A Volta das Mesas Girantes? (2012)

As mesas girantes foram um fenômeno do início do século XIX que chamou a atenção de Allan Kardec. Consistia no movimento de mesas e outros objetos pesados sem uma causa física aparente. Com a descoberta de diversos truques, perdeu-se o interesse nesse tipo de fenômeno, que desapareceu em fins do século XIX. No entanto, recentemente o filósofo e pesquisador Stephen Braude investigou o fenômeno conseguindo registrar em vídeo uma levitação completa de uma mesa.  Teria ele sido enganado ou o fenômeno seria autêntico? Vejam o vídeo com o depoimento de Braude a seguir.

Braude escreve sobre esta levitação:

(…) Nós tivemos 5 levitações da mesa claras, três das quais ocorreram em luz vermelha suficiente para ver as mãos sobre a mesa e as pernas embaixo (no chão). Na última, fomos capazes de gravar uma breve levitação com vídeo infravermelho. Embora não possa ser considerado como estritamente probatório (porque nem todos os assistentes ou mãos eram visíveis a partir do ângulo da câmera), considero que é um documento valioso de um evento que eu estou convencido de que foi autêntico.”

O vídeo está aqui:

 

Na página do grupo pesquisado pode-se ler:

Braude vai publicar um relatório completo em uma revista científica sobre a sua investigação. Nós fomos autorizados a ler [o relatório], mas naturalmente não podemos publicá-lo no blog antes da sua publicação [oficial].

A página informa ainda que muitos outros fenômenos aconteceram – como ectoplasmia, luzes espirituais e batidas – e que Braude também comentará sobre eles em seu relatório. Aguardemos. Porém, desde já quero deixar claro que desconheço qualquer formação em mágica que Braude tenha, o que é uma deficiência grave nesse tipo de investigação. Eu não costumo confiar em relatórios de fenômenos de efeitos físicos que não tenham sido examinados e validados por um mágico experiente. Porém, louvo o esforço de Braude em realizar esse tipo de investigação, hoje tão difícil, por vários motivos. Espero que as pesquisas avancem.

529 respostas a “A Volta das Mesas Girantes? (2012)”

  1. Antonio G. - POA Diz:

    Vitor,
    Bem dentro do velho padrão: escurinho, luz vermelha, especulação sobre futura publicação de “relatório completo em revista científica”, tudo bem “secretinho”…
    E a ninguém parece ocorrer a pergunta mais óbvia: – Para que serve uma mesa “flutuante”?
    .
    Enfim, mais do mesmo.
    .
    Estou até pensando em voltar a acreditar nestas besteiras. Ser cético está cada vez mais chato… Não tem novidade, espanto, emoção. Coisa mais sem graça…
    Será que é por isso que o Biasetto “esfriou” ?
    .
    Abraço,

  2. Toffo Diz:

    Segundo o “Laboratories of Faith”, as mesas girantes diziam fofocas.

    Até hoje me intriga o fato de que o Livro dos Espíritos tenha sido obtido através de mesas e pranchetas falantes, e o fenômeno não tenha se repetido em outras ocasiões. Eu sei que há uma versão recente do LE (por que será que não chega ao Brasil?), 150 anos depois do primeiro. Mesmo assim, é muito pouco. Já ouvi vários espíritas dizerem que foi uma “conjunção única de fatores” que levou ao aparecimento do LE, que foi uma espécie de “bafejo divino” que não se repete mais, etc etc etc. Mas essa explicação não se sustenta, pois se o fenômeno existe e é de fundo orgânico, como dizem, ele deveria aparecer em todos os tempos, e portanto repetir-se. Realmente, vendo-se os fatos friamente, é difícil de engolir essas histórias todas. Como diria um francês de Santo André, Kardec com certeza embarcou numa canoê furée.

  3. Daniel Diz:

    Toffo,
    várias questões que tu levanta a respeito dos livros como o Nosso lar, fazendo ironia, são explicadas pelo espiritismo e as informações são facilmente encontradas! Se muita coisa te intriga e tu diz que vê os fatos friamente, não te falta estudo? Biasetto e outros também fazem isso, no post do “Parnaso”.
    Não acho que aqui o pessoal “vê os fatos friamente”! se isso significa “estudar a idéia científicamente”. Vocês tomam partido e ignoram o outro lado!
    Vitor fez a análise do Parnaso, atraves de um poema. O comentário de um Vinícius foi ignorado, de que talvez o próprio autor tenha refeito o poema.
    Não acham que a vida de renúncia do Chico, que não é santo, já não dá bastante credibilidade à obra? dá pra desconfiar que é verdade, não?
    abraço!

  4. Marcos Diz:

    A meu ver é fraude. Todas as investigações desse tipo (ectoplasmia, mesas girantes) são obscuras. Melhor não se deixar levar.

  5. Marciano Diz:

    Antonio, o Biasetto tá passando por uma crise existencial.
    Tem pouco tempo (3 ou 4 anos) que ele deixou de acreditar em fadas, mas acho que ele não vai esfriar, não.
    Quanto às mesas girantes, vim ávido pra cá, achando que veria algo mais elaborado, ainda que irreal, mas me decepcionei, tudo igual ao resto, muito obscuro, cheio de promessas que nunca serão cumpridas (o tempo dirá se estou certo).

  6. Gorducho Diz:

    Deve-se reconhecer que a séance parece bem autentica, como elas eram de fato: diversão da classe média sem TV (que bom, invejo aqueles tempos sem TV… – espero reencarnar em Marte). As mesas só diziam abobrinhas.

  7. Gorducho Diz:

    Nada ver diretamente com as mesas automóveis, porém dentro do tema espiritismo:
    Descubro por acaso de onde o Kardec tirou a ideia do “neologismo” – ignorando propositalmente o fato da palavra ser Americana; aceitando a versão dele de que inventou o termo spiritisme… Segundo [1], um dos primeiros usos do termo socialismo foi num artigo do Pierre Leroux na Revista Enciclopédica, em ’34. Escreverá a posteriori o dito: Foi então um neologismo, um neologismo necessário. Inventei a palavra como um contraste a “individualismo”, que estava começando a ser amplamente usada. [Introdução-pág. 1, 2]
    Ainda do mesmo livro me permito transcrever o trecho do capítulo 1: The Problem of Romantic Socialism), que, adicionado dos Fluídos do Mesmer e do Código Penal dos Defuntos (até agora não descobri que inventou isso, talvez isso sim tenha sido inventado pelo Kardec…), descrevem completamente o Kardecismo. Pas d’enseignements d’ultratombe…
    Grifei aí menção ao tipo de pensamento comum entre Espíritas – em particular de um dos Analistas deste sítio -, a saber, a substituição do real empírico pelo ideal (deles, claro). I.e., a criação de um Universo de fantasia para consumo próprio:
    Os socialistas românticos partilhavam esta crença num bem comum com os filósofos iluministas, mas rejeitavam duas bandeiras do iluminismo radical: ateísmo e materialismo. O idioma desses primitivos socialistas era um idioma religioso; quase todos eram teístas, e muitos traçavam ao raízes do socialismo à primitiva Cristandade [no que tinham razão]. De fato, a tradição materialista – desde Lucretius até LaMettrie a Helvétius a daí a Marx e Engels – não tinha atração para a maioria deles. Os argumentos, explanações e categorias julgados por eles atraentes, referiam-se não a causas materiais, mas a finais, não realidades empíricas mas ideais. Criticando a rapacidade e ganância do capitalismo primitivo, adotaram não a linguagem da economia política, mas, ao invés, a de Lamartine, o qual, escrevendo em 1834, descrevia seus contemporâneos como confrontados pela escolha entre “a ideia de moralidade, religião e caridade evangélica” e “a ideia de egoísmo em política”.
    Se os socialistas românticos usavam linguagem religiosa, a maioria também apresentava suas ideias como uma ciência exata – uma ciência da organização social que permitiria a humanidade abandonar as estéreis controvérsias filosóficas e a arena destrutiva da política e resolver de modo científico o problema da harmonia social. De fato, uma das características extraordinárias do pensamento deles é que, enquanto constantemente apresentavam suas teorias como enraizadas na descoberta das verdadeiras leis da natureza e sociedade, também frequentemente falavam em tom de profetas religiosos. Para eles as leis da natureza eram também as leis de Deus, e a nova ciência era a verdadeira religião. Esta mistura de ciência e religião, profecia e sociologia, era uma das marcas características do pensamento deles.

    [1] Jonathan Beecher, Victor Considerant and the Rise and Fall of French Romantic Socialism, Un. of California Press. Lível no GOOGLE a parte citada.

    Victor Considerant and the Rise and Fall of French Romantic Socialism, Jonathan Beecher, Un. Of California Press.

  8. Toffo Diz:

    Meu caro Daniel, estudo é o que não me falta. Você parece ser mais um daqueles que arremetem contra os críticos pondo em dúvida o conhecimento do oponente. Que tédio, mais um… Desculpe, mas assim não dá.

  9. Toffo Diz:

    Pra mim fica mais do que claro que o espiritismo nada mais é do que a reciclagem das ideias filosóficas que circulavam na França da primeira metade do século 19. O socialismo romântico, as ideias de Leroux e Reynaud, os ideais republicanos e liberais trazidos com a Segunda República (que não se concretizaram), o druidismo, enfim, nada mais do que isso. Nada de “espiritual”. O que aconteceu no Brasil já é outro capítulo da história.

  10. Antonio G. - POA Diz:

    Concordo, Toffo. E o que temos no Brasil não é espiritismo. Aqui, prevalece o culto ao Chiquismo, uma religião de base Católica (seu fundador desejava ser um santo) com acentuada inspiração na doutrina criada por Allan Kardec.
    Foi o caminho encontrado por XC para tornar-se mais célebre do que a maioria dos santos. Pelo menos, no Brasil.

  11. Antonio G. - POA Diz:

    CX, e não XC.

  12. Toffo Diz:

    O chiquismo é católico. Com o correr dos anos, foi incorporando à prática espírita elementos da Santa Madre, que nunca existiram no espiritismo. Culto do evangelho no lar. Água fluída, com í mesmo (=água benta). Passes, ou como queiram, imposição das mãos, como os padres fazem quando abençoam. O deslocamento para o centro espírita, como um sucedâneo das igrejas e paróquias, uma espécie de “profissionalização” do espiritismo; os centros também são chamados no chiquismo por templos espíritas. Nos anos iniciais do espiritismo, as séances (sessões espíritas) eram realizadas em casa, em grupos privados ou familiares, e essa era a sua grande característica e o seu trunfo: pela pulverização, o esparramamento, como batatinha quando nasce. Hoje o chiquismo não admite a prática de séances em casa. Emmanuel não deixa. Tudo em nome da “causa”. Quem discorda, por favor vá estudar as fontes. Há vários e excelentes estudos acadêmicos, notadamente americanos, sobre o período do espiritismo francês, publicados nos últimos 20 anos. Não têm tradução em português. Por que será? Desconhecimento… ou desinteresse? Ainda não consegui descobrir.

  13. Contra o Chiquismo. Diz:

    Mais do mesmo. Só falta a ‘legítima irmã josefa’ aparecer de novo pra esclarecer o que houve em uberaba…

  14. Phelippe Diz:

    Existe alguma materialização que não seja fajuta? O que ocorreu em Uberaba?

  15. Vitor Diz:

    Em Uberaba foi fajutagem, há vários artigos no blog sobre isso. Quanto a materializações autênticas, podem até ter havido, mas a documentação delas não é boa o suficiente que nos garanta isso.

  16. Antonio G. - POA Diz:

    Certo, Vitor. É isso. E reitero minha disposição em mudar de ideia diante de uma (bastará uma) evidência concreta. Até hoje, não vi qualquer evidência digna de crédito.
    Abraço.

  17. Phelippe Diz:

    Obrigado, Vitor.

  18. Biasetto Diz:

    Olá Antonio, Toffo, Marciano …
    Bem, o problema deste vídeo, faz lembrar aquele da menina do sul (que tá na cama), que inclusive já morreu: não dá pra ver todo o ambiente, uma parte da mesa está encoberta no vídeo pela presença de uma pessoa, que é bem gordinha.

  19. Biasetto Diz:

    Antonio,
    O Marciano está certo, estou passando por uma crise existencial, mas não é por causa do espiritismo não. Tô enojado com a minha profissão, tô enojado com o Brasil, que de país católico, está virando um país evangélico, naquilo mais podre que possa existir, na linha do fanatismo e estupidez.
    Não entendi bem o que o Daniel quis dizer, citando Nosso Lar e Parnasso.
    Gostaria que ele se manifestasse melhor.
    Eu só penso que é uma pena, o blog do Vítor ter surgido, quando o Chico já tinha morrido. Bem, se a internet fosse no Brasil, o que é hoje, há 25 anos atrás, já existindo um Vitor Moura, seria muito bom ter pego o Chico e a turma dele, com estas indagações e críticas que fazemos aqui. O que será que diriam, se é que se dariam ao trabalho de responder algo por aqui.
    Eu gostaria muito, de poder estar com o Waldo Vieira, podendo perguntar a ele sobre os plágios. Mas como ele é uma estrela, sendo que só responde o que lhe interessa, fica difícil, além do fato de que não disponho de tempo e grana pra ir lá no “centro” dele.
    Inclusive eu perguntaria a ele que relação há entre “Evolução em dois mundos” (psicografia dele e do Chico) e o livro do Delanne: “Evolução anímica”, porque está claro que o 1º é plágio do 2º
    Aproveitando nossa conversa, o Scurzório me passou um email, me criticando e criticando o vídeo do Luiz Carlos Prates, com toda aquela ladainha, de que QUALQUER aborto, em QUALQUER circunstância, é crime terreno e espiritual.
    O fanatismo deixa a pessoa tão cega, que ela nem percebe o que o Prates está falando no vídeo: de como os homens decidem pelas mulheres – e estes homens se declaram cristãos, religiosos, filhos de Deus, do criador …
    Não têm nem o respeito por uma mulher, para que ela, SÓ ISSO: TENHA O D-I- R-E-I-T-O DE DECIDIR SOBRE SEU PRÓPRIO CORPO, especialmente em condições excepcionais, como no caso de terem sido vítimas de um estupro, por exemplo.
    Sinceramente, MINHA PACIÊNCIA ESTÁ NO LIMITE, COM TANTA HIPOCRISIA.

  20. Antonio G. - POA Diz:

    Eu entendo o que você diz, Biasetto. Eu também fico muito angustiado diante de tanta insensatez. Às vezes, tento abrir os olhos de gente querida, familiares e amigos, que eu percebo perdidos num labirinto de ilusões e mentiras. Tenho gente próxima de mim, pessoas de boa índole e boa formação intelectual, mas que enfrentam situações de grande desgaste moral e psicológico, e que vão se afundando em um quadro de sofrimento que poderiam tentar reverter, com atitudes proativas, de enfrentamento, mas preferem adotar uma posição passiva, contemplativa, entendendo que seus males fazem parte do seu Karma e seu sofrimento tem um justo propósito de resgatar dívidas de seu espírito. Eu tenho muita compaixão por este pessoal, mas me sinto impotente em ajudá-los, porque eles mesmo não querem ser ajudados, cegos por uma crença estúpida. Uma tristeza…
    .
    Mas o que mais me incomoda, reitero, é a “lavagem cerebral” nas crianças. Isso sim, é uma tragédia! Pobres inocentes…

  21. Phelippe Diz:

    E a transcomunicação Vitor? Existe alguma novidade? Alguém já fez uma pesquisa de peso sobre o tema?

  22. Vitor Diz:

    Oi, Phelippe
    .
    sobre transcomunicação acabou de sair um artigo na revista NeuroQuantology sobre uma pesquisa de 2 anos em Vigo, na Espanha, em que usaram o maior isolamento acústico possível e no entanto vozes foram gravadas e não conseguiram achar uma explicação normal para elas.
    .
    http://www.neuroquantology.com/index.php/journal/article/view/571
    .
    Não tenho o artigo, não sei a metodologia. Espero em breve conseguir.

  23. Toffo Diz:

    Bom sinal, Biasa. Sinal de que você é uma alma sensível. Importa-se com o mundo, e sofre com suas mazelas, ao contrário de muita gente, que não está nem aí para o andar da carruagem. Mas na minha opinião vc sofre mais do que devia por causa da sua natureza, que é apaixonada; se vc fosse analisado por Hipócrates ele te diria que você é uma mistura de sanguíneo (coração) com colérico (bílis amarela, fígado).

  24. Rafael Maia Diz:

    Vitor vc ja leu a biografia da Osbourn ?

    Eu estou lendo ela e verifico que ela fala sobre o tal cordão de prata que liga as pessoas aos espíritos, bem como sobre a possibilidade de nossos espíritos deixarem nossos corpos quando estamos dormindo.

    A pergunta é algum outro medium confiável corrabora com essas explicações existenciais ou apenas ela diz essas coisas ?

    Pergunto isso porque, como já havia dito a vc antes, me interesso pela uniformidade das explicações dadas pelos mediuns, o que as vezes nem sempre consigo encontrar.

  25. Antonio G. - POA Diz:

    Rafael, você não se dirigiu a mim, mas eu gostaria de dizer-lhe o seguinte: “Medium confiável” é uma expressão inconsistente. Algo como Papai Noel verdadeiro.

  26. Antonio G. - POA Diz:

    Ou cartomante honesta.

  27. Vitor Diz:

    Oi, Rafael

    ainda não li a fundo a biografia de Osborne. Não sei bem se outros médiuns corroboravam o que ela dizia, mas acho que esse lance de cordão de prata veio com a Blavatsky.

  28. Rafael Maia Diz:

    rsrsrs, eu entendo e respeito sua posição Antonio, voçê acredita que nada disso seja verdade. Só que eu não concordo integralmente com vc, eu quero ir fundo no assunto, inclusive estou planejando fazer uma viagem aos Estates próximo ano para passear e conhecer o Dr Gary ou na Inglaterra para conhecer a medium Deborah Martin, a depender dos resultados do concursos que eu fiz, que saem esse mês sair. Se passar, a viagem é certa; se não, vai esperar mais um pouquinho. Isso que eu falei também não tem relação com seu comentários, mas quero dizer que diferente de vc, eu acredito sim e pretendo me dedicar ao assunto, logo é bom se acostumar porque sempre vou falar coisas que, pra vc, não existe. :)

    Ta ok vitor, seria bom se todos falassem a mesma coisa.

  29. Antonio G. - POA Diz:

    Acho que devo esclarecer: Quando eu falo que médium confiável é uma expressão inconsistente, não estou dizendo que todos os médiuns são falsos ou desonestos. Embora eu diga que a maioria deles, ou é desonesta ou é impelida basicamente pela vaidade, acredito que alguns sejam movidos pelas melhores intenções e realmente acreditem que detém poderes mediúnicos. Estes não são desonestos. São equivocados.
    O que eu afirmo é que os fenômenos mediúnicos não são coisa para se confiar. Se você tiver prudência, é claro.

  30. Antonio G. - POA Diz:

    Rafael, torço para que você consiga este seu objetivo da viagem. Viajar é maravilhoso! É uma das coisas que eu mais gosto de fazer, nesta encarnação. Eu devo ter sido marinheiro do Marco Polo em alguma outra vida. Ou talvez tenha sido o próprio Fernão de Magalhães. Vai se saber… rsrsrsrs
    Abraço.

  31. Rafael Maia Diz:

    Ah sim, eu também torço para que consiga viajar. A viagem sera consequência da aprovação no concurso, que é o que eu já estou tentando a alguns anos através de hora e horas diária de estudo. Com o salário do cargo, que dá pra fazer qualquer viagem tranquilamente para qualquer canto do planeta, eu poderei fazer isso.

    Já estou sem unhas de tanto de tanta ansiedade pelo resultado.

    Mas não é bom criar expectativa, porque, caso não dê certo, a decepção sera pior. Então, só me resta ir estudando para os próximos concursos que virão enquanto aguardo esse resultado, estarei em são paulo nesse fim de semana e no rio de janeiro no próximo para o concurso do Ministério Público de SP e juiz do Rio.

    Abraço a todos e boa sorte.

  32. Biasetto Diz:

    Antonio,
    O Chico fala de “cordão de prata”, em livros do “André Luiz”:

    CORDÃO DE PRATA – Como o próprio nome sugere, trata-se de uma espécie de “cordão” que liga o perispírito ao corpo físico. É imprescindível à vida carnal, pois assegura a perfeita realização das funções biológicas vitais durante o período do sono natural, quando então o espírito se desprende do corpo físico para interagir no mundo espiritual, embora sempre seu corpo e seu perispírito estejam sempre ligados através do chamado cordão de prata. O cordão de prata é pré-requisito essencial para a vida orgânica, posto que no momento da morte física ele se rompe. Em alguns meios “espiritualistas” com pouco estudo, há uma discussão sobre os “perigos de rompimento” de tal cordão espontaneamente, durante o conhecido fenômeno das projeções para fora do corpo, como se algo no Universo pudesse acontecer “espontaneamente”, ou seja, sem o consentimento e o conhecimento de Deus. Esse temor não tem lógica, nem sentido algum, a não ser que seja “a hora exata” de o indivíduo desencarnar. O cordão de prata não é feito de material suscetível a atritos ou a acontecimentos que possam vir a “rompê-lo” – esse tipo de pensamento não apenas contraria diametralmente a lógica, mas sobretudo vai inteiramente contra os ensinamentos estabelecidos pela Codificação Kardequiana.

    O que você achou? rs …

  33. Biasetto Diz:

    Veja isto Antonio, tem “cordão de ouro” também

    http://www.vivenciasespiritualismo.net/mediunidade/apostila12/apostila12.htm

  34. Biasetto Diz:

    Aprenda de uma vez por toda Antonio G.:

    .
    http://povodearuanda.wordpress.com/2012/01/12/desligamento-do-cordao-de-prata-morte-do-corpo-fisico/

  35. Biasetto Diz:

    Por fim, Antonio, aqui há várias citações de obras, falando do “cordão de prata”.
    .
    http://www.ippb.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=4275&catid=62&Itemid=96

  36. Gorducho Diz:

    Independentemente de “acreditarmos” ou não, esta posição do Sr Rafael Maia é a que eu sempre defendo. Investigar, é isso!

  37. Antonio G. - POA Diz:

    Pois é, Biasetto. Eu conheço esta conversa do “sutil cordão de prata”, que liga o espírito à glândula epífese (pineal) do invólucro corpóreo, blá, blá, blá,…
    O que eu posso dizer, para não ferir suscetibilidades? Não posso dizer que respeito a afirmação de que isso realmente existe, porque não seria verdade. No máximo, eu posso dizer que acho engraçado. rsrsrs

  38. Antonio G. - POA Diz:

    Mas continuo respeitando o direito de cada acreditar no que bem entender.
    Desde que deixemos as crianças de fora, claro.

  39. Antonio G. - POA Diz:

    Beleza, Rafael! Continue firme na busca de seus objetivos! Ore bastante, se você acredita que isso pode ajudar. Mas, principalmente, estude muito! Mesmo que você já tenha passado no concurso – o que espero que tenha acontecido – como futuro operador do direito, você terá que estudar sempre.
    Desejo-lhe sucesso!

  40. Toffo Diz:

    Essas e outras teorias (que são teorias, bem entendido, suposições, estimativas) pululam no meio espírita como verdades. As pessoas falam daquilo como se aquilo fosse real. Esse que é o problema dos espíritas. Eles não têm apenas fé em Deus e na providência divina; têm também fé nessas teorias ditas “científicas”, e seus penduricalhos “ad hoc”, que tomam como verdades – perispírito, cordão de prata, fluido espiritual etc etc etc. Eles são tão convictos disso que para eles é como se fosse como a circulação sanguínea, o processo digestivo, o parto etc etc etc.

  41. Gorducho Diz:

    As pessoas falam daquilo como se aquilo fosse real. Esse que é o problema dos espíritas.
    Exatamente, é isso que torna o “Espiritismo” particularmente patético. A atitude correta de quem se interesse direta ou indiretamente por este tipo de tema – e creio que seja o caso de todos que aqui comparecem, senão estariam em outros sítios – será justamente investigar ativamente se tiver interesse ou possibilidade; ou acompanhar investigações. Veja que nada disso tem a ver com deuses, moralidades metafísicas, socialismos utópicos, preces, &c.

  42. Biasetto Diz:

    http://entretenimento.br.msn.com/cinema/noticias/artigo.aspx?cp-documentid=253745199

  43. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Antonio G. – POA Diz:
    SETEMBRO 13TH, 2012 ÀS 15:33
    Certo, Vitor. É isso. E reitero minha disposição em mudar de ideia diante de uma (bastará uma) evidência concreta. Até hoje, não vi qualquer evidência digna de crédito.
    Abraço.”

    Me responda: Na comunidade espírita, quais são os esforços feitos para evidenciar seus argumentos? É só blá-blá-blá religioso.

    Ainda dizem que espiritismo é Ciência…

  44. Sharp Random Diz:

    Vitor
    Conforme o link de Biasetto
    Eclesiastes 12:6
    um pouquinho antes de Blavatsky
    ;)

  45. Gorducho Diz:

    Aparentemente o cordão é vários e com diâmetros variáveis. O André Luiz teve oportunidade de observar 2 humanos terráqueos em viagem a NL:
    Instantes depois, divisei ao longe dois vultos enormes que me
    impressionaram vivamente. Pareciam dois homens de substância
    indefinível, semiluminosa. Dos pés e dos braços pendiam filamentos
    estranhos, e da cabeça como que se escapava um longo fio de singulares
    proporções. Tive a impressão de identificar dois autênticos fantasmas. Não
    suportei. Cabelos eriçados, voltei apressadamente ao interior. Inquieto e
    amedrontado, expus a Narcisa a ocorrência, notando que ela mal continha o
    riso.
    - Ora essa, meu amigo – disse, por fim, mostrando bom humor -, não
    reconheceu aquelas personagens?
    Fundamente desapontado, nada consegui responder, mas Narcisa
    continuou:
    - Também eu, por minha vez, experimentei a mesma surpresa, em
    outros tempos. Aqueles são os nossos próprios irmãos da Terra. Trata-se de
    poderosos espíritos que vivem na carne em missão redentora e podem,
    como nobres iniciados da Eterna Sabedoria, abandonar o veículo corpóreo,
    transitando livremente em nossos planos. Os filamentos e fios que observou
    são singularidades que os diferenciam de nós outros. Não se arreceie,
    portanto. Os encarnados, que conseguem atingir estas paragens, são
    criaturas extraordinariamente espiritualizadas, apesar de obscuras ou
    humildes na Terra.

  46. Toffo Diz:

    A imaginação do CX não tinha limites. Por isso acho ele um competente story-teller.

  47. Antonio G. - POA Diz:

    Toffo, você acredita que o CX tinha plena consciência das farsas e fraudes que proporcionava, ou seja, você acha que ele sabia perfeitamente que suas peripécias eram falsas ou acredita que, em alguma medida, ele “viajasse” nos próprios devaneios? Em resumo: Farsante, maluco ou as duas coisas juntas?

  48. Marcos Diz:

    Ontem assisti um filme sensacional, que todo pessoal interessado em parapsicologia deveria assistir: Poder Paranormal (Red Lights). Na primeira parte do filme existem boas explicações científicas para os fenômenos ditos como “paranormais”, inclusive há uma explicação de como os espíritas fraudavam a levitação das mesas girantes. O final do filme é surpreendente.

  49. Biasetto Diz:

    Boa esta pergunta do Antonio, é exatamente nesta linha de pensamento que fico intrigado.
    O que você acha Toffo?

  50. Biasetto Diz:

    Valeu pela sugestão Marcos, vou procurar ver este filme.

  51. Antonio G. - POA Diz:

    Pois é… É claro que a resposta definitiva a esta questão morreu com o mineirinho. Mas eu gostaria de saber a opinião do Toffo. E me interessa saber a sua também, Biasetto.
    E vou adiantar o que eu penso a respeito: Acho que a saga de mentiras de CX iniciou como simples fraude, totalmente consciente e buscando apenas notoriedade. Isso seria fruto de sua exacerbada vaidade. Mas também acredito que CX sofria de graves desvios de personalidade e tinha transtornos psíquicos típicos de personalidade esquizóide. Assim, acho muito provável que, com o decorrer do tempo e o agravamento de sua enfermidade mental, CX pode ter passado a “misturar as estações” e combinar farsa com maluquice. Mas não saberia dizer em que proporção estariam uma coisa e outra.

  52. Toffo Diz:

    Eu considero o caso CX muito complexo, Antonio, para caber num ou noutro rótulo. Consideremos: um menino pobre do interior de Minas, nascido numa família cuja maior preocupação era sobreviver. Nascido mulato e feio, com tendências femininas e dotado de uma sensibilidade de esfolado vivo. Perde a mãe, sua maior referência, muito cedo. Criado no meio extremamente religioso do interior mineiro. À medida que cresce, vai demonstrando comportamento bizarro: vê gente morta, tem alucinações, acredita ver a mãe morta e falar com ela. Ao mesmo tempo, denota incomum talento para escrever e contar histórias e vai aos poucos demonstrando uma capacidade de imaginação fora do comum. Junte-se a todos esses talentos o seu histórico pessoal: autoestima baixa, vítima de bullying, vários casos comprovados de doença mental na família, cevado pela religião, pouca perspectiva de ascensão e melhora social, começa a perceber que está no lugar e na hora errados. Um apreciável caldo de cultura. Surge então a oportunidade do espiritismo para o rapazinho católico. Daí se pode traçar uma linha lógica: 1927, o espiritismo; 1931, a aparição de Emmanuel; 1932, o surgimento do Parnaso; e por aí vai. Alguém já parou para comparar as aparições de La Salette e Lourdes, no século 19, e os relatos de CX concernentes à aparição de Emmanuel? Já pararam para comparar as personalidades de CX com as de Maximin Giraud e Mélanie Calvat, e de Bernadette Soubirou? Todos eles eram jovens e, oficialmente, pouco instruídos. Todos eles viram espíritos de luz em lugares ermos. Todos eles relatam interação com as aparições, seguida de revelação de segredos ou ordens. Para mim, não há a menor diferença entre elas, tanto na forma quanto no conteúdo. São experiências profundamente místicas e sobrenaturais, que inclusive o espiritismo kardecista não abonava, com sua pretensão à “lógica” e ao “rigor dos fatos”, tanto é que as aparições de Lourdes e Salette foram contemporâneas de Kardec e não me recordo de que ele tenha feito alguma referência a elas. Acho pouco provável que abonasse a aparição de Emmanuel. De resto, como dizem os ditados, “comer e coçar é só começar” e “a ocasião faz o ladrão”. Uma vez entrando no ramo, CX foi se especializando na sua arte torta, dando asas à sua imaginação e, numa complexa operação mental, transformando aquilo que criava em fatos supostamente reais. Primeiramente é difícil estabelecer quem é Chico Xavier, porque ele jamais se deu a conhecer, jamais permitiu que se fizessem experiências consigo e era um hábil dissimulador. É também difícil, do ponto de vista literário, no caso dele, estabelecer com precisão até onde vai o dolo, isto é, o animus simulandi, ou os limites daquilo que se chamaria dolus bonus, isto é, fazer a coisa de caso pensado com boa intenção, em outras palavras, pregar mentirinhas para fins de elevação do leitor. É muito difícil julgar, porque é muito difícil avaliar o animus de CX. Mas tenho para mim que, de bom caso pensado ou de mau caso pensado, as obras de CX não se sustentam enquanto oriundas de terceira autoria. A leitura atenta dos seus textos ditos “mediúnicos” aponta para uma gênese comum, como se uma mesma pessoa escrevesse “diferente”, como é o caso dos heterônimos de Fernando Pessoa: embora de estilos diversos, a fonte original é a mesma. Em uma palavra: na minha opinião as obras de CX são DELE.

  53. Antonio G. - POA Diz:

    Toffo, devo dizer que concordo plenamente com sua argumentação, em todos os aspectos, mas de maneira especial no que concerne à gênese comum das supostas psicografias. Por mais que CX tenha sido um hábil imitador de estilos, seus textos atribuídos a autores desencarnados têm visível perda de qualidade quando comparados a obras originais. Não há grande dificuldade de perceber o pastiche. De fato, um leitor mais atento consegue reconhecer, sem grande óbice, o vocabulário e construção semântica bastante peculiares ao Chico, ainda que razoavelmente disfarçados.
    .
    Obrigado pela deferência.
    Sds.

  54. Daniel Diz:

    Toffo e Biasetto, (e Vitor e Antônio)…
    desculpem pela colocação mal feita! não sou nada bom com as palavras e ainda ando sem tempo.
    O que eu disse sobre o Nosso lar e o Parnaso.. É que li comentários seus desacreditando de alguns trechos de questões que são esclarecidas pelos livros mais básicos da lavra do Chico e de Kardec. Não encontro mais os comentários! Se quiserem eu procuro (o negócio é que não tem necessidade, visto que mesmo indicando as informações nos livros vocês contestarão, e penso que vocês não querem mais debater a respeito) .
    .
    Vitor, Antônio e outros,
    -fico em dúvida se vocês acreditam na mediunidade de Kardec. Ou melhor, você e os outros que aqui comentam acreditam no “fenômeno mediúnico” em si?
    -Discordo em parte que exista o “Chiquismo”. Em parte porque realmente acreditamos que a obra do Chico complementa a de Kardec. Nunca demos menos importância ao Kardec. É normal os espíritas do Brasil terem admiração pelo Chico, pela seus exemplos de vida, “vivência do Evangelho”. Isso também já vi que a maioria aqui discorda. Outra coisa: é claro que “espírita” é uma coisa e “espiritismo” é outra. Ser humano é tosco! …
    Os vários apontamentos de plágio pra mim são apenas confirmações de informações já passadas anteriormente.
    Vitor, se tu permitir, gostaria de mostrar um trecho de mensagem do Inácio Ferreira:

    ” A obra de André Luiz, em todos os aspectos, originalíssima – cujo estilo literário vem sendo copiado por muitos outros espíritos, inclusive, por mim –, conseguiu o prodígio de fundir os fatos da realidade espiritual, concernentes à sobrevivência do ser, com os preceitos da Doutrina Espírita e o Evangelho de Jesus.
    .
    Sim, porquanto, nas obras que, de certa maneira, podemos considerar pioneiras do moderno Espiritualismo, a partir da mediunidade de Swedenborg, Stainton Moses e Vale Owen, dentre outros, quase não nos deparamos com nenhuma referência mais respeitosa ao Cristo, e, consequentemente, ao indispensável apelo de renovação íntima, que, em última análise, é o propósito da Verdade revelada.
    .
    A Obra Mediúnica de Chico Xavier, toda ela, é vinculada ao Pensamento Crístico, conforme, aliás, pudemos estudar no livro que, recentemente, fizemos publicar: “Emmanuel, Médium do Cristo”!
    .
    Não constitui novidade para os estudiosos em geral, que, por exemplo, muito antes da Codificação, os Princípios fundamentais nos quais o Espiritismo se assenta, são conhecidos e difundidos desde os tempos mais remotos – eles poderão ser encontrados no Mahabharata, que encerra a filosofia do Hinduísmo, no Avesta, de Zoroastro, no Livro Egípcio dos Mortos, no Livro Tibetano dos Mortos e, ainda, com Sócrates e Platão, na Grécia.
    .
    Para nós, contudo, a Obra Mediúnica de Chico, embora alicerçada sobre antigas, porém sempre novas verdades, avança extraordinariamente para muito além do que já se conhecia. Perto do que André Luiz nos informa sobre o Mundo Espiritual, em suas múltiplas Dimensões, a própria Codificação – data vênia – fica a dever! ”
    .
    tenho até medo do que virá!
    (tô brincando)
    abraço a todos!

  55. Biasetto Diz:

    Vou responder ao Daniel e, em seguida, tentar acrescentar algo aos brilhantes comentários do Toffo e do Antonio.
    Daniel, não sei desde quando você acessa o blog, nem sei quais artigos você já viu aqui.
    Primeiramente, a obra de André Luiz não é tão original como você afirma. Hoje mesmo, o Scur trocou ideias comigo e veio com a velha conversa de que ninguém provou nada contra Chico Xavier.
    Eu não tenho provas indiscutíveis, de que Chico nunca foi médium (nem sei se existe mediunidade), mas posso provar, AFIRMO: POSSO PROVAR, que existem diversas evidências de plágios nos livros que ele atribuiu ter recebido dos espíritos. Aliás, é isto que o Vítor tem demonstrado, desde que criou o blog.
    Nosso Lar, Libertação e Obreiros da Vida Eterna foram tirados de A Vida Além do Véu, do reverendo George Vale Owen. Falei pro Scur hoje, e volto a falar pra qualquer espírita chiquista, que aceito debater este assunto, é só me convidar – só não posso garantir minha presença, se o local for longe de minha cidade (Bragança Paulista).
    Por que o livro do Owen foi parar nos livros de André Luiz? É uma boa pergunta! Alguns, como o Luciano dos Anjos e o Marcos Arduin (não exatamente na linha do dos Anjos), afirmam que os plágios foram feitos pelo espírito. É uma hipótese, mas qual o grau de sustentação pra ela?
    E tem muito mais, muito mais aqui no blog, pergunte ao Vítor.
    Sobre Parnaso, a questão envolve muitos aspectos:
    1º) Chico sempre deixou claro seu grande amor por literatura.
    2º) Chico tinha cadernos, onde fazia colagens de artigos sobre autores literários. Um desses cadernos ainda existe, já foi tema de artigo do blog e até serviu de referência para a elaboração de um livro.
    3º) O Vítor já apresentou evidências de plágios neste livro.
    4º) Há um certo consenso que os poemas de Parnaso são belos, bem escritos, mas INFERIORES àqueles produzidos pelos supostos espíritos, quando estes autores – de carne e osso – pisaram em nosso planeta. Por que ficaram menos sábios no plano espiritual? Também é uma boa pergunta.
    .
    Bem, eu pretendia me atrever nos comentários do Toffo e do Antonio, mas fica pra amanhã.
    .
    Boa noite …

  56. Marciano Diz:

    Lamento não estar com tempo para comentar, vou falar bem pouco.
    Antonio, acho bastante plausível sua hipótese sobre o CX.
    Toffo, acho que a história de conversar com a mãe PODE ter sido inventada a posteriori, nunca aconteceu.
    Biasetto, bom te ver por aqui, pena que estou com tão pouco tempo.
    Concordo com quase tudo o que disseste.
    Só vou um pouco mais além, como tu sabes.
    Abraço a todos.

  57. Sharp Random Diz:

    “O medíocre discute pessoas. O comum discute fatos. O sábio discute idéias.”

  58. Gorducho Diz:

    Comentarista Daniel, lhe faço algumas ponderações incluindo-me na categoria de outros:
    -fico em dúvida se vocês acreditam na mediunidade de Kardec. Ou melhor, você e os outros que aqui comentam acreditam no “fenômeno mediúnico” em si?
    - i) Kardec nunca se intitulou médium (o Sr anda estudando pouco Kardecismo). Alegava compilar mensagens de vaporosos habitantes da erraticidade cósmica (não das cidades do CX…) e/ou reencarnados em outros globos; estas sim canalizadas por médiuns. Mensagens estas que quais foram? Qual foi a base de dados que formou a estatística do CUEE?
    -ii) Note o Sr que o “Espiritismo” se auto-intitula parcialmente “Ciência” – e isto, só isto, é que o torna patético. Em ciência não se acredita. Ninguém acredita nos vetores (ou funções de onda como se queira chamar…) da mecânica quântica. Apenas verifica-se que é um formalismo que produz resultados mensuráveis na vida real. Então, a questão da mediunidade é assunto a ser investigado, coisa que os “Espíritas” nunca fizeram.

    Quanto à mensagem que o Sr. citou:
    i) Estilos literários são estilos literários – arte. Alguns muitíssimos o apreciam, sendo isto mérito irretirável do CX, cujo estilo é sim originalíssimo. Particularmente eu gostaria de saber como seriam as análises críticas da obra Parnaso (nunca li, não tenho capacidade para apreciar poesia) se os críticos não soubessem que ela era atribuída a espíritos de defuntos; ou escritas por um mineirinho mitologicamente “semi-analfabeto”. Todas as críticas ficaram portanto viciadas por esse conhecimento prévio.

    ii) Os espíritos não falavam, nem tinham porque falar em Jesus Cristo. Jesus Cristo caiu de pára-quedas não se sabe de donde na obra do Kardec; o que mais ainda a desacredita enquanto a terem sido canalizações daqueles.
    (…)
    . Perto do que André Luiz nos informa sobre o Mundo Espiritual, em suas múltiplas Dimensões, a própria Codificação – data vênia – fica a dever! ”
    Isto é o que os Kardecistas e nós agnósticos/ateus chamamos Chiquismo – a atual ortodoxia :)

  59. Antonio G. - POA Diz:

    Daniel, não fique temeroso. Os céticos não têm “Jesus no Coração”, mas não são, necessariamente, gente “do mal”. rsrsrs
    Respondendo a sua indagação:
    Você pergunta se eu acredito em fenômeno mediúnico. Bem, fenômenos mediúnicos pressupõem a existência de espíritos. E a existência de espíritos não encontra respaldo em qualquer tipo de prova ou evidência razoável. Crer em espíritos é uma questão puramente de fé. Não há evidência científica de que existam. E as demonstrações empíritas não têm consistência de fato real. O que existe são “toneladas” de evidências de fraudes e simulações. De concreto mesmo, nada. Logo, sou totalmente cético com relação à existência de espíritos. Passei três décadas acreditando que existiam, mas acabei por concluir que não existem. Logo, fenômeno mediúnico também não existe. Até que me demonstrem o contrário.
    .
    Quanto ao texto do Dr. Inácio Ferreira, são palavras bacanas. Mas trata-se apenas de um discurso religioso de exaltação ao Chiquismo. Só isso.
    A este candente pronunciamento, Biasetto faz um interessante (e fundamentado) contraponto.
    .
    Abraço,

  60. Biasetto Diz:

    Ola Daniel, já fui muito “apaixonado” em meus comentários aqui no blog, de forma que tenho tentado buscar uma linha mais ponderada. A favor da mediunidade do Chico, penso eu, existem alguns pontos interessantes:
    1º) Ele escreveu uma obra bastante extensa, 400 livros, o que não é fácil pra ninguém, especialmente se tratando de uma pessoa simples, pobre, com poucos recursos, morando no interior de Minas Gerais. Pedro Leopoldo nem é bem interior, porque fica a menos de 50 km de BH, mas era cidadezinha. Além disso, o Chico sempre trabalhou, atendia no centro e tudo mais.
    2º) Ele passou a vida inteira defendendo que os espíritos se comunicavam com ele, que ensinavam as coisas pra ele, que ele tinha uma missão a cumprir aqui.
    3º) A gente pode discutir o ego dele, o quanto ele se sentia amado e tudo mais, mas é fato que ele se dedicou muito a pessoas que ele não conhecia, nunca cobrou nada por isso (pelo menos em bens materiais), coisa raríssima neste meio.
    Porém,
    1º) Nada impede que ele tenha sido realmente uma pessoa muito talentosa para a produção literária, memorizava com muita facilidade as coisas que lia, era metódico, organizado, de modo que acrescentava a tudo isto, uma boa dose de criatividade e muita fantasia.
    2º) As evidências de plágios são indiscutíveis na obra dele, o que me parece demais comprometedor. Ou ele plagiava, ou espíritos plagiavam e, nesse caso, estes espíritos pisaram feio na bola né?
    3º) O José Carlos fez estudos muito bem qualificados, mostrando que Emmanuel/Lentulus, senador romano, jamais existiu. Até que se prove o contrário, mas cadê a prova em contrário?
    4º) André Luiz também é outro problema sério, porque nem no meio espírita, existe algum consenso de quem foi o tal médico. A lista é grande: Osvaldo Cruz, Carlos Chagas, Faustino Esposel …
    5º) O Chico disse, pouco antes de morrer, que Emmanuel reencarnou numa cidade do interior de São Paulo, pra ser professor; o Waldo Vieira disse que Emmanuel reencarnou na Itália, para fazer parte da ICAR, com a missão de reformá-la.
    O mesmo Waldo disse que André Luiz foi Carlos Chagas; Luciano dos Anjos garante que foi Faustino Esposel.
    6º) O Chico escreveu alguns bons livros, com qualidade literária, personagens marcantes, histórias bonitas … mas também escreveu um monte de bobageiras, como Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho, fazendo de Jesus Cristo, um cara totalmente atrapalhado, perdido e injusto.
    Sem falar que fez a previsão de que o BRasil se transformaria num exemplo religioso para o mundo, apostando no espiritismo ou, talvez, num ecumenismo que nunca existiu. Veja no que se transformou e está se transformando nosso país, em termos de religião: um show de horrores !!!

  61. Gorducho Diz:

    Sandra Jacqueline Stoll, no conhecidíssimo trabalho Religião, ciência ou auto-ajuda? Trajetos do
    Espiritismo no Brasil [REVISTA DE ANTROPOLOGIA, SÃO PAULO, USP, 2002, V. 45 nº 2. - 363], informa:
    “Então com 17 anos, Chico Xavier participou das orações e passes, sendo em seguida introduzido à obra de Allan Kardec. A narrativa desse fato ao pároco e a decisão de seguir a nova doutrina marcaram o seu desligamento oficial do Catolicismo.
    (…)
    Ritualmente a mudança foi marcada pela substituição do vínculo de consangüinidade (mãe/filho) pelo vínculo de parentesco simbólico, selado na relação de apadrinhamento estabelecida entre médium e guia espiritual. Este último, no entanto, não se identificou de imediato. Segundo relato de Chico Xavier, Emmanuel
    se manteve incógnito por quatro anos (de 1927 a 1931), período considerado de treinamento de sua mediunidade, em especial da prática da psicografia.
    Fase liminar, característica dos processos iniciáticos, essa etapa foi marcada pela produção anônima, envolvendo dupla iniciação: além do desenvolvimento da escrita mediúnica, as mensagens psicografadas promoveram a familiarização de Chico Xavier com um “discurso de virtudes”, (…)”

    Tendo sido, coerentemente com supra informado, Parnaso publicado no ano ’32, o CX, após ter se convertido à Religião Espírita, treinou durante 4 anos psicografia e discurso de virtudes. Ora, se as obras foram ditadas por vapores de defuntos, por que treinar 4 anos? Basta saber escrever, pegar na pluma e colocar no papel o que está sendo ditado por esses…

  62. Toffo Diz:

    Eu já disse aqui alhures, mas repito: nos últimos 20 anos, tem crescido significativamente o interesse histórico e acadêmico pelo espiritismo francês, notadamente entre historiadores e pesquisadores americanos, que lançaram livros e ensaios sobre o assunto. Um deles está aqui no blog, em PDF: Laboratories of Faith de John Warne Monroe (Cornell University, EUA, 2006) – eu li. Outros que eu poderia mencionar são: Secular Spirituality – Reincarnation and Spiritism in the 19th Century France de Lynn L. Sharp (Whitman College, EUA, 2006) – este estou lendo; Unruly Spirits de M. Brady Brower (University of Illinois, 2010) – está na fila para leitura; Investigating the Supernatural: From Spiritism and Occultism to Psychical Research and Metapsychics in France, 1853-1931 de Sofie Lachapelle (Johns Hopkins University, EUA, 2011). Como veem, um largo objeto de estudos sérios e objetivos, feito por pesquisadores isentos e igualmente sérios. Nenhum deles foi traduzido para o português, nem me ocorre aqui que algum espírita no Brasil tenha comentado sobre eles, ou mesmo tenha conhecimento de tais livros, já que o Brasil é o único país onde o espiritismo logrou ter algum sucesso. Desinteresse ou mera ignorância? Não sei. Mas o que posso dizer a vocês, das leituras que ando fazendo, é que o espiritismo, conforme foi concebido e praticado no século 19, é algo muito diferente do espiritismo chiquista brasileiro, que é a corrente majoritária, esse espiritismo que o Daniel defende. O espiritismo foi um movimento essencialmente ligado a uma realidade e um contexto histórico, isto é, a França do século 19, cujas origens remontam a ideias filosóficas, políticas e sociais que circularam nesse país europeu na primeira metade desse século e cuja existência esteve visceralmente ligada ao momento político vivido através da Segunda República, do Segundo Império e da Terceira República francesas, e do desenvolvimento das ciências humanas e psíquicas. Não dá para compreender o alcance e os objetivos do espiritismo fora desse contexto. O que temos hoje no Brasil, se considerarmos os ideais de Kardec, não é espiritismo. É uma religião sincrética, baseada em alguns postulados espíritas como a reencarnação e a sobrevivência da alma, misturada à devoção, à fé e à caridade católicas e à candura e à credulidade africanas. Os ideais do espiritismo francês eram primordialmente o da reforma da sociedade, a aspiração a uma sociedade mais igualitária e justa, através da reencarnação; os ideais do espiritismo chiquista brasileiro parecem ser menos sociais e mais individuais: a reforma íntima e o desejo da salvação individual, não só através das boas obras, mas também através da reencarnação, na essência não muito distanciados dos ideais da Igreja. Não há nas obras de CX preocupação social, reformista. CX não está preocupado com as questões sociais e do atingimento de uma sociedade igualitária; ao contrário, as preocupações chiquistas são de ordem exclusivamente individual, da salvação das almas. E isso, a bem da verdade, numa das sociedades mais desiguais do planeta, a brasileira, infinitamente mais desigual do que era a França oitocentista. Ao contrário do original francês, que atraía intensamente a classe trabalhadora e operária justamente pela sua proposta reformista de uma sociedade mais igualitária, o espiritismo à brasileira atrai basicamente as classes médias e altas, mais escolarizadas, justamente pelo atrativo racional da salvação individual. O espiritismo, mormente em sua forma chiquista, predominante, não passa, hoje, de mais uma das muitas seitas cristãs que pululam no universo religioso brasileiro, não atingindo 3% da população brasileira.

  63. Biasetto Diz:

    Ótimas informações, Gorducho e Toffo.
    O Scur estava me dizendo umas bobagens ontem, aí eu disse pra ele: “Scur, você não percebe como você é católico, até o último fio de cabelo?”
    É isto aí, meus caros amigos, já falei e continuo falando: o “chiquismo” é puro catolicismo, só se diferencia pela ideia da reencarnação.
    Jesus Cristo é a referência principal; não faltam santos e santas, que aliás, o Chico amava, tanto que o Waldo Vieira disse que “ele lia tudo quanto era biografia de santos e santas, porque queria ser lembrado como um deles”.
    Eu vejo o espiritismo à brasileira, especialmente para os seguidores do “chiquismo”, como uma espécie de “reforma católica”, inclusive muito mal feita, porque nem consegue disfarçar seus propósitos e fundamentos.
    Tanto é verdade isto, que eu conheço muitos católicos que leem livros espíritas. O sujeito tem na sua biblioteca: a Bíblia, o Evangelho segundo o espiritismo, Nosso Lar (este não pode faltar), livros do padre Marcelo Rossi; assisti Canção Nova e não perde a chance de ir a uma palestra do ilustríssimo adorador do SaiBabão, Divaldo Pereira Franco.
    E Brasilzão, assim caminha a humanidade.
    - Ah! quando vai à praia, não perde a oportunidade de fazer uma oferendazinha a Iemanjá, afinal de contas, é bom se garantir por todos os lados, não é?

  64. Biasetto Diz:

    Gorducho e Toffo,
    Eu sou muito tapado em questões de internet.
    Como vocês conseguem destacar trechos do que postam no blog, com itálico ou negrito, porque eu não consigo.

  65. Antonio G. - POA Diz:

    Rsrsrsrs !!! Muito bom, Biasetto !! Rsrsrsrs….
    .
    Eu também conheço vários católicos que “cometem” uma fezinha no São Francisco Xavier…. Rsrsrsrs.

  66. Biasetto Diz:

    Valeu Antonio,
    Um grande abraço!

  67. Toffo Diz:

    Biasetto, para abrir uma palavra em itálico, digite ; para fechar, digite . Assim: itálico bem destacado.

  68. Toffo Diz:

    não saiu: para abrir; para fechar

  69. Toffo Diz:

    não consigo ensinar! para abrir a palavra itálica, abra com o sinal de menor, bote o i e feche com o sinal de maior; para fechar, faça a mesma coisa, mas após o sinal de menor bote uma barra: / e depois o i.

  70. Antonio G. - POA Diz:

    Falando em fé, está no portal do Terra:
    .
    “O sangue de São Genaro, padroeiro de Nápoles, voltou a se liquefazer misteriosamente nesta quarta-feira na catedral desta cidade do sul da Itália, onde milhares de fiéis estavam presentes para assistir ao “milagre”, que costuma acontecer três vezes ao ano: 19 setembro, dia de São Genaro, decapitado no ano 305, no primeiro final de semana de maio e em 16 de dezembro, data do aniversário da erupção do vulcão Vesúvio em 1631, que se acalmou com as orações dos fiéis de São Genaro.”
    .
    Só não se sabe qual é o propósito deste “milagre”. Para que serviria uma porção de sangue liquefeito de um “santo” decapitado há mais de 1700 anos?
    .
    Não se sabe o propósito, mas sabemos como ocorre o “milagre”: “Trata-se simplesmente de um composto químico feito a base de ferro, preparado na Idade Média, e que se mantém sólido se não for mexido e assume estado líquido quando agitado”, explicou a astrofísica italiana Margarita Hack há alguns anos.”
    .
    . A fé não é uma coisa maravilhosa?

  71. Gorducho Diz:

    Usar os códigos HTML – agora, aparentemente o sítio não aceita (porque??) a formatação de cores.

  72. Antonio G. - POA Diz:

    Será que eu entendi a orientação do Toffo?
    testando

  73. Antonio G. - POA Diz:

    Deu certo!

  74. Gorducho Diz:

    Usar as tags HTML:
    i Texto /i dentro dos sinais de “maior” “menor” (angle brackets). No caso precedente, itálico.
    b Texto /b – negrito (bold)
    br/ – novalinha (neste caso a barra vai depois)
    Agora, formatar cores não conseguí(??)

  75. Toffo Diz:

    é que, se você botar os símbolos () eles não aparecem na escrita.

  76. Gorducho Diz:

    Tags para:
    italic: &#060 i &#062 seu texto italizado &#060 /i &#062
    negrito: &#060 b &#062 seu texto em bold &#060 b &#062
    novalinha: &#060 br/ &#062

  77. Gorducho Diz:

    Não deu certo, não aceitou os escapes!

  78. Biasetto Diz:

    não entendi coisa alguma, mas valeu pela atenção, rs …
    abraços !

  79. Gorducho Diz:

    não entendi coisa alguma, mas valeu pela atenção, rs …
    Páginas web funcionan com código HTML. Para italizar o Sr coloca o texto entre as tags html “” sem as aspas claro, é que senão os sinais “maior/menor (angle brackets” não aparecem na minha escrita aí; “”. Significa: “abre itálico”… “fecha itálico”.
    Para negrito (boldface): “” meu texto em negrito “”
    Para novalinha: “”
    Para fazer aparecer os square brackets “” literalmente, usa-se os escapes. Porém não funcionou aqui. I.e., o seguinte código funciona perfeitamente aqui no meu navegador (CHROME):
    &#060 b &#062 meu texto em negrito &#060 /b &#062
    &#060 br/ &#062 minha nova linha
    &#060 i &#062 meu texto italizado &#060 /i &#062
    O interpretador do sítio deve ser “meio” rudimentar, tipo as corbeilles toupies :)

  80. Gorducho Diz:

    Fica difícil de explicar porque não aparece. Veja qq tutorial HTML…

  81. Gorducho Diz:

    Testando &lt i &gt

  82. Biasetto Diz:

    Valeu Gorducho, depois o Toffo me explica direito no grupo que temos no face.
    Não precisa me chamar de senhor não, apesar de meus 46 anos, me sinto um jovem “aborrecente”.
    Valeu!

  83. Toffo Diz:

    Mas voltando à vaca fria, gostaria que vocês falassem um pouco sobre essa mudança de foco – que eu acho importante para entender o que é o espiritismo à la brésilienne (depois te explico como faz, Biasetto). Mas para mim a diferença fundamental e essencial é essa: o espiritismo original, francês, era reformista e pregava os ideais da Segunda República de liberté, égalité, fraternité para uma melhora social à conta da reencarnação; o espiritismo chiquista prega a salvação individual pela “reforma íntima” e as boas obras através da reencarnação, mas nem um pio sobre a questão social. A própria noção de caridade, fundamental na compreensão da doutrina espírita, reveste-se de características distintas quando se compara o original com a cópia: a caridade no original kardecista tinha um sentido social de solidariedade entre classes, de ajuda mútua para o gradual abrandamento das diferenças entre as classes sociais; a caridade chiquista é essencialmente assistencialista, desvinculada de qualquer sentido social. Que acham?

  84. Daniel Diz:

    olá a todos!
    primeiramente, também quero testar o itálico! rs..

    Gostaria de dizer o que não concordo sobre esse Chiquismo:
    Não fazemos esse endeuzamento todo do Chico, não a ponto de afetar a doutrina, embora é claro, existam muitos espíritas de meia tigela.
    -Também não procuramos saber de deslizes do Chico, sua vida particular. Problema dele.
    -Seguimos Kardec pelas obras. Existe essa preocupação social em seus livros? estou perguntando mesmo.
    …a reforma íntima leva automaticamente a essa reforma social não? Me decepciono com a falta de ação no “movimento”. É indiscutível as formalidades, personalismo e muita vaidade que vem acontecendo..
    Mas: na França não há qualquer preocupação social como dizem, pelo contrário! Realizam reuniões mediúnicas e só, empacam no estudo. Digo, o espiritismo de hoje na França, em termos de prática. E a idéia principal do espiritismo é a ação! estudo sem ação não muda nada.

    Analisar a veracidade de um livro psicografado sem acreditar em mediunidade, espíritos, deus.. é meio esquisito! A psicografia depende de vários fatores, a perda de qualidade também é explicada. Daí, explicada por quem? nos livros psicografados. Eu acredito, vocês não. Entendem?
    .Não acham que a Ciência também é bem falível? está sempre mudando de idéia.. portanto vocês podem estar errados..
    Abraço!

  85. Gorducho Diz:

    …a reforma íntima leva automaticamente a essa reforma social não? Interessante ponto para reflexão e debate. Em princípio seria, porém não sei se não pode levar a alienações relativamente ao mundo, com a busca de salvação individual. Que o Chiquismo passa uma ideologia de choramingamento e conformismo; sujeições sem questionamentos à autoridade, &c., passa. Estou sem tempo e paciência para elaborar melhor isso agora (boa desculpa :) ); porém disso tenho convicção.
    o espiritismo de hoje na França, em termos de prática.
    Há hoje espiritismo em França??
    Quanto às colocações que o Sr faz ao final sobre ciência, o ponto que o Sr segue sem se aperceber é que o Kardec, ele, alegou que o “Espiritismo” era parcialmente “Ciência”. Claro que não é, e nisso o Chiquismo (ortodoxia FEB) tem toda razão. Crenças religiosas não se discutem. Se vocês acreditam em livros canalizados por almas de falecidos, não se discute: é crença.
    Voltando à vaca fria: porque será que o editor do sítio aceita algumas tags e outras não??

  86. Gorducho Diz:

    E a idéia principal do espiritismo é a ação! estudo sem ação não muda nada.
    Muito bom esse seu ponto. A posição de nós agnósticos & ateus é que não são necessárias divindades a ameaça de aplicação de códigos penais ultratúmbicos para que cidadãos ajam corretamente e, dentro dos limites das capacidades de cada um, procurem melhorar a sociedade e o planeta – não adiantará nada melhorar materialmente (cada vez mais consumo) a sociedade se for definitivamente concluída a destruição do planeta.

  87. Antonio G. - POA Diz:

    Concordo, Gorducho. Não é preciso crer no transcendental para procurar ser decente, digno e solidário. Basta ter respeito por si próprio, pelos seus semelhantes e pela sua descendência. Não creio em divindade nem no sobrenatural, mas gosto da ideia de ser reconhecido (agora e no post mortem) como uma pessoa “do bem”.
    Eu também tenho a minha dose de vaidade, e tenho consciência de que não é tão pequena. Mas acho que é inofensiva.

  88. Gorducho Diz:

    Ainda, Analista Daniel, relativamente às personagens das obras supostamente “canalizadas”. O André Luiz teria sido um médico, ok? Se não foi, esqueça o que segue. Veja em [Obreiros da Vida Eterna, 10]:
    Os cronômetros acusavam seis horas; no entanto, as sombras densas e monótonas dominavam a região.
    Um médico, pessoa treinada e habituada em toda sua vida pática a utilizar vocabulário técnico-científico, chama relógio de cronometro (será que em 1930s era esse o vocabulário??)
    Aí o padre Hipólito explica para Dr André:
    E, diante da minha funda admiração, continuou:
    (…) Vejamos, por exemplo, a luz solar, que condensa as cores básicas, suscetíveis de serem assinaladas pelo nosso olho, quando na Terra. Percebemos, tão somente, as cores que vão do vermelho ao violeta, salientando-se que a maioria das pessoas nada enxerga além das últimas cinco, que são o azul, o verde, o amarelo, o laranja e o vermelho, não registrando o índigo e o violeta. Existem, porém, outras cores no espectro, correspondentes a vibrações para as quais o olho humano não possui capacidade de sintonia. Manifestam-se raios infravermelhos e ultravioletas que
    o pesquisador humano consegue identificar imperfeitamente, mas que não pode ver. Ocorre o mesmo com a potência auditiva. O ouvido da mente encarnada assinala apenas os sons que se enquadram na tabela de “16 vibrações sonoras a 40.000 por segundo”. As ondas mais lentas ou mais rápidas escapam -lhe totalmente. (…)
    As considerações eram sumamente interessantes para mim, em tal conjuntura, apesar de já não ser leigo no conhecimento da aplicação de energia elétrica, na colônia espiritual em que eu mantinha residência.

    Então: o “Dr” médico é um completo bocó, sem nenhuma noção sobre o espectro das radiações eletromagnéticas. É necessário que a alma dum padre – evidentemente no caso sem nenhum treino em ciências – explique, em linguajar quase inintelegível até para mim, os mais primários rudimentos sobre o tema. O que o Sr acha? Utiliza o seu próprio julgamento; sem medo de que seus pensamentos estejam sendo monitorados por divindades, visando vingança futura…

  89. Antonio G. - POA Diz:

    Toffo, embora seja mesmo muito evidente, eu nunca tinha pensado neste interessante aspecto das enormes diferenças entre o espiritismo da gênese francesa e o Chiquismo. É uma versão da dicotomia entre o ideal socialista contra o individualismo capitalista…

  90. Antonio G. - POA Diz:

    Porque será que meu texto saiu em itálico? Eu não dei nenhum comando para isto.

  91. Vitor Diz:

    Oi, Antonio
    já consertei. É que o Gorducho tinha errado o comando de fechar o itálico, e aí todas as mensagens que vem depois são afetadas.

  92. Gorducho Diz:

    Saiu tudo italizado, o editor HTML do sítio falhou de novo??

  93. Antonio G. - POA Diz:

    Ok, Vitor!
    Abraço!

  94. Gorducho Diz:

    Sorry, serei mais cauteloso; tem-se que escrever primeiro no WORD, senão a gente se perde!

  95. Toffo Diz:

    Hehehe, agora entrou a moda do itálico, à qual parece que eu dei o empurrãozinho. O problema é que, se a gente esquecer de fechar o comando, o resto das postagens fica em itálico. Mais um trabalho pro Vitor.

    Daniel: vejo que você é uma pessoa curiosa e aberta ao debate, e isso é positivo. Tem muitos aqui que chegam com postura xiita, alguns até meio fundamentalistas, e com esses é difícil o diálogo. O principal aqui, pelo menos da minha parte, não é fazer proselitismo ou coagir o interlocutor a aceitar os meus pontos de vista, mas tão somente lançar ideias e referências válidas ao debate. Mesmo porque fé cada um tem a sua, ou mesmo fé nenhuma, problema de cada um.

    O que a gente chama aqui de chiquismo não é uma doutrina ou uma dissensão. Trata-se do nome informal de um certo tipo de espiritismo, praticado predominantemente dentro do chamado “movimento espírita”, no qual pontificam as obras de Francisco Cândido Xavier, tidas nessa modalidade como “obras subsidiárias” à chamada “codificação” de Kardec. No entanto, há críticos à influência de CX, dentro e fora do movimento, como eu, que sou ex-espírita e ex-chiquista, e muitos outros aqui, pela razão de que as obras chicoxavierianas tidas como referência são altamente polêmicas e passíveis de críticas, grande parte delas bastante procedentes – mesmo porque elas de ordinário não são abonadas por outros autores e estudiosos independentes do espiritismo, e foram aceitas como verdades desde o momento de sua publicação. É o caso clássico da chamada “série André Luiz”, uma série de publicações creditadas ao fantasma de um médico carioca que teria falecido no princípio dos anos 1930. Há indícios claros de plágio em várias dessas obras – e mesmo de autoplágio, em que umas se repetem às outras – além de várias impropriedades científicas, históricas, sociais e mesmo doutrinárias, como é o caso conhecido dos “ovoides” que aparecem no livro Libertação. Além desses problemas, existe também a forte influência católica trazida pela personalidade do autor, que com o correr dos anos foi-se tornando, com a sua conivência, um verdadeiro ícone: papa, santo, guru, adicionando à doutrina espírita componentes religiosos que ela não possuía. No meu entender, o espiritismo, que tinha uma proposta original revolucionária (embora na raiz não o fosse), viril, objetiva, de melhoria da sociedade e das condições de desigualdade entre as classes sociais e os indivíduos através da reencarnação, com a mistura chiquista emasculou-se, tornando-se uma doutrina conformista e voltada para a questão puramente evangélica, salvacionista, preocupada única e exclusivamente com a salvação individual da alma através da caridade (católica, assistencialista) e das boas obras. “Lute, enfrente sem murmurar as agruras da vida, entenda que a lei do progresso trará a melhoria deste mundo e das nações através das vidas sucessivas, e atingirá a perfeição”, diria a doutrina de Kardec; “Seja bom com todos, respeite tudo, obedeça aos mais velhos, evite conflitos, não se eleve nem se exalte, faça assistência social, procure ensinar o que sabe, pratique a caridade cristã, para que você possa finalmente desencarnar, ter uma permanência curta no Umbral e ter um lugar em Nosso Lar e ser feliz”, diria a doutrina chiquista. Entendeu a diferença?

  96. Biasetto Diz:

    Toffo,
    Belíssimo comentário !!!

  97. Rafael Maia Diz:

    Nada disso daniel, tome cuidado. Os “anti religiosos” são perigosos. Não diga que vc acredita em qualquer religião aqui senão tera sua pena de morte. Se disser que acredita no Chico poderá sofrer uma tortura terrível. rsrsrs :)
    Primeiro, eles pegam vc e dão choques para vc sentir dor, muita dor. Depois, eles enfiarão sua cabeça debaixo d’agua por vários dias consecutivos até vc dizer que não acredita em nenhuma religião, se tiver dito que acredita em chico chavier, precisa dizer que não acredita em nenhuma religião e odeia chico chavier.

    Depois desses preparativos iniciais, eles irão preparar vc para queimá-lo vivo. Se juntarão todos em volta da fogueira junto com cartazes de ódio e fúria contra chico chavier e colocarão vc no meio em plenas chamas.
    Recitarão nomes sagrados de deuses do ceticismo como o cético james randi Penn e Teller e outros.

    Por fim, após cremarem seu corpo, recolherão as cinzas e dividirão em 5 partes, essa última parte apenas para os adoradores de Chico Chavier, e distribuirão pelo 5 continentes cada uma das partes de suas cinzas para garantir que nada ligado ao Chiquitismo sobreviva na terra.

    kkkkkk. Tome cuidado garoto. Isso pode acontecer.

  98. Rafael Maia Diz:

    Ah sim daniel, na boa, vc sabe que toda brincadeira tem um fundo de verdade não é ? rsrsr

  99. Biasetto Diz:

    Daniel,
    Não perca tempo lendo este monte de bobagens aí, porque deste cidadão não poderia surgir coisa melhor.
    Ele passa o dia todo jogando vídeo-game e comendo paçoca, o que você pode esperar?
    .
    Não ligue para os meus comentários, porque eu também sou bem bobo, MAS PRESTE ATENÇÃO NAS COISAS DITAS PELO TOFFO, ANTONIO, MONTALVÃO, MARCIANO, GORDUCHO, O PRÓPRIO VÍTOR, PORQUE ELES SABEM O QUE ESTÃO DIZENDO, ELES ESTUDARAM, ELES CONHECEM.
    .
    Rafael Maia,
    Vai peidar na água, pra ver bolinhas!

  100. Biasetto Diz:

    Daniel,
    Fiz uma provocação infantil ao Rafael Maia, mas foi só brincadeira. Nós já travamos discussões aqui, mas pra mim é passado. E ele não fica só comendo paçoca e jogando game não, porque ele estuda e eu sei que é verdade.
    Se ele me xingar aqui, não vou ligar, porque eu o provoquei.
    Eu até gosto das coisas que ele escreve, algumas são bem engraçadas, inclusive.
    Mas falando sério, não concordo com ele, pelo menos em parte. Eu vejo pesquisas sérias aqui no blog, diferentemente de certos sites, que só querem “detonar” e nada mais.
    O Scur me disse um dia desses, que as acusações que são feitas ao Chico aqui, já foram feitas durante muitos anos, desde as primeiras décadas da suposta mediunidade dele, mas ninguém provou nada. Não é verdade!
    A diferença é exatamente esta:
    Antes do blog, muitas pessoas diziam que Chico fazia uso de pastiche, que fraudava, mas ninguém apresentava provas substanciais. O blog do Vítor tem inúmeras provas indicando que os livros do Chico são plágios, apresentam informações incorretas, confusas.
    Estas provas colocam em dúvida toda a obra mediúnica dele, ou faz dos espíritos-guias dele, mentirosos e pouco sábios.
    Daniel, você já viu os artigos deste blog, mostrando os plágios?
    Como fica isso?
    Como fica ir a um centro espírita e ouvir alguém dizer:
    “Vamos ler esta mensagem de André Luiz …”
    “Vamos ler esta mensagem de Emmanuel …”
    “Vamos estudar Nosso Lar, que nos traz importantes informações sobre a vida no além …”
    Qual é a credibilidade disso ???

  101. Gorducho Diz:

    Da minha parte reitero a sugestão para qualquer interessado no tema: usem, como dizia o Kardec (sim, eu sei que o Kardec está superado pelo CX, porém…), sua razão, sem medos. Particularizando para a personagem Dr Md André Luiz. Não há ninguém que não tenha contato com médicos, seja consultando (todos); seja tendo amigos/familiares dessa profissão; seja até sendo. Então eu pergunto: um médico, treinado técnica e cientificamente, acostumado a utilizar o vocabulário “padrão culto” da língua, teria o vocabulário esdrúxulo da personagem. Ou seria o boca-aberta choramingante característico da personagem? E não venham me dizer que era porque a Escola Nacional de Medicina seria muito rudimentar no início do século, formando bocós. A tecnologia claro era da época, porém o rigor e o formalismo do estudo sempre houve (formalismo até mais que hoje)Vêm-me à mente a teoria da verossimilhança (não sei se está escrito certo) na Poética do Filósofo. Agora, cada um exerça sua capacidade de análise e forme seus juízos, claro.

  102. Marciano Diz:

    Lamentavelmente continuo sem tempo para comentários mais aprofundados, mas queria registrar meu espanto diante desse vocabulário ao mesmo tempo simplório e pernóstico do cx.
    Em vez de “audição”, “potência auditiva”, em vez de “percebidas”, “assinaladas”.
    Quem, diabos, fala assim? O que leva alguém a se expressar desse modo? Seria o propósito de parecer culto? Seria “viadagem”? Seria só vontade de ser diferente?
    Biasetto, sem querer rasgar seda e já rasgando, como diria o Gordo, obrigado pela referência, você gosta mesmo de mim, para me colocar no nível de todos os que você mencionou. Já que você me incluiu entre os estudiosos, não seja “humilde” como cx e inclua-se também, só conheci o livro do Reverendo Owen por sua causa, acabei lendo e comparando com alguns trechos do “Nosso Lar”, você fez um estudo muito interessante.

  103. Toffo Diz:

    é por essas e por outras que eu acho que André Luiz, Emmanuel, etc, são ficções. São bocas pelas quais o seu criador, CX, fala. Ele criou uma Ilha da Fantasia espírita, plantou verde e colheu maduro. Todo mundo embarcou na canoa dele e estão aí, as “mensagens de Emânuel”, as “mensagens de André Luiz”, os espíritos de luz iluminando o espiritismo chiquista.

  104. Toffo Diz:

    Escrínio de Luz, pra ficar numa expressão bem ao gosto do cara. rsrsrs

  105. Gorducho Diz:

    No entanto, por mais elementar honestidade, deve-se reconhecer que Chiquismo é cultura. Tem que ser muito culto para estudar Teologia Chiquista. Dirigindo-se para briefing pré-missão à Crosta, Dr André consegue arrancar precioso ensinamento do instrutor, caminhando ambos sob o zimbório estrelado, aos raios liriais da Lua. Didaticamente, como todo bom instrutor, ensina este:
    — Os homens encarnados não suspeitam a extensão dos cuidados que despertam em nossos círculos de ação. Somos todos, eles e nós, corações imantados uns aos outros, na forja de benditas experiências. No romance evolutivo e redentor da Humanidade, cada espírito possui capitulo especial. Ternos e ríspidos laços de amor e ódio, simpatia e repulsão, acorrentam-nos reciprocamente. As almas corporificadas na Crosta guardam-se em passageiro sono, com esquecimento temporário quanto às atividades pregressas. Banham-se no Estige dos antigos, cujas águas lhes facultam, durante certo tempo, valiosa segurança para retorno a oportunidades de elevação. Todavia, enquanto se mergulham em olvido benéfico, demoramo-nos por nossa vez, em abençoada vigília. Os perigos que nos ameaçam os entes amados de agora ou de épocas que o tempo consumiu, desde muito, não nos deixam impassíveis. Os homens não se acham sozinhos na estreita senda de provas salutares em que se confinam. A responsabilidade pelo aperfeiçoamento do mundo compete-nos a todos.
    Conseguir ler, entendendo perfeitamente, a Divina Comédia em toscano é comparativamente fichinha…

  106. Fulano de Tal Diz:

    Biasetto,
    Qual é a credibilidade deste blog, em primeiríssimo lugar?
    Qual é a validade destas alegadas “provas” se saíram da mente de meia dúzia de interessados em depreciar o Espiritismo?
    Veja as críticas ao linguajar dos textos dos espíritos, através da mediunidade de Chico Xavier. Qual o valor de tais críticas além da manifestação pessoal sobre o gosto ou o desgosto do teor de uma palavra? Acaso um autor é obrigado a falar apenas na linguagem que um ou outro acham que é adequada?
    Se o Gorducho está achando muito complicado é simples, é só não ler, assim como escolhemos a literatura que nos apraz, o esporte, a roupa, os amigos, os lazeres, ter vícios ou contê-los, a profissão, enfim, tudo são escolhas de acordo com as nossas afinidades.
    Não está afim do teor das mensagens, lerá outras fontes, mas certamente a boca fala o que vêm do coração, ou do íntimo emocional de cada um, e não faz sentido nenhum agredir quem não fala da forma que você gostaria, tentar rebaixá-lo, acusá-lo de crimes, etc.

