Livro “Onde Estás, ó Morte? Fotografias de Espíritos” de Cornélio Pires (1944)

Este livro é uma raridade. Quem o conseguiu foi o internauta Toffo, a quem muito agradeço. Além de haver fotos inéditas de materialização – para noooooossa alegria!!! – a passagem do tempo e o avanço da tecnologia permitiu que tivéssemos acesso às informações ao destino de alguns dos médiuns mostrados no livro. Por exemplo, existem muitas fotografias sobre os irmãos Falconer, que eram escoceses. Esses médiuns foram pegos em fraude em 1931, na África do Sul. Dois clientes descobriram algodão e um corte fotográfico de uma face do “espírito” em sua posse. Os irmãos foram imediatamente presos, julgados e condenados por fraude depois de ter sido determinado que as suas imagens não eram nada mais que recortes. Embora forçados a desistir de seu equipamento e pagar multa de 150 libras cada, Craig e George Falconer mantiveram uma procura constante por suas fotografias de espíritos. Há pessoas que gostam de ser enganadas. E é uma lástima que o livro de Cornélio Pires tenha sido lançado em 1944 ainda validando esses sujeitos, condenados 13 anos antes. Tenho até minhas dúvidas se Cornélio não estaria envolvido em algumas fraudes. E muitos outros médiuns mostrados no livro (que hoje são desconhecidos) são claramente fraudulentos, p. ex., o Sr. João Cosme, que teria materializado o padre Zabeu. A seguir o link para baixar o livro! E detalhe: esse livro na Estante Virtual custa nada menos que 350 reais! Aqui poderão baixar de graça, já corrigido para o português atual. E ainda tem gente que acha que não faço caridade…mas é melhor ler isso que ser cego.

Para baixar o livro, clique aqui.

Algumas fotografias como amostra:

021

028

 

032

40 respostas a “Livro “Onde Estás, ó Morte? Fotografias de Espíritos” de Cornélio Pires (1944)”

  1. Biasetto Diz:

    Sem comentários, Vítor. Coisa de doido, maluquice total. Putz! Acho que o Scur é capaz de achar que estas fotos mostram autênticas materializações. Ele e mais uns três ou quatro…

  2. Biasetto Diz:

    Isto é trash. Isto aí, coloca o Ed Wood pra escanteio, faz dele um grande artista.
    Vou contar quem acredita nestas fotos:
    - o Scur,
    - o dos Anjos,
    - talvez, mais dois aqui do blog, mas não vou citar os nomes, pra evitar a “fadiga”.

  3. Antonio G. - POA Diz:

    E tem gente que acredita…
    O Scur, por exemplo, é bem capaz de dizer que essa palhaçada é real… O que se há de fazer?

  4. Contra o Chiquismo. Diz:

    Sempre a cortininha…

    e todos de camisa de manga.

    Quero ver um fenômeno desses em plena praia da Iracema em Fortaleza com todo mundo de sunga ou maiô sentado na areia num dia de sol.
    E eu só na Skol…

  5. Toffo Diz:

    Este livro pertenceu ao meu avô, Agostinho Toffoli (1890-1965), um católico convertido ao espiritismo. Cornélio Pires foi poeta, agitador cultural e cronista dos costumes caipiras, nascido em Tietê em 1884 e falecido em São Paulo em 1958. Foi o primeiro a gravar uma música caipira, e tem uma obra famosa, “Musa Caipira”, lançada na década de 10 do século passado. Tornou-se espírita e passou a fazer divulgação do espiritismo, em palestras e através de dois livros de proselitismo, um dos quais este que o Vitor publicou. Para quem não sabe, Cornélio foi tio de José Herculano Pires, um dos maiores intelectuais espíritas do Brasil, que colaborou com CX em várias obras. Cornélio Pires “espírito” também aparece na obra de CX, através de alguns livros de trovas rimadas, sempre sobre motivos caipiras/rurais, algum humor e uma pesada dose de moralismo. Na minha opinião, o estilo de Cornélio foi um dos que CX conseguiu imitar com mais perfeição, talvez pelo background caipira comum a ambos. Por ter sido Cornélio um literato convertido, cabia como uma luva na proposta chicoxavieriana, e o mineiro soube explorar muito bem a lira do paulista, tanto é que, quando Cornélio “aparecia” nas sessões de psicografia de CX, era sucesso na certa. Este livro, “Onde Estás Ó Morte?”, é uma clara tentativa de divulgação do espiritismo, sem grandes critérios e até com certa ingenuidade (como se pode perceber pelos exemplos colhidos, de médiuns que depois apareceram como farsantes – talvez Cornélio não soubesse disso, acho que ele agiu como um neófito entusiasmado).

