Divaldo Franco e o caso da menina Pan Thi Kim Phuc

Um internauta – que preferiu não se identificar – escreveu-me apontando um “pequeno erro de grandes proporções” em uma das palestras de Divaldo Franco chamada “Desafios da Vida em Família”. Assistam abaixo ao vídeo da palestra a partir dos 15 minutos e 45 segundos.

 

Divaldo passa a contar a historia da jovem Pan Thi Kim Phuc.  Eis o que o médium diz: 

Ficou célebre uma fotografia de crianças vietnamitas correndo por uma estrada vítimas de uma bomba de efeito laranja que as queimou praticamente todo o corpo e uma delas despida com os braços erguidos, aberta em chaga viva, gritava por socorro e misericórdia. Essa fotografia comoveu o mundo e contribuiu para que o exército americano abandonasse a tentativa de lutar contra os comunistas naqueles países. Essa jovem viria posteriormente a residir nos Estados Unidos, e viria a desencarnar há apenas 2 anos. 

A foto mencionada é essa: 

clip_image002

Qual o problema então? O problema é que a menina Kim não desencarnou e não foi residir nos EUA após o ocorrido, conforme mencionado de forma clara e objetiva por ele. Aos 13 anos, ela foi estudar em Saigon. No regime comunista, obteve a autorização, alguns anos mais tarde, para estudar medicina em Cuba, onde conheceu seu marido. Na viagem de lua-de-mel, o avião fez uma escala no Canadá, de onde o casal nunca mais saiu (exceto para viagens). 

Desde o ocorrido ela tornou-se mundialmente conhecida. Hoje ocupa o honroso cargo de Embaixadora da Boa Vontade da UNESCO. 

Seguem informações abaixo: 

http://blogs.estadao.com.br/jamil-chade/2012/06/08/entrevista-com-a-menina-da-foto-40-anos-depois/  

Então fica a pergunta: que confiança podemos ter em um médium que transmite informações totalmente equivocadas sobre um caso famosíssimo, inclusive dizendo que a menina estava morta quando na verdade está viva e bem?

876 respostas a “Divaldo Franco e o caso da menina Pan Thi Kim Phuc”

  1. Antonio G. - POA Diz:

    Respondendo à pergunta: Não. Não podemos confiar em um sedizente médium que comete equívocos desta magnitude. É o mesmo que disse que o bandido e malfeitor Sathya Sai Baba era “um dos espíritos mais evoluídos já encarnados neste planeta”. Lamentável…

  2. Gorducho Diz:

    Logicamente não tenho paciência para ver todo vídeo, porém tenho entendido que ele estava fazendo uma palestra de improviso, sem alegar estar canalizando naquele momento informações de “Espíritos Superiores”.
    Não é??

  3. Toffo Diz:

    Se fosse o caso, Kim poderia até processar o “médium” por danos morais, afinal ele a estaria “matando” imotivadamente. Como dizia meu avô, sabiamente, quem muito fala dá bom-dia a cavalo.

  4. Josival Diz:

    Que tosco, esse é homem é uma fraude daquelas!!! Mas as pessoas não se preocupam em verificar, não leem nada, nem sequer sua “sagrada” codificação e as merdas de chico… lamentável.

  5. Gorducho Diz:

    Segundo a Wikipedia:
    Residence Ajax, Ontario :)

  6. José Macedo Diz:

    Lamentavel que muitos desses tidos como ‘lideres’ religiosos arrogam-se com a prepotencia da infalibilidade. São tão doentes quanto os que os seguem sem ao menos questionarem ou pesquisarem o que lhes é transmitido como verdade. Arrogancia, falsa modestia, autoritarismo e hipocrisia são qualidaes de muitos desses lideres. Pena.

  7. Luciano de Almeida Peruci Diz:

    De fato, não consigo confiar no Divaldo. Ele erra, ele se equivoca. Ele personalizou o Espiritismo. Ele é muito showman sob ESTA ótica pessoal de Espiritismo.

    Ele, consciente ou não, mente e erra, como vemos. Dono de retórica (falível, duvidosa), acaba dando um caráter de verdade à sua voz que seduz aos incautos.

    Ele é um teimoso, recalcitrado em suas convicções. Ele é convencido e seguro de si. Isso desmorona tudo o que ele alçaria de bom.

    Todo seu discurso de “origem histórica” dos termos, querem dizer o quê? Servem à quê?

    O recurso de buscar na “origem pura” do passado algum fundamento é uma mentira! Por acaso os SERVOS SE AGREGAVAM a família? agregar é uma forma DESRESPEITOSA, no mínimo. do que realmente aconteceu.

    Divaldo: Pare já com essa prática!

  8. Toffo Diz:

    Gente, o Divaldo já não anda gagá não?

  9. Dino Diz:

    Olá Vitor, e demais! Este é o meu primeiro post no Blog, embora eu já o acompanhe há algum tempo. Eu sou novo no espiritismo. Comecei por um centro de Ramatis, na Tijuca, onde conheci a codificação de Kardec e algumas “obras brasileiras agregadas” há pouco mais de um ano. Cada vez tenho me interessado mais. Só vim saber da existência do Dilvado há pouco mais de 6 meses. O que ele fazia, quem ele era (ou se dizia ser), suas obras de caridade, etc… Eu era fã de carteirinha do Divaldo. Ainda estou em evolução. Rsrs.
    O espiritismo na sua essência – alias onde está esta essência? Estou meio perdido – me chamou muito a atenção. A “prova” de uma vida após a morte, a questão da reencarnação como meio de evolução. Comecei a ver sentido no tal do “onde viemos e para onde vamos”. Mas enfim, estou vendo que ainda tenho muito que aprender. Mas sou jovem, e tenho disposição.
    Gostaria de parabenizar ao Blog. Muito legal! Não só as matérias elencadas pelo Vitor, mas os comentários dos que acompanham. E sem querer me estender muito, gostaria de saber de vocês o que acham do espiritismo. Em em caso positivo se poderiam me indicar um Centro sério. Mas o que seria um Centro sério, né?.
    Obrigado por mais uma matéria esclarecedora e um grande abraço a todos!

  10. Sharp Random Diz:

    Só erra quem faz. Quem não faz não erra, mas também não acerta. A doutrina espírita bem compreendida e melhor aplicada não faz do adepto um néscio… afinal, preocupa mais o tolo que difunde o descrédito pinçando gafes de alguém que é tido como referência ou a incapacidade do ouvinte em submeter tudo ao crivo da razão conforme tanto se ouviu falar sobre a experiência de Kardec preconizada nas obras ?
    De toda forma, há sempre o que aproveitar desses episódios. Temos um bis in idem salutar em que a evidência do equívoco provoca o assanhamento dos céticos e acentua a fragilidade dos novatos buscadores de respostas mais profundas para essa crise existencial notável que arrasa o mundo.
    Parabéns por dar espaço a quem não vê senão argueiros nos olhos dos outros, mas também a quem não compactua encher de traves os próprios olhos.

    http://evangelhoespirita.wordpress.com/capitulos-1-a-27/cap-10-bem-aventurados-os-misericordiosos/o-argueiro-e-a-trave-no-olho/

    Só me levem a bem, se puderem. Por que eu levo todos a bem. Um abraço.

  11. Marcos Diz:

    A resposta: praticamente nenhuma. Se Divaldo é capaz de dar uma informação tão errônea a respeito de um caso famoso, imagine aqueles que poucos conhecem!

  12. Rogerio Araujo Diz:

    Mas que perda de tempo…

  13. Marciano Diz:

    O pior é o Divaldo falando em palestra sobre as crianças índigo que estão vindo de Alcyone, pegando carona em um faixa de luz.

  14. Toffo Diz:

    Divaldo perdeu a oportunidade de divulgar, na sua palestra, o trabalho maravilhoso que essa menina, hoje a Sra. Kim Phuc, realiza: ela é embaixadora da Boa Vontade da Unesco e ativista antibelicista, correndo mundo levando mensagem de paz e de harmonia entre os povos. Com quase 50 anos e dois filhos, Kim Phuc mora com o marido no Canadá. É lamentável que um palestrante, com o poder de penetração que Divaldo tem, cometer uma barriga dessas: primeiro dizer que ela morava nos Estados Unidos, depois dizer que já tinha morrido! Eu não daria dez réis de mel coado pra ver a arenga moralista desse cara, mas vocês podem ver que a plateia estava lotada. Que vexame!

  15. Vitor Diz:

    Oi, Dino
    o espiritismo é nada mais que uma religião que acaba levando à criação de um bando de fanáticos. De ciência não tem nada. Não sei te informar um centro sério.

  16. Antonio G. - POA Diz:

    Dino, vou tentar responder-lhe o que penso a respeito do questionamento que você faz: Eu recomendaria apenas que você procurasse analisar bem o que o espiritismo (como de resto, qualquer outra religião) propõe, e avaliar se faz sentido para você, se tem fundamento lógico. Procure não abrir mão de sua soberania intelectual. Não permita que outras pessoas “enfiem por sua goela abaixo” coisas que elas pensam e/ou afirmam serem verdadeiras sem qualquer prova de que o sejam. O espiritismo, bem ao contrário do que a maioria dos espíritas defende, é essencialmente dogmático. Ou seja: Impõe uma série de afirmações, postas como verdade, mas sobre as quais não existe evidência concreta. Por exemplo, a existência dos espíritos, a ocorrência das reencarnações, a existência de uma “causa primária de todas as coisas (Deus)”, etc.
    Enfim, minha sugestão é que você se permita pensar, duvidar e questionar. Não tenha receio de ser prudente. É a recomendação que eu dei aos meus filhos e dou a qualquer um que me pergunte a respeito.
    Abraço, e boa sorte!

  17. Dino Diz:

    Pois é Vitor! Cada vez mais tenho me aproximado desta conclusão. Penso que esta questão apontada no Espiritismo, o aproximando da Ciência, foi talvez o que mais tenha me chamado atenção. Porém se começamos a estudar em sua volta, as evidências não são tão concretas assim.

  18. Dino Diz:

    Oi Antônio! Perfeitas as tuas colocações! Sintetizou tudo que eu tenho sentido e pensado! Muito obrigado! Abraço!

  19. Marcos Arduin Diz:

    Seja bem vindo sr Dino(sauro?)
    .
    Bem bem. Por sua história, parece que já começou mal: Ramatis… Sabia que ele escreveu todo um livro falando de Marte habitado por uma avançada civilização, com mares, canais, cidades, florestas, etc e tal? E olha que não foi um romance a la Azimov, mas um livro falando muito a sério. Que diz o pessoal ramatisiano quanto a isso? Sabia que um planeta maior do que a Terra deveria passar aqui por perto antes do ano 2000, puxar a Lua para mais perto e verticalizar o eixo da Terra e, de quebra, levar os malvados daqui? Cadê?
    .
    Sabe, Dino(sauro?), há certas palavras que têm um poder melífico sobre a mente de certas pessoas, fazendo cair suas defesas mentais e que elas aceitem qualquer besteira que se diga. Alguns exemplos são: espíritos superiores, Palavra de Deus e científico.
    .
    Veja lá que Kardec aponta que o Livro dos Espíritos teria sido composto e até revisado por “espíritos superiores”. Mas há cada pisada de bola naquele livro, escritos questionáveis, etc e tal, e aí fica a pergunta: como acreditar que os tais espíritos superiores teriam deixado passar essas bobagens? A mim, como espírita, isso não constitui nenhum problema, pois entendo que Kardec não poderia vender o Livro dos Espíritos como se vende café. Na venda de café, é dito: lote A, 6 defeitos; lote B, 12 defeitos; lote C, 40 defeitos… Que gozado, não? Vende-se mercadorias com defeitos. Mas filosofia não pode ser vendida dessa maneira: tem que anunciar que ela é de muito boa procedência e coisa da boa.
    .
    O tempo vai pondo as coisas no lugar. Até hoje as seitas cristãs fundamentalistas insistem em dizer que a Bíblia é a Palavra de Deus, exata e infalível e absolutamente verdadeira em tudo quanto o que se manifesta. Faço graça com o pessoal cristão, dizendo que o verdadeiro cristão deve crer que a Terra é plana, está no centro do Universo e que o Céu é sólido, pois tudo isso são ensinamentos bíblicos…
    .
    E como em muita coisa que se disse, tanto por Kardec, como por Chico Xavier & Cia Bela, o tempo cuida de mostrar onde há verdade e onde há a balela. Mas, salvo engano, Kardec já previa isto. Foi claro ao afirmar que os espíritos não sabem tudo e que entre eles há enganadores e mistificadores. Por isso não fico abalado com os desmentidos aos escritos dos bambambans espíritas. Em relação a obras espíritas, não dou uma de evangélico que defende a infabilidade da Bíblia com unhas e dentes. Tal escrito espírita, mediúnico ou não, tá errado? Então descarta-se o erro e vamos em frente. ISSO É O ESPIRITISMO.
    .
    Agora falemos da outra palavra mágica que desmonta as defesas mentais: CIENTÍFICO. Até os evangélicos recorrem a ela na tentativa de defender a Bíblia. Para “provar” a realidade do Dilúvio bíblico, citam este ou aquele cientista que interpretou certa coisa como “evidência de um Dilúvio”. Ou que este ou aquele cientista desmente tal postulado evolucionista. E parece que você está um tanto perdido quanto a relação entre Espiritismo e Ciência. Haveria algo de científico no Espiritismo? Bem, sr Dino(sauro?), é preciso separar o IDEALISMO daquilo que é a REALIDADE.
    .
    Existe um tal método científico, que prevê que devem ser reunidos dados a respeito do assunto, formular hipóteses para explicá-lo, TESTAR das ditas hipóteses. Se nos testes (experimentos) falhar o que as hipóteses A,B,C ou D prevêem, então elas são REJEITADAS, se por acaso os experimentos derem resultados que seriam previstos pela hipótese E, então ela NÃO É REJEITADA (mas também não é ACEITA, pois isso implicaria em certeza absoluta, o que não acontece em Ciência). Então a hipótese E permanece até que se descubra algo que demonstre que sua explicação não é suficiente e aí ela será rejeitada no futuro… Tais resultados são comunicados aos demais cientistas, através de publicações científicas, e assim a comunidade científica toma conhecimento e o incorpora no seu cabedal. Certo?
    .
    Errado! Seu Dino(sauro?), isso é IDEALISMO. Idealmente a coisa deveria ser assim. Só que a VERDADEIRA CIÊNCIA não é nada disso. Pra começar, como já disse certo físico, novas ideias no campo científico não são aceitas porque o pessoal científico ficou convencido de sua validade, mas porque os velhos de casa morreram ou se aposentaram e os novos cientistas se familiarizam com essa nova ideia a resistem menos a ela e acabam aceitando-na. É assim que a coisa funciona.
    .
    E NUNCA subestime o poder da fé. Ele é devastador de de suma importância no meio científico. Ciência, a verdadeira ciência, é movida a fé. Peça ao Vitor para ele contar a história do Cyril Burt. Aqui eu farei um resumo:
    Esse pesquisador conseguiu acompanhar 53 pares de gêmeos idênticos, que por diversas razões cresceram em famílias distintas, separados uns dos outros. Obtendo os dados das origens familiares reais e confrontando-os com o meio de vida e educação que receberam, ele concluiu que a preponderância genética era definitiva. Assim, aqueles gêmeos que vieram de famílias socialmente estruturadas, cujos membros eram inteligentes, que progrediram economicamente, etc e tal, acabam progredindo também, tendo sucesso, etc e tal, mesmo crescendo entre pobres e tendo pouco acesso a educação formal. Já os gêmeos vindos de famílias pobres, de gente burra, etc e tal, mesmo sendo criados em famílias ricas, que lhes davam tudo do bom e do melhor em termos de educação, quase nada melhoravam. Continuavam sendo pessoas medíocres.
    Cyril Burt foi aclamado por tal estudo e em 1971 foi agraciado com o título de Sir!, mas não aproveitou muito, pois morreu no mesmo ano. Aí um jornalista foi fazer uma matéria sobre ele sua pesquisa e logo começou a ter problemas. Burt dissera ter sido ajudado por duas estagiárias, mas não encontrou pista alguma delas. E logo caiu a ficha: gêmeos idênticos, criados separadamente e por famílias economicamente díspares são uma mercadoria MUITO RARA. Como ele achou 53 pares deles? Foi aí que o repórter teve acesso ao diário pessoal do Cyril e lá ele CONFESSAVA TODA A FRAUDE. Ele nunca fez pesquisa alguma e inventou tudo.
    .
    Diga aí, meu caro Dino(sauro?) como é que a comunidade científica não achou nada de estranho em tal trabalho tão fajuto, cuja fajutice seria percebida com uma simples observação estatística? Simples: a comunidade científica das sociedades com estratificação social e cheias de preconceitos raciais viam em tal pesquisa a CONFIRMAÇÃO da preponderância genética na qual piamente ACREDITAVA. Por isso nem desconfiaram da fraude. ISSO É A VERDADEIRA CIÊNCIA. A Ciência do dia a dia. A Ciência com a qual convivemos.
    .
    A questão de Ciência e Espiritismo é que Kardec usou de RACIOCÍNIO CIENTÍFICO (não necessariamente de método científico) para conferir ao Espiritismo um “status” de Ciência, ao menos em parte. Ao observar os fenômenos mediúnicos, ele procurava interpretá-los sob algum aspecto científico. Assim a tal explicação feita por Joubert de Lamballe de que o som produzido pelas tais mesas girantes era uma fraude causada pela batida do músculo curto perônio contra a goteira óssea foi feita à Academia dos sabidos da França. Não sei se a aceitaram, mas Kardec logo notou que essa explicação não passava pelo teste científico DE OBSERVAÇÃO. Sim, pois se era o músculo que estalava, como é que se sentiam vibrações na mesa? E a mesa se deslocava, girava, etc e tal, como um músculo que estala a fazia se movimentar?
    .
    Então, meu caro, nisso é que é o aspecto científico do Espiritismo. O Antônio Gê, de Porto Alegre e Saltitante, falou que o Espiritismo é DOGMÁTICO, por simplesmente mandar crer que há espíritos e que estes seriam os causadores dos eventos mediúnicos. Seria dogmático se desconsiderasse explicações contrárias, mas não é o caso. Os fundamentalistas cristãos DOGMATICAMENTE insistem que houve um Dilúvio, apresentam supostas “provas” de sua ocorrência e rejeitam toda evidência contrária. Isso é ser dogmático.
    .
    No caso do Espiritismo, Kardec desde o inicio considerou as outras hipóteses que lhe foram apresentadas, mas se deparava com eventos e situações nas quais essas hipóteses falhavam em explicar. Outros pesquisadores pós Kardec também pensaram em outras hipóteses, mas no final a única que sobrava era a dos espíritos. Pusemos os espíritos no tubo de ensaio? Não! Inventamos o espiritômio que registra visualmente a presença de espíritos? Não! Confirmamos a existência de espíritos por algum meio independente de médiuns? Não! Mas ficamos na situação dos mesmos antigos pesquisadores de tempos idos e passados: há o evento onde a única hipótese que sobrou é a da intervenção do espírito do falecido tal.
    Então é com base nisso que o Espiritismo permanece, independente dos falaciosos e falastrões Divados, Maes, Doutores Fritzs, etc e tal.
    .
    É isso.

  20. Marciano Diz:

    Arduin é botânico, mas parece advogado.
    Fala pelos cotovelos e usa argumentos sofismáticos (e sofisticados).
    E defende o cliente com muita garra.
    Seria um ótimo advogado.

  21. Marciano Diz:

    Esse cliente (o Espiritismo) é como o casal Nardoni, indefensável.

  22. Alan Diz:

    Arduin poderia ser até pipoqueiro, não vem ao caso. Já os argumentos tecidos, esses sim interessam.

  23. Antonio G. - POA Diz:

    Como eu disse, os espíritas não gostam que se diga que o espiritismo é dogmático… Muitos não gostam nem que se diga que o espiritismo é uma religião.
    Todas as religiões fundamentam-se em dogmas. O espiritismo é uma religião. E bastante dogmática. SMJ.
    .
    Um bom abrço, Arduin!

  24. Dino Diz:

    Olá Arduin!
    Obrigado pelos seus comentários!
    Você poderia me indicar um Centro aqui no RJ que tenham como premissas as colocações feitas por você?
    Depois do Ramatis, já tentei o André Luiz mas também comecei a ouvir coisas que não cairam bem. Não tão esdrúxulas quanto o Planeta Chupão e a vida em Marte, mas tentei participar de alguns estudos mais avançados baseados na obra de André Luiz e Emmanuel e não deu.
    Ou então pode ser que seja exatamente esta a questão: não ir a nenhum Centro, e tentar sozinho elencar no que eu quero ou não acreditar, enfim.
    Desde já agradeço por seu tempo e atenção.
    Um Abraço,
    Dinoss

  25. Dino Diz:

    Olá Arduin!
    Obrigado pelos seus comentários!
    Você poderia me indicar um Centro aqui no RJ que tenham como premissas as colocações feitas por você?
    Depois do Ramatis, já tentei o André Luiz mas também comecei a ouvir coisas que não cairam bem. Não tão esdrúxulas quanto o Planeta Chupão e a vida em Marte, mas tentei participar de alguns estudos mais avançados baseados na obra de André Luiz e Emmanuel e não deu.
    Ou então pode ser que seja exatamente esta a questão: não ir a nenhum Centro, e tentar sozinho elencar no que eu quero ou não acreditar, enfim.
    Desde já agradeço por seu tempo e atenção.
    Um Abraço,
    Dinossauro!!

  26. Gorducho Diz:

    Procurando raciocinar em termos estritamente lógicos: se considerarmos que o Kardec chegara à conclusão de que efetivamente as mesas se movimentavam sozinhas e davam respostas racionais, a explicação dos Fox (se bem me lembro foi a mãe que aventou-a primeiro na noite da sexta 31) para as batidas, i.e., de que os agentes causantes pudessem ser almas de ex-terráqueos falecidos, não deixa de ser uma hipótese cientifica. Seria como a hipótese do Tales de que tudo é composto de água: “é para ser considerada uma hipótese científica, de jeito nenhum tola” [Russel, História da Filosofia Ocidental].
    Ocorre que as mesas pararam de se movimentar sozinhas, não sei exatamente em que época. Seriam os milagres da linha religiosa Judaismo –> Cristianismo? E então, pelo menos por enquanto, a hipótese cientifica tornou-se inverificável, tendo-se transformado num dogma.
    E, mesmo assim, daí não decorre nenhum dos outros dogmas do Kardecismo, e.g.: Deus Escolástico; Reencarnação Romântica; Código Penal dos Defuntos…
    Agora, é como com admirável precisão disse o Analista Antonio: Procure não abrir mão de sua soberania intelectual. Não permita que outras pessoas “enfiem por sua goela abaixo” coisas que elas pensam e/ou afirmam serem verdadeiras sem qualquer prova de que o sejam.
    E cada um tem o direito de acreditar no que quiser, principalmente se essa crença lhe fizer sentir-se bem, e induzi-lo a ser um bom cidadão. Aliás, me parece que esse era o objetivo maior do Kardec: criar uma crença útil, análoga ao mito dos metais do Platão.

  27. Marciano Diz:

    Dizer, como fez o Arduin, que o “espírito” Ramatis falou sobre vida em Marte, descreveu-a de modo semelhante à vida na Terra, sem falar que Chico Xavier fez exatamente o mesmo, com o livro do “espírito” de sua falecida mãe, no livro “psicografado”, Cartas de uma Morta, e ainda em outro livro, do “espírito” de Humberto de Campos, não me parece justo.
    É a mesma baboseira.
    Publicados na década de 30 do século passado, quando ainda havia crença de que poderiam haver marcianos estranhamente parecidos conosco, fisicamente (não sei como explicar isso com a seleção natural – mas isto é tarefa para o Arduin, que conhece o assunto muito bem), e socialmente (o que é ainda mais estranho).

  28. Marciano Diz:

    Nos 3 livros, um de Ramatis e dois de CX, Marte é descrito como habitado por seres superiores aos da Terra, contrariamente ao que disseram os “espíritos superiores” a Rivail/Kardec, para quem eles eram os únicos mais atrasados do que nós no sistema solar.
    Fico admirado como essa esquizofrenia subsiste até hoje.

  29. Marciano Diz:

    Destaquei aqui os trechos mais interessantes, com MAIÚSCULAS e comentei (entre parêntes).
    .
    Médium Divaldo Franco: as crianças índigo existem
    DA REDAÇÃO
    Durante conferência realizada no Centro Espírita Caminho da Redenção, na cidade de Salvador, Bahia, o médium Divaldo Pereira Franco confirmou a existência das crianças índigo – cujo comportamento a psicologia ainda não classificou –, referindo-se à sua origem, natureza e destinação.
    Segundo estudos astronômicos avançados – aos quais Divaldo reportou-se durante sua palestra – O SISTEMA SOLAR GRAVITA EM TORNO DA ESTRELA ALCIONE (estranhíssima esta afirmação de que o sistema solar gravita em torno do sistema múltiplo de Alcyone, uma das plêiades), de terceira grandeza, e completa uma elipse a cada 26 mil anos. Alcione é a estrela mais brilhante da constelação das Plêiades (acho que quiseram dizer aglomerado aberto das Plêiades, não se trata de uma constelação), compreendida por sete estrelas e centenas de astros(novamente, acho que quiseram dizer “visíveis” a olho nu, pois são mais de 500 estrelas). A cada 12 mil anos, a Terra adentra uma faixa de fótons – “partícula mínima constituída de luz” – que se irradia de Alcione (de onde tiraram essa informação?). Essa luminosidade, que não provoca calor, “produz uma atmosfera fluídica excelente”. No ano de 1970, o sistema solar penetrou nessa faixa, mas foi somente em 1982 que a Terra envolveu-se nela por completo (puro delírio esquizofrênico, que nada tem a ver com astrofísica). Segundo o médium, a partir desse ano iniciou-se “uma migração de espíritos de alta estirpe” em direção à Terra. Esse processo de renovação da população do planeta seguirá seu curso – de acordo com Joanna de Ângelis, mentora espiritual de Divaldo – até o ano de 2052, quando “o planeta alcançará seu momento de grande renovação”, transformação descrita no capítulo 18, itens 27 e 28, da obra “A Gênese” de Allan Kardec, o qual explica a transição do planeta, de mundo de expiação e provas, para mundo de regeneração. As crianças índigo, que apresentam características diferenciadas das demais, estão chegando por intermédio dessa migração.
    No decorrer de sua conferência, Divaldo destacou a importância desses espíritos, os quais dividiu em quatro grupos: humanistas, artistas, conceituais e interdimensionais. Ao destacar a importância da educação como ponto de apoio para o desenvolvimento dessa nova geração, referiu-se ao trabalho pioneiro de Pestalozzi – do qual Allan Kardec foi dileto discípulo – às experiências de Fröebel, a Rudolf Steiner – que desenvolveu a pedagogia Waldorf – e a Maria Montessori. Valorizou a importância do papel dos pais, aos quais recomendou não transferir essa responsabilidade aos professores, aos familiares ou mesmo a profissionais contratados. No caso das crianças índigo, a participação dos pais em sua educação é fundamental, motivando-as e auxiliando-as a despertar suas potencialidades.
    A palestra de Divaldo Franco sobre as crianças índigo – realizada em 26 de setembro do ano passado – foi gravada em DVD, o qual poderá ser adquirido pelo telefone (11) 3186-9766, cujos direitos autorais destinam-se à manutenção da obra social promovida pelo Centro Espírita Caminho da Redenção, fundado pelo médium na cidade de Salvador (BA).

  30. Marciano Diz:

    A fonte de onde extraí o texto acima é esta: http://www.jornaldosespiritos.com/2008/atualidade22.htm
    .
    A palestra é enorme, postei aqui só o que interessa:
    http://www.youtube.com/watch?v=l_wPmT2yB7c

  31. Marciano Diz:

    O (des)conhecimento de astronomia de Divaldo e seus “espíritos” é pura esquizofrenia, são delírios bizarros, no sentido técnico da expressão (quem duvidar, que consulte o DSM-IV ou a CID-X).

  32. Marcos Arduin Diz:

    Bem, Sr Dino(sauro?), quanto a centros espíritas, sinto não poder ajudar. Eu moro em S. Carlos – SP e tudo o que posso lhe dizer de centros espíritas é que em TODOS eles você achará coisas boas e ruins. É próprio da natureza humana.
    Se quer ser racional, o jeito é estudar por conta. Veja o que você acha que lhe fala ao cérebro. Se tem lógica ou sentido, lembrando que isso não significa ser verdadeiro.
    .
    Boa sorte.

  33. Antonio G. - POA Diz:

    Marciano,
    Eles (os sedizentes médiuns) dizem muita bobagem. Mas alguns têm um grande poder de imaginação… Divaldo Franco é um destes. Eu o conheci pessoalmente. É, como diz a canção, um “pavão misterioso, pássaro formoso”
    rsrsrs

  34. Marcos Arduin Diz:

    Meu caro de Marte (ou de Morte?), o Kardec simplesmente descobriu a existência de um mundo espiritual que é paralelo ao nosso INCLUSIVE NO NÍVEL EVOLUTIVO dos seres racionais em ambos os mundos. Significa, portanto, que quando um espírito descreve a vida em outro planeta, isso deve ser levado tão a sério como qualquer Isac Azimov da vida quando escreve algum romance a respeito. Enquadra-se aí o Ramatis, a mãe do Chico, o Humberto (ou doisberto) de Campos e quem mais vier falar besteira a respeito. Fica na base do ASQ (acredite se quiser) ou ASFB (acredite se for burro) quando definitivamente está provado que a história contada é só balela.

  35. Marcos Arduin Diz:

    Seu Balofo, as irmãs Fox não pensaram em espírito de defunto na ocasião e sim que o causador fosse um “pé rachado”, ou seja, uma referência ao Diabo, que tem pés de bode segundo a imaginação cristã. Só no código lá das batidas é que o tal “pé rachado” se identificou como um certo falecido. Portanto, a primeira hipótese foi o Demo…
    .
    Já no livro O que é o Espiritismo, de Kardec, houve quem lhe perguntasse:
    _ Bem vê que já passou a moda das mesas girantes. Hoje ninguém mais se ocupa delas. Por que aconteceu isso a uma coisa séria?
    E a resposta de Kardec foi:
    _ Porque delas saiu algo mais importante: uma perfeita doutrina filosófica. Para os vulgares, as mesas girantes eram só um passatempo, do qual largaram quando enjoaram dele. Para os sérios, obtiveram algo muito mais consistente.
    Uma variante das tais mesas é a prancheta Ouija…
    .
    Não creio que Kardec houvesse pensado alguma vez que o Espiritismo agradasse a todos. Certamente os da fé cristã não gostariam nunca dele. Mas sacomé, Balofo, há quem insista que se creia em coisas muito mais burras e imbecis, como por exemplo os ideais esquerdistas…

  36. Antonio G. - POA Diz:

    E quais seriam os “ideais esquerdistas”, Arduin? O que é ser “de direita” ou “de esquerda”? Os esquerdistas seriam os comunistas, socialistas, anti-capitalistas e anti-neoliberais? Os “direitistas” seriam os simpatizantes com os “donos do capital” e defensores da propriedade privada independente de sua função social? Hum… muito maniqueísta. Acho que não é bem isso…
    Estes termos foram criados lá na Revolução Francesa. São antigos, mas nem por isso estão perfeitamente assimilados. Pelo menos, não por mim.
    Eu tenho vontade de entender exatamente o que é “esquerda e direita”, até para saber de que lado estou. Mas estes conceitos são bastante confusos, imprecisos… Será que vale ser “ambidestro”?
    .
    Sds.

  37. Gorducho Diz:

    Aparentemente o itálico está aberto…

  38. Gorducho Diz:

    … vamos ver se fechou…

  39. Vitor Diz:

    já consertei

  40. Gorducho Diz:

    Respondendo então ao Professor; achei que tivesse sido claro, mas infelizmente não tive sucesso: (se bem me lembro foi a MÃE que aventou-a primeiro na noite da sexta 31).
    Claro que, como já ensinou o Sr. José Carlos Ferreira Fernandes em Algumas notas sobre a origem, e os primeiros tempos, do espiritismo (*), esse proto-espiritismo estava “no ar” na região, de modo que, especulo, Mrs. Fox já estivesse com almas de falecidos na cabeça.

    (*) Por exemplo no trecho: uma das características do milenarismo e do misticismo exacerbado das comunidades “shakers” eram as suas reuniões com música e dança, onde uma série de experiências catárticas podiam ocorrer – inclusive a comunicação com os espíritos dos mortos, a fim de que pudessem fornecer testemunhos edificantes, ou de que pudessem ser consolados; entre 1837 e 1844, por sete anos ininterruptos, uma série de “comunicações dos mortos” mediante pancadas (“raps”) ocorreram em Mount Lebanon –

  41. Marcos Arduin Diz:

    “Os esquerdistas seriam os comunistas, socialistas, anti-capitalistas e anti-neoliberais?”
    - Certo, Antônio Gê de Porto Alegre e Saltitante. TRADICIONALMENTE é assim que aquele que se anuncia “de esquerda” se apresenta. Os ideais que essa gente professa FRACASSARAM TOTALMENTE em TODAS AS SITUAÇÕES. Mas ainda continuam insistindo neles por motivos DE FÉ. É como os ramatisianos, que creem piamente que Ramatis é um espírito superior, sábio, etc e tal, mesmo tendo falando besteiras sobre Marte e sobre o fim do Mundo em 2000.
    Fé move montanhas, meu caro. Nunca se esqueça disso.

  42. Gorducho Diz:

    O que têm a ver as Mesas Filosofais do Kardec com os “esquerdistas”??

  43. Marcos Arduin Diz:

    Balofo, vamos ver se posso deixar claro algumas coisas.
    Eu tenho notado que espíritas desavisados querem crer que o Espiritismo foi INVENTADO DO ZERO pelo Kardec e antes nele NADA a respeito existia. Seria só lerem as biografias, mal e porcamente escritas nos livros da FEB, da vida dele e já saberiam que antes de Kardec se meter no assunto, já existiam propostas e explicações para os fenômenos mediúnicos. Então a ideia da atuação de espíritos é pré Kardec e fim de papo.
    .
    Os críticos do Espiritismo, igualmente desavisados, querem pegar esse período como prova provada de que Kardec não inventou o Espiritismo. Vamos cair na real? O inventor do termo Espiritismo, não lembro no nome da figura, usou-o para indicar o surgimento de uma coisa demoníaca que ameaçava seriamente a fé cristã. Não creio que Kardec houvesse sabido disso, tanto que usou, de forma independente, o mesmo termo para diferençar aquilo que ele estava montando do que já existia.
    .
    E de fato o Espiritismo é DISTINTO do “Modern Spiritualism”. Certo?

  44. Marcos Arduin Diz:

    “O que têm a ver as Mesas Filosofais do Kardec com os “esquerdistas”??”
    - Nada, Balofo. As mesas filosofais do Kardec foi o recurso que ele e seus antecessores usaram para obter respostas às suas perguntas sobre as condições espirituais. Primeiro usaram mesas de tamanho natural, depois mesas em miniaturas, cestas de bico e finalmente reconheceram a inutilidade desses apetrechos e o médium pegou o lápis diretamente e a ação passou a ser feita sobre o braço e mão do médium.
    .
    Quanto aos esquerdistas, são apenas pessoas cheias de muita fé em teorias as quais foram PLENAMENTE PROVADAS serem um FRACASSO TOTAL. Mas que continuam sendo ensinadas e aclamadas por motivos de fé.

  45. Sharp Random Diz:

    Dino,
    A dúvida motiva à busca, a busca atrai a certeza, a certeza motiva à convicção, a convicção atrai a dúvida…

  46. André Ribeiro Diz:

    Olá Vítor, parabéns pela postagem. Mais um vez fica claro que Divaldo Franco, assim como outros médiuns brasileiros, não passa de um farsante. Depois daquela postagem do Biasetto, mostrando aquela palestra dele, onde, por mais de uma hora, ficou enaltecendo os pobres indianos, como espíritos elevados, além de fazer de Sai Baba um verdadeiro deus, esperar o que mais?
    No último fim de semana, estive com minha esposa, aqui em minha cidade, num almoço beneficente pra uma obra da igreja. Apesar de ser um antirreligioso confesso, fui lá, dar uma “forcinha” e comer um pouco. Pois não é, que aparece um padreco pra sentar conosco. Ele veio acompanhado de uma amiga de minha esposa, que respira religião 24 horas. Conversa vai, conversa vem, ele começou a falar um monte de besteiras. Falou dos ensinamentos de Cristo, falou que ninguém se salva sem carregar a sua cruz e assim foi soltando uma pacoteira de asnices. Até que não me contive e disse a ele que era ateu e não achava nenhuma religião digna de respeito, simplesmente porque todas se baseiam em fantasias e pregam o preconceito, a discriminação e a estupidez. Ele, pra dar uma de bonzão, veio me dizendo que tem mestrado em teologia, dá aulas na PUC e tudo mais. Minha esposa olhou torto pra mim e eu entendi o recado: “cale-se”.
    Bem, o sujeito dizer que tem mestrado em teologia, pra mim é a mesma coisa, dizer que tem mestrado em astrologia ou numerologia. Tudo a mesma lambança, nada de concreto, nada que mereça crédito.
    Gostei do jeito sempre carismático e educado do Antonio em aconselhar o Dino, a ser prudente e reflexivo. Mas eu diria o seguinte:
    - Dino, se você quer passar alguns momentos de distração, escutando uma musiquinha suave, alguns ensinamentos de Kardec e/ou Chico e cia., sem maiores pretensões, com direito a tomar um goles de “água fluidificada” e ganhar um “passe”, continue frequentando centros espíritas. Agora, se você espera encontrar um estudo sério, ponderado e crítico em alguma dessas casas, esqueça, porque só vai perder tempo.
    Quanto ao Arduin, ele insiste em dizer que Ramatis é um espírito bobão, mas que o espiritismo é coisa séria. Eu gostaria que ele apontasse um único médium que pode ser levado a sério, só um.
    Sobre Marte, quem pode responder é o Marciano, ele sabe tudo de lá.
    Saudações a todos.

  47. Toffo Diz:

    Dino: eu nasci dentro do espiritismo e dele saí faz um pouco mais de uma década. Conheço muito bem a doutrina e seus adeptos. Só te digo uma coisa: o espiritismo é algo muito interessante do ponto de vista histórico, se você observar a época, o local e as condições sócio-político-filosófico-religiosas em que a doutrina espírita surgiu: a França dos meados do século 19, em pleno Segundo Império, um regime autoritário que sufocou os ideais socialistas românticos de 1848 que formam a base filosófica e social do espiritismo. Ao mesmo tempo, esta época abrigava uma ciência em franco desenvolvimento, mas ainda incipiente no que concernia às ciências da mente e às ciências humanas, e um sistema filosófico positivista, que influenciou fortemente a nova doutrina. Por isso mesmo, o espiritismo tem valor histórico, enquanto entendido no contexto acima descrito. Fora daí, é uma doutrina anacrônica, datada e ultrapassada. O espiritismo que existe no Brasil não passa de autoajuda.

  48. André Ribeiro Diz:

    Muito bom Toffo, disse tudo !

  49. Marcos Arduin Diz:

    “Quanto ao Arduin, ele insiste em dizer que Ramatis é um espírito bobão, mas que o espiritismo é coisa séria. Eu gostaria que ele apontasse um único médium que pode ser levado a sério, só um.”
    - Farei isso, André, mas só depois que você me apontar um grande gênio intelectual esquerdista e ateu que mereça ser levado a sério…
    .
    Sabe, André, desde Kardec já fomos avisados de que não se pode pedir ao Espiritismo aquilo que ele não nos pode dar, tais como conhecimentos já prontos e acabados sobre qualquer assunto. Isso inclui informações sobre ciências em geral. Como se diz lá no Livro dos Espíritos: se a tudo que quiséssemos saber, bastasse perguntar aos espíritos, por esse preço, qualquer imbecil tornar-se-ia o maior gênio do Mundo. Mas as coisas não são assim. A Ciência é um trabalho de esforço humano e nisso os espíritos não podem contribuir com nada, até porque a maioria está no mesmo nível intelectual da época em que a Humanidade vive.
    .
    Ao Espiritismo só interessa trazer-nos aquilo no qual as religiões que o combatem são da mais lamentável indigência: as provas de nossa continuidade consciente após a morte do corpo.
    .
    É isso.

  50. Marcos Arduin Diz:

    “Até que não me contive e disse a ele que era ateu e não achava nenhuma religião digna de respeito, simplesmente porque todas se baseiam em fantasias e pregam o preconceito, a discriminação e a estupidez.”
    - Coitado do padre… foi falar de teologia. No lugar dele eu falaria algo assim:
    _ Certo, cavalheiro, vejo que o senhor parece crer que religião tem por objetivo pregar preconceito, discriminação e estupidez e infelizmente sou obrigado a admitir que isso de fato tem acontecido em vários grupos religiosos. Um defeito muito grave, mas que não é só deles.
    Certo, grandes figuras ligadas à religião ordenaram lamentáveis atrocidades, mas veja bem que endeusados líderes ateístas fizeram muito pior. Já parou para contar quanta gente morreu nas Cruzadas e nas mãos da muito santificada Santa Inquisição em comparação com o número de gente que morreu nas mãos de Pol Pot, Mao Tsé Tung e camarada Stalin? Falou você em discriminação? Apresenta-me o senhor essas figuras ateias como excelentes exemplos de compreensão e tolerância? Lamento, mas não vejo no ateísmo um seguro contra atrocidades.
    .
    Ah! Seria a religião uma pregadora de estupidezes? Sabe, meu senhor, noto que figurões, como Richard Dawkings, falam cobras e lagartos dos postulados religiosos, salientando sobretudo a suposta irracionalidade deles quanto aos fatos científicos. Ele pode estar certo, mas o que esse gentleman e seus seguidores parecem não entender é que a mente humana, assim como nossos gostos e necessidades são heterogêneos. O que é necessário para um, pode ter nenhum valor para outros. Olha, eu até assisto com frequência a documentários do Discovery Channel e National Geographic, mas isso não significa que eu vá perder de ver um filme do Indiana Jones, do Jornada nas Estrelas, ou Guerra nas Estrelas, etc e tal. Qualquer um apontaria vários erros científicos nos efeitos especiais desses filmes de ficção científica, mas eu não ligo a mínima: vejo a estes filmes para me divertir e não para aprender Ciência.
    .
    Compreendo sua raiva e posso dizer que fico muito indignado quando vejo aquelas fotos de linchamentos contra negros promovidos pelos brancos e fervorosos crentes americanos. Mas seria em nome de Cristo que cometiam aquilo? Seria APENAS a religião que fazia delas pessoas violentas e discriminadoras contra negros e indígenas? Acho que não. Se você analisar o que os cientistas dos anos 1970 para trás diziam sobre as raças, genética, etc e tal, já que dá tanto valor à Ciência, talvez enfie sua cara num cesto de lixo de vergonha…
    .
    Sabe, Sr André, como já dizia o nosso querido Albert Einstein, há duas coisas que são infinitas: o Universo e a estupidez humana. E ele não tinha certeza quanto ao Universo. E concordo com ele. O nosso problema aí com discriminações, atrocidades, etc e tal é a estupidez humana e não ciência ou religião, meramente usadas como ferramentas por ela.
    .
    É isso.

  51. Sharp Random Diz:

    O cético absoluto muitas vezes é um náufrago que lançou uma mensagem desesperada numa garrafa: “Provem que eu quero crer!”

  52. Marcos Diz:

    Os espíritas têm uma enorme dificuldade em entender que o espiritismo possui dogmas. Mas a realidade é que é uma religião bem dogmática. Não se pode questionar a existência de deus, espíritos e reencarnação.

  53. André Ribeiro Diz:

    Caro Arduin, concordo em muito com suas colocações, mas me permita fazer algumas observações:
    1º) Quanto aos líderes ateus (será que eram mesmo?), que fizeram uso do poder, para impor ditaduras sanguinárias, eu entendo que não foi o fato de serem ateus (Hitler não era ateu), que fez deles “sujeitos do mal” – eles eram extremamente egoístas, gananciosos, doentes.
    2º) As religiões já cometeram atrocidades, mas é passado, penso que nem deve ser lembrado, porque existe todo um contexto envolvido nisso; além do que, também realizaram importantes contribuições. O problema é hoje, hoje meu amigo:
    I – as religiões continuam pregando que homossexualismo é pecado e que o pecador vai pro inferno;
    II – as religiões continuam querendo invadir a privacidade, a intimidade das pessoas: são contra o aborto em qualquer circunstância, são contra o prazer sexual, são contra (a igreja católica, pelo menos é) o uso de meios anticoncepcionais, a vasectomia;
    III – as religiões, no caso das cristãs, afirmam que se você não aceitar Jesus como seu salvador, você não será salvo;
    IV – as religiões, pelo menos alguns padres da igreja católica, afirmam que rock é coisa de satanás, piercing, tatuagem, cabelo pintado, tudo isso, é coisa de satanás;
    V – algumas igrejas evangélicas estão dominando a TV aberta no Brasil, apresentando um show de horrores, apelando de tudo quanto é jeito, atrás do dízimo, “santo dízimo”, propagandeando ignorância, estupidez, preconceito, ódio …
    E o espiritismo também se transformou há muito tempo, num negócio, apenas isso. Tudo pode, fala-se bobagens e mais bobagens, livros são plagiados, “profecias” que não se cumprem, histórias são inventadas e o senhor parece achar bonito isto, que legal hein?

    Sharp Ramdon disse:

    O cético absoluto muitas vezes é um náufrago que lançou uma mensagem desesperada numa garrafa: “Provem que eu quero crer!”

    Você está certíssimo: PROVEM QUE EU QUERO CRER!

  54. Sharp Random Diz:

    Deus quis (e aqui não vai nenhuma provocação) que no atual estágio da humanidade a comprovação da vida após a morte se desse… após a morte. A única pergunta que me cabe é se vale a pena levar a vida no mais profundo ceticismo ou se vale a pena pensar sobre os desdobramentos filosóficos de uma conduta pautada na “possibilidade” dela (a vida) continuar após a morte…

  55. Toffo Diz:

    Sabe, Arduin, é interessante o que você traz, que é um argumento bastante usado pelos espíritas: desde Kardec já fomos avisados de que não se pode pedir ao Espiritismo aquilo que ele não nos pode dar, tais como conhecimentos já prontos e acabados sobre qualquer assunto. Isso inclui informações sobre ciências em geral. Como se diz lá no Livro dos Espíritos: se a tudo que quiséssemos saber, bastasse perguntar aos espíritos, por esse preço, qualquer imbecil tornar-se-ia o maior gênio do Mundo. Mas as coisas não são assim. A Ciência é um trabalho de esforço humano e nisso os espíritos não podem contribuir com nada, até porque a maioria está no mesmo nível intelectual da época em que a Humanidade vive.
    .
    Ao Espiritismo só interessa trazer-nos aquilo no qual as religiões que o combatem são da mais lamentável indigência: as provas de nossa continuidade consciente após a morte do corpo.

    Conhecimentos prontos e acabados nunca existiram em nenhuma época, e a argumentação de Kardec é de uma pobreza extrema quando diz que bastaria perguntar aos espíritos sobre qualquer assunto de ciência para que eles pudessem, teoricamente, revelar aquilo que não se sabe. Concordo que apenas um imbecil faria isso. Mas não estamos falando de imbecis, estamos falando de pessoas de certo nível de instrução e certa preocupação com os conhecimentos. Se algum de nós fosse perguntar a um cientista o mesmo que perguntaríamos aos espíritos, ele provavelmente diria: não sei, ou existem correntes que dizem isto ou aquilo, ou ainda para isto a Ciência ainda não tem resposta, enfim, qualquer coisa sensata do gênero. Portanto, nenhuma pessoa bem-intencionada iria perguntar aos espíritos sobre coisas prontas e acabadas, mas iria pedir a opinião deles sobre determinado assunto. Acontece que nem isso esses “espíritos” respondem; eles preferem falar sobre assuntos moralistas e “edificantes”, e sobre assuntos relevantes como filosofia, ciência ou especulação científica, eles mantêm-se num silêncio tumular (ou além-tumular, se preferem). Melhor dizendo: até falam. Mas falam bobagens. O próprio Livro dos Espíritos traz umas opiniões deles meio tortas sobre geração espontânea, sobre a idade da Terra, sobre vitalismo, que já se especulava na época em estágio mais avançado do que eles afirmaram; ou a própria noção de Deus que eles trazem, que é medieval, remonta a São Tomás de Aquino, sendo que as noções sobre Deus já andavam bem mais avançadas na época, com as especulações de Descartes, de Espinosa, de Kant e de Hegel, que eles parecem nunca ter lido. Em suma: em conhecimento os espíritos de Kardec parecem estar aquém do que já se sabia. Aí eu pergunto: pra que serve isso tudo, pra que serve a “prova da imortalidade da alma”, se o conhecimento humano pode perfeitamente prescindir deles? E mais: qual a vantagem da imortalidade, se a produção trazida por via mediúnica é sempre inferior ao original terreno?

    Na verdade, o espiritismo de Kardec servia a uma utopia que se procurava na França da época: a consolação de um mundo melhor, a solidariedade ante as desigualdades sociais, o progresso trazido pela reencarnação aliado à ciência, que faria um mundo muito melhor.

    Hoje, o espiritismo só serve para autoajuda. Acredita nele quem se sente bem com ele. Eu me lembro de uma frase lapidar do CX, que ele atribuía a Emmanuel, que muitos centros escreviam na parede dos seus salões: Servir é honra que nos compete Sem dúvida. Servir é a honra dos que são servis.

  56. Marcos Arduin Diz:

    “Não se pode questionar a existência de deus, espíritos e reencarnação.”
    - Meu caro xará, você está misturando as coisas…
    Se eu quero me apresentar como espírita, obviamente devo me apresentar como um crente em Deus – aquele como é apresentado no LE e que é apenas um esboço dentro de nossa capacidade de compreensão. Devo dizer que não só admito a existência dos espíritos, como também eles têm possibilidades de se comunicar conosco, os “vivos”. E finalmente também digo que admito como real a reencarnação, dentro dos moldes como está apresentado no Espiritismo. Certo?
    .
    Isso tudo é NECESSÁRIO para que eu me apresente como um espírita. Agora que raio de espírita seria eu se não admitisse a existência de Deus? Eu seria um ateu, mas um ateu espírita é tão estranho como um budista católico… Como seria um espírita que não crê em espíritos? Seria como um evangélico que não crê em Cristo… Como seria um espírita que não aceita a reencarnação? No máximo aqui ele seria um “modern spiritualist”.
    .
    Como é? Sentiu onde quero chegar? Se alguém se apresenta como comunista, é de se supor que acha Karl Marx, Marilena Chauí & Cia Bela pensadores maravilhosos. É contra o Capitalismo. Prega o extermínio dos empresários e latifundiários, etc e tal. Ou seja defende um ideário que me permite identificá-lo como um comunista.
    .
    E com o espírita é a mesma coisa. Só que ao contrário dos evangélicos e católicos, não rogamos pragas em quem não crê em Deus, espíritos e/ou reencarnação. Não os ameaçamos com inferno e coisas horríveis caso não se convertam ao Espiritismo. Não. No Espiritismo seremos cobrados pelo mal que fizemos aos outros e ficaremos um tanto numa boa pelo bem que aos outros fizemos. E só! Nossas crenças não serão de nenhuma ajuda ou prejuízo quanto a isso.

  57. Gorducho Diz:

    Então, esses são alguns do dogmas do “Espiritismo” – no sentido da doutrina construída pelo Kardec. Ocorre que os espíritas sim têm uma enorme dificuldade em entender que o espiritismo possui dogmas; acrescento eu: claro, como todas as Religiões. Só que o Espiritismo adorava gargantear que não era uma Religião!

  58. Marcos Arduin Diz:

    “1º) Quanto aos líderes ateus (será que eram mesmo?), … eles eram extremamente egoístas, gananciosos, doentes.”
    - André, posso usar DO MESMO ARGUMENTO com relação aos líderes religiosos. Não é em defesa de suas crenças que ordenaram atrocidades e sim para eliminar competições ou adversários. Enfim, para afirmar sua autoridade. Veja por exemplo o Filipe IV O Belo. Ele estava endividado até o pescoço com os Templários, aquela ordem religiosa militar que perdeu sua razão de existir quando já não havia mais reino cristão na Palestina. Qual foi a solução que ele encontrou pra isso? Livrar-se dos credores. Prendeu os Templários, acusou-os de heresia e obteve confissões sob tortura. Só que o papa na ocasião não deu trela às exigências de Felipe. Azar dele: foi espancado e morto pelos agentes do rei. O sucessor também não quis aceitar as determinações do rei e morreu depois de beber um vinho… Finalmente Felipe emplacou um cupincha no trono papal, que nem foi a Roma: transferiu a Santa Sé para Avignon. Esse acabou aceitando as imposições de Felipe, extinguiu a ordem dos Templários e deixou que o rei metesse a mão na grana deles. Só que não aproveitaram muito: Jacques de Molay ao ser levado para morrer na fogueira, passou pelos dois e disse:
    _ Antes que este ano termine, vocês dois serão chamados ao Tribunal de Deus para se explicarem por este e pelos outros crimes.
    Praga de templário pega: os dois morreram naquele ano mesmo.
    Fica realmente gozado esse dois pesos e duas medidas: quando alguém ligado a religião comete alguma besteira, ele a cometeu por causa da religião. Quando um reconhecido ateu comete uma atrocidade, teria sido por algum motivo qualquer, mas não por causa do ateísmo…
    O ponto não é esse, André. Os ateus dizem que os religiosos cometem crimes POR CAUSA DA FÉ. Mas noto que o fato de governantes serem ateístas, isso não os tornou mais lógicos e racionais do que os religiosos… E quanto a Hitler, Pol Pot, Stalin e Mao, não me consta que foram famosos por frequentarem regularmente alguma igreja…
    .
    “I – as religiões continuam pregando que homossexualismo é pecado e que o pecador vai pro inferno;”
    - No caso aí o Espiritismo é uma exceção, pois não temos o conceito de pecado entre nós. Mas quanto àquelas que fazem tal afirmação, quer mais o que? Os livros sagrados delas afirmam tal coisa e esses livros são obras VINDAS DA MENTE DO PRÓPRIO DEUS. Com que autoridade vão contestá-las? Não dá pra se negociar princípios, ô meu!
    .
    “II – as religiões continuam querendo invadir a privacidade, a intimidade das pessoas: são contra o aborto em qualquer circunstância, são contra o prazer sexual, são contra (a igreja católica, pelo menos é) o uso de meios anticoncepcionais, a vasectomia;”
    - Certo, meu caro, uma vez que o manual básico destas religiões foi feito numa época em que o conceito de amor erótico nem existia. Os casamentos eram coisas arranjadas, com finalidade procriativa e fim de papo. Agora temos um problema: o fato de as ditas religiões oficialmente proibirem as ditas coisas faz com que seus fiéis as levem a sério? Como fica o Jimmy Swaggart nessa parada? Ou o Martin Luther King Jr?
    .
    “III – as religiões, no caso das cristãs, afirmam que se você não aceitar Jesus como seu salvador, você não será salvo;”
    - Exato. Faz parte do fundamento de fé delas. Mas e daí? Se elas forem pregar que a crença em Cristo não é fundamental, acabou-se a religião cristã. Enquanto isso fica só na advertência, tudo bem, mas se partem para conversão forçada…
    .
    “IV – as religiões, pelo menos alguns padres da igreja católica, afirmam que rock é coisa de satanás, piercing, tatuagem, cabelo pintado, tudo isso, é coisa de satanás;”
    - E daí? Cada uma tem o seu factoide para se diferençar das outras…
    .
    “V – algumas igrejas evangélicas estão dominando a TV aberta no Brasil, apresentando um show de horrores, apelando de tudo quanto é jeito, atrás do dízimo, “santo dízimo”, propagandeando ignorância, estupidez, preconceito, ódio …”
    - Ô! Farão os pregadores isto por fé ou para encher suas contas bancárias?
    .
    “E o espiritismo também se transformou há muito tempo, num negócio, apenas isso. Tudo pode, fala-se bobagens e mais bobagens, livros são plagiados, “profecias” que não se cumprem, histórias são inventadas e o senhor parece achar bonito isto, que legal hein?”
    - Transformou-se em negócio? Bem, escrever livros e pô-los à venda é coisa que os ateus fazem e você não reclama que é negócio… Quanto ao conteúdo desses livros, bem, cada um tem o seu gosto. Aquele que compra um livro com o aviso na capa: “espírito tal, psicografado pelo médium tanto” certamente não vai poder dizer que o comprou pensando ser uma obra da mais absoluta seriedade… Coisas assim estão cheias de histórias inventadas e só um espírita bobão e babão não sabe disso.

    “Sharp Ramdon disse:
    O cético absoluto muitas vezes é um náufrago que lançou uma mensagem desesperada numa garrafa: “Provem que eu quero crer!”
    Você está certíssimo: PROVEM QUE EU QUERO CRER!”
    - Mas o que esse pessoal quer como prova? Como um cético quer me convencer de que deseja ver provas se ele argumenta comigo que William Crookes, por exemplo, era extremamente míope e por isso não se podia confiar no que ele dizia em suas pesquisas com os médiuns? E ao mesmo tempo esse cético ACEITA SEM RESERVAS declarações, como as de Jules Bois e Francis Anderson, de que foram amantes da médium estudada por ele, Florence Cook, e que esta lhes confessou que enganara o cientista com truques bobos e infantis.
    Assim é complicado, André. Se o cético avacalha todas as pesquisas que os pesquisadores fizeram sobre os médiuns e ao mesmo tempo aceita o que se diz contra eles, mesmo sem qualquer vislumbre de credibilidade, então é óbvio que este cético quer na verdade é fazer um novo adepto e não se deixar convencer. Certo?

  59. Gorducho Diz:

    A propósito da coerência do Espiritismo, ensinou com perfeição o Edgar Saveney na Revista dos Dois Mundos de set/out 1863 (traduzido por mim :) )
    LE SPIRITISME ET LES SPIRITES
    Auteur : EDGAR SAVENEY
    http://www.revuedesdeuxmondes.fr/user/details.php?code=70004
    —————————————————————-
    “A certeza de todos esses ensinamentos repousa em grande parte, para o Sr. Kardec, sobre o fato deles provirem dos espíritos: é verdade por outro lado que ele considera a existencia desses ensinamentos como provando por si próprios a existencia dos espíritos; mas disso não lhe faremos chicana: ele nos reponderia não ser de modo nenhum o único exemplo dum sistema tão logicamente construido e tão bem fechado que tudo se sustém e se apoia indiferentemente e toma o objeto provado pela prova ou a prova pelo objeto provado.”

    La certitude de tous ces enseignements repose em grande partie, pour M. Kardec, sur ce fait qu’ils viennent des esprits: il est vrai d’um autre côté qu’il considère l’existence de ces enseignements comme prouvant par elle-même l’existence des esprits; mais nous ne lui ferons point cette chicane: il nous répondrait que ce n’est poin là le seul exemple d’um système si logiquement construit et si bien fermé que tout s’y tienne et qu’on puisse indifferemment y prende l’objet prouvé pour la preuve ou la preuve pour l’objet prouvé.

  60. Marcos Arduin Diz:

    Não religião, Balofo, pois a religião tem por sua missão principal a RELIGAÇÃO do homem pecador com Deus. Sacomé, as religiões pregam que Deus criou o homem santo e perfeito, mas esse desobedeceu a Deus e por isso se tornou pecador e foi expulso do Céu. Para voltar para lá, então vem a tal de religião, que apresenta uma série de crenças e de rituais, os quais devem ser seguidos para que o homem pecador seja novamente aceito lá no Céu na condição de alma… Há diversas variantes, mas no geral é isso: a religião é todo um malabarismo que reconcilia o homem pecador com o Divino.
    .
    Só que no Espiritismo não há conceito de pecado. O ser humano não foi expulso de nenhum paraíso. Ele está inserido num processo de evolução contínua. Portanto ninguém está obrigado a ser espírita para fazer as pazes com o Divino. Isso irá acontecer depois de MUITO APERFEIÇOAMENTO MORAL E INTELECTUAL. E tome muita reencarnação para isso.

  61. Marcos Arduin Diz:

    Bem, Balofo, eu não sei quem é o tal Saveney aí, mas Kardec entendeu haver espíritos a partir do momento em que obteve provas de que algo sobrevivia à morte do corpo físico e nas sessões que fazia, ensinamentos eram passados, entendeu ser ensinamentos dos espíritos. Certos ou errados. Algum problema?

  62. Marcos Diz:

    “Isso tudo é NECESSÁRIO para que eu me apresente como um espírita. Agora que raio de espírita seria eu se não admitisse a existência de Deus? Eu seria um ateu, mas um ateu espírita é tão estranho como um budista católico… ”
    .
    Exatamente, por isso que tratam-se de dogmas. Na ciência ninguém precisa aceitar nada por imposição. O espiritismo, ao contrário, utiliza-se de um discurso pseudocientífico para aceitar coisas sem comprovação científica. Se Kardec importasse mesmo com ciência, então jamais definiria, a priori, a existência de deus, espíritos e alma.
    .
    “Só que no Espiritismo não há conceito de pecado.”
    .
    Teoricamente, não. Mas é praticamente a mesma coisa, quando dizem que se você não seguir as “leis divinas” do deus “misericordioso” irá para o umbral. Espiritismo é cristianismo camuflado. A moral cristã é a mesma. Estúpida e imbecil.

  63. Marcos Arduin Diz:

    “Conhecimentos prontos e acabados nunca existiram em nenhuma época,”
    - Acho que a declaração original, Ex-Tofado” é de que os espíritos não podiam nos fornecer conhecimentos “já prontos, em condições de já serem explorados (tecnologicamente)”. Não seria no termo que usei de “prontos e acabados”. Porém, a essência do que disse permanece: se os espíritos são apenas humanos sem corpo e a ausência deste não lhes confere suprema sabedoria, nem suprema moralidade, então ao tratar com eles, estou tratando com gente como nós. Assim então não adianta nada eu lhes perguntar existe algum tipo de princípio químico que curaria a AIDS. Se os nossos cientistas ainda não o descobririam, como e por que os espíritos saberiam? Os críticos não nos dizem e nem nós sabemos.
    .
    “Portanto, nenhuma pessoa bem-intencionada iria perguntar aos espíritos sobre coisas prontas e acabadas, mas iria pedir a opinião deles sobre determinado assunto.”
    - Que tipo de assunto? Pode me dar um exemplo?
    “Acontece que nem isso esses “espíritos” respondem; eles preferem falar sobre assuntos moralistas e “edificantes”,”
    - Desses aí dá pra se aproveitar alguma coisa…
    .
    “e sobre assuntos relevantes como filosofia, ciência ou especulação científica, eles mantêm-se num silêncio tumular (ou além-tumular, se preferem).”
    - Voltamos ao imbecil que quer obter os tais conhecimentos “já prontos”. Por que os espíritos seriam melhores filósofos do que os filósofos encarnados? Por que seriam eles melhores cientistas do que os cientistas vivos? O que eles têm à sua disposição que falta a nós vivos? Repetindo: os críticos não nos dizem e nem nós sabemos.
    .
    “Melhor dizendo: até falam. Mas falam bobagens. O próprio Livro dos Espíritos traz umas opiniões deles meio tortas sobre geração espontânea, sobre a idade da Terra, sobre vitalismo, que já se especulava na época em estágio mais avançado do que eles afirmaram;”
    - Certo. Foi o que eu disse: os espíritos são apenas humanos sem corpo e a ausência da matéria não lhes confere vantagem alguma sobre essa limitação que temos.
    .
    “ou a própria noção de Deus que eles trazem, que é medieval, remonta a São Tomás de Aquino,”
    - Vejamos se é o que estou pensando: Kardec lista lá uma série de atributos e pergunta se estes nos dariam uma visão “completa” de Deus. A resposta que recebeu é que DO PONTO DE VISTA HUMANO sim, mas advertiu que havia atributos que o homem desconhece. Esses tais atributos teriam sido compilados pelo Tomás de Aquino e o Kardec esqueceu de dar o crédito? Ou talvez não tenha esquecido, mas, vivendo num país católico, isso deveria ser uma coisa tão conhecida que dispensava atribuição. É isso?
    .
    “sendo que as noções sobre Deus já andavam bem mais avançadas na época, com as especulações de Descartes, de Espinosa, de Kant e de Hegel, que eles parecem nunca ter lido.”
    - Bem, eu também nunca os li e por isso não sei se essas novas noções desmentiam os tais atributos que Kardec listou. Então os tais pensadores aí especularam que há mais Deuses, são materiais, não têm poder absoluto, etc e tal? É isso?
    .
    “Em suma: em conhecimento os espíritos de Kardec parecem estar aquém do que já se sabia. Aí eu pergunto: pra que serve isso tudo, pra que serve a “prova da imortalidade da alma”, se o conhecimento humano pode perfeitamente prescindir deles? E mais: qual a vantagem da imortalidade, se a produção trazida por via mediúnica é sempre inferior ao original terreno?”
    - Ô cara! Só a prova de que existimos em um estado de consciência sem o corpo físico já tem valor absoluto de per si. É a resposta para um mistério que a Humanidade vem buscando desde a sua origem. O Espiritismo resolve isso; as igrejas cristãs, neste particular, são da mais lamentável indigência. Agora se essas provas demonstram que ao morremos, não nos tornamos gênios e nem santos por conta disso é decepcionante para alguns, eu sinto muito. Realidade é realidade.
    .
    “Na verdade, o espiritismo de Kardec servia a uma utopia que se procurava na França da época: a consolação de um mundo melhor, a solidariedade ante as desigualdades sociais, o progresso trazido pela reencarnação aliado à ciência, que faria um mundo muito melhor.”
    - Não sei se na França havia alguma busca desta utopia… Kardec achou o Espiritismo e se você quer ver nele alguma utopia buscada… Bem, a cabeça é sua e a especulação também. Só não vejo relação de causalidade.
    .
    “Hoje, o espiritismo só serve para autoajuda. Acredita nele quem se sente bem com ele.”
    - É… Então já é de uma boa utilidade. Não creio que pretendesse ser algo muito além disso…
    .
    “Eu me lembro de uma frase lapidar do CX, que ele atribuía a Emmanuel, que muitos centros escreviam na parede dos seus salões: Servir é honra que nos compete Sem dúvida. Servir é a honra dos que são servis.”
    - E?

  64. Marcos Arduin Diz:

    “Exatamente, por isso que tratam-se de dogmas. Na ciência ninguém precisa aceitar nada por imposição.”
    - Meu pobre xará! Você está mais perdido que cachorro que caiu da mudança! Na CIÊNCIA ninguém precisa aceitar nada por imposição? Já não disse acima que novas ideias só são aceitas na Ciência porque os velhos de casa morreram ou se aposentaram? Quarta feira dei uma aula, falando que aquela planta, o mangue branco, tem ramos que se enterram no lodo do mangue, dando-lhe sustentação. Falei que são rizóforos, um CAULE, geotropicamente positivo e que antigamente era tido como “raiz escora” e contei a história da professora da USP que confirmou sua natureza caulinar por estudos anatômicos. Um aluno chamou-me a atenção de que ele já ouvira essa história e disse-me que naquela aula, foi falado que a professora tal juraria até a morte de que aquilo era caule, mas que naquela aula ia ser tratado como raiz…
    Tem cabimento científico uma postura dessas? Se estava demonstrado que aquilo era um caule, por que aquele professor ia tratar como raiz? Porque lhe foi ensinado que aquilo era raiz escora e ele resistia mudar de ideia, IMPONDO aos seus alunos um ensinamento errado.
    Ponha na sua cabeça, xará, que isso é A VERDADEIRA CIÊNCIA e não a coisa linda e idealista que você pensa que é.
    .
    “O espiritismo, ao contrário, utiliza-se de um discurso pseudocientífico para aceitar coisas sem comprovação científica.”
    - Exemplos por favor. E mais ainda: demonstre-me porque o discurso seria pseudocientífico.
    .
    “Se Kardec importasse mesmo com ciência, então jamais definiria, a priori, a existência de deus, espíritos e alma.”
    - Ô cara, Ciência é UM dos aspectos do Espiritismo, mas não o único. No que se refere ao lado científico, não há como impor dogmas ou postulados, que estão presentes nos aspectos morais e filosóficos do Espiritismo.
    .
    “Teoricamente, não. Mas é praticamente a mesma coisa, quando dizem que se você não seguir as “leis divinas” do deus “misericordioso” irá para o umbral. Espiritismo é cristianismo camuflado. A moral cristã é a mesma. Estúpida e imbecil.”
    - Você daria um ótimo defensor dos Direitos Humanos… Sabe, esse pessoal aí dos Direitos Humanos luta em defesa da bandidagem. Entende que, como a prisão não recupera ninguém, então o lugar do bandido é na rua exercendo o seu direito humano de cometer crime…
    Sacomé a fé cristã evangélica: o cara pode ter cometido crimes e atrocidades a vida inteira, mas se no dia da sua morte ele aceitar a Cristo, então ele vai pro Céu feito anjinho…
    O problema é que no que nos é narrado pelos espíritos, isso não acontece. Quem fez um monte de desafetos, agora no mundo espiritual vai ter de se entender com os ditos desafetos… E não interessa se aceitou a Cristo como Salvador ou não… Dirá você que isto é repeteco da moral cristã?
    .
    Não sei qual é o seu argumento.

  65. Gorducho Diz:

    Só que no Espiritismo não há conceito de pecado:) rir para não chorar… negritos meus:
    CLAIRE (Sociedade de Paris, 1861)
    O Espírito que forneceu os ditados seguintes pertenceu a uma senhora que o médium conhecera quando na Terra. A sua conduta, como o seu caráter, justificam plenamente os tormentos que lhe sobrevieram. Além do mais, ela era dominada por um
    sentimento exagerado de orgulho e egoísmo pessoais, sentimento que se patenteia na terceira das mensagens, quando pretende que o médium apenas se ocupe com ela. As comunicações foram obtidas em diferentes épocas, sendo que as três últimas já denotam sensível progresso nas disposições do Espírito, graças ao cuidado do médium, que empreendera a sua educação moral.
    1. – Eis-me aqui, eu, a desgraçada Claire. Que queres tu que te diga? A resignação, a esperança não passam de palavras, para os que sabem que, inumeráveis
    como as pedras da saraivada, os sofrimentos lhe perdurarão na sucessão interminável dos séculos. Posso suavizá-los, dizes tu… Que vaga palavra! Onde encontrar coragem e esperança para tanto? (…)

    Se isso não é um pecador pagando seus pecados, eu sou bem burro mesmo…

  66. André Ribeiro Diz:

    Para alguns, se declarar cético, descrente, é algo abominável. Vamos analisar:
    O sujeito nasce, vai crescendo e dizem pra ele que existe um ser maravilhoso, bondoso, que sabe tudo, é justo amoroso e infalível: o “papai do céu”.
    Aí o sujeito começa a conhecer um pouquinho da história e descobre quantas atrocidades, genocídios, injustiças foram cometidos. Descobre, nos dias atuais, que 1 bilhão de pessoas passam fome, que crianças sofrem todo tipo de dores e injustiças. Descobre também, que no reino animal é um salve-se quem puder, um ser devorando outro, lutando por sua sobrevivência. Assim, o “papai do céu”, já era.
    O sujeito acha que pode encontrar luz no espiritismo, mas descobre que os livros ditos psicografados são uma amontoado de plágios, erros absurdos e informações ridículas, que fogem à razão e o bom senso.
    O que sobra disso tudo?
    NADA, NADA, NADA …
    É simples, não tem segredo.

  67. André Ribeiro Diz:

    Marcos Arduin, você já parou para pensar, por que nenhum espírito sábio, inteligente, intelectualizado se manifesta pelos médiuns?
    Só “zé manés”, por quê???

  68. Toffo Diz:

    Arduin, não tenho a intenção de desconstruir a sua fé. O espiritismo é realmente mais light, mais bonzinho, não roga praga, é confortável, não exige que se guarde o sábado ou o domingo, não requer terno de missa etc. Mas como eu disse: autoajuda é para quem procura. Difícil discutir com um crente (em uma doutrina), porque é difícil, e mesmo inútil, tirar as pessoas da sua zona de conforto. Não é o caso. Eu apenas quero discutir o seguinte: o espiritismo não prova, nem nunca provará, que existe além-túmulo, que há espíritos e que eles se comunicam com os vivos, muito menos que eles saibam mais que a média dos homens (os chamados “espíritos superiores”) e que nos possam dar lições. Tudo o que para vocês é certeza para os demais é fantasia, ilusão ou hipótese. Basta ver na própria “codificação” de Kardec. Ele fala em “consenso universal” das comunicações. Entende-se que fossem consensuais no mundo todo, certo? Mas não acha curioso que na relação dos espíritos que deram “comunicações” a Kardec não haja nenhum espírito inglês, nenhum espírito alemão, nenhum espírito americano? Ainda mais porque as mesas girantes começaram no mundo anglo-saxônico? Simples. Porque 400 km para frente de Paris, do lado de lá do Canal da Mancha, os espíritos ensinavam que não tinha reencarnação. Mas os espíritos de Kardec diziam que tinha. Portanto a verdade estava entre os franceses, porque Kardec acreditava na reencarnação. Ele era adepto das teorias de Jean Reynaud e dos socialistas românticos, que não tiveram acolhida na Inglaterra. Basta estudar o contexto histórico e político da época. O espiritismo é fruto da época, e perdeu força no início do século 20, com o desenvolvimento das teorias do inconsciente e da psicologia. Acabou por se tornar religião, artigo de fé, ele que dizia que não era. Aliás, religião não deriva de religare (religar), mas provavelmente de relegere (reler), portanto é improvável que religião tenha qualquer sentido relacionado à religação. Na dúvida, consulte o Houaiss.

    Quando eu digo que não há espíritos de cientistas ou filósofos que voltem do além para falar de ciência ou de filosofia, talvez os espíritas venham com o papo de que a ciência pertence aos homens e assim compete aos homens fazer ciência ou filosofia. Argumento frágil, já que ciência e filosofia são campos do conhecimento universal e os eventuais comunicadores espirituais de ciência ou de filosofia nada mais seriam do que os antigos cientistas ou filósofos que teriam passado para o lado de lá, ou seja: continuariam tão humanos quanto antes. A verdade é mais fácil de entender: não há comunicações científicas ou filosóficas porque não existem comunicações do além. Simples assim.

  69. Marcos Arduin Diz:

    Ah… Seu Balofo…
    Parece haver um certo problema aqui de definições. Sei lá qual exatamente é a definição de PECADO, mas suponho que seja a violação de preceitos ESTABELECIDOS POR DEUS. Bem, já começamos aqui com um problema técnico: deve ser um prazer inefável ouvir a voz de Deus e lá se passa uma lista de coisas que seriam PECADOS.
    .
    Alguém aqui pode me apresentar a fiança que confirma que o cara que disse ter ouvido a voz de Deus não estava tendo algum ataque de esquizofrenia e, se confirmado ser totalmente saudável, que a voz ouvida era realmente a de Deus?
    .
    Pois é, seu Balofo… Temos nas diversas sociedades uma série de regras de convívio social e, para que tenham alguma aceitação, a elas foi emprestada a fiança divina. Sacomé: você pode cometer pecados escondidos dos outros, mas DEUS ESTÁ VENDO… Dizem os psicólogos inclusive que Deus é estressante para as crianças, pois a elas é ensinado que Deus tudo vê e as castigará por fazerem coisas erradas…
    .
    Mas voltando ao Espiritismo, meu caro, se você o tivesse estudado melhor, entenderia que os sofrimentos que nos são relatados pelos ditos espíritos são produtos de SUA CONDIÇÃO ESPIRITUAL. Assim, no exemplo da tal Claire, era uma pessoa orgulhosa e de comportamento não tão bom. Lá no mundo espiritual, ela viu abatido o seu orgulho e colhia as consequências de seus atos. De que me lembro, não foram descritos em detalhes os seus tormentos, mas insisto: eles são consequências daquilo que se plantou em vida e não uma imposição de castigo por algum Deus ofendido. Aliás no Espiritismo é dito que não temos poder para mudar o estado de espírito de Deus. Estamos muito abaixo para tanto.
    .
    Se dirigimos imprudentemente e sofremos um acidente e nos machucamos, as dores, os incômodos e os desconfortos que sofremos foi produto da nossa burrada e não um castigo divino. Ponha o mesmo raciocínio na situação dos espíritos e terá o Espiritismo.

  70. Marcos Arduin Diz:

    “O sujeito acha que pode encontrar luz no espiritismo, mas descobre que os livros ditos psicografados são uma amontoado de plágios, erros absurdos e informações ridículas, que fogem à razão e o bom senso.
    O que sobra disso tudo?”
    - Vejamos então que o cara pensa que na Ciência há resposta pra tudo e aí e descobre que nessa cambada de cientistas há os sacanas que roubam trabalhos dos outros, cometem plágios e autoplágios, ensinam dogmaticamente certas coisas já apontadas erradas, mas como aprenderam assim…
    Ué? No que o Espiritismo está perdendo para essa tal Ciência? Amontoados de plágios? Até que não vi muitos até agora e no máximo são forçada de barra. Erros absurdos? Filósofos e cientistas cometeram muitos e tiveram consequências muito mais graves do que os erros do Espiritismo… Informações ridículas que fogem à razão e o bom senso? Xi! Vai achar muito disso na fala de cientistas e filósofos.
    .
    Como você disse, realmente não sobra NADA mesmo. Ao menos numa coisa nós concordamos.

  71. Marcos Arduin Diz:

    “Marcos Arduin, você já parou para pensar, por que nenhum espírito sábio, inteligente, intelectualizado se manifesta pelos médiuns?
    Só “zé manés”, por quê???”
    - Defina espírito sábio, inteligente e intelectualizado. Como vou avaliar esse espírito? E quanto sabe você do que espíritos disseram? Ou tudo o que sabe se resume a Chico Xavier e Waldo Vieira?

  72. Marcos Arduin Diz:

    “Arduin, não tenho a intenção de desconstruir a sua fé.”
    - Ex-Toffado, intenção, pretensão e água benta não fazem mal a ninguém.
    .
    “Mas como eu disse: autoajuda é para quem procura.”
    - Então por que perde o seu tempo com ele? Está procurando autoajuda?
    .
    “Difícil discutir com um crente (em uma doutrina), porque é difícil, e mesmo inútil, tirar as pessoas da sua zona de conforto. Não é o caso. Eu apenas quero discutir o seguinte: o espiritismo não prova, nem nunca provará, que existe além-túmulo, que há espíritos e que eles se comunicam com os vivos, muito menos que eles saibam mais que a média dos homens (os chamados “espíritos superiores”) e que nos possam dar lições.”
    - Como eu disse, pretensão e água benta… A minha maior decepção com o pessoal cético é que quando pretenderam refutar aquilo que é apresentado no Espiritismo como provas, recorreram a pataquadas tão imbecis que só me fizeram ter a certeza de quanto o poder da fé é devastador.
    .
    “Tudo o que para vocês é certeza… Basta estudar o contexto histórico e político da época.”
    - Pois é, meu caro. Os espíritos têm essa dificuldade em nos revelar coisas quando se deparam com um muro de preconceitos solidamente estabelecido. Digamos então que os tais “espíritos superiores” estivessem carecas de saber que os negros, índios, asiáticos etc e tal não eram racialmente inferiores. Como iam demonstrar isso se a Ciência confirmava essa inferioridade? Os anglossaxônicos tinham todo um orgulho racial e forte preconceito social e sexista. Como seria recebido um espírito que revelasse que o espírito que hoje está encarnado num homem branco rico e lorde pode vir a encarnar-se como mulher negra e pobre? Você me causa estranheza em identificar um suposto romântico em quem Kardec teria baseado sua crença reencarnacionista mas não perceber que o forte preconceito das sociedades anglossaxônicas não daria acolhida a um ensino que fosse contrário a esses mesmos preconceitos. Os caras até “aceitavam” reencarnação muito limitada (como os falecidos bebês, ou encarnações em outros mundos…), mas nunca admitiriam nada que fosse de encontro a seus preconceitos. Sacou? Acho que já lhe disse que o Edgar Cayce, um médium americano preconceituoso, de mediunidade inconsciente, era visceralmente contra a reencarnação, mas seu espírito guia a ensina e ele ficava completamente abobado quando seus consulentes lhes diziam que foi falado que em vidas passadas eles foram isso ou aquilo. Então, antes de sentenciar o fracasso do Espiritismo pela “discordância” de ensinamentos quanto à reencarnação, veja antes o contexto social ao qual você mesmo se referiu.
    .
    “O espiritismo é fruto da época, e perdeu força no início do século 20, com o desenvolvimento das teorias do inconsciente e da psicologia.”
    - KKKK! Uma das figuras queridas dos espíritas esclarecidos é o Padre Quemedo. Ele foi uma ótima agência de propaganda do Espiritismo em sua época de mais influência. Agora tá fora de moda. Mas sabe, Ex-Toffado, esse lance de inconsciente é divertido porque explica como é que as informações saem dos médiuns… Mas não explica como entraram nele. É preciso fazer uns malabarismos incríveis de captações (o que já é um fenômeno, mas acaso ele foi provado?), de pantomnésia (saber tudo, mas como essa sabedoria infinita entrou na mente do médium? E por que ela só se manifesta quando ele dá uma de médium?) e de outras nomenclaturas sonoras, bombásticas e retumbantes, que apenas nomeiam, mas não explicam nada. Portanto trate de achar outra explicação.
    .
    “Acabou por se tornar religião, artigo de fé, ele que dizia que não era.”
    - Vamos colocar as coisas nos devidos lugares. Na França o Espiritismo quase se extinguiu porque lá quis ser APENAS CIENTÍFICO. Após a morte dos pioneiros, os sucessores ficaram impressionados com a charmosa Parapsicologia e quiseram correr atrás deste bonde. Nem sei se o cara está vivo ainda, mas a pá de cal veio com o André Dumas, que dizia que o Kardec filosófico-moralista era “um outro Kardec” (havia mais de um?) e que lá na França o Espiritismo seria um estudo paranormalista. Resultado, por essa época havia só 1000 espíritas em toda a França. Foi Roger Perez que, anos depois, insurgiu-se contra isso, conseguiu obter os direitos da Revista Espírita (que Dumas deixara de publicar) e passou a reinstituir na França o Espiritismo de verdade.
    Aqui no Brasil as coisas correram de forma inversa. Os primeiros espíritas ficaram felizes da vida com Roustaing, pois ele resgatava a Nossa Senhora e o Cristo (quase) Deus, coisas muito caras a esses antigos católicos, mas ainda carolas. Roustaing criou a religião espírita ao desmentir Kardec, dizendo que os espíritos evoluíam enormemente no mundo espiritual, sem nunca reencarnar, mas aí por razões desconhecidas, tornavam-se orgulhosos, invejosos e até… ATEUS! Aí então eram punidos com a reencarnação. Isso aí é só a introdução do Pecado Original por outras vias, caso não tenha percebido. Como a FEB desde o início abraçou o rustenismo, então foi aí que o Espiritismo virou religião.
    .
    “Quando eu digo que não há espíritos de cientistas ou filósofos que voltem do além para falar de ciência ou de filosofia, talvez os espíritas venham com o papo de que a ciência pertence aos homens e assim compete aos homens fazer ciência ou filosofia. Argumento frágil, já que ciência e filosofia são campos do conhecimento universal e os eventuais comunicadores espirituais de ciência ou de filosofia nada mais seriam do que os antigos cientistas ou filósofos que teriam passado para o lado de lá, ou seja: continuariam tão humanos quanto antes.”
    - Eu não entendi o que você deseja saber dos espíritos que um dia foram cientistas ou filósofos… Que teriam eles a dizer da Ciência de sua época? Que teriam eles a dizer da Filosofia de sua época? No máximo dos máximos poderiam preencher algumas lacunas históricas, mas teriam eles provas MATERIAIS a nos apresentar? Sem isso, como vou distinguir a verdade de uma revelação de uma pataquada imaginativa de um espírito brincalhão?
    .
    “A verdade é mais fácil de entender: não há comunicações científicas ou filosóficas porque não existem comunicações do além. Simples assim.”
    - Seria simples assim se parentes de falecidos não houvessem obtido comunicações que tratavam de assuntos familiares, conhecidos só deles e dos quais os médiuns não teriam como saber. Qual sua explicação para esse tipo de situação?

  73. Toffo Diz:

    Arduin, legal esse seu sistema de responder “fatiado”, mas acho que procedimentos fatiados ficam melhor no Supremo, no julgamento do mensalão. Aqui perdem força. Desculpe, mas você no fatiamento acabou se perdendo. Misturou Padre Quevedo com argumentos idiotas de céticos etc. Na verdade eu não disse nada disso, nem uma coisa nem outra, nem me reportei a minha qualidade de cético. Eu me baseio apenas em fatos históricos, conhecidos e estudados. Não é pedir muito dar uma estudada rápida na história da França no período 1840-1900, na filosofia de Fourier, Reynaud e Leroux, os socialistas românticos, o druidismo, as condições políticas e sociais da época, e não vai ser difícil entender porque o espiritismo apareceu ali e porque fez tanto sucesso na época, mas, como um meteoro, perdeu força na virada do século e acabou tendo um sucesso relativo apenas no Brasil, um país sem tradição de pensamento, com graves problemas sociais (escravidão, analfabetismo) e crédulo por natureza, pela mistura de influências e sincretismo. Ou seja, o espiritismo “É” um fenômeno histórico e delimitado. Nada mais. O resto é autoajuda.

    Contra os números não há argumentos: no Brasil, segundo o IBGE, cerca de 2,5% da população é espírita. 8% são céticos ou não têm religião, ou seja, três vezes mais uma tampinha mais numerosos do que os espíritas. Em outros países, o espiritismo fica no traço.

  74. Marcos Diz:

    “Meu pobre xará! Você está mais perdido que cachorro que caiu da mudança! Na CIÊNCIA ninguém precisa aceitar nada por imposição? Já não disse acima que novas ideias só são aceitas na Ciência porque os velhos de casa morreram ou se aposentaram”
    .
    As mudanças paradigmáticas na ciência ocorrem devido a estudos empíricos. NUNCA por imposição alguma. É claro que existem resistências na ciência, pois quem faz ciência é o homem, e este é um ser histórico, por isso tem dificuldade de transformar seus padrões e ideais de pensamento, mas isso não significa que se as evidências se mostrarem convincentes, não seja possível mudar paradigmas e conceitos.
    .
    “Ô cara, Ciência é UM dos aspectos do Espiritismo, mas não o único. No que se refere ao lado científico, não há como impor dogmas ou postulados, que estão presentes nos aspectos morais e filosóficos do Espiritismo.”
    .
    Acontece Marcos, que em ciência você não pode juntar conceitos dogmáticos e morais e mesmo assim continuar sendo científico. É impossível. Por isso o espiritismo é pseudociência. Na verdade, pseudociência é ELOGIO.

  75. Marcos Arduin Diz:

    “Eu me baseio apenas em fatos históricos, conhecidos e estudados.”
    - Não me parece ter estudado o suficiente, Ex-Toffado. Está preso a uma questão de origem do Espiritismo, mas parece não ter muito estoffo para a sua continuidade.
    .
    “Não é pedir muito dar uma estudada rápida na história da França no período 1840-1900, na filosofia de Fourier, Reynaud e Leroux, os socialistas românticos, o druidismo, as condições políticas e sociais da época”
    - Bem, eu tenho mais o que fazer e não tenho lá muito tempo para me dedicar a isso no momento. Além disso, se essa literatura estiver em françuá, vai ficar ainda mais difícil. Da língua do Shakespeare eu até entendo, mas de françuá, só tenho o que aprendi no primeiro grau…

  76. Marcos Arduin Diz:

    “Acontece Marcos, que em ciência você não pode juntar conceitos dogmáticos e morais e mesmo assim continuar sendo científico. É impossível. Por isso o espiritismo é pseudociência. Na verdade, pseudociência é ELOGIO.”
    - Xará, como eu disse, os conceitos dogmáticos e morais são a parte filosófica e moral do Espiritismo. O que você entende por dogmas são os postulados necessários para que a coisa seja reconhecida como Espiritismo. Sacou?
    .
    Agora quanto à Ciência, bem, na verdade as melhores contribuições que recebemos foi justamente de pesquisadores não espíritas e até ANTI-espíritas. Quando William Crookes fez suas pesquisas com médiuns, ele NUNCA aceitou que espíritos seriam os causadores dos fenômenos. Mas a nós espíritas só interessa que ele constatou a existência de fenômenos que NÃO PODIAM ser explicados por causas naturais conhecidas. Aí juntamos os dois mais dois que ele não quis juntar.
    .
    É isso. Entendeu o que quero apresentar como “científico”?

  77. André Ribeiro Diz:

    “Fenômenos espíritas” estão totalmente fora de moda. Por que será?
    É simples, porque hoje, o ceticismo crítico e os recursos tecnológicos derrubam todos estes fenômenos, desqualificam todos os médiuns e paranormais.
    Mas no passado tudo era diferente. Vejam os relatos bíblicos, vejam as histórias sobre os milagres de Jesus, vejam as incríveis sessões de materializações, as histórias de pétalas de rosas caindo em cima dos participantes de sessões espíritas, aromas que surgiam do nada …
    A existência de fenômenos espirituais, ao longo da história humana, é inversamente proporcional ao progresso tecnológico e o desenvolvimento do senso crítico: mais conhecimento, criticismo e tecnologia = fim dos fenômenos. Por que será hein?

  78. Marcos Arduin Diz:

    André, se TUDO se resume a “progresso tecnológico”, então por que o pessoal cético tenta refutar os experimentos dos tempos idos e passados com argumentos bobos e infantis? Até mentiras clamarosas são bem vindas…
    .
    William Crookes fez experimentos com a médium Ana Eva Fay, usando um galvanômetro para fiscalizá-la. Validou a dita cuja. Ela seria uma médium autêntica. Isso foi em 1875, na Inglaterra onde ela tinha ido fazer uma turnê que deu xabu.
    Pois bem. Em 1922, Harry Houdini entrevistou-a e ela, encantada pelo charme do famoso ilusionista, escapista e desmascarador de médiuns, falou-lhe tranquilamente de seus truques. Inclusive como enganou o Crookes. Houdini relata em seu livro como a coisa se deu:
    Ela ficou chateada com o fracasso da turnê, pois quis se apresentar como médium, mas o ilusionista Maskelyne a “expôs” (isto é: mostrou que por truques ilusionistas podia fazer o mesmo que ela). Aí Eva Fay buscou socorro junto a Crookes, pedindo que a testasse. Com a fiscalização pelo galvanômetro, ela se viu sem possibilidades de fraudar, pois tinha de segurar os dois contatos com as mãos, sem poder soltar nenhum deles, pois aí a fraude seria denunciada. Mas para sorte dela e azar de Crookes, faltou força no teatro por um segundo e ela pôde então substituir uma mão pela dobra do joelho e assim fazer seus truques.
    .
    Que beleza! O pessoal cético acredita nisso piamente, tanto que Massimo Polidoro fez todo um artigo no Skeptical Inquirier de janeiro de 2000 sobre esse assunto.
    .
    Só que… Se ler o relatório que Crookes escreveu desse experimento que publicou em 1875 você vai descobrir que:
    1 – O experimento foi feito na casa de Crookes e não num teatro.
    2 – Naquele tempo as casas eram iluminadas a chama de gás: a lâmpada elétrica NEM TINHA SIDO INVENTADA.
    3 – O galvanômetro, é óbvio, funcionava a bateria…
    Conclusão: tal “confissão” é uma fraude inventada pelo Houdini, mas nenhum sábio cético percebe isso.
    .
    Portanto, meu caro, se antigamente havia limitações tecnológicas para os pesquisadores, também havia as mesmas limitações para os médiuns fazerem seus truques…

  79. Marcos Diz:

    André, hoje você tem algumas alegações interessantes a respeito da transcomunicação (o alegado contato com pessoas falecidas através da tecnologia). Não sou espírita ou qualquer tipo de defensor do espiritismo, mas existem algumas coisas bem curiosas sobre esses fenômenos atualmente.

  80. Antonio G. - POA Diz:

    O combativo Arduin é uma destas pessoas que, mesmo sendo bastante inteligentes e cultas, ainda defendem a doutrina espírita e suas incongruências. É um “herói da resistência” numa causa perdida. Mas é nítido que vai avançando no rumo da “queda da ficha”… É uma questão de mais dia, menos dia. Esse “esperneio resfolegante” é bem típico. Já vi muito disto. No meu caso, é até autobiográfico.
    .
    Sds.

  81. Sharp Random Diz:

    O cético é auto-construído focado apenas naquilo que lhe compraz e isso o imanta a charlatães, mistificadores, falsos profetas e fanáticos.

  82. Antonio G. - POA Diz:

    Sharp Random: Achei sua frase curiosa, para dizer o mínimo. Então o cético é que é “imantado a charlatães, mistificadores, falsos profetas e fanáticos”?
    .
    Bem, ainda é preferível ler uma coisa destas a ser cego ou analfabeto…

  83. Sharp Random Diz:

    Perlustrar entre o cetismo e a crença quando é viagem feita uma só vez na vida denota um comodismo incompatível com a inteligência humana.

  84. Toffo Diz:

    Pois é, acho até heroico o Arduin se defender sozinho na arena cheia de leões. Talvez ele se sinta assim. Eu não tenho pretensão a leão. Só acho que espiritismo teve a sua vez.

  85. Marciano Diz:

    André Ribeiro, já falei tanta coisa de Marte aqui, mas ninguém quer saber de nada. Ando até desanimado. É bom ver que de vez em quando aparece alguém sensato aqui, pra dar força e alento pra gente como eu, Antonio e outros.
    .
    Toffo, pra mim, o espiritismo brasileiro (acho que é o único que restou da linha de Rivail) perdeu completamente suas raízes, é puro chiquismo.
    .
    Arduin, quanto aos esquerdistas, estamos de pleno acordo. Quisera eu que você fosse tão sensato quanto ao espiritismo. Você é um cara inteligente, falta pouco pra se libertar disso.
    .
    Ah, Arduin, os ateus que você mencionou não cometeram atrocidades em nome do ateísmo.
    .
    Arduin, você praticamente confessou que vê o espiritismo como obra de ficção, quando mencionou documentários e filmes, como “Caçadores da Arca Perdida”.
    .
    Pena que ando sem tempo, o blog, que andava meio que parado, voltou a ter fôlego.

  86. Marcos Arduin Diz:

    Ex-Toffado, Antônio Gê de Porto Alegre e Saltitante e de Morte…
    .
    Não acho que a ficha esteja tão perto de cair como imaginam. Talvez eu tenha o mesmo problema dos grandes gênios intelectuais esquerdistas burros, com o perdão pelo pleonasmo, ou os céticos sábios, cultos, racionais e inteligentes… Mas vejo isso em todos os lugares e em todas as áreas de conhecimento, portanto não saio perdendo para ninguém.
    .
    Noto, por exemplo, que a moral do pessoal esquerdista é como uma mola: ela é esticada ou encolhida para caber em cada situação. Vejam só a Comissão da Meia Verdade da Meia Boca: ela só vai investigar os crimes cometidos pelos milicos revolucionários de 1964. Com argumentos risíveis, nega-se a investigar os crimes cometidos pelos valentes e heroicos combatentes de esquerda. É aquilo que SEMPRE notei nos argumentos daqueles que defendem os Direitos Humanos: alguns humanos têm esses direitos; outros não. Os torturados e mortos pelos milicos tinham direitos humanos; os que foram mortos, sequestrados ou mutilados nas “ações agressivas” desses militantes esquerdistas não têm. Simples assim.
    .
    Dei alguns exemplos de que os cientistas também aparecem alguns deles envolvidos em fraudes, mergulham de cabeça em propostas falsas, apenas porque validam preconceitos sociais e raciais, etc e tal, mas nem por isso vocês ou eu estamos alegando que por conta dessa banda podre, a Ciência não presta. Ah! Mas quando se trata de Espiritismo, qualquer charlatão ou babaca que fale besteira é a prova provada de que nele NADA presta… Uma pena. Eu só gostaria de ver refutados o experimental mediúnico feito pelos pesquisadores antigos, mas isso até agora nunca vi nada que valesse a pena.
    .
    Acho que já disse que os valentes herois ateus não cometeram atrocidades em defesa do ateísmo. Quis apenas salientar que o fato de serem ateus não faz deles pessoas mais humanas, sensatas e tolerantes do que aquelas cheias de fé que cometem insensatez em nome da fé e/ou de interesses outros. Ou seja, o religiosismo não perde em nada para o ateísmo quando se trata de estupidez humana.
    .
    É isso.

  87. Antonio G. - POA Diz:

    Sharp: Bonita frase! Mas eu não entendi.

  88. Sharp Random Diz:

    Antonio G. – POA
    Perlustrar entre o ceti(ci)smo e a crença quando é viagem feita uma só vez na vida denota um comodismo incompatível com a inteligência humana.

    Meu pensamento é singelo. Acho que ceticismo e crença não são posições fixas mas alternantes ao longo da vida e não acho inteligente acomodar-se. Separar o joio do trigo demanda uma energia de atração da verdade. Se subvertemos a finalidade da busca pela verdade antecipando o resultado atraímos somente as variáveis que nos imantam àquela subversão idealizada.
    Ou seja, se apenas queremos crer ou se apenas quisermos negar certamente teremos nosso objetivo realizado mas jamais teremos a verdade (possível). E por que atraímos charlatães, mistificadores, falsos profetas e fanáticos? Porque estamos tentando provar uma tese já definida e não se trata mais de uma questão, mas de uma afirmação.
    Motiva-me estar aqui aquelas pessoas que como eu querem as respostas para as questões existenciais mais profundas. Preocupo-me dessa fragilidade típica dos neófitos da fé raciocinada e lamento as consequências pouco estimulantes para quem se deparara com opiniões marcadas por um profundo desgosto pela busca da verdade e que, via de regra, decretam sua inutilidade. Daí, em síntese, adoto o lema:
    A dúvida motiva à busca, a busca atrai a certeza, a certeza motiva à convicção, a convicção atrai a dúvida…

    Um abraço.

  89. Antonio G. - POA Diz:

    Sharp:
    Bom. Para um mal entendedor, como eu, algumas palavras esclarecedoras geralmente bastam.
    Agora, você diz: “ceticismo e crença não são posições fixas mas alternantes ao longo da vida e não acho inteligente acomodar-se”. Eu acho que não concordo. Não sei se esta via pode ser chamada de “alternante”, porque isto significaria que a consciência das pessoas ora posiciona-se como crente, ora como cética, ao longo da vida. Não acho que seja assim. O que eu observo é que, quando existe uma inclinação da pessoa no sentido de ser cética, esta tendência só faz aumentar, consolidar-se. Eu entendo que a evolução da conciência dá-se no sentido da crença para o ceticismo, e não ao inverso. O mundo está lotado de ex-crentes que tornaram-se céticos. Mas nunca vi um cético que tenha se tornado religioso. Das duas, uma: Ou o sujeito nunca foi cético, ou não se tornou realmente religioso.

  90. Marcos Arduin Diz:

    Ao Antônio Gê de Porto Alegre e Saltitante, Ex-Toffado e de Morte (ops! de Marte).
    Grato por suas palavras, cavalheiros, mas não sei se me avaliaram direito.
    .
    Existem pessoas que NECESSITAM crer em determinadas coisas para que outras das quais têm necessidade encontrem um suporte. Por exemplo, eu tenho uma prima que PRECISA ser Testemunha de Jeová. O motivo é que ela é orgulhosa e vaidosa, coisas normalmente reprovadas nas religiões, mas que, de modo sub-liminar encontra respaldo nesta religião. Ao comentar isso com ela, retrucou-me dizendo que os testemunhas de jeová são humildes. Mas não consigo encontrar essa humildade neles. Afinal: qual é a ÚNICA religião que chama a Deus pelo seu próprio nome (Jeová)? Qual é a ÚNICA religião verdadeira? Pra quem não sabe, um livruxo deles, Poderá viver para sempre num paraíso terrestre, diz a certa altura que “é lógico supor que só uma religião é a verdadeira e não temos receio em afirmar que os Testemunhas de Jeová são essa religião”. Há vários outros exemplos nessa linha, mas vou citar apenas esses dois. É por coisas assim que essa religião cultiva o orgulho e a vaidade. Por isso que a minha prima, por também cultivar ambas as coisas em nível pessoal, necessita de uma religião que aprove essas coisas, ainda que as negue publicamente…
    .
    No meu caso, NÃO TENHO NECESSIDADES nenhumas nesse sentido. Não sou espírita pois preciso de alguma coisa que explique de uma forma clara e racional as razões das dores humanas. O que acontece comigo é um JOGO RACIONAL. Confronto argumentos e tento na análise deles encontrar um sentido, uma consistência que demonstre que aquilo que acho certo possa em verdade estar errado. Mas isso eu não tenho encontrado. A tchurma do contra apresenta-me histórias mirabolantes que “provam” que tal médium era uma fraude. Mas quando vou confrontar o que é sabido a respeito, descubro que tudo não passou de invenção. E aí fico ressabiado com os dois pesos e duas medidas. Os sábios céticos DUVIDAM do que cientistas e outros pesquisadores obtiveram de seus experimentos com médiuns. Mas esses mesmos céticos aceitam, SEM RESERVAS, quaisquer relatos, sem qualquer substância de supostas testemunhas que dizem ter obtido uma confissão de fraude do tal médium.
    .
    Isso é o que me mantém no Espiritismo. O dia que encontrar, finalmente, uma apresentação argumentativa lógica, racional e que elimine todas as dúvidas sobre o assunto, demonstrando definitivamente que tudo o que pensamos ser coisa de espíritos nada tem a ver com eles, então deixarei de ser espírita. Mas até lá, será como o cientista cujos experimentos lhe dizem que não há motivos para descartar a hipótese.
    .
    Ô de Marte, eu não disse que os grandes líderes ateus cometeram seus crimes em defesa do ateísmo. O meu argumento é que os filósofos ateus acusam as religiões de serem CAUSA de atrocidades cometidas pelos seus profitentes e até onde pude entender (talvez tenha entendido errado), pregam que a eliminação das religiões nos conduziria a uma sociedade mais humana, tolerante, etc e tal, já que os preconceitos sustentados pelas religiões teriam sido eliminados junto com elas… Mas tendo visto que os grandes líderes ateus cometeram atrocidades em escala até muito maior do que os líderes de fé, então fica claro que o ateísmo não nos levará a tal sociedade tão sonhada. Por isso mesmo citei o Einstein, que disse que a estupidez humana é infinita. A causa das atrocidades é ela e não a fé ou ausência dela.

  91. Marciano Diz:

    Arduin, o que eu quis dizer é que quando ateus cometem atrocidades, sua motivação é política, pessoal, não o ateísmo. Já religiosos, como na época da inquisição, como fazem hoje os muçulmanos, como fez Jim Jones, cometem as atrocidades motivados pela crença.
    Concordo contigo quanto à estupidez humana, com a pequena ressalva acima.
    Tenho fé em Deus (brincadeirinha) de que um cara inteligente como você acabará se livrando daquilo que você mesmo admite não precisar (religião).
    Quando aos testemunhas de Jeová, tenho parentes que seguem essa porcaria também, já li um monte de lixo deles, também concordo contigo.
    Para ficarmos afinados de vez, só falta você despertar do delírio espírita, o que não deve demorar muito.
    Pessoas inteligentes como você, Toffo, Antonio, Biasetto (um dia ele volta), acabam despertando (Awake, revistinha dos TJ) da letargia, é questão de tempo, você já passou da média.

  92. Antonio G. - POA Diz:

    É… eu tenho a impressão de que a fé espírita do Arduin está “por um fio”…
    rsrsrs

  93. Toffo Diz:

    Ele se engana, porque a fé não é e jamais foi um assunto racional. Argumentações lógicas não demovem ninguém da fé. Espiritismo é questão de fé, e não de lógica. Como qualquer outra religião.

  94. Marcos Arduin Diz:

    Ah… De Morte, certas coisas ficam de tal forma amarradas é há considerável dificuldade em separá-las em motivações reais. Mas aposto e ganho que razões DE FÉ, por si só, são inofensivas. Qualquer muçulmano radical, porém sem interesses além de outros de seu sustento e da sua fé, não criaria problemas porque cristãos fazem gozação com o Mulamad ou com o Islã. Ele compreende que são pessoas de outra fé, blasfemas e irreverentes. Azar delas: no Inferno vão comer bosta de camelo e serem bem assadas por toda a eternidade. Porém, se tal muçulmano radical tem posições e ambições políticas, aí os atos anti-islã passam a ser um catalizador para ajuntar outros da mesma laia e aí vira caso de polícia, de guerra, de terrorismo…
    .
    Será que só por fé saíram um bando de gente, às vezes sem nenhum treino militar, para ir até o Oriente e retomar a Terra Santa(?). Certo, havia perdão a pecados concedidos pelo Papa, mas os nobres obviamente pensavam nas terras iam ser suas, nos domínios que seriam seus, no prestígio que teriam diante da Igreja e dos outros nobres. Então eles tinham interesses muito mundanos, cobertos por um véu de fé muito fino…
    .
    A muito santificada Santa Inquisição… Ela surgiu num momento em que a Igreja viu sua autoridade ser contestada. Havia lá os Cátaros, que recusavam reconhecer a autoridade papal. Daí para diante foi instituído o tal Tribunal da Santa Inquisição, cujo propósito foi justamente desbaratar heréticos no meio da Igreja. Mas ela também foi usada politicamente. Fernão de Aragão e sua Isabel tomaram a Inquisição na Espanha sob sua autoridade. Sua missão prioritária era ROUBAR os judeus e muçulmanos que ainda estavam em solo espanhol. E o João III, de Portugal, achou que isso era uma boa ideia e aplicou o mesmo por lá…
    .
    E o Jim Jones era apenas um PARANOICO que conseguiu fazer a cabeça de um monte de babacas. Ele mesmo anunciou que estavam fazendo um protesto POLÍTICO com o ato de suicídio em massa.
    .
    Aos outros dois cavalheiros, bem, como sempre soube, o Espiritismo é uma fé RACIONAL, o que me dá liberdade para pensar. Eu não sou uma pessoa DE FÉ e sim que pesa as coisas. Acho que o Espiritismo interpreta o horizonte moral sob uma perspectiva muito melhor do que as religiões em geral. Se um dia me apresentarem coisa melhor, ótimo. Mas até lá.
    .
    E Ex-Toffado, a fé DEPENDE DE RAZÃO, pois quem crê deve ter uma RAZÃO PARA CRER. Mesmo que essa razão seja apenas produto de um condicionamento infantil, o que não é o meu caso.

  95. Toffo Diz:

    A fé independe da razão. O que há são gradações mais ou menos consistentes de convencimento (o que os espíritas chamam equivocadamente de fé cega e fé raciocinada). A fé tem a ver com o conhecimento subjetivo, com sentimento, com emoção, com o ver-se dentro e diante do mundo, com a individualidade, com o privado. O maior equívoco dos espíritas é achar que a fé deles é raciocinada. Não é. Em essência é tão cega quanto qualquer outra, porque a fé é sempre deficiente visual, enxerga pouco ou é cega mesmo. Cega por excludente: para se adquirir a fé no espiritismo, acaba-se por renunciar ou retratar-se de todas as outras, além de ser emulativa: a minha fé é sempre melhor que a fé do vizinho, por isso eu a tenho. A “fé raciocinada” é um apelo de marketing inventado por Allan Kardec – o Grande Marqueteiro – uma tentativa de fazer o espiritismo ser a terceira via entre a ciência e a religião, porque ele tinha interesse na adesão da igreja à sua causa, e tinha esperança de que a igreja terminaria por ser convencida da verdade das comunicações dos espíritos. Tanto tinha que a maioria dos seus “espíritos superiores” eram santos católicos, e o padrão de caridade da sua doutrina era o padrão católico, e Kardec sempre pegou mais ou menos leve com a igreja enquanto viveu: veja-se que as aparições católicas de Lourdes e Salette foram contemporâneas do espiritismo e Kardec jamais as mencionou – porque com certeza para ele não convinha, já que eram fenômenos mediúnicos – enquanto os céticos e agnósticos da época as criticavam, por pueris, colocando-as no mesmo nível das comunicações espíritas. Quando Kardec morreu e assumiu Leymarie, notório anticlericalista, o espiritismo deu uma guinada e voltou-se contra a Igreja, já na Terceira República, quando a Igreja tomou fôlego na França e tentou recuperar terreno. Portanto essa questão de “fé racional”, “fé raciocinada”, não passa de um dos muitos mitos/clichês que o espiritismo foi difundindo pelos anos e os espíritas aceitam sem discutir.

