José Baldomero Muratti – psíquico argentino excepcional (1973), por Ricardo Musso e Mira Granero

Segue um estudo com um psíquico argentino que forneceu resultados impressionantes de PES sob condições experimentais rígidas. Ele conseguiu superar até mesmo a médium Leonora Piper no quesito “clarividência”. O psíquico, um psiquiatra chamado José Baldomero Muratti, conseguiu reproduzir com enorme precisão o conteúdo de caixas fechadas, ou os desenhos que a pesquisadora M. G. fazia fora de sua vista, na sala ao lado. Para ler o artigo, clique aqui.

159 respostas a “José Baldomero Muratti – psíquico argentino excepcional (1973), por Ricardo Musso e Mira Granero”

  1. JP Diz:

    Muito bom. E ainda o rigor da averiguação dos desenhos foi fortíssimo.

    Vitor, o que você acha do paranormal John Chang?
    https://www.youtube.com/watch?v=4Qg7HUJqdvg

    Paranormal ou mágico, sendo qualquer uma das duas coisas, ele também é excepcional, quase como Daniel Dunglas Home só que muito menos testado. Já pesquisei bastante sobre ele, parece autêntico. Uma das partes mais impressionantes no vídeo é aos 4:10, sabe como ele poderia fraudar aquelas coisas?

  2. Marciano Diz:

    Também fiquei impressionado com um mágico de circo que vi na roça.
    Não tenho a menor ideia de como ele tirou um coelho da cartola, mas vi com esses olhos que a terra há de comer.
    A cartola nem estava sobre uma mesa.

  3. Marciano Diz:

    Acho que vou fazer um curso de mágica por correspondência.
    Será que ainda existem?
     
    Como estarei fora do ar (um espírito disse que morrerei amanhã), inté.

  4. JP Diz:

    A biografia dele se chama The Magus of Java: Teachings of an Authentic Taoist Immortal. To lendo pela tradução do Sete Antigos, muito interessante, muitas coisas muito ocultas para o ocidente. Interessante que ele também não cobra pelos tratamentos.

  5. Borges Diz:

    Gostei do vídeo, o truque do jornal que pega fogo não parece difícil de ser realizado, porém a imitação de peixe elétrico é complicada.

  6. JP Diz:

    Tudo indica que ele foi bem testado pelos cientista para eliminar a possibilidade de fraude. Os cientistas , a equipe de tv e a população local confirmaram. Ele possui uma excelente reputação como mestre no Nei Kung

  7. João Diz:

    Essas habilidades psíquicas podem ser usadas para fazer uma descoberta científica?

  8. Vitor Diz:

    JP.
    John Chang é fraude. Aqui estão todos os seus truques revelados:
    .
    https://www.youtube.com/watch?v=sErvoaeNzac

  9. Vitor Diz:

    João,
    não só podem como já foram usadas. Veja:
    .
    a) http://obraspsicografadas.org/2011/caso-fantstico-na-arqueologia-a-localizao-e-reconstruo-de-uma-estrutura-bizantina-em-marea-egito-incluindo-uma-comparao-entre-o-sensor-remoto/
    .
    b) http://obraspsicografadas.org/2011/um-caso-fantstico-na-arqueologia-nutica-a-descoberta-de-um-brigue-americano-por-psquicos-1988/
    .
    c) http://obraspsicografadas.org/2014/arqueologia-intuitiva-um-estudo-pragmtico-por-j-norman-emerson-1979/

  10. Gorducho Diz:

    Eles só não conseguem descobrir se tem ou nãos as 2 salinhas (N + W) atrás da parede da tumba do Tut, Sr. João

  11. João Diz:

    Só faltou mostrar como ele fez o truque com o LED

  12. JP Diz:

    Vitor, esse vídeo mostra como simular porcamente alguns atos de John mas não mostra que ele praticou qualquer fraude. O vídeo que você passou começa querendo que aceitemos que os cientistas que o investigaram usando equipamento de investigação e concluíram favoravelmente diante da TV na verdade são retardados que não perceberam que tomaram choques de uma pistola de eletricidade escondida em um chinês de cueca. Desculpa mas achei muito fraco o vídeo meu camarada

  13. JP Diz:

    João, além dos três links excelentes que o Vitor te passou, veja como coloca o artigo Parapsicologia da wikipédia
    :”Contribuição em fenômenos científicos. …as historiografias da psicologia e da psiquiatria em geral sustentam que a parapsicologia trouxe grande contribuição à formação e desenvolvimento de diversos conceitos científicos, principalmente conceitos ligados ao funcionamento da mente, como o subconsciente, a dissociação, o transtorno dissociativo de identidade, a histeria, a escrita automática e a hipnose. Pesquisas sobre fenômenos paranormais, principalmente sobre a mediunidade, foram importantes no desenvolvimento da psicologia e da psiquiatria científicas por parte de alguns pioneiros no estudo científico da mente, como Sigmund Freud, Carl Jung, Pierre Janet, Frederic Myers e mais notoriamente William James.” E se você conferir as fontes usadas nesse texto, são científicas

  14. Marciano Diz:

    Minha wikipedia dever ser diferente:
     
    Parapsicologia
    Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

    O cientista e filósofo William James foi um dos fundadores da American Society for Psychical Research.

    O economista e filósofo e sociólogo Henry Sidgwick foi o primeiro presidente da Society for Psychical Research.

    Ganzfeld, um dos experimentos que são realizados para averiguar fenômenos do gênero PES.
    Parapsicologia é uma pseudociência[1] dedicada à investigação de supostos fenômenos paranormais e psíquicos. Seu propósito é a pesquisa científica de telepatia, precognição, retrocognição, clarividência, telecinésia, projeção da consciência, experiências de quase morte, reencarnação, mediunidade e outras reivindicações paranormais e sobrenaturais.[2] [3] [4] [5]
    Pode ser compreendida como o estudo de alegações paranormais associadas à experiência humana, ou seja, as interações sensoriais e motoras que aparentemente não são geradas por nenhum mecanismo ou agente físico conhecido. Esses fenômenos também são conhecidos como fenômenos paranormais ou fenômenos Psi. O termo “Parapsicologia”, criado em 1889 pelo psicólogo Max Dessoir[6] , foi adotado pelo pesquisador Joseph Banks Rhine em 1930 como um substituto para os termos Metapsíquica e “Pesquisa Psíquica”.
    A posição da parapsicologia como um ramo da ciência é contestada[7] sendo que a maioria dos cientistas classificam-na como pseudociência, porque a parapsicologia continua suas investigações sem ter corroborado os resultados defendidos através do método científico, mesmo já decorridos mais de um século dessas pesquisas.
     
    https://pt.wikipedia.org/wiki/Parapsicologia

  15. Marciano Diz:

    Dever ser erro de tradução.
     
    Parapsychology
    Parapsychology is a pseudoscience concerned with the investigation of paranormal and psychic phenomena which includes telepathy, precognition, clairvoyance, psychokinesis,near-death experiences, reincarnation, apparitional experiences, and other paranormal claims.[1]
    Parapsychology research is largely conducted by private institutions in several different countries and funded through private donations,[2][3][4][5] and the subject rarely appears in mainstream science journals. Most papers about parapsychology are published in a small number of niche journals.[6] Parapsychology has been criticised for continuing investigation despite being unable to provide convincing evidence for the existence of any psychic phenomena after more than a century of research.

     
    É, parece que não…

  16. Marciano Diz:

    https://en.wikipedia.org/wiki/Parapsychology

  17. JP Diz:

    Tem na wiki tanto a parte que você postou quanto a que eu postei Marciano mas só a que eu postei está certa

  18. JP Diz:

    Como esse blog tanto demonstra

  19. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    Nosso amigo Gabriel Guerrer ataca outra vez. Agora vem trazer-nos segredos milenares contidos na Yoga, seguindo a sapiência de seu mestre Dean Radin. Escrevi um artiguinho a respeito, que reproduzo.
    /
    ========================================.
    DANIEL GUERRER, DEAN RADIN E A CIÊNCIA PERANTE O PARANORMAL
    .
    O físico Gabriel Guerrer mostra-se deslumbrado com seu guru Dean Radin, este um deslumbrado apregoador das “forças paranormais”. Radin aplica a estatística para mostrar que “psi” ocorre rotineiramente e, consequentemente, deveria ser aceita como fato consumado não só pelo vulgo mas também pelos homens de ciência.
    .
    Quem examina os relatos experimentais de Dean Radin encontra, com certa frequência, declarações tipo: “a possibilidade disso acontecer ao acaso é da ordem de um para trilhões” (falando do retorno de experimentos que ele ou outros parapsicólogos realizaram). Quer dizer, se certo resultado ocorreu num patamar muito acima do que seria esperável pela coincidência não haveria outro caminho senão reconhecer a legitimidade da demonstração, não é certo? Neste caso, psi (expressão usada para designar eventos paranormais) estaria seguramente comprovada.
    .
    Se é assim, e com evidências contundentes, por que, então, a ciência em termos gerais e a maioria dos cientistas olvida essa “força” atuante na natureza (para alguns atua até além da natureza, pois seria fomentadora de “fenômenos espirituais”)?
    .
    Esta questão é abordada por Daniel Guerrer na resenha que faz do livro de Dean Radin intitulado “Supernormal – ciência, yoga e a evidência para habilidades psíquicas extraordinárias” (em tradução livre). Confira em http://gabrielguerrer.com/supernormal
    .
    Pois bem, se a ciência não reconhece a realidade do paranormal tem coisa errada nessa encrenca. O caso é que, em vez de concluírem que há algo errado com as “provas” obtidas pelos pesquisadores do paranormal, Radin, Guerrer e outros, preferem via alternativa, qual seja: “há algo de errado com a ciência”, mais precisamente com os cientistas que representam o “mainstream” da ciência.
    .
    Nos comentários que faz, Guerrer exalta o que deve ser a nova descoberta de Radin no campo da paranormalidade: a yoga é muito mais que trreinamento de posturas especiais e (dependendo da escola) uma forma de obter domínio da mente (embora não seja muito claro o que isso signifique): ela possibilita ao praticante “o conhecimento absoluto da realidade”!
    .
    GUERRER: “Tal fenômeno representa a experiência mais épica que uma consciência humana pode atingir em vida: o conhecimento absoluto da realidade. Evidentemente, não é facilmente atingido, necessitando de disciplina e dedicação prolongada. O texto clássico do yoga, conhecido como yoga sutra, pontua explicitamente que durante a evolução yogui rumo ao samaddhi, certos indicadores começam a se manifestar, fantásticas capacidades de controle do mundo através da mente.”
    .
    Realmente, conhecer a realidade por inteiro deve exigir poderes além do humano, algo ao nível do divino: o sonho da onisciência ao alcance de todos (de todos os que praticarem a yoga, certamente). E isso só se consegue por via paranormal, porque pelos canais sensitórios, quando muito, podemos acumular nível de saber bem modesto.
    .
    Sem esclarecer se ele (Guerrer) ou seu mestre Radin atingiram esse patamar (conhecer a realidade por inteiro), ou mesmo se são praticantes dessa yoga paranormal, Gabriel segue adiante e expõe o foco maior do livro:
    .
    GUERRER: “A pergunta que Dean Radin, o autor do livro Supernormal busca responder é: o que os últimos cinco séculos de avanços científicos podem afirmar sobre a legitimidade dos siddhis? Para isso apresenta resultados científicos do ramo da parapsicologia, a ciência que estuda os fenômenos psíquicos (psi). As experiências executadas dentro do protocolo científico padrão são classificadas nas seguintes categorias: telepatia, clarividência, precognição e psicocinese.”
    .
    Uma leitura rápida deixa passar as nuances dessa reflexão, vamos, pois, esmiuçá-la. Agora “sabemos” que a yoga é poderosa pra cachorro, pois oferece ao adepto um domínio sapiencial que não obteria em nenhum outro campo de exercício da mente. Nem o mais brilhante cientista sequer se aproximou da fronteira de “o conhecimento absoluto da realidade”. Se a ciência é incapaz de proporcionar aos que a ela se dedicam tamanha conquista significa que este seria patamar inabordável pelo saber científico. O máximo que a ciência consegue é aprimorar continuamente sua explicação da natureza, sabendo que esta nunca é acabada, quer dizer, sempre se poderá, adiante, propor elucidação mais ampla, completa, abrangente.
    .
    Entretanto, mesmo perante esta limitação, Guerrer informa que Radin investigou o que a “ciência” tem a dizer a respeito do assunto. Porém, para coisas fantásticas só uma ciência fantástica, e a resposta não poderia vir por outra via que não a parapsicologia…
    .
    Para quem consegue ler nas entrelinhas, está dito que a “ciência parapsicológica” pode dizer muito mais que a boa e velha ciência “comum”…
    .
    E a “ciência parapsicológica” não frusta os que a ela recorrem, pois, conforme garante Guerrer, a investigação produz elucidações de pasmar a qualquer, seja crente seja cético… eis o que ele nos afiança:
    .
    GUERRER: “Os resultados deixam qualquer um, céticos ou não, de boca aberta: a análise estatística do corpo de experimentos feitos ao longo de décadas demonstra a existência irrefutável dos fenômenos psi das quatro categorias citadas. Conclui-se que os sábios da antiguidade não estavam apenas halucinando[sic] contos de fadas.”
    .
    Vejam só: telepatia, clarividência, etc., são realidades “cientificamente” demonstradas (bem, ao menos nas cabeças de Guerrer e de Radin). Que belo trabalho essa dupla não faria se se dedicassem a esclarecer aos seus pares no meio científico de que estão atrasados no saber e desatualizados sobre as conquistas da ciência “top de linha”: a parapsicologia.
    .
    Guerrer não detalha o que significa telepatia, clarividência, telecinesia “provadas”, tampouco fala de aplicações práticas desses supostos poderes.
    .
    Provavelmente isso estaria dito no livro de Radin. Então, seria necessário examinar o escrito para ficar informado. Por outro lado, sabendo-se que Radin é useiro em fazer afirmações taxativas firmadas em bases discutíveis, podemos suspeitar que a obra seja mais exaltação de seus devaneios que propriamente “provas” do paranormal.
    .
    Porém, independentemente de leitura, se contemplamos o panorama presente da parapsicologia constataremos que os bons experimentos conseguem apontar, no máximo, indícios do que chamam “fenômenos anômalos” ou seja, de que há algo a ser melhor investigado para que possa ser devidamente categorizado. Então, podemos dizer que, se psi existe tratar-se-á de “força” muito branda (quase indectável) e de ocorrência esporádica e ao arrepio do controle de quem a possuísse.
    .
    Em mais de século de estudos e pesquisas parapsicólogo algum pôde apresentar evidências robustas e indiscutíveis das matérias de estudo na área, fato que parece não abalar Dean Radin, Gabriel Guerrer e seguidores, pois, mesmo com tão pouco ousam garantir muito, conforme se vê no fecho do artigo:
    .
    GUERRER: “Dean Radin nos avisa que uma mudança de paradigma está a caminho, um excitante momento de transformação de visão de mundo e que ao oposto de distante, já está acontecendo.”
    .
    O admirável é que essa sensacional “mudança de paradigma” só consegue ser vista por alguns afortunados.Vai ver são também paranormais…
    Moizés Montalvão.

