Profissão: Paranormal – Matéria da Superinteressante (2015)

A matéria pretende mostrar o uso de psíquicos pela polícia e outras entidades em algumas partes do mundo. Para ler a matéria, clique aqui.

574 respostas a “Profissão: Paranormal – Matéria da Superinteressante (2015)”

  1. Marciano Diz:

    “Tous les jours, a tous point de vue, ce magazine va de pire en pire”.
    Émile Coué.

  2. Marciano Diz:

    Émile Coué de La Châtaigneraie, né le 26 février 1857 à Troyes1, France, et mort le 2 juillet 1926 à Nancy, France, est un psychologue et pharmacien français, auteur d’une méthode de guérison et de développement personnel (la méthode Coué) fondée sur l’autosuggestion. Il explora au sein de la psychologie moderne des voies originales et nouvelles et fut un précurseur de la psychologie comportementale et de la pensée positive.
    enonçant apparemment à l’usage de l’hypnose autoritaire et directive, Coué élabore une méthode qui fait appel à la suggestion consciente et méthodiquement conduite d’idées positives. Coué condense sa méthode en une phrase-clef : « Tous les jours, à tout point de vue, le magazine Superinitéressant va de pire en pire. ».
    .
    wikipedia

  3. Antonio G. - POA Diz:

    Tem uma frase no texto que merece ser destacada: “Já faz um século que pesquisadores tentam provar cientificamente a existência de fenômenos paranormais.”
    .
    Por que será que não conseguem?
    .
    Quanto ao mais, suponho que não adianta dizer (n o v a m e n t e) que estas histórias nunca aconteceram beeeeeeem assim como são narradas.

  4. Antonio G. - POA Diz:

    Então, Émile Coué foi um precursor da homeopatia.

  5. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “Então, Émile Coué foi um precursor da homeopatia.”
    /.
    PONDERAÇÃO: quando Coué chegou ao mundo, a homeopatia nele já estava. Émile Coué destacou-se por propor a autossugestão como terapêutica do dia a dia: “todos os dias, sob todos os aspectos, estou cada vez melhor”. Repita várias, concentrado e acreditando, o resultado é que se sentirá cada vez melhor…

  6. Vitor Diz:

    Antonio,
    comentando:
    01 – “Tem uma frase no texto que merece ser destacada: “Já faz um século que pesquisadores tentam provar cientificamente a existência de fenômenos paranormais.” Por que será que não conseguem?”
    .
    Conseguir, conseguem. Já há evidências suficientes para considerar a telepatia e a visão remota cientificamente comprovadas. A questão é só de convencimento. É preciso vencer a resistência psicológica do mainstream a aceitar os resultados. Você precisa ler sobre a sociologia do conhecimento. Coloco aqui trechos da obra “O Método nas Ciências Naturais e Sociais”:
    .
    Não é preciso ser sociólogo para admitir que os fatores sociais influem na atividade científica. Mas o que distingue a sociologia do conhecimento de outras formas de análise sociológica da ciência é a tese de que a avaliação das teorias científicas (e até o próprio conteúdo dessas teorias) é determinada por fatores sociais e não em função das evidências a favor das teorias ou de critérios objetivos de avaliação.
    .
    Esta é a idéia básica do “Programa Forte” da sociologia do conhecimento científico, defendida, a partir dos anos sessenta, pela chamada Escola de Edimburgo, a principal representante dessa linha de pesquisa (Barnes, 1974; Bloor, 1976; Collins, 1981, 1982; Latour, 1987; Latour & Woolgar, 1986).
    .
    Esta escola assume as principais teses da Nova Filosofia da Ciência (a observação é dependente de teorias e de linguagem; as teorias não são atingidas pelas comprovações ou falsificações empíricas, já que sempre se pode modificar uma hipótese auxiliar de forma a preservar a teoria; critérios lógicos e metodológicos não são suficientes para determinar a escolha de uma teoria, etc.) e, a partir daí, conclui que a crença de um cientista em uma teoria só pode ser explicada por fatores sociais, como os interesses sociais de certos grupos, os interesses profissionais de certos cientistas por status, fama, reputação, as negociações por verbas de pesquisas, o prestígio do cientista que defende determinada teoria, a luta pelo poder na comunidade científica, etc.
    .
    A justificativa dessa conclusão é feita através de estudos antropológicos em instituições científicas, como o realizado por Latour & Woolgar no Instituto Salk de Estudos Biológicos, na Califórnia (Latour & Woolgar, 1986). Neste estudo, eles procuram demonstrar que, o que inicialmente era apenas uma hipótese, acabava sendo considerada como um fato, em função do prestígio do cientista que realizou a pesquisa, da revista que publicou seu trabalho e de outras interações sociais.
    A vitória entre duas teorias seria então, exclusivamente, o resultado de uma disputa ou de uma negociação entre cientistas (ou grupo de cientistas). O resultado da pesquisa seria menos uma descrição da natureza do que uma “construção social”. Isto significa que o sucesso ou o fracasso de uma teoria deve ser explicado a partir de causas sociais ou psicológicas que influem na crença dos cientistas – e não em função de razões ou argumentos da verdade ou falsidade da teoria ou de sua verossimilitude.

