UM RELATO PESSOAL: MINHAS EXPERIÊNCIAS EM SESSÕES MEDIÚNICAS, por Valter da Rosa Borges

O Sr. Valter da Rosa Borges é o fundador do Instituto Pernambucano de Pesquisas Psicobiofísicas. No final da década de 1950 e início da de 1960, participou de sessões de efeitos físicos e  obteve uma experiência impressionante. Para o seu relato, clique aqui.

87 respostas a “UM RELATO PESSOAL: MINHAS EXPERIÊNCIAS EM SESSÕES MEDIÚNICAS, por Valter da Rosa Borges”

  1. Gorducho Diz:

    O grupo ficava em semi-círculo, conversando assuntos espirituais e ouvindo música clássica de dois discos de vinil, que tinham o título “Música à Luz da Oração”.
    [...]
    Depois da fala do “Espírito”, Temístocles ligava a radiola, que ficava ao lado dele e, a partir daí, começávamos a conversar, ouvindo música, em um ambiente tranquilo e relaxante. A nossa ansiedade em ver os fenômenos foi, várias vezes, severamente censurada por João, porque, segundo ele, afetava o trabalho mediúnico da equipe espiritual.
    [...]
    João dizia que, quanto mais “vibrássemos”,
    mais ajudaríamos na produção dos fenômenos, o que, de fato, acontecia. Por isso, nos solicitava que fizéssemos preces fervorosas para obtermos esse resultado
    .
     
    São as técnicas bem conhecidas para distrair e desconcentrar a plateia. Se não me engano a Florrie também usava essa técnica, mas o Crookes evita comentar – só em algumas anotações registra – para não dar margem aos opositores. Mas não tenho certeza absoluta – depois vejo isso.
    O nosso experimento vai ser bem simples:
    1 câmara IR focando os pés;
    1 frontal ao “médium”;
    1 superior (no teto acima).
    Se os representantes dos Crentes no experimento quiserem orar, não tem problema.
    Se o médium exigir um crucifixo pendurado na parede para ajudar a atrair os bons espíritos, não tem problema.
     
    By the way: esse espírito João… acho que conheço :mrgreen:

  2. Vitor Diz:

    Em 2006, o sr. Valter me disse:
    .
    Do grupo, já faleceram Temístocles (?), Márcio (?), Edésio (1933-1995) e Maria José (1931-2005). Sônia já está com mais de 80 anos e reside no bairro de Casa Forte, no Recife.

  3. Gorducho Diz:

    E?
     
    Agora numa boa mesmo, sem provocação implícita. Como o Sr. – ou Analista Marciano se lobrigar esta… – traduziria o negrito?
    Estou preparando uma homenagem especial p/o Dr…
    Now we realise that we are approaching Venus.
    We pass on still in this delightful atmosphere. Now our eyes are open and we see insects of all kinds and descriptions, birds of every known species
    .

  4. Gorducho Diz:

    Agora passamos tranquilos nessa deliciosa atmosfera (?)
    Não fica bem…

  5. Gorducho Diz:

    Agora passamos quietos por essa deliciosa atmosfera (?)

  6. Vitor Diz:

    “E?”
    .
    Só um complemento relativo ao destino das personagens. Sobre a tradução, talvez “Seguimos o nosso caminho/em frente, ainda nesta deliciosa atmosfera”

  7. Gorducho Diz:

    Não sei…
    O Sr. já sabe do que se trata, mas p/o Dr. será uma surpresa. Então se ele não fizer novas provocações, vou deixar passar – guardo isso aqui como arma…

  8. Contra o chiquismo Diz:

    Os “raps” na escuridão eram violentos, deslocavam-se pela sala, e aumentavam de intensidade, quando nos entusiasmávamos. João dizia que, quanto mais “vibrássemos”…

    //
    //
    É O “BOM GÊNIO JOÃO” DO PROFESSOR!!

    //
    //
    É ele mesmo o produtor de ‘raps’, o mesmo ‘rap’ que o professor ouviu e o mesmo ‘bom gênio’ que o escolta pela passagem terrena.

  9. Gorducho Diz:

    Eu sabia que CoC ia se flagrar :lol:
    Viu como ele existe mesmo?

  10. Contra o chiquismo Diz:

    O professor é “medium”?

  11. Borges Diz:

    Este relato do meu xará agregaria mais robustez se os outros participantes dos eventos tivessem deixado seus testemunhos por escrito.
    Com tantos médiuns famosos hoje, produzindo obras literárias supostamente emanadas do além, cabe indagar porque não se colocam à disposição da ciência para comprovarem a veracidade do que transmitem.
    Penso que se pode explicar separadamente cada fenômeno paranormal como sendo alheio ao mundo espiritual, porém, quando se deseja uma única explicação para todos eles, a idéia da existência de espíritos ganha muita força.
    Obrigado

  12. Gorducho Diz:

    O professor é “medium”?
     
    Que eu saiba sim.

  13. Marciano Diz:

    Desculpem minha ignorância em assuntos esotéricos. Alguém aí poderia me explicar o que é “vibrar”?
    Os dicionários não ajudam:
    .
    verbo
    transitivo direto e intransitivo
    1 fazer trepidar ou trepidar; fazer estremecer ou estremecer; tremer
    Exs.: o solo arenoso vibrava a carroceria do caminhão
    sem controle, seus lábios vibravam
    intransitivo
    2 Derivação: sentido figurado.
    fazer-se sentir intensamente
    Ex.: as juras do namorado ainda vibram no coração da moça
    transitivo direto e intransitivo
    3 fazer tremular ou tremular; oscilar, balançar
    Exs.: os torcedores vibravam as bandeiras
    as flâmulas vibravam ao vento
    intransitivo
    4 sentir ou demonstrar grande alegria ou entusiasmo
    Ex.: a torcida vibrou com a vitória
    transitivo direto
    5 mover com força ou repetidamente; agitar, brandir
    Exs.: v. a arma
    v. a borduna
    transitivo direto e bitransitivo
    6 desferir, lançar, atirar
    Exs.: v. um soco
    vibrou-lhe uma pedra
    transitivo direto
    7 tanger, dedilhar (instrumento musical, corda)
    transitivo direto e intransitivo
    8 emitir ou fazer-se ouvir (um som); soar
    Exs.: o pássaro vibrou um canto
    .
    vibrar
    [Do lat. vibrare.]
    Verbo transitivo direto.
    1.Agitar, brandir:
    Os guerreiros vibravam a arma;
    “Quem vibra o tacape / Com mais valentia?” (Gonçalves Dias, Obras Poéticas, I, p. 23).
    2.Fazer tremular ou oscilar.
    3.Deslocar, mover.
    4.Pulsar, dedilhar, tanger, ferir:
    vibrar um instrumento de corda.
    5.Fazer soar:
    “E a cotovia …. / Vai pelo ar um cântico vibrando” (Guerra Junqueiro, A Morte de D. João, p. 331).
    6.Comunicar vibrações, trepidações, a; fazer trepidar:
    A estrada mal conservada vibrava o automóvel.
    7.Lançar, arremessar:
    O lutador vibrava golpes a esmo.
    8.Comover, abalar.
    Verbo transitivo direto e indireto.
    9.Arremessar vibrando:
    Vibrou-lhe uma pedra.
    Verbo intransitivo.
    10.Entrar em vibração; estremecer, abalar:
    Com os abalos sísmicos, os alicerces do edifício vibraram.
    11.Bater, pulsar.
    12.Produzir sons; soar; ecoar:
    “Súbito um grito vibrou longo e agudo.” (Coelho Neto, Rei Negro, p. 108.)
    13.Ter som claro e distinto.
    14.Sentir tremura, estremecer; tremer.
    15.Produzir vibração ou trepidação; trepidar:
    O veículo vibra na rua mal pavimentada.
    16.Manifestar alegria, felicidade intensa; entusiasmar-se.
    .
    vi.brar
    v. 1. Tr. dir. Agitar, brandir. 2. Intr. Sentir ou receber vibrações. 3. Tr. ind. e intr. Estremecer, palpitar. 4. Tr. ind. e intr. Sentir comoção; comover-se. 5. Intr. Tanger, tocar. 6. Intr. Produzir sons. 7. Intr. Ter som claro e distinto. 8. Tr. dir. Desferir.
    .
    .
    Como é que a gente faz para “vibrar” com espíritos?
    .
    .
    .
    1. Vitor Diz:
    MAIO 8TH, 2015 ÀS 10:56 AM
    Em 2006, o sr. Valter me disse:
    .
    Do grupo, já faleceram Temístocles (?), Márcio (?), Edésio (1933-1995) e Maria José (1931-2005). Sônia já está com mais de 80 anos e reside no bairro de Casa Forte, no Recife.
    .
    Gorducho Diz:
    MAIO 8TH, 2015 ÀS 11:16 AM
    E?
    .
    COMENTÁRIO:
    E, sendo assim, pelo menos 4 médiuns já viraram espíritos desencarnados e podem nos fornecer provas de sua existência ultramundana diretamente.
    .
    .
    .
    GORDUCHO: Em outros tempos, eu traduziria assim:
    .
    “Nós seguimos tranquilamente (no sentido de quietude) nessa deleitante atmosfera”.
    .
    Hoje, traduzo assim:
    “Nós seguimos tranquilamente nessa aprazível atmosfera”.
    .
    .
    O problema é que essa aprazível atmosfera tem pressão 92 vezes maior do que a da Terra, 462 graus centígrados em média, na superfície, ventos de 300km/h, o que, com essa pressão, é muito pior do que água a 1000 km/h.
    .
    O inferno de Dante é fichinha perto disso.
    .
    .
    .
    A ideia de espíritos ganharia muita força se um deles se manifestasse perante mim.

  14. Gorducho Diz:

    Adotarei seguimos tranquilamente nessa aprazível atmosfera; mas só se o Dr. fizer novas provocações.
    Depois eles muito relutantemente, dada a aprazibilidade climática de Vênus, vão pro Sol…
    Mas paro cá por enquanto…
     
    Vibrações: bom tema. Verei se descubro a origem, i.e., se o Mesmer falava em vibrações do fluído universal, &c.
    Mas no caso do anjo João o que ele pede é que os circunstantes fiquem agitados, orando e conversando. Era uma regra básica p/distrair e gerar ruído para disfarçar os dos preparativos para a montagem do espírito materializado. A Florrie fazia isso, só que o Crookes não menciona pois sabia que seria mais um motivo de ridículo perante o Stokes e os outros.

