and there you put my teeth.

  7. Gorducho Diz:

    Por isso m/estranheza; cheguei a achar que estivesse borracho…
     
    He did not put them into a drawer that he first opened and then subsequently closed. Instead, as T.G. described later in the interview, he put the dentures
    onto an already extended sliding shelf – that is, a flat wooden plate sticking out from the cart – and he left them there, forgotten:
    A.A.: This sliding shelf, did you pull it out? Could he have heard
    não &c…

  8. Gorducho Diz:

    Ik heb het gebit toen uit zijn mond gepakt en op een houten uitschuiflaatje, een schapje, gelegd van onze crash car die we toen hadden.
     
    Se tomado a valor-de-face o relato, temos que admitir estava o paciente bem cônscio e perspicaz…
    E se tiver sido o espírito dele, derruba a desculpa dos Crentes para a impossibilidade de realizar experimentos, qual seja o espírito não ser capaz de descrever precisamente a aparência das cousas na crosta.
     
    Temos em casa uma escrivaninha antiga com laterais deslizáveis p/fora, e neste momento não me ocorre como expressar mesmo no vernáculo.

  9. Gorducho Diz:

    O “médium” que não passar pelo nosso experimento, não é médium: é farsante!

  10. Vitor Diz:

    O seu experimento só funciona se você supor que o espírito está, literalmente, no local do experimento e possui uma visão clara dos objetos e eventos. Porém se você supor que o médium e o espírito estão simplesmente em um contato telepático, o experimento não funciona.

  11. Gorducho Diz:

    Que o espírito tem uma visão claríssima ficou provado nesse caso da dentadura.
    E se o “médium” não é capaz de receber o que o espírito lhe está a transmitir, não é “médium”.
    Um motorista que não consegue estacionar numa lombada, ou um piloto que não consegue pousar em pista de tamanho e vento dentro dos parâmetros constantes do manual da aeronave, não são “motorista” nem “piloto”. Podem ter comprado a carteira, o que é outra cousa, e cá hoje está bastante difícil.

  12. Gorducho Diz:

    Bythe way: retifique para bombademassagemcardíaca como eles disseram…
    “Tambor” foi muita “viajem” :mrgreen:

  13. Vitor Diz:

    “Que o espírito tem uma visão claríssima ficou provado nesse caso da dentadura.”
    .
    Isso não quer dizer que ele continue com essa visão claríssima quanto está incorporado, tentando controlar o médium, ou quando está tentando se comunicar. Note, inclusive, que aqui meio que ocorre o oposto, pois enquanto o paciente via a operação sendo feita, ele não conseguiu se comunicar com ninguém: “O paciente me disse que ele desesperadamente e sem sucesso tentou deixar claro para nós que ele ainda estava vivo e que deveríamos continuar a RCP”

  14. Gorducho Diz:

    Como é que ele (espírito) ia dizer se o vaso carnal estava entubado e c/oxigênio, e nenhum dos enfermeiros era médium ou se fosse não estava concentrado!
    Pense!

  15. Vitor Diz:

    Da mesma forma vc deveria pensar em explicações alternativas para o (possível) insucesso do experimento em vez de descartar o médium como farsante. Afinal, as condições que rondam uma EQM são extremamente diferentes das que rondam uma sessão mediúnica… Será que, ao incorporar, o espírito não perde a visão clara que ele tem do ambiente, passando a usar os olhos do médium para isso (alguns chamam inclusive os médiuns de ‘luzes’)? Ou será que o espírito nunca teve uma visão contínua clara, mesmo separado do médium, tendo apenas visões ou flashes momentâneos do ambiente por meio de clarividência, embora passível de aprimorar tal capacidade com o tempo?

  16. Vitor Diz:

    Essa me foi enviada pelo Julio Siqueira:
    .
    Foi descoberto recentemente que, ao contrário do que se imaginava, o cérebro parece possuir vasos linfáticos. Essa descoberta é interessante à luz de um “argumento” contra a alma muito usado (com boa dose de razão) por céticos ateu materialistas: “não achamos ainda ações da alma sobre o cérebro e tais ações JÁ ERAM para ter sido achadas”. A descoberta agora de tais estruturas cerebrais mostra o quanto a exigência dos chatinhos é prematura, ou seja, PODE SIM ainda haver muita coisa escondida no cérebro. Pessoalmente não gosto dos argumentos do tipo “ainda não foi provado que a alma não pode existir, então podemos continuar crendo impunemente”. Mas neste caso o que se dá é o contrário: pseudocéticos querendo enfiar goela abaixo de toda a sociedade a ideia errada de que já dá para provar que não há alma no cérebro. Este é um ponto repetidamente citado no livro pseudocético recente, The Myth of an Afterlife (de Keith Augustine e curriola). Abaixo, links para o referido artigo:

    http://oglobo.globo.com/sociedade/saude/pesquisadores-descobrem-vasos-que-ligam-cerebro-humano-sistema-imunologico-do-corpo-16339121

    http://www.businessinsider.com/brain-immune-system-connection-lymphatic-vessel-2015-6

    http://www.nature.com/nature/journal/vaop/ncurrent/full/nature14432.html#videos

  17. Gorducho Diz:

    Esse Sr. Siqueira é pitoresco o caso. O Sítio é bem útil, com bastante material aproveitável, desde que se ignore as análises dele. Ele acredita piamente que o Kardec consultou “espíritos”, que “pesquisou” com desencarnados, tal e cousa. Evidencia ser mais crédulo que as mamães do CX, afinal essas pelo menos tinham as citações na titia Elvira, dos médicos famosos da cidade & seres equiparáveis a. Como o Sr. sabe melhor que eu, claro!

  18. Vitor Diz:

    “Ele acredita piamente que o Kardec consultou “espíritos”, que “pesquisou” com desencarnados, tal e cousa.”
    .
    Tenho certeza que você está profundamente enganado.

  19. Gorducho Diz:

    Curiosamente (para desgraça dos opositores desinformados do espiritismo), é forçoso reconhecer que Kardec se utilizava de vários procedimentos e posturas marcantemente científicas em suas investigações dos fenômenos espíritas.
    &nbbsp;
    Que procedimento e postura científica teve o Kardec? Ler os socialistas utópicos e decorar o catecismo é procedimento científico?
    Que fenômenos espíritas ele “investigou”?

  20. Vitor Diz:

    Respostas aqui:
    http://obraspsicografadas.org/2010/os-problemas-metodolgicos-de-kardec/

  21. Gorducho Diz:

    aberto a idéias diferentes das suas,
    Não. Desde menino tinha o plano de reformar o cristianismo e foi o que tentou fazer.
     
    e a fenômenos que pudessem contrariar suas visões sobre o mundo material e espiritual.
    Não. Leu a história da reencarnação nos escritos dos socialistas, e a missão da Gália de prova-la, e embestou com o dogma mesmo contra as informações doa espíritos.
     
    não possuía uma tendência dogmática (pelo menos não fortemente)
    Só era dogmático, tudo são dogmas, desde o início com a definição de Deus, com a reencarnação romântica, com a inexistência do inferno, com a totalidade dos globos não estelares habitados, com o código penal dos defuntos.
     
    Ele era também consciente da necessidade de uma integração do conhecimento global a respeito dos fenômenos espíritas, e igualmente consciente da necessidade de integração global da interpretação de tais fenômenos (sua conhecida preocupação com a “sanção universal dos espíritos” através de comunicações provenientes de diversos lugares e de diversos médiuns).
    Não. Se tivesse uma mente global não teria embarcado no cristianismo, em escrever preces, em reinterpretar a bíblia.
    Ele era completamente sectário; uma mente pré-iluminista, medieval escolástica.
     
    Siqueira ainda fala em “metodologia” do Kardec. Nenhuma… Ler os fourieristas, catecismo católico, e outros filósofos inimigos no iluminismo não é metodologia.
    Mas como lhe disse: o Sítio tem material. Apenas um leigo que o leia recebe má orientação quanto à realidade do que se passou: uma pena.

  22. Vitor Diz:

    Bem, creio que para qualquer pessoa que leia o texto do Julio ficará bastante claro que, ao contrário do que vc disse, ele NÃO acredita piamente que o Kardec consultou “espíritos”, que “pesquisou” com desencarnados.

  23. Gorducho Diz:

    Será que, ao incorporar, o espírito não perde a visão clara que ele tem do ambiente, passando a usar os olhos do médium para isso &c.
    :lol: :lol: :lol:
    Eu fui lhe fornecendo a corda sem que se apercebesse… o Sr. passou graxa; pesquisou na INTERNET como se dá o nó; achou uma vida (como n’A Mulher de Preto); subiu num banquinho; e pulou!
    É claro que o espírito vai atrás do nosso biombo ou na peça adjacente, lê ou vê a imagem no laptop, volta e incorpora.
    O espírito esse mesmo com todo congelamento do vaso (carnal) se lembrou perfeitamente; aquela Srtª via Mrs Piper (foi c/ela, não foi?) viajou de Boston, viu a mãe lendo o jornal da manhã, voltou a Boston, incorporou, e relatou.
    Bem como as descrições da casa do Drayton Jr., e todas outras.
    Mas, claro, já sei: no nosso experimento, só no nosso experimento, nesse ínterim o espírito, nervoso c/nossa presença, esquecerá o que leu ou lobrigou na tela.
    No hospital o espírito estava bem calmo, mesmo vendo que os caras já estavam a fim de parar apagar a hartmassagepomp.

  24. Gorducho Diz:

    Depende de interpretação de cada leitor. Se for assim, melhor… A mim não me parece.
    De qualquer sorte, ficará c/a ideia que ele tinha metodologia, que não era dogmático, que era aberto a ideias outras que nas as dos socialistas utópicos ou dos anti-iluministas, ou que sentia necessidade de integração global.
    Como bem sempre lembra o Analista Toffo, ele ignorava as informações de um centro mais desenvolvido poucas milhas a oeste (comparar a Rainha Vitória com os governos deles é piada, concorda?). Atribuo a recalque nacionalista por causa de Waterloo…

  25. Vitor Diz:

    “O espírito esse mesmo com todo congelamento do vaso (carnal) se lembrou perfeitamente; aquela Srtª via Mrs Piper (foi c/ela, não foi?) viajou de Boston, viu a mãe lendo o jornal da manhã, voltou a Boston, incorporou, e relatou.”
    .
    Esse caso tem um sério indício de telepatia, e não de visão, já que o evento não foi simultâneo à sessão, mas no dia anterior.

  26. Gorducho Diz:

    Note: eu não estou analisando o μartigo que cá foi publicado. Estou opinando acerca do Sítio, por que o Sr. o colocou no assunto. Não fui eu.

  27. Gorducho Diz:

    :o Telepatia de quem, da mãe do espírito?
    Lembre que a Srtª – ou Sr&ª, não sei se na crosta casara… – já residia no ultramundo.

  28. Vitor Diz:

    Eu me atentei para o “lendo o jornal” e lembrei de um caso por Hodgson com o espírito de Pellew (mas que na verdade era uma carta). Não lembro que caso é esse dessa senhorita. O caso de Pellew era esse:
    .
    At another sitting, when the Howards were not present, Hodgson asked G.P. if he could visit the Howard’s home and report back by the end of the sitting what they were doing. Toward the end of the sitting, G.P. interrupted Phinuit to give his report. He found only Mrs. Howard at home and reported on her writing letters to his (G.P.’s) mother as well as somebody named Tyson. He also saw her handling a book that he (G.P.) had written and wondering if he (G.P.) was around at the time. Several other routine tasks were reported. When Hodgson checked with Mary Howard to see if the report was accurate, she confirmed that it was accurate, except that it all happened on the previous day, not the day of the sitting. Hodgson didn’t know what to make of that, but he surmised that the agent (Mary Howard) in such an experiment had to be thinking of the subject (G.P.) for it to be successful. G.P., who had an obscure perception of the physical world, including time, had somehow tapped into her subliminal consciousness for the most recent activities in which he was emotionally on her mind.

  29. Marciano Diz:

    Tente convencer um TJ de que a religião dele não é a “única verdadeira” religião;
    Tente convencer um crente no candomblé de que a crença dele em “entidades” espirituais não é real;
    Tente convencer um chiquista de que a crença dele diverge radicalmente do espiritismo kardecista e que este último é pura fantasia;
    Tente convencer um crente na paranormalidade de que suas crenças não têm fundamento científico.
    xxxxxxxx
    Alternativa:
    Tente convencer um TJ de que a verdadeira religião é o candomblé;
    Tente convencer um crente no candomblé de que a verdadeira religião é o catolicismo ORTODOXO;
    Tente convencer um chiquista de que a crença presbiteriana é baseada em fatos reais, explicando plenamente a divindade.
    xxxxxxx
    Ora, dirão os crentes, tente convencer a um cético de que tudo isso acima é verdadeiro, apesar de mutuamente excludente.
    Pois é, diante de tanta baboseira e tanta falsa certeza, o que é melhor, não acreditar em NADA disso ou escolher uma crença qualquer e apostar as fichas nela?

  30. Marciano Diz:

    Gorducho, bole um algoritmo que me ajude a escolher uma crença.
    Estou precisando de deixar de ser cético.
    Quero me divertir um pouco mais.

    If you please.

  31. Vitor Diz:

    “Depende de interpretação de cada leitor. Se for assim, melhor… A mim não me ”
    .
    Então vamos tirar de vez qq dúvida…
    .
    http://obraspsicografadas.org/2013/por-que-o-espiritismo-kardecista-no-cincia/
    .
    a) “De qualquer sorte, ficará c/a ideia que ele tinha metodologia”
    .
    Minha posição é de que o kardecismo está imensamente longe de possuir uma metodologia aceitável cientificamente, que dirá uma metodologia excelente. Contudo, o kardecismo, assim como algumas outras práticas mediúnicas similares (Umbanda por exemplo), possui uma cientificidade potencial intrínseca de grande magnitude, que deveria ser melhor aproveitada pelos seus adeptos com viés científico”
    .
    b) “que não era dogmático”
    .
    Aqui é preciso relativizar. Ele diz que Kardec “não possuía uma tendência dogmática (pelo menos não fortemente)”, o que é verdade, já que ele mudou de ideia em alguns pontos.
    .
    c) “que era aberto a ideias outras que nas as dos socialistas utópicos ou dos anti-iluministas”
    .
    Há exemplos de sua abertura. Por exemplo, na questão do corpo fluido de Jesus, por Roustaing. Ele diz: ” “… até nova ordem não daremos às suas teorias (de Roustaing e dos Espíritos reveladores), nem aprovação, nem desaprovação, deixando ao tempo o trabalho de as sancionar ou contraditar…” E fez questão de dizer que, “ao lado de coisas duvidosas” a obra de Roustaing “encerrava outras, incontestavelmente boas e verdadeiras. (…) Convém, pois, considerar essas explicações como opiniões pessoais, que podem ser justas ou falsas, e que, em todo caso, necessitam do controle universal (…) da concordância universal, corroborada por uma rigorosa lógica…”
    .
    Isso é abertura. É claro que em outros pontos ele parecia mais fechado. Em nenhum ponto de sua obra ele questiona a existência de Deus, por exemplo.
    .
    d) “ou que sentia necessidade de integração global.”
    .
    “A expectativa do espiritismo na época de kardec era de que se caminhasse para uma unidade de visões.” Essa era a integração global que Kardec imaginava que ia acontecer. E que não aconteceu.
    .
    e) “Como bem sempre lembra o Analista Toffo, ele ignorava as informações de um centro mais desenvolvido poucas milhas a oeste (comparar a Rainha Vitória com os governos deles é piada, concorda?). Atribuo a recalque nacionalista por causa de Waterloo…”
    .
    O próprio Julio reconhece que Kardec deu pouco valor às comunicações, tanto da França quanto de alhures, que negavam a reencarnação. Kardec era reencarnacionista porque alguns dos espíritos assim o revelaram e também porque ele considerava tal opção mais lógica e filosoficamente correta. A princípio, porém, tanto seu bom senso quanto a sua lógica negavam a reencarnação.

  32. Gorducho Diz:

    Lucy, irmã de Molly (fictício por privacidade), amiga de Mrs. Margaret Deland, informa que ontem mamãe não estava passando muito bem, noutra cidade (não diz qual). Molly (nome fictício), sentando com Mrs Piper pergunta à irmã Lucy como vai mamãe hoje. Lucy vai de novo lá então – ATE 20’:
    ‘Lucy has gone again to find Mother and see what she is doing.’ I, rather surprised, said, ‘What now!’ There was no reply; the other communicator just went on writing about his own affairs, then after some twenty minutes paused to say abruptly: ‘Here’s Lucy!’ I said, as nearly as I can remember, ‘Well, Lucy, did you see your mother? What was she doing?’ Mrs. Piper’s hand wrote: ‘Mother just looked at morning news (here followed a drawing of newspaper) and laid it on a little table. Picked up what looked like a box of buttons (here the hand drew seven little circles suggesting buttons) and shook them. Looked into it. Picked up two or three and sat down in a chair to put them in another place.’ Later this was reported to Lucy’s mother, who said that at the time this was being written in Boston, she may have been reading a paper; she generally did about that hour, but she couldn’t be certain. But she was certain that she had taken up a little tray of buttons, perhaps a dozen, shaken it, because (she remembered) some ravellings were clinging to the buttons, then picked out two, and sat down to sew them on to her little granddaughter’s rompers.
     
    100 Casos para [sic] Sobrevivência Após a Morte, #56, p.102-3.

  33. Gorducho Diz:

    Tudo no kardecismo é dogma, nada é empírico: existência de espíritos; Deus escolástico com suas respectivas perfeições; reencarnação romântica; todos mundos não estelares habitados; “lei” do “progresso”; código penal dos defuntos; fluído universal e suas diversas desquintessenciações. Amanhã me lembro mais dogmas…
    Mas, despertou-me a curiosidade: no que ele mudou de ideia? Não vá me dizer que é naquele detalhezinho da evolução, depois que o Darwin publicou o livro, não é?

  34. Gorducho Diz:

    A princípio, porém, tanto seu bom senso quanto a sua lógica negavam a reencarnação.
     
    Tocou na ferida! Ele embarca e acredita piamente no que o Kardec dizia p/se fingir de “pesquisador” metódico, e mostra desconhecer as reais origens da “doutrina”, quais sejam os escritos dos fourieristas, em particular do Jean Reynaud.

  35. Gorducho Diz:

    Kardec era reencarnacionista porque alguns dos espíritos assim o revelaram
     
    NÃO! Kardec era reencarnacionista porque leu isso nos escritos daquela turma. Siqueira mostra desconhecer a literatura séria sobre o espiritismo.
    É isso que estou tentando dizer-lhe. inda bem que me ajuda pois estou num teclado pequeno e se tiver que escrever tudo, dar-lhe tudo mastigado, pego tendinite e não poderei desenhar, o que preciso fazer amanhã.

  36. Vitor Diz:

    “Tudo no kardecismo é dogma, nada é empírico: existência de espíritos”
    .
    Isso aí é empírico tb, já que Kardec se baseou em observações próprias das mesas girantes e suas respostas inteligentes. É claro que Kardec documentou pessimamente sua pesquisa nesse ponto, publicando quase nada a respeito. Não sabemos os controles adotados, os médiuns pesquisados, datas precisas etc. Mas que ele foi observar o fenômeno, foi.
    .
    “no que ele mudou de ideia?”
    .
    Isso é claramente dito no sítio.
    .
    Um segundo ponto alterado foi o que definia em que momento se dá a união da alma ao corpo. Na primeira edição, tal união se dava no nascimento! Na segunda, ela se dava na concepção, e ia se fortalecendo até o ponto máximo no momento do nascimento. Esse pode parecer, à primeira vista, um ponto não muito importante, mas se levarmos em consideração o impacto social dessas diferentes visões para questões como “aborto” e “uso de embriões humanos para pesquisas biológicas”, percebe-se que na verdade se trata de uma questão de altíssima importância humana.
    .
    O terceiro ponto onde percebi alteração foi na afirmação, na primeira edição, de que há, pelo menos às vezes, “predisposição física (cerebral, presumivelmente) para o assassinato” e (conseqüentemente) para as demais inclinações cruéis do ser humano. Na segunda edição, tal predisposição física já não existe mais, havendo apenas as predisposições do espírito… Isso possui gravíssimas conseqüências para a milenar discussão sobre a dualidade mente-corpo, sobre os limites e potencialidades do “livre-arbítrio”, e também, conseqüentemente, sobre a importantíssima questão ético-teológica da “culpabilidade ou mérito pelos atos praticados”.

  37. Vitor Diz:

    “Kardec era reencarnacionista porque leu isso nos escritos daquela turma”
    .
    Isso já está incluso no “e também porque ele considerava tal opção mais lógica e filosoficamente correta”. Se ele achou como opção mais lógica porque TAMBÉM leu os escritos daquela turma, não muda em nada o raciocínio e o que está escrito.

  38. Gorducho Diz:

    Ok… ele leu primeiro ou “espíritos” disseram a ele primeiro?
    O Terra & Céu é de ’54, e a reencarnação já rolava naquela turma de terrícolas, espíritos se quiser sim, mas vivos, encarnados, há 50 anos (note que, e.g., o Lessing morreu em 81).
    De quais espíritos o Kardec ouviu isso antes de ter lido as obras e certamente conversado e convencido por eles?
    Acaso estará se referindo àquela companheira – no bom, sentido: de espiritismo – do Carl af Hessen-Kassel que foi a Maria Madalena?
     
    Quanto à mudança de ideias, é o que eu já desconfiava: detalhes de biologia… Mas, quando mudou de ideia regrediu, pelo que entendi então.
    Vou tentar descobrir as fontes reais que terão induzido ele a mudar esses 2 dogmas.

  39. Gorducho Diz:

    Dogmas não: postulados, num sentido de serem acessórios à religião kardecista, e portanto mutáveis.

  40. Marciano Diz:

    “Ora (direis) ouvir espíritos! Certo
    Perdeste o senso!” E eu vos direi, no entanto,
    Que, para ouvi-los, muita vez desperto
    E abro as janelas, pálido de espanto…
    E conversamos toda a noite, enquanto
    A via-láctea, como um pálio aberto,
    Cintila. E, ao vir do sol, saudoso e em pranto,
    Inda os procuro pelo céu deserto.
    Direis agora: “Tresloucado amigo!
    Que conversas com eles? Que sentido
    Tem o que dizem, quando estão contigo?”
    E eu vos direi: “Acreditai para entendê-los!
    Pois só quem crê pode ter ouvido
    Capaz de ouvir e de entender espíritos.”

  41. Marciano Diz:

    Psicografei do falecido Olavo Brás Martins dos Guimarães Bilac, o qual converteu-se ao espiritismo após a morte.

  42. Antonio G. - POA Diz:

    Bom dia, prezados! Sei que é uma questão de somenos, mas quero informar-lhes que não desencarnei. Ando por aí, dando uma espiada, uma vez ou outra. O fato é que encontro-me bastante ocupado e, confesso, sem suficiente ânimo para refutar as evidências pró existência de espíritos e fenômenos paranormais. Talvez tenha esgotado meu parco arsenal de argumentos. Mas, qualquer hora destas, I’ll be back.

  43. Antonio G. - POA Diz:

    Marciano, notável psicografia de Bilac! Você é um médium autêntico!*
    *(?)

  44. Gorducho Diz:

    Um segundo ponto alterado &c.
     
    Essa acho que já descobri a fonte da “mudança de opinião”. Desconfio que várias questões dos LEs proviessem mesmo dos tais 50 cadernos, e talvez essa #86 “A la naissance.”
    Mas no T&C o padre diz: “Dieu crée eles âmes quotidiennement et les infuse dans les corps, au sein des mères, lorsque les corps son prêts à l’animation.” Daí o Jean Reynaud (“filósofo” do diálogo) detona-o como corresponde à tese socialista romântica.
    O Karde só se tocou que tinha contrariado o JR depois de publicado o livro; daí se origina que ele detona a mensagem do Dr. Xavier ditada em março/58:
    24. “Em que momento se opera a união da alma e do corpo, na criança? – Resp. Quando a criança respira; como se recebesse a alma com o ar exterior.
    Nota. Essa opinião é consequência de dogma católico. Com efeito, a Igreja ensina que a alma não pode ser salva senão pelo batismo; ora, como a morte natural intrauterina é muito frequente, em que se tornaria essa alma privada, segundo ela, desse único meio de salvação, se ela existia no corpo antes do nascimento? Para ser consequente, seria preciso que o batismo tivesse lugar, se não de fato, pelo menos de intenção, desde o instante da concepção.”
    Sublinhe-se como, o que sabe muito bem, Sr. Administrador, neste ponto sei que não discordamos… – ele não dava a mínima bola p/as “mensagens” dos “espíritos”…
     
    E no livro sobre reencarnação do André Pezzani, este cita Filosofia da Revelação, dum tal de Charles Stofels, publicado no ano ’35:
    “En admettant mème la realité des observations phrénologiques em general, tout s’expliquerait par ce principle qui peut être établi: l’âme fait son corps au moyen de as force plastique. C’est ce que les Latins exprimaient énergiquement par ces mots: Corpus cordis opus.”
    Daí o Kardec deduziu que para influir na formação do feto, e mesmo p/garantir a reserva dum corpo, tem haver alguma vinculação entre a alma e o feto a partir da fecundação. Contradições com o já publicado no LE1!
     
    Daí, sexta 23/9/59 ele arruma o “espírito” dum tal Dr. Olivier pra dizer MUUU!!! “legitimar” a nova tese “dele”:
    “Esta comunicação notável sob um duplo ponto de vista o melhoramento moral do Espírito,
    que reconhece cada vez mais o erro de suas opiniões terrestres, e que agora compreende sua
    posição; em segundo lugar, o fato de sua reencarnação próxima, da qual começa a sentir os
    efeitos por uma primeira perturbação, o que confirma a teoria dada sobre a maneira pela
    qual se opera esse fenômeno, e a fase que precede a reencarnação propriamente dita.”

  45. Vitor Diz:

    “ele não dava a mínima bola p/as “mensagens” dos “espíritos””.
    .
    Exagero desvirtuante. Não é que Kardec não desse valor. Ele relativizava esse valor. Isso é completamente diferente. Todos os espíritos são ouvidos, DENTRO DAQUILO QUE É PERTINENTE. Se todos os espíritos maus do mundo afirmam que matar bebês é bom, então Kardec concluirá algo disso. O quê? Que matar bebês é bom? Não. Ele concluirá que os espíritos inferiores se comprazem em matar bebês.
    .
    Sobre a reencarnação, o próprio Kardec disse: “Não é somente porque veio dos Espíritos que nós e tantos outros nos fizemos adeptos da pluralidade das existências. É porque essa doutrina nos pareceu a mais lógica e porque só ela resolve questões até então insolúveis.”
    .
    Porém, interessei-me na sua pesquisa sobre as mudanças de pensamento de Kardec devido à sua leitura dos socialistas, citando exatamente as fontes (ou possíveis fontes) em que supostamente ele se baseou. Se quiser escrever um artigo a respeito, eu publico.

  46. Gorducho Diz:

    Não é somente porque veio dos Espíritos
    Mas justo o problema: nem somente nem não-somente :(
    Não veio de espíritos – no sentido de seres desprovidos de vaso carnal. Veio, claro, de “espíritos”, mas encarnados: o Kant; o Lessing; o Fourier; … Entenda por favor!
    Não vai me tentar aplicar que ele se baseou naquele espírito dinamarquês que ficava sentado na nuvenzinha branca que lhe mencionei ontem, não é mesmo?
     
    Agradeço a confiança, mas não tenho capacidade p/escrever artigos. No vestibular p/eletrônica fui reprovado (mecânica era a 2#&170; opção) justamente pela Redação!
    Quanto à outra mudança de opinião, pesquisarei. Pelo que se percebe, então ele regrediu aí exercendo a metodologia dele, não é?
    Pra que tirar uma febre dos reais conhecimento do Kardec fora o catecismo gramatical e a contabilidade – que na época era bem simplória… -, seria bom que tivéssemos acesso ao famoso Programa dos cursos usuais de química, física, astronomia e fisiologia por ele professados no Liceu Polimático. Mas acho que essa obra nem em sebo mais…
    Note-se que ele candidamente confessou que desconhecia o mito do Er, de sorte que, vê-se, nem mesmo à filosofia teve, digamos assim, uma exposição “formal”.

  47. Borges Diz:

    APENAS CONJECTURANDO
    Peço licença para navegar no oceano turvo da ironia onde os céticos costumam “nadar de braçadas”.
    Uma onda de ceticismo invadiu minha mente provocando uma inquietude estranha. Passei a considerar a consciência como resultado apenas de manifestações de substâncias contidas na minha caixa craniana e adjacências.Tudo se tornou sem sentido, pois o amor que tenho pela família nada mais é que a ação de substâncias, hormônios e combinações eletroquímicas. Até mesmo o ato de escrever este comentário é o resultado das interações entre as substâncias que compõem o meu cérebro e nada mais.
    Este momento de ceticismo pode ser o efeito de algum hormônio produzido em excesso por alguma glândula. Espero que não se torne crônico, caso contrário preciso recorrer a algum antídoto, se houver.
    Esta sensação de vazio ajuda a entender porque viemos das estrelas, já que as estrelas vieram do “nada”.
    Estava o “nada absoluto” distraidamente “inexistindo”, vendo o “não tempo” passar, quando de repente “PUF”,surgiu uma bolha, ocupando um “não espaço”, contendo a “sopa primordial” bem quentinha ( a minha prefiro morninha). Logo em seguida produziu-se um grande “BANG”, dando início à uma corrida sideral alucinante que desenbocou no vazio da minha caixa óssea.
    Sugiro moderação para as manifestações das substâncias contidas nas vossas caixas ósseas.
    MINHAS CONJECTURAS acabam aquí, acho que o cérebro encontrou o antídoto.
    Obrigado.

  48. Marciano Diz:

    Borges, você pegou pesado.
    Eu penso mais ou menos assim, mas não sou tão radical.
    Quem pensa desse jeito é o Vitor, que nega o livre-arbítrio, é totalmente determinista.
    Eu acho que a gente tem uma pequeníssima faixa de livre-arbítrio.
    .
    O amor, ódio ou indiferença que temos com relação à família, ou seja lá quem for, nada mais é que a ação de substâncias, hormônios e combinações eletroquímicas.
    Tudo produto da seleção natural.
    Eu penso que o que a seleção natural fez de cada indivíduo, combinado com sua experiência de vida, com sua memória autobiográfica, determina quase tudo, mas temos algumas opções, uma margem muito pequena de autodeterminação.
    .
    Esse momento de ceticismo, se fosse sincero, se não fosse uma ironia com nosotros, os céticos, seria um momento de lucidez que você teria tido.
    Infelizmente, você não está falando seriamente.
    .
    O “nada” não existe nem nunca existiu.
    Sempre existiram coisas. As coisas estão em constante modificação.
    O tempo e o espaço são apenas referências que usamos para medir as coisas, assim como os números. Não existem “per se”.
    Eu posso te dizer uma ou duas coisas, mas os números “um” e “dois” não existem “per se”. São apenas uma abstração, para que você saiba quantas vezes eu te disse alguma coisa.
    Vale o mesmo para o tempo e o espaço. São apenas medidas.

    .
    Seu antídoto é uma ilusão.
    .
    O big bang é uma teoria interessante, que não explica tudo, só aventa uma explicação rasteira para aquilo que conhecemos.
    .
    Ceticismo não é não acreditar em nada. É duvidar de tudo, até que possamos ter alguma certeza, como, por exemplo, de que dois mais dois são quatro.
    Loucura é pensar que dois e quatro são entidades físicas, assim como o tempo e o espaço, em vez de serem apenas conceitos para medirmos coisas reais, que sempre existiram, justamente porque o tempo, por si só, não existe. Nem o espaço.

  49. Marciano Diz:

    Se preferir, Borges, continue na ilusão.
    Imagine que existem espíritos imortais e paranormalidade.
    É uma fuga da realidade, faz bem para quem não gosta de viver no mundo real.

  50. Gorducho Diz:

    O amor, ódio ou indiferença que temos com relação à família, ou seja lá quem for, nada mais é que a ação de substâncias, hormônios e combinações eletroquímicas.
    Tudo produto da seleção natural

     
    Faltou o Sr. incluir a alternativa oficial da Casa: são coordenadas (hiperpontos) do Mannigfaltigkeit Universal.
    E sim, segundo sei do Leibniz (o inspirador dessa cosmologia deles), é sim produto da seleção natural, ou seja, uma auto-otimização, pour ainsi dire, das mônadas, de desde sempre – já que também o eixo tempo dessa multiplicidade é infinito completado desde (-) até (+)

  51. Gorducho Diz:

    O terceiro ponto onde percebi alteração foi na afirmação, na primeira edição, de que há, pelo menos às vezes, “predisposição física (cerebral, presumivelmente) para o assassinato” e (conseqüentemente) para as demais inclinações cruéis do ser humano. Na segunda edição, tal predisposição física já não existe mais, havendo apenas as predisposições do espírito
     
    [LE1 : 433 – comentários dele] L’organisation physique de l’homme le prédispose à tels ou tels actes auxquels il est poussé par une force pour ainsi dire instinctive. Cette propension naturelle, si elle le porte au mal, peut lui rendre le bien plus difficile, mais ne lui ôte pas la liberté de faire ou de ne pas faire. Avec une ferme volonté et l’aide de Dieu, s’il le prie avec ferveur et sincérité, il n’est point de penchant qu’il ne puisse surmonter, quelque véhéments qu’ils soient. L’homme ne saurait donc chercher une excuse dans son organisation sans abdiquer sa raison et sa condition d’être humain, pour s’assimiler à la brute.
     
    [LE : 370 – comentários dele] Encarnando, traz o Espírito certas predisposições e, se se admitir que a cada uma corresponda no cérebro um órgão, o desenvolvimento desses órgãos será efeito e não causa. Se nos órgãos estivesse o princípio das faculdades, o homem seria máquina sem livre-arbítrio e sem a responsabilidade de seus atos. Forçoso então fora admitir-se que os maiores gênios, os sábios, os poetas, os artistas, só o são porque o acaso lhes deu órgãos especiais, donde se seguiria que, sem esses órgãos, não teriam sido gênios e que, assim, o maior dos imbecis houvera podido ser um Newton, um Vergílio, ou um Rafael, desde que de certos órgãos se achassem providos. Ainda mais absurda se mostra semelhante hipótese, se a aplicarmos às qualidades morais. Efetivamente, segundo esse sistema, um Vicente de Paulo, se a Natureza o dotara de tal ou tal órgão, teria podido ser um celerado e o maior dos celerados não precisaria senão de um certo órgão para ser um Vicente de Paulo. Admita-se, ao contrário, que os órgãos especiais, dado existam, são conseqüentes, que se desenvolvem por efeito do exercício da faculdade, como os músculos por efeito do movimento, e a nenhuma conclusão irracional se chegará.
    Sirvamo-nos de uma comparação, trivial à força de ser verdadeira. Por alguns sinais fisionômicos se reconhece que um homem tem o vício da embriaguez. Serão esses sinais que fazem dele um ébrio, ou será a ebriedade que nele imprime aqueles sinais? Pode dizer-se que os órgãos recebem o cunho das faculdades
    .
     
    Mudou tudo!
    A postura definitiva está em linha com a (retrospectivamente óbvia) aderência dele à Frenologia Espiritualista, em conformidade com o infame artigo racista de abril/62 (Dois sistemas radicalmente opostos dividiram, desde o início, os frenologistas em materialistas e espiritualistas, &c); bem como a tese do tal Charles Stofels (que eu não sei quem é :( ).
    Mas é uma mudança. Note que ele jamais atribui a “espíritos”. É o contrário: ele lê o que os socialistas espiritualistas (digamos assim p/colocar no mesmo saco todos anti-iluministas que pregavam o retorno ao medievalismo religioso) escrevem, ou conversa com eles, claro; e depois arruma um “espírito” p/ dizer MUUU!!! “responder” uma “pergunta” sobre a tese já pronta.

  52. Gorducho Diz:

    RETIFICAÇÃO
    M/penúltimo palpite destina-se refere-se à conjectura do Analista Borges, tendo havido erro no quoting :(
    Aliás, gostaria de que o mesmo (AB) conjecturasse sobre a cosmovisão Oficialista…

  53. Gorducho Diz:

    Perfeito o texto acerca da reencarnação socialista feito na Enciclopédia de Reencarnação e Carma de Norman C. McClelland!
    O alicerce para a fundação do Espiritismo Francês estava posto pelos 1830. Então um influxo de ideias religiosas do Hinduismo e Budismo, um crescimento do socialismo, um comparável anti-clericalismo, e a percepção duma crescente tensão entre o Cristianismo e ciência tornou significante porção dos literatos franceses aberto ao conceito de reencarnação. Ainda que houvessem outros influentes popularizadores desse conceito nessa época, foi Jean Reynaud que habilmente lembrou seus seguidores que reencarnação fazia parte da religião dos antigos Druidas da Gália (França) pré-Romana e era parte do verdadeiro espírito daquele pais. Para dizer o mínimo, Jean Reynaus fez tudo que pode para minimizar alguns dos mais primitivos elementos do Druidismo antigo, tais como politeísmo e sacrifício humano, e elevar o nível de sofisticação cultural dos Druidas ao dos antigos gregos, e com moral igual à da Cristandade. Para Reynaud um dos aspectos mais importantes das vidas múltiplas é que dava ao indivíduo a oportunidade de progredir espiritualmente paralelamente ao progresso que deveria experimentar a sociedade para criar um sistema socialista de igualdade para todos.
     
    Quaisquer “ensinamentos” de “espíritos” acerca de reencarnação romântica só têm validade se anteriores ao tema ser posto a rolar na intelectualidade de botequim pelos terrícolas encarnados que nunca alegaram ter recebido essas informações via proto-telégrafo intermundos (o orelhão chiquista que só chama e não recebe claro que ainda não existia…).

  54. Vitor Diz:

    Gorducho,
    insisto que vc escreva um artigo, pelo menos um esboço e eu adapto então. Sobre o primeiro ponto (a reencarnação) já está feito, pelo que vi. Peço que vc elabore mais e reescreva (com as traduções dos trechos extraídos das fontes) o que você percebeu sobre o segundo e o terceiro ponto.

  55. Gorducho Diz:

    Já lhe disse que não tenho capacidade. Não foi brincadeira, na época eletrônica ½ que ombreava a medicina (UFRGS meados do século passado…) dentre as mais procuradas. Hoje não sei mais pois não tenho mais os diretamente de casa nos bancos escolares… Eu pus (em tese insensatamente…) mecânica como 2ª, e acabei dando graças a Deus… Só fiquei fora pela Redação… e deve perceber quão péssimo é meu vocabulário.
    Sr. JCFF é o adequado; já que desde que colocou a pá-de-cal no affair P LE está ocioso.
    O Analista Toffo escreve muito bem, claro, mas não sei se tem disposição para escrever artigos de fôlego e, pelo que entendi, não domina o francês…
     
    Sobre o 2° e o 3° pontos foi isso. Qual seja, nesse 3° ponto porque ele assumiu a posição final está claro – frenologia espiritualista. Agora porque ele por primeiro a postura frenológica canônica só se evocarmos ele – mas como depois da Mrs. Piper não teve mais médiuns, não teremos como :( . Provavelmente recitou o que sabia da frenoloogia e depois pensou melhor. Mas claro que é pura especulação.
    O Sr. mão pôs é o 1° ponto :mrgreen:

  56. Gorducho Diz:

    O Sr. mnão pôs é o 1° ponto.
    O 2° ponto foi o momento da união da alma ao corpo; e o 3° ponto foi este da frenologia.

  57. Vitor Diz:

    O 1º ponto não tem uma possível explicação em uma possível leitura da obra de Darwin/Wallace, que resultou numa modificação?

  58. Gorducho Diz:

    Não sei: o Sr. só pôs o 2° e 3° :(

  59. Vitor Diz:

    Só os pus porque o 2º e o 3º são os pontos que acho que cabem mais esclarecimentos, mas se achar algo dos socialistas que embase mais o 1º ponto tudo bem.

  60. Vitor Diz:

    Ah, entendi, vc não sabe qual é o primeiro ponto! É esse:
    .
    Primeiro, na primeira edição do Livro dos Espíritos era dito que (com minhas palavras): a alma do homem, em suas encarnações anteriores e cada vez menos evoluídas, nunca encarnou em animais; ou seja, nossa alma não provem da evolução da alma de “seres inferiores” da criação (animais, vegetais, etc.). As diversas espécies animais possuem algo que pode ser chamado de alma, e que de fato progride, mas sempre dentro de suas próprias espécies, e progredindo somente até um determinado ponto, nunca chegando ao nível do homem (moral ou intelectual). Na segunda edição, as coisas já são bem diferentes: o princípio espiritual passa pelas encarnações nos seres inferiores da criação progressivamente até atingir a humanidade. Não há mais a idéia das várias “estirpes” de alma, mas sim uma unidade em toda a natureza. Pode-se perceber pelas perguntas da primeira edição do Livro dos Espíritos, de 1857, que Kardec já parecia “forçar a barra” para que a alma dos animais fosse a precursora da alma do homem.

