Livro gratuito! Chico Xavier, um herói brasileiro no universo da edição popular (2008), por Magali Oliveira Fernandes

O livro traz muitas informações sobre o Chico Xavier, e mostra que ele tinha acesso às obras dos autores que supostamente psicografou em Parnaso de Além Túmulo. Para ler o livro, clique aqui.

1.022 respostas a “Livro gratuito! Chico Xavier, um herói brasileiro no universo da edição popular (2008), por Magali Oliveira Fernandes”

  1. Gorducho Diz:

    Eu tenho esse livro em papel.
    É uma obra fundamental pra quem queira entender o affaire CX.

  2. Marciano Diz:

    O livro é uma tese de doutorado.
    Vou ler.

  3. Marciano Diz:

    Gorducho, seu livro de papel está valendo 7 reais.
    Veja:https://www.estantevirtual.com.br/ummasletras/magali-oliveira-fernandes-chico-xavier-90686930

  4. Marciano Diz:

    No primeiro capítulo do livro, a autora lida com o conjunto de notícias que envolviam a figura em
    pauta e todo o seu trabalho espírita – de produção de mensagens psicográficas e do atendimento ao
    grande público que o visitava regularmente em Minas Gerais, em Pedro Leopoldo e, depois de 1959,
    em Uberaba. Aliás, um conjunto de notícias divulgado na imprensa espírita, bem como na imprensa
    em geral. Com base nesse material, pôde-se ter uma noção de como o papel do médium Chico
    Xavier foi sendo construído perante a opinião pública, isto é, ele, de homem questionado por seus
    trabalhos espíritas no início de sua carreira, passou, aos poucos, a ser respeitado como cidadão
    brasileiro, para além dos adeptos do kardecismo.
    No segundo capítulo, a autora trabalha uma série de publicações a respeito da vida de Chico Xavier.
    Todas contando as dificuldades que Chico enfrentara nos períodos de sua infância, da adolescência
    e, ainda, quando já era adulto, até seu encontro com as obras da doutrina de Allan Kardec, que
    chegam a libertá-lo de muitas situações difíceis em relação à sua sensibilidade mediúnica.
    Publicações essas que foram tratadas, nesse estudo, como versões editorias, por sua vez, um tipo de
    repertório da edição brasileira que ia ao encontro de uma série de narrativas de histórias de
    encantamento. Uma espécie de saga do herói – do dano (quando ele perde sua mãe aos cinco anos de
    idade) ao triunfo (quando passa a trabalhar como médium e começa a ser reconhecido como figura
    especial, pelo público brasileiro, e não só de espíritas).
    No terceiro e último capítulo do livro, é revelador o documento que é apresentado: um caderno
    artesanal que teria pertencido a Chico Xavier, contendo uma composição singular de recortes e
    colagens, provavelmente retirados de livros e revistas e de outros materiais impressos. E sua
    singularidade pode ser observada tanto do sentido da escolha das imagens e dos textos por parte de
    Chico, como pela forma como tudo foi sendo disposto no papel. Ou seja, editado artesanalmente sobre um caderno de contabilidade já usado com data de 1924. Um caderno expressivo e
    significativo, podendo servir com uma referência para se pensar a psicografia desde seus bastidores,
    trazendo ao mesmo tempo no seu exercício de produção a experiência da pessoa Chico diante do
    que havia ou não à sua disposição.
    Creio que seja esse livro algo relevante do ponto de vista da proposição de análise sobre os materiais
    apresentados, buscando encontrar a pessoa e o personagem Chico Xavier – do que ele realizou ao
    longo de sua vida e do que foi sendo realizado em torno dele a partir de determinado momento,
    pelos meios de comunicação, pelos livros e folhetos biográficos, enfim por todo o conjunto de sua
    obra no universo da edição popular, num dos segmentos mais expressivos de nossa sociedade.
     
    Alcione Moreno
     
    http://www.cpdocespirita.com.br/colunas/Dez%202008.pdf
    Pelo jeito, está mais para uma apologia do que uma tese de doutorado em comunicação.
    Vou ler, assim mesmo.

  5. Marciano Diz:

    Pô, a Magali é espírita!
    http://www.correiofraterno.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=1242:o-encontro-de-allan-kardec-com-george-sand&catid=15:baudememorias&Itemid=2
    Dá pra confiar numa biografia escrita por um adepto?

  6. Marciano Diz:

    Rivail usou pseudônimo para escrever seus livros, Aurore Dupin de Francueil também se valeu de pseudônimo.
    Será que esse encontro existiu mesmo?
    Ou foi inventado depois da morte dos dois?
    Pelo menos Rivail não mudou de sexo para escrever seus livros. Quer dizer, não tentou se passar por mulher. Só por um druida reencarnado.

  7. Marciano Diz:

    Conta-se que o médium mineiro descreveu à escritora espírita Suely Caldas Schubert[3] uma passagem em que Allan Kardec e George Sand se encontram em Paris, no dia exato do lançamento de O livro dos espíritos, em 18 de abril de 1857.
    ” (…) E assim foi que, andando pelas ruas de Paris, com o primeiro exemplar do livro nas mãos, (…) o professor avistou a carruagem de Sand, reconhecendo-a em seu interior. Imediatamente acenou e, cumprimentando-a, disse:
    – Madame Sand, venho oferecer-lhe o primeiro livro da Doutrina dos Espíritos!
     
    A fonte não é confiável.
    É de quarta mão, pelo menos.
    Magali soube que Suely teria dito que cx falou…
    Assim, fica difícil.
    Einstein, sobre os comentários de Bohr, no Bar do Bigode, depois da publicação de sua primeira teoria, ligeiramente plagiada das ideias de Lorentz.

  8. Marciano Diz:

    Veja-se que conta-se (primeira fonte, indeterminada) que cx contou para Suely (segunda e terceira fontes) o que nos é informado pela quarta fonte (Magali).
     
    Conta-se também que Eintein teria dito, depois de sua morte, a um espírito não identificado, o qual foi psicografado por um médium baiano, que o físico (Einstein) teria se convertido ao chiquismo, após a morte.
    Once upon a time c’era una volta que era uma vez…

  9. Marciano Diz:

    Gorducho, estou em dúvida: vale a pena ler o livro-tese?
    Você disse que é fundamental para entender o affaire cx.
    Parece que o “Samba in the Night” é melhor, mais isento.
    O Toffo postou uns trechos aqui.
     
     
    Toffo Diz:
    AGOSTO 27TH, 2013 ÀS 3:31 PM
    Eu havia escrito no outro post, mas como ele não foi mais lido, não sei se todos viram. Por isso, reproduzo neste. Só para recordar, eu estava lendo Samba in the Night, do antropólogo americano David Hess, um livro um tanto datado (remonta aos anos 1983-1988) em que ele descreve a sua experiência no Brasil, terra de samba, pandeiro, misticismo e atraso. Frequenta centros espíritas ortodoxos, outros nem tantos, terreiros de umbanda, cerimônias de candomblé, médiuns do Dr. Fritz, entrevista parapsicólogos espíritas e católicos, vai a lugares de extrema pobreza no entorno do Rio de Janeiro e na elitista AMESP (Associação Médico Espírita de São Paulo), participa de uma reunião de mensagens do além de CX em Uberaba, etc., sempre deixando bem clara a sua visão terceiromundista. O final do livro, que eu transcrevo numa tradução minha, é o seguinte: Terminei de ler Samba in the Night. Destaco apenas uma parte do trecho final do livro, cuja tradução é minha:
    .
    O espiritismo é, para mim, um belo sistema filosófico/religioso, e gostaria de acreditar que o mundo funcionasse mais ou menos da forma que o espiritismo diz funcionar. É sem dúvida reconfortante habitar um mundo teísta de guias espirituais que protegem trajetórias de evolução pessoal e purificação, que vão se desenvolvendo lentamente através de sucessivas encarnações. Entretanto, não obstante toda a conversa de parapsicologia e a “base” em fatos científicos, o espiritismo sempre me pareceu requerer um salto de fé tão grande quanto o de qualquer outra religião. Do ponto de vista espírita, não sou tão evoluído espiritualmente como deveria ser, e sem dúvida estou aprisionado pelos preconceitos de minha educação americana e do treinamento científico.
    .
    Não creio que esta opinião seja muito diferente de tantas outras que se ouviram por aqui.

  10. Marciano Diz:

    Tem outros trechos em que o autor descreve como eram as psicografias no estilo “querida mãezinha”, que começavam sempre de madrugada.

  11. Marciano Diz:

    Vitor, o Toffo escaneou o livro para você?

  12. Marciano Diz:

    Teve sugestão do Biasetto, acabo de ver e me lembro.
    Só não sei no que deu.

  13. Contra o chiquismo Diz:

    Teria melhor impressão daqui se fosse num samba na night mesmo. Ele veria não reencarnações, mas carnações.

  14. Borges Diz:

    Acho que o livro da Magali reforça a ideia, tão propalada pelos comentaristas deste site, que situa CX como autor de seus livros, sem a participação direta de consciências do além. Digo isso, porque o famoso caderno de anotações do armazém onde ele trabalhava, com suas colagens classificadas, poderia constituir-se numa fonte de consultas, de onde certamente extrairia informações para colocar em suas obras.
    Um abraço

  15. Gorducho Diz:

    Olhe essa declaração do Professor lá no [i]RéV[i], [b]Analista Marciano[/b]
     
    Pois é: Deus não existe; o homem faz Deus à sua imagem e semelhança.
     
     
    Ele deu trabalho mas valeu o esforço :!:

  16. Contra o chiquismo Diz:

    Esse botanicu era pra mim um troll. Só batia na tecla do maxpolidordecarro e ficava só século retrasado. Apanhou muito feio mesmo no Clube do Cético, deu pena. Mas chego a conclusão que era nada mais que um troll.

  17. Gorducho Diz:

    Ele até confessou que às vezes lia CX na preparação de ambiente lembra :?:

  18. MONTALVÃO Diz:

    /
    Magali Fernandes é, sim, espírita. No entanto a abordagem que faz de Chico, apesar de ser tendentemente apologética, não é propriamente uma defesa da mediunidade. Juntamente com Alexandre Caroli Rocha (o qual elaborou estudos na mesma linha, e de quem Magali é amiga) faz uma avaliação mais inclinada ao sociológico, diferentemente da abordagem que aqui se faz, que é julgar a legitimidade das alegações mediúnicas (e do paranormal).
    .
    O caderno mágico de Chico já foi aqui analisado, diversas vezes. Não o considero de tão suma importância quanto outros parecem assim ver. É fato de que é indicativo de onde o homem tirava inspiração para seus escritos atribuídos à influência espiritual, porém há outros elementos tão ou mais importante a atestarem a terrenicidade do trabalho de Francisco Cândido (o exame de sua produção não mediúnica, suas manifestações em público, o fato de ser um leitor ativo e constante e, não poderia deixar, a análise de seus escritos mediúnicos, sem esquecermos que os “espíritos” do homem de Uberaba jamais deram provas de presença).
    .
    O admirável nisso tudo é a singular perspicácia do administrador desse sítio em levantar evidências que põem os espíritos distantes de Chico, e a severidade (como deveria ser) com que analisa esses dados e, pasmantemente, como se mostra tão bonachão na validação da mediunidade anglo-saxã e na aceitação de que existam paranormais poderosos, que dominam como querem o “poder” que dizem possuir…
    .
    Esse quadro conflituoso, o Paradoxo de Visoni, é que deveria ser objeto de acurado estudo…

  19. MONTALVÃO Diz:

    /
    Contra o chiquismo Diz:
    .
    Esse botanicu era pra mim um troll. Só batia na tecla do maxpolidordecarro e ficava só século retrasado. Apanhou muito feio mesmo no Clube do Cético, deu pena. Mas chego a conclusão que era nada mais que um troll.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: o Botânico é o nosso querido Marcos Arduin, que cansou de não convencer ninguém aqui, de que Crookes revelou legítimos médiuns materializadores, e agora leva sua pregação a outras plagas…

  20. Contra o chiquismo Diz:

    Sim Gorducho, fui eu que toquei nessa ferida dele. Era um aqui, mas CHIQUISTA CONVICTO na frente de seus pares no centro. Perguntei até se ele dava carona pra os mais necessitados/assistidos ou se no fim da reunião se misturava à diretoria da casa chiquista que frequentava. Sim casa chiquista mesmo, pois casa kardecista como ele gostaria que fosse não existe, pois no Brasil é impossível dissociar cx de kardec.

  21. Contra o chiquismo Diz:

    Montalvaõ, por isso que digo que ele é troll, assim como o OBRANDO. Vlad incrivelmente não era troll, era chiquista fanático e escondeu isso, mas confessou no final. Não sem antes nos perturbar por demais.
    .
    .
    Aliás, a cartilha da AME é uma piada. O diploma do médico não pertence ao mesmo.

  22. Borges Diz:

    Vou destacar um trecho do livro da Magali:
    .
    Chegam a tocar na matéria da existência de “livros” feitos por ele mesmo, antes de se lançar à sua obra inaugural de psicografias, tornando-se o médium tão famoso do público. Fazem-nos refletir sobre o caderno como um exemplar no meio de tantos outros, destruídos pelo pai em muitas ocasiões; algo que restou de um procedimento mais extenso. E, nesse sentido, o que está em nosso poder seria um resquício de uma conduta sua bem mais ampla, adotada no seu cotidiano; percebida, no momento, como signo de uma dimensão poética do próprio Chico Xavier e, também, como um indicador de parte de seu elenco e repertório. Os impressos de histórias de Santos, por exemplo, que ele mencionou terem sido reunidos não aparecem no caderno analisado, mas devem ter integrado as suas edições que sumiram.
    .
    A autora parece deixar claro que não existia apenas o caderno reproduzido no livro. E parece concordar também, que o CX utilizou esses cadernos de colagens como fonte para parte de seu trabalho literário.
    Um abraço

  23. Borges Diz:

    Acabei de assistir este filme no canal Cinemax:
    https://www.youtube.com/watch?v=O3Pjqu9XxNk
    Bem, perdi umas partes devido às cochiladas.
    Um abraço

  24. Phelippe Diz:

    Boa, Vitor, adoro CX, mais um ponto para o blog.

  25. Marciano Diz:

    Vlad também omitiu dolosamente que é homeopata.
    Eu descobri, e ele admitiu.

  26. Marciano Diz:

    Borges, esse pontilhado que botaram no vídeo mais o som horrível tornam o filme inassistível.
    Esse deve ser o objetivo do youtube, para não infringir “direitos autorais”.
    Um abraço.

  27. Borges Diz:

    Concordo; é uma pena, pois você iria gostar do filme; exceto no finalzinho.
    Um abraço

  28. MONTALVÃO Diz:

    /
    Pastor explica a Bíblia para leigos, a ursa de Eliseu…
    ;
    https://www.youtube.com/watch?v=nsSIpvosi5A

  29. Vitor Diz:

    Contra o chiquismo bloqueado novamente pelo mesmo motivo que das outras vezes (mensagem de ABRIL 30TH, 2017 ÀS 10:00 AM, 2ª palavra). Desbloqueio em 23 de setembro, na primavera.

  30. Vitor Diz:

    MARCIANO disse: “Pô, a Magali é espírita! Dá pra confiar numa biografia escrita por um adepto?”
    .
    Quanto preconceito…

  31. Vitor Diz:

    MARCIANO DISSE: “Vitor, o Toffo escaneou o livro para você?”
    .
    Se tivesse escaneado, eu teria agradecido a ele na postagem, a menos que ele pedisse para ficar anônimo ou coisa semelhante. Quem escaneou fui eu mesmo.

  32. Vitor Diz:

    MONTALVÃO DISSE: “O admirável nisso tudo é a singular perspicácia do administrador desse sítio em levantar evidências que põem os espíritos distantes de Chico, e a severidade (como deveria ser) com que analisa esses dados e, pasmantemente, como se mostra tão bonachão na validação da mediunidade anglo-saxã e na aceitação de que existam paranormais poderosos, que dominam como querem o “poder” que dizem possuir…Esse quadro conflituoso, o Paradoxo de Visoni, é que deveria ser objeto de acurado estudo…”
    .
    Cite-me um experimento controlado que Chico Xavier tenha aceito se submeter e que seja validativo de sua mediunidade/paranormalidade. Quanto a Piper, Osborne, Garrett, Sean Harribance, Lina, Hella Hammid, posso citar vários…
    .
    Parece que a incapacidade montalviana de ver diferenças entre esses casos é que deveria ser estudada…

  33. Marciano Diz:

    Não tenho essa versão com o verbo “arregaçar”.
    É nova tradução?
     
     
    Borges, a pior coisa que a gente pode desejar a um inimigo é que ele goste de um filme só até o final, quando fica desapontado.
    O que é isso, companheiro :?:
    Um abraço.
     
     
    Pô, o COC adora um cartão vermelho. Como é teimoso…
    É uma pena, pois ele alegra muito o ambiente com seus comentários jocosos.
     
     
    ===============================================================
    Vitor Diz:
    MAIO 2ND, 2017 ÀS 8:38 AM
    MARCIANO disse: “Pô, a Magali é espírita! Dá pra confiar numa biografia escrita por um adepto?”
    .
    Quanto preconceito…

    ===============================================================
     
    Só se for preconceito seu para comigo.
    Espera-se de um flamenguista que só fale bem do flamengo, que omita qualquer coisa que possa depor contra seu time, como um penalty cometido por seu atacante e não marcado pelo juiz.
     
    Espera-se de um TJ que diga que sua religião é a única verdadeira, que não tem nada de errado nela, e que só os TJs viverão depois do Armaggedon.
     
    Espera-se de um espírita que defenda cx com unhas e dentes.
    Foi isso que eu quis dizer.
    Isso não é preconceito, é precaução.
     
     
    ===============================================================
    Vitor Diz:
    MAIO 2ND, 2017 ÀS 8:40 AM
    MARCIANO DISSE: “Vitor, o Toffo escaneou o livro para você?”
    .
    Se tivesse escaneado, eu teria agradecido a ele na postagem, a menos que ele pedisse para ficar anônimo ou coisa semelhante. Quem escaneou fui eu mesmo.
    ===============================================================
     
    Tudo bem, o fato é que foi escaneado.
    Quando se dispuser a linkar o livro para nós, eu fico imensamente agradecido.
    Eu prefiro a versão original, de modo que, se lhe aprouver, num próximo tópico, nos oferecer o livro, que coloque as duas versões, como já fez outras vezes.
     
    Marciano agradece penhoradamente.
     
     
    Esse debate montalvânico/vitoriano deve ser estudado por uma equipe especializada, com vários experimentos controlados e décuplo cego (quando os estudados não sabem que estão sendo estudados, nem os pesquisadores sabem que os estão pesquisando), para evitar qualquer influência de sugestão, e replicado por milhares de outros estudos.
     
    Talvez, assim, um dia eles se entendam.

  34. Vitor Diz:

    MARCIANO DISSE: “Espera-se de um flamenguista que só fale bem do flamengo, que omita qualquer coisa que possa depor contra seu time, como um penalty cometido por seu atacante e não marcado pelo juiz.”
    .
    Há flameguistas e flamenguistas. Há aqueles que amam tanto seu time que escondem qq erro ou problema. E há aqueles com atitude ‘fair play’, e que criticam o time apontando suas mazelas justamente porque o amam e querem melhorá-lo.
    .
    Voltando ao Espiritismo, entenda que muitas pessoas podem não querer compartilhar documentos da vida do Chico com outros que não sejam espíritas. De qualquer forma, achei o livro da Magali bastante neutro.
    .
    MARCIANO DISSE:”Quando se dispuser a linkar o livro para nós, eu fico imensamente agradecido.
    Eu prefiro a versão original, de modo que, se lhe aprouver, num próximo tópico, nos oferecer o livro, que coloque as duas versões, como já fez outras vezes.”
    .
    O que você quer dizer com “eu prefiro a versão original”? O que eu pus é a versão original! Esse livro não tem versão em inglês não (ao que eu saiba)..

  35. Gorducho Diz:

    Ela até pode ser xaverianista, mas no livro ela mostra o porque que a história dele é contada como é; i.e., mostra como se trata dum conto maravilhoso; mostra o treino via os cadernos e até a confecção artesanal de livros e tudo.
    Nunca em momento algum eu percebi que ela tentasse alegar que as alegações dos espíritas – aí inclusos todos, claro – fossem verdadeiras.

  36. Phelippe Diz:

    Vitor.
    Tendo-se em vista a profícua colaboração do Contra ao Chiquismo neste blog, não seria possível e desejável substituir a pena de suspensão por mera advertência?
    Acredito que o nosso amigo Contra lerá esta mensagem e, com certeza, irá se controlar, caso seja apenas advertido e não suspenso.

  37. Marciano Diz:

    ===============================================================
    O que você quer dizer com “eu prefiro a versão original”? O que eu pus é a versão original! Esse livro não tem versão em inglês não (ao que eu saiba)..
    ===============================================================
     
    Mal entendido detectado!
    Eu estava me referindo ao “Samba in the Night”, que o Biasetto pediu para o Toffo escanear e passar para você.
     
     
    ===============================================================
    Nunca em momento algum eu percebi que ela tentasse alegar que as alegações dos espíritas – aí inclusos todos, claro – fossem verdadeiras.
    ===============================================================
     
    Trata-se de uma flamenguista honrada.
    Avis rara, visto que não é comum espíritas que não santificam cx.
    Os que criticam (tem vários blogs criticando) são tidos pelos espíritas que conheço como “não verdadeiros espíritas”, gente que quer dividir o espiritismo.
     
     
    Se não for possível atender o pedido de Phelippe, acho que a suspensão poderia ser por tempo mais limitado.
     
    Ele é divertido e traz coisas interessantes para o blog, como o fato de Zarur defender o diabo.
    Eu nunca tinha visto isso, e é verdade.
    Verdade e engraçado. Zarur devia ser uma figura, defendendo o diabo, querendo sua “salvação”.
     
     
    Falando nisso, se o amigo Pastor vir este meu comentário, gostaria que se pronunciasse sobre o POV de Zarur.
     
    Se o diabo se arrependesse sinceramente de seus pecados, poderia ser perdoado?
    Refiro-me a Satanás, claro.
     
    TJs já me disseram que no caso dele não tem perdão.

  38. Marciano Diz:

    Tu és bondoso e perdoador, Senhor,
    rico em graça
    para com todos os que te invocam.
    Salmos 86:5
     
    Então Pedro aproximou-se de Jesus e perguntou: “Senhor, quantas vezes deverei perdoar a meu irmão quando ele pecar contra mim? Até sete vezes?” Jesus respondeu: “Eu digo a você: Não até sete, mas até setenta vezes sete.
    Mateus 18:21-22
     
    Tomem cuidado.
    “Se o seu irmão pecar, repreenda-o e, se ele se arrepender, perdoe-lhe. Se pecar contra você sete vezes no dia, e sete vezes voltar a você e disser: ‘Estou arrependido’, perdoe-lhe”.
    Lucas 17:3-4
     
    Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça.
    1 João 1:9
     
    “Sou eu, eu mesmo, aquele que apaga
    suas transgressões, por amor de mim,
    e que não se lembra mais
    de seus pecados.
    Isaías 43:25
     
    Que o ímpio abandone o seu caminho;
    e o homem mau, os seus pensamentos.
    Volte-se ele para o Senhor,
    que terá misericórdia dele;
    volte-se para o nosso Deus,
    pois ele dá de bom grado o seu perdão.
    Isaías 55:7
     
    Arrependam-se, pois, e voltem-se para Deus, para que os seus pecados sejam cancelados,
    Atos dos Apóstolos 3:19
     
    Jesus lhes respondeu: “Não são os que têm saúde que precisam de médico, mas sim os doentes. Eu não vim chamar justos, mas pecadores ao arrependimento”.
    Lucas 5:31-32
     
    Por que Satanás não tem a graça do perdão?
    Desde que seja sincero.
     
     
    Orlando, se estiver na área, você acredita em Satanás?
     
    E num dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o Senhor, veio também Satanás entre eles.
    Então o Senhor disse a Satanás: Donde vens? E Satanás respondeu ao Senhor, e disse: De rodear a terra, e passear por ela.
    E disse o Senhor a Satanás: Observaste tu a meu servo Jó? Porque ninguém há na terra semelhante a ele, homem íntegro e reto, temente a Deus, e que se desvia do mal.
    Então respondeu Satanás ao Senhor, e disse: Porventura teme Jó a Deus debalde?
    Porventura tu não cercaste de sebe, a ele, e a sua casa, e a tudo quanto tem? A obra de suas mãos abençoaste e o seu gado se tem aumentado na terra.
    Mas estende a tua mão, e toca-lhe em tudo quanto tem, e verás se não blasfema contra ti na tua face.
    E disse o Senhor a Satanás: Eis que tudo quanto ele tem está na tua mão; somente contra ele não estendas a tua mão. E Satanás saiu da presença do Senhor.
    Jó 1:6-12
     
    A julgar por estes versículos, deus e satanás se entendem bem.
    Fizeram até uma aposta sobre Jó.

  39. Marciano Diz:

    A história termina mal para Javé.
    Jó se mostrou fiel e Javé o recompensou, dando-lhe tudo o que perdera em dobro. Até mulher e filhos.
    Bens fungíveis.
    Que coisa!
    Quer dizer que se alguém perde um filho e ganha dois, tá tudo bem?
    Que diabo de deus é esse?

  40. Marciano Diz:

    Espero que o COC esteja vendo, apesar da suspensão.
     
    No próximo dia 20 de maio é comemorado o dia de São Lúcifer.
     
    Não é brincadeira. É este aqui:
     
    https://pt.wikipedia.org/wiki/L%C3%BAcifer_(bispo)
     
    A palavra lucifer, como é de comezinho conhecimento de todos aqui (presumo) significa “portador da luz” ou “estrela da manhã”.
     
    O próprio Lúcifer era um ser de muita luz, antes de voltar-se contra o criador.
     
    Vênus (não a deusa, o planeta que foi batizado com seu nome) também é conhecido como Lúcifer, por causa de sua luz. Só brilha menos do que o Sol e a Lua. É a “estrela d’Alva”, a estrela da manhã,
    lúcifer.
    E vejam que, por sua posição mais próxima do Sol, nunca é visto inteiro.
    Além do mais, aproxima-se mais da Terra do que qualquer outro planeta, se considerarmos a Lua como satélite da Terra e não planeta gêmeo da Terra, o que é na verdade.
     
    Planetas internos, como qualquer astrônomo de botequim sabe, não têm satélites.
    Phobos e Deimos são asteróides capturados.
    A rigor, a DE estaria certa neste aspecto. Atirou no escuro e acertou o alvo.
     
    O sistema Terra/Lua resultou de uma colisão e é fundamental para a nossa existência.
    Sem a Lua, as estações do ano seriam uma zorra, as variações de temperatura não permitiriam vida no nosso planetinha, as marés causadas somente pelo Sol não teriam o efeito que ajudou a trazer a vida do mar para o solo, há 500.000.000 anos.
     
    Naquele tempo, a Lua ficava bem mais próxima e as marés eram gigantescas, sem contar que tínhamos um dia de cerca de oito horas.
     
    Muitas estrelas nascem em aglomerados (criadas pela nuvem original) e se separam tanto depois que fica impossível saber quais compunham o aglomerado incial.
     
    É o que aconteceu com o Sol e vai acontecer com as Plêiades.
     
    Claro que refiro-me aos aglomerados abertos, não aos globulares, que são causados por ação da gravidade.
     
     
    E se satanás existisse (assim como deus, etc.), claro que ele deveria ser perdoado, se se arrependesse.
    Se pra ele não tem perdão, isso é um plot hole nessa historinha. Mitologia judaico cristã.

  41. Marciano Diz:

    É curioso o fato de que espíritas usam a bíblia para forçar histórias de reencarnação (totalmente fora de contexto), mas negam as inúmeras referências ao diabo.
    Aquele da aposta de deus a respeito de jó, o mesmo que tentou NSFG, aka NSJC.
    O que estrela o livro das revelações.
    Afinal, a bíblia deve ou não ser levada a sério?
    Quando interessa, citam passagens bíblicas como supedâneo para suas crenças, sempre forçando a barra.
    Quando não interessa, negam quase tudo o que a bíblia diz, inclusive todas as referências ao diabo.

  42. Marciano Diz:

    O diabo metafórico espírita tentou o próprio governador da Terra. Não uma nem duas, mas três vezes.

  43. Marciano Diz:

    https://www.youtube.com/watch?v=ToeoUOrysWE

  44. Marciano Diz:

    Chico Xavier revelou a Geraldo Lemos Neto que Jesus Cristo é atualmente Governador Espiritual de 5 planetas, cada um com respectivo grau de evolução:
    5. Planeta Feliz que gira em torno da estrela de SÍRIUS (relatado no início da obra ´Renúncia´ de Emmanuel/Chico Xavier);
    4. Planeta Regenerado que gira em torno de uma estrela do sistema de CAPELA – Há 7000 anos houve uma guerra nuclear e os seus responsáveis foram exilados para o planeta Terra
    3. Planeta TERRA – mundo de provas e expiações que está em uma fase de transição: se chegar a 2019 sem Guerra Nuclear – Chico Xavier declarou em entrevista que “Emmanuel afirma que a Terra será um mundo regenerado por volta de 2057.”
    2. planeta primitivo – KYRON para onde estão indo os Exilados da Terra: Chico Xavier revelou que desde a 2ª Guerra Mundial que muitos espíritos devotados ao mal já não tiveram permissão para reencarnar na Terra
    1. outro planeta em formação que Jesus está co-criando, com revoluções telúricas, de resfriamentos do orbe, com erupções vulcânicas e atmosfera densa.

    Creditos: A Vida Extraterrestre Segundo Allan Kardec e Chico Xavier
    Palestra Espírita com Geraldo Lemos Neto – Belo Horizonte (MG)
    https://www.youtube.com/watch?v=sa1q9

  45. Marciano Diz:

    Até 20 de julho de 2019 serão os 4 anos mais importantes da nossa vida como espíritos. Ou aproveitamos a moratória que a misericórdia de Jesus pediu aos Cristos do Sistema Solar ou, se até lá entrarmos na 3ª Guerra Mundial, recomeçaremos tudo e só após o terceiro milênio iniciaremos a fase de regeneração de acordo com Chico Xavier, o discípulo amado de Jesus, que sempre esteve conosco, nos ajudou, nos preveniu e alertou.
    http://www.vinhadeluz.com.br/site/noticia.php?id=2172

  46. Marciano Diz:

    Mórmons, TJs, Adventistas, sempre disseram um monte de bobagens, como fim do mundo, etc.
    Espíritas falam em planeta em transição, já falaram de vida em Marte (mais atrasada do que na Terra – com Rivail, depois, um pouquinho melhor – com cx, ramatis, depois seres quase puramente espirituais – invisíveis a nossos olhos e às sondas na NASA.
    Cada vez que as bobajadas caem por terra, lá vem racionalização.
    Qualquer diz, vão dizer que o fim do mundo, a regeneração da Terra, a vida em Marte, é tudo metafórico.

  47. Marciano Diz:

    MARTE, SEGUNDO CX:

    Vi-me à frente de um lago maravilhoso, junto de uma cidade, formada de edificações profundamente análoga à da Terra. Apenas a vegetação era ligeiramente avermelhada, mas as flores e os frutos particularizavam-se pela variedade de cores e de perfumes.
    Percebi, perfeitamente, a existência de uma atmosfera parecida com a da Terra, mas o ar, na sua composição, afigurava-se muitíssimo mais leve. Assegurou-me, então o mestre, que me acompanhava, que a densidade em Marte é sobremaneira mais leve, tornando-se a atmosfera muito rarefeita.
    Vi homens mais ou menos semelhantes aos nossos irmãos terrícolas, mas os seus organismos possuíam diferenças apreciáveis (claro, eram invisíveis). Além dos braços, tinham ao longo das espáduas ligeiras, ligeiras protuberâncias à guiza de asas que lhes prodigalizavam interessantes faculdades volitivas (apesar da atmosfera super rarefeita de Marte). Percebi que a vida da humanidade marciana é mais aérea. Poderosas máquinas, muitíssimo curiosas na sua estrutura, cruzavam os ares, em todas as direções. Vi oceanos, apesar da água se me afigurar menos densa e esses mares muito pouco profundos. Há ali um sistema de canalizações, mas não por obras de engenharia dos seus habitantes, e sim por uma determinação natural da topografia do planeta que põe em comunicação contínua todos os mares.
    Não vi montanhas (nem o Monte Olimpo :?: , sendo notáveis as planícies imensas, onde os felizes habitantes desse orbe desempenham as suas atividades consuetudinárias. As águas são muito mais raras(tão raras que nem existem. As chuvas quase que se não verificam, mostrando-se o céu geralmente sem nuvens. Afirmou-me o protetor que grande parte das águas desse planeta desapareceram nas infiltrações do solo, combinando-se com elementos químicos das rochas, excluindo-se da circulação ordinária do orbe.

     
     
    MARTE, SEGUNDO A NASA:
    http://www.osul.com.br/wp-content/uploads/2015/09/marte-777×437.jpg
     
    cx errou feio!
    Como podem levar o cara a sério depois disso?
    (É que os marcianos são espíritos).
    Mas não eram mais grosseiros do que os terrícolas?
    cx não leu Rivail?
     
    Ambos erraram feio, cada qual para seu lado.
    EM MARTE NÃO TEM NADA!
    Será que foi o LSD de EmmÂnuel :?:

  48. Marciano Diz:

    Como alguém pode continuar sendo espírita, depois do desmascaramento de Rivail, cx, etc., pelos fatos que TODOS conhecem AGORA?
     
    Como alguém pode continuar sendo adventista ou TJ, depois de tantos fins de mundo adiados?
     
    Os caras apostam, perdem, e continuam dando as cartas.
    Assim não é possível.

  49. Marciano Diz:

    Onde ficam os Martes de Rivail, cx, Harcílio Mães?
    Onde foram parar os oceanos, as flores e frutos, a população?
    Cadê as cidades?
    Por que o mundo já não acabou uma porrada de vezes, como profetizaram TJs, adventistas?
     
    Quo usque tandem abutere, Catilina, patientia nostra?
    Quam diu etiam furor iste tuus eludet?
    Quem ad finem sese effrenata iactabit audacia?

     
    Até quando, Catilina, abusarás da nossa paciência?
    Por quanto tempo a tua loucura há de zombar de nós?
    A que extremos se há de precipitar a tua desenfreada audácia?

  50. Marciano Diz:

    Como diria meu falecido amigo Antonio Frederico:
     
    Mas é infâmia demais! … Da etérea plaga
    Levantai-vos, heróis do Novo Mundo!
    Andrada! arranca esse pendão dos ares!
    Colombo! fecha a porta dos teus mares!

     
    Infâmia aqui no sentido de perda da fama, do crédito, da honra; descrédito, desonra, ignomínia.
    Perda de boa fama.
    Dano social ou legal feito à reputação de alguém; desonra, desdouro, ignomínia, labéu.

  51. Eu Sou a Universal Diz:

    Disse o amigo Marciano: ‘Marciano Diz:
    MAIO 2ND, 2017 ÀS 11:39 PM
    Como alguém pode continuar sendo espírita, depois do desmascaramento de Rivail, cx, etc., pelos fatos que TODOS conhecem AGORA?

    Como alguém pode continuar sendo adventista ou TJ, depois de tantos fins de mundo adiados?

    Os caras apostam, perdem, e continuam dando as cartas.
    Assim não é possível.’
    R: Eu gostaria de saber como alguém que conheceu a Verdade consegue se afastar dela. Eu oro todos os dias pelo Sr Montalvão. Que mente brilhante a serviço do Reino do Senhor ele seria se voltasse. Ah Sr Montalvão apressa-te em voltar pra o Primeiro Amor que o sr sabe qual é (sem ironias por favor com aquela coisa de moças). Eu sinto que o Sr Montalvão é especial. E o amigo Marciano é precioso para o Reino também. Vejo que conhece e cita muito bem as Escrituras. Lembra-te da história de Sansão amigo, não deixe as mulheres levarem sua força. Já li algo seu a respeito de gostar de velocidade. Esse feriado a Polícia Rodoviária pegou no estado de Goiás motoristas na estrada a mais de 190km-h, para que correr tanto? Triste mesmo de tudo isso, é ver o diabo através de médiuns “consolando” mães que perderam seus filhos nesses acidentes para depois arrastá-las para o inferno. Como é enganoso o Kardecismo. Como sou seu amigo Marciano, devo adverti-lo mais uma vez para que tenha cuidado e não vá se embriagar e depois dirigir e ficar com mulheres que vão se aproveitar do seu estado de embriaguez para tirar vantagem em vc amigo. Cuidado com as ciladas do inferno por favor. Como o amigo Marciano cita bem as Escrituras, és desviado dos caminhos do Sr amigo? Congregou em que igreja? Protestante tradicional ou pentecostal, Testemunha de Jeová, Católica, Adventista?

  52. Eu Sou a Universal Diz:

    Entristeço-me pela falta que fará aqui os comentários do Sr Contra o chiquismo, se puder ele voltar logo, seria enriquecedor para todos nós, pois ele tem conhecimento.

  53. Eu Sou a Universal Diz:

    Disse o amigo Marciano: ‘Falando nisso, se o amigo Pastor vir este meu comentário, gostaria que se pronunciasse sobre o POV de Zarur.

    Se o diabo se arrependesse sinceramente de seus pecados, poderia ser perdoado?
    Refiro-me a Satanás, claro.

    TJs já me disseram que no caso dele não tem perdão.’
    R: Nesse caso as Testemunhas de Jeová estão corretas amigo, sem perdão para o inimigo de nossas almas. E quanto ao falecido Sr Zarur, se não se arrependeu em vida, sem perdão para ele também, pois era um adorador do diabo. Não convém que eu cite Escrituras aqui, no máximo dou uns conselhos para pessoas que sei que tem fé e que estão desviadas e que são gente muito boa como o Sr Montalvão e o amigo Marciano (ainda não sei se o amigo Marciano é desviado), mas nem precisa citar nesse caso, não é mesmo? Quem adora o diabo vai morar com ele no inferno. Simplesmente isso.

  54. Eu Sou a Universal Diz:

    Como delirou o sr Chico Xavier ao falar de Marte. Máquinas, homens, oceanos? Marte é uma rocha morta. Foi um espírito que falou ao sr Chico Xavier que Marte era assim? Isso que ele falou está em algum livro ou artigo de revista? Se foi espírito que lhe falou, foi engando. Se foi da mente dele é um mentiroso. Então quando não incorporava demônios ainda mentia? Que triste foi esse senhor.

  55. Borges Diz:

    O que é isso, companheiro ”
    .
    Se tivesse assistido ao filme entenderia o que eu disse. Um filme não vale apenas pelo seu final. Mesmo sem a reviravolta eu teria gostado, pois envolve assuntos que discutimos aqui no sítio.
    Um abraço

  56. Gorducho Diz:

    ==============================================================
    Foi um espírito que falou ao sr Chico Xavier que Marte era assim?
    ==============================================================
    O espírito da (falecida, claro) genitora dele Srª Maria João de Deus.
    Ela foi convidada pra uma excursão a Marte e Saturno.
    ==============================================================
    Isso que ele falou está em algum livro ou artigo de revista?
    ==============================================================
    No livro Cartas de uma Morta que ela ditou pra ele.

  57. Vinicius Diz:

    “Vitor Diz:
    maio 2nd, 2017 às 8:40 AM
    MARCIANO DISSE: “Vitor, o Toffo escaneou o livro para você?”
    .
    Se tivesse escaneado, eu teria agradecido a ele na postagem, a menos que ele pedisse para ficar anônimo
    ou coisa semelhante. Quem escaneou fui eu mesmo.”

    Bom dia Vitor. Qual post está ?

  58. Vinicius Diz:

    Minha nossa, Marciano, esse Geraldo Lemos é uma piada.
    Esteve até no congresso da F…eesp (falando sobre “mecanismos da psicografia)…
     
    Quer dizer que JC ou FG é governador de 5 planetas?
    E que tem um montão de “Cristos” neste universo ???

  59. Vinicius Diz:

    GORDUCHO- “Ela foi convidada pra uma excursão a Marte e Saturno.”
    Saturno também ? Ela descreve? Bate com Dr.Bezerra em seus “estudos filosóficos” :mrgreen: :?:

  60. Eu Sou a Universal Diz:

    Sr Gorducho, obrigado por esclarecer. Mas faço a dúvida do sr Vinícius a minha: ela fala sobre Saturno também? Com os mesmos erros absurdos de Marte eu suponho. O que acontecem quando os espíritas do Kardecismo e do chiquismo ficam sabendo que existem esses textos? Eles continuam a frequentar a religião e fecham os olhos para isso? Ou debandam? Pelo que pesquisei, esse livro data de 1935. Isso é escondido dos espíritas ou é estudado, lido ou divulgado normalmente nos centros espíritas kardecistas?

  61. Borges Diz:

    “Isso que ele falou está em algum livro ou artigo de revista?”
    .
    Entendi a indagação de uma forma diferente. Posso estar errado, mas acho interessante apresentar minha resposta.
    Se a intenção é saber se CX colou de algum livro ou artigo de revista, devo dizer que já fiz uma pequena pesquisa e não encontrei uma fonte onde ele possa ter buscado inspiração. Encontrei alguém que provavelmente aproveitou sua ideia que fala sobre “protuberâncias a guisa de asas”; trata-se de Hercilio Maes que dizia receber as informações do espírito Ramatis. Veja um trecho do livro “A VIDA NO PLANETA MARTE”.

    PERGUNTA: Os marcianos caminham a pé, nas mesmas condições em que o fazem os terrestres?
    RAMATIS: Eles, como vós, andam, correm ou firmam-se de pé, se assim o desejarem. Porém, devido à densidade atmosférica ser bem mais tênue do que a vossa, sofrem menor pressão, podendo, sem esforço pronunciado, saltar além de cinqüenta metros ou, se apressados, deslizar, ligeiros, sobre a grama aveludada ou nos caminhos forrados de substância flexível. Nesta espécie de vôos deslizantes, para se equilibrarem, erguem os braços e, arqueando os ombros em conexão com as omoplatas, forma-se-lhes nessa parte uma espécie de protuberância, algo parecida com uma membrana muscular, que lhes dá mais equilíbrio e segurança. Fazem lembrar a pose do pássaro no seu vôo estática4
    Um abraço

  62. Vinicius Diz:

    “Pelo que pesquisei, esse livro data de 1935. Isso é escondido dos espíritas ou é estudado, lido ou divulgado normalmente nos centros espíritas kardecistas?”
     
    Fiz cursos e aprofundamentos doutrinários durante 15 anos aproximadamente. Juro que nunca falaram nesse livro Cartas de uma Morta .
     
    Sim, já falaram de Kardec e Marte, uma desculpa que já ouvi: “não enxergamos o que há lá” pois é outro tipo de matéria
     
    O “Ramatis” tem na biblioteca mas é “proibido” vender livros dele (pelo menos na diretoria de 2015 era assim). Não sei se interesse comercial ou “espiritual”.

  63. Eu Sou a Universal Diz:

    Sr Borges, mais um endemoniado esse sr Hercilio Maes. Já debatemos sobre Ramatis aqui. Comprova-se mais uma mentira sobre Marte vinda de um espírito e repetida por um médium.

  64. Vinicius Diz:

    ” trata-se de Hercilio Maes que dizia receber as informações do espírito Ramatis. Veja um trecho do livro “A VIDA NO PLANETA MARTE”.”
     
    Quando acusados de plágio ou similitude de ideias recorrem ao alibi do “CUEE”.

  65. Eu Sou a Universal Diz:

    Pois é Sr Vinicius, em 15 anos lhe esconderam uma mentira e lhe apresentaram várias outras. Gostaria de saber a sua reação se soubesse (na época em que estava lá) desse livro com tamanha mentira e com a divulgação das imagens em alta definição de hoje em dia de Marte.

  66. Vinicius Diz:

    pastor, o Ramatis (ou seus “médiuns “) tudo racista.
     
    “PERGUNTA— Poderão essas características do atavismo racial ser fator decisivo nos
    destinos dos povos?
     
    RAMATIS — Sim, desde que seus componentes se submetam documente a elas, o
    que geralmente sucede.
     
    “PERGUNTA — Como interpretar esses fatos no caso particular do Brasil?”
     
    “RAMATIS — O Brasil é o único país do mundo onde o amálgama racial se faz sem
    grande restrições. Considerado durante muito tempo pelos colonizadores como local de
    estadia temporária, em seu ambiente todas as situações eram admissíveis e uma forma de
    tolerância desenvolveu-se, se bem que sob bases negativas. “
     
    “O homem branco suportou o contato com o negro a ponto de estabelecer relações estreitas, inclusive de cruzamento racial, e, longe da metrópole, tais fatos eram incluídos no rol dos acontecimentos normais.”
     
    “A raça lusitana, se bem que envergando o porte dos senhores, não deixou de transbordar afetividade,no grau exuberante que lhe é característico, quando encontrou a ingênua dedicação e humildade da mulher cativa. E se o senhor branco, o privilegiado da cor, desceu a esse
    contato, selou com sua aprovação evidente o anseio de irmanação latente nas almas rudes dos
    negros e dos selvagens.”
     
    Iniciou-se assim a formação do amálgama racial sobre o qual o tempo se incumbiria
    de depositar elementos novos, provenientes de todas as partes do mundo.
     
    As conseqüências de tais ocorrências perduram até hoje na índole”
     
    Brasil Terra de Promissão

  67. Vinicius Diz:

    “Gostaria de saber a sua reação se soubesse (na época em que estava lá) desse livro com tamanha mentira e com a divulgação das imagens em alta definição de hoje em dia de Marte.”
     
    Um ultraje Sr. Pastor! Pior é que a divergência ocorre lá dentro do espiritismo mesmo: Kardec fala uma coisa, CX outra, Ramatis outra , Bezerra etc etc.
     
    Já era confuso mesmo antes da divulgação das imagens
     
    E dizem lá que Espíritos Superiores reencarnam milhares de vezes e não conseguem nem falar como é Marte !!!
    :!:

  68. Gorducho Diz:

    ==============================================================
    Se a intenção é saber se CX colou de algum livro ou artigo de revista, devo dizer que já fiz uma pequena pesquisa e não encontrei uma fonte onde ele possa ter buscado inspiração
    ==============================================================
    :(
    Uranie Analista Borges… Uranie…
    Que decepção, logo o Sr. que é fã do Flammarion…
    :(

  69. Gorducho Diz:

    Tem um recalque do Dr. Bezerra (o vero, vivo) Pastor com o centro espírita do Kardec em Paris.
    É que o espírito do Dr. Bezerra era um falecido venusiano, Sr. Newton (nada a ver com o Newton aquele terrícola em cuja cabeça caiu uma maçã, claro!) e contou que Venus é atrasadíssimo em relação à Terra.
    Só que o espírito do Kardec, um certo Georges visitou Venus e contou que é muito mais adiantado que cá.
    Aí Dr. Bezerra diz que não é porque Paris é muito mais adiantado que o Rio que o espírito que se manifestava em Paris teria que ter mais credibilidade.
    E evocam o espírito do Giordano Bruno que, claro, concorda com Dr. Bezerra – mas bizarramente não vai a Vênus ver in loco quem tem razão.
     
    O espiritismo tem besteira que não acaba mais Pastor. É uma fonte inesgotável :P

  70. Marciano Diz:

    ===============================================================
    E o amigo Marciano é precioso para o Reino também. Vejo que conhece e cita muito bem as Escrituras. Lembra-te da história de Sansão amigo, não deixe as mulheres levarem sua força. Já li algo seu a respeito de gostar de velocidade. Esse feriado a Polícia Rodoviária pegou no estado de Goiás motoristas na estrada a mais de 190km-h, para que correr tanto?
    ===============================================================
     
    Amigo Pastor, sem querer ser repetitivo, mas sem ter como evitar, devo renovar minha declaração de imenso prazer de vê-lo aqui de volta.
     
    As mulheres não levam a minha força. O que elas levam de mim eu não posso dizer, devido ao alto nível do sítio e em respeito à sua pessoa.
     
    Quanto a meus carros, ambos passam dos 230 km/h, mas só os testei. Normalmente, não passo de 200, quando as condições da estrada permitem.
    Não sei se o amigo já viu comentário a respeito, mas vou começar a voar em breve. Estou esperando meu instrutor se recuperar. Ele esteve mal, em UTI, fez várias cirurgias (nada a ver com aviação).
     
    Já tive acidentes de carro graves, já fui atropelado, já estive em outras situações de extremo perigo, mas sempre me dei bem.
    Ou o diabo não me quer por perto ou deus quer que eu fique mais tempo na Terra.
     
    A saúde de ambos os lados da minha família é um lixo, todo mundo morre cedo, de doença. Eu mesmo já levei um susto com um tumor benigno.
     
     
    ===============================================================
    Como sou seu amigo Marciano, devo adverti-lo mais uma vez para que tenha cuidado e não vá se embriagar e depois dirigir e ficar com mulheres que vão se aproveitar do seu estado de embriaguez para tirar vantagem em vc amigo.
    ===============================================================
     
    Eu não me embriago, apesar de beber muito. Desenvolvi uma tolerância impressionante.
    É a taquifilaxia, uma rápida tolerância desenvolvida com fármacos e outras substâncias químicas bioativas.
     
    Quanto ao volante, eu sou muito bom e meus carros também.
     
    No que tange às mulheres, a única vantagem que elas tiram de mim é a satisfação que eu lhes proporciono.
    Como sou muito cético, já suspeitei que pudessem estar fingindo, mas elas sempre querem mais, grudam como chiclete.
    Acho que é outro talento que tenho.
     
    Meu conhecimento de algumas religiões vêm de parentes e amigos, desde a infância, inclusive meus pais.
    Eu sempre fui descrente, provavelmente devido ao fato de ter sido apresentado, desde o nascimento, a tantas crenças diversas.
     
    Também fico chateado quando o Coc é suspenso, pelas mesmas razões. Vamos ver se Vitor se apieda e encurta sua suspensão.
     
    Devo esclarecer que não adoro o diabo, pelo singelo fato de que nele não creio.
    Não sou desviado, sou avesso.
     
     
    ===============================================================
    Eu Sou a Universal Diz:
    MAIO 3RD, 2017 ÀS 12:52 AM
    Como delirou o sr Chico Xavier ao falar de Marte. Máquinas, homens, oceanos? Marte é uma rocha morta. Foi um espírito que falou ao sr Chico Xavier que Marte era assim? Isso que ele falou está em algum livro ou artigo de revista? Se foi espírito que lhe falou, foi engando. Se foi da mente dele é um mentiroso. Então quando não incorporava demônios ainda mentia? Que triste foi esse senhor.

    ===============================================================
     
    Foram livros, um dos quais ele atribuiu à sua falecida mãe.
    Para mim, ele inventou tudo, baseado nas crenças que se tinha na época sobre o planeta vermelho, porém não-comunista.
    Se o amigo acha que ele era mentiroso por isso, precisa procurar pelas materializações em artigos antigos aqui do blog.
    Ele participou de várias pantomimas (no sentido de mentira ardilosa; embuste, logro), como o amigo pode constatar aqui:

     
    http://www.saindodamatrix.com.br/archives/mat-josefa-peixotinho.jpg
     
    Tem vários artigos neste blog, mas as fotos não estão aparecendo no meu Chrome.
     
     
    ===============================================================
    Se tivesse assistido ao filme entenderia o que eu disse. Um filme não vale apenas pelo seu final. Mesmo sem a reviravolta eu teria gostado, pois envolve assuntos que discutimos aqui no sítio.
    ===============================================================
     
    Se conseguir um versão melhor, eu assistirei.
    Um abraço.
     
     
    Gorducho Diz:
    MAIO 3RD, 2017 ÀS 8:48 AM
    ==============================================================
    Foi um espírito que falou ao sr Chico Xavier que Marte era assim?
    ==============================================================
    O espírito da (falecida, claro) genitora dele Srª Maria João de Deus.
    Ela foi convidada pra uma excursão a Marte e Saturno.
    ==============================================================
    Isso que ele falou está em algum livro ou artigo de revista?
    ==============================================================
    No livro Cartas de uma Morta que ela ditou pra ele.

     
    O amigo Gorducho olvidou-se do “Novas Mensagens”, atribuído por cx a Humberto de Campos.
     
    Hercílio Mães e Rivail também falaram bobagens sobre vida em Marte.
     
     
    ===============================================================
    Quer dizer que JC ou FG é governador de 5 planetas?
    E que tem um montão de “Cristos” neste universo ???
    ===============================================================
     

    Isto mesmo, VINICIUS.
    O chiquismo não para de lançar “novas revelações”.
     
     
    ===============================================================
    O que acontecem quando os espíritas do Kardecismo e do chiquismo ficam sabendo que existem esses textos? Eles continuam a frequentar a religião e fecham os olhos para isso? Ou debandam? Pelo que pesquisei, esse livro data de 1935. Isso é escondido dos espíritas ou é estudado, lido ou divulgado normalmente nos centros espíritas kardecistas?
    ===============================================================
     
    Eles inventam racionalizações. Dizem que os marcianos são invisíveis para nós, assim como suas cidades, objetos, oceanos e vegetação.
    Para poderem lidar com a dissonância cognitiva. Mecanismo de defesa psicológica.
     
    Bem pior do que esse livro, PASTOR, é a série ANDRÉ LUIZ, que começou com NOSSO LAR.
    É uma colônia espiritual que “gravita” sobre parte da Cidade do Rio de Janeiro.
    Uma história cheia de plot holes, loose endings, etc.

  71. Eu Sou a Universal Diz:

    Estou pasmo com essas informações Sr Gorducho. Quer dizer que o preto velho que incorpora no Sr Divaldo era de Vênus? Então agora não vive mais em Vênus, vive nas cercanias da Terra e desce no Sr Divaldo mas não dá consulta a platéia que o prestigia. Que confusão Sr Vinicius. Mas não há alguém lá dentro com pensamento crítico para contestar toda essa confusão? Sr Gorducho, o que tem a ver esse Sr Flammarion com o Sr Chico Xavier e Marte? O Sr Chico Xavier escreveu por inspiração de um demônio que imitava a mãe dele e ele acreditava ou ele tirou esse escrito dele de Marte literalmente de alguma obra ou plagiou alguma obra?

  72. Marciano Diz:

    Por acaso o amigo Pastor já viu algum filme do Zé do Caixão?
    Os livros espíritas são piores, em matéria de enredo, desenvolvimento das histórias, apresentação dos personagens, etc.
    Um verdadeiro lixão literário.

  73. Marciano Diz:

    Trash literature.

  74. Marciano Diz:

    http://3.bp.blogspot.com/-W0K1sfREdrk/UAnOfSlNKII/AAAAAAAAB6E/2d6x4Yn6eTw/s1600/garbage_dump.jpg
     
    Instantâneo de uma livraria espírita.

  75. Eu Sou a Universal Diz:

    Amigo Marciano, desculpe pela posição que adoto ao adverti-lo sobre as mulheres, elas podem ser a fortaleza ou a perdição de um homem. Sempre fui de uma só. Mas como o amigo possui habilidades para a conquista e condições materiais boas, pode atrair muita mulher que só queira tirar proveito de ti. Há muitas mulheres que frequentam terreiros, tomam banhos na macumbaria, fazem pactos com entidades, usam perfumes enfeitiçados para atrair homens que lhes possam trazer apenas vantagens ou mesmo incorporar um entidade feminina sem que o homem perceba e lhe sugar toda energia vital. É nisso que me preocupo com o amigo, de não expor seu lado espiritual e a sua salvação em troca de aventuras amorosas. Não é moralismo, é um apreço que tenho pelo amigo e não quero vê-lo derrotado como já vi vários colegas meus que não vigiaram e caíram por causa de mulher. Alguns morreram no pecado e perderam a salvação. Há carros como os Mercedes que a 190km/h são mais seguros que os populares 1.0 a 90km/h, mais, fácil sobrevier numa Mercedes a 190 do que num Uno a 90. Mas a velocidade é muito perigosa, para que arriscar? Para chegar 20 minutos mais cedo ao destino? E se chegar onde não deve antes ? Não corra, não mate, não morra, já dizia a antiga frase. Veja quantos livramentos o amigo diz que já teve. Sinal de quem tem uma Obra evangélica na sua vida que cedo ou tarde chegará. Quanto ao álcool, já se deu conta que o amigo pode estar sendo usado por uma entidade que não o deixa se embriagar? Você pode estar sendo um cavalo de macumbarias sem se dar conta! É sabido que nos terreiros os médiuns bebem alta quantidade de álcool durante a noite e entrando a madrugada e não ficam bêbados ao final, pois as entidades sorvem todo o álcool. E já vi caso de entidades deixarem um médium bêbado de propósito com um copo de água só para mostrarem poder. Um copo de água e a pessoa embebeda, duas garrafas de cachaça ou vinho e a pessoa não fica bêbada. Tem algo aí, não tem? Ainda suspeito que o amigo seja desviado, porém com vergonha não quer nos contar, pois muito conhece a Escritura. E vejamos se o Sr Vitor permite que o sr Contra o chiquismo ou COC como gostam de chamá-lo volte o quanto antes, é bem interessante os comentários dele, apenas é emotivo um pouco mais que os outros. Sim amigo Marciano, sou doido para pegar um dia esse demônio chamado André Luiz que ditou ao Sr Chico Xavier essa série Nosso Lar, mas ele nunca apareceu, provavelmente não existe como me disseram aqui. O mais provável é que seja um demônio disfarçado como o preto velho que incorpora no Sr Divaldo Franco.

  76. Eu Sou a Universal Diz:

    Amigo Marciano, filmes de terror não são recomendados aos evangélicos. Nunca vi um filme desse Sr que citou o nome, embora já tenha ouvido falar dele.

  77. Eu Sou a Universal Diz:

    Uma correção: “Sinal de quem tem uma Obra ” leia-se “Sinal de QUE tem uma Obra”.

  78. Gorducho Diz:

    Não, Pastor. O centro espírita do Dr. Bezerra recebeu a visita dum espírito recentemente falecido em Vênus, chamado – lá em Vênus, claro – Newton.
    Só que esse espírito descreveu um Vênus diferente do descrito pelo espírito Georges (de qual planeta fora esse Georges não sei) que se manifestava no centro espírita – Société Parisienne des Études Spirites – do Kardec´.
    Claro, o Georges tinha se manifestado lá em Paris 30 e tantos anos antes do Newton ´no Rio.
     
     
    O Flammarion escreveu um livro ficcional chamado Uranie onde ele cochila e sonha uma viagem a Marte.
    Flammarion era espírita mas não alega ter sido inspirado por espíritos na obra. É assumidamente ficcional.

  79. Gorducho Diz:

    Lá em Vênus as pessoas têm 4 dedos.
    Quando o Newton se manifestou pela 1ª vez no centro espírita do Dr. Bezerra ele desenhou uma mão com 4 dedos, pois, claro, não imaginava que cá temos 5.

  80. Eu Sou a Universal Diz:

    Sr Gorducho, que loucura. Espírito de Vênus? Que língua se fala em Vênus ? E Kardec diz ao contrário de Marte em sua obra? E um livro ficcional se torna fonte para um religioso escrever as coisas sobre Marte como o Sr Chico Xavier e este ganha ainda assim milhares de seguidores?

  81. Vinicius Diz:

    “Flammarion era espírita mas não alega ter sido inspirado por espíritos na obra. É assumidamente ficcional.”
     
    C.F. chega a falar que na adolescência acreditava ser médium mas depois com o passar do tempo chegou a conclusão de que tudo não passava de ideias de sua mente não é?
     
    Tem algo a ver sobre o capitulo “ditado por Galileu” ?

  82. Vinicius Diz:

    “Que confusão Sr Vinicius. Mas não há alguém lá dentro com pensamento crítico para contestar toda essa confusão?”
     
    fazem vista grossa. Certa vez questionei a razão de terem “cortado” as sessões de psicografia para entes queridos (onde eu frequentava, um grande “centrão” em SP), ao invés de me explicarem deram-me uma bronca e ainda uma senhora falou em voz alta para todos ouvirem que as pessoas não se preocupam com as outras enquanto viva e agora querem mensagens de mortos???
     

  83. Vinicius Diz:

    Na verdade minha pergunta foi proposital, eu já havia tomado conhecimento de muitas fraudes e “os mecanismos das cartinhas” no blog , na “delação” do Waldo Vieira etc.

  84. Gorducho Diz:

    Sim tem tudo a ver com o capítulo ditado pelo Galileu.
    Mas ele seguiu sendo espírita tanto que acreditava piamente na Eusapia isso em ’98 e portanto 30 anos depois.
    O Kardec morreu em ’69, certo?

  85. Gorducho Diz:

    O Antoniadi – que como astrônomo proper foi muito melhor que o Flammarion que era mais um divulgador científico – ridiculariza eles todos.

  86. Marciano Diz:

    Obrigado por suas amáveis palavras, Pastor.
    Agradeço, sinceramente, sua preocupação comigo. Isso mostra que é amigo e bem intencionado.
    Nada obstanta, posso deixá-lo tranquilo, porque não sou tão mulherengo quanto o amigo pensa (aproveito, enquanto posso e consigo ter mulheres bonitas), não dou moleza para mulheres (muito ao contrário, dou dureza) e tenho me saído bem.
     
    O mesmo vale para as bebidas e a velocidade. Tanto que estou vivo até hoje.
    Eu não corro porque tenho pressa (tenho pressa também), mas pelo prazer, pela adrenalina, digamos assim.
    Tanto que vou aprender a voar. Voar baixo, até uns 6.000 pés, em velocidade baixa, é como ser um pássaro.
    O perigo é inerente a tudo na vida.
     
    Esse negócio de médiuns que bebem e não se embriagam é mentira. Dependendo da quantidade, bebendo no gargalo, destilados, não tem tolerância que aguente. Isto é truque.
    É fácil fazer pessoas pensarem que a gente está bebendo litros de álcool sem beber quase nada.
     
    Meu conhecimento da bíblia não é lá essas coisas, mas sempre li, motivado pelas diversas interpretações que amigos e parentes fazem dos mesmos textos.
     
    Também conheço outros livros religiosos.
    Acho que o amigo deveria conhecê-los também. Dê uma olhada no Corão. Agora já tem traduzido em português. Antigamente era só em árabe.
     
    Eu não tenho vergonha de nada. Sou um sem-vergonha. Tanto que já admiti aqui, várias vezes, que considerei a hipótese paranormal, cheguei a ler alguns livros. Foi minha sorte, pois se ficasse sabendo somente por alto, poderia levar isso a sério.
     
    Você nunca vai pegar o demônio André Luiz, porque ele é apenas fruto da imaginação de cx.
     
    DPF é outro que finge estar incorporado de Bezerra, mas é patético de tão canastrão.
    Não tem demônio ou espírito algum ali.
     
    ===============================================================
    Eu Sou a Universal Diz:
    MAIO 3RD, 2017 ÀS 4:41 PM
    Amigo Marciano, filmes de terror não são recomendados aos evangélicos. Nunca vi um filme desse Sr que citou o nome, embora já tenha ouvido falar dele.
    ===============================================================
     
    Eu não citei o nome de nenhum filme, Pastor. Citei o Mojica, que criou o personagem Zé do Caixão. É comédia involuntária.
    Daqueles filmes em que o autor tenta passar medo para o espectador, mas só consegue fazê-lo morrer de rir.
     
    A melhor comédia é a involuntária.
     
     
    ===============================================================
    Gorducho Diz:
    MAIO 3RD, 2017 ÀS 4:54 PM
    Lá em Vênus as pessoas têm 4 dedos.
    ===============================================================
     
    Então os venusianos são demônios. É de lá que veio a MuLLa.
    A MuLLa que tem 4 dedos e consegue roubar mais do que quem tem 40.
     
     
    ===============================================================
    Que língua se fala em Vênus ?
    ===============================================================
     
    Se fosse um planeta habitado, como a Terra, provavelmente falariam centenas de línguas.
    Vênus, o de verdade, é pior do que qualquer inferno imaginado pelo homem.
    Pense num planeta inóspito…

  87. Marciano Diz:

    The planet Venus
    Venus Inside and On Top
    Venus is the second planet from the Sun, and is Earth’s closest neighbor in the solar system. Venus is the brightest object in the sky after the Sun and the Moon, and sometimes looks like a bright star in the morning or evening sky. The planet is a little smaller than Earth, and is similar to Earth inside. We can’t see the surface of Venus from Earth, because it is covered with thick clouds. However, space missions to Venus have shown us that its surface is covered with craters, volcanoes, mountains, and big lava plains. The surface of Venus is not where you’d like to be, with temperatures that can melt lead, an atmosphere so thick it would crush you, and clouds of sulfuric acid that smell like rotten eggs to top it off!

    Air on Venus
    The atmosphere of Venus is very hot and thick. You would not survive a visit to the surface of the planet – you couldn’t breathe the air, you would be crushed by the enormous weight of the atmosphere, and you would burn up in surface temperatures high enough to melt lead.

    The atmosphere of Venus is made up mainly of carbon dioxide, and thick clouds of sulfuric acid completely cover the planet. The atmosphere traps the small amount of energy from the sun that does reach the surface along with the heat the planet itself releases. This greenhouse effect has made the surface and lower atmosphere of Venus one of the hottest places in the solar system! Why should Venus and not the Earth have a hot and thick atmosphere? Some scientists call it the Goldilocks phenomenon.

    Discover Venus
    Venus is one of the brightest objects in the sky. It is always found near the Sun. It rises and sets each day, so it has the nicknames Morning and Evening Star! Scientists found that Venus rotates backwards. This means that on Venus the Sun rises in the west and sets in the east. We’ve sent a lot of spacecrafts to visit Venus. They found out that Venus’ atmosphere is mostly carbon dioxide and sulfuric acid. This is not good air to breathe!

  88. Marciano Diz:

    Aqui vai a fonte:
    http://www.nasa.gov/Venus

  89. Marciano Diz:

    Se inglês is not your cup of tea, Pastor, veja aqui:
    https://pt.wikipedia.org/wiki/V%C3%A9nus_(planeta)

  90. Espírita Sp Orlando Diz:

    Vitor, sei que Contra errou mas tenha misericórdia com ele. De mais uma chance, caso não se regenere, volte com a suspensão.
    No passado ele me xingou também mas já passou.
    Sobre o Chico minha opinião é que ele tinha altos e baixos, assim como Divaldo e todos. Os espíritos testam a fé deles, eis a explicação.
    E nos ensinam no Centro que temos que estudar de tudo. O caderno do Chico é de estudos mesmo.

  91. Eu Sou a Universal Diz:

    Sr Vinicius, então lá dentro o ambiente é ditatorial? Amigo Marciano, pretende ser piloto de aeronaves? Helicóptero ou aviões? Mas o amigo consegue se livrar de tantos radares nessas rodovias andando tão rápido? Não é truque não amigo, eles bebem mesmo as garrafas e não se embebedam. Nunca me atraiu o Corão. E esse Andre Luiz ou o imitador dele aparece sim! Sim, eu me referi ao Sr Zé do Caixão, não a filme porque não há nenhum citado mesmo, errei em alguma vírgula. Essa de espírito de Vênus é demais. Qual a outra coisa estranha veremos do Kardecismo e do chiquismo?

  92. Eu Sou a Universal Diz:

    Mas amigo Marciano, ainda tenho uma última pontinha de dúvida de que não és desviado. Alguma religião protestante o amigo frequentou…qual será? É muito modesto ao dizer que conhece pouco a Escritura.

  93. Marciano Diz:

    Já respondo, Pastor.
    No momento, estou tentando, em vão, provar ao poltergeist que não sou um robô.

  94. Eu Sou a Universal Diz:

    Sr Orlando, tente ir a uma Sessão de Descarrego ou Libertação numa igreja evangélica de sua preferência e veja se consegue se manter de pé.

  95. Marciano Diz:

    O próprio Jesus se refere a si mesmo como alguém que comia e bebia, e a crítica que faziam dele só pode indicar que ele estivesse se referindo a beber vinho:
    Mt 11:19 “Veio o Filho do Homem, comendo e bebendo, e dizem: Eis aí um homem comilão e beberrão, amigo de publicanos e pecadores”.

  96. Marciano Diz:

    Vou por partes, pois assim dará certo.

  97. Marciano Diz:

    Veja que quando o salmista fala das coisas que Deus faz, o vinho está incluído como algo que o próprio Deus faz para alegrar o coração do homem, ao lado do azeite e do pão:
    Sl 104:13-15 “Ele rega os montes desde as suas câmaras; a terra farta-se do fruto das suas obras. Ele faz crescer a erva para os animais e a verdura, para o serviço do homem, para que tire da terra o alimento e o vinho que alegra o seu coração; ele faz reluzir o seu rosto com o azeite e o pão, que fortalece o seu coração”.
     
    Será que alguém é ingênuo o suficiente para ler “…e o suco de uva que alegra o seu coração”?

  98. Marciano Diz:

    A exortação para a celebração da ceia do Senhor era de que se controlassem para não ficarem embriagados, uma admoestação que não faria qualquer sentido se a ceia fosse celebrada com suco de uva:
    1 Co 11:21 “Porque, comendo, cada um toma antecipadamente a sua própria ceia; e assim um tem fome, e outro embriaga-se“.
    Quando a Bíblia fala da embriaguez causada pelo vinho, ela o faz em referência ao Espírito Santo, que deve ser, este sim, a fonte de alegria do cristão e seu “estimulante”:  Ef 5:18 “E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito”.
     
    Se tentar trocar isso tudo por suco de uva, não vai funcionar. As passagens perderão completamente o sentido. Além disso, o próprio primeiro milagre de Jesus se tornaria em motivo de gozação. Quem iria celebrar uma festa de casamento servindo suco de uva? E qual mestre-sala iria elogiar o segundo suco de uva como sendo melhor que o primeiro refresco?
     
    Naquele tempo, aquele que é chamado de “mestre-sala” de nossa versão era uma pessoa que reunia as características de mestre de cerimônia + maitre + principal convidado. Enfim, não era apenas alguém capaz de organizar uma festa, mas também um connoisseur em matéria de comidas e bebidas, como um chefe de buffet de nossos dias. Você conhece algum connoisseur de suco de uva?
     
    Tente trocar “vinho” por “suco de uva” no relato da festa de Caná e vai ficar algo absurdo assim:
    Jo 2:9-10 “E, logo que o mestre-sala provou a água feita SUCO DE UVA ( não sabendo de onde viera, se bem que o sabiam os empregados que tinham tirado a água ), chamou o mestre-sala ao esposo. E disse-lhe: Todo homem põe primeiro o SUCO DE UVA bom e, quando já têm bebido bem, então, o inferior; mas tu guardaste até agora o bom SUCO DE UVA”.
     
    O álcool certamente causa muitas tragédias quando tomado em excesso, mas os textos são tão tendenciosos e têm tantos erros que não consegui continuar. Eles são um caso típico de pessoas que tentam interpretar a Bíblia com base em suas opiniões, quando deveriam fazer justamente o contrário. Os textos distorcem as escrituras para fazerem valer a opinião dos autores. São casos típicos de farisaísmo que levam as pessoas a coarem o mosquito e engolirem o camelo. Apenas um exemplo tirado do primeiro texto, quando o autor dá uma razão pela qual Jesus não poderia ter bebido vinho:
    “Porque em Lev. 10:9-11, há o mandamento de que o sacerdote de Deus não podia beber vinho nem bebida forte: ‘Não bebereis vinho nem bebida forte, nem tu nem teus filhos contigo, quando entrardes na tenda da congregação, para que mão morrais… para fazer diferença entre o santo e o profano e entre o imundo e o limpo. E para ensinar aos filhos de Israel todos os estatutos que o SENHOR lhes tem falado…’”
     
    Se você encontrar um cartaz dizendo “Não bebereis vinho nem bebida forte, nem tu nem teus filhos contigo, quando estiveres dirigindo seu automóvel, para que não morrais”, será que você entenderia o texto como uma proibição generalizada ao consumo de bebida alcoólica?
     
    A ordem semelhante aparece aqui: Eze 44:21 “Nenhum sacerdote beberá vinho quando entrar no átrio interior.”
     
    É claro que quando o autor parte do princípio de que tudo o que fala de positivo sobre a palavra “vinho” está se referindo ao suco de uva, e tudo o que fala de negativo, à bebida alcoólica, fica impossível contra-argumentar com versículos como aquele em que Melquisedeque traz pão e vinho para Abraão (Gn 14:18). Melquisedeque teria trazido pão e suco de uva. Mas essa ideia causa mais problemas do que os que tenta resolver. Veja esta passagem:
    Nm 6:2-4 “Fala aos filhos de Israel, e dize-lhes: Quando alguém, seja homem, seja mulher, fizer voto especial de nazireu, a fim de se separar para o Senhor, abster-se-á de vinho e de bebida forte; não beberá, vinagre de vinho, nem vinagre de bebida forte, nem bebida alguma feita de uvas, nem comerá uvas frescas nem secas. Por todos os dias do seu nazireado não comerá de coisa alguma que se faz da uva, desde os caroços até as cascas”.
     
    Quando a Bíblia quer explicar o tipo de bebida feita com uva, ela o faz em detalhes. A ideia de deixar à nossa vontade interpretarmos quando a palavra “vinho” significa vinho alcoólico ou suco de uva gera problemas na interpretação desta passagem quando Jotão fala por parábolas:
    Jz 9:13 “Mas a videira lhes respondeu: Deixaria eu o meu mosto, que alegra a Deus e aos homens, para ir balouçar sobre as árvores?”
     
    Acaso o suco de uva poderia alegrar a Deus e aos homens? E se aqui for vinho alcoólico mesmo, como poderia estar associado a alegria em relação a Deus? Lembre-se do Salmo que diz que “o vinho alegra o coração do homem”.
     
    Para mim, a questão é muito simples: beber vinho não é pecado, embriagar-se é. Alimentar-se não é pecado, glutonaria é. Sexo não é pecado, fornicação e sexo fora do casamento é.
     
    Bruce Lackey, autor do primeiro texto que você enviou e que aparece em inglês em vários lugares na Internet, foi pastor batista e não tinha apenas essa opinião equivocada sobre o vinho. Ele estava também entre os que acreditam que a tradução inglesa “King James” da Bíblia foi inspirada por Deus. Isso mesmo, a tradução em si, não apenas a Palavra de Deus em termos genéricos.
     
    Dentro dessa visão, a King James não estaria no mesmo nível da tradução Almeida, por exemplo, já que a Almeida não tem o status de “tradução inspirada”. Precisaríamos todos aprender as línguas originais (hebraico, aramaico e grego), para ler a pura Palavra nos manuscritos, ou aprender inglês e usar a King James. É meio estranho pensar que a Bíblia Almeida que sempre usei não tem o mesmo status divino da King James.
     
    Mais um ponto importante que põe por terra o artigo sobre suco de uva x vinho. A Festa da Páscoa ocorria na Primavera (entre Março e Abril, durava 7 dias) e a Festa dos Tabernáculos (ou colheita dos frutos) no outono (entre Setembro e Outubro, também durando 7 dias).
     
    Ou seja, Quando o Senhor participou da última ceia com seus discípulos, era a Páscoa, portanto 6 ou 7 meses após a colheita das uvas. O cálice que eles beberam certamente não podia ser de suco de uva. Basta guardar suco de uva não pasteurizado e fora de uma embalagem Tetra-Pack para ver que se transforma em um caldo embolorado ou, na melhor das hipóteses, em vinagre.

  99. Marciano Diz:

    Dt 16:13-15 “A festa dos tabernáculos celebrarás por sete dias, quando tiveres colhido da tua eira e do teu lagar. E na tua festa te regozijarás, tu, teu filho e tua filha, teu servo e tua serva, e o levita, o peregrino, o órfão e a viúva que estão dentro das tuas portas. Sete dias celebrarás a festa ao Senhor teu Deus, no lugar que o senhor escolher; porque o Senhor teu Deus te há de abençoar em toda a tua colheita, e em todo trabalho das tuas mãos; pelo que estarás de todo alegre.”
     
    Luc 22:13-18 “Foram, pois, e acharam tudo como lhes dissera e prepararam a páscoa. E, chegada a hora, pôs-se Jesus à mesa, e com ele os apóstolos. E disse-lhes: Tenho desejado ardentemente comer convosco esta páscoa, antes da minha paixão; pois vos digo que não a comerei mais até que ela se cumpra no reino de Deus. Então havendo recebido um cálice, e tendo dado graças, disse: Tomai-o, e reparti-o entre vós; porque vos digo que desde agora não mais beberei do fruto da videira, até que venha o reino de Deus”.
    É, eu sei que neste ponto o autor do texto diria que aí não diz vinho, mas “fruto da videira”. Neste caso eu perguntaria: então por que razão em todas as outras passagens, como nas bodas de Caná, a bebida não foi chamada de “fruto da videira”?
     
    Resumindo, algumas razões pelas quais Deus não proíbe o uso moderado do vinho:
    1. A transformação de água em vinho foi o primeiro milagre do Senhor.
    2. O uso do vinho é parte essencial do testemunho cristão, principalmente na Ceia do Senhor.
    3. O Senhor era chamado de “glutão e beberrão” simplesmente porque comia e bebia como qualquer ser humano, em contraste com João Batista que se abstinha de certas coisas.
    4. O vinho foi usado na última ceia com a aprovação do Senhor, que disse a todos os apóstolos que bebessem do cálice.
    5. Colossenses 2 condena a proibição de alimentos criados por Deus (veja também 1 Tm 4:3-7).
    6. O uso do vinho é recomendado pelo apóstolo Paulo em 1 Timóteo 5:23 como medicamento.
    7. Em nenhum lugar da Bíblia Deus proíbe beber vinho. A proibição é para o excesso (embriaguês), tanto no Antigo Testamento quanto no Novo Testamento, em especial nos abusos cometidos na Ceia do Senhor em 1 Coríntios 11.
    Finalmente, creio que a posição de qualquer cristão não só em relação ao vinho, mas a qualquer fonte de alegria e prazer nesta vida, deve ser sempre a da noiva em Cantares 1:1-4:
    “…melhor é o Teu amor do que o vinho… em Ti nos regozijaremos e nos alegraremos; do Teu amor nos lembraremos, mais do que do vinho.”
     
     
    Trecho que encontrei na internet de um cara que pensa igualzinho a mim.
    Usa até os mesmos argumentos.
     
    É por isso que eu bebo, para alegrar meu coração e o de deus.

  100. Marciano Diz:

    Agora posso responder.
    Não, Pastor, nunca frequentei nada.
    Já fui levado a igreja católica romana, a salões do reino (TJ), a Assembleia de Deus, a centros de umbanda, de espiritismo kardecista, etc., quando era criança, mas a balbúrdia, o saco de gatos, mostrou-me que todos não poderiam estar certos ao mesmo tempo.
    Fiz algumas experiências, quando criança ainda.
    Saiu tudo como previ.
    Resumindo, é isto.
    Depois de adulto, já voltei a alguns desses lugares, mas por outros motivos.
    Digamos assim: “Tudo pelo social”.

  101. Marciano Diz:

    Até o Orlando está pedindo a volta de COC.
    Parabéns, Orlando!
    Isso é que é exercer o perdão.
    Falar é fácil. Fazer é difícil.

  102. Marciano Diz:

    Pastor, conheço os lugares por onde passo, sei onde ficam radares fixos e móveis.
    Vou voar de trike.
    Não tenho dinheiro para comprar um novo e velho é perigoso.
    De sociedade, não dá certo.
    Aí, vou de trike, que dá para o gasto e é super divertido.

  103. Marciano Diz:

    Mas no meu grupo tem piloto de tudo, inclusive PLA.
    Eles também gostam da sensação do trike.
    Voar em Boeings e Airbuses não tem graça nenhuma.

  104. Marciano Diz:

    Avião tem de ser pequeno.
    Tem uns helicópteros mini, mas não confio.
    Sou louco, mas tenho juízo.

  105. Marciano Diz:

    JUÍZES 9:13
    “… o meu mosto (tîrôsh), que alegra a Deus e aos homens…”
     
    Isaías, numa profecia, mostrou que Deus cuidaria para que houvesse vinho tinto para o povo:
    ISAÍAS 27:2, 3
    ” 2 Naquele dia, haverá uma vinha de vinho tinto (hhémer); cantai-lhe. 3 Eu, o SENHOR, a guardo e, a cada momento, a regarei; para que ninguém lhe faça dano, de noite e de dia a guardarei.”
     
    ECLESIASTES 2:3
    “Busquei no meu coração como me daria (“estimular”, na Almeida Corrigida Fiel, Almeida Revisada, Almeida Contemporânea) ao vinho (yayin) (regendo, porém, o meu coração com sabedoria)…”
     
    ECLESIASTES 9:7
    “Vai, pois, come com alegria o teu pão e bebe com bom coração o teu vinho (yayin), pois já Deus se agrada das tuas obras.”
     
    ECLESIASTES 10:19
    “Para rir se fazem convites, e o vinho (yayin) alegra a vida, e por tudo o dinheiro responde.”
     
    SALMOS 104:14, 15
    ” 14 Ele faz crescer a erva para os animais e a verdura, para o serviço do homem, para que tire da terra o alimento 15 e o vinho (yayin) que alegra o seu coração; ele faz reluzir o seu rosto com o azeite e o pão, que fortalece o seu coração.”
     
    Ao considerar o texto acima, alguns relacionam a palavra “vinho” com “verdura”. Com isso, querem dizer que o vinho que alegra é tão somente suco de uva não-fermentado e não o “produto humano mediante fermentação”. Entretanto, a fraseologia usada em Gênesis 9:20, 21, destrói esta interpretação. Mostra-se ali que Noé embebedou-se por beber do vinho da vinha que plantou. Logo, se aplicássemos a interpretação acima, Noé teria necessariamente se embriagado com puro suco de uva.
    Ora, assim como o leite não deixa de ter sido produzido pela vaca apenas porque azedou, o vinho não deixa de ser produto da videira apenas porque fermentou. Além disso, para fermentar o suco de uva não depende da intervenção humana. Fermentará naturalmente – cerca de seis horas após a extração do suco. Na realidade, o suco de uva normalmente não fermentará apenas se houver a interferência humana aplicando algum processo para evitá-la. Assim, se fossemos considerar algum suco como não sendo natural, seria mais realístico considerar como tal o suco propositadamente não fermentado! Portanto, não há verdadeira razão para referir-se apenas ao suco de uva não fermentado como sendo aquele que Deus autoriza para o crente se alegrar.
    Foi Deus quem criou os microorganismos responsáveis pela fermentação. (Eles já estavam presentes nos cachos das uvas antes delas serem pisadas.) Não há nada tecnicamente danoso no álcool resultante. O suco de uva naturalmente fermentado – não importa quanto tempo passe – continuará sendo originário da “verdura” ou da vinha.
    Veja também o simbolismo em Zacarias 9:17 [tîrôsh] e 10:7 [yayin].
     
    A FALTA DO VINHO MOSTROU SER UM CASTIGO PARA OS ISRAELITAS
    Punindo o povo, Deus declarou:
    Amós 5:11
    “… vinhas desejáveis plantareis, mas não bebereis do seu vinho (yayin).”
    Traduzem de modo semelhante: Almeida Contemporânea, Almeida Corrigida Fiel, Almeida Revista e Atualizada, Almeida Revista e Corrigida e Matos Soares.)
    Miquéias 6:15
    “Tu semearás, mas não segarás; pisarás a azeitona, mas não te ungirás com azeite; e o mosto (tîrôsh), mas não beberás vinho (yayin).”
    É bem revelador o fato de os israelitas lamentarem a falta não apenas de tîrôsh (mosto) mas também de yayin (vinho) e shekar (bebida forte) – Isaías 24:7, 9, 11
     
    Que os judeus sabiam o que era o vinho está no próprio Evangelho, no qual se diz que Cristo mandou os criados apresentarem ao arquitriclinio – o homem encarregado de dirigir o banquete de núpcias, em Caná da Galiléia – o vinho que Ele fizera milagrosamente, para que ele o experimentasse e o aprovasse.

    O arquitriclinio, experimentou o vinho, e o julgou superior ao vinho que fora servido inicialmente na festa, tanto que ele disse ao noivo: “Todo homem põe primeiro o bom vinho, e, quando já os convivas têm bebido bem, então lhes apresenta um vinho inferior, Tu, ao contrário, tiveste o bom vinho guardado até agora” (Jo. II, 10).
     
    Portanto, o arquitriclínio sabia distinguir entre vinho bom e vinho ruim. Conhecia o que era vinho. Isso é que diz o Evangelho, palavra de Deus.
     
    De outro lado, se tomavam só suco de uva, como se diz que os convidados podiam ficar inebriados?
     
    Por acaso, já se viu alguém ficar inebriado com suco de uva? Só se o suco de uva fermentou, e suco de uva fermentado se chama vinho.

     
    Todos costumam pôr primeiro o bom vinho e, quando já beberam fartamente, servem o inferior;
    tu, porém, guardaste o bom vinho até agora. (João 2:10)
     
    Muitos crentes, com a melhor das intenções, pensam que o vinho da Bíblia não era fermentado ou alcoólico. Longe de ser verdade, esta ingenuidade é apenas um afastamento de dados reais provocado pelo excesso de pietismo de muitos de nós.
     
    No texto de João capítulo 2, quando Jesus transforma a água em vinho, o evangelista escreve a palavra oinos, que em grego se refere ao vinho fermentado.
    GE 27:28 “May God give you … an abundance of grain and new wine.” DT 7:13 If they follow his commandments, God will bless the fruit of their wine. PS 104:5 God gives us wine to gladden the heart. JE 13:12 “… every bottle shall be filled with wine.” JN 2:1-11 According to the author of John, Jesus’ first miracle was turning water to wine. RO 14:21 It is good to refrain from drinking wine.

  106. Marciano Diz:

    Antes de retirar-me, por hoje, deixo um texto da bíblia para reflexão:
     
    HISTÓRIA DE COMO ELIAS PROVOU QUE SÓ SEU DEUS ACEITAVA SACRIFÍCIOS E FAZIA MÁGICA E MANDOU MATAR OS SACERDOTES DE BAAL, O QUE NÃO É NADA DIVINO.
     
    I, REIS, capítulo 18
    16 Então foi Obadias encontrar-se com Acabe, e lho anunciou; e Acabe foi encontrar-se com Elias.
    17 E sucedeu que, vendo Acabe a Elias, disse-lhe: És tu, perturbador de Israel?
    18 Respondeu Elias: Não sou eu que tenho perturbado a Israel, mas és tu e a casa de teu pai, por terdes deixado os mandamentos do Senhor, e por teres tu seguido os baalins.
    19 Agora pois manda reunir-se a mim todo o Israel no monte Carmelo, como também os quatrocentos e cinquenta profetas de Baal, e os quatrocentos profetas de Asera, que comem da mesa de Jezabel.
    20 Então Acabe convocou todos os filhos de Israel, e reuniu os profetas no monte Carmelo.
    21 E Elias se chegou a todo o povo, e disse: Até quando coxeareis entre dois pensamentos? Se o Senhor é Deus, segui-o; mas se Baal, segui-o. O povo, porém, não lhe respondeu nada.
    22 Então disse Elias ao povo: Só eu fiquei dos profetas do Senhor; mas os profetas de Baal são quatrocentos e cinqüenta homens.
    23 Dêem-se-nos, pois, dois novilhos; e eles escolham para si um dos novilhos, e o dividam em pedaços, e o ponham sobre a lenha, porém não lhe metam fogo; e eu prepararei o outro novilho, e o porei sobre a lenha, e não lhe meterei fogo.
    24 Então invocai o nome do vosso deus, e eu invocarei o nome do Senhor; e há de ser que o deus que responder por meio de fogo, esse será Deus. E todo o povo respondeu, dizendo: É boa esta palavra.
    25 Disse, pois, Elias aos profetas de Baal: Escolhei para vós: um dos novilhos, e preparai-o primeiro, porque sois muitos, e invocai o nome do Senhor, vosso deus, mas não metais fogo ao sacrifício.
    26 E, tomando o novilho que se lhes dera, prepararam-no, e invocaram o nome de Baal, desde a manhã até o meio-dia, dizendo: Ah Baal, responde-nos! Porém não houve voz; ninguém respondeu. E saltavam em volta do altar que tinham feito.
    27 Sucedeu que, ao meio-dia, ELIAS ZOMBAVA DELES, dizendo: Clamai em altas vozes, porque ele é um deus; pode ser que esteja falando, ou que tenha alguma coisa que fazer, ou que intente alguma viagem; talvez esteja dormindo, e necessite de que o acordem.
    28 E eles clamavam em altas vozes e, conforme o seu costume, se retalhavam com facas e com lancetas, até correr o sangue sobre eles.
    29 Também sucedeu que, passado o meio dia, profetizaram eles até a hora de se oferecer o sacrifício da tarde. Porém não houve voz; ninguém respondeu, nem atendeu.
    30 Então Elias disse a todo o povo: chegai-vos a mim. E todo o povo se chegou a ele. E Elias reparou o altar do Senhor, que havia sido derrubado.
    31 Tomou doze pedras, conforme o número das tribos dos filhos de Jacó, ao qual viera a palavra do Senhor, dizendo: Israel será o teu nome;
    32 e com as pedras edificou o altar em nome do Senhor; depois fez em redor do altar um rego, em que podiam caber duas medidas de semente.
    33 Então armou a lenha, e dividiu o novilho em pedaços, e o pôs sobre a lenha, e disse: Enchei de água quatro cântaros, e derramai-a sobre o holocausto e sobre a lenha.
    34 Disse ainda: fazei-o segunda vez; e o fizeram segunda vez. De novo disse: Fazei-o terceira vez; e o fizeram terceira vez.
    35 De maneira que a água corria ao redor do altar; e ele encheu de água também o rego.
    36 SUCEDEU POIS QUE, SENDO JÁ HORA DE SE OFERECER O SACRIFÍCIO DA TARDE, O PROFETA ELIAS SE CHEGOU, E DISSE: Ó SENHOR, DEUS DE ABRAÃO, DE ISAQUE, E DE ISRAEL, SEJA MANIFESTADO HOJE QUE TU ÉS DEUS EM ISRAEL, E QUE EU SOU TEU SERVO, E QUE CONFORME A TUA PALAVRA TENHO FEITO TODAS ESTAS COISAS.
    37 RESPONDE-ME, Ó SENHOR, RESPONDE-ME PARA QUE ESTE POVO CONHEÇA QUE TU, Ó SENHOR, ÉS DEUS, E QUE TU FIZESTE VOLTAR O SEU CORAÇÃO.
    38 ENTÃO CAIU FOGO DO SENHOR, E CONSUMIU O HOLOCAUSTO, A LENHA, AS PEDRAS, E O PÓ, E AINDA LAMBEU A ÁGUA QUE ESTAVA NO REGO.
    39 Quando o povo viu isto, prostraram-se todos com o rosto em terra e disseram: O senhor é Deus! O Senhor é Deus!
    40 DISSE-LHES ELIAS: AGARRAI OS PROFETAS DE BAAL! QUE NENHUM DELES ESCAPE: AGARRARAM-NOS; E ELIAS OS FEZ DESCER AO RIBEIRO DE QUISOM, ONDE OS MATOU.
    41 Então disse Elias a Acabe: Sobe, come e bebe, porque há ruído de abundante chuva.
    42 Acabe, pois, subiu para comer e beber; mas Elias subiu ao cume do Carmelo e, inclinando-se por terra, meteu o rosto entre os joelhos.
    43 E disse ao seu moço: Sobe agora, e olha para a banda do mar. E ele subiu, olhou, e disse: Não há nada. Então disse Elias: Volta lá sete vezes.
    44 Sucedeu que, à sétima vez, disse: Eis que se levanta do mar uma nuvem, do tamanho da mão dum homem: Então disse Elias: Sobe, e dize a Acabe: Aparelha o teu carro, e desce, para que a chuva não te impeça.
    45 E sucedeu que em pouco tempo o céu se enegreceu de nuvens e vento, e caiu uma grande chuva. Acabe, subindo ao carro, foi para Jizreel:
    46 E a mão do Senhor estava sobre Elias, o qual cingiu os lombos, e veio correndo perante Acabe, até a entrada de Jizreel.

     
    Que história mais estranha e cruel!

  107. Gorducho Diz:

    ==============================================================
    Que língua se fala em Vênus ?
    ==============================================================
    O Newton não diz se há uma só lingua lá. Presumivelmente não porque é um planeta quase do tamanho da Terra.
    Há coisa de dois meses, o médium (Dr. Bezerra não era médium, Pastor) que serve em nossos trabalhos experimentais, médium sonambúlico e psicográfico, traçou, em duas ou três linhas, caracteres simbólicos, que, de modo algum pudemos decifrar.
    Era a saudação que nos dirigia um Espírito, habitante do Planeta Vênus, há pouco desencarnado lá, e, que por sua elevação moral, em relação aos Espíritos do seu mundo, obteve a graça de subir ao nosso, muito mais adiantado.
    Foi isso, pelo menos, o que o médium recebeu, pelo lápis, de um Espírito, que assinou Newton, ilustre representante do filho da bela estrela que fulgura ao crepúsculo da manhã e da tarde do nosso mundo.
    Newton traduziu-nos os hieróglifos, permitindo-nos, assim, trocar cumprimentos com nosso extraordinário visitante, que se retirou, prometendo voltar ao nosso mundo
    .
     
    Ah… interpretei mal :(
    Newton era o guia deles – então quiçá fosse o da maçã mesmo :?: – e do ex-venusiano não se soube como se chamava lá (talvez fosse impronunciável em línguas nossas, claro).
     
    Depois esse espírito reaparece noutra sessão já tendo aprendido suficiente espirites pra não precisar mais do Newton como intérprete:
    [...] no dia 21 do corrente surpreendeu-nos com sua reaparição, com que não mais contávamos.
    Desta vez, manifestou-se, sonambulicamente, fato que explicou por já ter adquirido, e sua excursão pela Terra, o conhecimento da linguagem dos Espíritos
    .

    o

  108. Marciano Diz:

    Once nobody commented on the story above, I’ll do it.
     
    [39] When all the people saw this, they fell prostrate and cried, “The LORD -he is God! The LORD -he is God!”
     
    On command, the Lord does Elijah’s bidding and proves that he exists by bringing all-consuming fire upon the altar. The fire even vaporizes the stones! It is an amazing display, and the people accept that Baal is imaginary and God is real.
     
    What happens to the prophets of the false god? They get the death sentence:
     
    [40] Then Elijah commanded them, “Seize the prophets of Baal. Don’t let anyone get away!” They seized them, and Elijah had them brought down to the Kishon Valley and slaughtered there.

     
    What we see here is fascinating: the Bible is laying down the criteria for proving that a “god” is real, and then demonstrating the punishment for those who teach about false gods. And the criteria is very simple: The “god” in question has to prove its existence through demonstrable actions in our world. The reason that Ahab’s people were supposed to believe in God rather than Baal is because, on command, God proved his existence. Baal, being imaginary, did nothing. The fact that Baal did nothing proves that he is imaginary.
     
    What should we do today when, upon calling on God to show himself, nothing ever happens? Asking God to display any sort of supernatural force in public (like, say, lighting a fire) has absolutely no effect. God has absolutely no effect in our world today.
     
    What we should do is exactly what the people in the Bible did with Baal. The lack of any evidence for God’s existence should lead us to the obvious conclusion that God is imaginary, just like Baal is imaginary.
     
    Understanding that God is imaginary, should we slaughter all of God’s false prophets like they did in the Bible? Should we kill the Pope along with all priests, ministers, pastors, imams and rabbis? No – that would be barbaric and inhuman. Any rational person knows that, unlike the inhuman barbarians depicted in the Bible.
     
    God is imaginary, just like Baal. That is proven to us every day by God’s complete and total failure to do anything in our world.
     
    In Matthew 6:5-8, Jesus tells Christians how to pray:
     
    “And when you pray, do not be like the hypocrites, for they love to pray standing in the synagogues and on the street corners to be seen by men. I tell you the truth, they have received their reward in full. But when you pray, go into your room, close the door and pray to your Father, who is unseen. Then your Father, who sees what is done in secret, will reward you. And when you pray, do not keep on babbling like pagans, for they think they will be heard because of their many words. Do not be like them, for your Father knows what you need before you ask him.”
     
    Does your Minister, Pastor or Priest pray in public like a hypocrite? Does he babble on and on? If so, he is defying Jesus.

     
     

    The same applies to Rivail and his successors. Is it a fact that all the globes are inhabited?
    Where are the Martians?
     

    Plurality of Worlds 55. Are all the globes that revolve in space inhabited? “Yes; and the people of the earth are far from being, as you suppose, the first in intelligence, goodness, and general development. There are many men having a high opinion of themselves who even imagine that your little globe alone, of all the countless myriads of globes around you, has the privilege of being inhabited by reasoning beings. They fancy that God has created the universe only for them. Insensate vanity!”

     

    According to the statements of spirits, the earth, as regards the physical and moral qualities of its inhabitants, is one of the least advanced of all the globes of our solar system. Mars is stated to be at a point even lower than that of the earth, and Jupiter to be greatly superior to the earth in every respect. THE SUN IS NOT A WORLD INHABITED BY CORPOREAL BEINGS*, but is a place of meeting for the spirits of a higher order who, from thence, send out the radiations of their thought towards the other worlds of our solar system, which they govern through the instrumentality of spirits of a less elevated degree, to whom they transmit their action by the intermediary of the universal fluid. As regards its physical constitution, the sun would appear to be a focus of electricity ; and all the other suns seem to be identical with ours in nature and function.

     
    *
    • A contrario sensu (Latin for “in the contrary sense), all the other planets, Mars included, are inhabited by corporeal beings.
    • Where are they? Why we cannot see them?

  109. Marciano Diz:

    The size of planets, and their distance from the sun, have no necessary relation with their degree of advancement for Venus is said to he more advanced than the earth, and Saturn is declared to be less advanced than Jupiter.
    Rivail, The Spirits’ Book, page 126.

  110. Marciano Diz:

    to be more advanced

  111. Marciano Diz:

    The original text:
    Pluralité des Mondes.
    55. Tous les globes qui circulent dans l’espace sont-ils habités ?
    « Oui, et l’homme de la terre est loin d’être, comme il le croit, le premier en intelligence, en bonté et en perfection. Il y a pourtant des hommes qui se croient bien forts, qui s’imaginent que ce petit globe a seul le privilège d’avoir des êtres raisonnables. Orgueil et vanité ! Ils croient que Dieu a créé l’univers pour eux seuls. »

  112. Marciano Diz:

    Selon les Esprits, de tous les globes qui composent notre système planétaire, la Terre est un de ceux dont les habitants sont le moins avancés physiquement et moralement ; Mars lui serait encore inférieur et Jupiter de beaucoup supérieur à tous égards. LE SOLEIL NE SERAIT POINT UN MONDE HABITÉ PAR DES ÊTRES CORPORELS , mais un lieu de rendez-vous des Esprits supérieurs, qui de là rayonnent par la pensée vers les autres mondes qu’ils dirigent par l’entremise d’Esprits moins élevés auxquels ils se transmettent par l’intermédiaire du fluide universel. Comme constitution physique, le soleil serait un foyer d’électricité. Tous les soleils sembleraient être dans une position identique.

  113. Marciano Diz:

    Where’s the universal fluid?
    Where’s the electricity that he talks about?

  114. Marciano Diz:

    Comme constitution physique, le soleil serait un foyer d’électricité.
    Say what ⁉

  115. Marciano Diz:

    Quo usque tandem abutere patienta nostra?
    For how long will you abuse our patience?
    Cicero, referring to Rivail, in advance.
    Source: myself.

  116. Marciano Diz:

    When something happens that we find difficult to accept, then we will make up a logical reason why it has happened.
     
    The target of rationalization is usually something that we have done, such as being unkind to another person. It may also be used when something happens independent of us which causes us discomfort, such as when a friend is unkind to us.
     
    We not only rationalize actions and the things we have done, we also find reason for our beliefs, models, values and other inner structures and thoughts. These systems are often implied in rationalization statements.
     
    We rationalize to ourselves. We also find it very important to rationalize to other people, even those we do not know.

  117. Gorducho Diz:

    ==============================================================
    Comme constitution physique, le soleil serait un foyer d’électricité
    ==============================================================
    N’Astronomia Popular que era popularíssima na época, o Arago compara o brilho produzido por lâmpadas de descarga elétrica (aquelas pré-filamentos) ao brilho do Sol.
    Então acredito que a origem dessa resposta espiritual seja essa…

  118. Gorducho Diz:

    Está no verbete “Sol”, disponível na Wikilivros ou na BnF.

  119. Gorducho Diz:

    CHAPITRE XXV
    intensité absolue de la lumière solaire comparée
    aux lumières terrestres
    [curioso Sr. Administrador - na Wikisource está tudo capitalizado e na colagem minuscularizou-se o título :!: ]
     
     

    La lumière la plus vive que les hommes soient parvenus à produire est celle nommée lumière électrique, qu’on engendre à l’aide de la pile, cette magnifique invention de Volta.
    Il n’y a rien d’exagéré à dire que la lumière électrique est comparable à la lumière solaire, car, si l’on projette sur le disque du Soleil la lumière qu’on obtient en rendant incandescents deux charbons mis en communication avec les deux pôles d’une pile, on ne parvient point du tout au résultat que donne une bougie ou même une lampe Carcel ; la lumière électrique ne s’efface pas devant celle du Soleil. Selon l’énergie de la pile employée, on trouve que la lumière électrique varie de la cinquième partie au quart de celle du Soleil, ou, en d’autres termes, qu’elle équivaut à celle répandue par un nombre de bougies variable entre 3 000 et 3 750.
    Ajoutons qu’une lampe Carcel éclaire comme 7 bougies, et que la lumière d’un bec de gaz est égale à celle de 9 bougies.

  120. Borges Diz:

    “Uranie Analista Borges… Uranie…
    Que decepção, logo o Sr. que é fã do Flammarion…”
    .
    Realmente, você acertou, sou fã do Flammarion. Gosto da maneira como pensava e como conduzia suas pesquisas.
    Com relação à existência de vida inteligente em Marte, o CX poderia ter “sorvido” em qualquer fonte, já que o assunto era coqueluche da época, mas isso não configuraria plágio. Sendo assim, procurei pelo detalhe pitoresco do livro “Cartas de Uma Morta” que destaco em seguida:
    .