  15. Marciano Diz:

    Gorducho, esqueça-se de tudo o que eu disse quanto a Vênus ser um inferno. Lá é o paraíso mesmo, desde que comparado ao Sol.

  16. Vladimir Diz:

    Gorducho: Estou preparando uma homenagem especial p/o Dr…
    .
    COMENTÁRIO: Grassouillet, sinto lhe desapontar mas o “controle” Walter Scott não era um espírito.
    .
    Era apenas uma personificação inconsciente criada pela médium.
    .
    Isso os próprios pesquisadores da SPR estavam conscientes.
    .
    O mesmo ocorre com o Dr.Phinuit e com a Feda de Osborne.
    .
    O Alan Gauld relata tudo isso no livro dele.
    .
    Só não vou transcrever aqui pois estou sem tempo agora.
    .
    Mas dê uma olhada no livro do Gauld.
    .
    By the way, afim de “desarmar” outra bomba; os pesquisadores da SPR também estavam “conscientes” sobre a “leitura fria” que os médiuns faziam, a qual chamavam de “fishing”.
    .
    Ainda assim com “fishing”, “controles” imaginários, os fenômenos psi ocorriam de forma que convenceram a maior parte dos eminentes membros da SPR (inclusive o prestidigitador Hodgson) da veracidade de tais fenômenos.
    .

  17. Vladimir Diz:

    Gorducho,
    .
    Sem sacanagem implícita, você leu o livro do Gauld? Inteiro?
    .
    Leu o da Rosalind Heywood?
    .
    Leu os do Michael Tynm?
    .
    Leu o relatório de mais de 100 páginas que o Andre Soares fez?
    .
    Eu duvido que um pesquisador honesto que ler esse material, não vai no mínimo ficar com “duvidas” a respeito da realidade dos fenômenos psi…
    .
    Ah propósito vou um pouquinho mais longe nas conjecturas (e se o Administrador me permite) você realmente acha que um pesquisador como Vitor, que foi um dia Chiquista, e depois Kardecista, e hoje é somente “Spiritualista”, se realmente encontrasse “inconsistências” gritantes nas pesquisas da SPR, não teria as teria largado também?
    .
    O meu caso é o mesmo. A diferença é que o Vitor deve estar nessa “trilha” há uns 10 anos e eu há 2.
    .
    Eu não tenho o menor problema de um dia chegar e dizer: Bom virei Materialista e “Cético”.
    .
    A questão é que não dá.
    .
    Existem demasiados EVIDÊNCIAS, apontando para a direção contrária.
    .
    Isso não quer dizer que Kardec estava certo, o CX, a Othilia, Ederlazil e cia.
    .
    É preciso separar o “joio” do “trigo”.
    .
    Eu não fui “criado” em ambiente Kardecista, (e sim Católico) abracei o Kardecismo no inicio da vida adulta, e hoje já não tenho mais nenhuma religião.
    .
    Mas não vou negar os fenômenos anômalos que encontro.
    .
    Meu compromisso com a VERDADE e com a CIÊNCIA, é maior do que qualquer crença religiosa.
    .
    Portanto reitero que se provarem “fraude” ou incompetência nas pesquisas da SPR vou ser o primeiro a jogar tudo na lata do lixo.
    .
    Só não me venha com os livros do Gardner, Dawkins e Cia…rs
    .

  18. Contra o chiquismo Diz:

    “Vladimir Diz:
    MAIO 9TH, 2015 ÀS 7:50 AM

    .
    Isso os próprios pesquisadores da SPR estavam conscientes.
    ///
    //
    /

    Prefeito Lumpkin , aka O Circular or “Zé SPR”.

  19. Vladimir Diz:

    Ah propósito em relação ao Crookes, minha opinião é a mesma da maioria.
    .
    Sorry Professor rs
    .
    Separando o “joio” do “trigo”…

  20. Gorducho Diz:

    Sem sacanagem implícita, você leu o livro do Gauld? Inteiro?
    Leu o da Rosalind Heywood
    ?
     
    Não Dr.: vou ler. Indique os títulos.
     
    Leu os do Michael Tynm?
    Não Dr.: aplico melhor meu tempo lendo as obras do Divaldo. Estou lendo o Nas Fronteiras da Loucura. É escrito por um colega seu (de profissão não de especialidade, claro).

  21. Gorducho Diz:

    Quem é esse André Soares?

  22. Gorducho Diz:

    Está certo, Dr.: nunca vou criticar alguém que se proponha a pesquisar. Eu brinco p/dar-lhe corda: sou só graduado mas tenho conhecimento prático de metodologia científica e já trabalhei parcialmente – i.e., não especificamente mas como parte do conjunto de atividades correspondentes ao emprego – em laboratórios. Sei perfeitamente como funciona, sem as encheções de linguiça dos excessos de citações que caracterizam os trabalhos acadêmicos.
    Mas então por que isso não existe mais? Tanto é que a parapsicologia reconheceu o fato, e para sobreviver e seguir conseguindo verbas, embarcou nessa sandice da estatística?
    Mudaram as “leis” da natureza nesses 104 anos?

  23. Contra o chiquismo Diz:

    Po Gorducho.. a parte da TARRAFA LUMINOSA que resgata almas das regiões das trevas é a melhor!

    /
    //

    E o policial que pegou os meliantes que iam roubar a mulher??? Foram os ‘espiritos’ que avisaram ao policial que tinha ladrão logo a frente…

    /

    /

    Bem que todos policias poderiam ser ‘mediuns’ , seria mais eficiente do que a visão de raio X do super homem…

    //

    /
    Próximo edital para concurso da policia:
    1) ser ‘medium’
    2)…
    3)…

  24. Gorducho Diz:

    Esse livro deve ser o manual de cabeceira dos psiquiatras chiquistas!
    Que não é seu caso, Dr., bien entendu.

  25. Gorducho Diz:

    Esse artigo Dr., reflete perfeitamente minha opinião acerca da parapsicologia…
     
    http://www.lospiritismo.com/storia/dallo_spiritismo_alla_parapsicologia.html

  26. Gorducho Diz:

    Ou seja, nessa parte :mrgreen: visto que o artigo é de confissão espírita e o espiritismo então todos concordamos que não existe:
    Intanto, mentre la Parapsicologia, rinnegando le sue origini, tenta, pateticamente e, come era logico prevedere, miseramente fallendo, di trasformarsi da Scienza per l’osservazione e lo studio delle facoltà dell’animo umano in sterile e fredda serie di numeri statistici

  27. Gorducho Diz:

    E tem mais Dr., veja que a coisa não evolui: isso não é e nunca será ciência. A descrição do escritório do DT era atribuída por ele ao pai via Feda. Se não é porque vocês (o Sr…) já admitem que não são espíritos. Então o que permite que essa descrição seja feita?
    É desdobramento astral do “espírito” do “médium” mas porém o qual nem sabe que se desdobra e vai ao local teleguiado pelo que.
    Vocês estão então mais atrasados cientificamente que a pitonisa, a qual atribuía ao Ἄπλουν as informações: ou seja a um ser quase tão evoluído quanto o Dr Bezerra dos chiquistas. Pelo menos é um modelo testável. Vocês têm o que? Magia?

  28. Marciano Diz:

    Gorducho, não adianta.
    As pessoas podem ser classificadas em pelo menos 3 grupos.
    Aquelas que não têm o gene da crença (digo gene à falta de uma identificação da real causa; pode até mesmo ser um grupo de genes), como eu, por exemplo.
    .
    Aquelas que tem o “gene” atenuado, como o restante da bancada cética. Eles nascem com tendências a acreditar em coisas estranhas. Absorvem do meio cultural e da família as crendices, mas conseguem raciocinar. Com o tempo, vêem que foram iludidos e não caem em novas armadilhas, ficando como que vacinados contra crenças estranhas.
    .
    E tem aquelas que nasceram para acreditar em coisas estranhas, mas são dotadas de capacidade de raciocínio. Abraçam uma crença e depois de estudá-la profundamente, vêem que estavam sendo feitos de bobos. Não satisfeitos, abandonam a crença para substituí-la por outra. Ficam alguns anos estudando a crença (mais para uns, menos para outros), até desencantarem-se com esta também, mas sua necessidade de acreditar em coisas estranhas é muito forte. Elaas precisam conhecer “segredos” que as tornem especiais, pertencentes a um pequeno grupo que “sabe” as “verdades” ignoradas pelos demais. É o caso de Vitor e Vlad. Estes não têm remédio, estão fadados a acreditar em alguma coisa estranha o resto de suas vidas. Trocam quantas vezes for necessário.
    .
    Existe ainda um quarto grupo, o qual eu nem pretendia mencionar, mas são os idiotas que agarram-se à primeira porcaria que seu ambiente cultural e sua família lhes ensinar e não mudam nunca mais.
    .
    Veja que o Vlad confessa que mudou de crença há cerca de dois anos.

  29. Marciano Diz:

    Esqueci-me de dizer que a bancada cética é composta por apenas um do primeiro grupo, que sou eu. O restante da bancada está no segundo grupo. Teve uma ou mais crenças e abandonou-as de vez.
    .
    A bancada crente tem aqueles que já tiveram uma ou mais crenças, abandonaram-na e continuam com outra, sabe-se lá por quanto tempo, quando adquirirão um nova revelação, assim sucessivamente, até o fim de suas vidas.
    .
    De vez em quando aparece um idiota que defente a primeira crença que aprendeu por mero acaso, o de ter nascido numa determinada época, num certo local, e que vai defender os absurdos que lhe ensinaram até o fim de suas vidas.

  30. Marciano Diz:

    Para dizer a verdade, acho que sou um mutante, pois não conheço mais ninguém no blog ou fora dele que NUNCA, nunquinha, acreditou em bobagens.
    Devo ser marciano mesmo.