  107. Gorducho Diz:

    Sr Fulano de Tal: o objetivo deste site é analisar cientificamente livros ou mensagens ditos “psicografados”, ou seja, escritos ou ditados por um suposto espírito através de um “médium” (…)
    Então, neste contexto, minha tese é que o CX inventou a personagem; Dr André Luiz só existiu na cabeça do CX. Cito o vocabulário esdrúxulo porque um médico – pessoa culta e com formação técnico-científica – não o usaria; na minha opinião, claro. Nunca ouvi um médico, e aliás ninguém culto, falar assim. Entende? Só minha tese. Como já disse, evidentemente cada um faz sua análise e chega a suas conclusões.

  108. Fulano de Tal Diz:

    Gorducho,
    Acho muito arriscado você apoiar-se nesta base para sustentar a sua tese. Presumir que todos os médicos devem usar o mesmo linguajar ou qualquer outro profissional deva ser uniforme com seus colegas de profissão em uma questão tão particular, tão íntima quanto a forma de se expressar é uma particularidade apenas de sua opinião e não é comprovado pelos fatos da vida comum.
    Ok, até aí não há problema, pois é uma opinião sua, mas quando sua opinião passa a admitir e defender que o fato é do seu modo de ver, e que assim os personagens não existem e consequentemente Chico Xavier estaria mentindo, bem, vai alguma diferença por ferir a honorabilidade de alguém. Não há obrigação de apenas elogiar as demais pessoas, é claro, mas quando rebaixamos alguém seria prudente fazê-lo, pelo menos, com bases mais vigorosas. O ideal seria não diminuirmos a reputação de ninguém, assim como fez o nobre Chico Xavier que jamais respondeu aos seus detratores, mas isto é para poucos heróis da virtude, reconheço.
    A propósito eu não considero nada esdrúxulo o vocabulário, pelo contrário, acho-o muito digno e respeitável. Afinal, como alguém que pretende trazer boas mensagens, informações de esclarecimento, de esperança, enfim, palavras positivas que edifiquem o leitor, como ele teria que se se pronunciar? Acaso um médico, um juiz, um biólogo, um químico, por exemplo, teriam de se manifestar única e exclusivamente de forma científica quando pretendessem escrever um romance?
    É difícil de entender, de minha parte, sua postura.

  109. Toffo Diz:

    Fulano, não confunda focinho de porco com tomada. A honorabilidade de CX não está em jogo. O que se critica aqui é a obra escrita que ele deixou, e a ideologia por trás dela. A obra dele é falha, sim. Está cheia de erros e impropriedades que a linguagem empolada não consegue disfarçar. Não nego que CX, assim como Paulo Coelho, é um competente story-teller, com noção exata de timing e controle narrativo, um grande domínio da língua portuguesa e bom construtor de situações e personagens. Mas não fica além da autoajuda. Se você considerar a obra dele como leitura edificante, destinada a melhorar o moral dos leitores, perfeito. Mas nada além disso. Se você estudar com cuidado o ambiente sociocultural no qual o espiritismo surgiu, e estudar as propostas feitas originalmente por Kardec, verá que a proposta original de Kardec é bem diferente do espiritismo chiquista, que mescla a religiosidade conformista de um catolicismo medieval, como o catolicismo que vigorava no interior de Minas quando CX se criou, transformando algo cuja proposta original tinha preocupação social e solidária num ato de individualismo salvacionista e meramente evangélico. Estude bem isso e verá. Não tem nada a ver se CX foi um homem bom ou não, tem a ver com a obra que ele deixou.

  110. Fulano de Tal Diz:

    Toffo,
    Não vi confusão. Se Chico atribui a autoria dos livros a André Luiz e Emmanuel e se o Gorducho acha que ele inventou estes personagens, então o Gorducho questiona, no mínimo, a honorabilidade de Chico Xavier pois o mesmo estaria enganando, fingindo, mentindo. Realmente é difícil vermos qualquer confusão na opinião do Gorducho – está muito clara e a honorabilidade está sendo avaliada pelo comentarista.
    Sobre a obra ser falha eu pediria que dissesses: em qual sentido está falha? Gramatical? Literário? Doutrinário? Científico? Qual a natureza da falha na sua opinião, haja visto que não existe na face da Terra nada isento de falhas quando criado pelo ser humano e seria ousadia exigir perfeição de um igual a todos nós.
    Veja este caso do Paulo Coelho e a questão das opiniões. Todos sabemos do sucesso retumbante do escritor brasileiro em escala mundial, mas eu, de minha parte, não li seus livros e nunca me interessei por eles, mas tenho uma opinião sobre os livros. A minha opinião não é favorável ao autor e aos livros simplesmente porque não simpatizo com a mensagem do autor nas oportunidades em que o ouvi em entrevistas várias. É um direito opinativo meu, mas não sou autorizado a dizer que seus livros são de má qualidade, apenas posso dizer, sem risco de ser irresponsável, que não simpatizo com o que ouvi e acabo por não acreditar que de sua personalidade pública pudessem sair boas coisas para o meu padrão de qualidade literária.
    Mas o meu padrão é o meu padrão, assim como o teu e o do Gorducho são deles, particulares e limitados como o meu.
    O meu padrão de qualidade Toffo é exatamente o de ser uma leitura edificante, o que para ti não basta. Diferenças de opiniões e de julgamentos somente.
    Agora me diga, já que você dá a entender que já estudou com cuidado o ambiente sociocultural da época de Kardec: me instrua, por favor, em que a obra de Chico Xavier é bem diferente da codificação de Kardec? Qual o ferimento aos princípios doutrinários? Se puder, seja muito objetivo, cirúrgico eu diria, e aponte o erro mais impactante para o meu conhecimento.
    Deixe-me entender o que é o “catolicismo medieval” de sua crítica a Chico Xavier? Suas palavras são por demais confusas para mim: onde eu tenho que estudar bem para entender sua lógica? Onde encontrarei explicações para suas considerações de que “a proposta original do espiritismo tinha preocupação social e solidária” e a de Chico não teria a mesma proposta; de que Chico Xavier teria uma proposta “salvacionista e meramente evangélica”? Muito confuso tudo isso, realmente! Isto é uma opinião sua desfavorável a Chico Xavier assim como eu tenho a minha opinião desfavorável a Paulo Coelho?
    O que há de errado na obra que Chico Xavier deixou?

  111. Biasetto Diz:

    Fulano de Tal,
    Vou acreditar que você não seja um fake, de alguém que conheço muito bem. A partir daí, vou gastar meu tempo contigo.
    .
    Você disse:
    .
    “Qual é a credibilidade deste blog, em primeiríssimo lugar?”
    .
    Bem, a credibilidade se fundamenta no fato de que os artigos aqui apresentados, pelo menos em sua maioria, foram desenvolvidos através de pesquisas, que indicam fontes, autores e até documentos.
    .
    Caso você não saiba, quando comecei a acessar o blog, eu acreditava em Chico Xavier, em sua mediunidade, baseado nos seguintes fundamentos:
    1. Chico Xavier, um “simples caipira” do interior das Minas Gerais, havia psicografado 400 livros;
    2. Havia psicografado milhares de mensagens de espíritos desencarnados, que haviam provado a existência do mundo no “além”.
    3. Havia nos dado, dentre tantos outros espíritos-guias, dois brilhantes sábios espíritos evoluídos: Emmanuel e André Luiz. O 1º, um senador romano da época de Jesus, que também se aventurara em terras brasileiras, como um padre jesuíta; o 2º, um destacado médico brasileiro, que viveu na capital federal, até 1931, ano de seu desencarne.
    4. Havia nos dado informações do além, como nunca antes outro fizera, falando de cidades espirituais, cidades com belíssimas praças, casas, riachos, prédios e até um ônibus avançado.
    5. Havia sempre se mostrado tranquilo perante a morte, visto que nunca teve dúvidas sobre a existência do espírito eterno.
    .
    Bem, acessando o blog, buscando outras informações no youtube e outros sites, fui montando um quebra-cabeças, que me levou às seguintes conclusões:
    .
    1. Chico Xavier não era tão “caipira” como disseram e ainda dizem – ele teve boa formação escolar, gostava de ler e tinha facilidades pra escrever. Ele elaborava cadernos com anotações diversas, especialmente sobre autores literários e obras diversas.
    2. As mensagens que Chico dizia psicografar, em sua maioria, apresentam-se de forma repetitiva, “estilo tosco”, onde praticamente todos os espíritos comunicantes usam dos mesmos vocábulos, mesmos apelos sentimentais. Além disso, informações mais detalhadas poderiam ser colhidas de formas diversas, inclusive Waldo Vieira afirma isto. Tem uma história boa, envolvendo o filho da Cacilda Becker (quando esta morreu), mas é história de internet, não há evidências que comprovem sua veracidade.
    3. Emmanuel como Publius Lentulus, não encontra sustentação histórica – basta ver os artigos e comentários do José Carlos Pires de Moura -, ou seja, nunca existiu este senador, contemporâneo a Jesus Cristo.
    Nunca se conseguiu provar quem foi André Luiz, simplesmente porque não há biografias de médicos que viveram no Rio de Janeiro, praticaram medicina e que morreram em 1931, que se encaixem às informações que “André Luiz” nos fornecem em seus livros, falando de sua vida como encarnado.
    4 – Há outras obras falando da vida no além, narrando cidades, praças, avenidas, rios, lagos, moradias … (só não tem aeróbus), anteriores a Nosso Lar, com destaque para o livro A Vida Além do Véu, do reverendo inglês George Vale Owen.
    5. Chico entrou em desespero, quando fazia uma viagem de avião, sendo que a aeronave passou por turbulências e os passageiros acharam que corriam risco de vida. Claro que Chico sendo humano (um espírito encarnado), também tinha direito a ficar incomodado com a possibilidade de morrer, mas ele se desesperou. Eu acho estranho que uma pessoa que falava e via o tempo todo, espíritos desencarnados, incluindo o da mãe, que tanto amava, tivesse uma reação tão exacerbada.

    Por fim:

    Nosso Lar e Libertação (há mais coisas) são plágios de A Vida Além do Véu.
    A Caminho da Luz tem plágios de A Vida Além do Véu e Os Grandes Iniciados.
    Brasil, Coração do Mundo tem plágios de uma Conferência da FEB e de A Vida Além do Véu.
    Além de um monte de bobagens.
    Nos Domínios da Mediunidade é plágio de No Invisível.
    Mecanismos da Mediunidade é plágio de O Átomo.

    Como fica o quebra-cabeças?

  112. Biasetto Diz:

    * correção: José Carlos Pires de Moura é historiador, autor de livros da Coleção Anglo.
    O correto é: JOSÉ CARLOS FERREIRA FERNANDES (JCFF).

  113. Fulano de Tal Diz:

    Biasetto,
    Primeiramente eu gostaria de dizer que sou o Fulano de Tal assumido! Mais adiante, quem sabe, poderia lhe dizer meu nome, mas não é obrigatório, ou é?
    Em relação à credibilidade do blog imaginei que houvessem publicações com aval de cientistas reconhecidos para corroborar as alegações, matérias publicadas com os formalismos e rigores da ciência, ou pareceres oficiais, ou juramentados de juristas para julgar suspeitas de outros crimes, etc. Por acaso há? Indique-me o artigo para o estudo mais apurado. Obrigado.
    Sobre a sua experiência pré-blog ela é a sua experiência de vida, está certo do seu ponto de vista mas vejo algumas imprecisões nas informações que o senhor tinha, como por exemplo André Luiz não se apresentou como um espírito evoluído, pelo contrário, basta ler seus livros.
    Sobre as milhares de mensagens de Chico Xavier eu entendo que a grande maioria delas foram direcionadas para parentes que buscavam informações de seus falecidos, e existem muitos testemunhos e até relatos escritos em livros que dão conta de que estas pessoas reconheceram informações que para elas seriam provas da existência do mundo dos espíritos. Não me recordo de que tenha sido feita nenhuma pesquisa científica sobre este tema, até por não ser este o objetivo primordial da missão de Chico Xavier uma vez que os tempo já eram outros e as análises deste tipo já houveram sido feitas nos primórdios da doutrina Espírita. A missão de Chico estava mais no contexto do Espiritismo aplicado e não no científico propriamente dito.
    Sobre as cidades espirituais podemos folgar em saber que outros narraram histórias semelhantes às de Chico. Ainda bem pois se um dissesse que os espíritos lhe ditaram que nas cidades espirituais não existem praças, avenidas e rios, e outro dissesse que há formigas gigantes, habitações dentro de caldeirões ferventes, portas de bananas, montanhas flutuantes com cachoeiras vertendo delas (como no filme Avatar, por exemplo), um deus gigantesco sentado num trono de pedra calçando sandálias alpargatas, mau humorado, fumando cachimbo e com a barba arrastando nos calcanhares, bem, tudo isso seria muito delicado, não acha? Ainda bem que as narrações guardam similitudes!
    E sobre o desespero de Chico diante da possibilidade de morrer eu estou bem lembrado do filme sobre ele em que no final a narração original era passada na tela, a do programa pinga-fogo, e o próprio Chico contava a história com claro intuito de divertir a plateia, e afinal de contas não há nada mais humano do que o medo da morte num desastre eminente, não acha? Se o senhor estive para se esborrachar em alguns minutos, será que não bateria um desespero e passaria a pedir que Chico Xavier, Padre Cícero, Virgem Maria e algum conhecido santo viessem lhe acudir, mesmo que o senhor tivesse passado toda a sua vida sem acreditar em nenhum deles? Porque as reações das pessoas devem ser na medida do seu gosto apenas?
    Porque é preciso provar que André Luiz é este ou aquele personagem reencarnado? Qual a importância disso? E Emmanuel? Porque é crucial que alguém encontre provas de sua existência tão remota se muitas vezes não lembramos onde deixamos a chave do carro, o óculos, e os historiadores vivem permanentemente recontando a história porque novos documentos desmontam teorias anteriormente aceitas como definitivas?
    Resumindo, me parece que o quebra-cabeças está criado na sua mente senhor Biasetto, e a sua prevenção contra Chico Xavier talvez tenha a mesma origem do que a minha contra Paulo Coelho, ou seja, eu simplesmente não simpatizo com ele.
    Boa Noite!

  114. Marciano Diz:

    A psicologia, para os leigos, é apenas a psicologia clínica, mas ela também se ocupa de outras áreas do conhecimento, como a psicologia do trabalho, do aprendizado, a psicometria, psicologia da percepção, cognitiva, sociocultural, comportamentalista, analítica.
    A psiquiatria, para os leigos, só lida com doenças mentais, mas na realidade lida também com transtornos mentais e transtornos de personalidade.
    Psicologia e psiquiatria não lidam apenas com comportamentos desviantes ou mórbidos, mas com a psique de pessoas normais.
    Dito isto, como aqui se fala de religião (obras psicografadas, coisa de espiritismo, religião que se diz ciência, filosofia, mas é religião e cristã), trago à baila o texto atribuído ao personagem João, não o batista, mas o evangelista, ambos, para mim, fictícios, contido no Novo Testamento, Livro das Revelações, ou Apocalipse, que significa revelação em grego antigo:
    Capítulo 13, versículo 18 – “Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento, calcule o número da besta; porque é o número de um homem, e o seu número é seiscentos e sessenta e seis”.
    Digo isto porque todo graduando em psicologia ou todo residente em psiquiatria deveria, para tornar-se um bom profissional, ler os comentários (todos) deste blog.
    Não estou dizendo que aqui só tem malucos ou desajustados, ao contrário, até tem, mas predominam pessoas inteligentes e cultas, racionais (não sou misógino, mas será que tem alguma coisa a ver o fato de só aparecerem homens aqui, nunca se vê uma mulher?-as mulheres não são muito racionais, são românticas e sonhadoras), no entanto, isto é um repositório de personalidades diversificadas, algumas exemplo vivo de como o meio cultural pode influenciar o indivíduo, ao ponto de retirar-lhe todas as faculdades cognitivas, alijando-o do pensamento racional.
    Não citarei nomes, para não ferir suscetibilidades, todos aqui são muito sensíveis.
    Não me excluo do objeto de estudo, sou apenas um dos que menos (ao meu ver) oferecem de útil aos estudiosos da mente.
    Lendo-se os comentários aqui postados, qualquer estudante pode identificar na prática aquilo que fica muito abstrato nas aulas e nos livros.
    Por outro lado, é desanimador para os futuros terapeutas (nem só doentes precisam de terapia, assim como nem só de pão vive o homem) ver que todo o seu empenho será inútil, que sua profissão não é de fim, mas de meio.
    Algum alento, aos mais atentos, haverá, porque há os que abrem os olhos (muitos), outros abrem-nos parcialmente, outros tantos nunca os abrem, porque não o querem, preferem ser cegos.
    Como dizia outro personagem da ficção, o pior cego é o que não quer ver.
    E quem tiver sabedoria que entenda o que eu quis dizer.
    E que me achincalhe a seguir, não me importarei. É próprio dos cristãos a hipocrisia, serem cristãos só na forma, na essência são todos fariseus.

  115. Vitor Diz:

    Fulano de Tal,
    .
    vc pergunta:
    .
    01 – “Em relação à credibilidade do blog imaginei que houvessem publicações com aval de cientistas reconhecidos para corroborar as alegações, matérias publicadas com os formalismos e rigores da ciência, ou pareceres oficiais, ou juramentados de juristas para julgar suspeitas de outros crimes, etc. Por acaso há?”
    .
    Sim, há. Meu blog já foi citado em um artigo científico publicado por Wellington Zangari, Fátima Regina Machado e Everton Maraldi chamado “Estudo da Sobrevivência: Considerações Metodológicas e Epistemológicas”, em 2010. E mais um artigo será publicado em espanhol.

  116. Antonio G. - POA Diz:

    O Scur voltou! Não pode haver dois tão parecidos…

  117. Gorducho Diz:

    Se Chico atribui a autoria dos livros a André Luiz e Emmanuel e se o Gorducho acha que ele inventou estes personagens, então o Gorducho questiona, no mínimo, a honorabilidade de Chico Xavier pois o mesmo estaria enganando, fingindo, mentindo.
    Não, Sr Fulano de Tal, não questiono de modo algum a honorabilidade. Digo inventou no sentido de Imaginar –> achar, julgar, supor. Porém tenho convicção pessoal que ele acreditava na existência desses seres e dessas mensagens transmitidas por esses. Não estava não enganando, fingindo ou mentindo.
    Que Dr André Luiz só tenha existido na cabeça do CX , não decorre que ele não creditasse firmemente na existência desse ente. Nós “modernos” dizemos em geral que Apolo, Netuno, &c só existiram na cabeça dos antigos. Não decorre daí de modo algum que aqueles não acreditassem realmente na existência dessas entidades; que essas ajudassem aos respectivos protegidos nos combates, &c. Quando, então, divulgavam oralmente ou por escrito histórias sobre, não estavam com intenção de enganar os ouvintes/leitores.
    Honorabilidade ele tinha toda; jamais me passaria pela cabeça questionar isso.

  118. Fulano de Tal Diz:

    Ok Gorducho,
    Você acha que ele não mentia ou não fingia que os espíritos existissem e interagissem com ele, mas que ele era um maluco beleza que acreditava ingenuamente em seres invisíveis que só existiam em sua mente.
    Muito bem! Melhorou. Antes considerá-lo louco do que mendaz.
    Todos os vanguardistas da humanidade são invariavelmente chamados de loucos por muito.
    Obrigado pela explicação.

  119. Fulano de Tal Diz:

    Vitor,
    Apenas este artigo?
    Mas ele parece tratar da questão da sobrevivência da alma, não? O objetivo do blog não está expresso no rodapé como “analisar cientificamente livros ou mensagens ditos “psicografados”, ou seja, escritos ou ditados por um suposto espírito através de um “médium”, apontando erros e acertos à luz da Ciência atual.”?
    Sendo “à luz da Ciência atual” não seria necessário rigores científicos em todos os artigos e não apenas em um? Estou sendo impertinente, eu sei, mas não há coerência no objetivo e no conteúdo.
    Obrigado pela resposta Vitor.

  120. Antonio G. - POA Diz:

    Biasetto, obrigado pelas suas sempre gentis (e, no meu caso, exageradas) referências. Na verdade, quando eu conheci e passei a frequentar o blog, eu já tinha me tornado um “detrator” do espiritismo e seus fenômenos. Assim como de todo e qualquer pensamento religioso. Eu, que passei anos devorando literatura espírita, desde as obras doutrinárias do AK, passando por quase todos os livros do CX e até os romances do tipo “Violetas na Janela”, um dia acordei “meio cético”. E resolvi permitir-me começar a duvidar, passando a pesquisar sobre o que havia contra a religiosidade, em especial contra o espiritismo. E encontrei informações, evidências e ideias que pareciam dizer-me: “Caia na real… Como é que você pode, ainda, acreditar em tanta fantasia?” Era o impulso que faltava para eu acordar de uma vez. O que o conteúdo do blog acrescentou-me foram evidências ainda mais concretas daquilo que eu já tinha “sacado”, mas não conhecia estudos e análises tão explícitas, como as que você, o JCFF e o Vitor (entre outros) postaram nestas páginas. Quando a gente acredita em uma doutrina, costumamos repelir de pronto qualquer palavra contrária a nossa crença. Quando alguém tem fé em uma crença, geralmente nem se permite ler até o fim um pequeno texto que conteste suas convicções. Funciona como uma “vacina”. O blog deu bem mais consistência àquilo que eu já intuía por simples observação. Por isso, gosto de participar, dando um ou outro palpite. Aqui encontrei pessoas muito inteligentes e bem informadas. Algumas brilhantes, como o JCFF, embora eu concorde com ele apenas no que se refere à desconstrução do espiritismo/Chiquismo. O Toffo e o Marciano são outros que eu não perco uma linha do que escrevem. Gosto muito da irreverência do Gorducho. E gosto de muitos outros.
    Mas, claro, não faço disto tudo o meu meio de vida. Prefiro estabeler com todos um modus vivendi, sem maiores compromissos. O que eu gosto mesmo, é de me divertir. E participar deste blog é diversão garantida!
    .
    Abraços.

  121. Vitor Diz:

    Fulano de Tal,
    lembro que muitos dos artigos dos blog são traduções de artigos já publicados em revistas científicas. Além disso, está em negociação os artigos sobre Chico Xavier e outros médiuns virarem livro, o que facilitará a referência para futuros artigos. Já reescrevi vários deles, condensando a evidência que até então se encontrava espalhada.

  122. Antonio G. - POA Diz:

    Pois eu não sou tão condescendente com Chico Xavier: Eu questiono, sim, a sua honorabilidade. Se é verdade que ele podia ter elevados propósitos humanitários (além do de alimentar o próprio ego), também é verdade que foi um farsante. Se é verdade que trouxe conforto e esperança a muita gente, também é verdade que iludiu e enganou multidões.
    Não penso que Chico Xavier tenha sido um “homem acima de qualquer suspeita”, porque não acho que os fins sempre justificam os meios.

  123. Gorducho Diz:

    Não, Sr Fulano de Tal, jamais achei que ele tivesse sido mendaz – sinceramente. Quero deixar isto bem claro para o Sr. Desenvolvendo um pouco, acho que cabe citação ao Analista Toffo, sobre aparições místicas:
    Daí se pode traçar uma linha lógica: 1927, o espiritismo; 1931, a aparição de Emmanuel; 1932, o surgimento do Parnaso; e por aí vai. Alguém já parou para comparar as aparições de La Salette e Lourdes, no século 19, e os relatos de CX concernentes à aparição de Emmanuel? Já pararam para comparar as personalidades de CX com as de Maximin Giraud e Mélanie Calvat, e de Bernadette Soubirou? Todos eles eram jovens e, oficialmente, pouco instruídos. Todos eles viram espíritos de luz em lugares ermos. Todos eles relatam interação com as aparições, seguida de revelação de segredos ou ordens. Para mim, não há a menor diferença entre elas, tanto na forma quanto no conteúdo. São experiências profundamente místicas e sobrenaturais, que inclusive o espiritismo kardecista não abonava, (…)
    É evidente para mim que todos esses mencionados acreditavam nas aparições, nenhum teve intenções de mentir, falsificar relato de experiências místicas que tiveram.

  124. Toffo Diz:

    CX não está mais aqui para contar a verdade. Mas em toda sua vida, ele jamais permitiu que se fizessem experiências científicas com seus alegados poderes mediúnicos; ele jamais se deu a conhecer, a não ser a “persona” que o celebrizou; ele criou, ou deixou que criassem, em torno dele todo tipo de histórias míticas, que com o correr do ano lhe foram angariando aura de santidade, de um ser extraordinário, de alguém acima da média. A vida dele tem uma porção de pontos obscuros, zonas cinzentas, como por exemplo o episódio Amauri Pena, as alegadas materializações de Uberaba (1964) e Belo Horizonte (nas décadas de 1940 e 50), o rompimento com Waldo Vieira, para ficar nos mais conhecidos. Esses pontos obscuros nunca foram devidamente elucidados. Se ele enganava ou não? É difícil saber. Eu acredito que sim. Há polêmica demais na vida dele para se ter uma ideia mais leniente a seu respeito.

  125. Biasetto Diz:

    É Toffo e amigos, realmente tentar escrever a biografia de uma pessoa tão “complexa” como Chico Xavier, não é nada fácil.
    Eu não acredito na mediunidade dele, pelos menos como foi “mitificada” – apesar de ainda achar intrigante alguns fatos de sua história.
    Talvez (provavelmente) ele tenha sido uma farsa completa mesmo, há motivos pra acreditarmos nisso.
    Caso tenha assim, não acredito que ele tivesse prazer em enganar, acredito que ele realmente acreditava no espiritismo e nas coisas que escrevia, como sendo algo perfeitamente possível. Inegavelmente, ele tinha uma vontade (até “doentia”) em ajudar o próximo, consolar …
    Ele gostava também dos animais, da natureza …
    Não lhe faltavam virtudes, mas se mentiu de forma consciente, errou, porque mentira é sempre mentira, NINGUÉM MERECE SER ENGANADO, ESPECIALMENTE EM SE TRATANDO DE ASSUNTOS TÃO PROFUNDOS.

  126. Marciano Diz:

    Antonio, quero que saiba que eu leio todos os comentários de todos aqui, mesmo quando não tenho tempo para comentar, e os seus estão entre aqueles aos quais dedico mais atenção, escusando-me de citar outros, porque são muitos.
    .
    Eu acho e já disse antes aqui no blog que os comentários de pessoas como você e outros que já acreditaram nessas bobagens são os melhores, por duas razões: primeiro porque têm grande conhecimento da matéria, estudaram a fundo a DE, segundo porque têm uma visão bastante cristalina do nonsense pregado pelo espiritismo e outras crenças, uma vez que quem acorda de um delírio fica mesmo como que vacinado.
    Você já “entrou” no blog descrente do que seguia antes, mas outros (pelo menos o Biasetto) encontraram aqui a gota d’água que faltava para despertarem do sono letárgico.
    Eu já nasci descrente, por pura sorte, nunca conseguiram “fazer minha cabeça”. Apesar disso, aqui aprendi muita coisa, inclusive com os artigos e comentários do Biasetto, dentre outros, do JCFF, o qual, apesar de cego quanto ao catolicismo apostólico, tem uma visão aguçada quanto ao espiritismo.
    Não me lembro de quem era o artigo, aquele que mostrava as fotos fraudulentas de CX e Peixotinho, Otília Diogo e Cia., nele deixei de pensar como o Gorducho, passei a ver que era impossível que CX não fosse um farsante, do contrário jamais participaria daquelas sessões de charlatanismo.
    Muito estranha também é a frase de CX que conheci aqui no blog, de que “A verdade que fere é pior do que a mentira que consola… entenda quem puder”
    – O Evangelho segundo Chico Xavier (2000)

  127. Contra o Chiquismo. Diz:

    Ei Biaseto , leia isso:

    “Biasetto,
    Primeiramente eu gostaria de dizer que sou o Fulano de Tal assumido!”

    “Assumido”. É de PELOTAS!!! Ele voltou, o bagual cavalo véio!!! O dentista de hipopótamos tá na área!!!!

    Só pra lembrar do emprego que arrumei pra ele e ele largou:

    http://doctorvictor.net/wp-content/uploads/2010/11/hipopotamo-higienico.jpg

    Mal agradecido.

  128. Biasetto Diz:

    Marciano,
    Realmente, isto aí É FODA !!!

  129. Biasetto Diz:

    Contra o Chiquismo,
    Respondi um email pra ele hoje, falando também sobre o Fulano de Tal, estou aguardando.
    Mas o Scurzório é gente boa!
    Abraços !!!

  130. Biasetto Diz:

    Marciano,
    O Antonio é show mesmo, pena que não faça parte de nosso grupo, o danado é dengoso.
    Já convidei o “Contra o Chiquismo” também.

  131. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Biasetto Diz:
    SETEMBRO 24TH, 2012 ÀS 15:30
    É Toffo e amigos, realmente tentar escrever a biografia de uma pessoa tão “complexa” como Chico Xavier, não é nada fácil.”

    Mas Biaseto, se a gente se juntar e escrever a biografia a nossa moda, com a nossa verdade sobre ele, vão dizer que é covardia que morto não pode se defender e ‘respeitem a memória do CX’. Vai ser como num acidente de avião que se bota a culpa no piloto. E quem seriam os investigadores do acidente? Nós. Quem seria o piloto? CX.
    Aliás o CX pode se defender sim via Bacelli e o código secreto CX. Ah, já sei , EmmanuelAnchietaEscravo não deixa pq cx já cumpriu sua missão…

    CX é piloto que caiu com o avião do “espiritismo” e que deixou alguns sobreviventes. (BAcelli, Dialdo , Raul Teixeira..)

    Ah, já leu sobre André Luiz dizendo como se faz resgate de vítimas desencarnadas de acidentes de avião? Tem espirito especialista em resgate debaixo da água (não lembro se é nesse livro). Bem aqui vai o livro do desastre de avião e a justiça de CX. Coloquei no link o capítulo pequeno do livro “Ação e reação”. Veja como CX tem resposta pra tudo…

    http://www.cvdee.org.br/est_nltexto.asp?id=07&cap=018

  132. Biasetto Diz:

    Estou, neste instante falando com o bombacheiro, ele me confirmou ser o “fulano de tal”, mandou um abraço a todos, mas disse que somos todos uns tapados.

  133. Contra o Chiquismo. Diz:

    Biaseto, sCUr é gente boa e nunca foi preso a toa.

    Pode ser gente boa mas é mal agradecido!

    E qualquer hora eu faço um Face Book. É que não eu tenho dessas modernices não sô…

    Ei Biaseto, que tal se o Vitor ou vc ou qualquer um aqui comentar ou publicar algo sobre o ‘Código CX’ ?

    Acho que não tem nada no blog a respeito dessa mentirada inventada pelo pessoal que cercava o CX.

    Se eu tiver enganado por favor pinga, ops, correção ni mim.

  134. Biasetto Diz:

    Mas Contra o Chiquismo, você não sabia que os espíritos de Nosso Lar são tão especializados, que forma resgatar as vítimas do tsunami lá no Japão?
    Espírito de japonês não entende nada de terremoto, tsunami, pois nunca tinha acontecido isto lá né?
    Precisou ir uma equipe especializada do Brasil, direto de Nosso Lar, foram todos no aeróbus, só não sei quantos cabem neste “trem bala”.
    Com todo respeito aos espíritas, mas tem cada uma.
    .
    Valeu, vou dormir, até …

  135. Contra o Chiquismo. Diz:

    Manda um abraço pra ele e diz que tem um canudo aqui pra ele tomar o chimarrão de Pelotas.
    O canudo do sCUr:

    http://www.sexshopfacil.com.br/beta/imagens/fotos/eva296_1g.jpg

  136. Biasetto Diz:

    Contra o Chiquismo,
    Eu perdi o “tesão” em fazer artigos pra desqualificar o Chico. Depois de Nosso Lar/Libertação x A Vida Além do Véu, pensei que ninguém mais negaria os plágios, mas o Scur, por exemplo, não viu plágio algum.
    E você sabe que no livro do Owen tem muito mais. O Márcio Rodrigues Horta (mrh) me mostrou umas passagens lá no final, que fala do “soldados de Cristo”, mais umas coisitas lá, que estão no livro mais ridículo que o Chico escreveu: Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho.

  137. Biasetto Diz:

    Pô! Contra o Chiquismo, assim você me mata de rir, o Scur não merece isto não.
    Agora fui.

  138. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Mas Contra o Chiquismo, você não sabia que os espíritos de Nosso Lar são tão especializados, que forma resgatar as vítimas do tsunami lá no Japão?”

    Sim eu sei, e usaram essa corda branca pra resgatar geral:

    http://2.bp.blogspot.com/_mNlBy8vOULY/SOI4kOXJHyI/AAAAAAAAC8M/wwabIQWgmC0/s400/Chico_Fraude.jpg

    Bastou os espiritos abrirem a boca, jogar a corda e puxarem a todos.

  139. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Pô! Contra o Chiquismo, assim você me mata de rir, o Scur não merece isto não.”

    Merece mesmo não, merece 3 desses!

    http://www.ecompleto.com.br/i/fp/4/204669_2.jpg

    Vermelho , azul e verde. Só ele escolher. O vermelho ele não escolhe pois deve ser gremista. Ôooo me esqueci! Ele torce pro Brasil de Pelotas:
    http://flaviogomes.warmup.com.br/wp-content/uploads/2009/01/coracao_xavante.gif

  140. Contra o Chiquismo. Diz:

    Vamos Biaseto, desvende o “Código CX”!

    Vc tb Vitor, fale aí sobre esse código pra nós.

    E os outros foristas tb.

  141. Antonio G. - POA Diz:

    Muito bom estes últimos comentários. Como eu disse, é pura diversão! rsrsrs
    Biasetto, não é dengo, não! É que eu ainda não aderi às redes sociais, mas sei que chegará o momento em que farei um perfil no Facebook. Aí, entrarei para o grupo dos “detratores” do CX. rsrsrs
    .
    Abraço!

  142. Antonio G. - POA Diz:

    Muito bons, eu quis dizer.

  143. Biasetto Diz:

    Faz isto não com o Scurzão, o paizão dos Pampas.

  144. Contra o Chiquismo. Diz:

    Eu não faço isso com ele, ele é que se faz.

  145. Toffo Diz:

    É, realmente a justiça chiquista é na base do morde e assopra: os dois fulaninhos que jogaram dois desafortunados fosso abaixo, 800 anos atrás, esperaram 800 anos para “resgatar” o crime e ser, igualmente, jogados do avião para ascender aos céus. Esperaram, vírgula. Eles nem lembravam dessa “pequena” infração, e passaram 800 anos lindos e louros ajudando o próximo. Só depois quando quiseram “ascender aos céus” é que o chefão lhes “lembrou” do “pequeno” delito afinal, que tem de mais jogar dois inimigos num fosso imundo? E aí foram “resgatar” o passado de 800 anos, caindo eles mesmos de um avião. Mamma mia, ainda me admira mais que tem neguinho que estuda o capítulo, como se essa rematada asneira tivesse algum valor educativo! É de doer…

  146. Antonio G. - POA Diz:

    Toffo, tem gente séria, culta e inteligente (mesmo) que acredita (sinceramente) nestas histórias e defende estas bobagens. É o poder que a fé tem de inibir o raciocínio e o senso crítico de qualquer pessoa. A fé faz mal à saúde.

  147. Toffo Diz:

    A “ascensão aos céus” também faz parte do ideário chiquista. Resquício do marianismo da formação católica de CX. A moral chiquista é muito manjada. Quem se dispuser a uma análise mais acurada da obra dele vai perceber que elementos dela aparecem reiteradamente em quase todos os seus livros. Não é, de forma alguma, a moral pregada pelo espiritismo. É uma moral estritamente particular, baseada na culpa, no remorso e na baixa autoestima. Não tem como não ver, pessoal. Só não vê quem não quer.

  148. Marciano Diz:

    Contra o Chiquismo (quem, de bom senso, não o é?),
    Sobre o link que vc postou, e lembrando o que eu disse mais acima, neste post:
    “. . . queria registrar meu espanto diante desse vocabulário ao mesmo tempo simplório e pernóstico do cx.
    Em vez de “audição”, “potência auditiva”, em vez de “percebidas”, “assinaladas”.
    Quem, diabos, fala assim?”
    Não tenho tempo nem vocês têm saco para tudo, mas vejam o início do capítulo do livro do CX:
    .
    “Entendíamo-nos com Silas, acerca de variados problemas, quando expressivo chamamento de Druso nos reuniu ao diretor da casa, em seu gabinete particular de serviço.”
    .
    Comentário: em vez de escrever como qualquer pessoa normal “Quando falávamos com Silas . . . Druso chamou-nos. . .”, o pedante e pavão CX escreve a pérola acima, querendo bancar o poeta de botequim que só não usa versos, mas abusa das demais figuras de linguagem e adjetivos, dentre outras coisas, acrescenta o inútil adjetivo “expressivo” antes de chamamento.
    Qual seria a razão disso? Ele próprio confessa, no prefácio que ele mesmo escreveu para o Parnaso do Além Túmulo: sempre admirou as letras, seu sonho era dedicar-se à literatura e poesia (e ser um santo católico, claro).
    .
    “Apelo urgente da Terra pedia auxílio para as vítimas de um desastre aviatório.”
    Comentário: “aviatório”???!!! Desastre “aviatório”?????!!!!!
    Nem sei como comentar tamanha viadagem (descumpem o termo).
    .
    “Com efeito, mal terminara o apontamento e sinais algo semelhantes aos do telégrafo de Morse se fizeram notados em curioso aparelho. Druso ligou tomada próxima e vimos um pequeno televisor em ação, sob vigorosa lente, projetando imagens movimentadas em tela próxima, cuidadosamente encaixada na parede, a pequena distância.”
    Comentário: Vou parar com o estilo “literário”, senão não acabo hoje e não sou o JCFF. Mas reparem bem; “semelhante aos do telégrafo de Morse”. Era a tecnologia da época. Se fosse hoje, seria semelhante ao toque de um celular ou coisa assim.
    .
    A “tomada próxima” é que eles não tinham tecnologia wireless, são mais atrasados do que nós.
    Só não vê quem é completamente cego e não deseja enxergar nunca mais.
    .
    Se fosse comentar todo o capítulo, vocês nem leriam, seria chato demais, e para encher o saco basta o CX.
    Nos demais livros, atribuídos a outros “autores espirituais”, a linguagem é a mesma, toda empolada, metida a besta, mas de PÉSSIMO estilo literário, pompa de botequim (já viram bêbados discutindo política, futebol ou economia?).
    .
    Como último exemplo da extrema viadagem firulística (essa foi só pra imitar o sábio e impoluto CX, sei que a palavra, como muitas que ele escrevia, não existe e não pode ser encontrada em dicionários), vejam que beleza:
    .
    “Figurando-se cascata de luz vertendo do Céu, o auxílio do Alto vinha, solícito, em abençoada torrente de amor.”
    .
    Deixando o estilo afrescalhado de lado, a que “céu” se referia o católico CX?
    .
    .
    Para terminar, quero só corroborar o comentário de Biasetto, quando disse que “Toffo, tem gente séria, culta e inteligente (mesmo) que acredita (sinceramente) nestas histórias e defende estas bobagens. É o poder que a fé tem de inibir o raciocínio e o senso crítico de qualquer pessoa. A fé faz mal à saúde.”
    Ele próprio, até há alguns anos atrás, o Antonio, o Toffo, o Vitor, são exemplos disso. Curaram-se, não porque ficaram mais inteligentes nem muito mais cultos, e acreditavam, sinceramente.
    Isto nos dá esperança de que outros também se sCUrem.
    EM TEMPO:
    Podem notar que o estilo “literário” da escola aviadada também é seguido pela gazela DPF e outros mais. Neologismos e adjetivos inúteis, estilo pomposo e ridículo, exemplos tirados da tecnologia TERRESTRE da época em que as besteiras foram escritas.
    A imaginação desses falsos médiuns (desculpem o pleonasmo, sei que não existem médiuns verdadeiros, isto é uma contradictio in adjecto) é típica de delírios esquizofrênicos bizarros.
    Para quem não sabe o que é um delírio bizarro, deixo a Psiquiatria explicar:
    .
    “Um exemplo de delírio bizarro é a crença de uma pessoa de que um estranho retirou seus órgãos internos e os substituiu pelos de outra, sem deixar quaisquer cicatrizes ou ferimentos. Um exemplo de delírio não-bizarro é a falsa crença de estar sob vigilância policial. Os delírios que expressam uma perda de controle sobre a mente ou o corpo (isto é, aqueles incluídos na lista de “sintomas de primeira ordem” de Schneider) geralmente são considerados bizarros; eles incluem a crença da pessoa de que seus pensamentos foram retirados por alguma força externa (“extração de pensamentos”), que pensamentos estranhos foram colocados em sua mente (“inserção de pensamentos”) ou que seu corpo ou ações estão sendo manipulados por alguma força externa (“delírios de controle”). Se os delírios são considerados bizarros, este sintoma isolado já basta para satisfazer o Critério A para Esquizofrenia.”
    Abraço a todos.

  149. Contra o Chiquismo Diz:

    Toffo e Antonio, eu não lembro e tou procurando o livro do CX em que se afirma que os “socorristas do além” tem entre as especialidades socorro a desencarnados debaixo d’agua. Deve ser um do A luiz. Que justiça mais bisonha.
    Ah, e no livro “Nas fronteiras da loucura”? Lá fala que aqui no RJ no Campo de Santana (aonde foi proclamada a república por Deodoro que morava em frente), todos os anos no carnaval é montado o “hospital do além” comandado por Bezerra de Menezes pra socorrer os desencarnados do carnaval. Se na escola de samba desfilam 3000 integrantes, em cima vai 30.000 integrantes invisíveis acompanhando e sambando nas nuvens.As máscaras de fanatsias de monstros são confeccionadas por ‘médiuns’ que realmente visitam as trevas e vêem aqueles rostos horríveis e passam pra borracha. Agora vejam vocês! Na fantasia ‘espírita’, essas máscaras são seres que realmente existem!http://img1.mlstatic.com/mascara-monstro-halloween-carnaval-fantasia-14000_MLB-O-2704540667_052012.jpg

    Ah, atrás do trio elétrico tb vai quem já morreu. Pobre Caetano Veloso, os espíritas não limites pra imaginação. Vejam o artigo que fala nessa música e do carval na visão espírita:
    http://www.omensageiro.com.br/artigos/artigo-112.htm

  150. Biasetto Diz:

    Vocês estão acabando com o mineirinho, vão todos para o umbral, o Scur avisou hein?
    Marciano,
    Você fez referência a um comentário do Antonio, dizendo que era meu. Bem, tá tudo certo, porque penso igualzinho a ele.
    Desculpem-me meu pobre linguajar, não tenho recursos para usar termos tão elevados e catedráticos ao estilo Xavier e seus amigos da espiritualidade.

  151. Biasetto Diz:

    Putz! esse Contra o Chiquismo deve ser parente do Gilberto, rs …

  152. Contra o Chiquismo Diz:

    Perfeito Marciano, fora o que já comentaram aqui sobre os nomes nojentos como “Ismália”, “Julinda”, “Druso”, etc. Não podia ser José carlos, Vitor, Andreia, Sandra?
    Esses nomes ‘normais’ só aparecem em ‘psicografias’ de cartas de entes falsificadas e com conhecimento prévio da situação que se deu a morte. Nos livros, sempre tem esses personagens de nomes nada normais. É muita fuleiragem a forma de escrever dele. Muito repetitiva e seria ‘a linguagem do espirito superior’. É igual ao sCUr, pode entrar com o apelido que for que a gente sempre vai reconhecer o texto dele. É que tem uma ‘entidade’ que obsidia o pelotense e faz ele escrever sempre assim. Se ele tivesse desencarnado seria fácil dar autenticidade a mensagem e identidade dele. sCUr não engana a ninguém. SÓ A ELE MESMO!

  153. Toffo Diz:

    Não sei se alguém aqui lê os comentários do jornalista Elio Gaspari, na Folha de S. Paulo. Ele é dono de uma fina ironia, daquelas que detonam apenas com um passar de olhos. Ele tem uma personagem, Madame Natasha, que dá prêmios àqueles que abusam da prolixidade e do preciosismo linguístico, tornando quase ininteligível uma ideia no fundo simples. Imaginemos se Madame Natasha visse este trecho xavieriano:

    O gênero de vida que alimentamos no estágio físico dita as verdadeiras condições de nossa morte. Quanto mais chafurdamos o ser nas correntes de baixas ilusões, mais tempo gastamos para esgotar as energias vitais que nos aprisionam à matéria pesada e primitiva de que se nos constitui a instrumentação fisiológica, demorando-nos nas criações mentais inferiores a que nos ajustamos, nelas encontrando combustível para dilatados enganos nas sombras do campo carnal, propriamente considerado. E quanto mais nos submetamos às disciplinas do espírito, que nos aconselham equilíbrio e sublimação, mais amplas facilidades conquistaremos para a exoneração da carne em quaisquer emergências de que não possamos fugir por força dos débitos contraídos perante a Lei. Assim é que “morte física” não é o mesmo que “emancipação espiritual”.

    CX quis dizer que quanto mais materialistas e voltados para os interesses puramente sensoriais do mundo, teremos uma morte mais penosa, devido à influência da matéria sobre o espírito.

  154. Toffo Diz:

    Ou este: Acontece, porém, que depois de largos decênios de luta, nos prélios da fraternidade santificante, suspirando pelo ingresso nas esferas mais elevadas, para que se lhes expandissem os ideais de santidade e beleza, não demonstravam a necessária condição específica para o vôo anelado. Totalmente absortos no entusiasmo de ensinar o caminho do bem aos semelhantes, não cogitavam de qualquer mergulho no pretérito, por isso que, muitas vezes, quando nos fascinamos pelo esplendor dos cimos, nem sempre nos sobra disposição para qualquer vistoria aos nevoeiros do vale… Dessa forma, passaram a desejar ardentemente a ascensão, sentindo-se algo desencantados pela ausência de apoio das autoridades que lhes não reconheciam o mérito imprescindível. Dilatava-se o impasse, quando um deles solicitou o pronunciamento da Direção Geral a que nos achamos submissos. O requerimento encontrou curso normal até que, em determinada fase, ambos foram chamados a exame devido.

    Ele quis dizer que os pretendentes ao céu não tinham suficientes créditos porque lhes faltava um fato do passado para passar a limpo. Fizeram o requerimento à instância superior e foram chamados.

  155. Toffo Diz:

    Realmente, é de doer. Em inglês se diria que o estilo chiquista é flamboyant; em bom português, é um estilo afrescalhado mesmo!

  156. Marciano Diz:

    Toffo, se ele acreditava nisso, por que deu aquele chilique quanto pensou que o avião em que estava ia cair?
    Será que é porque ele não acreditava no que disse, quando escreveu o texto que você citou ou porque sabia que ele próprio “chafurdava nas correntes de baixas ilusões”?

  157. Contra o Chiquismo Diz:

    Ei MArciano e Toffo, o que pensam da visão espírita do carnaval?

  158. Contra o Chiquismo Diz:

    Devia dar nele cx uma vontade danada de ir no baile do Gala Gay.

  159. Marciano Diz:

    Flamboyant, o termo a que Toffo se referiu, acho que todos sabem, é uma árvore que dá umas flores chamativas (no duplo sentido, porque parece que a árvore está em chamas e porque chamam nossa atenção).
    Vejam essas fotos:
    http://www.google.com.br/search?num=10&hl=pt-BR&site=imghp&tbm=isch&source=hp&biw=1366&bih=597&q=flamboyants&oq=flamboyant&gs_l=img.1.4.0l10.2044.5071.0.13837.10.8.0.2.2.0.249.1521.1j1j6.8.0…0.0…1ac.1.lWc2v2ZuSb8
    .
    Flamboyant, embora usada pelos falantes da língua inglesa, é palavra francesa, que significa chamejante, flamejante, ou seja, em chamas, pegando fogo. É por causa das flores, as quais deixam as árvores com essa aparência vistosa aos nossos olhos.
    .
    Se a árvore quisesse aparecer, se destacar, não poderia fazer melhor.
    Era o que fazia a florzinha CX.
    Só queria chamar a atenção, aparecer, e conseguiu.
    Ta explicado seu estilo “flamboyant”, muito bem traduzido para o português, no sentido figurado da “literatura espírita”, como afrescalhado.
    Criaram um novo estilo literário, usado em ficção (romances espíritas) e nos livros de auto-ajuda, especialidade atual do DPF.

  160. Marciano Diz:

    Parece que o link não saiu direito, procurem no google imagens por flamboyant.

  161. Marciano Diz:

    Contra o Chiquismo, ele sairia fantasiado de pavão, ou de flamboyant.
    Não duvide, com o sucesso dos filmes espíritas, de que alguma escola de samba tenha a ideia de homenagear CX.
    O que vai sair de “espíritos de luz” acompanhando o desfile…

  162. Toffo Diz:

    flamboyant também pode ser traduzido por “exuberante” – pra bom entendedor meia palavra basta.

  163. Contra o Chiquismo Diz:

    Olha o que cx e Newton Boechat inventaram sobre o carnaval ‘ A cidade estranha ‘

    Era uma cidade estranha não só pelo seu aspecto desarmônico e antiestético, como pelas manifestações de luxúria, degradação de costumes e sensualidade de seus habitantes, exibidas em todos os logradouros públicos, ruas, praças, etc.
    … Os maiorais eram conduzidos em andores ou tronos colocados sobre carros alegóricos, cujos formatos imitavam os órgãos sexuais masculinos e femininos.
    artigo completo:
    http://www.radiofraternidade.com.br/fraternidade/index/detalheNoticia/283

  164. Contra o Chiquismo Diz:

    A origem das revistas de sacanagem segundo CX:

    Um dos nossos colegas havia regressado de uma viagem de férias. Ele estivera nos países do norte da Europa e surpresíssimo, vira em bancas de jornais, em algumas capitais, revistas pornográficas expostas à venda livremente. Impressionado com aquela novidade, ele adquiriu algumas revistas e trouxe-as, para mostrar aos amigos o que se estava passando naqueles países “ultracivilizados”.

    No dia em que nosso colega recomeçou a trabalhar, ele nos mostrou as tais revistas. Imediatamente, lembramo-nos do episódio que nos fora revelado por Newton e, inadvertidamente, deixamos escapar uma expressão que nenhum dos nossos colegas entendeu: “Oh! Eles já estão aí!”

    ***o link do artigo na postagem acima

  165. Contra o Chiquismo Diz:

    “Oh! Eles já estão aí!”
    Tão velinhos(as) hoje, viraram até evangélicos(as). Fizeram a nossa alegria!

  166. Contra o Chiquismo Diz:

    O cx falava com os animais! Olha a intimidade dele com a cobra:

    “Chico me contou que um dia vinha da fazenda onde trabalhava, Fazenda do Governo, e no meio do caminho encontrou um cobra enorme de bote armado para atacar alguém.

    Porra! “cobra enorme de bote armado ” é foda!!!!

    http://zeus-o-caopanheirao.blogspot.com.br/2011/06/chico-xavier-e-os-animais.html

    e mais nesse artigo: reencarnação de cachorro!

    Ali,também, falamos da reencarnação de Branquinho, um cachorrinho de malhas pretas que apareceu na casa do Chico,e que era igualzinho a outro que ele possuíra durante muitos anos.”
    “Chico me …

    Era ou não era doente mental?
    Era ou não era viad…ops viajante?

  167. Toffo Diz:

    é o que eu digo, pessoal. Eu li o texto. Essa é a moralidade chiquista. Moralidade moralista. Isso faz um mal danado para as almas incautas. Esse é o resultado da religiosidade rançosa advinda das antigas igrejas, que entraram na grande batedeira de bolo que é o Brasil, quando bateu o bolo do espiritismo. Existem alguns livros atribuídos a um espírito chamado Hilário Silva, que são pérolas de moralismo. Histórias de comportamento, principalmente da mulher. Uma pessoa minimamente consciente jogaria tudo isso no lixo. Aff…

  168. Contra o Chiquismo Diz:

    E o carnaval segundo cx Toffo? Ele não condena diretamente, mas explicar a origem das revistinhas… que viagem!

  169. Marciano Diz:

    Contra o Chiquismo,
    Tenho de concordar com você, cobra enorme, de bote armado, em se tratando de cx, realmente é foda, no sentido literal.
    Note que ele “acalmou” a cobra enorme, desarmou-lhe o bote. E foi com a boca, bastou usá-la para proferir algumas palavras, seus maldosos, espíritos impuros.
    .
    Esse gato Sávio, depois de frequentar o centro espírita, deve ter evoluído muito rapidamente, tornou-se o gato Sábio, hoje deve ser do “reino hominal”, mais uma bobagem criada por cx na série André Luiz. Quem é neófito e acha que não chegariam a esse ponto, sugiro o leitura da porcaria “Evolução em Dois Mundos”, “psicografado” por cx e atribuído ao seu alter ego andrezinho.
    .
    Essa história citada no link que você indicou sobre cx pescar sem anzol é bem reveladora do fenômeno de santificação do personagem. É comum inventarem relatos anedóticos com pessoas que já morreram, dizendo isso e aquilo, sempre para mostrar como o defunto era especial. Já vi DPF em palestra dizendo que cx tinha uma luzinha que saía do peito e ele procurava encobrir, disfarçadamente, para não revelar sua “superioridade”, já que era muito “humilde”. Alguém aí já viu essa palestra?

  170. Marciano Diz:

    Outra história fantasiosa sobre o passado (assim fica fácil):
    http://chico-xavier.com/dialogos-e-recordacoes/
    Nessa, Arnaldo Rocha, como ele mesmo se descreve, (“… 10 a 24 anos de idade era lutador de jiu-jitsu, campeão de natação e pesava 80 quilos de massa musculosa. Materialista: toma lá, dá cá; um homem não leva desaforo para casa”), conta como tornou-se espírita:
    .
    ““Subia a Avenida Santos Dumont, em Belo Horizonte e, para desviar de duas senhoras, esbarrei no Chico. Quase joguei o jovem médium e os seus pertences no chão. Ao desculpar-me entregando a pasta para Chico, este passa a mão em meu rosto, em minha cabeça (aí eu pensei: “Mas que intimidade é esta? Ele nem me conhece!” – e a platéia ri). Chico coloca a mão no meu ombro, aperta-o (um gesto comum do futuro amigo) e pediu a foto ‘da nossa princesa’ que eu guardava na carteira. Chico disse: ‘Naldinho, não é assim que Meimei lhe chamava? Ela está aqui.’ Amigos, eu fiquei estuporado, diante do inexplicável, por não conhecer a mediunidade da clarividência”.
    .
    Detalhe: Meimei era o apelido que só os dois, Arnaldo e sua mulher, conheciam, ninguém mais sabia. Isto bastou para que ele deixasse de ser “ateu convicto”, como se denomina, para converter-se ao espiritismo.
    Prossegue o espírita relatando que
    “Eu fumava muito: dois maços de cigarro por dia e também cachimbo; tinha 23 unidades!”.
    .
    Não é comum, embora não seja impossível, um lutador de jiu-jitsu cheio de músculos ter 23 cachimbos e fumar dois maços de cigarro por dia.
    Diz ainda Arnaldo que “antes de se deparar com o mundo espiritual era ateu e materialista, não se deu pela fenomenologia autêntica de Chico Xavier, mas pelo caráter moral e a seriedade com que o médium abrilhantava a própria vida, pacata e rica de fraternidade”.
    .
    Olhem só mais essa pérola:
    “Arnaldo disse, ainda, que a narrativa dos capítulos 60 e 61 de “Entre a Terra e o Céu” é o relato de André Luiz sobre uma escola de evangelização e que a Blandina citada é a própria Meimei, que o autor espiritual preferiu nominar por uma de suas anteriores reencarnações, na antiga Gália Lugdunense. Ela é personagem do romance de Emmanuel, “Ave, Cristo!”
    Na referida obra, comentou: “Há um diálogo entre os personagens Taciano Varro (Arnaldo Rocha) e Lívia (Chico Xavier), onde as notas do Evangelho sublimam as aspirações humanas. Lívia consola Taciano, afirmando “no futuro encontrar-nos-emos em Blandina 2 ”. Essa profecia se realizou mais ou menos 1600 anos depois, na Avenida Santos Dumont, em Belo Horizonte, no esbarrão em Chico Xavier, anteriormente narrado”.
    .
    Vejam este trecho:
    “Nas conversas com o Chico e através da psicofonia, passamos a ter notícias das reencarnações de Chico, desde os tempos de Hatshepsut, farani ou faraó, no Egito, até o século XIX em Barcelona. Em todos os seus passos, Chico perpassou pelas veredas em corpos femininos e as diversas fases reveladas nos autorizam a afirmar que o preparo da sua atual reencarnação foi muito longo”.
    .
    Isto deve ser para explicar o jeito efeminado de cx.
    Mais adiante:
    “O ser humano, Chico Xavier, a misericórdia de Deus me apresentou. Seus conflitos de jovem, suas dúvidas como médium; seus martírios para vencer a própria vaidade”.
    .
    Pelo jeito, ele não conseguiu.
    Esse trecho de uma entrevista com Arnaldo revela detalhes sobre o encontro dele com cx:
    .
    Arnaldo Rocha, grande parte dos espíritas sabe de sua amizade com Francisco Cândido Xavier, por isso gostaríamos de iniciar nossa entrevista pedindo a você que narre o seu primeiro encontro com o médium de Pedro Leopoldo.

    AR – Foi na tarde de 22 de Outubro de 1946, exatamente 21 dias após o desencarne de Irma de Castro, nossa querida Meimei. Subindo a Av. Santos Dumont, em BH, esbarrei fortuitamente em um moço simples que caminhava em sentido contrário, derrubei os seus pertences e quase o joguei no chão. Após recolher os objetos espalhados, pedi-lhe desculpas. Foi quando o reconheci, já que acabara de ler uma reportagem da revista “O Cruzeiro” a respeito do médium de Pedro Leopoldo. Fiquei tão emocionado, diante daquele moço, que meu coração dizia já conhecê-lo de algum lugar. Chico me olhou com ternura e pronunciou uma frase que um recém-viúvo jamais poderia esquecer: “Escuta, Naldinho” — não é assim que Meimei lhe falava? Ela está aqui concosco, radiante de alegria pelos seus 24 janeiros, ou melhor, ela diz 24 primaveras de amor! Hoje não é o dia do aniversário da Meimei? Deixa-me ver o retrato dela que você traz na carteira”. Fiquei estupefato, eram detalhes que só nós dois – eu e minha falecida esposa – sabíamos. Foi assim que se iniciou nossa grande amizade.
    .
    É preciso ser muito infantil para acreditar nessa estorinha fajuta, inventada só para aumentar a mistificação de cx.

  171. Marciano Diz:

    Na hora em em que cx passou a mão no rosto do jiujiteiro musculoso e ele pensou: “Mas que intimidade é esta? Ele nem me conhece!” –, eu achei que ele ia botar o mineirinho pra baixo, passar a guarda e encher a cara dele de porrada, terminando com um arm-lock ou um mata-leão.

  172. Biasetto Diz:

    Pessoal,
    Li tudo que vocês escreveram, colhi algumas informações interessantes e também, não posso negar, me diverti um tanto, especialmente com o maluco do Edson e a história da “cobra gigante”.
    Porém, não posso negar, que ainda me sinto um tanto incomodado (não sei se um dia isto vai passar), quando vejo o espiritismo tão achincalhado. Também me incomoda o escárnio com o Chico.
    E isto não é uma crítica a vocês, de maneira alguma, porque são “tantas histórias” no meio espírita brasileiro, que só poderia dar nisso mesmo.
    Mas, sinceramente, eu penso que o Chico foi um pobre coitado, marcado pela miséria, a dor, os sonhos, os medos … uma “doçura de alma” incomum, incapaz de fazer mal a qualquer um (pelo menos conscientemente).
    Ele queria consolar pessoas, ele queria consolar suas próprias dores.
    Acho que, de certa forma, ele era tão ateu, cético e crítico, como a maioria de nós que escrevemos neste blog. Certamente, talvez por uma aguçada percepção e uma capacidade de raciocínio incomum, logo cedo percebeu que o mundo, a vida (salvo poucos momentos e situações) são uma grande merda, um desastre. O tempo animais se devoram, esfomeados, sedentos por carne e a luta pela sobrevivência. Acidentes acontecem a todo instante, famílias são destruídas, pais perdem filhos, filhos perdem pais, homens trapaceiam homens, as religiões contam suas fantasias para consolar: é o Cristo que nasceu da Virgem, morreu pra nos salvar, pregado numa cruz; é o Deus justo, que sabe de tudo, vê tudo, pode tudo, mas – sabe-se lá o porquê – não resolve porra alguma. No fundo, no fundo, acho que todo mundo sabe disso, sabe que vivemos numa ilusão sem fim, porque a realidade é dura, a realidade é cruel. Por que será, a vida deu certo? Podia não ter dado, que diferença faria?
    Por que será que nosso cérebro se desenvolveu mais do que o de outros seres? Podia não ter se desenvolvido.
    Milhões e milhões de anos explicam isto, nós sabemos, pelo menos temos uma noção.
    Então, lá na 2ª década do século XX, quando o Brasil era mais merda do que é hoje, imagino o Chiquinho, com seu chinelinho de dedo, talvez descalço, escutando causos, escutando histórias bíblicas, as missas, vejo-o correndo pra lá e pra cá, de olhos bem abertos. Quantas vezes, deve ter sentado embaixo àquela árvore? Quantas vezes brincou e se encantou com as borboletas, os pássaros e outros animais? O que se passava por sua mente, em meio a toda aquela simplicidade e pobreza? Não foi, nada difícil, depois da morte da mãe, trocar os amiguinhos reais (talvez já tivesse alguns imaginários) de suas conversas, sentado àquela sombra, deitado na relva, vendo os raios solares atravessarem a folhagem, e assim, as borboletas, grilos e pirilampos foram deixados de lado, porque conversa com a mãezinha querida era muito mais confortante, muito mais agradável. Vejo-o fechando os olhos, só ouvindo os conselhos da mãe querida.
    Era ele, o menino feio, talvez até com tendências homossexuais mesmo, “meio torto”, dotado de muita imaginação, muito amor, muita angústia, timidez, mas uma capacidade incrível ler, memorizar, sonhar em ser alguém, ser um escritor famoso, ser um santo fazedor de milagres, ser o Jesus que ressuscitava os mortos, curava os leprosos, dava visão aos cegos, audição aos surdos …
    Chico abraçou a causa: ser um bom homem, ajudar a todos, ser reconhecido, ver sua autoestima acariciada, nas rodinhas com os confrades …
    Fico imaginando o menino Chico, debruçado em sua cama, lendo as obras que lhe serviriam de fontes bibliográficas (as quais não foi capaz de citar). Será que ele lia à luz de vela, será que ele fica olhando as estrelas?
    Será que ele imaginava que chegaria tão longe? As tevês, as rádios, os jornais?
    Será que algumas vezes ele se cobrou por não ser tão sincero como gostaria?
    Estava ele lá, à beira do açude, olhando as águas, escutando o riacho, porque ele não poderia ter “Emmanuel” ao seu lado? Por que ele poderia pensador num senador romano? De onde será que lhe veio a ideia do médico carioca?
    Tantas perguntas, ficarão para sempre, as respostas foram enterradas com o “pobre Chico Xavier”, o homem que sonhou, que criou mundos fantásticos, personagens fantásticos … Será que ele morreu feliz?

  173. Biasetto Diz:

    Desculpem-me os erros gramaticais, escrevi às pressas, do jeito que vieram as ideias e postei, porque se pensasse duas vezes, não teria tido coragem.

  174. Marciano Diz:

    Não se preocupe, Biasetto, também costumo escrever assim.
    Você também é um sonhador, sua visão do cx parece até uma fábula, o menininho pobre e enjeitado que virou o príncipe dos crentes.
    A vida é assim mesmo, amigão, uma merda total.
    A gente pode se enganar, mas não vale a pena.
    Cx, em parte, era isso que vc escreveu,mas também era farsante, vaidoso, maluco.
    Como tu o disseste, é difícil entender e descrever um sujeito desses, ainda mais com tanta mistificação a seu respeito.
    Acho que se fizermos um balancete, demonstrativo de lucros e perdas, ele acaba perdendo.

  175. Marciano Diz:

    É engraçado como esses espíritos superiores, como o Arnaldo, por exemplo, depois de terem várias vidas passadas com seres iluminados como cx, meimei/blandina/irma, em outras encarnações, eles mesmos com missões relevantes do ponto de vista espiritual, possam voltar “ateus/materialistas”, jiujiteiros parrudos do tipo que “não leva desaforo para casa” (palavras dele), para depois tornarem-se novamente iluminados, muitos anos após o nascimento.
    Ora, se isso aconteceu com Arnaldo, pode acontecer comigo. Sou ateu, materialista e que outras palavras o Arnaldo possa imaginar, gosto de porrada, como ele gostava (de dar porrada, não de levar, mas quem dá também leva), e isso não quer dizer nada. A qualquer momento posso esbarrar em algum médium/espírito superior, com quem convivi em várias encarnações passadas, com missões divinas, e voltar a ser espírita, iluminado, espírito superior, etc.
    Interessante é que irma/meimei/blandina era católica fervorosa, cx já foi católico na última e em encarnações posteriores, o tal emanuel (segundo cx, pronuncia-se emânuel, com a tônica no “a”) também, foi até padre.
    A qualquer momento, antes ou depois da morte, eu e o JCFF podemos nos tornar espíritas (eu, como diria o Renato Aragão, nem morto).
    Toda religião tem estorinhas ridículas, isso não é privilégio do espiritismo, verdade seja dita.
    Ressuscitar mortos putrefatos, como Lázaro, andar sobre as águas sem que estas estejam congeladas, implantar cabeça de elefante em bebê (Ganesha), receber placas de ouro de anjos que desaparecem junto com as placas posteriormente (Joseph Smith e o mormonismo), assaltar caravanas, dar golpe do báú em viúvas ricas e depois recitar livros enormes (por ser analfabeto e consequentemente, incapaz de escrever) que outros guardam de memória palavra por palavra, para escrever tudo sem erro, palavra por palavra, quando a gente morre (esse não me atrevo a dizer o nome, porque tenho juízo e prezo a única vida que tenho), sempre foi muito apreciado.
    A gente pode pedir a deus para parar o Sol, para que o dia se estenda, e terminar uma batalha divina (mesmo que o Sol não gire em torno da Terra), passar 3 dias dentro da barriga de um peixe grande.
    Religião é a coisa mais estúpida que já surgiu nesse planeta (claro, nos outros não tem droga nenhuma, a não ser Marte, meu lar e da mãe do cx).

  176. Marciano Diz:

    Êpa, isso é que dá escrever “a la prima”, eu quis dizer encarnações anteriores, não posteriores. Mas dá tudo no mesmo, o absurdo é igual.

  177. Biasetto Diz:

    “Toda religião tem estorinhas ridículas, isso não é privilégio do espiritismo, verdade seja dita.”
    .
    Não tenha dúvida Marciano, CONCORDO PLENAMENTE.
    .
    Postagens católicas no facebook:
    -
    1 – “É a única certeza”
    UMA COISA EU SEI: DEUS ESTÁ COMIGO
    .
    2 -Senhor, nesse momento não quero pedir nada. Quero apenas agradecer por tua bondade e por teus cuidados constantes, sobre mim e sobre minha família.
    .
    3 – Esta pessoa aqui admite: sem Deus não sou nada.
    .
    4 – Quem estivesse no Calvário veria dois altares, onde se consumavam dois grandes sacrifícios: um era o corpo de Jesus; o outro, o coração de Maria.
    .
    5 – Enquanto você não descobri que flor você é no jardim de Deus, você vai ser infeliz.
    .
    6 – Quem julga as pessoas, não tem tempo para amá-las. (Santa Madre Teresa de Calcutá).
    .
    7 – Não desanime, Deus tem o melhor pra você.
    .
    8 – Está difícil? Ore. Está Impossível? Aguarde. É nessa hora que Deus prefere agir.
    .
    9 – (Uma bíblia aberta) – A resposta que você procura está na palavra de Deus.
    .
    10 – (Uma criança, uns 4 anos, ajoelhada numa igreja) – Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho não se desviará dele, porque só Jesus é a verdade e Deus, nosso verdadeiro Pai !

  178. Biasetto Diz:

    Ah! acabei de ver esta:
    .
    Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a Vós!
    .
    Caracas !!! Maria também nasceu de uma virgem?
    Então, quer dizer que Jesus teve uma mãe e uma avó virgens. Que coisa ???

  179. Biasetto Diz:

    Está é show:
    .
    Sempre que o mundo produz grandes pecadores, a Igreja produz grandes santos.
    .
    esta foi de doer o saco !!!

  180. Biasetto Diz:

    Depois que Jesus Cristo veio à Terra, tudo mudou pra melhor, o pecado acabou. Este vídeo abaixo, foi gravado em Marte. O Marciano que se explique.
    .
    http://www.youtube.com/watch?v=J4hcjEbSteM&list=FLwT90NPowNp4bBtt7vBC-Rg&index=4&feature=plpp_video

  181. Biasetto Diz:

    E este também:
    .
    http://www.youtube.com/watch?v=0Hx3WzfwYBI

  182. Daniel Diz:

    Continuo discordando. Mesmo com as possibilidades de farsa, acredito que o espiritismo é uma doutrina de livre pensar! Pela “uniformidade”(?) de idéias é que podemos perceber o que aproveitar. Não há essa ideia de salvação individual, individualista. Não é conformista. Os espíritas sim são conformistas, vaidosos e o escambau, é óbvio.
    Alguns pontos:
    .
    -Fora o Biasetto e Toffo (imagino), vocês já foram à algum centro espírita e sabem de suas atividades? discordo que a idéia de caridade seja “católica, assistencialista” e sua finalidade não é a “salvação da alma” assim, simplesmente. É aprendizado, exercício, um caminho.
    .
    -Pra quem não acredita em espíritos e mediunidade, poderiam experimentar uma visita a um terreiro da Umbanda. Manjado dizer isso, mas ninguém vai! Tempo vocês têm, pra tanto comentário “besta”! e deixem de ser homofóbicos! rs “gazela Divaldo” !! … Outra experiência é ir a uma sessão de pintura mediúnica! (se bobear estou é dando mais pano pra manga! rs)
    .
    - André Luiz, a questão do plágio: vejo como uma simples repetição do que já foi dito, reforço. Mas ainda vou ler os artigos daqui.
    .
    A baixa qualidade e a linguagem usada não pode ser evidência! A linguagem simples pode ser simplesmente opção do autor e é compreensível. Qualidade baixa pode ser explicada pelo fato do exercício ser “trabalho a dois”, cheia de “empecilhos” e etc. E também pode ser por opção, para obter maior alcance.
    .
    -Disseram que não existe Publius Lentulus nos registros históricos. Mas nem mesmo de Jesus há registro.. O que importa é a mensagem! Sócrates mesmo, muita gente pensa que ele não existiu.
    .
    -É claro que não é preciso ser espírita pra praticar a caridade e reforma íntima. O espiritismo chama atenção à realidade espiritual e “dá” ao homem a responsabilidade de seu próprio destino. É bem o contrário de conformista, não “terceiriza a fé”.. Não é irracional como o catolicismo.
    Abraço!

  183. Marciano Diz:

    Biasetto, esse vídeo foi gravado aqui mesmo, na Terra. Marte, como todos sabem, não tem guerras. Se não acredita, veja isto:
    “Assegurou-me, ainda, o desvelado mentor espiritual, que a
    humanidade de Marte evoluiu mais rapidamente que a da Terra e que desde
    os pródromos da formação dos seus núcleos sociais, nunca precisou destruir
    para viver, longe das concepções dos homens terrenos cuja vida não
    prossegue sem a morte e cujos estômagos estão sempre cheiros de vísceras
    e de virtualhas de outros seres da criação.”
    .
    Um pouco mais adiante:
    .
    “Todavia, o que mais me admirou não foram as expressões físicas
    desse planeta, tão adiantado em comparação com o vosso. NELE A SOCIEDADE
    ESTÁ CONSTITUÍDA DE TAL FORMA, QUE AS GUERRAS OU OS FLAGELOS SERIAM
    FENÔMENOS JAMAIS PREVISTOS OU SUSPEITADOS”. (destaque meu).
    Livro Cartas de uma Morta – “Psicografia” de Chico Xavier
    NÃO SEI POR QUE O MEU CONMARCIANO (LÁ NÃO HÁ CONTERRÂNEOS) USOU O VERBO SER NO FUTURO DO PRETÉRITO (destaquei porque quero que algum entendido explique).
    .
    Esse vídeo do meu ex-parceiro Roger Waters (esclareço a inside joke, a qual deixa de sê-lo, et pour cause – quem me conhece, como muitos aqui, sabe que sou Syd Barret) retratando a guerra NA TERRA, NÃO EM MARTE, é porque Jesus, ao contrário do que muitos pensam, como JB Roustaing pensava, era humano e terráqueo e, consequentemente, falível. Falhou miseravelmente em sua missão.
    Ta explicado?
    .
    A mesma coisa vale para o vídeo do Farouk Bulsara, aka Freddy Marcury.
    .
    Daniel, já fui a terreiro de macumba, fiz uma experiência que relatei aqui no blog, procure no mecanismo de busca do site, se te interessar. Fiz até um desafio aos “espíritos” que ainda não foi aceito.
    Essa palavra, homofóbico, é estranha, deveria significar aquele que tem medo dos iguais. O certo seria misogay, quem não gosta de gays. Gay já entrou para o vocabulário da língua portuguesa e nos países de língua inglesa ninguém a usa mais para designar quem é alegre, só cheerful, bright, joyous.
    .
    Pintura mediúnica era a especialidade daquela outra gazela, Gasparetto, o fantasminha camarada (por que será que tem tanto gay no espiritismo?).
    .
    Não existem registros históricos de Jesus (ao menos registros não falsificados, como o de Flavio Josefo) porque esse personagem, tal qual o Lentulus, também nunca existiu.
    .
    E irracional é a religião dos outros. A nossa (nossa, não, de vocês) é sempre muito racional. Mesmo com as maluquices que elenquei acima.

