A Teoria da Persona (1959)

Traduzi o capítulo 13 do livro “The Enigma of Survival: The Case For and Against an After Life” de Hornell Norris Hart (1959), que busca explicar por que espíritos diriam serem reais controles fictícios dos médiuns. Para ler o capítulo, clique aqui.

29 respostas a “A Teoria da Persona (1959)”

  1. mrh Diz:

    Um erro interpretativo, que eu mesmo cometi por anos, foi o de acreditar que Kardec era newtoniano.
    .
    Atentando para as frequentes passagens em que ele afirma que o movimento dos planetas é circular, caiu a ficha: ele era galileano.
    .
    Como assim? Os livrinhos atuais não afirmam que a revolução científica se iniciou com Copérnico, passou por Galileu e se completou em Newton? Mas, como diria Garrincha, faltou combinar com o outro time.
    .
    Galileu nunca assumiu, embora conhecesse os trabalhos de Kepler, que as órbitas planetárias fossem elípticas. Há uma tradição teológica por detrás das órbitas circulares: Deus é perfeito, e o sólido perfeito é o círculo. Vem de Platão e, provavelmente, é ainda anterior. Newton era protestante e inglês; Kardec, embora tenha tido contato com protestantes, era católico de formação, e sua teologia dialoga sistematicamente com aquela da igreja católica. Kardec era fortemente simpático a Napoleão, e o principal rival do nacionalismo e imperialismo francês era a Inglaterra. Todos esses motivos somados podem ter levado Kardec a afirmar por toda a sua obra que as órbitas eram circulares, e que o movimento universal é circular.
    .
    Galileano pois, e não newtoniano, como por vezes se afirma. Inicialmente fixista, no LE de 1857, e depois Lamarckista (e não darwiniano, como por vezes se afirma tb).

  2. Gorducho Diz:

    ============================================================
    Atentando para as frequentes passagens em que ele afirma que o movimento dos planetas é circular, caiu a ficha: ele era galileano.
    ============================================================
    Képler, en Allemagne, découvre les lois célèbres qui portent son nom et à l’aide desquelles il reconnaît que les planètes décrivent, non des orbes circulaires, mais des ellipses dont se soleil occupe l’un des foyers
    [G 1ª ed., V:14]
     
    O guru dele Jean Reynaud [T&C]
    Arrivé à son plus grand écartement du soleil, il demeure un instant immobile dans le ciel, puis, reprenant sa marche en sens contraire, il se rapproche du soleil et le dépasse à l’occident à peu près de la même quantité dont il l’avait dépassé à l’orient.
    ❓❓❓

  3. mrh Diz:

    blz…
    .
    e por que ele não adotou?

  4. mrh Diz:

    “Estava desde então aberto o caminho em que ilustres e numerosos sábios iam entrar, a fim de completarem a obra encetada. Na Alemanha, Kepler descobre as célebres leis que lhe conservam o nome e por meio das quais se reconhece que as órbitas que os planetas descrevem não são circulares, mas elipses, das quais o sol ocupa um dos focos. Newton, na Inglaterra, descobre a lei da gravitação universal. Laplace, na França, cria a mecânica celeste. Finalmente, a Astronomia deixa de
    ser um sistema fundado em conjeturas ou probabilidades e torna-se uma ciência assente nas mais rigorosas bases, as do cálculo e da geometria. Fica assim lançada uma das pedras fundamentais da Gênese, cerca de 3.300 anos depois de Moisés”.
    .
    Bem, retiro o “por toda a vida” acima. E fica a questão: por que ele afirmava sistematicamente a circularidade?

  5. Gorducho Diz:

    Onde ele afirma :?:

  6. Gorducho Diz:

    Segundo consta ele fez uma publicação que infelizmente a gente não sabe onde possa (em que sebo quiçá…) se encontrar que ele usava pra ditar classes Liceu Polimático…
    Programme des cours usuels de chimie, physique, astronomie, physiologie
    .