    Me intriga no livro uma foto que aparece na folha 5, logo no início, em que, em uma foto involuntariamente batida em 1942, teria aparecido o espírito do irmão de Cornélio, Raimundo, falecido num acidente do trabalho em 1900, 42 anos antes. O Vitor até podia publicar essa foto. Embora morto em 1900, Raimundo aparece na foto, em frente a uma janela, lendo, com roupas de 1942. O Vitor acha que é fake. Pode até ser, mas ainda assim acho a foto intrigante.

  6. Contra o Chiquismo. Diz:

    Por ocasião do incêndio do Edifício Joelma, em São Paulo, ocorrido no dia lº de fevereiro de 1974, o médium Francisco Cândido Xavier, em seu lar, em Uberaba (MG), ouvindo a notícia pelo rádio, reuniu-se em prece com quatro amigos, solicitando auxílio dos Benfeitores Espirituais para as vitimas .

    Atendendo ao apelo apresenta-se o Mentor Espiritual Emmanuel e escreve, através do médium, comovedora prece inserida no livro “Diálogo dos Vivos”.*

    Dias depois, em reunião pública, na qual estavam presentes alguns familiares de vítimas do incêndio do Joelma, os poetas Cyro Costa e Cornélio Pires (Espíritos) manifestaram-se pela psicografia, ditando ao médium sonetos referentes à tragédia.

    Incêndio em São Paulo

    CORNÉLIO PIRES

    Céu de São Paulo… O dia recomeça…
    O povo bom na rua lida e passa…
    Nisso, aparece um rolo de fumaça
    E o fogo para cima se arremessa.

    A morte inesperada age possessa,
    E enquanto ruge, espanca ou despedaça,
    A Terra unida ao Céu a que se enlaça
    É salvação e amor, servindo à pressa…

    A cidade magoada e enternecida
    É socorro chorando a despedida,
    Trazendo o coração triste e deserto…

    Mas vejo, em prece, além do povo aflito,
    Braços de amor que chegam do Infinito
    E caminhos de luz no céu aberto…

    Mas veja só… EmmanuelPubliomarchalentaescravonãoseiláoqueAnchieta se mete em tudo! Mandou até Cornélio Pires fazer um poema sobre a tragédia. Ah vá!

    Engraçado é que outras tragédias não tiveram explicação de CX :o incêndio do Andorinhas em 86 o Avião da Varig em 73 122 mortos, o Avião da Vasp em 82 137 pessoas mortas , Carandiru, o Titanic, A Queda do Elevado Paulo de Frontin Rio de janeiro, O acidente provocou a morte de 48 pessoas ,incêndio no Edifício Andraus, 72 em São Paulo, deixou 16 mortos,1983 – Um incêndio na Vila Socó, em Cubatão, no Estado de São Paulo, deixou 93 mortos, 1988/1989 – O naufrágio do barco de turismo Bateau Mouche IV, no Rio de Janeiro, na festa de Ano Novo, deixou 55 mortos,A chacina da Candelária, no Rio de Janeiro, deixou 7 mortos 1993,1996 A Queda do avião da TAM no bairro do Jabaquara em SP, provoca 99 mortes , na Serra das Araras, Piraí (RJ), em 1967, quando morreram mais de 1.700 pessoas. Destas, 1.400 nunca foram resgatadas.
    No local conhecido como Ponte Coberta, há uma cruz de 10 metros, que marca o início de um enorme cemitério na natureza. Lá estão cerca de 1.400 mortos (fora os mais de 300 corpos resgatados), vítimas de soterramento pelo temporal que atingiu a serra, em janeiro de 1967. Dizem que esta foi a maior tragédia da história do país A Via Dutra ficou interditada por mais de três meses, nos dois sentidos.

    E CX? E o ‘espiritismo’ que sempre explica tudo? Sumiram… eles só falaram do circo de Niteroi RJ em 1961 e do Joelma em SP 74. As demais tragédias bem piores passaram batidas.

