FERNANDO BEN, ACUSADO DE FRAUDAR PSICOGRAFIAS (2019)

Foi exibida dia 06/10/2019 uma matéria no Fantástico que fornece fortes evidências de fraude nas psicografias do dito médium Fernando Ben. O pesquisador espírita Guilherme Velho achou informações equivocadas nas cartas que foram encontradas na internet, um bom sinal que essa foi a fonte da informação, e não o espírito do falecido. Para ver a reportagem, clique aqui.

11 respostas a “FERNANDO BEN, ACUSADO DE FRAUDAR PSICOGRAFIAS (2019)”

  1. Senhor dos Anéis Diz:

    Fernando Ben apenas “modernizou” as fraudes de Chico Xavier, que colhia “leitura fria” – interpretação trazida pela combinação de gestos e informações dadas por diferentes depoentes ligados à vida pessoal de um falecido – e pesquisas bibliográficas para forjar psicografias. Ben vai lá para as redes sociais.

    É uma pena que Chico Xavier, hoje, seja visto como “médium autêntico e respeitável”, porque sua atividade é cheia de irregularidades, fraudes explícitas e provas mais do que robustas. E ele conta com defensores raivosos, agressivos, que destoam do mito de que quem segue Chico Xavier está envolvido e protegido pelas energias positivas e elevadas. Diante da mais suave contestação, os chiquistas reagem feito cães rottweiler famintos e raivosos.

  2. mrh Diz:

    q bom q as pessoas estão acordando… e a justiça tb…

  3. Marcos Arduin Diz:

    Ei, o dos anéis, diga como ficou provado que o Chico colhia informações por leitura fria. Dos seus romances é até notório que houve coletas de informações por bibliografia (o Nosso Lar foi coisa do Reverendo Owen…). Mas no trato com pessoas diretamente, como funciona a tal leitura fria quando fatos desconhecidos dos parentes são revelados?
    .
    E aproveite para listar as irregularidades, fraudes explícitas e provas mais do que robustas. Essas eu gostaria de ver.

  4. Senhor dos Anéis Diz:

    A leitura fria se dá da seguinte forma:

    - Numa “casa espírita”, parentes de um morto recorrem ao “auxílio fraterno”, espécie de função na qual um “tarefeiro” (funcionário de um “centro espírita”) recebe as pessoas para indicá-las a um tratamento espiritual ou atendê-las com supostas mensagens espirituais;

    - O funcionário entrevistador ouve as pessoas que falam de seus dramas pessoais. No caso do parente morto, dão um breve relato da vida dele;

    - A leitura fria se dá porque o funcionário é treinado para observar reações emocionais, como, por exemplo, a lembrança de um brinquedo da infância do falecido, que faz o entrevistado chorar, ou o fato de um hábito regular, como estudar muito História;

    - São juntadas informações dadas por cada entrevistado. Elas são combinadas com informações subliminares como o fato da mãe, ao chorar muito toda vez que fala que sua filha morta adorava muito ir a show de dupla “sertaneja”, se subentende que a jovem falecida era fã do gênero;

    - Combina-se isso com pesquisas bibliográficas. Não sejamos ingênuos. Chico Xavier recebia jornais com informações da morte de um morto, no caso de noticiadas pela imprensa. Teve gente de “centro espírita” local que enviava jornal para ele, junto com uma carta. Isso se fazia mesmo com boa-fé, por achar que o “médium” deveria compartilhar dessas informações e “estar a par de tudo”. O caso de Jair Presente, muito provavelmente, teria sido assim.

    No caso de fatos desconhecidos dos parentes, o que se observa é que nem todo mundo conhece alguém da mesma maneira. Me lembro do exemplo de Renato Russo. Evidentemente, o filho dele, Giuliano Manfredini não compartilha das mesmas informações de Dado Villa-Lobos, Marcelo Bonfá ou mesmo de gente como Herbert Vianna e Dinho Ouro Preto. As informações que um parente conhece são de desconhecimento de outro parente, assim como de um amigo para parente, de um amigo para outro amigo.

    Assim, podemos dizer que, se uma tia ou professora de um morto trazem uma informação que é de desconhecimento do núcleo familiar central, as informações são tidas como “inacessíveis” e “desconhecidas”. Nem todos conhecem tudo, e isso é um equívoco dos chiquistas que acham que, ou todo mundo conhece tudo de um morto, ou ninguém conhece nada. Isso é um erro. A vida humana pode ser um “livro aberto”, mas nem todos podem “ler esse livro” na sua integridade, uns “lendo” uma parte, outros outra, outros nenhuma.