  20. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    Embora não convencido, fiquei encafifado com as declarações de Guerrer, para melhor me posicionar no assunto, enviei ao Wellington Zangari consulta, conforme a seguir:
    /
    =================================.
    Prezado Professor Wellington,
    .

    Em artigo publicado recentemente (“Supernormal – Dean Radin”) Gabriel Guerrer garante que a paranormalidade está provada, conforme prolata (http://gabrielguerrer.com/supernormal):
    .
    “Os resultados deixam qualquer um, céticos ou não, de boca aberta: a análise estatística do corpo de experimentos feitos ao longo de décadas demonstra a existência irrefutável dos fenômenos psi das quatro categorias citadas. Conclui-se que os sábios da antiguidade não estavam apenas halucinando[sic] contos de fadas.”
    .
    Sabendo que o Interpsi tem (ou tinha) posição mais moderada, indago se foram produzidos estudos e, ou, experimentos atualizados que pudessem corroborar a realidade de psi acima de qualquer dúvida.
    .
    No ensejo apresento minhas cordiais saudações
    .
    Moizés Montalvão.
    /
    /
    Caso o Zangari se digne responder postarei o retorno para nossa reflexão.

  21. Marciano Diz:

    MONTALVÃO, larga de sê bobo, homi.
    Guerrer não é nada do que você pensa.
    Crowdfunding, capisce :?:
    A mudança de paradigma segue o mesmo caminho do Armageddon. Eterna história de “fiado só amanhã”.

  22. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “Guerrer não é nada do que você pensa.”
    /.
    Mas, e o que é que eu penso dele?

  23. Vitor Diz:

    JP,
    comentando:
    .
    01 – “Vitor, esse vídeo mostra como simular porcamente alguns atos de John mas não mostra que ele praticou qualquer fraude.”
    .
    Usando a Navalha de Occam, nesse caso não precisa. Se os atos podem ser simulados nas mesmas condições, não há porque pensar que ele seja genuíno. Quando é dito no vídeo que ele se recusava a ser filmado (aos 50s), dali já dei como praticamente certo que ele era fraude. Dificilmente quem é genuíno se recusaria a ser filmado.
    .
    02 – “O vídeo que você passou começa querendo que aceitemos que os cientistas que o investigaram usando equipamento de investigação e concluíram favoravelmente diante da TV na verdade são retardados que não perceberam que tomaram choques de uma pistola de eletricidade escondida em um chinês de cueca.”
    .
    E camisa, não esqueça da camisa! Além disso, não vi cientistas, apenas uma equipe de televisão. Note que não há qualquer publicação científica que valide esse camarada. Pelo contrário, na única que existe, ele é tratado como um mágico, e amador:
    .
    “Benson characterized himself as the beholder of expertise while “conjurers” of the likes of Dynamo Jack exemplified a “disappointing” amateurism.”
    .
    http://thurj.org/wp-content/uploads/2015/05/Meditation.pdf
    .
    Publicado no “the harvard undergraduate research journal”

  24. Gorducho Diz:

    Pelo menos aparentemente esse Herbert Benson não é um sem-noção como os chiquistas; i.e., ele aparentemente têm consciência que religião e fé são placebos psicológicos:
    HB – Defendo uma medicina unificada de corpo, mente e espírito. Se a fé não fosse importante, como você explicaria o efeito placebo? Pesquisas demonstram que uma pílula com açúcar dada em laboratório tem resultados positivos em 90% das pessoas com problemas de depressão e ansiedade. Isso é o que chamo de fator fé.
    http://cienciameditativa.blogspot.com.br/2008/10/entrevista-com-herbert-benson-para.html
     
    Quanto à energia vital qi-gong (气功), JP tem razão, ela é bem real e conhecida por áqueleas bandas.
    E é por isso que eu sempre digo e tento enfiar em S/cabeça-dura: paranormal verdadeiro não precisa da estatística :!:
    https://www.youtube.com/watch?v=H92TLkWszyI

  25. Marciano Diz:

    Pô, MONTALVÃO.
    Eu não queria escrever isso, mas você não entendeu.
    Minha telepatia não funciona.
    Guerrer não é um físico com ideias loucas, é um esperto querendo ganhar uma graninha de otários.
    Se era isso que pensava dele, entendi mal.
    Se pensava que era um físico maluco, enganou-se.
    Capisce, ora?

  26. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “Guerrer não é um físico com ideias loucas, é um esperto querendo ganhar uma graninha de otários.
    Se era isso que pensava dele, entendi mal.
    Se pensava que era um físico maluco, enganou-se.”
    /.
    PONDERAÇÃO: vou dizer, não o que eu pensava, mas o que penso. Não creio que o Gabriel tenha essa índole, de faturar na crendice. Fosse isso ele teria caminhos mais lucrativos, até mesmo criando nova igreja, tipo: “congregação da fé nos milagres quânticos”, na qual micromaravilhas ocorreriam amiúde e curas protônicas seriam registradas a mancheias e os dízimos moleculares choveriam…
    .
    Assim como os ídolos do Visoni (Harribance, Ingo Swann, etc.) provêm de uma linha bem identificada, cuja raiz pode ser fixada em Uri Geller, as origens dos devaneios do Guerrer são estabelecidas a partir de nomes quais Deepak Chopra e Amitt Goswami, ou seja, indivíduos com formação em física, que devem ter caído de cabeça e passaram a misturar sonhos com realidade.

  27. Marciano Diz:

    É uma hipótese plausível, mas depois do crowdfunding, fiquei achando que um caso de “Cherchez l’argent”.
    Se seu pensamento corresponde à realidade, meno male.

  28. Larissa Diz:

    Deepak é médico.

  29. Gorducho Diz:

    Caso alguém se interesse por medicina quântica (quiçá o Analista Marciano…), há 64 exemplares usados em capa dura da obra Cura Quântica disponíveis por 1¢; mais o frete, claro.
    http://www.amazon.com/Quantum-Healing-Exploring-Frontiers-Medicine/dp/0739343963

  30. Marciano Diz:

    PREZADO AMIGO GRASSOUILLET,
    Não tenho qualquer interesse em medicina normal, que dirá esses ramos fantasiosos, como ortomolecular, holística, quântica, homeopata, e outras bobagens alternativas.
    Só me interesso por medicina se fico doente.
    Passou o perigo, a medicina que vá para o inferno.
    E não confio nem na medicina normal, a de verdade.
    Cada médico, cada cabeça.
    Uns dizem isso, outros dizem aquilo.
    Se duvida, experimente adoecer e procure mais de uma opinião.
    Em tempo: confesso que advogados são iguais, mas pelo menos a lei é interpretada, os processos relacionados às doenças são fatos.

  31. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    Larissa Diz: Deepak é médico.
    /.
    PONDERAÇÃO: médico e uma montueira de coisas mais, inclusive mestre de medicina espiritual (ou coisa parecida). Mesmo que ele não seja formado em física ao menos deverá entender da matéria, visto que escreveu e escreve artigos de montão a respeito, inclusive a “Cura Quântica” é dele.

  32. Larissa Diz:

    Acho que ele entende tanto quanto qualquer um que não tenha feito o curso de física.

  33. Larissa Diz:

    O Goswami é um pesquisador e foi muito respeitado nos 32 anos em que foi professor de física na Universidade do Oregon.

  34. Gorducho Diz:

    É o que digo sempre acerca daquilo que considero inaceitável, i.e., misturar profissão c/religião e/ou metafísica. Daí há uma tendência dos pedestres imaginarem que porque alguém entende de física ou medicina ou… terá algum tipo de vantagem ao especular acerca de suas próprias crenças/postulados metafísicos.
    No ramo da especulação imaginativa todos estamos nivelados, só dependendo da criatividade p/imaginar, a qual independe da atividade exercida no mundo real.
    Ou digamos depende indiretamente, visto que escritores, poetas & assemelhados possivelmente seja dotados de mais imaginação que a média.
     
    E quanto à medicina quântica é claro que ele entende tanto quanto nós :mrgreen:

  35. Gorducho Diz:

    Vamos fazer esse curso Analista Marciano?
    Sozinho sem conhecer ninguém não tenho animo de m/matricular, mas se tiver alguém conhecido. Até porque é em quarto duplo e ficar c/estranho é super chato :(
     
    CURSO DE INTRODUÇÃO AO ATIVISMO QUÂNTICO
    com Amit Goswami
    Não há pré-requisito, i.e., não precisa de matemática.
    DATAS
    27 de abril a 1 de maio de 2016
    LOCAL
    Espaço Natureza Arco-Íris
    Estrada do Mikami, 245-16
    Bairro do Carmo
    São Roque – SP

    É R$ 3.650, 00 à vista mas pensão completa! Então na verdade não é caro inda mais c/essa inflação galopante!
    ?

  36. Gorducho Diz:

    http://www.amitgoswami.com.br/#!curso-introducao-ativismo-quantico/ckcx
     
    Foi o Sr. quem bolou essa msg “Calma lá, estás a escrever demasiado rápido!” Sr. Administrador :?:

  37. Vitor Diz:

    Não sei do que fala. Tem pedido de ajuda pra vc no tópico anterior.

  38. Vinicius Diz:

    o que é uma pensão completa GORDUCHO?
    somente a vista?
    Na empresa em que eu trabalho seria interessante esse curso: “Goswami demonstrará os fundamentos e evidências científicas dos princípios quânticos. Os participantes poderão compreender, intuir e experimentar os três aspectos quânticos transformacionais: a não localidade (habilidade de comunicação sem troca de sinais), a descontinuidade (a habilidade que permite um salto quântico criativo, sem passar por passos intermediários) e a hierarquia entrelaçada (capacidade de se estabelecer relações construtivas e evolucionárias).”
    comunicação sem troca de sinais e as relações contrutivas ! Poxa!
    Criticas: 1h30 de jantar muito pouco tempo
    os coffe breaks são muito próximos do desejum, almoço etc. e só meia hora de meditação!!!
    e no dia 01/05 ? Amit Goswami não vai fazer a sessão?

    O BOM é que ganha o livro também e sucos e jarras de água estão inclusos!

    o espaço arco iris parece uma maravilha
    O Espaço Natureza Arco-Íris está localizado no município de São Roque, a apenas 40 Km de São Paulo, num clima fresco de montanha, silencioso e cercado de belas paisagens.
    “São 35.000 m2 de amplos gramados, lago, mata virgem e jardins floridos. Um local de encontro para refeições, lazer, leitura e jogos. Ao som da música, um bate-papo entre amigos, aquecido pelo chá e lareira em dias frios de inverno”

  39. Larissa Diz:

    “Daí há uma tendência dos pedestres imaginarem que porque alguém entende de física ou medicina ou… terá algum tipo de vantagem ao especular acerca de suas próprias crenças/postulados metafísicos.”
    .
    Especular eu não sei, mas quem tem um PhD nalguma área do conhecimento e trabalha na área certamente tem mais facilidade em pesquisar sobre suas crenças e analisar os resultados que, como disse Gordinho, um pedestre.

  40. Gorducho Diz:

    Não porque crenças e metafísica não têm correlação com as respectivas atividades nossas cá na crosta. Somos todos pedestres, só que essas pessoas geralmente induzem os leitores ou assistentes a darem-lhes crédito baseados nas respectivas posses de carteirinhas profissionais.

  41. Gorducho Diz:

    As 3 refeições do dia, de sorte que não precisará de refeições externas.
    Tem parcelamento mas alguns aparentemente já acabaram por é p/pag. até… E tem juros pelo que vi.
    Se AMa ou o Sr., AMo… se interessarem eu pagarei à vista.
    Sozinho não farei o curso: não tem graça, e ficar c/estranho num quarto duplo :(

  42. Larissa Diz:

    Não acho que todo mundo que detêm um título de PhD e opte por uma pesquisa científica pouco ortodoxa, possua animo – consciente ou inconsciente -, de fraudar.
    E só pedra não tem crença. Todo mundo defende a sua com unhas e dentes.

  43. Larissa Diz:

    Você nunca se questionou se a bioquímica explica explica satisfatoriamente a consciência?
    Eu tenho me questionado isso. Não tenho resposta, mas estou ousando questionar e pesquisar.

  44. Vitor Diz:

    Alguém sabe o que é “roller-topped desk”?
    .
    Opções que pensei: mesa [de escritório] com tampa giratória, mesa de tampa com rodas, mesa com tampo giratória, mesa com tampo giratório.

  45. Gorducho Diz:

    Que eu saiba é uma que temos em casa. Tem uma espécie de cortina de madeira (como se fosse uma veneziana larga e flexível) a qual desliza num segmento semicircular desde cima p/baixo fechando e chaveando o tampo de trabalho + gavetinhas auxiliares.
    Se quiser de noite lhe mando foto.

  46. Gorducho Diz:

    Não tenho resposta, mas estou ousando questionar e pesquisar.
     
    Claro! é isso. A Srª não tem a resposta e muito menos esses indivíduos. O fato deles terem carteirinha de médico ou físico não os torna mais conhecedores do assunto, dos empregos da magia na medicina, ou de antenas de celulares, que S/Pessoa.
    Entende onde quero chegar :?:

  47. Larissa Diz:

    http://www.esbov.com/roll-top-desk/

  48. Larissa Diz:

    Entendo, Gorducho. Mas acho que um físico conhece mais de física que um leigo e indaga sobre o assunto com mais propriedade do que eu, uma advogada. Podem até não estarem certos, mas considero que pessoas como o Guerrer, por exemplo, são visionárias. Estão submetendo suas crenças ao rigor de um laboratório.

  49. Larissa Diz:

    Em português é escrivaninha xerife

  50. Vitor Diz:

    Nossa, eu não ia adivinhar nunca! Obrigado, Larissa!

  51. Marciano Diz:

    Fechado, GORDUCHO!
    Vamos fazer logo a matrícula.
     
    É engraçado como FQM dispensa sempre a matemática.
    E euzinho, que achava que qualquer ramo da física só funciona com matemática, que física de verdade é a física quantitativa.
    Isso não é nem física conceitual.
     
    Meu único senão é esse negócio de Espaço Arco-Íris.
    Se tiver alguma coisa a ver com ótica, o ramo da física (que não dispensa matemática), tudo bem. Se for outra coisa, tô fora.
     
    Antes de fazer a matrícula, vamos checar isso.
     
    1.
    2. Gorducho Diz:
    DEZEMBRO 17TH, 2015 ÀS 9:26 AM
    http://www.amitgoswami.com.br/#!curso-introducao-ativismo-quantico/ckcx

    Foi o Sr. quem bolou essa msg “Calma lá, estás a escrever demasiado rápido!” Sr. Administrador
    3. Vitor Diz:
    DEZEMBRO 17TH, 2015 ÀS 9:29 AM
    Não sei do que fala. Tem pedido de ajuda pra vc no tópico anterior.
     