  7. Vitor Diz:

    Oi, Toffo
    não acho que valha a pena divulgar a foto aqui no blog, até porque não temos uma foto do irmão do Cornélio Pires para comparar com a entidade que aparece. O Cornélio diz que é o irmão dele, mas será que é mesmo?

    De qualquer forma, quem quiser conferir a foto para discuti-la é só baixar o livro.

  8. mrh Diz:

    Boa pesquisa! Parabéns a todos…

  9. mrh Diz:

    Todavia, revela fraudes, fraudes e mais fraudes… bem, fica para a história.

  10. Bruno Diz:

    “E muitos outros médiuns mostrados no livro (que hoje são desconhecidos) são claramente fraudulentos, p. ex., o Sr. João Cosme, que teria materializado o padre Zabeu.”

    Você não diz em que fraudes o Sr. João Cosme estaria envolvido.

  11. Vitor Diz:

    Oi, Bruno

    ele está envolvido justamente na materialização do padre Zabeu, que é comprovadamente uma fraude. É a 1ª foto da amostra. A foto em si comprova a fraude, mas dá para oferecer outras provas no tocante ao caso dessa materialização também.

  12. Bruno Diz:

    Sim Vitor, mas estou tentando entender por que essas fotos são fraudulentas. Poderia me mostrar onde comprovam as fraudes do João Cosme, ou talvez destas fotos? Pois pesquisei na internet e não achei nada.

  13. Vitor Diz:

    Oi, Bruno
    em primeiro lugar: aquela ali não é a foto do Padre Zabeu. É outra pessoa quem está ali. Em 2º lugar, já sei de onde foi tirada aquela foto. Logo, é comprovadamente apenas um recorte. farei disso o tema do próximo artigo, ok? Mas já te passei as dicas.

  14. Bruno Diz:

    Quem está na foto Vitor? Pois a legenda diz ser o tal do padre Zabeu.

  15. Vitor Diz:

    Depois eu revelo :-)

  16. Toffo Diz:

    Está certo que essas fotos são da década de 1920, 30 e 40, se não mais antigas. Mas, aos olhos de hoje, se torna claro que são montagens, que os olhos de 1944 talvez não vissem. Aquela da cascata de Águas da Prata é tosca – dois braços que saem da cascata e abraçam um dos rapazes. Dizem que esse rapaz morreu depois da foto. Depois há um vulto no fundo da cascata, que é claro que se trata de uma superposição. Cornélio também traz a famosa “carta de Lêntulo”, que talvez naquela época, 1944, ainda tivesse algum apelo de veracidade. Eu mesmo, adolescente, acreditei nela (já tinha lido “Há 2000 anos” e, é claro, tinha gostado muito, afinal aquilo era “real” e retratava os tempos da Roma antiga. Por isso é que eu digo, engana quem pode, acredita quem quer: CX era tão engenhoso que “convocava” Emmanuel a dar as ordens para seus espíritos e cobrar sonetos para os basbaques. Até que Cornélio Pires foi discreto… limitou-se a descrever o cenário da tragédia, neste e no outro mundo. Já Cyro Costa pegou pesado: os mortos do Joelma eram cruzados que resgatavam, 700 anos depois, seus erros clamorosos, incendiando e saqueando localidades em nome do Senhor. É dose…

  17. Bruno Diz:

    Dizer que as fotos são montagens “apenas” por serem ridículas (e são) chega a ser reducionismo de sua parte. O fenômeno merece um pouco mais de estudo, portanto se basear apenas no aspecto (que chega a ser infantil) das fotos não pode ser levado em conta na hora de analisar a fidedignidade delas.
    É esperar o próximo post do Vitor pra analisar realmente como foi feita a foto.

  18. Toffo Diz:

    Mas foi justamente isso que deixou de ser levado em consideração pelo autor, Bruno. A fidedignidade. Ele simplesmente coletou aquelas fotos e publicou-as como fotos de espíritos, porque era espírita e acreditava naquilo, e achava que estava fazendo um bem divulgando aquilo para os incrédulos. Inclusive as fotos dos irmãos Falconer.

    Pesquisei na internet e não achei nada, nem imagem, nem informações, sobre o padre Zabeu Kauffman. Parece que ficou mais conhecido como espírito que como pessoa, porque era supostamente materializado em sessões da Sociedade de Metapsíquica de São Paulo, na década de 1930. Vamos aguardar o que o Vitor tem a mostrar.