  96. Antonio G. - POA Diz:

    Toffo, seu comentário é perfeito. O espiritismo nada tem de racional. É dogmatismo puro. Tanto ou talvez até mais do que o catolicismo, por exemplo. E o Arduin, por certo, já sabe disto tudo. Ele apenas ainda não se permitiu aceitar estes fatos. É assim mesmo. Não é fácil, para ninguém, renunciar a uma fé. Especiamente quando estamos convencidos de que se trata de uma “fé racionada”.

  97. Gorducho Diz:

    (…) porque ele tinha interesse na adesão da igreja à sua causa, e tinha esperança de que a igreja terminaria por ser convencida da verdade das comunicações dos espíritos.
    É. Eu desconfio que o Kardec, na cabeça dele, achasse que estaria prestando um favor à ICAR, “corrigindo-a” de seus erros. Algo como pretendiam os Protestantes. Nunca foi intenção dele detoná-la completamente.
    Já quanto aos inspiradores dele, i.e., o Fourier, o Jean Reynaud &c., não sei.

  98. Marcos Arduin Diz:

    Aos três cavalheiros acima…
    - Nisso eu concordo: de fato Kardec viu no Espiritismo, EM SEU INÍCIO, uma potencial ferramenta a ser usada por todas as religiões. É claro: ele preenchia uma lacuna importante. Vejam bem que as religiões, as cristãs em particular, que deveriam elas nos trazer as provas de nossa continuidade espiritual são, neste ponto, DA MAIS LAMENTÁVEL INDIGÊNCIA. Nenhum padre ou pastor pode me apresentar qualquer prova de que meu, tios, avós ou primos falecidos ainda existem conscientemente num mundo espiritual qualquer. Só o Espiritismo apresenta possibilidades nesse sentido.
    .
    Assim Kardec imaginou que, tendo tal potencial à disposição, as religiões teriam agora meios de provar o que afirmavam sobre o nosso futuro espiritual. Mas Kardec, com o tempo, viu que a coisa não seria assim. Os espíritos dos mortos não diziam aos padres que os protestantes, judeus e outros estavam assando no Inferno e nem aos pastores que os católicos, judeus e outros estavam na mesma situação. Ou seja, os espíritos NÃO CONFIRMAVAM os dogmas fundamentais dessas igrejas. Então seria impossível a essas igrejas servirem-se de uma ferramenta que não se encaixava em seus parafusos…
    .
    Kardec entendeu assim que o Espiritismo seria uma ciência e filosofia com consequências morais, já DEMONSTRAVA, pelas comunicações recebidas, que nosso futuro espiritual, feliz ou infeliz, dependia de nossas ações neste Mundo (e NADA tinha a ver com os credos em particular). De quebra, também trouxe um horizonte moral para as mazelas das quais são vítimas as pessoas (reencarnação). Ou seja, ao invés de vender seu peixe às igrejas, Kardec teve de vendê-lo ao público em geral.
    .
    O fato de o Espiritismo sustentar a fé raciocinada não impede que espíritas exerçam fé cega. Quantos espíritas creem piamente em TUDO o que disse ou escreveu o Chico Xavier? Fé raciocinada é coisa que depende de argúcia pessoal, de treino lógico, de tirocínio e não de declarações enfáticas.
    .
    A minha fé é melhor que a dos outros… Apontem-me uma pessoa que não pensa assim e guardem-na como uma raridade… Claro! É normal que todos se achem sabidos e os que discordem sejam burros. Próprio do ser humano. Não me acho diferente, mas como busco o conhecimento e a verdade, pondero as coisas.
    Seria fé cega a minha aceitar que William Crookes pesquisou médiuns com seriedade e segurança? Seria fé raciocinada a do sábio colega dele, Ramsay, que disse que não se podia acreditar no que Crookes falava dos médiuns, pois ele era EXTREMAMENTE MÍOPE? O Vitor aqui acredita piamente nesse problema visual do Crookes. Eu já duvido: sua miopia não o impediu de fazer pesquisas científicas e de importantes descobertas antes e depois das pesquisas mediúnicas. Por que ela só seria impeditiva quando lidava com os médiuns? E outros colegas de Crookes também testemunhavam os eventos. Seriam eles extremamente míopes também?
    .
    Então o meu problema, cavalheiros, é que NÃO ME APRESENTARAM até hoje uma argumentação que demonstre a IRRACIONALIDADE e FALHAS do Espiritismo. Nem mesmo vocês fizeram isso. Querem que eu aceite suas AFIRMAÇÕES ENFÁTICAS, mas não dá para me convencer no berro.
    .
    Sinto muito.

  99. Toffo Diz:

    Eu já disse num post acima que não quero convencer ninguém. Não sou apologista de nada. Apenas exponho meus argumentos.

  100. Antonio G. - POA Diz:

    Arduin, como eu disse antes, este seu “esperneio resfolegante” é sintomático. São os estertores oriundos dos últimos esforços antes da capitulação.
    Você está “quase lá”. E verá que é bem melhor. rsrsrs
    Abraço.

  101. Antonio G. - POA Diz:

    E quanto às AFIRMAÇÕES ENFÁTICAS a que você alude, não sou eu quem diz, por exemplo, que uma roseira morta não produz mais flores, um carneiro morto não bale, e uma pessoa morta não se comunica. É a ciência. É a razão.
    E, sendo você um homem versado nas ciências biológicas, como é que pode ter alguma dúvida quanto a isto?

  102. Marciano Diz:

    “Não me acho diferente, mas como busco o conhecimento e a verdade, pondero as coisas”.
    .
    Continue ponderando, Arduin, você está no caminho certo. Falta pouco. Apenas uma questão de tempo.

  103. Marcos Arduin Diz:

    Meu caro Antônio Gê de Porto Alegre e Saltitante…
    Quero informá-lo que graduei-me em Ciências Biológicas, fiz Mestrado e Doutorado em Botânica e sou professor na UFSCar. Ou seja, ainda que admita pecar muito na parte filosófica da Ciência, eu tenho intimidade com essa dita cuja.
    Sendo pedantemente técnico, digo-lhe que a Ciência NÃO DIZ NADA, pois não tem boca. Quem diz são os CIENTISTAS. E lamento comunicar-lhe que não são pessoas infalíveis, estão sujeitos a policiamento político, tanto por parte dos governantes, como por parte de seus colegas. Assim, portanto, os cientistas podem dizer besteiras, acreditar em besteiras, conforme já coloquei exemplos disso acima e portanto não vou repetir.
    .
    Lembra-me que em tempos idos e passados, sacerdotes sacrificavam animais, abriam sua barriga e, no exame das vísceras, buscavam presságios. Seria a tal NECROMANCIA… Os espartanos levavam isso muito a sério. Antes de decidirem por uma guerra, primeiro os seus sacerdotes faziam o exame do fígado de um carneiro ou cabra. Se o fígado não tivesse a forma correta, seria um mal presságio e talvez fosse melhor buscar outra solução que não o combate. Cá comigo, acho que os espartanos ganharam um combate porque seu comandante foi mais competente e eficaz ao planejar sua batalha. Se perdessem, seria porque o general inimigo foi mais capaz. O formato do fígado nada teria a ver com isso…
    .
    Claro, plantas, animais e humanos mortos – seus restos mortais – são metabolicamente inertes, destinados ao processo de decomposição e sua matéria é entregue ao ciclo de nutrientes… Contudo, não me lembro nunca de ter sido dito no Espiritismo que conversávamos com cadáveres…
    .
    O que acontece apenas é que certas pessoas revelam uma capacidade estranha de passar adiante mensagens e comunicados que são assinados por falecidos. Certamente o cadáver nada fez. Quem fez foi o médium, mas como ele pôde obter a mensagem? Seus parentes vivos reconhecem letra, conteúdo e assuntos íntimos, que apenas eles saberiam. Como o médium pôde fazer isso?
    Responda-me e depois continuaremos.

  104. Antonio G. - POA Diz:

    Arduin, não há nenhuma prova de que médiuns obtêm mensagens de falecidos. Acredita nisto quem quer. Evidência concreta, não há. Na miscelânea do caleidoscópio espirita há muito mais do que a suposta (porque nunca provada) “capacidade estranha” que os méduins teriam de passar adiante mensagens assinadas por falecidos.
    Existem inúmeros outros fenômenos asseverados por estudiosos espíritas como sendo autênticos e que contrariam escandalosamente não apenas as leis da biologia e da física, mas também a lógica e o bom senso. Alguns exemplos: A pneumatofonia (voz direta dos espíritos, sem interferência de médium), aparições (classificadas como etéreas ou tangíveis), o transporte (movimentação de pessoas ou coisas) de um lugar para outro, etc, etc, etc.
    Dê uma olhadela neste link. Talvez lhe interesse:

    http://www.aeradoespirito.net/EstudosEM/TEO_DAS_MANIF_FISICAS_2.html
    .
    sds.

  105. Marcos Arduin Diz:

    Antônio Gê de Porto Alegre e Saltitante…
    Elogio-o pela sua segurança em dizer que NÃO HÁ provas nenhumas de que médiuns obtêm mensagens de falecidos. O problema de quem opta pelo negativo é que em vez de apresentar ele as suas provas, sua tarefa é infirmar as provas ou evidências do time contrário.
    Para minha infelicidade, ainda estou no aguardo dessa infirmação.
    Certo, o Chico Xavier escreveu várias besteiras, como a patriotada burra do Brasil Coração do Mundo e Pátria do Evangelho ou o pseudobiográfico romance de Emmanuel encarnado como Públio Lêntulo que nunca existiu… Ou o Hercílio Maes, com seu Ramatis e a Vida no Planeta Marte, para ficar só nesse… Ou o Divaldo com as suas crianças índigo… Mas da minha parte, eu também já vi baitas besteiras no meio científico e tolices ainda piores vindas dos grandes gênios intelectuais esquerdistas. Então, escrever bobagens certamente não pode ser tomado como prova de manifestação espiritual.
    .
    O meu lance é que pessoas obtêm PARTICULARMENTE mensagens de cunho pessoal, que trazem assuntos íntimos ou conhecidos só dos familiares e sem nenhuma possibilidade de que o médium pudesse ser informado disso. Citando exemplo da Leonore Piper, muito apreciada pelo Vitor, que foi investigada por pesquisadores muito interessados em desmascará-la. Alguns deles eram membros daquela Sociedade de Pesquisas Psíquicas de Londres, que perdeu o bonde da história exatamente por ser hostil aos médiuns. Como Conan Doyle lembra em seu livro História do Espiritismo: “na sede da Sociedade há uma excelente sala de sessões. O difícil é convencer um médium entrar ali”. Conforme lembra William James, “eles queriam descobrir a verdade sobre o Espiritismo, mas esperavam, e esperavam ansiosamente, que essa verdade é que tudo fosse fraude do início ao fim.”
    .
    Esse era o clima com o qual vários pesquisadores começaram seus trabalhos, dando ênfase a hipóteses queridas que escorraçavam os espíritos do pedaço. Mas no caso da Piper, a porca torceu o rabo. Mesmo mantendo-a sob vigilância, ainda assim ela recebia mensagens e os pesquisadores não conseguiram pegá-la em fraude. Acabaram tendo de admitir a realidade da comunicação espiritual, uma vez que as queridas hipóteses não explicavam a atuação da médium.
    .
    Mas vem você me dizer que não há provas de comunicação espiritual. Bem, então, se você não tem, peça ao Vitor para indicar os sites no 4share onde foram postadas as pesquisas feitas com ela. Quem sabe aí você finalmente possa me convencer do meu erro.
    .
    Aguardo ansiosamente.

  106. Antonio G. - POA Diz:

    Ok, Arduin. Eu já conheço todas estas “evidências”. E as considero muito inconsistentes, insuficientes. A mim, não convencem.
    .
    Mas insisto que acho que você está “no caminho da redenção”. O obtuso, aquele que tem plena e inarredável convicção sobre estas questãos, geralmente nem se propõe a discutir. Mas você o faz. Bom sinal.
    .
    Abraço,
    rsrsrs

  107. Marciano Diz:

    Arduin diz:
    “. . . graduei-me em Ciências Biológicas, fiz Mestrado e Doutorado em Botânica e sou professor na UFSCar”.
    .
    Diz, ainda:
    “. . . os cientistas podem dizer besteiras, acreditar em besteiras, conforme já coloquei exemplos disso acima e portanto não vou repetir”.
    .
    Acho que podemos classificar o Arduin como cientista. E ele é uma prova viva do que afirmou: cientistas dizem e acreditam em besteiras. Por isso acredita em espiritismo.
    .
    Eu prefiro ficar com uma ou duas besteiras da ciência, logo desmentidas e nunca afirmadas como verdades absolutas, do que ficar com o besteirol infindável do espiritismo e outras religiões ridículas.
    E, Antonio, você está certo, o Arduin vai chegar lá, sozinho, é questão de continuar refletindo. Ele tem os istrumentos (inteligência, conhecimento, discernimento) e a vontade (continua ponderando e admitindo discussões a respeito) para cruzar a barreira da crendice para o pensamento crítico.

  108. Marciano Diz:

    “Istrumento”, no comentário acima, foi coisa do teclado. Pode parecer ironia, por comparação a “estrumento”, mas não foi.
    Tenho o maior respeito e admiração pelo Arduin, jamais faria isso.
    Acredito realmente no que disse, assim como Antonio.
    Arduin é inteligente e preparado demais para continuar sendo espírita.

  109. Toffo Diz:

    Endosso o que o Vermelho disse. Um sujeito preparado e instruído, digno de respeito.

    É interessante verificar-se a contradição. Um homem lógico como ele dizer que a fé é racional. Não é. O cabra pode ser o bambambã das ciências, versado nos mistérios da psique, enfim, pós-doutorado. Mas vai continuar com a fé dele, sustentar que espiritismo é ciência, é religião e é filosofia, etc etc.

    Dou dois exemplos do meu conhecimento pessoal: um cara que foi casado com uma prima minha, médico, dono de hospital. Ele sempre disse que queria ser enterrado, pois acreditava piamente que os mortos ressuscitariam no juízo final.

    Uma prima minha, psicóloga com clínica, professora universitária aposentada. Mora no interior. A última vez que nos vimos, ela me garantiu que a falecida mãe dela está na escola, estudando no plano espiritual, o médium do centro onde ela vai disse que viu minha tia com pastinha escolar e tudo. O que é que eu vou dizer?

  110. José Carlos Ferreira Fernandes Diz:

    Em comentário anterior, foi citado que a adivinhação a partir das entranhas de animais era denominada “necromancia”. Tal informação não é de todo correta.

    Magia é qualquer manipulação (ou tentativa de manipulação) de realidades (ou poderes) metafísicas com o objetivo de incitar-lhes uma reação, de qualquer espécie que seja. Ou seja, deliberadamente se busca uma reação, uma resposta, por parte de realidades (ou poderes) metafísicos.

    Difere, assim, da simples oração, que representa apenas a expectativa de que, espontaneamente, a esfera metafísica possa manifestar-se de modo favorável a um pedido justo, ou reputado como justo. Se, contudo, o requerente supuser que, pela simples forma da oração (uso de determinadas palavras, ou dum certo estilo, etc.), por si só, se possa vincular ou influenciar, de qualquer modo que seja, a atuação das realidades metafísicas, sai-se do domínio da oração (e da religião), e entra-se no da magia – ou seja, do uso de poderes não naturais para um determinado fim.

    Adivinhação (“manteia” grego; “divinatio” latim) é um ato (ou conjunto de atos) de magia com o objetivo específico de adquirir conhecimento não obtenível por meios naturais, ou por raciocínio lógico.

    Tal conhecimento pode ligar-se tanto a aspectos do passado quanto do futuro, ou mesmo do presente; pode relacionar-se quer a atos, quer à identificação de pessoas, quer a ambos.

    As Sagradas Escrituras proíbem qualquer tipo de magia e de adivinhação, porque se trata de tentativa de manipulação do sagrado e, portanto, de ato abominável (cf. Deuteronômio, cap. 18, vers. 10-12, e Levítico, cap. 19, vers. 26).

    Isso pelo fato de as realidades metafísicas (Deus e Sua corte celestial) não poderem ser manipuladas, ou forçadas a fazer o que quer que seja, como se estivessem à disposição do ser humano, e prontas para serem usadas a seu bel-prazer, e de acordo com as suas vontades e necessidades. O máximo que se pode intentar é a oração, que pode ou não ser atendida, ficando tal atendimento ao exclusivo arbítrio das realidades metafísicas, que saberão, no âmbito maior do projeto divino, se a oração deve ser atendida, e, no caso, como, onde, quando, em que extensão e sob quais circunstâncias.

    Tecnicamente (e de modo provisório), durante a vigência do sacerdócio levítico, apenas era lícito, e mesmo assim limitadamente, o uso do Urim e do Tumim, para a confirmação ou negação a uma pergunta, num procedimento analógico de tipo cleromântico (cf. Êxodo, cap. 28, vers. 30; 1º Samuel, cap. 14, vers. 41; 1º Samuel, cap. 28, vers. 3-6); mas essa prática já havia caído em desuso, quando não já se havia tornado impossível, quase certamente desde o fim do Primeiro Templo, destruído pelos babilônios, com o desaparecimento do Urim e do Tumim (veja-se, p.ex., a situação descrita nas passagens paralelas em Esdras, cap. 2, vers. 62-63, e em Neemias, cap. 7, vers. 64-65).

    Há muitíssimos tipos de adivinhação, porque a criatividade humana é virtualmente infinita na sua tentativa de manipular e/ou forçar a esfera metafísica a se dobrar a seus desejos. A classificação a seguir, embora tão cuidadosa quanto possível, não pretende ser exaustiva.

    1) Cartomancia (adivinhação mediante impressões em papel); inclui:
    1.1) Cartomancia propriamente dita (mediante cartas de baralho, tarô ou correlatos);
    1.2) Bibliomancia ou Esticomancia (mediante frases ou versos tomados aleatoriamente dum livro): se se tratar dum livro de poesias, usa-se o nome Rapsodomancia; havia, entre os gregos, as “sortes homericae” (quando se liam aleatoriamente versos das epopéias homéricas, “Ilíada” ou “Odisséia”), e, entre os romanos, as “sortes virgilianae” (quando se liam versos da “Eneida”); depois, mesmo na Idade Média, havia as “sortes sanctorum” (quando se liam aleatoriamente trechos da Bíblia);

    2) Catoptromancia (adivinhação mediante imagens refletidas em espelhos);

    3) Cleromancia ou Sortilégio (adivinhação mediante lançamento de objetos, p.ex., varetas, fichas, etc.); nessa categoria poderia ser incluído o Urim e o Tumim; inclui:
    3.1) Astragalomancia (quando se lançam dados);
    3.2) Osteomancia (quando se lançam ossos – geralmente vértebras ou falanges);
    3.3) Psefomancia (quando se lançam fichas, pedrinhas ou correlatos – muito provavelmente, o Urim e o Tumim eram um procedimento cleromântico da espécie psefomântica);

    4) Crestomancia (adivinhação mediante a interpretação de frases emitidas por pessoas em transe, ou por loucos); note-se que quando o transe era induzido especificamente visando a consulta a mortos, tinha-se um caso de necromancia;

    5) Cristalomancia, ou Esferomancia, ou Gastromancia (adivinhação mediante a contemplação atenta de bolas de cristal);

    6) Filomancia (adivinhação mediante o exame do formato de folhas, ou flores, ou partes de plantas); se a adivinhação se dá pelo uso de pétalas de rosa, emprega-se especificamente o nome de Filorrodomancia;

    7) Fisiomancia, ou Meteoromancia (adivinhação mediante o exame de fenômenos da Natureza, geralmente catastróficos ou não usuais, incluindo inundações, meteoros, etc.); inclui:
    7.1) Meteoromancia propriamente dita (quando se observam fenômenos especificamente oriundos dos céus, como raios e meteoros);
    7.2) Astrologia (quando se observam os astros);
    7.3) Brontomancia (quando se observam os trovões);
    7.4) Teratomancia (quando se observam nascimentos monstruosos, ou seres disformes);

    8) Hepatomancia, Hepatoscopia ou Aruspicina (adivinhação mediante o exame das entranhas dos animais, ou, mais especificamente, do fígado);

    9) Hidromancia (adivinhação mediante o exame de frascos com água ou líquidos);

    10) Necromancia (adivinhação mediante a consulta aos mortos);

    11) Oniromancia (adivinhação mediante a interpretação de sonhos);

    12) Piromancia (adivinhação mediante a observação do fogo);

    13) Rabdomancia ou Radiestesia (adivinhação mediante pretensas vibrações captadas por bastões, varas,varinhas, forquilhas, pêndulos, etc.);

    14) Somatomancia (adivinhação mediante a observação e/ou medição de partes do corpo humano); inclui:
    14.1) Cefalomancia (quando se observa a cabeça);
    14.2) Esquematomancia ou Fisiognomancia (quando se observa a face);
    14.3) Quiromancia (quando se observa a palma da mão);

    15) Teriomancia (adivinhação mediante a observação do comportamento dos animais); inclui, entre outros:
    15.1) Augúrio (quando se estuda o comportamento das aves, libertando-as e observando o seu vôo);
    15.2) Auspício, Ornitomancia ou Ornitoscopia (quando se observa especificamente o vôo livre das aves, p.ex., durante migrações);
    15.3) Eluromancia (quando se observa o comportamento de gatos);
    15.4) Hipomancia (quando se observa o comportamento de cavalos);
    15.5) Ictiomancia (quando se observa o comportamento de peixes nadando);
    15.6) Miomancia (quando se observa o comportamento de roedores em geral, especialmente ratos ou camundongos);
    15.7) Mirmecomancia (quando se observa o comportamento de formigas).

    Desse modo, a adivinhação a partir da análise das entranhas de animais (campo em que os etruscos eram peritos) é hepatoscopia, ou aruspicina, e não necromancia.

    Obtive agora conhecimento da última resposta do sr. Arduin a uma consideração de minha parte, noutro texto deste “blog”. Espero oportunamente confeccionar uma resposta. Sds,

    JCFF.

  111. Marcos Arduin Diz:

    Certo, Antônio Gê de Porto Alegre e Saltitante…
    Então as evidências, que você diz conhecer TODAS, são inconsistentes e insuficientes… Tudo bem, mas não será pelo seu gosto ou opinião que me demonstrará a inconsistência e insuficiência delas: terá de justificar o motivo.

  112. Marcos Arduin Diz:

    Muito otimista você, de Morte…
    A Eugenia é uma baita besteira que durou uns 70 anos (tempo demais, não acha?), foi amplamente aclamada e aceita como verdade científica e, por conta dela, muito mais gente se ferrou do que por conta de algum postulado religioso…

  113. Marcos Arduin Diz:

    Bem, Ex-Toffado, o poder da fé é centenas de vezes mais maior do que o poder da Ciência… Veja só, como já disse várias vezes, o cético sábio, culto, racional e inteligente DUVIDA de pesquisas feitas por cientistas que validaram médiuns, mas ACREDITA PIAMENTE em qualquer historinha boba, sem pé, nem cabeça, que avacalhe a algum médium…

  114. Marcos Arduin Diz:

    Obrigado, Zé, pelas dezenas de mancias aí e por corrigir meu engano.
    Quanto a:
    “As Sagradas Escrituras proíbem qualquer tipo de magia e de adivinhação, porque se trata de tentativa de manipulação do sagrado e, portanto, de ato abominável (cf. Deuteronômio, cap. 18, vers. 10-12, e Levítico, cap. 19, vers. 26).”
    Só me cabe rir. Eu uso o texto de 1 Samuel 15:1-9 para dizer ao pessoal cristão que um Deus que dá uma ordem tão abominável como essa não tem moral alguma para falar em abominação.

  115. José Carlos Ferreira Fernandes Diz:

    Sr. Arduin,

    Sempre os mesmos batidos e surrados argumentos… A seguir, algumas considerações, apenas para não deixá-lo sem nenhuma resposta imediata. Depois me aprofundarei mais nesse tema.

    [...] When reading old books, chronological snobbery, as C. S. Lewis called it, is a besetting sin. The chronological snob is to time what the ethnocentric person is to ethnicity. When visiting the past in his imagination, the snob views it as writer and director James Cameron viewed the people of 1912 in the movie “Titanic”: moderns with funny clothes and less stuff.

    But Abraham was not an American with sheep and no iPod.

    The Lord of Sacred Scripture is not a revolutionary, thank God. Rapid change in human culture has rarely been for the best, and God does not make the mistake of the French or Russian revolutionaries. God knows that even a great good must be brought on slowly to avoid doing greater harm.

    God must communicate with people in the language and concepts available to them if He is to allow them to mature. Attempting to describe the inner workings of the atom to a tribal people would be useless, since they lack the mental vocabulary to make sense of the message. Of course, God could directly reveal all this to Humanity, but this would not allow for natural cultural development, or maximum human freedom.

    Why is such a development so important? If culture does not learn for itself what is good, true and beautiful, then it will not be an adult culture. It will depend forever on priestcraft and develop a magical, instead of rational, understanding of reality. We would be lost without Divine Revelation, but God is intent on giving us the time to truly understand what He is saying. He does not just force it on our imaginations.

    Ideas that seem easy to Humanity now are the result of thousands of years of human thought in conjunction with the work of God’s Spirit. Great genius is often required to understand the big ideas on which later, more incremental progress is based. The very words used to describe and refine these ideas must be invented.

    As a result, any reader would anticipate that the story of human History in the Bible would be the story of the education of Humanity. God would have to tolerate enormous crudities and barbarisms. Jesus Christ, when commenting on Old Testament divorce laws in Matthew 19:8 notes that Moses allowed divorce only because the men of that time had hard hearts.

    It is easy for the critic, at the far end of centuries of mostly Christian cultural development, to be critical of the biblical Patriarchs and of the Mosaic law. They forget how stunning and difficult the very idea of a universal law was when God revealed it to Moses. It took hundreds of years for even one people group, the Jews, to grasp the ramifications of a law that applied equally to king and commoner. The morality of “might makes right” was slowly supplanted by “right makes might”, but it took thousands of years to do it.

    A favorite place of secularists to attack the ethics of the Bible is the narrative of the conquest of Canaan by Joshua. God orders the total (or near total) destruction of the people of the land the Israelites were called to conquer. The difficulty is applying modern categories of morality, often based on centuries of Jewish and Christian thought, to ancient peoples. They had no language of justice and no concepts of “noncombatants”. Primitive humans were… primitive. They thought in terms of tribe and battled with tribal ferocity.

    Humankind, after the rebellion against God, knew only nature red in tooth and claw. Anyone outside the clan or the kin structure was scarcely human. Warfare had no distinction between combatant and noncombatant, and language had no way of thinking about a just war. The god whose people won a war was the “good god”. Losing gods were losers.

    The Mosaic revelation began to plant ideas that would change all of this thinking. All men and women were created in God’s image, not just people in the nation of Israel. All wars in the ancient world were fought brutally, and God commanded that one war be fought that way. His very command that this war should be fought as most wars were fought implied that this was an exceptional circumstance, and that other wars should not be fought that way.

    In any case, God was dealing with a people who live in a world where they would either be masters or slaves. He had not yet worked with them to create the cultural space that we have for better options. In ancient times the alternative to “total war” was to enslave and intermarry with a small portion of the conquered whom the victors let survive. There was no precedent, no vocabulary, for a just war.

    God was faced with an educational problem. He had a group, the Jews, which he was trying to teach the hard lessons of the supremacy of law over passion and of monotheism over polytheism. Old Testament history shows how difficult and arduous this process was to be […]. God, uniquely in Scripture, ordered “total war” against some people groups because it was the best of the bad options available in the time and with the people he had. […] The long and hard lessons God taught one people would soon be taken to the whole world. Slavery and many of other institutions would gradually disappear as the most fundamental principles of the Bible undermined them.

    (“Against All Gods: What’s Right and Wrong About the New Atheism”, Phillip E. Johnson e John Mark Reynolds, págs. 77-81)

  116. Contra o Chiquismo. Diz:

    Diviado Frango incorpora o dr B. de Menezes e fala igual a um velho. Será que velho não fica só o corpo? Quando se vai pra “espiritualidade” se vai velho? O “espírito” fica com voz de 93 anos de idade?http://www.youtube.com/watch?v=8pt1euh0eu4

    dr Bezerra na voz do Diviado parece o papai – urso do pica pau… vejam dos 1:26 aos 1:30 desse vídeo se não tenho razão:
    http://www.youtube.com/watch?v=FJf_CdgrjW8

  117. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marcos Arduin Diz:
    Só me cabe rir. Eu uso o texto de 1 Samuel 15:1-9 para dizer ao pessoal cristão que um Deus que dá uma ordem tão abominável como essa não tem moral alguma para falar em abominação.”

    Não se esqueça que a Bíblia que vc critica, é a mesma obra que Kardec usou para escrever o ‘evangelho 2º o “espiritismo” ‘
    no Evangelho Segundo o Espiritismo existem algumas citações do Velho Testamento que vc está criticando.
    Kardec ainda cita o Velho Testamento no Livro dos Espíritos, -pergunta 59 – e faz um estudo mais amplo no livro A Gênese. Aliás essa ‘genese’ do kardec é um lixo. Precisa citar os lixos contidos nela? “Espíritos superiores” cometendo erros absurdos de Astronomia – luas de Marte- e afirmando a geração espontânea como verdade é de doer.
    Vc tem telhado de vidro ao tacar pedras na Bíblia.

  118. Marcos Arduin Diz:

    Não sou lá muito rápido para ler inglês, mas do basicão só dá pra citar Kardec lá no Livro dos Espíritos:
    _ Não poderia Deus prescrever numa época coisas que condenaria em outra?
    Resposta:
    _ Deus não se engana. Os homens é que são obrigados a mudar suas leis à medida que progridem.
    .
    A Palavra de Deus foi ditada por espíritos tribais, servindo-se dos médiuns disponíveis, os tais “profetas”. Daí se entende seus absurdos…

  119. Marcos Arduin Diz:

    Seu anti-chiquista…
    Kardec só se serviu do que achou útil lá da Bíblia, no caso dos Evangelhos, apenas a sua parte moral. Nem quis entrar no mérito do resto, já que eram polêmicos e sem muito aproveitamento.
    .
    Querem me vender os cristãos que a Bíblia é a PALAVRA DE DEUS, EXATA E INFALÍVEL E ABSOLUTAMENTE VERDADEIRA EM TUDO SOBRE O QUE SE MANIFESTA. Com tantas pataquadas nela, fica difícil sustentar essa afirmação.
    .
    Ao contrário dos cristãos e outros por aí, nós espíritas NÃO TEMOS livros sagrados. As obras de Kardec são um referencial, lembrando que foram escritas no século XIX. Não pretendemos, ao contrário dos bibliólatras, emprestar-lhes nenhum caráter de infabilidade.

  120. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marcos Arduin Diz:
    A Palavra de Deus foi ditada por espíritos tribais, servindo-se dos médiuns disponíveis, os tais “profetas”. Daí se entende seus absurdos…”

    É, um desses espiritos tribais ou espiritos de profetas é justamente Elias do Antigo Testamento, que o ‘espiritismo’ afirma ser João Batista que está no Novo Testamento com a sua “parte moral”, que os espiritas afirmam ser kardec.

    Elias que foi João Batista que foi Kardec. Foda que kardec tava lá nas histórias da Bíblia que vc critica.

    Leia O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO, CAPÍTULO IV NINGUÉM PODERÁ VER O REINO DE DEUS SE NÃO NASCER DE NOVO. Aí vc vai ver kardec usar como lhe convém Velho e Novo Testamento e contar que João Batista foi Elias na cabeça viajadora dele.

    SE TOCA, KARDEC FOI UM PERSONAGEM BÍBLICO.

  121. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marcos Arduin Diz:

    Seu anti-chiquista…
    Kardec só se serviu do que achou útil lá da Bíblia, no caso dos Evangelhos, apenas a sua parte moral. Nem quis entrar no mérito do resto, já que eram polêmicos e sem muito aproveitamento.”
    Inclusive se serviu de textos isolados e fora do contexto pra contar a história dele mesmo sendo Elias e João Batista.

  122. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marcos Arduin Diz:
    Querem me vender os cristãos que a Bíblia é a PALAVRA DE DEUS, EXATA E INFALÍVEL E ABSOLUTAMENTE VERDADEIRA EM TUDO SOBRE O QUE SE MANIFESTA. Com tantas pataquadas nela, fica difícil sustentar essa afirmação.”

    E as pataquadas da “a genese” de a kardec?
    Vc não entendeu. O livro que vc diz que tem pataquadas, kardec o usou pra escrever suas obras. E escreveu merdas demais. Já vi que vc nunca leu ‘a genese’. kardec coloca os chinese no mesmo nível dos macacos “Com efeito, seria impossível atribuir a mesma antiguidade de criação aos selvagens que mal se distinguem dos macacos, que aos chineses, e ainda menos aos europeus civilizados”
    (Allan Kardec, A Gênese, ed. cit. p. 187, ).”

  123. Contra o Chiquismo. Diz:

    corrigindo: chineses

  124. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marcos Arduin Diz:
    Ao contrário dos cristãos e outros por aí, nós espíritas NÃO TEMOS livros sagrados. As obras de Kardec são um referencial, lembrando que foram escritas no século XIX. Não pretendemos, ao contrário dos bibliólatras, emprestar-lhes nenhum caráter de infabilidade.”

    Porra, como não tem? Duvido uma sessão que não se leia um “obra básica”. Mesmo que quisessem “emprestar-lhes caráter de infalibilidade” não conseguiriam por que os “espíritos superiores” – mente do kardec viajador na maionese – que ditaram a kardec falaram tanta merda que é impossível não rir de tantas cagadas escritas. Geração espontânea, Marte sem luas, racismo entre outras bostas são obras de “espiritos superiores’ em que neles não há erro? Vc nunca leu “a genese”, e alguns exemplares da ‘Revista Espírita’ editada por Allan Kardec, composta de 12 volumes, referentes aos anos de 1858 a 1869.
    Só uma cagada dessa Revista Espírita editada por Allan Kardec:

    De acordo com a Revista Espírita de maio de 1858, organizada por Allan Kardec, Mozart mora em Júpiter em uma casa em formato de nota musical!
    .
    1. Em nome de Deus, Espírito de Mozart, estás aqui? R. Sim.

    26. Qual é o mundo que habitas? És feliz?R. Júpiter. Nele gozo de uma grande calma; amo todos aqueles que me cercam; não temos mais ódio.

    Aqui nessa revista o desenho da casa de Mozart em Jupiter:
    http://2.bp.blogspot.com/_6sahCIOgl_k/Skz1zl5x3dI/AAAAAAAAA6s/kLuFDPQi-aA/s1600-h/jupiter-casa-de-mozart.jpg

    Porrrrraaaaaaa Marcos Arduin, tu ainda vem esculachar a Bíblia?

  125. Contra o Chiquismo. Diz:

    O Marcos Arduin, pelo menos a Bíblia acertou na forma da terra como sendo redonda. Isso no Antigo Testamento:
    “Ele é o que está assentado sobre o círculo da terra, cujos moradores são para ele como gafanhotos; é ele o que estende os céus como cortina, e os desenrola como tenda, para neles habitar;”

    Isaías 40:22

    Agora merdec, ops kardec em “a genese” com os ‘espiritos superiores’ ditando pra ele:

    Marte não possui satélites (cfr. A. Kardec, A Gênese, op. cit., cap. VI, no. 26, p. 103)

    Poorra, Marte tem 2 luas Phobos e Deimons.
    Saturno só tem um anel (formado pelo mesmo material do planeta) (A Gênese – Allan Kardec, capítulo VI, página 27).

    Allan Kardec declarou que Saturno não possuía lua nenhuma, mas só um anel.

    Pooorrrra, , já foram reconhecidas (até agora) 60 (sessenta) luas para o planeta Saturno.
    Mas o prudente “cientista”, já prevendo que erraria muito em seus livros “inspirados”, previne seus seguidores que “o Espiritismo jamais será ultrapassado, porque, se novas descobertas lhe demostrarem estar em erro acerca de um ponto qualquer, ele se modificará nesse ponto” (A. Kardec, A Gênese, ed. cit, cap.I, no. 55, p.37).

  126. Contra o Chiquismo. Diz:

    Agora, Marcos Arduin, refute uma a uma as minhas colocações. E sem nhenhenhém e saída pela tangente como fazia cx no “pinga fogo” na tv. No aguardo de uma resposta séria. Senão, vc vai virar motivo de chacota e pilhéria aqui no fórum. Lembre-se, é vc que afirma que kardec é o correto. Sendo assim a sua afirmação só se sustenta de uma forma: vc tem que provar que espíritos existem. Podemos marcar esse feito científico seu no laboratório da FIOCRUZ-RJ ou no laboratório do INMETRO-RJ, ou ainda no LABI do Departamento de Física da Universidade Federal de São Carlos onde tu moras.

  127. Contra o Chiquismo. Diz:

    “espiritismo”: ciência, filosofia e religião. Nenhuma das 3. Crendice e auto-engano.

  128. Marciano Diz:

    Contra o chiquismo, esse diviado é completamente ridículo. E tem plateia.
    Eles dizem que na espiritualidade o sujeito fica com uma aparência, escolhida por ele, de uns 30 ou 40 anos, mas o diviado esqueceu disso.
    .
    Segundo Arduin, desde o tempo de Moisés que os médiuns são uns incompetentes.
    .
    Contra, esse pessoal espírita é bem modesto, Kardec foi Elias e Batista. Aquele que Jesus achava o cara.
    Os caras sempre são alguém importante.
    Eu fui Rivail em uma encarnação na França, há quase duzentos anos.
    .
    Contra, essa da casa do Amadeus é tão ridícula quanto as patacoadas do diviado.
    .
    Arduin deve dizer que, tecnicamente, Phobos e Deimos são asteróides capturados por Marte, mas e o resto?
    Como explicar tanta patacoada dos espíritos superiores?

  129. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marciano diz Contra, esse pessoal espírita é bem modesto, Kardec foi Elias e Batista. Aquele que Jesus achava o cara.”

    e cx foi kardec…

    o cara foi judeu, druida, frances e caipira.
    mas antes foi uma dolomita branca – pedra branca de jardim – , urso polar – branco – e depois humano – sempre branco, pois ele era racista. Tudo branco na vida de kardec nos 3 reinos que ele passou.

    ****O capítulo XI do Livro Segundo de O Livro dos Espíritos, trata dos três reinos.

    Já eu fui muito mau nos 3 reinos, fui petróleo, king kong e Idi Amin Dada. Agora sou Kid Bengala!!!!

  130. Contra o Chiquismo. Diz:

    Marciano, escreve pra mim p gente trocar umas idéias sobre religião:
    [email protected]

  131. Marcos Arduin Diz:

    Seu anti-chiquista…
    1 – Dizer que fulano foi reencarnação de cicrano é ASQ: acredite se quiser. Cada um viaja na sua maionese. Ramatis, por exemplo, diz que Adolf Hitler foi reencarnação do Rei Davi, de Israel… No caso da Bíblia, tem-se o “respaldo” do próprio Cristo, quando diz que João era o Elias que havia de vir. Mas os da fé cristã não topam essa de reencarnação. Dizem lá que Elias não teria morrido, mas ido ao Céu em corpo e alma. O problema é que João tem seu nascimento anotado e aí… Sacomé: não dá prum cara entrar de corpo e alma no útero de mulher nenhuma… Então os da fé cristã dizem que João trazia consigo o “espírito e o poder” de Elias. Entendam os leitores isso o que acharem melhor…
    .
    2 – É a primeira vez que estou ouvindo essa lenda de que Kardec foi reencarnação de João Batista… Onde foi que se disse isso e como é que a Bíblia respaldaria tal lenda? No máximo o que ouvi é que Kardec teria sido Jan Huss na existência anterior… Mas como já disse, isso é ASQ.
    .
    3 – Ô cara! Você não entendeu nada! Nesse livro, A Gênese, Kardec incluiu os conhecimentos científicos do século XIX, mais a visão eurocêntrica de sua época. Ia fazer ele o que? No máximo ele tentou salvar alguma coisa aí da Bíblia, como a suposição de que os dias criativos bíblicos seriam na verdade equivalentes às eras geológicas. Os atos criativos nesses dias coincidiriam com as formas de vida surgidas nos períodos geológicos equivalentes. Numa época em que a Estratigrafia e a datação radiológica ainda não existiam, tal jogada ainda seria possível. Mas as descobertas nas décadas seguintes liquidaram tal artifício de vez. Veja se mete nessa sua cabeça que Kardec jamais tentou salvar a visão cristã da Bíblia, Ô meu!
    .
    4 – Esculacho a Bíblia simplesmente porque querem me vendê-la como obra infalível, vinda diretamente da mente de Deus… Já as obras de Kardec, todo espírita sabe que é obra humana, feita há 150 anos atrás, com os conhecimentos daquela época e que, em muitos pontos, só teria valor histórico. Talvez haja espíritas idiotas que queiram emprestar a algum autor ou obra um valor de certeza e verdade, mas só críticos como você recorrem aos idiotas para avacalhar o que não gosta…
    Quanto aos “espíritos superiores” eu já fiz aqui uma comparação com a venda de café. Lote A: 4 defeitos; Lote B, 20 defeitos; Lote C, 40 defeitos… Não é gozado? Vendem-se mercadorias com defeitos… Mas em filosofia não dá pra se fazer isso. A ninguém impressionaria uma proposta filosófica cheia de “ses” e “mas”. Tem de ser vendida como coisa da boa e de boa procedência. Kardec achou que tinha algo bom em suas mãos, que teria sido revelações de “espíritos superiores” (favor não confundir isso com ideias próprias dele ou escritos pessoais dele). O tempo, contudo, nos ajuda a ver quão superiores seriam os ditos espíritos…
    .
    5 – Antes de mais nada, seu anti-chiquista, CÍRCULO é uma figura geométrica PLANA e a Terra é um ELIPSOIDE DE REVOLUÇÃO. Portanto a Bíblia ERROU ao descrever a forma da Terra. E mesmo que tivesse acertado, veja bem uma coisa: acertos numas coisas não eliminam os erros em outras. Os errados continuam errados… Agora quanto aos planetas aí, acho que você perdeu um bonde que é o seguinte:
    Quem escreveu o capítulo foi CAMILE FLAMARION, na época um jovem astrônomo. A pedido de Kardec, Camile escreveu um texto “mediúnico” sobre origem da Terra e aspectos astronômicos do Sistema Solar, o qual foi “assinado” pelo espírito Galileu (Galileia…). O PRÓPRIO Camile admitiu anos depois que TUDO NÃO PASSOU DE ANIMISMO. O que ele escreveu era o que os astrônomos da sua época sabiam (ou pensavam saber). Teria sido muito mais honesto de sua parte ter comunicado a Kardec que aquela mensagem NADA acrescentava ao que ele já sabia. Talvez se Kardec soubesse disso, preferisse colocar o capítulo como “contribuição de Camile Flamarion”. Mas isso nós espíritas sabemos hoje. A Gênese, que nada impede de ser estudada nos centros espíritas, tem apenas valor histórico e mais nada.
    Entendeu?
    .
    6 – Considerando que você apontou o que é sabido estar errado nas obras de Kardec, espero que não esteja pensando que vou batalhar feito crentelho panaca defendendo os erros… Isso nunca! Se sei que algo está errado, então está errado até que alguém prove que está certo. Os crentelhos, católicos, protestantes, céticos, podem fincar pé firme em suas respectivas crenças, mas no Espiritismo a regra é justamente o oposto, ainda que isso não impeça a existência de espíritas babacas.
    Provar espíritos? Antes vai ter de me dizer o que quer como prova e como se obtém essa dita prova.
    .
    7 – O ceticismo militante também não perde nada para autoengano…
    .
    8 – Bem, de Morte, como eu já disse: isso foi o que Camile Flamarion passou a Kardec por ANIMISMO, como ele próprio reconheceu… Logo não é coisa de “espíritos superiores”. Além disso, já de cara, Kardec deixou bem avisado que os espíritos não eram donos da suprema sabedoria, nem suprema moralidade. Pretender que ao recebermos revelações sobre outros mundos elas seriam coisa de “espíritos superiores” é pedir para fazer papel de idiota. Noto que os cavalheiros agora querem colocar qualquer coisa dita em escritos de Kardec ou avalizados por este como sendo uma revelação de “espíritos superiores”. Tudo bem, o serviço do avacalhador é avacalhar, mas para os que sabem da coisa, seus esforços serão vistos apenas com mais uma pataquada entre tantas outras que já foram ditas por Quemedo, seus antecessores e seus sucessores…
    .
    9 – Na verdade Kardec “teve” cinco encarnações recentes.
    a – Lá por volta de 1910, chegou um cara todo ufano até Leon Denis, comunicando-lhe que descobrira que Kardec estava reencarnado num homem de 30 que morava na cidade de La Havre. Denis limitou-se a dar um sorrisinho e fez publicar um escrito sobre tão sensacional notícia, estranhando apenas que tal Kardec reencarnado, já com essa idade, deveria estar mostrando serviço a favor da Doutrina Espírita. _ Bem, nunca se soube mais nada dessa reencarnação de Kardec. Nem do seu nome tivemos qualquer notícia.
    .
    b – Erasto Prestes, ao que parece recentemente falecido, teve a honra de conviver com Kardec reencarnado: era seu próprio pai, que escreveu uma nova versão do Livro dos Espíritos… Estranhamente, Erasto nunca a trouxe a público. Escreveu, em vez disso, um livro em homenagem ao pai e ficou por isso mesmo. Outro “Kardec” apagado, sem serviço, sem nada de amplamente útil prestado à Doutrina Espírita.
    .
    c – Chico Xavier… Em que se pese as burradas que cometeu e sua entrega ao rustenismo da FEB, esse aí ao menos foi um grande divulgador da Doutrina Espírita. Por mais ataques pessoais que tenha sofrido, é visto pela ampla maioria como uma pessoa que viveu digna e honestamente. Os do contra só fazem seus argumentos parecerem dignas intrigas da oposição. Mas é importante ressaltar que, apesar de sua proeminência, Chico JAMAIS SE DISSE REENCARNAÇÃO DE KARDEC. Quem saiu com esta foram os CHIQUISTAS. Esse bando de puxassacos, dos quais Chico jamais gostou em vista da vergonha que sentia pelo oba-oba deles, é que insistem que ele foi reencarnação de Kardec. É coisa de babacas, portanto.
    .
    d – Alziro Zarur. Quem sabe um dia eu escreve para a LBV questionando-a se há algum escrito ou discurso proferido pelo Zarur em pessoa onde ele afirma ser Kardec reencarnado. Por ora eu só tenho a obra escrita pelo seu sucessor, Paiva Neto, intitulada “A saga de Alziro Zarur”, onde lá é dito que ele seria Kardec reencarnado. Como não a li, não sei se isso é coisa que Zarur disse ou se é puxassaquismo do seu continuador…
    .
    e – Osvaldo Polidoro – Enfim um Kardec assumido! Esse aí nunca fez segredo de que foi reencarnação de Kardec. Fundou essa seita, o Divinismo, onde diz que o objetivo do homem é se tornar divino. Ele, Polidoro, já alcançou esse nível, não estando mais sujeito à reencarnações. Ah! E segundo ele, Cristo ainda não atingiu esse estágio, por isso terá de reencarnar mais vezes para pagar seus pecados…
    Os puxassacos do Polidoro foram um dia questionar o Chico Xavier para saber quem era Kardec reencarnado: se era ele, Chico, ou se era Osvaldo Polidoro. E Chico, aproveitando a deixa do “tira esse bicho de cima de mim”, respondeu:
    _ O Alto manda ficar com Polidoro.
    .
    É isso.

  132. Marciano Diz:

    Arduin, essas incongruências da bíblia são devidas ao fato de que Atanásio juntou um monte de livros independentes, eles foram adulterados inúmeras vezes, por pessoas diversas, em épocas diversas, num tempo em que era difícil verificar o que estava escrito antes.
    .
    O passatempo predileto dos espíritas é dizer quem foi quem em outras encarnações, aprazem-se em fazê-lo.
    .
    Tudo o que tem na bíblia ou nas obras de Kardec, cx, etc., é ASQ, você mesmo só acredita nessa baboseira porque quer. Está prestes a acordar, pelo que se depreende de suas ideias atuais.
    .
    Arduin, não sei se você se lembra, mas você mesmo já me confessou que não é igual aos espíritas que frequentam a mesma casa que você, que discorda deles na maioria das coisas, mas não discute porque acha que não vale a pena.
    São coisas assim que me mostram que você está prestes a deixar isso tudo. Nunca se sabe quando vai cair a última gota d’água, o certo é que você está prestes a transbordar.
    ,
    Arduin diz:
    “Além disso, já de cara, Kardec deixou bem avisado que os espíritos não eram donos da suprema sabedoria, nem suprema moralidade. Pretender que ao recebermos revelações sobre outros mundos elas seriam coisa de “espíritos superiores” é pedir para fazer papel de idiota. Noto que os cavalheiros agora querem colocar qualquer coisa dita em escritos de Kardec ou avalizados por este como sendo uma revelação de “espíritos superiores”.
    .
    Esquece-se de que o próprio Kardec ensinou como diferenciar os espíritos superiores e outros, classificou os espíritos, era expert no assunto. Se ele se deixou enganar por espíritos inferiores, a obra dele não vale um tostão.
    .
    Não tenho como provar, mas acho que Rivail e Flammarion estavam mancomunados.
    .
    Arduin, sabe por que são falsas todas essas reencarnações de Kardec? Por que reencarnação não existe. Simples assim.
    .
    Polidoro estava certo em dizer que Jesus ainda deverá reencarnar várias vezes, ele mesmo disse que iria voltar e o INRI Cristo é ele encarnado. Agora, mais esperto, cercado de barangas e tomando Viagra, pra dar conta delas.

  133. Marcos Arduin Diz:

    Ô de Morte! É gozação é?
    1 – “Atanásio juntou um monte de livros independentes,”
    - Como sabemos que eles eram INDEPENDENTES? Até hoje os rabinos usam de uma Bíblia semelhante à dos cristãos, exceto pela ordem e nome de alguns livros… Mas são tidos por Escrituras Sagradas…
    .
    2 – “eles foram adulterados inúmeras vezes, por pessoas diversas, em épocas diversas, num tempo em que era difícil verificar o que estava escrito antes.”
    KKKKKK! Chocante, meu! Agora conta outra! Como sabemos que foram adulterados? Cadê o escrito original para ser confrontado? Diversas pessoas? Quais? Cadê a confissão delas dizendo que adulteraram as Sagradas Escrituras?
    .
    3 – Lembra-me que lá na Casa Transitória Fabiano de Cristo houve um grupo que se dedicou a fazer pesquisas espirituais que revelariam quem os consulentes teriam sido em vidas passadas. Começaram e logo pararam, pois viram o bode que isso dava: quem ficava sabendo que foi tal ou qual pessoa importante, passava a andar de nariz em pé, todo ufano. E quem ficava sabendo que foi só Zé Mané e Maria Coisa Nenhuma, saia frustrado e xingando todo mundo. Mas só você está sabendo que tal passatempo é PREDILETO entre os espíritas… Em todos os lugares que passei, NUNCA vi nada parecido.
    .
    4 – Quantas vezes você e outros vão ficar fazendo essa aposta? Já digo que vão perder, pois se tudo o que o pessoal cético tem a dizer são as baboseiras que tenho lido, então continuarei na minha e não é por fé: é por falta de argumentação da parte contrária.
    .
    5 – Tanto quanto me lembre, NUNCA fiz semelhante confissão. Até porque a turma com quem trabalho dedica-se a fazer atendimento espiritual e nisso não cabe discussões e elucubrações sobre doutrina espírita. No máximo o que disse é que discordo do Rustenismo, que foi amplamente apoiado pela FEB até quando Nestor Massotti assumiu a presidência da dita-cuja.
    .
    6 – Ô cara, veja lá se cai na real. Uma coisa são ESPÍRITOS SUPERIORES, aqueles lá da categoria quase final da evolução espiritual. Outra coisa são “espíritos superiores”, ou seja, espíritos sérios e honestos, que falam do que sabem ou pensam que sabem. Kardec falou do critério da linguagem, ou seja, de que é de se esperar que “espíritos superiores” tenham uma linguagem nobre, precisa e concisa. Mas também falou dos espíritos inferiores que tentam imitar os superiores. A um desavisado, isso pode ser causa de tropeço. Roustaing recebeu uma revelação dos evangelhos, dada pelos próprios espíritos dos evangelistas e com o apoio dos espíritos dos apóstolos e de Moisés. Obviamente tais espíritos seriam apresentados e tidos por “superiores”, mas a obra é massuda, com repetição ade nausebundo das mesmas coisas, que NADA acrescenta ao que já se sabia dos evangelhos e ainda se introduz pataquadas como sendo uma revelação superior à Doutrina Espírita.
    .
    Já disse que na Ciência, tão endeusada pelos céticos, há pataquadas absurdas e que custaram muito sofrimento a milhões de pessoas, mas não vejo ninguém dizendo que a Ciência não presta por conta disso, nem que se queira extinguir com a madame. E com o Kardec é a mesma coisa. Porque se constatam erros óbvios em coisas que só ficamos sabendo posteriormente, isso não significa que TUDO lá esteja errado… Cuidado para não jogar o bebê fora junto com a água do banho…
    .
    7 – O jovem Flamarion, ao visitar uma livraria, topou com o Livro dos Espíritos. Comprou-o, leu-o e o achou muito interessante. Tendo anotado ali que o autor morava em Paris e em tal endereço funcionava a sociedade administrada por ele, resolveu conhecê-lo. Foi isso que se deu. Flamarion acompanhou as sessões presididas pelo Kardec, mas não se entusiasmou muito, como ele próprio fala no livro que escreveu anos depois. Entendeu que lá havia muito animismo, como ele próprio experimentou com o capítulo que escreveu para a Genese.
    .
    8 – As reencarnações são falsas porque em sua maioria foram “reconhecidas” por terceiros, ferrenhos puxassaquistas. Pelo menos Chico, o Severino Prestes, o Alziro Zarur e o Polidoro foram todos contemporâneos. Não daria para Kardec estar encarnado em todos ao mesmo tempo…
    Agora quanto a não existir reencarnação, bem, não se pode provar que algo não existe… No máximo, o que se pode tentar provar é que algo tido por prova de reencarnação foi erro de interpretação, ou falsa lembrança, ou outra coisa que o valha. Mas quando tudo quanto é explicação natural falha…
    .
    9 – Pra quem disse que reencarnação não existe…

  134. Contra o chiquismo Diz:

    Marcos, tu não refutou nada e só defendeu Kardec e falou que ‘espiritos superiores’ são falhos! Tu ainda acredita no ‘espiritismo’ por que? Não tem como. Vc só se complica com suas respostas defendendo o indefensável.
    Ah, e nem provou o principal dogma do ‘espiritismo’ : ‘espíritos’ existem. E nem tem como provar. Prove-me que eles existem assim como eu te provo que o monóxido de carbono sem cor e sem cheiro existe.
    Vc deve de ser um palestrante que ganha dinheiro , bajulação e viaja de graça…

  135. Marciano Diz:

    Contra o chiquismo, os dogmáticos querem que nós provemos que espiritos não existem, que nós provemos que o dogma deles não existe. Total inversão do ônus da prova.
    Aguardo ansioso seu e-mail.

  136. Marcos Arduin Diz:

    Seu Anti-Chiquismo e de Morte…
    Vocês questionaram o Kardec no que se refere a conhecimentos científicos do século XIX que ele passou adiante (eram os únicos que tinha). Isso é uma coisa tão óbvia, que apontar as falhas de tais conhecimentos como prova de falência do Espiritismo é argumento de quem não tem argumentos. E Kardec e nós espíritas sabemos que os espíritos são apenas humanos sem corpo e isso não lhes confere qualquer vantagem especial. Por isso não vamos obter deles, em matéria de Ciência, mais do que obteríamos dos encarnados. Isso quanto a Kardec.
    .
    Quanto a provas de existência dos espíritos, o meu problema é que os descrentes não nos dizem o que provaria alguma coisa e nem nós sabemos. Quando lhes apresento as pesquisas feitas por mais de 200 cientistas ao longo de 80 anos com diferentes médiuns e que chegaram a resultados semelhantes, dizem que são “evidência anedota”. Afirmam que testemunhos não provam nada, fotos não provam nada, filmes não provam nada, ambientes controlados não provam nada, infravermelho não prova nada… E não nos dizem o que provaria alguma coisa e nem nós sabemos.
    .
    O problema, portanto, não é de INVERSÃO do ônus da prova, mas simplesmente de deixar claro que é que vale como prova e porquê os estudos já feitos são insuficientes.

  137. Contra o chiquismo Diz:

    “Marcos Arduin Diz:
    Quanto a provas de existência dos espíritos, o meu problema é que os descrentes não nos dizem o que provaria alguma coisa e nem nós sabemos. Quando lhes apresento as pesquisas feitas por mais de 200 cientistas ao longo de 80 anos com diferentes médiuns e que chegaram a resultados semelhantes”
    Me diga uma revista científica que contenha tal prova. Tem algum artigo na Science por ex? Ou só em publicações ‘espiritas’?

    Kardec é cultuado até hoje como verdade. Ou algum dirigente espírita o contesta na tribuna de algum centro?
    Eles dizem “kardec é atual até hoje, pq não foi ele, ele só codificou, foram os ‘espíritos suoeriores’ “.
    Eu vivi 16 anos nessa pasmaceira de espiritismo. Se boboear, conheço-o mais que vc que é militante. Só que conheci o outro lado. E espero que vc conheça logo e que tua ficha caia o que não vai demorar, vc está perto.

  138. Marcos Arduin Diz:

    “Me diga uma revista científica que contenha tal prova. Tem algum artigo na Science por ex? Ou só em publicações ‘espiritas’?”
    - Bem, parece que Crookes publicou seus escritos sobre o assunto no Quarterly Journal of Science, uma publicação científica, mas os críticos dizem que não vale, pois ele era o editor. Além disso, o fez contra a vontade de seus colegas, que entendiam que seus relatórios estavam errados, já que NÃO PROVAVAM a falsidade do Espiritismo. O problema é que NENHUM desses colegas soube dizer onde Crookes havia se enganado…
    Além disso, uma publicação científica é garantia de verdade e infabilidade?
    Certo, o pessoal que pesquisava mediunidade precisava recorrer a periódicos “especializados” no assunto, como The Spiritualist ou Banner of Light, mas e daí? O que o pessoal cético deveria fazer é analisar o conteúdo e dizer onde há erros, mas tenho vista tão pouco e errado quando se trata disso…
    .
    “Kardec é cultuado até hoje como verdade. Ou algum dirigente espírita o contesta na tribuna de algum centro?”
    - Se o assunto do qual o dirigente espírita vai tratar não vai de encontro ao que Kardec escreveu, por que deveria ele contestá-lo? Quanto ao que Kardec escreveu e que hoje sabemos não ser verdade, eu já me manifestei a respeito. A Doutrina Espírita ainda se mantém intacta, já a “perfumaria”…

  139. Contra o Chiquismo. Diz:

    M. Arduin, Croockers foi enganado por Florence Cook. Essa era amante dele e foi pega em fraude anos depois. Vai dizer que vc acha o caso da Irmã Josefa legítimo?

    vc disse:
    “Além disso, uma publicação científica é garantia de verdade e infabilidade?”
    Engraçado é que os ‘espiritos superiores’ deveriam ser essa garantia, mas não são.

    OU vc já esqueceu? Eu te lembro:

    PRIMEIRA ORDEM – ESPÍRITOS PUROS

    «Caracteres gerais – Nenhuma influência da matéria. Superioridade intelectual e moral absolutas, em relação aos espíritos de outras ordens.

    Superioridade intelectual pra quem afirma que geração espontânea existe, racismo e os erros de astronomia absurdos da ‘a genese’, é foda né?

    Ohhhh ficha maldita que não cai…

  140. Marcos Arduin Diz:

    Seu Anti-Chiquista…
    1 – Até agora não me apresentaram NADA de consistente que demonstre que Florence Cook OU QUALQUER OUTRO MÉDIUM que ele validou o tenha enganado. Tudo o que me apresentaram até agora foi só piada. Sabe você algo mais?
    .
    2 – Amante do cara? KKKK! Veja só como os céticos trabalham: usam de TODOS os argumentos, sem se darem conta de que eles se ANULAM uns aos outros. Se a Florence ENGANOU o Crookes, então não foi amante dele. Se foi amante dele, cobrando-lhe sua validação como médium em troca de favores sexuais, então ela não tinha razão nenhuma para enganá-lo: era só ele descrever experimentos que nunca fez e anunciar resultados que nunca obteve…
    .
    3 – Seriam garantia se DE FATO eles nos falassem. Mas qual a razão disso? Por que eu vou de falar de Botânica a crianças de uma creche se qualquer monitora capacitada pode fazer isso? Eu tenho mais o que fazer, um monte de alunos para cuidar. Não perderia meu tempo numa creche, portanto. A mesma coisa são os tais “espíritos superiores”. Os espíritos PUROS E SUPERIORES têm mais o que fazer do que falar a espíritos pouco categorizados. Espíritos bons e do mesmo nível de sabedoria podem instruir a esses espíritos sem problemas. Agora se Kardec quis atribuir-lhes a condição de “espíritos superiores”, então a falha foi dele. Porém, isso não comprometeu em nada a Doutrina Espírita.
    .
    4 – Já disse que muito disso foi coisa que KARDEC E SEUS AUXILIARES disseram e não os “espíritos superiores”. Veja bem, meu caro, que há um gargalo nessa história: a ignorância da época (cada época tem a sua, inclusive a nossa). Kardec buscou referências na Ciência de sua época para checar o que os espíritos diziam. Que faria você? Se ainda fosse espírita e recebesse revelações de espíritos a respeito de tal e qual coisa de caráter científico. O que a prudência lhe mandaria fazer? No mínimo buscar entre as publicações científicas e a opinião dos expertos no assunto se tais revelações fazem sentido ou não. E é aí que a porca torce o rabo: e se os cientistas estiverem errados naquilo que acreditam e desmentirem as ditas revelações? A prudência mandaria que você as descartasse, certo?
    .
    E agora imagine o contrário: que você receba revelações “científicas” que nada mais são do que aquilo que muitos cientistas acreditam ou acham plausível. Você os consulta e eles validam as ditas revelações. E anos depois a verdade aparece: tudo aquilo que acharam certo estava errado. E aí? Como ficam os “espíritos superiores” e você com as revelações fajutas?
    .
    Isso foi o que aconteceu com o Kardec. E por sabermos disso, nós espíritas, ao menos os que estudam, não entram em pânico porque o “mestre” foi desmentido.
    .
    É isso.

  141. Contra o Chiquismo. Diz:

    MArcos, mais uma vez vc admite que kardec falhou,
    não provou a existência de ‘espiritos’,
    não me falou se a materialização da irmã josefa foi verdadeira ou falsa,
    e não contestou que florence cook foi pega em fraude.
    1- kardec falhou
    2- ‘espiritos’ não podem ser provados – cai o principal dogma da pseudo ciência chamada ‘espiritismo’
    3 – cx foi enganado por uma fraudadora mesmo sendo ‘medium’ e dizendo toda hora ‘emmanuel me diz’…
    4 – florence cook foi fraudadora e croockes tb.
    5 – com toda essa mentirada, como vc ainda acredita no ‘espiritismo’?
    Olha a besteirada infantil que vc falou:
    “Os espíritos PUROS E SUPERIORES têm mais o que fazer do que falar a espíritos pouco categorizados. Espíritos bons e do mesmo nível de sabedoria podem instruir a esses espíritos sem problemas.”

    Cara, vc nem provou que eles existem.

    Olha outra que vc disse:
    “Kardec quis atribuir-lhes a condição de “espíritos superiores”, então a falha foi dele. Porém, isso não comprometeu em nada a Doutrina Espírita.”

    kardec e a ‘doutrina espirita’ são a mesma merda, um não existe sem o outro. Tente fazer uma reunião ‘espirita’ sem ler um trecho de uma obra dele. Tanto idolatram kardec que falhou como vc disse, que chamam a sua religião de ‘kardecismo’.
    Tá faltando pouco pra vc enxergar e sua ficha cair.

  142. Marciano Diz:

    Arduin, uma das razões pelas quais acho que sua ficha está por um fio é o fato de que não conheço nem um só espírita com o seu perfil. Conheço um monte, mas todos divinizam Rivail, cx, e outros. Quando argumento que há discrepâncias entre eles (Marte é uma delas), eles racionalizam.
    Você vê Rivail e cx como pessoas falíveis, não acredita nas baboseiras do dpf, nem entendo como pode continuar se dizendo espírita.
    Será que aí os espíritas são diferentes dos espíritas do RJ?
    Acho que não, o diferente é você.

  143. Contra o Chiquismo. Diz:

    Vamos lá Marcos Arduin, vou começar uma sessão ‘espirita’ assim:

    Muita paz meus irmãos, vamos a leitura preparatória da nossa reunião de hoje afim de sintonizarmos com as bênçãos do alto. Vamos ler de cx “cartas de uma morta” o trecho vida em marte:Assegurou-me, ainda, o desvelado mentor espiritual, que a humanidade de Marte evoluiu mais rapidamente que a da Terra e…
    viu irmãos que informação privilegiada temos? Humanidade marciana.A sonda Curiosity é pura mentira da NASA, aquelas fotos são falsas…http://veja1.abrilm.com.br/assets/images/2012/8/90611/nasa-curiosity-marte-20120811-04-size-598.jpg?1344867482

    Bem irmão vamos a prece de abertura da reunião….
    Agora vamos ler kardec e comentar o texto do ‘codificador’…
    “Os negros, pois, como organização física, serão sempre os mesmos; como Espíritos, sem dúvida, são uma raça inferior, quer dizer, primitiva; são verdadeiras crianças às quais pode-se ensinar muita coisa;”
    (Allan Kardec, “Perfectibilidade da raça negra” Revue Spirite, Abril de 1862)

    Viram irmãos? Quem é negro, é atrasado e Marte tem humanidade. Quem falou foi o mesmo ‘espírito’ que animou o corpo de um judeu, de um druida , de um frances e de um caipira. Nascer branco na próxima encarnação significa que evoluímos e ir pra Marte é um prêmio aos brancos evoluídos.
    Agora vamos ao passe e depois beber a água fluidificada pelos benfeitores superiores que assistem essa casa e que não erram nunca pois “ESPÍRITOS PUROS tem Superioridade intelectual e moral absolutas..”
    fim – voltem sempre – e quem quiser ser sócio da casa agradecemos a ajuda financeira.

  144. Marciano Diz:

    Muito bom, Contra.
    Em perfeita sintonia com cx, Rivail e os espíritos superiores.
    Pra sua informação, em Marte somos todos verdes, um estágio acima na evolução espiritual, mais evoluídos até mesmo que os brancos.

  145. Marciano Diz:

    Contra, só esqueceu de avisar que quem quiser ficar para os passes, é só esperar ser chamado naquela salinha alí, ó.

  146. Contra o Chiquismo. Diz:

    O Marciano, tá difícil ‘médiuns passistas’,o passe é coletivo mesmo, a maioria desses médiuns’ estão de fininho e sem alarde abandonando as fileiras ‘espiritas’ lendo esse blog maravilhoso .

  147. Antonio G. - POA Diz:

    Ô, Arduin: Você tem razão quando critica minha afirmação de que eu conheço TODAS as evidências que supostamente provariam a existência dos espíritos e sua capacidade de comunicarem-se com o mundo dos encarnados. Devo reposicionar-me. Reconheço que não conheço TODAS. Só as inconsistentes e insuficientes.
    .
    Abraço.

  148. Contra o chiquismo Diz:

    Ah, já ia me esquecendo de um detalhe:
    pra evoluir Além de ser branco na próxima encarnação, tem de ir pra Marte, tem de ser solteirão igual ao cx, diviado frango e raul peixeira e viver sem fazer ou pensar em sexo . Daí, vc vira aspirante a ‘ESPIRITO PURO’
    Agora, como pode uns caboclos desses falar de uma coisa que não entendem – o casamento?
    raul péixeira fala:
    http://www.raulteixeira.org.br/mensagens.php?not=109

    Ou seja o sonho de todo ‘espirita’ pra ser perfeito: ser branco, viver em Marte e sem sexo.

    Bem eu sou atrasado mesmo! Nos 3 reinos que passamos antes de sermos humanos fui no mineral petróleo,no vegetal fumo de rolo, no animal king kong e evoluí pra humano: hoje Sou o Kid Bengala, faço filmes ‘de ação’ e vivo na Terra. UMBRAAAALLLLL NI MIM!!!

  149. Marcos Arduin Diz:

    “MArcos, mais uma vez vc admite que kardec falhou,”
    - Oh! Que tragédia! Admiti o óbvio… Deixem-me ver: é o problema da ficha, né… Se o Codificador cometeu enganos, então acabou-se a Doutrina Espírita… Ainda bem que não levo você e seus colegas a sério… Por esse raciocínio, a Humanidade inteira volta para a Idade da Pedra, pois os desafios a encontrar um único fundador de doutrina que nunca houvesse se enganado.
    .
    “não provou a existência de ‘espiritos’,”
    - Como não me dizem o que provaria isso, então não sei como satisfazer a você e aos outros. A mim me bastaria o médium revelar coisas que não teria como saber e isso ser confirmado pelos parentes do falecido.
    .
    “não me falou se a materialização da irmã josefa foi verdadeira ou falsa,”
    - Eu não a afianço como verdadeira por falta de elementos de comprovação. O único vivo que poderia falar a respeito (Waldo Vieira) não diz coisa com coisa.
    .
    “e não contestou que florence cook foi pega em fraude.”
    Do que sei a respeito, ela NÃO foi pega em fraude. O que houve é que, não tendo sido pesa devidamente, ao iniciar o fenômeno, em vez da materialização, houve uma TRANSFIGURAÇÃO, ou seja, a médium saiu do gabinete envolvida pela forma materializada do espírito.
    O pessoal chiou fraude, mas uma coisa não conseguiram resolver: por mais que procurassem, não acharam as roupas brancas que a fantasma vestia (a médium vestia um vestido preto).
    .
    “1- kardec falhou”
    - Nossa! Que desastre!
    .
    “2- ‘espiritos’ não podem ser provados – cai o principal dogma da pseudo ciência chamada ‘espiritismo’”
    - Se as provas não satisfazem aos céticos, não é culpa nossa… Eles próprios não nos dizem o que provaria alguma coisa.
    .
    “3 – cx foi enganado por uma fraudadora mesmo sendo ‘medium’ e dizendo toda hora ‘emmanuel me diz’…”
    - Se está se referindo à Josefa, saiba que Chico estava mais como espectador, quase só “rezando e vibrando” do que participando ativamente da coisa. O TODO CIENTÍFICO Waldo é quem comandava o time. Se alguém foi enganado, teria sido ele e seus 18 colegas. O lance é que vendo as fotos, não sei como a médium os teria enganado…
    .
    “4 – florence cook foi fraudadora e croockes tb.”
    - Ainda aguardo as provas disso. Acusações gratuitas não me ajudam em nada exceto para separar os céticos sinceros daqueles que são sacanas.

    “5 – com toda essa mentirada, como vc ainda acredita no ‘espiritismo’?”
    - Sim, pois os do contra só falam, falam e não provam nada do que dizem. Por que eu deveria crer só em falação? Do óbvio eu já falei. Agora se Josefa foi fraude, se Crookes & Cia Bela foram fraude, eu ainda aguardo as provas disso.
    .
    Olha a besteirada infantil que vc falou:
    “Os espíritos PUROS E SUPERIORES têm mais o que fazer do que falar a espíritos pouco categorizados. Espíritos bons e do mesmo nível de sabedoria podem instruir a esses espíritos sem problemas.”

    Cara, vc nem provou que eles existem.”
    - Eu só fiz um pronunciamento dentro do que é previsto pela FILOSOFIA espírita. Não se trata de axioma científico, portanto. E se você quer provas CONCRETAS, vá atrás delas. Isso é como ir ao banheiro: ninguém pode ir por você. Mas penso que no seu caso, assim como de outros por aqui, digo que a solução é vocês conversarem com sacos de cimento. Na vida só devemos acreditar no que é CONCRETO…

    “Olha outra que vc disse:
    “Kardec quis atribuir-lhes a condição de “espíritos superiores”, então a falha foi dele. Porém, isso não comprometeu em nada a Doutrina Espírita.”

    kardec e a ‘doutrina espirita’ são a mesma merda, um não existe sem o outro. Tente fazer uma reunião ‘espirita’ sem ler um trecho de uma obra dele. Tanto idolatram kardec que falhou como vc disse, que chamam a sua religião de ‘kardecismo’.
    Tá faltando pouco pra vc enxergar e sua ficha cair.”
    - Como já disse, se vamos seguir ensinamentos de quem NUNCA FALHOU, então voltamos para a Idade da Pedra.
    .
    De Morte, nós vivemos num país onde não se cultiva a cultura, o pensamento, o raciocínio. Aqui ficamos na decoreba, no dizer MUUU! para não se ter o trabalho de pensar. Só que eu me dou ao trabalho de pensar e por isso tenho esse perfil que você acha muito estranho para um espírita.
    CX, DPF e Kardec foram os ÚNICOS que escreveram alguma coisa de Espiritismo? Tirou eles não sobra mais ninguém? Se fosse assim a minha ficha já teria eventualmente caído. Mas como eles são apenas três autores espíritas e há muitos outros por aí que escreveram e disseram coisas melhores, então essa ficha não cairá até que você os que tão ansiosamente desejam por isso façam o trabalho de provar as falhas desses outros autores.
    .
    OK, Anti-chiquista… Vamos ver então uma discussão entre sábios céticos.
    Grande sábio cético de Pindorama abre a discussão:
    _ Meus amigos, tenho aqui um importante artigo publicado na Skeptical Inquirer de janeiro de 2000. Nosso querido, amado e sempre sábio Massimo Polidoro nos brinda com esse maravilhoso artigo, onde demonstra a total falência e incompetência do William Crookes em lidar com a médium farsante.
    Saibam, meus amigos, que Ana Eva Fay foi uma hábil ilusionista, que ao fazer uma turnê pela Inglaterra, quis se vender como médium. Mas o brilhante mágico Maskelyne acabou com a festa dela: mostrou que ele podia fazer, por ilusionismo, o que ela alegava fazer por ação de espíritos. Lembrem-se do nosso ditado: _ Se fez isso com a ajuda de espíritos, fez a coisa do jeito mais difícil!
    .
    Com essa puxada de tapete, ela então foi se socorrer com o Crookes, pedindo que ele a examinasse e a validasse como médium. O babacão do Crookes fez umas experimentações com ela e a validou mesmo como ela queria. Mas isso não salvou sua turnê e ela e o marido tiveram de voltar para a América de mãos abanando.
    .
    Pois bem! Anos depois, o bravo Houdini, que desmascarou muito médium fajuto… Aliás, existe algum médium que não seja fajuto? O querido Houdini entrevistou-se com a Eva Fay e ela revelou-lhe todos os seus truques numa boa. Ela contou que burlou a fiscalização do galvanômetro sem substituindo sua mão pela junta do joelho. Com a mão livre, ela fez os seus truques. Nosso querido santo Massimo Polidoro é taxativo: _ NÃO HÁ MAIS DÚVIDAS QUE TAL TRUQUE DE FATO OCORREU! _ Viram só como o Crookes, tão endeusado pelos babacas espíritas era burro e incompetente?
    .
    Um dos presentes levanta a mão:
    _ Gente! Eu estou com o livro do Houdini aqui! Ele foi publicado em 1922! Tá aqui como ele descreve o truque:
    Ana Eva Fay, frustrada com o fracasso de sua turnê pela exposição de Maskelyne, foi ao socorro de Crookes e, com um brilho no olhar, disse que se aproveitaria dele! Ela se viu quase sem chance nenhuma de fraudar quando fiscalizada pelo galvanômetro. Mas para sorte dela e azar de Crookes, faltou força no teatro por segundo e foi o que ela precisou para substituir sua mão pela dobra do joelho e aí fazer os truques.
    .
    Pois é! Ela tinha de segurar os dois contatos, um em cada mão. Se soltasse um deles, a fraude seria descoberta. Mas com esse golpe de sorte, ela enganou o trouxa do Crookes. E os bobões dos espíritas ainda acreditam que ele foi o máximo! O máximo dos bobos, isso sim!
    .
    Aí um carinha de bobo no fundo levanta a mão e diz todo encabulado:
    _ Senhor… É que eu estou achando algo estranho aqui.
    _ Que há de estranho? Crookes era um imbecil. Ponto Final!
    _ Mas… É que o experimento foi feito na casa do Crookes e não num teatro…
    _ Ah! Isso é só uma tecnicalidade! Vai ver que o revisou se enganou ou o Houdini trocou as bolas. Herrar é Omano!
    _ Eu sei, mas é que tem outro problema: o experimento do Crookes foi feito em 1875… Naquele tempo nem tinha sido inventada a lâmpada elétrica. As casas eram iluminadas a chama de gás… Nem havia rede de força. Ela só foi inventada no início do século XX pelo Westinghouse… O galvanômetro do Crookes funcionava a bateria…
    _ Tá chamando nosso amado Houdini de mentiroso? Pois tome isto!
    E o orador cético saca seu revólver e dá seis tiros no bobão contestador da grande figura do ceticismo. E pergunta:
    _ Mais alguém quer discutir? Não? Então fim de papo!
    .
    E aí seu Anti-chiquista? Gostou de como o pessoal cético resolve as dúvidas?
    .

    .

  150. Contra o Chiquismo. Diz:

    Vamos lá Marcos:
    1-”MArcos, mais uma vez vc admite que kardec falhou,”
    - Oh! Que tragédia! Admiti o óbvio…
    Ele falhou porque era ditado no ouvido dele as baboseiras que os “luminares da humanidade espiritos puros” falaram. kardec não escreveu nada, a ‘doutrina’ é dos ‘espiritos’.
    2-“não provou a existência de ‘espiritos’,”
    - Como não me dizem o que provaria isso, então não sei como satisfazer a você e aos outros.
    Cabe a vc o ônus da prova. Vc é que admite que eles existem. Vc que eu acredite q eles existem e pronto?
    3-“não me falou se a materialização da irmã josefa foi verdadeira ou falsa,”
    - Eu não a afianço como verdadeira por falta de elementos de comprovação.
    Engraçado pq emmanuel não disse a cx: “sai disso que é fraude” ?? Cx ainda pousou com ela. Cx fraudou sim.
    4-Florence cook e katie king eram a mesma pessoa sim.
    5-” kardec falhou”
    - Nossa! Que desastre!

    Desastre mesmo. Vc mesmo admite a falha.
    6-espiritos’ não podem ser provados – cai o principal dogma da pseudo ciência chamada ‘espiritismo’”
    - Se as provas não satisfazem aos céticos, não é culpa nossa… Eles próprios não nos dizem o que provaria alguma coisa.
    Não inverta o ônus da prova. Cabe a vc provar. Me prontifico a ir aí no LABI do Dep. de Física da Univ. Fed. de S. Carlos obter essa prova.
    7- Já falamos sobre a irmã josefa e croockes. Tudo fraude. Leia os post aqui do blog sobre esses 2 casos.
    8- “Cara, vc nem provou que eles existem.”… E se você quer provas CONCRETAS, vá atrás delas.

    de novo a inversão do ônus da prova.
    9-”se vamos seguir ensinamentos de quem NUNCA FALHOU, então voltamos para a Idade da Pedra.”
    Vou te relembrar: na escala ‘espirita’ de kardec no livro dos ‘espiritos’ está lá que os ““ESPÍRITOS PUROS tem Superioridade intelectual e moral absolutas..” .
    A B S O L U T A S, eles não falham. Ou kardec foi enganado pelos ‘espiritos’ zombeteiros galhofeiros’
    10-_ Tá chamando nosso amado Houdini de mentiroso? Pois tome isto!
    Pra finalizar:
    - A esposa de Henry Houdini

    O famoso prestidigitador Henry Houdini tinha combinado com sua senhora de aparecer-lhe depois da morte. E para que ela pudesse ter plena certeza e garantia da identidade da sua aparição, combinaram um sinal bem secreto. Ele, de fato, morreu primeiro.

    Os espíritas convidaram a viúva a várias sessões, dando-lhes a garantia da comunicação com o marido morto. Finalmente, em uma destas sessões, conseguem contato com o falecido marido. A senhora Houdini pediu ” àquele espírito que tinha aparecido”, que lhe confirmasse a senha, a fim de identificá-lo. Nada, nem meia senha.

    A senhora Houdini abandona o espiritismo.
    E vc vai abandonar tb. Tá perto.

  151. Contra o Chiquismo. Diz:

    Marcos, não é mais fácil vc admitir o óbvio do que defender o indefensável?
    Admita: ‘espiritismo’ não é ciência.
    É só uma crença no qual sou crente.Não tenho como provar uma crença, ela me faz bem e pronto.

    Marcos, isso é mais honesto e nobre. É muito mais bonito vc dizer “eu sou crente no ‘espiritismo’ do que dizer: “eu sou um cientista”.
    Marcos e demais , está lá no site da FEB:
    * “O Espiritismo é uma ciência que trata da natureza, origem e destino dos Espíritos, bem como de suas relações com o mundo corporal.” Allan Kardec (O que é o Espiritismo – Preâmbulo)

    http://www.febnet.org.br/blog/topico/geral/o-espiritismo/conheca/

    Que ciência?
    Pseudociência, isso sim.
    Crendice, isso sim.

  152. Antonio G. - POA Diz:

    Arduin, você vai ficar cheio de hematomas! Tá apanhando muito…
    Sai do armário e vem pro reduto dos céticos, cara! Aqui é bem mais bacana! A turmas aqui é bem mais divertida! E destemida. rsrsrs
    .
    Sds.

  153. Marcos Arduin Diz:

    Seu Antichiquista…
    1 – Kardec falhou, Marx falhou, Cristo falhou… Se um dia estudar bem a vida dos gênios e o que eles falaram, verá que TODOS erraram em algum lugar. Até os grandes sábios céticos erram quando combatem o Espiritismo… No que é que foi mesmo que os “espíritos superiores” erraram que compromete o Espiritismo? Vida em Marte? Nossa, mas por acaso marcianos vieram à Terra para nos ensinar o Espiritismo? Não? Então se não há vida em Marte apesar de alguns espíritos e médiuns dizerem isso, é o caso PREVISTO pelo Espiritismo de animismo, de médium babaca, espíritos pseudo-sábios ou apenas brincalhões… Simplesmente descartamos a informação falha e vamos em frente, tal como eu faço em Ciência…
    .
    2 – Eu já dei o parâmetro: entendemos que quando um médium revela coisas de um falecido e não há como ele ter se informado antes, então o lógico é supor que de fato o espírito do falecido passou essas informações ao médium. Há VÁRIOS casos assim. Agora se não é ação de espírito, como se explica a coisa? Já que você & Cia Bela por aqui não concordam, então deem suas explicações.
    .
    3 – Diz uma lenda aí que Chico quis fazer materializações e o Emmanuel ficou puto da vida com ele, dizendo que ele tinha é de cuidar de literatura e não se meter com essas coisas. Talvez no caso da Josefa, o Emmanuel tenha se omitido para que Chico aprendesse a lição de vez. Mas como eu disse, o bambambam todo científico na história era o Waldo, que hoje só fala besteira do caso.
    .
    4 – Nossa! Seria ela uma ancestral da mutante Mística? Sim, pois Crookes checou as diferenças entre a médium e a fantasma. A fantasma tinha pele lisa, clara, cabelos aloirados (que ele puxou e examinou para ver se não era peruca), não tinha orelhas furadas, sua altura era VARIÁVEL… A médium tinha a pele morena, áspera, uma mancha e cicatriz que não apareciam na fantasma, seu cabelo era castanho escuro, usava brincos, tinha altura fixa… Nossa! Se você não me dissesse que eram a mesma pessoa, nunca eu teria sabido disso…
    .
    6 – Conforme dizia Kardec: essas provas não podem ser produzidas à vontade: temos de colhê-las de passagem. Porém, meu caro, muita coisa que achamos certa NÃO FOI produzida em nossa augusta presença. Nasci em 1958 e portanto não testemunhei a II Guerra Mundial, mas li muita coisa a respeito, vi filmes, fotos… Então ao que parece essa guerra de fato ocorreu. Mas nessas minhas leituras, deparei-me com contradições, interpretações diferentes de eventos iguais, ou seja, não há uniformidade absoluta nas coisas…
    .
    7 – Aproveite para ler o que comentei a respeito do caso da Josefa aqui no blog.
    .
    9 – Ô! Que tristeza! Kardec, que já havia dito para que ninguém pedisse aos espíritos o que estes não podiam dar (número do bilhete a ser premiado, conhecimentos já prontos e acabados, etc) não obteve informes científicos corretos e precisos até o final dos tempos… Que pena! O Espiritismo vai acabar por causa disso…
    .
    10 – Ô! Apesar de todos esses predicados, acho que já comentei que não teriam sido esses espíritos categorizados que falaram a nós espíritos não tão bem categorizados… Além disso, se tivessem que nos falar, falariam de MORAL, do que é importante para nos darmos bem do outro lado. A Ciência? Não precisa: é trabalho nosso mesmo.
    .
    11 – KKKKK! Só mesmo vocês babacões que saem acreditando no que o Quemedo diz! Se Houdini foi um DESMASCARADOR de médiuns, como é que sua esposa, que estava sempre junto dele, era espírita? Caia na real, seu Anti-Chiquista! Ela NUNCA abandonou o Espiritismo. Motivo: NUNCA FOI ESPÍRITA.
    Mas o que contei sobre ele NÃO FOI BRINCADEIRA. É real. Veja se consegue o artigo no Skeptical Inquirer de janeiro de 2001 (se não estiver mais disponível, peça ao Vitor, eu e ele fizemos a tradução) e Houdini MENTIU sobre ter entrevistado a médium, pois falou isso sobre a queda de força e ela então ter substituído a mão pela dobra do joelho. Veja que quando a esperteza é muito grande, ela come o próprio dono. Houdini, que viveu numa época em que já havia lâmpadas, eletrodomésticos e redes de energia, NÃO SE MANCOU que nada disso existia em 1875…
    Mas proceda como um verdadeiro cético sábio, culto, racional e inteligente, meu caro Anti-Chiquista: CREIA CEGAMENTE EM HOUDINI.
    .
    Bem, acho que a única parte realmente científica que há na definição da FEB aí é a que trata das relações entre os mundos físico e espiritual. Nisso ainda dá para se fazer algo de científico. Agora quanto a origem e destino dos espíritos, isso cabe a Filosofia.
    .
    Antônio Gê de Porto Alegre e Saltitante, eu não estou apanhando. Simplesmente respondo o que me é possível e caso não tenha notado, vários questionamentos e fiz e fiquei sem resposta… Acho que quem levou hematomas é quem não quis responder…

  154. Contra o Chiquismo. Diz:

    Antônio G. , com certeza somos menos sisudos que ‘emmanuel’.
    “relata o episódio do avião, que em pleno vôo começou a fazer peripécias no espaço e, ele como os demais tripulantes, começaram a gritar no que Emmanuel retruca: “Se tiver de morrer, morra com educação”
    Esse emmanuel era grosso pra caralho… e um merda nas ciências aeronáuticas e mecânicas. Era pra ele dizer: “cx dexa essa parada comigo que eu vou mandar os ‘espiritos elementais’ – aqueles mesmo que comandam a natureza – parar com essa tesoura de vento/windshear e vou embandeirar as 2 hélices e fazer o avião planar pra recuperar o combustível gasto e na final intuo o ‘espirito guia’ do piloto a dar partida nelas e descer com 100 por cento de segurança. É nois cx.”

    Mas nada, o cx disse: “apareceu eu mesmo e disse pra mim mesmo ‘Se tiver de morrer morra com educação’ “.

  155. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marcos Arduin Diz:
    NOVEMBRO 26TH, 2012 ÀS 16:40
    Seu Antichiquista…
    1 – Kardec falhou, Marx falhou, Cristo falhou…
    Cristo falhou…
    Cristo falhou…
    Cristo falhou…
    Cristo falhou…
    Questão 625 em O Livro dos Espíritos, à pergunta de Allan Kardec: “Qual o tipo mais perfeito que Deus ofereceu ao homem para lhe servir de guia e modelo?”, os Espíritos responderam simplesmente: “— Vede Jesus”.

    Putz, parei aqui.

  156. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marcos Arduin Diz: 11 – KKKKK! Só mesmo vocês babacões que saem acreditando no que o Quemedo diz! ”

    Nós não somos B A B A C Õ E S. BABACÃO É [...]!!!! [EDITADO PELO MODERADOR]

    Ô Vitor, essa trolagem desse cara já tá demais, além de não provar nada fica ofendendo a gente.

  157. Contra o Chiquismo. Diz:

    Editar somente não adianta, ele ofendeu a gente, vai ficar por isso mesmo?

  158. Vitor Diz:

    Contra o Chiquismo e Arduin,
    .
    vamos acalmar os ânimos!
    .
    Contra o Chiquismo, sei que o Arduin te ofendeu de “babacão”, mas daí ofender a mãe é passar da conta. Vamos evitar de envolver a família. Outra coisa, você mesmo antes tirou conclusões sobre a índole do Arduin na frase “Vc deve de ser um palestrante que ganha dinheiro , bajulação e viaja de graça…”. Se fosse o Scur ou qq outra pessoa dizendo isso para mim, eu ficaria ofendido, porque isso quereria dizer que eu defendo meus ideias por puro interesse. Eu defendo meus ideais porque realmente acredito neles e ponto.
    .
    Mas se vc quiser que eu edite a ofensa do Arduin eu edito.
    .
    Arduin, não precisava ofender os outros chamando de babacões! Vamos nos centrar apenas nos argumentos. Recomendo que peças desculpas ao “Contra o Chiquismo”.

  159. Contra o Chiquismo. Diz:

    Vitor, sinceras desculpas a você. Não precisa editar nada. Mas ele ofendeu a todos que não concordam com ele -xingando no plural -. Só estava tentando debater em alto nível, mas daí entrou um xingamento. Eu especulei que ele fosse um desses palestrantes. Veja bem só ESPECULEI e ele não se ofendeu. Mas deixa pra lá. Mais uma vez me desculpe Vitor.

  160. Marcos Arduin Diz:

    Ah! O Anti-chiquista ficou bravo! Não gostou de ser chamado de basbaque…
    Tudo bem (ou mal), vou então usar a terminologia mais próxima do real – Ao dizer que a Sra Beatrice Weiss, esposa de Erich Weiss, mais conhecido pelo pseudônimo Harry Houdini (e não Henry) deixou o Espiritismo devido ao “espírito” de seu marido não conseguir dizer a senha que combinaram, sem ter citado a fonte (mas sei que é o Quemedo), você _ Anti-Chiquista _ é um IGNORANTE. Chamamos de ignorante a pessoas que DESCONHECEM certo assunto. Eu mesmo sou um baita de um ignorante em assuntos matemáticos. Espero portanto que não se declare ofendido mais uma vez…
    .
    E Cristo falhou sim: disse que seus discípulos nem terminariam de percorrer todas as cidades de Israel e o veriam voltar em toda a sua glória… Percorreram todas as cidades de Israel e ainda várias cidades vizinhas e… Cadê? Cristo não voltou até hoje, quase 2000 anos depois. Portanto, ao proferir uma profecia que não se cumpriu, ele proferiu uma PROFETADA… Mesmo assim não deixa de ser o melhor exemplo de pessoa até hoje.

  161. Antonio G. - POA Diz:

    Pô! Assim eu não brinco mais…
    rsrsrsrs

  162. Toffo Diz:

    1. Em nome de Deus, Espírito de Mozart, estás aqui? R. Sim.

    26. Qual é o mundo que habitas? És feliz? R. Júpiter. Nele gozo de uma grande calma; amo todos aqueles que me cercam; não temos mais ódio.

    Que engraçado ler isso, publicado numa revista de espiritismo… Hoje se sabe que pode haver tudo em Júpiter, menos calma… Ventos de 600 km/h, tempestades e raios a todo momento, uma gravidade medonha, capaz de achatar um edifício como o Empire State até virar uma caixinha de fósforos, uma radiação mortal. A casinha de claves de Sol de Mozart não sobreviveria um milésimo de segundo nesse ambiente.

  163. Toffo Diz:

    Fora que o planeta é gasoso e não tem solo. Como poderia abrigar casas?

  164. Antonio G. - POA Diz:

    Toffo, que mania de desconfiar das coisas! Claro que Mozart pode ter uma casa em forma de clave de sol no planeta Júpiter!
    Veja o caso do Papai Noel: Ele mora no Polo Norte. Alguns dizem que mora na Lapônia, Finlândia, no meio do “nada”. Seja como for, onde ele mora só tem gelo prá todo lado. Ainda assim, produz bilhões de brinquedos e presentes para distribuir no mundo inteiro. E numa única noite! (Mas só para quem se comportar direito). Ah! Para transportar os presentes, ele usa uma espécie de carruagem, puxada por renas aladas.
    Ora, se isto é possível, porque desconfiar da veracidade das informações da Revista Espírita? A menos que você não acredite na existência do Papai Noel…

  165. Marcos Arduin Diz:

    Citei o Cyril Burt mais acima e o que ele andou fazendo em nome da Ciência. Bem, vendo a biografia dele na Wikipedia, há uma lista de suas publicações:
    .
    Burt, C.L. (1972). “Inheritance of general intelligence”, American Psychologist, 27, 175-190.
    Burt, C.L. (1971). “Quantitative genetics in psychology”, British Journal of Mathematical & Statistical Psychology, 24, 1-21
    Burt, C.L. (1963). Is Intelligence Distributed Normally?.
    Burt, C.L., & Williams, E.L. (1962). “The influence of motivation on the results of intelligence tests”, British Journal of Statistical Psychology, 15, 129-135.
    Burt, C.L. (1961). “Factor analysis and its neurological basis”, British Journal of Statistical Psychology, 14, 53-71.
    Burt, C.L. (1960). “The mentally subnormal”, Medical World, 93, 297-300.
    Burt, C.L. (1959). “General ability and special aptitudes”, Educational Research, 1, 3-16.
    Burt, C.L. (1959). “The Examination at Eleven Plus”, British Journal of Education Studies, 7, 99-117.
    Burt, C.L., & Gregory, W.L. (1958). “Scientific method in psychology: II”, British Journal of Statistical Psychology, 11, 105-128.
    Burt, C.L. (1958). “Definition and scientific method in psychology”, British Journal of Statistical Psychology, 11, 31-69.
    Burt, C.L. (1958). “The inheritance of mental ability”, American Psychologist, 13, 1-15.
    .
    Como podem ver, são diversos periódicos científicos e estou certo que o pessoal cético JAMAIS duvidarão do que figura neles… Tudo passou pelo mais rigoroso escrutínio científico de seus revisores científicos…
    .
    Não que dê uma moeda de meio centavo pelo que se diz na Revista Espírita quanto ao Mozart. Seria o caso de se escrever uma nota de rodapé:
    _ Ei, Brincadeira tem hora…
    Mas falando de Júpiter, é gozado como se tem tantas certezas sobre ele… Há fortes tempestades lá. Claro que há, podemos ver isso pelas imagens mandadas pelas sondas. Mas significa que elas permeiam TODA a atmosfera? Não haveria regiões de calmaria? Não se pode ver do espaço, pois nossa atmosfera lá é muito rarefeita, mas existem lá FORTES VENTOS também… Em Vênus também há fortes ventos e correntes de convecção, mas na superfície a atmosfera é calma… Vai que lá em Júpiter possa ser assim também…
    .
    Não há superfície sólida? Como sabemos? Alguma sonda já chegou lá para confirmar isso? Ou simplesmente ESPECULA-SE isso? A gravidade? Bem, admitindo que se possa haver chão em Júpiter, o nosso peso seria 2,5 vezes maior. Nada bom, mas nada que esmagasse o Empire State até virar caixa de fósforo…
    .
    Como ninguém sabe dar uma definição precisa do que seja vida, então talvez o seu Mozart fosse um ser a la balão de gás e morasse numa casa mais ou menos gasosa… Alguém aqui já viu uma pintura de Adolf Schoeler sobre Júpiter, que aparece na capa do disco de Cosmos?

  166. Contra o chiquismo Diz:

    É dose viu? AFIRMA ELE QUE O Cristo PLANETÁRIO F A L H O U !
    E se Ele falhou, mentiroso é. Mesmo mentiroso é o melhor exemplo de perfeição.

    É MUITA VONTADE DE ACREDITAR NA MENTIRA.

  167. Toffo Diz:

    Júpiter é o verdadeiro “planeta chupão”, ele atrai com sua gravidade gigantesca corpos pequenos e médios, que poderiam causar danos à Terra… eu vi no Discovery Science que uma das razões de haver vida na Terra é a existência de Júpiter e demais planetas gasosos, que funcionam como uma peneira cósmica, retendo cometas, asteroides e meteoritos que pudessem se chocar com a Terra. Tanto que se especula que possa haver vida não em Júpiter, mas em alguns dos seus satélites. Quem sabe a casa de Mozart não seria em Europa?

  168. Contra o chiquismo Diz:

    Mozart já reencarnou no complexo do alemão e vai dar aula de bateria (aquelas baterias feitas de lata) pras crianças do criança esperança. Mozart, agora está com 12 anos na escola pública estudando… Daí Mozart vai ser o grande palestrante espirita que irá reafirmar a doutrina como incontestável e vai firmar ela com uma pequena comunidade deo alemão. Doem bastante pro criança esperança espíritas, vcs vão fazer a diferença no mundo.

  169. Contra o chiquismo Diz:

    Que dupla!! A luiz já reencarnou e Mozart tb. Um do Nosso lar outro de jupter. Falta agora alugém da CAPELA… será que o Edgar Armond está reencarnado na seca do Ceará?

  170. Marcos Arduin Diz:

    Seu Anti-Chiquista…
    Acho que já disse acima que se encontrar alguma pessoa que jamais tenha falhado em coisa alguma, então guarde-a como uma raridade…
    .
    E conforme já lhe mostrei, até o Quemedo, em quem você parece acreditar em substituição a Kardec, também falhou…
    .
    Herrar é Omano…

  171. Contra o chiquismo Diz:

    Nunca analisei as obras do Kevedo. E não esqueça que kardeck era tido como um ‘espirito sueperior’ com a misão da codificar a baboseira da D.E. . E para os espiritos ele cumpriu e não falhou em nada. Babaca é quem acredita em kardec – O RACISTA.

  172. Marcos Arduin Diz:

    Acho que estou vivendo noutra dimensão… Kardec tido como espírito superior… Quem o teve em tal conta? E quem disse que ele foi João Batista? Bem, ficam aqui me pedindo provas, mas nem sabem o básico do básico…
    .
    Ah! Nunca analisou obras do Quemedo? Então faça-o e CREIA nele.
    .
    Terá havido algum cientista, clérigo, ou simples cidadão na Europa e EUA do século XIX e até pelo menos o fim da II Guerra que não fosse racista?

  173. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Em verdade vos digo: os que carregam seus fardos e assistem os seus irmãos são bem-amados meus. Instruí-vos na preciosa doutrina que dissipa o erro das revoltas e vos mostra o sublime objetivo da provação humana… Estou convosco e meu apóstolo vos instrui. (O Espírito de Verdade – Paris, 1861) (KARDEC, 1990, p. 136-137).
    kardec era guiado e era o apóstolodo espirito que falhou – espirito da verdade

  174. Marciano Diz:

    Tenho tido pouco tempo, mas o blog voltou a ferver.
    Arduin, sei que você me acha um babacão, não me ofendo.
    Eu SEI que Jesus não existiu, é invenção de fundadores de religião. Portanto, não falhou. Precisaria existir para poder falhar.
    Vou deixar isso pra lá, não vou dizer como sei que Jesus e outras figuras religiosas nunca existiram, só na imaginação dos criadores, é tão real como o Kal-El, aka Clark Kent.
    .
    Toffo,
    Essa da casa de Mozart deveria ser a gota d’água pra qualquer um. Mas foi só um dos errinhos dos espíritos superiores.
    Rivail quis inventar uma nova religião, assim como milhares de outros já fizeram, assim como Joseph Smith e seu livro de mórmon. Fora do Brasil ninguém conhece essa “ciência espírita”, nem na terra do Rivail.
    .
    Antonio,
    Estou com inveja de você. Eu queria ter dito o que você disse sobre Papai Noel.
    Ainda vou ver o Arduin falando mal do espiritismo, aqui mesmo, neste blog. Foi assim com o Biasetto.
    .
    Arduin, a casa do Mozart não seria esmagada pela gravidade, seria pela pressão atmosférica. Leia mais sobre Júpiter, talvez seja disso que você está precisando para deixar de vez essa crendice.
    .
    Toffo,
    Você acertou, a casa do Amadeus (Gottlieb?) era na Europa, mas não aquela perto de Júpiter. Isso quando ele era vivo. Depois mudou para outra, na cidade dos pés juntos, onde mora até hoje.
    .
    Contra,
    Mozart vai dar aula de alemão no complexo do alemão, o Wolfgang fala alemão muito bem.
    Eu fui de Capella para Alcyone, de lá para o Sol, depois Marte e estou a passeio na Terra.
    Conheci a mãe de cx em Marte, quando ela tava fazendo um tour por lá. Mais gostosa do que a Eva Fay. Só que moreninha.
    Esses espíritas são mais loucos do que os rosacruzes.

  175. Marcos Arduin Diz:

    De Morte, se você colocasse um bloco de ferro que causasse a pressão de 15 toneladas por centímetro quadrado sobre o telhado da sua casa, ela viria abaixo? Acho que sim… Mas caso não saiba, a nossa atmosfera causa essa mesma pressão sobre os telhados e sobre nós mesmos e sobre tudo que está ao nível do mar. Pergunta: por que tudo por aqui não é esmagado? Pense na resposta e depois descubra porque a casa do Mozart em Júpiter, se existisse, não seria esmagada pela pressão do planeta…

  176. Toffo Diz:

    A gravidade de Júpiter é 2,5 vezes maior do que a da Terra. Se a gravidade de Júpiter existisse na Terra, não choveria (porque a atmosfera seria 2,5 vezes menor), portanto quase não teria água doce. Seria impossível viver numa gravidade dessas. Afora que a atmosfera de Júpiter não tem oxigênio, mas tem hidrogênio, hélio, metano e amônia. É sabido também que Júpiter emite mais calor do que recebe do Sol, portanto a temperatura no interior do planeta pode ser infernal. Enfim, um mundo no qual ninguém quereria viver.

  177. Marciano Diz:

    Arduin, você tem razão, em parte. Digo em parte, pelo seguinte: faça uma experiência mental. Dado que a pressão interna e a pressão externa se equivalem e se equilibram, não somos esmagados, nem nossas casas.
    Agora, tente mergulhar ao ponto mais profundo dos oceanos, mais de onze mil metros, e construa uma casa lá, de prefrência em forma de clave de sol. Quando estiver pronta, convide-me para a inauguração.
    Você é inteligente e um excelente argumentador, sendo essas algumas das razões pelas quais te admiro e tenho prazer em trocar ideias com você. Não obstante, não consigo acreditar que você realmente creia que Mozart vive ou viveu numa casa em forma de clave de sol, na superfície (´r provável que exista um núcleo ferroso) de Júpiter. Non sequitur. Você não é estulto nem esquizofrênico. Está apenas racionalizando para manter sua crença.

  178. Marciano Diz:

    Uma coisa que afigura-se-me mais misteriosa do que qualquer fenômeno espiritual é como uma pessoa culta e inteligente pode ser tão ingênua a ponto de acreditar que existem espíritos, um deles era um excelente musicista, depois de morrer foi viver em Júpiter em uma casa em forma de clave de sol (que coisa mais pueril, a forma dessa casa).
    Talvez o Toffo possa me explicar.
    Toffo é advogado, e deve ser muito bom profissional. Escreve bem, demonstra excelente cultura e notável capacidade de raciocínio. Seria um pesadelo para mim tê-lo como ex adverso. Não obstante, foi espírita durante muitos anos.
    Toffo, você não ficou culto e inteligente de um dia para o outro. A inteligência é inata e a cultura é adquirida ao longo dos anos.
    Como você conseguia ser sábio como é e mesmo assim acreditar nessas bobagens em que o Arduin acredita?
    Se você explicar, acho que entendo o Arduin, o qual deve ser um botânico dos bons, pelo que demonstra aqui em termos de inteligência, argúcia, cultura.
    Da mesma forma que você acordou um dia, o mesmo vai acontecer com o Arduin, agora que está demorando, está.
    Se eu compreendesse o que houve com você, talvez pudesse ajudar o Arduin a romper o último laço que o prende a esse atraso de vida chamado espiritismo.

  179. contra o chiquismo Diz:

    “Marciano Diz:
    novembro 28th, 2012 às 12:39

    Uma coisa que afigura-se-me mais misteriosa do que qualquer fenômeno espiritual é como uma pessoa culta e inteligente pode ser tão ingênua a ponto de acreditar que existem espíritos, um deles era um excelente musicista, depois de morrer foi viver em Júpiter em uma casa em forma de clave de sol (que coisa mais pueril, a forma dessa casa).”

    Orgulho MArciano. Vc prega essa verdade com tanta certeza e veemência , que quando vc descobre que é tudo falso, vc prefere ficar no engano e calado do que se passar como otário (fui enganado) pros outros. Ainda mais se vc tiver parentes e amigos evangélicos.
    Foi muito bom esse seu último post. Admiro demais as palavras que escreve e a sua inteligência. O mesmo pro Antônio G, Biasetto, Toffo. Vcs são o quarteto fantástico do blog! – Pena que o Biasetto sumiu, mas se ele tiver lendo um abraço pra ele.