  61. Gorducho Diz:

    Pode-se perceber pelas perguntas da primeira edição do Livro dos Espíritos, de 1857, que Kardec já parecia “forçar a barra” para que a alma dos animais fosse a precursora da alma do homem.
     
    :o
    127 — L’âme de l’homme n’aurait-elle point été d’abord le principe de vie des derniers êtres vivants de la création pour arriver, par une loi progressive, jusqu’à l’homme en parcourant les divers degrés de l’échelle organique ?
    « Non ! non ! hommes nous sommes nés. »
    « Chaque chose progresse dans son espèce et dans son essence ; l’homme n’a jamais été autre chose qu’un homme. »
    — Quelle que soit la diversité des existences par lesquelles passe notre esprit ou notre âme, elles appartiennent toutes à l’humanité ; ce serait une erreur de croire que, par une loi progressive, l’homme a passé par les différents degrés de l’échelle organique pour arriver à son état actuel. Ainsi son âme n’a point été d’abord le principe de vie des derniers êtres animés de la création pour arriver successivement au degré supérieur : à l’homme
    .
     
    Onde ele força a barra? Em qual #?

  62. Vitor Diz:

    É aí mesmo. A pergunta é do tipo ‘norteadora’, ou ‘orientadora’, mas a resposta não seguiu a orientação. Em português:
    .
    “- A alma do Homem não teria sido primitivamente o Princípio Vital de ínfimos seres vivos da Biocriação, que chegou, ex-vi de lei progressiva, até o ser humano, percorrendo os diversos graus da escala orgânica?”

  63. Gorducho Diz:

    Acho que não. Veja: no comentário, que ele admite ser dele, não alega ser do “espírito”, ele reforça entusiasticamente a resposta do “espírito”. Conscio de quão rusée ele era, concluo que foi p/detonar aqueles que assim pensava.
    RMK: não tenho conhecimento do que rolava acerca do Lamarck, o que este divulgava lá e portanto seria de esperar que o Kardec seguisse a orientação deste…
    Por isso lhe digo quão bom seria ter essas famosas apostilas aparentemente perdidas…
    Vernacularizando então p/proveito dos demais eventuais leitores:
    — Qualquer que seja a diversidade das existências pelas quais passe nosso espírito ou nossa alma, elas pertencem todas à humanidade; seria um erro acreditar que, por uma lei progressiva, o Homem passou pelos diferentes graus da escala orgânica para chegar a seu estado atual.
    Assim sua alma não foi de início o Princípio Vital dos últimos seres animados da criação para chegar sucessivamente ao grau superior: ao Homem
    .
     
    —————————————————————————————————————
    O Sr. anda criativo: 1° verteu bombademassagemcardiaca p/ tambor e agora:
    par une ex-vi;
    de la création da Biocriação.
    :mrgreen:

  64. Vitor Diz:

    “O Sr. anda criativo”
    .
    Nenhuma criação. “Thumper” era o nome do coelho do filme “Bambi”, que foi traduzido aqui como “Tambor”. E a tradução do francês foi do Canuto de Abreu.

  65. Gorducho Diz:

    Então p/finalizar, Sr. Administrador, vejamos qual era o posicionamento do JR, o “espírito” que ditou a maior parte da Doutrina p/o Kardec. Tiro da obra
    CROSSLEY, Ceri. Metáforas Consumíveis: atitudes para com animais e vegetarianismo na França oitocentista. Bern: Peter Lang AG, 2005.
    Editada a sequência, e vernacularizado livremente.
     
    Jean Reynaud, por sua parte, escreveu extensivamente matérias relacionadas aos animais, tanto na Encyclopédie nouvelle quanto em outros lugares. De fato, a questão dos animais tornou-se um elemento central dentro do sistema filosófico que ele elaborou durante os 30 anos que seguiram seu rompimento com o Saint-Simonismo e ao qual deu expressão definitiva no Tierre et Ciel (1854). Nos escritos de Reynaud, a indiferença geral mostrada pelos Saint-Simonianos para com animais deu lugar a opiniões mais abertamente negativas.
    Na questão dos animais Reynaud era enérgico e a-sentimental. Declarava que humanos tinham direito de domínio sobre os animais que eram seus escravos. Lágrimas desnecessárias não deveriam ser derramadas sobre seu destino. Animais eram auto evidentemente criaturas inferiores, essencialmente diferentes dos humanos:
    “Les animaux sont des substances aveugles que la nature fait circuler à son gré à travers les temps dans l’immensité de son domaine, en les revêtant de formes diverses et pour des fins qui ne regardent qu’elle ; tandis que l’homme est une substance douée de la conscience d’elle-même, qui se perfectionne en liberté, et qui marche par sa propre impulsion vers une vie meilleure et immotelle. La différence se marque assez pou qu’il n’y ait pas danger de confondre les deux espèces, celle qui rampe obscurément dans les horizons de la matière, et celle dont la sublime ambition tend au ciel.”
    Reynaud fez esse pronunciamento no fecho duma pesquisa sobre o debate se animais tinham alma. Explicou que havia grosso modo 3 escolas de pensamento sobre a matéria. Primeiro, havia os Platonistas e Pitagoristas que acreditavam que o mesmo princípio imaterial estava presente em humanos e animais. Segundo, havia os Cartesianos que acreditavam que animais eram autômatos. Terceiro, havia os Escolásticos que, seguindo Aristóteles, acreditavam que animais tinham uma alma mas que era material e mortal. Reynaud julgava nenhuma dessas explanações totalmente satisfatórias. Explicava que enquanto humanos e animais partilhavam o que chamava o primeiro princípio imaterial da vida, a força animante divina que permitia-os responder aos estímulos externos, os animais existiam exclusivamente no plano do instinto. Existiam num eterno presente, como que num sonho. Faltava-lhes qualquer autoconsciência de identidade individual e eram inábeis para diferenciar entre os objetos da consciência. Eram simplesmente movidos pelas forças do instinto e apetite. Humanos, por outro lado, tinham a autoconsciência e usavam sua razão para comparar pensamentos e formular ideias. Só humanos tinham um princípio imaterial que permitia a vida moral e sobrevivia a morte física.
    Reynaud não descrevia a diversidade do comportamento animal duma maneira neutra e objetiva. Consistentemente sacava um vocabulário emocionalmente carregado que categorizava animais como imorais
    .
     
    Nota-se então que esse JR era um tremendo mau caráter… Daí nada surpreendente o que os “espíritos” disseram pro Kardec de início, não acha?
    Bem como, ainda vigendo no kardecismo, que os animais são escravos do homem mesmo nos outros globos mais “evoluídos”, como e.g. na #601:
    “Sim; e daí vem que nos mundos superiores, onde os
    homens são mais adiantados, os animais também o são,
    dispondo de meios mais amplos de comunicação. São sempre, porém, inferiores ao homem e se lhe acham submetidos, tendo neles o homem servidores inteligentes.”
     
    Mas sendo o Kardec comparativamente dotado dum melhor caráter, deve ter-lhe pesado na consciência e, após ler o Darwin, mudou um pouco os “ensinamentos” dos “espíritos”.

  66. Marciano Diz:

    A despeito da vã filosofia espiritista para, pré e pós Rivail, principalmente o “reino hominal” dos chiquistas, fica claro para quem enxerga um pouquinho que o Homo sapiens sapiens é apenas mais um animal, parente muito próximo do Pan troglodytes.
    Melhor explicando, o para Rivail aí em cima é sobre os contemporâneos dele.

  67. Marciano Diz:

    Parece que murchou de novo.
    Aqui vai um puzzle para quem se dispuser:
    .
    How quickly can you find out what is unusual about this paragraph? It looks so ordinary that you would think that nothing was wrong with it at all, and in fact, nothing is. But it is unusual. Why? If you study it and think about it you may find out, but I am not going to assist you in any way. You must do it without coaching. No doubt if you work at it for long, it will dawn on you. I don’t know. Now, go to work and try your luck.
    Resposta no próximo comentário.

  68. Marciano Diz:

    A ideia foi apenas a de mostrar como, às vezes, uma coisa que está bem diante de nossos olhos não é percebida.
    A única coisa incomum com o parágrafo acima é que ele é bastante incomum, mas as pessoas tendem a não perceber, mesmo lendo-o atentamente que, apesar dele não ter nada de errado, nenhuma palavra grafada de forma incorreta, nenhum erro gramatical, nada de estranho à primeira vista, embora faça sentido completamente, nele não aparece uma única vez a letra “e”.
    Dá o que pensar.

  69. Gorducho Diz:

    Veja, Sr. Administrador, como ele estava plenamente consciente que as “mensagens” sobre a reencarnação romântica eram fakes. Comentário dele à #222:
    Portanto, ensinando o dogma da pluralidade das existências corporais, os Espíritos renovam uma doutrina [...]
     
    Ora, se os “espíritos” ensinavam um dogma, é porque não sabiam se era real: nunca tinham eles próprios presenciado a tal reencarnação. Senão não seria dogma: seria realidade empírica por eles presenciada.
    Plot holes mais plot holes… Escrevia demais, ansiosamente, sobre o que não entendia. Não dava tempo de checar coerência :(

  70. Vladimir Diz:

    Gorducho: Mas sendo o Kardec comparativamente dotado dum melhor caráter, deve ter-lhe pesado na consciência e, após ler o Darwin, mudou um pouco os “ensinamentos” dos “espíritos”.
    .
    COMENTÁRIO: Kardec não mudou os ensinamentos dos Espíritos, foi o uso do CUEE que propiciou isso.

  71. Gorducho Diz:

    Boa tentativa de provocação, Dr.; mas está demasiado na cara p/causar-me irritação…
    Os espíritos foram convocados ali na erraticidade p/receberem leituras da tese do Darwin, e aí mudou o CUEE :D

  72. Larissa Diz:

    Há os que teimam em lutar contra o óbvio ululante.

  73. Vladimir Diz:

    “Quando a doutrina da reencarnação nos foi ensinada pelos Espíritos, estava tão distante do nosso pensamento que, sobre os antecedentes da alma, havíamos construído um sistema completamente diferente, partilhado, aliás, por muitas pessoas. Sob esse aspecto, portanto, a Doutrina dos Espíritos nos surpreendeu profundamente; diremos mais: contrariou-nos, porquanto derrubou as nossas próprias ideias”.
    .
    “Desde que nos entregamos ao estudo do Espiritismo, obtivemos comunicações através de mais de cinquenta médiuns escreventes [CUEE, grifo meu], falantes, videntes, etc., mais ou menos esclarecidos, de inteligência normal mais ou menos limitada, alguns até mesmo completamente analfabetos e, em consequência, absolutamente estranhos às matérias filosóficas; não obstante, em nenhum caso os Espíritos se desmentiram sobre essa questão”
    .
    -Revista Espírita 1858

  74. Gorducho Diz:

    Essa era a técnica que ele utilizava p/se legitimar perante o público leitor. É o mesmo caso quando ele diz que ninguém antes imaginara uma explicação demoníaca p/os raps das Fox. Ora, é como diz o Sr. Siqueira supracitado pela Administração: demônios são a primeira explicação desde a idade média, e tanto que as meninas utilizaram imediatamente na bricadeira que fizeram c/a velhota na noite do dia-dos-bobos.
    Depois lhe informo quando o JR começou a escrever sobre a reincarnação. Note que o livro de ’54 é o corolário de muitos anos.
    Por isso disse ao Administrador: só se o Kardec se baseou naque espírito que cavalgava a nuvenzinha, de 1790, se bem me lembro. Esse sim foi pode-se dizer antes (claro que não antes do Lessing, mas todo caso…).
     
    Quanto aos “médiuns”, já lhe enumerei quando ainda se chamava Jacó. Vai recomeçar tudo de novo como se nada tivesse acontecido – como sempre sublinha o AMa?

  75. Contra o chiquismo Diz:

    Marciano Diz:
    JUNHO 10TH, 2015 ÀS 6:58 PM
    ***///***
    //**//

    xxxxxxx
    Ora, dirão os crentes, tente convencer a um cético de que tudo isso acima é verdadeiro, apesar de mutuamente excludente.
    //**
    //**
    Ora, que português! Vc se expressa bem pra caraca.

    //
    //
    Não digo nada, só óleo.
    *
    *
    *
    Diesel…

  76. Gorducho Diz:

    E que ele tinha total conhecimento dos escritos e teses dessa turam também já provei cá, pois que imitou a técnica do Pierre Leroux o qual alega ter inventado o neologismo sociologia; e o Kardec, imitando-o (claro que não é plágio) alega ter inventado o neologismo espiritismo.
    RMK: o fato desta ser uma palavra Americana há muito usada, o que não muda a alegação dele, apenas mostra quão malandro era…

  77. Gorducho Diz:

    1836
    Mensagens de espíritos ensinando reencarnação romântica antes do ano 36 aceito, Dr.

  78. Vladimir Diz:

    Ah! Entendi…
    .
    Então Kardec era um picareta e embusteiro e inventou tudo.
    .
    É uma possibilidade, desde que você tenha EVIDÊNCIAS em sua Biografia, que apontem que ele era um homem de uma índole e Moral duvidosa.
    .
    De tudo que li sobre a Biografia de Kardec não encontrei sequer vestígio de que tal fosse a sua fama…
    .
    Mas se tiver EVIDÊNCIAS, sou todo ouvidos…

  79. Vladimir Diz:

    Sr.Administrador, o comentário saiu duplicado, favor ignorar.
    .
    Obrigado!

  80. Antonio G. - POA Diz:

    Como considerar honesta a “obra” de Alan Kardec se não há uma única evidência da existência de espíritos? A partir deste “pequeno detalhe”, não há como considerar a existência de reencarnação, mediunidade e coisas do gênero.
    Engane-se quem quiser. Pode-se, por mera cautela, querer “dourar a pílula”, mas a realidade é que todo aquele que se diz médium, é mentiroso ou alucinado. Ou as duas coisas juntas. Não há outra hipótese. Eu falo porque conheço.

  81. Vladimir Diz:

    Antonio,
    .
    Cá está bem claro, a divisão entre “crentes” e “céticos”.
    Quanto a isso não há o que discutir.
    .
    Discute-se sim, se Rivail era um homem de Moral e Índole duvidosa de modo que possamos considerar um embusteiro e “plagiador”.
    .
    Ou era um “pilantra” ou não era.
    .
    Se era, tem de haver EVIDÊNCIAS biográficas que respaldem o estigma.
    .
    Caso contrário é apenas Calúnia e Difamação.

  82. Vladimir Diz:

    Wantuil de Freitas e Marcel Souto Maior não encontraram (bien entendu) vejamos se G.Grassouillet “enfrenta” a empreitada…

  83. Larissa Diz:

    vamos parar de blá blá blá e partir para os experimentos?

  84. Vladimir Diz:

    Larissa,
    Vamos evitar de tergiversar e “trollar”???

  85. Vitor Diz:

    Gorducho,
    em vez de fazer um artigo, faça assim: monte uma tabela em que a cada linha coloca um trecho do Livro dos Espíritos (1ª ou 2ª edição) ou da Revista Espírita numa célula e na célula do lado coloca um trecho (traduzido) dos livros do JR onde já constava a ideia, e talvez uma terceira célula com comentários.

  86. Contra o chiquismo Diz:

    Vladimir Diz:
    JUNHO 15TH, 2015 ÀS 12:27 PM
    Antonio,
    .
    Cá está bem claro, a divisão entre “crentes” e “céticos”.
    Quanto a isso não há o que discutir.
    .
    Discute-se sim, se Rivail era um homem de Moral e Índole duvidosa de modo que possamos considerar um embusteiro e “plagiador”.
    .

    .
    Caso contrário é apenas Calúnia e Difamação.

    //

    //
    Sim , ele era caluniador e difamador dos negros, e não um pensador do contexto da sua época. Se era, era apenas mais um , um professor medíocre que nada tinha de divino, ‘codificador’, mestre lionês. Enganou a muitos e de forma consciente. 171…

  87. Vladimir Diz:

    Contra,
    Onde que Kardec era “caluniador e difamador” de “negros”???

  88. Contra o chiquismo Diz:

    John no Arms, no dr!!

    Vc nunca me refutou nisso até hj!!

  89. Larissa Diz:

    Não tem trolagem nenhuma. Há dois anos acompanho o blog e todas as vezes q propomos experimentos os espíritas caem fora.
    Uma única experiência encerra o diálogo.

  90. Larissa Diz:

    E nem vai refutar, Contra. É a negação do,óbvio ululante.

  91. Contra o chiquismo Diz:

    Vladimir Diz:
    JUNHO 15TH, 2015 ÀS 1:25 PM
    Contra,
    Onde que Kardec era “caluniador e difamador” de “negros”???

    //
    //
    Antes que eu me esqueça, de orientais tb.

  92. Larissa Diz:

    Dr Vlad,
    Em que século a frenologia era levada a sério e como isso influenciou Kardec?

  93. Larissa Diz:

    Uma dica, leia a revista espírita n. 4

  94. Contra o chiquismo Diz:

    ‘São seres tão brutos, tão pouco inteligentes, que seria trabalho perdido procurar instruí-los; é uma raça inferior, incorrigível e profundamente incapaz’. (Allan Kardec, “Perfectibilidade da raça negra” Revue Spirite, Abril de 1862)

  95. Contra o chiquismo Diz:

    Os índios tb.

  96. Vladimir Diz:

    […] o Espiritismo, restituindo ao Espírito o seu verdadeiro papel na Criação, constatando a superioridade da inteligência sobre a matéria, faz com que desapareçam, naturalmente, todas as distinções estabelecidas entre os homens, conforme as vantagens corporais e mundanas, sobre as quais só o orgulho fundou as castas e os estúpidos preconceitos de cor. (Revista Espírita, 1861, p. 432.)

  97. Contra o chiquismo Diz:

    Dr… ele mudou de idéia, pois publicou no ano seguinte a infâmia contra os negros. Como ele mudou de idéia de 1861 pra 1862 né?

  98. Larissa Diz:

    Acho q Kardec acreditava que os espíritos se,comunicavam e que talvez ele fosse um predestinado a receber a dita 3a revelação. Talvez tenha agido de boa fé.
    O maior erro de Kardec foi não se considerar falho. Digo isso pq se considerassemminimamente q poderia ser enganado teria usado um método científico eficaz e comprovaria o embuste que é o espiritismo francês.

  99. Contra o chiquismo Diz:

    O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. III, itens 13 a 15.
    //
    //

    As raças a que chamais selvagens são formadas de Espíritos que apenas saíram da infância e que na Terra se acham, por assim dizer, em curso de educação, para se desenvolverem pelo contacto com Espíritos mais adiantados.Vêm depois as raças semicivilizadas, constituídas desses mesmos os Espíritos em via de progresso. São elas, de certo modo, raças indígenas da Terra, que aí se elevaram pouco a pouco em longos períodos seculares, algumas das quais hão podido chegar ao aperfeiçoamento intelectual dos povos mais esclarecidos. Os Espíritos em expiação, se nos podemos exprimir dessa forma, são exóticos, na Terra; já tiveram noutros mundos, donde foram excluídos em conseqüência da sua obstinação no mal e por se haverem constituído, em tais mundos, causa de perturbação para os bons.
    //
    //

    … Por isso mesmo, para essas raças é que de mais amargor se revestem OS infortúnios da vida. E que há nelas mais sensibilidade, sendo, portanto, mais provadas pelas contrariedades e desgostos do que as raças primitivas, cujo senso moral se acha mais embotado…

    **
    //
    //

    Então os MAIAS, INCAS e ASTECAS eram burros pra caramba né?

  100. Larissa Diz:

    A revista espírita n. 4 que toma a frenologia como verdade absoluta, é do ano posterior, Dr.

  101. Vladimir Diz:

    Não mudou de ideia não Sr.
    .
    Kardec era Racialista e não Racista.
    Era o “Pensamento Corrente” da época dele…
    .
    Mas você já sabe de tudo isso, só está “botando lenha na fogueira” rs

  102. Vladimir Diz:

    Exatamente.
    .
    Mas ninguém leva mais a Frenologia a sério não é mesmo?
    .
    Na época de Kardec, levavam…

  103. Gorducho Diz:

    Quanto à honestidade intelectual, e portanto moral, temos:
    i) A questão do suposto neologismo, i.e., pegou uma palavra americana e deu a entender que a tinha criado. Até pouco tempo, os espíritas acreditavam piamente nisso.
    ii) De forma muito mais grave, no que concerne à não citação das fonte usadas na elaboração da “Doutrina”, ninguém expressou melhor que o Eugène Nus [Coisas d’Outro Mundo], como inúmeras vezes já cá citei:
    “Il fut évident pour nous qu’il avait lu Fourier, et qu’il avait emprunté à la théorie des quatre mouvements la base do son système, à savoir la réincarnation des âmes dans des existences successives et la théorie de leur enveloppe fluidique que Fourier appelle corps aromal, et Kardec, périsprit. L’attribution à l’autre monde de ces
    idées écloses et dévcloppéos, presque dans la même ,’ forme, depuis vingt ans dans le nôtre, nous parut,
    comme on dit aujourd’hui, un peu raide II nous sembla que saint Louis et les autres désincarnés qui
    apportaient cette révélation à la terre, ne pouvaient ignorer qu’un homme de génie, au moins égal au roi
    qui fut lo fils do la reine Blanche, était venu la formuler avant eux. Allan Kardcc nous parut un rusé qui démarquait tout simplement un système à saconvenance Commo il nous était agréable do voir, mémo sous uno autre étiquette, propager ces idées bien supérieures aux doctrines* courantes, nous no cherchâmes pas à entraver
    l’oeuvre, et laissâmes faire l’ouvrier”.
     
     
    Quanto a outra evidência de possível comportamento imoral, temos a denúncia da Mdlle. Ruth-Céline Bequet, que evidentemente sempre ficará na palavra dum contra o outro, para sempre indeterminado.
    Quem conta é o Conselheiro Aksakov:
    “When he thus left he possessed a mass of manuscript which he had carried off from the house of Madame Japhet, and he availed himself of the right of an editor by never giving it back again. To the numerous requests for its return which were made to him, he contented himself by replying, “Let her go to law with me.”

  104. Contra o chiquismo Diz:

    kardec tb desprezava os pobres, miseráveis e sem estudo:

    //
    //
    “O que é o espiritismo” pág. 61:
    //
    //

    “Como vos disse há pouco, é precisamente na classe ilustrada que o
    Espiritismo faz maior número de prosélitos, isto em todos os países; já ele
    conta entre seus adeptos grande número de médicos de todas as nações, e
    ninguém nega que os médicos sejam homens de ciência; os magistrados,
    os professores, os artistas, os homens de letras, os oficiais, os altos funcionários, os grandes dignitários, os eclesiásticos etc., que se agrupam ao redor
    da sua bandeira, não são pessoas em quem se não deva reconhecer certa
    dose de ilustração.”

    //
    //
    Se médicos, magistrados, professores, artistas, homens de letras, oficiais, altos funcionários,grandes dignitários, e os eclesiásticos tem apenas ‘certa dose de ilustração’, imagina o que ele considera das pessoas do ‘povo’. Quem era bom o suficiente pra ele?
    //
    //
    Imagino o que ele acharia de cx se fossem contemporâneos… (dizem que cx era sem estudos…essas coisas)

  105. Larissa Diz:

    O estudo da frenologia era muito popular no século XIX. Eis pq os “espíritos” acreditavam nela.
    Algo q 1 século depois viria a ser completamente refutado pela neurociência sequer deveria constar da 3a revelação, não acha?
    Tanta coisa mais importante pra revelar…

  106. Larissa Diz:

    Pois é…mas os espíritos poderiam ter poupado Kardec do vexame que é a frenologia…não acham? Pq é o típico pensamento do século retrasado hm totalmente refutado.

  107. Gorducho Diz:

    Onde que Kardec era “caluniador e difamador” de “negros”???
    [Revue, abril/62]
    “Assim, como organização física, os negros serão sempre
    os mesmos; como Espíritos, trata-se, sem dúvida, de uma raça inferior, isto é, primitiva; são verdadeiras crianças às quais muito pouco se pode ensinar. Mas, por meio de cuidados inteligentes é sempre possível modificar certos hábitos, certas tendências, o que
    já constitui um progresso que levarão para outra existência e que lhes permitirá, mais tarde, tomar um envoltório em melhores condições. Trabalhando em sua melhoria, trabalha-se menos pelo seu presente que pelo seu futuro e, por pouco que se ganhe, para eles é sempre uma aquisição. Cada progresso é um passo à frente, facilitando novos progressos.”

  108. Larissa Diz:

    Gorducho, vc tem razão.

  109. Contra o chiquismo Diz:

    Dr, é nojento o sr defender kardec. Negros, orientais e indígenas não foram poupados por ele. No desenho do pica pau, os índios sofrem, mas é cômico demais, nos livros do kardec, eles são esculhambados demais. No desenho do pica pau, ele ainda fica amigo do índio no final e ajuda ele de alguma forma. (veja o episódio do escalpo)

  110. Larissa Diz:

    Racialismo e racismos são quase q sinônimos. Principalmente se empregado para diminuir a capacidade intelectual de uma raça historicamente oprimida, numa tentativa implícita de validar essa opressão.

  111. Larissa Diz:

    Opressão pela raça “superior”, a branca nos dizeres de Kardec/espíritos .

  112. Gorducho Diz:

    Gorducho, em vez de fazer um artigo, faça assim: monte uma tabela em que a cada linha coloca um trecho do Livro dos Espíritos (1ª ou 2ª edição) ou da Revista Espírita numa célula e na célula do lado coloca um trecho (traduzido) dos livros do JR onde já constava a ideia, e talvez uma terceira célula com comentários.
     
    Seriam muitos trechos do LE e do C&I, teria que fazer uma relação SQL muitos-para-muitos, com uma tabela intermediária :(
    De lá ele tirou a necessidade da igreja dogmatizar a vida futura, cabendo à Gália essa tarefa;
    - preexistência das almas;
    - a reencarnação romântica (ainda que, como lhe mostrei sábado), limitada ao reino hominal;
    - todos os mundos habitados pois que Deus nada faz de inútil (“lógica” escolástica…);
    - angiologia;
    - inexistência do inferno e das penas eternas;
    - road map p/o código penal dos defuntos.

  113. Gorducho Diz:

    Mas procurarei fazer um aperçu…

  114. Contra o chiquismo Diz:

    Eu já tinha feito essa citação do Gorducho umas 389 vezes pro dr, mas ele ignora e não refuta, diz q kardec era fruto da sua época, que pensava como os demais.

  115. Larissa Diz:

    E Kardec e o espiritismo são fruto,de sua época e refletem tão somente o pensamento do século XIX. O Dr. matou seu próprio argumento.

  116. Vladimir Diz:

    Gorducho: A questão do suposto neologismo, i.e., pegou uma palavra americana e deu a entender que a tinha criado. Até pouco tempo, os espíritas acreditavam piamente nisso.
    .
    COMENTÁRIO: O fato de ele ter “criado” um neologismo, não faz dele um mau caráter,
    muito pelo contrário, mostra que ele foi muito perspicaz…
    .
    Bom aí o Sr. tem que se decidir…
    Ou Kardec criou o “Espiritismo” de fontes terrícolas, e inventou toda a história de “Mesas Girantes”,
    dos médiuns que trabalharam com ele e todo o resto da DE.
    .
    Ou houve a comunicação por parte dos Espíritos a médium Srta Japhet e a discussão a respeito do Manuscrito.
    .
    Portanto seu argumento é contraditório.
    .
    Aliás se Kardec inventou tudo, onde entra a Srta. Japhet? Fez parte da “quadrilha”?
    .
    Quero as EVIDÊNCIAS que provem que Kardec era de Moral ou Índole duvidosa…
    .
    Que tal processos judiciais movidos contra ele?
    Que tal relatos a respeito de uma vida noturna regada a cortesãs, tabernas, e “clube de cavalheiros”???
    Que tal relatos de fraude deliberada ou então plágio descarado tal qual CX???
    Que tal evidências de corrupção e desvio de dinheiro dos lugares que trabalhou???

    Enfim EVIDÊNCIAS CONCRETAS, que demonstrem que Kardec era de Moral ou Índole duvidosa, estilo alguns Deputados, ou Pastores
    que nós conhecemos bem aqui em Pindorama.

  117. Vladimir Diz:

    Contra,
    .
    Kardec era tão “racista” quanto os Helenos, eram homossexuais.
    .
    Se você não consegue entender isso, talvez deva estudar História e entender como é feita uma análise histórica dentro do seu próprio “Zeitgeist”.
    .
    Caso contrário não é Kardec que é racista, é você que é ANACRÔNICO!!!

  118. Contra o chiquismo Diz:

    Exato… não sei o pq da defesa por parte do dr a esse beócio.

  119. Vladimir Diz:

    Larissa,
    .
    Racismo e Racialismo são coisas diferentes.
    E eram o mais ainda no século XIX.
    .
    É é óbvio e evidente que os homens e os espíritos do século XIX reflitam a mentalidade mais “moderna” até então.
    .
    Exigir mais dos “espíritos” é não entender a DE…
    .
    Ao que me consta em nenhum momento os espíritos alegaram ser mais do que anunciavam ser: Espíritos de pessoas que tinham falecido.
    .
    Apenas isso.
    .
    Ou alguém falou que eles eram Seres Perfeitos Divinos, tal qual os deuses???

  120. Vladimir Diz:

    Ainda bem que Kardec era fruto de sua época, eu ficaria deveras preocupado se ele alegasse ser um viajante do futuro com uma mensagem revolucionária…

  121. Vladimir Diz:

    Ou se ele alegasse ser “Perfeito” tal qual um “deus”…

  122. Gorducho Diz:

    [...] não faz dele um mau caráter, muito pelo contrário, mostra que ele foi muito perspicaz
     
    Perfeito; malandragem é perspicácia: ok.

  123. Larissa Diz:

    Dr. até o espirito da .verdade colaborou com a codificação. Por que Galileu passou um monte de informações erradas se não tinha certeza do que estava falando? Ele era um cientista e sabia q o conhecimento da época sobre o universo era limitadíssimo. Poderia muito bem ter pesquisado um pouco mais na erraticidade e falar alguma coisa nova ou certa ao menos, que validasse a presença de uma consciência que não a do médium através da transmissão e informações desconhecidas.
    .
    Idem com a Frenologia. Era uma corrente que tinha força na época, mas q pouco tempo depois cairia por terra. O Espírito da,Verdade não sabia disso?
    .
    Há um erro de lógica ai, percebe?

  124. Larissa Diz:

    O .vladimir não percebe que seus argumento não convencem nem ele mesmo.

  125. Gorducho Diz:

    Negritei outros trechos racistas. Note-se que é racismo físico, explícito. Nada tem a ver com supostos espíritos mais ou menos “evoluídos”, caso este que não teria então correlação com a cor da pele/”raça” do vaso carnal que tal espírito habite enquanto na crosta…
     
    “O exame frenológico dos povos pouco inteligentes constata a predominância das faculdades instintivas e a atrofia dos órgãos da inteligência. Aquilo que é excepcional nos povos avançados é a regra em certas raças. Por quê? Será uma injusta preferência? Não; é sabedoria. A Natureza é sempre previdente; nada faz de inútil. Ora, seria inútil dar um instrumento completo a quem não tenha os meios para dele se servir. Os Espíritos selvagens são ainda crianças, se assim podemos nos exprimir. Neles muitas faculdades ainda estão latentes. O que faria o Espírito de um hotentote no corpo de um Arago? Seria como alguém que nada sabe de música diante de um piano excelente. Por uma razão inversa, o que faria o Espírito Arago no corpo de um hotentote?
    Seria como Liszt diante de um piano contendo apenas algumas cordas desafinadas, das quais o seu talento não conseguiria jamais tirar sons harmoniosos. Arago entre os selvagens, com todo o seu gênio, será tão inteligente quanto o pode ser um selvagem, e nada mais; jamais será, numa pele negra, membro do Instituto. Seu
    Espírito induziria o desenvolvimento dos órgãos? Órgãos fracos, sim; órgãos rudimentares, não.
    A Natureza, portanto, apropriou os corpos ao grau de desenvolvimento dos Espíritos que neles devem encarnar; eis por que os corpos das raças primitivas possuem menos cordas vibrantes que os das raças adiantadas. Há, pois, no homem dois seres bem distintos: o Espírito, ser pensante; o corpo, instrumento das manifestações do pensamento, mais ou menos completo, mais ou menos rico em cordas, conforme as necessidades.”

  126. Contra o chiquismo Diz:

    Vladimir Diz:
    JUNHO 15TH, 2015 ÀS 3:06 PM
    Contra,
    .
    Kardec era tão “racista” quanto os Helenos, eram homossexuais.
    .
    Se você não consegue entender isso, talvez deva estudar História e entender como é feita uma análise histórica dentro do seu próprio “Zeitgeist”.
    .
    //

    //

    Mas como entender isso?

    //
    /
    “trata-se, sem dúvida, de uma raça inferior, isto é, primitiva”

  127. Vladimir Diz:

    Larissa disse: “Poderia muito bem ter pesquisado um pouco mais na erraticidade”
    .
    COMENTÁRIO: Tudo bem Larissa, vou dar um desconto…
    Você está confundindo Chiquismo, com DE…
    .
    Larissa disse: Era uma corrente que tinha força na época, mas q pouco tempo depois cairia por terra. O Espírito da,Verdade não sabia disso?
    .
    COMENTÁRIO: É óbvio que não sabia. Do mesmo modo que não sabia nada a respeito de smartphones, tablets, ultrabooks, ressonância magnética, ou qualquer outra invenção contemporânea que quiser postular…
    .
    Qualquer “Kardecista” sério, dará sinceras gargalhadas com esse tipo de argumentação, pois só demonstra o desconhecimento da DE e do funcionamento do Mundo Espiritual.
    .
    Os Espíritos (sejam eles quais forem) são limitados aos conhecimentos tecnocientíficos de sua época e daquilo que trazem consigo de suas experiências passadas.
    .
    A Morte não faz de ninguém mais ou menos sábio.
    .

  128. Vladimir Diz:

    Gorducho,
    .
    Não “fuja da raia”…
    .
    Quero as EVIDÊNCIAS que provem que Kardec era de Moral ou Índole duvidosa…
    .
    Que tal processos judiciais movidos contra ele?
    Que tal relatos a respeito de uma vida noturna regada a cortesãs, tabernas, e “clube de cavalheiros”???
    Que tal relatos de fraude deliberada ou então plágio descarado tal qual CX???
    Que tal evidências de corrupção e desvio de dinheiro dos lugares que trabalhou???

    Enfim EVIDÊNCIAS CONCRETAS, que demonstrem que Kardec era de Moral ou Índole duvidosa, estilo alguns Deputados, ou Pastores que nós conhecemos bem aqui em Pindorama.

  129. Larissa Diz:

    O que são estas cordas vibrantes q Kardec fala?

  130. Gorducho Diz:

    Ou alguém falou que eles eram Seres Perfeitos Divinos, tal qual os deuses???
     
    Por isso martelo quão malandro e intelectualmente desonesto o Kardec era. Ele dava a entender sim que o EV era Jesus Cristo/i>; o São Luis era o São Luis evoluído e bonzinho; o S. Agostinho era o S. Agostinho, bonzinho e evoluidíssicimo…

  131. Vladimir Diz:

    Ou Kardec era um tal qual um deputado nosso que construiu grandes obras em SP ou era um “homem de bem”.
    .
    Se era um “homem de bem” não há porque duvidar de sua palavras, até que novas EVIDÊNCIAS, se apresentem.

  132. Vladimir Diz:

    Gorducho disse: Ele dava a entender sim que o EV era Jesus Cristo/i>; o São Luis era o São Luis evoluído e bonzinho; o S. Agostinho era o S. Agostinho, bonzinho e evoluidíssicimo…
    .
    COMENTÁRIO: Esse “Jesus Cristismo” é típico de quem fez escola no Chiquismo…
    .
    Sergio Aleixo dá pulos de alegria kkkk

  133. Vladimir Diz:

    Gorducho,
    .
    Se você “provar” que o Kardec era tão pilantra quanto os indiciados pela “Lava-Jato” eu ratifico ou Auto de Barcelona…

  134. Vladimir Diz:

    Gorducho disse: “O exame frenológico…”
    .
    COMENTÁRIO: Ainda bem que ninguém mais leva a sério a Frenologia como no século XIX…

  135. Larissa Diz:

    Pergunta 227 do LE.
    “De que modo se instruem os espíritos errantes? Certo não o fazem do mesmo modo que nós outros?
    R – Estudam e procuram meios de elevar-se. Veem, observam o que ocorre nos lugares aonde vão; ouvem os discursos dos homens doutos e os conselhos dos Espíritos mais elevados e tudo isso lhes incutem ideias que antes não tinham.”
    .
    Dr. Santos não viram, mas podem pesquisar sim e falar menos bobagem.
    Assim como nós aqui da Terra.

  136. Gorducho Diz:

    Quem não cita suas fontes e a atribui seus escritos a “espíritos” para dar-lhes uma credibilidade sobrenatural “revelada” com o intuito de enganar pedestres; quem diz que inventou neologismos que não inventou é intelectualmente desonesto e de índole e moral duvidosa.
    Imoralidade não é apenas desviar dinheiro (ou aparentemente no seu conceito, frequentar cabarés)

  137. Larissa Diz:

    Dr. só um experimento ajudaria a pobre alma cética que aqui vos fala. Vc não pode me ajudar com esta karidade?

  138. Gorducho Diz:

    É claro que não tem comparação Dr.: não coloque essas palavras na minha boca.
    Mas malandragem é malandragem, e não citar as fontes é gravíssimo.

  139. Larissa Diz:

    Pergunta 228 do LE.
    “São ilimitadas as percepções e os conhecimentos dos espíritos? Numa palavra: eles sabem de tudo?
    R – Quanto mais se aproximam da perfeição, tanto mais sabem. Se são Espíritos Superiores, sabem muito. Os espíritos inferiores são mais ou menos ignorantes acerca e tudo.”
    Pergunta 229
    “Conhecem os espíritos o princípio das coisas?
    R- conforme a elevação e a pureza quenianas atingido. Os da ordem inferior não sabem mais que os homens.”
    .
    Conclusão: ou o espiritismo foi codificado por espíritos inferiores ou por pessoas. Make your choice.

  140. Gorducho Diz:

    O que são estas cordas vibrantes q Kardec fala?
     
    É da frenologia, Analista Larissa. Acho que seriam as cordas da inteligência (algo como os neurônios), mas não sei. Ele só fala:
    “Aqui não é o lugar de fazer a descrição anatômica do
    cérebro. Diremos apenas que, se fizermos uma secção longitudinal na massa, reconheceremos que da base partem feixes fibrosos que vão desabrochar na superfície, apresentando mais ou menos o aspecto de um cogumelo cortado na sua altura. Cada feixe
    corresponde a uma das circunvoluções da superfície externa, de onde se segue que o desenvolvimento da circunvolução corresponde ao desenvolvimento do feixe fibroso. Sendo cada feixe, de acordo com a frenologia, a sede de uma sensação ou de uma faculdade, conclui ela que a energia da sensação ou da faculdade é proporcional ao desenvolvimento do órgão.”

  141. Gorducho Diz:

    Esse “Jesus Cristismo” é típico de quem fez escola no Chiquismo
     
    Pois é. Mas esse Jesus Cristismo é dele, Kardec. Ele é que chamava Jesus (admitamos, como eu acho, que tenha existido), o Cristo – lembra de meu último debate c/o Professor? – para induzir o leitor a pensar numa figura divina?
    Ele é que claramente dá a entender que o EV era o Jesus (divino) Cristo; e que portanto para ele dava bola.
    Quando ele cita “mensagens” do “S. Luis” – o “patrono” deles -; do S. Agostinho e de outras figuras da igreja católica, ele está não só sub-repticiamente, como explicitamente, passando ao leitor a ideia que são espíritos “evoluídos”, “bons”, “sábios” – portanto simbolicamente de fato “santos”.