    “Vi homens mais ou menos semelhantes aos nossos irmãos terrícolas, mas os seus organismos possuíam diferenças apreciáveis. Além dos braços, tinham ao longo das espáduas ligeiras, ligeiras protuberâncias à guiza de asas que lhes prodigalizavam interessantes faculdades volitivas.”
    .
    Foi esse detalhe que não encontrei em obras anteriores à de CX.
    Um abraço

  121. Marciano Diz:

    Que vergonha!
    Os espíritos superiores não conheciam a fusão dos átomos de hidrogênio em hélio.
    Para eles tudo era elétrico.
    Quando a ciência mostra o ridículo das crendices, vêm as racionalizações.
    Dissonância cognitiva deve doer muito…

  122. Marciano Diz:

    Por falar nisso, os geólogos descobriram que a Terra tinha pelo menos um bilhão de anos antes dos astrofísicos, que achavam que eles não poderiam estar certos.
    Astrofísicos encarnados.
    Se fossem espíritos superiores, daria para compreender.
    Espírito superior = ignorante. Só sabe parte do que os homens de sua época sabem.
    Estão sujeitos ao zeitgeist.
    É por isso que a bíblia diz (a palavra de deus) que não devemos desejar o escravo do próximo.
    Diz o preço correto para vendermos nossas filhas como escravas.
    Tá no Levítico.
    Outra hora eu transcrevo aqui.
    Estou trabalhando e preciso dormir, nem que seja com cabeçada na parede, para perder os sentidos.
    Bye!
    Bang :!:

  123. Marciano Diz:

    Watch for your own rationalizations. If you can be honest with yourself and with other people, you can gain esteem for your courage and integrity.
     
    In persuasion, offer people logical reasons that people can use to rationalize their compliance with your arguments. Sometimes people disagree simply because they do not want to agree with you, such as with teenagers and parents, or perhaps do not like to feel persuaded, so give them reasons to focus on the substance rather than the persuader.
     
     
    BANG :!:

  124. Vinicius Diz:

    “Vi homens mais ou menos semelhantes aos nossos irmãos terrícolas, mas os seus organismos possuíam diferenças apreciáveis. Além dos braços, tinham ao longo das espáduas ligeiras, ligeiras protuberâncias à guiza de asas que lhes prodigalizavam interessantes faculdades volitivas.”
     
    Teria se inspirado a anjo (daqueles católicos, com asinhas e tal) ???
    Ele fala em diferenças apreciáveis mas a única coisa de diferente que ele menciona é a asa nos ombros dos tais habitantes.

  125. Vinicius Diz:

    “traçou, em duas ou três linhas, caracteres simbólicos, que, de modo algum pudemos decifrar.”
     
    Fico imaginando a cara do Dr.Bezerra lendo essa grande revelação… 2 ou 3 linhas de símbolos !!!
     
    Nessa época já havia a FEB ?

  126. Gorducho Diz:

    Isso deve ter sido em ’99 porque a última crônica é Natal! Ave, Jesus! Hosanas!
    Foi no dia de hoje, 25 de dezembro, vai para 2000 anos.
    blah blah blah
     
    Então é o fim-de-ano pra 1900.
    Depois vem a nota fúnebre da redação:
    Rio de Janeiro, Quinta-feira, 12 de Abril de 1900
    [...]
    O saimento terá lugar hoje, a uma hora da tarde, partindo da Rua 24 de Maio, n° 93, para o cemitério de são Francisco Xavier.
     
     
    Irei encomendar os vols. I + II

  127. Gorducho Diz:

    Favor fechar o itálico Sr. Administrador; desculpe :!:
    Veja que não tenho lhe provocado, nem siquer tentei interceder pelo nosso Companheiro CoC porque sei que não adianta. Aliás só piora, porque o Sítio é Seu então o Sr. faz o que quer e como quer, claro.

  128. MONTALVÃO Diz:

    /
    MONTALVÃO DISSE: “O admirável nisso tudo é a singular perspicácia do administrador desse sítio em levantar evidências que põem os espíritos distantes de Chico, e a severidade (como deveria ser) com que analisa esses dados e, pasmantemente, como se mostra tão bonachão na validação da mediunidade anglo-saxã e na aceitação de que existam paranormais poderosos, que dominam como querem o “poder” que dizem possuir…Esse quadro conflituoso, o Paradoxo de Visoni, é que deveria ser objeto de acurado estudo…”
    .
    VISONI: Cite-me um experimento controlado que Chico Xavier tenha aceito se submeter e que seja validativo de sua mediunidade/paranormalidade. Quanto a Piper, Osborne, Garrett, Sean Harribance, Lina, Hella Hammid, posso citar vários…
    .
    Parece que a incapacidade montalviana de ver diferenças entre esses casos é que deveria ser estudada…
    /.
    CONSIDERAÇÃO: parece não me entendeu. Que Chico, espertamente, não se submetia a exames controlados sabemos bem; que a FEB e admiradores construíram um cordão defensivo em torno dele também sabemos.
    .
    Que você fez brilhante trabalho identificando as muitas falhas nas alegações mediúnicas do médium é indiscutível.
    .
    O que falei e mantenho é que, com Chico, sua análise dos dados disponíveis é rigorosa e criteriosa, como deveria ser. Com Piper, Osborne, Garrett, Sean Harribance, Lina, Hella Hammid, e vários outros que sei que pode citar, comporta-se qual deslumbrada criança diante de uma maçã do amor…

  129. Eu Sou a Universal Diz:

    Disse o amigo Marciano: Marciano Diz:
    MAIO 3RD, 2017 ÀS 7:21 PM
    .
    Depois de adulto, já voltei a alguns desses lugares, mas por outros motivos.
    Digamos assim: “Tudo pelo social”.
    R: Ora, bem que eu imaginava que frequentou algo. Mas quem sabe numa dessas idas ‘sociais’ o sr tem a alma tocada? Sim, quanto a radares a PRF usa eles em pontos estratégicos das rodovias, pega muita gente de surpresa. Mas nunca vi fiscalizar rodovia a noite, parece que eles tem medo de ficar sozinhos no escuro no meio do nada como são os lugares em muitas BRs, nunca os vi também fiscalizando com chuva intensa e também no frio intenso como faz em certas épocas do ano no sul do Brasil. Já viajei muito de forma missionária. O amigo pretende voar, que legal. Quem sabe não toma gosto e vira comandante de uma grande empresa aérea? Toda grande viagem começa com o primeiro passo, e o primeiro passo já está dando. Realmente beber vinho não é pecado, o pecado é se embriagar, perder a noção, dirigir sobre efeito de álcool e matar pessoas. Mas os evangélicos não bebem por medo de não se controlar e ir além da quantidade que alegra o coração. Por isso evitam o álcool. Mas um bom vinho com moderação faz até bem para a saúde como Paulo recomendou a Timóteo. Eu mesmo já disse aqui que bebi vinho em Israel feito a moda bíblica, era um gosto muito especial. Mas só aquela taça durante o almoço que nos foi presenteado uma garrafa. Realmente, se embriagar de vinhos baratos deve ser muito ruim, beber uma garrafa desses de mercado que não custam 10,00 a garrafa deve dar uma ressaca fortíssima, e dizem que a pior ressaca é a de vinho. Quanto aos profetas de BAAL, eram sacerdotes da mentira. Teriam de serem mortos para morrer consigo a mentira. Hoje estamos no tempo da Graça , mudaram as coisas. Mas veja na Coréia do Norte que questionei ao sr Gorducho, lá não tem religião, o povo não sei se é feliz. Mas no mundo árabe tem e tem muita opressão ao povo. Por isso não me interessei pelo Corão.

  130. Eu Sou a Universal Diz:

    Os senhores sabem se nos dias de hoje tem produção literária espírita abordando temas que caem facilmente por terra como a habitação a planetas que não seja o nosso? Os produtores de literatura espírita pelo que vejo, produziram muitas coisas no passado que não podiam serem verificadas e diziam e dizem que o Espiritismo é uma ciência. Mas hoje podem serem verificadas a luz da ciência temas como a aparência dos planetas. Não constrangem os espíritas verem suas crenças desmentidas pela ciência? Racionalizações como menciona o amigo Marciano não fazem os espíritas se sentirem enganados?

  131. Borges Diz:

    Oi Marciano:
    Você vai gostar deste:
    https://www.youtube.com/watch?v=h8I6iVD7rrw
    O Cara (DB) do vídeo deveria participar das experiências Ganzfeld. Teria 100% de acerto.
    Um abraço

  132. Vinicius Diz:

    PASTOR, Dr.Bezerra encarnado chamou a policia para tentar prender um espírito, mas ele deu no pé…
     
    GORDUCHO, localizei o trecho onde Dr.Bezerra chama a polícia para um espírito obsessor: :mrgreen:
     
    “Por intermédio do bondoso e evangelizado Pedro Richard, que convivera intimamente com Bezerra de Menezes, soubera M. Quintão de preciosos Casos do Kardec Brasileiro.
     
    Presidindo às Sessões do Grupo Ismael, com amor e assiduidade, com a força moral de seu Espirito ligado, totalmente, a Jesus, sabia Bezerra de Menezes sair-se das situações mais delicadas. Espíritos REBELDES, TRAVESSOS, BRINCALHÕES, incorporavam-se nos médiuns e experimentavam a paciência e a potencialidade de fé do Presidente do Grupo.
     
    Numa delas, aparece um Espírito insensível às mais sentidas admoestações.
    Em dado momento, o bom velhinho lhe diz séria e amorosamente:
     
    — Você PRECISA É DE PRISÃO E NÃO DE CONSELHOS. E, virando-se para os Companheiros, em redor da mesa, em concentração .-
     
    — CHAMEM A POLÍCIA…
     
    Imediatamente, O ESPÍRITO ZOMBETEIRO, ASSUSTADO, LARGOU O MÉDIUM E PARTIU
     
    Imediatamente, também, pelo mesmo médium, apareceu outro Espírito e, encarando bem de frente o Presidente do Grupo, desafia-o:
     
    — CHAME, ENTÃO, PARA MIM A POLÍCIA, E PRENDA-ME… VAMOS…
     
    Bezerra, sem perder a serenidade e como que esperando aquele desfecho, responde-lhe com brandura:
     
    — Aquele, que o antecedeu, precisava de prisão, de um corretivo policial, mas você, meu filho, precisa de Prece e de Amor!”
     
    Está em “Os lindos casos” de Ramiro Gama.

  133. MONTALVÃO Diz:

    /
    Espírita Sp Orlando Diz:
    .
    “que fosse passível de perdão pelo Deus perdoador…”
    .
    Sim, todos serão perdoados.
    .
    Contra, sobre os mendigos e o modo de carregar o cobertor já ouvimos e falamos em palestras : é resultado da lei de ação e reação. Foram reis milionários em vidas passadas e hoje expiam através da pobreza.
    .
    /.
    CONSIDERAÇÃO: o amigo Samporlando deixou a mensagem no post anterior. Como a visitação por lá se encerrou, com fecho marciânico, trago cá o comment do prezado para avaliação. Do arrazoado acima, o que diz respeito a comentário meu é somente a frase de abertura (“Sim, todos serão perdoados.”), pena que Samporlando não quis desenvolver a declaração. Em verdade, minha apreciação fora dirigida ao pastor, que não a viu ou não quis se manifestar…
    .
    Mas, vamos as ponderações do prezado citado.
    .
    Samporlando, em seu modo de ver, ou de enxergar, mendigos de hoje foram milionários (e reis!) noutras vidas. Se bem entendi é assim que pensa, pois não? Pela lógica, considerando a reciprocidade da lei de ação e reação, os milionários de hoje devem ter sido mendigos em existências anteriores, certo? Agora explique, como esse troca-troca ajuda na evolução?
    .
    Outra coisa: matematicamente é provado que sempre há mais miseráveis que quem bem de vida: o Brasil talvez seja exceção, porque cá a classe política engorda as estatísticas numéricas dos afortunados, talvez nivelando a balança, mas no mundo o desequilíbrio é patente (veja a África). Neste caso, deve haver mendigos que não foram reis nem ricos. Como explica o caso desses?

    E, na recíproca, visto haver muitos ex-desafortunados esperando a vez de encarnar rico, como e quando é que a contabilidade se acerta? A fila dos pobres esperando por uma boa encarnação deve ser enorme, enquanto que a dos ricos (ex-ricos, pois reencarnam pobres) anda rapidinho. Quer dizer, até para nascer sem recursos os bem nascidos levam vantagens!
    .
    Por outro lado, sua informação ajudou-me muito a pesquisar quem posso ter sido noutra vivência. Embora não tenha nascido na miséria, mas bem próximo dela, deduzo ter sido um nobre de categoria intermediária, um baronete, ou, na melhor hipótese, visconde. Assim o universo investigativo fica reduzido e posso achar-me com mais facilidade. Já que o bom Deus não nos facultou com a capacidade de lembrar as vidas pregressas, fico sempre em dúvida se estou cumprindo o papel para o qual me programei na erraticidade e vivo apavorado: como saber se sigo rumo correto ou perdido estou no caminho? Só de pensar que posso ter que reencarnar unicamente por ter me desviado da meta me enche de angústia: não aguento mais essas idas e vindas!
    /
    /
    SAMPORLANDO: Nós reunimos os mendigos, distribuimos a sopa e logo após a palestra doutrinaria e muitos já se conformam e aceitam sua situação. Explicamos a eles sobre as leis, as provas da riqueza e da miséria, os mecanismos da Justiça Divina, OS DIVERSOS PLANETAS e a classificação deles segundo o espiritismo. Também esclarecemos sobre a hierarquia espírita contida na questão 100 e que com esforço todos nós seremos perfeitos.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: muito bem, faz a coisa certa: primeiro a palestra, depois a sopa. Se inverter não fica um pra ouvir…
    .
    Para realizar trabalho completo, deve também reunir ricos e remediados e explicar-lhes que hoje estão sendo recompensados pelas agruras de outras existências, e que devem se comportar direitinho senão voltam a ser o que não desejam voltar a ser o que foram… e vão ficar nessa de rico-mendigo/mendigo-rico até aprenderem, ou pela eternidade afora, se é que me entende…
    .
    De qualquer modo, dar de comer a quem tem fome, independentemente das motivações, merece aplausos. Parabéns.
    .
    Ah, só mais uma coisinha: os espíritos superiores já enviaram explicações (e a necessária revisão) sobre a falhança do dogma da pluralidade dos mundos habitados? Ou o espiritismo continua a ensinar o erro? Lembre-se que Kardec orientou seus seguidores a ficarem com a ciência se esta demonstrar erros espíritas. Ou vocês preferem não mexer nesse assunto porque estão ciosos de que se ficarem com a ciência o espiritismo acaba, visto que a maioria, senão todos, seus postulados não possuem sustentação?
    .
    Aguardo seus aguardados esclarecimentos.
    .
    Moi, o que acha que pode ou deve ter sido o visconde de Sabugosa.

  134. Gorducho Diz:

    Analista Borges Analista Borges
    :(
    EMJdeD em itálico.
     
     
    Apenas a vegetação era ligeiramente avermelhada
    cobertas de gigantescas flores vermelhas
     
    Na tua cara Pátria, não se pode viver um só dia sem a condição de matar. Entre vós outros a lei de vida é a lei de morte. Aqui, a ninguém jamais acudiu a ideia de matar, sequer, um pássaro.
    Vós outros sois todos, mais ou menos, carniceiros. Tendes os braços cheios de sangue; os estômagos estão repletos de vitualhas.
    Assegurou-me, ainda, o desvelado mentor espiritual, que a humanidade de Marte evoluiu mais rapidamente que a da Terra e que desde os pródromos da formação dos seus núcleos sociais, nunca precisou destruir para viver, longe das concepções dos homens terrenos cuja vida não prossegue sem a morte e cujos estômagos estão sempre cheiros de vísceras e de vitualhas de outros seres da criação.
     
    Inventaram eles, entre outros, uma espécie de aparelho telefotográfico, no qual um rolo de estofo recebe perpetuamente, desenrolando-se, a imagem do nosso mundo e a fixa inalteravelmente. Imenso museu, consagrado especialmente aos planetas do sistema solar, conserva na ordem cronológica todas essas imagens fotográficas fixadas para sempre.
    Vi lá formidáveis aparelhos fotoelétricos que registram, com precisão matemática, a quase totalidade das expressões fenomênicas dos mundos que estão mais próximos desse orbe maravilhoso
     
    Assegurou-me, então o mestre, que me acompanhava, que a densidade em Marte é sobremaneira mais leve
    São maiores e mais leves, porque os materiais constitutivos desse planeta têm uma densidade muito fraca
     
    A Humanidade marciana é, com efeito, uma raça
    de origem sextúpede; atualmente, porém, é bípede, bímana, e oque se poderia chamar bialada, pois que esses seres têm duas asas.
    O gênero de vida é inteiramente diverso da vida terrestre, primeiramente porque se vive tanto nos ares e nas plantas aéreas, quanto na superfície do solo; depois, porque, sendo a atmosfera nutritiva, ali não se come.
    Vi homens mais ou menos semelhantes aos nossos irmãos terrícolas, mas os seus organismos possuíam diferenças apreciáveis. Além dos braços, tinham ao longo das espáduas ligeiras, ligeiras protuberâncias à guiza de asas que lhes prodigalizavam interessantes faculdades volitivas. Percebi que a vida da humanidade marciana é mais aérea.
     
    O dia ali é igual ao da Terra, pois conta 24 horas e quase 40 minutos, mas os anos constam de 668 dias, tornando as estações mais demoradas, sem transformações bruscas de ordem climática que tanto prejudicam a saúde humana.
    Assim, há ali, quanto na Terra, uma sucessão de dias e de noites que não difere essencialmente do que existe aqui, sendo de 24 horas, 39 minutos e 35 segundos a duração do dia e noite. Havendo 668 desses dias no ano marciano, temos mais tempo para os nossos trabalhos, investigações, estudos e divertimentos. As nossas
    estações são também quase duas vezes maiores do que as deste mundo, mas têm a mesma intensidade. Os climas não são muito diferentes; tal região de Marte, nas margens do mar equatorial, difere menos do clima da França do que a Lapônia do da Núbia.
     
    Há ali um sistema de canalizações, mas não por obras de engenharia dos seus habitantes, e sim por uma determinação natural da topografia do planeta que põe em comunicação contínua todos os mares.
    A maior parte das nossas plagas são praias, planícies iguais. Poucas montanhas possuímos, e os mares não são fundos. Os habitantes aproveitam esses transbordamentos para irrigação das vastas campinas. Têm retificado, alargado, canalizado os cursos de água e construído nos continentes uma rede inteira de imensos canais. Esses continentes mesmos não são, qual os do globo terrestre, eriçados de elevações alpestres ou himalaicas, mas planícies imensas, atravessadas em todos os sentidos pelos rios canalizados e pelos
    canais que põem em comunicação todos os mares uns com os outros.
     
    As águas são muito mais raras. As chuvas quase que se
    não verificam, mostrando-se o céu geralmente sem nuvens
    [o Flammarion também fala no céu claro]. Afirmou-me o protetor que grande parte das águas desse planeta desapareceram nas infiltrações do solo, combinando-se com elementos químicos das rochas,
    excluindo-se da circulação ordinária do orbe
    .
    “Outrora havia, relativamente ao volume do planeta, quase tanta água em Marte quanto na Terra. Insensivelmente, de século em século, uma parte da água das chuvas atravessou as profundas camadas do solo e não tornou à superfície. Combinou-se
    quimicamente com as rochas e foi excluída do curso da
    circulação atmosférica.
     
    Conhecem os profundos enigmas da eletricidade, sabendo utilizá-la com Maestria
    Nunca tivemos vapor, nem caminhos de ferro, porque conhecemos sempre a eletricidade, e a navegação
    aérea nos é natural. As nossas frotas são movidas pela
    eletricidade
     
    Em vez do satélite, que ilumina as vossas noites, observei que Marte é servido por dois. Duas luas que
    parecem gravitar uma em torno da outra, porém menores, muito menores que a vossa/i>.
    Temos dois satélites cujo curso pareceria estranho aos
    astrônomos da Terra, porque, enquanto um dá meses de cento e trinta horas, ou de cinco dias marcianos e mais oito horas, o outro, pela combinação do seu movimento com a rotação diurna do planeta, surge ao Ocidente e desaparece no Levante, atravessando o céu de Oeste para Este em cinco horas e meia, e passa de uma à outra fase em menos de três horas! É um espetáculo único em todo o sistema solar, que muito tem contribuído para atrair a atenção dos habitantes para o estudo do
    firmamento.
    :( :( :(

  135. Gorducho Diz:

    Não vi montanhas, sendo notáveis as planícies imensas, onde os felizes habitantes desse orbe desempenham as suas atividades consuetudinárias.

  136. MONTALVÃO Diz:

    /
    Eu Sou a Universal Diz:
    .
    Sr Orlando, tente ir a uma Sessão de Descarrego ou Libertação numa igreja evangélica de sua preferência e veja se consegue se manter de pé.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: aí vai depender da lotação. Se a sala estiver como todos os assentos ocupados ele vai ter que se manter de pé, queira ou não…

  137. MONTALVÃO Diz:

    /
    Lei geral do endemoninhamento:
    Jerumias cap. 2 versículo 17,5:
    .
    “O diabo só atua e “aparece” para quem nele acredita, e que acredite esteja falto de proteção de força superior.
    .
    Parágrafo único: a possessão ocorre em quem se deixa possuir, seja por que motivo for.”

  138. Eu Sou a Universal Diz:

    Sr Montalvão, realmente eu não prestei atenção, pode repetir o seu questionamento? Se souber, responderei.

  139. MONTALVÃO Diz:

    /
    Marciano Diz:
    .
    Antes de retirar-me, por hoje, deixo um texto da bíblia para reflexão:
    .

    HISTÓRIA DE COMO ELIAS PROVOU QUE SÓ SEU DEUS ACEITAVA SACRIFÍCIOS E FAZIA MÁGICA E MANDOU MATAR OS SACERDOTES DE BAAL, O QUE NÃO É NADA DIVINO.
    .
    I, REIS, capítulo 18 [...]
    .
    Que história mais estranha e cruel!
    /.
    CONSIDERAÇÃO: as histórias dos deuses, praticamente sem exceção, são estranhas e cruéis…

  140. MONTALVÃO Diz:

    /
    Eu Sou a Universal Diz:
    .
    Sr Montalvão, realmente eu não prestei atenção, pode repetir o seu questionamento? Se souber, responderei.
    /.
    PEGUE LÁ:
    “Estou impressionado com a informação de que o falecido sr Zarur era adorador do diabo. Se as pessoas soubessem quando recebem ligações da LBV a quem o fundador dela adorava, bateriam o telefone na cara na mesma hora da telefonista da LBV para não deixar entrar no seu lar má influência.”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: interprete corretamente, caro pastor: Zarur não adorava o diabo, mas acreditava que fosse passível de perdão pelo Deus perdoador…

  141. MONTALVÃO Diz:

    /
    Vinicius Diz:
    .
    “Vi homens mais ou menos semelhantes aos nossos irmãos terrícolas, mas os seus organismos possuíam diferenças apreciáveis. Além dos braços, tinham ao longo das espáduas ligeiras, ligeiras protuberâncias à guiza de asas que lhes prodigalizavam interessantes faculdades volitivas.”
    .
    Teria se inspirado a anjo (daqueles católicos, com asinhas e tal) ???
    Ele fala em diferenças apreciáveis mas a única coisa de diferente que ele menciona é a asa nos ombros dos tais habitantes.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: VINICIUS, que Chico se inspirou em Flammarion para escrever Cartas de Uma Morta, considero não haver dúvidas. Os marcianos de Chico distam dos de Kardec se identificam com os do astrônomo; até palavra pouco comum usada pelo amigo de Kardec foram repetidas pelo médium brasileiro.
    .
    Os homens alados que Flammarion imaginou também estão presentes nas divagações de Xavier.
    .
    Há tempos fiz estudo a respeito, que foi oferecida cá no Obras (na época de ouro, quando o Visoni publicava material de minha lavra). Considerado que talvez (do verbo “quem sabe?”) possa lhe interessar, deixo o link.
    .
    http://obraspsicografadas.org/2009/chico-xavier-e-os-seres-interplanetrios-evidncias-de-plgio/
    .

  142. MONTALVÃO Diz:

    /
    foram repetidas pelo médium brasileiro.
    =
    foi repetida pelo médium brasileiro.

  143. MONTALVÃO Diz:

    /
    Vinicius,

    Caso tencione examinar o material indicado, nele há várias interrogações alienígenas (não fazem parte do texto), pelo menos no meu navegador assim aparecem. se no seu se der, desconsidere-as (só os pontos de interrogação, as frases ficam).

  144. Borges Diz:

    os estômagos estão repletos de vitualhas.
    e cujos estômagos estão sempre cheiros de vísceras e de vitualhas de outros seres da criação.
    Aqui parece que houve plágio- bingo.
    Quanto aos aparelhos posso dizer que pode ser dedução, já que seriam mais evoluídos.
    Quanto à densidade também, já que o ar é mais rarefeito.
    Quanto às asas, pode ter “sorvido” a ideia básica, o que não configura plágio. Se aparecessem nas duas obras as palavras sextupede , bialada, bímana e protuberâncias à guisa de asas, aí sim acho que poderíamos considerar plágio.
    Quanto às horas e dias marcianos, creio que era de conhecimento geral.
    Quanto às canalizações, creio que já havia especulações a respeito, desde 1877, quando Giovanni schiaparelli observou os canais pela primeira vez.
    .
    Afirmou-me o protetor que grande parte das águas desse planeta desapareceram nas infiltrações do solo, combinando-se com elementos químicos das rochas,
    Insensivelmente, de século em século, uma parte da água das chuvas atravessou as profundas camadas do solo e não tornou à superfície. Combinou-se
    quimicamente com as rochas e foi excluída do curso da
    circulação atmosférica.
    Aqui parece ter havido plágio – parabéns
    Quanto à eletricidade poderia ser deduzido devido à evolução.
    Quanto aos satélites naturais, creio que era de conhecimento geral.
    Conclusão: Analista Go, você tem razão, CX “garfou” aí também.
    Um abraço.

  145. MONTALVÃO Diz:

    /
    Na discussão que seguiu ao meu artigo aparecem dezenas de nomes que transitaram pelo sítio e desapareceram…

  146. Gorducho Diz:

    E quanto ao aparelho no museu não vai nada :?:

  147. Vinicius Diz:

    “Dificilmente deixariam de ser notadas por Maria João e pelo astrônomo em viagem astral. A suposição de Flammarion e de Chico Xavier sobre as montanhas advinham das observações da época, que não visualizavam claramente a topografia do planeta. Daí, em seus sonhos proferirem tal disparate. Mais um indício de que não havia a participação da espiritualidade nas fantasias por eles elaboradas”
     
    Por São Genaro! São uns trapalhões esses espíritos!
     
    Como um chiquista explicaria essa contradição, hein Dr.Orlando?

  148. Gorducho Diz:

    Não se trata de “plágio” Analista Borges: é que obviamente ele compulsou a obra.

  149. Gorducho Diz:

    Todos os mares são conectados.

  150. Gorducho Diz:

    Note que já cá sim não se pode cogitar de consulta, Analista Borges, pois o sistema múltiplo avistado obviamente era outro:
     
     
    Sobre as nossas frontes, contemplávamos, então, um sol magnífico, cor-de-rosa quase enrubescido, emprestando ao ambiente, em que nos movíamos,
    as mais estranhas cambiantes. Todavia, não ficou aí a novidade. A seguir,percebemos que uma estrela esverdeada brilhava no infinito dos céus, misturando as suas claridades esmeraldinas com as tonalidades róseas, que se estampavam em todas as coisas e, de repente, enquanto uma dessas estrelas se encontravam no zênite e a outra prestes a desaparecer nos horizontes desse planeta maravilhoso, outro sol surgia, amarelo, cor de
    laranja amadurecida, tonalizando como um elemento novo as paisagens
    .
     
    – Estamos atravessando – disse Urânia – o sistema solar de Gama de Andrômeda, do qual ainda não vês mais do que uma parte, pois ele se compõe, na realidade, não desses dois sóis, mas de três, um azul, um verde, e um amarelo-laranja. O sol azul, que é o menor, gira em torno do sol verde, e este gravita com seu companheiro em redor do grande sol alaranjado que vais avistar dentro em pouco.
    Com efeito, vi logo aparecer um terceiro sol, colorido dessa ardente irradiação, cujo contraste com seus dois companheiros produzia a mais estranha das claridades.

  151. Eu Sou a Universal Diz:

    Disse o sr Montalvão : MONTALVÃO Diz:
    MAIO 4TH, 2017 ÀS 12:07 PM

    /.
    CONSIDERAÇÃO: interprete corretamente, caro pastor: Zarur não adorava o diabo, mas acreditava que fosse passível de perdão pelo Deus perdoador…
    R: Não se pode servir ao Senhor e a Mamon Montalvão. Lembre-se da Escritura: “Quem não é por mim, é contra mim”. Não deixe o inimigo de nossas almas te cegar amigo.

  152. Gorducho Diz:

    A questão não é perdão.
    É que Satanás, por sua própria natureza (que tiver dúvidas reveja a metafísica das essências aristotélica), nunca vai se arrepender. Então não faz sentido “perdoar” que não se arrepende nem se arrependerá.

  153. Eu Sou a Universal Diz:

    Sr Montalvão, era como se o Sr Zarur fosse o Cabo Anselmo.

  154. Eu Sou a Universal Diz:

    O Sr Zarur sabe que com o que pregava, não ia pro Céu, então, resolveu fazer uma média com diabo. Talvez quisesse garantir um tormento menor.

  155. MONTALVÃO Diz:

    /
    [quote]MONTALVÃO: Você poderia estender a questão para outros fatos: como se explicariam as horríveis carnificinas que as múltiplas guerras engendraram ao longo da história? Biafra é um exemplo dentre muitos e muitos. A caminhada do homem por este mundo é feita por uma trilha interminável de sangue e dores.
    Você deve achar que essas desgraceiras sejam sanadas pela reencarnação. Mas achar que nascer, morrer, nascer, morrer, nascer… infindamente esclareça as tendências humanas não tem significado algum. [/quote]

    [quote]SPENCER:
    Algum entendimento sobre este assunto somente ocorre quando nós mesmos somos visitados por algum tipo de sofrimento inexplicável ante a ocorrência natural da vida. Buscaremos inutilmente as respostas pelas vias habituais… nada. Isto acontece com muita frequência.
    Mas também, se já conseguimos, pelas vias da reencarnação, desenvolver um sentido que torne mais natural a compreensão do tema.
    Não estou me referindo a uma percepção extra sensorial, não.
    É aquele olhar crítico sobre as mil ocorrências do dia a dia que passam a consolidar aquilo que antes era apenas uma razoável peça da imaginação… um fenômeno possivel, apenas. [/quote]

    .
    Meu caro, está impondo um modelo único para todos. O sofrimento acarreta reações variadas. Há quem se desespere ante a dor, há quem a aceite pacificamente. O consolo reencarnacionista que apregoa lhe atende às expectativas e, sendo assim, ótimo: ótimo para você. Nem todos, porém, se sentiriam gratificados com essa proposta. Por exemplo, haverá quem se anime ante a palavra de Jesus: “hoje mesmo estarás comigo no paraíso”, preferindo essa opção a ficar indo e vindo de um mundo ao outro.

  156. MONTALVÃO Diz:

    /
    Oi, foi mal, postei aqui o que se destinava a outro sítio…

  157. MONTALVÃO Diz:

    /
    Gorducho Diz:
    .
    Não se trata de “plágio” Analista Borges: é que obviamente ele compulsou a obra.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: embora o Vitor defenda plágio, inclusive tenha colocado a palavra no título e no comentário de abertura, note que minha opinião é a de que Chico “se inspirou” em Flammarion, não que o tenha plagiado, tanto que não utilizei o termo em qualquer parte do arrazoado.

  158. Vitor Diz:

    MONTALVÃO DISSE: “O que falei e mantenho é que, com Chico, sua análise dos dados disponíveis é rigorosa e criteriosa, como deveria ser. Com Piper, Osborne, Garrett, Sean Harribance, Lina, Hella Hammid, e vários outros que sei que pode citar, comporta-se qual deslumbrada criança diante de uma maçã do amor…”
    .
    Porque os pesquisadores desses casos me deram poucos motivos para reclamações (tirando a pesquisa de Harold e Puthoff com Hammid, mas felizmente outros a validaram, como o Stephan Schwartz e a cientista da CIA…).

  159. Borges Diz:

    “Não se trata de “plágio” Analista Borges: é que obviamente ele compulsou a obra.”
    .
    Não folheou apenas, também “sugou” ideias e palavras.
    Eta CX!!!… A cada enxadada, uma minhoca.
    Um abraço

  160. Marciano Diz:

    Resumindo, por absoluta falta de tempo:
     
    Amigo Pastor,
     
    Não vou voar profissionalmente, só como hobby.
     
    A leitura do Corão seria só para comparar com a bíblia.
    Eles dizem que Jesus arranjou um sósia para ser crucificado no lugar dele, dentre outras coisas.
     
     
    BORGES,
     
    Blaine anda meio fora de moda. Mas ele é bom e seria um excelente paranormal, se quisesse. Seria mais um para a galeria dos que nunca foram pegos em fraude.
    Um abraço.
     
     
    ===============================================================
    Vinicius Diz:
    MAIO 4TH, 2017 ÀS 11:12 AM
    PASTOR, Dr.Bezerra encarnado chamou a policia para tentar prender um espírito, mas ele deu no pé… etc.
    ===============================================================
     
     
    Isto é verdade! Incrível, mas é verdade!
    Eu sei, porque estava lá. Eu sou o segundo espírito, e o Dr. Bezerra me desarmou, com sua lábia.
    Eu estava desencarnado na época, e ouvi dizer da fama do Dr. Bezerra. Fui lá com um companheiro de umbral, para conferir.
     
     
    ===============================================================
    Outra coisa: matematicamente é provado que sempre há mais miseráveis que quem bem de vida:
    (…)
    E, na recíproca, visto haver muitos ex-desafortunados esperando a vez de encarnar rico, como e quando é que a contabilidade se acerta?
    ===============================================================
     
    O que seria da DE, sem os plot holes?
     
    Sua meta era a de pedir esmolas à porta de uma igreja. Como desviou-se do caminho, vivendo uma vida de burguês brasileiro, desperdiçou a reencarnação e terá de começar tudo de novo.
     
    Ainda tem o resgate com aquela moça evangélica.
     
    ===============================================================
    CONSIDERAÇÃO: muito bem, faz a coisa certa: primeiro a palestra, depois a sopa. Se inverter não fica um pra ouvir… :mrgreen:
    ===============================================================
     
    Cibi condimentum fames.
    A fome é o melhor tempero.
    Para fome não há pão duro.
    Hunger is the best sauce.
    Il n’est sauce que l’appétit.
    La mejor salsa del mundo es la hambre.
    La fame condisce tutte le vivande.

     
     
    ===============================================================
    Aqui, a ninguém jamais acudiu a ideia de matar, sequer, um pássaro.
    ===============================================================
     
    O amigo GORDUCHO, na condição de PP experiente, poderia explicar a este neófito como esses pássaros invisíveis conseguem voar com uma atmosfera 100 vezes menos densa do que a terrícola :?:
     
    Na água, muito mais densa, até eu voo. Nem preciso de asas.
    Aqui, voar na água chama-se “nadar” (sob a água).
    Em Marte, voar na atmosfera super rarefeita, chama-se “vomitar”, digo, “volitar”.

     
    ===============================================================
    Inventaram eles, entre outros, uma espécie de aparelho telefotográfico, no qual um rolo de estofo recebe perpetuamente, desenrolando-se, a imagem do nosso mundo e a fixa inalteravelmente.
    ===============================================================
     
    Que coisa mais anacrônica, para um pessoal tão avançado tecnológicamente (a referênia a Chronos foi inevitável).
     
    ===============================================================
    A Humanidade marciana é, com efeito, uma raça
    de origem sextúpede …
    ===============================================================
     
    São insetos, então. Mas ainda fica difícil explicar o voo na atmosfera rarefeita de Marte.
     
    ===============================================================
    Percebi que a vida da humanidade marciana é mais aérea.
    ===============================================================
     
    Aéreo é quem lê uma coisa dessas e leva a sério!
     
    ===============================================================
    As águas são muito mais raras. As chuvas quase que se
    não verificam, mostrando-se o céu geralmente sem nuvens…
    ===============================================================
     
    Com essa falta d’água, não é de admirar a falta de chuvas e nuvens.
     
    ===============================================================
    Conhecem os profundos enigmas da eletricidade …
    ===============================================================
     
    Esses espíritas são obcecados com eletricidade. Deve ser porque ainda não era tão popular e conhecida, na época. Hoje eles estão obcecados com a mecânica quântica de apartamento, que dispensa matemática.
     
    ===============================================================
    Em vez do satélite, que ilumina as vossas noites, observei que Marte é servido por dois. Duas luas que
    parecem gravitar uma em torno da outra, porém menores, muito menores que a vossa …
    ===============================================================
     
    Eu pensava que gravitavam o planeta e que fossem asteróides capturados. Pensando, morreu um burro.

  161. Marciano Diz:

    Os asteroides não têm mais acento.
    Foi mal.

  162. Gorducho Diz:

    Claro: eletricidade era a grande novidade.
    Notar que no tempo do Kardec não tinha ainda o casamento da eletricidade com o magnetismo estabelecido depois pelo Maxwell. Eram fluídos imponderáveis distintos.
     
    Obviamente que o Flammarion não imaginava a atmosfera marciana TÃO mais rarefeita. Então, em sendo menas força g ficaria mais fácil voar.

  163. Gorducho Diz:

    Ele diz que parecem gravitar entre sis porque descrevem movimentos opostos então ao olho da humanidade de lá elas se aproximam e se afastam.

  164. MONTALVÃO Diz:

    /
    “Os asteroides não têm mais acento.”
    /.
    E ONDE É QUE eles se “centam”?

  165. MONTALVÃO Diz:

    /
    Eu Sou a Universal Diz:
    .
    Sr Montalvão, era como se o Sr Zarur fosse o Cabo Anselmo.
    /.
    COMO ASSIM, um agente do Demo infiltrado?
    /
    /
    Eu Sou a Universal Diz:
    .
    O Sr Zarur sabe [sabia] que com o que pregava, não ia pro Céu, então, resolveu fazer uma média com diabo. Talvez quisesse garantir um tormento menor.
    /.
    PARECE-ME UMA ILAÇÃO SEM BASE. Como saber que Zarur sabia que não ia pro céu? E ele não estava fazendo média com o diabo, estava postulando que a misericórdia divina se estenderia até o hades…

  166. Marciano Diz:

    Prova insofismável de que os espíritos não passam de imaginação de gente de carne e osso.
    Só sabem o que nós sabemos, ou pensamos saber.
     
    “The fusion of science, science fiction and the spiritual influenced other readers as well; “With great commercial success he blended scientific speculation with science fiction to propagate modern myths such as the notion that “superior” extraterrestrial species reside on numerous planets, and that the human soul evolves through cosmic reincarnation. Flammarion’s influence was great, not just on the popular thought of his day, but also on later writers with similar interests and convictions.”
     
    Scientific Mythologies: How Science and Science Fiction Forge New Religious Beliefs
     
    https://books.google.com/books?id=Y6TKkSFRp3YC&pg=PA57&lpg=PA57&dq=%22Flammarion%E2%80%99s+influence+was+great,+not+just+on+the+popular+thought+of+his+day,+but+%22&source=bl&ots=0WNtAk4H4z&sig=vdQj0AOclEapGOo7S5TzAygXhBY&hl=en&sa=X&ei=hK6yULfaLKiF4ATCioGQBw&redir_esc=y#v=onepage&q=%22Flammarion%E2%80%99s%20influence%20was%20great%2C%20not%20just%20on%20the%20popular%20thought%20of%20his%20day%2C%20but%20%22&f=false

  167. Marciano Diz:

    Dá pra ler praticamente o livro todo no link do Google.

  168. Marciano Diz:

    https://www.amazon.com/Scientific-Mythologies-Science-Fiction-Religious/dp/0830825886

  169. Marciano Diz:

    Scientific Mythologies: How Science and Science Fiction Forge New Religious Beliefs Paperback – June 2, 2008
    by James A. Herrick
     
    What does science have to do with science fiction? What does science fiction have to do with scientists? What does religion have to do with science and science fiction? In the spiritual vacuum of our post-Christian West, new mythologies continually arise. The sources of much religious speculation, however, may be surprising. Author James Herrick directs our attention to a wide range of scientists, filmmakers, science fiction writers and religious philosophers and discovers there the role that science and science fiction have played in such mythmaking. From scientists such as Francis Bacon, Francis Crick, Carl Sagan and Freeman Dyson, to filmmakers such as George Lucas and Steven Spielberg, to science fiction writers such as Olaf Stapledon, Sir Arthur C. Clarke, Robert Heinlein and Isaac Asimov, Herrick finds a curious collusion of science with science fiction for promoting and justifying alternative spiritualities. The rise of these new mythologies, he argues, is no longer a curiosity at the edge of Western culture. This alchemy is catalyzing a religious vision of new gods, a new humanity, and alien races with superior intelligence and secret knowledge. This new mythology overshadows the realms of politics, science and religion. Should we follow such visions? Does science endorse these mythologies? Are we being offered a spirituality superior to the Judeo-Christian tradition? This book will help you decide.

  170. Marciano Diz:

    Decorrido que seja mais algum tempo, a existência desse mundo, que nos espera, se tornará tão incontestável como a do mundo microscópico e dos globos disseminados pelo espaço. Nada, então, valerá o nos terem feito conhecer um mundo todo; o nos haverem iniciado nos mistérios da vida de além-túmulo? É exato que essas descobertas, se se lhes pode dar este nome, contrariam algum tanto certas idéias aceitas. Mas, não é real que todas as grandes descobertas científicas hão igualmente modificado, subvertido até, as mais correntes idéias? E o nosso amor-próprio não teve que se curvar diante da evidência? O mesmo acontecerá com relação ao Espiritismo, que, EM BREVE, GOZARÁ DO DIREITO DE CIDADE ENTRE OS CONHECIMENTOS HUMANOS.
     
    O LIVRO DOS ESPÍRITOS, PÁGS. 599/600
    ALLAN KARDEC
    PSEUDÔNIMO DE

    Hippolyte Léon Denizard Rivail
     
    Publicado em 1857
     
    O que aconteceu com o “em breve”?
     
     
    Decorridos 160 anos, CADÊ a profecia do Rivail?
    Não era para os chiquistas se mancarem?

  171. Marciano Diz:

    Quando um espírita lê essa frase do Rivail, como faz para lidar com a dissonância cognitiva?
    A frase está lá no livro:
    O mesmo acontecerá com relação ao Espiritismo, que, EM BREVE, GOZARÁ DO DIREITO DE CIDADE ENTRE OS CONHECIMENTOS HUMANOS.
     
    A gente vê que uns poucos são espíritas no Brasil, pelo mundo afora isto é praticamente desconhecido, os poucos espíritas que existem no Brasil e Algarves não são mais kardecistas, são chiquistas.
    Antes de cx eram roustainguistas.
     
    Como perguntou Rivail, em um de seus livros, “O que é o Espiritismo?”.
    Qu’est-ce que le Spiritisme?
    Não é o chiquismo que grassa pelo nicho espiritoide brasileiro.
    Nosso Lar é um livro espírita kardecista?
    Combina com o tal Livro dos Espíritos?
    Coitado do Rivail…

  172. Marciano Diz:

    On peut le définir ainsi :
    Le Spiritisme est une science qui traite de la nature, de l’origine et de la destinée des Esprits, et de leurs rapports avec le monde corporel.
     
    Que fiasco, Rivail!
     
    Pena que não exista vida após a morte, ou tu morrerias de vergonha de ter escrito bobagens com tanta empáfia.
    Ou de desgosto, de ver no que deu sua “nova religião”.

  173. Marciano Diz:

    CONSEQUENCES DU SPIRITISME
    100. En présence de l’incertitude des révélations faites par les Esprits, on se demande à quoi peut servir l’étude du spiritisme ?
    Elle sert à prouver matériellement l’existence du monde spirituel.
    Le monde spirituel étant formé des âmes de ceux qui ont vécu, il en résulte la preuve de l’existence de l’âme et de sa survivance au corps.
     
    E cadê as provas, 160 anos depois?

  174. Marciano Diz:

    Amigo Pastor, se algum dia for visitado em sua igreja por Bezerra ou outro similar e não conseguir exorcizar o diabo, experimente este método, mais complicado, mas antigo e aceito:
    http://www.liturgia.pt/rituais/Exorcismos.pdf

  175. Marciano Diz:

    Vejo que nenhum dorminhoco se manifestou ainda.
    Pastor, não sei se conhece, mas o link acima tem o propósito de evidenciar a diferença de exorcismos entre a igreja romana e as evangélicas.
    Nas primeiras, o exorcismo é trabalhoso, exige uma dedicação enorme, precisa de alguém especializado, leva um tempo considerável.
    Os protestantes parecem expulsar demônios com um toque de mão, como se o diabo fosse apenas um espírito chiquista de um morto qualquer obsediando alguém, em vez de uma verdadeira possessão demoníaca.
    Pode explicar?
    Bom dia a todos!
    Terei pouco tempo disponível hoje.

  176. Espírita Sp Orlando Diz:

    Marciano, este “em breve” eu entendo como um tempo diferente do nosso, por exemplo 1 seculo equivale para os espíritos 1.000 anos.
    Note que isso também ocorre com a volta de Jesus. Ele voltará reencarnado mas ainda não se sabe quando e onde.

  177. Espírita Sp Orlando Diz:

    No nosso centro Marciano não expulsamos os espíritos. Nós fraternalmente conversamos com eles, como fazia o Dr. Bezerra(caso da policia).
    Ja doutrinamos espirito chiquistas. Precisava ver como estava revoltando, fincando o pé, rangendo os dentes, girando a cabeça, gritava, esperneava dizendo que fazia tudo que o evangelho recomenda e ele foi para um lugar semelhante ao Umbral e depois de 12 anos resgatado por um grupo de caravaneiros, mas ele se revoltou e não quis se acalmar e veio ter conosco. Disse que vai ser dificil adquirir novamente a paciência e que lamentavelmente não conseguimos mudar suas ideias. Teve de ser levado em camisa de força pelos mentores amigos.

  178. Espírita Sp Orlando Diz:

    Depois perguntamos ao nobre mentor como pode isso, o Sr. X(FICTICIO)dizia ser praticamente do bem e acabar assim.
    O mentor esclareceu tratar-se de um simples cálculo: seus débitos eram maiores e somente com nova reencarnação poderá rever seus conceitos.

  179. Espírita Sp Orlando Diz:

    Samporlando, em seu modo de ver, ou de enxergar, mendigos de hoje foram milionários (e reis!) noutras vidas. Se bem entendi é assim que pensa, pois não? ”
    Sim. Isso mesmo, concordo com os que pensam assim. E os mendigos que suportarem bem o fardo poderão se dar bem materialmente em um próximo mergulho na indumentária carnal.

  180. Marciano Diz:

    Skipping a little off the subject here, I will take the opportunity to tell Gorducho, who flies as a hobby, and, if he’s reading it, CoC, to show why, while na enthusiast of aviation, I never thought of becoming a commercial pilot.
     

    It sometimes takes them years and years of slugging it out at low-paying regional airlines before they ever make a halfway decent salary. The pilots on the upper parts of a major airline’s seniority list indeed make a good living, but it may not have come easy.
     
    Flying, it has been said, is much like acting, painting, or playing minor league ball (or trying your luck at a book or rock and roll). Rewards loom for the fortunate, but many toil in extended, even perpetual purgatory for their art.
     
    For a civilian pilot with a fresh commercial license and a few hundred logbook hours, entry-level jobs are not only tough to come by, but financially humiliating. If a pilot is lucky he’ll slip straight from flight school, where his ANAC qualifications ran $25,000 or more, to a first officer position at a regional airline, where starting salaries are $20,000 or less (a year). Even that is best case. More likely he’ll first spend some time flight instructing, towing banners, or
    engaging in any manner of ad hoc experience building—the pilot equivalent of odd jobs.
     
    Once established at a regional he can look forward to at least a couple, and more likely several, years of hard work before a major will take his resume seriously. And he’ll still need the hiring trends— i.e. the economy and industry health—to hold favorably, as well as a good dose of luck. Then, at a typical large airline, a first-year pilot will earn about $30,000. No, there are no missing digits there. Just don’t forget these are years salary. It rises sharply thereafter, but probably not as sharply as you think.
    If you find that difficult to believe, obviously you’ve been paying too close attention to the many politicians, commentators, and op-ed columnists who’ve taken to shaming those spoiled airline pilots for “making $300,000 a year and working fifty hours a month.”
     
    The number of pilots receiving such salaries—almost always gray-haired captains nearing the mandatory retirement age of sixty—are a small fraction of an airline’s total roster, which in the case of giants like United and American is a list of almost ten thousand names. These are fellows the airlines, and sometimes politicians, make examples of during contract negotiations, but in truth they make up only a portion, albeit a high-profile one, of all pilots out there.  
    During the Comair strike in 2001, union activists scored a PR victory by pointing out that a first-year pilot with a family qualified for food stamps.
    As for the lazy schedule, a pilot works fifty hours a month the way a football player works an hour each week. Not counted in that total are long stretches of time between flights, off-duty deadheading, paperwork, and uncountable nights in hotel rooms. It’s not very different with lawyers, who spend time at their bureau, at court, studying laws and jurisprudence (not the same meaning as in Portuguese – in English, it means “a system or body of Law” while in Portuguese, the meaning is that of a colllection of decisions previous to the one you’re assessing)
     
    These ancillaries constitute “work” by anybody’s definition, but are not
    counted in the block-hour examples put forth.
    The trick is to grab a seniority number as quickly as possible— and to hope for the best. Rewards come later, not sooner. And on the way be prepared for a multiyear layoff or two and the industry’s cyclical scourges. Risks are inherent in many professions, but earning all the needed licenses and ratings, at least as a civilian, is extremely expensive, and you will not be recouping your outlay
    anytime soon. And you can forgo any plans for a predictable career.
     
    When it’s all said and done, the business of flying planes is a blue-collar job, much as some pilots are loath to admit. They are sometimes so defensive about what it means, or doesn’t mean, to be a professional, that they’re unable to accept this, especially as the industry in whole loses more and more of the public’s respect. Regardless of collar color, they’re in no way off the hook as far as needing to maintain the highest standards; and a berth at an established
    carrier, at least when the ink is running black and people aren’t crashing planes into buildings, is a good one.
     
    The same applies to astrophysicists, who spend the whole life studying and have a long career before making much less money than lawyers or doctors. This is why many of them like to write books about popular science, in a way anybody can understand.
     
    I have been joking about starting a new religion (of course I’d never do such a thing because it’s immoral to take advantage of the sillyness of true believers), but to start from scratch is a difficult thing too.
    For those of you who lack the moral standards and are clever enough to do it, it’s better to start as a church-goer, learn the mechanisms, observe the leader, then start a new religion, almost like the one you’re leaving.
     
    You have the abilities now, and a great number of people who are not satisfied with the church (they are legion) will follow you.
    That’s the way Waldomiro did. And his previous leader, Macedo.

  181. Marciano Diz:

    Good morning, Orlando.
    I mean, bom dia.
     
    Você se esquece de que ele não estava escrevendo para desencarnados, mas para encarnados.
    Sendo assim, este seu argumento de que o em breve levava em conta o tempo do espírito desencarnado não pode ser aceito.
     
    E eu não conheço centro espírita que expulse espíritos. Isto não seria caridade. Eles devem orientar o espírito desviado e orar por ele.
     
    Já assisti a várias palestras sobre esse tema do espírita que desencarna e pensa que vai direto para uma colônia superior e quando bate no umbral, não entende que desperdiçou a encarnação e que seu conhecimento exigia mais dele do que de quem nada sabe de espiritismo.
     
    Veja qualquer palestra sobre “reforma íntima”.
     
    Obrigado pelo retorno, mas como eu disse mais acima, hoje terei um dia cheio.
    Volto mais tarde, esperando encontrar muitos comentários.

  182. Marciano Diz:

    while an enthusiast

  183. Borges Diz:

    “Note que isso também ocorre com a volta de Jesus. Ele voltará reencarnado mas ainda não se sabe quando e onde.”
    .
    Deveriam enviar as mensagens já decodificadas na nossa “linguagem numérica”.
    .
    “ Isso mesmo, concordo com os que pensam assim. E os mendigos que suportarem bem o fardo poderão se dar bem materialmente em um próximo mergulho na indumentária carnal.”
    .
    E quem bebeu muito Chivas , na próxima encarnação tomará apenas Tatuzinho.
    Um abraço

  184. Borges Diz:

    Como nesta encarnação eu sou pobre e abstêmio, na próxima serei um milionário beberrão.
    Um abraço

  185. Marciano Diz:

    E quem bebeu muito Chivas , na próxima encarnação tomará apenas Tatuzinho.
     
    A carapuça me serviu qual uma luva, BORGES.
    Um abraço.
     
     

    Amigo Pastor,
    Você acha que eu tenho um bom conhecimento da bíblia.
    Até poderia ter, mas tenho uma coleção para estudar, sabido que a bíblia não é o único livro sagrado.
     
    Embora não recebam a denominação de “livros sagrados”, tem o Pentateuco de Kardec (que já li e reli algumas vezes), toda a literatura chiquista, aí incluídos os livros de Divaldo, Marinzeck, etc.
     
    LIVROS SAGRADOS
     
     
    Vedas, Upanishads, Bhagavad-Gita, Mahabharata, Ramayana, Tao Te Ching, Chuang Tzu, Tripitaka, Dhammapada, Siksha Samukhya, Mahayana, Wu-Ching, Ssu-Shu, Kojiki, Nihon Shoki, Svetambra Canon, Digambara Canon, (Torah, Nevi’im, Ketuvim – versão judaica da bíblia), além da bíblia que o Pastor conhece, a evangélica, a católica, com os livros faltantes da própria, os “apócrifos”, quais sejam: Tobit, Judith, Adições ao Livro de Esther, Sabedoria de Salomão, Ecclesiastes (meu preferido), Baruch, A Carta de Jeremias, A Prece de Azariah, Susanna, Bel e o Dragão, Macabeus I e II, Esdras I e II, A Prece de Manasses.
    A igreja ortodoxa ainda tem os livros Macabeus III e IV e o Salmo 151.
     
     
    EVANGELHOS APÓCRIFOS
    Evangelho de Jaime, de Tomás, Evangelho Árabe da Infância, História de José, o Carpinteiro, Evangelho de Pedro, de Nicodemus, de Bartholomeu, Livro de João Evangelista, Assunção da Virgem, Atos de João, Atos de Paulo, Atos de Pedro, Atos de André, Atos de Tomás, Atos de Felipe, Epístolas de Abgar, Laodiceus, Paulo e Sêneca, Epístola dos Apóstolos, Manuscritos de Nag Hamadi.
     
     
    Como o amigo sabe, estes livros foram retirados da bíblia por um católico.
     
    Tem o Corão, que já estou estudando.
     
    Os Livros Sagrados de Zoroastro, Os Livros Sagrados dos Sikhs, Adi Granth, Dasam Granth, Janam Sakhis, Os Textos Sagrados da Bahá’í, O Livro da Certitude, Os Sete Vales, As Palavras Ocultas (tudo sikh), O Livro de Mórmon, e mais uma infindável lista que o amigo pode encontrar na Internet.
     
     
    • Ainda tem cientologia, racionalismo cristão, Vodu (não confundir com Hodoo, aquele que se vê em filmes), Umbanda, Candomblé, Eckankar, Ayyavazhi, Caodaísmo, Seicho-no-Ie, os Manuscritos do Mar Morto, Rosacrucianismo, LBV, Santo Daime, Wicca…
    • Vou precisar de várias encarnações para ficar versado em religiões.
    • Só então poderei escolher a verdadeira. É por isso que ainda sou descrente; não conheço todas, ainda.

     
    E não posso descurar do trabalho, ou morrerei de fome antes de aprender a VERDADE.

  186. Marciano Diz:

    No dia em que optar por uma religião, seja ela qual for, ainda terei de escolher qual denominação seguir.
    Só entre os cristãos, são dezenas de milhares.
    Não é muito diferente nas outras.
    TODAS.
    Assim fica difícil.

  187. Gorducho Diz:

    O causo de polícia é o ítem 67
    NAS SESSÕES DO GRUPO ISMAEL
     
     
    ==============================================================
    por exemplo 1 século equivale para os espíritos 1.000 anos.
    ==============================================================
    E pro Senhor 1000 anos é 1 dia.
    E daqui 1 hora o mundo vai melhorar…

  188. Eu Sou a Universal Diz:

    Disse o amigo Marciano: ‘Marciano Diz:
    MAIO 4TH, 2017 ÀS 8:35 PM
    Quando um espírita lê essa frase do Rivail, como faz para lidar com a dissonância cognitiva?
    A frase está lá no livro:
    O mesmo acontecerá com relação ao Espiritismo, que, EM BREVE, GOZARÁ DO DIREITO DE CIDADE ENTRE OS CONHECIMENTOS HUMANOS.

    A gente vê que uns poucos são espíritas no Brasil, pelo mundo afora isto é praticamente desconhecido, os poucos espíritas que existem no Brasil e Algarves não são mais kardecistas, são chiquistas.
    Antes de cx eram roustainguistas.’
    R: Roustainguistas?

  189. Eu Sou a Universal Diz:

    Sr Montalvão, como pode ir alguém pro céu ao chamar o diabo de irmão? O irmão que terá a cabeça pisada?

  190. Marciano Diz:

    Oh dúvida cruel!
    “CONFIRA OS NOMES MAIS ENGRAÇADOS DE IGREJAS EVANGÉLICAS ESPALHADAS PELO BRASIL”
    O crescimento numérico dos evangélicos no Brasil e a expansão das denominações de linha pentecostal proporcionam o surgimento de pequenas igrejas com nomes curiosos, que vez ou outra, se tornam alvo de piada nas redes sociais.
    Agora, o próprio meio evangélico voltou as atenções para esses casos e os nomes curiosos de igrejas foram tema de uma exposição do Salão Internacional Gospel em setembro de 2014.
    Os curadores da exposição “Sabe o nome da igreja?” são o fotógrafo Adilson Santos e a jornalista e cineasta Luciana Mazza. A dupla realizou uma ampla pesquisa, juntando nomes atípicos de registro em igrejas Brasil afora.
    “A ideia é fazer uma homenagem com respeito e bom humor a expansão dos evangélicos, das igrejas e de seus pastores. Lembrar que é importante congregar, que é fundamental frequentar a casa do Pai celestial, independente do nome que tenha”, justifica a dupla.
    Os nomes, sejam eles inusitados ou apenas engraçados, servem como referência para entender o público a que a denominação é voltada, como por exemplo, as igrejas Caverna do Rock e Caverna de Adulão.
    Piada
    Os nomes engraçados de igrejas há tempos são motivo de piadas na internet, que é palco da proliferação de “correntes” de e-mails e imagens em redes sociais com extensas listas de denominações com títulos inusitados.
    Veja alguns:
     
    Assembléia De Deus Canela De Fogo
    Assembléia De Deus Com Doutrinas E Sem Costumes
    Assembléia De Deus Da Reforma Universal
    Assembléia De Deus Do Pai, Filho E Espírito Santo
    Comunidade Arqueiros De Cristo
    Comunidade Do Coração Reciclado
    Comunidade Evangélica Shalom Adonai, Cristo!
    Comunidade Porta Das Ovelhas
    Congregação J. A. T. (Jesus Ama A Todos)
    Congregação Passo Para O Futuro
    Cruzada Do Poder Pleno E Misterioso
    Cruzada Evangélica Do Ministério De Jeová, Deus Do Fogo
    Igreja Abominação À Vida Torta
    Igreja A Chave Do Éden
    Igreja ‘A’ De Amor
    Igreja A Escolhida
    Igreja A Fé De Gideão
    Igreja A Vida É Sua
    Igreja A Voz Da Pedra Angular
    Igreja A Voz Direta Do Éden
    Igreja Abre-Te Sésamo
    Igreja Aceita Jesus
    Igreja Adventista Da Sétima Reforma Divina
    Igreja Adventista Deus É Vida
    Igreja Apostólica Cristã Terra Firme
    Igreja Arca Da Fé
    Igreja Arqueiros De Cristo
    Igreja Assembléia De Deus Adventista Romaria Do Povo De Deus
    Igreja Assembléia De Deus Caprichosos Na Obra De Deus
    Igreja Assembléia De Deus Da Beira Da Estrada De Tribobó
    Igreja Assembléia De Deus Do Pai Do Filho Do Espírito Santo
    Igreja Assembléia De Deus Dos Remanescentes
    Igreja Assembléia De Deus Filhos E Consolações
    Igreja Assembléia De Deus Nova Criatura Remoldada
    Igreja Assembléia De Deus Retiro Das Mangueiras
    Igreja Assembléia Dos Santos
    Igreja Ave César
    Igreja Bambolês Sagrados
    Igreja Barco Da Salvação
    Igreja Bate Palmas 40 Dias
    Igreja Batista A Paz Do Senhor
    Igreja Batista A Paz Do Senhor E Anti-Globo
    Igreja Batista As Andorinhas De Cristo
    Igreja Batista Bandeiras Da Fé
    Igreja Batista Blessing Brasil
    Igreja Batista Brasa Viva
    Igreja Batista Brasileira Dos Povos Agarrados À Bíblia
    Igreja Batista Caminho Das Árvores
    Igreja Batista Cópia Da Perfeição
    Igreja Batista Da Mão Santa
    Igreja Batista Da Pomba Sacrificada
    Igreja Batista Da Velhice Tranqüila
    Igreja Batista Das Três Pontes Sagradas
    Igreja Batista De Reformulação Espiritual
    Igreja Batista Dedo De Deus
    Igreja Batista Deus Forte E Poderoso
    Igreja Batista Do Calvário Santo
    Igreja Batista Do Povo
    Igreja Batista Elohim Shadeh
    Igreja Batista Estrela Cadente
    Igreja Batista Evangélica Beneficência Leão De Judá
    Igreja Batista Evangélica Caridosa Das Almas
    Igreja Batista Fazenda Da Bica
    Igreja Batista Floresta Encantada
    Igreja Batista Horto De Fé
    Igreja Batista Incêndio De Bênção
    Igreja Batista Moça Bonita
    Igreja Batista Ô Glória!
    Igreja Batista Palma Da Mão De Cristo
    Igreja Batista Pare De Resistir A Bênção De Deus
    Igreja Batista Pentecostal Vale De Bênçãos
    Igreja Batista Ponte Para O Céu
    Igreja Batista Pronto-Socorro Das Almas
    Igreja Batista Renovada Lugar Forte
    Igreja Batista Tiçaleah
    Igreja Betelguelse
    Igreja Boas Novas De Salvação
    Igreja Cantos Bellos
    Igreja Cara Do Leão De Judá
    Igreja Castelblanko Da Vidigueira
    Igreja Caverna De Adulão
    Igreja Cenáculo De Oração Jesus Está Voltando
    Igreja Clínica Da Alma
    Igreja Comunidade Evangélica Shalon Adonai Cristo
    Igreja Congregação Passo Para O Futuro
    Igreja Congregacional Boca Do Peixe
    Igreja Congregacional Exigimos A Graça De Deus
    Igreja Congregacional Explosão Da Fé
    Igreja Congregacional Maná Caído Do Céu
    Igreja Coração Reciclado
    Igreja Cristã Do Novo Amanhã
    Igreja Cristã Evangélica Espírita Nacional
    Igreja Cristã Pentecostal Universal Sarça Ardente
    Igreja Cristã Prebítero-Santense
    Igreja Cristo E Povo Do Rio
    Igreja Cristo É Show
    Igreja Cristo Vive Missão Apostólica Graças A Deus
    Igreja Cruz Erguida Para O Bem Das Almas
    Igreja Cruzada De Emoções
    Igreja Cruzada Evangélica Do Ministério De Jeová E Deus Do Fogo
    Igreja Cruzada Evangélica Do Ministério De Jeová E Deus É Fiel
    Igreja Da Água Abençoada
    Igreja Da Beira Do Trem
    Igreja Da Benção Mundial
    Igreja Da Benção Mundial Pegando Fogo Do Poder
    Igreja Da Boa Sorte
    Igreja Da Cruz Erguida Para O Bem Das Almas
    Igreja Da Devoção Do Santuário De Deus
    Igreja Da Fé De Israel E Seu Povo Sofrido
    Igreja Da Fortuna
    Igreja Da Grande Família Quadrangular
    Igreja Da Mão Encolhida E Mirrada
    Igreja Da Marcha A Jerusalém
    Igreja Da Oração Eficiente
    Igreja Da Pomba Branca
    Igreja Da Revelação Rápida
    Igreja Da Vitória Do Povo Carioca
    Igreja Das Boas Novas
    Igreja Das Sete Trombetas Do Apocalipse
    Igreja Das Três Pontas Em Glória
    Igreja De Deus Assembléia Dos Anciãos
    Igreja De Deus Da Profecia No Brasil E América Do Sul
    Igreja De Deus Que Se Reúne Nas Casas
    Igreja De Jesus Cristo Dos Santos Dos Últimos Dias
    Igreja De Jesus Cristo No Universo
    Igreja De Novo Amanhã
    Igreja De Kantahlahbassyí
    Igreja De Deus Da Profecia No Brasil América Do Sul
    Igreja Despertai Para Jesus
    Igreja Devotos De Cristo Ao Extremo
    Igreja Divisão Do Mar E Moisés
    Igreja Do Amor Maior Que Outra Força
    Igreja Do Espírito Santo Perdido
    Igreja Do Evangelho Pleno De Missão Coreana Petropolitana
    Igreja Do Evangelho Quadrangular
    Igreja Do Evangelho Triangular No Brasil
    Igreja Do Louvre
    Igreja Do Manto Branco
    Igreja Do Nazareno
    Igreja Do Pastor Sassá
    Igreja Do Rio Que Corre Torto
    Igreja Do Senhor Jesus Cristo Em Amor E Graça
    Igreja Do Vale Feliz
    Igreja Dos Anjos E Suas Trombetas Estridentes
    Igreja Dos Bons Artifícios
    Igreja E Templo Cósmico Raeliano
    Igreja E.T.Q.B. (Eu Também Quero A Benção)
    Igreja Em Nome De Jesus
    Igreja Este Brasil É Adventista
    Igreja ‘Eu Sou A Porta’
    Igreja Evangélica A Historia Dos Cristãos
    Igreja Evangélica A Maior
    Igreja Evangélica A Missão Só Está Começando
    Igreja Evangélica A Última Trombeta Soará
    Igreja Evangélica Adão É O Homem
    Igreja Evangélica Almas Para Cristo
    Igreja Evangélica Amazonas
    Igreja Evangélica Assembléia De Deus Hosana Ao Rei
    Igreja Evangélica Avivamento Bíblico
    Igreja Evangélica Batalha Dos Deuses
    Igreja Evangélica Batista Barranco Sagrado
    Igreja Evangélica Bola De Neve
    Igreja Evangélica Brasileira Da Boa Intenção
    Igreja Evangélica Comissão De Pastores Para O Bem
    Igreja Evangélica Cristo, Eu E Você
    Igreja Evangélica De Abominação À Vida Torta
    Igreja Evangélica Diante Do Trono Do Rei Dos Reis
    Igreja Evangélica Do Monte De Oração
    Igreja Evangélica Dos Caçadores De Almas Perdidas
    Igreja Evangélica Dos Hinos Maravilhosos
    Igreja Evangélica Dos Semeadores
    Igreja Evangélica Facho De Luz
    Igreja Evangélica Fonte De Milagres
    Igreja Evangélica Holiness
    Igreja Evangélica Indiana Da Missão De Cristo No Brasil
    Igreja Evangélica Jardim Real Em Obra De Restauração
    Igreja Evangélica Koskenkorva Do Fim Da Tarde
    Igreja Evangélica Labaredas De Fogo
    Igreja Evangélica Ligação Direta Com O Paraíso
    Igreja Evangélica Luz No Escuro
    Igreja Evangélica Mármore Do Bem
    Igreja Evangélica Meu Deus Do Céu
    Igreja Evangélica Ministério Cristão Fé E Palavra Pentecostal
    Igreja Evangélica Missão Celestial Pentecostal
    Igreja Evangélica O Senhor Vem No Fim
    Igreja Evangélica O Tempero Da Vida
    Igreja Evangélica Oriental Tambores Da Anunciação
    Igreja Evangélica Passa Três
    Igreja Evangélica Pentecostal A Tenda Da Salvação
    Igreja Evangélica Pentecostal A Última Embarcação Para Cristo
    Igreja Evangélica Pentecostal A Volta Do Grande Rei.
    Igreja Evangélica Pentecostal Bíblia Ininterrupta
    Igreja Evangélica Pentecostal Creio Eu Na Bíblia
    Igreja Evangélica Pentecostal Labareda De Fogo
    Igreja Evangélica Pentecostal Missões Portas Eternas
    Igreja Evangélica Pentecostal Os Mensageiros Do Rei Jesus
    Igreja Evangélica Pentecostal Planeta Cristo
    Igreja Evangélica Pentecostal Sinal Da Volta De Cristo
    Igreja Evangélica Pentecostal Trabalhadores De Cristo
    Igreja Evangélica Pentecostal Vencendo, Vem Jesus
    Igreja Evangélica Pentecostal Viva Com Cristo
    Igreja Evangélica Porta Das Ovelhas Santas
    Igreja Evangélica Positivista
    Igreja Evangélica Presbiteriana Orquestra Dos Anjos Benfazejos
    Igreja Evangélica Que Era Eu, O Que Sou Hoje
    Igreja Evangélica Revelação De Cristo
    Igreja Evangélica Rodeio De Milagres
    Igreja Evangélica Sal Da Terra
    Igreja Evangélica Sal Fora Do Saleiro
    Igreja Evangélica Sharon
    Igreja Evangélica Subimos Com Jesus
    Igreja Evangélica Surfista Bola De Neve
    Igreja Evangélica Templo Das Águias (Um Sonho De Igreja)
    Igreja Evangélica Verbo Da Vida
    Igreja Fé Afirmada
    Igreja Filadélfia (A Igreja Do Desafio)
    Igreja Filho Do Varão
    Igreja Fogo Da Selva
    Igreja Fogueira Santa
    Igreja Graças E Louvores A Ti, Deus (Aleluia!)
    Igreja Granito De Moisés
    Igreja Hallelluiah
    Igreja Harpa Dos Anjos
    Igreja Hompa Hongwanji
    Igreja Hospital Da Alma
    Igreja Iddai Wah Meg
    Igreja Idolatria Ao Deus Maior
    Igreja Internacional Da Sétima Chamada
    Igreja Jade Vive
    Igreja Jesus Cristo É Rei
    Igreja Jesus É Médico De Verdade
    Igreja Jesus É O Comandante
    Igreja Jesus Está Voltando, Prepara-Te
    Igreja Loucos Por Cristo
    Igreja Lugar Forte (São Paulo – SP)
    Igreja Lugarzinho No Céu
    Igreja Luz & Conforto
    Igreja Manhattan
    Igreja Mar No Sertão
    Igreja Maré De Milagres
    Igreja Mata Minha Saudade
    Igreja Menina Dos Olhos De Deus
    Igreja Messiânica Do Terceiro Fogo A Sete Pés
    Igreja Messiânica Tochas Ardentes
    Igreja Metodista Lar Do Cristão
    Igreja Metodista Socorrista Das Almas
    Igreja Militante Na Obra De Restauração Do Brasil
    Igreja Ministério Fé Para Todos
    Igreja Momento De Deus
    Igreja Morubixaba Evangélica Brasileira
    Igreja Móvel Fé Em Casa
    Igreja Musical Montebello
    Igreja Nacional Da Vida Em Graça
    Igreja Nacional Do Espírito Sagrado Em Família
    Igreja Nova Unção
    Igreja O Fogo No Altar
    Igreja O Mundo Precisa De Oração
    Igreja O Nome De Cristo
    Igreja O Pedaço Do Paraíso
    Igreja O Poder Da Fé
    Igreja O Rei Está Vindo
    Igreja O Templo
    Igreja Olimpíada Bíblica
    Igreja Ondas De Amor Cristão
    Igreja Palma Da Mão De Cristo
    Igreja Paraninfos Da Bíblia Sagrada
    Igreja Pedra Viva
    Igreja Pentecostal A Caminho De Jerusalém
    Igreja Pentecostal A Controvérsia
    Igreja Pentecostal A Um Palmo Do Céu
    Igreja Pentecostal Armadura De Deus
    Igreja Pentecostal Árvore Do Bem
    Igreja Pentecostal Assembléia De Deus Fogo Divino
    Igreja Pentecostal Barco Da Salvação
    Igreja Pentecostal Beija-Flor Silvestre
    Igreja Pentecostal Boca Do Leão
    Igreja Pentecostal Cajado De Moisés
    Igreja Pentecostal Casa De Oração Fonte De Luz
    Igreja Pentecostal Casa De Oração Para Todos Os Povos Do Brasil
    Igreja Pentecostal Chuva De Milagres
    Igreja Pentecostal Cristo É O Rei
    Igreja Pentecostal Da Rocha Eterna
    Igreja Pentecostal Da Unificação Em Jesus Cristo
    Igreja Pentecostal De Jerusalém Celestial
    Igreja Pentecostal Deus É Amor
    Igreja Pentecostal Deus É Maior
    Igreja Pentecostal Do Fogo Azul
    Igreja Pentecostal Do Fogo Diferente
    Igreja Pentecostal Do Pastor Sassá
    Igreja Pentecostal Dos Pés Descalços De Jesus
    Igreja Pentecostal Doutrina Do Livro Sagrado
    Igreja Pentecostal Esconderijo Do Altíssimo
    Igreja Pentecostal Escudo Contra O Mal
    Igreja Pentecostal Evangélica A Missão Dos Setenta Discípulos
    Igreja Pentecostal Evangélica Obrigado Senhor (Agradecidos Dos Milagres Recebidos)
    Igreja Pentecostal Exército Do Amor De Deus
    Igreja Pentecostal Final Dos Tempos
    Igreja Pentecostal Fonte Abençoada
    Igreja Pentecostal Francesa O Amor De Cristo
    Igreja Pentecostal Israel Em Chamas
    Igreja Pentecostal Isso Que É Poder De Deus
    Igreja Pentecostal Jesus Nasceu Em Belém
    Igreja Pentecostal Jesus Vem E Vencemos Pela Fé
    Igreja Pentecostal Jesus Vem Você Fica
    Igreja Pentecostal Lírios Do Campo
    Igreja Pentecostal Mistérios Da Fé
    Igreja Pentecostal Monte Da Obra Missionária
    Igreja Pentecostal O Senhor Pelejará Por Vós
    Igreja Pentecostal O Véu De Pureza
    Igreja Pentecostal Para Preparação Da Vinda De Jesus
    Igreja Pentecostal Planeta Cristo
    Igreja Pentecostal Povo De Deus Marcha
    Igreja Pentecostal Quadrado De Fogo
    Igreja Pentecostal Salvos Por Deus
    Igreja Pentecostal Uma Porta Para A Salvação
    Igreja Pentecostal Vale De Bênçãos
    Igreja Perfect Life
    Igreja Pentecostal Fogo Para O Brasil
    Igreja Pioneira Em Milagres
    Igreja Pirâmides Misteriosas
    Igreja Poço De Jacó
    Igreja Porta Da Paz
    Igreja Porta Divina
    Igreja Porta Formosa
    Igreja Presbiteriana Do Apocalipse Sagrado
    Igreja Presbiteriana A Torre
    Igreja Presbiteriana Juntando Ovelhas Desgarradas Do Rebanho
    Igreja Primitiva Do Senhor
    Igreja Rebanho Convertido
    Igreja Revelação Sublime
    Igreja Safira De Orações
    Igreja São Cosme, Damião E Doum
    Igreja Sara Nossa Terra
    Igreja Saudade De Jesus
    Igreja Sede De Fé
    Igreja Sedentos De Oração
    Igreja Sem Pecados
    Igreja Semblante De Cristo
    Igreja Sinais E Prodígios
    Igreja Sinal Verde Para O Bem
    Igreja Sino De Belém Missão E Premissas
    Igreja Socorrista Das Almas De Visão Profunda
    Igreja Somos Os Espelhos De Deus
    Igreja Subimos Com Jesus
    Igreja Terra Santa Abençoada
    Igreja Torre De Babel
    Igreja Um Salto Pro Futuro
    Igreja Universal De Oposição Ao Mal
    Igreja Universal Do Cadê A Minha Bênção
    Templo A Janela Da Sabedoria
    Templo Âncora Para O Céu
    Templo Aqui Estamos Salvos
    Templo Batista Cósmico E Peregrino
    Templo Da Atribuição De Virtudes Mágicas
    Templo Da Graça
    Templo Das Divindades Evangélicas Em Si
    Templo Das Tochas Ardentes E Milagrosas
    Templo Evangélico Bíblico Do Provérbio Apocalíptico
    Templo Evangélico Chafariz De Aparições
    Templo Evangélico Cristão Caldeirão De Bênção
    Templo Evangélico Da Sétima Trombeta
    Templo Evangélico Da Sétima
    Templo Evangélico Ofertório De Graças
    Templo Evangélico Tupyara
    Templo Filial Evangélico Nitiren Shonshu Hokkeko
    Templo Musical Americano Deus É Fé E Formosura
    Templo O Coração
    Templo Pentecostal Irradiante
    Templo Quarteto Familiar Gracioso E Tenro
    Templo Religioso Dos Banquetes E Festas
    Templo Santificado Da Renovação
    Assembléia de Deus do Pai, do Filho e do Espírito Santo
    Assembléia de Deus Batista A Cobrinha de Moisés
    Assembléia de Deus Fonte Santa em Biscoitão
    Comunidade do Coração Reciclado
    Congregação Anti-blasfêmias
    Igreja Automotiva do Fogo Sagrado
    Igreja Aceita a Jesus
    Igreja Evangélica de Abominação à Vida Torta
    Igreja Batista Incêndio de Bênçãos
    Igreja Pentecostal Jesus Nasceu em Belém
    Igreja Batista A Paz do Senhor e Anti-Globo
    Igreja Jesus Está Voltando, Prepara-te
    Igreja Evangélica Jesus Foi Ali e Já Volta
    Igreja Evangélica Jesus é Lindo e Cheiroso
    Igreja Palma da Mão de Cristo
    Igreja da Cruz Erguida para o Bem das Almas
    Igreja Filho do Varão
    Igreja Sinais e Prodígios
    Igreja Evangélica Florzinha de Jesus
    Igreja Evangélica Pentecostal Cuspe de Cristo
    Igreja Evangélica Muçulmana Javé é Pai
    Igreja Abre-te Sésamo
    Igreja Evangélica dos Hinos Maravilhosos
    Igreja Pentecostal Marilyn Monroe
    Igreja Abastecedora De Água Abençoada
    Igreja Assembléia De Deus Botas De Fogo Ardentes E Chamuscantes
    Igreja Assembléia De Deus Do Papagaio Santo Que Ora A Bíblia
    Igreja Atual Dos Últimos Dias
    Igreja Automotiva Do Fogo Sagrado
    Igreja Automotiva Móvel Do Fogo Sagrado
    Igreja Bailarinas Da Valsa Divina
    Igreja Batista Da Juventude Sem Drogas E Rock’n'roll
    Igreja Batista Evangélica Da Bazuca Celestial
    Igreja Batista Gay Do Rio De Janeiro
    Igreja Batista Homossexual Gays De Cristo
    Igreja Batista Logarítmica Do Reino De Deus
    Igreja Batista Nero Se Arrependeu, e Você?!
    Igreja Batista Pentecostal A Cobra de Moisés Que Engoliu As Outras Más e Fracas
    Igreja Batista Too Much
    Igreja Congregacional de Agronomia da Salvação
    Igreja Contato Direto de Vigésimo Grau com Milagres
    Igreja Cósmica do Poder Pleno e Misterioso
    Igreja Cristã de Terapia Contra o Encosto
    Igreja Cuspe de Cristo
    Igreja Cruzada Evangélica com Pastor Waldevino Coelho, A Sumidade
    Igreja do Barro Santo de Cura
    Igreja e Bar Evangélico Arca Ltda Me.
    Igreja e Clube Diversão Para o Povo Cristão
    Igreja Evangélica Pentecostal Da Benção Ininterrupta
    Igreja Evangélica Pentecostal Puleiro Dos Anjos
    Igreja Evangélica Da Maresia Que Corrói
    Igreja Evangélica Do Pastor Paulo Andrade, O Homem Que Vive Sem Pecados
    Igreja Evangélica Florzinha De Jesus
    Igreja Evangélica H.I.V. (Homem, Inteligência, Vida)
    Igreja Evangélica Pentecostal Cuspe de Cristo
    Igreja Foguete Rumo Ao Céu
    Igreja Gospel Come On To God
    Igreja Individualista Evangélica Da Auto Ajuda
    Igreja Infantil Fofuras Do Amanhã
    Igreja Internacional Dos Evangelistas Remanescentes da
    Graça Divina de Nosso Senhor Deus Pai Todo Poderoso
    Igreja Metodista Internacional Fábrica De Milagres
    Igreja M.T.V. (Manto Da Ternura Em Vida)
    Igreja Noiva de Jesus da Segunda Divisão
    Igreja O Cuspe De Deus
    Igreja Original de Jesus Cristo Número Dois
    Igreja Pentecostal A Caixa de Pandora
    Igreja Pentecostal A Majestade O Sabiá
    Igreja Lua Nova
    Igreja Pentecostal do Cuspe Santo
    Igreja Pentecostal Marilyn Monroe
    Igreja Perfeccionista Fé Maior
    Igreja Quadrangular Da Quarta Dimensão
    Igreja Quadrangular O Mundo É Redondo
    Igreja Restauradora De Vidas Estragadas
    Igreja S.B.T. (Sanando Bênçãos A Todos)
    Igreja Santa Que Está No Rio De Janeiro
    Igreja Santa Que Está No Brasil Inteiro
    Igreja Trybo Cósmika
    Templo Evangélico Fashion Nissenji

  191. Eu Sou a Universal Diz:

    Disse o amigo Marciano: ‘Marciano Diz:
    MAIO 5TH, 2017 ÀS 8:19 AM
    Vejo que nenhum dorminhoco se manifestou ainda.
    Pastor, não sei se conhece, mas o link acima tem o propósito de evidenciar a diferença de exorcismos entre a igreja romana e as evangélicas.
    Nas primeiras, o exorcismo é trabalhoso, exige uma dedicação enorme, precisa de alguém especializado, leva um tempo considerável.
    Os protestantes parecem expulsar demônios com um toque de mão, como se o diabo fosse apenas um espírito chiquista de um morto qualquer obsediando alguém, em vez de uma verdadeira possessão demoníaca.
    Pode explicar?
    _________________________________________
    R:Veja os exemplos nas Escrituras dos demônios que o Senhor expulsou. Apenas com uma frase. Essa mesma autoridade nos foi dada.

  192. Marciano Diz:

    A Igreja Bola de Neve tem cultos transmitidos de madrugada, pela Rede TV.
     
    http://boladeneve.com/quem-somos-194

  193. Marciano Diz:

    Pastor, por falta de tempo e de conhecimento, vou deixar a explicação do roustainguismo ou rustenismo para o Analista Gorducho
    Ele é pós-doutorado no assunto e cunhou a expressão “bezerro-chiquismo”.

  194. Marciano Diz:

    Bezerra, as far as I know, que je sache, é o introdutor do roustainguismo no espiritismo brasileiro.
    Com a palavra o Mestre Professor Doutor Gorducho.

  195. Marciano Diz:

    A história da Igreja Bola de Neve confunde-se com a própria história do Apóstolo Rina. Depois de uma hepatite, dores muito fortes e uma experiência pessoal com Deus, nascia, em Dezembro de 93, uma reunião descompromissada. Não demorou a aparecer um nome que expressasse muito bem o grupo: uma bola de neve que, começando pequena, virava uma avalanche. Essa Bola de Neve seguiu rolando e cumprindo seu papel.

    Em 94, recebemos uma cobertura espiritual. No início de 99, ocorreram algumas mudanças e enviando nossos líderes para expandir a obra, nascia a Igreja Evangélica Bola de Neve, ou Bola de Neve Church, para os íntimos. Naqueles dias, Deus levantou um empresário do mercado surfwear, proprietário da HD (Hawaiian Dreams) para nos emprestar um auditório com capacidade para 130 pessoas. Onde? Rua 21 de Abril no Bairro do Brás, em São Paulo/SP.

    “E agora? O culto vai começar, o salão está lotando, mas onde eu apoio minha Bíblia?”. Uma empresa de surf também vende pranchas, e uma delas, um longboard. Assim, ela acabou virando púlpito para apoiar a Bíblia, ajudando a compor a identidade da Igreja. Foram dias de muita alegria e cultos maravilhosos durante os dez meses que ali ficamos.

    Em Janeiro de 2000, tivemos o primeiro culto na Lapa, Rua Marco Aurélio, 496. Ficou pequeno … Em 2004, mudamos para a Rua Turiassu, 734, em Perdizes e lá ficamos por sete anos.

    De lá para cá, a Igreja vem crescendo, amadurecendo e fazendo história. Em 2010, a sede mudou novamente, agora, para o bairro da Lapa, na Rua Clélia, 1517.

    Hoje, continuamos trabalhado muito, guiados pela missão e visão que Deus tem nos dado e na manutenção dos ministérios e frentes de trabalho que complementam os propósitos e justificam nossa existência.

    Apóstolo Rina ( Ap. Rina )

  196. Marciano Diz:

    http://www.shekinahbrasil.org/

    Sobre nossa igreja

    Igreja Evangélica Shekinah – Online
    A IGREJA

    “Não te disse, se tu creres verás a glória de Deus?” Jo 11.40

    Tudo começou quando o Pastor Emanuel Carmo nos ensinava a Palavra de Deus e tínhamos acabado de nos converter ao evangelho de Jesus Cristo. Estávamos apenas nas primeiras semanas de conversão e já sentíamos um enorme prazer na Palavra através dos estudos, por isso, a cada dia, levávamos alguns amigos para ouvirem conosco a poderosa Palavra de salvação em Cristo Jesus.

    Em nossa casa, abrimos um ponto de pregação da Palavra, onde amigos, parentes e vizinhos iam para ouvir as mensagens do Evangelho.

    Em meu coração, sentia um ardente chamado de Deus para o ministério pastoral. Obedecendo a voz do Espírito Santo, comecei a cursar o seminário de teologia e, após alguns meses, fui ordenado a “Pastor” pelo amado Pastor Emanuel Eufrásio Carmo.

    Havendo compreendido o propósito de Deus em nossas vidas, na ousadia do Espírito Santo, alugamos uma loja na Av. dos Engenheiros, 1122, no Bairro Alípio de Melo, BH/MG, e começamos nosso ministério em 05 de Novembro de 1998, para honra e glória ao Senhor Jesus!

    Não podíamos contar com muitos membros, pois Deus tinha nos dado um exército com apenas oito soldados.

    Agora…ministério novo, pastor com pouca experiência, o que fazer? Muitas lutas e provas vieram, mas em todas através da oração e perseverança, Deus nos deu a vitória!

    Talvez você possa estar pensando: – O que? Vitórias com apenas oito membros?

    Deus usa as coisas pequenas para confundir as grandes, e nisto contemplamos o inabalável e tremendo poder de Deus! Em todas as coisas Ele nos fez mais do que vencedores!

    Passados dois meses, Deus nos instruiu para mudarmos de local, registrar a igreja, prosseguirmos na fé e prontamente obedecemos.

    Em Janeiro de 1999, Deus abriu uma porta, um galpão de 250 m2 à Av. Atlântida, 938, Bairro Castelo, BH/MG.

    Não sabíamos qual nome colocaríamos na igreja, mas ele foi-nos dado pelo próprio Deus através de sonhos proféticos. Estava ali firmada sob a ordenança do Senhor Jeová a “IGREJA EVANGÉLICA SHEKINAH CASA DE ORAÇÃO”.

    Em apenas dois anos já estávamos com mais três congregações abertas.

    Neste período, podemos dizer que as lutas contribuíram para as vitórias.

    No ano de 2000, Deus nos honrou presenteando-nos com a compra de um lote em local nobre e privilegiado. Deus tudo proveu para construirmos nossa própria “SEDE”. Hoje, nos encontramos num lindo prédio de quatro andares, onde o nome do Senhor está sendo exaltado e sua glória tem sido manifestada.

    Estamos localizados à Sede Propria : Rua Desembargador José Satiro, 670, Bairro Castelo, Belo Horizonte, Cep. 30.840-490, Minas Gerais.

    Tributamos toda a honra, toda a glória e todo o louvor ao nosso Deus, em nome do nosso único e Salvador e Senhor JESUS CRISTO. Amém!

    Shekinah o seu significado

    “Então a nuvem cobriu a tenda da congregação e a glória do Senhor encheu o tabernáculo” Êxodo 40:34

    A palavra “Shekinah” não se encontra na Bíblia, ela é um termo hebraico ‘Shkn – habitar’, usado pelos targumitas e rabis, e adotado pelos cristãos, refere-se a Glória visivel de Deus habitando no meio do povo. Usa-se este vocabulário para designar as ocasiões em que a presença radiante de Deus se manifestava através de uma nuvem luminescente que parava acima do altar e iluminava o local de adoração, como vista nas passagens descritas:

    “Então a nuvem cobriu a tenda da congregação, e a glória do Senhor encheu o tabernáculo;”
    Êxodo 40:34
    “E sucedeu que, saindo os sacerdotes do santuário, uma nuvem encheu a casa do Senhor.
    E os sacerdotes não podiam permanecer em pé para ministrar, por causa da nuvem, porque a glória do Senhor enchera a casa do Senhor.”
    1 Reis 8:10-11
    “E a glória do Senhor entrou na casa pelo caminho da porta, cuja face está para o lado do oriente.
    E levantou-me o Espírito, e me levou ao átrio interior; e eis que a glória do SENHOR encheu a casa.”
    Ezequiel 43:4,5
    “E, estando ele ainda a falar, eis que uma nuvem luminosa os cobriu. E da nuvem saiu uma voz que dizia: Este é o meu amado Filho, em quem me comprazo; escutai-o.”
    Mateus 17:5
    “E eis que o anjo do Senhor veio sobre eles, e a glória do Senhor os cercou de resplendor, e tiveram grande temor.” Lucas 2:9?
    A igreja – Objetivos

    Ensinamento da genuina Palavra de Deus;
    Enviar e sustentar missionários em locais que o Evangelho ainda não foi pregado;
    Cuidar das viúvas necessitadas;
    Abrir creches e orfanatos para cuidar dos órfãos e crianças de rua;
    Abrir biliotecas e brinquedotecas;
    Abrir um núcleo de apoioao idoso;
    Abrir casas de recuperação para viciados;
    Desenvolver um centro de Assistência social para distribuição de cestas básicas e gêneros de primeira necessidade para a comunidade;
    Desenvolver diversos trabalhos para desenvolvimento dos talentos e dons com crianças, jovens, adolescentes, jovens adultos e idosos;
    Abrir escolas profissionalizantes;
    Abrir uma escola cristã domaternal ao ensino médio/superior;

    FUNDADOR/ PASTOR PRESIDENTE

    Pastor Robson Marques Mariotto, nascido em Belo Horizonte/MG em 1961, Pastor, Capelão, brasileiro, casado com a Pra. Patrícia Mariotto, desde 07/1986, pai de um filho e duas filhas, residente nesta Capital.

    TESTEMUNHO DA CONVERSÃO

    “Mas agora, assim diz o Senhor, que te criou, ó Jacó, e te formou, ó Israel

    não temas porque eu te remi, chamei-te pelo nome, tu és meu…Isaias 43.1”.

    Tinha uma vida financeira estabilizada, fui gerente do Banco real, empresário no ramo de calçados masculinos, e administrei uma rede de quarenta e duas lojas de confecções na capital. Financeiramente para mim nada faltava, pois era um homem bem sucedido, com uma família maravilhosa, residindo em local nobre, porem, existia um enorme vazio em mim, que tentava preencher com arrojadas festas, bebidas, viagens ao exterior, mas nada superava aquele anseio do aparecimento de algo maior.

    No decurso destes anos de labor, em conseqüência da sobrecarga de trabalho e de profundas decepções, encontrei-me na minha própria fraqueza no estado de depressão irreversível e síndrome do pânico. O que tinha já não era suficiente para alegrar-me.

    Certo dia levantei-me com um mau pensamento, de acabar com minha vida pulando do décimo terceiro andar do prédio em que residia; em meio a tantos conflitos internos uma voz falou ao meu coração que eu era precioso pra Deus. No dia seguinte ocorreu-me o mesmo mau pensamento, de dar fim definitivamente a minha vida, pois a minha esposa não precisaria de mim para sobreviver, e com o seguro de vida ela teria garantia financeira e assim completaria a formação escolar de meus filhos.(era o meu pensamento na época)

    Olhando novamente da janela do apartamento, outra voz falou ao meu coração dizendo-me o quão eu era importante para Deus, e que para tudo, Deus traria uma solução.

    Passado alguns dias, eu estava sendo internado em um hospital psiquiátrico, em acompanhamento médico do Doutor Otávio Saliba, e permaneci ali em tratamento intensivo por dezesseis dias.

    Levei para o hospital a Bíblia Sagrada e mesmo estando sedado com fortes medicamentos a abri e percebi que as letras tinham criado um alto relevo onde o texto dizia: “Mas agora, assim diz o Senhor, que te criou, ó Jacó, e te formou, ó Israel,não temas porque eu te remi, chamei-te pelo nome, tu és meu…Isaias 43.1”. Estas palavras impactaram-me pois traziam vida com amor ao meu coração!

    Neste período, Deus não permitiu que eu tivesse visitas além da minha família e do Amado Espírito Santo! Ali naquele quarto de hospital, eu estava sendo visitado pelo Espírito Santo de Deus, que veio pessoalmente para manifestar-se com retidão e poder, para dar-me entendimento na leitura das Sagradas Escrituras, proporcionando-me uma profunda fé na mensagem do amor de Deus e da salvação em Cristo Jesus! Foram experiências inesquecíveis. Lia a Bíblia incansavelmente. Minha vida estava tomando uma nova direção pois estava achando agora um novo Caminho, a verdadeira Verdade, e uma nova Vida.

    Saí do hospital com a certeza de que minha vida não era mais a mesma, pois estava transformado pelo poder da palavra de Deus.

    Após alguns dias, fui a uma reunião evangélica e entreguei-me totalmente ao Senhor Jesus. Deus fez a obra de salvação em toda minha família (esposa e filhos). Agora unidos, nossas vidas estão sendo guiadas pelo Espírito Santo, na vontade de Deus o pai.

    Deus colocou em minhas mãos o ministério Pastoral, e hoje estou aqui, para testemunhar com gratidão a Deus pelo imenso amor e infinita misericórdia. E como Ministro do Evangelho quero dizer-lhe que Deus também tem um plano de salvação na sua vida, por isso você está lendo este milagre de transformação.

    PASTOR ROBSON MARIOTTO

    Nosso Credo
    Cremos no Deus Pai, no Deus Filho e no Deus Espírito Santo
    Cremos no único Deus pai de todos, Filho Jesus Cristo salvador do mundo, e no Espírito Santo consolador e orientador da igreja do Senhor nessa terra.

    Temos por regra de fé a bíblia sagrada que nos ensina a reverenciar a trindade santa e ao mesmo tempo nos orienta como fazer o que é agradável ao Senhor.

    Temos por regra de fé a bíblia sagrada que nos ensina a reverenciar a trindade santa e ao mesmo tempo nos orienta como fazer o que é agradável ao Senhor.

    Onde estamos
    Endereço da nossa igreja sede

    Rua Desembargador José, 670
    Bairro Castelo
    Cidade Belo Horizonte – BH
    CEP 30840490 – Tel 031 3471-5370

  197. Marciano Diz:

    Make your bets, gentlemen!

  198. Eu Sou a Universal Diz:

    Disse o Sr Orlando: ‘Espírita Sp Orlando Diz:
    MAIO 5TH, 2017 ÀS 8:25 AM
    No nosso centro Marciano não expulsamos os espíritos. Nós fraternalmente conversamos com eles, como fazia o Dr. Bezerra(caso da policia).’
    __________________________________________
    R: Igual ao Sr Zarur, chama o demônio de irmão. Não sabes o perigo a que se expõe. Como disse, do seu sangue, não tenho culpa. O sr não me respondeu, pergunto novamente: terias coragem de ir numa sessão de descarrego ou culto de libertação de uma igreja evangélica? Acha que pararias de pé? Terias coragem de receber uma oração com imposição de mãos na sua cabeça?

  199. Marciano Diz:

    Para quem não tem tempo de frequentar igrejas:
    http://www.ipbjau.org.br/culto-online/

  200. Marciano Diz:

    Desde 2010, uma nova organização religiosa surge por hora

    A facilidade para a abertura de novas igrejas, o fortalecimento do movimento neopentecostal e efeitos da situação econômica são apontados como motivos
     

    https://oglobo.globo.com/brasil/desde-2010-uma-nova-organizacao-religiosa-surge-por-hora-21114799
     
    Com o CNPJ em mãos, basta procurar a prefeitura e o governo estadual para solicitar, caso necessário, o alvará de funcionamento e garantir também a imunidade tributária — a Constituição proíbe a cobrança de impostos de “templos de qualquer culto”. Igrejas não pagam IPTU, Imposto de Renda (IR) sobre as doações recebidas, ISS, além de IPVA sobre os veículos adquiridos. Aplicações financeiras em nome das organizações também estão livres do IR. Em alguns estados, há ainda isenção sobre o recolhimento de tributos indiretos, como o ICMS.
     

    RIO – A expansão da fé no Brasil acontece em ritmo intenso: uma nova organização religiosa surge por hora no país. A facilidade para a abertura de novas igrejas — a burocracia é pequena, ao contrário do que acontece em outras atividades —, o fortalecimento do movimento neopentecostal e até mesmo os efeitos da situação econômica são apontados como motivos que podem explicar o fenômeno.
     
    De janeiro de 2010 a fevereiro deste ano, 67.951 entidades se registraram na Receita Federal sob a rubrica de “organizações religiosas ou filosóficas”, uma média de 25 por dia. Ao levar em conta apenas os grupos novos, que não são filiais daqueles já existentes, o número é de 20 por dia. O processo é simples: primeiro, obtém-se o registro em cartório, com a ata de fundação, o estatuto social e a composição da diretoria; depois, os dados são apresentados à Receita, para que o órgão conceda o Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ), item obrigatório para o funcionamento legal das instituições.

     

    — A vedação se estende a todo tributo que incide sobre a atividade religiosa, desde que o recurso arrecadado seja utilizado naquela finalidade. Caso a instituição não utilize o recurso para promover sua crença, ela pode ser autuada para pagar o imposto devido — explica o advogado Levy Reis, especialista em Direito Tributário, apresentando um exemplo. — Caso uma igreja tenha um estacionamento, não incide qualquer imposto sobre os ganhos, desde que ele seja usado para sua atividade em si. Mas se esta instituição arrecada o recurso e aplica numa viagem de um pregador a passeio para Las Vegas, fica descaracterizada a imunidade tributária. E aí sim pode ser aplicado o imposto com multa.
     

    Migração de fiéis
     

    O texto constitucional estabelece a imunidade fiscal e a liberdade de culto — o direito é classificado como “inviolável”. Não há, portanto, a necessidade de apresentar requisitos teológicos ou doutrinários para abrir uma igreja. A facilidade faz com que muitas organizações sequer tenham um lugar, próprio ou alugado, para receber os fiéis, informando o endereço de imóveis residenciais ou de outras empresas como sendo seus.

     
     
    ASSIM FICA DIFÍCIL.
    E como.

  201. Marciano Diz:

    E aí, Pastor, já deu para perceber por que eu sou “ateu” e alobisomista?
    Não tenho tempo de frequentar tantas igrejas.
    Só neopentecostais, só no Brasil, são 25 por dia.
    Negócio da China, I mean, do Brasil.

  202. Eu Sou a Universal Diz:

    Sim amigo Marciano, e o Judaísmo, o sr gosta?

  203. Eu Sou a Universal Diz:

    Desculpe pelo sr. É amigo.

  204. Marciano Diz:

    Pastor, como eu disse mais acima, eu estou interessado em TODAS.
    Só assim poderei descobrir se alguma é verdadeira.
    É uma tarefa insana.
    Veja isto:
    — Na praça, qualquer um pode pregar, mas na TV, que também é um espaço público, só quem paga pode fazer a pregação. Só as igrejas mais poderosas e com mais dinheiro podem financiar isso. Ou autoriza todo mundo a ocupar o espaço, ou proíbe todo mundo — opina.

    Além da Iurd, Assembleia de Deus, Igreja Mundial do Poder de Deus, entre outras entidades, também alugam horários para a transmissão de seus cultos. O tema, no entanto, divide opiniões. O Ministério das Comunicações já manifestou, nos autos do inquérito do Rio, o entendimento de que não vê irregularidades no caso da CNT. As regras para radiodifusão não estabelecem limites para a produção de programas por terceiros, o que, de acordo com esta interpretação, seria o caso, e não uma relação publicitária. A segunda instância da Justiça Federal de São Paulo, na análise de uma liminar, negou o pedido para que a programação da CNT fosse suspensa.

    Organizações religiosas no Rio

    Associação Ministerial Homens Corajosos

    Associação Ministério Chris Duran

    Associação Missionária Boneka — Semeando

    Comunidade de Aliança Maria Rosa Mística

    Comunidade Evangélica Alfa e Ômega

    Assembleia de Deus Derrubando Muralhas em Irajá

    Igreja Evangélica Pentecostal Porta Estreita

    Igreja As Portas do Inferno Não Prevalecerão

    Igreja Pentecostal Geração Eleita

    Igreja Protestante Escatológica

    Ministério Para Que Ele Cresça

    Ministério Pentecostal Labareda de Fogo

    Assembleia de Deus Geração Eleita em Cristo

    Assembleia de Deus Garagem da Vitória

    Ministério Itinerante o Querer de Deus

    Igreja Missão Global a Voz do Senhor

    Igreja Ministério Fonte Água Cristalina

    Igreja Missão Evangélica Porta Para o Céu

    Igreja Missionária a Fonte do Que Clama

    Igreja Missionária Aliança, Promessa e Exaltação

    Igreja Missionária Alto Refúgio Restaurando Vidas

    Evangelho Pleno do Poder de Deus em Jacarepaguá

    Igreja na Obra da Restauração de Tudo em Itaguaí

    Igreja Pavilhão da Benção

    Igreja Pentecostal a Descida do Espírito Santo

    Igreja Pentecostal a Marca do Sangue

    Igreja Promessa dos Escolhidos de Deus

    Igreja Renovação Cristã Ministério Portas Abertas

    Igreja Sinos de Belém Missão das Primícias

    Igreja Sinais e Maravilhas de Deus

    Igreja Só o Senhor Jesus Cristo Reina

  205. Marciano Diz:

    Estou perdido no meio de tantas denominações, só neopentecostais, só no Brasil.
    Ainda falta o resto do mundo, o resto das religiões e suas incontáveis denominações.
    Agora vou almoçar e depois é só trabalho até a noite.
    Estou zonzo só de pensar nessas igrejas todas.

