A Sra. Piper (1899-1900)

A sra. Leonora E. Piper (1857-1950) é importante na história da pesquisa psíquica por, pelo menos, três razões. Dos médiuns mentais submetidos a estudo pelos membros da SPR e da ASPR ela foi a primeira a fornecer evidência substancial de ter alguma faculdade paranormal; os registros de seu caso ainda não foram superados em quantidade e detalhe – se os artigos sobre ela publicados nas Atas britânica e norte-americana fossem reunidos, encheriam alguns volumes, e ela é dos poucos médiuns cujas palavras e escritos em transe foram submetidos a uma séria e extensa análise psicológica.

Ao se referir à clarividência da sra. Piper, o Prof. Charles Richet comentou: “Se para afirmar este poder misterioso da nossa inteligência não tivéssemos senão as experiências realizadas com essa médium, seria isso largamente suficiente. A prova está dada, e de maneira definitiva”. E acrescenta: “A sra. Piper é, sem contestação possível, de todos os médiuns o que deu o maior número de provas, as mais estranhas e as mais decisivas.”

O artigo a seguir, de mais de 220 páginas – e apenas o primeiro de uma série de estudos sobre ela que se prolongaram por décadas – mostra como é difícil divergir de Richet nesses pontos.

Para fazer o download do artigo, clique aqui.

O custo da tradução desse artigo foi de 2760 reais. Aqueles que quiserem contribuir para que mais artigos como esse venham à tona, favor entrar em contato através do meu email, que pode ser encontrado colocando-se o mouse em cima de meu nome, ao fim da página.

88 respostas a “A Sra. Piper (1899-1900)”

  1. Caio Diz:

    Vitor, você tem algo a ver com isso?

    http://existemespiritos.com/
    .
    Abs.

  2. Vitor Diz:

    Sim, mas a maioria dos links não funciona. É difícil fazer a atualização das páginas nesse formato, já até esqueci como se faz. Estou passando alguns dos materiais de lá para aqui.

  3. Gilberto Diz:

    Ih, o Vítor nesse site aí que o Caio mencionou disse que os céticos são fanáticos. Ah, que mêda. Parece o Carlos Magno falando… Esses indícios de vida após a morte são um grande exercício em futilidade, mas vai publicando. Quem sabe um dia alguém faz realmente uma revelação digna de nota e que seja publicada em todos os jornais, e não o que acontece atualmente: uma meia-dúzia de neguinho metido a estudioso e que no fundo quer ser um novo Kardec. Mas só que um Kardec com o que ele nunca conseguiu: credibilidade e reconhecimento. Vão tentando, mas saibam que o máximo que conseguirão é ser um papo de fim-de-noite do tipo “Sabia que um estudioso lá em…….descobriu que quando se morre, a pessoa……, e até mesmo já existem relatos que……… Verdade, é tudo científico, e foi publicado na…….!”
    .
    Feliz Natal, Ho-ho-ho…

  4. Gilberto Diz:

    Agora, Feliz Ano Novo… alguém?…

  5. Gilberto Diz:

    Bom Carnaval, gente…

  6. Gilberto Diz:

    F-Feliz Páscoa?…

  7. Gilberto Diz:

    Bom Dia das Crianças!!!

  8. Gilberto Diz:

    Feliz Natal, gente, e que 2013 seja repleto de felicidades. Sei que tem um ano que ninguém posta aqui mesmo, mas vou continuar. Depois dos eventos de 2012 e do fim do mundo, isso é tudo que tenho…

  9. Gilberto Diz:

    Acredito ser o último homem na Terra. A hecatombe deve ter destruído a todos, mas continuo tentando contato com alguém… Que Deus tenha piedade de nossos atos…

  10. Gilberto Diz:

    Três anos se passaram desde a Hecatombe Final. Os meus esforços de contatar alguém foram inúteis… Que solidão, meu Deus…

  11. Gilberto Diz:

    Depois de quase sete anos sem me comunicar com alguém, estou à beira da llouucura1j1bssvy….. Não ssei si continuareiioncce são por muito tempo. às vezes penso em me matar…. vudqvwbjd….
    .
    Hekatombi Final!!! jhwkquasjahsvhASVHSSJHS
    KEBWEYBfduvbdbjsabdsbdjhbdcsd
    wierubvibqiwbvdjb…………………….
    ………………………..

  12. Gilberto Diz:

    tkkjshdbvajsuerbndskr……..

  13. Gilberto Diz:

    dgfuwecbfgewgquwegfwgefqwoegwgeqweouweqw
    qweqwuieggrhwrthijt6uh569juhojhvtnhtbtnbe6e
    nbrutheutbnprothnituhirnubtuhtóbunnbhb56
    36bnb6y3u56ý3bnuyuyb………………..
    .
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk………………………….

  14. Gilberto Diz:

    Adeus…. Não suporto mais esse legado de destruição e de radiação. Uso meu último suspiro neste adeus. Todas as minhas forças eu usarei no último aperto de um gatilho. Ponho, então, fim à existência patética desse ser que um dia povoou a Terra. Adeus……………..
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .

  15. Gilberto Diz:

    Rio, 21 de fevereiro de 2032. Feliz hora em que, ao levar uma arma à minha têmpora, escutei um breve ruído, que atribuí a algum humano. Meu mundo mudou desde que descobri Amber. Minha amada Amber. Estamos repovoando a Terra, e um novo lampejo de esperança nos enche o coração. A radiação diminuiu. Construímos casas. Reconstruímos a Raça Humana. Talvez não perfeita, mas estamos refazendo o mundo, e quem sabe não conseguiremos consertar os erros do passado? A esperança renasce. A alegria impera. O HOMEM caminha de novo sobre a Terra!!!!

  16. Gilberto Diz:

    Rio, 14 de Maio de 2041. Amber enlouqueceu. Ela matou a todos!! Ela agora está atrás de mim. Toda a nossa esperança se desfez nas mãos de uma mulher louca. Ouço passos. É ela. Quem quer que leia isso no futuro, atenção: EVITEM O PLANETA TERRA A TODO CUSTO! NÃO POUSEM AQUI! A HUMANIDADE É LOUCA! O MAL IMPERA NESSA AMALDIÇOADA TERRA. AQUI SÓ HÁ O MAL E A DESTRUIÇÃO! REPITO: EVITEM O PLANETA TERRA A TODO CUSTO!
    .
    EVITEM O PLANETA TERRA A TODO CUSTO!
    .
    EVITEM O PLANETA TERRA A TODO CUSTO!
    .
    EVITEM O PLANETA TERRA A TODO CUSTO!
    .
    EVITEM O PLANETA TERKSJDVkjasdbkjbdlfbdfbdfnjfn…………

    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .

  17. paulo-rs Diz:

    Foto exclusiva de Amber antes de seu ataque de nervos…
    http://www.spicybunnies.com/galleries/playboy_fresh_faces/2007-12/Amber_Elise/

  18. Biasetto Diz:

    Obrigado meu Deus! Eu sabia que 2012 seria um ano de grandes mudanças e novidades.
    O Gil saiu do armário e o Caio entrou (por causa dos fogos).
    Paulo,
    Nunca existiu um comentário tão sábio, tão perfeito como este que você fez aí. Muito obrigado. Olhem as fotos, seus ateus atoas e, SINCERAMENTE, tenham a coragem de cometer o sacrilégio, de dizer que Deus não existe!!!
    Quem se arrisca?