    Quando a gente envia muitos textos curtos em seguida, o poltergeist veta o comentário e dá esse aviso.
    Já aconteceu comigo.
    Quando se escreve um overkill, idem (não tenho tido tempo nem saco para overkills), a não ser que seja do infelizmente ausente JCFF ou do MONTALVÃO, que têm privilégios com o poltergeist.
     
    GORDUCHO, não se preocupe com o quarto duplo. O companheiro de quarto estará no quarto ao mesmo em que não estará. Se você não olhar para ele, estará no quarto; se olhar, ele não mais estará.
    O quarto é revestido de couro de gato de Schröedinger.
     

    Vitor Diz:
    DEZEMBRO 17TH, 2015 ÀS 3:19 PM
    Alguém sabe o que é “roller-topped desk”?
    .
    Opções que pensei: mesa [de escritório] com tampa giratória, mesa de tampa com rodas, mesa com tampo giratória, mesa com tampo giratório.
     
    Eu tenho uma.
    É aquela que tem uma tampa que desliza para dentro.
    Tenho uma estante que tem isso no local onde fica uma tv.
    Se quiser, você puxa a tampa e ela desliza sobre a tv.
    Veja algumas mesas assim
    http://www.ebay.com/bhp/roll-top-desk
     
    O que eu não sabia é que tem esse nome em português, “escrivaninha xerife”.
    Por que será?
    Os xerifes do velho oeste usavam isso?

  52. Marciano Diz:

    Qualquer curso de física que dispense matemática é, no mínimo, suspeito.
    Especialmente mecânica quântica, a qual não pode prescindir de conhecimentos profundos de matemática.
     
    Em socorro do meu ponto de vista, invoco a brincadeirinha que fiz com CONTRA e MONTALVÃO, sobre um probleminha de física do início do ano letivo da primeira série do ensino médio:
     
    Um cilindro oco, cuja geratriz mede 5 m, tem as bases paralelas e gira em torno de seu eixo disposto horizontalmente.
    Seu movimento é uniforme, efetuando 120 rpm.
    Um projétil lançado através desse cilindro, paralelamente ao seu eixo, perfura as duas bases em dois pontos: a base A num ponto 1 e a base B num ponto 2, antes de o cilindro completar uma volta.
    O ângulo formado pelos dois raios que passam por esses pontos 1 e 2, desde quando o projétil perfura a base A até emergir em B, é Δ φ = π /2 rad. (rad = radiano – unidade de medida do ângulo central φ que determina na circunferência um arco s de comprimento igual ao raio R; corresponde ao ângulo central subtendido por um arco de circunferência cujo comprimento seja igual ao raio desta mesma circunferência, – lembraram?)
    Supondo que o movimento do projétil no interior do cilindro seja retilíneo e uniforme, calcule a sua velocidade.
    O movimento do cilindro é um MCU (movimento circular uniforme):
    ƒ = 120 rpm = 120 rot/60 s = 2 Hz.
    Asssim: ω = 2 π ƒ = 2 π x 2 ⇒ φ = 4π rad/s
    Δ φ = π/2 rad
    O intervalo de tempo Δ t que o projétil leva em MRU (movimento retilíneo uniforme) para percorrer 5m é o mesmo intervalo de tempo que as bases A e B do cilindro levam para girar Δ φ = π / 2 rad.
    Utilizando a função horária do MCU para o movimento do cilindro e a do MRU para o movimento do projétil, obtem-se:
    Movimento do cilindro: Δ φ = ω Δ t ⇒ Δ t = Δ φ / ω ➀
    Movimento do projétil: Δ s = v Δ t ⇒ Δ t = Δ s /v ➁
    Igualando os segundos membros de ➀ e ➁ , vem:
    Δ φ / ω = Δ s / v ⇒ Δ s ω / Δ φ = 5 x 4 π / π/2 (cinco vezes quatro pi divididos por pi/2 – fração sobre fração ainda não sei fazer) ⇒ v = 40 m/s, q.e.d.(quod erat demonstrandum).

  53. Marciano Diz:

    Reproduzo, também, o link da Universidade Federal de Minas Gerais, que disponibilizei na época, com o mesmo propósito, qual seja, o de mostrar como matemática é fundamental para o entendimento da física (física de verdade, bien entendu).
    http://www.mat.ufmg.br/~tcunha/28CBM_MQM.pdf

  54. Marciano Diz:

    O que é realmente miraculoso é como um cara pode ensinar mecânica quântica sem conhecimento de matemática por parte dos alunos.

  55. Vinicius Diz:

    Marciano Diz:
    DEZEMBRO 17TH, 2015 ÀS 5:43 PM
    O que é realmente miraculoso é como um cara pode ensinar mecânica quântica sem conhecimento de matemática por parte dos alunos.” o mais miraculoso ainda sao varias pessoas pagamento 3600 a vista ao inves de custear uma pós em suas respectivas áreas de atuaçao. To pensando em criar um curso de contabilidade quantica com ênfase em balanços energéticos mente corpo

  56. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    Gorducho Diz:
    Vamos fazer esse curso Analista Marciano?
    Sozinho sem conhecer ninguém não tenho animo de m/matricular, mas se tiver alguém conhecido. Até porque é em quarto duplo e ficar c/estranho é super chato
    .
    CURSO DE INTRODUÇÃO AO ATIVISMO QUÂNTICO
    com Amit Goswami
    [...]
    É R$ 3.650, 00 à vista mas PENSÃO COMPLETA! Então na verdade não é caro inda mais c/essa inflação galopante!
    .
    As 3 refeições do dia, de sorte que não precisará de refeições externas.
    /.
    PONDERAÇÃO: quando li “pensão completa” imaginei que os participantes teriam direito a aposentadoria sem desconto na pensão…
    /
    /

    “Tem parcelamento mas alguns aparentemente já acabaram por é p/pag. até… E tem juros pelo que vi.
    Se AMa ou o Sr., AMo… se interessarem eu pagarei à vista.
    Sozinho não farei o curso: não tem graça, e ficar c/estranho num quarto duplo”
    /.
    PONDERAÇÃO: pagará à vista para os três? Convite tentador… Se tiver umas menininhas que dancem um forrozinho nos intervalos é bem capaz de eu pensar em que talvez, do verbo quem-sabe?, possa cogitar em, remotamente, entrar em meditação para analisar a escassa probabilidade de me interessar em estar com Goswami durante mais que três minutos…
    /
    /
    Marciano Diz:
    Fechado, GORDUCHO!
    Vamos fazer logo a matrícula.
    /.
    PONDERAÇÃO: garoto de coragem! Sugiro que, para a viagem não ser de todo perdida, que peça ao Amitt para lhe desopilar os chakras, notadamente os energéticos, sem acréscimo nos custos…
    /
    /
    “É engraçado como FQM dispensa sempre a matemática.
    E euzinho, que achava que qualquer ramo da física só funciona com matemática, que física de verdade é a física quantitativa.
    Isso não é nem física conceitual.”
    /.
    PONDERAÇÃO: isso prova que há mais coisas entre amitt goswami e a física quântica que supõe sua vã matematicosofia…
    /
    /

    Larissa Diz:
    Você nunca se questionou se a bioquímica explica explica satisfatoriamente a consciência?
    Eu tenho me questionado isso. Não tenho resposta, mas estou ousando questionar e pesquisar.
    /.
    PONDERAÇÃO: a bioquímica explica muito sobre a consciência, embora, obviamente, não tudo. O problema é achar que já que a ciência não conseguiu elucidar por inteiro a consciência (melhor seria dizer, a mente) então vamos buscar respostas noutros campos… Não seria mais prudente esperar para conferir se a ciência arriará as armas antes de encantar-se com explicações alternativas que explicam tudo sem explicar nada? A bioquímica descobriu secreções de certas substâncias no cérebro da ordem de frações de mililitros, um quase-nada, que é admirável que se tenha detectado e mapeado seu percurso no organismo. Para se chegar a esse nível só com muita tecnologia e quase insana dedicação à pesquisa.
    .
    Aí vêm iluminados trazer conhecimentos transcendentais, obtidos em sonhos fomentados não se sabe porque modalidade de ervanáceo ou opiácio, a ensinar que não, não é nada do que os esforçados pesquisadores pensam, é a consciência cósmica perpassando pelo universo e determinando o devir do que não será. E como somos seres conscientes herdamos peculiaridades da consciência maior, por isso podemos interferir em meios quânticos e contribuir para a manutenção do cosmo, evitando que se torne caos, bastante nele pensar sem parar… mais ou menos por aí…
    /
    /

    “Qualquer curso de física que dispense matemática é, no mínimo, suspeito.
    Especialmente mecânica quântica, a qual não pode prescindir de conhecimentos profundos de matemática.
    .
    Em socorro do meu ponto de vista, invoco a brincadeirinha que fiz com CONTRA e MONTALVÃO, sobre um probleminha de física do início do ano letivo da primeira série do ensino médio:
    [...]
    Supondo que o movimento do projétil no interior do cilindro seja retilíneo e uniforme, calcule a sua velocidade.
    O movimento do cilindro é um MCU (movimento circular uniforme) [...]“:
    /.
    PONDERAÇÃO: ah, agora tá explicado porque não consegui achar solução, dois motivos:
    1º – o problema é do nível médio e eu estava aplicando meus saberes de pós-graduação: não conciliava…
    2º – a questão é contraditória, confira: o projétil se move retiliniamente, o cilindro circularmente: quem é que pode calcular alguma coisa em meio a tal confusão? No mínimo sairá mais tonto que meu tio quando toma grau elevado…
    /
    /
    Marciano Diz:
    O que é realmente miraculoso é como um cara pode ensinar mecânica quântica sem conhecimento de matemática por parte dos alunos.
    /.
    PONDERAÇÃO: quiçá por parte do cara também…
    /
    /
    Larissa Diz:
    Entendo, Gorducho. Mas acho que um físico conhece mais de física que um leigo e indaga sobre o assunto com mais propriedade do que eu, uma advogada. Podem até não estarem certos, mas considero que pessoas como o Guerrer, por exemplo, são visionárias. Estão submetendo suas crenças ao rigor de um laboratório.
    /.
    PONDERAÇÃO: acho faltou um “não” na frase, não?
    .
    “considero que pessoas como o Guerrer, por exemplo, NÃO são visionárias.”
    /.
    Conquanto eu acho que sejam…
    .
    Mas isso vamos saber quando vierem os resultados do trabalho que enceta, se vierem…

  57. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    Gorducho, em vez de gastar dinheiro com curso do goswami, porque não fazemos uma vaquinha e arrematamos o bem a seguir?
    /
    ======================================.
    Chiquinho Scarpa faz saldão de objetos e põe a casa à venda por R$ 80 milhões
    .
    http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2015/12/1715542-chiquinho-scarpa-faz-saldao-de-objetos-e-poe-a-casa-a-venda-por-r-80-milhoes.shtml
    /.
    UMA PECHINCHA, CONSIDERANDO que já esteve à venda por duzentos e poucos milhões.
    .
    O imóvel é luxento porém modesto, a descrição diz:
    .
    “8 salas, 4 dormitórios (3 suites), 10 banheiros”.
    /.
    Minha humilde mansion house possui 5 salas, 4 quartos, 2 escritórios, 6 banheiros, 13 cachorros, 1 gato. Vendo por 1 milhão. O pobre chiquinho vende a dele por 80. Quem comprar a minha lucra 79.
    .
    Aceito oferta e parte do pagamento em bicicleta…

  58. Marciano Diz:

    MONTALVÃO:
    “2º – a questão é contraditória, confira: o projétil se move retiliniamente, o cilindro circularmente: quem é que pode calcular alguma coisa em meio a tal confusão? No mínimo sairá mais tonto que meu tio quando toma grau elevado…”.
     
    É justamente aí que entra a matemática elementar.
    O projétil move-se numa trajetória retilínea (MRU) e o cilindro gira em torno de seu eixo (MCU).
    O ponto em que o projétil sai na base B do cilindro é função de sua velocidade e do ponto em que entra na base A.
     
    A mecânica (newtoniana) é o ponto de entrada (não do projétil) na física, justamente por sua simplicidade e de sua base matemática amigável.
    Não é à toa que os cursos de física no ensino médio começam por mecânica.
    Depois, ainda em mecânica, a coisa começa a complicar mais um pouco, quando se passa a estudar a estática e a dinâmica dos fluidos; depois, vêm a ótica, a eletricidade…
     
    Se não dá para aprender o básico da mecânica sem uma base fraquinha de matemática, imagine mecânica quântica.
     
    Não! Não precisa imaginar. Dê uma olhada na apostila cujo link está logo abaixo do problema.
    Veja os tópicos sobre álgebra linear, equações diferenciais, grupos de matrizes, depois leia sobre sistemas quânticos compostos, Desigualdades de Bell…
     
    Imagine o que é um curso de mecânica quântica sem esse be-a-bá.
     
    Depois, escangalhe-se de rir de quem acha que conhece física pela leitura de livros de divulgação científica como os de Stephen Hawking, pseudo-documentários do History e Discovery, revistas vagabundas, como superdesinteressante…
     
    Fale para essa gente limpar a poeira dos livros de física nos quais estudaram para o vestibular e lembrarem-se do que é física de verdade.
     
    Passada essa fase, tome meia garrafa de whisky, porque vou passar um probleminha de dinâmica dos fluidos, consistente em calcular a pressão de saída em sprinklers abastecidos por uma caixa d’água localizada no teto de um prédio, quantificando o decréscimo de pressão, à medida em que a caixa se esvazia.
     
    Dica, por ora: o probleminha é resolvido através de equações diferenciais.
    Ganha um sorvete de abóbora, se acertar.
    Topas?

  59. Marciano Diz:

    Em tempo:
    Não basta responder, precisa mostrar como desenvolveu seus cálculos, como exemplifica o problema do cilindro, acima, senão, nada de sorvete de abóbora.

  60. Marciano Diz:

    Deu um trabalho desgraçado escrever os operadores matemáticos no mecanismo do blog, o qual não aceita todos os elementos de HTML e não aceita CSS.
     
    Vai dar mais trabalho escrever as equações aqui do que resolvê-las.

  61. Marciano Diz:

    No problema que vou passar para você, pode desprezar a diferença de pressão atmosférica e considerar que tudo se passa nas CNTP (condições normais de temperatura e pressão).
    Até porque, dada a altura média de um prédio, sua localização em relação ao nível do mar é muito mais relevante do que sua altura, muito limitada.
    Além do fato de que isso complica mais ainda a solução do problema.
    Se quiser, considere a pressão atmosférica média em sua cidade e a aceleração da gravidade nela (função de seu subsolo e de sua altitude).
     
    Estou facilitando ao máximo, para que você ganhe o sorvete de abóbora.

  62. Marciano Diz:

    Uma aproximação de dez casas decimais é aceitável.

  63. Marciano Diz:

    FQM é pra jacu, como diria CONTRA ou WOODY.
    Esse curso de Goswami é pra quem faz curso de zumba, aquela mistura de ginástica com música para emagrecer.
    E pra quem toma remédio homeopático.