  31. Marciano Diz:

    Ainda criança, no início de minha vida escolar, cheguei a duvidar de matemática.
    A aritmética que era ensinada por professores cretinos fazia com que parecesse apenas com quebra-cabeças de revistas de palavras cruzadas, devidos aos absurdos do exemplos e dos cálculos citados em sala de aula.
    Com o estudo da física QUANTITAVA foi que comecei a ver que matemática era uma coisa séria.
    .
    Aquele negócio de pedreiros que constroem um muro em determinado tempo e de quintais que tinham tantos pés e tantas cabeças afigurava-se-me como perfeita estutícia, o que realmente é.
    .
    O tempo da construção de um muro não depende exclusivamente da quantidade de pedreiros, mas de muitas variáveis, inclusive existindo uma quantidade de saturação de pedreiros, sem contar o tempo de secagem de cimento, etc.
    .
    Para saber quantos bípedes e quadrúpedes existem num quintal, podemos contá-los, sem qualquer necessidade de sistemas de equações do primeiro grau.
    .
    Já para calcular a velocidade (em relação ao vento), a aerodinâmica (resistência ao ar) de uma aeronave, sua massa, o ângulo de ataque, o gradiente de resistência do ar, que é função da velocidade, etc., aí sim, precisamos de matemática de verdade.

  32. Marciano Diz:

    Eu nasci duvidando de tudo, até provas em contrário.
    Continuo assim até hoje.
    Como a maioria das alegações é mentirosa mesmo, parto do princípio de que são falsas, até prova em contrário.
    Algumas coisas, por serem incompatíveis com verdades estabelecidas, ficam claras tratarem-se de mentiras mesmo, daquelas completamente insuscetíveis de qualquer prova, como máquinas de moto perpétuo, por exemplo.
    Outras, pela própria natureza de existirem explicações estapafúrdias para o mesmo fenômeno, todas conflitantes, podem ser descartadas prima facie.

  33. Marciano Diz:

    Estou disposto a fazer uma reforma radical em minha maneira de pensar, se algum dia fizermos nossos experimentos e fantasmas materializarem-se, pensamentos forem transmitidos através da mente, alguém ler meus pensamentos, adivinhar o que estou pensando (lembram-se da música alemã do Phelippe?), algum fantasma que conheci vier conversar comigo e eu tiver certeza de que minha saúde está em perfeitas condições.
    Se algum fantasma, médium, paranormal, ET, ou anãozinho gigante estampar aqui uma de minhas senhas bancárias, considerar-me-ei convertido.
    .
    Alguém se atreve?
    Pode ser algum hacker também, tratarei com caso paranormal.

  34. Marciano Diz:

    Tratarei COMO caso paranormal, isto porque não acredito que um hacker seja capaz de estampar uma de minhas senhas aqui no blog.

  35. Marciano Diz:

    Vamos lá, crentalhada.
    É fácil para um paranormal ou um espírito.
    Poderia ser, por exemplo, “9djls8Ad89″.
    Ninguém aí é capaz de uma coisa tão simples?

  36. Marciano Diz:

    Enquanto ninguém conseguir o feito, continuarei idolatrando a gostosa Isis, enquanto fico de olho na virgem Maria.

  37. Contra o chiquismo Diz:

    Gorducho e o livro do dr bezerra, A Loucura sob um novo prisma? Sabe algo sobre ele? Tem uma parte que parece que fala de materialização…

  38. Contra o chiquismo Diz:

    Vamos fazer o seguinte: tenho um livro aberto na pág 20 aqui próximo ao computador onde digito, está em cima da sapateira.

    //
    //
    O desafio é:
    quero apenas a 1ª frase que está na pag 20.
    //
    //

    A frase começa um parágrafo na pág 20 e termina na 2ª linha com um ponto.
    //
    //
    Não dou 1 milhão como o Randi, mas dou uma caixa de Bis – (tou viciado em Bis) – ao ‘médium’ aí que acertar.

    //
    //
    O professor sendo ‘medium’, tá desafiado.

    //
    o dr Vlad Circular ZÉ SPR sendo crente e não sendo ‘medium’, tá desafiado tb, basta a ele recorrer a um ‘medium’ de confiança e dizer qual a frase.
    //
    //
    pode ser terceirizada essa atividade, podem contactar os ‘médiuns’ de vossos centros ‘espiritas’ para tal desafio.

    //
    //
    não quero o título do livro e nem o autor, apenas a 1ª frase que abre o parágrafo da pág 20. Está aqui aberto o livro em cima da minha sapateira e ficará aqui até o próximo sábado 16/05/2015 até as 12:00.
    //
    //
    valendo uma caixa de Bis. Esse aqui:

    //
    //

    http://www.lacta.com.br/public/upload/chocolates/bis_1.jpg

  39. Contra o chiquismo Diz:

    Desafio do Randi x Desafio do Contra. Ninguém ganhou 1 milhão e ninguém vai ganhar a caixa de Bis.

  40. Gorducho Diz:

    Tem no Autores Espíritas Clássicos. Mas é escrito pelo MAX (Dr. Bezerra vivo), de sorte que não deve ser demasiado cômico.

  41. Gorducho Diz:

    E tem aquelas que nasceram para acreditar em coisas estranhas, mas são dotadas de capacidade de raciocínio. Abraçam uma crença e depois de estudá-la profundamente, vêem que estavam sendo feitos de bobos. Não satisfeitos, abandonam a crença para substituí-la por outra.
     
    Exato: é o caso do Dr. e da Administração. Como são inteligentes, foi-lhes impossível continuar sustentando a existência do espiritismo. Aí apagaram-se no vale-tudo mágico onde não há postulado nem modelo algum, nem possibilidade de testes objetivos para a Crença.
    É bem como disse ontem o Professor no RéV:
    A fé é uma crença em algo que nos faz sentir bem conosco mesmo. Normalmente ela não exige comprovação. O mecanismo dela é: crê-se primeiro e DEPOIS é que se buscam os elementos que podem ser usados para “comprová-la”
    .

  42. Sanchez Diz:

    O artigo apresenta um relato interessante sobre um tipo de fenômeno que já não se vê mais. Achei que o post anterior iria render bastante comentário, pois reunia em resumo as pesquisas em torno do paranormal. Perdeu-se uma bela oportunidade através do texto do ultimo post revisar sobre os episódios e pesquisas com médiuns desde as pesquisas da SPR até hoje.

  43. Gorducho Diz:

    Pois é isso mesmo: não se vê mais porque… tcham! tcham! tcham!… nunca existiu!
    Quando foram inventadas as câmaras IR a produção do “fenômeno” ficou inviável. Não adianta mandar a plateia orar, cantar, colocar a vitrola no volume máximo, nem apagar a luz.
    Simples.

  44. Gorducho Diz:

    Não precisa trancar o “médium” numa jaula, atar nem nada. 3 câmaras IR em ângulos adequados, e 1 no ambiente da assistência p/impedir que eventuais cumplices atuem e… c’est fini.

  45. Gorducho Diz:

    Tanto que os parapsicólogos siquer falam em materializações. Em desespero de causa, fugiram p/a estatística.

  46. Contra o chiquismo Diz:

    Mas o dr bezerra já era roustenista/’espirita’ quando escreveu esse livro (loucura sobre..) ou apenas dr ou estava formando convicção das coisas do ‘além’ ?

  47. Gorducho Diz:

    Claro que já era espírita: o livro justamente procura mostrar como se faz o diagnóstico diferencial entre loucura loucura e obsessão. A saber: Dr. Bezerra pergunta p/seu guia receitista protetor se o caso é de loucura loucura ou obsessão. Conforme a resposta do guia, Dr. Bezerra faz a contraprova p/ter absoluta certeza: evoca o suposto obsessor. (a) Se for loucura proper ou:
    a.1) não se apresentará espírito nenhum por não existir;
    a.2) poderá se apresentar algum diabrete (gobelins, bogles, bogherts, cluricaunes, pucks); o qual será desmascarado ao longo da sessão.
    (b) Se for obsessão, ao apresentar-se o espírito, será doutrinado conforme conhecemos a metodologia.
    In verbis:
    O método que seguimos, sempre com resultado, é consultarmos, mediunicamente, a um Espírito, que do espaço faz a caridade de receitar para os homens doentes, sobre a natureza da alienação mental, no caso que se nos apresenta, e procedermos à contraprova do que recebemos em resposta.
    Se nos disser que é loucura propriamente, evocamos o Espírito que possa causá-la, e nenhum se apresentará, ou apresentar-se-á um mistificador, que é fácil desmascarar.
    Se nos disser que é obsessão, procedemos do mesmo modo, e o obsessor virá em confirmação do que foi dito
    .
     
    Aparentemente ne a FEB sabe quando o livro foi escrito.
    E eu não sei quando ele se converteu ao roustaingnismo.

