Livro Gratuito! “O Átomo”, de Fritz Kahn

Esse foi o livro que foi usado na confecção do livro “Mecanismos da Mediunidade” de Chico Xavier e Waldo Vieira, como já mostrado neste link. Para lê-lo e baixá-lo, clique aqui.

123 respostas a “Livro Gratuito! “O Átomo”, de Fritz Kahn”

  1. Gorducho Diz:

    Só que nem ler direito o livo eles não leram :(
    O famoso erro de que a radioatividade representa a morte dos sistemas atômicos acho que não tem no livro, não´é?
    Aliás, acho que o livro não contém “erros”, exceto no que concerne às diferenças entre a física daquele tempo e a atual, i.e., as “órbitas”, &c…

  2. Gorducho Diz:

    espontaneamente impelidos a se moverem ao longo do condutor, associando a velocidade de transferência ou deslocamento à velocidade própria, no que tange à translação sobre si mesmos
     
    Cá imagino o espírito tenha tentado assinalar a diferença entre o deslocamento da onda e a velocidade de deslocamento física dos electrons…
    :?:

  3. Gorducho Diz:

    Essa passagem também é clássica e exaustivamente comentada, mas se perde e muitos não conhecem ou esquecem…
     
     
    ——————————————————————————————————————————————–
    [FK] A máquina eletrostática ou indutora com que na escola fizemos as primeiras experiências de eletricidade, trabalha segundo o mesmo princípio. Os seus discos de ebonite em rotação “esmagam” como mó as bolhas de ar existentes entre eles
    ——————————————————————————————————————————————–
    A caneta-tinteiro é mencionada no parágrafo anterior…
     
     
    ——————————————————————————————————————————————–

    [espírito chiquista] Na máquina eletrostática ou indutora, utilizada nas experiências primárias de eletricidade, a ação se verifica semelhante à experiência da caneta-tinteiro.
    Os discos de ebonite em atividade rotatória como que esfarelam as bolhas de ar, guardadas entre eles, comprimindo os elétrons que a elas se encontram frouxamente aderidos
    .
    ——————————————————————————————————————————————–

  4. Vinicius Diz:

    GORDUCHO, pasme, fiz um curso de 1 ano na FEESP sobre esse livro. A cada aula um expositor diferente e eles fizeram slides , colaram coisas bonitas e endeusaram André Luiz como sábio da física :mrgreen:

  5. Borges Diz:

    Gooool de placa Vitor.
    Obrigado

  6. Gorducho Diz:

    ===============================================================
    A cada aula um expositor diferente e eles fizeram slides , colaram coisas bonitas e endeusaram André Luiz como sábio da física
    ===============================================================
    Pois a sandice começa pelo começo: tudo bem que o cara era um médico… mas então por que cargas d’água se mete a ditar um compêndio de física; popular, digamos?
    1° que o cara não era professor de física nem físico;
    2° qual a necessidade de evocar um espírito, tirar ele das tarefas lá na erraticidade, pra tentar escrever muito pior que milhares de indivíduos mais qualificados tanto em termos de capacidade redacional quanto, principalmente, de conhecimento?
    Ou seja: por simples redução ao absurdo prova-se que não é psicografia cousa nenhuma :!:

  7. Vinicius Diz:

    “Ou seja: por simples redução ao absurdo prova-se que não é psicografia cousa nenhuma”
    Ninguém para pensar: nem eu pensava isso nas aulas. Para falar a verdade achava um saco, mas o pessoal era o mesmo que frequentou outros cursos, são bacanas mas numa sala de 50 alunos nenhum levantou lebre alguma…
    e olha que era aula que permitia intervenções…
    a única vez que me recordo (isso foi em 2005) é de um colega ter achado linguajar dificil e exposto isso na sala.

  8. Marciano Diz:

    VINICIUS, esse pessoal que frequentava essas aulas de física espiritual estudou física de verdade no ensino médio, inclusive prestou prova de física no vestibular.
    Que coisa!

  9. Marciano Diz:

    Qualquer livro básico de química explica muito bem o modelo atômico atual (ainda explica o significado da palavra “modelo”, em ciência de verdade.

  10. Marciano Diz:

    http://pt.slideshare.net/selmafernandes9041083/quimica-feltre-vol-2-39760537

  11. Marciano Diz:

    EVOLUÇÃO DOS MODELOS ATÔMICOS 1. O modelo atômico de Thomson, 75 2. A descoberta da radioatividade, 77 3. O modelo atômico de Rutherford, 78 Atividades práticas, 80 Revisão, 80 Exercícios, 81 Exercícios complementares, 81 4. A identificação dos átomos, 81 4.1. Número atômico, 82 4.2. Número de massa, 82 4.3. Elemento químico, 82 4.4. Íons, 82 4.5. Isótopos, isóbaros e isótonos, 83 Revisão, 84 Exercícios, 85 Exercícios complementares, 86 5. O modelo atômico de Rutherford-Bohr, 86 5.1 Introdução, 86 5.2 Um breve estudo das ondas, 87 5.3 As ondas eletromagnéticas, 88 5.4 O modelo de Rutherford-Bohr, 90 Atividades práticas, 92 Revisão, 92 Exercícios, 93 Exercícios complementares, 93 6. O modelo dos orbitais atômicos, 94 Box: Pode-se ver o átomo?, 95 7. Os estados energéticos dos elétrons, 96 7.1 Níveis energéticos, 96 7.2 Subníveis energéticos, 96 7.3 Orbitais, 96 7.4 Spin, 97 7.5 A identificação dos elétrons, 98 Revisão, 99 Exercícios, 100 Exercícios complementares, 101 Sumario-QF1-PNLEM 6 30/5/05, 10:53

  12. Gorducho Diz:

    Foi o estudioso físico francês, Luis De Broglie, que compareceu no cenário das contradições, enunciando o seguinte princípio:
    – “Compreendendo-se que as ondas da luz, em certas circunstâncias, procedem à feição de corpúsculos, por que motivo os corpúsculos de matéria, em determinadas condições, não se comportarão
    à maneira de ondas?”
    E acrescentava que cada partícula de matéria está acompanhada pela onda que a conduz.
    Suportando hostilidades e desafios, devotou-se a minuciosas perquirições e criou a fórmula para definir o comprimento da onda conjugada ao corpúsculo, entendendo-se, desde então, que os elétrons arremessados pela válvula de Roentgen, quando originam oscilações curtas, aproximadamente 10.000 vezes mais reduzidas que as da luz, são transportados por ondas tão curtas como os raios X
    .
     
    Cá o espírito aparentemente confunde as “ondas piloto” complexas do duque com a radiação eletromagnética – i.e., fotons – emitidos pelos atomos excitados pelo bombardeio dos electrons…

  13. Gorducho Diz:

    O trecho que o espírito aproveitou d’O Átomo e esse (onde, claro, não há essa confusão):
     
    O aparelho clássico para a excitação de oscilações curtas é a válvula de Roentgen, em que um forte feixe de eléctrons é lançado sobre uma chapa de platina 78 ou tungstênio 74. Em consequência disso, os eléctrons desses grandes átomos são tão fortemente excitados que saltam até as órbitas internas, de aproximadamente 10000 vezes mais curtas que a luz e foram denominados raios X

  14. Gorducho Diz:

    Suportando hostilidades e desafios
     
    CX gostava tanto de sofrimentos e peripécias, que inventou-as p/o duque de Broglie.
    O cara era nobre, sempre membro do establishment, amigo do Einstein, se apresentou no congresso da Solvay…
    Que eu saiba nunca sofreu hostilidades. Peripécias, claro, seriam as pra montar seus Hamiltonianos e resolvê-los…; como qualquer físico futuro ganhador de Nobel (sim, sei que ele não ganhou-o por elas).
    Sobre um modelo físico macroscópico do que pode ser um comportamento que seria análogo aos das ondas dele, quem tiver curiosidade
    http://www.pbs.org/wgbh/nova/blogs/physics/2014/09/quantum-physicists-catch-a-pilot-wave/

  15. Marciano Diz:

    Essa coisa bisonha de os “espíritos” acharem que sabem o que é física, quando não sabem nem pronunciar seu nome direito, como o Emmânuel, é malandragem de querer associar suas ideias esquizofrênicas com a ciência de verdade, para aproveitar-se do prestígio desta, mesmo por parte de pessoas que passaram batidas pelo ensino médio e hoje pensam ser grandes conhecedoras de ciência por assistirem a pseudo-documentários e lerem pseudo-revistas “científicas”.
     
    QUESTÃO SIMPLES PARA OS ESPÍRITOS:
     
    Em uma cuba eletrolítica, utilizou-se uma corrente de 3 A para depositar toda a prata existente em 400 mL
    de uma solução 0,1 M de AgNO₃ (Dados: 1 F = 96.500 C; massas atômicas: Ag = 108; N = 14; O = 16).
    Com base
    nesses dados, podemos afirmar que o tempo necessário para realizar a operação foi próximo de:
    ?

  16. Marciano Diz:

    Espiritismo chiquista é uma das religiões mais ridículas que existem, com essa mania de querer atribuir cientificidade às palhaçadas supostamente espirituais.

  17. Marciano Diz:

    GORDUCHO, sabemos que você tem formação técnica.
    Se me permite uma pergunta (quero dizer, uma resposta, pois a pergunta se segue), como lidava com isso quando era espírita?
    Ou ainda não tinha nenhuma formação técnica na época, ainda?
    Só curiosidade, pois alguém com conhecimentos de física, química, matemática, quando lê “Nos domínios da mediunidade” e se depara com os “conhecimentos” e “explicações” de “André Luiz”, deve sentir um desconforto desgraçado.