  64. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “Passada essa fase, tome meia garrafa de whisky, porque vou passar um probleminha de dinâmica dos fluidos, consistente em calcular a pressão de saída em sprinklers abastecidos por uma caixa d’água localizada no teto de um prédio, quantificando o decréscimo de pressão, à medida em que a caixa se esvazia.
    .
    Dica, por ora: o probleminha é resolvido através de equações diferenciais. Ganha um sorvete de abóbora, se acertar. Topas?”
    ./
    PONDERAÇÃO: desde quando recuso desafios, inda mais com recompensa pela vitória. Prepare o sorvete que a resposta virá célere.

    /
    /

    Marciano Diz:
    Em tempo:
    Não basta responder, precisa mostrar como desenvolveu seus cálculos, como exemplifica o problema do cilindro, acima, senão, nada de sorvete de abóbora.
    /.
    PONDERAÇÃO: pô, eu sou intuitivo, qual os grandes gênios: as respostas me vêm sintetizadas não analíticas. Para que apresente o desenvolvimento do “reciocíno”, que se dá a posteriori da elucidação, pleiteio dois sorvetes, um de abóbora outro de chuchu…
    /
    /
    Marciano Diz: .
    VAI DAR MAIS TRABALHO ESCREVER AS EQUAÇÕES AQUI DO QUE RESOLVÊ-LAS.
    ./
    PONDERAÇÃO: com certeza…
    /
    /
    Marciano Diz:
    No problema que vou passar para você, pode desprezar a diferença de pressão atmosférica e considerar que tudo se passa nas CNTP (condições normais de temperatura e pressão).
    /.
    PONDERAÇÃO: tranquilo, não pensei mesmo em levar essas coisas em consideração…
    /
    /
    “Até porque, dada a altura média de um prédio, sua localização em relação ao nível do mar é muito mais relevante do que sua altura, muito limitada.”
    /
    /
    PONDERAÇÃO: concordo, principalmente se o mar estiver revolto…
    /
    /

    “Além do fato de que isso complica mais ainda a solução do problema.”
    /.
    PONDERAÇÃO: minha solução virá, com ou sem mais complicação…
    /
    /

    “Se quiser, considere a pressão atmosférica média em sua cidade e a aceleração da gravidade nela (função de seu subsolo e de sua altitude).”
    /.
    PONDERAÇÃO: a altitude está na média, o subsolo cheio de minhocas e a pressão atmosférica sob controle. Todas as variáveis devidamente nos conformes.
    /
    /

    “Estou facilitando ao máximo, para que você ganhe o sorvete de abóbora.”
    /.
    PONDERAÇÃO: e o de chuchu…
    /
    /

    Marciano Diz:
    Uma aproximação de dez casas decimais é aceitável.
    /.
    PONDERAÇÃO: que seja, mas tinha pensado em 187…

  65. Contra o chiquismo Diz:

    Larissa Diz:
    DEZEMBRO 17TH, 2015 ÀS 1:51 PM
    Não acho que todo mundo que detêm um título de PhD e opte por uma pesquisa científica pouco ortodoxa, possua animo – consciente ou inconsciente -, de fraudar.
    E só pedra não tem crença. Todo mundo defende a sua com unhas e dentes.
    .
    .
    .
    Larissa, um título em PHD Não encurta as orelhas de ninguém.

  66. Vitor Diz:

    Como se traduziria isso?
    .
    “One of your grandmothers had a relative named Sarah, who died from a sore in her side.”

  67. Vitor Diz:

    A Sarah morreu de uma ferida na lateral? Ou “sore” aí é “desgosto” e o “side” se refere a algum membro da família do lado dela (em contraposição, digamos, à família de algum marido dela)?

  68. Marciano Diz:

    VITOR,
    “Sore”, aí, é ferimento, ferida.
    Side pode ser a parte lateral do corpo ou do rosto.
     
    MONTALVÃO,
    isto é uma das coisas que eu admiro em você.
    Não foge de desafios.
    Come what may, lá está o MONTALVÃO, a postos.
     
    Aguarde, porque eu só transcreverei o problema (tirado de um livro de cálculo) se conseguir representar as equações aqui no blog.
    É um problema resolvido, e não tem graça passar o problema sem mostrar a solução, depois.
     
    O objetivo é o de mostrar que os mais simples problemas de física envolvem complicados cálculos matemáticos, de onde se conclui que esses cursos relâmpago de mecânica quântica sem matemática são puro embuste.
    É o famoso “me engana que eu gosto” (solecismo por conta do dito popular, que pode ser traduzido por “Engane-me, porque eu gosto”, mas assim perde a graça).

  69. Marciano Diz:

    VITOR, vou te dar uma dica dos meus tempos de tradutor (se já conhece o knack, ignore):
    Quando for traduzir um livro ou um artigo, não o faça lendo um parágrafo e traduzindo-o em seguida.
    Leia tudo, direto, e depois releia e vá traduzindo.
    Quando acabar, leia a tradução, com o original ao lado, para comparar, se necessário.
    Assim você pega pelo contexto um monte de coisas que a princípio pareciam dúbias.
     
    No caso do artigo (presumo) que você está traduzindo, mais adiante pode estar esclarecido quantum satis a causa da morte da Sarah, então você corrige, se for necessário.
     
    Quando encontrar alguma expressão que não tenha correspondente em português, faça uma nota de rodapé, esclarecendo.

  70. Vitor Diz:

    Valeu, Marciano! No caso a “Sarah” não foi reconhecida, então não há mais informações. Então a frase ficou: “Uma de suas avós tinha uma parenta chamada Sarah, que morreu de uma ferida num dos lados do corpo”. Acredito que se fosse rosto haveria mais especificidade.

  71. Vitor Diz:

    Aproveitando, ficou com dúvida no “took her fancy”:
    .
    In fact, much of what Mrs. Piper said tome was exactly the sort of thing one might dream ; queer mixtures of things perfectly natural, and things too silly to repeat ; slight suggestions magnified, and constant reiteration of points which took her fancy ; astonishing accuracy in much, and
    very little that could be shown to be absolutely wrong.”
    .
    TRADUÇÃO: “Na verdade, muito do que a Sra. Piper me disse era exatamente o tipo de coisa que alguém pode sonhar; uma mistura estranha de coisas perfeitamente naturais, e coisas tolas demais para repetir; pequenas sugestões amplificadas, e a constante reiteração de pontos que arrebataram sua imaginação; muita coisa surpreendentemente precisa, e bem pouco que pudesse ser mostrado estar absolutamente errado.”

  72. Gorducho Diz:

    que lhe davam charme/graça

  73. Vitor Diz:

    É, faz bem mais sentido…. grato, Gorducho!

  74. Vitor Diz:

    Ficou assim: “Na verdade, muito do que a Sra. Piper me disse era exatamente o tipo de coisa que alguém pode sonhar; uma estranha mistura de coisas perfeitamente naturais, e coisas tolas demais para repetir; pequenas sugestões amplificadas, e a constante reiteração de pontos que lhe davam graça; muita coisa surpreendentemente precisa, e bem pouco que se pudesse mostrar estar absolutamente errado.” ”
    .
    Na verdade eu não gostei muito do “pequenas sugestões amplificadas”… aceito sugestões…

  75. Borges Diz:

    exageradas ?

  76. Vinicius Diz:

    Quem foi essa medium que vcs tanta falam chamada Leonora Piper? É do espiritualismo norte americano?

    Marciano
    A grana ta curta esse ano será que o FG me conta os truques de transformar água em vinho, multiplicar perus e chester, e nascer de uma virgem? Conseguiu dobrar whisky?

  77. Marciano Diz:

    https://en.wikipedia.org/wiki/Leonora_Piper
     
    FG é poderoso.
    Ele não conta seus segredos (nenhum mágico, a não ser o Valentino, aqui conhecido como Mr. M, conta).
    Mais poderoso do que FG é o PT.
    FG multiplica pães e peixes, transforma água em vinho, mas o PT divide melhor do que ele multiplica.
     
    Acabaram de aumentar os impostos sobre bebidas alcoólicas e o dólar não para de subir.
    O PT está conseguindo o milagre de transformar o país num grande saco de merda.
     
    O pior ainda está por vir.
    Quer adivinhar o futuro?
    Dê uma olhada no que está acontecendo na Venezuela.
    Um país pequeno, com pequena população e com petróleo. Deveria estar nadando no ouro negro.
    Está nadando na lama.
    Nem papel higiênico os caras têm.
    Você só pode fazer compras uma vez por semana, mostrando o final da carteira de identidade, só pode levar uma quantidade limitada de produtos e o país vive um grande desabastecimento.
     
    Como contador, você aprendeu um pouco de economia, então sabe do desastre que está por vir.
    Tudo referendado pela Suprema Vergonha Federal. Ou falta dela.

  78. Vinicius Diz:

    Falando em PT essa semana um montão de gente veio as ruas defender a Dilma e PT. Aliás aqui em SP deveriam fazer um calendário de protestos pois na mesma semana um dia foi de professores, outro dia a favor de Dilma, outro contra Dilma, outro contra o assedio sexual nos “aerobus” lotados, etc etc
    Como trabalho na região central levo 3 horas pra voltar pra casa quando acontecem essas marchas.
    Ah você comentou outto dia: como pode acreditar em religião ainda? Dai eu tenho outra: como podem ainda acreditar em PT?

  79. Gorducho Diz:

    𝒫𝒶𝓇𝒶 2ª 𝒻ℯ𝒾𝓇𝒶
     
    Com o couldn’t talk any too freely to suit me e agora com as pequenas sugestões exageradas (sugestões estapafúrdias?) a Casa se deu um tiro-no-pé.
    Expôs involuntariamente o modus operandi: ficar matraqueando… matraqueando… – e é claro que o Crente respondia, não ia ficar emudecido todo tempo -; dizendo abobrinhas.
    Com o passar dos minutos, o cientista espíritaCrente esquecia tudo que já tinha vomitado sem se aperceber.
    E aí ia sendo montanda a leitura fria :!:

  80. Vinicius Diz:

    “e é claro que o Crente respondia, não ia ficar emudecido todo tempo -; dizendo abobrinhas.
    Com o passar dos minutos, o cientista espíritaCrente esquecia tudo que já tinha vomitado sem se aperceber.
    E aí ia sendo montanda a leitura fria :!:

    Não foge muito com treinamento medíunico : a dirigente e doutrinadores falam no inicio que estão com papéis com pessoas que vieram com problemas de saúde e que é para os médiuns sintonizarem somente sobre isso. Antes tem a sessão de relaxamento, os monitores falam para imaginarmos imagens bonitas, paisagens naturais depois a dirigente diz para darmos passividade.
    Tem médium que ficava mudo dai o doutrinador insistia: meu irmão o que falar conosco, como você está, está em um ambiente de luz, cheio de irmãos abnegados, daí o médium mexia a boca, os olhos e falava: não sei onde estou, o que estou fazendo aqui, não sei quem sou eu (a maioria falava coisas parecidas a isso). Tinha uma mulher que toda sessão chorava e chorava sem parar, e eu não entendia nada do que ela dizia.
    ||Nenhuma descrição, nenhuma prova de que eles estava m realmente ali ou será era pura encenação . inconsciente. Falavam que lá apareciam um montao de espiritos de branco (olha, fico pasmo como gostam da cor branca viu! acho que quando crianças viram muita propaganda de omo dupla ação).
    Eu particularmente participei de 1 curso de médiuns de 2 anos e outro treinamento totalizando 3 e sempre os mesmos temas padronizados.
    Se for para ser tão padrão assim, pra que a mediunidade? já tem pencas de livros falando de Jesus, Bezerra e outros!

  81. Vinicius Diz:

    lá eles falam muito na tal fraternidade do cálice, dirigida pela Maria de Nazaré, onde Dr.Bezerra de Menezes trás equipamentos ultra sofisticados para dentro da camara de trabalhos. e pasmem, já disseram que há um elevador fluidico por fora do prédio, exclusivo para eles.
    coisa muita louca mesmo.

  82. Gorducho Diz:

    and constant reiteration of points which took her fancy
    que lhe davam charme/graça
     
    e a constante reiteração dos pontos que a atraiam
     
    ainda está deselegante… :(

  83. Gorducho Diz:

    que se lha aprouvesse…
    qu’elle voulait

  84. Marciano Diz:

    VINICIUS, religião e política, especialmente o esquerdismo, são coisas muito parecidas.
    Elas mexem com a cabeça das pessoas, deixando-as irracionais.
    Fazem lavagem cerebral.
    Ambas prometem, prometem, e não cumprem nada, além de tomar nosso dinheiro.
    Nesse quesito (tomar dinheiro), tenho de admitir que o esquerdismo é muito melhor do que religião. Leva um país inteiro à miséria. E não precisa de que você de despoje de seu dinheiro voluntariamente. Impostos e economia em mergulho profundo tiram dinheiro de qualquer um que não faça parte da quadrilha.
     
    Ambos são uma espécie de parasitismo, misturado com câncer.
     
    GORDUCHO, eu percebi essa metodologia nas entrelinhas, e cheguei até a referir-me a ela, en passant.
     
    VINICIUS, quanto às sessões, eu (particularmente) acho que em alguns casos é simulação mesmo, em outros o “medium” coloca-se em estado alterado de consciência, uma espécie de auto-sugestão, e fica dizendo coisas que saem de sua cabeça como se fossem dos tais espíritos.
     
    Esse negócio de viverem louvando FG, um cara que nem existiu em carne e osso, é um saco.
    Ademais, se todos estão fadados ao progresso, como sustentam, qual a razão de admiração com os “espíritos superiores” :?:
    Um dia todos seremos iguais a eles.
    Não é isso que prega a “doutrina” :?:
    É como alunos do ensino básico que ficam admirando estudantes de engenharia, pelos conhecimentos superiores. Com a agravante de que, no caso dos alunos, nem todos chegarão a um patamar mais elevado, mas no caso do espiritismo chiquista, é isso que eles pregam.
    Aliás, Rivail já dizia isso.
     
    “pontos que a agradavam”.
    To take someone’s fancy, agradar a alguém, cair no agrado de alguém.

    I only do things that take my fancy.
    Não confundir com take my fence, tomar a minha cerca :lol:
    Homófonos.
     
    Vou almoçar.
    Espero encontrá-los na volta, mas vou demorar um pouquinho na rua.
    Bis bald!

  85. Marciano Diz:

    “pontos que LHE agradavam”.
    Preocupação com idiomas estrangeiros levam-nos a descurar do nosso.
    Regência, verbal ou nominal, é ph (nada a ver com acidez ou alcalinidade, foi o mecanismo que defende o alto nível das discussões).
    Tchüs!