    Não acho crível que ele dissesse pros alunos que os movimentos são circulares…

    [Arago, Astronomia Popular, GIDE et J. BAUDRY, 1855.
    Tome 2 CHAPITRE VI

    Lois de Kepler]

    Eh bien, cette orbite n’est pas circulaire, elle est une ellipse à l’un des foyers de laquelle le Soleil est situé. C’est ce qu’on appelle la première loi de Kepler.
    Como que o Kardec em plena Paris ia pregar e lecionar circularidade :?:

    Claro: fiquei curioso pois desconheço! Onde ele fala isso :?:

  7. mrh Diz:

    le 1ª ed introd e perguntas aos esp.

  8. Gorducho Diz:

    Fvr. citar 👍
    Eu realmente não me lembro :!:

  9. Gorducho Diz:

    👍 que fantástica pisada na bola :!:
     
    Le mouvement circulaire n’avait rien d’extraordinaire : il est dans la nature ; tous les astres se meuvent circulairement ; nous pourrions donc avoir en petit une reproduction du mouvement général de l’univers, ou, pour mieux dire, une cause jusqu’alors inconnue pouvait produire accidentellement pour les petits objets, et dans des circonstances données, un courant analogue à celui qui entraîne les mondes.

     

     

    E na 2ª ed. ele MANTÉM só muda põe un reflet no lugar da une reproduction 😡

  10. Vitor Diz:

    Tradução:
    .
    O movimento circular nada apresentava de extraordinário: está na Natureza; todos os astros se movem circularmente. Poderíamos, pois, ter ali, em ponto menor, um reflexo do movimento geral do Universo, ou, melhor, uma causa, até então desconhecida, produzindo acidentalmente, com pequenos objetos, em dadas condições, uma corrente análoga à que impele os mundos.

  11. mrh Diz:

    E não é só essa passagem. Tem mais. Fat e Vitor, vcs se lembram daquela polêmica, que coisas mais tarde teriam sido acrescentadas na Gênese, após a morte de Kardec? Valeria a pena dar uma olhadinha no original.
    .
    Fiquei a imaginar… os franceses apostavam em Galileu/Laplace, os protestantes em Kepler/Newton. Será que havia uma divisão na nova ciência entre academias francesas e inglesas, com temas como esse de fundo?
    .
    Alguém já leu Laplace?

  12. mrh Diz:

    Falsa hipótese. Laplace era newtoniano.

  13. Vitor Diz:

    Acabou de ser lançada uma edição bilíngue da 1ª edição:
    http://espiritismocomentado.blogspot.com/2019/05/feb-publica-primeira-edicao-de-genese.html

  14. Gorducho Diz:

    Lhe citei a G original COMO SALIENTEI-LHE.
    Ele deve ter se tocado depois, mas… prum cara que LECIONAVA.
    ============================================================
    Será que havia uma divisão na nova ciência entre academias francesas e inglesas, com temas como esse de fundo?
    ============================================================
    👎
    Lhe citei o T&C (de ’54) e o Arago (de ’55) que praticamente era a referência padrão.
    Não tem desculpa. Só se pode supor mesmo que era como o Sr> cogitou: a mente dele era medieval mesmo; Aristotélica.
    Depois acabou se tocando ou o Flammarion & outros chamaram a atenção dele.

  15. mrh Diz:

    Sim, encontrei. Está no original da 1ª edição da Gênese. Em 1868, portanto, ele observou o que devia ter feito por todo o seu período espírita. Resta especular por que ele não o fez desde o começo.