  19. Biasetto Diz:

    “Glamour Chic”, amei!
    E o Caio, quer viver uma única vida. Sai dessa Caio, a vida é linda, olha as psicografias que o Paulo indicou aí.
    Vítor,
    Depois dessa, não vou mais, NUNCA MAIS, prometer abandonar o teu blog.
    Isto sim, é FEITIÇO DE ÁQUILA!

  20. Caio Diz:

    Se a Amber é a prova de que existe um deus, gostaria que vocês, nobres senhores, me falassem o que isso aqui prova: http://4.bp.blogspot.com/_vJ3kBO65fHs/THfek0LjjcI/AAAAAAAAANo/GV84Ey14dtI/s400/Baranga01.jpg
    .
    Abs.

  21. paulo-rs Diz:

    Isso prova que materializações espíritas são reais, que o espírito fica sobre-posto as vezes ao corpo do medium ( no caso a garota).
    Não sei como você conseguiu essa foto da filha da Otília…roubou da parede do Scur????
    Para mim, é prova mais do que suficiente….só não ve quem é materialista e negador da palavra do mestre Cristo.

  22. paulo-rs Diz:

    Aqui está mais uma foto da aparição….
    Ve-se claramente a sobre-posição do espírito da lacraia com a otilinha demonstrando para os incrédulos a dança da eguinha pocotó.
    http://4.bp.blogspot.com/_XlyykG1FSQk/SX3jZpfeJrI/AAAAAAAAAfs/9qhtV6CRryE/s1600/baranga02.jpg

  23. Biasetto Diz:

    Caramba! Agora vou ter que admitir que o diabo também existe.

  24. Biasetto Diz:

    Leia abaixo trechos traduzidos:
    Fascismo e a Igreja Católica
    Richard Dawkins – As pessoas que fizeram o trabalho sujo para Hitler eram quase todas religiosas.
    .
    Christopher Hitchens – Receio que a relação das SS nazistas com a Igreja Católica seja algo com que a Igreja tenha que lidar, e ela não nega isso.
    .
    Dawkins – Você pode falar um pouco sobre a relação do nazismo com a Igreja Católica?
    .
    Hitchens – Minha visão sobre isso é a seguinte: se está escrevendo sobre a história dos anos 1930 e a ascensão do totalitarismo, você pode substituir a palavra “fascismo” – quando trata de Itália, Portugal, Espanha, Tchecoslováquia e Áustria – por “extrema direita católica”. Quase todos esses regimes se instauraram com a ajuda do Vaticano e com o consentimento da Santa Fé. Isso não é negado. Esse consentimento persistiu quase sempre, mesmo após a Segunda Guerra, e se estendeu a regimes comparáveis na Argentina e outros lugares.
    Esquerda-direita
    .
    Dawkins – Se você sabe o que uma pessoa pensa sobre pena de morte ou aborto, então você, normalmente, sabe o que ela pensa sobre tudo mais. Mas você claramente quebra essa regra.
    .
    Hitchens – Tenho uma convicção, que é a de ser contra o totalitarismo – de esquerda ou de direita. O totalitário para mim é o inimigo – o que é absoluto, o que quer o controle dentro da sua cabeça, não apenas de suas ações e impostos. E as origens disso são, obviamente, teocráticas. Começa na ideia de que exista um líder supremo, ou um papa infalível, ou um chefe rabino, ou quem quer que seja, que possa ser ventríloquo do divino e [assim] nos dizer o que fazer.
    http://revistacult.uol.com.br/home/2011/12/christopher-hitchens/

  25. Biasetto Diz:

    Eis a entrevista realizada pelo Estadão com o “intelectual” e cientista (acreditem o não) Richard Dawkins.
    .
    Estadão: O sr. argumenta em seu livro que a religião é algo nocivo, que pode levar a guerras, terrorismo e preconceito. A maioria das pessoas religiosas, entretanto, não sai dirigindo carros-bomba por aí. Acreditam em Deus, vão à igreja aos domingos e seguem suas vidas sem problema. A religião é algo intrinsecamente ruim ou apenas quando levada ao extremo?
    .
    Dawkins: Nem tudo na religião é ruim, claro que não. A maioria das pessoas comuns, que vão à igreja todo domingo, não levam isso muito a sério – mas uma minoria leva, sim, extremamente a sério. O que eu quero dizer é que são essas pessoas comuns, do dia-a-dia religioso, que doutrinaram todos nós durante a infância de que a fé é uma coisa boa, e que a religião é algo que precisa ser respeitada. Isso cria um ambiente propício para o fundamentalismo, abre caminho para o extremismo.
    .

    Estadão: Tivemos há pouco um evento trágico no Brasil: um acidente de avião no qual morreram 199 pessoas. Numa situação dessas, a religião, a fé, é o único consolo para muitos parentes das vítimas. Nesse caso, também, o senhor acredita que a religião é uma coisa ruim? Como o senhor lida com as tragédias da vida?
    .
    Dawkins: Se tivesse religião, me preocuparia com o Deus que deixou uma coisa dessas acontecer. Você não? Deus sempre leva o crédito pelas coisas boas, mas nunca a culpa pelas coisas ruins. Ele deixou que a tragédia acontecesse! É incrível. Não sei se alguém sobreviveu a esse acidente, mas se for o caso, seria capaz de apostar que alguém disse: ‘Vejam que maravilhoso, Deus salvou meu filho, minha filha, ou seja lá quem for.’ Ninguém parece se dar conta de que esse mesmo Deus deixou todas as outras pessoas morrerem.
    .

    Estadão: Não consigo pensar em nenhuma sociedade, do presente ou do passado, que não tenha venerado algum tipo de divindade – seja o Deus Sol, o Deus Vento ou qualquer outro tipo de deus. Será que a religião não faz parte do nosso DNA, que não é algo intrínseco à essência do ser humano?
    .
    Dawkins: Acho que você tem razão. Todas as sociedades humanas manifestam algum tipo de religião. Grande número de pessoas é religiosa, mas não todas. Não é algo, portanto, que esteja tão incorporado ao nosso DNA que não sejamos capazes de escapar disso. Muitos de nós escapam, especialmente as pessoas que têm uma educação melhor. Eu diria, sim, que há uma predisposição da mente humana que nos torna vulneráveis à religião, mas não acho que isso esteja embutido em nossos genes.
    .

    Estadão: Por que contrariar esse instinto?
    .
    Dawkins: Bem, nós não fazemos tudo que é natural do ser humano, fazemos? Se fizéssemos, todos nós estaríamos andando pelados por aí. Nossos ancestrais selvagens eram caçadores-coletores, que provavelmente lutavam constantemente entre si, principalmente pelo controle das fêmeas. Não é exatamente o tipo de sociedade na qual gostaríamos de viver hoje. Nós evoluímos muito desde então, ao longo de vários séculos de civilização, e nossa emancipação dos deuses é mais um passo desse processo civilizatório.
    .

    Estadão: Charles Darwin não era ateu, era agnóstico (alguém que não crê em Deus, mas não descarta totalmente sua existência). O sr. acha que ele aprovaria seu livro?
    .
    Dawkins: Darwin era um homem muito gentil, que se preocupava muito em não ofender seus amigos religiosos. Chegou a dizer que as pessoas não estavam prontas para o ateísmo. Acho que Darwin não ficaria totalmente satisfeito com o meu livro. Acho até que ele concordaria comigo no fundo do seu coração, mas não concordaria em publicar o livro da maneira como eu publiquei.
    .

    Estadão: Quando o sr. prega o fim da religião e coloca a ciência como dona da verdade, essa não é uma posição tão radical quanto a dos fundamentalistas religiosos?
    .
    Dawkins: Não acho. Os fundamentalistas acreditam em algo simplesmente porque aquilo está escrito em um livro. Só acredito em alguma coisa com base em evidências, e isso é uma grande diferença. Admito ser passional, veemente, mas apenas sobre assuntos para os quais existem evidências. Não sou passional porque fui criado para acreditar em algo ou porque li aquilo em algum livro sagrado.
    .