  180. Toffo Diz:

    É meio complicado de explicar. Na verdade, eu não “fiquei” espírita, eu nasci espírita. Eu sou da terceira geração de espíritas por parte de pai e quarta por parte de mãe. Explico: meu avô paterno se converteu, e minha bisavó materna também, em lugares e épocas diferentes, nas primeiras décadas do século 20. Em ambos os casos, por conta de tragédias: a perda de um filho e uma doença grave, e a interferência de médiuns. Então o peso cultural e familiar no meu caso eram muito fortes: o tipo de educação, o rigor, as cobranças (você é espírita! você tem a responsabilidade de levar a doutrina adiante! o que você está fazendo em prol da doutrina? etc etc.). Quer dizer, praticamente não me restava outra opção, mesmo porque eu tive uma educação bastante “xiita” nesse aspecto: bastante obediente a sessões, passes, água ‘fluída’, escolinha dominical, palestras, culto do evangelho no lar e toda a parafernália que acompanha a crença espírita. E ainda meus pais foram muito ativos no meio, e chiquistas de carteirinha. Só para vocês terem uma ideia, quando CX se bandeou para Uberaba, em janeiro de 1959, fez lá uma primeira sessão com meia dúzia de gatos pingados. Nesta meia dúzia estavam meu pai e minha mãe, que nem moravam em Uberaba. Some-se a tudo isso uma insaciável compulsão por leitura, um desejo de conhecimento que eu sempre tive e um espírito indagativo (leia-se: do-contra!), e está pronta a receita. Só que, durante toda a minha vida, apesar de tudo, eu sentia intimamente que alguma coisa não “batia”. A manifestação mais ostensiva desse sentimento era o enorme desconforto que eu sempre sentia quando me perguntavam o que eu era e eu respondia: sou espírita. No começo eu me perguntava se isso era falta de fé ou o fato de eu ter nascido no espiritismo, já que eu via dezenas de pessoas que se convertiam e se tornavam espíritas entusiasmadas, e eu não. Contudo, o desenrolar e as experiências da vida – a minha nunca foi uma vida espetacular, de lances grandiosos, mas uma vida comum como todo mundo – foram me mostrando, gradualmente, que essa sensação de desencaixe, de desconforto, tinham sim uma razão de ser e não eram devidas à falta de fé ou ao fato de ser espírita de nascença, mas sim porque aquilo em que eu pensava crer não conferia com aquilo que eu via na vida real. Fui me apercebendo de que aquilo tudo era uma fantasia, uma ilusão, aparentemente bem urdida, mas uma ilusão, uma autoajuda, um verniz muito fácil de arranhar. E o edifício antes amarrado do espiritismo começou a fazer água e finalmente ruiu para mim, sem antes advir um sentimento de revolta, por me sentir enganado por tantos anos, principalmente pelo chiquismo. Hoje me sinto aliviado por ter tirado o peso do espiritismo dos meus ombros, e me considero um homem livre para viver plenamente o meu provável 1/4 de vida restante sem peias de qualquer espécie. Interessante registrar que, na minha família (irmãos, tios, primos etc) aparentemente ninguém passou por esse processo, uns são espíritas por inércia, outros por convicção, mas o do-contra aqui só pareço ser eu. Não sou polemista por natureza, pelo contrário, até como advogado (e ex-bancário por 30 anos) eu sempre sou pelo acordo, pela negociação. E a minha maneira de entender o porquê de tudo isso e me compor com essa pedra no meu sapato que foi o espiritismo foi tentar compreender porque aconteceu. Foi aí que comecei a surfar na onda dos atuais historiadores estrangeiros (franceses, americanos) que têm estudado com afinco o espiritismo, os fenômenos mediúnicos e a França do século 19, que aliás está bombando lá fora e só os brasileiros não veem (ou não sabem, ou não querem saber, não sei) e comecei a entender que o espiritismo teve o seu valor, a sua hora e a sua vez num dado momento histórico, num contexto político e social bastante definido, através de ideias políticas e filosóficas que vinham exatamente ao encontro dos anseios e esperanças de uma época social e politicamente conturbada. Só nessa perspectiva histórica se justifica o espiritismo. Em outras palavras, ele foi um cometa que passou pelo céu, durou cerca de 40 ou 50 anos e finalmente apagou-se. O que se sucede no Brasil não passa de autoajuda. É isso.

  181. Marcos Arduin Diz:

    Ex-Toffado e de Morte…
    Eu não acredito que Mozart tenha alguma casa em Júpiter mais do que Papai Noel teria a sua no Polo Norte.
    .
    Pelo que entendi, o Victorien Sardou, saiu com essa e acabou sendo publicado na Revista Espírita em 1858, se entendi direito. O próprio Sardou e Flamarion sacaram que TUDO NÃO PASSAVA DE ANIMISMO. E ao que parece, a tal casa, segundo o desenho, NÃO TINHA formato de clave de Sol. E mesmo que o choro de vocês sobre as condições físicas do planeta estejam corretas, o que se diz é que a casa era… no Mundo Espiritual de Júpiter. Aí vale qualquer coisa…
    .
    Mas isso não interessa. Kardec no mínimo foi imprudente de aceitar essa comunicação. Um pecado grave, mas que não é só dele. Estamos sempre aprendendo.

  182. Marcos Arduin Diz:

    Querem saber mais de Júpiter, então leiam aqui:
    http://duplavista.com.br/arquivo/descricao-de-jupiter

  183. Toffo Diz:

    Me lembro do desenho. A casa não tinha forma de clave de sol, tinha uma forma de ‘casa maluca’ que há nos parquinhos hoje, mas estava toda decorada com claves de sol e notinhas musicais. Uma graça. Sardou podia passar sem esse mico! Mas ele era jovem e acabou entrando nessa fria.

  184. Marciano Diz:

    Toffo, obrigado pela sua atenção.
    Sua história é densa. Incrível como você, condicionado (doutrinado?) como foi, conseguiu raciocinar por contra própria e livrar-se disso tudo.
    Parabéns!!!
    .
    Arduin, fico feliz de ver que você não é tão ingênuo ao ponto de acreditar na tal casinha de Mozart.
    Esse link que você deixou condiz com o que se acreditava que pudesse existir em Júpiter naquele tempo.
    Compare com o que se sabe agora: http://solarsystem.nasa.gov/planets/profile.cfm?Object=Jupiter
    Se o codificador do espiritismo tivesse essas informações, a doutrina seria bem diferente. Agora só resta criar as mais imaginativas firulas de racionalização para sustentar as besteiras que disseram.
    O que você chama de “animismo” pode até existir. Eu, particularmente, acho que na maioria dos casos é fraude mesmo. Existem realmente pessoas que se colocam num estado de alteração da consciência na qual projetam sua personalidade em entidades fantásticas e imaginárias, porém, a grande maioria (penso eu) inventa descaradamente.
    Refiro-me aos médiuns, claro.
    Os outros frequentadores acreditam por estarem condicionados, como toda a família do Toffo.
    Aposto como você, Arduin, nunca presenciou aquilo que se convencionou chamar de efeitos físicos. Vale 1 real.
    Os tais efeitos físicos ocorrem sempre em condições fantasmagóricas, tudo escuro, não se pode isso, não se pode aquilo. Tudo sob o controle dos médiuns.
    Já fiz várias experiências com esses médiuns, desde criança, fingindo uma atitude e pensando coisas absolutamente diversas. Eles caem como patinhos, agem sempre da maneira que se espera que ajam. Nunca adivinham o que estou pensando. Nenhum espírito os ajuda nisso. Quer experimentar?
    Faça isso na casa espírita que frequenta.

    Contra o chiquismo, obrigado por suas palavras. Não as mereço e tenho plena consciência disso. Não me eleve demais, o tombo pode ser feio pra mim. rsrs

  185. Marcos Arduin Diz:

    De Morte…
    1 – Coisas que se sabia sobre Júpiter naquela época… Nossa! O cara descobriu a América! Havia como Kardec saber de coisas sobre Júpiter ou outros planetas ou mesmo sobre Ciências em geral que não fossem coisas da sua época? E se fôssemos repetir o processo, haverá coisas que os espíritos nos digam que não sejam da nossa época?
    Que há com você, de Morte e os outros? Falta de argumento para invalidar o Espiritismo?
    .
    2 – Quando Flamarion escreveu aquele texto que Kardec publicou na Gênese, o astrônomo disse décadas depois que ao escrever, ficava concentrado no assunto, sentindo um estado mental ligeiramente alterado. Mas era só pensar em outra coisa e tal estado sumia-se como que por encanto. Confrontando o que escreveu com as descobertas astronômicas posteriores, foi que caiu a ficha: tudo não passou de animismo. O seu texto nada mais foi do que a reprodução das suas próprias ideias e do que seus colegas astrônomos acreditavam. Ao que parece, ele não avisou a Kardec disso. Se o tivesse feito, talvez Kardec colocasse lá: Uranografia Geral dos Mundos, contribuição de Camille Flamarion. E não: Galileu, médium C. F.
    .
    3 – Então pague o real. Uma única vez eu testemunhei um fenômeno de “raps” – batidas. Eu me reunia com um grupo de ramatisianos antes de me mudar para S. Carlos. As reuniões eram nas noites de domingo. Houve uma ocasião em que espíritos “pesados”, de macumbeiros, se manifestaram e um deles estava sendo “aprisionado”. Nisso então, na parede em que eu estava encostado, começaram a ocorrer batidas, parecidas com socos dados por alguém que estivesse do outro lado. As batidas ocorriam de forma dispersa, algumas diretamente atrás das minhas costas (eu estava encostado nela, pois não havia cadeiras). Sentia as vibrações, mas de início não dei atenção, até que me lembrei que do lado oposto NÃO HAVIA APOSENTO: a parede dava direto para o quintal. Teria que ser alguém em cima de um andaime, correndo pra todo lado e batendo em diferentes alturas. Mas não havia andaime algum, nem outro som que não fosse os das batidas. “Recolhidos os espíritos”, os sons pararam.
    Ao comentar isso lá no Religião é Veneno, o APODman tentou me questionar, querendo saber se eu medi temperatura, pressão atmosférica, fadiga do material da parede, etc e tal, ou seja, NADA que tivesse haver com o evento que testemunhei. Ou seja, não havia explicação “natural” para o ocorrido.
    .
    4 – Projeção de pensamento é uma “explicação” que parapsicólogos católicos tentam para justificar os acertos dos médiuns… Bem, penso que um pensamento sair de uma cabeça e entrar em outra já seria algo fantástico. Você não acha?

  186. Marciano Diz:

    Arduin,
    acho que foi Aristóteles quem disse que antes de se iniciar uma discussão deve-se definir os termos. Seja ele ou não, tinha razão. Eu disse umas coisas, com um sentido, você entendeu outras, diferentes.
    A culpa não é sua nem minha. É da polivalência semântica.
    Vamos colocar os pingos nos “is”.
    .
    Júpiter não muda de natureza conforme a época. O que mudou foi a visão que temos de Júpiter. Então os espíritos nada disseram sobre Júpiter, o que era seu propósito, disseram o que pessoas de carne e osso pensavam na época sobre Júpiter, tudo errado.
    Isso significa que espíritos desencarnados não servem para nada, só para repetir aquilo que pensamos, mesmo estando errados.
    O erro de Rivail foi achar que eles tinham algo para nos ensinar.
    .
    Outra coisa que foi mal entendida: eu usei a palavra “projeção” no sentido em que a Psicologia a conceitua. Você entendeu no sentido da parapsicologia. Eu não acredito em parapsicologia. Quem acredita nisso é o Vitor.
    Quando eu disse que o médium projeta sua personalidade, eu estava querendo dizer que projetam sua personalidade sobre aquilo que julgam ser espíritos que estão tentando se comunicar. Como nos testes de projeção, HTP, ROSCHAC, etc. (A propósito, eu não acredito na confiabilidade desses testes, já li um monte de livros sobre o assunto, não me convenci – mas isto é outra história).
    .
    Quanto ao real, ainda não estou te devendo. O fato de o tal APODman não conseguir explicar o que houve, baseado na sua narração (nem eu explico) não significa que não tenha explicação fora da hipótese espiritual.
    Muita coisa já foi inexplicada, hoje conhecem-se os mecanismos. O fato de não explicarmos um fenômeno (fenômeno aqui no sentido em que a Física usa a palavra – para evitar mais mal entendidos) não significa que possamos improvisar qualquer explicação estapafúrdia.
    Os astrônomos pensavam que a Terra tinha só alguns milhares de anos, porque o Sol, formado pela mesma nuvem que formou a Terra e os demais planetas (Júpiter inclusive) não poderia ter tanto combustível, conhecendo-se sua massa e energia irradiada por unidade de tempo. Geólogos diziam que a Terra tinha pelo menos um bilhão de anos (tem 4,5). Ganharam os biólogos. Não se conhecia, na época, a fusão nuclear. Isso explica a quase inesgotabilidade da energia irradiada.
    Seu fenômeno de raps tem alguma explicação física, provavelmente já conhecida, use a lâmina de Ockham.
    .
    Marte, meu planeta de origem, tem movimentos aparentes que a Física de alguns séculos atrás não conseguia explicar. Hoje sabe-se que a aparente volta que ele faz é apenas o momento em que o ultrapassamos em nossa órbita (estamos mais perto, nossa velocidade de rotação é maior).
    .
    Na sua especialidade (botânica) já se pensou um monte de coisas erradas, por falta de dados e outros conhecimentos. Hoje sabe-se onde estavam os erros. Se perguntassem aos espíritos, estes diriam um monte de asneiras. NÃO SERVEM PARA NADA.

  187. Marcos Arduin Diz:

    de Morte…
    1 – Os espíritos servem para o seguinte: em provando sua identidade, demonstram a nossa continuidade após a morte do corpo. Tal coisa, HÁ MUITO, o homem sente crer, mas não tinha exatamente como provar. O Espiritismo busca essa prova. Isso é o fundamental. Essas provas, contudo, não podem ser produzidas à vontade: devem ser colhidas de passagem. Há MUITOS casos de testemunhos de parentes que confirmam a identidade do espírito comunicante por ele poder fornecer dados sobre si que o médium não teria como saber. Gozado que já disse isso mais de uma vez e não fui refutado.
    .
    2 – Se os espíritos que se comunicam conosco são apenas os humanos que aqui viveram e estão apenas despojados de corpo físico, por que devemos imaginar que eles têm alguma sabedoria maior do que a nossa? E por que nos dariam de graça tal sabedoria? Kardec já de início alertou para que não se pedisse ao Espiritismo aquilo que ele não podia dar. E o Espiritismo não nos podem dar conhecimentos já prontos e definitivos. Portanto, Júpiter pode nada ter mudado de lá para cá, mas isso não interessa. Se um espírito fala daquele planeta, é ASQ, acredite se quiser. Kardec pode ter achado interessante a mensagem por ela nos dar um vislumbre sobre como seria a vida num planeta mais adiantado do que a Terra. Agora apontar para Júpiter ou para algum planeta orbitando Capella, ou Alcyone ou o Priplanus lá no rabo da galáxia de Andrômeda terá o exato mesmo resultado…
    .
    3 – Então me dê as explicações físicas já conhecidas para que eu então use a tal navalha, pois dos dados que tenho disponíveis, não consegui encontrar explicação alguma. Faltou informar que a sala onde se fazia a reunião ficava no segundo pavimento e a parede que dava para o quintal NÃO TINHA qualquer apoio que permitisse a uma pessoa subir até ali. Inclusive porque a única pessoa possível era o filho da dona da casa, que assistia a televisão na casa vizinha e era um cara sem muito interesse em brincadeiras. Nem tinha motivo pois todos ali eram “crentes”, sem ter ninguém para se impressionar com o dito fenômeno.
    .
    É isso.

  188. Marciano Diz:

    Arduin, não estou pretendendo explicar sua experiência, apenas uma hipótese mais plausível do que a de espíritos.
    A sala ficava no segundo andar (3 metros acima do solo), lá fora o quintal, não havia andaime. Certo. O que impediria alguém de bater na parede externa com um bambu, em vários pontos distantes um do outro?
    Seria um pica-pau maluco, tentando achar uma árvore no escuro?
    Por que necessariamente espíritos.
    Para que um espírito ficaria batendo na parede?
    Tava chapadão?
    Espírito também se droga?
    O cara do bambu poderia estar se divertindo às custas de vocês. Um verdadeiro poltergeis encarnado. Tem aos montes.

  189. Marciano Diz:

    Basta falar em poltergeist que eles sacaneiam a gente. Faltou o “t” no comentário anterior. Ele também tirou o ponto de interrogação. Era uma pergunta. Por que necessariamente espíritos?

  190. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marciano Diz: Por que necessariamente espíritos.
    Para que um espírito ficaria batendo na parede?”
    Era o pedreiro desencarnado de cirrose que não acabou a obra há 88 anos

  191. Marciano Diz:

    Confesso, era eu que estava jogando pedras com uma atiradeira, em vários pontos da parede.
    Nem precisei entrar no quintal.

  192. Contra o Chiquismo. Diz:

    “o que dirá a Igreja quando a reencarnação for provada cientificamente? “(Allan Kardec, Livro dos Médiuns, p.).

  193. Antonio G. - POA Diz:

    Interessante a história do Toffo. Muito parecida com a minha. Só que eu não “nasci espírita”. Nasci em uma família católica. Daquelas de ir à missa todo domingo e fazer tudo o que uma boa família católica apostólica romana faz. Muito atuante na paróquia e sempre muito próxima do vigário e dos religiosos da comunidade. Mas o meu pai, lá pelas tantas, por influência de amigos muito próximos, bandeou-se para o espiritismo. Aos poucos, levou inúmeros outros parentes e amigos consigo para a nova crença. Eu era um pré-adolescente, e, claro, logo estava igualmente “convertido”. Não foi muito fácil, porque, naquela época (início dos anos 70), ser espírita era uma coisa muito “suspeita”. Pelo menos era assim no meu meio de convívio social. Na escola (estudei sempre em uma escola marista), tive que manter meio “secreta” a minha nova condição. Se não fizesse isso, o “bulling” seria terrível! Havia muita desinformação e preconceito sobre “aquele pessoal que diz que se comunica com os defuntos”. Uma barra.
    Mas, assim como disse o Toffo, apesar de ter sido um grande entusiasta no estudo da doutrina e das obras espíritas, eu sempre tive “um pé atrás”. Sempre fui muito crítico, e pensava que algumas coisas não me convenciam muito. Mas achava que talvez me faltasse um pouco mais de fé e de estudo. Sentia-me até um pouco culpado por ter dúvidas. Era o “medo”. O medo é o maior incentivador da fé. As pessoas têm fé, porque têm medo. Bem, isso durou uns 30 anos.
    Mas o ponto curioso da minha experiência é o seguinte: Não sei o porquê, mas um dia eu “acordei cético”! Isso mesmo! O que aconteceu comigo foi exatamente o que se chama de “cair a ficha”. Não senti como um “processo”, mas sim como um “ato”. Num dia eu defendia o espiritismo e sua doutrina, e no outro eu estava convencido de que aquilo tudo não passava, como disse o Toffo, de uma ilusão, uma autoajuda. Foi como dar um “grito de liberdade”. E assim me mantenho até hoje. É o melhor momento de minha vida, sem medo, sem fé e sem crendices. Livre.
    .
    Bom dia!

  194. Marcos Arduin Diz:

    De Morte…
    Já viu isso de “explicação mais plausível” do recorrer aos espíritos. O problema é que quando se juntam as peças, aí a “explicação mais plausível” começa a exigir tantas e tantas condições para ser plausível, que acaba ficando mais fantástica e mais complexa que os espíritos…
    .
    Essa “explicação mais plausível” aí, que já me tinha sido passada pelo Wellington Zangari, tem uma série de problemas:
    1 – Como eu disse, a única pessoa presente nas casas (eram duas casas unidas, com quintal único) era o filho da “diretora do centro”. Era uma reunião simples, apenas comigo e mais três ou quatro pessoas. Todas elas espíritas e nada impressionáveis com fenômenos físicos. Assim, portanto, não havia ninguém lá que precisaria ver algo assim para se convencer.
    .
    2 – Esse filho já era homem adulto, divorciado, pai de uma filha e que eventualmente assistia às reuniões também. Ou seja, também era espírita. Na ocasião estava assistindo ao Fantástico na casa ao lado. Quer dizer, não consigo pensar por que ele iria catar um pedaço de bambu e ficar lá batendo na parede… E além disso, resolvi dar uma olhada pela janela enquanto as batidas ocorriam e não vi ninguém batendo do lado de fora.
    .
    3 – Pergunta você por que espíritos bateriam em paredes? Bem, Kardec teve uma experiência assim, quando escreveu um texto com falhas e o Espírito da Verdade ficou batendo na parede do seu mocó. Na reunião que teve depois, soube do motivo. Lá na ocasião, SUPONHO EU, espíritos zangados porque o chefe deles estava sendo “aprisionado”, poderiam estar fazendo a mesma coisa. Aqui fala você de motivos, é gozado que Zangari insistia comigo de que eu NÃO DEVIA pensar em motivos e sim na POSSIBILIDADE. Só que para mim isso não faz sentido, pois a única pessoa viva que poderia fazer os sons batendo na parede não teria motivos para isso. Se não é pra pensar em motivos, então também não me interessam os motivos dos espíritos…
    .

  195. Antonio G. - POA Diz:

    Arduin:
    “…espíritos zangados, porque o chefe deles estava sendo “aprisionado”, poderiam estar fazendo a mesma coisa”.
    Você já se permitiu refletir sobre se você REALMENTE acredita nestas coisas? Essas explicações REALMENTE fazem sentido para você?
    Por favor, me diga que não. Que, pelo menos, você tem “um pé atrás” com isso!

  196. Marcos Arduin Diz:

    Antônio Gê de Porto Alegre e Saltitante…
    - Eu só sei o que ouvi e senti – sons de pancadas numa parede e a vibrações vindas disso. E que não havia ninguém atrás dessa parede produzindo os ditos sons com alguma vara de bambu como já me sugeriram. Essa é a única coisa real que afianço.
    .
    Quanto ao chefe aprisionado, bem o médium falava ser “Vicentinho Capuava, o maior macumbeiro do Brasil”, que arruinara a vida de muita gente, mas que acabou sendo morto por causa de uma macumba… E ali estava atuando sob ordens (agora seria escravo dos espíritos que cuidaram da suas macumbas), etc e tal… Aí então foram invocados os mentores para deter o dito grande macumbeiro. Desde o início de sua fala, foi que os barulhos começaram e só depois que ele foi “levado pelos mentores” é que os sons cessaram. Acho estranha essa coincidência: os sons começaram com o início de sua manifestação e cessaram depois que ele parou de se manifestar…
    .
    Estou falando do que vi e ouvi. Agora os outros que pensem o que bem entenderem.

  197. Antonio G. - POA Diz:

    Bem, meu caro Arduin:
    Eu acredito, sinceramente, no que você diz. Tenho certeza de que sua narrativa descreve o que você percebeu como fato real e concreto. Mas acho que “tem gato nesta tuba”.

  198. Marciano Diz:

    Antonio, realmente muito parecida sua história religiosa com a do Toffo. Vamos esperar pela história do Arduin, a qual, terá o mesmo final feliz.
    .
    Arduin, se fossem pedras, atiradas por uma atiradeira (pequenos seixos) você não veria nada também, ainda mais sendo à noite.
    Você se esqueceu de que eu não quis nem posso dar explicações, apenas exemplifiquei com coisas mais terrenas.
    A mensagem foi a de que o fato de não sabermos explicar um fenômeno não significa que ele não tenha explicações físicas (te dei exemplos). Não podemos, só por isso, aceitar qualquer explicação assombrosa.
    .
    Você disse bem quando respondeu ao Antonio que a única coisa que sabe é que teve a sensação de sentir e ouvir as pedradas. O resto é apenas imaginação, não prova de coisa alguma. Meu real ainda é meu.
    Quem está pensando o que bem entende é você. Eu só disse que nem tudo tem de ser explicado aqui e agora. Dei vários exemplos do passado.

  199. Contra o chiquismo Diz:

    É aquela história do pai de santo pilantra. Ele colocava um copo na cabeça de uma pessoa, a água borbulhava. Os maus fluidos agitavam a água.Pronto! A pessoa tava carregada e tinha de se pagar e fazer um senhor ‘despacho’ pra descarregar o sujeito. Só depois é que se descobriu que o pai de santo tinha as unhas grandes e colocava um pedacinho de Sonrisal embaixo da unha e soltava dentro do copo.
    Assim são esses ‘mediuns’ -merdiuns – de araque. Cx tinha uma bombinha de perfume debaixo da mesa e os bestas acreditavam que os ‘espiritos suepriores’ estavam perfumando o ambiente.

  200. Antonio G. - POA Diz:

    É isso. Toda vez que se fez uma adequada investigação acerca destes fenômenos, a farsa ficou evidenciada. Sempre é assim.

  201. Contra o chiquismo Diz:

    Alguém sabe contar melhor essa historia da bombinha embaixo da mesa do cx?

  202. Marcos Arduin Diz:

    Bem, seu Antônio Gê de Porto Alegre e Saltitante, fico no aguardo de você me apresentar o gato e a tuba.
    .
    De Morte, não tinha jeito de ninguém atirar pedras na tal parede porque as casas em volta são sobrados e não dão vista dos fundos para a rua de trás e lateral. Quem estivesse nelas não poderia ver a parede. Teria de ser alguém que subisse num telhado.
    .
    Os sons que ouvi eram “surdos”, ou seja, de baixa frequência. Lembravam mais socos dados com a mão fechada, batendo com a parte de baixo da palma e o dedo mínimo. Faça uma comparação: grave o som de socos que você der numa parede e depois compare o mesmo com pedras atiradas por estilingue. Vai notar que há uma diferença. Além disso, se alguém atirasse pedras, elas bateriam na parede e cairiam no chão do quintal. Então eu deveria ouvir essas duas coisas, mas só ouvia o bater na parede. Explicação? Fico no aguardo.
    .
    O pessoal cético aceita QUALQUER explicação boba e inviável, DESDE QUE ELIMINE O FATOR FANTASMA… Certo? Já no meu caso, não sou radical. Se o pessoal cético não me arranja nenhuma explicação que se encaixe no fenômeno relatado e apenas IMPLORA para que eu considere que PODE haver uma explicação natural sem fantasma e portanto que eu deixe os ditos fantasmagóricos de lado… Faz-me parecer um evangélico implorando para que eu creia na Bíblia como uma obra vinda de Deus, exata e infalível, mesmo com todas as suas inexatidões e falhas, que serão “explicadas” se fizer a leitura com fé.
    .
    É isso.

  203. Contra o chiquismo Diz:

    A Bíblia foi usada por kardec pra escrever suas obras. Esses espíritas querem saber mais que kardec que usava a Bíblia.
    Todo ‘espirita’ é obrigado a aceitar a Bíblia, senão negará a obra de kardec.
    Não existe kardecismo sem a Bíblia.

  204. Antonio G. - POA Diz:

    Bem, Arduin… Se você REALMENTE acha razoável atribuir aos espíritos os ruídos que ouviu, o que é que eu posso fazer…? Por mais paradoxal que pareça, você é culto e inteligente, mais do que o suficiente, para fazer seu próprio juízo.
    Sds.

  205. Marcos Arduin Diz:

    Seu anti-chiquista, o Kardec mesmo teve de lidar na Bíblia com o texto que proíbe interrogar os mortos… Como ele ia fazer se tivesse de usar a Bíblia como se fosse o mesmo referencial evangélico? Caia na real: uma coisa é você ter por uma obra a fixação de que TODA ELA é exata e infalível e absolutamente verdadeira. E muito outra é TIRAR de uma obra trechos que considera aproveitáveis, desconsiderando os outros. Isso foi o que Kardec fez. Portanto, descartar a Bíblia como revelação divina é nada mais nada menos do que ser espírita kardecista.
    .
    Antônio, eu só estou à espera de alguém mais inteligente que eu que me descreva o que ocorreu lá, dentro de todo um parâmetro de plausibilidade, sem ter de CHUTAR causas na esperança de que eu “aceite por fé”, tal como o pessoal cético costuma fazer.

  206. Marciano Diz:

    Contra o chiquismo, tentado colaborar com você, na história da bombinha de perfume, cito o que já saiu aqui:
    .
    Biasetto Diz:
    abril 8th, 2011 às 21:23
    “O Waldo Vieira disse e um taxista confirmou, que o Chico fraudava exalação de perfumes. Este taxista disse que levava o Chico para jogar os frascos vazios. Mostrou até o lugar. O Waldo Vieira disse que descobriu os perfumes no guarda-roupas do Chico. Disse pro Chico não fazer aquilo – e o Chico até chorou.”
    .
    O próprio Waldo Vieira já falou e foi transcrito aqui:
    “Aí examinei tudo, tipo detetive, caladinho, em casa, vendo o que é que é que se passava, e chamei ele lá, depois que eu verifiquei tudo. Ele arranjava os frascos – presta atenção – e hoje aí na internet, tem lá um cara que viu isso também, escreveu lá, naqueles casos lá que me deram aí sobre os blogs, o povo, tem um cara lá que tá falando a mesma coisa que eu vi. O problema é o seguinte. O que é eu averigüei na ocasião? Que ele usava os perfumes que eram comprados na Veado D’Ouro, em São Paulo. O perfume era de rosa. Rosa era o perfume dessa ex-enfermeira da guerra, que era a Scheila, a irmã Scheila, como eles chamavam. Agora, o que é que se passa? Existe um pequeno objeto que coloca perfume dentro, você aperta assim aquilo exala na hora. Tudo indica que era o que ele usava lá na história. Agora o que era o vidro que ele usava, é que ele depois pegava aqueles frascos e jogava nos barrancados da mata do carrinho que tinha lá até hoje. E que esse homem falou é que ele é que era um dos taxistas que levava o Chico para jogar fora. E ele foi lá e foi examinar lá e viu que era tudo Veado de Ouro, os frascos, os perfumes tudo de rosa, ficou impregnado, cheirava tudo o negócio. Agora o que é que é que se passa? A hora que eu vi aquilo tudo, eu então chego para o Chico: ‘Olha, eu quero combinar uma coisa com você.’ Eu já tinha um trato com ele, eu ia trabalhar, ia ajudar tudo, para expandir as coisas dele toda, mas ele já sabia que eu era contra tudo quanto era mistificação e farsa. Eu não tinha temperamento, eu tinha verdadeira idiossincrasia a esse processo. Eu já sabia porque eu só estudava fenômeno desde pequeno. Esse negócio das 99 verdades e uma mentira, eu já falava isso todo dia. Ele sabia. Aí o Chico na minha frente começou a chorar. Eu disse: ‘Olha, Chico, eu não quero fazer você chorar. A única coisa que eu te peço é o seguinte, a minha intenção não é essa, eu nunca mais vou fazer advertência nenhuma nem combinar com você qualquer coisa aqui, mas tem uma coisa: eu nunca vou participar dessas sessões. Você pode fazer o que você quiser, nessas eu não entro. Ai ele disse assim: ‘mas meu filho, eu não posso desencorajar essas pessoas, todas elas confiam, isso aí ajuda tanta gente com essa situação toda’. Eu falei assim: ‘Chico, você é autêntico nessas suas psicografias, nas coisas que nós recebemos, o negócio todo, não precisa disso. As suas ciências são muito avançadas, esses espíritos desencarnados são bons, são bem-intencionados. A gente não precisa ficar fazendo fajutagem, sujeira nessa história. Pra quê uma farsa nesse negócio? Aí falou assim: ‘Não, mas esse povo, eu não consigo viver sem esse processo.’ Aí eu falei, assim: ‘Então, ó, você segue, nessa eu não estou. Agora isso, quando aconteceu, eu já estava instalado em Uberaba, ele ainda fez muitas sessões da Scheila enquanto eu ainda estava lá. Vocês nunca viram fotografia minha com qualquer sessão dessa com ele da Scheila. No entanto, as outras sessões públicas de psicografia, tem milhares delas por aí, porque dessas eu participava. Agora, o que é que se passa? Uma coisa é o Chico Xavier com esse processo de mistificação a respeito, porque ele queria ajudar os outros. A intenção dele era boa, mas ó: não tinha discernimento nenhum.”
    Fonte: Obras psicografadas
    Waldo Vieira responde a dúvidas sobre fraudes de Chico Xavier e Otília Diogo
    .
    Tem mais:
    “O Cruzeiro (27 de Outubro de 1970)
    Irmã Josefa não existe mais. Foi descoberta no interior de uma mala, muda e sem o característico perfume de flores. 6 anos depois que O CRUZEIRO publicou uma série de reportagens sobre os casos de materialização em Uberaba e Andradas, conseguindo desmascarar fotograficamente os espíritos trazidos pela médium Otília Diogo, apareceram finalmente as provas materiais da grande farsa que provocou enorme repercussão em todo o país. O fim da irmã Josefa e de seus companheiros do além ocorreu em São Paulo, precisamente na casa de um cirurgião plástico que hospedou durante alguns dias a famosa médium Otília. Demorou um pouco, mas a verdade agora está completa sem nenhuma interrogação.”
    .
    Ainda tem muito mais, só que vou parar por aqui, não tenho muito tempo para prosseguir.

  207. Marciano Diz:

    Se quiser ver o próprio Waldo Vieria falando o que foi transcrito acima, aqui vai o link:
    http://obraspsicografadas.org/2010/waldo-vieira-responde-a-dvidas-sobre-fraudes-de-chico-xavier-e-otlia-diogo/
    Espero ter colaborado, Contra.

  208. Contra o Chiquismo. Diz:

    mais, muito mais; queremos mais detratação do Chico Xavier!!

  209. Marcos Arduin Diz:

    Eu já fiz questionamentos a essa pataquada do Waldo, mas vamos nois outra veiz…
    1 – A Botica ao Veado d’Ouro era famosa, muito frequentada e é muito estranho que o Chico, muito conhecido na época, fosse até lá comprar TANTOS frascos de perfume… Ninguém o reconheceu? Por que precisaria vir a São Paulo? Assim, a troco de nada? Não veio dar palestra, nem nada?
    .
    2 – Ele teve todo um trabalho para vir comprar escondido frascos de perfume em São Paulo, mas na hora de descartá-los, joga-os TODOS DE UMA VEZ num lixão aonde foi, levado por um taxista (anônimo, mas ninguém acha isso estranho, né?).
    .
    3 – Waldo espera Chico bater com as dez e só então conta essa mirabolante história… Que SÓ ELE sabe. Muito conveniente, não? O fato de os dois terem rompido, de Waldo ter fundado sua própria seita e não ter obtido sucesso com ela, nada conta, né?
    .
    4 – Como me explicam o fato de Waldo, posando aí de TODO CIENTÍFICO, não ter desmascarado ele próprio a Otília? Do jeito que fala, é como se os repórteres do Cruzeiro houvessem descoberto a fraude e SÓ AÍ ele entendeu tudo… Mas agora que está malhando o Chico, sua palavra vale ouro.
    .
    Registrado…

  210. Contra o Chiquismo. Diz:

    1- laranjas – aonde fala que ele foi lá pessoalmente?

    2- laranja

    3 – dinheiro dos direitos autorais ; ele não faria gol contra

    4 – ele não faria gol contra

    agora : “Veado D’Ouro, em São Paulo. O perfume era de rosa”

    uuuuuuuiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii Veado e rosa

  211. Contra o Chiquismo. Diz:

    passem lá nesse post e me respondam:
    Pq será que o Jose sumiu?
    http://obraspsicografadas.org/2012/os-avanos-da-cincia-da-alma-reportagem-da-revista-poca/

  212. Sharp Random Diz:

    Vitor, esse comentário não é meu: http://obraspsicografadas.org/2012/divaldo-franco-e-o-caso-da-menina-pan-thi-kim-phuc/#comment-23080

    Vc tem meu email.

  213. Vitor Diz:

    Sharp,
    movi para o spam.

  214. Antonio G. - POA Diz:

    E o mais impressionante é que o Chico Xavier foi recentemente eleito “O maior brasileiro de todos os tempos”! Tá bem que os eleitores foram os telespectadores do SBT, o que não chega a caracterizar um grupamento lá muito seleto. Mas é bem representativo do povo brasileiro. E o fato é que isto demonstra o quanto a doideira, a mentira e a fraude têm poder de iludir as pessoas. Particularmente, eu acho que ao CX caberia perfeitamente o título de “Maior farsante de todos os tempos”. Do Brasil, com certeza. Quiçá, do mundo.

  215. Marcos Arduin Diz:

    Seu Antônio Gê de Porto Alegre e Saltitante…
    .
    O problema é que os denunciadores do farsante em questão não têm COISA ALGUMA de substancial para substanciar suas denúncias e batem de frente com a substanciosa parede de santidade que se ergueu em torno da figura CX. Testemunhos da uma testemunha anônima que foram aproveitados por um profeta barbudo, fundador de uma seita de nomenclatura e dicionarista, e portanto muito pouco popular, não ajudará aos valorosos defensores da verdade da meia boca neste caso…
    .
    Parta pra outra.

  216. Antonio G. - POA Diz:

    Certo, Arduin. Não tenho a pretensão (nem a capacidade) de desconstruir o mito Chico Xavier. Até porque entendo que as suas falcatruas já estão suficientemente demonstradas. Só quem não quer ver ainda não viu.
    Aplico, neste caso, o mesmo raciocínio que eu tenho com respeito às religiões: Quem quiser, que acredite. Só lamento pelas crianças…

  217. Toffo Diz:

    Arduin: eu vejo coerência na história do Waldo, por dois motivos. Não era preciso ir à Veado d’Ouro, ela enviava o que você quisesse pelo correio. Os boticários do interior, no começo do século 20, faziam isso, compravam pelo correio e a botica mandava. A tal “mata do carrinho” existe até hoje em Uberaba, é atualmente um parque municipal (chamado Parque Municipal da Mata do Carrinho), e a tal mata não passa de uma nesga de Mata Atlântica preservada. Naqueles tempos de Chico e Waldo, era um ermo, fora da cidade, e não seria difícil contratar um taxista para descartar lá frascos usados.

  218. Marcos Arduin Diz:

    Falcatruas demonstradas… É que pro pessoal cético, pouca porcaria que avacalhe com algum médium já é MUITA PORCARIA… O caso dos perfumes aí, o Waldo conta a sua história… que ele só contou depois do Chico ter batido com as dez… Muito conveniente. Serve-se de uma testemunha não identificada, muito conveniente também.
    O Quemedo fala no seu texto, A verdade sobre Chico Xavier, que uma revista Manchete (sem data, sem número, sem nada que a identifique) teria publicado que Chico foi pego em fraude com um saco de perfume, com o qual tentava imitar cheiro de santidade… Mas não descreve nada do truque, nem que o flagrou, NADA DE NADA, pra variar.
    O Vitor fala de um fotógrafo (anônimo) de uma publicação (desconhecida) que diz ter visto um funcionário do Chico (um funcionário qualquer, também não identificado), que estaria borrifando perfume em algum canto…
    .
    Como se vê, tudo histórias que, se fossem para valorizar o médium, seriam tidas pelo pessoal cético como “evidência anedota”, mas como é para desmoralizar o Chico, então são “a mais pura verdade”. Gozado esse critério…

  219. Antonio G. - POA Diz:

    Arduin, o Chico já havia sido acusado de fraude diversas vezes, mesmo antes de “desencarnar” (também conhecido pelos céticos como falecer, findar a existência, morrer). Mas ele, sempre compreensivo, caridoso e condescendente, perdoou sistematicamente a ignorância dos “irmãozinhos menos evoluídos”. O cara era mesmo um “espírito superior”. Muito bom de coração. Sábio. Puro. Um verdadeiro santo.
    .
    Agora, falando exclusivamente por mim, eu não preciso de prova material para saber que os prodígios do Chico Xavier são falsos. Para isso, não preciso de evidências nem provas. Só de um pouco de lógica e bom senso. Mas o meu conceito de lógica e bom senso deve ser um pouco diferente do seu, é claro.

  220. Contra o Chiquismo Diz:

    engraçado, agora waldo vieira não vale nada e é detratado pelos ‘espiritas’. Mas na hora da irmão josefa e daqueles livros psicografados com cx ele era o cara. Aliás o fato de o cara ser médico a serviço da mentira, ajuda a crendeciar essas fantasias como verdadeira. quem vai duvidar da palavra de um médico? ainda mais num país em que o cara tem só a graduação e é chamado de doutor. Doutor é o caralho! Demétrio Magnoli, sim é doutor em Geografia -essa sim verdadeira Ciência- e nos livros deles para o ensino médio tem muita verdade sobre o mundo e não nos livros de cx e waldo.

  221. Contra o Chiquismo Diz:

    Se Eike Batista der toda sua fortuna aos pobres e fizer caravanas no natal como cx fazia, e morrer na miséria, ele vira santo e com muito mais valor que cx, pois este não fraudou nada. E não precisaria de bombinha de perfume. seria mais bonito se cx desse esses vidros de viados de ouro e uma rosa pra cada um que o visitava levar pra casa de recordação do que ficar disperdiçando o líquido cheiroso no ambiente. ele poderia se tornar um revendedor da marca e abrir uma filial em Uberaba e doar o dinheiro do lucro pro pobres.

  222. Marcos Arduin Diz:

    Mas Antônio Gê de Porto Alegre e Saltitante…
    Ser ACUSADO, qualquer um pode ser. Não sei a sua idade, nem se está lembrado disso, mas quando o Figueiredo era presidente, o seu ministro da justiça, o Ibrahim Abi Ackel teve o desprazer de ver veiculado na mídia de que ele estaria envolvido num contrabando de joias.
    NENHUMA acusação, entretanto, foi feita nem pelas diversas polícias, nem pela Justiça, NADA. Foi só algo que apareceu aí pela mídia. Do que ouvi falar, acho que foi no Ferreira Neto ou outro, o caso foi que a NEC, empresa de Roberto Marinho, teve prejuízos, pois uma operação de contrabando de componentes eletrônicos foi barrada pela Polícia Federal (sob ordens do Ministério da Justiça). Aí, supostamente, de raiva, o Roberto Marinho teria feito “plantar” esse lance de que o Abi Ackel estivesse envolvido no suposto contrabando. Como NUNCA houve qualquer acusação formal, ficou o dito pelo não dito.
    Portanto, ACUSAREM o Chico de fraude, eu já vi mais de uma vez. Contudo, provas, nunca vi.
    .
    Quanto à sua lógica e bom senso, eu pude ver pelo caso que testemunhei: simplesmente jogam possibilidades impossíveis e querem que eu ACEITE isso porque “seria mais lógico do que pensar que foram espíritos”. É por conta disso que dou um sorriso desdenhoso quando os céticos falam que querem provas…
    .
    É lógico, seu Anti-Chiquismo, que Waldo fosse “o cara” enquanto estava trabalhando com o Chico. Mas só que publicar livros e dar os direitos autorais de mão beijada para a FEB não era coisa que o agradasse… Pô! Quero o meu! Além disso, o caso da Josefa foi TUDO CULPA DELE.
    1 – Se desconfiava que a mulher fosse fraudadora, não comunicou aos colegas que arregimentou, nem nada.
    .
    2 – De acordo com um dos médicos, o Eurípedes, quando o Cruzeiro lançou a reportagem “neutra”, dizendo que só se pronunciaria quando pudesse ter testemunhar uma sessão, Waldo convocou os colegas e disse estar interessado em franquear acesso aos repórteres do Cruzeiro. Houve quem não concordasse, pois achavam que o que tinham ainda era muito pouco. Seria mais prudente que tivessem conseguido provas mais consistentes. Mas Waldo ganhou no berro e assim foi feito o convite aos repórteres.
    .
    3 – Lá chegando, em vez de dois que se propuseram, vieram sete. Dois fiscalizaram o ambiente de fora e os outros cinco do lado de dentro. Na ocasião NENHUMA fraude foi encontrada, mas como David Nasser jamais permitiria a publicação de qualquer coisa favorável ao Espiritismo, e dados da verdadeira Josefa não batiam com o que dizia a Josefa fantasma, lá vieram as reportagens arrasadoras.
    .
    4 – Agora vem o pior de tudo: três ou quatro dos médicos envolvidos (eram 19) tentaram defender sua pesquisa. Mas o bambambam de todos, o Waldo, fugiu apavorado pro meio do mato. Não deu as caras, nem fez nada para defender em pé o que afirmava sentado. Aqui mesmo neste blog tem a transcrição de uma das suas tertúlias, onde ele conta uma mirabolância que eu suponho que você e os outros do contra ACREDITARAM:
    Waldo disse que recebeu o telefonema de um repórter amigo lá do Cruzeiro, que lhe disse que iam fazer reportagens arrasadoras, avacalhando com a médium, com ele e os colegas. Só poupariam o Chico, pois ele era um mito. Aí Waldo diz que sua mente nublou toda e que foi agraciado com uma visão do futuro. Disse ao repórter que via o que ia acontecer: venderiam muita revista. Muita mesmo; mas no final não ficaria pedra sobre pedra. Os Diários iam falir, ia haver até morte, e tudo se acabaria. Porém o repórter disse que não tinha o que fazer, pois era decisão da diretoria.
    O próprio Waldo confessa a sua covardia: não ia lá enfrentar os caras, pois eles tinham muito dinheiro, advogados e até um senador no meio…
    .
    Sobrou então pro Rizzini e Luciano dos Anjos para estragar o trabalho dos repórteres. Devem ter ficado muito putos, pois essa não esperavam. Era costume do Cruzeiro e da sua empresa difamar pessoas e não haver reação em vista do seu poderio…
    .
    Aí a partir de 1966, Waldo jogou tudo pro alto e foi seguir sua carreira solo. Mas comparado com o prestígio que tinha antes, hoje está quase esquecido. Suponho que a maioria dos espíritas nem sabe o que houve com ele. Talvez pense que ele já morreu…

  223. Contra o Chiquismo Diz:

    Engraçado, o REPTO DE HONRA PROPOSTO PELA REVISTA NINGUÉM ACEITOU!
    Cx não foi enganado, ele era mau intencionado mesmo. Só que ele se deu mal.

  224. Contra o Chiquismo Diz:

    CX: de fraudador de matearilizações a conversador com cobras.

  225. Perguntar Não Ofende Diz:

    Bom, eu já fui espirita, hoje não me considero mais, ainda acho muitas coisas muito válidas, eu mesma já protagonizei vários fenômenos .Também gosto de algumas coisas de Divaldo e outras não.
    Não estou aqui pra meter o pau nos espiritismo nem nos espiritas, porém o meu desconfiômetro já foi acionado diversas vezes para diversas obras psicografadas.
    E aproveitando o ensejo adesse debate sobre um engano de Divaldo, resolvi me manifestar e gostaria que dessem uma olhada neste trecho,que faz parte do livro “O Semeador de Estrelas de Suely Schubert. http://www.espirito.org.br/portal/artigos/diversos/mediunidade/o-deus-huracan.html
    Minha duvida : Divaldo estava na Guatemala,local onde os maias predominaram na antiguidade. O “deus” que ali se manifesta diz que é Huracán, um deus asteca, mas os astecas viveram no Mexico, que eu saiba não no território da Guatemala , se o engano fosse do Divaldo tudo bem, mas ele diz que foi o próprio espirito que se identificou assim,´mas em todas as fontes que pesquisei Huracán (do furacão e das tempestades) é um deus da mitologia maia e não asteca e a descrição que Divaldo faz dele para mim se aproxima mais de Quetzacolt, e me desconfio que foi feita uma salada de deuses.
    Gostaria que me ajudassem a esclarecer, se estou errada ou ele que se enganou.

  226. Antonio G. - POA Diz:

    Arduin, tenho 53 anos e me recordo perfeitamente do caso do IAA. Lembro das imagens na televisão veiculadas numa reportagem bombástica, acusatória e sensacionalista. Acho que foi no Fantástico. E, aparentemente, a acusação era infundada. Tanto que nada aconteceu com o IAA, exceto a sua execração pública (como se isso fosse pouco).
    Mas os casos são bem diferentes. O ex-ministro foi acusado de um crime de contrabando. É um crime de natureza econômica, que pode causar consideravel dano ao erário público. Algo que existe. Faz parte do mundo real. Mas parece que a acusação era falsa.
    Já o Chico é (foi) acusado de simular, fraudar algo que na realidade não existe, que é a comunicação mediúnica. A acusação de fraude, por conseguinte, será sempre verdadeira. Mas tem “baixo poder ofensivo”, ou seja, em tese, não prejudica seriamente ninguém (apenas o orgulho de quem um dia chega a dar-se conta do engodo). Além disso, essas práticas são amparadas na Carta Magna, que garante a liberdade de culto e as manifestações religiosas. E é muito difícil provar que alguém não se comunica com espíritos. É como provar que o Coelhinho da Páscoa não existe. Então, o Chico não foi injustiçado ao ser acusado de fraudador, porque ele era mesmo um farsante. Só que não é do interesse da justiça levar este tipo de discussão muito adiante. É matéria de fé. E isso é questão de foro íntimo. Acredita quem quer e acha que tem suficientes motivos para acreditar.
    .
    Lembrando sempre que isto é apenas a minha opinião. Que pode estar totalmente equivocada. Mas acho que não está…

  227. Contra o Chiquismo Diz:

    O problema é que os ‘espritas’ da platéia ficam encantados com o ‘poder’ de oratória do diviado frango que fala quase 2 horas sem guagejar e com a presença dele, que ninguém leva papel e caneta pra anotar as informações dele e conferir depois em casa com calma se é verdade aquilo que falou. Ele já citou vários erros em suas palestras. Eu tinha uma gravada em que ele errou totalmente a passagem bíblica da pitonisa que Saul foi consultar afim de se comunicar com o falecido profeta Samuel. É que ele usa de veemência e muita firmeza pra afirmar aquilo que ele está palestrando. As pessoas endeusam demais esses caras e a presença delas faz com que os da platéia se sintam na presença de um deus. E os ‘espiritas’ acham que ali na tribuna ele está envolvido pelos ‘espiritos superiores’ e que o ambiente está harmonizado , livre de obsessores e que ele não vai errar .Há quem diga que não é diviado que está falando, mas que ele está emprestando o seu ‘aparelho fonador’ prum ‘espirito’ de intelecualidade absoluta.

  228. Contra o Chiquismo Diz:

    Antonio G. , lemro que o contrabandista pode pagar multa ou ficar na cadeia e assim pagar seu crime e ficar quite com a sociedade. Já cx, enganou a muitos levando as lágrimas mães , pais e filhos desesperados, enagnou a muitos e esse crime não tem como pagar, pois as marcas dele ficam pra sempre.
    Pra mim, um contrabandista que pagou a sua dívida com a justiça e a sociedade tem muito mais valor que um que engana os de bom coração.
    Mas há quem prefira a “mentira que consola do que a verdade que fere”.

  229. Contra o Chiquismo Diz:

    Poxa, até aqui 229 comentários e ninguém apresenta um evidenciazinha sequer que ‘espiritos’ existem.
    Só bla bla bla religioso.
    Até em matéria de fé os ‘espiritas’ são fracos.
    Procure o que é fé nos testemunhos da igreja do Macedão. Aí sim, vc vai ver o que é fé mesmo! Veja aqui todo mundo ricão lá:
    http://www.youtube.com/results?search_query=testemunho+fogueira+santa+2012+carro&oq=testemunho+fogueira+santa+2012+carro&gs_l=youtube.3…29788.31057.0.32312.6.6.0.0.0.0.242.878.1j3j2.6.0…0.0…1ac.1.ro6LVG58Nls

    Aqui um casal que tem 34 carros:
    http://www.youtube.com/watch?v=qy5l-R_Pa5E

    Enquanto isso o ‘espirita’ diz que pobreza é resgate, que doença é benção. Só se for pro dono da UNIMED, da GOLDEN CROSS, da AMIL…

    A fé ‘espirita’ não serve pra nada mesmo. Só pro cara se conformar com a própria miséria. LIXO!LIXO!LIXO!LIXO!LIXO!LIXO!LIXO!LIXO!LIXO!LIXO!LIXO!LIXO!LIXO!LIXO!LIXO!LIXO!LIXO!LIXO!LIXO!LIXO!

  230. Marciano Diz:

    Eu prefiro acreditar na hipótese divulgada pelo Waldo do que naquela preconizada pela turma espírita: o espírito da mulher se manifestava através de cx e usava perfume de rosas. Perfume na espiritualidade? Que coisa mais sem sentido. Mas impressiona os impressionáveis, e cx sabia disso. Que futilidade para um espírito superior, produzir cheiro de rosas. . .
    .
    Contra o chiquismo, outra lenda é essa de que o diviado tem boa oratória, ele só fala para um público favorável, estão todos lá para reverenciá-lo, qualquer bosta que ele fale não será questionada, será admirada.
    Por isso ele fica cheio de pose e tenta usar um vocabulário erudito, permeado de erros de gramática e de neologismos. Parece até o Odorico Paraguaçu, personagem de Dias Gomes. Seus discursos são simplesmente ridículos, e recheados de erros como o que aponta este post. Não são só erros gramaticais, são históricos, geográficos, religiosos, e até astronômicos (aqui no duplo sentido), como quando fala das crianças índigo provenientes de Alcyone.

  231. Marciano Diz:

    DPF lanção um livro, “A nova geração: A visão espírita sobre crianças índigo e cristal”.
    Vejam este trecho de palestra em que ele fala das tais crianças índigo e comparem o estilo de Odorico com o de DPF, vejam as frases de DPF e do Odorico:

    “É com a alma lavada e enxaguada que lhe recebo nesta humilde cidade”

    “Vamos dar uma salva de palmas a esta figura trepidante e dinamitosa que foi o Seu Nono”

    “Esta obra entrará para os anais e menstruais de Sucupira e do país”

    “Isto deve ser obra da esquerda comunista, marronzista e badernenta”

    “Quem é que pode viver em paz mormentemente sabendo que, depois de morto, defunto, vai ter que defuntar três léguas pra ser enterrado?”

    “Vexame para o nosso prefeito, agora em estado de defuntice compulsória, ter que andar três léguas para ser enterrado.”

    “Se eleito nas próximas eleições, meu primeiro ato como prefeito será o de cumprir o funéreo dever de mandar fazer o construimento do cemitério municipal.”

    “Tomo posse como prefeito desta cidade com as mãos limpas e o coração nu, despido estripitisicamente de qualquer ambição de glória. Nesta hora exorbitante, neste momento extrapolante eu alço os olhos para o meu destino e, vendo no céu a cruz de estrelas que nos protege, peço a Deus que olhe para nossa terra e abençoe a brava gente de Sucupira.”

    “Calunismos. Eu também sou meio socialista. Não da ponta esquerda… do meio de campo, caindo pra direita!”

    “Como diria o rei dos persas, Dario Peito de Aço, pra cada problemática tem uma solucionática. Se não disse, perdeu a oportunidade de ser citado por mim”.

    “Meu caro jornalista, isso me deixa bastantemente entristecido, com o coração afogado na daceptude e no desgosto. Numa hora em que eu procuro arrancar o azeite-de-dendê do estágio retaguardista do manufaturamento (…), me vêm com esse acusatório destabocado somentemente porque meia dúzia de baiacus apareceram mortos na praia.”

    “Seu Dirceu, não fique aí com essa cara de seu-Malaquias-cadê-minha-farofa! Tome os providenciamentos necessários!”

    “O senhor não vai matar, vai suicidar o homem apenasmente…”

    “Pare com esse perguntório e essa cara de disenteria. Temos é que tratar dos providenciamentos inauguratícios do cemitério”.

    “Vai ter uma confabulância político-sigilista sobre as nossas candidaturas”.

    “É uma alegria poder anunciar que prafentemente vocês já poderão morrer descansados, tranqüilos e desconstrangidos, na certeza de que vão ser sepultados aqui mesmo, nesta terra morna e cheirosa de Sucupira”

    “Vamos botar de lado os entretantos e partir para os finalmente”

  232. Marciano Diz:

    Saíram duas coisas erradas, “lanção”, em vez de lançou e faltou o link do trecho da palestra ridícula de DPF:
    http://www.youtube.com/watch?v=l_wPmT2yB7c

  233. Marciano Diz:

    Esse vocabulário esdrúxulo é comum também a cx.

  234. Marciano Diz:

    Vejam quanta besteira um orador pode dizer em apenas 10 minutos e 11 segundos:
    http://www.youtube.com/watch?v=l_wPmT2yB7c

  235. Contra o Chiquismo. Diz:

    Isso Marciano, por isso que eu botei o “poder” da oratória entre aspas; ninguém o contesta aí é fácil ; esse DPF paree oisa de filme porno”’

  236. Marcos Arduin Diz:

    Senhora da pergunta: A resposta é simples: Divaldo vai fazer palestras em qualquer lugar e, às vezes para fazer média, faz como aí, pensando saber das coisas. Como ele não conhece a história do lugar, nem as diferenças entre astecas e maias ou outro povo qualquer, então POR ANIMISMO, fala dessas bobagens.
    Simples assim.
    .
    Seu Antônio Gê de Porto Alegre e Saltitante…
    Partindo dessa posição, a de que a mediunidade não existe, então nenhuma conversa é possível. Nada que eu apresente como provas será aceito e por isso desdenho dos céticos pedintes: eles não são para ser levados a sério. Tomo como exemplo a minha experiência pessoal, quando testemunhei aquele evento de batidas numa parede. As propostas explicativas que me foram apresentadas _ alguém atirando pedras, alguém batendo com um bambu _ não eram praticáveis e já disse o motivo. Contudo, parece-me que você ficou chateado por eu considerar a possibilidade de ter sido um evento causado por espíritos e insiste que eu devo aceitar uma explicação “natural” antes de considerar a hipótese mediúnica. Falou também em matéria de fé. Não seria pura fé a minha considerar “explicações naturais” quando eu sei que elas são falsas? Esse é o problema: NINGUÉM me apresentou qualquer explicação natural plausível. Se tal explicação não existe, por que já não posso considerar a hipótese espírita?
    .
    O Chico Xavier morreu pobre. Lembra-me um cara com a cabeça pior que a sua, que anunciava em particular:
    _ Vão ver só! Quando o Chico Xavier morrer, vai aparecer toda a fortuna dele!
    Mas ele morreu e nada da fortuna. E de que adianta alguém ter uma fortuna e viver a vida toda como pobre? Então ao menos podemos sacar isso: Chico nunca roubou ninguém. E é claro, as acusações de fraude são pura evidência anedota. Nenhuma delas tem consistência.
    .
    Ué seu Anti-chiquista… Se vocês não querem considerar evidência alguma que se apresente, por que devemos nos dar ao trabalho de apresentá-las?
    .
    Quanto à manifestação espiritual perfumada, bem, aí sim podem até entrar os frascos de perfume. Não do jeito que o Waldo falou, mas para facilitar as coisas, Chico poderia deixar o frasco aberto no seu quarto e lá, na sessão, o espírito poderia transportar o perfume até a sala da sessão…
    .
    E quanto ao repto de honra, bem, os repórteres fizeram declarações ofensivas aos médicos, chamando-os de gângsters, escrogues, malta de escrogues, etc e tal. Por que deveriam os médicos então satisfazer a vontade dos repórteres? Como Rizzini mesmo colocou em seu livro:
    _ Quem garante que os repórteres, depois de tudo o que disseram, iriam se desmentir e voltar atrás?
    Já que não deram direito de resposta, nem questionaram os pesquisadores antes de publicar o que bem entenderam, então que agora corressem atrás do prejuízo.

  237. Contra o Chiquismo. Diz:

    O Arduin aparece nesse vídeo sentado na cadeira dos 09:46 até os 09:52

    http://www.youtube.com/watch?v=vMguRxTs-WQ

  238. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marcos Arduin Diz: Quanto à manifestação espiritual perfumada, bem, aí sim podem até entrar os frascos de perfume. Não do jeito que o Waldo falou, mas para facilitar as coisas, Chico poderia deixar o frasco aberto no seu quarto e lá, na sessão, o espírito poderia transportar o perfume até a sala da sessão…”

    não dá pra debater assim, fala sério cara!!

  239. Contra o Chiquismo. Diz:

    Além de xingar os outros escreve só merdas

  240. Vitor Diz:

    Contra o Chiquismo,
    vamos acalmar os ânimos? Você pode não gostar do estilo de debate do Arduin, mas não precisa partir pra provocação.

  241. Contra o Chiquismo. Diz:

    Foi mal

  242. Toffo Diz:

    CX morreu pobre, sem dúvida. Nunca quis um centavo para si, que não fosse do fruto do seu trabalho – seu salário e, depois, sua aposentadoria. Já muita gente que o cercava, a história é outra. Mas não vem aqui ao caso. CX não ligava a mínima para dinheiro. Ele era esperto. Sabia que pegava bem posar de “voto de pobreza”, isso lhe dava ibope e aumentava seu conceito. Não aceitar também um tostão de direitos autorais também era para ele a garantia incontestável de aceitação do seu trabalho, não importasse a qualidade literária ou o conteúdo. Como ele fazia tudo graciosamente, as pessoas jamais duvidariam da sua honestidade e do seu caráter. Assim ele podia fazer o que bem entendesse: plagiar, fraudar, escrever asneiras. Analisando cuidadosamente, com espírito crítico, as suas obras, mormente as mais pretensiosas, dá pra ver que não têm valor algum, nem científico, nem literário. Ou são pílulas douradas, gotas de autoajuda embaladas numa linguagem pretensamente erudita, refinada, distante do entendimento do homem comum, ou são chupadas de outros livros, como se vê em Nosso Lar e Evolução em Dois Mundos, ou são pura e simplesmente ficção inventada por ele. Ele era um excelente story-teller, tinha noção exata de timing da ação e do apelo às emoções do leitor. Mas seus voos eram rasos demais para ser considerados de boa qualidade. Nunca saiu do moralismo chão. E como eu disse, CX não queria dinheiro. Seu negócio era outro: prestígio e fama. Lógico. Dinheiro acaba. Prestígio e fama não, são perenes, vão muito além da morte. Ele construiu cuidadosamente a sua persona antes de sair de cena, mas, apesar de todos os cuidados, deixou “rabos” pra trás. E são esses “rabos” que o denunciam. Quais rabos? Muitos. Episódios obscuros como o do sobrinho, farsas com materializações, erros históricos, inconsistências científicas, polêmica nas cartas do além. Tudo isso ele abafou com seu ar santarrão. Eu mesmo, quando me vi livre do espiritismo, me bateu uma revolta com a sensação de ter sido enganado pelo chiquismo. Tanto é que quem o ataca é execrado pela multidão de chiquistas que há no país. Mas um dia a verdade vem à tona. Pode demorar, mas vem.

  243. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Toffo Diz:
    Como ele fazia tudo graciosamente, as pessoas jamais duvidariam da sua honestidade e do seu caráter. Assim ele podia fazer o que bem entendesse: plagiar, fraudar, escrever asneiras. …

    E como eu disse, CX não queria dinheiro. Seu negócio era outro: prestígio e fama. Lógico. Dinheiro acaba. Prestígio e fama não, são perenes, vão muito além da morte. ”
    Perfeito.

  244. Marciano Diz:

    Parafraseando um personagem fictício, nem só de dinheiro vive o homem (homem?).
    cx só queria a paparicação, almejava ser santo católico, pelo menos ser adorado como um. Conseguiu. E DPF o imita, na falsa modéstia, no palavreado hebefrênico, no discurso grandiloquente. Pura pretensão. E rasga-se em elogios ao humilíssimo cx.

  245. Marcos Arduin Diz:

    MUITOS rabos… mas só uns poucos MUITO SURRADOS nos são apresentados como provas cabais e indiscutíveis… só para os céticos.
    O caso do sobrinho… Então um sobrinho, Amauri Pena, que nem morava com o tio, nem era ajudante ou aprendiz, só o conhecia à distância, mas também psicografava e era todo aplaudido pelo editor do boletim espírita A Síntese, disse que o tio era um farsante… E o próprio Amauri Pena vai a Diário de Belo Horizonte, com algumas folhas de poesias em decassílabo. Seria o Camões recontando sua obra agora vista pelo Plano Espiritual. Amauri disse que produziu aquilo tudo por sua própria mente, sem espíritos, nem nada. E que o tio faria a mesma coisa. Para a decepção do rapaz, os jornalistas nem deram pelota para os seus versos. A única coisa que interessa era a sua declaração de que o tio fraudava da mesma maneira…
    .
    Sabia, sr Ex-Toffado, que Amauri escreveu mais de 50 livros unicamente com o poder do seu inconsciente, sem ajuda de espírito nenhum? E sabe quem disse isso? Ele mesmo: o nosso querido (sem ironia) Padre Quemedo. O único problema é: ninguém nunca achou esses 50 livros, nem sabem os seus títulos, editora, nada. O Turrato (Luis Roberto Turatti) insistiu comigo que tais livros existiram, mas que os revoltados espíritas os recolheram todos e os queimaram… Mas que lá no CLAP haveria exemplares deles. Um lá do RV contatou o dito CLAP e foi dito que não havia lá nenhum livro de tal autor… he he he.
    .
    Mais gozado ainda é que, além de escritor tão produtivo, apesar de não ter escrito livro algum, o pessoal cético ainda diz que ele foi escolhido para ser o sucessor do Chico (como? em 1958, Chico estava em plena atividade), e outras tantas “abobrinhas”. Não é hilariante isso? Você fala em “rabos” deixados pelo Chico, mas o pessoal cético também está cheio de “rabos” ao desenterrar as mesmas velhas acusações…
    .
    Fraude de materializações, bem… Há duas versões INCOMPATÍVEIS de que Chico teria materializado Emmanuel. Por que duas histórias diferentes de um mesmo episódio? E o caso da Josefa, como já disse, o bambambam de tudo era o Waldo, o Chico só ficava olhando, rezando, vibrando…
    .
    Erros históricos? Bem, quanto a isso não vou contestar. Realmente os cometeu.
    .
    Inconsistências científicas? Bem, isso SEMPRE haverá, pois se os espíritos não têm poder de saber coisas muito além do que sabemos por aqui e, mesmo se souberem, não têm permissão para nos revelar, então tudo que cientificamente(?) vier dos espíritos, sempre será mais do mesmo…
    .
    Polêmicas nas cartas do além… Que polêmicas são essas?

  246. Contra o Chiquismo. Diz:

    A cadeira elétrica da morte

    dos 09:46 até os 09:52
    http://www.youtube.com/watch?v=vMguRxTs-WQ

  247. Contra o Chiquismo. Diz:

    Aula de tortura o DPF:
    http://www.youtube.com/watch?v=PoZWLQv9ots

  248. Perguntar Não Ofende Diz:

    Sr.Arudin,
    Grata pela sua atenção e pela resposta.
    Mas, como eu disse , acho perfeitamente compreensível
    que Divaldo erre ou não conheça a historia do local, afinal ele é um ser humano, mas o que não soou bem para mim foi ele dizer que essa informação veio do espirito de alta hierarquia que ali se manifestava.
    A principio pensei ser um detalhe sem importância diante de todol o resto que ele relatou ali, e juro que tive boa vontade e até pensei que os historiadores poderiam estar enganados quanto à origem desse mito mas todas as fontes dizem a mesma coisa, mas mesmo não querendo, diante disso a gente acaba se perguntando:até que ponto devemos em coisas transmitidas mediunicamente que não podem ser checadas através de registros históricos ?

    Devemos simplesmente crer?

    Não foi o próprio Kardec quem recomendou a fé raciocinada?

    Responda se achar que deve, não estou aqui debatendo a fé espírita, apenas tentando entender como as coisas funcionam.

  249. Perguntar Não Ofende Diz:

    Sr.Marcos Arduin,
    Grata pela sua atenção e pela resposta.
    Acho perfeitamente compreensível
    que Divaldo erre ou não conheça a historia do local, afinal ele é um ser humano, mas o que não soou bem para mim foi ele dizer que essa informação veio do espirito de alta hierarquia que ali se manifestava.
    Foi aí que a coisa pegou.
    Diante disso não posso deixar de me perguntar :até que ponto devemos acreditar em informações transmitidas mediunicamente que não podem ser checadas através de registros históricos ?

    Responda se achar que deve, como já deixei claro,não estou aqui debatendo a fé espírita, apenas tentando compreender melhor como as coisas funcionam, até para não se injusta nos meus julgamentos.

  250. Marcos Arduin Diz:

    Sra Perguntar…
    Há certas palavras que têm poder melífico sobre certas mentes, desarmando as defesas mentais. Entre elas posso citar Palavra de Deus, Espíritos Superiores e Científico. O caso do Divaldo é o lance de “dizer que essa informação veio do espirito de alta hierarquia que ali se manifestava”. Alta hierarquia pressupõe que seja um espírito muito vivido, muito tarimbado, de boa moral e honestidade intelectual, etc e tal. Ia ficar meio esquisito, numa palestra dessas, dizer que estava recebendo mensagem de um espírito “Zé Mané”… A quem ele impressionaria com semelhante honestidade?
    .
    A verdade, Sra Perguntar, está NO RESULTADO do que é apresentando e não no anúncio das credenciais. Se Divaldo se embananou todo, misturou estação, etc e tal, então é duas coisas: ou era puro animismo ou então o tal espírito “de alta categoria” estaria bem categorizado entre os malandros e Divaldo não percebeu nada.
    .
    Não há médiuns infalíveis, Sra Perguntar. O próprio Chico também disse um monte de besteiras, como lá no Há 2000 Anos, quando Emmanuel lhe revela ter sido Públio Lêntulo, que NUNCA EXISTIU.
    .
    Kardec recomendou fé raciocinada. Boa recomendação, mas nem ele escapou de falhas. Diz lá que o Livro dos Espíritos foi revisado por ESPÍRITOS SUPERIORES, mas há coisas que esses espíritos deveriam ter revisado melhor. Claro, o LE é para nos dar um novo horizonte moral e não ser um tratado de Ciências. Mas vá dizer isso ao pessoal cético.
    .
    É isso, Sra Perguntar

  251. Marciano Diz:

    “o LE é para nos dar um novo horizonte moral e não ser um tratado de Ciências”.
    .
    Pode ser, mas e a Gênese?
    .
    A Gênese, os Milagres e as Predições Segundo o Espiritismo Obra de caráter científico e filosófico, é dividida em 2 partes: A primeira, detalha a criação tanto material quanto orgânica e espiritual; a segunda parte trata de Jesus, dos milagres e das predições.
    Fonte: http://www.espirito.org.br/portal/codificacao/relacao.html

    Nesta obra Kardec aborda diversas questões de ordem filosófica e científica, como as da criação do Universo, a formação dos mundos, o surgimento do espírito, segundo o paradigma espírita de compreensão da realidade.

    Kardec procura estudar os milagres como fenómenos naturais cujos mecanismos de funcionamento são atualmente desconhecidos pela Ciência. Descreve os feitos extraordinários de Jesus Cristo, explicando o que teria realmente acontecido. Também mostra o processo espiritual e físico da criação da Terra, dos astros e planetas que compõem o Universo, segundo a visão científica de seu tempo.
    Fonte: wikipedia.

  252. Marcos Arduin Diz:

    A Gênese… Quem foi mesmo o autor deste livro? O tal de Kardec? Foi e daí? Quando foi mesmo que esse tal Kardec viveu? No século XIX? Foi… E a quais conhecimentos científicos ele pôde usar ou obter para compor essa obra? Os do século XIX. Eram os únicos disponíveis. Ôh! Mas os espíritos não podiam dar a Kardec os conhecimentos científicos do futuro, até o Fim dos Tempos?
    Não. Afinal eles viviam DENTRO do tempo do Kardec. E o fato de serem espíritos, não os tornava mais capacitados e melhor equipados por conta disso…
    Conclusão: o tal livro A Genese hoje só tem valor histórico e mais nada.

  253. Contra o Chiquismo. Diz:

    “o LE é para nos dar um novo horizonte moral e não ser um tratado de Ciências”.
    .
    Pode ser, mas e a FEB?

    “* “O Espiritismo é uma ciência que trata da natureza, origem e destino dos Espíritos, bem como de suas relações com o mundo corporal.” Allan Kardec (O que é o Espiritismo – Preâmbulo)”

    http://www.febnet.org.br/blog/topico/geral/o-espiritismo/conheca/

    Tem gente praticando ‘espiritismo’ vira lata

  254. Contra o Chiquismo. Diz:

    au au au

  255. Marciano Diz:

    Arduin, chame de religião, admita isso, aí tá tudo bem.
    Se insistir que é ciência, vai ficar difícil a comunicação.

  256. Marciano Diz:

    Ciência espírita é uma contradictio in adjecto. É igual a direito internacional privado, jurisdição voluntária, político honesto, cônjuge fiel, anão gigante, fim dos tempos, silêncio ensurdecedor, trevas ofuscantes, racionalismo cristão, por aí vai. Oximoro.
    Pra quem não é da área do direito, esclareço que direito internacional privado trata de normas de direito público interno e a jurisdição voluntária é obrigatória.

  257. Marcos Arduin Diz:

    Que tem a FEB? Ela fez do Espiritismo uma religião ao considerar Roustaing melhor do que Kardec.
    .
    Seu anti chiquista, as coisas NÃO NASCEM PRONTAS E ACABADAS. Nem nas Ciências, as indiscutivelmente Ciências, as coisas são assim. Teorias e hipóteses vão mudando com o tempo à medida que novos métodos de investigação surgem.
    Kardec fez a definição acima no início de seus trabalhos, mas aos poucos a coisa foi se delimitando. A natureza, origem e destino dos espíritos ficou para a filosofia e apenas as relações com o mundo corporal puderam se encaixar no processo científico. No futuro, talvez as coisas mudem.

  258. Gorducho Diz:

    Que tem a FEB? Ela fez do Espiritismo uma religião ao considerar Roustaing melhor do que Kardec.Professor, o Sr. saberia dizer se o Dr. Bezerra de Menezes já se pronunciou definitivamente sobre o Roustaing desde a erraticidade? Imagino que lá já possa ter elucidado definitivamente essa polemica questão que divide vocês; talvez até já tenham conversado ambas as almas. Pois suponho que o Dr. Bezerra já tenha se manifestado após desencarnado. Ou não? Pergunto, na verdade não sei se já canalizou desde a ultratumba. Então deve já ter elucidado isso, pois seria a principal obrigação dele, caso tenha podido se manifestar, não acha? O Sr. sabe alguma coisa sobre isso??

  259. Marcos Arduin Diz:

    Balofo, naquele livro Conscientização Espírita, de Gélio Lacerda da Silva, é dito que o Adolfo Bezerra de Menezes homem foi rustenista desde seu ingresso no Espiritismo devido à influência do meio. A ele são atribuídas certas palavras onde diz que o livro de Roustaing é “precioso e sagrado”.
    Já o suposto espírito de Bezerra de Menezes, falando por Chico Xavier, Divaldo e Júlio César Ribeiro, recomendava “o amor de Jesus e a verdade DE KARDEC”. Se isso é verdade, ao menos os dois primeiros médiuns são insuspeitos, pois ambos eram (ou é no caso do Divaldo) adeptos do rustenismo. O Bezerra de Menezes-espírito afirmou que “Kardequizar é a legenda agora”.
    Com base nisso, Salomão J. Benchaya, da Federação Espírita do Rio Grande do Sul, lançou o “Projeto Kardequizar”, em janeiro de 1986. Tal projeto foi rechaçado pela FEB, que alegava que o termo Kardequizar era Sectarizar. Usou da desculpa, verdadeira, de que Kardec não fez doutrina alguma em seu próprio nome. O que a FEB temia, entretanto, é que tal projeto arranhasse o rustenismo.
    Gélio foi presidente da Federação Espírita do Espírito Santo e em seus dois mandatos, fez aprovar um estatuto onde deixava marcado que lá não seriam divulgadas doutrinas estranhas às codificadas por Kardec. Tal postura levou o vice-presidente da FEB, Juvanir B. de Souza, a fazer uma ameaça velada de descredenciamento daquela federação, pois com tal estatuto, vetava a divulgação de Roustaing. Tal atitude nunca se tornou efetiva, pois aí a FEB teria de admitir que o Roustaing contradiz Kardec. Seria enforcar-se com sua própria corda.
    .
    Faltaria apenas demonstrar que as tais mensagens de Bezerra de Menezes eram mesmo do espírito dele. Não sei se obtiveram alguma comprovação disso…

  260. Toffo Diz:

    Pra se ver quão velhas e superadas são essas divergências. Bezerra de Meneses morreu em 1900, 112 anos atrás. Roustaing é um ilustre desconhecido para o público de hoje. Essa é uma discussão de paróquia, limitada a certos círculos brasileiros. Essa é mais uma evidência de que o espiritismo só tem valor histórico, nada mais.

  261. Marcos Arduin Diz:

    Bem, Foffo, poderia ser se o Espiritismo fosse coisa só para acadêmicos de Humanidades… Mas diz algum recenseamento por aí que há alguns milhões de pessoas que acham que o Espiritismo é mais do que isso…

  262. Contra o Chiquismo. Diz:

    evidências da existência de espiritos nada né ?

  263. Marcos Arduin Diz:

    Muitas evidências foram apresentadas, basicamente com o reconhecimento por parentes de que o espírito que se manifestava através de um médium revelava conhecimentos e até idiossincrasias e trejeitos do falecido que eles conheceram.
    Isso deveria ser suficiente, mas como refutar as alegadas “as causas naturais” se o pessoal cético insiste nelas, mesmo tendo sido provadas inviáveis?

  264. Contra o chiquismo Diz:

    apresente uma então.

  265. Contra o chiquismo Diz:

    apenas uma verídica.

  266. Contra o chiquismo Diz:

    e lógico, não atestadas por ‘espiritas’ dentro de centros ‘espiritas’.

  267. Antonio G. - POA Diz:

    Contra o chiquismo: Melhor esperar sentado. E na sombra.

  268. Antonio G. - POA Diz:

    Contra o chiquismo: Acho que seria prudente você arranjar um banquinho para poder esperar sentado. De preferência, na sombra.

  269. Antonio G. - POA Diz:

    Desculpem. Pensei que a mensagem tinha se perdido. Acabou saindo em duplicidade.
    .
    Mas, realmente, acho improvável que apareça uma convincente evidência dos alegados fenômenos mediúnicos. Sem uma boa dose de fé, não tem jeito. Já procurei, mas ainda não encontrei nenhuma.

  270. Phelippe Diz:

    Antonio G.
    Eu também procurei, por muito tempo, e nada. Encontrei bastante besteira e, pior, os crentes aceitam sem questionar. Certa vez, uma mulher perguntou a um suposto espírito, incorporado em um médium, se ela poderia ter filhos. O espírito disse que não. Hoje essa mesma mulher tem três filhos e ainda acredita em espíritos puros, elevados etc. E não adianta tentar esclarecer essa gente, eles logo dizem que você está possuído por espíritos das trevas, obsediado etc. É fogo!

  271. Marcos Arduin Diz:

    Bem, vejamos o que é possível…
    Vou citar aqui a Leonore Piper. Ela foi estudada por diversos pesquisadores ao longo de 15 anos, cuja pesquisa foi resumida em 5 grossos volumes. Quiserem saber mais, perguntem ao Vitor. Deve haver algum link aqui que apresente a pesquisa que foi feita, no todo ou em parte.
    William James expressou seu descontentamento com a Sociedade de Pesquisas Psíquicas, pois essa sempre foi hostil aos médiuns. Diz o Arthur Conan Doyle em seu livro História do Espiritismo, que lá na sede dessa sociedade há uma excelente sala de sessões. O difícil era convencer um médium entrar ali. Como salienta William James, os colegas dessa Sociedade queriam descobrir a verdade sobre o Espiritismo, mas impunham uma condição: a verdade é que o Espiritismo é uma fraude. James viu na Piper a vingança contra esse posicionamento em vista do que se obteve das pesquisas com ela.
    .
    Leonore Piper foi investigada, vigiada e suas declarações sob transe mediúnico analisadas. Citarei aqui o caso da família Hyslop.
    Robert Hyslop falecera e tempos depois passou a dar comunicações através de Leonore Piper. Seu filho, James Hyslop, dizia que o jeito de se expressar, os trejeitos, o uso das palavras eram sem dúvida os do pai dele. O pesquisador então perguntou-lhe se ele sabia de algum assunto familiar, que não se tornou público, de forma que pudesse assim testar se a manifestação do Robert espírito seria autêntica. Claro, fica aqui a sempre possibilidade de a médium obter informes de algum jeito que escapara à vigilância dos pesquisadores.
    James pensou, pensou e lembrou-se de um caso. O vizinho deles, o Sr Cooper, tinha uns perdigueiros bravos, que um dia pularam a cerca que separava as fazendas de ambos e mataram algumas ovelhas do Robert Hyslop, que ficara muito irritado com o incidente.
    .
    O pesquisador então entrevistou o espírito manifestante e perguntou-lhe o que ele pensava do Sr Cooper. Pois o espírito debulhou-se em elogios. Disse que o Sr Cooper era uma pessoa maravilhosa, um bom filósofo e que ambos tiveram muitas discussões agradáveis sobre os temas de Filosofia. Inclusive trocaram muitas cartas, etc e tal. O pesquisador não entendeu nada e comunicou o relato do filho de Robert. James NEGOU TUDO, eles nunca foram amigos. Filósofo? Jamais: o Sr Cooper era um baita dum bronco, enfim nada a respeito do incidente da matilha. Aí James resolveu tirar a coisa a limpo ele mesmo.
    .
    Entrevistando-se com o espírito do pai, questionou essa suposta amizade com o Sr Cooper, da qual jamais soubera. E o espírito do pai insistiu:
    _ Pensa que já não era meu amigo? Havia até as cartas…
    Aí o rapaz pôs as cartas na mesa:
    _ Então quando os cachorros dele mataram suas ovelhas, você não ficou tão irritado como pareceu?
    Aí o espírito, caindo em si como aconteceria a qualquer encarnado, disse:
    _ Não pensei absolutamente nele, que nunca foi nem nosso parente, nem amigo. O Samuel…
    Aí então o espírito esclareceu que quando lhe perguntaram do Sr Cooper, ele pensou em Joseph Cooper, um filósofo do qual fora amigo por vários anos e se ele tinha dúvidas, podia esclarecê-las com a mãe, que ainda guardava as cartas que trocaram.
    .
    O pesquisador e James foram conferir e só então viram que tudo era mesmo verdade. Como devem saber, Kardec dava mais valor a coisas desse tipo do que a mirabolantes materializações ou outros fenômenos de efeitos físicos. Agora vejamos se os cavalheiros podem responder às minhas perguntas ou se vou ter de arrumar uma rede à sobra:
    .
    1 – Se nem o próprio filho sabia do filósofo Cooper, como Piper saberia?
    .
    2 – Existe umas bobagens parapsicológicas, sustentadas pelo Quemedo e outros, sobre captações inconscientes do pensamento, etc e tal. Isso já seria um fenômeno fantástico, mas nunca nos apresentaram provas cabais de que isso de fato aconteça. E no caso aqui, por que o inconsciente da Piper deixou de captar o Cooper da matilha para ir captar um outro Cooper, desconhecido do filho do falecido e do pesquisador?
    .
    3 – O pessoal cético joga com palavras mágicas tipo “leitura fria, quente ou morna” e através desses artifícios hábeis, o médium consegue obter informações, inconscientemente passadas pelos consulentes. Expliquem então por qual leitura a médium obteria informes os quais os consulentes desconheciam.
    .
    Fico no aguardo.

  272. Toffo Diz:

    alguns milhões de pessoas? três, quatro milhões que seja, num país de 200? É muito pouco, Arduin. Se for contar o resto do mundo, não enche um ginásio de esportes. Qual será a causa dessa baixa adesão? A revelação dos “espíritos superiores” não comove as massas? Ou só comove uns poucos eleitos, como vc? É como te falei. Desde os tempos históricos nos meados do 19 o espiritismo (kardecista) nunca teve uma penetração que pudesse ser considerada expressiva. A “terceira revelação” nunca seduziu as massas. Só pra te lembrar, no próprio censo de 2010 o IBGE informa que 8,5% das pessoas não tinham religião alguma. Ou seja, 17 milhões, quase a população de Minas Gerais. Muito mais do que os 3 milhões de espíritas.

  273. Antonio G. - POA Diz:

    Estórias, Arduin. Estórias antigas que não têm como serem comprovadas… Tudo o que é tido como forte evidência é sempre bem antigo. Esses fenômenos atribuídos a Leonore Piper, são “pré-históricos”. Todo mundo conhece, mas poucos dão importância, porque não há como conferir nada disto. Mas não há nada atual que sirva de evidência aceitável? Eu mesmo respondo: Não!
    Se houvesse, seria matéria dos principais veículos da mídia informativa. Capa dos maiores jornais do mundo. Matérias na CNN, NBC, etc. No entanto, só vemos matérias deste tipo em reportagens caça-níqueis de programas de TV de 5ª categoria, em revistas direcionadas ao público “esotérico” ou em tablóides sensacionalistas. Ou quando a Veja ou a Época resolvem baixar mais um pouco o nível da (des)informação.
    Arduin: Não há evidência convincente. Essas que você aponta, a menos que se queira muito acreditar, não convencem ninguém. Você sabe disso.

  274. Fabiano Diz:

    Minha primeira vez aqui neste blog e estou gostando das conversas. Já fui mais espírita que agora pra dizer a verdade, mas algo que me deixa incomodado é a falta de transparência de alguns para querer impor “suas verdades”. Ao comentar “Certa vez, uma mulher perguntou a um suposto espírito, incorporado em um médium, se ela poderia ter filhos. O espírito disse que não. Hoje essa mesma mulher tem três filhos e ainda acredita em espíritos puros, elevados etc.”, sem fornecer mais detalhes, acredito que não está ajudando muito, quero dizer, acaba complicando ainda mais. Certa vez onde e quando? Que mulher? Qual espírito? Qual médium? Como podemos confirmar que este relato é verdadeiro? “E não adianta tentar esclarecer essa gente, eles logo dizem que você está possuído por espíritos das trevas, obsediado etc. É fogo!” Esclarecer? “Espíritos das trevas?” Talvez não esteja, mas também parece não estar possuído pelo “espírito da verdade”. “Encontrei bastante besteira e, pior, os crentes aceitam sem questionar.”. E quer que acreditemos nesse relato sem questionar também? Bem…

  275. Marcos Arduin Diz:

    Pois é, Sr Antônio Gê de Porto Alegre e Saltitante…
    Vocês céticos exigem que a coisa não tenha história. É só o que tem a dizer? É coisa velha e por isso caducou? E se eu lhe desse o que quer, uma coisa atual e a esfregasse na sua cara, com todos os critérios científicos preenchidos. Que dirá o seu descendente daqui a 100 anos? Que é coisa velha e caducou?
    Por isso que desdenho das súplicas céticas. Vamos ao infinito com suas exigências, mas nunca os contentamos. Então fica cada um pro seu lado.
    .
    Ô seu Ex-Toffado! Uma das respostas céticas é que bilhões de moscas comem merda e com essa força de números, fica evidente que podem estar erradas… Coma merda também! Então uns 17 milhões não têm religião, certo? E daí? Eles perdem feio para mais milhões que creem na infabilidade da Bíblia… Ou na eterna virgindade de Maria, ou na ressurreição em corpo e alma do Cristo…
    O que números provam por aqui?

  276. Marcos Arduin Diz:

    Seu Fabiano, que pergunta mais idiota a da mulher que você mencionou. Eu faço outra: por que um espírito (qualquer espírito) deveria saber se ela teria filhos ou não? Às vezes isso é possível, mas nem sempre provocado. A senhora que faz limpeza na minha casa dois dias por semana não pensava em ter filhos. Mas uma médium chegou a ela perguntando se ela tinha filhos (isso ocorreu num supermercado e não num centro, pois inclusive ela não é espírita). Respondendo que não e que não desejaria ter, ouviu de volta que ao olhar para ela, viu um bercinho e que era uma pista de que teria filhos em breve. De fato, poucos meses depois ela engravidou e teve uma filha. Vá entender…
    .
    Mas esteja certo de uma coisa: o que você contou será acolhido pelo pessoal cético como absoluta verdade. Nenhum deles duvidará de você. Já da minha história, que é real, virão uma série de desculpas… Aposto e ganho.

  277. Antonio G. - POA Diz:

    Ô Arduin!!! Não precisa esfregar na minha cara…
    Apenas aponte uma evidência atual, “com todos os critérios científicos preenchidos”, que eu capitulo, “enfio minha viola no saco”, e admito a existência de espíritos e de fenômenos mediúnicos. Seria curioso eu retroceder e voltar a creditar nisso. Mas, diante de uma evidência irrefutável, só um maluco insistiria em negar. E eu não sou maluco – acho. O problema que essa evidência “non ecziste”, como diria aquele padre.

  278. Marcos Arduin Diz:

    Especifique “todos os critérios científicos preenchidos”. Sim, pois eu quero saber como deve ser feito um experimento e esse tenha validade permanente. O pessoal que trabalhou com a Piper usou dos critérios científicos para cercar a madame e garantir que ela não fraudava. Não me consta que foram desmentidos. Então os ditos experimentos continuariam válidos dentro dos critérios científicos (se os experimentos não foram provados falhos ou insuficientes, então não há motivos para serem rejeitados…). Velhice apenas não pode ser usada como justificativa para dizer que não valem hoje…

  279. Toffo Diz:

    Por isso mesmo, Arduin. Quer dizer que 96% do Brasil comem merda (os católicos, evangélicos, outras religiões e sem religião). Só os 3 ou 4% comem caviar, os espíritas, hehehe… conheço essa retórica de longa data. Sempre se achando o pináculo da evolução! Ainda bem que tô fora.

  280. Contra o Chiquismo. Diz:

    evidências da existência de espiritos nada né’ ?

  281. Marciano Diz:

    As moscas podem até comer merda, pelo menos não são espíritas. Espírita come merda no sentido metafórico. As merdas que cx e outros falaram e escreveram.

  282. Antonio G. - POA Diz:

    Arduin: Foi você quem disse: “…se eu lhe desse o que quer, uma coisa atual e a esfregasse na sua cara, com todos os critérios científicos preenchidos…”. Você é quem poderia especificar melhor o conceito de “todos os critérios científicos preenchidos”.
    .
    Eu vou abster-me de enumerar alguns “critérios científicos” típicos da época em que a Piper manisfestava suas supostas capacidades mediúnicas. Deixemos prá lá.

  283. Perguntar Não Ofende Diz:

    Sr. Marcus,
    Concordo em partes com a “afirmação de que o que importa é conteúdo”.
    Existem muitas pessoas que acreditam piamente só porque algo foi psicografado por determinado médium ou determinado espírito. E essa parcela , talvez a a maioria de espíritas, se encarrega de envolver esses médiuns e espíritos numa aura de infalibilidade, de tratá-los como semi-deuses,donos absolutos da verdade.
    Aliás, segundo o espiritismo, toda a obra de Kardec teria sido ditAda ou revisada pelo “Espirito da Verdade”!

    Quer dizer que para “convencer” a massa vale lançar mão de qualquer artificio, inclusive de mentiras?
    Uma coisa é o médium ignorar determinado fato, outra coisa é ele dizer ou demonstrar estar sendo assistido por esprito de alta envergadura e falar besteria, mentiras ou sair pela tangente quando inquirido.
    No exemplo que o senhor mesmo citou,” se” Publius Lentulus nunca existiu, então uma mentira foi veiculada e muita gente foi e vem sendo enganada esse tempo todo? Será que os fins justificam os meios?
    Para passar um conteúdo moral lança-se mão de falsidades? Não é um contra-senso?
    Infelizmente, o que tenho visto, é que aquilo que os espiritas (a maioria) não aceitam ou condenam nas outras religiões,sobretudo na católica, eles encontram sempre uma justificativa quando se trata de algum deslize de seus ícones.
    É por essas e outras que me afastei, não da espiritualidade, porque a espiritualidade , a paranormalidade e a mediunidade continuam existindo independente da doutrina espírita.

  284. Marcos Arduin Diz:

    Deixemos mesmo pra lá, Antônio Gê de Porto Alegre e Saltitante, pois realmente não vejo solução para o impasse. Alegam vocês que os métodos usados pelos pesquisadores antigos eram “primitivos e falhos”, ainda que não consigam dizer onde foi que erraram por mais que eu solicite isso.
    Tudo o que me apresentaram até agora foi só piada. Se os céticos não sabem demonstrar onde erraram os pesquisadores antigos, então como vou saber que são capazes de identificar os truques modernos e eficazes que “médiuns” ilusionistas usariam hoje em dia? Sim, pois se os métodos de verificação melhoraram, os métodos ilusionistas também…

  285. Antonio G. - POA Diz:

    Certo, Arduin. Se você já assistiu, de preferência ao vivo, a um bom show de ilusionismo, sabe como é possível as pessoas se iludirem com truques de prestidigitação. Eu já assisti a números de magia que, se não fossem assumidamente truques, eu seria capaz de jurar pelos meus dentes incisivos que materialização, telepatia e adivinhação são coisas reais. Mas são apenas truques.

  286. Marcos Arduin Diz:

    Minha cara Sra Perguntar…
    “Concordo em partes com a “afirmação de que o que importa é conteúdo”.
    Existem muitas pessoas que acreditam piamente só porque algo foi psicografado por determinado médium ou determinado espírito. E essa parcela , talvez a a maioria de espíritas, se encarrega de envolver esses médiuns e espíritos numa aura de infalibilidade, de tratá-los como semi-deuses,donos absolutos da verdade.”
    - Esse é um problema de duas partes que ficam felizes com os resultados obtidos. Os mistificadores se sentem endeusados e os expectadores se sentem incensados… Fazer o que? Quanto a mim, sempre que posso chio horrores contra essa situação. Veja bem que pessoas assim não são bem vistas por conta exatamente do que você disse. Os próprios combatentes não combatem quando são chamados. O Alamar Régis fez um programa com o Carlos Baccelli, famoso pelas asneiras que escreve. Há páginas na internet, onde certos espíritas criticam duramente o que ele escreveu ou disse. Alamar convidou esses caras para discutirem cara a cara com o Baccelli. Sabe o que aconteceu? NENHUM apareceu. Alamar teve de fazer o programa só com o Baccelli e ainda teve de ouvir críticas de que estava “promovendo o empulhador”… Vê como é a coisa?
    .
    “Aliás, segundo o espiritismo, toda a obra de Kardec teria sido ditAda ou revisada pelo “Espirito da Verdade”!”
    - Sim… O próprio Kardec diz isso na introdução. Ele de fato acreditou nisso. Agora quem seria esse Espírito da Verdade? Seria um ESPÍRITO SUPERIOR? Ou apenas um espírito relativamente mais evoluído em relação ao grau evolutivo da Humanidade da época? O tempo é o juiz aqui, Sra Perguntar. Se há coisas no LE que são comprovadamente falsas hoje ou muito duvidosas, então suponho que o tal Espírito da Verdade desconhecia o assunto ou simplesmente não mandou Kardec retirar o texto, já que não seria prudente se pronunciar a respeito (como é dito no mesmo livro, os espíritos não podiam fornecer conhecimentos já prontos e acabados).
    .
    Quer dizer que para “convencer” a massa vale lançar mão de qualquer artificio, inclusive de mentiras?
    - Mentiras podem ter pernas longas ou curtas. O lance é quanta responsabilidade há nesta mentira. Se o mentiroso é consciente, então é um safado que agiu de má fé. Se o cara é ignorante e fala do que acha que sabe, eventualmente agiu de boa fé, mas com imprudência.
    .
    “Uma coisa é o médium ignorar determinado fato, outra coisa é ele dizer ou demonstrar estar sendo assistido por esprito de alta envergadura e falar besteria, mentiras ou sair pela tangente quando inquirido.”
    - Então você já tem a prova: tal médium é uma fraude ou, se verdadeiro, não sabe distinguir um espírito “de alta envergadura” de um de “alta severgonhadura”. Por isso então pode desdenhar da figura. É o que eu faria. Talvez, se conseguir um tempo e mais contribuições como essas aqui do blog, eu escreve um livro: Guia Politicamente Incorreto do Espiritismo…
    .
    “No exemplo que o senhor mesmo citou,” se” Publius Lentulus nunca existiu, então uma mentira foi veiculada e muita gente foi e vem sendo enganada esse tempo todo?”
    - Exato. Inclusive se você ver os tópicos neste blog sobre este tema, verá inclusive que a Federação Espírita Brasileira TINHA MEIOS de verificar a fraude de Emmanuel. Poderia ter questionado o Chico e exigir dele que afirmasse ser aquele romance uma obra de ficção. Mas a FEB, ESPIRITÓLICA, achou bonita a história e deu o aval ou nem procurou saber nada a respeito. Muito erraram aqui, Sra Perguntar, e não só o Chico.
    .
    “Será que os fins justificam os meios?
    Para passar um conteúdo moral lança-se mão de falsidades?”
    - Bem, posso dizer-lhe que eu NÃO passaria adiante coisas que eu saberia serem falsas. Mas não estou isento de ser enganado ou de estar de posse de dados que julgo verdadeiros dentro dos meus conhecimentos, mas que no futuro sejam constatados como falsos. Eu sou cientista e vejo muito isso em Ciência. Coisas que eram verdade 30 anos atrás, hoje já não são mais verdade. E há coisas ditas há 300 anos que continuam verdadeiras…
    .
    “Não é um contra-senso?”
    - É. Mas mentir em defesa da fé é algo comum a muitos. Em defesa da fé, vale tudo. Os espíritas não estão livres disso, infelizmente. Mas a minha maior decepção foi quando me deparei com os grandes sábios céticos mentindo para defender a fé cética. Sabe, eu já havia lido mais 50 obras cristãs anti-espíritas, tentando ver se havia algo de válido nos argumentos contrários ao Espiritismo. Só me deparei com pataquadas bobas.
    Quando descobri o pessoal cético, achei que ia ver agora refutações cientificamente embasadas contra o mediunismo. Aí sim poderia ver onde erraram os pesquisadores e se realmente o Espiritismo não tinha qualquer base científica.
    Foi outra decepção e piorou ainda mais quando peguei o grande bambambam cético Massimo Polidoro mentindo em defesa da fé cética.
    Portanto, Sra Perguntar, a fé é MUITO PODEROSA, move montanhas sim senhora e acaba por fazer pessoas acreditarem que mentir em defesa de uma melhor moral vale a pena.
    Uma pena…
    .
    “Infelizmente, o que tenho visto, é que aquilo que os espiritas (a maioria) não aceitam ou condenam nas outras religiões,sobretudo na católica, eles encontram sempre uma justificativa quando se trata de algum deslize de seus ícones.”
    - Já dizia um filósofo alemão que acabou doido: De tanto perseguir o Dragão, você se torna o Dragão…
    .
    “É por essas e outras que me afastei, não da espiritualidade, porque a espiritualidade , a paranormalidade e a mediunidade continuam existindo independente da doutrina espírita.”
    - Já no meu caso, eu prefiro separar o joio do trigo, sem nunca me deixar iludir com pessoas. Não lembro exatamente qual o diálogo, nem do assunto tratado, mas o próprio Chico Xavier teria dito a um senhor, do qual percebeu sentir por ele, Chico, um desusado entusiasmo:
    _ Prefiro que se decepcione comigo agora do que alimentar todo esse endeusamento por anos e sofrer muito quando se decepcionar mais adiante.
    Eu trabalho em assistência espiritual, ajudo o centro onde trabalho e meus anos de vida (não sei a sua idade) ensinaram-me que nunca acharei perfeição em lugar nenhum. Nesse aspecto, o Espiritismo não sai perdendo para nenhuma religião, filosofia ou ciência.

  287. Marcos Arduin Diz:

    Sabe, Antônio, os truques ilusionistas são preparados com antecedência, são vistos por ângulos permitidos e o público fica na plateia: não pode ver as preparações, nem nada… Pois aí se descobriria tudo e lá se ia a graça da ilusão.
    Foi o que fez George Sexton, ilusionista e espírita, quando colegas deles passaram a incluir em seus números umas pataquadas para desmoralizar o Espiritismo. Ele protestou e os colegas lhe deram uma banana. O que ele fez? Uma palestra mostrando as diferenças entre o que era fenômeno mediúnico e os truques ilusionistas e inclusive demonstrou como eram feitos alguns desses truques, que eram os maiores segredos dos mágicos. Sexton prometeu prosseguir, mas aí seus colegas resolveram fazer um acordo e pararam com as palhaçadas anti espíritas…
    .
    O meu problema com o seu argumento é que ATÉ HOJE, não me mostraram como é que os médiuns faziam os seus truques. Já me deram uma desculpa de que “após tantos anos, não há como sabe quais truques usavam…”. Minhas cachorras dariam desculpas melhores…

  288. Antonio G. - POA Diz:

    Arduin, muitos casos de supostas manifestações mediúnicas já foram desmascarados, inclusive alguns com a participação e o “insuspeito” aval do Chico Xavier. Claro que isso não prova que todos os fenômenos são falsos. Mas os céticos continuam esperando uma evidência inequívoca.
    Falando apenas por mim, acho realmente fácil mudar de idéia, caso apareça uma boa razão para isso, porque eu não teria que romper com nenhuma fé ou crença. É apenas uma questão de alterar uma convicção diante de um fato irrefutável. Só está faltando esse fato.

  289. Marcos Arduin Diz:

    Seu Antônio Gê de Porto Alegre e Saltitante…
    Grande maioria das coisas nas quais acreditamos NÃO foi testemunhada por nós pessoalmente. Eu mesmo dou aulas sobre tantas coisas científicas as não contribuí diretamente. São coisas que outros fizeram ou descobriram e eu aqui repasso aos meus alunos. Contudo, a minha formação científica me permite, ao topar com afirmativas erradas ou opiniões discordantes entre cientistas, reconhecer os erros e eventualmente optar por uma ou outra opinião.
    .
    Topo às vezes com citações em alguns livros que dizem que no caso das plantas holoparasitas, as raízes sugadoras vão só até o floema (que conduz a seiva elaborada pelas folhas) e não até o xilema (que conduz a água e sais absorvidos pela raiz). Só que eu sei que esta afirmação está errada, pois já obtive lâminas histológicas que mostram que há raízes haustório tanto para o xilema como para o floema. É um PRECONCEITO científico, que foi dito por algum autor influente e até hoje é dito de vez em quando… Ciência é assim, meu caro.
    .
    Apesar da sua queixa, você não precisaria testemunhar ao vivo e em cores algum evento mediúnico irrefutável, ainda mais considerando a sua ignorância no assunto. Se nada sabe do riscado, como é que vai saber se o que viu é fraude, ilusionismo ou mediunismo real?
    .
    Ao ler a pesquisa que foi feita com Leonore Piper, eu posso organizar os protocolos usados, analisá-los e ver se há furos no processo, se os autores se enganaram em algum lugar. O mesmo pode ser estendido para os outros pesquisadores. Somando isso, você poderia fazer um juízo de valor. Mas se prefere fugir do assunto, alegar velharia, suposta impossibilidade de verificação, etc e tal, então a nada chegaremos.
    .
    É me pedir muito para que eu, sabendo da ocorrência de fraudes confirmadas aqui ou lá com tal ou qual médium, deva por conta disso aceitar a afirmativa cética de que O RESTO É TUDO IGUAL…

  290. Marciano Diz:

    Arduin, você acredita no que diz o Baccelli? Eu vi, na net, o programa que você citou e conheço o Alamar de longa data, ele foi sargento da Aeronáutica, meio esquisitão, já teve programas na televisão, tem sites na net, não me passa muita seriedade, parece mais um espírita alternativo, apesar de parecer bem intencionado.
    Também tive a impressão de que ele estava promovendo o “empulhador”.
    .
    Pelo que me consta, muitos espíritas (acho que a maioria) entende que o tal espírito da verdade seja o personagem fictício criado pela ICAR, Jesus.
    .
    Eu, particularmente, acreditaria em espíritos se um deles aparecesse diante de mim, agora, por exemplo, atravessasse paredes na minha frente, dissesse o que estou pensando no momento, coisas assim. Ocorre que sou muito desimportante para os espíritos, eles não têm o menor interesse em me convencer. Parece que essas coisas só acontecem com outras pessoas, já ouvi muitas narrativas, nunca vi, ouvi, ou percebi de qualquer forma qualquer manifestação de espiritualidade.
    Seria muito bom se a vida não acabasse com a morte, se houvesse vida espiritual. Eu iria até para o inferno, umbral, qualquer lugar desses, melhor do que deixar de existir. Também gostaria que houvesse alguma divindade boazinha e justa tomando conta do universo e até de nós, os humanos que existem num cantinho do universo, juntamente com milhões de outras formas de vida atuais ou já extintas. Também gostaria se o Superman, o Homem de Ferro, o Homem Aranha ou o Batman estivessem combatendo a criminalidade e nos protegendo dos malfeitores (gostaria mais ainda se fosse a Mulher Maravilha).

  291. Marciano Diz:

    Wonder Woman!
    All the world is waiting for you
    and the power you possess
    In your satin tights
    fighting for your rights
    And the old red white and blue
    Wonder Woman!
    Wonder Woman!

    Now the world is ready for you
    and the wonders you can do
    Make a hawk a dove
    stop a war with love
    Make a liar tell the truth

  292. Toffo Diz:

    Eu nunca vi um espírito. Mas, mesmo que eles existissem, não teriam a menor relevância. O mundo passa muito bem sem eles. A cada dia que passa, me convenço mais e mais do quão é ilusória a crença de que espíritos superiores baixaram à terra para ensinar os vivos. Pelo conteúdo, a revelação dos espíritos não traz nada de novo, não ocasiona nenhum entendimento excepcional, não sai daquilo que já se sabe. Pelo contrário, em muitos pontos fica aquém. Os espíritos não contribuem para o debate geral das ideias científicas e filosóficas, não contribuem para o progresso das ciências humanas, calam-se sobre quaisquer pontos polêmicos do conhecimento humano. Na verdade, só se manifestam para portar-se como padres ou pastores, dando sermões e pregações, nunca saindo da craveira moralista, quase todos muito inferiores aos melhores teólogos e teóricos do conhecimento religioso, e desprovidos do charme de um Padre Vieira. Se isso é a revelação espírita, é muito pouco. Talvez seja por isso que o espiritismo entusiasme tão pouca gente.

  293. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Wonder Woman!
    Wonder Woman!
    Now the world is ready for you
    and the wonders you can do
    Make a hawk a dove
    stop a war with love
    Make CX AND DPF tell the truth

  294. Contra o Chiquismo. Diz:

    evidências da existência de espiritos nada né´- ?

  295. Marcos Arduin Diz:

    “Arduin, você acredita no que diz o Baccelli?”
    Não. Mas diz cada coisa gozada que se você soubesse, teria muito com o que se divertir com a credulidade daqueles que o acham o máximo.
    .
    Quando se manifestou a Kardec, o Espírito da Verdade foi taxativo: dele só saberia isso. Diz a lenda que Kardec insistiu, mais tarde, em saber e aí o suposto espírito disse que fora Jesus… Tudo isso para mim tem cheiro de um teste pro Kardec cair na real…
    .
    Como já disse aqui perto, muito do que acreditamos, nunca testemunhamos. Seria mais honesto da sua parte e dos outros dizerem que simplesmente não querem acreditar em espírito e fim de papo. Como já dizia Kardec, os materialistas por sistema, não acreditariam em espíritos, mesmo se os vissem. Confesse que o mesmo se daria com você, certo?
    .
    “Eu nunca vi um espírito.”
    Eu também não, Ex-Toffado.

  296. Perguntar Não Ofende Diz:

    Sr. Arduin, foi muito bom e produtivo para mim esse diálogo, uma constatação a mais de que estou no rumo certo.
    Quanto ao Chico, não o conheci de perto, mas acho que exigiram demais dele, além daquilo que ele veio fazer aqui.

    Acharam que ele tinha que ter resposta para todas as
    dúvidas,mistérios e enigmas do Universo.Talvez algumas vezes ele tenha errado em tentar corresponder ao que as pessoas esperavam dele, em tentar responder questões que ele não tinha obrigação de saber nem de responder.

    Tentaram fazer dele um guru que lhes indicasse o caminho a ser seguido, que lhes desse todas as respostas,
    esquecendo-se que na vida há respostas que cada um tem que buscar por si mesmo percorrendo seu próprio caminho.

    Chico veio para percorrer o caminho dele e nesse sentido acho que conseguiu terminar bem a prova.
    A cada um cabe descobrir qual a melhor maneira de percorrer o seu para chegar lá no final da prova vencedor, porque os caminhos não são todos iguais, a própria lei da reencarnação determina que seja assim.
    Posso estar enganada, mas é assim que penso.

  297. Marciano Diz:

    Contra, isso excedo os poderes na Mulher Maravilha. Ninguém consegue.
    .
    Arduin, você NUNCA vai ver um espírito, valendo 1 real também.

  298. Marciano Diz:

    “… excede os poderes…”

  299. Marciano Diz:

    O mais perto que cx chegou foi quando a Mulher Maravilha meteu o laço nele e ele disse (segundo Baccelli): “A verdade que fere é pior do que a mentira que consola”.