  142. Larissa Diz:

    E na intrdução da GÊnese:
    “A característica essencial de qualquer revelação tem que ser a verdade.
    Revelar um segredo é tornar conhecido um fato; se é falso, já não é um fato e, por consequência, não existe revelação.”
    .
    “Só os Espíritos puros recebem a palavra de Deus com a missão de transmiti-la; [...]”
    .
    “Pode, pois, haver revelações sérias e verdadeiras como as há apócrifas e mentirosas. O caráter essencial da revelação divina é o da eterna verdade. Toda revelação eivada de erros ou sujeita a modificação não pode emanar de Deus. ”
    ….
    Não tem como Dr. Todos os livros Espiritas denunciam o q estamos tentando fazê-lo entender: – O espiritismo é um embuste criado por homens do século XIX. Só isso.

  143. Larissa Diz:

    Merci, Gorducho.

  144. Contra o chiquismo Diz:

    Troll detected!

  145. Vladimir Diz:

    Gorducho disse: Mas malandragem é malandragem, e não citar as fontes é gravíssimo.
    .
    COMENTÁRIO: Tenho pleno acordo contigo. Se há Plágio, então que se mostre o fato.
    .
    Como diria o Scur, monte o Jogralex e vamos analisar o caso.
    .
    O do CX não teve jeito. Era notório.
    Vejamos se o caso se dá com Kardec da mesma forma.
    .
    E não me venha com essa história de “plágio de ideias”…

  146. Vladimir Diz:

    Larissa disse: O espiritismo é um embuste criado por homens do século XIX.
    .
    COMENTÁRIO: Parafraseando, o Espiritismo é um conhecimento criado e transmitido por homens e espíritos (dos homens que fique claro) do século XIX.
    .
    O resto é opinamento pessoal, sem EVIDÊNCIA.

  147. Vladimir Diz:

    Gorducho disse: Mas esse Jesus Cristismo é dele, Kardec.
    .
    COMENTÁRIO: Sergio Aleixo rodopiando e virando estrela…
    .
    Mas se foi justamente a DE que “rebaixou” Jesus da condição de “Deus” (lembra-se do Dogma da Trindade???) que ele sempre teve no Cristianismo…
    .

  148. Vladimir Diz:

    Larissa disse: Se são Espíritos Superiores, sabem muito.
    .
    COMENTÁRIO: Concordo, com Kardec. Sabem muito a respeito do Mundo Espiritual.
    .
    Qual era o referencial da Escala dos Espíritos???
    .
    Conhecimento Técnico, ou Elevação Moral???
    .
    Estás a confundir alhos com bugalhos…

  149. Vladimir Diz:

    Se formos pela sua lógica Analista Larissa, podemos nos questionar o por quê os espíritos não revelaram a Teoria da Relatividade, a Física Quântica, a Teoria das Cordas, a Teoria M, percebe como a Lógica vai ao absurdum???

  150. Vladimir Diz:

    Inclui nessa revelação o Genoma, Clonagem, Nanotecnologia…
    .
    Quem pensa assimnão é e nunca foi Espírita, pode ter sido Chiquista, Ramatisista, Espiritualista ou coisa que o valha…

  151. Larissa Diz:

    Vlad: Parafraseando, o Espiritismo é um conhecimento criado e transmitido por homens e espíritos (dos homens que fique claro) do século XIX.
    O resto é opinamento pessoal, sem EVIDÊNCIA.
    .
    Desculpe minha ignorância, mas não entendo pq espíritos inferiores foram designados para tão nobre missão que é revelar a verdade.
    E falando em evidência…estou ávida por uma.

  152. Vladimir Diz:

    Gorducho disse: Quando ele cita “mensagens” do “S. Luis” – o “patrono” deles -; do S. Agostinho e de outras figuras da igreja católica, ele está não só sub-repticiamente, como explicitamente, passando ao leitor a ideia que são espíritos “evoluídos”, “bons”, “sábios” – portanto simbolicamente de fato “santos”.
    .
    COMENTÁRIO: Rivail não teve culpa desses espíritos o escolherem. O que foi muito sensato da parte da Espiritualidade na medida em que Kardec era um homem católico, francês , classe média no século XIX.
    .
    Imagina se ele começasse a receber comunicações de Lao Tsé, Confúcio, ou Maomé???
    .
    Ou algum profeta indiano???
    .
    Ficaria mais difícil a aceitação na Europa da época não???

  153. Vladimir Diz:

    Larissa,
    .
    Foram espíritos SUPERIORES, em caráter MORAL.
    .
    Entendeu?
    Não?
    .
    Estude a DE!!!

  154. Gorducho Diz:

    E não me venha com essa história de “plágio de ideias”…
     
    Eu não falei que era “plágio” no sentido técnico do termo, de copiar as palavras. Plágio de idéias sim: pegar as ideias dos socialistas utópicos e atribuir a “espíritos”. Exatamente como falou o Eugène Nus.
    Malandragem: rusé.

  155. Vladimir Diz:

    Eu também estou aguardando PROVAREM que Kardec era “mais sujo do que pau de galinheiro” tal qual os Bórgias…
    .
    Mas até agora nada…

  156. Larissa Diz:

    Se formos pela sua lógica Analista Larissa, podemos nos questionar o por quê os espíritos não revelaram a Teoria da Relatividade, a Física Quântica, a Teoria das Cordas, a Teoria M, percebe como a Lógica vai ao absurdum???
    .
    O que questiono no espiritismo é o fato de ter “revelado” um monte de bobagens na Gênese – que o Camille Flamarion deopis disse que não foi Galileu e sim ele mesmo e suas ideias da época.
    Se não tinham certeza do que estavam falando, pq falaram? Para nos induzir ao erro?
    E me pergunto o que mais estará errado nesta doutrina. Certamente o verificável já foi descartado, mas o não falseável jamais o será e não passa de mera crença defendida por pessoas como o sr.

  157. Vladimir Diz:

    Mas aí eu posso dizer que a Bíblia é “plágio” dos textos sumérios, e que Moises não existiu.
    .
    Isso não PROVA nada.
    .
    Tem gente que acredita que JC existiu, outros não.
    .
    São opinamentos pessoais.
    .
    Eu quero EVIDÊNCIAS CONCRETAS de plágio, fraude (lembra da Othilia Diogo), ou então EVIDÊNCIAS de que Kardec era um facínora…

  158. Larissa Diz:

    Larissa,
    Foram espíritos SUPERIORES, em caráter MORAL.
    Entendeu?
    Não?
    Estude a DE!!!
    .
    Galileu era um cientista , ou me engano?
    E espera-se de espíritos superiores moralmente que não se embrenhem por territórios desconhecidos e falem um monte de bobagens. Se quiser eu detono o argumento científico da Gênese espírita. E olha que não sou um espírito superior nem moral e nem espiritualmente.

  159. Larissa Diz:

    Se o sr. pesquisar encontrará evidências concretas de plágio e fraude. Se conseguir pensar por si mesmo sem a carga emocional que derrubar uma crença religiosa traz.

  160. Vladimir Diz:

    Larissa: Se não tinham certeza do que estavam falando, pq falaram? Para nos induzir ao erro?
    E me pergunto o que mais estará errado nesta doutrina.
    .
    COMENTÁRIO: Falaram do que sabiam, o importante é o caráter MORAL das mensagens e não TÉCNICO.
    .
    As obras de Kardec NÃO são TRATADOS CIENTÍFICOS.
    .
    Se não me falhe a memória não foi o próprio Rivail quem fez uma ressalva nas mensagens da Gênese???

  161. Vladimir Diz:

    Larissa disse: E espera-se de espíritos superiores moralmente que não se embrenhem por territórios desconhecidos e falem um monte de bobagens.
    .
    COMENTÁRIO: Salto lógico detectado!
    .
    Espera-se sim de Espíritos Superiores que não transmitam mensagens de caráter MORAL duvidoso.
    .
    Ficaria preocupado se as mensagens do Galileu transmitissem uma apologia ao Suicídio ou ao Homicídio.
    .
    Larissa disse: Se o sr. pesquisar encontrará evidências concretas de plágio e fraude
    .
    COMENTÁRIO: Imagino que já tenha encontrado. Compartilhe conosco. Estamos ansiosos!!!

  162. Gorducho Diz:

    Ficaria mais difícil a aceitação na Europa da época não???
     
    Claro, p/vender a reforma do catolicismo que ele tentava implementar seguindo o road map do Jean Reynaud, claro que tinha que inventar “espíritos” religiosos e compatíveis com a cultura européia.
    prova que era invenção: malandragem. Se de fato espíritos fossem doutro mundo, nada teriam a ver c/as qüerelas da crosta terrícola: nem JC, nem Maomé, nem Buda…
    O Sr. mesmo ajuda a provar a farsa.

  163. Larissa Diz:

    Então pq falam em assunto científicos se o importante é o moral? Vai entender….

  164. Larissa Diz:

    Dr. Todos nós já compartilhamos exaustivamente aqui no site. Basta o sr. procurar.
    O que posso lhe dizer é que já passei por essa sua fase…

  165. Gorducho Diz:

    Mas aí eu posso dizer que a Bíblia é “plágio” dos textos sumérios, e que Moises não existiu.
     
    No que puder detectar, como se detecta as coisas que ele pegou dos socialistas e outros filósofos espiritualistas, sim.
    Se bem me lembro, os 10 mandamentos é egípcio, e o dilúvio sumério.
    E qu o Moisés existiu só tem 2 que acreditam: O Kardec e o Sr :lol:

  166. Larissa Diz:

    E o espiritismo não é a 3a revelação pq a 1a não existiu. Disso os espíritos deveriam saber.

  167. Vladimir Diz:

    Larissa disse: Dr. Todos nós já compartilhamos exaustivamente aqui no site.
    .
    COMENTÁRIO: Sério? Onde?
    Se puder fazer a “colagem” do link com os plágios do Rivail a.k.a Kardec eu ficaria imensamente grato.
    .
    E se junto vier a “capivara” provando que o Kardec era um pulha.
    .
    Eu vou ratificar o Auto de Fé de Barcelona!!!

  168. Vladimir Diz:

    Gorducho disse: Se de fato espíritos fossem doutro mundo, nada teriam a ver c/as qüerelas da crosta terrícola: nem JC, nem Maomé, nem Buda…
    .
    COMENTÁRIO: Se o espírito do defunto era de defunto humano, deveria ser quem?
    .
    Ashtar Sheram???
    .
    Intergaláctico Kroon???
    .
    Imagino mesmo que se as mensagens do Kardec viessem assinadas pelo Rei da Abissínia os Europeus iriam “crer” claro…justamente na época da Frenologia rs

  169. Vladimir Diz:

    Falando honestamente, Rivail para mim só errou em um ponto…(que aliás foi explicitado aqui pelo Administrador e é de notório conhecimento de todo estudante sério da DE) ser excessivamente “centralizador” e autoritário.
    .
    Ainda que fosse o “bom senso encarnado”, não era perfeito…

  170. Antonio G. - POA Diz:

    Facínora é um adjetivo exagerado para Kardec. Também não é para tanto…
    Meio maluco, bastante mentiroso e tremendamente vaidoso estariam mais de acordo.

  171. Contra o chiquismo Diz:

    Demais, agora o dr virou kardecista ortodoxo e nos manda estudar a d.e.

    //
    //
    E admite a exist^ncia dos ‘espiritos’ …(sem provas – e vai inverter o ônus e nos mandar provar q não existem)
    //
    //
    retrocedeu.

  172. Antonio G. - POA Diz:

    E não se trata de provar. É só uma questão de constatar. Para tanto, basta permitir-se pensar.

  173. Antonio G. - POA Diz:

    Para fazer um profundo estudo da DE, basta um sábado à tarde.

  174. Gorducho Diz:

    Então um plagiozinho de idéias em sua homenagem, Dr. Claro que não é plágio no sentido técnico de copiar as palavrass: isso eu nunca disse dele. Mas plágio de ideias é sim: pegar a ideia de alguém sem citar o autor.
     
    [T&C pg. 29]
    “En contemplant toutes ces sphères rangées, suivant une ordonnance si régulière, autour du foyer central du mouvement et de la lumière, ne set-on point, par une sorte d’élan instinctif, qu’elles ne peuvent manquer d’être unies toutes ensemble, non-seulement par les analogies générales de leur situation et de leur structure, mais par celles de leur emploi, et que si la vie siége sur l’unne d’elles, elle siége necessairement aussi sur toutes les autres ? Et plus encore, le grand principe du peuplement général des astres ne s’impose-t-il pas à notre esprit comme la suite immédiate de cette vérité toute lumineuse, que Dieu tire toujours le plus grand parti de ces oeuvres et que, par conséquent, il n’a point créé des mondes habitables pour s’abstenir ensuite de leur donner des habitants?”
     
    “Espírito” do Kardec:
    55. São habitados todos os globos que se movem no
    espaço?

    “Sim e o homem terreno está longe de ser, como supõe,
    o primeiro em inteligência, em bondade e em perfeição.
    Entretanto, há homens que se têm por espíritos muito
    fortes e que imaginam pertencer a este pequenino globo o privilégio de conter seres racionais. Orgulho e vaidade!
    Julgam que só para eles criou Deus o Universo.”
    E o Kardec entusiasmado com o que leu no Terra & Céu emenda:
    “Deus povoou de seres vivos os mundos, concorrendo todos esses seres para o objetivo final da Providência. Acreditar que só os haja no planeta que habitamos fora duvidar da sabedoria de Deus, que não fez coisa alguma inútil. Certo, a esses mundos há
    de ele ter dado uma destinação mais séria do que a de nos recrearem nada há, nem na posição, nem no volume, nem na constituição física da Terra, que possa induzir à suposição de que ela goze do privilégio de ser habitada, com exclusão de tantos milhares de milhões de mundos semelhantes.”

  175. Gorducho Diz:

    Imagino mesmo que se as mensagens do Kardec viessem assinadas pelo Rei da Abissínia os Europeus iriam “crer” claro…justamente na época da Frenologia rs
     
    Então… o Sr. mesmo percebe que as “mensagens” eram produzidas com textos e “autores” escolhidos de aforma a lhes dar credibilidade junto ao público europeu.
    Foi o que eu disse.
    O Sr. é assim: tem surtos de ciclotimia, depois vai aos poucos reconhecendo que nós temos razão, se intitula apenas um estudioso dos fenômenos paranormais – coisa que não está fazendo hoje…- depois some por uns tempos. Depois repete o ciclo :(

  176. Contra o chiquismo Diz:

    kardec fez muito mal a cabeça do dr…

  177. Vladimir Diz:

    Gorducho,
    .
    Realmente tem que “forçar” para ver plágio aí.
    De fato ideias semelhantes, mas nem de longe a fórmula Chiquista…
    .
    Gorducho disse: Então… o Sr. mesmo percebe que as “mensagens” eram produzidas com textos e “autores” escolhidos de aforma a lhes dar credibilidade junto ao público europeu.
    .
    COMENTÁRIO: Nananinanão, o que eu disse foi:
    .
    “Rivail não teve culpa desses espíritos o escolherem. O que [foi muito sensato da parte da Espiritualidade, grifo meu] na medida em que Kardec era um homem católico, francês , classe média no século XIX.”

  178. Vladimir Diz:

    Antonio disse: Para fazer um profundo estudo da DE, basta um sábado à tarde.
    .
    COMENTÁRIO: Poxa, se você consegue ler o “Pentateuco Kardequiano” e os 13 volume da Revue em um sábado a tarde, me passe a fórmula que eu quero aprender…hehehe

  179. Vladimir Diz:

    Contra: e vai inverter o ônus e nos mandar provar q não existem)
    .
    COMENTÁRIO: Não, Sr. Essa fase já passou das discussões aqui.
    .
    Cada macaco no seu galho, céticos e crentes…
    .
    O que eu pedi, foram EVIDÊNCIAS CONCRETAS de que Rivail eram um pernóstico, pulha, sacripanta, facínora,enfim algo semelhante aos mensaleiros, alguns deputados da nossa câmara, enfim um homem de Moral duvidosa, de modo que posse possível tirar a credibilidade de seu testemunho dos fenômenos espiritistas.
    .
    Infelizmente ao que me consta até o presente momento ninguém PROVOU nada.
    .
    E o “alegado” plágio ficou só no “Plágio das Ideias”…

  180. Vladimir Diz:

    Mas,
    .
    O desafio continua em aberto:
    .
    Quero as EVIDÊNCIAS que provem que Kardec era de Moral ou Índole duvidosa…
    .
    Que tal processos judiciais movidos contra ele?
    Que tal relatos a respeito de uma vida noturna regada a cortesãs, tabernas, e “clube de cavalheiros”???
    Que tal relatos de fraude deliberada ou então plágio descarado tal qual CX???
    Que tal evidências de corrupção e desvio de dinheiro dos lugares que trabalhou???
    .
    Enfim EVIDÊNCIAS CONCRETAS, que demonstrem que Kardec era de Moral ou Índole duvidosa, estilo alguns Deputados, ou Pastores que nós conhecemos bem aqui em Pindorama.
    .
    A Analista Larissa disse que tem as PROVAS, vamos aguardar na “juntada” do processo…hehehe

  181. Vladimir Diz:

    Podem ser testemunhos dos que conviveram com ele, também, mas tem que ser matéria de capa da Veja hein…rs

  182. Gorducho Diz:

    De fato ideias semelhantes, mas nem de longe a fórmula Chiquista
     
    Não. Onde foi que eu disse que o Kardec se equiparava ao CX no que concerne à produção de barbaridades.
    Mas plágio de ideias é plágio. Qualquer um tem todo direito de fazer reflexões filosóficas ou de qualquer outra natureza acerca das ideias e escritos de outros, desde que os cite.
    O Kardec teria todo direito de escrever dezenas de livros, milhares de páginas, comentando que, segundo aos socialistas utópicos, a reencarnação romântica seria uma forma de implementar o socialismo sem revoluções, ou seja, o socialismo universal seria efetivado a nível de cada alma.
    Também teria todo direito de dizer que, conforme o Jean Reynaud argumentara, dadas as perfeições escolásticas de D-us, o inferno não deve existir, e as penas não devem ser eternas.
    &c., &c.
    Só não tinha o direito de se apropriar das ideias dessas pessoas e atribuí-las a “espíritos” com o fim de dar um ar transcendental “revelado” -semelhante é claro a todos os outros fundadores de religiões que alegaram receber revelações” de entes Sobrenaturais – à reforma religiosa que imaginara desde adolescente.

  183. Vladimir Diz:

    Em quem disse que não foram os espíritos que ditaram isso a Kardec do mesmo modo que inspiraram os demais escritores…
    .
    Para alguém que é espiritualista é uma proposição válida não acha?

  184. Gorducho Diz:

    Rivail não teve culpa desses espíritos o escolherem.
     
    Qual espírito escolheu ele: o do Jesus Cristo?
    E esses “espíritos” que escolheram ele – incluindo o de Cristo, eram completos imbecis, racistas, que nada sabiam de genética; e que não sabiam que estavam plagiando o que a turma do Fourier já tinha escrito muitos anos antes sem alegar “espíritos”.
    Esse Cristo então do Kardec é mais idiota que o do CX, que nem sabia onde fica pindorama.

  185. Vladimir Diz:

    E detalhe:
    .
    Há que diferenciar a resposta dos espíritos, da interpretação que Kardec deu as repostas dos espíritos.
    .
    Não seria de um todo ruim, a um bom Espírita, ler criticamente os opinamentos pessoais de Kardec.
    .
    Aos mais radicais, poderia até ignorar os comentários e ficar só com as respostas dos espíritos.
    .
    Não vejo problema algum nisso.

  186. Gorducho Diz:

    Não: simplesmente porque já tinha sido escrito e reescrito exaustivamente muitos anos antes. E no meio dele, amplamente circulado. Não se tratava de algo que tivesse sido publicado na Sibéria e ele alegasse não ter conhecimento. Eram cousas que circulavam em Paris.

  187. Gorducho Diz:

    Só que os “comentários” do Kardec são, parafraseando o Professor: MUUU!!! para os escritos dos socialistas utópicos e dos filósofos espiritualistas.

  188. Vladimir Diz:

    Eu prefiro pensar que os “espíritos” que orientaram Kardec (não sei onde você tirou que JC estava junto) eram espíritos de defuntos humanos, comuns, com conhecimentos tecno-cientificos limitados ao seu tempo, porém com conhecimentos Morais elevados, cuja missão era organizar e sistematizar uma mensagem que vinha de diversos fenômenos diferentes…
    .
    O problema é que a maioria dos Chiquistas e ex-chiquistas, fizeram escola febiana, achando que os “espíritos superiores” eram “Anjos” e Kardec era algum tipo de “Profeta” de uma “Nova Religião”.
    .
    Nada poderia estar mais distante da proposta original do Espiritismo.
    .
    Compare Divaldo Franco ou CX, com Bozzano ou Richet???
    .
    Percebe a diferença???
    .
    É esse tipo de Espiritismo que defendo, não esse “Espiritismo Tupiniquim” para ex-católicos

  189. Gorducho Diz:

    Só teria – e teria – senso nisso que diz se a “resposta” do “espírito” contrarie o comentário do Kardec.
    Cite casos p/debatermos…

  190. Gorducho Diz:

    Não estou falando dos chiquistas: chutar cachorro morto é muito fácil. Só que há os (poucos, claro, 99,999% são chiquistas) que ridicularizam o CX mas alegam que o Kardec era um “intelectual”; “pesquisador”; “científico”; blah blah blah
    A diferença entre o Kardec e o CX – claro que há – é bem menor que muitos imaginam.

  191. Contra o chiquismo Diz:

    Vladimir Diz:
    JUNHO 15TH, 2015 ÀS 8:41 PM
    Antonio disse: Para fazer um profundo estudo da DE, basta um sábado à tarde.
    .
    COMENTÁRIO: Poxa, se você consegue ler o “Pentateuco Kardequiano”

    //
    //
    “Pentateuco Kardequiano” — – coisa do movimento ‘espirita’ brasileiro… ora, se comparar aos judeus.

  192. Vladimir Diz:

    Isso só demonstra que Kardec era um homem relativamente culto (ou ao menos atualizado) que lia os seus contemporâneos, e que ao interpretar as mensagens dos espíritos, expressou suas opiniões baseado na formação intelectual e cultural que tinha.
    .
    Qual o problema nisso?

  193. Contra o chiquismo Diz:

    Vladimir Diz:
    JUNHO 15TH, 2015 ÀS 9:19 PM
    ….
    É esse tipo de Espiritismo que defendo, não esse “Espiritismo Tupiniquim” para ex-católicos

    //
    //
    Nossa!! O dr virou kardecista mesmo.
    //
    //

    Orotdoxo, racista, apoiador dos erros de Ciência contidos na Gênese e no L.E. Que outro conceito pode se dar a quem apóia kardec?

  194. Gorducho Diz:

    Não: pelo menso em tese, Bozzano e Richet não citam divindades, catecismos católicos…
    Kardec sim: era um metido a reformador religioso que disfarçava a origem real dos seus escritos para dar-lhes credibilidade.
    O Richet, com toda imbecilidade e sacanagens – villa Carmen + o escândalo depois no IMI – não alegava religião. Nem o Bozzano que ra um típico armchair.

  195. Gorducho Diz:

    Qual o problema nisso?
     
    Nenhum… se ele tivesse citado as fontes.

  196. Vladimir Diz:

    Não acho Kardec científico (existe uma distância enorme entre ele, Bozzano e Richet) mas acho que era um homem honesto, que tentou sistematizar de modo didático as mensagens que recebia.
    Seu maior equívoco foi ter centralizado tudo em torno de si e possuir a exclusividade em suas interpretações.
    Se tivesse seguido o caminho da SPR, seria diferente.
    Mas foi válido o esforço dele, infelizmente não houve continuidade a não ser a meia dúzia de “gatos pingados” aqui no Brasil como Sergio Aleixo, Randolfo Medeiros, Carlos de Brito Imbassahy, Herculano Pires (com ressalvas), Silvio Chibeni, dentre outros…

  197. Contra o chiquismo Diz:

    ‘Espiritos’ que habitam o sol, civilizações em Vênus, Marte, da casa de Mozart em Jupiter , Marte não tem lua, geração espontânea, racismo, habitantes da lua, que mais pra gente ‘acreditar’ ?

  198. Gorducho Diz:

    E, se os “espíritos” repetiam os escritos que circulavam em Peris, a navalha do Guilherme mostra que não eram “espíritos”, mas imaginação ou em alguns casos simples sacanagem – eu acho que na mais das vezes imaginação…
    Mas não espero que uma mente aristotélica compreenda a navalha e como funciona a ciência :(

  199. Vladimir Diz:

    Contra,
    .
    Pelo menos eu estudo criticamente.
    Já o Sr, fez escola no Chiquismo e hoje (ressentido porque foi “enganado” tadinho) joga tudo no mesmo saco, sem ao menos ter a honestidade intelectual de estudar antes de criticar…
    .
    Lamentável!!!

  200. Gorducho Diz:

    Evoluindo um pouco o debate então Dr…: não há nenhum motivo para supormos que ele tenha sintetizado as mensagens que recebia, pois que não se conhece a base de dados dele.
    Como eu lhe disse: quanto à reencarnação, a grande maioria dos “espíritos” dizia que não havia. Então, parafraseando-o, ele dessintetizou, pois que publicou o contrário os que os “espíritos” diziam. Será que isso então lhe facilita entender a desonestidade intelectual dele?

  201. Gorducho Diz:

    dessintetizou dessintematizou [...]

  202. Vladimir Diz:

    Gorducho disse: E, se os “espíritos” repetiam os escritos que circulavam em Peris, a navalha do Guilherme mostra que não eram “espíritos”, mas imaginação ou em alguns casos simples sacanagem – eu acho que na mais das vezes imaginação…
    .
    COMENTÁRIO: Concordo plenamente contigo. Se não houvesse a figura do CUEE.
    .
    Se realmente a comunicação fosse de um único médium ou de dois ou três (como CX e Divaldo por exemplo) eu daria a mão a palmatória…
    .
    Mas Kardec fala que usou “mais de 10 médiuns” e já na Revista de 58 ele fala em 50 médiuns…
    .
    Aí a questão muda da “água para o vinho”

  203. Marciano Diz:

    Contra, eu só gosto de fazer uma brincadeirinha inocente com os letrados, como Castro Alves, Bilac, etc.
    .
    Tive uma brevíssimina NDE, por isso fiquei fora do ar por algum tempo, observando vocês do telhado do cemitério.
    É bom estar de volta à vida e reencontrar meus amigos, inclusive aqueles que de vez em quando desencarnam provisoriamente, como o ANTONIO.
    .
    Desde quando experimentos são trolagens?
    .
    .
    VLAD
    “Ao que me consta em nenhum momento os espíritos alegaram ser mais do que anunciavam ser: Espíritos de pessoas que tinham falecido.
    .
    Apenas isso”.
    .
    E a espiritualidade SUPERIOR?
    E o espírito de VERDADE?
    .
    .
    LARISSA, você não sabia que os espíritos ficam muito burros depois da morte? Não é só o Galileu, são todos.
    .
    .
    .
    VLAD:
    “Os Espíritos (sejam eles quais forem) são limitados aos conhecimentos tecnocientíficos de sua época e daquilo que trazem consigo de suas experiências passadas”.
    .
    Não é verdade. Eles ficam muito mais burros. Perguntem ao espírito do Galileu!
    .
    Vlad, mostre que você é um troll de verdade, diga que a teoria das cordas foi formulada primeiro por Rivail.
    Essa de saber muito do mundo espiritual é bem engraçada, cavaleiro Kadosh. É igual a saber muito de pones. Os espíritos superiores são aspones.
    .
    .
    Gorducho Diz:
    JUNHO 15TH, 2015 ÀS 6:42 PM
    .
    “O Sr. é assim: tem surtos de ciclotimia, depois vai aos poucos reconhecendo que nós temos razão, se intitula apenas um estudioso dos fenômenos paranormais – coisa que não está fazendo hoje…- depois some por uns tempos. Depois repete o ciclo ? ”.
    .
    Eu já disse que ele é o Gato Félix saído dos desenhos animados, com sua bag of tricks.
    Entenderam agora?
    .
    Ou isso ou o Arnaldo está possuindo o corpo do Dr. (no sentido espiritual, não no carnal).

  204. Contra o chiquismo Diz:

    “Vladimir Diz:
    JUNHO 15TH, 2015 ÀS 8:48 PM
    Mas,
    .
    O desafio continua em aberto:
    .
    Quero as EVIDÊNCIAS que provem que Kardec era de Moral ou Índole duvidosa…
    .
    Que tal processos judiciais movidos contra ele?
    Que tal relatos a respeito de uma vida noturna regada a cortesãs, tabernas, e “clube de cavalheiros”???
    Que tal relatos de fraude deliberada ou então plágio descarado tal qual CX???
    Que tal evidências de corrupção e desvio de dinheiro dos lugares que trabalhou???
    .
    Enfim EVIDÊNCIAS CONCRETAS, que demonstrem que Kardec era de Moral ou Índole duvidosa, estilo alguns Deputados, ou Pastores que nós conhecemos bem aqui em Pindorama.”

    /

    /

    Pra que isso se kardec se arrependeu do ‘espiritismo’?

    DD Home era um ‘médium’ dos melhores citado por kardec:

    **
    **
    “Seguramente, se alguém fosse capaz de vencer a incredulidade por efeitos materiais, este seria o senhor Home. Nenhum médium produziu um conjunto de fenômenos mais surpreendentes, nem em melhores condições de honestidade.” (Allan Kardec – Revista Espírita de 1863, mês de setembro.)
    **
    **
    Tá lá no livro do DD Home “Luzes e Sombras do Espiritualismo”:

    **
    “…Eu recebi, na presença do Conde de Duraven, o Visconde Adare, uma mensagem dizendo: “Lamento ter criado a doutrina espírita. Allan Kardec”

    **
    **
    No mesmo livro M.Morin tb recebeu uma mensagem de kardec. E M. Morin, tb era ‘medium’ dos bons dos melhores de kardec, e ele recebeu a mensagem de kardec que dizia assim – um pequeno trecho – :

    **
    **
    O Espiritismo arrastou-se para a profundidade mais baixa do ridículo, ficou representado apenas por personalidades fracas, as quais me esforcei demais para elevar.

    “Eu, buscando fazer o bem, incitei muita produção aberrativa apenas do mal. Mesmo agora conforme a filosofia está relacionada a tão pequenos resultados! Para poucas inteligências isso foi alcançado, quantos estão desavisados de sua existência!
    De um ponto de vista religioso, nós encontramos o supersticioso partindo de uma superstição apenas para cair em outra. Conseqüências de meu egoísmo.”

    //
    //
    Tá bom ou chega? Acreditar em kardec é dose.

  205. Gorducho Diz:

    De novo… já lhe citei isso quando se chamava Jacó :(
    Ou o Sr. não foi o Jacó?
    Ou é o Analista Scur disfarçado?
    Vou dormir: amanhã lhe cito o plágio (de ideias) do Código Penal dos Defuntos.

  206. Vladimir Diz:

    Pois é “De Morte”, essa questão do D.D Home é interessante.
    .
    Se ele não foi pego em fraude, e não teve sua reputação questionada,( como a Eusápia) há que se pensar na comunicação.

  207. Contra o chiquismo Diz:

    “Vladimir Diz:
    JUNHO 15TH, 2015 ÀS 8:48 PM
    .
    .
    Enfim EVIDÊNCIAS CONCRETAS, que demonstrem que Kardec era de Moral ou Índole duvidosa, estilo alguns Deputados, ou Pastores que nós conhecemos bem aqui em Pindorama.”
    .
    .
    O próprio kardec te forneceu a PROVA.

  208. Contra o chiquismo Diz:

    “Comunicação” que joga kardec pro ralo da História.

  209. Vladimir Diz:

    De Morte, esquece.
    .
    Uma rápida “pesquisada” e aparecem inúmeras fraudes do Home.
    .
    Diferente do Kardec…rs

  210. Contra o chiquismo Diz:

    Vladimir Diz:
    JUNHO 15TH, 2015 ÀS 10:17 PM
    De Morte, esquece.
    .
    Uma rápida “pesquisada” e aparecem inúmeras fraudes do Home.
    .
    Diferente do Kardec…rs

    //
    //
    Kardec era um tonto mesmo…

    .
    .
    “Seguramente, se alguém fosse capaz de vencer a incredulidade por efeitos materiais, este seria o senhor Home. Nenhum médium produziu um conjunto de fenômenos mais surpreendentes, nem em melhores condições de honestidade.” (Allan Kardec – Revista Espírita de 1863, mês de setembro.)

    .
    .
    .
    Foi enganado, coitado.

  211. Contra o chiquismo Diz:

    Flammarion, Home, quem mais enganou kardec?

  212. Larissa Diz:

    Mas,
    O desafio continua em aberto:
    Quero as EVIDÊNCIAS que provem que Kardec era de Moral ou Índole duvidosa…
    .
    Que tal processos judiciais movidos contra ele?
    Que tal relatos a respeito de uma vida noturna regada a cortesãs, tabernas, e “clube de cavalheiros”???
    Que tal relatos de fraude deliberada ou então plágio descarado tal qual CX???
    Que tal evidências de corrupção e desvio de dinheiro dos lugares que trabalhou?
    .
    Contra, fale-me mais sobre isso, por favor.

  213. Larissa Diz:

    Vlad quer evidências sobre a índole de Kardec e eu sobre a existência de espíritos.

  214. Antonio G. - POA Diz:

    Certo. E a mim, bastaria uma. Umazinha.

  215. Antonio G. - POA Diz:

    Vlad, não precisa ler o pentateuco… É muito blá, blá, blá! Tem uns resuminhos por aí, que são suficientes prá entender bem a coisa toda. Dá prá ficar Doutor em Kardecismo em 3 ou 4 horas. E ainda sobra tempo para estudar profundamente a obra de CX, lendo uns 3 ou 4 livrinhos. Também é o suficiente. Numa tarde, qualquer um fica especialista em Kardecismo e Chiquismo. Com láureas.

  216. Antonio G. - POA Diz:

    Vai aí um resumo do LE. São só 30 páginas. Leia isto e você já saberá o suficiente para dar palestras em casas espíritas.
    http://www.palestras.diversas.com.br/espiritismo%20livros%20-%20pdf/resumo%201a%20livro%20de%20allan%20kardec.pdf

  217. Gorducho Diz:

    TESTE DE TABELA
     

    T&C
    “Espíritos”

    Quelle est la mesure de la peine? La proportion de la faute, répond sans hésiter le sentiment inné de l’équité. Ainsi, le degré de la peine est en raison de l’amplitude de la déformation, du déploiement de volonté qui l’a causée, de sa tendance à se reproduire,
    autrement dit, en raison de la gravi te du délit, de l’élévation du délinquant, de l’intensité de l’habitude.
    11º — A expiação varia segundo a natureza e gravidade da falta, podendo, portanto, a mesma falta determinar expiações diversas, conforme as circunstâncias, atenuantes ou agravantes, em que for cometida.

  218. Gorducho Diz:

    O Sr. me recomendou – muito razoavelmente aliás… – que fizesse tabelas, Sr. Admnistrador! Só que o seu parser não as reconhece. Eu já tinha tentado ouras vezes
    :(
    Não é erro meu, pois que cá lobrigo-a perfeitamente!

  219. Vitor Diz:

    Gorducho,
    faz no word ou no excel e envia pro meu email. Ou coloca em um site de compartilhamento de arquivos.

  220. Gorducho Diz:

    Para algum fanático religioso que tente alegar que ele “não conhecia” o JR – desses não se duvida nada… – explicita o Jean Prieur [Allan Kardec e sua epoca]
     
    “Rendu à la vie privée, le philosophe de la palingénésie, décida de n’en plus sortir et de se consacrer uniquement aux thèmes qui l’avaient passionné pendant sa jeunesse. C’est alors qu’il commença à écrire son œuvre majeure : «Terre et Ciel» où la beauté du style le dispute à la solidité de la pensée.
    Maurice Lachâtre parlait avec enthousiasme de Jean Reynaud et tentait de rallier à ses idées le professeur Rivail, mais ce dernier résistait de tout son cartésianisme, renforcé par son éducation helvético-protestante.”
    “M. Rivail, démocrate dans l’âme, rencontre Alphonse Esquiros, historien d’extrême gauche et auteur de « L’Evangile du peuple », qui dix ans plus tôt avait été condamné à 500 francs d’amande et huit mois de prison (ferme évidemment) pour avoir présenté Jésus comme le premier sans-culotte.”
     
    RMK: não sei se estes 2 trechos estão em sequencia na obra, pois tenho-os arquivados à tempos já.

  221. Contra o chiquismo Diz:

    Larissa, apena DD Home escreveu um livro depois que kardec partiu, e nesse livro ele recebe uma mensagem de kardec dizendo-se arrependido da criação do kardecismo e é interrompido por M. Morin com uma mensagem completa de kardec recebida pouco antes. E Home e Morin eram “médiuns” aprovados por kardec.
    **
    **
    Olha aqui a capa do livro:

    http://3.bp.blogspot.com/_P2trgsz3_Q8/SX0H5mHhaLI/AAAAAAAABPc/kWHLn5CDdW8/s1600-h/lights-and-shadows-of-spiritualism-capa.jpg

    **
    **
    Olha aqui o trecho do livro:

    **
    *
    http://2.bp.blogspot.com/_P2trgsz3_Q8/SX0H5F1yzMI/AAAAAAAABPM/aTpYJcDlz1o/s1600-h/lights-and-shadows-of-spiritualism-224.jpg

    *
    e aqui:
    *
    *
    http://4.bp.blogspot.com/_P2trgsz3_Q8/SX0H5bULKbI/AAAAAAAABPU/ltTFKf_kAJs/s1600-h/lights-and-shadows-of-spiritualism-225-226.jpg

  222. Gorducho Diz:

    Conforme prometido ao Dr., informo o “espírito” que deu pro Kardec a ideia do Code Penal de la Vie Future.
     
    VI. – L’ENFER : Nécessité de la croyance aux peines de l’autre vie. Principes généraux du système pénal de la société de l’univers.
    “En effet si la vie dans l’étendue est inamissible, si les âmes circulent sans cesse d’un monde à l’autre, si la création jouit d’unité comme son auteur, l’univers, pris dans sa totalité, n’est en définitive qu’une grande société; et de la conception de cette société, comme de celle de toute société mélangée de bien et de mal, dérive logiquement la conception d’un système pénal correspondant. Ordonné par Dieu, dans la pleine lumière des causes et des effets, il est évident que ce système ne peut manquer d’être excellemment approprié à son but, et qu’en lui assignant toute perfection imaginable, nos pensées ne sauraient se méprendre: plus ses principes viennent de haut, plus aussi ses définitions doivent être précises, ses déductions régulières, ses dispositions adéquates à leur objet; et l’on peut dire que, grâce à son élévation, il doit être propre à nous éclairer là même où, malgré l’effort de nos jurisconsultes, nos lois criminelles, faute de planer au-dessus des ombres de la terre, demeurent dans l’indétermination et dans le trouble Jetons donc ensemble, si vous le permettez, un regard rapide sur Ies fondements rationnels de ce complément capital de la théorie de l’univers: voici, en résumé, le sommaire d’après lequel je me gouverne.
    Qu’est-ce que le coupable? C’est celui dont l’âme, par un faux mouvement, a contracté une mauvaise forme.” [...]

  223. Contra o chiquismo Diz:

    Gorducho, estou meio voando , mas parece que kardec plagiou alguém para a criação de alguma obra dele?

  224. Gorducho Diz:

    Ele plagiou no sentido de plágio de ideias, claro que não no senso técnico-jurídico de plágio consistindo em copiar palavras e trechos.
    Podemos dividir a “Doutrina” em 3 partes:
    i) Catecismo católico aplicado, qual seja a definição escolástica de D-us com suas perfeições.
    ii) O mesmerismo, daí decorrendo os “fluídos”; os passes; os magnetizadores e magnetizados dos quais derivaram os “médiuns” e consequentemente os “espíritos” (note que a ordem histórica é essa: primeiro vieram os “médiuns” e depois os “espíritos”!).
    iii) Essa parte da “moral” socialista e reforma da sociedade; não eternidade das penas; necessidade de dogmatizar a sobrevivência das almas; tipificação dos anjos; periespírito (que ele plagiou a ideia do corpo éter-aromal do Fourier…). Isso ele pegou dos socialistas românticos e, generalizadamente, dos filósofos espiritualistas, os quais reagiam contra o iluminismo; e atribuiu as ideias desses a “espíritos” para dar-lhes ua credibilidade sobrenatural perante os pedestres místicos que estavam inconformados c/o cristianismo da forma como estava.
    A reencarnação romântica era a forma de implementar o socialismo para as almas individuais, sem revoluções ou grandes mudanças forçadas nos governos seculares. Ou seja: o cosmo proviria uma igualdade socialista para todas as almas.
    É isso.
    isso ele ; “

  225. Gorducho Diz:

    Acerca da “metodologia” do Kardec, o DD Home, citado por CoC resume com maestria:
     
    “Sob a influência de sua enérgica vontade, seus clarividentes eram muitas máquinas de escrever que produziam ideias como ele as desejava receber. Se às vezes as doutrinas promulgadas não eram exatamente de acordo com seus desejos, ele as corrigia de forma a satisfazê-los”.
    [Under the influence os his energetic will his clairvoyants were so many writing machines that gave his ideas as he desired to have them. If at times the doctrines promulgated were not exactly in accordance with his wishes, he corrected them to meet those wishes.]