  18. Vitor Diz:

    https://drive.google.com/file/d/0BwP5l2F8N4s3bjNpREVPakFVU2M/view

  19. Marciano Diz:

    O psicoscópio
    Tornando ao convívio do Assistente, na noite imediata, dele recebemos o acolhimento gentil da véspera.
    – Creio haver traçado o nosso programa – falou, paternal.
    Finda a ligeira pausa em que nos registrava a atenção, prosseguiu:

    – Admito que devamos centralizar nossas observações em reduzido núcleo, onde melhor dispomos do fator qualidade. Temos um grupo de dez companheiros encarnados, com quatro médiuns detentores de faculdades regularmente desenvolvidas e de lastro
    moral respeitável. Trata-se de pequeno conjunto, a serviço de uma instituição consagrada ao nosso ideal cristianizante. Desse grupo base ser-nos-á possível alongar apontamentos e coletar anotações que se façam valiosas à nossa tarefa.
    Fitou-nos com bondade por um instante de silêncio e acrescentou:

    – Isso porque vocês pretendem especializar conhecimentos, em torno da mediunidade, apenas no círculo terrestre, de vez que em nosso campo de ação espiritual o assunto seria muito menos complexo.
     
     
    É difícil imaginar uma coisa mais grotesca do que isso.

  20. Marciano Diz:

    VITOR,
    do link que você postou:
    A obra Mecanismos da Mediunidade é de difícil entendimento por utilizar conceitos complexos da área de Física na

    elucidação de algumas questões envolvendo os mecanismos do fenômeno da mediunidade. Mesmo tendo tomado

    o cuidado de usar esses conceitos de modo leigo, o pouco conhecimento técnico e científico dos espíritas sobre a

    Física impede a percepção do alcance moral de certas afirmações feitas por André, como aquela que será analisada

    aqui em que ele compara a emanação fluídica de seres espirituais elevados com a emissão de raios ? dos núcleos de

    elementos radioativos da matéria. Neste artigo, complementaremos as explicações de André Luiz sobre o processo

    de emissão de radiação eletromagnética dos átomos de modo que a comparação acima se torne clara ao leitor leigo

    em Física. Mostraremos que a lógica de se comparar a emissão de raios ? por núcleos de elementos radioativos com

    a vibração de Espíritos muito elevados permite entender a importância da transformação moral no fenômeno de

    emissão de fluidos e radiações espirituais, evidenciando que só o amor cristão e profundo pelos semelhantes aliado

    à prática da caridade são capazes de produzir vibrações de altíssima elevação.
     
     
    Seriously!

  21. Vitor Diz:

    Lembro que o autor do artigo é físico…

  22. Marciano Diz:

    Você é outro exemplo de pessoa inteligente que se deixou levar por essa balela no passado, ainda que não tenha praticado o que leu.
    Seria pior ainda, ver as “materializações”, os “passes”, as “sessões de desobsessão”, e quejandos.

  23. Marciano Diz:

    Grande coisa o cara ser “formado” em física.
    Qualquer físico pode valer-se de seus conhecimentos para enganar um público leigo.
    E o cx ou seu alter ego, AL, eram físicos?

  24. Vitor Diz:

    E lembro também que essa é só a primeira parte… vem mais por aí….

  25. Gorducho Diz:

    https://www.youtube.com/watch?annotation_id=annotation_931166&feature=iv&src_vid=nmC0ygr08tE&v=W9yWv5dqSKk
     
    [2:40]

  26. Vitor Diz:

    Oi, Marciano
    o artigo que postei é só para mostrar que há físicos e espírtas que aparentemente não sentem desconforto algum em ler o mecanismos da mediunidade… bem, a rigor não sei se o Alexandre sentiu desconforto ou não. Mas a pergunta que vc fez para o Gorducho, talvez valesse a pena fazer para o Alexandre… fica a seu critério.

  27. Marciano Diz:

    “Alexandre Fontes da Fonseca freqüenta o centro espírita desde pequeno mas passou a se interessar pela leitura e estudo da doutrina espírita aos 15 anos de idade. É Físico formado pela Unicamp onde também realizou os cursos de mestrado e doutorado. Após um estágio de pós-doutoramento no NanoTech Institute e no Department of Materials Sciences and Engineering of The University of Texas at Dallas, agora é Professor de Física da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Campinas, SP. Já visitou como estágios de período mais ou menos curto o Departamento de Matemática da Universidade do Arizona, o Instituto de Física Teórica no MIT (Massachusetts Institute of Technology) e o Departamento de Química de RUTGERS, The State University of New Jersey. É cientista, físico e espírita.”
     
    Fonte: http://www.aeradoespirito.net/ArtigosAF/INDICE_ArtigosAF.html
     
     
    Quer dizer, o cara usou o currículo para emprestá-lo a essa crendice bizarra e querer enganar os trouxas.
    Lamentável!

  28. Marciano Diz:

    VITOR, claro que o Alexandre vai dizer que não tem desconforto algum, pois a física de NOSSO LAR é explicável, vai, talvez, tentar me explicar, mas posso não ser físico, mas não sou otário.

  29. Marciano Diz:

    No dia em que um físico com pós doutorado em qualquer universidade do mundo me explicar o funcionamento dos aeróbus e eu acreditar, quero ser internado num hospício.

  30. Marciano Diz:

    A física do NOSSO LAR e dos MECANISMOS DA MEDIUNIDADE é igual à contabilidade do Planalto.
    Sempre tem quem explique, mas tem de ser muito ingênuo para acreditar.

  31. Marciano Diz:

    O Arduin também dá aulas de botânica, na UFSCAR, no entanto…

  32. Gorducho Diz:

    ===============================================================
    como lidava com isso quando era espírita?
    Ou ainda não tinha nenhuma formação técnica na época, ainda
    ?
    ===============================================================
    Acreditava piamente.
    M/mãe desiludiu-se pela metade dos meus 15 anos e abandonou discretamente; e eu junto.
    Mas naquela época já começava a adolescência, os namoricos, jogos e depois o vestibular.
    Depois a facul e o trabalho…
    De sorte que simplesmente esqueci do assunto.
    M/mãe seguiu acreditando em Jesus Cristo; só simpatizava no fim mais c/a ICAR, por achá-la mais circunspecta acho.
    Como sempre digo em casa depois nunca houve religião, somos a-religiosos e religião é não-assunto no nosso mundo real.
    Nosso contato com templos & sacerdotes foram só nesses ~40 anos os casamentos e velórios.
    Só passei a reestudar o tema quando, por conta dalgumas circunstancias fiquei algo impossibilitado de longos deslocamentos e descobri este Sítio.
    Não é uma desculpa p/a Credulidade juvenil; é a verdade.

  33. Marciano Diz:

    Arduin nunca conseguiu explicar a “vegetação” do NOSSO LAR.

  34. Marciano Diz:

    Obrigado pela resposta, GORDUCHO.
    A ICAR podia até ser mais circunspecta nos tempos de sua mãe, mas hoje em dia é a mesma palhaçada de qualquer outra religião, com os padres cantores, escritores de auto-ajuda e outras idiotices.

  35. Gorducho Diz:

    Viu a brilhante demonstração, pelo método de redução ao absurdo, do Professor quanto à “justificativa” do Maranhão pra tentativa de anulação?

  36. Marciano Diz:

    Veja (se tiver saco para tanto) quanta circunspecção:
    http://www.padrescantores.com.br/

  37. Gorducho Diz:

    Como já falei inúmeras vezes, o primeiro sintoma de desilusão foi justo uma palestra do Divaldo num clube.
    Eu fui junto e não entendi bulhufas e nem me lembro dos detalhes.
    Mas lembro bem ela em casa na volta constrangidissima porque estava cometendo enorme heresia (que não deveria siquer ser pronunciada muito alto…) dizendo que não gostava; que era palavrório rebuscado sem nexo.
    Claro que as palavaras hoje são minhas; mas o sentido era esse.

  38. Marciano Diz:

    Esse Maranhão devia ser preso.
    A jumAnta fingiu não saber de nada.
    Isso é que é “tentativa” de golpe.
    GORDUCHO, hoje, quando estiverem votando, vou comemorar tomando whisky e amanhã já tenho jantar pomposo, regado a vinhos finos (pagando a “rolha”, pois o restaurante não os têm na carta) e champagne de verdade, da região de Champagne (Jeroboam Veuve Clicquot Brut), para comemorar a derrocada do partido dos trambiqueiros, da MuLLa e da jumAnta.
    Pequeno grupo de amigos enojados de tanta roubalheira, corrupção e cara-de-pau.

  39. Gorducho Diz:

    Mas entenda: ela nem nós nunca frequentamos a ICAR nem igreja nenhuma depois disso, exceto em risotos em salões paroquiais ou por um tempo excelentes almoços na Evangélica Luterana (confissão original dos meus avós cuja era de fato espírita).
    M/mãe converteu-se ao catolicismo p/casar mas nunca ninguém deu bola pra isso.
    Da parte do meu pai são ateus ou ignoram religiosidades.

  40. Marciano Diz:

    Lembro-me desse turning point, tournant, de sua vida e da vida de sua mãe. Você já narrou o fato marcante outras vezes.
    Imagino a decepção da pobre senhora, diante dos absurdos e trejeitos esquisitos do narcisista DPF.

  41. Gorducho Diz:

    De vinho vinho não sou muito chegado; tipo champagne sim.
    Whisky adoro mas tenho que me controlar pois senão acabo fazendo fiasco (i.e., ficando mal: besteiras ou maiores inconveniências não cometo).
    Também adoro cachaça…

  42. Marciano Diz:

    Fizeram bem em não frequentar a ICAR, ou seria mais uma decepção, mais cedo ou mais tarde.
    Só conheci (escrevo no passado porque não mais conheço) luteranos de origem teutônica, do Sul do País.
    Eram muito fechados, nunca tivemos intimidade.