  86. Gorducho Diz:

    Só que acho que um Sítio dedicado ao espiritismo deveria adotar um estilo mais compatível: chico-philomenista digamos assim para as traduções…
     
    Viu a nova Santa :?:

  87. Gorducho Diz:

    Vocês estudaram as novas colônias que estão sendo construídas, AV :?:
    A superpopulação não é só ai em SP/Rio, mas na erraticidade também! No fim vão fazer como fizeram cá embaixo c/o Mato Grosso e a Amazônia, arrasando tudo.
    Os cariocas que m/perdoem…
     
    No mundo, o Brasil; no Brasil, esta terra que tem o nome do grande Apóstolo, e aqui, esta nossa Casa (Federação Espírita do Estado de São Paulo) , que será um farol a iluminar a Humanidade.
    http://www.acasadoespiritismo.com.br/coloniasespirituais/coloniasespirituais.htm
     

    Estamos passando por um verdadeiro processo de colonização de regiões próximas a crosta do planeta, abrindo espaços habitáveis para abrigar os filhos de Deus tão logo se despojem do corpo denso e passem por um processo purificador do corpo espiritual, quando necessário. Irmãos que tenham mantido vínculo com determinadas colônias são encaminhados para lá, onde darão prosseguimento a evolução em território conhecido, que abriguem familiares e amigos.
    Para novos moradores desbravamos territórios despovoados, ampliamos pequenos vilarejos, aperfeiçoamos o ambiente para acomodar os espíritos a medida que adquiram consciência do novo estado e ajam com boa disposição de ânimo.

    http://www.acasadoespiritismo.com.br/coloniasespirituais/novascolonias/novas%20colonias%20espirituais.htm
     
    Esses outros pelo menos não são sectários como os chiquistas de NL, mas que se cuidem porque certamente mais cedo ou mais tarde os espíritos dos caras do IS vão atacar eles…
     
    Trazemos para a reflexão dos leitores a história de uma família que se formou na Colônia Esperança, a partir da união amorosa de uma formosa jovem judia com um rapaz de origem islâmica, situação dificil de ocorrer no solo planetário preso rigidamente as diferenças históricas e culturais.

    Tamires e Samir conheceram-se na faculdade de Biologia que cursavam após ter terminado os estudos correspondentes ao ensino médio. Ambos levaram para o mundo espiritual a insatisfação de terem vivido uma curta experiência terrena, pois que a morte do corpo os atingiu no inicio da puberdade.

    No mundo espiritual foram recebidos e confortados por parentes, encontrando-se no apogeu da juventude sequiosos por uma vida familiar. Foi nesse clima psicológico que se encontraram é uma força interior os inclinou para uma amizade sincera, que prenunciava um amor sereno e profundo.

    O afeto entre ambos não causou estranheza aos membros das famílias. Traziam na memória os conflitos terrenos que causaram dor e sofrimento e quando conversavam a respeito o chefe do ela judeu dizia com ar de tristonha resignação: já sofremos muito por essas divergências, agora consideramos enterrado o passado.

    Pelo lado muçulmano o sentimento de desencanto também promoveu profundas modificações. A última pessoa a desencarnar na família era um jovem de pouco mais de 20 anos, saudável do corpo, inteligente e com futuro promissor, que se deixou contaminar pelo vírus do ódio e preconceito e ofereceu o corpo como uma bomba viva para destruir as hostes que considerava inimigas do Islã. O fato ocorrera há muitos anos, mas a ferida aberta na alma dos familiares ainda sangrava.

    Hussein, o chefe dessa desventurada família, escondia uma lagri-ma quando alguém, inadvertidamente, tocava no assunto.

    - Não entendo o que aconteceu ao nosso jovem – observava. -Não foi criado para oferecer a vida em sacrifício sem sentido. Não sei em que momento ele perdeu o rumo e esqueceu os ensinamentos de Ala. Uma lição tiraremos desse funesto acontecimento: guerras, conflitos, nunca mais!

    Nesse clima de bom entendimento, Tamires e Samir assentaram as bases do novo lar. As culturas judaica e islâmica seriam respeitadas em seus fundamentos essenciais.
     
    :mrgreen:

  88. Gorducho Diz:

    Alô alô Dr. SpOrlando se estiver à espreita: puberdade começa quando :?:

  89. Vinicius Diz:

    “esses outros pelo menos não são sectários como os chiquistas de NL, mas que se cuidem porque certamente mais cedo ou mais tarde os espíritos dos caras do IS vão atacar eles”
    Será que os ministros de NL podem ajuda-los a se esconder dos espiritos IS? Ou vai precisar de bonus hora? Gubio, Anicetos ajude os. Bin Laden e Saddam os espreitam.

  90. Marciano Diz:

    GORDUCHO:
    “Viu a nova santa :?:
     
    Vi!
    Mater Tenebrarum.
    Agora que convivemos com alguns santos contemporâneos, podemos fazer uma extrapolação e imaginar como eram os antigos.
    Isto é, daqueles que tiveram existência fora da imaginação. Não parece ser o caso de São Jorge da Capadócia, por exemplo.

  91. Vinicius Diz:

    E Dizem os mais antigos da FEESP que este Edgard Armond era super desconfiado, submetia a mesma questão a varios mediuns…:lol: deve ser mediuns da mesma sala. Aquela velha conversa de Kardec e os milhares de centros ao redor do mundo.

  92. Gorducho Diz:

    Eu gosto é da modéstia de vocês. A FEESP será um – modestamente: talvez haja outros…- a iluminar a… humanidade!

  93. Gorducho Diz:

    Conheço o número de grãos de areia e a medida do mar. Compreendo a língua do mundo, ouço a voz do que não fala. Meus sentidos acusam o cheiro de Ms. Piper no ESPECIAL DE NATAL da Casa.
    :(

  94. Vinicius Diz:

    Gorducho a humanidade inteira e quiça alguns irmãos Marcianos.Mas Dr.Bezerra tem estado cansado de estar desencarnado e pode ser que todo o plano de dominar o mundo vá por agua abaixo. https://m.youtube.com/watch?v=51hlT0OE5Qc

  95. Contra o chiquismo Diz:

    Gorducho Diz:
    DEZEMBRO 19TH, 2015 ÀS 5:28 PM
    Conheço o número de grãos de areia e a medida do mar. Compreendo a língua do mundo, ouço a voz do que não fala. Meus sentidos acusam o cheiro de Ms. Piper no ESPECIAL DE NATAL da Casa.
    :(
    ;
    ;
    ;
    ;
    Falando em NATAL…
    ;
    ;
    ;
    O PERU PREGADOR.
    .
    .
    Espírito: NEIO LÚCIO.
    .
    .

    Um belo peru, após conviver largo tempo na intimidade duma família que
    dispunha de vastos conhecimentos evangélicos, aprendeu a transmitir os
    ensinamentos de Jesus, esperando-lhe também as divinas promessas. Tão versado
    ficou nas letras sagradas que passou a propaga-las entre as outras aves.
    De quando em quando, era visto a falar em sua estranha linguagem “glá-glé-
    gli-gló-glu”. Não era, naturalmente, compreendido pelos homens. Mas os outros
    perus, as galinhas, os gansos e os marrecos, bem como os patos, entendiam-no
    perfeitamente.
    Começava o comentário das lições do Evangelho e o terreiro enchia-se logo. Até
    os pintainhos se aquietavam sob as asas maternas, a fim de ouvi-lo.
    O peru, muito confiante, assegurava que Jesus Cristo era o Salvador do Mundo,
    que viera alumiar o caminho de todos e que, por base de sua doutrina colocara o
    amor das criaturas umas para com as outras, garantindo a fórmula de verdadeira
    felicidade na Terra. Dizia que todos os seres, para viverem tranqüilos e contentes,
    deveriam perdoar aos inimigos, desculpar os transviados e socorre-los.
    As aves passaram a venerar o Evangelho; todavia, chegado o Natal do Mestre
    Divino, eis que alguns homens vieram aos lagos, galinheiros, currais e, depois de
    se referirem excessivamente ao amor que dedicavam a Jesus, laçaram frangos,
    patinhos e perus, matando-os ali mesmo, ante o assombro geral.
    Houve muitos gritos e lamentações, mas os perseguidores, alegando a festa do
    Cristo, distribuíram pancadas e golpes à vontade.
    Até mesmo a esposa do peru pregador foi também morta.
    Quando o silêncio se fez no terreiro, ao cair da noite, havia em toda a parte
    enorme tristeza e irremediável angústia de coração.
    As aves aflitas rodearam o doutrinador e crivaram-no de perguntas dolorosas.
    Como louvar um Senhor que aceitava tantas manifestações de sangue na festa
    de natalício? Como explicar tanta maldade por parte dos homens que se
    declaravam cristãos e operavam tanta matança? Não cantavam eles hinos de
    homenagem ao Cristo? Não se afirmavam discípulos d´Ele? Precisavam, então, de
    tanta morte e tanta lágrima para reverenciarem o Senhor?
    O pastor alado, muito contrafeito, prometeu responder no dia seguinte. Achavase
    igualmente cansado e oprimido. Na manhã imediata, ante o Sol rutilante do
    Natal, esclareceu aos companheiros que a ordem de matar não vinha de Jesus, que
    preferira a morte ao madeiro a ter de justiçar, que deviam todos eles continuar,
    por isso mesmo, amando o Senhor e servindo-o, acrescentando que lhes cabia
    perdoar setenta vezes sete. Explicou por fim, que os homens degoladores estavam
    anunciados no versículo quinze do capítulo sete, do Apóstolo Mateus, que esclarece
    – “Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como
    ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores”. Em seguida, o peru recitou o
    capítulo cinco do mesmo evangelista, comentando as bem-aventuranças
    prometidas pelo Divino Amigo aos que choram e padecem no mundo.
    Verificou-se, então, imenso reconforto na comunidade atormentada e aflita,
    porque as aves se recordaram de que o próprio Senhor, para alcançar a
    Ressurreição Gloriosa, aceitara a morte de sacrifício igual à deles.
    .
    .

    FONTE: LIVRO ANTOLOGIA MEDIÙNICA DO NATAL –
    Psicografia: Francisco Cândido Xavie.
    Digitado por: Lúcia Aydir – SP/08/2005.

  96. Contra o chiquismo Diz:

    Quem aí sabe daquele papo dos chiquistas que no dia 24-11 o Cristo se aproxima da crosta terrestre devido a forte onda de ‘vibração’ em torno do seu nome?

  97. Contra o chiquismo Diz:

    Há tb a lenda chiquista que o Cristo levou consigo uma garota de rua que morria de fome na noite de natal…acho que tem texto e tudo sobre isso.
    .
    .
    Aí vem um chiquista – kardecista desavisado imprudente e manda a gente estudar mais a ‘doutrina’ , que não conhecemos nada ou que nunca fomos chiquistas-kardecistas de verdade.

  98. Marciano Diz:

    Essa história do peru de natal parece que foi contada pelo espírito desencarnado do Sérgio Malandro.
    Peru, glu-glu e porcaria, imbecilidade.

  99. Contra o chiquismo Diz:

    Marciano, mas tem mesmo que matar os frangos,
    patinhos e perus. TEM QUE AJUDAR ELES A EVOLUIR!!! Já passaram pelo reino mineral, vegetal… como eles vão chegar ao reino hominal se não forem executados? Estamos ajudando-os nas sua caminhada evolutiva comendo-os. Não sei pq os ‘espiritas’ criticam tanto quem come os ‘irmãozinhos menos evoluídos.
    .
    .
    Agora, antes de serem galinhas, patos ou perus, será que eles foram insetos ou batráquios, até chegarem a plumagem?

  100. Marciano Diz:

    Será que NÓS já fomos trilobitas, há 500 milhões de anos?
    Ou será que estávamos em um planeta ainda inferior à Terra?
    Lembra-se de quando era uma pedreira?
    Existem rochas na Terra que datam de mais de 3,5 bilhões de anos. Será que ainda estão evoluindo, como minerais?
    Quanto tempo ainda levarão para se tornarem um vegetal?
     
    Acho que cx foi do reino monera, bem recentemente.
    Era uma cianobactéria.
    Ainda há traços no seu citosol e presente no citoplasma preservado por um milagre divino (como santo, seu corpo é incorruptível).
    Ou será apenas no ectoplasma?
     
    Por que no espiritismo existem ectoplasma, mas não existe citoplasma, endoplasma, etc.?
     
    Você, CONTRA, já estudou biologia espiritual?
    Sabe algo além do ectoplasma?
    Como funciona a multiplicação celular perispiritual?
     
    Existem mitose, meiose, etc., no espiritismo?
    Ou será que só pegaram emprestado o ectoplasma?
     
    Como serão a citologia e a histologia perispiritual?
    Chegou a estudar essas coisas na ciência espírita?
     
    Já viu o nucléolo e a carioteca de um médium, ou só o ectoplasma?
     
    Explique o processo de anáfase perispiritual.
     
    Invoque o professor Arduin para que ele nos dê uma aula de ectoplasma espiritual, afinal, ele é botânico, e entende de células, mesmo que sejam apenas dos vegetais que pululam no LAR DELES.

  101. Marciano Diz:

    Os batráquios agora são anfíbios.
    Já assistiu a uma metamorfose perispiritual?

  102. Marciano Diz:

    Ainda não vi o reino hominal em nenhum livro de biologia.
    Como a ciência terrícola é atrasada, em comparação com a ciência espírita.

  103. Marciano Diz:

    Vamos organizar um curso de bioquímica quântica espiritual, em duas semanas, por apenas 36.000 reais, parcelado em 3 vezes, com pensão completa.
    A pensão completa consiste em café da manhã, almoço e jantar, com intervalos para coffee break, tudo consistindo em sopa de músculos e aquele troço que servem no LAR DELES.

  104. Marciano Diz:

    É importante NUNCA introduzir matemática nos nossos cursos quânticos, ou vamos espantar os alunos.

  105. Marciano Diz:

    A sopa de músculos será apenas de coxa de patinhos e perus.
    Nada de bovinos.

  106. Marciano Diz:

    Os alunos de cursos quântico-espirituais têm todos um olhar bovino, e podem achar que carne de bovinos na sopa seja uma espécie de canibalismo.

  107. Vinicius Diz:

    Uma bela e esplendoroso alface após conviver com numerosas árvores e frutas evangélicas passou a fazer pregações, ensinando o amor e a fraternidade aos vegetais. Chegou a época de natal estavam contentes com a comemoração de Jesus Salvador e de repente aparecem cinco lavradores e silenciam a alface, matam a golpes de facas os pepinos, os tomates, as cenouras e as ruculas. Nem as pobre frutas foram poupadas:maças,laranjas, todas retiradas das pobres arvorezinhas. Ditado pela Veneranda 2016

  108. Vinicius Diz:

    MARCIANO, nao coloque matemática nos cursos, assim ninguém pensará em números especialmente 36.000!!!
    E cuidado no preparo das sopas: os vegetais, legumes também tem vida, só não tem sangue, mas vida tem!

  109. Gorducho Diz:

    Será que NÓS já fomos trilobitas, há 500 milhões de anos?
    Só a partir da 2ª edição. Antes hominais eram hominais e acho,; que animais e vegetais não tinham espírito. Ou se tinham nunca ficavam homens (ou mulheres, em americanês).
    Mas vejam que o Kardec se enrolou de tal sorte que não consegue sair da enrascada. Pois que se a sequencia fosse esta, então em Jupiter não deveria haver “animais”, i.e., pré-hominais. E os há só que já sabem jogar bilboquê &c, mas mesmo assim são escravos da humanidade jupteriana.