  226. Gorducho Diz:

    Aliás o conceito de plágio já não é mais restritivo assim; plágio de ideias é plágio – negrito meu:
     
    All of the following are considered plagiarism:
    [...]
    copying words or ideas from someone else without giving credit
    &nbsp
    [http://www.plagiarism.org/plagiarism-101/what-is-plagiarism/]

  227. Gorducho Diz:

    Foi o que o Eugène Nus fez de forma irônica: acusou o “São Luis” de plágio.

  228. Larissa Diz:

    Eu acho a a “vibe” do Dr. tão parecida com a do Arnaldo Paiva….

  229. Gorducho Diz:

    Mas ciclotímica: ele quer ser kardecista mas após algum ciclo de debates ele é suficientemente inteligente p/compreender que foi tudo fantasia p/combater o iluminismo e reformar a igreja católica segundo os ideais socialistas.
    Daí o surto passa e ele se declara apenas um estudioso dos supostos fenômenos Sobrenaturais – o que é isso sim razoável.
    Tempos depois ele surta de novo como se nada tivesse acontecido.
    Quando ele era o Jacó, eu mostrei exaustivamente a questão dos “10″ ou “50″ médiuns. Ontem ele tentou vir de novo c/a lenda como se nada tivesse acontecido…

  230. Contra o chiquismo Diz:

    Grato Gorducho.

  231. Contra o chiquismo Diz:

    Esse dr precisa de um dr.

  232. Vladimir Diz:

    Gorducho,
    .
    Não tem nada de ciclotimia rs.
    A questão é que sigo estudando criticamente e conforme novas informações vão aparecendo eu vou moldando meu ponto de vista.
    .
    Achei um livro interessante a respeito dessa relação do Reynaud com o Kardec:
    https://books.google.com.br/books?id=IW1Zeu5fFjIC&pg=PA93&lpg=PA93&dq=jean+reynaud+kardec&source=bl&ots=4y8_F1Ou4L&sig=uieoVDwebIaqPfz_wMGr6boR8QU&hl=pt-BR&sa=X&ved=0CDIQ6AEwBGoVChMI8a2k77iUxgIVhtOACh1tRADr#v=onepage&q=jean%20reynaud%20kardec&f=false
    .
    Vou dar uma olhada pois conheço pouco o tema.
    Depois volto aqui para dar um parecer…

  233. Contra o chiquismo Diz:

    Dr, que novas informações tem nos livros de kardec que podem moldar seu ponto de vista? Novas informações de mais de 150 anos atrás?

  234. Vladimir Diz:

    Pronto, Gorducho!
    .
    A pólvora que você “tinha” descoberto não era tão “explosiva” assim…
    .
    O próprio Kardec falando sobre o Reynaud:
    http://bibliadocaminho.com/ocaminho/TKardequiano/TKP/Re63/Ago/Re63AgoA01.htm
    .

  235. Contra o chiquismo Diz:

    Dr, o que kardec tem que te fascina tanto?
    Pq essa defesa apaixonada dele?

  236. Vladimir Diz:

    Contra,
    .
    Não tem nada de defesa “apaixonada”.
    Entretanto há que se reconhecer o “pioneirismo” de Kardec em sistematizar os fenômenos espirituais.
    .
    Infelizmente foi deturpado aqui no Brasil, pelo Rustenismo, Chiquismo e Febianismo e aí deu no que deu…
    .
    Mas como diz o velho adágio: “O Tempo é o senhor da razão”, percebe-se hoje a atualidade da obra de Kardec

  237. Vladimir Diz:

    Antônio disse: Dá prá ficar Doutor em Kardecismo em 3 ou 4 horas.
    .
    COMENTÁRIO: Bom, para quem chama a Psiquiatria de pseudo-ciência e alega que os físicos religiosos não são cientistas não me surpreende que assevere isto.
    .
    Eu pensava que era má-fé, mas vejo que é apenas ingenuidade…
    .
    Eu fico deveras preocupado com o conhecimento que o Sr. alega ter
    .
    Imagine se o Sr. fosse um “Engenheiro Civil” com esse tipo de comprometimento intelectual???
    .
    Isso é Pindorama!!!

  238. Vladimir Diz:

    Larissa disse: Vlad quer evidências sobre a índole de Kardec e eu sobre a existência de espíritos.
    .
    COMENTÁRIO: Se as EVIDÊNCIAS da Piper, Osborne, e Cia cá apresentados no sítio não foram suficientes para lhe convencer…
    .
    Duvido que isso ocorrerá algum dia.
    .
    Eu poderia lhe propor a ler os Relatório da SPR.
    Mas…se for como os outros céticos daqui (Não vi e não gostei) nem perca seu tempo.
    .
    Esqueça o Espiritismo/Espiritualismo, compre o livrinho do Dawkins, e seja Feliz!!!
    .
    Quando vier a falecer talvez descubra a Verdade, ou não!

  239. Larissa Diz:

    Dr., Eu não gosto do Dawkins nem do ateísmo organizado.
    .
    Se você tiver algum documento interessante, peço que me envie.

  240. Gorducho Diz:

    Aproveito a ajuda e então começo pelo fim…
    Quando vier a falecer talvez descubra a Verdade, ou não!
     
    Pois é! Veja como o Kardec sabia que era farsa: naquela passagem que citei ontem, onde ele diz que os espíritos ensinam o dogma da reencarnação, ele comete um ato falho e confessa! Se fosse real, os “espíritos” não ensinariam um dogma, estariam relatando um fato empírico.

  241. Gorducho Diz:

    Quanto à Osborne a própria Administração ajudou a mostrar que não era médium, justo por esse aspecto da reencarnação.
    E quanto a Mrs Piper, decidam-se Crentes: canalizava espíritos espíritas ou era PES?,/b>

  242. Lunático Diz:

    Gente, chamaram um engenheiro civil e olha aqui eu. Sem recorrer a dentadura (afinal, o propósito do post), todos os marfins originais, exceto e confesso, dois implantes fruto da retirada prematura (tinha 12 anos, ao redor disto) e inconsequente do meu primo dentista (formado pela PUC-RS!). Mas isto lá pela década de 70 quando se “falava” muuito em espíritos em Erechim. Mas eu queria apenas todos os dentes originais. Quem sabe na próxima, hein?!

  243. Gorducho Diz:

    A pólvora que você “tinha” descoberto não era tão “explosiva” assim
     
    Puxa Dr… :lol: :lol: :lol: até que, confesso, simpatizo c/o Sr…
    De quando é isso? De depois que o cara morreu?
    Imagine-se fazendo uma pós (quiçá tenha feito, claro…) em psiquiatria, desenvolvendo sua tese sem citar alguém. Tempos depois, havendo morrido um certo médico, o Sr. num necrológio diz que o indivíduo pressentiu sua tese… Bah! de tão grotesco chega a ser simpático, confesso.
    A própria Lynn Sharp nota:
    “Kardec nunca citou uma fonte recente mas certamente tinha lido Fourier, e suas ideias parecem seguir mais de perto as de Jean Reynaud, cujo Terra e Céu tinha sido recentemente publicado (1854). Victorien Sardou, um dramaturgo e jornalista antigo seguidor da filosofia de Reynaud ajudou a introduzir Kardec às mesas girantes.”

  244. Gorducho Diz:

    E achou mesmo que eu não conhecia esse necrológio?

  245. Marciano Diz:

    Gorducho Diz:
    JUNHO 16TH, 2015 ÀS 10:34 AM
    Ele plagiou no sentido de plágio de ideias, claro que não no senso técnico-jurídico de plágio consistindo em copiar palavras e trechos.
    .
    COMMENT(ÁRIO):
    Não trabalho nem nunca trabalhei com direitos autorais, mas posso assegurar que JURIDICAMENTE a coisa não é simples assim.
    .
    Para poupar tempo, cito o trabalho de um colega:
    .
    “Plágio não é mera cópia ou reprodução servil de obra alheia. Ele é algo mais sutil, posto que se caracteriza pelo aproveitamento, como roupagem diversa, da essência criativa de obra anterior.”
    Portanto, como já referido, não se trata de contrafação, como explica o citado autor, ou seja, a “reprodução ou utilização não autorizada da obra”[18]; mas sim: ““criação” louvada em criação verdadeira anterior”[19].
    Por tal razão, a prática do plágio é extremamente difícil de ser detectava, visto que o crime é sempre dissimulado.
    Constitui-se, assim, em um tipo de usurpação intelectual mais elaborada e insidiosa.
    Nesse sentido, José Carlos Costa Netto[20] pondera que:
    “Em vista à sua gravidade, o jurista EDMAN AYRES DE ABREU não reluta em denominá-lo como verdadeiro “assalto”, destacando, também, como essencial a conduta do infrator em seus aspectos morais:
    “Depois, o elemento primordial do plágio é de ordem moral. Quem plagia sabe, perfeitamente, que está se apossando de algo que não é seu. Portanto, mesmo que ninguém perceba o plágio (o que é muito difícil, em música, pelo menos), o plagiador sabe que está agindo mal. (…) Assim, certamente, o crime de plágio representa o tipo de usurpação intelectual mais repudiado por todos: por sua malícia, sua dissimulação, por sua consciente e intencional má-fé em se apropriar – como se de sua autoria fosse – de obra intelectual (normalmente já consagrada) que sabe não ser sua (do plagiário)”.
    Portanto, claro se afigura que os elementos subjetivos na configuração do presente ilícito são fundamentais, visto que o plágio existe como ato consciente, que necessita de planejamento e realização minuciosa.
    Aspecto seminal, aliás, na medida em que nos fornece subsídios, quanto à identificação das práticas acadêmicas voltadas a tal expediente.
    E nesse sentido, pondere-se que a aplicação de políticas repressivas, por parte das universidades, portanto, devem levar em consideração esse dolo específico, na medida em que o plagiador somente poderá praticar o plágio, a partir de uma vontade consciente e metodicamente executada, o que afasta qualquer ponderação no sentido de sua prática involuntária e inocente.
    A endossar tal concepção, José Carlos Costa Netto[21] explica que:
    “No crime de plágio, a avaliação dos aspectos subjetivos, especialmente no que concerne à efetiva intenção do agente, é primordial. Trata-se de ação dolosa de usurpação (convenientemente “camuflada”) da obra alheia”.
    Trata-se, o plágio, portanto, de ato consciente, planejado.
    Tal temática, aliás, não é estranha aos nossos tribunais, os quais, por várias ocasiões, já puderam discutir a matéria.
    Assim, exemplificativamente, colacionam-se os seguintes julgados, abordando a prática do plágio nas universidades, e as conseqüências daí derivadas, corroborando o rigor que deve estar adstrito à repressão a tais crimes.
    Portanto, tem-se claro que o plágio somente ocorre na efetiva usurpação da alma de obra intelectual alheia.
    Não é verificado, em situações dúbias, em que autor, nas lições de Nelson Hungria, citado por José Carlos Costa Neto[22], situa-se na região fronteiriça ente a “ética” e “ilicitude”; por conta de uma imitação “remota ou fluída”, respingado, ocasionalmente, em obra alheia”.
    .
    .
    Vê-se, assim, que Rivail era plagiador, se plagiou ideias.
    O próprio GORDUCHO apercebeu-se de seu equívoco logo depois, como se vê aqui:
    .
    1. Gorducho Diz:
    JUNHO 16TH, 2015 ÀS 10:50 AM
    Aliás o conceito de plágio já não é mais restritivo assim; plágio de ideias é plágio – negrito meu:

    All of the following are considered plagiarism:
    [...]
    •copying words or ideas from someone else without giving credit
    &nbsp
    [http://www.plagiarism.org/plagiarism-101/what-is-plagiarism/]
    E, sim, VLAD é ciclotímico, ele não só varia ao sabor das ondas, como fica de prontidão, escondido na grama, feito um gato (o Felix), esperando para dar um bote, quando lhe convém, ocultando-se logo depois.

  246. Lunático Diz:

    Sem ser “expert”, longe disto aliás, acredito que Pindorama é onde se fabrica o melhor espiritismo falsificado do mundo.

  247. Marciano Diz:

    Vejam aqui o que NÃO é plágio:
    .
    LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998.
    Art. 46. Não constitui ofensa aos direitos autorais:

    I – a reprodução:

    a) na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos;

    b) em diários ou periódicos, de discursos pronunciados em reuniões públicas de qualquer natureza;

    c) de retratos, ou de outra forma de representação da imagem, feitos sob encomenda, quando realizada pelo proprietário do objeto encomendado, não havendo a oposição da pessoa neles representada ou de seus herdeiros;

    d) de obras literárias, artísticas ou científicas, para uso exclusivo de deficientes visuais, sempre que a reprodução, sem fins comerciais, seja feita mediante o sistema Braille ou outro procedimento em qualquer suporte para esses destinatários;

    II – a reprodução, em um só exemplar de pequenos trechos, para uso privado do copista, desde que feita por este, sem intuito de lucro;

    III – a citação em livros, jornais, revistas ou qualquer outro meio de comunicação, de passagens de qualquer obra, para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor e a origem da obra;

    IV – o apanhado de lições em estabelecimentos de ensino por aqueles a quem elas se dirigem, vedada sua publicação, integral ou parcial, sem autorização prévia e expressa de quem as ministrou;

    V – a utilização de obras literárias, artísticas ou científicas, fonogramas e transmissão de rádio e televisão em estabelecimentos comerciais, exclusivamente para demonstração à clientela, desde que esses estabelecimentos comercializem os suportes ou equipamentos que permitam a sua utilização;

    VI – a representação teatral e a execução musical, quando realizadas no recesso familiar ou, para fins exclusivamente didáticos, nos estabelecimentos de ensino, não havendo em qualquer caso intuito de lucro;

    VII – a utilização de obras literárias, artísticas ou científicas para produzir prova judiciária ou administrativa;

    VIII – a reprodução, em quaisquer obras, de pequenos trechos de obras preexistentes, de qualquer natureza, ou de obra integral, quando de artes plásticas, sempre que a reprodução em si não seja o objetivo principal da obra nova e que não prejudique a exploração normal da obra reproduzida nem cause um prejuízo injustificado aos legítimos interesses dos autores.

    Art. 47. São livres as paráfrases e paródias que não forem verdadeiras reproduções da obra originária nem lhe implicarem descrédito.

    Art. 48. As obras situadas permanentemente em logradouros públicos podem ser representadas livremente, por meio de pinturas, desenhos, fotografias e procedimentos audiovisuais.

  248. Vladimir Diz:

    Pois é,
    .
    Mas se ele estivesse agindo de ma-fé, plagiando de fato, nem ia citar o dito cujo.
    .
    Pelo que eu pude perceber as ideias do Reynaud, Fourier, eram moda na época.
    .
    Estavam no Zeitgeist, todo mundo falando delas e tal.
    E com Rivail não poderia ser diferente…
    .
    Imbuído com esse arcabouço teórico, ele deu um viés “socialista romântico” as comunicações espirituais, mas somente na interpretação das respostas dadas.
    .
    Pelo necrólogio percebe-se que isso não era nenhuma novidade nem para o Kardec, nem para o Sardou, ou o Henri Sausse, tampouco para o Delanne, ou Denis.
    .
    E não deveria ser para ninguém que faz um estudo aprofundando da DE.
    .
    Kardec era um homem de seu tempo, não é a toa que uso da Frenologia…
    .
    O “erro” dele foi deixar a cargo somente do seu “bom senso” a codificação…
    .
    Teria sido mais sábio se tivesse submetido a uma Comissão de pesquisadores

  249. Vladimir Diz:

    Correção: necrológio

  250. Contra o chiquismo Diz:

    Vladimir Diz:
    JUNHO 16TH, 2015 ÀS 12:48 PM
    Contra,
    .
    Não tem nada de defesa “apaixonada”.
    Entretanto há que se reconhecer o “pioneirismo” de Kardec em sistematizar os fenômenos espirituais.
    .
    Infelizmente foi deturpado aqui no Brasil, pelo Rustenismo, Chiquismo e Febianismo e aí deu no que deu…
    .
    Mas como diz o velho adágio: “O Tempo é o senhor da razão”, percebe-se hoje a atualidade da obra de Kardec

    //
    //
    O sr só pode estar de pilhéria. Então racismo, erros de ciência, casa de Mozart em jupiter, ausência de lua em Marte entre outros é ATUALIDADE…

    **
    *
    Urgente: VÁ A UM DR.

  251. Gorducho Diz:

    Mas para os espíritas atuais é: eles acham, induzidos que foram pelo Kardec, que as ideias provinham de espíritos imateriais. Digo imateriais pois que, claro, provinham de “espíritos” só quando escreveram e divulgaram suas ideias, habitavam corpos cá na crosta; no dizer de CX: vasos carnais.
    E quer que eu me dê ao trabalho de citar passagens onde o Kardec atribui a “espíritos” (esses semi-materiais – sabemos que o kardecismo é materialista, claro) os ensinamentos que eram correntes na literatura e intelectualidade de botequim parisiense?

  252. Gorducho Diz:

    Depois traduzirei a passagem quando o JR menciona a lacuna e propõe a necessidade da Igreja (para esses católicos fervorosos, Igreja era sinônimo de ICAR, universalismo zero…) definir (i.e., na prática dogmatizar) a questão da imortalidade. E cabendo à Gália essa missão.
    Claro que o Kardec, como disse o amigo dele, o Maurice de la Châtre, tinha desde adolescente a ideia de promover uma reforma religiosa. Mas o T&C claramente forneceu-lhe o road map específico; bem como os “espíritos” a justificativa para dar-lhe (è reforma por ele proposta) credibilidade perante o público crédulo – along the lines dos outros fundadores de religiões e seitas, que sempre alegam uma “revelação” Sobrenatural.
    Boa ideia do sapientíssimo (sem nenhuma ironia cá) Numa Pompilio.

  253. Lunático Diz:

    O espiritismo do século passado, visto daqui, nos parece mais uma comédia de bulevar mal escrita, com plágios precários, um diretor excessivamente comercial e egocêntrico, atores fora dos papéis e ensaiada às pressas pra gerar caixa, logo, logo. Mas o pior de tudo é que realmente já não agrada mais ao público externo…rs

  254. Contra o chiquismo Diz:

    Dr x dr.

    //
    /
    Imagino 2 psiquiatras discutindo: “é..vc tá doido, não, é vc colega, é vc, é vc , não é vc.

  255. Gorducho Diz:

    Teria sido mais sábio se tivesse submetido a uma Comissão de pesquisadores.
     
    Não, é impossível submeter de início a uma comissão de pesquisadores uma “codificação.” O Maomé não submeteu a uma comissão de pesquisadores: alegou que o Gabriel lhe tinha ditado o texto…
    Religião revelada escrita funciona assim.
    Ele Kardec tinha todo o direito de, citando-os, fazer todas as reflexões, compilações, desdobramentos e adaptações que quisesse às ideias desses pensadores. Desde que citasse as fontes reais. Foi o que ironicamente falou o Eugène Nus: o “São Luis” “não sabia” que isso já fora publicado 20 anos antes?
     
    mas somente na interpretação das respostas dadas.
    i) Não se tem nenhuma base de dados acerca das tais “respostas” e seu teor.
    ii) As “respostas” eram editadas por ele segundo a conveniência: depois lhe exemplifico.

  256. Vladimir Diz:

    Gorducho,
    .
    O senhor defende que Kardec não recebeu comunicação nenhuma de espíritos desencarnados, e que tudo o que fez foi uma invenção da cabeça dele baseado nos escritos do Reynaud, Fourier e etc.
    .
    O Rivail alegava que recebia as comunicações mediúnicas.
    .
    Eu não tenho motivos para duvidar da idoneidade das afirmações do Rivail, tampouco os Srs conseguiram provar que ele tinha uma Moral ou Índole duvidosa.
    .
    E nem de longe conseguiu-se provar “Plágio”, não sou advogado mas duvido que se colocarmos Terra e Céu e o Livro dos Espíritos lado a lado, algum Juiz honesto declare o plágio.
    .
    De modo que sim, (até que se prove o contrário) Kardec recebeu comunicações de espíritos sim, e deu sua interpretação diante das respostas dos espíritos (desencarnados), baseado nas ideias em moda em sua época.

  257. Vladimir Diz:

    Ah menos, que alguém prove com EVIDÊNCIAS CONCRETAS, o Plágio (como no caso do CX) ou que PROVE que Kardec era um mau caráter, não tenho motivos para duvidar de suas declarações.

  258. Vladimir Diz:

    Lunático,
    .
    O Ateísmo Militante também parece uma ideologia débil e pobre perto de qualquer Filosofia…
    .
    Infelizmente a nossa sociedade idolatra o Dawkins…
    .
    Fazer o quê

  259. Contra o chiquismo Diz:

    Vladimir Diz:
    JUNHO 16TH, 2015 ÀS 2:44 PM
    os Espíritos lado a lado, algum Juiz honesto declare o plágio.
    .
    De modo que sim, (até que se prove o contrário) Kardec recebeu comunicações de espíritos sim, e deu sua interpretação diante das respostas dos espíritos (desencarnados), baseado nas ideias em moda em sua época.
    //
    //
    Sim, e ele mesmo ‘desencarnado’ foi a DD Home e M. Morin dizer que o ‘espiritismo’ é tudo baboseira.

  260. Gorducho Diz:

    O Sr. tem direito a suas interpretações, e eu às minhas.
    Quanto a se “provar” num julgamento judiciário, com todas artimanhas e artifícios de advogados e convencimentos ou não de juízes baseados em legislações e jurisprudências locais, é claro que não é o foco aqui. Ao tentar “judicializar” o debate, revela a fragilidade de sua posição.
    Vou encerrar então por aqui, pois que não vamos avançar.
    Só cito então, porque já tinha aprontado, o comentário perfeito do Eugène Nus:
     
    “A atribuição ao outro mundo dessas ideias geradas e desenvolvidas, quase da mesma forma, há 20 anos no nosso, nos pareceu, como se diz hoje em dia, uma forçada de barra [un peu raide]. Nos parece que São Luis e os outros desencarnados que trouxeram essa revelação à terra, não poderiam ignorar que um homem de gênio, pelo menos igual ao rei que foi o filho da rainha Branca, as tinha formulado antes deles.”

  261. Contra o chiquismo Diz:

    Caraca, como alguém acredita em alguém que diz que a sua criação é pura mentira?
    *
    *
    Troll.Troll.Troll.Troll.Troll.Troll.Troll.Troll.Troll.Troll.Trol.

  262. Gorducho Diz:

    E quem emprega ideias alheias sem citar a fonte é sim mau caráter.

  263. Larissa Diz:

    Infelizmente a nossa sociedade idolatra o Dawkins…
    .
    Discordo totalmente deste argumento. Não a partir de minha posição pessoal sobre ele, mas do fato de os brasileiros serem esmagadoramente teístas e/ou cristão fanáticos.
    Não use falácias.

  264. Larissa Diz:

    Troll.Troll.Troll.Troll.Troll.Troll.Troll.Troll.Troll.Troll.Trol. (2)

  265. Vladimir Diz:

    Gorducho disse: Ao tentar “judicializar” o debate, revela a fragilidade de sua posição.
    .
    COMENTÁRIO:
    .
    Não sr. Muito pelo contrário.
    Contra fatos não ha argumentos.
    .
    Se existiu “Plágio” de fato, poderia sim ser provado diante de uma Corte ou de um Magistrado perante uma análise pericial.
    .
    Como no caso do CX, onde fica evidente o plágio:
    http://obraspsicografadas.org/2014/brasil-anedtico-1927-de-humberto-de-campos-x-crnicas-de-alm-tmulo-1937-de-chico-xavier/
    .
    Penso que no caso acima seria possível provar num Tribunal facilmente.
    .
    O sr “foge” do debate, pois sabe que não há EVIDÊNCIAS CONCRETAS que indiquem o PLÁGIO, assim como não há nenhuma EVIDÊNCIA que desabone a Moral ou a Índole de Kardec.
    .
    O que resta é discurso apologético panfletário contra o Espiritismo, que já vem sendo feito há mais de um século.
    .
    Portanto o que o Sr. está tentando fazer, o Frei Boaventura Kloppenbug já fez há mais de 50 anos.
    Basta ver o livro que indiquei.
    .
    O sr. achou que descobriu a “roda”, mas não percebeu que ela estava “girando” há bastante tempo nas mãos dos católicos radicais, haja vista o livro do Guenon.
    .
    Pode adicionar a sua Biblioteca os livros do Frei Boaventura, os do Pe.Quevedo, e os do Guenon, que estará tudo em família.
    .
    Não sou como o Marden que achava que todos aqui eram Católicos, mas é surpreendente como a Crítica cética acaba por fazer coro com os Cristãos Radicais
    .
    Habemus papam!!!

  266. Vladimir Diz:

    Larissa e Contra,
    .
    O Olavo de Carvalho dizia que Comunista quando não tinha mais argumento gritava: FACISTA!!!
    .
    Eu digo que céticos quando não tem mais argumentos gritam: TROLL!!!

  267. Vladimir Diz:

    Estou igual ao Randi…rs
    .
    Desafio continua em aberto (só não ofereço 1 milhão)
    .
    Quero as EVIDÊNCIAS que provem que Kardec era de Moral ou Índole duvidosa…
    .
    Que tal processos judiciais movidos contra ele?
    Que tal relatos a respeito de uma vida noturna regada a cortesãs, tabernas, e “clube de cavalheiros”???
    Que tal evidências de corrupção e desvio de dinheiro dos lugares que trabalhou?
    .
    Vou acrescentar mais uma sentença:
    EVIDÊNCIAS CONCRETAS de PLÁGIO deliberado tal qual o caso do CX:
    .
    http://obraspsicografadas.org/2014/brasil-anedtico-1927-de-humberto-de-campos-x-crnicas-de-alm-tmulo-1937-de-chico-xavier/
    .
    De preferência em Jogralex para podermos analisar minuciosamente!!!
    .

  268. Gorducho Diz:

    O sr “foge” do debate, pois sabe que não há EVIDÊNCIAS CONCRETAS que indiquem o PLÁGIO, assim como não há nenhuma EVIDÊNCIA que desabone a Moral ou a Índole de Kardec.
     
    Como que não há evidencias concretas de plágio (de ideias se se quiser)?
    Desde quando o uso sem atribuição das ideias desses pensadores vivos, emitidas antecedentemente aos escritos dele, não é uso de ideias alheias sem atribuição de fonte?
    Ainda, especificamente ao que falou acima: o código penal dos defuntos não era uma ideia corrente genérica, até onde eu sei. É específica do T&C.
    E mesmo que fosse corrente em Paris, não daria o direito a ele de atribuí-la a “espíritos”.

  269. Gorducho Diz:

    Que tal relatos a respeito de uma vida noturna regada a cortesãs, tabernas, e “clube de cavalheiros”???
     
    Puxa… o Sr. é contra cabarés. E o que tem contra os homossexuais masculinos?
    Está se desenrustindo desde ontem: de um “estudioso” da paranormalidade, para um patrulheiro da “moralidade” estilo chiquista!
    Um psiquiatra… :(
    Eu como sou velho, muito fui a cabarés, quando nem se ouvia falar na AIDS: o máximo dos máximos era a gonorréia (sífilis só um extremo, claro).

  270. Contra o chiquismo Diz:

    Vladimir Diz:
    JUNHO 16TH, 2015 ÀS 4:00 PM
    Estou igual ao Randi…rs
    .
    Desafio continua em aberto (só não ofereço 1 milhão)
    .
    Quero as EVIDÊNCIAS que provem que Kardec era de Moral ou Índole duvidosa…

    /
    /
    /
    Quero evidências que ‘espiritos’ existem. Vc nunca as forneceu. E vai inverter o ônus mandando eu provar. Quem é kardecista e defende o kardec é vc aqui.
    //
    //
    Quero evidências que kardec não era racista. Vc diz que ele nunca foi, que era um pensador de sua época e que era normal todos pensarem assim.

  271. Contra o chiquismo Diz:

    Sr dr Troll, se ele mesmo renegou o espiritismo, realmente ele era de uma grande moral, pois admitiu a culpa das m… que escreveu.

  272. Gorducho Diz:

    Quando eu comecei a trabalhar em meados do século passado, viajava continuamente. E sempre se ia a cabarés ou c/os colegas se se viajava não-só; ou principalmente convidados pelo pessoal das firmas onde se ia…
    Agora temos um psiquiatra “guardião da moralidade” que considera “imoral” o contato co cortesãs ou a ida a tavernas. Psiquiatra religioso só podia dar nisso…

  273. Larissa Diz:

    Pra mim o Dr. é um clone do Arnaldo Paiva.

  274. Larissa Diz:

    E se for um psiquiatra mesmo, é tão pudico q lamento pelos pacientes.

  275. Vladimir Diz:

    Qual o parâmetro que devemos usar para avaliar se uma pessoa tem “ilibada reputação”, segundo a Moral e os Bons Costumes?
    .
    Ao que me consta frequentar cabarés nunca foi atitude meritória de elevação moral a quem quer que seja.
    .
    Já imaginaram um Ministro do STF que fosse notório frequentador de cabarés…
    .

  276. Vladimir Diz:

    Larissa,
    .
    Eu já fui clone do Arnaldo Paiva, Marden, Scur…quem mais???

  277. Antonio G. - POA Diz:

    Larissa, eu já disse que ele não é psiquiatra, faz tempo…

  278. Antonio G. - POA Diz:

    Aposto um dente incisivo que não é.

  279. Larissa Diz:

    Antonio, eu tenho certeza que não é.

  280. Antonio G. - POA Diz:

    E reitero que, para qualquer sujeito medianamente inteligente, umas poucas horas de leitura de um resumão da pueril DE é suficiente para habilitá-lo a palestrar e impressionar uma multidão de incautos sequiosos por amainarem seu temor pela finitude da existência.

  281. Larissa Diz:

    O discurso do Dr. não é compatível com o de alguém que tenha conhecimento em doenças mentais e sabe da fragilidade da mente humana.
    .
    O comportamento do Dr. aqui neste debate é muito parecido com o do AP. Não posso afirmar que seja ele….mas prestem atenção nas similitudes entre um e outro.

  282. Gorducho Diz:

    Qual o parâmetro que devemos usar para avaliar se uma pessoa tem “ilibada reputação”, segundo a Moral e os Bons Costumes?
     
    Prá começar, não utilizar ideias de outros sem reconhecer a fonte, independentemente de ter sido processado ou não.

  283. Vladimir Diz:

    Larissa,
    .
    Eu escrevo neste blog, bem antes de você e o Arnaldo aparecerem por aqui.
    .
    Sou da época do Scur, do Biasa e do Gilberto.
    .
    Então chega de trollagem…

  284. Gorducho Diz:

    Como eu já disse, tive 2 psiquiatras na família. O de sangue já falecido, e outro político rico e gordo…
    A primeira coisa que um psiquiatra reconhece é a sexualidade.
    Agora o psiquiatra vem com politicismos corretos Americanos. Da América, pouco surpreendentemente, só copiamos o que não presta.

  285. Vladimir Diz:

    Larissa,
    .
    Desde quando um bacharel de Direito tem condições de avaliar um Profissional da Saúde.
    .
    Curiosamente os dois bachereis aqui (você e o Antonio) carecem dos mesmos males…

  286. Vladimir Diz:

    Correção: Bacharéis

  287. Gorducho Diz:

    Antes do Sr. Arnaldo?
    Sua encarnação no vaso de Jacó foi antes do Sr. Arnaldo?
    Lembra como chegou aqui tentando cantar de galo e defender os médicos chiquistas seus colegas?

  288. Larissa Diz:

    “Qual o parâmetro que devemos usar para avaliar se uma pessoa tem “ilibada reputação”, segundo a Moral e os Bons Costumes?”
    .
    R – primeiro defina moral e bons costumes.
    .
    “Ao que me consta frequentar cabarés nunca foi atitude meritória de elevação moral a quem quer que seja.”
    .
    R – Nunca diga nunca. Não se pode julgar duas pessoas adultas honestas uma com a outra é que sabem exatamente o que estão fazendo. Essa censura ao sexo é parte da culpa judaico-cristã. Em outras culturas sexo é normal ao ponto de as famílias terem penis desenhados em suas paredes e manterem relações sexuais perto de seus filhos. Volto ao item anterior: defina moral e bons costumes.
    .
    Já imaginaram um Ministro do STF que fosse notório frequentador de cabarés…
    .
    R – Contanto que faça bem seu trabalho não me importaria em nada sua vida pessoal. Nem a dele e nem a de ninguém.

  289. Vladimir Diz:

    Conheço a tática de desviarem o assunto
    .
    Desafio continua em aberto (só não ofereço 1 milhão)
    .
    Quero as EVIDÊNCIAS que provem que Kardec era de Moral ou Índole duvidosa…
    .
    Que tal processos judiciais movidos contra ele?
    Que tal relatos a respeito de uma vida noturna regada a cortesãs, tabernas, e “clube de cavalheiros”???
    Que tal evidências de corrupção e desvio de dinheiro dos lugares que trabalhou?
    .
    Vou acrescentar mais uma sentença:
    EVIDÊNCIAS CONCRETAS de PLÁGIO deliberado tal qual o caso do CX:
    .
    http://obraspsicografadas.org/2014/brasil-anedtico-1927-de-humberto-de-campos-x-crnicas-de-alm-tmulo-1937-de-chico-xavier/
    .
    De preferência em Jogralex para podermos analisar minuciosamente!!!
    .

  290. Larissa Diz:

    Eu sou psicanalista tb, Dr.

  291. Larissa Diz:

    Consigo avaliar um comportamento estranho, Sr.dr. Psiquiatra.

  292. Vladimir Diz:

    Se eu sou o Arnaldo, questione-o sobre Spinoza e aproveite e teste os conhecimentos de Kabbalah dele.
    .
    Vamos ver se passa no teste…

  293. Vladimir Diz:

    Ah você é Psicanalista???
    .
    Se você for Psicanalista eu sou o Presidente da AME-SP kkk

  294. Larissa Diz:

    Sim, nisso vcs realmente se diferem. O Arnaldo possui muitas qualidades, mas conhecer Espinoza não é uma delas.

  295. Gorducho Diz:

    Já imaginaram um Ministro do STF que fosse notório frequentador de cabarés
     
    Típico desse nefasto politicamente Americano. A América tem coisas boas – ainda que eu admire mesmo o UK e a França… – mas só se copia o que não presta.
    Agora até se relacionar com prostitutas é “crime”. Fala alguém casado que não faz isso, só quando solteiros nas viagens dessa épocas quando até por obrigação se acompanhava a turma.

  296. Larissa Diz:

    Pq eu não posso ser psicanalista????

  297. Larissa Diz:

    E tb não vejo pq o Sr. Dr. não possa ser Presidente da AME SP.

  298. Gorducho Diz:

    Conheço a tática de desviarem o assunto
    Quero as EVIDÊNCIAS que provem que Kardec era de Moral ou Índole duvidosa

     
    Da minha parte não tem desvio nenhum. Considero que quem use de ideias alheias sem reconhecer a fonte, é de moral e portanto índole duvidosa.
    O Sr. tem uma “moral” diferente – nada surpreendente, pois a “moralidade” é um construto humano dependente de época e lugar -; na sua concepção, “imoral” é frequentar cabarés ou ser homossexual masculino (concluo, pois que se referiu a “clube de cavalheiros”).
    Conceitos diferentes do que seja moral – irreconciliáveis…

  299. Contra o chiquismo Diz:

    Vladimir Diz:
    JUNHO 16TH, 2015 ÀS 5:06 PM

    .
    Já imaginaram um Ministro do STF que fosse notório frequentador de cabarés…
    .

    //
    //

    E os escribas e fariseus trouxeram-lhe uma mulher apanhada em adultério;
    E, pondo-a no meio, disseram-lhe: Mestre, esta mulher foi apanhada, no próprio ato, adulterando.
    E na lei nos mandou Moisés que as tais sejam apedrejadas. Tu, pois, que dizes?
    Isto diziam eles, tentando-o, para que tivessem de que o acusar. Mas Jesus, inclinando-se, escrevia com o dedo na terra.
    E, como insistissem, perguntando-lhe, endireitou-se, e disse-lhes: Aquele que de entre vós está sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra ela.
    João 8:1-7

    //

    /

    Com certeza o DR teria tacado o primeiro paralelepípedo nela!

  300. Contra o chiquismo Diz:

    Dr troll fariseu.

  301. lunatico Diz:

    …eu, como seu temente a tudo que se move, desde assaltantes, pivetes, baratas e espíritos, não aposto os meus 2 implantes que o dr. Vladimir não é doutor. Eu não!

  302. Lunático Diz:

    “Ao que me consta frequentar cabarés nunca foi atitude meritória de elevação moral a quem quer que seja.”
    .
    Vejam vocês que os cabarés na querida França da época em litígio neste post, tinham seus lugares disputados a tapa nos salões. Ora, então qual o demérito se K gostava de, após exaustivos papos com o além, disputar os amores das prostitutas de alta classe?

  303. Gorducho Diz:

    Realidade cuja qual é perfeitamente refletida no no filme Naná…
    Mas cá temos nosso psiquiatra “moralista”. Só não é moralista no que concerna à apropriação das ideias alheias :(

  304. Contra o chiquismo Diz:

    Nos casos de cx, vendaram ele e levaram ele pra ‘zona’ pra ele chegar lá e cair na esbórnia… quando tiraram a venda dos olhos dele, as ‘primas’ todas conheciam cx…
    - ah ele vem aqui sempre (distribuir caridades…)

  305. Vladimir Diz:

    Gorducho disse: Só não é moralista no que concerna à apropriação das ideias alheias
    .
    COMENTÁRIO: Claro que eu sou. Já lhe disse.
    Monte o Jogralex, com a Terra e Céu de um lado e o OLE do outro.
    .
    Eu duvido que vai ficar parecido com os casos do CX…
    .

  306. Vladimir Diz:

    Ou pode ser Terra e Céu e Céu e Inferno também…

  307. Vladimir Diz:

    Se ficar parecido aos casos do CX, eu serei o primeiro a “queimar” o pentateuco kardequiano. Ou melhor o segundo, pois o primeiro foi o Bispo de Barcelona…

  308. Contra o chiquismo Diz:

    Vladimir Diz:
    JUNHO 16TH, 2015 ÀS 10:47 PM
    Se ficar parecido aos casos do CX, eu serei o primeiro a “queimar” o pentateuco kardequiano. Ou melhor o segundo, pois o primeiro foi o Bispo de Barcelona…

    //
    //
    “pentateuco kardequiano”

    //
    //
    dr isso é expressão chiquista. E o chiquismo o sr abomina (ou não?). Ou acha que o mineirinho tb é o bastião da moral, sabedoria e ciencia? (“espiritismo” não é ciência segundo a FEB?)

  309. Contra o chiquismo Diz:

    Já virou kardecista, pra chiquista é um pulo.
    .
    .
    De cavalo passou pra burro (manco).

  310. Contra o chiquismo Diz:

    ***pangaré a bem da verdade…

  311. Vladimir Diz:

    Contra,
    .
    Deixe de trollagem.
    .
    “Pentateuco Kardequiano” é modo de dizer, porque todo bom espírita sabe que os livros de Kardec não são “sagrados” (tal qual a Torah ou o Alcorão) nem tampouco são de Kardec (na medida em que são dos Espíritos).
    .
    O sr sabe muito bem que não sou “chiquista” e sempre fui Espírita.

  312. Vladimir Diz:

    Mas diferente do Sr. eu superei o “chiquismo’ já o Sr. deveria procurar o divã da Dra Larissa, para verificar o que ficou reprimido em seu Inconsciente…
    .