  48. Marciano Diz:

    Alguns ditos famosos e outros nem tanto.
    .
    .
    Muito se tem falado de que os comunistas no poder dão peixe em troca de votos, em vez de ensinar a pescar.
    O que tem isso a ver com crendices religiosas?
    O seguinte:
    .
    Se você dá um peixe a alguém, ele tem o que comer por um dia.
    Se ensina a pescar, ele tem peixe por bastante tempo.
    Se ensina religião, ele morre de fome enquanto reza pedindo a multiplicação dos peixes.
    .
    Reverso da aposta de Pascal:
    Se a gente tem uma religião, qualquer uma, todas as outras mandam a gente para uma espécie de inferno. O inferno é inevitável, logo, o melhor é não ter religião.
    .
    “Se você rezar por chuva por bastante tempo, ela eventualmente cai. Se você rezar para que enxurradas se acalmem, elas eventualmente o farão. O mesmo acontece na ausência de preces.” Steve Allen
    .
    “Um metafísico é um cego num quarto escuro à procura de um gato preto que não está lá, e um teólogo é o tipo que encontra o gato.” Anónimo
    .
    “Duas mãos trabalhando fazem mais que milhares unidas rezando.” Anônimo
    .
    “O cientista anseia encontrar e por fim compreender a verdade; O homem religioso quer que a verdade se encaixe no seu molde preconcebido. Então, como resultado… O cientista altera a sua percepção conforme os factos; O homem religioso tenta mudar os factos conforme suas crenças.” Anônimo
    .
    “Se lhe ensinassem que os elfos causam a chuva, todas as vezes que chovesse, você veria a prova dos elfos.” Ariex
    .
    “Lida propriamente, a Bíblia é a força mais potente para o ateísmo jamais concebida.” Isaac Asimov
    .
    “Eu não temo morrer e ir para o Inferno ou (o que seria consideravelmente pior) ir para a versão popularizada do Paraíso. Eu espero que a morte seja um nada e, por me remover todos os medos possíveis da morte, eu sou muito agradecido ao ateísmo.” Isaac Asimov, como citado na Corvallis Secular Society, 1997
    .
    “Infiel: Em Nova Iorque, alguém que não acredita na religião Cristã; em Constantinopla, alguém que acredita.” Ambrose Bierce
    .
    “Se a bíblia está errada ao nos dizer de onde viemos, como podemos confiar nela ao dizer para onde iremos?” Justin Brown
    .
    “Acreditar é mais fácil do que pensar. Daí existirem muito mais crentes do que pensadores.” Bruce Calvert
    .
    “A religião é um subproduto do medo. Na maior parte da história humana, ela pode ter sido um mal necessário, mas por que ela foi mais má do que o necessário? Matar pessoas em nome de Deus não é uma boa definição de insanidade?” Arthur C. Clarke, autor
    .
    “Em última análise toda a teologia, seja Cristã ou qualquer outra, é um maravilhoso exercício em lógica baseada em premissas que não são mais verificáveis – ou plausíveis – que a astrologia, quiromancia ou a crença no Coelho da Páscoa. A teologia pretende procurar a verdade, mas nenhum método poderia levar uma pessoa para mais longe da verdade do que essa charada intelectual. O propósito mais importante da teologia é perpetuar o status quo religioso. A religião, por sua vez, procura manter a estabilidade social necessária para sua própria preservação.” Joseph L. Daleiden, “The Final Superstition: A Critical Evaluation of Judeo-Christian Legacy”, p.386
    .
    “Se deus queria que as pessoas acreditassem nele, por que então ele inventou a lógica?” David Feherty, jogador de golfe da PGA Tour
    .
    “Quando o primeiro espertalhão encontrou o primeiro imbecil, nasceu o primeiro deus.” Millor Fernandes
    .
    “Deus foi inventado para explicar o mistério. Deus é sempre inventado para explicar essas coisas que você não entende. Agora, quando você finalmente descobre como algo funciona, você tem algumas leis que está tirando de Deus; você não precisa mais dele. Mas você precisa dele pros outros mistérios. Portanto você o deixa para criar o universo porque ainda não descobrimos isso ainda; você precisa dele pra compreender essas coisas que você não crê que as leis irão explicar, tal como a consciência, ou por que você vive apenas um certo período de tempo – vida e morte – coisas como essas. Deus está sempre associado com essas coisas que você não compreende. Portanto não penso que as leis possam ser consideradas como sendo como Deus porque elas foram compreendidas.” Richard P. Feynman
    .
    “Acredito hoje que estou agindo de acordo com o Criador Todo-Poderoso. Ao repelir os Judeus estou lutando pelo trabalho do Senhor.” Adolph Hitler, Discurso, Reichstag, 1936
    .
    “Você nunca vê animais fazendo as absurdas, e às vezes horríveis, enganações da mágica e da religião. Apenas o homem se comporta com tal enganação gratuita. Esse é o preço que ele tem que pagar por ser inteligente mas não, porém, inteligente o suficiente.” Aldous Huxley, autor
    .
    “As religiões são todas iguais – fundadas sobre fábulas e mitologias.” Thomas Jefferson, Presidente dos E.U.A., autor, cientista, arquiteto, educador e diplomata
    .
    “= PRECE HONESTA = Querido Senhor, me ame hoje e para sempre, abençoe minhas alma e consciência todos os dias, concorde com todas as minhas decisões, puna meus inimigos até que eu esteja satisfeito, me dê grandes quantidades de dinheiro, prometa sempre me ajudar a vencer, olhe pro lado quando eu trapacear, justifique minhas desculpas e acredite em todas as minhas mentiras, obedeça meus desejos, e reserve a parte mais luxuosa do paraíso só pra mim. Vou ser agradecido contanto que você faça o que digo. Amen.” Wally Kaspers, do LUMPEN vol. 5, Nos. 8/9
    .
    “Quando os missionários chegaram pela primeira vez na nossa terra, eles tinham as Bíblias e nós tínhamos a terra. Cinqüenta anos depois, nós tínhamos as Bíblias e eles tinham a terra.” Jomo Kenyatta, primeiro Presidente do Quênia após a independência
    .
    “Matar é uma forma de piedade porque ela rectifica a pessoa. Algumas vezes a pessoa não pode ser reformada a não ser que ela seja cortada e queimada… Você deve matar, queimar e trancafiar aqueles na oposição.” Ayatollah Khomeini, líder religioso Iraniano, 3 de Fev. de 1984
    .
    “Obediência: Religião dos escravos. Religião de morte intelectual. Gosto dela. Não faça perguntas, não pense, obedeça a Palavra do Senhor – que foi convenientemente trazida à você por um cara num Rolls Royce com um Rolex pesado no seu pulso. Eu gosto desse trabalho! Onde me inscrevo?” Oleg Kiselev
    .
    “Faz muita diferença se pensamos em Deus como uma pessoa ou como uma força. De uma forma você tem o Cristianismo, do outro você tem a Guerra nas Estrelas.” Jayne Kulikauskas
    .
    “As experiências religiosas são como aquelas induzidas por drogas, álcool, doença mental e privação de sono: Elas não contam nenhuma estória uniforme ou coerente, e não há qualquer teoria plausível para justificar as discrepâncias entre elas.” Michael Martin, “Ateísmo: Uma Justificação Filosófica”
    .
    “A ciência tem provas sem certeza. Os criacionistas tem certeza sem qualquer prova.” Ashley Montagu
    .
    “Quantas coisas nós segurámos ontem como artigos de fé que hoje nós contamos como fábulas?” Michel E. de Montaigne
    .
    “Onde há o dever de prestar culto ao Sol é praticamente certo que seja crime examinar as leis do calor.” John Morley
    .
    “O fato que um crente é mais feliz do que um cético não é mais pertinente do que o fato que um homem bêbado é mais feliz do que um sóbrio. A felicidade da credulidade é uma qualidade barata e perigosa.” George Bernard Shaw
    .
    “Qual é a natureza de Deus? A sua natureza é inteiramente dependente da época ou cultura que o inventou.” Solomon Skink
    .
    “A única desculpa de deus é que ele não existe.” Stendhal (Marie-Henri Beyle)
    .
    “Ser um ateu requer força mental e bondade de coração encontradas em um entre milhares.” Samuel Taylor Coleridge, poeta, crítico, jornalista e filósofo Inglês
    .
    “E ao 4,5 bilionésimo ano o homem disse: Que haja deus.” Justin Thomas ([email protected])
    .
    “Quando nós falamos com deus, é uma prece. Quando deus fala conosco, é esquizofrenia.” Lily Tomlin, atriz Americana
    .
    “Mitologia é aquilo em que os adultos acreditam, folclore é aquilo que eles contam para os seus filhos, e religião é ambos.” Cedric Whitman, carta para Edward Tripp, 1969
    .
    “Se Deus tomasse ácido, ele veria pessoas?” Steven Wright

  49. Marciano Diz:

    Glossário para entender os crentes.
    O que eles dizem e o que significa:
    .
    https://ateu.files.wordpress.com/2012/01/20120125-233236.jpg