  110. Gorducho Diz:

    FAVOR AMANHÃ FECHAR O BOLD SR. ADMINISTRADOR:
    como auto-punição prometo nunca mais dar palpites furados para traduções!

  111. Gorducho Diz:

    Essa máquina que estou tenho-a desde a páscoa do ano 11 sem nunca ter dado qualquer espécie de problemas. Mas o teclado é extraordinariamente ordinário…
    Quando eventualmente a uso p/algum trabalho real, tenho que acoplar teclado USB auxiliar :(
     
    Desafio Doutrinário p/o Sr. Analista Vinícius:
    descubra um outro (i.e., além do racismo dos espíritos S. Luis + Emmânuel) preconceito, agora dentro da teoria das Fraternidades.

  112. Gorducho Diz:

    Se o curso for (nesse calorão d)aí, sopa não apetece (pobres dos pobre nos Centros Espíritas… :( ). E por R$ 36.000,00 (mesmo c/a hiperinflação PTista) bem que pode ser algo mais palatável
    https://www.youtube.com/watch?v=u815oNC-j0I
     
    Ou pelo menos o cozido de vocês, que acho bem bom…

  113. Gorducho Diz:

    E como o curso – dada a complexidade do tema bioquímica quântica – vai durar vários dias, o cardápio tem que variar
     
    https://www.youtube.com/watch?v=wt45OIAuVtg
     
    Aliás conforme for a procura, já tenho uma proto-ideia p/outro curso, versando sobre a influência da consciência sobre os feixes de fotons que nos estão chegando provenientes de Alcyone. Também esse estudo não tem a matemática como pré-requisito.

  114. Vinicius Diz:

    GORDUCHO, você mora em SP Também?

    “no mundo, o Brasil; no Brasil, esta terra que tem o nome do grande Apóstolo, e aqui, esta nossa Casa (Federação Espírita do Estado de São Paulo) , que será um farol a iluminar a Humanidade”
    Nem a FEB a casa-mater, chegou a tanta pretensão! E você sabia que aqui temos 4 federativas e a FEB simpatiza de fato somente com 1 ? E com as outras “tolerância fraternal”? Se for de SP vai entender. (USE, Aliança, FEESP, André Luiz).

    “Desafio Doutrinário p/o Sr. Analista Vinícius:
    descubra um outro (i.e., além do racismo dos espíritos S. Luis + Emmânuel) preconceito, agora dentro da teoria das Fraternidades.”
    Vou procurar sim, mas passei os olhos na lista, provavelmente algo relacionado aos anões ou índios.

  115. Vinicius Diz:

    CONTRA
    aqui fala sobre JESUS mais próximo da Crosta no período Natalino
    http://jensoares.blogspot.com.br/p/jesus-vem-terra-no-natal-vinde-mim.html

  116. Vinicius Diz:

    GORDUCHO
    Por enquanto encontrei duas:
    “FRATERNIDADE DA LEI ÁUREA
    Esse grupo conta, também, com a colaboração da Grande Educadora, chamada pelo Dr. Bezerra de Menezes de Senhora Anália Franco.
    REABILITANDO ÍNDIOS E NEGROS QUE, DE ANTIGOS ESCRAVOS, PASSARAM, ENTÃO, A TRABALHADORES DO BEM, Esses irmãos ajudam, por sua vez, aqueles que, peregrinando pela senda do sofrimento, são vítimas de amargura e humilhações.”
    Índios, Negros, antigos escravos, independentemente da cor de pele, creio que poderiam ser trabalhadores do bem há qualquer momento. O que impediria um antigo escravo ajudar outro dos seus naqueles tempos e por isso ser um “trabalhador do bem” ? Precisaram de um grupo ‘de brancos para transformá-los em beneméritos?
    “LEGIÃO DE ANÕES
    Apresentam-se como uma legião de anões, oriundos de diversas partes do Espaço; existem os de tez clara, olhos azuis ou esverdeados; existem os típicos mongóis de olhos amendoados e, ainda, os de origem africana.
    São Espíritos QUE AINDA NÃO DESENVOLVERAM A INTELIGÊNCIA, A PONTO DE NÃO MODIFICAREM A PRÓPRIA FORMA, porém, sentindo necessidade de transformação, procuram desenvolver o sentimento de solidariedade.”
    Mais uma vez a questão da inteligência relacionada com a “forma humana”. Conheço anões tanto pessoalmente quanto na TV inteligentes, comunicativos e criativos. Aqui diz que como ainda não se intelectuarizaram não deixaram de ser anões…
    Kkk, encontrei o trecho que fala do Dr.Bezerra estar por toda a parte e seu laboratório portátil:
    Legiões do Reino : “Um desses seres extraordinários é o Venerável dr. Bezerra de Menezes, que possui no plano espiritual um laboratório, ou seja, um observatório; nesse local os Legionários do Reino procuram localizar as criaturas que precisam de atendimento.
    Esse observatório fica no terceiro plano, no coração do Brasil; possui uma dimensão aparente de mais ou menos cem metros quadrados; todas as suas paredes são revestidas pelos mais sofisticados aparelhos que notificam os pedidos. Outros tarefeiros especializados, recebendo estas notificações, procuram encaminhá-las ao dr. Bezerra que, em contato com Ismael, o Anjo Tutelar do Brasil, verifica qual o membro da Fraternidade que possui a capacidade desejável para descer à Terra, em seu nome, e dar o atendimento possível. Embora tenhamos inúmeras Casas Cristãs que elegeram o dr. Bezerra como patrono, ele atende, indistintamente, todos os necessitados, sendo escolhidos, especialmente, os casos de saúde precária.
    Por isto, o dr. Bezerra pode ser “sentido” e até visto na mesma hora, tanto no Amazonas como em Porto Alegre, porque a projeção do seu carinho acompanha o trabalhador por ele indicado.
    Quando o problema de proteção aos ataques da sombra, Ismael envia os seus Cruzados, a fim de que todos aqueles que tiverem a Boa Vontade de trabalhar não sejam impedidos de fazê-lo.
    ====um festival de bobagens, não sei como tem pós graduados em grandes Universidades, acreditam e defendendo isso em tribunas…

  117. Gorducho Diz:

    Não.
     
    Nota do teste: A. Para bons resultados em quaisquer estudos superiores é fundamental um sólido embasamento (exceto nas aplicações da mecânica quântica ao espiritismo e à medicina onde não há pre requisitos) e vê-se que o tem graças à sólida formação que obteve aí na FEESP.
    Nossa Especialização em Espiritismo Quântico Avançado é estruturada nos moldes do método dos causos dos MBA de Harvard, i.e., não há “respostas certas” pré-prontas…
     
    Na Fraternidade da Lei Áurea nota-se a preocupação de segregar por “raças”.
    Se em vida eles eram escravos, no momento que morreram automaticamente deixaram de sê-lo; o que significa essa “reabilitação”?
    E, como o Sr. bem observou e eu não tinha me apercebido, fica explicitamente implícito que essas almas precisam da “ajuda” da grande professora que de fato foi D.Anália Franco, uma das pioneiras na luta efetivamente prática contra a discriminação nas nossas escolas.
    Ou seja: sempre a visão “branca” do universo, nos moldes chiquistas quando ele faz Jesus mandar o Helil encarnar em Portugal p/fundar a escola que preparará as bases para a “descoberta” de cá.
     
    Mas eu tinha em mente mesmo a dos “anões”. Completamente vergonhoso, preconceito e desrespeito puros. Exatamente como disse: de novo a associação entre inteligência e/ou “evolução” e a forma física dos indivíduos :!:

  118. Gorducho Diz:

    Dei uma de Kardec: incoerência.
    Fiz uma louvação ao bom embasamento Doutrinário e denominei nosso curso de Espiritismo Quântico que portanto, por definição, não tem pré-requisitos :mrgreen:

  119. Vinicius Diz:

    Tem pré requisito sim! 36000 disponíveis!
    Anões é de matar.

  120. Borges Diz:

    “A Ciência do pós morte foi investigada do ponto de vista judicial pelo advogado australiano e escritor Victor Zammit. Ele afirma que todas as provas que ele reuniu sobre a vida após a morte são bastante fortes para serem aceitas em qualquer tribunal (http://www.victorzammit.com). Em seu livro: A Lawyer Presents the Case for the Afterlife (2006, 4a ed.), Zammit mostrou 23 áreas diferentes que demonstra a existência de vida após a morte. Ele colocou como desafio para os cientistas, onde ele pagaria U$ 1.000.000 para que alguém provasse que não há vida após a morte!”
    .
    Encontrei este trecho no site:
    . http://ahau.org/evidencias-cientificas-sobre-a-existencia-da-vida-apos-a-morte/

  121. Gorducho Diz:

    Pessoa inteligente como é, aprendeu rápido a ser sarcástico Analista Borges.

  122. Borges Diz:

    Não consegui resistir.

  123. Vinicius Diz:

    Tem mais um trecho que me chamou a atenção do site indicado pelo ABORGES:

    “No Brasil, a mediunidade de Chico Xavier foi estudada pelo Dr. Paulo Rossi em 1991. Chico Xavier ficou conhecido pelo seu trabalho gratuito, onde publicou mais de 400 livros através de mais de 600 autores espirituais, e também escrevia cartas de pessoas já falecidas. O estudo do Dr. Paulo Rossi confirmou que 93,3% das pessoas que visitavam Chico Xavier não o conheciam; 62,2% das mensagens mostraram mais de seis fatos reais cada; e 71,1% continham informações detalhadas sobre pessoas falecidas, que foram posteriormente confirmadas como verdadeiras por suas famílias. Rossi concluiu que a informação revelada por Chico Xavier de fato provém de espíritos de pessoas mortas e não é resultado de qualquer classe de fraude.”

    Não conheço esse estudo do Dr.PauloRossi, foi feito pela AME?

  124. Vinicius Diz:

    BORGES, você achou a mediunidade de CX autêntica? se sim, me ajude a entender como. Que ele era caridoso e doava direitos autorais não tenho dúvidas disso.

  125. JP Diz:

    Vitor, não considero que foram reproduzidas nas mesmas condições o feitos do John, totalmente pelo contrário. E acho absurdo a ideia de que ele conseguiria dar aqueles choque nos locais exatos onde ele toca pois teria uma pistola elétrica na camisa, ainda mais naquelas condições que ele fez. Não vejo o menor sentido mas tudo bem.
    No vídeo que te passei mostra sobre os três cientistas que o testaram, um físico, um médico e uma psicóloga da Universidade do Texas.

  126. JP Diz:

    *nem que foram e nem que possam ser reproduzidas nas MESMAS condições

  127. Borges Diz:

    Vinicius:- Uma pessoa pode dizer mil verdades, porém, se disser uma mentira, o resto fica comprometido.
    A mensagem exibida a seguir foi retirada do livro “O EVANGELHO DE CHICO XAVIER” ( item 19), de Carlos A. Baccelli; tudo indica que se trata de frase dita pelo CX.
    .
    19 – “A verdade que fere é pior do que a mentira que consola… entenda quem puder”.
    Para acessar o livro basta clicar no link abaixo:
    .
    http://bvespirita.com/O%20Evangelho%20de%20Chico%20Xavier%20(Carlos%20A.%20Bacelli).pdf
    .
    Já conhecemos outros fatos gritantes, como a denúncia do sobrinho, os plágios, o caso da Otília Diogo e a declaração do WV sobre as cartinhas.
    Um abraço

  128. Borges Diz:

    Pesquise pelo nome do livro e autor, porque acho que não está dando acesso no link que coloquei

  129. Vinicius Diz:

    Concordo Borges. Não é muito coisa ou outra. São várias.
    Aquela passagem do espirito André Luiz em Libertação do espirito Arnel na Vida Além do Véu por exemplo, como pode os espiritos terem a mesma historinha né?
    Caramba, eu tenho lido desde o comecinho, em 2007 havia mais espiritas exaltados no blog, queriam esmagar o Vitor
    E o argumento batido de que “o que ele ganhar com isso e tal etc etc”
    :mrgreen:

  130. Gorducho Diz:

    Para o Jaci Régis, CX disse pessoalmente:
    A vida é mais importante que a verdade.
     
    Não sei em que contexto ele proferiu isso, mas está clara a ideologia dos fins – i.e. provavelmente consolar as mamães (“dar-lhes vida”) e proselitizar para a religião espírita – justificam os meios.

  131. Vinicius Diz:

    Puxando pela memória só me vem 2 mediuns que apareceram na mídia com essa história de psicografar entes queridos. (CX E Bacelli)Atualmente não tenho visto mais aueee relacionados a mediuns psicografando, ou melhor, não tem mais “medium famoso” do.tipo vamos la a uberaba procurar cartas de nossos parentes.
    Parece me que isso tende a acabar e as cartas ficarem cada vez em menor número.
    CX era uma referência para essas pessoas que queriam “noticias” do lado de lá…

  132. Gorducho Diz:

    Olhem só que interessante essa informação de Vital Crunivel DOMINGO, 25 DE MAIO DE 2014 [Revelando a fraude em Uberaba], negrito meu.
    http://pesquisasespiritas.blogspot.com.br/
     
    Em agosto de 2011 Luciano dos Anjos me convenceu a não divulgar esta informação sobre Feitosa até que um estudo mais abrangente fosse compilado. Segui, assim, fazendo novas indagações a ele. E, dessa forma, fiquei sabendo que Chico Xavier presenciou no apartamento de Wando, irmão de Waldo Vieira, o Luciano contestando Waldo sobre a foto do médium Feitosa ter sido disponibilizada ao “O Cruzeiro”. Luciano informou também que pelo menos mais dois médicos (pesquisadores) sabiam que Feitosa fraudava, além de Chico e Jorge Rizzini.

    Aguardava ansiosamente que Luciano publicasse a parte final de sua série sobre as materializações de Uberaba. Infelizmente, ele partiu antes disso. Certamente ainda tinha muito a contribuir para a história do espiritismo.
    POSTADO POR VITAL CRUVINEL ÀS 15:37
     
    ————————————————————————————————————————–
    Se não m/engano, era o mesmo médium do enrolamento de 78s!

  133. Gorducho Diz:

    As reuniões que participei tinham como médium principal o Sr. Antonio Alves Feitosa, e como dirigente do Grupo o companheiro Ernani Clare, já desencarnado. Posteriormente, funcionaram como médiuns os companheiros Waldemar Xandó de Oliveira e Rodolfo Cordeiro de Almeida, também desencarnados.

