Livro Gratuito: “Vida de Jesus”, de Ernest Renan (1863)

Este foi um dos primeiros livros que Chico leu e plagiou em suas psicografias – até onde sei, “Há Dois Mil Anos” (1939) e ”Boa Nova” (1941). Talvez com a digitalização do livro isso facilite encontrar mais plágios em outras obras (dele e de outros médiuns). Para baixar o livro, clique aqui. Outra coisa muito interessante é ver a forma com que o livro influenciou a obra psicográfica de Chico Xavier, não só nos trechos copiados, mas também nas ideias. Por exemplo, Ernest Renan tinha certo preconceito contra os judeus. Encontramos o seguinte trecho no Capítulo 20 de sua obra:

Um dos principais defeitos da raça judaica é sua aspereza na controvérsia, e o tom injurioso que ela quase sempre assume nesse caso. Nunca houve no mundo disputas mais acirradas que as dos judeus entre si. É o sentimento da nuança que faz o homem ser polido e moderado. Ora, a falta de sutileza é um dos traços mais constantes no espírito semítico. As obras delicadas, como os diálogos de Platão, por exemplo, são desconhecidas desses povos. Jesus, que era isento de quase todos os defeitos de sua raça, e cuja qualidade dominante era justamente uma delicadeza infinita, foi levado, a contragosto, a usar o estilo de todos na polêmica.

No Capítulo 24, Renan coloca a culpa da morte de Jesus no partido judaico, excluindo qualquer responsabilidade pelos romanos, o que hoje sabe-se ser historicamente incorreto:

Não foi, então, nem Tibério nem Pilatos quem condenou Jesus. Foi o velho partido judaico; foi a lei mosaica.

Essa mesma responsabilização indevida encontramos no livro “Há Dois Mil Anos” e no livro “A Caminho da Luz”, que afirma

o Divino Mestre é submetido aos martírios da cruz, por imposição do judaísmo, que lhe não compreendeu o amor e a humildade (p. 118).

Apesar do preconceito que Renan tinha, é importante ressaltar que ele mesmo diz

Segundo nossas idéias modernas, não existe transmissão alguma de demérito de pai para filho; cada um deve prestar contas à justiça humana e à justiça divina apenas do que ele próprio fez. Em consequência, qualquer judeu que sofra ainda hoje pela morte de Jesus tem o direito de reclamar.

Ainda assim, no mesmo parágrafo, ele segue dizendo:

Mas as nações têm suas responsabilidades, como os indivíduos. Ora, se já houve um crime que fosse o crime de uma nação, foi a morte de Jesus.

Tais ideias encontram eco ainda hoje. O livro “No Limiar do Abismo” (2007), de Carlos A. Baccelli, diz explicitamente:

Foram mesmo os judeus que crucificaram Jesus! Por que não assumir a culpa? (Cap. 27)

No mínimo porque a culpa está longe de estar provada, e no máximo para não reacender qualquer sentimento antissemita. Além disso, é quase unânime hoje entre os historiadores que a culpa é exclusiva ou praticamente exclusiva dos romanos. Para uma discussão profunda dessa questão, sugiro os artigos de Roberto Pompeu Toledo (1995, aqui), de Alexandre Versignassi e Rafael Kenski (2004, aqui) e de Carlos Aranha (2004, aqui).

 

222 respostas a “Livro Gratuito: “Vida de Jesus”, de Ernest Renan (1863)”

  1. Marciano Diz:

    Não foi, então, nem Tibério nem Pilatos quem condenou Jesus. Foi o velho partido judaico; foi a lei mosaica.
    .
    Existem provas da condenação de FG?
    .
    .
    CONTRA, você que gosta de encontrar plágios, mãos à obra!
    .
    .
    O tal “jesus” é tão real quanto Brian, de “A Vida de Brian”.
    .
    .
    Será que houve um Brian histórico, no qual o personagem do filme foi baseado?
    .
    Vejam a sinopse da wikipedia em pt:
    .
    O filme conta a história de Brian, um homem da Judeia que vive uma vida paralela à deJesus Cristo e se alia a grupos contra o domínio romano. Na segunda metade do filme, uma multidão pensa que ele é o salvador da humanidade e seguem-no como um grande sábio, mas ele nunca teve a intenção de dar essa impressão e apenas deseja ver-se livre de toda aquela gente. Mas Brian é um predestinado, e acaba por viver cenas bíblicas e ter que enfrentar desafios semelhantes aos do Messias (o que naturalmente são sátiras).
    Sua aparição como “messias” começa quando ele finge ser um pregador para fugir da guarda romana, mas suas pregações são levadas a sério e ele ganha uma horda de seguidores. Brian acaba por se meter num monte de confusões ao ter suas tolas palavras entendidas como profecias e ser caçado pela guarda romana. Ele depara-se com diversas figuras históricas e bíblicas, que são satirizadas pelo filme.
    Brian acaba sendo crucificado a mando de um Pôncio Pilatos com dislalia, e os crucificados lançam-se em um número musical que se tornou popular, “Always Look On The Bright Side of Life”.
    O filme também mostra, de uma forma irônica, a questão da alienação da massa, pois o povo segue Brian o tempo todo, repetindo tudo o que ele diz, e sátiras são feitas à religião, como é o caso da cena de apedrejamento.
    O filme foi muito polêmico e vários protestos foram feitos contra ele por pessoas que o consideram uma blasfêmia, apesar de ser apenas uma crítica da sociedade da época.

  2. Marciano Diz:

    https://www.youtube.com/watch?v=LVYM6u_v52k
    .
    Atenção!
    Este vídeo não foi feito pela FEESP.
    Quem não entendeu, leia os últimos comentários do tópico anterior, sobre os protocolos da FEESP, no que diz respeito a espíritos desbocados.

  3. Marciano Diz:

    Se sair algo errado, vou atribuir ao poltergeist.
    ALGUMAS SEMELHANÇAS
    Será mera coincidência?

    jesus

    faz coisas que não poderiam ser explicadas por meios naturais
    anda sobre as águas.
    convive com personagens reais.

    tem frases de efeito, como “Nem só de pão vive o homem.

    forrest gump
    faz coisas que não poderiam ser explicadas por meios naturais

    diz frases de efeito, como “A vida é como uma caixa de chocolates”teste
    corre pelo país inteiro
    cura suas próprias pernas
    convive com personagens reais

  4. Gorducho Diz:

    Acredito, Sr. Administrador convenha colocar os enlaces p/as análises dos plágios de HDMA + BN.
    Veja que certamente há ventes do sítio que não sabem da existência ou como localizar (isso nem eu :( ).
    Sempre então aparece um bezerrochiquista descobrindo a pólvora que ele morreu pobre, pregou o amor e consolou mamães…

  5. Vitor Diz:

    Boa Nova: http://obraspsicografadas.org/2007/livro-boa-nova-1941-de-chico-xavier/
    .
    Há Dois Mil Anos: http://obraspsicografadas.org/2010/livro-h-dois-mil-anos-1939-de-chico-xavier-republicao-e-acrscimos/
    .
    Basta ir em busca e colocar os títulos dos livros entre aspas.

  6. Gorducho Diz:

    Consulta por “Boa Nova” – assim, entre aspas duplas, retorna (com respectivos detalhes de data + n° de comentários):
     
    LIVRO GRATUITO: “VIDA DE JESUS”, DE ERNEST RENAN (1863)
    LÊNTULO, O SUFETA – RESPOSTA A NAGIPE ASSUNÇÃO (APÊNDICE 1 – FIGURAS DE CRISTO, PARTE 2 DE 3)
    LÊNTULO, O SUFETA – RESPOSTA A NAGIPE ASSUNÇÃO (APÊNDICE 1 – FIGURAS DE CRISTO, PARTE 1 DE 3)
    ATTILA PAES BARRETO E LÚCIO JOSÉ DOS SANTOS, DOIS HEROIS ESQUECIDOS
    O BRASIL ANEDÓTICO, DE HUMBERTO DE CAMPOS (1927) X BRASIL, CORAÇÃO DO MUNDO, DE CHICO XAVIER (1938)
    MEDO DA VIDA DEPOIS DA MORTE, POR MICHAEL GROSSO
    MAIS PLÁGIOS DE ELLEN G. WHITE
    ALGUMAS NOTAS SOBRE A ORIGEM, E OS PRIMEIROS TEMPOS, DO ESPIRITISMO
    LIVRO HÁ DOIS MIL ANOS (1939) DE CHICO XAVIER: REPUBLICAÇÃO E ACRÉSCIMOS
    LIVRO HÁ DOIS MIL ANOS (1939) DE CHICO XAVIER
     
    ———————————————————————————————————————————-
    Não tome por alfinetada (só as dou quando se trata de paranormalidades); é sugestão pois que anônimos possivelmente não correlacionem e ficam achando que não se tem a fundamentação que se tem.
    Paz!

  7. Vitor Diz:

    Depois é só ir em “entradas anteriores” que acha.

  8. Vinicius Diz:

    Não é um plágio, é assunto semelhante encontrado na obra “A Caminho da Luz”:
    Vida de Jesus, página 125
    A Grécia oferecia Esparta e Atenas, separadas por apenas algumas léguas, DOIS ANTÍPODAS, para um observador superficial; em realidade, irmãs rivais, necessárias uma à outra.

    A Caminho da Luz, Cap.X pág.90
    “devemos volver os olhos ao passado, revendo Atenas e Esparta como DOIS SÍMBOLOS POLÍTICOS que nos fazem pensar na plena atualidade da Grécia antiga”.

  9. Vitor Diz:

    Oi, Vinícius
    excelente contribuição! Certamente merece uma menção…

  10. Vitor Diz:

    Oi, Vinícius
    dá para citar como “influência”. Note que há uma relação entre observador/olhos, e ambos falam em esparta/atenas/grécia e em dois antípodas/símbolos políticos.

  11. Borges Diz:

    Quero agradecer a administração do site por colocar este livro à nossa disposição; já havia lido uma boa parte do mesmo, porém, a versão em espanhol torna a leitura cansativa, tendo que recorrer frequentemente ao “pai dos burros”. Agora espero concluir a leitura. Trata-se de uma obra interessante, ainda mais, se for comparada com os comentários existentes na Bíblia de Jerusalém, que está aqui do meu lado.
    Obrigado

  12. Gorducho Diz:

    Vie de Jésus foi publicado no ano 63.
    Espantoso seria se um indivíduo culto como o Humberto de Campos não o tivesse lido (e certamente ele não precisava esperar por tradutores)
    :mrgreen:
     
    Na questão do Judas, CX se afasta, pois que dá a tradicional visão dele como um revolucionário politizado.
    Já o ER só fala no Judas do Josefo, especulando que que JC teria discordado da linha deste. Não sendo o Judas discípulo.
     
    Mais uma vez vê-se quão patético é o bezerrochiquismo: qual seria o fundamento dum escritor falecido ser evocado p/fazer mais um ensaio poético-lendário digamos assim sobre a vida de JC; que pode perfeitamente ser feito por milhares de autores terrícolas?
    Fundamento teria se pegassem o depoimento do Pilatos, do Judas, do Caifás, esses contando sem especulações, o que se sucedeu.
    Da mesma forma que a FEB teria obrigação de interpelar Dr. Bezerra acerca da fantasmicidade de Jesus; ou da nossa reencarnação como criptógamos carnudos.

  13. Vitor Diz:

    Valeu, Borges. Eu comecei a escanear o livro em 6 de agosto, e depois de escanear tive que corrigir os erros do OCR. O pior foram as notas de rodapé, há centenas delas por capítulo, e algumas com diversos símbolos gregos que tive que catar, e alguns não achei, aí recortei da versão em espanhol e colei! Levei mais de 2 meses para ajeitar tudo, deu um trabalhão!! Mas está rendendo frutos, com o Vinícius já achando uma passagem similar.

  14. Gorducho Diz:

    E mais uma prova do que disse o Edgar Saveney no seu artigo definitivo sobre o espiritismo na Revista dos 2 Mundos: na erraticidade nada há a fazer. Tanto que continuam os falecidos a escrever cá e compulsar (segundo informa CX) obras terrícolas.
    Por que não publicam lá, sem atrapalhar os de cá, como o próprio HC disse?

  15. Gorducho Diz:

    Eu acho que não vai haver nada mais similar. A temática é completamente diferente. O ER com toda credulidade e bitolamento característicos dum europeu do século xix submetido a um ambiente onde as fantasias religiosas eram tidas como realidades, procura ser objetivo, sem misticismos.
    Já CX é um místico que se acha na missão de propagar a religião cristã sobre a crosta.
    As obras em si têm perspectivas completamente distintas.
     
    AV captou bem mas, como expliquei supra, claro que o HC lera a obra, e não tinha como não se lembrar ao fazer sua própria versão que eu chamaria Vida de Cristo e sua tradição histórica e lendária por associação c/o Canuto Abreu.

  16. Vinicius Diz:

    AG, este trecho foi “publio lentulus” quem “ditou” , não foi o HC, embora, muito mas muito parecidos. A maioria dos espíritos do CX tem o mesmo vocabulário (isso notei desde quando era iniciante na doutrina, mas daí “raciocinei” que o médium influencia na transferência dos dados do além para cá. E para ajudar no raciocínio, claro, não poderia deixar de mencionar o curso de médiuns e as aulas sobre animismo.

    CX procurou um Centro depois de um problema espiritual com a irmã dele não foi? Será que ele desacreditou dessa história de espíritos e passou a escrever e a escrever e falar que foi espíritos só pela popularidade e ajudar aos pobres?

    Aquela história do Emmanuel aparecer no avião, é lendária também? Pode ser que tenha havido turbulência mesmo e depois inventaram isso para “romantizar” o fato.

  17. Vitor Diz:

    “Eu acho que não vai haver nada mais similar”
    .
    Pode haver mais similaridades em outros livros, como “50 anos depois”, “ave cristo”, bem que podiam inventar um software que busca plágio entre livros inteiros…

  18. Vinicius Diz:

    Eu me lembro que ajudei na revisão de um livro de Contabilidade da editora Trevisan e a outra co-autora principal falava pra mim: revisa tudo o que você escreveu ou reescreveu, põe no Google, não deixa nada parecido com outra obra, senão estamos f****. Até respondi que não copiei nada, daí ela respondeu: mesmo assim pesquisa, pra não sair nada parecido (lá foi tudo na unha rs rs). Parece-me que há softwares pagos que professores usam para fiscalizar os TCC dos CX universitários.

  19. Gorducho Diz:

    Tentei “defender” CX e me dei mal… :mrgreen:
     
    bem que podiam inventar um software que busca plágio entre livros inteiros
    Na INTERNET há. Já lhe perguntei várias vezes por isso – tanto plágios como analisadores de vocabulário -; mas o Sr. não conhece, não é?
    Eu muito menos: é uma área (línguas) bem alheia à minha. Temos uma amiga professora universitária de letras & literatura, mas já aposentada, bem mais velha que nós, e que mal sabe usar o mail. Só… :(

  20. Gorducho Diz:

    Um dos meus planos c/tais softwares era comparar as frequências e rol de vocábulos bizarros CX & Divaldo, vis a vis o vernáculo culto padrão.
    Aliás uma sugestão de tema p/os doutos em literatura chiquistas…

  21. Vitor Diz:

    eu só conheço softwares que buscam pequenos trechos na internet. O que eu queria era um que seleciono dois livros inteiros e o software compara tudo. Acho que isso não existe ou se existe deve ser caro.

  22. Marciano Diz:

    Não tenho tempo para esmiuçar os dois livros, mas o pequeno trecho referido por VINICIUS não me parece plágio, também.
    São pequenas coincidências que podem ser atribuídas ao acaso ou a influência, como algumas músicas nas quais CONTRA vê plágios e eu não.
    .
    VITOR, o problema (antigo) com OCRs é que, para uso em línguas acentuadas, ele dá muitos erros. Nem em inglês é muito bom, mas quando a gente escaneia um texto em línguas acentuadas e passa o OCR, precisa de fazer tantas correções que fica quase doido.
    É muita determinação sua e muita paciência. Tarefa para desencarnados, os quais, como disse GORDUCHO, não têm o que fazer.
    Tomara que renda mesmo frutos.
    .
    .
    .
    VINICIUS:

    “Aquela história do Emmanuel aparecer no avião, é lendária também? Pode ser que tenha havido turbulência mesmo e depois inventaram isso para “romantizar” o fato.”

    R.: Não, não é invenção de ninguém.
    Se não acredita, veja e ouça do próprio cx.
    Não é psicofonia, fantasmagoria, é vídeo mesmo.
    .
    https://www.youtube.com/watch?v=qSj_1WTH-9I
    .
    Trecho do pinga-fogo.
    .
    VEJA AOS 2MIN50S QUE CX MENTIU, AO DIZER QUE O AVIÃO VIROU DE CABEÇA PARA BAIXO!
    Se isto tivesse acontecido, iriam todos para o umbral. Pergunte a qualquer piloto.
    Note que era uma aeronave de carreira e o fato passou-se antes de 1971, quando ele narrou o fato (ano do programa).
    .
    .
    .
    VITOR, GORDUCHO E VINICIUS; Se vocês descobrirem um software que faça buscas procurando por plágios, comuniquem-me.
    Parece que o CONTRA tem um, mas só serve para música dos anos 70 :smile:

  23. Contra o chiquismo Diz:

    Na verdade esse emmauel era grosso p caramba.
    .
    .
    “pare de gritar!! Morra com educação!!”

  24. Contra o chiquismo Diz:

    O avião da Varig virou de cabeça p baixo e só sobreviveu um passageiro. O voo vinha da Costa do Marfim p o RJ em 1987. Ele logo após a decolagem teve uma pane, virou de cabeça p baixo enquanto tentava voltar p o aeroporto da C do Marfim e se estabacou na selva africana. Isso um avião a jato de grande porte, agora imagina se vira de cabeça p baixo o teco teco do cx…

  25. Vinicius Diz:

    VINICIUS:
    “Aquela história do Emmanuel aparecer no avião, é lendária também? Pode ser que tenha havido turbulência mesmo e depois inventaram isso para “romantizar” o fato.”
    R.: Não, não é invenção de ninguém.
    Se não acredita, veja e ouça do próprio cx.
    Não é psicofonia, fantasmagoria, é vídeo mesmo.

    COMENTÁRIO: Sim, mas nada impede que CX possa ter “aumentado” o fato, isto é, a turbulência ter mesmo ocorrido e ele pode ter dito que o tal emmanuel autoritário apareceu mesmo lá na hora! Até para a plateia achar engraçado, quebrar o gelo etc.