  43. Marciano Diz:

    Eu prefiro os tintos, não sou chegado aos brancos (sem racismo), mas no caso do champagne, abro uma exceção em special occasions, como essa de hoje e início de amanhã.
    Whiskies são sempre bem-vindos. Costumo começar por eles.
    Já escrevi aqui under the influence, mais de uma vez.
    Numa delas, fiquei tão alegre que começaram a me chamar de MARCIANÓCRATES, mas eu até gostei.

  44. Gorducho Diz:

    Um quase fiasco que cometi por causa do whisky foi com 2 casaisinhos – não nosso conhecidos diretos: são chefe e colega respetivamente dum amigo nosso – numa janta.
    Uma estava grávida e ganharia dali a pouco e a outra tinha filho pequeno. Católico frequentadores de missas ambos discutiam diferenças na idade de batismo nas respectivas cidades de origem deles, que são próximas.
    Aí eu tomei partido do batismo mais cedo questionando o perigo visto o limbo ter sido abolido pelo Benedito XVI (na verdade vão pro céu o que até é vantajoso, mas eu não sabia na época).
    Eles discretamente mudaram de assunto sem maiores debates…

  45. Marciano Diz:

    Quando bebo um pouco mais do que a conta (não é frequente, mas acontece – apesar da tolerância desenvolvida ao longo dos anos) costumo falar coisas que normalmente não falo, só penso (in vino veritas), e às vezes crio situações embaraçosas para mim e para outros, mas no fundo, que se dane!
    É melhor falar demais do que ser falso.

  46. Marciano Diz:

    Coisas do tipo que você narrou no tal jantar.
    Não se arrependa, é melhor falar o que não devia do que se calar e pensar a mesma coisa.
    Nem o imaginário JC(FG) gostava de hipocrisia.
    Ele ficaria (se existisse) bravo com os católicos, como esses do jantar.

  47. Marciano Diz:

    Profissionalmente, eu preciso ser falso, às vezes, mas sinto-me mal.
    I got my heart on my sleeve.

  48. Marciano Diz:

    É melhor se calar do que dizer mentiras.
    Quando temos de dizer a verdade, às vezes é melhor fazê-lo usando uma ironia fina, como a preocupação com os infantes privados do limbo.
    E quem é o Ratzinger ou qualquer papa, for that matter, pra dizer o que pode e o que não pode no “céu”?

  49. Gorducho Diz:

    Não entendi bulhufas do que disse acima, Sr. Administrador.
    Ou são fragmentos de MPs c/o AMa que por cá apareceram por engano :?:

  50. Gorducho Diz:

    Cá também o espírito chiquista usou o FK (puxa! em NL não tem biblioteca mesmo… deve ter, mas acho que só tratam de religião, cristianismo)
     
     
    [FK]

    O ar, ao ser aquecido, dilata-se; torna-se menos denso, mais leve e, por conseguinte, sobe. O ar que em dias quentes ascende da terra aquecida arrasta consigo moléculas de água das plantas e de superfícies de água, levando-as para o alto. Se o dia estiver muito quente, o ar ascendente será muito leve e sua força ascensional o levará a altitudes frias. Aí o ar se contrai, as moléculas de água reúnem-se e aparecem pequenas gotas, neblina, nuvens. Se a diferença de temperatura entre o ar quente ascendente e o ar frio das altitudes for grande, formam-se gotas grossas que caem com grande velocidade. Na queda vertiginosa elas encontram massas de ar em ascensão, produzem atrito e a atmosfera torna-se uma gigantesca máquina eletrostática: as massas de ar ascendentes extraem electrons das gotas de água cadentes e que são desintegradas pela evaporação. O ar quente ascendente, porém, conduz os electrons libertados até as nuvens e ali, por ser vapor de água um bom condutor, eles se acumulam como nas esferas metálicas de uma máquina indutora. Nas nuvens assim carregadas, a tensão se eleva a muitos milhões de volts.
    As descargas dessas nuvens de trovoada efetuam-se como relâmpagos. Nesta faísca elétrica, os electrons, que haviam sido arrancados de seus átomos, voltam a eles. Uma trovoada é a volta por via de relâmpagos de electrons que em dias quentes de verão haviam sido arrancados dos átomos pela ascensão de ar quente.
    No interior do Sol

    e aí ele fala das tempestades solares.
     
     
    [espírito]

    Nos dias estivais, os conjuntos de átomos ou moléculas de água sobem às camadas atmosféricas mais altas, com o ar aquecido. Nas zonas de altitude fria, aglutinam-se formando gotas que, em seguida, tombam na direção do solo, em razão de seu peso.
    Todavia, as gotas que vertem de cima, sem chegarem ao
    chão, por se evaporarem na viagem de retorno, são surpreendidas em caminho pelas correntes de ar aquecido em ascensão e, atritando os elementos nesse encontro, o ar quente, na subida, extrai das moléculas d’água os elétrons livres que a elas se encontram
    fracamente aderidos, arrastando-os em turbilhões para a altura, acumulando-os nas nuvens, que se tornam então eletricamente carregadas.
    Quando as correntes eletrônicas aí agregadas tiverem atingido certo valor, assemelham-se as nuvens a máquinas indutoras, em que a tensão se eleva a milhões de volts, das quais os elétrons em massa, na forma de relâmpagos, saltam para outras nuvens ou para a terra, provocando descargas que, às vezes, tomam a feição
    de faíscas elétricas, em meio de aguaceiros e trovoadas.
    Em identidade de circunstâncias, quando o planeta terrestre se encontra na direção de explosões eletrônicas partidas do Sol

    aí o espírito fala das tempestades solares.
    :(

  51. Marciano Diz:

    Documentário francês dublado em português que joga por terra a explicação espiritual da chuva (depois, para o ralo):
    https://www.youtube.com/watch?v=TngyMiXm6is

  52. Marciano Diz:

    Explicação de um site educativo que ejeta a explicação fantasmagórica para fora da heliosfera:
    http://brasilescola.uol.com.br/geografia/tempestade-solar.htm

  53. Marciano Diz:

    Não aguento mais, estou entupido de C₂H₆O, e nada de a votação começar.
    Amanhã preciso ganhar o meu pão de cada dia e, à noite, preciso comemorar com os amigos.
    Amanhã a jumAnta desce e Gilmar Mendes assume o TSE.
    Como diria o AGPoa, deu pra mim.

  54. Gorducho Diz:

    NOTA DE ESCLARECIMENTO
    As tempestades soares seguem a explicação acerca das trovoadas tanto na obra do FK quanto – coincidentemente, claro – na do espírito André.
    Não que a explicação p/as tempestades solares seja a dada antes acerca dos CBs.
    Curioso que tanto o autor vivo quanto anos depois o autor espiritual justo tiveram a ideia de seguir a mesma sequencia!

  55. Vinicius Diz:

    Muito boa a descoberta dessa explicação da tempestade solar GORDUCHO!!!
     
    Olha só no post de 2007 o que Luciano dos Anjos argumentou :
     
    ” Luciano em seu livro “A AntiHistória das Mensagens CoPiadas” chega à conclusão que o alegado espírito André Luís se baseou no livro “O Átomo” e praticamente o ditou aos dois médiuns, alterando levemente os trechos, apenas não cogitando de citar a obra e usar aspas (pág. 173)”
    é uma piada não :? !
    ainda dizem que é o “consolador prometido” ? isso deve ser um papagaio enrustido!

  56. Gorducho Diz:

    Esse outro famoso trecho errado CX não mal interpretou do livro em tela. Como bem nota a tardia nota da FEB, pode ter sido erro da fonte (qual?) que ele consultou…
     
    No entanto, há tão grande quantidade de átomos de rádio, em cada grama desse metal, que somente no espaço de 16 séculos é que o seu peso fica reduzido à metade.

  57. Gorducho Diz:

    Não, não é uma piada: é triste :!:

  58. Marciano Diz:

    http://g1.globo.com/mundo/noticia/2016/05/pecas-achadas-na-africa-devem-ser-do-voo-mh370-diz-ministro-malaio.html

  59. Gorducho Diz:

    Interessante que este livro é pré-QM…
    Quando CX tentou de mente própria consorciar o que lia neste c/o que lia noutras fontes acerca da mecânica ondulatória – ainda, digamos, também “pré”-QM, i.e., pré matrizes do Heisenberg e pré Schrödinger – se deu também mal :(
     
    Qual doido internado em frenocômio conseguiria imaginar uma “explicação” pro espírito dum médico se deslocar desde a 4ª esfera em longa viagem de descida por vias em nada assemelhadas a Autobahns (como se pode constatar pelos outros relatos desses deslocamentos) até cá a crosta, p/ditar um compêndio de física cheio de erros e más interpretações. Pior: usando como fontes obras populares de cá da crosta; i.e., siquer pelo menos se basear em repositórios, presumivelmente muito mais aperfeiçoados, de NL :?:

  60. Vinicius Diz:

    “16 NOTA DA EDITORA, em 1993: Este parágrafo, conforme está escrito, parece dizer que o tempo de meia-vida depende da quantidade de material, ou número de átomos de rádio, o que não condiz com o conhecimento que a Ciência tem do assunto.
     
    Lembra Emmanuel, no Prefácio, que André Luiz se serviu, nesta obra, de estudos e conclusões de cientistas da Terra, podendo, então, ter havido, quanto ao assunto em pauta, ENTENDIMENTO IMPERFEITO OU DO AUTOR ESPIRITUAL, OU DO MÉDIUM, OU DA FONTE CIENTÍFICA DA QUAL SE ORIGINOU O PARÁGRAFO.
     
    Que nota de “bagre ensaboado” é esta não?
     
    E o culpado pode ser 1 dos 3: do AL, do CX ou WV ou da “fonte científica”.
     
    GORUCHO, eu suspeito que a ideia de trazer essas coisas para a série NOSSO LAR é de WALDO VIEIRA , antes da chegada dele o CX era mais voltado as poesias e auto ajuda não???