  184. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Pintura mediúnica era a especialidade daquela outra gazela, Gasparetto, o fantasminha camarada (por que será que tem tanto gay no espiritismo?).”

    Marciano, Isso pode, mas as revistinhas de sacanagem heteras é coisa de espirito atrasado da ”Cidade Estranha”.

    E vc Daniel que disse: ” Mas nem mesmo de Jesus há registro.. ”

    Jogue fora o ‘evangelho 2º espiritismo’ e o ‘livro dos espiritos’.

    CAPÍTULO I
    DA LEI DIVINA OU NATURAL

    Origem e conhecimento da lei natural

    625. Qual o tipo mais perfeito que Deus tem oferecido ao homem, para lhe servir de guia e modelo?

    “Jesus.”

  185. Contra o Chiquismo. Diz:

    Nunca mais fale uma cagada dessas Daniel, sem Jesus o ‘espiritismo’ não se sustenta.

  186. Contra o Chiquismo. Diz:

    Biasetto Diz:
    SETEMBRO 25TH, 2012 ÀS 17:52
    Pessoal,
    Li tudo que vocês escreveram, colhi algumas informações interessantes e também, não posso negar, me diverti um tanto, especialmente com o maluco do Edson e a história da “cobra gigante”.

    Edson, quem é??

  187. Antonio G. - POA Diz:

    Senhores, li e achei excelentes os últimos posts!
    .
    O Biasetto, embora também seja detrator do mito CX, dá a ele um “desconto”, apostando nas boas intenções do mineirinho.
    .
    O Marciano é mais “ácido”: Entende que CX é “mais bandido do que mocinho”. Eu acho que me alinho mais com esta visão, porque sou muito intolerante com farsas e mentiras. E não há dúvida de que CX era um farsante. Quando me lembro das fotos dele de braços dados com a Irmã Josefa…
    .
    O Toffo “detona” com a “moralidade moralista” e o estilo “flamboyant” dos textos do Chico. E eu acrescento, por minha conta e risco: Tá na hora de parar de dizer que os textos de CX têm valor literário. Eu não vejo isso! O que vejo é um repeteco do repeteco de um monte de chavões moralistas. Pseudo-literatura. Ou literatura ruim, se preferirem.
    .
    O Contra o Chiquismo tenta dar um “xeque mate” no Daniel, lembrando que o espiritismo/chiquismo não se sustenta sem a figura de Jesus, de quem o Daniel reconhece não haver registro histórico.
    .
    O Daniel parece que já está cheio de dúvidas. Sua ficha vai acabar caindo… rsrsrs
    .
    Este blog é mesmo muito, mas muito divertido!!!
    .
    Abraços!

  188. Biasetto Diz:

    Contra o Chiquismo, “Edson” é você. Foi por causa disso que teve início a sua “batalha” com o Scur: lembra-se do “Edson F.”?
    Mas deixa pra lá, você prefere “Contra o Chiquismo”, que assim seja.
    Acho muito divertidas as suas postagens e inteligentes também, como esta citação que você fez do Jesus na obra de Kardec, sensacional. Apesar de que eu acho que você “pega pesado” com o Scur, falo isto na boa, sem maiores pretensões.
    Apenas, estou tentando ser mais respeitoso em minhas postagens, com os religiosos – explico:
    No facebook, andei postando umas críticas “meio pesadas” (bem verdadeiras, inclusive), mas arranjei brigas com um monte de religiosos, incluindo familiares e até um católico fervoroso que queria me bater, porque cai na asneira de postar no face dele, aquele vídeo do Christopher Hitchens, desqualificando a Madre Teresa. Nossa, o homem ficou enlouquecido, me ameaçou, xingou, fez um fuê! Depois eu também perdi a paciência com ele, quase marcamos o duelo, só faltava escolhermos a arma.
    Até que acabamos ficando “amigos”.
    Eu procuro analisar diversas possibilidades, inclusive respeito a opinião do Marcos Arduin e até algumas ideias do Luciano dos Anjos. Por outro lado, inegavelmente, existem muitas bobagens nos meios religiosos e o espiritismo não está isento disso. Têm que ser demonstradas e difundidas mesmo, os plágios, as falsas materializações …
    Daniel,
    Não sei se você viu um vídeo em que o Divaldo Franco fala por quase uma hora (ou mais) sobre uma viagem que fez à Índia e conheceu o Sai Baba. Uma das coisas mais lamentáveis que já vi no meio espírita. Ele teve um “ataque flamboyant” (bela ideia Toffo), só faltando dizer que o saibabão indiano era o 2º Jesus Cristo. Bem, qualquer pessoa que pesquisar um pouquinho sobre este indiano, vai saber que ele foi um tremendo picareta. Depois dessa demonstração extremamente carinhosa e esdrúxula do Divaldo para com o feioso lá, posso te garantir que o Divaldo já era pra mim.
    A questão da homossexualidade, eu já me referi a este tema, envolvendo o Chico (inclusive o Waldo Vieira disse que ele era homossexual mesmo), o próprio Divaldo e outros médiuns, que “levam jeito” (Raul Teixeira, um outro lá, não me lembro o nome, que diz ter psicografado nosso JK e até o Chico, num evento da FEB, ah! Wágner Paixão, acho), enfim, não se trata de diminuir estas pessoas, por suas aparentes “tendências homossexuais”, porque se assim fosse, eu estaria discriminando, coisa que jamais faria, porque um dos motivos pelos quais eu mais critico a ICAR, é justamente por ser preconceituosa com os gays.
    É que, dentro do contexto em que procuramos analisar estes supostos médiuns, nos parece (pelo menos a mim), que a questão sexual também está envolvida com a escolha pelo espiritismo. É só uma ideia que, caso eu esteja enganado, peço-lhes desculpas.
    Eu não vejo no Chico Xavier, de maneira alguma, uma pessoa maldosa, digamos “maquiavélica”. Vejo-o, caso tenha fraudado tudo mesmo, como um produto do próprio meio em que nasceu e cresceu, também da época em que viveu, especialmente, a 1ª metade do século passado.
    O JCFF fez, não me lembro em qual artigo uma análise muito interessante sobre a pessoa Xavier, o homem, o ser humano. Na época, eu ainda era “chiquista” e critiquei a postagem, troquei “farpas” com ele, mas seria interessante, penso eu, recuperar esta análise dele, só que nem imagino em que artigo esteja, não sei nem se não foi nos comentários.
    Daniel,
    Eu sugiro que você pesquise os artigos aqui do blog, mostrando os plágios e tudo mais, indico alguns que escrevi, procure por “Biasetto”.
    Até …

  189. Contra o chiquismo Diz:

    “Biasetto Diz:
    setembro 26th, 2012 às 10:53
    Contra o Chiquismo, “Edson” é você. Foi por causa disso que teve início a sua “batalha” com o Scur: lembra-se do “Edson F.”?
    Mas deixa pra lá, você prefere “Contra o Chiquismo”, que assim seja.”
    É mesmo, eu já tou agora na 283ª reencarnação. Agora sou o Contra o chiquismo…mas precisamos desmascarar Diviado Frango! O Vitor já fez o favor de desmascarar o Peixotinho de quem eu já desconfiava “o maior médium de materialização”. Precisamos derrubar esses mitos do ‘espiritismo a brasileira’! Alguém já leu as maluquices da tal da YVONNE A. PEREIRA aquela do Memórias de um Suicida… esse é um dos livros sagrados do espiritismo a brasileira. Assim como o nossa Lata ops, Nosso LAr é plagio esse memórias deve ser tb! É muito delírio!

    Essa Yvone Pereira narra um diálogo no além com o Chopin!!!!!!
    “Devassando o Invisível” (3), no capítulo “Frederico Chopin, na Espiritualidade”.

    Já não basta o absurdo da revista de espiritismo em que Merdeck. ops Kardec fala da casa (desenho da mansão e tudo) de Mozart em Júpter?
    Pois é! O espiritismo a brasileira não ia ficar pra trás! Essa Yvonne narra o encontro com Chopin no ‘além’!!
    leia isso:
    “Segundo os relatos de Yvonne, Chopin chegou a se materializar completamente, várias vezes, a ponto de sentir-lhe a respiração, a temperatura do corpo, o hálito, etc. ”

    Até o bafo ela sentiu!! —n (fotos que é bom nada…)

    Chopin pretende se reencarnar no Brasil, salvo resoluções posteriores, sendo que isto se verificaria somente após o ano 2000.
    Com tanta gostosa aqui ele vai é virar funkeiro…

    Artigo completo – não é grande

    http://www.mundoespirita.com.br/index.php?act=conteudo&conteudo=1352

    Por que não o faxinero do Chopin?
    O mania de grandeza com uma falsa modéstia colocadas em palavras açucaradas…

  190. Vitor Diz:

    Contra o Chiquismo,
    o Luciano dos Anjos já confirmou que na Yvone tem plágio também, mas ele não revela qual é. Mas que tem, tem. O problema é achar…

  191. Contra o chiquismo Diz:

    Olhem a biografia (pequena- não posto nada grande pra não cansar) dela, muito igual a do cx alucinações, catolicismo, materializações nunca fotografadas, infancia pobre, visões do pais (cx via a mãe morta)
    http://www.espiritismogi.com.br/biografias/yvonne.htm

    Gente taí uma pra gente pesquisar. Esse ‘memórias de um suicida’ narra um colonia igualzinha ao nossa lata ops nosso lar.

    Se a gente fuçar, acha coisa!

  192. Contra o chiquismo Diz:

    Ah, e falando do catolicismo no espiritismo a brasileira como muitos aqui afirmam, vejam que nessa obra da Yvonne Pereira MEMÓRIAS DE UM SUICIDA a principal personagem é Mª de Nazaré que comanda a ‘colonia vale dos suicidas’. na biografia dela no link do post acima ela revela – “Em espírito, foi parar ante uma imagem do “Senhor dos Passos”, na igreja que freqüentava. Pedia socorro, pois sofria muito. A imagem, então, cobrando vida, lhe dirigiu as seguintes palavras: “Vem comigo minha filha, será o único recurso que terás para suportar os sofrimentos que te esperam”, aceitou a mão que lhe era estendida, subiu os degraus e não lembra de mais nada. ”

    É, eu sempre disse: trocou-se Santo André por A. Luiz, Mª de NAzaré por Mª Dolores, Santa clara por Clarêncio, São Jorge por Humberto de Campos, Santa Luzia por Meimei…

    E podem reparar, ontem eu falei de cx com os animais. Francisco Xavier imita Francisco de Assis o protetor dos animais. Ele queria ser o São Francisco brasileiro.

  193. Contra o chiquismo Diz:

    Mas na verdade foi o São Fraudêncio nascido em 17-1 (171?).

    Por falar em fraude cade o sCUr? Esse sCUr tem por protetor São Sebastião – padroeiro dos GAYS…

  194. Contra o chiquismo Diz:

    Poxa, ninguém responde…
    não tem nenhum ‘vagabundo desocupado’ que fica o dia todo na internet não? rsrsrsrs

  195. Vitor Diz:

    O Scur eu tinha proibido de escrever no blog, mas ele voltou como “Fulano de tal”. Mas logo devo impedir sua participação de novo.

  196. Contra o chiquismo Diz:

    Foi mal Vitor, pensei que vc tinha liberado a participação dele mais uma vez.

    Mas reparou que mesmo que ele venha com qualquer apelido ele não tem como enganar? Ele parece muito com com o CX. Podia ser emmanuel, a. luiz, meimei, h. campos a forma de escrever nunca mudava. É por isso que os grandes escritores ficavam tão ruins quando mandavam mensagens do ‘além’. sCUr pode ir a 300 lanhouses 300 ip diferentes 300 apelidos diferentes , mas a forma que ele se expressa não mudará nunca. Ele nunca vai conseguir nos enganar. Ele imita o cx mesmo! Só mudam os apelidos e os ip.

  197. Antonio G. - POA Diz:

    Eu também apostei que era o Scur.
    Mas depois me toquei que não pode ser o Scur, porque o Scur “não existe”… rsrsrs

  198. Contra o chiquismo Diz:

    Alan Kardec = Mozart – casa em Jupter
    Yvonne Pereira = Chopin – reencarna no Brasil depois do ano 2000.
    Contra o Chiquismo = Escutando Genival Lacerda “Ela deu o rádio e nem me disse nada, ela deu sim…”

  199. Biasetto Diz:

    Se vocês lerem minha resposta ao “fulano de tal”, logo de cara eu disse que iria gastar meu tempo com, “acreditando” que ele não fosse fake de alguém que eu conheço muito bem.
    Também percebi que era ele.
    Contra o chiquismo, você sabe que tem gente no meio espírita, que acredita que Chico Xavier tenha sido, de fato, São Francisco de Assis.
    .
    Chopin já reencarnou no Brasil, como cantor, ele é o Michel Teló.

  200. Contra o chiquismo Diz:

    “Contra o chiquismo, você sabe que tem gente no meio espírita, que acredita que Chico Xavier tenha sido, de fato, São Francisco de Assis.”

    Ahhhhh tá de sacanagem! É sério? Esse fato eu não conhecia. Já ouvi dizer que cx era Kardec, mas SF assis não. surpreso com isso.

    O que vcs acham da minha postagem da Yvonne prereira? E tb da história do Chopin e de Mª de Nazaré dirigindo a colonia Vale dos suicidas? Já que kardec falou de Mozart em Jupter, natural que na pátria do evangelho um avatar do espiritismo tupiniquim se envaidecesse e falasse de um autor clássico. Escolheram Chopin. Ohhh que legal… mas Chopin tinha de reencarnar logo no Brasil depois do ano 2000? Pq não na Costa Rica? E tb escolheram o ícone mor do catolicismo: Mª de Nazaré. Pq o vale dos suicidas não podia ser dirigido por Santa Apolônia a padroeira dos dentistas? A vaidade tem que colocar o figurão de Mª (e Chopin). Afinal a doutrina tem de parecer ser grande. Ninguém vai escolher pras nobres ‘missões’ do espiritismo seja no ‘além’ seja na terra a ‘santa’ Escrava Anastácia (tem santuários dela ), o Claudinho (claudinho e buxexa) , a mucama da princesa Isabel ou o Joaquim motorista da Itapemirim. Olhe lá se Karl Benz (mercedes benz) for promovido a motorista de ‘aeróbus’ e lamba os beiços se o dr Pitanguy limpar o vômito de bêbados nas colonias do cx.

  201. Marciano Diz:

    Contra o Chiquismo, eu me lembro de você de outra encarnação, aquela em que você empalou o Scur, melhor dizendo, ajudou a empalar.
    Foi fácil para o Biasetto reconhecer você e o Scur por causa de seus estilos, assim como qualquer um reconhece o CX, por causa do estilo grotesco dele, não importa o “espírito” que esteja “psicografando”.
    Você mesmo já reconheceu o Scur quando ele entrou com outro Nick, há tempos, quando você revelou que já havia ajudado no empalamento.
    Mas o Biasetto enganou-se sobre o Scur, quando afirmou que ele não seria capaz de reingressar no blog usando outro nome. Assim como engana-se com CX, quando acha que ele tinha boas intenções.
    Acho que CX é a melhor tradução de lobo vestido em pele de cordeiro, assim como Hitchens demonstrou com a loba de Calcutá.

  202. Marciano Diz:

    E, BIASETTO, o espiritismo tem uma mensagem falso moralista sobre sexo sim, já li vários livros espíritas sobre o assunto. Neste momento, tenho em minhas mãos “VIDA E SEXO”, da dupla personalidade EMMANUEL/CX, fininho, só 111 páginas (outra coisa que te engana, não é difícil escrever 400 livros fininhos, formato reduzido, como este a que me refiro, seria um livro tablóide, desses que se lê em algumas horas). É por isso que acho a maior hipocrisia desses homossexuais não assumidos ficarem ensinando o que é certo e errado em matéria de sexo. Como o (peço licença ao Edson) Diviado Puteira Franga.
    Eu, por exemplo, só gosto de mulher. Aí vem um viado me dizer o que eu posso e o que não posso fazer com elas, em matéria de sexo, quando eu e elas queremos fazer. Ah, vão pra merda (não vocês, os viados espíritas a quem me refiro).

  203. Marciano Diz:

    A impressão que tenho, com essas maluquices que esses falsos espíritas dizem, é que querem testar até onde vai a ingenuidade dos seguidores. Assim como os falsos comunistas/socialistas burgueses (que antítese) fazem quando ganham milhões às custas do proletariado e fazem aplicações financeiras e amontoam propriedades (Chico Buarque, Caetano, Gil, Roger Waters). Ah, Biasa, tu sabes que sou fã do Roger Waters (na música), mas uma coisa não tem nada a ver com a outra.
    .
    Quando o Rivail inventava aquelas maluquices de casa em Júpiter, fazia-o por ignorância, não tinha a menor ideia de como era Júpiter, e Flammarion ajudou muito nisso. Já a gazela Diviado Puteira Franga, quando fala das crianças índigo que estão migrando de Alcyone para a Terra valendo-se do alinhamento de um faixa de luz que só ele vê (imagina), só pode estar zombando mesmo. E veja no vídeo, cujo link já postei aqui, as caras e bocas que ele(a) faz quando diz essas sandices.
    .
    Contra o Chiquismo.
    São Francisco de Assis e São Francisco de Uberaba, aka São Fraudêncio. Gostei, Contra o Chiquismo.

  204. Marciano Diz:

    Contra o Chiquismo,
    se é pra falar merda, como os espíritas adoram fazer, vou mandar uma revelação: CX é a reencarnação de Jesus Cristo. Só faltava essa. (será que faltava, algum cara-de-pau espírita já deve ter dito isto, e o pior é que sempre tem quem acredita e fica uma fera se a gente tentar mostrar que não faz sentido.

  205. Toffo Diz:

    Gente, isto aqui está o samba do crioulo doido. Muito divertido!

    Realmente existem aqui muitas referências a gays, geralmente bastante jocosas; não diria que seriam estritamente homofóbicas, mas como tudo neste mundo, é necessário ver o contexto a que se aplicam. Dou um exemplo: imagine uma roda de héteros falar em viados; depois imagine uma roda de gays falando em viados também. A diferença está em que, na roda de héteros, não havendo gays no meio, a expressão “viado”, embora jocosa, demarca território, se refere a diferentes (“eu” não estou no território “deles”, portanto não pertenço a essa tribo; respeito quem é, tal, mas graças a deus não sou – e assim por diante, etc etc); na roda de gays, muito provavelmente não, porque são todos iguais; trata-se de puro escracho, mesmo porque os gays adoram zoar-se mutuamente. Portanto, eu veria uma ponta de preconceito em um exemplo e nenhum preconceito em outro. Preconceito é que nem sal ou pimenta: varia no tempero, ora é de menos, ora é de mais, mas sempre tem um pouquinho, porque em última análise preconceito esbarra na diferença: eu julgo não ser aquilo que você é. Talvez seja por aí. Supondo-se que neste blog todos nós fôssemos homossexuais, talvez o sentido fosse outro. Eu vejo assim.

    Em referência aos personagens que estamos comentando, eu seria um pouco mais específico. Há muitos gays no espiritismo, assim como em qualquer outro grupo social, mas aqui estamos tratando de homens efeminados, o que é um pouco diferente: há gays que não são efeminados, que estatisticamente são em número maior; os gays efeminados, ou as gazelas, as bichas pintosas, como se diz, são na verdade a ponta do iceberg, a ponta mais visível, diga-se de passagem. Mas não são o grupo todo.

    Grande parte dos médiuns e operadores do espiritismo são efeminados, e eles se justificam na falaciosa alegação de que foram mulheres em outras encarnações. E essa é uma alegação interessante, porque a questão de gênero é MUITO importante na história do espiritismo, muito mais do que vocês imaginam. Nas minhas leituras dos autores americanos sobre o espiritismo (de ambos os sexos), eles chamam muito a atenção para essa questão de gênero, porque historicamente a grande alegação dos detratores do espiritismo naquela época era de que os adeptos da doutrina seriam “fracos” e “sugestionáveis” como as mulheres, que se deixariam levar por histórias fantásticas e sem sentido, principalmente os médiuns, e assim – por extensão – acabou se firmando a pecha de que o espiritismo era o caminho da efeminação, era um agrupamento de efeminados. Isso estatisticamente nunca foi verdadeiro, mesmo porque a maioria dos adeptos do espiritismo francês era de homens e não de mulheres, mas, por causa do preconceito, o estereótipo acabou prevalecendo. É significativo que médiuns atuais como CX, DPF, Gasparetto e outros sejam efeminados. Estariam seguindo a rota do estereótipo? Seriam a exceção que confirma a regra? Taí uma questão para análise.

  206. Biasetto Diz:

    Contra o chiquismo, eu já li em algum lugar, talvez numa revista, algo dizendo que Chico teria sido Francisco de Assis.
    Mas veja neste link aqui, diversas reencarnações dele. Numa, ele não foi Francisco de Assis, mas conviveu com o santo homem.
    Marciano, sobre a questão do sexo, concordo plenamente com você. Os religiosos são tão ridículos, principalmente os católicos, que eles são contra a vasectomia – porra, os padres e freiras são proibidos de fazer sexo e querem se meter na vida íntima das pessoas, vão à merda. E também acho que gay enrustido não tem que ficar dando lição de moral, se metendo na vida sexual das pessoas, especialmente dos casais.

    http://chico-xavier.com/2010/09/18/as-diversas-reencarnacoes-de-chico-xavier/

  207. Biasetto Diz:

    Toffo,
    É bem por aí mesmo.

  208. Marciano Diz:

    Toffo, você tem razão em parte. Leia de novo meu comentário, você vai entender.
    Se um gay diz em um livro espírita que eu vou para o umbral porque como a mãe dele e isso está errado eu acho que ele não tem o direito de se meter, porque se eu comesse o pai dele, ele não veria nada demais. Só isso. O macaco tem que olhar o rabo, antes de falar dos outros (aqui me refiro à cauda do macaco, não à parte final do tubo digestivo).
    É tudo uma questão de preferência, eu prefiro as mulheres, mas não admito que quem prefira cabritas ou éguas, cadáveres ou crianças, fale que eu vou pro umbral porque gosto de fazer sexo com duas mulheres ao mesmo tempo. Simples assim. Não tem nada a ver com preconceito, a não ser que seja da parte dos falsos religiosos, religiosos só da boca pra fora.
    Por tudo isso, estou contigo, Biasetto.
    Um abraço a todos (se houver algum gay no meio, só um aceno de mão, de uns vinte metros de distância, sem qualquer preconceito, claro, só precaução).

  209. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marciano Diz:
    SETEMBRO 26TH, 2012 ÀS 17:06
    Contra o Chiquismo, eu me lembro de você de outra encarnação, aquela em que você empalou o Scur, melhor dizendo, ajudou a empalar.”

    Foi o Diviado frango que mandou. E Raul teixeira ficou rindo.

    Aliás, esse Raul lixeira não me engana ele exala o cheiro de …http://2.bp.blogspot.com/_3-GniFj2xbo/Sy4-Qgwf7NI/AAAAAAAAAJs/MftIZq4ZXbg/s400/rbk-donut-on-fire-0709-md.jpg
    “Acho que CX é a melhor tradução de lobo vestido em pele de cordeiro, assim como Hitchens demonstrou com a loba de Calcutá.”

    Cx é o exemplo do mau exemplo! Me manda essa história da teresa de calCUtá, era safada?

  210. Contra o Chiquismo. Diz:

    “São Francisco de Assis e São Francisco de Uberaba, aka São Fraudêncio. Gostei, ”

    Se ele queria ser o SFAssis e foi o são Fraudêncio, eu quero ser o SÃO FUDÊNCIO!

  211. Daniel Diz:

    Contra o chiquismo, tu me entendeu mal! Eu quis dizer que não importa se não há registro de Jesus, o que importa é a mensagem. A história de sua vida é bem fantástica mesmo, fantasiada e alterada várias vezes. Mesmo assim ele pode ter existido.
    .
    Biasetto (e os demais), admito: religião é pra quem precisa! infelizmente o espiritismo, que não é apenas uma religião, é importante pra mim (infelizmente porque tenho também bastante preguiça do movimento). Não há ficha pra cair! As “evidências” apontadas eu continuo achando vazias, não provam. Mas antes vou finalmente ler os artigos como sugeriu Biasetto. E ver o vídeo do Divaldo.
    .
    Estou interessado em agir, participar no meio em que vivo, politicar! E a “reforma íntima” ajuda bastante, inclusive no desenvolvimento da inteligência e sensibilidade, indiferentemente de religião. Me ajudando posso acrescentar mais à comunidade. O espiritismo não me castra o pensamento nem dita comportamento. Não-acreditar também é “crença”, já que ninguém sabe o que vem depois da morte! Pensando que a alma seja imortal valoriza-se mais a própria atitude perante a vida, preocupa-se mais com o progresso moral de si mesmo e de todos. Não sou desses que seguem religião sem ter fundamento e raciocínio.
    .
    Marciano, você acredita que somos apenas matéria? não acredita em energia, vibrações, chakras (chakras vai ser difícil né?) ? rs A Ciência já afirmou que “matéria é energia”! Acho que vocês podiam dar uma atenção maior à questão da “existência dos espíritos”!
    .
    Que diabos houve com esse Scur?? pra chegar ao ponto de vetar sua participação!
    Vou ler o Hitchens falando sobre a Tereza de Calcutá. Mas já duvido que valha a pena. Querer depreciar a pessoa que foi a Madre Tereza de Calcutá! alguma coisa de muito picarêta deve haver.
    .
    Uma coisa que ouvi, colaborando com o fuzuê contra o espiritismo: vem acontecendo o processo de expurgo planetário, onde muitos espíritos serão exilados para os planetas a que se afinizarem. Ouvi dizer que estão usando a Lua pra fazer uma espécie de remanejamento!
    abraço!

  212. Vitor Diz:

    Como ficou bem claro que o Daniel é o Scur, já vetei a participação dele e o Fulano de tal também. Não quero que o nível dos comentários caia estupidamente novamente.

  213. Biasetto Diz:

    Olha Vítor, eu não tinha achado que o Daniel era o Scur e vice-versa, mas tem algo cheirando a isto mesmo. Vejamos:
    - implicitamente, ele falou do “chupão”.
    - “não há ficha para cair”.
    - “reforma íntima”.
    - “Me ajudando posso acrescentar mais à comunidade. O espiritismo não me castra o pensamento nem dita comportamento.”
    .
    é, dessa vez ele me enganou, eita gaúcho teimoso, rs …

  214. Biasetto Diz:

    Li uma outra postagem do “Daniel”, deve ser o Scur mesmo, hehehê !
    .
    Contra o Chiquismo,
    Veja isto sobre a Santa Madre Teresa
    http://www.youtube.com/watch?v=zjB1YlDE4ok

  215. Biasetto Diz:

    Sou fã do Hitchens

    http://www.youtube.com/watch?v=s2-pGrl2ENg&feature=related

  216. Marciano Diz:

    Contra o Chiquismo,
    Fica difícil eu te mandar a história, porque é um livro do Christopher Hitchens. Chama-se The Missionary Position: Mother Teresa in Theory and Practice. Boa sorte.
    .
    Se tiver dificuldades com o livro, tem esse documentário, feito pelo Hitchens, só 24min, legendado em português:
    http://www.youtube.com/watch?v=zjB1YlDE4ok
    .
    Se quiser maiores informações, contate o próprio Hitchens, ele morreu no final do ano passado, mas isso não é problema, tem um monte de malucos aqui no blog que entram em contato com ele, pra você.
    .
    Enquanto isso, pra não ficar chupando o dedo, leia esse briefing:
    .

    Madre Teresa de Calcutá é considerada uma santa. Assim a opinião pública decidiu — e daí para a frente sua santidade não foi mais questionada, fizesse ela o que fizesse. Pelo contrário, suas ações passaram a ser julgadas com base em sua reputação e não o contrário. Até o Vaticano, que via suas esquisitices com reservas, devido a seu tradicionalismo e oposição s mudanças introduzidas pelo Concílio Vaticano II, aceitou o “fato” e passou a capitalizar sobre sua imagem.
    O papa João Paulo II abriu o processo de sua beatificação a partir de um “milagre” ocorrido na Índia pouco tempo após sua morte, sem esperar os 7 anos regulamentares. A mídia americana evita criticá-la, por medo de serem acusados de conspiração com os judeus.

    Mas a verdade, que as pessoas preferem não saber, é que ela era uma fanática religiosa, de extrema direita, e o melhor que podemos supor a seu respeito é que ela acreditava no que fazia — mas também acreditava que os fins justificam os meios.
    A imagem que ficou dela é muito positiva. Talvez inspire favoravelmente as pessoas. Talvez as leve a lutar para fazer deste mundo um lugar melhor, a ser como elas pensam que foi Madre Teresa. Mas a verdadeira Madre Teresa não foi necessariamente uma santa. Assim como grande parte dos santos da Igreja Católica, sua fama provelmente se baseia mais em mitos que em realidade.
    Madre Teresa nasceu na Albânia e seu verdadeiro nome era Agnes Bojaxhiu. Sua organização, as Missionárias da Caridade, tem 4.000 freiras e 40.000 voluntários leigos. Sua fama começou com um filme sobre sua vida (e mais tarde um livro, “Something Beautiful for God”) feito pelo político inglês Malcolm Muggeridge em 1969. Malcolm era extremamente crédulo e se encantou com ela, a ponto de ver milagres ocorrendo durante as filmagens, como uma “aura” que apareceu no filme, na verdade o resultado do uso durante o dia de uma película mais apropriada para filmagens noturnas. Mas ele não quis saber de explicações técnicas…
    O inglês Christopher Hitchens preparou um documentário sobre suas atividades, com farto material filmado, transmitido pela BBC, e publicou um livro em 1995, “The Missionary Position: Mother Teresa In Theory And Practice”, onde chega conclusão de que ela apoiava os ricos e poderosos e tudo lhes perdoava, enquanto pregava obediência e resignação aos pobres. Seu trabalho provocou muitas reações de repúdio. Seus críticos citaram abundantemente os Evangelhos e o acusaram de crueldade com uma mulher idosa, santa e humilde — mas em nenhum momento contestaram os fatos apresentados.

    O livro cita, por exemplo:
    Sua abjeta bajulação a todas as ditaduras sangrentas do mundo, principalmente as direitistas, como a de Franco, na Espanha, os Duvalier, no Haiti, Enver Hoxha, na Albânia e os esquadrões da morte na Nicarágua e Guatemala. Há registros em filme de suas visitas a esses países e do modo servil como posava ao lado de seus ditadores (ou levava flores para seus túmulos).
    O modo como aceitava dinheiro e favores de ladrões e corruptos. Um dos casos mais famosos é o de Charles Keatings, do Lincoln Savings and Loan, da Califórnia. Charles era um católico fundamentalista. Foi condenado a 10 anos de prisão por roubar em torno de 252.000.000,00 dólares de 17.000 fundos de aposentadoria de gente humilde. Mas deu a ela mas de um milhão de dólares e lhe emprestava com frequência seu avião particular. Em troca, ele fazia uso de seu prestígio como “santa”.

    Quando a fraude — e os donativos — foram descobertos, ela enviou ao juiz (Lance Ito, o mesmo do caso O. J. Simpson) uma carta no estilo “freirinha ingênua”, bem diferente de seus outros escritos, em que pintava o acusado como um homem bom que sempre ajudara os pobres. Pedia ao juiz que olhasse no fundo de seu coração antes de emitir seu julgamento e se perguntasse o que Jesus faria naquele caso. O promotor, Paul W. Turley, respondeu-lhe explicando que o dinheiro que ela tinha recebido era produto de roubo e deveria ser devolvido, já que representava as economias de toda a vida de milhares de pessoas humildes. E perguntava a ela o que Jesus faria se recebesse um dinheiro como aquele. Não teve resposta.

    Quando a Irlanda organizou um referendo popular para decidir a continuidade ou não da proibição ao divórcio, Madre Teresa voou até lá e fez veementes discursos exortando o povo a votar a favor da proibição. Entretanto, quando sua amiga, a princesa Diana, se divorciou, ela declarou publicamente: “Foi melhor assim. Ela não era feliz nesse casamento”. Fica a dúvida se, neste caso, ela falou com o coração ou se, para os poderosos, tudo é permitido.

    Quando a fábrica da Union Carbide explodiu em Bhopal, matando milhares de pessoas, ela saiu pelo país dizendo: “Perdoem, perdoem, perdoem”. Tudo bem se perdoar a negligência de uma multinacional. Mas, aparentemente, não há perdão para uma pobre mãe que se divorcia do marido bêbado que a espanca e abusa dos filhos.

    Ela sempre foi radicalmente contra todo e qualquer controle da natalidade. Quando lhe perguntaram se não nasciam crianças demais na Índia, ela respondeu: “Não concordo. Deus sempre provê. Provê para flores e os pássaros, para tudo o que ele criou. E as criancinhas são sua vida. Nunca nascerá o bastante”. É de se perguntar qual a função das Missionárias da Caridade, neste caso.

    As pessoas enviavam a ela milhões e milhões de dólares em donativos para que ela construísse seus hospitais. Apenas numa conta nos EUA, havia mais de 50 milhões de dólares. O resto estava espalhado pelo mundo (menos na Índia, onde ela teria que prestar conta pelo que recebia). Entretanto, esse dinheiro era usado para construir novos conventos da ordem pelo mundo. Quando ela morreu, as irmães já estavam instaladas em 150 países.

    Seus hospitais eram, na verdade, galpões rústicos e mal equipados onde as pessoas iam para morrer. Não havia médicos nem higiene e os “diagnósticos” eram feitos por leigos, como as irmãs e os voluntários. E não havia interesse em se encaminhar os doentes para hospitais de verdade. A idéia era a de que se deitassem nas macas ou no chão e sofressem até morrer. Em todos eles havia um quadro na parede que dizia: “Hoje eu vou para o Céu”.

    Faltava morfina, anestésicos e antibióticos. Apesar dos milhões nos bancos, que permitiriam a contrução de hospitais-modelo, a economia era a palavra de ordem. As injeções, quando havia o que injetar, eram feitas com agulhas lavadas na torneira e que eram usadas até ficarem rombudas e provocarem enorme sofrimento nos doentes. Penalizadas, as voluntárias pediam dinheiro para comprar agulhas novas mas as irmãs insistiam na virtude da pobreza. E quando uma irmã ficava doente? “Reze”, era a resposta.

    Aliás, Madre Teresa dava grande importância ao sofrimento. Dizia que o sofrimento dos pobres purificava o mundo e que eles davam um belo exemplo (e, naturalmente, não fazia nada para reduzí-lo). Será que alguém perguntou a opinião dos pobres? Note-se, contudo, que quando ela própria ficava doente, corria a internar-se nos melhores e mais caros hospitais, jamais em suas “Casas de Moribundos”.

    Para sermos honestos, Madre Teresa nunca afirmou que seu objetivo era dar assistência médica. São as pessoas que se auto-iludem. Assim, elas têm a quem enviar seus donativos, sem perguntar o que é feito deles, e podem aliviar sua própria consciência e seu sentimento de culpa pela pobreza do Terceiro Mundo. É claro que Madre Teresa nunca fez nada para desmentir esta falsa impressão.

    Madre Teresa dizia que a AIDS era o castigo de Deus por um comportamento sexual inadequado (o que não explica por que esposas fiéis também pegam AIDS de seus maridos e crianças pegam de suas mães).
    Apesar de toda sua fortuna, Madre Teresa insistia em manter a imagem de uma ordem de irmãs pobres e mendicantes. Tudo tinha que ser mendigado a cada dia: comida, roupas, serviços. Se a coleta fosse pequena, comia-se menos. Em certa ocasião, as irmãs receberam um grande carregamento de tomates e, para que não se estragassem, fizeram extrato. Foram severamente repreendidas por Madre Teresa: “Quem guarda comida de um dia para o outro, está duvidando da Providência Divina”.

    Ela procurava manter uma imagem pública de pessoa humilde — mas não via nada de mais em aceitar as ofertas para viajar de primeira classe que as linhas aéreas lhe faziam. E foi assim que ela viajou a Roma para o seu primeiro encontro com o papa. Ao desembarcar, vestiu seu humilde sari e tomou um ônibus. É claro que, no dia seguinte, todos os jornais a retrataram como a freirinha humilde que andava de ônibus e se vestia pobremente, sem se perguntar como é que ela teria conseguido viajar até a Itália.

    Agora o Vaticano quer beatificá-la s pressas, sem esperar que se passem os 7 anos regulamentares de sua morte para iniciar o processo. E o milagre que foi aceito como evidência de sua santidade é, no mínimo, supeito: Monica Besra, 30 anos, analfabeta, da aldeia de Dangram, a noroeste de Calcutá, em 1998, um ano após a morte de Madre Teresa, se disse curada de um tumor no ovário após tocá-lo com uma medalha da “santa”.

    Os médicos do hospital Balurghat afirmam que a cura foi resultado do tratamento a que ela foi submetida e nem seu marido, Seiku Murmu, acredita nela. Em agosto de 2001 o “milagre” foi informado ao Vaticano e aceito duas semanas depois, tendo início o processo de beatificação. A irmã Betta, das Missionárias da Caridade, pediu para ver o prontuário da paciente, onde sonografias e relatórios mostravam a evolução do tratamento, e agora se recusa a devolvê-lo ou a fazer comentários.

    Fontes: Christopher Hitchens – “The Missionary Position: Mother Teresa In Theory And Practice” e notícias diversas na Internet
    .
    Quanto ao cx, o Vitor ta preparando um livro sobre ele, espero que seja tão bom quanto o do Hitchens, ou mais.
    .
    .
    Daniel, esse negócio de dizer que não acreditar é crença é uma falácia ridícula, não caia nessa, irmão.
    Cada um conta uma história ridícula, todas mutuamente excludentes, se eu não caio em nenhuma delas é porque tenho uma crença? Fala sério, como me disse ontem do além o Bussunda.
    Eu, por exemplo, sou marciano da gema, estou morando na Terra há alguns anos, pretendo voltar pra Marte em breve. Se você não acredita nisso, é porque tem uma crença. É isso?
    Ou será que é porque você não é maluco, pelo menos completamente?
    .
    Hitchens só falou mal de Agnes (a tal Teresa) porque tava com o diabo no corpo, ela era uma santa. Quem fala mal dela ou de cx, diviado, etc., só pode estar endemoninhado. Se duvida, pergunte a qualquer idiota.
    Em tempo, irmão, não estou te ofendendo, se achasse que não valia a pena te dar um toque, na boa, nem perdia meu tempo. Eu sei que tua ficha pode até não cair, mas está balançando. Por isso te digo essas coisas.
    .
    O Vitor perdeu a paciência com o Scur, mas já teve gente pior do que ele aqui. Scur é gente boa, só é espírita chiquista fanático, tanto que pirou o Vitor.
    Tem um seguidor de uma porcaria chamada Racionalismo Cristão, cujo nome não pronuncio porque nem lembro, que espero que não volte nunca mais, muito pior do que o Scur, sem a graça dele, ao contrário, desgraça pura, vinha aqui fazer proselitismo, achando que todos são idiotas.
    .
    Tu ainda vais ouvir muita merda no espiritismo, já vi que tu és novato. Saia enquanto é tempo. Estude de fora, como nós fazemos, só pra se divertir e quiçá salvar algum incauto.
    .
    Vitor,
    acho que você se enganou, Fulano de Tal é o Scur, mas acho que o Daniel não é. O estilo é outro, mais sensato, se é que se pode dizer assim. O Scur não teria tanta sutileza, consulte os demais.
    .
    Biasetto, complementando o que disse ao Vitor, todo espírita chiquista fala em chupão, reforma íntima e as demais bobagens, não são coisas só do Scur.

  217. Biasetto Diz:

    Também gosto muito do Sam Harris
    http://www.youtube.com/watch?v=abOV3BLwqUw

  218. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Daniel Diz:
    SETEMBRO 26TH, 2012 ÀS 21:16
    Contra o chiquismo, tu me entendeu mal! … Mesmo assim ele pode ter existido.”

    Foi vc que me enteu mal. Vc se contradiz. Vou repetir pra ver se dessa vez vc me entende.
    CAPÍTULO I
    DA LEI DIVINA OU NATURAL
    Origem e conhecimento da lei natural
    625. Qual o tipo mais perfeito que Deus tem oferecido ao homem, para lhe servir de guia e modelo?
    “Jesus.”
    Ou o seu ‘livro dos espiritos’ veio faltando essa pergunta?

  219. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Daniel Diz:Acho que vocês podiam dar uma atenção maior à questão da “existência dos espíritos”!

    Em 1º lugar cabe a vc provar a existência de espiritos. JÁ que vc afirma e isso é um dogma do ‘espiritismo’, cabe a ti o ônus da prova.

    Agora pq será que espiritos nunca aparecem em laboratórios de pesquisas quando tem gente séria da ciência olhando?
    E não me venha com esse papo de que eles só aparecem pra quem querem e quando querem. NA verdade eles só aparecem pra os crentes no espiritismo. Quero ver eles aparecerem no laboratório de testes do INMETRO.

    “Não há ficha pra cair! As “evidências” apontadas eu continuo achando vazias, não provam.”

    Mostre-me segundo o ‘espiritismo’ que há evidências da raça humana em MArte como afirma CX no livro Cartas de uma morta. Já leu? Aqui no blog tem. procure e depois poste pra gente aqui o que achou.

    “E a “reforma íntima” ajuda bastante, inclusive no desenvolvimento da inteligência e sensibilidade, indiferentemente de religião. Me ajudando posso acrescentar mais à comunidade. ”

    Esse negócio de reforma íntima é coisa do movimento espirita brasileiro, na codificação de kardec vc não achará isso. Se ajudando ou se AUTO ILUDINDO?

    “vem acontecendo o processo de expurgo planetário, onde muitos espíritos serão exilados para os planetas a que se afinizarem. Ouvi dizer que estão usando a Lua pra fazer uma espécie de remanejamento!”

    CRENÇA ESPIRITÓIDE! coisa do movimento espirita brasileiro, fuleiragem! Vc já viu o Diviado Frango mentirosamente ‘encorporando ‘ o dr bezerra falando dessa cagada de transição planetária? Puro lixo!

  220. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marciano Diz:
    SETEMBRO 26TH, 2012 ÀS 22:30
    Contra o Chiquismo,
    Tu ainda vais ouvir muita merda no espiritismo, já vi que tu és novato. Saia enquanto é tempo. Estude de fora, como nós fazemos, só pra se divertir e quiçá salvar algum incauto.”

    Quem eu?
    Eu estudei essa desgraça por 16 anos! Me libertei há quase 2!

    Se esse Daniel não for o sCUr, é bem pouco inteligente e contraditório. Se for o sCUr, é burro , cego, fanático, sectário e mestre do auto engano! Se for o sCUr, é como se fosse um ‘espirito mistificador’ cheio de forma e nada de conteúdo. Esse sCUr é a mesma coisa do CX repito. Seja o espirito que for a mensagem e o jeito de escrever do cx é a mesma merda.

  221. Vitor Diz:

    É o Scur sim, mas esqueçamos ele, já foi posto na geladeira de novo.

  222. Biasetto Diz:

    Marciano e Contra o chiquismo, vocês viram o meu post?
    Dá pra ter uma ideia do livro do Hitchens
    .
    http://www.youtube.com/watch?v=zjB1YlDE4ok

  223. Marciano Diz:

    Contra o Chiquismo,
    Na segunda parte do meu comentário eu tava me dirigindo ao Daniel (Scur?), não a você.
    .
    Depois conte pra gente o que achou do livro do Hitchens sobre a Agnes de Calcutá.
    .
    Biaseto, eu botei esse link aí em cima, pro Contra o Chiquismo ver.

  224. Contra o Chiquismo. Diz:

    Marciano Diz:
    SETEMBRO 26TH, 2012 ÀS 23:40
    Contra o Chiquismo,
    Na segunda parte do meu comentário eu tava me dirigindo ao Daniel (Scur?), não a você.

    Desculpe.

  225. Contra o Chiquismo. Diz:

    Biasetto Diz:
    SETEMBRO 26TH, 2012 ÀS 23:32
    Marciano e Contra o chiquismo, vocês viram o meu post?
    Dá pra ter uma ideia do livro do Hitchens
    vou ler com calma amanhã.

  226. Contra o Chiquismo. Diz:

    Vitor Diz:
    SETEMBRO 26TH, 2012 ÀS 23:30
    É o Scur sim, mas esqueçamos ele, já foi posto na geladeira de novo.
    Mas o sCUr além de fanático é burro mesmo.
    Acredita no espiritismo e fala que Jesus não existe.
    ió ió ió ió ióooooo relincha jumento!!!

    Hahahahaha de cavalo bagual véio passou pra BURRO!

  227. Contra o Chiquismo. Diz:

    Qual o próximo apelido queo sCUr pelotense vai tentar?
    Clarêncio? Hilário Silva? Burroso?

  228. Marden Diz:

    Olá a todos,
    .
    Depois de uma certa ausência, hoje volto a ler e a querer participar novamente do blog. Afastei-me por motivos familiares, já que a minha esposa havia engravidado e iria necessitar mais de mim, em meus momentos livres. Mas como era uma gravidez de risco, infelizmente acabou havendo um aborto espontâneo. Mas bola pra frente e vamos continuar tentando.
    .
    Talvez não consiga dedicar aos assuntos do blog como fiz no passado e como eu gostaria no momento atual, por simples falta de tempo. Mas, como sempre, procurarei dar o meu melhor. Porém uma mudança gostaria de registrar aqui, procurarei ser mais flexível com meus interlocutores, mas sem abrir mão do bom trato que devemos ter todos, uns para com os outros.
    .
    Sendo assim, espero que aqueles com os quais travei alguns debates aqui (como foi o caso de Biasetto e Marciano), não se sintam intimidados com a minha volta e que continuem participativos do blog, tal qual como estou vendo aqui neste post. Procurarei ler os outros posts que perdi, assim que me sobrar tempo.
    .
    Em minhas últimas conversas, debatia com o Montalvão sobre EQMs e também com o Vitor no mesmo post. Espero poder voltar ao debate, no momento de melhor oportunidade para ambos.
    .
    Bem, é isso e espero que aceitem o meu regresso. Eu, assim como todos vocês que escrevem aqui, também gosto muito do tema Espiritismo. E, assim como vocês, também quero contribuir com a minha forma de ver e encarar o Espiritismo.
    .
    Saudações.

  229. Marden Diz:

    Sei que muitos aqui não gostam de disciplina, de ter horas para tudo, de seguir um caminho retilíneo. Por isso que muitos preferem viver ao modo do “deus dará”. Mas pelo que sei, ninguém aqui é, ou estaria sendo obrigado a seguir o Espiritismo, seja ele Kardecista, Chiquista (como vocês dizem) ou de qualquer outra denominação. Mas parece que “algo” assustam alguns aqui e o que seria isso? Medo do desconhecido? Medo de algo invisível? Como atacar algo que não se vê e que se tem a certeza, ou quase, de que não existe?
    .
    Ah, então não vamos atacar as ideias… queremos mesmo é atacar as pessoas! Nosso prazer é rebaixar, é reduzir o ser humano… só porque ele é diferente de nós, porque não faz parte do nosso circulo restrito e pelo simples prazer que temos em caluniar, difamar, denegrir. Não é assim, bravos soldados? Não é assim que agem alguns guerreiros do ceticismo materialista? Claro: soldados, guerreiros, lutadores. Essas são as palavras que alguns de vocês gostariam de ser elogiados. Preconceituosos, homofóbicos, ai é pegar pesado, não é mesmo?
    .
    Mas é claro que eu sei de tudo isso! Vocês também são “produto do meio”, de uma sociedade ainda dominada por muitos dos costumes que alguns de vocês mesmo dizem combater, mas que no final defendem. Afinal quem dita as regras? Quem diz: vamos queimar esses hereges!? Espiritismo é coisa do diabo! Homossexualismo não é coisa de Deus! E lá vão os “soldadinhos” de arma em punho, ceifando vidas pela avenida paulista e onde quer que apareçam os que são diferentes deles. Digam soldados, quem é que dá o comando? Mas não me venham com essa de que seguem seus próprios pensamentos. Afinal de contas vocês tem ou não inteligencia? Tem ou não raciocínio? Pois digam, quem dá as ordens?
    .
    Não é possível que em pleno século XXI, pessoas do Brasil, como os soldados aqui deste blog, com acesso à informação, muitos com formação acadêmica, ficar discutindo coisas tão banais como a opção sexual do seu semelhante. Aqui é blog de sexo? Vamos agora também duvidar da masculinidade de alguns alemães, só porque fazem xixi sentado, que é para não sujar a tampa do vaso?
    .
    Por favor, senhores, se não tem nada de útil a dizer, o silencio neste caso poderá ser um excelente instrumento para o progresso deste blog, de vocês e de quem os lerem. Lembrem-se de tratar de ideias e não de pessoas. O ser humano é falho e sempre terá seus momentos de fraqueza. Vocês mesmo não demonstram aqui, muitas de suas fraquezas?
    .
    Saudações.

  230. Biasetto Diz:

    Vítor,
    Eu sei que você nem quer saber do Scur, mas ele está falando comigo agora e me garantiu que ele não é o Daniel.
    Ele disse que você pisou na bola com o cara.
    Ele disse que quando ele usa fake aqui, logo em seguida ele conta – e que ele sempre conta pra mim.
    Bem, estou acreditando nele, ELE ME GARANTIU QUE NÃO É O DANIEL.
    Ele me disse que está em Curitiba hoje e que escreveu como “fulano de tal”, de Maringá.
    Então, é pra você ver o IP

  231. Marden Diz:

    Uau, Marciano…. parece que você já captava meus pensamentos enquanto escrevia não é mesmo? Nada de misterioso nisso, pelo menos não para mim (risos). Bom saber que sou pior que o Scur. Levarei isso em consideração para os nossos debates. Ou continuará fugindo? Espero que não… afinal você gosta de atacar o Espiritismo não é mesmo? E eu gosto de defendê-lo! Temos algo em comum: o Espiritismo!
    .
    Mas vejo que seu faro investigativo não tá la essas coisas. Não percebeu que o Daniel era o Scur?
    .
    E prazer em revê-lo, meu nome é Marden.

  232. Marden Diz:

    Para os que não tiveram a oportunidade de teclar comigo ainda, não sou o Scur (sou pior que ele, palavras do senhor Marciano) e estou aqui para defender a Verdade. Para mim o Espiritismo deve se basear na verdade. Quem sabe alguns dos senhores queira me convencer de que o Espiritismo seja o contrário, como uma mentira ou uma farsa?
    .
    Estou aberto a opiniões divergentes. Repito, opiniões, ideias ou doutrinas divergentes.

  233. Biasetto Diz:

    Vamos fazer assim:
    Daniel, se você quiser, me manda um email:
    [email protected]
    Aí, você me diz se é o Scur ou não.

  234. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marden Diz: Quem sabe alguns dos senhores queira me convencer de que o Espiritismo seja o contrário, como uma mentira ou uma farsa?”

    Cabe a vc provar a existência de espiritos. JÁ que vc afirma e isso é um dogma do ‘espiritismo’, cabe a ti o ônus da prova. Sem espiritos, sem espiritismo.
    Sem nhenhenhém, apresente agora mesmo uma prova da existência de espiritos. Mas não me mostre textos espiritas ou coisas baseadas em crenças pq crença não se discute. Prove pelo método científico e aceitarei o espiritismo como verdadeiro.

  235. Contra o Chiquismo. Diz:

    Só pra te lembrar sr Marden: se vc usa esse computador aí na sua casa, vc foi beneficiado pelo método científico, se vc toma vacinas e está imune a doenças vc se beneficiou do método científico. Agora o que o espiritismo fez pra beneficiar a humanidade? Só beneficiou editoras ( A FEB que o diga).É uma crença em extinção, só sobrevive no Brasil e não deve ser 5% da população que acredita nessa xaropada.

  236. Contra o Chiquismo. Diz:

    Boa noite.

  237. Marden Diz:

    Se o Daniel não for o Scur e outros que também vierem aqui defender o espiritismo de kardec, não forem o Scur, ficará um gostinho de injustiça com o que andam fazendo com estas pessoas. Primeiro confundindo, segundo ignorando ou rejeitando suas opiniões.
    .
    Para não cometer essa mesma injustiça, procuro sempre não importar com quem seja o meu interlocutor, não que a sua pessoa não tenha uma real importância, mas porque para mim o que importa são as ideias. Se a pessoa é branca ou preta, feia ou bonita, gladiador ou homossexual, torce pro flamengo ou para o sport de Recife, acredito que neste blog pouca ou nenhuma importância há. Para esse outros temas há outros blogs e fóruns específicos.
    .
    Pensem nisso meus senhores e vamos tratar do que realmente nos interessa aqui neste blog. Mas a continuação do papo fica para outro dia, já se faz tarde e precisamos descansar. Uma ótima noite a todos!

  238. Vitor Diz:

    Oi, Marden
    aqui só nos importamos se a pessoa é mentirosa ou não. É o caso do Scur. Eu sou extremamente preconceituoso contra mentirosos, assumo isso sem problema algum. Aliás, não é um preconceito, é um pós-conceito.

  239. Biasetto Diz:

    Olá Marden, tudo bem?
    Lamento pela infelicidade de sua esposa, sua e da criança.
    Espero que o desejo de vocês ainda venha a se realizar.
    Bem, já estou indo dormir, porque já está tarde mesmo (ou ainda é bem cedo, depende do ponto de vista), mas como você sabe eu não sou muito disciplinado mesmo e, além disso, gosto de umas curvas.
    Vou só pegar o finalzinho de seus comentários:
    .
    Quem sabe alguns dos senhores queira me convencer de que o Espiritismo seja o contrário, como uma mentira ou uma farsa?
    .
    Este é o drama Marden. As evidências levam a crer que seja isto aí mesmo: “uma mentira ou uma farsa” (apesar que as duas coisas dão na mesma).
    Mas quem sabe você queira me convencer de que o Espiritismo seja o contrário, como uma revelação sublime ou uma verdade revelada?
    .
    Consegues fazer isto?

  240. Marden Diz:

    Contra o Chiquismo,
    .
    Antes de ir deitar, sugiro que leia o final do último texto grande que o Marciano postou. Encontre a parte do texto onde ele se refere a alguém pior que o Scur. Esse sou eu. E irá perceber que não tenho vinculo algum à Feb, à Kardec, ao Chico, ao Divaldo, ao Gasparetto, ao Bezerra, à passes magnéticos, à cirurgias espirituais, à dogmas, à misticismo. Perceberá ainda que sou um defensor da ciência, da moral, do raciocínio, da logica, da razão, da moderação, da ponderação e da justiça.
    .
    Tenha uma excelente noite senhor.

  241. Marciano Diz:

    Marden, eu disse que não ia mais me referir a vc, mas to começando a acreditar. Tem um ditado popular que diz que é só falar no diabo que ele aparece.
    E tu ta enganado, o Daniel não é o Scur, este último não tem sutileza pra isso.
    Quanto ao mais, lamento pelo desfecho da gravidez de sua esposa.

    E eu não fujo de vc, é que, desculpe a franqueza, mas isto devem te ensinar no RC, a não ser falso, tu és chato demais.
    E nem é divertido como o Scur.
    .
    .
    Contra o Chiquismo, dê uma olhada no site oficial do RC, é muito pior do que o espiritismo kardecista.
    Eu olhei, só pra conhecer, e fiquei estarrecido, imaginava que nada poderia ser pior do que espiritismo kardecista.

  242. Antonio G. - POA Diz:

    O Blog está “bombando”… Que bacana!
    .
    Outro dia eu estava na companhia de alguns amigos espíritas. Um deles, observava atentamente minha filhinha de menos de 3 anos. Lá pelas tantas, ele me disse: “Sei que não acreditas nisso, mas vou te dizer que a tua filha é uma Criança Índigo. Ela tem todas as características, e eu consigo ver a sua aura anilada, típica das crianças da Nova Era”. Eu parei, refleti por um instante, mas não pude evitar a resposta: “Tens razão… Eu não acredito mesmo nisto.” Eu sei que não fui muito educado. Mas não consigo mais ser tolerante com estas coisas. Não tenho mais jeito. Acho que vou mesmo para o Umbral…
    .
    Com relação ao homossexualismo: O Toffo fez um ótimo texto discorrendo sobre o assunto e falando sobre o preconceito que existe sempre que nos referimos a esta questão, constatando que o preconceito sempre está presente, em maior ou menor “volume”. Achei interessante a projeção de que haveria preconceito, só que de outro tipo, mesmo na hipótese de que todos os participantes do blog fossem homossexuais.
    De fato, os homossexuais são sempre alvo de preconceitos, mesmo dentro de seu próprio grupo. Eu mesmo já me senti, vez ou outra, discriminado pela minha declarada e assumida condição de “lésbico”. rsrsrs.
    .
    Marden, minha solidariedade pelo seu infortúnio. Pela vontade de Deus ou pelo mero acaso, são coisas que acontecem…
    .
    Abraço. E bom dia a todos.

  243. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marden Diz:
    SETEMBRO 27TH, 2012 ÀS 00:57
    Contra o Chiquismo,
    .
    Antes de ir deitar, sugiro que leia o final do último texto grande que o Marciano postou. Encontre a parte do texto onde ele se refere a alguém pior que o Scur. ”

    Pouco me importa se vc é pior ou melhor que ele. O que importa é vc provar a afirmação que vc faz da existência de espiritos. Falou , falou e não provou. Ou melhor, ignorou a minha postagem dirigida a vc. E vai ignorar e ficar trollando por aqui. Repito:Prove pelo método científico e aceitarei o espiritismo como verdadeiro ou esse RC que vc defende. E mais uma coisa, ninguém aqui está interessado em proselitismo se puder não fugir dos desafios e dar respostas evasivas, já na sua próxima postagem, apresente evidências de que espiritos existem. Se não fizer, passo batido das suas postagens e aconselho a todos aqui a fazer o mesmo.Aguardando provas.

  244. Contra o chiquismo Diz:

    Olhando esse RC:
    “Ao prosseguir em sua visita, saiba que o Racionalismo Cristão é uma doutrina filosófica de caráter essencialmente espiritualista”
    Não dá pra debater nada com esse Marden, pois a doutrina dele é questão de fé, de crendice. Pelo menos o espiritismo se diz científico -mas não é- e crendice não se debate. Posso afirmar que o saci é verdadeiro mas não posso provar. Te peço apenas que acredite no saci pq falei que ele existe.
    Marden, vc é um crente, vc não pode provar nada, vc apenas tem fé. Debater com vc seria como jogar xadrez com um pombo. (conhece a histoinha do xadrez com pombo?)

  245. Contra o chiquismo Diz:

    Continuando com mais baboseiras desse RC:
    http://www.racionalismocristao.org/espirito-nao-tem-sexo.html

    “Espírito não tem sexo

    Como entender aqueles que resolvem mudar de sexo na presente encarnação?

    O espírito não tem sexo. Ele encarna em situações diferentes, ou seja, sexos diferentes, países diferentes, raças diferentes, condições sociais diferentes etc., pois deve aprender todas as lições que o planeta Terra oferece. ”

    Até agora estou esperando as provas do Marden da existencia de espiritos.

  246. Contra o chiquismo Diz:

    Depois nós é que somos homofóbicos:
    http://www.racionalismocristao.org/espirito-nao-tem-sexo.html
    “Se ele resolve, depois de encarnado, que deve assumir outro sexo, estará contrariando a programação que ele mesmo fez em plano astral…
    Pode-se, portanto, dizer que a própria pessoa está se desviando dos propósitos que assumiu…
    Como podemos deduzir, a opção para mudar de sexo, feita enquanto encarnado, contraria determinação anterior cuja responsabilidade foi assumida em plano astral…
    Marden, tá dando nojo ler tanta baboseira, vou ver até aonde eu aguento ler.Não muda em nada do moralismo chiquista.

  247. Vitor Diz:

    Contra o chiquismo, seu nick está vindo como “Conra” em vem de “Contra”, conserta aí! Eu estou editando seu nick para poder entrar os comentários!

  248. Contra o chiquismo Diz:

    Mais lixo racional:
    http://www.racionalismocristao.org/evolucao-de-um-animal.html
    Portanto, está dentro das leis naturais que a Força que anima um cachorro evoluirá até estar preparada para, como espírito, encarnar em corpo humano.

    Quer dizer então, que ele nasce um pitbull malvado, vira um vira lata imundo de rua pra expiar as maldades que ele fez enquanto era pitbull e vai reencarnando até virar um poodle de madame e aí está pronto pra ser gente?

  249. Antonio G. - POA Diz:

    Contra o chiquismo: Melhor sentar-se. Pressinto que vai demorar um pouco…

  250. Contra o chiquismo Diz:

    Mais racionalismo besteirol espiritóide;

    http://www.racionalismocristao.org/pode-se-ver-espiritos.html

    Pode-se ver espíritos?

    Pode-se ver espíritos depois que esses desencarnam?

    Sim, é possível ver espíritos depois que eles desencarnam. Entretanto, é necessário possuir uma faculdade chamada de mediunidade de vidência.

    ***Mas não é possível provar que eles existem não é Marden?

    Tou no aguardo das provas.

    Por que espiritos nunca aparecem quando tem gente da ciência olhado/esperando por eles? Pq eles não aparecem nos laboratórios do INMETRO? Só não venha dizer que é pq eles só aparecem quando querem…

  251. Antonio G. - POA Diz:

    Para ficar mais claro: Vai demorar um pouco até que o Marden prove a existência de espíritos.

  252. Vitor Diz:

    CONSERTA O TEU NICK AÍ, CONTRA O CHIQUISMO! TÁ VINDO “CONRA”, EM VEZ DE “CONTRA”

  253. Contra o chiquismo Diz:

    Depois querem reclamar da moral chiquista! E toma mais moralismo racional!
    http://www.racionalismocristao.org/sexo-durante-o-namoro.html
    Sexo durante o namoro

    Tenho 24 anos, namoro há 10 meses e sou virgem…Ele tem 23 anos, é uma pessoa muito boa, …
    Ele segue mais a linha do Kardecismo… ele fala que para a gente continuar deve ocorrer a relação entre nós dois, se eu não mudar de pensamento ele não vai querer continuar comigo…

    VEJAM A RESPOSTA:

    Fazer sexo não é parte de namoro. Existe o namoro para que cada um conheça o seu parceiro, suas aptidões, suas tendências e seus valores…Fazer sexo não é parte de namoro. Existe o namoro para que cada um conheça o seu parceiro, suas aptidões, suas tendências e seus valores.

    MORALISMO PURO!

    TEM TANTA VIRGEM QUE DÁ O C** E POR ISSO TEM MAIS MORAL QUE UMA QUE NUNCA DEU O C**?
    O bagulho é doido! CX é um devasso diante disso!

  254. Contra o chiquismo Diz:

    Algué disposto a desmascarar essa falsa religião?
    Quem tá afim de procurar mais pérolas pra nós aqui?
    Vamos expor esse RC então. Pérolas aqui:

    http://www.racionalismocristao.org/perguntas-e-respostas.html

  255. Contra o chiquismo Diz:

    Consertado . Grato.

  256. Contra o chiquismo Diz:

    Depois dessa se o Marden vier aqui só se for pra trollar.
    PROVAS QUE ESPIRITOS EXISTEM MARDEN?PROVAS QUE ESPIRITOS EXISTEM MARDEN?PROVAS QUE ESPIRITOS EXISTEM MARDEN?PROVAS QUE ESPIRITOS EXISTEM MARDEN?PROVAS QUE ESPIRITOS EXISTEM MARDEN?

  257. Marciano Diz:

    Contra o Chiquismo,
    foi por essas razões que resolvi ignorar o Marden, ele fica só com papo furado, não prova, quer que nós façamos provas negativas, que provemos que o que ele diz não é verdade, invertendo o ônus da prova.
    Fica fazendo proselitismo, achando que vai convencer alguém aqui a entrar pra essa baboseira n vezes pior do que espiritismo kardecista (espiritismo racional seria o primeiro nome desse racionalismo cristão).
    Ainda tem mais, critica de forma negativa e arrogante todas as postagens, assume uma atitude “superior”, ofensiva, já disse que eu deveria usar uma linguagem superior, porque eu disse um palavrão numa postagem, como muitos aqui fazem de vez em quando. E ele mesmo não usa linguagem superior, nem sabe escrever, seus textos são recheados dos erros mais grosseiros de gramática. Isso seria irrelevante, não fosse sua atitude arrogante.
    Depois ele fica dizendo que a gente foge do debate. Mas que debate? É um fanático religioso. Debate é com o Arduin, que apesar de ainda ser inocente quanto a suas crenças estranhas, mantém o debate num nivel adequado, faz ironia, como quase todos, mas respeita o debatedor, não assume atitude superior.
    Até o Scur, maluco beleza, só diz besteira, mas de forma engraçada, foi excluído por que o Vitor diz que ele é mentiroso, mas o que se pode esperar de um cara que vê discos voadores, conversa com fantasmas?
    Tu precisas ver a tal da limpeza psíquica que eles preconizam no RC, site oficial. Tem até uma gravação ensinando a “oração”, que coisa mais ridícula.

  258. Contra o chiquismo Diz:

    Veja bem Marden, nada contra vc. Vc deve ser uma boa pessoa talvez, mas as idéias que vc defende não são nada boas. O debate é só com as idéias que tu defendes e não contigo. E mais . se vc tiver aqui no RJ , me leve em Vila Isabel e prove lá a existência/materialização de espiritos. Se ficar provado, te pago uma fanta laranja e uns ovos cozidos amarelos ou azuis ali naqueles butecos em frente a UERJ.Vou expor esse RC aqui. Aguarde.

  259. Marciano Diz:

    Contra o Chiquismo,
    leia o que se segue, tem um áudio de 6min, em mp3, sobre limpeza psíquica:
    http://www.radioarazao.com.br/quemsomos.html
    Depois diga se vale a pena continuar perdendo tempo com essa bobagem, seguida por meia dúzia de gatos pingados, como pode ser conferido em estatísticas sobre religiões (já o fiz, só tem traço).

  260. Contra o chiquismo Diz:

    Mais lixo moralista:
    http://www.racionalismocristao.org/sexo-antes-do-casamento.html

    “Sexo antes do casamento

    Para minha irmã o certo é casar virgem. Ela gostaria de saber se isso é o correto mesmo.”

    resposta deles “Antes do casamento, o casal passa pela fase do namoro. É nessa fase que devem se conhecer melhor, com honestidade e realismo, e fazer planos para o futuro. O comportamento sexual não deve ser parte importante nesse relacionamento, caso contrário os namorados estarão dando mais importância ao sexo do que à constituição racional e saudável de uma família.”

    CX O DEVASSO!

  261. Contra o chiquismo Diz:

    Não entendo pq defender esse lixo de RC já que ele tem a sua origem no espiritismo. Só pra ser diferente mesmo. Só mudam as moscas a m.. é mesma. vejam:
    http://www.racionalismocristao.org/origens-do-racionalismo-cristao.html
    “No livro O Racionalismo Cristão responde encontro a frase com que encabeço esta mensagem e onde vejo a certo ponto: “…. valendo-se da prática rudimentar do espiritismo…”.

    Sendo tão parecidos os vossos pontos de vista com os de Kardec nas obras básicas, bem coerentes seja dita a verdade, gostaria que me elucidassem a partir de que ponto diferem e se afastam do Espiritismo e porque chamam rudimentares às práticas espíritas.

    Realmente, o Racionalismo Cristão tem suas origens no meio espírita e, no início, praticava sessões como são praticadas ainda hoje em dia nos centros espíritas.”

  262. Contra o chiquismo Diz:

    Esse RC deve ser cheio de plágios dos livros do CX. Puta que pariu! Plágio do plágio do lixo! A parte sexual é idêntica a moral do CX deve ser toda plagiada do “Sexo e destino” do CX e W. Vieira.

    Mais lixo meu povo!

    KD tu Marden?

  263. Marciano Diz:

    Contra o chiquismo, veja isto:
    Pérolas colhidas no fundo do oceano de sabedoria do racionalismo cristão, http://www.racionalismocristao.org:

    1.“O Racionalismo Cristão é uma ciência e uma filosofia, NÃO uma religião.” (grifo deles).
    Qualquer dia vai ser ensinada essa ciência nas escolas, junto com física, química, biologia.
    .
    2. “O Racionalismo Cristão afirma que o Universo é composto de Força e Matéria.”
    A Física moderna admite a existência de quatro tipos de força na natureza, chamadas mais adequadamente de interações: gravitacional, eletromagnética, e as forças nucleares forte e fraca. Ainda não reconheceram a quinta força, esses cientistas toscos. É a força racional cristã.
    .
    3. “A limpeza psíquica é uma prática de higiene mental, uma forma de se obter equilíbrio interior e tranqüilidade espiritual, recomendada pelo Racionalismo Cristão.
    Consiste ela nas irradiações, que são vibrações espirituais, pelas quais ocorre o arrebatamento de espíritos inferiores para fora da atmosfera fluídica da Terra. Esse arrebatamento é feito por espíritos do Astral Superior, que realizam a limpeza psíquica em entrosamento com os pensamentos disciplinados dos seres de boa vontade em exercício mental na Casa-Chefe e nas demais casas racionalistas cristãs, e dos que fazem a sua limpeza psíquica no lar.”
    As casas de quase a totalidade da população brasileira (menos, é claro, as casas de meia dúzia de gatos pingados) deve estar uma sujeira só. E as casas do resto do mundo, aonde ainda não chegou a sabedoria?
    .
    4. “O Racionalismo cristão recomenda às pessoas para procederem à limpeza psíquica em seus lares. Para tanto, devem reunir-se diariamente às 7 da manhã e às 8 da noite – horas locais – pois nesses momentos há corrente astral formada pelo conjunto de irradiantes. Não sendo possível cumprir o horário indicado, escolha-se a hora mais conveniente aos que dela participarem. Os que não puderem irradiar em conjunto irradiem individualmente, de preferência em local isolado e nas horas mencionadas.
    Quando a limpeza psíquica é feita em conjunto, um dos participantes faz as irradiações em voz alta e os demais o acompanham mentalmente. Quando a pessoa estiver só, as irradiações podem ser feitas mentalmente ou de viva voz. O importante é que durante as irradiações se desliguem de coisas, de pessoas, de tudo que seja material, de modo a obter a mais perfeita concentração, o que possibilita a religação com o Astral Superior por pensamentos afins.
    A limpeza psíquica no lar consiste em irradiar da forma seguinte e na seqüência indicada:
    Fazer a irradiação A dirigida ao Astral Superior uma única vez, e, em prosseguimento, repetir a irradiação B durante 5 minutos. Em seguida, fazer uma irradiação B dirigida ao Astral Superior e, para finalizar, fazer uma irradiação B dirigida ao Presidente Astral do Racionalismo Cristão.

    Irradiação A
    Ao Astral Superior
    Grande Foco! Força Criadora!
    Nós sabemos que as leis que regem o Universo são naturais e imutáveis, e a elas tudo está sujeito.
    Sabemos também que é pelo estudo, raciocínio e crescimento, derivado da luta contra os maus hábitos e as imperfeições, que o espírito se esclarece e alcança maior evolução.
    Certos do que nos cabe fazer, e pondo em ação o nosso livre-arbítrio para o bem, irradiamos pensamentos aos Espíritos Superiores para que eles nos envolvam na sua luz e fluidos, fortificando-nos para o cumprimento dos nossos deveres.

    Irradiação B

    Grande Foco! Vida do Universo!
    Aqui estamos a irradiar pensamentos às Forças Superiores para que a luz se faça em nosso espírito, e tenhamos consciência de nossos erros, a fim de evitá-los e nos fortalecer para praticar o bem.
    Significado das irradiações
    As irradiações que o Racionalismo Cristão aconselha constituem simples preparo mental, nada valendo se aqueles que as estiverem fazendo não procurarem sentir bem o seu significado.
    Para melhor alcance do objetivo a que as irradiações são dirigidas, destacamos cada uma das suas sentenças e o que significam:

    Irradiação A
    Ao Astral Superior
    Grande Foco! Força Criadora!
    Essas expressões definem a direção das irradiações. Astral Superior são espíritos evoluídos cuja ação, através do Racionalismo Cristão, beneficia a humanidade. Grande Foco ou Força Criadora designa o princípio inteligente, imaterial, ativo e transformador na sua concepção universal, do qual todos os seres são partículas integrantes.
    Nós sabemos que as leis que regem o Universo são naturais e imutáveis, e a elas tudo está sujeito.
    É uma afirmação categórica, indicativa de que os que irradiam estão esclarecidos sobre a espiritualidade, e sustentam que no Universo não há o acaso, o imprevisto, porque todos os fatos têm sua ocorrência explicada como resultado da aplicação inexorável da lei de causa e efeito.
    Sabemos também que é pelo estudo, raciocínio e crescimento, derivado da luta contra os maus hábitos e as imperfeições, que o espírito se esclarece e alcança maior evolução.
    É outra afirmação indicativa de que, pelo estudo dos princípios racionalistas cristãos, pelo uso do raciocínio e pelo crescimento espiritual decorrente da luta cotidiana para eliminar erros e defeitos morais, o ser humano manifesta esclarecimento progressivo e conseqüente evolução.
    Certos do que nos cabe fazer,…
    É a declaração que traduz o senso da responsabilidade no que concerne ao cumprimento dos deveres cotidianos.
    …e pondo em ação o nosso livre-arbítrio para o bem,…
    É o compromisso que o ser assume, consigo mesmo, de praticar o bem, visto que, sem esse propósito, as portas por onde penetram os maus pensamentos não estarão fechadas. O livre-arbítrio foi alcançado pelo espírito que raciocina com o fim de ser aplicado para o bem.
    …irradiamos pensamentos aos Espíritos Superiores…
    Desde que o objetivo é o de estabelecer contato com o Astral Superior, as irradiações se dirigem a esses espíritos evoluídos, pouco importando quais sejam, porque qualquer deles está animado de um só querer, que é o de ajudar a promover a evolução dos seres.
    …para que eles nos envolvam na sua luz e fluidos,…
    Assim como a limalha do ferro, atraída pelo ímã, fica debaixo da sua ação magnética, os seres, unidos por vibrações aos Espíritos Superiores, ficam, igualmente, sob a ação de sua luz e fluidos.
    …fortificando-nos para o cumprimento dos nossos deveres.
    O empenho no sentido de dar o melhor cumprimento possível aos deveres deverá ser uma aspiração constante que se reafirma em cada irradiação proferida, que tem o dom de fortalecer o espírito na luta pela vida.