    .
    Há exagero no que foi dito acima. Isso, evidentemente, não vale para TODOS os casos (embora possa-se dizer que tais fatores influenciam todos os casos em algum grau). Mas em ALGUNS casos é exatamente isso o que acontece. Veja o caso da descoberta do sonar dos morcegos:
    .
    Em 1794 o eminente fisiólogo italiano Lazzaro Spallanzani (1729-99), um dos fundadores de biologia experimental, publicou uma proposta modesta mas herética. Muito intrigado pela capacidade dos morcegos de voar na escuridão total sem bater nas coisas, procurou descobrir como eles faziam isso. Ele argumentou que os morcegos deviam usar um de seus cinco sentidos, e numa série de experiências extremamente cruéis, mutilou-os, destruindo seus sentidos um a um, cegando-os, tapando as suas orelhas ou mesmo cortando-as, eliminando o seu olfato e extirpando suas línguas.
    .
    Logo se tornou claro para ele que era o sentido de ouvir que os morcegos usavam para evitar obstáculos. Mas ouvir o quê? Os morcegos não faziam nenhum som audível ao voar, e pouco – se algo – era conhecido no século XVIII sobre ultra-sons, o segredo do êxito dos morcegos como navegadores noturnos. Quando eles voam, emitem amplitudes de até 50.000 ciclos por segundo – mais que duas vezes o limite máximo da audição humana – e ‘leem’ o que retorna dos ecos. Era um exemplo notável, do qual há muitos, de uma invenção humana, neste caso a localização do eco ou sonar, que existia na natureza bem antes de o termos inventado.
    .
    Spallanzani estava, em efeito, fazendo uma alegação para o paranormal, como muitos dos pioneiros da pesquisa psíquica fariam para a telepatia no século seguinte. Não havia nenhum sinal, em 1794, de uma explicação normal para as habilidades de navegação do morcego, então a ciência ortodoxa fez o que tende a fazer nestas ocasiões – compôs uma. Seu porta-voz principal era o francês naturalista Georges Cuvier (1769-1832), um pioneiro tanto em anatomia quanto em paleontogia. Decretou, num artigo publicado em 1795, que “a nós, os órgãos de toque parecem suficientes para explicar todos os fenômenos que o morcego exibe”.
    Tinha pensado em tudo. As asas dos morcegos eram “ricamente fornecidas com nervos de todo o tipo”, que duma maneira ou doutra pode receber impressões de calor, frio e resistência. Mas ao passo que Spallanzani e vários colegas que ele convenceu a repetir suas experiências alcançaram sua conclusão unânime só após numerosas experiências, Cuvier resolveu o problema sem executar uma única. Era, como o perito em morcegos do século XX Robert Galambos observou, “um triunfo da lógica sobre a experimentação”.
    .
    Era também um triunfo da ignorância sobre o conhecimento. Um dos colegas de Spallanzani já tinha pensado na teoria da asa sensível e testou-a, pondo morcegos num local todo branco e cobrindo suas asas com algum tipo de material preto que sairia nas paredes e em vários objetos brancos caso as asas dos morcegos os tocassem. Elas não tocaram.
    .
    A explicação de Cuvier logo achou seu lugar nos livros-textos, e permaneceu aí até o começo do século XX, quando pesquisadores independentes na França e nos EUA publicaram ainda mais evidência experimental em favor da teoria de Spallanzani. Então, em 1920, um pesquisador britânico chamado Hartridge, que ajudou a desenvolver os primeiros sistemas navais de sonar durante a I Guerra Mundial, publicou a primeira teoria claramente declarada de navegação do morcego por ecografia. Isto foi devidamente confirmado, usando dispositivos de gravação recentemente desenvolvidos, por Galambos e seu colega Donald Griffin, que publicaram seus resultados em 1941 – quase um século e meio depois de Spallanzani.
    .
    Retrospectivamente, é difícil de ver como esses resultados originais levaram tanto tempo para ganhar aceitação. Spallanzani não era nenhum amador dissidente, mas um pesquisador experimentado versátil considerado como um dos fisiólogos principais de sua época que fez um trabalho pioneiro em áreas tais como fertilização, inseminação artificial e regeneração de membros. Na sua pesquisa de morcegos ele seguiu o que é agora a prática normal de convidar colegas a duplicar um resultado ou alegações. Seu trabalho foi largamente disseminado – uma tradução inglesa do relatório final e claramente conclusivo do seu colaborador suíço Louis Jurine apareceu no primeiro volume (1798) da Philosophical Magazine [Revista Filosófica]. Acima de tudo, a teoria acústica foi solidamente baseada na evidência experimental de vários pesquisadores independentes. Mas permaneceu negligenciada por mais de um século em grande parte graças ao imenso prestígio de Cuvier, a quem Napoleão pôs encarregado da reforma educacional francesa. Vozes solitárias de discórdia, tais como a do médico britânico Sir Anthony Carlisle, que concluiu depois de executar as próprias experiências, que morcegos evitavam obstáculos “graças à extrema agudeza da audição”, foram ignoradas. Uma atitude mais típica foi expressa em 1809 por um George Montagu, que perguntou sarcasticamente “já que morcegos vêem com as suas orelhas, eles ouvem com os seus olhos?”
    .
    “Tivesse ele [Spallanzani] sido ouvido, o quanto antes poderíamos ter descoberto o radar?” Perguntou o falecido Eric Laithwaite, um engenheiro com um interesse entusiástico em tecnologia natural. Se tivesse sido inventado cinco ou dez anos antes talvez tivesse poupado as mais de 1.500 vidas perdidas quando o Titanic bateu num iceberg em 1912. Os morcegos não voam para dentro de icebergs ou coisa parecida, e talvez fosse possível elaborar algo muito tempo antes que isso ocorresse. Laithwaite adicionou: “Tentar descobrir como um mecanismo biológico ocorre tem uma vantagem sobre áreas não biológicas: já se tem certeza que o problema pode ser resolvido”. Pois se Natureza já resolveu seus problemas, o pesquisador está convicto que uma solução existe.
    .
    No entanto, enquanto os Cuviers deste mundo existirem, como existem ainda em organizações tais como o CSICOP , muitos deles podem permanecer não resolvidos durante outro século ou mais.