  61. Gorducho Diz:

    Sim, deve ter sido do WV.
    Aliás pelo que sei não tiveram muito sucesso essas obras “científicas”; o público alvo queria mesmo é religião e consolo…
     
    E, claro, evitaram até quando puderam colocar a nota de esclarecimento.
    O grande problema do espiritismo é a INTERNET. Antes que teria acesso à realidade e, mesmo tendo, como poderia divulgar?

  62. Gorducho Diz:

    Nos temos da m/avó, mãe e eu, a FEB com seu poder editorial divulgava o que queria e passava por verdade.
    Quem de nós poderia conferir a realidade acerca do Crookes, do IMI sob o Geley e o Richet; as fotos das “materializações”; &c. &c.?
    Tudo que hoje sabemos e temos como acessar os originais sem a censura religiosa dos Crentes.

  63. Gorducho Diz:

    ===============================================================
    ou da “fonte científica”
    ===============================================================
    Essa da ½ vida acredito que possa ter sido mesmo da fonte. Sabe-se lá que almanaque CX (ou WV :?: ) consultou?
    Agora a confusão entre a onda piloto quântica e a radiação eletromagnética acho que foi dele(s).

  64. Vinicius Diz:

    “ou da “fonte científica””
    sabe se a primeira edição o emmanuel fala que retirou de fontes cientificas ?
     
    =====
    “E, claro, evitaram até quando puderam colocar a nota de esclarecimento.
     
    como é o caso do “racismo”
    O grande problema do espiritismo é a INTERNET.”
    com certeza! Tem espirita que fica boquiaberto(além de mim que fui um) com tanta coisa; os da “juventude espírita” são mais “conectados” e os mais velhos dizem para eles que a internet tem muita mentira e calunia

  65. Vinicius Diz:

    por falar em Internet, GORDUCHO, vou lhe contar um “causo” ocorrido comigo:
     
    Em 2004 fazia o tal curso de médiuns e as vezes entrava na internet em grupos do yahoo sobre espiritismo. Esse yahoo aparece seu e-mail completo, nesses grupos comecei a falar que achava algumas coisas exageradas nesses cursos. Pois bem! No final do curso entregaram as carteirinhas dos “alunos” e a minha não: a dirigente informou-me para retirar na Diretoria. Outro dia fui lá: qual minha surpresa?! a diretora fechou a porta, começou perguntando se eu gostava de ir lá, ficou rodeando até que disparou: uma senhora, CHORANDO, me procurou e disse que um aluno daqui ficava criticando o que os médiuns falavam (tipo dr.BEZERRA montando laboratório, chuvas de pétalas no salão etc.) no site. Daí rebati: disse, sim , é verdade! Não podemos discutir? é dogma como na Igreja? Ela respondeu: aqui não, se não está satisfeito, sabe o que deve fazer…
    Depois de um tempo eu reconheci que exagerei um pouco, etc etc e nos abraçamos , peguei minha carteirinha e fuiiii…

  66. Gorducho Diz:

    Sim, mas é isso mesmo que impera nesse ambiente espírita: o mesmo dogmatismo religioso que eles tanto criticaram na igreja católica.
    Que acréscimo então esse espiritismo traz ao catolicismo?

  67. Marciano Diz:

    VINICIUS, o espiritismo (como qualquer outra religião, for that matter) é assim mesmo. Na teoria, é muito bonitinho, liberal, compreensivo, mas na prática, é a mesma tirania.
    Ninguém tem direito a opinião.
    Se você continuasse por aquela linha, de criticar os exageros pretensamente poéticos de chuvas de pétalas e tal, seria excomungado, com a única diferença de que não usam essa palavra.
     
    Onde está a fraternidade, a compreensão, onde estão os esclarecimentos?
    Se acham que você está enganado, que realmente ocorrem chuvas de pétalas e outras pieguices, deveriam, de forma fraternal, convencê-lo de que estava enganado, no strings attached.
    Pelo que entendi de seu relato, se não se desse por convencido com a pieguice, ser-lhe-ia mostrada a porta da rua, a serventia da casa espírita.
     
    Onde estão o perdão, não sete nem setenta vezes, mas setenta vezes sete, a outra face, o “perdoai-os, eles não sabem o que fazem”?
    Que espécie de bondade é essa, que não tolera críticas fundamentadas, que não esclarece as dúvidas dos não-iluminados?
     
    Querem que a gente leia os livros pretensiosos de cx, os discursos grotescos de DPF, e que fique babando ovo?
    Por que não nos convencem, fraternalmente, de que a realidade é o que pregam, não o que vemos?
    Por que temos que aceitar o sentimentalismo exagerado e ridículo, as chuvas de pétalas, o vocabulário melífluo e presunçoso, com adjetivação ad nauseam?
    Por que temos de aceitar as “crianças índigo” provindas de Alcyone?
    Por que temos de ser medíocres?
    Por que exaltar a excelsa humildade de cx, campeão indisputável de humildade, se esta reside justamente em não se propagandear a própria figura, mas sim em que “a mão direita não saiba o que a esquerda faz”?
     
    Temos de assistir ao dantesco espetáculo de DPF tentando forjar um Bezerra caquético, dizendo senilidades e ficarmos apalermados de emoção?

  68. Vinicius Diz:

    “Pelo que entendi de seu relato, se não se desse por convencido com a pieguice, ser-lhe-ia mostrada a porta da rua, a serventia da casa espírita.”
     
    Eu tive a impressão que a Diretora também não tinha ou tem certeza dos “fenômenos” mas que é melhor isso que os alunos e frequentadores debandararem e o $$$ diminuir…. E eu sou apenas 1 e ainda “cético”, é melhor para eles que eu caia fora mesmo…
     
    Em momento algum quis me esclarecer sobre os fenômenos, apelou para o lado emocional de uma suposta “senhora chorando” que ficou ofendida….e que nunca me foi apresentada . ISSO ficou a portas fechadas, nenhum outro colega soube.
     
    Hoje, MARCIANO, vejo 95% disso tudo como “finalidade financeira”, para poder sustentar o que nosso Governo não faz (com os impostos que todos pagamos).
    Será que é obrigação de uma mansão do caminho se responsabilizar por cuidar de órfãos? E ter de “criar” livros fantasiosos para poder se sustentar???

  69. Contra o chiquismo Diz:

    Gorducho Diz:
    MAIO 11TH, 2016 ÀS 7:10 PM
    De vinho vinho não sou muito chegado; tipo champagne sim.
    Whisky adoro mas tenho que me controlar pois senão acabo fazendo fiasco (i.e., ficando mal: besteiras ou maiores inconveniências não cometo).
    Também adoro cachaça…

    .
    .
    ..
    .
    .

    Marciano Diz:
    MAIO 11TH, 2016 ÀS 7:25 PM
    Quando bebo um pouco mais do que a conta (não é frequente, mas acontece – apesar da tolerância desenvolvida ao longo dos anos) costumo falar coisas que normalmente não falo, só penso (in vino veritas), e às vezes crio situações embaraçosas para mim e para outros, mas no fundo, que se dane!
    É melhor falar demais do que ser falso.
    .
    .

    .
    .
    Ah, não resisti a piada amigos, não tem como não lembrar dessa música depois que li esses 2 relatos, ofereço pra vcs 2. :mrgreen:
    .
    .
    https://www.youtube.com/watch?v=phhWFnyfAJc

  70. Marciano Diz:

    COC, você conhece tudo o que é música brega.
    Ouvi, mas não tem nada a ver comigo.
    Não me embriago, não promovo confusões, só fico um pouco tagarela e mais sincero do que permite a etiqueta politicamente correta.
    Acho que posso falar por GORDUCHO também, pois ele apenas ironizou o “limbo” na conversa supracitada.
     
     
    VINICIUS,
    Suponhamos que os fins justifiquem os meios, só para argumentar.
    Será que a tal mansão do caminho supre a lacuna deixada pelo Estado?
     
    domingo, 22 de fevereiro de 2015
    Mansão do Caminho tem desempenho inexpressivo para o que sugere sua missão.
     
    “Hoje será veiculada uma reportagem no Fantástico, da Rede Globo de Televisão, mostrando a Mansão do Caminho, do anti-médium baiano Divaldo Franco, na qual o repórter Marcelo Canellas destaca a aparente missão filantrópica da instituição localizada no bairro de Pau da Lima, em Salvador.
     

    A reportagem é mais um recurso da Federação “Espírita” Brasileira de recuperar a supremacia do seu “espiritismo”, dando continuidade a diversas apelações que envolveram desde parcerias com Maurício de Souza até coletâneas “requentadas” de obras de Chico Xavier, além de um livro “inédito” de “psicografias”.
     

    Agora que Divaldo Franco está se aposentando das atividades “mediúnicas” – com a alegação de que sua mentora Joana de Angelis (que NÃO foi Joana Angélica, por constatar que eram personalidades bem diferentes), iria regressar à vida terrena – , a grande mídia colabora para fazer de Divaldo um semi-deus como se fez com Francisco Cândido Xavier.
     

    A reportagem de Marcelo Canellas adiantou, em mensagem nas mídias sociais, que a Mansão do Caminho atendeu, em mais de 60 anos de existência – a instituição foi fundada em 1952, portanto tem 63 anos – , 160 mil pessoas. Parece um número grande e heroico, mas fazendo os seguintes cálculos, verá que o número representa pouco, muito pouco.
     

    A título de comparação, se dividirmos a quantidade de pessoas que saíram da pobreza com os anos de existência da instituição (160.000:63), o número será de aproximadamente 2.540, valor médio de beneficiados por ano.
     

    Levando em conta que a população de Salvador, oficialmente, é de 2,902,927 habitantes, sem falar dos milhares de imigrantes do interior da Bahia, não creditados pelo Censo, o que dá um número estimado em três milhões, se fizermos a prova dos nove colocando 3.000.000 como 100%, o número 2.540 corresponderia a 0,08%.
     