  19. Marcos Arduin Diz:

    Ei ,Bruno, o pessoal aqui e acolá falam que o ectoplasma não passa de “um pedaço de tecido”. O problema apenas com essa afirmação é que os PESQUISADORES (é, aqueles pesquisadores que não eram e/ou nunca se tornaram espíritas) viam ao vivo e em cores esse “tecido” fazer coisas muito estranhas para um simples pedaço de tecido.
    .
    Já na primeira foto aqui mostrada, FINALMENTE há um ectoplasma que tem todo o jeito de uma tira de tecido, pois inclusive se esfiapa como uma. Repare só neste detalhe.

  20. Bruno Diz:

    Arduin, já deixei claro aqui no blog minha opinião acerca desse lado negativista do blog. Cada um emite sua opinião de acordo com o seu tipo de crença, isso é visível, perceba como eles se digladiam entre si quando se posta algo a respeito do catolicismo, ou de outra religião que certos alguns se simpatizam.

    Quanto as fotos, sempre me perguntei o por que de fotos tão bizarras (não me veio nada que defina melhor as fotos) serem colocadas para atestar fenômenos de materializações. Convenhamos, qualquer criança consegue fazer um trabalho melhor que esse.

    Os trabalhos de Crookes, Bozzano, Aksakov, Richet, Delanne, Lodge, Barret, Lombroso e muitos outros estão ai pra provar que o ectoplasma extrapola e muito a ideia de que ele seja um simples “pedaço de tecido”.

  21. Toffo Diz:

    Desculpe, não estou incluído no “eles”. Não digladio, procuro debater ideias. Eu inclusive tive a iniciativa de trazer este livro ao conhecimento de todos para mostrar como pode ser patético o desejo de divulgar uma crença a todo custo, além do valor histórico indiscutível. Eu também tiro o chapéu para o Vitor Moura, porque ele fuça mesmo! rsrs Interessante é que havia dito que não tinha encontrado nada a respeito do tal Padre Zabeu Kauffman, e agora leio que teria “reencarnado” como Leão 13. Ou seja, o Padre Zabeu é uma ficção. Entendo como se fosse isso. Se é uma ficção, tem ene centros espíritas pelo Brasil afora com o nome de Padre Zabeu, ou seja, mais uns na carrada de centros com nomes de ficção: Padre Zabeu, André Luiz, Emmanuel, Maria Dolores, Joana de Angelis etc.

  22. Matusalém Diz:

    Não será que estas fotos ridículas não foram montadas pelos contraditores da sessões espíritas?
    Pois há casos confirmados de reportagens montadas, para denegrir as sessões de materializações ….
    Estudemos então..

  23. Toffo Diz:

    Matusalém: estas fotos foram reunidas pelo Cornélio Pires para fazer proselitismo do espiritismo. Parece até o contrário, mas é isso mesmo: divulgação e propaganda. Só que ele catou o que podia, não checou as fontes, não procurou se informar sobre fidedignidade, não usou critério nenhum e acabou dizendo bobagem, como ilustra a foto da materialização do “Padre Zabeu” aí em cima, que nada mais é do que a reprodução de uma foto do papa Leão 13. Ou seja, quero crer que ele vendeu gato por lebre, sem saber.

  24. Marcos Arduin Diz:

    “Os trabalhos de Crookes, Bozzano, Aksakov, Richet, Delanne, Lodge, Barret, Lombroso e muitos outros estão ai pra provar que o ectoplasma extrapola e muito a ideia de que ele seja um simples “pedaço de tecido”.”
    - Eu sei disso, mas o pessoal sábio daqui não sabe…

  25. Toffo Diz:

    Até onde eu tenho visto, ectoplasma e ectoplasmia não têm saído dos limites dos informativos de espiritismo ou parapsicologia. Como não sou cientista, posso estar errado e me corrigir do erro, mas todos os pesquisadores famosos citados (Crookes, Bozzano, Lodge etc) são de 100 anos atrás. Não tenho notícia de que a ciência atual tenha comprovado esses fenômenos.

