Percepção Extrassensorial de Partículas Subatômicas I. Evidências Históricas (1995), por STEPHEN M. PHILLIPS

E se um psíquico afirmasse ver objetos tão microscópicos que a ciência da época não soubesse nada sobre eles nem possuísse a capacidade tecnológica de estudá-los? Suponha que, mais tarde, a ciência verificasse muitas de suas observações a ponto de descartar que seu sucesso na descrição desses objetos fosse devido apenas ao acaso? Se protocolos suficientemente rigorosos foram aplicados ou se o psíquico ou o pesquisador fraudaram não seria algo pertinente para os crentes e os céticos discutirem, porque a ausência de informações científicas sobre as coisas que o psíquico afirmou ver obviamente fariam a fraude impossível em princípio. O fato de suas observações não terem sido feitas em condições cegas ou duplo-cegas seria irrelevante. Adquirir informações sobre o mundo paranormalmente, confirmadas pelos avanços da ciência muitos anos depois é, sem dúvida, o tipo mais convincente de PES, porque tais circunstâncias não dão ao cético espaço para dúvidas ou explicações racionais se as correlações entre fatos científicos e as observações psíquicas são tão numerosas que deixam a adivinhação fortuita extremamente implausível. Este artigo examinará um caso muito raro em que descrições paranormais de partículas subatômicas publicadas há mais de 100 anos foram confirmadas por fatos da física nuclear e de partículas e consistentes com algumas ideias ou teorias científicas ainda não testadas. Para ler o artigo em português, clique aqui. Em inglês, aqui.

297 respostas a “Percepção Extrassensorial de Partículas Subatômicas I. Evidências Históricas (1995), por STEPHEN M. PHILLIPS”

  1. Gorducho Diz:

    De novo a história do meta-neon ❓
    Não esquecendo que o companheiro deles – nosso apreciado Crookes, claro…– já tinha muito anos antes cogitado explicitamente na existência de metas, sim de fato eles deram uma dentro nessa.
    Só que também não sabemos o que rolou de debates até estabelecerem em 10 a densidade.
    Como desde logo citei cá, de início Sir Guilherme e Mr Morris tinham dúvidas dentro dessa faixa.
    Então pra gente poder realmente apreciar, teríamos que conhecer tudo que rolou por essa época – sempre lembrando que essas pessoas ERAM INTERESSADAS EM QUÍMICA.
    Mas de fato: dentro do que sabemos, deve-se conceder a palma nessa.

  2. Vitor Diz:

    Em 1º lugar: o artigo vai muito além do meta-neon. Na página 523 há uma tabela com as comparações e datas.
    .
    Em 2º lugar:
    .
    Por muitos anos, Crookes conduziu variadas experiências com os elementos de terras raras, elementos tão semelhantes uns aos outros quanto às propriedades químicas que métodos especiais de separação tiveram que ser imaginados. Ao longo de seu trabalho, utilizou métodos de espectroscopia para seguir o curso e testar a integralidade da separação entre um elemento e outro. O que tinha sido uma das regiões mais obscuras da química inorgânica, foi-se clarificando aos poucos. Ao longo dos anos durante os quais ele assim se ocupou, Crookes foi levado a conceber a existência de “meta-elementos” ou aglomerados de elementos, parecendo-se tanto uns com os outros que, na maior parte dos aspectos, um aglomerado comporta-se como um único indivíduo. Os “meta-elementos” de Crookes têm uma semelhança superficial com as misturas de isótopos que hoje se sabe comporem alguns elementos; mas a teoria de meta-elementos não pode honestamente ser dita como uma antecipação da descoberta dos isótopos, uma vez que se baseou em factos de natureza fundamentalmente diferente daquela em que se basearam as idéias mais recentes sobre elementos isotópicos.
    .
    http://www.explicatorium.com/biografias/william-crookes.html

  3. Gorducho Diz:

    Comparação e datas do que ❓
    Qual acréscimo ao meta-neon que já disse que SE DEVE CONCEDER A PALMA pra eles ❓
     
    :shock:
    Como que não ❓
    O Crookes hipotetizou que nas mostras existem n elementos quase iguais. Daí a massa atômica que se mede é uma estatística – cá sim a estatística usada legitimamente :mrgreen:
    ¿Y qué?

  4. Gorducho Diz:

    Leitura Presidencial de ’88 perante a Sociedade Química

    Let us say, e.g., the smallest ponderable quantity of yttrium is an assembly of ultimate atoms almost infinitely more like each other than they are to the atoms of any other approximating element. It does necessarily not follow that the atoms shall all be absolutely alike among themselves. The atomic weight which we ascribe to yttrium, therefore, merely representes a mean value around which the actual weights of the individual atoms of the ‘element’ range within certain limits.

    Mais explícito que isso impossível.
    ÓBVIO que isso não garantia a existência do "meta-neon" (que nem tinha sido descoberto, bien sûr ! ).

  5. Gorducho Diz:

    Fvr. fechar o bloco-de-citação (tire o ponto, claro)
    DESCULPE :!:

  6. Vitor Diz:

    GORDUCHO: “Comparação e datas do que?”
    .
    Está escrito no nome da Tabela: “Algumas Antecipações por Micro-Psi de Descobertas e Ideias Científicas”
    .
    GORDUCHO: “Qual acréscimo ao meta-neon que já disse que SE DEVE CONCEDER A PALMA pra eles ?”
    .
    Vide Tabela.
    .
    GORDUCHO: “Como que não?”
    .
    A separação requer complicados processos de fracionamento, especialmente os de cristalização fracionada, sempre controlada a pureza das preparações obtidas mediante o auxilio de métodos físicos, sobretudo espectroscópicos.
    .
    Tais dificuldades e a incerteza na determinação do número exato dos elementos das terras raras levou Crookes, em 1886, a sugerir, como única explicação aceitável para o fato, a hipótese de que todas as terras raras constituíam modificações do mesmo elemento (a noção dos “meta-elementos”).
    .
    Esta hipótese de Crookes não foi aceita pelos químicos por ir de encontro a uma das bases da teoria atômica de Dalton. Assinale-se, entretanto, o valor da hipótese como precursora da teoria dos isótopos.
    .
    Só com a fixação da noção de número atômico, pela lei de Moseley, que estabeleceu a relação entre a freqüência das raias características do espectro Ròntegcn dos elementos e o número de ordem do elemento no quadro periódico (número atômico), tornou-se possível determinar o número exato de metais das terras raras.

    .
    http://memoria.bn.br/pdf/085782/per085782_1950_00030.pdf
    .
    Bem, como conciliar o que foi dito em diferentes fontes? Abaixo:
    .
    The year 1913 was crucial. In that year, Henry Moseley (1887–1915) demonstrated that one could identify an element and its numerical place in the periodic table purely by measuring the X-rays it emitted. Frederick Soddy proposed the notion of isotopes, wherein two atoms could be chemically identical, with the same atomic number (a consequence of Moseley’s Law), but have different atomic weights. These notions were very difficult for chemists to accept: many denied that isotopes behaved in exactly the same way. Gradual acceptance followed, helped along by the discovery of hafnium (the first element to be discovered on the basis of atomic number) and impeded in other ways by the differing mindsets of traditional chemists and those trained to think in terms of physics and physical chemistry.
    .
    [...]
    .
    In 1862, Crookes discovered thallium via spectroscopy, and for the remainder of his life, he remained devoted to spectral investigations and greatly contributed to the development of this discipline, although his own discoveries were at times incorrect. At the beginning of the 1880s, his research focused on the analysis of spectral phosphorescence.
    .
    Crookes aimed at discovering a method for researching trace elements in order to apply this technique to the discovery of new chemical elements. The discontinuous spectra of the rare earths seemed to be very complicated, and their details seemed to vary in a way that puzzled him. Sir William, in addition to being a practical-minded scientist, also was endowed with a whimsical imagination and wrote inventive prose: “It was impossible for me to get rid of the conviction that I was observing a group of autographs in the molecular world. . . I needed a Rosetta Stone.”
    .
    Working on the fractionation of yttrium oxide with dilute ammonia, Crookes succeeded in separating some fractions of the rare earths with different basicities that he then examined. After 2 years of work, Crookes obtained a series of earths that he placed in a vacuum tube in which he struck an electric spark and obtained the emission of phosphorescent light. Crookes observed the presence of many different spectra, both as lines and bands, and with varying relative intensities. Sir William interpreted this result as evidence of a separation of yttrium into its major components. The final result at which he arrived was the discovery of five constituents into which yttrium could be separated and that he indicated with letters: G?, G?, G?, G?, and G?. (See Table IV.2 in Section IV.9 for Crookes’s spectroscopic data.) He later hypothesized that yttrium could be split into as many as eight components. To explain the experimental evidence of his spectra, Crookes proposed going beyond the traditional idea of a chemical element and introduced the concept of the meta-element. Every chemical element—derived from the progressive cooling of a primordial material—would be nothing other than the sum of different meta-elements characterized by small variations in atomic weight. Some chemists, especially those in England, were in favor of this hypothesis because it allowed one to salvage (William) Prout’s hypothesis (1785–1850), according to which the atomic weights were whole numbers. The atomic weight of an element, in this new framework of ideas, was none other than the weighted average of the individual meta-elements. Crookes noted that there was no way of separating the meta-elements from one another, and he did not succeed from a chemical point of view in splitting up what he called the yttrium molecular group. The idea of meta-elements was wrong, and the evidence from chemical fractionation was shown to be due to the presence of impurities in the phosphorogenic samples used by Crookes.
    .
    The meta-elements concept did not disclose any new facts, and it was eliminated from the history of rational science by Georges Urbain who demonstrated how alterations in the phosphorescence spectra happened by adding other earths in trace amounts. To prove this, Urbain studied the spectrum of a rare earth element in the pure state, then added to the sample traces of other elements belonging to the same family, a little at a time. The spectrum at first showed no appreciable changes; adding an amount of the phosphorogenic element beyond a certain threshold, however, changed the spectrum radically. With this method, Urbain discredited the idea of the meta-elements, but it also allowed him to formulate his law of optimum of phosphorescence of binary systems. Urbain gave a detailed description of the impurities present in the samples of yttrium examined by Crookes, as well as their quantities.
    .
    Crookes took the blow with apparent indifference; however, some years later, in 1915, he claimed to have anticipated the concept of the isotope. Frederick Soddy, author of the revolutionary concept of isotopes, which refuted Prout’s hypothesis, cited Crookes’s work as historical support for his own intuition. Recently, Christian K. Jørgensen (1931–2001), looking for clues showing how our modern knowledge came about, published an article with the engaging title “Lanthanides Since 1839: From Crowded Elements to a Quantum-Chemical Rosetta Stone.” In it, Jørgensen re-proposed some of Crookes’s ideas about meta-elements in an attempt to rehabilitate the Victorian chemist’s idea: in Jørgensen’s reconstruction, the meta-elements seemed adaptable to the concept of isotopes and their formation under extreme astrophysical conditions.
    .
    This hypothesis is debatable, but perhaps acceptable—if the meta-elements had been a mere hypothesis. But Crookes’s announcement of their existence was based on an egregious error, albeit one committed in good faith.

  7. Gorducho Diz:

    Certo: explique COM SUAS PALAVRAS – SEGUNDO SEU ENTENDIMENTO ¿quais são essas? exceto o meta-neon.
    Acha que alguém vai perder tempo lendo essas (longas) colagens sem que S/Pessoa opine, participe dos debates usando SEUS neurônios,
    SEUS argumentos,
    segundo SEU entendimento acerca do tema proposto por S/PESSOA ❓
     
    NÃO IMPORTA SE os postulados do Crookes foram “errados”. Importa que ele previu CORRETAMENTE a possibilidade.
    O que é a atual “massa” (agora é politicamente incorreto dizer “peso”) atômica se não uma ponderação (legitimamente) estatística ❓

  8. Vitor Diz:

    GORDUCHO DISSE: “explique COM SUAS PALAVRAS – SEGUNDO SEU ENTENDIMENTO ¿quais são essas?”
    .
    Confirmados houve outros elementos além do meta-neon: o promécio, o tecnécio, o ástato e o frâncio.
    .
    GORDUCHO DISSE: “NÃO IMPORTA SE os postulados do Crookes foram “errados”. Importa que ele previu CORRETAMENTE a possibilidade.”
    .
    Mas importa que os químicos rejeitaram suas ideias, e pior: demonstraram o erro cometido. E tudo isso ANTES da publicação do Occult Chemistry.
    .
    What Crookes had not understood, and moreover had badly interpreted, was the continual appearance of new spectral lines. Basing his ideas on their existence, he hypothesized the existence of meta-elements or of downright new elements. Urbain was a more attentive observer. He realized that the lines appeared and then disappeared from the addition of impurities in the rare earth elements, but also from the effect of the chemical nature of the ligands (sulfates, ethylsulfates, oxides, etc.). It was precisely this last piece of data that demolished Crookes’s bold hypothesis. Urbain established that the lines of G? were nothing other than those of the well-known terbium.
    .
    Em 1908, quando o meta-neon foi previsto pelos psíquicos e confirmado em 1912, a ideia do Crookes estava totalmente desacreditada.

  9. Gorducho Diz:

    Como desacreditada se é exatamente assim que se “define” as massas atômicas (i.e.: ponderando os metas) :?:
     
    Me explique SEM COLAGENS, COM SUAS PALAVRAS, o que é o 18 (“anu” mas claro que o nome não importa) no H ou H2 (molécula).
    18 o que tem no átomo ou na molécula de hidrogênio :?:

  10. Vitor Diz:

    Desacreditada sim.
    .
    Another 2 years passed before the existence of incognitum and ionium would be openly placed in discussion. Two days before Christmas 1907, Georges Urbain published a memoir with the title “Sur la nature de quelques éléments et meta-éléments phosphorescent de Sir W. Crookes.” In 1906, he partially refuted Crookes’s results by accurately recording the spectra of terbium and gadolinium. The following year, Urbain, using the law of optimum of the cathodic phosphorescence of binary systems, felt ready to assert that Crookes’s ionium and incognitum were nothing more than mixtures of terbium and gadolinium in the following proportions:
    .
    • Ionium = Tb: 0.5–1.0%; Gd: 99.5–99.0%
    • Incognitum = Tb: 2.00%; Gd: 98.00%
    .
    Fortunately for Crookes, the annus horribilis for his elements was lightened by the celebration of his silver wedding anniversary.

  11. Vitor Diz:

    18 seria o número de AFFs, ou seja, 18 subquarks.

  12. Gorducho Diz:

    Veja outro aspecto: estaria “desacreditada” pelos químicos profissionais, mas não necessariamente pelos companheiros teosofistas dele.
    E se estava “desacreditada” se reacreditou então :lol:

  13. Vitor Diz:

    Pois é, mas se reacreditou graças aos teosofistas, não?

  14. Gorducho Diz:

    Não: graças às experiencias químicas que constataram que os “elementos” têm diferentes massas atômicas – como o Crookes propusera 25+ anos antes.
     
    ✅ mas o H (ou a molécula que seja) tem 18 subquarks?
    Pergunto: não sei isso…

  15. Vitor Diz:

    A existência de subquarks não está provada. Mas…
    .
    O átomo cada vez mais subdividido.
    .
    O quark é a menor coisa que existe, o tijolo fundamental da matéria. Será que existe uma partícula ainda menor?
    .
    Por Da Redação access_time 31 out 2016, 18h46 – Publicado em 31 mar 1996, 22h00

    A notícia é bombástica: segundo pesquisadores do Laboratório Nacional do Acelerador Fermi (Fermilab), nas proximidades de Chicago, Estados Unidos, o quark pode não ser a menor partícula de matéria. Parece que ele é formado por algo ainda menor. Até hoje se acreditava que o quark, dentro dos prótons, era o bloco fundamental de tudo o que existe. Mas a equipe liderada por Melvin Schochet e Giorgio Bellettini, provocou violentíssimas trombadas destruindo partículas subatômicas. E, em vez de topar com os quarks, inteiros e indivisíveis, encontrou “caroços” diferentes. Das duas, uma: ou o quark se misturou a outra partícula e se tornou irreconhecível, ou se quebrou em partes ainda menores. Aí é que está o problema: se o quark não for a menor parte da matéria, toda a estrutura de teorias e observações sobre a qual está montada a Física há 40 anos está ameaçada de ruir por terra. “Não há nada que comprove essa idéia”, comentou à SUPER Arthur Maciel, físico brasileiro que faz parte de outra equipe do Fermilab. Os próprios descobridores são cautelosos. Segundo eles, ainda é cedo para tirar qualquer conclusão definitiva.
    .
    https://super.abril.com.br/ciencia/o-atomo-cada-vez-mais-subdividido/

  16. Gorducho Diz:

    :lol:
    Eu tenho uma tese totalmente ideológica, claro.
    Quanto mais forem fazendo experimentos com mais “energia” &c. vão ir “descobrindo” efeitos e indo atribuindo isso a novas “partículas” ad infinitum.
     
     
    ✅ Pode ser que em 2059 quando mundo já for uma maravilha e o Brasil “o coração” dele tenham descoberto que cada quark tenha 3 componentes (cada proton tem 3 e o elctron não tem nenhum, certo :?: ).
    Aí a molécula vai ter 18 subquarks.
    Por enquanto fiquemos com a dentro que eles de fato deram: o meta-neon.

  17. Mariana Diz:

    Primeiro artigo que leio e não entendo praticamente nada rsrsrs…sério. …
    Esse 18 seria uma forma de multiplicar pra chegar a massa, é isso?
    É os teosofistas fizeram isso pra chegar às massas deles, confere?
    Nossa fiquei muito perdida com esse artigo, tudo girando girando girando hahahaha bjs

  18. Gorducho Diz:

    Não: o átomo de H é composto por 18 (ou or 9 e então a molécula de hidrogênio por 18, seja…) “blocos”.

  19. Gorducho Diz:

    Na física atual se considera que o proton é composto por 3 quarks: ↑ ↑ ↓
     
    O eléctron não se sabe tenha “subestruturas”.
     
     
    Então a priori teríamos pro H “4″ componentes
    ou 8 a molécula.

  20. Gorducho Diz:

    Ou (noutra propriedade dos quarks – carga de cor):
    vermelho
    verde
    azul
    +
    o eléctron
    pra cada H

  21. Vitor Diz:

    No caso os teosofistas NÃO viram os elétrons.

  22. Gorducho Diz:

    Eu só respondi pra ela que segundo a Física (atual, claro) se poderia dizer que H “tem” 4 “componentes;
    ou 8 a molécula H
    até onde eu saiba.
    Entendeu ❓

  23. Marciano Diz:

    ===============================================================
    O que é a atual “massa” (agora é politicamente incorreto dizer “peso”) atômica …
    ===============================================================
     
    With all due respect, acho que neste caso não se trata de linguagem politicamente correta, pois a massa atômica é a soma das massas de prótons e nêutrons no interior do núcleo, enquanto que o peso atômico é a media ponderada das massas atômicas dos isótopos do átomo que ocorrem naturalmente.
     
    Espero que o artigo que se segue sirva para elevar a discussão sobre o átomo de hidrogênio:
     
    https://sites.ifi.unicamp.br/graduacao/files/2013/12/F589_20162S_2016.12.12_aula27_AtomoHidrogenio_I.pdf

  24. Mariana Diz:

    Gorducho, Montovalão, Marciano e demais comentaristas ceticos do blog, eu sugiro um desafio a vcs! Vcs sempre falam que queriam ver um psiquico Descobrir tal coisa escondida, pq vcs não se juntam, fazem uma vaquinha e propõem um teste ao Joe Mcmoneagle, o psiquico bem sucedido do stargate? Aproveitem que ele ainda está vivo e até tem Facebook! Até eu ajudaria nessa empreitada! Bjs e pensem a respeito! ????

  25. Marciano Diz:

    Não sei se é preconceito de minha parte (sou radical, eurocentrista, etc.), mas acho que a Unicamp é mais apropriada do que a Superdesinteressante para falar sobre estrutura atômica.

  26. Marciano Diz:

    Mariana, embora eu não mais faça parte da Bancada Quase Cética (abandonei o cargo, por divergência com os superiores, por causa da historicidade de NSFG e da eficácia da hipnoterapia), aceito participar da empreitada.
    Aproveito para perguntar: você já comprou o livro do Zé?
    Este: http://mceagle.com/2018/remote-viewing-secrets-a-later-cover/
     
    Como você se interessa pelo assunto e leva a maior fé no Zé, acredito que sim.
    Faça uma breve crítica aqui, pois gostaria de saber se você aprendeu algum segredo sobre visão remota com ele.
     
    Caso não tenha comprado, não perca a oportunidade.
    Você acredita no Zé e na visão remota. Creio que não vai desperdiçar uma chance dessas, aprender com o infalível ex-psychic do Projeto Stargate.
     
    Se já aprendeu visão remota com o livro dele e “desenvolveu e estendeu suas habilidades psíquicas”, o que é o objetivo do livro (veja a capa, se ainda não o comprou), preferimos fazer as experiências com você, por uma questão de custos e facilidade de contato.
     
    Quer dizer, falo por mim, mas intuo que a Bancada Quase Cética vai concordar.

  27. Marciano Diz:

    A propósito, desculpe-me pela deselegância. Bjs para você também, extensivos à Bruna.

  28. Gorducho Diz:

    Cabe ao alegante provar suas alegações pros céticos.
    Nosso teste é um teste de mediunidade
    imediato, sem estatísticas.
    O “espírito” enxerga uma série de imagens aleatoriamente selecionadas dum conjunto (say 100 num diretório);
    ou números;
    ou lê um texto aberto aleatoriamente duma enciclopédia.
     
    Mas sim: se ele estiver interessado nessa classe de experimentos podemos talvez obter um crowdfunding…
    Claro que ninguém vai pagar ninguém nem cobrar honorários e/ou “diárias”.
    Mas tem os deslocamentos, estadias, aluguel de sala comercial (nossos experimentos requerem um local completamente neutro controlado por nós, claro), os equipamentos &c., conforme o que for ser testado.
    Pergunte pra ele se ele enxerga n – a combinar…– bem claras, isoladas, sem ambiguidades, num tela de computadora…

  29. Marciano Diz:

    Caso a Bancada Quase  Cética se interesse, o livro pode ser adquirido na Amazon.
    https://www.amazon.com/Remote-Viewing-Secrets-Joseph-McMoneagle/dp/1571741593
     
    Atenção para a descrição do livro:
     
    “Remote viewing is not simply using psychic ability to obtain information. It is using scientific protocol to develop and extend that ability, so that ordinary people can learn to do what “psychics” do.”
     

    This book teaches you how to teach yourself.

  30. Marciano Diz:

    É por isso que eu proponho que façamos os testes com a Mariana, Gorducho.
    Ela, como fã do Zé, deve ter comprado seu livro e aprendido o que qualquer pessoa comum pode aprender, ou seja, fazer o que o Zé faz (leia os comentários acima).
     
    Com ela no lugar do Zé, os custos seriam bastante reduzidos e a comunicação facilitada.

  31. Gorducho Diz:

    [...] imagens bem claras, isoladas (não será nunca uma cena complexa que admita ambiguidades ou descrições vagas).
    E não vale exigirmos (nós) respostas técnicas.
    É em linguagem padrão culta leiga que evidencie que de fato foi enxergada a imagem seja pelo guia espiritual seja por desdobramento astral do próprio alegante.
    E.g.:
    (i) carabina/fuzil/rifle
    (ii) pistola/revólver/handgun
    são equivalentes.
    Não vale um “genérico”: “vejo uma arma”.

  32. Marciano Diz:

    Aliás, por uma questão de radicalismo, eurocentrismo, machismo, extremo-direitismo, etc., eu prefiro fazer os testes com a Mariana do que com o Zé.
     
    Ele deve ser muito requisitado, não tem tempo, deve cobrar (caro) pelo tempo, teríamos de pagar passagem e hospedagem (além do cachê).
     
    Note que em seu livro ele diz que pessoas comuns podem aprender (através do livro) o que os psíquicos fazem.
     
    Acredito que a Administração, com sua formação em engenharia de produção, há de concordar que os custos seriam bastante reduzidos com a substituição.

  33. Marciano Diz:

    Sob os aspectos financeiros e logísticos, naturalmente.

  34. Marciano Diz:

    Sugiro que Vossa Excelência (dirijo-me ao Vice-Presidente da Bancada Quase  Cética) proponha ao Presidente que convoque assembleia geral extraordinária para deliberar sobre o assunto.
    Assumo o compromisso (sem custos) de secretariar os trabalhos, embora tenha abandonado o cargo de cisco de terceiro secretário.
    Não posso perder uma oportunidade dessas.
    Teste à vista!