    Estadão: Muitas vezes a doutrina religiosa é usada como referência moral, inclusive para impor limites éticos à ciência – como no caso da clonagem e das células-tronco embrionárias. Sem a religião, quem vai regular a ciência? Sem Deus para julgar nossas ações no fim do túnel, quem vai determinar o que é certo e o que é errado?
    .
    Dawkins: Jogar fora a religião não significa jogar fora a ética. Ética é algo completamente diferente. Qualquer um que disser que baseia sua ética na religião está quase certamente enganado. Ninguém tira seus conceitos morais da Bíblia, porque isso significaria ser a favor da escravidão, da opressão das mulheres, do apedrejamento de homossexuais etc. O que as pessoas fazem é selecionar versos da Bíblia que as agradam, mas a ética e a moral elas pegam de outro lugar. Muita gente também acredita que sem a religião todos se transformariam em pessoas más, que não haveria nada que lhes impedisse de praticar atos ruins. Se isso é verdade, essas pessoas não são realmente boas. Elas só são boas porque têm medo de serem punidas por Deus, e não acho que essa seja uma forma honrosa de bondade.
    .

    Estadão: O sr. foi eleito mais de uma vez pela revista britânica Prospect como um do mais importantes intelectuais do planeta. O sr. acha que os cientistas são os novos pensadores, os novos filósofos do mundo moderno?
    .
    Dawkins: Acho que a ciência tem, sim, muito a dizer para o mundo, e acho que as pessoas se sentiriam muito mais completas em suas vidas se aprendessem com a ciência. Não só com o conhecimento da ciência, mas com a metodologia do descobrimento científico, que é algo que vale a pena ser seguido.
    .

    Estadão: A ciência tem resposta para tudo?
    .
    Dawkins: Ainda não, e talvez nunca tenha. Mas, se há algo que a ciência não pode responder, não há nenhuma razão para supor que a religião possa.
    http://andrehenriquerodrigues.blogspot.com/2009/12/entrevista-dawkins.html

  26. Biasetto Diz:

    Mais uma pra calar a boca dos ateus:
    http://www.youtube.com/watch?v=ICy7ztd0DZ8&feature=related

  27. Eduardo José Biasetto Diz:

    Não se esqueçam disso:
    http://www.youtube.com/watch?v=rnN2t4oBrvw&feature=player_embedded
    .
    é muita cara de pau!

  28. Biasetto Diz:

    Este é fera!
    http://www.youtube.com/watch?v=VgRv56tgh8c&feature=related

  29. paulo-rs Diz:

    Gostei Biaza! Vai dizer que não dá vontade de baixar a lenha numa figura como essa?

  30. Caio Diz:

    VM, o que te faria concluir que espíritos não existem, ou, pelo menos, que são uma hipótese extremamente improvável?

  31. Emmanuel de Atlântida Diz:

    http://www.newscientist.com/article/mg21228446.200-ghouls-on-film-paranormal-photography-goes-digital.html

  32. Biasetto Diz:

    http://www.youtube.com/watch?v=ZwDP2uvNxi0

  33. Biasetto Diz:

    vocês se lembram disso?
    http://www.youtube.com/watch?v=7TzEJsZsydA

  34. Biasetto Diz:

    O Antonio e o Paulo, continuam rasgando livros …

  35. Antonio G. - POA Diz:

    Alguém mencionou a tragédia do Grand Circo Norteamericano, em Niteroi-RJ, no ano de 1961, onde morreram mais de 500 pessoas, muitas delas crianças.
    Eu já afirmei que sou de opinião que Chico Xavier foi o maior farsante da história deste país. E não falo no sentido figurado. Digo isso no sentido literal. Ninguém iludiu tantos durante tanto tempo e, de quebra, ganhou o status de “santo”. Chico protagonizou um sem número de fraudes, plágios e farsas “circenses”, com o perdão do trocadilho. Mas nada do que ele disse ou escreveu foi tão estúpido quanto sua afirmação de que as vítimas da tragédia estavam resgatando seu “carma” por terem sido pessoas que, no ano de 177, massacraram cristãos sob o patrocínio do Império Romano.
    O texto a seguir foi extraído do “célebre” Cartas e Crônicas”, psicografado por Chico Xavier:
    .
    “Durante a noite inteira, mais de mil pessoas, ávidas de crueldade, vasculharam residências humildes e, no dia subsequente, ao Sol vivo da tarde, largas filas de mulheres e criancinhas, em gritos e lágrimas, no fim de soberbo espetáculo, encontraram a morte, queimadas nas chamas alteadas ao sopro do vento, ou despedaçadas pelos cavalos em correria.

    Quase dezoito séculos passaram sobre o tenebroso acontecimento… Entretanto, a justiça da Lei, através da reencarnação, reaproximou todos os responsáveis, que, em diversas posições de idade física, se reuniram de novo para dolorosa expiação, a 17 de dezembro de 1961, na cidade brasileira de Niterói, em comovedora tragédia num circo.”
    .
    Eu pergunto aos senhores: É ou não é uma estupidez, um desrespeito à memória das vítimas do incêndio?
    Eu sou obrigado a respeitar um disparate destes?

  36. Caio Diz:

    Não, Antonio. Ninguém é obrigado a respeitar uma baboseira dessas. Triste um cara desses ganhar o status que ganhou.

  37. Eduardo José Biasetto Diz:

    Sobre o incêndio no Joelma, também deu explicação parecida. Por coisas assim, que fui me desligando do espiritismo, especialmente o “chiquista”.
    .
    Toffo, você esteve aqui pertinho, por que não me deu um toque, eu iria te conhecer aí. Trabalhei em Atibaia, em uma escola particular, hás uns 15 anos.

  38. paulo-rs Diz:

    Caio, Antônio…Todo o espírita que ler isso ( a tragédia do gran circo por Chico Xávier) deve estar no intimo pensando:
    ” Nossa como eu sou um estúpido mesmo!”

  39. Biasetto Diz:

    E mais ainda Paulo:
    Se seguirmos esta lógica, TODA VEZ que ocorrer tragédias envolvendo a morte de muitas pessoas, devemos dizer: “Graças a Deus, a justiça foi feita” – e assim, nada a lamentar, vamos comemorar!

  40. Roberto Scur Diz:

    Não Biasetto,
    Não vamos dizer isso, mas vamos lamentar que as pessoas tenham débitos que precisam ser resgatados desta forma tão trágica, vamos nos solidarizar com seus sofrimentos esperando que tenham conseguido não se rebelar com a Justiça Soberana que não se aparta da Misericórdia e permite que os devedores quitem apenas uma pequena parte dos seus imensos débitos.
    A surpresa, a falta de respeito que os senhores demonstram pela Lei de Ação e Reação é uma espécie de rebeldia, caso compreendam que a reencarnação é mecanismo evolutivo indispensável para todas as criaturas, ou é desconhecimento da lógica perfeita que se encerra nesta mesma Lei de Reencarnação que estamos todos sujeitos.
    Sem haver uma causa anterior, acontecimentos como estes seriam efeitos inexplicáveis, injustos, grotescos, aliás, não seriam efeitos, seriam obras de um acaso macabro e caótico. É compreensível que nem todos percebam as nuances da Lei de Causa e Efeitos e se admirem que tais coisas aconteçam, afinal, relutam em admitir a vida espiritual, que é a vida real, e se atém exclusivamente a vida no campo físico.
    Estou de férias, por uma ou duas semanas, vamos ver, e compareço para fazer alguma contradita neste monólogo de idéias que vocês permutam. São uns bonecos de ventríloco dos outros, outros, papagaios de pirata de uns, e por aí seguem.
    Tenham um bom ano, povoado de muita matéria que vocês tanto gostam, apesar do esforço de seus guias espirituais para que vocês acordem deste hipnotismo tenaz e percebam as belezas do espírito imortal, a grandiosidade e a coragem do medianeiro por excelência Fransico Cândido Chavier, e venham beber na fonte cristalina dos muitos ensinamentos deixados por seu intermédio para iluminar a mente dos que estão mergulhados no escafandro da carne.