    Irradiação B
    Grande Foco! Vida do Universo!
    Alerta o ser para a realidade do fato de que a Força Criadora também é vida e, como tal, penetra todo o Universo. Vida do Universo é, pois, uma expressão que afirma ser o Universo pleno de ação construtiva proveniente do Grande Foco.
    Aqui estamos a irradiar pensamentos às Forças Superiores para que a luz se faça em nosso espírito, e tenhamos consciência de nossos erros, a fim de evitá-los e nos fortalecer para praticar o bem.
    A finalidade das irradiações é estabelecer contato com as Forças Superiores. Sabe-se que o desejado esclarecimento espiritual leva cada ser a tornar-se consciente das suas falhas, das suas imperfeições, dos seus erros, como ponto de partida para evitar que se repitam, fortificando-se para levar a efeito ações e obras dignificantes.”
    Bastante científica essa limpeza. Ainda bem que eles ensinam.
    5. “Uma das práticas disciplinares mais importantes do Racionalismo Cristão é a Limpeza Psíquica. Essa higiene mental ou espiritual está para o espírito assim como o banho diário está para o corpo físico. Daí ser altamente benéfica a freqüência às Reuniões Públicas de Limpeza Psíquica.”
    Como tem porcos no Brasil e no mundo. Isso só vai acabar quando todos se converterem ao racionalismo cristão e deixarem de ser burros.
    ATENÇÃO: LIMPEZA PSÍQUICA NÃO É PASSE. PASSE É COISA DE KARDECISTAS, ATRASADOS. LOUVADO SEJA O LUIZ DE MATTOS.
    Ouça a rádio, assista a TV e leia o jornal.
    Contribua para a limpeza do planeta, mandando esses espíritos atrasados (inclusive eu) para longe.

    Ouçam a limpeza diretamente na rádio:
    http://www.arazao.net/radiorc/limpeza-psiquica.mp3

    ATENÇÃO, BOCÓS:
    Isto NÃO é religião, é ciência.

  264. Marciano Diz:

    Contra o chiquismo, não se esqueça de limpar sua mente.
    Aqui: http://www.arazao.net/radiorc/limpeza-psiquica.mp3

  265. Contra o chiquismo Diz:

    Indícios de plágios:(de idéias)
    http://www.racionalismocristao.org/reencarnar-como-animal.html
    É possível reencarnar como animal?

    É possível uma pessoa desencarnar e encarnar novamente num animal?

    Segundo a Lei da Evolução, estamos em constante progresso. Podemos andar mais rápido ou mais devagar, mas sempre andamos para frente. Não se perde o que se adquiriu.

    O Racionalismo Cristão ensina que a partícula da Força inicia sua trajetória evolutiva no reino mineral, percorre o reino vegetal e chega ao reino animal.

    Livros dos espiritos:
    612 O Espírito que animou o corpo de um homem poderia encarnar em um animal?

    – Isso seria retroceder e o Espírito não retrocede. O rio não retorna à sua fonte. (Veja a questão 118.)

    118 Os Espíritos podem se degenerar?

    – Não; à medida que avançam, compreendem o que os afasta da perfeição. Quando o Espírito acaba uma prova, fica com o conhecimento que adquiriu e não o esquece mais. Pode ficar estacionário, mas retroceder, não retrocede.

    É A MESMA MERDA, SÓ MUDAM AS PALAVRAS! INCRÍVEL.

  266. Contra o chiquismo Diz:

    Marciano, vamos mandar esse lixo astral pra marte! Como é que se chama o umbral deles?

  267. Contra o chiquismo Diz:

    Mais uns palgiosinhos de idéias…
    http://www.racionalismocristao.org/vidas-passadas.html
    “Por que não nos lembramos
    de vidas passadas?

    Se somos espíritos reencarnados, por que não lembramos de nossas vidas passadas?”

    Resposta:

    Você já imaginou o peso que seria se tivéssemos sempre presente em nossas memórias a somatória de tudo que já fizemos no passado?
    …O esquecimento é a condição encontrada pelo espírito para bem conduzir sua presente vida.
    segundo Kardec LE:
    392 Por que o Espírito encarnado perde a lembrança de seu passado?

    – O homem não pode nem deve saber tudo. Deus em Sua sabedoria quer assim. Sem o véu que lhe encobre certas coisas, o homem ficaria deslumbrado, como aquele que passa sem transição do escuro para a luz.O esquecimento do passado o faz sentir-se mais senhor de si.

  268. Contra o chiquismo Diz:

    Vejam que eles não respondem objetivamente:
    http://www.racionalismocristao.org/origem-dos-espiritos.html

    “Origem dos espíritos

    Se somos espíritos reencarnados, como é que surgem os espíritos?”

    R:
    Um espírito não “nasce” do nada, ele é o resultado de uma longa trajetória. Como disse um sábio, “A consciência dorme no mineral, respira no vegetal, sonha no animal e acorda no hominal.”
    GRANDE RESPOSTA!

    KARDEC- LE:

    78 Os Espíritos tiveram um princípio, ou são como Deus, de toda a eternidade?

    – Se os Espíritos não tivessem tido um princípio, seriam iguais a Deus. São sua criação e submissos à Sua vontade. Deus existe de toda a eternidade, isso é incontestável. Mas saber quando e como nos criou, não sabemos nada. Podeis dizer que não tivemos princípio, se entenderdes com isso que Deus, sendo eterno, tem criado sem descanso. Mas quando e como cada um de nós foi criado, repito, ninguém o sabe: esse é o mistério.

    “ninguém o sabe: esse é o mistério. ”

    MESMA MERDA, NINGUÉM SABE EXPLICAR NADA! PLÁGIO NOJENTO!

  269. Contra o chiquismo Diz:

    Cansei de lixo! Chega! Vamos ver se o Marden aparece pra nos esclarecer isso…

  270. Marden Diz:

    Biasetto,
    .
    Primeiramente, obrigado pelas palavras de conforto.
    .
    Biasetto lamento em desapontá-lo quanto a segunda parte do seu texto. Já disse aqui mais de uma vez: ninguém convence ninguém. Também não estou aqui para isso e o Espiritismo não tem essa finalidade, a de conversão ou de convencimento.
    .
    Mas vamos analisar alguns fenômenos? Veja que enquanto escrevia meus comentários para postar aqui no blog, ao mesmo tempo e apesar de uma distancia de mais de 2.000 km, Marciano também escrevia algo pensando em mim, como se tivesse prevendo a minha chegada. Coincidência? Agora vamos descartar alguns fatores: quantas vezes será que Marciano vive pensando em mim por dia? Quantas vezes ele vem escrevendo, aqui no blog por dia, algo relacionado a minha pessoa?
    .
    Quanto ao pensar, somente o Marciano tem a resposta. Mas quanto ao escrever, você pode me dizer (eu ainda não li os comentários dos posts anteriores, para fazer essa contagem). Ficar numa posição comoda e dizer que é uma simples coincidência, um fato do acaso (o que pode ser sim), é muito simplista. Criar conjeturas de outras hipóteses, da trabalho. E muitos aqui o que menos querem é ter trabalho, não é mesmo?
    .
    E digamos que você resolva a querer investigar isso, só por curiosidade, mas de uma maneira mais seria. E suponhamos que você chegue a uma conclusão de que foi realmente possível que de alguma forma Marciano tenha podido captar meus pensamentos. Ai você resolve querer compartilhar suas ideias e seus achados, baseados em suas pesquisas, com os seus pares materialistas aqui do blog? O que irá acontecer em seguida? Não será que, provavelmente, te chamarão de uma pessoa de fraca personalidade, que vive acreditando nas lorotas de outrem? Não dirão que você está tendo uma recaída? E não tentarão acordar você desse sonho letárgico? Nem que para isso tenham que colocar sua sexualidade em jogo ou intimidá-lo de alguma certa forma?
    .
    O que faria nesse caso? Juntava-se a eles ou continuaria em suas pesquisas e estudos? Não precisa responder, tenho a ligeira impressão de que tenho a “sua” resposta. Mas não é culpa sua! A culpa é do sistema e é um sistema multissecular. É uma herança cultural e religiosa que temos, ainda que disfarçada de ciência, mas que na verdade se trata de puro e simples: cientificismo.

  271. Marden Diz:

    Marciano,
    .
    Muitas vezes os ditados populares, tem mais ciência do que, provavelmente, certos tratados científicos. A sabedoria popular é algo que não podemos desprezar. Mas não se deixe levar pelos simples fatos observáveis, é preciso investigá-los para poder entendê-los. Uma vez que comece a entender, verá que obedecem a certos padrões, obedecem a certas leis, tem lógica. E a partir deste ponto, outros novos pensamentos e raciocínios poderão ser desenvolvidos. Mas isso requer paciência, estudo e muita dedicação.
    .
    Mas vamos supor que você queira se dar uma chance de investigar, seria isso algo impossível? Claro que não. Seria algo um tanto quanto difícil, na minha opinião, mas não impossível. Pois então para facilitar seu trabalho, te darei um ponto de referencia: Rupert Sheldrake. Pesquisei algo dele aqui no blog e vi que você estava (ou ainda está) lendo o livro de Michel Pracontal, A impostura científica em dez lições. Então sugiro que leia depois os últimos livros de Rupert Sheldrake, “The science desilusion” e “Science set free”.
    .
    Vou te dar mais uma dica que talvez possa te ajudar em suas pesquisas, é uma entrevista feita no site Skeptiko, que aliás gosto muito deste site porque ele tem algo de parecido com este blog, ou seja, procura investigar os vários possíveis lados de um determinado assunto. Então leia e escute essa entrevista realizada com Rupert Sheldrake e acredito que, somente assim, depois de ler também os livros dele, é que você estará em condições de considerar qual ponto de vista seja o mais adequado para você. Veja aqui a entrevista: http://www.skeptiko.com/184-dr-rupert-sheldrake-sets-science-free-from-dogma/
    .
    Agora você pode ver as pesquisas científicas conduzidas pelo Dr. Rupert, sobre a telepatia em animais (cachorros e gatos) e sobre pessoas (telefone). Mas o mais interessante é que você pode conduzir essas pesquisas por você mesmo, com um grupo de amigos seus. Tente fazer isso, no Youtube ou no site do Dr. Rupert ele ensina como fazer tais experiencias e quem sabe você pode observar o mesmo que muitos vem observando? Talvez seja apenas o início de você começar a entender o porquê que você antecipou os meus escritos?
    .
    Agora falta você explicar para o Contra o Chiquismo, em quais partes eu sou pior que o Scur. Explique a ele também os seus achados no site do RC que são piores dos que você já encontrou no Espiritismo Kardecista. Eu e, acredito que ele também, gostaríamos de ler esses seus achados. Compare uma doutrina com a outra e traga à luz, essas suas descobertas. Vamos ver se seus achados são plausíveis de ser levados em consideração ou se são imbuídas de algum sentimentalismo ou cientificismo.

  272. Marden Diz:

    Contra o Chiquismo,
    .
    Provavelmente o senhor vai ser mais um dos que irá “passar batido das minhas postagens e tambem será mais um dos que aconselhará a todos aqui a fazerem o mesmo” – mais ou menos nas suas próprias palavras. E porque sei disso? Antes do senhor pensar que sou algum tipo de adivinhador ou que esteja lendo seus pensamentos, tal qual o senhor Marciano fez com os meus, quero dizer que pela forma como o senhor escreve, posso dizer sem medo de errar, que o senhor, também como muitos aqui, não está interessado em provas, mas sim em polêmicas.
    .
    Mas vamos supor que eu resolvesse querer provar para o senhor que espíritos existem. Primeiro eu teria que definir o que seja um espírito e para isso eu teria que recorrer a certas definições que mais se adequam ao meu modo de pensar ou do que eu presumo ser a verdade. Como o senhor deve saber (estou assumindo isso), toda ciência tem um corpo doutrinário. Então eu teria que recorrer a uma dessas doutrinas que provavelmente pudesse explicar o que de fato seja um espírito. Mas ao fazer isso, o senhor provavelmente poderia querer qualificar-me de proselitista e também provavelmente irá empacar sobre uma determinada ideia.
    .
    Agora tentarei deixar as coisas mais claras para o senhor (ou mais escuras, dependendo do ponto de observação): “Somente se pode provar a existência de um espírito através da razão”. Ficou claro agora para o senhor? Espero que sim, pois assim me poupará um grande e esforçoso trabalho. E ai você pode querer perguntar: e porque é que só se pode provar o espirito através da razão? Antes de responder, quero que se atente ao fato de que não estou dizendo que não se pode conhecer os efeitos espirituais, apenas estou dizendo que só se pode prová-los pela razão. E isso se dá pelo simples fato de que o espirito é imaterial. Simples assim!
    .
    Vamos inverter um pouco a situação. Suponhamos que eu chegasse para o senhor e perguntasse: o senhor pode me provar por métodos científicos que a sua mãe ou esposa (ou namorada) o ama? Se sim, tente imaginar como isso seria possível. Talvez o senhor viesse com uma declaração lavrada em cartório testificando que a sua mãe ou a sua esposa o ame de verdade. Mas eu, como um cético espiritualista, poderia dizer: mas um testemunho desse qualquer médium de fancaria poderia utilizar, para dizer que são médiuns autênticos, que veem, que ouvem espíritos, não é mesmo? Mesmo não desacreditando no amor delas para com o senhor, mesmo assim, o senhor poderia se sentir ofendido, pois sabe, ou sente-se, que o amor delas é real e não algo simplesmente imaginário, como querem supor alguns. Mas eu, como um carrasco (o que não sou), chegaria para você e diria: “E mais uma coisa, ninguém aqui está interessado em choramingas delas se puder não fugir dos desafios e dar respostas evasivas, já na sua próxima postagem, apresente evidências de que elas te amem. Se não fizer, passo batido das suas postagens e aconselho a todos aqui a fazer o mesmo.Aguardando provas”.
    .
    Mas fique tranquilo, eu não sou esse tipo de pessoa e nem sou assim tão carrasco. Sabe-se como se chama essa inversão de pensamento que te propus? Empatia. Da próxima vez quando for escrever algo, procure tentar se colocar no lugar das outras. Isso poderá te ajudar muito no futuro e quem sabe inclusive, poderá também poupar-lhe muitos sofrimentos.
    .
    Deixo aqui um link para consulta para o senhor ver que essa questão de ciência e método científico não é algo assim tao simples quanto se parece:
    .
    http://seletynof.wordpress.com/2008/06/08/conhecer-e-ciencia-1/
    http://seletynof.wordpress.com/2008/06/08/conhecer-e-ciencia-2/

  273. Marden Diz:

    Contra o Chiquismo,
    .
    Como o senhor poderá ver, a razão parece estar do meu lado. Eu tinha razão ao dizer que o senhor iria se passar dos meus argumentos, etc e tal. Você não é o primeiro e também não será o último.
    .
    Então o que acontecerá a seguir? Pois bem irei te responder. Iremos travar um certo debate, isso se o senhor não for muito violento (verbalmente falando) e incoerente com alguns comportamentos que eu julgo serem necessários para um debate saudável. Provavelmente o senhor irá se contradizer e eu irei revelar isso e usarei suas contradições ao meu favor. O senhor ficará enfurecido e já não irá mais querer debater sobre os princípios que aqui defendo e sim, somente pensará em me atacar de alguma ou outra forma. Também nem será preciso dizer que o senhor irá me chamar de nomes pejorativos, como uma das formas de ataques pessoais.
    .
    Mas antes que tudo isso ocorra, antes que todas essas sequências de fatos realmente se concretizem, dê uma chance a si mesmo. Pense assim: espera ai, eu já escrevi, agora vou dar uma pausa para ver o que o Marden tem a me dizer. O que ele disser pode ser lógico ou não, pode condizer com a verdade que estou habituado ou não. Irei ponderar sobre as palavras dele e procurarei ser o mais imparcial possível. E enquanto ele pesquisa e escreve, também farei o mesmo, irei pesquisar e meditar sobre tudo aquilo que estou escrevendo.
    .
    Então Contra, porque não dar uma chance à você mesmo?

  274. Marden Diz:

    Antônio G.,
    .
    Obrigado pelas palavras de conforto.

  275. Marden Diz:

    Contra o Chiquismo,
    .
    Aproveitando o que acabei de ler sobre o que Marciano escreveu sobre mim, quem sabe o senhor consiga arrancar dele algumas dúvidas que tenho.
    .
    Mas vou tentar fazer um exercício de raciocínio (razão e lógica) com o senhor:
    .
    Imaginamos que o senhor seja um profissional do direito (apenas estamos imaginando ok?). O senhor compra um carro possante que ande a velocidade de 240km/h. Um belo dia o senhor pega esse seu carro e anda nele numa velocidade que é o dobro da permitida por lei.
    .
    Depois o senhor comenta esse fato, orgulhosamente para um grupo de amigos e eu faço parte desse grupo. Como seu amigo te oriento que, como você é uma pessoa que entende de leis, deveria dar o exemplo. O que você faria? Diria que sou um chato? Ponderaria sobre a minha colocação? Me insultaria e cortaria as relações? Me agrediria fisicamente? O que você faria?
    .
    Ai eu te pergunto: porque o senhor fez isso? Veja que não é fácil dar uma simples resposta, procure usar novamente a empatia para tentar te ajudar nesse caso. Lembre-se que o senhor é um profissional do direito e sabe o que são leis, portanto, não é um qualquer que poderia alegar que não sabia o que estava fazendo. O que te levaria a desobedecer as leis e a fazer justamente o contrário daquilo que diz e do qual estudou durante vários anos?
    .
    Gostaria de saber a sua opinião nessa questão e a do Marciano também.

  276. Biasetto Diz:

    Estou sem palavras …

  277. Contra o chiquismo Diz:

    “Marden Diz:
    setembro 27th, 2012 às 14:03
    Contra o Chiquismo,
    …“Somente se pode provar a existência de um espírito através da razão”

    Marden, vc enrolou, enrolou e não respondeu. Só falácia religiosa. Nada de provas, né mesmo?

    Vc afirma que espiritos existem. Vc tem de provar essa afirmação, senão a sua argmentação não se sustenta. Vc não refutou a nenhuma colocação que eu fiz ao RC. e nem vai pq não tem como.
    Se O RC é ciência, -e não é- como ele afirma ser, então vc tem de provar pelo método cinetífico a existência de espiritos.

    http://www.racionalismocristao.org:

    “1.“O Racionalismo Cristão é uma ciência e uma filosofia, NÃO uma religião.” .”

    E aí? Vamos lá em Vila Isabel? Vai ganhar uma Fanta laranja e uns ovos azuis ou amarelos se me provar lá na sede do RC a existência e materialização deles.

  278. Contra o chiquismo Diz:

    “Marden Diz:
    setembro 27th, 2012 às 14:08
    Contra o Chiquismo,
    .
    Aproveitando o que acabei de ler sobre o que Marciano escreveu sobre mim, quem sabe o senhor consiga arrancar dele algumas dúvidas que tenho….Imaginamos que o senhor seja um profissional do direito (apenas estamos imaginando ok?). O senhor compra um carro possante que ande a velocidade de 240km/h. Um belo dia o senhor pega …O que te levaria a desobedecer as leis e a fazer justamente o contrário daquilo que diz e do qual estudou durante vários anos?
    .
    Gostaria de saber a sua opinião nessa questão e a do Marciano também.”

    Eu te fiz uma pergunta primeiro. Não te posso responder nada se temos uma questão pendente.
    Prove a existência de espíritos. Depois disso devidamente provado e depois da minha colocação devidamente refutada por ti sobre o RC, aí sim poderemos entrar em outro assunto. O sr não está em condição de fazer testes e perguntas nehumas. Quem está sendo questionado é o sr.

  279. Contra o chiquismo Diz:

    Marden, se não pode provar a existencia de espiritos, ao menos refute que a doutrina do RC não é plágio do LE do kardec. Vamos, refute o que coloquei sobre o RC.

  280. Biasetto Diz:

    Contra o chiquismo,
    Quando o Marden apareceu aqui e começou a falar do RC, eu fui ver uns links que ele sugeriu. Li um pouquinho “aqui e ali” e postei neste blog:
    O RC É UMA CÓPIA/ADAPTAÇÃO DO KARDECISMO, ESCANDALOSAMENTE.
    .
    Eu só vou dizer uma coisa pro Marden, inclusive seguindo a “lição de moral” que ele quis dar aqui.
    Então, não vamos falar de pessoas, mas de ideias.
    Eu respeito você, mas não sou obrigado a respeitar sua doutrina, simplesmente, porque trata-se de UM MONTE DE LIXO: é fantasiosa, é adaptação do kardecismo, é reacionária, preconceituosa, ensina bobagens, não se baseia em fatos concretos/evidências e ainda é chata pra C*
    Marden, não adianta tentar nos convencer que temos que estudar isto aí, NÃO DÁ PRA LER ESTA PORCARIA, ESTE LIXO COMPLETO, ESTE MONTE DE MERDAS, RECHEADO DE MOSCAS AZUIS.
    Continuo respeitando você, mas esta tranqueirada aí, não jogue nem no rio, porque vai poluí-lo.

  281. Marciano Diz:

    1. Contra o chiquismo Diz:
    setembro 27th, 2012 às 13:40
    Marciano, vamos mandar esse lixo astral pra marte! Como é que se chama o umbral deles?
    .
    Pra Marte não, Contra o chiquismo, pelo amor de deus. Que tal pra Júpiter?
    .
    Contra o chiquismo, acho que você descobriu outro plágio. Passe a bola pro Biasetto, ele é bom em identificar e expor plágios.
    .
    O Marden acaba de descobrir que eu sou paranormal. Adivinhei a volta dele. Tenho o dom da telepatia e não sabia.
    Eu poderia dizer que o Marden estava só observando o blog, quando viu que me referi a ele depois de tanto tempo, aproveitou a deixa para se apresentar e vir com essa conversa de telepatia, mas quem gosta desse tipo de argumento é ele, quem estuda ou já estudou probabilidades, sabe que coincidências acontecem, e essa não é tão improvável assim.

    .
    E olha o Marden fazendo proselitismo em cima do Biasetto.
    .
    Marden, eu não preciso explicar para o Contra o chiquismo por que você é pior do que o Scur, ele já entendeu. E pior aí é no fanatismo, não seja paranóico.
    O resto do que você diz não comentarei, seria pura perda de tempo. Contra o chiquismo também já entendeu isso.

    .
    .
    Como disse Bismarck, se o povo soubesse como são feitas as salsichas e as leis, não comeriam as primeiras e não respeitariam as segundas. Eu sei quais leis devem ser respeitadas e quando, conheço os caça-níqueis da politicagem suja (do lado de fora, com a graça do unicórnio cor-de-rosa invisível).

  282. Marciano Diz:

    Pra quem não sabe como são feitas as leis do país, reproduzo aqui um texto postado anteriormente em artigo deste blog, há cerca de 3 meses:
    .
    1. Marciano Diz:
    junho 28th, 2012 às 21:00
    A bancada evangélica tem feito o monitoramento de 368 projetos da Câmara e do Senado, a maioria referente a questões de direitos individuais, e agido não de acordo com o programa dos seus partidos, legalmente constituídos e pelos quais foram eleitos, mas sim pelas orientações religiosas a que professam.
    O último caso a chamar a atenção foi o Projeto de Lei nº 1.763/2007, que prevê o pagamento de um salário mínimo durante 18 anos para mulheres vítimas de estupro, para que mantenham a gravidez e criem seus filhos. O PL criada pela bancada ainda tem outro ponto bastante polêmico: a ideia de que psicólogos de orientação cristã atendam as mulheres vítimas de estupro, na tentativa de convencê-las sobre a importância da vida e de manter a gravidez. Tudo, obviamente, pago pelo Estado. Porém o próprio Código de Ética dos profissionais de Psicologia veta a indução a “convicções políticas, filosóficas, morais, ideológicas, religiosas, de orientação sexual”.
    Desde 1940, o artigo 128 do Código Penal permite a prática do aborto em apenas dois casos: se não há outro meio de salvar a vida da gestante (aborto terapêutico), ou se a gravidez resulta de estupro e há consentimento da gestante (aborto sentimental).
    A ex-Ministra da Secretaria Especial de Políticas para Mulheres, Nilcéa Freire, disse em entrevista ao Estadão que a proposta “é retrocesso, uma proposta sem cabimento, equivocada desde o começo. Nós apoiamos a liberdade de escolha da mulher”.
    Na mesma reportagem, a advogada Samantha Buglione, do Instituto Antígona e das Jornadas Pelo Direito de Decidir, afirma que “Há uma dificuldade em compreender que o Estado democrático surge para assegurar a liberdade de crença da população. Há uma confusão no entendimento de alguns parlamentares entre direito e moral, entre religião e política pública.”
    Se seguirmos essa tendência, é provável que o Brasil se aproxime muito de um Estado Teocrata como o Irã, ou mesmo, vire um. Você, eu, seu vizinho, seu amigo e quem mais pisar nesse território vai ter sua liberdade caçada. Censuras, proibições e preconceitos vão virar lei! Os ateus e os devotos das demais religiões não-cristãs só podem esperar o pior havendo o estabelecimento do Estado Teocrata .

    .
    .
    1. A bancada que mais tem conseguido projeção neste mandato talvez seja a Bancada Evangélica. Segundo dados da própria Frente Parlamentar Evangélica, nas eleições de 2010, a bancada cresceu de 46 deputados (9% do total da Casa) para 68 deputados (13,2% do total), um crescimento de mais de 50%, se comparado ao tamanho da bancada no mandato anterior. No Senado, a bancada conta atualmente com 3 representantes: Walter Pinheiro (PT-BA), Magno Malta (PR-ES) e o bispo Marcelo Crivella (PR-RJ).
    Se fossem comparadas às bancadas dos partidos, a Evangélica seria a terceira maior do Congresso, atrás apenas das do PT e do PMDB, e empatada com o número de parlamentares do PSDB. A força do grupo, liderado principalmente por religiosos e representantes da Assembleia de Deus, mostrou-se já durante a campanha, quando pautaram, juntamente com os membros da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), a questão da legalização do aborto na agenda dos candidatos à presidência.

  283. Biasetto Diz:

    Um dia desses, vi uma frase o facebook:
    - Se Deus queria que acreditássemos nele, por que então nos deu a lógica?
    .
    Os religiosos querem falar de raciocínio, tem até o “Racionalismo Cristão”. Pois bem, então vamos raciocinar.
    Os primeiros hominídeos surgiram há mais de 2,5 milhões de anos.
    Vamos considerar que o “Homo sapiens” surgiu há 100 mil anos. Aí, um cara chamado Deus, esperou 98 mil anos, pra concluir que a coisa não estava legal por aqui. Então, ele pegou o filho dele.
    1 – Que filho?
    2 – De onde surgiu Jesus?
    3 – Deus estalou os dedos e disse: quero um filho e Jesus surgiu?
    4 – Aí Deus disse: “vem aqui, tenho uma missão pra você. Vai nascer na Terra, porque tá uma bosta lá, vai nascer de uma virgem (rs …), vai viver como um desconhecido por uns trinta anos, aí você aparece, começa a pregar e ensinar as pessoas a verdade, então você terá 12 apóstolos, um deles, Judas, vai te trair, você vai sofrer e morrer crucificado. Assim, tudo será melhor na Terra. Certo filhão?
    Aí, acharam a virgem, o espírito santo (quem é esse cara?) colocou Jesus-espírito no ventre dela e fez surgir um óvulo fecundado ali.
    Bem, vamos pular trinta anos de história: Jesus já homem-feito, começou sua pregação e … foi parar na cruz, morreu, mas ressuscitou três dias depois e sumiu novamente.
    Está sentado à direita de seu pai, o todo poderoso Deus.
    Poderia ser à esquerda não é? Por que esta discriminação com os “canhotos”?
    Também, vão ficar sentados trocando ideias por quanto tempo?
    Agora pensem:
    1º) Por que malhar o Judas? Ele tem que ser adorado como um herói, porque ele cumpriu o papel dele, fez certinho seu plano no teatro armado por Deus e Jesus.
    2º) Por que devemos adorar um homem espetacular, se ele tinha poderes que nós não temos. Ele conversava com o pai, ele o que ia acontecer, ele ESTAVA PREPARADO PRA SUA MISSÃO, então não fez nada mais do que cumpri-la.
    3º) Ele podia, inclusive, só representar, não precisava sofrer dor alguma, ele sabia que ia ressuscitar, ele era (ou é, como alguns creem) Deus !!!
    Fazendo um paralelo com a história do Chico e o avião na turbulência. Alguns dizem:
    - Mas qual é o problema do Chico ter tido um ataque de flamboyant? – (adorei isto Toffo) – afinal de contas, ele era um simples mortal?
    .
    Não, ele não era um simples mortal, ele conversava com espíritos, vi espíritos, o tempo todo, até visitou Nosso Lar.
    Conversou com o espírito da mãe, viu ela, que ele tanto amava, então por que se cagou todo, com medo da morte?

  284. Contra o chiquismo Diz:

    “Biasetto Diz:
    setembro 27th, 2012 às 15:32
    Contra o chiquismo,
    Quando o Marden apareceu aqui e começou a falar do RC, eu fui ver uns links que ele sugeriu. Li um pouquinho “aqui e ali” e postei neste blog:
    O RC É UMA CÓPIA/ADAPTAÇÃO DO KARDECISMO, ESCANDALOSAMENTE
    …trata-se de UM MONTE DE LIXO:”

    Po Biaseto, só numa lidinha já percebi. Tou ficando bom nisso. A doutrina que ele defende foi severamente atacada e o cara nem a defende, pelo contrário vai saindo pela tangente com outras perguntas. É como eu falei, é a história do pombo jogando xadrez, conhece?
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Complexo_do_pombo_enxadrista
    Pra te ser mais exato, é o “Complexo do pombo enxadrista” aí em cima o link. É bem pequeno, mas é a cara do Marden, o nosso pombo racionalista. Vejam essa figura, representa claramente nós e o Marden. E tb o sCUr.
    http://4.bp.blogspot.com/-eX8ygPFt-ps/Tr0eNdtd2bI/AAAAAAAAARw/SdDbHHeV4Og/s1600/pombo+enxadrista.jpg

  285. Contra o chiquismo Diz:

    Racionalismo Cristão = http://www.lerviver.com.br/site/wp-content/uploads/2012/07/lixao3-238×238.jpg

  286. Contra o chiquismo Diz:

    “Marciano Diz:
    setembro 27th, 2012 às 12:13
    Contra o Chiquismo,
    foi por essas razões que resolvi ignorar o Marden, ele fica só com papo furado, não prova, quer que nós façamos provas negativas, que provemos que o que ele diz não é verdade, invertendo o ônus da prova.”

    Falácia típica de fica sem argumentos. Inversão do ônus. Ele nem sabe o que é isso. Não prova, só trolla.
    A partir de agora, ignoro todas as postagens dele. É muito fraco. Eu tb não ando escrevendo com toda a perfeição gramatical, não por desconhecer a nossa língua, mas pra ser mais rápido. E o importante é que se entenda a mensagem, afinal, não estamos prestando prova pro cargo de diplomata (ITAMARATI).

  287. Biasetto Diz:

    Contra o chiquismo, muito boa a história do pombo.

  288. Marciano Diz:

    Contra o chiquismo,
    Eu escrevo sem a menor preocupação com a gramática, com pressa, não tenho o tempo do JCFF. Só citei um post anterior em que o cara dizia que a gente tem de usar uma “linguagem superior”. Então eu disse que ele deveria começar estudando a gramática.

  289. Contra o chiquismo Diz:

    Valeu Biaseto. Posso te chamar como os outros te chamam aqui de Biasa pra economizar tempo?

    Marciano, agora que li com calma a historia de M Teresa dá o Cu tá(?). Será que aqui no Brasil os nossos beatos e beatas são canalhas tb? Irmã Dulce pareceu realmente ser sincera. Frei galvão? Sei não. P. Cicero? Latifundiário canalha. Frei Damião? Esse era o caçador de crentes do nordeste e comandava uma milícia de fanáticos pra destruir igrejas. Temos muitos mitos a serem desfeitos.

  290. Contra o chiquismo Diz:

    Certo Marciano, esse negócio de exigir gramática perfeita é coisa de quem não tem argumento e ataca a gente de alguma forma apelando nesse caso pra nossa suposta burrice em português.

  291. Contra o chiquismo Diz:

    Vou K H G.

  292. Biasetto Diz:

    Contra o chiquismo, fique à vontade, eu gosto do “Biasa”.
    Às vezes, eu dou uma olhada no texto antes de enviar, mas geralmente digito e já envio. Então, tem postagens que saem com erros mesmo, normal né?
    Também erro, porque dominar perfeitamente a nossa gramática, não só na questão ortográfica, mas principalmente concordância, emprego de pronomes … não é fácil, chega a ser bem chato, mas o RC é muito mais chato.

  293. Marden Diz:

    Contra o Chiquismo,
    .
    Ok, vamos então responder ao que interessa (a quem?):
    .
    Eu provo que o espirito existe, se o senhor me confirmar que acredita em uma coisa imaterial, tipo o amor. Se o senhor aceitar as provas do amor, provavelmente aceitará as provas de um espírito. Certo?
    .
    Acredito que o senhor é quem não esteja entendendo minhas colocações. Espiritismo, já disse isso aqui mais de uma vez, anteriormente, é uma ciência de observação. É necessário um instrumento para fazer observação e esse instrumento é o médium.
    .
    Mas o senhor não precisa acreditar nisso. Ninguém o está obrigando a nada. Mas, uma vez que o senhor queira tirar conclusões ou refutar um determinado assunto, deve ter argumentos para contrapor, ok?

  294. Marden Diz:

    Contra o Chiquismo,
    .
    Sobre a suposta acusação de plágio.
    .
    O senhor deveria saber que uma ciência ao conjeturar, teorizar sobre algum tema, ela se baseia em outras ciências também, que podem ser correlacionadas ou não ao tema de estudo. E o Espiritismo é uma dessas ciências.
    .
    Mas vamos tomar por outro aspecto. Vamos supor que em alguma determinada parte do planeta, algum investigado sério e honesto, comece a investigar o lado espiritual através de um instrumento mediúnico. Ele faz suas análises mediante observações e traça certas conclusões. Cria uma teoria sobre o assunto. Vamos supor agora que essa nova teoria seja bem similar em vários pontos a Doutrina Kardecista e também a Doutrina Racionalista Cristã, mas que seja diferentes em alguns aspectos de ambas. Seria plagio? Mesmo não conhecendo as anteriores ou mesmo conhecendo e tirando novas conclusões, ainda assim o senhor acredita que seja plágio.
    .
    Outra vez, apenas para clarificar suas ideias. Em dois pontos distintos dois laboratórios astronômicos estão observando um objeto qualquer. Eles tiram conclusões similares, ou ate diferentes em alguns pontos. Você também acha que é plagio? Veja que estou apenas tentando entender o que o senhor chama de plagio ou não.
    .
    Se o senhor julga que esteja com a razão, então o senhor está com a faca e o queijo na mão. É só formular uma denúncia, provavelmente o Marciano poderia te ajudar nessa questão.

  295. Marden Diz:

    Contra o Chiquismo,
    .
    Se quiser ler um texto sobre a questão se Luiz de Mattos estudou ou não Kardec e algum dos pontos divergentes entre ambas as doutrinas, como por exemplo a composição do universo, onde na doutrina kardecista tem uma espécie de trindade: Deus, espirito e corpo. E na doutrina racionalista, apenas se admite Força e Matéria, ou seja, espirito e corpo.
    .
    http://www.racionalismo-cristao.org.br/gazeta/artigos/composicao-do-universo.html

  296. Marden Diz:

    Biasetto,
    .
    “Marden, não adianta tentar nos convencer que temos que estudar isto aí, NÃO DÁ PRA LER ESTA PORCARIA, ESTE LIXO COMPLETO, ESTE MONTE DE MERDAS, RECHEADO DE MOSCAS AZUIS.
    Continuo respeitando você, mas esta tranqueirada aí, não jogue nem no rio, porque vai poluí-lo.”
    .
    Moscas azuis? Quem tem influenciou com isso? Seria o Contra o Chiquismo? Viu, como podemos ser influenciados? É claro, uns mais influenciados que outros. Mas cuidado.
    .
    Você não precisa ler isso que escrevo não Biasetto. Ou melhor, ler e finge que não lê. Afinal de contas você já demonstrou que não gosta muito de teorizar sobre espiritualismo, não é mesmo? Pegue então uma cadeira, sente-se e permaneça nela numa posição cômoda.
    .
    Seja apenas um mero espectador desse teatro chamado Terra.

  297. Marden Diz:

    Marciano,
    .
    “Eu sei quais leis devem ser respeitadas e quando”
    .
    Sem querer ser entendido mas tentando entender. O senhor confirmar que há leis que não devem ser respeitadas é isso? E por ser um homem do direito, o senhor julga saber quais leis deve respeitar e quando respeitá-las, é isso mesmo que o senhor está dizendo?
    .
    Tem como ser mais exato? Algo que fundamente essa sua opinião?

  298. Marden Diz:

    Biasetto,
    .
    “Os religiosos querem falar de raciocínio, tem até o “Racionalismo Cristão”. Pois bem, então vamos raciocinar.”
    .
    Que foi isso? Quando quiser raciocinar de verdade e quiser citar o RC, faça algo mais coerente da próxima vez.

  299. Marden Diz:

    Contra o Chiquismo
    .
    A partir de agora, ignoro todas as postagens dele. É muito fraco. Eu tb não ando escrevendo com toda a perfeição gramatical, não por desconhecer a nossa língua, mas pra ser mais rápido. E o importante é que se entenda a mensagem, afinal, não estamos prestando prova pro cargo de diplomata (ITAMARATI).
    .
    Já? Mas não é possível….
    .
    Tudo bem, eu entendo, ler, estudar, raciocinar sobre o que se vai lendo dá muito trabalho. Teorizar sobre algo, é algo muito difícil para alguns.
    .
    Quase todos os materialistas aqui do blog tem praticamente quase o mesmo “modus operandi” e fora daqui também.

  300. Marden Diz:

    Alguns dos participantes aqui deste blog e de outros congêneres, tem o prazer de atacar o Espiritismo. E não há problema algum contrapor a alguma ideia ou a um conjunto de ideias do Espiritismo. O problema só aparece ou se torna evidente quando se quer apenas contrapor e não apresentar outras ideias mais viáveis, mais sustentáveis.
    .
    Exigir provas materiais do espirito como se faz quando disseca um cadáver, ou é porque não entendeu as bases do Espiritismo, ou é porque quer fazer papel de ingênuo(a) mesmo. Tais pessoas ao serem confrontadas com os mesmos tipos de perguntas sobre algumas de suas crenças em coisas imateriais e exigindo-se o mesmo tipo de prova, procuram logo se colocarem numa posição defensiva. Se sentem incomodadas com isso.
    .
    Então, muitos que vem obedecendo um certo padrão comportamental, quando confrontados em suas crenças, se sentem ofendidos e ameaçados. E querem contra-atacar, verbalmente ou até fisicamente. Mas quase nunca pela lógica ou pela razão.
    .
    Muitos, que estão sendo doutrinados por uma doutrina monística, acham absurdas as ideias dualistas, seja de qualquer doutrina espirita ou espiritualista, que tem como base o dualismo. Infelizmente e também por não querer encarar a realidade dos fatos que vão se apresentando, essas pessoas vão sendo conduzidos para um caminho materialista, muitas vezes sem questionarem o porquê.
    .
    E assim sendo, deixam de serem céticos verdadeiros e passam a ser simplesmente, materialistas. Mas como a internet vem encurtando distancias, hoje vamos tomando conhecimento não só do que ocorre em nosso entorno familiar, mas também vamos tomando conhecimentos do que vem acontecendo distantemente. É o ocidente conhecendo o oriente e vice-versa. E quase que sem querer, vamos absorvendo um pouco daqui e um pouco “dacolá”.
    .
    Critiquem o Espiritismo, mas façam exemplarmente. Apresente propostas, ideias e teorias. Porque se não, é muito fácil se manter numa zona de conforto para não querer sair na chuva por medo de se molhar. É muito fácil dizer: isso não presta, isso não é coisa de deus (o deus da ciência?).

  301. Contra o Chiquismo. Diz:

    Porra Marden, para de trollar e fazer proselitismo aqui! Ninguém aqui está interessado nessa xaropada de RC. É um lixo pior que o de Kardec. Não sei pq tou te respondendo ainda. Não vê que todos aqui já acessaram o site do RC e viram a mesma coisa? Lixo. Só lixo. Porra! Vc além de não provar nada cientificamente e refutar ainda fica fazendo pregação?

    Olha a merda que vc falou:
    “Eu provo que o espirito existe, …Se o senhor aceitar as provas do amor, provavelmente aceitará as provas de um espírito. Certo?”
    Errado, tu és ou estás se fazendo de ASNO. Eu falo em provas com o método científico que vc nem sabe o que é e vc vem me falar em amor? Antes que diga outra ASNICE, vou KH de novo. Ih tá tocando no rádio do vizinho “ai ai ai ai ai ai assim vc mata o papai…”

  302. Contra o Chiquismo. Diz:

    Campanha volta sCUr!

  303. Contra o Chiquismo. Diz:

    Volta sCUr pra Pelotas pra zona rural sem internet.

  304. Contra o Chiquismo. Diz:

    Campanha fica Marden!

  305. Contra o Chiquismo. Diz:

    Fica de boca calada e sem acessar a internet MArden!

  306. Contra o Chiquismo. Diz:

    OLA A PEROLA QUE ESSE MARDEN ESCREVEU DESSE RACIONALIXO QUENTÃO:

    “na doutrina kardecista tem uma espécie de trindade: Deus, espirito e corpo. E na doutrina racionalista, apenas se admite Força e Matéria, ou seja, espirito e corpo.”

    INCRÍVEL, DEUS FICA DE FORA DA CRIAÇÃO DO UNIVERSO. FICANDO DEUS DE FORA, CONSEQUENTEMENTE FICA JESUS. ENTÃO COMO PODE ESSE RACIONALISMO SER CHAMADO DE CRISTÃO?
    RACIONALIXO QUENTÃO!RACIONALIXO QUENTÃO!RACIONALIXO QUENTÃO!RACIONALIXO QUENTÃO!RACIONALIXO QUENTÃO!RACIONALIXO QUENTÃO!RACIONALIXO QUENTÃO!RACIONALIXO QUENTÃO!RACIONALIXO QUENTÃO!RACIONALIXO QUENTÃO!RACIONALIXO QUENTÃO!RACIONALIXO QUENTÃO!RACIONALIXO QUENTÃO!RACIONALIXO QUENTÃO!RACIONALIXO QUENTÃO!RACIONALIXO QUENTÃO!RACIONALIXO QUENTÃO!RACIONALIXO QUENTÃO!RACIONALIXO QUENTÃO!RACIONALIXO QUENTÃO!RACIONALIXO QUENTÃO!RACIONALIXO QUENTÃO!RACIONALIXO QUENTÃO!RACIONALIXO QUENTÃO!RACIONALIXO QUENTÃO!

  307. Biasetto Diz:

    Marden,
    Não se trata de “zona de conforto”, é a realidade.
    Existem dezenas, centenas de livros e livros e livros e teorias e teorias e teorias, falando de espiritualidade, Deus, espíritos…
    Mas NÃO EXISTEM EVIDÊNCIAS, NÃO EXISTEM EVIDÊNCIAS QUE COMPROVEM ESTAS IDEIAS, ESTAS INFORMAÇÕES.
    E, quando se começa a investigar, se começa a analisá-las de forma crítica, CIENTÍFICA, vão TODAS caindo, como peças de dominó.
    Você gosta do RC porque te agrada como pessoa, ensina a ser disciplinado, conduta ética, dentro da sua crença, da sua ideia de mundo, de sociedade, família, trabalho.
    É evidente que o RC é uma adaptação do Kardecismo, está muito claro isto.
    Infelizmente Marden, as religiões ensinam muito mais asneiras do que algo realmente elevado. A parte ética, moral, digna a que elas se referem, você encontra, com muito mais qualidade, nos livros de História, Filosofia, Sociologia, Ciência Política.
    Este papo de querer falar sobre virgindade, casamento, o que pode o que não pode, a intimidade das pessoas, isto é UM CRIME, ALGO TERRÍVEL.
    Primeiramente, existe a LEI, a CF de um país, algumas são ruins, especialmente as TEOCRÁTICAS; outras, são boas, as DEMOCRÁTICAS, ainda que imperfeitas.
    Então, conselho (ordem) número 1: SIGA A LEI.
    Outra coisa, os jovens precisam de ESCLARECIMENTO, CONHECIMENTO E ORIENTAÇÃO FUNDAMENTADA.
    Eu sou professor, às vezes surge o papo de sexo na sala de aula. TODOS os professores são orientados, está na LDB/Temas Transversais, para esclarecer os alunos sobre sexualidade.
    Eu sou muito simples e muito claro para com meus alunos, quando questionam sobre o tema:
    1º) Procuro esclarecer sobre dúvidas comuns: menstruação, tabelinha, meios anticoncepcionais, masturbação, o respeito que deve existir entre as diferentes manifestações das escolhas/orientações sexuais, SEMPRE LEMBRANDO DA LEI – maioridade, responsabilidade civil, penal.
    2º) Deixo bem claro a eles, que praticar sexo é saudável, absolutamente normal, o desejo faz parte, a libido existe, mas:
    a – há riscos de DSTs, gravidez e todas as suas consequências. Reforço a importância do preservativo.
    b – nosso corpo é a maior riqueza que temos, portanto, devemos ter amor próprio, não nos esquecendo que a prática do sexo é algo muito íntimo, que mexe com muitos sentimentos, precisa ser levado muito a sério.
    c – que é importante pensar sobre o relacionamento, ser seletivo(a), que a precocidade, a imaturidade precisa ser analisada …
    E bola pra frente, o recado foi dado.
    Não vou entrar em questões íntimas, se o casal deve fazer sexo antes ou depois do casamento, se deve ou não fazer sexo oral, anal, grupal e os escambau.
    Cada um que decida sobre a sua vida, se gosta de transar na cama, na mesa, no sofá, no carro, no mato, na rede, no motel, vendo pornô, usando “brinquedinhos”, isto NÃO ME INTERESSA, NÃO TENHO NADA A VER COM ISSO.
    E NENHUMA RELIGIÃO TEM, NENHUUUUUUMA !!!

  308. Marden Diz:

    Sobre o tema mesas girantes deste artigo
    .
    O Marcos já postou lá em cima, um comentários sobre o filme “Red Lights”. Quem não viu, que veja, pois merece muito a pena.
    .
    Quanto ao senhor Braude, ele me parece ser sincero, mas não descarto a possibilidade dele ter sido enganado. A menos que tenha algum outro vídeo com demonstrações mais detalhadas, o truque pode ser o mesmo que foi demonstrado no filme “Red Lights”
    .
    Quanto a dúvida de alguns, respondo que certos fenômenos físicos-espirituais, ocorrem particularmente durante a noite e em ambientes escuros. Me refiro a certos relatos de visões. Porque a luminosidade acabaria por causar um ofuscamento.
    .
    Já com o magnetismo, a coisa seria diferente, pois não necessitaria ser na escuridão. E o caso das mesas girantes do vídeo pode ser um caso de puro magnetismo e pode não se tratar de espíritos.
    .
    O fenômeno do magnetismo pode ser visto em alguns vídeos de hipnotismo que circulam ai na internet do professor Antônio Carreiro. No vídeo que deixo a seguir, vejam que ele consegue levitar e locomover um braco de uma hipnotizada, mesmo estando ela com os olhos fechados. E para mim esse vídeo supera o vídeo de Braude.
    .
    http://youtu.be/jWA_Vfz4Emk

  309. Marden Diz:

    “Errado, tu és ou estás se fazendo de ASNO”
    .
    Não se preocupem caros leitores, eu não sou profético! Apenas estou acostumado com certos comportamentos humanos. Alguns são invariáveis ou previsíveis!

  310. Marciano Diz:

    Pessoal, voltando ao tema das mesas girantes, andei procurando pelo assunto na net, encontrei algumas coisas esparsas que dão o que pensar:
    .
    “No começo do Moderno Espiritualismo e do Espiritismo, comunicações importantes foram feitas por meio da tiptologia. Com o tempo, no entanto, devido à morosidade do processo, as comunicações passaram a ser feitas por outros meios até alcançar a psicografia ou psicofonia. Nos dias de hoje, as ocorrências de fenômenos tiptológicos estão praticamente restritas àquelas em que um espírito desencarnado deseja se fazer notar aos encarnados presentes, geralmente para perturbá-los”.

    .
    “Eu estou lendo O Livro dos Espíritos e logo no começo fala sobre essas mesas girantes. Fiquei curiosa em saber se esse fenômeno ainda é pesquisado ou reproduzido nos dias atuais.
    Não, hoje em dia não é mais necessário que aconteça estes “fenômenos”. Quando acontecia, foi porque a espiritualidade maior, sabedor que era chegado o momento do Espiritismo surgir, fez com que estes fatos acontecessem para chamar a atenção dos grandes pensadores da época”.
    .
    “Era necessário simplesmente se reunir ao redor de uma mesa, colocar as mãos em cima, e em se erguendo, enquanto se recitava o alfabeto, a mesa bateria um golpe a cada uma das letras que o Espírito queria dar. Esse procedimento, se bem que muito lento, produzia excelentes resultados, e se tinha, assim, as mesas girantes e falantes.

    É preciso dizer que a mesa não se limitava a se elevar sobre um pé para responder às questões que se lhe colocavam; ela se agitava em todos os sentidos, girava sob os dedos dos experimentadores, algumas vezes se elevava no ar, sem que se pudesse ver a força que a mantinha assim suspensa. De outras vezes as respostas eram dadas por meio de pequenos golpes, que se ouviam no interior da madeira. Esses fatos estranhos chamaram a atenção geral e logo a moda das mesas girantes invadiu a América inteira.

    A mesa ensinou um novo procedimento mais rápido. Sob suas indicações, se adaptou a uma prancheta triangular três pés munidos de rodinhas, e a um deles, se prendeu um lápis, colocou-se o aparelho sobre uma folha de papel, e o médium colocava as mãos sobre o centro dessa pequena mesa. Via-se então o lápis traçar letras, depois frases, e logo essa prancheta escrevia com rapidez e dava mensagens. Mais tarde ainda, se percebeu que a prancheta era de fato inútil, e que seria suficiente ao médium colocar sua mão com um lápis sobre o papel, e o Espírito a fazia agir automaticamente”.
    .
    “O que podemos constatar sobre a origem da psicografia, ou seja como ela evoluiu até chegar nos moldes que é praticada hoje?

    R: Kardec começou seus experimentos usando uma cesta à qual amarrava-se um lápis, com o tempo passou-se a escrever diretamente, tirando todos os artefatos já que não eram necessários, visto que o processo que se usa hoje de o próprio médium empunhar o lápis é mais rápido”.
    .
    .
    Pelo que se vê, os próprios espíritas asseguram que as mesas girantes foram substituídas por meios mais eficientes. Por que será que o fenômeno ressurgiu?
    Dá ou não dá o que pensar?
    Será que cx escreveria os tão falados mais de 400 livros usando esse método?

  311. Marden Diz:

    Contra o Chiquismo,
    .
    “INCRÍVEL, DEUS FICA DE FORA DA CRIAÇÃO DO UNIVERSO. FICANDO DEUS DE FORA, CONSEQUENTEMENTE FICA JESUS. ENTÃO COMO PODE ESSE RACIONALISMO SER CHAMADO DE CRISTÃO?”
    .
    Lamento muito que tenham incutido em sua cabeça que deus e jesus sejam a mesma pessoa. Quanto a isso não poderei ajudá-lo. Sinto muito!

  312. Marden Diz:

    Biasetto,
    .
    Mas NÃO EXISTEM EVIDÊNCIAS, NÃO EXISTEM EVIDÊNCIAS QUE COMPROVEM ESTAS IDEIAS, ESTAS INFORMAÇÕES.
    .
    Rupert apresenta evidências sobre a telepatia. Você já leu as refutações dele sobre as ideias de Dawkins? Vale a pena, pesquise e as encontrará. E seja específico em que tipo de evidências o senhor procura?
    .
    E, quando se começa a investigar, se começa a analisá-las de forma crítica, CIENTÍFICA, vão TODAS caindo, como peças de dominó.
    .
    Faça isso com teoria RC. Refute os fenômenos espiríticos que são observáveis nas casas RC. Refute também as teorias de Rupert e apresente-as para Dawkins, ele te agradecerá por isso.
    .
    “É evidente que o RC é uma adaptação do Kardecismo, está muito claro isto.”
    .
    Você tem problemas com adaptações?
    .
    Infelizmente Marden, as religiões ensinam muito mais asneiras do que algo realmente elevado. A parte ética, moral, digna a que elas se referem, você encontra, com muito mais qualidade, nos livros de História, Filosofia, Sociologia, Ciência Política.
    Este papo de querer falar sobre virgindade, casamento, o que pode o que não pode, a intimidade das pessoas, isto é UM CRIME, ALGO TERRÍVEL.
    Primeiramente, existe a LEI, a CF de um país, algumas são ruins, especialmente as TEOCRÁTICAS; outras, são boas, as DEMOCRÁTICAS, ainda que imperfeitas.
    Então, conselho (ordem) número 1: SIGA A LEI.

    .
    Eu não sei de que religião você fala. Se tiver querendo insinuar com o seu texto, algo sobre o RC que fira a nossa CF, me mostre por favor e serei o primeiro a te apoiar aqui e iremos fazer uma campanha contra essa doutrina. Falo sério! Se tiver problemas para entender de leis pode pedir ajuda aos seus amigos, leitores aqui do blog, que, talvez, sabem de direito melhor que nós, ok? Talvez não na prática, mas pelo menos devem saber na teoria.
    .
    Gostaria de esclarecê-lo que o RC é uma doutrina livre-arbitrista, ou seja, ela respeita a opinião e o comportamento de quem quer que seja e que esteja amparada por lei. É também uma doutrina que orienta e educa. Não obriga e nem impinge nada a ninguém.
    .
    2º) Deixo bem claro a eles, que praticar sexo é saudável, absolutamente normal, o desejo faz parte, a libido existe,
    .
    Se uma de suas alunas ou um de seus alunos perguntar-lhe que gostaria de praticar a zoofilia, ou a necrofilia e, já que para você “o desejo faz parte e a libido existe”, você continuaria dizendo a essas suas alunas que “sexo é saudável e absolutamente normal”? Conte-me também em quais fundamentos você se apoiaria, ok?
    .
    há riscos de DSTs, gravidez e todas as suas consequências. Reforço a importância do preservativo.
    .
    Não irei perguntar sobre particularidades da sua vida, mas direi da minha. Quanto eu conheci minha esposa, depois de um certo tempo, observando seu comportamento, índole e caráter, tive subsídios suficientes para saber que ela não tinha DST. A gravidez deverá ter sim consequências fantásticas e maravilhosas. Sim, concordo em certo ponto com quem usa o preservativo para evitar essa consequência fantástica e maravilhosa.
    .
    nosso corpo é a maior riqueza que temos,
    .
    Discordo, a maior riqueza que temos são nossos atributos morais e espirituais.
    .
    portanto, devemos ter amor próprio, Concordo e também devemos aprender a amar o nosso semelhante.
    .
    não nos esquecendo que a prática do sexo é algo muito íntimo, que mexe com muitos sentimentos, precisa ser levado muito a sério.
    .
    Íntimo como? Entre dois? Entre quatro paredes? Ja que mexe com muitos sentimentos, como fazer então quando surge o desejo e a libido? Ha diferenças de dia, por exemplo, uma quarta-feira de setembro ou num sábado de carnaval? O que seria para você sexo não sério?
    .
    que é importante pensar sobre o relacionamento, ser seletivo(a), que a precocidade, a imaturidade precisa ser analisada …
    .
    Pensar sobre o relacionamento em que sentido? Relacionamento serio ou passageiro? Qual o limite da precocidade e da imaturidade? Como podemos avaliar?
    .
    Não vou entrar em questões íntimas, se o casal deve fazer sexo antes ou depois do casamento, se deve ou não fazer sexo oral, anal, grupal e os escambau.
    .
    Em que sentido você está usando a palavra casal? No sentido de parceiros? Se for nesse sentido, então como fica os conselhos que o senhor disse dar aos seus alunos?
    .
    Cada um que decida sobre a sua vida, se gosta de transar na cama, na mesa, no sofá, no carro, no mato, na rede, no motel, vendo pornô, usando “brinquedinhos”, isto NÃO ME INTERESSA, NÃO TENHO NADA A VER COM ISSO.
    .
    É esta a resposta que o senhor dá aos seus alunos? Agora use a empatia, é essa a resposta que o senhor gostaria que um professor desse a sua filha? Então ele poderia dizer para ela: “faça sexo grupal, anal e use brinquedinhos, com quantos parceiros puder conseguir numa única noite, pois é tudo permitido, você sabe né, você tem a libido e esses desejos ardentes incontroláveis
    .
    Será esse o tipo de professor que o senhor deseja para a sua filha? Pense nisso, ok?

  313. Marden Diz:

    Marciano,
    .
    “Marden Diz: 
    SETEMBRO 27TH, 2012 ÀS 20:23
    Sobre o tema mesas girantes deste artigo”
    .
    “Marciano Diz: 
    SETEMBRO 27TH, 2012 ÀS 20:27
    Pessoal, voltando ao tema das mesas girantes, andei procurando pelo assunto na net, encontrei algumas coisas esparsas que dão o que pensar:”
    .
    Apenas os bons observadores entenderão! (Risos)

  314. Marden Diz:

    Marciano,
    .
    Pelo que se vê, os próprios espíritas asseguram que as mesas girantes foram substituídas por meios mais eficientes. Por que será que o fenômeno ressurgiu?
    .
    Num país onde o Espiritismo não seja difundido, esses fenômenos podem sempre surgir para satisfazer um determinado fim. Esse fim pode ser útil ou inútil. Seria útil se surgisse para despertar o interesse e/ou curiosidade de algum investigador. Mas quase sempre passa desapercebido e acaba caindo no olvido. Seria inútil se for apenas com o interesse de espetáculo ou para criar medo, pratica muito comum executada por espíritos próximos ao nosso planeta e sem esclarecimentos.
    .
    Existindo portanto um médium, numa determinada família, sendo ele não esclarecido sobre a vida fora da matéria, poderia se deixar influenciar por tais espíritos não esclarecidos, que usando do magnetismo do médium, poderia mover objetos, inclusive arremessá-los. Mas enganam-se os que pensam que o único fim desses espíritos seja o simples divertimento.
    .
    Para uma visualização sobre o magnetismo, veja o vídeo que coloquei na matéria sobre o mesmo tema das mesas girantes.

  315. Contra o Chiquismo. Diz:

    Só RACIONALIXO. Afirmações baseadas em crenças. Nada de evidências ou provas científicas.

    Ou seja:
    Aceite sem provas porque é assim e acabou.

    Textos longos que nada explicam.

  316. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marden Diz:
    SETEMBRO 27TH, 2012 ÀS 22:05

    Existindo portanto um médium, numa determinada família, sendo ele não esclarecido sobre a vida fora da matéria, poderia se deixar influenciar por tais espíritos não esclarecidos, que usando do magnetismo do médium, poderia mover objetos, inclusive arremessá-los. Mas enganam-se os que pensam que o único fim desses espíritos seja o simples divertimento.”

    É porque está nos livros do RACIONALIXO, É ASSIM E ACABOU. TUDO SEM PROVAS DE NOVO.

  317. Contra o Chiquismo. Diz:

    ACHO QUE ELE NÃO SABE O QUE SÃO PROVAS. QUER O AURÉLIO EMPRESTADO?

  318. Vitor Diz:

    Marden,
    vc disse:
    01 – “Eu provo que o espirito existe, se o senhor me confirmar que acredita em uma coisa imaterial, tipo o amor. Se o senhor aceitar as provas do amor, provavelmente aceitará as provas de um espírito. Certo?”
    .
    Eu entendo que não existem evidências científicas da existência do amor, bem como de outros sentimentos, como humildade. Dá para medir mudanças no cérebro quando aparentemente uma pessoa está apaixonada, mas não é possível dizer que essa pessoa esteja mesmo apaixonada, assim como não é possível dizer se uma outra pessoa tem consciência ou se ela é apenas um zumbi que PARECE que tem consciência. Nem o método científico experimental nem a observação empírica – que também inclui o método experimental – podem nos fornecer provas da existência do amor ou da consciência. Cada ser humano só pode ter certeza do seu próprio sentimento de amor e de sua própria consciência, de mais ninguém. Se as suas provas para a existência do espírito são equivalentes às provas do amor, então elas não são científicas e o RC então definitivamente não é ciência.
    .
    Também tenho sérias dúvidas que se o espírito existir, ele seja imaterial. Essa é uma afirmação não demonstrada do RC a que aguardo a devida comprovação/demonstração científica.
    .
    Você disse que a prova do espírito se dá pela razão. Razão de quem? E por que essa razão seria melhor que as outras? Ora, a minha razão diz que se o espírito existe ele tem que ser material para poder interagir com o mundo material de alguma forma. Minha razão não aceita um espírito imaterial interagindo com um mundo material, isso é uma contradição lógica para mim. Vê o problema em se basear apenas na razão para decidir tais questões?
    .
    Ainda falta comentar sobre as questões moralistas que permeiam o RC e que os demais debatedores trouxeram para esse debate, mas do que vi, achei do mesmo nível que a Igreja Católica, ou pior. Simplesmente horrível o que o RC prega.

  319. Marden Diz:

    Contra o Chiquismo,
    .
    Sem querer desprezá-lo e também sem querer ser indelicado contigo, mas quando eu disse que só se pode provar o espirito através da razão, não estava mentindo ou tentando te enganar. Seu comportamento desrespeitoso, infelizmente, não permite que possamos prosseguir debatendo sobre esses assuntos de uma forma civilizada.
    .
    Sobre a razão, o médico Antônio Pinheiro Guedes, dizia que esta deveria chamar criptoscópio. Como eu não disponho de nenhum “aparelho” para que eu possa medir a sua razão e também como você demonstra não querer ter razão para acreditar em espíritos, ficamos numa posição de impasse. Veja o que dizia esse médico, sua obra chama Ciência Espirita e não se paga nada para ler. Mas não se sinta obrigado. Se não concordar, ótimo!
    .
    “… Mas o homem, a criatura humana, se distingue do bruto irracional por seus atos refletidos, pela consciência, pela razão, pelo livre arbítrio e pelo seu engenho criador, que são manifestações de natureza mui outra, que não aquelas que patenteiam os mais inteligentes dentre os irracionais. Esses fenômenos não podem ser produzidos pelas mesmas forças, que produzem aqueles que se observam nos outros seres; eles devem ter uma outra causa, outra geratriz; porque cada ordem de fenômenos é o produto de uma nova força; essa causa, essa geratriz, essa nova força é o que se chama ALMA HUMANA.
    A alma humana é, portanto, a síncrise de todas as forças que operam no mundo; agem e criam; ela é a suma potencial — a síntese das criações originadas do amor eterno, infinito, absoluto — Deus (Grande Foco).
    Eis aí a trajetória da Força ab initio ad eternum.
    O ciclo evolutivo está completo, até onde pode chegar a inteligência humana, armada com o seu maravilhoso instrumento — a razão, que se deve chamar o criptoscópio.
    A nossa razão é de fato e incontestavelmente um criptoscópio, instrumento ou aparelho por meio do qual pode ver o invisível, o oculto, o que não está patente; porque, de fato, é pela razão que nós nos analisamos, que o nosso ser, o nosso espírito, se observa, se estuda, se vê.

  320. Biasetto Diz:

    Marden, vou ter a paciência de responder a todas as suas colocações:
    [mas vou começar pela questão do sexo]
    .
    1º EU DISSE: Deixo bem claro a eles, que praticar sexo é saudável, absolutamente normal, o desejo faz parte, a libido existe
    .
    VOCÊ DISSE: Se uma de suas alunas ou um de seus alunos perguntar-lhe que gostaria de praticar a zoofilia, ou a necrofilia e, já que para você “o desejo faz parte e a libido existe”, você continuaria dizendo a essas suas alunas que “sexo é saudável e absolutamente normal”? Conte-me também em quais fundamentos você se apoiaria, ok?
    .
    EU RESPONDO: Não, eu não diria que é normal e aconselharia ela/ele a procurar um profissional da área da psicologia/psiquiatria.
    - Você não é bobo, mas gosta de se fazer, obviamente, que quando falei de “sexo saudável/normal”, eu não estava mencionando “aberrações” ou, como deixei claro no texto, primeiramente respeitar a LEI, apesar de que estes casos que você citou, até onde sei, carecem de legislação específica, mas há várias normas legais em nossa CF e outros códigos complementares, suficientes para criminalizar uma pessoa em tais práticas.
    .
    2º EU DISSE: há riscos de DSTs, gravidez e todas as suas consequências. Reforço a importância do preservativo.
    .
    VOCÊ DISSE: Não irei perguntar sobre particularidades da sua vida, mas direi da minha. Quanto eu conheci minha esposa, depois de um certo tempo, observando seu comportamento, índole e caráter, tive subsídios suficientes para saber que ela não tinha DST. A gravidez deverá ter sim consequências fantásticas e maravilhosas. Sim, concordo em certo ponto com quem usa o preservativo para evitar essa consequência fantástica e maravilhosa.
    .
    EU RESPONDO: É DEVER dos professores esclarecer os alunos(as) sobre os riscos das DSTs e os problemas que poderão surgir com uma gravidez precoce, não “programada”, desejada. E o melhor caminho para não haver tais riscos, no caso do casal estar decidido em praticar o sexo, é o USO DE PRESERVATIVOS. Estou errado?
    “A gravidez é algo maravilhoso”, sempre?
    Já vi muitas alunas interromperem os estudos por causa de uma gravidez não planejada. Já vi muitos alunos abandonarem a namorada quando souberam que ela estava grávida. Já vi muitas famílias com poucos recursos (não só econômicos) enfrentarem sérios problemas, por causa de uma gravidez indesejada/precoce.
    .
    3º EU DISSE: “nosso corpo é a maior riqueza que temos,”
    .
    VOCÊ DISSE: Discordo, a maior riqueza que temos são nossos atributos morais e espirituais.
    .
    EU RESPONDO: O bem maior que um ser vivo tem é a sua vida biológica, seu corpo, algo real, que tem início e fim.
    Realmente, a moral, a ética, a dignidade são valores extremamente importantes, mas também muito complexos, pelo menos em parte, porque também estão relacionados aos valores culturais, que variam em diferentes épocas, sociedades, povos.
    Quanto aos valores “espirituais”, no sentido literal da palavra, da ideia, não vejo nada de grandioso nisso, porque as religiões, TODAS elas, num grau maior ou menor, são DOGMÁTICAS, FANTASIOSAS, PRECONCEITUOSAS, MACHISTAS, SEGREGACIONISTAS, HIPÓCRITAS E INTERESSEIRAS.
    - Perguntaram para Saramago: “Como podem homens sem Deus, serem bons?”
    - Ele respondeu:”Como podem homens com Deus, serem tão maus?”
    .
    4º EU DISSE: “não nos esquecendo que a prática do sexo é algo muito íntimo, que mexe com muitos sentimentos, precisa ser levado muito a sério.”
    .
    VOCÊ DISSE: Íntimo como? Entre dois? Entre quatro paredes? Ja que mexe com muitos sentimentos, como fazer então quando surge o desejo e a libido? Ha diferenças de dia, por exemplo, uma quarta-feira de setembro ou num sábado de carnaval? O que seria para você sexo não sério?
    .
    EU RESPONDO: “levar a sério”, é valorizar o próprio corpo, o próprio sentimento, o corpo do(a) parceiro(a), o sentimento do(a) parceiro(a) – é íntimo, é uma entrega, um momento que pode ser muito gratificante, agradável ou não?
    “Sexo não sério”? Ir a uma balada, exagerar na bebida, transar com “qualquer um”, transar sem responsabilidade, sem respeito pelo(a) parceiro(a).
    .
    5º EU DISSE: “que é importante pensar sobre o relacionamento, ser seletivo(a), que a precocidade, a imaturidade precisa ser analisada …”
    .
    VOCÊ DISSE: Pensar sobre o relacionamento em que sentido? Relacionamento serio ou passageiro? Qual o limite da precocidade e da imaturidade? Como podemos avaliar?
    .
    EU RESPONDO: É DEVER dos professores (e dos pais mais ainda), esclarecer os adolescentes sobre o desenvolvimento do corpo humano, da mente, dos órgãos sexuais, das transformações vividas na puberdade; que os jovens, atualmente, estão fazendo escolhas precoces, imaturas …
    Ser “seletivo(a)” me refiro a algo que já mencionei, a questão do amor próprio, analisar o relacionamento, o caráter do(a) outro(a), quem é a pessoa, “ir com calma”.
    .
    6º EU DISSE: “Não vou entrar em questões íntimas, se o casal deve fazer sexo antes ou depois do casamento, se deve ou não fazer sexo oral, anal, grupal e os escambau.”
    .
    VOCÊ DISSE: Em que sentido você está usando a palavra casal? No sentido de parceiros? Se for nesse sentido, então como fica os conselhos que o senhor disse dar aos seus alunos?
    .
    EU RESPONDO: MINHA OBRIGAÇÃO como professor e cidadão, é esclarecer os jovens – quando o assunto surgir, dúvidas surgirem -, sobre características biológicas que diferenciam homem e mulher, esclarecer sobre como ocorre a fecundação, o que é sexualidade, libido, meios anticoncepcionais, riscos …
    Não faz parte de minha OBRIGAÇÃO como professor e cidadão, querer saber de detalhes sobre a vida sexual dos meus alunos/alunas, com quem transam, quando, como?
    A não ser que alguns deles mencionem temas relacionados às diversas práticas sexuais, aí sim, posso comentá-las.
    De minha parte, por exemplo, no que se refere a sexo anal eu diria:
    - primeiramente a maioria das mulheres não gostam (pesquisas apontam isto), porém, algumas gostam.
    - também há homens que querem praticar com a esposa, outros não. de qualquer forma, seria bom o casal conversar a respeito.
    - faria questão de esclarecer que o sexo anal exige maiores cuidados com relação aos riscos de DSTs e outras doenças, portanto também estaria dando um recado aos homossexuais masculinos, sem qualquer intenção de julgá-los, porque é sabido, inclusive, que a região anal tanto no homem como na mulher, também é bastante erógena.
    .
    7º EU DISSE: “Cada um que decida sobre a sua vida, se gosta de transar na cama, na mesa, no sofá, no carro, no mato, na rede, no motel, vendo pornô, usando “brinquedinhos”, isto NÃO ME INTERESSA, NÃO TENHO NADA A VER COM ISSO.”
    .
    VOCÊ DISSE: É esta a resposta que o senhor dá aos seus alunos? Agora use a empatia, é essa a resposta que o senhor gostaria que um professor desse a sua filha? Então ele poderia dizer para ela: “faça sexo grupal, anal e use brinquedinhos, com quantos parceiros puder conseguir numa única noite, pois é tudo permitido, você sabe né, você tem a libido e esses desejos ardentes incontroláveis”
    .
    EU RESPONDO: Aqui você agiu de má fé e quis me jogar na fogueira, quis me desqualificar como professor e pessoa. Você é muito malandro Marden.
    Eu NÃO DISSE que daria este conselho ou sugestão a um(a) aluno(a) – veja o bem o que eu disse: que não me interessa saber o que a pessoa faz na sua intimidade, seja um aluno, uma aluna, ou você e sua esposa, por exemplo.
    A não ser que você queira contar aqui. Não vou fazer julgamentos (desde que não ultrapasse a LEI), ou se você pedir a minha opinião.
    Se um aluno(a) me perguntar, por exemplo, se é certo ou errado usar “brinquedos eróticos” ou fazer sexo a três?
    Eu diria:
    - Olha, não se trata de certo ou errado. Você gosta? Está feliz assim?
    - Você acha que isso poderá trazer-lhe prejuízos pessoais, emocionais, profissionais?
    Analise tudo isso, lembre-se dos riscos, conclua e seja feliz!

    Por fim, VOCÊ DISSE:

    Será esse o tipo de professor que o senhor deseja para a sua filha? Pense nisso, ok?

    EU RESPONDO: Dentro do que eu expus aqui, não veria problema algum. Pra quem entendeu né? Porque não sei se é o seu caso.
    .
    Agora, se você tiver um(a) filho(a) – e eu desejo muito que você venha a ter, pra sua felicidade e de sua esposa – e, assim sendo, preferir educá-lo(a) numa escola religiosa, onde se ensina que sexo é pecado e que o certo é se casa virgem, a escolha é sua e eu respeito.
    .
    Obs.: Sobre outros pontos que você apontou em seu comentário, se referindo a mim, depois eu respondo.