    Portanto, esta é a porcentagem atendida por ano, em relação à população geral de Salvador: 0,08%. Ou seja, o Fantástico quer fazer festa porque menos de 1% de pobres foi beneficiado por Divaldo Franco, um número ínfimo, se levarmos em conta que ele é considerado “cidadão do mundo”.
     
    Outro aspecto a considerar é que o “revolucionário projeto” de “combate à pobreza” da Mansão do Caminho se resume a projetos de Educação básica e cursos profissionalizantes, aliados a um proselitismo religioso que é o preço dado à aparente gratuidade dessas medidas.
     

    Considera-se proselitismo religioso não o ato de forçar a pessoa a seguir uma religião de maneira institucional, mas de transmitir ideias, crenças e dogmas que são próprias do sistema religioso que detém tal projeto educativo.
     

    A Mansão do Caminho não iria ensinar algo que vá contra o sistema religiosista do “espiritismo” brasileiro. Ou algum ingênuo acharia que lá haveria, além de cursos universitários para crianças, toda uma valorização do conhecimento científico e analítico dado de bandeja a pobres adolescentes semi-alfabetizados?
     

    O projeto educacional apenas prepara as pessoas a sobreviver em condições básicas de vida. Não faz muita coisa, apenas faz as pessoas ficarem boas, mas num perfil mais insosso, sem qualquer diferencial. O que faz diminuir o mérito, porque nada tem de genial nem diferenciado e qualquer instituição faz isso sem que a sociedade se transforme de maneira substancial.
     

    O problema é que, dependendo do contexto, muitas pessoas confundem básico com avançado, mínimo com máximo, e medem o valor de qualquer coisa não pelo que elas são de positivo, mas pelo que elas deixam de ser de radicalmente negativo, o que faz qualquer coisa medíocre parecer “genial”.
     

    Afinal, como é que um projeto educacional sem grandes diferenciais, que mistura o básico do básico – que não é ruim, mas insuficiente para ser considerado transformador – e só faz os cidadãos sobreviverem razoavelmente na condição de mais uns na multidão, sem acrescentar muita coisa, vai ser considerado de “grande importância para a humanidade inteira”?
     

    Se o projeto da Mansão do Caminho beneficia 0,08% da população de Salvador, imagine se comparar com a população do Brasil, da América Latina, do mundo inteiro e do universo? O “gigantesco benefício” do “respeitado” Divaldo Franco simplesmente equivaleria a zero.
     

    Outros projetos educacionais, como os do próprio Allan Kardec e, no Brasil, os de Anísio Teixeira (com eventuais parcerias com o radialista Edgar Roquette-Pinto), Darcy Ribeiro e Paulo Freire, tinham propósitos e metas bem mais audaciosos do que o da Mansão do Caminho que não vai além dos clichês da paliativa filantropia religiosa.
     

    Portanto, para os paradigmas de um país tido como destinado a ser o “coração do mundo” e “farol da humanidade planetária e, quiçá, universal (?!?!)”, a Mansão do Caminho é apenas um projeto de menor expressão, tão inexpressivo que, para os parâmetros do “poderoso Brasil” dos sonhos de Divaldo e, antes, de Chico Xavier, seus benefícios são bem abaixo de 1%.
     

    Não se faz um cidadão do mundo, um projeto revolucionário nem uma nação poderosa com iniciativas que só trazem benefícios a 0,08%.”
     
    Fonte: http://data-limite-2019.blogspot.com.br/2015/02/mansao-do-caminho-tem-desempenho.html

  71. Contra o chiquismo Diz:

    Certo Marciano, mas essa frase é muito engraçada no contexto da música: “As palhaçadas que eu promovia quando bebia”….

  72. Marciano Diz:

    Duas coisas que têm me aborrecido bastante nos últimos tempos: quem sabe que eu sou um não-crente acha que sou esquerdista (Biasetto, por exemplo); quem sabe que eu sou anti-esquerdista, pensa que sou religioso.
    Que diabos tem uma coisa a ver com a outra?
    Uma pessoa não pode ser normal? É preciso acreditar em alguma farsa, seja política ou religiosa?

  73. Marciano Diz:

    COC, conheço gente como o personagem da música, sei como é.
     
    A respeito do meu comentário logo acima, sei que comunistas são, por princípio, ateus, embora existam papas comunistas, bispos comunistas, padres comunistas, etc.
    Só que não me considero ateu, no sentido que a palavra adquiriu, de quem é contra alguma divindade.
    Eu apenas sei que o sobrenatural não existe, assim como saci-pererê.
    Sou tão ateu quanto sou assacipererê.
    Por outro lado, sei que grande parte dos cristãos é anti-esquerdista, apesar de uma outra parte considerável ser comunista, não sei como, pois os comunistas não querem concorrência na hora de tirar dinheiro de otários.
    Daí a acharem que eu deva pertencer a um desses grupos vai uma longa distância.

  74. Contra o chiquismo Diz:

    Marciano, estamos numa posição confortável pois por não sermos nada, temos isenção para detratar qualquer grupo.

  75. Vinicius Diz:

    um chiquista do meu trabalho que também vai a FEESP me disse que estou perdendo bonus hora :mrgreen:
    estou querendo preparar um resumão de perguntas pra ele mas ainda não tive como. vai começar pelas passagens racistas … depois esse atomo aí … pois ele ama AL

  76. Marciano Diz:

    Sei de uma história de que cx hesitou em publicar NL, pois achava que poderia perder crédito como médium.
    Infelizmente, fazendo uma rápida pesquisa na web, o único sítio em que encontrei algo a respeito é este:
     
    chico xavier temia publicar “nosso lar” – Partida e Chegada
    http://www.partidaechegada.com/…/chico-xavier-temia-publicar-nosso-lar.html

    1.

     
    Esse negócio de bônus-hora, aeróbus e outras bobagens de ficção científica de décima categoria realmente exigem muita ousadia de quem pretende aplicar em cima dos crentes.
    Mesmo se considerarmos que naquele tempo as pessoas eram bem mais ingênuas, pelas razões elencadas acima por GORDUCHO.
     
     
    Aqui vai um appetizer:
     

    “25 MAIO 2009

    CHICO XAVIER TEMIA PUBLICAR “NOSSO LAR”

    Francisco Cândido Xavier psicografou 436 livros em 75 anos e um deles, “Nosso Lar”, lançado em 1943 e que já vendeu quase dois milhões de exemplares, o preocupou antes de editado. Seu autor espiritual se apresentava apenas como André Luiz, médico em reencarnação no Brasil. O jornalista Marcel Souto Maior, no seu livro-reportagem As Vidas de Chico Xavier, comenta : “O texto pegou o mineiro de surpresa. Era diferente de tudo o que ele já tinha escrito. Descrevia o cotidiano numa cidade espiritual próximo à Terra, uma zona de transição fundada por portugueses em algum ponto do espaço, mais perto do Sol do que da Terra, no século 16. Era para ali, ou para comunidades parecidas com aquela, que muita gente ia após a morte. Nada de céu, de inferno, de purgatório. A população, formada por cerca de um milhão de habitantes, vivia às voltas com uma burocracia tão intrincada quanto à terráquea. Os moradores de ‘Nosso Lar’ se submetiam a regras ditadas por estâncias como a Governadoria Geral e os ministérios da Regeneração, do Esclarecimento e da Elevação”.

    Marcel considera “Nosso Lar” um marco para o Espiritismo. Convenceu muita gente da necessidade de trabalhar pelos necessitados. Quem se dedicasse à caridade evoluiria mais depressa. Quem ajudasse o outro se ajudaria. Ele conta que Chico Xavier tremeu ao traduzir aquelas lições do outro mundo. Escutava as frases e vacilava com o lápis na mão, perplexo diante do mundo novo. Numa das noites de trabalho, se sentiu fora do corpo e, durante duas horas, ao lado de André Luiz e de Emmânuel, seu instrutor espiritual, visitou uma faixa suburbana da cidade insólita que lhe era descrita. A viagem, uma das maiores surpresas de sua vida, não ocorreu por merecimento, mas por necessidade: só assim ele conseguiria passar para o papel, sem trair a realidade, :mrgreen: o clima descrito por André Luiz.

    Quando a obra foi publicada, obviamente choveram as críticas. Emmânuel não permitiu que o médium se ofendesse ou as refutasse: “Chico, ressentimento é vaidade. Você não pode exigir que os outros acreditem naquilo em que você acredita. Ninguém está obrigado a seguir a sua cartilha”.

    Décimo nono livro do médium, da série André Luiz vieram depois: Os Mensageiros, Missionários da Luz, Obreiros da Vida Eterna, No Mundo Maior, Agenda Cristã, Libertação, Entre a Terra e o Céu, Nos Domínios da Mediunidade, Ação e Reação, Evolução em Dois Mundos, Mecanismos da Mediunidade, Conduta Espírita, Sexo e Destino, Desobsessão e A Vida Continua… “

     
     
    Agora vou comemorar a queda do PTrambiqueiros.

  77. Gorducho Diz:

    Volte de taxi…

  78. Gorducho Diz:

    Wantuil defendeu alegando a fundamentação americana – em oposição à francesa a que os brasileiros estavam acostumados – para as colonias nas esferas.
    Acho que nunca se saberá se CX escreveu e pegou Wantuil/FEB de surpresa e ela (FEB) teve que sair correndo atrás do prejuízo; ou se Wantuil induziu Cx a escrever.
    No caso da morte do peri-espirito CX não consultou ele previamente, então também pode ter sido o caso com essa cosmologia anti-karcediana.
    Mas isso se perdeu nos tempos, acho. Quem conhecia a realidade por trás dos bastidores já morreu.