  26. Contra o chiquismo Diz:

    Vinicius Diz:
    OUTUBRO 22ND, 2015 ÀS 3:14 PM
    … Até para a plateia achar engraçado, quebrar o gelo etc.
    .
    .
    os ‘espiritas’ adoram uma piadinha… sempre quando alguém demora p aparecer no centro e alguém comenta “quem é vivo sempre aparece”, um gaiato responde “morto também”.
    .
    .
    Um dia encontrei o Gerson S Monteiro (Ícone do ‘espiritsmo’ carioca) num desses encontros e perguntei o sr não é o Gerson? Ele respondeu: “nessa encarnação sim”.
    .
    .
    Sempre adoram piadas com a morte.
    .
    .
    PACÓVIOS!!! :x #:

  27. Gorducho Diz:

    O VJK estolou ao fazer curva à esquerda c/o #1 (externo da asa esquerda) apagado por fogo p/ingressar na final da 21 de DIAP (Aéroport International d’Abidjan – AERIA).
    Acredito que o comandante se desorientou espacialmente visto estar a noite escura e não haver referências solo por ser mato abaixo, e ele virou de cabeça p/baixo :(

  28. Contra o chiquismo Diz:

    Sem contar na imensa alegria que sentem quando olham as fotos e reportagens de tragédias coletivas como acidentes de avião por ex. Sempre falam: ” a justiça foi feita, não devemos ter pena deles pois expiaram o seus passados de malfeitores”. Aí “piedosamente” nas reuniões: “pai recebe no plano espiritual os desencarnados no acidente com o avião da _____ que pagaram o seus débitos com a tua Justiça..”

  29. Gorducho Diz:

    CX era um contador de causos e bem humorado; vide-se aquele primeiro encontro c/as vizinhas logo que ele e o WV se mudaram p/Uberaba.
    O causo é típico, mas os fanáticos sempre consideravam tudo que ele dizia, até brinquedos, como Verdades Sagradas.

  30. Contra o chiquismo Diz:

    Dizem que as companhias não gostam da letra “K” (Killer) em seus aviões. Muitos com essa letra já mataram gente pra caramba. VJK da Varig que acabou de falar, O Tam MRK do Fokker 100 em SP 1996, SRK do Vasp 168 em Pacatuba no Ceará em 1982 e o MBK da Tam do voo 3054 em Congonhas são alguns exemplos.

  31. Vitor Diz:

    tem recado pro Gorducho no post anterior, “xenoglossia”

  32. Marciano Diz:

    VINICIUS:
    COMENTÁRIO: Sim, mas nada impede que CX possa ter “aumentado” o fato, isto é, a turbulência ter mesmo ocorrido e ele pode ter dito que o tal emmanuel autoritário apareceu mesmo lá na hora! Até para a plateia achar engraçado, quebrar o gelo etc.
    .
    Acho que você não me entendeu.
    O que eu quis dizer foi que o incidente não foi inventado por outrem, foi o próprio cx quem o narrou.
    Claro que pode ter acontecido de verdade, foi uma turbulência, e cx “enfeitou” os fatos, com a história de o avião ter virado de cabeça para baixo. Se isso tivesse acontecido, os pilotos não teriam recuperado o controle da aeronave e cx só poderia contar o fato, aumentado ou não, através de psicografia, o que sabemos ser impossível.
    .
    .
    CONTRA, os espíritas adoram piadas com a morte, mas quando um deles está para morrer ou morre, a reação não é a esperada, de que cumpriu seu carma, foi para outra etapa, e coisa e tal. Fica todo mundo consternado (pelo menos os que gostam do falecido), agem como se nunca mais pudessem ter contato com o decesso (o que é verdade), enfim, não mostram que acreditam “de verdade” no que ensinam.
    .
    O mesmo acontece com católicos fervorosos, os quais, quando perdem um filho, por exemplo, não ficam satisfeitos de ele estar no céu com nosso senhor; ficam deprimidos, arrasados, mesmo, o que mostra que, no fundo, ninguém acredita realmente nessas historinhas,
    .
    .
    Falta coerência, a mesma coerência que falta a playboys filhinhos de papai, que ficam adulando comunistas na web, usando seus sofisticadíssimos IPhones de última geração, fabricados pela riquíssima Apple, em vez de pegar uma foice ou um martelo e ir trabalhar no pesado, ajudando o proletariado.
    .
    .
    Todo mundo gosta de tirar onda, mas todo mundo sabe que está de palhaçada.
    PACÓVIOS, SIMPLÓRIOS, TOLEIRÕES, PARVOS, IMBECIS, PALERMAS, ESTULTOS, PAPALVOS, PATETAS, ABESTALHADOS, ABOBALHADOS, TROUXAS, BOCÓS, IDIOTAS, ATOLEIMADOS, JERICOS, AZÊMOLAS, OBTUSOS, NÉSCIOS, OTÁRIOS, ESTÚPIDOS, JEGUES, MENTECAPTOS, PASPALHOS, APOMBOCADOS, BABAQUARAS, BAJOULOS, BABACAS, SORONGOS, PONGÓS, PATOLAS, MANDUS, PALÚRDIOS, LESOS, MANÉS, ZÉS-RUELAS, GIROLAS, PATUREBAS, BELDROEGAS, PANCRÁCIOS, PATOLAS, INSENSATOS, INCONGRUENTES, BUFÕES, TRUÕES, BURROS!
    :evil: :evil: :evil: :evil: :evil: :evil: :evil: :evil: :evil: :evil: :evil: :evil: :evil: :evil:

  33. Marciano Diz:

    Mais detalhes sobre o acidente podem ser encontrados aqui:
    http://www.abul.com.br/abul/getntc2.asp?id=364

  34. Gorducho Diz:

    em vez de pegar uma foice ou um martelo e ir trabalhar no pesado, ajudando o proletariado.
     
    Nunca lobriga o RéV onde o Professor e eu às vezes palpitamos :?:
    O fundador do sítio é comunista fundamentalista; prega uma sociedade sem governos e sem $, onde todos são solidários e vige o cada um segundo trabalha de acordo c/suas possibilidades; e cada um recebe conforme suas necessidades.
    Acha que Cuba é uma maravilha – apesar de não conhecê-la, claro :D

  35. Marciano Diz:

    Eu já entrei algumas vezes no RéV, é um ótimo blog. O problema é que comunismo é um veneno muito mais danoso do que religião.
    Eu não odeio religiosos, só rio (ma maioria da vezes, por dentro) deles, mas de comunistas tenho ódio mortal.

  36. Marciano Diz:

    Independentemente das experiências cubana, venezuelana, russa, etc., onde o que se vê é apenas uma superditadura de burgueses que vivem como nabamos à custa da miséria do povão escravizado, se essa ideia palerma pudesse ser posta em prática por gente honesta, acabaria com o esforço de qualquer um.
    Para quê esforçar-se ao máximo, ficar de olheiras de tanto estudar, investir em cursos e livros caros, etc., se depois todo mundo vai ficar na mesma miséria?
    .
    Como alguém pode ver que religião é veneno e ser tão ingênuo (ou, talvez, maldoso – não sei) assim?
    .
    Outro blog onde já comentei, entrei algumas vezes, mas pelo qual nutro antipatia, é o ceticismo.net.
    O André se acha um fenômeno, é ditatorial, só publica comentários curtos, depois de cem anos que foi postado.
    .
    Se aqui ficasse assim, ou perto disso, eu desencarnaria dessas discussões.

  37. Marciano Diz:

    Voltando ao acidente da Varig, naquele tempo o gravador de voz só registrava os últimos 30 minutos. Hoje, registra as últimas duas horas.
    Há projetos de estender o período de gravação, assim como manter o beam por mais de um mês (a ideia é de seis meses), mas é difícil, demanda muita grana, muito trabalho.
    É melhor deixar por conta do governo, que cuida tão bem do povo (aqui e alhures).

  38. Marciano Diz:

    “No segundo seguinte, o Boeing 707 chocou-se contra as grossas árvores da floresta equatorial, desintegrando- se instantaneamente. Os tanques de combustível, ainda cheios, romperam-se imediatamente e uma grande explosão iluminou o céu estrelado da floresta. Em questão de segundos, 48 dos 51 ocupantes do Boeing estavam mortos. Milagrosamente, três ocupantes resistiram ao impacto e à explosão e incêndio que se seguiram. Dois deles faleceram durante os trabalhos de resgate. O terceiro, um professor natural da Costa do Marfim, escapou praticamente ileso, único sobrevivente do desastre com o PP-VJK”.

    Foi deus que salvou o cara, e ainda se deu ao luxo de poupá-lo de ferimentos graves.
    Só não sei o porquê de ter escolhido apenas um passageiro.

  39. Marciano Diz:

    Até dei uma passadinha por lá, AGo.
    Vi que o Arduin lá usa o nome “Botanico”, assim mesmo, sem acento.
    Outro comentarista chamou-o de Bobotanico.
    .
    Talvez outro dia, com mais tempo, eu volte lá.
    Por enquanto, fico só por aqui mesmo.

  40. Gorducho Diz:

    E relativamente pouco depois o cara morreu num acidente automotivo :(
     
    Os 707 tiveram uma história conturbada na VARIG.
    Cheguei a viajar num do qual se bem m/lembro comentaram que era o que mais horas de voo tinha no mundo ou algo assim. Mas isso foi no tempo do Ariri
    Pistola (o Êpa ainda era criança), e não tenho certeza nem da informação nem da m/memória (poderia ser mais horas dentro da VARIG, claro)!
    Tinha ainda aqueles bocais que eram subdivididos digamos assim (não sei o termo certo).

  41. Gorducho Diz:

    Os bocais eram como o deste (o aparelho em si devia ser semelhante…):
    https://en.wikipedia.org/wiki/Boeing_707#/media/File:Air_France_Boeing_707-300_Manteufel.jpg

  42. Contra o chiquismo Diz:

    Poxa, que inveja Gorducho! Eu não realizei o meu sonho aeronáutico que era voar no 707. Esse da foto é dos primeiros e tem motores Rolls Royce Conway. Se é esse os ‘bocais divididos’ que falas… Veja a foto em detalhe:
    .
    .
    http://t2.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTCPXi2pYI7TbIlRPjzqB_m6d0zL33UzTQxdP7OnWOx2KyYsC-9jw

  43. Contra o chiquismo Diz:

    Gorducho, veja a foto em melhor tamanho:
    .
    .
    https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/5/56/Rolls_Royce_Conway_Mk508_%281959%29_used_in_Boeing_707-420_at_Flugausstellung_Hermeskeil%2C_pic1.JPG

  44. Contra o chiquismo Diz:

    O 737 mais voado do mundo era da Vasp. O Boeing 737-200 PP-SMA. 35 anos sem parar de 69 a 2004. Veja:
    .
    .
    https://pt.wikipedia.org/wiki/Boeing_737-200_PP-SMA

  45. Marciano Diz:

    Gorducho Diz:
    OUTUBRO 22ND, 2015 ÀS 5:47 PM
    E relativamente pouco depois o cara morreu num acidente automotivo :sad:
    COMENTÁRIO:
    Tem uma música do comunista caviar xb que tem o verso “Deus é um cara gozador, adora brincadeira”.
    Estou achando que é verdade.

    Naquele vôo da mesma Air France cujo avião você mostrou, uma italiana foi vítima da mesma ironia divina.

    Voo 477: Mulher que perdeu voo da Air France que caiu morre em acidente de carro

    POR O GLOBO / / /
    11/06/2009 0:00 / ATUALIZADO 11/11/2011 14:04
    PUBLICIDADE
    RIO – A italiana Johanna Ganthaler, que deixou de embarcar no voo 447 da Air France na noite de 31 de maio, acabou morrendo num acidente de carro em Kufstein, na Áustria. Johanna e o marido Kurt estavam de férias no Brasil e perderam o voo AF 447 – que caiu no Oceano Atlântico, matando 228 pessoas – porque chegaram atrasados ao setor de embarque do Aeroporto Internacional Tom Jobim. Eles embarcaram no dia seguinte à tragédia aérea, por outra companhia, mas, de volta à Europa, bateram de carro contra um caminhão numa estrada austríaca. A mulher, uma pensionista da província de Bolzano-Bozen (também chamada de Tirol Meridional, que faz fronteira com a Áustria e a Suíça), morreu na hora. O marido ficou gravemente ferido.

    Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/mundo/voo-477-mulher-que-perdeu-voo-da-air-france-que-caiu-morre-em-acidente-de-carro-3193911#ixzz3pKnxuLUH

    O cara poupa alguém de uma morte só pra ela fazer propaganda gratuita, dizendo:
    – Foi deus quem me salvou!
    Logo depois, provoca outro acidente, com resultado mortal.

  46. Marciano Diz:

    Também saiu na Folha.
    http://www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult95u579959.shtml
    .
    O MO é o mesmo.
    Ele salva de acidente aéreo e em seguida mata em acidente automobilístico.
    É que não tinha chegado a hora deles. Seria logo depois.
    Tem de observar o schedule divino.

  47. Marciano Diz:

    CONTRA, você gosta de brega mesmo.
    O Boeing 737-200 PP-SMA era conhecido como Brega.
    Vá ser entendido de brega assim lá no LAR DELES!

  48. Contra o chiquismo Diz:

    Brega e prog rock, é o q há.

  49. Contra o chiquismo Diz:

    Cheguei a voar umas 2 ou 3 vezes no breguinha da Vasp.

  50. Contra o chiquismo Diz:

    Uma vez no Fokker 100.

  51. Contra o chiquismo Diz:

    Quando um avião cai por aqui, geralmente os brasileiros vão lá pra saquear o que não foi carbonizado. Foi assim no Vasp 168, No Voo Transbrasil 303 e no gol 1907 apareceram compras nos cartões de créditos das vítimas.

  52. Marciano Diz:

    É verdade, mas não é só no Brasil.
    Em outros países de μ ε ρ δ α também acontece, já vi no “Air Crash Investigation”.
    Eu escrevi μ ε ρ δ α de brincadeira.
    O certo é σ κ α τ α (pronuncia-se scatá).

  53. Marciano Diz:

    Depois de morta a cobra, sempre é bom mostrar o pau, ainda mais aqui, onde, se a gente não prova o que disse, neguinho cai de pau.
    .
    Ucrânia:
    http://www.otempo.com.br/capa/mundo/objetos-pessoais-de-v%C3%ADtimas-do-voo-mh17-est%C3%A3o-sendo-saqueados-1.885944
    .
    Brasil:
    http://g1.globo.com/brasil/noticia/2012/07/destrocos-de-aviao-que-caiu-estariam-sendo-saqueados.html

  54. Marciano Diz:

    E quando cai um aeróbus, no LAR DELES, como é?

  55. Marciano Diz:

    O Fokker 100 deveria se chamar Fucker cento e qualquer coisa (dependendo do número de passageiros).
    Prova: https://www.google.com.br/?gfe_rd=cr&ei=EIQpVvXhKIGk8wfpk5rABg&gws_rd=ssl#q=desastres+fokker+100&tbm=nws

  56. Contra o chiquismo Diz:

    Sabe que o andreluiz comanda uma equipe de ‘especialistas’ em resgate aéreo e de ‘espiritos’ que desencarnam nesses acidentes quando cai no mar né?

  57. Marciano Diz:

    Da wikipedia:
    Acidentes[editar | editar código-fonte]
    Há registros de 29 acidentes envolvendo o modelo Fokker 100 entre 1987 e 2014,[8] [9] [10] dentre os quais em 12 houve perda total (hull loss) da aeronave.[11] O acidente mais grave foi o do voo TAM 402, no qual a queda, em 31 de outubro de 1996, de um Fokker 100 da brasileira TAM resultou na perda de 99 vidas: todos os 96 ocupantes do avião mais 3 pessoas no solo.[8]
    Em 28 de março de 2014, um Fokker 100 da brasileira Avianca declarou emergência e realizou um “pouso de nariz”[nota 3] no Aeroporto Internacional de Brasília, devido a uma falha no acionamento do trem de pouso dianteiro (“trem de nariz”). O voo 6393 seguia de Petrolina para Brasília com 44 passageiros e 5 tripulantes a bordo. Não houve feridos.[9] [10]

  58. Contra o chiquismo Diz:

    Voo 967 da Varig. Esse até hj ninguém sabe o que aconteceu, nenhum ‘medium’ disse onde tá esse 707 até hoje! Considerado o maior mistério da aviação de todos os tempos.

  59. Marciano Diz:

    From wikipedia:
    Teria ocorrido um sequestro promovido por colecionadores de arte, já que no porão estavam as obras do pintor Manabu Mabe. No entanto, essas pinturas jamais foram achadas em lugar nenhum;
    O Boeing teria sido abatido por soviéticos, interessados em esconder segredos de um caça Mikoyan-Gurevich MiG-25 que supostamente estaria desmontado e sendo levado aos Estados Unidos. O ex-rádio-operador e ex-co-piloto da Força Aérea Brasileira (FAB) Oswaldo Profeta chegou a escrever um romance chamado “O Mistério do 707″ para dizer que o que houve não foi um acidente. Ele acredita que o Boeing pode ter, por algum motivo, penetrado no espaço aéreo soviético, uma área supervigiada. Segundo Profeta, é possível que o avião tenha sido abatido[7] ;
    Uma teoria conta que o Boeing 707 teria sido forçado a um pouso na costa da Rússia, onde os tripulantes teriam sido mortos;
    A hipótese mais plausível, no entanto, considera que, logo após a decolagem, com a aeronave já tendo atingido um nível de cruzeiro elevado, houve uma despressurização lenta na cabine, o que não causou a explosão da aeronave – ou seja, não foi uma descompressão explosiva -, mas lentamente sufocou os pilotos. O avião, então, segundo a linha de raciocínio, voou com ajuda do piloto automático por muitos quilômetros mais, até que, findo o combustível, caiu sobre o mar em algum ponto extremamente distante dos locais por onde passaram as buscas. Portanto, nenhum destroço foi encontrado, sendo provável – como largamente aceito – que estejam ou no fundo do vasto Oceano Pacífico, ou sobre alguma área inabitada do estado americano do Alasca.[8]
    .
    Eu aposto minhas fichas no Pacífico.
    Os quadros de Mabe estragaram.
    .
    Existe, ainda, a possibilidade de que a aeronave tenha se chocado com um aeróbus, os quais não tem vôos regulados por nenhum ministério do LAR DELES e não respeitam o espaço aéreo terrícola.
    Como todos os passageiros e tripulação dos aeróbus já estão mortos mesmo, eles nem se preocupam com os viventes.

  60. Marciano Diz:

    Como dizia Bob Dylan, when you got nothing, you got nothing to loose (Like a Rolling Stone).

  61. Marciano Diz:

    E como dizia Lennon, I know what it’s like to be dead.
    Agora, ele sabe mesmo!

  62. Marciano Diz:

    Esqueci-me da fonte de Lennon: She said, she said.

  63. Contra o chiquismo Diz:

    Já li tudo desse voo 967. Até a hipótese de ter entrado sem querer num portal espaço-tempo ou numa dimensão paralela a terra e estar em outro mundo sem ter como ser resgatado. Até mesmo abdução. Que é muito estranho o destino do 967 é!

  64. Marciano Diz:

    And you’re making me feel like I’ve never been born.

    .
    Estar morto é a mesma coisa que nunca ter nascido. É igualzinho!

  65. Marciano Diz:

    E o da Malaysian, não sumiu do mesmo jeito?
    E a Amelia Earhart?
    E o Glenn Miller?
    E quantos outros?

  66. Marciano Diz:

    TEm aquele caso que gerou a lenda do Triângulo das Bermudas.
    Na verdade, eu abduzi todos esses aviões.
    Estão todos escondidos em Marte, só visíveis aos olhos desencarnados de Maria João de Deus.