  313. Vladimir Diz:

    Infelizmente não conheço fármacos psicotrópicos para tratar “ressentimento” e ma-fé (no sentido Sartreano do termo)

  314. Larissa Diz:

    Dr. – “Mas diferente do Sr. eu superei o “chiquismo’ já o Sr. deveria procurar o divã da Dra Larissa, para verificar o que ficou reprimido em seu Inconsciente…”
    .
    Não penso que seja este o caminho. Penso que o sr. deva olhar com sinceridade para os motivos que o levam a crer que compreenda o mundo espiritual e que o impedem de ver coisas óbvias e dar a elas o peso q merecem. Prefiro trabalhar com o conceito de sombra e com a necessidade de integrá-la a processos conscientes.. te recomendo o livro “ao encontro da sombra”.Vai fazer o Dr. refletir.
    .
    Apenas esclarecendo: eu fiz a pós que me habilita em psicanálise, mas tão somente por minha paixão pelo autoconhecimento e não para tentar consertar ninguém.

  315. Larissa Diz:

    “Infelizmente não conheço fármacos psicotrópicos para tratar “ressentimento” e ma-fé (no sentido Sartreano do termo)”.
    .
    R – Da um passe que passa. ;)

  316. Gorducho Diz:

    Eu duvido que vai ficar parecido com os casos do CX
     
    Já pulou de galho; sua técnica característica: ficar saltitando de pau-em-pau.
    Só, “estudioso” espírita que é, não sabe que são o mesmo espírito, e portanto, dentro da “lógica” de vocês (espíritas), a mesma pessoa, como nos relata seu colega, o Dr. Inácio Ferreira:
    &bnsp;
    Neste ínterim, aproximando-se de nós a querida Antusa, médium de cura que cumprira de maneira exemplar a sua tarefa, após nos termos carinhosamente abraçado, Odilon solicitou que a respeitável irmã opinasse sobre o assunto que nos ocupava a atenção.
    - Sim, Chico Xavier é a reencarnação de Allan Kardec – disse convicta. – Eu sempre o soube, mas, dentro da prova da mudez que me assinalava os dias, nunca pude me expressar com clareza; não polemizo com os confrades valorosos que pensam diferente, no entanto, no meu caso, possuidora, na Terra, da mediunidade de clarividência, várias vezes pude constatar a autenticidade do fato: à minha retina espiritual, Chico se transfigurava e, em seu lugar, surgia a simpática figura do Codificador; também, muitas vezes, em estado de desdobramento, nos instantes em que me era possível deixar o corpo e visitá-lo, eu o encontrava na personalidade marcante de Allan Kardec… A camuflagem espiritual era quase perfeita. É inegável que a obra de um é o complemento da outra: a mesma linha de pensamento, a mesma terminologia, a mesma luz…
    - É – atrevi-me a considerar, por minha vez com a invasão da França, quando da Segunda Guerra, e as mudanças sociais a que o país, posteriormente, se submeteu, a árvore simbólica do Cristianismo Restaurado consolidou seu transplante no Brasil; seria natural que o pomicultor a tivesse acompanhado… Digo-lhes que, nos meus tempos de Sanatório, até os obsessores sabiam que Chico era a reencarnação de Allan Kardec; inclusive, um grande amigo nosso, aliás, o único amigo padre que tive na vida, Sebastião Carmelita, sabia ser este mesmo, por revelação mediúnica que o Chico lhe fizera, o Bispo inquisidor que ordenara a incineração dos livros de Allan Kardec, em praça pública, na cidade de Barcelona. Certa feita, visitando-nos no hospital psiquiátrico sob a nossa direção, Chico confrontou-se com o espírito Tomás de Torquemada, episódio que tive oportunidade de narrar, acanhadamente, em meu livro “Sob as Cinzas do Tempo”…
    Lembrando-me de outros testemunhos, após pequena pausa, acrescentei:
    - A Modesta, que incorporava o espírito Gabriel Delanne e, por vezes, nos ensejava ouvir a palavra de Léon Denis, não escondia a convicção de que o Codificador estava reencarnado e convivendo conosco em Uberaba; Gabriel Delanne, por intermédio de sua faculdade falante, disse-nos com clareza, logo após a mudança de Chico de Pedro Leopoldo para Uberaba, que Allan Kardec se transferira de domicílio e que, por este motivo, eles estavam se transferindo também… É evidente que, quando obtínhamos um comunicado desta natureza, os espíritos nos solicitavam o máximo de sigilo e, por este motivo, não tornávamos pública a revelação; além do mais, não tínhamos provas cabais para oferecer aos Tomés do Espiritismo, os que, negando-se a enxergar com os olhos da razão, querem ver com os olhos físicos o que depois pedem para tocar com as mãos

    ——————————————————————————————————————————————–
    [Extraído da obra "Na Próxima Dimensão", de Inácio Ferreira (espírito), psicografia de Carlos A. Baccelli - Editora LEEPP]
    http://www.nlnp.net/artigos/artigo59.htm

  317. Vitor Diz:

    Gorducho, o tempo que vc está aí discutindo já podia ter feito a tabela…

  318. Gorducho Diz:

    No Sítio Decodificando o LE tem alguns exemplos cômicos de como o Kardec montava as « respostas » dos « espíritos ». Claro que eles, sendo espíritas, não acharão cômico, bien entendu.
    E.g…. notar que entre aspas seria a suposta « resposta » literal do « espírito » :
     
    LE1 : 108 — L’âme, en quittant le corps, a-t-elle immédiatement la conscience d’elle-même ?
    « Conscience immédiate. »
    — L’exemple d’une personne qui passe de l’obscurité à la clarté peut-il nous en donner une idée ?
    « Pas précisément, car il faut à l’âme quelque temps pour se reconnaître ; tout est d’abord confus ; c’est plutôt comme un homme qui sort d’un profond sommeil ; jusqu’à ce qu’il soit complètement éveillé, ses idées ne lui reviennent que peu à peu. »
     
    LE :163. A alma tem consciência de si mesma imediatamente depois de deixar o corpo?
    “Imediatamente não é bem o termo. A alma passa
    algum tempo em estado de perturbação.”

  319. Gorducho Diz:

    Ah! Não é para discutir… :(
    É para ficar calado perante o Dr…
    O livro é muito longo e obscuro. E eu nunca disse que era plágio literal, de palavras. Isso foi colocado pelo Dr. para desviar o tema.
    E.g.: peguem a introdução e as primeiras 40 e poucas páginas e vejam a missão da Gália, a pluralidade de todos mundos habitados.
    Peguem o fim e vejam o código penal dos defuntos.
    Depois olhem a discussão sobre os anjos.
    &c. Ec.

  320. Antonio G. - POA Diz:

    Larissa disse: “Apenas esclarecendo: eu fiz a pós que me habilita em psicanálise, mas tão somente por minha paixão pelo autoconhecimento e não para tentar consertar ninguém.”
    Meu comentário: pensamento muito sensato e respeitável.

  321. Gorducho Diz:

    Retome sua série parapsicológica: as dentaduras. Assim ninguém discute no seu Sítio, e fica fazendo de conta que Parapsicologia é ciência…

  322. Gorducho Diz:

    Eu inicialmente irei traduzir essa parte inicial que tem todo o road map para a reforma religiosa. I.e., a necessidade de introduzir um novo canon na Igreja (que para esses fanáticos religiosos era sinônimo da Católica, claro…), ou seja, a sobrevivência das almas. E caberia à Gália essa tarefa. Foi então o que o Kardec tratou de implementar…

  323. Contra o chiquismo Diz:

    Vladimir Diz:
    JUNHO 16TH, 2015 ÀS 11:57 PM
    Contra,
    .
    Deixe de trollagem.
    .
    .
    .
    O sr sabe muito bem que não sou “chiquista” e sempre fui Espírita.

    //
    //
    Jura mesmo dr??? Olha o que o sr disse abaixo:
    //
    /

    Vladimir Diz:
    MAIO 6TH, 2015 ÀS 7:41 AM
    .

    .

    Está me confundindo com o DLT. Eu sequer sou Kardecista.
    Se quer me chamar de religioso, vá lá, mas me chame então de Spiritualista que seja.
    .
    Fatboy: O Sr. se diz estudioso dos fenômenos, sem religiosidade embutida,
    .
    COMENTÁRIO: Já lhe disse sou Spiritualista, mas sou Ateu. (pelo menos para o papai do céu cristão)
    .http://obraspsicografadas.org/2015/as-cartas-psicografadas-de-chico-xavier-com-pessoas-desconhecidas-as-familias-das-vitimas-2015/#comment-46267
    //
    //
    /
    /
    O sr é um FANFARRÃO! Ateu, kardecista, chiquista! O sr deve sofrer do transtorno Borderline….
    /
    /
    E ainda se diz psiquiatra. Antônio está corretíssimo em afirmar que a psiquiatria é pseudociência, o sr representa bem essa corrente. Troll.

  324. Antonio G. - POA Diz:

    Vlad é tripolar! (se não for tetra, penta…) rsrsrs

  325. Antonio G. - POA Diz:

    Mas parece ser boa gente.

  326. Contra o chiquismo Diz:

    Ele precisa deixar de tomar esses psicotrollpicos…tá fazendo mal a ele.

  327. Contra o chiquismo Diz:

    Boa gente? Só se fora pra família dele…
    **
    **
    Já falei que ele bastião da moral que é, teria tacado o primeiro paralelepípedo na adúltera.

  328. Larissa Diz:

    Só pelo fato de estar aqui ele já está com a fé abalada e ainda não se deu conta.

  329. Contra o chiquismo Diz:

    Eu sinceramente acho que é um troll a fim de se divertir, se travestiu de dr e pensa q somos idiotas. Apenas isso.

  330. Lunático Diz:

    Imagino cá o K. lá lucubrando, passando longo tempo ponderando, pensando à luz de velas bruxuleantes. Edgar A. Poe quando lucubrava em suas madrugadas drogadas acabava dialogando com corvos inexistentes. Dá pra concluir sobre o que K de fato fazia. Um cogitabundo…de vez em quando com idéias alheias. Um humano, apenas.

  331. Lunático Diz:

    …humano com direção de bola de bilhar. Mas deve ser um cara legal. Será que bebe Cardhu com amendoim torrado (grão grande) e lê o LE à exaustão?

  332. Lunático Diz:

    …refiro-me, claro, ao dr. Vladimir!

  333. Contra o chiquismo Diz:

    Se fosso um fanático religioso eu até entenderia, mas tantas posições contraditórias e ele perguntando onde está tal questão do l.e. só pode ser trolagem mesmo.

  334. Antonio G. - POA Diz:

    Vlad é um pândego inofensivo…

  335. Contra o chiquismo Diz:

    Poxa… quando vamos voltar a detratar cx?

  336. Antonio G. - POA Diz:

    KKKK!!! Esculachar CX é mesmo muito divertido!

  337. Antonio G. - POA Diz:

    Só vamos combinar que ninguém invente de postar fotos do episódio da materialização da Irmã Josefa… Eu aguento qualquer coisa, menos isto. Perco o autocontrole. Tenho ataques de risos incontroláveis. Temo sofrer um infarto ou coisa do gênero…

  338. Vladimir Diz:

    Pois é, Kardec resistiu a detratação, realmente temos que volta ao CX que tem “teto de vidro”.
    .
    Ah propósito eu estou com o Administrador:
    .
    Gorducho, monte a tabela (quadro), para nós…
    Vamos ver o Plágio do Rivail!!!
    .
    Se ficar legal eu mando uma cópia para o meu irmão Sergio Aleixo…
    .
    Quem sabe não é o passo que falta para jogar a pá de cal no Espiritismo.
    .
    De minha parte se ficar PROVADO o plágio, eu abandono até o Espiritualismo e vou fazer meditação zen com a Monja Coen…hehehe

  339. Contra o chiquismo Diz:

    Dr é: pombo enxadrista + ateu + karcedista + chiquista = TROLL.

  340. Contra o chiquismo Diz:

    Para quem não conhece o Sergio Aleixo, ele tocava músicas do Padre Zezinho no programa de rádio que ele fazia na 1400 AM. (Rádio Rio de Janeiro AM)

  341. Marciano Diz:

    O blog, que estava desencarnado e enterrado, subitamente voltou à vida com tudo.
    Está difícil acompanhar, mas vou tentar, no meu breve espaço de volta do almoço.
    .
    VLAD disse:
    .
    .
    O “erro” dele foi deixar a cargo somente do seu “bom senso” a codificação…
    .
    Teria sido mais sábio se tivesse submetido a uma Comissão de pesquisadores
    .
    COMENTÁRIO:
    Acho que perdi um parafuso. Ele não tinha deixado a cargo da espiritualidade superior e do espírito da verdade?
    .
    .
    VLAD disse:
    .
    De modo que sim, (até que se prove o contrário) Kardec recebeu comunicações de espíritos sim, e deu sua interpretação diante das respostas dos espíritos (desencarnados), baseado nas ideias em moda em sua época.
    .
    COMENTÁRIO:
    Eu recebi comunicações de lobisomens para escrever estes comentários, ATÉ PROVA EM CONTRÁRIO.
    .
    .
    1. Vladimir Diz:
    JUNHO 16TH, 2015 ÀS 2:45 PM
    Ah menos, que alguém prove com EVIDÊNCIAS CONCRETAS, o Plágio (como no caso do CX) ou que PROVE que Kardec era um mau caráter, não tenho motivos para duvidar de suas declarações.
    .
    COMENTÁRIO:
    Até que alguém prove com EVIDÊNCIAS CONCRETAS, que eu levo uma vida noturna regada a cortesãs, tabernas, e “clube de cavalheiros” ou que PROVE que sou um mau caráter, QUALQUER MALUQUICE QUE EU DISSER AQUI, ALEGANDO TER RECEBIDO COMUNICAÇÕES DA MILÉSIMA DIMENSÃO, não há motivo para duvidar de minhas declarações.
    .
    .
    Vladimir Diz:
    JUNHO 16TH, 2015 ÀS 2:48 PM
    Lunático,
    .
    O Ateísmo Militante também parece uma ideologia débil e pobre perto de qualquer Filosofia…
    .
    COMENTÁRIO:
    Quer dizer que não acreditar em pelo menos uma das centenas de milhares de crenças bizarras passadas, presentes ou futuras é uma ideologia débil e pobre perto de qualquer Filosofia?
    .
    .

    GORDUCHO, eu sigo o exemplo de cx e vou a cabarés somente para fazer as trabalhadoras do amor rezarem; sabe como é, ajoelhou, tem de rezar.
    .
    .
    VLAD diz:
    Já imaginaram um Ministro do STF que fosse notório frequentador de cabarés…
    .
    COMENTÁRIO:
    Eu preferiria um ministro do STF que fosse notório frequentador de cabarés do que onze paus mandados do PT.
    .
    .
    1. Vladimir Diz:
    JUNHO 16TH, 2015 ÀS 5:07 PM
    Larissa,
    .
    Eu já fui clone do Arnaldo Paiva, Marden, Scur…quem mais???
    .
    Respondo por ela: é clone do Gato Felix.
    .
    .
    1. Larissa Diz:
    JUNHO 16TH, 2015 ÀS 5:17 PM
    O discurso do Dr. não é compatível com o de alguém que tenha conhecimento em doenças mentais e sabe da fragilidade da mente humana.
    .
    O comportamento do Dr. aqui neste debate é muito parecido com o do AP. Não posso afirmar que seja ele….mas prestem atenção nas similitudes entre um e outro.
    .
    COMENTÁRIO:
    Se Vlad é psiquiatra, vampiro ou personagem de desenho animado, não sei. Só sei que ele comete muito menos solecismos do que o AP, além de não ser um completo ignorante de tudo o que existe e do que não existe.
    Isso não significa que AP não tenha desencarnado e esteja possuindo o VLAD.
    .
    .
    GORDUCHO citou:
    .
    c’est plutôt comme un homme qui sort d’un profond sommeil ; jusqu’à ce qu’il soit complètement éveillé, ses idées ne lui reviennent que peu à peu. »
    .
    Não é o meu caso; quando consigo dormir, mesmo com hipnóticos combinados com ansiolíticos, assim que acordo estou pronto para explicar teoria dos anéis ou o condoreirismo do final do século XIX até ao AP.
    .
    .
    CONTRA, muito bem colocado o seu texto mostrando a máscara do VLAD, que ora é chiquista, ora kardecista, ora ateu, ora psiquiatra, ora louco, ora esotérico, ora moralista, ora amoral, ora bolas…
    .
    .
    ANTONIO, Vlad pode ser multipolar, mas é divertido e está dando um sacode no blog, que estava desencarnado e enterrado com essas matérias odontológicas.
    .
    .
    LUNÁTICO, quoth the raven: — Never more!
    Vlad gosta de um Cardhu, eu também.
    Um hip hooray para os single malts!

  342. Larissa Diz:

    De minha parte se ficar PROVADO o plágio, eu abandono até o Espiritualismo e vou fazer meditação zen com a Monja Coen…hehehe
    .
    Quanta carga de preconceito! qual o problema com o .zen.?

  343. Gorducho Diz:

    Se ficar legal eu mando uma cópia para o meu irmão Sergio Aleixo
     
    Bem bolado, Dr.! Gostei mesmo, sem sacanagem
    :D

  344. Gorducho Diz:

    Por sinal esse Sérgio Aleixo acho sumiu, não é?
    Nunca mais ouvi falar…
    Cogito que ninguém deu bola prá ele, pois ele tentou implantar o catodecismo com o Kardec de “santo” infalível, mas os brasileiros são evangélicos chiquistas.

  345. Vladimir Diz:

    https://www.youtube.com/user/sergiofaleixo/videos

  346. Marciano Diz:

    VLAD, para você, que gosta da arquitetura de Hiram Abiff, saiba que o templo de Salomão foi reconstruído por Macedo (não sei como ele conseguiu os segredos arquitetônicos).
    .
    https://pt.wikipedia.org/wiki/Templo_de_Salom%C3%A3o_(IURD)
    .
    Depois que vi um cara com uma fantasia de escola de samba (vejam logo aos 10 segundos do vídeo abaixo) falando do tabernáculo de moisés, deixei de ser cético e converti-me à IURD.
    .
    https://www.youtube.com/watch?v=nspyLymzsuk
    .
    Agora entendo por que o Moizés (Montalvão) não tem mais tempo para comentar aqui.
    .
    Eu propus uma sociedade a ele, várias vezes, todos são testemunhas. O traíra aceitou minha ideia, mas com o Macedo como sócio.

  347. Larissa Diz:

    Brasil é a pátria do Evangelho mesmo…

  348. Marciano Diz:

    A cerimônia de inauguração do templo foi feita em 31 de julho de 2014, e contou com a presença da presidente Dilma Rousseff e seu vice Michel Temer, o atual governador do estado de São Paulo Geraldo Alckmin e o prefeito da capital paulista Fernando Haddad, entre outras autoridades.5 24 Dois mil pastores de outras denominações também compareceram no dia 31 de julho.25 Estiveram também na inauguração O MINISTRO MARCO AURÉLIO MELLO DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL; a presidente do Superior Tribunal Militar, Elizabeth Teixeira Rocha; o diretor da Polícia Federal, Leandro Daiello Coimbra; o presidente do banco Bradesco, Luiz Carlos Trabuco Cappi; o cônsul-geral de Israel, Yoel Barnea; membros da comunidade judaica e inclusive outros governadores, deputados federais, estaduais, vereadores e prefeitos de vários lugares do Brasil.26 27 Os presidentes das emissoras Band, Record, SBT e Rede TV! também compareceram ao evento com bispos e pastores da IURD.28 A trasmissão por radiodifusão ficou restrita apenas aos veículos ligados a igreja, Rede Record e Record News de TV, TV Universal e o jornal Folha Universal.29 Dia 19 de julho foi feita a consagração do local.5
    .
    Texto da wikipedia.
    .
    Que coisa!
    Ainda há quem diga que pega mal para um ministro do STF ir a um prostíbulo…

  349. Marciano Diz:

    Diga aí, VLAD, defensor da moral e dos bons costumes:
    Essas autoridades todas foram imorais, comparecendo a essa fanfarra?

  350. Gorducho Diz:

    Quer ver uma coisa, Dr.? Fantasia por fantasia, mito por mito: o Kardec acreditava até no Cristo, que o cara foi mesmo aparentar caminhar sobre as águas (veja o amontoado de besteiras – ele crê piamente na mitologia católica e tenta “explicar”)
    Jesus, embora estivesse vivo, pôde aparecer sobre a
    água, com uma forma tangível, estando alhures o seu corpo.
    É a hipótese mais provável. Fácil é mesmo descobrir-se
    na narrativa alguns sinais característicos das aparições
    tangíveis. (Cap. XIV, nos 35 a 37.)
    Por outro lado, também pode ter sucedido que seu corpo
    fosse sustentado e neutralizada a sua gravidade pela mesma força fluídica que mantém no espaço uma mesa, sem ponto de apoio. Idêntico efeito se produz muitas vezes com os corpos humanos
    .
     
    Daí, fantasias de religiosos vs fantasias de religiosos, por que então Jesus não podia ser só uma materialização e nós (eu, não o Sr. que é temente a…) não poderemos reencarnar como lesmas.
    Por que a reencarnação do Jean Reynaud tem que ser melhor que a do Roustaing?
    Fantasia por fantasia: 1 x 1
    Sem
    Daí, besteira por besteira, mitologia religiosa por mitologia religiosafantasia de religiosos

  351. Marciano Diz:

    O Hiram Abiff sacrificou a vida em vão.
    Todos os segredos arquitetônicos do templo de Salomão foram revelados a Edir Macedo.
    Em vez de tortura, deveriam ter oferecido uma grana ao Hiram Abiff.

  352. Gorducho Diz:

    Sem
    Daí, besteira por besteira, mitologia religiosa por mitologia religiosafantasia de religiosos

  353. Marciano Diz:

    Gorducho, caminhar sobre água não tem nada da ver com o cinto anti-gravidade do Bolinha, é só congelar a água primeiro.

  354. Larissa Diz:

    Edir é a reencarnação de Salomão.

  355. Gorducho Diz:

    Já foi comentado o fato interessante, que esse pessoal está investindo numa linha antigo testamento…
    Deve ser p/criar um diferencial de marketing, não é?
    Só Jesus, Jesus… chega! Vamos voltar ao Moisés, ao Arão, o Salomão, a arca!
    Simpatizo mais: Jesus já encheu…

  356. Marciano Diz:

    Vlad, o Hiram Abiff foi imoral, recusando 3 vezes ∴ a revelação do segredo do templo, sabendo que ressuscitaria em forma de acácia, só para depois de mais de 3 mil anos vender o segredo para o Edir Macedo $$$ ?

  357. Marciano Diz:

    Vai silenciar, venerável professor de moral e cívica?

  358. Marciano Diz:

    Vamos lá, Vlad ∴

  359. Marciano Diz:

    Finalmente, então, meus irmãos, imitemos nosso Grande Mestre, Hiram Abiff, em sua conduta virtuosa, sua piedade genuína a Deus, em sua inflexível fidelidade ao que lhe está confiado, para que, como ele, possamos receber o severo tirano, a Morte, e recebê-lo como um gentil mensageiro enviado por nosso Supremo Grande Mestre, para nos transportar desta imperfeita para perfeita, gloriosa e celestial Loja lá em cima, em que oSupremo Arquiteto do Universo preside ∴

    .
    E a grana do Macedo, como é que fica?
    .
    Vai sumir de novo, Vlad ∴ ?

  360. Contra o chiquismo Diz:

    Macedo disse certa vez num programa de tv: “eu quero é vcs fiquem ricos, pq quanto mais ricos vcs forem, mais vcs irão ajudar nas obras da igreja”.

    /

    /
    Já kardec que vcs reencarnem na África para pagar todos os desvios dessa vida. Então os kardecistas-chiquistas por medo, tentam ser bonzinhos nessa encarnação.

  361. Antonio G. - POA Diz:

    Putaria é o que o governo tem feito conosco, cidadãos da Pátria do Evangelho…

  362. Contra o chiquismo Diz:

    corrigindo: já kadec quer

  363. Contra o chiquismo Diz:

    Garanto que as mulheres de vida tem o seu papel na sociedade de benfeitoras da humanidade em muitos casos. Muitos homens em vez de irem a profissionais da saúde, podem ir usar seus serviços onde na companhia delas curariam muitos males.

  364. Marciano Diz:

    Parece que nosso amigo VLAD ∴ está temporariamente exorcizado.
    Volto mais tarde, ele estava agitando o blog, para noooooossa alegria.

  365. Marciano Diz:

    Logo agora que, graças ao templo de salomão, eu não sou mais ateu, o Vlad ∴ some.

  366. Marciano Diz:

    “Eu, Marciano ∴ , juro e prometo, de minha livre vontade e por minha honra e pela minha fé, em presença do Grande Arquiteto do Universo e perante esta assembléia de maçons, solene e sinceramente, nunca revelar qualquer dos mistérios da maçonaria que me vão ser confiados, senão a um legítimo irmão ou em loja regularmente constituída; nunca os escrever, gravar, imprimir ou empregar outros meios pelos quais possa divulgá-los.
    Juro, também, não mais perturbar a santa paz do irmão Vlad ∴ , se ele voltar.
    Se violar este juramento, seja-me arrancada a língua, o pescoço cortado e meu corpo enterrado na areia do mar, onde o fluxo e o refluxo das ondas me mergulhem em perpétuo esquecimento, sendo declarado sacrilégio para com Deus e desonrado para os homens, Amém”

  367. Marciano Diz:

    Contra, você que gosta de sinônimos e não gosta de racismo, veja a matéria sobre o templo de salomão e observe quanta fanfarrice, africanada, agalhas, balandronada, bazófia,bizarria, bizarrice, bravata, chibança, chibantaria, chi-bantice, chibantismo, compadrada, dom-quixotismo, emboança, espanholada, fanfarra, fanfarrada, fan-farria, fanfarronada, fanfarronice, fanfarronismo, fare-lice, farfalhice, farfância, farofa, farofada, farolagem, farrambamba, farroma, farromba, farronca, farruma, gabarolice, gabolice, gasconada, gauchada, gauchagem, gaucharia, gaucheria, gauchismo, goga, goma, jactância, mariquinha, pabulagem, parada, pavonada, pimponice, presepada, prosa, prosápia, quixotada, quixotice, quixotismo, rabularia, rebolaria, rodamon-tada, roncaria.
    .
    ANTONIO, a gauchada não é minha, é do Aurélio.

  368. Marciano Diz:

    Ficaram faltando alarde, blasonaria, bufonaria, imodéstia, jactância, ostentação, patacoada, presunção, vaidade, vanglória…

  369. Marciano Diz:

    Concito os cUmpanheiros do blog para criarmos, pela primeira vez na hiftória defte paíf, uma escola de samba salomônica, inspirada nas vestes do vídeo linkado acima.

  370. Marciano Diz:

    Vejam as “otoridades” na inauguração:
    .
    http://3.bp.blogspot.com/-rH48EheMF4g/U-AuvQVzVdI/AAAAAAAARo4/zlf5du7hAd8/s1600/templo+de+salom%C3%A3o+igreja+unversal+do+reino+de+deus,+IURT+em+s%C3%A3o+Paulo,+capital+1.jpg

  371. Marciano Diz:

    Teste de inteligência para os frequentadores do blog:
    .
    https://doacao.universal.org/default.htm

  372. Marciano Diz:

    Para quem não viu ainda como é a fantasia da escola de samba, vejam esta imagem do programa do gugu.
    Aproveitem e vejam como ele estava emocionado.
    .
    http://3.bp.blogspot.com/-77Czx3fl5sM/VThpxMzXcjI/AAAAAAAAKcc/4etutEMl9tA/s1600/GuguTemplo.jpg

  373. Contra o chiquismo Diz:

    Incrível como o troll ignora nossos comentários.

  374. Gorducho Diz:

    Olha só como eu sou um pesquisador isento e imparcial Dr. Veja um espírito que confirma a existência da reencarnação, via lavabo; no ano ’54, o mesmo que o Kardec começou a “estudar” as mesas.
    [Goupy, Louis. L'éther, l'électricité et la matière.]
     
    Sr. T., uma doméstica e eu [Louis Goupy], formando a corrente ao redor dum pequeno lavabo contendo uma bacia de porcelana. Depois duns 25 minutos, o lavabo se inclina.
    Sr. T. – Quem está aí? Minha mãe? – Não.
    – Meu irmão? – Sim.
    - Qual? James? – Sim.
    – Como se chamava nossa mãe? Elisabete.
    – Responderás ao Sr. Goupy? – Sim.
    Eu: – És feliz no outro mundo? – Sim.
    - É suficiente nada fazer além do bem para ser feliz? – Não.
    - Orar? – Sim.
    – Aos santos? – Não.
    – Jesus? – Não.
    – Jesus não é então Deus? – Não.
    . Não deve-se então orar senão a Deus? – Sim.
    - A metempsicose é verdadeira? – Sim.
    - Os espíritos voltarão animando bestas? – Não.
    - Homens somente? – Sim
    .
     
    Estava procurando o livro Luz! Espíritos e mesas girantes, revelações mediúnicas, de Paul Louisy, citado pelo Monroe, também de 54, mas não achei na BnF :(

  375. Marciano Diz:

    Durante a inauguração oficial do Templo de Salomão, na noite desta quinta-feira, o bispo Edir Macedo provou definitivamente que sua influência não está restrita à multidão de fiéis seguidores da doutrina da Igreja Universal do Reino de Deus, grupo neopentecostal que fundou há 37 anos.
    Na plateia de 10 mil pessoas que acompanharam a cerimônia estavam alguns dos nomes mais importantes do cenário político brasileiro. Entre eles, A PRESIDENTE DILMA ROUSSEFF (PT).
    CITADA COM HONRAS PELO BISPO NO ALTAR, DILMA ASSISTIU AO CULTO AO LADO DELE – que manteve a barba e as vestimentas típicas durante a cerimônia.

    ALÉM DA PRESIDENTE, COMPARECERAM TAMBÉM O GOVERNADOR DE SÃO PAULO GERALDO ALCKMIN (PSDB), O PREFEITO FERNANDO HADDAD (PT), O VICE-PRESIDENTE DA CÂMARA DOS DEPUTADOS ARLINDO CHINAGLIA (PT) E O MINISTRO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL MARCO AURÉLIO MELLO.
    Ministros do governo, procuradores, desembargadores, vereadores e artistas da Record – emissora que pertence ao bispo – também eram vistos nos closes das câmeras da TV Universal, que transmitiu ao vivo as mais de 2h30 de duração do culto.
    Os presidenciáveis Eduardo Campos (PSB) e Aécio Neves (PSDB) não comparaceram, assim como o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Segundo a assessoria de imprensa da igreja, eles não foram convidados porque não ocupam cargos políticos atualmente.
    Sem alvará e sem luz
    Nem mesmo a falta de alvará para a construção no terreno de 35 MIL METROS QUADRADOS – QUE MOTIVOU UMA INVESTIGAÇÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO POR FRAUDE E POSSÍVEL SONEGAÇÃO MILIONÁRIA DE IMPOSTOS – IMPEDIU QUE A FESTA PARASSE (LITERALMENTE) O TRÂNSITO NO BAIRRO DO BRÁS, EM SÃO PAULO.
    Mais de 20 projetores foram responsáveis por recriar com detalhes passagens bíblicas na fachada de 52 metros de altura do templo, que também recebeu das mãos de sacerdotes uma réplica da Arca da Aliança, objeto banhado a ouro que simboliza o “próprio Deus entre os homens”.
    Embora a energia elétrica tenha caído pelo menos três vezes, os holofotes foram mais que suficientes para captar o encerramento conduzido por Edir Macedo, registrado até com imagens aéreas de helicópteros pelos cinegrafistas da casa. Outros veículos da imprensa, no entanto, tiveram acesso apenas a uma área externa e restrita da parte de trás do templo.
    Com cadeiras importadas da Espanha e 40 mil pedras trazidas da região de Hebron, na Cisjordânia, A OBRA CUSTOU 680 MILHÕES DE REAIS. Durante discurso, Edir Macedo afirmou que o esforço tem o objetivo de resgatar a “fé inteligente dos antepassados” judeus.
    1. O TEMPLO FOI CONSTRUÍDO EM UM TERRENO DE 35 MIL METROS QUADRADOS – O EQUIVALENTE A 5 CAMPOS DE FUTEBOL.
    2. O TEMPLO DE SALOMÃO ASSUME O POSTO DE MAIOR ESPAÇO RELIGIOSO DO PAÍS EM ÁREA CONSTRUÍDA, QUE É 4 VEZES MAIOR DO QUE O SANTUÁRIO NACIONAL DE APARECIDA (SP). APARECIDA TEM 23,3 MIL M² DE ÁREA CONSTRUÍDA, ENQUANTO O TEMPLO SALOMÃO TEM 100 MIL M².
    3. A OBRA DUROU 4 ANOS E CUSTOU R$ 680 MILHÕES.
    4. O BISPO EDIR MACEDO MANDOU VIR DE HEBRON, EM ISRAEL, 40 MIL METROS QUADRADOS DE PEDRAS USADAS NA CONSTRUÇÃO E DECORAÇÃO DO TEMPLO.
    5. DOZE OLIVEIRAS FORAM IMPORTADAS DO URUGUAI PARA REPRODUZIR O MONTE DAS OLIVEIRAS.
    6. A capacidade do novo templo é de 10 mil pessoas.
    7. As cadeiras que vão acomodar os milhares de fiés foram trazidas da Espanha, segundo a Veja SP.
    8. CERCA DE 40 IMÓVEIS FORAM COMPRADOS NO BRÁS POR CONTA DA OBRA, TAMBÉM SEGUNDO A VEJA SP.
    9. NO ALTAR, HÁ UMA ESTEIRA ROLANTE DESTINADA A CARREGAR O DÍZIMO PAGO PELOS FIÉIS DIRETAMENTE PARA UMA SALA-COFRE, DE ACORDO COM A VEJA SP.
    10. Dez mil lâmpadas de LED foram instaladas no teto do salão principal.
    11. Nas paredes há grandes menorás – candelabros de sete braços.
    12. NA ÁREA CONSTRUÍDA HÁ AINDA ESPAÇO PARA 60 APARTAMENTOS DE PASTORES QUE ESTÃO A TRABALHO NO TEMPLO – INCLUINDO UM PARA O BISPO EDIR MACEDO.
    13. O altar foi construído no formato da Arca da Aliança, local onde teriam sido guardados os Dez Mandamentos, segundo a Bíblia.
    14. Cem metros quadrados de vitrais dourados foram instalados acima do altar, segundo a Veja SP.
    15. O estacionamento do templo conta com 2000 vagas para carros, 241 para motos e 200 para ônibus.
    16. Por enquanto, no período inaugural e de testes, só se poderá ir ao Templo em caravanas. Este foi um acordo com as autoridades, para que avaliasse o impacto no trânsito da região. Depois, qualquer pessoa, com seus próprios meios, poderá ir ao templo.
    17. Além do Templo, há também um museu, chamado de Memorial. Lá, 12 colunas explicam a origem das 12 tribos de Israel.
    18. Para as mulheres, é vetado o uso de “minissaias ou outros tipos de roupas curtas, decotadas ou sensuais”. Já os homens deverão deixar no armário as camisetas de times de futebol, bermudas, regatas e chinelos.
    19. Foram usadas na obra 2.600 toneladas de ferro e 145 mil sacos de cimento.
    Fonte: http://exame.abril.com.br/brasil/noticias/politicos-lotam-inauguracao-de-megatemplo-da-universal

  376. Marciano Diz:

    Matéria do ano passado, da qual só agora tomei conhecimento.

  377. Gorducho Diz:

    Eu gostei porque supera a miopia européia do Kardec restrita à seita critã. Se considerarmos que até mesmo Maomé reconhece que a divindade é a mesma judaica, temos agora sim uma religião monoteísta com ares de UNIVERSAL!
    CX trouxe a árvore do evangelho sectário cristão. Esse trouxe o Templo a-sectário divindade de todos: cristãos; muçulmanos e judeus.
    Agora sim o Brasil é a pátria do MONOTEÍSMO!
    Nas doações, marquei a opção Pastor H24 que me pareceu a mais útil.

  378. Antonio G. - POA Diz:

    KKKK… O bairrismo é um fenômeno muito interessante. O termo gauchada, como sinônimo de fanfarrice elencado pelo Aurélio Buarque de Holanda, alagoano de nascimento e carioca por adoção, não me era desconhecido. Só que aqui usamos mais os termos cariocada ou baianada, com o mesmo sentido. Mas isto não está no Aurélio… rsrsrs
    .
    Um fato curioso: Desde menino eu queria possuir um Dicionário Aurélio. Mas como havia outros dicionários disponíveis em minha casa, o desejo de adquirir um foi sendo adiado. Até que um dia, resolvi comprar um exemplar em uma livraria que havia dentro do Campus da UFRGS, onde eu cursava Direito. Ao chegar em casa, já tarde, liguei o televisor e logo ouvi a notícia: Morreu hoje, no Rio de Janeiro, o acadêmico Aurélio Buarque de Holanda… Era o dia 28 de fevereiro de 1989.
    .
    Não. Não acho que tenha sido uma experiência paranormal. Foi só uma coincidência, mesmo. rsrsrs

  379. Gorducho Diz:

    Já eu conheço e conheço muitos que usam gauchada querendo dizer favor, obséquio.
     
    - Chê, me faz uma gauchada: vai espetando essas costela enquanto eu acendo o fogo.

  380. Larissa Diz:

    http://extra.globo.com/famosos/suposta-carta-psicografada-de-cassia-eller-divulgada-nas-redes-sociais-16477619.html
    .
    kkkk

  381. Larissa Diz:

    Segundo o diretor de marketing da Federação Espírita Brasileira, João Rabelo, não é possível ter certeza se a mensagem foi, de fato, transmitida pela cantora.
    .
    Diretor de marketing?

  382. Larissa Diz:

    “as lesões que provoquei foram muito graves, passei por várias cirurgias espirituais e soube que minha próxima encarnação será dolorosa e expiarei asma, deficiência mental e tuberculose. Mesmo assim, estou reunindo forças para estudar, pois sempre guardamos, no inconsciente, todos os aprendizados conquistados”.
    .
    Eu tenho asma…será q tb usei drogas???

  383. Larissa Diz:

    E o Cazuza virou enfermeiro….

  384. Larissa Diz:

    “[...] Lucinha Araújo, mãe de Cazuza, diz que não acredita em psicografia. Segundo ela, desde que Cazuza morreu, há 25 anos, já recebeu uma enxurrada de cartas atribuídas a ele, mas, em nenhuma delas, o reconheceu.”

  385. Gorducho Diz:

    Diretor de marketing?
     
    :o ?
    Religiões competem no mercado de gestão dos bens de salvação.

  386. Larissa Diz:

    Marketing ou Mercadologia ou, mais raramente, Mercância, é o processo usado para determinar que produtos ou serviços poderão interessar aos consumidores, assim como a estratégia que será utilizada nas vendas, comunicações e no desenvolvimento do negócio. A finalidade do marketing é criar valor e satisfação no cliente, gerindo relacionamentos lucrativos para ambas as partes.
    fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Marketing

  387. Contra o chiquismo Diz:

    Larissa, imagino os torturadores do regime de 64… vão vir todos na Somália.

  388. Larissa Diz:

    Contra, pode ser que eles virem enfermeiros-espíritas no Nosso Lar e consigam um upgrade encarnatório. Vide o Cazuza.

  389. Gorducho Diz:

    Com toda antipatia que nutro pelo Kardec, não consigo deixar de ter pena do coitado, o espírito dele vendo no que deu :(
    Qualquer dia desaba aquela lage, de tanto ele se revirar desesperado na cova!

  390. Larissa Diz:

    Alguém me tocava, de leve, os ombros e chamava-me pelo nome, como se me conhecesse há muito tempo. Eu identifiquei aquela voz e “temia” olhar para trás e confirmar minha impressão auditiva, era Cazuza todo de branco, como lindo enfermeiro, de cabelos cortados bem curtos e estendia suas mãos para que eu levantasse, caminhasse e conversasse um pouco em sua companhia.
    .
    Poxa, eu gostava dos cachinhos do Cazuza… :(

  391. Gorducho Diz:

    Aliás já viram não que já teve um que disse que esse pessoal africano que tentar ingressar na Europa são espíritos de ex-colonizadores exploradores expiando…

  392. Larissa Diz:

    Eu tb penso assim, Gorducho. Pode ter sido plágio ou o que fosse, mas poderia ter se desenvolvido para algo melhor. Mas não foi. E tem até diretor de marketing metido no meio do angu piorando a coisa.

  393. Larissa Diz:

    Talvez o Dr. possa nos esclarecer melhor a questão como bom conhecedor do mundo dos espíritos que é.

  394. Antonio G. - POA Diz:

    Toda psicografia é uma bobagem, uma mentira. Essa do espírito da Cássia Eller é só mais uma. Rematada picaretagem.