  321. Marden Diz:

    Contra o Chiquismo,
    .
    ACHO QUE ELE NÃO SABE O QUE SÃO PROVAS. QUER O AURÉLIO EMPRESTADO?
    .
    Sim, era isso que eu questionei desde o principio. O que são provas para você? Dê-me o significado que você tem ai.

  322. Marden Diz:

    Vitor e Biasetto,
    .
    Deixarei os comentários de vocês para este fim de semana, ok? Hoje já escrevi demais, como podem observar. Biasetto, obrigado por se dar ao trabalho de responder.
    .
    Boa noite à todos,

  323. Biasetto Diz:

    Marden,
    Dê uma olhada nisso, vale à pena
    http://www.youtube.com/watch?v=_W8_3as9h0c&feature=context-vrec

  324. Vitor Diz:

    Marden, tratando das questões morais:
    .
    02 – “Se ele resolve, depois de encarnado, que deve assumir outro sexo, estará contrariando a programação que ele mesmo fez em plano astral…
    Pode-se, portanto, dizer que a própria pessoa está se desviando dos propósitos que assumiu…
    Como podemos deduzir, a opção para mudar de sexo, feita enquanto encarnado, contraria determinação anterior cuja responsabilidade foi assumida em plano astral…”
    .
    Fonte: http://www.racionalismocristao.org/espirito-nao-tem-sexo.html
    .
    Marden, se o RC é ciência, onde está, seja pelo método científico experimental, seja pela observação empírica, a prova de que:
    .
    a) existem “programações espirituais” na escolha do sexo?
    .
    b) que TODOS – sem exceção – passam por tal programação espiritual?
    .
    O que garante que o mundo espiritual não é uma grande bagunça, sem programação alguma? minha ideia de mundo espiritual quando eu morrer é que vou ficar vagando pela Terra mesmo, sem programação de onde tenho que reencarnar, ou de qual sexo terei que adotar. Acho essa ideia perfeitamente razoável.
    .
    Aliás, essa ideia de que o espírito pode escolher o sexo que vai reencarnar já foi refutada pelo Marcio Rodrigues Horta:
    .
    http://obraspsicografadas.org/2012/wallace-a-matemtica-e-a-reencarnao-2012/
    .
    Você não acha que a pessoa tem o direito de trocar de sexo sem ser acusada de estar violando sua programação espiritual? E por que ela não poderia alterar sua programação? O corpo não é dela? Ela faz o que ela quiser, então! Nada há que proiba isso na lei terrena. Aqui vale a lei terrena.

  325. Biasetto Diz:

    Vítor, o Daniel me passou este email:
    .
    Biasetto!

    Sou o Daniel dos comentários do blog Obras Psicografadas.. Tudo bem?
    Bom que tu me deu essa saída!
    Não sou o “Scur”. Sou de Belo Horizonte, onde estudo música. Acesso ao blog principalmente pelo computador aqui da (EXCLUÍ ESTA INFORMAÇÃO), região metropolitanta de BH, onde trabalho.
    Pode dizer ao Vítor por favor? Gostaria de ter o acesso para comentar novamente! Não farei comentários “inúteis” e sem embasamento e não sou mentiroso.
    Até engraçado isso tudo. A orelha desse Scur deve estar rôxa. Ou então ele tá assistindo tudo de camarote, com o ego lá em cima! – esclarecendo: não conheço ele e nem fui procurar comentários antigos, por falta de tempo. Só imaginei o hômi.

    Tenho minha idéia sobre o assunto que tratamos mas gosto de pensar e analisar. Afinal, posso estar errado.
    Se o Vítor liberar a minha participação, vou até me desculpar e explicar que o “homofóbicos” não era tão sério! Eu desconfiei mesmo, pois achei pejorativo demais. E já estava perdendo o sentido do debate. Espero nunca ser um pombo enxadrezado! rs

    Me permita dizer aqui, pelo menos a você, que eu acredito na existência de Jesus. Fizeram confusão, culpa minha eu sei.
    Acredito na existência dele mas não tenho como provar “científicamente”. Daí toda a doutrina vai por água abaixo? claro que não! A filosofia é que me interessa, e interessa ao espiritsmo. Enfim, Publius Lentulus não aparecer em registros históricos não me prova que Chico Xavier seja um impostor. Quanto já não foi perdido, criado ou alterado pela História?! e mais, o livro pode ter ficção do próprio Emmanuel, por que não?
    É lógico que acredito em Jesus, sou espírita! Mas não tenho como negar, acredito mesmo não tendo registro histórico. Acredito cegamente.
    (Estranho a Igreja Católica não ter inventado um historiador e os “registros”) rs.

    Só mais uma: Chico Xavier sempre disse que não tinha o mérito que muitas vezes lhe era creditado, e que não passava de cisco e tal. O “movimento” não o vê como santo! deus me livre. E mesmo que comecem com essa asneira de endeuzar o Chico, a obra não diz nada para o vangloriar. O medo da morte só comprova que ele era mesmo bem comum. Estamos usando suposições, concorda?

    Muito obrigado pela ajuda!
    .
    ESTÁ DADO O RECADO
    Abraços a todos, mais tarde apareço por aqui.

  326. Antonio G. - POA Diz:

    Não tenho provas para apresentar, mas quanto mais observo a realidade, mais ratifico minha convicção:
    .
    RELIGIÃO FAZ MAL PARA A SAÚDE MENTAL… (e as crianças formam o grupo de maior risco).
    .

  327. Vitor Diz:

    Oi, Biasetto,
    para mim esse post só confirmou que o Daniel é o Scur. O Scur mandou um recado agorinha logo depois que você postou, tá na cara que é ele.
    .
    Ainda que não sejam a mesma pessoa, são almas gêmeas – mas continuo dizendo que são a mesma pessoa. O Daniel admitiu ter crença cega em Jesus. ora, para quê liberar a participação de um fanático incapaz de mudar de ideia? Ou de achar que Públio Lentulus teve existência real apesar das vastíssimas provas irrefutáveis contra a sua existência? Não precisamos de nenhum Scur aqui, quanto mais dois…

  328. Vitor Diz:

    Pode ser ainda que o Daniel seja alguém a mando do Scur. Deve ser um amigo mineiro do Scur que aceitou fazer o papel de pombo correio…

  329. Biasetto Diz:

    Sei lá Vítor, só uma sugestão, libera ele, aí a gente vê os comentários.
    Nós estamos tendo que conviver com o RC aqui, depois disso, é difícil achar algo pior.
    Mas você é quem manda.
    Abraços!

  330. Vitor Diz:

    Não vou liberar. Não há porque trocar 6 por meia dúzia. Do que já vi dos comentários é muito mais do que o suficiente.

  331. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Vitor Diz:
    SETEMBRO 28TH, 2012 ÀS 08:57
    Pode ser ainda que o Daniel seja alguém a mando do Scur. Deve ser um amigo mineiro do Scur que aceitou fazer o papel de pombo correio…”

    pombo enxadrista.

  332. Biasetto Diz:

    Tô achando que o Daniel merece uma chance, afinal, foi o Scur que colocou ele nesta enrascada.
    Deixa ele Vitinho, deixa vai?

  333. Contra o Chiquismo. Diz:

    Chega de POMBOS JOGANDO XADREZ AQUI!

  334. Vitor Diz:

    Biasetto,
    ele não merece uma chance, ele já disse que acredita “cegamente” em Jesus. Uma pessoa assim não muda de opinião sobre nada. Se ele quiser participar do blog, ele que leia todo o material disponibilizado que prova que Publio Lentulus não existiu, que Chico Xavier era um farsante plagiando livros, e mande um email dizendo que viu a luz e que agora percebe como foi enganado por todo esse tempo. Se ele ainda quiser manter sua opinião, então que apresente as provas que Públio Lentulus existiu em uma revista científica. Se ele fizer isso até desconsidero as provas que o Chico plagiava.
    Fora dessas hipóteses ele NÃO vai participar do blog.

  335. Contra o Chiquismo. Diz:

    Vitor, tá duro de aturar tb esse caboclo que defende o RACIONALIXO.
    PROSELITISTA, FANÁTICO E SECTÁRIO.
    E DISSIMULADOR SEM VERGONHA.

  336. Toffo Diz:

    Enquanto não terminar essa xaropada do RC, eu não volto.

  337. Antonio G. - POA Diz:

    Só observando…

  338. Marden Diz:

    Sobre a pergunta feita por Fulando de Tal (Scur) ao Toffo e que não foi respondida.
    .
    “O meu padrão de qualidade Toffo… Agora me diga, já que você dá a entender que já estudou com cuidado o ambiente sociocultural da época de Kardec: me instrua, por favor, em que a obra de Chico Xavier é bem diferente da codificação de Kardec? Qual o ferimento aos princípios doutrinários? Se puder, seja muito objetivo, cirúrgico eu diria, e aponte o erro mais impactante para o meu conhecimento.”
    .
    Essa pergunta foi direcionada ao senhor Toffo, mas ele, assim como muitos aqui, preferiu evasivas. E acabo de descubrir, que o senhor Toffo resolveu se esconder, por se sentir incomodado com a minha presença. Pois bem senhor Toffo, vou fazer aquilo que o senhor não foi capaz de fazer. Irei dar ao Scur a oportunidade de poder pesquisar sobre uma violação/contradição dos princípios codificados por Kardec.
    .
    Em obras de Chico Xavier, assim como Yvone A. Pereira, eles citam animais que ajudam em planos superiores. Isso contradiz as pesquisas realizadas por Kardec. Também contradiz as pesquisas realizadas por Mattos. Veja que são os próprios espiritas kardecistas quem afirmam isso, ok?
    .
    http://www.espirito.org.br/portal/perguntas/prg-012.html
    .
    Se quiser comentar, talvez seja possível enviar uma mensagem via Biasetto.

  339. Marden Diz:

    Vitor,
    .
    Vitor: “Cada ser humano só pode ter certeza do seu próprio sentimento de amor e de sua própria consciência, de mais ninguém.
    .
    Eu não sei o que você esteja chamando aqui de certeza, mas dentro de um contexto social, podemos definir o amor e suas relações entre os povos. Quanto a consciência: coloque uma pessoa diante de um espelho e pergunte quem ela vê. Se ela dizer que está vendo a si mesma, então ela tem consciência de si. Agora coloque duas pessoas diante do espelho e pergunte quem elas estão vendo? Faça isso e verá que elas tem consciência de si e também da existência de uma outra pessoa. Agora, medir e testar essa consciência em laboratórios de física ou química, ai é que são elas e é justamente disso que venho falando há tempo.
    .
    Vitor: “Se as suas provas para a existência do espírito são equivalentes às provas do amor, então elas não são científicas e o RC então definitivamente não é ciência.”
    .
    Vamos esclarecer isso aqui. Dentro das ciências humanas, temos a filosofia, a sociologia, a psicologia, dentre outras. Algumas dessas ciências definem e explicam a existência do amor, por exemplo, através de seus efeitos. Agora se essas mesmas ciências não conseguem explicar o amor dentro de um contexto, por exemplo dentro de um laboratórios de física ou química, isso não fazem delas desmerecedoras do título de ciência. Quanto ao RC: é uma doutrina filosófica e científica. Talvez hoje bastaria chamar de uma doutrina filosófica, já que a filosofia tem foros de ciência. Mas se formos querer separar filosofia de ciência, então aquilo que o Espiritismo Racional não puder explicar em laboratórios científicos, procurará explicar através da filosofia.
    .
    Vitor: “Também tenho sérias dúvidas que se o espírito existir, ele seja imaterial. Essa é uma afirmação não demonstrada do RC a que aguardo a devida comprovação/demonstração científica.”
    .
    Pelo que sei, até o momento o RC não demonstrou ser o espírito algo material. Eu posso trazer aqui para o blog a parte teórica. Mas infelizmente, para os fins deste blog, fico impossibilitado de fazer demonstrações práticas aqui. Mas qualquer um que estiver interessado, repito, se tiver interesse próprio, pode procurar alguma de suas casas, ou como eu gosto de chamar, algum de seus laboratórios psíquicos. E investigar por conta própria.
    .
    Vitor: “Você disse que a prova do espírito se dá pela razão. Razão de quem?
    .
    Isso mesmo, se dá pela razão. E quanto a sua pergunta, “razão de quem?”, eu respondo: De quem estiver com ela!
    .
    Vitor: “E por que essa razão seria melhor que as outras?
    .
    Eu não disse que seria melhor ou pior. Talvez possamos dizer mais razoável, certo? Mas o que determina isso é a inteligencia. Como bem disse Pinheiro Guedes: “A inteligência é para o espírito o que os sentidos são para o homem”. Ele também afirma: “A COMPREENSÃO é um instrumento mais complexo do que a percepção, e constituído diversamente: só funciona em operações cujos elementos são idéias.
    .
    Ele também fala além da concepção, sobre a imaginação e a razão. Então com o intuito de simplificar, transcrevo uma parte: “A razão é o mais complicado, o mais perfeito, o de maior alcance e de mais utilidade dos aparelhos da inteligência; é a reunião, a síncrise de todos os outros; e por isso funciona como superintendente; todas as operações, todos os trabalhos, feitos na oficina intelectual, lhe são submetidos; e, mais do que tudo isso, ela é a luz da oficina.
    .
    Vitor: “Ora, a minha razão diz que se o espírito existe ele tem que ser material para poder interagir com o mundo material de alguma forma.
    .
    Ao fazer tal estabelecimento de que o espirito tem que ser material, você deverá então procurar encontrar evidencias que suportem essa ideia (teoria), devendo ter consistência e de preferencia ser não refutável.
    .
    Vitor: “Minha razão não aceita um espírito imaterial interagindo com um mundo material, isso é uma contradição lógica para mim. Vê o problema em se basear apenas na razão para decidir tais questões?
    .
    Mas anteriormente você disse: “Eu entendo que não existem evidências científicas da existência do amor, bem como de outros sentimentos, como humildade”, o que eu já demonstrei que existem sim tais evidencias cientificas através da sociologia e da psicologia, por exemplo. Talvez sem raciocinar, sem querer usar a sua razão, você não possa mesmo entender e nem sentir certos sentimentos, como a humildade. Ai eu te pergunto: a humildade é algo material para você? Você tem evidências que demonstre isso? Se não tem evidencias materiais da humildade, como acredita que ela interaja com nós seres humanos? Não seria uma contradição sua?
    .
    Agora vamos para um pior cenário. Imaginando que você por não ver a razão da humildade (que é algo imaterial) existir e interagir no ser humano (corpo físico, material), posso dizer que você esteja afirmando que a humildade não exista? Eu não vejo problemas para entender a humildade pela razão, pelo contrário. Como diz o ditado: “A razão tem razões que a própria razão desconhece.”
    .
    Vitor: “Ainda falta comentar sobre as questões moralistas que permeiam o RC e que os demais debatedores trouxeram para esse debate, mas do que vi, achei do mesmo nível que a Igreja Católica, ou pior. Simplesmente horrível o que o RC prega.
    .
    Quem levantou as questões? O Contra o Chiquismo? Eu vi ele copiando e colando textos do RC, já ia inclusive alertá-lo de que poderia acusá-lo de proselitismo. É a moda aqui entre alguns. Sinta-se a vontade em levantar as questões que queira debater sobre a moral espiritualista. Se você se referia as questões do Biasetto, como pode ver, já estamos debatendo com ele.

  340. Marden Diz:

    Biasetto,
    .
    Biasetto: “Não, eu não diria que é normal e aconselharia ela/ele a procurar um profissional da área da psicologia/psiquiatria.
    .
    E se esses profissionais dissessem que não há? Ainda assim haveria algum problema para você? Porque?
    .
    Biasetto: “Você não é bobo, mas gosta de se fazer, obviamente, que quando falei de “sexo saudável/normal”, eu não estava mencionando “aberrações” ou…
    .
    Provavelmente você não estivesse mesmo pensando em aberrações e foi por isso que perguntei. Agora, veja o comportamento dos meus interlocutores aqui: leem uma frase, acham que entenderam tudo e já vão ofendendo, menosprezando, etc… Já pensou se eu chegasse para todos aqui e dissesse: [o Biassetto acha normal a zoofilia e a necrofilia, já que é prática comum entre certos indivíduos e que para ele é uma prática saudável e que faz parte do desejo e da libido]. Mas não, eu não te ataquei, antes eu perguntei mais, para ir formando uma opinião. Porque você e muitos dos demais aqui não podem ser assim também? Quer criticar algo do RC, então pesquise e encontre fundamentos que sustente seu ponto de vista.

    Biasetto: “como deixei claro no texto, primeiramente respeitar a LEI, apesar de que estes casos que você citou, até onde sei, carecem de legislação específica, mas há várias normas legais em nossa CF e outros códigos complementares, suficientes para criminalizar uma pessoa em tais práticas.
    .
    No caminhar da carruagem (evolução espiritual e consequentemente a evolução jurídica), acredito sim que haverá leis que possam criminalizar os praticantes ou criar normas legais como você falou. De momento não é crime, pelo que sei. Agora vamos ver depois se vai estar ou não de acordo com a moral RC.
    .
    Biasetto: “É DEVER dos professores esclarecer os alunos(as) sobre os riscos das DSTs e os problemas que poderão surgir com uma gravidez precoce, não “programada”, desejada. E o melhor caminho para não haver tais riscos, no caso do casal estar decidido em praticar o sexo, é o USO DE PRESERVATIVOS. Estou errado?
    .
    Ok, você fala sobre os riscos das DST’s. Ai eu pergunto, deveria ser papel dos professores (e profissionais da área) orientar seus alunos sobre os riscos das DST’s? Se sua respostar for sim e imagino que será, qual então seria a melhor forma de eliminar um maior número de riscos possíveis? Por exemplo, sexo com um portador de DST usando preservativos há riscos? Existe o risco do preservativo romper? Qual seria a melhor prática então para eliminar esse risco? Reduzir o número de parceiros ajuda? Se ajuda, não fazer sexo seria a melhor opção para evitar esses riscos? Ou fazer sexo somente com a esposa, previamente escolhida, ajuda a manter os riscos afastados?
    .
    Veja que é quase um mar sem fim. E vamos deixar a questão de certo ou errado fora, afinal não estamos aqui para estabelecer e nem ditar regras comportamentais, né?
    .
    Biasetto: ““A gravidez é algo maravilhoso”, sempre?”
    .
    Essa é outra questão filosófica. Vai depender da filosofia de vida de cada indivíduo.
    .
    Biasetto: “Já vi muitas alunas interromperem os estudos por causa de uma gravidez não planejada. Já vi muitos alunos abandonarem a namorada quando souberam que ela estava grávida. Já vi muitas famílias com poucos recursos (não só econômicos) enfrentarem sérios problemas, por causa de uma gravidez indesejada/precoce.
    .
    Certo eu também acompanho as noticias e interajo com pessoas. Mas voltando ao cerne da questão: e não é justamente para esses tipos de problemas que o RC tem a sua parte doutrinaria e seus conselhos?
    .
    Biasetto: “O bem maior que um ser vivo tem é a sua vida biológica, seu corpo, algo real, que tem início e fim.
    .
    Não discordo, no sentido que temos que dar valor ao nosso corpo, já que é um veículo com qual o espirito, algo imaterial, executa suas tarefas e lapida seus atributos espirituais, como a inteligência, a razão e a moral, apenas para citar alguns.
    .
    Biasetto: “Quanto aos valores “espirituais”, no sentido literal da palavra, da ideia, não vejo nada de grandioso nisso, porque as religiões, TODAS elas, num grau maior ou menor, são DOGMÁTICAS, FANTASIOSAS, PRECONCEITUOSAS, MACHISTAS, SEGREGACIONISTAS, HIPÓCRITAS E INTERESSEIRAS.
    .
    Concordo com você e foi por isso que Luiz de Mattos procurou extirpar a palavra religião e toda a conotação religiosa do Espiritismo. Também concordo com suas respostas 4 e 5, e digo que estão de acordo com os ensinamentos doutrinários do RC.
    .
    Biasetto: “faria questão de esclarecer que o sexo anal exige maiores cuidados com relação aos riscos de DSTs e outras doenças, portanto também estaria dando um recado aos homossexuais masculinos, sem qualquer intenção de julgá-los, porque é sabido, inclusive, que a região anal tanto no homem como na mulher, também é bastante erógena.”
    .
    E novamente eu pergunto: como minimizar os riscos neste caso? De um modo simples vejo que não há necessidade de se referir a homossexuais masculinos, bastando simplesmente citar, sexo anal, o que já engloba tudo. Como minimizar esses riscos já que exige maiores cuidados? Ou como evitar esses riscos?
    .
    Biasetto: “Cada um que decida sobre a sua vida, se gosta de transar na cama, na mesa, no sofá, no carro, no mato, na rede, no motel, vendo pornô, usando “brinquedinhos”, isto NÃO ME INTERESSA, NÃO TENHO NADA A VER COM ISSO.”
    .
    Já que você diz que esses conselhos não são direcionados aos seus alunos, então eu pergunto, são direcionados a quem? Porque então não escreve algo que possa ter utilidade para seus alunos também? Não estou querendo te colocar na fogueira e nem estou agindo de má-fé, Biasetto.
    .
    Biasetto: “Agora, se você tiver um(a) filho(a) – e eu desejo muito que você venha a ter, pra sua felicidade e de sua esposa – e, assim sendo, preferir educá-lo(a) numa escola religiosa, onde se ensina que sexo é pecado e que o certo é se casa virgem, a escolha é sua e eu respeito.
    .
    Não pretendo educar minha filha numa escola religiosa, onde se ensina que sexo é pecado e que o certo é se casar virgem de véu e grinalda, batizada no espirito santo, etc e tal. Foi por isso que resolvi escolher o Racionalismo Cristão, como escola espiritualizadora que é e não religiosa.

  341. Marden Diz:

    Vitor,
    .
    Vitor: “Marden, se o RC é ciência, onde está, seja pelo método científico experimental, seja pela observação empírica, a prova de que:
    .
    a) existem “programações espirituais” na escolha do sexo?
    .
    b) que TODOS – sem exceção – passam por tal programação espiritual?

    .
    Primeiro é preciso destacar que o Espiritismo é uma ciência com métodos próprios. Assim como Kardec, Luiz de Mattos também utilizou de médiuns, consultou inúmeras obras espiritualistas, dentre elas também as obras de Kardec.
    .
    Pois bem, o grande problema é que muitos materialistas não aceitam o livre-arbítrio, ou seja, são fatalistas. [Mas isso tá mudando. Hoje temos céticos e agnósticos mais propensos a serem dualistas, que monistas, fatalistas]. Em suas investigações, pesquisas mediúnicas e muito estudo, Mattos concluiu sobre o livre-arbítrio. Codificou princípios e apresentou todo o seu trabalho para equipes cientificas da época, em conferencias no Rio (antiga capital) e Santos (onde surgiu a doutrina). Se você quiser pode consultar o material ai no Rio em Vila Isabel.
    .
    Portanto, o espirito, sendo livre-arbitrista, escolhe não só o sexo, como o país, os pais, etc, antes de encarnar. Como o Universo é regido por leis naturais e imutáveis, tudo e todos obedecem a estas mesmas leis. Não cabendo portando preferencialismos e obedecendo o principio de justiça universal.
    .
    Vitor: “O que garante que o mundo espiritual não é uma grande bagunça, sem programação alguma?
    .
    No Universo impera a ordem e não o caos.
    .
    Vitor: “minha ideia de mundo espiritual quando eu morrer é que vou ficar vagando pela Terra mesmo, sem programação de onde tenho que reencarnar, ou de qual sexo terei que adotar. Acho essa ideia perfeitamente razoável.
    .
    Pois bem Vitor, apresente ou formule uma teoria sobre isso. Luiz de Mattos foi ateu até os 50 anos de idade. Dois anos e meio depois ele já havia codificado os princípios do Espiritismo Racional e Cientifico Cristão e fundara o jornal A Razão. Em tao pouco espaço de tempo. Claro, ele tinha dinheiro, prestigio e também era maçom da 33ª ordem, o grau máximo na maçonaria. Ele também denunciou as politicagens do Brasil da época, as falcatruas da igreja católica, do protestantismo, da medicina materialista.
    .
    Tudo evolui nesta vida. Eu, você, os que aqui escrevem, inclusive este blog. Apresente suas ideais. Quero mesmo ver se sai esse livro que você citou. Espero que você consiga ordenar, o que está espesso aqui no blog. Não perca tempo, porque também, tudo passa na vida. Digo isso porque há muita coisa boa no blog, mas há outras coisas que precisam ser melhoradas também. Você sabe disso e deve saber aceitar criticas contrarias. Também sei disso, se não, não estaria aqui escrevendo.
    .
    Ah, quase me esquecia: você disse que vai ficar vagando pela terra mesmo? Mas você não acreditava num tipo de espirito que morria junto com o cérebro? Mudou de ideia? Compartilhe então essa nova forma de pensar, ok?

  342. Dr.VILAR Diz:

    Boa tarde senhores , muito me chama a atenção sobre os comentarios feitos aqui pelos senhores .muitas duvidas tbm aparecem .para que fique claro ñ sou contra menos ainda defensor do “chiquismo”.mas acretido que td absolutamente td tenha uma resposta .me perg tbm pq os senhores, ñ fazem perg diretas para os lideres do kardecismo aqui no brasil,pq ñ perg aos proprios “espiritos” .Oq quero dizer é o seguinte pq ñ um confronto direto com esses “espiritos”? segundo a crença são os mentores ?os “encarnados” ñ estariam apenas cumprindo ordens?

  343. Phelippe Diz:

    Uma curiosidade. Fotos de espíritos. Deve ser de conhecimento de todos, mas não custa lembrar. http://www.espiritismogi.com.br/mortos/mortos.htm

  344. Vitor Diz:

    Marden,
    comentando:
    .
    01 – “Eu não sei o que você esteja chamando aqui de certeza, mas dentro de um contexto social, podemos definir o amor e suas relações entre os povos.”
    .
    Sim, podemos definir, mas… e as provas de sua existência? Podemos definir smurfs como seres pequeninos inteligentes e falantes de cor azul que vivem na floresta, mas cadê a prova que eles existem mesmo? Se a sua mulher lhe diz, “Marden, eu te amo”, qual experimento científico é possível de comprovar essa alegação? Nenhum. A existência do amor não é científica. Não há experimento no mundo que comprove que sua mulher te ama de fato. O amor não tem existência própria, Marden, assim como todos os outros sentimentos, como a tristeza. O amor só existe na dependência de outro ser. Não é o caso de espíritos. Espíritos em tese possuem existência própria, e são portanto capazes de serem encontrados na natureza, e são portanto capazes de comprovação científica. O mesmo não vale para sentimentos.
    .
    02 – Quanto a consciência: coloque uma pessoa diante de um espelho e pergunte quem ela vê. Se ela dizer que está vendo a si mesma, então ela tem consciência de si.
    .
    Não. Aí que você se engana. Um robô ou um zumbi poderiam fazer a mesmíssima coisa, e não ter consciência alguma. Não há experimento no mundo que comprove a existência de consciência (entendida aqui como experiência subjetiva). Leia sobre os zumbis filosóficos de David Chalmers:
    .
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Zumbi_filos%C3%B3fico
    .
    “Um zumbi filosófico ou p-zombie é um ser hipotético em tudo idêntico a um ser humano normal, exceto por não ter experiência consciente, qualia, sentiência, ou sapiência. Quando um zumbi é espetado com um objeto afiado, por exemplo, ele não sente qualquer dor; comporta-se exatamente como se tivesse dor (pode por exemplo dizer algo em protesto), mas não tem uma verdadeira experiência de dor como uma pessoa teria.”
    .
    Há outro lado da moeda: você também não pode ter certeza que a sua caneta não tem consciência!

  345. Vitor Diz:

    03 – “Pelo que sei, até o momento o RC não demonstrou ser o espírito algo material.”
    .
    Nem material, nem imaterial! Aliás, do que eu vi até agora não demonstrou nada, Marden! É que nem o Kardecismo: afirmações demais para demonstrações de menos!
    .
    04 – “Eu posso trazer aqui para o blog a parte teórica. Mas infelizmente, para os fins deste blog, fico impossibilitado de fazer demonstrações práticas aqui. Mas qualquer um que estiver interessado, repito, se tiver interesse próprio, pode procurar alguma de suas casas, ou como eu gosto de chamar, algum de seus laboratórios psíquicos. E investigar por conta própria.”
    .
    Traga artigos publicados em revistas científicas que demonstrem que o espírito existe e é imaterial. Se o RC é uma ciência, precisa se sujeitar aos mesmos processos estabelecidos para todas as outras ciências, ou seja: submissão de artigos, revisão por pares, publicação, replicação.

  346. Antonio G. - POA Diz:

    Essa discussão sobre se tal assunto é ou não é uma ciência é meio cansativo… Como eu sou assumidamente um tanto preguiçoso, colei do Wikipédia a definição de ciência, que explica o conceito:
    “Em sentido amplo, ciência (do latim scientia, traduzido por “conhecimento”) refere-se a qualquer conhecimento ou prática sistemáticos. Em sentido estrito, ciência refere-se ao sistema de adquirir conhecimento baseado no método científico bem como ao corpo organizado de conhecimento conseguido através de tais pesquisas.”
    .
    Ou seja: Num sentido amplo, o RC é ciência, sim. Tão ciência quanto Cromoterapia e Quiromancia, por exemplo.

  347. Phelippe Diz:

    E pensar que eu conheci este blog quando procurava comprovação da mediunidade do Mirabelli.

  348. Marden Diz:

    Contra o Chiquismo,
    .
    “Vitor, tá duro de aturar tb esse caboclo que defende o RACIONALIXO.
    PROSELITISTA, FANÁTICO E SECTÁRIO.
    E DISSIMULADOR SEM VERGONHA.”
    .
    Senhor Contra o Chiquismo, sei perfeitamente o quanto minha presença aqui lhe incomoda. O senhor estava numa posição muito cômoda de atacar alguns poucos espiritas evangélicos. Também no passado, já fiz muito disso, não posso negar. Porém, eu não fiquei acomodado, pesquisava para poder ter subsídios que sustentasse minhas opiniões.
    .
    Veja, eu já disse aqui em outras épocas, que pessoas como você, age apenas em matilhas como lobos, atacando quase sempre por trás e tentando fechar sempre o cerco com a ajuda dos companheiros. Esse comportamento também é observado em outros animais. Seria isso indicio de atavismo? Seria evidência da evolução do estado animal para o hominal?
    .
    Criticar o espiritismo evangélico é fácil, não é? Criticar Chico Xavier também é fácil, não é? Já que tem esse nick, por que não apresenta outras evidencias do Chico que contradiz a doutrina espirita kardecista? Como eu já disse, estudar dá trabalho. Pesquisar, dá mais trabalho ainda.
    .
    Não foi o senhor quem disse que iria desmascarar essa doutrina? Porque não o faz? Medo? Covardia? Qual o sentimento que te impulsiona? Estou aqui, é porque queria testar se essas ideias poderiam subsistir às criticas dos ateístas, dos críticos do Espiritismo. Pelo visto, parece que vai resistindo e pessoas como o senhor é quem me faz ter essa certeza. A menos que talvez o senhor queira mostrar-me o contrário. Então mãos à obra soldado! Será que você irá se dar bem combatendo o Espiritismo Científico igual vinha combatendo o Espiritismo Kardecista?
    .
    Só o tempo dirá!

  349. Vitor Diz:

    05 – “Isso mesmo, se dá pela razão. E quanto a sua pergunta, “razão de quem?”, eu respondo: De quem estiver com ela!”
    .
    E como vai se decidir quem está com a razão senão por experimentos controlados e verificáveis?
    .
    06 – “Eu não disse que seria melhor ou pior. Talvez possamos dizer mais razoável, certo? Mas o que determina isso é a inteligencia.”
    .
    Então agora vamos medir o QI das pessoas para determinar quem tem razão? É isso que você propõe no lugar de experimentos controlados e verificáveis?

  350. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Toffo Diz:
    SETEMBRO 28TH, 2012 ÀS 14:44
    Enquanto não terminar essa xaropada do RC, eu não volto.”

    2

  351. Contra o Chiquismo. Diz:

    Sabem pra que existe espingarda de 2 canos? Pra matar dupla sertaneja!

    E espingarda de 3 canos feita de ectolpasma?
    Pra matar CX, Luiz de Mattos e Kardec!

  352. Dr.VILAR Diz:

    achei que o senhores teriam respostas as minhas perg. mas pelo que vejo, o blog é mais para debates de elevação do ego. dq propriamente de esclarecimento real dos fatos ! mto boa tarde a tds !

  353. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marden Diz:
    SETEMBRO 28TH, 2012 ÀS 17:22
    Contra o Chiquismo,”
    …Esse comportamento também é observado em outros animais. Seria isso indicio de atavismo? Seria evidência da evolução do estado animal para o hominal?”

    Sim eu sou um animal sou um JEGUE. Veja eu em ação com as 2 racionalistas:
    http://www.youtube.com/watch?v=mPBfsGGinzI

  354. Marciano Diz:

    Toffo, estou aderindo à sua conduta. Só volto quando acabar essa conversa fiada de rc, proselitismo fanático já deu.
    .
    Vitor, tem uma coisa pior do que 2 Scur, 3 Scur.
    Esse Marden é tão ou mais fanático quanto a dupla Daniel/Scur.
    Por uma questão de coerência, se você excluiu o Daniel porque ele é pombo correio do Scur, veja aí em cima o Marden cobrando respostas aos questionamentos do Scur:
    .
    1. “Marden Diz:
    setembro 28th, 2012 às 16:25
    Sobre a pergunta feita por Fulando de Tal (Scur) ao Toffo e que não foi respondida”.
    .
    Mais adiante, ele volta:
    .
    “Irei dar ao Scur a oportunidade de poder pesquisar sobre uma violação/contradição dos princípios codificados por Kardec”.
    .
    Fazendo coro com Toffo, estou voluntariamente excluído enquanto houver fanáticos irracionais comentando aqui.

  355. Contra o Chiquismo. Diz:

    3 excluídos então: Toffo, Marciano e Contra o chiquismo. É nóis!

  356. Biasetto Diz:

    Ainda bem que o Contra o chiquismo me faz rir quando acesso isto aqui.
    Bem Marden,
    Quanto à questão do sexo, eu só esqueci de citar, que também tenho discernimento e senso crítico para saber o que dizer a alunos da 5ª série do ensino fundamental, e alunos do 3º ano do ensino médio. De resto, não tenho mais nada a comentar sobre esse assunto.
    Agora, vou responder sobre outras coisas que você escreveu naquela postagem direcionada a mim.
    .
    Você perguntou se eu tenho problemas com adaptações, se referindo ao fato que eu disse que o RC é uma adaptação do Kardecismo.
    Bem, eu não tenho problema algum com adaptações, apenas quis dizer, que o seu guru Luiz de Mattos pegou o Kardecismo, descartou aquilo que não achou interessante, reescreveu o que considerou válido e fundou uma nova doutrina religiosa, porque o RC é apenas isso: uma doutrina adaptada (bem copiada) do espiritismo de Kardec.
    .
    Você disse: “Refute os fenômenos espiríticos que são observáveis nas casas RC”
    .
    Bem, neste caso, eu gostaria que você mencionasse quais fenômenos “espiríticos” são observáveis nas casas RC, porque eu desconheço. Fiquei curioso.
    .
    Marden,
    Eu não estou nem um pouco interessado em pesquisar o RC, porque o que eu já vi, me bastou para concluir, que se trata de um monte de asneiras, fantasias e moralismo arcaico, terrivelmente chato.
    Portanto, não vou perder meu tempo.
    Você acredita que a religião que segue é a verdadeira, perfeita, definitiva né? Então, veja o que este padre (não gosto dele nem um pouco), diz sobre a religião que ele segue e difunde:
    .
    http://www.youtube.com/watch?v=zfKMLhqb4gk&feature=related

  357. Vitor Diz:

    07 – “Ao fazer tal estabelecimento de que o espirito tem que ser material, você deverá então procurar encontrar evidencias que suportem essa ideia (teoria), devendo ter consistência e de preferencia ser não refutável.”
    .
    A princípio para ser científica qualquer teoria deve ser refutável! Mas se você se refere sobre a nossa base de dados ser confiável, aí é outra coisa. Considero evidências de que o espírito é material algumas oferecidas em comunicações mediúnicas com médiuns confiáveis – que demonstraram conhecimento paranormal em condições controladas -, como a Sra. Piper, vários espíritos demonstraram que os problemas físicos e mentais que tinham passado em vida eram levados para o mundo espiritual, o que mostra que a vida material afeta o espírito. Se o espírito fosse imaterial isso não deveria acontecer. Exemplos:
    .
    Em uma sessão com Piper, o controle Phinuit apresentou Rich, que pediu que enviassem ao seu genitor expressões do seu afeto. Depois Rich queria os seus óculos, tocou os olhos com as mãos e acrescentou: – «Meu pai deve tê-los e também os meus livros.» Nenhum dos presentes sabia coisa alguma de tudo isso. Averiguou-se depois que ele usava óculos e que repetia, no seu diálogo, como em vida «Merci, mille fois.»
    .
    Quando se trata de Espíritos de loucos, as comunicações – nota Hodgson – são fragmentárias e até amalucadas.
    .
    Um amigo de Hodgson, o Sr. A., lhe fez comunicações incoerentes; Pelham insistia em que o deixassem depor, porque durante algum tempo estaria confuso, por haver sofrido doença mental e neurastenia.

    .
    08 – “o que eu já demonstrei que existem sim tais evidencias cientificas através da sociologia e da psicologia, por exemplo.”
    .
    Não, não demonstrou. Uma pessoa pode dizer que está triste, até chorar, mas na verdade estar apenas atuando. Dá a impressão de estar triste, mas pode estar rindo por dentro. Nunca ouviu a expressão “lágrimas de crocodilo”? Uma pessoa pode dizer que te ama, mas você não tem prova alguma disso.
    .
    09 – “Talvez sem raciocinar, sem querer usar a sua razão, você não possa mesmo entender e nem sentir certos sentimentos, como a humildade. Ai eu te pergunto: a humildade é algo material para você? Você tem evidências que demonstre isso? Se não tem evidencias materiais da humildade, como acredita que ela interaja com nós seres humanos? Não seria uma contradição sua?”
    .
    Não. Humildade é um padrão de comportamento, mas não é uma entidade autônoma, já disse. Ela não tem existência própria, por isso é imaterial. Ela não existe por si. Ela não é um ente da natureza. Diferentemente de espíritos.

  358. Contra o Chiquismo. Diz:

    Puta que pariu Biasa, esse Pe. José Augusto é um demente! Sabe o que ele disse uma vez? “Se o papa disser que vc não entra no céu, vc não vai entrar!”

  359. Biasetto Diz:

    Então, Contra o Chiquismo, me diga em qual religião, podemos encontrar alguém que pregue algo interessante, sábio?

  360. Biasetto Diz:

    Contra o Chiquismo,
    Você viu os vídeos que te mandei né?
    Depois daquilo lá, falar o quê mais?
    Vamos deixar quieto, porque não vale à pena.

  361. Biasetto Diz:

    Ah! Contra o Chiquismo, veja o ataque de flamboyant do Dialdo Franga, falando do pilantra do Saibabão indiano. As demais partes, você encontra no youtube.
    http://www.youtube.com/watch?v=D1Qk7wxbMlM
    .
    Já perdi minha compostura novamente, acho que é o Marden que faz isto pra mim.

  362. Biasetto Diz:

    Este é o “homem (espírito) maravilhoso” pelo qual o Dialdo Franga se apaixonou:
    http://www.youtube.com/watch?v=EwOecpMkHH0

  363. Vitor Diz:

    10 – “Primeiro é preciso destacar que o Espiritismo é uma ciência com métodos próprios. Assim como Kardec, Luiz de Mattos também utilizou de médiuns, consultou inúmeras obras espiritualistas, dentre elas também as obras de Kardec.”
    .
    E Kardec fez um trabalho pra lá de porco! De valor científico igual a zero, ou muito próximo disso! Se Luiz de Mattos fez a mesma coisa, então o RC não é ciência mesmo. Por acaso o Luiz de Mattos:
    .
    a) Submeteu os médiuns a testes controlados para saber se demonstravam conhecimento paranormal?
    .
    b) Publicou os resultados de sua pesquisa em alguma revista científica?
    .
    Se o Luiz de Mattos não fez nem a) nem b), então não fez ciência. Simplesmente fez a mesma pataquada do Kardec.
    .
    11 – “Pois bem, o grande problema é que muitos materialistas não aceitam o livre-arbítrio, ou seja, são fatalistas.”
    .
    O livre-arbítrio de fato está em péssimos lençóis. Veja esse texto acadêmico mostrando os diversos problemas com o livre-arbítrio: http://obraspsicografadas.org/2011/derrubado-um-dos-pilares-do-espiritismo-o-livre-arbtrio-parte-1/
    .
    12- “Em suas investigações, pesquisas mediúnicas e muito estudo, Mattos concluiu sobre o livre-arbítrio.”
    .
    Que hoje é visto como inexistente pela ciência. Uma pena que não confirmamos as pesquisas de Mattos.
    .
    13 – “Codificou princípios e apresentou todo o seu trabalho para equipes cientificas da época, em conferencias no Rio (antiga capital) e Santos (onde surgiu a doutrina). Se você quiser pode consultar o material ai no Rio em Vila Isabel.”
    .
    Ele não publicou nada em revistas científicas?
    .
    14 – “Portanto, o espirito, sendo livre-arbitrista, escolhe não só o sexo, como o país, os pais, etc, antes de encarnar.”
    .
    Além de a existência do livre-arbítrio ser bastante questionada hoje, os maiores especialistas em reencarnação possuem muitas dúvidas quanto à capacidade do espírito de escolher os próximos pais e país em que vai renascer. E Luiz de Mattos com certeza não fez nem um centésimo da pesquisa de Stevenson ou Tucker para concluir o que concluiu. Veja o que Tucker diz no livro “Vida Antes da Vida”:
    .
    Em muitos casos, as crianças asseguraram que escolheram os seus próximos pais. Nos casos da Ásia, falam às vezes de ter visto um dos futuros pais e decidido segui-lo até a casa a fim de se juntarem à família. Nos casos da América, as crianças dizem ter estado no céu e ali escolhido de quem iriam renascer. Embora essas histórias não possam obviamente ser verificadas, algumas das originárias da Ásia o foram pelo menos em parte porque o pai havia estado na área descrita pela criança ao tempo da concepção.
    .
    Em outros casos, quando vemos a criança se queixar amargamente de sua família, podemos concluir que não há nenhum indício de ela a ter escolhido. Dado que a maioria das crianças nunca relata lembranças do período entre vidas, não sabemos se estiveram envolvidas ou não numa tomada de decisão. Pode ser que sim, mas não se recordam. Não dispomos de meios de saber ao certo, porém, frente à variedade de casos, se é possível que algumas pessoas escolham os seus pais ou lugar de renascimento e outras, não.
    .
    Isso levanta a questão maior de saber se alguém, afinal, toma decisões no processo de reencarnação. Se a consciência individual não decide quando irá renascer, quem decide: guias, anjos ou deuses? Ou tudo ocorre de maneira normal, sem nenhuma tomada consciente de decisão? Os diversos sistemas de crenças têm diferentes concepções sobre como a pessoa passa para a próxima vida. Embora alguns de nossos sujeitos falem de guias encaminhando-os para a família atual, a maioria não diz nada sobre o período entre vidas, de modo que nossos casos na verdade esclarecem muito pouco essa importante questão.
    .
    Seguindo essa mesma linha, cabe examinar especificamente o local dos renascimentos. Uma conclusão a tirar dos casos é que o lugar onde ocorre o renascimento, ao menos em situações nas quais a criança conserva lembranças da vida pregressa, não é aleatório. A grande maioria das crianças relata vidas anteriores no mesmo país da atual e muitos alegam ter vivido na mesma aldeia e até no seio da mesma família. Que pensar disso? Uma possibilidade é que coerções geográficas determinem o local onde a consciência poderá renascer. Embora a ideia de que a consciência fica limitada a uma pequena área pareça estranha, condiz com histórias de crianças permanecendo num certo lugar, o local onde a personalidade anterior faleceu, por exemplo, até avistarem um de seus futuros pais.
    .
    Sinto-me mais propenso a acreditar que a consciência é atraída para determinadas áreas por causa de vínculos emocionais com elas. Muitos de nós nos identificamos fortemente com um país, portanto é mais provável que renasçamos nele. Além disso, as pessoas podem apegar-se emocionalmente a certos lugares e sentir-se motivadas a retornar para lá. Mais importante ainda, os laços de uma pessoa com outras podem desempenhar um papel altamente significativo em termos do local de renascimento. Nos casos de mesma família, as crianças talvez renasçam em seu seio devido à continuidade de uma forte conexão emocional. Sobretudo quando a personalidade anterior foi uma criança morta muito jovem, a consciência individual pode estar ainda muito ligada à família e sente-se por isso movida a renascer nela. O mecanismo disso é, naturalmente, um mistério, mas posso imaginar uma força emocional, no mundo da consciência, que chamaria pessoas para determinados lugares ou famílias com uma atração quase magnética.
    .
    Os casos em que crianças relatam vidas passadas em outros países lançam talvez alguma luz sobre o problema. Nesses casos, os sujeitos dizem geralmente que morreram em sua vida pregressa no país onde hoje vivem, sendo exemplo disso as crianças birmanesas que afirmam ter sido soldados japoneses mortos na Birmânia durante a Segunda Guerra Mundial. Muitas delas expressam o anseio de voltar para o Japão, como se estivessem aprisionadas na Birmânia depois de ali morrerem. Ignoramos se semelhante cativeiro é devido a limitações geográficas ou a vínculos emocionais. Seus atos como soldados, muitos dos quais se mostraram bastante duros para com o povo birmanês, podem ter gerado uma conexão emocional indissolúvel que os obrigou a permanecer no país durante a vida seguinte.
    .
    Quer a explicação seja geográfica ou emocional, a nosso ver esses casos mostram que as pessoas às vezes continuam a manter laços com uma existência já finda. Não sabemos se essa é uma verdade geral ou só se aplica a episódios onde se observam lembranças preservadas; mas os casos revelam que, em determinadas situações, os vínculos persistem na próxima vida. Em se tratando de crianças birmanesas que relatam lembranças de soldados japoneses, preserva-se um laço tanto com a Birmânia quanto com o Japão, pois eles nasceram em um país, mas ainda anseiam pelo outro
    .”
    .
    Isso sim é uma análise e conclusão mil vezes mais científica do que os dizeres do Luiz de Mattos. Tucker não vai além do que a base de dados dele permite. Já o Mattos…
    .
    15 – “Como o Universo é regido por leis naturais e imutáveis”
    .
    Quem disse que é imutável? As leis que valem hoje não necessariamente valerão amanhã.
    .
    16 – “tudo e todos obedecem a estas mesmas leis.”
    .
    Quem disse? Antigamente diziam que não era possível a vida acima de 100 graus Celsius, mas encontraram microorganismos que vivem acima dessa temperatura.
    .
    17 – No Universo impera a ordem e não o caos.
    .
    Quem disse? O que mais se vê por aí é caos. Nós mesmo só existimos devido a uma catástrofe cósmica: um meteoro se chocou com a Terra e extinguiu os dinossauros. Em nenhum dos planetas que conhecemos existe vida, com exceção da Terra. Foram descobertos planetas que não obedecem órbita alguma, ficam ao “Deus dará”. Há diversas galáxias engolindo outras. Há diversas mutações prejudiciais aos organismos.
    .
    18 – “Ah, quase me esquecia: você disse que vai ficar vagando pela terra mesmo? Mas você não acreditava num tipo de espirito que morria junto com o cérebro?”
    .
    Não. Quem acreditava nisso era o Benjamin Libet.

  364. Contra o Chiquismo. Diz:

    Vitor, cata as pedras do xadrez aí no chão e pega um pano com álcool pra limpar o tabuleiro. Ah e cuidado! Limpe com luva, pois bosta de pombo causa doença das brabas entre elas a histoplasmose e meningite!
    Esses pombos enxadristas…

  365. Contra o Chiquismo. Diz:

    Cuidado com os pombos! Principalmente com os que jogam xadrez por aqui…
    Pombos: conheça os riscos que eles trazem para a saúde
    http://bvsms.saude.gov.br/bvs/dicas/238_pombos.html

  366. Contra o Chiquismo. Diz:

    Algumas bostas que esses pombos cagam na nas nossas cabeças:
    http://www.racionalismocristao.org/

    http://www.febnet.org.br/

  367. Biasetto Diz:

    Esses pombos hein?
    .
    Marden,
    Já que você é tão sábio, como sair dessa?
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Paradoxo_de_Epicuro

  368. Contra o Chiquismo. Diz:

    Biasa, ele vai te mandar tomar no epiCUro.

  369. Biasetto Diz:

    Não, Contra o Chiquismo, ele vai achar um jeito de escapar que nem “bagre ensaboado”, vai, como diz o JCFF, fazer “diversionismos”.
    O Marden deveria ser político, pois ele consegue enrolar, enrolar e enrolar, mas não diz nada de concreto. Ele é o tipo da pessoa que diz que mata a cobra, mas mostrar o pau, jamais!

  370. Contra o Chiquismo. Diz:

    Ei Biasa, será que esse JCFF não é o Pe. José Augusto ?

  371. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Biasetto Diz:
    SETEMBRO 29TH, 2012 ÀS 00:10
    Não, Contra o Chiquismo, ele vai achar um jeito de escapar que nem “bagre ensaboado”… Ele é o tipo da pessoa que diz que mata a cobra, mas mostrar o pau, jamais!

    REALMENTE ELE NÃO MOSTRA O PAU, ESCONDE.

  372. Marden Diz:

    Vitor,
    .
    Até entendo, de certo modo, essa ânsia por prova, prova e mais prova. Mas ciência não funciona somente assim e se fosse o caso, jamais teríamos como provar e replicar cientificamente o Big Bang, por exemplo. Entretanto, vários cientistas simplesmente adere a essa teoria por considerá-la válida e consistente para o momento atual. Mas que poderá mudar um dia no futuro. Como a própria física vem sofrendo alterações aos dias de hoje. Muda-se a nossa forma de entender e interpretar os fatos. Vamos descobrindo a Verdade, a realidade das coisas.
    .
    Quantos de nós já vimos elétrons girando em volta do seu núcleo? Alguém aqui tem um vídeo disso, mostrando as trajetórias realizadas por um ou vários elétrons? Talvez você tenha Vitor!? Talvez nem acredite em elétrons também. Em ciência, muitas vezes temos que partir de um pressuposto, temos que assumir que tal possibilidade seja válida. Mesmo sem provas laboratoriais. Caso contrario iremos entrar num mundo sombrio. Alguém ai tem provas cientificas de que matemática existe? Será que arte existe Vitor? Vamos ver até onde vai esse seu mundo de provas.
    .
    Vitor: “O amor não tem existência própria, Marden, assim como todos os outros sentimentos, como a tristeza. O amor só existe na dependência de outro ser. Não é o caso de espíritos. Espíritos em tese possuem existência própria, e são portanto capazes de serem encontrados na natureza, e são portanto capazes de comprovação científica. O mesmo não vale para sentimentos.
    .
    Eu nunca disse que amor ou tristeza tivessem existências próprias. Aliás esse é o erro de alguns cientistas materialistas, tentarem querer encontrar o amor no cérebro ou em genes. Não sabendo eles (e parece que isso inclui você também) que esses sentimentos são efeitos e não causa. Sim, espíritos tem existência própria, são dotados de livre-arbítrio. Fotos Kirlian podem ser uma boa evidência disso. Mede-se os efeitos de um espírito. Mas, de fato, não se mede e nem pesa um espírito em laboratório de física ou química. É preciso usar outros métodos científicos! E isso o Espiritismo faz! Relatos de médiuns videntes também podem confirmar aquilo que as fotos Kirlian apresentam. Inclusive, com observações mediúnicas, pode-se ir mais além.
    .
    Vitor: “Não. Aí que você se engana. Um robô ou um zumbi poderiam fazer a mesmíssima coisa, e não ter consciência alguma. Não há experimento no mundo que comprove a existência de consciência (entendida aqui como experiência subjetiva). Leia sobre os zumbis filosóficos de David Chalmers:
    .
    Será que sou eu o enganado? Veja então na versão em inglês que tem outros argumentos da mente relacionados no final, já que esta tradução do português está incompleta. Mas ainda bem que você trouxe essas questões filosóficas, pois já tava quase acreditando que você desprezasse essa ciência, “por falta de provas”. http://en.wikipedia.org/wiki/Philosophical_zombie
    .
    Vitor: “Há outro lado da moeda: você também não pode ter certeza que a sua caneta não tem consciência!
    .
    Você só pode estar brincando Vitor! Sou um dos que estou rebatendo os argumentos materialistas aqui, que dizem que o cérebro tem consciência! Eu não acredito nisso, por mais complexo que seja um cérebro humano. Agora você quer que eu encontre certeza de consciência em minha caneta? Vitor, creio que entendo essa sua confusão. Se um “monte de carne sebosa” pode ter consciência, por que não uma caneta, não é mesmo? Vamos testar isso então num aparelho de ressonância magnética ou num laboratório de química? Claro que estou rebatendo esse seu comentário da mesma forma que estou interpretando ele, com uma brincadeira.

  373. Marden Diz:

    Vitor: “Nem material, nem imaterial! Aliás, do que eu vi até agora não demonstrou nada, Marden! É que nem o Kardecismo: afirmações demais para demonstrações de menos!
    .
    Agora fiquei na dúvida. Você conhece a parte prática do RC? Ou conhece apenas <1% da teoria que venho manifestando aqui?
    .
    Vitor: “Traga artigos publicados em revistas científicas que demonstrem que o espírito existe e é imaterial. Se o RC é uma ciência, precisa se sujeitar aos mesmos processos estabelecidos para todas as outras ciências, ou seja: submissão de artigos, revisão por pares, publicação, replicação.
    .
    Todos os papeis e processos documentados já foram enviados! Inclusive Luiz de Mattos tomou a iniciativa de os enviar até para o Vaticano. Mas quem disse que esse pessoal dá atenção quando mexem no bolso deles? Digo, quando mexem para menos, se mexesse para mais, talvez o desfecho da história fosse outro. Se o RC normaliza esquizofrênicos sem pílulas e injeções, quem vende tais medicamentos sentem-se prejudicados. Agora pesquise e veja se as indústrias farmacêuticas tem peso nas decisões políticas do mundo. Quando Luiz de Mattos aniquilou a ideia de salvação, muita gente chiou, já que viviam do lucro da ideia do pecado. Muitos devem chiar até hoje!
    .
    Vitor: “E como vai se decidir quem está com a razão senão por experimentos controlados e verificáveis?
    .
    Tudo vem ao seu tempo. Fomos enganados por muitos séculos! Mas a mentira não perdura para sempre. O Espiritismo Racional não trouxe nada de novo. Apenas interpreta os fenômenos de uma forma diferente.
    .
    Vitor: “Então agora vamos medir o QI das pessoas para determinar quem tem razão? É isso que você propõe no lugar de experimentos controlados e verificáveis?
    .
    Quem sabe? Mas não com os atuais testes de QI. E porquê? Porque são falhos! “Inteligência abrange instinto ou conscienciosidade (no ser humano), percepção, memória, compreensão, concepção, imaginação, razão” – A Inteligência, Pinheiro Guedes em Ciência Espirita.
    .
    Vitor: “A princípio para ser científica qualquer teoria deve ser refutável!
    .
    Concordo, deveria ter escrito que não deve ser refutada, no lugar de refutável. Caso contrário seria dogmatismo. E não é disso que estamos tratando.
    .
    Vitor: “Mas se você se refere sobre a nossa base de dados ser confiável, aí é outra coisa. Considero evidências de que o espírito é material algumas oferecidas em comunicações mediúnicas com médiuns confiáveis – que demonstraram conhecimento paranormal em condições controladas -, como a Sra. Piper, vários espíritos demonstraram que os problemas físicos e mentais que tinham passado em vida eram levados para o mundo espiritual, o que mostra que a vida material afeta o espírito. Se o espírito fosse imaterial isso não deveria acontecer.
    .
    Então você acredita nisso, não é? Porque Piper, por ser uma médium estrangeira deve ser melhor que os médiuns da casa, não é assim? Mas e quanto a quem conduziu os experimentos é melhor que os demais? Dr. Phinuit, seria então melhor que Kardec e Luiz de Mattos, na sua opinião, certo? E porquê? Ele tem seus estudos revisados por pares e aceitos na comunidade científica internacional? Se sim, apresente-os, se não, então você acredita nisso? Como você pode acreditar em algo que não foi provado cientificamente? Somos parecidos Vitor? Talvez!

  374. Marden Diz:

    Vitor: “Não, não demonstrou. Uma pessoa pode dizer que está triste, até chorar, mas na verdade estar apenas atuando. Dá a impressão de estar triste, mas pode estar rindo por dentro. Nunca ouviu a expressão “lágrimas de crocodilo”? Uma pessoa pode dizer que te ama, mas você não tem prova alguma disso.
    .
    Esse é o problema de ser materialista Vitor. Por não ter as famosas “provas”, acabam não entendendo e não acreditando em sentimentos. Da próxima vez que você ver alguém muito querida(o) chorando, com dor ou triste, diga para essa pessoa: pare com essa atuação ou então me “prove cientificamente” o que você está sentindo. Faça isso sempre e depois nos conte o resultado.
    .
    Vitor: “Não. Humildade é um padrão de comportamento, mas não é uma entidade autônoma, já disse. Ela não tem existência própria, por isso é imaterial. Ela não existe por si. Ela não é um ente da natureza. Diferentemente de espíritos.
    .
    Certo, concordo com você tintim por tintim. Mas você esqueceu o principal, o cerne da questão. Será que foi proposital ou foi um deslize mesmo? Já que você não vê como algo imaterial atua sobre a matéria, a sua razão não permite isso, explique então como a humildade ou a tristeza atua sobre os humanos? Humildade é efeito ou causa, para você? A bomba agora está nas suas mãos!
    .
    Vitor: “E Kardec fez um trabalho pra lá de porco! De valor científico igual a zero, ou muito próximo disso! Se Luiz de Mattos fez a mesma coisa, então o RC não é ciência mesmo. Por acaso o Luiz de Mattos:
    .
    a) Submeteu os médiuns a testes controlados para saber se demonstravam conhecimento paranormal?
    .
    b) Publicou os resultados de sua pesquisa em alguma revista científica?
    .
    Se o Luiz de Mattos não fez nem a) nem b), então não fez ciência. Simplesmente fez a mesma pataquada do Kardec. ”
    .
    Talvez você tenha razão, de acordo com certas entidades, a Verdade que o Espiritismo vem explanando e demonstrando, seja nula mesmo. Essas ideias defendidas pelo Espiritismo são tão velhas quanto o mundo. Kardec teorizou já há mais de 150 anos. Luiz de Mattos, há mais de 100. E outros irão se juntar ao time de explanadores da Verdade. O tempo há de colocar os pingos nos iis, cada coisa no seu devido eixo.
    .
    a) existe testes controladores para demonstrar conhecimento paranormal que se possa submeter médiuns? Se você pergunta, deve ser porque tem conhecimento disso. Por favor, em qual universidade, laboratório, que seja revisada por pares (gosto dessas suas palavras), pode-se realizar tais testes?
    .
    b) Luiz de Mattos sim, ao curar os piores loucos (esquizofrênicos) do Brasil e assinada também pela maior autoridade psiquiátrica daquela época, Dr. Austregésilo. http://www.fiocruz.br/ppghcs/media/dissertacao_jacquelinesouzamaro.pdf
    .
    Mas ai você pode perguntar: mas como nem eu e nem ninguém mais ficou sabendo disso? Não importa muito Vitor, você está começando a saber disso agora! Compete a você investigar e descobrir a Verdade. Mas isso de a verdade ser ou ficar encoberta não é novidade para você, certo? Vejamos, então o título de um de seus artigos: “A SRA. PIPER REVISITADA – COMO A PESQUISA PSÍQUICA VITORIANA OBTEVE ALGUMAS EVIDÊNCIAS MUITO IMPRESSIONANTES DA VIDA APÓS A MORTE E NINGUÉM TOMOU CONHECIMENTO. (2001)”
    .
    Ninguém tomou conhecimento. Mas aqui está você, para trazer esses conhecimentos para o nosso público brasileiro. Talvez, posso chamar você de uma ponte, um médium, entre o Espiritismo Nacional e o Espiritismo Estrangeiro. Você vem desmistificando o baixo espiritismo, o espiritismo de fancaria. Luiz de Mattos fez o mesmo mais de um século atrás. Por isso que acredito que os conhecimentos do RC não diminuem o que você já sabe, mas pode acrescentar o que você não sabe. Já que ninguém sabe tudo!
    .
    Relembre um pouco mais do que você escreveu aqui em seu blog: “
    Este artigo trata dos pioneiros da pesquisa psíquica, especialmente de Leonora Piper, uma bostoniana que inegavelmente parece ter possuído algum tipo de faculdade paranormal; considero em si mesmo um mistério, digno de investigação, o fracasso de seus fenômenos em provocar um interesse mais amplo na comunidade acadêmica.
    .
    Não há mistério algum Vitor, quando se conhece a causa é mais fácil interpretar os efeitos! Quanto ao “fracasso de seus fenômenos em provocar um interesse mais amplo na comunidade acadêmica”, pode ser o que já venho aqui falando. Há interesses por detrás.
    .
    Vitor: “Quem disse que é imutável? As leis que valem hoje não necessariamente valerão amanhã
    .
    Poderia mostrar algum indício de que sua negação, seja a correta? Parece que vamos revolucionar a historia da ciência aqui! Vou aguardar.
    .
    Vitor: “Antigamente diziam que não era possível a vida acima de 100 graus Celsius, mas encontraram microorganismos que vivem acima dessa temperatura.
    .
    As leis naturais foram violadas ou foi a interpretação humana que alterou e se adaptou ao tempo?
    .
    Eu perguntei: “Ah, quase me esquecia: você disse que vai ficar vagando pela terra mesmo? Mas você não acreditava num tipo de espirito que morria junto com o cérebro?”
    .
    Vitor respondeu: “Não. Quem acreditava nisso era o Benjamin Libet.
    .
    Hummm, mas você não tinha dito nada disso, inclusive você disse “minha ideia” e não a ideia dele, foi por isso que pensei que este era o seu pensamento e não o de Libet. Veja como você tinha escrito: “O que garante que o mundo espiritual não é uma grande bagunça, sem programação alguma? minha ideia de mundo espiritual quando eu morrer é que vou ficar vagando pela Terra mesmo, sem programação de onde tenho que reencarnar, ou de qual sexo terei que adotar. Acho essa ideia perfeitamente razoável.
    .
    Mas como você pode achar essa ideia “perfeitamente razoável” se ela contradiz com a sua ideia de espirito? Seu espirito não é constituído de matéria e não morre junto com a morte do cérebro?

  375. Marden Diz:

    Biasetto,
    .
    Biasetto: “Bem, neste caso, eu gostaria que você mencionasse quais fenômenos “espiríticos” são observáveis nas casas RC, porque eu desconheço. Fiquei curioso.
    .
    Uns dizem: a curiosidade mata. Eu neste caso aqui, prefiro dizer: eu não quero é matar a sua curiosidade.
    .
    Biasetto: “Eu não estou nem um pouco interessado em pesquisar o RC, porque o que eu já vi, me bastou para concluir, que se trata de um monte de asneiras, fantasias e moralismo arcaico, terrivelmente chato.
    .
    É claro que não está interessado em pesquisar! E não é disso que sempre venho falando aqui? Apenas com alguns minutos de conversa sobre moral ou sexualidade, você já estava começando a perceber (recaída?) que o que está sendo explanado nas obras do RC tem coerência, é salutar, condiz com a Verdade, agora imagina se você pesquisasse horas a fio ou mesmo durante anos?
    .
    Imaginamos: Depois do carnaval do ano de 2013, nas voltas às aulas, sua aluna chegasse para você e dissesse:
    .
    Aluna: Professor Biasetto, estive no carnaval do Rio, transei com camisinha tal qual o senhor me havia recomendado, inclusive e seguindo seus conselhos também, comprei uma camisinha de boa qualidade, que havia passado nos mais rígidos controles de qualidades, nos melhores laboratórios científicos, com fama internacional. Mas mesmo assim a camisinha estourou e acabei contraindo o vírus da AIDS. E agora o que é que eu faço professor?
    .
    Professor Biasetto: Agora é tarde demais! Você não deveria ter ouvido apenas meus conselhos de moralismo moderno, deveria ter também escutado o moralismo arcaico do Racionalismo Cristão, como uma segunda opinião.
    .
    Aluna: Racionalismo Cristão? Mas que diabos é isso professor?
    .
    Professor Biasetto: Ah, isso você terá que perguntar ao Marden no blog obraspsicografadas ou consultar no site oficial da doutrina. Mas vou te confessando: para mim é algo de fanáticos que só dizem um monte de asneiras.
    .
    Dias mais tarde.
    .
    Aluna: Professor Biasetto, eu pesquisei nas duas referências que o senhor me havia indicado, inclusive li uns conselhos que o Marden lhe havia dado no blog do Vitor no ano passado e cheguei a seguinte conclusão: Se eu tivesse seguido os concelhos do RC hoje não estaria com AIDS e já que o senhor sabia da Verdade, porque foi tão omisso?
    .
    Professor Biasetto: Porque eu só sei dar conselhos em teoria, mas não entendo bem como isso funciona na prática. Ninguém nunca me havia ensinado a raciocinar com acerto e a ser ponderado, como eles ensinam lá no RC. Eu nunca imaginava que isso pudesse acontecer com você. Sou professor de história e acabei errando por não considerar as probabilidades. Afinal de contas parece que o moralismo arcaico do RC já havia considerado essas questões. Eu sinto muito, minha querida aluna.
    .
    Biasetto, qualquer coincidência é apenas uma mera e triste realidade.

  376. Marden Diz:

    Biasetto,
    .
    Biasetto: “Marden,
    Já que você é tão sábio, como sair dessa?
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Paradoxo_de_Epicuro

    .
    Esse “tão sábio” são palavras suas. Mas eu não sou sábio não, apenas gosto de fazer perguntas. Felizmente, nessa de andar perguntando, encontrei princípios que me ensinaram a ler de tudo, questionar sempre, meditar e ponderar sobre tudo o que for lendo e ao tirar conclusões, levar sempre em conta os princípios da Moral Universal e da Justiça Universal.
    .
    Talvez você estivesse pesquisando sobre moral e acabou se esbarrando em Epicuro. Infelizmente muito do que foi dito por ou em nome de Epicuro, se trata de uma moral materialista e que visa apenas aos gozos materiais. Assim já dizia Visconde de Saboia. Agora veja parte do que disse Luiz de Mattos à Dr. Austregésilo (a maior autoridade psiquiátrica da época):
    .
    O nervosismo é um mal psíquico
    .
    “A epígrafe desta NOTA é a afirmativa feita pelo Dr. Austregésilo, a folhas 206, linhas 5 e 6, da obra que vimos comentando: A Cura dos Nervosos.
    Ora, se o nervosismo é um mal psíquico e, portanto, da alma, destruída fica a teoria materialista que tudo atribui à matéria, negando, ao mesmo tempo, a existência da alma, que é a Força; se somos nervosos porque pensamos mal, como afirma o Dr. Austregésilo, é porque a humanidade não possui moral, visto que mal pensar é sair fora das leis do dever, que têm apoio na vontade de tornar-se imoral e, em tal estado, ser mentiroso, imponderado, injusto e desprezível, como afirmam os moralistas, e a nossa razão observa.
    Assim sendo, aconselha que, para a cura dessa enfermidade, que tem por causa a imoralidade, se aplique a terapêutica por ele denominada educação psicomoral. (Vide folhas 30 de A Cura dos Nervosos).”
    .
    Continua Luiz de Mattos: “Mas já demonstramos que é a imoralidade que campeia e domina por toda parte, visto estar a maioria da humanidade atacada dessa enfermidade nervosa, como também o reconhece o autor da mesma obra.
    Provamos, ainda, que a humanidade sofre desse mal por ignorar o significado da moral verdadeira, (a que cura e evita enfermidades) e por não a praticar, pois ela quase nada sabe sobre a vida do ser humano, e muito menos o que ele é como Força e Matéria.
    ? E por que tal estado de ignorância?
    ? Porque só se tem tratado, até hoje, da matéria, desprezando-se a Força, que é a vida real, e daí haverem criado a doutrina da moral epicurista, baseada no falso princípio de que todas as tendências do homem estão voltadas para o gozo e o prazer, devendo este, para evitar a dor e as amarguras da vida, ver no bem e no mal somente o resultado de uma sensação agradável ou desagradável, e tudo fazer para que esta última seja sempre evitada, mediante certa repressão no uso e aquisição dos prazeres, que devem ser fruídos com constância e grande intensidade e duração – como salienta o notável mestre Visconde de Sabóia, a fis. 534 e 535 da sua importante obra citada, na qual também acrescenta:
    “Epicuro não deixou de incluir, entre os prazeres, a cultura intelectual, mas quando esta servia para descobrir meios mais aperfeiçoados de gozo material e requinte aos apetites alimentícios e às volúpias dos sentidos ou dos instintos genésicos”.
    O homem, pelo que encerrava essa doutrina, não devia deixar pairar no espírito, na alma, os fantasmas da vida e do julgamento futuro, e lembrar-se de que só tinha liberdade para escolher os prazeres e suicidar-se, nos casos em que a vida se tornasse intolerável.
    A moral epicurista, tão do agrado dos seres animalizados, porque é essa que lhes dá prazer, nunca foi nem pode ser a moral curadora, a moral benéfica, a moral fortificadora, de que precisa a humanidade para libertar-se dos males que a atingem.
    Entretanto, com relação ao prazer, escreve, ainda, esse grande mestre Visconde de Sabóia, a folhas 535:
    “O prazer deve entrar por uma grande parte da vida humana, mas nunca poderá formar a sua essência ou o seu único objetivo, e muito menos representar os grandes princípios da moral, quando ele não serve senão para aguçar ou incitar grosseiros instintos e impedir o nosso aperfeiçoamento por meio da concentração egoística do nosso espírito avassalado pela idéia de gozo e só do prazer, como um animal abjeto.”
    “Se mesmo o mal pode ser convertido em prazer, não haverá ação indigna e revoltante que não se justifique, sendo o gozo daí resultante igual ou da mesma natureza que o do animal feroz, quando devora a sua presa”.
    Nesta moral utilitária, como diz Sabóia, o homem pratica o bem, não como um imperativo do senso moral, mas como um sacrifício que faz para obter de outro uma soma maior de prazer, e é com este intuito que a virtude se manifesta, não passando a abnegação e o heroísmo de uma grande tolice ou loucura.
    O mal pode ser praticado impunemente, desde que não provoque ou não acarrete prazer algum para o próprio indivíduo, e não comprometa o interesse geral.
    Não se impõe, na moral utilitária, o respeito ao interesse individual nem ao direito natural.
    Tudo está subordinado ao prazer individual: o homem não pratica o bem como um dever magnânimo, visto que nenhum ato de abnegação e de heroísmo passa da esfera do mais feroz egoísmo, sendo a pena infligida ao crime somente na proporção do interesse que a sociedade deixou de alcançar.
    O que é a moral do prazer, firmada no utilitarismo e não no dever, descreve-a o nosso querido mestre Visconde de Sabóia:
    “É o cântico da lascívia ou o grito da desesperança e do pessimismo que solta Lucrécio, declarando que a vida humana não é se não uma morte, e que sente o seu coração devorado pelo abutre de Prometeu! Schopenhauer, que gozou uma vida feliz e cultivou a moral do prazer viu tudo tão mau no mundo, que não achou para termo cobiçado da existência, senão o nirvana búdico.”
    “A moral do prazer deixa de lado o dever, a consciência e sanção presente e futura, pois que a recompensa ou o castigo, depois da morte, tem uma base exclusivamente conjetural e precária, como igualmente se nota na moral de estoicismo.”
    É essa moral dos animalizados a causa de todos os males da humanidade, porque é a moral do gozo, e assim do vício, que produz loucos e produziu essa tremenda guerra (1914), que aí está, baseada no egoísmo e, assim, no instinto animalizado”.
    .
    Referência: Pela Verdade – A ação do Espirito sobre a Matéria – http://goo.gl/qTJCs

  377. Marden Diz:

    Biasetto,
    .
    Ai está uma pequena demonstração do homem que foi Luiz de Mattos, que lutou para livrar nossa sociedade do ranço do materialismo e do fanatismo religioso, que inclusive lutou para libertar o Espiritismo de toda religiosidade e misticismo. Foi ele, o abolicionista Luiz de Mattos e que criou o primeiro jornal com direito de respostas do Brasil, um lutador incansável contra a mentira, contra o fanatismo e um propagador da moral elevada.
    .
    Mas você Biasetto, assim como os demais materialistas, se sentem incomodados com estas verdades, porque no fundo sabem, quando confrontados com a verdade, sentem no fundo de vossas almas o erro que estão cometendo. Mas muitos não querem mudar. E quanto a isso nada podemos fazer. Todo esclarecimento vem no seu devido tempo.
    .
    É por isso que vocês, materialistas todos, fazem campanha para ver se o Vitor me bani logo do blog, para então poderem ficar mais a vontade, engando e enganando-se uns aos outros. E por continuar a serem assim materialistas, por não reconhecerem a realidade dos fatos que lhes são apresentados, por mero orgulho e vaidade, e por não querer enxergar a realidade da Vida fora da Matéria, é que vão cometendo deslizes, um atrás do outro.
    .
    Vejam como calam os detratores do Bem, os ignorantes da Verdadeira Vida. É por isso que os “doutores” aqui do blog, mesmo com um “canudo de direito” nas mãos, quando confrontados com a verdade, se escondem “atrás da moita”, ficando passivos só observando. Porque no fundo sabem que cometeram um erro, mas o orgulho e a vaidade, não os permitem vir a declarar em público. Cometem o crime de covardia. De gente assim, Biasetto, o Brasil e o mundo está cheio.
    .
    E assim vai continuar a ser o seu comportamento, enquanto não quiser encarar a realidade dos fatos e enquanto não lutar contra os princípios materialistas que impingiram e que continuam impingindo em sua alma. Conheça-te a ti mesmo e caminha!
    .
    Já ia me esquecendo, sobre o paradoxo de Epicuro, você deve direcionar o texto aos Judeus ou aos evangélicos (católicos, protestantes, etc) que acreditam no deus bíblico.