  300. Contra o Chiquismo. Diz:

    mudando um pouco:

    existência de espiritos nada de evidências né ?

  301. Marciano Diz:

    Para quem não está entendendo meu diálogo com o Contra o Chiquismo, a Mulher Maravilha recebeu dos deuses um laço mágico inquebrável que faz com que as pessoas tocadas digam a verdade.

  302. Marciano Diz:

    Aliás, a histórias da Mulher Maravilha são bem melhores do que aquelas de cx.

  303. Antonio G. - POA Diz:

    Ok, Arduin. Você está convencido da existência de espíritos. E acredita que estão evidenciados os poderes mediúnicos da Piper. Para mim, tudo bem.
    Só um detalhe: Eu realmente não sou um expert na matéria, mas estou um pouco longe de ser ignorante. Posso até saber menos do que você, que sabe bastante, mas o que conheço deste assunto não é pouco. Aliás, “na real”, não há tanto assim para saber… Eu militei no espiritismo por muito tempo. E li centenas de livros espíritas. Muitas centenas. E hoje percebo que tudo poderia ser resumido em um só volume. E não teria muitas páginas.
    .
    Um bom dia para todos!

  304. Toffo Diz:

    é verdade. Não subestime os outros. Eu também li centenas de livros espíritas, melhores e piores, alguns eu reli e treli. Fui monitor de curso de médiuns (até isso…). Fiz até palestras. Enfim…

  305. Fabiano Diz:

    **Marcos Arduin, obrigado por ter se dado ao trabalho de me responder. Continuarei lendo o que você escreve e acredito que muitos, assim como eu, estamos aprendendo com a sua experiência no espiritismo. Você faz parte do CUEE ou algum outro movimento dentro do espiritismo?
    **Vitor Moura, eu pensei que vc fosse o Moura do fórum espírita, mas acho que enganei.
    **Contra o Chiquismo e Marciano, acho que vcs estão aqui apenas para brincar, desculpem minha sinceridade, mas não consigo ver nada de aproveitável nos seus comentários. Contra o Chiquismo vive escrevendo “existência de espiritos nada de evidências né ?”, mas o Marcos já apresentou as evidências dele, agora devemos ter a capacidade de questioná-las ou não. Aliás ele mesmo pergunta: quais as evidências que seriam válidas? Essa é a parte mais difícil, eu acho.
    **Antonio, também sou como vc, tb já li mta coisa. Hoje prefiro fazer as buscas de forma independente. Aliás acredito que mesmo aqueles que não acredita em nada no além, vêm aqui para tirar dúvidas. Aposto que seja essa busca que o motiva a vir aqui sempre, certo?
    **Toffo, vc tem vídeos de suas palestras no youtube ou em algum site que possamos ver?

  306. Antonio G. - POA Diz:

    Fabiano, eu participo do blog porque gosto de conhecer novas matérias ou, pelo menos, novas perspectivas sobre matérias antigas, saber as opiniões dos outros, analisar os argumentos, opinar, discordar,… enfim, interagir. E, principalmente, me divertir.

  307. Marcos Arduin Diz:

    Sra Perguntar, sinto-me feliz por ter sido útil.
    .
    Sr Antônio Gê de Porto Alegre e Saltitante…
    Tenho lá as minhas dúvidas de que tenha lido muitas centenas de livros espíritas… Por nunca ter refutado nada do que mostrei, apenas berrando para que eu descreia do assunto, ou você está fantasiando, ou se leu tanto livros assim, devem ser todos sobre o mesmo tema… Muito que bem, suponho então que, já que leu centenas de livros espíritas, então deve ter lido as pesquisas envolvendo a Piper e assim gostaria que as REFUTASSE. Se nada tem a dizer, então admita que apenas se desencantou do Espiritismo apenas por motivo de gosto, mas não por decepção.
    .
    Não Fabiano, não faço parte de nenhum movimento espírita. Sou free-lancer… Discuto de vez enquanto em alguns fóruns, como o Religião é Veneno apenas.

  308. Marciano Diz:

    Estive lendo uma matéria no joanadarc e descobri que eu, Contra o Chiquismo, Antonio, Toffo, Vitor (principalmente) e outros vamos, no futuro, ser GRANDES VULTOS DIVULGADORES DO ESPIRITISMO, talvez como cx ou dpf.
    Descobri também que o Arduin DEMONSTRA A FALTA DE ESTUDO DO ESPÍRITA.
    Para quem não acredita, veja por si próprio aqui:
    http://joanadarc.wordpress.com/2012/05/30/criticas-as-obras-psicografadas-de-chico-xavier/
    “Não é difícil encontrar pessoas que dedicam grande parte do seu tempo disponível no combate a Doutrina Espírita.
    Buscam de todas as maneiras por textos diversos de autores de todo o planeta alguma divergência, alguma falha, alguma prova concreta sobre a psicografia e ao Espiritismo.
    E vejo que muitos Espíritas entram em confronto através de palavras com essas pessoas.
    Não fico triste com a pessoa que faz a crítica. Simplesmente porque o Espiritismo um dia será provado pela própria comunidade Científica. É apenas questão de interesse, tempo e estudo. Já está previsto.
    SEM CONTAR QUE ESSAS PESSOAS QUE NESSA VIDA ATUAL PERSEGUEM OS ESPÍRITAS E A DOUTRINA ESPÍRITA AO CHEGAR NO PLANO ESPIRITUAL SÃO TOMADAS POR GRANDE PESO NA CONSCIÊNCIA AO DESCOBRIR QUE A TÃO PERSEGUIDA DOUTRINA É JUSTAMENTE A PALAVRA DE JESUS EM SUA TERCEIRA REVELAÇÃO.
    ESSAS PESSOAS CRÍTICAS REENCARNAM NOVAMENTE EM MAIORIA COMO GRANDES VULTOS DIVULGADORES DO ESPIRITISMO COM UMA FORÇA JAMAIS VISTA PELA NECESSIDADE DE RESGATE.

    SENDO ASSIM FICO TRISTE NA REALIDADE COM OS PRÓPRIOS ESPÍRITAS QUE DEBATEM AS QUESTÕES LEVANTADAS CHEGANDO A ENTRAR EM CONFRONTO VERBAL COM O CIDADÃO.
    ESSA ATITUDE DEMONSTRA A FALTA DE ESTUDO DO ESPÍRITA. NECESSITAMOS TODOS DE MAIS ESTUDOS E DE NÃO APENAS LEITURA MAS ESTUDO DA OBRA ESPÍRITA.
    Uma das grandes lições de Chico Xavier quando foi perseguido em sua cidade foi justamente não buscar discussão, não dar ibope, não revidar e seguir trabalhando, estudando e agindo na caridade!
    Sem contar que muitos sites e blogs colocam temas para gerar polêmica de propósito para gerar grande número de visitação e lucrar dinheiro com propagandas. A cada página aberta e clique gera receita.
    Portanto Espíritas, unidos seguimos em nosso caminho pela busca da verdadeira moral cristã, perdoando setenta vezes sete, nos colocando no lugar do próximo e fazendo sempre o bem.

  309. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Portanto Espíritas, unidos seguimos em nosso caminho pela busca da verdadeira moral cristã, perdoando setenta vezes sete, nos colocando no lugar do próximo e fazendo sempre o bem.”

    Aqui quem deveria perdoar setenta vezes sete, xinga os opositores de BABACA ;evidências da existência de espiritos que é bom nada né ?

  310. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Fabiano Diz: **Contra o Chiquismo e Marciano, acho que vcs estão aqui apenas para brincar, desculpem minha sinceridade, mas não consigo ver nada de aproveitável nos seus comentários. Contra o Chiquismo vive escrevendo “existência de espiritos nada de evidências né ?”

    o sr está convidado a provar o principal DOGMA do ‘espiritismo’ :existência de espiritos

  311. Contra o Chiquismo. Diz:

    apenas uma verídica.
    e lógico, não atestadas por ‘espiritas’ dentro de centros ‘espiritas’.

  312. Contra o Chiquismo. Diz:

    Fabiano
    dá meu endereço ao CX!!!!!!!!!!!

    https://www.youtube.com/watch?v=z2JN_fOkb-w

  313. Contra o Chiquismo. Diz:

    Marciano; Antonio G.; Toffo; André Ribeiro; Vitor Moura

    dá meu endereço a Penelope Cruz!!!!!!

    http://wackymania.com/image/2010/10/most-beatiful-women/most-beatiful-women-01.jpg

  314. Toffo Diz:

    este texto da joana d’arc seria cômico se não fosse trágico. À primeira vista é de um sarcasmo brutal, mas depois se pensa que o autor ou autora escreveu na boa-fé. Os espíritas se parecem um pouco com os fundamentalistas muçulmanos, que já chamam a jihad quando alguém satiriza ou desenha Alá. Os espíritas não têm jihad, mas adoram uma guerra de palavras. Parafraseando o texto, há vários espíritas que passam todo o tempo disponível combatendo os “infiéis”, quando podiam fazer o bem e a caridade, como manda o guru Kardec.

  315. Marciano Diz:

    Toffo, o texto não é da santa esquizofrênica Jeanne D’arc, mas do blog joanadarc. No mais, concordo 100% com você.

  316. Marciano Diz:

    Sobre a santa e as vozes que ela ouvia, a wikipedia francesa diz:
    “Certains auteurs (Anatole France) ont estimé que le phénomène des perceptions de Jeanne d’Arc ait pu être le fruit d’hallucinations auditives, provenant de possibles formes de “dissociations du moi” ou d’intenses états émotionnels provenant d’éventuelles infections d’origine tuberculique. Il n’en demeure pas moins, selon l’ouvrage Jehanne, la Délivrance (éd. Peleman 2011 – Dominique Blumenstihl-Roth, Jehanne, la Délivrance, éd. Peleman, Bruxelles 2011, ISBN: 2-9522261-3-X) que la phénoménologie auditive est aisément explicable au regard des récentes découvertes scientifiques en matière de neurologie. Les chercheurs (Damasio, Sacks, Changeux) ont en effet identifié les trois zones corticales actives à la réception du langage. Selon cette étude, la perception de ces zones est parfaitement possible par un individu sensible au langage et tel serait singulièrement le cas de Jeanne qui prouve, tout au long de son procès d’inquisition, une subtile capacité d’écoute et de répartie. « À défaut de critères scientifiques, inexistant à son époque, elle dénomma les trois zones du langage selon une terminologie angéologique, en phase avec la pensée de son temps ».

  317. Marcos Arduin Diz:

    Ei, seu choroso anti-chiquista…
    Apresentei aqui um evento envolvendo a Leonore Piper, cujos investigadores NÃO ERAM espíritas, nem a pesquisa foi feita em centro espírita. E até agora só me disseram algo como: _ Se acha que isso é prova de que há espíritos…
    Bem, estou no aguardo da refutação da pesquisa. Deixar coisas no ar não ajuda muito.

  318. Antonio G. - POA Diz:

    Arduin, você tem razão. Devo admitir que não conheço o assunto Leonore Piper o suficiente para poder refutar as conclusões dos experimentos científicos de um século atrás que concluíram pela sua excepcional mediunidade. E confesso que não estou, a esta altura do campeonato, muito interessado. Deixe prá lá.
    .
    P.S.: Quanto a sua dúvida sobre eu ter mesmo lido centenas de livros espíritas, quero dizer-lhe que compreendo a sua dúvida (embora considere um pouco indelicado sugerir que eu possa estar mentindo…). Acontece que não há muita diferença de conhecimento entre quem leu 10 e quem leu 1.000 livros espíritas. Como eu disse antes, o conteúdo desta literatura é bem raso. Se você, que é um sujeito que também já leu bastante, permitir-se refletir um pouquinho sobre isto, poderá concordar comigo. Ou não.
    Sds.

  319. Marcos Arduin Diz:

    Sabe, Sr Antônio Gê de Porto Alegre e Saltitante…
    O Chico Xavier foi acusado de ser um embusteiro de talento. Lembra-me mais de 30 anos atrás, quando eu li aquele jornaleco do metrô de São Paulo, que um parapsicólogo descia o pau no Quemedo. E explicava o Chico Xavier como um ávido leitor. Se ele lesse um livro por semana, até aquele ano, ele teria lido uns 3000 livros. Isso seria o suficiente para apreender o estilo de cada escritor e assim escrever no mesmo estilo, fazendo-se passar como um médium que falasse pelo autor falecido.
    Bem… ao que parece, Chico escreveu o Parnaso e eventualmente outros livros plagiando (ou não) autores literatos no começo de sua carreira. Ou seja, numa época onde ainda não daria para acumular a leitura de 3000 livros…
    .
    Posso ter sido indelicado em expressar minha dúvida de você ter lido centenas de livros espíritas, mas o fato é que há MUITOS livros espíritas ou psedoespíritas que DIZEM EXATAMENTE NADA. Você não vai ficar mais sabido sobre Espiritismo se ler o Ramatis e livros de autores rustenistas defendendo o Roustaing. Também não vai ajudar em nada se leu romances melosos, obras moralistas ou os auto-ajuda da Gasparetto. São coisas para se divertir, passar o tempo, mas não para se instruir.
    É como ler o Código da Vinci, do Dan Brown.
    .
    Cá comigo aos 17 anos, comecei a estudar o Kardec. Filosoficamente fiquei satisfeito. Cientificamente, o que Kardec falou também achei razoável. Se a coisa foi como ele disse… Mas infelizmente os centros espíritas, em sua maioria, não saem disso. Foi só aos 35, quando comprei o livro À margem do Espiritismo, de Carlos Imbassahy, é que fiquei sabendo que há todo um cabedal de estudos científicos sobre a mediunidade do qual nunca ouvi falar nos centros. E foi só a partir daí que comecei a buscar esse tipo de literatura. E vi que não era nada fácil de achá-las: o científico não atrai o público. Quis conseguir mais livros do Carlos Imbassahy. Alguns eu achei, mas outros, só se for lê-lo lá na Mario de Andrade… Nem nos sebos eu consigo achá-los.
    .
    Daí então talvez não seja justo ser durão com você neste aspecto, mas dá pra se entender quando você e outros por aqui ficam chiando de que “não há provas de manifestação de espíritos”…

  320. Fabiano Diz:

    “o sr está convidado a provar o principal DOGMA do ‘espiritismo’ :existência de espiritos” –
    Permita-me fazer algumas análises, mas sem querer ser como o analista de Bagé. Se o espírito é uma entidade não material, a sua prova tem que vir de algum meio não material, apenas usando uma lógica simples e pura, mas o que não quer dizer que tem que ser sempre assim. A psicologia (ou quem sabe também a psiquiatria) poderia muito bem resolver esta questão. Foi levantado pelo Marcos as comunicações dadas por espíritos, que de alguma forma revelaram informações importantes ou de conhecimento particular de um certo grupo de pessoas. Cientificamente, através da psicologia, poderíamos provar o espírito. Mas vamos supor que as provas científicas não sejam aceitas por algumas comunidades. Neste caso, podemos provar o espírito através da filosofia. Se o espírito é uma essência de Deus, ele é portanto uma inteligência criadora, guardando as devidas proporções. Sendo assim, Deus já foi provado aqui neste blog pelo argumento lógico e racional de Bernardo Torres (veja o comentário dele em: Os avanços da ciência da alma). Provando também que a consciência, que é inteligência criadora, sobrevive após a morte do corpo físico.
    Mas vamos supor, novamente, que algumas comunidades também não queiram aceitar o argumento filosófico. Então, encerra-se aqui, um grave problema, que é a não capacidade de enxergar com os olhos imateriais. E o que seria olhos imateriais? Neste caso podemos chamar de Razão ou Raciocínio Lógico. E se o nosso raciocínio lógico varia de pessoa para pessoa, podemos dizer que umas irão enxergar espíritos e outras não, mesmo que nunca tenha visto um na sua frente. A essas pessoas chamamos de visionárias. Visionário é toda a pessoa que enxerga além, são aqueles que enxergam coisas que outras não conseguem enxergar, ou como quer alguns, não tem ainda a capacidade de enxergar. Os que observam com olhos físicos são chamados de médiuns videntes. Einstein foi um grande visionário. Ele nunca observou galáxias se distanciando, nem o espaço fazendo curvas. Mas ele conseguiu enxergar tudo isso. Rutherford jamais observou um átomo ou um elétron. Mas ele foi capaz de enxergar suas propriedades e suas cargas elétricas. Do micro ao macro, precisamos da razão, do raciocínio e da lógica, se realmente quisermos enxergar. E não simplesmente da visão física, já que a visão física pode nos trair a qualquer momento. É preciso crer para ver e não o contrário. E a prova disso é que acreditamos nessas teorias desses visionários, sem nunca termos observado ou visto alguma prova material do que eles nos apresentam. Cremos sem nunca termos visto! Se o espírito existe, como já foi provado aqui no blog pelo Bernardo, querer desacreditar nisso envolve dois problemas: 1) Desacreditar por questões de fé, de uma ideologia ou 2) Desacreditar por uma questão de falta de entendimento, por falta de um raciocínio mais apurado que permita penetrar numa dimensão não regida pela matéria física, como nós conhecemos. Fica demonstrado que não se trata de um dogma este postulado fundamental do espiritismo. Agora compete a quem faz tais afirmações, apresentar através de um raciocínio lógico, através da razão, que o raciocínio que o Bernardo trouxe até aqui, contém falhas lógicas. Se encontrarem, apresente tais falhas. Passaremos agora a palavra dogma para o lado dos que se opõem contra as ideias da sobrevivência de uma consciência fora do corpo.

  321. Antonio G. - POA Diz:

    Arduin, de fato, quando digo que li centenas de livros espíritas (e pseudos), estou incluindo aí todas as categorias de livros, das obras doutrinárias aos romances, passando pelos de autoajuda, inclusive os livros da Zíbia, que você mencionou.
    .
    É claro que dizer que 10 livros resumem todo o conhecimento espírita é um considerável exagero. É mais uma força de expressão. Mas, realmente há muitos e muitos livros espíritas que parecem “salada de chuchu com pouco tempero”, porque têm gosto de nada.
    .
    Admito que nunca estive muito focado nos estudos científicos da mediunidade. Enquanto estive dentro do espiritismo, a parte doutrinária sempre foi de maior interesse para mim. Talvez, para pretender refutar o que você entende com evidências aceitáveis, eu devesse incrementar meu conhecimento. Mas acho que não tenho motivação para isto. Seria preciso, como se diz no Direito, um “fato novo”, para que eu me mobilizasse. Ainda não aconteceu este fato. Mas eu estou atento… Quem sabe?
    .
    Sds.

  322. Toffo Diz:

    eu sei que a joana d’arc não é a santa, mas o blog. Por isso botei em minúscula. Pra quem não sabe, Joana D’Arc (a santa) e São Luís (o rei) são ícones da direita francesa. Essa do Jean Marie Le Pen.

    Arduin, das minhas muitas leituras, me lembro de uma, muitos anos atrás, de um romance de André Gide, Os Moedeiros Falsos, que tem muito a ver com a trajetória e a personalidade de CX. É um romance complexo, em que as moedas falsas aparecem como pano de fundo. Mas de qualquer forma o falsificador tem o dom de falsificar, assim como o humorista tem o dom de arremedar ou imitar personagens e políticos com perfeição. Acredito que CX tinha esse dom, além do dom de contar histórias. Mas a respeito de CX eu fico com o que dois personagens do livro, Édouard e Bernard, discutem sobre literatura: “Não se descobre terra nova sem consentir em perder de vista, primeiro e por muito tempo, toda terra firme. Mas nossos escritores têm medo do mar aberto; são apenas navegadores de cabotagem”.

  323. Marciano Diz:

    Arduin, segundo a wikipedia, Imbassahy escreveu os seguintes livros:

    À Margem do Espiritismo (FEB, 1932)
    O Espiritismo à Luz dos Fatos (FEB, 1935)
    Religião (FEB, 1942)
    A Mediunidade e a Lei (FEB, 1946)
    Corpo e Espírito (LAKE, 1946)
    Ciência Metapsíquica (Gráf. Mundo Espírita, 1949)
    Espiritismo e Loucura (LAKE, 1949)
    Matéria ou Espírito? (LAKE, 1949) – com Pedro Granja
    Fantasmas, Fantasias e Fantoches (Édipo, 1950) – com Pedro Granja
    A Evolução (FEP, 1955)
    A Missão de Allan Kardec (FEP, 1957)
    A Reencarnação e suas Provas (FEP, s/d) – com Mário Cavalcanti de Melo
    A Psicanálise perante a Parapsicologia (Liv. Ghignone, 1960)
    A Farsa Escura da Mente (LAKE, 1965)
    O que é a Morte (Edicel, 1966)
    Enigmas da Parapsicologia (Edições Calvário, 1967)
    Hipóteses em Parapsicologia (Ed. Eco, 1967)
    O Poder Fantástico da Mente (Ed. Eco, 1967) – com Nazareno Tourinho
    Freud e as Manifestações da Alma (Ed. Eco, s/d)
    Muitos deles foram editados pela FEB, que você tanto critica.
    Não conheço sua biografia, mas pela cronologia de sua obra, dá a impressao de que ele foi deixando de ser espírita para se tornar adepto da parapsicologia, como o Vitor.
    Ele traduziu “A Vida Além do Véu”, de DAle Owen, o mesmo já analisado pelo Biasetto aqui, portanto, devia ter conhecimento do plágio de cx.
    Foi redator da revista “Reformador” (FEB).
    Em pequena pesquisa sobre ele, encontrei alguns causos que me desestimularam a prosseguir.
    Diz sua nora que ele deixou o Direito por causa de um juiz ciumento, que achava que todo mundo tava de rolo com sua mulher. Outro já diz que ele rasgou o diploma depois de descobrir que tinha defendido um cleinte que estava errado. Ambas as razãoes me parecem fantasiosas. Por isso, desisti, Já vi que virou lenda, como cx. Não se pode encontrar nada confiável em sua biografia.

  324. Toffo Diz:

    Há um livro do filho dele, Carlos de Brito Imbassahy, chamado Quando os fantasmas se divertem, meio de recordações, em que ele conta sua infância e alguns causos fantasmagóricos que teriam ocorrido na residência da família. Ele diz que Imbassahy pai tinha uma mesinha de sessão, uma mesinha redonda que era utilizada para sessões de mesas girantes. Carlos Imbassahy filho é professor de física e adversário do chiquismo, entendido enquanto espiritolicismo, se aproximando dos cientistas voltados para as pesquisas paranormais.

  325. Marcos Arduin Diz:

    de Morte…
    Dos inúmeros 19 livros que ele escreveu, só os 4 primeiros foram editados pela FEB. Até aquele ano, Carlos Imbassahy era persona grata por lá, mas como se desencantou com o rustenismo, acabou por se afastar. A FEB tinha o desagradável costume de forçar a barra para fazer o seu querido Roustaing aparecer em obras que ela editava. No caso dos dois primeiros livros, aparece em cada um citação de Roustaing sem pé, nem cabeça. Ou o Imbassahy as incluiu a contra gosto, ou nem percebeu a tramoia.
    .
    Ele permaneceu espírita até o fim e JAMAIS se tornou adepto da Parapsicologia. No que ele trata de Parapsicologia, em geral é para desmenti-la ou, no máximo, fez alguma concessão a Rhine.
    .
    O caso que o levou a deixar a Advocacia é relatado no livro O que é a morte. O que houve foi que um cliente pediu seu assessoramento para tirar a guarda de seu filho, que estava em mãos de uma mãe megera. Carlos ganhou facilmente a causa, pois outro advogado era fraquíssimo. Como a lei na época exigia que o advogado acompanhasse o oficial de Justiça na execução do mandato judicial, aí ele ficou sabendo que a mãe do garoto já estava muito doente, agonizante e não era nada do que o cliente lhe havia pintado. Percebera então que defendeu o algoz. Amargurado por isso, rasgou seu diploma e nunca mais atuou como advogado. Quer dizer: atuou sim, mas em outro campo. Ele foi defensor do Espiritismo, principalmente no aspecto científico.
    .
    Vejo que você, ao primeiro suposto enrosco, já desiste, pois quer ficar na posição que lhe é mais cômoda. Realmente é mais um que nada me acrescentará.

  326. Gorducho Diz:

    Professor, o Sr. não estaria sendo injusto com a FEB (atual, claro)? Eles não abandonaram o Roustaing??
    Pergunto-lhe: as heresias do Roustaing foram (i) o Docetismo; (ii) introdução dos fallen angels na Teologia Espírita (encarnação no mundo material como punição somente aplicável a almas faltosas) – no caso essa última heresia relativamente ao Kardecismo, só. É isso?

  327. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marcos Arduin Diz:
    Cientificamente, o que Kardec falou também achei razoável” . . . . .a geração espentânea por ex.
    Marcos Arduin, dá meu endereço ao CX!!!!!!!!!!!
    https://www.youtube.com/watch?v=z2JN_fOkb-w

  328. Contra o Chiquismo. Diz:

    será que o pé de cana nasce da geração espontânea?

  329. Marcos Arduin Diz:

    Bem, Balofo, ao que me consta, sim. Desde que Nestor Massotti sucedeu ao rustenista Francisco Thiessen ele passou a implementar a política de abandono de Roustaing. Deu um mal passo em tentar eliminar a cláusula pétrea que dizia que o estudo de Roustaing é obrigatório. Luciano dos Anjos moveu uma ação judicial e ganhou. Nem podia ser diferente: cláusula pétrea é definitiva. Para eliminá-la, seria necessário extinguir a FEB e fundar uma nova Federação, com outras cláusulas pétreas… Politicamente isso seria inviável.
    Não tenho certeza, mas do que ouvi falar, a cláusula fica, mas não será cumprida. As obras rustenistas que havia em estoque seriam distribuídas a pedido. Esgotadas, não seriam mais reimpressas.
    .
    Além dessas pataquadas, outras se deram em cascata, em total contradição com o que há de fatos conhecidos e contra a lógica. O neodocetismo de Roustaing foi muito bem aceito, aliás ele era o mais importante de tudo e que cegou os primeiros espíritas quanto às tolices, pois permitia resgatar a eterna virgindade de Maria. Os primeiros espíritas, egressos do Catolicismo, acharam lógico e racional o Espiritismo, mas sua carolice não foi extinta. Era doloroso demais para eles admitir que a Nossa Senhora casou-se com o José, trepou com ele e gerou, por processo totalmente humano, a Jesus e seus irmãos.
    O livro de Roustaing não passa de um amontoado de comentários, alguns muito mais velhos do que ele, sobre textos evangélicos. Os tais anjos caídos aí, se tiverem cometido o pecado do ateísmo, vão reencarnar em lesmas (os tais criptógamos carnudos). Pra dizer que isso não é metempsicose, sai com a piada de dizer que essas lesmas são feitas de “matérias humanas” (vá saber o que é isso). Luciano dos Anjos Filho tentou salvar essa pataquada, dizendo que o nome escolhido por Roustaing foi à falta de um termo melhor. Diz L.A.F que os tais criptógamos carnudos seriam embriões humanos que se desenvolveriam extrauterinamente…
    .
    Há muitas tolices que Roustaing disse, Balofo, mas sacomé: carolice católica é carolice católica…

  330. Marcos Arduin Diz:

    Não, seu anti chiquista.
    Kardec fez uma avaliação das hipóteses apresentadas para explicar os fenômenos mediúnicos que observava. Verificando se eram viáveis ou não, formulou daí o seu endosso a causa espiritual para ela.
    Quanto ao resto, meu caro, é coisa para a Ciência da época resolver. Os espíritos não tinham e não têm essa obrigação.

  331. Toffo Diz:

    Pois é, mas não resolveu. E os espíritos ainda falaram bobagem, como o vitalismo e a geração espontânea. O espiritismo não tem nada de espiritual. Está todinho na Terra mesmo. Reynaud, Leroux, Fourier, Saint-Simon, druidismo, socialismo romântico, ideias medievais de Deus. Como veio, foi. Pffft! como um meteoro, e esgotou-se. Só o Brasil, um país de segunda classe, pobre e ignorante, agarrou-se a ele.

  332. Contra o Chiquismo. Diz:

    a obrigação dos espiritos era bater em mesas
    então o pé de cana nasce da geração espontânea?

  333. Marciano Diz:

    Arduin, você tem alguma explicação para o fato de o espiritismo só ter dado certo no Brasil (se é que pode-se dizer que deu certo, são tão poucos) e que o kardecismo seja ignorado até na França, seu berço?
    A terceira revelação é só para “os escolhidos”?
    Por que nasceu na França, se só iria frutificar (uns frutos podres) no Brasil?
    Digo frutos podres porque o chiquismo, o que é o espiritismo atualmente, é visceralmente diferente do kardecismo.

  334. Marciano Diz:

    Scur, sei que tu andas lendo aqui, vou deixar um desafio pra você:
    Encare o Biasetto, monte o evento com ele. Mostre que tu és fera.
    Tá com medo?

  335. Marcos Arduin Diz:

    Ex-Toffado:
    Eu gostaria, mas já perdi esperanças nesse sentido, de que fossem questionados os princípios do Espiritismo pelo que eles são e da forma que são. Refiro-me ao FUNDAMENTAL do Espiritismo, aquilo que o faz ser qualificado como Espiritismo e não a “perfumaria”, como você a coloca: é o Reynaud, o Leroux, o Fourier & Cia Bela, o Romantismo, o Comunismo e outros ismos, a Geração Espontânea ou outros erros científicos _ o Espiritismo trata da Ciência do espírito e não das Ciências “oficiais”.
    .
    Seu anti chiquista, se você ao menos conhecesse a história do Espiritismo, então saberia que essas “batidas” foi um jeito de os espíritos chamarem a atenção dos mortais para si mesmos. Consegui esse intento, as técnicas melhoraram e chegou-se à psicofonia e psicografia. Ponto.
    .
    O Espiritismo praticamente sumiu na França (se bem que começou a retornar pelo motivo que já vou dizer adiante) porque Kardec fez uma baita cagada: não preparou o seu sucessor. Ao final da vida estava empenhado num projeto pessoal e, mesmo avisado sobre sua saúde frágil, não cuidou de sua sucessão. Ao morrer, foi sucedido pelo seu gerente, Pierre G. Leymarie, honesto mas incompetente. Ele, ao invés de preservar a Revista Espírita como espírita, permitiu que em suas páginas fossem veiculados artigos de rustenistas, ocultistas, teosofistas, e outros istas, fazendo dela um saco de gatos esotérico. Piorou ainda mais quando deu trela ao fotógrafo falsário e pegou um ano de cana e fez com que espírita virasse sinônimo de canalha.
    Delanne, Denis e outros tentaram segurar a barra, mas falecidos estes, lá veio o Espiritismo francês descendo a ladeira.
    Os dirigentes espíritas dos anos 1940-60 empenharam-se em fazer do Espiritismo um arremedo de Parapsicologia, já que esta tinha certo charme na comunidade científica enquanto Rhine lhe dava um colorido científico. DESCARTARAM KARDEC. Essa foi a causa do desastre. No volume III de Allan Kardec, de Zêus Wantuil e Francisco Thiessen, há o relato de uma tentativa, nos anos 1970, de obter a permissão de André Dumas, dirigente francês, para editar no Brasil a Revista Espírita (que Dumas encerrou e a substituiu por uma publicação de caráter parapsicológico). Mas Dumas negou a concessão. Ele criticava o rumo religioso-místico que o Espiritismo tinha no Brasil. A filosofia e “religião” espíritas seriam um outro Kardec (houve mais de um?). Por conta dessa perda de rumo, o Espiritismo ficou reduzido a apenas mil espíritas em toda a França e apesar de todo o empenho cientificista, as publicações espíritas, nas livrarias, dividiam espaço com obras de magia, superstição, folclore…
    .
    A virada de mesa se deu com Roger Perez, que vendo o aspecto desastroso que o Espiritismo assumiu sob a liderança de Dumas, entrou na Justiça para tomar-lhe os direitos sobre a Revista Espírita. Conseguiu. Perez é um espírita autêntico, usando a Doutrina Espírita de forma integral e é um líder durão. Assim o resgate do Espiritismo na França está sendo uma obra dele.
    .
    É isso.

  336. Gorducho Diz:

    A janela histórica que permitiu a existência do “Espiritismo” – aqui no sentido definido pelo Kardec – em França terminou dia 28/5/71. Apesar do fiasco de ’48, em ’57 quando o Kardec escreveu o Espiritismo, o Socialismo Utópico ainda não estava extinto como possibilidade; tanto assim é que o Jean Reynaud publicou o sucesso Terra e Céu em ’54. Agora, depois da Commune, já era… O Socialismo Utópico estava definitivamente desmoralizado.
    E, com o passar do tempo, tornara-se evidente que o Rei estava nu. O Kardec escrevera milhares de páginas com a pretensão de reformar o Cristianismo, estabelecer uma crença socialmente útil, &c; porém “esquecera” de provar a realidade das comunicações dos supostos entes que haviam ditado-lhe a III Revelação! Então, não se faça injustiça ao Leymarie. Apesar de ingênuo, o contexto histórico era completamente outro. Se se fosse tentar preservar e obviamente continuar a desenvolver o Espiritismo, não havia como fugir de tentar provar a realidade das comunicações. Note-se que a questão do Espiritismo não é a possível sobrevivência de entes individuais após a morte corporal – coisa que a maioria das Religiões (ou quase todas?) também supõe – mas a possibilidade de comunicação rotineira e natural desses entes com os terráqueos.

  337. Gorducho Diz:

    Eu gostaria, mas já perdi esperanças nesse sentido, de que fossem questionados os princípios do Espiritismo pelo que eles são e da forma que são. Refiro-me ao FUNDAMENTAL do Espiritismo, aquilo que o faz ser qualificado como Espiritismo.
    Poderia o Sr. explicitar quais no seu entendimento são esses?

  338. Toffo Diz:

    Que “ciência do espírito?” Esse monte de elocubração, de fantasia, essa mistura indigesta de fé com pseudociência que produz fluido vital, perispírito, fluido cósmico universal e outras tolices que nenhuma outra fonte abona, a não ser Rivail? Acho engraçado os espíritas mandarem “ler” e “estudar” o espiritismo. Estudar o quê? Não tem muita coisa a estudar. Apenas a série histórica das obras de Kardec. Talvez algumas outras, de Delanne e Léon Denis, que mesmo assim continuam históricas. Isso tudo é muito antigo, só serve como referência histórica. Não tem correspondente atual. A literatura teórica espírita, por assim dizer, contemporânea, por acaso existe? Só livros mediúnicos, do tipo do CX, que são embromation. O espiritismo é uma doutrina datada, perdida nos escaninhos positivistas do século 19. Entrou em concordata e dela não mais saiu. Só aqui no Brasil, uma terra mística, miscigenada, com pouquíssima tradição em pensamento e educação, é que o espiritismo tem alguma repercussão. Não adianta negar.

  339. Marcos Arduin Diz:

    Meu caro Balofo…
    É certo que ideias precisam de oportunidades. Há o lugar e o momento certo de aparecerem e frutificarem. Acho que era de um encarte que seria incluído na coleção Grandes Personagens da História Universal onde o autor discutia isso. Citava Voltaire. Segundo ele, Voltaire só podia ser o escritor que foi na França da sua época, quando os ideais absolutistas já estavam abalados nas mentes dos próprios aristocratas. Ele não poderia escrever o que escreveu na Índia ou na refinada China da sua época, onde só havia lugar para os intelectuais mandarins. Falasse o que falou na própria França 100 anos antes, ele seria queimado vivo ou seria um escritor sem leitores.
    .
    Muito que bem, meu caro, eu realmente não sei qual foi a grande influência que esse tal Jean Reynaud ou o Socialismo Utópico teve sobre a sociedade francesa para permitir que Kardec tivesse sucesso (foi algum grande sucesso?) com o seu Espiritismo. Também não sei o que é que mudou tanto assim nessa mesma sociedade para logo após a morte de Kardec já não haver mais condições para a existência do Espiritismo. Precisa refinar melhor a sua análise, meu caro.
    .
    Faltou a Kardec provar a realidade das comunicações… Que coisa engraçada: as igrejas cristãs jamais provaram as realidades nas quais a fé de cada uma se fundamenta, mas nem por isso tiveram grandes prejuízos na contabilidade geral de adeptos… Por que isso seria prejudicial só no caso do Espiritismo?

  340. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marcos Arduin Diz: Seu anti chiquista, se você ao menos conhecesse a história do Espiritismo, então saberia que essas “batidas” foi um jeito de os espíritos chamarem a atenção dos mortais para si mesmos.”

    16 ESTUDANDO ESSE LIxO NÃO BASTARAM?
    TU AFIRMAS QUE AS BATIDAS ERAM LEGÍTIMAS?
    ENTÃO A IRMÃ JOSE TB ERA.
    ‘ESPIRITOS’ BATEDORES, HUMPF.
    ESPIRITOS ADIvINHADORES DA LOTERIA? NADA NÉ?
    existência de espiritos nada de evidências né ?
    Marcos Arduin, Marcos Arduin, dá meu endereço ao CX!!!!!!!!!!!
    https://www.youtube.com/watch?v=z2JN_fOkb-w

  341. Gorducho Diz:

    eu realmente não sei qual foi a grande influência que esse tal Jean Reynaud ou o Socialismo Utópico , &c.
    Sim, percebe-se que lhe falta estudar o Espiritismo. Inicialmente lhe recomendo estudar o seguinte material:
    i) Capítulo I: Reencarnação Romântica e Reforma Social do livro Secular Spirituality de Lynn L Sharp. Este capítulo pode ser praticamente todo lido no GOOGLE, e eu acho a abordagem desse tema específico melhor que a do livro do Monroe. Lógico que o Sr deve estudar o Monroe também.
    Estudando o material acima, o Sr compreenderá a relação entre o Socialismo Utópico e o Espiritismo. Em caso de dúvida pergunte.
    ii) Introdução: The Problem of Romantic Socialism, particularmente a pg. 3 do livro Victor Considérant and the Rise and Fall of French Romantic Socialism, de Jonathan Beecher. Também lível no GOOGLE. O que me chamou atenção nessa análise é que descreve perfeitamente o arcabouço mental religioso dessas pessoas, exatamente o mesmo do Kardec. Note que o livro absolutamente nada tem a ver com Espiritismo. Já para o fim do século, após a Commune, &c., esse arcabouço mental já não mais correspondia à época. Foi particularmente esse estado de coisas que o Leymarie teve que enfrentar.
    iii) A parte inicial do Terra e Céu do Jean Reynaud. O livro é inenarravelmente chato, porém estudando a Introdução e a parte Terra até a pg. 34 já será o suficiente. Não deixe passar dúvidas, pergunte.

  342. Marcos Arduin Diz:

    Como eu já disse, seu anti chiquista, eu testemunhei um evento desses e já o relatei aqui. Ninguém soube me explicar como teria ocorrido de forma natural… Só exigiram que eu CRESSE que poderia ser um evento natural. E por que um espírito deveria adivinhar os resultados de loterias? O que lhes conferiria essa capacidade?
    .
    Vejamos se arrumo algum tempo pra ler o dito livro, Sr Balofo. Só que estamos diante de uma INTERPRETAÇÃO de fatos do Mundo, eu suponho. E não sei se o Brasil estava em outro planeta nesta época. Quando acabou a escola romântica na Europa, ela acabou por aqui também. Quando acabou a escola realista lá, aqui também ela acabou. Havia tantos católicos na França como aqui no Brasil. Ou seja, o que é que houve de especial em relação ao Brasil que fez com o Espiritismo “desse certo” aqui e errado lá na França além do que já mencionei?

  343. Marciano Diz:

    Arduin, sei que tenho pouco conhecimento de espiritismo, estou longe de você e do Gorducho, sem falar no Toffo e Antonio, porém acho que sei o que foi que deu forças ao espiritismo aqui. Foi cx, com as patacoadas dele, aquele estilo meloso, o catolicismo mal disfarçado. Principalmente as mais de 400 porcarias que escreveu.
    A série andré luiz foi fundamental, uma nova visão de purgatório, a continuação da vida praticamente igual a como ela é aqui (ops, desculpe, aqui é que é espelhado na “vida” lá).
    Se dependesse de Barsanulfo, Bezerra, e Cia. Bela, como você diz, nem você saberia o que é espiritismo.
    Agora que cx morreu e virou santo católico (na visão dos chiquistas), quem dá gás para essa crendice é o dpf, com sua pieguice, breguice, com seu jeito efeminado e ridiculamente pomposo, mas de forte apelo popular.
    .
    Quanto à sua experiência de raps, eu não exigi que você cresse em nada, só sugeri que tentasse outras abordagens, você disse que o fez e não encontrou explicações melhores do que a hipótese espiritual. Só me resta lamentar sinceramente por você. Acho um desperdício alguém do seu nível intelectual perdido no meio dessa xaropada espírita.
    Toffo disse que já fez até palestras. Fiquei imaginando, com a lucidez que ele demonstra agora, talvez até se envergonhe quando lembra do que falava. Eu disse TALVEZ. Eu acho que me envergonharia. Isso ainda vai acontecer com você. E vai ser muito bom pra você. Espero que ainda se lembre do que estou dizendo no dia em que isso acontecer. Você vai ficar agradecido a mim, ao Toffo, ao Antonio, ao Gorducho, ao Contra o Chiquismo, ao Biasetto, ao Vitor e Cia. Bela.

  344. Marciano Diz:

    Arduin, se você prestar atenção nos comentários que faço neste e em outros posts, vai perceber que nem perco tempo com casos perdidos. Tenho esperanças em você. Acho que você tem tudo para acordar do transe hipnótico.

  345. Marcos Arduin Diz:

    de Morte, se entendi direito o que o Balofo disse, as condições favoráveis ao Espiritismo acabaram em 1871 (ele colocou 1971, mas acho que foi um erro de digitação). Isso foi bem antes de Chico nascer (1910) e muito antes de completar suas 400 porcarias segundo o seu gosto (em parte o meu também). Os espíritas por aqui ainda estavam tateando, tentando se organizar (o Ismael, o anjo ex-guardião da FEB, teria feito umas 4 tentativas antes de a FEB vingar). Se as condições supostamente favoráveis ao Espiritismo sumiram na Europa, por que continuaram por aqui?
    .
    Ué? Pensei que o Bezerra houvesse sido presidente da FEB e rustenista roxo… Que teria ele feito de errado para que o Espiritismo fracassasse. O máximo que ele fez e deu certo foi dar um passa moleque nas diversas linhas de Espiritismo, congregando-os na FEB, mas passando a magistral rasteira que determinava que só quem fosse rustenista roxo poderia ser dirigente na dita Federação…
    .
    Acho que empresta a Divaldo uma enorme importância que ele não tem. Não me consta que ele seja mais popular que o Chico. Tem alguma relação de vendas de livros do Chico em contraste com a venda de livros do Divaldo?
    .
    Mas de Morte, que outras abordagens você sugere? Logo que começaram as ditas pancadas na parede onde eu estava encostado, levantei-me para ver quem estava batendo nela do lado de fora. Espiei pela janela que ficava no canto da sala e não vi coisa alguma. Não tinha ninguém batendo do lado de fora. Nem jogando pedras (e teria de ser um monte de gente fazendo isso, pois as pancadas eram muito rápidas). Não consegui entender como isso se dava por meios naturais e, como já disse, ninguém me deu qualquer opção viável. Por que lamenta que eu tenha deixado aberta a possibilidade de ter sido um evento paranormal? Isso é sinônimo de ser burro? Acho que estaria sendo mais burro se fingisse crer em alguma explicação natural como “variação de temperatura”…
    .
    Não estou perdido na xaropada espírita. Apenas sou seletivo quanto ao que acho ser lógico e descarto as comprovadas pataquadas. Mais perdidos que os sábios céticos que inventam tolices para explicar o que não conhecem ou simplesmente renegam por fé eu até agora não vi.
    .
    Bem, de Morte… Eu estou no aguardo de alguma alma bondosa que prove por a + b que as interpretações espíritas dadas aos eventos mediúnicos estão erradas por xptó razões, totalmente demonstradas por processos científicos inapeláveis. O dia que isso acontecer, então sim poderei deixar o Espiritismo de cabeça erguida.

  346. Gorducho Diz:

    Eu escrevi 28/5/71, não 1971; porque presumi que o Sr. soubesse que a Commune ocorreu no século XIX :)
    Logicamente coloquei como uma data símbolo para o início de uma época de mudança no ambiente “sociocultural” digamos assim em França. Diz o Prof. Galbraith no livro A Era da Incerteza:
    It lasted but a few weeks. On May 21, the troops of the Republic entered the city, and on May 28, after a week of street fighting, the revolt was over.

  347. Marciano Diz:

    Arduin, Bezerra morreu no início do século passado, três décadas depois começou o fenômeno cx. Não fosse isso, você provavelmente nunca teria ouvido falar em espiritismo, ou, ao menos, não daria a menor importância, como não dá importância ao bramanismo.
    .
    Eu não disse que o dpf tem mais importância que cx, apenas que é seu sucessor na propagação da chamade DE. Ele vende muito, faz palestras em todo lugar, cheio de vídeos na net, claro que contribui muito para a divulgação do pior espiritismo, o chiquista/divaldista.
    .
    Eu nunca sequer insinuei que você é burro, muito ao contrário, acho um paradoxo um biólogo inteligente como você acreditar nessas bobagens. E você sabe que sua visão do espiritismo não é a mesma dos que frequentam a mesma casa espírita que você, a maioria deve ser chiquista, e não admite falhas na DE.
    .
    E não fique caçoando, falando em “alma bondosa”. Dizem os espíritas que “Fora da caridade não há salvação” (O Evangelho Segundo o Espiritismo). Parece que você acha que fora do espiritismo não há caridade. Caridade é produto da seleção natural e você sabe disso. O fato de uma minoria ser caridosa é comparável ao fato de uma minoria ter nariz grande. Tudo explicável pela seleção natural.
    .
    Você sabe muito bem que em matéria de crença em sobrenatural não cabem explicações matemáticas, no entanto, um pouquinho de bom senso não faz mal algum. Bom senso você tem de sobra, só que, por razões que só podem ser psicológicas, recusa-se a usá-lo quando se trata de suas crenças.

  348. Gorducho Diz:

    Os espíritas por aqui ainda estavam tateando, tentando se organizar (o Ismael, o anjo ex-guardião da FEB, teria feito umas 4 tentativas antes de a FEB vingar). Se as condições supostamente favoráveis ao Espiritismo sumiram na Europa, por que continuaram por aqui?
    Questão bem colocada. Porém não sei se não terá havido movimentos “Espíritas” – no sentido da Doutrina do Kardec – com semelhante intensidade em outros países latino-americanos nesse período, digamos dos 1870s aos 1920s (?) Daí se explicaria pela defasagem de tempo entre as ideias surgirem em França a chegarem aqui embaixo do Rio Grande. O curioso seria se só aqui tivesse havido a propagação dessas ideias (espiritas) de forma significativa. Desconfio que possa não ter sido o caso…

  349. Marcos Arduin Diz:

    de Morte, eu não estou conseguindo estabelecer uma relação de causalidade entre o Bezerra e o Chico. Parece querer me dar a entender que o Bezerra, se tivesse vivido mais de 30 anos após 1900, teria de alguma forma barrado o Chico Xavier. Mas não entendo porquê faria isso. Chico foi rustenista, como foi Bezerra. Aceitava docilmente qualquer observação da FEB para fazer incluir dogmas rustenistas no que Chico escrevia. Bezerra era místico e religioso e contrário, de certa forma, ao Espiritismo científico. Explique melhor esse raciocínio seu.
    .
    Bem, tudo legal que você queira achar que os ensinamentos espíritas são bobagens. Gosto não se discute, lamenta-se. Eu, entretanto, acho muito mais bobagens céticos sábios, cultos, racionais e inteligentes mentirem para defender a fé cética. Se o Espiritismo é tudo bobagem, então esse pessoal cético tão sábio conseguiria demolir o dito Espiritismo falando apenas a verdade. Por que precisam mentir? E eu não admiti falhas na DOUTRINA ESPÍRITA. Admiti falhas na perfumaria, do periférico, daquilo que não faz a DE.
    .
    Até onde me lembro, de Morte, eu só batalhei aqui neste blog pelo experimental mediúnico. Não me lembro de ter colocado nenhuma vez em questão a tal caridade. Inclusive caridade não é filantropia, mas indulgência para com o próximo.
    .
    Não sei se caberia aqui alguma explicação matemática: como é que mais de 200 pesquisadores, ao longo de 80 anos, lidando com centenas de médiuns, fazendo milhares de experimentos e chegando a resultados parecidos a favor dos ditos médiuns, e mesmo desmascarando os farsantes, ainda assim estariam TODOS errados? Explique-me essa conspiração matemática.
    .
    E Balofo, veja bem uma coisa: 30 anos é tempo demais para uma coisa não caducar, quando se é esperado que caduque… Desde o início, os primeiros espíritas eram pessoas de certo nível cultural. Lembre-se de que os textos disponíveis estavam escritos em francês ou inglês, idiomas que a ralé não dominava. E tal como na França, essa “classe ilustrada” era fortemente católica, tanto assim que esses primeiros espíritas logo abraçaram o Rustenismo assim que se depararam com ele.
    Em termos de intelectualismo, a França era o farol dos nossos homens cultos. Não acho plausível que tivessem ficado parado no tempo bom pra Kardec e passado batido pelo tempo ruim para Kardec.

  350. Marciano Diz:

    Arduin, a pressa é realmente uma inimiga.
    Eu não quis comparar Bezerra e cx, eles representam coisas diversas, o rustenismo é o único ponto de contato.
    O que eu quis dizer foi que o espiritismo no Brasil estava agonizando após a morte de Bezerra. Foi ressuscitado pelo cx, mas com outras características. Se não fosse cx com suas presepadas, o espiritismo teria desencarnado para sempre.
    Eu não quis dizer que Bezerra seria entrave às palhaçadas de cx, mas sim que se não fossem elas, o espiritismo não teria durado muito tempo após a morte de Bezerra.
    Barsanulfo também morreu pouco antes de cx aparecer. Não resistiu aos encantos da espanhola. A alusão à Barsanulfo deve-se ao fato de que foi, talvez, o último espírita mais ou menos sério a ter alguma projeção.
    .
    Se um cético mente, não significa que todos os céticos mintam. E os religiosos, inclusive os espíritas, mentem muito mais, que o diga o próprio cx.
    .
    Você precisa ensinar a noção de caridade a seus irmãos de fé, eles não vêem assim, para eles é filantropia mesmo, assistencialismo.
    .
    O que você está chamando de matemática é estatística, e estatística é facilmente manipulável, os governos todos fazem isso.

  351. Gorducho Diz:

    Professor… Professor…, bem… vamos lá:
    Quando eu, defendendo o injustiçado Leymarie, disse que os tempos haviam mudado, estava me referindo ao Espiritismo dogmático, incomprovado, do Kardec. É lógico que estou ciente que no 6° aniversário da morte do Kardec em ’75, 800 crentes aglomeraram-se no monumento (o qual um dia espero conhecer). Porém os tempos eram outros e o Leymarie precisara adaptar as coisas.
    Era necessário produzir evidencias empíricas que suportassem a intervenção dos seres a cuja autoridade o Kardec atribuíra a III Revelação. Porque, entre outras circunstancias, surgira o novo campo da pesquisa física no UK, conduzido por cientistas bem conhecidos. Daí, alimentara-se a esperança de que, um dia, experimentos laboratoriais rigorosos provassem a hipótese espírita. Esses estudos tendiam a negar a realidade dos espíritos, atribuindo os fenômenos mediúnicos a causas psiquicas. Porém o Leymarie tinha a esperança que poderiam ser produzidas novas manifestações – especialmente fotografias dos entes – que eventualmente mudassem o estado das cousas, tornando impossível refutar a presença material dos vaporosos entes.
    Ao mesmo tempo, os espíritas ligavam ativamente sua doutrina à esquerda democrática. Argumentavam muitos adeptos, que o caráter racional e científico do Espiritismo fazia deste o fundamento religioso ideal para uma nova República Francesa. [vide Monroe,
    Pg 152]
    O Espiritismo começara a enfrentar a concorrência da nascente Psicologia e do Ocultismo (e.g. M. Blavatsky). O Leymarie não poderia permanecer como um avestruz, ignorando o ambiente externo. Fez o que pode para tentar salvar, e deu sobrevida ao Espiritismo em França, auxiliado, e bem, depois pelo Delanne e particularmente pelo místico popular Leon Denis.
    30 anos é tempo demais para uma coisa não caducar, quando se é esperado que caduque… Desde o início, os primeiros espíritas eram pessoas de certo nível cultural. Lembre-se de que os textos disponíveis estavam escritos em francês ou inglês, idiomas que a ralé não dominava. E tal como na França, essa “classe ilustrada” era fortemente católica, tanto assim que esses primeiros espíritas logo abraçaram o Rustenismo assim que se depararam com ele.
    E caducou. O Sr. comete e façanha de se contradizer logo a seguir, corretamente assinalando que aqui vingou o Roustaingnismo, que não é o “Espiritismo” (do Kardec); justamente o que eu havia dito. A janela histórica do Kardec passara.

  352. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marciano Diz: Mais perdidos que os sábios céticos que inventam tolices para explicar o que não conhecem ou simplesmente renegam por fé eu até agora não vi.”
    tu disse ‘explicar o que não conhecem’ pensa que a gente não conhece a sua religião? A maioria aqui conhece tanto ou + do q tu; se tu conhecesse mesmo teria largado essa bost””

  353. Contra o Chiquismo. Diz:

    existência de espiritos nada de evidências né ?
    Marcos Arduin, Marcos Arduin, dá meu endereço ao CX!!!!!!!!!!!
    https://www.youtube.com/watch?v=z2JN_fOkb-w

  354. Contra o Chiquismo. Diz:

    Eu vejo a nós como o Macedo e o Marcos Arduin como o pai de santo que desafiou o Macedo ; no final nós salvamos o Marcos Arduin da dúvida e da mentira e ele ainda abraça a nós agradecido

    http://www.youtube.com/watch?v=OdCEvbNIuKc

  355. Contra o Chiquismo. Diz:

    aos 1:59 do vídeo
    http://www.youtube.com/watch?v=SMyWMKSXpXY

    Marcos Arduin Eu? te queimo com os meus olhos!

  356. Marcos Arduin Diz:

    De Morte…
    Talvez você devesse ler o livro História do Espiritismo no Brasil, de Mário Quintella para ter uma ideia da situação na época. O que importava para a FEB é ter a preponderância e o domínio político dos assuntos de Espiritismo no Brasil. E conseguiu, ainda que não totalmente… Sempre houve divergências.
    .
    Seria uma boa se você me apresentasse um estudo estatístico sobre o fluxo e afluxo de espíritas nessa época para me demonstrar que o Espiritismo foi minguando, emagrecendo, sumindo, etc e tal, para só então crescer feito a inflação nos tempos de Sarney quando Chico começou a publicar seus romances e poesias… Talvez aí eu ficasse um pouco mais convencido de sua análise.
    No escuro, como estou, sinto que o número de espíritas nunca foi expressivo ao longo dos anos. Penso até que quem mais ajudou os espíritas a crescer em termos de números foi o nosso querido Padre Quemedo (ops! Quevedo).
    .
    Quando digo que os céticos mentem, estou me referindo aos casos que constatei e os mentirosos são esse pessoal aí cético militante. Agora querer que eu separe uns dos outros, só quando eles fizerem o mesmo com os religiosos…
    .
    Estatística é a arte de torturar os números até que eles digam o que queremos… Mas o que eu disse são FATOS e não análise estatística. Sinto-me incomodado quando tantos pesquisadores, fazendo tanta pesquisa em cima de médiuns validam fenômenos, quando de acordo com a fé cética, tudo deveria ser fraude do início ao fim…

  357. Marcos Arduin Diz:

    Meu caro Balofo, a sua análise, para mim, esbarra num problema técnico: quem está satisfeito com aspectos filosóficos e morais (tá, eventualmente religiosos) de uma coisa, não necessita de comprovações científicas preto no branco para se firmar. Essas seriam bem vindas, mas não essenciais. Veja por exemplo os nossos grandes gênios intelectuais esquerdistas burros, com o perdão pelo pleonasmo. Eles acham os ideais esquerdistas lindos e maravilhosos. São ideais visando o bem do povo, o controle de tudo nas mãos dos trabalhadores, o fim das explorações, etc e tal. Tudo isso é o ideário proposto.
    Mas todas as vezes em que tomaram o poder políticos dispostos a aplicar esses lindos e maravilhosos ideais, o que produziram foram mais miséria, ditadura, distribuição de privilégios, etc e tal. Ou seja, construíram muito regimes piores do que aqueles feitos pelos capitalistas…
    .
    Porém, os grandes sábios esquerdistas não se dão por achados com esse fracasso na prática do Socialismo. Eles continuam professando tranquilamente seus ideais como se nunca houvessem sido desmentidos. Isso é muito típico das Ciências(?) Humanas.
    .
    Portanto, meu caro, insisto em lhe dizer que o fracasso do Espiritismo na França se deu justamente porque lá se tentou achar a verdade científica da coisa, esquecidos de que a mediunidade não é sujeita ao método científico formal. Os fenômenos não podem ser produzidos à vontade.
    .
    E no Brasil foi justamente o inverso. Com nossa classe culta livresca, pouco afeita a sujar seus dedos com experimentos práticos, a valorização da filosofia e da conversão dos aspectos morais dessa filosofia em religião foi a causa do sucesso do Espiritismo no Brasil.
    .
    Como eu disse, o Leymarie perdeu o bonde quando não se manteve fiel à estrutura espírita da doutrina, dando margem a outras correntes esotéricas nas publicações da Revista Espírita. Kardec jamais foi médico, mas um dos seus biógrafos, Henri Sasse, afirma isso, que ele teria defendido um doutorado em Medicina com muito brilho. De onde ele obteve essa informação? Do Leymarie, que tentava com isso mostrar que Kardec era muito mais ilustre do que a maioria pensava… E outro ainda falou que além de médico, Kardec teria sido advogado… Vê só o quanto Leymarie se perdeu? E isso foi fruto de sua incompetência e não de mudanças no meio como você afirma.
    .
    Não me contradisse, Balofo. O que aconteceu é que, tomando por base o Rustenismo, criou-se o Espiritismo-religião, coisa que ele não era originalmente. Mas o Rustenismo NÃO VINGOU. Ele ficou restrito à FEB e a seus puxassacos. Se fizer uma comparação de vendas entre obras “kardecistas” e aquelas rustenistas, verá que as primeiras ganham de lavada. O rustenismo só era produzido e divulgado devido à insistência da FEB e como essa mantinha a política espírita em rédea curta…
    Porém, a verdade é que o rustenismo nunca fez sucesso, mesmo com as valiosas coaptações de Chico Xavier e o Divaldo.

  358. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marcos Arduin Diz: Portanto, meu caro, insisto em lhe dizer que o fracasso do Espiritismo na França se deu justamente porque lá se tentou achar a verdade científica da coisa, esquecidos de que a mediunidade não é sujeita ao método científico formal.”
    E que ciencia é essa que não se prova?
    aos 1:59 do vídeo
    http://www.youtube.com/watch?v=SMyWMKSXpXY
    Marcos Arduin Eu te queimo com os meus olhos!

  359. Contra o Chiquismo. Diz:

    No site da FEB:
    http://www.febnet.org.br/blog/topico/geral/o-espiritismo/conheca/
    * “O Espiritismo é uma ciência que trata da natureza, origem e destino dos Espíritos, bem como de suas relações com o mundo corporal.” Allan Kardec (O que é o Espiritismo – Preâmbulo)
    Não sei se vc é tão inteligente como afirma o Maciano…

  360. Contra o Chiquismo. Diz:

    Então ufologia é ciencia e pronto, é pq é e acabou. E não preciso provar a existencia de ets nem de ovnis. Apenas é ciencia pq os ufologos se reuniram e assim decretaram e ponto final.
    aos 1:59 do vídeo
    http://www.youtube.com/watch?v=SMyWMKSXpXY
    Marcos Arduin Eu te queimo com os meus olhos!

  361. Contra o Chiquismo. Diz:

    No site da FEB:
    http://www.febnet.org.br/blog/topico/geral/o-espiritismo/conheca/
    * “O Espiritismo é uma ciência que trata da natureza, origem e destino dos Espíritos, bem como de suas relações com o mundo corporal.” Allan Kardec (O que é o Espiritismo – Preâmbulo)

    Acho que os espiritas brasileiros são melhores que os inventores da França pois…

    “o fracasso do Espiritismo na França se deu justamente porque lá se tentou achar a verdade científica da coisa”

    Já os brasileiros afirmam categoricamente:
    * “O Espiritismo é uma ciência

  362. Contra o Chiquismo. Diz:

    Marcos Arduin olha o que acontece com quem serve aos ‘espiritos’ :
    aos 14:40 do vídeo
    http://www.youtube.com/watch?v=ucGibRwIs0w

  363. Contra o Chiquismo. Diz:

    dos 19:50 do vídeo até os 20:40
    http://www.youtube.com/watch?v=ucGibRwIs0w
    a redenção do Marcos Arduin. Vai ser assim a vida dele.

  364. Fabiano Diz:

    Peço licença aos moderadores do blog, para voltar a publicar o meu comentário de antes. Como havia ficado no spam, acredito que muitos não leram.

  365. Fabiano Diz:

    “o sr está convidado a provar o principal DOGMA do ‘espiritismo’ :existência de espiritos” –
    Permita-me fazer algumas análises, mas sem querer ser como o analista de Bagé. Se o espírito é uma entidade não material, a sua prova tem que vir de algum meio não material, apenas usando uma lógica simples e pura, mas o que não quer dizer que tem que ser sempre assim. A psicologia (ou quem sabe também a psiquiatria) poderia muito bem resolver esta questão. Foi levantado pelo Marcos as comunicações dadas por espíritos, que de alguma forma revelaram informações importantes ou de conhecimento particular de um certo grupo de pessoas. Cientificamente, através da psicologia, poderíamos provar o espírito. Mas vamos supor que as provas científicas não sejam aceitas por algumas comunidades. Neste caso, podemos provar o espírito através da filosofia. Se o espírito é uma essência de Deus, ele é portanto uma inteligência criadora, guardando as devidas proporções. Sendo assim, Deus já foi provado aqui neste blog pelo argumento lógico e racional de Bernardo Torres (veja o comentário dele em: Os avanços da ciência da alma). Provando também que a consciência, que é inteligência criadora, sobrevive após a morte do corpo físico.
    Mas vamos supor, novamente, que algumas comunidades também não queiram aceitar o argumento filosófico. Então, encerra-se aqui, um grave problema, que é a não capacidade de enxergar com os olhos imateriais. E o que seria olhos imateriais? Neste caso podemos chamar de Razão ou Raciocínio Lógico. E se o nosso raciocínio lógico varia de pessoa para pessoa, podemos dizer que umas irão enxergar espíritos e outras não, mesmo que nunca tenha visto um na sua frente. A essas pessoas chamamos de visionárias. Visionário é toda a pessoa que enxerga além, são aqueles que enxergam coisas que outras não conseguem enxergar, ou como quer alguns, não tem ainda a capacidade de enxergar. Os que observam com olhos físicos são chamados de médiuns videntes. Einstein foi um grande visionário. Ele nunca observou galáxias se distanciando, nem o espaço fazendo curvas. Mas ele conseguiu enxergar tudo isso. Rutherford jamais observou um átomo ou um elétron. Mas ele foi capaz de enxergar suas propriedades e suas cargas elétricas. Do micro ao macro, precisamos da razão, do raciocínio e da lógica, se realmente quisermos enxergar. E não simplesmente da visão física, já que a visão física pode nos trair a qualquer momento. É preciso crer para ver e não o contrário. E a prova disso é que acreditamos nessas teorias desses visionários, sem nunca termos observado ou visto alguma prova material do que eles nos apresentam. Cremos sem nunca termos visto! Se o espírito existe, como já foi provado aqui no blog pelo Bernardo, querer desacreditar nisso envolve dois problemas: 1) Desacreditar por questões de fé, de uma ideologia ou 2) Desacreditar por uma questão de falta de entendimento, por falta de um raciocínio mais apurado que permita penetrar numa dimensão não regida pela matéria física, como nós conhecemos. Fica demonstrado que não se trata de um dogma este postulado fundamental do espiritismo. Agora compete a quem faz tais afirmações, apresentar através de um raciocínio lógico, através da razão, que o raciocínio que o Bernardo trouxe até aqui, contém falhas lógicas. Se encontrarem, apresente tais falhas. Passaremos agora a palavra dogma para o lado dos que se opõem contra as ideias da sobrevivência de uma consciência fora do corpo.

  366. Marcos Arduin Diz:

    “E que ciencia é essa que não se prova?”
    - A mesma da Evolução. Ninguém jamais viu uma espécie derivar-se de outra, mas os pesquisadores acumulam uma série de evidências que os levam a deduzir que pode ter havido uma derivação de uma espécie A a partir de uma B ancestral.
    No caso aí dos espíritos, nem sempre é possível produzir as provas quando queremos. Elas são colhidas de passagem.

  367. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Fabiano Diz:
    1-Os que observam com olhos físicos são chamados de médiuns videntes.
    2- Fica demonstrado que não se trata de um dogma este postulado fundamental do espiritismo. ”

    1- Para ter ‘medium’ tem de ter ‘espiritos’ que não foram provados pelo seu racioínio lógico. Vou te relembrar então o que está no site da FEB:
    http://www.febnet.org.br/blog/topico/geral/o-espiritismo/conheca/
    * “O Espiritismo é uma ciência que trata da natureza, origem e destino dos Espíritos, bem como de suas relações com o mundo corporal.” Allan Kardec (O que é o Espiritismo – Preâmbulo)
    2- Então ets e onvis não são dogmas da ufologia, ufologia é ciencia e pronto, é pq é e acabou. E não preciso provar a existencia de ets nem de ovnis. Simples assim?
    É mais bonito vc falar que é questão de fé do que fazer malabarismos ‘lógicos’ ou psudocientificos para provar esse que é principal DOGMA do ‘espiritismo’: a existencia de ‘espiritos’.

  368. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marcos Arduin Diz:
    1- A mesma da Evolução. Ninguém jamais viu uma espécie derivar-se de outra, ”
    E raul teixeira? Não se derivou de DPF?
    2- No caso aí dos espíritos, nem sempre é possível produzir as provas quando queremos. Elas são colhidas de passagem.
    Poooorra, mas o ‘espiritismo’ não é ciencia?! Não tá lá na FEB? Vc vai desmentir o órgão máximo de divulgação do chiquismo?
    http://www.febnet.org.br/blog/topico/geral/o-espiritismo/conheca/
    * “O Espiritismo é uma ciência que trata da natureza, origem e destino dos Espíritos, bem como de suas relações com o mundo corporal.” Allan Kardec (O que é o Espiritismo – Preâmbulo)
    vc não prova nunca provou e nem vai poder provar o DOGMA máximo da sua fé.
    Admita de uma vez por todas que é crendice e é questão de fé.

  369. Fabiano Diz:

    Contra o Chiquismo, o que eu quis dizer é que filosoficamente está provado a existência do espirito apenas com o comentário do Bernado Torres, que é a mesma linha de raciocínio que outros filósofos vêm falando há mto tempo. Deveria então alguém, ou algum outro filósofo, fazer um contra-argumento. Portanto para resumir, a prova filosófica é real, talvez não aceita para alguns grupos. Então, ou se apresenta algo que desqualifique esse raciocínio logico, ou simplesmente se desacredita por algum motivo, que pode ser pessoal, por questões de fé, etc… Então, se alguém não se dispuser a contra-argumentar, através do mesmo raciocínio lógico, os defensores da consciência fora do corpo, poderiam utilizar do mesmo argumento e dizer que os que não acreditam em espíritos o fazem por questões de fé, ou antipatia, ou por questões políticas, ou quem sabe por questões financeiras? Mas não poderá dizer que desacredita por causa de um raciocínio lógico. Será que você me entende agora?
    - Contra-argumentarei agora a outra questão levantada por você. Se duas pessoas caminham por uma estrada e somente uma delas avista algum tipo de vulto, nebulosa humana, alguma assombração, espírito ou qualquer outro nome que queira dar, temos uma relação meio a meio. Um vai dizer que viu algo e o outro vai dizer que não viu nada. O que não viu, vai achar que o outro esteja delirando. Já o que viu, pode ser que comece até a ficar assustado ou diga para o outro: você só pode estar cego. Se aumentarmos o número de pessoas nessa estrada, a coisa vai mudando de figura. Como a população dos que têm tais visões é menor que os que não vêm nada, os que não viram nada se reforçam em seus argumentos e pedem para que o amigo procure um psicólogo ou psiquiatra. Estima-se que apenas 1% das pessoas (varia até 6% dependendo das pesquisas) tenham esse tipo de visão. Já os que viram, passam a viver em consultórios ou sobre antidepressivos, caso essas visões passem a ser constantes. Se são encaminhados para o espiritismo a abordagem é outra, eles acabam encontrando mais pessoas com o mesmo tipo de visões. Se autoajudam, socializando-se e não vivem dependente de químicos, que é um mal agouro para a industria farmacêutica, pois estaria deixando de vender seus produtos mais rentáveis.
    - Quanto a questão ufológica, ainda que não seja um bom entendido no assunto, acredito que não se deve por um ponto final. Devemos deixar em aberto e continuar em busca de evidências. A única distinção que faco, e aqui entra o fato de que a comparação é indevida, é que pelo que entendo, extraterrestres seriam constituídos de matéria e viajariam em tipos de naves também feitos de matéria. Tal argumento exige, por logica, alguma prova material. No caso dos espíritos isso não se faz necessário e não teria como pedir para um espirito deixar uma “camisa” ou algum “boné” que estejam utilizando em algum mundo astral.
    - Outro argumento já surrado e descabido, é comparar espíritos com papai noel ou unicórnios cor-de-rosa. Não deixa de ser uma bela estrategia para alguns grupos, mas esse argumento não faz sentido para quem usa a razão ou um raciocínio logico. Não faz sentido para a filosófica também.

  370. Contra o Chiquismo. Diz:

    Em que círculos do pensamento filosófico o ‘espiritismo’ é levado a sério ou ao menos considerado?

  371. Fabiano Diz:

    Contra o Chiquismo, não sei sua relação com o Marcos, se é amigável ou não, mas a sua frase “a redenção do Marcos Arduin. Vai ser assim a vida dele” e o vídeo postado, apenas servem para distrair o foco da atenção. Sei que deve se tratar de alguma brincadeira, talvez vocês até tomem uma cervejinha juntos, mas para mim que estou entrando no “barco” agora, fica parecendo uma ofensa contra a pessoa do Marcos e não uma crítica contra os argumentos que ele defende. Pense nisso do ponto de vista dos novatos que estão chegando agora, ok?

  372. Fabiano Diz:

    - Obrigado Vitor por liberar meus comentários do Spam.
    - Marcos, recebi seu e-mail e desculpas por pensar que era você quem estivesse bloqueando meus comentários.

  373. Antonio G. - POA Diz:

    Prezados, novamente ando fora de minha base e sem uma boa conexão com a internet. Consegui entrar agora e ler todos os comentários postados desde 5ª feira. A discussão segue muito interessante, com o incansável Arduin “esgrimando” energicamente contra os detratores do espiritismo/chiquismo. É comovente ver a valentia com que ele enfrenta os argumentos dos céticos.
    .
    Arduin, ainda que, possivelmente, você esteja equivocado em sua crença no espiritismo, você é um cara digno de muito respeito.
    .
    Quando estiver em melhores condições, voltarei a participar. E isto não é uma ameaça. rsrsrs
    .
    Abraço a todos.

  374. Fabiano Diz:

    Poderei “entrar” nos argumentos que estão sendo debatidos por outros comentaristas? Caso seja possível, gostaria de dar alguns pitecos que considero importante (para mim é óbvio). Deixo claro que qualquer um pode “atravessar” minhas conversas sem precisar pedir licença, ok? Estava procurando ler as regras do blog.
    - Eu queria esclarecer para o Contra o Chiquismo, que parece que é o mais interessado em conhecer os fenômenos espíritas e foi dito o seguinte sobre o argumento do Marcos: “2- No caso aí dos espíritos, nem sempre é possível produzir as provas quando queremos. Elas são colhidas de passagem. Poooorra, mas o ‘espiritismo’ não é ciencia?! Não tá lá na FEB? Vc vai desmentir o órgão máximo de divulgação do chiquismo?”. Contra o Chiquismo, seus comentários são bem engraçados, mas vou tentar te esclarecer e espero que o Marcos não se zangue comigo (perdão Marcos). Contra o Chiquismo, de passagem, eu acredito que o Marcos esteja se referindo a fenômenos espontâneos. Que nunca se sabe quando nem onde vai ocorrer, ok? E na natureza há vários fenômenos assim, por exemplo, posso citar aqui os tsunamis (terremos). Não sabemos em que lugar vai ocorrer o próximo. Podemos ter uma estimativa. Da mesma forma, podemos dizer que um fenômeno mediúnico poderá ocorrer em alguma casa espírita, por que lá há uma maior concentração de médiuns. Mas pode ser que aconteça no Irã e se a pessoa “possuída” falar bem de Alá vai ser “glorificada”, mas se falar mal… ai ai ai. Coloquei entre aspas estas duas palavras por que são de entendimento geral, não que acredite nestes termos. O que se passa com o cometa Halley já é um pouco diferente. É um fenômeno raro para alguns e pode ser que muitos dos que estão nascendo agora, nunca chegará a ver com seus próprios olhos, mas tal fenômeno já é bem conhecido pela astronomia, mas pode ser que no passado pudesse estar associado a algum fenômeno espontâneo. Espero que você já tenha visto este cometa e se não o viu, espero que acredite nele mesmo sem ver. Mas não pense que queremos impor algo, nada disso.
    - E quanto à sua última pergunta: “Em que círculos do pensamento filosófico o ‘espiritismo’ é levado a sério ou ao menos considerado?” Essa é uma boa pergunta. Mas o bom da filosofia é que ela está ao alcance de todos os que querem pensar, usar a razão e um raciocínio lógico. Portanto, não precisamos fazer parte de nenhum círculo para filosofar, aliás, praticamos a filosofia, mais do que muitos nós imaginamos. Inclusive aqui. Sem a filosofia não poderemos entender os grandes problemas que se apresentam ao homem. Por isso que da próxima vez que um físico te disser que você nunca tocou em nada, nem mesmo na pessoa amada, ao invés de rir da cara dele ou querer chamá-lo de louco, procure a filosofia para entender o que ele realmente queria dizer.

  375. Gorducho Diz:

    (…) quem está satisfeito com aspectos filosóficos e morais (tá, eventualmente religiosos) de uma coisa, não necessita de comprovações científicas preto no branco para se firmar.
    O Sr pode estar, mas os franceses não estavam, e não estão, tanto que o Espiritismo terminou – lá, claro, estamos falando de lá. Apesar de sua especialidade ser a Botânica, acredito que tenha conhecimento do artifício muitíssimo utilizado na Arte/Ciência denominada Marketing; a saber, diferenciação de produto. Com isso tenta-se criar um público consumidor cativo, garantindo-se um certo volume de vendas e, principalmente, comandar preços maiores, relativamente aos vários outros produtos iguais ou similares disponíveis na nossa sociedade de consumo. Foi o Kardec, não o Gorducho, que alegou a suposta verificabilidade, que portanto conferiria um caráter “científico”, “universal”, inquestionável; como diferencial para a Religião que estava construindo, implementando o projeto acalentado desde os tempos de adolescente místico em Yverdun. Foi a maneira hábil que encontrou de diferenciá-la das outras inúmeras marcas religiosas disponíveis no globo em 1857. Pois, megalomaníaco como era, pretendeu que sua Religião englobaria não apenas as variantes Cristãs, mas todas as demais do globo terráqueo (pelo menos, senão de todo Universo). Para esse projeto megalomaníaco ser viável, deduziu corretamente que seria essencial a verificabilidade, senão seria apenas mais uma marca no (saturadíssimo) mercado de bens de Salvação. Como essa verificabilidade não se verificou, o projeto ruiu.
    O Leymarie e muitos outros espíritas da época perceberam essa realidade e fizeram uma tentativa desesperada de salvar a coisa, particularmente com as fotos espectrais. Era (o Leymarie) ingênuo, concordo. Porém fez o que pode.
    Com nossa classe culta livresca, pouco afeita a sujar seus dedos com experimentos práticos, &c.
    É.
    Não me contradisse, Balofo.
    Sim, se contradisse. O que aconteceu é que aqui no Brasil vingou o Roustaingnismo até ser suplantado pelo Chiquismo. Não tenho estatística – até talvez o Sr. poderia aportá-la como curiosidade… – porém acho que os Kardecistas são numericamente inexpressivos. Não seria o pessoal ligado à CEPA?

  376. Gorducho Diz:

    Não, a CEPA acho que não é, pois condena a introdução de Jesus Cristo no Espiritismo. É isso, não é Professor?
    O Centro que o Sr. frequenta é Kardecista? Sinta-se à vontade para responder ou não :)

  377. Marcos Arduin Diz:

    Não, meu caro Fabiano, não há relações de amizade entre mim e o anti-chiquista. Não nos conhecemos. Nem vi os vídeos que ele colocou, pois já deduzi que não passavam de palhaçada.
    .
    Quanto a discutir coisas, ele parece aqueles antigos bolachões de vinil que a gente ouvia nas vitrolas com agulhas de safira. Tem um defeito e ficam continuamente repetindo a mesma linha de faixa. Pergunta-me, citando a FEB, se o Espiritismo é ou não Ciência e eu já respondi, mas ele se faz de desentendido. Até o presente momento, não o vi responder coisa alguma e então já nem ligo mais para os posts dele. Se não tem nada de interessante, nada digo.

  378. Marcos Arduin Diz:

    Balofo, sobre esta questão de verificação, o Kardec as testemunhou, assim como várias outras pessoas que frequentaram o seu grupo. Mas ele já havia deixado claro que tal situação não é garantida sempre: ela deve ser colhida de passagem. É muito diferente de dizer que:
    “Venha aqui e fale com seus ancestrais. Serviço garantido.”
    Que eu saiba, isso jamais foi prometido. O que se abria era apenas uma possibilidade.
    O insucesso do Espiritismo na França foi justamente quando o pessoal TENTOU chegar a essa garantia e aí quis que ele se tornasse Parapsicologia, mas se tornou apenas um pálido arremedo.
    .
    Eu diria que a falta de sucesso do Espiritismo deve-se a outro fator: não temos salvação para vender. Nas igrejas cristãs, não importa que o cara tenha sido um criminoso dos piores: basta aceitar a Cristo com seu Salvador, se batizar-se católico, reze uns 10 padrenossos e 20 avesmarias e tudo tá resolvido. Se for protestante, nem precisa de nada disso: aceite a Cristo e tudo fica numa nice. No Espiritismo, não tem conversa: quer seguir o caminho do Bem? Ótimo, mas o mal que fez atrás não foi esquecido e vai ter de pagar pelos seus pecados. Aqui não há remissão pura e simples. Como poderia uma religião assim ser popular?
    .
    É, Balofo, você está realmente precisando fazer mais estudos da coisa para não ficar falando do que não sabe…
    Tem lá um pastor, Jefferson Magno Costa, que no seu livro Porque Deus condena o Espiritismo, fez uma “classificação” (ou a chupou de algum lugar, sacomé, esse pessoal comete muito plágio. Eu sei pois já li mais de 50 obras cristãs anti-espíritas) onde lista os diferentes tipos de “espiritismo”. Tem alto espiritismo, baixo espiritismo, e coisas das quais nunca ouvi falar. Parece uma classificação feita na base dos fãs clubes: chiquistas, emanuelistas, andreluisistas, ramatistas, e outros istas… Eu, nesta classificação, estaria no grupo dos “paganizantes”, supostamente inventados por Carlos Imbassahy…
    Meu caro, o Espiritismo, o real, é aquele que tem por base o que foi codificado pelo Kardec, excluída a perfumaria, desde que esta não contradiga o principal. O Rustenismo contradiz, já que introduz algo estranho na Doutrina Espírita: o Pecado Original dos anjos… O Chico Xavier, assim como o Divaldo e outros, adotaram o Rustenismo em vista do ranço católico de ambos e dos seus guias espirituais… O André Luís, para irritação da FEB, fez toda uma obra que passou incólume pelo crivo dela, apesar de contradizer Roustaing. Acho que no livro da Suely, postado aqui no blog, deve aparecer alguma carta do Chico, respondendo a uma queixa do Wantuil quanto a isso.
    .
    Tratando apenas de Espiritismo e de coisas que o tomam emprestado para iluminar suas pálidas estrelas, os kardecistas são predominantes. Os rustenistas foram decaindo com o tempo até o desastre: perderam a direção da FEB. Sobra só o Divaldo, o Grupo dos Oito e alguns outros de menor expressão. Os ramatisianos também são poucos. Bem ou mal, os kardecistas são maioria. Posso até concordar com você de que não seriam uma maioria com qualidade.

  379. Marcos Arduin Diz:

    Como eu disse, Balofo, sou paganizante, ou seja, um espírita que não concorda em afirmar que o Espiritismo também é Cristianismo. Não é: Cristianismo é um amontoado de elucubrações teológicas fundamentadas na Bíblia. O Espiritismo não a tem como livro sagrado e portanto não pode ser Cristianismo.
    Sim, tanto quanto eu sabia, o centro onde trabalho é kardecista. Embora eu não tenha uma atuação muito ativa com relação à direção, um dos diretores escolheu-me para fazer parte do grupo exatamente pelo fato de saber que sou firme na convicção espírita.

  380. Gorducho Diz:

    É, Balofo, você está realmente precisando fazer mais estudos da coisa para não ficar falando do que não sabe…
    É, pode ser, e fico até feliz por vocês se a realidade é essa. Achei que a grande maioria estudasse Nosso Lar, Emmanuel & the like; e acreditasse nos Exilados da Capela.
    :)

  381. Marcos Arduin Diz:

    O centro onde trabalho recomenda o Livro dos Espíritos e o Evangelho segundo o Espiritismo e, para os que se interessam por mediunidade, o Livro dos Médiuns. Dos livros do Emmanuel, usamos para leitura inicial apenas aqueles que são textos de comentários morais de versos dos Evangelhos.
    .
    Quanto a outras pataquadas do Emmanuel, aí fica ao gosto de cada um.

  382. Gorducho Diz:

    Balofo, sobre esta questão de verificação, o Kardec as testemunhou, assim como várias outras pessoas que frequentaram o seu grupo. Mas ele já havia deixado claro que tal situação não é garantida sempre: ela deve ser colhida de passagem. É muito diferente de dizer que:
    “Venha aqui e fale com seus ancestrais. Serviço garantido.”
    Que eu saiba, isso jamais foi prometido. O que se abria era apenas uma possibilidade.
    O insucesso do Espiritismo na França foi justamente quando o pessoal TENTOU chegar a essa garantia e aí quis que ele se tornasse Parapsicologia, mas se tornou apenas um pálido arremedo.

    O que o Kardec “prometeu” ou deixou de prometer não interessa. Com o passar do tempo e o fim do Socialismo Utópico, ficou evidente que a único diferencial do “Espiritismo” seria a verificabilidade. Caso contrário seria, como de fato é, mais uma das milhares de especulações Metafísicas existentes ou que existiram desde a Criação; pois que siquer era alegado pelo Kardec tratar-se de Revelação Divina diretamente feita por Deus a ele. Especulações só Metafísicas, nem Morais; pois a Moral é tomada dos Cristãos, nada acrescentando à, que eu saiba.
    Talvez o trecho que negritei, do Codificador como o Sr. sabe, facilite-lhe a compreensão:
    O mesmo se poderia dizer também das de todos os moralistas, que nada mais fazem do que repetir a
    mesma coisa em todos os tons e sob todas as formas. Pois bem! os Espíritos vêm, muito simplesmente, aumentar o número dos moralistas, com a diferença de que, manifestando-se por toda parte, tanto se fazem ouvir na choupana, como no palácio, assim pelos ignorantes, como pelos instruídos.

    Ora, os espíritos TERIAM que se manifestar por toda a parte, mas os Espíritos só se manifestavam em parte alguma. O Leymarie não tinha alternativa senão TENTAR fazer os espíritos aparecerem, falarem, e confirmarem o que o Kardec tinha escrito; ou jogar a toalha de vez.
    Era isso.

  383. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Fabiano Diz:
    DEZEMBRO 8TH, 2012 ÀS 18:34
    Contra o Chiquismo, não sei sua relação com o Marcos, se é amigável ou não”
    um cara que xinga os opositores de babaca merece alguma consideração?

  384. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Fabiano Diz: Contra o Chiquismo, de passagem, eu acredito que o Marcos esteja se referindo a fenômenos espontâneos. Que nunca se sabe quando nem onde vai ocorrer, ok? E na natureza há vários fenômenos assim, por exemplo, posso citar aqui os tsunamis (terremos). ”
    mas são fenômenos explicados e conhecidos as suas causas e efeitos.
    Agora pergunta ao Marcos quem causam esses fenomenos. Por mais ‘inteligente’ que ele possa supostamente ser, ele vai dizer que são os ‘espiritos elementais’ a causa destes. Até uma simples garoa paulista são esses ‘elementais’ que causam.
    Agora dá pra discutir Filosofia ou ciencia assim?

  385. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Fabiano Diz: Por isso que da próxima vez que um físico te disser que você nunca tocou em nada, nem mesmo na pessoa amada, ao invés de rir da cara dele ou querer chamá-lo de louco, procure a filosofia para entender o que ele realmente queria dizer.”
    Eu mando ele ir com o Solipsismo dele pra puthaqueohpariul.
    Ou sugiro que pare com o uso de barbitúricos.

  386. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marcos Arduin Diz:

    Não, meu caro Fabiano, não há relações de amizade entre mim e o anti-chiquista. Não nos conhecemos. Nem vi os vídeos que ele colocou, pois já deduzi que não passavam de palhaçada.”
    Esses anos todos não tb vi os ‘espiritos’ que ele afirma que existe e não prova, pois tb já deduzi que não passam de palhaçada e fantasia.

  387. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marcos Arduin Diz: Pergunta-me, citando a FEB, se o Espiritismo é ou não Ciência e eu já respondi, mas ele se faz de desentendido. ”
    Então pela última vez: Espiritismo é ou não é Ciência?
    Apenas responda :
    ( ) SIM

    ( ) NÃO

  388. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marcos Arduin Diz: O André Luís, para irritação da FEB, fez toda uma obra que passou …
    O centro onde trabalho recomenda o Livro dos Espíritos e o Evangelho segundo o Espiritismo e, para os que se interessam por mediunidade, o Livro dos Médiuns. Dos livros do Emmanuel, usamos para leitura inicial apenas aqueles que são textos de comentários morais de versos dos Evangelhos.”
    1- A Luiz existe e nos assiste e protege.
    2- Livro dos Espíritos verdade suprema inclusive a geração espontanea e pluradidade dos mundos habitados.

    3- Evangelho segundo o Espiritismo ótimo pra quem não
    acredita na Biblia e admite que Cristo falhou.
    4- Livro dos Médiuns , até hoje to esperando a prova de ‘espiritos’, que dirá de ‘médiuns’.
    5- Dos livros do Emmanuel… Ah que legal , Emmanuel existe e nos brinda com lindas mensagens de paz e luz.

    O pior é não admitir que é só fé e crendice mesmo. O que dá pra discutir a sério?
    Aí quando eu pergunto se o pé de cana nasce da geração espontânea aí eu não posso ser levado a sério.
    Marcos Arduin, vc é realmente um cara GOZADO, MUITO GOZADO.

  389. Marcos Arduin Diz:

    “com a diferença de que, manifestando-se por toda parte, tanto se fazem ouvir na choupana, como no palácio, assim pelos ignorantes, como pelos instruídos”
    - Qual o problema? Manifestação mediúnica não escolhe pessoas… O que Kardec disse de fato ocorre em todo o mundo. O que pode mudar é como a coisa é interpretada… Veja que os evangélicos, por exemplo, são servos do Verdadeiro Deus, Seguidores de Cristo, etc e tal, mas vivem encapetados…

  390. Marcos Arduin Diz:

    “Marcos Arduin, vc é realmente um cara GOZADO, MUITO GOZADO.”
    - Alegro-me por tê-lo alegrado.

  391. Contra o Chiquismo. Diz:

    Além de não responder a minha pergunta – sim- não – não refutou 5 acusações.
    Aliás o ‘espiritsmo’ é muito ruim mesmo. Nem como crendice dá pra engolir.
    Até como crendice admitir que A Luiz e emmanuel exitem é dificil.
    pelo menos uma criança dá pra se enganar com um cara vestido de papai noel.
    Agora vai num centro espirita e pede pra falar com um ‘espirito’:
    “Bem, o sr deve saber que o telefone toca de lá pra cá..(Chiquismo puro) de modo que não seria possível…

  392. Contra o Chiquismo. Diz:

    Pra tanta mentira, aos 1:59 do vídeo
    http://www.youtube.com/watch?v=SMyWMKSXpXY
    Marcos Arduin Eu te queimo com os meus olhos!

  393. Contra o Chiquismo. Diz:

    O que esse blog não faz? Tive de comprar um teclado novo, pois estava usando o virtual e repetindo muita coisa. Mas agora vai.

  394. Marcos Arduin Diz:

    Seu anti chiquista, suas perguntas já foram respondidas mais acima. É só procurar as respostas, se souber ler…

  395. Toffo Diz:

    Arduin: Que eu saiba, isso jamais foi prometido. O que se abria era apenas uma possibilidade.
    O insucesso do Espiritismo na França foi justamente quando o pessoal TENTOU chegar a essa garantia e aí quis que ele se tornasse Parapsicologia, mas se tornou apenas um pálido arremedo.
    .
    Eu diria que a falta de sucesso do Espiritismo deve-se a outro fator: não temos salvação para vender.

    Na verdade, o insucesso do espiritismo na França foi a sua incapacidade de dialogar com os novos tempos. Numa época em que iam surgindo as novas teorias do inconsciente, o desenvolvimento da psicanálise, as teses de Einstein, o espiritismo continuava atrelado à sua base positivista, amarrado por certezas e não por dúvidas, o que começou a dificultar a sua presença nos debates que se travavam, nos congressos internacionais etc. Eu acredito que a base autoritária em que a doutrina espírita foi fundada – o tal “crivo da razão”, que nada mais era do que o crivo do seu chefe e criador – foi fatal para a sobrevivência do espiritismo. Acabou por se tornar uma doutrina fechada, estática, irremediavelmente atada a uma série de postulados e condições sine qua non. O mundo do espiritismo passou a se divorciar da realidade. Talvez seja por isso que os espíritas como você o defendem com tanta tenacidade. Eu não sou um detrator gratuito do espiritismo, Arduin. Antes de passar para o lado de cá, eu vivi dentro dele a maior parte da minha vida, conheci-o em todos os detalhes, e falo com conhecimento de causa quando digo que ele não passa de autoajuda, de uma consolação ilusória para tornar a vida mais suportável, mas irreal. Só não vê quem não quer.

  396. Contra o Chiquismo. Diz:

    Vc não respondeu, só enrolou e quando deu explicações foram de cunho kardecistas e chiquistas.

  397. Marcos Arduin Diz:

    Mas Ex-Toffado…
    As novas teorias sobre inconsciente nada mais eram do que um refinamento da tal “subconsciência”, mas NÃO EXPLICAVAM como é que os médiuns podiam obter informações as quais não poderiam ter acesso por meios normais… Então, se essas novas teorias não explicavam os fenômenos mediúnicos, por que os espíritas deveriam dialogar com elas? E o que as teses de Einstein têm a ver com o Espiritismo? Não vai falar da mecânica quântica não?
    .
    O Espiritismo tem o seu corpo doutrinário definido. Para que ele seja alterado, ter-se-ia que haver uma mudança definitiva de paradigmas. Não me consta que isso tenha havido sob aspecto científico. Já disse que as ciências físicas, químicas, biológicas, etc e tal, não são do escopo da DE. Respostas a perguntas nessas áreas que foram dadas apenas refletiam o que os espíritos da época sabiam. E Kardec já tinha deixado claro que os espíritos não podiam fornecer conhecimentos já prontos e acabados. Não sei por que o pessoal aqui fica insistindo nesse ponto.
    .
    Se não quer perder o seu Latim, qua é singular. O certo seriam condições sine quibus non…
    .
    Bem, desculpe-me, Ex-Toffado, mas quando se apresentam críticos alegando terem conhecido o Espiritismo EM TODOS os detalhes, sinto-me obrigado a sorrir… Não tenho lá esperanças em encontrar pessoa com tal cabedal.

  398. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marcos Arduin Diz:
    1- como é que os médiuns podiam obter informações as quais não poderiam ter acesso por meios normais…
    2- Já disse que as ciências físicas, químicas, biológicas, etc e tal, não são do escopo da DE. Respostas a perguntas nessas áreas que foram dadas apenas refletiam o que os espíritos da época sabiam.
    3- E Kardec já tinha deixado claro que os espíritos não podiam fornecer conhecimentos já prontos e acabados. ”

    1- Se até hoje não se provou a existência de ‘espiritos’ – o ‘espiritismo’ não é ciencia? Cade o Método Científico pra provar?- como é que existem ‘médiuns’?
    2- kardec classificou os ‘espiritos’ assim:
    PRIMEIRA ORDEM: ESPÍRITOS PUROS
    112. Caracteres Gerais. Nenhuma influência da matéria. Superioridade intelectual e moral absoluta, em relação aos Espíritos das outras ordens…Havendo atingido a soma de perfeições de que é suscetível.
    Então os ‘espiritos’ que atingiram a perfeição sabiam pouco pra época? Até o ‘espirito da verdade’ que revisou a obra de kardec era limitado então?
    3- Mas podiam afirmar que Marte é habitado e que Mozart tem casa em Jupiter em forma de nota musical.

  399. Antonio G. - POA Diz:

    Arduin, insisto que não há muito a saber sobre o espiritismo. Uns poucos livrinhos dão a qualquer interessado um total conhecimento da doutrina. Depois disso, é só repeteco e variações dos mesmos postulados. Compare com a matéria na qual você é especialista, a botânica. Este sim é um exemplo de assunto em que, por mais que alguém saiba, sempre haverá muito ainda para saber. O conteúdo é tamanho e tão complexo, que ninguém haverá de saber tudo sobre botânica. Até porque, a cada dia, novos conhecimentos são somados aos já existentes, certo? Você acha que o mesmo se dá com o espiritismo? Eu lhe digo que não. Tudo já está definido e planificado, faz bastante tempo, pelo Codificador. E esse “tudo” não é lá muita coisa.

  400. Fabiano Diz:

    Marcos Arduin, neste link que forneço a seguir, você poderá encontrar várias obras relacionadas ao tema espiritismo (e olha que tem muita coisa para ser garimpada), inclusive algumas obras de Carlos Imbassahy: https://skydrive.live.com/?cid=07fcd80525c63daa&id=7FCD80525C63DAA%2110121

  401. Fabiano Diz:

    - Aqui estamos todos querendo aprender e tanto é verdade esse fato, que queremos por em dúvida o que já sabemos. Não queremos cometer os mesmo erros dos que acreditaram nas “verdades” que foram impostas por alguém. Queremos ser livres e dono das nossas próprias escolhas. Queremos raciocinar por conta própria. Mas sabemos que somos seres finitos, limitados e imperfeitos. Se somos finitos, como nos surge a ideia de infinito? Como podemos conceber algo que seja ilimitado? Porque temos essa ideia ou noção da perfeição? Só podemos definir algo como imperfeito se tivermos uma certa noção de perfectibilidade. Qual seria, por exemplo, a menor distância entre dois pontos? 0,01 cm? 0,000001 cm? Ou 0,00… 0 ad infinitum seguido1? E qual seria a maior distância entre dois pontos? Também não é infinita essas distâncias? Como pode algo finito (o ser humano) conceber algo infinito? Temos que pensar que existe algo em nós que nos dê essa capacidade. Seria o cérebro? Ou seria a mente? Cérebro e mente são a mesma coisa? Podemos dividir o cérebro. Mas podemos dividir a mente? A mente parece ser indivisível e somente algo indivisível seria capaz de compreender algo que é divisível (o cérebro).
    - Da mesma forma, a existência de uma força criadora (já citada aqui por Bernardo Torres), a existência de uma alma, mente, consciência, atma, ou qualquer outro nome que queiram dar, já foi sentida, provada e comprovada, por filósofos passados e presente. Quer conhecer o espírito? Então leia Descartes.
    http://www.scribd.com/doc/35846969/Descartes-Meditacoes-sobre-Filosofia-Primeira

  402. Contra o chiquismo Diz:

    Fabiano,
    1-Aonde vc quer chegar?
    2-Ou o que quer saber
    3- Ou o que que provar?
    Por favor, seja objetivo tipo assim:
    1- Eu quero chagar a…
    2- Eu quero saber …
    3- Eu quero provar…

  403. Contra o chiquismo Diz:

    Antonio G, é questão de tempo pra deixar de existir o ‘espiritismo’. Essa praga infecta só resistiu aqui no Brasil. Mas o Brasil está avançando muito, cidades que visitei há 10 anos atrás estão mais avançadas que muitas que há 10 anos eram desenvolvidas. Repare que os centros espíritas não tem vez nesse novo Brasil. Esses centros se travestem de humildade e pobreza e é cada vez mais difícil o povo engolir isso. Quase não se abrem novos centros. Se fosse a verdade legítima, estaria sendo aberto um em cada esquina. Sabe por que? É como expliquei antes, é muito ruim até como crença. A crença no papai noel é melhor e mais sólida, agora em dez em cada shopping ou loja se vê aos montes. Um papai noel vestido de vermelho dá presente de verdade a uma criança. Ela pelo menos ganhou um presente de veradade dado pelo um personagem real no universo dela até os 7 anos mais ou menos. Agora, veja o universo dos evangélicos, em cada esquina uma igreja, como crendice é mais interessante, pois ali vc tem a oportunidade de sonhar em ser rico, de ficar curado, enfim realizar sonhos. No espiritismo, vc tem de se conformar com a pobreza, achar a doença uma benção e dar sopa aos pobres pra pelo menos se livrar do ‘umbral’. É cruel, que crença maldita. Agora analizemos friamente a melhor crendice:
    —Papai noel – existe (o seu vizinho vestido de vermelho com barba branca de algodão) e dá presente de verdade (que vc comprou pro seu filho e deu pro seu vizinho presentear) e faz a alegria da criançada e faz por tabela a alegria dos pais.
    —Igreja de evangélica – Faz vc sonhar com a riqueza, faz vc buscar a cura e não se conformar com a pobreza e ganhar o céu – sem pasagem por regiões de trevas.
    —’espiritismo’ – Faza vc se conformar com a miséria, faz vc achar que doença é benção e manda agradecer a Deus por vc estar doente, cultua entidades que não existem – a luiz, emanuel – e não promete nem o paraíso, promete se vc for bonzinho no máximo se livrar do ‘umbral’. E lamba os beiços.

  404. Toffo Diz:

    Mas você mesmo deu a resposta, Arduin. “O Espiritismo tem o corpo doutrinário definido”. Tão definido que não evolui, não sai do lugar. Cristalizou-se dentro da sua mecânica positivista. Por isso mesmo não conseguiu acompanhar os debates e acabou sendo botado para escanteio. Você diz que as ciências não conseguiam explicar por que médiuns obtinham informações para as quais não tinham acesso por vias normais. Na verdade, nem o espiritismo as tem. As explicações espíritas dependem de dogmas, de postulados, já partem do princípio de que existem espíritos e eles se comunicam, e adotam uma porção de teorias “ad-hoc” como perispírito e fluidos, que na verdade você tem que admitir a priori que existem para que elas possam funcionar. Por isso mesmo acho que o espiritismo serve como fé, como meio de suportar com esperanças as vicissitudes da vida, uma espécie de “muleta” para se escorar nas adversidades, um plus de autoajuda. Só isso. Se você está contente e satisfeito com isso, muito que bem. Fique com ele. Só não venha dizer que espiritismo é ciência ou filosofia, porque não é.

  405. Contra o chiquismo Diz:

    Toffo, esse é o problema do GOZADO MArcos Arduin, ele não admite que tem APENAS FÉ.
    É desonesto consigo mesmo, pq com nós não é.

  406. Contra o chiquismo Diz:

    Falando de crendices, eu já ouvi de gente antiga que se levava um pedaço de fumo no bolso pra oferecer a CAIPORA caso o caçador se perdesse na mata, pois o sujeito ficava rodando em círculos e não achava mais o caminho de casa, aí oferecia-se fumo pra CAIPORA e num passe de mágica o caminho de casa reaparecia. Quero ver hoje em dia se CAIPORA deixa o GPS tonto…

  407. Contra o chiquismo Diz:

    MArcos Arduin, vc já fumou Veado?
    Já ofereceu fumo Veado pra um espirito que faz os outros se perderem?
    Cigarros Veado…
    http://guiadoscuriosos.com.br/blog/wp-content/uploads/2011/03/Fumem.jpg

  408. Fabiano Diz:

    Contra o Chiquismo, penso que estou como você, vasculhando a imensidão do universo em busca de uma luz que conforte nossas próprias indagações. Certo? Ou você vem aqui apenas defender uma bandeira e qual bandeira? Creio que não, por isso que você tanto indaga. Estou errado? Mas o espiritismo não poderá dar a você (nem a ninguém) as respontas prontas e penso que nem você deve querer isso ou aceitá-las simplesmente. Dizer aonde quero chegar seria limitar o meu conhecimento. Quero descobrir o tanto quanto me for facultado aprender nas trocas de experiências aqui propostas. Quero saber de tudo o que eu possa assimilar, após uma análise sob a luz do crivo da razão. E quanto a sua última pergunta, seria provar no sentido de experimentar? Se não, quero dizer que aqui quero causar dúvidas, quero questionar. Tudo sob a ótica da filosofia, que implicitamente engloba razão, raciocínio lógico e visão cartesiana, de acordo com a filosofia moderna. Quero ser feliz e para isso preciso me expôr, preciso compartilhar. E caso minhas palavras não tenham sido suficientes para o que quero expressar, compartilho com você a opinião do professor Cortella: http://youtu.be/h8rJiQ80rXg

  409. Marcos Arduin Diz:

    Mas Ex-Toffado, onde se viu corpo doutrinário definido EVOLUIR? A Igreja Católica tem o seu corpo doutrinário que também não evolui e continua a mesma por aí. Sua concorrência é apenas contra os evangélicos neopentelhocostais que vendem o Céu. Cristo é o caminho, a igreja deles é o pedágio…
    .
    Li numa Veja ou Época de que pessoas deixaram o Espiritismo pois o acharam muito fechado, dogmático, etc e tal. Elas queriam um “arejamento”, ou seja, que lá nos centros espíritas se permitissem coisas como Florais de Bach, Homeopatia, Cristais, Pirâmides, Teosofia, Cromoterapia… Ou seja, queriam resgatar o saco de gatos esotéricos que o Leymarie fez em sua época. Pra uma “evolução” assim, o melhor é nenhuma.
    .
    No que é que a Doutrina Espírita está defasada e precisa evoluir? Até agora ninguém me disse. Você fala em positivismo, mas o que há de novo que desmente a DE?
    .
    Meu caro, certos postulados foram passados pelos espíritos, mas uma hipótese só é derrubada quando provada falsa, ou seja, quando ela consegue explicar o resultado de um experimento ou observação de um evento. Veja só uma coisa:
    1 – Um médium pode saber de coisas porque é capaz de captar os pensamentos das pessoas e daí compor uma mensagem de um suposto espírito. _ Ora, aqui há DOGMA: essa hipótese exige-se que se aceite como fato de que o pensamento é capaz de sair de uma mente e entrar em outra. Mas quantos experimentos já foram feitos e com resultados bem sucedidos que compravam que tal coisa aconteça? Sabe você me dizer? E veja que se isso fosse verdade, teria aplicações práticas fantásticas. Ex: confiscaram os hds do Daniel Dantas, mas não puderam ler nada, pois as pastas estavam criptografadas. Bastaria então um paranormal entrar na mente do Dantas, obter as senhas e aí quebrar a criptografia… Já pensou a utilidade policial de tal método?
    .
    2 – O Inconsciente do médium explica o mediunismo. _ Outra bobagem. O inconsciente pode reter toda a memória da vida do cara, mas como ele pode saber de coisas que o médium não sabe? Essa parapsicologia católica explica como o conhecimento sai, mas não como ele entra na mente do médium…
    .
    3 – O espírito do falecido. Se é o espírito de um certo falecido que fala através de um médium, deve ele saber tudo sobre o certo falecido. E se isso se confirma, então a hipótese de que é o espírito mesmo permanece válida, ou seja, não há motivos para descartá-la. E não preciso de perispírito, nem de fluidos, nem de nenhuma outra coisa hadoque para sustentar a dita hipótese. Se não há outra melhor…
    .
    Muita gente precisa de alguma muleta, ainda que inconscientemente não perceba isso. Não é o meu caso. O que eu gostaria é que os experimentos feitos com os médiuns (é nisso que o Espiritismo é Ciência) pudessem ser refutados e explicados por demonstrações outras, que mostrassem a não necessidade de se recorrer à hipótese espírita. Mas enquanto isso não acontece, não adianta o choro e vela de vocês céticos.

  410. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Fabiano Diz:
    1- Ou você vem aqui apenas defender uma bandeira e qual bandeira? …Certo? …qual bandeira? … Estou errado? …de experimentar? …”

    Fabiano, eu te fiz 3 perguntas e pedi que me respondesse as 3 de forma objetiva. Vc me responde com um monte de perguntas! Custava responder por ex. assim?
    1 – Eu quero chegar no nível máximo de conhecimento das fraudes e mentiras espiritas.
    2- Quero saber quais as obras espiritas que são plágios e contém mentiras histórias e erros de ciencia.
    3 – Quero provar que o ‘espiritismo’ é falso.
    E pare com esse Solipsismo!

  411. Fabiano Diz:

    Contra o Chiquismo, se o Marcos parece gozado para você, você parece gozado para mim, guardando as devidas proporções. Pensei que tinha ficado claro, mas vi que não e então peço perdão. Servirei novamente o “jantar”, dessa vez em pratos limpos e floreados. “1-Aonde vc quer chegar?” – R: Quero descobrir o tanto quanto me for facultado aprender nas trocas de experiências aqui propostas. Explico: estou aqui para aprender e espero que este seja, também, o objetivo de vocês, ainda que haja o choque de ideias. “2-Ou o que quer saber?” – R: “Quero saber de tudo o que eu possa assimilar, após uma análise sob a luz do crivo da razão.” Explico: tudo o que for assimilando aqui, será confrontado com meus prévios conhecimentos já adquiridos. Intentarei absorver coisas novas. “3- Ou o que que provar?” Aqui fiz um inquirimento porque não sabia se o provar vinha de experienciar, experimentar. R: aqui quero causar dúvidas, quero questionar. Tudo sob a ótica da filosofia, que implicitamente engloba razão, raciocínio lógico e visão cartesiana, de acordo com a filosofia moderna. Explico: procuro ter um posicionamento neutro e analisar os pontos de vistas diferentes. Não vou tomar partido dos espiritas, que são dualistas, tampouco tomarei partido dos materialistas. E quero dizer que não sou solipsista, pelo contrário, sou mais do tipo cartesiano, racional, lógico, binário ou dualista, mas não sou materialista, como você mesmo já pode constatar aqui, deus, como força criadora, existe e espíritos também, como bem definiu Bernado em outro post. E foi gracas à Descartes, que lançou essa luz sobre a razão da existência do mundo invisível, e que ainda não foi refutado pelos materialistas. Também não fui capaz de refutar, de forma racional, a teoria do mundo espiritual que ele defendeu e que, por sua vez, está de acordo com o que o espiritismo diz. Descartes e Kardec, tiveram muita coisa em comum.

  412. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Fabiano Diz: existe e espíritos também”
    PROVE.