  35. Marciano Diz:

    Claro que não pediremos a descrição de imagens ASSIM.

  36. Marciano Diz:

    Se bem que poderíamos aceitar que a descrição fosse em linguagem quântica leiga (aquela do Vereza).

  37. Gorducho Diz:

    As imagens serão referentes a objeto único, simples e claro, de formas a não deixar margens a ambiguidades acerca do objeto em tela.
    Exemplo
     
     
    Claro que mais detalhes serão acertados no protocolo prévio com o/a “médium”/”ψquico/a”.

  38. Mariana Diz:

    Gorducho, concordo com seus termos, são muito corretos!

    Marciano, não comprei o livro, não desenvolvimento e nem pretendo qualquer capacidade psíquica, se eu quisesse eu mesma desenvolver isso, frequentar ia o centro de conscienciologia do Waldo, cuja sede fica próxima da minha cidade. O negócio é arrumar um profissional mesmo!

  39. Gorducho Diz:

    Certo, bem observado :!:
    O peso atômico é que é a média dos isótopos conforme experimentalmente verificados em cada planeta (pra lá do diferente vetor g, os pesos atômicos em Marte serão diferentes de cá…).

  40. Mariana Diz:

    Marciano, vc não acha que ficar querendo que pessoas desqualificadas em vez de um psiquico profissional realizem um teste, não é só pra ficar procrastinando, enrolando e nunca de fato se chegar a uma conclusão? Tá com medo de chegar a uma conclusão positiva ou negativa definitiva? Eu não tenho medo, gostaria mais é que isso acontecesse pra mim, já estou farta de conviver com a dúvida haha

  41. Mariana Diz:

    Por falar no centro do Waldo, não consigo entender como eles dizem que seu negócio é científico e não realizam nem divulgam testes nesse estilo…

  42. Gorducho Diz:

    Essa # de testes foi originalmente concebida pelo nosso Presidente, Srª Mariana…
    Baseados, claro nas alegações dos espíritas, cujo estudo era – inclusive expressado no próprio título do…– o objeto da Casa.
    Claro que a adaptação & configuração específicas dependem do que o alegante alegar ser capaz de produzir.

  43. Mariana Diz:

    Gorducho, quais os componentes da mesa de ceticos? Rsrs quem é o presidente e os outros? Vc é o que? Hehe não acredito que vcs tem até isso aqui…

  44. Gorducho Diz:

    A outra alternativa é admitir a Conjectura de Moi
    – não “minha”: é o nome oficial da conjectura do Presidente, apoiada pelo que tem sido alegados por certos Crentes (em particular a Administração da Casa) – along these lines:
    Ψ, se existir, é “força” tênue, de efeitos imprevisíveis, sem qualquer controle da parte de que a possuir; e portanto sem nenhuma utilidade prática.

  45. Gorducho Diz:

    O Analista Montalvão, claro, é o Presidente.
    Eu sou o vice.

  46. Espirita Sp Orlando Diz:

    O centro do saudoso Waldo serve para ampliar a capacidade conscienciologica. Não serve para fins científicos.
    Já fiz testes com o médium do Centro espírita de minha mãe, chegamos a falar rapidamente com Dr. Bezerra. Falou sobre o evangelho mas errou somente dois fatos de sua vida, aos quais depois justificou que não se. Lembrava.

  47. Espirita Sp Orlando Diz:

    Mariana, quanto de dinheiro seria preciso para seu experimento?

  48. Espirita Sp Orlando Diz:

    Waldo já se arrependeu de ter se separado do Chico e do Espiritismo. há mensagens psicografadas sobre isso.

  49. Marciano Diz:

    Vou responder a todos, comentário por comentário.
     
    Sim, Gorducho. A massa é escalar e o peso vetorial.
    Eu mesmo tenho a mesma massa aqui e aí na Terra, mas aqui eu peso quase a metade do que peso aí.
     
    Mariana, vamos falar honestamente.
    1️⃣ Você acha que o Joe toparia ser testado por nós?
    2️⃣ Outra coisa, ele escreveu o livro dizendo que qualquer pessoa pode aprender (através do livro) a ser um psychic como ele. Isto, por si só, já o desqualifica, pois parece-me claro que ele quer vender o livro e enganar os leitores.
    3️⃣ Eu não tenho medo de nada. Já tenho minhas conclusões, como você deve ter percebido, mas estou sempre disposto a mudar minhas convicções, diante de provas de verdade, como qualquer wannabee scientist (na próxima encarnação, talvez).
     
    Mariana pergunta:
    ===============================================================
    Gorducho, quais os componentes da mesa de ceticos? Rsrs quem é o presidente e os outros? Vc é o que?
    ===============================================================
     
    Gorducho responde:
    ===============================================================
    O Analista Montalvão, claro, é o Presidente.
    Eu sou o vice.

    ===============================================================
     
    Deveria ter mencionado que eu fui o cisco de terceiro secretário, até abandonar o cargo.
     
    O abandono do cargo foi devido ao fato de que o Presidente acredita na eficácia da hipnoterapia (o Vice-Presidente não acredita nem em hipnose) e o Vice-Presidente acredita na historicidade do personagem NSJC, que eu prefiro chamar de NSFG, pela semelhança entre suas histórias.
    O fundamento do Vice é porque não consegue acreditar que toda a trama desenvolvida durante séculos (e ainda em construção) teria de ter um personagem comum como base, coisa que não entendo, pois acho que já demonstrei sobejamente, em comentários anteriores, como foi o processo de criação do personagem, além do fato de que a ICAR não precisaria falsificar textos, interpolar outros, nem produzir falsas relíquias se tivesse existido qualquer indivíduo desqualificado que pudesse ter inspirado a crença, a qual é um amálgama de várias crenças que coexistiam e que foi unificada por Constantino, somente para depois virar a religião mais fragmentada que já existiu, com mais de 60 mil denominações.
     
    E não é uma mesa de céticos, é uma Bancada Quase  Cética
     
    No dia em que o Presidente convencer-se de que hipnoterapia é uma terapêutica tênue, de efeitos imprevisíveis, sem qualquer controle da parte de que a aplica e, portanto, sem nenhuma utilidade prática, e o Vice entender que seu argumento é fraquíssimo (não pode existir uma religião sem um inspirador de carne e osso) eu reassumo o cargo.
     
    E quer você acredite ou não, Mariana, a Bancada existe. Foi criada com o propósito de fazer os testes.
     
    Já quiseram me empurrar a Presidência e a Vice-Presidência, várias vezes, mas eu não me acho qualificado para o cargo.
    Prefiro secretariar os trabalhos.
    Claro que, se um dia os crentes toparem os testes, eu posso também participar deles, propondo métodos, discutindo resultados, mas sem a responsabilidade de cargos tão elevados, o que me faria perder a condição de campeão universal e incontestável de humildade.
     
    Em matéria de modéstia, ninguém é melhor do que eu.
     
    Digo isso porque dizem que cx era humilde, dizia que era um cisco, etc., e eu sustento que ele era extremamente vaidoso, narcisista.
    Quem é modesto de verdade nem é notado.
    cx era um falso humilde. Humilhava-se para ser exaltado, como o personagem imaginário ensinou em Lucas, 14:1 a 9 e Mateus, 22:1 a 14.
     
     
    Parece que o Orlando está sendo obsediado pelo Presidente Montalvão.
    A gente fala num, o outro aparece.

  50. Marciano Diz:

    Mariana, já reparou como estamos ligados pela alfabetologia, o equivalente alfabético da numerologia?
    Se tirarmos o “r” do meu nome, fica “Mariano”, o masculino de Mariana.

  51. Marciano Diz:

    𝕴𝖓 𝖙𝖍𝖊 𝖙𝖎𝖒𝖊𝖙𝖍 𝖔𝖋 𝕾𝖍𝖆𝖐𝖊𝖘𝖕𝖊𝖆𝖗𝖊 𝕴 𝖜𝖆𝖘𝖙 𝖆 𝖘𝖈𝖎𝖊𝖓𝖙𝖎𝖘𝖙 𝖇𝖞 𝖙𝖍𝖊 𝖓𝖆𝖒𝖊𝖙𝖍 𝖔𝖋 𝕸𝖆𝖗𝖎𝖆𝖓𝖚𝖘 𝖔𝖋 𝕾𝖙𝖗𝖆𝖙𝖋'𝖗𝖉 𝖚𝖕𝖔𝖓 𝕬𝖛𝖔𝖓. 𝕴𝖋 '𝖙 𝖇𝖊 𝖙𝖗𝖚𝖊 𝖙𝖍𝖊𝖊 𝖇𝖊𝖍𝖔𝖑𝖉 𝖋'𝖗 𝖙, 𝖙𝖍𝖊𝖊 𝖘𝖍𝖆𝖑𝖑 𝖋𝖎𝖓𝖉𝖊𝖙𝖍 𝖘𝖔𝖒𝖊 𝖕𝖘𝖞𝖈𝖍𝖔𝖌𝖗𝖆𝖕𝖍𝖎𝖊𝖘 𝖔𝖋 𝖒𝖎𝖓𝖊𝖙𝖍, 𝖎𝖓 𝖕𝖆𝖘𝖙 𝖆𝖗𝖙𝖎𝖈𝖑𝖊𝖘.

  52. Marciano Diz:

    Orlando, entendi mal ou você está querendo investir seu dinheiro no nosso empreendimento futuro?
    Sabe que nossos experimentos não visam lucro, somente conhecimento científico, portanto, não vai ter retorno, não sabe?
    Aí, Gorducho, enquanto o Presidente não aparece, que tal começarmos com um crowdfunding? O Orlando já está querendo colaborar.
    Depois vemos a burocracia dos protocolos, lugar, médium (o Orlando pode fornecer algum, mas vai ser alguém sem nome famoso).

  53. Gorducho Diz:

    Não foi o que eu quis dizer.
    Quis dizer que, mesmo desconsiderando a diferença no |g|
    3,711 vs 9,8066
    ainda assim haveria diferenças entre os pesos atômicos dado que as composições % de metas não será =
    certo ❓

  54. Mariana Diz:

    Oi Orlando, td bem?
    Mas o centro do Waldo se diz uma instituição científica e eles dizem que o que fazem lá é ciência. ..aí que pergunto, que tipo de ciência é essa sem método nem divulgação?
    Não sei por quanto ficaria esse tesite Orlando, teríamos que pesquisar sobre…bjs

  55. Mariana Diz:

    Marciano, já que nossos nomes estão ligados pela alfabetologia rsrs, acho que é um sinal pra vc se convencer e convencer seus pares a fazer um teste logo, pq desde que o mundo é mundo e eu visito esse blog, eu vejo vcs nessa lenga-lenga sem resolver

  56. Mariana Diz:

    Bjs

  57. Marciano Diz:

    Sim, entendido.
    Creio que sim, mas não estou certo.
    Mas a aceleração da gravidade é função das massas envolvidas.
    O peso atômico é a média ponderada das massas isotópicas dos isótopos naturais de cada elemento, não é?
    Não tenho certeza se os isótopos naturais dos mesmos elementos se equivalem na Terra e em Marte.
    Em Marte os isótopos são naturais. Aqui existem isótopos artificiais.
    Claro que as médias consideram somente os isótopos naturais, não aqueles produzidos em laboratórios nucleares.
    Creio que em Marte e na Terra a mãe natureza produziu isótopos diferentes. Creio, não sei.
    Os diferentes isótopos (mais ou menos nêutrons, mesma quantidade de prótons, certo?) foram criados, pelo menos os pesados, na “explosão” de supernovas, o restante em estrelas menos massivas e no chamado “big bang”.
    Mas o processo de formação da Terra e de Marte, que eu saiba, diferiram, o que pode ter levado a isótopos diferentes.
    É isto?

  58. Marciano Diz:

    Mariana, quem foge dos testes é a bancada crente.
    Nós estamos dispostos, mas nunca vamos conseguir um figurão, pois além do fator despesas eles não querem saber de quem não tem Ibope.
    Quem gosta de retórica é a Administração.
    😙

  59. Gorducho Diz:

    Então… mesmo que |g| marciano fosse = ao daqui, a média ponderada das massas dos metas (“isótopos”) deverá ser diferente…
     
     
    Quem tem verdadeiro pavor só em ouvir FALAR em testes (de verdade, bem desenhados) é a Administração.
    Por óbvio: jamais se cogitaria pagar o candidato a “paranormal”/”médium” a ser testado.
    Agora passagens, estadias, traslados &c. é claro que haveria.
    Da minha parte considero que o benefício da dúvida face inexistência de testes corretamente feitos nos favorece.
    Quem faz alegações extraordinárias é que tem que provar; e não uma inversão disso.

  60. Gorducho Diz:

    Veja o causo da querela acerca da tumba do Tut, Srª Mariana: ANOS de cogitações;
    scaneamento das paredes;
    varredura c/ radar…
    Que dizem os ψquicos pra trivialissíssima tarefa de se postarem (say) ~1 pé das 2 paredes e dizerem o que tem imediatamente do outro lado (objetivamente, sem “estatísticas”, claro) ❓

  61. Gorducho Diz:

    Favor fechar o enlace após
    “Tut”, Sr. Administrador.
    Desculpe :oops:

  62. Marciano Diz:

    É mais do que isso, Gorducho.
    O ônus da prova cabe a quem a alega.
    Alegações extraordinárias é que demandam provas extraordinárias.
    Para o Borges, se estiver de olho:
    Artigo 373 do novo CPC e Sagan, Demon Haunted World.
    Um abraço, Borges.

  63. MONTALVÃO Diz:

    /
    Putz novamente: de novo abriu-se novo tópico e eu não vi, culpa minha ou do site que não avisa?
    .
    Enquanto a administração examina seu nível de responsabilidade vamos ver o que se pode dizer da doidice, digo, do artigo ora em discussão. AVISO AOS INTERESSADOS: inda não me atualizei, ou seja, não li os comentários postados. Se falo de algo já resolvido não me condenem à danação eterna!
    /
    /
    STEPHEN PHILLIPS :“No entanto, e se um psíquico afirmasse ver objetos tão microscópicos que a ciência da época não soubesse nada sobre eles nem possuísse a capacidade tecnológica de estudá-los? Suponha que, mais tarde, a ciência verificasse muitas de suas observações a ponto de descartar que seu sucesso na descrição desses objetos fosse devido apenas ao acaso?
    .
    Se protocolos suficientemente rigorosos foram aplicados ou se o psíquico ou o pesquisador fraudaram não seria algo pertinente para os crentes e os céticos discutirem, porque a ausência de informações científicas sobre as coisas que o psíquico afirmou ver obviamente fariam a fraude impossível em princípio.
    .
    O fato de suas observações não terem sido feitas em condições cegas ou duplo-cegas seria irrelevante.”

    /.
    CONSIDERAÇÃO: O que de melhor se pode afirmar do lido acima é: CODIDOUDO!
    .
    Certo que para avaliar se merece respeito o que o autor diz a respeito da clarividência de Besant e Leadbeater necessita-se de quem conhecedor da teoria das cordas e de física, o que não é a praia deste comentarista. Deixo essa parte aos físicos e simpatizantes que por aqui transitam. Mesmo assim, dá para dizer coisas concernentes ao escrito, além do principal já expressado no parágrafo precedente, ou seja, CODILOUCO!
    .
    Para matar o assunto no nascedouro e, diante de tanta demonstração da realidade do “poder” que o autor oferta, basta a inquirição: imaginados paranormais, via de regra (quer dizer: não somente os dois citados), fazem isso de modo inconteste e rotineiramente, de modo qualquer especialista que examinar o assunto conclua que ocorreu PES(significando a aquisição de conhecimento por via não conhecida)?
    .
    Ou o feliz defensor da realidade de psi achou UM caso que parece confirmar suas fantasias e o acena como prova definitiva?
    .
    Isso lembra o Perandrea que, dentre as milhares de psicografias domésticas de Chico Xavier, achou uma, a de Ilda Mascaro, na qual o médium psicografou com letra parecida à da morta, e tal foi divulgado ser prova “científica” de que mortos comunicam!
    .
    Aqui nem cabe um “FALA SÉRIO, Pô!”, o caso parece ser de fanatismo profundamente enraizado!
    .
    Entretanto, há quem veja Stephen com muitos bons olhos, exemplo é nada menos que o Victor Zammit, de quem não resta a menor dúvida… Veja o que ele diz:
    /
    ——————————.
    CIENTISTA BRILHANTE QUE ACEITA O PARANORMAL. DR STEPHEN PHILLIPS: ganhou seu Ph.D. na Universidade da Califórnia, onde também ensinou matemática e física.
    .
    Em 1979, um de seus trabalhos científicos foi publicado, propondo uma teoria que as interações de partículas unificadas e previu que os quarks não são fundamentais (como a maioria dos físicos atualmente acreditam), mas são compostos por mais três partículas básicas (“subquarks”) que podem ter sido desde então detectado em FermiLab, laboratório de física de alta energia perto de Chicago, na América.
    .
    Ele lecionou suas pesquisas no Laboratório Cavendish da Universidade de Cambridge, para a Sociedade de Pesquisa Psíquica, para a Sociedade Teosófica e na Escola de Verão de 1996 do Centro de Dharma do Canadá, um retiro de meditação budista fora de Toronto, no Canadá.
    .
    Seu trabalho apareceu em várias revistas acadêmicas, revistas populares e jornais. Ele era o físico britânico que publicou três livros que discutiam as investigações clarividentes sobre matéria (química oculta) feitas por Leadbeater e Besant. Eles pensaram que estavam descrevendo átomos, mas Phillips reconheceu que eles estavam realmente descrevendo partículas subatômicas. Ele diz que seu trabalho foi revisado por Brian Josephson, Hal Puthoff e outros. A página dos artigos tem muitos assuntos interessantes (mas altamente técnicos). (Obrigado a Bill Walker por este item interessante).
    —————————————–;
    /
    .
    O artigo ora sob avaliação, na verdade capítulo, faz parte do livro intitulado: “Extra-Sensory Perception of Quarks”, de Stephen M. Phillips, que também escreveu “ESP de Quarks e Superstrings”, o que me leva a indagar aos céus: o que será que se passa na cabeça de parapsicólatras? Quando a gente pensava que cachorros telepatas fosse o ponto extremo entre a imaginação criativa e a doidice desenfreada, eis que a fronteira se mostra ampliada…
    .
    Da primeira obra, da qual o trecho que aqui discutimos foi extraído, achei comentários na internet, destaco dois (já traduzidos):
    /
    ———————————;
    Avaliações de Clientes
    -1-
    MJ Stead
    Fascinante mas desafiador
    30 de janeiro de 2008
    .
    A premissa do livro é que os experimentos PSI dos teosofistas que examinaram elementos químicos podem ser intimamente adaptados ao modelo de estrutura atômica do século XX do final da estrutura atômica.
    .
    O livro contém equações dinâmicas quânticas, que requerem uma compreensão da matemática do assunto.
    .
    Não está escrito sob a forma de um livro de “popularização”, e pode ser um desafio para o leitor casual. No entanto, como afirma oferecer uma visão de áreas de física ainda não exploradas por experimentalistas, oferece a possibilidade intrigante de mostrar como a nossa compreensão da estrutura atômica pode parecer em 30 ou 40 anos.
    .
    -2-

    [email protected]
    Excelente interpretação técnica da Química Oculta
    2 de janeiro de 1998
    .
    Esta é uma apresentação técnica (física) de uma possível interpretação do trabalho esotérico da Química Oculta. Ele apresenta uma série de conceitos intrigantes que podem ser usados em sua própria interpretação. O autor também apresenta muito material coletado para sua dissertação de doutorado. Embora eu recomende este livro fortemente, tenho algumas diferenças pessoais de interpretação. Contacte-me para mais informações :)
    .
    https://www.amazon.com/Extra…Stephen-Phillips/…/0835602273
    /
    Ainda no site http://www.thescienceforum.com › The Science Forum › Pseudoscience há interessante discussão a respeito do autor, obviamente o título que encima a conversa é “pseudociência”. Seguem trechos, já traduzidos, para facilitar ao Marciano:
    /
    ————————————.
    -1-
    22 de fevereiro de 2012, 12:50 PM
    Olá a todos,
    Dr.Phillis é especialista em o que se chama “Geometrias sagradas”. Ele é físico (Ph.D) e parece dedicar toda a sua vida a demonstrar conexão entre “geometrias sagradas” de várias tradições e ciência moderna, especialmente as teorias de física de supermercados. Seu último livro é intitulado “Coonação matemática entre religião e ciência”.
    .
    Aqui está o site dele:
    http://www.smphillips.8m.com/

    .
    A partir deste artigo em seu site ( http://www.smphillips.8m.com/article-2.html )
    Também se segue que ele é um crente literal na Teosofia.
    O que é que vocês acham?
    Meu ponto é: se ele está certo então, bem … ele deve ser considerado um dos mais brilhantes minides e, além disso, toda a nossa ciência, especialmente a física, deve ser reconsiderada e ser vista do ponto de “geometrias sagradas”. , pode ser que ele esteja totalmente errado. Quem sabe?
    /
    -2-
    22 de fevereiro de 2012, 03:22 PM
    Exatamente, não estou familiarizado com nenhum outro cientista que fanaticamente esteja fazendo a mistura de física de partículas, “geometria sagrada” e teosofia. Bem, se ele estiver certo, então todos os nossos principais cientistas não estão, porque não parece que eles incorporaram essas coisas na sua ciência.
    Olhem para o primeiro de seus artigos:

    http://www.smphillips.8m.com/article-1.html
    /
    -3-
    22 de fevereiro de 2012, 15:41
    [...]
    Tal como está, parece ser uma grande quantidade de insersões pseudo-científicas, e é por isso que é difícil acreditar que um “cientista brilhante” faria seu nome para ele. Ahh, mas, novamente, ele não parece mencionar que ele é um cientista brilhante, mas talvez ele seja apenas modesto.
    .
    Mas o fato de que eu não consigo encontrar qualquer menção a ele em blogs de ciência reais também parece ameaçador. Ou minhas habilidades de pesquisa estão falhando, ou talvez o que ele está sugerindo seja muito extravagante para qualquer um levar a sério… e por isso Quero dizer, da mesma forma em que tomaram Garret Lisi seriamente quando recentemente propôs sua teoria “geométrica”.
    /
    =4=
    22 de fevereiro de 2012, 04:08 PM
    Não tenho ideia de onde ele se formou / que grau ele tem, e ele mesmo não reivindica nada em seu site. Ele tem cerca de 50 artigos ali combinando diferentes “geometrias sagradas” (grega, judaica, chinesa) e teosofia com a física moderna. A questão é: o que é isso? Nova ciência? Pseudociência? Mais uma vez, se ele está certo isso significa uma revolução total em nossa visão, deve ser considerada entre as mentes mais brilhantes … ou … apenas pseudociência e charlatanice[...]

    /
    /
    CONSIDERAÇÃO: observe-se que Stephen Phillips é adepto da teosofia, de onde extrai alguns dos “tesouros” de sua revolucionária ciência(e põe revolucionária nisso)…

  64. MONTALVÃO Diz:

    /
    Chiii, caí em desgraça: pus um comentário e foi censurado, só libera depois que a administração o considerar aceitável!
    .
    E agora, quem me poderá defender?

  65. Vitor Diz:

    Seu comentário tinha excesso de links, Montalvão. Já liberei.

  66. Vitor Diz:

    MONTALVÃO DIZ: “Para matar o assunto no nascedouro e, diante de tanta demonstração da realidade do “poder” que o autor oferta, basta a inquirição: imaginados paranormais, via de regra (quer dizer: não somente os dois citados), fazem isso de modo inconteste e rotineiramente, de modo qualquer especialista que examinar o assunto conclua que ocorreu PES(significando a aquisição de conhecimento por via não conhecida)?”
    .
    Sim. A Hella Hammid fazia exatamente isso – usava micro-psi:
    .
    http://obraspsicografadas.org/2016/resolucao-em-estudos-de-visao-remota-mini-e-micro-alvos-1979/

  67. MONTALVÃO Diz:

    /
    MONTALVÃO DIZ: “Para matar o assunto no nascedouro e, diante de tanta demonstração da realidade do “poder” que o autor oferta, basta a inquirição: imaginados paranormais, via de regra (quer dizer: não somente os dois citados), fazem isso de modo inconteste e rotineiramente, de modo qualquer especialista que examinar o assunto conclua que ocorreu PES(significando a aquisição de conhecimento por via não conhecida)?”
    .
    VITOR: Sim. A Hella Hammid fazia exatamente isso – usava micro-psi:
    http://obraspsicografadas.org/2016/resolucao-em-estudos-de-visao-remota-mini-e-micro-alvos-1979/

    /.
    CONSIDERAÇÃO: o link citado remete a discussão da qual não participei, mas o Gorducho resolveu o assunto logo ao início da conversa:
    /
    —————————-.
    Gorducho Diz:
    abril 19th, 2016 às 10:01 AM
    .
    Essa espero que o ANALISTA MONTALVÃO lobrigue porque superou tudo já dito e feito; até mesmo o espírito do cachimbo :!:
    .
    A que ponto chegam as criatividade bestas dos Crentes (só não arriscam fazer o que teriam que fazer… :( ): colocar imagens P&B só visíveis num microscópio…
    Os “médiuns” podem dar até as cores de imagem microscópicas P&B. Só não conseguem enxergar imagens coloridas ~ 750 x 600 num notebook, ou dizer as peças que tem ou não detrás das paredes da tumba do Tut :!:
    —————————–
    /
    CONSIDERAÇÃO: mesmo sem adentrar a discutir os “poderes” de Hella e concedendo, para fins de conversa, que os tivesse, seria uma ovelha desgarrada no oceano de paranormais que caminham por este orbe. O que foi pedido é demonstração de que os mutantes, por regra (quer dizer, tratar-se-ia de característica da paranormalidade) são habilitados a “enxergarem” o universo quântico, de modo que pudessem ser testados neste quesito.
    .
    Da mesma forma que deslumbrado encontra “médium excepcional” e a partir dele extrai regra geral, e assim “prova” que mortos comunicam: o Phillips segue por igual via!

