Livro Gratuito! “Crenças Extraordinárias”, de Peter Lamont (2013)

O livro aborda os principais médiuns do período vitoriano. Para lê-lo, clique aqui.

5 respostas a “Livro Gratuito! “Crenças Extraordinárias”, de Peter Lamont (2013)”

  1. Gorducho Diz:

    Prosseguindo meus estudos das origens lionesas martinistas pro espiritismo…
    olha só: não sabia que o Cahagnet acabou casando c/a Marguerite Théodule – sobriquet Adèle – Maginot :!:
    Que legal :D

  2. Jorge Anderson Diz:

    Poxa, comprei esse livro há alguns meses e agora ele está disponível aqui rs. Estou lendo esse e Paranormalidade de Richard Wiseman, acho que esses livros se complementam no sentido de demonstrar a necessidade humana em crer no que não entende, a famosa frase “crer pra ver”. A licão mais interessante vem da arte mágica, uma bola mágica parece fantástica, extraordinária até que se revele seu segredo, aí você pensa “putz, como não percebi o óbvio”.

  3. Marciano Diz:

    Vou ler. Aproveitar o tiquinho de tempo que tá sobrando.

  4. Contra o chiquismo Diz:

    “O livro aborda os principais// “”médiuns”" //do período vitoriano.”
    .
    .
    Primeiro lugar: como existem ‘mediuns’ se não existem ‘espiritos’ ?
    .
    .
    Só a capa já é uma piada, embora não devamos julgar um livro pela capa.
    .
    .
    Na página co Copyright, o livro está como Sociologia e Racionalismo.
    .
    .
    Pronto… Luiz de Mattos detected!! Lá vem racionalismo cristão…

  5. Contra o chiquismo Diz:

    Lá na pag 170 do livro:
    .
    .
    “Em 1871, Daniel Home sentou-se em um aposento com alguns cavalheiros,cientistas muito respeitáveis. William Crookes era Membro da Royal Society, eWilliam Huggins, seu vice-presidente. Diante deles e de outros três observadores,Home fez um acordeão flutuar dentro de uma gaiola e alterou o peso de umaprancha de madeira, sem (aparentemente) tocá-los. Incapaz de fornecer umaexplicação comum para o que havia acontecido nesses estranhos experimentos,Crookes anunciou que havia descoberto a força “psíquica”.1″
    .
    .
    E por que essa ‘força’ não é usada hoje em dia? Já pensou essa força sendo usada para fazer flutuar um avião que está caindo depois de um Mayday Mayday Mayday! ?

Deixe seu comentário

Entradas (RSS)