  206. Gorducho Diz:

    ==============================================================
    Antes de cx eram roustainguistas.’
    R: Roustainguistas
    ?
    ==============================================================
    Sim, o roustangnismo era a menina-dos-olhos do Dr. Bezerra que foi quem consolidou a FEB pré-CX e pôs o Roustaing dentro do próprio Estatuto dela.
    Há alguns anos uma diretora passada durante as adequações requeridas pelo novo Código Civil mui sensatamente tentou retirar isso do Estatuto mas um adepto roustaingnista entrou na justiça bloqueando a alteração.
    Que eu saiba essa lide finalmente finalizou com ganho pra FEB, es decir: pode tirar.
    Se já fez isso não sei…

  207. Eu Sou a Universal Diz:

    Quer dizer então que nunca houve no Brasil o Kardecismo puro francês? Sempre teve intermediários com Roustaing, Chico Xavier e Ramatis?

  208. Vinicius Diz:

    Sim, PASTOR. Nos centros e federações você vai ouvir que não há dissidências, divisões que todo mundo se irmana fraternalmente.
    Mas nos bastidores não é nada disso: é como qualquer negócio comercial.
    Em SP dão preferência ao Comandante Edgard Armond: são os “armondistas chiquistas”.
     
    “Responsável pela implantação da Federação Espírita do Estado de São Paulo (FEESP) onde colaborou por mais de três décadas, sistematizou o estudo da Doutrina em termos evangélicos e estabeleceu cursos para auxiliar o desenvolvimento de médiuns. Em 1973, a Aliança Espírita Evangélica nasceu sob sua inspiração. Foi, também, pioneiro do movimento de unificação, tendo lançado a ideia de criação da União das Sociedades Espíritas (USE).”
     
    Observe que o movimento é “tão unido” que esse Armond também fundou sua propria “federativa” em SP: a “ALIANÇA Espírita Evangélica”, extremamente igrejeira, onde cada aluno tem de andar com uma caderneta para lançar nela os defeitos morais. Dizem que no começo ele inspecionava cadernetas de alguns alunos.

  209. Vinicius Diz:

    O escrito abaixo é de um livro de Edgard Armond, exilados de Capela – nele, pasme, diz que os espíritos (poderes espirituais do alto) ajudaram os brancos a derrotar os negros que subiam da Africa. (obs: o Dr.Orlando disse certa vez que é negro, e que ficou muito chateado em saber que o espírito São Luiz detonou os negros na Revista Espírita. Conhecia esta também Dr.?)
     
    “Como se vê, a Quinta Raça foi a última, no tempo, e a mais aperfeiçoada, que apareceu na Terra, como fruto natural de um longo processo evolutivo, superiormente orientado pelos Dirigentes Espirituais do planeta.“
     
    “Ao se estabelecerem no centro da Europa os Hiperbóreos, logo a seguir e antes que pudessem definitivamente se fixar, FORAM DEFRONTADOS PELOS NEGROS QUE SUBIAM DA ÁFRICA, sob a chefia de conquistadores violentos e aguerridos, que abrigavam suas hordas sob o estandarte do Touro, símbolo da força bruta e da violência.”
    “ 
    Essas duas raças que assim se enfrentavam, representando civilizações diferentes e antagônicas, preparavam-se para uma guerra implacável, uma carnificina inglória e estúpida, QUANDO OS PODERES ESPIRITUAIS DO ALTO, VISANDO MAIS QUE TUDO PRESERVAR AQUELES VALIOSOS ESPÉCIMES BRANCOS, portadores de uma civilização mais avançada e tão laboriosamente selecionados, polarizaram suas forças em RAMA, jovem sacerdote do seu culto — o primeiro dos GRANDES ENVIADOS HISTÓRICOS DO DIVINO MESTRE — dando-lhe poderes para que DEBELASSE UMA TERRÍVEL EPIDEMIA que lavrara no seu povo e adquirisse junto deste, enorme prestígio e respeito.
    “ 
    Assim, sobrepondo-se, mesmo, às sacerdotisas que exerciam completo predomínio religioso, Rama assumiu a direção efetiva do povo, levantou o estandarte do Cordeiro — símbolo da paz e da renúncia — e, no momento julgado oportuno, conduziu-o para os lados do Oriente, atravessando a Pérsia e invadindo a índia, desalojando os rutas primitivos e aí estabelecendo, sob o nome de Árias, os homens da gloriosa Quinta Raça.
     
    Esses mesmos homens que, tempos mais tarde, se espalharam dominadoramente em várias direções, mas, notadamente para o Ocidente, conquistando novamente a Europa até as bordas do Mediterrâneo, nessas regiões plantaram os fundamentos de uma civilização mais avançada que todas as precedentes E DA QUAL SOMOS TODOS OS HOMENS BRANCOS, os atuais descendentes e herdeiros.”

  210. Espírita Sp Orlando Diz:

    Eu havia ficado bem chateado. Um guia espiritual da equipe do Consolador dizer que os negros vão desaparecer da Terra é absurdo.
    Minha mãe e um médium muito amigo nosso ajudou me nessa passagem dizendo que é um texto superado pela ciência.

  211. Eu Sou a Universal Diz:

    Sr Vinicius, além dos Roustanguistas, chiquistas, bezerristas, ramatistas, ainda tem os harmondistas?

  212. Eu Sou a Universal Diz:

    E ainda é racista o sr Armond? Sr Orlando , responda por favor o que lhe perguntei mais acima.

  213. Vinicius Diz:

    Sim. Na verdade é uma colcha de retalhos, Dr.BEZERRA é diretor geral da federação de são paulo e Comandante Armond diretor administrativo.
    Ramatis é mal visto lá.

  214. Marciano Diz:

    VINICIUS, eu não conhecia esse Rama.
    Conhecia este aqui:
     
    https://www.youtube.com/watch?v=WjM3-xXRe3A

  215. Marciano Diz:

    No espiritismo, tem roustanguistas, chiquistas, bezerristas, ramatistas, armondistas…
     
    Nas evangélicas, tem:
     
    Assembleia de Deus Derrubando Muralhas em Irajá
    Igreja Evangélica Pentecostal Porta Estreita
    Igreja As Portas do Inferno Não Prevalecerão
    Igreja Pentecostal Geração Eleita
    Igreja Protestante Escatológica
    Ministério Para Que Ele Cresça
    Ministério Pentecostal Labareda de Fogo
    Assembleia de Deus Geração Eleita em Cristo
    Assembleia de Deus Garagem da Vitória
    Ministério Itinerante o Querer de Deus
    Igreja Missão Global a Voz do Senhor
    Igreja Ministério Fonte Água Cristalina
    Igreja Missão Evangélica Porta Para o Céu
    Igreja Missionária a Fonte do Que Clama
    Igreja Missionária Aliança, Promessa e Exaltação
    Igreja Missionária Alto Refúgio Restaurando Vidas
    Evangelho Pleno do Poder de Deus em Jacarepaguá
    Igreja na Obra da Restauração de Tudo em Itaguaí
    Igreja Pavilhão da Benção
    Igreja Pentecostal a Descida do Espírito Santo
    Igreja Pentecostal a Marca do Sangue
    Igreja Promessa dos Escolhidos de Deus
    Igreja Renovação Cristã Ministério Portas Abertas
    Igreja Batista Da Juventude Sem Drogas E Rock’n’roll
    Igreja Batista Evangélica Da Bazuca Celestial
    Igreja Batista Gay Do Rio De Janeiro
    Igreja Batista Homossexual Gays De Cristo
    Igreja Batista Logarítmica Do Reino De Deus
    Igreja Batista Nero Se Arrependeu, e Você?!
    Igreja Batista Pentecostal A Cobra de Moisés Que Engoliu As Outras Más e Fracas
    Igreja Batista Too Much
    Igreja Congregacional de Agronomia da Salvação
    Igreja Contato Direto de Vigésimo Grau com Milagres
    Igreja Cósmica do Poder Pleno e Misterioso
    Igreja Cristã de Terapia Contra o Encosto
    Igreja Cuspe de Cristo
    Igreja Cruzada Evangélica com Pastor Waldevino Coelho, A Sumidade
    Igreja do Barro Santo de Cura
    Igreja e Bar Evangélico Arca Ltda Me.
    Igreja e Clube Diversão Para o Povo Cristão
    Igreja Evangélica Pentecostal Da Benção Ininterrupta
    Igreja Evangélica Pentecostal Puleiro Dos Anjos
    Igreja Evangélica Da Maresia Que Corrói
    Igreja Evangélica Do Pastor Paulo Andrade, O Homem Que Vive Sem Pecados
    Igreja Evangélica Florzinha De Jesus
    Igreja Evangélica H.I.V. (Homem, Inteligência, Vida)
    Igreja Evangélica Pentecostal Cuspe de Cristo
    Igreja Foguete Rumo Ao Céu
    Igreja Gospel Come On To God
     
    É uma barafunda.
    Milagre da multiplicação das religiões.
     
    E não se esqueçam de que só aqui, no Brasil, são criadas 25 por dia.
     
    Estou comendo mosca.
     
    Bem que eu queria ser religioso, fazer parte de um clube, sentir-me superior aos outros, mamar uma teta, sem impostos, MAS assim fica difícil escolher.
     
     
    Na Índia, nos Estados Unidos, por todo lugar, é a mesma bagunça.
     
    É uma verdadeira Bola de Neve.
     
     
    Não se esqueçam de que é só
     
    Com o CNPJ em mãos, basta procurar a prefeitura e o governo estadual para solicitar, caso necessário, o alvará de funcionamento e garantir também a imunidade tributária — a Constituição proíbe a cobrança de impostos de “templos de qualquer culto”. Igrejas não pagam IPTU, Imposto de Renda (IR) sobre as doações recebidas, ISS, além de IPVA sobre os veículos adquiridos. Aplicações financeiras em nome das organizações também estão livres do IR. Em alguns estados, há ainda isenção sobre o recolhimento de tributos indiretos, como o ICMS.
     
     
    Quem vai querer?
     
     
    Amigo Pastor, valendo-se de sua experiência e conhecimento, adquiridos na IURD, não quer fazer como o Waldomiro Santiago?
    A gente abre uma nossa, eu faço a pregação, você faz os exorcismos e os milagres.

  216. Marciano Diz:

    Se o pastor não topar, faço a mesma proposta ao Vinicius, mas aí será um centro espírita.
    A gente inventa um espírito iluminado qualquer, para ditar uma enésima revelação e começa a mostrar os erros das demais vertentes, fazer apologia do nosso centro, proselitismo.
     
    Mas vou logo avisando que dinheiro mesmo, só com evangélicas.
     
    Espiritismo é pra jacu.
    Woody Woodpecker.

  217. Marciano Diz:

    https://www.youtube.com/watch?v=ctnmJxvsRJE

  218. Marciano Diz:

    Aleluia irmão! Você, por meio deste livro, agora poderá criar a sua própria igreja evangélica e ser tão poderoso quanto Edir Macedo e R. R. Soares! Basta seguir os seguintes passos:
     
    1 Capítulo 1 – Nome e denominação da igreja
    2 Capítulo 2 – Aulas teóricas
    3 Capítulo 3 – Construindo o templo
    4 Capítulo 4 – Convertendo os primeiros adeptos
    5 Capítulo 5 – Cultos
    6 Capítulo 6 – Expandindo o quadro de pastores
    7 Capítulo 7 – Expandindo a igreja
    8 Capítulo 8 – Atividades extras
    9 Capítulo 9 – Abrindo filiais
    10 Capítulo 10 – Arrebatando a mídia (Pequenas igrejas, Grandes negócios)
    11 Veja também
     
    Capítulo 1 – Nome e denominação da igreja
     
    Cartaz de anúncio de igrejas evangélicas
     
    Para iniciar a sua igreja protestante (que é sinônimo de evangélico se você não sabia), antes de mais nada você deve escolher o tipo de protestantismo a ser seguido. São muitas opções: Igrejas Luteranas, Batistas, Metodistas, Presbiterianas, Anglicanas, Biscaterianas e o diabo a quatro, mas a opção de longe mais recomendada são as igrejas pentecostais, que fazem um sucesso imenso no Brasil e não têm a obrigação de se pautar nas regras da Reforma Protestante, que crente nenhum faz questão de conhecer. Ou melhor ainda, siga a linha Neopentecostal, que é igual aos pentecostais, com a diferença de que as pessoas não podem ver televisão à vontade e as mulheres precisam usar aquelas saias horrorosas e deixar o cabelo descuidado.
     
    Agora escolha qual será o nome da sua igreja. Isso não será difícil, basta você usar a sua criatividade. Uma boa fórmula é começar o nome por Igreja, acrescentar um adjetivo enaltecedor, com o objetivo de passar uma idéia de abrangência, e por último um sinônimo para o lugar em que Deus vive, ou pelo menos que a maioria da população acredita ser o tal lugar. Também pode ser qualquer outro lugar bíblico, como por exemplo o Monte Sinai ou a muralha de Jericó. Abaixo segue um esquema:
     
    Igreja + Adjetivo + do(a) + Substantivo + de Deus
     
    Esquema prático de funcionamento de uma Igreja Evangélica.
    Variantes sugeridas para o adjetivo:
     
    Universal
    Internacional
    Interdimensional
    Galáctica
    Mundial
    Intercontinental
    Multinacional
    Sensacional
    Piramidal
    Hexagonal
    Maioral
    Procedural
    Carnal
    Dodecagonal

     
    Variantes sugeridas para o substantivo:
     
    Reino
    Graça
    Universo
    Poder
    Empresa
    Ordem
    Máfia
    Praça de Pedágio
    Quadrilha
    Patota
    Turminha
    Buraco
    Suvaco
    Barraco
    Galáxia
    Império
     

    Para fazer exemplos, vamos pegar dois três modelos já existentes, mais alguns dos itens acima e criar alguns nomes de igrejas neopentecostais:
     
    Igreja Universal do Reino de Deus (modelo real 1)
    Igreja Internacional da Graça de Deus (modelo real 2, claramente plagiado baseado no primeiro)
    Igreja Mundial do Poder de Deus (modelo real 3), claramente plagiado baseado nos dois primeiros)
     

    A partir destes dois e dos itens sugeridos acima:
     
    Igreja Galáctica do Universo de Deus
    Igreja Intercontinental da Ordem de Deus
    Igreja Multinacional da Máfia de Deus
    Igreja Sensacional do Pagode de Deus
    Igreja Carnal do Suvaco de Deus
    Igreja Dodecagonal da Patota de Deus

  219. Eu Sou a Universal Diz:

    Bem, creio que o bloco dos seguidores do Sr Chico Xavier seja o maior de todos, pois ele tinha muita mídia confere?

  220. Marciano Diz:

    Se você quer modelos mais sofisticados, também é possível substituir Deus por outras variantes bíblicas, mas aí não há uma receita de bolo. Mesmo assim darei alguns exemplos mais avançados:
     
    Igreja Interdimensional da Praça de Pedágio da Muralha de Jericó
    Igreja do Santo Dízimo de Cristo
    Igreja da Mina de Ouro no Monte Sinai
    Igreja de Jesus Cristo e Maria Madalena no Barraco de Deus
    Igreja do Santo Dinheiro de Wall Street
     

    Perfeito, a nossa igreja evangélica já tem um nome agora. Para ilustrar melhor este livro, usaremos o nome Igreja Dodecagonal da Praça de Pedágio de Deus a partir deste ponto. O próximo passo é aprender como que se comanda uma igreja crente.
     
    Capítulo 2 – Aulas teóricas
    Este robô também ministra algumas aulas teóricas.
     
    Evidentemente que, para mandar em uma igreja evangélica, você precisa ter a mínima noção de como funciona uma igreja. Mas não se preocupe, não serão necessários dez anos de seminário nem curso de Teologia para se aprender, visto que até garotinhas de cinco anos conseguem chefiar multidões de crentes. A melhor fonte para você são as próprias igrejas que já existem e fazem sucesso, como a Igreja Universal. Comece a ir em alguns cultos da IURD, veja como o pastor fala e como ele faz para convencer o povo de que o dízimo de fato está afastando delas o demônio. À noite, em vez de cair nas baladas (ou nas sessões de RPG se você for um nerd), assista ao programa da Igreja Universal na Record, um prato cheio de métodos e técnicas de conversão em massa de pessoas. Lembre-se de anotar todas as frases de efeito proferidas pelos pastores e todos os versículos da Bíblia citados, mas pelo amor de Deus, cuidado para você também não se converter à IURD; não se esqueça de que os traficantes nunca se viciam nas drogas.
     
    Além de acompanhar a prática conversiva na Igreja Universal, você também deverá ter um material de estudo em casa, que não precisa ser uma Bíblia. Recomendo um daqueles caderninhos vendidos em lojas evangélicas que vêm com uma lista de versículos bíblicos prontos, e também versões da Bíblia para crianças, daquelas que são cheias de imagens e texto bem simples, que qualquer moleque entende e se converte na hora (mas você não deve se converter de jeito algum, não esqueça). Depois de alguns dias de estudo teórico, quando você se sentir capaz de enrolar algumas pessoas com um discurso messiânico-capitalista, já poderá pensar na construção do templo.
     
    Capítulo 3 – Construindo o templo
    Fachada da sua igreja.
     
    Para ter uma igreja evangélica, é fundamental um lugar destinado às pregações. Para isso você precisa arranjar um templo onde funcionará a Igreja Multinacional da Máfia de Deus. No começo, o templo não precisará ocupar a área de um campo de futebol e/ou uma sede estadual da Igreja Universal; o tamanho deve ser suficiente para juntar de 100 a 1000 pessoas no máximo. Templos muito grandes exigem maiores despesas com aluguel e contas de água, luz e telefone, e por ora você não pode pagar tudo isso. Alugue um barracão do tamanho de um auditório, com um banheiro no máximo (mas que seja limpo né), e está ótimo por enquanto. Dentro do barracão, coloque várias cadeiras plásticas de 1,99 e improvise um altar à frente, com um crucifixo de madeira (pode ser aquele da casa da sua avó) e um microfone se possível, senão você pode simplesmente falar um pouco mais alto e pronto.
     
    Quanto à localização da igreja, prefira sempre comunidades grandes e pobres, de preferência a maior favela da sua cidade, afinal gente pobre é muito mais fácil de manipular, se bem que o dízimo per capita não será grande coisa, mas igreja nenhuma começou já convertendo o Kaká e a Mara Maravilha logo de cara. Além disso, se o seu público inicial for carente, ninguém vai ligar para a falta de infra-estrutura no seu barracão clerical. O seu templo não poderá dar muitas despesas iniciais, como já foi dito acima; somando aluguel e as contas de água, luz e telefone, não passe de mil reais por mês. Pelo menos você não terá de pagar IPTU, por se tratar de uma igreja.
     
    Capítulo 4 – Convertendo os primeiros adeptos
    Esse é o objetivo das suas pregações.
     
    Depois de arranjar uma sede inicial, está na hora de arrebatar otários fiéis para a Igreja Multinacional da Máfia de Deus. Se você seguiu ipsis litteris o capítulo anterior, não será difícil arrumar gente em meio à favela que você escolheu. Basta você prometer às pessoas que a sua igreja vai tirá-las daquela pobreza toda, a qual só existe por causa da ação do capeta sobre elas, e na pior das hipóteses, mesmo que a maioria morra pobre, a sua igreja lhes garantirá a chegada ao Paraíso, onde nunca mais haverá privações e blablablá.
     
    Para falar com os potenciais adeptos, espere até o próximo domingo e vá até algum ponto freqüentado por toda a comunidade, podendo ser uma feira livre, um camelódromo ou o boteco da esquina, e passe o dia fazendo pregações a quem passar por lá, afirmando todas as qualidades dessa religião salvadora e omitindo os defeitos. Não se esqueça de citar vários versículos bíblicos, por isso a importância daquele caderninho comprado na livraria evangélica. Nos outros dias, tente seguir de barraco casa em casa falando com os moradores da comunidade sobre a sua igreja, mas tenha cuidado para não parecer Testemunha de Jeová, apenas diga que a sua nova igreja poderá lhes dar um novo sentido à vida, acabar com o sentimento de pobreza e com certeza garantir a chegada ao céu. Também tenha cuidado redobrado em não abordar a casa do traficante da região antes de ter recolhido pelo menos alguns dízimos.
     
    O seu objetivo inicial é converter em torno de 100 pessoas para a igreja. Consideremos que o público é pobre e a renda mensal média desse povo gira na casa de 700 reais, portanto serão mais ou menos 70 reais de cada um por mês. Haverá fiéis um pouco mais abonados, uma classe média baixa talvez, com seus 1000 reais mensais, mas também tem os que não passam de 500 contos, por isso a média 700. Com esse público de 100 crentes, a receita total será de 7000 reais, contando só os dízimos. A despesa será de cerca de 1000 reais como foi falado acima, portanto, se der tudo certo, você terá um lucro mensal de 5 a 6 mil reais no começo. No primeiro mês, é melhor você ainda continuar no seu emprego normal, para poder custear os primeiros aluguéis e contas, mas com o tempo você deverá dar total atenção à igreja, quando você puder viver dos dízimos e ofertas.

  221. Marciano Diz:

     
    Capítulo 5 – Cultos
    Esse trecho bíblico será de suma importância para o seu empreendimento.
     
    Os cultos são uma coisa muito importante, pois não existe igreja protestante sem cultos, certo? No gênese da sua obra capitalista espiritual para com os carentes, você não precisa fazer cultos a cada hora como nas igrejas mais poderosas, mas precisará de um mínimo de atividade. Promova dois cultos semanais, um no domingo de manhã e outro no meio da semana, podendo ser quinta-feira à noite, num horário acessível a todos, ou seja, depois do trabalho. Evite a quarta-feira por ser este o dia do futebol na televisão, algo que realmente afasta as pessoas do caminho da fé. Os cultos deverão durar cerca de uma hora e você deverá estar bem vestido; para isso, arrume um terno preto o mais rápido possível.
     
    Por enquanto você é o único pastor da igreja, o responsável por comandar os dois cultos semanais. Mas não é tão difícil assim não, basta lembrar as aulas teóricas e enrolar a multidão com alguns versículos da Bíblia, interpretados do jeito que você quiser, valendo até achismo se você não entender direito o versículo; não interessa, todo mundo vai acreditar na sua palavra. Depois de fazer uma leitura e interpretação de alguns trechos bíblicos, escolhidos por você aleatoriamente uma hora antes do culto (para dar tempo de ler pelo menos uma vez antes), bote gasolina na fogueira e comece a gritar palavras de ordem contra o diabo, dizendo que Jesus Cristo tem o poder para vencer o mal e a sua igreja possui o mais direto elo com Jesus. Logo depois desse sermão, lembre os seus seguidores de que a fidelidade no dízimo é condição sine qua non para que Jesus se lembre de cada um deles. O dízimo é a prova da aliança entre Deus e os homens, na verdade você não está pagando, mas está devolvendo ao Senhor, pois Ele já lha dá toda a proteção contra o demônio, está assim no livro de Malaquias e blablablá. Lembre-se de repetir isso em todos os cultos, para que as pessoas sintam um medo absolutamente mortal de ousar não devolver o dízimo naquele mês.
     
    Uma vez por semana, contrate algumas pessoas para aparecerem aos seus fiéis, dizendo que você as curou de algum encosto ou que a sua igreja as livrou de uma crise de dívidas ou coisa que o valha. Esses depoimentos acontecerão logo antes do culto dominical e farão com que os adeptos acreditem ainda mais em seu pastor, que é você. Logo depois, antes de começar o culto, peça a todos que tentem divulgar a igreja aos seus amigos e parentes, afinal essa igreja realmente ajuda as pessoas, como ficou bem claro nos depoimentos.
     
    Capítulo 6 – Expandindo o quadro de pastores
    Veja o profissionalismo de um pastor.
     
    Depois de um tempo, a sua igreja começará a ficar conhecida na comunidade, graças aos milagres operados e devidamente divulgados por você e pelos depoimentos das pessoas contratadas, e o número de fiéis deverá estar na casa de 500 dentro de poucos meses. A essa altura, a Igreja Multinacional da Máfia de Deus recolhe cerca de 20 a 30 mil reais por mês com os dízimos e você já pode pensar em começar a expandir o seu negócio. Vamos contratar mais pastores para a igreja.
     
    O salário de um pastor está por volta de 3 mil reais por mês, um ótimo pagamento, sendo que ele trabalha poucas vezes por semana. Contrate três pastores profissionais para fazerem todo o seu trabalho na igreja, agora você não precisará mais comandar os cultos pessoalmente. Além disso, com esse novo pessoal, os cultos poderão ser diários e duas vezes por dia, sendo um dia manhã e noite, o outro dia tarde e noite e assim sucessivamente, com o horário previamente distribuído entre os três pastores. Apareça de vez em quando no culto do domingo para falar sobre as pessoas que mudaram de vida com a igreja, acompanhando os depoimentos semanais. Assim você não deixa de ser lembrado pelos seus seguidores sem mais ter de fazer sozinho todo o trabalho, ou a obra, no jargão protestante.
     
    Treine os pastores para que eles consigam imitar perfeitamente seus gestos e voz. Isso possui um efeito subliminar muito importante sobre os fiéis. Eles inconscientemente ficarão com a sensação de que você está sempre por perto, acreditando que você tem o dom da onipresença.
    Prossigo mais tarde, pois tenho de trabalhar agora.

  222. Eu Sou a Universal Diz:

    Só por causa disso, vou lhe chamar de sr agora. Sr Marciano, é mais fácil o sr promover uma cruzada anti espírita do que criar um centro novo com revelações. Uma religião com poucos e confusos adeptos não poderá convergir para mais uma como o sr pretende. Se usar o conhecimento que o sr tem para o bem, salvará muitas almas da escuridão que é o quinhão desse mundo. Pronto, agora em diante, volto a chamá-lo de amigo.

  223. Vinicius Diz:

    MARCIANO, desse jeito vou morrer de rir.
     
    “Igreja e Bar Evangélico Arca Ltda Me.”
     
    Depois do culto os fiéis vão a este bar beber um suquinho de uva?
     
    “Igreja Evangélica Pentecostal Cuspe de Cristo”
     
    E aqui levam cusparadas?
     
    Igreja e Clube Diversão Para o Povo Cristão
    Aqui deve ter uma montanha russa e um barco viking.

  224. Gorducho Diz:

    Sabia que Dr. Bezerra foi o Zaqueu (que subiu na figueira), Pastor :?:

  225. Marciano Diz:

    VINICIUS, os nomes não foram inventados por mim. Pode procurar na internet.
     
    Amigo Pastor, embora possa não entender, a princípio, estes conselhos são para o seu bem.
    Vai deixar de receber salário do Macedo e fazer igual ao Waldomiro, ficar abençoado até à medula.
    Vamos entrar de sócios nessa.
     
    O Macedo chamou um primo para sócio. R.R.Soares, seu cunhado, já foi sócio, depois cada um fundou a sua.
     
     
    Prosseguindo com a tática:
     
    Capítulo 7 – Expandindo a igreja
    As igrejas evangélicas, na falta de saúde pública na região, também curam os enfermos.
     
    Agora você nem precisa mais bancar o pastor, pois já tem um quadro de profissionais competentes para isso, e o rebanho de fiéis cada vez mais aumenta, chegando uma hora em que o seu barracão não comporta mais todo mundo. Chegou a hora de você construir uma sede maior para a igreja. Para ter uma ideia de como é uma igreja evangélica de médio porte, faça como você já fez nas aulas teóricas: vá até uma Igreja Universal e anote toda a infra-estrutura, desde o tamanho até o número de cadeiras disponíveis, a quantidade de cômodos além do auditório, incluindo secretaria e centros de atendimento aos fiéis. Nesse ponto, estimo que se passou um ano desde a fundação da igreja, e você deverá ter por volta de 100 mil reais disponíveis para erguer um templo de verdade, digno da sua ambição.
    Compre um terreno próximo ao barracão clerical onde você fundou a igreja e inicie a construção do novo templo, que deverá suportar até 5.000 pessoas, incluindo agora cadeiras de melhor qualidade, um altar igual àqueles usados na IURD, alguns banheiros e um setor de atendimento ao cliente. Dentro de alguns meses o complexo estará pronto, desde que você contrate uma boa equipe de pedreiros e um engenheiro confiável para a obra. A despesa da construção estará entre 100 e 200 mil reais para um templo de tamanho médio, mas se você já tem 1000 fiéis, serão 70 mil reais por mês com as ofertas, e mesmo descontando aluguel, contas e salários, sobram mais de 50 mil, portanto um ano é mais do que suficiente para angariar os fundos necessários à expansão da igreja.
     
     
    Neste passo, é fundamental que o Pastor entre para a sociedade, pois já tem bastante know how. Só que está, ingenuamente (perdoe a franqueza) usando o savoir faire para o benefício do Macedo.
     
    Quando a nova sede ficar pronta, imediatamente transfira todas as atividades para lá, assim você não precisará mais pagar aluguel todo mês. Agora a sua igreja está bem maior do que no início, e certamente você já contratou secretárias, faxineiras e mais alguns pastores, possibilitando cultos três vezes por dia. Você já é conhecido nos bairros vizinhos também, inclusive atraindo pessoas da classe média, agora que o templo está mais sofisticado, o que significa que o dízimo só tende a aumentar. Está na hora de criar mais algumas atrações para o seu respeitável público.
     
    Capítulo 8 – Atividades extras
     
    Calma, ele não está asfixiando o sujeito. Isso é uma sessão de descarrego.
     
    Igreja que é igreja não oferece apenas cultos. Como a Igreja Multinacional da Máfia de Deus já não é uma igrejinha de fundo de quintal, podemos pensar em outras atividades para as pessoas. A mais clássica atividade extra-culto sem dúvida alguma é a sessão de descarrego, acompanhada de outras coisas como Vale do Sal, Óleo Santo do Monte Sinai e por aí vai.
    Antes de mais nada, organize sessões de descarrego uma vez por semana, preferencialmente no culto de domingo à tarde, quando todos podem ir à igreja. Nem se preocupe em aprender a descarregar encostos, já que os seus pastores se encarregarão de todo o trabalho árduo, mas não se esqueça de aparecer de vez em quando na sede para acompanhar as sessões e mostrar a todos que você é um líder presente.
     
    O próximo passo é criar alguns itens mágicos, exatamente como aqueles dos RPGs, e lhes atribuir poderes espirituais para serem usados em atividades extra-culto. Por exemplo, pegue uma espada de madeira, pode ser uma daquelas de Kendô mesmo, e use-a numa sessão de descarrego para auxiliar na luta contra os encostos. Basta dizer que se trata da Espada Sagrada Vorpal +5 do Arcanjo Miguel; o efeito psicológico sobre os fiéis é garantido.
    Também vale criar cenários exóticos durante a sessão, como é o caso do Vale do Sal. Uma boa ideia de cenário diferente é, em vez do sal, espalhar um monte de rosas vermelhas no caminho até o altar, que deverá ser percorrido por todos os fiéis, e no altar você colocar um boneco de pano com um pouco de areia dentro, pendurado no teto por uma corda, igual àqueles negócios usados para treinar Boxe e Muay Thai. O boneco deverá ser a cara do Saga de Gêmeos em seu lado maligno, e então você deverá mandar o seu seguidor encher de porrada o boneco, que representa o demônio e todos os males que ele está enfrentando.
     
    – Chute o demônio, expulse o mal que lhe atormenta!! Não desista, em nome de Jesus!!
    Você estimulando o povão a socar o boneco do Saga de Gêmeos
     
    A criatividade é toda sua para inventar outras atividades similares, que certamente animarão a multidão, porque o pessoal adora novidades. Uma outra ideia é fazer as sessões de descarrego tradicionais no domingo e as sessões personalizadas no meio da semana, mas sempre variando a temática da sessão; num dia, Vale das Rosas contra o Saga, no outro, a Bênção da Espada +5, e assim sucessivamente.
     

    Capítulo 9 – Abrindo filiais
     
    Agora você poderá comandar igrejas deste porte.
    Parabéns, jovem empresário pastor. A sua igreja é um imenso sucesso e você nunca viu tanto dinheiro de dízimos e ofertas na sua mão. Uma igreja só não é mais suficiente para manter o seu império em expansão, então vamos pensar em abrir novas filiais da Igreja Multinacional da Máfia de Deus. Procure mais alguma comunidade grande e ignorante da sua cidade, nos moldes da favela onde você abriu aquele barracão inicial, e construa outro templo igual ao que você usa agora como sede matriz. Contrate mais pastores e secretárias para trabalharem apenas na nova filial e mantenha lá a mesma grade horária da matriz, incluindo as atividades extra-culto, com a diferença de que você não precisa ficar visitando a filial toda semana.
    Com a grana que você está faturando agora, é possível abrir várias filiais por ano, afinal o império não pode parar, certo? Pois meta a mão à obra e abra várias filiais logo depois desta, cobrindo toda a sua cidade com a sua igreja por meio de filiais localizadas em pontos estratégicos.
    Se for um bairro grande, considere fazer um templo maior do que a matriz, daqueles comparáveis a grandes ginásios esportivos pelo tamanho. E se tudo der certo, a sua igreja será mais influente do que a Igreja Universal na sua cidade.
     
    Por último, haverá a opção de instalar filiais em outras cidades do Brasil, quando não houver mais espaço nas suas próprias redondezas. Isso dará bem mais trabalho, evidentemente. Para levar o seu projeto a outras regiões, será necessário o último passo deste manual, que é conquistar a mídia.
     
    Capítulo 10 – Arrebatando a mídia (Pequenas igrejas, Grandes negócios)
     
    Exemplo de publicação do gênero.
    Finalmente, para transformar a sua igreja numa potência de nível nacional, será preciso tomar para si o poder da mídia, e isso dará algum trabalho mesmo para a sua colossal igreja. Comece por meio de jornais e periódicos próprios, publicados na sua cidade e região metropolitana, o que garantirá de uma vez por todas a sua supremacia regional no âmbito religioso/protestante. Até a Igreja Católica irá tremer perante a Igreja Multinacional da Máfia de Deus.
     
    Depois disso, procure comprar horários na televisão para transmitir seus cultos em todo o estado, e mais tarde, em todo o país. Comprar algumas horas de programação lhe custará algumas centenas de milhares de reais por mês, mas agora a sua igreja é milionária e isso não será nada para o seu tesouro.
     
    Graças aos programas de TV, a sua igreja se tornou famosa em todo o país e concorre com as maiores igrejas do ramo. Por último, como o golpe final rumo ao sucesso na carreira evangélica, basta comprar uma emissora de televisão e nela veicular todos os seus cultos e sessões alternativas de descarrego. Quando esse dia chegar, a sua igreja será imortalizada e entrará para os anais da História.

     
     
    E aí, PASTOR, vai continuar dando mole para o Macedo? Ou vai seguir o exemplo do Waldomiro?
     
    VINICIUS, conto com você, mas não tente me enrolar na contabilidade, pois também sou contador, embora tenha abandonado a profissão e não esteja atualizado.
     
    Você vai ficar encarregado de criar demônios, inspirado nas entidades que conhece dos centros chiquistas.
     
    O Pastor, finalmente, vai poder exorcizar o demônio Bezerra.

  226. Borges Diz:

    Na minha cidade, quem compra uma propriedade na região central, tem de pagar uma taxa para a igreja católica, creio que é o tal “laudêmio”.
    Um abraço

  227. Marciano Diz:

    Enquanto não realizo meu sonho bilionário, tenho de voltar a trabalhar honestamente.
    Mais tarde eu volto.
    Pensem na minha proposta.
    Depois, não digam que não os convidei.

  228. Marciano Diz:

    Borges, você está mais ou menos certo.
    O laudêmio é pago ao proprietário do imóvel.
    Trata-se de direito real sobre coisa alheia. É a enfiteuse.
    Procure no código civil.
    A ICAR tem muitos imóveis, do tempo em que se comprava ingresso no céu. As indulgências, que afastaram Lutero e provocou a finalização do cisma.
    A igreja é a dona dos terrenos.
    A Marinha de Guerra também tem terras, assim como o Exército.
    Dê uma olhada no Código Civil. Ta tudo lá.
    Um abraço.

  229. Samósata Diz:

    Borges Diz: 

    Na minha cidade, quem compra uma propriedade na região central, tem de pagar uma taxa para a igreja católica, creio que é o tal “laudêmio”.
    .
    Em Petrópolis, paga-se laudêmio aos descendentes de D. Pedro II:

    “O pagamento do chamado laudêmio (2,5% sobre o preço de mercado do imóvel) tem de ser feito à vista à Companhia Imobiliária de Petrópolis, entidade administrada pelos descendentes de Dom Pedro 2º. Caso contrário, o comprador – quem, na prática, acaba desembolsando o valor – não recebe a escritura. (…)
    O laudêmio não é exclusividade da família real. Atualmente, sob o mesmo princípio, moradores de diversas localidades do Brasil têm de pagar a taxa à União ou mesmo à Igreja Católica.”

    http://www.bbc.com/portuguese/videos_e_fotos/2014/11/141126_laudemio_vale_este_lgb

  230. Marciano Diz:

    O Código Civil de 1916 dispunha:
     

    DA EMFITEUSE
    Art. 678. Dá-se a enfiteuse, aforamento, ou emprazamento, quando por ato entre vivos, ou de última vontade, o proprietário atribui à outro o domínio útil do imóvel, pagando a pessoa, que o adquire, e assim se constitui enfiteuta, ao senhorio direto uma pensão, ou foro, anual, certo e invariável.
    Art. 679. O contrato de enfiteuse é perpétuo. A enfiteuse por tempo limitado considera-se arrendamento, e com tal se rege.
    Art. 680. Só podem ser objeto de enfiteuse terras não cultivadas ou terrenos que se destinem a edificação.
    Art. 681. Os bens enfitêuticos transmitem-se por herança na mesma ordem estabelecida a respeito dos alodiais neste Código, arts. 1.603 e 1619; mas, não podem ser divididos em glebas sem consentimento do senhorio.
    Art. 682. É obrigado o enfiteuta a satisfazer os impostos e os ônus reais que gravarem o imóvel.
    Art. 683. O enfiteuta, ou foreiro, não pode vender nem dar em pagamento o domínio útil, sem prévio aviso ao senhorio direto, para que este exerça o direito de opção; e o senhorio direto tem trinta dia para declarar, por escrito, datado e assinado, que quer a preferência na alienação, pelo mesmo preço e nas mesmas condições.
    Se dentro do prazo indicado, não responder ou não oferecer o preço da alienação, poderá o foreiro efetuá-la com quem entender.
    Art. 684. Compete igualmente ao foreiro o direito de preferência, no caso de querer o senhorio vender o domínio direto ou dá-lo em pagamento. Para este efeito, ficará o dito senhorio sujeito à mesma obrigação imposta, em semelhantes circunstâncias, ao foreiro.
    Art. 685. Se o enfiteuta não cumprir o disposto no art. 683, poderá o senhorio direto usar, não obstante, de seu direito de preferência, havendo do adquirente o prédio pelo preço da aquisição.
    Art. 686. Sempre que se realizar a transferência do domínio útil, por venda ou doação em pagamento, o senhorio direto, que não usar da opção, terá direito de receber do alienante o laudêmio, que será de dois e meio por cento sobre o preço da alienação, se outro não se tiver fixado no título de aforamento.
    Art. 687. O foreiro não tem direito à remissão do foro, por esterilidade ou destruição parcial do prédio enfitêutico, nem pela perda total de seus frutos; pode, em tais casos, porém, abandoná-lo ao senhorio direto, e, independentemente do seu consenso, fazer inscrever o ato da renúncia (art.691).
    Art. 688. É lícito ao enfiteuta doar, dar em dote, ou trocar por coisa não fungível o prédio aforado, avisando o senhorio direto, dentro em sessenta dias, contados do ato da transmissão, sob pena de continuar responsável pelo pagamento do foro.
    Art. 689. Fazendo-se penhora, por dívidas do enfiteuta, sobre o prédio emprazado, será citado o senhorio direto, para assistir à praça, e terá preferência, quer no caso de arrematação, sobre os demais lançadores, em condições iguais, quer, em falta deles, no caso de adjudicação.
    Art. 690. Quando o prédio emprazado vier a pertencer a várias pessoas, estas, dentro em seis meses, elegerão um cabecel, sob pena de se devolver ao senhorio o direito de escolha.
    § 1º Feita a escolha, todas as ações do senhorio contra os foreiros serão propostas contra o cabecel, salvo a este o direito regressivo contra os outros pelas respectivas quotas.
    § 2º Se, porém, o senhorio direto convier na divisão do prazo, cada uma das glebas em que for dividido constituirá prazo distinto.
    Art. 691. Se o enfiteuta pretender abandonar gratuitamente ao senhorio o prédio aforado, poderão opor-se os credores prejudicados com o abandono, prestando caução pelas pensões futuras, até que sejam pagos de sua dívidas.
    Art. 692. A enfiteuse extingue-se:
    I – Pela natural deterioração do prédio aforado, quando chegue a não valer o capital correspondente ao fôro e mais um quinto deste.
    II – Pelo compromisso, deixando o foreiro de pagar as pensões devidas, por três anos consecutivos, caso em que o senhorio o indenizará das benfeitorias necessárias.
    III – Falecendo o emfiteuta, sem herdeiros, salvo o direito dos credores.
    Art. 693. Todos os aforamentos, salvo acordo entre as partes, são resgatáveis trinta anos depois de constituídos, mediante pagamento de vinte pensões anuais pelo foreiro, que não poderá no seu contrato renunciar o direito ao resgate, nem contrariar a disposições imperativas deste capítulo.
    Art. 693. Todos os aforamentos, salvo acôrdo entre as partes, são resgatáveis vinte anos depois de constituídos, mediante pagamento de vinte pensões anuais pelo foreiro, que não poderá, no seu contrato, renunciar o direito ao resgate, nem contrariar as disposições imperativas dêste capítulo. (Redação dada pela Lei nº 2.437, de 1955). (Vigência)
    Art. 693. Todos os aforamentos, inclusive os constituídos anteriormente a este Código, salvo acordo entre as partes, são resgatáveis dez anos depois de constituídos, mediante pagamento de um laudêmio, que será de dois e meio por cento sobre o valor atual da propriedade plena, e de dez pensões anuais pelo foreiro, que não poderá no seu contrato renunciar ao direito de resgate, nem contrariar as disposições imperativas deste capítulo. (Redação dada pela Lei nº 5.827, de 1972).
    Art. 694. A sub-emfiteuse está sujeita às mesmas disposições que a enfiteuse. A dos terrenos de marinha e acrescidos será regulada em lei especial.

     

    O NOVO CÓDIGO CIVIL “acabou” com a enfiteuse, no seu art. 2.038, que dispõe:
     
    Art. 2.038. Fica proibida a constituição de enfiteuses e subenfiteuses, subordinando-se as existentes, até sua extinção, às disposições do Código Civil anterior, Lei no 3.071, de 1o de janeiro de 1916, e leis posteriores.
    § 1o Nos aforamentos a que se refere este artigo é defeso:
    I – cobrar laudêmio ou prestação análoga nas transmissões de bem aforado, sobre o valor das construções ou plantações;
    II – constituir subenfiteuse.
    § 2o A enfiteuse dos terrenos de marinha e acrescidos regula-se por lei especial.
     
    Respeitados os direitos adquiridos, na forma da CF, enquanto se aguarda a extinção das enfiteuses:
    I – Pela natural deterioração do prédio aforado, quando chegue a não valer o capital correspondente ao fôro e mais um quinto deste.
    II – Pelo compromisso, deixando o foreiro de pagar as pensões devidas, por três anos consecutivos, caso em que o senhorio o indenizará das benfeitorias necessárias.
    III – Falecendo o emfiteuta, sem herdeiros, salvo o direito dos credores.
    O art. 2.038 do NOVO CÓDIGO CIVIL subordina as atuais, ainda existentes, ao regime do código anterior, cujas normas, NESTA PARTE, não foram revogadas, nem o serão enquanto existirem, NA PRÁTICA, as enfiteuses e toda a legislação extravagante (entenda-se, quem não sabe direito, aquelas fora do CC).
     
    Ex positis, agrade ou não, a enfiteuse continua existindo, as de natureza particular (ICAR, por exemplo) regidas pelo direito anterior e as de natureza pública (MARINHA), por legislação especial.
     
     
    Para os leigos em direito, releva observar que a enfiteuse (como o nome sugere) não é criação do direito brasileiro. Começou na Grécia, foi para Roma, foi abolida na Revolução Francesa (na qual muitas cabeças também foram abolidas), e a brasileira inspirou-se, como quase tudo no direito brasileiro, no direito romano.
     
     
    Esclarecidos estes pontos fundamentais, dou por encerrado este parecer, pois não estou recebendo honorários e quem trabalha de graça é relógio.

  231. Marciano Diz:

    Um último esclarecimento: enfiteuse, espero ter ficado claro no comentário acima, é palavra de origem grega.

  232. Marciano Diz:

    O poltergeist (sempre mostrando sua presença) trocou alguns enes por emes, na palavra enfiteuse.
    Favor ignorar.

  233. Marciano Diz:

    Para os que se interessarem, encontrei um cara que nem sei se é advogado, o qual explica o assunto melhor do que eu:
    http://www.migalhas.com.br/dePeso/16,MI219673,71043-Foro+laudemio+e+taxa+de+ocupacao+o+que+e+isso

  234. MONTALVÃO Diz:

    /
    “Como o amigo Marciano cita bem as Escrituras, és desviado dos caminhos do Sr amigo? Congregou em que igreja? Protestante tradicional ou pentecostal, Testemunha de Jeová, Católica, Adventista?”
    /.
    O AMIGO MARCIANO é mórmon, mas também se converteu ao islamismo e tá interessado em conhecer as TJ, mas isso porque falei que a garota mais linda do mundo estava na organização…

  235. MONTALVÃO Diz:

    /
    “Esse debate montalvânico/vitoriano deve ser estudado por uma equipe especializada, com vários experimentos controlados e décuplo cego (quando os estudados não sabem que estão sendo estudados, nem os pesquisadores sabem que os estão pesquisando), para evitar qualquer influência de sugestão, e replicado por milhares de outros estudos.
    .
    Talvez, assim, um dia eles se entendam.”
    /.
    EU ENTENDO O VISONI, por fora: por dentro, inda não…

  236. MONTALVÃO Diz:

    /
    “A julgar por estes versículos, deus e satanás se entendem bem.
    Fizeram até uma aposta sobre Jó.”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: no tempo de Jó eles se entendiam, depois… é que o diabo era ainda um anjo, com a função de advogado do diabo, quer dizer, fujicava os pecados dos homens e ia correndo contar pra deus. Depois ele deve ter querido assumir funções mais elevadas e se estrepou.
    .
    Se a Bíblia tiver razão o diabo não tem perdão…

  237. MONTALVÃO Diz:

    /
    1. Marciano Diz:
    .
    A história termina mal para Javé.
    Jó se mostrou fiel e Javé o recompensou, dando-lhe tudo o que perdera em dobro. Até mulher e filhos.
    Bens fungíveis.
    Que coisa!
    Quer dizer que se alguém perde um filho e ganha dois, tá tudo bem?
    Que diabo de deus é esse?
    /.
    CONSIDERAÇÃO: não seja severo com deus, o próprio Jó reconheceu: “Deus deu, Deus tomou”. Deus restaurou Jó à condição original, acrescida das benesses devidas à fidelidade que demonstrou…

  238. MONTALVÃO Diz:

    /
    “O sistema Terra/Lua resultou de uma colisão e é fundamental para a nossa existência.
    Sem a Lua, as estações do ano seriam uma zorra, as variações de temperatura não permitiriam vida no nosso planetinha, as marés causadas somente pelo Sol não teriam o efeito que ajudou a trazer a vida do mar para o solo, há 500.000.000 anos.”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: a hipótese de que a lua é filha de uma portentosa trombada não goza de tanto prestígio quanto já gozou: argumentam os opositores que uma colisão nesse nível destruiria a esfera terrena…

  239. MONTALVÃO Diz:

    /
    “E se satanás existisse (assim como deus, etc.), claro que ele deveria ser perdoado, se se arrependesse.
    Se pra ele não tem perdão, isso é um plot hole nessa historinha. Mitologia judaico cristã.”
    /.
    SE SE ARREPENDESSE… Deus, em sua presciência, sabe antecipadamente que o “maledeto” jamais se arrependerá. O diabo é igual a japonês na Segunda Guerra: quer briga até o derradeiro suspiro…

  240. MONTALVÃO Diz:

    /
    “É curioso o fato de que espíritas usam a bíblia para forçar histórias de reencarnação (totalmente fora de contexto), mas negam as inúmeras referências ao diabo.
    Aquele da aposta de deus a respeito de jó, o mesmo que tentou NSFG, aka NSJC.
    O que estrela o livro das revelações.
    Afinal, a bíblia deve ou não ser levada a sério?
    Quando interessa, citam passagens bíblicas como supedâneo para suas crenças, sempre forçando a barra.
    Quando não interessa, negam quase tudo o que a bíblia diz, inclusive todas as referências ao diabo.”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: posso usar essa na discussão que travo no FC? O Gorducho também tá por lá botando pra quebrar…

  241. MONTALVÃO Diz:

    /
    “Mórmons, TJs, Adventistas, sempre disseram um monte de bobagens, como fim do mundo, etc.
    Espíritas falam em planeta em transição, já falaram de vida em Marte (mais atrasada do que na Terra – com Rivail, depois, UM POUQUINHO MELHOR – com cx, ramatis, depois seres quase puramente espirituais – invisíveis a nossos olhos e às sondas na NASA.”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: Um pouquinho melhor? Só se for metaforicamente… Marte de Flammarion (onde Chico reconhecidamente se inspirou) é melhor, muito melhor, que o de Rivail, tem nem comparação…

  242. MONTALVÃO Diz:

    /
    MARTE, SEGUNDO CX:
    Vi-me à frente de um lago maravilhoso, junto de uma cidade, formada de edificações profundamente análoga à da Terra. Apenas a vegetação era ligeiramente avermelhada, mas as flores e os frutos particularizavam-se pela variedade de cores e de perfumes.
    .
    Percebi, perfeitamente, a existência de uma atmosfera parecida com a da Terra, mas o ar, na sua composição, afigurava-se muitíssimo mais leve. Assegurou-me, então o mestre, que me acompanhava, que a densidade em Marte é sobremaneira mais leve, tornando-se a atmosfera muito rarefeita.
    Vi homens mais ou menos semelhantes aos nossos irmãos terrícolas, mas os seus organismos possuíam diferenças apreciáveis (claro, eram invisíveis). Além dos braços, tinham ao longo das espáduas ligeiras, ligeiras protuberâncias à guiza de asas que lhes prodigalizavam interessantes faculdades volitivas (apesar da atmosfera super rarefeita de Marte). Percebi que a vida da humanidade marciana é mais aérea. Poderosas máquinas, muitíssimo curiosas na sua estrutura, cruzavam os ares, em todas as direções. Vi oceanos, apesar da água se me afigurar menos densa e esses mares muito pouco profundos. Há ali um sistema de canalizações, mas não por obras de engenharia dos seus habitantes, e sim por uma determinação natural da topografia do planeta que põe em comunicação contínua todos os mares.
    [...]
    CONSIDERAÇÃO: os marcianos de Chico, nem os de Rivail, nem os de Flammarion eram invisíveis, a tese da invisibilidade proveio de outros desiluminados…
    .
    Marte Segundo Rivail:
    .
    Marte
    .
    (Médium, senhora Costel.)
    .
    Marte é um planeta inferior à Terra da qual é um esboço grosseiro; não é necessário habitá-lo. Marte é a primeira encarnação dos demônios mais grosseiros; os seres que o habitam são rudimentares; têm a forma humana, mas sem nenhuma beleza; têm todos os instintos do homem sem o enobrecimento da bondade.
    .
    Entregues às necessidades materiais, eles bebem, comem, lutam, se unem carnalmente. Mas como Deus não abandona nenhuma de suas criaturas, no fundo das trevas de sua inteligência jaz, latente, o vago conhecimento de si mesmo, mais ou menos desenvolvido. Esse instinto basta para torná-los superiores uns aos outros, e preparar a sua eclosão para uma vida mais completa. A sua é curta, como a dos efêmeros. Os homens, que não são senão matéria, desaparecem depois de uma curta duração. Deus tem horror ao mal, e não o tolera senão como servindo de princípio ao bem; abrevia o seu reino e a ressurreição triunfa dele.
    .
    Neste planeta a terra é árida; pouca verdura; uma folhagem sombria que a primavera não rejuvenesce; um dia igual e cinza; o sol, apenas aparente, nunca prodigaliza as suas festas; o tempo escoa monótono, sem as alternativas e as esperanças das estações novas; não há inverno, não há verão. O dia, mais curto, não se mede do mesmo modo; a noite reina mais longa. Sem indústrias, sem invenções, os habitantes de Marte gastam sua vida para conquista de seu alimento. Suas moradias grosseiras, baixas como covil de feras, são repelentes pela incúria e pela desordem que aí reinam.
    .
    As mulheres lançam-se sobre os homens; mais abandonadas, mais famélicas, não são senão suas mulheres. Elas têm apenas o sentimento maternal; colocam no mundo com facilidade, sem nenhuma angústia; alimentam e guardam suas crianças junto delas até o completo desenvolvimento de suas forças, e as repelem sem remorso, sem uma lembrança.
    .
    Eles não são canibais; suas contínuas batalhas não têm por objetivo senão a posse de um terreno mais ou menos abundante em caça. Caçam em planícies intermináveis. Inquietos e móveis como os seres desprovidos de inteligência, se deslocam sem cessar. A igualdade de sua estação, por toda a parte a mesma, comporta por conseqüência as mesmas necessidades e as mesmas ocupações; há pouca diferença entre os habitantes de um hemisfério a outro.
    .
    A morte não tem para eles nem terror nem mistério; consideram somente como a podridão do corpo que queimam imediatamente. Quando um desses homens vai morrer, ele é logo abandonado e sozinho, estendido, pensa pela primeira vez; um vago instinto se apodera dele; como a andorinha advertida de sua próxima migração, ele sente que tudo não está acabado, que vai recomeçar alguma coisa desconhecida.
    .
    Ele não é bastante inteligente para supor, temer ou esperar, mais calcula às pressas suas vitórias ou seus defeitos; pensa num número de animais que abateu, e se regozija ou se aflige segundo os resultados obtidos. Sua mulher (eles não têm mais que uma cada vez, mas podem mudar tanto quanto lhes sejam conveniente) agacha-se sobre o limiar da porta, lança pedras no ar; quando formam um pequeno montículo, ela julga que p tempo decorreu e se arrisca a olhar no interior; se suas previsões estão realizadas, se o homem está morto, ela entra sem um grito, sem uma lágrima, despoja-o das peles de animais que o envolve, e vai friamente advertir seus vizinhos que carreguem o corpo e o queimem, apenas resfriado.
    .
    Os animais, que suportam por toda parte o reflexo humano, são mais selvagens, mais cruéis que por toda parte alhures. O cão e o lobo não são senão uma mesma espécie, e sem cessarem em luta com o homem, se entregam a combates obstinados. Aliás, menos numerosos, menos variados sobre a Terra, os animais são o resumo de si mesmos. Os elementos têm a cólera cega do caos; o mar furioso separa os continentes sem navegação possível; o vento ruge e curva as árvores até o solo. As águas submergem as terras ingratas que elas não fecundam.
    .
    O terreno não oferece as mesmas condições geológicas da Terra; o fogo não esquenta; os vulcões são ali desconhecidos; as montanhas, apenas elevadas, não oferecem nenhuma beleza; elas cansam o olhar e desencorajam a exploração; por toda aparte, enfim, monotonia e violência; por toda a parte, a flor sem a cor e o perfume, por toda a parte homens sem previdência, matando para viver.
    .
    http://www.espirito.org.br/portal/codificacao/re/1860/10d-dissertacoes.html (4 of 12)7/4/2004 11:14:3

  243. MONTALVÃO Diz:

    /
    “Por que o mundo já não acabou uma porrada de vezes, como profetizaram TJs, adventistas?”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: os TJs sim, profetizaram vários fins de mundo: 1874 (esta pelo fundador, antes de organizar o grupo), 1914, 1915, 1920, 1925, 1975 e já tá circulando nova data: 2034!
    .
    Os adventista, pelo que sei, só têm uma: 1843 (retificada para 1844), feita pelo patriarca da denominação, William Miller.
    .
    “Miller chega a conclusão que Cristo retornaria de maneira visível em 22 de outubro de 1844. “Os mileritas, como eram chamados, aguardaram nos seus lugares de reunião até o anoitecer. Daí amanheceu o dia seguinte, mas o Senhor não tinha vindo. Desiludidos, voltaram para casa e depois chamaram aquele dia de “Grande Desapontamento”” ( w97 15/7 p. 25).”

  244. MONTALVÃO Diz:

    /
    “Eu gostaria de saber como alguém que conheceu a Verdade consegue se afastar dela. Eu oro todos os dias pelo Sr Montalvão. Que mente brilhante a serviço do Reino do Senhor ele seria se voltasse. Ah Sr Montalvão apressa-te em voltar pra o Primeiro Amor que o sr sabe qual é (sem ironias por favor com aquela coisa de moças). Eu sinto que o Sr Montalvão é especial.”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: caro pastor, até arrepia-me os recônditos ouvir tão pungente depoimento. Mas, depois que a gente começa a entender certas coisas fica difícil a marcha ré, não engata.
    .
    Mesmo assim, sou grato pelas orações.

  245. MONTALVÃO Diz:

    /

    GORDUCHO- “Ela foi convidada pra uma excursão a Marte e Saturno.”
    .
    Vinicius Diz: Saturno também ? Ela descreve? Bate com Dr.Bezerra em seus “estudos filosóficos”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: A excursão de Maria João de Deus foi além de Saturno…além do sistema solar.
    .
    “Penetramos numa atmosfera rosada, plena de luz, mas de claridade suave, que se irradiava espalhando sons dentro da mais harmoniosa das cadências que os meus ouvidos escutaram nas condições de minha nova vida.
    .
    Sobre as nossas frontes, contemplávamos, então, um sol magnífico, cor-de-rosa quase enrubescido, emprestando ao ambiente, em que nos movíamos, as mais estranhas cambiantes. Todavia, não ficou aí a novidade.
    .
    A seguir, percebemos que uma estrela esverdeada brilhava no infinito dos céus, misturando as suas claridades esmeraldinas com as tonalidades róseas, que se estampavam em todas as coisas e, de repente, enquanto uma dessas estrelas se encontrava no zênite e a outra prestes a desaparecer nos horizontes desse planeta maravilhoso, outro sol surgia, amarelo, cor de laranja amadurecida, tonalizando como um elemento novo as paisagens. ousadas concepções dos pintores terrenos ficaria aquém das sublimes realidades por nós observadas, referentes aos efeitos da luz, nesse sistema de encantamentos.”

  246. MONTALVÃO Diz:

    .
    Pronto, começou a sacanagem poltergeistica: posto o comentário, não aparece, posto novamente, aparece: “você já disse isso”…

  247. MONTALVÃO Diz:

    /
    Please contact the server administrator, [email protected] and inform them of the time the error occurred, and anything you might have done that may have caused the error.

  248. MONTALVÃO Diz:

    Administradoô! Arresolva essa!

  249. MONTALVÃO Diz:

    /
    “que loucura. Espírito de Vênus? Que língua se fala em Vênus?”
    /.
    A LÍNGUA FALADA EM VÊNUS chama-se “Tour de Babel”

  250. MONTALVÃO Diz:

    I’m an Universal commented:
    .
    “Estou pasmo com essas informações Sr Gorducho. Quer dizer que o preto velho que incorpora no Sr Divaldo era de Vênus?”
    -
    CONSIDERAÇÃO: lídimo man of religian, não fique pasmado sem razão, reserve seu pasmo para melhor ocasião: no kardecismo não há incorporação…

  251. MONTALVÃO Diz:

    a Universal Eu Sou falou:
    .
    Amigo Marciano, filmes de terror não são recomendados aos evangélicos. Nunca vi um filme desse Sr que citou o nome, EMBORA JÁ TENHA OUVIDO FALAR DELE.
    -
    CONSIDERAÇÃO: pois é: melhor “ouvir falar dele” que ouvir ele falar: “esta noite virei buscar sua alma!”…

  252. MONTALVÃO Diz:

    /
    MONTALVÃO: interprete corretamente, caro pastor: Zarur não adorava o diabo, mas acreditava que fosse passível de perdão pelo Deus perdoador…
    /.
    R: Não se pode servir ao Senhor e a Mamon Montalvão. Lembre-se da Escritura: “Quem não é por mim, é contra mim”. Não deixe o inimigo de nossas almas te cegar amigo.
    -
    CONSIDERAÇÃO: mas teorizar o perdão do coisa ruim não significa servir a dois lordes, ou sim?
    -
    -
    “Não se pode servir ao Senhor e a Mamon Montalvão”
    -
    CONSIDERAÇÃO: Mamon Montalvão seria parente deste humílimo cá?

  253. MONTALVÃO Diz:

    “Os protestantes parecem expulsar demônios com um toque de mão, como se o diabo fosse apenas um espírito chiquista de um morto qualquer obsediando alguém, em vez de uma verdadeira possessão demoníaca.”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: conheci exorcista evangélico que era porreta dusbão. Andava com uma Bíblia enorme debaixo do braço. Quando deparava um possesso, abria numa página pré-marcada, lia o texto e ordenava que o invasor saísse. Quase sempre funcionava. Certo dia, porém, topou com um teimoso. Leu vários versículos e deu várias ordens, mas o diabinho devia ser surdo. Em desespero de causa, tascou a Bíblia no cocuruto do possuído. Foi tiro e queda… literalmente…

  254. Marciano Diz:

    ===============================================================
    O AMIGO MARCIANO é mórmon, mas também se converteu ao islamismo e tá interessado em conhecer as TJ, mas isso porque falei que a garota mais linda do mundo estava na organização…
    ===============================================================
     
    Mórmon, porque se pode ter várias mulheres ao mesmo tempo; muçulmano, pela mesma razão; TJ, não por causa da garota mais linda do mundo (esqueceu-se, mas já disse aqui que os anos deixaram marcas indeléveis nela, que já não é mais aquela), mas porque tem outras beldades esperando por uma boa tentação nos salões do reino.
     
    ===============================================================
    EU ENTENDO O VISONI, por fora: por dentro, inda não…
    ===============================================================
     
    Por dentro, só como eu falei (décuplo cego, replicado milhares de vezes, etc.).
     
    ===============================================================
    Se a Bíblia tiver razão o diabo não tem perdão…
    ===============================================================
     
    Se o diabo existisse, o futuro comportamento dele diria se mereceria ou não o perdão (isto é, se existisse também o perdoador de pecados).
     
    ===============================================================
    CONSIDERAÇÃO: não seja severo com deus, o próprio Jó reconheceu: “Deus deu, Deus tomou”. Deus restaurou Jó à condição original, acrescida das benesses devidas à fidelidade que demonstrou…
    ===============================================================
     
    O que demonstra bem o zeitgeist dos hebreus e de seus atuais descendentes. De uma boa compensação patrimonial, ninguém escapa.
     
    1. ===============================================================
    CONSIDERAÇÃO: a hipótese de que a lua é filha de uma portentosa trombada não goza de tanto prestígio quanto já gozou: argumentam os opositores que uma colisão nesse nível destruiria a esfera terrena…

    ===============================================================
     
    Como quase tudo que existe, o assunto é controvertido, mas é a melhor teoria até agora e planetas internos NÃO TÊM SATÉLITES.
     
    ===============================================================
    O diabo é igual a japonês na Segunda Guerra: quer briga até o derradeiro suspiro…
    ===============================================================
     
    Mas depois de Horoshima e Nagasaki, os aliados dos nazistas (parece que todos se esqueceram) mudaram de ideia.
     
    ===============================================================
    CONSIDERAÇÃO: posso usar essa na discussão que travo no FC? O Gorducho também tá por lá botando pra quebrar…
    ===============================================================
     
    Não só pode, como deve. Só não vou entrar na discussão por lá. É burocracia demais para o meu gosto.

     
    ===============================================================
    CONSIDERAÇÃO: Um pouquinho melhor? Só se for metaforicamente… Marte de Flammarion (onde Chico reconhecidamente se inspirou) é melhor, muito melhor, que o de Rivail, tem nem comparação…
    ===============================================================
     
    Depende do POV. Pela classificação de espíritos que o Rivail criou, não estão lá com essa bola toda.
     
    ===============================================================
    CONSIDERAÇÃO: os TJs sim, profetizaram vários fins de mundo: 1874 (esta pelo fundador, antes de organizar o grupo), 1914, 1915, 1920, 1925, 1975 e já tá circulando nova data: 2034!
    .
    Os adventista, pelo que sei, só têm uma: 1843 (retificada para 1844), feita pelo patriarca da denominação, William Miller.
    ===============================================================
     
    Os adventistas têm mais vergonha na cara do que os TJs.
     
    ===============================================================
    CONSIDERAÇÃO: A excursão d)e Maria João de Deus foi além de Saturno…além do sistema solar.
    ===============================================================
     
    Foi além até da maionese.
     
    ===============================================================
    Em desespero de causa, tascou a Bíblia no cocuruto do possuído. Foi tiro e queda… literalmente…
    ===============================================================

     
    Existem umas bíblias encadernadas, grandes, bem pesadas.
    Só se deve usar dessas, nos exorcismos.

  255. MONTALVÃO Diz:

    /
    Espírita Sp Orlando Diz:
    .
    Marciano, este “em breve” eu entendo como um tempo diferente do nosso, por exemplo 1 seculo equivale para os espíritos 1.000 anos.
    Note que isso também ocorre com a volta de Jesus. ELE VOLTARÁ REENCARNADO mas ainda não se sabe quando e onde.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: voltará “reencarnado”? Será que já avisaram a ele dessa novidade?
    .
    Cem anos são iguais a mil anos para os espíritos? O tempo por lá passa mais devagar? Engraçado é que para Deus a coisa se inverte, mil anos é como um dia…

  256. MONTALVÃO Diz:

    /
    “esperneava dizendo que fazia tudo que o evangelho recomenda e ele foi para um lugar semelhante ao Umbral e depois de 12 anos resgatado por um grupo de caravaneiros, mas ele se revoltou e não quis se acalmar e veio ter conosco. Disse que vai ser dificil adquirir novamente a paciência e que lamentavelmente não conseguimos mudar suas ideias. Teve de ser levado em camisa de força pelos mentores amigos.”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: camisa de força “magnética”, não? Dizem que “lá” tudo é movido a magnetismo, até os canhões…

  257. Marciano Diz:

    MONTALVÃO, devido aos nossos comentários terem saído quase que simultaneamente, ATENTE PARA ESTE.
    Ou siga seu método antigo e aceito de ir lendo e comentando.
    Bye!

  258. Marciano Diz:

    Pensando bem, é melhor que siga seu método, ou pode perder minha brincadeira imprópria com o Pastor e meu manual de como ficar rico com igrejas.
    Agora vou mesmo.

  259. MONTALVÃO Diz:

    /
    190. Marciano Diz:
    .
    Oh dúvida cruel!
    “CONFIRA OS NOMES MAIS ENGRAÇADOS DE IGREJAS EVANGÉLICAS ESPALHADAS PELO BRASIL”
    [...]
    /.
    CONSIDERAÇÃO: faltou na relação a IEPG: Igreja Evangélica Pica das Galáxias…

  260. MONTALVÃO Diz:

    /
    MARCIANO, desse jeito vou morrer de rir.

    “Igreja e Bar Evangélico Arca Ltda Me.”

    Depois do culto os fiéis vão a este bar beber um suquinho de uva?
    [...]
    /.
    CONSIDERAÇÃO: tem um amigo meu, que é meio assim – sacumé? -, que tá planejando criar a “Igreja Evangélica O kié do home o bichu não comi”…

  261. Eu Sou a Universal Diz:

    Sr Montalvão, desculpe pela pontuação errada. Mas nem sempre reviso o que escrevo.

  262. Eu Sou a Universal Diz:

    Sr Marciano, (sim, vais ser chamado de senhor novamente) não pense em ficar rico com igrejas, o ministério é um chamado Divino, se o sr não tem esse chamado, seu templo não passa de poucas semanas ou mesmo dias funcionando. É um pecado pensares assim. Muita gente há que não pode ou não quer ver que o pecado vai mais fundo que um ato manifesto. Um pouco de reflexão mostrará que os nossos atos não são senão expressões dos nossos seres interiores. A pecaminosidade íntima, então, deve preceder os atos manifestos do pecado. O pecado pode tomar as formas de avareza, orgulho, vaidade, ambição, sensualidade, ciúme, ou mesmo o amor de outrem, em cujo caso outros são amados porque são tidos como estando de algum modo ligado ao Eu ou contribuindo para o Eu. O pecador pode buscar a verdade, mas sempre por fins interesseiros, egoísticos. Ele pode dar seus bens para alimentar o pobre, ou mesmo o seu corpo para ser queimado, mas só por meio de um desejo egoísta de gratificação carnal ou honra ou recompensa. Todo pecador precisa se arrepender (Atos 3.19). Pense nisso sr Marciano. Estarei em preces pelo sr.

  263. MONTALVÃO Diz:

    /
    ==============================================
    O diabo é igual a japonês na Segunda Guerra: quer briga até o derradeiro suspiro…
    ===============================================

    “Mas depois de Horoshima e Nagasaki, os aliados dos nazistas (parece que todos se esqueceram) mudaram de ideia.”
    /.
    POIS É: o japonês “queria” brigar até o fim, mas depois de duas atômicas as ideias mudam…

  264. MONTALVÃO Diz:

    /
    ==============================================
    CONSIDERAÇÃO: posso usar essa na discussão que travo no FC? O Gorducho também tá por lá botando pra quebrar…
    ================================================

    “Não só pode, como deve. Só não vou entrar na discussão por lá. É burocracia demais para o meu gosto.”
    /.
    EU TAMBÉM PENSAVA QUE SIM, mas não é não…

  265. MONTALVÃO Diz:

    /
    “Sr Montalvão, desculpe pela pontuação errada. Mas nem sempre reviso o que escrevo.”
    /.
    PASTOR, VOCÊ TÁ MELHOR QUE EU, sempre reviso e mesmo assim passa mais erros que supõe minha vã filosofia…

  266. MONTALVÃO Diz:

    /
    “Sr Marciano, (sim, vais ser chamado de senhor novamente) não pense em ficar rico com igrejas, o ministério é um chamado Divino, se o sr não tem esse chamado, seu templo não passa de poucas semanas ou mesmo dias funcionando. [...] Pense nisso sr Marciano. Estarei em preces pelo sr.”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: pastor, agora não entendi: a Universal é a igreja mais empresarial que se conhece! Ou tem outra?

  267. MONTALVÃO Diz:

    /
    Marciano Diz:
    .
    Pensando bem, é melhor que siga seu método, ou pode perder minha brincadeira imprópria com o Pastor e meu manual de como ficar rico com igrejas.
    Agora vou mesmo.
    /.
    VOCÊ É MESMO TRAÍRA, só porque pedi 50% de participação foi oferecer a ideia a outrem…
    .
    Tá bom, baixo para 48%…

  268. MONTALVÃO Diz:

    /
    ====================================
    CONSIDERAÇÃO: a hipótese de que a lua é filha de uma portentosa trombada não goza de tanto prestígio quanto já gozou: argumentam os opositores que uma colisão nesse nível destruiria a esfera terrena…
    =======================================

    “Como quase tudo que existe, o assunto é controvertido, mas é a melhor teoria até agora e planetas internos NÃO TÊM SATÉLITES.”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: se não têm satélites, têm o quê?
    .
    ===================================.
    Há quem sustente que numa determinada época a faixa líquida envolvia o globo inteiro. Quando este se resfriou, a crosta terrestre contraiu-se e a água se concentrou – segundo essa hipótese – nas grandes cavidades do solo, desagregando-lhe os componentes que se transformaram em areia, e depositando-os, como sedimentos, sobre o gnaisse e sobre os xistos primitivos.
    .
    Os tremendos cataclismos daquela época provocaram pavorosas convulsões. A crosta quente do planeta contraiu-se, submergiu, levantou-se novamente, dando origem às primeiras paisagens da Terra, muito diferentes todavia das definitivas. Águas torrenciais, deslizando sobre estes relevos “provisórios”, acumularam-se nos vales e precipícios, foram expulsas por novas tempestades e depositaram outra camada sobre a anterior. Surgiram rios gigantescos, lagos enormes, que mudaram várias vezes de aspecto, num quadro fantasmagórico e terrível. A tranqüilidade ainda estava longe. Foi então que, segundo alguns estudiosos, nasceu a Lua.
    .
    O astrônomo inglês James Jeans que, juntamente com seu con¬terrâneo Jeffreys, elaborou a teoria acima exposta sobre a origem dos planetas, pensou que algo semelhante tivesse ocorrido em relação à Lua. Segundo esta teoria, a Lua teria sido tirada pelo Sol das entranhas da Terra semifluida. Mas será que o nosso astro possuía uma força de atração capaz de gerar a maré criadora? O astrofísico George Darwin acreditou poder provar tal possibilidade, calculando até o tempo de 2 horas, empregado no trabalhoso parto.
    .
    Esta teoria tem muitos contestadores, alguns dos quais sustentam que a Lua foi retirada da Terra, não pelo Sol, mas por outro corpo celeste próximo ao nosso planeta.
    .
    Entretanto, também estas hipóteses são bastante discutíveis. Se um astro, sustentam seus adversários, tivesse se aproximado de nosso globo a ponto de “recolher” dele o necessário para a formação do satélite, teria sem dúvida provocado a desintegração total da esfera. O astrônomo britânico Harold Jeffreys demonstrou mais tarde, com uma série de cálculos, que as forças de gravidade e de rotação teriam impedido que a Lua se destacasse da estrutura do nosso mundo.
    .
    Jeans e Darwin acreditaram que a Lua fosse originária do Pacífico, numa região onde falta precisamente a crosta de gra¬nito. Mas esta circunstância pode muito bem ser atribuída ao acaso, uma vez que a solidificação da Terra não se fez de ma¬neira regular e uniforme.
    .
    Alguns estudiosos, ao contrário, afirmam (conforme veremos) que o nosso planeta teve anteriormente outros satélites e que o atual não seria senão um corpo cósmico errante capturado pela Terra.
    .
    Em 15 de setembro de 1969, um comunicado da NASA deu-nos as primeiras e vagas informações, dizendo-nos que o Mar da Tranqüilidade, onde pousaram os astronautas da Apollo 11, teria 3 ou 4 bilhões de anos. Trata-se, é evidente, de dados muito gerais para levar-nos a conclusões definitivas.
    .
    Acontecerá ainda muita coisa antes de podermos apresentar conclusões definitivas sobre a origem de Selene.
    (O Planeta Desconhecido – Peter Kolosimo)
    ===================================.

  269. Marciano Diz:

    Amigo Pastor, com seu coração de homem bom você me chama de senhor, como se fosse uma admoestação, mas sabe melhor do que ninguém que https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/0/09/IURD_Balne%C3%A1rio_Cambori%C3%BA.jpg
    como está escrito em todos os templos da IURD.
     
    E eu NÃO PENSO assim. Foi só um scherzo, cum animo jocandi.
    É minha forma de alertá-lo para o fato de que pode estar sendo usado pelo Macedo, pensando estar fazendo a obra do Senhor.
     
    Vocêdiz: … sr não tem esse chamado, seu templo não passa de poucas semanas ou mesmo dias funcionando. , mas esquece-se do fato de que o Waldomiro está prosperando, depois de deixar a IURD.
    A IMPD é a maior concorrente da IURD, de quem toma fiéis todos os dias.

     
    Agradeço suas preces, pela sua intenção (é o que vale), mas DEVE voltar a me chamar de você ou tu, porque todos sabem na IURD que
    https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/0/09/IURD_Balne%C3%A1rio_Cambori%C3%BA.jpg
     
     
    ===============================================================
    /.
    EU TAMBÉM PENSAVA QUE SIM, mas não é não…
    ===============================================================
     
    Vai acabar me convencendo.
     
    ===============================================================
    PASTOR, VOCÊ TÁ MELHOR QUE EU, sempre reviso e mesmo assim passa mais erros que supõe minha vã filosofia…
    ===============================================================
     
    Acabou passando o erro de concordância verbal.
     
    PASTOR, VOCÊ TÁ MELHOR QUE EU, sempre reviso e mesmo assim passaM mais erros que supõe minha vã filosofia…

     
    O sujeito da oração são OS ERROS. Eles PASSAM.
    Desculpe-me pela sacanagem, foi só para não perder a fama de mau.
     
    ===============================================================
    VOCÊ É MESMO TRAÍRA, só porque pedi 50% de participação foi oferecer a ideia a outrem…
    .
    Tá bom, baixo para 48%…
    ===============================================================
     
    Negócio fechado!
    Começamos amanhã mesmo.
    Com 52% eu fico com o controle. Eu teria aceitado* até 49%, mas agora são 48% e não tem jogo.
    * Aceitar é verbo abundante. Tem dois particípios, um regular (aceitado) e outro irregular (aceito).
    Com os verbos auxiliares “ter” e “haver” usa-se o particípio regular (aceitado); com os auxiliares “ser” e “estar”, usa-se o irregular (aceito).
     
    Eu teria aceitado e, a esta altura, estaria aceito, mas como não aceitei, são 48% e fim de papo.
     
    Essas outras teorias sobre a origem da Lua estão mais ultrapassadas do que a parapsicologia.
    A NASA já demonstrou que os dois planetas formaram-se do mesmo material.
    A hipótese da colisão ainda é a melhor, mas você pode ficar famoso se sustentar outra, mais plausível.
     
    Quando os planetas se formam, os que se encontram com proximidade do Sol desenvolvem-se de maneira diferente daqueles com órbitas mais afastadas. Dessa forma a composição dos planetas interiores é muito diferente daquelas dos planetas exteriores. Os planetas interiores estruturam-se a partir de múltiplas colisões e acrescimento de planetesimais ocasionados pela atração gravitacional. Os planetas gigantes exteriores aumentam por acréscimo de gás.
     
    Existem, basicamente, três formas de criação dos sistemas Planeta/Satélite: formação simultânea; captura; processos catastróficos.
     
    No caso da formação simultânea, o satélite tem a sua gênese simultaneamente à do planeta principal. Durante a fase da sua formação chamada de acreção o proto-satélite já está em órbita do planeta principal. Este tipo de processo de formação de satélites parece ser o mais importante no caso dos satélites de maiores dimensões.
    É o caso dos planetas exteriores e a maioria de seus satélites (eles também tem “satélites” capturados).
     
    A é acréscimo e acreção mesmo.
    Também sou preguiçoso e não costumo revisar nada. Só sou mais esperto e quando erro, ponho a culpa no poltergeist.
    Ele me sacaneia e eu o sacaneio (o poltergeist, não você).
     
    No caso dos satélites menores e com órbitas menos regulares, o processo de formação parece estar relacionado com a captura. Neste caso, os satélites são desviados das suas órbitas iniciais pela ação dos campos gravitacionais dos planetas e são colocados em órbitas mais ou menos estáveis em torno desses mesmos planetas.
    Pense em Phobos e Deimos.
     
    Nos processos catastróficos, como por exemplo (possivelmente) no caso da Lua, a formação é efetuada através da força de um impacto entre corpos planetários.
    É a teoria mais plausível para a formação do sistema Terra/Lua.
     
    Até satélites artificiais recebem esse nome, por orbitarem a Terra, mas não existe (ainda) melhor explicação para a Lua do que a teoria do impacto.
     
    Até a Wikipédia sabe disso:
    https://pt.wikipedia.org/wiki/Planeta_duplo

  270. Marciano Diz:

    Em tempo: passa(m) mais erros (do) que eu…
    Se omitir a junção da proposição e do artigo (do), a palavra “que” assume a função de conjunção subordinativa integrante e muda todo o sentido do período.

  271. Marciano Diz:

    Proposição foi o poltergeist. Preposição.

  272. MONTALVÃO Diz:

    /
    ================================================
    PASTOR, VOCÊ TÁ MELHOR QUE EU, sempre reviso e mesmo assim passa mais erros que supõe minha vã filosofia…
    ===============================================

    “Acabou passando o erro de concordância verbal.”
    /.
    BEM QUE AVISEI que PASSAM mais erros que suponho…

  273. Marciano Diz:

    Acho que vou passar a escrever exclusivamente em aramaico. Aí, quero ver o poltergeist me sacanear.
    Ele pode até alterar meus textos, mas ninguém perceberá, nem eu.
    Assim como os judeus ressuscitaram o hebraico, vou ressuscitar o aramaico.

  274. MONTALVÃO Diz:

    /
    Em meu louvor seja dito que corrigi-me antes de contemplar sua bela aula dipurtuguês… Agora é que a vi trás os montes…

  275. MONTALVÃO Diz:

    /
    “Aceitar é verbo abundante. Tem dois particípios, um regular (aceitado) e outro irregular (aceito).”
    /.
    E O PARTICÍPIO DO VERBO COITAR, é coitado? Ou vais dizer que nunca coitastes?

  276. MONTALVÃO Diz:

    /
    “A NASA já demonstrou que os dois planetas formaram-se do mesmo material.
    A hipótese da colisão ainda é a melhor, mas você pode ficar famoso se sustentar outra, mais plausível.”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: embora eu já tenha reencarnado na lua (isso se deu no tempo em que lá vivi), esqueci tudo o que sabia quando lá vivia. Mesmo assim, ainda acho que a trombada de dois corpos celestes (um deles a Terra) de tamanhos próximos acarretaria o esfacelamento de ambos…
    .
    Fama? Não quero, já tenho fama suficiente para esta vida, entre dogs…

  277. Marciano Diz:

    O verbo “coitar” é defectivo, não tem particípio passado.

  278. Marciano Diz:

    Além de defectivo, não tem nada a ver com o substantivo “coito” nem com o substantivo, adjetivo ou interjeição “coitado”.

  279. MONTALVÃO Diz:

    /
    “Estudos reforçam teoria de que Lua foi formada a partir de colisão gigante
    Análises químicas de rochas lunares e simulações de computador apontam que Lua teria sido formada a partir de grande impacto da Terra com outro corpo celeste”
    .
    http://ultimosegundo.ig.com.br/ciencia/2012-10-18/estudos-reforcam-teoria-de-que-lua-foi-formada-de-colisao-gigante-com-a-terra.html

  280. Marciano Diz:

    Não obstante o que consta do VOLP, o Aurélio insiste em que o verbo em questão é conjugado no particípio passado, caso em que teríeis razão:
    Presente do Indicativo

    eu coito

    tu coitas

    ele coita

    nós coitamos

    vós coitais

    eles coitam

    Pretérito Perfeito

    eu coitei

    tu coitaste

    ele coitou

    nós coitamos

    vós coitastes

    eles coitaram

    Pretérito Imperfeito do Indicativo

    eu coitava

    tu coitavas

    ele coitava

    nós coitávamos

    vós coitáveis

    eles coitavam

    Pretérito Mais-que-Perfeito

    eu coitara

    tu coitaras

    ele coitara

    nós coitáramos

    vós coitáreis

    eles coitaram

    Futuro do Presente

    eu coitarei

    tu coitarás

    ele coitará

    nós coitaremos

    vós coitareis

    eles coitarão

    Futuro do Pretérito

    eu coitaria

    tu coitarias

    ele coitaria

    nós coitaríamos

    vós coitaríeis

    eles coitariam

    Presente do Subjuntivo

    eu coite

    tu coites

    ele coite

    nós coitemos

    vós coiteis

    eles coitem

    Pretérito Imperfeito do Subjuntivo

    eu coitasse

    tu coitasses

    ele coitasse

    nós coitássemos

    vós coitásseis

    eles coitassem

    Futuro do Subjuntivo

    eu coitar

    tu coitares

    ele coitar

    nós coitarmos

    vós coitardes

    eles coitarem

    Imperativo Afirmativo

    coita tu

    coite ele

    coitemos nós

    coitai vós

    coitem eles

    Infinitivo Pessoal

    eu coitar

    tu coitares

    ele coitar

    nós coitarmos

    vós coitardes

    eles coitarem

    Gerúndio

    coitando

    Particípio

    coitado

  281. MONTALVÃO Diz:

    /
    Isso explicaria porque após o coito uns se sentem uns coitados…

  282. Marciano Diz:

    Explicaria, porém há um pequeno problema.
    coitar
    verbo
    Diacronismo: arcaico.
    transitivo direto
    causar coita ou sofrimento a; magoar, afligir, desgraçar
    coitar
    [Do lat. *coctare < lat. *coctu, por coactus, part. pass. de cogere.]
    Verbo transitivo direto.
    1.Arc. Causar coita a; afligir; desgraçar. [Cf. coutar.]
     

  283. Marciano Diz:

    O dicionário preferido do nosso amigo BORGES, o dicionário online inFormal registra “coitar” com o sentido de praticar o coito.
    Registre-se que o dicionário referido, como seu próprio nome indica, inFormal.
    Informal, em qualquer dicionário, é o que não apresenta formalidades, regras, cerimônias, …

  284. Marciano Diz:

    Faltou o verbo de ligação.
    Registre-se que o dicionário referido, como seu próprio nome indica, É inFormal.

  285. Marciano Diz:

    Aliás, os verbos de ligação também são chamados de verbos copulativos.
    É que eles fazem pares entre palavras ou orações, couple, ligam palavras ou orações.

  286. Marciano Diz:

    Num blog que trata de obras psicografadas é necessário explicar que oração, no caso, é uma construção gramatical que forma um juízo, uma frase. Um sujeito mais um verbo e um predicado.
    Não se trata de uma súplica a deuses ou espíritos.
    Ora, pois!

  287. MONTALVÃO Diz:

    /
    “O verbo “coitar” é defectivo, não tem particípio passado.”
    /.
    AH, COITADO! Deve ser o carma…

  288. MONTALVÃO Diz:

    /
    “Não obstante o que consta do VOLP, o Aurélio insiste em que o verbo em questão é conjugado no particípio passado”
    /.
    O AURÉLIO tem essa peculiaridade: ser insistente…

  289. Borges Diz:

    Marciano Diz:
    MAIO 7TH, 2017 ÀS 11:36 PM
    Explicaria, porém há um pequeno problema.
    coitar
    verbo
    Diacronismo: arcaico.
    transitivo direto
    causar coita ou sofrimento a; magoar, afligir, desgraçar
    coitar

    https://www.youtube.com/watch?v=FFsDTbtSG9I

  290. Borges Diz:

    Para o Contra que está fazendo retiro espiritual.
    https://www.youtube.com/watch?v=Xq47ePWPM-g

  291. Marcos Arduin Diz:

    Dando uma passadinha aqui por acaso, vou só deixar claro umas coisas que não têm a ver com o tópico, mas que se referiram a mim.
    Não acho que tenha levado alguma surra em outro blog. Simplesmente coloquei meus argumentos e até onde senti, não foram refutados como errados ou falhos. Simplesmente usaram da fé cética como de costume.

    Ao Balofo digo que não sou e nunca fui CHIQUISTA. Chiquista é quem é FANÁTICO pelo Chico Xavier, que o considera santo, a grande figura mestra do Espiritismo, etc e tal. Nada disso é o meu caso. O máximo que admiti foi que no local onde trabalho é feita uma leitura de um capítulo curto de livros dele que são de instrução geral. MAIS NADA.

    É isso.

  292. Marciano Diz:

    É verdade que Arduin não é chiquista, no sentido estrito da palavra, como aqueles que o transformam numa espécie de santo católico. O problema é que tem de engolir cada uma, por causa disso…
    Os seus irmãos de fé são, em sua esmagadora maioria, devotos fanáticos de são cx.

  293. Marciano Diz:

    Falando em santos, aproxima-se o dia de São Lúcifer.
    https://pt.wikipedia.org/wiki/L%C3%BAcifer_(bispo)
    Protestantes endemoniados dizem que é o santo que a ICAR “escondeu”, querendo, maldosamente, insinuar qualquer ligação com o arcanjo decaído.
     
    Omitem, dolosamente, que a palavra lucifer vem do latim lucem ferre e significa “portador da luz” e, biblicamente, refere-se a “estrela da manhã”.
     
    Et habemus firmiorem propheticum sermonem, cui bene facitis attendentes quasi lucernae lucenti in caliginoso loco, donec dies illucescat, et lucifer oriatur in cordibus vestris, (Epistula II Petri 1,19).
     
    Assim demos ainda maior crédito à palavra dos profetas, à qual fazeis bem em atender, como a uma lâmpada que brilha em um lugar tenebroso até que desponte o dia e a estrela da manhã se levante em vossos corações. (Epístula II Pedro 1, 19).
     

    Resumidamente, São Lúcifer*, nascido no século IV, foi bispo de Cagliari na Sardenha (ilha próxima à Italia), onde exerceu um corajoso trabalho contra as heresias da época especialmente a heresia Ariano, o arianismo, que negava que Cristo fosse Deus, tratando-o como uma espécie de “semideus”, no que, para tanto, compunha canções a fim de espalhar tais ensinamentos.
     
    Ário já havia sido combatido anteriormente por Santo Atanásio, a quem se atribui o Quicumque vult ou o Credo de Santo Atanásio que diz: “Quem quiser salvar-se deve antes de tudo professar a fé católica. Porque aquele que não a professar, integral e inviolavelmente, perecerá sem dúvida por toda a eternidade. A fé católica consiste em adorar um só Deus em três Pessoas e três Pessoas em um só Deus. Sem confundir as Pessoas nem separar a substância. Porque uma só é a Pessoa do Pai, outra a do Filho, outra a do Espírito Santo. Mas uma só é a divindade do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo, igual a glória e coeterna a majestade. Pelo que foi perseguido e exilado”.
     
    São Lúcifer, no Concílio de Milão (354), defendeu violentamente Santo Atanásio de Alexandria e suas ideias, ao ponto de ser também exilado pelo imperador Constâncio II, que havia aderido à doutrina ariana. Juntamente com o bispo, outro santo foi exilado, Eusébio de Vercelli, defensor da plena divindade de Cristo. Escreveu obras contrárias às heresias, sempre criticando duramente o arianismo, de modo que, seus seguidores eram chamados luciferianos, que posteriormente foram liderados por São Gregório de Elvira. A seu respeito, escreveu São Jerônimo na Altercatio Luciferiani Et Orthodoxi.
     
    Segundo os escritos de São Jerônimo, Lúcifer faleceu em 370, na cidade de onde é patrono, Cagliari.
     
    Vemos, portanto, que o nome Lúcifer não foi o maior dos problemas para o santo, mas sim, a defesa inabalável de Nosso Senhor Forrest Gump Jesus Cristo. Muitos podem pensar que seus pais não tinham muito amor ao chamá-lo assim. Todavia, lembramos mais uma vez que lucifer não designava Satanás, o que veio somente a veio a surgir com mais “popularidade” com São Jerônimo que concorda com a ideia de que Lúcifer é o estado anterior em que se encontrava o anjo decaído antes de sua rebelião, da luz para a escuridão.
     
    Outra evidência sobre a inadequação do referido nome é que na Liturgia, mais precisamente no Exsultet (Proclamação da Páscoa), a Igreja exalta a glória de Nosso Senhor designando-o como da Igreja, Nosso Senhor:
     
    https://padrepauloricardo.org/blog/lucifer-no-vaticano-e-a-exploracao-da-ignorancia
     
    Flammas eius lucifer matutinus inveniat: ille, inquam, lucifer, qui nescit occasum. Christus Filius tuus, qui, regressus ab inferis, humano generi serenus illuxit, et vivit et regnat in sæcula sæculorum.
    Que ele brilhe ainda quando se levantar o astro da manhã, aquele astro que não tem ocaso: Cristo Vosso Filho, que, ressuscitando de entre os mortos, iluminou o género humano com a sua luz e a sua paz e vive glorioso pelos séculos dos séculos.

    * http://www.santiebeati.it/dettaglio/54140

    Dixi.

  294. Marciano Diz:

    Do blog do Pe. Paulo Ricardo, citado acima:
     
    “Lúcifer no Vaticano” e a exploração da ignorância
    Na Vigília Pascal, toda a Igreja saúda Jesus como “astro da manhã”. Mas, para um grupo de protestantes, a cerimônia é um “canto gregoriano” que “exalta Lúcifer”.
     
    Chega às raias da irracionalidade o ódio que muitas seitas protestantes nutrem pela Igreja Católica – ódio preenchido com acusações injustas e acessos de fúria injustificados. Quem nunca foi chamado de “idólatra” simplesmente por amar a Virgem Maria e os santos? Ou nunca ouviu apelidos, um mais absurdo que o outro, referindo-se à Igreja e ao Papa? Portais de notícias sempre trazem alguma reportagem recente de algum evangélico que invadiu uma igreja e profanou imagens de santos – ainda que essa não represente a atitude da maioria dos protestantes.
     
    A verdade é que tanta balbúrdia e dedos em riste não passam, em grande parte, de ignorância. Um vídeo que circula desde 2013 no YouTube, intitulado “Canto Gregoriano Exalta Lúcifer no VATICANO”, exemplifica muito bem isso. No hangout, alguns protestantes se reúnem para comentar o vídeo de um diácono católico que menciona a palavra latina “lucifer” na Basílica de São Pedro, em Roma. O editor do vídeo, que alega trazer a “verdade final revelada”, é antecedido por um senhor chamado Sebastião. “Eles invocam Satanás dentro do Vaticano e não tem como nenhum católico negar aquilo”, diz ele. “Se eles quiserem continuar adorando, quando eles terminam o cântico, toda a congregação, ela diz ‘Amém’.”
     
    O que dizer deste vídeo, senão que se trata de um curioso retrato da ignorância protestante? A cerimônia exibida no Vaticano é um extrato do Precônio Pascal, cantado em toda Vigília de Sábado Santo, no mundo inteiro. O cântico Exsultet – que não é um “canto gregoriano” – é concluído com os seguintes versos, em latim: “Flammas eius lucifer matutinus inveniat / Ille, inquam, lucifer, qui nescit occasum / Christus Filius tuus, / qui, regressus ab inferis, / humano generi serenus illuxit, / et vivit et regnat in saecula saeculorum. / Amen.”, cuja tradução litúrgica – sem distorções fantasiosas – é: “Que ele [o círio pascal] brilhe ainda quando se levantar o astro da manhã, / aquele astro que não tem ocaso, / Jesus Cristo, vosso Filho, / que, ressuscitando dentre os mortos, / iluminou o gênero humano com a sua luz e a sua paz / e vive glorioso pelos séculos dos séculos. / Amém.”
     
    Ora, que um grupo de protestantes desconheça o significado de algumas frases em latim, é bastante compreensível. Que retoquem o que leem ou escutam para difamar a Igreja, porém, é uma atitude de muita desonestidade intelectual.
     
    No texto em questão, a palavra ” lucifer” não se refere a Satanás, o príncipe dos demônios. Trata-se de um nome comum, que significa “portador da luz” ou “estrela da manhã”. É “lucifer” com “l” minúsculo, diferentemente do nome próprio, “Lúcifer”. A propósito, essa não é a única ocasião em que o termo “lucifer” é usado com tal sentido. A Vulgata de São Jerônimo traz, no livro de Jó, a palavra “lucifer” (cf. Jó 11, 17), que é traduzida por “alva” na própria edição João Ferreira de Almeida. Nas mesmas Sagradas Escrituras, São Pedro, ao fazer referência à voz de Deus Pai confirmando a missão de Jesus, pede que se mantenham firmes as palavras da profecia, “donec dies illucescat, et lucifer oriatur in cordibus vestris – até clarear o dia e levantar-se a estrela da manhã em vossos corações” (2 Pd 1, 19). No canto litúrgico exibido no vídeo, também, é Nosso Senhor quem é denominado como “astro da manhã”, “aquele astro que não tem ocaso” – não o Seu inimigo.
     
    Na verdade, o nome próprio “Lúcifer” não foi usado desde o começo para se referir ao demônio. Antes, a palavra era usada tão somente em seu significado comum, tanto que um bispo com esse nome, Lúcifer de Cagliari, do século IV, é santo católico celebrado pela liturgia. Uma referência do Autor Sagrado ao rei da Babilônia, no entanto, passou a ser usada para o anjo decaído – “Como despencaste das alturas do céu, tu, estrela da manhã (a Vulgata traz, novamente, ‘ lucifer’), clarão da madrugada?” (Is 14, 12) – e o que era simplesmente um astro luminoso se transformou em sinônimo de Satanás.
     
    Portanto, não, a Igreja Católica não adora, não exalta e nem invoca o príncipe das trevas em sua liturgia. É voltada a Cristo e em Seu nome que ela termina todas as suas orações, como mostra a bela composição do Exsultet, cantada todos os anos em nossas igrejas.
     
    A propósito, tomem cuidado. No Sábado Santo que se aproxima, Nosso Senhor Jesus Cristo será novamente chamado de “astro da manhã” no Vaticano. Estejam prontos para separar a luz da verdade das trevas do erro e da ignorância. Nestes tempos difíceis, poucas coisas são tão urgentes e tão necessárias.
     
    Por Equipe Christo Nihil Praeponere
     
     
    Lembrem-se disto, no próximo dia 20.

  295. Vinicius Diz:

    São CX
    Sim, Arduin, em um dos cursos que fiz liamos o Conduta Espirita “psicografado” pelo saudoso Waldo Vieira. Há pouco tempo soube que ele era dissidente do Chiquismo e fundou a projeciologia, mas deixou suas licoes de moral superior(que nenhuma outra religiao tem). Viva Kardec. É inédito.

  296. Vinicius Diz:

    Marcos Arduin, o espirito São Luiz alcançou grau da escala espírita? Ele assinou junto com Sócrates, Santo Agostinho o Livro dos Espíritos?

  297. Espírita Sp Orlando Diz:

    Não ainda Marcos. Os céticos continuarão não acreditando em Chico e em seu mandato mediúnica. O honorável medianimico encontra-se presente conosco junto com o inesquecível Dr. BEZERRA DE MENEZES, O herói dos médicoshttps://youtu.be/qURr4i_rDQA

  298. Espírita Sp Orlando Diz:

    https://youtu.be/qURr4i_rDQA

  299. Espírita Sp Orlando Diz:

    A história de Chico Xavier e Dr Bezerra de Menezes

    A história de Chico Xavier e Dr Bezerra de Menezes
    É uma das histórias mais lindas que eu já li, se não é A MAIS LINDA DE TODAS!

    Em seu livro “Mediunidade”, Divaldo Franco conta que Chico Xavier, além da tradicional sopa distribuída na casa espírita de que participava, tinha o hábito de realizar visitas a famílias necessitadas, sem horário definido e fazendo-o, por vezes, mesmo à noite.
    O médium, ainda em Pedro Leopoldo, costumava visitar pessoas que ficavam embaixo de uma velha ponte, numa estrada abandonada. Iam ele, sua irmã Luiza e mais duas ou três pessoas muito pobres de sua comunidade. E, na medida que eles aumentavam a freqüência de visitas, os necessitados foram se avolumando, e mal conseguiam alimentos suficientes para o grupo. Afinal, as doações eram custeadas com seus próprios salários.

    O esposo de Luíza, que era fiscal da prefeitura, recolhia na xepa das feiras-livres legumes e outros alimentos, e que eram doados para distribuir anonimamente, nos sábados, à noite, aos necessitados da ponte.

    Um dia, porém, o pequeno grupo não tinha absolutamente nada. Decidiu-se, então, não irem, pois aquela gente estava com fome e nada teriam para oferecer. E eles próprios estavam vivendo com extremas dificuldades.

    Foi quando apareceu-lhe o espírito do Dr. Bezerra de Menezes, que sugeriu colocassem algumas garrafas com água, que seria magnetizada para ser distribuída, havendo, ao menos, alguma coisa para dar.

    Feito isto, o líquido teria adquirido um suave perfume, e então o Chico tomou as moringas e, com suas amigas, após a reunião convencional do sábado, dirigiram-se à ponte.

    Quando lá chegaram encontraram umas 200 pessoas, entre crianças, adultos, enfermos em geral, pessoas com graves problemas espirituais, necessitados.

    “Lá vem o Chico”, gritou alguém, enquanto o médium, constrangido e angustiado, pretendeu explicar a ocorrência.

    Levantou-se e falou: “Meus irmãos, hoje nós não temos nada”, e narrou a dificuldade. As pessoas ficaram logo ofendidas, tomando atitudes de desrespeito e ele começou a chorar. Neste momento, uma das assistidas levantou-se e disse: “Alto lá! Este homem e estas mulheres vêm sempre aqui nos ajudar e hoje, que eles não têm nada para nos dar, vamos nós dar-lhes alguma coisa. Vamos dar-lhes a nossa alegria, vamos cantar, vamos agradecer”!

    Neste momento, apareceu um caminhão carregado e o motorista procurava por Chico Xavier. Quando ele atendeu, o motorista perguntou se ele se lembrava de um certo Dr. Fulano de Tal? Chico recordava-se de um senhor de boa posição financeira, morador de São Paulo, que um ano antes estivera em Pedro Leopoldo e lhe contara o drama de vivia.

    Seu filho falecera e o desespero atormentava o casal. Durante a reunião, o jovem veio trazido pelo Dr. Bezerra de Menezes e escreveu uma consoladora mensagem. Ambos ficaram muito gratos e garantiram que haveriam de retribuir a ajuda.

    Foi quando o motorista lhe narrou: “Estou trazendo este caminhão de alimentos mandado pelo Dr. Fulano de Tal, que me deu o endereço do Centro onde deveria entregar a carga, mas tive um problema na estrada e atrasei; quando cheguei, estava tudo fechado”.

    “Olhei para os lados – prosseguiu o motorista – e apareceu-me um senhor de idade com barbas brancas, e perguntou o que eu desejava. Disse que estava procurando Chico Xavier e ele me falou que, debaixo de uma ponte caída, estaria seu grupo. Este homem insistiu, ainda, para que dissesse ao Sr. que foi ele quem o orientou”.

    “E qual o seu nome?”, perguntou o médium.

    “Bezerra de Menezes”, respondeu o motorista.

    Suas amigas ficaram espantadas, mas Chico limitou-se a dizer: “É um velho amigo”…

  300. Gorducho Diz:

    É… essa é a mais genial de todas.

  301. Marciano Diz:

    Dr. Bezerra deve ser herói de histórias em quadrinhos.
    E essas histórias de fantasmas são todas iguais.
    Já estão surgindo muitas histórias a respeito do cx vivo. A qualquer hora o fantasma dele também começa suas aventuras.
     