  68. Borges Diz:

    O ônus da prova cabe a quem a alega.
    Alegações extraordinárias é que demandam provas extraordinárias.
    Para o Borges, se estiver de olho:
    Artigo 373 do novo CPC e Sagan, Demon Haunted World
    .
    Eu estava prestes a entrar nessa discussão sobre a matéria, levando toda a luz da minha ignorância, quando sou obstado pelas observações do Marciano. Assim, como não tenho provas, devo calar-me, ou, melhor dizendo, conter meus dedos.
    Um abraço

  69. MONTALVÃO Diz:

    /
    Estou me esforçando por levar a leitura do artigo adiante, está bravo, mas temos que nos esforçar, afinal brasileiro nunca desiste!
    .
    Ainda não me ficou claro se para Phillips a psi que se preze é a micro (e se ele dá a essa versão de psi significado particular), ou se acredita que existam duas manifestações da “força”: a psizona (ou psi-grandona) ostentada pelos safados, sem-vergonhas (oops, o dedo escorregou), digo, paranormais ostensivos, quais Ingo Swann, Sean Harribance, MacMoneagle, Hella Hamid, Green Morton, Amyr Amiden…que tanto encantam pessoas com sobrenome Visoni (ôpa, tirem os nacionais, que estes não gozam de prestígio entre os mouras e visonis); e a força quase-nenhuma, representada pela psizinha, que é tão fraquinha que nem merece comentários, e só funciona para quem tem olhos e ouvidos muuuuuuito “saudáveis”…
    .
    Os trabalhos investigativos, no sentido de esclarecer essa aporia, continuam…

  70. MONTALVÃO Diz:

    /
    Mariana Diz:
    .
    Primeiro artigo que leio e não entendo praticamente nada rsrsrs…sério. …
    Esse 18 seria uma forma de multiplicar pra chegar a massa, é isso?
    É os teosofistas fizeram isso pra chegar às massas deles, confere?
    Nossa fiquei muito perdida com esse artigo, tudo girando girando girando hahahaha bjs
    /.
    CONSIDERAÇÃO: Mariana, ao deparar sua postagem ia eu declarar: “a Mariana chega pitaqueia e some”, entretanto, vi que, desta vez, resolveu dar um dedinho de sua preciosa atenção à conversa, portanto, não direi o que diria…

  71. MONTALVÃO Diz:

    /
    Vitor Diz:
    .
    No caso os teosofistas NÃO viram os elétrons.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: sábia informação, só faltar informar o que mais eles não viram…uma pista: alguma coisa parecida com NADA!

  72. MONTALVÃO Diz:

    /
    Mariana Diz:
    .
    Gorducho, Montovalão, Marciano e demais comentaristas ceticos do blog, eu sugiro um desafio a vcs! Vcs sempre falam que queriam ver um psiquico Descobrir tal coisa escondida, pq vcs não se juntam, fazem uma vaquinha e propõem um teste ao Joe Mcmoneagle, o psiquico bem sucedido do stargate? Aproveitem que ele ainda está vivo e até tem Facebook! Até eu ajudaria nessa empreitada! Bjs e pensem a respeito! ????
    /.
    CONSIDERAÇÃO: belo desafio! Típico de Missão Impossível! Será que está pensando de, adiante, alegar: “desafiei os céticos a testarem o vigaris, digo, paranormal MacMoneagle e eles fugiram ao repto, isso prova que temem pôr suas descrenças em xeque!”
    .
    Bela Mariana, anote aí, MacMoneagle e todos desta mesma linha (paranormais que controlam seus poderes e os possuem em grau intenso) já foram testados, ainda que indiretamente. As pesquisas psi mais aceites dão conta de que a “força”, se existir, está sintetizada na Conjetura de Moi, que assim expressa:
    .
    “PSI, caso exista, é “força” de atuação tênue, de ocorrência esporádica e imprevisível, sem controle da parte quem supostamente a possui, e sem utilidade conhecida.”
    .
    Diante dessa realidade, fica claro que paranormais poderosos e ostensivos não existem. Mas, e os que existem? Certamente você perguntará. Esses estão contemplados na 2ª Conjetura de Moi que, embora não tão conhecida quanto a primeira, já está divulgada. Confira:
    .
    “Nas alegações do paranormal, a fraude e a ilusão são diretamente proporcionais à intensidade e ao controle dos poderes alegados.”
    .
    O que essa Conjetura afirma, em palavras rudes, é o seguinte: quanto mais imaginadamente poderoso mais realistamente fraudador!
    /
    Ah sim, antes que eu desesqueça: Montovalão é um primo meu que não conheço, my name is Montalvão…

  73. MONTALVÃO Diz:

    /
    Marciano Diz:
    Sugiro que Vossa Excelência (dirijo-me ao Vice-Presidente da Bancada Quase Cética) proponha ao Presidente que convoque assembleia geral extraordinária para deliberar sobre o assunto.
    Assumo o compromisso (sem custos) de secretariar os trabalhos, embora tenha abandonado o cargo de cisco de terceiro secretário.
    Não posso perder uma oportunidade dessas.
    Teste à vista!
    /.
    CONSIDERAÇÃO: os testes já foram decididos há três concílios. O difícil até o momento é encontrar médium e mediunista disposto a participar, consequentemente, os espíritos também não aparecem. O mesmo pode ser dito em relação aos paranormais a la Green Morton.
    .
    A presidência informa: abandono de cargo, sem autorização e sem indicação de sucessor, sujeita o infrator ao contido no Artigo bissexto da Declaração Informal de Composição, que assim reza: Ave Maria, cheia de graça… 🙇

  74. MONTALVÃO Diz:

    /
    Não é de admirar que Mariana e outros creiam que tipos quais McMoneagle sejam tudo isso o que deles dizem. O amigo do Vitor, o Dean Radin, publicou singelo panegírico ao homem e que quase me fez derreter de credulidade. Vejam:
    /
    ———————————————-.

    “Algumas pessoas que foram selecionadas em função de seus talentos psíquicos e testadas no decorrer de extensos períodos demonstraram efeitos confiáveis e, em comparação, mais fortes. Essas pessoas são raras, mas existem. Um exemplo é Joseph McMoneagle, o mais habilidoso clarividente do projeto chamado Top Secret pelo exército dos Estados Unidos sob os codinomes sucessivos de GRILLFLAME, STARGATE e outros ainda mais exóticos.
    .
    McMoneagle foi testado repetidas vezes, em numerosas experiências laboratoriais duplo-cego e demonstrou sua habilidade em descrever objetos e eventos a distância, alguns no futuro, algumas vezes com detalhes espetaculares.
    .
    Em um desses experimentos, tudo o que McMoneagle sabia era que uma pessoa que jamais encontrara antes estaria visitando um alvo tecnológico, em uma determinada hora, em algum lugar que poderia ser alcançado por uma viagem de uma hora de carro, localizado em qualquer ponto do Vale do Silício, no norte da Califórnia. O número e a variedade de possíveis alvos tecnológicos que se pode atingir após uma curta viagem de carro nessa região é gigantesco.
    .
    Segundo se ficou sabendo mais tarde, o alvo a que essa pessoa chegou era um acelerador de feixes de partículas e foi exatamente isso que McMoneagle desenhou (Figura 14-1)
    .
    Devido à disponibilidade (rara) dessas habilidades, me interessei em descobrir se especialistas em psi poderiam ser úteis para colaborar na invenção de dispositivos práticos. Durante alguns anos, estive interessado em criar um “comutador operado pela psi”: um artefato tecnológico capaz de detectar intenções mentais a distância. O Escritório de Patentes dos Estados Unidos concedeu a patente 5830064 em 3 de novembro de 1998, com base nas pesquisas do Laboratório de Pesquisa de Anomalias em Engenharia de Princeton (PEAR) para garantir os direitos autorais sobre um efeito baseado em psi. Desse modo, o conceito de tecnologias embasadas na psi pode não ser assim improvável como algumas pessoas acreditam.
    .
    Em um de meus projetos de comutador-psi, ao longo de um ano e desenvolvendo uma dúzia de sessões diferentes, imaginei se McMoneagle poderia explorar o futuro, a curto prazo, para descrever os primeiros protótipos dos dispositivos de operação de comutadores pela psi. Pensava que, se fosse possível descrever uma invenção futura, não iria querer receber informações de um futuro demasiado distante, porque isso seria a mesma coisa que demonstrar o funcionamento de um tocador portátil de DVD a Benjamin Franklin e perguntar quais eram seus pensamentos a respeito do processo que permitia esse funcionamento. Ele não teria a menor possibilidade de descrever essa tecnologia. De forma semelhante, uma amplificação psíquica de um dispositivo futurístico não faria qualquer sentido em termos da tecnologia corrente. Assim, pedi a McMoneagle que me fornecesse um lampejo de protótipos de dispositivos que pudessem ser captados no horizonte temporal próximo. Foi isso que ele me apresentou (Figura 14-2).
    —————————————–.
    Figura 14-2. Desenho de um futuro “comutador-psi” operado pela mente e capaz de amplificar intenções, desenhado pelo clarividente Joseph McMoneagle. Este desenho é reproduzido aqui apenas como uma ilustração sem compromisso com o objetivo de ilustrar que, algumas vezes, informações técnicas muito detalhadas podem ser obtidas por meio da habilidade de portadores talentosos de habilidades psíquicas.
    [A imagem cá não aparece, fica o descritivo dela]
    —————————————–.
    A temática das possíveis aplicações práticas da psi é intrigante mas arriscada e merece um tratamento cuidadoso, que já se encontra além do escopo deste livro. Por enquanto, extrapolando a partir do conhecimento e das tendências atuais, posso especular que no futuro poderemos encarar a psi como o núcleo de exóticas formas de comunicação e de tecnologias previsivas.
    [...]
    Algum dia, as pesquisas psíquicas serão estudadas em universidades e ensinadas com a mesma naturalidade com que se transmitem os rudimentos da economia e da biologia. Não serão mais consideradas controvertidas, mas apenas uma outra faceta da Natureza que se aprende como parte de uma educação geral bem elaborada. Nesse futuro, ninguém mais se lembrará de que a psi foi considerada durante algum tempo ocupando as fímbrias exteriores dos domínios da ciência. Iremos discutir sobre novas controvérsias, que nem sequer foram ainda imaginadas. (Mentes Interligadas – Dean Radin)
    ———————————————————.
    /
    CONSIDERAÇÃO: Esse texto nos dá preciosas informações. Ficamos sabendo que Radin põe a mão no fogo por Mcmoneagle.
    .
    Vê-se, também, que Dean Radin tenciona derribar um dos postulados da Conjetura de Moi, o que diz: “psi é sem utilidade conhecida”: Radin está a desenvolver um comutador-psi! E que raio de treco é esse? O próprio Radin explica: “um artefato tecnológico capaz de detectar intenções mentais a distância”… E McMoneagle tá ajudando pracaramba!
    .
    Agora responda, Mariana: é codilouco ou não?
    .
    Ah, e Dean Randi também é profeta: breve veremos psi fazer parte dos currículos escolares. Vivam para ver…
    .
    E depois me perguntam por que eu bebo tanto…

  75. Espirita Sp Orlando Diz:

    Mariana, frequenta ou frequentou algum instituto ou centro ou federação espírita? Nesses lugares encontrarás respostas às suas dúvidas e lhe asserenar pois percebo que está mui aflita em busca de respostas.
    Aqui é um ótimo lugar mas também sugiro perseverança nos postulados kardecistas.

  76. MONTALVÃO Diz:

    /
    Mariana Diz:
    .
    Marciano, vc não acha que ficar querendo que pessoas desqualificadas em vez de um psiquico profissional realizem um teste, não é só pra ficar procrastinando, enrolando e nunca de fato se chegar a uma conclusão? Tá com medo de chegar a uma conclusão positiva ou negativa definitiva? Eu não tenho medo, gostaria mais é que isso acontecesse pra mim, já estou farta de conviver com a dúvida haha
    /.
    CONSIDERAÇÃO: nunca se farte de conviver com a dúvida: ela é saudável e provavelmente é o que a leva a buscar respostas. Quem acha que já tem todos os esclarecimentos de que precisa é que deve ficar preocupado.
    .
    Psíquico profissional? Existe isso? O que é que um desses faz, sabendo-se que “psi não tem utilidade conhecida”? Será que iludir incautos conta como atividade produtiva?
    .
    O melhor teste para psi é a história. Uma “ciência” que nunca conseguiu dar um passo adiante, que fica correndo atrás do próprio rabo, que, em mais de cem anos de pesquisas, sequer uma teoria completa produziu já está mais que testada. A mecânica quântica é recente em relação aos estudos psi e veja a diferença!

  77. MONTALVÃO Diz:

    /
    Mariana Diz:
    .
    Por falar no centro do Waldo, não consigo entender como eles dizem que seu negócio é científico e não realizam nem divulgam testes nesse estilo…
    /.
    CONSIDERAÇÃO: aí depende o que entende por divulgação: Waldo tem vários livros falando de suas experiências com viagens astrais, também chamadas “projeção de consciência”, “projeção astral”, “viagem fora do corpo”…

  78. MONTALVÃO Diz:

    /
    Espirita Sp Orlando Diz:
    .
    Mariana, quanto de dinheiro seria preciso para seu experimento?
    /.
    CONSIDERAÇÃO: se fala do sugerido experimento com McMoneagle… muuuuuito dinheiro…

  79. MONTALVÃO Diz:

    /
    Espirita Sp Orlando Diz:
    .
    Waldo já se arrependeu de ter se separado do Chico e do Espiritismo. há mensagens psicografadas sobre isso.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: antes de garantir que o Waldo arrependido comunicou, precisa conferir:
    .
    1) se espíritos comunicam (há 150 anos espera-se, em vão, pela demonstração objetiva da presença de mortos entre os vivos);
    .
    2) (caso se demonstre que comunicam) se era mesmo Waldo quem se manifestava: ele que em vida garantira ser o espiritismo retrógrado e a projeciologia a evolução, para ter mudado de ideia teria que explicar bem direitinho o que houve.

  80. Vitor Diz:

    MONTALVÃO DISSE: “O melhor teste para psi é a história. Uma “ciência” que nunca conseguiu dar um passo adiante, que fica correndo atrás do próprio rabo, que, em mais de cem anos de pesquisas, sequer uma teoria completa produziu já está mais que testada. A mecânica quântica é recente em relação aos estudos psi e veja a diferença!”
    .
    O cético Chris French possui uma visão radicalmente diferente da sua. A diferença é que ele estudou o assunto…

  81. Vitor Diz:

    Palavras do cético Chris French (de 2017/2018):
    .
    Há alguma evidência que apoie as alegações paranormais? Sim, há (por exemplo, Irwin e Watt, 2007). Muitas dessas evidências vieram do que parece ser, numa inspeção inicial, estudos razoavelmente bem controlados. Deixe-me ser absolutamente claro neste ponto: por razões discutidas em mais detalhes em outro lugar (French, 2010; French e Stone, 2014), eu não acredito pessoalmente que existam habilidades paranormais, mas não tenho mais qualquer certeza de que minha visão é a correta. A evidência disponível não é suficiente para justificar a rejeição por atacado da visão científica convencional. Mas é simplesmente incorreto afirmar, como alguns autoproclamados céticos fazem, que não há evidências em apoio à existência de tais habilidades.

  82. Vitor Diz:

    Com os céticos Chris French e Stanley Jeffers apoiando a Parapsicologia realmente 2018 está sendo um ano maravilhoso.

  83. MONTALVÃO Diz:

    /
    Mariana pergunta:
    =======================================
    Gorducho, quais os componentes da mesa de ceticos? Rsrs quem é o presidente e os outros? Vc é o que?
    ====================================

    Gorducho responde:
    =========================================
    O Analista Montalvão, claro, é o Presidente.
    Eu sou o vice.
    ==========================================

    MARCIANO: Deveria ter mencionado que eu fui o cisco de terceiro secretário, até abandonar o cargo.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: e o Vinícius, não entrar nessa mamata?
    .
    Não será bradando ao mundo o que acha que seja que será: você atualmente acumula duas funções (third secretário e substituto ad aeternum da presidência), dado o afastamento do titular, por motivos vários, inclusive de saúde.
    /
    /

    MARCIANO: O abandono do cargo foi devido ao fato de que o Presidente acredita na eficácia da hipnoterapia (o Vice-Presidente não acredita nem em hipnose) e o Vice-Presidente acredita na historicidade do personagem NSJC, que eu prefiro chamar de NSFG, pela semelhança entre suas histórias.
    O fundamento do Vice é porque não consegue acreditar que toda a trama desenvolvida durante séculos (e ainda em construção) teria de ter um personagem comum como base, coisa que não entendo, pois acho que já demonstrei sobejamente, em comentários anteriores, como foi o processo de criação do personagem, além do fato de que a ICAR não precisaria falsificar textos, interpolar outros, nem produzir falsas relíquias se tivesse existido qualquer indivíduo desqualificado que pudesse ter inspirado a crença, a qual é um amálgama de várias crenças que coexistiam e que foi unificada por Constantino, somente para depois virar a religião mais fragmentada que já existiu, com mais de 60 mil denominações.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: ponderações insuficientes para justificar o desligamento, considere-se, pois, ligadão.
    .
    De mais a mais, os motivos não foram discutidos de fato. A eficácia da hipnose, dita acreditada pelo antigo presidente que vos fala, além de não ter sido adequadamente conversada, é simplesmente dita de forma genérica, sem cotejar o quanto de “crença” vai nesse acreditamento. Para piorar, a parte detratora sequer noticia se tem a hipnose como zero de valor ou se nela acha algo de útil.
    .
    Sobre Jesus… só Jesus! O problema é tão complelxo que nem Sócrates escapa…
    /
    /

    MARCIANO: No dia em que o [ex-]Presidente convencer-se de que hipnoterapia é uma terapêutica tênue, de efeitos imprevisíveis, sem qualquer controle da parte de que a aplica e, portanto, sem nenhuma utilidade prática, e o Vice entender que seu argumento é fraquíssimo (não pode existir uma religião sem um inspirador de carne e osso) eu reassumo o cargo.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: pô, finalmente um norte para começo de conversa. Retruco que a definição de hipnose não corresponde aos fatos. O hipnoterapeuta tem controle do processo e há várias utilidades constatadas.

    /
    /
    MARCIANO:E quer você acredite ou não, Mariana, a Bancada existe. Foi criada com o propósito de fazer os testes.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: aguarda-se apenas quem disposto à verificação e o reconhecimento da administração de que a proposta é importante e válida.
    /
    /

    MARCIANO:Já quiseram me empurrar a Presidência e a Vice-Presidência, várias vezes, mas eu não me acho qualificado para o cargo.
    Prefiro secretariar os trabalhos [...] mas sem a responsabilidade de cargos tão elevados, o que me faria perder a condição de campeão universal e incontestável de humildade.
    .
    Em matéria de modéstia, ninguém é melhor do que eu.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: por isso fostes guindado à substituto ad aeternum da presidência, não só pela modéstia mas pelos dotes que sua citada humildade o impede de admitir.
    .
    O presidente se viu obrigado ao afastamento, embora tentasse denodadamente dar conta da missão. Ocorreu que, ao ser diagnosticado pelo Dr. Visoni de estar com aquela doença alemã de cujo nome esqueceu, somada à vetusta idade, à espinhela caída, ao trem nos ossos e à chumbose, não viu outro caminho que não sair do caminho.
    /
    /
    MARCIANO:Parece que o Orlando está sendo obsediado pelo Presidente Montalvão. A gente fala num, o outro aparece.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: então, vai ver que o infeliz morreu e ainda não sabe: só obsedia vivo desencarnado (espiriticamente falando).

  84. MONTALVÃO Diz:

    /
    MARCIANO: Mariana, já reparou como estamos ligados pela alfabetologia, o equivalente alfabético da numerologia?
    /.
    CONSIDERAÇÃO: e pela numerologia também: a soma dos valores letrais de Marciano é 70, a de Mariana 54. Não sei o que significa, afinal não entendo de numerologia, mas como são números devem ter uma ligadura fenomenal!

  85. Gorducho Diz:

    ============================================================
    Palavras do cético Chris French
    ============================================================
    :shock:
    I kind of fell into this trap myself…I used to be a believer, a true believer until quite well into my adulthood.

  86. MONTALVÃO Diz:

    /
    “Orlando, entendi mal ou você está querendo investir seu dinheiro no nosso empreendimento futuro?
    Sabe que nossos experimentos não visam lucro, somente conhecimento científico, portanto, não vai ter retorno, não sabe?”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: claro que entendeu mal: Orlando não quer “investir”: ele almeja cooperar, talvez (do verbo “quem sabe?”) pretenda mesmo cobrir os custos de todo o empreendimento.
    .
    Seja bem-vindo nobre mecenas!
    .
    Num cálculo conservador: para montar o projeto investigativo, trazer o McMoneagle ao coração do mundo, garantir-lhe sobrevivência e segurança, roupa lavada e charutos cubanos, pelo prazo estimado de 15 dias, 150 mil dá pra começar… dólares ou euros…

  87. MONTALVÃO Diz:

    /
    “Marciano, já que nossos nomes estão ligados pela alfabetologia rsrs, acho que é um sinal pra vc se convencer e convencer seus pares a fazer um teste logo, pq desde que o mundo é mundo e eu visito esse blog, eu vejo vcs nessa lenga-lenga sem resolver”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: tá vendo Marciano e Gorducho? Nós somos lengalenguistas: afinal as esquinas estão lotadas de paranormais e os centros de médiuns contatadores de mortos, todos ávidos por serem testados, sem falar dos espíritos, que fazem filas medonhas, na esperança de serem chamados para darem provas de suas presenças…
    .
    Se eu ainda fosse presidente iria tomar uma providência drástica!

  88. Vitor Diz:

    Gorducho, você prosseguiu lendo?
    .
    In Richard Saunders’s podcast The Skeptic Zone, one of his guests, Chris French, said your 1981 book was instrumental to him. French said, “I kind of fell into this trap myself….I used to be a believer, a true believer until quite well into my adulthood. And it was reading one particular book by James Alcock, called Parapsychology—Science or Magic? that made me realize there was another way of explaining all these unusual experiences, and one that actually made a lot of sense to me! … I can turn ’round to him [James Alcock] and say, ‘You are the bastard that got me to where I am today! You’ve got a lot to answer for!” Chris French is one of the skeptic bulldogs who has gone on to do amazing things. Who inspired you, Jim?

  89. Vitor Diz:

    Note que French é chamado de um dos “buldogues dos céticos”… uma alusão a Thomas Huxley, que era chamado de “o buldogue de Darwin” por sua defesa da evolução…

  90. Gorducho Diz:

    Então teve uma recaída como S/Pessoa que depois de se flagrar acerca do espiritismo procurou refúgio na estatística.
    Mas cético não era como mesmo admitiu.