  67. Marciano Diz:

    O Pacífico é um cemitério de aviões e embarcações marítimas.

  68. Marciano Diz:

    Num planeta que tem 3/4 de sua superfície de água e com o resto quase todo de matas e geleiras, não é difícil desaparecer.
    A palavra “mistério” vende muito, mas não tem nada de misterioso nesses desaparecimentos.
    É a coisa mais natural, dentre dezenas de milhares de aeronaves e embarcações passeando por aí.

  69. Marciano Diz:

    Esse negócio de portal espaço-tempo, dimensões paralelas, espíritos, lobisomens, desperta a natural curiosidade de todos.
    Até os gatos são curiosos. Curiosity killed the cat.
    Quer vender?
    Invente um mistério.
    O mundo real não tenha nenhuma das mirabolantes fantasias que a mente idealiza.

  70. Marciano Diz:

    Não sou imune a fantasias. Gosto de um livro ou filme cheio de mistérios e de plot holes.
    Só não deixo realidade e ficção se misturarem em minha cabeça.
    Reservo uma pequena parte de meus parcos neurônios para a fantasia, só para relaxar, de quando em vez, e o restante deixo para a física e a matemática.
    .
    Todo esse papo de mistério até me dá vontade de voltar a estudar física, química, matemática…
    Pena que não tenho tempo, não posso descurar do direito.

  71. Marciano Diz:

    Engraçado, mas já que falamos de aviação e de traduções, muitos falantes nativos não sabem, mas speed é a velocidade escalar, velocity, a velocidade vetorial.
    Pelo menos nos livros de física em que estudei.
    Se me lembro direito, pois já faz tempo.

  72. Marciano Diz:

    Eu também tenho minhas crendices.
    Acredito piamente que num triângulo retângulo th θ = cateto oposto a θ / cateto adjacente a θ .
    (Já que falei no Triângulo das Bermudas, local indefinido e irrelevante, que habita as mentes dos espectadores do History e do Discovery).

  73. Marciano Diz:

    É tg, não th. Como o H fica adjacente ao G no teclado (no alfabeto também – que coincidência!), o poltergeist aproveitou-se da situação.

  74. Marciano Diz:

    Exercício para você, CONTRA:
    Sendo h a altura do avião da Varig no momento em que acabou o combustível, g = 9,80667 (aproximadamente), estando o avião se deslocando a 350 knots (adivinhação), desprezada a resistência do ar, escreva a equação que define a parábola descrita pelo avião até tocar a superfície do Pacífico.

  75. Marciano Diz:

    g = 9,80665 m/s ²
    Parei por hoje.
    Estou sonolento e o poltergeist está com tudo!

  76. Marciano Diz:

    Intrigado com ∞ ³ e os transfinitos de Cantor, inebriado por uma dose tripla de whisky, vou tomar um remedinho pra dormir e sonhar com a localização desses aviões todos.
    Amanhã revelo onde estão os destroços de todos eles, ou não me chamo Allah.

  77. Marciano Diz:

    Considerando que os números reais inteiros são infinitos, pois basta somar +1 a qualquer número inteiro para aumentá-lo em uma unidade e ainda que o intervalo de números fracionários entre quaisquer dois números inteiros em sequencia são também infinitos, posto que basta acrescentar um algarismo significativo, fica subentendido que o conjunto de números reais inteiros e fracionários contém infinitos infinitos, o que poderíamos chamar de infinito ao quadrado.
    Se podemos conceber um infinito “ao quadrado”, podemos conceber um infinito elevado a infinito.
    Mistério…
    Ou não, depende do ponto de vista.

  78. Marciano Diz:

    Não sei se ficou claro, pois minha mente está obscura (on the blink).
    Entre 1 e 2, ou entre 354 e 355, existem infinitos números fracionários.
    Entre cada dois números inteiros sequenciais, existem infinitos números fracionários.
    O conjunto dos números inteiros é infinito.
    O espaço compreendido entre zero e infinito é um infinito de segunda ordem, digamos assim, pois contém um número infinito de infinitos.
    Podemos imaginar cada elemento desse conjunto elevado a qualquer potência “n” que quisermos, o que daria um número infinitamente maior, se n > 1, ou infinitamente menor, se n < 1.
    Isto é muito mais interessante do que aviões que somem por aí, exceto para os passageiros que sumiram.
    Ou não, pois eles nem sabem que morreram.
    Podem até ter sabido que iam morrer em segundos, mas agora…
    Vou procurar me lembrar disso no meu próximo vôo, embora digam que a probabilidade de morrer a caminho do aeroporto seja maior do que num acidente aéreo.
    Estatisticamente falando, claro.

  79. Marciano Diz:

    ERRATA:
    sequência.
    Over and out!
    Não é a música do Foo Fighters, é câmbio final e desligo.
    Só vou dizer que foo fighter é outro mistério.
    Aquelas luzes que viram na segunda guerra e que um monte de gente vê.
    Amanhã volto sem palavrório.

  80. Marciano Diz:

    Hoje está vazio aqui.
    Escrevi tanto para mim mesmo.

  81. Gorducho Diz:

    fica subentendido que o conjunto de números reais inteiros e fracionários contém infinitos infinitos, o que poderíamos chamar de infinito ao quadrado.
    Não, o n° de inteiros (melhor não colocar a palavra reais na roda ainda) e de fracionários é o mesmo.
    I.e., existem tantos inteiros quantos fracionários quantos e que perfazem cada grupo tantos quantos os inteiros + os fracionários somados. Há 0 indivíduos (habitantes do universo metafísico, claro).
    E note que o Galileo (um espírito que ditava psicografias p/o Flammarion) já disso se apercebera.

  82. Gorducho Diz:

    Melhor elucidando: os inteiros são tantos quantos os fracionários e tantos quantos a soma deles ambos.
    N° de inteiros = n° de fracionários = [(n° de inteiros) + (n° de fracionários)] = 0 entes.

  83. Gorducho Diz:

    podemos conceber um infinito elevado a infinito.
     
    Sim. Vejo mas não acredito, escreveu Cantor a Dedekind – pouco antes de ser internado…
    Essa frase m/ficou gravada dum livro o qual não me lembro qual foi.

  84. Gorducho Diz:

    Favor fechar o itálico após “Dedekind”, Sr. Adminiistrador.
    Desculpe; prometo fingir que esqueci o teipe, deixando-o em paz p/o fim-de-semana!

  85. Gorducho Diz:

    E a Amelia Earhart?
     
    O cara se confundiu c/o radiogoniômetro (um proto do nosso ADF); é era extremamente complicado mesmo: eu fora…
    Acho que pousaram naquela ilhota, mas em que condições nunca se saberá. Interessante que nessas horas não há médiuns…

  86. Gorducho Diz:

    Esse da foto é dos primeiros e tem motores Rolls Royce Conway.
    Devia ser; eu era pimpolho e não tinha ainda essas noções de fabricantes e perguntar p/a tripulação.
    Depois ainda peguei the good old times em que se ia na cabine, ficava conversando; e até fazia algum ajuste de proa ou potência (supervisionado pelo piloto voante, claro!).
     
    Se é esse os ‘bocais divididos’ que falas
    Sim! Não sabia o nome esse…

  87. Gorducho Diz:

    Excelente foto, ACoC!
    Note que o bocal central é p/a descarga jacto de gases que acionou as turbinas, e os laterais p/o ar by passado proveniente do compressor de baixa (pai dos ventiladores atuais…).
    Falo-lhe olhando a foto, pois que nunca vi esses motores pessoalmente, nem em museu, bien entendu.

  88. Marciano Diz:

    Agradeço a bondosa explanação do fraterno amigo GRASSOUILLET e peço-lhe vênia para propor o seguinte exercício de ciência espírita:
    .
    Dado que o LAR DELES encontra-se em órbita geoestacionária sobre a zona norte da cidade do Rio de Janeiro (nem vou perguntar como é possível, visto que a cidade não está na linha do equador) e ainda que sua altura encontra-se na ionosfera (entre 60 e 1.000 km de altura), sendo sua velocidade angular igual à do planeta, calcular o espaço linear médio percorrido por aquela colônia espiritual em um período de 2 horas.
    Aproveite para discorrer sobre a oscilação na órbita da colônia espiritual causada pelo efeito de maré da Lua, estimando-se a massa da colônia em 10⁻⁸ g (por ser toda feita de matéria quintessenciada).
    .
    Espero que estas não sejam as últimas palavras que lhe escrevo antes de ser internado.

  89. Contra o chiquismo Diz:

    Bem, o Malasyan achou-se um pedaço dele. O VRG nada até hj!
    “E a Amelia Earhart?
    E o Glenn Miller?”
    ..
    Esses eram de pequeno porte não monitorados… mas o VRG mesmo em 79 e o Malasyan, não tem como desaparecerem assim.

  90. Contra o chiquismo Diz:

    Gorducho, se vc vier no Museu dos Afonsos RJ, verás pessoalmente um motor de um 707 (Pratt & Whitney) JTD 15 e outros a jato aberto em seções que verás as câmaras de combustão, os fans, o compressor, a gear box o radiador de óleo e o sistema de exaustão. Aqui na foto, a parte dos motores no MUSAL:
    .
    http://media-cdn.tripadvisor.com/media/photo-s/07/15/93/3d/motores-no-musal.jpg

  91. Contra o chiquismo Diz:

    Os analistas acham que foi Santos Dumont ou os irmãos americanos que inventaram o avião? Foi numa data de hoje 23 – 10…

  92. Contra o chiquismo Diz:

    Ei, vcs sabiam que Santos Dumont foi Marco Polo, Colombo, Bartolomeu de Gusmão, Montgolfier, Santos Dumont e Carlos Vitor esse último tetraplégico desencarnando em 1973?? NÃO ACREDITAM???? CX ESCLARECE:
    .
    .
    http://www.vinhadeluz.com.br/site/noticia.php?id=1419
    .
    .
    Aqui tb o próprio SD dando ‘mensagem’ em 1948:
    .
    .
    http://www.correioespirita.org.br/categoria-de-materias/ciencia-e-espiritismo/9-mensagem-psicografada-de-santos-dumont
    .
    .

  93. Vinicius Diz:

    “O médico homeopatia Flávio Mussa Tavares informou que seu pai, o professor Clóvis Tavares, manteve em sigilo as revelações feitas por Chico Xavier sobre as reencarnações anteriores de Santos Dumont.” . KKK , não é mais segredo. Aliás, nesse caso, o véu do esquecimento de ALLAN Kardec foi desconsiderado … Na hora que CX abria a boca pra falar que fulano foi reencarnação de ciclano não aparecia um para contra argumentar falando: uai, e o esquecimento do , catador de lixo do circo romano, fabricante das cruzes de madeira para crucificar etc ect

  94. Vinicius Diz:

    Santos Dumont também virou “espirito espírita evangélico”??? “Crescimento sem Deus é curso preparatório da queda espetacular.Humilharmo-nos para servir em nome Dêle é o caminho da verdadeira glória”…
    Nossa como esses espiritos ficam parecidos, como num Coral.

  95. Vinicius Diz:

    ninguém quis debater com o espirito Santos Dumont o que ele achava daqueles que dizem que não foi ele que inventou o avião?(irmãos Wright)

  96. Borges Diz:

    .” Hesitei muito sobre o livro de Henoc. Rejeito a opinião de Weisse, de Volkmar, de Groetz, que creem ser o livro inteiro posterior a Jesus. Quanto à parte mais importante do livro, a que se estende do 37º capítulo ao 71º, não ouso decidir-me entre os argumentos de Hilgenfeld, Colani, que consideram esta parte posterior a Jesus, e a opinião de Hoffmann, Dillmann, Koestlin, Ewald, Lücke, Weizsaecker, que a tomam como anterior. Como seria desejável que encontrássemos o texto grego desse escrito fundamental! Não sei por que teimo em acreditar que essa esperança não é vã.”
    Comentário: parece que Ernest Renan estava sendo profético, creio que a descoberta dos manuscritos do mar morto, que ocorreu entre 1947 e 1960, pode decidir a questão; exceto se a parte correspondente ao livro de Henoc estiver muito comprometida.
    Obrigado

  97. Borges Diz:

    Eu estou enganado, ou o registro de mensagens não migrou para o horário de verão?
    Obrigado

  98. Marciano Diz:

    Tô vendo que CONTRA é entusiasta de aviação.
    Orville e Wilbur voaram 3 anos antes do afrancesado Dumont.
    Para quem acha que o feito dos Wright não conta, porque o avião do Dumont era melhor, este também não servia para nada, era apenas um brinquedinho caro e perigoso.
    Só na França (por que será?) e no Brasil consideram o segundo avião o primeiro, mesmo assim não há unanimidade. Há quem credite um francês de verdade.
    A controvérsia sobre qual foi o primeiro a voar com um avião é bobagem, porque aqueles aviões eram inúteis.
    Os primeiro aviões que tiveram alguma utilidade foram os usados na primeira guerra, mesmo assim, não eram muito úteis. Era mais encenação.
    Só no final da primeira guerra, e graças a ela, os aviões começaram a servir para algo útil.
    A mesma coisa vale para telefone, computador, etc.
    Os primeiros não serviam para nada. Seu valor está em serem os primeiros degraus de uma longa escada.
    .
    .
    Dessas encarnações do Dumont eu não sabia. Nas outra ele também era gay?
    Nunca encarnou como mulher de verdade?
    .
    .
    Quer dizer que cx baixou o Marco Pólo?
    Quantas vezes ele precisou morrer e renascer para virar cristão carola, como o retrata cx?
    .
    .
    VINICIUS, em outra encarnação eu fui um americano chamado Scott, que recolhia fezes na cidadezinha de interior em que vivia.
    Um pistoleiro chamado Talby me ensinou a atirar.
    Minha história foi transformada em filme, o qual pode ser visto na íntegra, em italiano, sem legendas, aqui:
    https://www.youtube.com/watch?v=ADA-HNIgsMo
    1h50min de filme.
    .
    O mais engraçado é que esses caras morrem, viram puxa-sacos d’ele, voltam, esquecem de tudo, morrem de novo, começam com a carolice de novo…

  99. Gorducho Diz:

    Esse Clóvis Tavares devia ter algum fascínio pelo SD, tanto que a pineal de CX capta uma mensagem do SD para ele…
     
    Mensagem enviada particularmente a Clóvis Tavares na noite de 20 de julho de 1948, em Pedro Leopoldo &c.

  100. Gorducho Diz:

    Só na França (por que será?) e no Brasil consideram o segundo avião o primeiro, mesmo assim não há unanimidade.
     
    Acho que não, acho que é mais os brasileiros dizerem que os franceses dizem… Acho que lá a linha canônica é relatar os fatos como foram. Tanto que depois lá os Wright voaram muito, mostrando que sabiam voar bem.
    Se o Flyer necessitava catapulta, i.e., não decolava autonomamente, o 14 bis aparentemente só voava sob efeito solo, ou seja, quase não despegava. Ou seja: ambos os 2 eram inúteis em termos práticos.

  101. Contra o chiquismo Diz:

    Pois é, até na vida do SD cx deu pitaco.

  102. Contra o chiquismo Diz:

    E o Augusto Severo despencou lá de cima no balão e foi a óbito. Ele convidou SD nesse dia para o voo , ma SD tava atarefado e não foi. Sorte a dele. POuco depois ele levantou voo do chão.

  103. Vinicius Diz:

    Aviões e outros veículos no mundo espiritual. Quem inventou o Aeróbus? Será que tem confusão de autoria de projeto por lá?
    Veículos no plano espiritual
    Vale a pena ler , o slogan do site é bem sugestivo:
    “Compartilhamento de informações reveladoras disponibilizadas pelo Espiritismo ampliando nosso nivel cultural”
    http://www.asrevelacoesdarevelacao.com/2012/08/veiculos-no-plano-espiritual.html

    SISTEMA DE TRANSPORTE NO MUNDO ESPIRITUAL
    http://www.acasadoespiritismo.com.br/coloniasespirituais/servico%20de%20transporte%20no%20mundo%20espiritual,htm.htm

    https://povodearuanda.wordpress.com/2011/07/13/o-aerobus-na-terra-e-a-volitacao-no-mundo-espiritual/

  104. Vinicius Diz:

    Médium e editora condenados a pagar 467 mil reais de indenização.. vixe!
    http://www1.folha.uol.com.br/folha/livrariadafolha/ult10082u668023.shtml

    “Não havia espíritos inocentes no avião, diz escritor médium sobre tragédia da TAM”…
    “O livro “O Vôo da Esperança”, do médium Woyne Figner Sacchetin, lançado pela editora Lachâtre, ainda é vendido em São Paulo, na região da Federação Espírita do Estado”
    “Nos próximos dias, o fórum de São José do Rio Preto (a 438 km de São Paulo) julga o pedido de recolhimento dos exemplares, feito por uma família de três vítimas do acidente com o voo 3054 da TAM, no aeroporto de Congonhas (SP), em 2007.
    Também se exige uma indenização por danos morais correspondente a mil salários mínimos (R$ 465 mil, em valor atual). O advogado Marco Aurélio Bdine, que defende a professora Carmem Caballero (que perdeu a mãe e duas filhas na tragédia, diz que a família se sentiu ofendida pela obra”
    “No processo, o advogado incluiu trechos do livro para fundamentar a petição. A Livraria da Folha procurou o médium Woyne Figner Sacchetin e a editora Lachâtre, mas eles ainda não se manifestaram. Também foi procurada a Federação Espírita do Estado de São Paulo, que não retornou às ligações.”
    eia alguns trechos de “Vôo da Esperança”.

    “Do outro lado de uma das avenidas mais movimentadas de São Paulo, em prédio pertencente à mesma empresa de aeronave, estavam alguns dos soldados do batalhão dos Leões, participantes das carnificinas na Gália, trabalhando em um posto de gasolina, ao lado da companhia aérea, quase esmagando um táxi na na avenida [...] Ontem vocês queimaram seres humanos, hoje veem seus corpos queimados”

  105. Gorducho Diz:

    creio que a descoberta dos manuscritos do mar morto, que ocorreu entre 1947 e 1960, pode decidir a questão; exceto se a parte correspondente ao livro de Henoc estiver muito comprometida.
     
    Decidir o que :?:
     
    Confira-as então…
    http://www.gnosis.org/library/dss/dss_book_of_giants.htm

  106. Contra o chiquismo Diz:

    Marciano, vc acha que o Som Imaginário plagiou os Beatles? Ouça:
    .
    .
    Som Imaginário – “Nepal” – 1970 (ouça a partir de 1:44)

    .
    https://www.youtube.com/watch?v=IZ_JN3asINg
    .
    .
    The Beatles – “Penny Lane” – 1968.
    ..
    .

    https://www.youtube.com/watch?v=jd-oLhJQne0
    .
    .
    Até a letra… “Nepal” é uma letra do guitarrista do Som Imaginário Frederyko e nessa letra fala de um lugar assim como P Lane tb é uma música falando de um lugar.
    .
    .
    A versão do compacto do Frederyko antes de entrar pro Som Imaginário é mais parecida ainda. E não deu créditos como pode ver no selo do compacto e conferir a versão anterior ao Som Imaginário abaixo:
    .
    .
    FREDERYKO – “NO NEPAL TUDO É BARATO” – 1970.