  395. Gorducho Diz:

    Marketing ou Mercadologia ou, mais raramente, Mercância, é o processo usado para determinar que produtos ou serviços poderão interessar aos consumidores, assim como a estratégia que será utilizada nas vendas, comunicações e no desenvolvimento do negócio. A finalidade do marketing é criar valor e satisfação no cliente, gerindo relacionamentos lucrativos para ambas as partes.
     
    Claro: a mamãe se interessa em saber que o falecido mora com a vovó e o vovô numa casinha na 4ª (se bem me lembro…) esfera; e lê o Evangelho.
    Ouros gostam de saber que o inferno não existe, e se eles seguirem o que diz Emmânuel vão pra NL.
    Produtos intelectuais desenhados para atender as necessidades do mercado: marketing.

  396. Larissa Diz:

    “Aliás já viram não que já teve um que disse que esse pessoal africano que tentar ingressar na Europa são espíritos de ex-colonizadores exploradores expiando…”
    .
    Até hj estão expiando? Credo!!!

  397. Antonio G. - POA Diz:

    O marketing no espiritismo é muito importante! O processo de sucessivas reencarnações em busca do aperfeiçoamento do espírito também é uma forma de negócio. O “barato” da existência é ficar fazendo “transações” com o Criador. Uma boa ação vale X pontos na evolução. Sua futura reencarnação será mais confortável. Uma maldade causa prejuízos a serem resgatados na próxima vida… Você poderá voltar em situação ruim, prá aprender. Pena que você não se lembrará de nada que fez ou deixou de fazer para merecer seu status momentâneo. Tem que dar crédito à Justiça Divina e estar seguro que o Mundo Espiritual é infalível. Ah…! Azar o seu se você não nascer em uma família espírita que providencie para que você acredite nestas coisas…

  398. Contra o chiquismo Diz:

    E cx? Onde estará? Imperador no vossolar é muito pouco pra ele.

  399. Contra o chiquismo Diz:

    É.. pensei que eles estavam no “Vale dos Artistas”…

    Tão mais pro Vale das Muriçocas” em Salvador….

    **
    **
    O que? Existe sim, olhem aqui:

    *
    *
    http://wikimapia.org/3761068/pt/Vale-das-Muri%C3%A7ocas

  400. Marciano Diz:

    Depois de tudo o que foi exposto, acho que qualquer pessoa de bom-senso já percebeu que todas essas crenças, com ou sem direção de marketing, só servem mesmo para separar idiotas de seu dinheiro.
    .
    Lembro mais uma vez o Millor, quando disse que o primeiro deus nasceu quando o primeiro malandro encontrou o primeiro idiota.
    .
    Quanto à expiação dos malditos colonizadores europeus, enquanto África e Américas não voltarem à pré-história anterior aos tempos de Colombo, enquanto não fecharem todos os hospitais, bibliotecas, universidades, trazidos pela maldita cultura européia, terão muito o que expiar.
    .
    Todos viviam na mais santa paz, na África, escravizando e comercializando escravos, matando uns aos outros; nas Américas, todos viviam se matando, comendo (literalmente-antropofagia) uns aos outros, fazendo sacrifícios humanos.
    Tudo poderia continuar assim até hoje, não fossem esses malditos europeus, dos quais, infelizmente, somos todos descendentes.
    Quem não for, que atire a primeira pedra.
    .
    Cadê o Dr. Vlad?

  401. Gorducho Diz:

    Achei a fonte onde li sobre a história do “resgate”…
    Vou ver se acho a própria publicação citada…
     
    http://charlatanismoespirita.blogspot.com.br/2015/06/ate-que-ponto-moral-espirita-pode.html

  402. Marciano Diz:

    Estou sentindo falta do Dr. Vlad e de sua vã filosofia.
    Acho que ele está esperando a poeira baixar, para voltar com os mesmos argumentos, como se nada tivesse acontecido de permeio.

  403. Gorducho Diz:

    Cá está a chamada, mas o artigo em si só é lível por assinantes…
    http://www.correioespirita.org.br/nas-bancas2
     
    como se nada tivesse acontecido de permeio.
    Ele tentou até reabrir a discussão de quando era Jacó, acerca dos “médiuns” que o Kardec tinha “consultado”, como se nada tivesse se sucedido…
    Será que ele “apaga”?

  404. Larissa Diz:

    Tô boba com essa da TAM e dos Africanos/europeus.

  405. Antonio G. - POA Diz:

    Acho que perdi algo. Qual é essa da TAM?

  406. Contra o chiquismo Diz:

    Marciano Diz:
    JUNHO 18TH, 2015 ÀS 10:42 AM
    Estou sentindo falta do Dr. Vlad e de sua vã filosofia.
    Acho que ele está esperando a poeira baixar, para voltar com os mesmos argumentos, como se nada tivesse acontecido de “permeio”.

    /

    /

    Ha ha ha..lembrei do desenho do Pica Pau. O Zé Jacaré diz: “um picapauzinho de permeio..”

  407. Larissa Diz:

    http://www1.folha.uol.com.br/folha/livrariadafolha/ult10082u668023.shtml

  408. Larissa Diz:

    http://www.ifolha.com.br/ler_noticias.php?id_j=4073

  409. Larissa Diz:

    To com nojo.

  410. Contra o chiquismo Diz:

    Bem lembrado, eu tinha visto a capa desse jornaleco embrulha-peixe nas bancas mas nem me dei conta do RACISMO embutido. A capa aqui:
    *
    *
    http://www.correioespirita.org.br/images/capadomes/junho2015artigo.jpg

  411. Antonio G. - POA Diz:

    Ah… Sim, Larissa! O assunto do picareta que escreveu sobre o acidente da TAM e “detonou” com os espíritos dos desafortunados mortos, três conhecidos meus, sendo um deles muito meu amigo, com quem almocei uma semana antes da tragédia. Uma aberração, uma estupidez, um desrespeito às famílias e amigos dos mortos. Sujeitinho idiota e asqueroso! Boçal e mentiroso! E ainda ganha um dinheiro com essa “m”…

  412. Antonio G. - POA Diz:

    Quanto ao Correio Espírita… o que se poderia esperar?

  413. Borges Diz:

    Larissa diz
    junho 17TH 2015 ÀS 11:20 AM
    “Só pelo fato de estar aqui ele já está com a fé abalada e ainda não se deu conta”.
    Parabéns pela excelente frase, é muito reveladora, penso que se aplica a todos os comentaristas deste blog.
    Obrigado

  414. Contra o chiquismo Diz:

    Antonio G. – POA Diz:
    JUNHO 18TH, 2015 ÀS 12:05 PM
    Quanto ao Correio Espírita… o que se poderia esperar?
    *
    *
    R: Embrulhar peixe na feira.

  415. Marciano Diz:

    Leia alguns trechos de “Vôo da Esperança”.
    “Do outro lado de uma das avenidas mais movimentadas de São Paulo, em prédio pertencente à mesma empresa de aeronave, estavam alguns dos soldados do batalhão dos Leões, participantes das carnificinas na Gália, trabalhando em um posto de gasolina, ao lado da companhia aérea, quase esmagando um táxi na na avenida [...] Ontem vocês queimaram seres humanos, hoje veem seus corpos queimados”
    “É a lei da ação e reação [...]”, página 167; “a providência divina, em sua sabedoria infinita, não colocou neste avião espíritos inocentes, mas almas seriamente comprometidas com um passado de erros [...], página 171; “Esse grupo, de mais de duzentos pessoas comprometidas com o passado de falta de compaixão para com os semelhantes [...]”, páginas 172 e 173; Para não deixar qualquer dúvida que o livro trata dos entes queridos, falecidos, dos autores, os seguintes trechos: “Suas feições se iluminavam quando reconheceu o moço ao lado: era seu filho, desencarnado [...] vítima de um [...] acidente automobilístico”, consta na página 162.
    ……
    No livro, uma das teses apresentadas é que todos os passageiros morreram na explosão da aeronave porque tinham débito em suas vidas passadas. Eles seriam “os algozes da Gália”, membros de um exército mercenário romano que, 60 anos antes de Cristo, teriam queimados pessoas vivas. “Ontem vocês queimaram seres humanos, hoje veem seus corpos queimados”, diz um dos trechos da obra, editada ao autor, segundo ele, pelo espírito de Alberto Santos Dumont. O livro descreve o acidente aéreo do ponto de vista espírita.

    “A providência divina, em sua sabedoria infinita, não colocou neste avião espíritos inocentes, mas almas seriamente comprometidas com um passado de erros”, diz outro trecho. O advogado de Carmen, Marco Aurélio Bdine, afirma que o autor não pediu autorização à família para publicar o livro. “Ele não cita os nomes, mas o contexto deixa claro que se trata da família Caballero”, diz.

    Embora não cite nomes, segundo o jornal Diário da Região, de Rio Preto, o livro faz referência a uma avó e duas crianças: “ela saiu do meio das chamas, segurando pelas mãos duas meninas que, antes desesperadas, agora quase sorriam felizes agarradas à mão da avó”.
    .
    .
    Realmente, é melhor a mentira que “consola” do que a verdade que fere.
    Esses espíritas estão se superando.
    Total falta de noção, de simancol.
    .
    .
    Contra, o permeio está no Aurélio também:
    .
    De permeio. 1. Entre (pessoas ou coisas); no meio:
    Falavam a pequena distância um do outro, apenas com a mesa de permeio;
    “Tenho diante de mim …. este mundo e o nada. Não te metas de permeio, que já não tens razão de ser.” (Raul Brandão, Húmus, p. 83).
    2. No meio; de mistura:
    Comprei um cesto de laranjas, e vieram algumas tangerinas de permeio.
    3. Neste entremeio; neste ínterim; entretanto, entrementes:
    Trabalhou muito, viajou terras e terras, e, de permeio, amou intensamente.
    .
    Não obstante estar justificado o uso do termo, o Dr. Vlad tem tudo a ver com desenhos animados, sejam do Pica-Pau (Woody Woodpecker) ou do Felix, the Cat.
    A lógica dele combina bem com a lógica dos desenhos animados e ele é tão divertido quanto um desenho do Pica-Pau ou do Felix.
    .
    Existem outras utilidades para o pasquim espírita. Nos pés-sujos ele pode servir para limpar outras coisas sujas. Só não serve para limpar a consciência dos religiosos, espíritas ou iurdianos (preferi o neologismo, para não confundir com os católicos, os quais não estão torturando e matando na fogueira atualmente).

  416. Marciano Diz:

    Não entendi o porquê de ninguém ter comentado a respeito do prestígio do Macedo.
    Vejam de novo a “presidenta”, o vice e o próprio:
    .

    http://3.bp.blogspot.com/-rH48EheMF4g/U-AuvQVzVdI/AAAAAAAARo4/zlf5du7hAd8/s1600/templo+de+salom%C3%A3o+igreja+unversal+do+reino+de+deus,+IURT+em+s%C3%A3o+Paulo,+capital+1.jpg

  417. Larissa Diz:

    Borges Diz:
    JUNHO 18TH, 2015 ÀS 12:39 PM
    Larissa diz
    junho 17TH 2015 ÀS 11:20 AM
    “Só pelo fato de estar aqui ele já está com a fé abalada e ainda não se deu conta”.
    Parabéns pela excelente frase, é muito reveladora, penso que se aplica a todos os comentaristas deste blog.
    Obrigado
    .
    Sim, Borges. A hipótese aplica-se a todos. Nós dois inclusive.

  418. Larissa Diz:

    Brasil a pátria dos Evangélicos…isso sim.

  419. Vladimir Diz:

    Certo, certo Srs. Céticos.
    .
    Então vamos inverter a lógica.
    .
    Se “espíritos” não existem (como os Srs alegam) como explicam as centenas de casos relatados e coletados, pela SPR, por exemplo?
    .
    Como explicam os fenômenos da Sra.Piper, Sra.Osborne, Sra Garrett, dentre outras?
    .
    Como explicam os os comunicadores “inesperados” como os relatos pelo Stevenson e pelo Haraldsson?
    .
    Como explicam os relatos dos médiuns que trabalharam com Rivail, na elaboração do OLE?
    .
    Qual a explicação cética e materialista para esses fenômenos???

  420. Marciano Diz:

    Brasil, pátria dos oportunistas e vendidos.
    Alckmin, que se diz católico, estava na inauguração da super igreja do macedo.
    .
    http://imguol.com/c/noticias/2014/08/01/1ago2014—a-presidente-dilma-rousseff-no-centro-o-vice-michel-temer-a-esquerda-o-prefeito-de-sao-paulo-fernando-haddad-a-direita-e-o-governador-de-sao-paulo-geraldo-alckimin-a-esquerda-1406903521823_956x500.jpg
    .
    Segundo a revista Época, Geraldo recebia formação cristã da prelaziacatólica Opus Dei, tendo declarado à revista que o seu tio José Geraldo Rodrigues de Alckmin era do Opus Dei e seu pai franciscano.

  421. Marciano Diz:

    Felix, responda a TODAS as perguntas que lhe enderecei acima e respondo à sua.
    Comece pelo Hiram Abiff.

  422. Marciano Diz:

    Para refrescar sua memória, venerável Felix ∴ :
    .
    VLAD disse:
    .
    .
    O “erro” dele foi deixar a cargo somente do seu “bom senso” a codificação…
    .
    Teria sido mais sábio se tivesse submetido a uma Comissão de pesquisadores
    .
    COMENTÁRIO:
    Acho que perdi um parafuso. Ele não tinha deixado a cargo da espiritualidade superior e do espírito da verdade?
    .
    .
    VLAD disse:
    .
    De modo que sim, (até que se prove o contrário) Kardec recebeu comunicações de espíritos sim, e deu sua interpretação diante das respostas dos espíritos (desencarnados), baseado nas ideias em moda em sua época.
    .
    COMENTÁRIO:
    Eu recebi comunicações de lobisomens para escrever estes comentários, ATÉ PROVA EM CONTRÁRIO.
    .
    .
    1. Vladimir Diz:
    JUNHO 16TH, 2015 ÀS 2:45 PM
    Ah menos, que alguém prove com EVIDÊNCIAS CONCRETAS, o Plágio (como no caso do CX) ou que PROVE que Kardec era um mau caráter, não tenho motivos para duvidar de suas declarações.
    .
    COMENTÁRIO:
    Até que alguém prove com EVIDÊNCIAS CONCRETAS, que eu levo uma vida noturna regada a cortesãs, tabernas, e “clube de cavalheiros” ou que PROVE que sou um mau caráter, QUALQUER MALUQUICE QUE EU DISSER AQUI, ALEGANDO TER RECEBIDO COMUNICAÇÕES DA MILÉSIMA DIMENSÃO, não há motivo para duvidar de minhas declarações.
    .
    .
    Vladimir Diz:
    JUNHO 16TH, 2015 ÀS 2:48 PM
    Lunático,
    .
    O Ateísmo Militante também parece uma ideologia débil e pobre perto de qualquer Filosofia…
    .
    COMENTÁRIO:
    Quer dizer que não acreditar em pelo menos uma das centenas de milhares de crenças bizarras passadas, presentes ou futuras é uma ideologia débil e pobre perto de qualquer Filosofia?
    .
    .
    .
    .
    VLAD diz:
    Já imaginaram um Ministro do STF que fosse notório frequentador de cabarés…
    .
    COMENTÁRIO:
    Eu preferiria um ministro do STF que fosse notório frequentador de cabarés do que onze paus mandados do PT..
    .
    Diga aí, VLAD, defensor da moral e dos bons costumes:
    Essas autoridades todas foram imorais, comparecendo a essa fanfarra?
    .
    .
    Vlad, o Hiram Abiff foi imoral, recusando 3 vezes ∴ a revelação do segredo do templo, sabendo que ressuscitaria em forma de acácia, só para depois de mais de 3 mil anos vender o segredo para o Edir Macedo $$$ ?
    .
    .
    Diga aí, VLAD ∴ , defensor da moral e dos bons costumes:
    Essas autoridades todas foram imorais, comparecendo a essa fanfarra?
    .
    Vai silenciar, venerável professor de moral e cívica?

  423. Larissa Diz:

    V – Se “espíritos” não existem (como os Srs alegam) como explicam as centenas de casos relatados e coletados, pela SPR, por exemplo?
    .
    R – SPR?
    .
    V – Como explicam os fenômenos da Sra.Piper, Sra.Osborne, Sra Garrett, dentre outras?
    .
    R – Acho que possam ser verdadeiros, mas não tenho opinião totalmente formada.
    .
    V – Como explicam os os comunicadores “inesperados” como os relatos pelo Stevenson e pelo Haraldsson?
    .
    R – Acho que possam ser verdadeiros, mas não tenho opinião totalmente formada.
    .
    V – Como explicam os relatos dos médiuns que trabalharam com Rivail, na elaboração do OLE?
    .
    R – Simulacros e nada mais.
    .
    V – Qual a explicação cética e materialista para esses fenômenos???
    .
    A neurociência explica todos estes fenômenos do ponto de vista mente-cérebro.

  424. Vladimir Diz:

    Marciano: Acho que perdi um parafuso. Ele não tinha deixado a cargo da espiritualidade superior e do espírito da verdade?
    .
    COMENTÁRIO: As respostas sim, mas as “perguntas” e os “comentários” foram feitos baseado nas crenças e ideias do próprio Kardec, e isso é algo que ele sempre deixou claro para quem estuda a DE.
    .
    Marciano disse: Eu recebi comunicações de lobisomens para escrever estes comentários, ATÉ PROVA EM CONTRÁRIO.
    .
    COMENTÁRIO: A Causuística de “comunicações lupínicas” é inexistente, comparado a das comunicações mediúnicas…
    .
    Marciano disse: Até que alguém prove com EVIDÊNCIAS CONCRETAS, que eu levo uma vida noturna regada a cortesãs, tabernas, e “clube de cavalheiros” ou que PROVE que sou um mau caráter, QUALQUER MALUQUICE QUE EU DISSER AQUI, ALEGANDO TER RECEBIDO COMUNICAÇÕES DA MILÉSIMA DIMENSÃO, não há motivo para duvidar de minhas declarações.
    .
    COMENTÁRIO: Mais uma falácia lógica.
    Não é somente da credibilidade do proponente que se fundamenta a veracidade dos fatos, mas da ocorrência dos fatos em si.
    Vide a resposta acima.
    .
    Marciano disse:
    Quer dizer que não acreditar em pelo menos uma das centenas de milhares de crenças bizarras passadas, presentes ou futuras é uma ideologia débil e pobre perto de qualquer Filosofia?
    .
    COMENTÁRIO: Não Sr.
    Quer dizer que o Ateísmo Militante praticado por Dawkins, Hichens ou Sam Harris é filosóficamente pobre e sem fundamentação teórica comparado as fundamentaçõe teológicas das Religiões.
    .
    Existem sim, Filosofias Atéias que são filosoficamente consistentes como o Ceticismo Antigo, o Materialismo Antigo, ou até mesmo o Zen Budismo.
    .
    Marciano disse: Eu preferiria um ministro do STF que fosse notório frequentador de cabarés do que onze paus mandados do PT..
    .
    COMENTÁRIO: Não foram indicados pelo PT, e sim pelo Presidente da República em exercício, e isso é uma prerrogativa Constitucional.
    .
    Eu não sou PT nem votei para o PT, mas Democracia é isso.
    .
    Marciano disse:
    Diga aí, VLAD, defensor da moral e dos bons costumes:
    Essas autoridades todas foram imorais, comparecendo a essa fanfarra?
    .
    COMENTÁRIO: Ao meu ver foram políticos, como quaisquer outros ao longo da história.
    .
    E ah propósito, não sou defensor da Moral e dos Bons Costumes (necessariamente) mas entendo que tais normas e conceitos existem no seio da Sociedade Brasileira

  425. Vladimir Diz:

    Larissa disse: Simulacros e nada mais.
    .
    COMENTÁRIO: Poderia discorrer sobre o que entende como “simulacros”?
    .
    Larissa disse: A neurociência explica todos estes fenômenos do ponto de vista mente-cérebro.
    .
    COMENTÁRIO: A Neurociência explica dos os fenômenos da relação mente-cérebro?
    Aliás a neurociência consegue explicar todos os fenômenos cerebrais, de modo que poderíamos dizer que fenômenos mentais, são fenômenos cerebrais?
    Podemos então baseados na Neurociência abraçarmos o “Fisicalismo”?

  426. Vladimir Diz:

    Ah propósito, Sra Larissa.
    .
    Poderia explicar para nós como as “talking cure” promovem a saúde mental, baseado nas explicações neurocientíficas a respeito das delimitações orgânicas encefálicas.

  427. Larissa Diz:

    ” Larissa disse: Simulacros e nada mais.
    COMENTÁRIO: Poderia discorrer sobre o que entende como “simulacros”?
    RESPOSTA – simulacro ” si.mu.la.cro sm (lat simulacru) 1 Imagem feita à semelhança de uma pessoa ou coisa, especialmente sagrada. 2 Aquilo que a fantasia cria e que representa um objeto sem realidade; aparência sem realidade. 3 ant Representação de uma personagem ou divindade pagã; imagem. 4 Visão sem realidade; espectro, fantasma. 5 Ação simulada: Um simulacro de batalha. 6 Imagem, fac-símile. Antôn (acepções 2 e 4): realidade.
    .
    “Larissa disse: A neurociência explica todos estes fenômenos do ponto de vista mente-cérebro.
    COMENTÁRIO: A Neurociência explica dos os fenômenos da relação mente-cérebro?
    Aliás a neurociência consegue explicar todos os fenômenos cerebrais, de modo que poderíamos dizer que fenômenos mentais, são fenômenos cerebrais?
    Podemos então baseados na Neurociência abraçarmos o “Fisicalismo”?”
    .
    RESPOSTA – Ainda não explica, mas a esperança reside aí pois os progressos feitos nas últimas décadas foi espantoso! Enquanto as explicações baseadas em espíritos definham aos poucos.

  428. Larissa Diz:

    Ah propósito, Sra Larissa.
    Poderia explicar para nós como as “talking cure” promovem a saúde mental, baseado nas explicações neurocientíficas a respeito das delimitações orgânicas encefálicas.
    .
    Sim, claro. Minha opinião sobre o tema é que a melhora adquirida com a terapia se dá através de mecanismos ligados à neuroplasticidade cerebral, que hj se sabe ocorrer mesmo na idade adulta. Porém, o sr. bem deve ter conhecimento que a maioria dos pacientes com patologias psiquiátricas não melhoram só com terapia e passes. Eles precisam de medicamentos bem materiais e palpáveis.

  429. Larissa Diz:

    Podemos então baseados na Neurociência abraçarmos o “Fisicalismo”?
    .
    Por enquanto não.

  430. Contra o chiquismo Diz:

    Vladimir Diz:
    JUNHO 18TH, 2015 ÀS 2:09 PM
    Certo, certo Srs. Céticos.
    .
    Então vamos inverter a lógica.

    Como explicam os relatos dos médiuns que trabalharam com Rivail, na elaboração do OLE?

    //
    //

    DD Home e M. Morin servem? Eles afirmaram que kardec se arrependeu do espiritismo. 2 dos principais ‘médiuns’ de kardec.

  431. Larissa Diz:

    Não digamos patologia mas sim transtornos psiquiátricos.

  432. Contra o chiquismo Diz:

    Poxa… pena que não acho mais os dedos gráficos sinalizados ao arnaldo paiva.

  433. Vladimir Diz:

    Larissa disse: que a maioria dos pacientes com patologias psiquiátricas não melhoram só com terapia e passes. Eles precisam de medicamentos bem materiais e palpáveis.
    .
    COMENTÁRIO: Não faço uso do “Passe Magnético” para tratamentos psiquiátricos, tampouco recomendo.
    .
    Em minha opinião os “passes” servem para “transtornos espirituais” e não psiquiátricos.
    .
    No meu trabalho, eu sempre digo aos meus pacientes, que a medicação é 50% do Tratamento, os outros 50% é com “talking cure”, se bem que para os meus pacientes em particular só recomendo a TCC.
    .
    Mas existem diversos casos de pacientes que tiveram uma melhora considerável apenas com “talking cure”.
    .
    Aliás todos os casos antes da “Revolução Farmacológica”

  434. Marciano Diz:

    Então vamos inverter a lógica.
    .
    Se “espíritos” não existem (como os Srs alegam) como explicam as centenas de casos relatados e coletados, pela SPR, por exemplo?
    .
    Gostei desse negócio de inversão da lógica.
    .
    Se espíritos existem, como explicar o fato de que eles só se manifestam perante crentes, como o pessoal da SPR, espíritas, macumbeiros, etc.?
    .
    .
    Como explicam os fenômenos da Sra.Piper, Sra.Osborne, Sra Garrett, dentre outras?
    .
    .
    Simples! Da mesma forma que os fenômenos da IURD, Zé Arigó, materializações da irmã josefa, discos voadores, lobisomens…
    Tudo produto de fraude ou de imaginação exacerbada.
    .
    .
    Como explicam os os comunicadores “inesperados” como os relatos pelo Stevenson e pelo Haraldsson?
    .
    Invertendo a lógica, podemos perguntar como explicar o fato de que a comunidade científica não dá a menor atenção a esses senhores.
    .
    .
    Como explicam os relatos dos médiuns que trabalharam com Rivail, na elaboração do OLE?
    .
    O cara, querendo inventar uma nova religião, pegando carona em ideias alheias, juntou um monte de malucos e pegou deles somente o que lhe interessava.
    Pensei que já estivessem todos de acordo com este FATO.
    .
    .
    Qual a explicação cética e materialista para esses fenômenos???
    .
    Não há fenômeno nenhum, apenas malandragem por parte de alguns espertalhões e muita ingenuidade e vontade de acreditar por parte de outros.
    Assim se prova qualquer coisa, inclusive que o governo do PT é uma maravilha e que ditadura disfarçada e democracia são expressões sinônimas.

  435. Vladimir Diz:

    Contra disse: DD Home e M. Morin servem? Eles afirmaram que kardec se arrependeu do espiritismo. 2 dos principais ‘médiuns’ de kardec.
    .
    COMENTÁRIO: Não servem pois foram pegos em fraude, diferentemente da Kardec e dos médiuns dele, não é Ex-Chiquista?

  436. Marciano Diz:

    Contra, você pediu e aqui está:
    .

    ……..…../´¯/)………. (\¯`\
    …………/….//…………\\….\
    ………../….//…………. \\….\
    …../´¯/…./´¯\…………/¯ `\….\¯`\
    .././…/…./…./.|_……_| .\….\….\…\.\..
    (.(….(….(…./.)..)..(..(. \….)….)….)….)
    .\…………….\/…/….\. ..\/…………../
    ..\…………….. /……..\……………../
    ….\…………..(………..)…………../

    .
    Faça bom uso!

  437. Marciano Diz:

    Vlad, você está precisando de ECT.
    Ah, e um pouquinho de haloperidol.

  438. Vladimir Diz:

    Marciano disse: Tudo produto de fraude ou de imaginação exacerbada.
    .
    COMENTÁRIO: Então me mostre a “FRAUDE” nos experimentos da SPR (e mostre ao Administrador também pois ele “acredita” neles).
    .
    Mostre a “FRAUDE” nos experimentos do Stevenson e do Haraldsson.
    .
    Estou aguardando até agora o famigerado PLÁGIO do Rivail vs Reynaud e até agora nada…
    .
    Alô, alo G. Grassouillet, cadê o Jogralex???

  439. Vladimir Diz:

    Então admitam Srs. que você são céticos, por Princípio e não por EVIDÊNCIA.
    .

  440. Marciano Diz:

    Contra o chiquismo Diz:
    JUNHO 18TH, 2015 ÀS 3:01 PM
    Poxa… pena que não acho mais os dedos gráficos sinalizados ao arnaldo paiva.
    .
    Algumas sessões de ECT, haloperidol e
    ……..…../´¯/)………. (\¯`\
    …………/….//…………\\….\
    ………../….//…………. \\….\
    …../´¯/…./´¯\…………/¯ `\….\¯`\
    .././…/…./…./.|_……_| .\….\….\…\.\..
    (.(….(….(…./.)..)..(..(. \….)….)….)….)
    .\…………….\/…/….\. ..\/…………../
    ..\…………….. /……..\……………../
    ….\…………..(………..)…………../
    talvez resolvam o problema.
    .
    .
    Se a terapia combinada não der certo, experimente reza forte.

  441. Larissa Diz:

    No meu trabalho, eu sempre digo aos meus pacientes, que a medicação é 50% do Tratamento, os outros 50% é com “talking cure”, se bem que para os meus pacientes em particular só recomendo a TCC.
    .
    Certíssimo.
    .
    Mas existem diversos casos de pacientes que tiveram uma melhora considerável apenas com “talking cure”.
    Aliás todos os casos antes da “Revolução Farmacológica”.
    .
    Eu melhorei de distimia só com psicanálise.

  442. Vladimir Diz:

    Marciano = Pombo Enxadrista
    .
    Melhor um “ad hominem” do que admitir que não tem argumentos…
    .
    Até o Sr. Excelência???

  443. Vitor Diz:

    Vamos parar com as agressões, especialmente com esses dedos gráficos aí.

  444. Marciano Diz:

    Puxa! Deu overload no único fragmento de neurônio que tenho e não consegui refutar Piper, Stevenson, o fenômeno da transubstanciação da hóstia no corpo de cristo, um despacho que tinha na esquina próxima de minha residência, o livro de mórmon, nada.
    .
    Diante de tantas verdades, fico em dúvida sobre qual eu devo abraçar.
    .
    .
    Enquanto aguardo Vlad refutar tudo o que Dawkins, Shermer, etc., escreveram, vou continuar descrente mesmo.

  445. Marciano Diz:

    Eu pensava que a gente partia da dúvida para a certeza, mas parece que eu estava enganado.
    A gente parte de várias certezas mutuamente excludentes para sei lá onde.
    Deve ser para onde o vento nos levar, ou então, O AMBIENTE CULTURAL E A ÉPOCA em que nascemos.
    Muito inteligente isso.

  446. Marciano Diz:

    Vou esperar pela enésima revelação.
    Aí eu me converto.
    Juro por tudo o que é mais sagrado, ou não.

  447. Vladimir Diz:

    Marciano, por gentileza…
    .
    Marciano disse: Tudo produto de fraude ou de imaginação exacerbada.
    .
    COMENTÁRIO: Então me mostre a “FRAUDE” nos experimentos da SPR (e mostre ao Administrador também pois ele “acredita” neles).
    .
    Mostre a “FRAUDE” nos experimentos do Stevenson e do Haraldsson.
    .
    Estou aguardando até agora o famigerado PLÁGIO do Rivail vs Reynaud e até agora nada…
    .
    Alô, alo G. Grassouillet, cadê o Jogralex???

  448. Gorducho Diz:

    Estou aguardando até agora o famigerado PLÁGIO do Rivail vs Reynaud e até agora nada…
    .
    Alô, alo G. Grassouillet, cadê o Jogralex???

     
    Já coloquei acima o início da ideia da lei dos defuntos e um item específico que tabulei mas o parser rejeitou.
    Como a Administração advertiu que não deve haver agressões, não irei perguntar se não sabe ler.
    O T&C é obscuro, longo e chato. Estou terminando a tradução da parte inicial, do road map. Mas tenho dúvidas se terá atratividade cá. Aos poucos, quando oportuno vou citando, senão ficará chato demais.
    Se tem interesse de estudar, estude. Não sou as vovozinhas dos falecidos do CX para lhe dar papinhas.
    Esforce-se.
    Acaso não saiba francês, aprenda.

  449. Gorducho Diz:

    No caso do islandês aquele, era um stage mentalist como a Annie: já analisei cá. Bem como o chute do osso.
    Mas me comprometi c/a Casa de não mais tocar no que concerne aos tema extra-espíritas pois que o Sítio é dele e ele tem o direito de fazer a apologia da credulidade.

  450. Vladimir Diz:

    Aquilo postado lá em cima era o PLÁGIO???
    .
    Estou perplexo, estava esperando “PLAGIO” maiúsculo, mesmo, substancial, algo que nem o maior Juiz Cético poderia negar.
    .
    Tal qual os caos do CX.
    .
    O que eu vi ali foi uma “suposta” alegação de “plágio de ideias” (e coloca bastante ênfase na alegação)…
    .
    Que aliás inclusive já refutei e expliquei o que aconteceu ao Rivail.
    .
    Portanto se essa era a “arma secreta” para derrubar a Moral do Rivail…Frei Boaventura fazia melhor, junto com o Quevedo rs
    .
    Que tal ler o Guenon?
    .
    Aliás onde estão os relatos e registros biográficos “comprometedores” do Rivail?
    .
    Não tem? Não existem?
    .
    Será que ele não roubava doces na padaria quando era criança?.
    .
    Por mais que eu leia as biografias dele, não consigo sequer encontrar uma mácula….
    .
    Não vou nem perguntar das fraudes da SPR, porque já vi que da Cartola Cética não sai nada além de bravatas, insinuações e acusações vazias…
    .
    O próprio Administrador (que não é cético) e o Julio Siqueira (que também não é) fazem um trabalho melhor.
    .

  451. Larissa Diz:

    O que há de errado em ser cético?
    Considero o ceticismo uma atitude bastante prudente. Se Kardec fosse mais cético teria feito um trabalho bem melhor (ou trabalho nenhum).

  452. Larissa Diz:

    https://pt.wikipedia.org/wiki/M%C3%A9todo_cient%C3%ADfico#/media/File:Metodo_cientifico.svg
    .
    É assim que o espiritismo se tornaria ciência. Mas todos os fenômenos pararam de ocorrer…aí fica difícil.

  453. Gorducho Diz:

    A única atitude aceitável é o ceticismo. Mas essas pessoas tentam disseminar a credulidade – o Kardec explicitamente. Então, para elas, o ceticismo é o pior inimigo: “venda” (cáem sentido figurado, não necessariamente envolvendo $ na conta bancária do religioso, mas sim poder sobre o pedestrianismo) de bens de salvação requer credulidade da parte do mercado potencial.
     
    Pareceu-me, Srª Larissa, que estava em dúvida sobre o significado de SPR
    Sociedades de Pesquisas Psíquicas.
    De Londres e depois teve uma afiliada na América (Boston acho). Depois brigaram não me lembro o porque.
    Em Londres ainda tem. Se bem me lembro é lá que tem uma materialização arquivada – pano, claro.
    Se não estava em dúvida, desculpe!

  454. Gorducho Diz:

    Aliás onde estão os relatos e registros biográficos “comprometedores” do Rivail?
     
    Onde foi que eu falei nisso?
    Quanto ao plágio de ideias, se é incapaz de interpretar textos, sinto muito.
    Se um cara escreve sobre um código penal para almas, e outro, depois de publicado isso na própria cidade onde morava, alega que “espíritos” lhe falaram nisso, se não é plágio (de ideias, claro) é porque meu neurônio está imerso mesmo em lipídios como falou-me o Analista Scur tempos atrás.
    Mas também tem direito a sua opinião: respeito a sua, claro.

  455. Gorducho Diz:

    Sr. Administrador… não envolve quebra do compromisso, a pergunta é neutra…
    Lembra porque brigou a SPR América c/Londres. Foi por $?

  456. Gorducho Diz:

    Julio Siqueira (que também não é) fazem um trabalho melhor.
     
    Sim, o Sítio dele é bom. A crítica que eu fiz foi que ele indica acreditar piamente que o Kardec de fato consultava “espíritos”, e mostra, ou nem cita ao menos, as reais origens das ideias.
    Mas o Sítio é bom. O melhor verbete é onde ele mostra como o Kardec distorceu a profissão de crenças dos Americanos, no que concerne à reencarnação.
    Diga-me: na sua opinião isso não era má fé?
    .

  457. Larissa Diz:

    Sim, Gorducho. Estava em dúvida. Merci

  458. Larissa Diz:

    Dr. O sr. que tal voltarmos aos planejamento de experimentos? Não deve ser difícil fazer uma mesa girar. Ou quem, sabe materializar, um espírito como o fez Cook/Crookes?
    .
    Se vc confia em Kardec há de aceitar meu húmile pedido.

  459. Marciano Diz:

    Vlad, não vou perder tempo com suas bravatas.
    Se quiser ler sobre fraude na SPR, aqui vai um CTR+C:
    .
    Fraud and Data Mining
    While Radin gives extensive coverage to many researchers, he ignores the work of British mathematician S. G. Soal (1889-1975). Soal was a critic of Rhine’s protocols and claimed that he was going to improve on Rhine’s methods and systematically exclude sensory leakage or deception of any kind in his experiments. By 1939 Soal had tested over 160 subjects with more than 128,000 card guesses. He said that he had found no evidence of telepathy, i.e., nothing of statistical interest. Then, it was suggested to him by Whately Carrington that he go data mining fordisplacement. Soal claimed to find statistically significant results (i.e., not likely due to chance) with two of his 160 subjects when he correlated guesses with cards preceding or following the target cards. He and others took this as evidence of clairvoyance. We now know that Soal didn’t just go data mining. He went datachanging (Alcock 1981: 140-141). Yet, it was Soal who said of Rhine’s claims of verifying a telepathic horse and of being hoodwinked by Pearce that in Britain such stunts would be “quickly exposed as frauds or conjuring tricks.” In the U.S., with its lax standards for scientific investigation into psychic matters, “they are proclaimed genius with a blare of trumpets” (quoted in Christopher, p. 29). Whatever Soal may have believed about the integrity of testing and the experimenter when he began his research, his methods seem to have been totally compromised by the time he had finished his best work. In 1954, he published a report on his experiments and seemed to brag that he hadn’t bothered with “ultra-rigorous precautions on fraud” because, he said, if the experimenters “are not to be trusted, then there is no point whatever in their doing experiments” (quoted in Christopher, p. 30). However, the Soal-Goldney experiments, (1941-1943) which were intended to be a replication of the precognitive abilities of Basil Shackleton, turned out to be a replication of dishonesty by a scientist.
    In one sitting, Shackleton’s success at guessing one card ahead was so great that Soal calculated the odds against chance to be greater than 1035 to 1. In another, the odds against chance were calculated to be 1011 to 1. There were several other sessions in which Shackleton performed at phenomenal levels when measured against chance expectation. When a procedure was introduced that sped up the process of testing, Shackleton performed significantly above chance levels at guessing the card two ahead of the target. It looked as if parapsychology had solid scientific proof of psychic ability.
    The Soal-Goldney experiment was hailed by many as an example “of the strength of evidence for the reality of ESP” (Robert Thouless). The philosopher C. D. Broad wrote: “Dr. Soal’s results are outstanding. The precautions taken to prevent deliberate fraud or the unwitting conveyance of information by normal means are described in great detail, and seem to be absolutely water-tight” (quoted in Hansel 1989, p. 106). G. Evelyn Hutchinson, a biology professor at Yale University wrote: “Soal’s work was conducted with every precaution that it was possible to devise” (quoted in Hansel 1989, p. 106). J. B. Rhine compared Soal’s work favorably to his own.
    Today, it is generally recognized that Soal altered and faked the data, probably unbeknownst to Mrs. Goldney. His fraud did significant damage to parapsychology (Alcock 1981: 140-141). It was now apparent that one had to protect against cheating not only from the subjects but from the experimenters as well.
    [note: During the first half of the 20th century, scientists investigating the paranormal focused primarily on testing individuals, alone or in a group setting such as a séance. For more information on some of these investigatons, see the following entries in The Skeptic's Dictionary: ectoplasm, the Schneider brothers, slate writing, and Patience Worth.]
    By the second half of the twentieth century, protocols in psi research had become much more sophisticated than in its early years. Advances in technology would significantly reduce some of the earlier problems with data recording, randomization, sensory leakage, and so on. In the 1960s, physicist Helmut Schmidtstarted using random event generators to do micro-PK (MPK) experiments. According to Radin, over the years Schmidt provided solid scientific support for the PK hypothesis and the people involved in the PEAR group replicated Schmidt’s work in 258 experimental studies and 127 control studies. C.E.M. Hansel, however, claims that regarding all the studies done after 1969 and before 1987 that attempted to replicate Schmidt’s work: “The main fact that emerges from this data is that 71 experiments gave a result supporting Schmidt’s findings and 261 experiments failed to do so” (Hansel 1989: 185). Radin says that between 1959 and 1987 there were 832 RNG studies by 68 investigators: 597 experimental studies and 235 control studies. The best of these studies are those done by Robert Jahn and his group at thePrinceton Engineering Anomalies Research laboratory (PEAR), which closed down at the end of February, 2007, having convinced hardly anyone that they had discovered anything of any interest.
    From 1966 to 1972, there were a number of dream telepathy experiments at Maimonides Medical Center in Brooklyn, New York, conducted by Montague Ullman and Stanley Krippner. Skeptics criticized these studies for a variety of reasons. Radin mentions none of the skeptical critiques, which include data on attempts at replication that failed when controls got tougher (Hansel 1989: 243-254).
    Radin provides a telling anecdote that reveals a problem with much psi research: the problem of clearly identifying before the research begins exactly what will count as information transfer. He mentions two receivers in the dream telepathy experiments, which involved a sender concentrating on a target (Max Beckmann’s painting Descent from the Cross, which depicts Jesus being taken down from the cross) and a receiver whose dreams are supposed to be influenced by the sender. The sender in this case was also given some additional visual aids to work with: a crucifix, a Jesus doll, nails, and a red marker. He was given instructions to nail the doll to the crucifix and use the marker to color the body as if with blood. One receiver dreamed of a speech by Winston Churchill and the other of a “native ceremonial sacrifice.” There was a reference to “sacrificing two victims,” something about “destroying the civilized,” and “the awe of god idea.” Radin comments on the symbolic significance of “church-hill.” There is nothing in either dream of the crucifixion in all its gory representation, yet these dreams are considered successful telepathic “hits.” After all, Jesus died on a hill, a church is named after him, the crucifixion is looked at as a sacrifice by Christians, Jesus is both man and God (twovictims?), and there was a god of some sort mentioned in one of the dreams. However, there are literally thousands of items that one might retrofit to these dreams. By allowing loose and symbolic connections to be made after the fact in order to evaluate the accuracy of the “telepathy” may be more a measure of thecleverness, expectations, and desires of the judges than of the paranormal powers of the participants.
    Thus, it is probably not worthwhile to evaluate Radin’s meta-analysis of some 450 dream studies. I agree, however, with Radin’s comment on these studies: “All we know from the present overview is that chance can be soundly rejected as one of many possible explanations for the results observed in these studies” (1997: 73).