  79. Vinicius Diz:

    CX era como aquelas pessoas que fazem o seguinte:
    &nsbsp;
    - cara, fulana de tal me confidenciou um segredo
    - nossa, é mesmo , que segredo?
    - melhor não, não sei nem porque comecei a falar…
    &nsbsp;
    Daí começa a curiosidade e A PROCURA. Mesmo que a informação seja uma bobagem.
    &nsbsp;
    Sei que NL não foi aceito pacificamente nem pelos espíritas no início pelo que li em alguns sites.

  80. Gorducho Diz:

    Justo o que falei acima. Como esse céu não é o kardecista, a polemica surge e a FEB via Wantuil & outros abre uma campanha de legitimação, alegando que a fundamentação se dá pelo espiritismo anglo.
    Argumenta Wantuil:
    Ao nosso ver, as obras de André Luiz têm o fim providencial de estabelecer a ligação das duas Escolas Espíritas: a francesa, fundada por Allan Kardec, e a
    anglo-saxônica, de Andrew Jackson Davis, um pouco mais velha do que a Kardeciana.

    [Reformador, julho '47, pp. 21 - 22]
     
    Note que a forma do texto sugere a possibilidade do Wantuil ter induzido ele e escrever essa cosmologia. Mas nunca se saberá porque os envolvidos no episódio já morreram todos.

  81. Eu Sou a Universal Diz:

    Os senhores reparem como o falecido sr Chico Xavier quis “colorir e embelezar” o inferno com esse infame livro e depois filme Nosso Lar que foi comentado acima. E assim, com essa coisa de dizer que o diabo não é tão feio como pintam, ele arrastou milhares para a mentira e para o inferno onde ele está agora. Triste senhores, mas como é triste saber que muitos se encantam com uma fantasia que não existe. Esse Chico Xavier ganhou a missão satânica de fazer do inferno um lugar belo através desse livro.

  82. Gorducho Diz:

    No kardecismo bem como no espiritualismo anglo do Jackson – esse do qual CX (ou Wantuil?) tirou NL – também não tem satanás nem o inferno, Pastor.
    Então nisso não culpe CX mas todos espíritas.
     
    No espiritismo FEB, pré-chiquista tem um anjo: Ismael padroeiro do Brasil, que persiste dentro do atual modelo cannico chiquista.
    Mas não fica claro se é o mesmo que foi filho do Abraão…

  83. Gorducho Diz:

    Esclarecendo melhor: claro que NL baseada no Owen; mas é dentro do modelo do Jackson.

  84. Contra o chiquismo Diz:

    Amigos, por que essa fixação dos ‘espiritas’ com médicos? “a luiz’, dr bezerra, waldo viera, dr pinheiro guedes (que tem um livro chamado ‘ciencia espirita’ queridinho do RC), dias da cruz, dra scheila, dr hermann, dr fritz, dr march, entre outros… e por que essa coisa de ser um medico alemão do além’ pra os “trabalhos de cura”?
    .
    .
    E nos anuncios de carro? “Carro de médico” ora, médico é quem menos vai cuidar de um carro…
    .
    .
    Por que essa babação de ovo dos médicos pela sociedade brasileira? São deuses? Estão acima do bem e do mal?
    .
    .
    Por que um médico daria mais credibilidade a um assunto ou religião?
    .
    .
    Por que no ‘espiritismo’ a brasileira não tivemos e temos dentistas, fisioterapeutas (a China registra obras de cinesioterapia em 2698 a.c.), psicólogos e nutricionistas como figurões? Afinal essas profissões são antiguíssimas tratam da saúde e seus profissionais são chamados de doutores tb…

    Será que cx pensou que por se um médico o ‘espirito a ditar’, o vossolar teria credibilidade? E se fosse o ‘espirito’ de um maquinista da EFCB ou um engraxate a obra teria o mesmo impacto?

  85. Contra o chiquismo Diz:

    Agora pense:
    .
    .
    “Nosso Lar: ditado pelo espírito do maquinista Severino Amaral que transportava pessoas nos trens suburbanos da Central do Brasil”
    .
    .
    Severino morreu de cirrose de tanto que bebia e foi pra umbral e lá os umbralinos gritavam “pinguço suicida!!!” Após 9 anos lavando os aeróbus pode pilotar um e nos conta como é a vida no além.

  86. Contra o chiquismo Diz:

    Gorducho, será que cx lá nas profundas como diz o Pastor usa óculos e peruca? Ha ha…imagina ele numa nuvem negra cheia de prostitutas bebendo, fumando e rindo alto e zoando ele…

  87. Marciano Diz:

    Hoje é sexta-feira, dia 13, dia de azar.
    Cuidado, COC! Não fique zombando de cx, pois que ele pode aparecer de dentadura, peruquinha e óculos, puxando seu lençol, de madrugada.
    Já pensou, que visão tétrica?
    Enquanto isso, eu sou assombrado por uma nuvem branca cheia de prostitutas bebendo, fumando e rindo alto.
     
    O Rio
    Amanheceu cantando
    Toda a cidade
    Amanheceu em flor.
     
    GORDUCHO, voltei dirigindo, mas deu tudo certo. Não fiquei embriagado.
    O dono do restaurante, ao ver que estávamos comemorando o afastamento (espero que definitivo) da jumAnta, não cobrou a rolha e ainda nos deu um champagne (francês mesmo, mas dos mais baratos), pois também estava em estado de graça.
     
    COC, pra vc:

    https://upload.wikimedia.org/wikipedia/en/a/af/Woody-woodpecker-title-card.jpg

  88. Contra o chiquismo Diz:

    Po, valeu! Ainda hj assisti uns 5 episódios dele e vou te passar o link:
    .
    .

    .
    .
    com imagem excelente e mais 8 ou 9 episódios.

    Pra abrir a Polca do Pica Pau, demais esse!!

  89. Contra o chiquismo Diz:

    bloqueou o link

  90. Contra o chiquismo Diz:

    bota assim no google: polca pica pau minhateca
    .
    .
    aí vai aparecer assim:

    ..
    .
    038 PICA PAU A POLKA DO PICA PAU.avi
    .
    .
    clica nele é logo o primeiro.

  91. Gorducho Diz:

    [Swedenborg]
    Such spirits [os anjos] as have confirmed themselves during their life in the world
     
    Provavelmente daí vem a crença espírita que os anjos têm a mesma natureza metafísica dos demais espíritos que reencarnam pelos globos; ou vagam pela erraticidade (kardecismo) ou moram nas colônias (chiquismo) quando desencarnados.
    M/mãe falava muito no Swdenborg, mas não tínhamos acesso à obra dele.

  92. Marciano Diz:

    http://minhateca.com.br/Danalefay/PICA-PAU+-+S*c3*89RIE+ANTIGA+-+COMPLETA+-+DUBLADO/038+-+PICA-PAU+-+A+POLKA+DO+PICA-PAU,82513389.avi(video)
    Vou sair para almoçar.
    Na volta, divirto-me um pouco matando as saudades do Woody.
    Depois vou ver o que acho sobre Swedenborg.

  93. Marciano Diz:

    COC, acompanhe, a partir de 03:45:
    That bird is back in town
    A merry little town
    He never wears a frown
    He will prove the ladies too
    The Woody Woddpecker polka

  94. Phelippe Diz:

    Oi, Vinicius.
    Sobre o livro onde aparece a carta dos espíritos q estão vagando pelo astral, e ñ no NL, o nome é “Feliz Regresso”, carta 3.
    Contraria td o q CX afirmou. Ele mesmo se contradiz.
    Se quiser leia o livro, tem na net, em pdf, só jogar no google.

  95. Gorducho Diz:

    Essa passagem é clássica: CX se vê na obrigação de acomodar todos irmãos e para manter a identidade até a deficiência física da moça ele coloca no peri-espirito pré-encarnação, contrariando todos postulados espíritas!
    Mas é isso e essas coisas é que se lobriga tão alardeada – com outras finalidades…- falta de formação cultural sólida dele. Ele simplesmente é incapaz de manter uma coerência entre séries diferentes de obras.
    O universo do André Luiz não é o universo das cartinhas consoladoras. E este cá é ainda outro: uma troupe de espíritos “irmãos” errando – (só) neste último detalhe em conformidade com a cosmologia kardecista.
     
    Começarei por dizer que em meados deste século, peregrinava no Plano Espiritual, com cinco irmãos, junto dos quais era eu a irmã doente que eles suportavam. Lutas enormes de passado recente me haviam retirado os movimentos. Chorava com a minha inutilidade. Pedia em preces a Deus me suprimisse a condição inferior. Um dos irmãos, o mais forte de todos, quase que me carregava, sozinho, tão grande o amor com que me desejava o reequilíbrio espiritual. Percorremos longas extensões de Espaço, alimentando esperanças e sonhos. Queríamos um pouso. Precisava encontrar um refúgio em que me tratasse e os companheiros

  96. Vinicius Diz:

    Obrigado Phellipe, já estou lendo alguns trechos.
    &nsbp;
    No trecho abaixo, de uma das cartas, para não fazer “apologia” a bebida alcoólica CX chama um uísque de “refrigerante especial’. Provavelmente, o “espírito” quando em vida gostava de um uísque, e CX soube disso de alguma forma e para a carta ficar “mais autêntica” procurou incluir esse dado…
    &nsbp;
    “Bebe-se um refrigerante especial, para NÃO RECORRERMOS À IMAGEM DO UÍSQUE, e entrega-se o material para dois escravos batizados com o apelido de rins e os coitados que filtrem o líquido de que nos servimos, sem se cogitar se associamos algum veneno aos recursos que sorvemos para infelicidade dos dois servidores atentos.”
     
    E aqui CX não quer falar que o menino estava pelado : “gritaria dos que ficam vestidos” e “fora da pouca vestimenta” …
    “Quando caí desgovernado na água mansa, começou a tal gritaria dos que ficam vestidos. Logo após aquela difícil sucção de boca-a-boca, a que me submeteram, me vi cambaleante, fora da pouca vestimenta que me cobria “

  97. Vinicius Diz:

    droga!!!
    VITOR, por favor altere o &nsbp; para  
    grato;

  98. Gorducho Diz:

    Consulte um oculista – terrícola pois não conheço nenhum espírito de oculista (que tenha sido alemão, claro, pra maior confiabilidade…) que atenda por cá no Brasil…
    É diferença de acuidade entre os 2 olhos que provoca tendência a invertes caracteres.
     