  91. Gorducho Diz:

    Agora vou usar o telefone
    não me bloqueie faz favor 😠

  92. MONTALVÃO Diz:

    /
    MONTALVÃO DISSE: “O melhor teste para psi é a história. Uma “ciência” que nunca conseguiu dar um passo adiante, que fica correndo atrás do próprio rabo, que, em mais de cem anos de pesquisas, sequer uma teoria completa produziu já está mais que testada. A mecânica quântica é recente em relação aos estudos psi e veja a diferença!”
    .
    VITOR: O cético Chris French possui uma visão radicalmente diferente da sua. A diferença é que ele estudou o assunto…
    ——————————————–
    Palavras do cético Chris French (de 2017/2018):
    .
    Há alguma evidência que apoie as alegações paranormais? Sim, há (por exemplo, Irwin e Watt, 2007). Muitas dessas evidências vieram do que parece ser, numa inspeção inicial, estudos razoavelmente bem controlados. Deixe-me ser absolutamente claro neste ponto: por razões discutidas em mais detalhes em outro lugar (French, 2010; French e Stone, 2014), eu não acredito pessoalmente que existam habilidades paranormais, mas não tenho mais qualquer certeza de que minha visão é a correta.
    .
    A evidência disponível não é suficiente para justificar a rejeição por atacado da visão científica convencional. Mas é simplesmente incorreto afirmar, como alguns autoproclamados céticos fazem, que não há evidências em apoio à existência de tais habilidades.

    /.
    CONSIDERAÇÃO: French não disse nada que eu não diria, com exceção de: não acredito em psi, mas não tenho certeza se não acredito em psi! Tanto que a Conjetura de Moi deixa brecha para a dúvida, ao propor: “Psi, caso exista…”.
    .
    Então, posso me alinhar com o French e prolatar: “pessoalmente não creio que psi exista, mas posso estar equivocado, portanto, psi, caso exista, é força de atuação tênue, etc.
    .
    Quanto a haver evidências apoiantes de alegações paranormais, precisamos conhecer que evidências são e que alegações apoiam: se estiverem contidas na Conjetura de Moi assino embaixo…

  93. Vitor Diz:

    GORDUCHO DISSE: “Mas cético não era como mesmo admitiu.”
    .
    Acho que vc vai matar 99% dos céticos, pois é muito difícil que quando criança um cético não tenha acreditado em Papai Noel ou em Deus. Aí qq um pode usar isso para desacreditar qualquer cético de verdade.

  94. Vitor Diz:

    MONTALVÃO DISSE: ” French não disse nada que eu não diria, ”
    .
    Ele também disse:
    .
    E quanto à competência (ou não) dos parapsicólogos? Embora sempre seja possível, como em todas as ciências, encontrar exemplos de metodologia de má qualidade, raciocínio fraco e análise inadequada de dados, ficou evidente que muitos parapsicólogos eram realmente mais conscientes do que seus colegas em disciplinas mais convencionais dos possíveis artefatos e vieses que podem distorcer o processo científico. Eles tinham que ser, dado o intenso escrutínio crítico dirigido a qualquer achado que pudesse apoiar, digamos, a telepatia. Como Bob Morris costumava dizer, era como se os químicos tivessem que assegurar às pessoas que “Sim, lembramos de lavar os tubos de ensaio antes de começarmos”.

  95. MONTALVÃO Diz:

    /
    /FLASH BACK/
    ———————————–.

    Marciano Diz:
    SETEMBRO 9TH, 2014 ÀS 12:19
    .
    “Uma prática muito comum em alguns países é a o uso de “detetives psíquicos” na resolução de casos policiais problemáticos. Pessoas, que se dizem com poderes psíquicos, fazem uso de técnicas de “Leitura Fria” (Cold Reading)*,e se aproveitam do desespero das pessoas para promoção pessoal.
    .
    Banachek, um dos meus ídolos do Mentalismo, se tornou um novo cruzado contra os que fazem este tipo de atividade. Simples: Um milhão de dólares para quem provar que possui habilidades psíquicas. O programa agora será exibido pela ABC.
    .
    O desafio não é novo. Na verdade o One Million Dollar Paranormal Challenge, existe desde 1996 neste valor. A James Randi Educational Foundation se propõe a pagar um milhão de dólares a qualquer um que demonstrar evidência de evento paranormal, sobrenatural ou de poderes ocultos, em condições de testes aceitas por ambas as partes.”
    .
    Para sua reflexão, dos demais analistas e dos leitores que não comentam, deixo aqui uma leitura curta:
    .
    Evidência de Percepção Extra-Sensorial falha em teste-chave
    .
    Peter Aldhous para The New Scientist
    .
    Nós não conseguimos ver o futuro. Esta é a conclusão da meta-análise de estudos que tentam replicar as surpreendentes descobertas da premonição – que sugere que o comportamento das pessoas é influenciado por eventos que ainda não ocorreram.
    .
    As descobertas originais, reveladas em 2010 por Daryl Bem, da Universidade de Cornell, em Ithaca, Nova York, poderia ter criado uma reviravolta em nosso conhecimento estabelecido de causalidade e percepção humana. Aposta da New Scientist na época era de que a maioria das tentativas de repetir os experimentos iriam falhar ao tentar replicar os resultados de Bem.
    .
    Os experimentos de Bem foram surpreendentemente simples: ele produziu os bem-conhecidos experimentos psicológicos – por exemplo, aqueles que mostram que digitando palavras selecionadas a partir de uma lista prévia, facilita a sua recordação mais tarde – na ordem inversa. Neste caso, estudantes voluntários eram melhores lembrando palavras que mais tarde iriam escrever.
    .
    Vários grupos já tinham relatado anteriormente suas tentativas de repetir o trabalho Bem, mas falharam em replicar suas descobertas. No novo estudo, a equipe liderada por Jeff Galak da Carnegie Mellon University, em Pittsburgh, não só conduziram as suas próprias experiências sobre os testes de palavra-recall, mas também fizeram uma análise estatística da combinação de resultados de seu trabalho, com os estudos de Bem e outros 10 experimentos.
    .
    Isso é importante, porque tal meta-análises são consideradas a melhor abordagem na avaliação de um corpo de evidência científica – usado, por exemplo, para combinar os resultados de vários ensaios clínicos para determinar se funciona um tratamento médico.
    .
    O The Journal of Personality and Social Psychology em que tanto a pesquisa de Bem como o novo artigo foram publicados, já havia sido criticado por não publicar uma tentativa fracassada de repetir o trabalho de Bem. Na época, o editor da revista, Eliot Smith, psicólogo da Universidade de Indiana em Bloomington, disse que estava aberto para a publicação de uma meta-análise.
    .
    “Parece que as práticas normais de investigação científica e publicação de periódicos podem efetivamente corrigir alegações incorretas ou exageradas”, escreveu Smith em um e-mail para alertar os jornalistas sobre o novo artigo.
    .
    “Um efeito não é um efeito a não ser que o efeito possa ser replicável” concluiu Galak e seus colaboradores, que no entanto, elogiaram Bem e incentivaram outros pesquisadores a repetirem seu trabalho.
    Artigo original: NewScientist
    Outra fonte: Nature
    /

    -2-
    UNIVERSIDADE TESTA PODERES DE MÉDIUMS EM ‘DESAFIO DE HALLOWEEN’
    .
    A Universidade de Londres e a chamada Sociedade de Céticos de Merseyside realizaram uma experiência na capital britânica para testar se pessoas que se auto-intitulam médiuns têm ou não poderes paranormais, num evento que chamaram de “Desafio de Halloween”.
    .
    BBC Brasil, 31.out.2012
    .
    Pesquisadores da unidade de Parapsicologia da Goldsmiths (parte da Universidade de Londres) convidaram dois voluntários que se diziam médiuns profissionais, para testar suas habilidades paranormais em um ambiente controlado.
    .
    Eles teriam que adivinhar fatos sobre cinco voluntários – que nunca tinham visto antes da experiência.
    .
    Os testes, segundo os pesquisadores, não demonstraram a existência de poderes mediúnicos que desafiem explicações científicas.
    .
    O organizador do teste, Chris French, diretor da unidade de pesquisa de Parapsicologia da Goldsmiths, afirmou que os auto-intitulados médiuns tiveram uma taxa de um acerto em cada cinco tentativas.
    .
    Este resultado “pode ser totalmente explicado pela probabilidade”, disse o pesquisador.
    .
    Michael Marshall, da Sociedade de Céticos de Merseyside, foi além, e disse que a experiência demonstrou que as supostas habilidades especiais de médiuns “não são baseadas na realidade”.
    .
    Controvérsia
    .
    No entanto, Patricia Putt, uma das médiuns envolvidas no teste, contestou as conclusões, dizendo que ela precisaria ter interagido cara a cara com as pessoas e ouvir suas vozes, “para que a conexão fosse estabelecida”. Os chamados médiuns e os voluntários foram separados por um cubículo durante o teste.
    .
    Segundo ela, o experimento “não prova nada”. Patricia afirmou ainda que seu índice de sucesso geralmente é muito alto.
    .
    “Os cientistas têm a cabeça muito fechada”, disse.
    .
    Segundo Patricia, há golpistas se passando por médiuns, mas ela disse acreditar ser um erro dos pesquisadores acreditar que todos os paranormais são iguais.
    Fonte: BBC Brasil

  96. Mariana Diz:

    150 mil dólares pra testar o joe mcmoneagle? Capaz!!!! Nunca que é tudo isso! Vcs tão pirando!
    Eu acho que joe seria a opção perfeita, ele alegadamente fez coisas que outros não chegam nem perto, por isso insisto nela…
    Mas…se vcs quiserem testar outros, pq não com o pessoal do ceaec do Waldo? Afinal eles estão há décadas fazendo ciência e saindo do corpo como dizem?

  97. Mariana Diz:

    Agora quero ver a digníssima corte quase cética ir atrás desse pessoal. ..teremos desculpas agora? Pq vai ficar beeem mais fácil e barato né? !
    E daí pra que dia marcamos o teste?
    PS. Não gosto de enrolação hahaha bjs

  98. Gorducho Diz:

    Não nos cabe “ir atrás”….
    Quem faz alegações extraordinarias e não foi adequadamente testado o benefício da duvida e nosso.
    O ônus da prova de quem alega coisas fantásticas e de quem alega.
    Claro que os céticos não podem se recusar a testes –isso sim :!:

  99. Espirita Sp Orlando Diz:

    Indicar a conta para depósito. Me mandem antes o contato desse McNagle ok
    Vou ver se consigo o apoio da FEB, Da USE, do IBPE, Feal.
    Acho que as instituições espíritas querem provar alguma coisa mas falta divulgação a elas.
    Algum de vocês já mandou um e-mail para perguntar se aceitariam testar médiuns de graça? Num dia de trabalhos…

  100. MONTALVÃO Diz:

    /
    VITOR: O cético Chris French possui uma visão radicalmente diferente da sua. A diferença é que ele estudou o assunto…
    /.
    CONSIDERAÇÃO: q

  101. Espirita Sp Orlando Diz:

    Parente da Nicky French, uma diva da dance music???
    https://m.youtube.com/watch?v=A9IErcqknvc

  102. Gorducho Diz:

    Contacte ele e pergunte se ele se-garante em testes de verdade…
    Claro que ninguém e tao idiota de cogitar em pagar ele. Agora se ele “se-garante” poderemos abrir um crowd pras despesas (comprovadas, claro).
    E o passo 2 e definir se faremos cá ou la na America.
    A orçamentação do crowd dependerá preliminarmente dessa definição preambular.

  103. Gorducho Diz:

    M/resposta é pra Srª Mariana

  104. MONTALVÃO Diz:

    /
    Esse dedo hoje…tá me dando trabalho, escorregando a todo momento…
    /
    VITOR: O cético Chris French possui uma visão radicalmente diferente da sua. A diferença é que ele estudou o assunto…
    /
    MONTALVÃO DISSE: ” French não disse nada que eu não diria, ”
    .
    VITOR: Ele também disse:
    .
    “E quanto à competência (ou não) dos parapsicólogos? Embora sempre seja possível, como em todas as ciências, encontrar exemplos de metodologia de má qualidade, raciocínio fraco e análise inadequada de dados, ficou evidente que muitos parapsicólogos eram realmente mais conscientes do que seus colegas em disciplinas mais convencionais dos possíveis artefatos e vieses que podem distorcer o processo científico. Eles tinham que ser, dado o intenso escrutínio crítico dirigido a qualquer achado que pudesse apoiar, digamos, a telepatia. Como Bob Morris costumava dizer, era como se os químicos tivessem que assegurar às pessoas que “Sim, lembramos de lavar os tubos de ensaio antes de começarmos”.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: oh, que linda reflexão. Ainda tô com French. Só que nada do dito melhora a situação de psi, de um quase-nada produzir em século de pesquisas. French reconhece que alguns pesquisadores psi são rigorosos na qualidade de suas experimentações, parabéns então pra eles, mas, e aí? Já sabemos se psi existe? E se existe tem alguma utilidade?

  105. Marciano Diz:

    ===============================================================
    Putz novamente: de novo abriu-se novo tópico e eu não vi, culpa minha ou do site que não avisa?
    ===============================================================
     
    Culpa sua, mas ainda bem que eu, mesmo não sendo mais cisco de terceiro secretário da Bancada Quase  Cética, por uma questão de lealdade, avisei-o, no tópco anterior.

  106. Marciano Diz:

    Tópico.
    O poltergeist assenhoreou-se de meu teclado.

  107. Marciano Diz:

    ===============================================================
    Eu estava prestes a entrar nessa discussão sobre a matéria, levando toda a luz da minha ignorância, quando sou obstado pelas observações do Marciano. Assim, como não tenho provas, devo calar-me, ou, melhor dizendo, conter meus dedos.
    ===============================================================
     
    Não foi minha intenção.
    Queria apenas lembrá-lo de que é saudável citarmos as fontes, para não cairmos na esparrela de atribuir ditos a pessoas que nunca os proferiram. Nada obstante, devo admitir que realmente o ônus da prova cabe a quem alega os fatos.

  108. MONTALVÃO Diz:

    /
    E tem mais, não me parece que Chris French seja tão crente em psi como Vitor quer fazer parecer…
    /
    sábado, 7 de novembro de 2015
    .
    Entrevista com Dr. Chris French
    .
    por David Webb
    .
    tradução: Felipe Nogueira
    .
    Fonte: http://www.all-about-psychology.com/chris-french.html
    .
    Chris French, Ph.D., é professor de psicologia e diretor da Unidade de Pesquisa de Psicologia Anomalística em Goldsmiths, na Universidade de Londres. Ele é renomado por sua pesquisa na psicologia da crença no paranormal, especialmente no seu trabalho que oferece explicações não paranormais para experiências consideradas paranormais (percepção extrassensorial, telecinese, leituras psíquicas, cura espiritual, medicina alternativa e complementar, experiências extracorpóreas e de quase-morte, astrologia e outras técnicas divinatórias, reencarnação, OVNIs e abduções alienígenas, fantasmas e espíritos demoníacos, poder do cristal e dowsing, etc).

    .
    Consultor especial e ex-editor chefe da The Skeptic Magazine, a principal e mais antiga revista cética do Reino Unido, Professor French é frequentemente chamado pela mídia para oferecer uma perspectiva psicológica sobre várias afirmações paranormais. Ele também é colunista das páginas online de ciência do jornal Guardian.
    .
    ENTREVISTADOR: O que fez você perseguir um interesse acadêmico na psicologia das crenças paranormais?
    .
    FRENCH: Afirmações paranormais sempre me fascinaram. Até meus 20 anos, na verdade, eu acreditava em muitos fenômenos paranormais. Foi lendo um livro específico no início dos anos 80, Parapsychology: Science or Magic? escrito por James Alcock, que meus olhos abriram para o fato de que EXISTEM PLAUSÍVEIS EXPLICAÇÕES NÃO PARANORMAIS PARA EXPERIÊNCIAS PARANORMAIS, muitas das quais apoiadas por boas evidências empíricas. Meu interesse aumentou com a leitura de livros escritos por Ray Hyman, James Handi, Martin Gardner e outros. Assinei a revista americana Skeptical Inquirer e na revista britânica The Skeptic (conhecida como a Skeptic britânica e irlandesa).
    .

  109. Marciano Diz:

    Sinta-se à vontade para comentar o que quiser, mas peço-lhe, encarecidamente, que ao menos tente provar o que disser de extraordinário e que não atribua a Einstein qualquer coisa que ler em redes sociais.
    Um abraço.

  110. Espirita Sp Orlando Diz:

    Bancada cética, Vitor
    Vocês acham que instituições espíritas estão interessadas em fazer experiências mediúnicas?
    Ou querem ficar somente na parte religiosa?

  111. Marciano Diz:

    ===============================================================
    Mariana, ao deparar sua postagem ia eu declarar: “a Mariana chega pitaqueia e some”, entretanto, vi que, desta vez, resolveu dar um dedinho de sua preciosa atenção à conversa, portanto, não direi o que diria…
    ===============================================================
     
    Que bom.
    O blog está precisando de oxigênio, e a Mariana é sempre bem-vinda. Queira Afrodite que, desta vez, ela permaneça nos concedendo o prazer de sua presença.

  112. Marciano Diz:

    🙇
     
    Não vou contrariar a reza da Maria.
    Se é para o bem de todos e felicidade geral da Bancada Quase  Cética, diga a todos que FICO.

  113. MONTALVÃO Diz:

    /
    Vitor Diz:
    .
    Com os céticos [como] Chris French e Stanley Jeffers apoiando a Parapsicologia realmente 2018 está sendo um ano maravilhoso.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: aplicando a Conjetura de G-Poa: nuuuuuunca é bem assim…
    /
    —————————-.
    CHRIS FRENCH: “Embora, eu estivesse fascinado pela abordagem cética ao paranormal e às outras pseudociências, por um grande período, meu interesse era mais do que um hobby pessoal. Eu dei palestras ocasionais nesse tópico, mas não estava ativamente pesquisando na área relacionada ao meu interesse. Na época, a psicologia anomalística não era vista como um área respeitável para pesquisa séria – afinal, esses tópicos eram discutidos na TV!”
    ————————————-
    /.
    CONSIDERAÇÃO: para quem não entendeu: French diz, com todas as letras, parapsicologia é pseudociência!
    .
    Parabéns Vitor, vejo que está abrindo os olhos!

  114. MONTALVÃO Diz:

    Mariana Diz:
    .
    Agora quero ver a digníssima corte quase cética ir atrás desse pessoal. ..teremos desculpas agora? Pq vai ficar beeem mais fácil e barato né? !
    E daí pra que dia marcamos o teste?
    PS. Não gosto de enrolação hahaha bjs
    /.
    CONSIDERAÇÃO: Mariana, você diz que acompanha as conversas há tempos, mas parece que não… Se o fizesse veria que há tempos pedimos quem conheça médium disposto a se deixar testar: não aparece um.
    .
    Mas aparece você com a maravilhosa sugestão: convidar o McMoneagle para ser testado! E quem paga a conta? E se ele nem der pelota para nós? E se cobrar um cachê exorbitante? (E não está previsto que haja pagamentos ao médium, ele tem que estar disposto a comprovar o que garante).
    .
    E por que o McMoneagle especificamente? No Brasil não tem ninguém que possa ser objeto de verificação?
    .
    Não venda dificuldades, traga facilitadores, pois complicadores já temos de sobejo!
    .
    Para quem diz que não gosta de enrolação…

  115. Marciano Diz:

    ===============================================================
    CONSIDERAÇÃO: e o Vinícius, não entrar nessa mamata?
    ===============================================================
     
    Vinicius ainda não se declarou cético. Tem se comportado como tal, mas ainda não sabemos se merece o título.

     
    ===============================================================
    Não será bradando ao mundo o que acha que seja que será: você atualmente acumula duas funções (third secretário esubstituto ad aeternum da presidência…
    ===============================================================
     
    O Vice-Presidente concorda com esse desrespeito às normas estatutárias?
     
    ===============================================================
    CONSIDERAÇÃO: ponderações insuficientes para justificar o desligamento, considere-se, pois, ligadão.
    ===============================================================
     
    Entendido, Senhor!
    Sua ordem já foi cumprida. Pode ler, neste mesmo comentário, mais acima, que já reassumi o cargo.

  116. MONTALVÃO Diz:

    /
    Espirita Sp Orlando Diz: Indicar a conta para depósito. Me mandem antes o contato desse McNagle ok
    /.
    CONSIDERAÇÃO: foi Mariana quem sugeriu esse nome, ela deve saber como contatá-lo.
    /
    /
    Espirita Sp Orlando Diz: Vou ver se consigo o apoio da FEB, Da USE, do IBPE, Feal.
    Acho que as instituições espíritas querem provar alguma coisa mas falta divulgação a elas.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: admirável sua boa intenção, mas lhe indago, por que a FEB se interessaria em testar um suposto paranormal, que nem médium é? Mas, se a entidade topar, ótimo!
    /
    /
    Espirita Sp Orlando Diz: Algum de vocês já mandou um e-mail para perguntar se aceitariam testar médiuns de graça? Num dia de trabalhos…
    /.
    CONSIDERAÇÃO: Samporlando, cê deve estar de brinca, não? Quantas vezes, aqui nesse espaço, não lhe falei que médiuns precisavam dar mostras concretas da presença de espíritos, a fim de legitimar a mediunidade? E você nunca (que seja de minha lembrança) deu retorno?
    .
    Ora, você deve ter acesso a médiuns cooperativos, indague deles se estão dispostos a provar que espíritos estão presentes nos eventos mediúnicos (provas concretas). Se achar um nos comunique e começaremos as tratativas.
    .
    Nem precisa envolver a FEB e outras entidades, não queremos entidades, queremos médiuns que se deixem testar objetivamente.
    .
    Por outro lado, você que é mais ligado às associações espíritas e sabe o caminho das pedras, pode consultá-las a esse respeito: se aceitam selecionar médiuns dispostos a comprovar que há mesmo espíritos atuando em eventos mediúnicos.

  117. Marciano Diz:

    ===============================================================
    Para piorar, a parte detratora sequer noticia se tem a hipnose como zero de valor ou se nela acha algo de útil.
    ===============================================================
     
    Quem tem a hipnose como zero é o Vice-Presidente, que chegou a desafiar, várias vezes, qualquer um que o hipnotize.
     
    De minha parte, acho que, como atividade recreativa, a hipnose é útil. Já como terapia eficaz…
     
    ===============================================================
    Ocorreu que, ao ser diagnosticado pelo Dr. Visoni de estar com aquela doença alemã de cujo nome esqueceu…
    ===============================================================
     
    Dica para não mais se esquecer: é só lembrar do nome do pai do Hitler. É o mesmo nome do pai da doença: Alois.
    Para isso é que serve um cisco de terceiro secretário.
     
    ===============================================================
    CONSIDERAÇÃO: então, vai ver que o infeliz morreu e ainda não sabe: só obsedia vivo desencarnado (espiriticamente falando).
    ===============================================================
     
    O pós-doc em espiritismo aqui é o Vice-Presidente. Eu só achei que existe uma ligação umbilical entre o Doutor Orlando e Vossa Excelência.
     
    ===============================================================
    CONSIDERAÇÃO: e pela numerologia também: a soma dos valores letrais de Marciano é 70, a de Mariana 54. Não sei o que significa, afinal não entendo de numerologia, mas como são números devem ter uma ligadura fenomenal!
    ===============================================================
     
    Que NSFG te ouça!

  118. MONTALVÃO Diz:

    /
    Espirita Sp Orlando Diz: Indicar a conta para depósito. Me mandem antes o contato desse McNagle ok
    /.
    CONSIDERAÇÃO: nada de dinheiro por enquanto, só depois que tudo estiver acertado, aí falamos em grana. Selecione médium decidido a dar mostras de que realmente contata espíritos, se o fizer será de grande ajuda!

  119. Marciano Diz:

    /FLASH BACK/
    ———————————–.
    Marciano Diz:

    ===============================================================
    SETEMBRO 9TH, 2014 ÀS 12:19
    ===============================================================
     
    Acho que o Doutor Visoni errou o diagnóstico.
    A doença de Alois não é compatível com tão supimpa memória.

  120. MONTALVÃO Diz:

    /
    • Espirita Sp Orlando Diz:
    .
    Bancada cética, Vitor
    Vocês acham que instituições espíritas estão interessadas em fazer experiências mediúnicas?
    Ou querem ficar somente na parte religiosa?
    /.
    CONSIDERAÇÃO: só querem ficar na parte religiosa, isto é patente…

  121. Marciano Diz:

    ===============================================================
    Mariana Diz:
    FEVEREIRO 16TH, 2018 ÀS 6:16 PM
    Agora quero ver a digníssima corte quase cética ir atrás desse pessoal. ..teremos desculpas agora? Pq vai ficar beeem mais fácil e barato né? !
    E daí pra que dia marcamos o teste?
    PS. Não gosto de enrolação hahaha bjs

    ===============================================================
     
    Eu marco para o dia e hora que você determinar.
    Se o restante da Bancada Quase  Cética não quiser, eles que se danem!
    Só nós dois (e um médium, claro) podemos testar o que quisermos.
    😘

  122. Marciano Diz:

    ===============================================================
    Espirita Sp Orlando Diz:
    FEVEREIRO 16TH, 2018 ÀS 6:59 PM
    Indicar a conta para depósito. Me mandem antes o contato desse McNagle ok

    ===============================================================
     
    Orlando, eu não queria contar, mas também sou médium.
    Se quiser me testar, eu mando o número da minha conta, para você depositar as despesas.
    Meu bônus-hora é de apenas € 10.000,00, mas devo preveni-lo de que para testar-me adequadamente, vamos levar muuuitas horas.