    “”Fabiano Diz: E foi gracas à Descartes…”
    GOZADO, Descartes era católico viveu como tal e morreu católico. Vc então acredita então em São Jorge, hóstia, crisma entre outras coisas da Igreja Romana, não?
    Ah e a INQUISIÇÃO TB vc apóia, NÉ?
    “O alimento da juventude é a ilusão. (Pensamentos de Descartes)”

    Pensamento de kardec:
    “Os negros, pois, como organização física, serão sempre os mesmos; como Espíritos, sem dúvida, são uma raça inferior, quer dizer, primitiva; são verdadeiras crianças às quais pode-se ensinar muita coisa;” (Allan Kardec, “Perfectibilidade da raça negra” Revue Spirite, Abril de 1862)

    Descartes e Kardec: eis os seu ídolos.
    PARABÉNS!

  413. Fabiano Diz:

    Contra o chiquismo, não posso ler, nem estudar e muito menos filosofar por você. Mas posso orientá-lo a fazê-lo. Não se feche tanto. Mantenha a sua mente aberta e bons estudos: http://pt.wikipedia.org/wiki/Ren%C3%A9_Descartes

  414. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Fabiano Diz: Contra o chiquismo, não posso ler, nem estudar e muito menos filosofar por você. Mas posso orientá-lo a fazê-lo.”
    Dispenso.
    Vc nunca responde diretamente, sempre dá rodeios e é um solipsista que admira kardec o racista.
    Seja mais objetivo por favor. Responda sempre diretamente. Kardec o racista que vc admira é bem direto nas idéias que defendia. Veja só:
    QUESTÃO 798 – O LIVRO DOS ESPÍRITOS
    O Espiritismo se tornará crença comum, ou ficará sendo partilhado, como crença, apenas por algumas pessoas?
    … Sua marcha, porém, será mais célere que a do Cristianismo, porque o próprio Cristianismo é quem lhe abre o caminho e serve de apoio. O Cristianismo tinha que destruir; o Espiritismo só tem que edificar.

    Seja direto Fabiano, igual seu ídolo racista kardec era.

  415. Contra o Chiquismo. Diz:

    Fabiano vc me manda estudar Descartes, veja só:
    “Durante o período em que serviu o exército, René Descartes teve vários sonhos que mudaram sua vida. Conforme seu relato, passou um dia 10 de novembro em um quarto sozinho com aquecedor, mergulhado em pensamentos sobre a matemática e ciência. Acabou adormecendo e, no sonho, que mais tarde ele mesmo interpretou, foi repreendido pela sua ociosidade. O ”espírito da verdade” invadiu sua mente e convenceu-o …”
    http://www.psicoloucos.com/Rene-Descartes/biografia-de-rene-descartes.html
    O ”espírito da verdade” invadiu sua mente …
    é mole? Seria o mesmo ‘espirito’ que guiava kardec?

  416. Marciano Diz:

    Arduin, numa coisa estamos de pleno acordo, penso o mesmo sobre esses esquerdistas.
    .
    Tu disseste que o espiritismo virou religião no Brasil, mas na França já era assim, o que significa “L’Evangile selon Le Spiritisme”? (refiro-me ao que é dito no livro).
    .
    Já que você é latinista, reflita sobre isto:
    Credere nil sapiens amat, omnia credere simplex; scilicet hic aliis credulus, ille sibi.

  417. Gorducho Diz:

    O espírito do falecido. Se é o espírito de um certo falecido que fala através de um médium, deve ele saber tudo sobre o certo falecido. E se isso se confirma, então a hipótese de que é o espírito mesmo permanece válida, ou seja, não há motivos para descartá-la. E não preciso de perispírito, nem de fluidos, nem de nenhuma outra coisa hadoque para sustentar a dita hipótese. Se não há outra melhor…
    O Sr. compreende então que os “fluídos” (Mesmerismo) e o corpo éther-aromal ou subtil do Fourier são especulações Metafísicas sem nenhuma outra fundamentação que a mera especulação. Ótimo.
    E, sim, se aparecer um médium supostamente canalizando um falecido e portanto sabendo tudo sobre o dito enquanto terráqueo fora, a hipótese de que o mesmo sobreviveu individualmente após a morte será válida.

  418. Marcos Arduin Diz:

    Pois é, seu Balofo.
    Citei aqui o exemplo lá da Leonore Piper, quando falou através dela o espírito do Robert Hyslop. O filho dele reconheceu os trejeitos, a forma de se expressar, etc e tal. E finalmente deu como prova definitiva a revelação de uma amizade que teve com uma pessoa desconhecida do filho e dos pesquisadores e que foi confirmada posteriormente.
    Que explicação dar a isso?
    Projeção de pensamento? Ué? Então por que a médium não captou o Cooper da matilha, que era aquele no qual o filho e os pesquisadores pensavam?
    Captação através do inconsciente? Mesma coisa: por que o inconsciente da médium deixou de captar o Cooper da matilha e foi achar o Cooper filósofo?
    .
    Os defensores dessas hipóteses simplesmente jogam para mais longe: mas o pensamento ou o inconsciente da médium poderia viajar a longas distâncias e captar o pensamento no inconsciente da viúva do Robert Hyslop e com isso descobrir o Cooper filósofo… E depois somos nós espíritas que inventamos hipóteses hadoques…

  419. Marcos Arduin Diz:

    de Morte
    Uma coisa é ter uma FILOSOFIA DE CONSEQUÊNCIAS MORAIS e muito outra é se ter uma RELIGIÃO para se justificar essas consequências morais. O que Kardec propôs e codificou foi a FILOSOFIA. O que Roustaing fez foi “introduzir” na DE o pecado original, a Virgem Maria, o Cristo quase Deus, as elucubrações teológicas a respeito dos evangelhos, etc e tal. Isso foi fazer do Espiritismo uma religião.
    .
    Kardec usou do Evangelho, EXTRAINDO APENAS A PARTE MORAL, pois sabia que não havia outra melhor do que essa. O seu livro O Evangelho Segundo o Espiritismo é somente um livro de comentários sobre essas leis morais. Quanto ao resto, deixou de lado.
    .
    Para os primeiros espíritas, essa obra massuda de Roustaing era não um complemento, mas o fundamental da coisa, pois rastreava e discutia todo o Evangelho e, melhor de tudo, salvava a carolice católica que ainda traziam consigo. Nenhum deles era teólogo, nem erudito no assunto de religiões e não perceberam que muito do que estava lá eram coisas que os teólogos já haviam debatido durante séculos… E pensavam ser novas revelações dos espíritos dos próprios evangelistas, ainda com o apoio dos outros apóstolos…
    .
    é isso.

  420. Gorducho Diz:

    Isso então é o que o Sr. chama FILOSOFIA, Professor… Que cousa, é a prova do velho ditado: vivendo e aprendendo… Quando a gente acha que já viu tudo…
    Os Espíritos do Senhor, que são as virtudes dos Céus, qual imenso exército que se movimenta ao receber as ordens do seu comando, espalham-se por toda a superfície da Terra e, semelhantes a estrelas cadentes, vêm iluminar os caminhos e abrir os olhos aos cegos.
    Eu vos digo, em verdade, que são chegados os tempos em que todas as coisas hão de ser restabelecidas no seu verdadeiro sentido, para dissipar as trevas, confundir os orgulhosos e glorificar os justos.
    As grandes vozes do Céu ressoam como sons de trombetas, e os cânticos dos anjos se lhes associam. Nós vos convidamos, a vós homens, para o divino concerto. Tomai da lira, fazei uníssonas vossas vozes, e que, num hino sagrado, elas se estendam e repercutam de um extremo a outro do Universo.
    Homens, irmãos a quem amamos, aqui estamos junto de vós. Amai-vos, também, uns aos outros e dizei do fundo do coração, fazendo as vontades do Pai, que está no Céu: Senhor! Senhor!… e podereis entrar no reino dos Céus.

  421. Toffo Diz:

    Desculpe, Arduin, mas o Evangelho Segundo o Espiritismo é uma das obras mais equivocadas que eu já vi. Primeiro, devia se chamar O Evangelho Segundo Allan Kardec, já que ele o escreveu todinho da sua cabeça, sem consultar ninguém, sem consultar bibliografia, sem validar pesquisa alguma – afinal, ele faz várias afirmativas históricas em seu texto. Meio na linha absolutista “O espiritismo sou eu”. Depois disso, botou como “instruções dos espíritos” aquelas mensagens supostamente de espíritos que concordavam com o que ele dizia e pronto. Levou o livro para edição. Ninguém sabia que ele estava escrevendo o livro, nem a mulher dele. Estranho, não? Afinal, é uma interpretação do evangelho, uma obra aberta. Depois a meu ver ele comete uma série de equívocos. Primeiramente, transporta para o século 1 juízos de valor do século 19: “os judeus daquela época eram ignorantes e rudes, e não tinham condições de comer o biscoito fino da mensagem de Jesus, portanto tinham de ser tratados como crianças, através de parábolas e metáforas materiais, para que entendessem”. Ou seja, como comparar aquela época “primitiva” com o século das luzes e da ciência que Kardec acreditava ser o seu? Depois força a barra para tentar mostrar que a ressurreição dos judeus equivalia à reencarnação dos espíritas, sendo que os judeus não compreendiam a reencarnação, mas acreditavam na ressurreição dos mortos. É muita forçação de barra querer que os evangelhos sejam reencarnacionistas. Depois toca num ponto polêmico ao basear seu livro na “moral do Cristo”, como se esse fosse o único aspecto incontroverso da figura de Jesus. Caramba, se há algo controverso no mundo é a moral, que muda com os tempos e os lugares – já diziam os latinos o tempora, o mores, e a interpretação que se faz dos ensinamentos morais do Cristo é algo que está a léguas de distância de ter concordância. Além do que o evangelho espírita está umbilicalmente ligado aos evangelhos da Igreja, e já a priori considerados os definitivos. Mas havia outros, claro, do conhecimento da época, e Kardec poderia muito bem buscar fundamentos nesses também, fazer comparações, usar o seu “método indutivo”, já que não estava atrelado à Igreja e sim aos ensinamentos do Cristo. Enfim, eu acho esse um livro absolutamente dispensável, uma prova incontestável do caráter reformista da religião que Kardec queria dar ao espiritismo, na via de uma tentativa de composição com a Igreja – veja-se que a maior parte dos “espíritos” que dão mensagens no livro são de santos e clérigos católicos – numa época em que a Igreja detinha enorme poder na França.

  422. Marciano Diz:

    Arduin, ainda aguardo seus comentários sobre a expressão:
    “Credere nil sapiens amat, omnia credere simplex; scilicet hic aliis credulus, ille sibi”.
    .
    A propósito, parece-me que os espíritas pensam como Santo(?) Agostinho:
    “Credimus enim ut cognoscamus, non cognoscimus ut credamus”.
    .
    Agora que descobri que você é latinista (deve ser das aulas de taxonomia), vou explorar seu excelente latim, não é qualquer um que sabe que o plural de qua é quibus.
    Você acha que este ditado também se aplica aos espíritas?
    Amantes libenter credunt quod optant.
    .
    Este aqui, então, nem se fale:
    Ea credimus libenter quae cupimus.
    .
    Agora, nos estudos de botânica, seus critérios mudam completamente.
    A conclusão a que chego (admito poder estar errado) é a de que você tem razões psicológicas, não racionais, para acreditar no que diz.
    .
    .
    Toffo, os Evangelhos (não o de Rivail, os 4 escolhidos por Atanásio), têm muitas histórias das quais se pode aprender grandes ensinamentos morais. Veja este, por exemplo:
    .
    Mateus, capítulo 21, versículos 18/19:
    18 Ora, de manhã, ao voltar à cidade, teve fome;
    19 e, avistando uma figueira à beira do caminho, dela se aproximou, e não achou nela senão folhas somente; e disse-lhe: Nunca mais nasça fruto de ti. E a figueira secou imediatamente.

    .
    História corroborada em Marcos, capítulo 11, versículos 12 a 14:
    12 No dia seguinte, depois de saírem de Betânia teve fome,
    13 e avistando de longe uma figueira que tinha folhas, foi ver se, porventura, acharia nela alguma coisa; e chegando a ela, nada achou senão folhas, porque não era tempo de figos.
    14 E Jesus, falando, disse à figueira: Nunca mais coma alguém fruto de ti. E seus discípulos ouviram isso.
    .
    O Arduin sabe, como botânico, que as figueiras não valem nada, têm mais é que secar mesmo, negar alimento a um homem santo. Ainda mais se não for tempo de figos (“porque não era tempo de figos”).

  423. Toffo Diz:

    Outra forçada de barra: a passagem dos trabalhadores da última hora. Segundo a parábola, os trabalhadores da última hora seriam remunerados mais que os da primeira, pelo senhor da vinha, porque ficaram o dia inteiro à espera de recrutamento e ninguém os recrutou. Ou seja, trabalharam 1 hora e ganharam 200. Os que suaram o dia inteiro ganharam 100. Contestado pelos da primeira hora, o senhor se limitou a dizer que quem mandava na vinha era ele e ele remunerava os trabalhadores como bem entendia. Tudo bem que naquele tempo não havia leis trabalhistas nem a Justiça do Trabalho, mas essa estranha parábola serviu de mote a Kardec para afirmar que os espíritas seriam os trabalhadores da última hora. Ou seja, chegaram no final do expediente, agradaram ao senhor e acabaram faturando mais que os católicos ou o que fosse, que chegaram antes. Se isso não for proselitismo barato, não sou Toffo.

  424. Contra o Chiquismo. Diz:

    E a forçada de barra que é dizer que João BAtista é a reencarnação de Elias?
    Aliás , esse botaniCUzinho que não sabe nem como nasce o pé de cana desistiu de debater comigo.
    Ele sabe que não dá. E o pior, não admite que tem fé e o crê é apenas crendice assim como o papai noel, o curupira e a caipora.
    E admite que é cientista do espiritismo. (Sem provar nada)

  425. MARCELO Diz:

    Caros irmãos, eu era espírita fanático fanático..advogado de KARDEK e da doutrina…ao conhecer TEOSOFIA tive repulsa por HELENA BLAVATSKY pela visão dela quanto aos supostos “espíritos”, q segundo ela não se tratava de espírito algum. Frequentva assiduamente centros espíritas mas ficava com MADAME BLAVATSKY na cabeça, então todas as noites pedia a DEUS, às forças maiores do Universo, que me dessem uma orientação pra realmente tirar a dúvida grandiosa, na verdade a desconfiança que tinha nas mensagens psicografadas, em KARDEK e em CHICO XAVIER com o Emanuelismo e o Andreluizismo e Ramatisismo e outras correntes espirititas. Uma bela noite levantei da cama e uma luz acendeu na minha cabeça e disse pra eu ligar o pc , acessar a net pra pesquisar…bati direto num site de sérgio aleixo e por consequencia acabei nesse site. Foi ao ler muita coisa desse site, com muito pesar, claro, que acabei aceitando a triste realidade já explicada por BLAVATSKY..SÓ TENHO A AGRADECER A ESSES ESTUDIOSOS QUE DESAPAIXONADAMENTE TRABALHAM PARA EVIDENCIAR FATOS….FATOS ESTES Q INICIALMENTE NÃO QUIS ACEITAR, MAS DE TANTO PESQUISAR SEGUNDO OS COMENTÁRIOS FEITOS POR ESSES CARAS INTELIGENTÍSSIMOS Q AQUI COMENTAM, VI Q REALMENTE O ESPIRITISMO É SIMPLESMENTE RELIGIÃO DE AUTOAJUDA E NADA MAIS…A ÚNICA COISA APROVEITÁVEL É O LADO MORAL DOS ENSINAMENTOS, MAS DE CIÊNCIA NÃO TEM NADA, É PSEUDO-CIÊNCIA. DIVALDO É TÃO ARROGANTE Q NINGUEM OUSA QUESTIONÁ-LO NESSE MOVIMENTO FANÁTICO. MAIS UMA VEZ OBRIGADO PELO SITE. “CONHECEREIS A VERDADE E A VERDADE VOZ LIBERTARÁ”…CONHECI UM POUCO DA VERDADE Q ME DOEU, MAS HOJE ESTOU LIVRE DA CRENÇA DESCABIDA EM SUPOSTOS “ESPÍRITOS” RECEBIDOS POR KARDEC, O QUAL AFIRMOU Q ADOUTRINA ESPIRITA ERA O RETORNO DO CRISTO. BOA SORTE A TODOS.

  426. Toffo Diz:

    Pois é, aí está… Não sei se conheci a verdade, porque acho um pouco arrogante afirmar que tal ou qual coisa “é a verdade”, existem infinitas verdades… se assim não fosse, a filosofia, e ciências como a medicina, o direito, a sociologia, a física etc não teriam vertentes de interpretação. Seriam monolíticas, uma coisa só, uma coisa meio stalinista: O partido, A verdade e por aí vai. Mas de qualquer forma me libertei, isso sim. E como eu vários também se libertaram do jugo espírita-chiquista. Dá pra respirar aliviado, tomar um ar e seguir em frente.

    Mas que Divaldo é arrogante, isso é verdade. Basta ver a postura dele quando fala nas palestras. Ele pontifica. Faz a sua plateia se sentir como devedora dele. Que sujeito horroroso.

  427. contra o chiquismo Diz:

    “MARCELO Diz: SUPOSTOS “ESPÍRITOS” RECEBIDOS POR KARDEC, O QUAL AFIRMOU Q ADOUTRINA ESPIRITA ERA O RETORNO DO CRISTO.”

    É isso MARCELO, a arrogância e pretensão desses ‘espiritas’ não tem limites. Sergio aleixo, por ex. afirma que o ‘espiritismo’ é o cristianismo redivivo.
    Afirmam que todas as religiões convergirão para o ‘espiritismo’, qué o Consolador prometido por Cristo e é a 3ª revelação. Falta pouco pra essa mentira acabar, no mundo , só resistiu no Brasil e por aqui tá bem fraquinho com meia dúzia de gatos pingados. É questão de temp pras pessoas abandonarem os centros de mentira espirita. Aqui no Brasil, não pratica ‘espiritismo’, se pratica uma religião dissidente, o ‘chiquismo’, que está sendo desmascarado aqui nesse blog. É isso.

  428. Marcos Arduin Diz:

    Ei, Balofo, no que essa entusiástica e floreada introdução no ESE, supostamente escrita pelo Espírito de Verdade, desmente o caráter filosófico do Espiritismo?
    Até as que oficialmente se reconhecem como religião têm um cabedal filosófico a oferecer…

  429. Marcos Arduin Diz:

    Parabéns, Sr Marcelo, por haver encontrado a sua verdade na Teosofia… Alguns, como Herculano Pires, fizeram um caminho inverso: eram teósofos e acabaram espíritas.
    Levando em conta o seu relato de como é que chegou à verdade, digo que seu caminho não terminou: mais dia, menos dia, passará em frente à porta de alguma igreja Renascer em Cristo, ouvirá a pregação e ficará confuso. Em orações e leituras, logo concluirá que a Teosofia é balela e que a grande verdade é Jesuiz! Então se ajoelhará diante do apóstolo Hernandes e se batizará cristão.
    Mas suas descobertas de verdade não estarão terminadas: passará em frente a uma igreja da Assembleia de Deus, ouvirá a pregação e após se descobrir com os bolsos vazios, sem bens e sem nada, pois tudo deu de coração ao apóstolo Hernandes, então descobrirá que lá está Je$u$ e só agora encontrou Jesus!
    .
    Posso parar por aqui?

  430. Toffo Diz:

    Esses clichês: “o espiritismo é o cristianismo redivivo”; “o espiritismo é a terceira revelação”; “o espiritismo será a religião universal, todas as outras convergirão para ele” remontam ao tempo de Kardec e são suposições feitas pelo entusiasmado chef du spiritisme no início de tudo, quando o espiritismo recém-criado bombava em Paris e outras cidades francesas. Na verdade isso, como outras coisas inventadas por Kardec, me cheira a marketing, a propaganda. A própria palavra spiritisme é claramente oportunista, já que se trata de um anglicismo (spiritism) que circulava nos meios heterodoxos anglo-saxônicos na era pré-Kardec (e que por sinal, na língua original, tinha sentido pejorativo). Rivail catou no ar a palavra dando sopa, adaptou-a ao francês (spiritism –> spiritisme) e bingo! A palavra caiu no gosto do povo e pingou no bolso do seu “adaptador”. O espiritismo bombou por 12 anos até a morte de seu criador. A partir daí, foi gradativamente perdendo força, até virtualmente desaparecer do cenário francês nas primeiras décadas do século 20.

  431. Marciano Diz:

    Parece que o Arduin resolveu ignorar meu comentário anterior, lamentável.
    Já que ele não quis responder, “Credere nil sapiens amat, omnia credere simplex; scilicet hic aliis credulus, ille sibi” significa, numa tradução livre, “Ao sábio agrada não acreditar em nada, ao homem simples, acreditar em tudo; este acredita nos outros, aquele acredita em si”.
    Com isto eu quis dizer que Arduin se mostra sábio quando se manifesta aqui, porém, sua crença inabalável (até agora) no espiritismo mostra o contrário, revela estultice.
    Realmente incompreensível.
    .
    Quanto à expressão de Santo(?) Agostinho:
    “Credimus enim ut cognoscamus, non cognoscimus ut credamus”, “Cremos para conhecer, não conhecemos para crer”, mostra bem seu pensamento quanto ao espiritismo, ele justifica suas crenças, não procura usar seu conhecimento para entender suas crenças.
    .
    Quando perguntei se ele achava se este ditado também se aplica aos espíritas?
    “Amantes libenter credunt quod optant”, “Os homens enamorados acreditam de bom grado naquilo que desejam”, quis dizer que ele está perdidamente apaixonado pelo espiritismo, comportando-se como os enamorados do ditado latino, acreditando naquilo que deseja crer (por razões psicológicas que desconheço).
    .
    .
    Por fim, concordo com Contra o chiquismo, quando diz que “Aqui no Brasil, não pratica ‘espiritismo’, se pratica uma religião dissidente, o ‘chiquismo’, que está sendo desmascarado aqui nesse blog”.
    E DPF ajuda muito, com sua postura “arrogante” e “horrorosa”, como lembra Toffo.

  432. Marciano Diz:

    http://www.facebook.com/photo.php?fbid=564424270241105&set=a.203145029702366.59871.100000206105980&type=1&theater

  433. contra o chiquismo Diz:

    “Marcos Arduin Diz:
    dezembro 12th, 2012 às 13:10
    1- Parabéns, Sr Marcelo, por haver encontrado a sua verdade na Teosofia… … logo concluirá que a Teosofia é balela e que a grande verdade é Jesuiz!
    2 – …então descobrirá que lá está Je$u$ e só agora encontrou Jesus!”

    Na questão 625 em O Livro dos Espíritos, à pergunta de Allan Kardec: “Qual o tipo mais perfeito que Deus ofereceu ao homem para lhe servir de guia e modelo?”, os Espíritos responderam simplesmente: “— Vede Jesus”.

    Parei. Que comédia esse botaniCUzinho…

  434. Marciano Diz:

    “Sobre futebol, religião e mulheres, não se discute”.
    Para o Arduin, “De gustibus et coloribus non est disputandum”.
    Como os ânimos se acirram.
    Vitor e Biasetto vivem brigando, antigamente aqui, agora alhures.
    Arduin, com toda sua espiritualidade, chama os opositores de babacas, dentre outras coisas.
    Contra também esculacha geral.
    Os mais pedantes (não vou nem citar nomes) assumem uma postura arrogante de donos da verdade, que não discutem com vermes.
    Religião, realmente, não serve pra merda nenhuma.
    Só para acirrar os ânimos (no mínimo), daí para levar a extermínio.
    Ainda bem que a discussão aqui é só virtual.
    Até eu já tive ímpetos de dar uns cascudos num ex-participante (graças a deus que é ex).
    No final das contas, sempre se aprende algo, todos saem ganhando.

  435. Marciano Diz:

    Se nós somarmos qualquer número “n” ao infinito, ele aumenta, mas continua infinito.
    Minha descrença é infinita, entretanto, aumentou bastante depois que passei a frequentar o blog.
    Prova de que realmente pode-se aumentar o infinito.
    Acho que agora é um infinito de segunda ordem, aquele que contém infinitos infinitos (perguntem a Cantor).

  436. Marcos Arduin Diz:

    de Morte…
    Eu tenho de dar aulas, cuidar de assuntos de Coordenação de Curso e outras burocracias e por isso não estou com muito tempo para pesquisar o que significam frases latinas. Além do mais, nada sei de Latim. O pouco que sei é o que apareceu no livro NÃO ERRE MAIS, de Luiz Antônio Sacconi.
    .
    Quanto à estupidez, bem, eu tenho a minha teimosia de procurar refutações consistentes ao Espiritismo e não as mesmas frases feitas e experiências pessoais que se resumem ao gosto dos seus narradores. Não me consta que eu tenha sido refutado no que apresentei e, se fui, refutaram tão mal que nem percebi.
    .
    Mas de Morte, eu busquei saber sobre o que se pesquisou cientificamente com relação a médiuns, por exemplo, e NADA do que fizeram foi decentemente refutado. Tem cabimento, diante de um experimento onde a única hipótese viável é a da intervenção de espírito, rejeitar essa hipótese e considerar outras “causas naturais” só que desconhecidas? De quem é a estultice nesse caso?
    .
    Pois é… quando peguei céticos, que se apresentam como sábios, argutos, atentos e inteligentes MENTINDO para defender a sua fé cética, então sua frase sobre enamorados nunca me fez tanto sentido.
    .
    Bem, já está perdendo a graça ficar repetindo as mesmas coisas e lendo sempre as mesmas coisas. Você e outros por aqui são também excelentes exemplos de enamorados…

  437. Marcos Arduin Diz:

    “Arduin, com toda sua espiritualidade, chama os opositores de babacas, dentre outras coisas.”
    - Ô de Morte… Entre outras coisas nunca achei que eu fosse um cara espiritualizado nem humirde como o CX… Sou bem o oposto dele.
    Quanto ao babaca:
    Babaca é um termo muito utilizado no português brasileiro para designar, de forma insultiva, uma pessoa tola, ingênua, boba, idiota ou de baixo intelecto[1][2]. – Wikipedia.
    .
    Vejamos lá quanto intelecto tem o seu anti-chiquista ao questionar o que escrevi ao Marcelo. Coloquei lá uma certa sátira ao modo de como deixou o Espiritismo e se achou na Teosofia. E imaginei que por esse mesmo estilo, se passasse na frente da igreja dos Hernandes, poderia encontrar uma outra “iluminação”, aceitando a “Gezuiz”, ou seja, o Deus encarnado que faz milagres e mais milagres nas igrejas dos neopentecostais. Mas todos sabem que lá o que mais se rola é grana, ou seja, o Gezuiz vira Je$u$… Se a cabeça não funciona, o bolso vai padecer e muito.
    .
    O que o anti chiquista achou para criticar o meu escrito? Pegou lá uma citação do LE, TOTALMENTE FORA DO CONTEXTO da discussão. Isso é coisa de alguém com baixo nível intelectual a meu ver. Ele que se explique para mostrar que estou enganado…

  438. Marciano Diz:

    É, Arduin, nós dois estamos dando murros em ponta de faca.
    Acho que vou esperar por você em outro post.
    Por que não entra naqueles que o Vitor está postando agora, um livro que exalta a ICAR, em capítulos.
    O assunto rende. Já rendeu brigas entre o Biasetto e o Vitor no facebook.
    O Vitor diz que pretende apenas mostrar que a ICAR não é tudo de ruim que falam dela e que contribuiu muito para o desenvolvimento das ciências e da humanidade.
    Baseado no mesmo proncípio, eu fiz o mesmo com Islamismo. Também é demonizado e também contribuiu (acho que mais que a ICAR) para ciências, artes e cultura ocidentais.
    No que diz respeito à sua área, veja parte do que escrevi lá:
    “Quanto à Botânica, os tratados mais importantes foram escritos no século XII em Espanha com o aparecimento da obra de al-Ghafíqi. Este é também o período em que foi escrita a mais conhecida obra árabe sobre agricultura, o “Kitab al-falahah”.

    Os Muçulmanos também mostraram grande interesse na Zoologia, principalmente em cavalos, como testemunhado pelo texto clássico de al-Jawaliqi, e em falcões e outros pássaros de caça. As obras de al-Jahiz e al-Damiri são particularmente famosas no campo da Zoologia e lidam com as dimensões literárias, morais e mesmo teológicas do estudo dos animais e bem como com os aspectos puramente zoológicos do assunto.

    Isto também é verdade para uma classe inteira de escritos sobre “as maravilhas da Criação” da qual o livro de Abu Yahya al-Qazwini, o “Aja’ih al- makhluqat ” (As Maravilhas da Criação) é o mais famoso”.
    Sugiro, se me permite a sugestão, que você mostre que o espiritismo tem mostrado ser útil à humanidade também, em assuntos não estritamente religiosos.
    Precisamos mesmo oxigenar essa discussão, a qual está rodando em círculos, empacada, embora este seja o post que está sendo mais comentado no momento, graças a você, Contra o chiquismo e eu, os mais frequentes aqui (neste post).
    Vamos migrar para lá e deixar dpf em paz?
    Acho que todos concordamos em que estamos gastando muita tinta (no sentido metafórico, claro) com dpf, o qual não merece tanta atenção assim. Não passa de um showman, dos piores, só agrada à plateia cativa.

  439. Marciano Diz:

    Em tempo:
    Para não bagunçar, resolvi comentar somente no primeiro post, que trata do primeiro capítulo do livro, já que o Vitor pretende postar o livro todo, em capítulos.
    Se formos espalhar os comentários, vai ficar difícil de nos entendermos.
    A nao ser que um determinado capítulo tenha algo que justifique comentários nele em particular, como parece que vai ser o que fala em Galileu, ainda não publicado, já prometido.

  440. Gorducho Diz:

    Resenha d’A Imitação do Evangelho
    Resenhista: Espírito de Verdade
    [Revista, dezembro ‘64]
    ————————————
    Um novo livro acaba de aparecer; é uma luz mais brilhante que vem clarear o vosso caminho. Há dezoito séculos eu vim, por ordem de meu Pai, trazer a palavra de Deus aos homens de vontade. Esta palavra foi esquecida pela maioria, e a incredulidade, o materialismo, vieram abafar o bom grão que eu tinha depositado sobre vossa Terra. Hoje, por ordem do Eterno, os bons Espíritos, seus mensageiros, vêm sobre todos os pontos do globo fazer ouvir a trombeta retumbante. Escutai suas vozes; são aquelas destinadas a
    vos mostrar o caminho que conduz aos pés do Pai celeste. Sede dóceis aos seus ensinos; os tempos preditos são chegados; todos as profecias serão cumpridas.
    Pelos frutos se reconhece a árvore. Vede quais são os frutos do Espiritismo: casais, onde a discórdia havia substituído a harmonia, viu-se retornar à paz e à felicidade; os homens que sucumbiam sob o peso de suas aflições, despertados aos assentos melodiosos
    das vozes de além-túmulo, compreenderam que caminhavam em falso caminho, e, ruborizados de suas fraquezas, arrependeram-se, e pediram ao Senhor a força de suportar suas provas.
    Provas e expiações, eis a condição do homem sobre a Terra. Expiação do passado, provas para fortalecê-los contra a tentação, para desenvolver o Espírito pela atividade da luta, habituá-lo a dominar a matéria, e prepará-lo para os gozos puros que o esperam no
    mundo dos Espíritos.
    Há várias moradas na casa de meu Pai, eu lhes disse há dezoito séculos. Estas palavras, o Espiritismo veio fazer compreendê-las. E vós, meus bem-amados, trabalhadores
    que suportais o ardor do dia, que credes ter a vos lamentar da injustiça da sorte, bendizei vossos sofrimentos; agradecei a Deus que vos dá os meios de quitar as dívidas do passado; orai, não dos lábios, mas do vosso coração melhorado, para vir tomar, na casa de
    meu Pai, a melhor morada; porque os grandes serão rebaixados; mas, vós o sabeis, os pequenos nos e os humildes serão elevados.

    Mensagens subliminarmente passadas:
    exaltação da credulidade, ser crédulo é virtude;
    o materialismo é um mal a ser combatido;
    deve-se ser dócil (aceitar passivamente) os “ensinos” trombeteados pelos mensageiros do Eterno em todos os pontos do globo;
    sofrimentos são uma maravilha.
    Isso o Professor chama Filosofia. Por isso sempre fui defensor da reinstituição dessa disciplina no Ensino Fundamental.
    E veja-se a malandragem do Kardec. Ele logicamente não tem a coragem de afirmar que o Espírito de Verdade é Jesus Cristo, porém habilmente induz os crentes; e aproveita para detonar concorrentes que canalizavam a mesma Entidade. Un rusé qui démarquait tout simplement un système à sa convennance; como já notara o Eugène Nus :
    Nota. – Sabe-se que tomamos tanto menos a responsabilidade dos nomes quanto pertençam a seres mais elevados. Nós não garantimos mais essa assinatura do que muitas outras, nos limitando a entregar esta comunicação à apreciação de todo Espírita esclarecido.
    Diremos, no entanto, que não se pode nela desconhecer a elevação do pensamento, a nobreza e a simplicidade das expressões, a sobriedade da linguagem, a ausência
    de todo supérfluo. Se se a compara àquelas que estão reportadas em A Imitação do Evangelho (prefácio, e cap. III: O Cristo consolador), e que levam a mesma assinatura, embora obtidas por médiuns diferentes e em diferentes épocas, nota-se entre elas uma analogia evidente de tom, de estilo e de pensamentos que acusa uma fonte única. Por nós, dizemos que ela pode ser de O Espírito de Verdade, porque ela é digna dele; ao
    passo que delas vimos massas assinadas com este nome venerado, ou o de Jesus, cuja prolixidade, verborragia, vulgaridade, às vezes mesmo a trivialidade das ideias, traem a origem apócrifa aos olhos dos menos clarividentes. Somente uma fascinação completa
    pode explicar a cegueira daqueles que nisso se deixam prender, se não for também o orgulho de se crer infalível e o intérprete privilegiado dos puros Espíritos, orgulho sempre punido, cedo ou tarde, por decepções, mistificações ridículas e por infelicidades reais nesta
    vida. À vista desses nomes venerados, o primeiro sentimento do médium modesto é o da dúvida, porque não se crê digno de um tal favor.

    Credat Iudaeus Apella, non ego.

  441. MARCELO Diz:

    Sr. Marcos Arduin, suas colocações são tão sem fundamento e pueris q não cabe discuti-las..
    Mas quero deixar claro q a “verdade” sobre a qual me referi diz respeito aos estudos desapaixonados de pessoas inteligentes que aqui postam, evidenciando plágios que estão mais que evidentes e vc não consegue ver porque está iludidamente apaixonado pelo lado moral da doutrina espírita, q realmente reconheço q é maravilhoso, pois trabalha a chamada reforma mas…
    Meu caro ARDUIN, não foi TEOSOFIA q me abriu os olhos…foram os estudos desses caras inteligentes racionais q me fizeram ver a “VERDADE”….não me referi a uma verdade absoluta…mas a VERDADE DE QUE O ESPIRITISMO NÃO É A VERDADE ABSOLUTA TAL QUAL EU ACREDITAVA….quando citei “CONHECEREIS A VERDADE E A VERDADE VOS LIBERTARÁ” eu quis dizer nesse sentido.. infinitamente infantil vc acreditar q eu vá mudar o pensamento por ilusão de alguma igreja , kkkkkk. mas como diria BLavatsky: “a verdade não é do intelecto, mas sim do coração”.

  442. MARCELO Diz:

    ‘”O óbvio é a verdade mais difícil de se enxergar.” Clarice Lispector
    aproveito e recomendo a quem interessar:
    http://www.levir.com.br/salao7.php?num=0376
    Título: PROGRAMA LUX ESOTÉRICA – 98 – 09/04/2010
    Autor: Osmar de Carvalho
    Duração: 63 min.
    Resumo: Blavatsky responde questões sobre a diferença entre Teosofia e Espiritismo. Porque nem todas as comunicações são incorporações de “espíritos”. Comentário: A diversidade dos habitantes do plano astral, e como os homens enganam-se naquele plano. Vampirismo energético e sessões espiritualistas. A mediuinidade da adolescência de Blavatsky, e como ela posteriormente descobriu que não incorporava entidades ou psicografava cartas, mas sim transmitia comunicações do seu próprio Eu Superior.

  443. MARCELO Diz:

    Já que esse site tem visão ICONOCLASTA, vez que desmascara até o MITO CHICO XAVIER, vale a dica: segundo a visão teosófica, nem mesmo é recomendável sessões espíritas chamadas de DESOBSESSÃO e coisas do tipo, pois trazem malefícios ao organismo.
    Então: considerando os valiosíssimos estudos desse site, considerando as recomendações teosóficas, considerando-se uma análise da religiões espiritualistas de tradição milenar, tal qual o BUDISMO, q reconhece os perigos da suposta MEDIUNIDADE e não a recomenda, pelo contrário proíbe…considerando a minha experiencia pessoal q qaundo voltava dessas reuniões espíritas saía pior do que qundo entrava, DEFINITIVAMENTE ADEUS ILUSÃO…MEU CORAÇÃO DESAPAIXONADO, DESAPEGADO DO LADO MITOLÓGICO SE DESAPEGOU INTELIGENTEMENTE DESSES SUPOSTOS FENÔMENOS ESPÍRITAS…
    Vale a pena refletir “Deixar aos mortos o cuidado de enterrar seus mortos” e não me venha com aqela resenha espírita q isso tem outro signficado… não não. não mesmo

  444. Marciano Diz:

    Gorducho, eu não sabia que o Inri Cristo era tão velho assim.
    “Há dezoito séculos eu vim, por ordem de meu PÓÓÓI, trazer a palavra de Deus aos homens de vontade”.
    “Há várias moradas na casa de meu PÓÓÓI, eu lhes disse há dezoito séculos”.
    . . . orai, não dos lábios, mas do vosso coração melhorado, para vir tomar, na casa de meu PÓÓÓI, a melhor morada;”.

  445. Marcos Arduin Diz:

    Caro Balofo:
    “Mensagens subliminarmente passadas:
    exaltação da credulidade, ser crédulo é virtude;”
    - Gozado tantos outros parágrafos nas obras da DE é enfatizado exatamente o contrário… Então porque Kardec apresentou a OPINIÃO de UM espírito, isso APAGA TODO O RESTO? Bem seletiva essa maneira de pensar…
    .
    “o materialismo é um mal a ser combatido;”
    - Isso coincidia com o que Kardec pensava. Ele fazia uma associação lógica entre o modo de pensar materialista e no que isso poderia resultar se fosse levado a sério. Se esta vida é tudo o que há, então que a aproveitemos da forma mais prazerosa possível e que se dane o resto. Faltou a Kardec apenas lembrar-se a evolução espiritual que os espíritos encarnados trariam consigo. E na realidade do mundo, isso era o óbvio ululante: bons cristãos brancos americanos, muuito crentes de Nosso Senhor Jesus Cristo não viam contradição alguma em dizer que negro é uma raça para o branco pisar em cima… Por outro lado, pessoas materialistas eram bem moralizadas, úteis à sociedade e nunca pensaram em gozar a vida pisando em cima dos outros. Nem sempre o que se prevê numa teoria se traduz na prática. Taí os belos ideais socialistas que não me deixam mentir.
    .
    “deve-se ser dócil (aceitar passivamente) os “ensinos” trombeteados pelos mensageiros do Eterno em todos os pontos do globo;”
    - Docilidade só é interessante para quem quer se perpetuar no poder de mando. A FEB com o seu rustenismo sempre advertia a quem quisesse combatê-lo sobre o “ataque das trevas”…
    .
    “sofrimentos são uma maravilha.”
    - Só se for para os masoquistas… Entra aí a FILOSOFIA espírita: os sofrimentos nossos de hoje são a herança dos sofrimentos que causamos a outros em vidas passadas.
    .
    “Isso o Professor chama Filosofia. Por isso sempre fui defensor da reinstituição dessa disciplina no Ensino Fundamental.”
    - Só que nos dias de hoje a única filosofia que interessa ao PT que seja ensinada (e o é, especialmente em História) é a filosofia marxista.
    .
    “E veja-se a malandragem do Kardec. Ele logicamente não tem a coragem de afirmar que o Espírito de Verdade é Jesus Cristo,”
    - Quando o tal espírito se manifestou a Kardec, disse que a respeito dele SÓ SABERIA QUE SE CHAMAVA VERDADE e MAIS NADA. Portanto se em algum lugar esse suposto espírito disse ser o Cristo, tá na cara que foi só um teste pra ver se a ficha do Kardec caía…

  446. Marcos Arduin Diz:

    “Sr. Marcos Arduin, suas colocações são tão sem fundamento e pueris q não cabe discuti-las..”
    - Gosto de discutir com gente inteligente e não com gente apaixonada, Sr Marcelo.
    .
    “Mas quero deixar claro q a “verdade” sobre a qual me referi diz respeito aos estudos desapaixonados de pessoas inteligentes que aqui postam, evidenciando plágios que estão mais que evidentes e vc não consegue ver porque está iludidamente apaixonado pelo lado moral da doutrina espírita, q realmente reconheço q é maravilhoso, pois trabalha a chamada reforma mas…”
    - Pelo pouco que já escreveu, Sr Marcelo, vejo-o como um cara muito apaixonado e isso dificulta identificar as paixões dos outros. O Vitor aqui é muito apaixonado em querer demolir o Chico Xavier e outras figuras. Quando prova o que diz, ótimo. Mas ele não desperdiça pataquadas bobas nesse serviço de demolição. É o caso de dizer que o Chico fraudava usando perfuminhos comprados na Botica ao Veado d’Ouro…
    .
    “Meu caro ARDUIN, não foi TEOSOFIA q me abriu os olhos…foram os estudos desses caras inteligentes racionais q me fizeram ver a “VERDADE”….não me referi a uma verdade absoluta…mas a VERDADE DE QUE O ESPIRITISMO NÃO É A VERDADE ABSOLUTA TAL QUAL EU ACREDITAVA….quando citei “CONHECEREIS A VERDADE E A VERDADE VOS LIBERTARÁ” eu quis dizer nesse sentido.. infinitamente infantil vc acreditar q eu vá mudar o pensamento por ilusão de alguma igreja ,”
    - Se você acreditou que o Espiritismo era verdade ABSOLUTA, então aprendeu MUITO MAL sobre o dito cujo. Não é por acaso que achou os teósofos caras inteligentes e racionais… Em matéria de verdade, meu caro, você trocou seis por meia dúzia.
    .
    “kkkkkk. mas como diria BLavatsky: “a verdade não é do intelecto, mas sim do coração”.”
    - A minha verdade eu a procuro no intelecto mesmo. A sua, você a encontrará em seu fígado.
    .
    “segundo a visão teosófica, nem mesmo é recomendável sessões espíritas chamadas de DESOBSESSÃO e coisas do tipo, pois trazem malefícios ao organismo.”
    - Lá numa publicação cristã anti espírita, havia o relato de que a tal Blavatsky aí advertia sobre médiuns, citando que Fulano era epilético, que Cicrano foi internado com loucura furiosa num hospício e que o mais trágico foi o das irmãs Fox, que após 40 anos de práticas mediúnicas, tornaram-se loucas incuráveis…
    Tá na cara que essa madame sabia tanto sobre mediunidade quanto sabe a minha prima testemunha de jeová.

  447. Gorducho Diz:

    “exaltação da credulidade, ser crédulo é virtude;”
    - Gozado tantos outros parágrafos nas obras da DE é enfatizado exatamente o contrário… Então porque Kardec apresentou a OPINIÃO de UM espírito, isso APAGA TODO O RESTO?

    Ele escrevia tanto que acabava se perdendo. Uma mente místico/medieval vivendo na era pós Iluminismo, achava-se na obrigação de tentar dar uma roupagem “científica” e “filosófica” à reforma religiosa que planejara quando adolescente. A opinião apresentada não é a de UM Espírito, é a do “Espírito” que ele tenta induzir os leitores a acreditarem ser o Jesus Cristo. Se ele, na mente dele, acreditava nisso nunca saberemos; talvez sim, mente medieval que tinha. Portanto essa é a opinião real do Kardec, o qual não tendo inteligência para montar uma Filosofia coerente, e no afã de muito escrever, acabava esquecendo o que já escrevera, e era incapaz de perceber essas contradições.
    Também o Marx achou-se na obrigação – justamente pela característica da época – de tentar dar uma roupagem “científica” e “filosófica” (no caso a Dialética que estava na moda) para a Religião que estava montando.

    - Docilidade só é interessante para quem quer se perpetuar no poder de mando. A FEB com o seu rustenismo sempre advertia a quem quisesse combatê-lo sobre o “ataque das trevas”…
    Deduzo que de tanto estudar e interpretar textos de Botânica, o Sr. passou a ter dificuldades em Interpretação de Textos de caráter geral. Repito então: Sede dóceis aos seus ensinos; – é o que o Kardec quer. Ele, não o Gorducho, está transmitindo essa mensagem.
    .

    “sofrimentos são uma maravilha.”
    - Só se for para os masoquistas… Entra aí a FILOSOFIA espírita: os sofrimentos nossos de hoje são a herança dos sofrimentos que causamos a outros em vidas passadas.

    Idem.
    Se o Sr tivesse “dado” (esse era o terno usado no meu tempo :) ) Filosofia no Fundamental – não havia, não é culpa sua – talvez não tivesse a dificuldade que tem hoje de entender o que seja.
    - Quando o tal espírito se manifestou a Kardec, disse que a respeito dele SÓ SABERIA QUE SE CHAMAVA VERDADE e MAIS NADA. Portanto se em algum lugar esse suposto espírito disse ser o Cristo, tá na cara que foi só um teste pra ver se a ficha do Kardec caía…
    Mas não caiu: porque (a) o Kardec era destituído de inteligência; ou (b) caiu mas ele utilizou para facilitar a montagem do Rebanho. No que, convenhamos, teve razoável sucesso.

  448. Gorducho Diz:

    Aliás, Professor. A propósito da Teosofia, é uma das correntes aparecidas nos novos tempos que o injustiçado por vocês Leymarie teve que conviver. Não havia como fugir ao fato que a interpretação dos fenômenos mediúnicos dadas pela Teosofia era pelo menos tão boa quanto a do Kardec.

  449. Marcos Arduin Diz:

    Salvo engano, Balofo, o Marcelo poderá me corrigir se eu estiver falando besteira, a interpretações dos fenômenos mediúnicos aí na Teosofia seria de:
    1 – Animismo, que em nada difere do que diz o Espiritismo sobre o mesmo tema.
    2 – Cascões astrais, quando não é o caso acima, os médiuns comuns só conseguem contatar essa coisa estranha aí. Nem sei qual a definição disso, nem seus limites, nada. Mas certamente não são espíritos.
    3 – Espíritos superiores – Geralmente tomam nomes hindus e apenas os grandes chefes da Teosofia é que têm condições de contatar essas excelsas figuras e receber delas as revelações dos profundos mistérios do Universo.

  450. Marciano Diz:

    O cascão é uma espécie de cadáver: ele conserva a forma do seu ex-ocupante durante tanto tempo quanto a energia que o formou perdurar. Este espaço de tempo pode variar consideravelmente.
    Muitos de nós iniciaram sua caminhada dentro do estudo teosófico após algum tempo envolvidos em uma religião ou doutrina. Várias dessas religiões e doutrinas incluem elementos tratados de forma genérica como “mediunidade”, ou possuem opiniões formadas a esse respeito, mesmo não utilizando-a em seus rituais ou ensinamentos. Dentro do contexto dessas religiões, temos um relacionamento bastante definido com a mediunidade e com habilidades psíquicas em geral.

    Um alerta deve ser dado no que diz respeito a essas comunicações: é praticamente impossível distinguir que tipo de entidade está se manifestando – e existe uma pletora de entidades no plano astral. Existe o risco, por exemplo, de estarmos em contato com o que Leadbeater chamou de um “cascão”, que não passa de um cadáver astral, ou pior, um “cascão vitalizado”, que é esse cadáver astral animado por algum elemental, e que sempre possui uma influência maléfica.

    Leadbeater coloca esse alerta de maneira muito clara no livro “O Plano Astral”:

    Frequentemente é o “espírito” manifestante exatamente aquilo que ele se declara, mas é também frequente não ser nada daquilo, e o assistente comum não dispõe, absolutamente, de meios para distinguir o verdadeiro do falso. Por outro lado, a extensão dos recursos do plano astral que a entidade tem ao seu dispor para enganar uma pessoa do plano físico é tão vasta, que nenhuma confiança se pode depositar mesmo no que se afigura a prova mais convincente.

    Se o manifestante se apresenta como o irmão há muito tempo perdido de alguém, este não pode ter nenhuma certeza da exatidão dessa apresentação. Se o manifestante lhe conta algum fato conhecido só dele e de seu irmão, continuará não convencido, pois sabe que o comunicante poderia ter lido a informação em sua própria mente ou na luz astral circundante. Mesmo que o manifestante avance mais e lhe conte algo ligado a seu irmão mas ignorado por ele, que depois o constata, ainda subsiste a dúvida, pois compreende que mesmo isso poderia ter sido lido nos arquivos astrais, que o que o comunicante vê seja apenas a sombra ou despojo de seu irmão, cuja memória possui porém sem ser o mesmo.

    Para compreender melhor os tipos de entidades existentes nesse plano, recomendo a leitura do livro “O Corpo Astral”, de Arthur Powell. Ele sintetiza uma grande quantidade de informações, e portanto é ótimo para ter uma visão ampla do assunto.

    Vamos falar agora de uma prática muito comum em doutrinas espíritas, certamente vivenciada por várias pessoas lendo esse artigo: o desenvolvimento do médium. Para isso, precisamos saber o que é a “tela atômica”, descrita por Powell no livro “O Duplo Etérico”.

    Como já vimos, a relação entre os chakras do corpo astral e os do duplo etérico é muito estreita. Entre estas duas séries de chakras e interpenetrando-os de maneira muito difícil de descrever, existe uma tela ou filtro de textura muito cerrada, formada de uma só camada de átomos físicos muito comprimidos e permeados de uma variedade especial de prâna.
    Fonte: http://www.teosofico.com/artigo/mediunidade

  451. Marciano Diz:

    Arduin, realmente é seis por meia dúzia, ou melhor, zero por zero.

  452. Toffo Diz:

    Essa mensagem que há na Revista Espírita, atribuída a Jesus, é um primor de falsidade. Para quem conhece um mínimo do Novo Testamento, o conteúdo da mensagem não tem nada a ver com os ensinamentos de Jesus. A grande luta de Jesus era contra a hipocrisia (túmulos caiados por fora e podres por dentro; não querem que eu opere no sábado; etc), e o seu ensinamento era de aplicação imediata: vai e não peques mais; amai-vos uns aos outros; não faças aos outros o que não queres que te façam; e assim por diante. Jesus JAMAIS diria algo como: Provas e expiações, eis a condição do homem sobre a Terra. Expiação do passado, provas para fortalecê-los contra a tentação, para desenvolver o Espírito pela atividade da luta, habituá-lo a dominar a matéria, e prepará-lo para os gozos puros que o esperam no
    mundo dos Espíritos.
    . Isso é puro proselitismo. Nunca Ele disse isso. Botar palavras na boca de quem não as pronunciou é uma barbaridade. Mas disfarçar com o glacê do “espírito de verdade” é realmente uma grande jogada. 150 anos depois, há trouxas que ainda embarcam nessa!

  453. Marciano Diz:

    Toffo, é por essas e outras que eu não acredito que Rivail estivesse de boa-fé. Nem DPF, nem cx.

  454. contra chiquismo Diz:

    Nem R. Teixeira, sergio aleixo, luciano dos anjos, bacceli…

  455. Marcos Arduin Diz:

    “Frequentemente é o “espírito” manifestante exatamente aquilo que ele se declara, mas é também frequente não ser nada daquilo, e o assistente comum não dispõe, absolutamente, de meios para distinguir o verdadeiro do falso.”
    - Que bacana! Então o assistente COMUM não tem meios de saber se fala com um espírito ou com um cascão… E o assistente INCOMUM? Que meios ele usa para diferençar o cascão do espírito? Conta pra nós!
    .
    “Por outro lado, a extensão dos recursos do plano astral que a entidade tem ao seu dispor para enganar uma pessoa do plano físico é tão vasta, que nenhuma confiança se pode depositar mesmo no que se afigura a prova mais convincente.”
    - Traduzindo: isso torna o caso infalseável e qualquer coisa que se obtenha, sempre salvará a cara e a filosofada dos teósofos… Parece até a Força Psi do Zangari ou o Inconsciente quevediano…
    .
    “Se o manifestante se apresenta como o irmão há muito tempo perdido de alguém, este não pode ter nenhuma certeza da exatidão dessa apresentação.”
    - Claro, só os altos magistrados da Teosofia é que podem ter certeza de alguma coisa…
    .
    “Se o manifestante lhe conta algum fato conhecido só dele e de seu irmão, continuará não convencido, pois sabe que o comunicante poderia ter lido a informação em sua própria mente ou na luz astral circundante.”
    - Ah! Que maravilha! Como eu disse lá em cima, tal recurso seria de muita utilidade nas delegacias…
    .
    “Mesmo que o manifestante avance mais e lhe conte algo ligado a seu irmão mas ignorado por ele, que depois o constata, ainda subsiste a dúvida, pois compreende que mesmo isso poderia ter sido lido nos arquivos astrais”
    - Ah! Que gracinha! Então temos arquivos astrais… Quem montou esses arquivos? Acaso ninguém toma conta deles? Qualquer um que chega lá, pede uma informação e em microssegundos tudo está à disposição e os gerentes da informação não querem nem saber de nada e nem para quê a dita informação será usada… Ei! Tem um monte de coisas que desejo saber e creio que só nesses arquivos astrais eu posso achar. Como faço para acessá-los?
    .
    “que o que o comunicante vê seja apenas a sombra ou despojo de seu irmão, cuja memória possui porém sem ser o mesmo.”
    - Essa deu pra dar umas boas risadas: um CADÁVER espiritual que ouve, fala, responde, consulta arquivos, faz se passar pelo autêntico espírito do falecido (que há com esse que nem toma conhecimento do seu cadáver espiritual?).
    .
    Ei, Marcelo, não lhe dou os parabéns pela nova verdade que você encontrou.

  456. Marciano Diz:

    Quer saber quem foi jesus? O “espírito” do padre Francisco de Paula Vitor foi “psicografado” por R. Teixeira.
    Aqui o audiobook, gratuito: http://audioespirita.net/quem-e-o-cristo/
    .
    Realmente, Contra, é difícil acreditar que qualquer um deles esteja de boa-fé.
    QUEM É O CRISTO?

    Pela psicografia de José Raul Teixeira, trinta estudos mostram Jesus próximo, esclarecendo e compreendendo as fragilidades humanas, exortando ao trabalho pessoal em doces ensinamentos.

    O Espírito Francisco de Paula Vitor, movido pela sensibilidade que lhe é característica e do seu conhecimento acerca da mensagem de Jesus, deixando-se penetrar pelas luzes dimanam do Suave Rabi, escreveu 30 capítulos, tratando em cada um deles, de algumas das prerrogativas do Mestre Galileu.

    Partindo das próprias palavras do Cristo, desenvolveu comentário riquíssimo sobre vários dos Seus ditos.

    Eu sou o Caminho…

    Eu sou a Porta…

    Eu sou a Luz do Mundo…

    Cada capítulo nos permite penetrar um tanto mais nesse Universo de bênçãos, e saber um pouco mais sobre Quem é o Cristo.

    .
    Sobre o padre:

    A escrava Lourença Justiniana de Jesus na madrugada do dia 12 de abril de 1827, na pequena cidade de Campanha, no sul do Estado de Minas Gerais, na fazenda da senhora Mariana de Santa Bárbara Ferreira, dava à luz a um menino, que foi batizado no dia 20 do mesmo mês com o nome de Francisco de Paula Vítor.

    Nessa fazenda, cresceu Francisco, garoto robusto, saudável, piedoso e obediente, admirado e amado por todos.

    Acredita-se que ele não tenha sido criado como cativo, pelo fato de sua madrinha e senhora D. Mariana, proprietária da fazenda ter sido abolicionista.

    Ela cuidou da sua educação, alfabetizando-o.

    Ainda jovem, Francisco aprendeu o ofício de alfaiate, mas aos 21 anos de idade despertou nele um outro desejo, o de ser padre.

    Quando o bispo D. Antonio Ferreira Viçoso, visitava a cidade, o jovem alfaiate procurou-o, confessando-lhe o desejo e a vocação religiosa.

    D. Antonio, certificando-se de suas boas intenções, aconselhou-o a estudar latim e música. Ajudado por sua madrinha, em poucos meses dominava ambas as matérias.

    Em 05 de junho de 1849, dava ingresso no Seminário de Mariana, cidade mineira, um negrinho corpulento, de cara chata, nariz esparramado e muito beiçudo, causando desagrado aos seminaristas orgulhos que não aceitavam vir a ser um padre, um ministro de Deus, um negro tão feio, um tipo hediondo.

    Deprimidos e revoltados por terem que conviver com ele, um negro, um ex-escravo, houve a necessidade da intervenção de D. Viçoso, bispo de Mariana para que os ânimos dos seminaristas fossem acalmados.

    “Este preto possui alma alvíssima” dizia o bispo.

    Contrariados, tendo que aceitar as determinações superiores, os seminaristas começaram a humilhar e menosprezar Francisco, reduzindo-o a mero criado.

    - “Negro, escove as minhas botas”.

    - “Beiçudo, limpe a minha roupa”.

    - “Macaco, arranje essa cama”.

    - Sim, senhor. É para isso mesmo que eu vim, respondia Francisco e sem nenhuma relutância o humilde estudante preto, executava as recomendações recebidas.

    Essa docilidade lhe valeu, logo mais, o afeto e o carinho de todos os seminaristas, que passaram a considerá-lo dedicando-lhe respeito e atenção. Ninguém mais se envergonhava da sua companhia, e todos com ele ombreavam, fraternalmente.

    Para ele todas as felicidades do mundo se concentravam em servir a Deus, a vivenciar o Evangelho de Jesus, amando o semelhante despretensiosamente.

    Desta maneira, com a modéstia do seu trato, a bondade do seu olhar, a humildade de sua palavra, toda a sua vida enfim, tão simples e pura, demonstrando a nobreza do seu caráter, este espírito de escol iniciou entre nós, a continuidade dos serviços de Jesus Cristo na sua gloriosa missão evangélica na terra.

    Para ele a felicidade se concentrava em servir a Deus, a viver o Evangelho de Jesus e a amar aos semelhantes.

    Ordenado padre aos 24 anos, foi diretor e professor do Colégio Sagrada Família por mais de 30 anos e pároco da Igreja de Nossa Senhora da Ajuda, da cidade de Três Pontas, por 53 anos ininterruptos.

    O Padre Francisco de Paula Vitor veio a desencarnar às 22 h do dia 23 de setembro de 1905, sendo que seus funerais contaram coma presença de mais de 3 mil pessoas.

    .

  457. Marcos Arduin Diz:

    Ex-Toffado, qualquer mensagem espiritual vinda de Jesus tem tudo para ser obra de Gezuiz…
    .
    Agora querer que Jesus (o verdadeiro) tivesse só a MESMA mensagem para passar e NADA de novo para dizer… Bem, foi o que a Igreja fez ao colocar um cadeado na boca do Espírito Santo…

  458. Marciano Diz:

    Coincidentemente, RT também é preto.
    Considerando que o padre “desencarnou” em 1905 e que RT nasceu (ou reencarnou?) em 1949, seria o padre seu alter ego?
    .
    Pequeno trecho de “Conheça o Espiritismo”, DVD de DPF e RT:
    http://www.youtube.com/watch?v=_GPcQRrWbmo
    .
    Dupla dinâmica, tal qual Batman e Robin.

  459. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marciano Diz:
    “Este preto possui alma alvíssima” dizia o bispo.
    Contrariados, tendo que aceitar as determinações superiores, os seminaristas começaram a humilhar e menosprezar Francisco, reduzindo-o a mero criado.
    - “Negro, escove as minhas botas”.
    - “Beiçudo, limpe a minha roupa”.
    - “Macaco, arranje essa cama”.

    KARDEC FALOU E DISSE:
    “Os negros, pois, como organização física, serão sempre os mesmos; como Espíritos, sem dúvida, são uma raça inferior, quer dizer, primitiva; são verdadeiras crianças às quais pode-se ensinar muita coisa;” (Allan Kardec, “Perfectibilidade da raça negra” Revue Spirite, Abril de 1862)
    Nem mostrando e remostrando o verdadeiro kardec, as pessoas se convencem que ele era um racista nojento e mentiroso. Esse R. teixeira lixeira tinha de ter vergonha de ser kardecista. Mas há uma explicação. MASOQUISMO.

  460. Contra o Chiquismo. Diz:

    Aliás, tem gente que foge da verdade e do debate como essa moça que fugiu de mim quando eu fui fazer turismo no Quênia:
    http://noticiasgrapiunas.blogspot.com.br/2012/11/correu-do-pau.html

  461. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marcos Arduin Diz:
    1- Vejamos lá quanto intelecto tem o seu anti-chiquista ao questionar o que escrevi ao Marcelo. Coloquei lá uma certa sátira ao modo de como deixou o Espiritismo e se achou na Teosofia. “….

    2- ….Isso é coisa de alguém com baixo nível intelectual a meu ver. Ele que se explique para mostrar que estou enganado…

    1- E o que vc escreve que não é sátira? Já te disse que papai noel é melhor crença do que o ‘espiritismo’. Vai me satirizar pq acredito (VEJA BEM ACREDITO- CRENÇA) numa mentira melhor que a sua? Pq o ‘espiritismo’ é melhor que papai noel?

    2- Sou burro, mas não sou MALUCO E AUTO ENGANADO.

    Olha o papai noel na área HOU HOU HOU HOU HOU.

  462. Contra o Chiquismo. Diz:

    Te faço um desafio Marcos Arduin:
    a partir de hoje, eu sou da Igreja do MAcedo e do clube do papai noel.
    Me mostre quem é melhor:
    1- Macedo x kardec
    2 papai noel x CX

  463. Marciano Diz:

    Quod enim mavult homo verum esse, id potius credit. [Bacon, Novum Organum 1.49]. O homem acredita mais naquilo que ele prefere que seja verdade.
    Não ter crença em um mundo de crentes é como não gostar de futebol.
    Cada um defende seu time, se você diz que não gosta de futebol, ninguém entende.
    Eu não devo ser normal, não gosto de futebol nem de crenças estranhas.
    Coisa embaraçosa é quando me perguntam qual a minha religião ou meu time de futebol.
    Aliás, ambos fazem o mesmo efeito, se a religião é o ópio do povo, o futebol também é.
    Neguinho vai ao estádio ser assaltado, agredido, ofendido, enquanto a mulher fica com o Ricardão (nem sempre, às vezes é o Marciano) e fica todo feliz.

  464. Marciano Diz:

    Para quem quiser ler Bacon em português, de graça, veja aqui;
    http://xa.yimg.com/kq/groups/18176607/1283151935/name/NOVUM+ORGANUM+Francis+Bacon.pdf
    Sobre Bacon:
    http://en.wikipedia.org/wiki/Novum_Organum

    .
    Mais um trecho de Bacon, bem pertinente:
    “O intelecto humano, quando assente em uma convicção (ou por já bem aceita e acreditada ou porque o agrada), tudo arrasta para seu apoio e acordo. E ainda que em maior número, não observa a força das instâncias contrárias, despreza-as, ou, recorrendo a distinções, põe-nas de parte e rejeita, não sem grande e pernicioso prejuízo.”

  465. Marciano Diz:

    Em sua obra “O Novum Organum”, Bacon começa por criticar a filosofia e os resultados práticos defendidos por filósofos escolásticos. Para ele, apesar desses filósofos possuírem grande inteligência, eram comparados a aranhas que tecem teias maravilhosas, mas que permanecem inteiramente alheias à realidade. Para Bacon o verdadeiro filósofo deveria ser como a abelha, que trabalha na acumulação sistemática de conhecimentos.

  466. Marciano Diz:

    Para quem se garante em latim, aqui vai um link para ler o original:
    http://www.thelatinlibrary.com/bacon.html
    É preciso ir clicando nos links para abrir os capítulos.
    Exemplo do início do prefácio:
    .
    INSTAURATIO MAGNA.

    PRAEFATIO.

    De statu scientiarum, quod non sit foelix aut majorem in modum auctus; quodque alia omnino quam prioribus cognita fuerit via aperienda sit intellectui humano, et alia comparanda auxilia, ut mens suo jure in rerum naturam uti possit.

  467. Marciano Diz:

    Intellectus humanus luminis sicci non est; sed recipit infusionem a voluntate et affectibus, id quod generat ad quod vult scientias: quod enim mavult homo verum esse, id potius credit. Rejicit itaque difficilia, ob inquirendi impatientiam; sobria, quia coarctant spem; altiora naturae, propter superstitionem; lumen experientiae, propter arrogantiam et fastum, ne videatur mens versari in vilibus et fluxis; paradoxa, propter opinionem vulgi; denique innumeris modis, iisque interdum imperceptibilibus, affectus intellectum imbuit et inficit.

  468. Marciano Diz:

    Não ia deixar vocês na mão.
    Para quem não entendeu o último comentário:
    O intelecto humano não é luz pura, pois recebe influência da vontade e dos
    afetos, donde se poder gerar a ciência que se quer. Pois o homem se inclina a ter por verdade o que prefere. Em vista disso, rejeita as dificuldades, levado pela impaciência da investigação; a sobriedade, porque sofreia a esperança; os
    princípios supremos da natureza, em favor da superstição; a luz da experiência, em favor da arrogância e do orgulho, evitando parecer se ocupar de coisas vis e efêmeras; paradoxos, por respeito à opinião do vulgo. Enfim, inúmeras são as fórmulas pelas quais o sentimento, quase sempre imperceptivelmente, se insinua e afeta o intelecto.

  469. MARCELO Diz:

    MARCIANO, pelo amor de DEUS, vc vai deixar o MARCUS ARDIDO, ou, desculpa, ARDUIN, miduim, louco com seus conehcimentos…kkkkkkkk…
    Ele falou q usa o intelecto, kkkkk, intelecto obtuso q não consegue seqer vislumbrar o RACISMO de KARDEK. onde estavam os “espíritos superiores” que permitiram que de “forma científica” kardek escrevesse textos racistas?
    o MIDUIM é PROTESTANTE FUNDAMENTALISTA….entenda isso”!!!!

  470. Marcos Arduin Diz:

    Ei, Marcelo, onde estava Deus quando permitiu que seus profetas dissessem que a Terra é plana, está no centro do Universo, que tem só 6000 anos e o Céu é sólido?

  471. Contra o Chiquismo. Diz:

    Aonde tava Deus eu não sei mas o diabo tava criando o espiritismo no sec 19. e cx continuou a criação do demo no Brasil.

  472. ksouza Diz:

    Conhecer,

    “Ele é o que está assentado sobre o globo da Terra…” Isaías 40:22.

    Embora a Bíblia seja um livro categoricamente espiritual e seu objetivo seja oferecer o Plano da Salvação à humanidade, há neste livro milenar várias seções que expressam as mais diferentes linhas literárias (poesia, história, profecia, sabedoria etc). E mesmo dentro das mensagens de um livro essencialmente profético como Isaias, encontramos pérolas de revelações.

    A declaração do profeta sobre o planeta está inserida em um contexto de exaltação ao Deus Eterno, mas revela uma grande verdade astronômica. Antes dos gregos (Pitágoras III AC) afirmarem que a terra era redonda, o profeta e porta voz do Deus Eterno, seu servo Isaias, já havia declarado o fato.

    “Há Um que mora acima do círculo da terra.” (Isaías 40:22) – a palavra hebraica traduzida aqui por “círculo” também pode significar “esfera”, conforme mostram diversas obras de referência. Outras traduções da Bíblia, portanto, dizem “o globo da terra” (Pontifício Instituto Bíblico; Almeida, rev. e corr.) e “a redondeza da terra”. —Matos Soares; Figueiredo.

    A mesma palavra (chagh) usada no Velho Testamento para expressar o arredondamento dos céus (Jó 22:14) também é usada para falar do círculo da Terra (Is. 40:22), e das profundezas (Pv. 8:27). Agora é óbvio que os céus parecem ser esféricos e a um observador atento está claro que a superfície do mar também é arredondada. Não há nada que mostre que o hebraico considerava a Terra plana.

  473. Marcos Arduin Diz:

    Sr Ksouza
    E Exegese e a Hermenêutica são coisas muito gozadas que as religiões cristãs usam da maneira como bem entendem para fundamentar suas elucubrações teológicas. Daí então o fato de o que uma igreja interpreta o mesmo texto de forma totalmente diversa de outra.
    .
    Veja só lá o caso dos irmãos de Jesus, os quais a Igreja Católica diz que são primos ou parentes em sentido geral, MAS NÃO SÃO IRMÃOS CARNAIS. Isso porque essa Santa Madre Igreja diz que Maria permaneceu eternamente virgem e o sexo, que já era pecado, ficou muito mais pecaminoso depois disso. Insiste que o termo traduzido para “irmãos”, em aramaico podia ter aquele sentido de primos ou parentes. Só que os evangelhos foram escritos em grego koinê. No grego os termos para parentesco eram muito mais definidos. Estranho que os apóstolos ou seus discípulos cometessem esse engano…
    .
    No caso aí da Terra ser plana, conforme ensina a Bíblia, é preciso sacar qual era o contexto de como o povo entendia a coisa e não se a palavra pode ter outro significado. Quando digo que comi uma manga, ninguém vai imaginar que era uma manga de vestuário… O tradutor para outro idioma, certamente levará o contexto em consideração e não o primeiro significado que encontrar no dicionário…
    .
    Tem lá no livro de Daniel o relato de que Nabucodonosor sonhou com uma árvore tão grande, tão alta que PODIA SER VISTA DE QUALQUER LUGAR DA TERRA. Ué? Isso só seria possível se a Terra fosse plana. Note que o texto não dá nenhuma explicação do tipo “os pagãos caldeus acreditam que a Terra é plana, mas o Senhor já nos revelou que é um globo”. E veja que lá no Evangelho, é dito que o Demo levou Cristo ao cume de uma montanha TÃO ALTA, que dali se podia ver TODOS OS REINOS DA TERRA. Mesma coisa: isso só seria possível se a Terra fosse plana.
    .
    Portanto, meu caro, forçar a barra para dizer que tal palavra tanto podia significar CÍRCULO (figura plana) ou GLOBO (elipsoide de revolução), não salva a falha bíblica de ter dito que a Terra é plana.

  474. contra o chiquismo Diz:

    Ksousa, este cidadão que vc discute a Bíblia, nega-a. Mas ele esquece que as obras básicas de kardec tiveram a Bíblia como um dos livros que as inspiraram. Ou então pode jogar ‘o evangelho 2º o espiritismo’ no lixo. Esse botaniCUzinho que não sabe como o pé de cana nasce é bem contraditório.

  475. Marcos Arduin Diz:

    Sr Ksousa, não ligue pro comentário acima. Não sei qual a idade do cara, mas penso que deve ser jovem, formado nas escolas nossas que decidiram adotar os métodos socialistas de ensino, sobretudo os que não admitem reprovação, determinando que todos os alunos sejam aprovados por decreto, não importam que nada saibam.
    .
    Uma aluna que fez mestrado em Física na UFSCar deu aulas para alunos de ensino médio. Uma das turmas que teve, se quisesse reprovar a todos, bastaria passar um problema de Física em que tivessem de fazer uma conta de dividir. Ninguém sabia fazer essa simples operação matemática.
    .
    Então é certo que o contra o chiquismo é vítima deste sistema educacional, pois é INCAPAZ de interpretar textos. E pior ainda, compreender o arcabouço doutrinário daquilo que ele não gosta. Veja então que Kardec serviu-se de ALGUNS textos bíblicos que trazem em si um ensino moral válido e alguns outros que usou de exemplo para este ou aquele ponto doutrinário espírita. O contra o chiquismo não é capaz de entender essa forma de se usar textos bíblicos. Para ele, isso quer dizer que, a partir do momento em que se cita um texto bíblico, quem o citou obrigatoriamente deve crer em TODA a Bíblia.
    .
    É isso.

  476. contra o chiquismo Diz:

    realmente eu devo ter estudado numa das ecsolas que o botaniCUzinho leciona, pois sou bem fraquinho…
    Mas não sou auto enganado. Odeio o racismo nojento de kardec e a gazelice de dpf e as mentiras de cx. Quem é tão desenvolvido nos estudos acredita nessa pasmaceira?

  477. Marcos Arduin Diz:

    Quem é desenvolvido no estudo (o que não é o seu caso, contra o chiquismo), sabe separar joio de trigo, analisar contextos, e fazer o que o Paulo (o apóstolo) disse: leia de tudo, estude de tudo e retenha o que é bom.

  478. Marciano Diz:

    O couro tá comendo solto, não vou comentar nada agora, senão o fato de que este post está rendendo. Sinal de que a gazela dá IBOPE. Arduin está até perdendo a compostura e partindo para o “ad hominem”.
    Retiro o que eu disse antes, religião é muito melhor do que futebol (para ser discutida).

  479. Fabiano Diz:

    Marciano, muito bom tu trazer algumas palavras de Francis Bacon, o Barão de Verulam. Mas veja o que ele disse: “Em vista disso, rejeita as dificuldades, levado pela impaciência da investigação; a sobriedade, porque sofreia a esperança; os princípios supremos da natureza, em favor da superstição; a luz da experiência, em favor da arrogância e do orgulho”. Mas ele não fica por ai não, além de dizer que alguns se deixam tolher a luz da experiencia, em favor da arrogância e do orgulho, ele também disse, muito apropriadamente: “Enfim, inúmeras são as fórmulas pelas quais o sentimento, quase sempre imperceptivelmente, se insinua e afeta o intelecto.” Espero que o contra o chiquismo consiga entender o questas frases se encerram, mas a minha dúvida é: entendeu você? Sim, porque uma coisa é ficar copiando textos em grego, latim, hebraico, aramaico, ou qualquer outra língua diferente da habitual deste blog, com a intenção implícita (ou não) de querer mostrar alguma erudição, agora outra coisa completamente diferente, é entender o significado destas palavras e empregar o aprendizados que delas podemos subtrair e aplicar em nossa vida cotidiana. Agora preste atenção no que você disse num comentário anterior a este de Bacon: “Neguinho vai ao estádio ser assaltado, agredido, ofendido, enquanto a mulher fica com o Ricardão (nem sempre, às vezes é o Marciano) e fica todo feliz.” Seria você um racista para chamar de “Neguinho” a alguém? Devemos sim nos lamentar dessa tristeza moral que é a infidelidade, a traição. Agora não foi possível entender direito se era apenas as mulheres dos torcedores que ficavam com o Ricardão ou se você também ficaria com ele, pois você disse: “enquanto a mulher fica com o Ricardão (nem sempre, às vezes é o Marciano)”. Agora tire uma dúvida minha: 1) você não vai aos estádios para ficar com o “Ricardão” ou 2) não vai aos estádios para cometer a imoralidade de ficar com as esposas dos torcedores? Responda que eu quero ver, para saber se você também entendeu o que Francis Bacon quis dizer, ou será que você se deixa “levar pelos sentimentos a tal ponto deles afetarem o seu intelecto”?

  480. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Fabiano Diz: Espero que o contra o chiquismo consiga entender o questas frases se encerram, ”
    O que eu entendo é que vc é solipsista. Pare com isso. Deixe de pseudofilosofia. Qual o próximo filósofo católico que vai citar? Sto Agostinho?

  481. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marcos Arduin Diz:

    Quem é desenvolvido no estudo (o que não é o seu caso, contra o chiquismo), sabe separar joio de trigo, analisar contextos, e fazer o que o Paulo (o apóstolo) disse: leia de tudo, estude de tudo e retenha o que é bom.

    O que achei de bom no espiritismo:
    “Os negros, pois, como organização física, serão sempre os mesmos; como Espíritos, sem dúvida, são uma raça inferior, quer dizer, primitiva; são verdadeiras crianças às quais pode-se ensinar muita coisa;” (Allan Kardec, “Perfectibilidade da raça negra” Revue Spirite, Abril de 1862)

    “Em relação à sexta questão, dir-se-á, sem dúvida, que o Hotentote é de uma raça inferior; então, perguntaremos se o Hotentote é um homem ou não. Se é um homem, por que Deus o fez, e à sua raça, deserdado dos privilégios concedidos à raça caucásica? Se não é um homem, porque procurar fazê-lo cristão ?” (Allan Kardec, O Livro dos Espíritos, Instituto de Difusão Espírita, Araras, São Paulo, sem data, capítulo V, p. 127).
    Bom para os racistas, quem concorda com kardec, é racista.
    Tenho puco estudo, mas não sou auto enganado . Sou burro mas não sou maluco. Nem racista.

  482. Contra o Chiquismo. Diz:

    Aliás Marcos Arduin, vc diz que eu sou burro. De burro eu só tenho a pi#@**”.
    Vc pode ser inteligente, mas é auto enganado , iludido. Não enxerga o racismo de kardec, (de repente vc é RACISTA e concorda em nº, genero e grau com o que kardec falou), acredita A. luiz e emmanuel existem, que cx não fraudou a irmã josefa e plagiou obras e que DPF é um gênio. Aliás, nas igrejas evangélicas tem desembargadores, médicos, empresários, professores…
    não é privilégio do ‘espiritismo’ pessoas com escolaridade elevada auto enganadas.

  483. Contra o Chiquismo. Diz:

    Aliás, de que adianta ter um doutorado em Filosofia ou em Educação e ser leitor voraz da “série andre luiz” ?
    Olha aí 2 ‘espiritas’ palestrantes com Doutorado:
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Alysson_Leandro_Mascaro

    http://visaoespiritabr.com.br/cura/raul-teixeira-voltou-ao-brasil
    E ainda são divulgadores da mentira. A única explicação só pode ser as viagens de graça pelo Brasil e pelo mundo, coquetéis e bajulação ao final da palestra proferida. Quem não gostaria de ser convidado com tudo pago pra “semana espirita de Porto Seguro” ?
    E ter doutorado dá mais credibilidade ao palestrante e a doutrina. – Ohhh temos um Doutor falando!
    Deixa eu cá com meu MOBRAL.

  484. Marciano Diz:

    Fabiano, a única resposta que vc merece é a seguinte:
    Vá tmar no cu.

  485. Marciano Diz:

    Os espíritas parecem preferir a lógica de Aristóteles, não a de Bacon, por isso o métido usado por Rivail.
    Acredito que Arduin tenha entendido isto.
    Quem começa orações com conjunções adversativas, escreve “entender o que estas frases SE ENCERRAM” (seria “se encerram” uma oração subordinada substantiva objetiva direta? – é o tipo de oração que deveria se seguir), mostra que não conhece a língua portuguesa.
    Fabiano, faça o favor de não se referir mais a mim.

  486. Marcos Arduin Diz:

    Contra chiquismo…
    Se o fato de algum cientista, filósofo, escritor, artista, cineasta, etc e tal, ter sido racista é motivo para você desprezar tudo o que ele tenha produzido em sua esfera de competência, então você terá uma vida muito vazia.
    Saiba que até próximo dos anos 1970, arrisco-me a dizer que 90% dessa gente aí era racista.
    .
    O Monteiro Lobato é alvo hoje de movimentos de consciência negra, que querem proibir o livro Caçadas de Pedrinho. O Mark Twain teve adulterado os livros Aventuras de Tom Sawyer e Aventuras de Huck, com a substituição do vocábulo nigger (=nego), considerado perojativo pelos negros. Watson, co-descritor da estrutura do DNA nos anos 1950, esquecido da mudança de paradigma dos nossos tempos, queimou o seu filme ao dizer que “estudos genéticos mostravam que os negros eram menos inteligentes que os brancos”.
    .
    Muito que bem, contra o chiquismo, o Kardec era racista? Alguma vez neguei isso? Sim, ele era racista, assim como toda a sua gente branca da Europa e dos EUA. E muita dela continua assim até hoje, mas está com a viola no saco devido ao nosso modo de pensar politicamente correto de hoje.
    .
    Kardec foi racista, mas e daí? Os textos que ele escreveu e que têm conotação racista por acaso são levados a sério pelos espíritas? São parte fundamental da Doutrina Espírita? Nica de pitibiriba! Não somos como você, contra o chiquismo, que se congela no tempo só para ter do que criticar. A Kardec, Jesus foi apontado, e nós espíritas aceitamos, como o melhor exemplo moral a ser seguido. Mas Jesus também foi racista, sabia? Quando uma mulher samaritana pediu-lhe ajuda, Jesus disse que viera para os judeus e que não seria lógico tirar comida de seus filhos para dá-los aos cachorrinhos… É, para o todo moral Jesus, os samaritanos eram equivalentes a cachorros…
    .
    Em 1908, a espírita Anália Franco deu as caras aqui em S. Carlos, onde moro, e quase foi expulsa daqui por ter cometido uma indecência INADMISSÍVEL numa cidade verdadeiramente cristã-católica, seguidora de Nosso Senhor Jesus Cristo. Sabe o que ela fez? Montou uma escolinha para crianças pobres, mas cometeu esse ato horrivelmente obsceno de fazer crianças brancas e negras ESTUDAREM JUNTAS… Como vê, a fé católica sãocarlense preservava o racismo, mas os textos racistas de Kardec não tiveram qualquer efeito sobre uma educadora espírita…
    .
    Você é do tipo 8 ou 80, certo? Então porque pessoas espíritas, até o Codificador, cometeram erros, significa que NADA presta e nada serve. Uma pena. Suponho que se sua vida dependesse de certo medicamento, você o rejeitaria se soubesse que o farmacêutico que o inventou era um ferrenho racista. Esta eu queria ver.

  487. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marcos Arduin Diz:
    1-Se o fato de algum cientista, filósofo, escritor, artista, cineasta, etc e tal, ter sido racista é motivo para você desprezar tudo o que ele tenha produzido em sua esfera de competência,
    2- Você é do tipo 8 ou 80, certo? Então porque pessoas espíritas, até o Codificador, cometeram erros, significa que NADA presta e nada serve.
    3- O Monteiro Lobato é alvo hoje de movimentos de consciência negra, que querem proibir o livro Caçadas de Pedrinho. O Mark Twain teve adulterado os livros Aventuras de Tom Sawyer e Aventuras de Huck,
    4-Suponho que se sua vida dependesse de certo medicamento, você o rejeitaria se soubesse que o farmacêutico que o inventou era um ferrenho racista. Esta eu queria ver.

    Vamos lá:
    1- Bem eu falei de kardec e vc vem com um monte de outras esferas.
    O benfeitor espiritual Erasto afirma em “O Livro dos Médiuns” que “É preferível rejeitar dez verdades a aceitar uma única mentira”.
    2- Foram os ‘espiritos superiores’ que erraram capitaneados pelo ‘espirito da verdade’.
    3- Mas em compesação Castro Alves que tanto cx ‘psicografa’, princesa Isabel, entre outros antigos não eram racistas, pelo contrário.
    4- Eu gosto muito da Petrobras. Mas eu nunca usei o óleo LUBRAX, pq este produto era o principal patrocinador da camisa do flamengo. Se eu souber de forma consciente, boicoto sim.

  488. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marciano Diz:
    DEZEMBRO 14TH, 2012 ÀS 23:42
    Fabiano, a única resposta que vc merece é a seguinte:
    Vá tmar no cu.”
    Falou o que eu já tava com vontade de falar faz tempo. Apoiado!

  489. Contra o Chiquismo. Diz:

    Aliás, esse Fabiano tá parecendo um leitor que teve por aqui, pois ele não fala de modo racionalista… aliás, parece que em certo momento tem muito racionalismo o que ele fala.

  490. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marcos Arduin Diz: Kardec foi racista, mas e daí? ”

    Finalmente admitiu.
    Vc apóia idéias racistas e daí?
    Hitler e kardec diferem em que?

  491. Marcos Arduin Diz:

    “1- Bem eu falei de kardec e vc vem com um monte de outras esferas.”
    - Sim, pois o seu cérebro, tão pequeno, parece não ser capaz de entender um contexto de época. É óbvio que você pensa que as coisas lá na Europa do século XIX eram tal como no Brasil de hoje… Não eram!
    .
    “O benfeitor espiritual Erasto afirma em “O Livro dos Médiuns” que “É preferível rejeitar dez verdades a aceitar uma única mentira”.”
    - Certíssimo. Só que há um problema: como vou saber se que o que está dito é uma mentira ou verdade se não há elementos de prova? As únicas provas que são da alçada do Espiritismo são as da nossa continuidade espiritual após a morte do corpo. Provas sobre a realidade científica do racismo, da geração espontânea, da vida em Marte ou Júpiter, são todas coisas ASQ – acredite se quiser. Já disse mais de uma vez que Kardec não era infalível e portanto passível de se enganar como todo ser humano. E como acontece nas outras áreas do conhecimento, os erros, uma vez descobertos, podem ser corrigidos. É assim no Espiritismo.
    .
    “2- Foram os ‘espiritos superiores’ que erraram capitaneados pelo ‘espirito da verdade’.”
    - Há espíritos superiores, aqueles que estão a um passo de se tornarem espíritos puros, e “espíritos superiores”, que são aqueles que tratam conosco de coisas que podem nos ajudar em nosso progresso MORAL. É muita pretensão achar que os espíritos superiores vêm falar a nós coisas que os “espíritos superiores” podem fazer muito bem. E não cabe a eles resolverem casos científicos. Isso já foi dito desde o início. Se médiuns passam adiante o que espíritos lhes dizem sobre Marte, Capella, Alcyone & Cia Bela, simplesmente nunca leram direito o que Kardec escreveu e aí temos essas pataquadas, que acabam sendo uma fonte perene de desprestígio para o Espiritismo.
    .
    3- Mas em compesação Castro Alves que tanto cx ‘psicografa’, princesa Isabel, entre outros antigos não eram racistas, pelo contrário.
    - KKKKK! Sabia que a maioria dos abolicionistas eram racistas? Sabia que D. Pedro II era muito amigo do Conde Gobineau, o grande teórico do racismo? Sabia você que foi no reinado dele que se instituiu a política de “branqueamento” da nossa raça? É… O estímulo à imigração de europeus era com vistas a isso… Coisas que eram oferecidas de vantagem a esses imigrantes eram recusadas aos brasileiros nativos… Sabia? Os abolicionistas estavam sim preocupados com a IMAGEM do Brasil lá fora e não com a situação dos negros. Tanto assim que a libertação da escravidão não foi seguida de NENHUMA política de integração social deles. Foram libertos e jogados nos cortiços. Mais nada.
    .
    4- Eu gosto muito da Petrobras. Mas eu nunca usei o óleo LUBRAX, pq este produto era o principal patrocinador da camisa do flamengo. Se eu souber de forma consciente, boicoto sim.
    - Não entendi se o seu boicote é pro LUBRAX ou para o medicamento do qual sua vida dependeria, inventado por um racista…
    Realmente essa sua última colocação me faz muito ter uma ideia muito clara das dimensões do seu cérebro…

  492. Marciano Diz:

    Arduin, o problema não é Rivail ser racista, o problema é que os tais espíritos superiores foram os que ensinaram que o negro, assim como asiáticos, etc., eram inferiores espiritualmente e fisicamente aos brancos.
    Não vá dizer que os espíritos superiores eram racistas àquela época, isso não tem cabimento.
    .
    Se os espíritos superiores ensinaram tanta coisa errada que hoje sabemos serem erradas, o que dizer quanto àquilo que ainda não sabemos? Como confiar neles?
    .
    Contra o chiquismo, parece que o merden enganou o Vitor. Só que ele se trai, sempre a péssima gramática, os argumentos de esquizofrênico, o falso moralismo.
    .
    Arduin, você deve estar com o saco cheio. Não obstante, contenha-se, homem. Você não é assim. Partindo para ataques pessoais. Refiro-me ao que tem dito para o contra o chiquismo.
    Você é um cara educado. Mantenha-se assim. Na boa, não estou falando isso por mal, é apenas aquilo que convencionou-se chamar de crítica construtiva.
    Vamos admitir que o contra o chiquismo tenha um cérebro comparável ao do merden. Isso não significa que ele só diga besteiras o tempo todo. Ataque os argumentos dele. Você faz isso muito bem. Seu estilo sempre foi divertido, engraçado, não ofensivo. Por exemplo, eu gosto de ser chamado de “De Morte” por você. Nós dois estamos diametralmente opostos quanto às crenças ou ausência delas, entretanto, sempre nos tratamos de forma respeitosa, ainda que jocosa.
    Assim fica parecendo que esgotaram-se seus argumentos e você resolveu passar aos ataques pessoais, chamando o contra de burro.

  493. Marciano Diz:

    Arduin, uma pergunta honesta, só quero saber sua opinião profissional.
    Você, como botânico, entende bastante de zoologia, não são coisas estanques, você sabe muito mais desses assuntos do que qualquer leigo estudioso.
    É verdade o que se tem afirmado de que o ser humano não chegou a formar raças, que é um erro falar-se em raça branca, negra, etc., ou é apenas politicamente incorreto admitir-se o conceito de raça quando nos referimos à espécie humana?
    Eu, como leigo absoluto e não estudioso do assunto, porém curioso, tenho a nítida impressão de que brancos, negros, asiáticos, não compartilham fenótipos iguais.
    Existem cães e gatos de raças diferentes que apresentam aos olhos não treinados diferenças menores do que aquela que vemos entre um nativo dos Camarões e um nativo da Dinamarca.
    Um crânio braquicéfalo difere gritantemente de um crânio dolicocéfalo.
    A cor da pele, a textura dos cabelos, é muito diferente.
    Seria sensato supor-se que possa haver diferença TAMBÉM na capacidade intelectual, por exemplo?
    Assim como existem várias subespécies de vegetais, pode haver subespécies de animais, especialmente do Homo sapiens sapiens?
    Se realmente não existem raças humanas, como passou-se a acreditar recentemente, qual o termo que poderíamos usar para diferenciar animais da mesma espécie, como o homem, com características físicas tão diferentes?
    Note que até mesmo o esqueleto difere, não só o crânio.
    Qual a diferença, cientificamente falando, entre um homem branco e um homem negro? Se não são raças diferentes, são o quê?
    Pelo que me lembro, são genes que definem a cor do cabelo, da pele, etc. Existe, então, diferença genética? Dá para falar-se em gene dominante e gene recessivo?
    Já sei da xaropada que se encontra em livros de biologia, quero saber sua opinião, como cientista.
    .
    Etnia é outra coisa, os negros, brancos, asiáticos, diferem em etnia. Existem negros, brancos e asiáticos de todos os tipos.
    Parece-me que o conceito de etnia não se aplica ao caso.
    .
    Para piorar as coisas, de vez em quando a gente vê nas ruas pessoas (brancas ou negras) que lembram os neandertais (como são desenhados nos livros), o que confunde mais ainda, já que não descendemos de neandertais.
    .
    Você, como cientista, acha que se fossem descobertas características, digamos, raciais, que diferenciassem as pessoas não só quanto ao tipo de esqueleto, cor da pele, cabelos (cor e textura), mas também por capacidade intelectual, seria possível hodiernamente publicar-se tal descoberta, ou isso seria tabu, o contexto social moderno censura o trabalho científico, ou, pior ainda, cerceia, proíbe a pesquisa em determinados campos?
    .
    Essa dúvida é de suma importância pois, dependendo da resposta, os espíritos consultados por Rivail poderiam estar certos. Afinal, a natureza é o que é, não o que queremos que ela seja.

  494. Marcos Arduin Diz:

    “Arduin, o problema não é Rivail ser racista, o problema é que os tais espíritos superiores foram os que ensinaram que o negro, assim como asiáticos, etc., eram inferiores espiritualmente e fisicamente aos brancos.”
    - de Morte, ao que me consta NÃO HÁ mensagem ou ensinamento algum vindo de “espíritos superiores” neste quesito. Tudo se resume a COMENTÁRIOS ou OPINIÕES DE KARDEC. O texto que fala da perfectibilidade da raça negra é de autoria de Kardec e NUNCA foi publicado por este. Foi incluído no Obras Póstumas, cujo nome já diz tudo.
    .
    “Não vá dizer que os espíritos superiores eram racistas àquela época, isso não tem cabimento.”
    - Já disse mais de uma vez, de Morte, que os tais “espíritos superiores”, assim entre aspas mesmo, seriam espíritos apenas ligeiramente acima dos humanos no quesito moral. Já foi dito pelo Kardec que a condição espiritual não confere aos espíritos nem suprema sabedoria, nem suprema moralidade.
    Salientei mais de uma vez as condições da época: o racismo era uma tese CIENTIFICAMENTE EMBASADA. Como iriam os “espíritos superiores” desmenti-la? Pense nos dias de hoje: se um espírito lhe revela algo cientificamente absurdo, qual seria sua postura diante de tal revelação? A minha seria a de jogá-la no lixo. Mas imagine que 10 ou 20 anos depois, a Ciência confirme a validade científica daquela estranha revelação? Só você ficou sabendo dela…
    .
    Neste mesmo caso, imagine que um espírito lhe revele algo perfeitamente de acordo com os conhecimentos científicos de hoje. Suponho que você acatará tal revelação, já que condiz com os fatos científicos. E imagine que daqui a 10 ou 20 anos, fique comprovado que aquilo estava cientificamente errado. Ôh! Por que o “espírito superior” não nos avisou?
    .
    “Se os espíritos superiores ensinaram tanta coisa errada que hoje sabemos serem erradas, o que dizer quanto àquilo que ainda não sabemos? Como confiar neles?”
    - Já dei os exemplos acima. Preciso continuar ou sentiu o drama?
    .
    O contra o chiquismo simplesmente não acha um rumo e fica sempre repetindo as mesmas coisas, apesar de eu já as haver respondido. Chega uma hora que cansa. Ela me chama de botaniCuzinho? Eu o chamo de burro e assim empatamos. Já disse que eu não sou CX.

  495. Marcos Arduin Diz:

    Lembra-me de quando eu fazia a graduação, o professor que dava aulas sobre algas, relatou uma progressão de classificação de certa espécie. Dizia ele que no século XIX, tal pesquisador classificou aquela espécie no gênero Ceraminum DEVIDO ÀS LIMITAÇÕES DOS SEUS RECURSOS TÉCNICOS.
    .
    É isso aí, meu caro, RECURSOS TÉCNICOS é a chave do problema. Quando só tínhamos o olhômetro, classificar os humanos em raças fazia todo o sentido, já que na aparência física, podíamos separar as pessoas em grupos raciais.
    .
    Recentemente veio o mapeamento genético. Agora podíamos mapear as diferentes raças e… a porca torceu o rabo. A variação genética mostrou que os negros AFRICANOS seriam o grupamento humano mais antigo, pois têm variança genética maior. Já os negros aborígenes têm variança menor. Os caucasoides europeus têm variança menor ainda e os indígenas americanos menor do que a dos europeus. Assim podemos concluir que esses são os humanos que se derivaram por último…
    .
    O cientista faz o mapeamento genético de um grupo de voluntários e vê algo estranho: uma moça loira, de olhos verdes, pele clara tem 75% dos genes que são esperados ocorrer em… africanos. Afinal, geneticamente ela é branca ou negra?
    .
    São esses progressos técnicos que balançaram de vez o conceito de raças. Entendeu?

  496. Marcos Arduin Diz:

    E os “espíritos superiores” do Rivail, tanto quanto eu saiba, NÃO SE PRONUNCIARAM sobre o assunto de raças. Apenas NÃO O CORRIGIRAM, pois não tinham como ir contra o que era tido como líquido e certo pela Ciência da época.
    Como os espíritos poderiam desmentir essa Ciência e fazer com que fossem acatados?

  497. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marcos Arduin Diz:
    1- Sim, pois o seu cérebro, tão pequeno, parece não ser capaz de entender um contexto de época. É óbvio que você pensa que as coisas lá na Europa do século XIX eram tal como no Brasil de hoje… Não eram!
    1Resp: ataque ad hominem. Pra todos os espiritas kardec continua atual, pois o ensino não foi dele , foi de dos ‘espiritos superiores’. (capitaneados pelo ‘esp da verdade’). O ‘espiritismo’ de 2012 continua o mesmo de 1857. Com toques chiquistas de 1930 e pouco pra cá.
    2- A -As únicas provas que são da alçada do Espiritismo são as da nossa continuidade espiritual após a morte do corpo… B- E como acontece nas outras áreas do conhecimento, os erros, uma vez descobertos, podem ser corrigidos. É assim no Espiritismo.
    2 Resp: A- Vc não provou nada até agora e nem a doutrina que vc defende prova, só no campo da crendice mesmo.
    B- Mas não é mesmo, nas edições da obra básica de kardec até hoje não foram suprimidas as passagens racistas e os grosseiros erros de ciência. Lembro que no Brasil RACISMO É CRIME!
    3- Há espíritos superiores, aqueles que estão a um passo de se tornarem espíritos puros, e “espíritos superiores”, que são aqueles que tratam conosco de coisas que podem nos ajudar em nosso progresso MORAL.
    3 Resp. Vc até agora não provou o principal DOGMA do ‘espiritismo’ : ‘espiritos existem’. Então não afirme que há ‘espiritos’ superiores, inferiores, puros, batedores de parede, etc.
    4- A – KKKKK! Sabia que a maioria dos abolicionistas eram racistas?
    B- A maioria não todos!
    5– Não entendi se o seu boicote é pro LUBRAX ou para o medicamento do qual sua vida dependeria, inventado por um racista…
    Realmente essa sua última colocação me faz muito ter uma ideia muito clara das dimensões do seu cérebro…
    5 Resp: Outro ad hominem! Eu dei o óleo Lubrax como exemplo. Sei de forma consciente que ele patrocinava o flamengo, sou anti flamenguista, logo boicotei. Assim como de forma consciente eu boicoto um produto feito por uma fábrica racista, assim como boicoto um livro espirita. Racista, espirita e flamenguista pra mim é tudo um lixo só.

  498. Contra o Chiquismo. Diz:

    Agora Marcos, como vc não tem mais argumentos, não provou o principal DOGMA do ‘espiritismo’ que é a existência de ‘espiritos’, apela pra ataques ad hominem, tipo BABACA, POUCO INTELIGENTE, CéREBRO DE DIMENSÃO PEQUENA..
    é assim mesmo, esses crentes são todos iguais. Mas agora confirmo que os ‘espiritas chiquistas’ são os piores e os mais fáceis de serem ridicularizados.
    Vc cara, levou uma surra, foi ridicularizado, ficou com a pecha de crente sectário e fanático e ainda mostrou que considera o RACISMO que foi ensino dos ‘espiritos superiores’ como uma coisa normal e aceitável. Vc é igual ou pior que o Marden.

  499. Fabiano Diz:

    Engraçado o comportamento da turma monista. O Bernado Torres apresentou uma hipótese filosófica e racional sobre a existência de Deus, como sendo uma força criadora, o que por dedução iria justificar a filosofia espírita sobre a existência dos espíritos. Depois eu trouxe também argumentos e inclusive um livro do Descartes para consultas, mas os monistas fingiram-se desapercebidos.
    Agora o Marciano vem tentando querer mostrar erudição, copiando textos em latim, sendo que não sabe nem o significado dos textos em português, que supomos que seja a sua língua materna. Mas o que ele quer é arrotar uma bazófia. De que adianta colar textos que para eles mesmos não fazem sentido algum?
    Filosofia é um instrumento da razão. Portanto, para dizer isso: “Os espíritas parecem preferir a lógica de Aristóteles, não a de Bacon, por isso o métido usado por Rivail” deve demonstrar que entende de razão, o que vem sendo o seu caso e de nenhum outro monista.
    Mas o que é que é pior que exigir um linguajar correto, colocando uma frase como esta: “Vá tmar no cu”? Faz sentido isso para vocês, monistas? Porque esse fanatismo tao ferrenho contra os argumentos filosóficos?

  500. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marcos Arduin Diz:
    A -E os “espíritos superiores” do Rivail, tanto quanto eu saiba, NÃO SE PRONUNCIARAM sobre o assunto de raças…
    B- Como os espíritos poderiam desmentir essa Ciência e fazer com que fossem acatados?”
    Resp A-Então tá. Foi animismo puro de kardec.
    Resp B- Pede pro dirigente da sua casa ‘espirita’ invocar os ‘espiritos’ da codificação e quando eles incorporarem pergunta pra eles.
    Ah, se precisar eu te arrumo um tradutor pro francês.

  501. Contra o Chiquismo. Diz:

    Fabiano, Up your ass!

  502. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marciano Diz:
    Arduin, o problema não é Rivail ser racista, o problema é que os tais espíritos superiores foram os que ensinaram que o negro, assim como asiáticos, etc., eram inferiores espiritualmente e fisicamente aos brancos.”
    E kardec embarcou nessa. E ele não quer enxergar isso! Pior cego é aquele que não quer ver.

  503. Fabiano Diz:

    Marcos Arduin escreveu: “Realmente essa sua última colocação me faz muito ter uma ideia muito clara das dimensões do seu cérebro…”, quero dizer que existem algumas doenças degenerativas do cérebro que podem manter as dimensões originais deste, mas causar severos danos, tais como: esclerose múltipla, alzheimer, parkinson, entre tantas outras. O ideal mesmo seria aconselharmos aos familiares da pessoa que vem demostrando sinais de demência, a procurar um especialista nesta área.

  504. Contra o Chiquismo. Diz:

    Corrigindo: Merden, Up your ass!

  505. Marciano Diz:

    Vitor, se liga, o merden voltou com outro nome, outro IP, daqui a pouco vai começar a pregação iRacionalista.

  506. Marciano Diz:

    Luiz de Mattos é o cara.
    O diabo assume muitas formas e tem muitos nomes.
    Sempre pode ser reconhecido por sua arrogância mal disfarçada.
    Vade retro (ih, latim), merden.

  507. Marciano Diz:

    Será que o diabo consegue ficar muito tempo sem falar no seu mestre, Luiz de Mattos, o português malandro que tentou pegar carona em Rivail, denegrindo-o (sem racismo) ou em suas ideias esquizofrênicas?
    Seu fanatismo e suas ideias esquizoides já o traíram.
    Daqui a pouco começa a propaganda do fracassado irracionalismo cristão, mais bizarro do que qualquer crendice que exista.
    O assunto aqui é relativo às falhas dos mediuns, como DPF e o caso da menina vietnamita, remetendo a outras falhas como as dos espíritos que falaram através de Rivail.

  508. Marciano Diz:

    Estou vendo que nesse interregno em que ficou (graças a todos os deuses) ausente o merden não aprendeu nada da gramática portuguesa. Talvez conheça um pouquinho de inglês de beira de cais. Ainda ousa tentar ensinar outros a interpretar textos.
    Volte para o inferno, de onde nunca deveria ter saído, merden. Volte para o esgoto, onde estão seus semelhantes.

  509. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Merden diz: Marcos Arduin escreveu: “Realmente essa sua última colocação me faz muito ter uma ideia muito clara das dimensões do seu cérebro…”, quero dizer que existem algumas doenças degenerativas do cérebro que podem manter as dimensões originais deste, mas causar severos danos, tais como: esclerose múltipla, alzheimer, parkinson, entre tantas outras. O ideal mesmo seria aconselharmos aos familiares da pessoa que vem demostrando sinais de demência, a procurar um especialista nesta área.”

    Iclusive , vc mesmo.

  510. Marcos Arduin Diz:

    “1Resp: ataque ad hominem.”
    - Quando me chama de BotaniCUzinho, em vista da sua falta de argumentos, também não é ataque adehomem?
    .
    “Pra todos os espiritas kardec continua atual, pois o ensino não foi dele , foi de dos ‘espiritos superiores’. (capitaneados pelo ‘esp da verdade’). O ‘espiritismo’ de 2012 continua o mesmo de 1857. Com toques chiquistas de 1930 e pouco pra cá.”
    - Kardec continua atual no que se refere ao básico essencial da DE. Isso até hoje não perdeu sua atualidade. Já o CX, cooptado pelos rustenistas, deu uns toques errados, mas que não foram levados a sério.
    .
    “2 Resp: A- Vc não provou nada até agora e nem a doutrina que vc defende prova, só no campo da crendice mesmo.”
    - Apresentei um lance envolvendo a Leonore Piper cuja única explicação plausível é a intervenção de um falecido que foi reconhecido pelo seu filho. Nem você, nem ninguém contestou o experimento. Se isso não é prova pra você, então não sei o que seria.
    .
    B- Mas não é mesmo, nas edições da obra básica de kardec até hoje não foram suprimidas as passagens racistas e os grosseiros erros de ciência. Lembro que no Brasil RACISMO É CRIME!
    - As obras de Kardec, assim como várias outras SÃO HISTÓRICAS, ou seja, NÃO CABE ao editor modificá-las, pois isso seria ADULTERAÇÃO. O máximo que se pode fazer é acrescentar notas de rodapé explicativas. Quem sabe um dia, alguma editora espírita faça isso. Mas enquanto não o fizer, o mínimo que um leitor deve se lembrar é que FORAM ESCRITAS NO SÉCULO XIX…
    .
    “3 Resp. Vc até agora não provou o principal DOGMA do ‘espiritismo’ : ‘espiritos existem’. Então não afirme que há ‘espiritos’ superiores, inferiores, puros, batedores de parede, etc.”
    - Não sei o que você quer como prova. Se no mínimo houvesse estudado a coisa de forma desapaixonada, talvez você mesmo encontrasse a prova que lhe servisse.
    .
    “B- A maioria não todos!”
    - E daí? A minoria de não racistas fazia algum verão?
    .
    “5 Resp: Outro ad hominem! Eu dei o óleo Lubrax como exemplo. Sei de forma consciente que ele patrocinava o flamengo, sou anti flamenguista, logo boicotei. Assim como de forma consciente eu boicoto um produto feito por uma fábrica racista, assim como boicoto um livro espirita. Racista, espirita e flamenguista pra mim é tudo um lixo só.”
    - Por isso mesmo o chamo de burro sem dó, pois é isso mesmo que você é. Pra não gastar com o Windows, uso o Linux Suse. Um colega da UFSCar também o usava… até que Novell fez parceria com a Microsoft. Aí ele se desencantou e passou a usar o Umbutu. Mas eu não tenho pudores ideológicos: pra mim interessa é que a coisa atente às minhas necessidades. Tô pouco me lixando se a Novell, que gerencia o Linux Suse, fez parceira com a Microsoft ou não. E eu uso também o Windows XP, que atende bem às minhas outras necessidades não preenchidas pelo Linux Suse…
    Feliz de mim, que não torço para time nenhum e não tô nem aí se a Shell patrocina este ou aquele. Vai V-power no tanque do meu carro e óleo certo no cárter. Interessa é o meu carro funcionar bem e não me deixar na mão.
    .
    Vou chamá-lo de babaca mais uma vez, porque você se deixa dominar por posturas ideológicas em vez de pensar no que é melhor para VOCÊ.

  511. Marcos Arduin Diz:

    “Vc cara, levou uma surra, foi ridicularizado, ficou com a pecha de crente sectário e fanático e ainda mostrou que considera o RACISMO que foi ensino dos ‘espiritos superiores’ como uma coisa normal e aceitável. ”
    - Não achei que houvesse levado alguma surra, pois nenhum argumento consistente foi apresentado e que me fizesse pensar que estou errado.
    - Se os que não têm argumentos não conseguem me demover e aí acham que sou fanático e sectário, isso é com eles.
    - Não me consta que os espíritos ensinaram racismo. Entendo apenas que não o desmentiram por falta de embasamento na época. Os ditos racistas foram do Kardec e não dos espíritos. Como você não sabe nada do riscado…

  512. Marcos Arduin Diz:

    “Resp A-Então tá. Foi animismo puro de kardec.”
    - Não. Kardec escreveu em estado de vigília e tanto quanto saiba, ele não transcreveu mensagens por mediunismo.
    .
    “Resp B- Pede pro dirigente da sua casa ‘espirita’ invocar os ‘espiritos’ da codificação e quando eles incorporarem pergunta pra eles.”
    - Perguntar o que?
    .
    “E kardec embarcou nessa. E ele não quer enxergar isso! Pior cego é aquele que não quer ver.”
    - O pior cego por aqui é você, pois reinteradamente eu disse qual é a minha interpretação deste fato, mas você só fica repetindo as mesmas coisas. Entende porquê o chamo de burro?