  107. Contra o chiquismo Diz:

    Pra quem são sabe o Som Imaginário foi a banda que acompanhou o Milton Nascimento e lançou discos paralelos a obra do M. N.

  108. Gorducho Diz:

    TRANSPORTES NO ULTRAMUNDO
    Me lembrei do Jaytee, pois os cavalos do Owen se bem m/lembro eram telepatas…
     
    CX como mineiro do interior (na época…) usa carretas com mulas fora da cidade.
    Mas também usa um ekranoplano pra descer à crosta (os primeiros estudos teóricos apareceram lá pelo ano ’34, ele deve ter visto algo n’algum almanaque…).
    Já o inferno português da D. Yvonne tem até um trem pro céu,

  109. Contra o chiquismo Diz:

    Viu Vinicius, eu nem sabia desse livro. Mas confirma o que eu falei dos ‘espiritas’ que sentem tamanha satisfação de ver tragédias coletivas. O espirito julgador deles fala muito alto nessa hora.
    - “viu, não falei? A Providência Divina não falha… resgataram seus passados. Nós sabemos tudo e não temos que ter compaixão, pois senão vamos estar chamando Deus de injusto”.
    .
    .
    Isso se confirma com o pensamento soberbo do autor do livro.
    .
    .
    FDP, queria que fosse um ente dele dentro do avião sinistrado se ele teria esse desprendimento de escrever.

  110. Gorducho Diz:

    É… é uma vergonha, um desrespeito; uma agressão gratuita a vítimas e familiares.

  111. Gorducho Diz:

    Que inventem histórias c/personagens fictícios como o André Luiz e outros dos livros do CX e do Dr. de Miranda do Divaldo até vá lá.
    Mas colocar na roda gratuitamente pessoas reais :x

  112. Contra o chiquismo Diz:

    E o pior Gorducho, ganhar dinheiro com isso!

  113. Vinicius Diz:

    Eu li esse livro, tem lá na Biblioteca FEESP. Foi Santos Dumont quem ditou ou orientou (nao me recordo), Ele é bem denso, constrangedor para se ler até entre espiritas.

    esse ai não aprendeu com CX.Troca a sigla do avião, poe nomes como Irmão Y, Compadre Anacleto, Padrinho Adamastor, empresa áerea Bateu na Trave enfim …

    sabem me dizer se alguem plagiar alguma obra que já passou para dominio público poderá ser processado (exemplo Dom Casmurro)?

  114. Contra o chiquismo Diz:

    Se procurar vamos achar é coisa do SD. Ate divaldo deve ter algo….

  115. Marciano Diz:

    Nepal-Beatles.
    A linha do baixo é muito parecida, principalmente no trecho mencionado, mas acho pouco para caracterizar plágio.
    Meu voto é pela improcedência do pedido.
    Agora, dê uma olhadinha na capa do cd do Magical Mystery Tour:
    https://upload.wikimedia.org/wikipedia/en/8/85/TheBeatlesMagicalMysteryTouralbumcover.jpg
    Compare com a capa do Nepal.
    .
    Eu não conhecia o Som Imaginário.
    Tu sabes tudo sobre música!
    .
    .
    VINICIUS, você disse que é filho de um advogado?
    Acho que sim.
    É impossível plagiar algo que está em domínio público.
    Pergunte ao seu pai.
    .
    .
    .
    Tem o caso daquele menino que foi arrastado no carro por bandidos, os pais eram espíritas.
    Procurem por João Hélio.
    .
    Este o caso:
    https://pt.wikipedia.org/wiki/Caso_Jo%C3%A3o_H%C3%A9lio
    .
    Disseram que o menino tinha sido alguma coisa ruim no tempo da Roma antiga, algo assim.

  116. Marciano Diz:

    Aqui estão os detalhes:
    http://obraspsicografadas.org/2007/a-mensagem-do-menino-joo-hlio/

  117. Borges Diz:

    “Gorducho Diz:
    OUTUBRO 23RD, 2015 ÀS 10:20 PM
    creio que a descoberta dos manuscritos do mar morto, que ocorreu entre 1947 e 1960, pode decidir a questão; exceto se a parte correspondente ao livro de Henoc estiver muito comprometida.

    Decidir o que ”
    Resp.: comentários de Ernest Renan-

    “ Quanto à parte mais importante do livro, a que se estende do 37º capítulo ao 71º, não ouso decidir-me entre os argumentos de Hilgenfeld, Colani, que consideram esta parte posterior a Jesus, e a opinião de Hoffmann, Dillmann, Koestlin, Ewald, Lücke, Weizsaecker, que a tomam como anterior.”
    Na época do ER os manuscritos ainda “dormitavam” nas cavernas de Qumran.
    Obrigado

  118. Marciano Diz:

    Alguém aí conhece a exclamação “Sho sho, balaô!”?
    Acho que não significa nada, mas ouvi isso de uma “entidade”, com entonação exclamatória.

  119. Gorducho Diz:

    que consideram esta parte posterior a Jesus
     
    O que eu não entendi é o que lhe faz cogitar haver partes posteriores ao ano zero dos cristãos:?:
     
    By the way, as cópias descobertas no Mar Morto são de textos anteriores, como já deve ter visto, certo?

  120. Gorducho Diz:

    Olhe cá, Analista Borges: Divaldo tem razão! Deve ser os espíritos índigo provenientes de Alcyone!
     
    39:1. In those days shall the elect and holy race descend from the upper heavens, and their seed shall then be with the sons of men.
     
    Durante conferência realizada no Centro Espírita Caminho da Redenção, na cidade de Salvador, Bahia, o médium Divaldo Pereira Franco confirmou a existência das crianças índigo – cujo comportamento a psicologia ainda não classificou –, referindo-se à sua origem, natureza e destinação.
    Segundo estudos astronômicos avançados – aos quais Divaldo reportou-se durante sua palestra – o sistema solar gravita em torno da estrela Alcione, de terceira grandeza, e completa uma elipse a cada 26 mil anos. Alcione é a estrela mais brilhante da constelação das Plêiades, compreendida por sete estrelas e centenas de astros. A cada 12 mil anos, a Terra adentra uma faixa de fótons – “partícula mínima constituída de luz” – que se irradia de Alcione. Essa luminosidade, que não provoca calor, “produz uma atmosfera fluídica excelente”. No ano de 1970, o sistema solar penetrou nessa faixa, mas foi somente em 1982 que a Terra envolveu-se nela por completo. Segundo o médium, a partir desse ano iniciou-se “uma migração de espíritos de alta estirpe” em direção à Terra. Esse processo de renovação da população do planeta seguirá seu curso – de acordo com Joanna de Ângelis, mentora espiritual de Divaldo – até o ano de 2052, quando “o planeta alcançará seu momento de grande renovação”, transformação descrita no capítulo 18, itens 27 e 28, da obra “A Gênese” de Allan Kardec, o qual explica a transição do planeta, de mundo de expiação e provas, para mundo de regeneração. As crianças índigo, que apresentam características diferenciadas das demais, estão chegando por intermédio dessa migração
    .
    [Tudo azul com os ÍNDIGOS
    Médium Divaldo Franco: as crianças índigo existem]
    http://www.jornaldosespiritos.com/2008/atualidade22.htm

  121. Vinicius Diz:

    2052??? então foi prorrogado de novo(2019) ???

  122. Gorducho Diz:

    Prorrogado de novo: 2057
    Sacanagem… na verdade o Emmânuel sempre disse que é em ’57 – Divaldo se deu mal nessa :x
     
    https://www.youtube.com/watch?v=Ri_4aIuj3kE

  123. Gorducho Diz:

    Alô, alô, Analistas Borges ou Montalvão:
    com seus conhecimentos das Escrituras, favor informar como o Emmânuel chegou ao número 2057!
    Me perdi na parte 1000 ÷ 7, i.e., na duração em unidades humanas de cada dia do Senhor…
    Daí não compreendi o cálculo do Emmânuel :(

  124. Gorducho Diz:

    ERRATA
    1000 ÷ 24

  125. Marciano Diz:

    Out-of-body experiences[edit]

    Artist’s depiction of an out-of-body experience
    The TPJ is also a crucial structure for self-processing.[23] Several neuro-imaging studies have shown an activation of the TPJ during different aspects of self-processing such as visuo-spatial perspective, self-other distinction, mental own body imagery, and vestibular and multi sensory integration.[24] Damage in the TPJ has been linked to out-of-body experiences (OBEs), the feeling that one’s self is located outside one’s physical body.[25]
    An OBE is defined by the presence of three characteristics: disembodiment, the impression of seeing the world from a distant and elevated visuo-spatial perspective, and the impression of seeing one’s own body from this elevated perspective.[26] OBEs mostly occur to people with epilepsy or migraines, but approximately 10% of the healthy population also experience OBEs once or twice in a lifetime.[27] They usually occur spontaneously and are of short duration, making OBEs hard to study. Here is an example of a patient describing what he or she experienced during an OBE:
    “I was in bed and about to fall asleep when I had the distinct impression that “I” was at the ceiling level looking down at my body in the bed. I was very startled and frightened; immediately [afterward] I felt that, I was consciously back in the bed again.”[3]
    It is suggested that OBEs are caused by multi-sensory disintegration in the TPJ disrupting different aspects of self-processing such as illusory reduplication, illusory self-location, and illusory perspective.[3] The brain integrates different sensory inputs to create a representation of one’s body and its location in its surrounding. Some inhibition of discrepant inputs is required to have coherency, but in some cases, those discrepant inputs are so strong and come from more than one sensory source that it leads to two different representations of one’s own body.[27] This multi-sensory disintegration at the TPJ leads to OBEs. An electromagnetic stimulation to the right TPJ of an patient with epilepsy induced an OBE.[28]The author also states that these experiences are closely related to schizophrenia and phantom limb.
    The temporoparietal junction (TPJ) is an area of the brain where thetemporal and parietal lobes meet, at the posterior end of the Sylvian fissure. The TPJ incorporates information from the thalamus and the limbic system, as well as from the visual, auditory, and somatosensory systems. The TPJ also integrates information from both the external environment as well as from within the body. The TPJ is responsible for collecting all of this information and then processing it.[1] This area is also known to play a crucial role in self-other distinctions processes and theory of mind (ToM).[2]Furthermore, damage to the TPJ has been implicated in having adverse effects on an individual’s ability to make moral decisions and has been known to produce out-of-body experiences (OBEs).[3] Electromagnetic stimulation of the TPJ can also cause these effects.[4] Apart from these diverse roles that the TPJ plays, it is also known for its involvement in a variety of widespread disorders including amnesia, Alzheimer’s disease, andschizophrenia.
    .
    .
    https://en.wikipedia.org/wiki/Temporoparietal_junction#Out-of-body_experiences

  126. Victor Diz:

    Vinicius Diz:
    outubro 23rd, 2015 às 11:05 PM
    sabem me dizer se alguem plagiar alguma obra que já passou para dominio público poderá ser processado (exemplo Dom Casmurro)?
    .
    Marciano Diz:
    outubro 24th, 2015 às 12:25 AM
    É impossível plagiar algo que está em domínio público.
    Pergunte ao seu pai.
    .
    COMENTÁRIO: No caso de uma obra escrita em nosso vernáculo não. Porém se uma obra estrangeira em domínio público, cuja tradução
    tenha sido registrada, pode sim ser alegado plágio, no caso da edição e sua tradução.
    .
    É o caso por exemplo das obras de Freud, que caíram em domínio público, entretanto pululam novas traduções nas livrarias…
    .

  127. Gorducho Diz:

    Plano do anjo Ismael (o que mandou Dr. Bezerra nascer) p/o Brasil:
     
    O Brasil tem a missão de cristianizar. É a Terra da Promissão. A Terra de todos.
    A Terra da fraternidade. A Terra de Jesus. A Terra do Evangelho…
    Na Era Nova e próxima, abrigará um povo diferente pelos costumes cristãos
    .
     
    O plano então era transformar isso cá na sede do fundamentalismo cristão (talvez para se opor ao Irã e à Arabia Saudita…).
    Talvez até consigam, só que duma forma inesperada p/os megalômanos: a “missão” se o for será pelos evangélicos, sem reencarnações nem resgates cármicos.

  128. Gorducho Diz:

    É o caso por exemplo das obras de Freud, que caíram em domínio público, entretanto pululam novas traduções nas livrarias
     
    Mas desconfio – AMa logo se pronunciará, claro…- que esses não possam impedir outros de fazer outra tradução e vendê-la no mesmo mercado…
     
    Mas meu objetivo é lhe perguntar, Sr. Administrador o nome daquela excelente biblioteca de obras espíritas. Esqueci como se acessa ela :(

  129. Contra o chiquismo Diz:

    Marciano que bom que tem vc aqui expert em tradução e entendedor de inglês ultra mega difícl. O que diz a raposa no desenho do pica pau aos 4:07 do desenho?
    .
    .
    https://www.youtube.com/watch?v=XCvTtfSkbH4

    .
    .
    Ihh nobody wear, nobody wear?

  130. Victor Diz:

    Gorducho Diz:
    outubro 25th, 2015 às 8:24 AM
    Mas desconfio – AMa logo se pronunciará, claro…- que esses não possam impedir outros de fazer outra tradução e vendê-la no mesmo mercado…
    .
    COMENTÁRIO: Sem dúvida alguma. Antes de caírem os Direitos Autorais sobre as obras de Freud, a única editora que podia realizar traduções em português era a Imago, porém depois da “queda”, temos excelentes traduções pela Cia das Letras, Editora Autêntica, Cosac-Naify e etc…

  131. Contra o chiquismo Diz:

    Essa vai em especial pro Marciano:
    .
    .
    https://www.youtube.com/watch?v=7fd_zp8y_NI

  132. Espírita Sp Orlando Diz:

    “O Brasil tem a missão de cristianizar. É a Terra da Promissão. A Terra de todos
    A Terra da fraternidade. A Terra de Jesus. A Terra do Evangelho…
    Na Era Nova e próxima, abrigará um povo diferente pelos costumes cristãos”
    É verdade. Aqui todas religiões e religiosos são aceitos como são. Claro que há discussões mas ninguém vem te bater por causa disso, enquanto que no oriente cortam até pescoços de cristão. Lá se desenham Maomé morte certa, aqui se desenham Chico, Ave Maria em forma de caricatura todos toleram e perdoam os irmãos de evolução.
    Uns mediuns dizem que o Brasil tem falhado um pouco e que Bezerra e Ismael tem reuniões diariamente, eles e suas equipes analisam mapas, territórios, casas religiosas de apoio direto(centros espiritas filiados a FEB)e indireto(centros espiritas diversos, irmãos umbandistas, igrejas todas ect)
    Médium chorou muito pois viu muita confusão nas regiões trevosas e umbral, nuvens espessas que dificultam o apoio eficaz. Teme-se que haja novas revoltas unindo encarnados e desencarnados descontentes com o governo espiritual atual. Na opinião de espiritos esclarecidos são uns ignorantes e querem culpar Bezerra que é somente mais um servidor.

  133. Vinicius Diz:

    E Aerobus faz sucesso em Houston, Texas. Vejam:
    https://www.youtube.com/watch?v=esy7QP_YaRU

    E “manifestação mediúnica” na igreja do Edir, para se divertir no domingão do Chicão.
    https://www.youtube.com/watch?v=0NNArJ_eQgw

  134. Gorducho Diz:

    É verdade. Aqui todas religiões e religiosos são aceitos como são.
     
    Felizmente é verdade, mas claramente não é o plano do Ismael e seu servo Dr. Bezerra. Não vejo que todas as religiões se coadune com fanáticos planejando construir a Terra de Jesus, a Terra do Evangelho habitada por um povo com costumes cristãos.

  135. Gorducho Diz:

    Não me parece que NL, a República teocrática que é a sociedade idealizada dos bezerrochiquistas seja um lugar multicultural e religiosamente tolerante…

  136. Gorducho Diz:

    Muito bom AV!; mas… Houston tem AEROBUS :?:

  137. Contra o chiquismo Diz:

    teste :#tongue:

  138. Contra o chiquismo Diz:

    :#tongue

  139. Gorducho Diz:

    :P

  140. Contra o chiquismo Diz:

    Valeu Gorducho.
    .
    .
    .
    .
    Marciano, essa tu tem que ver!! R.C não só plagia como pega capas… fez igualzinho as Testemunhas de Jeová com a modelo francesa Pasquale Petit, lembra? Ele surrupiou a capa do tecladista americano KEN GRIFFIN! Só mudou o título, veja:
    .
    .
    http://sp5.fotolog.com/photo/53/38/114/deluxecat/1275602235749_f.jpg

  141. Contra o chiquismo Diz:

    Ouça Ken Griffin:
    .
    .
    https://www.youtube.com/watch?v=BvEU0V17I6o

  142. Gorducho Diz:

    Compare Dr.; negritos meus:
     
    NOSSO LAR
    Mal não saíra da consoladora surpresa, divina melodia penetrou quarto a dentro, parecendo suave colmeia de sons a caminho das esferas superiores. Aquelas notas de maravilhosa harmonia atravessavam-me o coração. Ante meu olhar indagador, o enfermeiro, que permanecia ao lado, esclareceu, bondoso:
    É chegado o crepúsculo em “Nosso Lar”. Em todos os núcleos desta colônia de trabalho, consagrada ao Cristo, há ligação direta com as preces da Governadoria.
    E enquanto a música embalsamava o ambiente, despediu-se, atencioso:
    - Agora, fique em paz. Voltarei logo após a oração.
    Empolgou-me ansiedade súbita.
    - Não poderei acompanhar-vos? – perguntei, suplicante.
    - Está ainda fraco – esclareceu, gentil -, todavia, caso sinta-se disposto…
    Aquela melodia renovava-me as energias profundas. Levantei-me vencendo dificuldades e agarrei-me ao braço fraternal que se me estendia. Seguindo vacilante, cheguei a enorme salão, onde numerosa assembleia
    meditava em silêncio, profundamente recolhida. Da abóbada cheia de claridade brilhante, pendiam delicadas e flóreas guirlandas, que vinham do teto à base, formando radiosos símbolos de Espiritualidade Superior.
    Ninguém parecia dar conta da minha presença, ao passo que mal dissimulava eu a surpresa inexcedível. Todos os circunstantes, atentos, pareciam aguardar alguma coisa. Contendo a custo numerosas indagações que me esfervilhavam na mente, notei que ao fundo, em tela gigantesca, desenhava-se prodigioso quadro de luz quase feérica. Obedecendo a processos adiantados de televisão, surgiu o cenário de templo maravilhoso.
    Sentado em lugar de destaque, um ancião coroado de luz fixava o Alto, em atitude de prece, envergando alva túnica de irradiações resplandecentes. Em plano inferior, setenta e duas figuras pareciam acompanhá-lo em respeitoso silêncio. Altamente surpreendido, reparei Clarêncio participando da assembleia, entre os que cercavam o velhinho refulgente.
    Apertei o braço do enfermeiro amigo, e, compreendendo ele que minhas perguntas não se fariam esperar, esclareceu em voz baixa, que mais se assemelhava a leve sopro:
    - Conserve-se tranquilo. Todas as residências e instituições de “Nosso Lar” estão orando com o Governador, através da audição e visão a distância
    .
     