  123. MONTALVÃO Diz:

    /
    ==============================================
    Ocorreu que, ao ser diagnosticado pelo Dr. Visoni de estar com aquela doença alemã de cujo nome esqueceu…
    ==============================================

    MARCIANO: Dica para não mais se esquecer: é só lembrar do nome do pai do Hitler. É o mesmo nome do pai da doença: Alois.
    Para isso é que serve um cisco de terceiro secretário.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: Uai, pensava eu que o pai de Hitler fosse o Adolfão, sendo ele (Hitler) o Adolfinho…
    .
    Mas, valeu, agora posso dar a informação completa:
    .
    “Estou com aquela doença que o Dr. Visoni me diagnosticou: ALOIS…

  124. Borges Diz:

    Sinta-se à vontade para comentar o que quiser, mas peço-lhe, encarecidamente, que ao menos tente provar o que disser de extraordinário e que não atribua a Einstein qualquer coisa que ler em redes sociais.
    .
    Foi o Sergio Chapelin, não eu.
    Um abraço

  125. Marciano Diz:

    ===============================================================
    Espirita Sp Orlando Diz:
    FEVEREIRO 16TH, 2018 ÀS 7:17 PM
    Bancada cética, Vitor
    Vocês acham que instituições espíritas estão interessadas em fazer experiências mediúnicas? Ou querem ficar somente na parte religiosa?

    ===============================================================
     
    Por ordem do Presidente, reassumi o cargo de cisco de terceiro secretário, portanto, posso responder.
    Minha humílima opinião (melhor dizendo, palpite) é de que eles não querem nem sonhar com testes. É igrejismo mesmo e pronto!

  126. Gorducho Diz:

    Que se sucede ahi c/a “segurança publica”?
    Serão já os Capelinos assumindo pra tar tudo pronto em 2059 :?:

  127. Marciano Diz:

    ===============================================================
    Foi o Sergio Chapelin, não eu.
    ===============================================================
     
    É, mas você repetiu e quase provocou um infarto do miocárdio em mim, como deve se lembrar.
    Abração, Borges.
    Não suma de novo.

  128. Mariana Diz:

    Ceaec, hospegagem gratis!O Village CEAEC possui capacidade de hospedagem para até 36 visitantes.Endereço: Rua da Cosmoética, 1511, Bairro Cognópolis, CEP 85853-755 Caixa Postal 921, Centro, CEP 85851-000, Foz do Iguaçu, PR, Brasil Fone: (45) 3525-2652 – Fax: (45) 3525-5511 Website: http://www.ceaec.org – E-mail: [email protected]

  129. Marciano Diz:

    ===============================================================
    Gorducho Diz:
    FEVEREIRO 16TH, 2018 ÀS 8:07 PM
    Que se sucede ahi c/a “segurança publica”?
    Serão já os Capelinos assumindo pra tar tudo pronto em 2059
    :?:
    ===============================================================
     
    Na mais superlativa humílima opinião deste cisco de terceiro secretário que vos fala, a medida é apenas política.
    Pode ver que já disseram que vão suspender o decreto para a votação da (CENSURADO, DEVIDO AO ALTO NÍVEL DO BLOG!) dos trabalhados do meu Brasil e depois reeditam o decreto.
     
    Dá para levar isto a sério ❓
     
    Cá não existe mais segurança, pública ou privada.
    Acaso não viste no carnaval o arrastão na Vieira Souto :?:

  130. Mariana Diz:

    Quem vai mandar email propondo teste? Só não mando eu pq da primeira vez que fui lá o Waldo não foi mto com minha cara, e vai que o espírito dele está por aí e resolve interferir pra atrapalhar o teste se eu que pedir…rsrs

  131. Marciano Diz:

    Trabalhadores do meu Brasil.
    Foi interferência do poltergeist.
    Eu estava psicografando o Gegê, o velhinho, o Vargas.
    O poltergeist mudou “trabalhadores” para “trabalhados”, só pra me sacanear.

  132. Borges Diz:

    Não foi minha intenção.
    Queria apenas lembrá-lo de que é saudável citarmos as fontes, para não cairmos na esparrela de atribuir ditos a pessoas que nunca os proferiram. Nada obstante, devo admitir que realmente o ônus da prova cabe a quem alega os fatos.
    .
    Eu ia aproveitar o “clima” do assunto, para expor algumas ideias malucas que invadem minha mente nos momentos de devaneio. Não se trata de misticismo, e sim de ideias ousadas que se tiverem um “quinhãozinho” de realidade, poderiam ser classificadas como ciência.
    Um abraço

  133. Marciano Diz:

    https://www.youtube.com/watch?v=LQCV1iFegZg
    Vá direto para 1 minuto e 36 segundos.
    Vossa Excelência (dirijo-me ao Excelentíssimo Vice-Presidente, Senhor Professor Pós-Doc GORDUCHO) precisa ouvir a psicofonia que faço do Gegê.
    É de matar o DPF de inveja.

  134. Mariana Diz:

    E pra contactar o Joe é só por o nome completo dele no face…da pra ao menos perguntar se ele faria né? ! Meu inglês é muito capenga, deixo para os senhores doutores entrarem em contato…

  135. Marciano Diz:

    ===============================================================
    Eu ia aproveitar o “clima” do assunto, para expor algumas ideias malucas que invadem minha mente nos momentos de devaneio. Não se trata de misticismo, e sim de ideias ousadas que se tiverem um “quinhãozinho” de realidade, poderiam ser classificadas como ciência.
    ===============================================================
     
    Pois então faça-o!
    Que esperas?
    Se é por minha causa, saiba que adoro tuas ideias malucas.
    Apenas com elas não concordo, o que não quer dizer que não aprecio teus comentários.
    Aquele abraço!

  136. Marciano Diz:

    Mariana, se quiser umas aulas de inglês gratuitamente, estou a postos.
    Se quiser testar médiuns também, pode contar comigo.
    Você arranja tudo e eu compareço.

  137. Marciano Diz:

    Apesar de ser apenas um projeto falho de cisco de terceiro secretário, quando o espírito santo desce sobre mim minha língua fica mais rápida do que elétrons em volta do núcleo.
    E o espírito santo costuma manifestar-se em minha humilde pessoa, sempre que a ocasião se apresenta.

  138. Marciano Diz:

    ===============================================================
    E pra contactar o Joe é só por o nome completo dele no face…da pra ao menos perguntar se ele faria né?
    ===============================================================

     
    E pra contactar você? Pode ser através da Bruna?
     
    Quero dizer, em particular, pois publicamente é só escrever aqui e ter a sorte de encontrá-la, o que tem sido constante nos últimos dias.
     
    O contato seria para as aulas particulares e gratuitas de língua inglesa.

  139. Marciano Diz:

    O contato seria para as aulas particulares e gratuitas de língua inglesa.

  140. Marciano Diz:

    Quero dizer, o contato da língua portuguesa com a língua inglesa.

  141. Marciano Diz:

    I can speak in tongues and do some other things too.
    1 Corinthians 14
     
    2 For anyone who speaks in a tongue does not speak to people but to God. Indeed, no one understands them; they utter mysteries by the Spirit. 3 But the one who prophesies speaks to people for their strengthening, encouraging and comfort. 4 Anyone who speaks in a tongue edifies themselves, but the one who prophesies edifies the church. 5 I would like every one of you to speak in tongues, but I would rather have you prophesy. The one who prophesies is greater than the one who speaks in tongues, unless someone interprets, so that the church may be edified. 6 Now, brothers and sisters, if I come to you and speak in tongues, what good will I be to you, unless I bring you some revelation or knowledge or prophecy or word of instruction?

  142. Marciano Diz:

    Prophecies aren’t my cup of tea, but tongues is my specialty.

  143. Marciano Diz:

    I’m very, very good with tongues. And all the rest.

  144. Marciano Diz:

    Guarantee your salvation.
    I’m not Sears, but the satisfaction is guaranteed.

  145. Marciano Diz:

    The worst pickup lines you’ve ever heard or have ever read.

  146. Marciano Diz:

    💓 :oops:
    I’m heavily burdened by the shame and disorientation that runs rampant through my mind this last days.
    I don’t recognize myself.
    My heart is tormented and I’m ashamed of it.
    My apologies for the inconvenience. I won’t do it anymore, cross my heart.
    Sometimes I feel like some evil spirit takes hold of my mind.
    That’s what you take, when you kid the supernatural.
    I’m gonna hide my head in the sand.

  147. Marciano Diz:

    Tongues are. :oops:
    Shame on me!

  148. MONTALVÃO Diz:

    /
    Mas, valeu, agora posso dar a informação completa:
    .
    “Estou com aquela doença que o Dr. Visoni me diagnosticou: ALOIS…
    /.
    CONSIDERAÇÃO: mas algo me diz que o nome era outro…

  149. MONTALVÃO Diz:

    /
    Mariana Diz:.
    .

    Ceaec, hospegagem gratis!O Village CEAEC possui capacidade de hospedagem para até 36 visitantes.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: Mariana, você reside em Foz do Iguaçu? Morei em Medianeira durante um tempo. Fomos quase vizinhos…

  150. MONTALVÃO Diz:

    ========================================
    MONTALVÃO: e o Vinícius, não entra nessa mamata?
    ====================================
    .
    MARCIANO: Vinicius ainda não se declarou cético. Tem se comportado como tal, mas ainda não sabemos se merece o título.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: não? Confira:
    /
    .
    VINICIUS Diz:
    abril 20th, 2016 às 3:05 PM
    .
    ————————————–
    CONTRA diz “Vinicius, suas descobertas são muito boas! Tá de parabéns! Ganhamos mais um combatente do chiquismo.”
    ———————————-
    .
    CONTRA, quando passamos a ser céticos, enxergamos coisas que passavam “batido”. É incrível!!!
    .
    Tenho duvidado até da biografia do CX e do DPF.
    .
    As vezes acho que nem aquela história da redação na escola é verídica, nem muitas outras coisas.

    .
    Aquela história do avião quase cair, alguém sabe se mais algum passageiro desse avião deu alguma entrevista confirmando que CX orou, que fez toda aquela cena???

  151. MONTALVÃO Diz:

    /
    Mariana Diz:
    .
    Quem vai mandar email propondo teste? Só não mando eu pq da primeira vez que fui lá o Waldo não foi mto com minha cara, e vai que o espírito dele está por aí e resolve interferir pra atrapalhar o teste se eu que pedir…rsrs
    /.
    CONSIDERAÇÃO: Mariana, parece que ainda não entendeu certas basicidades… digo isso porque a vejo atirando para vários os lados, dando tiros até nos EUA, o que pouco ajuda e muito complica qualquer projeto.
    .
    Até daria, da minha parte, para pensar em realizar experimentos com o pessoal da projeciologia, embora fosse um desvio do nosso foco. Mas isso seria para maio deste ano: é que talvez (do verbo “não tenho certeza”) eu vá a Medianeira participar do aniversário de meu antigo local de trabalho, que comemora cinquentinha. O pessoal está me convidando e almejo comparecer. Mas só poderei concretizar o pretendido se encontrar quem cuide dos meus cães durante minha ausência. Se não conseguir, babou.
    .
    Só que a projeção astral, ou o nome que prefira, constitui alegação frouxa, claramente fantasiosa. Não acuso os que dizem projetar a consciência de mentirosos. Não é isso: alguma sensação gostosa devem sentir durante o devaneio, entretanto é mais do que sabido que toda viagem fora do corpo é uma viagem dentro da mente. Vários testes foram feitos, todos fracassados, inclusive há programas de televisão relatando experiências em que os viajantes astrais se mostram incapazes de nomear objetos postados em aposento fora de suas vistas.
    .
    Se quiser exemplo, veja os links abaixo: no primeiro, no finalzinho há o início do teste, no segundo a experiência continua a partir de 2:45.
    .
    https://www.youtube.com/watch?v=oPIdbhgQYDA
    https://www.youtube.com/watch?v=G5lt1ye8u7Y
    .

  152. Marciano Diz:

    “Estou com aquela doença que o Dr. Visoni me diagnosticou: ALOIS…
    /.
    CONSIDERAÇÃO: mas algo me diz que o nome era outro…
     
    Alois, für die Intimsten. Du musst dich nur an Alois Hitler erinnern.
    https://de.wikipedia.org/wiki/Alois_Hitler
     
    Vou quebrar seu galho. Alois, para os mais íntimos. Você só tem de se lembrar de Alois Hitler.
     
    Mais uma “prova” de que o Dr. Visoni errou no diagnóstico.
    Lembra-se de uma declaração do Vinicius de quase um ano atrás.
    Não é por ser seu puxa-saco, mas orgulho-me de ser presidido por alguém com mente tão brilhante, ofuscante.
    Como posso aceitar a elevada honra de substituir quem é insubstituível?
    Talvez o Vice. Jamais este desmemoriado que vos escreve.

  153. MONTALVÃO Diz:

    /
    Mariana Montalvão, se quiser umas aulas de inglês gratuitamente, estou a postos.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: aceito, mas vou ver se mamãe deixa…

  154. Marciano Diz:

      … talvez … eu vá a Medianeira participar do aniversário de meu antigo local de trabalho, que comemora cinquentinha.
     
    E ainda humilha o cisco de terceiro secretário, com essa memória de elefante.
    Vou denunciar o Dr. Visoni no CRM.
     
    Se, a despeito de tão sobrenatural memória, não se lembrar de Alois Hitler, era o pai do Adolfinho.
     
    Nos anos 30 e 40 era comum batizar os filhos com nomes compostos. Assim:
    Johannes Adolf, Gunther Adolf, etc.
    Depois, nos anos 50, o Bar Luiz (aquele, na Rua da Carioca) mudou o nome de “Bar Adolf” para “Bar Luiz”.
     
    Não me diga que nunca fizeste uma refeição no Bar Luiz ou na Confeitaria Colombo. Ou serei forçado a pensar que foste expulso da ex-Cidade Maravilhosa, por falta de carioquice.

  155. Marciano Diz:

    Claro que posso ministrar-lhe gratuitamente aulas de inglês, mas como não tenho o dom da ubiquidade, terá de ser por correspondência.
    Eu vivo dizendo que seus únicos defeitos são não ser proficiente em inglês, acreditar na eficácia da hipnoterapia e viver vendo metáforas pra todo lado.

  156. Marciano Diz:

    Viu a dica que lhe dei de como não mais se esquecer da doença que o Dr. Visoni diagnosticou erroneamente?
    Postamos quase que juntos, e lembrei-me de um outro pequeníssimo defeito seu: desatenção na leitura dos comentários. Dar um refresh (F5) e subir a página.

  157. Marciano Diz:

    How can you mend a 💔 ?
     

    I can think of younger days when living for my life
    Was everything a man could want to do.
    I could never see tomorrow, but I was never told about the sorrow.
     

    And how can you mend a broken heart?
    How can you stop the rain from falling down?
    How can you stop the sun from shining?
    What makes the world go round?
    How can you mend this broken man?
    How can a loser ever win?
    Please help me mend my broken heart and let me live again.
     

    I can still feel the breeze that rustles through the trees
    And misty memories of days gone by
    I could never see tomorrow, no one said a word about the sorrow.

  158. Marciano Diz:

    Al Green ou Brothers Gibb?

  159. MONTALVÃO Diz:

    /
    Marciano Diz:
    fevereiro 16th, 2018 às 11:07 PM

    How can you mend a ???? ?
    /.
    CONSIDERAÇÃO: Bee Gees… agora deu saudades… Quem pode consertar um coração partido?

  160. Marciano Diz:

    “How Can You Mend a Broken Heart” é uma canção de 1971 escrita por Barry e Robin Gibb dos Bee Gees e lançada como single. Foi gravada no álbum Trafalgar. É a primeria música da banda a alcançar o primeiro lugar nas paradas dos Estados Unidos.
     
    Recentemente, a canção aparece no iPod do personagem de Denzel Washington no filme O Livro de Eli, também no filme Um Lugar Chamado Notting Hill.
     
    Posteriormente, também gravada por Al Green alcançando grande sucesso.
     
    Source: wikipedia.

  161. Marciano Diz:

    Eu sabia que a canção iria tocá-lo.
    Tu e o Vice são saudosistas de primeira linha.

  162. Marciano Diz:

    The song reflects how I feel tonight.
    I’ve been dreaming of a thing virtually impossible for me.
    I couldn’t contain myself and exposed my preposterous thoughts shamefully.

  163. Marciano Diz:

    It was just my imagination, once again
    Running away with me
     
    Rolling Stones.
    Esta também lhe traz saudades?

  164. MONTALVÃO Diz:

    /
    “Não me diga que nunca fizeste uma refeição no Bar Luiz ou na Confeitaria Colombo. Ou serei forçado a pensar que foste expulso da ex-Cidade Maravilhosa, por falta de carioquice.”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: conheço muito a Rua da Carioca, por lá andei milhares de vezes. Vivia a contemplar os instrumentos musicais nas lojas e sonhando tocar todos eles. Foi lá que comprei meu Di Giorgio, minha escaleta, agogô, cavaquinho… almocei muito numa pensão vegetariana, que ficava (ou ainda fica, caso tenha sobrevivido) em frente ao cinema. Comprava minhas garrafinhas de absinto numa loja esquina com a ruazinha que desemboca no Largo de S. Francisco. Comprei minha pistolinha de ar comprimido (a única “arma de fogo” que possuo) num comércio de armas brancas lá localizado (tem até espada samurai). Ainda tive a ventura de ver o Rasputin fazendo segurança no local… mas não lembro desse Bar…
    .
    Confeitaria Colombo… estive lá várias vezes…
    .
    Bons tempos…

  165. MONTALVÃO Diz:

    /
    “It was just my imagination, once again
    Running away with me”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: por um momento quedei-me estupefatamente curioso…
    /
    /

    “Rolling Stones.
    Esta também lhe traz saudades?”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: curioso, nunca curti os Rolling Stones…

  166. Marciano Diz:

    Aula de inglês gratuita:
    Não é “quem” pode consertar, é “como” se pode consertar.
    Not “who”, but “how”.
     
    Eles (os anglófonos) não dizem “como se pode” ou “was kann man”. Dizem “como você pode.
    Was kann man não é homem vascaíno. É “como se pode”. Indagando, não respondendo. Capisce?

  167. MONTALVÃO Diz:

    Now I will go sleep, ao som dos Bee Gees… “I started a joke…”

  168. Marciano Diz:

    Parece que o Montalvão dormiu.
    BCNU.
    I’ll be seeing you.
    Até mais ver.
    Segunda aula gratuita.

  169. Marciano Diz:

    Não, não dormiu.
    Viu como é bom dar um refresh?

  170. Marciano Diz:

    Dei mais um refresh e vi que o homem foi mesmo dormir.
    Então, vou tomar um veneninho e ver se apago por algum tempo.
    EOL.
    Terceira aula gratuita. End of lecture. Fim de papo.
    Por falar nisso, lembra-se do Asimov e do “lecture me severely”?
    Aí já é em outro sentido.

  171. Marciano Diz:

    Quarta aula gratuita (e última, por hoje):
    I’m gonna sleep, I am going to sleep, I shall sleep, I will sleep, but never, ever, I will go sleep.
    Gone for good!

  172. Marciano Diz:

    Bar com mais de cem anos:
    https://www.tripadvisor.com.br/Restaurant_Review-g303506-d1062212-Reviews-Bar_Luiz-Rio_de_Janeiro_State_of_Rio_de_Janeiro.html
    Até meados dos anos 50 era Bar Adolf, mas depois que o Führer caiu em desgraça…
    Até que demorou, uns de anos.
    Não sei se há relação de causa e efeito. Só um palpite.
    O nome Adolf, que era muito comum, praticamente sumiu na Alemanha.
    Mais comum (antigamente) do que Adolf, só Johannes, Johann, Friedrich (como nosso amigo Nietzsche). Hans e Fritz, para os íntimos.

  173. Marciano Diz:

    Em tempo:
    O Bar Luiz é especializado em comida alemã.
    Acho que já tinhas desconfiado.
    É mais uma razão pela qual suspeito que haja relação de causa e efeito na mudança do nome de Adolf para Luiz.
    Luiz é um nome de origem tedesca (Ludwig), que também virou Ludovico.
    Ludwig von Beethoven. Gostas?

  174. Marciano Diz:

    Reparou na foto do Schweinefleisch mit Sauerkraut?
    Gosto muito de Eisbein, acompanhado de uma Rauchbier.
    Faz tempo que não bebo uma.
    Aqui, só se consegue pela web. Rauchbier, natürlich. Eisbein tem em muitos lugares, inclusive no Bar Luiz. Pelo menos tinha. FAz tempo que não vou lá também.

  175. Marciano Diz:

    Schweinefleisch mit Sauerkraut und Kartoffel.
    Foto à direita. Deu água na boca.

  176. Marciano Diz:

    Demorou uns DEZ anos.
    Enough is enough!

  177. Marciano Diz:

    “Furthermore, analysis (Phillips,1994) of the particles reported to have been observed in the supposed atoms of these elements undiscovered by science at the time reveals such a high degree of agreement with the theory presented in this paper to explain micro-psi observations of atoms that neither deliberate fabrication nor hallucinations influencedby knowledge of the gaps in the periodic table are realistic explanations of these elements being examined before their scientific discovery. ”
     
    Acho que começo a entender o trabalho do (então) estudante de PG Guerrer na(o) CERN.

  178. MONTALVÃO Diz:

    /
    “Aula de inglês gratuita:”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: grato, Deus há de lhe pagar…

  179. MONTALVÃO Diz:

    /
    “Quarta aula gratuita (e última, por hoje):
    I’m gonna sleep, I am going to sleep, I shall sleep, I will sleep, but never, ever, I will go sleep.
    Gone for good!”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: putz! Com tantas opções certas escolhi a errada! Haver-me-á esperança?

  180. MONTALVÃO Diz:

    /
    Meus dedos doem, meu antebraço dá choques, meu cotovelo queima… tive que passar o mouse da direita para a esquerda… minha LER volta a se agudizar…
    .
    Vou ter que manerar na digitação…

  181. MONTALVÃO Diz:

    /
    “Bar com mais de cem anos:
    https://www.tripadvisor.com.br/Restaurant_Review-g303506-d1062212-Reviews-Bar_Luiz-Rio_de_Janeiro_State_of_Rio_de_Janeiro.html
    Até meados dos anos 50 era Bar Adolf, mas depois que o Führer caiu em desgraça…
    Até que demorou, uns dez anos.”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: oh sim, agora lembrei: passei muitas vezes na porta, mas nunca me apeteceu entrar, por isso não tê-lo na lembrança.

  182. MONTALVÃO Diz:

    /
    “Ludwig von Beethoven. Gostas?”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: como poderia não? Quem não conhece sua obra máxima, a 9ª sinfonia?
    .
    Há quem diga que os CDs foram criados com capacidade para gravar 74min de música com o fito de conter a citada composição.
    .
    Mas há quem diga que a história não é exatamente assim…

  183. MONTALVÃO Diz:

    /
    “Reparou na foto do Schweinefleisch mit Sauerkraut?
    Gosto muito de Eisbein, acompanhado de uma Rauchbier.”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: essas iguarias e beberias não gozam de minha intimidade… minha sofisticação alimentar para (pára) num bacalhau à moda do Porto; bebida, Black Princess…

  184. MONTALVÃO Diz:

    /
    MARIANA Diz:
    .
    Quem vai mandar email propondo teste? Só não mando eu pq da primeira vez que fui lá o Waldo não foi mto com minha cara, e vai que o espírito dele está por aí e resolve interferir pra atrapalhar o teste se eu que pedir…rsrs
    /.
    MONTALVÃO explica: Mariana, parece que ainda não entendeu certas basicidades… digo isso porque a vejo atirando para vários lados, dando tiros até nos EUA, o que pouco ajuda e muito complica qualquer projeto.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: continuando a esclarecer a MARIANA a respeito de nossos objetivos.
    .
    Somos grupo heterogêneo, que de comum temos o interesse pelos assuntos aqui veiculados, embora outras identificações fossem desveladas ao longo das conversas.
    .
    Aqui transitam crentes, céticos, fanáticos, neutros… Essa história de “bancada cética”, se não percebeu, é apenas brincadeirinha do gozador Marciano, que vive a inventar jocosidades (mas a gente goza com ele também).
    .
    Nenhum de nós se conhece pessoalmente, talvez, com miúdas exceções. Nenhum dos participantes sabe da situação financeira de ninguém e, ao que tudo indica, não há ricos folgados em trânsito pelo sítio.
    .
    O desafio que aqui foi lançado há tempos (se acompanha as discussões como diz que faz deve saber) é o de testar médiuns, a fim de conferir se mortos efetivamente comunicam.
    .
    Pôr sob verificação alegações do paranormal, inda mais de paranormais de outros urbes, seria trabalho complicado e de difícil consecução por grupo não organizado para essa finalidade.
    .
    Apesar de suas sugestões espelharem interesse comum, de acharmos respostas que permitam conclusão segura -(e para ficarmos dentro do foco original, e não nos perdermos em tarefas de complexa consecução e além do alcance dos discutidores do Obras)-, temos que nos cingir ao realizável, ou seja, conferir se médiuns efetivamente comunicam com mortos. A respeito do paranormal e outras alegações, nossa faina é examinar criticamente os trabalhos que a administração (e só ela) posta em apologia de suas crenças.
    .
    E, no que concerne ao exame da mediunidade, considerando a generalizada recusa de médiuns em se submeterem a tais verificações, podemos dar por assente que mortos, mesmo que vivos, não comunicam.
    .
    Espero tenha compreendido, mas, se houver réstia de dúvida, não se acanhe, exponha…
    .
    Beijo na bochecha.