  513. ksouza Diz:

    Marcos,

    Concordo com você.
    A Igreja Catolica não só se baseia na Biblía , mas também em obras filosóficas, éditos e bulas papais.Um mito levando a outro, Jesus nasceu em 25 de dezembro, Três reis magos visitaram Jesus quando ele nasceu, Jesus era filho único, “A Virgem Maria”, etc…

    Vejo que você não verificou os textos, segue abaixo um deles:
    ” As nuvens lhe são um esconderijo, de modo que não vê nada, E ele anda sobre a ABÓBADA do céu.” (Jó 22:14 )

    Uma outra informação:
    O norte estende sobre o vazio; e suspende a Terra sobre o nada.”(Jó 26:7).

  514. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marcos Arduin Diz: –
    1 Quando me chama de BotaniCUzinho, em vista da sua falta de argumentos, também não é ataque adehomem?
    1R: Foi vc que começou a acirrar os ânimos quando ficou sem argumentos e termina esse post me xingando de novo.
    2-Kardec continua atual no que se refere ao básico essencial da DE. Isso até hoje não perdeu sua atualidade. Já o CX, cooptado pelos rustenistas, deu uns toques errados, mas que não foram levados a sério.
    2R: Sim é bem atual a geração espontânea, Marte sem luas, racismo,etc. E no Brasil não há como desvincular o deus supremo cx da doutrina. Ou vc conhece algum ‘médium’ que não estuda a ‘série A luiz’ ?
    3 -Apresentei um lance envolvendo a Leonore Piper cuja única explicação plausível é a intervenção de um falecido que foi reconhecido pelo seu filho.
    3R: Esse experimento foi publicado em publicações como a Science? A Scientific American? A Nature? Ou só em publicações religiosas? Crendice apenas.
    4-As obras de Kardec, assim como várias outras SÃO HISTÓRICAS, …
    4R: Ah, mas não são não! Pra qualquer ‘espírita’ é a verdade suprema, o manual de fábrica da humanidade/espiritualidade.
    5- – Não sei o que você quer como prova.
    5R: Um artigo escrito numa revista como as que te citei na resposta 3.
    6- E daí? A minoria de não racistas fazia algum verão?
    6R: Bastou a canetada de uma mulher não racista pra mudar a história do Brasil.
    7- – Por isso mesmo o chamo de burro sem dó, pois é isso mesmo que você é.
    -Vou chamá-lo de babaca mais uma vez
    7R: Me xinga 2 vezes. ‘Espírita’ atrasado, involuído que se deixa envolver pelas trevas e ação dos ‘espiritos’ galhofeiros.
    Vá ler esse livro aqui que vc tá precisando: Desobsessão do A luiz. Olha a capa dele aqui: http://www.mensagemespirita.com.br/uploads/livros_file_foto/21358_gr.jpg
    8- Vai V-power no tanque do meu carro e óleo certo no cárter. Interessa é o meu carro funcionar bem e não me deixar na mão.
    8R: Da próxima bota capim no tanque , óleo de mandioca no cárter e água fluidificada no radiador do teu FIAT 147 1977 ROSA. – com banco de oncinha.

  515. Contra o Chiquismo. Diz:

    Olha o carro do Marcos Arduin, ele estacionou por uns tempos na rua e tirou uma roda pra ninguém roubar:
    http://autosorfaos.files.wordpress.com/2010/04/fiat-147.jpg?w=840

  516. Gorducho Diz:

    Professor: qual é sua opinião sobre o pronunciamento da alma “Saint Louis” na Société Parisienne des Études Spirites, em 25/3/1859?

  517. Marcos Arduin Diz:

    Neste livro aí do Jó, Deus pergunta-lhe se ele é capaz de enrolar o céu nublado, DURO COMO UM ESPELHO DE METAL FUNDIDO…
    Como eu disse, a Bíblia ensina que o céu é SÓLIDO e o texto por você citado é mais uma confirmação, já que Deus anda sobre a ABÓBODA DO CÉU…
    .
    Não adianta, ksouza, da mesma forma que uns chatos aqui querem invalidar o Espiritismo citando erros científicos do século XIX, posso invalidar a Bíblia citando os erros científicos que há nela. Só que há uma baita diferença: o Espiritismo não se diz dono da verdade, nem temos profetas confiáveis que falam com Deus em pessoa. Já os crentes da Bíblia querem nos oferecê-la como sendo exata e infalível e absolutamente verdadeira em tudo quanto o que se manifesta. Aí a porca torce o rabo.

  518. Marcos Arduin Diz:

    “1R: Foi vc que começou a acirrar os ânimos quando ficou sem argumentos e termina esse post me xingando de novo.”
    - Quem está sem argumentos é você e se gosta de xingar e ser xingado… Bem, gosto não se discute: lamenta-se.
    .
    “2R: Sim é bem atual a geração espontânea, Marte sem luas, racismo,etc.”
    - Seu anarfa, eu falei do BÁSICO ESSENCIAL. Desde quando as pataquadas listadas acima são o básico da DE?
    .
    “E no Brasil não há como desvincular o deus supremo cx da doutrina. Ou vc conhece algum ‘médium’ que não estuda a ‘série A luiz’ ?”
    - Não sou um médium dos bons, mas nunca estudei a tal série. Mas o que tem uma coisa a ver com outra?
    .
    3R: Esse experimento foi publicado em publicações como a Science? A Scientific American? A Nature? Ou só em publicações religiosas? Crendice apenas.
    - Mais espantalhos… Até parece que as ditas publicações aí são prova de infabilidade… Cada publicação científica tem a sua especialidade, cara. O que interessa é a consistência dos experimentos feitos. Isso é o que tem de ser refutado e não invocar espantalhos.
    .
    4R: Ah, mas não são não! Pra qualquer ‘espírita’ é a verdade suprema, o manual de fábrica da humanidade/espiritualidade.
    - Verdade suprema? Só se for para os espíritas que você inventou. Sabe, cara, uma das coisas que notei nas mais de 50 publicações cristãs anti-espíritas que li é que, quando os autores cristãos não encontram no verdadeiro Espiritismo aquilo que desejam para ser avacalhado, então esses autores INVENTAM o seu próprio espiritismo e o refutam. E é o que você faz: inventa os seus próprios espíritas e os avacalha. E pensa que ninguém aqui percebe.
    .
    5R: Um artigo escrito numa revista como as que te citei na resposta 3.
    - Não lembro ao certo, mas parece que o Uri Geller saiu em alguma delas. Ele estaria validado como paranormal então?
    .
    “6R: Bastou a canetada de uma mulher não racista pra mudar a história do Brasil.”
    - Deixe-me ver: a escravidão já era INSUSTENTÁVEL e daí bastou essa canetada e não houve praticamente nada de reação contra… Que teria acontecido se ela tivesse dado essa canetada 30 anos antes?
    .
    “7R: Me xinga 2 vezes. ‘Espírita’ atrasado, involuído que se deixa envolver pelas trevas e ação dos ‘espiritos’ galhofeiros.
    Vá ler esse livro aqui que vc tá precisando: Desobsessão do A luiz. Olha a capa dele aqui: http://www.mensagemespirita.com.br/uploads/livros_file_foto/21358_gr.jpg
    - Leia-o você. Para quem perde o seu tempo num blog deste sem nada de produtivo, deve estar com o capeta nas costas…
    .
    “8R: Da próxima bota capim no tanque , óleo de mandioca no cárter e água fluidificada no radiador do teu FIAT 147 1977 ROSA. – com banco de oncinha.”
    - Dispensa comentários.

  519. Contra o Chiquismo. Diz:

    ” Marcos Arduin Diz:
    1 o Espiritismo não se diz dono da verdade, …”
    1R: Mas é capitaneado pelo ‘espirito da verdade’.
    Chico Xavier: A verdade que fere é pior do que a mentira que consola.
    Bom não? Muito coesa a doutrina que o botaniCUzinho do FIAT 147 1977 ROSA – com banco de oncinha abraçou.

  520. Marcos Arduin Diz:

    Desculpe-me Balofo, mas não sei do que se trata. Dá pra transcrever ou indicar uma fonte?

  521. Contra o Chiquismo. Diz:

    Só vou comentar essa aqui pra não ficar muito extenso pro outros participantes:
    “Marcos Arduin Diz: 2R: Sim é bem atual a geração espontânea, Marte sem luas, racismo,etc.”
    - Seu anarfa, eu falei do BÁSICO ESSENCIAL. Desde quando as pataquadas listadas acima são o básico da DE?
    R: Em todos os centros ‘espiritas’ que se prezem, as obras básicas de kardec são estudadas sem pular uma parte se quer. De capa a capa. E são o básico da doutrina sim pq estão nas obras básicas.É obvio. Anarfa é tu.
    Vc admite que na doutrina dos espiritos superiores tem pataquadas. Legal.

  522. Gorducho Diz:

    Puxa, Professor; como eu já lhe disse, lhe falta estudo. O Sr. precisa estudar mais a Doutrina. Mas, ok:
    9. (A São Luís). A raça negra é verdadeiramente uma raça inferior? – R. A raça negra
    desaparecerá da Terra. Ela foi feita para uma latitude diferente da vossa.
    12. (A São Luís). Os Brancos se reencarnam, algumas vezes, em corpos negros? – R. Sim,
    quando, por exemplo, um senhor maltratou um escravo, ele pode pedir para si, por expiação,
    viver num corpo de negro para sofrer, a seu turno, todos os sofrimentos que fez sentir e, por
    esse meio, avançar e alcançar o perdão de Deus.

  523. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Gorducho Diz: A raça negra
    desaparecerá da Terra. …”

    Esses são os LUMINARES do ‘espiritismo’ que até gente com doutorado acredita. O que dirá um botaniCUzinho… Repito:
    Olha aí 2 ‘espiritas’ palestrantes com Doutorado:
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Alysson_Leandro_Mascaro
    http://visaoespiritabr.com.br/cura/raul-teixeira-voltou-ao-brasil
    E ainda são divulgadores da mentira. A única explicação só pode ser as viagens de graça pelo Brasil e pelo mundo, coquetéis e bajulação ao final da palestra proferida. Quem não gostaria de ser convidado com tudo pago pra “semana espirita de Porto Seguro” ?
    E ter doutorado dá mais credibilidade ao palestrante e a doutrina. – Ohhh temos um Doutor falando!
    Deixa eu cá com meu MOBRAL.

  524. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Contra o Chiquismo. Diz: ”

    “Quanto mais sem sem instrução , menos espírita se é.”
    “A burrice afasta as pessoas do centros espíritas.”
    “Quanto mais MOBRAL, menos moral”

  525. Marciano Diz:

    Arduin, não é Ubuntu?
    merden, bedi hit kombrisa be tizak, Pokorot Kothal Bhoram, Tunge pää perseesees!, Gaot eroep zitte, joeng!, Taree Ghaar Ma Doh Ladah, Tatti Ander LeleShailandy tiktirem!, Mur hudu f’sormok. Sete línguas bem diferentes da língua usada no blog.
    Pode fartar-se.

  526. Marciano Diz:

    Esqueci que o merden é burro, up your ass in 7 different languages. Is it enough for you?

  527. Marciano Diz:

    Esqueci do latim, futue te ano!

  528. Marcos Arduin Diz:

    Bem, Balofo, eu não sou dado a decorebas, ainda mais com coisas que fazem pouco sentido na DE. No caso específico, o suposto São Luís NÃO RESPONDEU à pergunta se os negros eram uma raça inferior. Disse apenas que ela desapareceria com o tempo… Suponho que isso venha acontecer com todas as outras também. Cientificamente falando, hoje em dia as raças JÁ DESAPARECERAM… Quanto a ser de latitude diferente, bem faz sentido: se um grupo de nórdicos fosse levado à latitudes equatoriais da África e lá vivessem isolados, caso não morressem de câncer de pele antes, em 10.000 anos seus descendentes seriam indistinguíveis dos africanos de hoje. E o contrário, se um grupo de africanos fosse levado à Península Escadinava, vivendo isolado, caso não morressem de raquitismo antes, em 10.000 anos seus descendentes seriam indistinguíveis dos nórdicos atuais. Mas imagine como Kardec reagiria a uma revelação dessas…
    .
    À pergunta se brancos podiam encarnar em negros, foi dada uma resposta palatável a Kardec: a de que isso pode se dar por expiação. Seria complicado explicar que brancos podiam encarnar em negros sem nenhuma limitação. Afinal se estava cientificamente comprovado que os negros eram raça inferior, supôs Kardec que nessa raça deveriam reencarnar espíritos mais inferiores. Que utilidade haveria a encarnação de espíritos “evoluídos” dos brancos se o aparelho material não oferecia boas possibilidades? Seria como tentar rodar um Windows XP num computador XT…

  529. Marcos Arduin Diz:

    “Arduin, não é Ubuntu?”
    - Erro de digitação meu. Obrigado pela correção.

  530. Marciano Diz:

    Arduin, sem a intenção de questioná-lo, não tenho capacidade para por em dúvida seus conhecimentos de biologia, salvo engano de sua parte, parece-me que o fato de a seleção natural ter acontecido do jeito que aconteceu, no caso de africanos e escandinavos, não significa, necessariamente, que a situação pudesse se reverter.
    É até viável que escandinavos vivendo na África ficassem negros em dez mil anos, a pele negra suporta melhor a radiação, entretanto, com os recursos atuais e os que hão de vir nos próximos dez mil anos acho que não faria diferença.
    Por outro lado, não vejo por que a pele alva seria selecionada na península escandinava. Pelo que me consta, a única coisa que poderia favorecer a pela clara seria a melhor absorção de raios solares e, por via de consequência, a produção de vitamina D, no entanto, propala-se, os escandinavos suplementam sua alimentação com vitamina D3 obtida principalmente do óleo de fígado de bacalhau. O pouco sol que espalha-se diagonalmente lá, associado ao frio que os obriga a usar roupas grossas, cobrindo praticamente todo o corpo, de nada lhes adiantaria, portanto, não teriam como ser favorecidos pela cor da pele.
    Estou enganado?
    Esta é a típica dúvida que um leigo não consegue esclarecer facilmente em bibliotecas ou na net.
    Tenho grande interesse na (permita-me a ousadia de chamá-la assim) Lei da Evolução (teoria era no tempo de Darwin) e essas dúvidas me incomodam.
    Como seria o mecanismo que favoreceria pele clara, cabelos e olhos claros, cabelos lisos, na Escandinávia?
    Se a mutação genética obedece ao acaso, pode-se supor que tais características seriam selecionadas atualmente?
    Obrigado pela consideração na resposta e, diferentemente de nossas divergências em assuntos de religião, nos de biologia acato tudo o que você disser.

  531. Marcos Arduin Diz:

    Posso estar enganado. Isso, o evento de escurecimento da pele é uma hipótese, mas não me lembro agora quem é o autor dela. Mas o fato é que os negros, próximos às regiões polares, teriam muito problema para a síntese da vitamina D, o que não quer dizer que os de pele clara também não tenham. O que acontece é que a baixa insolação faz com que a pele clara não interfira na sobrevivência. Ela seria um problema na região tropical… A insolação constante levaria ao bronzeamento, mas as possibilidades de câncer de pele aumentariam muito.
    .
    O fato é que duvido que algum experimento seria feito ao longo de 10.000 anos…

  532. Toffo Diz:

    A questão não é ser Kardec racista ou não. Kardec era um homem do seu tempo, egresso da burguesia profissional, vagamente de esquerda e simpatizante das ideias reencarnacionistas de Jean Reynaud e Pierre Leroux, e, naturalmente, eurocêntrico, acreditando que a Europa (e a “raça branca”) estava no centro do mundo. O grande problema do espiritismo é a estreiteza da “revelação” dos espíritos chamados “superiores”. Eu continuo a insistir que os conhecimentos que eles reproduzem no Livro dos Espíritos está aquém do que já se sabia na época, como a questão do vitalismo e da geração espontânea, das origens da Terra, da evolução das espécies (Darwin lançaria seu livro mais ou menos na mesma época) além das ideias atrasadas sobre a organização política e social e o conceito medieval-aristotélico-tomista de Deus, ignorando completamente as conquistas do pensamento de filósofos como Espinosa, Kant e Hume. O Marcos Arduin contesta dizendo que a função desses “espíritos superiores” não seria revelar o que seria da alçada dos homens, mas trazer uma mensagem moral. Mesmo assim esses argumentos não se sustentam, porque o sensato e o desejável, no caso, seria o interagir da suposta “espiritualidade” com o conhecimento humano, uma relação biunívoca, de lado a lado, e não autoritária, de cima pra baixo (como costumam ser as revelações), em outras palavras: os espíritos contribuindo com os homens nos debates sobre os diversos ramos do conhecimento. Pra mim o espiritismo é uma ilusão, tanto é que saiu de cena do mesmo modo que entrou. Só sobreviveu no Brasil porque o Brasil é o país que conhecemos: místico, sincrético, pouco afeito ao pensamento e ao estudo, sem tradição filosófica, sem grande instrução. Deu no que deu: chiquismo, ramatismo, gasparetismo, armondismo etc etc etc.

  533. MARCELO Diz:

    NOSSA, MEU DEUS, EU QUE ACREDITAVA NA FALANGE DO ESPÍRITO DA VERDADE QUE ESCOLHEU UM DRUIDA REENCARNADO PARA REVELAR A VERDADE UNIVERSAL, O COMPÊNDIO DE TODOS OS MISTÉRIOS, QUANDO LI ESSES TEXTOS RACISTAS PUDE, COM A SEGURANÇA E INOCÊNCIA DO ARDUIM, CONSTATAR A “AUTENTICIDADE DA VOLTA DO CRISTO”. AGORA ENTENDO PORQUE A DOUTRINA ESPÍRITA PINTA UM CRISTO LOURO, CABELINHOS DOURADOS, OLHOS AZUL CELESTE, HOMEM BONITO D+++…VEJAM SÓ: textos para filosofar, ou melhor, KARDEKIAR:
    “Os negros, pois, como organização física, serão sempre os mesmos; como Espíritos, sem dúvida, são uma raça inferior, quer dizer, primitiva; são verdadeiras crianças às quais pode-se ensinar muita coisa;” (Allan Kardec, “Perfectibilidade da raça negra” Revue Spirite, Abril de 1862);
    “Sob o mesmo envoltório, quer dizer, com os mesmos instrumentos de manifestação do pensamento, as raças não são perfectíveis senão em limites estreitos, pelas razões que desenvolvemos. Eis por que a raça negra, enquanto raça negra, corporeamente falando, jamais alcançará o nível das raças caucásicas; mas, enquanto Espíritos, é outra coisa; ela pode se tornar, e se tornará, o que somos; somente ser-lhe-á preciso tempo e melhores instrumentos. Eis porque as raças selvagens, mesmo em contato com a civilização, permanecem sempre selvagens; mas, à medida que as raças civilizadas se ampliam, as raças selvagens diminuem, até que desapareçam completamente, como desapareceram as raças dos Caraíbas, dos Guanches, e outras. Os corpos desapareceram, mas em se tornaram os Espíritos? Mais de um, talvez, esteja entre nós”. (Allan Kardec, “Perfectibilidade da raça negra” Revue Spirite, Abril de 1862);
    “O progresso não foi, pois, uniforme em toda a espécie humana; as raças mais inteligentes naturalmente progrediram mais que as outras, sem contar que os Espíritos, recentemente nascidos na vida espiritual, vindo a se encarnar sobre a Terra desde que chegaram em primeiro lugar, tornam mais sensíveis a diferença do progresso Com efeito, seria impossível atribuir a mesma antiguidade de criação aos selvagens que mal se distinguem dos macacos, que aos chineses, e ainda menos aos europeus civilizados”
    (Allan Kardec, A Gênese, ed. LAKE p. 187);
    “Em relação à sexta questão, dir-se-á, sem dúvida, que o Hotentote é de uma raça inferior; então, perguntaremos se o Hotentote é um homem ou não. Se é um homem, por que Deus o fez, e à sua raça, deserdado dos privilégios concedidos à raça caucásica? Se não é um homem, porque procurar fazê-lo cristão ?” (Allan Kardec, O Livro dos Espíritos, Instituto de Difusão Espírita, Araras, São Paulo, sem data, capítulo V, p. 127);
    “Esses Espíritos dos selvagens, entretanto pertencem à humanidade; atingirão um dia o nível de seus irmãos mais velhos, mas certamente isso não se dará no corpo da mesma raça física, impróprio a certo desenvolvimento intelectual e moral. Quando o instrumento não estiver mais em relação ao desenvolvimento, emigrarão de tal ambiente para se encarnar num grau superior, e assim por diante, até que hajam conquistado todos os graus terrestres, depois do que deixarão a Terra para passar a mundos mais e mais adiantados” (Revue Spirite, abril de 1863, pág. 97: Perfectibilidade da raça negra, in Allan Kardec, A Gênese, Lake _ Livraria Allan Kardec editora, São Paulo, p. 187);
    “Mas, então, porque nós, civilizados, esclarecidos, nascemos na Europa antes que na Oceania? Em corpos brancos antes que em corpos negros? Por que um ponto de partida tão diferente, se não se progride senão como Espírito? Por que Deus nos isentou do longo caminho que o selvagem deve percorrer? Nossas almas seriam de uma outra natureza que a sua? Por que, então, procurar fazê-lo cristão? Se o fazeis cristão, é que o olhais como vosso igual diante de Deus; se é vosso igual diante de Deus, porque Deus vos concede privilégios? Agiríeis inutilmente, não chegaríeis a nenhuma solução senão admitindo, para nós um progresso anterior, para o selvagem um progresso ulterior; se a alma do selvagem deve progredir ulteriormente, é que ela nos alcançará; se progredimos anteriormente, é que fomos selvagens, porque, se o ponto de partida for diferente, não há mais justiça, e se Deus não é justo, não é Deus. Eis, pois, forçosamente, duas existências extremas: a do selvagem e a do homem mais civilizado.” (Allan Kardec, “Perfectibilidade da raça negra” Revue Spirite, Abril de 1862);
    O exame frenológico dos povos pouco inteligentes constata a predominância das faculdades instintivas, e a atrofia dos órgãos da inteligência. O que é excepcional nos povos avançados, é a regra em certas raças. Por que isto? É um injusta preferência? Não, é a sabedoria. A natureza é sempre previdente; nada faz de inútil; ora, seria uma coisa inútil dar um instrumento completo a quem não tem meios de se servir dele. Os Espíritos selvagens são Espíritos de crianças, podendo assim se exprimir; entre eles, muitas faculdades ainda estão latentes. Que faria, pois, o Espírito de um Hotentote no corpo de um Arago? Seria como aquele que não sabe a música diante de um excelente piano. Por um razão inversa, que faria o Espírito de Arago no corpo de um Hotentote? Seria como Liszt diante de um piano que não teria senão algumas más cordas falsas, às quais seu talento jamais chegaria a dar sons harmoniosos.” (Allan Kardec, “Perfectibilidade da raça negra” Revue Spirite, Abril de 1862);
    O negro pode ser belo para o negro, como um gato é belo para um gato; mas não é belo no sentido absoluto, porque os seus traços grosseiros, seus lábios espessos acusam a materialidade dos instintos; podem bem exprimir as paixões violentas, mas não saberiam se prestar às nuanças delicadas dos sentimentos e às modulações de um espírito fino.
    Eis porque podemos, sem fatuidade, eu creio, nos dizer mais belos do que os negros e os Hotentotes; mas talvez também seremos, para as gerações futuras, o que os Hotentotes são em relação a nós; e quem sabe se, quando encontrarem os nossos fósseis, não os tomarão pelos de alguma variedade de animais.
    (Allan Kardec, Teoria da Beleza, in Obras Póstumas, p.131)”.

  534. MARCELO Diz:

    A VISÃO DE UM CIENTISTA DRUIDA REENCARNADO, ORIENTADO PELO ESPÍRITO DA VERDADE: TEORIA DA BELEZA: “O negro pode ser belo para o negro, como um gato é belo para um gato; porque os seus traços grosseiros, seus lábios espessos acusam a materialidade dos instintos; podem bem exprimir as paixões violentas, mas não saberiam se prestar às nuanças delicadas dos sentimentos e às modulações de um espírito fino.” KARDEC.
    ESPÍRITO FINO É D+++++++++++….O DIABO VESTE PRADA!!KKKKKKKKKKKKK

  535. MARCELO Diz:

    O CÉU E O INFERNO

    Na segunda parte, capítulo IV de “O Céu e o Inferno” (Espíritos Sofredores), Kardec cita uma longa mensagem ditada pelo Espírito Jorge, da qual destacaremos apenas o último parágrafo:
    “Retribuem-lhe outros Espíritos o mal que fez; castigado, confuso e escarnecido, por sua vez vagueia e vagueará até que a divina luz o penetre e esclareça, mostrando-lhe o DEUS VINGADOR, o Deus triunfante de todo o mal, e ao qual NÃO PODERÁ SE APAZIGUAR SENÃO À FORÇA DE EXPIAÇÃO E GEMIDOS.”
    Ao que Kardec comenta, em nota:“Nunca se traçou quadro mais terrível e VERDADEIRO à sorte do mau: será necessário a fantasmagoria das chamas e das torturas físicas?
    VALE A PENA REFLETIR: Não errou Kardec ao endossar tão absurdas afirmações do Espírito Jorge, concordando com a visão demoníaca de Deus dos Católicos, Protestante e Evangélicos?

    Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/o-que-e-o-espiritismo/erros-de-allan-kardec-por-que-e-importante-corrigi-los/#ixzz2FBpk6Ew8

  536. Toffo Diz:

    Realmente, isso é indefensável. Não pelos absurdos escritos pelo chefe druida. Mas pela falta de saber da falange do Espírito da Verdade, cujas ideias Kardec faz ressoar em seus escritos. Se eles fossem realmente superiores, não teriam ideias racistas nem seriam influenciados pelas ideias do século 19. Estariam acima dessas concepções. Veja que o lapso de tempo que separa o Livro dos Espíritos das legislações igualitárias mais modernas é de apenas 130 anos (considerando-se a nossa Constituição de 1988, que diz: todos são iguais perante a lei, sem distinção de nenhuma natureza). Ora, o que são 130 anos para espíritos do quilate de Santo Agostinho e Platão, que viveram mais de 1000 anos atrás? Por acaso eles não saberiam o que estaria por vir? Nem ao menos especulando, em nível de previsão? Afinal, para “espíritos superiores” 130 anos não são nada. Por isso que eu digo: a doutrina espírita é FRACA. O conhecimento dos tais espíritos superiores é INSUFICIENTE. Bastaram menos de 100 anos para se botar por terra essa convicção.

  537. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Toffo Diz:

    Realmente, isso é indefensável. Não pelos absurdos escritos pelo chefe druida. Mas pela falta de saber da falange do Espírito da Verdade, cujas ideias Kardec faz ressoar em seus escritos.”

    É isso Toffo, que sinuca de bico fica o ‘espiritismo’: (1)ou foram os ‘espiritos superiores’ capitaneados pelo ‘espirito da verdade’ que erraram e kardec foi burro e entrou nessa, (2)ou kardec não codificou nada por que não se prova o DOGMA maior do ‘espiritismo’ que é “existem espiritos”. Sendo assim kardec é de fato racista sim, pois foi ideia da cabeça dele a ‘codificação’.

  538. Contra o Chiquismo. Diz:

    O duro é gente com doutorado defendendo kardec. Deixa eu com meu MOBRAL. Como é possível alguém de cor ser kardecista?

  539. Gorducho Diz:

    Eu achava que o Professor, num soluço de sensatez, responderia que o assaz vaporoso “Saint Louis” nunca existira; sendo produto da mente doentia dos puxa-sacos que o Kardec reunia na Société.
    Porém… fazer o que?

  540. Marcos Arduin Diz:

    Bem, coloquei ” o SUPOSTO São Luís”. Não afianço que fosse mesmo o espírito do dito santo cruzado. E perguntou-me o que eu achava da resposta e fiz a minha avaliação DESTA.
    Se não gostou, isso não me interessa. Não estou aqui para agradar a ninguém.

  541. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marcos Arduin Diz:

    Se não gostou, isso não me interessa. Não estou aqui para agradar a ninguém.”

    Grosso, involuído, envolvido pelos obsessores. + Fanático, crente e sectário.

  542. MARCELO Diz:

    hhhaaaaa não…vcs estão falando no SÃO LUIS…peraí…lembrei de uma INVOCAÇÃO DO DRUIDA KARDEC ao santo…vou já postar para discussão….
    KARDEC invoca SÃO LUIS para este fazer comentários a respeito de um suicídio…
    é pra vc MARCUS ARDUIN, principalmente pa vc….rsrsrrs

  543. MARCELO Diz:

    CARO MARCOS ARDUIM E DETRATORES, RSRSRRSSR, A ESTORINHA A SEGUIR CONSTA DA OBRA ” O CÉU E O INFERNO OU A JUSTIÇA DIVINA SEGUNDO O ESPIRITISMO” NO CAP. V – SUICIDAS

    LUÍS E A PESPONTADEIRA DE BOTINAS
    Havia sete para oito meses que Luís G…, oficial sapateiro, namorava uma jovem, Victorine R…, com a qual em breve deveria casar-se, já tendo mesmo corrido os proclamas do casamento.
    Neste pé as coisas, consideravam-se quase definitivamente ligados e, como medida econômica, diariamente vinha o sapateiro almoçar e jantar em casa da noiva.
    Um dia, ao jantar, sobreveio uma controvérsia a propósito de qualquer futilidade, e, obstinando-se os dois nas opiniões, foram as coisas ao ponto de Luís abandonar a mesa, protestando não mais voltar.
    Apesar disso, no dia seguinte veio pedir perdão. A noite é boa conselheira, como se sabe, mas a moça, prejulgando
    talvez pela cena da véspera o que poderia acontecer quando não mais a tempo de remediar o mal, recusou-se à reconciliação. Nem protestos, nem lágrimas, nem desesperos puderam demovê-la. Muitos dias ainda se passaram, esperando Luís que a sua amada fosse mais razoável, até que resolveu fazer uma última tentativa: — Chegando a casa da moça, bateu de modo a ser reconhecido, mas a porta permaneceu fechada, recusaram abrir-lha. Novas súplicas do repelido, novos protestos, não ecoaram no coração da sua pretendida. “Adeus, pois, cruel! — exclamou o pobre moço — adeus para sempre. Trata de procurar um marido que te estime tanto como eu.” Ao mesmo tempo a moça ouvia um gemido abafado e logo após o baque como que de um corpo escorregando pela porta. Pelo silêncio que se seguiu, a moça julgou que Luís se assentara à soleira da porta, e protestou a si mesma não sair enquanto ele ali se conservasse. Decorrido um quarto de hora é que um locatário, passando pela calçada e levando luz, soltou um grito de espanto e pediu socorro. Depressa acorre a vizinhança, e Victorine, abrindo então a porta, deu um grito de horror, reconhecendo estendido sobre o lajedo, pálido, inanimado, o seu noivo. Cada qual se apressou em socorrê-lo, mas para logo se percebeu
    que tudo seria inútil, visto como ele deixara de existir. O desgraçado moço enterrara uma faca na região do coração, e o ferro ficara-lhe cravado na ferida.

    (Sociedade Espírita de Paris, agosto de 1858) KARDEC EVOCA O ESPIRITO DE SÃO LUIS

    1. Ao Espírito S. Luís. — A moça, causadora involuntária do suicídio, tem responsabilidade? — R. Sim, porque o não amava.
    2. Então para prevenir a desgraça deveria desposá-lo a despeito da repugnância que lhe causava? — R. Ela procurava uma ocasião de descartar-se, e assim fez em começo da ligação o que viria a fazer mais tarde.
    3. Neste caso, a sua responsabilidade decorre de haver alimentado sentimentos dos quais não participava e que deram em resultado o suicídio do moço? — R. Sim, exatamente.
    4. Mas então essa responsabilidade deve ser proporcional à falta, e não tão grande como se consciente e voluntariamente houvesse provocado o suicídio… — R. É evidente.
    5. E o suicídio de Luís tem desculpa pelo desvario que lhe
    acarretou a obstinação de Victorine? — R. Sim, pois o suicídio oriundo do amor é menos criminoso aos olhos de Deus,
    do que o suicídio de quem procura libertar-se da vida por
    motivos de covardia.
    Ao Espírito Luís G…, evocado mais tarde, foram feitas
    as seguintes perguntas:
    1. Que julgais da ação que praticastes? — R. Victorine era
    uma ingrata, e eu fiz mal em suicidar-me por sua causa,
    pois ela não o merecia.
    2. Então não vos amava? — R. Não. A princípio iludia-se,
    mas a desavença que tivemos abriu-lhe os olhos, e ela até
    se deu por feliz achando um pretexto para se desembaraçar de mim.
    3. E o vosso amor por ela era sincero? — R. Paixão somente, creia; pois se o amor fosse puro eu me teria poupado de lhe causar um desgosto.
    4. E se acaso ela adivinhasse a vossa intenção persistiria
    na sua recusa? — R. Não sei, penso mesmo que não, porque ela não é má. Mas, ainda assim, não seria feliz, e melhor foi para ela que as coisas se passassem de tal forma.
    5. Batendo-lhe à porta, tínheis já a idéia de vos matar, caso se desse a recusa? — R. Não, em tal não pensava, porque também não contava com a sua obstinação. Foi somente à vista desta que perdi a razão.
    6. Parece que não deplorais o suicídio senão pelo fato de Victorine o não merecer… É realmente o vosso único pesar? — R. Neste momento, sim; estou ainda perturbado, afigura-seme estar ainda à porta, conquanto também experimente outra sensação que não posso definir.
    7. Chegareis a compreendê-la mais tarde? — R. Sim, quando estiver livre desta perturbação. Fiz mal, deveria resignar-me… Fui fraco e sofro as conseqüências da minha fraqueza. A paixão cega o homem a ponto de praticar loucuras, e infelizmente ele só o compreende bastante tarde.
    8. Dizeis que tendes um desgosto… qual é? — R. Fiz mal em
    abreviar a vida. Não deveria fazê-lo. Era preferível tudo suportar a morrer antes do tempo. Sou portanto infeliz; sofro, e é sempre ela que me faz sofrer, a ingrata. Parece-me estar sempre à sua porta, mas… não falemos nem pensemos mais nisso, que me incomoda muito. Adeus.

    KARDEC ENTÃO CONCLUI: Vê-se aí uma nova prova da justiça distributiva que preside à punição dos culpados, segundo o grau de sua responsabilidade. É à moça, neste caso, que cabe a maior responsabilidade, por haver entretido em Luís, por brincadeira, um amor que não sentia. Quanto ao moço, este já é de sobejo punido pelo sofrimento que lhe perdura, mas a sua pena é leve, porquanto apenas cedeu a um movimento irrefletido em momento de exaltação, que não à fria premeditação dos suicidas que buscam subtrair-se às provações da vida.

  544. Marcos Arduin Diz:

    E daí?

  545. Marciano Diz:

    Podemos imaginar as teses mais mirabolantes para continuarmos sendo espíritas, uma verdadeira ginástica intelectual.
    Pensemos numa hipótese mais simples: espíritos não existem. Rivail, bem ou mal intencionado, junto com outros, inventou tudo isso. Agora fica fácil entender porque o que os espíritos diziam naquela época fazia sentido e agora não faz mais. Simples assim.
    .
    Outra hipótese: espíritos existem, porém nada sabem mais do que nós. Então, nada têm para nos ensinar, podemos ignorá-los completamente.
    .
    Contra, você deve estar se referindo ao RT. Ele tem doutorado (diz que tem) e é espírita, um dos luminares. Deve ter doutorado em sem-vergonhice também, ou sentir-se-ia ofendido com as coisas que os espíritos superiores, santos, disseram sobre a raça (ou seja lá o que for, se não existem raças, pretos existem) dele.

  546. MARCELO Diz:

    “Marcos Arduin Diz:
    DEZEMBRO 16TH, 2012 ÀS 18:36
    E daí?”
    E daí? E daí? O cara se mata e a mulher é a maior culpada na opinião de SÃO LUÍS? Pelo amor de DEUS!!!!
    1. Ao Espírito S. Luís. — A moça, causadora involuntária do suicídio, tem responsabilidade? — R. Sim, porque o não amava.
    ORA BOLAS, ESSE ESPÍRITO SUPERIOR DIZ QUE A MULHER TEM RESPONSABILIDADE PORQUE ELA NÃO O AMAVA.. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  547. MARCELO Diz:

    OLHA A RESPOSTA DO ESPÍRITO SUPERIOR SÃO LUIS QUANDO KARDEC QUESTIONA SE o suicídio de Luís tem desculpa pelo desvario que lhe acarretou a obstinação de Victorine? — R. Sim, pois o suicídio oriundo do amor é menos criminoso aos olhos de Deus, do que o suicídio de quem procura libertar-se da vida por motivos de covardia.”
    DEPOIS KARDEC PERGUNTA AO SUICIDA: . E o vosso amor por ela era sincero? — R. Paixão somente, creia; pois se o amor fosse puro eu me teria poupado de lhe causar um desgosto.
    O PROPRIO SUICIDA RESPONDE QUE NÃO A AMAVA….ENQUANTO O SÃO LUIS DISSE QUE SE MATAR POR AMOR É DESCULPÁVEL PORQUE MORRER POR AMOR É MENOS CRIMINOSO….
    FALA SÉRIO, ESPIRITETE…..

  548. MARCELO Diz:

    VEJAM ISSO QUE ESTÁ NA Revista Espírita – Jornal de Estudos Psicológicos PUBLICADA SOB A DIREÇÃO DE
    ALLAN KARDEC – Segundo Ano – 1859
    “O negro Pai César.”
    Pergunta a São Luís: A raça negra é verdadeiramente uma raça inferior? Resposta: A raça negra desaparecerá da Terra. Ela foi feita para uma latitude diferente da vossa.
    “Essa foi, em toda a obra de Kardec, uma das afirmações mais pesadas e obtusas. Veio de São Luís, Espírito Superior presidente espiritual da Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas… Para mim, ele era um espírito inferior (se de fato era um espírito).”

  549. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marciano Diz: Contra, você deve estar se referindo ao RT. Ele tem doutorado (diz que tem) e é espírita, um dos luminares. Deve ter doutorado em sem-vergonhice também, ou sentir-se-ia ofendido com as coisas que os espíritos superiores, santos, disseram sobre a raça (ou seja lá o que for, se não existem raças, pretos existem) dele.”

    REPITO:
    A única explicação só pode ser as viagens de graça pelo Brasil e pelo mundo, coquetéis e bajulação ao final da palestra proferida. Quem não gostaria de ser convidado com tudo pago pra “semana espirita de Porto Seguro” ?
    E ter doutorado dá mais credibilidade ao palestrante e a doutrina. – Ohhh temos um Doutor falando!
    Deixa eu cá com meu MOBRAL.

  550. Contra o Chiquismo. Diz:

    MARCELO , é por aí.

  551. Marcos Arduin Diz:

    Interessante como vocês gostam de emprestar a certas coisas MAIS DO QUE LHES PERTENCE…
    - Então no caso do suicídio do apaixonado é absurdo a vocês que ela tenha sua parcela de culpa… Ué? Se ela já sentia que não era ele o cara da sua vida, deveria ter acabado esse namoro bem antes e não ficar empurrando com a barriga, à espera de um incidente bobo. Essa é a sua parcela de culpa. Agora dizer que era a MAIOR CULPADA, isso é vocês que estão dizendo. Não foi o SUPOSTO S. Luís que disse:
    Kardec: _ Mas então essa responsabilidade deve ser proporcional à falta, e não tão grande como se consciente e voluntariamente houvesse provocado o suicídio…
    São Luís: _ R. É evidente.
    .
    - Por que estão emprestando a esse suposto espírito a condição de ESPÍRITO SUPERIOR?
    .
    E por que um espírito deve saber TUDO sobre outro? Tendo em mãos o FATO ocorrido, o tal S. Luís entendeu que o rapaz se matou por não ver seu amor correspondido. O espírito dele, avaliando melhor sua situação e seus reais sentimentos, percebeu que apenas alimentava uma forte paixão (aquele amor tão intenso, mas de curta duração). Qual o erro de S. Luís?
    .
    Ei, seu crente de cadáveres espirituais e futuro fervoroso crente evangélico, será que não dá para arrumar coisas sensatas já que quer tanto criticar o Espiritismo?

  552. Toffo Diz:

    Essa história de amor e tragédia, bem ao gosto romântico dos meados do século 19, é tão absurda aos nossos olhos quanto as explicações de “São Luís”. Donde se conclui que nãos se deve levar a doutrina espírita a sério. Apenas como autoajuda. Aliás disse aqui antes e repito, São Luís e Santa Joana D’Arc, que são considerados os padroeiros da França, são cultivados e venerados pela direita francesa. A mesma de Jean Marie e Marine Le Pen.

  553. Marcos Arduin Diz:

    Histórias de amor que acabam em tragédias assim acontecem. E não me consta que os envolvidos o tenham consultado para saber a sua opinião, Ex-Toffado. Por que seriam absurdas as explicações do S. Luís. Veja bem: perguntei pelas explicações, desconsiderando a fonte vaporosa delas.
    .
    Engraçado que Lutero disse cobras e lagartos de Aristóteles, mas logo caiu a ficha: qual a culpa de Aristóteles se ele, falecido há vários séculos, era usado pela Santa Madre Igreja? O mesmo lhe pergunto: que culpa tem S. Luís e a Santa Joana se a direita françuaize os adotou como símbolos? E por acaso a esquerda françuaize é melhor do que a direita?

  554. Contra o Chiquismo Diz:

    Grosso, involuído, envolvido pelos obsessores. + Fanático, crente e sectário. + chiquista, divaldista e teixeirista!

  555. MARCELO Diz:

    JÁ VI Q ESSE MARCUS ARDUIN É DOTADO DE UMA INTELIGÊNCIA RARA..
    SEI Q É DIFÍCIL ACEITAR A FARSA DE SUPOSTOS ESPÍRITOS, A FARSA DO ESPIRITISMO E CONSEQUENTE DECADÊNCIA. EU ACREDITAVA TAL QUAL MARCUS ARDUIN ACREDITA..ERA FÉ D+++….EU ERA FREQUENTADOR ASSÍDUO, ESTUDIOSO D++, FREQUENTEI ESDE….MAS AO ME DEPARAR COM AS VERDADES Q DESMASCARAM TAL DOUTRINA, LIBERTEI-ME DA FÉ CEGA….NÃO SOU TÃO TOLO PARA LER TAIS TEXTOS E DIZER SIMPLESMENTE AMÉM AOS SUPOSTOS ESPÍRITOS SUPERIORES E AO DRUIDA REENCARNADO….” FALA SÉRIO!!!!

  556. MARCELO Diz:

    “Marcos Arduin Diz:
    DEZEMBRO 17TH, 2012 ÀS 04:26
    Interessante como vocês gostam de emprestar a certas coisas MAIS DO QUE LHES PERTENCE…
    - Então no caso do suicídio do apaixonado é absurdo a vocês que ela tenha sua parcela de culpa… Ué? Se ela já sentia que não era ele o cara da sua vida, deveria ter acabado esse namoro bem antes e não ficar empurrando com a barriga, à espera de um incidente bobo. Essa é a sua parcela de culpa. Agora dizer que era a MAIOR CULPADA, isso é vocês que estão dizendo. Não foi o SUPOSTO S. Luís que disse:
    Kardec: _ Mas então essa responsabilidade deve ser proporcional à falta, e não tão grande como se consciente e voluntariamente houvesse provocado o suicídio…
    São Luís: _ R. É evidente.”
    OXE OXE: ESQUECEU DE LER A CONCLUSÃO!! KKKKK
    “Vê-se aí uma nova prova da justiça distributiva que preside à punição dos culpados, segundo o grau de sua responsabilidade. É À MOÇA, NESTE CASO, QUE CABE A MAIOR RESPONSABILIDADE, por haver entretido em Luís, por brincadeira, um amor que não sentia. Quanto ao moço, este já é de sobejo punido pelo sofrimento que lhe perdura, mas a sua pena é leve, porquanto apenas cedeu a um movimento irrefletido em momento de exaltação, que não à fria premeditação dos suicidas que buscam subtrair-se às provações da vida”.
    SE O SUPOSTO São Luís, Espírito Superior Presidente Espiritual da Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas, não pensasse tal qual KARDEC, ele teria se manifestado e proibido tal comentário e conclusão da JUSTIÇA DISTRIBUTIVA….KKKKKKKKK SÃO LUIS deveria ter dito: NÃO PUBLICA ISSO NÃO BOBÃO, NÃO ME COMPROMETA!!! KKKKKKKKKKKKKKK

  557. MARCELO Diz:

    olha como esse cara é de inteligência rara:
    Marcos Arduin Diz:
    DEZEMBRO 17TH, 2012 ÀS 04:26
    Interessante como vocês gostam de emprestar a certas coisas MAIS DO QUE LHES PERTENCE…
    - Então no caso do suicídio do apaixonado é absurdo a vocês que ela tenha sua parcela de culpa… Ué?
    QUEM SE IMPRESSIONOU COM O ABSURDO DE QUE A MOÇA TIVESSE PARCELA DE CULPA? ORA ORA…TODOS FICAM IMPRESSIONADOS É COM UM DITO ESPÍRITO SUPERIOR AFIRMAR TAL BABAQUICE…..OXE, APARECE UM BOBO DA CORTE NA VIDA DE UMA MINA, E ELE DECIDE SE MATAR POR SER MAIS Q BABACA E A MINA LEVA A MAIOR RESPONSABILIDADE, KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    A DOUTRINA ESPÍRITA É DE BASE TOTALMENTE CIENTÍFICA, DÁ PRA VER…KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  558. Contra o Chiquismo. Diz:

    Viu Marcos Arduin seu botaniCUzinho, tua ficha não cai e vc só se defronta com quem enxergou a verdade que vc não quer ver.kardec responde pra vc:
    “759 Qual é o valor do que se chama ponto de honra em matéria de duelo?
    – Orgulho e vaidade: duas chagas da humanidade.”
    Seu orgulho não deixa sua ficha cair.
    Sua vaidade é o produto do seu auto engano.

    Se vc é médium mesmo, eu quero ver vc invocar um dos ‘espiritos’ da ‘codificação’. Mas quero ver falar em francês.
    c’est la vie, le botaniCUzinho si borrô de cu pru alt.

  559. MARCELO Diz:

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKK, CARO CONTRA O CHIQUISMO, NÃO HUMILHA O BOTANICO, KKKKKKKKK

  560. MARCELO Diz:

    «Deixai os mortos enterrar os seus mortos!», isto é, deixai os mortos fisicamente serem idolatrados pelos mortos espiritualmente.

  561. Marciano Diz:

    Arduin, vamos fazer uma reflexão.
    Você, como botânico, professor da UFSCAR, doutorado, como vê esse negócio de reino hominal?
    Reino monera, reino vegetal, reino animal, reino protista, reino dos fungos e REINO HOMINAL???!!!
    REINO???!!!
    O espiritismo contrapõe-se radicalmente à definição de reino.
    Somos apenas uma espécie, única no gênero, atualmente (depois da extinção das outras espécies), da família dos hominídeos, da ordem dos primatas, da classe dos mamíferos, do subfilo dos vertebrados, do filo dos cordados, do subreino eumetazoa, do reino ANIMAL.
    Que maluquice é essa de REINO HOMINAL de que falam os espíritas?
    Como um botânico vê alguém dizendo isso numa palestra?
    .
    “A Gênese”, de Allan Kardec, cap. 11, a “Hipótese sobre a origem do corpo humano”:
    Bem pode dar-se que corpos de macaco tenham servido de vestidura aos primeiros Espíritos humanos, forçosamente pouco adiantados, que viessem encarnar na Terra, sendo essa vestidura mais apropriada às suas necessidades e mais adequadas ao exercício de suas faculdades, do que o corpo de qualquer outro animal. Em vez de se fazer para o Espírito um invólucro especial, ele teria achado um já pronto. Vestiu-se então da pele do macaco, sem deixar de ser Espírito humano, como o homem não raro se reveste da pele de certos animais, sem deixar de ser homem.
    Como conciliar isso com coacervados, eucariotas, trilobitas, dinossauros, todo o conhecimento que temos de biologia?
    Eu acho que quem fala em reino hominal é da família dos equídeos.
    Explique-me como você reage quando vê alguém no centro dizendo tal nonsense.

  562. Fabiano Diz:

    Marciano, acho que você está me confundindo com alguém. Erros de português todos cometemos, o que faz da nossa língua uma das mais difíceis do mundo. E foi por isso que você escreveu: “Arduin, sem a intenção de questioná-lo, não tenho capacidade para por em dúvida seus conhecimentos de biologia,”. O correto seria “pôr” e não “por” como você escreveu. Antes de reclamar da sujeira da casa dos outros, é preciso que varramos a nossa casa antes. http://www.migalhas.com.br/Gramatigalhas/10,MI127877,81042-Por+ou+Por
    - Também acredito que erros de português devem ser combatidos, com muita leitura e consultas constantes em gramáticas. Mas também acredito que os erros morais tem consequências graves e, quem sabe, até piores que erros gramaticais. Como gosto de filosofia e lógica booleana, poderíamos até estabelecer uma parceria, você me corrigindo gramaticalmente e eu te apontando as falhas num raciocínio lógico e também as falhas morais. O único problema que vejo é que você além de cometer falhas lógicas, falhas morais, comete também falhas gramaticais. Se eu fosse olhar pelo aspecto comercial apenas, diria que essa parceria seria injusta para mim, pois eu estaria oferecendo mais, do pouco ou nada que receberia em troca. Mas isso não constitui um problema para mim, porque não vejo tudo pelo lado comercial. Aliás, aprendemos no espiritismo: “dar de graça aquilo que de graça recebemos”. Assim que, os ensinamentos morais que de graça recebi no espiritismo, repasso gratuitamente.
    - Agora voltemos para as aulas de lógica booleana e de moral. Lógica booleana refere-se a uma única escolha entre duas situações possíveis. Ou “zero” ou “um”, que representam os números binários. Então vou colocar novamente as suas duas situações da sua conversa e você terá apenas um caminho a escolher.
    0 – Ou você assume que é gay e que não gosta de ir aos estádios para assistir jogos de futebol, porque prefere estar com os “Ricardões” da vida. E se for esse o caso, percebe-se o seu comportamento contra os espiritas, já que para você “espirita é um bando de bichas que fica querendo dar de cima dos seus “Ricardoes”, roubando os seus bofes”. O mesmo comportamento ciumento e doentio que algumas mulheres tem em relação à outras mulheres. Mesmo assim não justifica o seu “nojo” por alguns espíritas.
    1 – Ou você assume que não é gay, mas que prefere não ir aos estádios de futebol, para dar asas às suas imoralidades, aos seus desejos carnais mais incontroláveis e de covardia, já que se supõe que se o marido estivesse em casa e não no estádio de futebol, você não cometeria esse ato ilícito que é desonrando um lar, causando constrangimento não somente aos filhos do casal, se tiver, mas também aos pais da moça e outros parentes dela e quem sabe, causando constrangimento até em algum familiar seu, que não seja conivente dessa sua atitude. Percebe-se, portando, o seu “nojo” contra certos espiritas que vêm exigir atos de moral mais elevados.
    - Está percebendo agora Marciano, a boa filosofia do espiritismo e as suas consequências morais? O espiritismo tem uma lógica superior à lógica booleana. E filosofia, é a pratica constante da razão em direção a uma moral superior.

  563. Fabiano Diz:

    Toffo, você está cheio de razão ao dizer “porque o sensato e o desejável, no caso, seria o interagir da suposta “espiritualidade” com o conhecimento humano, uma relação biunívoca, de lado a lado, e não autoritária, de cima pra baixo”. Penso da mesma forma, então permita-me criar uma ilustração. Dificilmente um professor universitário com mestrado ou com “PhD” irá substituir uma professora primária durante um ano letivo de aula em uma escola pública. Colocaríamos outras pessoas, professoras, da mesma categoria, para fazer a tal substituição. Talvez ele (mestre, doutor) pudesse, quem sabe, substituir durante um dia, mas não durante um ano todo. Ou quem sabe, ele pudesse dar alguma “palestra” durante uma hora para esses alunos. Sendo assim, como seria o linguajar desse professor catedrático para com estes alunos que estão se iniciando no “jardim de infância”? Deveria ele ensinar álgebra? Teorias quânticas? Ou se adaptar à linguagem dos alunos? O que você faria se fosse esse professor? Iria supervalorizar seus conhecimentos em relação àqueles que pouco ou nada sabem ainda, ou tentaria falar uma linguagem compatível? Você iria ler tratados científicos ou reinações de narizinho para eles?

  564. Fabiano Diz:

    Toffo, a parte religiosa do espiritismo é sim fraca, a moral religiosa do espiritismo é horrível e a “filosofia religiosa” do espiritismo nem se fala. Mas é preciso separar o joio do trigo. O joio é a religião espirita. Agora cabe a você encontrar o trigo.

  565. Fabiano Diz:

    Marcelo, o espiritismo não é favorável ao suicídio, isso é algo que não podemos negar. Como ato de tirar a própria vida. Após esse ato, lá nas “terras do além”, nem todos devem ser colocados no mesmo “saco” porque a “farinha” é distinta. Também há atos que podem causar o suicídio involuntário ou voluntário. No passado, ir contra a igreja, na época da inquisição, era ser suicida. E, <>, tivemos na história vários suicidas. Joana D’arc, ou a “princesinha de Domrémy”, como era conhecida pelo seu povo, foi apenas um exemplo. Ela preferiu ir à fogueira do que trair seu povo. Ela preferiu, quando enclausurada, passar noites sem dormir ou sem tomar banho, para não ser violentada e nem mostrar suas partes íntimas, porque isso consistia em uma desonra para ela e para o seu povo. Pobre moça, que preferia a morte do que perder a honra. Mas os espíritos que a orientavam, pediam coragem e força, porque sabiam que o seu sofrimento era passageiro e a maior alegria estaria no porvir. E assim fez ela. Hoje é chamada de santa por aqueles que a queimaram. Nos planos astrais superiores, ensina o espiritismo, não há santidades, o que há são espíritos que atingiram um grau de evolução e que demonstram isso através de uma moral ilibada. No Japão, vários suicidas de forma voluntária, resolveram atentar contra suas próprias vidas, entrando em aviões cheio de combustível para combater o inimigo. Estes suicidas voluntários receberam o nome de “Deuses do Vento” ou “Kamikaze”. Também no Japão, na época dos Samurais, quando um clã perdia um confronto e quando algum samurai era capturado, muitas de suas mulheres cometiam o harakiri, que consistia em cortar a própria barriga, expondo suas vísceras para fora, cobrindo suas genitais, a fim de que não fosse violentada e, dessa forma, preservava a sua honra para com o seu marido. Também no Japão, e desta vez recentemente, tiveram eles uma enxurrada de engenheiros aposentados querendo ser suicidas voluntariosos, para tentar consertar os vazamentos nos reatores nucleares de Fukushima. Em solo brasileiro também tivemos o nosso grito: “Independência ou morte!” Nem todo ato deve ser encarado de forma igual. Mas uma coisa é certa, os japoneses por serem espiritualistas e por acreditarem na reencarnação, há milhares de anos, possuem uma moral de causar inveja em outros povos. E o espiritismo é apenas mais um porta-voz daquilo que o pessoal do oriente sabe já a algum tempo. E também é fato que, os que aqui criticam o espiritismo ainda não aprenderam a separar o joio do trigo. Muitos preferem a covardia do que os atos de valor e honra.

  566. Fabiano Diz:

    E, felizmente, tivemos na história…
    A palavra não apareceu porque estava entre os sinais de “menor que” e “maior que” . Bom dia a todos!!!

  567. Marcos Arduin Diz:

    De quem é a conclusão? Do Kardec? Ué? Na OPINIÃO DELE, a moça seria a maior culpada. Significa que tal julgamento é infalível? Na OPINIÃO DO ESPÍRITO DO RAPAZ, a moça não é má e se soubesse que ele tinha intenção de se suicidar-se, provavelmente falaria com ele.
    .
    E é gozado como cada ex-espírita se apresenta como tendo sido ferrenho fanático, estudioso, frequentador, etc e tal… Já perdi essa conta. Você até parece o Turrato, futuro sucessor do Quemedo. Aliás, tô começando a achar que é o próprio Turrato, pois a fala é idêntica.
    .
    “Você, como botânico, professor da UFSCAR, doutorado, como vê esse negócio de reino hominal?”
    - Invenção do André Luís para designar um conglomerado de seres conscientes. Não tem qualquer significado científico, se é o que quer saber.
    .
    “O espiritismo contrapõe-se radicalmente à definição de reino.”
    - Não há mais o conceito de Reino na moderna Biologia.
    .
    “Como conciliar isso com coacervados, eucariotas, trilobitas, dinossauros, todo o conhecimento que temos de biologia?”
    - Não entendi a sua colocação. O que Kardec falou é do que já se desconfiava em sua época: os macacos são aparentados filogeneticamente com o homem. Que isso tem a ver com o que listou acima? É só uma consequência lógica: os espíritos encarnaram nas melhores espécies adequadas à sua condição. Não entendi lhufas o seu argumento.
    .
    Se eu dirigisse algum estudo, salientaria essas falhas e faria lembrar que se tratam de coisas que se pensavam no século XIX ou meados do século XX e que presentemente há outros conceitos a respeito.
    .
    Ei, Fabiano, em termos de moral, eu não dou um centavo aos japoneses. Afinal, na II Guerra Mundial, os generais locais comportavam-se com os antigos Shoguns, matando à toa os povos conquistados e sequestrando as mocinhas para servirem de escravas sexuais dos soldados. O que dizem os japoneses hoje em dia sobre isso? Que essas jovens serviam aos soldados japoneses por… patriotismo. O governo japonês recusa-se a admitir que cometeram crimes contra a humanidade. Racionalizam tudo. O tratamento dado aos prisioneiros de guerra era brutal, pois eram vistos como desonrados por se renderem. Muitos morreram de fome, mas como o governo japonês racionaliza isso? Diz que lhes davam comida, mas como não estavam acostumados com comida japonesa, a recusavam e por isso morreram de fome…
    Não dou um tostão furado por essa moral japonesa, como não dou às dos nossos corajosos militares revolucionários de 1964 que querem que todos esqueçam seus crimes e calem a boca.

  568. Gorducho Diz:

    TODOS FICAM IMPRESSIONADOS É COM UM DITO ESPÍRITO SUPERIOR AFIRMAR TAL BABAQUICE…..OXE, APARECE UM BOBO DA CORTE NA VIDA DE UMA MINA, E ELE DECIDE SE MATAR POR SER MAIS Q BABACA E A MINA LEVA A MAIOR RESPONSABILIDADE
     
    Essas “séances” da Société tendo como convidado especial o fantôme “Saint Louis” até parecem programação da TV aberta brasileira. São úteis porém porque nos permitem deduzir a quantidade de Fluído Inteligente que era contida dentro do crânio do Kardec.

  569. Contra o Chiquismo Diz:

    “Marcos Arduin Diz:
    1– Invenção do André Luís para designar um conglomerado de seres conscientes. Não tem qualquer significado científico, se é o que quer saber.
    2– Se eu dirigisse algum estudo, salientaria essas falhas e faria lembrar que se tratam de coisas que se pensavam no século XIX ou meados do século XX e que presentemente há outros conceitos a respeito.”

    1 R : Ele admite que um ‘espirito’ superior, uma deidade chiquista inventou. E mesmo assim estuda as obras desse inventor no centro ‘espirita’ dele.
    2 R: Vc recusaria dar esse estudo devido ao enorme desonforto que causaria na tua cabeça. Ou vc pasaria por cima de tudo já que é qestão de fé mesmo. Admita sua fé, isso não é feio. Eu admito: eu acredito em papai noel e na magia do natal. A magia do natal é bem melhor que a magia da Florence cook e papai noel, é melhor que A luiz.

  570. Marcos Arduin Diz:

    “Ele admite que um ‘espirito’ superior”
    - Este blog virou uma fábrica de espíritos superiores? Nunca ouvi falar tanto deles por gente que NADA sabe do riscado…

  571. Toffo Diz:

    Inclusive você.

  572. Marciano Diz:

    Fabiano ou merden (se não é o mesmo, é clone):
    bedi hit kombrisa be tizak, Pokorot Kothal Bhoram, Tunge pää perseesees!, Gaot eroep zitte, joeng!, Taree Ghaar Ma Doh Ladah, Tatti Ander LeleShailandy tiktirem!, Mur hudu f’sormok, futue te ano.

  573. Contra o Chiquismo. Diz:

    Sem ‘espirito superior’ não há ‘codificação’, sem codificação não há ‘espiritismo’. Eu entendo mais do riscado que você, afinal fiquei lá dentro 16 anos, de tanto que entendi que saí. Quando se conhece essa imundície A FUNDO, não dá pra continuar mais lá.
    VOCÊ COMO botaniCUzinho ENTENDE É DE CRAVO. NÃO VÁ BRIGAR COM O CRAVO, VIU ROSA?

  574. Contra o Chiquismo. Diz:

    Até o teu FIAT 147 1977 é ROSA com banco de oncinha.

  575. Contra o Chiquismo. Diz:

    MORRA MERDEN.

  576. Marciano Diz:

    Aleluia! Morreu mesmo.

  577. MARCELO Diz:

    Agora voltando ao caso da menina Pan Thi Kim Phuc, onde estava o suposto espírito superior Joana de Anjelis que não advertiu Divaldo Franco sobre a falsa informação da morte da garota?????….Claro q é criação da cabeça dele a existência desse espírito de luz, espírito superior…e ele é adorado, venerado pelos espiritetes………coisa da cabeça de pessoas cegas, a exemplo, Marcus Arduin, Miduim, sei lá, kardec e Cia Ltda. Segundo Divaldo Fraco, em todas suas palestras sua mentora espiritual está presente. Outro dia ele criticou fortemente médiuns q recebem supostos espíritos de preto-velho…Alguns espíritas ficaram loucos com as declarações desprestigiosas aos pretos-velhos….Isso evidencia q o racismo de KARDEK continua, até mesmo contra os “negros” espíritos ,..kkkk não sei como um espírito é negro, não dá pra engolir…

  578. Gorducho Diz:

    Eu acho que o Espírito é como uma lâmpada elétrica colorida alimentada por uma voltagem que aumenta se aumenta a pureza moral da Alma. [LE, 88]:
    Tem uma coloração que, para vós, vai do colorido escuro e opaco a uma cor brilhante, qual a do rubi, conforme o Espírito é mais ou menos puro.

  579. Gorducho Diz:

    Ou seja: conclui-se que a cor do vaso perispirítico é a rubi, variando a luminosidade superficial do mesmo conforme a bondade da Alma :)

  580. Contra o Chiquismo Diz:

    É, o Marcos Arduin foi embora. Acho que ele não quis se contaminar com idéias apóstatas aqui e foi pedir conselho a A Luiz incorporado na casa ‘espirita’ dele. Ele tava enCUrralado mesmo, não provou nada, me ignorou pois sabe que botei a verdade dele no chão. Agora deve estar pensando em entrar aqui com outro nick e dizer que graças a esse blog descobriu a verdade. Cumprimos o nosso dever. Podemos agora abandonar esse post e esperar o próximo combate. É só chegar material sobre cx o diviado. No aguardo.
    Saudações guerreiros detratores do chiquismo e kardecismo!!

  581. Marcos Arduin Diz:

    É que ao contrário de vocês, eu não sou aquele disco de vinil estragado que fica repetindo a mesma faixa continuamente. Já respondi às mesmas colocações umas três vezes e aí chega uma hora que cansa.
    Se você e os outros estão com o mesmo problema dos grandes gênios intelectuais esquerdistas (=excesso de burrice) e com a mesma fé arraigada de evangélicos de que acharam a verdade, então só um cretino perderia tempo com vossas excelências…

  582. Marciano Diz:

    Arduin, já viu a pregação católica nos posts mais recentes?
    Dê uma passadinha lá.
    Um abraço fraterno.

  583. Contra o Chiquismo. Diz:

    Prove então que ‘espiritos’ existem que mudamos de vinil estragado pra CD ROM.

  584. Marcos Arduin Diz:

    De Morte, eu não ligo muito para pregação católica. Posso dar uma olhada assim que tiver um tempo. De qualquer forma, não contesto a importância que a Igreja teve na Cultura Ocidental. Uma ciência, filosofia, religião, cultura, estrutura social, etc e tal, TODAS ELAS, têm suas coisas boas e ruins.
    .
    Seu anti chiquista, eu apresentei uma coisa, o caso da Piper, pelo menos, mas a contestação foi um espantalho:
    _ Saiu na Nature, Science ou Scientific Americam ou foi em alguma publicação espírita?
    .
    Com argumentação neste nível, não há muito o que dizer. É como querer provar a um fervoroso crente da Bíblia que não houve Dilúvio. Se a Bíblia diz que houve, está dito. Se NINGUÉM desmonta o experimento de per si, então é perda de tempo minha. Você só tem o vinil e ele NÃO PODE virar CD.

  585. Contra o Chiquismo Diz:

    No livro Roteiro, publicado em 1952, Emmanuel cita que a população espiritual mundial de desencarnados conscientes era de mais de 20 bilhões de espíritos.
    Em 1964, em mensagem publicada no Anuário Espírita, André Luiz (Espírito) revelou-nos que a população desencarnada da Terra andava perto de 21 bilhões de Espíritos.
    Aí com esse espantoso número de ‘espiritos’ não sai nem uma evidenciazinha da existência deles, quanto mais um caso publicado na na Nature, Science ou Scientific American.
    Ah, e se vc não sabe, o vinil é o puro som, até hoje se fabrica no 1º mundo (1º mundo aonde se tem estudo e se rejeitou o ‘espiritismo’). O verdadeiro som é analógico e não digital.

  586. Marciano Diz:

    Contra, já pensei como vôcê, o vinil tem seu charme, a fidelidade de um som analógico de excelente qualidade é insuperável, mas a portabilidade do mp2 (e agora do flac) fazem um peso danado na balança.
    Quanto ao mais, continue sua campanha pela volta de cx, essa campanha católica tá chata.

  587. Marciano Diz:

    mp3, mp2 até existiu, agora já era.

  588. Contra o Chiquismo Diz:

    Marciano, que tal esse LP pra gente ouvir na noite de Natal? O negócio é som analógico!
    http://1.bp.blogspot.com/-GgIyo5xb0qw/TXJLCrdGFOI/AAAAAAAABQA/Ij66DAwkkoE/s1600/Capa%2BFrente%2BLP%2B-%2BChico%2BXavier.jpg

  589. Marciano Diz:

    Perfeito, Contra.
    Essa faceta de popstar do cx eu não conhecia.
    Esse disco deve ser inigualável.
    Aquela vozinha de bichona com mensagens de auto-ajuda bem piegas leva os crentes ao sétimo céu.
    Existem sete planos astrais, sendo que cada um varia em densidade. Cada plano é habitado pelos Espíritos-Alma e, dependendo das vibrações dos seus corpos astrais, cada plano é mais refinado na medida em que se escala os degraus do progresso. Por sua vez cada um desses planos tem divisões chamadas zonas do tempo, ou esferas, que abrigam os Espíritos-Alma pertencentes àquele período de tempo.

    A cidade Nosso Lar está situada na terceira “esfera-espiritual” sobre o astral do Rio de Janeiro; acima dessa há inúmeras, poderemos citar, por exemplo, uma mais elevada chamada Metrópole Astral do Grande Coração, de costumes brasileiros, e uma acima desta que é conhecida como Cidade Espiritual Brasil e acima desta outras responsáveis por toda administração do nosso Planeta.
    Seven Heavens is a part of religious cosmology found in many major religions such as Islam, Judaism and Hinduism and in some minor religions such as Hermeticism and Gnosticism. The Throne of God is said to be above the seventh heaven in Abrahamic religions.
    Fonte: wikipedia.

    Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/pluralidade-dos-mundos-habitados/o-mundo-espiritual-e-suas-colonias/?PHPSESSID=65dfaa4c5b6eeb6eb9397c82380879c9#ixzz2FhqdQBlJ

  590. Marciano Diz:

    De minha parte, eu prefiro Superman e Lex Luthor, Brainiac, etc. Não se pode negar, contudo, que as fantasias religiosas podem ser bem divertidas, também. O que estraga é a pieguice, dá de dez nas histórias do Superman.
    Contra, tu sabes se tem cx em quadrinhos também?
    Se achar, posta aí.

  591. Marciano Diz:

    Não precisa mais, achei!
    Olha só:
    http://comix.com.br/blog/?p=3128
    .
    CHICO XAVIER EM QUADRINHOS PELA EDIOURO
    Lançamento da Ediouro, conta a vida e obra de Chico Xavier. Por Franco de Rosa e Rodolfo Zalla.

    Chico Xavier em Quadrinhos mostra a infância humilde e sofrida de Chico Xavier na cidade mineira de Pedro Leopoldo, assim como o momento da descoberta da sua comunicação com os espíritos. Verdadeira lição de fé, o livro apresenta a jornada do médium eleito como um dos brasileiros mais importantes do século XX.
    .
    Pena que não tem como postar imagens aqui (eu, pelo menos, não sei).
    É só dar uma olhada nas páginas deste link;
    http://hqmaniacs.uol.com.br/Chico_Xavier_em_quadrinhos_pela_Ediouro_21171.html

  592. Marciano Diz:

    A Ediouro acaba de lançar Chico Xavier em Quadrinhos, álbum que narra em quadrinhos a vida do médium e divulgador do Espiritismo no Brasil. Os autores são Rodolfo Zalla e Franco de Rosa.

    Na obra, o leitor acompanha a infância humilde e sofrida de Chico Xavier na cidade mineira de Pedro Leopoldo, assim como o momento da descoberta da sua comunicação com os espíritos.

    A editora colocou no ar um hotsite, onde é possível ler um trecho da obra, baixar wallpapers e acompanhar uma entrevista com Rodolfo Zalla, entre outros conteúdos. Para conhecer, visite http://www.ograndeespiritabrasileiro.com.br.

    Chico Xavier em Quadrinhos tem 64 páginas no formato 28 x 21 cm e custa R$ 19,90.

    O argentino Rodolfo Zalla é desenhista e editor de histórias em quadrinhos, e vive no Brasil desde 1963. Destacou-se ao fundar a Editora D-Arte e publicar as revistas Calafrio e Mestres do Terror, consideradas marcos da história dos gibis nacionais.

    Já o paulistano Franco de Rosa é jornalista, cartunista, ilustrador, escritor, redator, editor, produtor gráfico. Foi um dos fundadores da Mythos Editora em 1997 e, em 1999, criou a Opera Graphica, em parceria com Carlos Mann.
    .
    Veja o Jornal do Brasil online:
    http://www.jblog.com.br/quadrinhos.php?itemid=21217

  593. Marciano Diz:

    Devo confessar que comecei minha vida profissional trabalhando como tradutor nessa merda de editora. Hoje, graças a todas as divindades do universo, sou um advogado relativamente bem sucedido.
    Piorou muito de lá pra cá, pelo jeito.
    Nem faz tanto tempo assim.

  594. Contra o Chiquismo Diz:

    Esse cx tinha de ter um hq com ele usando capa e botas! A luta dele ia ser contra as terríveis e animalizadas criaturas do ‘umbral’.
    Claro com no final as criaturas se arrependendo e chorando e se doutrinando e virando protetores de quem elas obsidiavam.

  595. Toffo Diz:

    Eu adoro quadrinhos, mas o CX em banda-desenhada fica patético… engraçado como nenhum desenhista desenha um espírito como uma pessoa normal. Quando CX fala como a mãe, aparece apenas o rosto dela pairando no ar. Em outros desenhos que já vi ela é retratada como um fantasma. Daí que pelo que parece é tudo lenda. A mãe dele morreu, ou desencarnou e foi para Marte. De vez em quando voltava para a Terra para aparecer ao filho e dar conselhos, mandar ele ser bonzinho e aguentar firme a vida vinagrosa. Que saco é espírito, não? Desencarnam e só aparecem para pegar no pé. Ou para assombrar, dependendo da “catiguria”. Nunca na minha “carreira” no espiritismo soube de espíritos que vinham visitar os amigos e parentes vivos, como qualquer pessoa normal, tomar um cafezinho, atualizar as novidades, fazer uma ou outra fofoquinha e pluft! sumir no ar. Não. Se são “superiores” vêm dar conselhos e sermões. Se são “inferiores” viram assombração. Pelo jeito é chata a vida de além-túmulo, não?

  596. Contra o Chiquismo. Diz:

    Quer ver o MArcos Arduin aparecer? Vou evocar ele agora:

    “É, o Marcos Arduin sumiu mesmo, sabe que perdeu a discussão e que o ‘espiritismo’ é fantasia. Caiu a ficha dele. Ele deve estar de cabeça quente analisando o tempo que perdeu no chiquismo e vai entrar aqui com outro apelido/nome dizendo que há muito tempo lê esse blog e só agora teve coragem pra postar e que se libertou graças a esse site.”
    Já já vai baixar o caboclo Arduin apor aqui… não dou mais do que 2 comentários pra ele aparecer…

  597. Alik kristallis Diz:

    A doutrina Espirita ensina a perdoar,a ser caridoso,a compreender o outro quando este está fora dos limites da compreenção.Nos presidios,voce encontra catolicos,evangélicos é o que mais tem,tem todo tipo de crédos,porem espirita,encontrará 1 em 100.Acredito que o edvaldo ,que eu não conheço pessoalmente,pode estar cometendo equivocos o que é errado,porem não é um erro que prejudiqe alguem.Voces deveriam estar gastando este tempo para lutar em prol da libertação do povo brasileiro que sofre feito o cão pra por o pão de cada dia na mesa para seus filhos ,enquanto ladrões no congresso fazem o que todos sabem.Vou citar uns nomes: LULA,DILMA E TODA A SUA CORRIOLA,EDIR MACEDO E O APOSTOLO DO DIABO O TAL VALDOMIRO.e então? o Edivaldo cometeu mesmo que crime?se voces todos não podem ajudar,calem suas bocas sujas,suas mentes sujas e seu tempo jogado no lixo pela inécia e egoismo.Boa noite e que a paz de jesus clarei suas cabeças ocas.

  598. MARCELO Diz:

    Estou de volta para agradecer ao criador desse site..quanto mais leio, mas me sinto liberto de tanta enganação, da tal ilusão espírita!!

  599. Otavio Ferreira Diz:

    Se esses tais “médiuns” como Duvidaldo Franco ( ou os tais “espíritos” que falam por eles) não sabem direito o que acontece aqui no mundo terreno e cometem gafes como esta, como é que querem que a gente acredite quando eles falam lá do “mundo espiritual”?

  600. MARCELO Diz:

    Bem pensado, Otavio Ferreira!!! qual credibilidade tem esses supostos “espíritos”? resposta óbvia: NENHUMA….
    SÓ MESMO O MARCUS ARDUÍDO para acreditar nessas ficções…

  601. Marcos Arduin Diz:

    Não, Marcelo, eu NÃO acredito nessas ficções do Divaldo ou do Chico ou de qualquer outro falador espírita. Acredito sim em experimentos bem feitos, controlados, sacramentados e contra os quais os grandes bambambans céticos nada puderam fazer além de mentir e inventar fantasias sobre eles.

  602. contra o chiquismo Diz:

    Errei por um. Mas o caboclo auto iludido do FIAT147 ROSA apareceu! E aí botaniCUzinho, rompeu bem o ano??

  603. contra o chiquismo Diz:

    BotaniCUzinho, vc refletiu bem nos contos da “Antologia Mediúnica do Natal” do CX?
    Escutou o disco do CX? Te dou uma cópia.
    http://1.bp.blogspot.com/-GgIyo5xb0qw/TXJLCrdGFOI/AAAAAAAABQA/Ij66DAwkkoE/s1600/Capa%2BFrente%2BLP%2B-%2BChico%2BXavier.jpg
    Me dá o email que te mando.

  604. contra o chiquismo Diz:

    “Marcos Arduin Diz:
    janeiro 7th, 2013 às 18:44

    Não, Marcelo, eu NÃO acredito nessas ficções do Divaldo ou do Chico ou de qualquer outro falador espírita. Acredito sim em experimentos bem feitos, controlados,”

    Me diga um lugar aonde se fazem experimentos controlados (que não sejam casas chiquistas/kardecistas) que eu vou ver de perto e faço propaganda do ‘espiritismo/chiquismo’ como a solução da humanidade. Posso levar algumas tralhas/gadgets nesse lugar?
    E como vc não acredita no ícones do ‘espiritismo’? Cx é kardec reencarnado!

  605. Marcos Arduin Diz:

    Babacão anti chiquista é o seguinte:
    _ Ciência tem HISTÓRIA, ou seja, o que cientistas fizeram no passado pode ser lido, analisado e discutido pelos cientistas de hoje. Portanto eu não preciso de algum lugar com experimentos bem feitos e controlados hoje em dia, até porque esse filme nós já vimos e sabemos o seu final.
    .
    E desde quando Chico Xavier é Kardec reencarnado? Se quer falar contra o Espiritismo, informe-se primeiro.

  606. Contra o Chiquismo. Diz:

    Babacão é o seu genitor! Vc acredita pq o ‘espiritismo’ diz que é assim e acabou. Vc é fanático , religioso, crente, cego e sectário! E vc bem sabe que fora das casas chiquistas ninguém prova nada. Aliás nem mesmo aos crentes se provam, pq a ‘era’ dos fenômenos já acabou.

    O próprio filho do cx fala que ele foi kardec:
    http://www.youtube.com/watch?v=azXnKpLA3e8

    E vá pra p.#@.. que ** [email protected]#%! BotaniCUzinhooooooooooooo!
    Vítor não censure! Esse zé ruela adora xingar os outros, não é a 1ª vez.

  607. Marcos Arduin Diz:

    Seu anti chiquista, o lance é o seguinte:
    .
    Eu acho uma baita bobagem esse dogma de que o Papa é INFALÍVEL. Mas certo papa decidiu isso lá no escurinho do seu claustro e tal coisa foi lançada e aceita pela comunidade católica e pelos altos dignatários da Igreja. Enfim, independente de eu achá-lo ridículo, já que minha opinião nada pesa neste assunto, ISSO É UM DOGMA CATÓLICO.
    Portanto é Catolicismo.
    Se eu estiver errado, que o Zé Fernandes ou outro fiel católico que me corrija.
    .
    Em vista dos abusos físicos, psicológicos e sexuais cometidos pelos padres e freiras responsáveis pelos orfanatos na Irlanda, o governo daquele país finalmente criou coragem de peitar a Santa Madre Igreja e PROIBIU-A de manter tais instituições. No caso julgado, um representante da Santa Sé fez um pedido público de desculpas em nome da Igreja. As vítimas e seus parentes ficaram nada satisfeitos, já que os nomes dos abusadores foram mantidos em segredo.
    .
    Agora imagine que eu vá dizer por aí que abusos cometidos contra crianças por padres e freiras é Catolicismo. Os fiéis católicos teriam, com toda a justiça, o direito de me chamarem de BABACA. Tais atos são crimes, cometidos por indivíduos, que no máximo dos máximos poderiam ter sido acobertados por autoridades católicas (sacomé, quando as suspeitas de abuso por algum padre ameaçavam sair do segredo, as autoridades católicas simplesmente transferiam o padre para outra paróquia…). Muito que bem, podemos dizer que a Igreja agiu errado, acobertou crimes, já que os praticantes eram seus clérigos.
    Mas daí a dizer que isso é CATOLICISMO vai uma distância muito grande. Só um BABACA recorreria a tal argumento.
    .
    Se quero criticar o Catolicismo, posso apresentar os argumentos pelos quais discordo da eterna virgindade de Maria, do pão e vinho consagrados virarem carne e sangue de Cristo, da validade dos sacramentos, etc e tal. Aí sim estou criticando o Catolicismo e não estaria sendo um BABACA.
    .
    Agora veja o seu caso: você cita bobagens, como essa aí do Chico Xavier ser Kardec reencarnado, ou de pesquisas sobre médiuns não figurarem em publicações científicas, tolices ditas pelo Chico, Divaldo ou pela FEB e acha que com isso está criticando o Espiritismo…
    Nada a ver. Você não desmontou o raciocínio, a estrutura da Doutrina Espírita. Apenas pegou tolices e erros típicos de qualquer ser humano e com isso pensa refutar o Espiritismo e ainda se acha o rei de todas as cocadas.
    .
    É por isso que o chamo de babacão. Se algum dia melhorar seus argumentos, talvez eu o considere melhor.

  608. contra o chiquismo Diz:

    Mais do que eu te refutei???
    Quando acaba o argumento, se parte pra agredir o contestador – “ad hominem” – que é o que vc faz. Babacão é o careca genitor vosso! Não é bobagen que cx é kardec. Isso é um dogma do ‘espiritismo’ brasileiro. Não se faça de desenetendido.Babacão é o careca genitor vosso!Babacão é o careca genitor vosso!Babacão é o careca genitor vosso!Babacão é o careca genitor vosso!Babacão é o careca genitor vosso!Babacão é o careca genitor vosso!Babacão é o careca genitor vosso!Babacão é o careca genitor vosso!Babacão é o careca genitor vosso!Babacão é o careca genitor vosso!Babacão é o careca genitor vosso!Babacão é o careca genitor vosso!Babacão é o careca genitor vosso!Babacão é o careca genitor vosso!Babacão é o careca genitor vosso!Babacão é o careca genitor vosso!Babacão é o careca genitor vosso!Babacão é o careca genitor vosso!

  609. Marcos Arduin Diz:

    Você me refutou no quê?
    - Quando falei da Piper, você em vez de refutar o experimento e demonstrar que falhou nisso ou naquilo, ficou perguntando se foi publicado na Nature, Science… Isso lá é refutação? Só se for para os babacas…
    .
    - Quando falei do Crookes e de outros… Qual foi a sua refutação mesmo?
    .
    - Chico Xavier ser reencarnação de Kardec é excesso de entusiasmo de CHIQUISTAS, aqueles fãs babacas que acham que a luz de Chico era insuficiente e por isso foram buscar em Kardec algum reforço. O próprio Chico sempre NEGOU isso.
    Em Espiritismo sempre foi regra que dizer que este é reencarnação daquele é ASQ – acredite se quiser. Ou ASFB, acredite se for burro. Mas NUNCA foi dogma em Espiritismo.
    .
    Você faz ataque adehomem contra mim e eu contra você e assim vivemos felizes as nossas vidas.

  610. contra o chiquismo Diz:

    vc começou com a xingação. Perdeu a razão. A Piper só tem prova pros crentes. Croockes era amante da Florence Cook fraudadora. Ou katie king era quem? Do além? vc sabe que nenhum , mas nenhum centro mesmo faz qualquer sessão sem ler um trecho qualquer da obra chiquista, vc não pode negar isso. Vc mesmo já deve ter lido pra começar a sessão alguma mensagem do Pão nosso, Vinha de Luz entre outros classicos xiquistas. Tu tem vergonha disso não? Auto – iludido! Cego, fanático, religioso crente e sectário!

  611. Marcos Arduin Diz:

    “vc começou com a xingação. Perdeu a razão.”
    -Quem segue um irracional é mais irracional ainda.
    .
    “A Piper só tem prova pros crentes.”
    -Ei, Vitor, concorda com essa?
    Ô meu! Se as provas são frágeis, possíveis de serem aceitas só pelos crentes, por que os sábios céticos não conseguiram refutá-la?
    .
    “Croockes era amante da Florence Cook fraudadora.”
    - Como sabe que o William Crookes era amante de Florence Cook?
    .
    “Ou katie king era quem? Do além?”
    - Disse a fantasma ter sido filha do pirata Henry Morgan e que seu nome verdadeiro seria Annie Morgan. Crookes não deu pelota simplesmente porque nunca achou nenhuma prova de identidade dessa pessoa.
    .
    “vc sabe que nenhum , mas nenhum centro mesmo faz qualquer sessão sem ler um trecho qualquer da obra chiquista, vc não pode negar isso.”
    - Bem, eu já testemunhei sessões onde NÃO foi lido nenhum trecho de obra alguma do Chico. Mas mesmo que isso fosse verdade, o que provaria?
    .
    “Vc mesmo já deve ter lido pra começar a sessão alguma mensagem do Pão nosso, Vinha de Luz entre outros classicos xiquistas.”
    - Ah! Sim, li capítulos, sorteados ao acaso, de livros do Chico no estilo dos citados. Alguma coisa contra eles?
    .
    “Tu tem vergonha disso não?”
    - Não. As leituras nesse sentido até têm sido boas. Do que deveria me envergonhar?
    .
    “Auto – iludido! Cego, fanático, religioso crente e sectário!”
    -Bem, vou ficar no aguardo das suas provas contra a Piper, Crookes, apenas para começar. Se elas forem as mesmas que já tenho visto de sobra, então vou dizer que não é só na falta de educação que você se parece comigo. Nos qualificativos acima, também!

  612. contra o chiquismo Diz:

    Ô Auto – iludido cego, fanático, religioso crente e sectário, primeiro quem tem de provar o principal DOGMA do ‘espiritismo’ -’espiritos existem’- , é vc! NÃO INVERTA O ÔNUS DA PROVA!

    vc não tem vergonha de ser chiquista e assume. Gostei.

    Piper e Croockes são fraudes e só se provam pra crentes. Já falei. florence foi pega em fraude. Quer mais o que? Piper se fosse verdade, teria saído em alguma publicação científica séria e não em informes chiquistas.

    VOU FALAR PELA ÚLTIMA VEZ:
    NÃO INVERTA O ÔNUS DA PROVA.

  613. Gorducho Diz:

    Professor, numa boa, respeitosamente. O Sr. pelo que entendo de suas manifestações aqui, não é apenas Lente, senão que também Cientista. I.e., não apenas dita classes como conduz experimentos. Não é?
    Então, na sua opinião, porque esses fenômenos só ocorriam antigamente. Por que, como diz Anti Chiquista, a ‘era’ dos fenômenos já acabou.?
    A tese do Kardec era que as comunicações entre os falecidos e os terráqueos seria algo natural, devendo ser corriqueiro. Isso não ocorre. Está mais válida a explicação das Religiões tradicionais, de que se trate de casos ocorridos pos expressa autorização de Deus – que tudo pode dentro dos Universos físico + metafísico.
    Mesmo o Sr., que eu presumo deva frequentar Espiritismo há uns 20 ou mais anos, pelo que entendi, só presenciou os raps. Estes podem ter sido originados por algum tipo de forças/entes da natureza, cérebro dos presentes, &c; ou demônios como parece ser a explicação dada pela maioria dos Cristãos. Nada tem a ver com “Espiritismo” – no sentido que nós usamos e concordamos, i.e., a “Doutrina” e seu respectivo conjunto de dogmas desenvolvida pelo Kardec.

  614. Marcos Arduin Diz:

    “Ô Auto – iludido cego, fanático, religioso crente e sectário, primeiro quem tem de provar o principal DOGMA do ‘espiritismo’ -’espiritos existem’- , é vc! NÃO INVERTA O ÔNUS DA PROVA!”
    - Ônus da prova cabe a quem faz a AFIRMAÇÃO. Muito que bem, apresentei o caso aí da Piper, onde o filho James Hyslop obteve a prova de que quem se manifestava era o espírito do pai. Se você AFIRMA que essa prova não é válida, então cabe a você o ônus da prova de demonstrar que a prova é inválida por tais e quais razões. Sacou?

    “vc não tem vergonha de ser chiquista e assume. Gostei.”
    - Chiquista eu entendo que se trata de um fã INCONDICIONAL do Chico Xavier e de suas obras. NÃO É O MEU CASO. O fato de eu ler alguma obra do Chico não faz de mim um chiquista. É você que quer ver chiquistas em todo lugar. Cego por aqui é você mesmo sem o saber.

    “Piper e Croockes são fraudes e só se provam pra crentes.”
    - Cabe a você o ônus da prova de demonstrar que eles são fraudes, já que você faz essa afirmativa.
    .
    “Já falei. florence foi pega em fraude. Quer mais o que?”
    - Que você saia da sua visão preto e branco e veja que há muitos tons de cinza na coisa. Ela NÃO foi pega em fraude consciente e sim no decorrer de um evento de TRANSFIGURAÇÃO. Todos os que tentaram desmentir os trabalhos de Crookes em se tratando dela, só fizeram serviço porco. E eu lhe cobrei a prova de que o cientista e ela foram amantes. Você afirmou isso, portanto o ônus da prova É SEU.
    .
    “Piper se fosse verdade, teria saído em alguma publicação científica séria e não em informes chiquistas.”
    - Huf! Eu já escrevi e ainda escrevo trabalhos sérios e verdadeiros, mas não são publicados em revistas especializadas em Matemática… Os pesquisadores escreveram LIVROS relatando os seus trabalhos, da mesma forma que eu também escrevi livros ou capítulos de livros tratando de Botânica. Que mais você quer? E nada disso foi publicação chiquista… Pelo que sei, posso estar errado, Chico Xavier nem tomava conhecimento dessas coisas.

    “VOU FALAR PELA ÚLTIMA VEZ:
    NÃO INVERTA O ÔNUS DA PROVA.”
    Digo-lhe o mesmo: REFUTE a pesquisa feita com argumentação consistente e não com chorosos apelos ao Chico Xavier.

  615. Marcos Arduin Diz:

    “Professor, numa boa, respeitosamente. O Sr. pelo que entendo de suas manifestações aqui, não é apenas Lente, senão que também Cientista. I.e., não apenas dita classes como conduz experimentos. Não é?
    Então, na sua opinião, porque esses fenômenos só ocorriam antigamente. Por que, como diz Anti Chiquista, a ‘era’ dos fenômenos já acabou.?”
    - Se eu tivesse de especular, seu Balofo, diria que no tal “período de antigamente”, vários espíritos encarnaram-se com o propósito de revelar o mundo espiritual através de mediunidade de efeito físico. Mais de 200 cientistas estudaram esses médiuns e seus fenômenos ao longo de 80 anos, chegando a conclusões semelhantes.
    Porém… O poder da fé na NÃO existência desses fenômenos, pois contrariavam os DOGMAS científicos estabelecidos, foi muito mais poderoso e tal empreendimento “fracassou”. Digo “fracassou” pois os cientistas que NUNCA viram um médium mais feio simplesmente tinham a seu favor os tais dogmas e assim prevaleciam na comunidade científica. Cá comigo eu fico muito satisfeito quando seus contestadores recorrem a mentiras para refutar a pesquisa mediúnica feita. Ou então, como faz o seu anti-chiquista, quer ganhar no berro.
    .
    “A tese do Kardec era que as comunicações entre os falecidos e os terráqueos seria algo natural, devendo ser corriqueiro. Isso não ocorre. Está mais válida a explicação das Religiões tradicionais, de que se trate de casos ocorridos pos expressa autorização de Deus – que tudo pode dentro dos Universos físico + metafísico.”
    - Seu Balofo, o próprio Kardec logo deu pra trás com relação aos efeitos físicos (que davam muita suspeita de fraude) e preferiu ficar com psicofonia e psicografia. Através delas são dadas as provas de identidade espiritual de quem se manifesta. TEMOS MUITOS CASOS ASSIM citados em literatura espírita. Quer mais o que?
    E quanto à permissão de Deus, no caso do Espiritismo NÃO SE ADMITE a manifestação de espírito algum, bom ou mau, sem que Deus o tenha permitido. Já as tais religiões tradicionais parecem entender que os demônios estão dispensados de autorização neste sentido. Certo?
    .
    “Mesmo o Sr., que eu presumo deva frequentar Espiritismo há uns 20 ou mais anos, pelo que entendi, só presenciou os raps. Estes podem ter sido originados por algum tipo de forças/entes da natureza,”
    - Já me especularam sobre o que poderia ter causado esses raps por tais forças ou entes da natureza, mas todas as hipóteses nesse sentido foram DESCARTADAS.
    .
    “cérebro dos presentes,”
    - Isso já seria um fenômeno fantástico. Por favor, descreva-me o mecanismo de como um cérebro pode fazer isso.
    .
    “&c; ou demônios como parece ser a explicação dada pela maioria dos Cristãos.”
    - Não consideramos adversários os que apresentam os tais demônios como agentes causadores desses fenômenos. Sejam eles ou espíritos dos mortos, são sempre entes não encarnados e é essa a tese que o Espiritismo se empenha em provar.
    .
    “Nada tem a ver com “Espiritismo” – no sentido que nós usamos e concordamos, i.e., a “Doutrina” e seu respectivo conjunto de dogmas desenvolvida pelo Kardec.”
    - Ficamos apenas com hipóteses chutadas, que não tornam mais claro e racional a coisa do que a hipótese dos espíritos.

  616. Vitor Diz:

    Contra o Chiquismo,
    comentando:
    01 – “Piper se fosse verdade, teria saído em alguma publicação científica séria”
    .
    Piper foi mencionada tanto na Science por William James como na Enciclopédia Britância de 1911 como médium legítima. Autalmente na Enciclopédia de Filosofia de Stanford ela também é bem mencionada neste tópico:
    .
    http://plato.stanford.edu/entries/sidgwick/
    .
    “Piper foi um americana cujo transe mediúnico produziu supostas comunicações de determinadas pessoas falecidas, e suas alegações resistiram ao escrutínio combinado dos melhores investigadores tanto da SPR americana quanto britânica, como William James, os Sidgwicks, Richard Hodgson e Frank Podmore.”

  617. Gorducho Diz:

    (…) diria que no tal “período de antigamente”, vários espíritos encarnaram-se com o propósito de revelar o mundo espiritual através de mediunidade de efeito físico.
     
    Certo, então o Sr. concorda que a tese do Kardec de que seria a comunicabilidade algo natural fracassou. Foi, na melhor das hipóteses, uma ocorrência durante um certo período, por expresso mandato de Deus. Como o Moisés recebendo as tábuas da Lei; ou o Profeta recebendo as Revelações a partir de 610 dC (se não me engano). Os fatos não comprovaram a tese “Espírita”.
    Psicofonia… , nome chic; entendo que seja a incorporação do meu tempo :) – praticam ainda vocês? I.e., vocês incorporam espíritos na Sessão Mediúnica?

  618. Gorducho Diz:

    Sr. Administrador. Se possível ,favor corrigir o itálico que ficou aberto.

  619. Vitor Diz:

    corrigido

  620. Contra o Chiquismo. Diz:

    Marcos Arduin Diz: o próprio Kardec logo deu pra trás com relação aos efeitos físicos (que davam muita suspeita de fraude) e preferiu ficar com psicofonia e psicografia. Através delas são dadas as provas de identidade espiritual de quem se manifesta. TEMOS MUITOS CASOS ASSIM citados em literatura espírita. Quer mais o que?

    Vc mesmo admite a suspeita de fraude.
    Essas psicografias/fonias é que são legais como aquela da casa Mozart em Jupter.
    CASOS CITADOS EM LITERATURAS ESPÍRITAS. Legal, só pros crentes mesmo como vc.

  621. Contra o Chiquismo. Diz:

    Vitor Diz: 01 –
    Piper foi mencionada tanto na Science por William James como na Enciclopédia Britância de 1911 como médium legítima. Autalmente na Enciclopédia de Filosofia de Stanford ela também é bem mencionada neste tópico:
    .
    http://plato.stanford.edu/entries/sidgwick/
    .
    “Piper foi um americana cujo transe mediúnico produziu supostas comunicações

    POR QUE WIILAM JAMES NÃO GANHOU O NOBEL DE PSICOLOGIA?

    SE VC FOR NA ENCICLOPÉDIA BRITTANICA VAI ENCONTAR VERBETES COMO ASTRONOMIA E UFOLOGIA

    NA ENCICLOPÉDIA DE STANFORD DIZ: “SUPOSTAS COMUNICAÇÕES” .SUPOSTAS VITOR, SUPOSTAS!

    POE QUE HOJE QUE A CIÊNCIA ESTÁ TÃO AVANÇADA NINGUÉM SE SUBMETE A UM TESTE CONTROLADO?

    OLHA OS UFOS NA BRITTANICA:
    http://www.britannica.com/EBchecked/topic/614506/unidentified-flying-object-UFO

  622. Vitor Diz:

    Oi, Contra o Chiquismo
    Não existe Nobel de Psicologia. Os prêmios são:
    .
    a) Nobel de Física
    b) Nobel de Química
    c) Nobel de Fisiologia ou Medicina
    d) Nobel de Literatura
    e) Nobel da Paz
    .
    Porém existe o prêmio William James, que oferece uma recompensa de mil dólares:
    .
    http://en.wikipedia.org/wiki/William_James_Prize
    .
    O prêmio é concedido por essa associação composta de membros ilustres como David Chalmers, Michael Gazzaniga ou Christof Koch:
    .
    http://en.wikipedia.org/wiki/Association_for_the_Scientific_Study_of_Consciousness
    .
    Vários médiuns ou psíquicos se submetem a testes controlados, já publiquei essas pesquisas no blog:
    .
    a) http://obraspsicografadas.org/2012/um-experimento-de-clarividncia-de-resposta-livre-com-uma-psquica-talentosa-2011/
    .
    b)http://obraspsicografadas.org/2011/uma-investigao-de-mdiuns-que-alegam-receber-informaes-sobre-pessoas-falecidas-2011/
    .
    Quanto ao “supostas comunicações”, a dúvida sempre permaneceu se as informações que Piper conseguia eram por meio de espíritos ou telepatia. Nunca ninguém até hoje encontrou qualquer explicação normal para o que ela fazia.
    .
    PS: Na Enciclopedia Britânica eles fornecem várias explicações alternativas aos UFOs.
    .
    http://www.britannica.com/EBchecked/topic/614506/unidentified-flying-object-UFO/283913/Possible-explanations-for-UFO-sightings-and-alien-abductions
    .
    “However, the credibility of the ETH as an explanation for abductions is disputed by most psychologists who have investigated this phenomenon. They suggest that a common experience known as “sleep paralysis” may be the culprit, as this causes sleepers to experience a temporary immobility and a belief that they are being watched.”

  623. Contra o Chiquismo. Diz:

    Mas ele era médico tb podia ganhar o Nobel de medicina então.

  624. Contra o Chiquismo. Diz:

    Mas aí é que tá , foram debatidos nos comentários e nada fica provado definitivamente como se prova a existência do oxigênio. São só experimentos.

  625. Marcos Arduin Diz:

    Bem, Balofo, o entendimento de fracasso fica por sua conta. Eu coloquei “fracasso”, ou seja, as aspas aí dão outra conotação. Kardec entendeu que as tais comunicações espirituais seriam um evento natural. Natural no sentido de não ser algo contrário ao que se sabe das leis físicas. Eu posso pegar um livro da estante e colocá-lo sobre a mesa. Este evento ficou todo ele dentro das leis da Física, mas o agente causador foi um ser humano e não uma rajada de vento…
    .
    As comunicações espirituais são a mesma coisa, mas seus causadores são humanos, encarnados e não encarnados. Por isso não são coisas como chuva, marés, terremotos, etc e tal cuja causa não é humana. Se os fenômenos físicos convenceram os pesquisadores que os estudaram, mas não aos que nunca viram um médium na vida, então os espíritos se mancaram de que não era por aí. E os cientistas no fim se desinteressaram, já que não conseguiam convencer seus colegas incrédulos.
    .
    Então o jeito é ficar como ficamos: fazemos nossas sessões particularmente, sem espetáculos, sem cobranças e assim vamos tocando nossa vida.
    .
    Sim, ainda se incorporam espíritos. Usualmente, as comunicações psicofônicas/psicográficas hoje em dia são deixadas espontâneas. Não se evocam espíritos (por influência nefasta da FEB) especificamente, mas a própria natureza do trabalho não exige essa condição.

  626. Marcos Arduin Diz:

    “Vc mesmo admite a suspeita de fraude.”
    - Seu anti chiquista, lamento sua incapacidade de leitura atenta. Eu nunca neguei a possibilidade de ocorrerem fraudes, nem a ocorrência de farsantes que se passam por médiuns. Mas daí a deduzir que estaria admitido que TODA a mediunidade e todos os médiuns são farsantes VAI UMA DISTÂNCIA MUITO GRANDE… Porém você deve ter um sério problema de miopia no entendimento da linguagem escrita…
    .
    “Essas psicografias/fonias é que são legais como aquela da casa Mozart em Jupter.
    CASOS CITADOS EM LITERATURAS ESPÍRITAS. Legal, só pros crentes mesmo como vc.”
    - Como eu disse, você pensa que vai ganhar a discussão no grito, sempre repetindo as mesmas besteiras. Acha que vai me vencer pelo cansaço? Já disse o que penso disso e se quer pataquadas mais “modernas”, leia o Ramatis e o Carlos Baccelli.

  627. Marcos Arduin Diz:

    “Mas ele era médico tb podia ganhar o Nobel de medicina então.”
    .
    “Mas aí é que tá , foram debatidos nos comentários e nada fica provado definitivamente como se prova a existência do oxigênio. São só experimentos.”
    - A fragilidade dos seus argumentos é de dar pena, seu anti chiquista. Por acaso das comunicações que se obteve com a Piper saiu alguma cura para o câncer ou qualquer outra doença? O algum aprimoramento em diagnósticos médicos? Não. Logo não havia motivo para se dar Prêmio Nobel de Medicina para o William James.
    .
    Quando tudo quanto é explicação “natural” que se sugere para explicar o que saiu do experimento fracassa e só a hipótese de comunicação espiritual permanece, em Ciência entende-se que esta “deve” ser a verdadeira. Então não são “só experimentos”. São experimentos com resultados definitivos. Se eles não nos permitem descrever (ainda) como é o mecanismo do fenômeno, ao menos nos permitem deduzir que o dito fenômeno existe.
    .
    É como a Matéria Escura e a Energia Escura. Ninguém sabe ainda o que são, nem como funcionam, mas os experimentos, ou melhor a observação dos fenômenos, nos permitiu constatar que ambas as coisas existem.

  628. Marcos Arduin Diz:

    “POE QUE HOJE QUE A CIÊNCIA ESTÁ TÃO AVANÇADA NINGUÉM SE SUBMETE A UM TESTE CONTROLADO?”
    - 1) Porque no que se trata desses experimentos NADA EVOLUIU de antigamente para cá. Podemos ter alguns recursos de verificação mais avançados, mas que em nada superam os de antigamente.
    .
    - 2) Já me disseram sábios céticos que fotografias, filmes, vídeos, ambiente controlado, testemunhos, infravermelho, etc e tal, NADA PROVAM. Alegam que em alguma situação tudo isso pode ter sido fraudado.
    .
    O pessoal cético não nos diz o que provaria alguma coisa e nem nós sabemos.

  629. Marcos Arduin Diz:

    E estou no aguardo das provas de que Florence Cook e o William Crookes eram amantes.

  630. Contra o Chiquismo. Diz:

    E eu estou no aguardo de provas do principal DOGMA do ‘espiritismo’ : ‘espiritos existem’.

    Meus argumentos podem ser frágeis, mas eu não sou auto iludido e chiquista. Duvido vc que é tão estudado na sua casa ‘espirita’ se recusar a ler uma mensagem de abertura da reunião do livro “pão nosso” do cx.

    Como ser tão inteligente e ser chiquista?
    Até gente com doutorado tá nessa.

  631. Marcos Arduin Diz:

    Sem refutação consistente, só posso entender sua recusa em aceitar as provas fornecidas apenas por gosto pessoal. Aí nada posso fazer, pois gosto não se discute: lamenta-se.
    .
    Eu também não sou auto iludido como você é. Diz que Crookes e Cook foram amantes, mas não sabe me dizer como ficou sabendo, nem porquê crê nisso. Olhe pro seu próprio rabo, ô meu!
    .
    E já disse que não sou chiquista . Você, pelo jeito, deve ser dessa geração que foi aprovada por decreto nas escolas e portanto é INCAPAZ de interpretar um texto. O fato de eu ler algum texto de livro do Chico Xavier na abertura de alguma reunião não faz de mim um chiquista.
    Se eu digo que há livros dele que são ridículos, então não posso ser chiquista, pois um chiquista acha que TUDO o que Chico escreveu ou falou é lindo e maravilhoso.

  632. Contra o Chiquismo. Diz:

    Realmente eu sou incapaz de interpretar textos mesmo.
    1 Eu não entendo a casa de Mozart em Jupiter,
    2 os negros citados por kardec como seres inferiores
    3 e a falta de luas em Marte descrita em ‘a genese’.
    Vc como um cara estudado poderia me explicar o inexplicável mas eu prefiro continuar sendo burro.
    Já que vc professa o ‘espiritismo’ como a verdade, (aliás o ‘espirito da verdade’ que o diga) vc tem de provar essa verdade já que ela tb é uma ‘ciência’ (quer o link da FEB de novo?)tem de provar pelo Método Científico.
    Vc de forma alguma confessa que é questão de fé, mas não prova nem com a fé e nem com a Ciência.
    Quero ver prova fora das casas chiquistas agora em 2013 e não é pq é assim existe e acabou.
    Se essas provas do séc xix fossem verdade teriam se repetido ao longo dos anos.
    Então botaniCUzinho, eu estou no aguardo de provas do principal DOGMA do ‘espiritismo’ : ‘espiritos existem’.
    Vamos no laboratório do INMETRO ou da FIOCRUZ.
    Se é que vc sabe o que são essas duas instituições.
    Se me provar lá dentro dessas casas sérias e de reputação, eu faço propaganda do chiquismo.
    Pago a passagem pra vc ir no local comigo mais estadia e alimentação.
    E pago o bordelzinho como prêmio pra vc escolher duas (se é que vc é chegado…).

  633. Contra o Chiquismo. Diz:

    Responda seu ultimo post aqui e vamos continuar em outro tópico, pois esse aqui já ficou muito pra trás.

  634. Otavio Ferreira Diz:

    Florence Cook e William Crookes não eram amantes, mas, mesmo que fossem, isso não invalidaria os experimentos controlados, caso eles tivessem sido realmente controlados. O que se tem do caso Crookes são nada mais que fotos, testemunhos e registros de que algum fenômeno ocorria alí, mas que fenômeno? A de que se materializava um espírito? Ora, porque não explicar a coisa bem mais facilmente através de possibilidades mais lógicas, como animismo, ideoplastia, ou qualquer outra explicação que não tem porque envolver espíritos. Eu não coloco em questão a existência de fenômenos estranhos, eles de fato existem, o que eu ponho em questão são as explicações espíritas. Ora, à luz de toda a ciência e filosofia desenvolvida pelo homem, porque eu teria que dar crédito justamente a uma doutrina que nada mais é que a junção de cientificismo do séc XIX, filosofia naturalista, iluminismo e gnose, que é o espiritismo? Eu estudei espiritismo e frequentei casas espíritas por mais de 20 anos, eu acreditava em espiritismo quando só lia obras espíritas, depois que comecei a ler a visão contrária, cheguei à conclusão de que espiritismo é uma doutrina completamente ultrapassada, falha, e se Kardec fosse vivo hoje, homem inteligente que era, se tivesse tido a oportunidade de conhecer obras com a de Jung e sua revolucionária descoberta do inconsciente coletivo, certamente teria desistido do espiritismo, buscando explicações mais lógicas.

