Arquivo ‘Livros Gratuitos’ Categoria

Hella Hammid: Psíquica Excepcional (2012)

sexta-feira, abril 22nd, 2016

Segue o Capítulo 04 do recém-lançado livro de Russell Targ “A Realidade da Percepção Extrassensorial”, capítulo este específico sobre a psíquica Hella Hammid. Há muitas revelações aqui, inclusive que para publicar o artigo com os feitos notáveis de Hella em uma prestigiosa revista científica, a Proceedings of the Institute of Electrical and Electronic Engineers (IEEE), os pesquisadores foram obrigados a convencer o editor do periódico, Robert Lucky, através de uma série de experimentos de visão remota, que a mesma funcionava. O teste era adivinhar onde Lucky havia se escondido durante 5 dias na hora do almoço, cada dia em um local diferente. Creio que um teste assim para um artigo ser aceito é inédito na história da Ciência. O vidente remoto – que não era Hella Hammid – entregou transcrições do que viu e colocou cada uma em um envelope. Lucky acertou todas as 5 combinações,  numa chance estatística menor do que 1% pelo puro acaso. Os pesquisadores também venceram o obstáculo de um revisor cético. O capítulo traz ainda notáveis acertos de visão remota precognitiva de Hella Hammid, com 4 de 4 tentativas bem sucedidas (p =0,04). Uma delas era o jardim cercado do Stanford Hospital, e ela disse que via “algum tipo de jardim formal”. O capítulo traz vários outros exemplos notáveis. Para ler o capítulo, clique aqui.

Livro Gratuito: “Vida de Jesus”, de Ernest Renan (1863)

quarta-feira, outubro 21st, 2015

Este foi um dos primeiros livros que Chico leu e plagiou em suas psicografias – até onde sei, “Há Dois Mil Anos” (1939) e ”Boa Nova” (1941). Talvez com a digitalização do livro isso facilite encontrar mais plágios em outras obras (dele e de outros médiuns). Para baixar o livro, clique aqui. Outra coisa muito interessante é ver a forma com que o livro influenciou a obra psicográfica de Chico Xavier, não só nos trechos copiados, mas também nas ideias. Por exemplo, Ernest Renan tinha certo preconceito contra os judeus. Encontramos o seguinte trecho no Capítulo 20 de sua obra:

Um dos principais defeitos da raça judaica é sua aspereza na controvérsia, e o tom injurioso que ela quase sempre assume nesse caso. Nunca houve no mundo disputas mais acirradas que as dos judeus entre si. É o sentimento da nuança que faz o homem ser polido e moderado. Ora, a falta de sutileza é um dos traços mais constantes no espírito semítico. As obras delicadas, como os diálogos de Platão, por exemplo, são desconhecidas desses povos. Jesus, que era isento de quase todos os defeitos de sua raça, e cuja qualidade dominante era justamente uma delicadeza infinita, foi levado, a contragosto, a usar o estilo de todos na polêmica.

No Capítulo 24, Renan coloca a culpa da morte de Jesus no partido judaico, excluindo qualquer responsabilidade pelos romanos, o que hoje sabe-se ser historicamente incorreto:

Não foi, então, nem Tibério nem Pilatos quem condenou Jesus. Foi o velho partido judaico; foi a lei mosaica.

Essa mesma responsabilização indevida encontramos no livro “Há Dois Mil Anos” e no livro “A Caminho da Luz”, que afirma

o Divino Mestre é submetido aos martírios da cruz, por imposição do judaísmo, que lhe não compreendeu o amor e a humildade (p. 118).

Apesar do preconceito que Renan tinha, é importante ressaltar que ele mesmo diz

Segundo nossas idéias modernas, não existe transmissão alguma de demérito de pai para filho; cada um deve prestar contas à justiça humana e à justiça divina apenas do que ele próprio fez. Em consequência, qualquer judeu que sofra ainda hoje pela morte de Jesus tem o direito de reclamar.

Ainda assim, no mesmo parágrafo, ele segue dizendo:

Mas as nações têm suas responsabilidades, como os indivíduos. Ora, se já houve um crime que fosse o crime de uma nação, foi a morte de Jesus.

Tais ideias encontram eco ainda hoje. O livro “No Limiar do Abismo” (2007), de Carlos A. Baccelli, diz explicitamente:

Foram mesmo os judeus que crucificaram Jesus! Por que não assumir a culpa? (Cap. 27)

No mínimo porque a culpa está longe de estar provada, e no máximo para não reacender qualquer sentimento antissemita. Além disso, é quase unânime hoje entre os historiadores que a culpa é exclusiva ou praticamente exclusiva dos romanos. Para uma discussão profunda dessa questão, sugiro os artigos de Roberto Pompeu Toledo (1995, aqui), de Alexandre Versignassi e Rafael Kenski (2004, aqui) e de Carlos Aranha (2004, aqui).