  50. Marciano Diz:

    • Se Deus nos ama tanto e quer que estejamos com ele, por que ele poria nossas almas em risco ao deixar a difusão de sua palavra a cargo de seres humanos falíveis, mentirosos e pecadores? Será que um professor deixaria um dos alunos assumir seu lugar se isto pusesse em risco o futuro da classe?
    • Se Satanás é o Pai da Mentira, como podemos ter certeza de que ele não enganou os cristãos e fez com que eles o adorassem como deus e rejeitassem o verdadeiro deus?
    • Se Deus lançou o Diabo no inferno e o inferno é um lugar de castigo eterno, sem perdão, por que nos ensinam que o Diabo anda por aí nos tentando e nos possuindo? Um carcerário que deixa seus prisioneiros saírem para matar e roubar seria demitido por incompetência.
    • Se Satanás consegue entrar até nas igrejas e fazer com que as pessoas tenham pensamentos impuros durante os cultos, como os cristãos podem ter tanta certeza de que ele não influenciou a redação e a composição da Bíblia segundo seus interesses?
    • Deus pensa? Por que um ser que já sabe de tudo precisaria pensar?
    • Se o Universo está em todo lugar por definição, por que é que tem gente que vive perguntando “de onde veio o Universo”? Ele não pode vir dele mesmo… ou pode?
    • Se Deus é onisciente, como ele poderia ter se arrependido de sua criação?
    • Se a alma é imaterial e o corpo é material, como é que a alma fica ligada ao nosso corpo?
    • Por que Deus mandou o dilúvio para eliminar o mal da Terra? Não funcionou! O mal voltou logo em seguida. Deus já deveria saber que isto iria acontecer, então por que ele se deu ao trabalho?
    • Se Deus é imutável, porque ele precisou “mudar as regras” enviando-se Jesus na Terra?
    • Por que um deus todo-poderoso teve que se tornar carne para poder se sacrificar em seu próprio nome, de modo a livrar sua criação de sua própria ira? Será que Deus, em sua sabedoria infinita, não teria uma solução menos primitiva?
    • Se tudo é “parte do plano de Deus”, como dizem os crentes, então Deus planejou todas as desgraças, todas as catástrofes e todos os nossos pecados e não precisamos sentir culpa por nada nem fazer nada para corrigir as coisas.
    • Porque os teístas dizem que eu preciso vasculhar todos os lugares do universo e não achá-lo para dizer que Deus não existe, se eu só precisaria não encontrá-lo em apenas um lugar, visto que é onipresente?
    • Se Deus não é a causa da confusão, o que dizer da Torre de Babel?
    • Cristãos dizem que se um bebê morrer, ele vai para o céu. Por quê então são tão contrários ao aborto, se isso privaria todas as crianças de irem para o Inferno?
    • Como Deus pode ter emoções (ciúme, raiva, tristeza, amor…) se ele é onipotente, onisciente e onipresente? Emoções são uma reação, mas como Deus pode reagir a algo que ele já sabia que iria acontecer e até planejou?
    • Deus nunca me deu os brinquedos que pedi quando criança, mas, se eu pedir para ir para o inferno, será que ele vai me atender?
    • O verdadeiro islamita não deve fazer nada que Maomé não tenha feito. Houve até uma discussão sobre se islamitas poderiam comer mangas. O que, então, estavam aqueles fundamentalistas fazendo naqueles aviões?
    • Por que Deus permite que uma criança nasça se ele já sabe que ela vai para o inferno? Onde está seu amor infinito?
    • Como podemos ser felizes no céu sabendo que pessoas que amamos estão sofrendo no inferno? Um crente me disse que as memórias que temos dos entes queridos são apagadas para não sofrermos no céu. Mas se perdemos nossa memória, não deixamos de ser nós mesmo?
    • Muitas pessoas acreditam em fantasmas. Então porque as pessoas só vêem fantasmas de pessoas ou bichos de estimação mortos? Porque não Neanderthais ou dinossauros? Não haveria um baita fantasma de um brontossauro para quem pudesse ver?
    • Por que Deus abriu o Mar Vermelho para que Moisés tirasse os judeus do Egito mas não abriu os portões dos campos de concentração?
    • Por que dizem que temos livre arbítrio se só há duas opções: seguir a Deus e ir para o céu ou desobedecer e ir para o inferno?
    • Em Isaías 40:28 diz “Não sabes, não ouviste que o eterno Deus, o SENHOR, o Criador dos fins da terra, nem se cansa, nem se fatiga?”. Então como é que os católicos dizem que Deus descansou no sétimo dia no Gênesis?
    • Adão e Eva tinham umbigos?
    • Judeus tradicionais dizem que o nome de Deus é impronunciável e por isso o chamam de Javé ou JHVH. Como é que então alguém pode ser acusado de falar seu nome em vão se ninguém sabe qual é?
    • Por que Deus é do sexo masculino?
    • Se você nasce retardado, sua alma também é retardada? E se você fica retardado depois de velho?
    • Se o homem é feito à imagem de Deus, então Deus tem pênis?
    • Por que precisamos rezar se Deus já sabe de tudo o que vamos dizer e do que precisamos? Será que ele gosta que nos humilhemos diante dele?
    • Por que danos ao cérebro podem mudar nossa personalidade se nossa essência está na alma?
    • Cristãos adoram dizer o quanto Jesus se sacrificou por nós. Mas se ele era Deus, então como ele não sabia que em 3 dias estaria no céu para nos governar? Se ele está lá e vivo, o que exatamente ele sacrificou?
    • Se o design de Deus é tão inteligente, porque os homens possuem mamilos?
    • Como Adão e Eva podiam saber que era errado comer da Fruta do Conhecimento se só ao comê-la saberiam o que era bom e mal, certo e errado?
    • Se Deus detesta tanto o prepúcio que manda que os homens sejam circuncidados, por que ele os criou assim?
    • Como podemos ofender a Deus se não é possível surpreendê-lo?
    • Se a reencarnação é real, porque é que a população mundial continua crescendo? De onde vem todas essas almas novas?
    • Em 1 Coríntios 15:50 diz “Isto afirmo, irmãos, que a carne e o sangue não podem herdar o reino de Deus, nem a corrupção herdar a incorrupção”. Como Jesus pôde então ascender ao reino de Deus se ele mesmo é carne e sangue?
    • Por que Deus criou o Mal (Isaías 45:6-7) se ele não quer que o pratiquemos? Por ele cria as pessoas que já sabem vão para o inferno?
    • Se algum dia houver transplantes de cérebro, a alma irá junto com ele?
    • Por nós já não nascemos sabendo tudo sobre Deus, por que temos que descobrir qual é a religião certa e ainda decifrar seus enigmas?
    • Por que a genealogia de Jesus passa por José se ele não era seu pai? E por que há duas genealogias diferentes, já a partir do pai de José?
    • Por que quase todas as descrições de Deus equivalem à não-existência (incorpóreo, imaterial, incompreensível, invisível, imperceptível etc.) ?
    • Por que Deus não aparece a todo mundo e nos convence de sua existência? Por que ele só se revela de maneira tão duvidosa e tão obscura?
    • De acordo com Mateus 5:17, Jesus não veio abolir a Lei e os profetas, apenas completá-los, e que nem uma vírgula deverá ser alterada enquanto existirem céu e terra. Como Jesus ainda não voltou, a Lei ainda está valendo, portanto, por que não saímos por aí queimando bruxas, apedrejando adúlteras e crianças desobedientes, matando homossexuais, excluindo gente que trabalha aos sábados (enfermeiras, médicos etc.), aspergindo sangue nos altares, arrancando a cabeça de passarinhos e sacrificando pessoas a Deus (Levítico 27:28) ?
    • Se os crentes aceitam que Deus sempre existiu, por que eles não aceitam que o universo sempre existiu?
    • Que deus de infinito amor aceitaria sacrifícios humanos, inclusive de seu próprio filho e dos filhos de suas criaturas?
    • Se Jesus era Deus em forma humana, ele morreu para nos salvar dele mesmo?
    • Se os cristãos dizem que não podemos afirmar que as ações de Deus são más porque ele tem um plano divino e, sendo Deus, está fora de nossa compreensão, então também não podemos afirmar que Deus é bom. Deus seria amoral? Se a moral é algo subjetivo, que varia conforme a época e a cultura, como podemos definir se Deus é bom ou mau?
    • Por que Deus criaria gente que não acredita nele e depois os puniria por ser aquilo que ele os fez?
    • O que é o “plano de Deus”? Um deus onipotente e onisciente não precisa planejar nada. Isto é coisa de criaturas limitadas, que não conhecem o futuro. Se Deus tem um plano, então ele é limitado como nós.
    • Por que precisamos de um corpo se nossas almas podem fazer tudo o que fazemos e até melhor?
    • Se Jesus não era filho de José, porque sua árvore genealógica nos evangelhos é traçada até ele?
    • Como pode um deus de infinito amor e misericórdia assistir a bilhões de seus filhos queimar por toda a eternidade?
    • Como Deus julga os que viveram antes de a Bíblia ser escrita?
    • Como é possível que uma alma queime? Elas não são entidades espirituais? Seria um “fogo espiritual”? Para que Deus se daria todo este trabalho para torturar seus filhos queridos? Como é possível acreditar em que Deus seja tão bárbaro que só se acalma com a morte e a tortura dos que o contrariaram?
    • Se tudo faz parte do plano de Deus, que diferença faz rezar ou não?
    • Por que Deus permite que crianças nasçam só para morrer logo em seguida?
    • Por que Deus não proibiu Adão e Eva de comer da outra árvore mágica?
    • Porque Deus possui quase todas as características de algo que não existe? Por exemplo: imaterial, incorpóreo, incompreensível, invisível, inexplendorável, etc…
    Autor: The Infidel Guy
    Tradutores: Fernando Silva e Alenônimo

  51. Marciano Diz:

    Montalvão, se estiver na área, isto é especialmente para você, quando aceitar minha proposta:
    .
    Como fundar uma nova religião.
    .
    Construindo sua igreja
    1. Não monte sua igreja do nada, isso é trabalhoso demais. É muito mais fácil você pescar no “aquário dos outros”. Entre em uma igreja já estruturada, tente penetrar na liderança e quando você conseguir conquistar a confiança de todos, rache a igreja. Isso não é errado, mesmo porque grande parte dessas igrejas é formada de “rachas”. Lembre-se: “Pastor que rouba Pastor, tem 100 anos de perdão”.
    2. Depois que você levantar o motim, alugue uma loja bem simples e consiga algumas cadeiras, crie um nome bem chamativo para sua igreja e reúna os amotinados. Pronto, você está no caminho certo.
    .
    Arrecadando para o crescimento
    1. Mostre as deficiências estruturais da igreja e a necessidade de pagar o aluguel. No começo da “empreitada” não compre microfone, comece a berrar (mesmo sem necessidade), os fiéis vão perceber que você está ficando sem voz e vão compadecer de seu sofrimento, isso significa mais coração aberto para as ofertas e dízimos.
    2. Faça “desafios” para a igreja, isso os motiva a doar mais. Mostre que por causa do seu empenho na obra sua família está passando necessidade.
    3. O povo gosta de ter a casa própria, então faça a campanha do “Lote Próprio” para a construção da sede.
    4. “Evangelize”, evangelize muito. Quem planta colhe.

    .
    A homilética no culto
    1. É necessário um pouco de desconhecimento da língua portuguesa. Fale errado, não faça a conjugação verbal certa. Ex: “Nós VAI” OU “A gente VAMOS”. Isso chama a atenção das pessoas, confesso que não sei o porquê, mas tenho certeza que funciona.
    2. Grite, grite e grite, pois todos nós sabemos que o demônio é surdo.
    3. Sapateie, faça malabares com o microfone, não fique parado na hora da pregação. O povo gosta de ver o Pastor dar o sangue e suor pela igreja.
    4. Importante, jogue toda a responsabilidade dos erros e fracassos do povo nos ombros do capeta. Isso é eficaz, a pessoa vai se sentir mais confiante, mais aberta a ofertar. As pessoas não gostam de assumir a responsabilidade por sua incompetência seja em que área for, jogue toda culpa pro demônio.

    .
    Hermenêutica
    1. Invente um monte de proibição e fale que está na Bíblia. Isso levará o povo a te respeitar mais. Ficará conhecido como “homem de princípios”.
    2. Tudo que fizer e pregar ponha a “culpa” em Deus. Isso mesmo, tudo está na Santa Bíblia.
    3. Invente casos para ilustrar seu sermão. Faça uma lavagem cerebral sadia no povo.
    .
    Campanhas e mais campanhas
    1. Faça campanhas. Ex: “A Prosperidade”, “Quebrando Maldição”.
    2. As campanhas são uma bela desculpa para fazer desafios e barganhar com Deus. Peça as pessoas para fazer sacrifícios ($$$) para Deus em troca de seus anseios.
    3. Um grande exemplo é o pastor Marco Feliciano, ele lançou uma campanha na qual você deposita em sua conta R$ 7,00 e ele ora por você. Genial!
    4. Lembre-se, tudo que você for fazer na Igreja diga que foi Deus que te ordenou. E o mais importante, mentir e omitir fatos são necessários para preservação do “rebanho”. Agora você já está mais do que preparado para montar a sua Igreja e faturar uma boa grana.