  635. Otavio Ferreira Diz:

    Pois é, Contra o Chiquismo, eu também não entendo aquela coisa de Mozart em Júpiter, aquela edição da Revista Espírita é de tal forma tosca e estúpida que chega a desanimar o mais dedicado estudioso tentando com alguma boa vontade dar crédito aos escritos espíritas, é de lascar, chega a ser pior até que as balelas de Chico Xavier. Caso você queira um pouco mais de pilhéria espírita, leia também a edição de 1859, em que também aparece Chopin: http://pt.scribd.com/doc/54156114/25/MOZART mas vou avisando: chega a ser ainda mais indigesta. Não existe absolutamente NADA alí que possa ser considerado científico, controlado ou minimamente lógico, o que se tem são declarações absolutamente previsíveis e infantis, como por exemplo dizer que Chopin é “triste e sombrio”. Ridículo, para dizer o mínimo.

  636. Otavio Ferreira Diz:

    Marcos Arduin não está sendo razoável. O que você diz aqui, Marcos, não é verdade!

    “- 1) Porque no que se trata desses experimentos NADA EVOLUIU de antigamente para cá. Podemos ter alguns recursos de verificação mais avançados, mas que em nada superam os de antigamente.”

    Ora, é um fato evidente que experimentos evoluíram estrondosamente nos dias de hoje. Vou te dar apenas um exemplo, o do pet-scan: Hoje em dia existe o pet-scan do cérebro, que mostra visualmente as áreas estimuladas do cérebro quando a pessoa vê, fala, escreve, ouve, se movimenta. Médiuns como Chico Xavier diziam que, quando psicografavam, o espírito pegava em sua mão e escrevia, ora, isso pode ser monitorado pelo pet-scan, se de fato é o espírito que escreve, então não poderia haver estimulação da área da escrita no cérebro do médium, pois nesse caso seria ele mesmo escrevendo e não um espírito! Um espírito pegar na sua mão(sic) não estimula a área da escrita no cérebro. O pet-scan traria inúmeras possibilidades para a averiguação da suposta mediunidade. Quando uma pessoa vê algo, o lobo ocipital, que é a parte de trás do cérebro, é estimulado, e isso pode ser visto no pet scan. Com este aparelho poderiam ser colocadas em prova a clarividência mediúnica, pois se uma pessoa afirmasse estar vendo um espírito e isso não estivesse sendo refletido no lobo ocipital no pet scan, ele estaria evidentemente mentindo! Mas você pode dizer: o médium não vê com os olhos, ele vê com a sensibilidade mediúnica, que independe dos olhos. Este argumento não funciona, porque este tipo de visão também é detectada pelo pet scan! Pesquisas feitas com esquizofrênicos mostram que, quando eles afirmam ver coisas, mesmo que estas coisas ou pessoas não existam, o pet scan registra atividade no lobo ocipital, ou seja, o médium não teria como mentir, mesmo que só ele visse o tal espirito! Poderia também ser verificado se os tais médiuns tem tendências à esquizofrenia. Mas, volto a te perguntar: Existe algum médium atualmente que se candidate a ser analizado por um pet scan quando estiver no dito “trabalho mediúnico”? Existia pet scan no tempo de Kardec? Não né? Nem nada que se aproximasse, de modo que os “médiuns” podiam mentir à vontade. Hoje eles seriam pegos em flagrante pelo pet scan e por outros equipamentos diversos, mas tem médiuns dispostos a serem cientificamente estudados??? Se encontrar algum, me diga.

  637. Marcos Arduin Diz:

    “Realmente eu sou incapaz de interpretar textos mesmo.
    1 Eu não entendo a casa de Mozart em Jupiter,”
    - Eu entendo: é ASQ – acredite se quiser. Lendo o texto, entendi que Kardec achou aproveitável a descrição de vida em um planeta superior. Mas caia na real: isso é apresentado pelos espíritas como prova da existência de espíritos?
    .
    “2 os negros citados por kardec como seres inferiores”
    - Isso estava CIENTIFICAMENTE provado no século XIX, época em que Kardec viveu. Da mesma forma que hoje ficaríamos ressabiados se um espírito nos fizesse uma revelação que contraditasse os dogmas científicos, Kardec ficaria na sua época. Mas por acaso dizemos que os espíritos são entes muitíssimo evoluídos, muito além dos erros e preconceitos dos encarnados?
    .
    “3 e a falta de luas em Marte descrita em ‘a genese’.”
    - O autor do texto, Camille Flamarion, admitiu que tudo o que escreveu lá era puro animismo. Era tudo coisa que os astrônomos da sua época pensavam. Mas por acaso apresentamos isso como prova da existência de espíritos?
    .
    “Vc como um cara estudado poderia me explicar o inexplicável mas eu prefiro continuar sendo burro.
    Já que vc professa o ‘espiritismo’ como a verdade, (aliás o ‘espirito da verdade’ que o diga) vc tem de provar essa verdade já que ela tb é uma ‘ciência’ (quer o link da FEB de novo?)tem de provar pelo Método Científico.”
    - Já que você prefere continuar sendo burro, como vou explicar o Método Científico a você?
    .
    “Vc de forma alguma confessa que é questão de fé, mas não prova nem com a fé e nem com a Ciência.”
    - Você tem fé de que Crookes e Cook foram amantes, até porque não me apresentou prova alguma disso. Portanto ter fé não deve ser pecado para você… Embora ache que seja nos outros.
    .
    “Quero ver prova fora das casas chiquistas agora em 2013 e não é pq é assim existe e acabou.
    Se essas provas do séc xix fossem verdade teriam se repetido ao longo dos anos.”
    - Elas se repetiram, mas como você não sabe das coisas…
    .
    “Então botaniCUzinho, eu estou no aguardo de provas do principal DOGMA do ‘espiritismo’ : ‘espiritos existem’.
    Vamos no laboratório do INMETRO ou da FIOCRUZ.
    Se é que vc sabe o que são essas duas instituições.”
    - É… Eu sei sim. Tanto sei que lá não há aparelhos tipo espiritômios, que na sua suposta visão de realidade, detetariam a existência de espíritos. Portanto jamais iria tomar o tempo da gente séria que trabalha por lá.
    .
    “Se me provar lá dentro dessas casas sérias e de reputação, eu faço propaganda do chiquismo.
    Pago a passagem pra vc ir no local comigo mais estadia e alimentação.
    E pago o bordelzinho como prêmio pra vc escolher duas (se é que vc é chegado…).”
    - Você seria mais honesto se dissesse: _ Mesmo que me provasse a existência de espíritos, eu continuaria negando a existência deles.

  638. Marcos Arduin Diz:

    “O que se tem do caso Crookes são nada mais que fotos, testemunhos e registros de que algum fenômeno ocorria alí, mas que fenômeno? A de que se materializava um espírito?”
    - Crookes JAMAIS aceitou a hipótese espírita. A única coisa que ele pôde concluir é que os fenômenos que testemunhou NÃO FORAM PRODUZIDOS POR FRAUDE, que era a ÚNICA hipótese que ele podia testar.
    .
    “Ora, porque não explicar a coisa bem mais facilmente através de possibilidades mais lógicas, como animismo, ideoplastia, ou qualquer outra explicação que não tem porque envolver espíritos.”
    - Senhor Otávio, Imperador de Roma, que história é essa de explicar a coisa por possibilidades “mais lógicas”? Então me diga aí: como é que o animismo explicaria o que Crookes registrou? O que é ideoplastia e qual é o seu mecanismo? E qual é a outra explicação qualquer?
    .
    “Ora, à luz de toda a ciência e filosofia desenvolvida pelo homem, porque eu teria que dar crédito justamente a uma doutrina que nada mais é que a junção de cientificismo do séc XIX, filosofia naturalista, iluminismo e gnose, que é o espiritismo?”
    - Ué? Essa TODA ciência e filosofia é melhor do que o Espiritismo? Gostaria de saber em quê.
    .
    “Eu estudei espiritismo e frequentei casas espíritas por mais de 20 anos, eu acreditava em espiritismo (…)”
    - KKKK! Vai encontrar vários amigos por aqui na mesma situação que você. Todos querendo se apresentar como ex-espíritas estudiosos, compenetrados, sabidões…
    Eu deve ter escolhido o caminho mais errado possível. Sabe, Sr Otávio Imperador de Roma, eu não tenho tempo a perder e por isso fui pelo caminho mais direto. Vejamos lá o que os críticos do Espiritismo dizem e aí quem sabe eu me convença do erro. Li mais de 50 obras de autores cristãos anti-espíritas. NENHUMA apresentou-me qualquer argumento que eu pudesse considerar minimamente válido.
    Aí em 2001 eu descobri que há uma comunidade de céticos sábios, cultos, racionais e inteligentes. Um deles quase me pegou. Ao ler o artigo de Massimo Polidoro: “A mentalista que iludiu Crookes”, publicado no Skeptical Inquirier de janeiro de 2000, o autor demonstrou como é que Cookes fez papel de bobo diante de Ana Eva Fay, uma hábil ilusionista de teatro. Fiquei sem saber o que pensar. Se tinha sido como ele falou… Bem, nunca supus que Crookes fosse infalível. Mas um belo dia, li um longo artigo sobre a vida do Crookes como pesquisador mediúnico e lá estava a íntegra do relatório que ele publicou sobre suas experiências com a Ana Eva Fay e que Polidoro também leu, pois o cita em suas referências no artigo. Só aí eu vi que o sábio cético mentira descaradamente. Ele ocultou tudo aquilo que comprometeria a sua tese. Ou seja, é um sábio cético, como vários outros, que MENTE para defender a FÉ CÉTICA.
    Voltei à estaca zero. Ao buscar os críticos, parece que trilhei o caminho errado desde o início.
    .
    Vejamos se algum dia você e os outros ex-espíritas sábios e estudiosos daqui ou de outros blogs um dia publicam algum livro que finalmente me convença da falência do Espiritismo.

  639. Marcos Arduin Diz:

    Sr Otávio, se fosse você o estudioso de Espiritismo como se apresenta, creio que já teria sabido de que mensagens de Mozart, Chopin, Beethoven ou qualquer outro personagem que tem história, MAS NÃO TEM NENHUM PARENTE VIVO com o qual conviveu, sempre serão coisas tipo ASQ – Acredite se quiser.
    Mais acima citei o caso de Leonore Piper, no caso dos Hyslops pai e filho. Poderia me fazer a gentileza de refutar a manifestação espiritual e incluir uma muito mais plausível evidência qualquer, como você diz?
    Obrigado

  640. Marcos Arduin Diz:

    “Se encontrar algum, me diga.”
    Sr Otávio Imperador de Roma, o único tipo de médium que talvez servisse ao experimento que me apresenta é o chamado MÉDIUM MECÂNICO, ou seja, aquele que psicografa ou psicofone SEM TER NENHUMA CONSCIÊNCIA do que está escrevendo ou falando. Acho que Kardec já dizia que esse tipo de médium é MUITO RARO.
    .
    E ainda assim não se garante. O Roque Jacintho, numa palestra que presenciei, disse que a ÚNICA garantia de que um espírito psicografaria SEM INTERFERÊNCIA DO MÉDIUM, é se ele psicografasse pela mão de um defunto. Só que o defunto é metabolicamente inerte e o espírito não teria como fazer a mão dele funcionar.
    .
    Conforme Kardec já dizia, um pai reconheceria a manifestação do espírito de um filho falecido, pois teria como revelar coisas que o médium não teria como saber. Isso ainda não me foi explicado como é que é possível acontecer fora da hipótese espírita.

  641. Contra o Chiquismo. Diz:

    Fanático , cego , crente, religioso e sectário! Admite que o ‘espiritismo’ é cheio de( é todo!) ‘ASQ’ e continua acreditando nessa fantasia. E pra finalizar, olha a merda que vc escreveu:
    Marcos Arduin Diz: “2 os negros citados por kardec como seres inferiores”
    - Isso estava CIENTIFICAMENTE provado no século XIX, época em que Kardec viveu. ”

    RACISMO É CRIME. OU VC ACHA QUE CIENTIFICAMENTE OS NEGROS SÃO INFERIORES? AFIRME ISSO HOJE AGORA! DUVIDO VC TER ESSA CORAGEM!!PELÉ E JOAQUIM BARBOSA CONTRIBUÍRAM MUITO MAIS PRO BRASIL DO QUE VC. (SE É QUE VC É BRANCO) ESPERO QUE O KID BENGALA LEIA ISSO E VÁ TOMAR SATISFAÇÕES COM VC!

  642. Contra o Chiquismo. Diz:

    RACISTA NOJENTO!

  643. Marcos Arduin Diz:

    Mas é uma anta anarfa mesmo!
    Eu disse que NO SÉCULO XIX (e até parte do século XX), estava CIENTIFICAMENTE provado que os negros e amarelos eram “raças inferiores”. Tal posicionamento nunca foi questionado pela comunidade científica americana e europeia, grandes produtoras de pesquisas científicas… Até o dia em que os japoneses estragaram a imagem dos deuses brancos diante dos outros submissos asiáticos e estes viram que podiam peitá-los. Os EUA derrotaram os japas, mas perderam para os vietnamitas, mesmo tendo vencido TODOS os combates.
    .
    E negros americanos peitaram as políticas racistas educacionais americanas e ganharam acesso às universidades e acabaram mostrando que eram tão inteligentes e capazes quanto os brancos… Ou seja essa nova REALIDADE sobrepôs-se à tese científica de que os negros eram inferiores aos brancos… A realidade venceu a Ciência.
    .
    Mas a realidade dos tempos de Kardec confirmava os postulados científicos e aí fazer o que? Como poderiam os espíritos desmentir o que a Ciência dizia? O jeito foi deixar que a realidade finalmente se impusesse e isso só aconteceu em meados do século XX. Sacou?
    .
    Portanto eu não posso e nem seria imbecil de dizer que negros são inferiores. Eu sou um cientista e hoje a Ciência admite que geneticamente as raças sequer existem. E o Espiritismo tem como seus fundamentos a aceitação da reencarnação SEM RESTRIÇÕES. Isso quer dizer que eu, que nesta encadernação sou um homem branco de olhos azuis, em encarnações anteriores e futuras, poderei ser uma mulher negra. E não vejo nenhum problema quanto a isso. Já um VERDADEIRO cristão americano, branco, sexista e militante da Ku-Klux-Klan…
    .
    Vá aprender a interpretar textos ô meu!

  644. Contra o Chiquismo. Diz:

    ô cavalo, burro e ignorante
    “Marcos Arduin Diz:

    Mas é uma anta anarfa mesmo!
    Eu disse que NO SÉCULO XIX (e até parte do século XX), estava CIENTIFICAMENTE provado que os negros e amarelos eram “raças inferiores”.
    Até hoje as ‘obras básicas’ são dessa época são lidas e relidas em centros. olha o que diz a FEB:
    ” • O Espiritismo revela algo novo?
    Sim. O Espiritismo revela conceitos novos e mais aprofundados a respeito de Deus, do Universo, dos Homens, dos Espíritos e das Leis que regem a vida. Revela, ainda, o que somos, de onde viemos, para onde vamos, qual o objetivo da nossa existência e qual a razão da dor e do sofrimento.” http://www.febnet.org.br/blog/geral/o-espiritismo/duvidas-mais-frequentes/

    O novo que o ‘espiritismo’ revela é do sec XIX.

    Agora, vc quer contestar kardec e continuar sendo ‘espírita’?
    Fanatismo dá nisso: deixa as pessoas cegas.

    ” em encarnações anteriores e futuras, poderei ser uma mulher negra. E não vejo nenhum problema quanto a isso.”
    Tu nunca me enganou! Se traveste logo e sai do armário!

  645. Contra o Chiquismo. Diz:

    RACISTA NOJENTO! Drag!

  646. Otávio Ferreira Diz:

    “Então me diga aí: como é que o animismo explicaria o que Crookes registrou? O que é ideoplastia e qual é o seu mecanismo? E qual é a outra explicação qualquer?”

    Seria meio cansativo explicar estes fenômenos aqui, mas de qualquer forma o ônus da prova continua a ser dos espíritas: Se nem o próprio Crookes aceitou a explicação espírita, cabe aos espíritas fazê-lo, e até hoje não fizeram.

    “- Ué? Essa TODA ciência e filosofia é melhor do que o Espiritismo? Gostaria de saber em quê.”

    Não, meu caro, é VOCÊ que tem que provar que o Espiritismo é melhor que a COISA TODA, percebe que está invertendo todo o ônus quando coloca o Espiritismo em par de igualdade com todo o conhecimento humano ancestral e atual? Está fazendo do Espiritismo uma panacéia científica. Ora, eu poderia dizer o mesmo da cientologia, da eubiose, da teosofia! Toda a ciência e filosofia é melhor que Espiritismo? Claro que é, caramba!

    Quanto a você se convencer da falência do Espiritismo, isso é praticamente impossível, o Espiritismo é uma espécie de intoxicação mental, a qual deixa seus adeptos completamente imunes a argumentos contrários, ora, se vc leu mais de 50 livros de críticos do espiritismo e nenhum te convenceu, porque eu conseguiria tal façanha? Não é esta a minha intenção, minha intenção vai na linha justamente contrária: É VOCÊ QUE TEM DE PROVAR QUE O ESPÍRITISMO É VÁLIDO, RAPAZ!!!! O que o Espiritismo tem além de testemunhos, médiuns sem nenhum controle científico, livros psicografados que são uma comédia completa, gnose medieval revisitada, filosofia naturalista( especialmente em a gênese, certamente o livro mais idiota de Kardec), absurdos filosóficos ( positivismo de Auguste Comte, que Kardec certamente adorava, mas que era LOUCO de pedra), absurdos teológicos, como por exemplo, mensagens de Santo Agostinho em Evangelho Segundo o Espiritismo, dando mensagens que contrariam toda a teologia que ele desenvolveu durante sua vida! Ele deveria começar assim no ESE: Mudei de idéia tá pessoal! Esqueçam o que eu escrevi como encarnado…Dureza.

    Eu dei meu testemunho de ex crente espírita ( náo ex-espírita, porque eu nunca fui espírita), para que pessoas saibam que é difícil, mas não impossível, libertar-se desta praga mental, completamente desprovida de base filosófica, científica ou mesmo lógica.

    O que os espíritas dizem de novo? Ora, volte no tempo, veja o que os gnósticos medievais diziam! Misture isso com positivismo comtiano, junte com cientificismo do final do séc XIX, e vc vai ter a doutrina mais confusa e espúria que infecta a mente dos brasileiros. Porque será que não infecta a mente dos europeus ou de outros países desenvolvidos? POrque será que só no Brasil, país último colocado em educação no mundo, o Espiritismo faz sucesso?

    A verdade é que não existe UMA SÓ evidência de que o Espiritismo seja minimamente aceitável do ponto de vista fenomenológico, para ser provado como realidade isso demandaria uma infinidade de bases filosóficas, teológicas e científicas que o Espiritismo NÃO TEM, muito embora grite aos quatro ventos, pela boca de “mediuns” como Divaldo, Jose Luiz Ruiz, Alamar Regis, Gaspareto, Zíbia e outros quetais, que tem. Quem são, afinal, os representantes espíritas sérios no Brasil? Não tem, é um bando de mendicantes intelectuais, coisa muito precária mesmo, e tua participação aqui é uma prova bem concreta.

  647. Otávio Ferreira Diz:

    Mais acima citei o caso de Leonore Piper, no caso dos Hyslops pai e filho. Poderia me fazer a gentileza de refutar a manifestação espiritual e incluir uma muito mais plausível evidência qualquer, como você diz?”"

    De novo???!!! Não, rapaz! É VOCÊ QUE TEM QUE NOS DAR UM EXEMPLO DE COMUNICAÇÃO ESPIRITUAL QUE NÃO SEJA ASQ!!! pARE DE INVETRER! TEM ALGUMA COMUNICAÇÃO QUE NÃO SEJA ASQ? Ora, eu pensava que tinha, já leu sobre o caso do soldado da rev. de 32, o soldado Ruytemberg Rocha? Aquele é um estudo sério, que indicaria que a comunicação mediúnica é verdadeira, mas faltam bases! É possível acreditar que aquelas comunicações seriam de fato do espírito de Ruytemberg Rocha? Sim, mas continuaria sendo ASQ, pois se poderiam sacar outras explicações psíquicas que fariam o mesmo efeito.

  648. Otávio Ferreira Diz:

    “Conforme Kardec já dizia, um pai reconheceria a manifestação do espírito de um filho falecido, pois teria como revelar coisas que o médium não teria como saber. Isso ainda não me foi explicado como é que é possível acontecer fora da hipótese espírita.”

    Ora, isso é a coisa mais fácil de explicar à luz da psicologia atual ( que não existia na época de Kardec) que é a psicologia que envolve os fenômenos da consciência e do inconsciente coletivo e mesmo individual. Uma pessoa sensitiva tem como acessar o inconsciente de uma outra pessoa e identificar padrões de parentes seus já falecidos, inclusive coisas que só a pessoa e o falecido sabiam. Isso ficou provado no livro de Ernesto Bozzano: Comunicações mediúnicas entre vivos. Não tem espírito nenhum, tudo são manifestações de percepção extra-sensorial que sáo captadas pelo “medium”. Já ouviu falar de médiuns que pegam mensagens de cães e gatos de seus donos?? Não é brincadeira não! O médium acessa o inconsciente do fulano, vê que ele tem entes queridos chamados Odin e Camila, mas não sabe que Odin e Camila são, respectivamente, cão e gato, e passa “mensagens”dos mesmos. Este ergumento de que um médium que diz uma coisa que só o defunto sabia é prova do espiritismo, podia colar à época de kardec, hoje em dia é apenas uma anedota que só convence crédulos sem nenhum senso crítico.

  649. Otávio Ferreira Diz:

    A coisa é simples, Marcos Arduin, você acha que as explicações espíritas são mais convincentes. Normal, mas isso é achismo seu! Não existe NADA que faça o Espiritismo melhor que outras explicações, mutatis mutandis, você acredita no Espiritismo por fé, nada mais, então, respeitamos sua fé, mas não respeitamos a intenção dos espíritas de tentar universalizar as explicações espíritas como cientificamente válidas, o espiritismo não é cientificamente válido hoje. Como vc mesmo aceitou em posts anteriores, havia coisas que valiam como ciência à época de Kardec, e hoje não valem mais, como o racismo, por exemplo, o racismo caiu, e , sinto dizer, o Espiritismo também! Pois da mesma forma que o racismo foi construído com ferramentas científicas hoje consideradas falhas, e por isso faliu, o Espiritismo foi construído com AS MESMAS EXATAS FERRAMENTAS! Por isso faliu junto! Então, como poderia o racismo estar errado e o Espiritismo certo quando ambos nada mais são que o reflexo da ciência de seu tempo ultrapassado? Não faz sentido. O Espiritismo não faz mais sentido hoje, colega, assim com o racismo também não faz. Percebe que sua atitude é seletiva? Você descarta o racismo, mas não quer descartar o Espiritismo, sendo que AMBOS estão cientificamente ultrapassados! Enfim, vai entender a mente dos espíritas….

  650. Marcos Arduin Diz:

    Pois é: o Espiritismo surgiu no século XIX e por isso fez revelações compatíveis com as mentes do século XIX… Revelações essas de caráter MORAL e não revelações científicas FORA DO SEU ESCOPO.
    .
    Chilicoso anti chiquista… Veja se entenda uma coisa: fanáticos são incapazes de ver erros e não admitem contestações àquilo em que acreditam. Se eu contesto Kardec em certas coisas onde constato que está errado, então não posso ser enquadrado como fanático.

  651. Gorducho Diz:

    O Espiritismo surgiu no século XIX e por isso fez revelações compatíveis com as mentes pré-Commune
    (28/5/1871).

  652. Marcos Arduin Diz:

    Sr Otávio, Imperador de Roma…
    1 – A utilidade de Crookes para nós espíritas é que ele VALIDOU como reais os fenômenos mediúnicos que observou. Mas não conseguiu descobrir qual era a causa deles, ou seja, não sabia o que eram, mas sabia o que NÃO ERAM: truques ilusionistas. O pessoal cético, por desconhecimento ou má fé (mais plausível) tenta jogar alguma fraude imaginária no pedaço, mas não consegue.
    Da mesma forma, mas de 200 pesquisadores ao longo de 80 anos, pesquisando vários médiuns e com milhares de experimentos feitos, chegaram a conclusões parecidas, validando a mediunidade. A nós espíritas INTERESSA ISSO. As opiniões pessoais ou hipóteses alternativas que não explicavam nada NÃO NOS INTERESSA.
    .
    2 – Inversão do ônus da prova… Bem, se você nem me apresenta a melhor filosofia/ciência que o Espiritismo e me diz que QUALQUER UMA delas é melhor, então fico sem saber o que refutar ou como provar ser o Espiritismo melhor do que o TUDO do qual você fala sem definir limites.
    .
    3 – Ué, faça um serviço melhor do que as 50 obras cristãs que li. Você se libertou do Espiritismo, a suposta intoxicação mental que nos imuniza contra qualquer argumento? Ora, se você conseguiu, então eu posso conseguir também. Só estou no aguardo dos melhores raciocínios e argumentações…
    .
    4 – Sr Otávio, por que eu deveria provar que o Espiritismo é válido? Eu não sou nenhum missionário e o Espiritismo não tem mensagem de salvação. Portanto não ficarei com nenhum remorso por não ter o menor interesse em fazer adeptos espíritas. Meu caminho é outro: se gente como você diz que o Espiritismo é falido, é tolice, é bobagem, etc e tal, então desejo saber quais são os argumentos. Se forem como estes que o anti chiquista apresenta, então é tudo bobagem. Já o Vitor até apresenta coisas melhores, ao menos palpáveis, como a revelação de pataquadas cometidas pelo Chico Xavier e outros.
    .
    5 – “mensagens de Santo Agostinho em Evangelho Segundo o Espiritismo, dando mensagens que contrariam toda a teologia que ele desenvolveu durante sua vida”
    -Nossa! Que desastre. Você até parece o Padre Quemedo falando. Sabe, na fé católica, se entendi direito, sem o corpo físico, a alma está congelada no tempo. Ela NÃO PODE APRENDER MAIS NADA. No máximo, receberia sabedoria infusa vinda de Deus (ou dos três Deuses: Pai, Filho e Espirito Santo amém). Então após 1600 anos, o tal santo aí não poderia mudar de ideia, nem do seu modo de pensar teológico? Por que isso seria absurdo? Desenvolva o seu raciocínio.
    .
    6 – “Porque será que não infecta a mente dos europeus ou de outros países desenvolvidos? POrque será que só no Brasil, país último colocado em educação no mundo, o Espiritismo faz sucesso?”
    - Bem, já disse aqui mesmo ou alhures neste blog que o Espiritismo fracassou na França porque quis ser APENAS CIENTÍFICO, descartando-se a filosofia e a moral que havia no que Kardec nos deixou. Agora aqui no Brasil o Espiritismo já fazia sucesso entre a classe mais intelectualizada antes mesmo do Fernando Henrique o Garboso condenar a nossa educação à sua total insignificância. Estranho uma coisa tão ridícula, tão sem nexo, tão fora de propósito intelectual fazer mais sucesso entre gente estudada…
    .
    7 – Neste particular sou obrigado a concordar em parte com você, pois o aspecto científico do Espiritismo foi MUITO DESCONSIDERADO no Brasil. Sempre tive dificuldades para encontrar obras de caráter científico até mesmo nos sebos.
    .
    8 – Otávio, eu acho que isso é só ESCAPISMO. Eu citei a Piper e você o tal soldado aí, mas vem com vagas, misteriosas, não ditas e não explicadas “outras explicações psíquicas”. Eu não conheço o caso do soldado aí, mas então faça-me o favor: demonstre-me que essas outras explicações psíquicas são tão ou mais plausíveis para explicar tanto a Piper como o soldado aí. E favor não me vir com a desculpa de inversão do ônus da prova. Esse ônus cabe A QUEM AFIRMA. Se você afirma que essas outras explicações são melhores, então favor me demonstrar que são mesmo.
    .
    9 – Ah! Seriam essas as tais explicações psíquicas? Então comece fazendo a descrição do mecanismo de como um inconsciente sai de um corpo e entra noutro, conversa com o outro inconsciente e pega as informações necessárias e daí converte numa mensagem inteligível e SÓ COMETE UM ÚNICO ERRO: em vez de assinar “INCONSCIENTE DO FULANO DA SILVA” ele assina como “ESPÍRITO JOSÉ DA SILVA, PAI DO FULANO DA SILVA”
    Que engraçado é esse inconsciente… informa que há os queridos entes Odin e Camila, mas não deixa perceber que são cão e gata… Eu realmente gostaria de saber se há exemplos reais disso… E também porquê os relatos de coisas assim não seriam evidência anedota…
    .
    10 – Ora, Otávio, o racismo era científico, totalmente aceito pela comunidade científica… Mas agora sabe-se que é cientificamente injustificável. Ou seja, a Ciência e os cientistas pisaram na bola. Vou dizer que a Ciência não presta por causa disso? Pelo seu raciocínio, aplicado ao Espiritismo, então eu deveria jogar fora TODA a Ciência, senão estaria sendo tão seletivo de como você me acusa em relação ao Espiritismo.

  653. Contra o Chiquismo. Diz:

    Marcos Arduin Diz: 10 – Ora, Otávio, o racismo era científico, totalmente aceito pela comunidade científica… Mas agora sabe-se que é cientificamente injustificável.

    E os ‘espíritos superiores’ não sabiam disso????

    E mais: vc inverte o ônus da prova sim. Até hoje vc é campeão de fazer isso. Vc é desonesto intelectualmente. Usa de evidências anedóticas , fica enCUrralado na parede e parte para ‘ad hominens’ direto! Até hoje vc não deu uma prova sequer da existência de ‘espiritos’ só o caso da Piper que foi um experimento apenas e não mais se repetiu e o caso do croockes que a florence fraudava. Muito bom. Cego, fanático, crente, religioso e sectário!RACISTA NOJENTO! Drag! ‘Obsidiado’ ! Vá lamber as botas do Divaldo e do Raul Teixeira!

  654. Marcos Arduin Diz:

    Lógico que sabiam, como iam convencer o Kardec e os cientistas racistas da não validade científica do racismo? TUDO na época apontava para essa validade, então como desmenti-la? Era essa a limitação. É como se hoje espíritos nos revelassem coisas em contradição com o que é dito pela Ciência. A que a prudência nos mandaria fazer?
    .
    Digamos que o trabalho feito em cima da Piper foi o mais longo (15 anos de pesquisa) e o mais significativo. Ora, se temos UM trabalho MUITO BOM, então a evidência a favor do Espiritismo está feita. Goste você ou não. E como já disse, mais de 200 outros pesquisadores (suponho que não sabe de nenhum deles) também obtiveram resultados favoráveis à mediunidade. Vai querer me dizer que eram todos fraudadores, fanáticos, iludidos, etc e tal?

  655. Otavio Ferreira Diz:

    Crookes validou como reais os fenômenos mediúnicos?? Não, ele validou o fato de que existem fenômenos supostamente mediúnicos que não são fraudes, mas que também podem muito bem não ser mediúnicos! Katie King era um espírito materializado pela mediunidade de Florence Cook? Bem, isso é uma asserção dogmática e arbitrária, há todo um universo de outras explicações possíveis para este fenômeno, que não a fraude, mas, como vc deixou bem claro, isso não te interessa, e não é porque não explicam nada, é porque tu não queres confrontar, simples assim. Afinal, qual a razão de aceitar uma explicação e ignorar todas as outras possíveis?

    Eu não disse que QUALQUER ciência ou filosofia sejam melhores que o Espiritismo, eu disse que o conjunto de conhecimentos filosóficos e científicos adquiridos ao longo da história são, necessariamente, maiores e melhores que o Espiritismo. O Espiritismo é nada mais que uma doutrina anã, anódina, criada por um obscuro maçon francês do séc XIX, a qual não tem a MÍNIMA representatividade dentro do movimento científico, ou mesmo espiritual, dos tempos atuais. Exemplos de conhecimentos, filosofia e ciência melhores que Espiritismo? Tem vários: A obra completa de Carl Gustav Jung, a Teologia de Tomás de Aquino ( embora quase 800 anos mais velha que as pretensões teológicas de Kardec em O Livro dos Espíritos, é infinitamente superior), a lógica aristotélica, a física Newtoniana, a física quântica, tudo isso é superior ao Espiritismo em representatividade e significado. Acho que vc entendeu que eu iria te apresentar uma teoria ou idéia que substituísse o Espiritismo e o invalidasse especificamente, como por exemplo, dizer que a Teosofia é melhor que o Espiritismo. Não existe isso. Teosofia, Eubiose, Gnose, Maçonaria, Espiritismo, etc, são todos um conjunto de seitas gnósticas ou neo-gnósticas que não podem ser refutadas por uma doutrina científica específica, mas é o conjunto das doutrinas científicas, psíquicas, sociais, filosfóficas, etc, que desmontam o Espiritismo, mas para isso a pessoa tem que deixar de lado os livrecos enojosos de Kardec e ler a cultura universal, porque quanto mais a pessoa se fixa na “codificação espírita”, mais confusa fica.

    As pataquadas de Chico Xavier não te convencem que o Espiritismo é falso? De quantas pataquadas você precisa afinal? E as pataquadas de Kardec e da Revista Espírita não te convencem que o espiritismo é falso? Vc quer que eu te faça um tópico com pelo menos 20 pataquadas dentro dos livros de Kardec? Bem, isso não bastaria, porque o argumento é este: Tiramos as pataquadas e aproveitamos o que não é pataquada. Bem, sinto dizer, mas este raciocínio tem limites. Eu também sou contra jogar a criança fora junto com a água do banho, o problema é que, no espiritismo, a criança também está morta e em decomposição, e muito embora ainda tenha feições de criança e a mãe ( os espíritas ) não queiram jogá-la fora, esta é uma necessidade, porque o conjunto de impurezas passou dos limites.

    O santo podia mudar de idéia, mas mudar de idéia para sustentar idéias espíritas, como todos fazem??? Você já reparou que TODOS os espíritos quando desencarnam, perdem todos os seus talentos para ficar só no trelelê das admoestações morais? Não importa se era filósofo, psicólogo, escritor, cientista, quando desencarna só repete o mesmo discurso enfadonho. Porque um fisósofo não escreve filosofia, um psicólogo psicologia, um cientista sobre ciência, depois que desencarna? Porque todos caem numa mediocridade de dar dó? O Divaldo diz que seu espírito mentor, a tal Joana de Angelis, foi Juana Ines de La cruz, famosa mística católica. Ora, que Juana Ines tenha mudado de idéia quando desencarnou, nada contra, mas tinha que transformar todo seu estilo naquela mediocridade aberrante escrita pelo Divaldo? Como disse um certo crítico de supostos artistas desencarnados: A desencarnação parece fazer um mal tremendo para o estilo! A lenga lenda do discurso moralizante presente nas obras psicografadas deve irritar até Jesus. Se Tomás de Aquino mudou de idéia depois de desencarnado, ora, que colocasse suas novas idéias com a mesma elegância, estilo e galhardia com que fazia quando encarnado, idéias diferentes se suporta, o que não dá pra aceitar é o estilo absolutamente anódino que nivela todos os espiritos por baixo, porque todos dizem a mesma coisa, com o mesmo estilo tosco, a mesma vertente ideológica. Não dá. E as tais psicopictoriografias então? Como já colocou um participante aqui: Porque o Gasparetto não pinta Normam Rockwell? Simples: Porque é ELE que pinta, não tem nenhum espirito, falsificar impressionismo qualquer criança com treino faz, falsificar um mestre como Rocwell, gasparetto não consegue, assim como a maioria dos espíritos não consegue chegar à grandeza de estilo dos autores que dizem “psicografar”.

    Gente estudada…Pois é, depois que foi provado que 38% dos universitários brasileiros são analfabetos funcionais, dizer que o espiritismo faz sucesso entre gente estudada não faz grande diferença, pelo contrário, do jeito que vai a educação, é melhor ficar longe das universidades brasileiras, onde a pessoa será doutrinada para o marxismo e privada de ter acesso a todo o conhecimento real que se apresenta no mundo.

    Explicar como é que um inconsciente sai de um corpo e entra no outro? É tão fácil quanto explicar como é que um espírito entra no corpo do médium…Ou seja, são duas coisas exatamente impossíveis de explicar, aceita-se aquela a qual se está mais identificado. Você aceita mais a espírita, eu não vejo qualquer superioridade nisso. Porque o inconsciente assina com a suposta assinatura do falecido? Ora, isso é a coisa mais evidente de todas, você já ouviu falar de “wishful thinking”. Não é a primeira e nem será a última vez que nosso inconsciente MENTE para nós para nos poupar de sofrimentos ou para dar esperanças àqueles que a procuram. Como o próprio Chico Xavier escreveu: “A mentira que consola é melhor que a verdade que fere”, você acha que ele escreveu isso baseado na racionalidade? Ou simplesmente baseado numa necessidade inconsciente de proteger sua tão querida doutrina espírita e as tais mensagens dos espíritos? Se vc acha que o inconsciente não prega peças e que tudo o que sai da cabeça dos médiuns, ainda que tenha coerência com o que disseram os falecidos, faz algum sentido, ok, o Prof. Hernani Andrade, do qual eu li muitos livros, também dizia a mesma coisa: Por que os espíritos teriam a necessidade de mentir para nós, inclusive com assinatura? Mais tarde eu cheguei à seguinte conclusão: Por que não? Ora, a quantidade de fraudes, plágios e mentiras encontradas nas obras de Chico Xavier, Divaldo Franco, Hercílio Maes, Zíbia Gasparetto, ALLAN KARDEC, especialmente em Revista Espirita e A Gênese, é suficientemente grande para que se desconfie cabalmente de qualquer idéia que venha desse tal espiritismo, e, principalmente, que se apontem mecanismos de “wishful thinking”, auto-ilusão, defesa e auto-compensação psicológicas presentes nas tais “comunicações mediúnicas”, as quais podem ser facilmente identificadas pela moderna psicologia, nem Freud seria preciso, embora seja de bom alvitre utilizar-se de suas idéias nestes casos.

    Você não precisa jogar toda a ciência fora, precisa jogar o que é constatadamente ultrapassado e tosco, e isso inclui espiritismo, pelas mesmas razões que inclui racismo: É anacrônico, metodologicamente ultrapassado, psicologicamente infantil, filosoficamente ERRADO ( naturalismo, comtismo, iluminismo), teologicamente insustentável. Mas vc quer crer no Espiritismo, paciência, há também racistas hoje em dia, problema deles em serem racistas, e problema seu em ser espírita.

  656. Contra o Chiquismo. Diz:

    Otávio Ferreira, nem Freud explica esse Marcos Arduin botaniCUzinho, quase tudo o que vc falou eu já falei pra ele de forma menos rebuscada. Mas mesmo assim ele defende o ‘espíritismo’ e fala que kardec escreveu um monte de ASQ. Muito contraditório. Aliás esse cara é só um TROLL. Não sei pq perco tempo com ele. O Objetivo dele é só fazer confusão, ele não é ‘espirita’ porranenhuma.

  657. Marcos Arduin Diz:

    “Katie King era um espírito materializado pela mediunidade de Florence Cook? Bem, isso é uma asserção dogmática e arbitrária, há todo um universo de outras explicações possíveis para este fenômeno, que não a fraude,”
    - Ótimo! Então comece a desfiar esse UNIVERSO de outras explicações possíveis, pois eu só conheço duas: a do espírito e a da fraude. A segunda, Crookes descartou, muito embora o pessoal cético insista nela, só que sem saber como a fraude teria ocorrido. A do espírito é a que achamos mais plausível, já que o próprio Crookes não quis dar nenhuma explicação.
    .
    “eu disse que o conjunto de conhecimentos filosóficos e científicos adquiridos ao longo da história são, necessariamente, maiores e melhores que o Espiritismo.”
    - Bem, eu diria que o conjunto de conhecimentos científicos é muito maior do que os conhecimentos botânicos… O que não prova que os conhecimentos botânicos sejam ruins. São apenas ESPECÍFICOS para uma determinada área do conhecimento. O Espiritismo é a mesma coisa. Isso pra mim não é nenhum argumento.
    .
    Kardec era maçon? Como sabe disso?
    .
    “A obra completa de Carl Gustav Jung, (…) tudo isso é superior ao Espiritismo em representatividade e significado.”
    - E daí? O Espiritismo veio com a pretensão de ser maior do que isso tudo? Ou de substituir a isso tudo? E sinceramente não sei o que o que você citou tem a ver com o Espiritismo… exceto talvez alguma coisa da Escolástica.
    .
    “As pataquadas…”
    - Bem, esse é um detalhe interessante. Kardec já havia previsto que médiuns poderiam se perder no caminho e falar besteiras ou repassar besteiras que supostamente os espíritos lhes teriam dito. O lance porém é que pataquadas não eliminam o que se obtêm de bom e correto. Como já dizia Kardec: “Por se vender vinho falsificado não se prova com isso que não exista vinho genuíno.”
    .
    “Não importa se era filósofo, psicólogo, escritor, cientista, quando desencarna só repete o mesmo discurso enfadonho. Porque um fisósofo não escreve filosofia, um psicólogo psicologia, um cientista sobre ciência, depois que desencarna?”
    - Sabe, Otávio, o FUNDAMENTAL das comunicações espirituais é demonstrar a continuidade de nossa existência consciente após a morte do corpo físico. Todas as filosofias e religiões que não o Espiritismo, neste particular são da mais lamentável indigência. Kardec mesmo já dizia que os espíritos não podem nos fornecer conhecimentos já prontos, de forma a não termos trabalho para obtê-los. Até porque os espíritos que se comunicam conosco estão no mesmo nível intelectual que nós. Assim então não é muito provável que obtenhamos informações científicas dos espíritos que sejam mais corretas e precisas do que um cientista encarnado obteria.
    .
    O Divaldo e sua mentora NÃO PERDERAM O MISTICISMO. Divaldo, salvo algum desmentido que desconheço, é RUSTENISTA. E eu não sei nada do Tomás de Aquino encarnado para comparar com algum espírito que assinou como se fosse ele.
    .
    O Luiz Gasparetto? Pelo que se diz lá livro do Souto Maior, ele ficou assediando o Chico, na esperança de que ele validasse as telas que ele sujava como coisa autêntica e da boa. Chico ficou só se desviando, pois sabia que ele não passava de um interesseiro que queria lucrar com sua mediunidade. Ele e sua família doida.
    .
    Quem provou que 38% dos universitários são analfabetos funcionais? QUANDO foi feita essa estatística? Sim, pois hoje o lobby dos pedagogos influenciou o governo para que os alunos fossem aprovados por decreto e sem qualquer conteúdo de estudo (eles iriam construir seus conhecimentos…). Mas antigamente a coisa não era assim e os espíritas contavam com mais gente culta em seu meio…
    .
    O espírito NÃO entra no corpo do médium. Se você houvesse estudado o Espiritismo por 20 anos como afirmou, saberia disso. E se a hipótese do inconsciente NÃO PODE SER TESTADA, então ela NADA VALE.
    .
    “Não é a primeira e nem será a última vez que nosso inconsciente MENTE para nós…”
    - É gozação, é? Por que o inconsciente do médium iria coletar informações corretas, mas mentir o médium para este repasse a mentira a estranhos com os quais não tem nenhuma afinidade? E esse inconsciente é controlável? Quemedo e sua tchurma dizem que não, mas do que vejo no Espiritismo, ele é MUITO CONTROLÁVEL…
    E tem mais: durante aquele período onde houve mais investigações científicas em cima dos médiuns, não me consta que das comunicações passadas houvesse alguma pretensão em defender esta ou aquela doutrina.
    .
    “Ora, a quantidade de fraudes, plágios e mentiras encontradas nas obras de Chico Xavier, Divaldo Franco, Hercílio Maes, Zíbia Gasparetto, ALLAN KARDEC, especialmente em Revista Espirita e A Gênese, é suficientemente grande para que se desconfie cabalmente de qualquer idéia que venha desse tal espiritismo”
    - Otávio, faça-me um favor e veja se entenda isso: ROMANCES, POESIAS, CONTOS, PINTURAS, MÚSICAS supostamente vinda de espíritos NADA PROVAM a favor deles. Nem que seus médiuns fossem realmente médiuns. Eu me restrinjo apenas ao limite em que são reveladas coisas, mesmo que nada fantásticas, mas as quais o médium NÃO TERIA COMO SABER (como no caso da Piper). Se o médium não sabia e as revelações obtidas conferem com o que se esperaria obter de determinado falecido, então é muito provável que seja mesmo o espírito do falecido quem repassou essas revelações. Querer apelar para um mágico inconsciente é só tornar as coisas mais complicadas sem benefício nenhum para o entendimento.
    .
    ” É anacrônico, metodologicamente ultrapassado, psicologicamente infantil, filosoficamente ERRADO ( naturalismo, comtismo, iluminismo), teologicamente insustentável.”
    - Talvez haja itens, que tem mais jeito de perfumaria, no Espiritismo que poderiam se encaixar no que listou, mas eu precisaria que o raciocínio fosse desenvolvido para entender porquê o Espiritismo seria tudo isso.

  658. Otávio Ferreira Diz:

    Ele não é troll, Contra o Chiquismo, é apenas um apaixonado por Espiritismo, eu entendo isso, a gente faz o que pode e dá para a pessoa insumos para que ela reflita, é o máximo que dá para fazer. Foi um prazer conversar com vocês e até a próxima.

  659. MARCELO Diz:

    Cara, esse Marcos Arduin é meio burro mesmo!!! Fui buscar algumas postagens para colocar no face e acabei relendo algumas bobagens dele, aí eu vi o quanto o cara é obtuso!!! kkkkkkkkkkk

  660. Otavio Ferreira Diz:

    Voltando…

    “…racismo era científico, totalmente aceito pela comunidade científica… Mas agora sabe-se que é cientificamente injustificável…”

    E os ‘espíritos superiores’ não sabiam disso????

    Parece que não sabiam, Contra o Chiquismo, e esta é provavelmente a maior pedra no sapato dos espíritas. Segundo os mesmos, devemos consultar os Espíritos superiores para que os mesmos nos tragam a verdade e nos livrem dos enganos, mas, como é que eles vão fazer isso se só o que fazem é repetir o que dizia a visão científica daqueles que os consultaram? Ou uma coisa ou outra: -Ou os superiores de fato sabem ou então são apenas papagaios científicos. De modo que, com o perdão da palavra, pergunto: Para que porra serve o espiritismo então?? Que diabos de “espíritos superiores” são esses que não sabem as coisas mais elementares da vida? O Frei Bartolomé de Las Casas, no séc. XV, empenhou toda a sua vida para impedir o abuso e a escravidão dos nativos americanos, por saber que isso era um racismo tosco perpetrado pelas elites européias. Ora, será que no séc. XIX, 400 anos depois, não tinha um raio de espírito da qualidade de um Bartolomé de las Casas? O fato é que, mesmo entre os encarnados, já tinha gente bem superior a Kardec e seus supostos “espíritos superiores”, mesmo antes dele até. Espiritismo: um incomensurável fracasso intelectual.

  661. Otavio Ferreira Diz:

    Tava vendo um pouco da palestra para me divertir um …Cacete, quanta bobagem! E o modo pomposo e empolado que ele fala? Como é que junta tanta gente para ouvir isso, é purgante total! PQP! Que comédia!

  662. Marcos Arduin Diz:

    Bem, Sr Otávio, Imperador de Roma…
    Conforme eu disse, os tais “espíritos superiores” (que sabemos não serem aqueles que estavam prestes a virar espíritos puros) tinham e têm até hoje uma limitação: nosso nível de conhecimento. Como demonstrar a validade de algo que contradiz o que é dito pela Ciência e “confirmado pela realidade” da época contemporânea da Humanidade? Você sabe me dizer?
    .
    Ah! Então a zelites europeias quiseram escravizar os indígenas POR RACISMO? Ou será que porque este era o único sistema econômico que conheciam para ficarem mais ricas? O Bartolomé aí chiou contra a escravidão dos indígenas? Será que ele fez isso porque estaria condenando o racismo? Conta direito essa história… Até os abolicionistas ERAM RACISTAS!
    E a negada? O Bartolomé não falou nada da escravidão dos negros? Enquanto avançava pela costa africana, os portugueses já escravizavam africanos… E não foi o Padre Antônio Vieira que disse que era muito melhor ser um negro escravo catequizado no Brasil do que ser livre e pagão lá na África?
    .
    E escravidão por escravidão, veja lá o que Kardec (ou os espíritos) disseram sobre ela no LE.
    E já contei por aqui, Sr Otávio, mas acho que você não conhece, então vou repetir o lance envolvendo Anália Franco. Essa madame era uma educadora espírita e em 1908 montou uma escolinha para crianças pobres na catolicíssima cidade onde moro, São Carlos – SP. Pois ela quase foi expulsa daqui por ter cometido uma indecência INADMISSÍVEL: nessa escolinha, crianças brancas e negras ESTUDAVAM JUNTAS. Pode uma coisa dessas?
    Então me explique essa, Sr Otávio. Você está me falando da pobreza filosófica e teológica do Espiritismo e ainda falando do racismo, que não foi invalidado pelos “espíritos superiores”, etc e tal, mas aquela educadora espírita NÃO VIU nenhum problema em juntar crianças brancas e negras numa mesma escola. Já a catolicíssima sociedade sãocarlense, seguidora de uma fé tão rica filosofica e teologicamente falando, achou isso uma indecência inadmissível.
    Que me diz disso?

  663. contra o chiquismo Diz:

    “Marcos Arduin Diz:
    janeiro 14th, 2013 às 05:21

    Bem, Sr Otávio, Imperador de Roma…
    Conforme eu disse, os tais “espíritos superiores” (que sabemos não serem aqueles que estavam prestes a virar espíritos puros) tinham e têm até hoje uma limitação: nosso nível de conhecimento.”

    MAS TU ÉS BURRO HEIN? LÁ NO LIVRO DOS ESPIRITOS ESTÁ ASSIM A ESCALA DOS ESPIRITOS:

    1.ª ordem – Espíritos Puros

    Classe única – Neles a matéria não exerce mais nenhuma influência. São praticamente puro espírito. Há superioridade intelectual e moral absoluta.

    LEU? SUPERIORIDADE INTELECTUAL E MORAL ABSOLUTA!
    ESSES FORAM O QUE DITARAM OS ‘ASQ’ A KARDEC QUE VC TANTO DEFENDE.

    NÃO SE ESQUEÇA QUE TODA A OBRA DE KARDEC FOI REVISADA PELO ‘ESPIRITO DA VERDADE’. O ‘ESPIRITO DA VERDADE’ FOI QUEM APROVOU ISSO. AGORA VOU ESPERAR A SUA IRONIA NO PRÓXIMO POST. [Editado]+ [Editado]!

  664. Marcos Arduin Diz:

    pró chilicoso, confira lá no LE o que se diz sobre ESPÍRITOS SUPERIORES e quando aprender a interpretar um texto, procure saber os possíveis significados de quando palavras são colocadas entre aspas. Se eu disse “espíritos superiores”, assim com aspas mesmo, não me referi aos espíritos da segunda classe apresentada no LE e sim àqueles que apresentam uma LIGEIRA superioridade moral e/ou intelectual sobre a craveira comum dos encarnados.

  665. contra o chiquismo Diz:

    “Marcos Arduin Diz: Kardec era maçon? Como sabe disso?”

    http://doutrinaespiritananet.blogspot.com.br/2011/10/espiritismo-e-maconaria.html

    http://images.livrariasaraiva.com.br/imagem/imagem.dll?pro_id=1709512&L=500&A=-1&PIM_Id=

    E segundo os chiquistas e o “movimento espirita’ brasileiro cx era kardec sim. Vai desmentir o baccelli?

    http://www.livrariapontodeluz.com.br/livpontodeluz/imagens/livros/3718.jpg

  666. contra o chiquismo Diz:

    Aprenda vc a interpretar textos! Eu disse que a obra de Kardec foi REVISADA E APROVADA PELO ESPÍRITO DA VERDADE! Não importa se foram espíritos superiores, medianos, zombeteiros, batedores. O MAIOR DE TODOS APROVOU O QUE ELES DITARAM A KARDEC.

  667. Gorducho Diz:

    O Professor não estuda Espiritismo. Está explícito no LE (original), negrito meu:
    Múltiplos Espíritos concorreram simultaneamente a estas instruções, às quais todos assistiam, tomando alternadamente a palavra e falando um em nome de todos. Entre os que animaram personagens conhecidas citaremos Jean l’Évangéliste, Socrate, Fénelon, saint Vincent de Paul, Hannemann, Franklin, Swedenborg, Napoléon Ier; outros habitam Esferas as esferas as mais elevadas e nunca viveram na Terra, ou aqui apareceram em época imemorável. Concebe-se que duma tal reunião somente poderiam resultar palavras graves e impregnadas de sabedoria; e esta sabedoria nunca se desmentiu um só momento, e nunca uma palavra equívoca e inconveniente lhe maculou a pureza.
     
    “NOTE XVII. — (N° 500.) Multiples esprits ont concouru simultanément à ces instructions auxquelles tous
    assistaient, prenant tour à tour la parole, et l’un d’eux parlant au nom de tous. Parmi ceux qui ont animé des personnages connus, nous citerons Jean l’Évangéliste, Socrate, Fénelon, saint Vincent de Paul, Hannemann, Franklin, Swedenborg, Napoléon Ier; d’autres habitent les sphères les plus élevées et n’ont jamais vécu sur la terre, ou n’y ont paru qu’à une époque immémoriale. On conçoit que d’une telle réunion il ne pouvait sortir
    que des paroles graves empreintes de sagesse ; aussi cette sagesse ne s’est jamais démentie un seul instant, et jamais un mot équivoque et inconvenant n’en a souillé la
    pureté.

  668. Gorducho Diz:

    Pelo que percebo, O Espírito de Verdade passa a participar explicitamente a partir da 2a. edição. Portanto, pelo menos a partir dessa, revisou e aprovou os Ensinamentos.
    Aparentemente o Napoleão Bonaparte retirou-se (ou terá reencarnado?).

  669. Marcos Arduin Diz:

    Ah! Então o Divaldo Franco, o mesmo que diz a menina citada neste tópico morreu, mas continua viva e que maias eram o mesmo que astecas, agora merece credibilidade quando quer misturar Espiritismo e Maçonaria? Como é que o Otávio chama mesmo essa seletividade? E se ninguém sabe a que loja maçônica o Kardec foi filiado, então como sabemos que foi maçon? Não que isso fosse um desdouro, mas qual a prova?
    .
    Se vou desmentir os chiquistas e o Baccelli? Claro que vou: ele não passam de um bando de BANANAS. E que “movimento espírita” é esse ao qual se refere? Aos puxassacos do Baccelli e os chiquistas?
    .
    Mas quem disse que o Espírito da Verdade era um Espirito Superior (o da segunda ordem) e, pior ainda, que era o maioral de todos? Esses ex-espíritas tão estudiosos já nem me decepcionam mais… Quando algum se apresenta assim, já sei o que encontrarei.
    .
    Ô Balofo! E porque essa nota está lá e porque Kardec pensou assim eu sou OBRIGADO, por aceitar o Espiritismo, também aceitar essa nota pelo seu valor de face? Temos aí uma lista de espíritos, que eventualmente animaram gente famosa, mas e daí? A fama faz deles espíritos isentos de erros? A qual sabedoria que não se desmentiu (ao menos em sua época) Kardec se refere?
    .
    Lá no Livro dos Médiuns, Kardec afirma ter recebido alguma mensagem de Napoleão, cujo estilo seria o de uma pessoa culta, e compara essa mensagem com a de um outro Napoleão, que faltaria muito disso. E diz ironicamente no final: esta mensagem deve ter sido escrita por algum soldado de Napoleão…
    De qualquer forma, o espírito de Napoleão poderia sim nos passar ensinamentos. Mas está muito endividado pelas mortes que causou e certamente vai ter de passar MUITO TEMPO até um dia poder alcançar a condição de Espírito Superior…

  670. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marcos Arduin Diz: Mas quem disse que o Espírito da Verdade era um Espirito Superior (o da segunda ordem) e, pior ainda, que era o maioral de todos? ”

    TÁ LÁ NO “LE” :

    Sobre Esta Obra

    …Este livro é, portanto, o resultado de um trabalho coletivo e conjugado entre o Céu e a Terra.
    …A 16 de março de 1860, foi publicada a segunda edição deste livro, inteiramente revisto, reestruturado e aumentado por Kardec, sob orientação do Espírito de Verdade, que, desde a elaboração da primeira edição…

    ESTÁ EM ‘A GENESE’ :
    Ora, como é o Espírito de Verdade quem preside ao grande movimento da regeneração, a promessa do seu advento se encontra realizada, porque, de fato, é ele o verdadeiro Consolador. (A Gênese, item 42, IDE, p. 31).

    Na Revista Espírita 1861 (p. 169) :

    um trecho da carta do Sr. Roustaing, de Bordeaux, a Kardec:
    Agradeço com alegria e humildade esses divinos mensageiros por terem vindo nos ensinar que o Cristo está em missão sobre a Terra, para a propagação e o sucesso do Espiritismo, essa terceira explosão da bondade divina, para cumprir esta palavra final do Evangelho: ‘Unum ovile et unus pastor’, por terem vindo nos dizer: ‘Não temais nada! O Cristo (chamado por eles Espírito de Verdade), a Verdade é o primeiro e o mais santo missionário das idéias espíritas’.

    Em 21 de novembro de 1862, de Antoine (Espírito que foi o pai de Kardec):
    Aquele, diz-se, que tiver resistido a essas tristes tentações, pode não esperar a mudança dos decretos de Deus, os quais são imutáveis, mas contar com a benevolência sincera e afetuosa do Espírito de Verdade, o Filho de Deus, o qual saberá, de maneira incomparável, inundar sua alma da felicidade de compreender o Espírito de justiça perfeita e de bondade infinita, e, por conseqüência, salvaguardá-lo de toda nova armadilha semelhante. (Revista Espírita 1862, p. 343).

    SE ESSE NÃO FOI O MAIOR DE TODOS…

    VC PRECISA ESTUDAR MAIS O ‘ESPIRITISMO’. SE VC DIZ QUE O “ESPIRITO DA VERDADE” É FRACO IMAGINA O RESTO. BOM MESMO É O MENTOR ‘ESPIRITUAL’ DA TUA CASA CHIQUISTA NÉ , O PADRE ZABEU.

  671. Contra o Chiquismo. Diz:

    MAIS UMA VEZ:

    FANÁTICO

    CEGO

    CRENTE

    RELIGIOSO

    E

    SECTÁRIO.

  672. Contra o Chiquismo. Diz:

    +
    RACISTA NOJENTO
    E
    DRAG QUEEN.

  673. Otavio Ferreira Diz:

    O Arduin raciocina de modo metonímico e digressivo, ele mistura tudo, os fatos com as pessoas, as coisas com as idéias, puxa assunto que não tem nada a ver com o que se está falando, não tem poder de síntese nem foco, é uma pessoa intelectualmente muito mal dotada, mas não é por falta de capacidade não, é por falta de estudo, leitura e reflexão, não vou mais perder tempo com este sujeito, dar corda em relógio quebrado não é minha praia.

  674. Otavio Ferreira Diz:

    Ah, e fora o fato de se dizer espírita e não saber que o tal “espírito da Verdade” é um tal espírito puro…Nem de espiritismo ele entende, é néscio.

  675. Marcos Arduin Diz:

    “Este livro é, portanto, o resultado de um trabalho coletivo e conjugado entre o Céu e a Terra.”
    - Força de expressão esse “Céu” aí. Afinal se ele já havia se mancado de que o tal “Céu” não era o Céu dos cristãos…
    .
    “o Espírito de Verdade quem preside ao grande movimento…”
    - Isso é prova de que se trata de um Espírito Puro ou Espírito Superior?
    .
    “um trecho da carta do Sr. Roustaing, de Bordeaux, a Kardec”
    - Carta de quem? Do J. B. Roustaing? Aquele que teve o privilégio de conversar com os espíritos dos evangelistas e ainda ter o apoio dos espíritos dos outros apóstolos e ainda do de Moisés e com isso ter escrito a espúria obra “Os Quatro Evangelhos”? Que inclusive contradiz o Espiritismo?
    Não tem gente de melhor estofo para apresentar, não, seu pró-chilismo?

  676. Marcos Arduin Diz:

    Então adeus, Otávio, Imperador de Roma. Uma pena… Tinha esperança de que você, ao menos, poderia me apresentar aquele Universo de possibilidades que explicariam o que se passou com Crookes e Cook, excluindo fraude e espíritos…
    .
    Não deve ter sido o Espiritismo (já que tem muito espírita babão…), deve ter sido o meu treino como cientista que fez de mim uma pessoa desconfiada e indisposta a aceitar declarações enfáticas como prova de alguma coisa. Preciso antes saber se há alguma coisa que sirva de evidência ou apoio às ditas afirmações enfáticas.
    .
    Se Kardec achou que seu trabalho foi supervisionado por Espíritos Superiores, pois não viu erro ou contradições no que recebeu, era um direito dele pensar assim. Mas depois de cento e tantos anos, constatam-se erros evidentes, pontos que mereçam reparos. Daí então fica estranho que os Espíritos Superiores, aqueles lá da Segunda Ordem, tenham deixado passar essas falhas. O mais lógico, PERMANECENDO DENTRO DO ESPIRITISMO, é supor que seriam “espíritos superiores”, ou seja, espíritos ligeiramente mais avançados do que a craveira comum dos encarnados, mas não tanto.
    .
    Kardec cometeu também os seus enganos… Como se isso fosse um GRANDE PECADO que inutilizaria toda a sua obra. Até parece que houve algum filósofo, cientista ou pensador qualquer que não houvesse errado nunca…
    .
    Realmente não sei porquê essa gente se escandaliza comigo por eu pensar assim e exigem que eu seja fanático babão e fique repetindo feito um gravador o que foi dito por qualquer babaca só porque este se diz espírita…
    .
    Uma pena.

  677. Gorducho Diz:

    O Sr. está QUASE chegando lá, Professor. Vou ajudá-lo:
     
    Daí então fica estranho que os Espíritos Superiores, aqueles lá da Segunda Ordem, tenham deixado passar essas falhas. O mais lógico é supor que … não teve espírito nenhum!

  678. Fabiano Diz:

    Não há como negar as observações que aqui, neste blog, podemos fazer. 1) Que os administradores do blog têm uma visão católica e têm, também, o objetivo puramente de atacar o espiritismo. 2) Que os comentaristas aqui pouco ou nada querem saber de catolicismo, seja brasileiro ou romano. 3) Que o espiritismo é o combustível que mantem este blog vivo. 4) Que comentaristas, como o Marcos Arduin, são as pessoas que fornecem tal combustível aqui e que sem eles, esse blog já estaria “empacado”, não saindo do lugar. A não ser que a turma católica ficasse todo tempo “empurrando” o blog pelas avenidas da cidade científica ou pelos despenhadeiros da ignorância, acreditando que assim pudessem fazer viagens de longa distância sem se cansarem rapidamente.
    -
    “Contra o qualquer coisa menos o espiritismo”, e demais, tratem o Marcos Arduin de uma forma mais respeitável, já que é ele quem oferece o combustível que fornece o impulso aqui. Se ele for para outro “posto”, este “posto” aqui fica sem “frentista”. E não sabemos se os administradores deste “posto” poderão encontrar outro “frentista” que faça o trabalho de forma tão dedicada, como vem fazendo o Marcos Arduin. OBS: As palavras entre aspas tem a mesma conotação das palavras entre aspas de outros textos. Ok?
    -
    O Otavio Ferreira já cansou? Ele tentou fazer uma publicidade de um combustível novo, que parecia querer dar mais rendimento por litro consumido. Otavio, continue apresentando seu combustível ou vamos pensar que é mais um “empurrador de carros” aqui. Será que o seu combustível é capaz de dar uma melhor propulsão a este blog? Tudo bem, você pode querer dizer que este não é o seu objetivo aqui, mas acredito que ninguém te obrigou a vir aqui a querer colocar água no combustível dos outros, não é verdade? Cutucou, agora aguenta.

  679. contra o chiquismo Diz:

    Gorducho, foram então os espíritos zombeteiros que ditaram a obra a kardec já que os ‘espiritos puros’ passaram longe da codificação.

    O Sr. está QUASE chegando lá, Professor. Vou ajudá-lo:
    deixa eu puxar o pino… 1,2 ,3,4… segura aqui só um instante … deixa eu correr!!!!!!! BUUUUUUUUUUMMMMMM!!!!!!!
    Ih… pedaços de um botaniCUzinho voando pra tudo que é lado…

  680. contra o chiquismo Diz:

    “Marden diz:“Contra o qualquer coisa menos o espiritismo”, e demais, tratem o Marcos Arduin de uma forma mais respeitável,”…

    Vai pro inferno merden! Um cara que xinga os outros merece que respeito? Um cara que vive estudando uma obra ditada por espíritos de 3ª tem noção de que?

  681. Gorducho Diz:

    A Codificação foi ditada por Gobelins.

  682. Fabiano Diz:

    Racismo no espiritismo? Uma boa estratégia utilizada pelos católicos deste blog, para difundir sua teologia da libertação. Querem se libertar do espiritismo, mesmo que para isso tenham que inventar as mais escalafobéticas teorias? Não sabem analisar o contexto histórico de uma época?
    -
    E se eu lhes disser que moralmente é errado tirar os índios de suas terras para a construção de hidrelétricas e que no entanto vocês utilizam em vossas casas energias vindo destas fontes? De que é moralmente errado destruírem os índios para em seu lugar colocarem lá, nas suas terras indígenas, rebanhos de gado para saciar a vossa fome (ham)burguesa? De que é moralmente errado destruir a biodiversidade de um local para plantar monoculturas de soja transgênica que os senhores consomem ou que alimentam rebanhos ou seus carros? Por acaso têm vocês uma melhor moral? E esses crimes morais não estão sendo cometidos por muitos homens, também de ciência, nos dias atuais? Conseguem enxergar agora o problema do racismo que para aquela época não era tido como um racismo de forma generalizada?
    -
    Tudo bem que houve padres ou frades que lutaram pelo direitos dos índios, dos negros ou de qualquer outro ser humano. Mas estes, acima de serem católicos, eram cristãos. Há muitos cristãos que não são católicos, assim como há muitos católicos que não são cristãos. E agora, para que a justiça seja feita, não foi Bartolomeu de las casas quem defendia os índios e sim António de Montesinos. Como vocês podem ver aqui no sermão de 1511 contra a escravização dos índios: http://youtu.be/3iYilYIBh_0
    -
    Vejo que Marcos Arduin, honestamente defende suas convicções, admitindo falhas e inclusive abdicando da monopolização do espiritismo. E ainda assim querem achincalhar este homem que aqui vem defender suas ideias. E vocês que não sabem defenderem suas ideias, já param logo no meio do caminho. Estão aqui recitando bulas papais ao invés de irem a campo pesquisar. Porque não refutam o caso da Piper já diversas vezes defendida pelo senhor Marcos Arduin? Se não conseguem, então tomem tento.

  683. Fabiano Diz:

    Contra o qualquer coisa menos o espiritismo – você fez bem em buscar fontes que apontam para o fato de que Kardec possa ter sido um maçom e Arduin contestou a legitimidade destas fontes, dizendo que não há registros em lojas maçônicas que validem estas informações. Neste caso o ônus da prova continua recaindo sobre quem afirma que Kardec era maçom, pois não basta apresentar qualquer fonte. Sei que não foi você quem fez tal afirmativa e sim o Otavio. Seria bom então, caso você não conseguir encontrar uma fonte confiável, como da própria entidade maçônica, ou que pedisse explicações para o Otavio, pois afinal foi ele quem fez tal afirmação e assim, vocês, acabariam por esclarecer o Arduin.

  684. Otavio Ferreira Diz:

    Eu concordo com o Fabiano, Marcos Arduin é quem fornece mais combustível aqui, e ele vem na forma de gases flatulentos, são deveras inflamáveis, mas devo declinar em continuar a estimular a expulsão desses gases, por motivos óbvios. Infelizmente, prescindimos do Sr. Arduin, ele não é, apesar de todos os seus gases, o “combustível que move este blog”, ele é apenas o cara que solta gases como ninguém e torna as coisas um pouco mau-cheirosas, nada mais.

  685. Marcos Arduin Diz:

    Balofo, eu acreditaria que não houve espírito algum se não houvesse os “causos” em que só a intervenção deles explicaria a situação observada. Se parentes de um falecido reconhece a letra, a forma de expressar, etc e tal que seriam típicas daquele falecido… Se a hipótese dos espíritos explicam melhor essa situação, por que não poderiam também nos passar ensinamentos diversos, mesmo que eventualmente errados em parte?

  686. Otavio Ferreira Diz:

    E quanto a Allan Kardec ter sido maçom, isso é de domínio público entre qualquer pessoa que estude espiritismo e sua história, como se encontra no Portal do Espírito, um dos maiores sites espíritas do Brasil:

    http://www.espirito.org.br/portal/doutrina/kardec/allan-kardec-macom.html

    “Hippolyte Léon Denizard Rivail (Lyon, 3 de outubro de 1804 — Paris, 31 de março de 1869) mais conhecido pelo seu pseudônimo Allan Kardec, teria sido iniciado na Grande Loja Escocesa Maçônica de Paris. Suas obras teriam, principalmente na parte inicial, introdutória, muitos termos do jargão maçônico e da doutrina maçônica.”

    Enfim, estamos discutindo com espíritas que sequer estudaram o espiritismo e seu codificador. E ainda passamos por mal-educados e mentirosos. Sinto vergonha alheia por vocês: Marcos Arduin e Fabiano.

  687. Marcos Arduin Diz:

    Grato Fabiano, mas o que me incomoda não é a falta de educação e compostura de certos caras por aqui. O que mais me incomoda é a ignorância deles quanto aos fatos. O Imperador de Roma, por exemplo, fala de inúmeras coisas que explicariam o que se vê no Espiritismo e em pesquisas mediúnicas, mas não apresenta nenhuma e nem justifica porque seriam explicações mais consistentes.
    .
    E depois me chamam de fanático por não sair da minha posição.

  688. Otavio Ferreira Diz:

    “Se parentes de um falecido reconhece a letra, a forma de expressar, etc e tal que seriam típicas daquele falecido… ”

    E se o tal falecido fosse uma pessoa viva? Você por acaso leu o livro obrigatório a todo espírita: Comunicações mediúnicas entre vivos? De Ernesto Bozano? Se sim, vai saber que este fenômeno que você atribui a “espiritos”, também acontece com pessoas vivas, ou seja, o cara vai num centro, o médium diz coisas de um amigo que ele nunca mais viu, diz coisas que só eles sabiam, assina a assinatura do “falecido” e depois se descobre que o tal falecido está vivinho da silva! Isso não te prova que o fenômeno mediúnico é muito mais um fenômeno consciencial do que espiritual? Como então vc explica o fato?

  689. Otavio Ferreira Diz:

    Arduin, vc já demonstrou ignorância plena em pelo menos 2 assuntos: 1-Que Kardec era maçom, 2-Que fenômenos mediúnicos podem ser explicados pela psicologia, como provam os experimentos de Ernesto Bozzano e outros autores. Ainda que não se prove que as explicações psíquicas sejam melhores que as espirituais, você está completamente centrado num dualismo abdsurdamente ignorante: Ou é fraude ou é espírito! Nada a ver, se você abrir o leque de possibilidades, vai ver que existem pelo menos umas 5 vias de explicação para os fenômenos que vc diz ser espíritas, incluindo o de Crookes e Piper. Quer conhecer estas explicações? Comece pelo Bozano, depois siga outros mestres, como Charles Richet, Morris Netherton, e outros. É um universo muito grande, solte-se do espiritismo um pouco e navegue em outras águas, esta água pouco oxigenada do espiritismo está te intoxicando.

  690. Marcos Arduin Diz:

    Mais do mesmo: um historiador disse isso, outro disse o mesmo isso… Mas nenhum deles têm documentos comprobatórios.
    Sendo assim, temos NADA. Eventualmente Kardec pode até ter visitado alguma loja maçônica em sessões abertas ao público… O que não significa que se tornou maçon por conta disso.
    .
    Autores CRISTÃOS, que são contra a maçonaria, fazem questão de incluir Kardec no meio dela e assim garantir a ojeriza do rebanho contra a figura do Codificador. Falam que Kardec foi maçon da Grande Loja Escocesa de Paris em grau 33 (o grau máximo… se bem que em outra publicação cristã, específica sobre a maçonaria, é dito que este grau é apenas HONORÁRIO…).
    .
    Já disse que o fato de Kardec ter sido maçon não seria nenhum desdouro para ele. Pertencer à Maçonaria podia ser crime para fé cristã, mas não para as leis francesas da época… E se Kardec foi maçon, deixou de sê-lo quando se tornou o Codificador.
    .
    Para mim, dizer que foi maçon apelando para o que outros disseram sem provas, é o mesmo que dizer que foi médico (nunca foi, mas seu biógrafo Henri Sasse afirma que defendeu uma tese em Medicina e com MUITO BRILHO… Mas não disse o nome da tese, nem da faculdade, nada) e Leymarie (em quem Sasse se baseou) também disse que Kardec foi ADVOGADO.
    E aí senhores crédulos? Vão concordar que Kardec foi médico e advogado por alguém disse que foi?

  691. Otavio Ferreira Diz:

    Mais do mesmo: um historiador disse isso, outro disse o mesmo isso… Mas nenhum deles têm documentos comprobatórios.
    Sendo assim, temos NADA.

    PQP! Agora até os sites espíritas, estudiosos espíritas e historiadores espíritas estão errados só porque o Arduin não concorda!!! Eu não sei onde terminda a incompetência e onde começa a má fé do Sr. Arduin, que, para atestar suas idéias, contesta veementemente os textos de seus confrades espíritas, querendo colocar dúvidas não apenas no que dizemos nós, que não acreditamos no espiritismo, mas nos arautos da própria doutrina. Onde é que tem “documento comprobatório” de qualquer manifestação espírita a não ser o texto simples dos tais “mediuns”? Tem que registrar em cartório? Então sinto muito, estamos errados sim: Não temos comprovar que Kardec era maçom, pois não há registros em cartórios, assim como não há registros da veracidade de qualquer um dos fenômenos espíritas, já que, pelo que eu saiba, não há como oficializar legalmente uma comunicação espírita, logo, estamos errados mesmo, mas, sinto dizer, o Espiritismo está TODO ELE, mais errado ainda.

  692. Marcos Arduin Diz:

    Há alguma lei no Espiritismo dizendo que o profitente espírita é OBRIGADO a aceitar o tudo que qualquer site que se apresente como espírita diz? Ô meu! Felizmente não somos testemunhas de jeová, viu? Esses pobres coitados só podem crer e dizer aquilo que o verdadeiro Jeová Deus (= Corpo Governante) diz.
    E eu não disse que os historiadores estão errados: apenas disse que NÃO PROVARAM que Kardec foi maçon e eles próprios admitem não terem provas disso. É tudo na base da suposição porque SUPOSTAMENTE (também não provaram isso) Kardec haveria tido contado com gente e sociedades místicas…
    .
    E você que disse ter estudado o Espiritismo por 20 anos nunca topou com sites discordantes, com literatura discordante, nem gente dizendo e pregando besteiras… Pelo jeito você e os outros aí só toparam com babacas e deslumbrados e quando topam com um crítico como eu, ficam completamente confusos e perdidos, pois nunca imaginaram que esse tipo de pessoa pudesse existir.
    .
    Uma coisa nada tem a ver com a outra, Imperador de Roma. Como sei que Crookes fez os experimentos que disse ter feito? Por que ele PUBLICOU o que fez. Então o documento EXISTE. Sabemos que Crookes existiu, que os médiuns que ele estudou existiram, que as testemunhas que ele citou também… Muito diferente de: “Kardec foi maçon porque… alguém disse que foi.”

  693. Vitor Diz:

    Fabiano,
    comentando:
    .
    01 – “Não há como negar as observações que aqui, neste blog, podemos fazer. 1) Que os administradores do blog têm uma visão católica e têm, também, o objetivo puramente de atacar o espiritismo.”
    .
    Como você pode dizer isso se em todos os posts eu escrevi: “Isso não é uma defesa da Doutrina Católica. Não acredito que Maria pariu virgem muito menos que continuou assim após o parto; que Jesus multiplicou pães e peixes, etc. Também abomino a discriminação que é feita contra homossexuais (ao dizer que homossexualismo é pecado) bem como a propaganda feita contra o aborto, o incentivo ao não uso de camisinha e afins.”
    .
    Não é a primeira vez que você me acusa disso. Se continuar, será moderado ou mesmo banido. Eu estou simplesmente apresentado FATOS para que o movimento cético não fique perpetuando MITOS. Em nenhum lugar você encontrará aqui defesa da Doutrina Católica. Apenas a defesa da boa História.

  694. Otavio Ferreira Diz:

    O fato de Kardec ser maçom ou não, não é mérito ou demérito, é algo que é citado por alguns autores ESPÌRITAS e possivelmente verdadeiro. Foi VOCÊ quem criou uma polêmica inútil e anódina envolvendo este dado, sem nenhuma necessidade, nem nenhum objetivo, e agora vem dizer que nós é que ficamos confusos? Ora, vc é o mestre da confusão! Digressivo, metonímico, turvo, polemista em assuntos secundários, malogrado defensor de uma doutrina espúria, deselegante, ridícula mesmo, como a de kardec, baseada em petições de princípio como a filosofia naturalista. Você se acha um “crítico”?? Não, vc é apenas um desesperado defensor da doutrina natimorta dos ex-píritos, uma aberração intelectual do Séc XIX que insiste em fazer adeptos nos países onde medra e abunda a estupidez e a ignorância, mas não se sinta sozinho, também há o pessoal da Teosofia, da Eubiose, da Nova Era, o pessoal da cromoterapia e dos cristais que curam….É tudo um maravilhoso mundo do faz-de-conta onde as pessoas maximizam o “wishful thinking” até as suas mais altas possibilidades.

  695. contra o chiquismo Diz:

    Viu Otávio Ferreira? Não tem outra explicação, é TROLL!
    Só quer zuar com a gente. É inadmissível tamanha incoerência, até mesmo um fanático já teria suas convicções seriamente abaladas e teria deixado de vir aqui por se sentir mal.

  696. contra o chiquismo Diz:

    “Marcos Arduin Diz: Felizmente não somos testemunhas de jeová, viu? Esses pobres coitados só podem crer e dizer aquilo que o verdadeiro Jeová Deus (= Corpo Governante) diz.”

    Vc tem prova de que a Testemunha de Jeová é isso que vc fala? Prova que são pobres coitados? São mais felizes do que muitos ‘espiritas’ depressivos que conheci por aí.

  697. Otavio Ferreira Diz:

    Concordo, Contra O Chiquismo, infelizmente.

  698. contra o chiquismo Diz:

    Eu provo pq os que conheço levam uma vida bem produtiva e alegre. Ao contrário de muitos ‘espiritas’ que conheci e conheço felizes por estarem doentes pq a doença é ‘uma benção do Alto’ e estão assim resgatando um débito de outras vidas. Agradecem a Deus por estarem doentes.

  699. contra o chiquismo Diz:

    Olha como é bom estar doente segundo os ‘espiritas ‘ de porco:

    “A “dor é uma benção que Deus envia aos seus eleitos”. É aguilhão, forja, fornalha, lapidaria, crisol e rútila. É agente de progresso, moeda luminosa, “lixívia que saneia e embranquece a alma enodoada pelos mais hediondos crimes”. É “agente de fixação, expondo-nos a verdadeira fisionomia moral”. É “valioso curso de aprimoramento para todos os aprendizes da escola humana”. É “o instrumento invisível que Deus utiliza para converter-nos, a pouco e pouco, em falenas de luz”. É “nossa companheira – lanterna acesa em escura noite – guiando-nos, de retorno, à Casa do Pai Celestial”. (Equipe Feb, 1995)”

    mais, não podia faltar CX dando pitaco e chamando doença de benção:

    livro O Evangelho de Chico Xavier Carlos Baccelli

    “A doença é uma espécie de escoadouro de nossas imperfeições; inconscientemente, o espírito quer jogar para fora o que lhe seja estranho ao próprio psiquismo.”

    Na realidade, toda doença no corpo é processo de cura para a alma.”

    Ou seja, quem tem saúde, táfudido na próxima encarnação!

  700. Otavio Ferreira Diz:

    É verdade , contra o chiquismo, e este é só um dos inúmeros problemas dos espíritas. Você já reparou que, quando um espírita vê um mendigo muito sujo na rua, ou uma pessoa com deficiência física ou mental, imediatamente ele diz para si, ou mesmo para os outros: Esse aí foi suicida, assassino ou estuprador na vida passada! Eu já ouvi isso de inúmeros espíritas! Agora, pergunto: Que direito os espíritas tem de ficar fazendo julgamentos sobre o comportamento moral das pessoas? Mesmo sabendo que esse negócio de vidas passadas é uma balela, é evidente que os espíritas vivem suas vidas fazendo julgamentos morais das pessoas tendo como base o sofrimento delas, e isso é de uma LEVIANDADE sem tamanho! Já reparou também que este julgamento é sempre auto-excludente: O espirita diz: eu sou limpinho, tenho casa, comida, físico perfeito, então eu fui uma boa pessoa na vida passada e não um mal-feitor. Eu não acredito nesta balela de vidas passadas e acho de extremo mau gosto que os espíritas vivam suas vidas tendo este parâmetro tão leviano para coordenar seus pensamentos e seu julgamento do mundo e das pessoas, eles é que são mendigos intelectuais, levianos, julgadores, hipócritas.

  701. Marcos Arduin Diz:

    Bem, Imperador de Roma…
    Quem foi mesmo que disse primeiro neste blog que Kardec foi maçon? Se alguém AFIRMOU ISSO, então lhe cabe o ônus da prova. Se não há prova alguma, então a PRUDÊNCIA manda que nada se afirme nesse sentido. Se não há mérito, nem demérito, não fede, nem cheira o fato de Kardec ter sido ou não maçon, então temos aqui uma AFIRMAÇÃO INÚTIL. Por isso não reclame da minha polêmica, já que não gosta de ser contestado.
    .
    E lá vem a mistureba de conceitos e de esoterismo… Tá só faltando fazer como vários dos autores cristãos que li: junte tudo isso no mesmo saco e rotule de ESPIRITISMO. Tosco!
    .
    Sabia, seu pró-chiliquismo, que a Torre de Vigia DETERMINOU que todos os tjs que tivessem páginas na internet que as FECHASSE SOB PENA DE EXCOMUNHÃO? E sabem no que resulta a excomunhão por parte da liderança desse grupo religioso? Resulta no seguinte: o excomungado torna-se um pária para o grupo. Os amigos, vizinhos, parentes não podem mais falar com ele. Seus filhos ou pais ou irmãos NÃO PODEM mais falar com ele caso não morem na mesma casa. No máximo é permitido apenas tratar dos “negócios necessários”. Se a família for a uma pizzaria, o excomungado não pode ir junto, pois não é permitida a presença do excomungado em situações sociais. Daí então eu lhe pergunto como pode ser feliz uma pessoa, sendo obrigada a seguir essa fé, mesmo não crendo em mais nada dela, mas permanece, pois será condenado ao ostracismo se sair?
    .
    Gozado esses ex-espíritas que ouviram tantos absurdos de espíritas que conheceram… Como é que nunca topei com nenhum que falasse dessas besteiras? Não sei o contexto do escrito da FEB, mas o do Baccelli é só fraude.

  702. contra o chiquismo Diz:

    E quando cai um avião? É pra não ter pena pq pagaram tudo o que deviam nesse resgate coletivo. Os ‘espiritas’ até se alegram vendo os destroços e chamas pq a justiça foi feita e tem um monte de explicação pra tudo!

    Cuidado, a Gol, Tam, Air France, etc possuem máquinas de justiça divina! Os operários da Boeing, Airbus, Embraer, etc são instrumentos das mãos de Deus encarregados de nessa encarnação construir máquinas sinistradoras. Esses operários foram vítimas de massacres dos passageiros que vão se estabacar nas aeronaves que eles constroem.
    Essa é a ‘divina justiça espirita’ sem tirar nem por.

    Ah, e CX diz que Andre Luiz vai socorrer um avião acidentado e que existem até ‘espiritos socorristas’ com especialidade de resgates em baixo da água!!!!!!
    RESGATES COLETIVOS de A luiz:
    Apelo urgente da Terra pedia auxílio para as vítimas de um desastre aviatório…
    Sob a crista de serra alcantilada e selvagem, destroços de grande aeronave guardavam consigo as vítimas do acidente…
    Contudo, amigos espirituais, abnegados e valorosos, velavam ali, calmos e atentos…
    http://www.institutoandreluiz.org/al_resgates_coletivos.html

  703. contra o chiquismo Diz:

    Marcos Arduin Diz: E sabem no que resulta a excomunhão por parte da liderança desse grupo religioso? Resulta no seguinte: o excomungado torna-se um pária para o grupo. Os amigos, vizinhos, parentes não podem mais falar com ele. Seus filhos ou pais ou irmãos NÃO PODEM mais falar com ele caso não morem na mesma casa.

    VC É MENTIROSO! PODE SER UM PÁRIA PARA O GRUPO DE TJS SIM, MAS O QUE TEM A VER AMIGOS , VIZINHOS E PARENTES? SÓ SE ELE TIVER 100% DE RELACIONAMENTO COM TJS O QUE É IMPOSSÍVEL. CONHEÇO PESSOAS SIM TJS FELIZES E MUITOS ESPÍRITAS INEFLIZES BENDIZENDO A SUA DOENÇA. VC NUNCA VIVEU O ESPIRITISMO QUER VER?
    “Como é que nunca topei com nenhum que falasse dessas besteiras? Não sei o contexto do escrito da FEB, mas o do Baccelli é só fraude.”
    NUNCA CONHECEU UM ESPIRITA FFELIZ DE SER DOENTE?
    VC DUVIDA DA FEB?
    QUANDO LHE CONVÉM BACCELLI É FRAUDE. MAS NA SUA CASA CHIQUISTA VC LÊ SIM CX E BACCELLI E NÃO SE ENVERGONHA DISSO.
    TU NUNCA FOI ESPIRITA PORRANENHUMA , NO MÁXIMO LEU ALGUMA COISA DE KARDEC E ACHOU BONITINHO.

  704. contra o chiquismo Diz:

    CX ERA DEMAIS MESMO! VEJAM SÓ NO LIVRO AÇÃO E REAÇÃO LANÇADO EM 1957, CX FALA NO APARELHO TELEVISOR EXISTENTE LÁ NO” ALÉM”:

    “Com efeito, mal terminara o apontamento e sinais algo semelhantes aos do telégrafo de Morse se fizeram notados em curioso aparelho. Druso ligou tomada próxima e vimos um pequeno televisor em ação, sob vigorosa lente, projetando imagens movimentadas em tela próxima, cuidadosamente encaixada na parede, a pequena distancia.”

    PORRA! COMO É QUE ANDRÉ LUIZ QUE DESENCARNOU NA DÉCADA DE 1930 CONHECEU APARELHO TELEVISOR? E NO ALÉM PRECISA DE TOMADA PRA FUNCIONAR AS COISAS? A TV CHEGOU NO BRASIL EM 1950. O LIVRO FOI LANÇADO EM 1957. ANTESDE 1950 CX FALA DE TELEVISOR EM ALGUM LIVRO QUE ELE ‘PSICOGRAFOU’?

  705. contra o chiquismo Diz:

    MARCOS ARDUIN, TU NUNCA VIA SER IGUAL AO CX!
    EI, EI, EI, CX É O NOSSO REI!

  706. Marcos Arduin Diz:

    “PODE SER UM PÁRIA PARA O GRUPO DE TJS SIM”
    - Pró chiliquismo anarfa, é claro que me referia aos parentes, familiares e amigos tjs. Obviamente o verdadeiro Jeová Deus não poderia impedir que o excomungado mantivesse seus relacionamentos com os não tjs… Achei que isso estava óbvio, mas me esqueci que me dirigia a você e por isso tinha de deixar tudo muito claro…
    .
    “NUNCA CONHECEU UM ESPIRITA FFELIZ DE SER DOENTE?”
    - Não. No máximo encontrei-me com espíritas ou não CONFORMADOS pelo fato de que a doença que tinham não tinha cura…
    .
    “QUANDO LHE CONVÉM BACCELLI É FRAUDE.”
    Do que vi dele até agora, NADA achei que tivesse algum valor. O cara psicografa até o Chico, encontra babacas que o adulam, há uma editora que publica suas asneiras… Mas Chico deixou senhas com amigos para que pudesse ser reconhecido caso se comunicasse. Algum deles disse ter reconhecido alguma das senhas do Chico nas psicografias do Baccelli?
    .
    Nunca vi nenhum livro do Baccelli no centro em que trabalho.
    .
    “TU NUNCA FOI ESPIRITA PORRANENHUMA”
    - Você é que nunca foi espírita, inventa ou repassa um monte de tolices que ouviu a respeito do Espiritismo e por isso estranha a minha posição, já que sou mesmo espírita.

  707. Fabiano Diz:

    Contra o qualquer coisa menos o espiritismo – Novamente acredito que você esteja se enganando ou se fazendo de enganado. Será que trocar o meu nome é uma estratégia para não apresentar aquilo que afirmas aqui?

  708. Fabiano Diz:

    Otavio, não sinta vergonha por mim, pois não sou espirita batizado e nem muito menos crismado. Não pertenço a instituição alguma e leio tudo quanto posso e que esteja ao meu alcance.
    -
    Você pede que o Arduin leia Bozzano, mas se ele não leu e se for ler, irá deparar com os casos espíritas defendido por Bozzano. Eu não vejo que o Arduin esteja desprezando o animismo, ou outro fenômeno metapsíquico, mas vejo que ele encara todos esses fenômenos como um único agente causador: que é o espirito (encarnado ou desencarnado). Arduin, me corrija se estou te interpretando mal.
    -
    Por acaso você duvida dos fenômenos espiríticos? Duvidar não é o problema, mas é capaz de refutar o trabalho de Bozzano ao relatar a carta do falecido Vicenzo Reggio ao seu irmão, arcebispo de Gênova, por via mediúnica e devidamente documentada de acordo com as fontes que é citada no livro “Cinco excepcionais casos de identificação de espíritos” e do qual extraio seguinte: “Tais são os fatos. Chegamos à análise das comunicações positivas que eles comportam. Os três pontos principais do problema são os seguintes: 1. Assim como o médium, não tenho nenhum conhecimento da existência terrena do comunicante, de seu irmão arcebispo, nem dos dados precisos relativos à morte da personalidade que se comunica. 2. O morto vem comunicar-nos um fato que não consta de qualquer documento público, isto é, que seu irmão era a única pessoa presente no momento de sua morte. 3. O morto nos revela um segredo que ele era o único a conhecer, além de seu irmão. ”
    -
    E para não cair em erro ou confundir com uma hipótese telepática, podemos observar no mesmo livro o seguinte: “ … Acontece que essa implicação desnecessária da hipótese telepática – tão absurda em si mesma que se torna impossível aceitá-la – não pode ser aplicada ao caso do qual nos ocupamos. Efetivamente, nenhuma relação de conhecimento pessoal, nem por carta, existia entre o arcebispo e o médium ou entre o experimentador e o arcebispo. Conseqüentemente, na falta da relação psíquica indispensável, não poderia haver uma permuta de comunicações entre duas subconsciências que se ignoravam mutuamente, do mesmo modo que na telegrafia sem fio não pode haver comunicações entre a estação agente e a receptora, se não houve primeiro uma sintonização de comprimento de ondas.”

  709. Fabiano Diz:

    Otavio, acredito que a sua birra com Arduin possa ser algo pessoal, algo de um passado recente que desconheço. Só pode ser mesmo algo pessoal, pois não entendo como você seria capaz de indicar, ao Arduin, para ler Charles Richet. Como você deve saber, Richet viveu na mesma época de Crookes e foi Richet, quem em sua obra Tratado de metapsíquica, p. 56, editora Lake, escreveu: “Mas o respeito pelas idéias tradicionais era já coisa de idolatria, a ponto tal que ninguém se dava o trabalho nem de estudar nem de refutar. Contentava-se com o rir e confesso que, por vergonha minha, estava eu também entre os cegos voluntários. Sim! Eu ria, em vez de admirar o heroísmo do grande sábio que ousava apregoar, em 1872, que há espíritos, que se pode ouvir o bater do seu coração, bem como tirar-lhe fotografias. Mas essa coragem foi sem grandes conseqüências imediatas. Devia produzir os seus frutos mais tarde. É somente hoje que se pode compreender bem Crookes, cujas experiências são ainda agora a base de toda a Metapsíquica objetiva. Foi feita com granito, nenhuma crítica pode abalá-la. Nos últimos dias de sua gloriosa e laboriosa vida, dizia Crookes ainda que nada tinha a retratar com relação ao que outrora havia afirmado.”
    -
    Richet, portanto, ainda que tardiamente, foi capaz de reconhecer o seu erro, que era a idolatria pelas ideias tradicionais. E você também reconhece isso?

  710. Fabiano Diz:

    Senhores administradores e moderadores deste blog, porque haveriam de moderar meus comentários? Seria porque sou um dos poucos aqui que diz o que muitos pensam e que gostariam, também, de dizer? Essa “etiqueta” que vocês colocaram nos posts recentes, dizendo que seu produto (a propaganda católica), não é nociva para a saúde pública, como vocês sabem e confirmaram, não colou.
    -
    Não estou acusando ninguém, porque me refiro sobre o que eu e qualquer outra pessoa (idônea) pode observar lendo, pelo menos, os últimos 20 posts deste blog. Poderiam citar-me quais são os posts que vocês publicaram aqui incriminando a igreja católica? Vocês dizem sobre FATOS, mas o que não faltam são FATOS contrários a essa publicidade católica. Estou mentindo? Veja então o blog do Paulo Lopes, que já citei aqui em outras vezes anteriores. Minhas palavras doeram em vocês? Posso garantir que talvez não tenha doído mais que nos espíritas diante de tantos ataques de vossa parte, tantos nos posts, quanto nos comentários. Ou será que vocês acreditam que só dói em vocês e que os demais são insensíveis?
    -
    Defesa da “boa história católica” além da publicidade católica aqui no blog? Essa eu perdi então. Como faço para acessar esta informação? Ela é idônea? Idôneo, como foram os autores, de dentro do próprio vaticano, que escreveram a obra “O vaticano contra cristo”? Se quiserem pautar pela boa história, posso ajudá-los, inclusive postando aqui partes deste precioso livro que tenho em mãos, e, em especial, a primeira edição deste tão polêmico livro para o vaticano e que foi proibido de publicar aqui no Brasil. E porque será que foi proibido? E porque será que querem me proibir de expressar aqui também? Por acaso estou mentindo ou ofendendo alguém?
    -
    E cadê o restante do pessoal, como Biasetto e André Ribeiro, foram banidos também? Acreditam que banindo os que pensam diferentemente de vocês, irão acabar os vossos problemas? E o Toffo que já manifestou aqui a vossa intolerância homossexual, a vossa ideia homofóbica, por onde anda? A vossa igreja já tentou fazer isso no passado (e continua ainda no presente) e vocês, católicos, hoje, são vítimas daquilo que foi plantado no passado e que agora é hora de colher os frutos. Mas como as sementes que vocês semearam não eram de boa qualidade, os frutos lhes saíram amargos.

  711. Marcos Arduin Diz:

    Não, Fabiano, não atributo TODOS os casos mediúnicos à intervenção de espíritos. Sei muito bem que o animismo existe. O próprio Flamarion admitiu que tudo aquilo que “psicografou” e assinou como sendo uma mensagem de Galileu, era tudo puro animismo. Se o que um espírito diz é coisa que qualquer um com o mesmo nível de conhecimento poderia dizer, então é muito provável que se trata de animismo. Uma mensagem do tipo: _ Oi paizinho! Estou muito feliz, num lugar de muita luz e muita paz. Que Deus abençoe a todos! _ Essa é uma mensagem que até o pró chiliquismo ou o Marcelo conseguiram escrever sem precisar de espírito algum.
    .
    Porém, o animismo tem os seus limites. Quando ultrapassados, quando o que é dito pelo espírito vai além do que o médium poderia saber, aí qual é a explicação. O Otávio diz haver carradas delas, mas não me descreveu nenhuma, nem qual o processo, nem porque seriam mais lógicas e viáveis, NADA. Disse cobras e lagartos do Espiritismo, mas não desenvolveu o raciocínio do motivo de sua aversão quanto à filosofia e teologia. E com esse vazio total, quer que eu deixe de ser um troll… Ter um saco com pão amanhecido não é bom, mas trocá-lo por um saco vazio fica pior ainda.
    .
    Falou você na telepatia, cuja hipótese, o Bozzano considerou. Telepatia ou inconsciente quevediano são hipóteses com fundamentos INEXPLICADOS, usados para tentar explicar outros INEXPLICADOS. Chiam porque não descrevemos e nem demonstramos os processos de como atuam os espíritos, mas também ninguém nos demonstra como funciona a telepatia e o inconsciente quevediano. Só não é trocar seis por meia dúzia, pois ao menos os espíritos podem ser falseados, mas inconsciente quevediano, não. Se a telepatia funciona mesmo quando a suposta mente de onde se foi buscar a informação não estava pensando nela, então ela também é uma hipótese infalseável. Hipóteses infalseáveis não têm qualquer valor científico.
    .
    E ainda continuo no aguardo do universo de possibilidades que explicariam os experimentos de Crookes com a Cook. Será que o Otávio não conseguiu mais achar esse universo para me apresentar?

  712. Vitor Diz:

    Fabiano,
    comentando:
    .
    01 – “Senhores administradores e moderadores deste blog, porque haveriam de moderar meus comentários?”
    .
    Porque são mentirosos.
    .
    02 – “Essa “etiqueta” que vocês colocaram nos posts recentes dizendo que seu produto (a propaganda católica), não é nociva para a saúde pública, como vocês sabem e confirmaram, não colou.”
    .
    ??????????????????
    .
    03 – “Não estou acusando ninguém, porque me refiro sobre o que eu e qualquer outra pessoa (idônea) pode observar lendo, pelo menos, os últimos 20 posts deste blog.”
    .
    Você se refere à Doutrina, como se eu fosse católico. Os posts se referem a História.
    .
    04 – “Poderiam citar-me quais são os posts que vocês publicaram aqui incriminando a igreja católica?”
    .
    Nenhum. E daí? Também não publiquei nenhum post incriminando o nazismo ou o fascismo. Não é disso que o blog trata. Mas talvez no dia comemoração da morte do Hitler ou do Mussolini eu faça um especial…mas nada me obriga a isso.
    .
    05 – “Vocês dizem sobre FATOS, mas o que não faltam são FATOS contrários a essa publicidade católica. Estou mentindo?”
    .
    Está.
    .
    06 – “Veja então o blog do Paulo Lopes, que já citei aqui em outras vezes anteriores.”
    .
    O blog do Paulo Lopes diz respeito a notícias recentes. Não diz respeito à História da Igreja Católica. Não misture as coisas.
    .
    07 – “Minhas palavras doeram em vocês? Posso garantir que talvez não tenha doído mais que nos espíritas diante de tantos ataques de vossa parte, tantos nos posts, quanto nos comentários. Ou será que vocês acreditam que só dói em vocês e que os demais são insensíveis?”
    -
    Prefiro a verdade, doa a quem doer. Mas o que vc fala são mentiras.
    .
    08 – “Defesa da “boa história católica” além da publicidade católica aqui no blog? Essa eu perdi então. Como faço para acessar esta informação? Ela é idônea? ”
    .
    Não, ela é acadêmica, o que é muito melhor.
    .
    09 – “Idôneo, como foram os autores, de dentro do próprio vaticano, que escreveram a obra “O vaticano contra cristo”?”
    .
    Você quer que eu dê trela a um livro escrito com pseudônimos? Poupe-me. Se continuar acusando-me de ser católico, será banido. Está avisado.

  713. Otávio Ferreira Diz:

    Desafio aos espíritas.
    Todos os pró-espiritismo por aqui defendem as manifestações espíritas com base nos experimentos de Crookes, Sra. Piper, etc, os quais já tem mais de 100 anos de velhos. Desafio qualquer espírita a escolher um CE qualquer, e, neste CE, reproduzir, com a ajuda do médium mais “super- ultra- mega-power-poderoso-de-efeitos-físicos” que se reproduzam fenômenos semelhantes. Olha que tem centro espírita nesse Brasil hein! Milhares deles! Nenhumzinho produz fenômenos? Se produz? Porque não se registra? Onde está o espirito científico tão caro aos espíritas? Olha, nos meus mais de 20 anos de pesquisas espíritas, eu procurei um que produzisse fenômenos, finalmente achei um: O CE Irmão Kamura, aqui no baisso de Santana-SP, mas, infelizmente, quando comecei a frequentar lá, disseram que o médium, Sr. Benedito Cosme, estaria aposentado e dedicado apenas a trabalhos de cura. Fiquei decepcionado,mas, diante de tantos testemunhos, acreditei veementemente que os fenômenos produzidos pelo Benedito Cosme eram sim, verdadeiros. Qual não foi minha surpresa ao deparar, aqui mesmo neste blog e em outras fontes diversas, que Benedito Cosme, assim como alguns de seus outros familiares, foram um bando de farsantes e embusteiros, comprovadamente, de modo que, entre as centenas de CEs que pesquisei, o único que tinha alguma coisa além de mensagens melosas de supostos falecidos, era nada mais que o reduto de um fraudador conhecido. Pois bem, mas será que só existe este? Dos milhares de CEs disponíveis para um trabalho científico nos moldes de Crookes ou da Sra. Piper, náo tem NENHUMZINHO que possa repetir os fenômenos, sendo que, para dar crédito aos mesmos eu tenha que me reportar a estudos de 100 anos atrás? Percebe que este é um absuro tão grande quanto dizer que, para um estudo controlado de bacteriologia, eu tenha que me reportar aos trabalhos de Pasteur!! Que sentido tem isso? Se o trunfo que os espíritas possuem para validar sua doutrina são trabalhos mais que centenários, irreproduzíveis na atualidade ( dada a escassêz e raridade dos médiuns mais potentes, eles vão dizer), então como dar crédito ao Espiritismo? Outra pergunta: Porque, há 100 anos atrás, quando a população do mundo era umas 200 vezes menor que a de hoje, se encontravam tantos “médiuns” potentes, como Eusápia Paladino, Dunglas Home, Florence Cook, e hoje, num planeta com mais de 6 bilhóes de pessoas, com a doutrina espírita bombando no Brasil, só o que aparece são “merdiuns”, ou seja, embusteiros como Chico Xavier, Divaldo, Zibia, Gasparetto, Bacelli, Ercilio Maes, etc, etc, será que não existe um Único médium de verdade na atualidade??? Kardec estava certo: A existência de vinho falsificado não significa que não exista vinho original, mas cadê os vinhos originais de hoje? Se tivesse ao menos UM, eu poderia dar crédito ao espiritismo, mas tudo o que os espíritas fazem é relegar o presente em função de um passado supostamente glorioso e comprobatório. Vejam que estranho: Na história das ciências, todas evoluem e os experimentos do presente são sempre mais precisos e comprobatórios que os do passado, é assim na física, na biologia, na química, mas ciências sociais, etc, já o Espiritismo, o qual guarda em si, segundo seus adeptos, um raciocínio científico e um empulso ao desenvolvimento e ao progresso, logo este, nos desestimula quanto ao presente e diz que é no passado que está o melhor, seria como um médico dizer que era bom quando tratavam doentes de tuberculose com pneumotórax e não com antibióticos! Já pensou! Todos os cientistas dizendo para irmos ao passado para comprovar as verdades das doutrinas científicas?? Não dá, é muita desfaçatez, é muita auto-ilusão, muita falta de rigor científico. Enfim, no dia que o Espiritismo deixar o saudosismo de lado e querer que as pessoas se convençam com base em estudos feitos no tempo em que se amarrava cachorro com linguiça ( que poderiam até ser verídicos, mas se não não reproduzíveis, o que adianta?!), aí talvez eu volte a pesquisar esta doutrina. Enquanto isso, reservo-me o direito de dizer que é uma doutrina espúria, por todos os motivos apresentados anteriormente, especialmente por causa dos “mérdiuns” como este Divaldo aí, que só fazem emporcalhar o espiritismo ainda mais.

  714. Contra o Chiquismo. Diz:

    Po Vitor, tu não percebeu ainda que esse Marden fica tirando onda com a nossa cara?

  715. Contra o Chiquismo. Diz:

    ô Fabiano, prove-me então a existência de ‘espiritos’. Tem como?

  716. Contra o Chiquismo. Diz:

    Marcos Arduin, vc votou em quem?

    http://usecara.org/home/wp-content/uploads/2012/10/votechico.jpg

  717. Otavio Ferreira Diz:

    Alguém aí pode me indicar um centro espírita onde eu possa tirar a foto de um espírito como Crookes fez? Não né? Então onde está o rigor científico do espiritismo, que ao invés de ampliar os experimentos, os enterra no passado?
    Espiritismo é uma doutrina defunta tal qual os defuntos que supostamente lhe dão orígem.

  718. Fabiano Diz:

    Senhores administradores e moderadores deste blog: o livro o vaticano contra cristo ou vaticano despido ou o vaticano nu, não é obra de pseudônimos, é obra de gente de dentro do vaticano, que vive e convive junto ao papai maior. O autor da obra tem nome: monsenhor Luigi Marinelli, um prelado da cúria romana, que escreveu em uma outra obra sua, Gone with the wind in the Vatican, o seguinte: “É hora de a igreja pedir perdão a Cristo pelas diversas infidelidades e traições de seus ministros, especialmente daqueles que ocupam altos cargos na hierarquia do Vaticano.” Mas é claro que ele não está sozinho e os demais precisam manter em anonimato, para ir coletando mais dados e mais provas contra a curia romana desta seita negocista e má que é a igreja católica.
    Referências:
    http://www.padrescasados.org/archives/2236/o-vaticano-despido/
    http://www.pagina12.com.ar/1999/99-08/99-08-22/pag25.htm
    -
    “Se continuar acusando-me de ser católico, será banido. Está avisado.” – É preciso entender que não fiz tal acusação. Não sei quem são e nem quantas pessoas estão por de trás do nome Vitor Moura. Este nome sim, é que parece que é um pseudônimo. Foi o Biasetto, no post da propaganda catolica capitulo 05 do dia 16 de dezembro de 2012 quem disse: “Retiro-os já do blog e não faça plágios deles, seu católico apostólico romano.”
    -
    Agora se vocês não são católicos, ok, tudo bem, isso é uma maravilha. Mas e se comportarem como católicos? Posso apontar-lhes o mau comportamento afim de que vocês se previnam para não “incorporarem” uma espécie de “pomba gíria católica”? Ou devo, ainda assim, continuar calado? É, talvez eu esteja enganado mesmo, porque aqui sou ameaçado com o banimento, mas no meio católico as ameaças seria de que eu devesse queimar no fogo do inferno. Ou em outras épocas, iria direto para a fogueira.
    -
    Tomarei mais cuidado para não chamar os administradores do blog de católicos sob a pena de ameaça que me foi imposta. Estou avisado!