  41. Roberto Scur Diz:

    O Paulo do RS, outro “ex-espírita” padrão aqui do blog, largou esta desinformação na outra postagem sobre gnomos da cenoura. Bem, uma atitude desta pode bem se aplicar a uma pessoa que tenha um espírto de gnomo mesmo, os quais existem e devem mover este corpo de gaucho perdido pelos pampas, adoecido talvez pela frescura do minuano que soprou por muito tempo em suas ventas enquanto “estudava” os espiritismo por “30 anos”.
    .
    Pablo, o único lugar em que Kardec utilizou a palavra gnomo no Livro dos Espíritos foi para explicar a terçeira ordem de espíritos, os Espíritos Imperfeitos na nona classe, a dos espíritos Levianos. Tu pablito, é bem um gnomo a julgar pela definição que ali encontramos:
    .
    “103. Nona classe. ESPÍRITOS LEVIANOS. – São ignorantes, maliciosos, irrefletidos e zombeteiros. Metem-se em tudo, a tudo respondem, sem se incomodarem com a verdade. Gostam de causar pequenos desgostos e ligeiras alegrias, de intrigar, de induzir maldosamente em erro, por meio de mistificações e de espertezas. A esta classe pertencem os Espíritos vulgarmente tratados de duendes, trasgos, gnomos, diabretes. Acham-se sob a dependência dos Espíritos superiores, que muitas vezes os empregam, como fazemos com os nossos servidores.
    Em suas comunicações com os homens, a linguagem de que se servem é, amiúde, espirituosa e faceta, mas quase sempre sem profundeza de idéias. Aproveitam-se das esquisitices e dos ridículos humanos e os apreciam, mordazes e satíricos. Se tomam nomes supostos, é mais por malícia do que por maldade.”

  42. Roberto Scur Diz:

    Fui!
    Até o ano que vêm, quem sabe, se eu tirar férias de novo e tiver tempo para perder com as convicções dos amigos céticos, ex-espíritas de benzedeira (novidade do espiritismo do Biasetto – achei que ele só ia no espiritismo de mesa branca mas vi na outra postagem que ele também se quedava por roupinhas brancas e outros misticismos próprio das mentes impressionáveis), ex-espíritas que nunca foram ou nunca entenderam nada do que viveram enquanto em contato com a doutrina Espírita, católicos à lá Torquemada, sem falar neste estroncho aí do Vitor Moura que não dá para qualificar direito de tão obscuras que são suas reais intensões.
    Pronto, falei de mais. Vou caminhar na praia com uma parte da minha filharada (não dá para ir todos senão vão pensar que é arrastão).
    Tchau!

  43. Biasetto Diz:

    Gauchito-pampasório-xavier, eis que aparecestes!
    Eu não sou chegado a benzedeira alguma! Eu só relatei a história que a prima de minha esposa contou, que achei bem interessante.
    Eu também não sou chegado em roupinha branca (não tenho nada contra o branco), muito menos sou a favor de que se use o tal do mandrião, nos moleques que vão ser batizados. Acontece, que no caso de meu 1º filho, minha esposa e minha sogra inventaram isto. Você acha que eu tinha alguma chance de ganhar esta batalha?
    Você não se acerta mesmo hein? Cada dia mais “chicório”, inacreditavelmente “xavier”.
    Estes papos de “ação e reação” – dezoito séculos depois, o Chico disse que as vítima do tal incêndio, estavam novamente reunidas… e a justiça se fez! Ah! quanta besteira – e tem tontos como você que acredita.
    Boa praia aí, o pampazório. Aproveita, faz umas oferendas a Iemanjá e curti as paisagens aí, incluindo as curvas femininas – “olhar não é pecado”, nem tira pedaço.

  44. Roberto Scur Diz:

    Não se faz de salame Biasório, tu fez uma conexão entre as benzedeiras e suas recomendações de vestimentas sem cor com o Espiritismo. Nem sei o que é este tal de mandrião aí!
    Sobre a lei de ação e reação é curioso você querer atribuir a lógica e a justiça desta lei natural com Chico Xavier exclusivamente. Biasetto, não é só o médium Chico Xavier que divulgam ou exemplificam situações que envolvam resgastes coletivos, isso faz parte da doutrina desde o seu início, não foi invenção do Chico.
    O caso é que você e teus amigos aí precisam atacar a figura mais recente e que ganhou maior projeção por suas qualidades morais e espirituais, e que causa este desconforto mais vivo nos folgados da hora, ou nos pretendentes ao poder temporal exercido pelo tacanho de suas inteligências viciadas, ou nos áulicos da fama e do brilho mundano que fazem qualquer negócio para se sobressaírem de alguma forma.
    Daqui há alguns anos, provavelmente poucos, dedicarão parte de suas baterias de fogo contra o Divaldo Franco, embora Chico Xavier deva permanecer na lembrança das multidões por largo tempo.
    E assim prosseguirão nesta luta contra, em verdade, a voz de suas próprias consciências – eis o vosso inimigo maior, porque é nela que ecoam as palavras destes missionários do bem e da verdade, queiram ou não queiram. Mas deixa prá lá. Valeu Biasetto.