  52. Gorducho Diz:

    Respondendo-lhe com um pouco mais de precisão, Analista CoC, Dr. Bezerra começa a publicar Roustaing n’O Reformador de 15/1/98; após tê-las estudado por 14 anos.
    Especulo que a conversão tenha sido instantânea, pois esclarece como a virgem não deixou de sê-lo após o parto, eis que repugna à razão o fato de um espírito divino tomar a carne dos pecadores , e que a concepção espírita de ser fluídico o corpo de Jesus, não somente fala à razão e remove aquela repugnância invencível, como ainda explica , de acordo com as leis naturais, todos os fenômenos da vida do Redentor, e principalmente sua concepção no ventre puríssimo de Maria santíssima e seu nascimento, sem que a MÃE deixasse de ser Virgem.
    Sempre é bom lembrar que o estudo de Roustaing
     
    Então, a conversão teria ocorrido em 84. A primeira tradução efetivou-se no ano ’83 feita pelo Mal.
    Ewerton Quadros – não significando que o Dr. Bezerra precisasse de tradução, mas provavelmente tenha tomado contado via…
    Mas aparentemente ninguém sabe quando foi escrito o A Loucura…

  53. Gorducho Diz:

    Sempre é bom lembrar que o estudo de Roustaing

  54. Sanchez Diz:

    Gorducho Diz:
    maio 9th, 2015 às 5:08 PM
    .
    Pois é isso mesmo: não se vê mais porque… tcham! tcham! tcham!… nunca existiu!

    .
    Ou não há pessoas que alegam manifestar este tipo de fenômeno, há pessoas que alegam, porém não entraram em contato, por suposição alguém que possui esta habilidade em nível menor e ainda não notou, as pesquisas se voltaram para outros fenômenos devido ao orçamento. Cada um escolhe o que lhe convém.

  55. Contra o chiquismo Diz:

    Grato Gorducho. Curioso como o dr bezerra não é ‘mentor’ de ninguém… e tanto cx como divaldo o ‘incorporam e o psicografam’ . Mas ele falando como um velho gagá na voz do divaldo causa mesmo espanto como foi observado aqui. Que eu me lembre só cx e divaldo o contactaram… tem a lenda urbana de que quando ele ‘baixa’ num centro ‘espirita’ fica o cheiro de éter…(parece que o éter quem traz é a irmã scheila) queria saber qual a mágica para tal fato.

    //
    //
    A que ponto chega o mal gosto!!

    //

    Um jantar para comemorar o aniversário do dr bezerra:

    //
    //
    http://www.portalespiritualista.org/noticias/197-jantar-qa-mesa-com-dr-bezerraq

    //
    //
    Rolou o cheiro de éter ‘sentido pela maioria’ dos presentes ao local.

    //
    //
    Agora jantar com o ambiente de enfermaria é demais!

    //
    //

  56. Contra o chiquismo Diz:

    Tem um artigo de um ‘espirita’ desconstruindo a imagem do dr bezerra … é ‘espirita’ mas é interessante:

    //
    //
    http://dossieespirita.blogspot.com.br/2014/03/bezerra-de-menezes-pode-ter-se.html

  57. Marciano Diz:

    Contra, é um blog espírita, mas é honesto, de boa-fé.
    Veja o que o cara fala de supostas homenagens à Legião Urbana e a Raul Seixa, inclusive cx, aqui:
    http://dossieespirita.blogspot.com.br/2014/12/familias-sao-enganadas-e-exploradas-por.html

  58. Marciano Diz:

    Sobre divaldo incorporando Bezerra:
    http://dossieespirita.blogspot.com.br/2014/04/fraude-divaldo-franco-e-jose-medrado.html

  59. Contra o chiquismo Diz:

    Sim, li boa parte desse blog. O cara ao menos tá mais perto de se desiludir… só ele dar uma passada aqui e quem sabe?

  60. Gorducho Diz:

    Agora não tenho mais dúvida que o Dr. Bezerra está caduco mesmo lá na erraticidade. Está todo detonado mas recusa tratamento, e usa éter como perfume :(
    A Scheila pelo menos tinha bom gosto (claro, talvez por sensibilidade feminina…): usava perfume de rosas da Veado D’Ouro.
    E não é coisa do médium não, o Dr. Bezerra usa éter mesmo. O presidente declara encerrada a sessão, mas CX obtempera:
    - O Dr Bezerra está pedindo que esperemos um pouco mais, meu filho.”.. Daquele momento em diante, um forte cheiro de éter espalhou-se no recinto e luzes relampejaram no ambiente. Na penumbra, impressionados, os presentes viram o coração do médium se iluminar. De paletó, como era hábito seu, Chico colocava as mãos sobre o peito e virava-se contra a parede, encolhendo-se todo, na tentativa de ocultar a luz que se lhe irradiava do tórax, de forma intensa e suave, ao mesmo tempo. Inútil, porém. A luz saía pelas costas, varando a camisa e o paletó, iluminando o salão.

  61. Gorducho Diz:

    [...] nunca se apresentaria como um velho agonizante se, com mais de 100 anos de falecido, tivesse mesmo superado as impressões dolorosas do corpo doentio da velhice terminal.
    Se aparecesse mesmo como espírito, Bezerra não iria se manifestar como um velho em seu leito de morte, mas como o vigoroso parlamentar que falava com energia e lucidez nas sessões do Legislativo no Rio de Janeiro dos tempos do Segundo Império. Ninguém se passaria por velhinho doente sequer para favorecer uma identificação espiritual. Seria um absurdo
    .
    &nbbsp;
    O que o Dossiê Espírita esqueceu é que se trata dum caso de peri-esclerose. O espírito recusa tratamento e como é caroável Bezerra, ninguém, nem mesmo o Anacleto, ousa se meter como velhote…

  62. Marciano Diz:

    Este assunto já foi discutido aqui no blog.
    O trecho do artigo que transcrevo a seguir corrobora nossas suspeitas.
    .
    O QUE ESTÁ POR TRÁS DA “APOSENTADORIA”

    Há também um outro motivo, observado também no caso de Emmanuel, sobre essa aparente aposentadoria. Primeiro, porque, tanto na época de Chico Xavier quanto na de Divaldo, a velhice do anti-médium é um dos motivos para que se encerrem as parcerias espirituais.

    Segundo, porque o anúncio da suposta reencarnação de seus mentores é uma manobra para evitar que seus nomes fossem usados por outros supostos médiuns para produção de novas mensagens. Dessa forma, a tese da reencarnação, combinada em consenso pelas cúpulas “espíritas”, era uma forma de assegurar que Emmanuel e Joana não teriam “novos trabalhos” publicados por outrem.

    Dessa forma, os interesses financeiros e essa manobra insólita de direitos autorais – não se pode mais evocar um falecido porque ele “já voltou à vida” – tornam-se exclusividade da FEB e dos editores que herdam o legado de Joana, como de Emmanuel, por isso ninguém poderá mais lançar novos livros atribuídos a tais espíritos para não obter lucros em cima deles.

    Esse, aliás, é um motivo bem mais forte do que a idade avançada dos anti-médiuns, porque dessa maneira ninguém mais estaria autorizado a usar e faturar em cima dos nomes de Emmanuel e Joana de Angelis, sob a alegação de que eles “já voltaram ao mundo dos vivos” e, por isso, “não teriam condições” para mandar novas mensagens espirituais. Simples assim.
    .
    Fonte:
    http://dossieespirita.blogspot.com.br/2015_01_01_archive.html

  63. Contra o chiquismo Diz:

    Existe tb o mito q o dr bezerra se traveste de ‘afrodescendente idoso” (preto velho) para atender os que procuram os terreiros de macumba, chegando a falar nas consultas “nois vai, nois foi, é mermo, vossuncê” …

  64. Gorducho Diz:

    Dr. Bezerra às vezes atende sim {Loucura & Obsessão], mas acho que não se comunica diretamente com a crosta, apenas dá a consulta para as entidades espirituais protetoras do terreiro respectivo. Entendo ser assim…
     
    Miranda viu, então, que dois seres perversos lhe dominavam o comportamento quase por inteiro. Um deles, de aspecto repelente pela vulgaridade em que se apresentava, excitava-lhe o desejo, comprimindo-lhe, habilmente, certa região do aparelho genésico, enquanto o outro lhe transmitia clichês mentais, muito bem elaborados, em que ela se via nos braços do eleito, sendo expulsa pela esposa que lhe surgia bruscamente… A pobre mulher debatia-se em sofreguidão entre as duas sensações, de lubricidade e de frustração, entregando-se ao tresvario… Dr. Bezerra esclareceu: “A nossa irmã está enferma da alma. Além disso, padece de estranha e grave obsessão vampirizadora, que lhe exaure as energias, despedaçando-lhe os nervos. Envolvamo-la em vibrações de afeto e de piedade, aguardando as providências iniciais que serão tomadas aqui”. A dirigente espiritual do trabalho ergueu, então, o médium e pôs a destra sobre a cabeça da infeliz mulher. Após descarregar-lhe energias refazedoras e interromper a compressão perturbadora que lhe impunha o vulgar perseguidor, conseguiu, também, através da aplicação correta de bionergia nos centros coronário e cerebral, diluir as ideoplastias que o outro fomentava, transmitindo um pouco de renovação à enferma que, momentaneamente livre das influências terríveis, por pouco não foi acometida por um vágado.

  65. Toffo Diz:

    Tudo isso aí é muito insano, mesmo em vista da esperteza editorial. O que há é uma situação no mínimo esdrúxula, pois pen-names de supostos espíritos não são passíveis de registro em nenhuma instituição de marcas e patentes, já que seus supostos donos não têm existência jurídica e não são titulares de direitos de autor (os médiuns, sim).
    .
    A única coisa que me chama a atenção na maioria desses blogues anti ou críticos do espiritismo é que aparentemente ninguém se interessa muito por eles. Não vejo nenhum comentário publicado, muitas vezes de textos publicados há mais de ano ou dois. É o caso desse Dossiê Espírita.