  16. Sillah Diz:

    Em minhas buscas para entender um pouco mais sobre espiritualidade, passo dias buscando desesperadamente provas que validem de fato a veracidade de alguma religião ou que façam mais sentido, eu acredito no poder superior e acredito na espiritualidade após uma experiencia bem interessante que ocorreu na minha família..mesmo assim busco respostas e mais respostas e nessas buscas achei esse site, super interessante. Preciso dizer que vcs são mega inteligentes mas muitas coisas que falam eu não consigo entender…afinal de contas, depois de tantas discussões, debates, etc, vcs viram provas que comprovam a existência de espíritos/espiritualidade, etc? Ou ainda não conseguiram chegar a essa conclusão?

  17. Gorducho Diz:

    Apesar dele obviamente saber que os planetas giravam ao deredor do Sol, a mente dele continuou fixada em “esferas” ⇒ movimento circular dos planetas.
    Sem querer justificar meu vexame, eu me confundi porque no LE “atualizado” vertido pro vernáculo que tenho reza:

    O movimento circular nada apresentava de extraordinário: está na Natureza. Todos os astros se movem em curvas elipsóides; poderíamos, pois, ter ali, em ponto menor, um reflexo do movimento geral do Universo, ou melhor, uma causa, até então desconhecida, produzindo acidentalmente, com pequenos objetos em dadas condições, uma corrente análoga à que impele os mundos.

     

    Nunca me ocorreu de checar este ponto pois só consulto o LE-1 pra casos particulares (como quando ele fala que almas de “animais” nunca atingirão o estágio capaz de animar humanos, por exemplo). Nem de checar o 1° LE-2 (agora peguei-o na BnF, claro).
    7a

  18. Gorducho Diz:

    « Parmi les différentes espèces d’êtres corporels, Dieu a choisi l’espèce humaine pour l’incarnation des esprits, c’est ce qui lui donne la supériorité morale et intellectuelle sur toutes les autres.

     

     

    Em ’57 mesmo aparece o Origem, e a partir daí ele começa a mudar o discurso.

    É pra esses pontos que eu costumo consultar o LE-1; por isso me passou desapercebido esse fiasco dele (justificativa esfarrapada :oops: ).

  19. mrh Diz:

    Fat, a Origem é d 59. Mas creio q, depois d avisado, ele mudou do fixismo d 57 para o transformismo, e as evidências levam a Lamarck, não a Darwin.
    .
    Sillah, eu acredito em espíritos, mas não pelos textos que li, e sim por experiências pessoais. Os textos são mesmo de doer.

  20. mrh Diz:

    Especulando, folks, Fat perguntou como ele teria afirmado a circularidade se pré-Kardec ele lecionava.
    .
    Sabe lá Deus o q ele lecionava. Por que será que seus livros didáticos nunca foram aprovados pelo governo francês?
    .
    Tudo isso merece pesquisa.

  21. mrh Diz:

    Cumpre recordar o erro clássico d Kardec, que disse que os Incas habitavam o México. Sabe-se lá o que ele ensinava…

  22. Gorducho Diz:

    Por isso que eu queria ver a tal apostila que ele usava no Liceu Polimático, onde consta explicitamente astronomia :!:
    Se fizesse a mínima ideia de que tenha n’algum sebo…

    Essa pisada-na-bola é inaceitável, e permanece na 2ª edição :!:

    Pra 1 escritor casual vá lá que figurativamente tivesse usado & tals… + pra um chef d’institution (como consta na ata de casamento dele) praticante 👍

  23. Gorducho Diz:

    ============================================================
    Em minhas buscas para entender um pouco mais sobre espiritualidade, passo dias buscando desesperadamente provas que validem de fato a veracidade de alguma religião
    ============================================================
    O Kardec percebeu isso e tentou fazer uma religião “científica” :!:
    Es decir: em face de FATOS cientificamente verificáveis a religião que ele elaborou seria inquestionável vis-à-vis as outras. A religião dele passaria e ser um SABER e não meramente CRENÇAS como são as outras.
    NÃO ser espírita seria como ser terraplanista ou acreditar na física aristotélica; os FATOS se imporiam, como se impuseram à ortodoxia católica/cristã em geral.
    Mas fracassou no intento como sabemos, e hoje, face às câmaras IR; computadores; sensores e possibilidade de aquisição de dados eletronicamente… o próprio discurso espírita mudou.