  26. Bruno Diz:

    “Estou muito envergonhado e desgostoso por haver combatido com tanta persistência a possibilidade dos fatos chamados espiríticos; digo fatos, porque continuo ainda contrário à teoria. Mas os fatos existem, e deles me orgulho de ser escravo.” Cesare Lambroso
    .
    “são inteiramente comprovadas tão bem como quaisquer fatos que são provados em outras ciências”. Sir Alfred Russel Wallace a respeito da comunicação com espiritos, em 1865.
    .
    “A prova da identidade pessoal está, assim, grandemente estabelecida, de maneira séria e sistemática, pelo exame crítico dos investigadores e, sobretudo, pelos esforços especiais e inteligentes dos comunicantes do além.
    Para mim, a evidência é virtualmente completa, e não tenho nenhuma dúvida da existência e da sobrevivência da personalidade, como não a teria sobre a dedução de qualquer experiência ordinária e normal.”
    Oliver Lodge em sua obra “Porque eu Creio na Imortalidade Pessoal”
    .
    “Não tenho outra coisa a fazer senão afirmar publicamente o que tenho visto, entendido e ouvido.”
    Alexandre Aksakof, a respeito de seus estudos sobre desmaterialização
    .
    “Fui um positivista-materialista a tal ponto convencido, que me parecia impossível pudessem existir pessoas cultas, dotadas normalmente de sentido comum, que pudessem crer na existência e sobrevivência da alma.” Ernesto Bozzano, antes de se “converter” ao espiritismo.
    .
    “Esses experimentos parecem estabelecer conclusivamente a existência de uma nova força, conectada com o organismo humano de alguma maneira desconhecida.” (Crookes, Researches Into the Phenomena of Modern Spiritualism, 1922).
    .
    “Já se passaram trinta anos desde que publiquei um relatório dos experimentos tendentes a mostrar que fora de nosso conhecimento científico existe uma Força utilizada por inteligências que diferem da comum inteligência dos mortais … Nada tenho a me retratar. Confirmo minhas declarações já publicadas. Na verdade, muito teria que acrescentar a isto”. (Crookes, 1898).
    .
    “Nunca tive jamais qualquer ocasião para modificar minhas ideias a respeito. Estou perfeitamente satisfeito com o que eu disse nos primeiros dias. É absolutamente verdadeiro que uma conexão foi estabelecida entre este mundo e o outro”. (Fodor, N. – Encyclopaedia of Psychic Science, U.S.A.: University Books, 1974, p.70)
    Crookes, numa entrevista na The International Psychic Gazette, em 1917.
    .
    O que quis mostrar aqui Toffo, foi que inúmeros são os casos de estudiosos, cientistas, e intelectuais da época que se renderam aos efeitos mediunicos de materialização e ectoplasmia, e é claro, inumeros outros. A questão é, em primeiro lugar, o fato de as pesquisas terem ocorrido há 100 anos atrás não diminuem em nada sua importância. Em segundo lugar, todos os estudiosos e intelectuais que se aventuraram em estudar o espiritismo como ciência, foram rechaçados da comunidade científica. Crookes foi ameaçado de ser expulso da Royal College of Chemistry de Londres caso não parasse de dar seus pareceres a respeito do espiritismo e de suas pesquisas. O mesmo aconteceu com Friedrich Zollner quando se arriscou as pesquisas acerca do espiritismo. E pode ter certeza que isso ocorreu com todos os outros intelectuais da época que deram “a cara pra bater” em nome da verdade, e acabaram enterrado seu nome na história da ciência, pois perdiam qualquer tipo de credibilidade no mundo cientifico. E pode ter certeza que esse preconceito ocorre aos montes hoje em dia. Talvez dai você tire o porque de teorias e pesquisas sérias como a desses homens serem jogadas ao vento por puro preconceito do nosso mundo materialista.
    É como diziam os sabios:
    .
    “Não vou comprometer-me com a estupidez em voga, que considera que tudo o que não pode explicar, é uma fraude”
    Carl G. Jung
    .
    “O homem está sempre disposto a negar tudo aquilo que não compreende”. (Blaise Pascal)

  27. Vitor Diz:

    Bruno,
    Crookes, Aksakof e Wallace foram comprovadamente enganados. Já coloquei textos aqui que mostram isso. Procure por Crookes no sistema de busca. O César Lombrose se baseia na Eusapia Palladino, que era fraudadora. O Bozzano acho que fez pouca pesquisa própria, ele era de fazer mais revisão de literatura.