    .
    .
    Sobre a ingenuidade de Stevenson e as fraudes que ele endossou:
    .
    Stevenson would conduct dozens of interviews and spend hours searching through hospital and court records, trying to establish that there was no fraud involved, that the story wasn’t contaminated, that there weren’t errors in translation, that the events weren’t just coincidental, that the child couldn’t have gotten the information in any normal way. When he satisfied himself that there was no normal explanation for the concordance of story and facts, he would count the case as “solved” and see it as a piece of positive evidence supporting the reincarnation hypothesis. If he got a PLE story but couldn’t corroborate it with facts, he called the case “unsolved.” There is nothing that could be discovered by this method that could ever falsify the reincarnation hypothesis. And it remains a mystery as to what further research, that might be falsifiable, could ever evolve from Stevenson’s technique.

  460. Marciano Diz:

    COMENTÁRIO DO VLAD:
    Marciano disse: Eu recebi comunicações de lobisomens para escrever estes comentários, ATÉ PROVA EM CONTRÁRIO.
    .
    COMENTÁRIO: A Causuística de “comunicações lupínicas” é inexistente, comparado a das comunicações mediúnicas…
    .

    COMENTÁRIO MEU:
    Aí que que você se engana, meu caro vampiro.
    Ainda dá tempo de você assistir a um simpósio na Universidade de Durham, Inglaterra:
    .
    Hour of the Wolf: A Werewolf Symposium (2 July)
    St Chad’s College will be hosting a werewolf symposium on 2 July in Williams Library from 6-7 pm. Dr Aleks Pluskowski (University of Reading) and Curtis Runstedler (Durham University) will […]
    (13 Jun 2015)

  461. Marciano Diz:

    Quem disse que as universidades não estudam lobisomens?
    .
    St Chad’s College will be hosting a werewolf symposium on 2 July in Williams Library from 6-7 pm. Dr Aleks Pluskowski (University of Reading) and Curtis Runstedler (Durham University) will reassess the interpretation of werewolves in the medieval world.
    In recent news, there has been talk of reintroducing wolves into Britain and Denmark, yet this has not met without opposition. The stigma against wolves and their mythological counterpart, the werewolf, has endured for hundreds, if not thousands, of years. In the medieval world, the figure of the werewolf was often condemned and neglected, but also presented as a benign and sympathetic character. This night looks at the medieval werewolf in its many different forms.
    This symposium will take place from 6 pm until 7 pm in Williams Library, St Chad’s College, and will feature medieval zooarchaeologist Dr Aleks Pluskowski (University of Reading) and medieval literature Ph.D. candidate Curtis Runstedler (University of Durham) as the speakers. All are welcome to attend.
    Programme
    18.00-18.30: Dr Aleks Pluskowski (University of Reading): Werewolves in the Medieval North: Between ‘Fiction’ and Reality
    18.30-19.00: Curtis Runstedler (Durham): The Humanness of the Werewolf in the Medieval Romance

  462. Marciano Diz:

    Para você, que gosta de perder tempo com maluquices (bem, talvez seja trabalho de campo), não perca a oportunidade de aprender sobre lobisomens, fatos e ficção.

  463. Vladimir Diz:

    Gorducho disse: Se um cara escreve sobre um código penal para almas, e outro, depois de publicado isso na própria cidade onde morava, alega que “espíritos” lhe falaram nisso, se não é plágio (de ideias, claro) é porque meu neurônio está imerso mesmo em lipídios como falou-me o Analista Scur tempos atrás.
    .
    COMENTÁRIO:
    .
    Já lhe respondi eu vou fazê-lo novamente:
    .
    Mas se ele estivesse agindo de ma-fé, plagiando de fato, nem ia citar o dito cujo.
    .
    Pelo que eu pude perceber as ideias do Reynaud, Fourier, eram moda na época.
    .
    Estavam no Zeitgeist, todo mundo falando delas e tal.
    E com Rivail não poderia ser diferente…
    .
    Imbuído com esse arcabouço teórico, ele deu um viés “socialista romântico” as comunicações espirituais, mas somente na interpretação das respostas dadas.
    .
    Pelo necrólogio percebe-se que isso não era nenhuma novidade nem para o Kardec, nem para o Sardou, ou o Henri Sausse, tampouco para o Delanne, ou Denis.
    .
    E não deveria ser para ninguém que faz um estudo aprofundando da DE.
    .
    Kardec era um homem de seu tempo, não é a toa que uso da Frenologia…
    .
    O “erro” dele foi deixar a cargo somente do seu “bom senso” a codificação…
    .
    Teria sido mais sábio se tivesse submetido a uma Comissão de pesquisadores
    .

  464. Vladimir Diz:

    Larissa disse: O que há de errado em ser cético?
    .
    COMENTÁRIO: Não há nada de errado em ser Cético.
    O problema é ser “Crético”.
    .
    E o que é um “Crético”?
    É nada mais que um Pseudo-Cético, alguém que parte de Premissas a priori a respeito de um problema.
    .
    É o caso da maioria dos “céticos” deste sítio.
    .
    Eles partem da seguinte premissa:
    .
    O Corpo e o Cérebro são entes materiais, portanto não pode existir “espírito”
    que é algo imaterial.
    .
    Logo toda e qualquer alegação de fenômenos espíritas (não importando o quão fantásticas ou evidentes elas sejam) são fraudes na medida em que só existe a realidade material, palpável, e concreta.
    .
    Isso não é Ciência, não é assim que se faz Ciência.

  465. Vladimir Diz:

    Aliás Srta Larissa, eu até mais longe…
    .
    Com exceção do Marciano (que sempre foi Crético segundo ele mesmo) a maioria aqui é Ex-Espírita.
    .
    E justamente por serem ex-espíritas (eles culpam os Espiritismo pelo “tempo perdido”, é questão para Terapia mesmo), eles fazem uma Apostasia contra o Espiritismo (com exceção do Administrador, Toffo, e quiçá Montalvão)
    .
    Não importa quantas “toneladas” de dados a respeito da veracidade dos fenômenos mediúnicos ou espirituais nós apresentemos, eles sempre vão NEGAR.
    .
    Por princípio sempre.
    .
    Eu “cansei” de ver em todos esses anos que acompanho o blog, o Vitor refutar diversas vezes os céticos, e passado um tempo eles voltam a discutir como se nada tivesse acontecido.
    .
    É por essas e outras que o Arduin por exemplo não discute mais, pois como ele mesmo disse a discussão é circular.
    .
    Eu gosto de “passar” o tempo, por isso insisto em discutir, quem sabe “água mole em pedra dura…”
    .

  466. Marciano Diz:

    Vamos, então, falar sobre água mole em cabeça dura, VLAD.
    .
    Humanos são, assim como qualquer outro ser vivo, produto da seleção natural.
    Ninguém nega que somos resultado da seleção natural (pelo menos, ninguém sensato).
    Como podemos ter uma mente que não seja produto do mundo físico, natural?
    .
    Uma analogia com um livro sobre qualquer assunto, inclusive parapsicologia, cai bem agora.
    O livro pode ser descrito fisicamente em termos do arranjo de suas moléculas, dos tipos de átomos que o compõem, de sua composição química.
    Podemos medir a massa e o volume do livro e as propriedades de seu campo eletromagnético. Não obstante, não podemos dizer nada sobre o assunto de que o livro trata, a não ser depois de analisarmos os padrões de manchas de tinta (física) no livro, não como padrões de manchas de tinta, mas como “palavras”. Só assim podemos dizer qual o assunto tratado no livro.
    Não precisamos atribuir um “espírito” ao livro para isso. Por que seria diferente com a mente humana?
    O amor que o Borges sente por sua família pode ser explicado da mesma forma que o conteúdo do livro. É o conteúdo da mente dele.
    Tanto é assim que, se ele desenvolver uma doença degenerativa do cérebro, nem se lembrará de quem são os membros de sua família.
    Isso é físico ou sobrenatural?
    RSTP.

  467. Gorducho Diz:

    Mas se ele estivesse agindo de ma-fé, plagiando de fato, nem ia citar o dito cujo.
    :lol: :lol: :lol:
    E na verdade só citou por obrigação, pois ficaria chatíssimo ignorar obituários circulantes…
     
    Pelo que eu pude perceber as ideias do Reynaud, Fourier, eram moda na época.
    Mas não dá o direito de usá-las sem citar. Digamos quando as ideias do Marx eram moda. Isso me dá o direito de dizer as mesmas coisas, i.e., fazer as proposições que ele fez, sem citá-lo, e dizer que “espíritos” me disseram isso?
    E, especificamente, não me consta – corrija-me se estou enganado, não tem problema – uma nécessité de la croyance aux peines de l’autre vie; principes généraux du système pénal de la société de l’univers fosse uma crença genérica.
    Bem como o corpo étre-aromal do Fourier. Tudo bem que era crença generalizada. Então ele dissesse: “conforme o Fourier escreveu, as almas têm um corpo que eu,doravante, pelas razões as quais a seguir aduzirei, passarei a chamar de peri-espírito”.
    Assim, nesses termos, nada, absolutamente nada haveria a objetar, e ele poderia desdobrar, ampliar, modificar as ideias (o que fez, claro). assim como nós, no meu exemplo, poderíamos elaborar posições econômico filosóficas baseadas nas teses do Marx. Mas, antes de mais nada citando-o.
     
    É por essas e outras que o Arduin por exemplo não discute mais, pois como ele mesmo disse a discussão é circular.
    É claro que estamos passando o tempo. Que dúvida…
    Alguns primos meus jogam Texas Poker…
    Mas mesmo assim evoluiu, tanto que o Professor acabou reconhecendo que é uma questão de zona de conforto mental.
    Eu também gostaria de acreditar que vou reencontar meus pais, os vários cachorros que já faleceram, uns primos… Só que – como diz o AMa – não conseguimos fantasiar, i.e., acreditar que podemos arbitrar propriedades (“perfeições” no vocabulário escolástico do Kardec) para uma divindade, e daí sair deduzindo por silogismos como essa mesma divindade tem que se comportar porque nós inventamos propriedades p/ela.
    E numa boa mesmo, não se magoe: muito menos um psiquiatra, que conhece como funciona a mente.
    Numa boa, não se magoe…
    Paz…

  468. Marciano Diz:

    Em tempo:
    Eu sou a mosca que pousou na sua teoria sobre ceticismo, justamente por ter sido sempre cético.
    Sou o caso que falseia sua hipótese.

  469. Marciano Diz:

    VLAD, como sei que você tem preguiça de ler os comentários e depois do questionamento que lhe fiz entrou o comentário do GORDUCHO, faça-me o favor de responder ao meu comentário anterior, aquele que faz analogia da mente com o livro.
    Não ignore o assunto.

  470. Gorducho Diz:

    A história do druida também ele tirou do JR, pois foi este especificamente que inventou e propagou essa mitologia nacionalista bem nessa época.
    Não era “crença generalizada”. Foi uma campanha específica do JR.

  471. Marciano Diz:

    Gorducho, mandou bem.
    Eu gosto de passar o tempo aqui.
    Acho mais estimulante do que jogar videogame, por exemplo, ou ver pseudodocumentários em pseudocanais de televisão.

  472. Marciano Diz:

    Arduin assumiu que é crente, que o é porque se sente bem assim, é sua zona de conforto.
    One down.

  473. Borges Diz:

    Marciano- comparar a mente humana com um livro não parece razoável. Penso que a comparação com um computador (antigamente conhecido com cérebro eletrônico) seria mais apropriada. É sabido que o computador necessita de um operador que determina os comandos para o correto funcionamento. Trata-se do princípio inteligente por trás da matéria. Muito semelhante ao espírito humano comandando as pulsações eletroquímicas das substâncias do cérebro.
    Obrigado

  474. Gorducho Diz:

    O Sr. gosta de filosofia. Leia (i) a introdução do T&C. Não precisa “acreditar” no Grassouillet – leia e forme sua opinião. Verá o roteiro que o Kardec seguiu – e se discordar da m/interpretação não tem problema, claro!
    Claro que cá não estou falando ainda do plágio de ideias, e sim de donde ele tirou o road map p/a reforma religiosa que pretendia desde adolescente. Cabendo à Gália agora introduzir o canon da sobrevivência em conformidade com as descobertas científicas: L’unité de Dieu appartient au foyer de la Judée la métaphysique
    de la trinité et du médiateur, à celui de la Grèce; l’organisation de la hiérarchie et du culte, à celui de Rome à qui appartiendra le dogme de l’immortalité
    ? &c…
    Vai perceber também como não dá para fazer em formato de tabela; e seria muito chato e mal recebido ficar colando esses textos cá. Mas farei aos poucos conforme seja o caso.
    Depois já vem agora sim já o plágio (de ideias) dos mundos habitados. Mas primeiro leia isso e forme sua opinião.
    Gosta de filosofia: é pensar com seus milhões de neurônios e eu com o meu. Não precisa “acreditar” em mim: leia. Tem na BnF, claro.

  475. Gorducho Diz:

    E note como ele tinha ao menos parcial consciência que era uma farsa inventada para disciplinar o operariado francês – exatamente a ideia do Numa Pompílio…
    Ele seguido escorregava: tem muitas passagens onde ele revela que não tinha certeza do que estava alegando. Veja, e.g.:
     
    #222 Portanto, ensinando o dogma da pluralidade das existências corporais, os Espíritos renovam uma doutrina que teve origem nas primeiras idades do mundo e que se conservou no íntimo de muitas pessoas, até aos nossos dias.
    Ora, se os “espíritos” ensinavam um dogma, é porque nem os “espíritos” sabiam se a tal reencarnação existia. Senão não seria dogma, seria eles relatando realidade empírica por eles vivenciada. Certo?
     
    E agora o “espírito” do Lamennais repete o JR praticamente com as mesmas palavras, justo referente aos concílios como verá ao fazer o homework que lhe prescrevi! Claro que não é plágio: é fato observado pelo JR e digamos que o “espírito” do Lamennais pensa o mesmo.
    Tanto mais fácil será a tarefa que vos apontamos, quanto é certo que todas as autoridades em quem se apóiam os defensores de tal crença evitaram todas pronunciar-se formalmente a respeito. Nem os concílios, nem os Pais da Igreja resolveram essa grave questão.

  476. Marciano Diz:

    Borges, em um tópico bem antigo eu já comparei o cérebro a um hardware e a mente a um software, mas a analogia não agradou.
    De qualquer maneira, fica a pergunta: há necessidade de supor algo fora da matéria para explicar uma cadeia de acontecimentos puramente físicos?

  477. Marciano Diz:

    Já que você, Borges, ressuscitou minha ideia original, adianto que, naquela ocasião, eu deixei claro que nossos hardwares e softwares são muito mais sofisticados do que os computadores da época em que escrevi e os de agora.
    Certamente será assim por muito tempo.
    Somos bons e auto-programação. Se bem que tem gente que é programada quando criança e não consegue alterar mais uma linha do programa.

  478. Marciano Diz:

    Eu faço debug e compilation all the time.
    E estou sempre aumentando o banco de dados.
    Crio novos algoritmos todos os dias e tenho muitas bibliotecas de elo dinâmico.

  479. Marciano Diz:

    Estou sempre fazendo upgrade do sistema operacional. Infelizmente nada posso fazer quanto à motherboard nem quanto aos slots de memória. Por enquanto.
    Meu sonho é fazer como o Dr. Mabuse e fazer um upload numa máquina mais sofisticada e novinha em folha.
    Será que o espiritismo ajuda?

  480. Marciano Diz:

    By the way, eu acho que ISTO é filosofia. Reflexão crítica sobre o que sabemos, sobre o que pensamos saber e sobre o que aprendemos todos os dias.
    Já o VLAD acha que filosofia é conhecer os pensamentos de filósofos defuntos.
    Como ele gosta de decessos!
    Devia ser médico legista, especializado em tanatologia.

  481. Vladimir Diz:

    Marciano disse: Reflexão crítica sobre o que sabemos, sobre o que pensamos saber e sobre o que aprendemos todos os dias.
    .
    COMENTÁRIO: Negar quaisquer fenômenos anômalos da realidade baseado em uma premissa materialista a priori de que o mundo tal qual conhecemos é material é no mínimo acrítico…
    .
    Marciano disse: Já o VLAD acha que filosofia é conhecer os pensamentos de filósofos defuntos.
    .
    COMENTÁRIO: Aqueles que tem a arrogância de achar que eventualmente estão postulando um “novo pensamento” desprezando toda a produção filosófica anterior, geralmente são os mesmos que são vítimas dos mesmos problemas já resolvidos por elas.
    Trocando em “miúdos”: É a Reinvenção da Roda!!!
    .

  482. Vladimir Diz:

    Gorducho,
    .
    Vou dar uma lida no T&C.
    Vamos ver se encontro o “plágio” que tanto falas…

  483. Vladimir Diz:

    Gorducho,
    .
    Sem querer ser “chato”, mas como já havia lhe dito a supostas alegação de “plágio de ideias” já não se sustentava pelo necrológio, mas como disse que não foi suficiente, vou lhe dar mais uma amostra da “roda reinventada”:
    .
    “Um dos princípios mais fecundos dessa doutrina, e que decorre do precedente, É o da pluralidade das existências, já entrevisto por uma multidão de filósofos, antigos e modernos, e nestes últimos tempos por Jean Reynaud, Charles Fourier, Eugene Sue e outros; mas
    permanecera no estado de hipótese e de sistema, ao passo que o Espiritismo demonstra-lhe a realidade e prova que é um dos atributos essenciais da Humanidade.” – Obras Póstumas – Allan Kardec

  484. Vladimir Diz:

    Realmente, o “plágio de ideias” é o novo “Watergate”.
    .
    Que tal chamarmos de “Kardecgate!!!

  485. Marciano Diz:

    Não se faça de desentendido, VLAD. Eu nunca disse que não devemos conhecer o pensamento de filósofos. Disse que precisamos ter o nosso próprio pensamento, até porque não há unanimidade em qualquer filosofia, seja da arte, da ciência, da história, do que for.
    Você entendeu, eu sei. Pare de trollagem.
    .
    Re mellius perpensa, não pare. Isto aqui ferveu depois que você começou a trollar.

  486. Marciano Diz:

    On second thought, VLAD pode até ser parecido com o gato Felix, mas ele sacudiu o post, que já teria desencarnado há muito tempo, não fosse sua malandragem.

  487. Larissa Diz:

    Vladimir, pare de atacar os analistas do blog e apresente argumentos.

  488. Contra o chiquismo Diz:

    Vladimir Diz:
    JUNHO 18TH, 2015 ÀS 6:17 PM

    .
    Não importa quantas “toneladas” de dados a respeito da veracidade dos fenômenos mediúnicos ou espirituais nós apresentemos, eles sempre vão NEGAR.
    .
    Por princípio sempre.
    .
    //
    //
    Dr, vc não pode provar a existência de ‘espiritos’ quanto mais afirmar veracidade de fenômenos mediúnicos. E o sr é tripolar. Ateu, kardecista e chiquista.

    //
    /
    O cara afirma ser ATEU e defende kardec… doido de pedra. Dedos gráficos pra vc dr.

  489. Borges Diz:

    Marciano – Fazendo um resumo da estrutura física de um computador podemos dizer que é constituido por uma ou mais placas de circuito impresso (PCI), e estas, por sua vez, constituidas por circuitos integrados (CI), que possuem em seu interior uma infinidade de peças microscópicas como transistores, capacitores e diodos, mais ainda, todos estes CIs estão interligados por componentes periféricos como transistores, diodos, capacitores, bobinas, etc. Você acredita que todos estes componentes sozinhos conseguem fazer uma autoprogramação, sem a presença de uma inteligência externa?
    Obrigado

  490. Vladimir Diz:

    Larissa disse: Vladimir, pare de atacar os analistas do blog e apresente argumentos.
    .
    COMENTÁRIO: Larissa, onde eu estou “atacando” e onde eu não “apresentei argumentos”???
    .
    Até agora estou aguardando…
    .
    VOLTA AO PASSADO:
    Desafio continua em aberto (só não ofereço 1 milhão)
    .
    Quero as EVIDÊNCIAS que provem que Kardec era de Moral ou Índole duvidosa…
    .
    Que tal processos judiciais movidos contra ele?
    Que tal relatos a respeito de uma vida noturna regada a cortesãs, tabernas, e “clube de cavalheiros”???
    Que tal evidências de corrupção e desvio de dinheiro dos lugares que trabalhou?
    .
    FIM DA VOLTA AO PASSADO
    .
    E ainda continuo aguardando uma resposta satisfatória:
    .
    VOLTA AO PASSADO:
    Certo, certo Srs. Céticos.
    .
    Então vamos inverter a lógica.
    .
    Se “espíritos” não existem (como os Srs alegam) como explicam as centenas de casos relatados e coletados, pela SPR, por exemplo?
    .
    Como explicam os fenômenos da Sra.Piper, Sra.Osborne, Sra Garrett, dentre outras?
    .
    Como explicam os os comunicadores “inesperados” como os relatos pelo Stevenson e pelo Haraldsson?
    .
    Como explicam os relatos dos médiuns que trabalharam com Rivail, na elaboração do OLE?
    .
    Qual a explicação cética e materialista para esses fenômenos???
    .
    FIM DA VOLTA AO PASSADO
    .
    Não sou eu quem fica utilizando de “ad hominem” e obscenidades gráficas.
    .
    Portanto Sra Larissa, quem está atacando quem???

  491. Vladimir Diz:

    Contra disse: Dr, vc não pode provar a existência de ‘espiritos’ quanto mais afirmar veracidade de fenômenos mediúnicos.
    .
    COMENTÁRIO: Eu não preciso meu caro. A SPR já provou tem mais de 100 anos.
    .

  492. Vladimir Diz:

    Até agora as explicações “céticas” são: fraude e fraude…
    .
    Porém ninguém mostra “A FRAUDE”
    .
    De modo que fica difícil acreditar em fraude…

  493. Contra o chiquismo Diz:

    Só pra lembrar o que o sr disse dr:

    //
    //
    Vladimir Diz:
    MAIO 6TH, 2015 ÀS 7:41 AM
    .
    .
    Está me confundindo com o DLT. Eu sequer sou Kardecista.
    Se quer me chamar de religioso, vá lá, mas me chame então de Spiritualista que seja.
    .
    Fatboy: O Sr. se diz estudioso dos fenômenos, sem religiosidade embutida,
    .
    COMENTÁRIO: Já lhe disse sou Spiritualista, mas sou Ateu. (pelo menos para o papai do céu cristão)
    .http://obraspsicografadas.org/2015/as-cartas-psicografadas-de-chico-xavier-com-pessoas-desconhecidas-as-familias-das-vitimas-2015/#comment-46267
    //

    Isso ae ATEU. Isso ae kardecista?

  494. Vladimir Diz:

    Para o Deus cristão dos Evangélicos eu sou Ateu mesmo.
    Aliás todo Religioso é Ateu com a religião do outro.
    Não vejo como ser Spiritualista é uma contradição com Kardec, visto que o próprio Kardec acompanhava de perto os fenômenos Spiritualistas.
    .
    Talvez para você Espiritismo, Spiritualismo, seja sinônimo de Chiquismo…
    .

  495. Marciano Diz:

    Borges pergunta:
    Você acredita que todos estes componentes sozinhos conseguem fazer uma autoprogramação, sem a presença de uma inteligência externa?
    .
    Por enquanto, no caso de computadores, não! Os transistores substituíram as válvulas, os CIntegrados e as placas de circuito impresso substituíram um monte de fios e componentes, mas não são a última palavra.
    Um dia, muito provavelmente, teremos AI. Não nós dois, of course.
    Acho que ainda vai levar mais de uma geração.
    Cuidado com o exterminador do futuro e com a matrix.
    .
    Quanto ao nosso cérebro (lembre-se de que é apenas uma analogia), é auto-programável com certeza.
    Leibnitz e Newton desenvolveram o cálculo graças a essa capacidade.
    Se você acha que eles foram intuídos por algum espírito, desisto!
    .
    .
    CONTRA, o VLAD é uma metamorfose ambulante. Raul inspirou-se nele.
    O curioso é que ele tem aquela velha opinião formada sobre tudo.
    Multipolaridade existe. Quem pensou que só existem dois polos?

  496. Marciano Diz:

    VLAD, se você admite que todo religioso é ateu quanto à religião do outro, por que não me permite uma religiãozinha a mais?
    Preciso de uma, dentre as centenas de milhares de passadas, atuais e futuras?
    Já te perguntei isto antes.

  497. Marciano Diz:

    Vlad, só pra te agradar, afinal, você é meu amigo, apesar de nossas divergências quanto a crendices, eu sou crente na Bastet.
    Está satisfeito?

  498. Marciano Diz:

    Vlad, veja a deusa em quem acredito:
    https://www.goddessgift.net/images/Bastet-PT-8859.jpg
    .
    Não precisa mais me xingar de crético.

  499. Marciano Diz:

    My heart goes pit-a-pat over that goddess.
    My heart really goes giddy up.
    .
    Lembra-se do tema do Felix?

  500. Marciano Diz:

    How I miss the roaring 20′s.
    http://www.soundboard.com/sb/felix_the_cat

  501. Vladimir Diz:

    Marciano disse: VLAD, se você admite que todo religioso é ateu quanto à religião do outro, por que não me permite uma religiãozinha a mais?
    Preciso de uma, dentre as centenas de milhares de passadas, atuais e futuras?
    .
    COMENTÁRIO:
    .
    Não há problema algum!
    .
    Não acreditar também é uma forma de crença, e não cientifica.
    .
    Infelizmente os Ateus Militantes “acham” que a posição deles é Cientifica.
    .
    E não é.
    .
    É apenas mais um modelo paradigmático de crença.
    .
    A única posição filosófica que poderia também ser científica em termos de crença é o Agnosticismo.
    .
    E entre Ateísmo e Agnosticismo existe um abismo imenso…

  502. Antonio G. - POA Diz:

    Eu não sou ateísta nem agnosticista. Sou racional. Permito-me pensar. E não tenho medo. Apenas isto.

  503. Antonio G. - POA Diz:

    MEDO é a palavra-chave. É aí que tudo começa. E onde termina.

  504. Antonio G. - POA Diz:

    Marciano, sorte sua ter sido cético desde sempre. Perdeu menos tempo na vida. Mas a vantagem de ser ex-espírita é entender como eles pensam, ter certeza de que estão equivocados e saber que é possível “acordar”. Além de degustar a satisfação de libertar-se, prazer que você não experimentou…

  505. Gorducho Diz:

    – Obras Póstumas – Allan Kardec
    Disse-o bem: póstumas, não publicado por ele! Todo pentateuco foi publicado sem dar créditos – quando correspondesse, claro às fontes.
     
    Realmente, o “plágio de ideias” é o novo “Watergate”.
    .
    Que tal chamarmos de “Kardecgate
    !!!
    Acha que vai me intimidar com seus clássicos apelos à “autoridades religiosas”; à lavagem cerebral promovida por religiososa?
    Já lhe disse; se não concorda não concorda: fim.

  506. Gorducho Diz:

    Justamente o Sr. cavocou, cavocou… e me ajudou! Claro que eu conhecia, mas tinha até me esquecido.
    Viu como ele sabia quais eram as fontes reais?
    Exatamente o exemplo que lhe contruí: o Sr. faz uma pós, desenvolve uma tese que encontra boa receptividade dentro da psiquiatria, alegando que de noite durante 6 meses sonhou com essas ideias que lhe levaram à tese aprovada.
    Recebe o °, bom reconhecimento no meio, e $ (by the way já que anda com a biografia dele: onde trabalhava, de que vivia?).
    Tempos depois faz um necrológio e deixa anotações dizendo que os Drs. a, b, c foram precursores das suas ideias. Mas não os citou na tese nem em seus tratados médicos que publicou em vida.

  507. Gorducho Diz:

    car ni l’autorité des conciles, ni les définitions de l’Écriture, ni le consentement des Pères ne la décident.
     
    Nem os concílios, nem os Pais da Igreja resolveram essa grave questão
    .
    &nbbsp;
    Claro que não é plágio isso, Dr.: cito só por citar. É que o “espírito” concorda c/o JR, e as palavras nem são iguais.

  508. Gorducho Diz:

    Aqui também não é plágio, fique bem entendido, Dr. O texto não é igual: é que o “espírito” (do Platão no caso) estudou teologia católica lá em Nossa Atenas e concorda c/o JR.
     
    Mais je veux pourtant vous rappeler en passant combien il s’en faut que cette qualification d’éternels, appliquée par l’Écriture aux châtiments de l’enfer, vous fasse une loi de professer que l’autorité de vos livres s’oppose à ce que ces châtiments aient une fin. Le mot d’aion, chez les Grecs, de même que celui d’æternus chez les Latins, et leur équivalent chez les Hébreux, n’ont jamais eu le sens précis qu’a fini par attribuer au mot d’éternel notre langage théologique, et ne représentent, dans l’esprit des écrivains qui les ont employés, que l’idée d’une durée indéfinie, ou plus exactement encore d’une durée si grande que la pensée s’y perd. Au fond, c’est tout simplement la valeur que conserve, aujourd’hui encore, le mot d’éternel dans le langage poétique et le langage populaire;
     
    Discutem sobre palavras: eternidade das penas, eternidade dos castigos. Ignorais então que o que hoje entendeis por eternidade não é o que os antigos entendiam e designavam por esse termo? Consulte
    o teólogo as fontes e lá descobrirá, como todos vós, que o texto hebreu não atribuía esta significação ao vocábulo que os gregos, os latinos e os modernos traduziram por penas sem-fim, irremissíveis
    .

  509. Gorducho Diz:

    CORRIGINDO UM POUCO
    Todo pentateuco foi publicado sem dar créditos – quando correspondesse, claro – às fontes reais, modernas: os socialistas românticos e outros filósofos “espiritualistas” (i.e., anti-iluministas basicamente).

  510. Larissa Diz:

    Vlad Disse: Larissa disse: Vladimir, pare de atacar os analistas do blog e apresente argumentos.
    COMENTÁRIO: Larissa, onde eu estou “atacando” e onde eu não “apresentei argumentos”???
    Até agora estou aguardando…
    .
    R – Vc não apresentou argumento nenhum. Falamos em ateísmo, neurociências, etc. Mas uma prova irrefutável que o espiritismo seja real (Kardec), não apresentou.
    .
    Vlad disse: VOLTA AO PASSADO:
    Desafio continua em aberto (só não ofereço 1 milhão)
    Quero as EVIDÊNCIAS que provem que Kardec era de Moral ou Índole duvidosa…
    .
    R – Para mim isso pouco importa. O que me importa de verdade é se há espíritos – a premissa de toda a codificação – que ainda não foi comprovado.
    .
    Vlad Disse: Que tal processos judiciais movidos contra ele?
    Que tal relatos a respeito de uma vida noturna regada a cortesãs, tabernas, e “clube de cavalheiros”???
    Que tal evidências de corrupção e desvio de dinheiro dos lugares que trabalhou?
    .
    R – Para mim isso pouco importa. O que me importa de verdade é se há espíritos – a premissa de toda a codificação – que ainda não foi comprovado.
    .
    Vlad disse: FIM DA VOLTA AO PASSADO
    E ainda continuo aguardando uma resposta satisfatória:
    .
    R – R – Para mim isso pouco importa. O que me importa de verdade é se há espíritos – a premissa de toda a codificação – que ainda não foi comprovado.
    .
    Vlad disse: VOLTA AO PASSADO:
    Certo, certo Srs. Céticos.
    Então vamos inverter a lógica.
    Se “espíritos” não existem (como os Srs alegam) como explicam as centenas de casos relatados e coletados, pela SPR, por exemplo?
    Como explicam os fenômenos da Sra.Piper, Sra.Osborne, Sra Garrett, dentre outras?
    Como explicam os os comunicadores “inesperados” como os relatos pelo Stevenson e pelo Haraldsson?
    .
    R – Eu acho que são evidências inconclusivas.
    .
    Vlad disse: Como explicam os relatos dos médiuns que trabalharam com Rivail, na elaboração do OLE?
    Qual a explicação cética e materialista para esses
    fenômenos???
    .
    R – Simulacros ou má-fé.
    .
    Vlad disse: FIM DA VOLTA AO PASSADO
    Não sou eu quem fica utilizando de “ad hominem” e obscenidades gráficas.Portanto Sra Larissa, quem está atacando quem???
    .
    R – Vc tb usa e ataca sim.

  511. Contra o chiquismo Diz:

    Deu agora na Band News FM!

    Assassinado o “médium” Gilberto Arruda dentro do “centro” frei luiz no RJ!
    //
    Ele “oprerava” celebridades.
    /
    /

  512. Antonio G. - POA Diz:

    Pode ser apenas uma questão de semântica, mas não acho que os alegados fenômenos atribuídos a “Sra.Piper, Sra.Osborne, Sra. Garrett, dentre outras” constituam evidências inconclusivas da existência de mediunidade. São, no máximo, evidências anedóticas. Há uma sutil diferença. Não existe comprovação de que são fenômenos autênticos, que realmente aconteceram. Apenas é certo que dizem que aconteceram. Não há registros confiáveis, cientificamente aceitáveis. É questão de acreditar. Ou não.
    .
    Também é certo que, se aconteceram, já não acontecem mais. Uma pena… Fica o dito pelo não dito…

  513. Larissa Diz:

    karaca

  514. Antonio G. - POA Diz:

    Espíritos são avessos a provas concretas. Gostam de deixar sempre um ar de mistério.

  515. Antonio G. - POA Diz:

    Menos um. Sorte dele que não existe umbral…

  516. Larissa Diz:

    Coitado dele Antonio

  517. Larissa Diz:

    http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2015/06/medium-de-centro-espirita-e-encontrado-morto-em-templo-no-rio.html

  518. Larissa Diz:

    Engraçado a Globo tentar ligar o assassinato do medium a crime de cunho religioso….o que há por trás disso?

  519. Antonio G. - POA Diz:

    Também tive essa impressão. Forçaram a barra.

  520. Contra o chiquismo Diz:

    Engraçado, as ‘entidades ou espiritos’ não protegeram ele e nem a menina que tomou uma pedrada na cabeça dos evangélicos.
    /
    /
    Isso me lembra o “Bom Gênio”… (João… tá sumido…) aliás, esses bons gênios costumam deixar na mão quando se mais precisa deles…

  521. Borges Diz:

    Peço licença para explorar um pouco mais a idéia do princípio inteligente por trás da máquina, quer seja eletrônica ou biológica.
    Num comentário – JUNHO 18 TH, 2015 ÀS 6:43 PM – Marciano diz – “O amor que o Borges sente por sua família pode ser explicado da mesma forma que o conteúdo do livro. É o conteúdo da mente dele.
    Tanto é assim que, se ele desenvolver uma doença degenerativa do cérebro ( tóc, tóc, tóc, batendo na madeira), nem se lembrará de quem são os membros de sua família.
    Isso é fisico ou sobrenatural?”
    A resposta está em consonância com o argumento que tento defender. Uma simples pecinha no computador que sofre avaria, como por exemplo um resistor que abre e impede a passagem da corrente elétrica, pode comprometer toda uma determinada área da máquina; se for a da memória, nem o melhor operador do mundo conseguirá obter resultados satisfatórios; no entanto, o operador se manterá íntegro e conseguirá futuramente operar normalmente outra máquina.
    A comparação fica tão evidente que dispensa detalhamento sobre o espírito operando a máquina cerebral. Isto nos remete ao Sr.B, causa primária desta enorme tira de mais de quinhentos comentários.
    Quando a consciência do Sr. B está fora do corpo, sua réplica cerebral espiritual está íntegra, por isso consegue ver e analisar com clareza, quando está preso ao corpo, fica submetido à deficiência do mesmo.
    Esta teoria (se pudermos chamar assim) ajuda a explicar também o caso da tábua ouija, em que o médium tem os olhos vendados. Se o espírito comunicante está preso ao corpo do médium, fica submetido às suas limitações, quando sai do corpo para ver onde está a letra da tábua,
    perde contato com a área do cérebro do médium responsável pelo movimento do braço. Assim a comunicação fica comprometida. Sòmente um comunicante muito dedicado, poderá lograr algum êxito, após diversas tentativas.
    Obrigado por mais esta atenção

  522. Contra o chiquismo Diz:

    Borges: ‘espiritos’ existem ou não?

    Apenas sim ou não:
    .
    .
    ( ) sim
    ( ) não

  523. Borges Diz:

    Contra – Se eu pudesse responder “sim” seria a pessoa mais feliz da face da terra. Será que você não consegue entender que um pesquisador, mesmo amador, está sempre em busca da verdade e nunca é dono da verdade absoluta?
    Obrigado

  524. Larissa Diz:

    Borges, se assim fosse, não precisaríamos estudar o beabá pois o operador já haveria estudado em outras vidas e o aparelho cerebral possui a aptidão receber estas informações desde primeira infância.
    E é sabido que o cérebro consegue transferir uma função neurologicamente perdida a outras áreas. Assim sendo, o “operador inteligente” poderia operar a máquina através deste principio e mitigar a perda neurológica.

  525. Gorducho Diz:

    ☐ sim
    ☑ não
     
    Como comunicações de “espíritos” não existem, por um princípio basilar da metodologia científica chamado navalha de Guilherme, não há motivo para se supor que tais entes existam.

  526. Vladimir Diz:

    Gorducho,
    .
    As palavras de Kardec já dizem tudo.
    A sua hipótese de “plágio de ideias” cai por terra quando o próprio Kardec reconheceu isso por escrito e no mínimo em duas ocasiões.
    .
    Se não tiver mais nenhuma outra prova (mas não como essa claro, quero algo substancioso) que questione a Índole ou a Moral de Kardec, ficarei com o Kardec por ora.
    .