    Quando eu tinha 9 anos, fiquei muito doente, tive infecção renal e urinária, além de anemia e pneumonia… Sentia-me muito fraco, sem fome e sem ânimo para brincar e estudar. Eu tinha que dormir sentado, porque não conseguia respirar deitado. Minha mãe ficou vários dias me levando aos médicos do SUS e ninguém dizia o que eu tinha ao certo. Os remédios não funcionavam. Eu continuava com febre, falta de ar e piorava a cada dia, pois vomitava e já não me alimentava mais. O desespero começou a tomar conta de minha família e meu avô resolveu pagar um médico particular para tentar descobrir o que de fato eu tinha. A anemia e as infecções os outros médicos já tinham dito que eu tinha, mas a pneumonia ninguém descobria. Eu estava ficando inchado e isso era muito ruim, por causa dos rins…
     

    Examinado, o médico disse que eu estava com pneumonia dupla e avançada. Era preciso ser internado às pressas para iniciar o tratamento. Minha internação foi numa segunda-feira e nesse mesmo dia meus avós realizavam estudos kardecistas junto de outras pessoas. De repente, meu avô recebeu uma entidade e que aos poucos se apresentou, dizendo que era um espírito de um médico desencarnado e que não queria revelar seu nome, por modéstia, pedindo que o chamassem de “Irmão X”.
     
    Ele estava ali para esclarecer um mal entendido no diagnóstico da radiografia e que eu estava sendo acompanhado por um espírito que desencarnou por causa de uma tuberculose (daí, a falta de ar e apetite) e que a radiografia estava mascarada devido ao encosto.
     

    Deram início a uma série de preces, orientadas pelo Irmão X, pedindo que o espírito se afastasse de mim, porque estava me fazendo muito mal, e por quase quarenta minutos, eles ficaram rezando. O espírito do Irmão X disse que me ajudaria e que estaria presente no hospital, acompanhando o trabalho dos médicos e enfermeiras, e disse ainda que eu ficaria bem.
     

    Eu não sei explicar exatamente, mas na minha primeira noite no hospital (dia em que fizeram a prece), consegui dormir deitado, respirava melhor e mesmo não estando muito acomodado, eu dormi. Fiquei lá por quatro dias e logo me curei. As infecções e a anemia estavam sob controle e eu já me interessava por comer e brincar.
     

    Agradeço muito a esse espírito do Irmão X, pois se talvez ele não tivesse intercedido, algo pior poderia ter acontecido e que com certeza, deus o enviou para orientar aqueles que tentavam me salvar.
     
    Acho que era o Dr. Bezerra.
    Ele falava igualzinho ao Dr. Bezerra, quando incorporado no DPF.

  302. Marciano Diz:

    Ainda tem gente que duvida do Dr. Bezerra depois que virou fantasma.
    Se quando vivo ele já arrumava dinheiro com aulas de matemática para desencarnados que não compareciam às aulas, já fazia o diabo, imaginem depois de morto.

  303. Marciano Diz:

    Dr. Bezerra já poderia ter sido alçado ao sétimo céu, mas preferiu ficar por aqui, apenas por caridade, para continuar cuidando de nós.
    Já poderia ter consertado seu perispírito e ficar melhor do que um atleta olímpico, mas prefere continuar sofrendo como um velho caquético, na espiritualidade, tudo por piedade conosco, os encarnados.
    E ele não escolhe entre crentes e descrentes, tanto que me ajudou, apesar do fato de que não acreditar em fantasmas e achar que quem está morto, morreu mesmo, sem essa frescura de vida após a morte.

  304. Marciano Diz:

    Dr. Bezerra prefere continuar sofrendo na espiritualidade por comiseração, do latim commiseratione, que quer dizer “sofrer junto”, cum miserere.
    Ccompadecimento (padecer com), compaixão (sofrer com), condoimento (sentir dor com), condolência(idem), contristação(ficar triste com).
    Quem não entende isto é porque não tem deus no coração.
    Eu tenho deus no coração, no fígado, nos pulmões, nos rins, no estômago, nos intestinos.
    Só não tenho deus no cérebro, por isso sou descrente.
    Mesmo assim o Dr. Bezerra me assiste, quando fico doente.
    Bem que ele poderia evitar que eu ficasse doente, mas quem dita as regras não sou eu, é a espiritualidade superior.

  305. Vinicius Diz:

    GORDUCHO, aconteceu algo difícil de ser ver no “MEB”.
     
    Soube, por meio de amigos que foram ao tal Congresso da FEESP que o DPF não trouxe “recadinhos do Dr.Bezerra”.
     
    E fico mais espantado ainda que lá o Dr. Ocupa um cargo mega importante (não me recordo se era diretor, mentor, patrono) mas sei que ele “apita” muito por lá.
     
    O que será que houve? DPF não conseguiu trazer o velhinho ?

  306. Gorducho Diz:

    Deve ter alguma rixa e essa foi uma manifestação de desconformidade…
    Só especulando, claro, mas o Sr. sabe que nesse meio sempre tem motivos e as técnicas de passar “recados”.
     
     
    A propósito… acerca da sua dúvida Saturno chiquista vis-à-vis o Saturno do Dr. Bezerra.
    Não, Dr. Bezerra não fala sobre Saturno. Ele explica é como aconteceu o dilúvio.
    É que um espírito explicou pra eles que a Terra teve um anel vaporoso tal qual o que circunda Saturno ainda hoje.
    No ano -2348 esse anel se condensou devido ao resfriamento progressivo da Terra e se desfez em catadupas d’água tal qual acontece com os vapores aquosos espalhados na atmosfera, que, encontrando temperatura mais baixa do que aquela em que se formaram, condensam-se em nuvens; e se desfazem em chuva.
    Tendo debalde os sábios da Terra procurado nas leis conhecidas a explicação do fenomenal acontecimento, e como costumam suprimir o que não podem compreender, contestaram a realidade do dilúvio dando-o como uma simples inundação parcial. como o chamado Deucalião que se explica por superabundância de chuvas torrenciais em dado ponto do globo, naquele caso precisamente no ponto onde residiam Adão e Eva.
    Mas infelizmente essa escapatória que salva os foros da Ciência, é rebatida pelos fatos que demonstram a passagem da inundação não por um ou outro, mas por todos os pontos do nosso globo.
    É quem ninguém imagina senão o que está dentro do círculo do conhecimento, e, portanto, não podiam os sábios imaginar que a Terra, no princípio de sua evolução, tivesse um anel, para chegarmos por aí à clara explicação do fenômeno do diluvio.
     
     
    Pretendo encomendar os 2 primeiros volumes.
    É genial a obra. Pena que não mantiveram a ortografia original e traduzem as expressões latinas que ele usava.
    Mas, claro, editorialmente seria inviável fazer assim.

  307. Vinicius Diz:

    quer dizer que o anel transformou-se em chuva e inundou toda a Terra?
     
    Acho engraçado o jeito que Dr.Bezerra cutuca os sábios, desdenhando deles e que as explicações para as coisas são “bem simples” quando os espiritos ditam:
     
    “não podiam os sábios imaginar que a Terra, no princípio de sua evolução, tivesse um anel, para chegarmos POR AÍ À CLARA EXPLICAÇÃO DO FENÔMENO DO DILUVIO.”

  308. Vinicius Diz:

    E Kardec dá outra explicação sobre o diluvio, contradizendo o tal espirito do Bezerra :!: (como quase sempre).

    “Embora esse dilúvio se tenha estendido por uma superfície muito grande, é atualmente ponto averiguado que ele FOI APENAS LOCAL? que NÃO PODE TER SIDO CAUSADO PELA CHUVA, pois, por muito copiosa que esta fosse e ainda que se prolongasse por quarenta dias, o cálculo prova que a quantidade d’água caída das nuvens não podia bastar para cobrir toda a terra , até acima das mais altas montanhas.”
     
    Uma curiosidade que sempre tive: por quê não há dilúvios parecidos se repetindo ao longo do tempo?

  309. Gorducho Diz:

    Dr. Bezerra não conhecia muita coisa sobre a produção do Kardec. E tempo teve porque é 30 anos depois do Kardec ter morrido…
    Sabe-se lá o que de fato ele leu, e se sabia francês – apesar de que era a língua estrangeira que davam na escola.
    Quando aparece o venusiano dele ele não sabia acerca do Georges. Um leitor do jornal reclama e aí ele contra ataca com o sarcasmo de que Paris mereceria mais credibilidade. Mas sarcasmo, claro porque depois eles evocam o Giordano Bruno que, claro, concorda com o venusiano carioca.
     
    Quanto a apologia ao irracionalismo anti-ciência: é claro. Os espíritas não podem ter outro tipo de atitude.
    CX sempre atacava quando dava. Lembre no causo da rebelião contra a fome como ele coloca os técnicos que se baseiam em fatos como vilões.

  310. Marciano Diz:

    ===============================================================
    Uma curiosidade que sempre tive: por quê não há dilúvios parecidos se repetindo ao longo do tempo?
    ===============================================================
     
    O próprio Rivail explica, no texto transcrito em seu comentário:
    … “NÃO PODE TER SIDO CAUSADO PELA CHUVA, pois, por muito copiosa que esta fosse e ainda que se prolongasse por quarenta dias, o cálculo prova que a quantidade d’água caída das nuvens não podia bastar para cobrir toda a terra , até acima das mais altas montanhas.”
     
    Se houvesse água nas nuvens suficiente para tanta precipitação, ao ponto de cobrir toda a superfície terrestre, aí incluídas as mais altas montanhas, essa água nunca se precipitaria, a pressão atmosférica não permitiria a vida na Terra, isto aqui seria um inferno pior do que Vênus.
     
    E se, ad argumentandum tantum, houvesse água suficiente para cobrir as mais altas montanhas, ela nunca evaporaria ao ponto de formar nuvens magicamente densas e flutuantes que permitissem que os continentes aflorassem. Sem contar que bloqueariam a luz solar, inviabilizando a vida na Terra.
     
    Até o Rivail sabia disso.
    With all due respect, Dr. Bezerra é uma besta. Ou melhor, supunha que só bestas leriam suas especulações, portanto, não se preocupava com ciência, só com retórica, como fazem algumas pessoas.
     
    Apesar de ser grato ao inexistente Bezerra espiritual (o de carne e osso todos sabem que existiu de fato, apesar das historinhas mirabolantes a seu respeito), por ter salvo minha vida, não posso deixá-lo mentir descaradamente e ficar impassível.

  311. Marciano Diz:

    Outra coisa: não se pode repetir o que nunca aconteceu.
    Nunca aconteceu dilúvio, nunca aconteceu torre de babel, nunca aconteceu firmamento, nunca aconteceu homem de barro, nunca aconteceu mulher transformada em estátua de sal.
    Assim como nunca aconteceu um bebê ter a cabeça explodida só porque uma mulher olhou para ele, depois tendo sido transplantada a cabeça de um elefante, nunca houve um anjo moroni que deu placas que ouro a Smith, nunca houve um cachorro chamado cérbero…

  312. Marciano Diz:

    Mitologia é mitologia, vida real é vida real.
    Mitologia, quando atual, serve para dar poder e dinheiro às pessoas.
    Depois de sua época, serve para nos divertirmos (e deveria servir de alerta para reconhecermos outras mitologias atuais).

  313. Marciano Diz:

    Não há nada errado em contar histórias fantásticas nem em se fazer truques de mágica; o errado é dizer que as histórias fantásticas são ou foram reais e que os truques de mágica também o são, com o propósito de iludir pessoas ingênuas e exercer poder sobre elas, principalmente tirando-lhes seu dinheiro e sua liberdade.

  314. Marciano Diz:

    Não vou corrigir as sacanagens do poltergeist por falta de tempo.
    Também pelo fato de que aqui ninguém é retardado e todos entendem tudo, apesar dos erros.
    Enquanto estiver vivo, sempre posso voltar.
    A qualquer momento, em edição extraordinária.

  315. Marciano Diz:

    ͡Q͡͡u͡͡e͡͡r͡͡i͡͡d͡͡o͡͡s͡͡ ͡͡i͡͡r͡͡m͡͡ã͡͡o͡͡s͡͡,͡͡ ͡͡a͡͡ ͡͡v͡͡i͡͡d͡͡a͡͡ ͡͡é͡͡ ͡͡t͡͡ã͡͡o͡͡ ͡͡b͡͡e͡͡l͡͡a͡͡.͡͡ ͡͡F͡͡a͡͡ç͡͡a͡͡m͡͡o͡͡s͡͡ ͡͡o͡͡ ͡͡m͡͡e͡͡l͡͡h͡͡o͡͡r͡͡ ͡͡q͡͡u͡͡e͡͡ ͡͡p͡͡u͡͡d͡͡e͡͡r͡͡m͡͡o͡͡s͡͡,͡͡ ͡͡p͡͡e͡͡r͡͡m͡͡i͡͡t͡͡a͡͡ ͡͡q͡͡u͡͡e͡͡ ͡͡s͡͡e͡͡u͡͡ ͡͡f͡͡i͡͡l͡͡h͡͡o͡͡
    ͡͡t͡͡e͡͡n͡͡h͡͡a͡͡ ͡͡o͡͡ ͡͡m͡͡e͡͡l͡͡h͡͡o͡͡r͡͡.͡͡ ͡͡D͡͡ê͡͡ ͡͡a͡͡ ͡͡e͡͡l͡͡e͡͡ ͡͡o͡͡p͡͡o͡͡r͡͡t͡͡u͡͡n͡͡i͡͡d͡͡a͡͡d͡͡e͡͡ ͡͡d͡͡e͡͡ ͡͡c͡͡o͡͡n͡͡h͡͡e͡͡c͡͡e͡͡r͡͡ ͡͡o͡͡ ͡͡E͡͡v͡͡a͡͡n͡͡g͡͡e͡͡l͡͡h͡͡o͡͡.͡͡ ͡͡L͡͡e͡͡v͡͡e͡͡-͡͡o͡͡ ͡͡p͡͡a͡͡r͡͡a͡͡ ͡͡c͡͡o͡͡n͡͡h͡͡e͡͡c͡͡e͡͡r͡͡ ͡͡o͡͡
    ͡͡E͡͡s͡͡p͡͡i͡͡r͡͡i͡͡t͡͡i͡͡s͡͡m͡͡o͡͡,͡͡ ͡͡o͡͡n͡͡d͡͡e͡͡ ͡͡o͡͡s͡͡ ͡͡e͡͡s͡͡t͡͡u͡͡d͡͡o͡͡s͡͡ ͡͡s͡͡e͡͡ ͡͡f͡͡a͡͡r͡͡ã͡͡o͡͡ ͡͡p͡͡r͡͡e͡͡s͡͡e͡͡n͡͡t͡͡e͡͡s͡͡ ͡͡e͡͡ ͡͡a͡͡t͡͡r͡͡a͡͡v͡͡é͡͡s͡͡ ͡͡d͡͡e͡͡s͡͡t͡͡e͡͡s͡͡ ͡͡e͡͡n͡͡s͡͡i͡͡n͡͡a͡͡m͡͡e͡͡n͡͡t͡͡o͡͡s͡͡ ͡͡e͡͡l͡͡e͡͡
    ͡͡a͡͡t͡͡r͡͡a͡͡v͡͡e͡͡s͡͡s͡͡a͡͡r͡͡á͡͡ ͡͡t͡͡o͡͡d͡͡a͡͡ ͡͡u͡͡m͡͡a͡͡ ͡͡e͡͡x͡͡i͡͡s͡͡t͡͡ê͡͡n͡͡c͡͡i͡͡a͡͡ ͡͡c͡͡o͡͡m͡͡ ͡͡m͡͡a͡͡i͡͡s͡͡ ͡͡c͡͡o͡͡n͡͡h͡͡e͡͡c͡͡i͡͡m͡͡e͡͡n͡͡t͡͡o͡͡ ͡͡e͡͡ ͡͡a͡͡m͡͡o͡͡r͡͡.͡͡
    ͡͡Q͡͡u͡͡e͡͡r͡͡i͡͡d͡͡o͡͡s͡͡ ͡͡i͡͡r͡͡m͡͡ã͡͡o͡͡s͡͡,͡͡ ͡͡d͡͡ê͡͡ ͡͡a͡͡ ͡͡o͡͡p͡͡o͡͡r͡͡t͡͡u͡͡n͡͡i͡͡d͡͡a͡͡d͡͡e͡͡ ͡͡a͡͡ ͡͡s͡͡e͡͡u͡͡ ͡͡f͡͡i͡͡l͡͡h͡͡o͡͡ ͡͡p͡͡a͡͡r͡͡a͡͡ ͡͡q͡͡u͡͡e͡͡ ͡͡e͡͡l͡͡e͡͡ ͡͡p͡͡o͡͡s͡͡s͡͡a͡͡ ͡͡b͡͡e͡͡i͡͡j͡͡a͡͡r͡͡ ͡͡o͡͡ ͡͡p͡͡a͡͡v͡͡i͡͡l͡͡h͡͡ã͡͡o͡͡ ͡͡e͡͡t͡͡e͡͡r͡͡n͡͡o͡͡,͡͡
    ͡͡o͡͡n͡͡d͡͡e͡͡ ͡͡e͡͡s͡͡t͡͡á͡͡ ͡͡e͡͡s͡͡c͡͡r͡͡i͡͡t͡͡o͡͡-͡͡D͡͡e͡͡u͡͡s͡͡,͡͡ ͡͡C͡͡r͡͡i͡͡s͡͡t͡͡o͡͡ ͡͡e͡͡ ͡͡C͡͡a͡͡r͡͡i͡͡d͡͡a͡͡d͡͡e͡͡.͡͡ ͡͡E͡͡ ͡͡d͡͡e͡͡s͡͡t͡͡a͡͡ ͡͡f͡͡o͡͡r͡͡m͡͡a͡͡,͡͡ ͡͡a͡͡ ͡͡s͡͡u͡͡a͡͡ ͡͡s͡͡e͡͡n͡͡s͡͡i͡͡b͡͡i͡͡l͡͡i͡͡d͡͡a͡͡d͡͡e͡͡ ͡͡p͡͡o͡͡d͡͡e͡͡r͡͡á͡͡ ͡͡s͡͡e͡͡n͡͡t͡͡i͡͡r͡͡
    ͡͡t͡͡o͡͡d͡͡a͡͡s͡͡ ͡͡a͡͡s͡͡ ͡͡v͡͡i͡͡b͡͡r͡͡a͡͡ç͡͡õ͡͡e͡͡s͡͡ ͡͡d͡͡e͡͡ ͡͡u͡͡m͡͡ ͡͡m͡͡a͡͡n͡͡t͡͡o͡͡ ͡͡d͡͡e͡͡ ͡͡l͡͡u͡͡z͡͡ ͡͡d͡͡e͡͡s͡͡c͡͡e͡͡n͡͡d͡͡o͡͡ ͡͡s͡͡o͡͡b͡͡r͡͡e͡͡ ͡͡e͡͡l͡͡e͡͡,͡͡ ͡͡o͡͡ ͡͡a͡͡b͡͡e͡͡n͡͡ç͡͡o͡͡a͡͡n͡͡d͡͡o͡͡,͡͡ ͡͡f͡͡a͡͡z͡͡e͡͡n͡͡d͡͡o͡͡-͡͡o͡͡
    ͡͡m͡͡e͡͡r͡͡g͡͡u͡͡l͡͡h͡͡a͡͡r͡͡ ͡͡n͡͡u͡͡m͡͡ ͡͡u͡͡n͡͡i͡͡v͡͡e͡͡r͡͡s͡͡o͡͡ ͡͡t͡͡o͡͡d͡͡o͡͡ ͡͡a͡͡m͡͡o͡͡r͡͡o͡͡s͡͡o͡͡ ͡͡q͡͡u͡͡e͡͡ ͡͡p͡͡e͡͡r͡͡t͡͡e͡͡n͡͡c͡͡e͡͡ ͡͡a͡͡o͡͡ ͡͡S͡͡e͡͡n͡͡h͡͡o͡͡r͡͡ ͡͡d͡͡e͡͡ ͡͡t͡͡o͡͡d͡͡a͡͡ ͡͡v͡͡i͡͡d͡͡a͡͡,͡͡ ͡͡c͡͡h͡͡a͡͡m͡͡a͡͡d͡͡o͡͡ ͡͡D͡͡e͡͡u͡͡s͡͡.͡͡
    ͡͡Q͡͡u͡͡e͡͡ ͡͡j͡͡e͡͡s͡͡u͡͡s͡͡ ͡͡n͡͡o͡͡s͡͡ ͡͡a͡͡b͡͡e͡͡n͡͡ç͡͡o͡͡e͡͡ ͡͡a͡͡ ͡͡t͡͡o͡͡d͡͡o͡͡s͡.͡

  316. Marciano Diz:

    Mensagem recebida do Dr. Bezerra, pelo médium Marciano,
    às 19 horas e 17 minutos do dia 09 de maio de 2017.

  317. Marciano Diz:

    █▄░▄█ ▄▀▄ █▀▀▄ ▄▀ ▀ ▄▀▄ █▄░█ ▄▀▄
    █░█░█ █▀█ █▐█▀ █░ █ █▀█ █░▀█ █░█
    ▀░░░▀ ▀░▀ ▀░▀▀ ░▀ ▀ ▀░▀ ▀░░▀ ░▀░ está chamando…
    Onde estão vocês?
    https://www.youtube.com/watch?v=YnartpiYklo

  318. Marciano Diz:

    🅾🅽🅳🅴 🅴🆂🆃ã🅾 🆅🅾🅲ê🆂, 🅸🅽🅵🅸é🅸🆂?
    🅵🅾🆁🅰🅼 🅿🅰🆁🅰 🅾 🅲🅻🆄🅱🅴 🅲é🆃🅸🅲🅾?

  319. Marciano Diz:

    🅿🅾🆁 🅼🅰🅸🆂 🅿🅰🅻🅷🅰🅲🅰🅳🅰 🆀🆄🅴 🅴🆄 🅵🅰🅲🅰, 🅽🅰🅾 🅲🅾🅽🆂🅸🅶🅾 🅰🆃🆁🅰🅸🆁 🅽🅸🅽🅶🆄🅴🅼. 🆅🅾🆄 🅿🅴🅳🅸🆁 🅰🅹🆄🅳🅰 🅰🅾🆂 🅼🅾🆁🆃🅾🆂.

  320. Marciano Diz:

    ─────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────
    ─████████████───██████████████─██████████████─██████████─██████████████─██████████████─██████████████─██████─
    ─██░░░░░░░░████─██░░░░░░░░░░██─██░░░░░░░░░░██─██░░░░░░██─██░░░░░░░░░░██─██░░░░░░░░░░██─██░░░░░░░░░░██─██░░██─
    ─██░░████░░░░██─██░░██████████─██░░██████████─████░░████─██░░██████████─██████░░██████─██░░██████░░██─██░░██─
    ─██░░██──██░░██─██░░██─────────██░░██───────────██░░██───██░░██─────────────██░░██─────██░░██──██░░██─██░░██─
    ─██░░██──██░░██─██░░██████████─██░░██████████───██░░██───██░░██████████─────██░░██─────██░░██──██░░██─██░░██─
    ─██░░██──██░░██─██░░░░░░░░░░██─██░░░░░░░░░░██───██░░██───██░░░░░░░░░░██─────██░░██─────██░░██──██░░██─██░░██─
    ─██░░██──██░░██─██░░██████████─██████████░░██───██░░██───██████████░░██─────██░░██─────██░░██──██░░██─██████─
    ─██░░██──██░░██─██░░██─────────────────██░░██───██░░██───────────██░░██─────██░░██─────██░░██──██░░██────────
    ─██░░████░░░░██─██░░██████████─██████████░░██─████░░████─██████████░░██─────██░░██─────██░░██████░░██─██████─
    ─██░░░░░░░░████─██░░░░░░░░░░██─██░░░░░░░░░░██─██░░░░░░██─██░░░░░░░░░░██─────██░░██─────██░░░░░░░░░░██─██░░██─
    ─████████████───██████████████─██████████████─██████████─██████████████─────██████─────██████████████─██████─
    ─────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────

  321. Marciano Diz:

    Estou recebendo várias psicografias, mas os espíritos disseram que vão parar, porque 🌛á  ⛎〽️  🌴🌱🅰🅱🅰👢♓⚽  🎗🎵⚽🌱〽️🎗  🎗💲🌜🌱🎗✅🎗🌱  🅰💲💲🎐〽️

  322. Marciano Diz:

    尺乇c乇乃ノ uᄊム ᄊ乇刀丂ムg乇ᄊ 乇ᄊ co尺乇ム刀o, 乇刀d乇尺乇çムdム ムo go尺ducんo 乇 ムo coc, ᄊム丂 刀ão co刀丂乇guノ 乇丂c尺乇√乇尺 乇ᄊ co尺乇ム刀o, アo尺 ノ丂丂o, キノ乙 ム ᄊ乇レんo尺 ノᄊノイムção qu乇 アud乇.
     
     
     
    그 메시지는 이와 같습니다.

  323. Gorducho Diz:

    Será que não é a mensagem daquele desencarnado venusianês do Dr. Bezerra que andava aprendendo espirites pra não precisar do Newton de intéprete :?:
     
     
    By the way… espero que o Companheiro CoC tenha visto que baixaram a bola :!: Claro…
    Botaram um cara pró Kim Jong-un pra governar o sul..

  324. Vinicius Diz:

    Agora tem o “S.O.S. Dr.Bezerra”
    http://www.marciafernandes.com.br/site/dr-bezerra-de-menezes/3.html
     
    “Esta garrafinha de 500ml não pode ser substituida por um copo de 250ml para cada dia (2ª – 4ª – 6ª)???”
     

  325. MONTALVÃO Diz:

    /
    “Uma curiosidade que sempre tive: por quê não há dilúvios parecidos se repetindo ao longo do tempo?”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: a explicação científica, levando-se em conta que o diluvio veio para lavar a Terra da iniquidade, é que, de duas uma, ou Deus ficou satisfeito com o resultado, ou viu que não adianta afogar muitos, pois os remanescentes darão continuidade à vida torta.
    .
    Da próxima ele vai queimar tudo…

  326. Mauro Diz:

    anus, marciAnus!

  327. Vitor Diz:

    Mauro bloqueado até 1º de outubro (de 2017). Lamentável que tenha (re)entrado só para provocar.

  328. Marcos Arduin Diz:

    Balofo, é bem provável que o Bezerra de Menezes realmente não soubesse muito de Kardec e o motivo é óbvio: ele era rustenista roxo. Achava que Roustaing avançou até mais do que Kardec. E daí surgiu a FEB, que fez um passa moleque em outros grupos espíritas de forma a neutralizá-los e ficar só ela a dona do pedaço. Ela e o seu “espiritismo-cristão”, que não passa de uma mistura de dogmas católicos com algum postulado espírita.

  329. Marcos Arduin Diz:

    Pergunto aos tontos febeanos, caso ainda venerem o Bezerra de Menezes, se de fato acreditam nessa piada sobre a causa de algum Dilúvio? Tal anel NUNCA foi registrado por qualquer civilização. E por falar em civilização, a Civilização Egípcia é ANTERIOR ao ano 2348 AC e CONTINUOU após este ano, SEM QUALQUER SOLUÇÃO DE CONTINUIDADE. Como e por que essa civilização não foi afetada pelo Dilúvio que inundou a Terra inteira?

  330. Marcos Arduin Diz:

    Vinícius, o São Luís, assim como todos os outros espíritos que deram pitaco na elaboração do Livro dos Espíritos, seriam espíritos da classe Espíritos Bons. Nem Sábios ainda eram. Kardec, por presunção ou para vender seu peixe, achou que seriam Espíritos Superiores, mas pelo que se entende da Escala Espírita, não haveria motivos para espírito deste grau evolutivo darem as caras por aqui. Os da craveira comum podiam muito bem fazer o serviço.
    .
    E fizeram.

  331. Marcos Arduin Diz:

    Na verdade, De Morte, eu não engulo sapos, pois não me imponho entre os que administram o centro onde trabalho. Não é minha intenção batalhar por uma estrita “pureza doutrinária”, até porque o que se lê do Chico, não entra neste campo e sim de instruções morais gerais. O dia que tiver mais tempo e paciência, talvez eu faça uma compilação das pataquadas “espíritas” e as refute.
    .
    O que vou ganhar com isso é uma chiadeira de que “não estou sendo fraterno e crio divisões dentro do Espiritismo”.
    .
    Quanto ao Waldo, tal como aconteceu com a médium Otília Diogo, com a qual ele e o Chico fizeram uma baita duma lambança, acredito que seu interesse era financeiro. Ficar com o Chico era uma roubada, pois ele insistia no não recolhimento dos direitos autorais e aí chegou uma hora (1966), que o Waldo resolveu fundar sua própria seita. Do que soube dele, publicou um livro de terminologias para “explicar” o Espiritismo, esoterismo, misticismo e outros “ismos”. Agora que bateu com as dez, quero saber o que vai ser do grupelho que ele montou.

  332. MONTALVÃO Diz:

    /
    A parte política do espiritismo Arduin manja de montão: para ganhar um dez basta agora concluir que espíritos não comunicam (porque incapazes de comprovarem-se presentes) e, consequentemente, materializações inexistem.
    .
    Está em bom caminho…

  333. MONTALVÃO Diz:

    /
    Marcos Arduin Diz:
    .
    [...]não haveria motivos para espírito deste grau evolutivo darem as caras por aqui. Os da craveira comum podiam muito bem fazer o serviço.
    .
    E fizeram.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: quem merece aplausos nisso tudo é o gênio de Kardec: que elaborou um sistema religioso e pseudocientífico baseado unicamente em ilações vazias. Hoje Rivail certamente haveria compreendido que os espíritos comunicantes estão nas cabeças mediúnicas e são as próprias cabeças…

  334. Vitor Diz:

    Montalvão, será que dá para você parar de confundir “Testes da Percepção dos Espíritos do Mundo Físico” com “Testes da Existência de Espíritos Comunicantes no Mundo Físico”?

  335. Marciano Diz:

    ===============================================================
    Na verdade, De Morte, eu não engulo sapos, pois não me imponho entre os que administram o centro onde trabalho. Não é minha intenção batalhar por uma estrita “pureza doutrinária” …
    ===============================================================
     
    Eu sei, nós já conversamos sobre isso, embora você pareça não se lembrar.
     
    O que eu disse foi: O problema é que tem de engolir cada uma, por causa disso…
    Os seus irmãos de fé são, em sua esmagadora maioria, devotos fanáticos de são cx.

     
    Quer dizer, você ouve coisas que sabe não serem verdadeiras e não pode dizer nada.
    Até por causa da chiadeira que provocaria e da acusação (injusta) de que quer criar divisões.
    O espiritismo já está dividido há muitos anos.
    Como todas as religiões, que acabam criando várias seitas.
     
    O próprio Bezerra mudou o espiritismo. J. Baptiste já levou muita gente com ele, naquele tempo.
     
    Estou satisfeito pela sua volta.
    Fique mais tempo, desta vez.
     
     
    Vitor, para perceber espíritos é necessário que eles existam.
    Como parece que não foi provada a existência de espíritos quantum satis, acho que não se pode testar “Percepção dos Espíritos do Mundo Físico”.
     
    Se houvesse alguma comunicação que pudesse ser atribuída a seres que se encaixem na descrição dos espíritos (nem há consenso sobre qual seria sua natureza, caso existissem), seria um indício de que talvez existisse. Um primeiro passo, que nunca foi dado.
     
    Como diz o Arduin, até agora tem sido na base do ASQ.
    A conjunção condicional “se” estraga tudo.
     
    A existência ou inexistência de algo não pode depender da nossa vontade.

  336. Vitor Diz:

    Marciano,
    as comunicações de George Pelham através da médium Piper são comprovadoras (até onde é possível ser) da existência de espíritos. A sessão em que se manifestou a menina dos Sutton também é fantástica.
    .
    A sessão foi realizada a 8 de dezembro de 1893. Foi registrada por Hodgson, e os assistentes foram apresentados sob o pseudônimo de “Smith”. Um taquígrafo experiente tomou as notas. Deve ser entendido que, através de Phinuit, fala (e por vezes gesticula) a criança-comunicador; ela não “controla” por si mesma. As anotações entre parênteses são da sra. Sutton.
    .
    Phinuit disse “… Uma criancinha está chegando perto de você…” Ele estende as mãos, como que para uma criança, e diz, para reconfortá-la: “Venha cá, querida. Não tenha medo. Venha, querida, aqui está sua mãe.” Ele descreve a criança e seus “cachinhos adoráveis”. “Onde está papai? Quero papai.” (Ele – isto é, Phinuit – toma da mesa uma medalha de prata.) “Quero isto. Quero morder.” (Ela costumava mordê-la) (Estende a mão para uma enfiada de botões.) “Depressa! Quero pôr na minha boca.” (Os botões também. Morder os botões era proibido. Ele imitou exatamente seus modos infantis.) “… Quem é Dodo?” (Seu apelido para o irmão, George.) “… Quero que você chame Dodo. Diga a Dodo que estou contente. Não chorem por minha causa.” (Põe as mãos na garganta.) “A garganta não dói mais.” (Ela tinha sempre dores na garganta e na língua.) “Papai, fale comigo. Não pode me ver? Não estou morta, estou viva. Estou contente, com a vovó.” (Minha mãe estava morta havia muitos anos.) Phinuit diz: “Aqui estão mais duas. Uma, duas, três, aqui, – uma mais velha, outra mais jovem que Kakie.” (Correto)…
    .
    A língua desta estaria seca? Ela fica me mostrando a língua. (Sua língua estava paralisada, e ela sofreu muito com isto, até o fim.) Seu nome é Katherine. (Correto.) Ela chama a si mesma de Kakie. Ela morreu no ano passado. (Correto.) “Onde está meu cavalinho?” (Eu lhe dera um cavalinho.) “Cavalinho grande, não este aqui.” (Provavelmente refere-se a um cavalo e carroça de brinquedo de que gostava.) “Papai, quero ir no cavalo (cavalgar).” (Ela pedia por isto ao longo de toda sua doença)…
    .
    (Perguntei se ela lembrava qualquer coisa depois de ser trazida escada abaixo). “Eu estava tão quente, minha cabeça estava tão quente. (Correto)… Não chorem por mim, isso me deixa triste. Eleanor, quero Eleanor.” (Sua irmãzinha. Chamou muito por ela, no fim de sua doença.) “Quero meus botões. Row, row, – minha música, – cantem agora. Vou cantar com vocês. (Cantamos, e uma voz suave de criança cantou conosco):
    .
    Lightly row, lightly row,
    O’er the merry waves to go.
    Smoothly glide, smoothly glide,
    With the ebbing tide.

    [Remando de leve, remando de leve
    Sobre as alegres ondas vamos
    Deslizando suave, deslizando suave
    Com a maré vazante.]
    .
    (Phinuit pede-nos que nos calemos, e Kakie termina sozinha):
    .
    Let the Wind and waters be
    Mingled with our melody,
    Sing and float, sing and float,
    In our little boat.
    .
    [Que o vento e as águas
    Se misturem com a nossa melodia,
    Cantando e boiando, cantando e boiando,
    Em nosso barquinho.]
    .
    …Kakie canta: “Bye, bye, baby, bye,bye, O baby bye. Papai, cante essa comigo. (Papai e Kakie cantam. Estas duas eram as canções que ela costumava cantar.) Onde está Dinah? Quero Dinah. (Dinah era uma velha boneca de trapo preta, que não estava conosco). Quero Bagie. (Apelido que dava à sua irmã Margaret.) Quero Bagie para me trazer Dinah… Diga a Dodo, quando o encontrar, que gosto dele. Querido Dodo. Costumava marchar comigo, e me carregava (Correto).”

  337. Phelippe Diz:

    Quem é Mauro? O Arduin voltou, legal, sempre faz comentários esclarecedores.
    Vejo que os comentários só aumentam, isso é bom. É como eu digo, espiritismo nacional é o que nos interessa.
    Essa do Bezerra que apareceu para o caminhoneiro foi perfeita. Qualquer semelhança com a aparição de santos é mera coincidência.
    A do dilúvio, então, não canso de ler. Só no século XIX mesmo.
    Se bem que o Leadbeater (acho que essa é a grafia) também se dizia clarividente e o mesmo viu uma civilização avançada em Marte.

  338. MONTALVÃO Diz:

    /
    Vitor Diz:
    .
    Montalvão, será que dá para você parar de confundir “Testes da Percepção dos Espíritos do Mundo Físico” com “Testes da Existência de Espíritos Comunicantes no Mundo Físico”?
    /.
    CONSIDERAÇÃO: quem propõe “Testes da Percepção dos Espíritos do Mundo Físico” certamente já realizou com sucesso e com replicações suficientes os “Testes da Existência de Espíritos Comunicantes no Mundo Físico”.
    .
    Visto minha prefunda inguinorança desconhecer comprovações da existência, continuo clamando por elas até que surjam ou os mediunistas reconheçam que não existem, o que primeiro ocorrer…

  339. MONTALVÃO Diz:

    /
    Vitor Diz:
    .
    Marciano,
    as comunicações de George Pelham através da médium Piper são comprovadoras (até onde é possível ser) da existência de espíritos. A sessão em que se manifestou a menina dos Sutton também é fantástica.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: faltou acrescentar: Infelizmente, Marciano (e toda galera interessada), só posso dar fantásticas “provas” velhas, inconfirmáveis, sepultadas num passado não reencarnável, que, consequentemente, não podem ser revistas. Contemporaneamente nada posso apresentar, mas garanto que as antigas eram boas, tenho certeza e minha certeza é minha salvação…

  340. Vitor Diz:

    MONTALVÃO DISSE: “Contemporaneamente nada posso apresentar, mas garanto que as antigas eram boas, tenho certeza e minha certeza é minha salvação…”
    .
    Contemporaneamente o médium da pesquisa de Emily Kelly, que teve 6 das 6 leituras escolhidas corretamente, também ofereceu provas da comunicabilidade dos espíritos.

  341. MONTALVÃO Diz:

    /
    As admiráveis revelações de Piper (junto com dramáticas falhanças, não esqueçamos) sem a devida verificação se provinham de desencarnados nada ajuda na elucidação do mistério. Os que a investigavam (nem todos) assumiam que só podia ser espírito em comunicação e esqueciam que não é assim que se faz: precisa testar para confirmar. Visto não terem havido experimentos nessa linha (de conferir espíritos presentes) Piper vai continuar a ser uma coisa esquisita pela eternidade afora…
    .
    Saravá…

  342. Gorducho Diz:

    ==============================================================
    O que vou ganhar com isso é uma chiadeira de que “não estou sendo fraterno e crio divisões dentro do Espiritismo”
    ==============================================================
    Puxa! 2ª grande alegria que o Professor me proporciona em pouco mais d’uma semana :!:
    Nem sei o que dizer…

  343. MONTALVÃO Diz:

    /
    Vitor Diz:
    MAIO 10TH, 2017 ÀS 6:52 PM
    MONTALVÃO DISSE: “Contemporaneamente nada posso apresentar, mas garanto que as antigas eram boas, tenho certeza e minha certeza é minha salvação…”
    .
    VISONI: Contemporaneamente o médium da pesquisa de Emily Kelly, que teve 6 das 6 leituras escolhidas corretamente, também ofereceu provas da comunicabilidade dos espíritos.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: ah é? Então o médium da Kelly, que sumiu-se, era tudo o que faltava para a comprovação atual? Bastou Kelly experimentá-lo, e ninguém mais, e tudo se esclareceu? Podemos, pois, dormir sossegados, pois os mortos comunicam?
    .
    Querias me fazer rir? Conseguiu…

  344. Gorducho Diz:

    Mas Srª (Drª ? ) Kelly não tinha se aposentado :?:

  345. Gorducho Diz:

    E, sim, o médium sumido :?:
    Porque senão a gente testa esse(a). Dá um pouquinho de trabalho a gente conseguir o visto pra pesquisa, pré-cadastrar a biometria e tudo, mas acho que vale a pena.
    Que diz :?:

  346. Vitor Diz:

    MONTALVÃO DISSE: “ah é? Então o médium da Kelly, que sumiu-se, era tudo o que faltava para a comprovação atual? Bastou Kelly experimentá-lo, e ninguém mais, e tudo se esclareceu? Podemos, pois, dormir sossegados, pois os mortos comunicam?”
    .
    Considerando que isso demonstra que os médiuns continuam a passar em situações controladas, pode-se dizer que há provas e replicações mais do que suficientes (de 1892 para cá) para se considerar a mediunidade mental como um fenômeno paranormal legítimo.

  347. Vitor Diz:

    Gorducho,
    digo que você está livre para escrever a Kelly e perguntar sobre o médium oferecendo-se para pesquisá-lo. Torço que tenha boa sorte na tentativa e espero que publique os resultados.

  348. Marciano Diz:

    Considerando que isso demonstra que os médiuns continuam a passar em situações controladas, pode-se dizer que há provas e replicações mais do que suficientes (de 1892 para cá) para se considerar a mediunidade mental como um fenômeno paranormal legítimo.
    Um período perfeito.
    Agora se tirarmos um único adjetivo, e um verbo, no caso, “considerando” e “paranormal”, fica tudo diferente, perde completamente o sentido.
    Vejamos:
    Isso demonstra que os médiuns continuam a passar em situações controladas, pode-se dizer que há provas e replicações mais do que suficientes (de 1892 para cá) para se considerar a mediunidade mental como um fenômeno legítimo.
    Quanta diferença fazem o “considerando” e o “paranormal”…

  349. Gorducho Diz:

    Preambularmente por que S/Pessoa usando o nome institucional do Sítio não pergunta quem é?
    Só quem é como 1° passo…

  350. Vitor Diz:

    Eu creio que esse tipo de informação só seria dada a um investigador que realmente fosse publicar a pesquisa em veículos científicos.

  351. Gorducho Diz:

    Que secreto…
    O estudo científico da CIA tem autoria secreta…
    Quando pela 1ª vez em quase 100 anos aparece um(a ?) médium, a identidade é secreta…

  352. Marciano Diz:

    Eu também tenho um estudo sobre veículo movido a dispositivo anti-gravitacional, mas não posso falar dele, pois o projeto é secreto, por enquanto.

  353. Marciano Diz:

    The project was ended in 1995, when its existence stopped being secret. The CIA concluded that it didn’t ever prove useful and that events that seemed to suggest the information was true had actually been doctored.
    Source: http://www.independent.co.uk/life-style/gadgets-and-tech/news/project-star-gate-cia-central-intelligence-agency-a7534191.html

  354. Marciano Diz:

    Quem sabe, como já aconteceu antes, DEPOIS de revelar-se inútil dispêndio de dinheiro público eles resolvem publicar?

  355. Marciano Diz:

    Bem que a CIA poderia ter utilizado os conhecimentos de paranormalidade para evitar ataques terroristas, como o 9/11, por exemplo.

  356. Marciano Diz:

    Pô, que sacanagem!
    Entregaram meu projeto secreto de dispositivo anti-gravidade!
    http://www.drboylan.com/xplanes2.html

  357. Marciano Diz:

    Richard Boylan, Ph.D. is an internationally-noted researcher of UFOs and Star Visitors and of transformed human Star Kids and Star Seed adults. He is a Ph.D. behavioral scientist, star-cultures anthropologist, emeritus university Associate Professor of Psychology, Registered Social Worker, and Certified Clinical Hypnotherapist.
    Não é pouca coisa, não.

  358. Marciano Diz:

    Quer aprender sobre anti-gravidade com ele, GORDUCHO :?:
    Richard Boylan, Ph.D., LLC
    [email protected]
    http://www.drboylan.com

  359. Marciano Diz:

    Eu não contaria pra vocês, nem pra ninguém, mas agora que foi revelado, eis como funciona:
    http://1.bp.blogspot.com/-3Gi2t4Si_DI/Tgximhx6K2I/AAAAAAAABUA/OZ7cQAF1Z0o/s400/12-04e-04.gif

  360. Marciano Diz:

    http://2.bp.blogspot.com/-d3d3IrCDofE/T764L_9oGGI/AAAAAAAAAL4/X-H7EQbayC8/s640/flying-Saucer-ufo-blueprints.jpg

  361. Marciano Diz:

    Era segredo.
    Não é mais:
    http://www.metatech.org/wp/ufos/secret-government-anti-gravity-fleet/

  362. Marciano Diz:

    Doctor Richard Boylan, and numerous others have already let the cat out of the bag when it comes to anti-gravity space flight, so why do Boeing and Lockheed, two of America’s largest military industrial contractors, and the recipient of trillions in tax payer ‘black budget’ dollars still hide that they are operating at least 12 anti-gravity aerospace platforms?

    It seems that Boeing hides this advanced aerospace technology because it would prove what many free energy enthusiasts have said about Nikola Tesla – that he discovered anti-gravity, and learned how to utilize it as an abundant, if not free, energy source. Objects can even be levitated easily with anti-gravity, and its numerous applications are just beginning to be understood by the public at large.
    http://www.wakingtimes.com/2016/08/15/teslas-anti-gravity-research-in-use-in-dozens-of-secretive-military-projects/

  363. Marciano Diz:

    GORDUCHO, eu sou fraquinho em física. Explique-me, por favor.
    Como o dispositivo anti-gravidade flutua, mas permanece ligado à Terra, acompanhando-a em todos os movimentos, se a gravidade foi desligada?
    Ele deveria sair numa espiral ultra veloz, doidão, sem rumo, mas de alguma forma, ainda parece atrelado à gravidade não só da Terra, mas do Sol e demais massas próximas.
    A burrice é minha mesmo ou do PH.D.?

  364. Marciano Diz:

    Se a Terra movimenta-se em torno do Sol a cerca de 110.000 km/h, o que deveria acontecer quando o dispositivo fosse ligado?
    O que foi que não consegui entender?

  365. Marciano Diz:

    Será que eles usam o mesmo mecanismo usado para manter NL orbitando SOBRE o RJ?

  366. Marciano Diz:

    Por falar em NL, cx morreu hoje de novo:
    http://g1.globo.com/pop-arte/noticia/nelson-xavier-morre-em-uberlandia.ghtml

  367. Marciano Diz:

    ‘Senti a presença dele ao meu lado’, diz ator que interpreta Chico Xavier
    Após atuar em 50 filmes, Nelson Xavier diz que médium é seu maior papel.
    Filme estreia nesta sexta-feira (2), data do centenário do líder espírita.
    http://g1.globo.com/Noticias/Cinema/0,,MUL1553223-7086,00-SENTI+A+PRESENCA+DELE+AO+MEU+LADO+DIZ+ATOR+QUE+INTERPRETA+CHICO+XAVIER.html
    Será que cx está perto dele de novo, agora?

  368. Marciano Diz:

    Ateu, ex-comunista, orgulhoso de ter interpretado o cangaceiro Lampião em performance histórica na televisão, o ator Nelson Xavier acreditava que após cinco décadas de carreira nenhum personagem voltaria a lhe impressionar. A convicção não resistiu ao início das filmagens de “Chico Xavier”, cinebiografia sobre o médium mineiro dirigida por Daniel Filho, em cartaz nos cinemas nesta sexta (2).

    “Finalmente fiz o meu maior papel. Fui invadido por uma onda de amor tão forte, tão intensa, que levava às lágrimas”, conta o ator, que no longa vive o líder espírita dos 59 aos 65 anos. “Nenhum dos personagens que fiz mudou minha vida. O Chico fez uma revolução”.

    No entanto, Nelson deixa claro que não se converteu à doutrina espírita. E que, sim, aos 68 anos segue ateu. “Mudei no sentido de achar que a gente morre e desaparece numa totalidade. Hoje acredito que a gente permanece com uma identidade e pode até se comunicar”.

    É por essas e outras que não gosto de ser chamado de ateu.

  369. Marciano Diz:

    Nelson Xavier era ateu, eu sou alobisomista.
    Acredito no sobrenatural tanto quanto acredito em lobisomens.
    QUALQUER tipo de sobrenatural.

  370. Marciano Diz:

    No sentido de “doutrina que identifica, na matéria e em seu movimento, a realidade fundamental do universo, com a capacidade de explicação para todos os fenômenos naturais, sociais e mentais”, de “tendência, atitude ou doutrina que admite, ou que a matéria, concebida segundo o desenvolvimento paralelo das ciências, ou que as chamadas condições concretas materiais, são suficientes para explicar todos os fenômenos que se apresentem à investigação, inclusive os fenômenos mentais, sociais ou históricos. O materialismo se afirma sobretudo ante o problema da origem do mundo (que dispensa a criação divina e se explica em termos evolutivos), o problema ético (dele resultando moral hedonística), o problema psicológico (orientando a pesquisa no sentido de estabelecer as relações diretas entre os fenômenos psíquicos e as reações do organismo aos estímulos ambientais), e o problema do conhecimento (em que afirma a adequação da razão ao conhecimento do mundo, adequação que se evidencia pelo incessante progresso do conhecimento científico)”, podem me chamar de materialista.
    Até mais apropriado é mecanicista, no sentido de “doutrina que explica os fenômenos da natureza reduzindo-os a processos mecânicos, i. e., a processos que se explicam pelas leis do movimento dos corpos no espaço e por mudanças puramente quantitativas.”

  371. Marciano Diz:

    Apesar disto, tento, em vão, seguir todas as religiões que a mente humana já concebeu.
    Atualmente, sou mórmon hassídico tibetano sunita.

  372. Borges Diz:

    Vitor Diz:
    MAIO 10TH, 2017 ÀS 5:31 PM
    Marciano,
    as comunicações de George Pelham através da médium Piper são comprovadoras (até onde é possível ser) da existência de espíritos. A sessão em que se manifestou a menina dos Sutton também é fantástica.
    .
    Oi Vitor:
    Já é do nosso conhecimento a simpatia que você nutre pela ideia que coloca o “controle” como uma construção mental do médium; sendo assim, cabe indagar, se a veracidade das informações intermediadas por Phinuit não fica comprometida.
    Um abraço

  373. Marciano Diz:

    http://obraspsicografadas.org/2014/o-misterioso-dr-phinuit-2009-por-michael-e-tymn/
     
    Controls.
    Frederic Myers like all of Piper’s controls failed to prove his identity.
     
    As with other mediums of the era, Piper claimed the use of spirit guides or “controls” in trance. In some of Piper’s early sittings her control, supposedly Walter Scott, made absurd statements about the planets. He claimed beautiful creatures live inside Venus and the Sun is populated by “dreadful looking creatures” which he described as monkeys that live in caves made out of sand and mud.
     
    Among her controls was a personality referred to as G.P., who claimed to be George Pellew (1859–1892), a writer who had died in New York City and a friend of Richard Hodgson. In 1888 Pellew had attended a séance sitting with Piper. After he had died Hodgson claimed that Pellew communicated through Piper, however the family members and friends of George denied this. Andrew Lang wrote that when alive George Pellew was a scholar and metaphysician but the Pellew control of Piper had forgotten his Greek and philosophy and when asked for proof of his identity was incoherent or wholly mistaken. A cousin declared that the impersonation was “beneath contempt” and his brother said the communications ascribed to George were “utter drivel and inanity”.
     
    Another control was called “Phinuit” who was purportedly a French doctor. Phinuit’s French was limited to salutations like “Bonjour” and “Au revoir” and HAD LITTLE APPARENT KNOWLEDGE BOTH OF THE FRENCH LANGUAGE AND MEDICINE. ACCORDING TO SOME ACCOUNTS, MEDICAL PEOPLE WERE SURPRISED PHINUIT DID NOT KNOW THE FRENCH OR LATIN NAMES FOR THE MANY REMEDIES PIPER ADVISED FOR HER SITTERS, and Phinuit’s historical existence could not be verified by SPR investigations. Psychical researchers were not impressed by the control and William James described the Phinuit communications as “tiresome twaddle”. Among other spirit guides who supposedly were assuming control of Piper were a young Indian girl named Chlorine, Martin Luther, Commodore Cornelius Vanderbilt, Henry Longfellow, Abraham Lincoln, and George Washington.
     
    On the subject of Piper and her controls Tony Cornell wrote “DR. PHINUIT, MRS. PIPER’S ORIGINAL CONTROL, WAS NEVER ABLE TO PROVIDE ANY REAL EVIDENCE OF HIS IDENTITY. Her later control “Imperator” did nothing but waffle and the control “Julius Caesar” and some others also ought to be regarded as no more than the personification of the nonsense at which they were so adept.”
     
    Fonte: Wikipédia.

  374. Marciano Diz:

    Lembra a história do EmmÂnuel, que não sabia latim e traduzia versos inexistentes, que rimavam e tinham métrica em português, mas não as poderiam ter no original que ninguém jamais viu.
     
    Também lembra o Dr. Fritz, que falava português com sotaque alemão fake e não sabia nada nem de alemão nem de medicina.
     

    Quando estava no auge, o médium Rubens de Faria Júnior costumava contar que seus dias na terra seriam curtos, previsão do Dr. Fritz, o espírito que alega incorporar. Quase 18 anos depois, Rubens – aos 60 anos – continua vivo. Mas passou por maus bocados: parecia a Maldição de Fritz, destino que recairia em quem manifestasse o espírito do médico alemão. Foi acusado de curandeirismo, enriquecimento ilícito e sonegação fiscal, em meio a um inferno astral que incluiu uma separação estampada em jornais e revistas, com detalhes picantes, fechamento de seu Galpão de Curas e até boatos de que teria tentado o suicídio.
    Rubens é outro homem. Apresenta-se agora como neuropsicólogo. Diz ter feito faculdade em Boston, nos Estados Unidos, sem dar detalhes de como se formou. Atualmente, finaliza um livro com a sua versão sobre o que acontecia no Galpão de Curas. Nesta entrevista, entre patos e gansos, no Parque Guinle, em Laranjeiras, garante: “O Dr. Fritz voltou”.

    Na atualidade, Rubens afirma passar a maior parte do tempo no exterior. Estuda e faz palestras. No Brasil, realizava, até meados do ano passado, atendimento esporádico em um centro espiritualista, em Jacarepaguá.
    — Hoje, continuo dando as minhas palestras, meus seminários, meus cursos. Mas muito mais no exterior. Agora, estamos vendo espaços para fazer palestras no Rio e em São Paulo.
    ‘Escaldado’, Rubens teme a mídia e acredita que eventuais polêmicas possam atrapalhar a sua carreira como neuropsiquiatra, que estuda as relações do cérebro e do comportamento, investigando com profundidade as áreas cognitivas do paciente. Ele sempre se apresentou como engenheiro, o que já foi até contestado em reportagens.
    O grande passo para a volta do Dr. Fritz, incorporado por Rubens, será a reabertura do Galpão de Curas, em novo formato e local. O famoso centro funcionou no antigo Curtume Carioca, na Penha. Ali, dizia-se, recebia em torno de 2 mil pessoas por dia. No meio dessa multidão, celebridades como o carnavalesco Joãosinho Trinta e o último presidente do ciclo militar, João Figueiredo. O paciente mais famoso teria sido o ator americano Christopher Reeve — marcado como o Super-Homem no cinema —, tetraplégico após cair do cavalo.
    — Foi por causa da questão da coluna. Eu tive a oportunidade de ir aos Estados Unidos. Mas não havia muito o que se fazer. Conversamos um pouco, o caso dele, o que era, a esposa dele, mas…
    Rubens era visto com regularidade na TV e em reportagens. Era o apogeu. O galpão atraia artistas e autoridades.
    — Figueiredo foi interessante. Ele foi levado por um general lá. Chegou e disse: ‘Olha, um amigo meu me trouxe aqui. Estou com dor nas costas. Vê o que você consegue fazer’. Enfim, ele saiu de lá sem dor nas costas — garante Rubens.
    O médium conta que o ex-presidente o surpreendeu. Em uma ocasião, em retribuição, apresentou-se como voluntário para distribuir cestas de mantimentos aos mais carentes, no Galpão de Curas.

    Na atualidade, Rubens afirma passar a maior parte do tempo no exterior. Estuda e faz palestras. No Brasil, realizava, até meados do ano passado, atendimento esporádico em um centro espiritualista, em Jacarepaguá.
    — Hoje, continuo dando as minhas palestras, meus seminários, meus cursos. Mas muito mais no exterior. Agora, estamos vendo espaços para fazer palestras no Rio e em São Paulo.
    ‘Escaldado’, Rubens teme a mídia e acredita que eventuais polêmicas possam atrapalhar a sua carreira como neuropsiquiatra, que estuda as relações do cérebro e do comportamento, investigando com profundidade as áreas cognitivas do paciente. Ele sempre se apresentou como engenheiro, o que já foi até contestado em reportagens.
    O grande passo para a volta do Dr. Fritz, incorporado por Rubens, será a reabertura do Galpão de Curas, em novo formato e local. O famoso centro funcionou no antigo Curtume Carioca, na Penha. Ali, dizia-se, recebia em torno de 2 mil pessoas por dia. No meio dessa multidão, celebridades como o carnavalesco Joãosinho Trinta e o último presidente do ciclo militar, João Figueiredo. O paciente mais famoso teria sido o ator americano Christopher Reeve — marcado como o Super-Homem no cinema —, tetraplégico após cair do cavalo.
    — Foi por causa da questão da coluna. Eu tive a oportunidade de ir aos Estados Unidos. Mas não havia muito o que se fazer. Conversamos um pouco, o caso dele, o que era, a esposa dele, mas…
    Rubens era visto com regularidade na TV e em reportagens. Era o apogeu. O galpão atraia artistas e autoridades.
    — Figueiredo foi interessante. Ele foi levado por um general lá. Chegou e disse: ‘Olha, um amigo meu me trouxe aqui. Estou com dor nas costas. Vê o que você consegue fazer’. Enfim, ele saiu de lá sem dor nas costas — garante Rubens.
    O médium conta que o ex-presidente o surpreendeu. Em uma ocasião, em retribuição, apresentou-se como voluntário para distribuir cestas de mantimentos aos mais carentes, no Galpão de Curas.

    Além do exercício ilegal da medicina, Rubens respondeu a pelo menos dois processos por atendimento no Galpão. Em um deles foi absolvido, mas em outro, obrigado a pagar uma indenização. A série de denúncias levou a Polícia Civil a fechar o Galpão de Curas, em fevereiro de 1999.
    — Não houve uma deflagração de problemas. Houve dois exemplos que infelizmente… — lembra Rubens.
    O médium se refere ao caso da jovem Vanessa De Biafi, que sofria de leucemia mielóide aguda. No dia 14 de agosto de 1998, após ser atendida pelo “Dr. Fritz”, em São Paulo, ela sentiu-se mal e, encaminhada ao hospital, morreu no dia seguinte. A família afirmou que Rubens teria desaconselhado a jovem a abandonar o tratamento médico. O médium foi absolvido por insuficiência de provas.
    Em outro caso, o serralheiro Guilherme Moreira acusou Rubens de, durante cirurgia espiritual malsucedida, em 1996, tê-lo tornado incapaz para o trabalho. O médium foi condenado pelo Tribunal de Justiça do Rio, em 2009, a indenizá-lo por danos morais em R$ 25 mil e a pagar pensão de 70% do salário-mínimo.

    Fonte: https://oglobo.globo.com/rio/medium-procura-espaco-para-reabrir-galpao-do-dr-fritz-18965514

  375. Gorducho Diz:

    ==============================================================
    Já é do nosso conhecimento a simpatia que você nutre pela ideia que coloca o “controle” como uma construção mental do médium; sendo assim, cabe indagar, se a veracidade das informações intermediadas por Phinuit não fica comprometida
    ==============================================================
    A veracidade não pois como “mediunidade” não existe as informações serão verazes ou não conforme o conhecimento do “médium” acerca da informação que irá repassar seja ou não.
     
     
    Mudando de assunto e na esperança que Companheiro CoC esteja a lobrigar…
    Viram que a CIA criou uma unidade especial pra tratar da DPRK :?:
    Acho que vão por todo corpo de agentes ψquicos pra descobrirem onde eles tão fazendo as bombas…
    A profundidade das proteções rochosas, aço + concreto &c…
    Conforme o resultado poderemos deduzir o nível de eficácia da Ciência Parapsicológica em serviços de inteligência :!:

  376. Gorducho Diz:

    Ciência Arte (arte prática, aplicada) Parapsicológica em serviços de inteligência

  377. Marcos Arduin Diz:

    Malvadão disse: A parte política do espiritismo Arduin manja de montão: para ganhar um dez basta agora concluir que espíritos não comunicam (porque incapazes de comprovarem-se presentes) e, consequentemente, materializações inexistem.
    .
    Sabe, Malvadão, o problema que você parece não compreender é que DÚVIDA nunca foi problema na Ciência, porém INCREDULIDADE sim. E este é o seu caso.
    Lembra-me que você propunha um experimento onde o suposto médium teria de adivinhar o que estaria escrito ou desenhado em um papel ou livro fora do alcance de sua vista. Na sua interpretação, em caso positivo, o espírito teria visto o desejado e repassado a informação ao médium, certo? E em caso negativo, estaria provado que não há comunicação de espíritos com médiuns, certo?
    Acontece que quando se planeja um experimento, o resultado dele precisa estar relacionado com o proposto pela hipótese. Caso o médium acerte, O QUE ISSO PROVA EM FAVOR DA AÇÃO DO ESPÍRITO? Qual é a sua base para afirmar que só um espírito faria isso? Por que devo DESCARTAR (porque seriam inviáveis) a Força Psi do Zangari? Ou Percepção Extra Sensorial dos parapsicólogos? Ou a ação da criptestesia, associada com a hiperestesia, reforçada pela pantomnésia e mais uma dúzia de outras anésias da Parapsicologia Católica, do nosso querido Padre Quemedo?
    .
    Entendeu o drama? O Espiritismo surgiu porque nas manifestações mediúnicas, seus causadores APRESENTARAM-SE como os tais espíritos de falecidos. Ou seja, não foi a vontade e o desejo dos médiuns que os tornou espíritos. Então, se é o caso, o experimento tem que ser direcionado no sentido de obter informações que nos permitam identificar que se trata de um espírito e não adivinhar coisas. Se um espírito se manifesta dizendo ter sido meu falecido pai, eu sei de coisas sabidas só por mim a respeito dele e se questiono o médium e as respostas são verdadeiras, então DEVE mesmo ser o espírito do meu pai. Se a mensagem é genérica (= qualquer um poderia escrevê-la), as perguntas não são respondidas, então DEVE ser um fenômeno de animismo.
    .
    Você é um cara difícil de contentar. Primeiro refutava as materializações sob a alegação de que o médium, ao ficar oculto num gabinete, inutilizava a segurança do experimento quanto a eventuais fraudes. Aí eu lhe falei de casos de materializações onde não havia gabinete e você até fez a lição de casa, relatando esses casos. E aí? Qual foi mesmo a sua desculpa para continuar afirmando que as materializações não existem?
    .
    É isso.

  378. Marcos Arduin Diz:

    Balofo disse: Quer dizer, você ouve coisas que sabe não serem verdadeiras e não pode dizer nada.
    .
    A experiência me ensinou, Balofo, que NEM SEMPRE vale a pena criar problemas por coisas sem muita importância. Se no ambiente em que trabalho eu topar com algo substancialmente errado em relação ao Espiritismo, creio ser minha obrigação questionar. Mas se é um caso de PERFUMARIA, de que me adianta chiar?
    Por exemplo, já ouvi falarem onde eu trabalho sobre as tais “crianças índigo”, que seriam espíritos migrantes lá das Plêiades. O Divaldo navega nessa. Essa história de “crianças índigo” foi uma invenção esotérica lá dos anos 1980. Nem foi coisa inventada por espíritas fantasiosos. Mas caiu no gosto do Divaldo e sendo o Divaldo quem ele é, os puxassaquistas saem repetindo a besteira. Agora acreditar nisso vai fazer algum mal? Não. No máximo vai deixar o crente decepcionado.
    .
    Se quer saber mais: http://dossieespirita.blogspot.com.br/2014/02/a-farsa-das-criancas-indigo.html

  379. Gorducho Diz:

    ==============================================================
    Balofo disse: Quer dizer, você ouve coisas que sabe não serem verdadeiras e não pode dizer nada.
    ==============================================================
    Ué… “Balofo” não era eu o Grassouillet :?:

  380. Marciano Diz:

    ===============================================================
    Acontece que quando se planeja um experimento, o resultado dele precisa estar relacionado com o proposto pela hipótese. Caso o médium acerte, O QUE ISSO PROVA EM FAVOR DA AÇÃO DO ESPÍRITO? Qual é a sua base para afirmar que só um espírito faria isso? Por que devo DESCARTAR (porque seriam inviáveis) a Força Psi do Zangari? Ou Percepção Extra Sensorial dos parapsicólogos? Ou a ação da criptestesia, associada com a hiperestesia, reforçada pela pantomnésia e mais uma dúzia de outras anésias da Parapsicologia Católica, do nosso querido Padre Quemedo?
    ===============================================================
     
    Acho que quando o acerto nunca ocorre ou, quando ocorre, fica comprovada fraude, os participantes não são isentos, por serem crentes, ou há falsos céticos no ambiente (crentes que se passam por céticos), ou as histórias são apenas relatos de um passado distante ou de um presente inverificável, etc, pode ser o caso de não existirem espíritos, não existir a força Ψ do Zangari, não existir a PES dos parapsicólogos, não existir a ação da criptestesia, associada com a hiperestesia, reforçada pela pantomnésia e mais uma dúzia de outras anésias da Parapsicologia Católica, do nosso querido Padre Quemedo, etc.
     
    Acho que pode ser caso de pensamento mágico, apenas. Caso de wishful thinking.
     
    ===============================================================
    Marcos Arduin Diz:
    MAIO 11TH, 2017 ÀS 11:12 AM
    Balofo disse: Quer dizer, você ouve coisas que sabe não serem verdadeiras e não pode dizer nada.
    ===============================================================
     
    Eu não sou balofo. Será que não está a me confundir com outrem?
     
    Será que Arduin anda muito distraído?
    Será que a distração, a confusão mental, o fato de tomar alhos por bugalhos, confundir pessoas, o atrapalha de alguma forma em seu raciocínio?
     
    Apenas divagando…

  381. Marciano Diz:

    Outra coisa: DPF nunca disse que as crianças índigo vêm das Plêiades, ele diz categoricamente que vêm de Alcyone.
    O que ele chama de Alcyone é um grupo de estrelas gigantes que faz parte do aglomerado aberto conhecido como Plêiades.
    Ele dá o endereço. Só parece desconhecer que Alcyone é um grupo de estrelas.
    É como dizer que Arduin leciona numa universidade do planeta Terra. Trata-se de São Carlos, uma cidade de SP, Estado do Brasil, país do planeta Terra.

  382. Marciano Diz:

    Aliás, DPF já disse isso tantas vezes, e é sempre aplaudido, quando deveria ser vaiado.
    Por total desconhecimento do mínimo que qualquer criança deve saber de astronomia e por procurar inculcar esoterismo na cabeça dos já doidões espíritas.

  383. Marciano Diz:

    DPF, assim como o Ladrão-Mor, parece uma espécie de 007. Tem licença para falar qualquer besteira, sem qualquer consequência.

  384. Marciano Diz:

    Gosto do conceito de “crianças índigo” da wikipedia:
    Crianças índigo é o termo utilizado para descrever crianças que a pseudociência chamada parapsicologia acredita serem especiais. Os defensores desta crença afirmam que os “Índigos” constituem uma nova geração de crianças com habilidades especiais, e que têm por objetivo a implantação de uma “Nova Era” na Humanidade. Estas crianças são geralmente classificadas como possuidoras de habilidades sociais mais refinadas, maior sensibilidade, desenvolvimento profundo de questões ético-morais e portariam personalidades peculiares que possibilitariam facilmente sua identificação relativamente a outras crianças.
     
    Em cracolândias, costumam ser encontradas muitas dessas crianças especiais, que têm por objetivo a implantação de uma “Nova Era” na Humanidade, a Era dos Zumbis.
     
     
    Chamam-se crianças índigo a certos indivíduos que, supostamente ao nascer, trouxeram características que os diferenciam das crianças normais, tais como a intuição, a espontaneidade, a resistência à moralidade estrita e restritiva, e uma grande imaginação (Pelo critério “imaginação”, DPF teria sido uma criança índigo, que ainda conserva a imaginação exagerada da infância). Avolumam-se frequentemente também entre tais capacidades, os dons paranormais, embora estes dons não sejam usualmente do conhecimento da própria criança. As crianças índigo, talvez, podem ser vistas duvidosamente como uma espécie de milenarismo, porém, acredita-se que tais seres possam de alguma forma mudar o mundo trazendo-o até um estado mais espiritual e menos estritamente moralizado ou excessivamente material.
     
    Há que notar que uma boa quantidade das crianças índigo são classificadas de hiperativas ou diagnosticadas com transtorno do déficit de atenção com hiperatividade, o que explicaria em boa parte o crescente interesse de mães, pais e educadores por este assunto. No entanto Russell Barkley, pesquisador do instituto de psiquiatria da State University of New York e da Upstate Medical University in Syracuse, disse em entrevista ao jornal The New York Times: “Todos preferiríamos não ter nossas crianças tachadas com uma transtorno mental, mas neste caso (criança índigo) é um diagnóstico falso”

  385. Marciano Diz:

    CRIANÇAS ÍNDIGO E ESPIRITISMO
     
    O tema, apesar de originalmente atravessar décadas, ganhou um novo estímulo nos últimos anos, sendo divulgado pela Doutrina Espírita. Particularmente depois que o médium e orador espírita Divaldo Franco teve uma de suas palestras sobre o tema transcrita e ampliada, e que foi transformada em livro bilíngue pelas mãos da neurocientista brasileira Vanessa Anseloni, radicada nos EUA e antiga defensora da integração entre os dois temas. A partir de então, o conceito passou a ser visto com simpatia por muitos espíritas.
     
    Para eles, as crianças índigo seriam espíritos exilados de outros mundos. Como não fossem capazes de acompanhar o “progresso moral” de tais planetas, eles teriam sido encaminhados para mundos inferiores, como a Terra, com a meta de auxiliar sua evolução. Os defensores dessa ideia tratam-na como um desenvolvimento do tema migrações espirituais, presente em obras populares no meio espírita brasileiro, como A Caminho da Luz e Exilados de Capela, e referido por Allan Kardec em A Gênese.
     
    Por outro lado, há grupos espíritas que são contrários à associação entre o tema crianças índigo e o espiritismo. Defendem que as obras A Caminho da Luz e A Gênese não abordam o termo crianças índigo, tampouco trazem referências às características físicas e psicológicas que costumam ser atribuídas a elas. Eles repudiam a publicação e a tradução de livros relacionados ao tema por editoras que possuem foco de mercado no público espírita, como a Petit, bem como os palestrantes espíritas que utilizam esta temática.
     
    Alguns pesquisadores dizem ser muito difícil haver uma civilização mais evoluída no sistema solar de uma estrela Plêiade como Alcyone, conforme afirma Divaldo Pereira Franco,pois estas teriam apenas cerca de 100 milhões de anos, enquanto a Terra teria demorado quase um bilhão de anos apenas para esfriar e aparecerem os primeiros organismos unicelulares e quase mais quatro bilhões para o surgimento do “Homo sapiens”. Além de contestar a suposta influência gravitacional de Alcyone na Terra (deve ter menos influência do que a gravidade da Lua ou do Sol exerce sobre nossos fios de cabelo).
     
    Divaldo Franco não reconhece influência mediúnica em suas elaborações sobre o tema. Por se tratar de um palestrante que também se notabilizou como médium, esse fato pode servir como fonte de descrédito, diante de certos setores espíritas, para as ideias que defende sobre crianças índigo. Mesmo assim, é válido afirmar que, para o espiritismo, os médiuns também devem seguir suas intuições à luz de Deus.

  386. Marciano Diz:

    Isto deveria bastar para desmoralizar DPF de vez:
    https://www.youtube.com/watch?v=aW5KC8W46hk
     
    Site português, portanto, português de Portugal.
     
    Pergunta: O que existe cientificamente comprovado ou constatado sobre a existência de um Cinturão de fotões na estrela Alcione? Se existe este cinturão, há possibilidade da Terra ter entrado completamente no mesmo a partir de 2012? Se sim, que tipo de influência (radiações/magnetismo/…) a Terra poderia sofrer? Quais as consequências para a vida no nosso Planeta (comunicações/clima/…)?
     
    Resposta: Alcione é uma estrela que faz parte de um enxame de estrelas conhecido como M45, Pleiades ou Sete-irmãs ou ainda Sete-Estrelo (e outros povos devem dar nomes diferentes também). Este enxame situa-se a cerca de 400 anos luz do Sol.
     
    Não existe qualquer cinturão de fotões em redor desta estrela. Nem em redor de nenhuma outra estrela. Em primeiro lugar os fotões são partículas de luz. Quando vemos um objeto são fotões provenientes desse objeto que estão a entrar nos nossos olhos. Não faz sentido dizer que vemos um cinturão de fotões. Se os fotões estivessem a formar um cinturão em torno de uma estrela então eles estavam lá e não vinham até aos nossos olhos….

     
    Por outro lado a única situação em que se pode formar uma órbita circular para os fotões é em torno de um buraco negro. Quando um fotão se aproxima de um buraco negro existe um ponto a partir do qual ele não pode escapar. Para lá desse ponto ele acaba caindo para dentro do buraco negro. A fronteira entre a zona em que o fotão ainda pode escapar e a zona em que já não pode escapar chama-se rotosfera e é nessa superfície que os fotões podem fazer orbitas circulares (que são no entanto instáveis: os fotões acabam por cair para um lado ou para o outro). Para termos uma rotosfera em torno de uma estrela normal como Alcyone ou como o Sol teríamos de a compactar até um raio de apenas cerca de 3km….

     
    A questão sobre se a Terra pode ter entrado “nesse cinturão” em 2012: bom entre nós e as Pleiades existem 400 anos luz de distância. Por exemplo, num raio de 20 anos luz em torno do Sol existem mais de 100 estrelas. Num raio de 250 anos luz o numero ascende a cerca de 250 000 estrelas e ainda estamos só a meio caminho….

    Portanto o Sol não tem nada a ver com Alcyone….

     
    Já agora também já tenho lido algures que o Sol é a oitava estrela das Pleiades (o que é um disparate) por duas razões:
    1) pelo que foi dito acima
    2) quando observamos as pleiades a olho nu vemos sete estrelas. Utilizando um pequeno telescópio (ou mesmo binóculos), o numero de estrelas pode ultrapassar as 100….

  387. Marciano Diz:

    Alcyone (Eta Tauri, 25 Tauri) é uma sistema estelar na direção da constelação de Taurus. Possui uma ascensão reta de 03h 47m 29.06s e uma declinação de +24° 06? 18.9?. Sua magnitude aparente é igual a 2.85. Considerando sua distância de 368 anos-luz em relação à Terra, sua magnitude absoluta é igual a ?2.41. Pertence à classe espectral B7III. É membro das Plêiades.
     
    Alcyone é um sistema quádruplo composto de:
     
    Alcyone A – Estrela gigante azul com magnitude aparente de +2.85. Tem uma luminosidade de 1.400 vezes maior que a do sol e uma temperatura superficial de quase 13.000 K. O tipo espectral do B7 III indica que é uma estrela da emissão. Sua velocidade de rotação elevada (215 km/s) criou na altura de seu equador um disco dos gases arremessados na órbita.
     
    Alcyone B e Alcyone C distam de Alcyone A em 117 e 181 arcseg respectivamente; são anãs brancas com magnitude +8, formam um sistema duplo com a distancia entre si de 0.031 arcseg.(aproximadamente a distancia do Sol a Júpiter).
     
    Alcyone D com magnitude de +8.7. orbita Alcyone A em 191 arcseg.

  388. Marciano Diz:

    Por fim, trago a lume uma psicografia de Bussunda, a respeito dessas ideias malucas sobre Alcuone:
    – Fala sério!

  389. Gorducho Diz:

    ==============================================================
    Acontece que quando se planeja um experimento, o resultado dele precisa estar relacionado com o proposto pela hipótese. Caso o médium acerte, O QUE ISSO PROVA EM FAVOR DA AÇÃO DO ESPÍRITO? Qual é a sua base para afirmar que só um espírito faria isso? Por que devo DESCARTAR (porque seriam inviáveis) a Força Psi do Zangari? &c.
    ==============================================================
    E o nossos são. Nossos experimentos estão desenhados seguindo as proposições, mais especificamente as alegações dos espíritas.
    E, como deverá saber cientista que é, muito dificilmente experimentos descartam totalmente quais quer outras explicações possíveis.
    E.g., a grande maioria dos experimentos de física quântica até pouco tempo atrás contemplava também as variáveis ocultas. Só relativamente recentemente aparentemente as desigualdades de Bell é que as descartaram.
    Em ciência é assim. Nosso ponto é que se as alegações dos espíritas forem verdadeiras nossos experimentos terão que ter resultados positivos.
    Quanto à força Ψ… não é aquela dos círculos :?:
    Poderia contar a história de novo porque sempre me esqueço e é bem ilustrativo de sobre o que se fala :?:
    :mrgreen:

  390. Marciano Diz:

    Um dos enxertos forasteiros mais celebrados no Movimento Espírita é a tese que defende a existência das crianças índigo. Essa ideia absurda, lançada por um casal de meros cidadãos americanos que supostamente receberam uma mensagem de um suposto espírito que se identificava como “íntimo de Deus”, foi inserida irresponsavelmente na doutrina espírita e difundida por muitos palestrantes de prestígio, sobretudo Divaldo Franco, cuja visibilidade e respeito imposto só agravam ainda mais a confusão diante dos “fiéis” do movimento.
     

    Vamos delirar um pouquinho, para entender a baboseira. Segundo a tese, crianças dotadas de grandes qualidades, com missão de mudar o mundo, nasceriam em massa em duas “remessas”, uma no início dos anos 70 (minha geração, conhecida como “índigo” por causa da aura (!?) azul) e outra dos anos 2000 para hoje, conhecidas como “cristais” (sei lá porque).
     

    Mas olhem ao redor, o mundo mudou? Só se for pra pior, pois muita coisa legal foi extinta ou substituída por mediocridades. Os valores todos foram para o ralo. O mercenarismo está cada vez mais gritante, fazendo muita gente abrir mão até da ética para lucrar facilmente. E sabe quem são os grandes responsáveis por esta decadência toda? A minha geração, a suposta “Geração Índigo”.
     

    Os anos 90 representaram uma década da decadência. Com o fim da ditamole militar, a queda do muro de Berlim e a evolução tecnológica, os comunistas acharam por bem enfraquecer a população, para transformar todo mundo em esquerdopata. Aí surgiu a necessidade de acabar com todos os valores que conhecíamos, substituindo pelo politicamente correto, pela alienação através da superestimação de futilidades, pela rajada de modismos e pela revalorização de valores arcaicos (estes que deveriam ser extintos), como a religiosidade e a supervalorização do esporte, ambos altos estimulantes de alienação. Além de claro, continuar consagrando a cerveja como “elixir da felicidade”, estimulando o consumo cada vez maior e por um número maior de pessoas.
     

    Lendo este cenário, como é que posso classificar como “avanço”? Se a minha geração, que chegou à vida adulta na década de 90, fazendo esse grande estrago, veio para “evoluir a humanidade”, como é que sentimos um retrocesso imenso e incessante a cada dia que passa? Nem mesmo a geração 2000 mostra sinais de que vai mudar o mundo, pois estão crescendo sendo educados com estes postiços valores falidos.
     

    Sinceramente, a tese das crianças índigo mostra-se uma verdadeira farsa. Uma lenda a não ser levada a sério e uma crendice besta tão idiota quanto a Astrologia e a Grafologia, criações de gente que não tinha nada melhor a fazer e que resolveram brincar de “cientista” criando complexas análises sobre coisas que vão contra a qualquer lógica.
     

    O mundo não está mudando e tão cedo não irá mudar. Recuperamos os velhos valores arcaicos que estavam a se encerrar nos anos 80 e acabamos com valores verdadeiros, que nos ajudariam a desenvolver a nossa personalidade. Só uma e outra ideia avançada ainda surge, mas isso é insuficiente para dizer que nossa sociedade está “evoluindo”. Somente as máquinas estão dando sinais de evolução plena, enquanto os seres humanos seguem no sentido oposto.
     

    E aí temos religião, esporte, drogas, música ruim, televisão ruim e muitas outras ilusões que garantem a inércia intelectual da humanidade, deixando os comunistas tranquilos de que seus seculares interesses gananciosos não serão “bulidos”.
     

    Crianças índigo não existem, e nem as cristais. É tudo uma bobagem. Não existem espíritos. Esse negócio de crianças criadas para estimular a evolução – que NÃO está acontecendo – é pura falta de bom senso e excesso de imaginação.
     

    E sinceramente, seu Divaldo Franco. Analise as comunicações antes de confirmá-las. Não existe médium e não faltam pessoas enganadoras dispostas a enganar pessoas carentes, se aproveitando da invisibilidade para se travestirem de ” guias evoluídos”. Nem que seja através de “médiuns” prestigiados, tidos como “infalíveis gurus” do Movimento Espírita.
     
     
    Livremente adaptado à realidade.

  391. Marciano Diz:

    http://misterfestas.vteximg.com.br/arquivos/ids/166955/oculos_bicicleta_copa_do_mundo_brasil_2014_cp810_635206303924206934.jpg
     
    https://img.clasf.com.br/2015/07/12/culos-de-Sol-Retro-Flip-Lente-Redonda-Vintage-Unissex-20150712155407.jpg
     
    http://www.objetivo.br/conteudoonline/imagens/conteudo_2065/001.png

  392. Gorducho Diz:

    Por falar em astronomia, é impressionante como Dr. Bezerra desconhecia Kardec, isso passados 30 anos!
    É como o Professor disse: ele ficava só estudando o Roustaing.
    Ele divulga as informações do venusiano carioca e um cara pega ele de surpresa, mas ele alfineta e contra-ataca Paris.

    Um cavalheiro, nosso amigo e colega, que, pelo título, ocupa lugar distinto entre nossas ilustrações científicas, que não faz como tantos sábios que se contentam em rir de tolices, dormindo à sombra de seus troféus, tendo lido o que escrevemos sobre o caso, remeteu-nos um livro da Revista espírita, de Paris, onde se encontra a manifestação de um Espírito, que descreve Venus como um paraíso, portanto, como um mundo muito superior à Terra, em vez de lhe ser inferior, como disse aquele viajante e nós o repetimos.
    Diante daquela comunicação, pareceu ao nosso amigo que foi mistificação a comunicação que tivemos aqui, pois, esta afirma ser Venus um mundo inferior à Terra, quando aquela afirma o contrário.
    Em igualdade de circunstâncias, o que se deve concluir é que uma das duas foi mistificação, sem poder determinar qual delas foi.
    No caso, porém, entre o fato da Sociedade Espírita, de Paris, e o fato de um obscuro grupo do Rio de Janeiro, todo peso da autoridade faz pender o prato da balança em favor da Sociedade Espírita.
    Pretendíamos, pois, responder ao ilustre remetente da Revista Espírita, reconhecendo e confessando o que acabamos de expor, relativamente à nossa inferioridade, mas, de passagem, no correr de algum artigo, em que tratássemos de matéria correlata, quando, espontaneamente, depois de um estudo sobre casos da bíblia, manifestou-se-nos um Espírito que se deu a conhecer como Giordano Bruno.

    Daí claro que o Giordano Bruno concorda c/o venusiano carioca mas, bizarramente, fica só conjecturando… conjecturando… sem ir lá em Venus olhar in loco quem é que tinha razão :!:

  393. Marciano Diz:

    Resposta do médium indiano à pergunta:
    https://www.youtube.com/watch?v=Zo8sduJ6S50

  394. Marciano Diz:

    Duas rodas de bicicleta?
    Um par de óculos?
    Um par de alto-falantes?
    Um par de rodas de automóvel?
    Duas melancias?
    http://www.area17.com.br/admin/fotos/estabelecimentos/5677/est_5677_foto_47861.jpg

  395. Marciano Diz:

    Acho que agora me lembrei!
    http://www.ourbutton.com/images/business/51/double_donuts.jpg

  396. Marciano Diz:

    Botôes?
    https://ae01.alicdn.com/kf/HTB1soW6LpXXXXXJXXXXq6xXFXXXp/Nova-10-PCs-Enamel-Lightblue-Casca-de-Coco-Bot%C3%B5es-de-Costura-Fit-e-Scrapbooking-25mm-Over.jpg_640x640.jpg

  397. Marciano Diz:

    Duas moedas?
    http://www.objetivo.br/conteudoonline/imagens/conteudo_2404/05_04a.jpg
    O símbolo de infinito?
    https://static.significados.com.br/foto/infinity_sm.jpg
    Duas alianças?
    http://static5.depositphotos.com/1000975/436/i/950/depositphotos_4369907-stock-photo-two-gold-wedding-rings-and.jpg
    Se não for, desisto!

  398. Marciano Diz:

    Hermínio Corrêa de Miranda, Guerrilheiros da Intolerância.
     
    Livro da Série Mecanismos Secretos da História de Herminio C. Miranda, já na orelha do livro lemos o seguinte: Há muitas maneiras de se inovar o estudo da história. A mais criativa e perturbadora é aquela que através da regressão da memória devassa os arquivos da mente humana, resgatando informações inéditas, e trazendo à luz revelações adormecidas nos arcanos do tempo.
     

    Nesta sua nova obra, Herminio Miranda estuda três encarnações de uma personalidade: Hipácia – a filósofa da Alexandria que nasceu entre os anos 370 380 da era cristã, segundo o Larousse. Morreu trucidada em março de 415.
     

    GIORDANO BRUNO- nasceu em Nola, em 1548 perto de Nápoles. Optou pelo ensino religioso pelo irresistível desejo de estudar e não pelas inclinações religiosas, o clérigo e filósofo, contrariou as autoridades político- religiosas sendo aprisionado e depois de longos anos de sofrimento foi queimado no campo dei Fiori em 19 de fevereiro de 1.600.
     

    Annie Besant – nasceu em 1ª de outubro de 1847 na Inglaterra seu sobrenome de solteira era Wood. Era apaixonada pela literatura e música, sendo exímia pianista.
     

    Casa-se muito jovem com Frank Besant, jovem diácono, mas foi muito infeliz no casamento. Dedicou-se ao espiritualismo, estudou profundamente Teosofia e foi uma das mais importantes teosofistas do século passado.

    Vamos verificar o entrosamento de três existências aparentemente tão diferentes do mesmo Espírito, e verificar, graças a forma brilhante de Herminio Miranda como pesquisador, de detalhes, entre essas existências que nos passariam despercebidas.
     
     
    Giordano Bruno teve 3 reencarnações principais: a primeira foi como a filósofa Hipácia de Alexandria, que morreu queimada; a segunda como o monje apóstata dominicano Giordano Bruno, e a terceira como a fundadora da Teosofia, Annie Besant.
     
    Segundo Miranda, Lutero teria sido a reencarnação de Paulo e Joanna D’ Arc, a de Judas.
     
     
    http://www.lachatre.com.br/loja/autores/g-h-i/herminio-miranda/guerrilheiros-da-intolerancia.html
     
    Segundo a Saraiva, a história de Annie Besant, uma das grandes místicas de nossa época, e das suas duas encarnações anteriores, como Giordano Bruno, na Itália renascentista, e como a filosofa grega Hipácia, nos séculos IV e V. Um estudo fascinante, desvendando os mecanismos secretos da história, narrado com o estilo simples e a clareza expositiva de Herminio Miranda.

  399. Marciano Diz:

    Livro grátis de Miranda:
    https://drive.google.com/file/d/0ByiAhvrPxFomM2U3NTY3ZGEtOTI2ZS00NjJkLWIwZmItODI3Yzk1ZGM3ZGVl/view
    Diálogo com as Sombras

  400. Marciano Diz:

    OS EXILADOS DA CAPELA

    EDGARD ARMOND
    https://drive.google.com/file/d/0ByiAhvrPxFomNmU2Yzg3NjAtNDA5Yy00ODhjLWFjZjMtZDY4N2Q3ODRkMDQ4/view

  401. Marciano Diz:

    A verdade sobre Capella.
    Capella é uma componente de um sistema formado por duas estrelas gigantes e amarelas, com massas 2,6 e 2,7 vezes a massa do Sol (uma delas é 9 vezes maior que o Sol e a outra é 12 vezes maior). Elas se movem uma em torno da outra a meros 113 milhões de km (menos que a distância da Terra ao Sol).
     
    O olhar insaciável dos astrônomos (um tipo de repórter dos palcos celestes que usa telescópios em vez de microfones) revelou que ambas percorrem uma órbita quase circular – que por sua vez é o centro de um outro binário: duas pequenas estrelas do tipo anã vermelha, muito distantes do par principal.

     
    OU SEJA, CAPELLA É UM SISTEMA ESTELAR MÚLTIPLO. Como tantas celebridades, é um caso complicado. Você poderia pensar que são como dois casais, dois adultos e duas crianças bailando num imenso salão. As crianças de mãos dadas dando longas voltas em torno dos adultos, que também dançam de mãos dadas. Uma família feliz…

     
    Mas isso é só “fachada”. Se imaginarmos um modelo em escala reduzida desse sistema, Capella A e Capella B (os adultos) seriam como duas bolas de 33 cm e 18 cm de diâmetro a 3 metros uma da outra. Já as anãs vermelhas C e D (as crianças) teriam apenas 1,8 cm de diâmetro cada, mas estariam afastadas entre si por 125 metros, e distantes nada menos que 33,5 quilômetros de Capella A e B.

     
    Mas não para por aí. Os astrônomos conhecem outros “filhos” de Capella. Mais 5 estrelas aprisionadas pela gravidade do par principal. Talvez existam outras. Outro fato curioso: os cálculos sugerem uma zona habitável em torno de Capella A e B (também chamadas Capella Aa e Ab). Quantos segredos essa celebridade celestial ainda está por nos revelar? Realmente, as coisas nem sempre são o que parecem. No Universo, elas são ainda mais belas e intrigantes.

    Fonte: Costa, J. R. V. Capella e seus segredos. Astronomia no Zênite, jan 2008. Disponível em: http://www.zenite.nu/capella-e-seus-segredos/

  402. Marciano Diz:

    http://literatura-espirita.blogspot.com.br/
    Os Exilados não são de Capella

  403. Gorducho Diz:

    ==============================================================
    e a terceira como a fundadora da Teosofia, Annie Besant.
    ==============================================================
    Não, porque essa manifestação dele no centro do Dr. Bezerra foi em ’99 quando a Srª Besant estava encarnada.
     

  404. Marciano Diz:

    ===============================================================
    Não, porque essa manifestação dele no centro do Dr. Bezerra foi em ’99 quando a Srª Besant estava encarnada.
    ===============================================================
     
    Quem diz isso é o Miranda.
    Pra você ver como esses livros são idiotas.

  405. Marciano Diz:

    Tá no livro.

  406. Eu Sou a Universal Diz:

    Sr Arduin, observo que tem grande conhecimento de Espiritismo, e vejo que o Sr é praticante. O que me fez acessar aqui foi uma dúvida e fui tão bem recebido pelos nobres colegas aqui que me sinto amigo de todos. Respeitosamente, gostaria de saber do Sr se pode me esclarecer dentro da sua visão de espírita o por que de eu nunca ter conseguido exorcizar/libertar pessoas dos espíritos do Kardecismo que na verdade, eu descobri que é o chiquismo – bezerrismo. Sabe por que? Por que esses espíritos nunca falaram a verdade, li aqui e me convenci que Nosso Lar não existe. Ou é invenção da cabeça do Sr Chico Xavier ou o espírito chamado André Luiz mentiu a ele. Se mentiu, tem parte com o diabo, pois este é pai da mentira. Se foi invenção do Sr Chico Xavier, ele (André Luiz) não existe e logicamente nunca vou conseguir libertar as pessoas de espíritos como esse(s). Se existem muitos seguidores do chiquismo e do bezerrismo, esses espíritos há de se manifestarem. Mas eu nunca e nenhum dos meus colegas conseguimos libertar e nem nunca virmos manifestados esses espíritos nas pessoas. Por que isso acontece na sua visão? Com todo o respeito, o Sr se fosse num culto de descarrego ou libertação numa igreja evangélica de sua preferência aceitaria uma oração de imposição de mãos na sua cabeça e caso aceitasse, acha que continuaria de pé? Essa pergunta faço insistentemente ao Sr Orlando e ele não me responde. Agradeço se puder contribuir com a sua opinião seja qual for ela. Resumindo: por que espíritos do Kardecismo, chiquismo ou bezerrismo não se manifestam em cultos de cura e libertação de igrejas evangélicas? (espíritos brasileiros e franceses)

  407. Vinicius Diz:

    Soube ontem que uma colega de trabalho faz um “curso” de prosperidade em uma associação dos gasparettos e o “médium gasparetto” traz o Barão de Mauá Espírito para dar as aulas…
     
    Perguntei a ela como saber se é mesmo o Barão: ela respondeu – pelo modo de falar e trejeitos (como pode, ela nem viveu em 18XX :!: ).
     
    Ah, o “curso” custa R$ 400,00 + palestra inicial de R$100,00.
     
    http://gasparetto.com.br/site/maua.asp
     
    “O primeiro grande empresário brasileiro responsável pelo início da revolução industrial no Brasil.
    Como desencarnado, apresenta um poder extraordinário de mover as mentes com sua sabedoria,
    e de sua equipe de trabalho no plano astral.
     
    Interessado em ensinar as leis da prosperidade e desenvolver nosso potencial criador, faz um trabalho precioso.
     
    Traz em seu grupo, desencarnados que tiveram grande sucesso em suas vidas terrenas, para palestrar e nos inspirar tais como, Inácio de Loyola, John Rockfeller, Rei Salomão, Lourenço Prado, Thomas More, etc.”

  408. Vinicius Diz:

    Marciano diz: “Para eles, as crianças índigo seriam espíritos exilados de outros mundos. Como não fossem capazes de acompanhar o “progresso moral” de tais planetas”
     
    Muitos me parece que nutrem grande simpatia em relacionar “cor de pele, tamanho do braço, profissão subalterna x comando com moralidade” : difícil esquecer que já ouvi em palestra pública a notória “evangelizadora-espírita profetizar” :
     
    os milionários que esbanjam dinheiro hoje se tornarão lixeiros na próxima vida ,
     
    Brancos vão reencarnar em corpos negros na próxima vida
     
    Em um livro editado pela FEESP: fazendo “ilações” que os anões tem aquele formato pela pouca inteligência (fonte: “instituto de confraternização universal , médium martha galego”)

  409. Samósata Diz:

    Gilberto Freyre “psicografado” por Zíbia Gasparetto:

    obraspsicografadas.org/2007/zibia-gasparetto-a-revista-veja-e-o-socilogo-gilberto-freyre/

  410. Gorducho Diz:

    ==============================================================
    Sr Arduin
    ==============================================================
    O Professor não é cristão Pastor.
    Levei meses pra conseguir mostrar pra ele que o Kardec era um religioso que considerava Jesus como o Cristo.
    E aparentemente é ateu também. Veja o que ele falou lá no RéV (e que me causou insopitável alegria…)
    Pois é: Deus não existe; o homem faz Deus à sua imagem e semelhança.

  411. Gorducho Diz:

    Essa canalização do Gilberto Freyre é genial também :!:

  412. Phelippe Diz:

    Vinicius, sobre seu comentário de 12 de maio, às 8:38, tenho a declarar que Lourenço Prado, tradutor, espiritualista, que pertenceu ao Círculo Esotérico da Comunhão do Pensamento, segundo informações, já se encontra reencarnado, em São Paulo. Continua adepto do esoterismo, mas se desvinculou do Círculo na atual existência. Assim, não há como incorporá-lo para dar palestras.
    Acredito que o barão de Mauá também já se encontra reencarnado.

  413. Vinicius Diz:

    “Acredito que o barão de Mauá também já se encontra reencarnado.”
     
    Eu hein, kkk, nem vou falar para senhorinha aqui que gastou 400,00. Ela é meio brava. Melhor deixar ela acreditar que está falando com barão.
     
    MARCIANO que gosta de dar ideias sobre negócios:
     
    poderiamos montar cursos e trazer espíritos desencarnados para opinar!
     
    “Contabilidade tranquila e descontraída” com a participação do espírito Luca Pacioli.
     
    “Direito aprimorado para Concursos com a participação de eminentes espíritos , tais como Quinto Múcio Escévola, Cneu Flávio, Sérvio Sulpício Rufo,Justiniano etc.
     
    “Tecnologia de ponta a ponta” com partipação de Steve Jobs.

  414. Vinicius Diz:

    ah, Phelippe, ela me contou que em uma aula o “Barão” disse: “alguns aqui dessa sala não acredita que eu sou quem eu estou falando, não tem problema, não me incomodo, o importante é que vão aprender a prosperar”

  415. Marciano Diz:

    Arduin é, realmente, atípico.
    Espírita sui generis, pois não se enquadra em nenhuma das vertentes, já admitiu que sua crença é apenas uma questão de conforto, e agora surge com essa afirmação de que deus não existe.
     
    Essa história do Barão de Mauá e outros é um caso de polícia.
    Não fosse o Brasil o paraíso dos ladrões e embusteiros, não se permitiria tamanha exploração da credulidade pública.
     
    Vinícius, o Luca Paccioli está mais desatualizado do que eu. Ele inventou as partidas dobradas, não foi?
    De lá para cá, tudo evoluiu muito.
    Mas como sempre tem otários dispostos a trocar seu dinheiro por ideias malucas, podemos abrir o negócio. Eu topo!
    Não obstante, ainda acho que igrejas evangélicas ainda são a melhor maneira de enriquecer legalmente de um dia para o outro.
     
    Será que o Barão enriqueceria hoje em dia? Seu empreendedorismo ainda daria frutos com todas as mudanças na economia?

  416. Marciano Diz:

    … ainda daria frutos com, todas as mudanças na economia?

  417. Vinicius Diz:

    “Vinícius, o Luca Paccioli está mais desatualizado do que eu. Ele inventou as partidas dobradas, não foi?”
     
    Sim ! Mas ele serviria como um “alegrador” do ambiente. um “motivador” – assumiria ares professorais, usaria uns termos arcaicos da gramática – e sim, vai receber atualização…
     
    Se um “malvado cético desarmonizador” confrontá-lo é que precisamos pensar em respostas prontas:
     
    - eu me atualizei em universidade espiritual, ala da Contabilidade , lembre-se caro irmão que a Terra é uma cópia mal acabada do mundo espiritual , não peço que acredite, apenas reflita, sei que não é espiritista, e quer aumentar seus conhecimentos contábeis aliados a espiritualidade! Luzes surgirão no seu cérebro apressado!

  418. Marciano Diz:

    É verdade, Vinicius, o importante não é o que dizemos e sim aquilo em que o crente quer acreditar.
    Tanto é assim que DPF fala as coisas mais absurdas sobre as ❝crianças índigo❞ e a plateia aplaude.
    Qualquer dificuldade, é só invocarmos a mecânica quântica de apartamento, e voilá, todo mundo concorda com qualquer esquisitice.
    Ninguém quer parecer burro, todo mundo vê a roupa do rei.

  419. Marciano Diz:

    Espere algum tempo e pergunte a essa crente nervosinha se ela já está prosperando, em razão dos conhecimentos adquiridos com essa turma do além.
    Com certeza, o Gasparzinho gasparetto está prosperando.

  420. Marciano Diz:

    Quantos bônus-hora será que o Barão de Mauá esta ganhando com esse curso?
    Será que está prosperando em bônus-hora também?
    Diga à sua amiga que mandei essa música em homenagem a ela e à sua prosperidade>
    https://www.youtube.com/watch?v=J758GW3Bl58

  421. Marciano Diz:

    Este outro refrão, do mesmo Bezerra, também é homenagem à sua amiga:
    Malandro é malandro mesmo
    Malandro é malandro mesmo
    Malandro é malandro mesmo
    E o otário é otario mesmo
    https://www.letras.mus.br/bezerra-da-silva/1338886/
    Millor também profetizou o curso da sua amiga:
    https://pensador.uol.com.br/frase/MTMxNTc0OA/

  422. Marciano Diz:

    https://ahduvido.com.br/wp-content/uploads/god1.jpg

  423. Marciano Diz:

    Reencarnação do Barão de Mauá, proferindo um culto a Mamon:
    http://geradormemes.com/media/created/48oqdc.jpg

  424. Marciano Diz:

    http://2.bp.blogspot.com/-S0zok2wEdRM/VnCixR80iGI/AAAAAAAABuU/558115ucETg/s640/12345514_994920073910768_6375195629921084907_n.jpg
    ou
    http://4.bp.blogspot.com/-RNTZIcUTFkk/UVcnGYF1HeI/AAAAAAAAAQc/xYeIn-7Aq1A/w1200-h630-p-k-no-nu/dizimo.jpg

  425. Marciano Diz:

    Aula grátis de Gasparetto, o fantasminha camarada:
    https://www.youtube.com/watch?v=Ki7k3oH38N8

  426. Marciano Diz:

    Quem não tiver tempo, vá direto aos 36 minutos, para ouvir o show do Gasparzinho. Ui!

  427. Marciano Diz:

    A Face Real de Luiz Gasparetto
    idioma: Português (Brasil)
    categoria: Religiões e Crenças
    tipo: público
    criada em: 10 de junho de 2006
    local: Brasil
    privacidade: público
    Se apresenta como espiritualista mas é um materialista que só pensa em dinheiro.
    Se apresenta como terapeuta mas todo seu trabalho é baseado em acusações para exercer domínio através da culpa.

    Grita por coragem mas é sempre convidado para debates em outros programas e sempre fugiu e nunca enfrentou.
    Grita por independência mas é um covarde que mora com a mãe.

    Condena o mimo e diz que os pais devem educar os filhos com autoridade, mas é conhecido por suas manias, chiliques, ataques de estrelismo, etc.
    Dita as leis da prosperidade mas seu programa de TV “Encontro Marcado” fracassou, saiu do ar por baixa audiência.

    Diz que aprendeu tudo o que sabe com os espíritos mas na verdade ele é um CHARLATÃO!

    Se você gostaria de ver o Gasparetto desmascarado entre para essa comunidade.

    Mas se você ainda não o conhece e gostaria de saber mais sobre quem ele é de verdade, leia o tópico: A VERDADEIRA FACE DE LUIZ GASPARETTO e tire sua próprias conclusões.

    Fonte: https://orkut.google.com/c15089783.html

  428. Marciano Diz:

    Para encerrar:

    A Verdadeira Face de Luiz Gasparetto – 74 respostas.
    Marcelo Fernandes – 8 de julho de 2006 – denunciar abuso
    A Verdadeira Face de Luiz Gasparetto
    Luiz Gasparetto se auto-intitula guia espiritual, médium, professor de auto-ajuda, metafísico, radialista, apresentador de TV, escritor, poeta e bailarino. Diz que recebe orientação dos guias espirituais e mentores de luz do plano astral para trazer ao público as mensagens da Nova Era. Se julga capaz de solucionar os problemas de qualquer pessoa, seja financeiro, psicológico ou espiritual. Acredita ter descoberto todos os segredos da Vida e do Universo, e se exibe como exemplo de segurança e prosperidade. Aponta e acusa as deficiências e erros das pessoas sem nenhuma reserva, remorso ou sentimento de culpa.