    SUPREMA CORTE (endorsement test)
    [Santa Fe Independent Sch. Dist. v. Doe, 530 U.S. 290, 120 S.Ct. 2266, 147 L.Ed.2d 295 (2000)]
    School sponsorship of a religious message is impermissible because it sends the ancillary message to members of the audience who are nonadherents ‘‘that they are outsiders, not full members of the political community, and an accompanying message to adherents that they are insiders, favored members of the political community.’’
     
    Basta substituir escola por Estado

  143. Gorducho Diz:

    Favor fechar o negrito, Sr. Administrador. Desculpe!

  144. Borges Diz:

    “Gorducho Diz:
    OUTUBRO 24TH, 2015 ÀS 8:07 AM
    que consideram esta parte posterior a Jesus”

    Efetuei a leitura do livro, consciente que era anterior a Jesus, a dúvida foi levantada por ER, como se pode notar no texto. Não sei ainda qual a ligação que o escritor faz entre o livro de Henoc e a vida de Jesus. A grafia do nome do bisavô de Noé aparece no antigo testamento como Henoc, porém, podemos encontrar também Enoch e Enoque.
    Gostaria de destacar pequenos trechos do citado livro para uma comparação com um trecho do Novo Testamento.

    “Capítulo 2 1Eis que Ele vem com dezenas de milhares dos Seus santos para executar julgamento sobre os pecadores e destruir o iníquo, e reprovar toda coisa carnal e toda coisa pecaminosa e mundana que foi feita, e cometida contra Ele. (2) (2) Citado por Judas, vss. 14, 15.”
    “39Ele assentou-se sobre o trono de Sua glória, e a parte principal do julgamento foi designada e Ele, o Filho do homem. Os pecadores perecerão e desaparecerão da face da terra, enquanto aqueles que os seduziram serão amarrados com correntes para sempre”
    Agora vamos ao NT.:
    Mateus 25-31
    O ÚLTIMO JULGAMENTO: Quando o Filho do Homem vier em sua glória, e todos os anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória.
    Comentário.: Mesmo sendo considerado um livro apócrifo, parece que os escritores do NT deram uma olhadinha no “dito cujo”.

  145. Gorducho Diz:

    Caso o Sr. feche o negrito prometo nunca mais fazer nenhum comentário acerca do Stevenson, NDEs, nem alfinetar o espírito perneta aquele.
     
    Mas me responda acerca do sítio das obras espíritas pois esqueci-o (tirei dele a denúncia do Rudolf Lambert mas não o anotei!).

  146. Gorducho Diz:

    A grafia do nome do bisavô de Noé aparece no antigo testamento como Henoc, porém, podemos encontrar também Enoch e Enoque.
    No original, e portanto em francês é Livre d’Hénoch, de sorte que o tradutor digamos ½ que traduziu, digamos…
    Em português “oficial” acho que usam Enoque. Aliás andei pesquisando mas não consegui descobrir quais foram as reencarnações mais recentes dele…
     
    Não sei ainda qual a ligação que o escritor faz entre o livro de Henoc e a vida de Jesus.
    A ligação é que p/fazerem a “vida” de “Jesus” usaram várias passagens do Livro de Enoque :mrgreen:

  147. Borges Diz:

    Vale a pena fazer uma leitura crítica do livro de Henoc. Para os céticos refratários à ideia de que a humanidade nos seus primórdios foi embalada por alienígenas, será uma leitura tediosa.
    A mágica acontece quando o leitor consegue enxergar todos aqueles personagens, exceto Henoc, como seres extraterrestres.
    O antigo testamento também está cheio de passagens que sugerem a presença destes seres entre a humanidade. O que mais me impressionou foi o trecho, “A VISÃO DO CARRO DE IAHVEH”- EZEQUIEL –capítulo 1 – versículos 4 a 28.
    Obrigado

  148. Borges Diz:

    “A ligação é que p/fazerem a “vida” de “Jesus” usaram várias passagens do Livro de Enoque :mrgreen:
    Não o ER e sim os escritores do NT.

  149. Gorducho Diz:

    Claro: os escritores do NT, bien entendu.
    O ER tenta ser sério, i.e., fazer uma tentativa de relato de fatos que ele piamente creditava que tivessem ocorrido.
    Por isso digo que não creio em mais semelhanças c/as obras de CX cuja filosofia é completamente outra, qual seja um misticismo com fins de proselitismo religioso.

  150. Borges Diz:

    “Segundo estudos astronômicos avançados – aos quais Divaldo reportou-se durante sua palestra – o sistema solar gravita em torno da estrela Alcione, de terceira grandeza, e completa uma elipse a cada 26 mil anos. Alcione é a estrela mais brilhante da constelação das Plêiades, compreendida por sete estrelas e centenas de astros. A cada 12 mil anos, a Terra adentra uma faixa de fótons – “partícula mínima constituída de luz” – que se irradia de Alcione”
    Parece que não há a menor chance disto acontecer, “pisou no tomate”.
    A estrela Alcione que conheço é brasileira e de primeira grandeza.
    “ Essa luminosidade, que não provoca calor, “produz uma atmosfera fluídica excelente”. No ano de 1970, o sistema solar penetrou nessa faixa, mas foi somente em 1982 que a Terra envolveu-se nela por completo. Segundo o médium, a partir desse ano iniciou-se “uma migração de espíritos de alta estirpe” em direção à Terra. Esse processo de renovação da população do planeta seguirá seu curso – de acordo com Joanna de Ângelis, mentora espiritual de Divaldo – até o ano de 2052, quando “o planeta alcançará seu momento de grande renovação””
    Segundo o AT Moisés e Elias foram arrebatados por Deus, será que nesta migração não poderia haver um arrebatamento dos pixulecos para papuda das plêiades.
    “As crianças índigo, que apresentam características diferenciadas das demais, estão chegando por intermédio dessa migração.”
    Isto me deixa INDIGNADO, é por estas e outras que o espiritismo tem pouca aceitação.
    Obrigado

  151. Borges Diz:

    “Gorducho Diz:
    OUTUBRO 24TH, 2015 ÀS 10:16 AM
    Alô, alô, Analistas Borges ou Montalvão:
    com seus conhecimentos das Escrituras, favor informar como o Emmânuel chegou ao número 2057!
    2+5=7 7+7=14 noves fora 5: cinco é o número de livros das chamadas obras básicas do espiritismo, cinco também é o número de livros do pentateuco do AT.(brincadeirinha).

  152. Marciano Diz:

    VITOR:
    COMENTÁRIO: No caso de uma obra escrita em nosso vernáculo não. Porém se uma obra estrangeira em domínio público, cuja tradução
    tenha sido registrada, pode sim ser alegado plágio, no caso da edição e sua tradução.
    .
    É o caso por exemplo das obras de Freud, que caíram em domínio público, entretanto pululam novas traduções nas livrarias…
    Correto. Só que, nesse caso, o que está sob proteção da lei é a tradução, não a obra.
    É só fazer uma tradução à la GR, que está tudo certo.
    .

    Victor não é VITOR, é?
    É novo na casa?
    Crente ou descrente?

    .
    .
    A LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998, em seu art. 7º, alínea XI, diz:
    “Art. 7º São obras intelectuais protegidas as criações do espírito, expressas por qualquer meio ou fixadas em qualquer suporte, tangível ou intangível, conhecido ou que se invente no futuro, tais como:
    (…)
    XI – as adaptações, traduções e outras transformações de obras originais, apresentadas como criação intelectual nova;”
    .
    .
    Vê-se, portanto, que as traduções estão amparadas pelo direito autoral.
    A questão, contudo, não é singela como parece.
    O tradutor não pode mudar o texto da obra original, pois aí não seria tradução. O que acontece é que numa tradução dificilmente o texto será exatamente igual quando feito por tradutores trabalhando de forma independente.
    Em se tratando de textos longos, fica praticamente impossível que duas traduções sejam exatamente correspondentes.
    Para ver se a tradução foi copiada, basta ver que o segundo tradutor usou exatamente as mesmas expressões que o anterior, dado que a estrutura gramatical do texto traduzido costuma diferir em termos sinônimos, pontuação, etc.
    Eu, quando traduzia, já o disse aqui antes, usava muito o recurso de notas de rodapé, para explicar expressões sem correspondência exata em português.
    Além disso, inicialmente eu usava uma tradução mais literal, que mudei para tradução livre, o que significa que o tradutor reescreve o texto de forma a provocar no leitor o mesmo pensamento que seria provocado no leitor da língua original.
    Isto torna mais difícil ainda que as traduções sejam exatas.
    .
    .
    O artigo 14 da citada Lei deixa isto bem claro:
    .
    .
    “Art. 14. É titular de direitos de autor quem adapta, traduz, arranja ou orquestra obra caída no domínio público, não podendo opor-se a outra adaptação, arranjo, orquestração ou tradução, salvo se for cópia da sua” (grifo meu).
    .
    Uma boa ilustração, já que este assunto foi tratado aqui recentemente, é a tradução de GR.
    .
    239. Les Esprits connaissent-ils le principe des choses ?
    « C’est selon leur élévation et leur pureté ; les Esprits inférieurs n’en savent pas plus que les hommes. »
    .
    GR traduziu assim :
    .
    239. Conhecem os Espíritos o princípio das coisas?
    “Conforme a elevação e a pureza que hajam atingido. Os de ordem inferior não
    sabem mais do que os homens.”
    .
    Eu traduziria assim:
    .
    Os espíritos conhecem o princípio das coisas?
    Isto é de acordo com sua elevação e pureza. Os espíritos inferiores não sabem mais do que os homens.
    .
    .
    Notem que GR começou pelo verbo e eu pelo sujeito da oração, como no original.
    Ele acresceu o substantivo « ordem », que não está no original.
    .
    Não estou criticando a tradução dele. Só mostrando como são diferentes, num texto curtissimo.
    .
    .
    .
    Claro que estou falando da legislação brasileira, mas existem tratados internacionais a respeito e não há muita diferença no ordenamento jurídico da maioria dos países, com relação a este tipo de proteção legal.
    .
    .
    .
    .

    ANJO ISMAEL ou BEZERRA, sei lá:
    O Brasil tem a missão de cristianizar. É a Terra da Promissão. A Terra de todos.
    A Terra da fraternidade. A Terra de Jesus. A Terra do Evangelho…
    Na Era Nova e próxima, abrigará um povo diferente pelos costumes cristãos.
    .
    Mentira!
    O Brasil é a terra dos corruptos, dos ladrões, dos comunistas caviar.
    Terra na qual todos metem a mão.
    Terra da malandragem.
    Espero que na próxima era não continuem abrigando a corja do PT.
    .
    .
    .
    CONTRA, já fui tradutor e falo inglês, e outras línguas, mas também não entendi.
    Parece algo como “I grow body rare”, mas isso não faz o menor sentido.
    A raposa parece-se mais com um gato.
    Não sou expert nem em português, embora tenha um razoável conhecimento de gramática e fale algumas línguas estrangeiras, todas da mesma família.
    No momento, sou especialista em direito de família, mas cobro caro. Afortunadamente para mim, consegui angariar clientela endinheirada, os quais me indicam a seus amigos igualmente bem dotados financeiramente, o que acaba sendo bom para mim, mas já ganhei muito mais dinheiro com tributário, área com a qual estou completamente desatualizado.
    Eu até aconselhei o filho do Dr. Vlad a enveredar por esse caminho, desde que consiga boa clientela.
    .
    .
    Não sou baixista, muito menos cristão ou fã de RC, mesmo assim, obrigado pela aula de baixo.

  153. Marciano Diz:

    Esse Woody sacaneia todo mundo.
    É a segunda vez que me atrapalho em entender um texto do cartoon.
    Acho que o tradutor teve a mesma dificuldade, pois a frase da raposa ou gato não foi dublada.
    Gostaria de ver o que GORDUCHO e VITOR entendem.
    Quem traduz desenhos e filmes costuma receber o roteiro escrito, o que facilita as coisas.

  154. Marciano Diz:

    Eu traduzia livros e revistas, mas conheci gente que traduzia filmes, o que é muito mais fácil, por causa do recurso de receberem o script.
    Foi minha primeira ocupação.
    Depois disso, já tive várias experiências profissionais diversas, como é do conhecimento dos antigos comentaristas do blog.
    Eu gostava mesmo era de física e de matemática.
    Por falar nisso, herdei de meu pai o livro “Elementos de Cálculo Infinitesimal”, de César Darcoso Neto, e quando estava fazendo direito ficava estudando matemática e eletrônica por conta própria.
    Esqueci-me de praticamente tudo.
    GORDUCHO, esse livro ainda vale a pena ou é melhor ficar com um dos novos?
    Estou pensando em voltar a estudar matemática e física, se algum dia tiver um pouco mais de tempo de sobra.
    Pra não emburrecer muito.
    (Mentira, é porque eu gosto mesmo).

  155. Marciano Diz:

    CONTRA, gostei muito do tempo em que eu era alemão e dava duro na vagabundagem.
    Tenho saudades desse tempo e ainda tenho vários amigos na casa.

  156. Marciano Diz:

    Para encerrar o assunto “traduções” (não vou formatar nada, pois estou com pressa, já é tarde e não posso perder o trem das 11 horas):
    Et non erit Aegypto opus quod faciat caput et caudam, incurvantem et refrenantem. [Vulgata, Isaías 19.15].
    .
    E não terá o Egito coisa que distinga a cabeça e a cauda, ao que encurva e ao que refreia. [Tradução do Padre Figueiredo].
    .
    E o Egito estará na incerteza do que fazer: a cabeça e a cauda, o que manda e o que obedece. [Tradução do Padre Matos Soares].
    .
    E não haverá para o Egito coisa alguma que possa fazer cabeça ou cauda, ramo ou junco (não sei de quem).
    Non versiones, sed perversiones. [S.Jerônimo]. Não são traduções, mas perversões. (S.Jerônimo se referia às traduções latinas da Bíblia).
    Vix verbis exprimi potest. [Veleio Patérculo, Historia Romana 2.21.3]. É difícil traduzir isso em palavras.
    .
    .
    .
    Para encerrar de vez, pergunto ao CONTRA:
    .
    .

    Adoniram plagiou Luiz Vieira, quando fez a letra de “Trem das Onze”?
    .
    Vieira:
    https://www.youtube.com/watch?v=WEUubhDWAZI
    .
    Adoniram:
    .
    https://www.youtube.com/watch?v=f6bFhqeXef8

  157. Gorducho Diz:

    esse livro ainda vale a pena ou é melhor ficar com um dos novos?
     
    Não o conheço mas certo que ainda valerá! Nosso foi um livrinho que era uma espécie de apostila (só que em formato de livro livro colado sem costuras) do próprio lente, o qual por estupidez não conservei.
    Na época estava na moda o Leithold, que era usado pela maioria das outras turmas. Era assustador: parecia uma das antigas listas telefônicas.
    Agora em casa tenho em papel o Courant I que obtive numa liquidação sem uso; traduzido p/o vernáculo. Só que tem muito material interpolado que não serve p/um primeiro curso.

  158. Contra o chiquismo Diz:

    Marciano, nem os dubladores conseguiram traduzir a agonia da raposa ao socar a bigorna… mas grato assim mesmo pelo esforço.
    .
    .
    O vídeo era pra te deixar estupefato do JC ed araque (FG como gosta de chamar) tocando RC…
    .
    .
    Vc não comentou da capa plagiada do RC… replay:

    .
    .
    Marciano, essa tu tem que ver!! R.C não só plagia como pega capas… fez igualzinho as Testemunhas de Jeová com a modelo francesa Pasquale Petit, lembra? Ele surrupiou a capa do tecladista americano KEN GRIFFIN! Só mudou o título, veja:
    .
    .
    http://sp5.fotolog.com/photo/53/38/114/deluxecat/1275602235749_f.jpg
    .
    .
    Hj a vagabundagem tá fortemente armada (armamento de guerra) e estão mais treinados, conversei um dia com um Sgt PQD do EB que me disse que um militar deu baixa após completar o curso de COMANDOS e recebeu uma grana forte pra treinar os bandidos. Esse PQD recebia sempre propostas da bandidagem mas recusava, ele sempre ia visitar a família numa comunidade e os bandidos sabiam do potencial dele.

  159. Vinicius Diz:

    Olha só, essa eu soube hoje, graças ao GOOOOOGLE.
    Havia “republicação” dos contos de CX também:
    01.A conta da Vida- Néio Lúcio
    Alvorada Cristã, (1948) – pág 17
    Ideias e Ilustrações (1970) página 3
    02.A Salvação Inesperada-Meimei
    Antologia das Crianças (pagina 5)
    Ideias e Ilustrações (1970, pag.12)
    03.O Elogio da Abelha
    Alvorada Cristã (1948) pág 19
    Como eu entendo, A vida fala I (pág.6)
    04.O Carneiro Revoltado
    Alvorada Cristã (1948) pág 19
    A Vida Fala II
    05.O Valor do serviço
    Jesus no Lar
    Antologia das Crianças

  160. Bola de Neve Diz:

    Desculpem postar em um página não mt pertinente, mas vamos lá…

    O que se sabe sobre o total absoluto dos devios estatísticos das experiências psi?

    Sei que há publicadas tanto pesquisas inconclusivas como as que sugerem atividade psi, mas como se sabe se são publicadas a mesma percentagem de pesquisas favoráveis e desfavoráveis? Há algum tipo de controle que dificulte a possibilidade de um grupo de pesquisadores ignorar as que não condizerem com as próprias expectativas?