 

Livro Gratuito: Xenoglossia, de Ian Stevenson (1984)

sexta-feira, outubro 9th, 2015

Para baixar o livro, clique aqui. Em minha opinião, o primeiro caso é muito problemático e muito fraco. O segundo caso possui mais evidência de conhecimento paranormal, mas está ainda longe de ser imune a críticas, especialmente as referentes à capacidade de xenoglossia (mas as informações sobre a vida passada seriam mais probatórias quanto a algum conteúdo paranormal). Fica patente a honestidade de Stevenson em relatar os casos com as deficiências que eles possuem. Uma linguista, Sarah Grey Thomason, revisou os casos e, embora não tenha ficado convencida da exibição de conhecimento paranormal, admite que “Stevenson submeteu seus [...] casos principais a grande escrutínio e a tantos testes quantos pôde pensar”. Para ler a análise de Sarah, clique aqui.

Livro Gratuito: Reflexões sobre Raymond, uma apreciação e análise – por Walter Cook (1917)

sexta-feira, agosto 28th, 2015

Este livro é uma crítica por Walter Cook do caso mediúnico do filho de Sir Oliver Lodge, descrito no livro ‘Raymond’. A tradução é minha e de Vital Ferreira. Não traduzi os poemas do livro para que não perdessem a rima, e fiquei com alguma dúvida quanto à melhor tradução da palavra ‘fencing’. Aceito sugestões. [Atualização: o termo "evasivas", recomendado pelo internauta Marciano, foi aceito como uma ótima tradução]. Para ler o livro traduzido, clique aqui. Para ler o original em inglês, clique aqui.

Livro Gratuito: “Nossa Vida no Além”, de Marlene Nobre (1998)

terça-feira, julho 28th, 2015

Livro escrito pela recentemente falecida Marlene Nobre, baseado na psicografia de Chico Xavier. Para lê-lo, clique aqui.

Livro Gratuito: CUMPRINDO-SE PROFECIAS – MATERIALIZAÇÕES DE ESPÍRITOS EM SÃO PAULO, por MÁRIO FERREIRA (1955)

sexta-feira, junho 19th, 2015

O livro traz as sessões ocorridas no Grupo Espírita Padre Zabeu. Há algumas fotos também. Para baixar o livro, clique aqui.

Livro Gratuito: Os fenômenos de assombração, de Ernesto Bozzano (1920)

sexta-feira, abril 17th, 2015

Esse livro NUNCA ANTES NA HISTÓRIA DESTE PAÍS havia sido traduzido! Agora está! Excelente esforço do autor do site “Autores Espíritas Clássicos”, e pelo que vi, a tradução está ótima! Para baixá-lo, clique aqui.

Livro Gratuito! “Fundamentação da Ciência Espírita”, de Carlos Friedrich Loeffler (2003)

quarta-feira, abril 8th, 2015

O livro poder ser baixado nesse link. A obra possui diversos problemas, mas o principal é que o autor é muito acrítico. No Capítulo 2 há uma retratação da Idade Média completamente equivocada. No Capítulo 10 há uma exaltação desmedida a Bozzano, ressalta-se uma concordância entre as obras espíritas sem nem citar a questão de plágio, afirma-se que o espírito guia de Madame d’Esperance respondeu com categoria e propriedade a perguntas sobre mecânica, acústica luz e harmonia musical quando na verdade só respondeu disparates etc. No Capítulo 14 ele até valida a foto fraudulenta do médium Mirabelli levitando, fraude descoberta pelo próprio Guy Lyon Playfair. No Capítulo 15 o autor defende veementemente a existência de alienígenas, e diz que a revista UFO é uma revista séria. É de chorar… apesar desses – e de outros – gravíssimos problemas, o livro tem alguns pontos positivos: uma rica bibliografia e os capítulos 4 a 7 são razoáveis (embora longe de impecáveis…).

Livro gratuito: Cérebro e Crença, de Michael Shermer (2012)

terça-feira, março 10th, 2015

Um ótimo livro de Michael Shermer sobre as crenças sobrenaturais e paranormais, embora não impecável. Pode-se baixá-lo aqui. Vale notar, porém, que mesmo o cético Shermer recentemente admitiu a existência de fenômenos fortemente sugestivos de paranormalidade. Ele disse, publicando na Scientific American: “Muitas vezes me perguntam se eu já encontrei algo que eu não poderia explicar … eventos anômalos e desconcertantes que sugerem a existência do paranormal ou sobrenatural. Minha resposta é: sim, agora eu encontrei”. O evento ocorreu em 25 de junho de 2014. Vale a pena ler o seu artigo disponível aqui.

Uma Visão e Sua Sequência, por Jane H. Sagendorph (1926) [repostagem]

quinta-feira, fevereiro 5th, 2015

Neste livro encontramos a “Santíssima Trindade”: Leonora Piper, Gladys Osborne Leonard e a Sra. Chenoweth trabalhando “juntas”. Com Piper temos algumas de suas últimas sessões registradas (em 1925!), ela já bem velhinha, mas ainda assim exibindo capacidades paranormais. Osborne também demonstrou um inequívoco conhecimento paranormal, tanto que a pesquisadora se viu forçada a não publicar algumas das informações por serem muito íntimas, embora ela dê uma boa ideia do tipo de informação que Osborne transmitiu. E a Sra. Chenoweth mais uma vez fornece evidências que alguns animais sobrevivem em algum pós vida. Este livro já havia sido publicado aqui antes, mas como o 4shared me bloqueou ele não estava mais acessível. Isso muda agora, basta clicar aqui.

Entradas (RSS)