    Mas existe uma gigantesca diferença entre a pessoa que ele demonstra ser e quem realmente é; e enormes contradições entre o que ele DIZ e o que ele FAZ.
    Marcelo Fernandes – 8 de julho de 2006 – denunciar abuso
    Falsa Segurança
    Quando está à frente do próprio público, inflado por aplausos e recebendo a admiração das pessoas, ele se sente o Deus Todo-Poderoso. A sensação de poder e superioridade em relação as pessoas que enxergam nele um ser iluminado faz com que algumas vezes ele passe dos limites. É comum em suas palestras, e as pessoas que já assistiram algumas sabem, que ele costuma ridicularizar, ofender, humilhar e até agredir pessoas que vão assisti-lo. Faz isso sem nenhum remorso e diz que está fazendo um bem a elas, que está ajudando essas pessoas a perderem o orgulho e serem humildes. A maioria dessas pessoas saem se sentindo magoadas e humilhadas.

    Mas o que as pessoas não sabem é que ele só é assim dentro do próprio território e à frente do próprio público.
    Sua segurança e auto-estima vem de um sentimento de superioridade em relação às pessoas que enxergam nele alguém superior. Ele já foi convidado inúmeras vezes a enfrentar debates em outros lugares, à frente de uma platéia neutra, para expor suas teorias. Debates que ele sempre fugiu e nunca enfrentou. Porque sabe que à frente de pessoas que não enxergam nele uma pessoa superior e iluminada, ele não terá a mesma segurança nem a mesma performance.
    Marcelo Fernandes – 8 de julho de 2006 – denunciar abuso
    O Verdadeiro Mimado
    Em suas palestras, cursos e em seu programa de rádio, é muito comum ouvi-lo falar com indignação sobre a maneira como as mães criam seus filhos e como as esposas convivem com seus maridos. Critica as mulheres dizendo que elas mimam os homens. Condena o mimo e critica com veemência o comportamento das pessoas mimadas dizendo que elas tem de aprender a ser fortes, independentes, pararem de ser covardes e enfrentar a vida. Fala como se as dificuldades que as pessoas enfrentam fosse pura frescura ou fraqueza pelo fato delas serem mimadas. Diz isso tudo sempre com um tom autoritário e indignado na voz.

    Mas no entanto, seu comportamento demonstra o contrário de seu discurso pois ele tem fama de ser temperamental.
    As pessoas que convivem com Luiz Gasparetto são obrigadas a suportar suas manias, chiliques, ataques de estrelismo, mudanças repentinas de humor, exigências absurdas, falta de educação, grosserias e agressões no trato com as pessoas. E quando age assim ele diz que está sendo sincero ao que sente, que está sendo humilde e não quer fingir educação para as pessoas porque isso seria vaidade. E como uma criança mimada e geniosa, ele obriga as pessoas a suportá-lo assim, sem reclamar.
    Marcelo Fernandes – 8 de julho de 2006 – denunciar abuso
    Dependência Materna
    Luiz Gasparetto nunca deu um passo em sua vida profissional ou pessoal sem a presença de sua mãe. Primeiro sua mãe se lançou como escritora mediúnica, teve sucesso, e seguindo os passos dela, ele se lançou como pintor mediúnico. Com o sucesso dos livros Zibia Gasparetto fundou um centro espírita onde ele começou a trabalhar como médium junto com ela. Anos mais tarde, para aumentar os lucros da família, ele a convenceu a abrir em sociedade com ele uma editora. Nas férias quase sempre viajam juntos e ele mora em uma casa comprada ao lado da dela no bairro onde nasceu. Os quintais e a garagem das duas casas são juntados e seu cachorro foi arranjado por ela. Nunca morou ou trabalhou longe da mãe.

    Em outras palavras, o cara seguro e independente que dá sermões sobre coragem e despreza pessoas fracas, é completamente dependente da mãe. Nunca teve coragem de sair de casa, e aos 57 anos de idade ainda mora com ela.
    Marcelo Fernandes – 8 de julho de 2006 – denunciar abuso
    Hipocrisia
    Ele condena a fraqueza em todos os sentidos. Em seu programa de rádio uma vez afirmou que pessoas gordas são relaxadas. Disse que essas pessoas são fracas por não conseguirem controlar seus impulsos, que não tem força de vontade, que não se amam e que para conseguir emagrecer teriam que ter vergonha na cara e deixarem de ser mimadas. Fala como se o problema da obesidade fosse puro desleixo e fraqueza.

    Mas ele é um fumante inveterado.
    Diz que fumar faz bem, que o ato de fumar vem da alma, do espírito. Já defendeu o fumo em seu programa de rádio dizendo que muita gente devia fumar. E é comum ouvi-lo fazer seus programas e suas palestras tossindo catarro e pigarreando.
    Marcelo Fernandes – 8 de julho de 2006 – denunciar abuso
    Vaidade
    Todo o seu trabalho é baseado na perda da vaidade e do orgulho. Vive pregando que as pessoas devem parar de querer ser maravilhosas para os outros porque todos os problemas humanos vem da vaidade.

    Mas ele adora exibir-se.
    Em seu programa de rádio ele costuma falar da maneira como gosta de esbanjar dinheiro. Já anunciou para seus ouvintes que estava comprando um Jaguar, disse que come escargot igual a quem come amendoim, que só usa brinco de brilhante ou esmeralda, que decorou sua casa com peças de mármore, etc. E além disso, ele se julga bailarino e poeta. Em seus cursos e fitas de vídeo ele se apresenta no palco ridiculamente vestido de bailarino, com o pinto puxado para cima, executando passos toscos em uma apresentação grosseira de balé. Escreve poemas medíocres e os recita para seu público como se fossem geniais.
    Faz isso tudo porque adora estar em cima do palco, sob os holofotes, ser admirado pelas pessoas, ser o centro das atenções, receber o aplauso do público, enfim… ser o maravilhoso.
    Marcelo Fernandes – 8 de julho de 2006 – denunciar abuso
    Orgulho
    Aponta e acusa as deficiências e erros das pessoas sem nenhuma reserva. E quando o faz ele espera que as pessoas aceitem com humildade. Em suas palestras e programa de rádio seus sermões devem ser ouvidos da mesma maneira, com obediência e humildade. Porque do contrário seria um prova de que seu ouvinte ou aluno é orgulhoso. Orgulhoso porque se ofende com facilidade, porque não aceita ver falhas em si mesmo e possui a pretensão de ser perfeito. Como ele próprio diz:
    “Muitas pessoas não gostam de ouvir o que eu digo, PORQUE EU FALO A VERDADE NA CARA”.

    Mas ele não admite ouvir nada negativo a seu respeito.
    Diz que não ouve nenhuma critica porque não tem a pretensão de ser certinho, que se ama e se aceita como é, que não quer se corrigir porque isso é vaidade de parecer perfeito para os outros. E em suas palestras basta uma pessoa o olhar com ar de dúvida, ou não demonstrar obediência a tudo o que ele diz, que ele se ofende a ponto de interromper a palestra.
    Marcelo Fernandes – 8 de julho de 2006 – denunciar abuso
    Prosperidade
    Seu maior ato de prosperidade foi convencer a própria mãe que a espiritualidade não vale a pena e que a exploração da boa fé das pessoas pode ser um bom negócio. Há alguns anos atrás ele convenceu sua mãe a abrir em sociedade com ele uma gráfica para impressão de livros, visando o aumento dos lucros da família. A editora foi construída no terreno onde ficava seu antigo espaço de palestras. Com o sucesso da editora ele pôde ganhar um bom dinheiro pegando uma porcentagem na venda dos livros do Best Seller da família: Zibia Gasparetto. E sua covardia e falta de caráter não o permitiu sequer admitir o que fez perante o público. Deixou que sua mãe se encarregasse disso dizendo em entrevistas para a revista Veja e revista Época que o espírito Lucius a havia mandado abrir uma editora para poder levar ao público as mensagens da Nova Era.

    Com o sucesso da editora, ele resolveu dar um novo golpe de prosperidade. Convenceu sua mãe e sua família a fechar o centro espírita Os Caminheiros, que fazia atendimento gratuito, e abrir no lugar o Meta Center onde todo atendimento é pago. Os negócios prosperaram e eles tiveram o faturamento em apenas um ano de onze milhões de reais, segundo a revista Veja.

    A família Gasparetto se apresenta como espiritualista mas não faz nenhum trabalho de assistência social, não oferece nenhum tipo de ajuda, e gasta todo o dinheiro em ostentação de riqueza, luxo e poder.
    Marcelo Fernandes – 8 de julho de 2006 – denunciar abuso
    Mediunidade
    Em seu programa de rádio, o espírito que ele incorpora todas as sextas-feiras chamado Calunga, misteriosamente desapareceu uma vez. Falando com sua voz de Gasparetto ele atendeu o primeiro telefonema no início do programa e surpreendido por um ouvinte que perguntou onde estaria o tal espírito, ele perguntou a produção: “Hoje é sexta? Hoje não é quarta?” e quando teve a confirmação de que estava enganado sobre o dia da semana, ele respondeu ao seu ouvinte que o Calunga devia estar viajando ou saído por aí, e continuou o programa com a maior cara de pau.

    Além disso ele diz que incorpora pintores famosos como Picasso, Leonardo da Vinci, etc. Diz que esses espíritos fazem uma imensa viagem de uma dimensão para outra só para poder provar o fenômeno da mediunidade para as pessoas. Só que no local onde ele faz suas palestras, quadros desses pintores são colocados à venda por quantias irrisórias: 100, 150 reais. E uma vez ele chegou a organizar um leilão para vender os quadros para quem pudesse pagar mais.
    Marcelo Fernandes – 8 de julho de 2006 – denunciar abuso
    Zibia Gasparetto
    Em entrevista à revista Sexto Sentido, quando questionada pelo fato de seus romances assinados pelo espírito Lucius terem mudado ao longo do tempo (os primeiros romances escritos por ela defendiam a doutrina espírita de Allan Kardec e ao longo do tempo passaram a defender as mensagens da Nova Era pregadas pelo Gasparetto) e se todos os livros eram ditados pelo mesmo espírito, ela respondeu:
    - Não sei… os estilos são diferentes.
    E em seguida começou a descrever sua rotina como escritora. Disse que escreve desde criança, que sempre foi apaixonada por literatura, que atualmente tinha três romances em andamento em seu computador, que escreve durante à tarde e se tranca no quarto para não ser perturbada, enfim: descreve a rotina DELA como escritora.
    Nenhuma palavra sobre o tal espírito, nem sobre o fenômeno da mediunidade, ou a mensagem transmitida em seu livros.
    Tudo isso porque assim como seu filho, Zibia Gasparetto tem plena confiança e certeza de que seu público nunca irá questioná-la, que as pessoas sempre acreditarão cegamente na família Gasparetto sem ser necessário muitas explicações.
    Marcelo Fernandes – 8 de julho de 2006 – denunciar abuso
    Rádio Mundial
    O mau exemplo da família Gasparetto, infelizmente já gerou alguns frutos. A maioria das pessoas que trabalha Rádio Mundial, tem seu trabalho baseado nas leis pregadas pelo Gasparetto. Alguns chegam a imitar seu estilo de programa e o nome de suas empresas. Exemplo: Espaço Vida e Consciência, Espaço Vida e Harmonia.
    Longe de ser admiração e respeito pelo Gasparetto, ou muito menos porque as leis que ele prega estão corretas, o único motivo dessas pessoas o imitarem é simples: Deu certo para ele, ele enriqueceu, prosperou, e eu quero enriquecer e prosperar também.

    E pior ainda, algumas delas tomam como exemplo a maneira como o Gasparetto subestima a inteligência das pessoas.
    Há pouco tempo atrás um personagem semelhante ao espírito Calunga surgiu num programa da Rádio Mundial. Como um clone do espírito incorporado pelo Gasparetto, esse espírito prega as mesmas coisas e faz exatamente o mesmo discurso. Só que com uma única diferença: quem o incorpora é uma mulher chamada Andreia Moreira. E com uma voz feminina o espírito com o título de “Pai Joaquim” diz:
    - É muito bão tá aqui coceis, meu povo…
    Exatamente com a mesma inflexão e o mesmo sotaque caipira malfeito.
    Não bastasse isso, os dois espíritos se apresentam juntos no Espaço do Gasparetto fazendo palestras. E como uma dupla sertaneja fazem anúncios na Rádio Mundial para vender seus ingressos. “Calunga e Pai Joaquim. Você vai rir, vai se divertir…” tudo ao som de risadas da platéia.
    Marcelo Fernandes – 8 de julho de 2006 – denunciar abuso
    Arrogância
    Luiz Gasparetto se julga acima da lei, acima do bem e do mal. Acredita poder pregar leis que ele próprio não cumpre e que pode julgar a todos sem nunca ser julgado. Inconsciente de si, ele trabalha conscientizando os outros.
    Como um ator em um teatro, ele interpreta um personagem e cativa seu público. E seu público não percebe que todo o bem que ele faz é para ele mesmo.
    Falar sobre a insegurança dos outros faz ELE se sentir seguro. Dar sermões sobre força faz ELE se sentir forte. Apontar os problemas dos outros o faz se sentir perfeito. A auto-estima DELE sobe. E vender as leis da prosperidade faz ELE prosperar. E sua arrogância e confiança na impunidade não o impediu de declarar publicamente que seu público é feito de pessoas pouco inteligentes.

    A família Gasparetto apenas usa a espiritualidade como meio para conseguir através da exploração da boa fé das pessoas atingir seu único objetivo: A conquista de DINHEIRO e PODER.
    Marcelo Fernandes – 8 de julho de 2006 – denunciar abuso

    Fonte: https://orkut.google.com/c15089783-t6afa41164b8be493.html

  429. Phelippe Diz:

    Oi, Vinicius, pior que tem gente que acredita nessa do Mauá. E concordo com o Marciano. Hoje em dia ele, o Mauá, não iria prosperar. Só ver a legislação tributária brasileira, em especial a legislação do ICMS paulista.

  430. Vinicius Diz:

    “Qualquer dificuldade, é só invocarmos a mecânica quântica de apartamento, e voilá, todo mundo concorda com qualquer esquisitice.”
     
    Sim, e caprichar no coffee break caso o evento seja pago.
     
    Depois de um tempo contar algum “causo” espírita, uma piada, um escorregão que você mesmo deu na vida etc etc.
     
    Já contei aqui várias vezes que levei uma bronca por questionar durante reunião mediúnica e os outros passam a te olhar diferente (olhar de chiquista com raiva interior, mas com sorriso afável por fora).Como saber dessa raiva? É preciso telepatia? Não sou pequenas indiretas, cutucadas…

  431. Marciano Diz:

    Duvidar é o primeiro passo na busca da verdade.
    Quem não quer que busquemos a verdade, não quer que duvidemos. Eles têm medo de que possamos descobrir a farsa. Daí ser pecado duvidar.
    Qualquer dúvida, consulte aqui:
    Romanos 14:23
    Bíblia King James Atualizada
    Todavia, aquele que tem dúvida é condenado se comer, pois não come com fé; e tudo o que não provém da fé é pecado!
     
    João Ferreira de Almeida Atualizada
    Mas aquele que tem dúvidas, se come está condenado, porque o que faz não provém da fé; e tudo o que não provém da fé é pecado.
     
    King James Bible
    And he that doubteth is damned if he eat, because he eateth not of faith: for whatsoever is not of faith is sin.
     
    English Revised Version
    But he that doubteth is condemned if he eat, because he eateth not of faith; and whatsoever is not of faith is sin.

  432. Marciano Diz:

    De todos os pecados que podemos cometer, a dúvida é o mais odiado por Deus. De acordo tanto com Novo quanto com o Velho Testamento, nossa dúvida faz o Senhor sofrer, provoca-O, causa-Lhe muita dor. Vemos um excelente exemplo disso no Israel antigo, depois de Deus ter livrado Seu povo das mãos de Faraó.
     
    O salmista lamenta: “Pecamos, como nossos pais; cometemos iniquidade, procedemos mal. Nossos pais, no Egito, não atentaram às tuas maravilhas; não se lembraram da multidão das tuas misericórdias e foram rebeldes junto ao mar, o Mar Vermelho” (Salmo 106:6-7).

  433. Marciano Diz:

    Eu, modestamente, aceito a ordem de não duvidar. É por isso que tenho certeza de que o sobrenatural não existe.

  434. Marciano Diz:

    VINICIUS, não sei se você já percebeu, mas é comum em palestras espíritas alguém cochilar ou até mesmo dormir.
    Tenho para mim que o sono advém do fato de o assunto ser maçante, entediante. Mas quando algum crente comenta, diz que são espíritos que induzem o sono, para que o dorminhoco não ouça a verdade da palestra.

  435. Marciano Diz:

    Pensando bem, eu, que sofro de insônia desde a infância, que já fiz tanta coisa para tentar dormir, estando viciado em hipnóticos e ansiolíticos, acabo de ter a ideia de gravar uma missa, um culto evangélico, uma palestra espírita, e botar pra tocar na hora de ir pra cama.
    Se isso não resolver, não tem Dormonid® ou Rohypnol® que dê jeito.

  436. Marciano Diz:

    Do Yahoo:

    Porque todas as vezes que eu vou na Igreja me dá sono e vontade de ir embora?
    Eu sinto uma vontade enorme de ir a Igreja Evangélica, e quando eu chego lá mal começa o culto já me bate um sono e uma vontade de ir embora, eu começo bocejar sem parar, já aconteceu vezes que eu fui embora no meio do culto, pois eu tava achando tudo meio chato, e uma preguiça enorme. E sempre quando eu chego em casa me dá vontade de ir lá, e voltar. Eu já fui evangélica, hoje sou desviada já faz muitos anos…

    Me ajudem, o que pode ser ?
    Melhor resposta: Enquanto pensamos e as coisas vão acontecendo… Há uma batalha espiritual enorme por trás…

    O inferno inteiro não quer que você fique na igreja, não leia a bíblia, não ore, não jejue… enfim… eles não querem que você siga a Deus verdadeiramente… Porque eles sabem que a Palavra de Deus é muito, mas muito… Muitão… muitíssimo mais forte do que todos eles juntos…

    Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração.
    Hebreus 4:12

    Agora Jesus em contra Partida diz em seu coração –

    Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Mateus 11:28
    Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas.
    Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.
    Mateus 11:29-30

    Durante essa batalha, você quem escolhe o caminho a seguir…

    Jesus ou diabo…

    Os erros de gramática são por conta do original.

  437. Marciano Diz:

    Com certa freqüência, observamos alguns irmãos envolvidos pelo torpor enquanto assistem à uma palestra. Vários são os motivos que podem nos induzir ao sono nestas ocasiões. Com a finalidade de colaboramos para que a palestra atinja o seu objetivo de maneira ampla e proveitosa, destacamos abaixo alguns destes motivos, que julgamos ser útil a sua identificação e correção, obviamente dentro das possibilidades :
    . alimentação excessiva ou “pesada” antes da reunião
    . cansaço físico ou mental após um dia de trabalho
    . desinteresse pelo tema abordado
    . INFLUÊNCIA ESPIRITUAL PARA IMPEDIR O ESCLARECIMENTO DO ENCARNADO – (HIPNOSE ESPIRITUAL INTERNA, SEGUNDO MANOEL PHILOMENO DE MIRANDA)
    . desdobramento do encarnado
    . palestra extensa, onde a exposição ultrapassa o tempo determinado
    . falta de coerência e objetividade e
    . monotonia do orador.
    Neste último item, destacamos o uso de uma linguagem entediante; o volume baixo demais da voz; dicção sem muita clareza; utilização de discurso decorado ou com leitura muito prolongada; divagações com fuga do tema central e finalmente, falta de domínio sobre o assunto.
    É fundamental que se realize um esforço para corrigir estas situações que colocam em risco a seriedade do trabalho que é produto do estudo e dedicação do palestrante. Aos ouvintes, é necessário manterem-se alertas nestas ocasiões procurando evitar as condições que favoreçam o sono durante o aprendizado da doutrina. Ainda que o assunto a ser explanado seja do nosso total conhecimento, aproveitemos a oportunidade de expandir – através de outros enfoques e idéias doutrinárias de organização diferente da que temos – o desenvolvimento intelectual e aprimoramento espiritual.

    http://www.correioespirita.org.br/categoria-de-materias/artigos-diversos/348-o-sono-durante-a-palestra-esp%C3%ADrita

  438. Marciano Diz:

    Carl Sagan:
    “Não é possível convencer um crente de coisa alguma, pois suas crenças não se baseiam em evidências; baseiam-se numa profunda necessidade de acreditar.”
    Friedrich Nietzsche:
    “Uma visita ao hospício mostra que a fé não prova nada.”
    Galileu Galilei:
    “Não consigo acreditar que o mesmo deus que nos deu inteligência, razão e bom senso nos proíba de usá-los.”
    Anatole France:
    “Se 5 bilhões de pessoas acreditam numa coisa estúpida, essa coisa continua sendo estúpida.”
    Robert A. Heinlein:
    “Quem acredita na Santíssima Trindade e insiste que sua religião é monoteísta é capaz de acreditar em qualquer coisa. Só precisa de algum tempo para se acostumar com a idéia.”
    George Bernard Shaw:
    “Nenhum homem acredita que a Bíblia diz o que está escrito: acredita que ela diz o que ele quer.”
    Michel E. de Montaigne:
    “Quantas coisas nós segurámos ontem como artigos de fé que hoje nós contamos como fábulas?”
    “O homem é completamente maluco: ele não consegue criar um verme, mas cria deuses aos montes.”
    Thomas Jefferson:
    “As religiões são todas iguais – fundadas sobre fábulas e mitologias.”
    Steven Weinberg:
    “Com ou sem religião teremos sempre boas pessoas fazendo coisas boas e más pessoas fazendo coisas más. Mas para termos boas pessoas fazendo coisas más, para isso é preciso uma religião.”
    Isac Asimov:
    “A leitura crítica da Bíblia é o melhor caminho para o ateísmo.”
    Thomas Paine:
    “Argumentar com uma pessoa que renunciou ao uso da razão é como ministrar medicamentos ao morto.”
    “A bíblia é o livro mais lido e o menos examinado que qualquer outro que já existiu.”
    José Saramago:
    “O problema não é um Deus que não existe, mas a religião que O proclama!”
    Christopher Hitchens:
    “O que pode ser afirmado sem provas pode ser dispensado sem provas.”
    Paul-Henri Thiry, o Barão d’Holbach (1723 – 1789):
    “A ignorância e o medo; estes são os dois pilares de toda religião.”
    “O Deus dos teólogos é simplesmente um poder imaginário, un loup garou (um bicho-papão).”
    Voltaire:
    “Deus é um comediante a atuar para uma plateia assustada demais para rir.”
    “É difícil libertar os tolos de correntes que eles veneram.”
    “A religião começou quando o primeiro patife conheceu o primeiro tolo.”

  439. Marciano Diz:

    “Mitologia é o nome que damos às religiões dos outros.” – Joseph Campbell
    “Infiel: Em Nova Iorque, alguém que não acredita na religião Cristã; em Constantinopla, alguém que acredita.” – Ambrose Bierce
    “Qual é a natureza de Deus? A sua natureza é inteiramente dependente da época ou cultura que inventou ele.” – Solomon Skink
    “E Semos fez os macacos a sua imagem e semelhança” – Dr. Zaius, no filme O Planeta dos Macacos
    “Estude uma religião, e você fica preso pra sempre. Estude duas religiões, e você conclui tudo em uma hora.” – University of Calgary – FREE THINKERS
    “Não deveria nem existir a palavra “ateísmo”. Se as pessoas não inventassem deuses imaginários ridículos, as pessoas racionais não teriam que negá-los.” – Ricky Gervais
    “A religião de hoje será a mitologia do futuro. Muitos acreditaram nas duas coisas por muito tempo, mas os espertos provaram que estavam errados.” – Steven Crocker
    “Todas as religiões são fundadas sobre o temor de muitos e a esperteza de poucos.” – Stendhal
    “Religião faz três coisas muito habilmente: divide pessoas, ilude pessoas, controla pessoas.” – Marie Alice McKinney
    “Se lhe ensinassem que os elfos causam a chuva, todas as vezes que chovesse, você veria a prova dos elfos.” – Ariex
    “Quem não leu as frases acima vai continuar sendo estúpido”. – Marciano
    “Muitos dos que leram, também”. — (idem)
    “Ninguém nasce religioso, isso é imposto à pessoa. Nossa religião está de acordo com o lugar onde nascemos.” – Jeferson do Nascimento Machado
    “Quantum nobis prodeste haec fabula Christi ! ” (“Quanto nos é útil esta FÁBULA de Cristo ! ”). – Papa Leão X:
    “A fábula de Cristo é de tal modo lucrativa que seria loucura advertir os ignorantes de seu erro.” – Papa Leão X
    “Não creria nos Evangelhos, se a isso não me visse obrigado pela autoridade da Igreja.” – Santo Agostinho.
    “A razão deve ser destruída em todos os Cristãos.” – Martinho Lutero
    “A AIDS é o justo castigo por um comportamento sexual inadequado.” – Madre Teresa de Calcutá
    “Se a Bíblia prova a existência de Deus então as revistas em quadrinhos provam a existência do Super Homem.”
    “Dê um peixe a um homem e você o alimentará por um dia. Dê-lhe uma religião e ele morrerá de fome enquanto reza por um peixe.” “Os crentes não acreditam nas religiões e nos deuses dos outros. Os ateus também não.”
    “Um homem sem religião é como um peixe sem bicicleta.”
    “Um metafísico é um cego num quarto escuro à procura de um gato preto que não está lá, e um teólogo é o tipo que encontra o gato.”
    “Você não se torna Ateu. Você VOLTA a ser Ateu. Afinal, todos nós nascemos sem religião.”

  440. Samósata Diz:

    Sobre Hermínio Miranda e Mesmer, do site: http://revolucaoespirita.com.br/reviravolta-herminio-mesmer/

    “Por Paulo Henrique de Figueiredo

    Allan Kardec definiu o Magnetismo Animal criado por Franz Anton Mesmer junto ao Espiritismo como ‘ciências irmãs’, sendo que uma não poderia ser compreendida sem a outra. Nesse panorama, as descrições de Mesmer como um charlatão burlesco se estendem, denegrindo também a doutrina espírita. Inevitavelmente. Como poderia surgir de um indivíduo interesseiro, farsante, exótico, uma ciência séria, bem fundamentada, ao ponto de servir de base à doutrina dos espíritos superiores? (…) Uma obra fundamental de um dos maiores escritores espíritas de todos os tempos oferecia uma visão depreciativa de Mesmer! Justo numa obra clássica. Em A memória e o tempo, Hermínio Miranda escreveu: ‘Em salões luxuosos, Mesmer, excêntrico e um tanto exibicionista, circulava paramentado com um ostentoso ascendente do jaleco feito de seda palidamente colorida e uma varinha na mão, como se fosse um mago. Talvez essas atitudes teatrais hajam prejudicado seu conceito médico.’ (A memória e o tempo . RJ: Lachâtre, 1999. Pg. 75). (…) Depois de uma conversa longa sobre as novas descobertas, fatos e revelações, tomei a liberdade e lhe disse:
    – Não posso deixar de perguntar, Hermínio: porque você fez uma citação tão desabonadora de Mesmer em seu livro A Memória e o tempo? – disparei ansioso.
    – Fui traído pelas fontes que compulsei! – respondeu-me de pronto e continuou:
    – Tenho o hábito de me servir da coleção da Enciclopédia Britânica, como referência ao consultar assuntos diversos, durante a elaboração de minhas obras. Além disso, alguns livros que já conhecia de memória também definiam Mesmer como um charlatão.
    Hermínio foi traído pela falsificação da história que o Magnetismo animal sofreu, como ocorreu também com inúmeras iniciativas racionais do espiritualismo surgidas nos século 18 e 19, que a dogmática visão materialista da academia desde o século 20 condenou ao ridículo e ao ostracismo.”

  441. Borges Diz:

    “Eu, modestamente, aceito a ordem de não duvidar. É por isso que tenho certeza de que o sobrenatural não existe.”
    .
    Você tem razão, não existe mesmo.
    Um abraço

  442. Borges Diz:

    Antigamente relâmpagos e trovões eram considerados sobrenaturais.
    Um abraço.

  443. Renatao Diz:

    O espiritismo deveria ser desinventado.

    —–
    lingvo Renascitur ex cineribus

  444. MONTALVÃO Diz:

    /
    MONTALVÃO DISSE: “ah é? Então o médium da Kelly, que sumiu-se, era tudo o que faltava para a comprovação atual? Bastou Kelly experimentá-lo, e ninguém mais, e tudo se esclareceu? Podemos, pois, dormir sossegados, pois os mortos comunicam?”
    .
    VISONI: Considerando que isso demonstra que os médiuns continuam a passar em situações controladas, pode-se dizer que há provas e replicações mais do que suficientes (de 1892 para cá) para se considerar a mediunidade mental como um fenômeno paranormal legítimo.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: teria alguém esquecido que para uma hipótese ser considerada comprovada (em termos científicos) carece haver rigorosa experimentação?
    .
    Meia dúzia de dois ou três experimentos, em verificações indefinidas, quase nunca voltadas para a prova, mas para o processo (toma-se a hipótese como fato), são evidências sabe de quê? DE NADA (obrigado).
    .
    Se mortos falassem com vivos as provas de suas presenças seriam dadas rotineiramente, em vez de apenas em aferições discutíveis, uma a cada cento de anos…
    .
    Ainda que ficasse patente, por meio de testes seguros, que mortos comunicam, as provas de presença seriam obrigatórias na prática mediúnica, visto que nunca haveria certeza de haver mesmo um morto em atividade, em vez de ilusão ou safadeza.
    .
    A fuga de se enfrentar esse fato patenteia o receio dos crentes de que seus espíritos não respondam, como não respondem, nem responderão…
    .
    Conclusão: mortos não comunicam com vivos.

  445. MONTALVÃO Diz:

    /
    Além disso, como bem ressaltou o de Marte (com outras palavras): a expressão “fenômeno paranormal legítimo” é beirante do absurdo. É inadequado assim se expressar, visto não haver evidência robusta da realidade do paranormal: conquanto alguns parapsicólogos, cansados de procurar a prova, tenham decretado a realidade da coisa.
    .
    Também, não há meio legítimo de ligar a paranormalidade à mediunidade: podem ser manifestações variadas da mesma “força” ou podem ser coisas completamente distintas. No atual estádio do conhecimento, tudo o que se pode afirmar é um “talvez”.
    .
    Então, as melhores frases começam com “EMBORA POUCO PROVÁVEL” e seguem com os complementos abaixo:
    .
    - Talvez exista algo que possa ser chamado paranormalidade;
    - Talvez algumas pessoas, em circunstâncias excepcionais, se comuniquem por via extrassensória;
    - talvez a mente possa exercer tenuíssima influência sobre a matéria…
    .
    A melhor de todas é esta: “Com certeza, mortos não comunicam”…

  446. MONTALVÃO Diz:

    /
    Malvadão disse: A parte política do espiritismo Arduin manja de montão: para ganhar um dez basta agora concluir que espíritos não comunicam (porque incapazes de comprovarem-se presentes) e, consequentemente, materializações inexistem.
    .
    ARDUIN responde: Sabe, Malvadão, o problema que você parece não compreender é que DÚVIDA nunca foi problema na Ciência, porém INCREDULIDADE sim. E ESTE É O SEU CASO.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: nobre Arduin, saudades docê…
    .
    Acusar-me de incredulidade sem mo conhecer não é boa política, apesar de estar correto, em parte.
    .
    Não creio que mortos comuniquem, mas estou disposto a pôr minha descrença sob verificação. Se “eles” se mostrarem comunicantes em experimentações controladas, o quanto suficiente para prover conclusão segura, terei que me render aos fatos, goste ou não.
    .
    Passei por várias fases de crença/descrença em minha vida. Na infância acreditei muito em espíritos comunicantes. Não apenas acreditava, via. Minha mãe, médium umbandista, frequentemente incorporava entidades que prescreviam remédios e davam orientações para toda família. No centro eu via as pessoas possuídas pelas entidades e nunca duvidei um dedinho.
    .
    Já mais crescido, na igreja Batista, “aprendi” que os espíritos são demônios. Curiosamente, nunca aceitei essa informação por inteiro. Já havia em mim uma sementinha de dúvida.
    .
    Hoje não acredito, mas com base em reflexões e estudos. Tanto que posso levar uma discussão com qualquer médium a respeito e propor-lhe maneiras de conferirmos em conjunto a realidade de inteligências invisíveis comunicantes.
    .
    A dúvida nunca foi problema na Ciência e não é problema com o Malvadão: quero vê-la esclarecida e até dou sugestões de como dever ser feito…
    /
    /
    ARDUIN: Lembra-me que você propunha um experimento onde o suposto médium teria de adivinhar o que estaria escrito ou desenhado em um papel ou livro fora do alcance de sua vista. Na sua interpretação, em caso positivo, o espírito teria visto o desejado e repassado a informação ao médium, certo? E em caso negativo, estaria provado que não há comunicação de espíritos com médiuns, certo?
    Acontece que quando se planeja um experimento, o resultado dele precisa estar relacionado com o proposto pela hipótese. Caso o médium acerte, O QUE ISSO PROVA EM FAVOR DA AÇÃO DO ESPÍRITO? Qual é a sua base para afirmar que só um espírito faria isso? Por que devo DESCARTAR (porque seriam inviáveis) a Força Psi do Zangari? Ou Percepção Extra Sensorial dos parapsicólogos? Ou a ação da criptestesia, associada com a hiperestesia, reforçada pela pantomnésia e mais uma dúzia de outras anésias da Parapsicologia Católica, do nosso querido Padre Quemedo?
    /.
    CONSIDERAÇÃO: gostei de sua inquirição: “Qual é a sua base para afirmar que só um espírito faria isso?”…
    .
    Apesar de eu já ter respondido a ela outras vezes, repito. Minha base é a conjetura de Moi, que postula:
    .
    ========================.
    ““PSI, caso exista, é “força” de atuação tênue, de ocorrência esporádica e imprevisível, sem controle da parte quem supostamente a possui, e sem utilidade conhecida.”
    ========================.
    .
    Entonces, meu querido, diga-me se conhece (modernamente) experimento psi em que um clarividente seja capaz de ler um livro postado em local fora de sua vista? Em que seja capaz de sair de seu corpo e identificar cinco objetos colocados numa sala lacrada? Que seja capaz de ler através de objetos opacos?
    .
    Se conhece nos mostre, pois precisaremos nos atualizar nesse campo…
    .
    Mediunidade e paranormalidade, em princípio, teriam em comum muito pouco. O paranormal, caso existisse, conseguiria ter vagas impressões onde o médium levaria toda a vantagem, pois que assessorado por entidade alienígena.
    .
    Portanto, a possibilidade de os resultados se cruzarem é praticamente inexistente. Mas ainda que fosse conforme objeta, não teria problema, pois, de qualquer modo alguma coisa consistente teria saído da verificação, cabendo ao experimentador burilar a experiência de modo direcioná-la para onde pretende.
    .
    Além disso, a fuga de tais experimentações não advém desse pseudorrisco, mas do receio dos mediunistas em pôr seus supostos comunicantes sob escrutínio técnico e eles não darem sinal de vida… eis aí o grande “pobrema”…
    /
    /
    ARDUIN: Entendeu o drama? O Espiritismo surgiu porque nas manifestações mediúnicas, seus causadores APRESENTARAM-SE como os tais espíritos de falecidos. Ou seja, não foi a vontade e o desejo dos médiuns que os tornou espíritos. Então, se é o caso, o experimento tem que ser direcionado no sentido de obter informações que nos permitam identificar que se trata de um espírito e não adivinhar coisas. Se um espírito se manifesta dizendo ter sido meu falecido pai, eu sei de coisas sabidas só por mim a respeito dele e se questiono o médium e as respostas são verdadeiras, então DEVE mesmo ser o espírito do meu pai. Se a mensagem é genérica (= qualquer um poderia escrevê-la), as perguntas não são respondidas, então DEVE ser um fenômeno de animismo.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: você insiste nessa linha, que nada ajuda. Se seu suposto pai comunicante lhe convencer que é ele mesmo em ação, isso só servirá para você e para quem cultive igual crença. Deveria saber que não serve como evidência de cunho científico, pois não é generalizável, tampouco replicável. Nessa sua proposta, cada pessoa teria que buscar sua pessoal resposta e se não ficasse satisfeita com nenhuma das que obtivesse, azar, os gratificados confirmariam a crença. Não se iluda, por esse caminho não se chega a lugar algum.
    /
    /

    ARDUIN: Você é um cara difícil de contentar. Primeiro refutava as materializações sob a alegação de que o médium, ao ficar oculto num gabinete, inutilizava a segurança do experimento quanto a eventuais fraudes. Aí eu lhe falei de casos de materializações onde não havia gabinete e você até fez a lição de casa, relatando esses casos. E aí? Qual foi mesmo a sua desculpa para continuar afirmando que as materializações não existem?
    .
    É isso.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: realmente, a cabine mata a possibilidade de boa fiscalização, mas não é só por ela que condeno materializações: teria que haver o registro documentado de todos os passos da ocorrência, com o médium fornecendo ectoplasma e a entidade se formando, até que o médium encolhesse e a materialização crescesse, conforme se diz que acontece. Aí sim, com o inteiro processo seguramente registrado não haveria mais discussão e eu (ou qualquer outro cético, creio) entregaria as armas.
    .
    Mas tudo bem, vamos por enquanto ficar só na cabine. Quais os casos que me trouxe em que a cabine não foi usada? Não recordo de tê-los visto… Respondi aos seus ilustramentos ou fiquei em silêncio? Se não comentei provavelmente não tomei conhecimento…
    .
    Poderia reprisá-los?

  447. MONTALVÃO Diz:

    /
    “o Sr se fosse num culto de descarrego ou libertação numa igreja evangélica de sua preferência aceitaria uma oração de imposição de mãos na sua cabeça e caso aceitasse, acha que continuaria de pé?”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: depois que o “grande libertador” se fez presente, os cultos de descarrego perderam a razão de ser: Gilmar Mendes que não me deixa mentir…

  448. MONTALVÃO Diz:

    /
    168. Marciano Diz:
    .
    Do Yahoo:
    “Porque todas as vezes que eu vou na Igreja me dá sono e vontade de ir embora?
    Eu sinto uma vontade enorme de ir a Igreja Evangélica, e quando eu chego lá mal começa o culto já me bate um sono e uma vontade de ir embora, eu começo bocejar sem parar, já aconteceu vezes que eu fui embora no meio do culto, pois eu tava achando tudo meio chato, e uma preguiça enorme. E sempre quando eu chego em casa me dá vontade de ir lá, e voltar. Eu já fui evangélica, hoje sou desviada já faz muitos anos…”
    /.
    CONSIDERAÇÃO

  449. MONTALVÃO Diz:

    /
    168. Marciano Diz:
    .
    Do Yahoo:
    “Porque todas as vezes que eu vou na Igreja me dá sono e vontade de ir embora?
    Eu sinto uma vontade enorme de ir a Igreja Evangélica, e quando eu chego lá mal começa o culto já me bate um sono e uma vontade de ir embora, eu começo bocejar sem parar, já aconteceu vezes que eu fui embora no meio do culto, pois eu tava achando tudo meio chato, e uma preguiça enorme. E sempre quando eu chego em casa me dá vontade de ir lá, e voltar. Eu já fui evangélica, hoje sou desviada já faz muitos anos…”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: aí, Marciano: quem sabe não seja esse o caminho para o controle de sua insônia?
    .
    Vá a uma igreja evangélica e durma qual um anjo…

  450. Espírita Sp Orlando Diz:

    “Minha mãe, médium umbandista, frequentemente incorporava entidades que prescreviam remédios e davam orientações para toda família. No centro eu via as pessoas poss”
    Com todo respeito na época vc conseguiu saber se esses remédios eram mesmo remédios?
    Como passou a descrer?
    Como explica a mediunidade de sua mãe?
    Abraço

  451. Espírita Sp Orlando Diz:

    O sono nas palestras varia conforme o caso do assistido. Mas todos acabam assistindo em desdobramento.
    A tese dos obsessores não é valida: dr. Bezerra e seus emissários não permitem a entrada deles no Centro. Lamentavelmente há até brigas na porta do Centro entre os obsessores e os soldados de Bezerra.

  452. Marciano Diz:

    ===============================================================
    CONSIDERAÇÃO: aí, Marciano: quem sabe não seja esse o caminho para o controle de sua insônia?
    .
    Vá a uma igreja evangélica e durma qual um anjo…
    ===============================================================
     
    Vejo que sua distinta pessoa não leu ainda meu comentário que antecedeu o referido. Pulou-o.
    Repriso-o, para que não lhe passe despercebido.
     
    Marciano Diz:
    MAIO 12TH, 2017 ÀS 4:50 PM
    Pensando bem, eu, que sofro de insônia desde a infância, que já fiz tanta coisa para tentar dormir, estando viciado em hipnóticos e ansiolíticos, acabo de ter a ideia de gravar uma missa, um culto evangélico, uma palestra espírita, e botar pra tocar na hora de ir pra cama.
    Se isso não resolver, não tem Dormonid® ou Rohypnol® que dê jeito.

     
     
    Se ainda assim não o viu, sem problema: pode ler agora, CLICANDO AQUI.
     
     
    Verá, logo abaixo, o comentário que suscitou sua sugestão, já previamente antevista por moi, o que corrobora a hipótese precognitiva.
     
    Hasta mañana, baby!

  453. MONTALVÃO Diz:

    /
    MONTALVÃO disse: “Minha mãe, médium umbandista, frequentemente incorporava entidades que prescreviam remédios e davam orientações para toda família. No centro eu via as pessoas poss”
    /
    Espírita Sp Orlando Diz:
    Com todo respeito
    1) na época vc conseguiu saber se esses remédios eram mesmo remédios?
    2) Como passou a descrer?
    3) Como explica a mediunidade de sua mãe?
    /.
    CONSIDERAÇÃO: dileto Samporlando, respondendo-lho:
    Não entendi o porquê do “Com todo respeito”: está receando ser tido por descortês por lançar as inquirições? Fique frio, tá tudo bem…
    .
    1) não eram remédios de farmácia, eram ervas para fazer chás…
    .
    2) eu contava seis anos de idade (ela faleceu poucos dias após eu completar sete), minha crença não era qual a de um adulto, mas a de aceitar com naturalidade que aquelas coisas aconteciam. Passei a descrer quando, tempos mais tarde, mais crescidinho, comecei a refletir.
    .
    3) a mediunidade de minha genitora se explica como todas as mediunidades sinceras: dissociação não patológica e fabulações correspondentes. Em casa, antes dela entrar em transe ficava algum tempo meditativa, concentrada, até que a entidade “baixasse”. Aí sua voz se alterava, mudava a expressão e conversava com adultos que estivessem presentes, com crianças não falava…

  454. MONTALVÃO Diz:

    /
    “O sono nas palestras varia conforme o caso do assistido. Mas todos acabam assistindo em desdobramento.”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: o sono nas palestras varia conforme a capacidade de cada um em se manter atento ao que é dito: quanto maior o interesse no discurso mais ampla é a resistência. Quanto a assistir em desdobramento só se for desdobramento onírico. Já assisti centenas, talvez milhares de pregações e palestras: entendo do assunto…

  455. MONTALVÃO Diz:

    /
    Também já dei minhas palestrazinhas…

  456. MONTALVÃO Diz:

    /
    “A tese dos obsessores não é valida: dr. Bezerra e seus emissários não permitem a entrada deles no Centro. Lamentavelmente há até brigas na porta do Centro entre os obsessores e os soldados de Bezerra.”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: isso deve ser mesmo verdade, tanto que
    o espíritos ruins que porraram Chico Xavier sempre o pegaram fora do centro…

  457. MONTALVÃO Diz:

    /
    “Vejo que sua distinta pessoa não leu ainda meu comentário que antecedeu o referido. Pulou-o.
    Repriso-o, para que não lhe passe despercebido.”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: ler li, mas minha sugestão, embora parecida é diferente: tem que ser ao vivo, ouvindo o palestrante, sentindo o ambiente, os sons discretos, as músicas, o sono vindo… vindo… os olhos fechando… fechando… zzzzzzzzzzzz….

  458. Marciano Diz:

    Entendido, Senhor!
    O problema é que missas, palestras espíritas e cultos evangélicos duram, no máximo, uma hora e meia.
    Considerando que eu durma nos primeiros dez minutos de xarope, logo depois serei despertado, para deixar a igreja, centro, templo, dormindo, na melhor das hipóteses, pouco mais de uma hora, o que não satisfaz um cristão, um islâmico ou budista, que dirá descrentes.
     
    Dentro da hierarquia e disciplina que rege nossa bancada, peço permissão para tentar a gravação, considerando que se for monótona ao ponto de me levar ao sono, poderei nele permanecer após o término da dita gravação. Se a experiência não der certo, poderei abortar a missão, sem baixas para nossa tropa e sem colocar em risco nossa elevada missão, que é a busca da verdade acima de tudo.
     
    Sei que soldado* não pondera, age, mas peço vênia para tentar abordagem não ortodoxa, diante da relevância do tema para a busca da verdade.
     
    * soldado, aqui, no sentido de homem das armas; guerreiro
    não no sentido de militar que ocupa o mais baixo grau da hierarquia das Forças Armadas e das Forças Auxiliares.
     
    Avante camaradas,
    Ao tremular do nosso pendão,
    Vençamos as invernadas
    Com fé suprema no coração
    Avante, sem receio
    Que em todos nós a Pátria confia,
    Marcharemos com alegria, avante !
    Marcharemos sem receio.
     
    Aqui não há quem nos detenha
    E nem quem turbe a nossa galhardia
    Quem nobre missão desempenha
    Temer não pode a tirania, a tirania
    E nunca seremos vencidos
    Por que marchamos sob a luz da crença !
    Marchemos sempre convencidos
    Não há denodo que nos vença !
     
    Avante camaradas,…
     
    Havemos sempre audazes,
    Afrontar o perigo
    E seremos perspicazes
    Ante o mais férreo inimigo,
    Por isso não tememos
    Sempre fortes, sobranceiros,
    E com bravura, sempre lutaremos !
    Brasileiros nós somos
    Nós somos brasileiros !
     
    Hipp Hurra….
     
     
    https://www.youtube.com/watch?v=vR1znmMunZQ
    O dia 10 de maio já passou, mas nunca é tarde para lembrar quem faz o transporte de tropas para os locais estratégicos eficazmente, no tempo certo e sempre está presente, em que sempre se pode confiar.
    Ad sumus!
     
     
    Arma ligeira que transpõe os montes,
    Caudais profundos, com ardor e glória,
    Estrela guia em negros horizontes,
    Pelo caminho da luta e da vitória.
     
    Cavalaria, Cavalaria,
    Tu és na guerra a nossa estrela guia.
     
    Arma de tradição que o peito embala,
    Cuja história é de luz e de fulgor,
    Pelo choque, na carga, ela avassala,
    E, ao inimigo, impõe o seu valor.
     
    Cavalaria, Cavalaria,
    Tu és na guerra a nossa estrela guia.
     
    Montado sobre o dorso deste amigo:
    O cavalo que, altivo, nos conduz,
    Levamo-lo, também, para o perigo,
    Para lutar conosco sob a cruz.
     
    Cavalaria, Cavalaria,
    Tu és na guerra a nossa estrela guia.
     De Andrade Neves o Osório, legendário,
    E outros heróis que honram a nossa história,
    Evocamos o valor extraordinário
    Pelo Brasil a nossa maior glória!
     
    Cavalaria, Cavalaria,
    Tu és na guerra a nossa estrela guia.
     
     
    Fique registrado que os cavalos atuais são mecanizados (GECAM), podendo travestir-se de carros de combate, helicóteros, etc.
    https://www.youtube.com/watch?v=_eW9caG7neQ
    Quando é que nosso glorioso exército vai retomar sua nobre função de defesa da pátria?

  459. mrh Diz:

    A hipótese d q marcas reaparecem no reencarnado ainda não me convenceram… se fosse assim, os animais seriam todos marcados… suas mortes violentas reapareceriam. O javali desmembrado por um grupo de leões reapareceria com rasgos inteiros etc. Borboletas comidas por lagartos com marcas de dentes…
    Mesmo assim, é possível realizar experimentos. Marcar sistematicamente os moribundos com um X ou Y (p. ex., profundo, inconfundível e grande nas costas) e aguardar estes reaparecerem, junto com memórias ou similaridades de qquer espécie.

  460. mrh Diz:

    Bois são marcados por fazendeiros há séculos, e as marcas não parecem reaparecer por aí… ei, esse boi é meu, olha a marca reencarnatória…é da minha fazenda…daria uma interessante guinada no direito de propriedade. Quantas vezes temos o direito de comer um boi?

  461. Manuel Almeida Diz:

    Meus amigos.
    Uma coisa fica legítima e, por si só, dá para meditar.
    Ainda que todas estas coisas sejam mentiras; ainda que todas elas sejam fúteis, só pelo facto de serem motivos de discussão educada, de exposição bem argumentada e de pareceres bem intencionados, merecem toda a credibilidade como fenómeno de interesse de todos nós.
    Tenho para mim que:
    Quem vive acreditando que a vida continua, que siga qualquer religião positivista (não fundamentalista), terá a responsabilidade, perante a própria consciência, de ser o melhor ser humano que lhe é possível, ainda que limitado pelo círculo do seu livre arbítrio. O que, por si só, faria deste mundo um mundo melhor.
    Se por ventura a vida não continua e tudo é uma farsa, então os que viveram naquela convicção serão lembrados pelas suas obras, tendo estas pessoas vivido em tranquilidade com a vida.
    Mas, e caso exista vida depois da morte?
    Bem aqueles já estavam preparados ficarão bem melhor do que os demais, como nós outros, que ficámos incrédulos e por isso mesmo sem qualquer preparação.

    Abraços.

  462. Gorducho Diz:

    No morto o perispírito já se foi portanto pós-marcação não afeta mais.
    Animais talvez não sejam afetados. Não esqueça que no espiritismo humanos não são animais.
    A tese derruba-se tendo em conta as mortes onde há danos grandes nas vítimas, tais como os acidentes automotivo e aviatórios; explosões; incêndios.
    A não ser que conforme o tipo de morte o próprio perispírito morra também.
    Lembre-se daquela passagem que, dizem, a FEB mandou CX reescrever…

  463. MONTALVÃO Diz:

    /
    “Dentro da hierarquia e disciplina que rege nossa bancada, peço permissão para tentar a gravação, considerando que se for monótona ao ponto de me levar ao sono, poderei nele permanecer após o término da dita gravação. Se a experiência não der certo, poderei abortar a missão, sem baixas para nossa tropa e sem colocar em risco nossa elevada missão, que é a busca da verdade acima de tudo.
    .
    Sei que soldado* não pondera, age, mas peço vênia para tentar abordagem não ortodoxa, diante da relevância do tema para a busca da verdade.”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: ui, seu discurso e patriotismo chega a “rupiar” nossos corações!
    .
    No afã de ajudá-lo, gravarei umas preleções: quem sabe se além de dormi-lo não consigo convertê-lo?
    .
    Vou começar assim: ” a Terra era sem forma e vazia, e todos dormiam…”

  464. MONTALVÃO Diz:

    /
    mrh Diz:
    .
    A hipótese d q marcas reaparecem no reencarnado ainda não me convenceram…
    /.
    CONSIDERAÇÃO: ufa! Ser-me-ia deveras pasmante se dissesse que convenceu-se. Que eu conheça, só o Stevenson e o Visoni apegam-se a essas fábulas. Sem levarmos em conta a insustentabilidade objetiva da crença na reencarnação (não há a mínima evidência biológica, embora Stevenson pensasse que sim: este é o mal de psicólogo querer ser biólogo), a tese de que acidentes de uma vida percutem na seguinte é de uma tolice sem par. Além dos esclarecimentos dados pelo Gorducho, tipo: como viria marcado um explodido, um incinerado… ainda temos o lado “de dentro”.

    Sim, lado de dentro: o infeliz é transfixado um balaço e morre, passado um tempo aparece alguém alegando ser aquele ferido reencarnado, porque tem marca no local do tiro. Mas, e internamente: onde as marcas do percurso do projétil? Não existem! E Stevenson nem quis mexer neste óbice…
    /
    /

    MRH: se fosse assim, os animais seriam todos marcados… suas mortes violentas reapareceriam. O javali desmembrado por um grupo de leões reapareceria com rasgos inteiros etc. Borboletas comidas por lagartos com marcas de dentes…
    /.
    CONSIDERAÇÃO: reencarnacionistas espertos diriam que animais não reencarnam, só o animal racional superior… ou podem alegar que as reencarnações de não humanos constituem outra categoria, não afetada pelo fenômeno das marcas. Visto a conjetura reencarnacionista ser um livro aberto, com muitas páginas em branco: qualquer inspirado pode nelas escrever o que bem quiser e sempre vai encontrar quem as leia embevecido.
    /
    /

    MRH: Mesmo assim, é possível realizar experimentos. Marcar sistematicamente os moribundos com um X ou Y (p. ex., profundo, inconfundível e grande nas costas) e aguardar estes reaparecerem, junto com memórias ou similaridades de qquer espécie.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: isso já é feito: certas culturas doidas…., digo, criativas, marcam moribundos ou mortos e depois acompanham os nascimentos: quando combina (mesmo que mais ou menos) a prova está dada! Prova de maluquice… E com as marcas, acredite, vêm as lembranças…
    /
    /

    mrh Diz:
    .
    Bois são marcados por fazendeiros há séculos, e as marcas não parecem reaparecer por aí… ei, esse boi é meu, olha a marca reencarnatória…é da minha fazenda…daria uma interessante guinada no direito de propriedade. Quantas vezes temos o direito de comer um boi?
    /.
    CONSIDERAÇÃO: judeus são circuncidados há milênios: já era para ter nascido milhões de sem prepúcios, “provando” assim que a reencarnação é a mais pura realidade!
    /
    /
    Gorducho Diz:
    .
    No morto o perispírito já se foi portanto pós-marcação não afeta mais.
    Animais talvez não sejam afetados. Não esqueça que no espiritismo humanos não são animais.
    A tese derruba-se tendo em conta as mortes onde há danos grandes nas vítimas, tais como os acidentes automotivo e aviatórios; explosões; incêndios.
    A não ser que conforme o tipo de morte o próprio perispírito morra também.
    Lembre-se daquela passagem que, dizem, a FEB mandou CX reescrever…
    /.
    CONSIDERAÇÃO: Realmente, os destroçados, amputados, derribam a suposição. Só tem um detalhezinho: marcas reencarnativas de nascença não fazem parte do imaginário-doutrinário espírita.

  465. Gorducho Diz:

    Mas a morte do períspirito sim se eliminarmos a dita censura feita pela FEB.
    Então pode ser que em causos demasiado graves – esmagamento do crânio; explosão; incineração: &c. o períspirito morra.

  466. Marciano Diz:

    Muitos na cristandade têm a concepção de que o homem possui uma alma imortal, ou seja, de que mesmo que o corpo humano pereça, sua alma continua a viver, porém foi possível entender que o homem não possui uma alma, mas ele mesmo é uma alma vivente enquanto está vivo. Quando ele morre, o que é chamado de “sua alma” também morre e a Bíblia mostra claramente isso (Ezequiel 18.4, 20) de forma que, a pessoa que morre é chamada de “alma morta” (Levítico 21.1).
     
    Acreditar numa alma é imortal é uma doutrina bastante comum em quase todas as religiões no mundo. Embora cada uma defenda essa idéia de uma forma particular, todas compartilham da mesma visão: de uma forma ou de outra existe vida consciente após a morte. Sócrates e Platão, dois filósofos gregos da antiguidade, já defendiam a idéia de uma alma imortal, porém a Bíblia nos mostra quem foi o primeiro ser a incitar esse pensamento nos seres humanos (Gênesis 2.17; 3.4, 5). Satanás, o Diabo, enganou o primeiro casal humano ao dizer que eles não morreriam se desobedecessem ao Criador do Universo. Não é exatamente o que ele faz hoje enganando as pessoas com sua falsa doutrina da alma imortal?
     
    A cristandade defende a existência de uma entidade presente “dentro” de todos os humanos, o chamado espírito, que, independente da alma, tem uma existência imortal e não sucumbe à morte. Felizmente a Bíblia nos permite entender claramente, se procurarmos fazer um estudo sincero e minucioso, que isso não é verdade. Ela mesma evidencia que o que é chamado de espírito nada mais é do que a força ou energia vital presente nos seres vivos, o qual ainda se pode chamar de “fôlego da vida”, “fôlego de espírito de vida” ou simplesmente “respiração”.
     
    Com certeza, é possível afirmar que a morte é o estado de inexistência, onde não há nenhuma possibilidade pensar, refletir, raciocinar, perceber algo ou se emocionar (veja Ec. 9.4-6,10). fôlego…”). Não está evidente que tanto homens quanto animais são almas viventes e possuem o mesmo “fôlego”, “espírito”, ou “força vital”? Será que os animais têm algum tipo de existência após a morte? Naturalmente que não.
     
    Não podemos nos esquecer também de que, quando o homem estava no jardim do Éden, foi dada a ordem para que ele não comesse do fruto do conhecimento do bem e do mal, pois teria uma conseqüência trágica: a morte (Gn. 2.17). Depois de o homem ter desobedecido, realmente veio a sentença: “No suor do teu rosto comerás pão, até que voltes ao solo, pois dele foste formado. Porque tu és pó e ao pó voltarás” (Gn. 3.17). Note o que significa morrer na visão bíblica: “…tu és pó e ao pó voltarás”. Ao morrer, Adão retornaria à sua condição anterior, ou seja, nada. Simplesmente ele deixaria de existir, assim como era antes de ser formado.
     
     
    Eclesiastes, 3,
    19O destino do homem é o mesmo do animal; o mesmo destino os aguarda. Assim como morre um, também morre o outro. Todos têm o mesmo fôlego de vida; o homem não tem vantagem alguma sobre o animal. Nada faz sentido!

    20To¬dos vão para o mesmo lugar; vieram todos do pó, e ao pó todos retornarão.

    21Quem pode dizer se o fôlego do homem sobe às alturas e se o fôlego do animal desce para a terra?

    22Por isso concluí que não há nada melhor para o homem do que desfrutar do seu trabalho, porque esta é a sua recompensa. Pois, quem poderá fazê-lo ver o que acontecerá depois de morto?

     
     
    Eclesiastes, 9,
    2Todos parti¬lham um destino comum: o justo e o ímpio, o bom e o mau, o puro e o impuro, o que oferece sacrifícios e o que não os oferece.
    O que acontece com o homem bom,
    acontece com o pecador;
    o que acontece
    com quem faz juramentos,
    acontece com quem teme fazê-los.

    3Este é o mal que há em tudo o que acontece debaixo do sol: o destino de todos é o mesmo. O coração dos homens, além do mais, está cheio de maldade e de loucura durante toda a vida; e por fim eles se juntarão aos mortos.

    4Quem está entre os vivos tem esperança; até um cachorro vivo é melhor do que um leão morto!

    5Pois os vivos sabem que morrerão,
    mas os mortos nada sabem;
    para eles não haverá mais recompensa,
    e já não se tem lembrança deles.

    6Para eles o amor, o ódio e a inveja
    há muito desapareceram;
    nunca mais terão parte em nada
    do que acontece debaixo do sol.

    7Portanto, vá, coma com prazer a sua comi¬da e beba o seu vinho de coração alegre, pois Deus já se agradou do que você faz.

    8Esteja sempre vestido com roupas de festa, e unja sempre a sua cabeça com óleo.

    9Desfrute a vida com a mulher a quem você ama, todos os dias desta vida sem sentido que Deus dá a você debaixo do sol; todos os seus dias sem sentido! Pois essa é a sua recompensa na vida pelo seu árduo trabalho debaixo do sol.

    10O que as suas mãos tiverem que fazer, que o façam com toda a sua força, pois na sepultura, para onde você vai, não há atividade nem planejamento, não há conhecimento nem sabedoria.
     
     
    Uma boa morte a todos, quero dizer, boa noite.

  467. Marciano Diz:

    Leben nach dem Tod: Was passiert wirklich, wenn wir sterben?
    Die Unterversorgung des Gehirns ist es schließlich auch, die für die Illusion der Nahtod-Erfahrung verantwortlich ist. So sitzt in einem Teil des Gehirns, dem Scheitellappen, unser räumliches Verständnis. Durch den Mangel an Sauerstoff verliert der Sterbende den Sinn für seinen Körper und hat oft das Gefühl zu schweben.
    Einstein.

  468. Marciano Diz:

    Spiritismus bezeichnet die Kontaktaufnahme mit Geistern. Er hat viele Formen, zum Beispiel Astrologie, Zauberei und alles Okkulte. Weltweit gehen Menschen zu Hellsehern, Schamanen oder Medizinmännern, um mit Geistern zu kommunizieren. Um in die Zukunft zu schauen, bedienen sich manche der Wahrsagerei: Sie beobachten die Sterne, suchen nach Omen, befragen eine Kristallkugel oder lesen anderen oder sich selbst aus der Hand.
     
    In Büchern, Zeitschriften und Filmen wird Spiritismus als harmlos oder reizvoll dargestellt. Kommunikationswissenschaftler gehen davon aus, dass die Darstellung des Übersinnlichen in Serien und Filmen einen starken Einfluss darauf hat, was Menschen glauben.

  469. Marciano Diz:

    São brasileiros, claro, mas vejam:
    http://www.spiritismus-dsv.de/index.php/spiritistische-gruppen.html

  470. Marciano Diz:

    MÖNCHENGLADBACH
    Freundeskreis Allan Kardec Mönchengladbach
    Leiterin: Edna Machado Dickhof
    E-Mail: machado-dickhof at hotmail.de
    Telefon: 0049 (0)2161 46 90 01
    Stellvertreterin: Elisabeth Machado Schmitz
    Telefon: 0049 (0)2161 99 25 51
     
    MÜNCHEN
    Münchner Spiritistische Studiengruppe Allan Kardec – GEEAK e.V.
    Leiterin: Cleide Ferreira
    Stellvertreter: Ingo Meyer
    E-Mail: kontakt at geeak.de
    Webseite: http://www.geeak.de
     
    Grupo Fraterno Irma Scheilla
    Leiterin: Efigenia Gerisch
    E-Mail: gscheila (at) hotmail.com
    Stellvertreterin: Vanessa Gaigant
    E-Mail: vanessa.geigant (at) googlemail.com
     
     
    Ao menos duas parecem brasileiras casadas com alemães.
    Será que conseguiram converter os maridos?
    Agora, o Dr. Fritz até poderia falar alemão, mas o EmmÂnuel continua não sabendo falar latim.
    Reencarnado ou não.

  471. Marciano Diz:

    Duas, não, quatro. Foi o poltergeist (este, sim, é alemão!).

  472. Marciano Diz:

    Ou austríaco.
    Vejam este texto, de uma brasileira:
    Bom, mas vamos ao meu mico: Como eu estava meio faminta, preferi não pedir a famosa torta Sacher (uma torta de chocolate com uma pequena camada de compota e uma cobertura de chocolate), mas algo com mais sustância, uma panqueca doce, que denominanos (der) Pfannkuchen, aqui na Alemanha. Vi a foto no cardápio e procurei, procurei e procurei pela minha querida panqueca e não a achei. E sabe por quê? Porque lá o nome é (die) Palatschinke (Plural: Palatschinken) que, aliás, estava escrito em letras grandes bem debaixo do meu nariz… E é claro que eu disse algo do tipo Bom, eu queria uma panqueca, mas engraçado só tem a foto dela no cardápio… Claro que o garçom, que não era dos mais simpáticos, não perdeu a chance de me deixar sem graça e me mostrou de forma curta e grossa o tal nome que eu não conhecia…
    Uma boa alternativa ao vinho é o suco de uva com água com gás (que eu adoro!). Aqui na Alemanha, eu peço uma Traubensaftschorle (artigo: die), que na Áustria é conhecida pelo nome de Traubensaft gespritzt.
    Para sacar dinheiro, você deve perguntar por um Bankomat (artigo: der) na Áustria e por um Geldautomat (artigo: der), estando na Alemanha.
    der Erdapfel die Kartoffel a batata
    der Kasten der Schrank o armário
    die Marille die Aprikose o damasco
    der Apfelsaft gespritzt die Apfelschorle o suco de maçã misturado com água (geralmente com gás)
    das Sackerl die Tüte a sacola
    die Stiege die Treppe a escada
    Depois disso, só mesmo entrando na bicha, pra comprar um cacete.
    Atentem para o “fato” de que bicha não é paneleiro.

  473. Vitor Diz:

    MONTALVÃO DISSE: “teria alguém esquecido que para uma hipótese ser considerada comprovada (em termos científicos) carece haver rigorosa experimentação?”
    .
    Houve rigorosa experimentação. Aliás, RIGOROSÍSSIMA. Mesmo céticos como Massimo Polidoro e Anthony Campbell concordam com isso.
    .
    MONTALVÃO DISSE: “Meia dúzia de dois ou três experimentos, em verificações indefinidas, quase nunca voltadas para a prova, mas para o processo (toma-se a hipótese como fato), são evidências sabe de quê? DE NADA (obrigado).”
    .
    Que falsidade. A gigantesca maioria dos experimentos foram voltados para a prova. Só recentemente, agora que os parapsicólogos (e qualquer pessoa conhecedora dos experimentos) estão plenamente convencidos – devido à alta replicação – da existência de psi (como mostra o anúncio na Parapsychological Association e as pesquisas de opinião) é que os testes estão mais voltados para o processo.
    .
    MONTALVÃO DISSE: “Se mortos falassem com vivos as provas de suas presenças seriam dadas rotineiramente, em vez de apenas em aferições discutíveis, uma a cada cento de anos…”
    .
    Está faltando mais vivos para investigar o fenômeno do que mortos para dar provas de suas presenças…
    .
    MONTALVÃO DISSE: “Ainda que ficasse patente, por meio de testes seguros, que mortos comunicam, as provas de presença seriam obrigatórias na prática mediúnica, visto que nunca haveria certeza de haver mesmo um morto em atividade, em vez de ilusão ou safadeza.”
    .
    Aí cada interessado estipula o grau de prova para si.

  474. Gorducho Diz:

    ==============================================================
    Está faltando mais vivos para investigar o fenômeno do que mortos para dar provas de suas presenças
    ==============================================================
    Bom, mortos não faltam mesmo :P
    Nem vivos… faltam é “médiuns” :mrgreen:

  475. Vitor Diz:

    MONTALVÃO DISSE: “como viria marcado um explodido, um incinerado… ainda temos o lado “de dentro”.
    Sim, lado de dentro: o infeliz é transfixado um balaço e morre, passado um tempo aparece alguém alegando ser aquele ferido reencarnado, porque tem marca no local do tiro. Mas, e internamente: onde as marcas do percurso do projétil? Não existem! E Stevenson nem quis mexer neste óbice…”
    .
    Esse raciocínio é totalmente falacioso. Da mesma forma, você diria: “ora, no gás as moléculas estão mais distantes do que no líquido… consequentemente, no gelo necessariamente as moléculas estão mais juntas do que no estado líquido, e ainda mais do que no estado gasoso!”
    .
    Óbvio, né? Lógica pura… Só que no gelo as moléculas estão MAIS separadas do que no estado gasoso… surpresas da Mãe Natureza… graças às ligações de hidrogênio que permitem isso…
    .
    Da mesma forma, o fenômeno reencarnatório pode perfeitamente ter características próprias que permitam a fuga de tal “lógica montalviana”… ainda bem! :D .
    .
    E sim, temos casos de incinerados e com marcas internas. Também temos casos de tatuagens e de cicatrizes cirúrgicas passadas para outras vidas.

  476. Vinicius Diz:

    Segundo o Chiquismo dá pra botar um defeito na perna, então, será que dá para “consertar” o períspirito e o reencarnante não nascer com marcas de nascença :mrgreen: :?:
     
    “E modificando o tom de voz, indagou:
     
    – Pode informar se o meu modelo está pronto?
    – Creio que poderá procurá-lo amanhã – tornou Manassés, bem disposto –; já fui observar o gráfico inicial e dou-lhe parabéns por haver ACEITADO A SUGESTÃO amorosa dos amigos bem orientados, sobre o DEFEITO DA PERNA.”
     
    “–preciso defender-me contra certas tentações de minha natureza inferior e a PERNA DOENTE ME AUXILIARÁ, MINISTRANDO-ME BOAS PREOCUPAÇÕES
    – Muito bem! – respondeu Manassés, francamente otimista.
    – E pode informar-me ainda a média de tempo conferida à
    minha forma física futura?
    – Setenta anos, no mínimo – redargüiu meu novo companheiro, contente.”

  477. Vinicius Diz:

    Tem até centro de anatomia!!!
     
    “Em seguida, convidado pelo meu novo amigo, penetrei numa das dependências consagradas aos serviços de desenho. Pequenas telas, demonstrando peças do organismo humano, estavam ordenadamente
    em todos os recantos. Tinha a impressão fiel de que
    me encontrava num grande centro de anatomistas, cercados de auxiliares competentes e operosos. Espalhavam-se desenhos de membros, tecidos, glândulas, fibras, órgãos de todos os feitios e para todos os gostos.”

  478. Gorducho Diz:

    To aguardando tempo pra inserir as fórmulas do vapor d’água em baixas pressões & temperaaturas no Excel, ok :?:
    &nbps;
     
    Cumé qui são (lembra daquelas cartinhas depois que reclamaram do CX que o falecido era mui brincalhão e adepto de gírias?) essas marcas internas de ex-incinerados :?:

  479. Gorducho Diz:

    O chiquismo veda expressamente isso pois que eles desenham no peri-CAD daquele Departamento de Reencarnações.
    Então, mesmo que haja marca, ela é feita pelos autocadistas, não automática. E, claro, eles pões a marca que as Autoridades Reencarnatórias decidem, portanto pode ser qualquer uma.

  480. Vinicius Diz:

    Sim, isso mesmo GORDUCHO!
     
    “eles pões a marca que as Autoridades Reencarnatórias decidem,”
     
    mas houve uma moça que reclamou, pedindo correções:
     
    Parece-me que as autoridades (ou funcionários deles hehe ) desenharam um “formoso corpo (tipo capa playboy)” e ela achou melhor não:
     
    “– Veja bem o meu projeto para o sistema endocrínico. Sei que os amigos me favoreceram, planejando-o COM MUITA HARMONIA NAS MENORES DISPOSIÇÕES; entretanto, desejaria modificações..”
     
    “Como sabe, Manassés, minha tarefa será fácil.Preciso fugir de qualquer possibilidade de queda e a perfeita harmonia física me perturbaria as atividades.”
     
    “– Prefiro a fealdade corpórea – tornou ela. – Não estou interessada num corpo de Vênus e, sim, na redenção de meu espírito para a Eternidade. Manassés prometeu interpor os seus bons ofícios e, tão logo se despediu da nova interlocutora, passou a mostrar-me as mais interessantes figurações de órgãos do corpo
    humano.”
     
    Depois de despachar a moça , mostrou ao AL um catalogo com corpos kkkk (será parecida com as revistas pornos?)

  481. Vitor Diz:

    MONTALVÃO DISSE: “Mas, e internamente: onde as marcas do percurso do projétil? Não existem! E Stevenson nem quis mexer neste óbice…”
    .
    Será verdade isso que o Montalvão diz? Que Stevenson não quis mexer nesse óbice? … do livro “Reincarnation and Biology”, de Stevenson:
    .
    Part IV (Chapter 21) is entirely devoted to internal diseases that correspond to diseases from which the previous personality suffered and sometimes died.
    .
    Vamos ver o início do Capítulo 21 (que todo ele vai da página 1655 até a 1724)…
    .
    Compared with the abundance of cases having birthmarks and birth defects of visible parts of the body, the materials for this chapter are meager. I can think
    of several possible explanations for this difference.
    .
    First, the difference may derive from the much more extensive nerve supply to the skin compared with the internal viscera. Wounds affecting the skin usually provoke great pain whereas those to internal organs produce little or no pain. In Chapter 26 I suggest that the physical suffering of fatal wounds inflicted violently (as well as other concomitants of violent deaths) may concentrate a person’s attention on the wounded part and contribute to the occurrence of birthmarks or birth defects in a child who will remember a life thus ended. This may explain why wounds to the skin seem to act more often than internal diseases as the stimuli for a physical abnormality on a later-born person.
    .
    In the future it should be possible to examine subjects having birthmarks corresponding to gunshot wounds of entry and exit (like Chanai Choomalaiwong and Cemil Fahrici) with techniques such as magnetic resonance imaging. I am eager to know whether such examinations would show a track of abnormal tissue corresponding to the pathway of the bullet in the concerned previous personality.
    .
    If I am correct in believing that the role of the skin and the attention given to wounds exerts a paramount influence in the production of birthmarks (of the type we are here considering), such imaging should show no internal abnormalities between the affected areas of skin having the birthmarks.
    .
    Second, the birth defects and most of the birthmarks that I have so far described in this monograph are easily noticed at a baby’s birth, whereas most internal diseases develop slowly and only manifest in later childhood or adulthood.
    .
    By the time a disease develops, many of the subjects will have forgotten the previous life and that life lies even farther back in time. Informants for the subject may fail to consider the possibility that the previous personality suffered from a similar illness. In addition, even if they think of this possibility, the two families concerned in the case may by this time have lost contact with each other, removing the chance of a late verification.
    .
    A third factor in play may be the comparatively inadequate medical care available in the regions where these cases occur most frequently. Informants in these areas are often even less knowledgeable about the details of illnesses that they or their family members may have, or have had, than are laymen in more developed countries.
    .
    Finally, I have to acknowledge a slow awakening of my own interest about possible correspondences in internal diseases between subjects and previous personalities. The birthmarks and birth defects were so obvious that they dominated my interest in these cases, perhaps for more years than they should.

    .
    É… não dá para levar a sério o que o Montavão diz…

  482. Vitor Diz:

    Montalvão, fica a dica: antes de criticar alguém, pelo menos http://latinonews.com.br/wp-content/uploads/2016/12/star-wars-celebration-princess-leia-is-ditching-th_txt9.1920.jpg o que essa pessoa escreveu, tá?

  483. Marcos Arduin Diz:

    De Morte disse (acertei a pessoa agora? Herrar é omano):
    “Acho que quando o acerto nunca ocorre ou, quando ocorre, fica comprovada fraude, os participantes não são isentos, por serem crentes, ou há falsos céticos no ambiente (crentes que se passam por céticos), ou as histórias são apenas relatos de um passado distante ou de um presente inverificável, etc, pode ser o caso de não existirem espíritos, não existir a força ? do Zangari, não existir a PES dos parapsicólogos, não existir a ação da criptestesia, associada com a hiperestesia, reforçada pela pantomnésia e mais uma dúzia de outras anésias da Parapsicologia Católica, do nosso querido Padre Quemedo, etc.

    Acho que pode ser caso de pensamento mágico, apenas. Caso de wishful thinking.”
    .
    Pois bem, De Morte, Kardec, depois de apontar iniquidades na doutrina dogmática cristã comentou:
    _ E com tal doutrina, muita gente ainda se admira de que haja incrédulos e ateus.
    .
    Com o seu comentário acima, talvez só me resta parafrasear o Kardec e dizer:
    _ E com os céticos raciocinando desta maneira, ainda há quem ache estranho os espíritos não quererem minimamente se esforçar por darem provas de sua existência.

  484. Gorducho Diz:

    Ok… falta de tempo :(
    Via fórmulas que não xequei (levei reprimenda na no RéV por nõ usar “x” e cá marca erro o “x” – já não sei mais nem o pouco que não sabia de Língua Pátria:( :( :( )
     
     
    Peso molecular da água 18,01528 g/mol
    Densidade do gelo 920 g/l @ -1°C
    ∴ 51 mol de moléculas d’água num litro de gelo.
     
    Densidade de vapor d’água saturado @ 0°C: 4,85 g/m³ = 0,00485 g/l
    ∴ 0,08737 mol de moléculas d’água num litro de ar saturado.
     
     
    Cálculo rápido sem conferir.
    PODE IMPUGNAR :!:

  485. Vitor Diz:

    Mas por que a água não se contrai quando congela?
    .
    Algum leitor deve ter feito essa pergunta, ao ler a explicação sobre distância e estado físico. Se um sólido tem distância intermolecular menor que um líquido e este tem distância menor que um gás, é bastante lógico imaginar que a mesma quantidade de moléculas de uma substância gasosa ocupa mais espaço do que se transformarmos essa substância em líquido e que um líquido deve ocupar mais espaço que um sólido.
    .
    Isso é verdade, tanto é que utilizamos esse conceito para explicar a dilatação e as próprias mudanças de estado. Porém, isso não acontece com a água líquida e sólida. Muita gente já esqueceu uma garrafa com água no congelador e, quando se lembrou, teve a ingrata surpresa de encontrar a garrafa quebrada. Isso ocorre porque a água, ao congelar, ao invés de se contrair, dilata-se.”

    .
    MAIS EM: https://educacao.uol.com.br/disciplinas/quimica/estados-fisicos-da-materia-solido-liquido-e-gasoso.htm

  486. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    MONTALVÃO DISSE: teria alguém esquecido que para uma hipótese ser considerada comprovada (em termos científicos) carece haver rigorosa experimentação?
    .
    VISONI: Houve rigorosa experimentação. Aliás, RIGOROSÍSSIMA. Mesmo céticos como Massimo Polidoro e Anthony Campbell concordam com isso.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: aqui faço minhas palavras que o Gorducho costuma proferir: não interessa com o que Polidoro e Campbell concordam, interessa-me se as alegações possuem boa fundamentação e se não há explicações outras melhor embasadas. Falando nisso, a que “rigorosa experimentação” se refere?
    .
    Desnecessário seria dizer o que direi mas falo assim mesmo, pois parece que o evidente não adentra em sua cabeça: não nutra ilusões, se a ação de espíritos fosse fato comprovado não estaríamos aqui a discutir a respeito. Ponto.
    /
    /
    MONTALVÃO DISSE: Meia dúzia de dois ou três experimentos, em verificações indefinidas, quase nunca voltadas para a prova, mas para o processo (toma-se a hipótese como fato), são evidências sabe de quê? DE NADA (obrigado).
    .
    VISONI: Que falsidade. A gigantesca maioria dos experimentos foram voltados para a prova. Só recentemente, agora que os parapsicólogos (e qualquer pessoa conhecedora dos experimentos) estão plenamente convencidos – devido à alta replicação – da existência de psi (como mostra o anúncio na Parapsychological Association e as pesquisas de opinião) é que os testes estão mais voltados para o processo.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: parece-me que alguém tá misturando as coisas. A discussão era sobre a presença de mortos nos eventos mediúnicos, você vem falar de parapsicologia… doidou?
    /
    /

    MONTALVÃO DISSE: Se mortos falassem com vivos as provas de suas presenças seriam dadas rotineiramente, em vez de apenas em aferições discutíveis, uma a cada cento de anos…
    .
    VISONI: Está faltando mais vivos para investigar o fenômeno do que mortos para dar provas de suas presenças…
    /.
    CONSIDERAÇÃO: pode até ser, mas os primeiros interessados em conferir a real presença de mortos em meio aos vivos seriam os adeptos da mediunidade e eles não fazem isso. Sequer tocam no assunto. Então, sua frase deveria ser:
    .
    VISONI se corrige: “Está faltando interesse dos crentes para investigar se mortos estão mesmo presentes nos eventos ditos mediúnicos.”
    /
    /
    MONTALVÃO DISSE: Ainda que ficasse patente, por meio de testes seguros, que mortos comunicam, as provas de presença seriam obrigatórias na prática mediúnica, visto que nunca haveria certeza de haver mesmo um morto em atividade, em vez de ilusão ou safadeza.
    .
    VISONI: Aí cada interessado estipula o grau de prova para si.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: como o grau de prova utilizado pelos mediunistas é grau zero, significa que para eles não precisam provas, basta-lhes a crença inconfirmada e as historietas de gente satisfeita com as simulações.

  487. MONTALVÃO Diz:

    /
    MONTALVÃO DISSE: “como viria marcado um explodido, um incinerado… ainda temos o lado “de dentro”.
    Sim, lado de dentro: o infeliz é transfixado um balaço e morre, passado um tempo aparece alguém alegando ser aquele ferido reencarnado, porque tem marca no local do tiro. Mas, e internamente: onde as marcas do percurso do projétil? Não existem! E Stevenson nem quis mexer neste óbice…”
    .
    VISONI: Esse raciocínio é totalmente falacioso. Da mesma forma, você diria: “ora, no gás as moléculas estão mais distantes do que no líquido… consequentemente, no gelo necessariamente as moléculas estão mais juntas do que no estado líquido, e ainda mais do que no estado gasoso!”
    .
    Óbvio, né? Lógica pura… Só que no gelo as moléculas estão MAIS separadas do que no estado gasoso… surpresas da Mãe Natureza… graças às ligações de hidrogênio que permitem isso…
    .
    Da mesma forma, o fenômeno reencarnatório pode perfeitamente ter características próprias que permitam a fuga de tal “lógica montalviana”… ainda bem! .
    /.
    CONSIDERAÇÃO: putzgrilo! Essa nem para rir serve! Que bela demonstração da lógica visoniana: assim como no estado sólido as moléculas de água estão mais separadas que no estado gasoso, quando o senso comum aponta para o contrário, do mesmo modo a reencarnação não tem que seguir nenhum padrão… típico argumento de sambarilove…
    .
    Então, podemos aplicar igual raciocínio capenga para decretar que: embora na “lógica” visoni-stevenson (não necessariamente nesta ordem) reencarnados nasçam com marcas de sofrimentos de outras vidas, a central de reencarnações pode ter mecanismos completamente distintos do fantasiado…

    ./
    /
    VISONI: E sim, temos casos de incinerados e com marcas internas. Também temos casos de tatuagens e de cicatrizes cirúrgicas passadas para outras vidas.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: poderia ilustrar, ou seria pedir muito? Ou está com vergonha de apresentar mais de mais casos bundinhas?

  488. Vitor Diz:

    MONTALVÃO DISSE: “Falando nisso, a que “rigorosa experimentação” se refere?”
    .
    https://app.box.com/s/oqsaahlhmeaj5709v6yyo2dakkk5ieoi
    .

    O ceticismo genuíno envolve a manutenção de certo grau de ceticismo sobre o próprio ceticismo, o que pode ser difícil de conseguir, pois a mente parece ter uma tendência natural a adotar atitudes fixas sobre as coisas. Os livros de Alan Gauld são sempre um antídoto para essa fraqueza. Gauld é um psicólogo acadêmico que escreveu vários livros excelentes sobre o paranormal; este é um exame crítico das evidências que existem para a sobrevivência pós-morte, baseado em grande parte, embora não exclusivamente, em material mantido pela (British) Society for Psychical Research e pela American Society for Psychical Research. Há uma quantia enorme desse material, algumas delas de qualidade muito alta. [,...] Grande parte da evidência citada refere-se à mediunidade. Isto implica um relato detalhado de duas bem conhecidas médiuns do século XIX, a Sra. Piper e a Sra. Leonard. Piper foi “descoberta” para a pesquisa psíquica por William James, irmão do romancista Henry James e provavelmente o principal psicólogo de seu tempo (a sua influência ainda é sentida até hoje). Ela foi extensivamente investigada por Richard Hodgson da SPR, um reconhecido perito em fraude. Gauld conclui que a fraude e a coincidência não são suficientes para explicar a aparente exatidão de algumas das informações que estas senhoras produziram. SuperPES é mais plausível, embora, é claro, a PES em si, quanto mais SuperPES, sejam abomináveis aos ultracéticos. No entanto, Gauld faz o importante ponto que, se PES não existe, então o caso da sobrevivência se torna mais forte, não mais fraco. Com base numa análise profunda e crítica desta e de outras provas, Gauld conclui que há provas de sobrevivência que são difíceis de explicar em qualquer outra hipótese.Este é provavelmente o melhor exame da questão da sobrevivência surgido no século XX.
    .
    Um cético (Anthony Campbell) quem escreveu isso.

  489. Gorducho Diz:

    Se não impugnou meu cálculo rápido sem xeques daonde tirou que Só que no gelo as moléculas estão MAIS separadas do que no estado gasoso
    :?:

  490. Vitor Diz:

    MONTALVÃO DISSE: “Então, podemos aplicar igual raciocínio capenga para decretar que: embora na “lógica” visoni-stevenson (não necessariamente nesta ordem) reencarnados nasçam com marcas de sofrimentos de outras vidas, a central de reencarnações pode ter mecanismos completamente distintos do fantasiado…”
    .
    Sim. Não é difícil de entender isso, não é? A Natureza possui mil e uma formas de nos surpreender. E já citei as explicações que Stevenson oferece.
    .
    MONTALVÃO DISSE: “poderia ilustrar, ou seria pedir muito? Ou está com vergonha de apresentar mais de mais casos bundinhas?”
    .
    Há vários, como o de Tali Sowaid, em que a bala passou pela língua, e a criança tinha dificuldades em articular, especialmente palavras com “s”, o que persistiu até os 8 anos, ou o de Maung Yin Maung, que morreu carbonizada em um desastre aéreo e nasceu com sérios problemas na pele (vesicular dermatitis, ver imagens aqui: https://www.google.com.br/search?q=vesicular+dermatitis&safe=off&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKEwji5LK6rvLTAhUDEpAKHX5fD88Q_AUIBigB&biw=1920&bih=911), Norman Despers, cujos últimos 4 anos passou cego antes de morrer, e na vida atual nasceu com problemas de visão; Alan Gamble, que teve que amputar o braço esquerdo, e na vida atual a criança sentia dores e inchaço do braço esquerdo (mas tinha o braço!), o que durou pela infância toda, e vários outros.

  491. Vitor Diz:

    https://danieleluna.files.wordpress.com/2010/09/cap11.pdf
    .
    Uma das mais notáveis conseqüências da ligação de hidrogênio é encontrada quando as densidades do gelo e da água são comparadas. Em muitas substâncias as moléculas no sólido são mais densamente empacotadas do que no líquido.
    .
    Assim, a fase sólida é mais densa que a fase líquida (Figura 11.9). Contrariamente, a densidade do gelo a 0 o
    C (0,917 g/mL) é menor que a da água líquida (1,00 g/mL), de forma que o gelo flutua na água líquida (Figura 11.9).

    .
    É, o certo seria ter dito que no gelo as moléculas estão mais espaçadas do que no estado líquido.

  492. MONTALVÃO Diz:

    /
    .
    VISONI:
    Da mesma forma, o fenômeno reencarnatório pode perfeitamente ter características próprias que permitam a fuga de tal “lógica montalviana”… ainda bem! .
    /.
    CONSIDERAÇÃO:
    Sua [i]lógica pode ser também aplicada a tese das marcas de nascença: “o fenômeno reencarnatório pode perfeitamente ter características próprias que permitam a fuga de tal “lógica Stevenson-Visoni”
    /
    /
    MONTALVÃO DISSE: “Mas, e internamente: onde as marcas do percurso do projétil? Não existem! E Stevenson nem quis mexer neste óbice…”
    .
    Será verdade isso que o Montalvão diz? Que Stevenson não quis mexer nesse óbice? … do livro “Reincarnation and Biology”, de Stevenson: [seguiu texto em inglês]
    /.
    CONSIDERAÇÃO: putzgrilo ao quadrado!
    .
    Basta ler apenas a parte inicial da garimpagem visoniana, para perceber-se a forçação de barra:
    .
    ==================.
    “O capítulo 21 é inteiramente DEDICADO A DOENÇAS INTERNAS que correspondem a doenças de que a personalidade anterior sofria e das quais morreu.
    ===================.
    .
    Stevenson “explica” ao Visoni, e divaga para nosotros, que traumas que incidam sobre a pele marcam mais a alma que uma doença mortal. Assim, quem finou baleado, esfaqueado, com a cabeça ralada no asfalto até o cérebro escorrer sentirá muito mais que quem, por exemplo, tenha falecido de câncer no fígado.
    /
    /
    VISONI: Vamos ver o início do Capítulo 21 (que todo ele vai da página 1655 até a 1724)…
    ./
    CONSIDERAÇÃO: pode ver o que quiser, o fato é que Stevenson não investigou adequadamente esse importante aspecto. O que ele diz a respeito é tão somente:
    .
    ==================.
    No futuro, deve ser possível examinar indivíduos com marcas de nascença correspondentes a ferimentos de bala de entrada e saída (como Chanai Choomalaiwong e Cemil Fahrici) com técnicas como a ressonância magnética. ESTOU ANSIOSO para saber se tais exames mostrariam uma faixa de tecido anormal correspondente ao caminho da bala na personalidade anterior em questão.
    =====================.
    .
    De duas uma, ou a ansiedade de Stevenson arrefeceu, a p0nto de fazê-lo esquecer da importância desse quesito, ou fez experimentação em surdina e como não deu em nada preferiu o silêncio…
    .
    O pesquisador sequer aventa hipótese a respeito: se esperava realmente encontrar o caminho da bala devidamente delineado e, caso não o achasse, como ficaria a teoria das marcas reencarnatórias?
    /
    /
    VISONI: É… não dá para levar a sério o que o Montavão diz…
    /.
    CONSIDERAÇÃO: agora, melhor instruído, reavalie…
    /
    /
    VISONI: Montalvão, fica a dica: antes de criticar alguém, pelo menos o que essa pessoa escreveu, tá?
    /.
    CONSIDERAÇÃO: boa dica, creio que ambos devemos observá-la… concorda?

  493. MONTALVÃO Diz:

    /
    ARDERRUIN, tem resposta minha aos seus comentários que fez aos meus comentários dos comentários que fez, se não a viu veja em:
    MAIO 13TH, 2017 ÀS 1:42 PM

  494. Vitor Diz:

    MONTALVÃO DISSE: “O pesquisador sequer aventa hipótese a respeito: se esperava realmente encontrar o caminho da bala devidamente delineado e, caso não o achasse, como ficaria a teoria das marcas reencarnatórias?”
    .
    O MONTALVÃO NÃO LÊ MAS NEM MOSTRANDO O TRECHO!!!!!!!!!! E AINDA BOTEI EM NEGRITO!!! ASSIM NÃO DÁ!!!!! DE NOVO:
    .
    If I am correct in believing that the role of the skin and the attention given to wounds exerts a paramount influence in the production of birthmarks (of the type we are here considering), such imaging should show no internal abnormalities between the affected areas of skin having the birthmarks.
    .
    MONTALVÃO DISSE:”pode ver o que quiser, o fato é que Stevenson não investigou adequadamente esse importante aspecto. O que ele diz a respeito é tão somente:”
    .
    Ele diz mais do que o trecho que vc selecionou (e que eu reproduzi, mas que pelo visto vc não chegou lá):
    .
    Finalmente, tenho de reconhecer um lento despertar do meu próprio interesse sobre possíveis correspondências em doenças internas entre sujeitos e personalidades anteriores. As marcas de nascença e defeitos de nascimento eram tão óbvias que dominaram meu interesse nesses casos, talvez por mais anos do que deveriam.

  495. Vitor Diz:

    Fato é: Ao contrário do que Montalvão acusou Stevenson, Stevenson tratou um capítulo inteiro de tais casos. Deu suas explicações, apresentou casos, e sugeriu avanços. Mais pesquisa neste tópico caberá aos novos investigadores realizarem.

  496. MONTALVÃO Diz:

    /
    MONTALVÃO DISSE: “Falando nisso, a que “rigorosa experimentação” se refere?”
    .
    VISONI: https://app.box.com/s/oqsaahlhmeaj5709v6yyo2dakkk5ieoi
    .
    Um cético (Anthony Campbell) quem escreveu isso.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: Campbell parece tão cético quando o coelhinho da páscoa é cristão…
    .
    Falando em Campbell, no site Obras Psicografadas (conhece?) há boa discussão a respeito, veja em http://obraspsicografadas.org/2016/quando-um-racionalista-inteligente-e-honesto-analisa-as-evidencias-de-vida-apos-a-morte-anthony-campbell-1999/.
    .
    Dessa conversa destaco um trecho:
    .
    ======================================.
    MONTALVÃO: O que se pode dizer da explanação de Campbell? Muita coisa ou coisa nenhuma. Ele se diz racionalista, mas deixa a porta aberta para o inusitado e o paranormal. Não que tal postura seja reprovável, afinal jamais poderemos nos arrogar conhecer todos os mistérios e todas a ciências. De qualquer modo, o melhor caminho é conceber que o que vai além do trivial deve ser cogitado após esgotadas as tentativas de explicação comum. O que ocorre é que muita gente elimina o natural muito mais rapidamente que recomenda a prudência, seja por falta de experiência em propor hipóteses e verificá-las, seja pelo desejo (expresso ou oculto) de desfrutar o gozo do mistério.
    .
    Considerem o texto que produziu a respeito do polgergeist: Campbell parece se deleitar com o nebuloso!
    .
    O poltergeist é festa para quem quer acreditar na ação de entidade espirituais sem perder a linha. Os eventos (alguns deles) desafiam explicação lógica e não restaria opção senão considerar espíritos agindo, e espíritos bem sacanas, pois seus serviços seriam azucrinar o juízo dos mortais.
    .
    É muito fácil criar evento poltergeist: basta algumas ocorrências incomuns e dificuldade em esclarecê-la. Pedras que caem à noite, fogos que começam inexplicavelmente, águas que brotam não se sabe de onde, aportes, tudo serve para subsidiar história a ser incorporada aos anais do inexplicável.
    .
    Entretanto, as explicações em geral são simples, banais. O problema é achá-las. Do mesmo modo que as mágicas depois que se conhece a mecânica do truque se revelam procedimentos singelos, o poltergeist segue igual caminho. A exceção seriam maquinações malévolas e sofisticadas, não por espíritos: por espíritos de porco.
    .
    Não há um motivo, ou uma linha de explicação na qual o polgergeist se enquadre. Safadezas, brincadeiras de mau gosto, maldades, problemas mentais, doenças degenerativas, eventos atípicos, etc., são fomentadores de “espíritos travessos”.
    .
    Há poucos anos, na cidade paulista de Jundiaí, órgãos de imprensa divulgavam sensacional mistério: uma casa que sangrava. O sangue aparecia misteriosamente em várias partes da residência, sem que ninguém ali estivesse. Os moradores (um casal idoso) estavam apavorados. Religiosos visitaram o local, grupos de oração foram formados. A população do entorno estava sobressaltada pela presença de seres espirituais no ambiente: o que pretendiam? Falava-se de alguém assassinado no local necessitando de apoio espiritual. Até parapsicólogos analisaram o fenômeno e diagnosticaram o poltergeist, que ganhou nome técnico-sofisticado: Psicocinesia Recorrente Espontânea.
    .
    Este seria mais um evento obscuro a se somar a tantos outros relatos, até que um policial elucidou:
    .
    “O titular do 6º Distrito Policial, Marco António Ferreira Lopes, afirmou que o sangue encontrado no chão de uma casa em Jundiaí era uma hemorragia proveniente das varizes da moradora. “Ela não sentia dor e não percebeu que perdeu uma certa quantidade de sangue”, disse Lopes, acrescentando que a senhora tem diabetes, o que contribuiu para a perda excessiva de sangue. A hemorragia aconteceu em duas ocasiões, após o banho. “Ela já começou um tratamento médico”, comentou o delegado.”
    .
    Agora, imaginem se a mulher fosse levada para casa de parentes, em cidade distante, e dela não mais houvesse notícias? Mais um poltergeist nas paradas…
    =================================.

  497. Vitor Diz:

    MONTALVÃO DISSE: ” Campbell parece tão cético quando o coelhinho da páscoa é cristão…”
    .
    Os comentários do Montalvão devem ser levados tão a sério quanto os do Trump sobre o aquecimento global :-)
    .
    Aqui vc encontra diversos artigos céticos dele, inclusive um premiado pela revista The Skeptic.
    .
    http://www.acampbell.org.uk/essays/skeptic/index.html

  498. Vitor Diz:

    MONTALVÃO DISSE: “Não há um motivo, ou uma linha de explicação na qual o polgergeist se enquadre. ”
    .
    Há sim.
    .
    https://arxiv.org/abs/0801.0382

  499. Marcos Arduin Diz:

    Calma aí, Malvadão. Eu vi a resposta, mas não estou com tanto tempo disponível para ficar lendo e respondendo tudo. Como faz o esquartejador, eu vou pelas partes.

  500. Marcos Arduin Diz:

    Sr Arduin, observo que tem grande conhecimento de Espiritismo, e vejo que o Sr é praticante. O que me fez acessar aqui foi uma dúvida e fui tão bem recebido pelos nobres colegas aqui que me sinto amigo de todos. Respeitosamente, gostaria de saber do Sr se pode me esclarecer dentro da sua visão de espírita o por que de eu nunca ter conseguido exorcizar/libertar pessoas dos espíritos do Kardecismo que na verdade, eu descobri que é o chiquismo – bezerrismo. Sabe por que? Por que esses espíritos nunca falaram a verdade, li aqui e me convenci que Nosso Lar não existe. Ou é invenção da cabeça do Sr Chico Xavier ou o espírito chamado André Luiz mentiu a ele. Se mentiu, tem parte com o diabo, pois este é pai da mentira. Se foi invenção do Sr Chico Xavier, ele (André Luiz) não existe e logicamente nunca vou conseguir libertar as pessoas de espíritos como esse(s). Se existem muitos seguidores do chiquismo e do bezerrismo, esses espíritos há de se manifestarem. Mas eu nunca e nenhum dos meus colegas conseguimos libertar e nem nunca virmos manifestados esses espíritos nas pessoas. Por que isso acontece na sua visão? Com todo o respeito, o Sr se fosse num culto de descarrego ou libertação numa igreja evangélica de sua preferência aceitaria uma oração de imposição de mãos na sua cabeça e caso aceitasse, acha que continuaria de pé? Essa pergunta faço insistentemente ao Sr Orlando e ele não me responde. Agradeço se puder contribuir com a sua opinião seja qual for ela. Resumindo: por que espíritos do Kardecismo, chiquismo ou bezerrismo não se manifestam em cultos de cura e libertação de igrejas evangélicas? (espíritos brasileiros e franceses)
    Da Universal, eu não entendi as perguntas que me dirigiu. Diz você que nunca conseguiu libertar pessoas adeptas do Espiritismo Cristão (chiquismo, bezerrismo, roustenismo e assemelhados) e dá como razão para isso de que esses espíritos não falaram a verdade. O que tem uma coisa a ver com outra?
    .
    Haveria algum motivo para eu não ficar em pé num culto de descarrego?
    .
    Um dos grandes males que Chico Xavier deixou para seus fãs ou mesmo não muito fãs é a máxima de que “o telefone toca de lá para cá e não daqui para lá”. Quer dizer, não devemos evocar os espíritos e sim deixar que se manifestem por sua vontade. Baita de uma balela: Kardec fazia evocações e nós espíritas podemos fazê-las muito bem. Em geral as características dos trabalhos que desenvolvemos não implica no uso delas, mas nem por isso devemos aceitar o que disse o Chico Xavier. Agora quanto à sua igreja, bem, faça o seguinte: junte um bando de encapetados (talvez sejam médiuns), coloque-os numa sala e inicie uma sessão solicitando que se manifestem lá os espíritos do André Luís, Chico Xavier, Bezerra de Menezes e quem mais desejar. Vai que dá certo…
    .
    Mais acima você disse estranhar que espíritas (ou “espíritas”) continuem como tais mesmo depois de saber de baitas burradas ditas por bambambans que são tidos ou havidos por espíritas. É simples: isso se chama RELIGIÃO.
    .
    Não vou entrar no mérito dicionarístico da definição de religião, mas a coloco como um amontoado de verdades e frases de efeito prontas e acabadas, nas quais seus crentelhos têm de aceitar sem discutir. E nem espiritual precisa ser: o Idealismo Esquerdista é uma religião. Seus postulados FRACASSARAM EM TUDO, mas ainda assim é aceito e ensinado nas faculdades de cultura absolutamente inútil.
    .
    Você, suponho-o um evangélico, deve crer que a Bíblia é EXATA E INFALÍVEL e ABSOLUTAMENTE VERDADEIRA EM TUDO SOBRE O QUE SE MANIFESTA. Certo? Como tal, você deve crer que a Terra é como um disco plano, que está no centro do Universo, que este tem só 6.000 anos, que o céu é sólido e que houve um Dilúvio que inundou a Terra inteira até 6 metros acima do Everest. Certo? Isso são ensinamentos bíblicos e por isso você é obrigado a crer neles.
    Mas a Terra é um elipsoide de revolução, ou seja, não é um disco plano, contrariando o que diz a Bíblia. Então por que ainda continua evangélico?
    .
    O Espiritismo tem sobre as igrejas cristãs uma grande vantagem: ele é produto do ensinamento dos espíritos e não uma revelação vertical, vinda da mente de Deus e jogada na mente de um profeta licenciado. Se ler os livros de Kardec, verá é somos muito claros em dizer que o Espiritismo NÃO É dono da verdade. A verdade absoluta é atributo apenas de Deus e dos Espíritos Superiores. Aqui só temos acesso à verdade que cabe na nossa limitada cabeça.
    Tanto quanto eu saiba, NENHUM postulado fundamental do Espiritismo esteve sujeito a qualquer alteração. O que apareceu foi uma seita fundada pelo Roustaing e encampada pelos primeiros espíritas brasileiros e depois pela FEB, pois salvava pontos muito sensíveis da carolice católica que esses espíritas novos ainda traziam consigo. E também obras tolas, feitas por caras que eventualmente se tornaram figurões e daí serem acatadas por quem não sabe pensar.
    .
    Eu continuo espírita pois penso e analiso o bastante para saber o que considerar certo ou fantasia. E os não pensantes ficam só dizendo muuu!
    .
    É isso.