  161. Vitor Diz:

    Oi, Bola de Neve,

    atualmente busca-se fazer pré-registros dos experimentos, e antes contactavam-se os pesquisadores que realizavam os experimentos mas que ainda não haviam publicado. Blackmore fez isso para os estudos ganzfeld em 1980:
    .
    Further evidence against the file-drawer effect in the ganzfeld, supporting the notion that unpublished studies show directionally positive results, comes from a mail survey by Blackmore (1980), who queried parapsychologists conducting ganzfeld experiments to obtain a direct estimate of the file drawer. The returned questionnaires revealed 32 unreported studies, 12 of which were still in progress, and one that could not be analyzed. Of the 19 remaining, 14 were judged to have adequate methodology, including 5 that were significant (36% of the total). This proportion of significant results is statistically unlikely according to the null hypothesis; in fact, it yields an exact binomial result of p = .0004, or odds against chance of 2,342 to 1. So the file drawer itself is—directly counter to the skeptical prediction—inclined towards the psi hypothesis.Furthermore, the proportion of significant studies in Blackmore’s 1980 paper (5 out of 14, or 36%) is not significantly different from the proportion found in Honorton’s 1985 meta-analysis (12 out of 28, or 43%), Fisher’s exact p = .46, one tailed. Given this information, it is not surprising that Blackmore (1980) concluded that “the bias introduced by selective reporting of ESP ganzfeld studies is not a major contributor to the overall proportion of significant results” (p. 217). Blackmore’s survey must be understood in context, however; it took place more than 34 years ago, and 20 studies in it were destined for publication. As such, it can only be considered a snapshot of the file drawer at a given time.
    .
    Você pode ler este e outros argumentos contra o “efeito gaveta” aqui: http://www.psy.unipd.it/~tressold/cmssimple/uploads/Meta_Baptista14.pdf

  162. Gorducho Diz:

    Sr. Administrador: feche meu negrito faz favor…

  163. Victor Diz:

    Marciano,
    Meu nome é Victor com “c” mesmo.
    .
    Sim, recém chegado…
    .
    Nem crente, tampouco descrente, digamos que sou um “pensador-livre” rs

  164. Gorducho Diz:

    Pobres do Ismael e do Dr. Bezerra…. Achavam que nos próximos 100 anos o espiritismo ia servir p/regenerar a humanidade e transformar o Brasil no centro do mundo; e o espiritismo virou nisso:
    With regard to the validity of Rosenthal’s fail-safe N, we agree with the technical correction put forward
    by Scargle (2000) that the theoretical mean z of unpublished studies for an extreme file-drawer case, under a null distribution, is -0.1085, not 0. However the mean z or effect size for nonsignificant studies is not zero but a value pulled strongly from zero toward the mean z or mean effect size of the obtained studies. Their assumption that the average z score of excluded studies is zero is therefore a conservative one for most any distribution that is shifted some positive distance from a null distribution, and although this specifically indicates situations where an effect is present, we argue that the evidence for such an effect in the ESP literature is overwhelming, whatever one may believe about its underlying cause.
    :crying:

  165. Gorducho Diz:

    Alô, alô, Analista Marciano:
    quando for fazer seus cálculos, não esqueça que Zusn = -0.1085
    não 0

  166. Gorducho Diz:

    O SR ESTÁ AÍ, SR ADMINISTRADOR :?:

  167. Borges Diz:

    Gênesis 6 – 1e2
    Filhos de Deus e filhas dos homens—Quando os homens começaram a ser numerosos sobre a face da terra, e lhes nasceram filhas, os filhos de Deus viram que as filhas dos homens eram belas e tomaram como mulheres todas as que lhes agradaram.
    Gênesis 6 – 4
    Ora naquele tempo ( e também depois), quando os filhos de Deus se uniam às filhas dos homens e estas lhes davam filhos, os Nefilim habitavam sobre a terra; estes homens famosos foram os heróis dos tempos antigos.

  168. Marciano Diz:

    Obrigado pela dica, GORDUCHO.
    O “Elementos” tem mais de setecentas páginas, mas é um só volume para cálculo diferencial e integral.
    Esses a que você se referiu não conheço.
    .
    .
    .
    CONTRA:
    O vídeo era pra te deixar estupefato do JC ed araque (FG como gosta de chamar) tocando RC…
    .
    .
    E eu fiquei, mas quis fazer uma brincadeira contigo, pois apesar dos trajes estranhos e da atitude esquisita, o cara tá ensinando a tocar o baixo na música que RC fez para JC, aka FG.
    .
    .
    Você não comentou, etc.
    .
    É que eu estava com pressa.
    https://pt.wikipedia.org/wiki/Louco_por_Voc%C3%AA
    .
    São idênticas, não houve intenção de esconder, só trocaram o título. A capa é a mesma.
    .
    Marciano, nem os dubladores conseguiram traduzir a agonia da raposa ao socar a bigorna… mas grato assim mesmo pelo esforço.
    .
    .
    Ouvi umas dez vezes, mas não teve jeito.
    .
    Eu me lembro das cópias dos TJs, até comentei que é um truque de quadrinistas manter arquivos de fotos.
    .
    Eu sei que hoje tudo piorou.
    No meu tempo, eram submetralhadoras .45 ou 9mm e 12. Hoje é 7,62, Kalashnikov. Quando não usam coisas melhores ainda.
    Até granadas defensivas os caras têm.
    E tem muito militar de tropa de elite que dá treinamento militar para eles, alguns até desviam armas e munição.
    .
    Quer sacanear seu amigo PQD? Chame-o de pé de barro. O coturno deles é enferrujado.
    Tu conheces PQDs, navais, só gente bem treinada.
    Eu nunca fui de tropa de elite, nem no EB nem na polícia.
    No meu tempo não tinha vantagem financeira, era só pra ter moral. E a seleção e o treinamento são duros.
    Eu nem ando mais armado, pois sei que não dá pra trocar com bondes cheios de fuzis, é suicídio.
    Não quero ir pro umbral nem tão cedo.
    .
    .
    Oi, Victor com “c”, seja bem-vindo ao blog de seu xará sem “c”.
    Se você é um pensador livre, é porque pensa com sua cabeça, e não com as cabeças dos outros.
    Parabéns.
    Eu também me considero um free thinker, só que eu parto da descrença para a dúvida e, às vezes, para a crença, se ela for muito bem demonstrada.

    .
    .
    .
    Gorducho Diz:
    OUTUBRO 26TH, 2015 ÀS 4:50 PM
    Alô, alô, Analista Marciano:
    quando for fazer seus cálculos, não esqueça que Zusn = -0.1085
    não 0
    .
    Tô ligado!
    Deixe ver se entendi:
    http://www.somatematica.com.br/superior/integrais/Image61.gif
    .
    Não, ainda vou precisar de muita estatística Ψ para entender isto.
    Na minha humilde matemática, a gente tem de botar muito “estudo científico” na gaveta para obter algo que fique ligeiramente acima de ⓪ .

  169. Marciano Diz:

    efeito gaveta (file-drawer effect)

    Efeito gaveta é a prática em que pesquisadores incorrem quando engavetam estudos que apresentam resultados negativos. Resultado negativo não é quando se descobre que algo nos afeta negativamente, e sim quando não se encontra nada estatisticamente significativo, ou que tenha conseqüência causal. Pode também se referir à descoberta de algo que seja contrário a pesquisas prévias, ou ao que era esperado.

    A prática de se relatar e publicar somente pesquisas com resultados positivos cria uma falsa representação do assunto sob investigação, especialmente se for feita uma meta-análise.

    Uma das críticas que têm sido feitas à parapsicologia é de que seus pesquisadores ignoram estudos com resultados negativos. Em 1975, a American Parapsychological Association estabeleceu uma política oficial contra o relato seletivo de resultados exclusivamente positivos.

    Foram feitas muito poucas pesquisas sobre o volume da prática de se engavetar estudos com resultados negativos por parte de pesquisadores científicos. Brian Martinson, investigador da HealthPartners Research Foundation, conduziu um estudo para a revista científica Nature (publicado em junho de 2005). Martinson e colegas enviaram uma enquete a milhares de cientistas e receberam 3.274 respostas. Foi permitido aos respondentes que permanecessem anônimos. Mais de 5 % dos cientistas que responderam admitiram ter “descartado dados porque a informação contradizia suas pesquisas anteriores”, e mais de 15 % admitiram ter ignorado observações por “terem tido a sensação” de que eram incorretas. * O estudo foi patrocinado pelo National Institutes of Health.
    .
    Transcrito de http://brazil.skepdic.com/efeitogaveta.html

  170. Vinicius Diz:

    *
    1. Gorducho Diz:
    OUTUBRO 25TH, 2015 ÀS 4:01 PM
    Muito bom AV!; mas… Houston tem AEROBUS
    Bom, AG, nunca fui lá, no vídeo do link que postei diz Houston rs rs
    (ei, como se coloca negrito ?)
    *
    2. Contra o chiquismo Diz:
    OUTUBRO 25TH, 2015 ÀS 6:56 PM
    Valeu Gorducho.
    Marciano, essa tu tem que ver!! R.C não só plagia como pega capas… fez igualzinho as Testemunhas de Jeová com a modelo francesa Pasquale Petit, lembra? Ele surrupiou a capa do tecladista americano KEN GRIFFIN! Só mudou o título, veja:
    .http://sp5.fotolog.com/photo/53/38/114/deluxecat/1275602235749_f.jpg

    Caraca, a capa é igual. Será que ele pagou os direitos pelo menos :lol: ?
    Brasil, Coração dos plágios, Pátria dos Sósias….
    Já houve LP de músicas espiritas? Imaginem a capa com BZ, CX , KK e EM e ao fundo o Aeróbus e na contra capa fotos do planeta marte habitado, com tudo de última geração !!!
    *
    57.Gorducho Diz: OUTUBRO 25TH, 2015 ÀS 7:06 PM
    Compare Dr.; negritos meus: NOSSO LAR
    “É chegado o crepúsculo em “Nosso Lar”. Em todos os núcleos desta colônia de trabalho, consagrada ao Cristo, há ligação direta com as preces da Governadoria” .

    Os budistas quando desencarnam não podem nem chegar perto do NL, senão levam choques de diversos volts. Deve haver um NOSSO NIRVANA.

    “E enquanto a música embalsamava o ambiente, despediu-se, atencioso:- Agora, fique em paz. Voltarei logo após a oração.Empolgou-me ansiedade súbita”

    Lá o espirito pode ficar ouvindo “walkman” com músicas do ritmo ROCK , DANCE ANOS 90 , ou de Michael Jackson/Madonna ou Roberto Carlos (não aquela da Ave Maria e Jesus Cristo estou aqui hein!)

  171. Vitor Diz:

    “meu objetivo é lhe perguntar, Sr. Administrador o nome daquela excelente biblioteca de obras espíritas. Esqueci como se acessa ela”
    .
    http://www.iapsop.com/archive/index.html

  172. Gorducho Diz:

    Obrigado pela boa vontade mas não é, Sr. Administrador. O nome é algo com enciclopédia espírita ou algo assim.
    Veja e.g. que neste sítio não tem a denúncia do Rudolf Lambert [Dr. Geley's Report on the Medium Eva C.. in: Journal of the Society for Psychical Research 37, no. 682 (November 1954)].

  173. Vitor Diz:

    Seria essa?
    .
    http://bvespirita.com/
    .
    Ou essa?
    .
    http://www.lexscien.org/lexscien/index.jsp

  174. Gorducho Diz:

    Lá o espirito pode ficar ouvindo “walkman” com músicas do ritmo ROCK , DANCE ANOS 90 , ou de Michael Jackson/Madonna ou Roberto Carlos (não aquela da Ave Maria e Jesus Cristo estou aqui hein!)
     
    Eu não estava brincando c/o Dr., AV. Quando alguém acha que um país tem a missão de proselitizar determinada facção religiosa (o cristianismo neste casso) e fazer de sua população indivíduos com costumes religiosos, isto é misturar o Estado c/a crença religiosa; o mundo físico c/o mundo metafísico. Isso é grave pois vai justo ao contrário da liberdade de crenças e do pluralismo de ideias, visto que constrange os não aderentes.
    Por isso não podem ser permitidas rezas em vestiários de futebol, &c. Mundo real é mundo real: religião é legítima mas pertence à metafísica; não se pode misturar as coisas.
    O mesmo ocorre c/aqueles que querem introduzir a magia na medicina, absurdo que sei o Dr. (que não sei se é o Dr. Sp Orlando) está consciente.
     
    Então o pronunciamento da SC me pareceu sintetizar perfeitamente o caso, duma forma que c/minhas palavras não conseguiria, e acabaria plagiando!

  175. Gorducho Diz:

    Seria essa?
    .
    http://bvespirita.com/
     
    É o equivalente desta, só que esta me parece conter só material brasileiro ou traduzido, não é?

  176. Vitor Diz:

    É essa então?
    .
    http://www.autoresespiritasclassicos.com/

  177. Borges Diz:

    Genesis :5-21 a 24.
    Quando Henoc completou sessenta e cinco anos, gerou Matusalém. Henoc andou com Deus. Depois do nascimento de Matusalém, Henoc viveu trezentos anos, e gerou filhos e filhas. Toda a duração da vida de Henoc foi de trezentos e sessenta e cinco anos. Henoc andou com Deus, depois desapareceu, pois Deus o arrebatou.

    “ O LIVRO DE ENOQUE
    O livro de Enoch é um texto apócrifo que é mencionado por algumas cartas do Novo Testamento
    (Judas, Hebreus e 2ª de Pedro). Até a elaboração da Vulgata, por volta do ano 400, os primeiros
    seguidores de Cristo o mencionavam abertamente em seus textos e o aceitavam como real. Após a
    Vulgata ele caiu no esquecimento. Entretanto, o livro é muito interessante e parece real. O livro de
    Enoch foi preservado somente em uma cópia, na totalidade, em etíope e, por esta razão, também é
    chamado de Enoch etíope.”

    Capítulo 7
    1E aconteceu depois que os filhos dos homens se multiplicaram naqueles dias, nasceram-lhe filhas,
    elegantes e belas.
    2E quando os anjos, (3) os filhos dos céus, viram-nas, enamoraram-se delas, dizendo uns para os
    outros: Vinde, selecionemos para nós mesmos esposas da progênie dos homens, e geremos filhos.
    (3) No texto aramaico lê-se “Sentinelas” (J.T. Milik, Aramaic Fragments of Qumran Cave 4 [Oxford: Clarendon Press,
    1976], p. 167).
    3Então seu líder Samyaza disse-lhes: Eu temo que talvez possais indispor-vos na realização deste
    empreendimento;
    4E que só eu sofrerei por tão grave crime.
    5Mas eles responderam-lhe e disseram: Nós todos juramos;
    6 (e amarraram-se por mútuos juramentos), que nós não mudaremos nossa intenção mas executamos
    nosso empreendimento projetado.
    7Então eles juraram todos juntos, e todos se amarraram (ou uniram) por mútuo juramento. Todo seu
    número era duzentos, os quais descendiam de Ardis, (4) o qual é o topo do monte Armon.
    (4) de Ardis. Ou, “nos dias de Jared” (R.H. Charles, ed. and trans., The Book of Enoch [Oxford: Clarendon Press,
    1893], p. 63).
    8Aquele monte portanto foi chamado Armon, porque eles tinham jurado sobre ele, (5) e amarraramse
    por mútuo juramento.
    (5) Mt. Armon, ou Monte Hermon deriva seu nome do hebreu herem, uma maldição (Charles, p. 63).
    9Estes são os nomes de seus chefes: Samyaza, que era o seu líder, Urakabarameel, Akibeel, Tamiel,
    Ramuel, Danel, Azkeel, Saraknyal, Asael, Armers, Batraal, Anane, Zavebe, Samsaveel, Ertael,
    Turel, Yomyael, Arazyal. Estes eram os prefeitos dos duzentos anjos, e os restantes estavam todos
    com eles. (6)
    (6) O texto aramaico preserva uma lista anterior dos nomes destes Guardiães ou Sentinelas: Semihazah; Artqoph;
    Ramtel; Kokabel; Ramel; Danieal; Zeqiel; Baraqel; Asael; Hermoni; Matarel; Ananel; Stawel; Samsiel; Sahriel;
    Tummiel; Turiel; Yomiel; Yhaddiel (Milik, p. 151).
    10Então eles tomaram esposas, cada um escolhendo por si mesmo; as quais eles começaram a
    abordar, e com as quais eles coabitaram, ensinando-lhes sortilégios, encantamentos,e a divisão de
    raízes e árvores.
    11E as mulheres conceberam e geraram gigantes, (7).
    (7) O texto grego varia consideravelmente do etíope aqui. Um manuscrito grego acrescenta a esta secção, “E elas [as
    mulheres] geraram a eles [as Sentinelas] três raças: os grandes gigantes. Os gigantes trouxeram [alguns dizem
    “mataram"] os Naphelim, e os Naphelim trouxeram [ou "mataram"] os Elioud. E eles sobreviveram, crescendo em
    poder de acordo com a sua grandeza.” Veja o registro no Livro dos Jubileus.
    12Cuja estatura era de trezentos cúbitos. Estes devoravam tudo o que o labor dos homens produzia e
    tornou-se impossível alimentá-los;
    13Então eles voltaram-se contra os homens, a fim de devorá-los;
    14E começaram a ferir pássaros, animais, répteis e peixes, para comer sua carne, um depois do
    outro, (8) e para beber seu sangue.
    (8) Sua carne, um depois do outro. Ou, “de uma outra carne”. R.H. Charles nota que esta frase pode referir-se à
    destruição de uma classe de gigantes por outra. (Charles, p. 65).
    15Então a terra reprovou os injustos.

  178. Gorducho Diz:

    Não, não é Sr. Administrador. O que me refiro é em inglês e como percebeu contem até artigos da SPR como o exemplo que lhe citei.
    É algo como enciclopédia de espiritismo, mas não bitolada ao chiquismo e aos brasileiros.
    Mas valeu a intenção, e as que citou contém material, nem que seja p/rir…
     
    A partir d’agora vou cuidar muito os itálicos e negritos p/não mais lhe importunar. E, claro, cumprir o prometido: não comento nada sobre o IS; NDEs; e sobre o osso…

  179. Gorducho Diz:

    (ei, como se coloca negrito ?)
     
    P/negritar, coloque o string desejado entre as tags de negrito, ou seja, se deseja ressaltar que médiuns não existem, escreva:
    médiuns <b>não</b> existem!

  180. Contra o chiquismo Diz:

    teste..

  181. Gorducho Diz:

    Certo Analista Borges
    Seriam então nefilins os exilados da Capela, e não toda raça adâmica como quer a ortodoxia chiquista?

  182. Contra o chiquismo Diz:

    Vinicius Diz:
    OUTUBRO 27TH, 2015 ÀS 7:34 AM
    *

    Já houve LP de músicas espiritas? ….
    .
    .
    Sim, aqui:
    .
    .
    http://mlb-s2-p.mlstatic.com/lp-chico-xavier-nunca-estas-so-18784-MLB20161052459_092014-F.jpg

  183. Contra o chiquismo Diz:

    Aqui tb:
    ..

    http://mlb-s1-p.mlstatic.com/lp-chico-xavier-ideal-espirita-14443-MLB3304281427_102012-F.jpg
    .
    .
    http://mlb-d1-p.mlstatic.com/16000-MLB20112791306_062014-Y.jpg

  184. Contra o chiquismo Diz:

    Aqui pra finalizar:
    .
    .
    http://mlb-s1-p.mlstatic.com/2-lp-chico-xavier-14318-MLB2704628705_052012-F.jpg
    .
    .
    http://img.olx.com.br/images/99/992505024216614.jpg
    .
    .
    Este abaixo se chama cx , mas nada a ver, aliás só músicas curiosas…
    .
    .
    http://mlb-s2-p.mlstatic.com/lp-chico-xavier-olha-a-pipa-do-menino-15983-MLB20111324316_062014-F.jpg

  185. Gorducho Diz:

    http://www.spiritarchive.org/
    Sr. Administrador. Localizei a partir dos autores espíritas clássicos; valeu!
     
    Fiz confusão mental: l’Encyclopédie Spirite é coisa da FEB, praticamente não tem nada que preste :(

  186. Vinicius Diz:

    kk, CONTRA, este último LP é bem curioso mesmo!!!
    “aquele corpo velho” deve ser algum espirito que desencarnou com o corpo já surrado pelas mazelas da vila.
    “eu não sabia” é CX confessando que não sabia que copiava trechos de livros

    ENFIM e “eu chuto” é sobre Marte. Chuto que é assim.