  45. Biasetto Diz:

    É incrível como tem certas pessoas, bem informadas (numas coisas né?), bem sucedidas, que encasquetam com uma crença e não há nada que as façam, ao menos, pensar a respeito da validade desta crença.
    O Scur, é um cara assim. Ele criou na cabeça dele, que o Chico Xavier, o “Bob Esponja” das Minas Gerais, foi um homem que nunca mentiu, que só disse a verdade (Emmanuel, André Luiz, Marte, Nosso Lar, os poemas, as materializações …).
    E não adianta mostrar a estas pessoas, diversas, dezenas de evidências de que o homem nunca psicografou coisa alguma, mas simplesmente fez uso de pastiche e uma dose de criatividade… não adianta, é perder tempo! A crença já está impregnada na pele dele, no corpo dele, na mente dele…
    Qualquer pessoa com um mínimo de bom senso, um mínimo de raciocínio lógico, ficaria, com uma baita desconfiança, depois de tudo que já foi mostrado aqui no blog. Qualquer pessoa que ler o livro do Owen, vai perceber o quanto há cópias desta obra, nos livros do Chico e seus fantasiosos espíritos-guias.
    De tudo que eu descobri, através dos artigos do blog, o comentário de vários colegas, e as minhas pesquisas, o que mais me faz sentir convencido da farsa, é verificar o quanto “Libertação” é cópia dos “livros III e IV” do Owen – e ter descoberto que TODA a arquitetura da “Colônia Nosso Lar”, foi copiada da Universidade das Cinco Torres, do livro do reverendo inglês. Incrível, quem não é capaz de ver isto. Simplesmente incrível!
    Sabe Vítor,
    Há tempos atrás, eu me empolgava mais com o blog, as pesquisas, porque pensei que alguém, de algum jornal, de alguma revista, de algum canal de TV, alguém iria ver tudo isto aqui, ia te chamar, talvez eu, o próprio JCFF (no caso do Lentulus, reconheci e reconheço que ele fez uma bela pesquisa), o Márcio … Então, achei, sinceramente, que a partir daí, uma porta se abriria neste país, que indicasse uma discussão sobre as enganações pregadas e difundidas pelas religiões, por este monte de médiuns fajutos que existem no Brasil, este monte de pastores canalhas, que se enriquecem às custas do sofrimento das pessoas, do desespero e a ignorância delas. Mas, me dói profundamente, pensar que nada disso vai acontecer.
    Os pastores hipócritas, canalhas, cafajestes, vão continuar construindo seus templos faraônicos, comprando, cada vez mais, horários na TV… Os livros espíritas com as loucuras e absurdos da vida em Marte, em Júpiter, os homens-vampiros, o Jesus da manjedoura, os dragões do Robson Pinheiro … e tantas e tantas outras idiotices, como esta explicação do incêndio no circo… e mais e mais e mais bobagens, enchendo as prateleiras das livrarias e bancas de jornais, os livros de auto-ajuda, repetindo e repetindo e copiando e copiando… até quando? até quando? Às vezes, acho que o Caio está certo mesmo: “A vida é uma grande merda!” E quanto mais meleca tiver na tua cabeça, melhor pra ti, porque pensar coerentemente, racionalmente, com evidências, estudos, não te faz feliz, te deixa puto, muito puto!!!
    É Scur, eu tenho medo mesmo, da ação e reação, afinal eu vejo a Met-Art, escuto rock, tenho hábitos levianos, desejo que todos os governantes corruptos e os banqueiros brasileiros sejam, o mais rápido possível recebidos no inferno … (Jesus disse pra dar a outra face né?) – enfim, eu devo ser muito mau mesmo, por isso tenho medo do umbral.
    Talvez, você esteja certo, mas enquanto não me convenci disto, estou achando que quanto mais tonto melhor… “Vivam os crentes, deles é o reino dos céus…”, não importa se acreditam em fantasias, em farsas, em absurdos… Meu cachorro está latindo, acho que ele viu duende verde!

  46. Biasetto Diz:

    Scur,
    Só mais uma:
    Em que o Chico Picareta Esponja Xavier foi melhor do que a Dona Mariazinha, a “benzedeira” – ela “cura” cobreiro, sabia?

  47. Biasetto Diz:

    “A pseudociência difere da ciência errônea. A ciência prospera com seus erros, eliminando-os um a um. Conclusões falsas são tiradas todo o tempo, mas elas constituem tentativas. A pseudociência é exatamente o oposto. As hipóteses são formuladas de modo a se tornar invulneráveis a qualquer experimento que ofereça uma perspectiva de refutação, para que em princípio não possam ser invalidadas.” (Carl Sagan)

  48. Antonio G. - POA Diz:

    Tchê! Desde ontem eu tentava entrar e a conexão era direcionada para um site no Rússia” Meu antivírus ficou doidão!!!! Ficava mandando mensagens de PERIGO! PERIGO! PERIGO! Parecia o robô dos Perdidos no Espaço!! rsrsrsrs

  49. Antonio G. - POA Diz:

    Uma das “falas” do Scur serviu para alertar-me de algo que eu sequer cogitava: Eu sou um duende zombeteiro!
    .
    Ah! E o Divaldo é um farsante, sim. Tal como o Chico. O baiano delicado só não está no mesmo patamar do mineirinho safadinho porque sua “obra” é consideravelmente menos volumosa.

  50. Antonio G. - POA Diz:

    Biasetto, no caso do tsunami no Japão, a Justiça da Lei da Causa e Efeito agiu “por atacado”.
    Então, vamos comemorar: Graças a Deus, fez-se justiça!!! Muuuuuuita justiça!!! Um MAR de justiça!!! E bota justiça nisso…
    De fato, a justiça tarda, mas não falha. Neste caso, tardou apenas uns 1800 anos. Mas não falhou!
    Que maravilha a gente poder contar com um sistema jurídico tão perfeito como é esse dos espíritas…

  51. Antonio G. - POA Diz:

    Mais: Juntando os conceitos do Scur e do JCFF, eu seria um Duende Zombeteiro e Desqualificado. PUTZ !!!

  52. Antonio G. - POA Diz:

    Vitor, imagino que você saiba deste negócio do acesso ao site estar sendo direcionado para um endereço na Rússia, não é? Desde ontem à tarde o problema retornou e estava assim até ainda há pouco. Você sabe o que está acontecendo?

  53. Vitor Diz:

    Está sendo redirecionado pelo Internet Explorer. Pelo Google Chrome nenhuma página é carregada. Não tenho a mínima ideia do que está acontecendo, vou falar com o Mori.

  54. Biasetto Diz:

    Antonio, são os espíritos zombeteiros, que estão “brincando” com o blog do Vítor.
    Voltando ao assunto em pauta, a grande verdade, a ÚNICA verdade, é que as religiões NUNCA conseguiram apresentar uma explicação aceitável e concreta, sobre os acontecimentos que marcam a existência de TODOS os seres vivos.
    Elas tentam, mas falham. O espiritismo, assim como outras doutrinas reencarnacionistas, até que apresentou algo um pouco melhor, com esta história de “ação e reação”, mas também não convenceu.
    Os problemas são muitos:
    1º) Nem sabemos se Deus existe, concretamente falando.
    2º) Caso exista, não temos ideia, de fato, qual é a lógica dele, se é que há alguma lógica.
    Então, a coisa funciona assim: as religiões, os religiosos procuram formas pra justificar o sofrimento, as injustiças, as “coisas boas”, as “coisas más”… e aí, neste contexto abstrato, muito fantasioso também, surgem todo tipo de conclusões, mas nada que se alicerce em bases seguras. Esta é a verdade. Os crentes, sejam de qual doutrina for, se baseiam nas fantasias e histórias duvidosas ou absurdas, para fugirem da realidade. Como eu disse, por trás de TODA crença religiosa, existe MEDO e FUGA.
    Em parte, isto até pode ser saudável, porque alivia o sofrimento de muitas pessoas. Porém, em contrapartida, o apego às crenças, especialmente em razão da ideia de “prêmio e castigo”, limita a qualidade de vida das pessoas, fazendo com que elas desfrutem a vida de forma mais intensa, mais prazerosa. E eu continuo achando, que nesta equação, o resultado final é negativo.
    Quanto ao Divaldo, conheço pouco dos livros dele. Li uns dois ou três, não achei grande coisa. Agora, se ele realmente achava que o Sai Baba era um iluminado, não precisamos dizer mais nada!

  55. Biasetto Diz:

    Corrigindo: “fazendo com que elas NÃO desfrutem a vida de forma mais intensa, mais prazerosa.”

  56. Biasetto Diz:

    Antonio,
    As religiões cristãs apresentam Deus como um ser perfeito, extraordinariamente justo e maravilhoso. Então, elas precisam justificar as mazelas da experiência humana na Terra. Só que não explicam nada, contradizendo as afirmações que fazem de Deus.
    O incrível nos que creem, é que eles afirmam que devemos agradecer por estarmos vivos, por termos saúde, família, comida … E ainda dizem: “tanta gente sofrendo, e você reclamando da vida”. Mas é aí que está o problema. Pensar assim, é ser egoísta, porque eu passo a reverenciar um Deus que me “atente”, mas não “atende” a milhões de outras pessoas, incluindo crianças, idosos, além dos animais … Onde está a compaixão e o amor ao próximo, nesta linha de pensamento?