    Bota hipocrisia politicamente correto nisso: uísque no chiquismo é refri especial :!:
    Talvez ele tivesse em mente a antiga mistura de Coke + que usavam no tempo dos nossos pais, lá pelos anos ’40/’50…

  99. Vinicius Diz:

    GORDUCHO nesse site agendam cirurgias de todo tipo, e para os olhos também :mrgreen:
     
    “OLHOS: Evitar TV, leitura e claridade, não forçar os olhos durante 10 dias, usar óculos escuro caso necessário.”
     
    “02 – Procurar manter um clima de elevação e de isolamento antes do tratamento;
     
    03 – Se possível, conectar-se com a TV Alvorada – http://www.tvalvoradaespirita.com.br – para participar das explicações sobre o tratamento que antecedem o início do atendimento.
     
    07 – Antes de colocar-se deitada, providenciar uma garrafa com água próximo da cama e, se o problema for na área visual, pode também colocar um frasco de ÁGUA BORICADA ou ÁGUA DESTILADA.”
     
    Se não funcionar: falta de fé, não cumpriu o que estava escrito no site ou sua prova ainda não pode terminar :)
    fonte:http://www.mensajefraternal.org.br/portuguese/tratesp_port.htm

  100. Vinicius Diz:

    GORDUCHO conhece essa prece aqui
    http://umbandaecandomble2012.blogspot.com.br/2012/03/oracao-bezerra-de-menezes.html

  101. Gorducho Diz:

    Não exagere… não vá se operar do olho! É só regular um par de anteolhos…
     
     
    Essa também é genial… Aliás já foi analisada pelo AMo; e por isso digo que nas cartinhas o espírito não desce cá na crosta, e então nosso teste de presença não funcionará com médiuns cartistas:
    Ainda não consigo escrever muito. Tenho a impressão de que esta mesa é um telégrafo que ainda não sei manejar.
    O cara está como que numa antiga (hoje com os iPhones mataram elas… :( ) lan-house operando um dispositivo mais arcaico que os antigos Minitel franceses!

  102. Vinicius Diz:

    tem também titios e vovós que ajudam:
     
    “Ainda estou muito difícil de escrever, MAS A MINHA AVÓ IDALINA ME TROUXE PARA DIZER ALGUMA COISA que os tranqüilize.”
     
    “Compreendo que me vejo aqui especialmente sob o auxílio do MEU AVÔ JOSÉ MANDARINO, QUE ME TUTELOU DESDE AS PRIMEIRAS HORAS DE MEU NOVO MODO DE SER. ELE PENSA COM AS MINHAS IDÉIAS E TOMA-ME, QUANTO PODE, A MÃO PARA ESCREVER-LHES, porque, segundo ele próprio me afirma, não dispomos de tempo a fim de aperfeiçoar frases ou grafar as palavras demoradamente.”
     
    “Mãezinha Lourdes, não sei bem como expressar a emoção no papel. A emoção que me possui de improviso. Somente agora vejo que escrever é como transmitir o que vai por dentro de nós, principalmente, quando fazemos isso de uma vida para outra. Nunca pensei que me veria aqui, numa experiência dessas. É O TIO MANOEL QUE ME AUXILIA DESDE AS PRIMEIRAS HORAS EM QUE READQUIRI A CONSCIÊNCIA DE MIM MESMO, AMPARA O MEU PENSAMENTO E A MINHA MÃO, PARA QUE EU ME MANIFESTE NO MÍNIMO DE TEMPO. Sou assim impelido a escrever de corrida, eu que estimava pensar muito, antes de fazer quaisquer anotações.”
     
    “Nessa condição é que volto para dizer-lhes que espero regressar ao nosso convívio, a fim de lhes escrever com mais clareza.”

  103. Vinicius Diz:

    MARCIANO que falou outro dia que gosta de uísque (para os chiquistas “refrigerante especial”) ???
    como ficaria para o chiquismo as prostitutas?
    “eu estava extremamente envolvido nas sensações materiais, procurando as profissionais especialistas em serviços ligados ao prazer, quando em determinado momento depois de ingerir volumosa quantidade de refrigerantes especiais o coração não mais respondia , e cai fulminado no salão, com pouca vestimenta e os papéis enroladinhos com canabis cairam todos do meu bolso”

  104. Marciano Diz:

    ===============================================================
    “OLHOS: Evitar TV, leitura e claridade, não forçar os olhos durante 10 dias, usar óculos escuro caso necessário.”
    ===============================================================
     
    ===============================================================
    03 – Se possível, conectar-se com a TV Alvorada
    ===============================================================
     
    Pela mãe do guarda :!:
     
    A claridade da TV “força” os olhos, por causa de sua claridade, ou a TV Alvorada, apesar do nome, é uma TV Crepúsculo, sem nenhuma claridade “forçadora” de olhos :?:
     
     
    De acordo com o arbítrio dos espíritos, o sujeito vai para um umbral localizado nas profundezas de uma colônia espiritual, pro lado da vovozinha, pra orar por FG, ou fica vagando por aí…
     
     
    Eu fico só no whiky, a Cannabis, deixo para quem goste.
     
    As profissionais especialistas em serviços ligados ao prazer carecem de melhor definição, pois existem desde as que cobram por hora ou tipo de serviço, àquelas gratuitas, que acabam saindo bem mais caras, na hora do divórcio.

  105. Marciano Diz:

    Whiky não é problema no sistema visual, ou é falta de coordenação motora, ou obra e arte do poltergeist que inferniza o blog.

  106. Marciano Diz:

    GORDUCHO, obrigado pela ideia do destaque entre linhas dobradas.
    Sirvo-me ao bel prazer de sua criatividade, a qual sempre busquei copiar a adaptar às minhas necessidades.

  107. Vinicius Diz:

    como fazer as linhas dobradas?

  108. Gorducho Diz:

    13 “=” na 2ª
     
     
    ===============================================================
    como ficaria para o chiquismo as prostitutas?
    ===============================================================
    Falta de estudo… falta de estudo… por isso sempre se ressalta tanto que o espiritismo requer estudo contínuo.
    Irmãs vinculadas ao comércio das forças sexuais.

  109. Marciano Diz:

    As “forças sexuais” são as mais importantes para a vida (inclusive de vegetais) neste orbe.
    Vejam-se mais informações aqui:
    http://www.sobiologia.com.br/conteudos/embriologia/reproducao2.php
    Despeço-me, por ora, pois estou atarefado com obrigações materiais, relativas ao mundo dos encarnados.
    Nas horas mortas talvez eu volte.

  110. Marciano Diz:

    Reprodução sexuada
     
    A reprodução sexuada está relacionada com processos que envolvem troca e mistura de material genético entre indivíduos de uma mesma espécie. Os indivíduos que surgem por reprodução sexuada assemelham-se aos pais, mas não são idênticos a eles.
     
    Esse modo de reprodução, apesar de mais complexo e energicamente mais custoso do que a reprodução assexuada, traz grandes vantagens aos seres vivos e é o mais amplamente empregado pelos diferentes grupos. Mesmo organismos que apresentam reprodução assexuada podem também se reproduzir sexuadamente, embora existam algumas espécies em que a reprodução sexuada não ocorre.
     
    Se o nosso ambiente fosse completamente estável, sem sofrer alterações ao longo do tempo, a reprodução assexuada seria muito vantajosa, pois preservaria, sem modificações, as características dos organismos para uma certa condição ecológica. Essa, entretanto, não é realidade. O meio ambiente sempre pode apresentar alterações. Sobreviver a elas depende em grande parte de o patrimônio genético conter soluções as mais variadas possíveis.
     
    Populações formadas por indivíduos geneticamente idênticos, como os originados por reprodução assexuada, são mais suscetíveis a alterações ambientais. Se ocorrer no ambiente uma modificação que lhes seja desfavorável, todos os indivíduos podem morrer de uma vez só. Isso pode não acontecer com populações formadas por indivíduos que se reproduzem sexuadamente, pois a variabilidade genética entre eles é maior. Essa alteração ambiental pode afetar parte da população, mas outra parte sobrevive por ter em seu material genético condições para resistir à alteração.
     
    Na agricultura, utiliza-se muito a reprodução assexuada das plantas visando à manutenção, ao longo das gerações, de características comercialmente importantes. O uso desse recurso, no entanto, permite que culturas inteiras possam ser dizimadas caso ocorra no meio alguma alteração que prejudique esses organismos.
     
     
    Leiam o restante no link acima, pois não há como reproduzir as ilustrações.
    Acresço apenas que, especialmente no caso dos humanos, se não fosse o desejo sexual não teríamos a oportunidade de encarnar e cumprir os estranhíssimos caprichos divinos.
    Os animais têm uma pulsão sexual (força?) indispensável para a sobrevivência da espécie.
    AGORA, SÓ NAS HORAS MORTAS MESMO.