  719. Fabiano Diz:

    Otavio Fernandes, este seu último comentário me fez aproximar mais da sua pessoa. Também gostaria de ver o espiritismo liberto dessa bugiganga que vemos hoje em dia nos CEs. Mas se mudar o foco um pouquinho poderá encontrar os autênticos médiuns que procura, talvez hoje o nome de médium tenha evoluído para outras palavras, como autista, esquizofrênico, alzheimer, etc.
    -
    Mas a ciência psiquiátrica vem falhando em diagnosticar e tratar as pessoas com distúrbios mentais, ou como bem disse Theodore Hoppe “Não há dúvida de que, entre a profissão médica, psiquiatria é a mais primitiva cientificamente.” Se a psiquiatria é primitiva cientificamente isso quer dizer que durante décadas praticamente não houve progresso. Fazendo um paralelismo com o mediunismo, você mesmo concluiu que também não vem evoluindo. Falta comunicação entre essas duas áreas.
    -
    Mas isso já está virando coisa do passado. Pesquisas recentes mostraram através de imagens neurais, que os cérebros de médiuns (brasileiros, na pesquisa) aparentemente tem características similares aos de portadores de desordens mentais, porém sem desenvolver os transtornos. Este blog tem uma matéria do caso e que também pode ser vista aqui: http://www.plosone.org/article/info%3Adoi%2F10.1371%2Fjournal.pone.0049360
    -
    Encontrei também uma entrevista do Dr. Júlio Peres: http://youtu.be/JjjRRFfv9gg

  720. Fabiano Diz:

    Contra o qualquer coisa menos o espiritismo – poderia me dizer quem é este tal de Marden que tanto te assusta e que você vive insistindo em me confundir com ele?

  721. Otavio Ferreira Diz:

    Acusar o Vitor Moura de católico talvez não mereça banimento, por ter sido apenas um engano, mas este aqui merece:

    “Não sei quem são e nem quantas pessoas estão por de trás do nome Vitor Moura.”

    Isso é uma acusação muito grave.

  722. Marcos Arduin Diz:

    Sr Imperador de Roma…
    Acho que neste tópico mesmo eu já havia dito duas coisas:
    1 – O fato de experimentos serem antigos, não depõe contra eles desde que tenham sido bem feitos. Eu aqui, que sou consultor de periódicos científicos posso muito bem opinar sobre experimentos modernos e dizer se estão bons ou se coisas mereçam reparos. E tendo visto céticos sábios modernos sendo obrigados a mentir sobre esses experimentos na tentativa de refutá-los, só me convence ainda mais da validade dos esforços dos pioneiros.
    .
    2 – Apesar de tudo o que esse pessoal produziu ao longo de 80 anos, com resultados consistentes e coerentes, isso NÃO CONVENCEU a comunidade científica. Não porque o que fizeram tinha erros experimentais ou falhas diversas, mas porque o objeto de seus estudos contraditava os dogmas científicos. Desde o Iluminismo, as Ciências(?) Humanas perderam espaço para as Ciências Naturais e nunca mais o recuperou. A religião não pôde mais peitar essas Ciências Naturais. Assim, experimentos feitos que revelavam que a existência de um mundo espiritual não era só elucubração de teólogo, era visto como um retrocesso científico.
    .
    Por esse motivo, após aquela geração de “bons médiuns de efeitos físicos” haver partido, não foi sucedida em volume por equivalentes, já que o esforço não valeu. E o rumo da coisa não os favorecia. Na França e nos outros países europeus onde havia Espiritismo, os líderes espíritas que sucederam aos pioneiros (Delanne, Meyer, Denis, etc), quiseram dar ao Espiritismo uma conotação fortemente científica. Assim deram um pé na bunda do Kardec, fazendo sumir a parte filosófica e moral do Espiritismo. E o resultado disso foi que se tornou um arremedo de Parapsicologia, então charmosa e cacifada. O resultado não podia ser outro: o Espiritismo foi definhando e reduzido a um grupelho de não mais de mil pessoas. Nos anos 1980, Roger Perez resolveu dar um basta nisso e resgatou Kardec, recolocando o Espiritismo no seu rumo. Não tenho números, mas é provável que agora haja bem mais do que 1000 espíritas lá na França.
    .
    Aqui no Brasil, seguiu-se o caminho totalmente inverso. Somos um país muito influenciado pela Santa Madre Igreja Católica e sem tradição científica natural. O resultado é que nossa cultura é essencialmente livresca. E aqui o Espiritismo já começou errado. Os pioneiros espíritas daqui, logicamente egressos do Catolicismo, ficaram muito bem impressionados com a DE, mas ao mesmo tempo, muito chocados com o fato de Jesus não ser Deus e, pior ainda, que Maria não é a Virgem Santíssima, eternamente virgem…
    Mas para a sorte deles e azar do Espiritismo, junto com os livros de Kardec, veio a mística e espúria obra salvadora: Os Quatro Evangelhos, do J. B. Roustaing. Essa obra é um empilhado de comentários em cima dos textos evangelhos, repetindo chavões e elucubrações há muito comentadas. Introduziu o Pecado Original no Espiritismo: o espírito sai da condição de princípio inteligente e progride só como espírito até ALTOS GRAUS de evolução moral e intelectual. Mas aí sofre um acidente de percurso: torna-se orgulhoso, invejoso e até ateu… Aí é PUNIDO com a reencarnação, sendo chutado lá da altas esferas da espiritualidade para mundos sujos e inferiores como o nosso. E caso tenha se tornado ateu, aí nem vai reencarnar como humano: vai reencarnar como lesma, com a estranha diferença de que não é a lesma dos gastrópodes e sim uma lesma formada de “matérias humanas” (vá saber o que é isso).
    Apesar de tamanho absurdo, isso passou batido, pois Roustaing fez de Jesus o único espírito infalido, ou seja, aquele que chegou ao fim do caminho sem se tornar nem invejoso, nem orgulhoso, nem ateu. Se lerem os atributos que Roustaing empresta a ele, fariam a pergunta: _ Mas o que está faltando para ele ser Deus? _ Assim Jesus jamais poderia se vestir do barro podre que é o corpo humano. Tal espírito tão evoluído deu as caras por aqui como um fantasma materializado e Maria passou por uma gravidez ilusória, sem jamais haver trepado com o José. Jesus “nasceu” sem comprometer a virgindade de Maria, que permaneceu assim até o fim. Os “irmãos” de Jesus seriam na verdade seus primos…
    .
    Assim então os antigos católicos carolas que se tornaram espíritas, graças a Roustaing, tornaram-se espiritólicos, podendo colocar a Nossa Senhora de volta na peanha. O Espiritismo, a partir daí, perdeu seu caráter científico e passou a ser RELIGIOSO.
    .
    Assim então não sobrou muito espaço para experimentos científicos por aqui. Houve alguns médiuns de materialização, como a Ana Prado, o Peixotinho e até a Otília Diogo… Claro, aqui mesmo você vai encontrar acusações de fraudes contra eles, se bem que só a última passou por um flagrante.
    .
    Por esse motivo, Sr Imperador de Roma, acho que não vou poder satisfazê-lo quanto à sua exigência de algum médium capaz de coisas exuberantes. E como o pessoal cético diz que fotografias, filmes, vídeos, ambiente controlado, infravermelho, etc e tal NADA PROVAM a favor desses fenômenos, já sabemos antecipadamente que esse investimento científico será aquele mesmo filme que já vemos e sabemos qual será o final.
    .
    Posso reconhecer que não vamos bem de médiuns como os Gasparettos, Maes, Divaldo, Baccelli e outros menos cotados, mas mesmo assim o Espiritismo, ao menos que se trata de nos trazer um horizonte moral com mais sentido, avança. Os cães ladram e caravana passa. E se essa parte funciona, não há necessidade de uma comprovação científica.
    .
    O Espiritismo não é perfeito, mas desconheço alguma filosofia ou ciência que o seja. Pode haver muito joio, mas também há trigo. É só saber escolher.

  723. Gorducho Diz:

    Por esse motivo, após aquela geração de “bons médiuns de efeitos físicos” haver partido, não foi sucedida em volume por equivalentes, já que o esforço não valeu.
     
    Está certo. Porém então o Sr. está obrigado a admitir que a tese do Kardec de que o Sobrenatural seria natural fracassou. E.g.: Revue, set ’60, negrito meu:
    O milagre não se explica; os fenômenos espíritas, ao contrário, explicam-se da maneira mais racional. Não são, pois, milagres, mas simples efeitos que têm sua razão de ser nas leis gerais. Outro caráter do milagre é o ser insólito, isolado. Ora, logo que um fenômeno se reproduz, por assim dizer, à vontade e por diversas pessoas, não pode ser um milagre.
     
    Não foi o que aconteceu. O Sobrenatural continua tão sobrenatural quanto sempre foi, desde antes da pitonisa de En Dor. No início do século XIX Deus resolveu reformar o Cristianismo, e mostrar à humanidade terrestre que eles continuavam a existir após a morte de seus terro-aquosos corpos. Resolveu iniciar pela América (Second Awakening, Burned-Over District, &c). Daí enviou o Mr. Splitfoot; uma enorme falange de entes para movimentar mesas; a Leonora Piper, a Gladys Osborne Leonard, e alguns outros médiuns.
    Porém o plano fracassou, a humanidade terráquea não levou a coisa a sério, e Deus cancelou de novo o comércio regular dos terráqueos com a ultratumba – coisa que o Kardec supuzera seria natural e corriqueira, não uma exepcionalidade autorizada de vez em quando por Deus, que tudo pode, claro.
    Daí o Sr. terá que concordar que a explicação das Religiões “tradicionais” é a que se verifica na prática. A saber, pode até haver essas almas de falecidos – segundo essas Religiões há claro, por isso o Juízo final, &c – porém o comércio com os terráqueos só pode ocorrer por expressa autorização Divina.

  724. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marcos Arduin Diz: Houve alguns médiuns de materialização, como a Ana Prado, o Peixotinho e até a Otília Diogo…”

    SE VC NÃO PROVOU A EXISTÊNCIA DE ESPIRITOS EM 2012 E NÃO PROVARÁ EM 2013 VC AFIRMA QUE EXISTEM MÉDIUNS?
    AINDA MAIS DE MATERIALIZAÇÃO!

    ME DIGA UM SÓ LUGAR ONDE HOJE SE FAZEM ESSES ‘EFEITOS FISICOS’ NO BRASIL.
    NA TUA CASA CHIQUISTA MESMO NÃO FAZ. VC NÃO VIU , NÃO VÊ, NÃO VERÁ E SE CONVENCE QUE É VERDADE.
    ISSO É QUE É FÉ! ACREDITA SEM VER!

  725. Contra o Chiquismo. Diz:

    INCRÍVEL COMO ESSE CARA FICOU PRESO NO SEC XIX!

  726. Otavio Ferreira Diz:

    O Arduin, como sempre, realizou um novo e mais digressivo ainda discurso de defesa do espiritismo, colocando Igreja Católica e outros fatores como obstáculos para que um “espiritismo científico” se desenvolvesse, como se a ciência fosse travada por estas forças poderosíssimas(sic). Ora, isso é muito COVARDE! Desde quando uma ciência tem que se deixar impedir por esta ou aquela religião ou tendência? Desde quando as pessoas com algum rigor científico, como VOCÊ MEMSO, seu Marcos Arduindo, não realizam trabalhos no sentido de provar científicamente o Espiritismo? Onde é que está o “trigo” do Espiritismo? Nas experiências centenárias? ( ninguém aqui depôs contra elas, vc fez um discurso de defesa inútil, pois foi apenas solicitado a reprodução, não houve condenação). O “trigo” do Espiritismo está mofado e cheio de vermes, e em breve só sobrará poeira, uma vez que, não havendo uma postura de recuperar a parte científica, ele encaminha cada vez mais para o misticismo, não se diferenciando em nada da macumba e outras doutrinas esotéricas. Sua defesa desta doutrina chega a ser comovente, e seria heróica, caso não fosse completamente malograda pelo caráter obnóxio e auto-ilusório da mesma. Você se apega ao esgoto dizendo que há água limpa no esgoto, acorda rapaz! Brincar de almas do outro mundo pode ser interessante quando se é criança, mas quando se é adulto é preciso crescer.

  727. Otavio Ferreira Diz:

    “…Os pioneiros espíritas daqui, logicamente egressos do Catolicismo, ficaram muito bem impressionados com a DE, mas ao mesmo tempo, muito chocados com o fato de Jesus não ser Deus e, pior ainda, que Maria não é a Virgem Santíssima, eternamente virgem…”

    Outra coisa absurda e louca do Espiritismo: A doutrina não arroga apenas a existência de espíritos e da reencarnação, mas também quer pontificar em assuntos teológicos. Jesus não é Deus? Maria não é eternamente virgem? Bem, nada contra esta idéia, desde que se assuma que isso é uma questão da FÉ ESPÌRITA, ou vai me dizer que os experimentos de Crookes também provaram que Jesus não é Deus? Ora, dizer isso é o mesmo que dizer o inverso, é uma questão teológica e dependente 100% de fé. O espiritismo construiu todo um arcabouço teológico e escatológico com base nos tais “espíritos superiores”, que, aliás, Arduin disse que não são superiores coisa nenhuma, coisa que devo concordar, haja vista o teor de comédia com que são despejados os conceitos mais enojosos nos livros de kardec, os quais primam pela leviandade moral.
    O bojo doutrinário do espiritismo, construído mediante as tais “mesas girantes”, nada mais é que um arremedo das doutrinas gnósticas do passado, como a dos cátaros, dos bogomilitas, paulicianos e mesmo dos maniqueus, salpicada por cientificismo positivista do final do Séc XIX, onde não pode falar as idéias abjetas de um Césare Lombroso e de um Auguste Comte, e adornada de uma suposta grandiosidade moral, que, quando vista de perto, não passa de ética manca e depauperada.
    Seria um enigma o fato do espiritismo fazer prosélitos, mas no fundo é fácil de explicar: Esta doutrina é uma iguaria perfeita ao homem ignorante e medíocre, que se encanta com a melosidade dos conceitos e o brilho de pedra falsa que emana de suas bijouterias dialéticas.

  728. Marcos Arduin Diz:

    Bem, Balofo
    Entendo que o fato de um número razoável de médiuns de efeito físico não terem conseguido convencer a comunidade científica, mesmo tendo sido validados por cientistas, era simplesmente uma questão que se resume nesta frase: _ Os tempos ainda não são chegados.
    .
    Para os modern spiritualists, o que interessava era O SHOW e não se disso saía alguma doutrina. E ainda assim pelos países anglossaxônicos a coisa continua assim. Consultar um médium é tão válido quanto consultar uma cartomante ou um astrólogo. E pagam imposto por consulta…
    .
    Já o françuá Kardec enxergou mais longe e conseguiu fazer sair disso uma doutrina filosófica… Mas ela, em vez de confirmar os infalíveis dogmas das igrejas cristãs, veio com coisas extremamente heréticas: falar com espíritos de mortos, reencarnação, negação de pecado original, sem salvação, sem sacerdotes… Não é de se admirar que não tenha feito sucesso.
    .
    Fala você em haver se confirmado o Cristianismo? Bem, não me consta que ele tenha sido um sucesso até que Constantino e seus sucessores tenham feito dele religião oficial e proibido todas as outras…

  729. Marcos Arduin Diz:

    Procure, Sr pró chiliquismo. O interessado é você. Eu não tenho obrigação de provar nada, já que não sou missionário.

  730. Marcos Arduin Diz:

    Ih! O Imperador de Roma está com o mesmo problema de interpretação de textos que o pró chiliquismo…
    - A Igreja Católica NÃO atrapalhou o aspecto científico do Espiritismo. Tanto que lá na França, ele foi muito bem, obrigado. E a França é predominantemente católica, viu?
    Estou me referindo à carolice católica aqui no Brasil, um país de baixo nível cultural nos tempos do Império e República Velha. Exceto por uns filhinhos de papai ricos, a maioria do povão era carola, inculta e anarfa. Sem tradição científica, o aspecto científico do Espiritismo não prevaleceu por aqui. Já o misticismo que veio junto com Roustaing fez a cabeça dos febeanos… Mas curiosamente, quem prevaleceu foi Kardec, ao menos o seu lado filosófico. A religião ficou por conta da influência da FEB, apesar de tudo.
    .
    Das experiências centenárias, eu estou aguardando você me desfiar o universo de explicações que dispensam os espíritos e a fraude. Você pode não ter falado contra elas, mas ainda está me devendo isso.
    .
    Bem, nada sei dos cátaros & Cia Bela citados e do que é que Kardec se serviu deles para compor o Espiritismo. Ele não citou nenhuma dessas fontes, tanto quanto eu me lembre. Também não sei o que o Positivismo tem a ver com isso, não me consta que conheceu Cesare Lombroso, e nem qual é o problema moral do que fala.
    Deste último aí é estranho dizer que é ética manca e depauperada. Por que? Em resumo é uma moral que diz que todos somos devedores uns dos outros a quem prejudicamos e nossa condição sofredora teria raízes, em sentido moral, nisso. Qual o problema ético, por favor?
    .
    Acho que Kardec já se deparou com esse seu choro e vela…

  731. Otavio Ferreira Diz:

    Outra coisa ainda mais importante: Florence Cook, Sra. Piper, Eusápia Paladino, Dunglas Home, Elizabeth D’esperance, materializaram espíritos? Bem, supondo que isso fosse verdade, isso prova os espíritos, não o espiritismo, da mesma forma que, caso fosse provada a existência das fadas, isso não provaria a existência de cinderela ou da branca de neve, o Espiritismo é, sobretudo, um grande “non-sequitur”, uma vez que toda a construção teórica envolvida no mesmo não vem de experimentos e sim de testemunhos de supostos espíritos, ou seja, ainda que as tais experiências de 100 anos estivessem 100% corretas, isso não provaria NADA além da existência de fenômenos paranormais de difícil explicação, os quais poderiam muito bem ser adonados por doutrinas as mais espúrias possíveis, e foram! Haja vista que tais fenômenos deram orígem não apenas a espiritismo, mas à teosofia, à eubiose e outras mais. Toda a conceituação moral, espiritual e teológica do espiritismo está perdida no fato de que ele é construído ideologicamente, e não empiricamente. Onde está a ciência espírita? Não existe, simples assim, é uma fábula, uma pantomima de mau gosto e um acinte à inteligência humana.
    Os espíritas ganhariam muito caso percebessem não apenas o erro, mas a leviandade mesma de suas proposições.

  732. Otavio Ferreira Diz:

    Das experiências centenárias, eu estou aguardando você me desfiar o universo de explicações que dispensam os espíritos e a fraude.

    Ora, as possibilidade são virtualmente INFINITAS:

    -Animismo
    -Ideoplastia
    -Distorções de espaço-tempo
    -Extra Terrestres
    -Seres elementais
    -Ilusão coletiva
    -Etc, etc, etc…

    Só para colocar alguns ( alguns mais absurdos que outros, a maioria menos absurdos que espiritismo) . Mas vc já deve estar respondendo: A explicação espírita é a melhor! Não, não é, isso só faz sentido dentro da arbitrariedade e do dogma. Em segundo, eu não preciso explicar os mecanismos destes fenômenos, como vc quer, eles são possibilidades e cabe aos espíritas provarem que elas são inferiores, eles o fizeram? Não, não fizeram, foram logo atribuindo tudo a espiritos de falecidos, sem a menor consieração pelas outras possibilidades e sem critérios suficientemente racionais.

  733. Otavio Ferreira Diz:

    A Igreja Católica NÃO atrapalhou o aspecto científico do Espiritismo. Tanto que lá na França, ele foi muito bem, obrigado.

    Mentira, o Espiritismo é uma doutrina sem qualquer representatividade dentro do universo cultural espiritual da França e Kardec por lá não passa de um ilustre desconhecido, a não ser evidentemente em Lyon e alguns outros redutos.

  734. Otavio Ferreira Diz:

    Ele não citou nenhuma dessas fontes, tanto quanto eu me lembre.

    Ora, claro que não citou as fontes!!! Desde quando um plagiador cita suas fontes?? Que comédia!

  735. Marcos Arduin Diz:

    Depois sou eu que faço digressões que nada tem a ver…
    Ei, Otávio, dá para me fazer um favor? Confesse: você nunca passou 20 anos estudando o Espiritismo. Você passou 20 anos estudando as obras do Quemedo. Só pode ser…
    .
    Doutrina Espírita? Pois não! Ela diz que os espíritos são criados como PRINCÍPIOS INTELIGENTES, um ponto zero, sem conhecimentos, nem moral, uma tela em branco, que na experimentação da matéria, começa a acumular experiência. Ele passa primeiro por uma longa série de corpos animais, desde os mundos primitivos até os mais evoluídos. Quando esse acúmulo de experiências desencadeia o processo que o faz ter consciência de si mesmo, ele deixa de ser princípio inteligente e passa a ser ESPÍRITO. Retorna a encarnar em mundos inferiores, mas agora como HUMANO. Segue a progressão evolutiva até os mundos superiores, depurado-se de suas imperfeições e pagando por seus erros. Quando finalmente atinge o limite em que não mais precisa encarnar-se, torna-se um espírito puro.
    Não há portanto o conceito de SALVAÇÃO no Espiritismo. Não podemos vender nada do tipo: torne-se espírita, salve-se. Não. Vivemos um processo contínuo de evolução.
    .
    Isso é PRA TODOS OS ESPÍRITOS, sem exceção. Assim aquele espírito que animou Jesus pode ao longo de sua evolução espiritual haver animado personalidades equivalentes a um Hilter, Mao Tsé Tung, Stalin, Átila, Gengis Khan? Perfeitamente, assim como os espíritos diabólicos que animaram esses caras aí um dia serão espíritos evoluídos como Jesus é.
    .
    E como fica a Virgem Santíssima Maria Mãe de Deus rogai por nós, pecadores? Ela era uma jovem virgem, conforme determinava os costumes de sua época, e casou-se com o tal José. Coabitou com ele como toda boa mulher casada e, POR PROCESSO TOTALMENTE NATURAL, gerou Jesus, resultado da união do espermatozoide de José e ovócito de Maria. Idem para todos os outros filhos que teve com seu esposo.
    .
    ISSO AÍ É A DOUTRINA ESPÍRITA.
    .
    Mas Roustaing não podia aceitar a perda da Virgem Santíssima. Nem imaginar que o hoje bom espírito Jesus um dia pudesse ter sido mau. Nem um processo evolutivo que dispensasse o pecado. Com o auxílio de uma médium apenas, recebeu a obra espúria que “corrigia” essas falhas e daí nasceu o espiritocatolicismo…
    .
    E já disse o que é que Crookes demonstrou. Não vou repetir.
    .
    Nossas crianças crescem, mas com as políticas educacionais elaboradas pelos nossos GRANDES PEDAGOGOS, elas saem do ensino médio tão ignorantes quanto no momento que entraram. Eu cresci, Otávio, mas mesmo estudando muito, não encontrei nada melhor do que o Espiritismo e TODAS as críticas que achei contra ele são do mesmo nível das suas. Não tenho o que aprender com elas.

  736. Otavio Ferreira Diz:

    Também não sei o que o Positivismo tem a ver com isso

    Ora, isso é muito ignorante de sua parte, Kardec era um pensador eminentemente positivista e naturalista, isso fica mais que evidente especialmente em seu livro A Gênese, onde o positivismo transborda.
    O positivismo é naturalista, razão pela qual está errado filosoficamente, como já evidenciou de forma brilhante e insofismável Alvin Plantinga e outros filósofos da atualidade. Esta é apenas uma das inúmeras mancadas do espiritismo: aliar-se a uma filosofia que viria a falir em menos de 150 anos.

  737. Marcos Arduin Diz:

    Fenômenos paranormais de difícil explicação…
    Bem, quando os tais fenômenos apontam para a existência de espíritos, então já temos considerável caminho andado.
    Quando ao Espiritismo ser construído com bases em depoimentos de espíritos, você queria mais o que? Como já disse, os anglossaxônicos visavam o show. Cada médium fazia sua própria escola de pensamento, quando fazia alguma. Kardec fez a sua e se saiu melhor. Afinal ao contrário dos profetas bíblicos, que só podiam dizer Muuu!, ele discutiu e exigiu explicações dos espíritos a montar uma doutrina coerente.
    Quem mais fez isso?

  738. Otavio Ferreira Diz:

    ISSO AÍ É A DOUTRINA ESPÍRITA.

    Sim, mas onde a comprovação empírica de tudo isso?????

    É uma construção religiosa como qualquer outra!!!!

  739. Marcos Arduin Diz:

    Que gozado… Oferecem-nos outras explicações sem pé nem cabeça e querem que NÓS a refutemos? O ônus da prova cabe a quem afirma. Você diz que ETs explicam muito melhor do que os espíritos dos mortos? Ótimo! Diga-me onde foi visto e atestado ser mesmo um ET e aceito pela comunidade cética. E por que o ET se faz passar pelo espírito de algum falecido, se é um ET?
    .
    Ilusão coletiva… Pois é! O colega de Crookes, Carpenter, era adepto disso. Dizia que ele sofria de alucinações. Tal proposta foi encampada pelo Edouard von Hartman. Teriam o Crookes e suas testemunhas sido vítimas de alucinações… Só não sabia que chapas e máquinas fotográficas também podiam ficar alucinadas…
    .
    Só você mesmo para achar que essas explicações são melhores do que os espíritos… Tosco.

  740. Otavio Ferreira Diz:

    Eu cresci, Otávio, mas mesmo estudando muito, não encontrei nada melhor do que o Espiritismo e TODAS as críticas que achei contra ele são do mesmo nível das suas. Não tenho o que aprender com elas.

    Ora, então faça um bom proveito! Eu já disse anteriormente que vc não deixaria de acreditar no espiritismo, certas pessoas tem como destino andar na lama, vc não é obrigado a isso, mas vc quer, o que eu posso fazer??? NADA! Vc é fanático! Dementado!

  741. Marcos Arduin Diz:

    Bem, a Gênese é só uma compilação de conhecimentos científicos do século XIX sobre a formação do mundo e uma ingênua tentativa de fazer tais conhecimentos combinarem com a mitologia bíblica. No mais o que é esse naturalismo, no que é que ele está errado e onde ele aparece na Gênese? De naturalismo, só me lembro do movimento artístico…

  742. Otavio Ferreira Diz:

    A dementação provocada pelo espiritismo é algo deplorável.

  743. Otavio Ferreira Diz:

    No mais o que é esse naturalismo, no que é que ele está errado e onde ele aparece na Gênese? De naturalismo, só me lembro do movimento artístico…

    Este é o problema que nos distancia, Arduin, enquanto vc pergunta “o que é naturalismo”, eu já li livros inteiros sobre filosofia naturalista, se vc só entende isso como “movimento artístico”, então está pelo menos uns 200 livros defasado em relação ao meu volume de leitura e meus conhecimentos de filosofia geral, clássica , escolástica e, principalmente, filosofia da ciência. Se vc quer aprender, começe pelo mais simples, a wikipedia, e depois avance:

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Naturalismo_%28filosofia%29

    Em função de sua completa inferioridade intelectual, que , por incrível que pareça, te coloca em VANTAGEM em relação a mim, paro por aqui minhas colocações, uma vez que estamos falando de universos completamente diferentes e querer que vc entenda seus próprios erros é como querer que um asno recite Shakespeare em inglês do séc XVII.
    Boa sorte com tua jornada.

    Da desvantagem da superioridade intelectual:

    http://traducoesessenciais.blogspot.com.br/2010/09/da-desvantagem-da-superioridade.html

  744. Gorducho Diz:

    (…) com as políticas educacionais elaboradas pelos nossos GRANDES PEDAGOGOS, elas saem do ensino médio tão ignorantes quanto no momento que entraram.
    É mesmo. Veja-se as consequencias disso:
    Bem, nada sei dos cátaros & Cia Bela citados
    De naturalismo, só me lembro do movimento artístico…

  745. Contra o Chiquismo. Diz:

    Marcos Arduin Diz:
    JANEIRO 16TH, 2013 ÀS 13:35
    Procure, Sr pró chiliquismo. O interessado é você. Eu não tenho obrigação de provar nada, já que não sou missionário.
    FOI VC QUE DISSE QUE VIU UM ESPIRITO TE TACANDO PEDRA E QUE NÃO TINHA EXPLICAÇÃO. FOI VC QUE DISSE QUE O ESPIRITISMO É O MELHOR DE TUDO:
    “mas mesmo estudando muito, não encontrei nada melhor do que o Espiritismo”

    FANÁTICO, CEGO , RELIGIOSO , CRENTE E SECTÁRIO!

    POR FIM:
    “Entendo que o fato de um número razoável de médiuns de efeito físico não terem conseguido convencer a comunidade científica, mesmo tendo sido validados por cientistas, era simplesmente uma questão que se resume nesta frase: _ Os tempos ainda não são chegados.”

    “OS TEMPOS NÃO SÃO CHEGADOS”
    É SEMPRE ASSIM:
    “VOCÊS VÃO VER!” “A VERDADE VAI SER REVELADA”. “EU FALEI VC PERDEU A SALVAÇÃO”. “AINDA NÃO CHEGOU A HORA”. ” A CIÊNCIA VAI SE CURVAR”.

  746. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Gorducho Diz:
    JANEIRO 16TH, 2013 ÀS 15:21
    (…) com as políticas educacionais elaboradas pelos nossos GRANDES PEDAGOGOS, elas saem do ensino médio tão ignorantes quanto no momento que entraram.
    É mesmo. Veja-se as consequencias disso:
    Bem, nada sei dos cátaros & Cia Bela citados
    De naturalismo, só me lembro do movimento artístico…”

    “mas mesmo estudando muito, não encontrei nada melhor do que o Espiritismo”
    FANÁTICO, CEGO , RELIGIOSO , CRENTE E SECTÁRIO!
    E UMA CARNIÇA DESSA AINDA É PROFESSOR!

  747. Contra o Chiquismo. Diz:

    SERÁ QUE PESTALOZZI ERA UM MANÉ? PRA ENSINAR TANTA MERDA A KARDEC…
    OU KARDEC DETURPOU TUDO?

  748. Otavio Ferreira Diz:

    Como é que um cara que não sabe quem foram os cátaros, os bogomilitas, não conhece filosofia naturalista, diz que estudou muito e não encontrou nada melhor que espiritismo? Estudou muito o que? O gibi da turma da Mônica? Simples: Estudou SÓ o espiritismo, e ficou alienado por ele.

  749. Otavio Ferreira Diz:

    SERÁ QUE PESTALOZZI ERA UM MANÉ? PRA ENSINAR TANTA MERDA A KARDEC…
    OU KARDEC DETURPOU TUDO?

    Eu acho que foi o Kardec que deturpou.

  750. Contra o Chiquismo. Diz:

    PESTALOZZI DIZENDO SOBRE KARDEC AOS SEUS CONFRADES:

    “CRIAMOS UM MONSTRO!!!”

  751. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Otavio Ferreira Diz:
    JANEIRO 16TH, 2013 ÀS 16:41
    Estudou muito o que? O gibi da turma da Mônica? Simples: Estudou SÓ o espiritismo, e ficou alienado por ele.”

    E SE ACHA MELHOR QUE OS OUTROS ‘ESPIRITAS’ SÓ PQ ELE DIZ QUE NÃO É CHIQUISTA.
    TEM DIFERENÇA SER CHIQUISTA, KARDECISTA, DIVALDISTA, ROUSTENGUISTA, RAULTEIXEIRISTA ,LEONDENISTA, FLAMARIONISTA, BACCELLISTA?

  752. Contra o Chiquismo. Diz:

    BOM MESMO É SER CONTRACHIQUISTA!

  753. Marcos Arduin Diz:

    “Naturalismo é a visão de que o método científico é a única forma efetiva de investigar a realidade universal.”
    - Não me lembro de Kardec ter dito que o Espiritismo vinculava-se EXCLUSIVAMENTE ao método científico e se não houvesse o aval deste, então nada valia… Ele mesmo não fechou o círculo: pôde atribuir a causa de fenômenos que testemunhou aos espíritos, mas não pôde descrever de forma verificável a forma de como os espíritos atuavam. No máximo o que tinha era o que os espíritos diziam o que faziam.
    Lá na tal Gênese, Kardec apresenta uma descrição de alguns dos milagres atribuídos a Jesus e tenta encaixar neles “explicações” do que observou em fenômenos mediúnicos. A mesma coisa foi com relação aos dados da geologia e palentologia da época e os dias criativos de Gênese bíblica. É uma ginástica mental interessante, mas daí a dizer que isso é naturalismo…
    Fale isso ao Dawkings e depois me diga o que ele respondeu.
    .
    Não estou me colocando em vantagem sobre você, Imperador de Roma. Pra quem diz que leu muita coisa de Filosofia, então nisso você saiu na largada a toda e eu ainda estou parado lá. A única vantagem à qual você se atribui e eu não consegui vê-la ainda é quando cita:
    -Animismo
    -Ideoplastia
    -Distorções de espaço-tempo
    -Extra Terrestres
    -Seres elementais
    -Ilusão coletiva
    -Etc, etc, etc… (infinitas possibilidades)
    Diz que entre essas possibilidades, umas são mais absurdas que outras, mas espíritos é a mais absurda de todas. Pior ainda, diz que não é sua obrigação de descrever o mecanismo delas, nem de me demonstrar porque razão seriam todas melhores do que os espíritos. Diz que é a MINHA obrigação demonstrar que a hipótese dos espíritos é a melhor.
    Bem, à exceção do animismo, que reconhecemos ser fatual em alguns casos, dessas aí e das outras infinitas que não listou, não consigo vislumbrar porquê seriam tão melhores…
    O que é óbvio para você não está ficando nem um pouco para mim.
    .
    Diz lá o Kardec que não fomos nós que atribuímos a causa dos fenômenos mediúnicos aos espíritos: foram eles, ao passarem mensagens inteligíveis, que assim se identificaram. E em várias situações, deram provas dessa identidade. Apresentei aqui o caso lá da Piper e você ainda não me apontou qual daquelas infinitas possibilidades explicaria de modo MUITO MELHOR o evento do que atuação do espírito do falecido Robert Hyslop, e nem porque seria uma explicação tão boa.
    .
    Como já disse, estudei os críticos anti-espíritas, tentando encontrar nos argumentos deles explicações melhores aos fenômenos mediúnicos do que aquelas oferecidas pelo Espiritismo. O Vitor me ajudou apresentando pesquisas de céticos avacalhando os ditos fenômenos e outras coisas encontrei por mim mesmo.
    Mas NADA achei que realmente desmontasse a explicação espírita, à exceção do animismo em alguns casos.
    .
    Há charlatões (como a médium lá do algodão), farsantes obsediados (como o Baccelli), místicos (como o Chico Xavier), deturpadores (como os rustenistas), pseudossábios (como o Ramatis) e outros lamentáveis menos cotados.
    Tudo isso eu reconheço, mas se querem que eu concorde com vocês de que TUDO no Espiritismo está errado e NADA tem valor, então vão ter de se esforçar mais.
    .
    É isso.

  754. Gorducho Diz:

    Professor: eu entendo que o que caracteriza o pensamento naturalista do Kardec foi justamente a tentativa que ele fez de naturalizar o Sobrenatural, como mostrei acima ao Sr. Os fenômenos espíritas não seriam milagres – i.e., fatos insólitos, isolados. O Kardec achava que esses fenômenos seriam reprodutíveis por assim dizer à vontade e por diversas pessoas. Para mim isso é perfeita caraterização do pensamento Naturalista. Como vimos, isso não ocorreu, o Sobrenatural continua tão sobrenatural como antes, mas isso não vem ao caso. O fato é que sim a meu ver o Kardec apoiava-se numa Filosofia Naturalista.

  755. Marcos Arduin Diz:

    A questão aí, Balofo, é em que posição está a carroça: se atrás ou à frente do bois. Dizem os sacerdotes das diferentes religiões que são SOBRENATURAIS as manifestações vindas do poder de Deus. Certo?
    .
    Muito que bem, a queda dos raios eram manifestações sobrenaturais, vindas do Deus (ou Deuses) dos cristãos, de Tupã ou Júpiter ou outra divindade qualquer (eu não sou teólogo). Dirá você que os físicos, ao descreverem o mecanismo pelo qual os raios se foram e finalmente descem ao solo, terão naturalizado esses deuses aí? Ou então simplesmente demonstraram que aquilo que os teólogos diziam ser a manifestação do sobrenatural pela ação divina era apenas um fenômeno físico descritível?
    .
    Muito que bem, com Kardec é a mesma coisa. Diziam os teólogos que manifestação de espírito é coisa sobrenatural. O Kardec, ao acompanhar os “causos”, notou que o fenômeno era repetitível e ocorria quando ele sua tchurma estavam reunidos pensando na coisa (o Sobrenatural é muito raro e imprevisível). Então esse fenômeno de manifestação espiritual era como os raios: sim, é um fenômeno natural, e continua sendo até hoje.
    .
    Esbarramos aqui numa coisa, Balofo: o que é um fenômeno NATURAL? Há duas situações: quando a causa do dito fenômeno é NÃO HUMANA. Assim, a chuva, o maremoto, a erupção vulcânica, a passagem de um cometa, etc e tal, não têm causa humana, MAS TODOS SÃO FENÔMENOS NATURAIS. Discorda? Já construir um túnel, esculpir uma estátua, escrever um texto, etc e tal, são eventos que têm causa humana. Mas digo que TUDO ISSO É FENÔMENO NATURAL. Tem alguma coisa de sobrenatural neles? Acho que não.
    .
    Lá nos textos de Kardec mesmo está essa questão de Naturalismo. Em algum lugar diz que os céticos afirmam que os fenômenos podem muito bem serem explicados pelas leis naturais. Ao que Kardec contra-argumentou: _ Mas conhecemos todas essas leis?
    Vamos voltar aos raios a título de exemplo.
    Pilotos de aviões, ao sobrevoarem tempestades, a mais de 15.000 metros do solo, às vezes viam raios avermelhados SUBINDO acima das nuvens. Comentavam “em off” com os colegas, mas não se atreviam a dizer isso em público, pois iam dizer que estavam malucos. Onde se viu falar em raios acima das nuvens? Raios só podem existir abaixo delas, nunca acima. Pois é, meu caro, a comunidade científica é contra a religião, mas tem o desagradável costume de se comportar como um bando de clérigos, pois acham que as leis naturais não podem ser contrariadas… Como se conhecessem todas. Vai ver que o erro do Naturalismo estaria aí. Sei lá o que os brilhantes filósofos que o Imperador de Roma provaram de errado no tal Naturalismo…
    Mas conversa vai, conversa vem, então lá no National Geographic, apareceu uma reportagem onde um pesquisador, no alto de uma montanha, colocou uma câmara de vídeo apontada para as nuvens de uma tempestade e deixando boa parte do campo visual focado acima delas. E após duas horas de gravação, ele topou com fachos vistos acima delas. Diz lá o narrador que tais imagens “chocaram a comunidade científica”. Foram chamados de “sprites”. Também acharam outra coisa menor, chamadas de “correntes de jatos”. E comentou o narrador que “apesar de todos os nossos conhecimentos científicos, os raios ainda têm os seus mistérios”. Depois que os cientistas reconheceram que de fato os “sprites” existem, mais estudos foram feitos. Já se sabe que são um conjunto de raios que se formam a 90 Km do solo, vão se juntando e DESCEM até as nuvens. O que sai debaixo delas é o raio positivo, extremamente poderoso. Também não é pra menos: é uma somatória de raios.
    .
    Nesse situação em que Kardec naturalizou o sobrenatural, Balofo, é como a situação acima: ele apenas constatou que a manifestação espiritual podia ser frequente, embora não totalmente previsível. O que a tornaria imprevista? A causa inteligente dela. Um pintor tem à sua disposição o meio físico, a tela; os meios químicos, as tintas, mas se não está a fins de pintar, a pintura não sai. A mesma coisa acontece com as manifestações espirituais. O médium tem o poder mediúnico, o tempo, o horário, o público atento… mas se o espírito não quiser se manifestar, então nada acontece.
    Os médiuns espetaculosos tinham exatamente esse problema. Daí se entende porque passaram por rigorosos testes feitos por cientistas, mas foram pegos numa fraude banal por um leigo mais atento. Quando o espírito não aparecia, o jeito era improvisar… Afinal eram médiuns interesseiros. Kardec, desde o início, afastou-se desses.
    .
    Portanto, meu caro, não tenho assim tanta certeza de que Kardec se apoiou na Filosofia Naturalista. Ele apenas seguiu o óbvio: a partir do momento em que um fenômeno tido por sobrenatural passa ser descrito de forma natural, ele deixa de ser sobrenatural. Kardec errou por pensar assim?

  756. Gorducho Diz:

    Dizem os sacerdotes das diferentes religiões que são SOBRENATURAIS as manifestações vindas do poder de Deus. Certo?
    Sim.

  757. Gorducho Diz:

    O Kardec, ao acompanhar os “causos”, notou que o fenômeno era repetitível e ocorria quando ele sua tchurma estavam reunidos pensando na coisa (o Sobrenatural é muito raro e imprevisível). Então esse fenômeno de manifestação espiritual era como os raios: sim, é um fenômeno natural, e continua sendo até hoje.
    Não.
    Os fenômenos foram repetitíveis só durante aquela janela histórica ca. 1821 (lembre-se da Apostila preparada pelo Sr. JCFF) ~1900. Após, o Sr. mesmo reconheceu ontem que os Tempos não eram chegados. Deus cancelou a autorização, as falanges que movimentavam as mesas recolheram-se ao Universo Metafísico. Veja bem, não ao Universo Físico do Kardec, povoado por seres vaporosos porém físicos. Os fenômenos pararam, ocorrem agora só exepcionalissimamente; como o caso dos raps que ocorreu c/o Sr.
    I.e., como sempre ocorreu e cuja possibilidade nunca foi negada pelas Religiões: Deus pode, claro, autorizar qualquer tipo de fenômeno. Foi o que aconteceu e.g. em En Dor.

  758. Gorducho Diz:

    Tem alguma coisa de sobrenatural neles?
    Acho que sim, uma vez que aparentemente só ocorrem baixo expressa autorização Divina.
    Obs: não sei qual será o posicionamento das Religiões se poderá também ocorrer provocado por entes/”forças” rebeladas – i.e., “demônios” no sentido moderno atualmente usual, não no sentido Grego.
    Em outras palavras, já que o Sr. gosta tanto de lógica: eu acho a explicação das Religiões mais plausível que a sua; respeitando-a, claro, como não poderia deixar de ser.

  759. Gorducho Diz:

    Seu espanto relativamente às questões metereológicas citadas decorrem do compreensível fato de o Sr. não ter estudado essa Disciplina.

  760. Marcos Arduin Diz:

    Ih! Seu Balofo, está um tanto perdido…
    As tais “mesas girantes” eram só um DIVERTIMENTO para o público geral. Como o próprio Kardec disse lá no O que é o Espiritismo quando lhe perguntaram:
    _ Bem vê que já passou a moda das mesas girantes. Hoje ninguém mais se ocupa delas. Por que aconteceu isso a uma coisa séria?
    Kardec: _ Porque das mesas girantes saiu uma coisa ainda mais séria: uma perfeita (tudo bem, pode discordar) doutrina filosófica. Para os frívolos, aquelas mesas girantes eram só um divertimento, o qual abandonaram quando dele se encheram.
    .
    É como uma música de muito sucesso. Como aquela lá do filme Titanic. É uma ótima melodia, com excelente poesia, mas mesmo assim, depois de um tempo, os fãs de música enjoaram. Com as mesas girantes foi a mesma coisa.
    Portanto a coisa veio de baixo para cima e não de cima para baixo.
    E deixe Deus fora disso. Os espíritos são bem capazes de avaliar as coisas. Então, digamos assim, espíritos “superiores” imaginaram que atrairiam a atenção do público e dos estudiosos se fossem produzidos fenômenos “impressionantes”. Mas cada um tem o seu livre arbítrio. Assim médiuns muito capazes também se deixaram levar pela tentação do ganho. E quando os fenômenos não vinham, só lhes restava fazer improvisações grosseiras…
    Pesquisadores sérios fizeram pesquisas sérias em cima dos médiuns e chegaram a resultados parecidos e, pra desgosto da comunidade científica, eram resultados positivos. Mas aí vem o NATURALISMO (que não é Nudismo): essas coisas contrariam as leis naturais e portanto não podem acontecer. Se acontecem, no que seria mais lógico crer: que são violações das leis naturais ou os pesquisadores foram feitos de idiotas por hábeis farsantes? Responda-me você.
    .
    Ô cara! Lá em En Dor (que dor!), creio que a maioria das religiões cristãs são concordes em dizer que quem deu as caras por lá foi o Demo e não o espírito do Samuel. Sacomé: há duas regras de exegética e hermenêutica. A regra do granito e a regra da mola.
    .
    Lá no Livro À Margem do Espiritismo, Carlos Imbassahy faz um relato da vida de uma jovem médium, educada em orfanato católico, mas que tinha mediunidade de vidência e audiência. Tornada maior, deixou o orfanato e foi trabalhar em casas de famílias muito católicas, onde sua mediunidade era pedra de escândalo. No fim, acabou no único lugar onde seria bem vinda: na FEB. Lá atuou com a excelente médium que era. Imbassahy, contudo, comenta que as provas obtidas, eram sempre para os outros. A ele, nenhuma delas o tocava de perto.
    Até que um dia, sua falecida avó paterna se manifestou e deu-lhe todas as provas de sua identidade, revelando coisas que inclusive ele desconhecia e só se comprovou depois.
    Entre os comentários que fez, disse que os homens da fé querem convencê-lo de que tudo isso era obra de Satã. Imbassahy retrucou assim:
    Por que Deus permite ao Diabo compurscar o que temos de mais caro e sagrado? Por que ao Diabo foi dado o monopólio de nos trazer as provas da nossa continuidade espiritual, quando as igrejas cristãs, que deveriam elas nos trazer essas provas, são da mais lamentável indigência?
    Que me diz você?
    .
    Fiquei espantado no que quanto à Meterologia aí?

  761. Gorducho Diz:

    Achei que o Sr. tivesse se espantado com os SPRITES e as jet-streams: Também acharam outra coisa menor, chamadas de “correntes de jatos”.
     
    E deixe Deus fora disso &c.
    Ora, quem acredita nas grandes vozes do céu que ressoam como trombetas fazendo acompanhamento musical ao coral de anjos que cantarola “Senhor! Senhor!…” é o Sr. Eu sou agnóstico.
    Coloquei claramente que, por LÓGICA, a explicação das Religiões é mais plausível, vis-a-vis a de vocês. É evidente que eu não acredito em nenhuma das hipóteses, como achei que o Sr. poderia ter percebido.
    Ora, se os fenômenos ocorriam naquela época praticamente todos os dias, mesas movendo-se enlouquecidamente por toda Europa, as almas solifificadas da Katie King e o Bien-Bôa proporcionando grandes espetáculos, &c, e isso parou, não é mais lógico supor que foram exepcionalidades autorizadas por Deus para Regenerar l’Humanité? A qual recusou-se a ser regenerada :)
    O Sr. mesmo reconheceu isso ontem: Os tempos ainda não são chegados.
    Mas, os Tempos vão chegar, Professor. Daqui a 5 bilhões de anos o Sol vai virar gigante vermelha, e os Tempos terão chegado… Aguarde.

  762. contra o chiquismo Diz:

    Prova da existência de espíritos em 2013 nada né botaniCUzinho e Fabiano Marden?

  763. Marcos Arduin Diz:

    Eu não estava espantando com os tais “sprites” ou “correntes de jatos”, já que foi naquela reportagem do National aí é que fiquei sabendo deles. Disse o NARRADOR que a comunidade científica ficou chocada com o que viu, já que CONTRARIAVA os dogmas da Ciência das tempestades e a mecânica dos raios…
    .
    Ô meu caro! Nunca soube de grandes vozes e trombetas voltadas para a Inteligência Suprema e Causa de Todas as coisas… Vozes, trombetas, cantarolas… isso é para o Deus antropomórfico, feito pelas igrejas cristãs…
    .
    Não sei no que é que as explicações das outras religiões seriam mais plausíveis… Quer dizer que hoje uma época em que Deus deixou o Diabo e seus demos mais livres para agir e depois voltou atrás?
    .
    Como eu disse, houve um momento em que os fenômenos mediúnicos de efeito físico SUPOSTAMENTE eram mais frequentes (não todo o dia e nem toda hora, como você supõe). Se eu fosse um marqueteiro, suporia que isso se deu para chamar a atenção para os espíritos e a mediunidade. Mas deu xabu. É como aquela sopa PEDAÇUDA, que era uma sopa de legumes mais graúda. Não se vendeu um só pacote… Nem o marqueteiro ou o fabricante quis experimentar… Que será que deu errado? Daria uma tese, não?

  764. Gorducho Diz:

    Eu não estava espantando com os tais “sprites” ou “correntes de jatos”, já que foi naquela reportagem do National aí é que fiquei sabendo deles.
    O Sr. deve ter escutado mal. O speaker deveria estar falando do blue jet. Imagine o Sr. quanto Espíritos elementais não serão necessários para produzir esses, não?
     
    Blue jets are a second high altitude optical phenomenon, distinct from sprites, observed above thunderstorms using low light television systems. As their name implies, blue jets are optical ejections from the top of the electrically active core regions of thunderstorms. Following their emergence from the top of the thundercloud, they typically propagate upward in narrow cones of about 15 degrees full width at vertical speeds of roughly 100 km/s (Mach 300), fanning out and disappearing at heights of about 40-50 km. Their intensities are on the order of 800 kR near the base, decreasing to about 10 kR near the upper terminus. These correspond to an estimated optical energy of about 4 kJ, a total energy of about 30 MJ, and an energy density on the order of a few mJ/m^3. Blue jets are not aligned with the local magnetic field.
    [Geophysical Institute of the University of Alaska Fairbanks]

  765. contra o chiquismo Diz:

    ELEMENTAL MEU CARO WATSON.

  766. Gorducho Diz:

    Ô meu caro! Nunca soube de grandes vozes e trombetas voltadas para a Inteligência Suprema e Causa de Todas as coisas… Vozes, trombetas, cantarolas… isso é para o Deus antropomórfico, feito pelas igrejas cristãs…
     
    É porque o Sr. não estuda mesmo. Estude o 3° livro da Codificação.

  767. contra o chiquismo Diz:

    JÁ IMAGINOU A MISSÃO DADA AOS ELEMENTAIS PELO ‘ESPIRITO SUPERIOR’ EM 2010?
    “HOJE SEUS ELEMENTAIS ATRASADOS, VCS VÃO FAZER CHUVA NA REGIÃO SERRANA DO RIO DE JANEIRO. E FAÇAM DIREITO! VCS TEM AJUDAR A MATAR MAIS DE 900 HUMANOS NUM RESGATE COLETIVO!! JOGUEM 298.989.9089 DE TONELADAS DE RAPÉ NAS NUVENS, E SOPREM BEM!

  768. Gorducho Diz:

    539. A produção de certos fenômenos, das tempestades, por exemplo, é obra de um só Espírito, ou muitos se reúnem, formando grandes massas, para produzi-los?
    “Reúnem-se em massas inumeráveis.”

     
    Imagine, Professor, a massa de espíritos necessária para fazer um blue jet desses. Deve lotar um Maracanã ainda com a lotação antiga.

  769. Marcos Arduin Diz:

    Neste particular, acho que Kardec pisou na bola. Realmente não entendo no que é os espíritos teriam a ver com tempestades ou coisas assemelhadas. Ele deveria ter questionado mais a respeito…
    Bem, como já disse antes, há pontos nesse livro que mereceriam reparos.
    .

  770. Otavio Ferreira Diz:

    Interessante é que a materialização de Katie King foi tridimensional e não precisou de um monte de pano branco em cima da cabeça dela.Nas tais materializações de Uberaba, bem como as de Otilia Diogo, do Peixotinho e outros quetais, os espíritos aparecem com o rosto bidimensional, como se fossem ( e são! ) fotografias colocadas em invólucos de gaze ou outros panos. Eu tenho aqui aquele livro do Ranieri, e não há uma única foto que seja autêntica, é TUDO fraude! Então, como disse o Gorducho, parece que Deus proibiu as poderosas falanges do além-túmulo de manifestar-se por aqui, restando aos arautos da doutrina dos defuntos, espiritismo, ou, deveria dizer, defuntismo, realizar uma série infindável de fraudes risíveis ( podem rir, eu acreditei naquilo também, por um tempo), dignas de pândegos profissionais. O defuntismo é a única ciência que tem provas só no passado, é como solicitar a um biólogo que faça uma cultura de bactérias e ele diz: espere um pouco, vou lá em Paris, no Instituto Pasteur, pegar umas amostras de 150 anos.
    Concordo completamente com o Gorducho, as explicações religiosas são muito mais satisfatórias que as do defuntismo, a tentativa de enquadrar até os milagres de Cristo em fenômenos naturais é uma evidente dementação à qual Kardec infelizmente se dedicou, bebeu até a última gota na fonte do naturalismo, não percebeu que a água era fermentada e pútrida, e vomitou a doutrina mais espúria do mundo: O defuntismo, ou espiritismo, tanto faz.

  771. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Gorducho Diz:
    JANEIRO 17TH, 2013 ÀS 15:27
    539. A produção de certos fenômenos, das tempestades, por exemplo, é obra de um só Espírito, ou muitos se reúnem, formando grandes massas, para produzi-los?
    “Reúnem-se em massas inumeráveis.”

    Imagine, Professor, a massa de espíritos necessária para fazer um blue jet desses. Deve lotar um Maracanã ainda com a lotação antiga.”

    SE ANTECIPOU A MIM, MAS EU IA DIZER QUE MESMO ASSIM ELE NÃO ENCONTROU NADA MELHOR QUE O ‘ESPIRITISMO’ PRA EXPLICAR AS COISAS ATÉ HOJE.
    É MUITA FÉ E VONTADE DE CONTINUAR ILUDIDO.

  772. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marcos Arduin Diz:
    JANEIRO 17TH, 2013 ÀS 15:56
    Neste particular, acho que Kardec pisou na bola.”

    AINDA ACHA? NÃO TEM CERTEZA NÃO?

  773. Contra o Chiquismo. Diz:

    “o Sol não seria um mundo habitado por seres corporais, mas um local de reunião de Espíritos superiores que, de lá, irradiam seus pensamentos para outros mundos (…) Todos os sóis parecem estar numa posição idêntica” (A. Kardec, Livro dos Espíritos, q. 188).

    SE PRA UMA TEMPESTADE QUE É UMA COISA LOCAL SE PRECISARIA DE UM MARACANÃ LOTADO, IMAGINA O SOL… DEIXA PRA LÁ…

  774. Marcos Arduin Diz:

    Sr Imperador de Roma,
    O nosso problema aí é que NÃO DÁ pra contentar o pessoal cético com as fotografias. Inclusive porque eles dizem que elas NADA PROVAM a favor do fenômeno. Então reconhece você que as fotos da Kate King eram tridimensionais? O que dizem os sábios céticos?
    _ Pô! Vocês não estão vendo que é só uma pessoa disfarçada de fantasma?
    .
    As fotos do que a Ana Prado produziu também eram tridimensionais, porém desproporcionais, gordas ou excessivamente magras, exatamente para mostrar que não se tratava de cúmplices disfarçados. Na ocasião, parentes de falecidos declararam terem os reconhecido nas materializações. Que dizem os sábios céticos?
    _ Mas vocês não estão vendo que são só marionetes?
    .
    As das materializações produzidas pela Eva Carrière eram planas, de diversos tamanhos, em geral pequenas, exceto Bien Boa. E o que dizem os sábios céticos?
    _ Mas não estão vendo que são só folhas de cartolina ou papel desenhadas?
    .
    Enfim, faça-se o que fizer, não dá pra agradar essa gente… Daí então, enfia-se a viola no saco e, se há médiuns com essa capacidade, trabalham só com os nossos e que se danem a gente cética e científica.
    .
    As fotos das materializações que foram produzidas pelo Peixotinho receberam o endosso do Chico Xavier, pois ele esteve lá e viu a coisa pessoalmente. Improvável que fosse endossar uma fraude grosseira e sem nenhum motivo plausível. E nem todas eram coisas chatas como você diz, Imperador de Roma. Na última edição do livro, publicada após a morte de Ranieri, foram acrescentadas outras fotos que não eram do tempo do Peixotinho e que Ranieri nunca havia endossado. Essas aí são de fato bem duvidosas… Talvez por isso mesmo, Ranieri as tenha deixado de lado.
    .
    Sr Imperador de Roma, o fato de uma prova ter sido obtida cem anos atrás, não caduca pela sua idade. Ela só caducaria se ficasse provada ser fraude… Estou no aguardo da prova de tudo foi fraude no caso aí da Piper. Mas quer coisa mais recente? Está bem.
    A atriz Cacilda Becker faleceu a 14 de junho de 1969. Nos anos seguintes, seu filho Luiz Carlos Becker topou casualmente com o Chico Xavier e nessas ocasiões, Chico lhe dizia que gostou do bilhete que ele lhe escreveu. E Luiz não entendia nada, pois não tinha mandado bilhete algum para o Chico.
    Numa ocasião em que puderam conversar mais, Luiz perguntou-lhe que bilhete era este do qual ele falava. E Chico respondeu:
    _ Não era eu quem falava e sim a sua mãe. Ela gostou do bilhete de despedida que você escreveu e o colocou no caixão, pouco antes do enterro. Era aquele que dizia:
    _ “Mamãe, vai em paz que aqui a gente se vira. Beijos do seu filho Cuca”
    Luiz Carlos Becker nunca contara isso a ninguém, nem mesmo à sua esposa. Como é que Chico poderia saber do bilhete e seu conteúdo?
    .
    Fico no aguardo do universo de possibilidades, mas favor justificar cada uma delas. Exigir que eu aceite que todas são melhores do que o Espiritismo só porque você acha, não vale…
    .
    Realmente os milagres de Jesus é mais coisa pra lenda… Da mesma forma que, em desespero, os apóstolos e seus discípulos fizeram de tudo para encaixá-lo no Messias que os judeus esperavam, por que não inventariam lendas milagrosas a seu respeito.
    .
    Você pode achar que é pecado “naturalizar” algum “milagre”, mas o engraçado é que vejo muita gente tentando fazer isso. Lembra-me lá no Discovery Channel que comentava sobre a Santa Bernadette, cujo cadáver aparentemente está intacto e a Santa Madre Igreja considera que isso é milagre. Argumentavam ali que essa preservação seria o efeito de saponificação da gordura corporal… Bem, eu não entendo da coisa.
    Da naturalização do Santo Sudário a coisa ficou mais elegante, afinal o teste de radiocarbono demonstrou que era uma fraude medieval…

  775. Marcos Arduin Diz:

    Seu Pró Chiliquismo, certamente não preciso do Espiritismo e nem dos para ver explicada a mecânica de um fenômeno natural. Por outro lado, recorrer a mentiras para refutar o Espiritismo não me parece uma postura das mais inteligentes…
    .
    Se bem que inteligência e aclamação podem muito bem ser coisas disjuntas. Os grandes gênios intelectuais esquerdistas do Brasil e do Mundo têm ou tinham QI de poça d’água, mas são aclamados pelas faculdades de cultura inútil das nossas universidades.

  776. Gorducho Diz:

    Realmente os milagres de Jesus é mais coisa pra lenda… Da mesma forma que, em desespero, os apóstolos e seus discípulos fizeram de tudo para encaixá-lo no Messias que os judeus esperavam, por que não inventariam lendas milagrosas a seu respeito.
     
    Bom, Professor, muito bom! Os seus colegas do Centro Espírita sabem que o Sr. pensa e fala essas heresias? :) )

  777. Gorducho Diz:

    Bem entendido, Professor: eu acho que deve ter existido uma pessoa que originou a seita. Não creio que ela possa ter-se originado do “nada”, sem um fundador. Deve ter existido de fato (acho eu…) um “rabi” contestador dos formalismos, lucros hipocrisias do establishment sacerdotal. Yeshua é um nome “genérico” que pode ter sido o real ou posteriormente dado. Agora, Cristo claro que não existiu, é construção. Só duvido o Sr. fazer uma palestra no centro abbordando esse tema :)

  778. contra o chiquismo Diz:

    “Gorducho Diz:

    Bom, Professor, muito bom! Os seus colegas do Centro Espírita sabem que o Sr. pensa e fala essas heresias? :) )”

    COM CERTEZA ELE JÁ VEM FALTANDO A MUITAS REUNIÕES DANDO A DESCULPA DE FALTA DE TEMPO, EXCESSO DE TRABALHO, ETC. ELE ESTÁ FALTANDO POIS NÃO É POSSÍVEL ACESSAR ESSE BLOG E CONTINUAR SENDO ‘ESPIRITA’. A FICHA JÁ CAIU, MAS ELE DEVE TER UM ORGULHO MUITO GRANDE PRA ASSUMIR QUE O QUE TANTO DEFENDEU É UM ERRO.
    PODE VER QUE ELE ATÉ FICA SURPRESO COM MUITA COISA REVELADA AQUI SOBRE A DOUTRINA COMO POR EX A TEMPESTADE CAUSADA PELA ‘MASSA’ DE ESPIRITOS. FANÁTICO QUE NÃO CONHECE A ‘DOUTRINA’.

  779. contra o chiquismo Diz:

    ” Gorducho Diz:
    Só duvido o Sr. fazer uma palestra no centro abbordando esse tema :)

    E A HIPOCRISIA DEIXA?

  780. contra o chiquismo Diz:

    MARCOS ARDUIN, VOU TE FAZER MAIS DUAS PERGUNTAS, A 1ª KARDECISTA NENHUM RESPONDE:

    NESSES ANOS TODOS QUE VC FREQUENTA O KARDECISMO JÁ TE FOI REVELADO QUEM É O TEU BOM GÊNIO E QUAL É O NOME DELE? VC FALA COM ELE E ELE TE RESPONDE CLARAMENTE. VC O VÊ? COMO É A SUA APARÊNCIA?
    489. Há Espíritos que se ligam a um indivíduo em particular para o proteger?

    — Sim, o irmão espiritual; é o que chamais o bom Espírito ou o bom gênio.

    586 As plantas têm consciência de sua existência?

    – Não; elas não pensam, têm apenas a vida orgânica.

    SE ELAS NÃO PENSAM COMO É QUE TEM INTELIGÊNCIA? VEJA:

    702. É lei da Natureza o instinto de conservação?
    “Sem dúvida. Todos os seres vivos o possuem, qualquer que seja o grau de sua inteligência.

  781. contra o chiquismo Diz:

    CORRIGINDO: E ELE TE RESPONDE CLARAMENTE?

  782. contra o chiquismo Diz:

    MAIS UMA:
    728. É lei da Natureza a destruição?
    “Preciso é que tudo se destrua para renascer e se regenerar. Porque, o que chamais destruição não passa de uma transformação, que tem por fim a renovação e melhoria dos seres vivos.”

    COMO PODE UM JACARANDÁ QUE VIROU MESA NA MINHA SALA SE RENOVAR E SE MELHORAR? O JACARANDÁ REENCARNA? EU CONTRIBUÍ COM A “LEI DA NATUREZA” E DESTRUÍ O JACARANDÁ:“Preciso é que tudo se destrua… AH MAIS AÍ NÃO VALE! O JACARANDÁ TEM DE SE DESTRUIR SOZINHO “Preciso é que tudo se destrua… MAS SE UM JACARANDÁ NÃO PENSA ( 586– Não; elas não pensam,… ) COMO ELE SE SUICIDA?
    ME EXPLICA AÍ VAI…

  783. contra o chiquismo Diz:

    AH, E AINDA ARRANQUEI AS RAÍZES DO JACARANDÁ E JOGUEI 746 LITROS DE ÓLEO DIESEL NO BURACO QUE ELE DEIXOU QUANDO FOI ARRANCADO E CIMENTEI QUE É PRA NÃO TER NEM PERIGO DE ELE QUERER CRESCER DE NOVO.

  784. Marcos Arduin Diz:

    Balofo, o Jesus histórico DEVE ter existido sim. Na verdade havia outros como ele no pedaço, que inclusive foram historicamente confirmados. Já esse nosso Jesus aí era mais obscuro.
    Falo em desespero para fazer dele o Messias, pois os judeus esperavam um Messias que os libertaria dos opressores, restauraria todos os costumes da sua fé, etc e tal. Miqueias profetizou a vinda de um Messias que viria da cidade de Belém. Os cristãos pegam só os primeiros versos e passam uma borracha no resto. Experimente ler o capítulo 5 desse livro e verá o motivo. Mas os apóstolos e seus discípulos fizeram o tal Jesus, que nasceu em Nazaré, nascer lá em Belém e assim “cumprir as escrituras”. Inventaram um recenseamento que nunca existiu (o governo de Augusto é o mais bem documentado de Roma) e supostamente José, que nem era pai biológico de Jesus, tinha de ir a Belém, para se registra na cidade do seu ancestral, que era o rei Davi (que caiu do Céu: não tinha ancestrais). Pura balela.
    .
    E se ler os Evangelhos, vai vários desses textos “e para que se cumprisse as Escrituras…” Coisa muito bem arranjada. Jesus NUNCA foi o Messias que os judeus esperavam. O seu mito foi construído pelos apóstolos. A nós espíritas só nos interessa o que Jesus ensinou em termos de moral.

  785. contra o chiquismo Diz:

    TO ESPERANDO A RESPOSTA.

  786. Marcos Arduin Diz:

    Sabe, Pro Chiliquismo, é que considerando o seu nível intelectual ao fazer aquelas perguntas, temo que não consiga entender entender a resposta.
    Por isso achei que não valia a pena responder.

  787. contra o chiquismo Diz:

    Mesmo assim explique. Pode ser que eu mude de idéia.
    Agora que diesel é bom pra matar planta ah, isso é.

  788. contra o chiquismo Diz:

    se bobear diesel é melhor que mata mato.

  789. Marcos Arduin Diz:

    Vejamos o que é possível…
    - O meu “gênio” uma vez se manifestou sob o nome João. Disse ter sido amigo meu em vida passada, mas não deu mais informações.
    .
    - Você parece ter um grave problema que o torna incapaz de entender contextos… Se foi dito que a planta só tem vida orgânica, obviamente ela não pode ter inteligência. Então a pergunta sobre instinto de conservação só pode se referir aos animais e aos humanos. Por outro lado, a seleção natural e a genética dotaram as plantas de mecanismos para se preservarem. Por isso ponho em dúvida sua capacidade mental. Parece ser muito reduzida.
    .
    - A tal lei de destruição aí refere-se à CICLAGEM DOS NUTRIENTES. Assim então um ser que morreu, a matéria de seu corpo será utilizada por outros. Simples assim. Se tivesse lido com atenção…

  790. Otavio Ferreira Diz:

    Arduin defende as fraudes do espiritismo dizendo que algumas podem não ter sido fraudes, ok, mas as fraudes do cristianismo ( santo sudário, corpos incorruptos, milagres de Jesus, etc), ele diz que são de fato fraudes! Percebam como o pensamento dele é seletivo. Para ele, o corpo incorrupto de Bernadette é , muito provavelmente, saponificação, mas Katie King é espírito! Ora, se Bernadette incorrupta é saponificação, porque Katie king não pode ser enquadrada numa mesma explicação naturalista? Como a ilusão coletiva ou mesmo uma fraude muito bem elaborada??? Te peguei Arduíno! Vc vc não passa de um seletivo protetor do Espiritismo, vc não tem o mesmo rigor cético para com o espiritismo que tem para as outras doutrinas, especialmente o cristianismo. Já reparou que quando vc fala de cristianismo vc só encontra defeitos, fraudes, criações culturais , etc, mas quando fala de espiritismo, é complacente ao extremo e diz que tem valor, que é crível, que Kardec era boa gente. Se vc puder fazer uma auto-análise sincera vai ver que sua posição quanto ao espiritismo é 100% de “wishful thinking”, ou seja, o Espiritismo é certo para você PORQUE VOCÊ QUER, ou seja, ele não difere EM NADA, das doutrinas de fé que vc insiste em criticar, como o Cristianismo. Então, vc ganharia muito mais se deixasse de querer defender Espiritismo como algo cientificamente crível e aceitasse que vc é um CRENTE, uma pessoa que se sente bem crendo no espiritismo e que não dá a mínima para a constatação científica ( que evidentemente não existe).
    Ora, se é pra ser condescendente para com os espíritas a ponto de dizer que, mesmo sendo a maioria dos fenômenos, fraudes, ele ainda tem valor, tem que ser condescendente também com o cristianismo, o islamismo, o judaísmo, etc. Vc usa dois pesos e duas medidas, não é nem um pouco mais sensato que qualquer radical islâmico que tem por aí. Ora, vc já estudou o caso dos corpos incorruptos dos santos? E se forem mesmo autênticos e não fraudes nem saponificações? Isso confirma o cristianismo? Possivelmente não, vc vai dizer. Então, porque o fenômeno katie King, mesmo sendo possivelmente autêntico(?), confirmaria o Espiritismo? Como é que de um fenômeno se constrói toda uma doutrina cheia de dogmas como o Espiritismo? Alguma vez Katie King falou de reencarnação? Não, não falou, eu tenho aqui o livro de Crookes e provo isso. Então, porque o Espiritismo ensina a reencarnação se o principal fenômenos que vc se baseia, o de Crookes, jamais teve qualquer coisa a ver com reencarnação? Enfim, são muitas perguntas e zero de respostas. Porque você não assume de vez sua fé na religião espírita? É tão simples!

  791. Otavio Ferreira Diz:

    A respeito dos corpos incorruptos:

    -Muitos deles apresentam sangue líquido
    -Muitos deles não apresentam o “rigor mortis”
    -Muitos deles apresentam os órgãos internos úmidos e íntegros.
    -Muitos deles exalem perfume ( um cadáver exalar perfume, é bem estranho)
    -Muitos deles movem os olhos e certos órgãos internos, como o coração ( Santa Tereza D’Ávila).

    É evidente que se trata de um fenômeno que NADA tem a ver com saponificação ou qualquer explicação natural. Isso comprova o Catolicismo? Não creio, mas, porque o Catolicismo estaria em desvantagem em relação ao Espiritismo em termos de fenômenos? Porque o Arduíno detona os cristãos e os fenômenos do cristianismo e não detona igual o espiritismo, cujos fenômenos são muito mais precários? Porque ele quer que o espiritismo seja melhor. De onde ele tirou isso? Da realidade? Não, da cabeça dele, e só!

  792. Otavio Ferreira Diz:

    Vejam que Interessante o Espiritismo:

    Fenômenos supostamente autênticos:

    -Katie King
    -Dunglas Home
    -Eusápia Paladino
    -Elizabeth D’Esperance

    E outros, cuja maioria JAMAIS falou de reencarnação.

    Fenômenos comprovadamente fraudulentos:

    Otília Diogo
    Materializações de Uberaba
    Mirabelli
    Peixotinho

    E outros ainda mais fraudulentos, ENSINARAM VEEMENTEMENTE A REENCARNAÇÃO.

    Então, vejam que disparate: Os espíritas pegam as fraudes para construir a doutrina, e não o que provém dos fenômenos supostamente autênticos!

    Que palhaçada!

  793. Otavio Ferreira Diz:

    Otra coisa, nem mesmo William Crookes tem qualquer relação com o Espiritismo. Seu livro ( Phenomena of spiritualism) foi erroneamente traduzido e publicado pela FEB como “Fatos Espíritas”, numa monstruosa demonstração de má fé e falta de respeito pelo grande cientista. Se o livro de Crookes prova alguma coisa, certamente não é Espiritismo nem qualquer balela promovida por Kardec e sua trupe de maníacos.

  794. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Otavio Ferreira Diz: vc ganharia muito mais se deixasse de querer defender Espiritismo como algo cientificamente crível e aceitasse que vc é um CRENTE, uma pessoa que se sente bem crendo no espiritismo e que não dá a mínima para a constatação científica ( que evidentemente não existe).”

    MAS É ISSO QUE EU QUERO QUE ELE CONFESSE E ELE NÃO CONFESSA. FANATISMO.

    “Porque você não assume de vez sua fé na religião espírita? É tão simples!”

    PORQUE ELE NÃO É ESPIRITA.
    OU É SÓ UM TROLL.

  795. Contra o Chiquismo. Diz:

    TAMBÉM JÁ PERGUNTEI A ELE PQ O KARDECISMO É MELHOR QUE A IGREJA UNIVERSAL E ELE NUNCA ME RESPONDEU. ELE AFIRMOU QUE TODAS AS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ SÃO TRISTES E OPRIMIDAS. PROVEI QUE É MENTIRA POIS CONHEÇO MUITAS E SÃO ALEGRES E PRODUTIVAS. AH, E NÃO FICAM DANDO A GLÓRIAS A DEUS PELA ‘BENÇÃO DA DOENÇA’.

  796. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marcos Arduin Diz:
    - O meu “gênio” uma vez se manifestou sob o nome João. Disse ter sido amigo meu em vida passada, mas não deu mais informações.”
    JOÃO, QUE JOÃO? AQUELE QUE COMEUOTEUBUNDÃO. AMIGO EM VIDA PASSADA? SEM MAIS INFORMAÇÕES? VC NEM TEVE TEMPO DE QUESTIONAR AONDE VCS VIVERAM, QUE IDIOMAS FALARAM, AONDE ESTÁ O REGISTRO DE NASCIMENTO E NOME COMPLETO DE VCS DOIS NA OUTRA VIDA? LOGICAMENTE VC ACEITOU E ACREDITOU.

    “- Você parece ter um grave problema que o torna incapaz de entender contextos… Se foi dito que a planta só tem vida orgânica, obviamente ela não pode ter inteligência. Então a pergunta sobre instinto de conservação só pode se referir aos animais e aos humanos.”

    CÊ NUM SABI LÊ NAUM CUMPADI?
    702. É lei da Natureza o instinto de conservação?
    “Sem dúvida. Todos os seres vivos o possuem, qualquer que seja o grau de sua inteligência.

    DE NOVO: Todos os seres vivos o possuem, qualquer que seja o grau de sua inteligência.
    DE NOVO: Todos os seres vivos o possuem, qualquer que seja o grau de sua inteligência.
    SÓ SE PLANTA NÃO FOR SER VIVO.

  797. Contra o Chiquismo. Diz:

    JÁ TE FOI REVELADO QUEM É O TEU BOM GÊNIO PORCAMENTE, O NOME DELE? JOÃO, VC FALA COM ELE E ELE NÃO TE RESPONDE CLARAMENTE. VC NÃO O VÊ E NÃO SABE COMO É A SUA APARÊNCIA.
    NÃO É MUITA FÉ NÃO?

  798. Contra o Chiquismo. Diz:

    VC NÃO RESPONDEU:
    728. É lei da Natureza a destruição?
    “Preciso é que tudo se destrua para renascer e se regenerar. Porque, o que chamais destruição não passa de uma transformação, que tem por fim a renovação e melhoria dos seres vivos.”
    COMO PODE UM JACARANDÁ QUE VIROU MESA NA MINHA SALA SE RENOVAR E SE MELHORAR? O JACARANDÁ REENCARNA? EU CONTRIBUÍ COM A “LEI DA NATUREZA” E DESTRUÍ O JACARANDÁ:“Preciso é que tudo se destrua… AH MAIS AÍ NÃO VALE! O JACARANDÁ TEM DE SE DESTRUIR SOZINHO “Preciso é que tudo se destrua… MAS SE UM JACARANDÁ NÃO PENSA ( 586– Não; elas não pensam,… ) COMO ELE SE SUICIDA?
    ME EXPLICA AÍ VAI…
    LEMBRANDO QUE:
    AH, E AINDA ARRANQUEI AS RAÍZES DO JACARANDÁ E JOGUEI 746 LITROS DE ÓLEO DIESEL NO BURACO QUE ELE DEIXOU QUANDO FOI ARRANCADO E CIMENTEI QUE É PRA NÃO TER NEM PERIGO DE ELE QUERER CRESCER DE NOVO.
    se bobear diesel é melhor que mata mato.

  799. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marcos Arduin Diz:
    - O meu “gênio” uma vez se manifestou sob o nome João. Disse ter sido amigo meu em vida passada, mas não deu mais informações.”

    HAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHA

  800. Contra o Chiquismo. Diz:

    VOU TE DAR MAIS INFORMAÇÕES SOBRE QUEM É ESSE SEU GUIA ESPIRITUAL JOÃO. É ESSE AQUI:

    Maria Sapatão
    Sapatão, Sapatão
    De dia é Maria
    De noite é JOÃO

    PODE OUVIR A MÚSICA DO TEU GUIA (BOM GÊNIO) AQUI:

    http://www.vagalume.com.br/chacrinha/maria-sapatao.html

    HAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHA

  801. Contra o Chiquismo. Diz:

    MAIS SOBRE O JOÃO AQUI , APROVEITA QUE É CARNAVAL:
    http://www.youtube.com/watch?v=8dtDm1ZAPZo
    HAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAHAHAHAH

  802. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marcos Arduin Diz: Assim então um ser que morreu, a matéria de seu corpo será utilizada por outros. Simples assim. ”

    MAS EU DISSE:
    ARRANQUEI AS RAÍZES DO JACARANDÁ E JOGUEI 746 LITROS DE ÓLEO DIESEL NO BURACO QUE ELE DEIXOU QUANDO FOI ARRANCADO E CIMENTEI QUE É PRA NÃO TER NEM PERIGO DE ELE QUERER CRESCER DE NOVO.

    PERGUNTO DE NOVO:
    728. É lei da Natureza a destruição?
    “Preciso é que tudo se destrua para renascer e se regenerar.
    COMO PODE UM JACARANDÁ QUE VIROU MESA NA MINHA SALA SE RENOVAR E SE MELHORAR? O JACARANDÁ REENCARNA?

  803. Contra o Chiquismo. Diz:

    Marcos Arduin Diz:
    JANEIRO 18TH, 2013 ÀS 16:32
    Vejamos o que é possível…
    - O meu “gênio” uma vez se manifestou sob o nome João. Disse ter sido amigo meu em vida passada, mas não deu mais informações.

    JOÃO AQUELE QUE COMEUOTEUBUNDÃO!

    AHAUHAUAUAHAHHAUHAUAHUAHAHAHAHAUHUAHUAHAUHUHAUHAHAUHAHAHAUHAUHAUHAUAHUHAUAHAHAHAHAHAHAHUAHUHAUAHHAUAHHAHAUHAHAUAHUAHUA

    EU NÃO CONSIGO PARAR DE RIR COM O JOÃO DESINFORMADO!!

    AHAUHAHAAUHAUUAHAUHAHAHAUHAUAHHUHUAHUAHUAUAHUAHUAHHAUHAUHAUHAUAHAUHAUAHUA!!!!

    NÃO FOI O DOM JOÃO VI E VC O PALHAÇO DA CORTE?

  804. Marcos Arduin Diz:

    “porque Katie king não pode ser enquadrada numa mesma explicação naturalista?”
    - Para nós espíritas, É UM FENÔMENO NATURAL.
    .
    “Como a ilusão coletiva ou mesmo uma fraude muito bem elaborada?”
    - Como é o mecanismo de uma ilusão coletiva? Seria como aquela que ocorreu lá em Fátima? E no caso aí do Crookes, como é que as chapas fotográficas também ficaram iludidas? E quão bem elaborada foi essa fraude? Foi TÃO BEM ELABORADA, que nem os sábios céticos ilusionistas de hoje conseguem reproduzi-la… Essa madame estava perdendo seu tempo apresentando-se como médium. Além dos problemas legais, só ganhava uns caraminguás por sessão, quando podia ganhar uma fortuna como ilusionista de teatro. Vá ser burra assim lá nos quintos.
    .
    Você, Imperador de Roma, chia contra a minha posição, mas não faz uma análise refutando os meus argumentos. Acha que sou seletivo em ver o Espiritismo como certo e o Cristianismo, errado. Se já admiti que Kardec estaria errado em certos pontos, que há erros no LE, que há deturpações introduzidas por espiritólicos, etc e tal, então não me acho um fascinado que só veja acertos no Espiritismo e erros nos outros. No Cristianismo, especificamente, citei coisas que são tidas por verdades verdadeiras, mas que na confrontação da História, as coisas não batem. Como o caso aí de Jesus “nascer em Belém” para se cumprir as Escrituras… Usando como justificativa um censo que nunca existiu.
    Considero uma balela o raciocínio de Kardec de que espíritos inferiores reencarnar-se-iam em negros porque esta é uma raça inferior. Mas você ainda assim acha que sou seletivo. Porém a fé espírita não me obriga a aceitar Kardec sem discussão, ainda mais em pontos em que claramente está errado. Já a fé cristã OBRIGA o cristão a aceitar o que estiver nas Escrituras, mesmo que comprovadamente esteja errado. A Terra não é plana, mas a Bíblia diz que é. Portanto…
    .
    Espiritismo não compactua com o erro, meu caro. Se algum médium É FARSANTE e COMPROVADAMENTE o que ele produziu É FRAUDE, então fim de papo. Acabou história, morreu vitória. Mas veja bem o que destaquei acima. Uma coisa é uma fraude comprovada. Muito outra é se SUPOR que houve fraude porque a turma do contra ACHA que deve ter sido fraude… Qual foi a fraude da qual a Piper se serviu para iludir os pesquisadores? Até agora nem você, nem os outros críticos aqui me disseram. Silêncio total.
    .
    Não… desses corpos incorrutos eu só ouvi falar e vi uma reportagem sobre a tal Bernadette. Porém, desconheço que o Necrocatolicismo tenha sido estudado cientificamente da mesma maneira como foi a Florence Cook e outros médiuns. A Santa Madre Igreja permite que mexam nessas relíquias cadavéricas?
    .
    Sei lá o que esses cadáveres provariam em relação ao Catolicismo (diz o Quemedo que tal coisa só ocorre em ambiente divino-católico), mas a manifestação espiritual da Kate King provaria o item fundamental do Espiritismo que é possibilidade de comunicação do mundo encarnado com o não encarnado. Idem para vários outros médiuns e espíritos. Se não falou de reencarnação, isso é só um detalhe. Veja que eu não seria bem visto se falasse bem da reencarnação num templo dos testemunhas de jeová; Kate King teria a mesma limitação lá entre os anglossaxônicos…
    .
    Realmente acho que a FEB não fez bem em dar esse título ao livro do Crookes e fez pior ainda em retirar as respostas dele ao Carpenter (a FEB não gosta de coisas científicas…). Da mesma forma foi o título do livro do Arthur Conan Doyle, História do Espiritismo, que também é Spiritualism…
    .
    Sim, eu tenho fé no Espiritismo, ainda que não o veja como religião (não há pecado original no Espiritismo, portanto não religa nenhum pecador a Deus). Ele se define como uma filosofia de consequências morais. Também há o seu lado científico, cuja refutação só tem me decepcionado pela falta de qualidade.
    .
    Ôh! Os médiuns citados, quando deram comunicações de espíritos, não falaram de reencarnação. Mas Kardec e outros toparam com médiuns, através dos quais, os espíritos falaram em reencarnação. E o Kardec aceitou essa proposta por considerá-la LÓGICA. Não entendi qual é o problema. O espírito Silver Birch, mentor do médium Edgar Cayce, ensinava a reencarnação, que era REPUDIADA pelo médium. Que gozado, não?
    .
    E tem mais uma coisa: não é porque o espírito libertou-se do corpo que ele já toma posse da total sabedoria do Universo. Um espírito que em vida animou um fervoroso católico, permanece nessa fé por décadas ou até por séculos. Há quem diga que o Roustaing, que contrabandeou dogmas católicos para o Espiritismo, teria sua espúria obra ditada por espíritos católicos medievais…
    .
    “A respeito dos corpos incorruptos:
    -Muitos deles (…)”
    - MUITOS DELES quantos, cara pálida? Não sabia que tais cadáveres eram tão comuns assim… E tem mais: quantos deles passaram por estudos científicos tais como o que Crookes fez com os médiuns que estudou? A tal saponificação foi uma SUGESTÃO que ouvi lá na reportagem. Sugestão porque ninguém estudou o cadáver da tal santa, e não sei de nenhum estudo científico sobre o caso. Então, meu caro, pode reputar de precários, mas ao menos médiuns foram estudados cientificamente. Já os santos cadáveres…
    .
    “Fenômenos comprovadamente fraudulentos:
    Otília Diogo”
    Em prol da clareza: Otília Diogo foi uma médium POBRE, ANALFABETA, AMBICIOSA e INESCRUPULOSA. Ela não é o fenômeno, portanto. Mesmo médiuns assim podem produzir fenômenos genuínos.
    .
    “Materializações de Uberaba”
    - Não afianço a plena autenticidade do que se passou lá, contudo não fiquei convencido das provas de fraudes, já que não vi nenhuma. Fica pior quando os acusadores são repórteres de um semanário sensacionalista barato, que praticava fraudes para vender reportagens.
    .
    “Mirabelli”
    - Esse aí era um cara espetaculoso, que eventualmente pode ter fraudado. Mas como Carlos Imbassahy diz em seu livro, O Espiritismo à Luz dos Fatos, as informações sobre Mirabelli eram contraditórias. Uns conhecidos do autor, de plena confiança, diziam que ele não passava de um farsante. Já outros, igualmente de confiança, atestavam que era um médium autêntico. Quem tinha razão? Além disso, onde ele ia, costumava ocorrer uma quebradeira de louças e vidros e uma vez na FEB, um enorme quadro se desprendeu da parede e VOOU até atingir a testa do Mirabelli. Fraude complicada essa, não acha?
    Ao conhecê-lo, Imbassahy ficou muito mal impressionado, pois de início falou um monte de bobagens num italiano detestável e despediu-se dizendo ser Lombroso. E comentou o autor: _ Como se calunia um pobre morto! _ E diante disso, ficou sossegado, pois sua louça não corria perigo: era evidente que sua mediunidade era só uma burla.
    Mas em seguida, Mirabelli falou a outro visitante que o espírito de um parente dele estava ali. E Mirabelli começou a repassar a mensagem e Imbassahy cada vez mais preocupado, pois tudo o que dizia era correto. E o visitante não era pessoa ilustre, de cuja vida qualquer um que lesse jornais pudesse saber.
    A esposa do Imbassahy estava doente, acamada em outro quarto, e nervosa com a presença do cara. Mirabelli propôs fluidificar água e a empregada pôs várias garrafas sobre uma mesa. Aí Mirabelli ordenou que os espíritos se manifestassem e nisso uma das garrafas se ergueu sozinha até meia altura e bateu nas outras. Tão forte que Imbassahy imaginou que tivessem se rachado. Mas aí Mirabelli falou que estava entrando uma falange de espíritos maléficos que iam quebrar tudo. Porém, a esposa dele levantou-se da cama e disse que, em nome de Deus, naquela casa nada se quebraria. Suas louças custaram muito dinheiro para serem quebradas por espíritos bandidos. E a mulher tinha autoridade: os fenômenos cessaram e Mirabelli se foi com os visitantes.
    Imbassahy conclui que lhe restou como consolo a certeza inabalável dos reais dons mediúnicos do Mirabelli. Além da manifestação psicofônica, houve também a física, das garrafas. Delas ninguém se aproximara além da empregada. Uma burla seria totalmente impossível.
    Portanto, Imperador de Roma, médiuns podem ser dados a fraudes, já que o fenômeno mediúnico é imprevisível, mas isso não é prova de que não possam produzir fenômenos autênticos… Crookes, depois de ter validado um médium, NUNCA VOLTOU ATRÁS.
    .
    “Peixotinho”
    - Qual foi a fraude comprovada em que este esteve envolvido?
    .
    E finalmente: onde estão as declarações escritas de que os espíritos que se manifestaram por meio desses médiuns citados eram ferrenhos reencarnacionistas?
    .
    Se não viu, eu já falei que Crookes JAMAIS aceitou a hipótese espírita enquanto pesquisava a coisa. Talvez a tenha aceito apenas quando lhe foi apresentada a foto mediúnica de sua falecida esposa…

  805. Marcos Arduin Diz:

    Viu só, babacão Pro Chiliquismo, como você não ia entender nada das respostas?

  806. Otavio Ferreira Diz:

    Arduíno e sua ferrenha ignorância em assuntos que não são espiritismo.
    Há cerca de 2000 corpos incorruptos de santos, mártires e beatos católicos, grande parte deles examinados CEINTIFICAMENTE por médicos e outros acadêmicos de ciência. Como estamos falando de Bernadette, seu corpo foi exumado 3 vezes, e das três vezes foi examinada por médicos, que retiraram pedaços de tecido e ossos e confirmaram que o corpo não se decomporia, deixando, desta vez, de enterrá-lo de novo e colocando-o numa vitrina, como relíquia. Veja o que diz o Dr. Comte, que fez a última exumação:

    …escreveu o Dr. Comte em seu relatório:

    “Eu queria abrir o lado esquerdo do tórax para retirar algumas costelas e então remover o coração, o qual eu tinha certeza que estaria intacto. Porém, como o tronco estava levemente apoiado no braço esquerdo, haveria dificuldade em ter acesso ao coração. Como a Madre Superiora expressou o desejo de que o coração de Santa Bernadette não fosse retirado, bem como também este era o desejo do Bispo, mudei de ideia de abrir o lado esquerdo do tórax e apenas retirei duas costelas do lado direito, que estavam mais acessíveis. O que mais me impressionou durante esta exumação foi o perfeito estado de conservação do esqueleto, tecidos fibrosos, musculatura flexível e firme, ligamentos e pele após quarenta e seis anos de sua morte. Após tanto tempo, qualquer organismo morto tenderia a desintegra-se, a se decompor e adquirir uma consistência calcária. Contudo, ao cortar, eu percebi uma consistência quase normal e macia. Naquele momento, eu fiz esta observação a todos os presentes de que eu não via aquilo como um fenômeno natural.”

    Leia mais em:
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Bernadette_Soubirous#Corpo_Incorrupto

    Isso é que é fenômeno, meu caro! E você acha que o que Bernadette cria era fanatismo católico?..Sei. Quer comparar Espiritismo com Catolicismo? Não tem comparação, o Catolicismo tem 2000 anos de história, uma teologia fortemente embasada, que é o Tomismo, inúmeros fenômenos sobrenaturais como o de Bernadette, disponíveis HOJE, para quem quiser estudar, não precisa voltar no tempo não. E você vem me dizer que a religião espírita é melhor que o Catolicismo. Nananananão, rapaz, vc precisa primeiro estudar o Catolicismo e seus fenômenos, que são muito maiores e melhores que os do espiritismo, antes de condená-lo. Religião por religião, Catolicismo é 1 milhão de vezes superior.

  807. Otavio Ferreira Diz:

    Ainda sobre Bernadette e os milagres de Lourdes.
    Não são poucos os verdadeiros milagres que acontecem em Lourdes, em seu livro “O homem, este desconhecido”, o Dr. Alexis Carrel, descreve um dos mais inusitados casos de cura milagrosa já registrados. Agóstico e descrente, foi até Lourdes, em 1903, com um grupo de doentes desenganados, afim de desmascarar e ridicularizar o que se dizia de seus milagres.Entre os enfermos estava uma jovem de 22 anos de idade chamada Marie Bailly , doente de peritonite tuberculosa em fase terminal, seu ventre portava tumores maiores que laranjas, seus pulmões possuíam cavernas, de seu corpo minava pus e sangue e ela mais parecia já um cadáver do que um ser humano vivo. Quando colocada na piscina da gruta, porém, Carrel empalideceu; com efeito, à altura do ventre, a coberta de Marie ia baixando, e tomava o nível de um abdômen normal; eram 15 horas… O entumescimento parecia ter desaparecido por completo. Carrel colocou os dedos debaixo da coberta e apalpou o abdômen, que cedia normalmente à pressão dos seus dedos:

    “Creio realmente que estou ficando louco!”, exclamou.

    Observando que o coração pulsava regularmente, perguntou Carrel a Marie:

    “Como é que se sente:?”

    “Estou muito bem, não muito forte, mas sinto que estou curada”; respondeu Marie.

    Esta mesma mulher estaria mais tarde em pleno estado de saúde, saboreando uma refeição numa estalagem das redondezas. Os registros e fotos estão lá até hoje para quem quiser pesquisar.

    Enfim, este é um dos relatos de Alexis Carrel, prêmio Nobel de medicina e fisiologia de 1912.

    Isso é que é fenômeno! Isso é que é coisa realmente espiritual com comprovação científica! Não estas brincadeiras de apariçoes do Espiritismo.
    Novamente, volto a dizer: religião por religião: Cristianismo Manda!

  808. Otavio Ferreira Diz:

    Como já acusaram o Vitor Moura de fazer propaganda católica, por ter colocado o livro do Thomas Woods, podem acabar fazendo o mesmo porque coloquei fatos do catolicismo aqui, enfatizei que considero o catolicismo uma religião, dependente de fé, e em nenhum momento fiz qualquer apologia, apenas descrevi fatos para comparação. Cada um que tire suas conclusões.

  809. Vitor Diz:

    Arduin, não há mais nada o que explicar quanto à Katie King/Florence Cook. Cook era uma fraude, tendo sido pega em fraude pelo menos duas vezes, e seus fenômenos já foram reproduzidos:
    .
    http://obraspsicografadas.org/category/obras-de-william-crookes/
    .
    E o depoimento de Florence Marryat e que viu o espírito “derreter” não é confiável, já que a própria Marryat era uma médium muito amiga de Cook que buscava salvar-lhe de toda e qualquer acusação, e suas descrições das sessões são paupérrimas.
    .
    Os próprios relatos de Crookes possuem muitas falhas, como ausência do nome das testemunhas, ausência de revista do corpo das médiuns etc.

  810. Vitor Diz:

    O Otavio está certo quanto ao milagre que Alexis Carrel testemunhou:
    .
    “Inicialmente ateu, converteu-se ao Catolicismo após uma viagem a Lourdes em que testemunhou uma cura milagrosa. Foi membro da Pontifícia Academia das Ciências.”
    .
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Alexis_Carrel
    .

  811. Gorducho Diz:

    Mas aí é que está, Professor, sua seletividade intelectiva em ver o Espiritismo como certo e o Cristianismo, errado. Vocês têm os milagres de vocês e os Cristãos os deles. Ambas as duas crenças são igualmente válidas.
     
    Placar do Maracanã Teológico: 1 x 1
    Ou o Sr. vai embarcar no meu milagre é melhor que o seu ?

  812. Gorducho Diz:

    uma vez na FEB, um enorme quadro se desprendeu da parede e VOOU até atingir a testa do Mirabelli. Fraude complicada essa, não acha?
    Foi uma manifestação demoníaca, cuja realidade nunca foi negada pelos Cristãos, que eu saiba.

  813. Contra o Chiquismo. Diz:

    Marcos Arduin Diz:
    JANEIRO 19TH, 2013 ÀS 00:29
    Viu só, babacão Pro Chiliquismo, como você não ia entender nada das respostas?

    JOÃO AQUELE QUE COMEUOTEUBUNDÃO!

  814. Marcos Arduin Diz:

    Sabe, Imperador de Roma, o corpo da Bernadette aí está razoavelmente íntegro, já outros “santos” não me pareciam tanto… (teve um que só sobrou a língua). E também há casos de corpos de não católicos (como o de um menino sacrificado em ritual inca) que também está intacto… Seria eles santos ainda não notificados pelo sr Papa? E incorrução por incorrução, a cabeça do Carlos I, aquele rei inglês que acabou decapitado por ordem do Parlamento britânico, também estava muito bem conservada…
    Quando eu dei aula num supletivo, já que sou biólogo, uma das alunas chamou-me no fim da aula, pois queria que eu explicasse o que aconteceu com seu irmão. Ele havia falecido havia oito anos, mas quando seu corpo foi exumado para abrir espaço no jazigo, ele estava ÍNTEGRO. Dizia ela: até os olhos estavam perfeitos. O que teria acontecido. Obviamente eu não soube lhe explicar, mas disse que tais eventos já haviam sido testemunhados antes…
    .
    Então, meu caro, por mais que o Quemedo assim o diga, esses corpos não apodrecidos não são privilégio de ambiente divino-católico. E já que fala tanto do assunto, então me diga: o que eles provam a favor do Catolicismo?
    .
    Rigorosamente falando, o Espiritismo NÃO É religião. Sem conceito de pecado original, não há elucubração teológica que nos religará a Deus. É uma filosofia de consequências morais. Então tudo bem, o Catolicismo, inventado por Constantino e sua mãe Helena Augusta, tem uns 1700 anos de História… E daí? Budismo e Brahmanismo têm bem mais…
    .
    Bem, muita gente NO ESPIRITISMO, obteve provas de que seus falecidos ainda vivem no mundo espiritual. Já o Catolicismo e as outras religiões cristãs ofereceram algo semelhante. Algum católico ou protestante pôde conversar com o espírito do parente falecido com o auxílio do padre ou do pastor? Ou, apesar de todas as credenciais que você me apresentou sobre o Catolicismo, quando é solicitado a nos trazer as provas de nosso futuro espiritual, ele é da mais lamentável indigência?
    .

  815. Marcos Arduin Diz:

    Bem, impressionante o caso do Alexis aí… E digo que não acho que tal evento tenha sido invenção. Admito sua possibilidade… Mas você falou que havia vários outros doentes desenganados lá junto. TODOS eles saíram de lá curadinhos, numa boa? Ou só houve uma sortuda?

  816. Marcos Arduin Diz:

    Vitor, já discuti isso com você várias vezes. Os interessados que procurem no blog.

  817. Marcos Arduin Diz:

    Balofo, no Espiritismo NÃO HÁ MILAGRES. Portanto não há competição milagrosa por aqui. A única coisa que interessa ao Espiritismo é fornecer, quando possível, as provas de nossa continuidade espiritual. A que parece, os milagres por aqui citados NÃO APONTAM NADA NESTE SENTIDO.
    .
    Como tenho dito, a fé cristã, neste particular, é da mais lamentável indigência, não importam seus supostos milagres e cabedal teológico.
    .
    O Kardec já teve de lidar com essas acusações de demonismo no Espiritismo, feitas pelos profitentes cristãos. Respondeu que achava muito estranho Deus ter dado aos demos o monopólio de se manifestarem e trazerem as provas de nossa continuidade espiritual, enquanto que as igrejas cristãs não podiam nos apresentar os anjos, os santos, etc e tal, que demonstrariam a validade de seus dogmas. Sabe me justificar o motivo? Os do tempo do Kardec não souberam…

  818. Gorducho Diz:

    Professor, cada arte tem sua própria estética. A Botânica tem uma certa terminologia própria, a Aeronáutica idem, &c. Então, se o Espiritismo não quer chamar os milagres de “Milagres” não há problema. É questão de terminologia; chamem-os como melhor lhes aprouver.
    Importa novamente sublinhar que quem diz acreditar nos milagres é o Sr, não eu. É o Sr quem acredita que a Florrie condensava a alma da Katie King; a Marthe a do Bien-Bôa; &c.
    Quanto à validação dos dogmas do Kardec: as canalizações da Leonora Piper ou da Gladys Osborne Leonard validaram alguns/todos eles? Pergunto, não sei.
    As almas condensadas da Katie King e do Bien-Bôa pelo que sei, não.
    As manifestações demoníacas das quais foi vítima o Sr. Mirabelli, segundo o Sr. relatou acima, muito menos…

  819. Marciano Diz:

    Passei as férias em Marte, voltei e pensei que este tópico havia morrido. Vejo que não. Perdi muita coisa.
    Arduin não é burro, muito ao contrário, porém estou começando a achar que é louco. Aceita apenas o que não tem como refutar, aí diz que é ASQ. No mais, é completamente fanático, justifica qualquer bobagem do espiritismo.
    merden finge que ficou com amnésia, achando que assim continuará nos enganando.
    Contra continua incansável em sua batalha anti-chiquista. Sem cx e Arduin, o blog perderia muita graça. Quanto ao merden, por que não volta para o inferno e vai pagar boquete pro luiz de mattos?

  820. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marcos Arduin Diz:
    - O meu “gênio” uma vez se manifestou sob o nome João. Disse ter sido amigo meu em vida passada, mas não deu mais informações.”

    JOÃO AQUELE QUE COMEUOTEUBUNDÃO!

  821. Marcos Arduin Diz:

    Não me lembro de haver dito que teriam validado o Espiritismo o que você mencionou, Balofo, mas para nós, isso não importa. Interessa é que confirmam a mediunidade. Já OUTROS ESPÍRITOS teriam validado o que diz o Espiritismo, mesmo alguns aqui achando que tudo seria fraude, pra variar.

  822. Otavio Ferreira Diz:

    Corpos incorruptos saponificados como você descreveu não provam nada, já o corpo de um santo, incorrupto ( e não saponificado) que teve uma vida santa e que produziu milagres durante e após a vida, isso sim, comprova muita coisa, PARA OS CATÓLICOS, para quem é cético, não prova nada. Interessante teu ceticismo com os corpos, mas tua condescendência para com as tais comunicações mediúnicas e materializações , inclusive a da katie King, que, agora percebo, é bem possível ser FRAUDE! Muito bem colocada pelo Vitor, com o artigo de 1966. E eu aqui querendo colocar os fenômenos espíritas em par de igualdade com outras religiões, que inocência a minha!
    Quanto a comunicações espirituais entre os vivos e os falecidos, isso faz parte do Cristianismo desde os tempos mais antigos, Santa Joana D’Arc, por exemplo, nos registros originais de seu julgamento, afirma claramente que falava com os espíritos de São Miguel e Santa Catarina, São João Bosco também falava com falecidos, São Pio de Pietrelcina idem, enfim, a hagiologia católica é muito rica destes fenômenos , isso NUNCA foi exclusividade do espiritismo, que , aliás, se adonou deste tipo de fenômeno para construir sua doutrina, desconsiderando toda a tradição anterior. lembrando que, no Catolicismo, os espíritos sempre se manifestaram sem que fossem invocados, porque esta prática de invocar mortos é condenada na Bíblia em diversas partes do VT e do NT.
    Quanto a Constantino ter “inventado o Cristianismo junto com sua mãe”, desculpe-me, mas você comeu cocô??? O cristianismo existe mesmo antes dos evangelhos canônicos, as cartas de Paulo são anteriores, e Constantino cedeu ao Cristianismo porque as pressões sociais e o número de cristãos já era impossível de ser controlado. Constantino não inventou nada, rapaz! Tu é professor de biologia? Aproveita e assista algumas aulas de história antiga, porque também neste quesito você está se revelando um ignóbil de grandes proporções.
    Quanto às “provas” obtidas dos falecidos, no Espiritismo, é a velha história de sempre, há um conjunto grande de possibilidades, telepatia, criptomnésia, fraude, manipulação da mente, ilusionismo, etc, etc, vc escolheu o Espiritismo como prova por que? Por simples simpatia, nada contra isso, mas reconheça que as outras possibilidades ainda existem.
    Se o Catolicismo oferece algo semelhante ao Espiritismo? Bem, o Catolicismo oferece uma gama de fenômenos MUITO MELHOR e mais abrangente e impactante, quando se trata de fenômenos. Conversar com “espírito de parente” é coisa que qualquer ilusionista de circo pode fazer. Você assistiu ao filme Bye Bye Brasil? Do Cacá Diegues? Tem uma parte muito engraçada em que o José Wilker faz o papel de um “médium”, tem várias pessoas na assistência e ele começa a “receber” os espíritos, várias mulheres acreditam piamente no que ele está dizendo e choram comovidas com as “mensagens”. Já vi isso acontecer inúmeras vezes na realidade, inclusive comigo mesmo, só que a médium tentou falar o nome do meu irmão falecido umas 5 vezes e errou todas! Eu tive que falar para ela: O nome do meu irmão era Milton…Ela, mesmo sem graça, continuou com a tal “mensagem”, com seus remedos…Então, o Milton disse que…Quase que eu falei, uai, não era José, Pedro, Paulo, etc? Interessante a Sra. saber o nome do meu irmão agora, depois que eu lhe contei! Enfim, se vc acha que esse negócio de “mensagens de parentes falecidos” é algo consistente, meus pêsames, isso para mim nunca provou nada além de, em primeiro lugar: Fraude e, em segundo lugar: possibilidades não exploradas da consciência humana, nada mais. Atribuir a coisa a espiritos é arbitrário, dogmático.
    O Catolicismo não pode fornecer “provas” do futuro espiritual, porque no Catolicismo isso não é um postulado e sim um axioma que, a rigor, não necessita de provas, a prova mais cabal , a Ressurreição de Cristo, já foi realizada e , para os católicos, juntamente com toda a tradição, é prova mais do que suficiente, católicos não vão atrás de defuntos, porque o prório Jesus Cristo desaconselha isso nos evangelhos ( Lucas 16-30,31). Desde quando consultar defuntos para obter provas do futuro espiritual é algo sensato ou comprobatório de algo? Ora, a indigência é do Espiritismo!!
    Quanto às curas de Lourdes, houve vários curados, não todos. Mas teriam que ser todos?? Engraçado, com o Espiritismo vc se contenta com um ou dois fenômenos, que ainda por cima tem cara de Fraude, já com os outros exige que TODOS sejam curados nos milagres. Ora, Arduíno, tome vergonha nessa cara!!!!

  823. Contra o chiquismo Diz:

    “Marcos Arduin Diz:
    - O meu “gênio” uma vez se manifestou sob o nome João. Disse ter sido amigo meu em vida passada, mas não deu mais informações.”
    JOÃO AQUELE QUE COMEUOTEUBUNDÃO!

  824. Otavio Ferreira Diz:

    É interessante que os espíritas consideram verdade o que Jesus disse no que diz respeito às questões morais, mas consideram-no mentiroso no que diz respeito às bem-aventuranças do além-túmulo, especialmente no Sermão da Montanha,afinal, vivem querendo “provas” da sobrevivência, e para isso vão consultar os defuntos. Ora, como pode ter Jesus falado a verdade num tema e mentido no outro? Se o caráter axiomático de suas palavras no quesito moral são suficientes, porque não seriam suficientes quanto à imortalidade? Porque os espíritas querem “provas” da vida após a morte além daquelas que Jesus já proporcionou com suas palavras? Tomem vergonha, espíritas, ou vocês consideram as palavras de Jesus verdadeiras, ou então chamem-no de mentiroso, mas dividí-lo entre mentiroso e verdadeiro ao mesmo tempo é a pior das soluções!

  825. Marciano Diz:

    Arduin diz que Kardec (Rivail) era racista porque naquela época todos eram racistas. Hoje tudo mudou, nem existe mais o conceito de raça.
    E se Rivail estivesse certo? Assim como os espíritos superiores?
    Eis aqui uma parábola de um evangelho apócrifo adaptada:
    Era uma vez um jovem universitário chamado George que pensava saber tudo. Uma certa noite, depois do jantar, George começou uma discussão com seu pai. A argumentação começou quando o jovem estudante tentou explicar para seu pai que como raça branca, eles deveriam ser responsáveis por todos os males que eles tinham infligido sobre os não-brancos através da história. George explicou: “Por causa do racismo europeu, nós roubamos a terra dos índios, nós mantivemos os negros na escravidão, nós perseguimos os judeus, e nós poluímos o ambiente. Nós temos sido racistas opressores por milhares de anos, portanto é mais do que justo que nós paguemos reparações econômicas para todos os danos que nós fizemos ao mundo. Eu estou satisfeito de ver que nós estamos terminando nossa dominação econômica e política sobre os povos oprimidos”.
    O pai de George estava chocado com tal discurso. “Quem colocou essa maluquice comunista-rosa em sua cabeça, filho? Será que foi algum dos seus professores universitários hippies de sandálias que te ensinou isso?”, o pai perguntou.
    Ao que o filho respondeu: “Esta é a verdade, pai. Meu professor de antropologia, Dr. Irving Silverstein, diz isso. Ele deve saber bem. O Dr. Silverstein é um Ph.D. muito respeitado. Gente da sua geração simplesmente não entende porque vocês foram criados em uma sociedade branca supremacista e racista. É esse o motivo pelo qual eu passei a admirar o Dr. Rev. Martin Luther King como o maior homem da história norte-americana. Ele se levantou contra os racistas de sua geração. Por causa dele, minha geração de jovens brancos é completamente indiferente e cega para cor de pele.”
    O pai respondeu enraivecido: “Isso é ridículo! Eu sempre pensei de forma justa e fui tolerante com pessoas de todas as origens e raças. Eu nunca ‘oprimi’ ninguém, e além disso, não há nada de errado em ter orgulho de seu próprio povo, incluindo o povo de raça européia. Sua raça está no seu sangue. É como uma extensão de sua família biológica, e você deve se orgulhar de sua herança e identidade européia, como todos os outros grupos raciais na América do Norte se o