  501. Gorducho Diz:

    Desculpe a franqueza Pastor, mas o Sr. não derruba nem o Professor nem o Dr. :!:
    Seu templo é em SAO :?:

  502. MONTALVÃO Diz:

    /
    MONTALVÃO DISSE: “O pesquisador sequer aventa hipótese a respeito: se esperava realmente encontrar o caminho da bala devidamente delineado e, caso não o achasse, como ficaria a teoria das marcas reencarnatórias?”
    .
    VISONI: O MONTALVÃO NÃO LÊ MAS NEM MOSTRANDO O TRECHO!!!!!!!!!! E AINDA BOTEI EM NEGRITO!!! ASSIM NÃO DÁ!!!!! DE NOVO:
    .
    If I am correct in believing that the role of the skin and the attention given to wounds exerts a paramount influence in the production of birthmarks (of the type we are here considering), such imaging should show no internal abnormalities between the affected areas of skin having the birthmarks.
    ./
    CONSIDERAÇÃO: nossa, tá difícil mesmo…
    .
    Vamos ver a fantasia de Stevenson em trecho maior:
    .
    =====================;
    “No futuro, deve ser possível examinar indivíduos com marcas de nascença correspondentes a ferimentos de bala de entrada e saída (como Chanai Choomalaiwong e Cemil Fahrici) com técnicas como a ressonância magnética. Estou ansioso para saber se tais exames mostrariam uma faixa de tecido anormal correspondente ao caminho da bala na personalidade anterior em questão.
    .
    SE ESTOU CERTO EM ACREDITAR que o papel da pele e a atenção dada às feridas exercem uma influência primordial na produção de marcas de nascença (do tipo que estamos considerando aqui), essa imagem não deve mostrar anormalidades internas entre as áreas afetadas da pele tendo as marcas de nascença.
    .
    Em segundo lugar, os defeitos de nascimento e a maioria das marcas de nascença que eu descrevi até agora nesta monografia são facilmente percebidos no nascimento do bebê, enquanto a maioria das doenças internas se desenvolve lentamente e só se manifesta na infância mais adiantada ou na idade adulta.”
    =========================.
    .
    Vamos, agora, considerar o que postei:
    .
    “O pesquisador sequer aventa hipótese a respeito: se esperava realmente encontrar o caminho da bala devidamente delineado e, caso não o achasse, como ficaria a teoria das marcas reencarnatórias?”
    .
    Então, visionário Visoni, se você acha que a declaraçãozinha de Stevenson consigna uma hipótese testával aí o problema é com você. O que seu guru está dizendo é o seguinte (vou traduzir para facilitar seu entendimento): “EU ACHO que se se investigar o lado de dentro não vão achar nada”… Agora, se esse fato não fede nem cheira para a tese das marcas reencarnatórias Stevenson não tem a menor ideia.
    .
    Por último, um alertazinho gramatical: com exceção das reticências, sinais de pontuação, incluindo interrogação e exclamação, basta um ao final da frase…
    .
    E tenha em mente que estou só falando do nonsense do raciocínio de Stevenson, ao qual o seu segue: nem estou atacando o nonsense maior, que é a estapafúrdia ideia de que traumas corporais de uma vida marcam o corpo da vida seguinte. Muito menos abordo o super nonsense, que é a alegação de que a existência individual seja um vaivém de vidas indefinido…
    .
    Moi, o que tá tão cansado de ficar nascendo e reencarnando que nem mais acredita.

  503. MONTALVÃO Diz:

    /

    MONTALVÃO DISSE: “Não há um motivo, ou uma linha de explicação na qual o polgergeist se enquadre. ”
    .
    Vitor Diz: Há sim.
    .
    https://arxiv.org/abs/0801.0382
    /.
    CONSIDERAÇÃO: o que falei é que não há uma explicação comum para quaisquer casos de poltergeist. O que se enquadra nesse rubrica pode ter múltiplas causas. E acrescento: todas terrenas e banais, com exceção das safadezas planejadas, pois estas podem ser sofisticadas.
    .
    O que claramente não é a linha proposta pelo autor do texto que indicou: muito doidão!

  504. MONTALVÃO Diz:

    /
    MONTALVÃO DISSE:”pode ver o que quiser, o fato é que Stevenson não investigou adequadamente esse importante aspecto. O que ele diz a respeito é tão somente:”
    .
    VISONI: Ele diz mais do que o trecho que vc selecionou (e que eu reproduzi, mas que pelo visto vc não chegou lá):
    .
    “Finalmente, tenho de reconhecer um lento despertar do meu próprio interesse sobre possíveis correspondências em doenças internas entre sujeitos e personalidades anteriores. As marcas de nascença e defeitos de nascimento eram tão óbvias que dominaram meu interesse nesses casos, talvez por mais anos do que deveriam.”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: cheguei lá sim: o que ele diz é que nunca pensou com grande interesse nesse assunto (de marcas internas apontativas de reencarnação). Mesmo porque essa afirmação não indica que tenha havido investigação, ora, pois, pois…
    .
    Acrescente-se: “As marcas de nascença e defeitos de nascimento eram tão óbvias”… Tão óbvias para Stevenson que sequer atentou para a estultícia da suposição… chega a dar dó…ré, mi…

  505. MONTALVÃO Diz:

    /
    Marcos Arduin Diz:
    .
    Calma aí, Malvadão. Eu vi a resposta, mas não estou com tanto tempo disponível para ficar lendo e respondendo tudo. Como faz o esquartejador, eu vou pelas partes.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: espero que não comece o esquartejamento pela parte que estou pensando…

  506. MONTALVÃO Diz:

    /
    MONTALVÃO DISSE: ” Campbell parece tão cético quando o coelhinho da páscoa é cristão…”
    .
    VISONI: Os comentários do Montalvão devem ser levados tão a sério quanto os do Trump sobre o aquecimento global
    .
    Aqui vc encontra diversos artigos céticos dele, inclusive um premiado pela revista The Skeptic.
    .
    http://www.acampbell.org.uk/essays/skeptic/index.html
    /.
    CONSIDERAÇÃO: não estou, de momento, interessado em Campbell (nem ele em mim). O que falei foi baseado no texto que estava sob apreciação, por isso postei: “parece”. Depois que conhecê-lo melhor, caso aconteça, posso substituir o “parece” por um taxativo“É”. Vamos ver, do verbo “quem sabe”?, o que o futuro oferece.

  507. MONTALVÃO Diz:

    /
    ARDERRUIM: Tanto quanto eu saiba, NENHUM postulado fundamental do Espiritismo esteve sujeito a qualquer alteração.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: ficaria melhor: “NENHUM postulado fundamental do Espiritismo passou por revisão, tampouco sofreu alteração.”
    .
    Não foram revistos nem alterados esses postulados não porque sejam firmes contra qualquer tormenta, nada. Alguns já nasceram natimortos, outros feneceram ao longo do tempo. Só os espíritas ainda não perceberam.
    -
    - pluralidade dos mundos habitados: morreu.
    - magnetismo animal: se foi-se…
    - reencarnação evolutiva: modismo inventado por Kardec, baseado em crenças similares, do qual nunca, nunquinha, surgiu evidência.
    - mediunidade (a viga-mestra): facilmente explicável pela psicologia, quando não seja fraude. Espíritos são incapazes de se mostrarem presentes entre os vivos, portanto, não comunicam.
    .
    O espiritismo, como qualquer religião, sobrevive justamente por ser religião, ou seja: ASQ.

  508. MONTALVÃO Diz:

    /
    Errei: a reencarnação evolutiva não foi inventada por Kardec, foi adotada por ele e atribuída à revelação dos superiores…

  509. Gorducho Diz:

    Ja ia lhe cobrar… :(
     
    Que tal a “coerência” do Professor .
    Umas 2 semanas atrás admitira que Deus não existe – agora diz pro Pastor (implicitamente, claro…) que Ele existe!
    Só pode ser um demônio mesmo zoando na pineal dele:(

  510. MONTALVÃO Diz:

    /
    “Que tal a “coerência” do Professor .
    Umas 2 semanas atrás admitira que Deus não existe – agora diz pro Pastor (implicitamente, claro…) que Ele existe!
    Só pode ser um demônio mesmo zoando na pineal dele:(
    /.
    CONSIDERAÇÃO: não vi o contexto da declaração contra Deus…
    .
    Precisaria cotejar as duas para melhor entender…

    Eu achava que não dava para crer em espíritos e descrer em Deus, mas o Visoni mostrou que dá…

  511. Marciano Diz:

    ===============================================================
    Pois bem, De Morte, Kardec, depois de apontar iniquidades na doutrina dogmática cristã comentou:
    _ E com tal doutrina, muita gente ainda se admira de que haja incrédulos e ateus.
    .
    Com o seu comentário acima, talvez só me resta parafrasear o Kardec e dizer:
    _ E com os céticos raciocinando desta maneira, ainda há quem ache estranho os espíritos não quererem minimamente se esforçar por darem provas de sua existência.
    ===============================================================
     
    Eu só fiz uma suposição, não afirmei nada.
     
     
    ===============================================================
    Via fórmulas que não xequei (levei reprimenda na no RéV por nõ usar “x” e cá marca erro o “x” – já não sei mais nem o pouco que não sabia de Língua Pátria: ( :sad: :sad: )
    ===============================================================
     
    “Xecar” não existe em português. “Checar”, no sentido de
    1 estabelecer a veracidade, correção ou realidade de; conferir, verificar
    Ex.: c. a lista de passageiros
    bitransitivo
    2 estabelecer comparação; confrontar
    Ex.: c. o aumento de preços com a tabela
     
    é com “ch” mesmo, como check, no inglês.
    Check list, for instance.
     
     
    ===============================================================
    O poltergeist é festa para quem quer acreditar na ação de entidade espirituais sem perder a linha. Os eventos (alguns deles) desafiam explicação lógica e não restaria opção senão considerar espíritos agindo, e espíritos bem sacanas, pois seus serviços seriam azucrinar o juízo dos mortais.
    ===============================================================
     
    Naquele tempo MONTALVÃO já conhecia o poltergeist do blog. Ele vive azucrinando meu juízo, mexendo em meus textos, trocando letras, suprimindo umas, acrescendo outras.
     
     
    ===============================================================
    Os comentários do Montalvão devem ser levados tão a sério quanto os do Trump sobre o aquecimento global :smile:
    ===============================================================
     
    Trump está errado quanto ao aquecimento global. Todo mundo sabe que o aquecimento global é real e deve-se à China, onde as pessoas andam com máscaras de gás para respirar, onde existe uma constante fog, por causa da poluição causada pelo país comunista.
    Por que a China não obedece ao Protocolo de Kyoto e ninguém reclama :?:
     
     
    ===============================================================
    … o Idealismo Esquerdista é uma religião. Seus postulados FRACASSARAM EM TUDO, mas ainda assim é aceito e ensinado nas faculdades de cultura absolutamente inútil.
    ===============================================================
     
    ARDUIN, nisto estamos de pleno acordo.
    Está cheio de esquerdopatas por aí; muitos, nem sabem que sofrem da moléstia.
     
     
    ===============================================================
    Eu achava que não dava para crer em espíritos e descrer em Deus, mas o Visoni mostrou que dá…
    ===============================================================
     
    Pra mim também foi novidade, mas depois do VISONI, conheci outros.
    Talvez já os conhecesse, mas não havia reparado.
     
    Afigura-se-me estranho, também, que alguém não acredite num deus e acredite em espíritos ou reencarnação.

  512. Vinicius Diz:

    Marcos Arduin diz: “Kardec fazia evocações e nós espíritas podemos fazê-las muito bem.”
     
    Já fez evocações ou as presenciou em algum trabalho? Conseguiu verificar a presença de espirito desencarnado ?
     
    Kardec e sua sociedade espírita faziam evocações de eminentes pensadores, santos católicos, era uma tecnologia de ponta. O Evangelho Segundo o Espírito é um desfile de santos católicos, o Livro dos Espíritos é assinado por filósofos, santos etc.
     

    Hoje, mal se dá para falar com um ex-diretor de uma federativa desencarnado, e quando ele fala, é para repetir o que á está escrito no “Conduta Espírita” ou “Pão Nosso “ e assemelhados… ou para alfinetar alguém ou “alguéns”

  513. Vinicius Diz:

    Montalvão diz “:Errei: a reencarnação evolutiva não foi inventada por Kardec, foi adotada por ele e atribuída à revelação dos superiores…”
     
    Conheço gente que diz que foi inventada por Kardec !
    E também aqueles que dizem que Chico é reencarnação de Kardec (se baseiam num texto de Obras Póstumas)

  514. Gorducho Diz:

    ==============================================================
    não vi o contexto da declaração contra Deus…
    .
    Precisaria cotejar as duas para melhor entender

    ==============================================================
    RéV April 29, 2017 11:09PM
    Pois é: Deus não existe; o homem faz Deus à sua imagem e semelhança.
     
    OP MAIO 15TH, 2017 ÀS 4:46 PM
    A verdade absoluta é atributo apenas de Deus e dos Espíritos Superiores.

  515. Marcos Arduin Diz:

    Malvadão: CONSIDERAÇÃO: ficaria melhor: “NENHUM postulado fundamental do Espiritismo passou por revisão, tampouco sofreu alteração.”
    .
    Porque não foi necessário.
    .
    Malvadão: – pluralidade dos mundos habitados: morreu.
    .
    Que gozado… Vez por outra vêm astrônomos felizes da vida pois encontraram planetas em outros sistemas estelares com planetas na “zona habitável”… Planetas enfim que eventualmente poderiam abrigar formas de vida, talvez com semelhanças à nossa. Por que a tal pluralidade de mundos habitados morreu? Já teve a felicidade de percorrer vários planetas em “zonas habitáveis” e nada achou neles? Nesta galáxia e nas outras? – Em Ciência só se pode provar que algo existe. É cientificamente impossível provar que algo não existe.
    .
    Malvadão: – magnetismo animal: se foi-se…
    .
    A bem da verdade nem sei o que é isso e nem o que se queriam dizer com tal coisa. O termo pode não ter sido dos mais felizes, mas à falta de outro melhor…
    .
    Malvadão: – reencarnação evolutiva: modismo inventado por Kardec, baseado em crenças similares, do qual nunca, nunquinha, surgiu evidência.
    .
    Este é um postulado mais filosófico e LÓGICO do que um fato observado. Há vários casos relatados de reencarnação e o revelado a Kardec é que a tendência do espírito é melhorar-se ou, quando nada, permanecer estacionário. Tal postulado, portanto, deve ser refutado com base na lógica e razão.
    .
    Malvadão:- mediunidade (a viga-mestra): facilmente explicável pela psicologia, quando não seja fraude. Espíritos são incapazes de se mostrarem presentes entre os vivos, portanto, não comunicam.
    .
    Eu sugeri que os centros espíritas seriam excelentes laboratórios para estudos psiquiátricos, pois os que pesquisam nesta área têm de pegar o bonde andando, estudando um ou mais pirados e tentar montar teorias do que seria a causa de suas loucuras. Mas se fossem a um centro espírita, veja só que coisa bacana: lá os tais médiuns têm ataques de loucura, alucinação, esquizofrenia, paranoia, fragmentação de personalidade, etc e tal COM DATA E HORA MARCADAS. E terminada a sessão, cessam todos esses ataques e os médiuns voltam ao normal.
    Sua colocação faz-me lembrar um texto do Carlos Imbassahy, onde um dos Grandes Médicos do Brasil, com seus óculos com grossa armação feita de casco de tartaruga apresentou a seus alunos um médium e foi dizendo:
    _ Vejam esse pobre indivíduo. Ele é absolutamente normal em tudo, menos nessa loucura que é a mediunidade. Ele diz ver espíritos à sua frente e fala com eles.
    Voltando-se ao médium “maluco”:
    _ O que você vê à sua frente agora?
    Fixando o olhar no Grande Médico, procurando olhar com detida atenção, disse pouco depois:
    _ Vejo um burro de óculos…

  516. Marcos Arduin Diz:

    Marciano: Eu só fiz uma suposição, não afirmei nada.
    .
    A sua suposição é levada muito a sério pela comunidade cética.

  517. Marcos Arduin Diz:

    Malvadão: CONSIDERAÇÃO: não vi o contexto da declaração contra Deus…
    .
    Tentando esclarecer, Moisés, é o seguinte: a primeira pergunta do Livro dos Espíritos é:
    _ O QUE é Deus?
    O que e não QUEM.
    A resposta: _ Inteligência Suprema, Causa primária de todas as coisas.
    .
    A sensação que a Humanidade traz desde o momento em que começou a pensar carregou o pensamento lógico de que os efeitos têm causa. E que a nossa existência, do Mundo, do Universo, também seriam efeitos e consequentemente teriam uma causa. É lógico, não?
    Infelizmente por não a ter completa num só momento, não tenho mais uma coleção repartida em nove volumes onde contava uma aventura de Jornadas nas Estrelas, que corria entre os capítulos 4 e 5 dos filmes feitos na série clássica. Nela o Kirk comenta com o MacCoy que em seus pesadelos ainda via a Enterprise se desfazendo na atmosfera do planeta Gênesis. E arrematou:
    _ E eu devia estar dentro dela!
    E o MacCoy então argumentou:
    _ Jim, apesar dos atributos humanos que damos aos objetos, eles são apenas objetos. Você não traiu a Enterprise. Se ela pudesse falar, certamente diria que está contente por você estar vivo.
    .
    Pois muito que bem. Ao longo da história da Humanidade, os diversos povos deram à tal “Causa Primária de Todas as Coisas” atributos humanos. Fizemos Deus à nossa imagem e semelhança. E o Ateísmo é só uma forma de dizer que todos somos ateus em relação aos deuses dos outros. Tomando livros sagrados, qual o critério lógico que temos para dizer que os três Deuses cristãos: Pai, Filho e Espírito Santo Amém são melhores do que Brahma, Shiva ou Laskhimi?
    .
    Então dizendo de forma mais clara: o Deus ou deuses antropomórficos feitos pelos homens NÃO EXISTEM. São apenas o necessário para termos uma referência de vida, que serve para uns, mas não para outros.
    .
    É isso.

  518. mrh Diz:

    Quem foi o primeiro a afirmar a evolução dos espíritos por reencarnação?

  519. Gorducho Diz:

    Tirante os bizarrismos do Fourier que de tão bizarros a gente nem consegue acompanhar o que ele quer de fato dizer eu diria que foi o Jean Reynaud.
    A reencarnação do Pierre Leroux era à la budismo sem individualidade (tanto que eles brigaram por causa da reencarnação).
    Diz que o Ballanche também mas eu não conheço o pensamento dele fora da palingenesia social – e portanto não individual.
    Então até onde sei seria o JR…
    :?:

  520. Vinicius Diz:

    “Então até onde sei seria o JR…”
     
    Quando eu era chiquista achava que foi Kardec, entretanto,estou vendo que este tal Jean Reynaud foi de fato o precursor disso tudo certo Gorducho?
     
    Na França sabe se Kardec ficou com todos os créditos disso?
     
    Tenho uma desconfiança que Kardec não era tãooo aclamado assim como falam…

  521. Vinicius Diz:

    Li no FCC o texto de Eugene Nus sobre Kardec que você postou lá Gorducho, por isso alimento essa desconfiança.

  522. Marciano Diz:

    ARDUIN
    ===============================================================
    Que gozado… Vez por outra vêm astrônomos felizes da vida pois encontraram planetas em outros sistemas estelares com planetas na “zona habitável”… Planetas enfim que eventualmente poderiam abrigar formas de vida, talvez com semelhanças à nossa. Por que a tal pluralidade de mundos habitados morreu? Já teve a felicidade de percorrer vários planetas em “zonas habitáveis” e nada achou neles? Nesta galáxia e nas outras? – Em Ciência só se pode provar que algo existe. É cientificamente impossível provar que algo não existe.
    De fato, não se tem falado mais nas obras psicografadas e nem em médiuns.
    ===============================================================
     
    ARDUIN, permita-me intrometer-me na sua resposta ao MONTALVÃO.
     
    1 Em primeiro lugar, eventualmente poderiam abrigar formas de vida, talvez com semelhanças à nossa. é mera especulação.

     
    2. Em segundo lugar, planetas que conhecemos muito bem, aos quais já enviamos sondas, bem diferentes de alterações no brilho de estrelas ou oscilações de brilho ou de movimento aparente, como MARTE e VÊNUS, não têm vida nenhuma.
     
    Essas especulações da NASA são para manter o público fascinado, assim como os governantes, e conseguir verbas para seus trabalhos.
     
    Acho até válido que o façam, pois o dinheiro não sairia se fossem honestos, prejudicando o progresso científico, mas daí a viajar nessa maionese vai uma distância muito maior do que a que nos separa de outras estrelas.
     
    3. Por fim, Rivail não disse que esparsos planetas em outras estrelas poderiam ser habitados, mas sim que:
     

    PLURALIDADE DOS MUNDOS
    55. São habitados todos os globos que se movem no espaço? “Sim e o homem terreno está longe de ser, como supõe, o primeiro em inteligência, em bondade e em perfeição. Entretanto, há homens que se têm por espíritos muito fortes e que imaginam pertencer a este pequenino globo o privilégio de conter seres racionais. Orgulho e vaidade! Julgam que só para eles criou Deus o Universo.” Deus povoou de seres vivos os mundos, concorrendo todos esses seres para o objetivo final da Providência. Acreditar que só os haja no planeta que habitamos fora duvidar da sabedoria de Deus, que não fez coisa alguma inútil. Certo, a esses mundos há de ele ter dado uma destinação mais séria do que a de nos recrearem a vista. Aliás, nada há, nem na posição, nem no volume, nem na constituição física da Terra, que possa induzir à suposição de que ela goze do privilégio de ser habitada, com exclusão de tantos milhares de milhões de mundos semelhantes.

     
    Admita que ele errou feio!
     
    ===============================================================
    Marcos Arduin Diz:
    MAIO 16TH, 2017 ÀS 10:57 AM
    Marciano: Eu só fiz uma suposição, não afirmei nada.
    .
    A sua suposição é levada muito a sério pela comunidade cética.
    ===============================================================
     
    É pela falta de outra melhor.

  523. Vinicius Diz:

    “Segundo os Espíritos, de todos os mundos que compõem o nosso sistema planetário, a Terra é dos de habitantes menos adiantados, física e moralmente. Marte lhe estaria ainda abaixo, sendo-lhe Júpiter superior de muito, a todos os respeitos. O SOL NÃO SERIA MUNDO
    HABITADO POR SERES CORPÓREOS, MAS SIMPLESMENTE UM LUGAR DE
    REUNIÃO DOS ESPÍRITOS SUPERIORES, os quais de lá irradiam seus pensamentos
    para os outros mundos, que eles dirigem por intermédio de Espíritos menos elevados, transmitindo-os a estes por meio do fluido universal.”
    .”
     
    Até o sol é habitado :!: E serve como local de reunião dos espíritos superiores :!:
     
    Períspirito não pega fogo?
     
    Parei de “estudar o espiritismo” , estou esquecendo os postulados :mrgreen:

  524. Marcos Arduin Diz:

    Marciano, em outro trecho fala que são habitados os mundos, SENÃO POR SERES CORPÓREOS, ao menos por seres espirituais. Também quando descrevem Mundos Transitórios e à pergunta se eles seriam habitados, a resposta foi que não: a superfície deles seria totalmente árida. O sentido da resposta acima foi apenas de uma crítica ao pensamento de que só a Terra é habitada, já que isso é dogma cristão, caso não saiba.
    .
    Quanto a espíritos informarem condições de mundos x ou y no nosso sistema solar ou em Alcyone, Capella, etc e tal, acho que já sabemos o suficiente para cair na real que são tão válidas quando a obra de qualquer autor de romance de ficção. E não poderia ser diferente. Como é CLARAMENTE ensinado no ESPIRITISMO, os espíritos bons vêm para nos ensinar e os maus, brincalhões, trapaceiros, etc e tal, para nos testar. Ou seja, eles são os que aplicam as provas práticas para ver se aprendemos mesmo.
    Também disse Kardec em algum lugar que é preferível rejeitar 100 verdades a aceitar uma única mentira. As verdades ressurgem com o tempo. Já uma mentira encastelada é dificílimo derrubá-la. Taí o Espiritismo Cristão que não me deixa mentir.

  525. Marcos Arduin Diz:

    Marciano: É pela falta de outra melhor.
    .
    Errado: é pelo poder da fé. Vi muito disso na comunidade cética. Cientistas que trabalharam duro, puseram sua reputação em jogo, descreveram seus métodos e apresentaram os resultados positivos, têm seu trabalho “invalidado” sob desculpa de ser “evidência anedota”.
    Porém, quando um qualquer vem a público dizer que tal médium lhe confessou que enganou o cientista X ou Y com truques bobos e infantis, a mesma comunidade cética JAMAIS duvida do relato. Mesmo sem qualquer indício de prova, ou seja é uma COMPLETA EVIDÊNCIA ANEDOTA, tal declaração é aceita por verdadeira e repassada. A fé é uma força tão poderosa que destroça a supostamente mais cética das mentes.

  526. Marcos Arduin Diz:

    Bom, Malvadão, supondo o que está me pedindo, os textos encontram-se em: http://obraspsicografadas.org/2013/refutao-ao-artigo-incurses-histricas-sobre-o-livro-h-dois-mil-anos-a-erupo-do-vesvio-de-marco-paulo/
    .
    Vai aí o primeiro:
    Marcos Arduin Diz: (citando Montalvão), inegociável por quem? Por Arduin? Se há relatos de médiuns que materializaram à luz do dia, por que seria inegociável? (Dunglas Home teria sido um desses).”
    .
    ARDUIN- Ah é? Então me traga aqui o relato dessa materialização. E não troque as bolas, meu: uma coisa é ter sido USADA A ILUMINAÇÃO DO DIA, ou seja, o ambiente protegido por cortinas que permitissem uma iluminação atenuada, e ambiente sob plena iluminação da luz do Sol. Uma coisa não é igual à outra…
    .
    COMENTÁRIO: veja os textos a seguir:
    .
    Em relação às experiências de Home, o que permite considerá-las como tendo um valor considerável, é que se faziam em condições irrepreensíveis. Eis o que lhe escrevia, em 1876, W. Cox, doutor em direito de elevada posição social e de grande senso: “Meu querido Home, por ocasião das experiências, às quais quisestes submeter-vos na minha presença, não existia nada desse gênero de precaução e de mistério. Estáveis sentados junto a mim. Em toda parte, a toda hora, em meu jardim, em minha casa, de dia e à noite, mas sempre, salvo uma vez em ocasião memorável, ERA DURANTE O DIA, EM PLENA LUZ. Não vos recusou nunca vos submeter a qualquer controle… Ficastes sozinho comigo e passaram-se cousas que os esforços reunidos de quatro pessoas não poderiam obter. Às vezes havia fenômenos; às vezes não. Os resultados eram de tal importância que a mão humana não teria bastado para produzi-los em meu salão, em minha biblioteca, em meu jardim, onde toda fraude era impossível (349)”. (Conan Doyle)
    .
    “Uma outra vez, EM PLENA LUZ, o Senhor Home estava presente com alguns amigos; folhas de papel e um lápis estavam colocados no meio da mesa. Então o lápis levantou-se sobre a ponta, caminhando sobre o papel com saltos mal seguros e caiu. Depois levantou-se e tornou a cair. Tentou uma terceira vez, mas sem obter melhor resultado. Então uma pequena viga que se encontrava ao lado sobre a mesa, escorregou para o lápis e levantou-se a algumas polegadas acima da mesa: o lápis levantou-se novamente e plantou-se junto da viga; depois, juntos fizeram um esforço para escrever no papel. Após haver tentado em vôo, a viga abandonou o lápis e voltou ao seu lugar”.
    .
    “Num outro dia (pág. 167) a pequena viga atravessou a mesa para vir a mim, EM PLENA LUZ, e deu-me uma comunicação batendo na minha mão. Soletrava o alfabeto e a viga me batia nas letras que precisava. A outra ponta repousava sobre a mesa a uma certa distância das mãos do Senhor Home. (Conan Doyle)
    .
    .
    Assim descreve Eglinton as suas sensações antes de entrar pela primeira vez na sala das sessões e a mudança que nele se operou:
    .
    “Minhas maneiras, antes de entrar nisto, eram as de um rapaz alegre; mas assim que me vi em presença dos investigadores, uma sensação estranha e misteriosa se apoderou de mim e eu não a podia superar. Sentei-me à mesa, resolvido a impedir qualquer manifestação, caso algo acontecesse. Esse algo aconteceu mas eu não tinha forças para o evitar. A mesa começou a dar sinais de vida e de vigor; subitamente ergueu-se do solo e pairou no ar, tanto que tínhamos de ficar de pé para ter as mãos sobre ela. Isto se deu em plena luz do gás. Depois respondeu inteligentemente às perguntas que lhe eram feitas e deu várias provas às pessoas presentes.
    .
    A noite seguinte nos encontrou ansiosos por novas manifestações e com um grupo maior, pois se havia espalhado a notícia de que “tínhamos visto fantasmas e falado com eles”, e outras coisas parecidas.
    .
    Depois de havermos lido a prece costumeira, em breve me pareceu que não era deste mundo. Veio-me uma sensação de êxtase e logo passei ao transe. Todos os meus amigos eram novatos no assunto e procuraram vários meios de me despertar, mas sem resultado. No fim de meia hora voltei ao estado consciente, sentindo um forte desejo de voltar àquele estado. Tivemos comunicações que, em minha opinião, provaram conclusivamente que o Espírito de minha mãe realmente tinha voltado ao nosso meio… Então comecei a verificar quanto estivera enganado – quão terrivelmente vazia e material tinha sido a minha vida até então e senti um prazer inacreditável em saber, sem sombra de dúvida, que aqueles que deixaram a Terra poderiam voltar novamente e provar a imortalidade da alma. Na quietude de nosso grupo familiar… gozamos ao máximo a nossa comunicação com os trespassados e muitas foram as horas felizes que assim passei.”
    .
    SOB DOIS ASPECTOS, OS SEUS TRABALHOS SE ASSEMELHAM AOS DE D. D. HOME. SUAS SESSÕES GERALMENTE ERAM FEITAS EM PLENA LUZ e ele sempre se submetia de boa mente aos testes propostos. Posteriormente, um forte ponto de semelhança se estabeleceu: é que os fenômenos eram observados e registrados por muitos homens eminentes e por boas testemunhas críticas.
    .
    Como Home, Eglinton viajou muito e sua mediunidade foi observada em muitos lugares. (Conan Doyle)
    .
    Depois continuo.
    .
    Arduin: – Por favor! Estou aguardando a descrição de um evento de MATERIALIZAÇÃO plena, feito à luz do Sol. Os outros eventos físicos aí parece que já eram conhecidos desde os tempos de Kardec…
    .
    Montalvão: COMENTÁRIO: por que agora passa a exigir descrição de evento “à luz do sol”, não foi isso o que falei: mostrei-lhe que sua alegação de ser a escuridão “inegociável” não se sustenta. Muita das materializações foram feitas com luz suficiente para alumiar o evento e nada de a materialização derreter.
    .
    Outra coisa que precisa levar em conta. Dunglas Home não materializava espíritos, sim objetos. Por conta disso, ele, do alto de sua autoridade mediúnica, acusava os médiuns de materialização humana, todos eles, de fraudadores.
    .
    Ora, o sujeito, sendo legítimo médium de efeitos físicos (e para alguns o maior de todos os tempos), deveria saber do que falava. No entanto, os pesquisadores não deram maior atenção ao reclamo de Home. Porém, essa atitude nos leva a refletir ante as várias possibilidades que dela decorrem, examinemos algumas:
    .
    1) Dunglas Home estava certo. Neste caso todos os médiuns de efeitos físicos, que materializavam espíritos, eram fraudados e os que os validaram o fizeram por ingenuidade. Nesta hipótese, Crookes e Cia estão ferrados;
    .
    2) Dunglas Home era autêntico e se articulava bem com a espiritualidade, sendo agente saneador do entorno fraudativo que dominava a mediunidade física. Nesta hipótese, perderam tempo e prestígio os investigadores não deram atenção às denúncias de Home, pois em vez de chamarem-no para demonstrar as fraudagens dos médiuns, prosseguiram nas lides inócuas;
    .
    3) Tanto Home, quanto os demais eram aldrabões, mas Dunglas Home sendo o mais habilidoso tinha méritos para desmascarar os que ameaçavam sua reserva de mercado, sem que os outros pudessem fazer o mesmo com ele.
    .
    E por aí vai… (Talvez seja por isso que Arduin não seja tão firme defensor da mediunidade de Home quanto o é da de Florence e Fay).
    .
    Pegue mais exemplos de materializações sob luz clara.
    .
    “Entretanto, um testemunho muito mais direto é dado por Crookes numa carta a Banner of Light, U. S. A. e que é reproduzida em The Spiritualist, de Londres, de 17 de julho de 1874, página 29. Diz ele:
    “Em resposta a sua pergunta quero afirmar que vi Miss Cook e Katie juntas, no mesmo momento, sob a luz de uma lâmpada de fósforo, que era suficiente para que visse distintamente aquilo que descrevi. O olho humano tem naturalmente um grande ângulo de horizonte, de modo que as duas figuras eram abarcadas ao mesmo tempo no meu campo visual; mas como a luz era fraca, e os dois rostos por vezes estavam distanciados alguns pés um do outro, naturalmente eu movia a luz e meu olhar fixava alternadamente uma e outra, quando queria trazer o rosto de Miss Cook ou de Katie para aquela parte do campo visual onde a visão é mais nítida. Desde que a ocorrência acima referida foi verificada, KATIE E MISS COOK FORAM VISTAS JUNTAS POR MIM E POR OITO OUTRAS PESSOAS, EM MINHA CASA, ILUMINADA FARTAMENTE POR LÂMPADAS ELÉTRICAS. Nessa ocasião o rosto de Miss Cook não era visível, pois sua cabeça ficava envolta num xale grosso, mas eu, principalmente, tinha a satisfação de verificar que ela lá estava. Uma tentativa de dirigir a luz sobre a sua face descoberta, quando em transe, teve sérias conseqüências.” (Conan Doyle)
    .
    “O leitor pode muito bem pensar que a luz reduzida empregada pelo Professor Crookes comprometa o resultado da experiência. Contudo O PROFESSOR NOS ASSEGUROU QUE NA SÉRIE DE SESSÕES FOI VERIFICADA A TOLERÂNCIA E QUE A IMAGEM ERA CAPAZ DE SUPORTAR UMA LUZ MUITO MAIS INTENSA. Essa tolerância tinha os seus limites, que aliás nunca foram ultrapassados pelo Professor Crookes, mas que foram verificados numa ousada experiência descrita por Miss Florence Marryat (Mrs. Ross-Curch). É preciso dizer que o Professor Crookes não se achava presente, nem Miss Marryat jamais o afirmou. Entretanto ela cita o nome de Mr. Carter Hall, como um dos presentes. KATIE HAVIA CONSENTIDO COM MUITO BOM HUMOR QUE EXAMINASSEM QUAL O EFEITO QUE SERIA PRODUZIDO SOBRE A SUA IMAGEM POR UMA LUZ INTENSA.” (Conan Doyle)
    .
    COMENTÁRIO: no trecho acima, fica demonstrado que a aparição podia suportar luz até certa intensidade, o que contesta a alegação arduínica da inegociabilidade da escuridão. Veja mais exemplos:
    .
    “A longa série de manifestações espíritas, que me foi permitido constatar nas condições mais favoráveis, e o relato que aparece consignado nas atas das nossas sessões, também devem servir para estimular nas suas pesquisas àqueles que foram menos favorecidos e indicar a eles o caminho das condições requeridas para chegar a conseguir esses bons resultados. Vou tentar responder do melhor modo possível a esta voz interior, declarando, primeiro, que as minhas investigações, as minhas pesquisas, não tinham de início nenhum propósito além de me convencer a mim mesmo; que procurei fazê-las com toda a minha boa-fé, com o desejo ardente de chegar a estabelecer uma prova da sobrevivência da alma após a destruição do corpo material, assim como da intervenção dos encarnados na produção de todos os fenômenos espíritas. Como fiel discípulo de Allan kardec que sou, estudei as suas obras e, seguindo os conselhos que delas obtive, dei andamento aos nossos trabalhos. Tive também a sorte de travar conhecimento com alguns bons médiuns que só me trouxeram satisfação, aos quais fico sinceramente grato, pela cooperação assídua, afetuosa e abnegativa que eles me prestaram submetendo-se a esta primeira condição, a de ser levados ao sonambulismo no início de cada sessão; ISTO PARA PODER PEDIR A ELES UM ESFORÇO MAIOR PARA A PRODUÇÃO DOS FENÔMENOS, A PLENA LUZ, BRANCA OU VERMELHA E NÃO NA ESCURIDÃO ONDE OS FENÔMENOS SÃO OBTIDOS MUITO MAIS FACILMENTE, MAS ONDE É MUITO MAIS FÁCIL FRAUDAR, SENDO QUE A MINHA PRINCIPAL INTENÇÃO ERA PODER AFIRMAR A ABSOLUTA AUTENTICIDADE DOS RESULTADOS OBTIDOS. (Henry Sausse. “Provas? Aqui estão elas!”).
    .
    “Durante o sono, Luisa nos dizia muito frequentemente que os nossos guias a levavam por jardins esplêndidos, onde as emanações de flores belíssimas causavam nela um agrado difícil de exprimir e lhe faziam o maior bem. Uma noite, em 18 de janeiro de 1884, acabava de cair no sonambulismo quando viu umas flores mais belas do que era costume. Eu estava em pé diante dela, o apartamento em plena luz; envolvi-a em emanações magnéticas quando disse “oh, que flor tão bonita… Os nossos guias estão dizendo que é para você – pegue-a, respondi. ¡Tome, aqui está ela!” Com estas palavras estendeu a mão direita para o meu lado e DIANTE DOS MEUS OLHOS, A UNS 30 CM DE DISTÂNCIA MAIS OU MENOS, VI APARECER E MATERIALIZAR-SE EM PLENA LUZ NA SUA MÃO UMA ESPLÊNDIDA ROSA-CHÁ.” (Henry Sausse. “Provas? Aqui estão elas!”).
    .
    COMENTÁRIO: Arduin, considere, também, que sua argumentação de que os espíritos são soberanos, ficando por conta deles quando e como manifestarão os fenômenos, e quem gostar bem quem não amém, fica sem apoio se considerar o depoimento de Sausse no livro citado acima. Neste, o pesquisador combina tudo direitinho com a espiritualidade, desde a liberação para iluminar claramente o evento, até explicações detalhadas do porquê de certos acontecimentos. Confira:
    .
    “Alertado no dia seguinte do que tinha acontecido, fiz Luisa dormir para obter a explicação daquele fenômeno.
    Esta foi sua resposta:
    “Como disse a vocês, deveríamos ter conseguido esse buquê em sua casa, ontem à noite, porém fui entorpecida por influências ocultas e sentia-me fraca demais para vencê-las. No entanto, o trabalho estava quase acabado; por essa razão os nossos amigos quiseram, a pesar de tudo, me dar esse buquê, tão logo como recuperei as forças. Estava diante do espelho da sala, trançando o cabelo quando vi refletir-se um ponto luminoso; voltei-me para determinar a causa daquilo e reconheci o nosso guia magnetizador que me entregou o buquê. A surpresa foi tamanha que lancei um grito e caí de joelhos em catalepsia.” Se um fato assim tivesse de se repetir, qual seria a maneira mais rápida de fazer desaparecer a catalepsia?
    “Isto não tornará a acontecer, porque, com você ausente este estado poderia ser perigoso para a minha saúde; nossos amigos o compreenderam um pouco tarde demais, porém não tornarão a repetir o fato”.
    .
    “Em 8 de agosto de 1884, recebemos, caindo do teto a plena luz, um buquê formado por quinze rosas de diversas espécies; quinze talos de miosótis e quinze talos de reseda.
    Podemos notar que nestes apports de flores são sempre as rosas que dominam. Este é o motivo: o principal agente destes apports era o Espírito do meu avô, que quando em vida sempre tivera marcada predileção por essas flores e que na erraticidade tinha conservado essa preferência.
    Outro ponto que em várias ocasiões nos tem chamado a atenção e a dos nossos guias é que em presença destes buquês enormes que às vezes recebíamos, PERGUNTAMOS AOS NOSSOS AMIGOS SE ESTAS AVALANCHES DE FLORES NÃO PODERIAM CAUSAR PREJUÍZO AO JARDINEIRO QUE AS CULTIVARA. NÃO SE PREOCUPEM POR ISTO, ELAS FORAM COLHIDAS POR NÓS EM LUGARES ONDE SE ACHAM AO AR LIVRE E NÃO PERTENCEM A NINGUÉM E, PORTANTO, SÃO PARA TODO O MUNDO, PARA NÓS E TAMBÉM PARA AQUELES QUE FORMAM COM ELAS ENORMES BUQUÊS, conforme a estação. Mas ¿que aconteceria se na hora em que vocês vão pegar uma flor, uma pessoa viva passasse por ali com a mesma intenção e visse como ela desaparecia diante dos seus olhos? Ficaria bastante surpresa, mas isto não vai acontecer porque surgindo a ocasião, nós o evitaríamos.”
    .

    Nos meses seguintes daquele ano OCORREU UMA SÉRIE DE EVENTOS QUE PUSERAM EM PERIGO MUITAS VEZES A VIDA DA MÉDIUM, MAS QUE CONSEGUIMOS SUPERAR FELIZMENTE GRAÇAS AO MAGNETISMO QUE PROVOCOU EM MUITAS CIRCUNSTÂNCIAS VERDADEIROS PRODÍGIOS, quase ressurreições. [...]
    .
    É nessas condições que, no dia 2 de fevereiro de 1886, digo a Luisa, que estava em sonambulismo: “OS NOSSOS GUIAS ESTÃO AÍ? – SIM – PARA NOS DEMONSTRAREM QUE CONTINUAM NOS PROTEGENDO E PARA DEVOLVER A VOCÊ ESSA CONFIANÇA EM SI MESMA QUE PERDEU, SUPLICO A ELES QUE NOS TRAGAM UM APPORT NO DIA DE HOJE: de qualquer natureza, tanto faz, para termos a prova de que eles continuam a nos assistir.”
    .
    Então a médium estendeu a mão aberta sob a luz forte de uma lâmpada e disse-nos: “Olhem”. Sem mover a mão do lugar, sem que deixássemos de observar, vimos no centro da sua mão, formar-se uma nuvenzinha do tamanho de um ovo; esta nuvem condensou-se e repentinamente transformou-se em uma violeta de Parma, que encheu o apartamento de requintado perfume.
    .
    ESTE FENÔMENO, RESPONDENDO AO NOSSO DESEJO ARDENTE, E VINDO DESSA MANEIRA, EM CONDIÇÕES INATACÁVEIS, CULMINAR A NOSSA ESPERA, poderá parecer mais estranho ainda do que aqueles que já citamos anteriormente; nem por isso deixa de ser igualmente idêntico e vinte testemunhas poderiam garantir que viram o seu desenvolvimento e produção.”
    .
    (30/09/2013) – Arduin,
    .
    Pegue mais um exemplo de materializações ocorriam ao claro do dia, pondo em derribada o argumento de que o escuro seja condição sine qua non para a ocorrência desses eventos.

    “Apesar da raras, as materializações à luz do dia também podem ocorrer, a exemplo do caso descrito pelo pesquisador italiano Ernesto Bozzano, em “Materializações de Espíritos”, ao reproduzir o relatório da estudiosa Juliette-Alexandre Bison apresentado no Congresso Metapsíquico de Copenhague, em 1922. Neste documento, ela resume suas experiências com a médium Eva Carrière, em sessão realizada em maio de 1921, com seis assistentes. Todos testemunharam, EM PLENA LUZ DO DIA, a formação, não mão da médium de efeitos físicos, de um pequeno ser de 20cm de altura. Segundo a ata da reunião, essa mulher em miniatura chegou a passar para as mãos de um dos assistentes, que a descreveu como um corpo pesado e de tato “seco e suave”.” (Os Médicos do Espaço. Luiz da Rocha Lima e o Lar de Frei Luiz)
    .
    Montalvão Diz:
    setembro 30th, 2013 às 12:29 PM

    Arduin,
    .
    Dados os exemplos de que materializações também ocorrem sob iluminação natural, e na claridade, podemos concluir nosso raciocínio, postulando o seguinte:
    .
    Quanto mais sofisticado for o espetáculo mais o médium necessitará de ocultamentos para que o engodo não fique à mostra. Assim, a exigência de escuro e de cabines se justifica nas materializações em que a entidade precise fazer graça diante dos assistentes. Já nas materializações banais (corpos em miniaturas, pequenos objetos) dá para fazer a encenação sob luz comum. E também, dependendo na habilidade do médium na produção do truque menos precisará recorrer a escondimentos. Daí se explica porque para uns o escuro seja imprescindível e para outros nem tanto.
    .
    Espero que agora compreenda.
    .
    Marcos Arduin Diz:
    outubro 1st, 2013 às 5:38 AM

    Bem, Moisés, parabens for fazer a lição de casa e espero que ela tenha alguma utilidade PARA VOCÊ.
    Rapidamente:
    - Douglas Home achava-se o ÚNICO médium autêntico do Mundo e por isso acusava a todos de serem farsantes. Lá no livro que publicou, Luzes e Sombras do Espiritualismo, deixa isso muito claro. As sombras são para os outros; as luzes só para ele.
    Quando informou ao Crookes que pretendia escrever esse livro, ouviu dele o questionamento de que não seria uma boa, já que os médiuns ERAM RIVAIS UNS DOS OUTROS.
    Daí então não se surpreende que tenha dito que Florence Cook e outros fraudaram e enganaram os pesquisadores…
    .
    Quanto às materializações à luz, veja bem que em ALGUNS casos são possíveis, mas em geral o resultado é reduzido. A luz NUNCA É FORTE, como numa sala iluminada por uma antiga lâmpada incandescente de 100 velas… E em geral o médium continua oculto.
    Mas me diga então o que achou dos casos que encontrou? Ficou convencido da REALIDADE do fenômeno, já que agora estava tudo à vista? Ou ainda encontra desculpas para dizer que não valeram?
    .
    Montalvão Diz:
    outubro 1st, 2013 às 10:47 AM
    COMENTÁRIO: o fato de haver materializações iluminadas, e algumas até perante luz solar, conforme dei exemplo, nada disso favorece a validade do suposto fenômeno. Mágicos fazem suas apresentações ao fulgor do sol e mesmo assim não se descobre como realizaram. Certa vez vi um sujeito em via pública, pego de surpresa, transformar uma cédula de um real numa de dez (ou de cinco, agora não lembro mais). Fiquei o tempo inteiro vigiando as mãos dele e não atinei com o truque. Conan Doyle chegou a afirmar que Houdini (seu ex-amigo) era médium e fingia não ser para desmoralizar os outros (teoria da concorrência?). Os casos que encontrei se explicam claramente por ilusionismo ou ilusão mesmo. É claro, sempre vai ter quem desafie o desconfiado a explicar minuciosamente o truque, ou a refazê-lo, para só então reconhecer que o caminho explicativo esteja aí (como é costume de um amigo nosso). Acontece que, mesmo que a demonstração fosse feita, o crente poderia alegar que um faz por presditigitação o que o “outro” o realiza por mediunidade… O imaginado dom mediúnico tem de ser verificado por meio de testes objetivos e simplificados, de modo que não reste a menor dúvida de que não provém de fonte espiritual. Nesse procedimento simples e esclarecedor, bem sabemos, os prosélitos não querem nem pensar…
    .
    E o ARDERRUIN agora:
    Bem, como sempre o Malvadão recorreu ao surrado argumento de que NADA PROVA, pois ilusionistas também podem fazer igual… Pena que NENHUM ilusionista até hoje fez igual sob as condições que os médiuns fizeram. E a isso os céticos dizem que:
    “_Após tantos anos, não temos como saber quais foram os truques que os médiuns usaram”.
    Se a comunidade cética quer ser engraçada, eu estou rindo.

  527. Marcos Arduin Diz:

    Kardec nunca disse que a reencarnação era invenção sua. Disse que fora “ressuscitada de Pitágoras”, mas já existia entre os hindus. E Kardec acabou quase esquecido na França por conta das lambanças cometidas por seus sucessores, infelizmente.
    .
    O Roger Perez retomou o título Revista Espírita para si e executou um trabalho de recuperação do Espiritismo em sua forma original. Não sei dizer a quantas anda a coisa.

  528. Marciano Diz:

    PREZADO ARDUIN,
    Claro que sei que é dogma cristão só a Terra ser habitada.
    Por enquanto, pode-se dizer que sobre isso eles estão certos, visto que AINDA não se encontrou vestígios de vida em nenhum outro lugar.
     
    Pode ser que tenham atirado no escuro e acertado na mosca.
    Seja como for, quando VOCÊ disse, em defesa de Rivail, que “em outro trecho fala que são habitados os mundos, SENÃO POR SERES CORPÓREOS, ao menos por seres espirituais. Também quando descrevem Mundos Transitórios e à pergunta se eles seriam habitados, a resposta foi que não: a superfície deles seria totalmente árida”, esqueceu-se de que ele falou que os marcianos eram ainda mais atrasados do que nós.
    Deixou claro que acreditou em gente de carne e osso lá.

     
    Os marciano xaverianos também eram corpóreos, só virando etéreos DEPOIS que a farsa de cx caiu por terra (ou será por Terra?).
     
    Com respeito a Alcyone e outras palhaçadas, novamente estamos de pleno acordo.
     
    É muita zombaria de DPF fazer essas afirmações malucas.
     
    Quanto ao relato anedótico, não serve para embasar teses científicas mesmo, mas quanto a afirmações esdrúxulas, acho que tem validade.
     
    Se alguém disser que um mágico levita de verdade, que não é truque, qualquer relato anedótico que diga que é mentira não tem por que não ser aceito.
     
    Quando ao mais da discussão arduínica/montalvânica, vou deixar para o presidente a resposta.
     
    Sem mais para o momento, sirvo-me da oportunidade para renovar a Vossa Senhoria minha elevada estima e distinta consideração.
     
    Viva o passado!

  529. Marciano Diz:

    Os TJs também defendem com as mesma verve suas crenças ultrapassadas:
     
    Ingenuidade das TJs com Respeito ao seu Passado
    por Saran em 19 Dez 2015 22:09
    Hoje no discurso publico, o irmão fez sua parte com base no livro ” As nações Terão de Saber que eu Sou Jeová ” e ainda disse na tribuna:
    ” Irmãos, não é só porque não está no balcão que a gente não vai dar valor.”
     
    Na hora, lembrei do Mistério Consumado e suas hilariantes profetadas. O que será que o irmão diria sobre isso?
     
    Fico abismado com a ingenuidade desse povo que não conhece a própria história e quando conhece é uma história branqueada a la 1984.
     
    Alguém tem alguma experiência com respeito ao desconhecimento das tjs com respeito a seu passado ?
     
    https://lh6.googleusercontent.com/-CVJydR73PnM/UoT4e6JaW-I/AAAAAAAABkw/mJlmMs02_RA/s600/200a.jpg

  530. Marciano Diz:

    O tempo vai passando e as bobajadas do espiritismo ficam cada vez mais difíceis de se sustentar.
    A mesma coisa acontece com outras religiões, como os TJs.
    Ninguém desiste, sempre inventam uma racionalização para não abandonarem suas desacreditadas crenças.
    http://extestemunhasdejeova.net/forum/viewtopic.php?f=11&t=14375

  531. Gorducho Diz:

    ==============================================================
    Quando eu era chiquista achava que foi Kardec, entretanto,estou vendo que este tal Jean Reynaud foi de fato o precursor disso tudo certo Gorducho?
    ==============================================================
    A DE apoia-se em 3 “pilares”, so to say:
    i) o próprio cristianismo ortodoxo;
    ii) o magnetismo animal daonde saíram os “espíritos” (depois da guerra interna entre eles vencida pelos que acreditavam em “espíritos”) e os “passes”;
    iii) a parte essa “socialista”.
    JR é o precursor de iii. Note que ele não falava em incorporações nem nunca alegou que as teses socialistas românticas tivessem origem Sobrenatural.
    Então todo esse road map da necessidade da Gália dogmatizar a vida futura DENTRO DO CATOLICISMO; a reencarnação romântica; a pluralidade dos mundos habitados; as fantasias acerca dos druidas que originaram o próprio “Kardec”; a nova angiologia; a não eternidade das penas e a necessidade dum código penal pros defuntos (note que o JR não redige os artigos, só salienta a necessidade dele existir…) vem do JR.
     
     
    Não, em França o Kardec levou os louros sim. Note que o próprio Nus claro que um tanto sarcasticamente reconhece que “S. Luis” foi necessário pra espraiar a crença que eles consideravam como correta e útil.
    JR é um desconhecido hoje.
    O Pierre Leroux é conhecido pela sociologia.

  532. Gorducho Diz:

    O Pierre Leroux é conhecido pela sociologia.
    pelo socialismo. Aliás ele alegou ter inventado esse neologismo, o que não era verdade.
    Lhe faz lembrar alguma coisa :?:

  533. Marciano Diz:

    Para quem ainda não entendeu, o livro das TJs de 1973 previa o Armaggedon para 1975.
    Como a “profecia” não se concretizou, eles fazem como os espíritas e outros, e dão uma “ajeitada” nos textos, para não admitirem que erraram feio.

  534. Marciano Diz:

    A comunismo também acabaria com a exploração do proletariado pelas classes dominantes. Como não o fez (só piorou, e muito), eles continuam se reinventando.

  535. Gorducho Diz:

    Bien entendu, Analista Vinícius: estou falando daquela época.
    Claro que hoje ninguém conhece o Kardec lá exceto os expatriados brasileiros.
    Mas o túmulo dele é o 2° mais visitado (o 1° é dum roqueiro americano que eu nunca ouvi falar). Não precisa perguntar nada. Desça na praça Gambetta (ou melhor ainda pegue o ônibus #69) entre na rua Père Lachaise siga reto cruze o portão siga reto até ouvir gritos. Serão os brasileiros levando flores…

  536. Marciano Diz:

    Jim Morrison?
    You know that it would be untrue. You know that I would be a liar.
    Into this house we’re born
    Into this world we’re thrown
    Like a dog without a bone
    An actor out alone

    Riders on the storm

    There’s a killer on the road
    His brain is squirming like a toad
    Take a long holiday
    Let your children play
    If you give this man a ride
    Sweet family will die
    Killer on the road

  537. Marciano Diz:

    James “Jim” Douglas Morrison (December 8, 1943 – July 3, 1971) was an American singer, songwriter, and poet, best remembered as the lead singer of the Doors. Due to his poetic lyrics, distinctive voice, wild personality, performances, and the dramatic circumstances surrounding his life and early death, Morrison is regarded by both music critics and fans, as one of the most iconic and influential frontmen in rock music history.
     
    Morrison co-founded the Doors during the summer of 1965 in Venice, California. The band spent two years in obscurity until shooting to prominence with their #1 single in the United States, “Light My Fire”, taken from their self-titled debut album. Morrison recorded a total of six studio albums with the Doors, all of which sold well and received critical acclaim. Though the Doors recorded two more albums after his death, the loss of Morrison was crippling to the band, and they disbanded in 1973. In 1993, Morrison, as a member of the Doors, was inducted into the Rock and Roll Hall of Fame.
     
    Wikpedia.

  538. Marciano Diz:

    Lemme introduce you to him:
    https://www.youtube.com/watch?v=lS-af9Q-zvQ

  539. Marciano Diz:

    Já ouviu falar na maldição dos 27 anos?
    Pois é!
    https://pt.wikipedia.org/wiki/Clube_dos_27

  540. Marciano Diz:

    É o quarto da lista.
    Não me diga que não conhece ou outros também, pois eu corro o risco de não acreditar.

  541. Marciano Diz:

    É a mania que os mortais têm de ver padrões em tudo, fruto da seleção natural (apofenia).

  542. Marciano Diz:

    O poltergeist não enviou meu comentário (ou não recebeu).
    É apofenia, no caso.
    Pareidolia é outra manifestação do fenômeno.
    Se já passou dos 27, pode fazer música sem medo.

  543. Gorducho Diz:

    Não sei que é esse cara. Só sei que tem 1 túmulo mais visitado que o dele.
    Eu fui é um dos raros a me lembrar do injustiçado Leymarie, que tem um micro-túmulo à la Kardec com uma pedrinha druídica também.
     
    Veja Analista Vinícius que já na década dos ’70 o rei começava a ficar nu porque ficava claro que não haviam provas pros dogmas do Kardec.
    O pobre do injustiçado Leymarie teve então a nobre ideia de provar a veracidade do espiritismo fotografando espíritos.
    Nada mais racional e lógico.

  544. Marciano Diz:

    Poeta e vocalista da famosa banda dos anos 70 The Doors, Morrison era uma espécie de Janis Joplin masculina: ele usava até colares de doce (doce, se não sabe, é gíria para LSD) no palco para entrar em transe e atingir a mesma frequência de seu suposto mestre indígena, que não existia na realidade.
    Embalado diariamente a muita bagunça, whisky e todos os tipos de drogas possíveis, ele não segurou a onda e faleceu no dia 3 de julho de 1971 — na banheira de seu apartamento, em Paris. Até hoje, seus fãs deixam milhares de rosas em seu túmulo nessa data.
    Ele já foi quase expulso do cemitério, por causa da bagunça.

  545. Marciano Diz:

    Leymarie e Otília se deram mal com as materializações, no caso, as fotos, enquanto outros (cx, o centro do médium assassinado por espíritos materializados) fazem materializações impunemente.
    Cx tirou fotos junto com espíritos materializados e não foi incriminado por isso.
    Injustiça mesmo.

  546. Marciano Diz:

    Estou para patentear uma geringonça que materializa e desmaterializa coisas vindas da quinta dimensão.
    Vou chamar a máquina de Aristóteles ®.

  547. Marciano Diz:

    Em 1998, três astrofísicos da Universidade de Pensilvânia – Robert Caldwell, Rahul Dave e Paul Steinhardt – reintroduziram o termo “quintessência” pra designar um campo dinâmico gravitacionalmente repulsivo. A dinamicidade é a propriedade mais atraente da quintessência.
     
    O maior desafio de qualquer teoria de energia escura é explicar o fato de ela existir na medida exata: numa quantidade não tão grande para impedir a formação das galáxias no universo primordial, e nem tão pequena que não pudesse ser detectada agora. A energia do vácuo, é totalmente inerte, mantém a mesma densidade o tempo todo. Portanto, pra explicar a quantidade de energia escura hoje, os valores deveriam ter sido muito bem sintonizados na criação do universo para ter o valor adequado com as observações de hoje.
     
    A quintessência interage com a matéria e evolui com o tempo, de forma que se ajusta naturalmente aos valores observados na época atual.
     
     
    Eu me adiantei e tratei de construir a máquina, cuja patente estou aguardando.

  548. Gorducho Diz:

    Leymarie não fotografava – via o fotógrafo Buguet, claro – materializações. Fotografava espíritos em estado espiritual.
     
     
    Amy Winehouse conheço mas nunca escutei nenhuma peça completa, acho. É completamente fora do meu estilo.
    Os outros vintesetecentistas conheço, claro, mas não esse do PL.
    Lá nesse cemitério quem vai indo pro Kardec pela rota direta que eu falo, que é por detrás do cemitério, tem um lugar interessante macabro que é uma espécie de parece palumbário romano. Lá tem outra depositada que também está nesse ranking de mais visitados cabeça-com-cabeça.
    Claro que isso certamente muda com o tempo.

  549. Marciano Diz:

    De acordo com a espiritologia, o espírito é o corpo psíquico, que entra em contato com a quarta dimensão ( ou Mundo Astral), local onde não existem problemas de espaço ou de tempo. Segundo esta corrente, o ser humano pode entrar em contacto com outros lugares ou até outras épocas, sendo que, alguns pesquisadores, como o psiquiatra suíço Carl Gustav Jung, acreditavam que os problemas do mundo contemporâneo, não eram regidos apenas pelas pessoas fisicamente, mas também psiquicamente, utilizando o mundo astral como meio de intervir no Mundo Terrestre.
     
    Em 1998, dois grupos de astrônomos fizeram uma descoberta impressionante: supernovas -a explosão que marca o final da vida de estrelas bem mais maciças do que o Sol- distantes estão se afastando mais lentamente do que objetos mais próximos do Sol. Como a luz de uma estrela demora muito tempo para chegar até nós, olharmos uma estrela distante é olharmos para o passado do cosmo. A conclusão é que o Universo está acelerando no presente e não estava no passado. E o que pode causar tal aceleração? Algo que crie uma repulsão cósmica, como uma constante cosmológica ou, numa solução mais elegante do problema, um tipo de matéria etérea que preencha o Universo, a quintessência. Isso é o que o meu colega de Dartmouth, Robert Caldwell, juntamente com Rahul Dave e Paul Steinhardt, da Universidade de Princeton, propôs em 1998. A quintessência retorna, com a benção da cosmologia moderna e ainda por cima fundamentada em observações que, se ainda não são conclusivas, são ao menos fortemente sugestivas.
    A (possível) descoberta da recente aceleração do Universo leva a uma pergunta óbvia: por que agora? Afinal, o Universo tem mais de 13,7 bilhões de anos, e a quintessência poderia ter causado sua aceleração a qualquer momento. Mas, se o tivesse feito, nós não estaríamos aqui. Um Universo que acelerou desde cedo não poderia formar galáxias, estrelas e, portanto, vida.  
    Será que existe alguma relação entre a existência de vida e o valor da quintessência? Acho que não diretamente. É bem mais razoável supor que uma teoria mais completa venha a determinar a época em que o Universo passou a acelerar. Ou, quem sabe, que a aceleração não exista, e a quintessência possa ser, novamente, aposentada.

  550. Marciano Diz:

    Entendi, sobre Leymarie.
    Parecido com a fotografia da aura (Kirlian).
     
    Mas os espíritos eram tão reais quanto as materializações, disto não tenho dúvida.
    Quem fotografa espíritos em estado natural ou materizalizados tem mais é que entrar em cana.

  551. MONTALVÃO Diz:

    /
    mrh Diz:
    .
    Quem foi o primeiro a afirmar a evolução dos espíritos por reencarnação?
    /.
    CONSIDERAÇÃO: MRH, além das explanações do Gorducho, acredito que gostará do texto que segue, de autoria do analista José Carlos Ferreira Fernandes.
    .
    =======================,
    “O caráter “evolutivo” da reencarnação é coisa MODERNA, recente, e mais, OCIDENTAL EUROPÉIA, da era iluminista. Ocorreu em elucubrações filosóficas, antes mesmo de o Espiritismo kardecista nascer (antes mesmo do Espiritismo, em geral, nascer). Deve-se deixar bem claro para os debatedores kardecistas que o Espiritismo nasceu nos EUA; e a vertente anglo-saxã do Espiritismo (EUA e Inglaterra) NÃO ERA, nem nunca foi, reencarnacionista. Alguns círculos anglo-saxões podiam admitir “reencarnação” não cíclica (p.ex., o “espírito-guia” “Imperator”, de Stainton Moses), mas para casos bem específicos – um espírito poderia “retornar” para uma “outra vida”, se tivesse uma “missão especial” a cumprir, ou se, por causas absolutamente fortuitas, tivesse morrido “antes de seu tempo”, antes de cumprir “o seu destino” (o que quer que isso significasse), mas isso era uma EXCEÇÃO, e exceção especialíssima, não era a REGRA.
    .
    Mesmo na França, havia uma corrente espírita, a de Piérart, que seguia a linha anglo-saxã, ou seja, não era reencarnacionista. Foi somente o grupo espírita de Kardec (que não foi o primeiro, nem em termos de Espiritismo em geral, e nem sequer de Espiritismo francês especificamente) que esposou crenças reencarnacionistas, e especificamente de índole cíclico-evolutiva, porque já se encontravam embebidos dessa idéia ANTES do surgimento do Espiritismo, antes de Hidesville e das “mesas girantes”: as idéias reencarnacionistas cíclico-evolutivas NÃO FORAM ENSINADAS ORIGINARIAMENTE POR ESPÍRITOS, mas sim por pensadores, como Pierre Leroux e Jean Reynaud, que o tornaram “fashionable” em certos círculos “intelectuais”, ou reputados como tais, imediatamente ANTES das mesas começarem a girar, e dos espíritos começarem a falar…
    .
    Kardec e muitos de seus adeptos se movimentavam justamente nesses círculos filosóficos reencarnacionistas evolutivos, inclusive com matizes “socialistas” e “igualitários” (ao contrário de Piérart, muito mais culto e intelectualmente preparado que Kardec, que se ligava à antiga tradição mesmerista, ao magnetismo do Barão du Potet de Sennevoy, e aos círculos espíritas anglo-saxões).
    .
    Não foi à toa que os “espíritos” consultados pelos anglo-saxões, bem como os consultados pelo círculo de Piérart, eram contrários à reencarnação, ao passo que os consultados pelo círculo de Kardec eram favoráveis… Onde fica, nisso tudo, a concordância do Ensino Universal dos Espíritos?
    .
    A vitória de Kardec foi a vitória da “maioria”, mas da maioria na França; o círculo de Piérart minguou, mas isso não significa, necessariamente, que o que ensinava fosse “falso” – apenas que Kardec foi melhor “marqueteiro”, e que foi mais ao encontro daquilo que as pessoas “queriam” acreditar.
    .
    E, apesar de tudo, a oposição entre as correntes “francesa” (reencarnacionista cíclica evolutiva) e “anglo-saxã” (não reencarnacionista) do Espiritismo não foi jamais resolvida.
    .
    Nesse aspecto, é verdadeiro dizer que a reencarnação não é um dogma espírita; é um dogma kardecista, já que Kardec a tomou como verdadeira, apesar do fato de haverem espíritos (os de Piérart, e os do mundo anglo-saxão), e que não eram poucos, que se opunham a isso. Não houve nada de “debate racional” e de “naturalidade” nisso; houve a imposição, por parte de Kardec, dum DOGMA, para o SEU círculo espírita. A importação, por parte do Brasil (então satélite cultural da França) da versão “dominante” do Espiritismo naquele país é que fez com que as idéias reencarnacionistas cíclico-evolutivas kardecistas se desenvolvessem aqui. E que não se venha dizer que “espírita” seja sinônimo de “espírita kardecista”: o Espiritismo nasceu justamente no mundo anglo-saxão, que lhe deu inclusive boa parte de seu vocabulário, incluindo as palavras “medium” e “spiritism”, como creio que já se comentou.”
    .
    JCFF.
    ====================.

  552. Gorducho Diz:

    Os outros vintesetecentistas

  553. Marciano Diz:

    Da wikipedia (brasileira, para facilitar a leitura para os demais):
    Nessa época, estavam em voga as fotografias de materializações de espíritos. Tendo a “Revue Spirite” publicado algumas, o assunto foi investigado pela justiça francesa quando o fotógrafo Buguet, acusado de uso de meios fraudulentos para a obtenção desse tipo de fotografias, foi processado pelo Ministério Público. Os nomes de Leymarie e Firman foram envolvidos, em vista dos laços que mantinham com Buguet, e desta forma, julgados coniventes na fraude.
     
    Desse modo, a 16 de Junho de 1875, na 7ª Câmara da Polícia Correcional do Sena, em Paris, teve lugar a primeira audiência do rumoroso processo dos espíritas, sendo indiciados por trapaça:[1]
     
    Pierre-Gaëtan Leymarie – na qualidade de sucessor de Kardec na gerência da “Sociedade para a continuação das obras espíritas de Allan Kardec” (antiga “Sociedade Anónima do Espiritismo”) e da “Revue Spirite”;
    Éduard Buget – médium e fotógrafo belga;
    Alfred Henri Firman, médium de efeitos físicos estadunidense.
    Julgados, Buguet e Leymarie foram condenados a um ano de prisão e ao pagamento de quinhentos francos de multa.[2]
     
    No cárcere, Leymarie elaborou uma notável “Memória à Corte Suprema”, atestando, perante a sua consciência e os seus filhos, a sua inocência, mostrando-se confiante na decisão final daquele tribunal. Com remorsos, Buguet escreveu ao Ministro da Justiça dando testemunho sobre a inocência de Leymarie, acrescentando que, embora muitas das fotos fossem verdadeiras, devido ao desconhecimento que tinha da Doutrina Espírita, quando não as conseguia com sua mediunidade, praticava a fraude. Nela concluía:
     
    “Lastimo, pois, haver dito, na minha fraqueza, o contrário da pura verdade, renunciando eu à minha mediunidade e pedindo perdão a Deus por esse ato que deploro, pois, que ele serviu para incriminar um homem probo, cuja boa fé se tornou suspeita em face das minhas afirmações.”
    A viúva de Karcec, Amélie Gabrielle Boudet, já octogenária, consta no processo como testemunha. Cartas de solidariedade de todo o mundo foram enviadas a Leymarie. A Sociedade para Continuação das Obras Espíritas de Allan Kardec recebeu manifestações de simpatia de diversos países, inclusive do Brasil, partindo elas tanto dos encarnados como dos desencarnados.
     
    Pouco mais tarde, anulada a sentença condenatória, Leymarie voltou às atividades, retomando tanto a direção da Sociedade como da “Revue Spirite”.
     
    A esposa de Leymarie, Marina, em defesa de seu marido redigiu a memória “Procés des Spirites”, fonte essencial para o estudo daquele período da História do Espiritismo.
    Para ti, GRASSOUILLET:
     
    Une affaire judiciaire nommée « le procès des spirites » affecte P.G. Leymarie. Elle commence en 1875, quand La Revue spirite publie des « photographies américaines » qui montrent des photos d’esprits posant à côté des membres de leur famille4. Leymarie informe ses lecteurs qu’un médium du nom de Buguet est susceptible de fournir des clichés similaires à ses clients. La presse de l’époque s’empare de cette affirmation et la présente comme une escroquerie. Le débat prend de l’ampleur et en 1875, le Ministère Public instruit un procès pour fraude et mystification à l’encontre de Leymarie, de Buguet et du photographe Firman4. Le réquisitoire de l’avocat de la République met en cause les prévenus, la doctrine spirite et Madame veuve Kardec, alors âgée de quatre-vingts ans. Les jurés condamnent Leymarie à un an de prison ferme et à une amende de cinq cents francs5
     
    Cette sentence provoque un mouvement de sympathie pour les condamnés. Les soutiens arrivent du monde entier pour défendre Leymarie, présenté comme un « martyr de la troisième révélation ». Cent quarante personnes témoignent sur l’honneur avoir obtenu de Buguet la photographie authentique de membres de leur famille décédés4. Finalement, lors du procès en appel, la justice conclut à la bonne foi de Leymarie et procède à sa réhabilitation4.

  554. Marciano Diz:

    embora muitas das fotos fossem verdadeiras, devido ao desconhecimento que tinha da Doutrina Espírita, quando não as conseguia com sua mediunidade, praticava a fraude.
    Sempre a mesma xaropada.

  555. Marciano Diz:

    Leymarie é tão inocente quanto o Bruno.

  556. Marciano Diz:

    não as conseguia com sua mediunidade = sempre.

  557. Gorducho Diz:

    Sabe Analista Montalvão :?:
    Falando em cemitérios e lembrando o Sr. JCFF
    achei interessante aquele questionamento acerca das mulheres no túmulo de JC.
    Pena que ninguém – muito menos eu, claro :P – soube desenvolver e desviaram o assunto.
    Como gostaria de saber se o Sr. JCFF teria alguma coisa a dizer.
    Por que botaram só mulheres como testemunhas :?:
    Tem alguma intenção por detrás ou seria costume da época só mulheres levarem os unguentos antes de porem definitivamente no buraco da pedra depois do 3° dia
    :?: :?: :?:

  558. Marciano Diz:

    ERRATA:
    … quando não as conseguia com sua mediunidade, praticava a fraude = sempre
    Ele nunca conseguia fotos sem fraude pelo singelo fato de que espíritos e mediunidade não existem, portanto, não podem ser fotografados sem fraude.
    O milagre de Fátima também é fraude, assim como qualquer “cura” evangélica.
    Cadeia neles!
    Cadeia nos exploradores da credulidade pública!

  559. Gorducho Diz:

    Eu simpatizo muito com D. Marina :!:
    Provavelmente seja o único personagem do espiritismo pelo qual eu tenha alguma simpatia.

  560. Marciano Diz:

    A pergunta foi dirigida ao presidente, mas deixem-me meter a colher.
    Agora que o roteirista original, os copiadores e enxertadores de texto já morreram, fica difícil explicar a técnica de criação de ficção religiosa empregada.
    Só se existissem espíritos.
    Como nem espíritos nem FG/JC existem ou existiram, não temos como saber.

  561. Marciano Diz:

    Religiosos sempre usaram e continuam usando fraudes para convencer incautos.
    Ingênuos servem para isto, para serem explorados, dominados, espoliados de seu dinheiro.
    Seja por religiões tradicionais, seja pelo comunismo, religião ateia.

  562. Marciano Diz:

    Por que, diabos, simpatiza com Dona Marina?
    Conheceu-a em outra encarnação :?:

  563. Marciano Diz:

    http://www.autoresespiritasclassicos.com/Autores%20Espiritas%20Classicos%20%20Diversos/Marina%20Duclos%20Leymarie/Marina%20Duclos%20Leymarie.jpg
     
     
    Parece-se com alguém de quem tenha gostado em sua infância?
    Associa-a, ainda que subconscientemente, a alguém por quem tinha afeição?

  564. Marciano Diz:

    Não vejo razão para simpatizar ou antipatizar com alguém assim, a não ser que nos traga lembrança (ainda que inconsciente) de alguém de quem já gostamos muito no passado.

  565. Marciano Diz:

    Nem sei quem é, se está viva ou morta, mas simpatizo muito com esta aqui
    http://gostava.com/wp-content/uploads/2013/12/mulher-mais-bonita-5-kelly-brook.jpg
    não sei o porquê.

  566. Marciano Diz:

    Rivail era um homem corajoso:
    http://luzespirita.org.br/enciclopedia/img/AmelieBoudet.jpg

  567. Marciano Diz:

    Está explicado porque ele não tinha medo de fantasmas.

  568. Marciano Diz:

    O comentário foi bloqueado pelo poltergeist, porque tinha muito links.
    Vou enviar os links pouco a pouco.
    Espectrofobia também referida como fasmofobia, é um transtorno psiquiátrico caracterizado pelo medo irracional de fantasmas (aparência imaterial) ou espectros. Os indivíduos espectrofóbicos possuem aversão a todo tipo de filmes e figuras que possam estar relacionados com fantasmas, espíritos e assombrações, e evitam a todo custo entrarem em locais como cemitérios, bosques sombrios, casas abandonadas, cavernas, onde imaginam que estes seres possuem capacidade para lhe fazerem mal, inclusive matar. Muitos acreditam que este distúrbio pode ser causado devido a um fato ocorrido no passado, do qual o indivíduo “presenciou” ou imaginou a aparição de um fantasma, ou por ter ficado impressionado com algum filme, história de algum conhecido ou até mesmo programa de TV.

    Uma simples cortina movendo-se ou qualquer movimento que esteja fora do foco de visão pode criar uma forte ilusão aos espectrofóbicos de que se trata de um fantasma. O pânico e o pavor sentidos por eles são imensos e muitos chegam a desmaiar. Sintomas como taquicardia, sudorese, calafrios, tremedeira, boca seca, náusea, dor no estômago, dificuldade para articular palavras ou frases, são os mais comuns, porém, variam de indivíduo para indivíduo. Qualquer barulho que soe estranho, uma caneta que se mova devido à força do vento, o latido dos cães em direções onde não há nada, é motivo para o espectrofóbicos terem um ataque de pânico.

    É normal ouvir relatos de pessoas sentirem medo de espíritos, visto que grande parte da população acredita que eles existem. Porém os espectrofóbicos sentem medo ao ponto de prejudicarem suas vidas. Muitos deles não suportam ficar sozinhos, pois acreditam que estão vulneráveis ao ataque de espíritos, principalmente à noite. Este tipo de fobia específica é muito comum em adolescentes.

    O tratamento deste distúrbio é baseado em psicoterapia, onde o paciente terá todas as ferramentas para lidar com seu problema. Aprenderá técnicas de auto-ajuda para amenizar e controlar os sintomas da fobia, como técnicas de relaxamento e controle de respiração. Sessões de hipnoses também tem tido resultados satisfatórios. O médico psiquiatra poderá ainda receitar aos pacientes medicamentos para controle da ansiedade (ansiolíticos).

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Espectrofobia
    http://saude.hsw.uol.com.br/30-fobias-e-suas-definicoes.htm

    Outro tratamento (de choque) eficaz é casar-se com uma descendente de Amélie.

    Espero que dê certo.

  569. Marciano Diz:

    Mais dois links:
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Fantasma
    http://pessoas.hsw.uol.com.br/fantasma1.htm

  570. Marciano Diz:

    Finalmente, os últimos:
    http://www.orgone.com.br/a_fobias.html
    http://me414.wordpress.com/2010/01/22/they-see-dead-people/
     
    Agora, chega, porque ele vai dizer que estou enviando comentários rápido demais e vai bloquear de novo.

  571. Marciano Diz:

    Eu tinha separado os parágrafos com espaços e tudo o mais, mas agora, dane-se!

  572. Gorducho Diz:

    Como deve ser óbvio pro Sr., eu li e reli todo livro e fiquei simpatizando c/ela.
    Se é doutra encarnação, claro que não tenho como saber :!:

  573. Eu Sou a Universal Diz:

    Disse o SrMarcos Arduin Diz:
    “Da Universal, eu não entendi as perguntas que me dirigiu. Diz você que nunca conseguiu libertar pessoas adeptas do Espiritismo Cristão (chiquismo, bezerrismo, roustenismo e assemelhados) e dá como razão para isso de que esses espíritos não falaram a verdade. O que tem uma coisa a ver com outra?”
    ———————————————————–
    R: Em 1º lugar, muito obrigado por reservar parte do seu tempo para me responder, estamos todos aprendendo embora eu tenha uma posição contra toda e qualquer forma de espiritismo, mas vamos as minhas considerações de acordo com as suas respostas. Sim, das duas uma: ou esses espíritos não existem, ou existindo mentiram para o Sr Chico Xavier, pois foi comprovado aqui nesse blog que o mundo espiritual chamado Nosso Lar não existe, é um plágio da obra de um reverendo. Ou então, a obra do Sr Chico Xavier é invenção da cabeça dele. E como pôde enganar a tantos inventando? E qual a minha lógica como crente nas Escrituras? O diabo é o pai da mentira, e quem acredita nesses espíritos que mentiram ao Sr Chico Xavier, tem parte com esses demônios da mentira. E tendo parte com essas entidades, tem elas que se manifestar numa sessão de libertação-descarrego.
    .——————————————————————-
    Haveria algum motivo para eu não ficar em pé num culto de descarrego?
    ——————————————————————-
    R: Sim, caso estejas acompanhado de um demônio desses. Mas o Sr teria coragem como adepto do Espiritismo a comparecer e aceitar uma oração na cabeça com imposição de mãos? Isso o Sr não me respondeu. Agradeço se responder.
    ————————————————————
    .
    Um dos grandes males que Chico Xavier deixou para seus fãs ou mesmo não muito fãs é a máxima de que “o telefone toca de lá para cá e não daqui para lá”. Quer dizer, não devemos evocar os espíritos e sim deixar que se manifestem por sua vontade. Baita de uma balela: Kardec fazia evocações e nós espíritas podemos fazê-las muito bem. Em geral as características dos trabalhos que desenvolvemos não implica no uso delas, mas nem por isso devemos aceitar o que disse o Chico Xavier. Agora quanto à sua igreja, bem, faça o seguinte: junte um bando de encapetados (talvez sejam médiuns), coloque-os numa sala e inicie uma sessão solicitando que se manifestem lá os espíritos do André Luís, Chico Xavier, Bezerra de Menezes e quem mais desejar. Vai que dá certo…
    ———————————————————————
    R: Como o Sr Chico Xavier poderia ter deixado algum mal para os adeptos do Kardecismo e do chiquismo? O Sr o contesta como espírita que é? Já que o Sr disse que é capaz de evocar os espíritos do Kardecismo eu te pergunto: Aceita que meu grupo lhe pague uma passagem, hospedagem e alimentação e o Sr faça na nossa frente a evocação do André Luiz, do Emmanuel ou do Bezerra de Meneses? Quanto aos encapetados, é por isso que estou aqui, me intriga o fato de eles (espíritos do Kardecismo – chiquismo) nunca terem se manifestado lá. Por isso então, como o Sr disse que os evoca, lhe peço que faça para nós esse favor, dado que o Sr falou que eles podem serem evocados.
    ————————————————————
    .
    Mais acima você disse estranhar que espíritas (ou “espíritas”) continuem como tais mesmo depois de saber de baitas burradas ditas por bambambans que são tidos ou havidos por espíritas. É simples: isso se chama RELIGIÃO.
    —————————————————————
    R: Mas esses bambambans como o sr disse não são espíritas? Mas religiões sofrem debandadas. As Testemunhas de Jeová mesmo sofreram uma grande debandada depois de falhar a profecia do Harmagedom para 1975. O próprio Espiritismo não existe em seu país de origem a França.
    ————————————————————–
    .
    Não vou entrar no mérito dicionarístico da definição de religião, mas a coloco como um amontoado de verdades e frases de efeito prontas e acabadas, nas quais seus crentelhos têm de aceitar sem discutir. E nem espiritual precisa ser: o Idealismo Esquerdista é uma religião. Seus postulados FRACASSARAM EM TUDO, mas ainda assim é aceito e ensinado nas faculdades de cultura absolutamente inútil.
    ————————————————————-
    R: Bem, quando o Sr usa esse termo pejorativo “crentelho”, o sr se inclui nele, pois és um religioso também. Não use esse termo por favor, pois assim está a chamar seus pares também.
    .————————————————————–
    Você, suponho-o um evangélico, deve crer que a Bíblia é EXATA E INFALÍVEL e ABSOLUTAMENTE VERDADEIRA EM TUDO SOBRE O QUE SE MANIFESTA. Certo? Como tal, você deve crer que a Terra é como um disco plano, que está no centro do Universo, que este tem só 6.000 anos, que o céu é sólido e que houve um Dilúvio que inundou a Terra inteira até 6 metros acima do Everest. Certo? Isso são ensinamentos bíblicos e por isso você é obrigado a crer neles.
    Mas a Terra é um elipsoide de revolução, ou seja, não é um disco plano, contrariando o que diz a Bíblia. Então por que ainda continua evangélico?
    ——————————————————————–
    R: Sim, creio nesses ensinamentos assim como o Sr Alan Kardec cria. O Sr Kardec usou qual livro mesmo para escrever “O Evangelho Segundo o Espiritismo” ? A Bíblia. E personagens bíblicos aparecem falsamente no livro de Kardec ” Livro dos Espíritos”. Como Paulo Apóstolo poderia aparecer ali?
    ————————————————————–
    .
    O Espiritismo tem sobre as igrejas cristãs uma grande vantagem: ele é produto do ensinamento dos espíritos e não uma revelação vertical, vinda da mente de Deus e jogada na mente de um profeta licenciado. Se ler os livros de Kardec, verá é somos muito claros em dizer que o Espiritismo NÃO É dono da verdade. A verdade absoluta é atributo apenas de Deus e dos Espíritos Superiores. Aqui só temos acesso à verdade que cabe na nossa limitada cabeça.
    —————————————————–
    ****vamos dividir em duas partes R: Sinceramente não vejo vantagem já que ele sequer existe mais no país de origem e tem tantas contradições e 4 ramificações como o roustaguismo, chiquismo, bezerrismo e ramatismo. Eu não posso acreditar que o Apóstolo Paulo se rebaixou a um espírito superior e apareceu na obra de Kardec. É um demônio imitando a Paulo e enganando os kardecistas. Kardec foi usado pelo diabo pra escrever essa obra infelizmente, assim do mesmo modo como o diabo usa o Sr Divaldo para enganar os seus admiradores fazendo um demônio se passar por um médico.
    —————————————————–
    Tanto quanto eu saiba, NENHUM postulado fundamental do Espiritismo esteve sujeito a qualquer alteração. O que apareceu foi uma seita fundada pelo Roustaing e encampada pelos primeiros espíritas brasileiros e depois pela FEB, pois salvava pontos muito sensíveis da carolice católica que esses espíritas novos ainda traziam consigo. E também obras tolas, feitas por caras que eventualmente se tornaram figurões e daí serem acatadas por quem não sabe pensar.
    ————————————————————–
    R: Desculpe, mas não consegui entender essa sua colocação.
    —————————————————————–
    .
    Eu continuo espírita pois penso e analiso o bastante para saber o que considerar certo ou fantasia. E os não pensantes ficam só dizendo muuu!
    ——————————————————-
    R: Se o Sr é pensante, me diga como Paulo Apóstolo pode aparece na obra Espírita já que a Biblia condena o Espiritismo? O Sr já o evocou para pedir explicações a ele sobre isso?
    .
    É isso.
    ———————————————————–

    Muito grato, mas achei confusas as suas colocações, se pudermos debater nesse nível de cordialidade e amizade, será muito bom, ainda quero saber mais coisas, lhe mando um abraço.

  574. Gorducho Diz:

    ==============================================================
    Mas o Sr teria coragem como adepto do Espiritismo a comparecer e aceitar uma oração na cabeça com imposição de mãos?
    ==============================================================
    Se for em SAO ou Campinas – até mais fácil pra mim…- eu vou assistir :!:

  575. Vitor Diz:

    MONTALVÃO DISSE: “Então, visionário Visoni, se você acha que a declaraçãozinha de Stevenson consigna uma hipótese testával aí o problema é com você. O que seu guru está dizendo é o seguinte (vou traduzir para facilitar seu entendimento): “EU ACHO que se se investigar o lado de dentro não vão achar nada”… Agora, se esse fato não fede nem cheira para a tese das marcas reencarnatórias Stevenson não tem a menor ideia.”
    .
    Alguma ideia ele tem sim. Ele diz: “Primeiro, a diferença [NUMÉRICA ENTRE CASOS COM MARCAS EXTERNAS E INTERNAS] pode derivar do fornecimento de nervos muito mais extenso à pele em comparação com as vísceras internas. As feridas que afetam a pele normalmente provocam uma grande dor, enquanto que aquelas para os órgãos internos produzem pouca ou nenhuma dor. No capítulo 26 sugiro que o sofrimento físico de ferimentos fatais infligidos violentamente (assim como outros concomitantes de mortes violentas) pode concentrar a atenção de uma pessoa na parte ferida e contribuir para a ocorrência de marcas ou defeitos de nascença em uma criança que vai se lembrar de uma vida que assim terminou. Isso pode explicar por que as feridas na pele parecem agir mais frequentemente do que doenças internas como os estímulos para uma anormalidade física em uma pessoa nascida depois.”
    .
    Portanto, se não achar marca interna alguma, isso em nada afeta a tese reencarnatória. O teste mesmo diz respeito à localização das marcas de nascença quando comparadas aos locais dos ferimentos do falecido. Esse é o teste crucial, que é feito em todo o caso em que fotos e documentos médicos estão disponíveis. De qualquer forma, se as marcas internas vão aparecer ou não, Stevenson sugere meios testáveis para descobrirmos isso.

  576. Vitor Diz:

    MONTALVÃO DISSE: ” “As marcas de nascença e defeitos de nascimento eram tão óbvias”… Tão óbvias para Stevenson que sequer atentou para a estultícia da suposição… chega a dar dó…ré, mi…”
    .
    A estultície da suposição só existe na sua cabeça, Montalvão… de qualquer forma, é testável. Ponto.

  577. Marciano Diz:

    ===============================================================
    ****vamos dividir em duas partes R: Sinceramente não vejo vantagem já que ele sequer existe mais no país de origem e tem tantas contradições e 4 ramificações como o roustaguismo, chiquismo, bezerrismo e ramatismo.
    ===============================================================
     
    O amigo Pastor esqueceu-se do racionalismo cristão, dissidência do kardecismo criada por Luís de Mattos e objeto de proselitismo de um antigo frequentador do blog, que aqui só vinha para tentar fazer propaganda de sua crença.

  578. MONTALVÃO Diz:

    /
    ARDERRUIM, respondendo-lho:
    /
    Malvadão: ficaria melhor: “NENHUM postulado fundamental do Espiritismo passou por revisão, tampouco sofreu alteração.”
    .
    ARDUIN: Porque não foi necessário.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: realmente, os seguidores de Kardec não devem ter achado necessário rever nada, mesmo tendo o líder e patriarca dito que se a ciência mostrar que há erro fique-se com a ciência… Preferiram o espiritismo…
    ./
    /
    Malvadão: – pluralidade dos mundos habitados: morreu.
    .
    ARDUIN: Que gozado… Vez por outra vêm astrônomos felizes da vida pois encontraram planetas em outros sistemas estelares com planetas na “zona habitável”… Planetas enfim que eventualmente poderiam abrigar formas de vida, talvez com semelhanças à nossa. Por que a tal pluralidade de mundos habitados morreu? Já teve a felicidade de percorrer vários planetas em “zonas habitáveis” e nada achou neles? Nesta galáxia e nas outras? – Em Ciência só se pode provar que algo existe. É cientificamente impossível provar que algo não existe.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: não mude de assunto, meu caro. Kardec afiançou que TODOS os orbes são habitados, discorreu alegremente sobre a vida inteligente nos diversos planetas do sistema. Até o sol servia de ponto de meditação para os superiores. Em Júpiter estava a residência de Mozart… O que a ciência diz é: há possibilidade de vida em alguns planetas; Rivail garantia: todos os orbes são habitados. Vai ficar com quem, com Kardec ou com a ciência?
    ./
    /
    Malvadão: – magnetismo animal: se foi-se…
    .
    ARDUIN: A bem da verdade nem sei o que é isso e nem o que se queriam dizer com tal coisa. O termo pode não ter sido dos mais felizes, mas à falta de outro melhor…
    /.
    CONSIDERAÇÃO: magnetismo animal, não sabe o que é? Ora, Kardec tinha tanto apreço pela suposição que a considerava essencial ao espiritismo! E você não sabe o que seja? A adesão de Kardec ao magnetismo foi irrestrita, a ideia permeia os livros da codificação…
    .
    Tudo bem, vamos começar a entender. Para início de conversa registre: magnetismo animal foi a herança que Mesmer deixou para Kardec.
    .
    Vamos convidar o chefe para que ele mesmo se explique.
    .
    =======================.
    “O ESPIRITISMO E O MAGNETISMO nos dão a chave de uma imensidade de fenômenos sobre os quais a ignorância teceu um sem-número de fábulas, em que os fatos se apresentam exagerados pela imaginação. O conhecimento lúcido dessas duas ciências que, a bem dizer, formam uma única, mostrando a realidade das coisas e suas verdadeiras casas, constitui o melhor preservativo contra as idéias supersticiosas, porque revela o que é possível e o que é impossível, o que está nas leis da Natureza e o que não passa de ridícula crendice.” (LE)
    /
    “Até ao presente, a fé não foi compreendida senão pelo lado religioso, porque o Cristo a exalçou como poderosa alavanca e porque o têm considerado apenas como chefe de uma religião. Entretanto, o Cristo, que operou milagres materiais, mostrou, por esses milagres mesmos, o que pode o homem, quando tem fé, isto é, a vontade de querer e a certeza de que essa vontade pode obter satisfação. Também os apóstolos não operaram milagres, seguindo-lhe o exemplo? Ora, que eram esses milagres, senão efeitos naturais, cujas causas os homens de então desconheciam, mas que, hoje, em grande parte se explicam e que PELO ESTUDO DO ESPIRITISMO E DO MAGNETISMO se tornarão completamente compreensíveis?” (ESE)
    /
    “O MAGNETISMO É UMA DAS MAIORES PROVAS DO PODER DA FÉ posta em ação. É pela fé que ele cura e produz esses fenômenos singulares, qualificados outrora de milagres.” (ESE)
    /
    “A par da medicação ordinária, elaborada pela Ciência, O MAGNETISMO NOS DÁ A CONHECER O PODER DA AÇÃO FLUÍDICA e o Espiritismo nos revela outra força poderosa na mediunidade curadora e a influência da prece. (Ver, no Cap. XXVI, a notícia sobre a mediunidade curadora.)” (ESE)
    /
    “Esclarecendo-nos com relação a essa potência, o Espiritismo nos dá a explicação de uma imensidade de coisas inexplicadas e inexplicáveis por qualquer outro meio e que, à falta de toda explicação, passaram por prodígios, nos tempos antigos. Do mesmo modo que o magnetismo, ele nos revela uma lei, se não desconhecida, pelo menos mal compreendida; ou, mais acertadamente, de uma lei que se desconhecia, embora se lhe conhecessem os efeitos, visto que estes sempre se produziram em todos os tempos, tendo a ignorância da lei gerado a superstição. Conhecida ela, desaparece o maravilhoso e os fenômenos entram na ordem das coisas naturais.”
    .
    [...]
    .
    “Os fenômenos espíritas, assim como os fenômenos magnéticos, antes que se lhes conhecesse a causa, tiveram que passar por prodígios. Ora, como os cépticos, os espíritos fortes, isto é, os que gozam do privilégio exclusivo da razão e do bom-senso, não admitem que uma coisa seja possível, desde que não a compreendam, de todos os fatos considerados prodigiosos fazem objeto de suas zombarias. Pois que a religião conta grande número de fatos desse gênero, não crêem na religião e daí à incredulidade absoluta o passo é curto. Explicando a maior parte deles, o Espiritismo lhes assina uma razão de ser.”
    .
    “Vem, pois, em auxílio da religião, demonstrando a possibilidade de muitos que, por perderem o caráter de miraculosos, não deixam, contudo, de ser extraordinários, e Deus não fica sendo menor, nem menos poderoso, por não haver derrogado suas leis. De quantas graçolas não foi objeto o fato de São Cupertino se erguer nos ares! Ora, a suspensão etérea dos corpos graves é um fenômeno que a lei espírita explica. Fomos dele pessoalmente testemunha ocular, e o Sr. Home, assim como outras pessoas de nosso conhecimento, repetiram muitas vezes o fenômeno produzido por São Cupertino. Logo, este fenômeno pertence à ordem das coisas naturais.” (LM)
    /
    “Esta teoria nos fornece a solução de um fato bem conhecido em magnetismo, mas inexplicado até hoje: o da mudança das propriedades da água, por obra da vontade. O Espírito atuante é o do magnetizador, quase sempre assistido por outro Espírito. Ele opera uma transmutação por meio do fluido magnético que, como
    atrás dissemos, e a substância que mais se aproxima da matéria cósmica, ou elemento universal. Ora, desde que ele pode operar uma modificação nas propriedades da água, pode também produzir um fenômeno análogo com os fluidos do organismo, donde o efeito curativo da ação magnética, convenientemente dirigida. (LM)
    ================================.
    /
    Então, Arduin, se ainda dúvida lhe restar, veja o texto que segue, da Revista Espírita:
    /
    =================================.
    O magnetismo e o Espiritismo
    .
    Revista Espírita, março de 1858
    .
    Quando apareceram os primeiros fenômenos espíritas, algumas pessoas pensaram que essa descoberta (se se pode aplicar-lhe esse nome) iria dar um golpe fatal no Magnetismo, e que ocorreria com ele como com as invenções, das quais as mais aperfeiçoadas fazem esquecer a precedente.
    .
    Esse erro não tardou em se dissipar, e, prontamente, se reconheceu o parentesco próximo dessas duas ciências. Todas as duas, com efeito, baseadas sobre a existência e a manifestação da alma, longe de se combaterem, podem e devem se prestar um mútuo apoio: elas se completam e se explicam uma pela outra.
    .
    Seus adeptos respectivos, todavia, diferem em alguns pontos: certos magnetistas não admitem, ainda, a existência, ou pelo menos a manifestação dos Espíritos: crêem poder tudo explicar pela única ação do fluido magnético, opinião que nos limitamos a constatar, reservando-nos discuti-la mais tarde. Nós mesmos a partilhamos no princípio; mas, como tantos outros, devemos nos render à evidência dos fatos. Os adeptos do Espiritismo, ao contrário, são todos partidários do magnetismo; todos admitem a sua ação e reconhecem nos fenômenos sonambúlicos uma manifestação da alma.
    .
    /

    (1-(1) O magnetizador é aquele que pratica o magnetismo; magnetista se diz de alguém que lhe adote os princípios.
    Pode-se ser magnetista sem ser magnetizador; mas não se pode ser magnetizador sem ser magnetista.)
    .
    /

    Essa oposição, de resto, se enfraquece dia a dia, e é fácil prever que não está longe o tempo em que toda distinção terá cessado. Essa diferença de opinião não tem nada que deva surpreender. No início de uma ciência, ainda tão nova, é muito simples que cada um, encarando a coisa sob o seu ponto de vista, dela se tenha formado uma idéia diferente. As ciências, as mais positivas, tiveram, e têm ainda, suas seitas que sustentam com ardor teorias contrárias; os sábios ergueram escolas contra escolas, bandeiras contra bandeiras, e, muito freqüentemente, pela sua dignidade, sua polêmica, torna-se irritante e agressiva pelo amor-próprio melindrado, e desviada dos limites de uma sábia discussão.
    .
    Esperemos que os sectários do Magnetismo e do Espiritismo, melhor inspirados, não dêem ao mundo o escândalo de discussões muito pouco edificantes, e sempre fatais para a propagação da verdade, de qualquer lado que esteja. Pode-se ter sua opinião, sustentá-la, discuti-la; mas o meio de se esclarecer não é o de se dilacerar, procedimento pouco digno de homens sérios, e que se torna ignóbil se o interesse pessoal está em jogo.
    .
    O Magnetismo preparou os caminhos do Espiritismo, e os rápidos progressos dessa última doutrina são, incontestavelmente, devidos à vulgarização das idéias da primeira.
    .
    Dos fenômenos magnéticos, do sonambulismo e do êxtase, às manifestações espíritas, não há senão um passo; sua conexão é tal que é, por assim dizer, impossível falar de um sem falar do outro. Se devêssemos ficar fora da ciência magnética, nosso quadro estaria incompleto, e se poderia nos comparar a um professor de física que se abstivesse de falar da luz.
    .
    Todavia, como o Magnetismo já tem entre nós órgãos especiais, justamente autorizados, tornar-se-ia supérfluo cair sobre um assunto tratado com a superioridade do talento e da experiência; dele não falaremos, pois, senão acessoriamente, mas suficientemente para mostrar as relações íntimas das duas ciências que, na realidade, não fazem senão uma.
    .
    Devíamos, aos nossos leitores, essa profissão de fé, que terminamos rendendo uma justa homenagem aos homens de convicção que, afrontando o ridículo, os sarcasmos e os dissabores, estão corajosamente devotados à defesa de uma causa toda humanitária.
    .
    Qualquer que seja a opinião dos contemporâneos sobre a sua conta pessoal, opinião que é sempre, mais ou menos, o reflexo de paixões vivas, a posteridade lhes fará justiça; colocará o nome do barão Du Potet, diretor do Jornal do Magnetismo, do senhor Millet, diretor da
    União Magnética, ao lado dos seus ilustres predecessores, o marquês de Puységur e o sábio Deleuze. Graças aos seus esforços perseverantes, o Magnetismo, tornado popular, colocou um pé na ciência oficial, onde dele já se fala, em voz baixa. Essa palavra passou para a linguagem usual; ela não espanta mais, e quando alguém se diz magnetizador, não lhe riem mais ao nariz.
    Allan Kardec.
    ================================.
    -continua-

  579. MONTALVÃO Diz:

    -continuação-
    .
    Malvadão: – reencarnação evolutiva: modismo inventado por Kardec, baseado em crenças similares, do qual nunca, nunquinha, surgiu evidência.
    .
    ARDUIN: Este é um postulado mais filosófico e LÓGICO do que um fato observado. Há vários casos relatados de reencarnação e o revelado a Kardec é que a tendência do espírito é melhorar-se ou, quando nada, permanecer estacionário. Tal postulado, portanto, deve ser refutado com base na lógica e razão.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: pois então tá: a primeira objeção contra a ideia reencarnacionista é a ausência de lembranças. Explique-lha se puderdes…
    ./
    /
    Malvadão:- mediunidade (a viga-mestra): facilmente explicável pela psicologia, quando não seja fraude. Espíritos são incapazes de se mostrarem presentes entre os vivos, portanto, não comunicam.
    .
    ARDUIN: Eu sugeri que os centros espíritas seriam excelentes laboratórios para estudos psiquiátricos, pois os que pesquisam nesta área têm de pegar o bonde andando, estudando um ou mais pirados e tentar montar teorias do que seria a causa de suas loucuras. Mas se fossem a um centro espírita, veja só que coisa bacana: lá os tais médiuns têm ataques de loucura, alucinação, esquizofrenia, paranoia, fragmentação de personalidade, etc e tal COM DATA E HORA MARCADAS. E terminada a sessão, cessam todos esses ataques e os médiuns voltam ao normal.
    .
    Sua colocação faz-me lembrar um texto do Carlos Imbassahy, onde um dos Grandes Médicos do Brasil, com seus óculos com grossa armação feita de casco de tartaruga apresentou a seus alunos um médium e foi dizendo:
    _ Vejam esse pobre indivíduo. Ele é absolutamente normal em tudo, menos nessa loucura que é a mediunidade. Ele diz ver espíritos à sua frente e fala com eles.
    Voltando-se ao médium “maluco”:
    _ O que você vê à sua frente agora?
    Fixando o olhar no Grande Médico, procurando olhar com detida atenção, disse pouco depois:
    _ Vejo um burro de óculos…
    /.
    CONSIDERAÇÃO: meu jovem, a piada é engraçadinha, mas se espíritos comunicam e são invisíveis como saber se estão presentes de verdade? O modo de realizar essa conferência exige testes adequados, que não são feitos, e nunca o foram condizentemente. Pode ser que o médium que diz estar em contato com um morto esteja mesmo, mas pode ser que ele esteja enganando ao público e a si, ainda que ambos (médium e público) saiam gratificados do encontro: iludidamente gratificados.
    .
    Entenda uma coisa (serve também para o Visoni): não é suficiente que um espírito dera prova no passado, prova esta não conferível: seria necessário sempre realizar a verificação. Mesmo que a comunicação estivesse firmemente atestada (e não está), nunca se saberia se em cada caso havia morto agindo ou aldrabão atuando. Portanto, testes de presença seriam imprescindíveis rotineiramente na prática mediúnica.

  580. MONTALVÃO Diz:

    /
    Sabe Analista Montalvão :?:
    Falando em cemitérios e lembrando o Sr. JCFF…
    achei interessante aquele questionamento acerca das mulheres no túmulo de JC.
    Pena que ninguém – muito menos eu, claro :P – soube desenvolver e desviaram o assunto.
    Como gostaria de saber se o Sr. JCFF teria alguma coisa a dizer.
    Por que botaram só mulheres como testemunhas ?
    Tem alguma intenção por detrás ou seria costume da época só mulheres levarem os unguentos antes de porem definitivamente no buraco da pedra depois do 3° dia?
    /.
    CONSIDERAÇÃO: vou dar uma pesquisada…

  581. MONTALVÃO Diz:

    /
    ARDUIN: Bom, Malvadão, supondo o que está me pedindo, os textos encontram-se em: http://obraspsicografadas.org/2013/refutao-ao-artigo-incurses-histricas-sobre-o-livro-h-dois-mil-anos-a-erupo-do-vesvio-de-marco-paulo/
    .
    Vai aí o primeiro:
    Marcos Arduin Diz: (citando Montalvão), inegociável por quem? Por Arduin? Se há relatos de médiuns que materializaram à luz do dia, por que seria inegociável? (Dunglas Home teria sido um desses).”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: tem certeza que fui eu quem lhe pediu esses informes? E que disse o que diz que eu falei?

  582. MONTALVÃO Diz:

    /
    GORDUCHO: achei interessante aquele questionamento acerca das mulheres no túmulo de JC.
    Pena que ninguém – muito menos eu, claro :P – soube desenvolver e desviaram o assunto.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: não achei a postagem na discussão do tópico Razão e Fé do FC, pode dar o endereço?