  57. Biasetto Diz:

    É Vítor, eu tive este problema com o google chrome, no computador do quarto de meus filhos. Mas no outro que tenho aqui, não acontece.

  58. Antonio G. - POA Diz:

    Valeu pelo retorno, Vitor.
    .
    Biasetto: Sim, o Divaldo considera o Sathya Sai Baba “um dos espíritos mais evoluídos já encarnados na Terra”. Declarou isso diversas vezes. Eu, pessoalmente, o vi afirmar isso, aqui em Porto Alegre.
    Não é incrível que um homem aparentemente tão culto diga uma coisa assim?
    E pensar que eu já acreditei nessa gente… Mea culpa, mea culpa, mea maxima culpa…

  59. Antonio G. - POA Diz:

    Vitor, continua o problema de redirecionamento para um endereço lá na terra dos bebedores de vodca. Mesmo no Google Chrome. Eu consegui entrar via memória cache, na pesquisa do google. Bem esquisito…

  60. Biasetto Diz:

    Antonio,
    Veja (ouça) isto, que encontrei. Logo no início, menos de três minutos, o Divaldo já começa a encher a bola do Sai Baba, pouco depois, começa a falar dele, como o ” esse homem admirável” e assim vai.
    Antonio, nem merece mais comentários.
    Este Divaldo é outro picareta safado. Quero que um espírita me mostre, como pode, um cara que se diz médium, recebendo mensagens sublimes, afirmar que um canalha, como este Sai Baba, foi um espírito sublime, encarnado na Terra.
    Ou seja, os espíritos-guias de Xavier e Franco nunca foram capazes de evitar que eles falassem um monte de merdas. (Xavier e o absurdo de Marte; Franco e o absurdo Sai Baba) – Até quando a picaretagem vai existir neste país???
    Antonio,
    Se você tiver paciência, continue escutando os absurdos que este cara fala. É de doer o estômago.
    http://www.archive.org/details/DivaldoFranco-SathyaSaiBaba_662

  61. Biasetto Diz:

    “Meu Deus”, ouvindo o Divaldo Franco, tô começando a achar que o Vítor tem razão: “o espiritismo é pior que o catolicismo”. Como pode um cara falar tanta merda e ser adorado por muitos.
    Que golpe que deram neste país hein?

  62. Roberto Scur Diz:

    Biasetto,
    Por vias tortas, a da crítica mordaz injustificada, você trouxe uma excelente palestra do Divaldo, de 1h30m, sobre este homem incomum, um espírito verdadeiramente superior que conviveu entre nós nesta geração.
    Acabei de ouvir toda a palestra e agradeço a postagem.
    Você, certamente, começou a ouvir o que ele dizia e nos primeiros minutos, nas primeira referências positivas, preconceituoso e de mente obliterada, armou sua bateria de fogo contra Divaldo, contra Sai Baba, contra as religiões.
    Se você tivesse paciência e humildade de ouvir toda a exposição veria a fluência verbal, a clareza, o agradável testemunho de Divaldo sobre sua viagem a India para visitar Sai Baba, sua impressões ao visualizar sua aura, sua emoção que se assemelhava ao que sentia quando ia visitar o Chico Xavier, o seu gesto de reverência e humildade ao estar frente à frente de Sai Baba e não resistir ao impulso de beijar-lhe os pés, e muitas outras informações úteis que ajudam a entender a personalidade deste avatar reencarnado na Terra.
    A propósito, Chico Xavier deixou uma mensagem para ti e para teus amigos detratores dele aqui neste blog, sobre qual será o comportamento deles no plano espiritual “quando” e “se” encontrarem com o Chico Xavier por lá.
    Não conhecia muitas informações sobre Sai Baba. Obrigado novamente pela postagem Biasetto.

  63. Roberto Scur Diz:

    Biasetto,
    Por vias tortas, a da crítica mordaz injustificada, você trouxe uma excelente palestra do Divaldo, de 1h30m, sobre este homem incomum, um espírito verdadeiramente superior que conviveu entre nós nesta geração.
    Acabei de ouvir toda a palestra e agradeço a postagem.
    Você, certamente, começou a ouvir o que ele dizia e nos primeiros minutos, nas primeira referências positivas, preconceituoso e de mente obliterada, armou sua bateria de fogo contra Divaldo, contra Sai Baba, contra as religiões.
    Se você tivesse paciência e humildade de ouvir toda a exposição veria a fluência verbal, a clareza, o agradável testemunho de Divaldo sobre sua viagem a India para visitar Sai Baba, sua impressões ao visualizar sua aura, sua emoção que se assemelhava ao que sentia quando ia visitar o Chico Xavier, o seu gesto de reverência e humildade ao estar frente à frente de Sai Baba e não resistir ao impulso de beijar-lhe os pés, e muitas outras informações úteis que ajudam a entender a personalidade deste avatar reencarnado na Terra.
    A propósito, Chico Xavier deixou uma mensagem para ti e para teus amigos detratores dele aqui neste blog, sobre qual será o comportamento deles no plano espiritual “quando” e “se” encontrarem com o Chico Xavier por lá.
    Não conhecia muitas informações sobre Sai Baba. Obrigado novamente pela postagem Biasetto.

  64. Agnostic Diz:

    Web curso de Apostasia, quem se habilita? huahuaha

  65. Biasetto Diz:

    Vítor,
    Está difícil de acessar o blog. Verifique o que está acontecendo, porque acho que tentaram alguma manobra aqui.
    .
    Scur,
    O Sai Baba foi um mau caráter de marca maior. Em primeiro lugar, ele fazia uso de truques de mágica, truques que qualquer “aprendiz de feiticeiro” faria melhor. Ele botava “ovo” pela boca, numa imagem patética e nojenta. Ele pegava um negocinho lá, pra distribuir cinzas, um truque muito mal feito, assim como o Chico fazia, com os perfumes.
    Eu ouvi a palestra do Divaldo até 30 minutos e vou ouvir o resto: um show de bobagens, mentiras e idiotices. Acho que vou até fazer um artigo sobre isto, depois passo pro Vítor.
    Além disso, ele também dá um show de viadagem, espetacular. Quero deixar bem claro, que não tenho qualquer restrição aos homossexuais, mas esta turma espírita, que se esconde da própria realidade, fazendo uso do espiritismo pra se manifestar em suas vaidades, causam-me repulsa total.
    Você tem a coragem de falar deste merda do Sai Baba, como um “avatar” – o homem abusava sexualmente até de crianças.
    O Divaldo Franco provou, através do monte de farsas e doideiras que ele fala nesta palestra, que ele é mais pilantra do que foi o Chico.
    Fazer o quê Scur, quem gosta de viver num mundo de contos de fadas, tudo bem, é um direito pessoal, uma escolha. Porém, exaltar um sacana, sem-vergonha, fdp, como este Sai Baba, isto eu não aceito!!!
    ao invés de ter beijado os pés do Sai Babão lá, ele devia ter beijado outra coisa – acho que os dois iriam gostar.
    “Santo Deus Pai do Céu”, até quando a farsa vai fazer mentes ingênuas, presas fáceis?

  66. Biasetto Diz:

    Vítor,
    Por favor, sai do armário e publica um livro disto tudo, joga merda no ventilador destes picaretas que agem em nome de Deus, Jesus Cristo, religião.
    Isto não pode continuar assim, esta farsa tem que acabar.