  378. Biasetto Diz:

    Marden,
    Eu não li nem 10% do que você escreveu, porque não TENHO MAIS PACIÊNCIA PRA LER TANTA BOBAGEM.
    Vou só comentar isto que você escreveu:
    .
    MARDEN DISSE:
    Aluna: Professor Biasetto, estive no carnaval do Rio, transei com camisinha tal qual o senhor me havia recomendado, inclusive e seguindo seus conselhos também, comprei uma camisinha de boa qualidade, que havia passado nos mais rígidos controles de qualidades, nos melhores laboratórios científicos, com fama internacional. Mas mesmo assim a camisinha estourou e acabei contraindo o vírus da AIDS. E agora o que é que eu faço professor?
    .
    Professor Biasetto: Agora é tarde demais! Você não deveria ter ouvido apenas meus conselhos de moralismo moderno, deveria ter também escutado o moralismo arcaico do Racionalismo Cristão, como uma segunda opinião.
    .
    Marden,
    Estou chegando à conclusão que você deve ser RETARDO, só pode ser. VOCÊ NÃO BATE BEM DOS PINOS NÃO, O MANÉ.
    O que você quer que eu fale pra um aluno(a), sobre sexo:
    - OLHEM NÃO TRANSEM DE MANEIRA ALGUMA, PORQUE A CAMISINHA PODE ROMPER.
    - OLHEM LEIAM AS RECOMENDAÇÕES DO RC, INDICADAS PELO SENHOR MARDEN.
    - NÃO SAÍAM À RUA TAMBÉM, PORQUE PODEM SER ATROPELADOS.
    - NÃO COMAM NADA QUE TENHA AÇÚCAR, PORQUE PODE FAZER MAL.
    .
    EU NÃO INCENTIVO NENHUM ALUNO OU ALUNA A FAZER SEXO, EU OS ESCLAREÇO – QUANDO SURGE A OPORTUNIDADE – SOBRE ASPECTOS DA SEXUALIDADE E OS RISCOS DE DSTS/GRAVIDEZ, INDICANDO SOBRE A IMPORTÂNCIA DO USO DO PRESERVATIVO – Agora, se romper, vai reclamar pro fabricante.
    .
    Eu não vou mais perder meu tempo com você, pra mim você é doente – eu vi os seus vídeos no youtube, não vou postá-los aqui, senão aquele tal de Bruno, vai aparecer pra me criticar, como fez naquela vez.
    Você me desculpe a sinceridade, SEUS VÍDEOS SÃO ABSOLUTAMENTE RIDÍCULOS, você não mostra nem segurança sobre o que está falando.
    Eu desejo, SINCERAMENTE, que você seja muito feliz com sua esposa e tenham quantos filhos desejarem.
    Fora isto, LER O MONTE DE BESTEIRAS que você escreve aqui, NIIIIIIINNNNNGUÉM MEREEEEEECE !!!
    .
    Pô Vítor, você bloqueia o Scur e o Daniel e deixa este DOIDO VARRIDO escrevendo este monte de asneiras aqui.
    CREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEDO

  379. Vitor Diz:

    Marden,
    comentando:
    .
    01 – Agora fiquei na dúvida. Você conhece a parte prática do RC? Ou conhece apenas <1% da teoria que venho manifestando aqui?
    .
    Se não foi publicado em revistas científicas ou em livros acadêmicos, desconheço.
    .
    02 – “Todos os papeis e processos documentados já foram enviados! Inclusive Luiz de Mattos tomou a iniciativa de os enviar até para o Vaticano.” !
    .
    O que o Vaticano tem a dizer sore isso pouco me importa. Eu queria ver a publicação em revistas científicas.
    .
    03 – “Tudo vem ao seu tempo. Fomos enganados por muitos séculos!”
    .
    Por quem? Como? Isso aí me parece teoria da conspiração…
    .
    05 – “Quem sabe? Mas não com os atuais testes de QI. E porquê? Porque são falhos! “Inteligência abrange instinto ou conscienciosidade (no ser humano), percepção, memória, compreensão, concepção, imaginação, razão” – A Inteligência, Pinheiro Guedes em Ciência Espirita.”
    .
    Marden, razão alguma substitui o experimento controlado. E se você não desenvolveu nem os testes de QI adequados – já que vc diz que os atuais são falhos – para utilizar sua metodologia esdrúxula, tanto pior!
    .
    06 -”Então você acredita nisso, não é? Porque Piper, por ser uma médium estrangeira deve ser melhor que os médiuns da casa, não é assim? Mas e quanto a quem conduziu os experimentos é melhor que os demais? Dr. Phinuit, seria então melhor que Kardec e Luiz de Mattos, na sua opinião, certo? E porquê? Ele tem seus estudos revisados por pares e aceitos na comunidade científica internacional? Se sim, apresente-os, se não, então você acredita nisso? Como você pode acreditar em algo que não foi provado cientificamente? Somos parecidos Vitor? Talvez!”
    .
    a) Phinuit não era um cientista, era o guia espiritual da médium.
    b) As pesquisas com a médium Piper foram publicadas nos Proceedings da SPR, que é revisada por pares
    c) Piper foi descrita como médium legítima na Enciclopédia Britânica em 1911.
    d) Não estou apresentando isso como prova de nada, mas isso serve para colocar em dúvida a alegação de que o espírito é imaterial. Nem você, nem Luiz de Mattos podem dizer algo assim. O próprio Kardec considerava o espírito como matéria quintessenciada. A partir do momento em que passa-se a fazer afirmações que vão além do que a base de dados permite, você(s) entra(m) de mala e cuia na pseudociência.

  380. Vitor Diz:

    07 – “Esse é o problema de ser materialista Vitor. Por não ter as famosas “provas”, acabam não entendendo e não acreditando em sentimentos. Da próxima vez que você ver alguém muito querida(o) chorando, com dor ou triste, diga para essa pessoa: pare com essa atuação ou então me “prove cientificamente” o que você está sentindo. Faça isso sempre e depois nos conte o resultado.”
    .
    O resultado é óbvio: não vai conseguir provar cientificamente. Da mesma forma que vc não vai me provar cientificamente que o espírito é imaterial. Você e o Luiz de Mattos estão indo além do que suas bases de dados permitem. Isso é pseudociência, Marden.
    .
    08 – “Certo, concordo com você tintim por tintim. Mas você esqueceu o principal, o cerne da questão. Será que foi proposital ou foi um deslize mesmo? Já que você não vê como algo imaterial atua sobre a matéria, a sua razão não permite isso, explique então como a humildade ou a tristeza atua sobre os humanos? Humildade é efeito ou causa, para você? A bomba agora está nas suas mãos!”
    .
    Para mim todo e quaisquer efeitos no comportamento são fruto de fatores genéticos e ambientais. Tais fatores levaram determinada pessoa a se comportar em um padrão que chamados “humildade”, “loucura”, etc. Essas coisas não atuam nos seres humanos, são comportamentos exibidos por eles frutos de tais fatores, nada mais. Você não tem um exemplo aí do imaterial agindo no material. É tudo material.
    .
    Pense numa faxina. O PROCESSO da faxina, ou a faxina em si, é imaterial, já que não há uma entidade chamada faxina que seja algo “concreto”, que possua existência própria. E esse processo tem fatores materiais, físicos. Você pegou a vassoura e varreu a casa, motivado por fatores genéticos e/ou ambientais.
    .
    09 – “Talvez você tenha razão, de acordo com certas entidades, a Verdade que o Espiritismo vem explanando e demonstrando, seja nula mesmo. Essas ideias defendidas pelo Espiritismo são tão velhas quanto o mundo. Kardec teorizou já há mais de 150 anos. Luiz de Mattos, há mais de 100. E outros irão se juntar ao time de explanadores da Verdade. O tempo há de colocar os pingos nos iis, cada coisa no seu devido eixo.”
    .
    Mas até agora, ciência que é bom, nada. Entende porque o RC não pode ser considerado ciência?
    .
    10) “existe testes controladores para demonstrar conhecimento paranormal que se possa submeter médiuns? Se você pergunta, deve ser porque tem conhecimento disso. Por favor, em qual universidade, laboratório, que seja revisada por pares (gosto dessas suas palavras), pode-se realizar tais testes?”
    .
    Exemplo: http://obraspsicografadas.org/2011/uma-investigao-de-mdiuns-que-alegam-receber-informaes-sobre-pessoas-falecidas-2011/
    .
    11 – Luiz de Mattos sim, ao curar os piores loucos (esquizofrênicos) do Brasil e assinada também pela maior autoridade psiquiátrica daquela época, Dr. Austregésilo. http://www.fiocruz.br/ppghcs/media/dissertacao_jacquelinesouzamaro.pdf
    .
    Encontraram explicações alternativas, como sugestão hipnótica. Nada garante que a cura tenha sido devido a espíritos. Para piorar, Luiz de Mattos em momento algum buscou saber se os espíritos que guiavam as sessões tinham de fato existido! Essa é a mesma falha de kardec. E é uma falha grave. Muito grave. Também não vi grupos controle, duplo cego etc.
    .
    12- “Poderia mostrar algum indício de que sua negação, seja a correta? Parece que vamos revolucionar a historia da ciência aqui! Vou aguardar.”
    .
    http://revistageo.uol.com.br/cultura-expedicoes/6/artigo153638-3.asp
    .
    13 – “As leis naturais foram violadas ou foi a interpretação humana que alterou e se adaptou ao tempo?”
    .
    Há dois tipos de leis que se alteram: a) as que os homens descobrem e criam modelos simplificados e incompletos por falta de dados, que, ao serem completados, geram adaptações nas leis. Isso foi o que abordei no meu exemplo com os microorganimos ; b) as leis da física em si. Isso é o que abordei imediatamente acima, com o artigo da revista geo.
    .
    14 – “Hummm, mas você não tinha dito nada disso, inclusive você disse “minha ideia” e não a ideia dele”
    .
    A ideia de que o espírito pode ser criado pelo cérebro é dele e compartilho dessa ideia. Não compartilho a ideia dele de que o espírito morre com o cérebro. Pelo menos não imediatamente.
    .
    15 – “Seu espirito não é constituído de matéria e não morre junto com a morte do cérebro?”
    .
    Não imediatamente. Justamente a reencarnação pode dar uma sobrevida ao espírito.
    .
    Marden, espero sinceramente que você tenha visto que o RC é pseudociência. As afirmações vão muito além do que a base de dados permite. É assim que vc distingue ciência de pseudociência. Ok?

  381. Biasetto Diz:

    Considero algo lamentável, um sujeito ficar se apresentando aqui, defendendo de forma fanática uma doutrina repleta de bobagens, copiada de outra doutrina, consideravelmente duvidosa; além disso, ficar demonstrando adoração por um tal de Luiz de Matos e, o pior de tudo: ficar se achando o tal, ficar dizendo que tem o tesouro da verdade, que os críticos são os “detratores da verdade”, é muita arrogância e ignorância somadas.
    O vídeo do padre católico (Contra o Chiquismo, o JCFF não chegaria a tanto) – diz a mesma coisa: que a verdade só está com a ICAR. Se procurarmos no youtube, vamos encontrar um pastor dizendo que a crença dele é a verdadeira, assim como os islâmicos garantem que existe um deus: Alá; assim como os …
    O que nós, os críticos, queremos, é exatamente se aproximar da verdade, analisar, evidenciar, considerar possibilidades, coerências, lógica …
    É simplesmente incrível como uma pessoa pode ficar fascinada por algo que não apresenta nada de concreto, nada que possa ser testado, comprovado … e o sujeito fica falando que ele é o bom, ele é o sabe-tudo, ele é o fantástico.
    O que esperar de uma doutrina, que assim se manifesta:
    .
    O site Racionalismo Cristão foi criado para você, para ajudá-lo a encontrar as respostas para questões como estas: De onde viemos? O que estamos fazendo aqui na Terra? Para onde iremos após o fim de nossa vida terrena? Por que há tanto sofrimento martirizando a humanidade? Ao prosseguir em sua visita, saiba que o Racionalismo Cristão é uma doutrina filosófica de caráter essencialmente espiritualista, esteada no cristianismo verdadeiro, expresso em linguagem condizente com os dias de hoje, clara, objetiva, simples, fácil e assim acessível à compreensão de todos.
    .
    “CRISTIANISMO VERDADEIRO”, profundo isto, muito profundo !!!
    .
    “expresso em linguagem condizente com os dias de hoje” – ooooooohhhhhhhh !!!!!!!!!!!!!
    .
    “clara, objetiva, simples, fácil e assim acessível à compreensão de todos.”
    - que triste, eu não compreendi – fazer o quê, eu não sou tão inteligente como este cidadão, que aqui se manifesta para nos ensinar o caminho da verdade, usando de palavras, caprichosamente escolhidas, para nos mostrar que ele é o exemplo da disciplina, sabedoria, conhecimento, oratória, amor ao próximo …
    Que fadiga !!!

  382. Vitor Diz:

    Marden,
    acabei pulado uma mensagem sua.
    .
    16 – “Alguém ai tem provas cientificas de que matemática existe? Será que arte existe Vitor? Vamos ver até onde vai esse seu mundo de provas.”
    .
    Matemática é outro campo. É classificada como ciência formal, não natural. É óbvio que vc não vai encontrar o número “1″ andando na natureza… arte é outra forma de conhecimento, não científico.
    .
    17 – “Sim, espíritos tem existência própria, são dotados de livre-arbítrio.”
    .
    Está indo além do que a base de dados permite. De novo.
    .
    18 – ” Fotos Kirlian podem ser uma boa evidência disso.”
    .
    Não são. As fotos kirlian são o resultado do efeito corona. Pesquise mais sobre isso.
    .
    19 – “Será que sou eu o enganado?”
    .
    Está. Em muitas coisas.
    .
    20 – “Você só pode estar brincando Vitor!”
    .
    Não estou. É preciso levar essa hipótese bem a sério. Mas trato como hipótese. Diferentemente de vc e do Mattos, eu não faço afirmações que vão além da minha base de dados.
    .
    21-” Vamos testar isso então num aparelho de ressonância magnética ou num laboratório de química? ”
    .
    Não é possível testar, foi o que eu disse. Mas se a consciência existe, há uma possibilidade muito forte que todas as coisas no Universo tenham consciência. Mas isso não é assunto para agora…

  383. Contra o Chiquismo. Diz:

    Só proselitismo. Provas nada! FANÁTICO, RELIGIOSO, CEGO E SECTÁRIO!

  384. Marden Diz:

    Vitor,
    .
    Antes de dar prosseguimento em nosso debate, que poderá perdurar por anos, já que o campo de pesquisa é vasto e a cada dia surge em algum lugar do planeta um fenômeno novo para ser estudado, preciso primeiramente alertá-lo de que os “fieis”, sim, “fieis seguidores” do blog, irá te deixar em uma posição de impasse. Que mais cedo ou mais tarde, você acabará por ceder à pressão deles. Repito: acabará por ceder à pressão deles.
    .
    Não sei se foi aqui que li certa vez, ou em algum outro lugar, um comentário de que você já tinha sido banido de algum blog. Talvez seja esse um fator que o faça ponderar sobre a minha banição ou não. Então, de um lado temos a turminha de crucificadores, os mesmos de antes que em tempos atrás gritavam “queimem esse herege no fogo do inferno”. Por outro lado, temos uma pessoa que pensa diferente da maioria aqui, inclusive diferentemente de você em algumas partes, porém igualmente em outras partes.
    .
    Mas o problema reside no fato de que, esses soldados que ora demonstram ser os valentões, os lutadores da honra e da moral, os desmistificadores, outras vezes demonstram ser os mais medrosos, os deturpadores da mesma honra e da mesma moral que antes pareciam querer defender. Esses que antes eram valentes e que agora se escondem, ou por medo ou por covardia, irão continuar a pressioná-lo, se possível chantageá-lo e inclusive ameaçá-lo.
    .
    Não sabendo eles, que você também luta pela descobrimento da verdade. E a verdade há sempre de sair vitoriosa, pois o adágio popular, que nada tem de científico, sempre disse que “a mentira tem pernas curtas”. Portanto, caberá a você como moderador deste blog, tomar a melhor decisão. Como já disse e muitas vezes aqui procurei demonstrar, uma conversa, um debate de ideias, tem que ser respeitoso para ser profícuo. E respeito é o que os “fieis seguidores” deste blog, não vem sabendo demonstrar.
    .
    Já que eles ameaçam que não participarão das conversas do blog, enquanto a minha presença os estiverem causticando, queimando igual ferro à brasa, dissecando com o bisturi da verdade, suas crenças multisseculares, quem sabe assim, o blog não passe a respirar novos ares? Quem sabe assim, não possa também abrir espaço para mulheres, donas de casa, intelectuais brasileiros, empresários de renome, que ao constatarem que aqui passou a ser um lugar de respeito, sentem-se confortados em manifestar suas ideias e opiniões, sem medo de serem despreciados ou desmoralizados sem uma justa causa?
    .
    Vitor, eis ai o seu dilema como moderador. Boa sorte, porque vai precisar!

  385. Marden Diz:

    Vitor,
    .
    Vitor: “01 -Se não foi publicado em revistas científicas ou em livros acadêmicos, desconheço. 02 – O que o Vaticano tem a dizer sore isso pouco me importa. Eu queria ver a publicação em revistas científicas.”
    .
    É como venho dizendo, se for assim que devemos sempre analisar, com comprovações cientificas de revistas cuja opiniões são formadas por materialistas, muita coisa poderia desaparecer, como a arte, a poesia, as manifestações populares, etc. Se foi publicado por médicos brasileiros e inclusive a maior autoridade de psiquiatria da época, mas que para você não é válida, pouco poderei fazer neste caso. Pesquise na tese de doutorado que te enviei, lá tem os nomes de quem assinou.
    .
    Vitor: “03 – Por quem? Como? Isso aí me parece teoria da conspiração… 04 – Marden, razão alguma substitui o experimento controlado. E se você não desenvolveu nem os testes de QI adequados – já que vc diz que os atuais são falhos – para utilizar sua metodologia esdrúxula, tanto pior!”
    .
    Primeiramente fomos enganados com ideias religiosas, onde induziam-nos que podíamos pagar os nossos pecados através de ofertas, rezas e peditórios. Hoje somos enganados por industriais onde nos induzem que a cura para todos males, ou quase todos, estão em seus laboratórios, que alimentos com agrotóxicos são melhores que os orgânicos. Por isso somos campeões no uso de agrotóxicos, por essa crença materialista impingidas pelas industrias do lucro fácil.
    .
    Se razão alguma substitui os experimentos controlados, Vitor, também experimentos controlados jamais determinaram a sede da razão. Mas lembre-se, é a razão que determina o avanço da ciência. Também é sem razão que cientistas materialistas criam bombas de destruição maciça e é também sem razão que estes mesmo cientistas destruidores de lares e da paz mundial, fulguram nas mais “prestigiosas revistas cientificas”. Veja ai os testes mais completos de QI:
    http://blogs.discovermagazine.com/discoblog/2010/10/28/take-the-ultimate-intelligence-test-to-find-out-if-youre-ultimately-smart/
    .
    Vitor: “a) Phinuit não era um cientista, era o guia espiritual da médium.”
    .
    Eu disse Dr. Phinuit e baseei-me nisso: http://www.survivalafterdeath.info/spiritcontrols/phinuit.htm
    .
    Vitor: “b) As pesquisas com a médium Piper foram publicadas nos Proceedings da SPR, que é revisada por pares”
    .
    Ótimo, bom seria que todos os mais de 10 milhões de prováveis médiuns (deduzindo por baixo) pudessem ser revistos por pares pela SPR. Mas você mesmo costuma trazer casos não revistos pela SPR, como o caso Omm Seti (Dorothy Eady). Pode ser que haja outros casos em seu blog que não foram revistos por pares pela SPR, mas gosto desse em particular justamente porque você disse: “UMA ANÁLISE IMPARCIAL DO CASO OMM SETI”. E espero que você possa continuar a querer ser imparcial, sem tomar partido nem a favor, nem contra. Independentemente das SPRs da vida.
    .
    Vitor, anteriormente você havia dito: “Considero evidências de que o espírito é material algumas oferecidas em comunicações mediúnicas com médiuns confiáveis – que demonstraram conhecimento paranormal em condições controladas -, como a Sra. Piper, vários espíritos demonstraram que os problemas físicos e mentais que tinham passado em vida eram levados para o mundo espiritual, o que mostra que a vida material afeta o espírito. Se o espírito fosse imaterial isso não deveria acontecer.
    .
    Ai eu te questionei se você tinha esses “estudos revisados por pares e aceitos na comunidade científica internacional? Como você pode acreditar em algo que não foi provado cientificamente?”. Mas agora você vem dizendo: “Não estou apresentando isso como prova de nada, mas isso serve para colocar em dúvida a alegação de que o espírito é imaterial. Nem você, nem Luiz de Mattos podem dizer algo assim.
    .
    Então? Como ficamos? É essa a imparcialidade que você quer defender? É dessa maneira que você espera descobrir a verdade? Eu não posso dizer que o espirito é imaterial, mas você pode dizer que ele é material, mesmo não tendo condições de apresentar evidencias cientificas revisadas por pares da SPR? Isso é justo? Essa sua postura obedece o princípio de justiça?

  386. Marden Diz:

    Vitor: “O resultado é óbvio: não vai conseguir provar cientificamente. Da mesma forma que vc não vai me provar cientificamente que o espírito é imaterial. Você e o Luiz de Mattos estão indo além do que suas bases de dados permitem. Isso é pseudociência, Marden.
    .
    Não Vitor, pseudociência mais parece os seus argumentos, que questionei em comentário anterior. Quanto as provas, elas existem porém você pode não querer aceitá-las e para isso, não só você mas qualquer outro materialista, irá criar uma desculpa atrás da outra.
    .
    Mas vamos às nossas provas mais uma vez e depois você julga se são válidas ou não, ok?
    1) Estudos mostram, que pacientes com esquizofrenia em estado inicial não sofrem alterações no cérebro. 2) Porém, esses mesmos estudos realizados posteriormente com esses mesmos pacientes, depois de um longo período, como por exemplo 10 anos, mostram alterações no cérebro, alguns com danos irreversíveis. 3) Isso sugere, é uma evidência, da imaterialidade do espírito, de acordo com os estudiosos do espirito (Espiritas Científicos que não fazem parte do grupo da ciência oficial por ser esta apenas materialista).

    Referência:
    http://fs2.psychiatry.cam.ac.uk/publications/otabi11are.pdf
    http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2612078/
    .
    Vitor: “Para mim todo e quaisquer efeitos no comportamento são fruto de fatores genéticos e ambientais. Tais fatores levaram determinada pessoa a se comportar em um padrão que chamados “humildade”, “loucura”, etc. Essas coisas não atuam nos seres humanos, são comportamentos exibidos por eles frutos de tais fatores, nada mais. Você não tem um exemplo aí do imaterial agindo no material. É tudo material.
    .
    Vamos tomar por exemplo a felicidade. Não existe gene da felicidade, mas então vamos considerar seu outro fator, o ambiental. Então partindo da sua teoria, todos os que nascem à beira-mar, tem que obrigatoriamente sentirem-se felizes (ou tristes, falta de felicidade). Estudos apontam que quem vive à beira-mar são mais propensos a se sentir feliz, eu concordo, mas não afirmam que todos são felizes. Onde estaria a diferença nesse caso, já que estão todos inseridos no mesmo contexto, que é o ambiente?
    .
    Vitor: “Mas até agora, ciência que é bom, nada. Entende porque o RC não pode ser considerado ciência?
    .
    Até entendo a sua preocupação. Eu, por exemplo, também me preocupo com muitas coisas que se dizem por ai em nome da ciência. Veja o site popsci (http://www.popsci.com/science/article/2011-09/scientist-strange-land), há algumas matérias interessantes, outras bem superficiais e sem base científica alguma. Mas enquanto o RC, afirmando-se como ciência e aceitando apenas o que for cientifico de outras áreas da ciência e rejeitando o que for misticismo, tem um importante papel social. Os seus ensinamentos impulsionam os seres para a prática do bem, do respeito e do convívio harmonioso na sociedade. Tem métodos próprios para atingir esses tais objetivos. E vem fazendo e vem conseguindo. Os que se submetem aos estudos do verdadeiro espiritismo, deverá perceber uma melhora comportamental. Isso é algo que não se pode negar ou desprezar.
    .
    Marden: “Poderia mostrar algum indício de que sua negação (de que o universo não seja regido por leis naturais e imutáveis e da qual tudo está sujeito), seja a correta? Parece que vamos revolucionar a historia da ciência aqui! Vou aguardar ”
    .
    Vitor responde: http://revistageo.uol.com.br/cultura-expedicoes/6/artigo153638-3.asp
    .
    Ao analisarmos o referido artigo, já de cara tivemos uma agradável surpresa com o título: “… e se o Universo oscilasse?”, acredito que o Vitor possa ter confundido com algo parecido com: “o universo oscila”, mas infelizmente não é isso que vimos no artigo.
    .
    Vitor, não vai ser dessa vez que você poderá revolucionar a história. Mas encontrei pensamentos interessantes no texto, como o de Einstein por exemplo: “Quanto mais observo o Universo e estudo as características de sua construção, tanto mais indícios eu encontro de que o Universo sabia a respeito de nossa vinda”. Profundo isso, hein Vitor? Também encontramos no mesmo artigo uma frase de Savely Karshenboim, físico russo, São Petersburgo: “A verdade é, não existe razão porque as constantes da Natureza devam ser constantes”. Essa é a duvida que paira na mente de qualquer materialista. Mas como experts em ciência que são, deveriam já ter encontrado algo que provasse essa dúvidas deles.
    .
    Enquanto isso prefiro ficar com as ideias de Platão e do Racionalismo Cristão, sobre as leis que regem o universo. Não foi dessa vez, Vitor! Tenho fortes razões para desconfiar de que você nem lê as matérias (e nem observa os links), que acha que tem subsídios que vão ser favoráveis aos seus argumentos.

  387. Contra o Chiquismo. Diz:

    Eu só queria saber pq os espiritos não aparecem aqui pra gente provar a existência deles:
    http://www.inmetro.gov.br/metcientifica/img/calibAltoVacuo.JPG
    Só aparecem quando não tem nenhum cético olhando. E de preferência em casas RACIONALIXOS E CENTROS KARDECISTAS NA FRENTE DE CRÉDULOS.

  388. Marden Diz:

    Vitor: “A ideia de que o espírito pode ser criado pelo cérebro é dele e compartilho dessa ideia. Não compartilho a ideia dele de que o espírito morre com o cérebro. Pelo menos não imediatamente.
    .
    Quanto tempo dura (sobrevive?) um espírito desse tipo então?
    .
    Vitor: “Não imediatamente. Justamente a reencarnação pode dar uma sobrevida ao espírito.
    .
    Se o espirito não morre imediatamente e já que a reencarnação pode dar uma sobrevida ao espirito, como isso ocorre? Como o espirito sabe que vai encarnar? Ele sai do cemitério e vai até uma residência onde alguma mulher foi copulada? Se essa mesma mulher resolve abortar, esse espirito, que agora estaria morrendo pela segunda vez, conseguiria encontrar um novo corpo? São apenas algumas perguntas de início, Vitor, que gostaria de saber sobre essa sua nova teoria espirita e quem sabe ela seja mais convincente das que venho estudando até o momento?
    .
    Vitor: “Marden, espero sinceramente que você tenha visto que o RC é pseudociência. As afirmações vão muito além do que a base de dados permite. É assim que vc distingue ciência de pseudociência. Ok?
    .
    Ok, Vitor, apenas gosto de comparar. Se o que o RC apresenta for pseudociência e o que você apresenta for ciência, com certeza estarei do seu lado. Mas antes de aceitar tudo o que você diz ou escreve, permita-me seguir um dos conselhos que aprendi no RC, a de que tudo devemos submeter à nossa analise e raciocínio, ao crivo da razão.
    .
    Vitor: “Matemática é outro campo. É classificada como ciência formal, não natural. É óbvio que vc não vai encontrar o número “1? andando na natureza… arte é outra forma de conhecimento, não científico.
    .
    Humm, cada vez mais vou gostando da nossa conversa Vitor! Então você não acredita na matemática só porque ela é uma ciência formal, assim como o Espiritismo é uma ciência de observação? Será que estou entendendo bem? Ou você acredita apenas em uma e não na outra? Por lógica eu penso que você deve refutar as duas ideias. Ou aceitar ambas!
    .
    Arte, quem sabe não possa vir a ser estudada com foros de ciência no futuro. O que muitos defendem hoje em dia é que arte é necessário para a ciência existir. Veja este artigo, ou melhor, leia este artigo, pois é bem interessante: http://seedmagazine.com/content/article/the_future_of_science_is_art/P1/
    .
    Marden: “Sim, espíritos tem existência própria, são dotados de livre-arbítrio.”
    .
    Vitor: “Está indo além do que a base de dados permite. De novo.”
    .
    Não estou não, essa afirmação vai de encontro com a base de dados Kardecista, Racionalista e de outras doutrinas espiritualistas, além de vários filósofos e lembre-se, filosofia é também ciência, ok? Talvez a sua base de dados é que seja um pouco diferente, ou incompleta. Mas será que ela explica satisfatoriamente como esse seu espirito encarna, sem o livre-arbítrio? Qual a causa de alguns dos espíritos morrerem e outros sobreviverem? Passe de mágica?
    .
    Vitor: “Não são. As fotos kirlian são o resultado do efeito corona. Pesquise mais sobre isso.
    .
    E você já ouviu falar do efeito da parte da folha que é cortada e ainda assim aparece nas fotografias Kirlian (Kirlian Photography Phantom Leaf)? Consegue explicá-las?
    .
    Vitor: “Não estou. É preciso levar essa hipótese bem a sério. Mas trato como hipótese. Diferentemente de vc e do Mattos, eu não faço afirmações que vão além da minha base de dados.
    .
    Mas que base de dados é essa que considera como uma hipótese válida uma caneta com consciência? Se isso não é pseudociência, é o que então? Estou querendo acreditar que você não esteja de brincadeira. Traga algo que justifique essa sua hipótese, para que possamos analisá-la.
    .
    Vitor: “Não é possível testar, foi o que eu disse. Mas se a consciência existe, há uma possibilidade muito forte que todas as coisas no Universo tenham consciência. Mas isso não é assunto para agora…
    .
    Vamos repetir o que você disse, fazendo alguns destaques: “Mas se a consciência existe, há uma possibilidade muito forte que todas as coisas no Universo tenham consciência. Mas isso não é assunto para agora…”
    .
    Eu já li o livro “ A personalidade de Jesus perante o labirinto evangélico” de Américo Correia Marques, mas parece que “A personalidade do Vitor perante o labirinto das Obras Psicografadas”, parece não deixar nada a dever. Então Vitor, já que a consciência é uma dúvida para você, já que ela parece não existir, será que você conseguiria responder, caso você tiver consciência, é claro; e também consciência do que acabou de escrever; como seria possível todas as coisas terem consciência?
    .
    Vamos lá Vitor, saque do fundo de seu “baú das materialidades” essa sua pedra filosofal. Não deixemos para depois o que podemos ir resolvendo neste momento. Você deve ter algo novo para nos revelar, caso contrário não nos daria essa dica, não é? É isso Onisciência para você?

  389. Contra o Chiquismo. Diz:

    Mais do pombo…

  390. Marden Diz:

    Biasetto,
    .
    Vou responder aos seus comentários mal educados e desrespeitosos, apenas como uma obrigação moral. Quando o Contra o Chiquismo e o Marciano copiaram os textos do RC e você, influenciado por eles, comentou sobre a moral racionalista cristã, o minimo que se espera de uma pessoa que está na posição de educador, é saber ouvir o que a contraparte tem a dizer.
    .
    Aqui neste blog, já que discutimos Ciência e Filosofia, que são as bases do Espiritismo Racional e Cientifico Cristão, devemos apresentar argumentos convincentes, apresentar evidencias, também criar hipóteses. Você como professor de história, parece não ser muito bom nessa disciplina, como por exemplo, devem ser os engenheiros. Criei, através de um pensamento, uma situação que poderia acontecer. E a imagem foi tão nítida em sua mente, que você conseguiu se projetar lá no futuro, ano de 2013 e foi capaz de ver sua aluna padecendo de AIDS e sentiu o peso na sua consciência pelos conselhos a ela sugeridos. Ou quem sabe você esteja temendo pelos conselhos dados no passado e quem sabe alguma de suas alunas possam vir contrair alguma enfermidade, fruto desses seus conselhos?
    .
    Biasetto, aqui estamos para aprender. Aqui neste mundo e aqui neste blog. Situações ocorrem em nossa vida para colhermos algum aprendizado. Nada impede também que não possamos colher novas experiências através de imagens abstratas, como foi a imagem que sugeri que você construísse em sua mente. Você acabou aprendendo com ela. Já faz parte de sua vida, esse novo quadro mental. Seus conselhos deverão ser diferentes no futuro, a menos que queira trair sua própria consciência.
    .
    Agora que já tens esse novo quadro mental, volte e compare os conselhos fornecido no site do RC. Verás que tem lógica, pois são baseados numa moral superior, não nessa moral materialista da qual você estava acostumado. Mas agora você tá podendo conhecer a moral espiritualista. Só a verdade poderá nos libertar das guarras da ignorância. Busque a verdade e se sentirá uma pessoa realmente livre, um real livre-pensador.

  391. Marden Diz:

    Biasetto,
    .
    Biasetto disse: “Eu não vou mais perder meu tempo com você, pra mim você é doente – eu vi os seus vídeos no youtube, não vou postá-los aqui, senão aquele tal de Bruno, vai aparecer pra me criticar, como fez naquela vez.
    Você me desculpe a sinceridade, SEUS VÍDEOS SÃO ABSOLUTAMENTE RIDÍCULOS, você não mostra nem segurança sobre o que está falando.
    Eu desejo, SINCERAMENTE, que você seja muito feliz com sua esposa e tenham quantos filhos desejarem.
    Fora isto, LER O MONTE DE BESTEIRAS que você escreve aqui, NIIIIIIINNNNNGUÉM MEREEEEEECE !!!

    .
    Mais uma vez você sentiu a necessidade de atacar a minha pessoa. Não consegue ir com minhas ideias, então resolve atacar a pessoa, o ser humano. Não faça isso Biasetto, não se rebaixe à categoria dos animais irracionais, antes use sua inteligência, sua força de vontade e seu poder de raciocínio. Raciocinando com acerto, você deverá sempre tirar boas conclusões. Ao tentar atacar minha pessoa na próxima vez, acredito que haverá outras vezes, pense que pode haver mais de um marden racionalista, ok? Pense também, que pode ser que eu não me chame marden e posso estar usando este nick por causa do autor O.S.Marden, que disse “Querer é poder”. O.S. Marden é um espirito evoluído de acordo com o RC.
    .
    Biasetto disse: “Pô Vítor, você bloqueia o Scur e o Daniel e deixa este DOIDO VARRIDO escrevendo este monte de asneiras aqui.
    .
    O Vitor já foi avisado por mim sobre o bloqueio. Ele deverá fazer isso em breve. Mas até lá, vamos procurar fazer alguns preguiçosos a raciocinar. A que asneiras você se refere, que esse doido varrido aqui escreveu?

  392. Contra o Chiquismo. Diz:

    Biaseto, deixa eu tomar as tuas dores!
    Esse MArden (que na verdade é Merden um espirito zombeteiro) disse:
    “Não faça isso Biasetto, não se rebaixe à categoria dos animais irracionais, antes use sua inteligência, sua força de vontade e seu poder de raciocínio.”
    Deixa eu mostrar a ele o tamanho da minha inteligência e a potência do meu raciocínio. Aqui:
    http://www.youtube.com/watch?v=mPBfsGGinzI

    Já disse a ele que o animal aqui sou eu , eu regredi pra JEGUE!

  393. Biasetto Diz:

    Marden,
    Desce deste trono rapaz! Seja humilde, pare de querer bancar o Cristo aqui.
    Eu, particularmente, penso que o Vítor não deveria excluir ninguém, mas ele criou e administra isto, portanto, ele faz o que achar coerente.
    O problema é que você é CHATO, FOLGADO, FANÁTICO E HIPÓCRITA.
    Você não respeita ninguém aqui, você diminui as pessoas, você se considere melhor do que todos. Vê se deixa de ser besta, convencido e demagogo.
    Olha o que você escreve:
    .
    .

    “Então, de um lado temos a turminha de crucificadores, os mesmos de antes que em tempos atrás gritavam “queimem esse herege no fogo do inferno”. Por outro lado, temos uma pessoa que pensa diferente da maioria aqui, inclusive diferentemente de você em algumas partes, porém igualmente em outras partes.”
    .
    .
    – Quem é crucificador aqui cidadão? Vai ler História e verá o quanto as igrejas/religiões já cometeram e ainda cometem crimes. Por mim você pode falar a baboseira que quiser, aqui, no youtube, nos seus blogs, em praça pública, inclusive defenderei o seu direito de assim agir. Mas não sou falso, você está espantando as “boas cabeças” desse blog, porque não são tão tontos como eu, não querem perder tempo lendo e comentando suas “pérolas”.
    .
    .
    Outra manifestação sua:
    .
    .
    “Mas o problema reside no fato de que, esses soldados que ora demonstram ser os valentões, os lutadores da honra e da moral, os desmistificadores, outras vezes demonstram ser os mais medrosos, os deturpadores da mesma honra e da mesma moral que antes pareciam querer defender. Esses que antes eram valentes e que agora se escondem, ou por medo ou por covardia, irão continuar a pressioná-lo, se possível chantageá-lo e inclusive ameaçá-lo.”
    .
    .
    – Ninguém aqui é soldado de porcaria alguma. Ninguém está se escondendo, é que não tem o que debater com você, porque você só fala em RC, disciplina, retidão, que encontrou a verdade, mas não apresenta qualquer evidência concreta, das coisas que defende. Eu acho que você sofreu uma “lavagem cerebral”, só pode ser.
    .
    .
    Mais uma falácia sua:
    .
    .
    “Como já disse e muitas vezes aqui procurei demonstrar, uma conversa, um debate de ideias, tem que ser respeitoso para ser profícuo. E respeito é o que os “fieis seguidores” deste blog, não vem sabendo demonstrar.”
    .
    .
    – Você não respeita ninguém, com sua arrogância e pose de bom moço, você agride verbalmente os debatedores, mesmo que não use de “palavras levianas”, suas ideias são levianas, maldosas, muito feias senhor Marden.
    Você é a clara exposição da hipocrisia, da intolerância, da falta de respeito pelo pluralismo cultural, pelo pluralismo das crenças ou descrenças. Você quer doutrinar a todos aqui, você quer que todos acreditem na sua fantasia visionária, chamada “Racionalismo Cristão”, e que todos sigam este zé mané do tal Luiz de Mattos.
    Vê se te enxerga cidadão!!!

  394. Vitor Diz:

    Marden,
    comentando:
    .
    00 – “É como venho dizendo, se for assim que devemos sempre analisar, com comprovações cientificas de revistas cuja opiniões são formadas por materialistas, muita coisa poderia desaparecer, como a arte, a poesia, as manifestações populares, etc.”
    .
    Eu não estou dizendo dizendo que tudo deve ser analisado com comprovação científica de revistas, Marden. Só aquilo que é passível de experimentos, estudos de campo etc. Arte, poesia, são campos não científicos, mas não devem ser jogados fora por isso. Mas se o RC se diz ciência, precisa adotar os métodos científicos. Apenas isso.
    .
    01 – “Pesquise na tese de doutorado que te enviei, lá tem os nomes de quem assinou.”
    .
    Eu vi, Marden. Mas não é por ter havido curas supostamente orientadas por entidades espirituais através de médiuns que necessariamente a causa tenha sido uma entidade espiritual! Há curas também com as Terapias de Vidas Passadas, e isso NÃO quer dizer que o problema da pessoa estava em uma vida anterior! Há explicações alternativas, como sugestão hipnótica. E em ambos os casos os erros metodológicos são os mesmos: Luiz de Mattos não apresentou pesquisa para saber se os espíritos que atuaram nos médiuns existiram mesmo, e geralmente os terapeutas não apresentam pesquisa para saber se a vida passada lembrada pelo paciente existiu mesmo.
    .
    02 -”Mas lembre-se, é a razão que determina o avanço da ciência. ”
    .
    Não, Marden. O que determina o avanço são as provas, embora não só. A Mecânica Quântica, por exemplo, afronta muito a razão. Os gregos achavam um absurdo a existência dos números irracionais.
    .
    03 – “Eu disse Dr. Phinuit e baseei-me nisso: http://www.survivalafterdeath.info/spiritcontrols/phinuit.htm
    .
    Então você definitivamente não leu o conteúdo do link, porque fica claro ali que Phinuit/Dr. Phinuit é o espírito controle da médium Piper!
    .
    04 – “Eu não posso dizer que o espirito é imaterial, mas você pode dizer que ele é material, mesmo não tendo condições de apresentar evidencias cientificas revisadas por pares da SPR? Isso é justo? Essa sua postura obedece o princípio de justiça?”
    .
    Eu digo que ele é material do ponto de vista LÓGICO. Algo imaterial interagir com algo material é uma contradição lógica. CIENTIFICAMENTE, porém, é muito mais plausível considerarmos que o espírito é material, propiciando o surgimento de teorias e experimentos que possam explicar como se dá tal interação. Se o RC insistir que o espírito é imaterial, minha aposta é que NUNCA vai elaborar nada. Não vai sair do lugar, ou melhor: vai construir um castelo de cartas. É mais frutífero do ponto de vista científico partirmos do conhecido e lógico antes de partirmos pro desconhecido e ilógico…
    .
    04 – “1) Estudos mostram, que pacientes com esquizofrenia em estado inicial não sofrem alterações no cérebro. 2) Porém, esses mesmos estudos realizados posteriormente com esses mesmos pacientes, depois de um longo período, como por exemplo 10 anos, mostram alterações no cérebro, alguns com danos irreversíveis. 3) Isso sugere, é uma evidência, da imaterialidade do espírito, de acordo com os estudiosos do espirito “.
    .
    Marden, baseando-me no que você escreveu, qualquer um que entenda um pouquinho de lógica verá que o ponto 3 NÃO decorre de 1 e 2. Se no estágio inicial os pacientes com esquizofrenia não sofrem alterações no cérebro mais 10 anos depois possuem danos irreversíveis, a única conclusão cabível é que nesses 10 anos a doença evoluiu, se agravou! Não vi QUALQUER relação com imaterialidade do espírito. Além disso, vendo o estudo que você apontou, a conclusão dos autores diz apenas: “Estes achados sugerem que a esquizofrenia está associada a anormalidades cerebrais estruturais PROGRESSIVAS, afetando tanto a matéria cinza quanto a branca. Nós não encontramos nenhuma evidência que sugira o envolvimento progressivo do lobo temporal medial, mas encontramos evidências de que isso pode ser parcialmente explicado pela heterogeneidade entre os estudos relativos à idade do paciente e ao tempo da doença. As causas e os correlatos clínicos dessas mudanças PROGRESSIVAS no cérebro agora devem ser o foco da investigação”.
    .
    Repito, não sei daonde você viu evidência da imaterialidade do espírito aí! A questão, mais uma vez, Marden, é que você não tem provas de que o espírito é imaterial. Você não pode fazer uma afirmação dessas. Você não tem dados minimamente suficientes para isso. Se você e o Luiz de mattos AFIRMAM isso, com certeza, então estão fazendo pseudociência.
    .
    05 – “Estudos apontam que quem vive à beira-mar são mais propensos a se sentir feliz, eu concordo, mas não afirmam que todos são felizes. Onde estaria a diferença nesse caso, já que estão todos inseridos no mesmo contexto, que é o ambiente”
    .
    O ambiente é o mesmo, mas não as influências. Os pais de uma criança nesse ambiente certamente tratam os filhos de forma diferente dos pais de outros filhos. Há tantos fatores a considerar: uma amizade, uma experiência de vida única, uma viagem ao estrangeiro, um animal de estimação, qq coisa… tudo isso faz parte da influência ambiental. Não é só a localização geográfica.
    .
    06 – “Mas enquanto o RC, afirmando-se como ciência e aceitando apenas o que for cientifico de outras áreas da ciência e rejeitando o que for misticismo, tem um importante papel social.”
    .
    Não estou discutindo o papel social do RC, Marden. Estou discutindo a questão de o RC se dizer ciência e propagar pseudociência.
    .
    07 – “Ao analisarmos o referido artigo, já de cara tivemos uma agradável surpresa com o título: “… e se o Universo oscilasse?”, acredito que o Vitor possa ter confundido com algo parecido com: “o universo oscila”, mas infelizmente não é isso que vimos no artigo.”
    .
    Eu não confundi nada. Sua pergunta havia sido: ““Poderia mostrar algum indício de que sua negação, seja a correta? ”
    .
    E na matéria se lê:
    .
    “Exemplo disso é a constante de estrutura fina alfa, cuja possível variação vem sendo averiguada pelos cientistas australianos liderados por Michael Murphy.”
    .
    Esse era o indício. Assim, cumpri o que foi exigido de acordo com a sua pergunta. Sugiro tb a leitura dessa matéria:
    .
    http://www2.uol.com.br/sciam/reportagens/constantes_inconstantes.html
    .
    Note que o RC está fazendo afirmações que os nossos melhores cientistas estão lutando desesperadamente para descobrir! A falta de cuidado que o RC tem com o que diz é algo muitíssimo preocupante!

  395. Biasetto Diz:

    Contra o Chiquismo,
    Muito obrigado, você é um show, quase me mijei aqui, vendo o Jeguinho.
    Este MERDEN é demente, um falso, estou começando a achar que ele é mau caráter, vai ver que ganha dinheiro com esta merda de (ir)racionalismo cristão.

  396. Contra o Chiquismo. Diz:

    Marden regrediu a POMBO e eu a JEGUE!

  397. Contra o Chiquismo. Diz:

    EU O JEGUE DA BARRACA, E ELE O POMBO ENXADRISTA.

  398. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Biasetto Diz:
    SETEMBRO 30TH, 2012 ÀS 15:16
    Contra o Chiquismo,
    Muito obrigado, você é um show, quase me mijei aqui, vendo o Jeguinho.”

    Isso mesmo Biasa, isso é só um Jeguinho atrasado o que sou, estou em evolução, tu vais ver quando eu virar o JEGÃO SUPERIOR EVOLUIDO. Tenho é que ter cuidado é com o Chupão, o Planeta Chupão.

  399. Contra o Chiquismo. Diz:

    Biasa, tem que ver o desperdício que é o prédio desse RC em Vila Isabel aqui no RJ. Podia virar um unidade de saúde da Prefeitura ou teria muito mais utilidade como um hospital psiquiátrico do Estado. Olhe o prédio:http://www.racionalismocristao.org/casa-chefe.jpg

    Eu conheço bem ali, uma ótima área do RJ. Note a semelhança com os prédio da Igreja Universal:

    Repare no triângulo no alto do prédio e das 4 colunas. É só trocar os nomes das fachadas:
    http://perolasdoreino.files.wordpress.com/2010/06/catedral_para1.jpg?w=604

    Olhe as duas juntas:
    http://g15.picoodle.com/ltd/img15/5/9/30/campestre/f_ftoy_5fa_ucrnz.jpg

    Estranho, né?

  400. Contra o Chiquismo. Diz:

    Biaseto, veja se não são a mesma coisa:

    http://g15.picoodle.com/ltd/img15/5/9/30/campestre/f_ft4r_517_ucrnz.jpg

    http://g15.picoodle.com/ltd/img15/5/9/30/campestre/f_10an_633_ucrnz.jpg

    http://g14.picoodle.com/ltd/img14/5/9/30/campestre/f_1aee_086_ucrnz.jpg

    E então Biasa?

  401. Biasetto Diz:

    Belos prédios hein?
    Olha, se somar, subtrair, multiplicar e dividir, o resultado acaba sendo o mesmo: um monte de lixo.
    Vítor,
    Agora eu entendo porque muitos se manifestam aqui, usando fake, ou apenas o 1º nome. Eles estão certos, não são covardes, nada disso! Pra que se expor né?
    Se tem uma pessoa que sempre foi sincera aqui, desde a 1ª postagem, esta pessoa sou eu. Isto já, há uns dois ou três anos. Nós sabíamos que ficaríamos amigos no face, eu você e vários outros participantes do blog, e TUDO o que eu disse aqui, desde as primeiras postagens vocês puderam conferir que era verdade: meu nome, minha profissão, a cidade onde moro, minha família …
    Pois bem, este cretino deste Marden, vem aqui, fazer uso do fato de eu ser professor, para querer me diminuir, me questionar, inclusive sobre minha capacidade moral e intelectual.
    Quero só dizer a ele, que não fico pregando ateísmo em sala de aula, não fico ridicularizando com a crença de meus alunos. Falo sim, de História, Ciências e – caso isto se confronte com alguma manifestação dogmática, por parte de algum aluno, eu explico a diferença entre ciências e crendice, procurando não ofender o aluno e deixando claro que ele tem o direito de acreditar no que quiser.
    Este trouxa lunático aí, teve a coragem de deturpar meus comentários, a ponto de dizer, que se uma aluna ou ex-aluna minha, fizer sexo e contrair aids, eu seria o culpado. Veja a onde chega a estupidez desse cidadão.
    Então, mais uma vez, vou esclarecer pra este boçal, que os alunos são orientados nas aulas de ciências, para conhecer aspectos da sexualidade masculina e feminina, bem como as variáveis existentes no reino animal.
    E, TODOS os professores têm liberdade pra falarem sobre alguns temas, independentemente sobre a matéria que lecionam. Dentre estes temas, estão: sexualidade, meio ambiente, pluralismo cultural, cidadania, dentre outros.
    Sendo assim, o professor deve orientar os alunos, tentando esclarecer suas dúvidas, sobre heterossexualismo, homossexualismo, bissexualismo, fecundação, meios anticoncepcionais, prevenção às doenças sexualmente transmissíveis …
    Não cabe ao professores, fazerem julgamentos sobre as escolhas sexuais dos alunos, nem ficarem dando lição de moral neles, muito menos tocarem em assuntos dogmáticos, como a ideia de pecado, castigo divino e todas estas baboseiras. O papel do professor é orientar o aluno para que ele tenha conhecimento da importância da sexualidade, como meio de reprodução e forma de prazer, deixando bem claro, porém, que existem riscos e podem ocorrer consequências desagradáveis.
    A partir daí, a pessoa é livre pra fazer suas escolhas e decidir sobre seus atos.
    Sinceramente, não pretendo mais me manifestar com relação às postagem deste imbecil, porque ele não merece mais o meu respeito. Ele age de forma covarde e hipócrita, quando vem defender o debate racional e respeitoso, mas começa chamando todos os críticos aqui, de materialistas, detratores da verdade, ignorantes, desafia-os a estudarem a tal doutrina que ele segue, diz que somos preguiçosos, que não sabemos pensar, raciocinar, é um perfeito falastrão, chama o pessoal aqui de covardes e fica só com bla-bla-blas …
    A não ser que ele se dirija à minha pessoa com mentiras, não comentarei mais nada que ele postar.
    Aliás, faço-lhe um pedido senhor Marden, esquece que eu existo, porque lembrar de você me faz mal.
    Ficamos assim.

  402. Biasetto Diz:

    * Onde escrevi: Nós sabíamos que ficaríamos amigos no face, eu você e vários outros participantes do blog …
    O correto é: Nós NEM sabíamos que ficaríamos amigos no face, eu você e vários outros participantes do blog …

  403. Vitor Diz:

    08 – “Quanto tempo dura (sobrevive?) um espírito desse tipo então?”
    .
    Não sei, Marden. Ao contrário de você e do RC, tento não fazer afirmações que vão além da minha base de dados.
    .
    09 – “Se o espirito não morre imediatamente e já que a reencarnação pode dar uma sobrevida ao espirito, como isso ocorre? Como o espirito sabe que vai encarnar? Ele sai do cemitério e vai até uma residência onde alguma mulher foi copulada?”
    .
    Em ALGUNS casos PARECE que sim. De 35 casos de pessoas que tinham lembranças do período entre vidas, 7 informaram seguir os futuros pais até o lar, aparentemente por iniciativa própria, acompanhando de perto os pais enquanto executavam tarefas cotidianas, tais como tomando banho ou voltando ao lar após o trabalho. Mais 5 informaram sendo levados aos pais atuais, freqüentemente por anciões ou a figura do homem velho. Em OUTROS casos o espírito parece ser atraído por uma força irresistível, sem chance de escolha.
    .
    10 – ” Se essa mesma mulher resolve abortar, esse espirito, que agora estaria morrendo pela segunda vez, conseguiria encontrar um novo corpo?”
    .
    Segundo um estudo de caso cujo investigador era Jim Tucker, sim.
    .
    Kendra Carter começou a ter aulas de natação quando tinha 4,5 anos e pareceu se ligar imediatamente a sua instrutora. Começou a dizer que o bebê da instrutora tinha morrido: ela tinha ficado doente e o abortara. A mãe de Kendra sempre tinha estado com ela nas lições, e quando perguntou a Kendra como ela sabia estas coisas, Kendra respondeu, “Eu sou o bebê que estava dentro da barriga dela”. Kendra descreveu um aborto, e sua mãe descobriu mais tarde que a instrutora tinha tido um aborto nove anos antes de Kendra nascer.
    .
    Publicado originalmente como: Tucker, J. B. Children’s Reports of Past-Life Memories: A Review. Explore: The Journal of Science and Healing. July/August 2008, Vol. 4, No. 4
    .
    11 – “Então você não acredita na matemática só porque ela é uma ciência formal”,
    .
    Eu NÃO disse que não acredito na matemática. Matemática é ciência legítima, mas formal.
    .
    12 – “Por lógica eu penso que você deve refutar as duas ideias. Ou aceitar ambas!”
    .
    Não sei em que lógica você se baseia para dizer isso.
    .
    13 – Arte, quem sabe não possa vir a ser estudada com foros de ciência no futuro. O que muitos defendem hoje em dia é que arte é necessário para a ciência existir.
    .
    Talvez. O artigo é interessante sim. mas discuti-lo iria mudar o rumo da conversa.
    .
    14 – “Não estou não, essa afirmação vai de encontro com a base de dados Kardecista, Racionalista e de outras doutrinas espiritualistas, além de vários filósofos e lembre-se, filosofia é também ciência, ok?”
    .
    “De encontro” quer dizer que está em oposição. Você deve ter querido dizer “ao encontro”. Mas já disse, o livre-arbítrio está bem desacreditado hoje. O RC não tem base para afirmar a existência do livre-arbítrio quando grande parte dos cientistas descartam sua existência. Já leu o texto que lhe indiquei do Baum que mostra que o livre-arbítrio vai contra a Teoria da Evolução?
    .
    15 – “Talvez a sua base de dados é que seja um pouco diferente, ou incompleta. Mas será que ela explica satisfatoriamente como esse seu espirito encarna, sem o livre-arbítrio? Qual a causa de alguns dos espíritos morrerem e outros sobreviverem? Passe de mágica?”
    .
    Pode ser qualquer coisa. Não achou um corpo em tempo suficiente para reencarnar, passou perto de um buraco negro, eu não sei. Não faço afirmações que vão além do que minha base de dados permite.
    .
    16 – E você já ouviu falar do efeito da parte da folha que é cortada e ainda assim aparece nas fotografias Kirlian (Kirlian Photography Phantom Leaf)? Consegue explicá-las?
    .
    Sim. O efeito da folha fantasma é produzido pressionando a folha contra a superfície da película à medida que se corta um pedaço pequeno para fora. A pressão força a umidade a sair da folha, se esta for razoavelmente fresca, e forma, assim, uma impressão completa da folha na superfície da película. Filamentos de gotículas minúsculas de umidade mostram a folha inteira, ainda que apenas uma parte da folha continue, ou toda a folha seja removida. Um efeito de mão fantasma é igualmente fácil. Basta demonstrar a um amputado onde e como ele deve colocar a mão imaginária na película, colocando você mesmo a sua mão, certificando-se de pressionar com força suficiente para deixar uma marca da sua mão úmida invisível sobre a superfície e, rapidamente, tirar uma foto após o amputado seguir exatamente as suas instruções. Assim a mão faltante “do amputado” deixa uma “aura”.
    .
    17 – “Mas que base de dados é essa que considera como uma hipótese válida uma caneta com consciência?”
    .
    Uma hipótese, a princípio, não precisa de base de dados alguma. Se a hipótese vai ser testável/científica ou não, são outros quinhentos. É como a hipótese da Matrix… o que garante que não estamos sonhando agora, dominados por máquinas que usam nossos corpos como energia? nada. É uma hipótese possível, embora não tenha base de dados ou evidência alguma. Mas não é testável. Ainda assim, é importante como reflexão. E mais importante: é apenas uma hipótese, não uma afirmação.
    .
    18 – “Se isso não é pseudociência, é o que então? Estou querendo acreditar que você não esteja de brincadeira. Traga algo que justifique essa sua hipótese, para que possamos analisá-la.”
    .
    Uma hipótese não precisa de justificativa ou de uma base de dados, embora possa ser justificável e possa ter uma base de dados. Uma teoria é que precisa de uma base de dados robusta.
    .
    19 – “Então Vitor, já que a consciência é uma dúvida para você, já que ela parece não existir,”
    .
    Eu não disse que a consciência parece não existir…quem diz isso é Daniel Dennett no livro Consciousness Explained
    .
    20- “será que você conseguiria responder, caso você tiver consciência, é claro; e também consciência do que acabou de escrever; como seria possível todas as coisas terem consciência?”
    .
    Simples: basta a consciência ser uma propriedade fundamental do universo, como carga, energia, massa… isso revolve o problema da emergência da consciência durante a evolução, em que momento isso teria se dado. Procure saber mais sobre a ideia pampsiquista. Leia
    http://parapsi.blogspot.com.br/2009/01/panpsiquismo-dualismo-cartesiano-e-o.html apenas como uma introdução rápida. Se quiser uma introdução mais demorada, leia do livro de Paul Nunes, “Brain Mind, and the Structure of reality” apenas o capítulo 12. Caso queira se aprofundar, leia o livro de David Chalmers, “The conscious mind” em http://www.federaljack.com/ebooks/Consciousness%20Books%20Collection/Chalmers%20-%20The%20Conscious%20Mind%20(1996).pdf e procure a parte em que ele fala da possibilidade de termos termostatos com consciência, ou leia em português a tese “David Chalmers e a refutação do materialismo” disponível aqui: http://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=2&cad=rja&ved=0CCgQFjAB&url=http%3A%2F%2Fwww.filosofiadamente.org%2Fimages%2Fstories%2Ftextos%2Fchalmers.doc&ei=bbBoUMnQDYLe8ASp-YF4&usg=AFQjCNFCScgfRcsOkWy4C-1fu_C8geJzuQ&sig2=ZV6T4Ot7ZDr-uzDRAYdTPw

  404. Contra o Chiquismo. Diz:

    Bisa, ele que é tão moralista, queria ver se a filha desse tivesse um caso com o Neymar se ele ia aconselhar a filha a usar camisinha…
    E mais Biasa, os centros kardecistas são de uma pobreza franciscana e esses prédio do RC são do nível do luxo da Universal.Bem desapegados não é mesmo? Lá deve rolar muito dinheiro.

  405. Contra o Chiquismo. Diz:

    Vitor só tem eu vc e o Biaseto comentando aqui. O debate acabou, os outros foristas foram embora. Vai ficar vazio aqui. De hoje pra amanhã não entra mais ninguém nem novo nem antigo por aqui. Já tá na hora do cartão vermelho pra esse Merden, mas vc manda. Eu nem debato, só faço zoação com esse Merden, que não provou/refutou nada que eu escrevi. Não tem condições de debater com um FANÁTICO, CEGO, SECTÁRIO E COMÉDIA.

  406. Antonio G. - POA Diz:

    Haja paciência…
    .
    É como eu sempre digo: Essas crenças patéticas fazem um grande mal à saúde mental das pessoas…
    .
    E o que é mais trágico: Contaminam as crianças!
    Eu insisto sempre nisto, porque acho que é uma questão muito importante! Só as crianças poderão vir a mudar este cenário de destrambelhos. Mas seria necessário que não tivessem suas mentes condicionadas e sua visão distorcida pelos adultos, desde o início da formação de suas consciências.
    .
    Nós, adultos, somos uma causa perdida…
    .
    Sds

  407. Toffo Diz:

    continuo lendo as coisas por aqui, mas não falo enquanto não acabar essa xaropada errecê.

  408. Contra o chiquismo Diz:

    Esse Merden já foi expulso ou não? Antonio G e Toffo, vc fazem falta, mas realmente discutir com pombo enxadrista não dá.

  409. Vitor Diz:

    Eu ainda não bani o Marden. Quero ainda ver se ele vai reconhecer os problemas no RC ou não.

  410. Contra o chiquismo Diz:

    “Vitor Diz:
    outubro 1st, 2012 às 13:33
    Eu ainda não bani o Marden. Quero ainda ver se ele vai reconhecer os problemas no RC ou não.”

    Mais fácil o Collor ser presidente do Brasil de novo.

  411. Biasetto Diz:

    Ilustríssimo senhor Marden, fiquei chocado com o que você me disse. Minha consciência pesou, nem consegui dormir esta noite, pensando nas suas palavras. Então, com toda a humildade, quero aprender a ser um espírito elevado, por isso, fiquei demais interessado em conhecer os conselhos do RC sobre o tema sexualidade, inclusive, depois que aprender com este elevado esclarecimento, quero enviá-lo como sugestão para a Secretaria de Educação do Estado de São Paulo e para o MEC.
    Assim, resignado e confuso, sofrendo de intensa agonia, verdadeiros delírios de arrependimento, aproveitando estas palavras suas:
    .
    “Agora que já tens esse novo quadro mental, volte e compare os conselhos fornecido no site do RC. Verás que tem lógica, pois são baseados numa moral superior, não nessa moral materialista da qual você estava acostumado. Mas agora você tá podendo conhecer a moral espiritualista. Só a verdade poderá nos libertar das guarras da ignorância. Busque a verdade e se sentirá uma pessoa realmente livre, um real livre-pensador.”
    .
    Eu pediria, ou melhor, implora humildemente, que o senhor possa me indicar aqui, onde encontro os conselhos do RC sobre o tema.
    Por favor, indique-os aqui, ficarei eternamente grato, pois preciso conhecer essa maravilhosa revelação e ensinamento, porque, como diz o ditado: “antes tarde, do que nunca!”
    .
    Aguardo as tais informações,com ansiedade e desespero de causa. Aproveito a ocasião, pedindo que o Senhor, amado Mestre dos Magos, me perdoe pela forma indelicada como me referi a Ti, querido amante da verdade, Senhor da Revelação Cristã Racional.
    Por favor, eu imploro, MIL VEZES, me mostre onde posso ver a tão qualificada mensagem, afinal de contas, ainda tenho muitas alunas, que poderão se salvar. Quero ser o Paulo de Tarso, o perseguidor convertido. Me ajude, oh Glória !!! Não me abandone, EU IMPLORO.

  412. Antonio G. - POA Diz:

    Essa do pombo enxadrista eu conhecia. É ótima. rsrsrs

  413. Antonio G. - POA Diz:

    Ops! Eu quis dizer: Essa do pombo enxadrista eu NÃO conhecia. E achei ótima.

  414. Biasetto Diz:

    Querido e amado mestre Marden, o MESTRE DOS MESTRES, para facilitar as coisas ao senhor, meu querido orientador espiritual, a quem devo a salvação de minha alma, de meu espírito errante, que agora, graças às Suas benéficas e maravilhosas revelações, inicia-se na retidão, tive o privilégio de encontrar informações do espetacular e edificante Racionalismo Cristão, sobre sexualidade, de tal forma, que assim posso poupá-lo desse trabalho, Senhor amado e idolatrado. Aparte que encontrei, reproduzo-a abaixo, para que possas, com a graça do Senhor Jesus Cristo, bem como a luz angelical do Senhor Luiz de Mattos, ser apreciada e, assim desejamos, compartilhada por muitos e muitos frequentadores desse blog pagão. Vamos dar início a uma Corrente do Bem, tanto que já estou providenciando cópias do que aqui será exposto, para irradiá-las, difundi-las, com muito prazer e satisfação, não só nas escolas em que leciono, mas em todas as escolas de minha cidade.
    Também já estou enviando uma cópia para a Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, bem como MEC, para que estas maravilhosas, sábias e esclarecedoras palavras, constem, o mais breve possível, nos livros de ciências, biologia, história, sociologia, filosofia …
    Assim, nos ensina o Racionalismo Cristão, em questões de sexo/sexualidade:
    .
    .
    O corpo é instrumento ao qual utilizamos para dar formas aos nossos movimentos e sentimentos, nos ligamos e expressamos a nossa vida material a espiritual, educando-o, movimentando-o harmoniosamente, fazemos dele uma unidade corpo e alma.

    Em relação à nossa sexualidade, esta é a expressão corporal da nossa capacidade de amar, mas se não a educarmos, em vez de servir para expressar e realizar o amor, arrasta-nos a comportarmo-nos como “bestas” humanas, liberando apenas aos instintos do corpo.

    É o desconhecimento profundo da função e do sentido da sexualidade na personalidade humana, que provoca muitos erros, vivendo-a numa dimensão errada.

    A sexualidade para além da sua função generativa é uma expressão corporal de elevada dimensão. Assim como os nossos olhos veem, os ouvidos ouvem, o corpo dança, anda, damos sentido nos movimentos, o nosso sexo exprime a nossa capacidade de amar, representa a entrega e a liberdade. “É com ele que geramos a vida”, perenizamos nossa espécie, dando assim expressão contínua a vida.

    Nascemos com sexo definido biologicamente, um corpo constituído e determinado para receber o nosso patrimônio espiritual, pois um corpo por si só nada é, tem com ele uma alma que o anima e lhe dá vida, e que mediante as suas tendências atávicas e de difícil reparo e superação, que a partir do nascimento são afetadas pela socialização do gênero, através de agentes exteriores que moldam o comportamento humano numa aprendizagem cultural, social e familiar.

    Assim o que prevalece para a evolução do “ser” independe do atavismo, mas depende do respeito, da aceitação e da lealdade para com o corpo físico que recebeu para viver sua vida, tendo como princípio fundamental a busca do conhecimento de suas funções, constituindo assim a sua própria superação.

    Um corpo feminino ao nascer recebe todas as funções para brindar a geração da vida, assim essa alma que o escolheu como sua morada, deverá aceitar como tal, para garantir a sua evolução espiritual. Exemplo que é válido tanto para a mulher ou para o homem, jamais deverão transfigurá-lo física ou mentalmente.

    Poderemos exemplificar com uma metáfora, o caso de um corpo que venha ao mundo com alguma má formação congênita, por exemplo a cegueira ou o daltonismo, essa alma terá que aceitar e conviver até o final dessa vida sem testemunhar as cores do mundo!

    O exemplo de cegueira ou de outros são verdadeiros exemplos de como a criatura com seu corpo nessa condição terá que direcionar a sua vida com a elevação que ela merece e transformá-la com valor e dignidade, fazendo a sua evolução espiritual ao ultrapassar os seus defeitos físicos ou mentais.

    No entanto, vivemos num mundo determinado por leis patrocinadas pelos próprios homens, ainda prevalece o seu livre-arbítrio, faculdade do próprio ser, orientada pelo raciocínio e controlada pela vontade. É a liberdade plena de ação voltada tanto para o bem, quanto para o mal, de acordo com a sua livre escolha. Por isso, e numa dimensão universal, seja qual for a personalidade que um “ser” deseje viver, apenas teremos que respeitar a sua decisão e dela ele será o seu único autor e responsável, permitindo assim, ou não que sua missão terrena se cumpra.

    Erros que só serão percebidos quando a criatura elevar a sua consciência. Contudo, haverá sempre uma forma de mudar; despertá-la, para que esta faça um salto qualitativo em sua vida, permitindo reprogramá-la, sofrerá os danos que provocou em si, pois estes ficarão eternamente marcados, mas serão superados quando vivenciados em plena consciência e lucidez da sua mudança.

    Na atualidade, as mulheres partilham de um espaço mais abrangente em suas vidas, não se limitando apenas ao seio familiar, fazem uma carreira profissional, e portanto é uma exigência haver uma partilha do sexo oposto nas atividades que anteriormente eram apenas restritas às mulheres, como sendo às domésticas, exigindo assim ao casal um sentido de elevação de sentimentos e compreensão mútua. A estrutura tradicional de família sofreu um desgaste ao longo dos tempos e se fez sentir, hoje o famoso “retrato familiar” já não é o habitual, muitas famílias apresentam-se como agregados monoparentais, em consequência de separações, contudo os termos de “mãe solteira”, “família sem pai”, “lares desfeitos”, … não têm o mesmo poder discriminativo de outrora, existe uma maior aceitação deste tipo de situação. Até existe uma minoria que tem optado por ser “mãe solteira por opção”.

    A família recomposta está associada ao desmembramento da família nuclear, e nos apresenta novos formatos familiares, é por isso definida como sendo uma família constituída por filhos de outros matrimônios, provém de um segundo, terceiro ou mais matrimônios, em que um dos membros traz consigo filhos de casamentos anteriores.

    Embora possam existir famílias recompostas harmoniosas em seu viver, por norma esta reconstituição familiar geralmente traz consigo conflitos e tensões inerentes a sua manutenção, implicando a evasão de novos elementos no agregado familiar, por exemplo; poderá aparecer outra figura “paternal”, avós, tios, irmãos mais velhos, ou outros parentes, como alternativa no amparo e proteção ao agregado vítima de uma disfunção familiar, justificando assim a recomposição de novos formatos familiares.

    A mudança do modelo familiar consiste em incrementar valor e esclarecimento espiritual, pois só este leva à evolução. O modelo tradicional de família jamais poderá desaparecer, terá sempre que haver um pai e uma mãe, como figura central, progenitores duma possível cria, e que as criaturas humanas procurem a sua verdadeira essência e esta só é possível quando se espiritualizarem, e conseguirem vislumbrar que antes de serem um ser físico constituído por um corpo, está uma alma sedenta de progredir e que o segredo da vida se encontra em espiritualizar-se e a Doutrina Racionalista Cristã, nos oferta todos os princípios básicos de uma sociedade justa, segura e saudável que buscamos.

    Neste artigo há uma forte preocupação em salientar que há um engodo de interpretação no proceder de algumas criaturas, que colocam seu corpo como o instrumento de felicidade. Nunca é demais recordar que o corpo é apenas um simples veículo a transportar o espírito ao encontro da plenitude da eterna felicidade na caminhada evolutiva de uma existência física.

    Possíveis desvios de conduta devem ser considerados como o resultado da busca e a vontade em acertar em atitudes de encontro com o bem, pois só o espírito recebe o acervo do conhecimento espiritual.

    E a Doutrina Racionalista Cristã nos ajudará a diminuir possíveis desentendimentos, minimizando os sofrimentos, ensinamentos fundamentais para elevar e fazer o encontro com a plena felicidade.

    Referencias Bibliográficas

    RACIONALISMO CRISTÃO. Tipografia Bloco Gráfico Ltda. 2ª Edição Portuguesa da 32ª Edição Brasileira. 1983.
    GIDDENS, Anthony. Sociologia. Fundação Calouste Gulbenkian. 5ª Edição: ISBN 978-972-31-1075-3.
    TEIXEIRA, J. Raul. Desafios da vida familiar. Editora Fráter: CNPJ 30.597.876/0001- 28

    Junho 2009

  415. Biasetto Diz:

    Senhor Marden,
    Ao ler esta elevadíssima informação do Racionalismo Cristão, fiquei chocado, estou chorando feito criança abandonada. Como isto me atingiu, feriu-me a consciência vulgar, remorsos me condenam, estou precisando muito de ajuda, por favor, Querido e Amado Mestre, preciso muito me livrar da vida mundana, não quero mais ser profano. Te prometo que estou me desfazando de todas a minha coleção de revistas Playboy.
    Como diz a Irmã Zuleide, “não adianta ficar vendo sites pornôs, e depois apagar os históricos, porque Deus vê tudo, sabe tudo”, agora estou liberto, graças a este maravilhoso, encantador e revolucionário texto do RC, o qual aqui reproduzo, com o maior prazer, satisfação e esperança que outros seguidores de satã, libertem-se desta praga de erotismo. Oh! Glória !!!
    .
    RACIONALISMO CRISTÃO ESCLARECE:
    LIVRE-ARBÍTRIO. Essa situação ganha cada vez mais
    notoriedade, porque há uma corrente de pensamento que, desde a década de 60 do século passado, vem ganhando espaço entre as mais conservadoras na sociedade ocidental, defendendo a eliminação de todo tipo de preconceitos e amarras emocionais, dando cada vez mais liberdade para que cada um tenha o direito de exercer seu livre-arbítrio.
    Surgem perguntas: E isto está certo? Não é imoral?
    Como o Racionalismo Cristão se defronta com essa
    situação? Vamos assistir a isto sem emitir nossa opinião?
    Sem respostas imediatas para tais questionamentos, podemos inverter o enfoque: o que é errado? Temos então ampla e incontestável argumentação.
    Errado é alimentar pensamentos sexuais. Errado é dar vazão a desejos originados pelo instinto sem o freio da razão. Portanto, errados estão aqueles que exalam
    sexualidade, que veem maldade em tudo a sua volta,
    que buscam seduzir e ser seduzidos; que desmancham
    lares e relacionamentos por aventuras sexuais; que se influenciam com toda a sensualidade reinante em nossa sociedade, consumindo revistas, filmes pornográficos e tudo o que a indústria do sexo oferece. Erradas estão as pessoas que imaginam estar exercendo seu livre-arbítrio,
    quando na verdade estão sendo fantoches dos instintos, deixando a força que a natureza colocou no sexo, para perpetuação da espécie, governar a sua vida. Isto não
    é exercer o livre-arbítrio. Isto é deixar-se levar, entregar-se aos prazeres materiais, decidir pelo mais fácil.
    A proposta é de um artigo sobre homossexualismo, mas acabamos falando de sexualidade. Homo ou hetero. Conheço homossexuais que lidam muito bem com a
    situação. São centrados, têm relacionamento duradouro,
    sério e talvez nem percebesse que formam uma dupla gay, se não os conhecesse e soubesse da sua história. Como recriminar essa conduta? São pessoas que estão trabalhando duro pela sua evolução, estudam, são voluntários e procuram contribuir de alguma forma para uma sociedade melhor. Em outras palavras, estão exercendo seu livre-arbítrio de fato, fizeram apenas uma opção diferente do normal. É uma exceção? Talvez sim, mas talvez também a questão seja outra.
    Voltando ao início: se um dia isto acontecer em nossos
    lares ou à nossa volta, espero que tenhamos a sabedoria
    para orientar nosso filho (a) ou amigo (a) para exercer de
    fato seu livre-arbítrio. Sem dúvida, nossa tarefa mais desafiadora. Sendo ou não racionalista cristão.
    Wilson Carnevalli Filho é diretor da Casa-Chefe.