  583. Gorducho Diz:

    Era uma usuária nova que abriu rubrica específica, questionando. Basicamente a argumentação goes like foram só mulheres que testemunharam primeiramente a ressurreição. Mas na tradição da época, testemunhos de mulheres não menos credíveis que de homens. Então os escritores do NT se estivessem inventando 100% a história poriam homens vendo o sepulcro – ou ao menos a mixed team – se compatível com os costumes irem juntos, claro! – pra dar mais credibilidade.
    Claro que era o início do sábado e então não puderam passar os óleos logo. Mas será que SÓ mulheres iam pra essa tarefa :?:
    Se sim explicaria a passagem, mas procurei naquele tratado de práticas funerárias cujo nome não me lembro agora, mas não vi essa restrição.
    Ou então seria uma prática daquela época específica :?:
    Achei muito interessante mas ninguém soube desenvolver o tema e desviaram pra comentarem comentaristas de YouTube &c…

  584. Marcos Arduin Diz:

    Marciano: esqueceu-se de que ele falou que os marcianos eram ainda mais atrasados do que nós.
    Deixou claro que acreditou em gente de carne e osso lá.
    .
    _ Não foi o que eu entendi da nota de rodapé sobre o caso lá no LE. Lá diz que entre os planetas do nosso sistema solar, a Terra estaria entre os mais atrasados e que Marte LHE SERIA AINDA INFERIOR. Falou do planeta e não dos habitantes…
    Mais umas coisas: Kardec disse que SEGUNDO INFORMAÇÕES dos espíritos… Onde foi que ele afiançou que tais informações eram da mais absoluta confiança? Para o Espiritismo, informações deste calibre são tão confiáveis quanto as “informações” dadas por ficcionistas ou até por astrônomos (caso do Flamarion) segundo o que pensavam pelos o que os recursos técnicos lhes permitiam ou permitem até hoje.
    Essa questão e outras tantas que são consideradas erradas, estejam no Livro dos Espíritos ou em qualquer outro assinado pelo Kardec caem naquele setor que chamamos PERFUMARIA. Elas não constituem o fundamental da Doutrina Espírita.

  585. MONTALVÃO Diz:

    /
    I’M UNIVERSAL says: [...]vamos as minhas considerações de acordo com as suas respostas. Sim, das duas uma: ou esses espíritos não existem, ou existindo mentiram para o Sr Chico Xavier, [...].
    .
    Ou então, a obra do Sr Chico Xavier é invenção da cabeça dele. E como pôde enganar a tantos inventando?
    /.
    CONSIDERAÇÃO: pastor, Chico pôde enganar da mesma forma que qualquer promessa religiosa é capaz de iludir: basta que haja gente interessada na mercadoria. Veja as igrejas pentecostais, lotadas de fiéis ansiosos por milagres e maravilhas. A qualquer observador minimamente crítico o que lá se vê é pantomima, emocionalismo exacerbado, superstições e pouco, muito pouco, conhecimento bíblico. Então a pergunta que faz sobre Chico serve para os espetáculos carismáticos: como tantos podem ser tão facilmente logrados?
    /
    /
    I’M UNIVERSAL says: E qual a minha lógica como crente nas Escrituras? O diabo é o pai da mentira, e quem acredita nesses espíritos que mentiram ao Sr Chico Xavier, tem parte com esses demônios da mentira. E tendo parte com essas entidades, tem elas que se manifestar numa sessão de libertação-descarrego.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: observe que sua sincera pessoa introduz o diabo onde bem entende, sem sequer preocupar-se em confirmar que ele esteja lá. Não vou aqui novamente desafiá-lo a discutir a realidade desse coisa-ruim, porque sou fiscalizado, quero dizer, a tese que apresentei resumidamente foi repudiada sem sequer ser avaliada em sua forma integral. Mas tal não foi ruim, pois poupou-me dedos preciosos de redações provavelmente demoradas.
    .
    Então, trabalhemos com sua proposta: o diabo existe, age e toma conta de quem intencionalmente ou por descuido o procura. Isso incluiria os espíritas que, ao consultarem os mortos, acabam evocando demônios.
    .
    A pergunta que lhe lanço é a seguinte: como faz para ter certeza de que há demônio agindo no ambiente e nas pessoas?
    /
    /
    .——————————————————————-
    ARDUIN: Haveria algum motivo para eu não ficar em pé num culto de descarrego?
    ——————————————————————-
    I’M UNIVERSAL says: Sim, caso estejas acompanhado de um demônio desses. Mas o Sr teria coragem como adepto do Espiritismo a comparecer e aceitar uma oração na cabeça com imposição de mãos? Isso o Sr não me respondeu. Agradeço se responder.
    .
    CONSIDERAÇÃO: como a pergunta não me foi feita deixo a resposta ao endereçado. Mas permita-se expressar meu ponto de vista geral.
    .
    Só cai na imposição de mãos quem:
    1) quer cair, mesmo que desse desejo não tenha consciência;
    2) participa de uma fraude;
    3) está bêbado; ou,
    4) se o impositor de mãos as besunta com substância atordoante, ou utilize arma de choque.
    .
    Por que lhe afirmo isso? Muito simples, a regra não escrita da ação do belzebu, em seu artigo primeiro, diz: “Só vê ou sente o coisa-maldita quem nele acredita”.
    .
    Então, meu caro pastor, pressupondo o que aconteceria com o Arduin: se ele repudia a ideia de que haja um diabo atuante na natureza pode passar-lhe a mão onde bem entenda e, desde que não lhe enfie o dedo nalgum dos olhos, ele permanecerá de pé. Pode conferir, se quiser…
    /
    /

    I’M UNIVERSAL says: Como o Sr Chico Xavier poderia ter deixado algum mal para os adeptos do Kardecismo e do chiquismo? O Sr o contesta como espírita que é? Já que o Sr disse que é capaz de evocar os espíritos do Kardecismo eu te pergunto: Aceita que meu grupo lhe pague uma passagem, hospedagem e alimentação e o Sr faça na nossa frente a evocação do André Luiz, do Emmanuel ou do Bezerra de Meneses? Quanto aos encapetados, é por isso que estou aqui, me intriga o fato de eles (espíritos do Kardecismo – chiquismo) nunca terem se manifestado lá. Por isso então, como o Sr disse que os evoca, lhe peço que faça para nós esse favor, dado que o Sr falou que eles podem serem evocados.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: pastor, tá querendo receber psicografia? Como vai fiscalizar, caso os espíritos citados o brindem com uma cartinha, se é quem diz ser ou um demônio?
    .
    Vou tentar esclarecê-lo a partir de minha observações dos xous de desobsessão.
    .
    Os capetas que aparecem nas sessões de libertação são de outro contexto, muito diferente do que se vê no kardecismo. Os possessos da Universal e assemelhados não elaboram seus demônios como fazem os espíritas com os mortos comunicantes. Nos movimentos carismáticos os demônios, quando se identificam utilizam, termos da Bíblia: diabo, belzebu…, ou, mais comumente, citam entidades da umbanda e candomblé. Considerando que as personalidades espíritas não são o alvo dos ataques irados dos pastores pentecostais, seus nomes são pouco conhecidos dentre os infelizes endemoninhados que transitam nesse meio, por isso não aparecem.

  586. Borges Diz:

    ” Não foi o que eu entendi da nota de rodapé sobre o caso lá no LE. Lá diz que entre os planetas do nosso sistema solar, a Terra estaria entre os mais atrasados e que Marte LHE SERIA AINDA INFERIOR.”
    .
    Tenho um exemplar de “O Livro dos Espíritos”, “35ª” edição”; deve ser da década de setenta. Nesse livro está escrito assim no rodapé:
    (1)- Segundo os Espíritos, de todos os mundos que compõem o nosso sistema planetário, a Terra é dos de habitantes menos adiantados, física e moralmente. Marte lhe estaria ainda abaixo, sendo-lhe Júpiter superior de muito, a todos os respeitos.
    .
    Tenho outro exemplar do mesmo livro, cuja edição é a 178ª de julho de 2008. Nesse livro o rodapé está um pouquinho diferente. É uma pequena diferença, contudo pode significar a intenção de disfarçar o erro:

    (1)- Segundo os Espíritos, de todos os globos que compõem o nosso sistema planetário, a Terra é um daqueles onde os Espíritossão os menos avançados, física e moralmente. Marte seria ainda inferior e Júpiter, o mais superior em relação a todos.
    .
    Parece que houve a intenção de desencarnar todos os habitantes de Marte nessa edição recente, mas ainda não chegaram ao ponto de degredá-los.
    Um abraço

  587. MONTALVÃO Diz:

    /
    MONTALVÃO DISSE: “Então, visionário Visoni, se você acha que a declaraçãozinha de Stevenson consigna uma hipótese testával aí o problema é com você. O que seu guru está dizendo é o seguinte (vou traduzir para facilitar seu entendimento): “EU ACHO que se se investigar o lado de dentro não vão achar nada”… Agora, se esse fato não fede nem cheira para a tese das marcas reencarnatórias Stevenson não tem a menor ideia.”
    .
    VISONI: Alguma ideia ele tem sim. Ele diz: “Primeiro, a diferença [NUMÉRICA ENTRE CASOS COM MARCAS EXTERNAS E INTERNAS] pode derivar do fornecimento de nervos muito mais extenso à pele em comparação com as vísceras internas. As feridas que afetam a pele normalmente provocam uma grande dor, enquanto que aquelas para os órgãos internos produzem pouca ou nenhuma dor. No capítulo 26 sugiro que o sofrimento físico de ferimentos fatais infligidos violentamente (assim como outros concomitantes de mortes violentas) pode concentrar a atenção de uma pessoa na parte ferida e contribuir para a ocorrência de marcas ou defeitos de nascença em uma criança que vai se lembrar de uma vida que assim terminou. Isso pode explicar por que as feridas na pele parecem agir mais frequentemente do que doenças internas como os estímulos para uma anormalidade física em uma pessoa nascida depois.”
    .
    Portanto, se não achar marca interna alguma, isso em nada afeta a tese reencarnatória. O teste mesmo diz respeito à localização das marcas de nascença quando comparadas aos locais dos ferimentos do falecido. Esse é o teste crucial, que é feito em todo o caso em que fotos e documentos médicos estão disponíveis. De qualquer forma, se as marcas internas vão aparecer ou não, Stevenson sugere meios testáveis para descobrirmos isso.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: você está correto num ponto: a presença de marcas internas não afeta a conjetura reencarnacionista. Nem mesmo a ausência de marcas externas a afeta. Adepto da reencarnação de cultura que crê nas marcas pode se considerar reencarnação de outrem mesmo que não traga os sinais de seu antecessor.
    .
    Por outro lado, se houvesse os sinais externos juntamente com o percurso interno, sem dúvida, a tese ganharia mais força, embora, é claro, não fosse taxativa para determinar que houve reencarnação.
    .
    A crença na reencarnação assemelha-se, sob certo aspecto, à crença em espíritos comunicantes. Primeiro dogmatiza-se que a hipótese é certa, ou seja, mortos comunicam e as pessoas reencarnam, depois se enquadra nessas certezas o que nelas for enquadrável.
    .
    A prova de que a reencarnação seja a sina da humanidade teria que ser dada por outros caminhos, que não depoimentos de quem diga se lembrar de vidas passadas, por mais que possa demonstrar conhecimento dessas outras existências. Do mesmo modo que a prova de que espíritos comunicam não pode ser extraída de psicografias e assemelhados. O máximo que esses indícios conseguem, se fossem robustos o suficiente (e sabemos que não são) seria estimular pesquisas aprofundadas para se chegar a resposta fundamentada.

  588. Gorducho Diz:

    ==============================================================
    Tenho um exemplar de “O Livro dos Espíritos”, “35ª” edição”; deve ser da década de setenta. Nesse livro está escrito assim no rodapé:
    (1)- Segundo os Espíritos, de todos os mundos que compõem o nosso sistema planetário, a Terra é dos de habitantes menos adiantados, física e moralmente. Marte lhe estaria ainda abaixo, sendo-lhe Júpiter superior de muito, a todos os respeitos.
    .
    Tenho outro exemplar do mesmo livro, cuja edição é a 178ª de julho de 2008. Nesse livro o rodapé está um pouquinho diferente. É uma pequena diferença, contudo pode significar a intenção de disfarçar o erro:
    (1)- Segundo os Espíritos, de todos os globos que compõem o nosso sistema planetário, a Terra é um daqueles onde os Espíritossão os menos avançados, física e moralmente. Marte seria ainda inferior e Júpiter, o mais superior em relação a todos.
    .
    Parece que houve a intenção de desencarnar todos os habitantes de Marte nessa edição recente, mas ainda não chegaram ao ponto de degredá-los
    .
    =============================================================
    Não é surpresa pra ninguém, mas o Sr. se revela um excelente pesquisador Analista Borges :!:
    Chequei a 35ª na BnF – e portanto uma edição pós morte do Kardec, de sorte que ele não pode ter mudado o texto :mrgreen:

    Selon les Esprits, de tous les globes qui composent notre système planétaire, ls Terre est un de ceux dont les habitants sont le moins avancés physiquement et moralement ; Mars lui serait encore inférieur et Jupiter de beaucoup supérieur à tous égards. Le Soleil ne serait point un monde habité par des êtres corporels,

    E a parte concernente ao Sol não deixa dúvidas que os habitantes são corpóreos, ENCARNADOS.
    Considerando que o Kardec já estava morto, não vejo explicação plausível pra isso…
    É publicado pela FEB :?:

  589. Vinicius Diz:

    “Tenho um exemplar de “O Livro dos Espíritos”, “35ª” edição”; deve ser da década de setenta. Nesse livro está escrito assim no rodapé:
    (1)- Segundo os Espíritos, de todos os mundos que compõem o nosso sistema planetário, a Terra é dos de habitantes menos adiantados, física e moralmente. Marte lhe estaria ainda abaixo, sendo-lhe Júpiter superior de muito, a todos os respeitos.”
     
    GORDUCHO, sei que tem uma edição francesa aí, teria como ver qual a melhor tradução: habitantes ou espíritos?
     
    BORGES, dizem que edições da FEB tem algumas alterações para favorecer Roustaing. Tenho certeza que li em um livro de Kardec ” é preciso ler a obra do Sr.Roustaing para entender melhor essa situação” e não era nota de rodapé. Na época que li era iniciante e nem fazia ideia o que era isso.. kkk

  590. Vinicius Diz:

    Caramba, telepatia. Visoni, mais uma prova.
     
    Perguntei do livro ao Gorducho e antes do meu que comentário tem uma resposta dele sobre o trecho em questão :!:

  591. Gorducho Diz:

    Consultei direto na BnF pra ter certeza.
    Rodapé da pg. 81

  592. Vinicius Diz:

    As vezes me pergunto onde fica aquela lição repetida em palestras ou cultos de que a verdade nos libertará ou de que é melhor rejeitar dez verdades a uma mentira…
     
    Acho chato alterarem um original, será para qual finalidade for. Atualização gramatical até vai mas o contexto :!:

  593. Marcos Arduin Diz:

    Eu Sou a Universal Diz:
    maio 16th, 2017 às 7:31 PM

    Disse o SrMarcos Arduin Diz:
    “Da Universal, eu não entendi as perguntas que me dirigiu. Diz você que nunca conseguiu libertar pessoas adeptas do Espiritismo Cristão (chiquismo, bezerrismo, roustenismo e assemelhados) e dá como razão para isso de que esses espíritos não falaram a verdade. O que tem uma coisa a ver com outra?”
    ———————————————————–
    R: Em 1º lugar, muito obrigado por reservar parte do seu tempo para me responder, estamos todos aprendendo embora eu tenha uma posição contra toda e qualquer forma de espiritismo, mas vamos as minhas considerações de acordo com as suas respostas. Sim, das duas uma: ou esses espíritos não existem, ou existindo mentiram para o Sr Chico Xavier, pois foi comprovado aqui nesse blog que o mundo espiritual chamado Nosso Lar não existe, é um plágio da obra de um reverendo. Ou então, a obra do Sr Chico Xavier é invenção da cabeça dele. E como pôde enganar a tantos inventando? E qual a minha lógica como crente nas Escrituras? O diabo é o pai da mentira, e quem acredita nesses espíritos que mentiram ao Sr Chico Xavier, tem parte com esses demônios da mentira. E tendo parte com essas entidades, tem elas que se manifestar numa sessão de libertação-descarrego.
    .
    Arduin: Sr Universal, as coisas não são tão simples como imagina. Disse um eminente espírita, Roque Jacintho, já falecido, que a única garantia que temos de que um espírito pode se manifestar SEM QUALQUER interferência por parte do médium, seria se ele psicografasse pela mão de um defunto. Só que este, por ser metabolicamente inerte, torna tal processo impossível.
    Assim, em qualquer caso dos romances psicografados pelo Chico Xavier, por um fenômeno que chamamos Animismo (quando é o espírito do médium quem atua), pode o médium ter lido obras e “misturado estação” na hora de escrever as coisas. Eu mesmo fiz essa observação na orelha do romance que publiquei o ano passado.
    .
    Pergunta você como pôde o Chico enganar a tantos inventando? É muito simples: o Espiritismo no Brasil pende muito para o lado religioso. A pouca cultura do nosso povo não permite que se desenvolva raciocínio e senso crítico (os crentelhos esquerdistas acham que só o método Paulo Freire de Educação permitirá preencher esta lacuna). Não é hábito do brasileiro ler obras sérias centradas na lógica e fatos, mas fica muito embevecido ao ler um romance sobre coisas espirituais, mesmo os mais tolos.
    .
    E não pense que isso negócio de crer em besteira é coisa só nossa não. Procure o livro A Impostura Científica em Dez Lições e verá que até mesmo a comunidade científica pode ser enganada por vários anos, desde que a matéria enganosa confirme a fé da comunidade científica em certas coisas. Uma ótima história é a de Cyrill Burt.
    .
    Agora quanto à parte com o Demo. Certamente nós espíritas sabemos que pessoas podem ser vítimas de espíritos obsessores. Libertar-se deles é um trabalho que essas pessoas têm de fazer reformando seu jeito de pensar, de agir, etc e tal, ou seja, fazendo a Reforma Íntima. Certo, podemos fazer um trabalho de doutrinação em cima dos tais obsessores, mas o obsediado tem de fazer a sua parte. Sim, numa igreja evangélica ou não, é possível ao clérigo agir contra esses obsessores, forçando-os a se afastar. Só que se o desencapetado não reformar a si mesmo, o obsessor volta e com mais raiva ainda.
    Agora se o clérigo não é uma pessoa de boa moral, o máximo que conseguirá é só colher o espetáculo esperado pelo fato de o obsessor saber o que ele espera acontecer. Mas vai continuar em cima do encapetado do mesmo jeito. Isso se o espírito não quiser dar uma dura no falso moralista. Lá num dos livros do Kardec, um dos membros do grupo dele tentava doutrinar um espírito e este respondeu-lhe que nada lhe tinha melhor do que ele. Era como um ladrão tentando ensinar moral a outro ladrão. E já que crê na Bíblia, lá tem o caso dos filhos do sacerdote Eceva, que vendo que invocando os nomes de Jesus e Paulo faziam os demônios correrem, foram usar dessa forma contra um encapetado. Lembra:
    _ Em nome de Jesus e de Paulo que o prega, ordenamos que sai deste homem.
    O encapetado ergueu a cabeça e disse:
    _ Quem são vocês? Jesus eu conheço e estou familiarizado com Paulo, mas quem são vocês?
    Tomado de fúria, o encapetado botou-os pra fora de sua casa feridos e com as roupas rasgadas.
    .
    .——————————————————————-
    Disse o SrMarcos Arduin: Haveria algum motivo para eu não ficar em pé num culto de descarrego?
    ——————————————————————-
    R: Sim, caso estejas acompanhado de um demônio desses. Mas o Sr teria coragem como adepto do Espiritismo a comparecer e aceitar uma oração na cabeça com imposição de mãos? Isso o Sr não me respondeu. Agradeço se responder.
    ————————————————————
    Arduin: Não tenho interesse nisso porque não acredito neste poder. Não acho que eu esteja acompanhado de espíritos “demoníacos”. A minha descrença interferiria no processo? Ela não é produto da influência de espíritos, mas sim de estudos e meditação. Não tenho intenção de ir pois não quero tomar o tempo do pastor para testar algo no qual não acredito.
    .
    Disse o SrMarcos Arduin: Um dos grandes males que Chico Xavier deixou para seus fãs ou mesmo não muito fãs é a máxima de que “o telefone toca de lá para cá e não daqui para lá”. Quer dizer, não devemos evocar os espíritos e sim deixar que se manifestem por sua vontade. Baita de uma balela: Kardec fazia evocações e nós espíritas podemos fazê-las muito bem. Em geral as características dos trabalhos que desenvolvemos não implica no uso delas, mas nem por isso devemos aceitar o que disse o Chico Xavier. Agora quanto à sua igreja, bem, faça o seguinte: junte um bando de encapetados (talvez sejam médiuns), coloque-os numa sala e inicie uma sessão solicitando que se manifestem lá os espíritos do André Luís, Chico Xavier, Bezerra de Menezes e quem mais desejar. Vai que dá certo…
    ———————————————————————
    R: Como o Sr Chico Xavier poderia ter deixado algum mal para os adeptos do Kardecismo e do chiquismo? O Sr o contesta como espírita que é?
    Arduin: Perfeitamente, Sr Universal. Está pensando o quê? Que por admitir que certas eminentes figuras que se apresentaram ou foram tidas por espíritas fizeram coisas boas então devo fechar os olhos ao que fizeram de errado? Só os fãs fanáticos pensam assim. Os petistas jurarão de pés juntos até a morte que Lula é absolutamente inocente de todos os crimes dos quais é acusado. Isso fanatismo e eu não sou fanático. Portanto naquilo que o Chico disse de errado, errado no sentido de não ser o que a Doutrina Espírita ensina, eu o malho sim senhor.
    .
    Já que o Sr disse que é capaz de evocar os espíritos do Kardecismo eu te pergunto: Aceita que meu grupo lhe pague uma passagem, hospedagem e alimentação e o Sr faça na nossa frente a evocação do André Luiz, do Emmanuel ou do Bezerra de Meneses? Quanto aos encapetados, é por isso que estou aqui, me intriga o fato de eles (espíritos do Kardecismo – chiquismo) nunca terem se manifestado lá. Por isso então, como o Sr disse que os evoca, lhe peço que faça para nós esse favor, dado que o Sr falou que eles podem serem evocados.
    .
    Arduin: Sr Universal, a minha presença é desnecessária. Mediunidade e evocação de espíritos NÃO SÃO coisas patenteadas e de propriedade exclusiva dos espíritas. É só você fazer o que eu disse: evoque VOCÊ os tais espíritos. Nada o impede de fazê-lo.
    ————————————————————
    .
    Disse o SrMarcos Arduin: Mais acima você disse estranhar que espíritas (ou “espíritas”) continuem como tais mesmo depois de saber de baitas burradas ditas por bambambans que são tidos ou havidos por espíritas. É simples: isso se chama RELIGIÃO.
    —————————————————————
    R: Mas esses bambambans como o sr disse não são espíritas? Mas religiões sofrem debandadas. As Testemunhas de Jeová mesmo sofreram uma grande debandada depois de falhar a profecia do Harmagedom para 1975. O próprio Espiritismo não existe em seu país de origem a França.
    .
    Arduin: Felizmente o Espiritismo não é nada parecido com os pobres coitados dos TJs. Até 1942 os escritos publicados pela Torre de Vigia eram assinados pelos autores. Quando o 3º presidente, Nathan H. Knorr, assumiu, mudou-se a regra: agora os artigos e livros seriam publicados somente em nome da Torre de Vigia. E mais ainda: Só a Torre de Vigia pode publicar qualquer coisa que se refira aos TJs (lógico os contrários aos TJs não estão incluídos nela). Nenhum TJ pode escrever ou divulgar qualquer coisa de sua própria lavra. Quem o fizer será excomungado.
    Esse Nathan Knorr, assim como seus antecessores, eram os mandantes de fato, mandavam e desmandavam à vontade. O tal Corpo Governante, o colegiado de líderes em Nova Iorque, era só uma figura decorativa. Então veio o desastre de 1975 e Knorr morreu em 1977. Seu sucessor, Frederick Franz, que foi um entusiasta da vinda do Armagedon em 1975. Talvez por conta disso, foi enquadrado pelo Corpo Governante. Este passou a atuar de fato e de direito como tal. A não permissão de publicações independentes pelos adeptos era para garantir que não houvesse divergências doutrinárias, mas não funcionou e continua não funcionando: vários ensinamentos vêm sendo mudados ao longo dos anos. E essas mudanças passam entre os TJs quase despercebidas. Eu digo quase, pois se algum deles questionar a razão da mudança do ensinamento, levará um pé na bunda na hora. E aqui tem um crime de violação de liberdade religiosa: o cara expulso ou que simplesmente deixou de ser tj, vira pária. Nem os familiares, parentes ou amigos podem sequer dizer oi para ele. Assim digo sem medo: o Jeová Deus, o Verdadeiro, aquele que de fato é real, é o tal Corpo Governante.
    .
    Mas felizmente tal não existe no Espiritismo. Não temos ninguém, pessoa, colegiado de líderes, ou entidade que seja a única autoridade reconhecida em Espiritismo e detentora do monopólio doutrinário. Somos livres para dizer e escrever o que pensamos. Assim vamos encontrar textos de fato espíritas, pois estão de acordo com a Doutrina Espírita, e textos fora do esquadro, que refletem posições pessoais ou doutrinas seitárias. Ruim, mas menos mal de que sermos comandados por um “verdadeiro Jeová Deus”.
    ————————————————————–
    .
    Disse o SrMarcos Arduin: Não vou entrar no mérito dicionarístico da definição de religião, mas a coloco como um amontoado de verdades e frases de efeito prontas e acabadas, nas quais seus crentelhos têm de aceitar sem discutir. E nem espiritual precisa ser: o Idealismo Esquerdista é uma religião. Seus postulados FRACASSARAM EM TUDO, mas ainda assim é aceito e ensinado nas faculdades de cultura absolutamente inútil.
    ————————————————————-
    R: Bem, quando o Sr usa esse termo pejorativo “crentelho”, o sr se inclui nele, pois és um religioso também. Não use esse termo por favor, pois assim está a chamar seus pares também.
    .
    Arduin: é com tristeza que vejo tantos dos meus pares que se apresentam como espíritas acreditando em besteiras mil e por isso me permito a liberdade de qualificá-los como crentelhos sim senhor. Quanto a mim, entendo que o Espiritismo NÃO É RELIGIÃO. É uma doutrina filosófica de consequências morais. A religião é feita de verdades feitas, cuja manutenção vai depender da burrice dos crentes (caso dos espíritas-cristãos) ou sacanagem e tirania dos líderes (caso dos Tjs).
    .
    .————————————————————–
    Disse o SrMarcos Arduin: Você, suponho-o um evangélico, deve crer que a Bíblia é EXATA E INFALÍVEL e ABSOLUTAMENTE VERDADEIRA EM TUDO SOBRE O QUE SE MANIFESTA. Certo? Como tal, você deve crer que a Terra é como um disco plano, que está no centro do Universo, que este tem só 6.000 anos, que o céu é sólido e que houve um Dilúvio que inundou a Terra inteira até 6 metros acima do Everest. Certo? Isso são ensinamentos bíblicos e por isso você é obrigado a crer neles.
    Mas a Terra é um elipsoide de revolução, ou seja, não é um disco plano, contrariando o que diz a Bíblia. Então por que ainda continua evangélico?
    ——————————————————————–
    R: Sim, creio nesses ensinamentos assim como o Sr Alan Kardec cria. O Sr Kardec usou qual livro mesmo para escrever “O Evangelho Segundo o Espiritismo” ? A Bíblia. E personagens bíblicos aparecem falsamente no livro de Kardec ” Livro dos Espíritos”. Como Paulo Apóstolo poderia aparecer ali?
    .
    Arduin: O ESE é apenas uma COLETÂNEA daquilo que o Kardec identificou com LEIS MORAIS, as melhores possíveis e cabíveis em qualquer situação. Ele próprio põe isso na introdução deste livro. Alan Kardec NÃO acreditava na Bíblia. Podia sim aceitar válidos alguns dos textos. Diria eu que até forçou a barra quando tentou encaixar a reencarnação em alguns deles. Como eu disse, o Espiritismo é uma filosofia de consequências morais e a moral deixada por Jesus é a melhor possível. Pra que reinventar a roda? Ah! A moral de Jesus NADA tem a ver com a moral cristã evangélica.
    .
    Veja bem que admitir que há textos verdadeiros e de bom conceito na Bíblia não é o mesmo que dizer que é EXATA E INFALÍVEL e ABSOLUTAMENTE VERDADEIRA EM TUDO SOBRE O QUE SE MANIFESTA. Você por acaso acredita que a Terra é um disco plano? A Bíblia ensina isso. E aí? Acredita nisso ou não?
    ————————————————————–
    .
    Disse o SrMarcos Arduin: O Espiritismo tem sobre as igrejas cristãs uma grande vantagem: ele é produto do ensinamento dos espíritos e não uma revelação vertical, vinda da mente de Deus e jogada na mente de um profeta licenciado. Se ler os livros de Kardec, verá é somos muito claros em dizer que o Espiritismo NÃO É dono da verdade. A verdade absoluta é atributo apenas de Deus e dos Espíritos Superiores. Aqui só temos acesso à verdade que cabe na nossa limitada cabeça.
    —————————————————–
    ****vamos dividir em duas partes R: Sinceramente não vejo vantagem já que ele sequer existe mais no país de origem e tem tantas contradições e 4 ramificações como o roustaguismo, chiquismo, bezerrismo e ramatismo.
    .
    Arduin: Bem, você não indicou onde estava uma parte e a outra, então dividi por minha conta. Você leu o que eu escrevi? No Espiritismo NINGUÉM É DONO DA VERDADE.
    .
    É errado dizer que o Espiritismo não existe na França. Existe sim senhor, tendo sido resgatado pelo Roger Perez. Claro que não tem a projeção que tem no Brasil. Mas o que tal situação depõe contra o Espiritismo? O Cristianismo é minoritário em Israel e no pouco que sobrou da Palestina. Devo usar isso como prova de que o Cristianismo é furada, já que é minoritário em seu local de origem?
    .
    Insisto em dizer que Espiritismo é o que está de acordo com a Doutrina espírita e se uma seita qualquer faz adendos contrários a ela, então é uma seita de misturas de postulados, mas não é Espiritismo, por mais que se proclame como tal. A FEB apresenta-se como Federação Espírita Brasileira, mas é roustenista.
    .
    Da Universal: Eu não posso acreditar que o Apóstolo Paulo se rebaixou a um espírito superior e apareceu na obra de Kardec. É um demônio imitando a Paulo e enganando os kardecistas. Kardec foi usado pelo diabo pra escrever essa obra infelizmente, assim do mesmo modo como o diabo usa o Sr Divaldo para enganar os seus admiradores fazendo um demônio se passar por um médico.
    .
    Arduin: Bem, Jesus também foi acusado de fazer coisas milagrosas com a ajuda do tal Belzebu… E você está misturando estação do Divaldo com outra coisa, pois sua mentora era a Joanna de Ângelis e não do Dr Fritz (ou Frito).
    —————————————————–
    . – continua

  594. Marcos Arduin Diz:

    Continuando – não consegui mandar antes talvez porque haja limite de caracteres.
    .
    Disse o SrMarcos Arduin: Tanto quanto eu saiba, NENHUM postulado fundamental do Espiritismo esteve sujeito a qualquer alteração. O que apareceu foi uma seita fundada pelo Roustaing e encampada pelos primeiros espíritas brasileiros e depois pela FEB, pois salvava pontos muito sensíveis da carolice católica que esses espíritas novos ainda traziam consigo. E também obras tolas, feitas por caras que eventualmente se tornaram figurões e daí serem acatadas por quem não sabe pensar.
    ————————————————————–
    R: Desculpe, mas não consegui entender essa sua colocação.
    .
    Arduin: Vejamos o que consigo detalhar.
    É o seguinte: um conterrâneo e contemporâneo de Kardec entusiasmou-se pelo Espiritismo e resolveu “colaborar”. Trabalhando com apenas uma médium, teve a “honra” de receber uma série de mensagens que lhe foram passadas pelos espíritos dos evangelistas, dos apóstolos e de Moisés. Tais mensagem “revelavam” detalhes supostamente obscuros dos evangelhos e daí ganhou o pomposo nome de “Os Quatro Evangelhos” e o sub-título: revelados em espírito e verdade pelos espíritos dos evangelistas, dos apóstolos e de Moisés. Já se vê que esse cara não prestou a menor atenção na advertência de Kardec de que quanto maior é a categoria do espírito que se apresenta, mais desconfiados devemos ficar.
    .
    Esses Quatro Evangelhos são apenas um amontoado de comentários de textos, vários deles já debatidos por teólogos há séculos, e colocados lá como se fossem revelação dos próprios autores dos evangelhos. É um monte de balelas. Mas teve muita aceitação no Brasil pois os primeiros espíritas eram egressos da Igreja Católica. Viram lógica e racionalidade no Espiritismo, mas também ficavam muito desconfortáveis: no Espiritismo, não havia a Deusa Mãe, a tal Nossa Senhora, a Virgem Santíssima. De acordo com a Doutrina Espírita, a mãe de Jesus foi uma mulher igual às outras, que casou-se com o José, manteve relações sexuais com ele, como toda boa mulher casada, e teve vários filhos, sendo Jesus o seu primogênito. Da Universal, pergunte a um católico o que ele pensa disso.
    .
    A reencarnação, na conceituação espírita, segue assim: os espíritos são criados simples e ignorantes e evoluem experimentando a matéria. Primeiro em corpos animais mais simples, depois mais complexos. Começam em mundos mais primitivos e depois vão subindo na escala evolutiva dos mundos, MAS SEMPRE ENCARNANDO EM ANIMAIS. Ao fim deste processo, chega o ponto em que a somatória das experiências faz com que o princípio inteligente assuma consciência de sua existência independente. Aí ele se torna um espírito. Nessa condição, ele retorna aos mundos inferiores e reencarna agora em CORPOS HUMANOS. Inicialmente esses corpos seriam menos desenvolvidos (ex: Australoptecus, Homo habilis), intermediários (ex: Homo erectus) e finalmente nos humanos plenamente capacitados (Homo neanderthalensis, Homo sapiens). Segue a senda evolutiva, indo desses mundos primitivos e depois para os mais evoluídos até finalmente poder alcançar a condição de Espírito Puro, quando não mais reencarna.
    .
    Para os primeiros espíritas, mas ainda carolas, isso representava um problema gravíssimo: como foi a evolução do espírito Jesus? Para o Espiritismo não tem problema: o espírito que animou Jesus evoluiu IGUALZINHO a todos os outros, sem nenhum favor especial. Então ao longo de sua evolução ele pode ter animado personalidades equivalentes a Alexandre Magno, Tarmelão, Gengis Khan, Tomás de Torquemada, Stalin, Hitler, Pol Pot, Mao Tsé Tung? Sem dúvida! Assim como os espíritos que animaram essas personalidades um dia serão espíritos tão bons e evoluídos como Jesus é. Da Universal, pergunte a um católico o que ele pensa disso.
    .
    Principalmente esses dois sapos dentrobratas aqueles espíritas-novos não estavam a fim de engolir, mas aí veio a obra salvadora: Os Quatro Evangelhos. Salvou-se a eterna virgindade de Maria: Jesus nunca foi gerado, nunca nasceu, nada. Ele era apenas um fantasma materializado. Ou seja, Roustaing resgatou a heresia docetista. Agora os espíritas-novos podiam colocar a estátua da Virgem Santíssima de volta na peanha. E Jesus? Os Quatro Evangelhos pegam a primeira parte da reencarnação, admitindo a evolução do princípio inteligente. Porém, EM TOTAL CONTRADIÇÃO COM A DOUTRINA ESPÍRITA, descartam a segunda: os espíritos não reencarnam. Eles evoluem exclusivamente na condição de espíritos. E agora vem o resgate do Pecado Original: quando o espírito já está evoluidíssimo, prestes a se tornar Espírito Puro, acontece de ele escorregar numa bosta espiritual e aí, sem quê, nem pra quê, ele pode se tornar invejoso, orgulhoso ou até mesmo ateu! Aí Deus fica puto da vida e castiga esses espíritos: eles vão ter de reencarnar para pagar por esses pagados. Os invejosos e orgulhos vão direto para reencarnação humana, mas o crime de ateísmo é TÃO GRAVE, que os espíritos que cometeram tal crime têm de reencarnarem em “criptógamos carnudos” em mundos primitivos. Só bem mais tarde poderão reencarnar em corpos humanos.
    .
    Mas houve um espírito que não escorregou nesta bosta espiritual: o tal Jesus. Assim é dito nos livros rustenistas e em textos de Chico Xavier, que Jesus EVOLUIU EM LINHA RETA PARA DEUS. Lá nos Quatro Evangelhos são listados os atributos do tal espírito Jesus e ao confrontá-los com os listados por Kardec em relação a Deus, fica a pergunta: _ Faltou o quê para Jesus ser Deus?
    .
    Assim então os espíritas-novos tiveram de volta o Cristo-Deus, a Segunda Pessoa (ou Segundo Deus) da Trindade. Por isso então é que o rustenismo tornou-se o carro-chefe do Espiritismo no início aqui no Brasil. Apesar de a FEB ser rustenista, as obras com esse caráter nunca tiveram aceitação ampla entre os espíritas. O Chico Xavier, cooptado pela FEB, ao escrever seus textos, surgiam coisas de Roustaing no meio deles.
    .
    A meu ver, o livro mais ridículo do Chico é Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho. Mas vários autores outros escreveram obras que são pura lambança, como as de Ramatis, do Divaldo e modernamente do Baccelli. Seus admiradores são caso de simples excesso de admiração sem reflexão.
    Entendeu agora?
    —————————————————————–
    .
    Disse o SrMarcos Arduin: Eu continuo espírita pois penso e analiso o bastante para saber o que considerar certo ou fantasia. E os não pensantes ficam só dizendo muuu!
    ——————————————————-
    R: Se o Sr é pensante, me diga como Paulo Apóstolo pode aparece na obra Espírita já que a Biblia condena o Espiritismo? O Sr já o evocou para pedir explicações a ele sobre isso?
    .
    A Bíblia não pode condenar o Espiritismo, pois ele nem existia no tempo em que foi escrita. O Espiritismo só surgiu em 1857. Se quer estender a coisa para comunicações espirituais, então me diga com quem os tais profetas bíblicos falavam? Já que falou do Paulo, ele fala de DIVERSIDADE DE CARISMAS e entre eles há um MUITO ESTRANHO: o de DISCERNIR ESPÍRITOS. Ué? Mas não era só o Espírito Santo quem falava com os cristãos? Então para quê este carisma? E como se dava esta fala do Espírito Santo ou… sei lá: havia outros espíritos falando nas reuniões cristãs?
    .
    É isso.
    ———————————————————–

    Muito grato, mas achei confusas as suas colocações, se pudermos debater nesse nível de cordialidade e amizade, será muito bom, ainda quero saber mais coisas, lhe mando um abraço.
    .
    Arduin: fiz o possível. Espero tê-lo esclarecido.

  595. Marcos Arduin Diz:

    Bem, Malvadão, obrigado pelas explicações aí do tal Magnetismo, que entendo ser as energias emitidas pelos passistas. Na verdade foi um nome adotado à falta de um melhor na tentativa de “explicar” como se dariam eventos mediúnicos.
    .
    Já não leu nos livros do Kardec essa questão do esquecimento do passado? Qual foi a dúvida? O esquecimento do passado dá-se para que o espírito, na nova encarnação, faça a “prova prática” do que aprendeu ou jurou fazer em missão antes de encarnar-se. Digamos que dois espíritos, no esforço de fazerem as pazes entre si, encarnem como irmãos ou pai/mãe e outro filho/filha? Será mais fácil chegar a esse propósito se não se lembrarem de seu passado ou retendo essa lembrança? Posso parar por aqui?
    .
    Agora quanto à invisibilidade dos espíritos e suas outras objeções, não há o que fazer. Já disse sei lá quantas vezes que os espíritos são, usualmente, os entes que animavam personalidades encarnadas. O único jeito de se testar essa hipótese é obtendo através de algum médium a comunicação de um espírito específico, cujas declarações possam ser verificadas de alguma maneira. Mas se para você isso não serve, então nada tenho a lhe oferecer. O que já vi você e outros proporem podem, quando muito, indicar que há algo que não é esperado ocorrer normalmente entre pessoas, mas que não necessariamente restrinja a ação a espíritos.
    .
    Em tempo: ainda não li, mas na Folha de hoje (17/05/2017) há uma declaração da CIA, que estudou o Uri Geller, e ADMITIU a existência da tal Percepção Extra Sensorial, mas admitindo que é coisa muito rara e de difícil obtenção quanto a precisão dos dados.

  596. Borges Diz:

    Oi Analista Go:
    Obrigado pelo elogio, mas devo creditar parte da descoberta ao Analista Arduin. Foi ele que “levantou a lebre”, quando afirmou que Kardec falou do planeta e não dos habitantes. Eu sabia que essa informação não estava correta, então fui verificar. Como disse, tenho dois exemplares, um deles, é velhinho, cheio de ácaros; pesquisei nos dois e tive a surpresa já relada.
    Um abraço

  597. Marcos Arduin Diz:

    Na verdade, Moisés, não sei o que você quer. Imaginei, pelo teor do que discutimos, que você queria que eu dissesse sobre a questão dos fenômenos mediúnicos produzidos sem gabinete, inclusive materialização. Sim, pois você fazia o maior cavalo de batalha por conta do dito gabinete como dando a certeza de que assim o médium estaria seguro para fraudar. No fim você mesmo trouxe os textos sobre o não uso do gabinete, mas agindo como sempre achem os céticos por sistema, aí encontrou a desculpa para dizer que mesmo sem gabinete, a mediunidade continua não valendo.
    .
    Se nada lhe contenta, por que perde tempo com isso?

  598. Antonio G. - POA Diz:

    EE não é q

  599. Antonio G. - POA Diz:

    Ôps!…
    E não é q

  600. Marcos Arduin Diz:

    Tá Borges, muito obrigado pela correção, mas ainda sustento o que disse:
    Revelações de coisas sobre outros planetas dadas por espíritos são tão válidas quanto as coisas ditas pelos ficcionistas, romancistas e até astrônomos. Já que não temos como saber se a revelação é verdadeira ou não, então o certo é deixá-la de quarentena. Kardec preferiu incluí-la, mas como disse, não afiançou que tal fosse verdade. E já disse que isso é PERFUMARIA, ou seja, em estando errada, não afeta em nada a Doutrina Espírita.
    .
    Kardec mesmo disse que o Espiritismo deve avançar com a Ciência. Se esta demonstra que alguma coisa dita no Livro dos Espíritos ou em qualquer outro está errada, então ficamos com a Ciência. Herrar é omano. Tanto para o Kardec, Chico Xavier, Carl Sagan, Charles Darwin… Só não vale sacanear, como fez o Cyrill Burt.

  601. Antonio G. - POA Diz:

    Tem algo errado…
    E não é que eu ainda ando por aqui?
    rsrsrs
    .
    Abraço saudoso a todos.

  602. Marciano Diz:

    ===============================================================
    Gorducho Diz:
    MAIO 17TH, 2017 ÀS 8:50 AM
    Era uma usuária nova que abriu rubrica específica, questionando. Basicamente a argumentação goes like foram só mulheres que testemunharam primeiramente a ressurreição.
    ===============================================================
     
    Uma vez que vocês insistem em discutir fábulas dos irmãos GRIMM, se foram primeiro mulheres ou homens depende da versão do evangelho (são quatro, só os cacônicos).
     
    Aqui, foram homens:
     
    Luc 24:13-32 ¶ E eis que no mesmo dia iam dois deles para uma aldeia, que distava de Jerusalém sessenta estádios, cujo nome era Emaús. 14 E iam falando entre si de tudo aquilo que havia sucedido. 15 E aconteceu que, indo eles falando entre si, e fazendo perguntas um ao outro, o mesmo Jesus se aproximou, e ia com eles. 16 Mas os olhos deles estavam como que fechados, para que o não conhecessem. 17 E ele lhes disse: Que palavras são essas que, caminhando, trocais entre vós, e por que estais tristes? 18 E, respondendo um, cujo nome era Cléopas, disse-lhe: És tu só peregrino em Jerusalém, e não sabes as coisas que nela têm sucedido nestes dias? 19 E ele lhes perguntou: Quais? E eles lhe disseram: As que dizem respeito a Jesus Nazareno, que foi homem profeta, poderoso em obras e palavras diante de Deus e de todo o povo; 20 E como os principais dos sacerdotes e os nossos príncipes o entregaram à condenação de morte, e o crucificaram. 21 E nós esperávamos que fosse ele o que remisse Israel; mas agora, sobre tudo isso, é já hoje o terceiro dia desde que essas coisas aconteceram. 22 É verdade que também algumas mulheres dentre nós nos maravilharam, as quais de madrugada foram ao sepulcro; 23 E, não achando o seu corpo, voltaram, dizendo que também tinham visto uma visão de anjos, que dizem que ele vive. 24 E alguns dos que estavam conosco foram ao sepulcro, e acharam ser assim como as mulheres haviam dito; porém, a ele não o viram. 25 E ele lhes disse: Ó néscios, e tardos de coração para crer tudo o que os profetas disseram! 26 Porventura não convinha que o Cristo padecesse estas coisas e entrasse na sua glória? 27 E, começando por Moisés, e por todos os profetas, explicava-lhes o que dele se achava em todas as Escrituras. 28 E chegaram à aldeia para onde iam, e ele fez como quem ia para mais longe. 29 E eles o constrangeram, dizendo: Fica conosco, porque já é tarde, e já declinou o dia. E entrou para ficar com eles. 30 E aconteceu que, estando com eles à mesa, tomando o pão, o abençoou e partiu-o, e lho deu. 31 Abriram-se-lhes então os olhos, e o conheceram, e ele desapareceu-lhes. 32 E disseram um para o outro: Porventura não ardia em nós o nosso coração quando, pelo caminho, nos falava, e quando nos abria as Escrituras? (= Mar 16:12)
     
    Aqui, também, foram homens:
     
    [Cedo na noite do domingo? Mais provavelmente, foi em paralelo com aparição na estrada de Emaús]

    Luc 24:33-34 E na mesma hora, levantando-se [Cléopas e o outro discípulo (provavelmente sua esposa), de Emaús], tornaram para Jerusalém, e acharam congregados os onze, e os que estavam com eles, 34 Os quais diziam: Ressuscitou verdadeiramente o Senhor, e já apareceu a Simão (= 1Co 15:5)
     
    Outra vez, primeiro a homens:
     
    [noite entre domingo da ressurreição e segunda-feira. Local = cenáculo, em Jerusalém]

    Mar 16:14 Finalmente apareceu aos onze, estando eles assentados à mesa, e lançou-lhes em rosto a sua incredulidade e dureza de coração, por não haverem crido nos que o tinham visto já ressuscitado.

    Luc 24:35-45 E eles lhes contaram o que lhes acontecera no caminho, e como deles fora conhecido no partir do pão. 36 ¶ E falando eles [Cléopas e o outro discípulo de Emaús] destas coisas, o mesmo Jesus se apresentou no meio deles, e disse-lhes: Paz seja convosco. 37 E eles, espantados e atemorizados, pensavam que viam algum espírito. 38 E ele lhes disse: Por que estais perturbados, e por que sobem tais pensamentos aos vossos corações? 39 Vede as minhas mãos e os meus pés, que sou eu mesmo; apalpai-me e vede, pois um espírito não tem carne nem ossos, como vedes que eu tenho. 40 E, dizendo isto, mostrou-lhes as mãos e os pés. 41 E, não o crendo eles ainda por causa da alegria, e estando maravilhados, disse-lhes: Tendes aqui alguma coisa que comer? 42 Então eles apresentaram-lhe parte de um peixe assado, e um favo de mel; 43 O que ele tomou, e comeu diante deles. 44 E disse-lhes: São estas as palavras que vos disse estando ainda convosco: Que convinha que se cumprisse tudo o que de mim estava escrito na lei de Moisés, e nos profetas e nos Salmos. 45 Então abriu-lhes o entendimento para compreenderem as Escrituras.

    Joã 20:19-23 ¶ Chegada, pois, a tarde daquele dia, o primeiro da semana, e cerradas as portas onde os discípulos, com medo dos judeus, se tinham ajuntado, chegou Jesus, e pôs-se no meio, e disse-lhes: Paz seja convosco. 20 E, dizendo isto, mostrou-lhes as suas mãos e o lado. De sorte que os discípulos se alegraram, vendo o Senhor. 21 Disse-lhes, pois, Jesus outra vez: Paz seja convosco; assim como o Pai me enviou, também eu vos envio a vós. 22 E, havendo dito isto, assoprou sobre eles e disse-lhes: Recebei o Espírito Santo. 23 Àqueles a quem perdoardes os pecados lhes são perdoados; e àqueles a quem os retiverdes lhes são retidos.

    Tomé não crê:
    Joã 20:24-25 Ora, Tomé, um dos doze, chamado Dídimo, não estava com eles quando veio Jesus. 25 Disseram-lhe, pois, os outros discípulos: Vimos o Senhor. Mas ele disse-lhes: Se eu não vir o sinal dos cravos em suas mãos, e não puser o dedo no lugar dos cravos, e não puser a minha mão no seu lado, de maneira nenhuma o crerei.
     
    Paulopes tem um artigo sobre isso>
     
    http://www.paulopes.com.br/2011/10/onde-houve-aparicao-de-jesus-apos.html#.WRy1X2jyu00
     
     
    ARDUIN, o que é fundamental na D.E. :?:
    Se a obra básica foi ditada por espíritos que só sabiam de PERFUMARIA, não existe obra básica.
     
     
    ===============================================================
    Não vou aqui novamente desafiá-lo a discutir a realidade desse coisa-ruim, porque sou fiscalizado, quero dizer, a tese que apresentei resumidamente foi repudiada sem sequer ser avaliada em sua forma integral.
    ===============================================================
     
    Acaso terei sido eu, Mestre?
    Eu não fui! Só se foi o vice-presidente.
    Eu só me opus ao diabo metafórico.
     
    Parece-me que o Excelentíssimo Senhor Presidente da Bancada está insinuando que o Pastor é um fraudador, que faz mistificações em sua igreja, que os exorcismos de sua igreja são fake.
     
    Como sou amigo de ambos, só vou assistir de camarote.
    Aproveito a oportunidade apenas para RELEMBRAR ao amigo Pastor que pode estar sendo enganado pelo Macedo.
    Já o avisei disso antes.
     
     
    BORGES, obrigado pela intervenção na discussão arduínica.
    Parece que nosso estimado Professor só lê no Pentateuco kardecista aquilo que lhe interessa. Interpreta como cristãos fazem com a bíblia e muçulmanos com o corão.
    Faz cherry picking.
     
     
    GORDUCHO, valeu a intervenção também.
    Acho que, diante disto, ARDUIN precisa mudar de tática. Só está enganando a si próprio.
     
     
    ===============================================================
    Acho chato alterarem um original, será para qual finalidade for. Atualização gramatical até vai mas o contexto :!:
    ===============================================================
     
    Vivem fazendo isto com a bíblia.
     
     
    Fala, Antonio!

  603. Marciano Diz:

    To whom did Jesus make his first post-resurrection appearance?
     
    The two Marys
     
    In the end of the sabbath, as it began to dawn toward the first day of the week, came Mary Magdalene and the other Mary to see the sepulchre…. And as they went to tell his disciples, behold, Jesus met them, saying, All hail. And they came and held him by the feet, and worshipped him. Matthew 28:1, 9
    Mary Magdalene
     
    Now when Jesus was risen early the first day of the week, he appeared first to Mary Magdalene, out of whom he had cast seven devils. Mark 16:9
    But Mary stood without at the sepulchre weeping … and saw Jesus standing, and knew not that it was Jesus. John 20:11-14
     
    Cleopas and another
     
    And, behold, two of them went that same day to a village called Emmaus…. And the one of them, whose name was Cleopas, answering said unto him, Art thou only a stranger in Jerusalem, and hast not known the things which are come to pass there in these days? … And it came to pass, as he sat at meat with them, he took bread, and blessed it, and brake, and gave to them. And their eyes were opened, and they knew him; and he vanished out of their sight.Luke 24:13-31
    Cephas
     
    And that he was buried, and that he rose again the third day according to the scriptures: And that he was seen of Cephas, then of the twelve. 1 Corinthians 15:4-5

  604. Marciano Diz:

    George Bernard Shaw:
    “Nenhum homem acredita que a Bíblia diz o que está escrito: acredita que ela diz o que ele quer.”
     

    Marciano:
    “Arduin não acredita que o LE diz o que está escrito; acredita que ele diz o que ele quer”.
     
    Isac Asimov:
    “A leitura crítica da Bíblia é o melhor caminho para o ateísmo.”
     
    É por causa dessa balbúrdia mencionada acima.
    A bíblia é cheia de contradições, cheia de mentiras sobre a natureza das coisas (separou a luz e as trevas).
    O “pentateuco” de Rivail é a mesma porcaria, sem contar o carnaval que são os livros “psicografados” pós-Rivail.

  605. Marciano Diz:

    A quem Jesus fez o primeiro aparecimento após a sua ressurreição?
    ☏ Maria Madalena e outra Maria. [Mt 28:1], [Mt 28:9]
    ☏ Maria Madalena. [Mc 16:9], [Jo 20:11-14]
    ☏ Cleopas e um outro. [Lc 24:13-31]
    ☏ Cefas. [I Co 15:4-5]

  606. Marciano Diz:

    Estou perdendo a mão.
    A quem Jesus fez o primeiro aparecimento após a sua ressurreição?
    ☐ Maria Madalena e outra Maria. [Mt 28:1], [Mt 28:9]
    ☐ Maria Madalena. [Mc 16:9], [Jo 20:11-14]
    ☐ Cleopas e um outro. [Lc 24:13-31]
    ☐ Cefas. [I Co 15:4-5]
     
    Resposta: Todas estão certas (e erradas, ao mesmo tempo).
    Foi isso que Schrödinger quis dizer.
    Como jesus FG não passa de um mito, todas as respostas estão corretas e erradas, ao mesmo tempo.

  607. Borges Diz:

    Se, no processo de psicografia, o médium mistura suas ideias com as do espírito, tornam-se necessárias algumas indagações:
    -Teria alguma validade, uma obra onde se misturam conteúdos do além e terrenos sem que possamos separá-los?
    -Teria Chico Xavier vendido tantos livros, se essa informação fosse ostensivamente propalada?
    -Não seria desonestidade vender livro de autor espiritual, quando na verdade parte dele tem autoria de encarnado?
    -Alguém gosta de comprar gasolina misturada com água ou vice versa?
    Um abraço

  608. Marciano Diz:

    Quando perguntarem, podem respoder:
    A quem Jesus fez o primeiro aparecimento após a sua ressurreição?
    ☑ Maria Madalena e outra Maria. [Mt 28:1], [Mt 28:9]
    ☑ Maria Madalena. [Mc 16:9], [Jo 20:11-14]
    ☑ Cleopas e um outro. [Lc 24:13-31]
    ☑ Cefas. [I Co 15:4-5].
    Não tem como errar. Ou acertar. Depende do POV.

  609. Marciano Diz:

    O poltergeist é soda!
    Eu disse que só canônicos, existem quatro evangelhos.
    Não tem por que descartar os outros.
    Qual o critério?
    Ele substituiu canônicos por cacônitos.
    Só agora vi.
    Cacônitos, como diz o Quevedo, non ecxiste.

  610. Marciano Diz:

    BORGES, você está extraordinário hoje!
    Essa mistura de água com gasolina não serve para nada.
    Nem para abastecer nem para beber.
    Perfeito!
    Merece aquele abraço!

  611. Marciano Diz:

    -Teria alguma validade, uma obra onde se misturam conteúdos do além e terrenos sem que possamos separá-los?
    R.: Nenhuma! E a palavra de deus diz que quando não podemos separar o joio do trigo, devemos ceifar tudo.
     

    -Teria Chico Xavier vendido tantos livros, se essa informação fosse ostensivamente propalada?
    R.: Certamente ainda venderia, mas presumivelmente bem menos.
     
    -Não seria desonestidade vender livro de autor espiritual, quando na verdade parte dele tem autoria de encarnado?
    R.: Se não se revela o fato previamente, sim!
     
    -Alguém gosta de comprar gasolina misturada com água ou vice versa?
    R.: Sempre tem maluco pra tudo, mas muito pouca gente compraria.

  612. Marciano Diz:

    O único problema é obter conteúdo do além puro.
    Como o além só existe na imaginação de gente de carne e osso, a mistura é impossível.
    Sai tudo da cabeça do médium.
    Do além não pinga nada.

  613. Marciano Diz:

    Sabe contar mentiras, BORGES?
    Se não sabe, aprenda:
    SEXO E DESTINO – Obra apaixonante, pelo conteúdo e lições, traz à cena a história de jovens e adultos que, movidos pelo amor, pela paixão e pela cobiça, complicam a própria existência de forma trágica e irreversível.
    Obsessões doentias, qual a que sofre Cláudio, apaixonado pela própria filha e que ele julga apenas adotiva, são o centro da trama onde desfilam, também, a maternidade omissa e a fraternidade ausente.
    Sexo, dinheiro e outros interesses vis marcam os personagens, de forma fria e realista. Neste ambiente, movimenta-se André Luiz, parecendo mais maduro que nos livros anteriores, e também mais calado.
    Grafada a duas mãos, por Waldo Vieira, responsável pela primeira parte (14 capítulos), e Francisco Cândido Xavier, responsável pela segunda (também com 14 capítulos), traz no prefácio a seguinte elucidação de André Luiz:
    “Sexo e destino, amor e consciência, liberdade e compromisso, culpa e resgate, lar e reencarnação constituem os temas deste livro, nascido na forja da realidade cotidiana.
    Entretanto, leitor amigo, após a oração do benfeitor, que se pronunciou no limiar (Emmanuel, em prefácio ditado à Chico Xavier), nada mais nos compete que não seja entregar-te a narrativa que a Divina Providência nos permitiu alinhavar, não pelo exclusivo propósito de desnudar a verdade, mas sim no objetivo de aprender com a biblioteca da experiência.
    Cremos seja desnecessário esclarecer que os nomes dos protagonistas desta história real foram substituidos por óbvias razões e que a presente biografia de grupo não pertence a outras criaturas senão a eles mesmos que no-la permitiram redigir, para a nossa edificação, depois de naturalmente consultados.
    Solicitamos, ainda, permissão para dizer-te que não foi retirado um só til das verdades que a entretecem – verdades da verdade, que, fremindo de capítulo a capítulo, carreia consigo, em passagens numerosas, a luz de nossas esperanças e o amargo sabor de nossas lágrimas.”

  614. Marciano Diz:

    Se sexo e dinheiro são coisas vis, quero toda a vilania do mundo para mim.
    Solicito, ainda, permissão para dizer-vos que não retiro um só til das verdades que afirmei acima.

  615. Marciano Diz:

    Retirados os tis (ou tiles) mentirosos, o texto fica assim:
    SEXO E DESTINO – Obra apaixonante, pelo conteúdo e liçoes, traz à cena a história de jovens e adultos que, movidos pelo amor, pela paixao e pela cobiça, complicam a própria existência de forma trágica e irreversível.
    Obsessoes doentias, qual a que sofre Cláudio, apaixonado pela própria filha e que ele julga apenas adotiva, sao o centro da trama onde desfilam, também, a maternidade omissa e a fraternidade ausente.
    Sexo, dinheiro e outros interesses vis marcam os personagens, de forma fria e realista. Neste ambiente, movimenta-se André Luiz, parecendo mais maduro que nos livros anteriores, e também mais calado.
    Grafada a duas maos, por Waldo Vieira, responsável pela primeira parte (14 capítulos), e Francisco Cândido Xavier, responsável pela segunda (também com 14 capítulos), traz no prefácio a seguinte elucidaçao de André Luiz:
    “Sexo e destino, amor e consciência, liberdade e compromisso, culpa e resgate, lar e reencarnaçao constituem os temas deste livro, nascido na forja da realidade cotidiana.
    Entretanto, leitor amigo, após a oraçao do benfeitor, que se pronunciou no limiar (Emmanuel, em prefácio ditado à Chico Xavier), nada mais nos compete que no seja entregar-te a narrativa que a Divina Providência nos permitiu alinhavar, no pelo exclusivo propósito de desnudar a verdade, mas sim no objetivo de aprender com a biblioteca da experiência.
    Cremos seja desnecessário esclarecer que os nomes dos protagonistas desta história real foram substituidos por óbvias razoes e que a presente biografia de grupo nao pertence a outras criaturas senao a eles mesmos que no-la permitiram redigir, para a nossa edificaçao, depois de naturalmente consultados.
    Solicitamos, ainda, permisso para dizer-te que no foi retirado um só til das verdades que a entretecem – verdades da verdade, que, fremindo de capítulo a capítulo, carreia consigo, em passagens numerosas, a luz de nossas esperanças e o amargo sabor de nossas lágrimas.”

  616. Gorducho Diz:

    Ela se referia a constataçao do sepulcro empty AMa.

  617. Marciano Diz:

    Parece não fazer diferença, mas destaco só os tis (ou tiles) mentirosos:
    SEXO E DESTINO – Obra apaixonante, pelo conteúdo e liçoes, traz à cena a história de jovens e adultos que, movidos pelo amor, pela paixao e pela cobiça, complicam a própria existência de forma trágica e irreversível.
    Obsessoes doentias, qual a que sofre Cláudio, apaixonado pela própria filha e que ele julga apenas adotiva, sao o centro da trama onde desfilam, também, a maternidade omissa e a fraternidade ausente.
    Sexo, dinheiro e outros interesses vis marcam os personagens, de forma fria e realista. Neste ambiente, movimenta-se André Luiz, parecendo mais maduro que nos livros anteriores, e também mais calado.
    Grafada a duas maos, por Waldo Vieira, responsável pela primeira parte (14 capítulos), e Francisco Cândido Xavier, responsável pela segunda (também com 14 capítulos), traz no prefácio a seguinte elucidaçao de André Luiz:
    “Sexo e destino, amor e consciência, liberdade e compromisso, culpa e resgate, lar e reencarnaçao constituem os temas deste livro, nascido na forja da realidade cotidiana.
    Entretanto, leitor amigo, após a oraçao do benfeitor, que se pronunciou no limiar (Emmanuel, em prefácio ditado à Chico Xavier), nada mais nos compete que no seja entregar-te a narrativa que a Divina Providência nos permitiu alinhavar, no pelo exclusivo propósito de desnudar a verdade, mas sim no objetivo de aprender com a biblioteca da experiência.
    Cremos seja desnecessário esclarecer que os nomes dos protagonistas desta história real foram substituidos por óbvias razoes e que a presente biografia de grupo nao pertence a outras criaturas senao a eles mesmos que no-la permitiram redigir, para a nossa edificaçao, depois de naturalmente consultados.
    Solicitamos, ainda, permissao para dizer-te que no foi retirado um só til das verdades que a entretecem – verdades da verdade, que, fremindo de capítulo a capítulo, carreia consigo, em passagens numerosas, a luz de nossas esperanças e o amargo sabor de nossas lágrimas.”

  618. Marciano Diz:

    Ah, sim, GORDUCHO.
    Foi quando o personagem FGJC executou o truque de sair do túmulo pela abertura secreta.
    Lucas 24
     
    1 E no primeiro dia da semana, muito de madrugada, foram elas ao sepulcro, levando as especiarias que tinham preparado, e algumas outras com elas.
    2 E acharam a pedra revolvida do sepulcro.
    3 E, entrando, não acharam o corpo do Senhor Jesus.
     
    Aí, não sei dizer, mas parece que iam enfeitar o defunto, como se faz nas funerárias.
    Talvez fosse profissão só de mulheres.
    Talvez coincidência.
    Como é tudo mentira mesmo, não faz diferença, acho.
     
    O simples fato de terem inventado essa história há tanto tempo (se é que não foi interpolada depois) mostra como esses truques de mágica com aberturas escondidas é antigo.
     
    Só o fato de quem inventou a história ter colocado essa passagem imaginária já revela que teve inspiração em truques que já se fazia naquela época.

  619. Marciano Diz:

    Só falta alguém aqui dizer que a história é verdadeira, pois teve várias testemunhas, está tudo registrado em vários livros sagrados.
    Os cientistas da época devem ter examinado a tumba.
    Foi tudo confirmado.
    Pena que FG não volte, para nos mostrar novamente o truque.

  620. Marciano Diz:

    GORDUCHO, perceba que o túmulo está lá até hoje, para ser examinado:
    http://veja.abril.com.br/ciencia/veja-como-aconteceu-a-abertura-do-tumulo-de-jesus/
    É muita cara de pau!
    Quer dizer que as pessoas não só encontraram o túmulo, sabem onde fica, como ele foi preservado, etc.?
    Parece aquela história das relíquias sagradas.
    Alguém tem um pedaço da cruz ou um prego para vender?
    Eu coleciono relíquias falsas.

  621. Marciano Diz:

    “Arqueólogos e pesquisadores da Universidade Nacional e Técnica de Atenas, que tiveram acesso ao local sagrado descobriram que a cama funerária onde o corpo teria sido colocado permaneceu intacta – uma das grandes questões que a abertura da tumba poderia esclarecer. O local, dentro da Basílica do Santo Sepulcro, em Jerusalém, foi aberto para que sejam colhidas informações para futuras pesquisas e também para dar início ao projeto de restauração do local.”
     
    Esses ” cientistas” se prestam a cada coisa…

  622. Marciano Diz:

    Depois de ler essa “reportagem”, passei a acreditar em milagres.

  623. MONTALVÃO Diz:

    /
    Marciano: esqueceu-se de que ele falou que os marcianos eram ainda mais atrasados do que nós.
    Deixou claro que acreditou em gente de carne e osso lá.
    .
    ARDUIN: _ Não foi o que eu entendi da nota de rodapé sobre o caso lá no LE. Lá diz que entre os planetas do nosso sistema solar, a Terra estaria entre os mais atrasados e que Marte LHE SERIA AINDA INFERIOR. Falou do planeta e não dos habitantes…
    .
    Mais umas coisas: Kardec disse que SEGUNDO INFORMAÇÕES dos espíritos… Onde foi que ele afiançou que tais informações eram da mais absoluta confiança? Para o Espiritismo, informações deste calibre são tão confiáveis quanto as “informações” dadas por ficcionistas ou até por astrônomos (caso do Flamarion) segundo o que pensavam pelos o que os recursos técnicos lhes permitiam ou permitem até hoje.
    .
    Essa questão e outras tantas que são consideradas erradas, estejam no Livro dos Espíritos ou em qualquer outro assinado pelo Kardec caem naquele setor que chamamos PERFUMARIA. Elas não constituem o fundamental da Doutrina Espírita.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: os marcianos de Marte e os jupiterianos e os outros não foram meras notas de rodapé, Kardec tinha muito apreço por eles.
    .
    “Segundo informações dos espíritos” mostra que o codificador tinha confiança no que publicava, pois provindo das altas esferas, assim pensava. Se hoje são relegadas a segundo plano, e consideradas peças decorativas, tal não era assim tratado nos tempos pioneiros. Mais um motivo para que a doutrina passasse por revisão e a ciência começasse a empurrar a ciência espírita para o seu devido lugar. Entretanto, porém, os espíritas preferiram o espiritismo…
    .
    A pluralidade dos mundos habitados fazia parte dos fundamentos da doutrina, embora não fosse a principal pedra de alicerce.

  624. Marciano Diz:

    Vejam quanta diferença:
     
    Lucas 24
     

    1 E no primeiro dia da semana, muito de madrugada, foram elas ao sepulcro, levando as especiarias que tinham preparado, e algumas outras com elas.
    2 E acharam a pedra revolvida do sepulcro.
    3 E, entrando, não acharam o corpo do Senhor Jesus.
     
    Marcos 16
     

    1 Quando terminou o sábado, Maria Madalena, Salomé e Maria, mãe de Tiago, compraram especiarias aromáticas para ungir o corpo de Jesus.
    2 No primeiro dia da semana, bem cedo, ao nascer do sol, elas se dirigiram ao sepulcro,
    3 perguntando umas às outras: “Quem removerá para nós a pedra da entrada do sepulcro? ”
    4 Mas, quando foram verificar, viram que a pedra, que era muito grande, havia sido removida.
     
    Mateus – Capítulo 28
    1 Depois do sábado, tendo começado o primeiro dia da semana, Maria Madalena e a outra Maria foram ver o sepulcro.
    2 E eis que sobreveio um grande terremoto, pois um anjo do Senhor desceu dos céus e, chegando ao sepulcro, rolou a pedra da entrada e assentou-se sobre ela.
    3 Sua aparência era como um relâmpago, e suas vestes eram brancas como a neve.
     
    “João, 20 1.No primeiro dia que se seguia ao sábado, Maria Madalena foi ao sepulcro, de manhã cedo, quando ainda estava escuro. Viu a pedra removida do sepulcro. 2.Correu e foi dizer a Simão Pedro e ao outro discípulo a quem Jesus amava: Tiraram o Senhor do sepulcro, e não sabemos onde o puseram! 3.Saiu então Pedro com aquele outro discípulo, e foram ao sepulcro. 4.Corriam juntos, mas aquele outro discípulo correu mais depressa do que Pedro e chegou primeiro ao sepulcro. 5.Inclinou-se e viu ali os panos no chão, mas não entrou. 6.Chegou Simão Pedro que o seguia, entrou no sepulcro e viu os panos postos no chão. 7.Viu também o sudário que estivera sobre a cabeça de Jesus. Não estava, porém, com os panos, mas enrolado num lugar à parte. 8.Então entrou também o discípulo que havia chegado primeiro ao sepulcro. Viu e creu. 9.Em verdade, ainda não haviam entendido a Escritura, segundo a qual Jesus devia ressuscitar dentre os mortos.”
     
     
    São quatro histórias diferentes.
    Tem uma mulher, duas mulheres, três mulheres.
     
    Fizeram especiarias, compraram
     
    Foram ungir, foram ver.
     
    Encontraram a pedra de um jeito, de outro, tinha anjo, não tinha anjo.
     
    Cada um escrevia o que queria.

  625. Gorducho Diz:

    Nao, ela questionava o Porque dos caras que escreveram a historia terem posto só mulheres. Como em religião nada e por acaso e não existe ingênuos – como alias ABoao que tudo indica bem exemplificou agora a pouco &c.

  626. MONTALVÃO Diz:

    /
    Marcos Arduin Diz:
    ..
    Na verdade, Moisés, não sei o que você quer. Imaginei, pelo teor do que discutimos, que você queria que eu dissesse sobre a questão dos fenômenos mediúnicos produzidos sem gabinete, inclusive materialização. Sim, pois você fazia o maior cavalo de batalha por conta do dito gabinete como dando a certeza de que assim o médium estaria seguro para fraudar. No fim você mesmo trouxe os textos sobre o não uso do gabinete, mas agindo como sempre achem os céticos por sistema, aí encontrou a desculpa para dizer que mesmo sem gabinete, a mediunidade continua não valendo.
    .
    Se nada lhe contenta, por que perde tempo com isso?
    /.
    CONSIDERAÇÃO: primeiro, considere que lhe pedi reprise dos textos “sem gabinete” que diz ter oferecido (ou indicação de onde postado), dos quais não tomei conhecimento – (ao menos não lembro: o Dr. Visoni diagnosticou-me com uma doença que faz a gente esquecer do que não recorda).
    .
    Agora, se acha que os textos que indicou resolvem o problema, preciso conhecê-los com urgência. De qualquer modo, entenda que não afirmei que o único problema com materializações fosse a cabine. Ela é, sim, um grande problema para o pesquisador e um grande facilitador para o fraudador. Entretanto, a eliminação da cabine não torna as alegadas materializações legítimas.
    .
    Se está propondo que basta apresentar casos em que houve materializações em que a cabine estava ausente e fim de papo, creio que alguém não está entendendo o que significa estudar tais alegações…

  627. MONTALVÃO Diz:

    /
    “Parece-me que o Excelentíssimo Senhor Presidente da Bancada está insinuando que o Pastor é um fraudador, que faz mistificações em sua igreja, que os exorcismos de sua igreja são fake.”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: ôpa, devagar: ao pastor não fiz acusação nesse sentido, dele nada posso dizer: nunca o vi pregando, ou realizando coisas… quanto aos exorcismos, está correto… não só na igreja dele…

  628. Marciano Diz:

    Caminhando de par com o progresso, o Espiritismo jamais será ultrapassado, porque, se novas descobertas lhe demonstrarem estar em erro acerca de um ponto qualquer, ele se modificará nesse ponto. Se uma verdade nova se revelar, ele a aceitará (A Gênese, cap. I, item 55).
     
    Se forem cumprir a promessa…
     
    PLURALIDADE DOS MUNDOS
    55. São habitados todos os globos que se movem no
    espaço?
     
    Não! Só se conhece a Terra como planeta habitado.

  629. MONTALVÃO Diz:

    .
    ARDUIN: Já não leu nos livros do Kardec essa questão do esquecimento do passado? Qual foi a dúvida? O esquecimento do passado dá-se para que o espírito, na nova encarnação, faça a “prova prática” do que aprendeu ou jurou fazer em missão antes de encarnar-se. Digamos que dois espíritos, no esforço de fazerem as pazes entre si, encarnem como irmãos ou pai/mãe e outro filho/filha? Será mais fácil chegar a esse propósito se não se lembrarem de seu passado ou retendo essa lembrança? Posso parar por aqui?
    /.
    CONSIDERAÇÃO: li a explicação de kardec, insatisfatória. Quando codificou a doutrina a primeira e maior objeção que se lhe fez foi a de haver reencarnação com esquecimento. Rivail não elucidou a questão, jogou a resposta para Deus (“se aprouve a Deus pôr o véu do esquecimento”…). Depois acrescentou o inesclarecimento dos conflitos sociais e pessoais que as lembranças acarretariam. Os adeptos do espiritismo reencarnacionista parecem satisfeitos com essa conversa, não veem que não alumia coisa alguma. A aporia, portanto, permanece: se reencarnamos por que não lembramos?
    /
    /
    .
    ARDUIN: Agora quanto à invisibilidade dos espíritos e suas outras objeções, não há o que fazer. Já disse sei lá quantas vezes que os espíritos são, usualmente, os entes que animavam personalidades encarnadas. O único jeito de se testar essa hipótese é obtendo através de algum médium a comunicação de um espírito específico, cujas declarações possam ser verificadas de alguma maneira. Mas se para você isso não serve, então nada tenho a lhe oferecer. O que já vi você e outros proporem podem, quando muito, indicar que há algo que não é esperado ocorrer normalmente entre pessoas, mas que não necessariamente restrinja a ação a espíritos.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: trata a dificuldade como se fosse um nada: na sua cabeça espíritos comunicam como e quando querem, se alguém não crê que por detrás do médium há um morto, o problema será do descrente, não do morto que, na sua ótica, age na natureza incontestavelmente.
    .
    Neste caso, apregoar a comunicação é mais um ASQ, mais uma crença religiosa inverificada. Como o Gorducho bem obtemperou: se se restringe o espiritismo à religião, acaba a discussão. Religião não se discute, ou se aceita o que ela propõe ou recusa. Só que, em se tratando de espíritos comunicantes, a presença de tais imaginadas entidades poderia ser confirmada objetivamente: não mensurando-se o grau de satisfação do recebedor da mensagem, tipo verificar se o que foi dito bate com a realidade: alguma coisa sempre bate e o que não bate deixa pra lá.
    .
    Este não é um bom caminho, pois sempre vai deixar dúvidas.
    .
    Por outro lado, sendo os entes comunicantes consciências ativas, estes podem, se quiserem, dar mostras concretas de suas presenças. Se eles agem na natureza alguma coisa do ambiente devem perceber, então testa-se essa percepção.
    .
    Mas, aí você retorque: acontece que isso não mostra necessariamente a presença de um espírito: poderia ser outra coisa, clarividência, por exemplo. Tá vá lá que em vez de se achar mortos comunicantes se achasse nos médiuns nível de clarividência que as pesquisas não lograram encontrar. Neste caso, ficaria patente que mortos não comunicam, mas os médiuns são pessoas altamente dotadas, capazes de perceber coisas ocultas no ambiente e as reportar como se fosse provinda de entidades alienígenas.
    .
    Quer dizer, de um modo ou de outro verificações desse tipo sempre seriam úteis.
    .
    Entretanto, fugir de enfrentar a questão mostra que há receio de realizar a aferição e ocorrer o malogro… em consequência, fica patente que mortos não comunicam.
    /
    /
    ARDUIN:Em tempo: ainda não li, mas na Folha de hoje (17/05/2017) há uma declaração da CIA, que estudou o Uri Geller, e ADMITIU a existência da tal Percepção Extra Sensorial, mas admitindo que é coisa muito rara e de difícil obtenção quanto a precisão dos dados.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: Uri Geller dando provas de paranormalidade, só mesmo a Cia & Cia para apregoar tal despautério. A não ser que malandragem tenha mudado de nome…

  630. Eu Sou a Universal Diz:

    Sr Arduin, agradeço por me responder cuidadosamente, analisarei com calma as suas respostas e a gente volta a se falar, muito grato.

  631. Marciano Diz:

    ===============================================================
    A aporia, portanto, permanece: se reencarnamos por que não lembramos?
    ===============================================================
     
    Eu, você, Arduin, Vitor, etc., não nos lembramos, mas tem um monte de crianças indianas que se lembram.
    O Vitor não te contou?
     
    O véu do esquecimento não é para todos.
    Tem um monte de livros espíritas dizendo quem era quem em qual encarnação. Tem TVP.
     
    Eu pensava que a gente citava Uri Geller para provar que paranormais são fraudes, não o contrário.
     
     
    http://news.sky.com/story/psychic-spoon-bender-uri-geller-convinced-cia-10734232

  632. Marciano Diz:

    Este mail foi enviado ao autor original do Dicionário Céptico, Dr Bob Carroll. A tradução é da minha responsabilidade.
     
    9 Julho 1998
    Assunto: Uri Geller- The Skeptic’s Dictionary – Dando conhecimento
    Mr. Bob Carroll,
     
    Este escritório representa Uri Geller. O seu Skeptic’s Dictionary na internet foi trazido à nossa atenção. A colocação do nome do sr. Geller debaixo do cabeçalho Frauds & Hoaxes é altamente “libellous” [sic, no original], defamatório e prejudicial. Devia ter consultado os seus advogados sobre leis internacionais, visto estas variarem de país para país. Passámos a sua página do Skeptic’s Dictionary aos nossos advogados nos EUA e na Europa para acção imediata.
     
    Yours Sincerely
     
    D. Robertson
     
    CC: Richard W. Winelander, Esq. Baltimore, MD
    Bob Foglenest Esq. New York, N.Y.
    Gordon Hausmann, Curry CH. Hausmann Popeck solicitors, London
    Ruth Liebesman Attorney at Law, New York
     
    resposta de Bob Carroll: Obrigado por chamar a minha atenção para o que chamou a sua atenção. Consultei os meus especialistas sobre falsas acusações e leis internacionais. Fui informado de que as interpretações variam e que devia consultar um psiquico em vez de um advogado. (…)
     
    De qualquer modo, acção imediata foi tomada e o erro foi corrigido. Uri Geller está agora listado debaixo de Paranormal and the Psychic. (…)
     
    Com todo o respeito que vos é devido,
    Bob Carroll
     
    p.s. por favor passem este mail aos vossos ilustres colegas. E recordem-lhes o que aconteceu a ultima vez que Geller processou alguém.
    http://brazil.skepdic.com/geller.html

  633. Gorducho Diz:

    ==============================================================
    Eu, você, Arduin, Vitor, etc., não nos lembramos, mas tem um monte de crianças indianas que se lembram.
    O Vitor não te contou?
     
    O véu do esquecimento não é para todos
    .
    ==============================================================
    Por incrível que possa parecer, e até ser causa de certo desconforto dentro da bancada, eu acho as pesquisas do Stevenson válidas (visto que jamais se pode querer interditar experimentações) e sérias.
    E elas DESPROVAM a reencarnação justo por essa discrepância.

  634. Gorducho Diz:

    Analista Borges
    conferi o LE “oficial” disponibilizado pela FEB
    traduzido pelo Guillon Ribeiro, e está correto.
    Interessante essa sua edição…
    quem a fez :?:

  635. Gorducho Diz:

    ==============================================================
    Sr Arduin, agradeço por me responder cuidadosamente, analisarei com calma as suas respostas e a gente volta a se falar, muito grato.
    ==============================================================
    O Professor é um experiente debatedor, Pastor.
    E se ele aceitar eu aposto que ele lê CX no altar e vocês não derrubam ele :!:
    Claro que não pode haver contato físico, a imposição de mãos no máximo uns 50cm de distância.
    Nem vaias ou gritos que impeçam a leitura e pregação dele. As preces tem que serem silenciosas.
     
    Já disse: se for na grande SAO ou Campinas eu vou assistir.

  636. Marcos Arduin Diz:

    Borges Diz: maio 17th, 2017 às 6:59 PM

    Se, no processo de psicografia, o médium mistura suas ideias com as do espírito, tornam-se necessárias algumas indagações:
    -Teria alguma validade, uma obra onde se misturam conteúdos do além e terrenos sem que possamos separá-los?
    Arduin: Quanto a isso, Borges, DEPENDE DO CONTEÚDO da obra. Há livros do Chico, ex: Pão Nosso, que aqui dizem que são usados na abertura de trabalhos nos centros. No que eu trabalho acontece isso. Tais livros são de conteúdo moral geral. Tenham eles sido escritos pelo espírito Emmanuel ou animicamente pelo próprio Chico, dá no mesmo pois o conteúdo é igualmente aproveitável.
    .
    No caso de romances, como o Há 2000 anos e assemelhados, eles NADA PROVAM a favor da mediunidade. Tanto podem ser psicografados, quando produto de animismo. Inclusive no romance que publiquei, eu o apresentei como romance ESPIRITUALISTA e na orelha expliquei o motivo. O único caso de romance que dá apoio à mediunidade é a continuação do romance inacabado do Charles Dickens, O Mistério de Edwin Drood.
    .
    E quando vêm aquelas obras mirabolantes, fazendo revelações e profecias mirabolantes, sempre teremos trouxas que darão trela a elas. É um pecado muito grave, mas não é só nosso (não temos tantos que dão o valor de verdade absoluta ao idealismo esquerdista?).
    .
    Borges: -Teria Chico Xavier vendido tantos livros, se essa informação fosse ostensivamente propalada?
    .
    Diga-me uma coisa: no Brasil católico carola dos anos 1930 a colocação na capa “Espírito tal, psicografado por médium fulano” seria um forte apelo de venda ou um fator de repulsa? O problema é que o povão gosta de ter para si um exemplo em quem se mirar. O que parecia elevar-se na moda era o Jair Bolsonaro, mas agora a Folha e a Veja estragaram o barato dele de virgem vestal impoluta… Os esquerdistas já estavam órfãos e agora os direitistas estão indo pro mesmo caminho…
    .
    Borges -Não seria desonestidade vender livro de autor espiritual, quando na verdade parte dele tem autoria de encarnado?
    .
    - O fenômeno anímico nem sempre é percebido pelo médium, por mais capacitado que seja. Então não seria um caso de fraude intencional. Ruim é quando os leitores não sabem ou, por muito baba ovo, querem achar que o médium é infalível. A FEB, com todas as objeções que faço a ela, foi prudente ao não querer publicar o livro do Chico Cartas de uma morta, aquele que fala maravilhas de Marte. Quem o publicou foi a LAKE. Quando, depois que se viu que Marte não tem nada do que os psicógrafos disseram que tinha, o Chico foi questionado e deu aquela resposta tipo “joão-sem-braço”: _ A FEB fez bem em não aceitar publicá-lo. Na ocasião eu me recuperava de uma doença e não estava fisicamente bem. Assim o escrito provavelmente foi fruto de minha imaginação. _ Ou seja agora o Chico se assumiu como autor do texto… (estou escrevendo de memória e por isso não sei se as palavras exatas são essa. Foi lá como na citação do Kardec sobre Marte, que também a fiz de memória).
    .
    Borges -Alguém gosta de comprar gasolina misturada com água ou vice versa?
    .
    - Duvido. Mas desde o início, Kardec já dizia que deveríamos ter prudência com o que diziam os espíritos. Foi claro em dizer que eles nem eram donos da suprema sabedoria e nem da suprema moralidade. Se o médium não tem a prudência de analisar cautelosamente o que recebe, então que o façam os leitores. Não sei se sabe disso, mas o médium Baccelli fazia de tudo para ficar pendurado junto ao Chico. Porém este viu que Baccelli era um vaidoso, tipo Gasparetto, e imprudente. Acabou por não mais permitir sua presença no centro em que administrava. Assim os dois não viram nos últimos oito anos de vida do Chico. Tomou essa atitude, pois temia que fosse usado como avalista da “impressionante e confiável mediunidade” do cara. E mesmo excluído do convívio do Chico vivo, hoje Baccelli é o único médium que tem o “privilégio” de receber mensagens do espírito do Chico… E não faltam trouxas que idolatram o gajo.
    .
    Borges: Um abraço
    .
    - Outro.

  637. Espírita Sp Orlando Diz:

    Caro Marcos Arduin,
    Não entendi o seu menosprezo pela editora LAKE em relação a FEB.
    É uma editora excelente, ajudam o semelhante em questões sociais.
    E a FEB não publicou pq houve um atrito na época entre alguns membros FEB e Waldo Vieira junto com um comitê chefiado pelo Dr. Porto Carreiro Neto.

  638. Espírita Sp Orlando Diz:

    Desde cedo aqui em nosso Centro preparamos nossos infantes com as obras do espirito Veneranda ditadas ao Chico Xavier. Nem só de Emmanuel e André Luiz vivebo espirita cristão.
    Obras: o caminho oculto e filhas do grande rei. Vale a pena na evangelização infantil.

  639. Vinicius Diz:

    “hoje Baccelli é o único médium que tem o “privilégio” de receber mensagens do espírito do Chico… ”
     
    Não, Arduin :!: Tem este aqui também:
    https://www.youtube.com/watch?v=ddkxyx599AY
     
    E esta:
    https://www.youtube.com/watch?v=YXS1YAYoX00

  640. Gorducho Diz:

    A 2ª é Dr. Bezerra, acho claramente :(

  641. Gorducho Diz:

    claramente
    Tem todas jeito de ser o Dr. Bezerra.

  642. Gorducho Diz:

    PUXA :!: TÁ DIFÍCIL EU ACERTAR :(
     
    Tem todas todo jeito de ser o (espírito do) Dr. Bezerra, não CX…
     
     
    Bom, agora vamos instalar a nova atualização do Windows…

  643. Antonio G. - POA Diz:

    Marciano, é um prazer “revê-lo”! E a todos os demais. É um grande deleite ler os textos dos intrépidos gladiadores defensores dos mistérios transcendentais. E dos infensos a estes. O caríssimo professor Arduin é um estóico. Inabalável, parece. Admirável.
    rsrsrsrs
    .
    Vai um bom abraço a todos.

  644. Vitor Diz:

    Abraço, Antônio! Bom te “ver”!!

  645. Vinicius Diz:

    “comitê chefiado pelo Dr. Porto Carreiro Neto”
     
    que comitê seria este? não encontrei nada até agora sobre o tal atrito.
     
    conheço as querelas de não liberarem os originais ao CX para traduzir em outras linguas,a briga da clausula pétrea, o acordo com os umbandistas …

  646. Vinicius Diz:

    GORDUCHO que conhece um montão de coisas sobre a FEB sabe desse atrito com Porto Carreiro?
    você lembra se na evangelização que participava tinha leitura do livro do espirito Veneranda?

  647. Gorducho Diz:

    Saudações AAG.-POA :!:
    Autor da útil e infalível regra heurística adotada pela nossa bancada: nesse ramo do espiritismo e paranormalidade nunca é beeem assim como contam.
     
     
    Não me lembro quanto aos livros até porque cada evangelizadora teria seu método espeitada a orientação geral da Diretora de Evangelização, claro.

  648. Gorducho Diz:

    Não, nada sei desse affaire onde CX teria depois admitido não ter sido psicografia que Professor sempre relata.
     
     
    Favor aportar mais esclarecimentos, Dr.

  649. Marciano Diz:

    ARDUIN, na moral, a Folha tem um tremendo viés esquerdista e a Veja trocou de direção, deu uma guinada à esquerda.
    Não conheço nem quero conhecer Bolsonaro. É um fanfarrão, mas pelo menos não é esquerdopata ou esquerdista (esquerdopatas são dos doentes mentais que acreditam na esquerda e esquerdistas são como líderes religiosos, exploram os primeiros), mas tome cuidado com essas duas.
     
    O prazer é recíproco, ANTONIO.
    Você faz falta aqui.

     
    Aliás, como Arduin tocou no assunto politicagem, desde ontem à noite um grande incêndio tomou Brasília.
    Tenho até medo de como vai terminar este filme.
    Isto sim, é história de arrepiar.

  650. Marciano Diz:

    GORDUCHO, BORGES e outros conhecedores do assunto: tem uma história de que cx teria hesitado em publicar NL, por medo da reação dos crentes.
    Sabem algo a respeito?
    “As revelações de Andre Luiz foram tao surpreendentes que mesmo a Federação Espirita Brasileira (FEB) hesitou em lançar alguns de seus livros pois algumas pessoas os achavam ‘fantasiosos’ demais.”

  651. Marciano Diz:

    Eu mesmo já comentei este assunto aqui, mas fui reticente, por não saber grande coisa sobre ele.
     
     
    Marciano Diz:
    MAIO 12TH, 2016 ÀS 7:09 PM
    Sei de uma história de que cx hesitou em publicar NL, pois achava que poderia perder crédito como médium.
    Infelizmente, fazendo uma rápida pesquisa na web, o único sítio em que encontrei algo a respeito é este:

    chico xavier temia publicar “nosso lar” – Partida e Chegada
    http://www.partidaechegada.com/…/chico-xavier-temia-publicar-nosso-lar.html

  652. Marciano Diz:

    Do ano passado para cá, a página foi tirada do ar (censura?) e não encontrei mais nada.

  653. Marciano Diz:

    Parece que tem hackers espíritas tentando evitar que o assunto venha à baila:
    http://www.partidaechegada.com/2009/03/chico-xavier-temia-publicar-nosso-lar.html
    Podem olhar aqui, também:
    http://vidascronicas.blogspot.com.br/2009/03/tive-que-lutar-contra-meus-medos.html

  654. Marciano Diz:

    CHICO XAVIER TEMIA PUBLICAR “NOSSO LAR”
     
    Francisco Cândido Xavier psicografou 436 livros em 75 anos e um deles, “Nosso Lar”, lançado em 1943 e que já vendeu quase dois milhões de exemplares, o preocupou antes de editado. Seu autor espiritual se apresentava apenas como André Luiz, médico em reencarnação no Brasil. O jornalista Marcel Souto Maior, no seu livro-reportagem As Vidas de Chico Xavier, comenta : “O texto pegou o mineiro de surpresa. Era diferente de tudo o que ele já tinha escrito. Descrevia o cotidiano numa cidade espiritual próximo à Terra, uma zona de transição fundada por portugueses em algum ponto do espaço, mais perto do Sol do que da Terra, no século 16. Era para ali, ou para comunidades parecidas com aquela, que muita gente ia após a morte. Nada de céu, de inferno, de purgatório. A população, formada por cerca de um milhão de habitantes, vivia às voltas com uma burocracia tão intrincada quanto à terráquea. Os moradores de ‘Nosso Lar’ se submetiam a regras ditadas por estâncias como a Governadoria Geral e os ministérios da Regeneração, do Esclarecimento e da Elevação”.
     
    Marcel considera “Nosso Lar” um marco para o Espiritismo. Convenceu muita gente da necessidade de trabalhar pelos necessitados. Quem se dedicasse à caridade evoluiria mais depressa. Quem ajudasse o outro se ajudaria. Ele conta que Chico Xavier tremeu ao traduzir aquelas lições do outro mundo. Escutava as frases e vacilava com o lápis na mão, perplexo diante do mundo novo. Numa das noites de trabalho, se sentiu fora do corpo e, durante duas horas, ao lado de André Luiz e de Emmanuel, seu instrutor espiritual, visitou uma faixa suburbana da cidade insólita que lhe era descrita. A viagem, uma das maiores surpresas de sua vida, não ocorreu por merecimento, mas por necessidade: só assim ele conseguiria passar para o papel, sem trair a realidade, o clima descrito por André Luiz.
     
    Quando a obra foi publicada, obviamente choveram as críticas. Emmanuel não permitiu que o médium se ofendesse ou as refutasse: “Chico, ressentimento é vaidade. Você não pode exigir que os outros acreditem naquilo em que você acredita. Ninguém está obrigado a seguir a sua cartilha”. Décimo nono livro do médium, da série André Luiz vieram depois: Os Mensageiros, Missionários da Luz, Obreiros da Vida Eterna, No Mundo Maior, Agenda Cristã, Libertação, Entre a Terra e o Céu, Nos Domínios da Mediunidade, Ação e Reação, Evolução em Dois Mundos, Mecanismos da Mediunidade, Conduta Espírita, Sexo e Destino, Desobsessão e A Vida Continua…

  655. Gorducho Diz:

    Não, o que eu conheço é a reação e a campanha da FEB para legitimá-lo. Wantuil alega – corretamente – que ele tem apoio no espiritismo anglo que é composto por esferas aristotélicas (palavras minhas não dele, bien sûr) e a cidade do Owen.
    Se foi Wantuil de Freitas quem induziu ele a escrever NL nunca se saberá, acho</b..

  656. Vitor Diz:

    Bruxaria funciona:
    https://extra.globo.com/noticias/viral/ritual-viraliza-apos-acertar-previsao-sobre-ruina-de-michel-temer-21356436.html?utm_source=Twitter&utm_medium=Social&utm_campaign=Extra

  657. Borges Diz:

    Gorducho Diz:
    MAIO 18TH, 2017 ÀS 9:17 AM
    “Analista Borges
    conferi o LE “oficial” disponibilizado pela FEB
    traduzido pelo Guillon Ribeiro, e está correto.
    Interessante essa sua edição…
    quem a fez ”
    .
    Título do original:
    LE LIVRE DES ESPRITS
    Edição U.S.K.B. (1954)
    .
    Tradução: SALVADOR GENTILE
    .
    Revisão: ELIAS BARBOSA
    .
    Capa: CÉSAR FRANÇA DE OLIVEIRA
    .
    1974, Instituto de Difusão Espírita

    .
    178ª edição – julho /2008
    20.000 exemplares
    (1.583.001 ao 1.603.000)
    .
    Composto e impresso em nossas oficinas.

  658. MONTALVÃO Diz:

    /
    “Por incrível que possa parecer, e até ser causa de certo desconforto dentro da bancada, eu acho as pesquisas do Stevenson válidas (visto que jamais se pode querer interditar experimentações) e sérias.
    E elas DESPROVAM a reencarnação justo por essa discrepância.”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: concordo centos por cento. Realmente, as pesquisas de Stevenson são válidas, como são válidas quaisquer pesquisas conduzidas tecnicamente. Até mesmo nosso Arduin pesquisando o galvanômetro, para conferir se é à prova de fraude, deve ser aplaudido pelo esforço (só falta divulgar o que apurou).
    .
    Mesmo assim, em favor da reencarnação Stevenson conseguiu muito pouco, se é que conseguiu alguma coisa…
    .
    Sendo MUITO generoso, poder-se-ia inferir a POSSIBILIDADE de algumas (poucas) pessoas, excepcionalmente, reencarnarem, visto que a maioria, mesmo em comunidades incentivadoras de recordações, não vem ao mundo com a memória de quem foi.
    .
    A regra cósmica para múltiplos nascimentos reza, em seu artigo 1º: “sem lembrança sem reencarnação”…

  659. Marciano Diz:

    A ruína de Temer era esperada por todos os que têm um mínimo de informação.
    O que eu não entendo é porque Aécio foi afastado por um ministro do STF, Cunha também, mas Renan peitou o tribunal e se deu bem (até agora), antes dele, Demóstenes Torres só foi afastado pelo plenário da casa, o mesmo com Luís Estêvão.
    Por que nenhum ministro do STF afastou Luís Estêvão, o qual acabou preso, nenhum ministro do STF afastou Demóstenes Torres.
    Não mudou nada na Constituição, na legislação específica, no regimento do senado.
    Algum paranormal sabe explicar isto?
    O direito não explica.

  660. MONTALVÃO Diz:

    /
    ===============================================================
    A aporia, portanto, permanece: se reencarnamos por que não lembramos?
    ===========================================

    MARTE: Eu, você, Arduin, Vitor, etc., não nos lembramos, mas tem um monte de crianças indianas que se lembram.
    O Vitor não te contou?
    .
    O véu do esquecimento não é para todos.
    Tem um monte de livros espíritas dizendo quem era quem em qual encarnação. Tem TVP.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: és mesmo um pândego…

  661. Marciano Diz:

    Para refrescar a memória de quem anda com a dita cuja frouxa ou instruir quem tem menos de 12 anos:
    https://pt.wikipedia.org/wiki/Lu%C3%ADs_Est%C3%AAv%C3%A3o
    e
    https://pt.wikipedia.org/wiki/Dem%C3%B3stenes_Torres

  662. Gorducho Diz:

    Lá por 1974 aconteceu um escândalo de tentativa de adulteração das obras do Kardec, Analista Borges.
    Vamos pesquisar melhor pra vermos se há alguma correlação, e quais as pessoas que estiveram envolvidas, certo :?:

  663. Borges Diz:

    “Arduin: Quanto a isso, Borges, DEPENDE DO CONTEÚDO da obra. Há livros do Chico, ex: Pão Nosso, que aqui dizem que são usados na abertura de trabalhos nos centros. No que eu trabalho acontece isso. Tais livros são de conteúdo moral geral. Tenham eles sido escritos pelo espírito Emmanuel ou animicamente pelo próprio Chico, dá no mesmo pois o conteúdo é igualmente aproveitável.”
    .
    Há cerca de cinco anos eu estaria inclinado a concordar plenamente com você, atualmente isso não é mais possível. As coisas foram acontecendo em minha mente com velocidade impressionante. De repente me senti desobrigado de ser o boneco de marionete que os espíritas costumam forjar com suas palestras e mensagens “melosas”. Descobri que não existem julgamentos por seres divinos ou espirituais; e se isso se concretiza, ocorre unicamente por conta deles, sem a aquiescência de uma ordem maior. É como se julgadores e julgados estivessem irmanados com firme propósito para a consumação dos castigos, embalados pelo desejo de agradar o Criador. Acho que o inferno nada mais é que o remorso decorrente do sentimento de culpa, fundado ou infundado.
    Percebo que o conceito de moral é intrínseco a cada indivíduo e parece quase imutável. Palestras e mensagens “adocicadas” podem apenas maquiar, isso porque as mudanças reais são lentas e depende quase que exclusivamente da maneira como a pessoa percebe o mundo que a rodeia. Conheço espíritas experientes, cujos comportamentos, quando confrontados com as adversidades, estão distantes das pregações dos centros. Nossos governantes, muitos formados em excelentes universidades, constituem hoje, péssimos exemplos para a população.
    Um abraço.

  664. Borges Diz:

    Vamos pesquisar melhor pra vermos se há alguma correlação, e quais as pessoas que estiveram envolvidas, certo :?
    .
    Certo .Vamos lá.
    Um abaraço

  665. Borges Diz:

    Devido ao erro no abraço (abaraço) lembrei-me de Alberto Roberto.
    https://www.youtube.com/watch?v=gV7pt7ekpKs

  666. Marciano Diz:

    Ajudinha para GORDUCHO e BORGES.
     
    A crucificação do Evangelho
    Em 1973 o jornalista Paulo Alves Godoy mantinha cargos diretivos na Federação Espírita do Estado de São Paulo e na União das Sociedades Espíritas de São Paulo. Ele e o confrade Jamil Nagib Salomão (o qual nessa época dirigia a importante Área de divulgação da FEESP) foram a Uberaba visitar o médium cx. No decorrer da conversa em meio ao povo o famoso médium dissera, inadvertidamente, que certas expressões de Allan Kardec contidas no Evangelho deveriam ser abrandadas, sem que, no entanto, o pensamento do Codificador sofresse alteração… Na viagem de regresso Jamil Salomão incumbiu Paulo Alves de Godoy de traduzir O Evangelho Segundo o Espiritismo, porém substituindo e até mesmo suprimindo expressões que lhe parecessem agressivas ou inadequadas. Paulo Alves Godoy, por ingenuidade ou vaidade (note-se que já era autor de livros sobre jesus (FG) e os evangelhos…) aceitou a tarefa. Quanto a Jamil Salomão, comerciante experiente, acreditava que a tradução “moderninha” (conforme ele dizia), por ser novidade e trazer o selo da Federação Espírita do Estado de São Paulo, retiraria do mercado em curto prazo a tradução de Guillon Ribeiro e a de Herculano Pires, enchendo, assim os cofres da FEESP…
     
    O trabalho de lesa-doutrina fora realizado sigilosamente, como que na calada da noite, por Paulo Alves Godoy, sob o olhar vigilante de espíritos trevosos. Há de admirar-se o leitor que a diretoria da FEESP aprovasse o plano umbralino, mas o ambiente estava propício para o delito, porque o ensino e a prática mediúnica espíritas nessa instituição mesclavam-se ainda ao orientalismo e esoterismo. A Doutrina Espírita não era estudada diretamente nas obras de Allan Kardec.
     
    A tradução sinistra de Paulo Alves Godoy (na verdade, uma montagem baseada em traduções alheias) foi impressa em julho de 1974 na cidade de Araras. Edição de trinta mil exemplares! Lançada em outubro juntamente com o Instituto de Difusão Espírita de Araras, sob a direção de Salvador Gentile, boa parte da edição fora vendida antecipadamente aos centros espíritas. O confrade Stig Roland Ibsen, proprietário da Livraria Boa-Nova, em São Paulo, também colaborou, distribuindo o resto da obra às livrarias. Quando, pois, Jamil Nagib Salomão e Josian Courté enviaram um exemplar a Herculano Pires, já o evangelho adulterado estava no mercado.
     
    Herculano vai à luta
     
    Grande foi o impacto sofrido pelo mestre ao examinar a tradução. Jorge Rizzini visitou-o no dia seguinte. Herculano Pires apresentava palidez acentuada. Foi com amargura que disse:
     
    – Já viu o que fizeram n’O Evangelho Segundo o Espiritismo? É inacreditável. Paulo Alves Godoy adulterou-o. Edição FEESP.
     
    – E Carlos Jordão da Silva e Luiz Monteiro de Barros? O presidente da federação e o vice concordaram?
     
    – Concordaram. E pareciam espíritas convictos!
     
    E Herculano Pires contou que Luiz Monteiro de Barros o visitava com assiduidade e que, certa vez, ao conversar sobre jesus (FG) e os textos evangélicos, fora tomado por intensa emoção e confessou, quase em lágrimas, ter certeza de que em uma de suas vidas anteriores adulterara o evangelho.
     