  66. Gorducho Diz:

    Notar que ele se vacinou perfeitamente: desencarnará primeiro. Então, após ele falecer, ninguém mais poderá usar a personagem sem ser colocado como falso “médium”.
    E nessa mitologia é tudo no Brasil: cá é o centro do mundo… o Brasil e os brasileiros são exemplos p/o resto dos terrícolas.
    [Entrevista à ADEP - Associação de Divulgadores de Espiritismo de Portugal 05/10/2009]
     
    ADEP/JDE – A Joanna d’Ângelis segundo lhe disse vai reencarnar por volta de 2015.
    Vai ser no Brasil
    ?
    Divaldo – Na oportunidade em que abordou o tema, ela não estabeleceu uma data, informando-me que estava sendo programada para renascer no Brasil.
    Esclareceu que, terminada a tarefa que desenhou para realizar orientando-me, logo que ocorra a minha desencarnação, ela estará de retorno

  67. Marciano Diz:

    O mistério da morte de Amauri Pena Xavier
    .
    Misterioso o repentino desaparecimento de Amauri Pena Xavier, o sobrinho de Francisco Cândido Xavier (filho de Maria Xavier, irmã do anti-médium) que havia dito que o anti-médium mineiro não havia psicografado seus livros, e que Parnaso de Além-Túmulo não seria mais do que uma seleção de textos apócrifos em cuja sexta edição contou com a ajuda do jovem denunciante.

    Aparentemente viciado em álcool, Amauri Xavier teria falecido em 1961, antes de completar 28 anos de idade, um desfecho repentino e muito estranho, porque, para pessoas com esse vício, esperaria que o falecimento, ainda que prematuro, se desse em torno dos 45 aos 50 anos de idade. Oficialmente, sua morte está ligada a uma hepatite contraída quando estava internato em um sanatório.

    No entanto, o falecimento se deu de forma estranha, no calor das denúncias, criando um mistério que até hoje ronda os bastidores do “espiritismo” brasileiro e enche de aspectos sombrios a figura aparentemente intocável de Chico Xavier, que tem suas dóceis frases divulgadas por comunidades e internautas nas mídias sociais.

    Amauri afirmava: “Aquilo que tenho escrito foi criado pela minha própria imaginação, sem interferência do outro mundo ou de qualquer outro fenômeno miraculoso. Assim como tio Chico, tenho enorme facilidade para fazer versos, imitando qualquer estilo de grandes autores. Como ele, descobri isso muito cedo. Tio Chico é inteligente, lê muito e, com ou sem auxílio do outro mundo, vai continuar escrevendo seus versos e seus livros.”

    A afirmação se deu no Diário de Minas, em 15 de julho de 1958, três anos após ter sido lançada a edição “definitiva” de Parnaso de Além-Túmulo, a enigmática obra de 1932 que sofreu bruscas mudanças, com inclusão e exclusão de poemas e supostos autores, por cinco vezes e ao longo de 23 anos.

    O Globo chegou a estampar manchete sobre o desmascaramento de Chico Xavier pelo sobrinho. Mas aos poucos a reportagem teria sido abafada quando um repórter do Diário da Tarde, de Belo Horizonte, tentando procurar Amauri Pena, só pôde encontrar um delegado, Agostinho Couto, que definiu Amauri como “um desordeiro”, bebedor inveterado e acusado de roubo.

    Pode ser que Amauri tenha tido problemas com o álcool e era atormentado. Mas os relatos sobre seu drama pessoal parecem exagerados, parecendo uma campanha difamatória, uma vez que Amauri parecia também possuir informações sobre as irregularidades da aparente psicografia de seu tio.

    CHICO XAVIER COPIANDO

    Numa reportagem da revista O Cruzeiro, em 12 de agosto de 1944, o repórter David Nasser e seu parceiro, o fotógrafo francês Jean Manzon, desmitificaram o mito de Chico Xavier no ano em que ele havia saído incólume de um processo judicial movido por herdeiros de Humberto de Campos, que terminou em empate.

    Um dos principais pontos da reportagem, intitulada “Um detetive do além”, era de que Chico Xavier não era iletrado, mas um leitor ávido de livros, como Amauri confirmaria depois, e oferece indícios de que a psicografia associada a Chico seria uma farsa.

    Uma foto dá uma boa pista de que Chico copiava livros, que é a que vemos no alto deste texto. Jean Manzon fotografou Chico em seu quarto, onde há uma estante de livros e uma mochila em sua cama, enquanto o mineiro aparece fazendo anotações com a mesa cheia de jornais, revistas e um livro que aparece aberto à direita dele.

    A foto dá um forte indício de que Chico adaptava trechos, copiando trechos de obras literárias apenas fazendo troca de palavras e frases, às vezes substituindo nomes. Por isso seus trabalhos seriam relativamente rápidos, ele não seria o “Speed Racer da mediunidade” para escrever em poucas horas livros ditados pela turma do além.

    A cópia de livros, por exercer menor esforço de raciocínio, já que praticamente se encontra uma ideia feita, permite maior rapidez na escrita, E o hábito de leitura de Chico Xavier e sua razoável compreensão dos movimentos literários dos autores de língua portuguesa são conhecidos, tendo havido uma produção poética de autoria do próprio Chico publicada em periódicos locais.

    ESTRANHO DESFECHO

    Amauri teria sido somente um bebedor inveterado? Ou será que ele não poderia ter momentos de ampla lucidez? A imagem de Amauri como um doente mental, ladrão e alcoólatra não seria um meio da Federação “Espírita” Brasileira desqualificar alguém que tinha muitos segredos a respeito das atividades de Chico Xavier?

    Quando Amauri divulgou as denúncias, criaram-se rumores que o sobrinho de Xavier denunciou o tio porque estava a fim de uma moça católica por quem se apaixonara, ou que havia sido subornado por um padre local para desqualificar Xavier.

    De repente Amauri passou a ser desmoralizado e cada drama pessoal que ele vivia era exageradamente abordado pela mídia espiritólica regional, que espalhava a imagem negativa de Amauri para o resto do país. Sem ser devidamente ouvido ou investigado, Amauri sofreu campanha difamatória em vez de suas denúncias serem devidamente investigadas.

    As denúncias eram diluídas numa polêmica, gradualmente abafadas pela FEB e pelas lideranças mineiras ligadas a Xavier, e de repente Amauri Xavier Pena foi mandado para ser internado num sanatório “espírita” intitulado Sanatório Bezerra de Menezes, distante de Minas Gerais e localizado na cidade de Espírito Santo do Pinhal, no interior paulista.

    Aparentemente, em 26 de junho 1961, Amauri sofreu os efeitos de uma hepatite aguda e faleceu ainda com 27 anos de idade. Da noite para o dia, o jovem que revelaria os bastidores do fenômeno Chico Xavier foi desqualificado e entregue ao declínio fatal, sem que fosse considerado para qualquer investigação a respeito.

    Tudo se reduziu a um escândalo abafado pelos chefes “espíritas”, enquanto Chico Xavier fazia suas declarações dóceis em público, enquanto em carta ao presidente da FEB, Antônio Wantuil de Freitas, ele mostrava-se preocupado com um “familiar deliberadamente vendido aos adversários implacáveis da nossa causa”.

    O anti-médium que rogava à “Nossa Mãe Santíssima” para “continuar cumprindo honestamente o meu dever de médium espírita sem julgar ou ferir quem quer que seja”, anos depois, em 1966, usando o nome de Humberto de Campos, julgou e feriu as vítimas da tragédia de um circo em Niterói, acusando-as de “romanos sanguinários”.

    Quanto a Amauri, pode ter havido uma “queima de arquivo”, tese ainda não comprovada e que precisa de exame cuidadoso. Mesmo assim, já é estranho que um rapaz portador de denúncias graves, em vez de ser considerado para investigação ou mesmo para contraprovas sérias, foi desqualificado, desmoralizado e supostamente entregue a autodestruição. Isso é muito estranho.
    .
    Fonte: http://dossieespirita.blogspot.com.br/2014/12/o-misterio-da-morte-de-amauri-pena.html
    .
    Realmente, dá o que pensar…

  68. Marciano Diz:

    Toffo Diz:
    MAIO 11TH, 2015 ÀS 10:11 AM
    .
    A única coisa que me chama a atenção na maioria desses blogues anti ou críticos do espiritismo é que aparentemente ninguém se interessa muito por eles. Não vejo nenhum comentário publicado, muitas vezes de textos publicados há mais de ano ou dois. É o caso desse Dossiê Espírita.
    .
    .
    http://faxinaespiritual.blogspot.com.br/ diz:
    .

    Tenho notado um enfraquecimento nos fóruns que pretendem retomar as análises do verdadeiro Espiritismo. Há uma diminuição na quantidade de membros e de postagens. Líderes como José Manoel Barbosa e Jorge Murta faleceram. Membros remanescentes ainda não se uniram para fortalecer o retorno a sensatez kardeciana. Além disso tudo, vários blogues estão inativos, há muito tempo sem postagens novas. Há algo de ruim na inatividade do Espiritismo anti-igrejista.

  69. Toffo Diz:

    Algumas ponderações:
    .
    Espírito Santo do Pinhal não é distante de Minas Gerais; pelo contrário, lhe faz limites, com os municípios mineiros de Andradas, Albertina e Jacutinga, nas franjas da Mantiqueira. Está a 58 km de Poços de Caldas. Por acaso, vem a ser a terra da minha família. Amauri Pena foi internado no Sanatório Espírita Bezerra de Menezes, fundado entre outros por meu avô Agostinho Toffoli, um homem sério, e até onde sei uma instituição séria. Mas não tenho elementos para julgar o que realmente houve com Amauri durante sua internação lá.