  111. Contra o chiquismo Diz:

    REPITO A PERGUNTA QUE NINGUÉM AQUI ME RESPONDEU:
    .
    .
    .
    Amigos, por que essa fixação dos ‘espiritas’ com médicos? “a luiz’, dr bezerra, waldo viera, dr pinheiro guedes (que tem um livro chamado ‘ciencia espirita’ queridinho do RC), dias da cruz, dra scheila, dr hermann, dr fritz, dr march, entre outros… e por que essa coisa de ser um medico alemão do além’ pra os “trabalhos de cura”?
    .
    .
    E nos anuncios de carro? “Carro de médico” ora, médico é quem menos vai cuidar de um carro…
    .
    .
    Por que essa babação de ovo dos médicos pela sociedade brasileira? São deuses? Estão acima do bem e do mal?
    .
    .
    Por que um médico daria mais credibilidade a um assunto ou religião?
    .
    .
    Por que no ‘espiritismo’ a brasileira não tivemos e temos dentistas, fisioterapeutas (a China registra obras de cinesioterapia em 2698 a.c.), psicólogos e nutricionistas como figurões? Afinal essas profissões são antiguíssimas tratam da saúde e seus profissionais são chamados de doutores tb…
    Será que cx pensou que por se um médico o ‘espirito a ditar’, o vossolar teria credibilidade? E se fosse o ‘espirito’ de um maquinista da EFCB ou um engraxate a obra teria o mesmo impacto?

  112. Vinicius Diz:

    é verdade CONTRA. são médicos e enfermeiros por toda parte. E as vezes padres e freiras também. Lá no Centro diziam que a corrente médica estava sempre presente, higienizando (????) o ambiente…
     
    até disputa psicográfica sobre o Doutor Inácio tem !!!(fiquei sabendo por este blog certa vez)
     
    Dr. Ignácio Ferreira, médico psiquiatra, Diretor do Sanatório Espírita de Uberaba por mais de cinqüenta anos, continua, no Mundo Espiritual, a dar sua colaboração no campo de trabalho em que se notabilizou enquanto encarnado, conforme referências na obra “Tormentos da Obsessão” e “Entre dois Mundos”, de Manoel Philomeno de Miranda, psicografadas por Divaldo Franco, editadas nos anos de 2001 e 2005, respectivamente .
     
    No ano de 2001, vieram a lume dois livros psicografados por Carlos A. Baccelli, tendo como autor espiritual o Dr. Inácio Ferreira: “Sob as Cinzas do Tempo” e “Do Outro Lado do Espelho”; em 2002, foi publicado “Na Próxima Dimensão”; em 2003, “Infinitas Moradas”; em 2004, A Escada de Jacó”; em 2005, “Fala, Dr. Inácio!”.
     
    Como constatamos fortes discrepâncias entre o perfil do Dr. Ignácio apresentado nas obras de Divaldo Franco, e aquele retratado nas obras de Carlos A. Baccelli, passamos a enumerá-las, a fim de que o leitor analise e ajuíze os fatos.
     
    Mas, antes de começarmos a comparação dos perfis, vejamos a discordância sobre as atividades desse Espírito, nas obras dos dois médiuns:
     
    Manoel Philomeno de Miranda declara que o dirigente do grande Hospital é Eurípedes Barsanulfo:
     
    “Nesse Nosocômio espiritual encontram-se recolhidos especialmente pacientes que foram espiritistas fracassados, graças à magnanimidade do Benfeitor Eurípedes Barsanulfo, que o ergueu, dando-lhe condição de santuário para a saúde mental e moral, e o administra com incomparável abnegação auxiliado por dedicados servidores do Bem e da caridade.” (Tormentos da Obsessão, 19)
     
    No livro de Baccelli, Dr. Inácio diz que é ele o Diretor do Hospital, e se declara ansioso por livrar-se da tarefa.
     
    Como é que pode, alguém que foi honrado com um encargo dessa natureza estar querendo livrar-se de tão nobre tarefa, chamando-a “carma”?
     
    E o que pretendia ele? Aposentadoria, ou ficar na ociosidade? Como é que se pode aceitar tal declaração de um Espírito que, na Terra, embora sob condições muito adversas, dedicou-se por mais de cinqüenta anos ao serviço de psiquiatria? Onde fica a afirmação de outros Espíritos quando se referem à “honra de servir” no Mundo Espiritual?
     
    Veja-mos como Manoel Philomeno de Miranda se refere ao Dr. Ignácio:
     
    “Terminados os seus labores diuturnos, às 20:00 horas o incansável médico me aguardava no seu gabinete, para onde rumamos, Alberto e eu.” (Tormentos da Obsessão, 198)
     
    Mas, na obra de Baccelli, o Dr. Inácio reclama do trabalho:
     
    “(…) grande hospital, cuja direção, no Mais Além, estava sob minha responsabilidade (eu não sei quando é que vou me livrar desse carma!) (Na Próxima Dimensão, 12)
     
    Entretanto, Ignácio Ferreira, no livro de Divaldo, em conversa com Manoel Philomeno de Mi-randa, declara que é responsável somente por um pavilhão do hospital:
     
    “Esclareceu-me que era responsável somente por um dos pavilhões que albergava médiuns e alguns outros equivocados, enquanto diversos trabalhadores (…).” (Tormentos da Obsessão, 89)
     
    http://www.doutrinaespirita.com.br/?q=node/20

  113. Contra o chiquismo Diz:

    Esse pelo menos nao limpou chão vomitado no umbral…

  114. Gorducho Diz:

    Da m/parte não respondi porque não sei, ACoC. Mas note que “curas” sempre tiveram um papel preponderante ao menos no espiritismo não-anglo. No espiritismo filipino – 2° país espírita – as curas são muito importantes. Deve ter a ver c/a pobreza da população, dificuldades de acesso ao sistema de saúde, &c.
    A começar pelo mesmerismo, que é um pré-espiritismo e daonde surgiram os “passes”.
    E daí especulo que seja melhor alegar que a cura é feita por um (ex-)médico ou enfermeiro do que por um leigo…
    E quanto ao status social, CoC, lhe digo que é assim: para a população mais humilde os médicos têm uma significância bem grande, proporcionalmente maior que em extratos culturais ou econômicos “mais favorecidos”, digamos.
    Agora por que a fixação nos alemães não sei mesmo. Claro que a Alemanha era uma potência maior que a França, e a America só foi aparecer mesmo depois da WW II. mas tinha a Inglaterra…
    Assim como não sei porque a paixão histórica da FEB pelo esperanto ( :?: )

  115. Gorducho Diz:

    Desculpe, Sr. Administrador… feche faz favor :(

  116. Gorducho Diz:

    Não :!: Dr. Inácio é o diretor geral, o Barsanulfo largou.

  117. Contra o chiquismo Diz:

    Gorducho Diz:
    MAIO 16TH, 2016 ÀS 2:11 PM
    ….
    Assim como não sei porque a paixão histórica da FEB pelo esperanto ( :?: )
    .
    ..
    .
    Uma dica: Zamenhof (criador do esperanto) era médico (oftalmo)…

  118. Contra o chiquismo Diz:

    Gorducho Diz:
    MAIO 16TH, 2016 ÀS 2:11 PM
    .
    .
    .
    Agora por que a fixação nos alemães não sei mesmo. Claro que a Alemanha era uma potência maior que a França, e a America só foi aparecer mesmo depois da WW II. mas tinha a Inglaterra…
    .
    .
    .
    Será que os FEBISTAS eram NAZI-GETULISTAS ??

  119. Vinicius Diz:

    “Esclareceu-me que era responsável somente por um dos pavilhões que albergava médiuns e alguns outros equivocados, enquanto diversos trabalhadores (…).” (Tormentos da Obsessão, 89)
     
    CX deve estar aqui: médiuns equivocados (dr.Miranda e Dr.Inácio esclarecendo qual sua responsabilidade no nosocomio.
     
    Enquanto no mundo espiritual discutem quem é o diretor, aqui no “material”:
    “ADOTE O SANATÓRIO, Atualmente o Sanatório passa por graves dificuldades financeiras lutando diariamente para cumprir a missão idealizada por Maria Modesto Cravo e Dr. Inácio Ferreira.
     ?
    “?Além da questão financeira o Sanatório necessita urgentemente de equipamentos e obras de manutenção”
    http://www.sanatorioespiritauberaba.org/

  120. Vinicius Diz:

    no site do sanatório de uberaba consta uma opinião do doutor inácio(encarnado):
     
    “Mas o autor não negava as causas materiais, pelo contrário, dizia que “mais da metade dos pacientes encaminhados ao Sanatório, como obsediados, nada mais eram do que portadores de doenças orgânicas ou funcionais, mas de âmbito médico”
     
    http://www.sanatorioespiritauberaba.org/#!dr-inacio/cp0v

  121. Gorducho Diz:

    Sim eu sei; aliás é nessa crítica que o crítico corretamente percebe que Dr. Inácio não se comporta como espírito morando lá no ultramundo.
    Mas me parecia que depois noutra obra Dr. de Miranda fala que o Barsanulfo largou a administração, tendo então sim ficado Dr. Inácio na direção geral. Então me enganei e lhe peço desculpas pelo excesso de ênfase num ponto que chutei!

  122. Marciano Diz:

    Eu também não sei, por isso não respondi.
    Se é para dar um palpite, ouso arriscar que os médicos (e enfermeiros) representam hoje o papel de curandeiros de antigamente, por isso ainda se revestem de uma espécie de aura mística, parecendo ter poderes sobre vida de morte (só parecendo mesmo).
    A paixão pelos alemães deve ser um trending que começou e foi imitado, mero acaso, acho eu.
    O amor pelo esperanto deve ser porque isso é esquisito mesmo, e crentes adoram esquisitices.
    Nunca me debrucei sobre o assunto, por achá-lo irrelevante, mas pode ser que venha a ser convencido de sua relevância no futuro.

  123. Paulo R Morais Diz:

    A todos do site: Para se iniciar a vislumbrar a verdade, há que se estudar a obra de Pietro Ubaldi, especialmente “A Grande Síntese”, e O Sistema. Obras de síntese profunda da ciência, filosofia e espiritualidade.
    Não podemos criticar e julgar o que não conhecemos em profundidade! Fora isto, qualquer opinião é “pitaco” de ignaro.
    Confúcio: O Silêncio é a única resposta que devemos dar aos tolos. Porque onde a ignorância fala, a inteligência não dá palpite.

Deixe seu comentário

Entradas (RSS)