    Dentre os fenômenos que presenciei, vi várias vezes a materialização de espíritos como Padre Zabeu, Irmão Adri Caramuru e outros. Recebi inúmeras orientações pela voz direta. Acompanhei vários fenômenos de levitação. Assisti por várias vezes o enrolamento de disco de vitrola pelo espírito. O disco era apresentado ao espírito inteirinho, e instantaneamente, passando o mesmo pelo peito luminoso, o disco ficava como um bijou enrolado, muito embora mantivesse intactas as estrias. Um desses discos me foi presenteado pelo companheiro Waldemar Xandó de Oliveira, antes do seu desencarne. O disco em questão foi enrolado pelo espírito na minha presença, e dado àquele companheiro como presente pelo espírito.

    http://www.espirito.org.br/portal/artigos/geae/efeitos-fisicos.html
     
    ——————————————————————————————————————————————–
    O que m/chama particularmente a atenção é que luz aparentemente semelhante produziu-se no peito de CX por ordem de Dr. Bezerra (espírito, claro).
    Bem como era comum na época materializações luminíferas, como aliás aquela famosa do Emmânuel.

  134. Gorducho Diz:

    Como eu queria ter nascido 10 ou 15 anos antes, quando o espiritismo era espiritismo: não precisava de muletas estatísticas :!: :(

  135. Vinicius Diz:

    O Waldo tinha um irmão chamado Wando? Ele está vivo ainda?

  136. Vinicius Diz:

    “Líder espírita Divaldo Franco lembra o poder de FG para defender a paz mundial” DPF palestrou no tribunal de justiça do estado da Bahia em 14/12/15″

    ““A humanidade já produziu 15 mil guerras e vive a ameaça de uma terceira mundial”, alertou.”

    “O desembargador Emílio Pinto Salomão Resedá, corregedor das Comarcas do Interior, apresentou a palestra, ao lembrar da origem humilde de Divaldo, que foi escriturário, antes de dedicar-se à construção da entidade assistencial chamada Mansão do Caminho, situada no bairro do Pau da Lima.”

    http://www5.tjba.jus.br/index.php?option=com_content&view=article&id=95294:lider-espirita-divaldo-franco-lembra-o-poder-de-jesus-para-defender-a-paz-mundial&catid=55&Itemid=202

  137. Gorducho Diz:

    Não sei, só vi o artigo desse Vital Crunivel que desconfio seja conhecido da Administração.
     
    Quanto relacionar Jesus Cristo c/paz justo o contrário: qualquer posição sectária só faz inflamar as seitas contrárias.
    Se há algo que em nada contribui para paz são as religiões.

  138. Vinicius Diz:

    “Se há algo que em nada contribui para paz são as religiões”

    Sim, meu tio evangélico me ve como um ser desprezível quando eu me apresentava como espírita. Mas uma coisa ele tinha razão dita em 2005: que o espiritismo é enganação :lol: -

  139. Marciano Diz:

    GORDUCHO parece já ter sido católico romano, também.
    Adora uma penitência e uma promessa.
     
    VINICIUS, as frutas (incluídos aí os frutos com pouco teor de açúcar) “querem” mesmo ser comidos, pois é o meio pelo qual a seleção natural os tornou dissemináveis.
     
    Quanto a alface, cenouras, rúculas, é um atraso de vida comê-los, pois temos de matá-los primeiro.
    Que barbaridade!
     
    GORDUCHO, se não estou enganado (acontece muito), o cozido é português, ou pelo menos da península ibérica. Não é “nosso”.
     

    “Aliás conforme for a procura, já tenho uma proto-ideia p/outro curso, versando sobre a influência da consciência sobre os feixes de fotons que nos estão chegando provenientes de Alcyone. Também esse estudo não tem a matemática como pré-requisito.”

    Esse estudo não tem NADA como pré-requisito, a não ser esquizofrenia.
     
    GORDUCHO e VINICIUS, se me querem como sócio nesse curso de Espiritismo Quântico, proponho aumentar o preço para 50 mil dólares ou euros.
    Do jeito que vai, daqui a uns dias 36 mil reais não dará para comprar uma cocada na padaria ao lado do bar do Bigode.
     
    BORGES, é porque você deixou o pdf fora do hyperlink.
     

    Gorducho Diz:
    DEZEMBRO 22ND, 2015 ÀS 11:09 AM
    Quanto relacionar Jesus Cristo c/paz justo o contrário: qualquer posição sectária só faz inflamar as seitas contrárias.
    Se há algo que em nada contribui para paz são as religiões.
     
    LUCAS, 12,
    51 Cuidais vós que vim trazer paz à terra? Não, eu vos digo, mas antes dissensão:
    52 pois daqui em diante estarão cinco pessoas numa casa divididas, três contra duas, e duas contra três;
    53 estarão divididos: pai contra filho, e filho contra pai; mãe contra filha, e filha contra
    mãe; sogra contra nora, e nora contra sogra.

     
    MATEUS, 10,
    34 Não penseis que vim trazer paz à terra; não vim trazer paz, mas espada.
    35 Porque eu vim pôr em dissensão o homem contra seu pai, a filha contra sua mãe, e a nora contra sua sogra;
    36 e assim os inimigos do homem serão os da sua própria casa.
    37 Quem ama o pai ou a mãe mais do que a mim não é digno de mim; e quem ama o filho ou a filha mais do que a mim não é digno de mim.
     
    VINICIUS, como vivo dizendo aqui, religião é como clube de futebol: parece que une as pessoas, mas desune.
    Torcida contra torcida, religião contra religião.

  140. Gorducho Diz:

    GORDUCHO parece já ter sido católico romano, também.
     
    Não, em casa eram espíritas como já disse. Aliás falavam bastante dos católicos pois os espíritas se julgavam “mais evoluídos”.
    Meu pai e todo ramo familiar dele são ateus. Nominalmente m/pai era católico e m/mãe converteu-se do evangélico luteranismo p/casar. Mas só por formalismo; ninguém ia na igreja nem dava bola.
    P/o espiritismo sim.
    No fim sim m/mãe passou a simpatizar mais com os católicos. Mas sem frequentar ou praticar…

  141. Borges Diz:

    BORGES, é porque você deixou o pdf fora do hyperlink.
    .
    Obrigado Marciano

  142. Marciano Diz:

    Tô ligado, GORDUCHO!
    Lembro-me de você já ter falado na sua formação e ambiente familiar mais de uma vez aqui e eu estava movido apenas pelo animus jocandi.
    Sei que você diz essas coisas por causa de seu espírito irônico (que também tenho como característica).
    Foi só uma brincadeira, pelo fato de você viver fazendo promessas e se penitenciando.
     
    Por exemplo, a mais recente:
     
    Gorducho Diz:
    DEZEMBRO 20TH, 2015 ÀS 10:53 AM
    FAVOR AMANHÃ FECHAR O BOLD SR. ADMINISTRADOR:
    como AUTO-PUNIÇÃO prometo nunca mais dar palpites furados para traduções!

     
    Como católico romano gosta de penitência e de promessas (se for nos olhos dos outros, então)…
     
    Já ouviu falar na escadaria da Penha, no RJ?
    Tem gente que sobe de joelhos, para pagar promessas.
    Tem oficialmente 365 degraus, mas na verdade são 180.
    http://www.netvasco.com.br/news/noticias16/arquivos/20131207penha.jpg
     
    Peço solenemente a São Sebastião, padroeiro da cidade do RJ, que afaste o poltergeist dos meus comentários no blog.
    Se for atendido, prometo que você subirá a escadaria da Penha de joelhos.
     
    BORGES, foi um prazer, mas não precisa ser tão formal.
    Eu já cometi esse tipo de equívoco aqui, o VITOR me alertou para o erro.
    A gente melhora assim, aprendendo uns com os outros.
    No caso, não foi um aprendizado, porque foi apenas um descuido (presumo).

  143. Marciano Diz:

    https://www.flickr.com/photos/rickipanema3/8387872516
    Veja mais aqui:
    http://www.viajandoporai.com.br/dicas-do-rio-subindo-as-escadarias-da-igreja-da-penha/

  144. Marciano Diz:

    Quando o avião está em manobra de pouso no Galeão, dá pra ver a igreja pela janela.
    O lugar faz parte do complexo do Alemão, lugar que ainda é perigoso, mas que era pior do que o umbral até recentemente.
    A igreja existe desde mil seiscentos e tal, passou por reforma em mil e setecentos e qualquer coisa.
    Tem festa durante todo o mês de outubro.
    Check it out:
    http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2015/10/programao-do-rjtv-traz-festa-no-santuario-da-penha.html

  145. Borges Diz:

    “BORGES, foi um prazer, mas não precisa ser tão formal.”
    .
    Não fui formal, fui apenas econômico.

    “Eu já cometi esse tipo de equívoco aqui, o VITOR me alertou para o erro.
    A gente melhora assim, aprendendo uns com os outros.
    No caso, não foi um aprendizado, porque foi apenas um descuido (presumo).”
    .
    No meu caso, não foi descuido, foi ignorância mesmo.
    Um abraço

  146. Marciano Diz:

    Um abraço, BORGES.

  147. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    MARCIANO: Já ouviu falar na escadaria da Penha, no RJ?
    Tem gente que sobe de joelhos, para pagar promessas.
    Tem oficialmente 365 degraus, mas na verdade são 180.
    ./
    PONDERAÇÃO: são mais de 180, com certeza. Não posso garantir os 365, mas tem degrau à bessa. Os 180 devem ser o número dos degraus escavados na pedra (obra de escravos, naturalmente), antes desses, porém, há um trecho que não foi talhado e que se soma aos outros. Confira em: https://www.flickr.com/photos/claudiolara/91470012/in/photostream/
    Observe um pedacinho dos degraus a que me refiro e o início dos lapidados.
    Na wikipedia diz que são 382: https://pt.wikipedia.org/wiki/Igreja_de_Nossa_Senhora_da_Penha_(Rio_de_Janeiro)
    .
    Talvez dê para visualizar melhor no google earth (não tentei).
    /
    /
    MARCIANO: Quando o avião está em manobra de pouso no Galeão, dá pra ver a igreja pela janela.
    O lugar faz parte do complexo do Alemão, lugar que ainda é perigoso, mas que era pior do que o umbral até recentemente.
    A igreja existe desde mil seiscentos e tal, passou por reforma em mil e setecentos e qualquer coisa.
    Tem festa durante todo o mês de outubro.
    /.
    PONDERAÇÃO: seu comentário despertou-me lembranças da aurora da minha vida. Passei minha infância na beiruela do complexo do alemão. Na época estava longe de se tornar o que se tornou. Eu brincava livre, leve e solto sem supor que um dia se falaria de tiroteio, tráfico, feudos de traficantes… inimaginável. Eu, meu irmão e meus primos subíamos o morro para brincar e passávamos horas nos divertindo sem quaisquer sustos. A bandidagem que lá existia, falavam as crianças mais velhas, eram os “coquicos”, gente que morava mais acima no morro e, dizia-se, ofereciam perigo. Como eu só os via ao longe, nunca tomei sustos com eles.
    .
    A ocupação da área começava a tomar forma, famílias de nordestinos iam ocupando os espaços, construindo casas, muitos barracos, pouca alvenaria.
    .
    Tive oportunidade de ver resquícios de outras épocas. Na área onde passei a primeira infância havia um grande muro de pedras (uns dois ou três quilômetros), em boa parte intacto e portões enormes de madeira que, num passado distante, deviam marcar a entrada da propriedade de algum nobre. Os portões estavam inteiros (madeira de lei), mas já despencavam dos gonzos e não eram mais fechados.
    .
    Havia muito mais áreas livres que ocupadas: o que viria a se chamar “complexo” ainda eram regiões estanques, até que, anos depois, formaria bloco único que ia de Vicente Carvalho até Bonsucesso. Favela do Cruzeiro, Parque Proletário da Penha e outros sequer existiam, eram apenas miúdos aglomerados de casas que, no entanto, engordavam lentamente…
    .
    Quando completei cinco anos, fuçando restos de uma obra perto de casa, pisei num pedaço de tábua com pregos: cinco pontas cravaram-se no meu pé, uma bela forma de marcar a data. Vacina antitetânica? Que nada, bastava enfiar os pregos numa cebola e dava tudo certo. À noite teve festa: eu deitado nuns panos no chão do barraquinho assistindo. Havia abacaxi como iguaria, desejei muito saborear uma fatia, mas me estava proibido: comer a fruta naquelas condições levaria a ferida à ruína…
    .
    Aos seis anos mudei-me para a Penha (antes estava na área de Vicente Carvalho) e passei a frequentar a Igreja da Penha. Subi as escadas centenas de vezes, apenas para passear. De início com meu pai, depois, mais crescidinho, sozinho. No terreno da Igreja funcionava (e ainda funciona) o Parque Shangai. Durante bom tempo foi diversão de fim de semana para mim e meu irmão. Havia muitos folguedos, roda gigante, carrinhos que trombavam, trem fantasma, carrossel… eu não podia ir em nenhum, meu pai era salário-mínimo, mas isso não me incomodava, a diversão era correr pelo parque e, de vez em quando, assistir as pessoas se divertindo nos brinquedos. Depois de algumas horas, cansados de felicidade, íamos para casa dormir.
    .
    Tem mais, mas vou para casa dormir… e sonhar…

  148. Marciano Diz:

    MONTALVÃO, são 382.
    O talhado tem 365.
    Falha nossa!
    Também já andei de trem fantasma no parque Shangai.
    Estou sem tempo agora.
    Também volto mais tarde, para falarmos sobre isso.
     
    Minhas primeiras experiências com fantasmas foi no trem fantasma do parque Shangai.

  149. Marciano Diz:

    Meu caro CASIMIRO DE ABREU, digo, MONTALVÃO,
    Eu não imaginava que a aurora de tua vida era tão distante no tempo.
    Também conheço intimamente a região.
    Eu pensava que tu eras de SJ, não da Penha, no RJ. Quer dizer, parece que moravas em Vicente de Carvalho (pertinho) e mudaste ainda infante para a Penha.
    Tu pegaste o tempo em que tinha bonde por lá?
     
    Eu também já pisei em tábua de pregos, mas tomei antitetânica.
    Também já subi a escada da Penha, mas não de joelhos. Igual a ti, só pra apreciar a paisagem.
     
    Veja o vídeo que postei mais acima.
     
    Eu me lembro exatamente onde ficava o trem fantasma no parque Shangai. Era à esquerda, no alto do parque (tinha uma subidinha, já o início da penha que deu nome ao bairro).
    Tinha um desenho de um carro de faróis acesos, aproximando-se de uma casa sombria.
     
    Tu andaste de trem fantasma no parque Shangai?
     
    Eu não podia andar no carrinho bate-bate, porque tinha menos de 10 anos.
     
    Não é só o Casemiro que tem saudades da aurora da vida.
     
    Com quantos anos tu mudaste da Penha?
    Conheces Madureira, Meyer, Ilha do Governador e outros lugares da zona norte?
    Por que abandonaste o Rio e foste pra SJ? Trabalho?
     
    Nunca andaste no trem fantasma?