    Significativamente, logo após o episódio Amauri Pena, CX deixa bruscamente Pedro Leopoldo e vai se alojar em Uberaba, lá chegando no início de 1959. O que eu sempre ouvi falar do episódio é que EmmÂnuel (sempre ele!) havia recomendado a mudança por razões de saúde, por ser Leopoldo uma cidade fria demais e Uberaba teria uma temperatura mais amena para a frágil saúde de CX. O que eu considero argumento um tanto estranho, porque Pedro Leopoldo está na mesma microrregião de Belo Horizonte, da qual dista apenas pouco mais de 40 km, e o clima de BH era recomendado, por suas qualidades, aos tuberculosos – lembrando que o próprio Noel Rosa passou uma temporada lá. Uberaba, ao contrário, é um calor dos infernos. Nasci lá e conheço bem a região. Se fosse para fugir do “frio” de Pedro Leopoldo, nada melhor do que as cidades de águas mineiras, como Caxambu e Lambari, ou mesmo Poços, uma cidade de clima delicioso. Nunca Uberaba. Portanto esse argumento me parece falacioso. Souto Maior em sua biografia de CX não diz explicitamente, mas sugere que a saída de CX de seu torrão natal configurou mais uma fuga do que outra coisa. Afinal o sedizente médium chegou ao Sertão da Farinha Podre, como Uberaba era conhecida nos primórdios, com a roupa do corpo, e foi morar na periferia da cidade com Waldo Vieira. Ou seja, sem eira nem beira. Para análise.

  70. Contra o chiquismo Diz:

    “Toffo Diz:
    MAIO 11TH, 2015 ÀS 9:48 PM
    Algumas ponderações:

    CX deixa bruscamente Pedro Leopoldo e vai se alojar em Uberaba, lá chegando no início de 1959. O que eu sempre ouvi falar do episódio é que EmmÂnuel (sempre ele!) havia recomendado a mudança por razões de saúde, por ser Leopoldo uma cidade fria demais e Uberaba teria uma temperatura mais amena para a frágil saúde de CX. ”

    //
    //
    Definitivamente, temos de contestar todas as versões oficiais de cx e da FEB… tudo muito light..

  71. Contra o chiquismo Diz:

    E esse site dossieespirita é bom mesmo..mas pena que quer resgatar algo inutil… mas é bom no descer a lenha no cx , na feb e divaldo. Todos inventores do espiritismo a brasileira .

  72. Marciano Diz:

    Não tenho elementos para analisar, mas especulo que cx tenha saído porque as acusações feitas por Amauri devem ter causado um efeito devastador em sua reputação.
    Foi buscar refúgio num lugar isolado, pequeno, onde seria mais fácil superar o problema causado pela delação.
    .
    Claro que a FEB e os demais apoiadores de cx procuraram desqualificar Amauri, para minimizar o estrago.
    Espero que tenha sido só isso.
    .
    .
    Contra, o blog dossieespirita serve para mostrar como o espiritismo morreu e foi substituído por outra coisa igualmente falsa, porém anda mais ridícula.
    Serve para mostrar que os sedizentes espíritas atuais não passam de chiquistas/divaldistas e nem percebem.
    .
    O espiritismo desencarnou na França e reencarnou no Brasil, filho de pai católico e mãe candomblecista.

  73. Marciano Diz:

    Desculpem, pai católico e mãe kardecista.
    Com o candomblé TEVE UMA FILHA, a umbanda.

  74. Gorducho Diz:

    Esse é o ponto que iria abordar ontem, mas antecipou-se CoC. Os sítios contém coisas certas, claro, mas querem resgatar resgatar algo que contém quase as mesmas inconsistências internas.
    Então vem m/tese: as pessoas estudiosas abandonaram o espiritualismo – exemplo é o Dr. – ficando no máximo na crença da possibilidade de algo anômalo, obviamente por definição desvinculado de religiosidade, e muito menos duma vinculação particular e sectária (se espíritos existissem deveria se supor que houvesse um universalismo desvinculado das picuinhas terrícolas… ) com o cristianismo.
    E os que sobram, que seriam os “espíritas”, são os que seguem a FEB, sendo então na verdade evangélicos reencarnacionistas; i.e., uma seita evangélica.
    E esse tipo de pessoas não estuda: Crê – exceto no sentido escolástico de “estudar”, que é interpretar e fazer variações sobre os dogmas religiosos já postos (“escrituras sagradas”).
    Da mesma forma no espiritismo filipino o qual segue diretamente a bíblia.

  75. Gorducho Diz:

    Então o mercado manda. No Brasil (e em muitíssimos lugares, claro) venceu o mercado cristão evangélico. A FEB é uma igreja que compete nesse mercado oferecendo os diferenciais reencarnação e a não eternidade do inferno. Mas ela não pode ir muito contra o mercado. Não pensem que a cartolagem deles é ingênua e não conhece marketing.

  76. Gorducho Diz:

    Em tempo: “escolástico” seria uma denominação tardia. Os caras nas sinagogas também “estudavam” aos sábados, i.e., debatiam. Mas sempre dentro dos dogmas: jamais se colocaria em estudo o dogma em si.
    É o mesmo procedimento desses dos sítios que atacam (corretamente) CX mas para eles vale o pentateuco kardeciano como sagrado. No fundo é a mesma inconsistência, ressalvado que Kardec não diz tantas sandices como os chiquistas. Mas mais questão de forma, o conteúdo igualmente não tem sustentação. Exemplificando:
    i) Se materializações existem, e se Jesus era uma figura sagrada (lembrar meu debate c/o Professor…), por que cargas d’água não poderia ter só se condensado e a Maria não poderia ser virgem, como cria Dr. Bezerra?
    O Kardec, com má fé, cita que os docetistas foram anatemizados. Ou seja: quando lhe convém, apela p/a autoridade católica p/alfinetar os adversários.
     
    ii) Se reencarnação existe, por que nós ateus não poderemos reencarnar como lesmas por vingança Divina?

  77. Contra o chiquismo Diz:

    ” Gorducho Diz:
    maio 12th, 2015 às 9:10 AM

    *
    *

    ii) Se reencarnação existe, por que nós ateus não poderemos reencarnar como lesmas por vingança Divina?”

    **
    **
    Ora, vc como LESMA poderia ser o LESMÃO CHEFE e ter 5 LESMETES MISSES disputando quem ia ficar ao seu dispor para acasalar.
    **
    **
    Vc ‘reencarnar’ na Etiópia ou na Somália no meio da plebe ignara seria a vingança perfeita. Pele e osso apenas e bons anos de vida miserável pra resgatar.

    **
    **
    Quando eu era crente apoiava com fervor a miséria africana e sei que o progresso nunca chegaria ali, pois ali é o lugar dos ditadores, corruptos e lafranhudos de toda espécie ‘reencarnar’ e pagar os seus débitos.

    *
    **
    “Todo dia a lesma lerda”- repita rápido 3x essa frase.

  78. Contra o chiquismo Diz:

    ” Toffo Diz:
    maio 11th, 2015 às 9:48 PM

    Algumas ponderações:
    .
    Afinal o sedizente médium chegou ao Sertão da Farinha Podre, como Uberaba era conhecida nos primórdios, com a roupa do corpo, e foi morar na periferia da cidade com Waldo Vieira. Ou seja, sem eira nem beira.”

    **
    **
    Curioso… ser médico nos anos 50 no Brasil era o máximo da babação de ovo e bajulação. Dr pra cá, dr pra lá… e o cara vai morar na PERIFERIA de uma cidade do interior??

    **

    **
    Será que ele estava montando com cx uma espécie de ‘Area 51′ do ‘espiritismo’ e resolveram se isolar do mundo para isso?

    **
    **
    ou será que 2 rapazes alegres foram morar juntos para viverem suas vidas sem serem incomodados e se isolaram nos confins?

    **
    **
    ou as 2 coisas acima ao mesmo tempo?
    **
    **
    andreluiz é testemunha, mas como ele ja´deve de tá ‘reencarnado’ não tem como alguém fazer contato pra saber…

  79. Gorducho Diz:

    [Wiki] As lesmas são seres hermafroditas.
     
    :( Bah! Tomara que o Kardec tenha razão…

  80. Contra o chiquismo Diz:

    E nem por isso deixam de se unir.

  81. Marciano Diz:

    Por falar em lesmas hermafroditas, lembrei-me de mais dois deuses que ninguém mais venera ou duvida de sua inexistência, apesar do sucesso no passado:
    .
    Hermes e Afrodite.
    .
    .
    Se deuses e espíritos existissem, por que haveria tanta confusão de tantos deuses, tantas teorias espirituais, em várias épocas e vários lugares, e até na mesma época e no mesmo lugar?

  82. Marciano Diz:

    Resposta à pergunta anterior:
    porque os homens ( a maioria deles, eu não!) precisam de inventar deuses à sua imagem e semelhança.
    É só pensar nas crenças passadas, atuais e certamente futuras, pois todos os dias nascem novos deuses, novas pseudociências, etc.

  83. Marciano Diz:

    Lembro-me de uma encarnação passada na qual eu discutia com Gorducho sobre o verdadeiro deus, Osíris, enquanto ele sustentava que verdadeiro mesmo só o Odin. Contra ria de nós, porque sabia que o único deus verdadeiro era Marduk (nessa época Contra empalava o Scur na Babilônia).

  84. Marciano Diz:

    Lembro-me de uma encarnação futura em que eu serei ateu, Gorducho será ex-membro da religião sotovástica, que adora o deus Mestrebeque, Contra estará contra tudo isso e Vitor terá o equivalente a um blog para discutir uma nova (não tão nova assim, terá duzentos anos) ciência, a da quantificação psicodrômica dos fenômenos anomalopéticos.
    .
    Moral da história:
    nada de novo embaixo do Sol (ops, olhem eu citando o eclesiastes de novo, só para confirmar que não há nem haverá nada de novo mesmo debaixo de qualquer estrela).

  85. Phelippe Diz:

    KKKKKKK

  86. Contra o chiquismo Diz:

    E vou recriar o hipopotismo do didi mocó: “vou te hipopotizar”.

  87. Demóstenes Diz:

    Vibrar ou Vibração dos Espíritos
    No “meu caso”, nas pernas, no peito, os nervos vibram, tremem, literalmente. Uma agonia, que dá vontade de sair correndo. Em outra situação, o nervo sofre uma pressão, um leve tremor, correspondente ao mesmo nervo que uma pessoa, próxima, sente dor. Não é só com espírito.
    Num diagnóstico clínico, seria a “batedeira nas pernas” ao sentir fome ou um ataque de ansiedade ou Hipoglicemia.

    O termo “vibrar” talvez tenha originado por essa situação, de perceber o além. Por isso ao começar a sessão, usa se o “vibrando com os espíritos”.

    Pessoal do blog, aqui ha pouco material falando sobre “Herculano Pires”.

Deixe seu comentário

Entradas (RSS)