    – O passado agora falou mais alto e eles, juntamente com Paulo Alves Godoy, não resistiram às vozes da treva – concluiu Herculano.
     
    – E o que você pretende fazer?
     
    Herculano Pires recordou-se das palavras de Allan Kardec contidas em O Evangelho Segundo o Espiritismo (capítulo X, item 21):

    “Conforme as circunstâncias, desmascarar a hipocrisia e a mentira pode ser um dever, pois é melhor que um homem caia do que muitos sejam enganados e se tornem suas vítimas.”

     
    E respondeu:
     
    – Alertar o movimento espírita de norte a sul! Infelizmente o nome da federação será citado, embora a instituição não tenha culpa da irresponsabilidade de seus atuais diretores.
     
    O mestre estava indignado, pois adulterar as obras de Kardec e dá-las ao povo é pior do que queimá-las, como fez o bispo de Barcelona.
     
    A luta em defesa do Evangelho seria mais difícil de ser vencida que a das “materializações de Uberaba”, porque os inimigos estavam integrados no movimento espírita. Na verdade, Carlos Jordão da Silva, Luiz Monteiro de Barros, Jamil Salomão, Paulo Alves Godoy e Josian Courté sentiam-se acobertados pelo prestígio da então maior instituição espírita do mundo (considerada “reduto dos kardecistas”) e não acreditavam que Herculano Pires ousasse vir a público denunciar o crime de lesa-doutrina por eles praticado.
     
    Fatal engano o desses confrades.

    “Nenhum espírita consciente do valor e do significado real da Doutrina Espírita pode cruzar os braços e calar a boca diante dessa calamidade. – disse o mestre – Trata-se de um gravíssimo problema de cultura. Estamos reduzidos, perante os homens de cultura, à condição de uma súcia de ignorantes, de místicos retrógrados, incapazes de compreender a própria doutrina que esposam.”

     
    E redigiu imediatamente um artigo-denúncia intitulado “Adulteração das Obras de Kardec”, que o “Diário de São Paulo” estampou em sua edição dominical e que teve o efeito de uma bomba no movimento doutrinário. Dias depois, surpreendentemente, o confrade Alfredo Cruso, que fizera parte da diretoria do Clube dos Jornalistas Espíritas de São Paulo e que dirigia uma gráfica, presenteou Herculano Pires com sessenta e quatro mil folhetos reproduzindo o artigo-denúncia. O Grupo Espírita Cairbar Schutel, que funcionava na residência de Herculano Pires e por ele presidido, incumbiu-se da distribuição em todos os Estados brasileiros.
     

    “É inacreditável – escreveu o mestre – que a adulteração tenha partido de onde partiu. Mas a edição aí está, na própria livraria da Federação, num lançamento de trinta mil volumes para venda a preços populares. Com ela, a Federação quebra o clima de respeito pelos textos das obras básicas do Espiritismo. De agora em diante, os reformadores de Kardec terão as mãos livres para fazer as alterações com que vêm sonhando há muitos anos, de forma a adaptar, cada grupo, essas obras à sua maneira particular de encarar os problemas espíritas. Mais grave se torna o caso diante da ameaça de lançamento de toda a Codificação em novas traduções por esse mesmo processo.”

    E após mostrar exemplos da adulteração espalhados por todo o livro, escreve o mestre com o necessário vigor:

    “Ninguém, sob nenhum pretexto, tem o direito de fazer adulterações nos textos de Kardec ou de qualquer autor de obras doutrinárias ou não. Quando se trata de obras básicas de qualquer doutrina, essa prática é considerada criminosa. E o crime é tanto mais grave quando praticado em obras de autor já falecido e cujos direitos autorais caíram no domínio público. Porque a figura jurídica do domínio público resguarda a integridade da obra, permitindo apenas que ela seja publicada por qualquer editor sem pagamento de direitos autorais.
     
    No caso das obras de Kardec, que constituem o fundamento doutrinário do Espiritismo, cabe às instituições espíritas zelar pela sua integridade, impedir a sua desfiguração por qualquer editor irresponsável. Mas se as próprias instituições doutrinárias se puserem a desfigurar essas obras, quem as defenderá, quem resguardará a sua integridade? E que respeito mostramos pela Doutrina, quando somos os primeiros a deturpar os seus fundamentos?
     
    Não se diga que as alterações são poucas e superficiais. Damos aqui alguns exemplos, mas esses casos citados se estendem por todo o volume, constituindo uma adulteração geral da obra. Não são superficiais, porque afetam a estrutura da obra e o seu próprio sentido, tiram-lhe a seriedade e a precisão terminológica, envolvendo-a no ridículo e amesquinhando a posição intelectual de Kardec. Só resta à Federação uma medida urgente: retirar a edição de circulação e sofrer o prejuízo decorrente da falta de critério desse lançamento.”

    E mais fez o apóstolo de Kardec. Em seu programa de grande audiência “No Limiar do Amanhã”, na Rádio Mulher, denunciou a adulteração enquanto seu amigo Jorge Rizzini, que desde a primeira hora esteve ao seu lado e que produzia e apresentava o programa “Um Passo no Além”, na Rádio Boa-Nova e Rádio Clube de Sorocaba, irradiava, semanalmente, uma entrevista de Herculano Pires sobre o doloroso assunto. Os adulteradores, então, pressionados, viram-se obrigados a vir a público.
     
    Vou por partes, pois o texto é grande e o poltergeist pode bloqueá-lo.
    Por outro lado, pode me dizer: “calma aí, você está escrevendo rápido demais”.

  667. Marciano Diz:

    Reagem os adulteradores
     
    O presidente da FEESP, Carlos Jordão da Silva, remetera à direção daquelas emissoras de Rádio esclarecimentos sobre a “nova tradução” do Evangelho, solicitando fossem divulgados nos programas que a denunciavam. O documento traz a data de 30 de outubro de 1974 e dele destacamos o primeiro item, cuja mentira causa pasmo. Ei-la:
     
    “A iniciativa (da FEESP) de editar tradução de sua responsabilidade deve-se ao fato não de julgar insatisfatórias as traduções existentes, mas sim à contingência de não poder delas se utilizar sem pagar direitos. (…)”
     
    Ora, a verdade cristalina é que a FEESP já havia publicado em julho de 1970 (quatro anos antes da adulteração) uma edição de O Evangelho traduzida por Herculano Pires, cujos direitos ele cedera, gratuitamente, à instituição, que imprimira doze mil exemplares. Quatro meses depois foi lançada a segunda edição (mais doze mil exemplares). A terceira edição a FEESP pôs à venda em setembro de 1971 (quinze mil exemplares), totalizando em tão curto período trinta e nove mil exemplares!
     
    Posteriormente, em 1973 (note o leitor: um ano antes da adulteração) Herculano Pires entregara à Federação Espírita do Estado de São Paulo outro documento sobre os direitos de edição de suas traduções das obras de Allan Kardec. Tem por título “Concessão de Direitos Autorais”. Nele o mestre escreveu o que passamos a transcrever:
     
    “Pelo presente documento concedo à Federação Espírita do Estado de São Paulo o direito de publicar todas as obras de Allan Kardec de minha tradução, sem qualquer pagamento de direitos autorais. Essas obras são, até o momento: O Livro dos Espíritos, O Livro dos Médiuns, O Evangelho Segundo o Espiritismo, O Céu e o Inferno e Obras Póstumas. Não se tratando de simples tradução, mas de cuidadosa reelaboração dessas obras em nossa língua, antecedidas de prefácios explicativos e notas e comentários esclarecedores, constituem-se esses volumes em obras de reelaboração literária, com texto específico, não podendo ser editada com exclusão de nenhum dos seus elementos constitutivos.
     
    Tendo concedido a publicação inicial das mesmas, através dos documentos necessários, às seguintes livrarias: Editora Cultural Espírita Ltda – EDICEL, e Livraria Allan Kardec Editora – LAKE, bem como à Editora Calvário (a esta com aprovação das duas anteriores), vai este documento também assinado pelas referidas concessionárias. (…)”
     
    A atitude correta a ser tomada por Carlos Jordão da Silva seria, pois, reconhecer com humildade o delito doutrinário gravíssimo, mas o orgulho ferido prevalecera e ele preferiu defender-se com a mentira, embora o Evangelho fosse o tema da polêmica.
     
    Herculano Pires, ao ler os “esclarecimentos” de Carlos Jordão da Silva, enviou-lhe uma longa carta datada de 7 de novembro, da qual extraímos os seguintes tópicos:
     
    “Li, com surpresa e amargor, o pronunciamento dessa Federação, tentando justificar a adulteração de O Evangelho Segundo o Espiritismo, na infeliz tradução de Paulo Alves Godoy. Considero estranha e desoladora essa atitude da FEESP, que lança definitivamente o nosso movimento doutrinário no despenhadeiro das deturpações da obra de Kardec. Alimentei durante anos a esperança de que a presença de velhos militantes como Carlos Jordão da Silva e Luiz Monteiro de Barros, na direção dessa casa, conseguisse arredá-la dos caminhos tortuosos que há muito vinha seguindo em suas práticas internas. Vejo agora que minha esperança não passava de um sonho, de uma ingênua ilusão. Esse pronunciamento único e, portanto, decisivo selou a sorte da FEESP: coube-lhe o papel de iniciadora, no Brasil e no mundo, de um processo imprevisível de desfiguração dos textos fundamentais da Doutrina Espírita.
     
    Os itens esclarecedores da justificativa revelam o clima de tensão emocional, de paixão grupal que envolve essa casa, tirando aos seus dirigentes mais lúcidos a possibilidade de ver os descaminhos a que se lançam. Consuma-se, assim, a falência das instituições de cúpula da direção do movimento espírita brasileiro. De um lado temos a FEB dominada pela fascinação roustainguista e de outro lado a FEESP, que parecia o baluarte sulino da resistência kardecista, voltada para a triste tarefa de uma suposta atualização dos textos doutrinários, eufemismo que mal encobre o crime evidente da adulteração. Ou os diretores da FEESP não conhecem o sentido dessa palavra?
     
    Lamento não ter podido usar uma linguagem untada de fraternismo adocicado, nem sempre usado na FEESP, mas exigida para os que a ela se dirigem. Meu temperamento se afina com a linguagem usada nos Evangelhos, nas epístolas e nos trabalhos sinceros e francos de Kardec. Não vejo outra maneira de sermos fiéis à verdade. Entre a rudeza agressiva e a voz clara da verdade há grande distância, que nem todos percebem. Nunca pretendi agredir, mas apenas dizer o que sinto e penso com as palavras certas, exatas, sem simulações, segundo aprendi no Espiritismo
     
    Se a FEESP deseja críticas construtivas, penso que as ofereci com toda a sinceridade, mostrando alguns dos pontos essenciais da adulteração cometida na tradução em causa. Não me foi possível fazê-las em particular, na forma de confissão auricular, por dois motivos: 1º) porque sou avesso a esse tipo de conversação de comadres; 2º) porque tive de enfrentar o fato consumado de uma edição adulterada já lançada à venda, oferecida ao público. Nessa condição, não me cabia apenas falar aos dirigentes ou pedir-lhes explicações, mas também e sobretudo advertir o público, submetido a um processo evidente de mistificação doutrinária. Cumpri o meu dever de espírita e de jornalista e escritor espírita.
     
    Não guardo ressentimento contra ninguém. Não sou contra ninguém. Sou contra a adulteração, contra a linguagem fingida, contra o espírito conventual, contra a pretensão ingênua dos que se julgam capazes de corrigir as obras de um mestre da língua, da lógica e do espírito, como Allan Kardec. Os que puderem me suportar assim, continuarão certamente meus amigos. Aos que não puderem, e aos que fazem insinuações caluniosas contra mim, dirigirei pensamentos de amor e compreensão, pois devemos amar a todos e compreender os que erram.”
     
     
    Como era de prever-se, Carlos Jordão da Silva e Luiz Monteiro de Barros (Herculano Pires até então os considerava “grandes e velhos amigos, companheiros de longos anos de militância espírita”) silenciaram e continuaram a apoiar a divulgação e a venda de O Evangelho adulterado. Os “esclarecimentos” remetidos a Roberto Montoro, diretor da Rádio Mulher, foram, no entanto, lidos no programa “No Limiar do Amanhã” com a aquiescência de Herculano Pires. Mãos de gato, porém, agiam nos estúdios da Rádio Mulher. O programa mais completo sobre a adulteração havia sido misteriosamente desgravado. E o segundo, que abordava também com detalhes o crime de lesa-doutrina, não fora irradiado, dando a impressão aos ouvintes que Herculano Pires desistira de defender o Evangelho de jesus (FG). O mestre, então, não mais pôs os pés naquela Emissora.
     
    “No dia 23 o programa “No Limiar da Manhã” voltou ao ar de maneira aparentemente normal. Mas todos os ouvintes puderam sentir que não era mais o mesmo. A voz de Herculano não estava presente. Copiavam-lhe o sistema, a estrutura, mas logo de início faltava aquela frase viril que sempre o caracterizou: Um Desafio no Espaço! Não havia mais desafio. A verdade fora esmagada em favor das conveniências. E nem um aviso, nem uma nota sobre a ausência do seu criador, do homem que o lançara e mantivera no ar durante quatro anos seguidos.”
     
    Dias depois Herculano Pires teria a confirmação de que fora o Grupo Espírita EmmÂnuel, da cidade de São Bernardo do Campo, o qual patrocinava simbolicamente as transmissões, o responsável pelos atos de vandalismo que resultaram no desfecho dramático do programa “No Limiar do Amanhã”. Note o leitor que o fundador (e líder do referido grupo) era o editor Rolando Ramaciotti, que Herculano Pires acreditava ser um grande amigo…

  668. Marciano Diz:

     
    Resposta aos detratores
     
    Alguns atos de Herculano Pires em defesa da obra de Allan Kardec foram quase simultâneos, porque a batalha estendera-se a outros Estados brasileiros. O mestre desdobrava-se apoiado pela Espiritualidade Superior. Escrevera outro artigo-denúncia e enviara ao jornal “Mundo Espírita” (órgão da Federação Espírita do Paraná), que o publicou na edição de 31 de dezembro de 1974, além de cartas a confrades que o denegriam instruídos pelos adulteradores. Antes de transcrevermos algumas dessas cartas, narremos já seu plano olímpico, epopeico, que pôs fim ao escândalo da adulteração.
     
    São de Herculano Pires estas palavras:
     
    “Estamos diante desta realidade estarrecedora: o movimento espírita se dividiu em duas partes, uma que sustenta a verdade e outra que defende a mentira, a deturpação dos textos. É dura esta realidade, bem o sabemos, mas é real, concreta, palpável, inegável. Chegamos a um momento decisivo, a um divisor de águas. Não há mais lugar para acomodações, para indecisões, para o “jeitinho” dos que preferem as conveniências. Ficamos com a verdade ou ficamos com a mentira. Uma frase evangélica define esta situação: Seja o teu falar sim, sim; não, não; pois o passar disto vem do maligno.
     
    Não podemos recuar, nem calar. O que está em jogo não é a nossa opinião pessoal ou grupal, a nossa verdade particular. O que está em jogo é o Espiritismo, a Verdade Universal pregada por jesus (FG), destruída nas fogueiras da mentira e ressuscitada pelo Espírito da Verdade.”
     
     
    E Herculano Pires, o apóstolo de Kardec, expôs a ideia de publicar um jornal em forma de tabloide, cujo número inicial seria inteiramente dedicado ao problema da adulteração. A edição de quarenta mil exemplares seria distribuída gratuitamente pelo Grupo Espírita Cairbar Schutel, que ele presidia e que funcionava na garagem de seu lar. O jornal, porém, não tinha nome e seu amigo Jorge Rizzini sugeriu “Mensagem Espírita”, mas Herculano Pires desejava que circulasse também fora do movimento doutrinário, e o título ficou sendo “Mensagem”.
     
    Os quarenta mil exemplares lançados em dezembro de 1974 circularam na maioria dos centros espíritas do país e repercutiram intensamente. Assemelhavam-se a quarenta mil bombas de efeito moral. Na primeira página (impressa em duas cores) lia-se a seguinte manchete: Adulteradores da obra de Kardec impedem a divulgação da verdade.
     
    O jornal em seguida reproduzia o “script” do programa “No Limiar do Amanhã” escamoteado pelos adulteradores; programa em que o mestre analisara o pronunciamento da FEESP sobre a maligna “tradução” de Paulo Alves Godoy. A vitória do Evangelho sobre a mentira parecia desenhar-se no horizonte, pois pequeno grupo de confrades ilustres passara a apoiar publicamente a campanha liderada por Herculano Pires: Messias Antônio da Silva, Jorge Borges de Souza, Aureliano Alves Neto, Alfredo Miguel, Deolindo Amorim, Guido Del Picchia, Agnelo Morato; e mais um ou dois confrades. Entre os jornais reticentes, silenciosos, mas coniventes com o crime de lesa-doutrina, temos de citar, lamentavelmente, o de Freitas Nobre, diretor de “Folha Espírita”. “Esse jornal – escreveu Herculano Pires em “Vigilância”, suplemento de “Mensagem”) – segue uma linha de omissão comprometedora, a ponto de nem sequer ter noticiado que houve uma adulteração de O Evangelho Segundo o Espiritismo, em São Paulo.”
     
    Outro órgão que envergonhou a imprensa espírita foi o “Jornal Espírita”, do novo proprietário da Livraria Allan Kardec Editora (LAKE), o argentino naturalizado brasileiro Roberto Ferrero. “O “Jornal Espírita”, que havia quebrado a tradição kardecista do movimento espírita paulista divulgando, inclusive, o roustainguismo, em seu segundo número – registra Herculano Pires em “Mensagem”, edição de agosto de 1975 –, atreveu-se a reproduzir o artigo de fundo de nosso número anterior (artigo estampado em “Mensagem”) adulterando-o e apresentando-o como escrito especialmente para as suas páginas. Trata-se do estudo “cx, o homem, o médium e o mito”, do qual foi simplesmente cortada a parte final que se referia ao pronunciamento decisivo do famoso médium contra a adulteração das obras de Kardec.”
     
    Os quarenta mil exemplares de “Mensagem”, expondo, corajosamente, diante do movimento espírita brasileiro a nudez da verdade, irritaram os que se confraternizavam secretamente, inclusive por carta, com os adulteradores. Leia-se a resposta de Herculano Pires enviada em 15 de abril de 1975 ao livreiro e editor Stig Roland Ibsen (um dos distribuidores do Evangelho apócrifo às livrarias), da qual extraímos estes trechos reveladores:
     
    “O que você entende, Stig, por caridade? Cumplicidade com o erro, com o atrevimento, com a profanação? Onde há caridade: em preservar para o povo a verdade dos textos ou aprovar a desfiguração da verdade para satisfazer nossas preferências pessoais? jesus (FG) foi descaridoso quando disse pesadas palavras aos fariseus para despertar-lhes a consciência vaidosa? Devia elogiá-los por recusarem a verdade límpida que ele ensinava?
     
    Há coisas, Stig, que se chamam convicção, amor pela doutrina que se professa, respeito pela III Revelação, reconhecimento de nossa pequenez diante da grandeza espiritual do Evangelho, de jesus (FG) e do Espírito da Verdade. Minha consciência não me permite faltar a essas coisas.
     
    (…) É realmente triste, para mim, ter de reconhecer e precisar dizer de público que Chico revelou desconhecer a extensão de sua responsabilidade no campo doutrinário. Mas a verdade é essa, pois se o reconhecesse não teria formado com Paulo e Jamil o trio interessado em “abrandar” o Evangelho. Chico entrou numa canoa furada por invigilância, como ele mesmo confessa, e ainda agora, reconhecendo o erro, quer sustentá-lo para não faltar com a solidariedade aos dois patetas, sem se lembrar das consequências que o seu endosso a essa miserável trapaça, filha da ignorância e da vaidade, poderá acarretar para o movimento espírita. É duro dizer isto, mas é verdade.
     
    O que está em causa, Stig, não é a opinião deste ou daquele, é a Doutrina, é o Espiritismo! O precedente da FEESP a coloca abaixo da própria FEB, abrindo oficialmente as comportas da deturpação de toda a obra de Kardec. Só posso admitir que isso tenha acontecido, e que vocês persistam na defesa dessa barbaridade sem limites por motivo de uma fascinação coletiva. Se qualquer borrabotas se põe a corrigir Kardec, jesus (FG) e o Espírito da Verdade, com ares de sabichão e santarrão, sob a custódia de uma instituição doutrinária de renome, onde vamos parar?
     
    (…) Tudo eu podia esperar do nosso pobre movimento espírita, menos essa burrice desmedida, essa besteira colossal, essa prova esmagadora de que dirigentes espíritas brasileiros não têm o mínimo senso de suas responsabilidades espirituais nesta hora do mundo. É uma vergonha o que aconteceu. Só podemos lembrar a advertência de jesus (FG): “Não atireis pérolas aos porcos…” Sim, porque os porcos não querem pérolas, querem milho. Estamos moralmente falidos. E é só, pois abaixo disso nada mais existe.”
     
     
    Não há como contestar as palavras do apóstolo de Kardec. Além de receber críticas às vezes ferinas, o mestre foi caluniado por defender publicamente a pureza ideológica. A propósito, vamos destacar, para a meditação do leitor, trechos de uma carta de Herculano Pires endereçada em 10 de abril de 1975 a Antônio de Souza Lucena (autor de livros contendo resumos biográficos em parceria com Paulo Alves Godoy):
     
    “Surpreendeu-me dolorosamente e chegou mesmo a causar-me indignação a maneira leviana e caluniosa com que o senhor se referiu a mim e a Rizzini, em longa e tenebrosa carta que dirigiu a Alfredo Miguel, dando-lhe ainda a licença de nos transmitir o texto da mesma.
     
    Peço-lhe informar-me, pela volta do correio, quem foi que lhe deu as informações que tão levianamente transmitiu a outrem, sobre as minhas atividades espíritas e particularmente a minha posição no caso vergonhoso da adulteração de O Evangelho Segundo o Espiritismo. Quem lhe pregou a mentira caluniosa, e como o fez, de que eu recebia 40 por cento de direitos autorais da minha tradução (GRATUITAMENTE concedida à LAKE, à Editora Calvário, à EDICEL e… à Federação Espírita do Estado de são Paulo). Cedi ainda gratuitamente a minha tradução à Editora 3 (leiga) da revista “Planeta”, para uma edição de 70 mil exemplares que foi vendida em bancas de todo o Brasil. Divulguei isso amplamente e ninguém me contestou, porque não há contestação possível. Peço ao senhor que me indique o caluniador, a fim de tomar minhas providências a respeito.
     
    Aquilo que o senhor chamou em sua carta de “sujeira” realmente o era, mas não praticada por mim e sim pelos seus informantes, aos quais o senhor se juntou na divulgação da calúnia. Felizmente Alfredo Miguel me conhece e escreveu a Rizzini contando que não pôde responder a sua carta até aquele momento por ter ficado chocado com as suas “novidades”.
     
    O senhor condenou a nossa defesa pública da obra de Kardec. Informo-lhe que não sou e nunca fui homem de sacristia e confessionário, não gosto de conversas de comadre em assuntos de interesse público e estou sempre disposto a levar nossos problemas ao conhecimento do público. O Espiritismo não é igreja nem ordem oculta, é doutrina aberta, porque só lhe interessa a verdade. Não temos o direito de esconder do público a nossa doutrina e muito menos as deturpações que dela fazem. Não queremos enganar o público e nem deixar que o enganem. Lutamos pela verdade e por isso lutamos às claras. Não entendo Espiritismo de portas e janelas fechadas.
     
    Se não fosse a nossa reação pública e enérgica, a adulteração já teria atingido as demais obras de Kardec. Paulo Godoy já se vangloriava de estar adulterando O Livro dos Espíritos para lançamento urgente. Nossa reação despertou o Brasil e fez recuar os adulteradores. O Espiritismo precisa de espíritos livres e corajosos para difundi-lo e defendê-lo de cabeça erguida. Posso fazê-lo, graças a Deus, porque em meus quarenta anos de atividade doutrinária nada pratiquei que me envergonhe. A prova disso está em suas mãos. A FEESP e sua equipe de adulteradores não acharam nada de que me acusar. Tiveram de mentir e caluniar. É pena que o senhor se tenha deixado levar nessa onda de sujeira moral. Aceito o seu envolvimento como o produto de invigilância e não o quero mal por isso. Mas não posso deixar que os caluniadores continuem a sua semeadura oculta, através de cartas e outros expedientes dessa espécie. Por isso lhe peço que me diga quem e como lhe forneceu esses dados mentirosos. Quero ver se esse alguém sustenta o meu olhar quando eu o interpelar a respeito.
     
    O medo do público é típico dos que pretendem iludir e trapacear. Nós, espíritas, não devemos temer o público. Nosso dever é esclarecer e orientar, mesmo que os adversários nos chamem de cachorros. Eles temem o debate público porque sabem que sairiam prejudicados de uma luta aberta e sincera. Nós não temos o que temer. Nossa batalha está chegando ao fim e nem eu nem Rizzini, nem os demais que nos acompanharam por todo o país, nenhum de nós saiu envergonhado da luta. Pelo contrário, saímos vitoriosos e engrandecidos em nossa pequenez de lutadores da verdade. E o que é mais importante: a Doutrina saiu ilesa e Kardec foi desafrontado.
     
    Não estamos no Céu, meu caro Sr. Lucena, e não somos anjos. Estamos na Terra, mundo de provas e expiações, e precisamos seguir o exemplo de jesus (FG), usando chicote contra os vendilhões do Templo e debatendo em público os problemas espirituais com os fariseus. O Espiritismo não é caixa de segredos nem vive de conciliábulos. Nossos problemas devem ser tratados à luz do dia, porque nada temos a esconder de ninguém.
     
    Acho que chega o que já escrevi. Mas envio-lhe ainda alguns documentos a respeito, para que o digno companheiro Lucena veja a extensão e a profundidade dessa coisa que, sem conhecimento exato, pensou que devia ficar em segredo. Verá o companheiro que é preferível lavar a roupa suja em público do que pactuar com tanta sujeira. Não somos cardeais nem sacerdotes dos antigos Mistérios para considerar o público como um rebanho de beócios e ignorantes. O caso da adulteração provou que o debate público favorece a Doutrina, enquanto a sujeira escondida infecciona os porões. Estamos na era da Verdade e não podemos enganar o povo. É bom que o povo saiba que não queremos bancar santinhos do pau-oco, mas exigimos sempre a verdade.
     
    Um abraço. E não me queira mal por dizer a verdade sem rebuços.”
     

  669. Marciano Diz:

     
    A sentença final
     
    Registremos agora outro acontecimento insólito. Não obstante os programas de Rádio, quarenta mil exemplares de “Mensagem”, sessenta e quatro mil folhetos, artigos redigidos pelos confrades mais lúcidos e o clamor dos dirigentes de centros espíritas rejeitando a adulteração do Evangelho, a USE – União das Sociedades Espíritas do Estado de São Paulo aguardou cinco meses para definir sua posição sobre o escandaloso caso. Tempo mais que suficiente para que a FEESP vendesse a edição maligna.
     
    O Conselho Deliberativo Estadual da USE reunira-se na sede da FEESP às nove horas da manhã do dia 9 de março de 1975 e só então a adulteração foi condenada “oficialmente”, por unanimidade. Paulo Alves Godoy não compareceu, mas afirmara em uma carta (lida pelo Dr. Luiz Monteiro de Barros na reunião) que o médium cx era o autor intelectual da adulteração. Carlos Jordão da Silva, presidente da FEESP, sem constrangimento vangloriou-se em suas explicações de haver sido esgotada a edição do Evangelho apócrifo. A vaidade humana (dizia Herculano Pires, com seu infalível bom-senso) é a casca de banana na calçada da nossa invigilância…
     
    Quanto a cx, “envolvido indebitamente no caso da adulteração por haver sugerido uma modificação em tradução que lhe parecia embaraçosa, sentiu-se responsável pelo crime e assumiu de pronto a sua responsabilidade total. Logo mais, passado o estado emocional que o confundira, ao tomar consciência da distância que havia entre a sua sugestão e a intenção dos adulteradores, voltou a público para condenar a desfiguração dos textos kardecianos e retificar a sua posição”. Herculano Pires, então, remeteu ao famoso médium de Uberaba uma carta, cujos trechos a seguir merecem a meditação dos leitores:
     
    “Meu caro cx:
     
    Recebi hoje sua carta e agora mesmo passo a respondê-la, agradecendo suas expressões de amizade e sua tocante preocupação por meus sofrimentos e angústias. De todas as minhas lutas, primeiro comigo mesmo, depois com os outros e por fim com a Doutrina, foi esta a mais dura que tive de enfrentar, sofrendo traições e calúnias de companheiros que há mais de trinta anos considerava como amigos sinceros e espíritas convictos.
     
    No caso da obra de Kardec, a deturpação excede os limites do crime para invadir a área da profanação. Essa obra não é apenas o trabalho de um homem, mas a Revelação do Espírito da Verdade, no cumprimento de uma promessa do Cristo que se refere ao restabelecimento e desenvolvimento da obra de redenção do mundo. (…) Imagine, meu caro Chico, um pintor de paredes corrigindo um quadro de Michelangelo ou um poetastro qualquer a corrigir Os Lusíadas, de Camões. E tudo isso ainda seria uma profanação secundária em face à planejada adulteração de toda a Codificação, segundo o esquema revelado por Paulo Godoy e pela FEESP em suas lamentáveis “explicações” no volume de O Evangelho adulterado.
     
    Restam-nos os frutos de uma dolorosa experiência em que tivemos de verificar e sentir a falta de convicção espírita dos líderes do movimento doutrinário, a falta de caráter de companheiros que considerávamos positivos e leais, a falta quase total de compreensão do que é o Espiritismo e do que representa para o mundo a obra de Kardec, a falta de respeito pelos textos fundamentais da Doutrina, o desprezo pela dignidade humana e o serviço dos colaboradores desinteressados de várias instituições, a falta de consideração no plano das amizades pessoais, o baixíssimo nível cultural do movimento espírita, e o que é pior, a falta de amor pela doutrina.
     
    Nenhuma reunião de cúpula, no Brasil e no mundo, tem autoridade para modificar palavras e expressões dos Evangelhos de jesus (FG) e das obras de Kardec. (…) As supostas autoridades de cúpulas revelaram-se incapazes de enfrentar com dignidade a hora de prova e testemunho. Na hora da agonia Kardec ficou só, como o Cristo no Calvário. E as trinta moedas do Sinédrio converteram-se em trinta mil volumes de ridícula adulteração de O Evangelho Segundo o Espiritismo. Se esses volumes tilintassem, como as moedas de Judas, o barulho da traição ensurdeceria o Brasil.
     
    A última arma que sobrou aos adulteradores foi a calúnia, o que bastaria para mostrar o mau combate em que se empenharam. (…) Não é com criaturas ainda tão imaturas que o Espiritismo poderá avançar. Temos de suportá-los ao nosso lado, tolerá-los com paciência e amor, ajudá-los o quanto possível, mas não podemos sacrificar o movimento doutrinário às suas vaidosas e estúpidas pretensões.
     
    Meu caro Chico, não temos o direito de vacilar nesta hora. Ou lutamos para elevar a precária moral do movimento espírita, agora posta a nu, ou nos atrelamos ao carro da desmoralização e fazemos como o cego do Evangelho, conduzindo os outros cegos ao barranco. Não fosse a moral ilibada de Kardec e a sua firmeza doutrinária e o Espiritismo teria desaparecido do mundo após o seu desencarne. E é a obra desse homem (que não é dele, como sabemos, senão em parte) que hoje queremos “atualizar”, na base da ignorância generalizada do nosso meio espírita? Digo-lhe com absoluta convicção que ainda estamos longe de haver compreendido essa obra, que não pertence à nossa triste atualidade, mas a um futuro radioso.”
     

  670. Marciano Diz:

     
    Os louros da vitória
     
    E cx, então, propôs ao apóstolo de Kardec que escrevesse um livro (ambos o assinariam) em cujas páginas seriam incluídas as mensagens e as cartas que lhe remetera sobre a adulteração. Pois (confessou o famoso psicógrafo) “… a verdade é que a sua veemência necessária na defesa da obra de Allan Kardec me fez pensar muito no cuidado que todos nós, os espíritas, devemos ter na preservação dos textos referidos, sob pena de criarmos dificuldades irreparáveis para nós mesmos, agora e no futuro” (a carta traz a data de 07-09-1975).
     
    Quando Na Hora do Testemunho veio à luz, cx exultou, conforme se lê em sua carta datada de 27-09-1978:
     
    “Caro amigo Professor Herculano:
     
    Deus nos abençoe.
     
    Perdoe-me se ainda não lhe escrevi agradecendo a remessa do nosso belo livro Na Hora do Testemunho. E digo “belo livro” porque esse volume é o nosso coração unido à obra de Allan Kardec, com os nossos melhores testemunhos de respeito e fidelidade ao grande missionário da Doutrina Espírita.
     
    Agradeço-lhe a remessa, com todo o meu coração. O livro ficou nobre e digno e me regozijo com esse notável lançamento em que tenho a honra de estar ao seu lado, trabalhando, modestamente, embora na demonstração de nosso apreço ao Codificador.
     
    Muito grato.
     
    Desde já, agradeço a atenção que, como sempre, receberei de sua bondade. Com muitas lembranças para D. Virgínia e todos os seus queridos familiares, num grande abraço, sou o seu servidor reconhecido de sempre,
    cx.”
     
    Vencida por Herculano Pires a grande batalha contra os adulteradores do Evangelho (e, pois, em defesa da integridade das demais obras de Allan Kardec), a publicação do livro Na Hora do Testemunho em 1978, que analisa essa batalha, foi, a nosso ver, como que uma coroa de louros sobre sua cabeça. No ano seguinte o mestre desencarnaria.
     
    “O Espiritismo – proclamou ele, advertindo os leitores do futuro –, é uma questão de bom-senso, como escreveu Kardec, mas as criaturas insensatas estão por toda parte. Precisamos manter constante vigilância em nossos estudos para não cairmos nas mistificações que nos levam a deturpar e aviltar a doutrina. Bastaria um pouco de humildade para vermos, como ensina Kardec, a ponta da orelha do mistificador, que sempre aparece nos textos mentirosos ou ilusórios. A mistificação se alimenta da vaidade e pretensão, desse orgulho infantil a que não escapam nem mesmo pessoas ilustradas. Muitas vezes, pelo contrário, as pessoas ilustradas não passam de analfabetas ilustres, mais sujeitas, por sua vaidade pueril, à mistificação, do que as pessoas humildes mas dotadas de bom-senso. Kardec tem razão ao afirmar que o bom-senso e a humildade são preservativos da mistificação. Nenhum espírito nos mistifica se nós mesmos já não estivermos nos mistificando por vontade própria.”
     
    E ainda mais:
     
    “Não façamos do Espiritismo uma ciência de gigantes em mãos de pigmeus. Ele nos oferece uma concepção realista do mundo e uma visão viril do homem. Arquivemos para sempre as pregações de sacristão, os cursinhos de miniaturas de anjos, à semelhança das miniaturas japonesas de árvores. Enfrentemos os problemas doutrinários na perspectiva exata da liberdade e da responsabilidade de seres imortais. Reconheçamos a fragilidade humana, mas não nos esqueçamos da força e do poder do espírito encerrado no corpo. Não encaremos a vida cobertos de cinzas medievais. Não façamos da existência um muro de lamentações. Somos artesãos, artistas, operários, construtores do mundo e temos de construí-lo segundo o modelo dos mundos superiores que esplendem nas constelações. Estudemos a doutrina aprofundando-lhe os princípios. Remontemos o nosso pensamento às lições viris do Cristo, restabelecendo na Terra as dimensões perdidas do seu Evangelho. Esta é a nossa tarefa.”
     
    Finalizemos este capítulo cumprindo o dever moral de acrescentar que o companheiro Paulo Alves Godoy, que em 1973 se deixara fascinar pelos sicofantas do Além, recuperara o prestígio que gozara no movimento espírita nacional ao publicar – rigorosamente de acordo com a verdade espírita – uma série de livros sobre o Evangelho.
     
     
    Espero que o texto acima tenha servido de ajuda aos ilustres analistas GORDUCHO e BORGES.

  671. Marciano Diz:

    E-book de presente para os pesquisadores:
    http://www.ebookespirita.org/HerculanoPires/omisteriodobemedomal.pdf

  672. Marciano Diz:

    O livro tem 119 páginas, mas se forem direto à página 61, verão o episódio das adulterações.

  673. Marciano Diz:

    Se quiserem ler o livro de cx e HP, que fala sobre o episódio da adulteração de 1974, ei-lo:
    http://momento.sobaoticaespirita.com/Herculano%20Pires%20-%20Na%20Hora%20do%20Testemunho.pdf
    Façam bom proveito!

  674. Marciano Diz:

    Material não falta.
    Tem um capítulo de um livro e dois livros inteiros, nos quais o assunto é tratado.
    Bons estudos!

  675. Marciano Diz:

    A adulteração, propondo-se a ” atualizar a linguagem doutrinária” , girou em torno de expressões evangélicas e kardecianas não compreendidas, e que foram substituídas por expressões ambíguas. Como o Espiritismo considera o homem essencialmente bom, os reformadores ingênuos resolveram suprimir dos textos qualquer expressão considerada “maldosa”. Por exemplo: a expressão evangélica “Amai aos vossos inimigos”, carregada de grande poder expressivo e grande força de comunicação, foi substituída por “Amai aos que não vos amam”, que é tola e vazia. A expressão “espíritos maus” foi substituída pela expressão “espíritos menos bons”, que além de sua flagrante irrealidade anula o conceito de “mau”, com chocante desatualização e flagrante contradição a princípios doutrinários básicos. Além dessas tolices, que comprometem o rigor e o equilíbrio do texto kardeciano, tornando-o alheio à realidade existencial evidente (mormente nesta hora de atrocidades sem limites que estamos vivendo) houve a aplicação ao texto de termos científicos inadequados.
     
    A investigação das causas da adulteração revelou a fragilidade do movimento espírita brasileiro resultante
    de dois fatores principais: a ignorância e o beatismo. A maioria dos espíritas não estuda a sua doutrina e se
    entrega a um beatismo igrejeiro. Os cursos doutrinários ministrados pela Federação e outras instituições são
    orientados por obras escritas par pessoas que pretendem superar Kardec e misturam idéias pessoais de
    elementos de variadas correntes espiritualistas. O beatismo elemento residual de nossa formação religiosa
    nacional, não é combatido mas estimulado por esses cursos sincréticos. A incompreensão da natureza
    especificamente científica e cultural do Espiritismo é alarmante. O religiosismo popular, o interesse pelo
    sobrenatural, o apelo à emoção ao invés do estímulo à razão nas palestras e pregações asfixiam os elementos
    culturais no meio espírita.

  676. Borges Diz:

    “ O fenômeno anímico nem sempre é percebido pelo médium, por mais capacitado que seja.”
    .
    Mas pode ser percebido pelo espírito comunicante que deveria sugerir as devidas correções.
    Um abraço

  677. Borges Diz:

    “A tradução sinistra de Paulo Alves Godoy (na verdade, uma montagem baseada em traduções alheias) foi impressa em julho de 1974 na cidade de Araras. Edição de trinta mil exemplares! Lançada em outubro juntamente com o Instituto de Difusão Espírita de Araras, sob a direção de Salvador Gentile, boa parte da edição fora vendida antecipadamente aos centros espíritas.”
    .
    Graças à gentil colaboração do Nosso amigo Marciano parece que o “fio do novelo” começa a ser puxado. Embora a adulteração tenha sido feito no “ESE” e não no “LE”, conforme desejamos pesquisar, aqui já aparece a data 1974, o Instituto de Difusão Espírita e o nome Salvador Gentile, que foi tradutor do referido “LE”.
    .

    “Se não fosse a nossa reação pública e enérgica, a adulteração já teria atingido as demais obras de Kardec. Paulo Godoy já se vangloriava de estar adulterando O Livro dos Espíritos para lançamento urgente. Nossa reação despertou o Brasil e fez recuar os adulteradores.”
    .
    Parece que os adulteradores não recuaram.
    Obrigado Marciano

  678. Marciano Diz:

    Atos, 2
    3E viram o que parecia línguas de fogo, que se separaram e pousaram sobre cada um deles.

    4Todos ficaram cheios do Espírito Santo e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito os capacitava.
     
    Et apparuerunt illis dispertitae linguae tamquam ignis seditque supra singulos eorum.
    Et repleti sunt omnes Spiritu Sancto et coeperunt loqui aliis linguis prout Spiritus Sanctus dabat eloqui illis.
     
    And there appeared to them parted tongues, as it were of fire: and it sat upon every one of them.
    And they were all filled with the Holy Ghost: and they began to speak with divers tongues, according as the Holy Ghost gave them to speak.
     
     

    The Bible has helped to preserve and shape some of the languages into which it has been translated. The German translation by Martin Luther had a big influence on that language.
    The first edition of the King James Version has been described as “probably the single most influential book ever published” in English.
     
    The Bible has “profoundly affected Western culture, influencing not just religious belief and practice, but also art, literature, law, politics, and other fields too numerous to mention.”
    —Einstein.
     
     
    Die Bibel hat eine wichtige Rolle dabei gespielt, einige Sprachen zu formen und zu erhalten. Von der Erstausgabe der King James Version sagt man, sie habe „die englischsprachige Welt so stark beeinflusst wie es kein zweites Buch getan haben dürfte“. Und die deutsche Sprache wurde grundlegend durch die Übersetzung Von Martin Luther geprägt.
     
    Die Bibel hat “die westliche Kultur immens beeinflusst, nicht nur was Glaubenslehre und -ausübung betrifft, sondern auch was Kunst, Literatur, Gesetzgebung, Politik und zahllose weitere Gebiete angeht”
    (Einstein).
     
     
    La Bible a contribué à la préservation et à l’enrichissement de certaines des langues dans lesquelles elle a été traduite. La traduction de Martin Luther a eu une grande influence sur l’allemand.
    On parle de la première édition de la King James Version comme «probablement le plus influent de tous les livres publiés » en anglais.
     
    La Bible a « profondément marqué la culture occidentale, non seulement les croyances et les pratiques religieuses, mais aussi l’art, la littérature, le droit, la politique et d’autres disciplines trop nombreuses pour être mentionnées »
    (Einstein).
     
     
    La Bibbia ha contribuito a preservare e sviluppare alcune delle lingue in cui è stata tradotta. La traduzione di Martin Lutero in tedesco ha avuto una grande influenza su quella lingua. La prima edizione della “Bibbia del re Giacomo” è stata descritta come “il libro probabilmente più influente che sia mai stato pubblicato” in inglese.
     
    La Bibbia ha “inciso profondamente sulla cultura occidentale, condizionando non solo pratiche e credenze religiose ma anche arte, letteratura, legge, politica e altri campi troppo numerosi per essere menzionati”
    (Einstein).
     
     
    A Bíblia ajudou a preservar e a desenvolver alguns idiomas para os quais ela foi traduzida. Por exemplo, a tradução de Martinho Lutero teve muita influência no alemão. E a primeira edição da King James Version (Versão Rei Jaime) foi descrita como “provavelmente o livro mais influente já publicado” em inglês.
     
    A Bíblia “afetou profundamente a cultura de países europeus e norte-americanos. Ela influenciou não apenas as crenças e práticas religiosas, mas também a arte, a literatura, a legislação, a política e outros campos numerosos demais para se mencionar”.
    — Einstein

  679. Marciano Diz:

    ===============================================================
    Parece que os adulteradores não recuaram.
    Obrigado Marciano
    ===============================================================
     
    Be my guest, you’re welcome, don’t mention it.
    Um abraço, Borges.
    Agora vou sair, porque estou cheio do espírito santo (no triplo sentido).

  680. Marciano Diz:

    Antes de partir, por via das dúvidas (just in case), quero esclarecer que “Be my guest, you’re welcome, don’t mention it” são expressões sinônimas, e significam Bitte, Gern, Keine Ursache, Nix zu danken, de nada, por nada, foi um prazer, etc.
     
    “Cheio do espírito santo” significa que o espírito santo desceu sobre mim (daí o falar em línguas), que estou de saco cheio do espírito santo e que estou cheio de “spirits” (gíria para bebidas alcoólicas, especialmente destiladas).

  681. Borges Diz:

    “ A FEB, com todas as objeções que faço a ela, foi prudente ao não querer publicar o livro do Chico Cartas de uma morta, aquele que fala maravilhas de Marte. Quem o publicou foi a LAKE.
    .
    Se a FEB não publicou porque não viu autoria espiritual na obra, não deveria ter publicado as demais, porque a credibilidade ficou comprometida.
    .
    Quando, depois que se viu que Marte não tem nada do que os psicógrafos disseram que tinha, o Chico foi questionado e deu aquela resposta tipo “joão-sem-braço”: _ A FEB fez bem em não aceitar publicá-lo. Na ocasião eu me recuperava de uma doença e não estava fisicamente bem. Assim o escrito provavelmente foi fruto de minha imaginação. _ Ou seja agora o Chico se assumiu como autor do texto… (estou escrevendo de memória e por isso não sei se as palavras exatas são essa. Foi lá como na citação do Kardec sobre Marte, que também a fiz de memória).”
    .
    Pelo visto, além das incorreções sobre vida em Marte, parece que CX confessa que ele é o autor da obra e não o espírito de sua mãe. Isso é grave o suficiente para a FEB recusar todas as demais obras. Esse episódio, caso seja confirmado, associado a inúmeros outros em desfavor de CX, sedimenta a ideia de que seus personagens eram fictícios.
    Um abraço

  682. Marcos Arduin Diz:

    Espírita Sp Orlando Diz: maio 18th, 2017 às 1:21 PM

    Caro Marcos Arduin,
    Não entendi o seu menosprezo pela editora LAKE em relação a FEB.
    É uma editora excelente, ajudam o semelhante em questões sociais.
    E a FEB não publicou pq houve um atrito na época entre alguns membros FEB e Waldo Vieira junto com um comitê chefiado pelo Dr. Porto Carreiro Neto.
    .
    Sr Orlando
    Em termos de menosprezo, eu o tenho muito contra a FEB por motivo de propaganda enganosa, dizer-se “casa mater do Espiritismo no Brasil”, e por isso tentar de tudo para monopolizar e submeter entidades espíritas sob o seu guarda-chuva e, infelizmente, muitos trouxas caem na dela. A FEB é RUSTENISTA, sempre foi desde a sua origem, mas até onde ela iria admitindo abertamente isso? Não se trata de uma simples editora e sim de uma organização até certo ponto espúria.
    .
    Quanto à LAKE, é uma editora e seus critérios e cuidados quanto à sua linha editorial é assunto dela. Se seu corpo editorial não tem, ou não teve na época em que publicou o livro “Cartas de uma morta”, o cuidado suficiente para evitar a publicação de uma obra questionável, é problema dela. Só que fica problemas para os leitores pouco atentos, que pensam que a obra (e outras do mesmo calibre) são confiáveis.
    .
    Não sei desse caso de atrito e nem se Waldo estava junto do Chico nesta ocasião. Aliás nem tem porque, pois o livro em questão era só do Chico e não tinha o Waldo como co-autor. O que eu sei é que a FEB ficou MUITO desconfortável quando, através da psicografia do Waldo, o André Luís furou o cerco febeado a qualquer coisa que contrariasse Roustaing.

  683. Marcos Arduin Diz:

    Marciano, eu como assinante da Folha e eventual leitor da Veja, tenho interesse nas NOTÍCIAS e não tanto nos comentários dos colunistas. Há aqueles claramente esquerdistas, os quais leio ou não, e outros direitistas ou neutros, mas me sinto velho o bastante para ter cautela quanto ao que leio. O caso do Bolsonaro foi só que fez besteira quando jovem e continuou fazendo besteira quanto a dar uma de garimpeiro amador. Garimpo é uma atividade regulamentada por lei e ele não seguiu a lei. Isso é péssimo para quem quer posar de virgem vestal impoluta e ainda mais quando é parlamentar. Se um parlamentar não cumpre leis isso é pecado muito grave. Vai ver que passou por sua cabeça, agora que é evangélico, a frase: “Quem é injusto no pouco, também é injusto no muito”.
    .
    É como o caso do Lula e seu triplex e sítio. Ganhando 200.000 dólares por palestras, dadas ou não, teria dinheiro de sobra para comprar e reformar o tal triplex com grana de origem conhecida e, até prova em contrário, legal. Mas ele foi presidente, o mais popular do Brasil, cuidou dos pobres, fez inclusão social, etc e tal, e fez o ‘bolsa empresário’ mais generoso nunca antes havido antes neste país. Por tudo isso, achou que seria obrigação dos beneficiados presenteá-lo com triplex, sítio, apartamento vizinho, terreno pro seu instituto, etc e tal. A única coisa de errado que deu no caso do triplex é que a farsa foi descoberta antes de ser arranjado o dono laranja.

  684. Marcos Arduin Diz:

    Borges Diz: maio 19th, 2017 às 12:12 AM

    “ O fenômeno anímico nem sempre é percebido pelo médium, por mais capacitado que seja.”
    .
    Mas pode ser percebido pelo espírito comunicante que deveria sugerir as devidas correções.
    Um abraço.
    .
    Deveria, mas o espírito que atua no fenômeno anímico é o próprio espírito do médium. Não deve perceber, portanto. Agora em havendo um espírito comunicante, ele pode muito bem deixado os erros, exatamente para, quando descobertos, fazer cair a aura de infabilidade em torno do idolatrado médium.
    .
    A receita que se deve seguir já tinha sido dada pelo Paulo lá no Novo Testamento: Leia de tudo, informe-se de tudo e retenha o que é bom.

  685. Marcos Arduin Diz:

    Borges, a FEB cooptou o Chico e o submeteu ao seu rustenismo, já que o médium era de formação católica. E ficou feliz da vida quando Chico cedeu os direitos autorais à FEB. O lance era garantir que nada contra o rustenismo fosse para o prelo e, supõe o autor já falecido Gélio Lacerda da Silva, introduzir clandestinamente coisas que endossem o rustenismo.
    .
    A recusa do livro Cartas de uma morta seria pelo teor fantasioso da obra. Suponho eu. A ruptura com a FEB deu-se apenas em 1969 quando esta não permitiu a editores americanos que traduzissem e publicassem as obras do Chico nos EUA. Chico ficou putíssimo da vida com isso e nunca mais mandou nada para ser publicado lá.
    .
    E como já disse, o que interessa é o conteúdo da obra e não a garantia absoluta de que ela foi obra realmente de um espírito. Uma obra pode ser isso e ser uma bela de uma porcaria e pode ser anímica e ser excelente.

  686. Vinicius Diz:

    MARCOS ARDUIN diz :
     
    “E como já disse, o que interessa é o conteúdo da obra e não a garantia absoluta de que ela foi obra realmente de um espírito”
    Assim não dá: como vamos saber se há a vida após a morte :?:
     
    EM “OLE”:
     
    “Ora, podendo todos ser médiuns, quem poderá impedir que uma família, no seu lar; um indivíduo, no silêncio de seu gabinete; o prisioneiro, no seu cubículo, entrem em
    comunicação com os Espíritos, a despeito dos esbirros e mesmo na presença deles?”
     
    “Demonstrando A EXISTÊNCIA E A IMORTALIDADE DA ALMA, o Espiritismo reaviva a fé no futuro”
     
    EM “OLM” :
     
    “Todavia, em muitos casos, a identidade absoluta não passa de questão secundária e sem
    importância real. A identidade dos Espíritos das personagens antigas é a mais difícil de se conseguir, tornando-se muitas vezes impossível, pelo que ficamos adstritos a uma apreciação
    puramente moral.“

    Porém, se somente diz coisas dignas do caráter de Fénelon e que este não se
    furtaria a subscrever, há, senão prova material, pelo menos toda probabilidade moral de que seja de fato ele. Nesse caso, sobretudo, é que a identidade real se torna uma questão
    acessória. DESDE QUE O ESPÍRITO SÓ DIZ COISAS APROVEITÁVEIS, POUCO IMPORTA O NOME SOB O QUAL AS DIGA.”

  687. Vinicius Diz:

    ” DESDE QUE O ESPÍRITO SÓ DIZ COISAS APROVEITÁVEIS, POUCO IMPORTA O NOME SOB O QUAL AS DIGA.”
     
    Irmãos queridos do Brasil,
    Estamos passando por terríveis e turbulentas adversidades oriundas de um foco localizado a
     
    Latitude: 15°46?46? S
    Longitude: 47°55?46? O
    Altitude do nível do mar: 1136 m
     
    Pedimos a todos, com os corações unidos ao supremo Governador Jesus, que orem e vibrem em favor da justiça do amor e da caridade.
     
    O Egoísmo seja extirpado das mentes aprisionadas diante do vil metal e voltem a jornadear para o amor ao seu semelhante
     
    o humilimo paternal de sempre servidor
     
    BEZERRA
    mensagem recebida em 19/05/17 em um setor contábil,
    na hora do cafezinho

  688. Vinicius Diz:

    Perdoem-me carissimos irmãos, eu ainda não havia atingido uma superioridade adequada quando ditei a médium Ermance Dufaux que os negros desapareceriam da Terra.
     
    Espíritas, peço-voz que incluam uma mensagem minha junto as obras editadas de Kardec para explicar o equivoco cometido na mensagem de Junho de 1859.
    Kardec ainda não tinha conhecimento necessário de que a cor da pele não importa no tocante a evolução espiritual e aprovou minha mensagem em seu Jornal de Estudos Psicológicos. E o Espirito da Verdade nem sempre estava presente em todas as sessões da sociedade
     
    Ditado por São Luiz.

  689. Gorducho Diz:

    Claro, se é assim não tem como saber se há vida após a morte e o espiritismo perde todo sentido.
    Evidentemente se um conteúdo é bom não importa qual seja sua fonte: se de cá ou de lá.
    Não me lembro de nenhum texto alegadamente ditado por “espíritos” que não sejam abobrinhas, nada que não se obtivesse num concurso de redação entre secundaristas até uns 15.
    Claro, geralmente recheado de beletrismos & bizarrismos pra disfarçar a ausência de maior conteúdo.
    Pra que chamar “espíritos” se não se tem como saber se o produto é deles ou do próprio médium :?:
    E se eles (“espíritos”) são incapazes de produzir nada que fuja à trivialidade :?:
     
     
    Quanto às traduções, sim. Devem ser esses mesmos alguns dos personagens do complô de 73/74 pra adulterar a obra do Kardec.
     
    Sérgio Aleixo no famoso Tradutor, Traidor fala noutra aprontada:

    Também houve modificações na tradução adotada pelo I.D.E. para um texto da Revista Espírita de abril de 1869, no qual Kardec, na verdade, diz que “a alma humana, emanação divina, traz em si o germe ou princípio do bem [...]”.[12] Contudo, o Sr. Salvador Gentile se arrogou a condição de mais douto em matéria de Espiritismo do que o Codificador da doutrina e acresceu ao original três palavras, transformando a sábia instrução do mestre nesta aberração filosófica:

    E de fato – conferido por mim nas fontes…
     
    I.D.E. (negrito meu)
    18. A alma humana, emanação divina, leva nela o germe ou princípio do bem e do mal que é seu objetivo final, e deve fazê-la triunfar das imperfeições inerentes ao seu estado de inferioridade sobre a Terra.
    DÉCIMO-SEGUNDO ANO. – 1869
    INSTITUTO DE DIFUSÃO ESPIRITA
     
    Texto real
    18.
    L’âme humaine, émanation divine, porte en elle le germe ou principe du bien qui est son but final, et doit la faire triompher des imperfections inhérentes à son état d’infériorité sur la terre.
     
    Isso está naquela famosa profissão de fé do espiritismo americano, a qual o Kardec também distorceu.

  690. Gorducho Diz:

    Favor feche os itálicos antes de “Texto real” e antes do “Isso”; i.e., depois das citações, Sr. Administrador.
    Fico lhe devendo uma a prometo não me meter no próximo artigo que publicar defendendo a parapsicologia estatística ou os detectives paranormais do FBI e da CIA :!:

  691. Gorducho Diz:

    Farsas ^mediúnicas sempre vêm à tona…
    desde quando Dr. Bezerra tem GPS :?: :?: :?:

  692. Vinicius Diz:

    Pois é, e lembre-se que fui procurar este evangelho adulterado na biblioteca da FEESP e não havia nenhum.
    Todos recolhidos… Nem em sebo encontro isso!
    Algum lugar tem que ter…

  693. Vinicius Diz:

    “desde quando Dr. Bezerra tem GPS :?: :?: :?:
    o estágiario dele estava conectado a um pc ultra-moderno e cantou a ele as coordenadas (o mesmo daquele livro esculpindo o próprio destino em que lhe entrega um relatório onde iria haver temporais para desgraçar o carnaval).

  694. Gorducho Diz:

    A RE distribuída pela FEB apresenta o texto correto (felizmente :) ):
    18. – A alma humana, emanação divina, traz em si o
    germe ou princípio do bem, que é o seu objetivo final, e deve fazê-la triunfar das imperfeições inerentes ao seu estado de inferioridade na Terra
    .
     
     
    LE LIVRE DES ESPRITS
    Edição U.S.K.B. (1954)
    Interessante… seria uma União Espírita Kardecista Belga :?:
    Claro que não sabemos se esses adulteraram o texto já em 1954 :?: mas os espíritas brasileiros que iriam publicar, conhecedores que eram do LE mais até que nós teriam que saber que o Kardec não escrevera assim.

  695. MONTALVÃO Diz:

    “Espero que o texto acima tenha servido de ajuda aos ilustres analistas GORDUCHO e BORGES.”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: “caboco” bom esse, sô! Queria ter um filho assim…

  696. Vinicius Diz:

    Falando em Herculano Pires:
     
    http://slideplayer.com.br/slide/3228733/11/images/73/Materializa%C3%A7%C3%A3o+do+esp%C3%ADrito+de+Herculano+Pires.jpg

  697. MONTALVÃO Diz:

    /
    ARDUIN: Quanto à LAKE, é uma editora e seus critérios e cuidados quanto à sua linha editorial é assunto dela. Se seu corpo editorial não tem, ou não teve na época em que publicou o livro “Cartas de uma morta”, o cuidado suficiente para evitar a publicação de uma obra questionável, é problema dela. Só que fica problemas para os leitores pouco atentos, que pensam que a obra (e outras do mesmo calibre) são confiáveis.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: Arduin é crente mas não é inerte: certo ou não, tem opinião. A bem da verdade, opinião é só opinião, a não ser que apoiada em dados consistentes.
    .
    Por exemplo, posso dizer: “não creio que espíritos comunicam com vivos”. A frase isolada expressa um ponto de vista, mas não noticia em que o declarante se baseia para prolatá-la. Digamos que o interlocutor retruque: “por que não crê?”, e a resposta: “porque é tudo demônio: a Bíblia prova que mortos estão proibidos de fazer contato”.
    .
    Aí teremos a tentativa de explicar a neblina por meio das trevas, procedimento muito comum em várias plagas.
    .
    A opinião de Arduin a respeito da Lake é um tanto – como vou dizer? – meio que complexa. Ele está certo ao opinar que Cartas de Uma Morta é questionável, porém todas as obras de Chico são questionáveis: desde Brasil Coração do Mundo, Evolução em Dois Mundos, Estamos Vivos, etc., até as psicografias domésticas, coisa alguma na extensa produção do médium está livre de questionamentos: são apenas fantasiações de uma mente criativa e boa conhecedora de assuntos variados, sem ser especializada em nenhum deles.
    .
    A Editora Lake publicou títulos interessantes, um deles foi “Silva Mello e seus Mistérios”, de Sérgio Valle: resposta espírita ao livro “Mistérios e Realidades deste e do Outro Mundo”, que muito incomodou aos kardecistas. Também disponibilizou várias obras do guru do Arduin, Carlos Imbassahy, dentre os quais “Espiritismo à Luz dos Fatos”. Outro destaque é a obra de Edgard Armond, “Os Exilados de Capela”.
    .
    Cartas de Uma Morta, espiriticamente falando, estava bem ao gosto do consumidor espírita. Se não estou equivocado, foi o primeiro livro em prosa escrito pelo médium e inaugurou a longa escalada de sonhos e devaneios que pontificaria seu trabalho literário. Dele extraio as manifestações do médium e do “espírito” comunicante.

    ===============================.
    “As páginas que vão ler são de autoria daquela que foi, na Terra, a minha mãe muito querida.
    .
    Minha genitora chamava-se Maria João de Deus e desencarnou nesta cidade, em 29 de setembro de 1915. Filha de uma lavadeira humilde, de Santa Luiza do Rio das Velhas, ela não pode receber uma educação esmerada; mas todos os que a conheceram, afirmam que os sentimentos do seu coração substituíram a cultura que lhe faltava.
    .
    Quando o seu bondoso espírito se comunicou por meu intermédio, pela primeira vez, eu lhe pedi que me contasse as impressões iniciais da sua vida no outro mundo, recebendo a promessa de que o havia de fazer oportunamente; e, há pouco tempo, ela começou a escrever, por intermédio da minha mediunidade, estas cartas que vão ler.
    .
    Eu contava cinco anos de idade, quando minha mãe desencarnou; mas, mesmo assim, nunca pude esquecê-la e, ultimamente, graças ao Espiritismo, ouço a sua voz, comunico-me com ela e ao seu espírito generoso devo os melhores instantes de consolo espiritual da minha vida.
    .
    Aí estão, minha mãe, as tuas páginas. Elas vão ser vendidas em benefício das órfãzinhas. Deus permita que os pequeninos, que sofrem, recebam um conforto em teu nome, e que a Misericórdia Divina te auxilie, multiplicando as tuas luzes na vida espiritual.
    .
    Pedro Leopoldo. MG, 25 de junho de 1935.
    FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER

    ———————————-.
    NO LIMIAR DA VIDA DE ALÉM TÚMULO
    .

    Maria João de Deus
    .

    Para mim, meu caro filho, as últimas impressões da existência terrena e os primeiros dias transcorridos depois da morte foram muito amargos e dolorosos.
    .
    Quero crer que a angústia, que naquele momento avassalou a minh’alma, originou-se da profunda mágoa que me ocasionava a separação do lar e dos afetos familiares, pois, apesar de crer na imortalidade, sempre enchiam-me de pavor de crer na imortalidade, sempre enchiam-me de pavor os aparatos da morte; e dentro do catolicismo, que eu professava fervorosamente, atemorizava-me a perspectiva de uma eterna ausência.
    .
    Lutei, enquanto me permitiram as forças físicas, contra a influência aniqüiladora do meu corpo; mas foi uma luta singular a que sustentei, como sói acontecer aos corações maternos, quando periga a tranqüilidade dos seus filhos. Unicamente esse amor obrigava-me ao apego à vida, porque os sofrimentos, que já havia experimentado, desprendiam-me de todo o prazer que ainda pudesse me advir das coisas terrestres.
    .———————————————.

    ===========================.

  698. MONTALVÃO Diz:

    /
    “DESDE QUE O ESPÍRITO SÓ DIZ COISAS APROVEITÁVEIS, POUCO IMPORTA O NOME SOB O QUAL AS DIGA.”
    /.
    CONSIDERAÇÃO:
    “Irmãos, dando uma passadinho no orbe terrestre e vendo a situação do Brasil, venho vos noticiar que: A COISA TÁ PRETA!”.
    .
    -Recebida do espírito LACONIUS, morto em tortura, com a língua arrancada por decreto de Calígula.
    - Médium: Publius Lentulus.

  699. Borges Diz:

    “Deveria, mas o espírito que atua no fenômeno anímico é o próprio espírito do médium. Não deve perceber, portanto. Agora em havendo um espírito comunicante, ele pode muito bem deixado os erros, exatamente para, quando descobertos, fazer cair a aura de infabilidade em torno do idolatrado médium.
    .
    Pelo que entendi você já escreveu livros; então eu pergunto, se a sua secretária, encarregada da digitação da sua obra, promover algumas alterações por conta própria, você deixaria como está, somente para demonstrar para amigos e interessados, que ela é ineficiente, mesmo prejudicando milhares de leitores?
    Um abraço

  700. Vinicius Diz:

    Não há diferenças em obras editadas pelas outras editoras… tem hospital, instrutores, orações, hinos. Tem até isto aqui:
     
    “Eram todos tratados com inexcedível carinho e as suas amargas queixas obtinham réplicas afetuosas e animadoras promessas. Alimentação e tratamento tudo se assemelhava estritamente ao que se pode verificar na face do orbe, até mesmo certas bagatelas que constituíam motivos de prazer para alguns, com o uso do tabaco ou de beberagens preferidas.”

  701. Phelippe Diz:

    Lembro que a revista Manchete, em 1989, janeiro daquele ano, dentre outras coisas, publicou uma interessante matéria sobre materialização de espíritos, com fotos, depoimentos, e uma muito curiosa entrevista com o espírito do JK. O espírito, inclusive, disse que ia aparecer um homem que ia colocar o país nos eixos. As fotos dos espíritos, todos com capuz, valiam a pena.

  702. Marciano Diz:

    ARDUIN, conheço-o de longa data, sei de sua inteligência e lucidez, apesar da teimosia em continuar sob o manto confortável da crença. Não o subestimo, de forma alguma. Admiro-o por sua perspicácia e bom humor. Por outro lado, como andou afastado das discussões aqui, devo alertá-lo, caso não tenha percebido, que durante sua ausência tornei-me não somente evangélico, mas também muçulmano sunita e mórmon.
     
    Fico feliz de ver que lê essas matérias de olhos abertos, diferentemente de sua atitude quanto a crenças sobrenaturais, mas as examina cum grano salis.
     
    Se Bolsonaro fosse perfeito, não seria político, mas dos males, o menor. Pelo menos não é de esquerda.
     
     
    VINICIUS, aprendeu bem nas aulas de mediunidade, hem?
    Sua psicografia é ótima.
    Quando entrar em contato com o Dr. Bezerra novamente, diga a ele que mandei-lhe saudações.
     
    ===============================================================
    E o Espirito da Verdade nem sempre estava presente em todas as sessões da sociedade
    ===============================================================
     
    Não se trata disso. O Espírito da Verdade era preto (presumindo-se verdadeira a história), ou quase. Quem o pintou de branco foram artistas medievais.
     
     
    ===============================================================
    CONSIDERAÇÃO: “caboco” bom esse, sô! Queria ter um filho assim…
    ===============================================================
     
    Quem sabe na próxima encarnação :?:
    Seria uma elevada honra chamá-lo de papai.
    Se acontecer, prepare-se para os tormentos pelos quais minha mãe passou. Digo isto porque ela era crente e tu o foste também. Por causa disso, ela pensava que eu estava possuído, às vezes, em razão de minhas obtemperações às suas lições de religião.
     
     
    ===============================================================
    “Eram todos tratados com inexcedível carinho e as suas amargas queixas obtinham réplicas afetuosas e animadoras promessas. Alimentação e tratamento tudo se assemelhava estritamente ao que se pode verificar na face do orbe, até mesmo certas bagatelas que constituíam motivos de prazer para alguns, com o uso do tabaco ou de beberagens preferidas.”
    ===============================================================
     
    Desencarnados comem (logo, defecam) e fumam.
    Que vida boa (quero dizer, morte boa)!

  703. Borges Diz:

    Homenagem aos nossos políticos; não a todos, porque alguns não merecem.
    https://www.youtube.com/watch?v=VXH3FGOcgV4

  704. Borges Diz:

    “E como já disse, o que interessa é o conteúdo da obra e não a garantia absoluta de que ela foi obra realmente de um espírito. Uma obra pode ser isso e ser uma bela de uma porcaria e pode ser anímica e ser excelente.”
    .
    Apesar de também acreditar na existência do mundo espiritual, tenho opinião divergente da sua, quanto ao assunto exposto acima. Prefiro uma bela porcaria oriunda realmente de um espirito, que uma obra excelente produzida por um encarnado disfarçado de espírito.
    Um abraço

  705. Vinicius Diz:

    E não querendo me gabar Marciano, recebi as mensagens de São Luiz e Dr. Bezerra fora de Centro Espírita, contrariando orientações de não poder fazer isto fora do harmônico ambiente de uma câmara mediúnica. Botavam medo nos médiuns para evitarem obsessões em casa, no escritório, no banheiro. Por sua vez estou seguindo Kardec que disse que qualquer elemento pode receber mensagens tanto na choupana quanto nos palácios. Talvez até na cadeia. Cunha não deve ter lido Kardec.

  706. Vinicius Diz:

    Se Eduardo Cunha se utilizasse de algum espirito da falange do Ali Babá poderia mandar recados aos que estão soltos TEMEndo delações. E Ali Babá conseguiria bonus hora propinado.

  707. Marciano Diz:

    Por falar em falanges de espíritos:
    Das Buch der Geister
    Ursprung und Natur der Geistwesen
     
    54 — Les esprits sont-ils tous égaux entre eux ?
     
    « Non, ils sont de différents ordres. »
     
    —Sur quoi est fondée la différence qui existe entre les esprits ?
     
    « Sur le degré de perfection auquel ils sont parvenus. »
     
    — Combien y a-t-il d’ordres ou de degrés de perfection dans les esprits ?
     
    « Le nombre est illimité, mais on peut le réduire à trois principaux. »
     
    55 — Quels sont les esprits du premier ordre ?
     
    « Les purs esprits, ceux qui sont arrivés à la perfection. »
     
    — Qu’est-ce que les anges, archanges ou séraphins ?
     

    « Les purs Esprits. »
     
    — Les anges sont-ils des êtres d’une nature différente des autres esprits ?
     
    « Non, tous ont parcouru les différents degrés de l’échelle ; mais comme nous l’avons dit, les uns ont accompli leur mission sans murmurer et sont arrivés plus vite. »
     
    56 — Quels sont les esprits du second ordre ?
     
    « Ceux qui sont arrivés au milieu de l’échelle. »
     
    — Qu’est-ce qui caractérise les esprits du second ordre ?
     
    « Le désir du bien qui est leur préoccupation. »
     
    — N’ont-ils que le désir du bien ; ont-ils aussi le pouvoir de le faire ?
     
    « Ils ont ce pouvoir suivant le degré de leur perfection ; mais tous ont encore des épreuves à subir. »
     
    57 — Quels sont les esprits du troisième ordre ?
     
    « Ceux qui sont encore en bas de l’échelle : les esprits imparfaits. »
     
    — Qu’est-ce qui caractérise les esprits du troisième ordre ?
     
    « L’ignorance et toutes les mauvaises passions qui retardent leur perfectionnement. »
     
    — Tous les esprits du troisième ordre sont-ils essentiellement mauvais ?
     
    « Non ; les uns ne font ni bien ni mal ; d’autres, au contraire, se plaisent au mal et sont satisfaits quand ils trouvent l’occasion de le faire. »
     
    — Que doit-on entendre par esprits follets ?
     
    « Follets, farfadets, lutins c’est la même chose ; ce sont des esprits légers, plus brouillons que méchants, qui se plaisent plutôt à la malice qu’à la méchanceté, et qui trouvent leur plaisir à mystifier et à causer de petites contrariétés. »
     
     
    http://apostoladosagradoscoracoes.angelfire.com/hian.html

  708. Marciano Diz:

    Vejo curiosas coincidências entre espíritos kardecistas e anjos católicos.
    Admitidas no Das Buch der Geister.
    A diferença reside na origem e evolução.

  709. Marciano Diz:

    99. Os da terceira categoria são todos essencialmente maus?
    “Não; uns há que não fazem nem o mal nem o bem;
    outros, ao contrário, se comprazem no mal e ficam satisfeitos quando se lhes depara ocasião de praticá-lo. Há também os levianos ou estouvados, mais perturbadores do que malignos, que se comprazem antes na malícia do que na malvadez e cujo prazer consiste em mistificar e causar
    pequenas contrariedades, de que se riem.”
     
    É o caso do poltergeist do blog.

  710. Marciano Diz:

    Na tradução, parecem livros diferentes.
    Licença poética?

  711. Marciano Diz:

    99. Les Esprits du troisième ordre sont-ils tous essentiellement mauvais ?
    « Non, les uns ne font ni bien ni mal ; d’autres, au contraire, se plaisent au mal et sont satisfaits quand ils trouvent l’occasion de le faire. Et puis, il y a encore les Esprits légers ou follets, plus brouillons que méchants,
    qui se plaisent plutôt à la malice qu’à la méchanceté, et qui trouvent leur plaisir à mystifier et à causer de petites contrariétés dont ils se rient. »

  712. MONTALVÃO Diz:

    /
    “Quem sabe na próxima encarnação
    Seria uma elevada honra chamá-lo de papai.
    Se acontecer, prepare-se para os tormentos pelos quais minha mãe passou. Digo isto porque ela era crente e tu o foste também. Por causa disso, ela pensava que eu estava possuído, às vezes, em razão de minhas obtemperações às suas lições de religião.”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: na próxima encarnação tudo pode mudar, os processos planejativos nos são incógnitos, não sabemos o que os mestres projetarão para enfrentarmos: pode até ser que você venha como mãe carola e eu filha rebelde…
    .
    Minha saudosa mãe também era religiosa no “úrtimo”, religiosa e supersticiosa. Infelizmente (ou não, não sei) não pôde conhecer minha faceta cética. Mas minha madrasta, ultraevangélica conhece. Certa vez discutindo com ela sobre os pseudomilagres que as igrejas vivem apregoando, ponderei que as curas são todas subjetivas: uma dor aqui, outra ali, um câncer que vinha sendo tratado pela medicina, etc. No entanto, não se via Deus repor membros amputados, dentes cariados, consertar espinhas bífidas…
    .
    No entanto, ela facilmente se safou: Deus não faz porque não quer!

  713. Gorducho Diz:

    Ela era médium inconsciente :?:
     
     
    Em cima do comentário que esses dias fez não me lembro se ABo ou o Sr. Criaturo…
    Supondo que “médiuns” existissem, só mereceriam real credibilidade se inconscientes. Comentário este meu, bien sûr…

  714. Marciano Diz:

    Sua madrasta é campeã de racionalizações.
    Por que deus iria querer curar tudo, menos amputações?
    Tem até um site destinado exclusivamente a discutir essa aversão de “deus” por amputados.
    https://whywontgodhealamputees.com/
     
    Presumo que sua sogra não fale inglês ou qualquer outra língua estrangeira, assim como não deve ser lá essas coisas em português (mera adivinhação, mas costumo ser bom nisso.
     
    Se soubesse falar inglês, não veria nada do site indicado, pois alegaria ser obra do diabo.
    Domage!
     
     
    Atribuir curas espontâneas ou devidas a tratamento a divindades, assim como simular curas de quem não tem doença alguma, é fácil, mas fazer crescer outra perna no Rei dos Plágios é difícil demais.
    Aí é só dizer que não faz porque não quer.
     
     
    Diga a ela que um amigo seu (este seu fiel servidor) disse que deus não cura amputados por uma de duas razões:
    a- não existe;
    b- é viado e fdp, por isso ri-se da amargura de RC.
     
    Aproveite e diga a ela que seu amigo também disse que o imaginário diabo também é outro da mesma laia, para que ela não pense que estou endiabrado.
    Só não sou otário e não caio em truques de salão.

  715. Marciano Diz:

    Já que aqui todo mundo tem boa imaginação, imaginem que fechei o parêntese acima.
     
    Aliás, uma coisa que eu sempre dizia à minha mãe, se deus existisse e fosso bonzinho, não curaria nada, simplesmente não deixaria que adoecêssemos ou que sofrêssemos ferimentos
     
    Já aconteceu de eu sofrer acidente (aquele atropelamento, lembra-se?) e minha mãe (e outros) dizerem que foi milagre eu não ter morrido. Que eu deveria agradecer a deus.
    Respondi a todos que deus faria um serviço melhor se não deixasse que eu sofresse o acidente.
     
    Todos acharam que eu era mal agradecido, coisas assim.
    Eu seria maluco, se agradecesse alguma coisa a quem não existe. Melhor dizendo, existe apenas na imaginação de muitas pessoas.

  716. Marciano Diz:

    Sugiro que minta para sua sogra e diga a ela que entrou para a ICAR ou outra denominação cristã qualquer.
    Faça proselitismo com ela, só de sacanagem.
     
    Diga que quer a salvação dela, que está na igreja errada.
     
    Pode também perguntar se o deus, o FG ou a bíblia da denominação para a qual ela dá dinheiro é diferente do deus, FG ou bíblia de outras denominações.
     
    Aliás, a bíblia evangélica suprimiu vários livros, como os de Esdras e Macabeus I e II. A própria ICAR suprimiu Macabeus III e IV, que só podem ser lidos numa bíblia ortodoxa, mas dou a minha (censurado) se sua sogra souber disso.
     
    Pergunte a ela por que deus precisa tanto de dinheiro material, se a obra da igreja não pode ser feita com recursos divinos, imateriais.
     
     
    Em outras palavras, mande sua sogra para o diabo que a carregue!
     
    Com perdão da má palavra, claro.

  717. Marciano Diz:

    Com essa bandalheira toda que está vindo à tona no Brasil, estou indignado com esquerdopatas e crentes em geral, pois a ingenuidade e/ou maldade dessa gente prejudica a todos.
    Por isso estou meio azedo.
     
    Se os malandros prejudicasse só os otários, ainda daria pra tolerar, com muito esforço, mas como acabam prejudicando os espertos, por causa dos otários, eu fico indignado com eles.
     
    Tem bancada evangélica nas duas casas do congresso, numa merda de país que deveria ser laico.
    Comunistas induzem professores a transformar alunos em esquerdopatas (ARDUIN é uma rara exceção).
    Dá vontade de meter bala em todo mundo!

  718. Marciano Diz:

    Se os malandros prejudicasseM.
    O poltergeist quer me derrubar.
     
    Tem quem diga que se deus cuidasse direito da gente, em vez de ficar fazendo milagres a torto e a direito, ninguém saberia de sua existência.
    E daí? Qual o problema para ele?
    Ademais, ele faz essa palhaçada toda comigo, já evitou minha morte várias vezes e estou defecando a ambulado para ele, só para não fazer montinho.
     
    Será que ele, em sua infinita burrice, não percebe que suas ações sem pé nem cabeça não funcionam com todo mundo, só com crentelhos?
     
    Por que deus, diabo, anjos, espíritos, etc., não aparecem claramente para a gente e procurar estabelecer um diálogo, procuram nos convencer ou obrigar a fazer sua vontade?
    Por que precisam de intermediários que sempre se dão bem com esse papo furado?
     
    Se deus, diabo, etc., quiserem, estou à disposição.
    A casa é deles. São bem-vindos a qualquer momento.
    Venham tirar-me da descrença, seus merdas!
     
    Atenção, o epíteto não é endereçado a nenhum dos crentes do blog, e sim às entidades imaginárias em que eles acreditam.

  719. Marciano Diz:

    Quando vejo alguém dizendo:
    – Se o LuLLadrão se candidatar, eu voto nele!
    – Se deus quiser, isto ou aquilo…
    sinto por essa gentalha a mesma coisa que Roberto Jefferson disse sentir por Zé Dirceu.
    Provocam em mim os instintos mais primitivos.
     
    Se não fossem esses imbecis, a gente não passaria por tanta coisa que já passou e ainda passa.

  720. Marciano Diz:

    Os islâmicos estão fazendo hoje parte do que os cristãos já fizeram no passado.
    As maiores atrocidades, em nome de seres imaginários, mas com intenções bem mundanas.
    Os líderes religiosos devem ser todos mais descrentes do que eu (se é possível), mas fingem acreditar para conseguir poder e dinheiro, dominação.
     
    Se conseguissem isso só dos crentes, já seria maldade, mas acabam, por causa dos crentes, que são legião, conseguindo impor sua vontade a quem não cai na conversa mole deles.

  721. Marciano Diz:

    Não vou corrigir erro nenhum e vou sair do ar, pois estou com vontade de sair matando um monte de comunistas.
    Só não o faço porque tenho medo de ir para o inferno, onde estão as pessoas mais legais que já passaram pela Terra.
    Grandes artistas, grandes filósofos, grandes cientistas e muitos dos nossos amigos e parentes.
     
    No céu só tem gente piegas, farisaica, chata, carola.
     
    Volto quando passar a indignação de que estou momentaneamente repleto.

  722. Marciano Diz:

    A indignação ainda não passou, mas voltei só para dizer an old saying:
    Ein alter Fehler ist beliebter als eine neue Wahrheit.
    An old mistake is more popular than a new truth.

  723. Espírita Sp Orlando Diz:

    Marciano, tenha paciência. Creio que algum dia as coisas melhorem, corruptos não existitirao mais, ladrões também não.
    Também não vejo os espírito e não os psicografo mas há amigos meus que fazem isso e não pedem dinheiro nem abraço em troca.

  724. Espírita Sp Orlando Diz:

    Vinicius, gostei bastante de suas psicografias. Faz tempo que consegue sintonizar o abnegado Dr. Bezerra?

  725. Espírita Sp Orlando Diz:

    Minha mãe diz para não evocar espíritos e alega que Chico disse que o telefone toca de lá pra cá. Não concordo com ela, mas ela é a “dona” do centro. E temos várias obras sociais.

  726. Espírita Sp Orlando Diz:

    Mas confesso que fiquei puto da vida ao saber do que falam dos negros em Kardec e Chico e Ramatis. Foram muito FDP!!!

  727. Gorducho Diz:

    ==============================================================
    Os líderes religiosos devem ser todos mais descrentes do que eu (se é possível), mas fingem acreditar para conseguir poder e dinheiro, dominação.
    ==============================================================

    Clauso eo cum omnium circa finitimorum societate ac foederibus iunxisset animos, positis externorum periculorum curis, ne luxuriarent otio animi quos metus hostium disciplinaque militaris continverat, omnium primum, rem ad multitudinem imperitam et illis sæculis rudem efficacissimam, deorum metum iniciendum ratus est. Qui cum descendere ad animos sine aliquo commento miraculi non posset, simulat sibi cum dea Egeria congressus nocturnos esse; eius se monitu quæ acceptissima dis essent sacra instituere, sacerdotes suos cuique deorum præficere.

  728. MONTALVÃO Diz:

    /
    Gorducho Diz:
    .
    Ela era médium inconsciente :?:
    .
    Em cima do comentário que esses dias fez não me lembro se ABo ou o Sr. Criaturo…
    Supondo que “médiuns” existissem, só mereceriam real credibilidade se inconscientes.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: refere-se à minha finada genitora?
    .
    Ela era médium umbandista, de incorporação: a entidade se apossava de seu corpo e por meio dele dava seu recado…
    .
    Creio que por aqui ninguém conhece o Criaturo, criatura supimpa!

  729. MONTALVÃO Diz:

    /
    “Presumo que sua sogra não fale inglês ou qualquer outra língua estrangeira, assim como não deve ser lá essas coisas em português (mera adivinhação, mas costumo ser bom nisso.”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: sogra?
    .
    Falava de minha madrasta: 94 anos lúcida e ativa. Ela não fala nem lê inglês. Só lê a Bíblia e literatura correlata.

  730. MONTALVÃO Diz:

    /
    “Em outras palavras, mande sua sogra para o diabo que a carregue!”
    /.
    ?!

  731. Marciano Diz:

    ORLANDO, obrigado por suas amáveis palavras, mas estou tomado de rancor por essas leviandades que têm vindo a público, revelando a podridão em que estamos mergulhados.
     
    De tanto ver triunfar as nulidades,
    de tanto ver prosperar a desonra,
    de tanto ver crescer a injustiça,
    de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus,
    o homem chega a desanimar da virtude,
    a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto.

     
    Estas palavras, obviamente, não são minhas. Foram proferidas em 17 de dezembro de 1914, perante o senado.
     
    Rui Barbosa as disse, em defesa de requerimento que fez àquela casa.
     
    Rui Barbosa devia ter mesmo vergonha da honestidade, como pode ser constatado aqui:

     
    http://www.infoescola.com/historia/encilhamento/
     
    GORDUCHO, obrigado pela citação, que comprova o que eu disse.
    A religião, as crenças em divindades, prestam um ótimo serviço à política.
    O que mais amedronta o homem do que as armas? As divindades, o sobrenatural.
     
    Quando se quer convencer multidões, apela-se aos deuses.
     
    O temor dos deuses é a coisa mais eficaz para uma massa ignorante, como a população daquele tempo e a atual.
    Numa (Pompilius), malandramente, fingia encontros com a deusa Egeria e dizia que a seu conselho instituía os ritos religiosos que lhe eram favoráveis, criava deuses e ordenava sacerdotes.
     
    Ele também escreveu livros “sagrados” que foram enterrados com ele e, quando redescobertos depois de cinco séculos, foram convenientemente destruídos. Isto quase setecentos anos antes de FG.
     
     
    MONTALVÃO, eu queria dizer madrasta, não sei por que razão escrevi sogra.
     
    Quando ao diabo que a carregue, desculpe-me pela aspereza. Eu estava possuído.
     
    Aos 94 anos ela tem direito de pensar o que quiser.
    Pensando bem, não faça bullying com a velhinha, ou ela tem um troço e vai direto para o céu.

  732. Marciano Diz:

    Para que os demais possam entender, dado que o Google Translator é incapaz de produzir uma tradução correta, tento a minha (de parte do texto – a que nos interessa), capenga, mas próxima (acho) do original.
     
    Para evitar isso, ele pensou que a primeira coisa a fazer era incutir-lhes uma reverência aos deuses, estratagema eficaz contra uma massa ignorante e até mesmo rudes naqueles primeiros anos. Porque não podia penetrar em suas mentes sem recorrer a algum conto maravilhoso, ele inventou ter reuniões noturnas com a deusa Egéria e relatou que esta lhe pediu para estabelecer os rituais sagrados particularmente do agrado dos deuses, assim como a escolher qualquer um deles oficiantes específicos.
     
    Como não sou latinista, foi o mais próximo que consegui chegar.
    Se puder fazer tradução mais correta, agradeço, penhoradamente.
    Tenho apenas um velho e surrado dicionário que, como todos sabem, não é o bastante.
    Facitus melius quod possum.

  733. Marciano Diz:

    It wasn’t me. The devil made me do it.
    Forget about it, please.
    I don’t use to be so rude and I am ashamed of it.
    My sincere apologies.
    As a matter of fact, I’m sick and tired of these politicians and religious men. I’m having a bad day, if you know what I mean.
    I was so infuriated by the answer she gave you that I didn’t notice she is your step mom and thought she was your mother-in-law.
    Please accept my apologies.
    Don’t ever mention I exist to her.
    I’ll try to get back in a better mood tomorrow.

  734. Marciano Diz:

    Quand je commence à parler en langues, cela signifie que je suis ivre.
    Borracho.
    Not quite, but something like that.
    Entschuldigung!
    Ho bisogno di dormire.

  735. Gorducho Diz:

    Quando lhe perguntei, Analista Montalvão, não me toquei na hora que era pequeno demais pra ter esse conhecimento se ela era consciente ou inconsciente.
    Sorry…

  736. Marciano Diz:

    Criaturo, suponho, é um comentarista do FCC.

  737. Marciano Diz:

    Supondo-se que o “médium” seja honesto, entende-se por consciente aquele que altera sua consciência até um ponto em que percebe a dissociação de personalidade e inconsciente aquele que altera tanto a consciência que não percebe a dissociação? É isso?
    Claro que o “médium” não sabe que está apenas com uma auto-induzida consciência alterada. Uma espécie de auto-hipnose, as it were.

  738. Marciano Diz:

    Já tive contatos com “médiuns” incorporados, desde a infância.
    Eles agem como se soubessem de tudo o que se passa no mundo, mas não conseguem ler pensamentos.
    Digo isto porque sempre que tive a oportunidade, enviei pensamentos a todos eles e nenhum captou o que eu pensava. E não eram pensamentos que se pudesse ignorar.

  739. Marciano Diz:

    VINICIUS, acabo de me lembrar. Cunha é evangélico, portanto, não lê Rivail.
    Ele é da Assembleia de Deus, a mesma do Malafaia.
    Sua “crença” deve lhe ter rendido muitos votos.
    Pode não ter lido Rivail, mas conhece Numa Pompilius.

  740. Marciano Diz:

    Um dia desses eu estava falando das igrejas com nomes engraçados (todos reais).
    Confira esta, que ficou de fora da lista:
    https://pt.wikipedia.org/wiki/Comunidade_Evang%C3%A9lica_Sara_Nossa_Terra

  741. Marciano Diz:

    Como parece que GORDUCHO voltou a dormir e os demais estão fora do ar, vou dar um rolé.
    Bis bald!

  742. Gorducho Diz:

    Quando falo nesses termos falo assumindo os pressupostos espíritas.
    Então… na umbanda no meu tempo, i.e., quando eventualmente íamos n’algum terreiro c/vovó – cujo tema predileto era o espiritismo mas cuja frequência muito ocasional pois que a inundava extrema preguiça… – a maioria dos médiuns era (se considerava mas se a gente ficar fazendo essa ressalva perde a graça, tipo americano avisando que vai fazer ironia ou piada, right?) inconsciente.
    E Sr. Criaturo ou ABo não me lembro qual dos 2 falou há poucos dias que mediunidade deveras credível seria a inconsciente.
    Com o que concordo.

  743. Marciano Diz:

    Deve ter sido o Criaturo, pois não me lembro de ter visto tal comentário de Borges.
    Só não entendi a piada ou ironia, pois a inconsciência, presumo, é a falta de lembranças do período em que o “médium” esteve com a consciência alterada.
    Pelo que entendi, quanto mais grave o transtorno dissociativo de personalidade, maior a autenticidade da comunicação com o nada.

  744. Marcos Arduin Diz:

    Vinicius Diz:maio 19th, 2017 às 10:28 AM
    .
    MARCOS ARDUIN diz : “E como já disse, o que interessa é o conteúdo da obra e não a garantia absoluta de que ela foi obra realmente de um espírito”
    .
    Assim não dá: como vamos saber se há a vida após a morte :?:
    - Muito simples, Vinícius: já disse que ROMANCES e LIVROS EM GERAL NADA PROVAM SOBRE A VERACIDADE DE MEDIUNIDADE. Onde vamos encontrar tal prova de ação de espírito? Onde ele prova sua identidade. Parentes de um falecido podem identificar na forma de se expressar e na intimidade das informações que realmente se trata do espírito do falecido. Ponto.
    Quando ao resto, já disse. O único romance onde se identifica a ação mediúnica é a continuação de O Mistério de Edwin Drood, que Dickens deixou inacabado e foi continuado por um tipógrafo americano.

    Vinícius: EM “OLE”: “Ora, podendo todos ser médiuns, quem poderá impedir que uma família, no seu lar; um indivíduo, no silêncio de seu gabinete; o prisioneiro, no seu cubículo, entrem em comunicação com os Espíritos, a despeito dos esbirros e mesmo na presença deles?”

    “Demonstrando A EXISTÊNCIA E A IMORTALIDADE DA ALMA, o Espiritismo reaviva a fé no futuro”

    EM “OLM” : “Todavia, em muitos casos, a identidade absoluta não passa de questão secundária e sem
    importância real. A identidade dos Espíritos das personagens antigas é a mais difícil de se conseguir, tornando-se muitas vezes impossível, pelo que ficamos adstritos a uma apreciação puramente moral.“
    - Se buscar mais, Vinícius vai ver em outro trecho que se diz que muito diferente é quando se trata de saber se realmente é o espírito de um parente falecido. Neste caso é possível obter-se provas de identidade, uma vez que seus parentes poderiam exigi-las por ter conhecido o falecido e fatos que são desconhecidos dos médiuns.

    Porém, se somente diz coisas dignas do caráter de Fénelon e que este não se furtaria a subscrever, há, senão prova material, pelo menos toda probabilidade moral de que seja de fato ele. Nesse caso, sobretudo, é que a identidade real se torna uma questão
    acessória. DESDE QUE O ESPÍRITO SÓ DIZ COISAS APROVEITÁVEIS, POUCO IMPORTA O NOME SOB O QUAL AS DIGA.”
    - Exatamente. Qual a utilidade de se saber a real e absoluta identidade do espírito comunicante neste caso?
    .
    Do resto não entendi lhufas.

  745. Marciano Diz:

    Sim, acho que entendi. Presumindo os pressupostos espíritas, ou seja, presumindo que existam espíritos e médiuns.
    Estou esforçando a imaginação ao máximo, para ver se entendo.
    Se o espírito não pode manifestar-se em um cadáver, deve ser porque o médium deve estar vido, ou seja, não deve estar sem espírito.
    Se assim é, não vejo como ele poderia anular completamente o espírito do “cavalo”.
    A inconsciência total só seria possível se o espírito se manifestasse num cadáver, mas parece que tal hipótese não é contemplada nas hipóteses espiritistas.

  746. Marciano Diz:

    ARDUIN voltou.
    Acho que vou ficar mais um pouco.
    Vou tentar propor aqui um experimento do sítio que mencionei acima, sobre amputados, o qual o poltergeist recusa-se a publicar.
    Vamos tentar aos pedaços.

    A simple experiment

    For this experiment, we need to find a deserving person who has had both of his legs amputated. For example, find a sincere, devout veteran of the Iraqi war, or a person who was involved in a tragic automobile accident.

    Now create a prayer circle like the one created for Jeanna Giese. The job of this prayer circle is simple: pray to God to restore the amputated legs of this deserving person. I do not mean to pray for a team of renowned surgeons to somehow graft the legs of a cadaver onto the soldier, nor for a team of renowned scientists to craft mechanical legs for him. Pray that God spontaneously and miraculously restores the soldier’s legs overnight, in the same way that God spontaneously and miraculously cured Jeanna Giese and Marilyn Hickey’s mother.

    If possible, get millions of people all over the planet to join the prayer circle and pray their most fervent prayers. Get millions of people praying in unison for a single miracle for this one deserving amputee. Then stand back and watch.

    What is going to happen? Jesus clearly says that if you believe, you will receive whatever you ask for in prayer. He does not say it once — he says it many times in many ways in the Bible.

    And yet, even with millions of people praying, nothing will happen.

    No matter how many people pray. No matter how sincere those people are. No matter how much they believe. No matter how devout and deserving the recipient. Nothing will happen. The legs will not regenerate. Prayer does not restore the severed limbs of amputees. You can electronically search through all the medical journals ever written — there is no documented case of an amputated leg being restored spontaneously. And we know that God ignores the prayers of amputees through our own observations of the world around us. If God were answering the prayers of amputees to regenerate their lost limbs, we would be seeing amputated legs growing back every day.
    </blockquote

  747. Marcos Arduin Diz:

    Malvadão diz: A opinião de Arduin a respeito da Lake é um tanto – como vou dizer? – meio que complexa. Ele está certo ao opinar que Cartas de Uma Morta é questionável, porém todas as obras de Chico são questionáveis: desde Brasil Coração do Mundo, Evolução em Dois Mundos, Estamos Vivos, etc., até as psicografias domésticas, coisa alguma na extensa produção do médium está livre de questionamentos: são apenas fantasiações de uma mente criativa e boa conhecedora de assuntos variados, sem ser especializada em nenhum deles.
    - Quanto a TODAS as obras do Chico serem questionáveis, isso fica por sua conta. Tanto quanto eu saiba, nunca afirmei isso. Quando o digo, refiro-me a obras específicas. E quanto à LAKE, ela é uma editora ANTIGA, que já teve várias equipes para verificar o valor das obras ao longo de sua história e uma equipes podem ter sido mais fascinadas e outras menos. A mim pisou na bola ao publicar Cartas de uma morta. Não respondo pelas outras.
    .
    Malvadão diz: A Editora Lake publicou títulos interessantes, um deles foi “Silva Mello e seus Mistérios”, de Sérgio Valle: resposta espírita ao livro “Mistérios e Realidades deste e do Outro Mundo”, que muito incomodou aos kardecistas.
    - Sério? Tem o registro publicado desses incômodos?
    .
    Malvadão diz: Também disponibilizou várias obras do guru do Arduin, Carlos Imbassahy, dentre os quais “Espiritismo à Luz dos Fatos”.
    - Errado! Quem publicou esse livro foi a FEB e atualmente está na 4ª edição. E é um bom livro, pois mesmo tendo sido publicado originalmente em 1935, a comunidade cética não atualizou seu modo de pensar de lá para cá.
    .
    Malvadão: Outro destaque é a obra de Edgard Armond, “Os Exilados de Capela”.
    - Uma tremenda bosta de obra, diga-se de passagem.

  748. Marciano Diz:

    By looking at amputees, we can see that something is wrong. Jesus is not telling the truth. God never answers prayers to spontaneously restore lost limbs, despite Jesus’ statements in the Bible. Accepting this piece of factual information, rather than denying it, is the first step in understanding something extremely important about how prayer really works.

    Even if you take a liberal rather than literal stance on the Bible, this feels strange, doesn’t it? You may not literally believe that “nothing will be impossible for you” nor that “faith can move mountains,” but I think we can agree that there is something very odd about the way that God treats amputees. No matter how many people pray. No matter how sincere those people are. No matter how much they believe. No matter how devout and deserving the recipient. Nothing happens when we pray for amputated limbs. God never regenerates lost limbs through prayer, even though Christians believe that God is answering millions of other prayers on earth every day.

    Does God answer prayers? If so, then how do we explain this disconnection between God and amputees? What should we do with the piece of empirical data that amputees represent? We need to somehow explain why God would answer millions of prayers on earth, yet completely ignore prayers for amputated limbs. Let’s examine the possible explanations one by one.

  749. Marciano Diz:

    Key Point

    No matter how many people pray, no matter how often they pray, no matter how sincere they are, no matter how much they believe, no matter how deserving the amputee, what we know is that prayers do not inspire God to regenerate amputated legs. This happens despite what Jesus promises us in Matthew 21:21, John 14:14, Mark 11:24, etc.

  750. Marciano Diz:

    Rationalization #1

    Here is an explanation that you might have heard or used before:

    The reason God cures thousands of cancers, infections, etc. each day but never intervenes with amputees is because it is not God’s will to do that. It is not part of God’s plan.
    This explanation seems a little odd. Amputees really do seem to be getting the short end of God’s plan if this is the case. If God answers prayers as promised in the Bible, and if God is performing all of the medical miracles that we read about in inspirational literature, then God should also be restoring amputated limbs. Why would God help cancer victims (e.g. Marilyn Hickey’s mother) and people bitten by rabid bats (e.g. Jeanna Giese), but discriminate against amputees like this? (See Understanding God’s Plan for an in-depth look at how “God’s Plan” works).
    Keep in mind what Jesus promised:

    If you believe, you will receive whatever you ask for in prayer. [Matthew 21:21]
    If you ask anything in my name, I will do it. [John 14:14]
    Ask, and it will be given you. [Matthew 7:7]
    Nothing will be impossible to you. [Matthew 17:20]
    Believe that you have received it, and it will be yours. [Mark 11:24]
    There is no indication from Jesus that amputees will be ignored when they pray for medical help. The fact is, all five of these statements are completely false in the case of amputees.
    The five quotes in the previous paragraph are all simple, straightforward statements. Doesn’t “nothing will be impossible for you” mean “nothing will be impossible for you”? Jesus is God, and as an all-knowing being God knows how humans interpret sentences. If Jesus did not mean “nothing will be impossible for you,” it seems like Jesus would have said something else. He also would not repeat that sentiment so many times. And Jesus is supposedly answering millions of prayers each day, so prayer-answering seems to be his intent (See this short video for a more in-depth discussion).

  751. Marciano Diz:

    A primeira racionalização listada é JUSTAMENTE A DA MADRASTA DE MONTALVÃO:
    The reason God cures thousands of cancers, infections, etc. each day but never intervenes with amputees is because it is not God’s will to do that. It is not part of God’s plan.
    Na mosca!

  752. Marciano Diz:

    Ou deus não quer ou é muito difícil fazer o truque de fazer a perna de RC crescer de novo.
    Mais fácil é curar o câncer da MR por curto período de tempo.

  753. Marcos Arduin Diz:

    Borges Diz: maio 19th, 2017 às 1:50 PM

    “Deveria, mas o espírito que atua no fenômeno anímico é o próprio espírito do médium. Não deve perceber, portanto. Agora em havendo um espírito comunicante, ele pode muito bem deixado os erros, exatamente para, quando descobertos, fazer cair a aura de infabilidade em torno do idolatrado médium.
    .
    Pelo que entendi você já escreveu livros; então eu pergunto, se a sua secretária, encarregada da digitação da sua obra, promover algumas alterações por conta própria, você deixaria como está, somente para demonstrar para amigos e interessados, que ela é ineficiente, mesmo prejudicando milhares de leitores?
    Um abraço
    .
    - Borges, conforme eu já disse, se o conteúdo de uma obra é aproveitável, pouco importa se seu conteúdo, ou parte dele, veio de fonte anímica ou não. Ao médium cabe o zelo pela qualidade da obra. Foi isso que Chico tentou passar a Baccelli e esse se fez de desentendido porque estava preparando o campo para vir a ser o sucessor do Chico. Daí o tê-lo afastado de seu convívio. Ainda assim Baccelli, apesar das coisas ridículas que escreve, tem uma legião de fantontos.
    .
    Falando por mim, o primeiro livro que escrevi foi um de técnicas histológicas e atualmente estou revisando de forma mais ampla. O segundo foi um romance, que tive de bancar tudo por minha conta e fazer eu mesmo as revisões e achar os erros que deixei passar. Portanto a “secretária” não mudou nada por sua conta. Além disso o indiquei como romance espiritualista, já que veio todo da minha cabeça. Se quer saber dele:
    http://www.scortecci.com.br/lermais_materias.php?cd_materias=10837&friurl=_-A-PEQUENA-ORFA–Marcos-Arduin-_

  754. Marciano Diz:

    http://www.robertocarlosbraga.com.br/2010/09/sou-forte-minha-fe-me-faz-um-homem-de.html
    Logo depois:
    http://www.dgabc.com.br/(X(1)S(jrc4tce0jp3ob423hlawcgzw))/Noticia/132638/morre-maria-rita-mulher-do-cantor-roberto-carlos
     
    Destaco:
    A cura da doença chegou a ser anunciada em setembro. O casal participou de uma missa, celebrada pelo padre Marcelo Rossi, em agradecimento à cura de Maria Rita.
     
    Parece que o agradecimento foi um pouco prematuro.

  755. Marciano Diz:

    ARDUIN, por que não tenta uma psicografia?
    Aposto como teria vendido muito mais.

  756. Marcos Arduin Diz:

    Tenho mais o que fazer, De Morte. Quando acho algum tempo, dou uma olhada por aqui. Mas não garanto atender a todos.

  757. Marciano Diz:

    O de técnicas histológicas só vende para alunos ou para alunos de amigos.
    Livro técnico não dá dinheiro, a não ser para uns poucos.
    E romance espírita não psicografado não vende nada.
    Se com todo o seu conhecimento espírita ainda não aprendeu a psicografar, peça uns conselhos à Marinzeck.

  758. Marciano Diz:

    Veja que coincidência:
    https://pt.wikipedia.org/wiki/A_Pequena_%C3%93rf%C3%A3

  759. Marciano Diz:

    Ainda tem mais: