Médium de Kardec comete suicídio!

É uma revelação bombástica! Assistam!

5 respostas a “Médium de Kardec comete suicídio!”

  1. montalvão Diz:

    Tadinho do coitado do D’ambel, será que sua bendita alma foi para o vale dos suicidas, ou lhe teria sido dado outro destino?

  2. montalvão Diz:

    Morel, ex-espírita, tem feito boas pesquisas sobre o espiritismo, notadamente fatos da época de Kardec.

  3. mrh Diz:

    O D’Ambel tinha 50 anos por ocasião de sua morte. O ‘Le Figaro’ errou ao afirmar que ele tinha 35.
    .
    Isso tudo é muito lamentável. Uma codificação espírita sem espíritos. Dá vontade de rir, se não fosse trágico. E se não tivesse envolvido minha vida…

  4. M Diz:

    Vitor, estou postando aqui na entrada mais recente do blog para fazer uma pergunta que não tem relação com o assunto, então já te peço desculpas.
    Depois de um tempo lendo seu blog, e vendo nele os múltiplos exemplos de fraude e explicações mais razoáveis e prosaicas pra tanto as afirmações de espiritualistas como da parapsicologia, como você continua empenhado para apostar na veracidade dos resultados das pesquisas de psi que acredita ser convincentes, e do lado do conteúdo espírita, continuar dando atenção e espaço a esse submundo de bizarrices?
    Não estou ou sou crítico da psi (mas sim do espiritismo) como já notei em alguns personagens dos comentários do blog, apesar de tender mais ao ceticismo (e digo isso com pesar) mas tenho essa curiosidade porque realmente me parece que as evidências sejam muito pequenas, os poucos estudos que não são desvendados em sua problemática metodológica, parecem ainda não ser sido temporariamente. Todo mistério parece se esclarecer quando é sujeito a um maior escrutínio. Eu sou daqueles que quer ser convencido da existência de anomalias e fenômenos do tipo, mas a leitura de seu blog e a pesquisa sobre o ceticismo profissional me deprimem, porque mesmo se, novamente, o mistério/alegação ainda não foi desvendado, a tendência é que com o tempo pessoas comecem a apontar os defeitos e falta de controle presentes em determinada pesquisa. Como você racionaliza essa situação? O estudo da chinesa por exemplo, bem interessante/animador, mas o que diriam os cientistas ocidentais da metodologia? Qual a reputação prévia dos pesquisadores (são crédulos no qi gong?). Infelizmente não posso deixar de considerar que logo algum tipo de falha se apresentará e voltaremos à estaca zero das alegações anedotas e dos estudos já criticados.
    Também deixo como sugestão você escrever sobre o concurso de vida após a morte do Robert Bigelow, que embora os ensaios não tenham sido disponibilizados ainda, me animou saber que pelo menos dois nomes na lista dos vencedores são de pesquisadores da neurologia/neurociência, que lidam com fenômenos de neurodegeneração. No entanto, uma curiosidade que não achei positiva para a imagem do empreendimento, é que um dos juízes é um dos que atestou que Uri Geller teria poderes paranormais na época de sua descoberta. Difícil.
    Um abraço.

  5. Vitor Diz:

    Oi, M

    Quanto ao concurso, foi ridículo. Quem ganhou o 1º lugar foi o Jeffrey Mishlove, nada tenho contra ele, mas jamais deveria ter vencido. O artigo dele é um apanhado de vídeos e livros, nada mais. Culpa dos juízes, só a Jéssica Utts se salvava na minha opinião. Um dos juízes era o Brian Weiss, pelo amor de Deus…

    Quanto às pesquisas psi, bem, até céticos obtiveram resultados positivos como em ganzfeld e micro-pk, o que me dá uma certa segurança da sua validade. Casos antigos como o da médium Piper ainda hoje apresentam uma robustez impressionante.

    Não sei se os cientistas chineses acreditam no qi gong.

Deixe seu comentário

Entradas (RSS)