  67. Biasetto Diz:

    As farsas e as bobagens dos “médiuns” no Brasil:
    O Antonio me informou, através de seu comentário, que Divaldo Franco, conhecido “médium” brasileiro, havia dito que o indiano Sathya Sai Baba, teria sido em vida, um “deus encarnado”, um iluminado, um Avatar. Consta, porém, que Sai Baba já foi apontado como um farsante, além de receber acusações de abusos sexuais e enriquecimento, obtido através de suas “performances religiosas”.
    Através de uma breve pesquisa, descobri uma palestra realizada por Divaldo Franco , exaltando o guru Sai Baba, além de fazer uma série de ponderações sobre uma experiência vivenciada na Índia, onde permaneceu por 30 dias.
    Fiquei me perguntando, como pode alguém tão elevado, médium psicógrafo, vidente, cometer o grave erro de tecer tantos elogios a uma pessoa tão controversa e duvidosa, como Sai Baba.
    Este fato, me fez considerar que Divaldo Franco não possui as tais capacidades mediúnicas que afirma ter. Para dar vazão às minhas conclusões, vou apresentar os motivos, analisando a palestra por ele realizada.
    Nesta palestra, Divaldo Franco afirma que em sua “maravilhosa experiência” na Índia, um “país abençoado”, pode conhecer o “homem notável”, “missionário do bem”, Sai Baba, considerando-o um Avatar.
    Sobre a sociedade indiana, Divaldo afirmou que pode verificar a “face da miséria socioeconômica”, mas não a “miséria socio-moral”.
    Sobre as afirmações de Divaldo a respeito da Índia e sua sociedade, primeiramente, vamos considerar o seguinte:
    A Índia é um país milenar. Atualmente, possui 1,2 bilhão de habitantes. É o 2º país mais populoso do mundo, sendo que vai ultrapassar a China em população absoluta, até o final desta década, porque possui taxa de crescimento vegetativo superior. Na índia, a renda per capita, gira em torno de 4000 dólares, sendo que o país apresenta-se como o 134º colocado no IDH. A mortalidade infantil é alta, 60 por mil. Mais de 30% da população é analfabeta. Trata-se de um país atrasado com uma parcela elevada de seus habitantes vivendo em condições precárias, com bolsões de pobreza, que beiram a miserabilidade total.
    “O sistema de castas da Índia é uma divisão social importante na sociedade Hindu. (…) Define-se casta como grupo social hereditário, no qual a condição do indivíduo passa de pai para filho. O grupo é endógamo, isto é, cada integrante só pode casar-se com pessoas do seu próprio grupo.” O sistema de castas impõe aos párias (dalit) uma condição humilhante e segregacionista. “Oficialmente, desde quando a Índia adotou uma constituição em 1950, o sistema de castas foi abolido em todo o território. Contudo, as tradições e a forte religiosidade ainda resistem às ações governamentais e transformações econômicas que atingem a realidade presente dos indianos. Enquanto isso, o regime tradicional já contabiliza mais de três mil classes e subclasses que organizam esse complexo sistema de segmentação da sociedade indiana.”
    Divaldo tece, em sua palestra, diversos elogios à sociedade indiana, que se apresenta como uma sociedade conformada com sua situação. É incrível, alguém elogiar uma sociedade pobre, miserável, preconceituosa e sofredora. A miséria na Índia se define como uma das mais problemáticas do planeta. A cultura apresenta traços arcaicos, onde não faltam adorações absurdas, como a que se refere aos ratos. “O Templo de Karni Mata que fica no Estado do Rajastão (Índia), é considerado um dos locais santos dos hindus da Índia. Para os hindus, o templo é o local que habita Karni Mata – que seria a reencarnação de Durga – deusa do poder e da vitória e também para reverenciar os ratos (chamados Kabas), que são adorados e bem alimentados. Os hindus crêem que os corpos dos ratos sejam “casas” para as almas dos devotos de Karni Mata que já morreram.”
    Vale registrar, que apesar das mazelas, a Índia tem sido palco do aparecimento de cientistas, sendo que a maioria deles, acaba se transferindo pro Ocidente. Porém, como já afirmei, a população indiana, no geral, carece de diversos recursos e benefícios, o que coloca o país entre os mais atrasados, considerando-se o IDH.
    Divaldo confirma que Sai Baba era um iluminado. Mas era seletivo em suas conversas. Ele diz que nunca havia conhecido “uma pessoa tão serena”.
    Ele diz que foi sorteado, podendo conversar com Sai Baba. Um privilégio pra ele. Ficou emocionado em conhecer Sai Baba, porque viu a luminosidade dele. Como se ele “se movimentasse dentro de um tubo de luz”. E assim, Divaldo vai falando de Sai Baba, sem a menor cerimônia em fazer todo tipo de elogios. Quando ele fala, parece uma “verdadeira gazela”, se emociona, exalta a voz, faz brincadeiras, que levam seus admiradores aos risos. Aproveita pra enaltecer Chico Xavier, sempre se manifestando como uma pessoa inferior. Fazendo toda aquela ridícula exaltação, muito presente no meio espírita.
    Divaldo ficou tão emocionado na presença de Sai Baba, que tocou-lhe o pé, sem qualquer dúvida.
    Ele disse que recebeu uma cinza perfumada, chamada “Vibute” (é o que entendi). Disse que esta cinza nunca acaba. Você vai tirando e tirando do vidro, mas ela nunca se acaba. Será que ele poderia nos mostrar a tal cinza?
    Disse que presenciou diversos fenômenos paranormais, realizados por Sai Baba. O youtube mostra muitas farsas deste picareta. Dentre estes fenômenos, ele disse que Sai Baba materializava relógios, jóias, brilhantes… pelo menos ele é melhor que a Ederlazil, que só materializa porcarias.
    Mais informações:

    http://www.brasilescola.com/sociologia/as-castas-indianas.htm
    http://curiosidadesnanet.wordpress.com/2008/05/27/o-templo-dos-ratos/

  68. Biasetto Diz:

    Scur, “tá chegando, te prepara aí”
    http://bulevoador.haaan.com/2011/05/22808/

  69. Biasetto Diz:

    Scur, dedico este vídeo a você:
    http://www.youtube.com/watch?v=Yblhsr1O4IQ

  70. Roberto Scur Diz:

    É isso aí Biasório, te cuida, olha o Chupão aí gente!
    Só não mistura esta conversa de fim de mundo com as previsões de todos os tempos sobre o Juízo Final na transição do nosso planeta para um estágio melhor.
    Aliás, tu é veloz em tudo, ligeirinho, ligeirinho. Toma decisões e faz julgamentos assim, num shazan.
    Abre o olho bagual, que o mar não tá para peixe não!

  71. Biasetto Diz:

    Scur, este é o Avatar do Divaldo Franco (que nojo!!!)
    .
    http://www.youtube.com/watch?v=qdOLpn3pY7Y&feature=related

  72. Biasetto Diz:

    Scur, que venha mesmo o chupão, pra livrar a Terra, deste monte de picaretas e pilantras. Este Sai Baba, além de tudo, era feio pra dedéu hein? Sorte que tem a met-art… aleluia irmão!

  73. Antonio G. - POA Diz:

    Sathia Sai Baba em três palavras: Bandido, safado e nojento. Se existisse inferno, era onde ele deveria estar.
    .
    Biasetto, eu percebo que você não curte muito os médiuns “gazelas”. É por isso que você é detrator do Divaldo, Chico, Gasparetto, etc?
    Cuidado, porque Jesus castiga…
    rsrsrs

  74. Biasetto Diz:

    Antonio,
    Você se esqueceu do Wagner Paixão, Raul Teixeira (ele teve um avc, desejo melhoras pra ele, com toda sinceridade). Acho que quando a gente já é evoluído, vira “gazela”, deve ser isto!
    .
    O Scur,
    Teve a petulância de me dizer que os vídeos do youtube não provam nada contra o SaiBabão. Fazer o quê? O fanatismo faz isto. Disse mais ainda, que estou cada vez mais indo pro tacho e que o chupão vai me levar.
    Tá certo, se o chupão passar, vai eu, você, o Caio, o Toffo, o Vítor, o Paulo, o Gil … tudo pro umbral … O Scur, se for atingido pelo chupão, mas acho que não corre este risco, vai pro Nosso Lar zoológico, o reino das gazelas!