    Marte é uma confusão entre kardec, a mãe dele, urânia e a NASA.

    GORDUCHO testando:
    médiuns não existem!

    o que faço com meu certificado de conclusão de curso de médiuns?

    sobre o post do DR.ORLANDO e o NL claro, o assunto é sério sim, é um fanatismo, intolerância mesmo. O nosso lar é pior que igreja evangélica na minha opinião.

  187. Vinicius Diz:

    em tempo:
    segue psicografia do tempo de treinamento:
    “não esmoureças jamais, os dias correm rumo a evolução espiritual, os tempos novos ainda chegarão, sede pacientes como Cristo foi com seus algozes, suportou pregos grossos nas mãos e ainda perdoou a todos suplicando ao alto”
    o espirito não se identificou.

  188. Contra o chiquismo Diz:

    Como vc escreveu isso? Foi sugestionado?
    .
    .
    Sugestão para o seu diploma de ‘medium’? Não sei, mas se fosse de Medicina te lembraria dos princípios da AME:
    ..

    .
    PRINCÍPIOS DO MÉDICO ESPÍRITA

    1) O médico espírita sabe que o seu diploma pertence a Jesus.

    .
    .
    http://www.amebrasil.org.br/2015/node/6

  189. Vinicius Diz:

    É verdade para os médicos espiritas pertence a Jesus.

    Eu sou contador. Ainda não fundaram uma associação dos contabilistas espiritas. Quem sabe mais pra frente?

  190. Vinicius Diz:

    Contra o chiquismo Diz:
    OUTUBRO 27TH, 2015 ÀS 12:21 PM
    Como vc escreveu isso? Foi sugestionado?

    Eu acho que foi de tanto ler a literatura , ouvir palestras, fazer lições de casa sobre o curso etc.

    Eu não aguentaria pregos nas mãos, um espinho já doi muito, perdoar então? perdoar quem está me ferrando a vida???

  191. Larissa Diz:

    Só há 3 profissões em nosso lar: médico, enfermeiro, funcionários públicos. O resto é o resto.

  192. Larissa Diz:

    Por funcionários públicos leia-se mandatários políticos eleitos pelos planos superiores com mandatos de alguns séculos.

  193. Contra o chiquismo Diz:

    Larissa, limpador de chão de hospital tb.

  194. Vinicius Diz:

    Deve ter alguém para contabilizar os débitos e creditos das ruindades e bondades para saber se vai continuar no Umbral (prejuízo), ir para Alvorada Nova (lucro) ou ser puxa saco do Clarêncio e Lísias.

  195. Contra o chiquismo Diz:

    Curioso… kardec não falava em colonias. Coisa de cx….

  196. Larissa Diz:

    Sim, Contra. Nosso amigos da limpeza. Também há fábrica de alimentos. Quase comunismo.

  197. Vinicius Diz:

    Larissa, tem esse artigo do Gerson que procura correla cionar Kardec e colônias:
    GERSON SIMÕES MONTEIRO
    [email protected]
    Rio de Janeiro, RJ (Brasil)

    O Livro dos Espíritos e as colônias espirituais

    Na questão 234 de O Livro dos Espíritos, Allan Kardec formulou a seguinte pergunta aos Espíritos Instrutores, no item – Mundos Transitórios – quando aborda questões relativas à “Vida Espírita”:

    234 – “Há de fato, como já foi dito, mundos que servem de estações ou pontos de repouso aos Espíritos errantes?

    RESPOSTA – “Sim, há mundos particularmente destinados aos seres errantes, mundos que lhes podem servir de habitação temporária, espécies de bivaques de campos onde descansem de uma demasiado longa erraticidade, estado este sempre penoso. (…)

    É claro que, como são graduais as revelações dos Espíritos Superiores à humanidade, eles não poderiam em 1857 falar de comunidades de Espíritos errantes, isto é, de Espíritos que aguardam novas reencarnações até chegarem à perfeição espiritual, habitando cidades estruturadas em edificações de natureza sólida na atmosfera terrestre sobre terreno fértil à vegetação, e, em tudo, com estreita semelhança ao que conhecemos na crosta. Seria bem possível que os adversários do Espiritismo diante dessa revelação, e de tamanha heresia, mandassem reacender certamente uma fogueira inquisitorial para queimar Allan Kardec como herege.

    Ora, se nos idos de 1980, quando estive pessoalmente com Chico Xavier, em sua casa em Uberaba, ele me contou que, quando estava psicografando o livro Nosso Lar na década de 30, foi tachado de “médium fascinado”, e que ele mesmo ficou muito confuso com toda aquela situação.

    Porém, para desfazer tudo isso, o Benfeitor Espiritual André Luiz levou-o em desprendimento num ponto bem acima de “Nosso Lar”, para que ele visse de cima a cidade, e pudesse constatar a realidade do que estava psicografando. Nesse momento, Chico esclareceu-me ainda, que o que ele viu naquela noite está exatamente desenhado no mapa da planta baixa da colônia pela médium Heigorina Cunha, apresentado no livro Cidade No Além.

    “NOSSO LAR”, POR CHICO XAVIER

    Aos dezesseis anos de idade despertou-me a curiosidade de saber como se vivia “do lado de lá”. Ao ganhar de um amigo espírita o exemplar do livro Nosso Lar, fiquei sabendo como vivem os Espíritos desencarnados na outra dimensão, segundo as narrativas do Espírito André Luiz, pelo médium Chico Xavier que, em sua última existência na Terra, foi médico, descrevendo a vida deles em “Nosso Lar”, cidade localizada no mundo espiritual.

    André Luiz conta que após a sua desencarnação permaneceu durante oito anos em estado de perturbação no plano espiritual, em consequência dos erros cometidos, principalmente, na sua juventude. Depois de ser socorrido por uma equipe de Benfeitores Espirituais, residentes em “Nosso Lar”, ele foi levado para tratamento em um hospital dessa cidade, na condição de enfermo espiritual.

    Já refeito do seu desequilíbrio, André Luiz descobriu um mundo palpitante pleno de vida e atividades, constatando que os Espíritos desencarnados procedentes da Terra, como ele, passam por um estágio de recuperação e educação espiritual em diversos departamentos especializados dessa cidade. Constatou, também, que lá existem setores para planejamento de novas reencarnações na Terra para esses Espíritos, que trata da escolha da família, da configuração do seu novo corpo, o mapa das provas que deverá passar etc.

    OUTRO MÉDIUM FALA DE “NOSSO LAR”

    A existência dessa cidade foi comprovada posteriormente pela médium Heigorina Cunha, que, durante o sono, em desdobramento espiritual visitou varias vezes Nosso Lar, utilizando a volitação que é a faculdade que o Espírito goza para deslocar-se pelo espaço afora. Ao despertar no corpo, Heigorina desenhava o que via em suas visitas durante a emancipação de sua alma ao dormir, retratando jardins, avenidas, prédios e até a planta baixa da cidade, que abriga cerca de um milhão de Espíritos desencarnados. Esses desenhos estão reunidos no livro “Cidade no Além”, trabalho mediúnico que recebeu a assistência pessoal do médium Chico Xavier, além de, à guisa de introdução, o Espírito André Luiz, pelo próprio Chico, apresentar 22 anotações em torno de “Nosso Lar”.

    COLÔNIA EM ISRAEL

    No livro Quando se pretende falar da vida, o jovem de formação israelita Roberto Muszkat, desencarnado em 14 de março de 1979, apresenta 22 mensagens psicografadas através do médium Chico Xavier, endereçadas aos seus pais e familiares. Na mensagem de 16 de novembro de 1979, ele, relatando para a mãe o seu desligamento do corpo, diz da ajuda de seu avô Moszek Aron, o qual, ao pronunciar as palavras “Leshaná Habaá bi-Yerushalayim” (era um adeus, significando o ano que vem em Jerusalém), tranquilizou-o, e fê-lo dormir como uma criança.

    Quando acordou, viu-se num leito alvo com a sua avó Rachel velando por ele. Depois de algum tempo, o seu avô Moszek foi ao seu encontro, levando-o ao encontro de outros Espíritos amigos para um recinto dedicado à oração, no amplo educandário-hospital. Esses amigos cantaram o hino Shalom Aleichem (hino que dá as boas-vindas aos anjos da paz, cantado na sexta-feira à noite). “Meu avô em seguida abençoou-me. As lágrimas banharam-me o rosto, enquanto o meu avô promovia o Seder (reunião festiva na primeira e na segunda noite da Páscoa judaica), em cuja reunião tive a oportunidade de fazer muitas perguntas.”

    Diz ainda textualmente na mensagem, o Espírito Roberto Muszkat: “Vim, a saber, então, que me achava em Erets Israel (Terra de Israel), ou Terra do Renascimento, cuja beleza é indescritível. Ali, naquela província do Espaço Terrestre, se erguia uma outra cidade luminosa dos Profetas (…). Com estes apontamentos não quero dizer que estava, tanto quanto prossigo, numa cidade privilegiada, porque outras nações as possuem nas esferas que cercam o Planeta, mas aquele recanto era o meu coração pulsando com milhares ou milhões de outros corações, consagrados ao Pai Único”.

    Diante dessas informações, acredito que devam existir milhares de colônias em torno da Terra, cada uma reunindo Espíritos afins, de acordo com a raça, religião, cultura, progresso moral etc.

    PROVAS CIENTÍFICAS

    Agora, se dependermos da oficialização da Ciência humana para comprovar a existência de colônias espirituais, lembremos que, se Allan Kardec precisasse da confirmação científica da existência da alma ou da reencarnação para publicar O Livro dos Espíritos, até hoje ele estaria aguardando o pronunciamento oficial e por muito tempo ainda. Ora, não podemos perder de vista o aspecto REVELADOR do Espiritismo que se antecipou ao conhecimento humano a respeito da existência da alma, da reencarnação, inclusive a do perispírito.

    Exemplo dessa antecipação reveladora do Espiritismo é o caso da existência de água no solo de Marte. Desde 1939, o Espírito Humberto de Campos, através do médium Chico Xavier, no livro Novas Mensagens, fala dessa existência, no entanto, somente em 2004, ou seja, 65 anos após a publicação dessa obra, a NASA apresentou as primeiras provas químicas e geológicas diretas da existência de água no passado. Porém, em 31 de julho de 2008, com a sonda Phoenix, o cientista William Boynton, da Universidade do Arizona, declarou “que eles tinham evidência de gelo nas observações da sonda Mars Express, mas essa é a primeira vez que a água em Marte é tocada”.

    Se para “tocar” coisas materiais, a ciência humana levou mais de 60 anos para confirmar a mensagem mediúnica, o que dirá para “tocar coisas da dimensão espiritual”, no caso, as Colônias Espirituais, como também chegar à conclusão de que a alma existe e que ela reencarna várias vezes. Vamos esperar muitos séculos, naturalmente.

    Por último, é preciso lembrar que Allan Kardec, em A Gênese, ao tratar dos “Caracteres da Revelação Espírita”, esclarece: “A revelação Espírita, por sua natureza, tem uma dupla característica: é ao mesmo tempo uma revelação Divina e uma revelação científica”. Portanto, o ônus da prova das revelações feitas pelo Espiritismo cabe à ciência humana, e não a ele.

  198. Contra o chiquismo Diz:

    Esse gerson… deixa p lá.

  199. Marciano Diz:

    Esse Gerson é aquele que gosta de levar vantagem em tudo?

  200. Borges Diz:

    Ezequiel: 1 – 4 a 28.
    Visão do “carro de Iahweh” – Eu olhei; havia um vento tempestuoso que soprava do norte, uma grande nuvem e um fogo chamejante; em torno, de uma grande claridade e no centro algo que parecia electro, no meio do fogo. No centro, algo com forma semelhante a quatro seres vivos, mas cuja aparência fazia lembrar uma forma humana. Cada qual tinha quatro faces e quatro asas. As suas pernas eram retas e os seus cascos como cascos de novilho, mas luzentes, lembrando o brilho do latão polido. Sob as suas asas havia mãos humanas voltadas para as quatro direções, como as faces e as asas dos quatro. As asas se tocavam entres si; eles não se voltavam ao caminharem; antes, todos caminhavam para a frente; quanto às suas faces, tinham forma semelhante à de um homem, mas os quatro apresentavam face de leão do lado direito e todos os quatro apresentavam face de touro do lado esquerdo. Ademais todos os quatro tinha face de águia. Suas asas abriam-se para cima. Cada qual tinha duas asas que se tocavam e duas que cobriam o corpo; todos moviam-se diretamente para frente, seguindo a direção em que o espírito os conduzia; enquanto se moviam, nunca se voltavam para o lado.
    Eles se assemelhavam a seres vivos. Seu aspecto era o de brasas ardentes, com a aparência de tochas, indo e vindo ente os seres vivos. O fogo era brilhante e do fogo saíam relâmpagos. Os seres vivos iam e vinham à semelhança de um relâmpago.
    Olhei para os seres vivos e eis que junto aos seres vivos de quatro faces havia, no chão, uma roda. O aspecto das rodas e a sua estrutura tinham o brilho do crisólito. Todas as quatro eram semelhantes entre si. Quanto ao seu aspecto e a sua estrutura, davam a impressão de que uma roda estava no meio da outra. Moviam-se nas quatro direções e ao se moverem nunca se voltavam para os lados. A sua circunferência era alta e formidável e sua circunferência estava cheia de reflexos em torno, isso em todas as quatro rodas.
    Quando os seres vivos se moviam, as rodas se moviam junto com eles; quando os seres vivos se levantavam do chão, as rodas se levantavam com eles. As rodas se moviam na direção em que o espírito as conduzia e se levantavam com ele, porque o espírito do ser vivo estava nas rodas. Ao se moverem eles, elas se moviam; ao pararem, elas paravam; ao se levantarem do chão, também as rodas se levantavam com eles, pois o espírito do ser vivo estava nas rodas. Sobre as cabeças do ser vivo havia algo que parecia uma abóboda, brilhante como o cristal, estendido sobre suas cabeças, por cima delas. Sob a abóboda, as suas asas ficavam voltadas uma em direção à outra e cada um tinha duas que lhe cobriam o corpo. Eu ouvia o ruído de suas asas, semelhante ao ruído de grandes águas, semelhante à voz do Shaddai; quando se moviam , havia um ruído como o de uma tempestade, como de um acampamento; quando paravam , abaixavam as asas. Houve um ruído. Por cima da abóboda que ficava sobre suas cabeças havia algo que tinha a aparência de uma pedra de safira em forma de trono, e sobre esta forma de trono, bem no alto, havia uma forma com aparência humana.
    Vi um brilho como de electro, uma aparência como de fogo junto dele, e em redor dele, a partir do que pareciam ser os quadris e daí para cima; a partir do que parecia ser os quadris e daí para baixo, vi algo que tinha a aparência de fogo e um brilho em torno dele; a aparência desse brilho, ao redor, era como a aparência de arco que, em dia de chuva, se vê nas nuvens. Era algo semelhante à Glória de Iahweh. Ao vê-la, caí com o rosto em terra e ouvi a voz de alguém que falava comigo.

  201. Vinicius Diz:

    “os seres vivos e eis que junto aos seres vivos de quatro faces havia, no chão, uma roda. O aspecto das rodas e a sua estrutura tinham o brilho do crisólito. Todas as quatro eram semelhantes entre si. Quanto ao seu aspecto e a sua estrutura, davam a impressão de que uma roda estava no meio da outra. Moviam-se nas quatro direções e ao se moverem nunca se voltavam para os lados. A sua circunferência era alta e formidável e sua circunferência estava cheia de reflexos em torno, isso em todas as quatro rodas”

    Dou minha mão a palmatória. Para um texto escrito bem antes de Cristo é tremendamente criativo.

    O que ainda não afundou de vez minha crença em vida após a morte é relatos sobre espiritos existem desde que o mundo é mundo. Na Bíblia vemos isso por toda parte, no Egito e suas ciências ocultas.
    Claro que o ideal seriam provas mais conduntentes: digamos que o Espirito XY fale que está na sala , dai depois de um certo tempo pedimos a ele que vá até uma o computador com a planilha Excel aberta e tenha uma macro que gire letras e números) e dite o que está escrito lá (pelos menos 4 expressões até dar tempo de alguém ir lá e parar a macro) É um experimento já falado aqui e basicamente não haverá custos vultosos( um notebook com office já bastaria). Agora, falar para pessoas do Centro fazer isso é o que custa mais :lol:
    Tenho quase certeza que falariam que eu estaria obsediado e que o mentor não se sujeitaria a isso.

  202. Vinicius Diz:

    O gorducho e outros já falaram sobre experimentos com macros. Dei uma relembrada (não plagiei hein!!!) :mrgreen:

  203. Borges Diz:

    “Gorducho Diz:
    OUTUBRO 27TH, 2015 ÀS 9:29 AM
    Certo Analista Borges…
    Seriam então nefilins os exilados da Capela, e não toda raça adâmica como quer a ortodoxia chiquista.”

    Muito bem lembrado, cheguei inclusive a comentar com um amigo espírita que, provavelmente, os exilados de capela não vieram em forma de espíritos e sim em carne e osso dentro de naves espaciais.
    O que me move diante deste assunto atualmente não está relacionado com espiritismo e sim com a possibilidade de sermos descendentes de ET, ou quase isto.
    Obrigado

  204. Toffo Diz:

    Pois é, de vez em quando dou uma entradinha aqui. Tive a pachorra de procurar o processo de São José do Rio Preto, da sra. Carmen Caballero, contra o médium Woyne Figner Sacchetin, alegando ter sido ofendida por referências pouco lisonjeiras de um suposto passado criminoso vivido por parentas suas falecidas no acidente da TAM em 2007. Pleiteia danos morais em ricochete, isto é, por ofensa a honra de ente querido falecido. Ela ganhou em primeira instância, através de uma sentença longuíssima, quilométrica, em que o juiz reconheceu a ofensa e deu o dano moral, embora na proporção de 10% do que ela pleiteava. O médium e a editora, e a autora apelaram para o TJ-SP e ambos perderam (a autora pedindo majoração da indenização). Agora o processo está nos tribunais superiores.

    .
    Fico, de certa forma, gratificado com a vitória da autora. Acho de uma insensatez atroz essa contabilidade cruel do espiritismo evangélico, de enxergar crimes hediondos atrás de todo acidente ou tragédia, que evidentemente foram causados por fatores completamente alheios à vontade das vítimas, e transformando essas mesmas vítimas em algozes culpados de crimes supostamente cometidos por elas em tempos remotos, por força da “lei de causa e efeito”. O sr. CX era useiro e vezeiro nessa acusação perversa, à custa de vítimas de incêndios como os do Gran Circo Norte Americano, em 1961, e do Edifício Joelma em 1974. Longe de ser os arautos da paz, como tais médiuns se consideram, são eles os atiradores de sal em feridas, atingindo não só a honra das vítimas como duplicando a dor dos entes queridos que os pranteiam. Que sirva de lição.
    .
    Aliás o círculo do inferno de Dante onde ficavam os caluniadores devia ser dos piores.