  185. Gorducho Diz:

    Viu só como 2019 tá chegando e a melhoria começando, Presidente ❓
    Aí obvio que vai ser 🥃 do ὃ do Mundo.
    Então o 1° passo pra Renovação claro que é ajeitar a segurança pública ❗
     
     
    Andara duvidando do que o espiritismo há muito sabe, ¿não foi? 😠

  186. Gorducho Diz:

    CORAÇÃO – nada a ver com o que saiu…
     
    💓 do 💓

  187. Gorducho Diz:

    2ª fvr. por os corações no lugar do que saiu, Sr. Administrador.
    Desculpe!
    Prometo até o fim dessa rubrica não questionar a existência dos 18 componentes do H ou do H₂

  188. Marciano Diz:

    ===============================================================
    … minha LER volta a se agudizar…
    .
    Vou ter que manerar na digitação…

    ===============================================================
     
    Ou, quiçá, na mas(CENSORED, DUE TO THE BLOG’S HIGH LEVEL).
     
    A história dos CDs não é exatamente assim, mas bem que o Ludwig merece.
     
    ===============================================================
    CONSIDERAÇÃO: essas iguarias e beberias não gozam de minha intimidade… minha sofisticação alimentar para (pára) num bacalhau à moda do Porto; bebida, Black Princess…
    ===============================================================
     
    Se a dúvida é entre o verbo parar na terceira pessoa do singular do presente do indicativo, esclareço Vossa Excelência que até a reforma era pára, mas agora é para.
     
    Eu também gosto de Black Princess e como minha família paterna imigrou do Porto, já conheço e aprecio o bacalhau à Gomes de Sá, ao murro e outras modalidades, assim como a Black Princess e outras cervejas pretas nacionais e estrangeiras, desde a infância.
    Acho que na minha mamadeira já tinha cerveja preta.
     
     
    Mariana, esclarecendo um pouco mais os esclarecimentos montalvânicos, a Bancada Quase  Cética foi “criada” JUSTAMENTE por causa dos tais testes.
    De um lado alinharam-se o cético e os quase-céticos, de outro, os crentes. Começaram os desafios para fazermos um teste de verdade, em vez de ficar só no blah-blah-blah. Daí nasceu a ideia das bancadas, que elaborariam os protocolos, escolheriam local, médium, etc.
     
    GORDUCHO, embora tenha se dirigo ao Presidente, como não foi uma MP, sinto-me livre para responder também.
     
    Sá para seu registro, quarta-feira passada caiu uma chuva histórica na Cidade. Até agora vários bairros ainda estão sem luz e ainda há várias árvores tombadas e semi-tombadas, sem que as providências tenham sido tomadas.
     
    Caso não saiba, o atual prefeito é o sobrinho do Macedo, o Crivella, que estava passeando na Europa e lá ficou, só voltando ontem, quando acabaram os compromissos.
    Disse ele que estava cuidando do assunto por redes sociais (pode procurar no noticiário, não é piada, infelizmente).
     
    Meu prédio AINDA está sem luz (toda a minha rua), razão pela qual estou fora do Rio, em minha segunda residência.
     
    Só volto quando a situação se regularizar.
    Quem mora em apartamento sabe: sem luz, sem água. A água é bombeada.
    Mesmo quem não mora em apartamento, mas domina a dinâmica dos fluidos (seu caso) sabe disso.
     
    E, se o primeiro passo for ajeitar a segurança pública, NSFG vai ter de fazer o maior de seus milagres. Como sequer existe ou existiu, já sabe o resultado, né?
     
    Se duvida, o tempo dirá.
    Não confie em notícias provisórias e ilusórias, como aquele “fóssil de bactéria” que foi encontrado em MARTE , que revelou-se falso.
    O tempo dirá se a segurança vai ou não melhorar no Rio, completamente dominado por políticos e facções criminisas (concordância nominal atrativa, caracterizada pelo fato de concordar não com o total de nomes, ou palavras determinadas, mas apenas com o mais próximo).
     
    Seria 💗 do 🌎 ❣️
     
     
    Over and out!

  189. Marciano Diz:

    O poltergeist não me deixa em paz.
    Políticos e facções criminosas.
     
    Sobre o falso fóssil, pode ser lido aqui .
     
    Não é a primeira vez que se apressam em encontrar o que esperavam e quebram a cara.
    Cientistas russos pagaram mico com os quasares, achando que eram “sinais” de inexistentes ETs.
     
    Tem o homem de Piltdown (este, farsa científica mesmo).
     
    ===============================================================
    Aqui transitam crentes, céticos, fanáticos, neutros… Essa história de “bancada cética”, se não percebeu, é apenas brincadeirinha do gozador Marciano, que vive a inventar jocosidades (mas a gente goza com ele também).
    ===============================================================
     
    Castigat ridendo mores.
    Jean-Baptiste Santeul.
    Castigat ridendo mores, correggere i costumi ridendo, rindo se corrigem os costumes. Questa frase venne coniata dal letterato francese Jean de Santeuil (1630-1697) per un attore italiano, Domenico Biancolelli, superbo interprete della maschera Arlecchino.
     
    Embora usada no mundo do teatro, baseada no fato de as sátiras servirem para mostrar o absurdo dos costumes da sociedade, pode ela (a sátira) ser empregada também para (tentar-se) corrigir os desvios cognitivos das mentes sonhadoras.
     
    Não fui eu o primeiro satirizador do blog, nem quem mais emprega o método.
    Como pode ser visto, Montalvão é o rei dos sátiros (perdão, dos satíricos), seguido de Gorducho (tão sutil que muitas vezes não se percebem suas sátiras) e este despretensioso comentarista que vos escreve tenta imitá-los, sem o mesmo sucesso.
     
    Neste mesmo tópico, fiquei em dúvida se os meta referidos por Gorducho eram os meta-elementos de Crookes ou o elemento “meta” da HTML.
    Depois, vi que eram mesmo os isótopos.
     
    Gorducho é mestre da criptografia também. Muitas vezes o que ele está dizendo não é o que aparenta dizer.
     
    Já me esculachou com as fluxões newtonianas, por exemplo.
    O cálculo de Leibniz não era baseado na noção de taxa (derivada) mas na de diferencial.
    Newton chamava o cálculo integral de cálculo de fluentes. Falava em fluentes e fluxões.

     
    Minha ignorância sobre tais fatos fez com que Gorducho me alfinetasse impiedosamente (até hoje a alfineta dói, no sentido de :oops: )

  190. Marciano Diz:

    Newton formou-se na Universidade de Cambridge em janeiro de 1665 e a partir daí desenvolveu uma vida repleta de descobertas científicas que mudariam para sempre a História da Ciência. Num período de aproximadamente dois anos, Newton haveria de progredir de maneira revolucionária em Matemática, Física, Ótica e Astronomia.
     
    Em fevereiro de 1665 desenvolveu o Teorema do Binômio que proporcionou uma nova e eficaz maneira de calcular logaritmos com exatidão e trabalhar com números de muitas casas decimais. Em maio desse mesmo ano, Newton teve um insight enquanto observava o movimento de um planeta: acabara de perceber que os planetas se movem de modo que em cada ponto a direção da velocidade é a mesma que a da reta tangente à trajetória naquele ponto. Assim, várias pequenas tangentes poderiam localmente descrever o movimento dos planetas.
     
    A descoberta seguinte seria consequência das tangentes e Newton a batizou de fluxões, conhecido hoje como o Cálculo Diferencial. Newton percebeu logo em seguida que a integração de uma função era simplesmente a operação inversa da diferenciação. Essa descoberta levaria ao Cálculo Integral e está intimamente relacionada com o hoje em dia denominado Teorema Fundamental do Cálculo.
     
    Fonte: UFSP.

  191. Marciano Diz:

    O Teorema Fundamental do Cálculo estabelece a importante conexão entre o Cálculo Diferencial e o Cálculo Integral. O primeiro surgiu a partir do problema de se determinar a reta tangente a uma curva em um ponto, enquanto o segundo surgiu a partir do problema de se encontrar a área de uma figura plana. Aparentemente, mas apenas aparentemente, entre os dois problemas parece não existir nenhuma relação.
     
    Barrow, professor de Newton em Cambridge, descobriu que os dois problemas estão intimamente relacionados, percebendo que os processos de diferenciação e integração são processos inversos. Entretanto, foram Newton e Leibniz, independentemente, que exploraram essa conexão e desenvolveram o Cálculo.
     
    Em particular, eles perceberam que o Teorema Fundamental permitia encontrar a área de uma figura plana de uma forma muito fácil, sem a necessidade de se calcular a soma de áreas de um número indefinidamente grande de retângulos, mas sim usando a antiderivada da função envolvida.
     
    Fonte: UFSP;
     
    Se não fossem os comentários eruditos de Montalvão, Gorducho e outros, eu nem desconfiaria que as fluxões a que ele se referiu era o Cálculo newtoniano.

  192. MONTALVÃO Diz:

    /
    Não sei por que o Marciano questiona tanto NSJC, afinal o sujeito transformou água em vinho, que hoje um garrafa de 750ml sairia por uns quatro contos.

  193. MONTALVÃO Diz:

    /
    Ele me dissse, durantemeu último transe mediúnico, que se tempo tivesse transformaria kaiser em brahma…

  194. MONTALVÃO Diz:

    /
    “Se a dúvida é entre o verbo parar na terceira pessoa do singular do presente do indicativo, esclareço Vossa Excelência que até a reforma era pára, mas agora é para.”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: dúvida não subsiste, é que lamento essa mudança que não facilita e só complica…

  195. MONTALVÃO Diz:

    /
    “Mariana, esclarecendo um pouco mais os esclarecimentos montalvânicos, a Bancada Quase Cética foi “criada” JUSTAMENTE por causa dos tais testes.
    .
    De um lado alinharam-se o cético e os quase-céticos, de outro, os crentes. Começaram os desafios para fazermos um teste de verdade, em vez de ficar só no blah-blah-blah. Daí nasceu a ideia das bancadas, que elaborariam os protocolos, escolheriam local, médium, etc.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: correto, em vez de só blablablá, lançamos o repto, ao qual nenhum mortal, ou imortal ainda deu retorno…

  196. MONTALVÃO Diz:

    /
    “Meu prédio AINDA está sem luz (toda a minha rua), razão pela qual estou fora do Rio, em minha segunda residência.”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: em seu castelo de verão…

  197. MONTALVÃO Diz:

    /
    Se eu descobrir que sua vivenda verânica situa-se em SJ ou adjacências e não ter sido visitado por sua sapiência, o pau vai comer!

  198. MONTALVÃO Diz:

    /
    “Montalvão é o rei dos sátiros”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: Já fui, já fui…

  199. MONTALVÃO Diz:

    /
    Fui matar minhas saudade dos Bee Gees e, enquanto os ouvia, bebericava umas Polares, resultado: cinco cervas mortas e este frágil bebedor em quase coma alcoólico…
    .
    Já não mais se fazem bebedores como antigamente…

  200. Gorducho Diz:

    Perceba que o Newton comete uma falácia “ajeitando” o a contabilidade do momento do retângulo (de lados) AB
    (a, b) os incrementos (fluxos) dos respectivos lados
     
    (A + ½a)(B + ½b) – (A – ½a)(B – ½b)
    Ab + Ba
    FALSH :!:
    Ab + Ba + ab (esse o cantinho…)
     
     
    Claro que o objetivo do Newton era passar-a-borracha na indefinidamente pequena quantidade.
    Mas a “lógica”…

  201. MONTALVÃO Diz:

    /
    Newton formou-se na Universidade de Cambridge em janeiro de 1665,
    /
    CONSIDERAÇÃO: e eu nem tinha nascido… vou é pôr-me em decúbito frontal (ou ventral?) até digerir essas kaisers…

  202. Gorducho Diz:

    É… meu limite direto ≅ 1 gal (US)
    + fico grogue…

  203. Gorducho Diz:

    Será que dá pra fluidificar cerveja ❓
    Será que médiuns detectam quais garrafas receberam passe ❓ – com acontece /água.

  204. Borges Diz:

    O quark é a menor coisa que existe, o tijolo fundamental da matéria. Será que existe uma partícula ainda menor?
    .
    Vou aproveitar essa indagação, contida num artigo que o Vitor introduziu no seu comentário, para desfilar minhas maluquices sobre um assunto que pouco domino, mas onde adoro fuçar.
    Respondendo a última parte da pergunta, é bom salientar que o elétron é menor que o quark e ainda existe uma partícula que é menor que o elétron, trata-se do neutrino. O neutrino é tão ínfimo que atravessa quase tudo que existe na natureza sem ser notado; deve ser uma “partícula ninja”. O quark é uma subdivisão do próton ou do nêutron; cada um deles tem três quarks.
    Aqui começa minha “alucinação”. É claro que se trata de uma rebeldia contra o modelo padrão. Eu cismei que a partícula básica do universo (tijolinho) é o elétron e o seu “inverso”, ou seja, o antielétron, também conhecido como pósitron. As demais partículas seriam “efeitos colaterais” das diversas situações em que esses dois indivíduos se metem; é evidente que essas partículas também têm suas funções. Creio que o surgimento de um elétron implica forçosamente no aparecimento de um pósitron. Como o elétron é negativo e o pósitron é positivo, a atração mútua entre eles, poderia provocar o aniquilamento; contudo, se imaginarmos que a partir do surgimento dos dois, passariam a orbitar um em torno do outro, a força centrífuga resultante impediria o abraço da morte. Cada “dupla” de partículas formaria então um anel elétrico e em consequência surgiria um campo magnético semelhante ao de um imã “picopicoscópico” (é brincadeirinha). Esses pequenos imãs se juntariam e formariam um próton ou um nêutron.
    Porque cheguei a essa conclusão?
    Primeira suspeita: o elétron tem carga negativa e o próton tem carga positiva; o que é intrigante é que embora as cargas sejam de “intensidades iguais”, porém de sinais contrários, a massa do próton é 1840 vezes a massa do elétron.
    Segunda suspeita: No decaimento beta, um nêutron se transforma num próton, com a emissão de um elétron e um antineutrino; vou deixar o neutrino de lado por ter pouca importância para o encaminhamento do raciocínio; esse decaimento acontece no isótopo carbono 14, que tem 6 prótons e 8 nêutrons; esse excesso de nêutrons é que torna esse isótopo radioativo. Na busca da estabilidade, um nêutron se transforma num próton e assim o átomo fica com 7 prótons e 7 nêutrons, mas o átomo deixa de ser carbono e se transforma em nitrogênio. O elétron que se desprende do nêutron pode atingir velocidade que fica próxima da velocidade da luz, constituindo a radiação beta, que pode ser usada no tratamento de câncer.
    Resumindo: Um nêutron emite um elétron e se torna um próton; esse decaimento é conhecido como “beta -“; minha conclusão é que esse elétron estava no nêutron. A explicação científica consiste em afirmar que o elétron surge no momento do decaimento. (milagrosamente???).
    Terceira suspeita: em outro tipo de decaimento, conhecido como “beta +”, um próton se transforma num nêutron, com a emissão de um pósitron e um neutrino; devo concluir, de forma semelhante, que o pósitron estava no próton.
    Com essas três suspeitas, os prótons e os nêutrons, ficam gritando na minha mente: nós somos constituídos de elétrons e pósitrons!!!! Voltamos ao campo magnético, que seria formado no anel elétrico, que corresponde ao movimento em círculo da dupla “elétron-pósitron”; Esse campo é como se fosse um pequeno imã, que se junta a outros 919, aproximadamente, constituindo um nêutron. Portanto, um nêutron seria constituído por aproximadamente 920 elétrons e 920 pósitrons, ficando eletricamente neutro; quanto ao próton, teria um elétron a menos, ou como se queira, um pósitron a mais, ficando com uma carga positiva.
    É claro que não tenho nível intelectual para verificar se esse “devaneio” fere o princípio de exclusão Pauli ou qualquer outro princípio da mecânica quântica. Terei que comer muito feijão para isso; acho que não será nesta encarnação. Contudo, acho que não estou sozinho nessas conjecturas, ou pelo menos em parte delas. Vou destacar um trecho de um trabalho feito pelo Dr. Luiz Carlos de Almeida, engenheiro civil, mestre e doutor em engenharia civil e professor da UNICAMP.
    .

    Se o núcleo emite posítron, elétron, neutrino e antineutrino e que a interação dos neutrinos com os elétrons e dos antineutrinos com os posítrons, surge a matéria, isto nos obriga acreditar que o núcleo atômico, tem que ser formado por elétrons e posítrons (com os responsáveis pelos campos de massa – neutrinos e antineutrinos) e que as radiações eletromagnéticas nucleares são provenientes de interações de elétrons e posítrons formadores dos prótons e nêutrons, e que, à medida que, perdem energia cinética são chamadas de outros tipos de energias eletromagnéticas (gama, “X”, ultra violeta, espectro visível…etc.) Como a massa do núcleo é, aproximadamente, 1836 vezes maior que de um elétron e de um posítron, então na composição de um núcleo com um só próton (núcleo do hidrogênio) teria que ter 918 posítrons e 917 elétrons e que este posítron a mais no próton, fazia com que este núcleo ficasse magneticamente positivo, atraindo um elétron (magneticamente negativo) , que gira em movimento de rotação em torno do núcleo, e em seu próprio eixo, já que é uma estrutura dual, não esférica, que nesta atração mútua magnética o faz girar em seu próprio eixo. Este movimento tanto de rotação como no seu próprio eixo, faz com que esta energia magnética produza um campo elétrico. Faltava entender porque esta união elétron e posítron, na formação do próton e do nêutron, não resultou no processo chamado de aniquilação de pares. Percebe-se, que esta formação aconteceu em estrelas e que nestas estrelas a enorme força de gravidade, produzida pela energia escura, impediu a aniquilação, e também, estabilizaram estes elétrons e posítrons, mantendo-os unidos, com uma força bastante forte de união magnética de contato entre eles.
    .
    Vou colocar o Link do trabalho feito pelo Dr. Luiz Carlos.
    http://ecientificocultural.com/ECC3/teoria_nuclear.htm

  205. Borges Diz:

    Oi Marciano, está aí uma parte das minhas maluquices, espero que você não exija provas.
    Um abração

  206. Marciano Diz:

    Montalvão, meu refúgio fica bem longe da Região das Baixadas Litorâneas. Fica na região do Vale do Paraíba.
     
    Outra coisa sobre a qual sua bondade não o deixa ver que está enganado é que minha sapiência non ecxiste, o que existe é minha insipiência.
    Em outras palavras, o pau vai ficar com fome, pois não vai comer.
     
    O pior é que, como deve se lembrar (mostrou assombrosa memória, ainda ontem) é que certamente já passamos um pelo outro inúmeras vezes, quando não nos conhecíamos, pois já fomos vizinhos. Senão no mesmo espaço-tempo, ao menos no mesmo espaço.
     
    ===============================================================
    “Montalvão é o rei dos sátiros”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: Já fui, já fui…

    ===============================================================
     
    Querendo apropriar-se de minha coroa de rei dos modestos humildes?
     
    ===============================================================
    Já não mais se fazem bebedores como antigamente…
    ===============================================================
     
    Modere-se na festa dos cinquentinhas.
     
    Gorducho pega até Newton em seus esforços ajeitatórios.
    Descuidou-se apenas na ortografia. Falsch. Ou o poltergeist comeu o “c”.
    O poltergeist começou comigo, incluiu o Montalvão, e está incluindo o Gorducho, em suas deglutições de letras.
     
    Tenho muitos projetos na fila. Um deles seria voltar a estudar cálculo, mas preciso, antes, recapitular trigonometria, números complexos, coordenadas polares, seções cônicas, funções logarítmicas e exponenciais, fatoriais, polinomiais, limites, derivadas, …
     
    Estou um pouco longe de calcular áreas aproximadas com o uso de retângulos, integral indefinida, fórmula de Riemann, integração de potências de senos e cossenos, tangentes e secantes, séries de MacLaurin, convergênia e divergência, séries de Taylor, coordenadas cartesianas 3D, equações diferenciais.
     
    Ufa! Estou mais bêbado do que o Montalvão ontem.
    Só de imaginar.
     
     
    Montalvão, ajude aí.
    Encontre a segunda derivada da função f(x)=2x-\u3c0.
     
     
    Borges, não é melhor começarmos a procurar uma partícula de neutrino?
    Tenho uma bacia de D2O ou ²H2O enterrada no fundo do meu quintal.
     
    A gente captura uns neutrinos, aceleramos até 99,99999999999% de c, colidimos com outro neutrino e vamos para o hospício depois, pra comemorar o encontro de novas subpartículas.
     
    Gostei, Borges.
    Devaneios não exigem provas. Se você afirmasse categoricamente o que disse, seria outra coisa.
     
    O Luiz Carlos, como engenheiro civil, deveria estar mais preocupado com cálculo estrutural do que com mecânica quântica, cosmologia e astrofísica, matérias que nada têm a ver com sua formação.
     
    Ne, sutor, supra crepidans ascendat.
     
    Vamos ver o que os meus pares têm a dizer sobre isto, especialmente o Gorducho, especialista da banca em questões de física e matemática.
     
    Um forte abraço, Borges.
    Continue nos dando o ar de sua graça.

  207. Marciano Diz:

    Munição para as quimeras do Borges:
    http://www.scielo.br/pdf/rbef/v29n2/a01v29n2.pdf

  208. Marciano Diz:

    Este aqui é um pouco melhor:
    http://www.scielo.br/pdf/rbef/v29n2/a02v29n2.pdf

  209. Gorducho Diz:

    Eu entendo que seja pela incerteza do Heisenberg, Analista Borges
    Δ”x” seria o raio do núcleo
     
    Δ
    xΔp = ℏ
     
    que dá uns 19MeV
    e não observam (os físicos) objetos c/essa ordem de energia nos núcleos.
    Acho

  210. Gorducho Diz:

    Por isso dizem que o e(-) não existia no neutron antes da β(-)

  211. MONTALVÃO Diz:

    /
    “Estou um pouco longe de calcular áreas aproximadas com o uso de retângulos, integral indefinida, fórmula de Riemann, integração de potências de senos e cossenos, tangentes e secantes, séries de MacLaurin, convergênia e divergência, séries de Taylor, coordenadas cartesianas 3D, equações diferenciais.”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: essas tangentes secantes secam o quê?
    /
    /
    “Ufa! Estou mais bêbado do que o Montalvão ontem.
    Só de imaginar.”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: uai, estive bebo ontem? Então o negócio foi feio, pois não lembro de nádegas…
    /
    /

    “Montalvão, ajude aí.
    Encontre a segunda derivada da função f(x)=2x-\u3c0.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: calma que tô procurando…

  212. MONTALVÃO Diz:

    /
    NÃO PERCAM!
    /
    /
    ======================
    UFÓLOGOS SE REÚNEM A PORTAS ABERTAS EM CURITIBA E CONVIDAM O PÚBLICO PARA OUVIR GRANDES REVELAÇÕES SOBRE DISCOS VOADORES.
    .
    XXII Congresso Brasileiro de Ufologia
    .
    Curitiba | 16 a 18 de março | Hotel Nacional Inn Torres
    .
    Inscrições abertas. Vagas limitadas.