  75. Biasetto Diz:

    Ah! ele ainda me agradeceu por ter indicado a MARAVILHOSA palestra do sublime Divaldo. Ele disse que não conhecia algo tão belo! Aja “gazelice”…

  76. Biasetto Diz:

    http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=d-5OnxlzS40#!

  77. Biasetto Diz:

    Olha o que este padreco falou:
    http://www.youtube.com/watch?v=wepszHq5y-Y&feature=related
    .
    Quero deixar bem claro que:
    1º) Não tenho partido nem preferência política.
    2º) Eu fiz “brincadeiras” sobre as “gazelas” do espiritismo, porque tenho uma teoria sobre este fato, com relação às manifestações deles, incluindo as palestras e tudo mais (se alguém quiser, explico melhor), mas JAMAIS, JAMAIS, tive qualquer forma de preconceito com relação aos homossexuais. Aliás, defendo o direito deles de serem felizes, e o que as pessoas fazem em sua intimidade, não me cabe julgar ou criticar.

  78. Antonio G. - POA Diz:

    Biasetto,
    No espiritismo, como talvez em nenhuma outra religião, existe uma presença muito forte da vaidade, especialmente entre os “médiuns”. A suposta capacidade de comunicarem-se com os espíritos, com o “além”, dá aos médiuns um destaque todo especial entre os seguidores das doutrinas espiritualistas (Kardecismo, Umbanda, etc). Os médiuns são sempre pessoas especiais, respeitadas, admiradas, que geralmente gozam de grande reconhecimento. É notório que, quase como regra geral, os homossexuais – particularmente os masculinos – têm em comum este aspecto da vaidade bastante evidenciado, quando não exarcerbado. Não sei porque é assim. Mas a simples observação nos mostra que é assim. Então, é muito natural que o espiritismo arregimente bastante homossexuais para as suas fileiras, porque neste ambiente existe um “palco” muito propício para o extravasamento da vaidade.
    E, não existe nisso, de minha parte, nenhuma maldade ou preconceito. É a pura e honesta opinião que tenho, baseado na simples (e longa) observação.
    Ou seja, eu também nada tenho contra as “gazelas”. Mas é um fato concreto e facilmente constatável que o espiritismo está cheio delas, especialmente entre os sedizentes médiuns.
    Sds.

  79. Antonio G. - POA Diz:

    exaRcerbado é ruim…

  80. Biasetto Diz:

    Antonio,
    Muito obrigado, você praticamente disse que tudo que eu queria dizer.
    A gente percebe em determinados médiuns (eles dizem que são médiuns), exatamente a questão da satisfação em ser o palco das atenções, a referência… quando o sujeito ainda tem este lado “gazela” e, acredito que por várias razões, até resolveu viver “dentro do armário”, ser notado, ser paparicado, estar em evidência, em destaque, resolve, em parte, a questão das “plumas e paetês”, entende?
    Você o Divaldo na palestra, o Chico quando falava, as pessoas ficavam admiradas, eles iam se empolgando, rindo, sendo adorados, “soltando a franga”. É EXATAMENTE ISTO! Gostem ou não gostem os espíritas. Mas a verdade caminha por aí.

  81. Biasetto Diz:

    * VEJA o Divaldo na palestra, …

  82. Paulo-rs Diz:

    Scur
    O post do gnomo era uma história fictícia que se estivesse em algum livro do Mineirinho embusteiro, faria todo o sentido para pessoas como você.
    Aliais, esse post serviu para demonstar o quanto te falta de senso critico ( coisa notória! ) em não saber diferenciar ironia de desinformação.

    Quanto o seu comentário maldoso-
    ” uma pessoa que tenha um espírto de gnomo mesmo, os quais existem e devem mover este corpo de gaucho perdido pelos pampas, adoecido talvez pela frescura do minuano”
    Mostra o quanto patife você é . Atacar alguém por estar doente só vindo mesmo de alguém covarde e enlouquecido pelas fantasias que le.
    Não preciso de religião e nem de auto-enganação para enfrentar uma doença, tristezas e perdas nessa vida.

  83. Biasetto Diz:

    Paulo,
    Não acho que o Scur tenha tentado te atingir no sentido que você interpretou. Conheço bem o gaúcho de Caxias. Falei hoje mesmo pra ele, que ele é TONTO mesmo, que o cérebro dele deve estar bloqueado. Mas ele não faria um comentário maldoso destes.
    Não estou preocupado em defender ele não, porque ele também já me encheu bastante o saco – até o babão lá da Índia, ele quer defender, mas você interpretou errado o que ele disse.
    Oh! o Vítor vai publicar um novo artigo que eu fiz, mostrando mais uma farsa do Chico. Aguarda aí.
    Um grande abraço!

  84. Roberto Scur Diz:

    Paulo,
    Não está certo o sentido que tu tirastes das minhas palavras, mas entendo que possas ter interpretado desta forma se tu me considera tão leviano assim.
    A doença que eu me referi não tinha nada à ver com teus problemas de saúde recente, achei até que tu tinhas te recuperado bem à julgar pela fluência do teu texto recente, mas se buscarmos outros comentários que já fiz por aqui encontrarás termos semelhantes, usando a palavra doença, mas me referindo ao discernimento e não à saúde propriamente dita.
    Lamento o mal entendido e compreendo a tua reação.

  85. Antonio G. - POA Diz:

    Ô gente! Que legal ver o pessoal argumentado, defendendo suas posições, se desentendendo e se reconciliando. Da discussão e da dúvida é que nasce o esclarecimento. É isso que torna interessante participar destes blogs (embora as coisas andem meio paradas por aqui, já faz um tempinho…).
    .
    Mas que o Chico, o Divaldo e os outros “médiuns” são farsantes, isso são. E, que o Sai Baba era um bandido safado, também é óbvio.
    rsrsrs

  86. Antonio G. - POA Diz:

    Na 1ª linha: argumentando…
    A pressa é uma m…

  87. Antonio G. - POA Diz:

    Eu estou com saudades do Arduin. O que terá acontecido com ele, audaz defensor da doutrina espírita?
    Falando sério: O Arduin mostrou-se, desde que comecei a ler suas manifestações, um homem estudioso e inteligente. Talvez ele tenha “enchido o saco” e resolver se retirar. Talvez ele esteja só avaliando tudo o que é escrito por aqui, sem se manifestar. Talvez ele esteja cada vez mais convicto de sua fé. Ou talvez ele tenha começado a refletir, a duvidar. Eu gostaria que fosse isso. Pode acontecer. Aconteceu comigo, com o Biasetto, com o Vitor e com muitos mais. Um cara lúcido como o Arduin merecia dar-se ao direito de parar para pensar. Sem culpa, sem medo e sem preconceito. Não faria mal algum para ele (na minha visão, bem entendido).
    Se estiver lendo, Arduin, um abraço para você.

  88. Paulo-rs Diz:

    Tudo bem Scur, assunto exclarecido.
    Desculpe por minhas ofensas, retiro todas.

Deixe seu comentário

Entradas (RSS)