  416. Toffo Diz:

    O Censo de 2010 apresenta os seguintes números:

    O censo demográfico realizado em 2010, pelo IBGE, apontou a seguinte composição religiosa no Brasil: 64,6% dos brasileiros (cerca de 123 milhões) declaram-se católicos; 22,2% (cerca de 42,3 milhões) declaram-se protestantes (evangélicos tradicionais, pentecostais e neopentecostais); 8,0% (cerca de 15,3 milhões) declaram-se irreligiosos: ateus, agnósticos, ou deístas; 2,0% (cerca de 3,8 milhões) declaram-se espíritas; 0,7% (1,4 milhão) declaram-se as testemunhas de Jeová; 0,5% (1 milhão) declaram-se os santos dos Últimos Dias ou mórmons; 0,3% (588 mil) declaram-se seguidores do animismo afro-brasileiro como o Candomblé, o Tambor-de-mina, além da Umbanda; 1,6% (3,1 milhões) declaram-se seguidores de outras religiões, tais como: os islãmicos (300 mil), os budistas (243 mil), os judeus (196 mil), os messiânicos (103 mil), os esotéricos (74 mil), os espiritualistas (62 mil) e os hoasqueiros (35 mil). Há ainda registros de pessoas que declaram-se baha’ís e wiccanos, porém nunca foi revelado um número exato dos seguidores de tais religiões no país.

    Acredito que os errecês devem aninhar-se entre os “espiritualistas”, talvez junto com os neoespiritualistas de cunho anglo-saxônico, teosofistas, rohderistas ou livres-pensadores espiritualistas, enfim, mas vê-se que é uma fração mínima da população. Muito pouca gente, poder de influência quase nulo. Desculpe, mas não entendo por que perder tanto tempo com essa discussão. Seria mais produtivo tentar entender por que 8% da população brasileira (mais de 15 milhões, um Portugal e meio) se declaram sem religião.

  417. Contra o chiquismo Diz:

    Esses RC são o mesmo que um pingo d’água no deserto.
    E a cabeça desse Merden é um deserto de idéias!

  418. Antonio G. - POA Diz:

    Biasetto, eu sou lésbico assumido. E lido muito bem com isso. rsrsrs

  419. Biasetto Diz:

    Amigos, Contra o Chiquismo, Toffo, Antonio G, esse rapaz, jovem garoto, disse tudo:
    Tô indo também, abraços !!!

    http://www.youtube.com/watch?v=2DOmRkdxpVI

  420. Marciano Diz:

    Toffo, continuo esperando, como você.
    Foi a isso que me referi (estatísticas), quando mencionei os “gatos pingados”.

  421. Antonio G. - POA Diz:

    Biasetto! Sensacional o vídeo do garoto! Ele é o que se pode chamar de “luz no fim do túnel” para a juventude. Tão menino e tão maduro… Muito bom.
    E, entre as diversas coisas interessantes e inteligentes que ele diz, eu gostei muito da afirmação de que os mais influentes líderes religiosos são ateus. Eu mesmo já disse isso aqui, certa vez, lembra? Eu falei que o Edir Macedo, o Papa e, talvez até o CX só poderiam ser ateus, pois, sendo pesssoas tão espertas e inteligentes, não poderiam acreditar nas besteiras que eles mesmos pregam. É o que eu realmente acho.
    .
    E quanto à questão: “Vale a pena discutir com religiosos?” Bem, se for pela expectativa de mudar o pensamento deles, eu diria que é perda de tempo. Mesmo assim, eu acho que vale a pena… Pela diversão!
    .
    Sds

  422. Contra o chiquismo Diz:

    “Antonio G. – POA Diz:
    outubro 1st, 2012 às 16:02 “Vale a pena discutir com religiosos?” Bem, se for pela expectativa de mudar o pensamento deles, eu diria que é perda de tempo. Mesmo assim, eu acho que vale a pena… Pela diversão!”

    Olha, acho que muitos de nós ao discutirmos formos encurralados e mudamos. Pelo menos eles podem pensar nas falhas e ver de uma perspectiva que nunca viram a própria religião.

  423. Marden Diz:

    Contra o Chiquismo: “Biaseto, deixa eu tomar as tuas dores!
    .
    Que bela demonstração Contra! Tomar as dores de uma outra pessoa, é se colocar na posição dela, ver como pensa, como sente, é tentar ser empático, demonstrando um ato nobre. Se isso estiver realmente acontecendo com você, parabéns! E pelo visto minha presença aqui resultando em algo positivo em sua vida. Quem sabe assim você não comece a ser empático de verdade e comece a considerar os sentimentos alheios? Quem sabe, com toda essa empatia, não comece ponderando sobre o apelido (nick) que você mesmo escolheu?
    .
    Contra disse: “Já disse a ele que o animal aqui sou eu , eu regredi pra JEGUE!
    .
    Não Contra, por acaso não ensinaram à você, na sua escola materialista, que a evolução não regride? O Espiritismo Racional, dentro de seus estudos e conhecimentos, tem explicações para esse tipo de comportamento seu. Que aliás é vergonhoso! Mostre esse vídeo a qualquer mulher que tem valores morais, a mães que cuidam de suas proles e digam para elas que esse Jegue ai é você e que as mulheres deitadas, são elas. E veja depois o resultados. Ai, pode ser que você venha a entender do que falo.

  424. Marden Diz:

    Biasetto: “Desce deste trono rapaz! Seja humilde, pare de querer bancar o Cristo aqui.
    .
    Primeiro, que essa ideia de trono não condiz muito com o Espiritismo. Agora ser humilde e parar de querer bancar o Cristo, são ideias antagônicas, que se contradizem. Eu acredito que Cristo foi um um grande homem e um exemplo de humildade, que lutou contra a mentira e contra os políticos de sua época. Informações fornecidas por Espíritos que estão em planos astrais superiores, também confirmam isso. Portanto, se quer que eu seja humilde, terei que, em suas palavras, “bancar o Cristo” aqui, tentando imitar seus passos. Claro que em razões bem inferiores, pois se tivesse a mesma elevação moral e espiritual que a do Cristo, não estaria aqui tendo a oportunidade de trocar essas palavras com você.
    .
    Só fiquei na dúvida do porquê que você escreveu Cristo com inicial maiúscula. Será que ….?
    .
    Biasetto: “Eu, particularmente, penso que o Vítor não deveria excluir ninguém, mas ele criou e administra isto, portanto, ele faz o que achar coerente.
    .
    Mas quantos “EUs” você tem? Vamos ver o que você havia dito em comentário anterior.
    .
    Biasetto disse no comentário: “Pô Vítor, você bloqueia o Scur e o Daniel e deixa este DOIDO VARRIDO escrevendo este monte de asneiras aqui.
    .
    Você pensa particularmente que o Vitor não deva excluir ninguém, ou você quer que o Vitor exclua os dos doidos varridos, tal qual excluiu aquele que você gosta de dizer que é seu amigo? Isso de personalidades diferentes, o Espiritismo Racional tem excelentes explicações e inclusive, eficazes métodos de tratamento. Pode não ser o seu caso, mas pondere antes, para não ser assim tao contraditório, ok?
    .
    Biasetto: “O problema é que você é CHATO, FOLGADO, FANÁTICO E HIPÓCRITA.
    .
    E não era esse o comportamento que vocês materialistas vinham tendo com certos “chiquistas” ou “kardecistas”? Pois bem, agora é a hora de provarem do próprio veneno: “quem com ferro fere, com ferro será ferido”. Não tenha medo do próprio veneno, Biasetto, pergunte isso para quem já foi picado por uma jararaca.
    .
    Biasetto: “Quem é crucificador aqui cidadão? Vai ler História e verá o quanto as igrejas/religiões já cometeram e ainda cometem crimes.
    .
    Biasetto, os mesmos espíritos ultra velhacos, que antes fizeram horrores em nome de igrejas, de movimentos, de raças “puras”, são os mesmos espíritos de hoje a lhe vender as mesmas ideias materialistas, porém com uma nova roupagem. Hoje são empresários, usam colarinhos brancos, foram evoluindo em seus disfarces, mas continuam materialistas. E você, assim como tantos outros, os incautos, são suas vítimas. Você levanta a bandeira do materialismo, luta por uma causa, acredito eu, que nem sabe o porquê que a está defendendo.
    .
    Biasetto: “Por mim você pode falar a baboseira que quiser, aqui, no youtube, nos seus blogs, em praça pública, inclusive defenderei o seu direito de assim agir.
    .
    Não Biasetto, se o que eu estiver falando for uma mentira, você deve mostrar a verdade à opinião publica! Tal qual vinha fazendo ao desmascarar os falsos espiritas e olha que são muitos e estão espalhados pelos quatro cantos do planeta. Eu também quero estar do seu lado, para ajudá-lo a desmistificar o falso espiritismo, que é uma fábrica de loucos, de deturpadores de lares. Mas até lá, é preciso você cavar a fundo, para descobrir a verdade. E uma vez que a descubra, posso garantir-lhe: você não precisará temer e nem esconder-se! Continue buscando, procure raciocinar com acerto nos seus momentos de calma. Não se deixe levar por instintos ou sentimentos inferiores.
    .
    Biasetto: “Mas não sou falso, você está espantando as “boas cabeças” desse blog, porque não são tão tontos como eu, não querem perder tempo lendo e comentando suas “pérolas”.
    .
    Deixemos que a razão fale por nós Biasetto. Os que antes atacavam o espiritismo, hoje se escondem do Espiritismo Racional, que veio trazer um pouco de luz para dentro da caverna escura. Já viu uma vela acesa dentro de uma caverna escura, Biasetto? Se não viu ainda, recomendo que faça um curso de espeleologia (e leve a vela) e veja a maravilha que é. Veja como fogem os morcegos ao aproximar-lhes a luz! São experiências inolvidáveis que a Mãe Natureza é capaz de nos proporcionar.
    .
    Biasetto: “Ninguém aqui é soldado de porcaria alguma. Ninguém está se escondendo, é que não tem o que debater com você, porque você só fala em RC, disciplina, retidão, que encontrou a verdade, mas não apresenta qualquer evidência concreta, das coisas que defende. Eu acho que você sofreu uma “lavagem cerebral”, só pode ser.
    .
    Parece que em seus momentos de calma, você quer ser coerente: “é que não tem o que debater com você,” e mais na frente você acrescenta: “porque você só fala em RC, disciplina, retidão, que encontrou a verdade,”. Biasetto, eu prefiro falar aqui muitas vezes do Espiritismo ou Espiritismo Racional, que você já subentende que esteja falando do Racionalismo Cristão. Mas os princípios que esta doutrina defende, o seu código de conduta para um mundo mais harmonioso, mais cheio de paz, pode ser encontrado nos lares honrados, Biasetto e que nem precisa ter, entre seus seres, diplomas científicos, doutorados ou teses, bastando apenas não ficarem cegos pelo materialismo. É por isso que vocês todos, sentem que no fundo não podem combater a disciplina (RC), a retidão de caráter, a honra, o dever, a justiça e que só pode ser sentida por quem começa a conhecer a verdade espiritual, tal qual o Racionalismo Cristão vem explanando há mais de um século.

  425. Antonio G. - POA Diz:

    Contra o chiquismo:
    .
    Certo, funciona, mas só para um caso ou outro, quando a mudança já está “caindo de madura”. Eu acho que a decisão de “cair na real” vem do íntimo de cada um, não se dá pela influência de outras pessoas. Quando um indivíduo tem fé numa crença, não há argumento que o convença do contrário… As pessoas acordam quando querem acordar. Mas as discussões são muito divertidas.

  426. Marden Diz:

    Biasetto (continuando),
    .
    As evidências estão sendo mostradas, aos poucos. Não se ensina matéria universitária aos alunos da infância. É preciso dar tempo para que eles comecem a assimilar os princípios mais básicos do Espiritismo Racional e Cientifico Cristão.
    .
    E você ainda diz: “Eu acho que você sofreu uma “lavagem cerebral”, só pode ser.” Pois bem, vou contar um episódio de minha vida, mas não espero que acredite. Aos 14 anos de idade (aproximadamente), um amigo e vizinho me perguntou se eu era católico ou crente (ele se referia aos protestantes). Eu disse que não sabia lhe responder. Mas isso me deixou curioso e então fui perguntar à minha mãe e ela me disse algo, mais ou menos nessas palavras: “diga ao seu amigo, que de momento você não é nem crente e nem católico, mas que um dia você irá decidir que religião escolher, ou não”.
    .
    Talvez Biasetto, se meus pais tivessem me criado sobre o domínio da religião, hoje seria um evangélico católico, um evangélico protestante, ou quem sabe um evangélico espirita. Mas não sabiam os meus pais (e ainda não sabem), que com aquela simples atitude de não me deixar catequizar, de não me educar com dogmas religiosos, é que hoje estou aqui, debatendo ideias, de uma forma consciente, sabendo o que faço e até onde poderei chegar.
    .
    Biasetto: “Você não respeita ninguém, com sua arrogância e pose de bom moço, você agride verbalmente os debatedores, mesmo que não use de “palavras levianas”, suas ideias são levianas, maldosas, muito feias senhor Marden.
    .
    Biasetto, peço-lhe imensas desculpas se minhas palavras parecem querer agredi-lo, ou que pareça ter tons de arrogância. Na verdade não quero ser arrogante e nem agredi-lo. Mas dizer o que penso ser a verdade, pode muitas vezes sim causar certos desconfortos. Mas relembro-lhe, mais uma vez de suas palavras para comigo: “O problema é que você é CHATO, FOLGADO, FANÁTICO E HIPÓCRITA.”
    .
    Convide seus alunos para lerem para o blog, peçam-lhes uma opinião sincera para analisar as palavras que lhe dirijo e de igual modo, peçam-lhes uma analise e opinião sincera das suas palavras dirigidas à minha pessoa (e não às minhas ideias). As vezes Biasetto, é bom ouvirmos uma segunda opinião. Faça isso, já que você vem tendo problemas com os exercícios de empatia, quem sabe ouvindo uma segunda opinião, sincera e neutra, não consiga ver a realidade dos fatos sob um novo prisma?
    .
    Biasetto: “Você é a clara exposição da hipocrisia, da intolerância, da falta de respeito pelo pluralismo cultural, pelo pluralismo das crenças ou descrenças.
    .
    Uau…. mas vamos repetir isso que é para que todos “escutem em bom e alto tom”: “da falta de respeito pelo pluralismo cultural, pelo pluralismo das crenças ou descrenças.
    .
    Então assim escrevendo, parece que vocês, os céticos fanáticos e ateus ultra materialistas, é que são os respeitadores do pluralismo cultural, do pluralismo das crenças e das descrenças, não é?. Biasetto ôô, sou eu o hipócrita aqui? Vocês criaram sua turminha, seu grupinho, tal qual os lobos fazem em suas matilhas, para dilacerarem, reduzirem, difamarem, quaisquer crenças que fossem diferentes das de vocês. E faziam isso por gozo, por puro e mero prazer materialista, visando apenas o sentido da carne e desprezando os nobres sentimentos humanos, porque para a matéria vivem e das ideias materialistas são complacentes. Sim, porque vocês não estão se importando em querer descobrir a verdade, querem apenas destruir os mais fracos, os que pensavam e raciocinavam um pouco menos e acabavam sendo vitimas de muitos engôdos religiosos.
    .
    Mas vocês vinham falhando, que por não conhecerem a verdadeira vida espiritual, não tinham condições de alertá-los para um viver mais correto e mais harmonioso. E observando tudo isso, pacientemente, por mais de dois anos (repito, mais de dois anos), tomei a decisão deliberada, de vir até a esse covil, pensando encontrar aqui as mais altas feras e para isso tive que vestir uma “pele de lobo”, para estar aqui no meio de vocês! Mas não podia ser uma pele qualquer, tinha que ser uma pele de lobo ALFA. E é por isso que os outros lobos, ao sentirem a presença de um lobo alfa se escondem. Assim é a natureza, assim são os fatos! Permita-me Biasetto, aplicar-lhes o mesmo tipo de corretivo que vocês aplicavam e quem sabe assim, não entendam como é estar no lugar de uma outra pessoa?

  427. Marden Diz:

    Biasetto: “Você quer doutrinar a todos aqui, você quer que todos acreditem na sua fantasia visionária, chamada “Racionalismo Cristão”,…
    .
    E vocês não vem doutrinando o materialismo aqui no blog? Entre doutrina por doutrina, eu prefiro ficar com aquela que fala mais fundo, que satisfaça a razão! Continuem pregando o materialismo que vocês conhecem bem e aqui estarei eu, procurando trocar ideias com vocês e mostrando ideais novas, do espiritualismo que vocês jamais pensariam que pudesse existir! Mas que agora começam a tomar conhecimento, para o espanto de alguns!
    .
    e que todos sigam este zé mané do tal Luiz de Mattos.
    .
    Novamente atacando as pessoas e não as ideias! Que feio Biasetto, ainda mais como um professor de história. Você, que tem o papel de vasculhar o passado, de desenterrar a verdade e mostrar para o público as suas descobertas, prefere fazer o papel de preguiçoso mental, de jogar terra para encobrir a verdade, que você começa a sentir e que deveria ser revelada, para o seu próprio bem e para o bem de toda a humanidade. Que triste situação pode chegar o ser humano, quando dominado por sentimentos de orgulho, vaidade e egoísmo!
    .
    Você sabe quem foi Luiz de Mattos, Biasetto? Você acha que fez ou vem fazendo um trabalho melhor do que ele fez e que continua fazendo? Você sabe quais foram os espíritos que o intuíram, para esta nobre causa? Pesquise professor! Pare de perder seu tempo com mentiras! Você pode até não querer dizer a verdade, mas não pactue com a mentira. Encare a realidade, encare os fatos que estão sendo demonstrados.
    .
    Pois bem, dentre um dos espíritos que compõem o Astral Superior e que intuíram Luiz de Mattos em suas ideias, foi Camilo Castelo Branco. Agora veja o que dizia esse literato da língua portuguesa: “Ser tolo é má coisa; ser mau é coisa pior. Mas quem não puder livrar-se de ser ao mesmo tempo tolo e mau, seja antes mau. Os tiros do ódio podem ferir; mas assanham os brios e dão aso à vitória; porém os tiros do escárnio matam sempre.” Assim pensam, Bisasetto, os homens de valor e de coragem.
    .
    Veja Biasetto, o que ainda disse esse digno literato: “A razão cala as nossas sensações, e guia-nos ao ponto que mais seguro se oferece à débil inteligência do homem.” e para finalizar esse momento reflexivo, de um dos intuidores de Luiz de Mattos, deixo-lhe: “Como é belo o pecado quando o coração o confessa!”. Não tenhas medo, Biasetto, se um dia quiser reconhecer os seus erros, para poder evitá-los no futuro e assim, se tornar uma pessoa fortalecida para a prática do bem.
    .
    E sobre Luiz de Mattos, veja o que diziam a imprensa da época, veja o que diziam os jornalistas da cidade de Santos. Te apresentarei informações históricas, Biasetto, não porque quero te ensinar como um verdadeiro historiador deve se comportar, mas apenas para te facilitar o trabalho, “te dar as coisas mastigadas” como se diz no popular, para você não incorrer em mais erros, como vem fazendo até aqui, porque se seus alunos estivessem lendo o blog, alguns deles poderiam dizer: “Professor Biasetto, parece que o zé mané está sendo você e não o Luiz de Mattos
    .
    Sobre Luiz de Mattos, texto publicado no Almanaque de Santos 1971, editado pelo falecido jornalista e pesquisador santista Olao Rodrigues (1971, W. Roth & Cia. Ltda., São Paulo/SP):
    http://www.novomilenio.inf.br/santos/h0259.htm

  428. Marden Diz:

    Vitor,
    .
    Vitor: “Eu não estou dizendo dizendo que tudo deve ser analisado com comprovação científica de revistas, Marden. Só aquilo que é passível de experimentos, estudos de campo etc. Arte, poesia, são campos não científicos, mas não devem ser jogados fora por isso. Mas se o RC se diz ciência, precisa adotar os métodos científicos. Apenas isso.
    .
    Vitor, percebo uma mudança significativa nesse seu comentário. Espero que ao ler o restante possa continuar nesse nível de coerência! Vitor, já disse e voltarei a repetir quantas vezes se faça necessário, o Espiritismo (ao menos é assim no RC) é filosofia e também é ciência. Tem métodos próprios, podem ser testados e reproduzidos em qualquer parte do planeta, desde que que se satisfaça algumas condições. Dentre essas condições, está o médium e no caso do RC um ambiente psíquico previamente preparado, para que não ocorra mistificações mediúnicas.
    .
    Eu propus a Paloma que investigasse os médiuns do RC. Também propus aqui a ela e você deve ter conhecimento disso, sobre o Galinha Tonha, que nem médium deve saber que o é. Tá ai um bom caso para ser investigado. Mas cade a Paloma com suas investigações jornalísticas?
    .
    Posso te propor uma pesquisa? Compre uma máquina de foto Kirlian, encontre um bom médium que se sujeite a essas pesquisas, tire fotografias de objetos, plantas, animais e pessoas, compare as observações feitas pelas fotos com as observações mediúnicas. Repita esse processo, por exemplo mais duas vezes e apresente aqui para nós o resultado.
    .
    Vitor: “Luiz de Mattos não apresentou pesquisa para saber se os espíritos que atuaram nos médiuns existiram mesmo, e geralmente os terapeutas não apresentam pesquisa para saber se a vida passada lembrada pelo paciente existiu mesmo.
    .
    Se não for por [observação indireta], como você acha que deveria ser apresentado um espírito, Vitor? Por acaso algum psiquiatra afirmaria: “essa pessoa é esquizofrênica, mesmo que nunca tenha apresentado nenhum dos sintomas mais comuns”!
    .
    Vitor: “Não, Marden. O que determina o avanço são as provas, embora não só. A Mecânica Quântica, por exemplo, afronta muito a razão. Os gregos achavam um absurdo a existência dos números irracionais.
    .
    Vitor, sinceramente eu não sei até onde você quer chegar! Então você acha que notamos, sentimos a evolução que ocorre ao nosso redor, mesmo sem ter razão para entender tal fato? Você não está confundindo provas com evidências? Veja que nem você está sendo capaz de provar aquilo em que acredita!
    .
    Se “o que determina o avanço da ciência são as provas e não só, o que seria então esse “não só” que também é capaz de determinar o avanço da ciência? Consegue nominá-lo? Por outro lado, se alguém traz provas mas que a outra pessoa não tem razão para entender; o que isso prova?

  429. Marden Diz:

    Vitor: “Então você definitivamente não leu o conteúdo do link, porque fica claro ali que Phinuit/Dr. Phinuit é o espírito controle da médium Piper!
    .
    Eu quis enfatizar, Vitor, que muitas vezes espíritos se apresentam com as maiores denominações, de doutores e tais. Por isso: Dr. Phinuit. Mas você acabará por saber que não há doutores em planos astrais superiores. Dai que o resultado disso pode ser passível de mistificação. E isso poderá ocorrer com Braude, se deixar mistificar, se não observar umas regrinhas básicas do Espiritismo Racional.
    .
    Vitor: “Eu digo que ele é material do ponto de vista LÓGICO.
    .
    Ou seja, da sua logica não é? Para ser lógica tem que obedecer a uma sequencia lógica, que satisfaça todas as outras considerações anteriores. Não é assim Vitor que você mesmo vem advogando?
    .
    Vitor: “Algo imaterial interagir com algo material é uma contradição lógica.
    .
    Diga isso para o pessoa que estuda Robótica! Para um programador de sistemas que atua em várias máquinas hoje em dia! Diga isso para quem já foi num concerto de Chopin, Bethoven ou Mozart, que de algo imaterial, utilizam instrumentos materiais, para produzir um bem imaterial, capaz de elevar o significado da vida, para alguns.
    .
    Vitor: “CIENTIFICAMENTE, porém, é muito mais plausível considerarmos que o espírito é material, propiciando o surgimento de teorias e experimentos que possam explicar como se dá tal interação.
    .
    Se é mais “plausível e tem mais logica” de que o espirito seja algo material, então esta mais fácil para você. No mundo inteiro falam-se de espíritos, no passado, no presente e no futuro também se falará! Onde estão as provas revisadas por pares das revistas cientificas que você tanto defende e que nelas tanto se apoia para construir suas teorias?
    .
    Vitor: “Se o RC insistir que o espírito é imaterial, minha aposta é que NUNCA vai elaborar nada. Não vai sair do lugar, ou melhor: vai construir um castelo de cartas. É mais frutífero do ponto de vista científico partirmos do conhecido e lógico antes de partirmos pro desconhecido e ilógico…
    .
    Ledo engando Vitor. Isso mostra a sua desinformação! Luiz de Mattos preocupou-se com isso, estatuiu princípios, criou um códice! E fez isso em dois anos e meio. Os seus ensinamentos se expandem, no Brasil e no exterior. Pessoas, inclusive muitos céticos, estão hoje em dia propensos a acreditar nos ensinamentos que foram estatuídos por Mattos.
    .
    Mas não falo apenas de pessoas comuns, como eu e você, falo também de pessoas como Heitor Lima, que lutou pelo Divorcio como um direito para as mulheres, ou de Emir Nunes de Oliveira, também causídico, entre tantos outros. (Fonte: Como e por que se tornou racionalista: http://goo.gl/6iT4E)
    .
    Se quiser apresentar um melhor trabalho, Vitor e espero que consigas, deve ser bem claro e objetivo quanto aos seus propósitos e definições daquilo que acredita. Imagino que você já leve vários anos de estudos e apenas de obraspsicografadas você já tem 5 anos, portanto o dobro de tempo que Luiz de Mattos levou para conhecer a verdade, que você tanto procura.
    .
    Vitor: “Marden, baseando-me no que você escreveu, qualquer um que entenda um pouquinho de lógica verá que o ponto 3 NÃO decorre de 1 e 2. Se no estágio inicial os pacientes com esquizofrenia não sofrem alterações no cérebro mais 10 anos depois possuem danos irreversíveis, a única conclusão cabível é que nesses 10 anos a doença evoluiu, se agravou!
    .
    OK Vitor, eu vou assumir que você não tenha entendido mesmo ou que, também, eu não tenha me expressado direito.
    .
    1) Anomalias não são encontradas nos cérebros de pacientes no início dos sintomas esquizofrênicos, ressonância magnética demonstram isso. Ou seja, o cérebro deles é igual ao seu e ao meu (assumindo que nossos cérebros sejam normais). P1a) Porque os esquizofrenicos apresentam tais sintomas, se não se observaram nenhuma anomalia no cérebro desses pacientes? P1b) Se a causa é material, porque não foi detectada pela ressonância magnética?
    .
    2) Durante vários anos (podendo variar entre 7 a 10 anos) nada foi diagnosticado, mas os sintomas continuaram e foram se intensificando. Até que chega um determinado momento, que passa a ser detectado pela ressonância, pode-se encontrar alterações cerebrais (anomalias). P2a) Não seria isso um indício da Forca agindo sobre a Matéria? P2b) Porque que o Racionalismo Cristão, adotando uma nova medida terapêutica, conseguiu normalizar os esquizofrênicos, devolvendo-os de volta à sociedade? P2c) Se o RC ao afirmar que conhece a causa, emprega métodos terapêuticos, realiza melhoras nas vidas das pessoas, você não acha que seja algo valido e que mereça a pena estudar?
    .
    Outra coisa, quanto te passei os links, sabia que se você fosse lê-los de verdade, levaria pelo menos uns 3 dias para me dar respostas. Mas isso não aconteceu.

  430. Marden Diz:

    Vitor: “Repito, não sei daonde você viu evidência da imaterialidade do espírito aí! A questão, mais uma vez, Marden, é que você não tem provas de que o espírito é imaterial. Você não pode fazer uma afirmação dessas. Você não tem dados minimamente suficientes para isso. Se você e o Luiz de mattos AFIRMAM isso, com certeza, então estão fazendo pseudociência.
    .
    Para mim pseudociência é afirmar que o espirito é material e não poder demonstrar isso! Já o espirito podemos demonstrar sim, por observação indireta, seja através de médiuns, de esquizofrênicos, transtornos de múltiplas personalidades, seja no relato históricos de quase todas as civilizações do passado, seja através dos casos EQM, etc…
    .
    Vitor: “O ambiente é o mesmo, mas não as influências. Os pais de uma criança nesse ambiente certamente tratam os filhos de forma diferente dos pais de outros filhos. Há tantos fatores a considerar: uma amizade, uma experiência de vida única, uma viagem ao estrangeiro, um animal de estimação, qq coisa… tudo isso faz parte da influência ambiental. Não é só a localização geográfica.
    .
    Eu também acredito nos fatores genéticos e sócio-ambientais. Mas no exemplo eu citava como ilustração, dois filhos de uma mesma família, um adora o mar e o outro tem pavor, sendo que ambos receberam a mesma edução. Além desses fatores que você acredita, também acredito que há outros fatores que podem influenciar no comportamento. Ou seja, eu não descarto outras possibilidade, ok?
    .
    Vitor: “Não estou discutindo o papel social do RC, Marden. Estou discutindo a questão de o RC se dizer ciência e propagar pseudociência.
    .
    Hum, parece que já temos mudanças. Então agora você acredita que o RC tem um papel social? Isso é bom Vitor. Quanto a pseudociência já disse quem eu acho que esteja se baseando nele, né?
    .
    Vitor: “Note que o RC está fazendo afirmações que os nossos melhores cientistas estão lutando desesperadamente para descobrir! A falta de cuidado que o RC tem com o que diz é algo muitíssimo preocupante!
    .
    E porque seria preocupante? Se ao se analisar fatos que são observáveis indiretamente, ver que podem ser replicados, obedecem a certos princípios e tira-se certas conclusões dai, te preocupa? Se for assim cientistas nenhum do mundo poderiam deduzir nada.
    .
    E não te preocupa deduzir ou afirmar, que o espirito é material? Porque devemos teme? A quem devemos temer? Quem é o nosso inquisidor?

  431. Marden Diz:

    Biasetto,
    .
    O professor Biasetto disse e o blog talvez irá imortalizar para sempre essas palavras, talvez também em forma de livro: “Este MERDEN é demente, um falso, estou começando a achar que ele é mau caráter, vai ver que ganha dinheiro com esta merda de (ir)racionalismo cristão.
    .
    Demonstre que sou tudo isso Professor Biasetto. Use suas habilidades profissionais. Por acaso o mal está no dinheiro ou no destino que damos a ele? Pense nisso professor!
    .
    Talvez você agora veja o porquê que os outros não vem manifestar? Eles sabem que as palavras deles estão ficando registradas aqui no blog. E o que são palavras Professor Biasetto, se não aquilo que trazemos na alma?
    .
    Acredito que você esteja aqui de livre e espontânea verdade, não é mesmo? Portanto, quem sai na chuva é para se molhar. Se não quer se molhar, Professor Biasetto, fique em casa!

  432. Contra o Chiquismo. Diz:

    Esse pombo enxadrista…

  433. Marden Diz:

    Vitor: “Não sei, Marden. Ao contrário de você e do RC, tento não fazer afirmações que vão além da minha base de dados.
    .
    Ok, Vitor, eu aceito que você não saiba quantos dias ou anos sobrevive um espirito. Também aceito que você e nem ninguém encontrou ainda um espirito material, para examiná-lo e poder verificar seu tempo de vida.
    .
    No Racionalismo Cristão, também se afirma o que está na base de dados espiritualista: (da filosofia e da ciência).
    .
    Vitor: “Em ALGUNS casos PARECE que sim. De 35 casos de pessoas que tinham lembranças do período entre vidas, 7 informaram seguir os futuros pais até o lar, aparentemente por iniciativa própria, acompanhando de perto os pais enquanto executavam tarefas cotidianas, tais como tomando banho ou voltando ao lar após o trabalho. Mais 5 informaram sendo levados aos pais atuais, freqüentemente por anciões ou a figura do homem velho. Em OUTROS casos o espírito parece ser atraído por uma força irresistível, sem chance de escolha.
    .
    1) Se seguiam os pais por iniciativa própria, também tinha a iniciativa de poder ficar onde eles estavam e do jeito que estavam, não é certo? Poderiam também escolher outros pais, ou outra cidade, outro país certo?
    2) Anciões ou homem velho, que são humanos, certo? Ou algum outro espírito/força? Esse espirito que está vendo seus futuros pais fazendo sexo e depois vendo seu futuro corpo crescer, se notar que tem algum defeito no seu corpo, ele pode rejeitar esse corpo e procurar novos pais ou esperar até que seus pais consigam ter filhos com corpos perfeitos?
    3) Como seria essa força? Tem forma física? Porque você acredita que essa forca obrigaria esse espirito encarnar em uma família contra a sua vontade?
    .
    Para todos os casos acima, esses relatos foram colhidos de algum adulto com mais de 18anos? Ou foram colhidos de crianças? Pergunto isso porque o caso seguinte que você relata foi de uma garotinha de 4,5 anos. Tem alguém com consciência já formada para confirmar tais relatos, dos quais você acredita?
    .
    Vitor: “Eu NÃO disse que não acredito na matemática. Matemática é ciência legítima, mas formal.
    .
    Então qual critério você usou para acreditar nisso? Se não tem “provas científicas” que prove algo imaterial, tal qual, de acordo para você, não prova a existência de espíritos imateriais? Porque considerar uma ciência e desprezar outra?
    .
    Vitor: “Não sei em que lógica você se baseia para dizer isso.
    .
    Estou usando a sua logica! Se não tem provas cientificas de que a matemática é uma ciência, então ela deve ser material. Não foi isso que você disse sobre espíritos? Veja que para mim, é perfeitamente fácil e compreensível entender e ate “enxergar” coisas imateriais.
    .
    Vitor: ““De encontro” quer dizer que está em oposição. Você deve ter querido dizer “ao encontro”. Mas já disse, o livre-arbítrio está bem desacreditado hoje. O RC não tem base para afirmar a existência do livre-arbítrio quando grande parte dos cientistas descartam sua existência. Já leu o texto que lhe indiquei do Baum que mostra que o livre-arbítrio vai contra a Teoria da Evolução?
    .

    .
    Sim, queria dizer ao encontro (de acordo). Se o RC não tem base para afirmar que o livre-arbítrio existe e que o livre-arbítrio esteja desacreditado, então surge uma dúvida: como você explica que alguns espíritos de sua base de dados encarnaram por vontade própria?
    .
    Não sei se você está percebendo, mas seus argumentos estão sendo contraditórios!
    .
    Vitor: “Pode ser qualquer coisa. Não achou um corpo em tempo suficiente para reencarnar, passou perto de um buraco negro, eu não sei. Não faço afirmações que vão além do que minha base de dados permite.
    .
    Que bela resposta Vitor! Você não faz afirmações que vão além de sua base de dados, mas critica outros pronunciamentos, sendo que nem tem base para tais criticas? Quando se quer criticar algum trabalho ou teoria, deve-se explicar com outra teoria! Ganha a teoria que for mais lógica, mais coerente, mais razoável, mais racional.
    .
    Vitor: “Sim. O efeito da folha fantasma é produzido pressionando a folha contra a superfície da película à medida que se corta um pedaço pequeno para fora. A pressão força a umidade a sair da folha, se esta for razoavelmente fresca, e forma, assim, uma impressão completa da folha na superfície da película. Filamentos de gotículas minúsculas de umidade mostram a folha inteira, ainda que apenas uma parte da folha continue, ou toda a folha seja removida. Um efeito de mão fantasma é igualmente fácil. Basta demonstrar a um amputado onde e como ele deve colocar a mão imaginária na película, colocando você mesmo a sua mão, certificando-se de pressionar com força suficiente para deixar uma marca da sua mão úmida invisível sobre a superfície e, rapidamente, tirar uma foto após o amputado seguir exatamente as suas instruções. Assim a mão faltante “do amputado” deixa uma “aura”.
    .
    Ha testes que foram realizados com as folhas cortadas antes de colocarem em qualquer superfície. E o resultado deu positivo, ou seja, a fotografia kirlian foi capaz de reproduzir o pedaço faltoso. Não apenas o exato formato, como também todas as características internas das folhas em teste.
    .
    Portanto o caso acima relatado não é o mesmo que você acabou de dizer. Desconheço casos de membros fantasmas (limb phantom) que tenha tido um resultado positivo. Até onde sei apenas funcionou em plantas. E tem uma certa logica, ninguém vai ficar amputando animais ou pessoas para tirar fotos kirlian. Portanto acredito que o que você relatou se trata de outros experimentos, mas não comprovados com a foto Kirlian.
    .
    Veja esse vídeo que relato o que acabei de dizer.: http://youtu.be/9zNLpjhYt_s
    Agora você tem algum vídeo ai que confirme isso que você disse dos amputados?

  434. Marden Diz:

    Vitor: “Uma hipótese, a princípio, não precisa de base de dados alguma. Se a hipótese vai ser testável/científica ou não, são outros quinhentos. É como a hipótese da Matrix… o que garante que não estamos sonhando agora, dominados por máquinas que usam nossos corpos como energia? nada. É uma hipótese possível, embora não tenha base de dados ou evidência alguma. Mas não é testável. Ainda assim, é importante como reflexão. E mais importante: é apenas uma hipótese, não uma afirmação.
    .

    .
    Você só pode estar de brincadeira mesmo! Hipóteses como essas que você trás aqui devem existir trilhões, ou infinidade delas. Mas da próxima vez que quiser usar alguma hipótese que justifique seus argumentos, procure usar algo melhor.
    .
    Trazer hipóteses que não podem ser testadas são válidas para você como reflexão?
    Pronto! Deveria acabar aqui a nossa conversa! Afinal de contas eu trouxe a hipótese do espiritismo, que pose ser testada, mas que você recusa em testar, então você deverá usá-la como reflexão! Guardá-la em sua base de dados, junto com a sua caneta consciente (estou falando da sua outra hipótese). E todo vez que alguém duvidar de espíritos, você vai tirar a sua hipótese espirita, da sua base de dados e mostrar como algo possível, para reflexão!
    .
    Mas, um conselho Vitor, só retire a hipótese da caneta consciente, quando alguém duvidar da consciência da caneta, ok?
    .
    Vitor,
    .
    Vou dar uma pausa no nosso debate. Voltarei de onde parei, ainda falta algumas questões que você escreveu e que quero comentar.

  435. Contra o Chiquismo. Diz:

    “Marden Diz:
    OUTUBRO 1ST, 2012 ÀS 19:29 Vitor,
    .
    Vou dar uma pausa no nosso debate. Voltarei de onde parei, ainda falta algumas questões que você escreveu e que quero comentar.”

    VOLTA NÃO CARA! VAI PRA O CULTO RC ELES DEVEM ESTAR PRECISANDO DE VC $$$$$$ LÁ.

    DEIXA ELE VOLTAR NÃO VITOR!

  436. Marden Diz:

    Vitor,
    .
    Vitor disse: “Eu ainda não bani o Marden. Quero ainda ver se ele vai reconhecer os problemas no RC ou não.”
    .
    Como eu já havia previsto, não baniu mas já pensa em fazer. Mas ai incorrerá alguns problemas Vitor. Existem varias duvidas que tenho sobre espiritualidade, porém alguns conceitos que hoje para mim já são básicos para avançar nas pesquisas, não encontro a mesma firmeza nos conceitos que você quer passar aqui no blog.
    .
    Se o seu blog é apenas um blog de criticas, onde é cada um por si e todos contra o Espiritismo. Então cometi um erro! Pensei que você pudesse ser um pesquisador que se importasse em descobrir a verdade.
    .
    Ao me banir sem apresentar argumentos melhores, você demonstra fanatismo em sua crença! Não é fácil ser imparcial, Vitor! Mas até que você tentou bem. O problema vai ser com os que lerem nossa conversa no futuro (se isso ocorrer). Alguns poderão gostar de meus argumentos e se usarem aqui, serão banidos também?
    .
    Você está criando uma legião de insatisfeitos ao seu redor. Além da pouca frequência do blog e do fanatismo ateísta dos que aqui escrevem.

  437. Marden Diz:

    Biasetto (direcionadas também à Marciano e Antônio)
    .
    Já não ia perder tempo contigo e também acho que nem você comigo, não foi isso que você disse e queria?
    .
    Mas como dever moral e sobre moralidade e sexualismo, você colou uns textos do RC aqui no blog. Obrigado por isso. Mas cuidado podem pensar que você seja eu ou vice versa, por ficar fazendo proselitismo racionalista aqui. Cuidado!
    .
    Vou aproveitar o ensejo e já que temos advogados aqui, que talvez possam ajudar o Biasetto que parece que tá esquecendo de como se faz pesquisas históricas. Pois dentro dos estudiosos do RC temos várias pessoas de respeito. Então vou citar aqui duas pessoas, provavelmente do conhecimento de Marciano e Antônio e quem sabe assim o Biasetto possa entender que ele não está se referindo a uma doutrina qualquer.
    .
    Pergunta feita ao causídico Heitor Lima e em sequencia a resposta dele:
    .
    Pergunta: “O que pensa do Racionalismo Cristão como filosofia?”
    .
    Resposta: “O Racionalismo Cristão, pregado, ensinado e divulgado pelo Centro Redentor, é uma excelente filosofia moral, tão apegada à razão e à natureza que qualquer pessoa, seja qual for o credo religioso ou, como se dá comigo, destituída de qualquer crença, não poderá deixar de reconhecer o alto objetivo dessa Doutrina.”
    .
    Continua Heitor Lima, que foi uma das grandes autoridades de direito do nosso pais:
    .
    “Partindo do princípio de que fora da natureza e da razão não há doutrinas aproveitáveis, e sujeitando, assim, os seus próprios teoremas à contraprova das leis naturais e racionais, essa doutrina de elevado espiritualismo constitui, em nosso país, um dos mais insignes elementos de progresso e um fator valiosíssimo de aperfeiçoamento moral e espiritual.”
    .
    Pergunta: “Qual a situação do Racionalismo Cristão diante da criminologia? Não concorreria ele muito para elucidar esta ciência do Direito?”
    .
    Resposta de Heitor Lima: “Em face da criminologia, considero o Racionalismo Cristão uma verdadeira terapêutica do crime, que previne, por meio de uma profilaxia adequada ao soerguimento das forças morais do indivíduo, evitando, além disso, a reincidência, pela aplicação de uma pedagogia cujos efeitos nenhuma natureza humana se poderia furtar.
    Obrigando o indivíduo a procurar em si mesmo as forças de energia para sentir, pensar e agir, elucida o problema tormentoso da intenção.”
    .
    Como e por que se tornou racionalista: http://goo.gl/6iT4E

  438. Marden Diz:

    Biasetto (direcionadas também à Marciano e Antônio)
    .
    Agora veremos o que outro grande causídico que foi, pensava do Racionalismo Cristão. Perguntas feitas à Emir Nunes de Oliveira.
    .
    Dizia esse sábio homem do direito: “O Racionalismo Cristão, como Doutrina eminentemente espiritualista, mas feito para o homem, repele tudo que a razão humana não compreenda ou recuse. Essa assertiva parece conter grave restrição que tornaria a doutrina estacionária, pela relatividade do conhecimento humano, meio por que se exercita a razão ao investigar a verdade.”
    .
    “Essa restrição desaparece diante da lei da evolução ou de progresso, que o Racionalismo Cristão tem como basilar. O espírito progride, evoluindo sempre para a perfeição. Não há retrocesso no avanço espiritual . Daí ser apenas contingente e relativa a restrição, porque a razão humana de hoje não é a mesma de há mil anos, como não será idêntica à do próximo século. Com o progredir, aumenta o conhecimento, torna-se menos falha a razão.”
    .
    “O Racionalismo Cristão não admite o dogma, repele a crença, erigindo como fundamento único para o alcance da verdade a inteligência guiada pela razão.”
    .
    Pergunta: “O que poderá o Racionalismo Cristão trazer de útil e interessante à humanidade?
    .
    “É freqüente a afirmativa de que o mundo sofre de crise moral. A essa crise, políticos, pedagogos, moralistas, filósofos e religiosos, são unânimes em atribuir os males que afligem a humanidade.
    A crise não é de hoje, foi de sempre e subsistirá enquanto persistirem os elementos antagônicos: bem e mal.
    Praticar o bem é um dever. O bem passa desapercebido. O mal, pelo contrário, escandaliza, faz ruído.”
    .
    … e conclui esta pergunta: “Doutrina que visa estimular o bem, que põe em evidência as virtudes cristãs, que obriga seus adeptos a serem bons e valorosos, é, evidentemente, útil à humanidade.
    O combate ao mal é demorado, mas sem tréguas. Dia a dia a humanidade melhora, inegável sendo a influência para tal das doutrinas morais e elevadas.”
    .
    Como e por que se tornou racionalista: http://goo.gl/6iT4E

  439. Marden Diz:

    Biasetto e Contra,
    .
    Diante do que foi mostrado nos meus dois últimos comentários, fica claro porque Antônio e Marciano, não se manifestam aqui: porque no fundo sentem que tenho razão. Porque como eles tiveram aulas de moral e cívica, eles podem agora ver e sentir os valiosos ensinamentos desta doutrina.
    .
    O que infelizmente ainda não se deram com vocês dois!

  440. Marden Diz:

    Toffo, Biasetto, Antônio, Marciano e o novo Contra (tem alguém mais por ai???)
    .
    Vou dar uma pausa. Quero ver o que vocês discutem ok? Vamos ver o que são capazes de produzir de útil.
    .
    Continuem, o povo quer ouvir o que vocês tem para falar.
    .
    Abraços,

  441. Biasetto Diz:

    Marden, você é mau caráter sim, porque você quis me colocar na fogueira, com a história da menina, o sexo e a Aids. Você teve a IMBECILIDADE, de dizer que se uma aluna minha contrair Aids, a culpa é minha.
    Seu monte de Merden, você teve a capacidade de dizer, que suas palavras me tocaram ao íntimo, a ponto de eu pensar: “oh! o que será que estou ensinando aos meus alunos, estou ensinando a eles o caminho das trevas, da perdição.”
    Vai se ferrar, sujeito mais otário, cretino. Você não merece minha atenção. Você é louco, você precisa de psiquiatra. Você, fica bem claro isto nos seus vídeos, você tem “síndrome de Jesus Cristo”, “síndrome de Xavier”, “síndrome de Luiz de Mattos”.
    Você acha que é uma espécie de “salvador”, “messias”.
    Eu não tenho muitos “eus” não, quando eu disse que o Vítor bloqueou o Scur e o Daniel, mas permite que você se manifeste aqui, eu quis dizer, que você é 1 milhão de vezes mais incômodo do que eles – aliás, eles nem são incômodos, pelo menos pra mim. Mesmo o Scur, com toda a paixão que tem pelo espiritismo e a confiança na honestidade de Chico Xavier, admite que o espiritismo não é perfeito, que Chico não era perfeito, que muita gente faz mau uso do espiritismo, que existem malandros nesse meio e em todos os meios religiosos.
    Não tem problema o que fica registrado, porque as coisas que manifesto aqui, eu mantenho. Caso eu admita que me equivoquei ou fui injusto no uso das palavras, eu peço desculpas sinceras, como já fiz, por exemplo com o José Carlos Ferreira Fernandes (JCFF).
    Agora, quanto a você, eu tentei, ah tentei ser cordial, debater com respeito, com ideias, mas você é um metido à besta, um zé ruela, um trouxa, ou não é nada disso: deve ser um doente, se for este caso, lamento e o aconselho a buscar um psiquiatra. Eu já fui em psiquiatras, não tem problema, até tomo remédios, especialmente pra tentar me manter calmo, com imbecis do teu tipo.
    Já que você tá falando que sou professor/educador, querendo me desqualificar aqui, então, seja honesto e nos informe, o que você faz da vida?
    Morou em dezenas de país, atualmente mora em Londres. O que você faz aí? Do que vive? Nos conte, seja honesto, tenha coragem, seu falastrão de Merden.

  442. Biasetto Diz:

    * dezenas de países

  443. Biasetto Diz:

    Comentário do monte de Merden, o pombo:
    .
    “Biasetto e Contra,
    Diante do que foi mostrado nos meus dois últimos comentários, fica claro porque Antônio e Marciano, não se manifestam aqui: porque no fundo sentem que tenho razão. Porque como eles tiveram aulas de moral e cívica, eles podem agora ver e sentir os valiosos ensinamentos desta doutrina.
    O que infelizmente ainda não se deram com vocês dois!”
    -
    -
    Olhem o TAMANHO da pretensão, da arrogância do sujeito; ou será o TAMANHO da demência:
    - Ele ACREDITA (rs …) que inibiu o Antonio e o Marciano a se manifestarem aqui, porque deixou os dois sem jeito, sem palavras …
    Contra o Chiquismo,
    Este POMBÃO é dos bons hein?
    Ele CAGA pra valer, putz!
    Antonio G,
    O que a religião faz na cabeça de uma pessoa, que é isso?
    .
    Antonio, já que você gostou do vídeo do garoto (eu também gostei), veja este aqui.
    Eu tenho algumas restrições ao Daniel Fraga, mas normalmente ele manda bem:
    http://www.youtube.com/watch?v=3NRV2aospvc

  444. Biasetto Diz:

    Tem mais este:
    http://www.youtube.com/watch?v=E9FStjyWiAM&feature=relmfu

  445. Contra o Chiquismo. Diz:

    Biasa, esse pombo é um TROLL com intenção clara só de irritar.Apenas isso, ele deve tar dando risada da gente. LIXO!

  446. Vitor Diz:

    Marden,
    comentando:
    .
    01 – “Mas cade a Paloma com suas investigações jornalísticas?”
    .
    Ocupadíssima cuidando dos pais doentes. Está passando por uma barra pesadíssima. Ok?
    .
    02 – “Posso te propor uma pesquisa? Compre uma máquina de foto Kirlian, encontre um bom médium que se sujeite a essas pesquisas, tire fotografias de objetos, plantas, animais e pessoas, compare as observações feitas pelas fotos com as observações mediúnicas. Repita esse processo, por exemplo mais duas vezes e apresente aqui para nós o resultado.”
    .
    Marden, o interessado nesse tipo de pesquisa é que deve fazê-lo. Eu estou muito mais interessado em traduzir artigos. E não tenho dinheiro para fazer uma pesquisa desse vulto.
    .
    03 – “Se não for por [observação indireta], como você acha que deveria ser apresentado um espírito, Vitor? Por acaso algum psiquiatra afirmaria: “essa pessoa é esquizofrênica, mesmo que nunca tenha apresentado nenhum dos sintomas mais comuns”!”
    .
    Não entendi o que sua resposta tem a ver com o que eu disse. Meu ponto é simples, veja: o Luiz de Mattos tinha médiuns que passavam receitas para os pacientes fornecidas por espíritos. Por acaso Mattos buscou saber se esses espíritos existiram mesmo? Sim ou não? Se não, então a pesquisa é falha. Se sim, Mattos buscou saber se os médiuns tinham condições de saber sobre a existência desses espíritos por meios normais? Sim ou não? Se não, então a pesquisa é falha.
    .
    04 – “Vitor, sinceramente eu não sei até onde você quer chegar!”
    .
    Estou dizendo, Marden, que você não pode decidir sobre a realidade do mundo baseado apenas na “razão”, sem experimentação. Muitos experimentos dão resultados totalmente contra-intuitivos. O RC é quase todo baseado na “razão”, sem experimentação, sem pesquisa de campo! Comete os mesmos erros do Kardec. Qual foi o experimento ou a pesquisa de campo que Kardec fez para dizer que todos os planetas eram habitados? Resposta: nenhum! Qual foi o experimento ou pesquisa de campo realizados para Kardec dizer que o espírito se ligava ao corpo no momento da concepção? Resposta: nenhum! Isso é religião, não é ciência.
    .
    05 – Se “o que determina o avanço da ciência são as provas e não só, o que seria então esse “não só” que também é capaz de determinar o avanço da ciência? Consegue nominá-lo?
    .
    Sim. Fatores sociais e psicológicos. Às vezes mesmo uma prova robusta não é suficiente para gerar o convencimento da comunidade científica a revogar determinado paradigma.

  447. Vitor Diz:

    06 – “Ou seja, da sua logica não é? Para ser lógica tem que obedecer a uma sequencia lógica, que satisfaça todas as outras considerações anteriores. Não é assim Vitor que você mesmo vem advogando?”
    .
    É. E?
    .
    07 – “Diga isso para o pessoa que estuda Robótica! Para um programador de sistemas que atua em várias máquinas hoje em dia!”
    .
    Se você está tentando fazer uma analogia supondo software algo imaterial e hardware algo material, mostrando uma interação entre ambos, devo dizer-lhe que a rigor softwares não existem, sendo eles na verdade meros estados do hardware.
    .
    08 – Diga isso para quem já foi num concerto de Chopin, Bethoven ou Mozart, que de algo imaterial, utilizam instrumentos materiais, para produzir um bem imaterial, capaz de elevar o significado da vida, para alguns.”
    .
    ???????????????????????????????????????? Esse trecho está incompreensível para mim.
    .
    09 – “Se é mais “plausível e tem mais logica” de que o espirito seja algo material, então esta mais fácil para você. No mundo inteiro falam-se de espíritos, no passado, no presente e no futuro também se falará! Onde estão as provas revisadas por pares das revistas cientificas que você tanto defende e que nelas tanto se apoia para construir suas teorias?”
    .
    Veja, por exemplo, o artigo revisado por pares de Poonam Sharma, B.A. Jim B. Tucker. Cases of the Reincarnation Type with Memories from the Intermission Between Lives, Journal of Near-Death Studies, 23(2), Winter 2004, pp. 101-118.
    .
    Lá é dito:
    .
    “Um sujeito [com memórias do período entre vidas] informou ter sofrido abuso por outros espíritos que jogaram objetos nele, e teve que andar longas distâncias.”
    .
    Se o espírito fosse imaterial, é muito estranho que tais objetos causassem mal a ele e ele tivesse que andar longas distâncias.
    .
    10 – “Ledo engando Vitor. Isso mostra a sua desinformação! Luiz de Mattos preocupou-se com isso, estatuiu princípios, criou um códice! E fez isso em dois anos e meio. Os seus ensinamentos se expandem, no Brasil e no exterior. Pessoas, inclusive muitos céticos, estão hoje em dia propensos a acreditar nos ensinamentos que foram estatuídos por Mattos.”
    .
    Eu não pedi ensinamentos, Marden. Eu pedi que você me dissesse qual a base científica que tem para dizer que o espírito é imaterial. Até agora você não fez isso.
    .
    11 – “Anomalias não são encontradas nos cérebros de pacientes no início dos sintomas esquizofrênicos, ressonância magnética demonstram isso.”
    .
    Não é bem assim. Leia esse artigo de 2009:
    .
    http://bjp.rcpsych.org/content/194/3/236.full.pdf+html
    .
    12 – “Porque os esquizofrenicos apresentam tais sintomas, se não se observaram nenhuma anomalia no cérebro desses pacientes?”
    .
    Falta de poder para detectar diferenças (isso é mencionado no artigo acima).
    .
    13 – Se a causa é material, porque não foi detectada pela ressonância magnética?
    .
    Idem. O DTI parece ser melhor para detectar tais diferenças. Do artigo: “Diffusion tensor imaging (DTI) offers a method of examining white matter microstructure in vivo. It has proved effective in detecting subtle white matter pathology and is a promising method of investigating anatomical connectivity in schizophrenia.”
    .
    14 – “Não seria isso um indício da Forca agindo sobre a Matéria?”
    .
    Agora você está parecendo um cavaleiro Jedi falando :D
    .
    15 – “Porque que o Racionalismo Cristão, adotando uma nova medida terapêutica, conseguiu normalizar os esquizofrênicos, devolvendo-os de volta à sociedade?”
    .
    Talvez porque quase qualquer nova medida terapêutica que não usasse de choques elétricos e de banhos frios nos esquizofrênicos – como era moda na época – daria um resultado melhor.
    .
    16 – Se o RC ao afirmar que conhece a causa, emprega métodos terapêuticos, realiza melhoras nas vidas das pessoas, você não acha que seja algo valido e que mereça a pena estudar?”
    .
    Sim. Mas ao afirmar que conhece a causa, sem provas, sem uma metodologia adequada, saímos do campo da ciência e entramos no campo da religião ou da pseudociência.
    .
    17 – “Outra coisa, quanto te passei os links, sabia que se você fosse lê-los de verdade, levaria pelo menos uns 3 dias para me dar respostas. Mas isso não aconteceu.”
    .
    Faço leitura dinâmica :D

  448. Vitor Diz:

    18 – “Para mim pseudociência é afirmar que o espirito é material e não poder demonstrar isso!”
    .
    Mas eu não afirmo que é material. Apenas considero uma hipótese muito mais provável e fértil cientificamente falando. Não é pseudociência considerar hipóteses mais parcimoniosas. Você e o Mattos ao afirmarem que é imaterial, tratando como algo que já saiu do terreno das hipóteses e virou fato, é que estão fazendo pseudociência.
    .
    19 – “Já o espirito podemos demonstrar sim, por observação indireta, seja através de médiuns, de esquizofrênicos, transtornos de múltiplas personalidades, seja no relato históricos de quase todas as civilizações do passado, seja através dos casos EQM, etc…”
    .
    Cite-me um estudo de caso do Mattos relacionado a EQM. Ou um estudo de caso em que ele tenha averiguado a existência real dos espíritos comunicantes, ou seja, que de fato os guias dos médiuns ou os obsessores dos esquizofrênicos existiram na Terra, tendo sido encontrados seus túmulos, familiares etc. Apenas um estudo de caso basta.
    .
    20 – “Eu também acredito nos fatores genéticos e sócio-ambientais. Mas no exemplo eu citava como ilustração, dois filhos de uma mesma família, um adora o mar e o outro tem pavor, sendo que ambos receberam a mesma edução. Além desses fatores que você acredita, também acredito que há outros fatores que podem influenciar no comportamento. Ou seja, eu não descarto outras possibilidade, ok?”
    .
    Mas eu não quero saber de crenças, Marden. Eu quero saber de provas.
    .
    21 – “Hum, parece que já temos mudanças. Então agora você acredita que o RC tem um papel social? Isso é bom Vitor. Quanto a pseudociência já disse quem eu acho que esteja se baseando nele, né?”
    .
    Até o nazismo tinha um papel social e ecológico.
    .
    22 – “E porque seria preocupante?”
    .
    Porque você faz afirmações demais com provas de menos. Já se disse que os que alteram o sexo estão fugindo da sua “programação espiritual”, assim você acaba criando um estigma contra um grupo de pessoas e isso gera discriminação, discurso de ódio e reações violentas, até perseguições e mortes. É sempre assim.
    .
    23 – “Se ao se analisar fatos que são observáveis indiretamente, ver que podem ser replicados, obedecem a certos princípios e tira-se certas conclusões dai, te preocupa? Se for assim cientistas nenhum do mundo poderiam deduzir nada.”
    .
    Mas cadê as provas, Marden? Até agora vc não apresentou nada.
    .
    24 – “E não te preocupa deduzir ou afirmar, que o espirito é material?”
    .
    Não, Marden. Fazendo isso estou trazendo o estudo do espírito mais para perto da ciência oficial. Quando você diz que é imaterial, afasta qualquer interessado no tema de estudá-lo. Porque você invibializa qualquer estudo assim. Uma ciência material não tem meios de estudar o imaterial. Ponto.

  449. Antonio G. - POA Diz:

    Biasetto, valeu pelos vídeos!
    .
    Quanto a eu estar meio encolhido, mais observando do que participando, é porque eu acho esta ladainha de RC muito enfadonha, ainda mais “nonsense” do que o Kardecismo/chiquismo. Muito chato.
    .
    Quando a conversa estiver mais interessante para mim, eu volto a dar meus palpites. Por ora, delego ao Vitor e sua “paciência de monje” a tarefa de discutir a cientificidade do RC.
    .
    Abraço.

  450. André Ribeiro Diz:

    Olá Vítor. Eu nem pretendia mais comentar em seu blog, mas pude perceber que a panela de pressão está a todo vapor, o caldo está fervendo aqui. Eu gostaria apenas que o Marden respondesse a duas perguntas. A 1ª, a partir da seguinte declaração que ele direcionou ao Biasetto: “Você sabe quem foi Luiz de Mattos, Biasetto? Você acha que fez ou vem fazendo um trabalho melhor do que ele fez e que continua fazendo? Você sabe quais foram os espíritos que o intuíram, para esta nobre causa? Pesquise professor! Pare de perder seu tempo com mentiras! Você pode até não querer dizer a verdade, mas não pactue com a mentira. Encare a realidade, encare os fatos que estão sendo demonstrados.”
    Eu não sei que trabalho o Biasetto vem fazendo, mas não estou preocupado com isto. Gostaria que o Marden apontasse aqui, “Quais foram os espíritos que intuíram Luiz de Mattos?” A qual “nobre causa” ele se refere? E quais “fatos estão sendo demonstrados”?
    A 2ª é sobre uma declaração dele, que no momento não estou encontrando o texto original, mas ele afirmou que acredita que Jesus Cristo foi um espírito muito avançado, algo assim, complementando que está informação veio dos espíritos superiores. Eu gostaria de saber exatamente isto: a quais “espíritos superiores” ele se refere? E como está informação foi passada e assimilada pelo Racionalismo Cristão?
    Obrigado.

  451. Vitor Diz:

    25 – “Ok, Vitor, eu aceito que você não saiba quantos dias ou anos sobrevive um espirito. Também aceito que você e nem ninguém encontrou ainda um espirito material, para examiná-lo e poder verificar seu tempo de vida.”
    .
    Pesquisadores holandeses já encontraram “espíritos” materiais. Veja essa descrição de um “espírito” na sua vida no além, reproduzida no livro “O Erro Espírita”, de René Guenon e na revista : Le Monde Psychique, março de 1912:
    .
    O mais freqüentemente, o homem morre sem ter consciência do que lhe ocorre. Volta para a consciência depois de alguns dias, algumas vezes depois de alguns meses. O despertar está longe de ser agradável. Vê-se rodeado de seres que não reconhece: a cabeça destes seres recorda o mais freqüentemente a um crânio de esqueleto: o terror que se apodera de lhe faz perder freqüentemente a lucidez uma segunda vez. Pouco a pouco, acostuma-se a estas visões. O corpo dos espíritos é material e se compõe de uma massa refrigerante que tem quase o peso do ar; este corpo se compõe de uma cabeça e de um peito; não tem nem braços, nem pernas, nem abdômen. Os espíritos se movem com uma velocidade que depende de sua vontade. Quando se movem muito às pressas, seu corpo se alarga e se torna cilíndrico; quando se movem com a maior velocidade possível, seu corpo toma a forma de uma espiral que conta quatorze voltas com um diâmetro de trinta e cinco centímetros. A espiral pode ter um diâmetro ao redor de quatro centímetros. Nesta forma, obtêm uma velocidade que iguala a do som… Encontramos ordinariamente nas mansões dos homens, já que a chuva e o vento nos são muito desagradáveis. Ordinariamente vemos insuficientemente; há muito pouca luz para nós. A luz que preferimos é a do acetileno; é a luz ideal. Em segundo lugar, os médiuns difundem uma luz que nos permite ver até uma distância de mais de um metro ao redor deles; esta luz atrai aos espíritos. Os espíritos vêem pouco dos vestidos do homem; os vestidos assemelham-se a uma nuvem; vêem inclusive alguns órgãos interiores do corpo humano; mas não vêem o cérebro por causa do crânio ósseo. Mas ouvem pensar aos homens, e às vezes estes pensamentos se fazem ouvir muito longe embora nenhuma palavra tenha sido pronunciada pela boca. No reino dos espíritos reina a lei do mais forte, é um estado de anarquia. Se as sessões não saírem bem, é porque um espírito malévolo não deixa a mesa e fica em cima de uma sessão à outra, de sorte que os espíritos que desejariam entrar em comunicação séria com os membros do círculo não podem aproximar-se da mesa… Em média, os espíritos vivem de cem a cento e cinqüenta anos. A densidade do corpo aumenta até a idade de cem anos; depois disso, a densidade e a força diminuem, e finalmente se dissolvem, como todo se dissolve na natureza… Estamos submetidos às leis da pressão do ar; somos materiais; não nos interessamos, resultamo-nos aborrecidos. Tudo o que é matéria está submetido às leis da matéria: a matéria se decompõe; nossa vida não dura mais de cento e cinqüenta anos quando muito; então morremos para sempre» .
    .
    Comentários de René Guénon:
    .
    Este «espírito» materialista e negador da imortalidade deve considerar-se pela maioria dos espíritas como aceitavelmente heterodoxo e pouco «iluminado»; e os experimentadores que receberam estas estranhas «comunicações» asseguram ademais que «os espíritos mais inteligentes protestam positivamente contra a idéia de Deus» ; temos muitas razões para pensar que eles mesmos tinham fortes preferências pelo ateísmo e o «monismo».
    .
    Como você vê essas comunicações mediúnicas?
    .
    26 – “No Racionalismo Cristão, também se afirma o que está na base de dados espiritualista: (da filosofia e da ciência).”
    .
    Mas no que se compõe essa base de dados? Meramente em comunicações mediúnicas? Se for, por que vocês ignoram a comunicação mediúnica acima que afirma que os espíritos são materiais? Estão varrendo a evidência contrária para debaixo do tapete?
    .
    27 – Se seguiam os pais por iniciativa própria, também tinha a iniciativa de poder ficar onde eles estavam e do jeito que estavam, não é certo? Poderiam também escolher outros pais, ou outra cidade, outro país certo?
    .
    Não sei se poderiam escolher outra cidade ou outro país. Alguns “espíritos” parecem ter sérios problemas de locomoção.
    .
    28 – “Anciões ou homem velho, que são humanos, certo?”
    .
    Certo.
    .
    29 – “Esse espirito que está vendo seus futuros pais fazendo sexo e depois vendo seu futuro corpo crescer, se notar que tem algum defeito no seu corpo, ele pode rejeitar esse corpo e procurar novos pais ou esperar até que seus pais consigam ter filhos com corpos perfeitos?”
    .
    Eu não sei. Mas não conheço um único caso de espírito que tenha rejeitado um corpo por este ser imperfeito. O que não quer dizer que não exista…
    .
    30 – “Como seria essa força? Tem forma física?”
    .
    Não sei, mas acho estranha essa pergunta. Qual a forma física da força que você faz ao empurrar uma parede?
    .
    31 – “Porque você acredita que essa forca obrigaria esse espirito encarnar em uma família contra a sua vontade?”
    .
    Não sei.
    .
    32 – “Para todos os casos acima, esses relatos foram colhidos de algum adulto com mais de 18anos? Ou foram colhidos de crianças? Pergunto isso porque o caso seguinte que você relata foi de uma garotinha de 4,5 anos. Tem alguém com consciência já formada para confirmar tais relatos, dos quais você acredita?”
    .
    Sim, os adultos que confirmaram os acontecimentos relatados pelas crianças no que diz respeito a eles próprios, ou seja, no caso, que de fato esse adulto fez um aborto.
    .
    33 – “Então qual critério você usou para acreditar nisso?”
    .
    Utilidade. A Matemática funciona no mundo real. Até números complexos, que possuem uma parte real e outra imaginária, funcionam no mundo real. São usados em problemas envolvendo eletricidade, por exemplo. Mas ninguém aqui está dizendo que o número 1 existe na natureza como um urso, um peixe ou um espírito! Números são representações, símbolos.
    .
    34 – “Se não tem “provas científicas” que prove algo imaterial”, tal qual, de acordo para você, não prova a existência de espíritos imateriais? Porque considerar uma ciência e desprezar outra?”
    .
    Porque eu não estou dizendo que números possuem existência real. Apesar de números não existirem na natureza, eles tem uma utilidade real. Já você está dizendo que espíritos imateriais possuem existência real. Estou esperando as provas. E essas provas não podem se basear apenas em comunicações mediúnicas! Já vimos que existem comunicações que dizem que o espírito é material!
    .
    35 – “Estou usando a sua logica! Se não tem provas cientificas de que a matemática é uma ciência,”
    .
    As ciências formais – lógica e matemática – constituem exemplos de sistemas não testáveis experimentalmente, cujas teorias podem, no entanto, ser criticadas, discutidas, e até mesmo refutadas através de argumentos lógicos e provas matemáticas. Portanto, o método científico pode ser visto como um caso especial de crítica. A atitude crítica consiste em discutir qualquer idéia ou afirmação, buscando erros, contradições internas ou incoerências com outros campos do conhecimento.
    .
    Mesmo aqueles sistemas que não são testáveis experimentalmente, uma vez que não pretendem tratar de questões empíricas e sim de juízos de valor ou de conceitos a priori, como é o caso do conhecimento filosófico, são importantes para o progresso do conhecimento. Para isso, no entanto, é necessário que eles sejam discutidos e criticados.
    .
    Se, no entanto, pretendemos falar acerca de fatos, devemos procurar testar empiricamente nossas hipóteses pelos testes mais severos possíveis – caso contrário, não estaremos sendo suficientemente críticos e ficará difícil (ou mesmo impossível) eliminar hipóteses falsas.
    .
    36 – “Sim, queria dizer ao encontro (de acordo). Se o RC não tem base para afirmar que o livre-arbítrio existe e que o livre-arbítrio esteja desacreditado, então surge uma dúvida: como você explica que alguns espíritos de sua base de dados encarnaram por vontade própria?”
    .
    Mas a vontade própria deles é somente uma ilusão, como a nossa vontade própria. Não muda nada. Já leu o capítulo do Baum? Sim ou não?
    .
    37 – “Que bela resposta Vitor! Você não faz afirmações que vão além de sua base de dados, mas critica outros pronunciamentos, sendo que nem tem base para tais criticas? Quando se quer criticar algum trabalho ou teoria, deve-se explicar com outra teoria! Ganha a teoria que for mais lógica, mais coerente, mais razoável, mais racional.”
    .
    Não, meu caro, ganha a teoria que tiver mais provas. O que você tem não é uma teoria. Porque uma teoria precisa ter uma base de dados. Isso você não tem. Já Tucker, Stevenson e vários outros possuem uma base de dados robusta. Só que eles não vão além do que sua base de dados permite. Por isso eles fazem ciência, e não psseudociência como vc e Mattos.
    .
    38 – “Ha testes que foram realizados com as folhas cortadas antes de colocarem em qualquer superfície. E o resultado deu positivo, ou seja, a fotografia kirlian foi capaz de reproduzir o pedaço faltoso. Não apenas o exato formato, como também todas as características internas das folhas em teste.”
    .
    O vídeo que você postou não mostra o experimento completo. Em nenhum momento fica claro se as folhas já haviam sido colocadas na película antes de serem cortadas ou não. Eos próprios pesquisadores admitem que os casos em que as folhas são completadas são raríssimos.
    .
    39 – “Portanto o caso acima relatado não é o mesmo que você acabou de dizer. Desconheço casos de membros fantasmas (limb phantom) que tenha tido um resultado positivo. Até onde sei apenas funcionou em plantas. E tem uma certa logica, ninguém vai ficar amputando animais ou pessoas para tirar fotos kirlian.”
    .
    É óbvio que esse experimento é feito com pessoas que sofreram acidentes na vida ou nasceram assim…

  452. Vitor Diz:

    40 – “Você só pode estar de brincadeira mesmo! Hipóteses como essas que você trás aqui devem existir trilhões, ou infinidade delas. Mas da próxima vez que quiser usar alguma hipótese que justifique seus argumentos, procure usar algo melhor.”
    .
    Essa hipótese – de que inclusive a matéria inanimada possui consciência – possui a enorme vantagem de resolver o problema de descobrir quando e como a consciência surgiu pela Teoria da Evolução.
    .
    41 – “Trazer hipóteses que não podem ser testadas são válidas para você como reflexão?”
    .
    Quando elas trazem vantagens em relação às demais hipóteses sim. Mas como ponto de reflexão. Eu não estou afirmando que a matéria inanimada possui consciência. Só que o fracasso completo da Teoria da Evolução em explicar o surgimento da consciência aponta para isso. Ou então temos que considerar que a consciência é uma ilusão também. Ou ainda temos que considerar que ela existe mas nem todos os humanos a possuem, sendo a maior parte da população consistente de zumbis. Essas 3 hipóteses resolvem o problema. Qual delas está certa? Não sei. Por isso eu não afirmo que uma delas está correta.
    .
    42 – “Pronto! Deveria acabar aqui a nossa conversa! Afinal de contas eu trouxe a hipótese do espiritismo, que pose ser testada, mas que você recusa em testar, então você deverá usá-la como reflexão!”
    .
    Mas ao contrário da hipótese da caneta consciente, seus espíritos imateriais não resolvem problema algum! pelo contrário, cria muitos outros, relativos à interação totalmente desconehcida entre o material e o imaterial! A hipótese da caneta consciente resolve o problema do surgimento da consciência pela Teoria da Evolução.
    .
    E mais uma vez: como você vai testar se espíritos são imateriais? E como você vai testar se são eternos? A eternidade não é testável, meu caro… espíritos podem completar 1 trilhão de anos de vida e depois no dia seguinte morrer para sempre… cientificamente, você não pode dizer que espíritos são imateriais ou eternos. O que a base de dados te permite dizer é que eles parecem poder viver algumas décadas no além, mas não que são eternos.

  453. Contra o chiquismo Diz:

    “Antonio G. – POA Diz:
    outubro 2nd, 2012 às 07:56
    Biasetto, valeu pelos vídeos!
    .
    Quanto a eu estar meio encolhido, mais observando do que participando, é porque eu acho esta ladainha de RC muito enfadonha, ainda mais “nonsense” do que o Kardecismo/chiquismo. Muito chato.”