    .
    Informações e inscrições no site oficial:
    http://www.ufologiabrasileira.com.br
    =================

  213. MONTALVÃO Diz:

    /
    “Tenho muitos projetos na fila. Um deles seria voltar a estudar cálculo, mas preciso, antes, recapitular trigonometria, números complexos, coordenadas polares, seções cônicas, funções logarítmicas e exponenciais, fatoriais, polinomiais, limites, derivadas”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: se precisar de ajuda, conte com eu…principalmente quando for dar umas derivadas…já na área de coordenadas polares não me identifico: detesto frio…
    .
    Meu forte mesmo é a simplificação de números complexos…

  214. MONTALVÃO Diz:

    /
    Alguém já investigou se a bela Mariana desaparece nos fins de semana? Ou estou mal impressionado?

  215. Borges Diz:

    Oi Gorducho, você pode ter razão, mas o assunto é um tanto nebuloso e ainda se faz muito estudo sobre ele. Eu li recentemente um artigo em que cientistas desconfiavam que um quark, poderia ser formado por partículas, e se isso fosse confirmado, mudaria toda a teoria existente. Gostaria de lembrar que no decaimento beta por captura, um elétron de um orbital mais interno é atraído por um núcleo instável onde se combina com um próton, dando origem a um nêutron; note que é mais um acontecimento que me leva a concluir que os prótons e nêutrons são constituídos por elétrons e pósitrons.
    Um abraço

  216. Gorducho Diz:

    Sim: claro que é nebuloso…
    M/tese metafísica é que sempre vão ir descobrindo “novos” objetos (“componentes” dos modelos) conforme forem fazendo experimentos com maiores energias e/ou mudando o tipo de experimento.
    Por isso nem perco meu tempo muito com essa parte da física porque não levo muita fé nela…

  217. Gorducho Diz:

    Tem tb. a questão dos momentos nucleares…
    Cá temos essa explicação “convencional” (so to say) que eu lhe dei…
    Mesmo caso tenha dificuldade em entender a explicação verbal, pode acompanhar os cálculos no quadro-negro…

  218. Gorducho Diz:

    Note que se o e(-) apresenta energias o(2 ~ 3) MeV
    [6:40] então esse saldo
    19,8 – (2 ~ 3) terá que ser reacolada para outras rubricas dentro dele núcleo.
    E imagino que os calculistas consideram que isso não se sucede.
     
     
    CONTABILIDADE DOS MOMENTOS
    (confira os valores :!: – não estou checando atentamente)
    unidade (SI): J/T [joule / tesla]
     
    μ(neutron) = -9,662E-27
    (-) significa que se orienta oposto ao campo externo
     
    μ(proton) = +1,410607E-26
    μ(electron) = -9,284764E-24
     
    Ora, se o electron se adicionasse aos outros já existentes pra resultar no neutron, μ(neutron) seria
    soma do dele c/o μ do proton, certo :?:

  219. MONTALVÃO Diz:

    /
    CONSIDERANDOS…
    .
    Considerando que:
    - na rubrica anterior, ao que tudo indica, os comentários cessaram;
    - consequentemente, ninguém mais lá irá ler cousa alguma;
    - hoje é Sunday, embora chova,
    Então, trago para cá comentário marciânico de lá e o respondo.
    /
    /
    ———————————–.

    MARCIANO DIZ:
    FEVEREIRO 15TH, 2018 ÀS 4:09 PM
    .
    São coisas assim que eu não entendo.
    Desde o tempo de Bozzano que existem demonstrações científicas da sobrevivência humana (depois da morte, suponho), com as provas mais variadas e convergentes, no entanto a grande maioria dos homens de ciência (já naquele tempo) não aceitam essa Verdade (verdade com maiúscula por conta do Bozzano).
    .
    A melhor prova que Bozzano poderia dar de sobrevivência à morte seria ele próprio aparecer (materializando-se, por exemplo) em congressos científicos, para apresentar suas provas ao vivo, digo, ao morto.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: nem desprecisava se materializar: bastava que lesse trecho de livro postado fora do alcance visual do médium e investigadores para abalar estruturas…
    /
    /
    =============================
    MONTALVÃO: um dia, espero que antes da eternidade, vou entender o que tem contra metáforas…
    ===============================
    .
    MARCIANO: Contra as metáforas de verdade, não tenho nada, muito ao contrário. Um bom exemplo foi citado por ti, quando te referiste a Bilac, que disse que a língua portuguesa era a última flor do Lácio, inculta e bela.
    .
    Tu, que vives a citar Bilac, Casimiro de Abreu (a aurora da vida, lembra-se?) e outros, sabes muito bem o que é uma metáfora.
    .
    Não pode pretender que a bíblia e seus milagres sejam metafóricos. Fica bem claro, pela redação e pelos conhecimentos da época em que os livros escolhidos sabe-se lá com que critérios, que era para levar tudo ao pé da letra.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: concordo com o que diz e nunca disso discordei, ou seja, que o que antes era literal hoje se salva na metáfora. Independentemente desse fato, porém, a Bíblia tem sim metáforas (ou, sentidos simbólicos) claramente especificados e meu comentário se referiu a exemplo que sua douta pessoa deu: quando Jesus ofereceu pão e vinho aos discípulos e disse, “tomai e comei, este é o meu sangue e a minha carne”. É patente que aqueles antigos não receberam a declaração concretamente (conquanto a ICAR, espantosamente, veria posteriormente “literalidade” no evento, tanto que cunhou a doutrina da transubstanciação).
    .
    Portanto, estou cioso e ciente da tese metafórica moderna.
    .
    A acusação de que dela participo, ou seja, de que tento “salvar” a Bíblia (pobre d’eu) apelando para a metaforização de seu conteúdo decorreu de afirmativa que fiz, produzida pelo meu cérebro e grafada pelos meus dedos em digitalização, de que o diabo fosse “metáfora”. A partir de então caíram sobre o pobre de mim, entre tapas e beijos, mangando-me sob todas as formas imagináveis (sofri muito: se não fossem preces, orações e jejum acho que não resistiria). A ninguém ocorreu indagar: “o que você quer dizer com isso?”, e mesmo quando tentei esclarecer minha voz não foi ouvida…
    .
    O curioso é que lancei a assertiva ao pastor da Universal, instigando-o a discutir a realidade do capeta. A resposta dele foi sepulcral silêncio. Enquando isso, meus amigos, que pensei entender-me-iam, já chegaram matando!
    /
    /

    MARCIANO: Um dia, espero que antes de meu desencarne, vás entender que as metáforas religiosas são desculpas esfarrapadas…

    .
    CONSIDERAÇÃO: espero que agora entenda que entendo…

  220. Borges Diz:

    Oi Gorducho, acredito que os pesquisadores já usaram todos os números e fizeram todos os tipos de cálculos possíveis para descartar o núcleo como “residência” de elétrons e pósitrons, é por isso que classifiquei minha ideia como maluca; como disse, tenho condições apenas de “fuçar” na periferia do assunto; minha especialização em mecânica quântica vai ficar para a próxima encarnação, embora sinta fascínio pelo assunto.
    Mesmo navegando contra a força dos números e cálculos científicos, vou manter viva a minha ideia, na esperança de ter havido negligência em algum “momento” da trajetória dessa onda numérica contrária.
    Gostaria de destacar ainda mais dois argumentos em favor da minha maluquice. O raio do elétron medido com a ajuda da “armadilha de Penning” gira em torno de 10 elevado à -22 e o raio do próton, é de aproximadamente 0,84184 x 10 elevado à -15, isso confere uma “supremacia” de tamanho ao próton superior a um milhão de vezes ; sendo assim se o próton fosse constituído de elétrons e pósitrons, estas partículas teria muito espaço para brincar de ciranda numa velocidade estonteante. Outro argumento está estribado na alta velocidade com que o elétron se desprende do nêutron no decaimento “beta –“ (aproximadamente a velocidade da luz) ; de onde sairia tanta energia cinética, no caso do elétron ser produzido no momento do decaimento?
    Um abraço

  221. Gorducho Diz:

    Da energia de ligação (binding) nuclear.
     
     
    Claro que não se trataria de falta-de-espaço :lol:
    Claro: especular é válido e, como mesmo S/Pessoa bem pos, há nuances, possíveis interações &c. &c.
    Mas em Física real (de verdade) é preciso fazer cálculos ou então especular por que os cálculos convencionais estariam incorretos e propor alternativa (calculada).
    E, claro: não vale ficar agregando “dimensões” ad hocmente pra fechar a contabilidade como fazem os teóricos das cordas.
    Eu fico pensando: se o e(-) sair do neutron tem que haver Δμ(neutron) que compense. Ou alguma outra forma de reconfiguração interna (dentro só do neutron, não estamos falando do núcleo como um todo!) que compense.
    Pode ser que haja, claro.
    Isso é um conhecimento pord+ especializado e sujeito a muitas especulações.

  222. Gorducho Diz:

    Spin neutron = proton = electron = ❓
    certo :?:
    Se está balanceado ½ e sai +/- ½
    (a saída do e(-) do neutron que vira então proton na sua tese)…
     
     
    Pra 1 neutron solto a energia disponévelpro decaimento é
    Q = 931,48[mn - (mp + me + mν)]MeV
    ≅ 0,7834

  223. Gorducho Diz:

    (spin n = p = e) = ½

  224. Gorducho Diz:

    Note que as massas aí são m-e (relativísticas).
    Por isso mν

  225. Gorducho Diz:

    Não: é a massa-de-repouso dele mesmo cuja não sabem qual é…
    0,1eV quiçá

  226. Borges Diz:

    Do alto de minha ignorância surge uma indagação; será que imaginam que o próton ou o nêutron são blocos maciços, sem partículas circulando freneticamente nos seus interiores? Se assim for, parece que não se enquadra na “filosofia” do “engenheiro que projetou” o átomo. Digo isso, porque na época do descobrimento do átomo, pensava-se que ele era um bloco maciço, com a evolução da ciência, descobriram que era “habitado” por partículas que orbitavam uma região conhecida como núcleo. Os pesquisadores foram então obrigados a viajar para o interior do mesmo e aí encontraram novas partículas; será que a história está se repetindo e estão achando novamente que se trata de blocos maciços?
    Um abraço analista Go.

  227. Gorducho Diz:

    Em QM não tem “circulação” de “partículas”.
    Esqueça esses conceitos ou não vai conseguir acompanhar o espiritismo moderno que é quântico (e a Administração querendo quantizar a parapsicologia tb. com a história dos gêmeos univitelinos… :mrgreen: ).
    Mas, não:
    &nbsb;
    PROTON
    quarks ↑ ↑ ↓
    azul vermelho verde (a ordem das “cores” é arbitrária entre os quarks mas tem que ter 1-de-cada)
     
    NEUTRON
    ↑ ↓ ↓
    idem o requisito de se apresentarem nas 3 “cores”.

  228. Marciano Diz:

    Respondendo a todos numa só pincelada, pois falta-me tempo.
    ===============================================================
    CONSIDERAÇÃO: essas tangentes secantes secam o quê?
    ===============================================================
     
    A secante á e função trigonométrica que seca a recíproca do cosseno.
    A cossecante seca a si própria, como o nome diz.
    Se você pegar um seno e virá-lo do avesso, terá a putaEnusa dividida pela distância do cadete oposto ao ângulo pelo qual você analisa a questão. É a cossecante, que seca a si própria.
     
    Se não entendeu, leia o seguinte relato, psicografia do médium Protágoras, espírito Tales, Preceptor do espírito (ainda na erraticidade) Pitágoras:
     
    Pitágoras estava com um problema e não conseguia resolver.

    Além disso, não parava mais em casa.

    A mulher dele, Enusa, aproveitava-se da situação e transava com os quatro cadetes do quartel ao lado.

    Um dia, Pitágoras, cansado, voltou mais cedo para casa, pegou Enusa no flagra e matou os cinco, que faziam uma orgia.

    Na hora de enterrar os safados, em consideração à esposa, dividiu o cemitério ao meio e de um lado a enterrou.

    O outro lado dividiu em quatro partes e enterrou cada cadete num quadrado.
    Subiu na montanha ao lado do cemitério para meditar e, olhando de cima para o cemitério, achou a solução do seu problema.

    Era óbvio:

    “A soma dos quadrados dos cadetes era igual ao quadrado da Puta Enusa.”
     
    ===============================================================
    Meu forte mesmo é a simplificação de números complexos…
    ===============================================================
     
    Big deal!
    Qualquer newbie sabe que se você elevar ao quadrado (ou a qualquer potência par), a ℑ desaparece o complexo e o número perde sua complexidade, passa a ser real, o que não acontece com a Ψ, a qual, elevada a qualquer potência, continua imaginária e irracional, não podendo ser posta sob a forma p/q, sendo p e q inteiros e q ≠ 0.
     
     
    ===============================================================
    Por isso nem perco meu tempo muito com essa parte da física porque não levo muita fé nela…
    ===============================================================
     
    É. São apenas modelos, não têm correspondência com a realidade, a qual, nesse nível, é inalcançável.
     
    Com uma população superior a um bilhão de pessoas têm-se esse fenômeno. Uns falando de física de partículas e outros jogando cadáveres no rio.
     
    Montalvão, concedo-lhe razão quanto às metáforas intencionais da bíblia. O meu problema é som com aquelas que NUNCA foram metáforas.
    O lance do pão e vinho é plágio de outras crenças mais antigas, como postei em comentários de tópicos recentes.
     
    Tens razão. Quando defendeste o diabo, metaforizando-o, fiquei endiabrado. Mas entendi-o mal e ofereço-lhe minhas desculpas.
     
    O Pastor (se estiver de olho, um abraço, amigo, e desculpe-me pela sinceridade) calou-se porque sabe que não tem resposta.
    Quem cala, consente. Qui tacet, consentit.
     
    ===============================================================
    MARCIANO: Um dia, espero que antes de meu desencarne, vás entender que as metáforas religiosas são desculpas esfarrapadas…
    .
    CONSIDERAÇÃO: espero que agora entenda que entendo…

    ===============================================================
     
    Sim, finalmente, e graças a Netuno.
     
     
    ===============================================================
    Borges Diz:
    …tenho condições apenas de “fuçar” na periferia do assunto;

    ===============================================================
     
    Eu, se fosse você (seu duplo etéreo) não me aventuraria além das nuvens de elétrons. Esse núcleo é muito perigoso. É a tal da “força-forte”.
    Um abraço.
     
    ===============================================================
    Mesmo navegando contra a força dos números e cálculos científicos, vou manter viva a minha ideia, na esperança de ter havido negligência em algum “momento” da trajetória dessa onda numérica contrária.
    ===============================================================
     
    Esse é o problema com os crentes, conjunto com o qual sua pessoa tem uma interseção: contrariamente a todas as evidências, eles gostam de ter esperança em coisas sem sentido.
     
    ===============================================================
    Gorducho Diz:
    Mas em Física real (de verdade) É PRECISO FAZER CÁLCULOS OU ENTÃO ESPECULAR POR QUE OS CÁLCULOS CONVENCIONAIS ESTARIAM INCORRETOS E PROPOR ALTERNATIVA (CALCULADA).
    E, claro: não vale ficar agregando “dimensões” ad hocmente pra fechar a contabilidade como fazem os teóricos das cordas.

    ===============================================================
     
    Sob pena de cair na ratoeira de Vereza.
    Os cálculos, além de difíceis, acabam com quase toda a fantasia.
     
    Não acabam com toda porque a matemática se presta a quase tudo, inclusive propriedades de espaços n-dimensionais.

  229. Borges Diz:

    “Esse é o problema com os crentes, conjunto com o qual sua pessoa tem uma interseção: contrariamente a todas as evidências, eles gostam de ter esperança em coisas sem sentido”.
    “Sob pena de cair na ratoeira de Vereza.
    Os cálculos, além de difíceis, acabam com quase toda a fantasia”.
    .
    “Se o descoberto no estudo for confirmado, comentou, será preciso mais do que o multibilionário acelerador de partículas instalado no Laboratório Europeu de Física Nuclear (CERN), na Suíça, para testar o chamado Modelo Padrão, lista das partículas subatômicas que formam o Universo.

    Se as medidas previamente aceitas sobre as quais centenas de cálculos foram feitos estiverem errados ou existir um problema com a própria teoria eletrodinâmica quântica, os físicos têm muito trabalho a fazer”.
    https://exame.abril.com.br/ciencia/estudo-reduz-tamanho-proton-revoluciona-ciencia-576965/

  230. Gorducho Diz:

    Uma querela acerca de métodos de medição e/ou o real valor da constante de Rydberg levando a uma possível diferença de -15% no “volume” do próton…
    So much fuss about that :schok:
    Entenda: ciência NÃO É RELIGIÃO.
    Novos dados & medidas vão surgindo sempre.
    Um “raio” -5% não significa que protons sejam compostos por electrons, certo ❓

  231. Gorducho Diz:

    :shok:

  232. Gorducho Diz:

    Acho que a Administração desativou os antigos emoticons, Analista Marciano
    😲

  233. Gorducho Diz:

    :schock:

  234. MONTALVÃO Diz:

    /
    “A soma dos quadrados dos cadetes era igual ao quadrado da Puta Enusa.”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: jamais imaginou-se-me que entenderia trigo ou nometria a partir de uma única sentença! Já me considero pós-graduado em putasenusas.

  235. MONTALVÃO Diz:

    /
    MONTALVÃO: espero que agora entenda que entendo…

    ==================================

    “Sim, finalmente, e graças a Netuno.”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: agora que falou em Netuno lembrei-me do Cerbero (ou é Cérbero? Não… acho que o grego não tem acento…), meu próximo caninotelepata receberá esse nome…
    .
    Antes que indague o que tem a ver o deus dos mares com o cão dos infernos respondo-lho: aí há mistério, meu amigo…muito mistério…

  236. MONTALVÃO Diz:

    /
    “Sob pena de cair na ratoeira de Vereza.”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: tô fazendo o curso de MQ do Vereza, via telepatetia. Ontem ele me enviou o dever de casa:
    /
    DESENVOLVA OS POSTULADOS:
    1 – se os corpos se atraem na razão direta de suas massas e na inversa do quadrado de suas distâncias, até que ponto isso implica na presença de alienígenas diante da janela de apartamentos?
    .
    2 – se num sistema fechado a quantidade de energia se mantém constante por que há tanta corrupção?
    .
    3 – considerando que um triângulo isósceles, posto ao nível do mar e à temperatura ambiente, ferve ao atingir 79º, o que diria Iemanjá se disso soubesse?

  237. Borges Diz:

    Um “raio” -5% não significa que protons sejam compostos por electrons, certo ?
    .
    Certo, mas tenho certeza que você sabe onde eu quis chegar; acho que deve ter feito a ligação entre a observação do nosso amigo Marciano e o recorte que coloquei. Se um “raio -5%” pode abalar as estruturas baseadas em números, fórmulas e experimentos trilionários, significa que estão longe de representar a palavra definitiva sobre o assunto.
    Um abraço

  238. MONTALVÃO Diz:

    /
    Achei um sujeito que harmoniza com o Vitor: é ateu e reencarnacionista!
    .
    https://www.youtube.com/watch?v=1Hm8YM83Djk

  239. Gorducho Diz:

    Não, não abala.
    São querelas quanto a métodos de medição ou valor exato da Ry
    O valor de “constantes” massas &c. sempre é refinado conforme vão sendo feitos experimentos.
    Note que isso é um valor RMS referente a desvios de e(-)– objetos quânticos não tem “contornos”, entenda…
    Outra coisa: são coisas baseadas em medições reais.
    Não é espiritismo quântico.

  240. Borges Diz:

    Não é o que diz a nota e eu só posso basear-me nela.
    .
    “Se o descoberto no estudo for confirmado, comentou, será preciso mais do que o multibilionário acelerador de partículas instalado no Laboratório Europeu de Física Nuclear (CERN), na Suíça, para testar o chamado Modelo Padrão, lista das partículas subatômicas que formam o Universo.

    Se as medidas previamente aceitas sobre as quais centenas de cálculos foram feitos estiverem errados ou existir um problema com a própria teoria eletrodinâmica quântica, os físicos têm muito trabalho a fazer”.
    Um abraço

  241. Gorducho Diz:

    Não digo isso pra S/Pessoa, mas genericamente…
    Notável como as mentes místicas têm dificuldades em compreender como funciona a ciência.
    SEMPRE vão surgir novos dados, novas medições, que obrigam a refar-se os modelos.
    CIÊNCIA NÃO É RELIGIÃO onde tudo é imutável, eterno e absoluto.
    EM Ciência SEMPRE se revisam os modelos e os cálculos.
     
    Besides, não esqueça que essas medições foram feitam com uma outra varietal do hidrogênio que soi faziam.

  242. Gorducho Diz:

    a shrinking of the proton in the presence of a muon would most likely signify the existence of a previously unknown fundamental force – one that acts between protons and muons, but not between prótons and electrons. (Interestingly, this new physics could also explain a long-standing discrepancy in the measurement of the muon’s anomalous magnetic moment.)
     
     
    ¿y que?
    Inteiramente de acordo com a Conjectura Epistemológica de Grassouillet,/b>
    cada vez que fizerem novos experimentos (novos “desenhos”, não repetição dos usuais) ou maiores ordens de “energia” empregadas, vão concluir que são necessários novos “objetos ” – e classes de interações entre eles, claro – pra modelizar as observações.
    Por essas e por outras é que não me interessa muito tentar aprofundar nesse modelo “padrão” porque não levo nenhuma fé nele como descrição do “real”.
    São só modelos que vão ficar mudando sempre.

  243. Borges Diz:

    Notável como as mentes místicas têm dificuldades em compreender como funciona a ciência.
    Não digo isso pra S/Pessoa
    .
    Disse sim, e eu entendi; não tenho mente mística, e sim apenas herança religiosa. Compreendo perfeitamente como funciona a ciência, dentro de minhas limitações é claro; a ciência é feita por seres humanos e como qualquer mortal, os cientistas também têm defeitos; a inveja, o rancor, o oportunismo, o receio, etc. são características humanas que infelizmente permeia essa seara. Não abomino a ciência, pelo contrário, adoro e me envolvo com ela, a prova disso são minhas ideias malucas; ocorre que sou um inconformado, minha mente não aceita tudo de imediato, mesmo que venha com “rubrica” da ciência. Concordo que alguns assuntos já estão sacramentados; as parafernálias que há em nossas residências, nos hospitais, departamentos de governo, aeroportos, etc. são provas disso, contudo, o assunto que ora abordamos está longe de ser esgotado pela ciência, você mesmo confirma isso.
    .
    SEMPRE vão surgir novos dados, novas medições, que obrigam a refar-se os modelos.
    CIÊNCIA NÃO É RELIGIÃO onde tudo é imutável, eterno e absoluto.
    EM Ciência SEMPRE se revisam os modelos e os cálculos.
    Um abraço analista Go

  244. Marciano Diz:

    RESPONDENDO A GORDUCHO, MONTALVÃO E BORGES, COM UMA SÓ CAJADADA.
     
    ===============================================================
    Acho que a Administração desativou os antigos emoticons, Analista Marciano
    😲
    ===============================================================
     
    Não, não foi isto acho.
    Veja: :shock:
     
    Você está misturando alemão com inglês, e talvez eu tenha alguma culpa nisto.
     
     
    ===============================================================
    CONSIDERAÇÃO: agora que falou em Netuno lembrei-me do Cerbero (ou é Cérbero? Não… acho que o grego não tem acento…), meu próximo caninotelepata receberá esse nome…
    ===============================================================
     
    O problema da Presidência (incluída a Vice) parece ser a ortografia ((ορθο + γραφος ).
    Não é um nem outro. O come correto é Κέρβερος. E o grego tem sim, acentos. Inclusive o moderno.
     
    Por acaso existe um portal entre o abismo e sua casa?
     
    Tentando ajudá-lo no dever de casa.

     
    1 – se os corpos se atraem na razão direta de suas massas e na inversa do quadrado de suas distâncias, até que ponto isso implica na presença de alienígenas diante da janela de apartamentos?
     
    Pergunta capciosa. A resposta não tem nada a ver com a mecânica newtoniana. Depende da quantidade de gullibility e de Cannabis sativa empregados.
    Foi esta a razão do Prof. Vereza ter visto os fantasmas através de sua janela lateral do quarto de dormir.
    Segundo me disse o Lô Borges.
     
    2 – se num sistema fechado a quantidade de energia se mantém constante por que há tanta corrupção?
     