  205. Vinicius Diz:

    Toffo Diz:
    OUTUBRO 27TH, 2015 ÀS 10:03 PM

    “Pois é, de vez em quando dou uma entradinha aqui. Tive a pachorra de procurar o processo de São José do Rio Preto, da sra. Carmen Caballero, contra o médium Woyne Figner Sacchetin, …”

    Sim, TOFFO, e em época de TELETONs então nem se fala, quantos espíritas e simpatizantes da Lei de Causa e Efeito tentam tornar culpados por crimes os aleijados, os manetas, os pernetas..

    Eu li o livro desse médium: é tosco, intolerante, fanatizado, extremamente obcecado pela “justiça divina pelo método Talião” e ainda por cima diz ser assessorado pelo próprio “Santos Dumont” que deu seus pitacos lá na obra. O leitor fanático por “olho por olho dente por dente” , espirita ou não, no final de livro, vai falar que foi “bem merecido esse avião cair” .
    Quantas vezes eu fui em palestras espíritas e durante a mesma dizerem (não exatamente com estas palavras) : “ah, ame o seu filho com muita força, saiba que ele pode ter sido seu inimigo atroz no passado e o Pai, em sua suprema Bondade e Justiça, o coloca junto de ti, para expurgar débitos terríveis” . Um novato na Doutrina, se for sugestionável e não usar bom senso, inconscientemente pode até passar a ter aversão pelo filho.

    “eu li o livro”: fui levado pelo Marketing da capa, o nome do espirito Santos Dumont e por ter sido acidente aqui em SP. Usam elementos que aguçam nossa curiosidade enquanto ainda não formar em nós juízo critico, ceticismo etc. Mas achei uma “nojeira”. Todos deveriam processar .

    Sabe se esse livro foi de fato recolhido das prateleiras e proibida sua venda? Na biblioteca da FEESP tem exemplares dele.

  206. Toffo Diz:

    Provavelmente sim, se foi ordem judicial. Na verdade, nem quero ler. Literariamente, essas obras “mediúnicas” são produto de quinta categoria, dá engulhos de ler.
    .
    Isso prova que os espíritas cristãos, ou espíritas evangélicos, ou chiquistas, pregam o ódio e a segregação em vez da concórdia e do perdão. Transformar vítimas inocentes de desastres naturais ou provocados em algozes resgatando faltas do passado é atentar contra a dignidade delas e de seus entes queridos que delas foram privados, é uma profunda e indelével falta de respeito, é uma insanidade.
    .
    A grande deturpação que foi feita no espiritismo ao longo do século 20 tornou a doutrina irreconhecível, uma religião com pretensão a cristã (embora não aceitando os dogmas do cristianismo) e muitas semelhanças com o catolicismo e as igrejas evangélicas. Não sou propriamente fã apaixonado de Allan Kardec, que conheço do direito e do avesso, mas com certeza ele teria chiliques e urticárias ao ver que a doutrina que ele criou virou “evangelização”, ou seja: tudo o que ele não queria que acontecesse (o espiritismo ser uma religião) aconteceu.

  207. Contra o chiquismo Diz:

    A propósito estou lendo o livro “Perdas e danos” sobre 3 acidentes aéreos. O do Fokker 100 que caiu no Jabaquara, do Gol 1907 e esse da TAM em SP. Triste pra caramba. Essa sim uma leitura recomendável e não essa dessa ‘medium’ tosca. Tou doido pra achar esse livro dela e tocar fogo nele!

  208. Borges Diz:

    Toffo e Vinicius: Conheço uma senhora , personagem de proa dentro da casa espírita, que chegou a dizer a seguinte barbaridade: Os internos da APAE estão naquela situação porque foram estupradores na última encarnação. Imaginem o desconforto que isto pode provocar na mente de um parente e principalmente de uma mãe ou pai que possui um ente querido naquelas condições. Trata-se de ausência completa de bom senso e principalmente falta da tão falada caridade, que o espiritismo tem como carro chefe dentro dos seus preceitos.
    Obrigado

  209. Borges Diz:

    Uma pequena nave brilhando atrás de uma árvore???
    Êxodus: 3 – 2 e 3.
    A sarça ardente- …..O anjo de Iahweh lhe apareceu numa chama de fogo, do meio de uma sarça. Moisés olhou, e eis que a sarça ardia no fogo, e a sarça não se consumia. Então disse Moisés: Darei uma volta e verei este fenômeno estranho; verei por que a sarça não se consome.

  210. Borges Diz:

    Uma nave espacial gigantesca ???
    Êxodus: 13 – 20 a 22.
    A saída dos israelitas:…..E, tendo saído de Sucot, acamparam em Etam, à beira do deserto.
    E Iahweh ia adiante deles, de dia numa coluna de nuvem, para lhes mostrar o caminho, e de noite numa coluna de fogo para os alumiar, afim de que pudessem caminhar de dia e de noite. Nunca se retirou de diante do povo a coluna de nuvem durante o dia, nem a coluna de fogo durante a noite.

  211. Gorducho Diz:

    Direi cousa perigosa de se dizer cá dado o risco de ser tachado de simpatizante oculto desta ou daquela religião…
    Na religião católica até prova em contrário não se observa essas aberrações; ela hoje em relação ao espiritismo tem mais compostura.
    Então a religião que era p/ser “progressista”, e de certa forma o era em 1857, se transformou em retrógrada, conservadora, e propagadora de sandices (Alcyone, &c…).
     
    Já relatei várias vezes que no fim m/mãe simpatizava mais c/o catolicismo: acho que por essas coisas, i.e., pelo “conjunto da obra”. O catolicismo, até prova em contrário que aceitarei de bom grado, tem mais compostura!
    Já m/vacinando: sim, sei dos problemas causados pelo anti-natura celibato forçado, &c. Estou m/referindo à pregação em si, i.e., o que é dito e escrito pelos respectivos hierofantes com relação à crença em si mesma.

  212. Gorducho Diz:

    Uma nave espacial gigantesca ???
     
    Mas então esses eram mais desorientados que o Jesus Cristo dos chiquistas (que não sabia onde ficava o Brasil…), pois que se perderam no deserto e quase mataram de fome os judeus :(

  213. Borges Diz:

    Mas eles deram maná e depois as cordonizas.

  214. Borges Diz:

    Errata: codornizas

  215. Borges Diz:

    “Mas então esses eram mais desorientados que o Jesus Cristo dos chiquistas (que não sabia onde ficava o Brasil…), pois que se perderam no deserto e quase mataram de fome os judeus :(
    Já pensou na possibilidade de uma experiência, isolando-os no deserto por quarenta anos.

  216. Gorducho Diz:

    É, e até talvez fosse um reality show da TV deles, uma mistura de Big Brother c/Lost. E bem realista, eles só intervinham quando a cousa apertava, aí fornecendo aves e/ou maná + água (eles decerto colocaram uma canalização dentro da pedra e mandaram o Moisés bater c/a varinha).

  217. Marciano Diz:

    Acho que o BORGES é o ERIK VON DÄNIKEN escrevendo em português e usando pseudônimo.

    O termo ‘antigos astronautas’ designa a idéia especulativa de que alienígenas seriam os responsáveis pelas civilizações mais antigas da Terra. O proponente mais notório dessa idéia é Erich von Däniken, autor de vários livros populares sobre o assunto. Chariots of Gods? [Eram os Deuses Astronautas?], por exemplo, é um ataque arrasador à memória e às habilidades dos povos antigos. Von Däniken afirma que os mitos, a arte, a organização social, etc. das culturas antigas teriam sido introduzidos por astronautas de outro mundo. Questiona não só a capacidade de memória, mas também a própria aptidão dos povos antigos para a cultura e a civilização. Os homens pré-históricos não teriam desenvolvido sua própria arte e tecnologia. Em lugar disso teriam sido treinados em artes e ciências por visitantes vindos do espaço.

    Onde estão as provas das afirmações de Däniken? Algumas delas eram fraudulentas. Por exemplo, apresentou fotografias de peças de cerâmica que disse terem sido encontradas numa escavação arqueológica. A cerâmica ilustra discos voadores, e afirmou-se que teria sido datada de épocas Bíblicas. No entanto, investigadores de Nova (o bom programa científico da televisão pública) descobriram o oleiro que tinha feito os vasos supostamente antigos. Confrontaram von Däniken com os indícios da fraude. Sua resposta foi que essa falsificação se justificaria porque algumas pessoas só acreditariam se vissem provas (“O Caso dos Antigos Astronautas,” transmitido pela primeira vez em 3 de agosto de 1978, feito em conjunto com Horizon da BBC e Peter Spry-Leverton)!

    Porém, a maior parte das provas de von Däniken está na forma de argumentos enganadores e falaciosos. Seus dados consistem principalmente em sítios arqueológicos e mitos antigos. Ele começa assumindo como verdadeira a idéia dos antigos astronautas e então força todos os dados a se encaixarem nela. Por exemplo, em Nazca, no Peru, ele explica desenhos gigantescos de animais no deserto como um antigo aeroporto alienígena. O fato de que as linhas do desenho, por sua estreiteza, seriam inúteis como pista para qualquer avião é convenientemente ignorado por von Däniken. A probabilidade de que esses desenhos tivessem relação com ciência ou com a mitologia dos nativos não é considerada. Ele também recorre freqüentemente a um raciocínio de falso dilema do seguinte tipo: “Ou esses dados são explicados assumindo-se que aqueles primitivos idiotas fizeram isso sozinhos, ou precisamos aceitar a idéia mais plausível de que eles tiveram ajuda de povos extremamente avançados que devem ter vindo de outros planetas onde essas tecnologias, como a dos dispositivos anti-gravidade, tinham sido inventadas.” A devoção dele a essa teoria não diminuiu, a despeito de provas em contrário, como fica evidenciado por mais outro livro sobre o assunto, Arrival of the Gods: Revealing the Alien Landing Sites at Nazca [A Chegada dos Deuses: Revelando os Locais de Pouso Alienígenas em Nazca] (1998).

    Surgiram muitos críticos das idéias de von Däniken mas Ronald Story se destaca como o mais completo. A maioria dos críticos da teoria de von Däniken argumentam que os povos primitivos não eram selvagens impotentes, incompetentes e desmemoriados como ele descreve (devem ter sido pelo menos inteligentes o bastante para compreender a linguagem e os ensinamentos de seus instrutores celestiais — nenhum café pequeno!) É verdade que ainda não sabemos como os antigos conseguiram realizar algumas de suas façanhas físicas e tecnológicas mais espantosas. Ainda nos perguntamos como os antigos egípcios levantavam obeliscos gigantes no deserto, e como homens e mulheres da idade da pedra moviam imensas pedras esculpidas e as colocavam no lugar em dolmens e covas de passagem. Ficamos impressionados com as cabeças esculpidas gigantes da Ilha de Páscoa e nos perguntamos por que foram feitas, quem as fez e por que abandonaram o lugar. Um dia talvez tenhamos as respostas às nossas perguntas, mas é mais provável que elas venham da investigação científica, não da especulação pseudocientífica. Por exemplo, a observação dos povos contemporâneos da idade da pedra em Papua, em Nova Guiné, onde ainda são encontradas grandes pedras sobre tumbas, nos ensinou como os antigos poderiam ter realizado a mesma coisa com pouco mais que cordas de material orgânico, alavancas e pás de madeira, um pouco de engenhosidade e uma boa dose de força humana.

    Não temos nenhuma razão para crer que a memória de nossos antigos ancestrais fosse tão pior que a nossa, a ponto de que não pudessem se lembrar dessas visitas alienígenas bem o bastante para preservar um relato preciso delas. Há poucos indícios para dar respaldo à idéia de que mitos antigos e histórias religiosas sejam a recordação distorcida e imperfeita de antigos astronautas, registrada por antigos sacerdotes. Os indícios do contrário –de que povos pré-históricos ou ‘primitivos’ eram (e são) bastante inteligentes e ricos em recursos– são contundentes.

    Naturalmente, é possível que visitantes do espaço tenham mesmo pousado na Terra há alguns milhares de anos e se comunicado com nossos ancestrais. Mas parece mais provável que esses povos pré-históricos tenham sido eles mesmos responsáveis por sua própria arte, tecnologia e cultura. Por que maquinar uma explicação como essa de von Däniken? Pode ser que fazer isso acrescente mistério e romantismo à teoria de alguém, mas também a torna menos razoável, especialmente quando essa teoria parece incoerente com o que já sabemos sobre o mundo. A hipótese do antigo astronauta é desnecessária. A navalha de Occam deveria ser aplicada e a hipótese rejeitada.

    Veja verbetes relacionados sobre abduções alienígenas, o rosto de Marte, as linhas de Nazca, Sirius, Zecharia Sitchin, OVNIs e Velikovsky.

    leitura adicional

    Chariots of Lies: The CorreX Files de Paul Willis (Este site é atualmente conhecido como The Correx Archives devido a ameaças de ações judiciais da 20th Century Fox Alien Network por violação de direitos autorais)
    Antigos Astronautas de Brian Fagan, professor de antropologia da Universidade da Califórnia em Santa Bárbara
    Nova – Hot Science
    Página dos Antigos Astronautas dos Drs. Larry J. Zimmerman e Richard A. Fox, Jr. da Universidade de Dakota do Sul
    O Décimo-segundo Planeta de Sitchin de Rob Hafernik
    “Eram os Deuses Astronautas?” de Erich von Däniken: Ciência ou Charlatanismo? de Robert Sheaffer
    Bullard, Thomas E. “Ancient Astronauts, [Antigos Astronautas]” em The Encyclopedia of the Paranormal editada por Gordon Stein (Buffalo, N.Y.: Prometheus Books, 1996), pp. 25-32.

    De Camp, L. Sprague. The Ancient Engineers [Os Antigos Engenheiros] (New York: Ballantine Books, 1977).

    Feder, Kenneth L. Frauds, Mysteries and Myths [Fraudes, Mistérios e Mitos], cap. 3, (Mountain View, California: Mayfield Publishing Co., 1990).

    Story, Ronald. Guardians of the Universe [Guardiães do Universo] (New York: St. Martin’s Press, 1980).

    Story, Ronald. The Space-gods Revealed: a Close Look at the Theories of Erich von Däniken [Os Deuses Espaciais Revelados: um Exame Minucioso das Teorias de Erich von Däniken], 2a ed. (New York: Barnes & Noble, 1976).

    Não eram fantasmas, eram ETs.

  218. Marciano Diz:

    Esqueci-me da fonte:
    http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=14920.0

  219. Toffo Diz:

    O espiritismo brasuca se perdeu quando decidiu se tornar evangélico, lá ainda no tempo do BdeM. De lá pra cá, foi se tornando menos uma doutrina experimental, como tinha imaginado seu criador, Kardec, e mais uma religião chororô, à qual foram adicionando penduricalhos (água fluída, passe, culto do evangelho no lar, escola de moral cristã, cursos de médiuns, cursos de evangelização/evangelizadores, cromoterapia, florais, cartas dos mortos &c) e, com isso, foi se acentuando o aspecto perverso da culpa judaico-cristã com a estranha contabilidade dos débitos e créditos das vidas passadas. Como, ao contrário da igreja católica, os espíritas não têm uma organização nem hierarquia, o espiritismo virou uma casa da mãe joana, em que cada um faz o que bem entende. E as sandices se multiplicam. Como é um filão promi$$or, multiplicam-se as editoras que lançam esses livros que vendem como pãozinho. Como dizia Warne Monroe, o espiritismo como ciência deixou de ser considerado como tal nos anos 1930 (na Europa). Hoje é uma religião desacreditada por quem tem um mínimo de sensatez.
    .
    Quanto à obra de CX, convenço-me mais e mais de que ela não passa de um instrumento de poder, utilizado pela FEB até os anos 1970, como obra de propaganda da doutrina que a FEB considerou como espírita. Os livros de CX não passam de obra de propaganda, sem necessariamente compromisso com suas supostas fontes espirituais. Apenas refletem a ideologia da FEB. Na fase pós-FEB, a partir do Pinga Fogo, nos anos 1970, CX se especializou em literatura ligeira, autoajuda e cartas de mortos. E autopromoção, claro. É isso.

  220. Borges Diz:

    “Marciano Diz:
    OUTUBRO 28TH, 2015 ÀS 2:04 PM
    Acho que o BORGES é o ERIK VON DÄNIKEN escrevendo em português e usando pseudônimo.”
    Seu comentário deixou-me VERY HAPPY, não chego nem perto. ERICH VON DANIKEN teve a coragem dos pioneiros, conseguiu abalar as estruturas das religiões, apresentando evidências da fragilidade do Deus bíblico; Não restava a menor dúvida que seria bombardeado com críticas ferozes. Hoje possui muitos seguidores, que são conhecidos como os “teóricos dos ALIENÍGENAS DO PASSADO”. Acho que já assisti todos os episódios de uma série de reportagens sobre os “AP” exibidas no “HYSTORY CHANNEL”.

    “Ficamos impressionados com as cabeças esculpidas gigantes da Ilha de Páscoa e nos perguntamos por que foram feitas, quem as fez e por que abandonaram o lugar. Um dia talvez tenhamos as respostas às nossas perguntas, mas é mais provável que elas venham da investigação científica, não da especulação pseudocientífica.”
    Pois é confessam que não têm explicação científica e deitam falação em quem tenta apresentar uma. Assim são os céticos. É claro que como ser humano, Erich pode ter cometido erros, por isso, aceito apenas aquilo que para mim faz sentido, não estou preso a dogmas, tenho a mente livre para pensar e colocar as ideias sem medo de ser criticado por meus pares ou contrários.
    Obrigado

  221. Borges Diz:

    “Marciano Diz:
    OUTUBRO 28TH, 2015 ÀS 2:04 PM
    Acho que o BORGES é o ERIK VON DÄNIKEN escrevendo em português e usando pseudônimo.”
    Seu comentário deixou-me VERY HAPPY, não chego nem perto. ERICH VON DANIKEN teve a coragem dos pioneiros, conseguiu abalar as estruturas das religiões, apresentando evidências da fragilidade do Deus bíblico; Não restava a menor dúvida que seria bombardeado com críticas ferozes. Hoje possui muitos seguidores, que são conhecidos como os “teóricos dos ALIENÍGENAS DO PASSADO”. Acho que já assisti todos os episódios de uma série de reportagens sobre os “AP” exibidas no “HYSTORY CHANNEL”.

    “Ficamos impressionados com as cabeças esculpidas gigantes da Ilha de Páscoa e nos perguntamos por que foram feitas, quem as fez e por que abandonaram o lugar. Um dia talvez tenhamos as respostas às nossas perguntas, mas é mais provável que elas venham da investigação científica, não da especulação pseudocientífica.”
    Pois é confessam que não têm explicação científica e deitam falação em quem tenta apresentar uma. Assim são os céticos. É claro que como ser humano, Erich pode ter cometido erros, por isso, aceito apenas aquilo que para mim faz sentido, não estou preso a dogmas, tenho a mente livre para pensar e colocar as ideias sem medo de ser criticado por meus pares ou contrários.
    Obrigado

  222. Borges Diz:

    saiu em duplicata- não sei o que aconteceu, pode ser paranormal.

Deixe seu comentário

Entradas (RSS)