    Quanto às provas robustas, o próprio Vítor Moura que organiza essa página nos forneceu imagens de assinaturas de falecidos que não batem com as assinaturas originais. As amostras contidas em carteiras de identidade contradizem com as caligrafias das “psicografias” e isso indica fraude óbvia. Uma prova robusta, diga-se de passagem, porque mesmo quando a caligrafia de alguém apresente variações, elas não chegam ao ponto de disparidades como se vê nas “assinaturas espirituais”.

    E não estamos falando no caso da “assinatura espiritual” ter a caligrafia pessoal de Chico Xavier, como se vê nesta imagem:

    (http://3.bp.blogspot.com/-v4uH_d70Kis/VJ7RkCZuS0I/AAAAAAAACFw/VELBGrYxX6M/s1600/suposta-assinatura-de-paulo-roberto-muszkat_assinatura-de-chico-xavier.jpg)

    Quanto às imagens nas antigas postagens, só se pede para que Vítor renove os uploads, porque o armazenamento dessas imagens tem prazo e elas desaparecem, dando lugar a links quebrados. Por sorte, elas ainda ficam no cachê da busca do Google. Mas, mesmo assim, Vítor deveria atualizar o upload ou adotar uma forma de upload de armazenamento mais permanente.

  5. Senhor dos Anéis Diz:

    Verifiquem esta postagem que comprova fraude em uma “carta psicografada” de Chico Xavier:

    http://dossieespirita.blogspot.com/2014/12/carta-psicografada-mostra-caligrafia-de.html

  6. Marcos Arduin Diz:

    Ô dos anéis, é o seguinte. Eu tive uma séria decepção com os céticos militantes quando peguei um deles mentindo para defender a fé cética e outros fazendo raciocínios mirabolantes para tentar explicar como tal médium fez tal coisa (o Vitor tem coisa aqui sobre uma comissão que analisou a Eusápia Palladino)…
    .
    A sua lista ali tem o problema de ser “chutes” ou seja, para se encaixar na hipótese de leitura fria, teriam que se dar tais e quais coisas. E quanto jornal o Chico teria de guardar no seu centro na esperança de que os parentes de certo falecido específico aparecesse?
    .
    Tenho uma prima testemunha de jeová (desiludida) que conta o caso de um casal no setor onde ela trabalha que havia perdido um filho. Tempos depois, desolados, eles saíram em viagem e passaram pela cidade de Lorena. No passeio, chegaram à porta (de garagem) onde havia uma palestra no centro espírita que funciona ali. Eles, pensando em descansar (não acreditavam em nada de Espiritismo), sentaram-se na última fileira e ficaram ali por um tempo. Ao se levantarem e dirigirem-se à saída, foram abordados por um senhor, que lhes deu uma folha de papel com uma mensagem do filho falecido deles. A letra era idêntica à do rapaz, o conteúdo era preciso e tratava de assuntos da família, desconhecidos dos outros. Como foi possível, através da leitura fria, algum médium fazer isso?

  7. Vitor Diz:

    Oi, Senhor dos Anéis
    .
    Eu vou tomar vergonha na cara e consertar. Tem aí a lista dos artigos que perderam as fotos? Me passa o link que vou tratar disso!

  8. Vinicius Diz:

    Videos também Vitor.

  9. Alan Diz:

    Vi a matéria do Fantástico e o vídeo completo da entrevista do Fernando Ben. Não quero fazer nenhum juízo de valor aqui, mas mais uma vez elogiar esse blog. Nos vídeos, ficou-me a impressão de que o número de denúncias simultâneas e a rapidez com que, após instaurada a investigação policial, conseguiu-se uma pauta na Globo, denotava-se uma organização pré deliberada de uma pessoa ou grupo. Até pensei no Jorge Hessen, por já ter atacado o Bem no inicio do ano. Entao pensei: vou pesquisar e vou ver se tem mesmo alguma coordenação. Vim aqui e pimba! Tenho um nome, Guilherme Velho. Se ele coordenou algo, se só pesquisou, se só repassou informações é outra história. O que quero aqui é elogiar esse blog como fonte. Parabens Vitor, vc sempre joga a materia e indica fontes.

  10. Vitor Diz:

    Grato pelas palavras, Alan!

  11. Contra o chiquismo Diz:

    “Marcos Arduin Diz:
    OUTUBRO 7TH, 2019 ÀS 6:13 PM
    Ei, o dos anéis, diga como ficou provado que o Chico colhia informações por leitura fria.”
    .
    .
    Ei, nos prove que ‘espiritos’ existem.

Deixe seu comentário

Entradas (RSS)