  150. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    Marciano Diz:
    Meu caro CASIMIRO DE ABREU, digo, MONTALVÃO,
    ./
    PONDERAÇÃO: perspicaz, hem? A “aurora da minha vida” foi suficiente para conduzi-lo ao poeta…
    /
    /
    MARCIANO: Eu não imaginava que a aurora de tua vida era tão distante no tempo.
    Também conheço intimamente a região.
    ./
    PONDERAÇÃO: se pensares que, neste momento, transitam em meu corpítio átomos que estiveram no organismo do rei Davi entenderás a profundidade de seu comentário…
    /
    /
    MARCIANO: Eu pensava que tu eras de SJ, não da Penha, no RJ. Quer dizer, parece que moravas em Vicente de Carvalho (pertinho) e mudaste ainda infante para a Penha.
    Tu pegaste o tempo em que tinha bonde por lá?
    /.
    PONDERAÇÃO: estou em SJ, por isso, atualmente, pertenço a SJ, mas já pertenci a outros. Nasci na Penha, na Av. Brás de Pina, na demolida maternidade Arnaldo de Castro, que ficava ao lado da igreja do Bom Jesus, o que talvez explique porque chegou-se a pensar que eu dava para padre…
    .
    Meus dois ou três anos iniciais passei nesse bairro, na casa de vovó. Depois, minha mãe e a sogra brigaram e fui morar em Vicente Carvalho, mais precisamente na Praça do Carmo. Residi lá dos três aos cinco anos. Então mudei-me (quer dizer, meus pais mudaram e fui junto) para Cordovil, onde estive pouco mais de um ano. Com o falecimento de mamãe (desaparecida aos 33 anos) voltei para a casa de vovó, onde fiquei até casar, aos 22. Minha casa ficava (ainda fica, pois não foi vendida) na Rua Quito, nº 429 (pode ver no Google). Ao desposar minha consorte mudei-me para a Rua Montevidéu, no mesmo bairro.
    .
    Em seguida, transferi-me para Jardim América. Depois parti para o Paraná, onde estive cerca de dois anos. Finalmente Silva Jardim, mas não derradeiramente, pois tempos após voltei para o Rio, em Bonsucesso, ao lado da SUAM (maravilha residir perto de faculdade…) mais tarde tornei para a Penha, na Rua Delfina Enes, e, finalmente (espero) Silva Jardim novamente…
    .
    Pronto, eis o resumo de minhas caminhadas mais expressivas. Claro, não falei de Rio Bonito, Macaé, Cabo Frio, Duque de Caxias…
    /.
    /
    MARCIANO: Eu também já pisei em tábua de pregos, mas tomei antitetânica.
    /.
    PONDERAÇÃO: mas aposto que não arrebentou a testa na pedra, pulando uma vala com meia dúzia de ovos na mão, sem quebrar nenhum. Muito menos afundou com o telhado da cozinha correndo atrás de pipa voada. Tampouco levou enxadada no cocuruto. Sequer sentiu a satisfação de, ao cinco anos, ter um tumor no olho cortado a frio no hospital Getúlio Vargas. E outras…
    /
    /

    MARCIANO: Também já subi a escada da Penha, mas não de joelhos. Igual a ti, só pra apreciar a paisagem.
    /.
    PONDERAÇÃO: realmente, nunca quis pôr meus joelhos à prova, porém, em tempos de festa vi muita gente subindo em tais condições a degraria, vou dizer: é do piru!

    /
    /
    MARCIANO: Eu me lembro exatamente onde ficava o trem fantasma no parque Shangai. Era à esquerda, no alto do parque (tinha uma subidinha, já o início da penha que deu nome ao bairro). Tinha um desenho de um carro de faróis acesos, aproximando-se de uma casa sombria.

    /.
    PONDERAÇÃO: exatamente! Ele ficava afastado dos demais brinquedos, pelo menos naqueles tempos, hoje não sei.
    /
    /
    MARCIANO: Tu andaste de trem fantasma no parque Shangai?
    Eu não podia andar no carrinho bate-bate, porque tinha menos de 10 anos.
    /.
    PONDERAÇÃO: depois dos dez anos, eventualmente, meu pai estava com grana para um brinquedo e para um dos filhos, e eu e meus irmãos tirávamos par ou ímpar para ver quem iria: quando a sorte me visitava era o trem fantasma a escolha; depois, crescido, passeei no que quis, mas aí já não tinha mais graça…
    /
    /
    MARCIANO: Com quantos anos tu mudaste da Penha?
    Conheces Madureira, Meyer, Ilha do Governador e outros lugares da zona norte?
    /
    PONDERAÇÃO: andei muito por Madureira, Méier, e adjacências. Peguei caronas em trem da Leopoldina, viajando dependurado do lado de fora, só para curtir. Pulava na linha com a máquina em trânsito. Levei tombos homéricos e quase fatais. Capotei de bicicleta no Alto da Boa Vista e voei dez metros cambalhotando pelo asfalto. Trabalhei na Rua do Passeio, na Senador Dantas, na Cardoso de Morais (Bonsucesso), em Nova Iguaçu, Duque de Caxias (morei lá também), Vicente Carvalho…

    /.
    /

    MARCIANO: Por que abandonaste o Rio e foste pra SJ? Trabalho?
    /.
    PONDERAÇÃO: como pode ver pelo resumo retro, não foi simplesmente sair do RJ e ir para SJ…mas as mudanças, em maioria, foram por exigência de trabalho…

  151. Marciano Diz:

    PONDERAÇÃO: se pensares que, neste momento, transitam em meu corpítio átomos que estiveram no organismo do rei Davi entenderás a profundidade de seu comentário…
     
    Estás me subestimando. É mais do que você imagina.
    Em um espaço de um a dois anos partilhamos átomos com praticamente todos os ORGANISMOS da Terra. E até de vulcões, que não são organismos, mas que são os que mais nos fornecem matéria.
     
    A cada respiração, aspiramos átomos uns dos outros, não importa a distância. E isso não é FQM.
     
    PONDERAÇÃO: estou em SJ, por isso, atualmente, pertenço a SJ, mas já pertenci a outros. Nasci na Penha, na Av. Brás de Pina, na demolida maternidade Arnaldo de Castro, que ficava ao lado da igreja do Bom Jesus, o que talvez explique porque chegou-se a pensar que eu dava para padre…
     
    Conheço a Av. Brás de Pina como a palma de minha mão, mas não alcancei a maternidade onde nasceste.
    E esse negócio de dar para padre chama-se pedofilia. Não deixe que pensem isso de você.
     
    Conheço a Rua do Quito e a Montevidéu.
    Vou dar uma olhada na sua casa, digo, ex.
    Já vi.
     
    Eu estudei na SUAM e depois na UERJ.
    Um curso em cada faculdade.
    PONDERAÇÃO: mas aposto que não arrebentou a testa na pedra, pulando uma vala com meia dúzia de ovos na mão, sem quebrar nenhum. Muito menos afundou com o telhado da cozinha correndo atrás de pipa voada. Tampouco levou enxadada no cocuruto. Sequer sentiu a satisfação de, ao cinco anos, ter um tumor no olho cortado a frio no hospital Getúlio Vargas. E outras…
     
    Não, mas já sofri vários acidentes e já me feri em competições, e conheço por dentro vários hospitais públicos, inclusive o Getúlio Vargas.
    Uma vez quebrei a mão direita num torneio (aqueles em que você luta 4 vezes no mesmo dia – se ganhar).
    Venci a primeira luta, na segunda o adversário desistiu (provavelmente por ter se machucado na luta que ganhou), na terceira (se eu ganhasse, disputaria a final), quebrei a mão direita, mas continuei a lutar.
    Como estava com a mão quebrada (não sabia, só sentia doer muito), fiquei na defensiva e deram a vitória por pontos para o meu adversário, um baixinho marombado.
    Fui atendido no Souza Aguiar. O hospital mais próximo era o Getúlio Vargas, pois o torneio foi no Bonsucesso, mas me levaram para o Souza Aguiar, no centro.
    Fiquei dois meses engessado, tive de fazer fisioterapia, quando voltei a treinar a mão doía demais.
    Foi quando deixei pela primeira vez as artes marciais.
    Depois, voltei, parei de novo, voltei, estou parado há muito tempo e acho que não volto nunca mais.
     
    O médico que me atendeu já tinha atendido outros competidores.
    Quando adentrei a sala, ele perguntou se foi luta, respondi que sim, e ele me disse que em vez de ficar trocando porrada com outros homens, eu deveria estar me agarrando era com uma menina.
    Em vez de ficar p da vida, entendi que o cara tinha razão, mas eu sempre conciliei bem as duas coisas.
     
    MONTALVÃO, é possível que, além de partilhar átomos, já tenhamos passado um pelo outro, na rua.
     
    Se não fosse o azar da mão quebrada, eu teria massacrado facilmente o marombado, por isso não considero uma derrota.
    Pelas regras atuais, seria um no contest.
    Naquele tempo não tinha isso, aliás, quase não tinha regras.

  152. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “E esse negócio de dar para padre chama-se pedofilia. Não deixe que pensem isso de você.”
    /.
    SOU DO TEMPO em que “dar para padre” (ou dar para outro), significava que o sujeito tinha vocação para a atividade. Foi depois que a coisa desandou e hoje ninguém mais dá para a coisa, mas dá a coisa…

  153. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “MONTALVÃO, é possível que, além de partilhar átomos, já tenhamos passado um pelo outro, na rua.”
    /.
    ACHO BEM PROVÁVEL QUE SIM, minha prodigiosa memória retrospecta-me vislumbrar ter passado por cidadão tipo Marciano, em mais de uma ocasião…
    /
    /
    “Foi quando deixei pela primeira vez as artes marciais.
    Depois, voltei, parei de novo, voltei, estou parado há muito tempo e acho que não volto nunca mais.”
    /.
    PONDERAÇÃO: vou deixá-lo degenerar mais um pouco para, finalmente, desafiá-lo a luta do século, que só terminará quando um dos dois desfalecer ou você fugir pela saída da esquerda…

  154. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    Marciano Diz:
    DEZEMBRO 24TH, 2015 ÀS 12:14 PM
    PONDERAÇÃO: se pensares que, neste momento, transitam em meu corpítio átomos que estiveram no organismo do rei Davi entenderás a profundidade de seu comentário…
    /.
    MARTE: Estás me subestimando. É mais do que você imagina.
    Em um espaço de um a dois anos partilhamos átomos com praticamente todos os ORGANISMOS da Terra. E até de vulcões, que não são organismos, mas que são os que mais nos fornecem matéria.
    /.
    PONDERAÇÃO: correto, mas átomos do rei Davi não é para qualquer um…
    Deste-me um argumento que me parece bom contra o preconceito, seja ele qual for, inclusive o racial: quem despreza outras etnias deveria saber que o ente repudiado faz, fez, ou fará parte do repudiador…

  155. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    Conheces [...] Ilha do Governador e outros lugares da zona norte?
    /.
    RESPOSTA: antes de enfurnar-me no primeiro emprego, ao final dos 14 anos, uma de minha constantes diversões era ir da Penha a Ilha de bicicleta. Juntávamos um grupo, cujo número variava de cinco a doze participantes e os distribuíamos nas conduções disponíveis, visto que número de bikes nem sempre correspondia ao dos excursionistas.
    .
    Saíamos de casa às sete horas, sem eira, beira, água, dinheiro… ficávamos na praia até a fome nos obrigar a retirada, o que se dava por volta das 15h. Aí fazíamos coleta em bolso vazio. Geralmente conseguíamos suficiente para duas bisnagas e as vínhamos roendo pela Av. Brasil, debaixo da mais generosa canícula que o astro-rei podia oferecer.
    Bons tempos…

  156. Marciano Diz:

    Caraca, MONTALVA!
    Não sabia que tínhamos tanta coisa em comum.
    Nossas histórias são bem parecidas.
    Talvez, por uma questão de apenas alguns anos, não tenhamos feito parte da mesma turma (no meu tempo ainda não se falava gang ou galera).
    Já fiz esse trajeto Penha Ilha, de bicicleta e a pé (correndo), junto de outros colegas.
    O objetivo era a imunda praia do Galeão ou (quando de bicicleta) a praia da Bica, na Ilha.

  157. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “Talvez, por uma questão de apenas alguns anos, não tenhamos feito parte da mesma turma (no meu tempo ainda não se falava gang ou galera).
    /.
    PONDERAÇÃO: Na época de minhas andanças falava-se “patota”…
    /
    /
    “Já fiz esse trajeto Penha Ilha, de bicicleta e a pé (correndo), junto de outros colegas.
    O objetivo era a imunda praia do Galeão ou (quando de bicicleta) a praia da Bica, na Ilha.”
    /.
    PONDERAÇÃO: acredite se quiser: já peguei a praia de Ramos limpinha, mas isso foi quando eu era bem criancinha. As praias de Ilha também as visitei em tempos melhores, dava para mergulhar sem maiores receios.
    .
    Vou lhe contar algo que acredito não saiba: frequentei praia na Penha, chamada praia da Moreninha, em tempo que era possível se banhar sem sustos, tanto na água quanto fora. Depois a favela tomou conta de tudo, hoje só entra quem for liberado pelo tráfico. A praia deve ter virado um lodaçal só. A entrada ficava perto do Porcão.
    .
    Em 1970 estava eu na Ilha a recepcionar alguns dos jogadores da seleção do Saldanha/Zagalo: gastei umas oito horas de vida, ou mais, para contemplá-los sobre um caminhão durante uns dois minutos. Ainda tentei acompanhar o cortejo, mas a via estava fechada até para bike. Voltei para casa sentindo-me realizado, pois fizera parte do movimento que consagrara a vitória de nossa seleção. Durante várias semanas divulguei, orgulhoso, meu heroico feito aos amigos e conhecidos.
    .
    Agora, venha hoje me buscar de limusine pra ver jogador de seleção que quero ver eu ir…
    .
    Os tempos mudam e com ele a gente…

  158. Marciano Diz:

    Tu não vais acreditar, MONTALVÃO, mas eu já estive na tal praia da Moreninha (não a de Paquetá, a da Penha mesmo).
    Ali era zona militar (Marinha), Liga de Esportes do Arsenal de Marinha (LESPAM).
    Eu era militar do Exército.
    A LESPAM ainda existe, mas nunca mais entrei lá.
     
    Os tempos mudam e com ele a gente…
     
    Eu sei. Meu amigo Cícero me disse : “O tempora, O mores!”.
     
    Na verdade, ele disse:
     
    “Constrictam omnium horum scientia teneri coniurationem tuam non vides?
    Quid proxima, quid superiore nocte egeris, ubi fueris, quos convocaveris, quid consilii ceperis, quem nostrum ignorare arbitraris?
    O tempora, o mores!”
     
    Você acreditava que eu não sabia, mas agora que sabe que eu sei que os fundos da LESPAM terminavam na praia da Moreninha…

  159. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    A LESPAM não recordo ter visitado (acho que fui uma vez lá com um militar conhecido), na Casa do Marinheiro, que fica ao lado, participei de algumas festas…
    .
    Então estivestes na praia da Moreninha? Só falta dizer que eras um dos que ficava praticando tiro ao alvo durante o serviço…

Deixe seu comentário

Entradas (RSS)