  28. Bruno Diz:

    Vitor,
    Fui a busca por temas e coloquei nas matérias de Crookes, e logo me deparo com o seguinte enunciado:
    “Neste artigo finalmente é demonstrado como Florence Cook e a Sra. Eva Fay PODEM ter enganado os cientistas William Crookes e Cromwell Varley nos testes elétricos.”
    Ok, logo após baixar o arquivo me deparo logo no inicio do artigo:
    “Embora eu NÃO tenha sido capaz de mostrar de uma maneira nem de outra que essa evidência é conclusiva, cheguei à conclusão de que o teste PODE não ter sido infalível, e que Florence Cook PODE ter EVENTUALMENTE sido capaz de fraudar. Em último caso, porém, a avaliação consiste em uma série de PROBABILIDADES ESTIMADAS, e nestas circunstâncias, penso que seja aconselhável fornecer detalhes sobre as informações e raciocínios em que estas se baseiam.”
    Para mim isso passa muito longe de serem “comprovadamente enganados”.
    Quanto aos outros, não achei nada a respeito.
    Abraços

  29. Vitor Diz:

    Bruno,
    Crookes foi COMPROVADAMENTE enganado por Rosina Showers, que confessou que todas as suas sessões eram fraudulentas. O problema é que Rosina Showers fez sessões em conjunto com Florence Cook, então necessariamente Cook sabia que Showers era fraudulenta e não contou nada ao cientista. Foi cúmplice. E Cook foi pega em fraude ao menos duas vezes na vida.
    Já Wallace foi enganado pelas “fotografias de espíritos” e todos os médiuns que ele autenticou foram pegos em fraude depois, com exceção de Home.

  30. Bruno Diz:

    http://www.victorzammit.com/articles/sirwilliam.html

  31. Bruno Diz:

    Another of the skeptics egregious misrepresentations. Showers was allegedly detected in fraud in the summer of 1876 before Crookes began formally testing her. He was well aware of this but felt that the information was hearsay and he wanted to test Showers himself. He felt she was still worth investigating because five or six people whom he trusted had declared they had seen Rosina and her spirit guide at the same time.

    However Showers failed the dye test (which Cook passed). Crookes met her privately to discuss her alleged cheating; her mother Mrs Showers went berserk and fraudulently forged letters over Crookes’ name and spread scandals about him. Crookes had no alternative but to commence legal action to stop the dirty rumours and all allegations made by Rosina’s mother were immediately withdrawn (Inglis1974:275-6).

  32. Vitor Diz:

    Bruno,
    “imaginaremos com perplexidade como Crookes teria conciliado a confissão da Srta. Showers de que todas as suas manifestações eram fraudulentas com as sessões Cook-Showers em conjunto. Ele certamente teria indagado a Srta. Showers sobre essa questão durante as reuniões clandestinas. Teria ele também discutido esse assunto com Florence Corner (ela estava em Londres na época)? Não devemos esquecer que o que temos agora é apenas uma fração da correspondência e da documentação que deve ter existido outrora, e que papéis que agora estão perdidos ou que são inacessíveis sem dúvida esclareceriam muitos dos pontos que nos confundem. É certo que Crookes manteve, ou pelo menos alegou ter fé na autenticidade dos fenômenos de Florence até a morte dela (vide págs. 73 e 74), mas até onde sabemos ele nunca se ofereceu para justificar esta difícil situação que envolve a genuína ‘Katie’ de braços dados com a confessadamente falsa ‘Florence’. “

  33. Toffo Diz:

    De qualquer forma, todas essas pesquisas e todos esses personagens são de 100 anos atrás, ou mais. Continuo percebendo que a ciência de hoje, que está a uma Andrômeda de anos-luz da ciência daquele tempo, não tem respostas a isso, não se ocupa ou não se interessa por esse assunto. Pelo que tenho visto, pessoas que se ocupam de materializações, ectoplasma etc. são de algum modo ligadas a religião, ou têm compromisso com algum tipo de seita.