  527. Vladimir Diz:

    Larissa disse: Vc não apresentou argumento nenhum. Falamos em ateísmo, neurociências, etc. Mas uma prova irrefutável que o espiritismo seja real (Kardec), não apresentou.
    .
    COMENTÁRIO: A “prova irrefutável” não existe. E creio que nunca vá existir.
    Ciência não trabalha com “provas irrefutáveis”. Trabalha sim com dados apreendidos da realidade.
    O que define uma Ci?ncia?
    A princípio de modo elementar: Objeto de Estudo e Método.
    E Kardec tinha os dois.
    Seu objeto de estudo eram os fenômenos mediúnicos e seu método era o CUEE.
    É fato que para os critérios rigorosos de Ciência de hoje em dia, talvez Kardec não pudesse ser considerado um cientista per se, mas penso
    que com certa tranquilidade Kardec poderia ser considerado um proto-cientista, ou um “pesquisador social”.
    É verdade que em cima desses dados Kardec, “construiu” uma religião (sim é evidente) mas ainda sim não tira o mérito do avanço da religião dele,
    em relação a todas as outras existentes.
    .
    Qual religião você conhece, que submete seus dogmas à Ciência?
    .
    Mas você pode perguntar: Mas quais as provas que temos de que Kardec falou com espíritos?
    .
    Em primeiro lugar temos os relatos dele.
    Não existe motivos (e ainda não conseguiram provar) para duvidar de sua palavra.
    Sua índole e moral não permitem isso (diferentemente de muitos líderes religiosos por aí)
    .
    Mas concordo que não seria suficiente se ficasse só nas palavras dele.
    .
    Bem temos os relatos dos companheiros dele, e de todos aqueles que fizeram parte da Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas.
    .
    Temos também as dezenas de correspondentes em diversos lugares de Mundo com quem Kardec trabalhou, inclusive na Inglaterra (veja o caso da Sra Blackwell)
    .
    E por fim temos os diversos relatórios tanto da SPR britância quanto a Americana validando e comprovando a ocorrência e a existência de fenômenos mediúnicos.
    .
    Sem dúvida não é a “prova irrefutável” que procura mas com certeza é muito mais do que qualquer outra Religião que esteja na “praça” pode oferecer…
    .
    Larisa disse: Para mim isso pouco importa. O que me importa de verdade é se há espíritos – a premissa de toda a codificação – que ainda não foi comprovado.
    .
    COMENTÁRIO: Para mim importa sim, se a credibiliade de Kardec pudesse ser questionada, poderíamos questionar toda a pesquisa que ele produziu.
    .
    Larissa disse: Eu acho que são evidências inconclusivas.
    .
    COMENTÁRIO: Aí é uma questão de opinamento pessoal. Para mim as evidências são bastante fortes
    .
    Larissa disse : Simulacros ou má-fé.
    .
    COMENTÁRIO: Mas aí você tem que provar que houve má-fé…até agora não vejo nenhuma EVIDÊNCIA provando isso.
    .
    Larissa disse: Vc tb usa e ataca sim
    .
    COMENTÁRIO: Me mostre por gentileza, onde eu iniciei um ataque “ad hominem” e aproveite e mostre onde eu utilizei de obscenidades gráficas como fizeram o Contra e o Marciano.
    .
    Se vai me censurar, censure a eles antes…

  528. Contra o chiquismo Diz:

    Borges, apenas sim ou não:

    .
    .
    ( ) sim
    ( ) não

  529. Contra o chiquismo Diz:

    Pra vc tb dr, apenas sim ou não:
    .
    .
    ‘espiritos’ existem ?

    .
    .
    ( ) sim
    ( ) não

  530. Vladimir Diz:

    Larissa,
    http://www.dailygrail.com/Essays/2013/12/Top-Five-Phenomena-Offer-Evidence-Afterlife

  531. Larissa Diz:

    Gorducho, nem sempre a explicação mais simples é a correta.

  532. Contra o chiquismo Diz:

    Vladimir Diz:
    JUNHO 19TH, 2015 ÀS 2:07 PM

    Se não tiver mais nenhuma outra prova (mas não como essa claro, quero algo substancioso) que questione a Índole ou a Moral de Kardec, ficarei com o Kardec por ora.
    .

    LEMBRANDO SUAS PALAVRAS DR:

    .
    .
    Vladimir Diz:
    MAIO 6TH, 2015 ÀS 7:41 AM
    .
    .
    Está me confundindo com o DLT. Eu sequer sou Kardecista.

    .
    .
    contraditório dr Troll, ainda não quer sinal gráfico?

  533. Contra o chiquismo Diz:

    Gorducho Diz:
    JUNHO 19TH, 2015 ÀS 1:54 PM
    ? sim
    ? não

    Como comunicações de “espíritos” não existem, por um princípio basilar da metodologia científica chamado navalha de Guilherme, não há motivo para se supor que tais entes existam.
    /
    /
    E se existissem, seriam apedeutas completos e racistas.

  534. Vladimir Diz:

    Antonio disse: Eu não sou ateísta nem agnosticista. Sou racional. Permito-me pensar. E não tenho medo.
    .
    COMENTÁRIO: E o que isso quer dizer?
    Que não é religioso?
    .
    Então quer dizer que quem é religioso não é racional?
    Então todas as pessoas religiosas são “burras”?
    Mas se 97% da população do Planeta é religiosa, o Sr está afirmando que 97% dos seres humanos são “burros”?
    E só 3% são inteligentes? Eleitos? Especiais?
    .
    Isso não é Preconceito e Intolerância Religiosa?
    Isso não é crime?
    .
    Antonio disse: MEDO é a palavra-chave. É aí que tudo começa. E onde termina.
    .
    COMENTÁRIO: Talvez isso sirva para quem acredita num céu e inferno dantesco.
    Não é o caso hoje de muitas religiões, principalmente no caso do Espiritismo (falo do Kardecista e não Chiquista).
    .
    Nesse caso para todo Espírita Ortodoxo, a sua hipótese de Medo como motor da Religiosidade cai pro terra.

  535. Gorducho Diz:

    Gorducho, nem sempre a explicação mais simples é a correta.
     
    Não, claro que não. A QM é tudo ao contrário de simples e intuitiva. Mas ,não se tendo nenhuma evidência de comunicações – fato aliás reconhecido implicitamente pelos próprios espíritas pois que entram em pânico à simples menção de qualquer tipo de experimentações; bem como o fundador da “Doutrina” ter precisado plagiar (as ideias) dos escritores da época – não há por que supor o contrário.

  536. Vladimir Diz:

    Contra,
    .
    Já lhe respondi acima e vou fazê-lo novamente:
    VOLTA AO PASSADO
    .
    Para o Deus cristão dos Evangélicos eu sou Ateu mesmo.
    Aliás todo Religioso é Ateu com a religião do outro.
    Não vejo como ser Spiritualista é uma contradição com Kardec, visto que o próprio Kardec acompanhava de perto os fenômenos Spiritualistas.
    .
    Talvez para você Espiritismo, Spiritualismo, seja sinônimo de Chiquismo…
    .
    FIM DA VOLTA AO PASSADO

  537. Contra o chiquismo Diz:

    Sabe o que eu acho? Esse dr Troll é o marden convertido ao kardecismo!!!

    .
    .
    Luiz de Mattos deve de estar se revirando na tumba pois perdeu o seu maior defensor.

  538. Contra o chiquismo Diz:

    Dr, apenas sim ou não.
    ( ) sim
    ( )não

  539. Vladimir Diz:

    Gorducho disse:
    fato aliás reconhecido implicitamente pelos próprios espíritas pois que entram em pânico à simples menção de qualquer tipo de experimentações;
    .
    COMENTÁRIO: Claro, claro…
    .
    A Piper entrou em crise em recusou as experimentações.
    .
    A Gladys Osborne entrou em crise em recusou as experimentações
    .
    O médium islandês do Haraldsson e do Stevenson entrou em crise e recusou experimentações
    .
    Falácia detectada!!!

  540. Vladimir Diz:

    Gorducho disse: Mas ,não se tendo nenhuma evidência de comunicações
    .
    COMENTÁRIO: As dezenas de relatórios das SPRs são o que?
    .
    E a pesquisa da Emily Kelly?
    .
    E as pesquisas do Stevenson e do Haraldsson?

  541. Contra o chiquismo Diz:

    Vladimir Diz:
    JUNHO 19TH, 2015 ÀS 2:25 PM
    Contra,
    .
    Já lhe respondi acima e vou fazê-lo novamente:
    VOLTA AO PASSADO
    .
    Para o Deus cristão dos Evangélicos eu sou Ateu mesmo.
    .
    .
    .
    Dr, o deus que vc crê é o momo não? (da confusão)

    .
    .
    https://pt.wikipedia.org/wiki/Momo

  542. Vladimir Diz:

    Se vier com essa história de “fraude”, tem de provar a FRAUDE, se não vai ficar somente a bravata.

  543. Contra o chiquismo Diz:

    Vladimir Diz:
    JUNHO 19TH, 2015 ÀS 2:25 PM
    Contra,
    .
    Já lhe respondi acima e vou fazê-lo novamente:
    VOLTA AO PASSADO
    .
    Para o Deus cristão dos Evangélicos eu sou Ateu mesmo.
    .
    .
    Então kardec escreveu o ESE pra quem?
    E V A N G E L H O .Óbvio que é pros crentes no deus q vc não crê.
    ..
    sinal gráfico tá pouco…

  544. Contra o chiquismo Diz:

    Em vez de sinal gráfico dr, vou te mandar uma música: Sinal da Paranoia com o Som Nosso de cada Dia.

    .
    .
    .
    http://www.youtube.com/watch?v=lmF8rNr94xQ

  545. Vladimir Diz:

    Ah claro,
    .
    Todos os evangélicos acreditam em Kardec rs
    .
    Contra, agora você se superou!!!

  546. Vladimir Diz:

    Contra,
    .
    POR QUE AO INVÉS DE FICAR TROLLANDO O DEBATE VOCÊ NÃO RESPONDE AS PERGUNTAS ABAIXO:
    Até agora estou aguardando…
    .
    VOLTA AO PASSADO:
    Desafio continua em aberto (só não ofereço 1 milhão)
    .
    Quero as EVIDÊNCIAS que provem que Kardec era de Moral ou Índole duvidosa…
    .
    Que tal processos judiciais movidos contra ele?
    Que tal relatos a respeito de uma vida noturna regada a cortesãs, tabernas, e “clube de cavalheiros”???
    Que tal evidências de corrupção e desvio de dinheiro dos lugares que trabalhou?
    .
    FIM DA VOLTA AO PASSADO
    .
    E ainda continuo aguardando uma resposta satisfatória:
    .
    VOLTA AO PASSADO:
    Certo, certo Srs. Céticos.
    .
    Então vamos inverter a lógica.
    .
    Se “espíritos” não existem (como os Srs alegam) como explicam as centenas de casos relatados e coletados, pela SPR, por exemplo?
    .
    Como explicam os fenômenos da Sra.Piper, Sra.Osborne, Sra Garrett, dentre outras?
    .
    Como explicam os os comunicadores “inesperados” como os relatos pelo Stevenson e pelo Haraldsson?
    .
    Como explicam os relatos dos médiuns que trabalharam com Rivail, na elaboração do OLE?
    .
    Qual a explicação cética e materialista para esses fenômenos???
    .
    FIM DA VOLTA AO PASSADO

  547. Antonio G. - POA Diz:

    Falando com Larissa, Vlad perguntou: “Qual religião você conhece, que submete seus dogmas à Ciência?”
    Eu respondo: Obviamente, nenhuma, pois são todas, sem exceção, fundadas em elucubrações fantasiosas (quando não são farsas premeditadas com fins abjetos, o que é bastante comum).

  548. Gorducho Diz:

    Vamos fazer os experimentos então, Dr., p/ver se existem médiuns? Eu agora já estou podendo viajar desde que não por tempos muito longos (i.e., que seja aqui no Brasil).
    Vamos fazer.
    Acredito que fosse do interesse da Casa coordenar, para se sair disso que bem diz o Sr. é uma discussão circular.
    Mas circular não por nossa iniciativa…

  549. Larissa Diz:

    Antônio, o Zen Budismo se submete.

  550. Vladimir Diz:

    Antônio disse: Eu respondo: Obviamente, nenhuma.
    .
    COMENTÁRIO: “Se algum dia a ciência provar que o Espiritismo está errado em determinado ponto, abandone esse ponto, e siga com a ciência” Allan Kardec

  551. Contra o chiquismo Diz:

    Vladimir Diz:
    JUNHO 19TH, 2015 ÀS 2:42 PM
    Contra,
    .
    POR QUE AO INVÉS DE FICAR TROLLANDO O DEBATE VOCÊ NÃO RESPONDE AS PERGUNTAS ABAIXO:
    Até agora estou aguardando…
    .
    .
    do mesmo modo que aguardo vc responder se o kardec era racista ou não. Vc afirmou , mas não vou procurar agora que não tem como afirmar q espiritos não existem.
    .
    .
    kardec pode ter tido boa reputação, mas cx tb tinha e isso não fazem deles pessoas corretas. Enganaram e enganam muitos com suas fantasias espiritóides. Isso é bonito? Não vejo diferença entre ser enganado pelo valdemiro santiago cheio de fazendas e milionário de forma suspeita ou pela dupla kardec-cx que são bonzinhos. Engano é engano.

  552. Vladimir Diz:

    Gorducho,
    .
    Vamos fazer os experimentos então, Dr., p/ver se existem médiuns?
    .
    COMENTÁRIO: Vamos, precisamos achar os cientistas, os médiuns, uma fundação que esteja interessada em financiar à pesquisa e por fim um periódico científico que queira publicar os resultados.

  553. Contra o chiquismo Diz:

    Não tem lógica debater com um ateu kardecista.
    .
    .
    o deus do kardec, do ESE que ele escreveu, é o mesmo do valdemiro santiago, dos chiquistas, do macedo e do papa francisco.
    .
    .
    Vladimir Diz:
    JUNHO 19TH, 2015 ÀS 2:37 PM
    Ah claro,
    .
    Todos os evangélicos acreditam em Kardec rs
    .
    .
    óbvio, evangélico é quem acredita nos 4 evangelhos, isso inclui os kardecistas, afinal kardec os usou para escrever o ESE.
    .
    .
    e quem acredita nos evangelhos, é crente (crê).
    .
    .
    vc confundiu protestante com espirita.

    .

    .
    por isso que a discussão com vc é circular marden.

  554. Vladimir Diz:

    Contra disse: do mesmo modo que aguardo vc responder se o kardec era racista ou não.
    .
    COMENTÁRIO: Já lhe respondi isso dezenas de vezes nesse blog, mas parece que você ainda não entendeu.
    Vou responder com LETRAS GARRAFAIS, para ver se facilita:
    .
    KARDEC ERA UM HOMEM DE SEU TEMPO. QUE USOU DA FRENOLOGIA PARA INTERPRETAR AS COMUNICAÇÕES MEDIÚNICAS.
    CONSIDERAR KARDEC RACISTA É O MESMO QUE CONSIDERAR UM HELENO, HOMOSSEXUAL.
    PORTANTO: ANACRONISMO

  555. Contra o chiquismo Diz:

    Corrigindo, tem como afirmar q espiritos não existem:
    tem como afirmar q espiritos existem.

  556. Vladimir Diz:

    Contra disse: o deus do kardec, do ESE que ele escreveu, é o mesmo do valdemiro santiago, dos chiquistas, do macedo e do papa francisco.
    .
    COMENTÁRIO: Aí que o Sr está redondamente enganado.
    Se o sr estudasse, veria que a Teologia Católica é uma, a Ortodoxa é outra, a Protestante é outra, e por fim a Teologia Neo Pentecostal é outra completamente diferente.
    .
    Portanto dizer que o “deus” de Kardec é o mesmo deus das teologias acima, só demonstra a sua falta de conhecimento com relação ao objeto de estudo.

  557. Contra o chiquismo Diz:

    Vladimir Diz:
    JUNHO 19TH, 2015 ÀS 3:11 PM

    .
    KARDEC ERA UM HOMEM DE SEU TEMPO. QUE USOU DA FRENOLOGIA PARA INTERPRETAR AS COMUNICAÇÕES MEDIÚNICAS.
    .
    .
    Interpretar???????? Não era um ditado de ‘espiritos’ superiores? Ele ‘codificou’ , não escreveu de próprio punho, não é q os kardecistas acreditam?

  558. Contra o chiquismo Diz:

    Vladimir Diz:
    JUNHO 19TH, 2015 ÀS 3:14 PM
    Contra disse: o deus do kardec, do ESE que ele escreveu, é o mesmo do valdemiro santiago, dos chiquistas, do macedo e do papa francisco.
    .
    COMENTÁRIO: Aí que o Sr está redondamente enganado.
    Se o sr estudasse, veria que a Teologia Católica é uma, a Ortodoxa é outra, a Protestante é outra, e por fim a Teologia Neo Pentecostal é outra completamente diferente.
    .
    .
    .
    Mas marden, todas essas correntes são baseadas nos 4 evangelhos: Marcos, Lucas, Mateus e João. Vc se faz de ignorante….

  559. Vladimir Diz:

    Contra disse: todas essas correntes são baseadas nos 4 evangelhos: Marcos, Lucas, Mateus e João. Vc se faz de ignorante….
    .
    COMENTÁRIO: O sr que continua ignorando o objeto de estudo. Todas elas partem do NT (e não somente dos evangelhos) porém a construção teológica que é feita em cada uma é completamente diferente.
    .
    Estude cada uma delas e verá como o Sr está completamente equivocado.

  560. Contra o chiquismo Diz:

    Marden, pq vc não faz essa prece pela gente que tá lá no ESE hoje a noite antes de dormir?

    .
    .
    Pelos inimigos do Espiritismo
    .
    Prece
    Senhor, vós nos dissestes nas palavras de Jesus, vosso Messias:
    Bem-aventurados os que sofrem perseguição por amor à justiça; perdoai
    aos vossos inimigos; orai por aqueles que vos perseguem. E Ele mesmo
    nos mostrou o caminho ao orar por seus martirizadores.
    Seguindo o exemplo de Jesus, Meu Deus, suplicamos vossa misericórdia
    para aqueles que desconhecem vossas divinas leis, as únicas que
    297
    podem assegurar a paz neste mundo e no outro. Como o Cristo, nós também
    dizemos: Perdoai-lhes, Pai, pois eles não sabem o que fazem.
    Dai-nos a força para suportar com paciência e resignação suas
    zombarias, injúrias, calúnias e perseguições como provas de nossa fé e
    de nossa humildade; desviai-nos de todo o pensamento de vingança,
    pois a hora de vossa justiça chegará para todos, e nós a esperaremos ao
    nos submeter à vossa santa vontade.

    .

    .
    .
    http://www.espirito.org.br/portal/download/pdf/ese/o-evangelho-segundo-o-espiritismo.pdf

  561. Vladimir Diz:

    Contra,
    .
    1º:Eu não sou o Marden.
    .
    2º: Eu não rezo.

  562. Contra o chiquismo Diz:

    Vladimir Diz:
    JUNHO 19TH, 2015 ÀS 3:21 PM
    Contra disse: todas essas correntes são baseadas nos 4 evangelhos: Marcos, Lucas, Mateus e João. Vc se faz de ignorante….
    .
    COMENTÁRIO: O sr que continua ignorando o objeto de estudo. Todas elas partem do NT (e não somente dos evangelhos) porém a construção teológica que é feita em cada uma é completamente diferente.
    .
    .
    .
    óbvio marden.

  563. Vitor Diz:

    Além da morte do médium, agora isso:

    http://g1.globo.com/minas-gerais/triangulo-mineiro/noticia/2015/06/tumulo-de-chico-xavier-e-danificado-e-filho-de-medium-fala-em-vandalismo.html

  564. Contra o chiquismo Diz:

    Óbvio, vc não reza. Eu falei em reza?
    Vc faz PRECES.
    E faz bonitinho com Sto Agostinho recomendou lá no ESE:

    .
    .
    .
    A FELICIDADE QUE
    A PRECE OFERECE
    Santo Agostinho – Paris, 1861
    23 Vinde, vós que desejais crer. Os Espíritos celestes vêm vos
    socorrer e anunciar grandes coisas. Deus, meus filhos, abre seus tesouros
    para vos dar todos os seus benefícios. Homens de pouca fé!
    Se soubésseis o quanto a fé faz bem ao coração e leva a alma ao
    arrependimento e à prece! A prece!

  565. Vladimir Diz:

    Contra disse: óbvio marden.
    .
    COMENTÁRIO: Contra, com sua intenção não é fazer uma debate sério e construtivo, peço a gentileza de ignorar as minhas postagens que eu farei o mesmo a partir de agora.
    .
    Grato!

  566. Contra o chiquismo Diz:

    Vitor Diz:
    JUNHO 19TH, 2015 ÀS 3:25 PM
    Além da morte do médium, agora isso:
    http://g1.globo.com/minas-gerais/triangulo-mineiro/noticia/2015/06/tumulo-de-chico-xavier-e-danificado-e-filho-de-medium-fala-em-vandalismo.html

    ..
    .
    .
    emmanuel tava dormindo…

  567. Contra o chiquismo Diz:

    Debate sério? Com kardecista ateu? Fala sério.

  568. Vladimir Diz:

    Larissa,
    .
    O último comentário que fez endereçado a mim eu respondi, mas devido a “trollagem” que ocorreu ele ficou lá em cima.

  569. Antonio G. - POA Diz:

    Vlad postou:
    Antonio disse: Eu não sou ateísta nem agnosticista. Sou racional. Permito-me pensar. E não tenho medo.
    .
    COMENTÁRIO: E o que isso quer dizer?
    Que não é religioso?
    .
    Então quer dizer que quem é religioso não é racional?
    Então todas as pessoas religiosas são “burras”?
    Mas se 97% da população do Planeta é religiosa, o Sr está afirmando que 97% dos seres humanos são “burros”?
    E só 3% são inteligentes? Eleitos? Especiais?
    >> R: Pensamento religioso é fantasia, magia. Não guarda boa relação com razão. Se 97% das pessoas são religiosas, então, sim, 97% das pessoas têm um “gap” na sua racionalidade. Discernimento falho. Eu não disse que as pessoas religiosas são burras. Eu não usei um termo deste naipe. Mas aceito bem a afirmação de que o grau de religiosidade é inversamente proporcional ao desenvolvimento intelectual de uma pessoa.
    .
    Isso não é Preconceito e Intolerância Religiosa?
    >>R: Não é preconceito. É apenas constatação.
    .
    Isso não é crime?
    >>R: Não. Não tenho intolerância. Jamais discriminei ou ataquei alguém por causa de sua condição de religioso. Tenho muito amigos e familiares religiosos. Não tenho pelas pessoas religiosas (as de boa-fé, bem entendido) qualquer manifestação de repúdio ou hostilidade. Sinto por elas apenas um sincero pesar.
    .
    Antonio disse: MEDO é a palavra-chave. É aí que tudo começa. E onde termina.
    .
    COMENTÁRIO: Talvez isso sirva para quem acredita num céu e inferno dantesco.
    Não é o caso hoje de muitas religiões, principalmente no caso do Espiritismo (falo do Kardecista e não Chiquista).
    .
    Nesse caso para todo Espírita Ortodoxo, a sua hipótese de Medo como motor da Religiosidade cai pro terra.
    >>R: Não, não cai. O medo é a base de TODO pensamento religioso. O espírita de qualquer corrente é um medroso por excelência. Vive a “atual encarnação” cheio de receios e preocupações sobre um improvável porvir. O Umbral é o inferno. Só que mais light. E é temporário.

  570. Vladimir Diz:

    Antonio disse: Mas aceito bem a afirmação de que o grau de religiosidade é inversamente proporcional ao desenvolvimento intelectual de uma pessoa.
    .
    COMENTÁRIO: Aí que o Sr equivoca-se duplamente.
    Primeiro porque é da natureza humana possuir o “Pensamento Lógico” e o “Pensamento Mágico”, assim como a Vigília e os Sonhos.
    Segundo porque não há quais indícios científícos que relacione religiosidade x capacidade cognitiva.
    .
    Antonio disse: É apenas constatação
    .
    COMENTÁRIO: Não é, é sim pré-conceito. E justifica-se pelo fato do Sr, se sentir “traumatizado” em relação a Religião.
    Mas não existe um estudo científico sequer que demonstre que pessoas religiosas tem menos capacidade cognitiva.
    .
    Antonio disse: O espírita de qualquer corrente é um medroso por excelência. Vive a “atual encarnação” cheio de receios e preocupações sobre um improvável porvir. O Umbral é o inferno.
    .
    COMENTÁRIO: Mas um Espírita Ortodoxo, não acredita em Umbral, isso é Chiquismo.
    E existem outras religiões que não se preocupam com o “Inferno” como o Zen Budismo.

  571. Contra o chiquismo Diz:

    Vladimir Diz:
    JUNHO 19TH, 2015 ÀS 3:43 PM
    .
    .
    E existem outras religiões que não se preocupam com o “Inferno” como o Zen Budismo.
    .
    .
    Testemunhas de Jeová tb. Tomara que elas batam na sua porta amanhã bem cedo.

  572. Vladimir Diz:

    Aliás Sr.Antonio,
    .
    Em meu trabalho conheço diversas instituições religiosas (principalmente evangélicas) que fazem um trabalho belíssimo na recuperação de adictos.
    .
    Por isso ao contrário do Sr, penso que na Sociedade Liquida que vivemos hoje (como diria Bauman) a Religião serve muito mais como apoio emocional para enfrentar as condições adversas da existência do que para “garantir” um pós-vida tranquilo.
    .
    Não é a toa, que a Teologia da Prosperidade, impera entre Católicos e Evangélicos

  573. Vladimir Diz:

    Contra,
    .
    Peço (novamente) a gentileza de ignorar meus comentários, e não “trollar” o debate.
    .
    Grato!

  574. Marciano Diz:

    1. Vladimir Diz:
    JUNHO 19TH, 2015 ÀS 1:50 AM
    Marciano disse: VLAD, se você admite que todo religioso é ateu quanto à religião do outro, por que não me permite uma religiãozinha a mais?
    Preciso de uma, dentre as centenas de milhares de passadas, atuais e futuras?
    .
    COMENTÁRIO:
    .
    Não há problema algum!
    .
    Não acreditar também é uma forma de crença, e não cientifica.
    .
    Infelizmente os Ateus Militantes “acham” que a posição deles é Cientifica.
    .
    E não é.
    .
    É apenas mais um modelo paradigmático de crença.
    .
    A única posição filosófica que poderia também ser científica em termos de crença é o Agnosticismo.
    .
    E entre Ateísmo e Agnosticismo existe um abismo imenso…
    .
    .
    COMENTÁRIO MEU: E não acreditar em todas as religiões dos OUTROS, é científico?
    Você mesmo admitiu que todos são ateus quanto às religiões dos outros.
    .
    .
    ANTONIO, you got a point.
    .
    .
    VLAD, voltando a você. Você está fazendo alguma pesquisa profissional sobre os limites da paciência?

  575. Vladimir Diz:

    Marciano disse: E não acreditar em todas as religiões dos OUTROS, é científico?
    .
    COMENTÁRIO: Marciano, a sua resposta já estava no comentário anterior:
    .
    <>
    .

  576. Vladimir Diz:

    “Não acreditar também é uma forma de crença, e não cientifica.”

  577. Vladimir Diz:

    “A única posição filosófica que poderia também ser científica em termos de crença é o Agnosticismo.”

  578. Gorducho Diz:

    Vamos, precisamos achar os cientistas
    Não caberá a nós vetar os representantes dos espíritas, mas eu imagino que o espiritismo possa produzir cientistas; o Professor é um…
     
    uma fundação que esteja interessada em financiar à pesquisa
    aí que entraria o Sítio… importante que não haja nenhuma exigência religiosa por detrás; nós não aceitaremos nenhuma restrição aos controles, exceto o constante no protocolo conjunto que será elaborado por nós e pelos cientistas espíritas.
     
    os médiuns
    aí é que parece que a “coisa pega”, não?
     
    e por fim um periódico científico que queira publicar os resultados.
    Os experimentos serão feitos, repetidos se “médiuns” existirem, e os periódicos se interessarão em publicar ou ficarão “de fora” dos acontecimentos. Correr atrás de periódicos pseudo-científicos só é um problema nessas “pesquisas” fajutas que envolvem estatística ou então aquelas que tentam legitimar o CX. A nossa não será assim.
    Vamos lá? Quem sabe o Sr. é convidado a integrar a representação dos espíritas?

  579. Gorducho Diz:

    Quanto ao túmulo do CX, quero crer que não tenha relação com a disputa pelo mercado de almas. Onde moro não pode-se ter nada no cemitério, até mesmo as letras de metal ordinário (nem sei bem do que fazem) arrancam.
    Mas é gravíssimo e perigoso isso das religiões…

  580. Marciano Diz:

    Gorducho, esses experimentos nunca sairão, por tibieza da bancada cética, a qual gosta das coisas bem nebulosas. Eles têm aversão a experimentos. O negócio deles é bla bla bla.
    Se eu estiver enganado (pena que não estou) e um dia sair o negócio, eu quero participar da elaboração dos protocolos e secretariar a bancada cética.
    Aceito você ou Montalvão como presidente.
    Espero contar com a colaboração do ANTONIO (vai ser difícil), do Contra (vai precisar se controlar para não fornecer munição à crentalhada), do Lunático, se ele quiser, e da Larissa, cum granu salis, porque ela é intelectualmente honesta, mas talvez ainda tenha um viés crente.
    Infelizmente, acho mais fácil aparecer um fantasminha diante de nossos olhos, nas nossas casas mesmo, ou talvez um lobisomem desembarcar de um disco voador bem na nossa porta, do que sair algum experimento, com a má vontade demonstrada pela bancada crente.

  581. Gorducho Diz:

    Após os primeiros resultados, o Polidoro e a turma dele seriam convidados. Se não viessem ficaria ridículo p/eles; ficariam desmoralizados.
    Mas o difícil mesmo vai ser eles acharem “médiuns” :mrgreen:
     
    Todo caso, os experimentos serão completamente transparentes, filmados na integra sem cortes por firma (proponho eu) de segurança. E o resultado será divulgado.
    Simples… e portanto inconveniente p/eles…
    Mas vamos ver: quem sabe a Casa se convence da conveniência de propor experimentos, fugindo à circularidade dos debates que, por falta de resultados empíricos produzidos por pesquisadores dotados de senso crítico e descomprometidos com a credulidade, torna-se escolástico.

  582. Gorducho Diz:

    By the way, aproveitando uma das citações do Dr., correlaciono à correta observação contida no verbete Modern Mediumship Research: Kelly and Arcangel do Sítio BARE NORMALITY em May 30, 2011:
    “If Kelly and Arcangel have found one or more real mediums then they should be able to present results from well designed experiments within the next few years. Of course, this has never happened in any similar situation in the past, so don’t hold your breath.”
     
    Então… que temos nesses 4 anos decorridos?,/b> Descobriram finalmente algum médium depois de Mrs. Piper?
     
    https://barenormality.wordpress.com/2011/05/30/modern-mediumship-research-kelly-and-arcangel/#comments

  583. Vladimir Diz:

    A fim de encerrar minha participação neste tópico, deixo algumas reflexões do Sr.Julio Siqueira, sobre Kardec e o Espiritismo:
    .
    “Uma impressão que sempre tive em minhas leituras das obras de Kardec, de modo claro e invariável, é a de que Kardec era um homem bom. E também, em grande medida, uma pessoa “resolvida” emocionalmente, pelo menos em muitos aspectos. É quase impossível (pelo menos para os meus olhos) identificar alguma passagem onde ele tenha incorrido em agressões diretas ou veladas motivado por rancores ou recalques mais ou menos inconscientes, como é tão comum vermos na talvez maioria de nós seres humanos. Seu discurso era moderado quanto às emoções e lúcido quanto à exposição e análise de fatos e fenômenos.”
    .
    “Igualmente, Kardec externava também idéias que hoje em dia seriam consideradas “racistas” com relação a povos indígenas e a povos negros em geral, apesar dessas idéias serem em sua época bastante comuns”
    .
    “Havia algo de altamente centralizador, arbitrário e autoritário na posição e na atuação que Kardec exercia em sua relação com o espiritismo francês, com a revista de divulgação do espiritismo Revista Espírita (a Revue Spirite, da qual foi criador, diretor, e dono), e com a Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas (da qual foi fundador e presidente).”
    .
    “Apesar disso, penso ser um grande erro desconsiderar tanto o trabalho de Kardec (e suas conclusões) como todo o trabalho realizado pelos espíritas kardecistas desde então. Como religião, o espiritismo kardecista constitui-se de um corpo doutrinário interessante e mesmo revolucionário em vários aspectos com relação às religiões ocidentais de meados do século XIX.”

  584. Gorducho Diz:

    É quase impossível (pelo menos para os meus olhos) identificar alguma passagem onde ele tenha incorrido em agressões diretas ou veladas motivado por rancores ou recalques mais ou menos inconscientes
    Rancor e recalque contra os materialistas…
    “Destruindo o materialismo, que é uma das chagas da
    sociedade” [...]
     
    lúcido quanto à exposição e análise de fatos e fenômenos.
    Acreditar que o personagem da mitologia católica Cristo aparentou caminhar sobre as águas para seu grupo de discípulos, e outras das historinhas dos católicos; ou em profecias; é sintoma de lucidez p/o Sr.?

  585. Gorducho Diz:

    Viu por que eu falei que ele não domina o tema?

  586. MONTALVÃO Diz:

    ./
    Olá gentem, passeando pelos arrebaldes parei para dar uma olhadinha nas novidades. O Gorducho está cada dia mais gor, digo, melhor: seus ‘reciocínios’ são de uma lindeza invejável. Diz ele que não sabe redigir, quisera eu não sabê-lo qual ele não sabe, o dito tem singular capacidade de sintetização, dom raro. Vai ver o professor que o pontuou negativamente não tivesse o nível avaliativo requerido para analisar esse estilo, em que com duas ou três frases consegue dizer tudo. O Toffo vai pelo mesmo produtivo caminho.
    .
    Marciano, saudades.
    .
    O Contra tá de volta, legal, ele tempera bem as discussões.
    .
    G-Poa, sujeito nota dez.
    .
    Vladimir Putin, cara bacana pra mais de metro, pena que não vê o que deve ser visto: que os mortos continuam escafedendo-se de dar provas ostensivas de que agem entre os vivos.
    .
    O Vitor continua o mesmo: sujeito honesto em suas ideias e pesquisador incansável: um dia se lhe abrirão os olhos.
    .
    Larissa, jóia preciosa, e não só esteticamente, pois lucubra férteis considerações ponderativas. Quem bulir com ela mexeu comigo.
    .
    Agora, coisa curiosa de elevada curiosidade: o assunto em pauta foi discutido perfunctoriamente, o grupo deu rumo às conversas dentro do que considera mais conversável e deixou a questão pendente de deliberação. Isso é bom e mau: bom porque demonstra personalidade dos envolvidos; mau porque não resolve o tema proposto (ou, pelo menos, lhe aponta solução). E não me parece ser difícil elucidá-lo: um caso bem bunda-seca, em que os protagonistas ou morreram sem ser devidamente entrevistados, ou sumiram-se no mundão de Deus. Nem é caso anedota, é verdadeira piada. Uma frase do Rudolf Smit dá bem a dimensão das “provas” de que EQMs seja os que místicos e deslumbrados dela dizem: “UM DOS EXEMPLOS MAIS NOTÁVEIS DE HISTÓRIAS DE UMA EXPERIÊNCIA QUASE MORTE É O RELATO DE UM PACIENTE CLINICAMENTE MORTO, CUJA DENTADURA FOI REMOVIDA DE SUA BOCA ANTES DA REANIMAÇÃO, E QUE SE PERDEU DESDE ENTÃO.”
    .
    Esse “exemplo notável” quer ser demonstrativo de que almas pulam de seus corpos para, de fora, assistirem camaroticamente os acontecimentos e, noutros casos, podem dar passeadinha pelos jardins do paraíso e voltar para afiançar que é tudo verdade…
    .

    Comparem a frase acima do Smit com a sábia reflexão de Woerlee:
    .
    “EXPLICAÇÕES SOBRENATURAIS OU PARANORMAIS NÃO SÃO NECESSÁRIAS PARA EXPLICAR O QUE AQUELES QUE PASSARAM POR EQMS DURANTE A REANIMAÇÃO DA PARADA CARDÍACA VIVENCIAM. Nem são necessárias explicações tais como a de uma alma ou de uma mente que existe separadamente do corpo. O funcionamento do organismo prevê a incidência de EQMs ocorrendo durante a reanimação cardíaca, bem como explica cada experiência vivida durante as tais EQMs. O funcionamento do corpo, juntamente com leis físicas naturais, explicam todos esses fenômenos. Todas estas coisas reduzem a probabilidade de que a EQM seja uma manifestação da realidade de uma mente invisível e imaterial capaz de se separar do corpo. Mesmo assim, essa explicação só pode ser considerada uma explicação alternativa. Afinal, uma mente invisível e imaterial capaz de se separar do corpo também pode ser a explicação para as EQMs, mesmo que ela não possa ser sentida ou detectada de forma alguma, e de modo algum prediga a incidência ou a natureza das experiências relatadas.
    No entanto, a explicação física da gênese da EQM em nada reduz a intensidade ou a natureza profunda da mudança de vida destas experiências. A EQM é uma experiência humana lembrada intensamente que ocorreu durante um período em que a própria existência das pessoas sujeitas à experiência está ameaçada. É uma experiência cuja natureza nos diz muito sobre os recessos mais profundos da psique humana individual e coletiva, bem como os aspectos mais maravilhosos do funcionamento do veículo da mente humana, o corpo humano.”
    .
    Creio que faltou apenas Woerlee lembrar aos interessados que essas experiências são exceções no universo dos que se recuperam de situações de morte iminente. É quase igual aos casos de Stevenson, que teria colecionado quase três mil relatos de lembranças reencarnativas (a maioria fraquinhos) como se isso fosse expressivo diante dos milhões de nascimentos sem quaisquer lembranças.
    .
    Então, meu amigo de Marte, não mais comento aqui por desnecessário, significa repetir milhares o mesmo, ou seja: 1)espíritos não comunicam porque não dão provas de suas presenças, e os mediunistas fogem de tais experimentos; 2) EQMs não são experiências espirituais, visto serem bem explicadas materialmente; 3) o Espírito Santo não visita os templos carismáticos por que… bem, essa nem merece comentários…; 4) espíritos não obsediam nem possuem corpos humanos, uma vez que almas desencarnadas, se existem, não atuam na natureza. Falou Moi.
    .
    Por outro lado, meu caro red planet, sua proposta de fundarmos religião e lucrarmos honestamente com ela não foi por mim desprezada. Estou apenas esperando que a Amazônia se transforme num deserto, o que não deve demorar, para reivindicar posse da área e ali construir um templo. Se Macedo reerigiu o prédio de Salomão, erguerei o templo de Deus. Uma área (construída) de 3.000.000m2. Sua torre tocará o céu e residirei no último andar, bem perto do divino, que é pra ficar com ele em linha direta. De lá comandarei meu (nosso) império da fé. Nos porões da obra cavarei masmorras ao vício, onde habitarão Macedo, Malafaia, cantores gospel, Panceiro, RRSuarez, Lula e corja, etc., todos juntos, em quarto sem banheiro. Depois, se voltar a esse espaço, dou detalhes da obra, não o faço agora porque ainda é segredo, senão vão e roubam nossas ideias.
    .
    Voltando ao Woerlee e a EQM maluca que analisou. O caso todo se prende no testemunho de um tal de TG que seria o enfermeiro protagonista dos acontecimentos (foi quem teria retirado da boca banguela a dentadura e foi visto “de cima” pelo quase-morto). O principal personagem, aquele que teria vivenciado a experiência, nunca apareceu para, pelo menos, dizer que a história é como foi contada (o que não mudaria muita coisa). Dizem que morreu, vez que TG teria visto seu obituário num jornal. Não desesqueçamos que nem o TG apareceu…
    .
    Então, um relatozinho bem chinfrim, que Titus Rivas superexaltou, dá a dimensão dos malajambrados corroborativos da vida além, e de almas saltando de seus envólucros carnais, que místicos querem produzir com historietas das chamadas experiências de quase morte. O admirável nisso tudo é que o Woerlee tenha resolvido perder tempo com tal baboseira. Mas, ainda bem que o fez, pois é preciso que alguns bem formados deem explicações técnicas, o que inibe (um pouco) a inimaginável imaginação dos crentes em transformar banalidades em fatos extraordinários.
    .
    Tchau para todos, o prazer foi meu. Volto aos planos da igreja do grandioso eterno e perfumado (que é como a denominarei), projeto que me está tomando todo o tempo.
    .
    Beijos nas rechonchudas.

  587. Larissa Diz:

    Ele voltou!!!
    Montalva, vc faz falta!

  588. Marciano Diz:

    Montalvão, se ainda estiver lendo, saiba que as saudades são mútuas e não se esqueça de manter contato, ainda que seja pelo face.
    Aquele abraço, amigão.

  589. Vitor Diz:

    “E não me parece ser difícil elucidá-lo: um caso bem bunda-seca, em que os protagonistas ou morreram sem ser devidamente entrevistados, ou sumiram-se no mundão de Deus. Nem é caso anedota, é verdadeira piada. ”
    .
    Infelizmente o falatório do Montalvão continua altamente desarrazoado (não só nesse trecho como em outros). Algumas coisas parece que só outra vida para resolver…

  590. Gorducho Diz:

    Prótese por (necessidade de) prótese, pena que o AMo não analisou o caso do espírito perneta. Eu pessoalmente achei mais interessante e rico :(

Deixe seu comentário

Entradas (RSS)