    Porque, em razão da transição planetária, foi dada oportunidade de vários desencarnados reencarnarem uma última vez, nesta fase, para que tenham oportunidade de se redimirem de seu carma.
    Os Umbrais foram esvaziados nos últimos anos. Ocorreram e continuam ocorrendo reencarnes em massa. Não seria possível a evolução planetária com um material inferior influenciando o planeta. Esse reencarne “não opcional” é a ultima oportunidade dos espíritos usarem o livre arbítrio e se manter no planeta. Será a luta da estagnação contra o progresso, da criatura contra o criador. Não existe forma de contrariar a natureza e a vontade soberana. Dizem os espíritos, que a maioria desses umbralinos não ficará no planeta.
    Fonte: http://www.espiritualizese.com.br/transicao-planetaria-os-exilados-da-terra/
    Por tal razão, muitos espíritos trevosos estão encarnados atualmente.
    Não sou pós-doc em espiritismo, mas estou prestando vestibular.
     
    3 – considerando que um triângulo isósceles, posto ao nível do mar e à temperatura ambiente, ferve ao atingir 79º, o que diria Iemanjá se disso soubesse?
     
    Emi ko mọ
     
     
    BORGES, li seus comentários.
    Acho que o único problema é a quantidade de “se”.
    “Se” a quantidade de conjunções subordinativas condicionais não fosse tão gigantesca, o artigo teria algum valor, talvez.
    Se a constante de gravitação universal fosse diferente, se a Terra não fosse habitada, se a Lua não existisse, se Saturno estivesse cinco vezes mais longe do Sol do que está… Eu poderia imaginar o que quisesse.
    Entendeu?
    Nem só de “se” vive a imaginação humana.
     
     
    Modelos são representações simplificadas da realidade ou de uma ideia. Os modelos substituem processos reais, muito mais complexos, com propósitos explicativos, heurísticos, de coisas difíceis ou impossíveis de serem estudadas diretamente.
    Cuidado com os experimentos mentais! Principalmente, como alertou GORDUCHO, sem quantificação.
    A matemática é uma ferramenta extraordinária, apesar de prestar-se a quantificar coisas i.

     
    Sub censura.
    Um abraço.

  245. Marciano Diz:

    Explicações de alguns pontos obscuros do comentário acima:
    Lô Borges entende do assunto (Cs);
    Ponha a resposta de Iemanjá no Google e traduza;
    O comentário está (a parte dirigida ao Borges) sub censura da Vice-Presidência.

  246. Marciano Diz:

    Schrödinger, que não punha muito crédito na Interpretação de Copenhague, imaginou o experimento mental do gato como forma de expor um aparente paradoxo no modelo: o gato conta como observador consciente ou há necessidade de postular um observador externo que cause o colapso da função de onda, além do experimentador?
     
    De fato, é possível imaginar uma extensão desse experimento mental, que foi o que o físico Eugene Wigner fez, aparentemente inspirado pela sugestão de von Neumann sobre o papel da consciência. Nessa variante, Wigner prepara a caixa com o gato, mas chama um amigo para que faça a observação, enquanto ele mesmo sai da sala. Em seguida, Wigner e o amigo se encontram e o físico pergunta o que aconteceu ao gato. Pergunta-se: antes de Wigner interrogar seu amigo, o sistema estaria numa superposição de estados de “gato morto/amigo triste” e “gato vivo/amigo alegre”? Se não, quando exatamente o sistema colapsou em um desses estados?

  247. Marciano Diz:

    Onde se lê Lô Borges, leia-se Beto Guedes.
    É que (para mim) é difícil distinguir entre Borges (o Lô, não o analista), Guedes e Venturini.
     
    A referência ao gato do Schrödinger foi para mostrar que experimentos mentais são complicados.
     
    Sugue-se uma explicação do Prof. Vereza, sobre o fenômeno teve a honra de presenciar.
     
    Da janela lateral do quarto de dormir
    Vejo uma dois espíritos voando alto
    Vejo um muro branco e no voo um pássaro
    Vejo uma grade e um velho sinal
     
    Mensageiro natural, de coisas naturais
    Quando eu falava dessas cores mórbidas
    Quando eu falava desses homens sórdidos
    Quando eu falava deste temporal
     
    Você não escutou
    Você não quer acreditar, mas isto é tão normal
     
    Você não quer acreditar, e eu apenas era …
     
    Cavaleiro marginal, lavado em ribeirão
    Cavaleiro negro que viveu mistérios
    Cavaleiro e senhor de casa e árvores
    Sem querer descanso nem dominical
     
    Cavaleiro marginal banhado em ribeirão
    Conheci as torres e os cemitérios
    Conheci os homens e os seus velórios
    Quando olhava da janela lateral
    Do Quarto de Dormir
     
    Vejam o Vereza tendo o privilégio de ver os espíritos superiores volitando, da janela lateral de seu quarto de dormir:
    https://www.youtube.com/watch?v=L5WcP2CvcB4

  248. Marciano Diz:

    O Ministério da Saúde Mental de NL adverte:
    A crença no sobrenatural pode levar à loucura.

  249. Marciano Diz:

    Dica para o Gorducho:
    experimente liberar a descarga elétrica soprando pela ponta da língua encostada no céu da boca, fazendo uma canoinha, em de soprar por entre os dentes.
    São verdadeiros cognatos, não daqueles falsch, que derrubam alguns tradutores.
    Em vez de ouvir schock, você ouvirá shock.
    Acabram-se os seus problemas!

  250. Marciano Diz:

    Acabaram-se os seus problemas.
    Além da possibilidade de mistura de alemão e inglês, há também a hipótese de interferência do poltergeist, a qual não pode ser descartada.

  251. Marciano Diz:

    BTH (Apropos, À propos, Παρεμπιπτόντως ):
    Será que dá muito trabalho para liberar o LaTeX no sítio?

  252. Marciano Diz:

    Sem LaTeX, fica difícil…
    Ex.: Entre as afirmações a seguir, assinale a opção errada.
    A) Os íons He+, Li2+, Be3+, no estado gasoso, são exemplos de
    “hidrogenoides”.
    B) No átomo de hidrogênio, os orbitais 3s, 3p e 3d têm a mesma
    energia.
    C) No átomo de carbono, os orbitais 3s, 3p e 3d têm valores
    de energias diferentes.
    D) A densidade de probabilidade de encontrar um elétron num
    átomo de hidrogênio no orbital 2p é nula num plano que
    passa pelo núcleo.
    E) As frequências das radiações emitidas pelo íon He+ são iguais
    às emitidas pelo átomo de hidrogênio.

  253. Marciano Diz:

    Os superscripts não saem direito.
    Átomos hidrogenoides são átomos que possuem apenas 1
    elétron. Para esse tipo de átomo se aplica também a teoria de Böhr, com a energia do elétron na órbita sendo dada por:

    Quem conseguir escrever a equação aqui ganha um picolé de banana.

  254. Marciano Diz:

    Desafio:
    Escrevam esta imagem aqui.

  255. Marciano Diz:

    Uma dificuldade básica e intransponível para mim é escrever fração como
    a
    _
    b
    em vez de a/b.

  256. Marciano Diz:

    Do jeito acima, fica uma porcaria.
    Tem expressões que exigem fração sobre fração.
    Aí é que o Cérbero (o cão do Montalvão) pega.

  257. Marciano Diz:

    ∫ até sai, mas o intervalo não tem como.

    Como posso escrever a integral de “a” a “n” de uma função qualquer, sem LaTeX?
    Impossível!
    Se tentar recortar e colar, vejam o que acontece:
    \int a^u du =\Large \frac{a^u}{\ell n a}\large +C
    \left|a=3\\ u=\text{sen} x\Longright du=cos x dx
    \int 3^{\text{sen}x}\cdot cos x dx=\frac{3^{\text{sen}x}}{\ell n 3}+C

  258. Marciano Diz:

    Exemplo de texto matemático ininteligível:
    Se f é uma função de x, então a sua integral definida é uma integral restrita à valores em
    um intervalo específico, digamos, a ? x ? b . O resultado é um número que depende apenas de a
    e b, e não de x. Vejamos a definição:
    Seja f uma função contínua no intervalo [a, b]. Suponha que este intervalo seja
    dividido em n partes iguais de largura ?x = (b ? a /) n e seja x j um número pertencente ao jésimo
    intervalo, para j = 1, 2, …, n. Neste caso, a integral definida de f em [a, b], denotada por
    ?
    b
    a
    f (x)dx , é dada por f x dx f x x
    n
    j
    j
    n
    b
    a
    ??
    ?
    ?
    ?
    ?
    ?
    ?
    = ?=
    ?+? 1
    ( ) lim ( ) , se este limite existir.
    Pode-se mostrar que se a função ) y = f (x é contínua em um intervalo ] [a,b , então ela é
    integrável em ] [a,b .

  259. Marciano Diz:

    Se quiser usar linguagem gramatical, também fica ininteligível. Ex.:
    O limite do somatório da função x de j, para j variando de 1 a n, que multiplica delta x, quando n tenda ao infinito.
    Alguns desses operadores podem ser escritos aqui, mas a maioria, não.

  260. Marciano Diz:

    FAPP, não podemos discutir as teses espirituais de Vereza.
    BBL.

  261. MONTALVÃO Diz:

    /
    Vejam o Vereza tendo o privilégio de ver os espíritos superiores volitando, da janela lateral de seu quarto de dormir:
    https://www.youtube.com/watch?v=L5WcP2CvcB4
    /.
    CONSIDERAÇÃO: gostaria muito de saber quem é aquela senhora chorona que fica a dizer, “tchau amigos, ainda não chegou a minha vez!”, será a mãe do ator?
    .
    Eu se fosse eu comandante do disco levaria a pobrezinha comigo, só para ela parar de choramingar…

  262. MONTALVÃO Diz:

    /
    “RESPONDENDO A GORDUCHO, MONTALVÃO E BORGES, COM UMA SÓ CAJADADA.”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: quando chegou minha vez me abaixei no momento certo!
    /
    /
    “Você está misturando alemão com inglês, e talvez eu tenha alguma culpa nisto.”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: já desconfiava…
    /
    /

    ======================================================
    CONSIDERAÇÃO: agora que falou em Netuno lembrei-me do Cerbero (ou é Cérbero? Não… acho que o grego não tem acento…), meu próximo caninotelepata receberá esse nome…
    ========================================================

    “Por acaso existe um portal entre o abismo e sua casa?”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: Pô, na bucha! Existe e nele caí várias vezes…
    /
    /
    “Tentando ajudá-lo no dever de casa.”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: valeu tio, sabia que podia contar com sua ajuda! Enviei sua ajuda ao Vereza e vereja o que o que comentou…
    /
    ————————————.
    1 – se os corpos se atraem na razão direta de suas massas e na inversa do quadrado de suas distâncias, até que ponto isso implica na presença de alienígenas diante da janela de apartamentos?
    ————————————.

    .
    “Pergunta capciosa. A resposta não tem nada a ver com a mecânica newtoniana. Depende da quantidade de gullibility e de Cannabis sativa empregados.
    Foi esta a razão do Prof. Vereza ter visto os fantasmas através de sua janela lateral do quarto de dormir. Segundo me disse o Lô Borges.”
    /.
    V.: sem comentários, e sua nota é 2,05…
    /
    ————————————.
    2 – se num sistema fechado a quantidade de energia se mantém constante por que há tanta corrupção?
    ————————————.
    .
    “Porque, em razão da transição planetária, foi dada oportunidade de vários desencarnados reencarnarem uma última vez, nesta fase, para que tenham oportunidade de se redimirem de seu carma.
    Os Umbrais foram esvaziados nos últimos anos. Ocorreram e continuam ocorrendo reencarnes em massa. Não seria possível a evolução planetária com um material inferior influenciando o planeta. Esse reencarne “não opcional” é a ultima oportunidade dos espíritos usarem o livre arbítrio e se manter no planeta. Será a luta da estagnação contra o progresso, da criatura contra o criador. Não existe forma de contrariar a natureza e a vontade soberana. Dizem os espíritos, que a maioria desses umbralinos não ficará no planeta.”
    /.
    V.: nunca vi tanta sapiência num pronunciamento responsivo em exercício escolar. A sua nota, neste é quesito é DEZ! NOTA DEZ!
    /
    ————————————.

    3 – considerando que um triângulo isósceles, posto ao nível do mar e à temperatura ambiente, ferve ao atingir 79º, o que diria Iemanjá se disso soubesse?
    ————————————.
    .
    “Emi ko m?”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: dúvida: está a dizer que não sabe o que Iemanjá diria ou se Iemanjá diria “eu não sei”? Como não sabia qual das duas se aplicava deixei a questão em branco, o que me valeu a primeira reprovação de minha vida em MQ vereziana… SNIFF!
    .
    The fight continue…

  263. Vitor Diz:

    Montalvão, dá uma olhada no seu email do gmail…

  264. Borges Diz:

    Oi Marciano: você não entendeu onde eu quis chegar; não é o “se” que está em jogo e sim suas consequências; para mim nesse momento não interessa o resultado da pesquisa, mesmo porque é um problema deles; desejo frisar o efeito que o “se” pode provocar em toda estrutura de sustentação do modelo padrão; e isso, insinuado por um cientista do Laboratório Nacional de Física Britânico em Teddington. Isso significa, que a comunidade não tem tanta segurança assim sobre o que está posto, abrindo espaço para alterações ou novas teorias.
    Um abraço

  265. Marciano Diz:

    Sim, Borges. É isso que o Gorducho está dizendo.
    Se não fosse assim, não seria ciência, seria paraciência.
    Só que não são todos os dias em que a ciência dá uma “guinada” (próximo tópico).

  266. Marciano Diz:

    Um abraço.

  267. Marciano Diz:

    CONSIDERAÇÃO: dúvida: está a dizer que não sabe o que Iemanjá diria ou se Iemanjá diria “eu não sei”? Como não sabia qual das duas se aplicava deixei a questão em branco, o que me valeu a primeira reprovação de minha vida em MQ vereziana…
    /
    CONSIDERAÇÃO DA CONSIDERAÇÃO: Considerando que Iemanjá é imaginária, a resposta é minha, posto que ela precisaria existir para poder responder.
    Então, EU não sei o que ela diria se existisse ao tomar conhecimento de comportamento de triângulos isósceles nas CNTP, dado que a condição normal de temperatura ao nível MÉDIO do mar (por causa do efeito de maré da Lua) é de 79 M (setenta e nove graus montalvânicos).

  268. Marciano Diz:

    Em tempo: pela voz, deve ser a avó de Vereza. Ou a versão feminina do Dr. Bezerra, interpretado por DPF.

  269. Marciano Diz:

    A julgar pela voz, é um milagre que ainda não tenha chegado a vez dela.

  270. Marciano Diz:

    E eu captei a mensagem psicografada do Carlos Imperial.

  271. Marciano Diz:

    Aviso ao desatento Montalvão:
    Existe um novo tópico, sobre a guinada da parapsicologia, em função de uma incerteza do “cético” Chris French.
    Para você, que gosta de limites de funções e integrais determinadas, é um prato cheio.

  272. Marciano Diz:

    Integrais indefinidas e céticos indeterminados.

  273. Gorducho Diz:

    Puxa! Que dificuldade a sua em diferenciar Ciências de experiências místicas e/ou religião… ¿ não Analista Borges?
    SEMPRE HÁ ESPAÇO P/ALTERAÇÕES OU NOVAS TEORIAS.
    Quem tem “certezas” são os religiosos. Cada um a sua, claro…

  274. Gorducho Diz:

    Fvr. Corrigir a interrogação castellana e fechar o bold Sr. Administrador.

  275. Gorducho Diz:

    Sim… Sesqueci como se desenha o coque mesmo :(

  276. Gorducho Diz:

    CHOQUE
    :shock:

  277. MONTALVÃO Diz:

    /
    Temos visto aqui os bambambans da física e matemática postando fórmulas e considerações atinentes a essas ciências. Vendo isso veio-me à lembrança minhas incursões aprendititivas nessas áreas, da qual darei testemunho, inda que parcial.
    .
    Há várias eras, depois de ter reencarnado como Amenophis IV, Lao Tsé e Juscelino Comexeque, decidi era hora de enfrentar o último bastião do saber que não desvendara. Deveras, sabia eu quase nada sobre praticamente tudo, mas havia um entrave no caminho, a tal da matemática.
    .
    Resolvido a enfrentá-la enfrentei o primeiro desafio: por onde começar? Antes de qualquer coisa, devo informar que minha formação é autodidata, a escola eu ia para comer merenda, aprender mesmo era entre eu e mim.
    .
    Mesmo assim, diz a sabedoria milenar que devemos conhecer as soluções que predecessores encontraram, a fim de não começar do zero desnecessariamente.
    .
    Então, muni-me de uma gramática da língua portuguesa, de Domingos Paschoal Cegalla e fui à luta. Respondendo a questão do parágrafo precedente, optei por começar estudando MMC e as tão faladas funções.
    .
    Função é a coisa mais fácil do mundo, nem sei porque a matemática se detém nela, mas como deve ter aplicabilidades não discutirei. Vejamos um exemplo: qual a função do cachorro? Ora, qualquer ginasiano responderá que é fazer cocô, latir e ser amigo do dono, não necessariamente nessa ordem.
    .
    Então, descobri que função significa rolalizar o que a coisa faz para funcionar. Foi aí que deparei com a função de onda, dada como complexa criação de seu criador. A função da onda, compreendi de imediato, é ondear onde seja ondeável, dando ondeaduras de várias subfunções, por exemplo, tem a onda do surf, a ondinha, a onda da moda, etc.
    .
    Depois de dominar essa área parti para esmiuçar o MMC, este estou aprendendo ainda, quando tiver maiores informações divido aqui.
    .
    Após essa fase partirei para as famosas quatro operações: aí é que a cobra vai fumar, a onça vai beber água, o pau vai comer, a coisa vai ficar feia… Aguardem, pois.
    .
    O presente documento foi dado e passado nesta cidade, aos 22min do segundo tempo.

  278. Gorducho Diz:

    Corrija a interrogação: Ponha o semicolon…

  279. MONTALVÃO Diz:

    /
    Aviso ao desatento Montalvão:
    Existe um novo tópico, sobre a guinada da parapsicologia, em função de uma incerteza do “cético” Chris French.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: viu como é bom reclamar? E lembrei de dar F5, tô cada dia melhor: não demora serei um melhoral!

  280. Marciano Diz:

    Montalvão:
    “Após essa fase partirei para as famosas quatro operações: aí é que a cobra vai fumar, a onça vai beber água, o pau vai comer, a coisa vai ficar feia… Aguardem, pois.”
    RESPOSTA: ∫ f (φ (t)) ⋅ φ’ (t dt = F f (x) dx = F (x) + C

  281. Marciano Diz:

    Montalvão, favor fechar o parêntese em t.

  282. Marciano Diz:

    Montalvão:
    f (φ (t)) ⋅ φ’ (t) dt = F f (x) dx = F (x) + C
    Marciano: Obrigado!

  283. Marciano Diz:

    Corrigindo:
    f (φ (t)) ⋅ φ’ (t) dt = F f (x) dx = F (x) + C ⇒ ∫ f (x dx = F (x) + C

  284. Marciano Diz:

    Não adianta, sem LaTeX não sai nada certo.

  285. Marciano Diz:

    Gorducho, favor retribuir o favor e explicar ao Montalvão o que o aguarda.

  286. Gorducho Diz:

    Não tem como sem parser de LateX

  287. Marciano Diz:

    É, de nada adianta minha teimosia.

  288. MONTALVÃO Diz:

    /
    “Montalvão, favor fechar o parêntese em t.”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: sei que seu intento é me confundir, mas vai precisar de mais para tanto: envia-me uma fórmula(?) com o t parêntese aberto e outra com o t parêntese fechado, pensando assim deixar-me paralisado sem atinar o próximo movimento.
    .
    Deixar estar que tudo se resume em: t1 + t2 =T⇓

  289. MONTALVÃO Diz:

    /
    Foi mal = T➚

  290. Marciano Diz:

    Dá-lhe, Rigoni, digo, Montalvão!
    T⇓ ≠ T➚
    ∀ Montalvão ∃ Marciano
    Marciano ∋ Montalvão tal que ℵ ⇑
    Queria ter um filho assim.
    Como costuma o Borges dar seus recados,
    https://www.youtube.com/watch?v=yMQOdJkNjfM

  291. Marciano Diz:

    É comum a gente sonhar, eu sei, quando vem o entardecer
    Pois eu também dei de sonhar um sonho lindo de morrer
    Vejo um berço e nele eu me debruçar com o pranto a me correr
    E assim chorando acalentar o filho que eu quero ter
    Dorme, meu pequenininho, dorme que a noite já vem
    Teu pai está muito sozinho de tanto amor que ele tem

    De repente eu vejo se transformar num menino igual à mim
    Que vem correndo me beijar quando eu chegar lá de onde eu vim
    Um menino sempre a me perguntar um porque que não tem fim
    Um filho a quem só queira bem e a quem só diga que sim
    Dorme menino levado, dorme que a vida já vem
    Teu pai está muito cansado de tanta dor que ele tem

    Quando a vida enfim me quiser levar pelo tanto que me deu
    Sentir-lhe a barba me roçar no derradeiro bei..jo seu
    E ao sentir também sua mão vedar meu olhar dos olhos seus
    Ouvir-lhe a voz a me embalar num acalanto de adeus
    Dorme meu pai sem cuidado, dorme que ao entardecer
    Teu filho sonha acordado com o filho que ele quer ter

  292. Marciano Diz:

    Filhinho, tu que estavas com saudades da Mariana, ela está no novo tópico.
    Nem por isto deves abandonar este aqui.

  293. MONTALVÃO Diz:

    /
    Marciano Diz:
    .
    É comum a gente sonhar, eu sei, quando vem o entardecer
    Pois eu também dei de sonhar um sonho lindo de morrer
    Vejo um berço e nele eu me debruçar com o pranto a me correr
    E assim chorando acalentar o filho que eu quero ter
    Dorme, meu pequenininho, dorme que a noite já vem
    Teu pai está muito sozinho de tanto amor que ele tem…
    /.
    CONSIDERAÇÃO: sempre que tento cantar esta canção, nos meus momentos solitários, pois só eu me aguento cantando, choro. Embora a mensagem não tenha a ver com minha pessoal história deve ter a ver com alguma expectativa de vida não realizada, ou coisa que valha.

  294. MONTALVÃO Diz:

    /
    Marciano Diz:
    .
    Não adianta, sem LaTeX não sai nada certo.
    /.
    CONSIDERAÇÃO: cês tão procurando na língua errada o certo falar. Usem a línguagem binária-hexadecimal MOI, com a qual poderão programar o que bem entenderem.
    .
    Exemplo:
    /.
    DATA DIVISION
    Fix ARQ INPUT: “o que quero da vida”
    Fix ARQ OUTPUT: “minha resposta”
    /
    PROCEDURE DIVISON
    Open “o que quero da vida”/
    Put in “o que quero da vida” the answers/
    ENTER “sei o que quero da vida?”/
    Put in: “Answer the question”
    If “sim” go to “minha resposta”, sub ARQ “equilibrado”/
    Else, go to “minha resposta”, sub ARQ “perdido”/
    Put in: “make your questions”
    .
    .
    .
    Close datas.
    End procedure.
    Test program.
    Print report.
    Close.
    End.

  295. Vinicius Diz:

    eita, a “médium” marcia fernandes diz que uma foto era um “espírito” olha no que deu:
     
    https://veja.abril.com.br/entretenimento/sonia-abrao-e-condenada-e-se-retrata-no-ar-veja-video/

     
    “Sônia Abrão condenada a pagar processo por ter informado q uma imagem distorcida numa foto era um espírito (confirmado pela sensitiva Márcia Fernandes) e a menina está mais viva do q eu e vc q está lendo, com direito a pedido formal de desculpas no programa”

  296. MONTALVÃO Diz:

    /
    “Sônia Abrão condenada a pagar processo por ter informado q uma imagem distorcida numa foto era um espírito (confirmado pela sensitiva Márcia Fernandes) e a menina está mais viva do q eu e vc q está lendo, com direito a pedido formal de desculpas no programa”
    /.
    CONSIDERAÇÃO: superstição dá dinheiro, apresentadores de TV, destacadamente apresentadorAs, costumam propalar crendices espíritas de montão. Outra que, vez em quando, entra nessa pilha é Ana Maria Braga.
    .
    Como se pode ver, Márcia Fernandes é sensitiva de araque.
    .
    Aos apresentadorEs, em maioria, fica reservada a tarefa de divulgar crendices evangélicas!

  297. Gorducho Diz:

    Aquilo era COBOL…
    Que bons tempos…
    Eu namorei uma programadora COBOL…
     
     
    Tem muita coisa ainda em COBOL. Sistemas básicos, críticos de grandes bancos por exemplo.

Deixe seu comentário

Entradas (RSS)