    PELO MENOS O CHIQUISMO DÁ PA GENTE RIR COM AS FANTASIAS, ESSE RC NEM ISSO. SÓ RANCOR.

  454. Toffo Diz:

    Se o Marden quer se pretender divulgador do errecê, é de uma incompetência atroz. A sua estratégia de divulgação tem o efeito contrário: não dá vontade de saber sobre a doutrina, dá engulhos. Tenho vontade de vomitar quando vejo ou leio sobre o errecê, de tanto que o cara é chato e de tanto que o errecê é limitado.

  455. Contra o chiquismo Diz:

    Toffo, já viu minhas postagens acima mostrando o quanto são semelhantes os templos RC e os da Igreja Universal?
    Templos nada modestos ao contrário de muitas “casinhas espiritas” (são modestas e pregam a mentira do mesmo jeito) do subúrbio. Lá deve rolar muita grana! Esse Merden deve ser o Macedo de lá.

  456. Marciano Diz:

    Conheciam esta? http://pt.wikipedia.org/wiki/Renova%C3%A7%C3%A3o_Crist%C3%A3
    Dissidências do Kardecismo no Brasil

    Ao longo da história do espiritismo no país, destacam-se as seguintes cisões ou dissidências ao kardecismo:

    [editar] Roustainguismo

    Ver artigo principal: Roustainguismo

    O francês Jean-Baptiste Roustaing, contemporâneo de Allan Kardec, defendeu entre outras, a tese de que Jesus Cristo manifestou-se na Terra não em um corpo físico, mas sim espiritual. No Brasil a polémica histórica resultante contribuiu para, e alimentou, uma longa cizânia entre os espíritas ditos “místicos” e os “científicos”, com desdobramentos até aos dias de hoje.

    [editar] Umbanda

    Ver artigo principal: Umbanda

    Em 15 de novembro de 1908, durante uma visita de Zélio Fernandino de Moraes a uma sessão da Federação Espírita do Estado do Rio de Janeiro (sediada em Niterói, então capital do estado do Rio de Janeiro), um incidente culminou com a manifestação da entidade que se identificou como Caboclo das Sete Encruzilhadas, que anunciou a fundação de uma nova religião no país: a Umbanda.

    [editar] Racionalismo cristão

    Ver artigo principal: Racionalismo cristão

    Na cidade de Santos, os imigrantes portugueses Luís José de Matos e Luís Alves Tomás fundaram, em 1910, o Centro Espírita Amor e Caridade, e lançaram, em 1914, “Espiritismo Racional e Científico Cristão”, obra fundamental da nova doutrina, hoje distribuída sob o título “Racionalismo Cristão”.

    Matos, que frequentava centros espíritas em Santos desde 1909, julgava haver excesso de religiosidade e misticismo entre os adeptos do espiritismo, e que este deveria ser “a ciência das ciências, a filosofia das filosofias, mas não deveria se vincular a qualquer dimensão religiosa”.

    [editar] Ramatizismo

    Ver artigo principal: Ramatis

    Inicialmente denominado de “Espiritismo de Ramatis”, e atualmente espiritualismo universalista, remonta à segunda metade da década de 1950, quando alguns centros espíritas começaram a estudar e defender as obras e ideias ditada pelo espírito Ramatis (corporificada sobretudo nas obras psicografadas por Hercílio Maes). Distinguem-se dos centros espíritas tradicionais em função da maior ênfase ao universalismo (origem comum das religiões) e ao estudo comparado de religiões e filosofias espiritualistas ocidentais e orientais. Nota-se também a influência mais acentuada de correntes de pensamento orientais, tais como o budismo e o hinduísmo.

    [editar] Apometria

    Ver artigo principal: Apometria

    Embora não se trate de uma corrente religiosa ou doutrinária, fundamentou-se em ensinamentos ditados pelos espíritos. Surgiu na década de 1960, como uma forma de tratamento alternativo a doentes desenganados. Através de um trabalho de sistematização coordenado pelo Dr. José Lacerda de Azevedo, do Hospital Espírita de Porto Alegre, foram fixadas as Leis da Apometria.

    [editar] Conscienciologia

    Ver artigo principal: Conscienciologia

    Ver artigo principal: Projeciologia

    Surgiu em meados da década de 1960, com o fim da parceria entre Chico Xavier e Waldo Vieira, quando este último iniciou pesquisa própria com o que denominou projeção da consciência.

    [editar] Renovação Cristã

    Ver artigo principal: Renovação Cristã

    Surgida também como uma dissidência do movimento espírita, desde setembro de 2002. Sem deixar de seguir a Doutrina Espírita, afirma fazê-lo com maior seriedade do que o movimento brasileiro em si, argumento usado para o afastamento.
    Extraído de http://pt.wikipedia.org/wiki/Hist%C3%B3ria_do_espiritismo_no_Brasil

  457. Marciano Diz:

    O fenômeno das mesas girantes foi noticiado pela primeira vez no país pelo jornal “O Cearense”, 1853.
    Mesma fonte.

  458. Marciano Diz:

    A história do espiritismo no Brasil, wikipedia, de onde foram colados os textos acima, deveria ser lido por todos aqui que ainda não o fizeram.

  459. Contra o chiquismo Diz:

    Marciano, tudo lixo! Com CX dá pra gente se divertir, com esses lixos, é só rancor! Com CX tem o gato inteligente, o cachorro reencarnado, a cobra enooooorme de bote armado que ele desarmou com a boca, tem a pescaria sem anzol, humanidade de Marte… enfim. O que Luiz de Matos traz pra gente se divertir? Só rancor. Amigos, mudem o foco dessa postagem! tragam casos hilários do CX pra gente rir um bocado aqui.

  460. Biasetto Diz:

    Marciano,
    No meio religioso, especialmente no espiritismo, NADA SE CRIA, TUDO SE COPIA.
    Com um detalhe: SEMPRE PARA PIOR.

  461. Contra o chiquismo Diz:

    CX : para rir um pouco. Olha o linguajar dele:
    De “Relicário de Luz”, de Francisco Cândido Xavier

    “Um companheiro assíduo às lições ou um assistente que, por desfastio, aparece de vez em vez?

    Um manancial de auxílio ou uma charneca deserta sem benefícios para ninguém?”

  462. Toffo Diz:

    Madame Natasha nele! Traduzindo: um colega assíduo ou um eventual? Um terreno fértil ou um terreno baldio?

  463. Contra o chiquismo Diz:

    CX apanhou muito quando criança (segundo ele mesmo), mas a madrasta fez o “mito”:
    “Dona Rita, porém, era obsidiada e, por qualquer bagatela, se destemperava, irritadiça.

    Assim é que o Chico passou a suportar, por dia, várias surras de vara de marmeleiro, recebendo, ainda, a penetração de pontas de garfos no ventre, porque a neurastênica e perversa senhora inventara êsse estranho processo do torturar. ”

    Não parece com as torturas de Jesus? CX tirava onda de mártir. Tal qual Jesus aguentou calado:

    “Desde desse dia, no entanto, passou a receber o contacto de varas e garfos sem revolta e sem lágrimas.

    - Chico é tão cínico – dizia Dona Rita, exasperada, que não chora, nem mesmo a pescoção.

    Porque a criança explicasse ter a alegria de ver sua mãe, sempre que recebia as surras, sem chorar, o pessoal doméstico passou a dizer que ele era um “menino aluado”. ”
    confiram aqui: http://www.forumespirita.net/fe/accao-do-dia/tres-lindos-casos-de-chico-xavier/

    É a teoria que tem aqui no blog. CX imitava os santos.

  464. Contra o chiquismo Diz:

    Bem espertinho esse CX:
    “O Morto Cumpriu o Combinado”

    “Na sua nova posição, ficou bem defronte ao Chico. Inesperadamente, mesmo todo enrijecido, quase paralisado, seu braço, cuja mão segurava o chapéu, moveu-se e lançou o chapéu no rosto do Chico. Acertou em cheio.

    – Oh! que é isso? – Gritaram todos.

    Começou um pequeno tumulto, quando Chico interveio e acalmou a todos, dizendo:

    – Meu povo, amigos, não fiquem assustados, eu explico. Isso está muito certo e foi para mim uma confirmação da vida após a morte. Há algum tempo eu havia combinado com o José que, para comprovar que continuaríamos vivos depois da morte, o primeiro que morresse deveria providenciar para que alguma coisa fosse arremessada no rosto do outro. Parece coisa boba, não é? Mas combinamos isso. E aqui, neste momento, ele acaba de me dar essa prova, essa confirmação, pela mediunidade do nosso caro César.”
    http://www.forumespirita.net/fe/convivio-dos-membros-do-forum/lindos-casos-de-chico-xavier/15/

  465. Contra o chiquismo Diz:

    É muita mentira! CX o Zé da Mantira:

    “PSICOMETRIA

    O sobrinho do professor Cícero Pereira, Jofre Teles, capitão da Polícia Militar, retornava de uma viagem a Teófilo Otoni, MG, quando encontrou, por acaso, às margens do Rio Macuri, uma capa de couro e os restos de uma espada com uns dez centímetros de lâmina toda “comida” pela ferrugem. Levou esse “achado” para casa e notou que sonhos horríveis com lutas sangrentas, soldados guerreiros, espadas, etc. passaram a lhe atormentar.

    Falando, certo dia, com Chico Xavier, o capitão contou-lhe essa história e lhe mostrou o “achado”. O médium, depois de examinar rapidamente o objeto, disse:

    -”Capitão Jofre, essa espada lhe pertence há muito tempo. Por volta de 1840, você era um capitão da milícia mineira, lutou bravamente na cidade de Filadélfia, hoje Teófilo Otoni, durante a Revolução Liberal, foi referido e a espada lá ficou!”.

    Obviamente, Jofre Teles espantou-se com tal revelação. E o Chico, notando a sua admiração, acrescentou que na lâmina enferrujada esta gravada a “insígnia de Coronel”, há mais de cem anos, a mesma que ele usava na atualidade.

    O capitão, regressando a Belo Horizonte, limpou melhor o pedaço de espada e lá encontrou gravadas duas palavras latinas: “Honor e Fides”, que, de fato, compõem a sua insígnia atual. Pesquisou, então, o arquivo da Polícia Militar e encontrou seu nome e o grau de coronelato de que fora portador na época.

    Jornal Correio Fraterno do ABC – Abril de 1999″

    http://www.forumespirita.net/fe/convivio-dos-membros-do-forum/lindos-casos-de-chico-xavier/15/

  466. Contra o chiquismo Diz:

    Sempre o catolicismo e Mª de Nazaré..
    “O Chico passava por grandes dificuldades. Problemas gigantescos se avolumavam sobre sua cabeça. E tão gigantescos que ele perguntou ao espírito Emmanuel se não era possível rogar às esferas superiores um conselho de Maria de Nazaré, que ajudasse naqueles dias tão difíceis.Alguns dias se passaram, quando o espírito de Emmanuel lhe disse que o generosos espírito de Maria havia atendido ao seu pedido, enviando-lhe a seguinte frase: Isso Também Passa.”

    Uma entidade que não existe sendo intermediário de Mª de Nazaré.
    http://www.forumespirita.net/fe/convivio-dos-membros-do-forum/lindos-casos-de-chico-xavier/15/

  467. Toffo Diz:

    Todos esses causos são de segunda mão e carecem de comprovação documental ou material, ou de referência científica. Tudo isso contribui para a criação do mito, já que são aceitos sem contraprova. Para mim não passa disso: causos. Como os causos de fantasmas, de pescarias, etc.

  468. Marciano Diz:

    Contra o chiquismo, agora que parece que o lunático deu um tempo, isto está voltando a ficar divertido.
    Já que você gosta das histórias de cx, poderia explicar pra nós, um pouco melhor, esta história da infância dele, esse negócio de vara diariamente, penetração de garfos, etc.
    Pelo que você diz, ele recebia o contato de varas sem lágrimas.
    “. . . recebendo, ainda, a penetração de pontas de garfos”;
    “Desde desse dia, no entanto, passou a receber o contacto de varas. . .”
    Tem certeza de que ele imitava santos, ou seria o Mandrake?
    .
    1. Contra o chiquismo Diz:
    outubro 2nd, 2012 às 15:46
    Bem espertinho esse CX:
    “O Morto Cumpriu o Combinado”
    “Na sua nova posição, ficou bem defronte ao Chico. Inesperadamente, mesmo todo enrijecido
    Como é esse negócio?
    O defunto, em nova posição, todo enrijecido . . .
    .
    Releiamos este trecho:
    “– Meu povo, amigos, não fiquem assustados, eu explico. Isso está muito certo e foi para mim uma confirmação da vida após a morte. Há algum tempo eu havia combinado com o José que, para comprovar que continuaríamos vivos depois da morte, o primeiro que morresse deveria providenciar para que alguma coisa fosse arremessada no rosto do outro. Parece coisa boba, não é? Mas combinamos isso. E aqui, neste momento, ele acaba de me dar essa prova, essa confirmação, pela mediunidade do nosso caro César.”
    .
    Quer dizer que cx, mesmo depois de tanto falar com a sua “querida mãezinha”, ainda tinha dúvidas sobre a vida após a morte?
    Ele confirmou a crença de vida após a morte com isso, quer dizer que as conversas com a “querida mãezinha” eram todas mentirosas? Como ele ainda poderia ter dúvidas?
    .
    É como eu já disse aqui antes, depois de algum tempo começam a inventar um monte de mitos, historinhas, sobre qualquer sujeito tido como extraordinário, “santo”. O engraçado é que tem sempre varas, espadas, defuntos enrijecidos, e ele aguentando tudo quietinho.
    .
    1. Contra o chiquismo Diz:
    outubro 2nd, 2012 às 15:56
    Sempre o catolicismo e Mª de Nazaré..
    “O Chico passava por grandes dificuldades. Problemas gigantescos se avolumavam sobre sua cabeça. E tão gigantescos que ele perguntou ao espírito Emmanuel se não era possível rogar às esferas superiores um conselho de Maria de Nazaré, que ajudasse naqueles dias tão difíceis.Alguns dias se passaram, quando o espírito de Emmanuel lhe disse que o generosos espírito de Maria havia atendido ao seu pedido, enviando-lhe a seguinte frase: Isso Também Passa.”
    Uma entidade que não existe sendo intermediário de Mª de Nazaré.

    Uma entidade que não existe sendo intermediária de outra entidade que não existe, numa historinha pra boi dormir que também nunca existiu.

  469. Marden Diz:

    Estou aqui, apenas lendo vocês! Observando o que sai de proveitoso, de nobre, de moral e de bons princípios. Penso que vocês também devem gostar disso, ao menos em teoria.
    .
    Quanto aos que me indagaram, responderei em breve.
    .
    Abraços a todos

  470. Toffo Diz:

    oh não…

  471. Marciano Diz:

    Tava ficando bom.
    Vai começar a palhaçada toda outra vez.

  472. Phelippe Diz:

    O que tem de racional no cristianismo? O que tem de racional em qualquer religião?

  473. Marciano Diz:

    Contra o chiquiso, esse vídeo foi feito pra você:
    http://www.youtube.com/watch?v=OTf-WP6bkac

  474. Marciano Diz:

    Olha aí, Contra o chiquismo:
    http://letras.mus.br/rogerio-skylab/272019/

  475. Contra o Chiquismo. Diz:

    Marciano Diz:
    OUTUBRO 2ND, 2012 ÀS 21:30
    Contra o chiquiso, esse vídeo foi feito pra você:
    http://www.youtube.com/watch?v=OTf-WP6bkac
    AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH

    Porra, essa eu não conhecia VAleu muito mesmo Marciano. Quase me mijo de rir.

  476. Contra o Chiquismo. Diz:

    Marciano, to rindo muito mesmo aqui. ahauhahaahahuahahahau.

  477. Contra o Chiquismo. Diz:

    Vou descobrir mais historinhas do homem. Aguarde.

  478. Marden Diz:

    Toffo,
    .
    Bom dia e bom trabalho também (extensivo à todos)
    .
    Quanto a sua pesquisa apontada, quero dizer-lhe que eu, assim como assim muitos dos demais racionalistas, nos consideramos não religiosos. Quero lembrar-lhe que é assim que respondemos, já que não temos religião e não somos religiosos (falo por mim e por muitos). Vale ressaltar que esta doutrina é fundamentalmente filosófica e que filosofia é ciência, portanto não é religião, como para os fins da pesquisa apontada.
    .
    Então se quiser realmente entender porque quase um Portugal e meio se consideram não religiosos, você terá que computar ai o contingente de racionalistas cristãos. Agora se quiser saber, em números precisos, esse contingente, se é pouco ou muito, pergunte ao seu colega Marciano, pois ele afirma “com toda a certeza” que tem uma pesquisa que revela tais números. O que eu duvido muito. Vamos apostar quem tem razão? O que me diz?

  479. Marden Diz:

    Olá André Ribeiro,
    .
    Apesar de seu comentário ter sido direcionado ao Vitor, acabei lendo o que escreveu e vi que havia algumas perguntas que você gostaria que eu respondesse. Procurarei responder suas indagações, mas antes quero dizer que, só o fato de você querer voltar ao Blog já demonstra algo do que venho propondo, como por exemplo, a liberdade para que mais pessoas participem; como as mulheres que poderiam participar aqui também com mais frequência.
    .
    Sei que uma pergunta leva-se a outras mais. Por isso, pode ser que lhe cause outros novos questionamentos as minha respostas, mas como você pode observar aqui, são poucos os que querem saber ou pesquisar de verdade sobre os temas espirituais, até mesmo sobre os temas que são levantados aqui no blog. Ninguém quer ir a fundo, salvo pouquíssimas exceções, porque pesquisas dão muito trabalho. E a turminha da preguiça o que menos quer é ter trabalho, já disse isso aqui várias vezes
    .
    Agora respondendo-lhe: “Quais foram os espíritos que intuíram Luiz de Mattos?
    .
    Foram vários, além de Camilo Castelo Branco, posso citar: Luiz de Camões, Custódio José Duarte, João de Deus, José do Patrocínio, Pinheiro Chagas, Isabel de Lencastre, Joana D’Arc, etc…
    .
    André Ribeiro: “A qual “nobre causa” ele se refere?”
    .
    Dentre as nobres causas do Espiritismo, a elevação moral está entre uma de suas consequências. Ou seja, quem estuda a verdadeira Vida Fora da Matéria, tem como consequência, elevar-se moralmente na sociedade. Você poderá ter uma pequena noção, lendo esse pequeno texto sobre o que me refiro: http://goo.gl/o5s7T
    .
    André Ribeiro: “E quais “fatos estão sendo demonstrados”?
    .
    Dentre os fatos que quero demonstrar e que você pode comprovar lendo o blog, é que os fenômenos espirituais, vão além de médiuns mistificadores, de ectoplasmas, de entortamento de colheres, de levitações de mesas, de passes magnéticos ou de obras psicografadas. Há algo superior por detrás! Que se bem compreendidos, poderão levar a um viver mais tranquilo, mais harmonioso e mais cheio de paz e felicidade!
    .
    André Ribeiro: “A 2ª é sobre uma declaração dele, que no momento não estou encontrando o texto original, mas ele afirmou que acredita que Jesus Cristo foi um espírito muito avançado, algo assim, complementando que está informação veio dos espíritos superiores. Eu gostaria de saber exatamente isto: a quais “espíritos superiores” ele se refere? E como está informação foi passada e assimilada pelo Racionalismo Cristão?
    .
    André, também não encontrei o texto que escrevi aqui no blog, mas como você também leu, então não sou o único que pensei que havia ter escrito, rsrsrs.
    .
    Posso citar pelo menos um: Padre Antônio Vieira! Esse é o patrono espiritual do RC. Também só houve uma única manifestação espiritual de Jesus no RC que, se não me falha a memória, foi na inauguração da sua casa no Rio (ou Santos) e que durou cerca de um minuto (ou nem isso).
    .
    Nas duas obras básicas (Racionalismo Cristão e A Vida Fora da Matéria), você poderá encontrar maiores informações se assim desejar, realmente, saber como essa informação foi passada e assimilada pelo Racionalismo Cristão.
    .
    Cordiais saudações.

  480. Marden Diz:

    Biasetto,
    .
    Você pode continuar me chamando dos mais absurdos nomes, mas posso lhe garantir: isso não me rebaixa, nem tampouco te eleva!
    .
    Biasetto: “Você acha que é uma espécie de “salvador”, “messias”.
    .
    Não! Longe disso! Mas estarei eu errado ao querer tentar levar uma vida mais rica, moralmente e espiritualmente falando? É crime procurar o caminho da honestidade e da lealdade? É errado querer alertá-los das faltas espirituais que vêm cometendo, muitos aqui, que nada de proveitoso trás para o ser humano na vida atual e consequentemente na vida futura?
    .
    Biasetto: “aliás, eles nem são incômodos, pelo menos pra mim.
    .
    Se pensar bem, talvez eu também não o seja. Mas talvez seja necessário esse choque de ideias no momento atual.
    .
    Biasetto: “Mesmo o Scur, com toda a paixão que tem pelo espiritismo e a confiança na honestidade de Chico Xavier, admite que o espiritismo não é perfeito, que Chico não era perfeito, …
    .
    Eu não posso falar pelo Scur, mas vou falar por mim: Eu não tenho paixões pelo Espiritismo! A grande maioria de meus amigos nem sequer sabem de minhas convicções filosóficas. Também, nem minha família e nem os meus amigos sabem o que aqui escrevo. Com exceção da minha esposa que sabe da existência do blog, mas que detesta a arrogância e a soberba de muitos comentaristas daqui e é ela quem sempre me alerta: “cuidado e não perca seu tempo querendo educar a quem não quer ser educado
    .
    Ninguém aqui está falando em perfeição! Disso sabemos, que não há perfeição na terra e que também não há seres humanos infalíveis! O Espiritismo é apenas uma ferramenta para o esclarecimento, para uma análise dos fenômenos que ocorrem no mundo espiritual, no mundo invisível e suas implicações no mundo físico. Várias doutrinas ou ciências, tentam desvendar esse outro mundo, umas fazem observações mais acertas, outras fazem observações imprecisas, que devem ser corrigidas com o passar do tempo. Mas nada disso altera a realidade, a verdade.
    .
    Biasetto: “Agora, quanto a você, eu tentei, ah tentei ser cordial, debater com respeito, com ideias
    .
    Não Biasetto, você acha que tentou, pode até ter querido tentar, mas se deixou influenciar, como sempre. Se deixar influenciar por pensamentos deletérios é um mal sinal, Biasetto. Isso demonstra uma vontade fraca! Lembra quando lhe escrevi: “Moscas azuis? Quem tem influenciou com isso? Seria o Contra o Chiquismo? Viu, como podemos ser influenciados? É claro, uns mais influenciados que outros. Mas cuidado.” Com isso, estava querendo alertá-lo! Mas você vem fazendo pouco causo de meus conselhos! Por isso é que se deixa perturbar! Espíritos do astral inferior (camada próxima da terra) vão influenciando e dominando lentamente as suas vítimas, até exercer um domínio completo sobre elas. Podendo inclusive causar lesões cerebrais, como quis expor ao aqui.
    .
    Vamos agora para mais uma evidência do que quero te alertar?
    .
    Biasetto: “deve ser um doente, se for este caso, lamento e o aconselho a buscar um psiquiatra. Eu já fui em psiquiatras, não tem problema, até tomo remédios, especialmente pra tentar me manter calmo, com imbecis do teu tipo.” (os destaques são meus)
    .
    Biasetto, lamento toda essa situação na qual você vive! Sei que no fundo você é uma boa pessoa, por isso volto a escrever-lhe mesmo após todos os insultos contra mim. Eu não sabia que você estava doente ao ponto de necessitar ir em psiquiatras e tomar remédios para se acalmar. Lamento mesmo! Se soubesse dessa sua situação, provavelmente minhas abordagens teriam sido diferentes.
    .
    Talvez seja por isso que a construção mental de uma hipótese, que sugeri à você, esteja incomodando-o tanto. Você fez essa construção mental, portanto você pode apagá-la ou reprogramá-la! Estou certo disso.
    .
    Conselho de quem lhe quer ver bem: Se você não mudar seu comportamento, suas atitudes, se não exercer domínio sobre seus pensamentos e sobre si mesmo, a sua situação poderá ir piorando cada vez mais, sem se dar-se conta disso! Acabará por afetar sua vida laboral e também sua vida social (mulheres e filhos, caso os tenha).
    .
    Você já viu os vídeos de hipnotismo que já coloquei aqui? Onde o hipnotizador usando do magnetismo com certos hipnotizados (os mais suscetíveis, os de mais fácil hipnotização), fazendo inclusive seus membros mexerem, levantarem ou corpos rolarem pelo chão sem a ajuda das mãos do hipnotizador?
    .
    Agora pense consigo mesmo: Poderia isso ser real? Existe mesmo esse magnetismo? Um espírito poderia usar desse magnetismo para dominar meus pensamentos ou quiçá influenciar-me? Pense com bastante calma e com bastante elevação, sobre o que acabo de relatar.
    .
    Quanto ao fato de sua curiosidade em querer saber se “já morei em dezenas de países” e o que faço ou deixo de fazer, etc…, respondo: Aqui pouco me interessa a vida pessoal sua ou de qualquer outra pessoa. Procuro tratar de ideias, de princípios e não de pessoas. Toda a informação que usei ao seu respeito, foram deixadas aqui por você mesmo. Eu não inventei nada e nem caluniei ninguém. Foi você quem disse, quem forneceu as informações!
    .
    Mas se ainda quiser saber sobre mim, vou deixar um link contando um pouco sobre “Marden”, ok? Muitas informações poderão ser encontradas em “meu site”. As informações que não estiverem no site, você então poderá encontrar, como por exemplo, as ideias, os pensamentos de Marden aqui no blog obras psicografadas. Boa sorte!
    .
    http://www.mardenpc.kentparishes.gov.uk/

  481. Marden Diz:

    Biasetto,
    .
    Dentre os possíveis erros gramaticais que pode conter o texto, quero retificar este: (mulher e filhos) e não mulheres e filhos. O que poderia causar mais dúvida em você, quanto aos meus reais conselhos.

  482. Biasetto Diz:

    Marden,
    Quero, sinceramente, pactuar a paz com você. Primeiramente, peço-lhe desculpas, pela forma “pouco carinhosa” como tenho me referido à sua pessoa, mas você me ofendeu. Tudo bem, vamos passar uma borracha nisso. Vou agir da mesma forma que o Vítor Moura, procurando um debate qualificado contigo.
    Sendo assim, vou começar por suas últimas postagens, analisando-as com detalhe e seriedade.
    -
    1 – MARDEN: Você pode continuar me chamando dos mais absurdos nomes, mas posso lhe garantir: isso não me rebaixa, nem tampouco te eleva!
    -
    BIASETTO: Está certo, concordo contigo. Porém, permita-me dizer, te dar um conselho, não sei se você aceita. Também tome cuidado com suas colocações.
    Você me chama de “materialista”, há tantas possibilidades pra esta afirmação. Eu nunca fui “dinheirista”, por exemplo. Nunca liguei para luxo, carrões, festas suntuosas. Sou uma pessoa muito simples. Gosto de fazer amizades, sem me preocupar se a pessoa é rica ou pobre, é branca ou preta, é hetero ou homo, é crente ou cética.
    Contenta-me, passeios simples, com a família, com os amigos – uma praia, uma chácara …
    Quanto à questão teísta, deísta, atéia, sou apenas um crítico, aprendi a ser assim, estudando, analisando, observando, participando do blog, vendo vídeos, lendo livros. Carl Sagan, Hitchens, Sam Harris, Dawkins … vejo-os como grandes pesquisadores, críticos inteligentes, que fundamentam seus argumentos com evidências ou ausência delas.
    Estão absolutamente certos em suas análises? Não sei, mas o que eles me oferecem como ideias, resultados de pesquisas, estudos … me parecem bastante equilibradas, lógicas e sensatas; exatamente o oposto, daquilo que as religiões, num sentido geral, oferecem.
    -
    2 – MARDEN:

  483. Biasetto Diz:

    Vítor, se der você apaga esta postagem, está totalmente incompleta, vou concluí-la. Sem querer, acabei enviando.

  484. Contra o chiquismo Diz:

    BIASETO…

  485. Rafael Maia Diz:

    Nossa, esse negócio de anti religião esta acabando com vc biaseto. Cara, na boa, vc pode resolver tudo isso apenas fazendo o simples nos blogs, dá sua opinião e ler a opinião dos outros sem necessariamente se revoltar porque eles não pensam iguais a vc.

    Se revoltar entende-se: insultar, brigar, menosprezar, debochar das pessoas porque elas não pensam iguais a vc.
    É só vc pensar e praticar e introduzir a seguinte idéia: as pessoas querem ler sua opinião e refletirem sobre ela e não serem convencidas por vc. A decisão de acatar ou não as idéias é delas, cabe a vc apenas informá-las.

    Isso é só uma sugestão de uma pessoa que deseja ajudar, se acha péssima a sugestão ou desqualificada a pessoa que deu vc é livre para não seguir, não fique ferido por isso.

  486. Biasetto Diz:

    Marden,
    Quero, sinceramente, pactuar a paz com você. Primeiramente, peço-lhe desculpas, pela forma “pouco carinhosa” como tenho me referido à sua pessoa, mas você me ofendeu. Tudo bem, vamos passar uma borracha nisso. Vou agir da mesma forma que o Vítor Moura, procurando um debate qualificado contigo.
    Sendo assim, vou começar por suas últimas postagens, analisando-as com detalhe e seriedade.
    -
    1 – MARDEN: Você pode continuar me chamando dos mais absurdos nomes, mas posso lhe garantir: isso não me rebaixa, nem tampouco te eleva!
    -
    BIASETTO: Está certo, concordo contigo. Porém, permita-me dizer, te dar um conselho, não sei se você aceita. Também tome cuidado com suas colocações.
    Você me chama de “materialista”, há tantas possibilidades pra esta afirmação. Eu nunca fui “dinheirista”, por exemplo. Nunca liguei para luxo, carrões, festas suntuosas. Sou uma pessoa muito simples. Gosto de fazer amizades, sem me preocupar se a pessoa é rica ou pobre, é branca ou preta, é hetero ou homo, é crente ou cética.
    Contenta-me, passeios simples, com a família, com os amigos – uma praia, uma chácara …
    Quanto à questão teísta, deísta, atéia, sou apenas um crítico, aprendi a ser assim, estudando, analisando, observando, participando do blog, vendo vídeos, lendo livros. Carl Sagan, Hitchens, Sam Harris, Dawkins … vejo-os como grandes pesquisadores, críticos inteligentes, que fundamentam seus argumentos com evidências ou ausência delas.
    Estão absolutamente certos em suas análises? Não sei, mas o que eles me oferecem como ideias, resultados de pesquisas, estudos … me parecem bastante equilibradas, lógicas e sensatas; exatamente o oposto, daquilo que as religiões, num sentido geral, oferecem.
    -
    2 – MARDEN: Não! Longe disso! Mas estarei eu errado ao querer tentar levar uma vida mais rica, moralmente e espiritualmente falando? É crime procurar o caminho da honestidade e da lealdade? É errado querer alertá-los das faltas espirituais que vêm cometendo, muitos aqui, que nada de proveitoso trás para o ser humano na vida atual e consequentemente na vida futura?
    -
    BIASETTO: esta resposta sua foi com relação à minha pergunta, se você se achava uma espécie de “messias”, “salvador”. Pois bem:
    - você tem todo o direito de procurar levar uma vida moralmente e espiritualmente elevada.
    - de maneira alguma, é crime procurar o caminho da honestidade e da lealdade, muito pelo contrário, é até louvável sua atitude. Parabéns !
    Agora, vejamos o que você disse em seguida: “É errado querer alertá-los das faltas espirituais que vêm cometendo, muitos aqui, que nada de proveitoso trás para o ser humano na vida atual e consequentemente na vida futura?”
    - pode não ser errado Marden, mas pode ser inconveniente e equivocada a sua atitude, a forma de se expressar. Você está querendo impor uma crença pessoal. São valores seus, não compartilhados por muitos aqui. É difícil passar uma semana, sem que alguém das Testemunhas de Jeová, não bata à minha porta, com o objetivo de me “evangelizar”, sob a visão particular de sua crença. Eu não a destrato, mas digo: “muito obrigado, mas no momento, não posso dar-lhe atenção.”
    Não sei se as pessoas aqui – você está se referindo aos críticos – não estão fazendo nada de proveitoso. Você não acha proveitoso, mostrar evidências indicando fraudadores, que fazem uso de mentiras, para ludibriar a fé dos necessitados, independentemente de quais sejam seus objetivos?
    Você não acha proveitoso, alertar as pessoas de que elas possam estar sendo enganadas?
    Valores “morais”, “éticos”, “espirituais” são tão complexos Marden, são tão variáveis. Dependem da cultura de um povo, daquilo que a pessoa recebe em sua casa, na rua em que vive, na escola, como assimila as coisas que vê na TV, nas revistas, nos jornais, nos livros, as músicas que ouve … Até mesmo, está provado isto, depende da genética da pessoa, pelo menos algumas manifestações e/ou tendências.
    É óbvio que existem valores universais e atemporais, como o respeito à vida, à propriedade, à intimidade. Mas veja, por exemplo, que mesmo estes valores podem ser analisados sob diferentes contextos. Se um bandido invadir uma residência e colocar em risco a vida de seus moradores, e se alguém ali, reagir matando-o, a legislação admite, assim como o bom senso, que a ação foi justa e necessária.
    Da mesma forma, se uma pessoa com boa educação, boa qualidade de vida encontra uma carteira com 500 reais e pode devolvê-la e assim não faz, devemos considerá-la incorreta em sua atitude; mas se quem encontrar a carteira, for um morador de rua, já muito maltratado pela vida, e assim, sentir-se muito necessitado deste capital, de forma que não venha a devolver o achado, abre-se uma discussão, seria uma atitude de leviana ou “razoavelmente aceitável”, levando-se em consideração o contexto socioeconômico do cidadão?
    E o que dizer da intimidade Marden? Que direito têm as religiões, ou mesmo os cidadãos em querer se meter onde não é chamado? Existe um código indiscutível de como as pessoas devam ou não devam agir, na sua intimidade, desde que – lembrando aquilo que já te falei -, não estejam desafiando a lei?
    A felicidade Marden é algo muito pessoal, o que pra você pode ser de grande elevação, pra outra pessoa, pode ser totalmente descartável – e você, eu e nenhum outro, deve se meter nisso. Nada impede que “conselhos” sejam dados, desde que exista a oportunidade, mas pára por aí Marden. Não se deve ir além disso.
    Isto também é amor, o respeito ao outro, à maneira de viver do outro, é uma forma de manifestarmos amor.
    Existe uma frase Marden, já que você é muito espiritualizado, que diz o seguinte:
    DEUS AMA VOCÊ, POR AQUILO QUE ELE É. NÃO, POR AQUILO, QUE VOCÊ É.
    Pense nisso Marden.
    -
    MARDEN: “Eu não tenho paixões pelo Espiritismo! A grande maioria de meus amigos nem sequer sabem de minhas convicções filosóficas. Também, nem minha família e nem os meus amigos sabem o que aqui escrevo. Com exceção da minha esposa que sabe da existência do blog, mas que detesta a arrogância e a soberba de muitos comentaristas daqui e é ela quem sempre me alerta: ‘cuidado e não perca seu tempo querendo educar a quem não quer ser educado’”
    -
    BIASETTO: de fato Marden, em parte a sua esposa tem razão. Ah! as mulheres, né Marden? Minha esposa também já me cobrou porque gasto meu tempo aqui. Acho que é melhor do que perder tempo com chats de sacanagem, você não acha? rs …
    “Arrogância” e “soberba” são palavras fortes, às vezes, piores do que um palavrão. Você já se manifestou e se manifesta assim também aqui Marden. Quando você diz que está querendo nos alertar para que deixemos de ser “materialistas”, dizendo que quer nos mostrar a “verdade”, você está agindo como arrogante e soberbo.
    Eu não falo nem por mim Marden, eu sou aprendiz aqui. Eu tive a oportunidade de conhecer melhor, mantenho contato com eles fora do blog, o Toffo e o Montalvão. Se você pudesse conhecer melhor a sabedoria destes senhores. Eles conheceram religiões Marden, eles estudaram muito, eles leram muitos livros, eles pesquisam. Quando ele falam que as religiões pregam “trololós”, eles sabem o que estão falando, são muito convincentes.
    E tem outros participantes, o Antonio G, com sua experiência de vida, quase três décadas no meio espírita. O próprio Vítor, difícil ele não ter argumentos para contrapor ou avalizar uma ideia. Já pesquisou muito, tem pesquisado, inclusive no meio internacional.
    E outros aqui, que acabo esquecendo de citar, pessoas boas Marden, pessoas honestas, pessoas que querem a verdade, que querem o bem das outras pessoas também. Não são mal intencionadas.
    Mesmo o JCFF, não concordo com a visão que ele tem do catolicismo, mas fez pesquisas sérias, fundamentadas, documentadas. Podem ser questionadas? Claro que podem? Mas com argumentos, evidências. Quem faz isto?
    O espaço está aberto. O Publius Lentulus da época de Jesus existiu? Pode ser, mas os estudos do JCFF mostram que não existem registros sobre o tal senador. Vai além, mostra que há informações incoerentes sobre a Roma antiga, nos livros de Xavier/Emmanuel. Isto prova, em definitivo, que Chico foi uma fraude completa? Na opinião de uns sim; na de outros, não. Mas, com certeza, para quem tem bom senso, no mínimo, faz surgir a dúvida.
    -
    3 – MARDEN: Se deixar influenciar por pensamentos deletérios é um mal sinal, Biasetto. Isso demonstra uma vontade fraca!
    -
    BIASETTO: Marden, todos nós somos influenciáveis. Uns mais, outros menos. Eu me lembro de uma frase de um livro de Richard Bach, chamado “Ilusões”, que li lá na adolescência. Mais ou menos assim:
    VOCÊ NUNCA ACEITA A OPINIÃO DE OUTRA PESSOA, VOCÊ ACEITA A SUA OPINIÃO, DITA POR OUTRA PESSOA.
    Lógico que nós podemos, é normal, mudar de opinião, mas a coisa é mais ou menos por aí.
    Se é para escolher em que acreditar ou desacreditar, hoje, eu prefiro analisar evidências concretas. É uma escolha pessoal. Você, talvez, pense diferente. Você inclusive diz, que há evidências concretas no RC, sobre a existência dos espíritos, mas não as apresenta aqui. Você diz que fulano, viveu uma experiência tal, algo assim … mas isto não evidência Marden, isto é tão subjetivo e carente de provas.
    -
    4 – MARDEN: lamento toda essa situação na qual você vive! Sei que no fundo você é uma boa pessoa, por isso volto a escrever-lhe mesmo após todos os insultos contra mim. Eu não sabia que você estava doente ao ponto de necessitar ir em psiquiatras e tomar remédios para se acalmar. Lamento mesmo! Se soubesse dessa sua situação, provavelmente minhas abordagens teriam sido diferentes.
    -
    BIASETTO: obrigado por sua preocupação Marden, mas ainda não estou tendo alucinações, rs …
    Marden, este é outro preconceito seu, me parece, e de muitas pessoas. É só o cara dizer que vai ao psiquiatra, que começam a pensar que ele é louco.
    Eu sou ansioso Marden, tenho dificuldades pra pegar no sono, adoro a noite, mas preciso acordar cedo. Tomo um ansiolítico, me faz bem, me deixa mais relaxado. Você poderá dizer que é perturbação espiritual, mas eu prefiro acreditar que faz parte de minha genética.
    Eu sou descendente de italiano por parte de pai e mãe, sou exaltado, mas não mordo ninguém. Dizem que nós somos emoção e razão. Uns são mais emoção – é o meu caso; outros, são mais razão, acredito que deve ser o seu.
    Vou te dizer uma coisa Marden: acredito que quem é mais emoção vive mais intensamente a vida, saboreia mais a experiência terrena, é romântico, se entrega a paixões, co muita volúpia, tem sede, tem pressa … Por outro lado, está sempre mais suscetível a cometer deslizes, fazer bobagens e ganhar pouco dinheiro.
    Já os mais racionais, lidam muito melhor com a questão financeira, planejam melhor sua vida, pensam mais pra decidir, mas tendem a viver a vida com pouca intensidade. Talvez nunca tomem um porre, nunca se emocionem ouvindo uma música ou vendo um filme, a ponto de chorarem, mas dificilmente vão fazer bobagens.
    -
    5 – MARDEN: Quanto ao fato de sua curiosidade em querer saber se “já morei em dezenas de países” e o que faço ou deixo de fazer, etc…, respondo: Aqui pouco me interessa a vida pessoal sua ou de qualquer outra pessoa. Procuro tratar de ideias, de princípios e não de pessoas. Toda a informação que usei ao seu respeito, foram deixadas aqui por você mesmo. Eu não inventei nada e nem caluniei ninguém. Foi você quem disse, quem forneceu as informações!
    -
    BIASETTO: Marden, eu não xereta, pelo menos, não muito xereta, rs …
    Você postou vídeos no youtube, eu fiquei curioso em te conhecer melhor.
    Quanto aos vídeos, você fala de coisas boas, disciplina, você já quis ser militar Marden? (só mais uma xeretice minha, você fala inclusive em “educação moral e cívica”, um tema amplo este hein?).
    O que eu achei dos vídeos, achei você uma pessoa triste e carente, sinceramente. Relaxa um pouco Marden, rir também é bom. O humor é uma virtude. Claro que existem limites, mas procure se descontrair um pouco. Veja como são as coisas Marden: sempre fui apaixonado por história, geografia, ciências. Nunca pude fazer uma viagem pra fora do Brasil, exclusivamente por falta de grana. Quem sabe um dia né?
    Mesmo nosso país, conheço muito pouco. O mais longe que fui daqui de São Paulo, foi Vitória no Espírito Santo, adorei. Conheci Vila Velha também.
    Quanto às informações que você “usou ao meu respeito”, entendo que você distorceu minhas palavras, não foi legal de sua parte. Quis me fazer de “lobo mau”, o que me irritou bastante. Ah! Marden, se você soubesse a difícil tarefa de um professor nesse país. Lidar diariamente com jovens cheios de vida, de beleza, de sonhos, mas tão escravos da sociedade de consumo, desinteressados por ciências, história, geografia – chegam a dizer que filosofia não serve pra nada, mas muito deles, preferem ouvir o que um pastor, sem querer generalizar, que mal saiu do ensino fundamental.
    Vou dar uma olhada no link que você sugeriu.
    Abraços!

  487. Biasetto Diz:

    Rafael Maia,
    Acabei de fazer as pazes com o Marden (eu acho), também não quero mais encrencas com você.
    Só quero te lembrar, que o blog é um espaço para discussões/debates. Sendo que o principal objetivo do Vítor, é mostrar evidências que sejam favoráveis a crenças ou descrenças.
    Se eu ficar só vendo o que escrevem, sem poder opinar, então, por que vou participar do blog?
    Concordo que não devemos perder a educação, aí, você está certo.
    Bons estudos,
    Abraços!

  488. Rafael Maia Diz:

    Acho que esse é o problema. O debate exige duas pessoas pelo menos. A partir do momento que começa os insultos, a outra pessoa não quer mais debater(faz isso consciente ou inconscientemente) e sim revidar os insultos. A pessoa se ver obrigado a revidar, porque é natural do ser humano não ficar inerte quando alguem lhe agride Ou seja, falta vc conseguir ver isso, o momento que não se tem mais debates e sim troca de farpas, troca de acusações e insultos. Esse momento ocorre especialmente nas mensagens carregadas de emoções ou ironias, quando for implícita; ou então diretamente quando houver insulto.
    Isso é comum nos blogs, só que aqui é 10x mais forte. A técnica mais usada para se evitar isso é fazendo o que eu disse, não provocando o debate ou discussão, apenas emitindo opiniões, a não ser que realmente valha a pena, o que não é seu caso, já que vc passa por problemas familiares devido a isso.
    Ou vale a pena continuar dabates e discussões ? Se pra mim que não tenho filhos nem esposa não vale a pena imagina pra vc.

    Eu participo de 4 comunidades virtuais e blogs abertas ao público, apesar de que nos últimos 6 meses, estar afastado dos 4.

    Em todos eles, tenho grande prestígio.(O vitor até sabe de uma comunidade que nós debatemos em outra ocasião e ele pôde comprovar isso que eu digo.)

    Mas o único que eu pude ver enormes problemas foi esse blog, por causa de alguns participantes, então certamente tem alguma coisa errada aqui.

  489. Antonio G. - POA Diz:

    Muito bom, Biasetto! Gostei de sua reflexão.
    .
    E eu concordo com o Rafael Maia: Não vale a pena levar estas discussões tão a sério. Não é daqui que tiramos nosso ganha-pão. O negócio, como eu tenho dito, é se divertir. É o que eu tenho procurado fazer, postando comentários simples, sem muitas elucubrações e sem muito compromisso, a não ser com a honestidade. Alguém poderá dizer que eu escrevo bobagens, mas não poderá dizer que escrevo mentiras. Não costumo citar fontes bibliográficas, porque manifesto, basicamente, o que eu penso. Não vejo muito sentido em embasamentos bibliográficos sobre as questões que abordamos aqui, porque, de maneira geral, são assuntos etéreos pela sua própria natureza. Os melhores e mais afamados especialistas nestas matérias são justamente os que estão sujeitos aos maiores equívocos. De maneira geral, nada existe de comprovado. São apenas opiniões, baseadas em achismos e/ou experimentos pouco convincentes. E, principalmente, em fé. Então, eu também me sinto no direito de “achar” um monte de coisas. E vou dizendo o que penso, jamais me ofendendo com as opiniões contrárias.
    E tenho achado muito divertido.
    .
    Abraço.

  490. Rafael Maia Diz:

    Ah vitor, caso não tenha percebido e se lembre eu sou aquele Rafael da comunidade da superinteressante que nós debatemos várias páginas algum tempo atrás sobre uma medium.

  491. Rafael Maia Diz:

    Antonio, pra mim tudo se resume a uma simples frase: Há boas provas sobre fenômenos paranormais, mas não o suficiente para convencer toda a comunidade científica.

    Mas como se tem boas provas, é natural que convença algumas pessoas, como eu, o vitor e outros. Como todo mundo é livre para fazer o seu própio juízo de opinião, vai aparecer alguns pensando duma forma e outros pensando doutra forma, como tudo na vida em que se tem provas “a favor e contra”. Natural isso, nada de anormal.

  492. Contra o chiquismo Diz:

    Biaseto, na minha opinião, não fazes bem em recuar e procurar a paz. Temos de combater sempre a mentira. Merece respeito quem acusa os outros de se portar ou regredir ao estágio de um animal irracional? Eu já mostrei que animal sou. ( o jeguinho , lembra?) Estamos vendo aqui por parte desse Marden (Merden) um festival de mentiras, arrogância, falsa modéstia , DISSIMULAÇÃO E PROSELITISMO. Isso é feio. Ele não prova nada do que afirma e vem com papos moralistas. Se não tem EVIDÊNCIAS, o que dirá PROVAS. Não recue Biasa, vc é mais um combatente da mentira!

  493. Rafael Maia Diz:

    Bom, só para esclarecer, quando me refiro a provas falo dos casos mostrado no site sobre os mediuns testados em laboratórios, desvinculado de qualquer referencia religiosa.

  494. Contra o chiquismo Diz:

    Rafael, diga em que revista científica estão publicadas essas provas.

  495. Contra o chiquismo Diz:

    Olha aí uma explicação de por que CX morreu ‘pobre’. Dinheiro talvez não comprasse ADORAÇÃO E BAJULAÇÃO. CX nesse episódio abaixo chega a ser comparado a Jesus.
    Pra quem imitava santos e queria ser um deles…
    “SAUDADES DE JESUS

    Estávamos na residência do Chico. Seu estado de saúde não lhe permitia deslocar-se até o Centro.
    A multidão se comprimia lá na rua em frente.

    Quando o portão se abriu, a fila de pessoas tinha alguns quarteirões. Foram passando uma a uma em frente ao Chico. Pessoas de todas as idades, de todas as condições sociais e dos mais distantes lugares do País. Algumas diziam:

    - Eu só queria tocá-lo…

    - Meu maior sonho era conhecê-lo…

    - Só queria ouvir sua voz e apertar sua mão.

    Uns queriam notícias de familiares desencarnados, espantar uma idéia de suicídio. Outros nada diziam, nada pediam, só conseguiam chorar. Com uma simples palavra do Chico, seus semblantes se transfiguravam, saíam sorridentes.

    Ao ver as pessoas ansiosas para tocá-lo, a interminável fila, a maneira como ele atendia a todos fiquei pensando: “Meu Deus, a aura do Chico é tão boa… seu magnetismo é tão grande, que parece que pulveriza nossas dores e ameniza nossas ansiedades”.

    De repente, ele se volta para mim e diz:

    - Comove-me a bondade de nossa gente em vir visitar-me. Não tenho mais nada para dar. Estou quase morto. Por que você acha que eles vêm?

    Perguntou-me e ficou esperando a resposta.

    Aí, pensei: Meu Deus, frente a um homem desses, a gente não pode mentir nem dizer qualquer coisa que possa vir ofender a sua humildade (embora ele sempre diga que nunca se considerou humilde).
    Comecei então a pensar que quando Jesus esteve conosco, onde quer que aparecesse, a multidão o cercava. Eram pessoas de todas as idades, de todas as classes sociais e dos mais distantes lugares. Muitos iam esperá-lo nas estradas, nas aldeias ou nas casas onde Ele se hospedava. Onde quer que aparecesse, uma multidão o cercava. Tanto que Pedro lhe disse certa vez: “Bem vês que a multidão te comprime”. Zaqueu chegou a subir numa árvore somente para vê-lo.

    Ver, tocar, ouvir era só o que queriam as pessoas.

    Tudo isso passou pela minha cabeça com a rapidez de um relâmpago. E como ele continuava olhando para mim esperando a resposta, animei-me a dizer:

    - Chico, acho que eles estão com saudades de Jesus.

    Palavras tiradas do fundo do coração, penso que elas não ofenderam sua modéstia.

    A multidão continuou desfilando. Todos lhe beijavam a mão e ele beijava a mão de todos.

    Lá pelas tantas da noite, quando a fila havia diminuído sensivelmente, percebi que seus lábios estavam sangrando. Ele havia beijado a mão de centena de pessoas.

    Fiquei com tanta pena daquele homem, nos seus oitenta e oito anos, mais de setenta dedicados ao atendimento de pessoas, que me atrevi a lhe perguntar:

    - Por que você beija a mão deles?

    A humildade de sua resposta continuará emocionando-me sempre:

    - Porque não posso me curvar para beijar-lhes os pés.

    Do livro Momentos com Chico Xavier/ Adelino da Silveira.1ª ed. 1999 ”

    http://www.forumespirita.net/fe/convivio-dos-membros-do-forum/lindos-casos-de-chico-xavier/30/

  496. Contra o chiquismo Diz:

    ATÉ CX COM MEDO DE LEVAR FACADA NO OLHO DO ZÉ ARIGÓ USOU A ENTIDADE QUE NÃO EXISTE ‘EMMANUEL’ COMO DESCULPA:
    “Um fato da vida de Chico Xavier:

    Em 193l, começaram os primeiros contatos entre Emmanuel e Chico. Nessa época Chico já sofria de uma doença complexa nas vistas: o deslocamento do cristalino, que, somado ao estrabismo da vista direita, incomodava-o dia e noite. Ele pediu ao mentor uma orientação sobre o tratamento que deveria seguir para amenizar o seu sofrimento. Talvez pensasse em obter uma cura imediata através dos poderes espirituais de Emmanuel, mas este lhe ensinou uma lição: não deveria esperar privilégios do mundo espiritual só porque havia sido escolhido para transmitir ensinamentos sublimes. Deveria tratar-se sim, recorrendo à medicina humana, que segundo Emmanuel, “está no mundo em nome da Divina Providência”.

    O que a medicina dos homens não conseguiu curar foi o problema da visão. Mas uma vez Chico deu prova de que não se desviaria dos ensinamentos de Emmanuel ao recusar em 1969 uma oferta do médium Zé Arigó que desejava operar espiritualmente os seus olhos. “A doença é uma provação do espírito que devo suportar”, respondeu Chico.”

    NEM CX ACREDITAVA EM ZÉ ARIGÓ.

  497. Contra o chiquismo Diz:

    MENSAGEM DE CX PARA MARDEN (MERDEN)

    “Palavras do próprio Chico:
    “Nosso amigo espiritual, Emmanuel, nos aconselha a respeitar as crenças, preconceitos, pontos de vista e normas de quaisquer criaturas que não pensem como nós, mas adverte-nos que temos deveres intransferíveis para com a Doutrina Espírita e que precisamos guardar-lhe a limpidez e a simplicidade com dedicação sem intransigências e zelo sem fanatismo “.”

    VIU MERDEN, “RESPEITAR preconceitos, pontos de vista ” TENHO PRECONCEITO COM O RC E DO MEU PONTO DE VISTA É UMA DOUTRINA MENTIROSA. RESPEITE ISSO!

  498. Contra o chiquismo Diz:

    MAIS BABOSEIRAS DE CX. AGORA, SOBRE MARTE. HUMBERTO DE CAMPOS ESTEVE LÁ TB E VIU CIVILIZAÇÃO:

    “Em relação a Marte, o Espírito Humberto de Campos, ao realizar uma excursão a esse planeta, observou que as formas de vida nele existentes são bem superiores às da Terra. A sociedade Marciana está moral e cientificamente alguns séculos mais adiantada que a do nosso planeta, porque lá não existem guerras nem conflitos.

    Tais relatos, através do médium Chico Xavier, estão no livro “Novas Mensagens”, publicado em 1939. Nele, Humberto de Campos também revela a existência de água em Marte.”

  499. Contra o chiquismo Diz:

    ESSA EU TIREI DE UM FÓRUM ESPIRITA:
    “Joãzinho dedo mole Encarnado ao telefone:
    - Joãzinho dedo mole: Aí bicho é o seguinte, manda logo o dinheiro do resgate
    ou então devolvo o teu filho picadinho dentro de uma mala.
    - Pai: Não faça isso rapaz, pelo amor de Deus….
    - Joãozinho dedo mole: Eu não tô brincando ” dotô ” ou manda logo a
    grana ou teu filho já era. Vou meter uns pipocos no perrengue, comigo é assim…
    sou muito doido e sangue no zóio merrmo!

    Joõzinho dedo mole desencarnado ” pela policia ” se comunicando num centro Espírita:
    ” Oi mamãe, compareço aqui hoje a esta casa amparado por amigos do bem. Aqui onde moro hoje tudo é lindo e brilhante, onde o amor e a fraternidade reinam absolutos. Continuo sendo aqui o mesmo filho obediente e amoroso de sempre. “

  500. Antonio G. - POA Diz:

    Contra o chiquismo:
    .
    Eu pergunto: Após todas as evidências de fraudes, plágios e equívocos, será que ainda faz sentido questionar a confiabilidade do que CX fez, disse e escreveu?
    .
    Eu mesmo respondo: Para quem quer continuar sendo iludido, faz todo sentido.

  501. Toffo Diz:

    Tudo isso é tão divertido, não dá pra levar a sério.

  502. Contra o chiquismo Diz:

    Toffo e Antonio, postem tb mais baboseiras aí. É divertido demais. Pena que esse Luis de Matos pai do RC seja só rancor. Vamos descobrir alguma coisa divertida do RC se procuramos vamos achar.

  503. Contra o chiquismo Diz:

    Olha aó o luiz de mattos:


    LUIZ DE MATTOS

    Andar, comer, dormir, é natural que sejam obrigadas a isso, mas seria desejável que outra fosse a conduta da maioria.
    LUIZ DE MATTOS ”

    Ele quer que as pessoas não façam o óbvio da sobrevivência humana.

    Ficar parado, morrer de fome (ou se alimentar de luz) e não dormir, essa seria a conduta ideal da maioria. Esse luiz…

  504. Contra o chiquismo Diz:

    Mais uma do luiz:

    “A vida não deve ser passada em brancas nuvens, pois as ilusões têm prejudicado muitos seres.

    Luiz de Mattos”

    SIM , É VERDADE…http://www.saindodamatrix.com.br/archives/mat-josefa-peixotinho.jpg

  505. Contra o chiquismo Diz:

    ESSA DO LUIZINHO É DEMAIS!
    ” Há tanta bobagem, há tanta preocupação com procedimentos sem valor, que revolta os espíritos bem formados.

    Luiz de Mattos”

    COMO É QUE A REVOLTA PODE SER CARACTERÍSTICA DE UM “ESPÍRITO” BEM FORMADO (‘SUPERIOR’)?

  506. Contra o chiquismo Diz:

    ESSE LUIZINHO…

    “O Racionalismo Cristão segue sua marcha, cumprindo o dever de mostrar a realidade da vida espiritual. São felizes os que põem em prática os belos ensinamentos doutrinários. Portanto, despertem para a vida, estudem para esclarecer-se.
    Luiz de Mattos
    Codificador do Racionalismo Cristão”

    EU SOU FELIZ JUSTO PELO CONTRÁRIO: DE NÃO POR EM PRÁTICA “OS BELOS ENSINAMENTOS DOUTRINÁRIOS”. A MAIORIA AQUI TB É FELIZ ASSIM. FELIZ SEM O RC.

  507. Contra o chiquismo Diz:

    AE MARCIANO http://www.youtube.com/watch?v=OTf-WP6bkac
    “CHICO XAVIER É VIAD** LUIZ DE MATTOS TEM CARA DE PAU PAU PAU”…

  508. Antonio G. - POA Diz:

    É… Revolta não combina com “espírito bem formado” (evoluído, superior,…).
    Essa foi horrível! Mandou muito mal… rsrsrsrs.

  509. Biasetto Diz:

    Contra o Chiquismo,
    Não se trata de recuar. O Marden propôs um debate qualificado, que assim seja.
    Continuo me divertindo com suas críticas ácidas, fazer o quê? Se é isto que os espíritos elevados têm a nos dizer, acho que estamos ferrados mesmo.
    Mas vamos aguardar.
    Acabei de ver uma postagem no facebook, muito divertida:
    Tem uma foto do Chapolim – o “não contaram com minha astúcia”, aí está escrito:
    TENTEI LER A BÍBLIA TODA
    DESISTI NA PARTE DA JUMENTA FALANTE
    E, pra completar, o Vítor postou no nosso grupo uma matéria de uma entrevista com o Zeca Pagodinho, onde ele afirma que é médium.
    Eu só queria saber se é quando bebe ou quando está sóbrio, se é que ele fica sóbrio.

  510. Biasetto Diz:

    Contra o Chiquismo, veja isto:
    NASCE ALLAN KARDEC, O FUNDADOR DO ESPIRITISMO
    03 de outubro de 1804

    No dia 3 de outubro de 1804 nascia, em Lyon, na França, Hippolyte Léon Denizard Rivail, mais conhecido como Allan Kardec, educador, escritor e tradutor francês que ficou famoso pela Doutrina Espírita. O pseudônimo “Allan Kardec”, segundo biografias, foi adotado por Rivail para diferenciar a Codificação Espírita dos seus trabalhos pedagógicos anteriores. Segundo algumas fontes, o pseudônimo foi escolhido, pois um espírito revelou-lhe que haviam vivido juntos entre os druídas, na Gália, e que então o Codificador se chamava “Allan Kardec”. Desde cedo, Kardec manifestou interesse no estudo das ciências e da filosofia. Era profundo conhecedor da língua alemã, inglesa, holandesa e dominava perfeitamente o italiano e o espanhol.Após 1834, passou a lecionar, publicando diversas obras sobre educação e tornou-se membro da Real Academia de Ciências Naturais. Como pedagogo, o jovem Rivail dedicou-se à luta para uma maior democratização do ensino público. A partir de 1855 é que ele passou a se interessar pelo fenômeno das “mesas girantes”, bastante difundido à época, e também tomou conhecimento do fenômeno da escrita mediúnica, quando começou a se comunicar com os espíritos. Convencido de que o movimento e as respostas complexas das mesas deviam-se à intervenção de espíritos, Kardec dedicou-se à estruturação de uma proposta de compreensão da realidade baseada na necessidade de integração entre os conhecimentos científico, filosófico e moral. Em 1857, ele lançou “O Livro dos Espíritos”, considerado marco de fundação do Espiritismo. No ano seguinte, publicou a Revista Espírita e também fundou a Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas. No últimos anos de sua vida, Kardec seguiu divulgando o Espiritismo. Ele morreu em Paris, no dia 31 de março de 1869, aos 64 anos de idade, por conta de um aneurisma.
    Fonte: The History, “hoje na História”

  511. Contra o Chiquismo. Diz:

    já conheço essa imundice Biasa.

  512. Biasetto Diz:

    Antonio G., Contra o Chiquismo e demais amigos, vejam este maluco:
    http://www.youtube.com/watch?v=omIsZbW5qPE&feature=related

  513. Marciano Diz:

    Contra o chiquismo, é isso mesmo, ele (cx) se contentava em ser um santo, adorado por um monte de bobões.
    Essa falsa modéstia do cx é brincadeira, fazendo igualzinho Jesus ensinou, se humilhando pra ser exaltado.
    Jesus aí em cima é o personagem fictício do livro de contos de fada chamado bíblia.
    .
    Lucas, 14, 7 Ao notar como os convidados escolhiam os primeiros lugares, propôs-lhes esta parábola:
    8 Quando por alguém fores convidado às bodas, não te reclines no primeiro lugar; não aconteça que esteja convidado outro mais digno do que tu;
    9 e vindo o que te convidou a ti e a ele, te diga: Dá o lugar a este; e então, com vergonha, tenhas de tomar o último lugar.
    10 Mas, quando fores convidado, vai e reclina-te no último lugar, para que, quando vier o que te convidou, te diga: Amigo, sobe mais para cima. Então terás honra diante de todos os que estiverem contigo à mesa.
    11 Porque todo o que a si mesmo se exaltar será humilhado, e aquele que a si mesmo se humilhar será exaltado.
    .
    Cx não acreditava em nada, ficou com medo de morrer no avião.
    Era ateu como nós, só gostava de adoração, por isso enganava os crentes.
    É só ver as fotos das materializações.
    .
    Essa do Joãozinho é terrível. Um espírito superior como o André Luiz passa oito anos no umbral porque comia demais e teve câncer.
    Joãozinho, bandido sanguinário, mora num lugar onde “tudo é lindo e brilhante, onde o amor e a fraternidade reinam absolutos”.
    .
    Quando cx escreveu as besteiras sobre Marte, ainda se pensava que pudesse haver vida lá, ele apostou e perdeu feio.
    Engraçado é que ele esqueceu-se do que dizia Rivail sobre Marte. Que Marte era o único por aqui mais atrasado do que a Terra.
    .
    Divertido do RC é a limpeza psíquica. Simplesmente ridículo.
    .
    Gostei da tua versão para a música do Skylab.
    .
    Esse blog está contaminado por um vírus chamado merden.

  514. Marciano Diz:

    Contra o chiquismo, veja só que palhaçada:
    http://www.racionalismocristao.org/limpeza.html
    Tem mp3, já colei no blog.

  515. Marciano Diz:

    http://www.arazao.net/radiorc/limpeza-psiquica.mp3

  516. Marciano Diz:

    Ao Astral Superior

    Grande Foco! Força Criadora!
    Nós sabemos que as leis que regem o Universo são naturais e imutáveis, e a elas tudo está sujeito.
    Sabemos também que é pelo estudo, raciocínio e sofrimento derivado da luta contra os maus hábitos e as imperfeições, que o espírito se esclarece e alcança maior evolução.
    Certos do que nos cabe fazer, e pondo em ação o nosso livre-arbítrio para o bem, irradiamos pensamentos aos Espíritos Superiores, para que eles nos envolvam na sua luz e fluidos, fortificando-nos para o cumprimento dos nossos deveres.

  517. Marciano Diz:

    Fala sério!
    No kardecismo tem a água fluidificada, no rc, água fluídica.
    Esse luiz tinha uma criatividade!!!
    .
    “ÁGUA FLUIDIFICADA – PREPARAÇÃO NO LAR

    Coloca-se em uma ou mais vasilhas a quantidade de água que se deseja fluidificar. Junto a essas vasilhas, uma ou mais pessoas farão a Irradiação “A” – Ao Astral Superior, seguida de irradiações “B” – (Grande Foco) por cerca de dois minutos.

    Por conter fluidos espargidos pelo Astral Superior durante as irradiações, a água assim fluidificada não deve ser fervida, podendo ser usada sem restrição por pessoas enfermas, em pequenas quantidades, de hora em hora, e pelas sadias, quando tiverem sede.”
    .
    ATENÇÃO, Contra o chiquismo: não ferva a água, ou você estragará as propriedades físico-químicas do astral superior.
    Quem estiver doente deve consumir pequenas quantidades, ou a energia vital da água fluidificada pode matar.
    Coisa de hospício.

  518. Antonio G. - POA Diz:

    Biasetto: Eu sempre digo que a religião faz mal para a saúde mental. Quanto ao padre do vídeo que você indicou, resta uma dúvida: Será que ele já era maluco antes de ser padre, e a religião só fez piorar a situação ou ele era saudável e foi a religião que o deixou assim? rsrsrs

  519. Antonio G. - POA Diz:

    Vírgula no lugar errado deixa o texto meio torto…
    Deveria ter saído assim:
    Será que ele (o padre) já era maluco antes de ser padre e a religião só fez piorar a situação, ou ele era saudável e foi a religião que o deixou assim?

  520. Contra o Chiquismo. Diz:

    Padre podre. Marden pombo.

  521. Biasetto Diz:

    Ué? Agora que eu queria debater com o Marden, ele sumiu?
    É Antonio, eu posso falar: religião só me fez mal.
    Se o Marciano está falando que o Chico não sabia nada de Marte, assim é, porque o Marciano sabe tudo de Marte.
    Olha que escola legal, Contra o Chiquismo:
    http://www.youtube.com/watch?v=KiCDmruHLmQ

  522. Toffo Diz:

    As pessoas não percebem, mas é uma temeridade: no texto abundam expressões como O RC afirma, o RC não admite, o RC recomenda etc, num dirigismo mais do que explícito: eu sou o RC, eu acho assim e assado, se você quiser ser RC vai ter de seguir o que eu acho. No início do texto, ele fala bem claramente: respeitando a maneira de pensar de todos os seres humanos. Ora, se você é alinhado com uma corrente científica mais ligada à randomização/relativização do universo, com certeza o RC não vai respeitar a sua maneira de pensar e dizer: você está pensando errado.

    Eu fico pensando: quantos adeptos do errecê existem por aí? Eu desconfio que cabem todos num teatro e ainda sobra lugar. Os adeptos do espiritismo na França cabem numa van. E o M ainda diz que o errecê não é religião, é ciência. Pois é…

  523. Contra o chiquismo Diz:

    Respeite a Van Toffo! A van tem muitas utilidades entre elas a de ambulância do SAMU, etc. Não dê a uma van essa missão podre.

  524. Contra o chiquismo Diz:

    O Marciano, não se deve ferver a água. Pega-se do poço, e toma-se direto. O astral sueperior já matou todos os micróbios, sendo assim dispensa-se a fervura. Ou tem ou não tem fé. Ferver é falta de fé e confiança de que as amebas e salmonelas da água de poço não vão se transformar em cristais de Cebion e moléculas de Centrum ou Supradyn.

  525. Martinez Diz:

    Lendo todo esse debate sobre se o video é ou não verdadeiro eu não pude deixar de ler alguns comentários sobre o assunto, acho que cada um deveria fazer uma pesquisa séria sobre o assunto,para que não vire fanatismo Porque quem tem um pouco de vontade disposição é só ir a uma biblioteca de Parapsicologia,procure alguma e pegue por exemplo um jornal da society psychical research,e observem os estudos de alguns dos maiores pesquisadores da história do paranormal como: J. B. Rhine, Leonid Vasiliev, Milan Rizl, Willem Tenhaeff, Charles Richet e entre outros notáveis pesquisadores e para quem não tem conhecimento do assunto vou sitar onome de alguns paranormais legitimos que não usaram truques e nunca foram descobertas nenhuma fraude esses são:Eleonora Piper, Elisabeth D’Esperance, Kate Fox, Helene Smith.
    Aonde os pesquisadores, Friedrich Myers e Oliver Lodge chegaram a conclusão em alguns de seus casos de que não poderiam se explicar tais ocorrencias se não por meios paranormais,que pode ser tanto telapatia quanto “super PES” que é o que pode explicar o fenomeno das mesas girantes e entre outros,que podem ser causados pelo próprio médium,é claro que que pessoas sensatas e inteligentes não podem nunca afirmar que tais casos são fraudes ou mesmo,que espiritos não podem existir até porque outro célebre autor de eximias pesquisas disse. Há qualquer coisa de verdade, de real, de autêntico atrás de tudo isto. Prof. William James, se ele disse uma frase dessas que outra pessoa pode chegar aqui e dizer que tudo isso não existe só mesmo ignorantes e fanáticos religiosos para distorcerem tais fatos.Pois há uma grande diferença entre Espiritismo e Parapsicologia, no Espiritismo se diz que tais fenomenos são causados por espiritos e pronto, já na Parapsicologia dizemos que pode ser que seja dentre tantas outras possiveis uma explicação para o tal evento e não um fato consumado como diz a doutrina Espirita.Pois a parapsicologia é uma ciencia que estuda tais fatos.

  526. Vitor Diz:

    Martinez, D’Esperance e Kate Fox foram pegas em fraude sim. Helene Smith não parecia ter qualquer poder paranormal.

  527. Martinez Diz:

    Vitor, vc está equivocado pois Madame d’Esperance demonstrou capacidades fora do comum, sob rigoroso teste, descrevo a seguir alguns de seus dons em transe mediúnico,pois não é admissivel que alguém possa ver normalmente e desenhar com minuciosa precisão em completa obscuridade;que alguém possa, por meios normais de visão, ler o conteúdo de uma carta fechada, no escuro, e que alguém, que ignore a língua alemã, possa escrever com rapidez e exatidão longas comunicações em alemão.Chamamos esse ultimo de Xenoglossia,Alexandre Aksakoff um filósofo , no seu livro “Um Caso de Desmaterialização Parcial”, descreve que, em uma
    sessão realizada com essa médium, viu seu corpo desmaterializar-se, parcialmente. Tanto o caso dessa médium tanto Helene Smith tiveram a supervisão de pesquisadores como Ernesto Bozzano e Oliver Lodge que são um dos maiores nesta area, e ocaso de Katie Fox foi que Maggie confessou que fraudava os fenômenos de alegadas comunicações com os espíritos. Ela denunciou como uma falsidade absoluta do começo ao fim, como a mais frívola das superstições, a blasfêmia mais perversa conhecida no mundo, Um ano após falsas denúncias de sua própria fraude e percebendo não ter atingido sua irmã Leah, Maggie decidiu desmentir a sua “confissão”, alegando tê-la feito em troca de dinheiro de religiosos que se aproveitaram de sua situação de pobreza. Katherine Fox não voltou atrás em suas declarações, temendo retaliações. São estudados os fatos ocorridos em Hidesville por cientistas e estudiosos das ciências psíquicas e comprovados sua autenticidade (Aksakof, Alexander) , faleceram poucos anos depois como médiuns respeitadas por vários estudiosos da moderna parapsicologia. No jornal da Society for Psychical Research london os Professores Flint,
    Lee e Coventry, de Buffalo, em 1851, organizaram as suas condições para que não houvesse fraude e depois de muito estudado o caso foi dado como inconclusivo e não como fraude pela Society for Psychical Research, esses são dados disponibilizados pela própria, ou seja não sou eu quem está dizendo e sim um dos maiores (senão o maior) centros de pesquisas do mundo, e só para finalizar William Crookes realizou estudos que deram resultados de que ela influenciava mais intensamente a agulha do que outros e que sugere força pisiquica, que foi o teste feito na ocasião pelo mesmo.

  528. Nikolas P. Diz:

    Há anos acompanho este sítio e sempre mais me surpreendo com sua crescente qualidade. Qualidade dos artigos, qualidade das discussões.
    Nascido e criado em meio de espiritões (minha família até fundou e sustentou pos décadas um centro!), sempre fui considerado a “ovelha negra” por questionar e apontar as idiotices espiriteiras e chiqueiras.

    Uma vez um “parente falecido” enviou uma mensagem via mediúnica. Deram-ma para ler e…apontei como o dito defunto parecia não saber nomes de algumas pessoas e, ainda mais, nem mesmo se recordar de agradecer de modo especial a outra que muito por ele fez – em vida. Aliás, a essa pessoa nem mesmo uma única referência. Ah, claro! O médium não sabia nada disso, apenas tentou imitar a caligrafia e uma assinatura obsoleta do morto que, muito provavelmente, tenha sido vista em alguns dos livros que o medium ganhara anos antes e que continham dedicatória. De resto, a “mensagem” era naquele estilo chiqueriano, meloso, ornado, às vezes uncial, num estilo e vocabulário que o ente vaporoso deve ter haurido no post-vitam (vel mortem).

    Essa coisa (espirito-chiquismo) ainda medra (juntamente com o pentelhocostalismo) nesse país em razão de algo muito nítido: a extremada e entranhada ignorância popular. Creem nessas baboseiras porque chafurdam em sua apedeutia e preguiça mental.

    Este sítio faz o louvável serviço de espalhar conhecimento e ajudar as mentes vazias e imbecilizadas a pensar. Mas, advirto: é um trabalho de Sísifo.

  529. Mrtinez Diz:

    Nikolas não quer dizer que porque vc viu um médium falhar todos serão iguais é só pegar a história de William James que era cético até encontrar a Sr.Piper, podemos citar também Eillen Garret, Wolf Messing polonês naturalizado soviético e entre outros que tiveram sua mediunidade testada ao extremo pelos mais capacitados pesquisadores da época, por isso eu acredito que temos que estudar os fatos e apurar tudo nos minimos detalhes e não ficar tentando bancr o cético quando na verdade tem medo de encarar a verdade e nem dando importancia qualquer ignorante pseudocético, que aliás está cheio neste Site.

Deixe seu comentário

Entradas (RSS)