  34. Bruno Diz:

    [Toffo] “De qualquer forma, todas essas pesquisas e todos esses personagens são de 100 anos atrás, ou mais. ”
    [Bruno] Intrigante suas palavras. O fato de tais pesquisas terem ocorrido a 100 anos ou mais por acaso diminuem sua importância ou credibilidade? Ou vai me dizer que por Newton ter formulado suas teorias em meados de 1680 (muito anterior as teorias de Crookes e Cia) ela necessariamente não tem mais valor? Einstein começou suas elucubrações a respeito da teoria da relatividade restrita por volta de 1905, porem isso quer dizer que elas não tenham mais validade no mundo de hoje? O tempo em que ocorreram não invalidam em nada os estudos feitos.
    -
    [Toffo] “Continuo percebendo que a ciência de hoje, que está a uma Andrômeda de anos-luz da ciência daquele tempo, não tem respostas a isso, não se ocupa ou não se interessa por esse assunto.
    [Bruno] Vou responder sua pergunta com outra pergunta: Se você fosse um homem da ciência, se ocuparia ou se interessaria por assuntos como esses? A resposta com certeza é não. Os atuais homens da ciência não se ocupam de assuntos assim pelo simples fato de ser algo mal visto aos olhos do meio científico. Cientistas “sérios” se ocupam com assuntos mais importantes, como quântica, supercordas, Bóson de Higgs, e por aí vai. Não vão ocupar seu tempo em pesquisas que são renegadas pelo meio cientifico. Todos que tentaram “navegar nesses mares” acabaram por perder credibilidade e reconhecimento, ficando a margem de preconceitos banais. Pessoas assim, com o grande poder da verdade, ao invés de irem a campo pesquisar, estudar, e atestar a existência dessa força inteligente fora da matéria, simplesmente à negam sem ao minimo testar. É o grande defeito do ceticismo exacerbado, negar por negar!…
    “A maior ignorância é a que não sabe e crê saber,
    pois dá origem a todos os erros que cometemos
    com nossa inteligência. (SÓCRATES).”
    -
    [Toffo] “Pelo que tenho visto, pessoas que se ocupam de materializações, ectoplasma etc. são de algum modo ligadas a religião, ou têm compromisso com algum tipo de seita.”
    Argumentum ad hominem. Listei acima vários estudiosos de tais fenômenos que sequer eram espiritas – muitos deles aliás, eram céticos extremistas. E segundo, mesmo que essa afirmativa seja verdade, isso não inválida em nada as pesquisas feitas. Se atenha ao conteúdo e não a pessoa.
    -
    Não sei se você realmente já viu alguma coisa a respeito desses autores que eu listei acima Toffo, mas se tiver um tempo de uma olhada, é bastante interessante.
    -
    Abraços Bruno

  35. Bruno Diz:

    Vitor, está claro no artigo que você me mandou que aquele estudo não passava de hipóteses inconclusivas. Ademais, no link que te mandei consta sobre isso. Nada foi realmente provado como você havia dito.
    -
    Abraços Bruno

  36. Vitor Diz:

    Provou-se SEM SOMBRA DE DÚVIDAS que as pesquisas de Crookes eram FALHAS.

  37. Bruno Diz:

    Aham, senta lá.

  38. Toffo Diz:

    Continuo pensando exatamente o que eu escrevi acima. Não é meu sistema utilizar o método de frios de padaria, você manda fatiar o presunto ou o queijo e vai respondendo fatia por fatia. Não gosto disso, mas vai do gosto. Entendo que a ciência, assim como a medicina ou o direito, são dinâmicas e evoluem, e insistir em pesquisas e conclusões de 100 anos atrás têm valor histórico, mas não agregam muita coisa ao debate atual. Se os homens de ciência não se ocupam disso é porque o assunto não desperta interesse, não é preconceito. Aliás o debate sobre a teoria das supercordas, dos bósons de Higgs etc. na verdade não deixa de ter conexão com isso, afinal se procura a causa final ou a grande síntese que na verdade os caras de 100 anos atrás procuravam, com outros meios. De qualquer forma, o conhecimento objetivo é público, e a fé é privada, é preciso saber quando se surfa numa onda ou na outra, não é verdade? É isso.

  39. Bruno Diz:

    A questão na verdade é bem objetiva, o que você acha sobre os estudos feitos acerca dos fenômenos de materialização?

  40. José Aparecido Diz:

    Olá,
    Estou precisando de um exemplar desse livro, conheço a detentora dos direitos autorais e ela gostaria de ter um exemplar desse livro para seu acerto. Alguém o teria?

Deixe seu comentário

Entradas (RSS)