    Então a religião espírita fica sendo baseada em Fé em Escrituras pra fins práticos “sagradas” como o Pentateudo dele (Kardec) + os escritos do CX que se poderia comparar aos Atos dos Apóstolos do cristianismo não-espírita.

    Ou seja: não tem + o diferencial que o Kardec tentou introduzir 👎

    A adesão a alguma religião segue sendo mera questão de simpatia pessoal, como sempre foi historicamente – claro: desde que não imposta pelo Estado pois que aí não se trata de fidelidade livre e espontânea, mas enfiada goela-abaixo.
    ============================================================
    afinal de contas, depois de tantas discussões, debates, etc, vcs viram provas que comprovam a existência de espíritos/espiritualidade, etc?
    ============================================================
    👎

    ============================================================
    Ou ainda não conseguiram chegar a essa conclusão?
    ============================================================
    Se se usar como referência a navalha de Guilherme a hipótese a ser adotada é conclusão negativa.
    +, claro é impossível provar que “espíritos” ou sobrevivência individual NÃO exista(m). Só se pode dizer que não há evidencias que suportem esta Crença.
    Veja que experiências místicas podem ser interpretadas de diversas formas (e.g.: o Apollo foi quem ditou pra pítia o que o Croesus tava fazendo… então disso decorre que existem deuses + não que HUMANOS sobrevivam; &c. &c…).

     

  24. Gorducho Diz:

    aos Atos às Epístolas dos Apóstolos

  25. Gorducho Diz:

    DOUZIÈME ÉDITION
    PARIS
    DIDIER ET Cie, LIBRAIRES-ÉDITEURS
    35, QUAI DES AUGUSTINS
    LEDOYEN, DENTU, FRÉD. HENRI, libraires, au Palais-Royal
    CHEZ TOUS LES LIBRAIRES DES DÉPARTEMENTS
    Et au bureau de la REVUE SPIRITE, 59, rue et passage Sainte-Anne
    1864

     

     

    Le mouvement circulaire n’avait rien d’extraordinaire : il est dans la nature ; tous les astres se meuvent circulairement ; nous pourrions donc avoir en petit un reflet du mouvement général de l’univers, ou, pour, mieux dire, une cause jusqu’alors inconnue pouvait produire accidentellement pour les petits objets, et dans des circonstances donnés, un courant analogue à celui qui entraine les mondes.
    👍

  26. mrh Diz:

    Legal. Caiu a ficha ou alguém avisou em 1868.

  27. Gorducho Diz:

    TRENTE-CINQUIÈME ÉDITION
    PARIS
    A LA LIBRAIRIE DES SCIENCES PSYCHOLOGIQUES
    1, RUE CHABANAIS, 1
    carimbo de depósito legal
    Seine
    N°5657
    1889
    segue a mesma coisa…
    Le mouvement circulaire n’avait rien d’extraordinaire : il est dans la nature ; tous les astres se meuvent circulairement/i> ; […]
     
     
    No entanto no LE traduzido que tenho cá diz:
    O movimento circular nada apresentava de extraordinário: está na Natureza. Todos os astros se movem em curvas elipsoides [...]
     
    Mas não diz (pelo menos eu não consegui localizar) com base em QUAL edição é feita a tradução. E considerando que em ’89 fazia já 20 anos que ele tinha falecido fica a dúvida em relação a quando e como foi feita a (devida) correção

    7a prova

  28. Gorducho Diz:

    7ª prova
     
    Na BnF tem o LE-2 original e essa 35ª edição.

    ❓❓❓

  29. Gorducho Diz:

    Mas é lógico que quando ele publica a G em ’68 já tá certo. Até porque o Flammarion não ia deixar passar isso :!:

Deixe seu comentário

Entradas (RSS)