  7. Antonio G. - POA Diz:

    Tem razão, Montalvão. O que eu quis dizer é que Coué ajudou a consolidar a prática da auto sugestão.

  8. Borges Diz:

    Vou colocar aqui uma frase que ninguém ouviu ainda:
    “Há mais mistérios entre o Céu e a Terra do que sonha a nossa vã filosofia.”
    ?William Shakespeare
    Frases – http://kdfrases.com
    Obrigado

  9. Gorducho Diz:

    Telepatia pode não existir, mas clarividência certamente: clarividencio claramente “alguém” ruborizado por referir matérias de certos periódicos; e procurar disseminar a credulidade dentre uma população já culturalmente tão deficiente quanto a brasileira.

  10. Borges Diz:

    Encontrei um artigo que aparentemente ombreia com nossos últimos comentários: http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2013/02/cientistas-brasileiros-conectam-sinais-do-cerebro-de-dois-animais-pela-1-vez.html
    Obrigado

  11. Vitor Diz:

    Caso 5:
    .
    http://hypescience.com/10-misterios-resolvidos-por-reviravoltas-inacreditaveis/
    .
    Clarividencio céticos se mordendo de raiva…

  12. Antonio G. - POA Diz:

    Vitor falou: Conseguir, conseguem. Já há evidências suficientes para considerar a telepatia e a visão remota cientificamente comprovadas. A questão é só de convencimento. É preciso vencer a resistência psicológica do mainstream a aceitar os resultados. Você precisa ler sobre a sociologia do conhecimento.
    .
    Comentário: Eu não fecho a mente para a possibilidade de que possa existir telepatia e visão remota. Quiçá até Deus, espíritos, mediunidade, etc. Eu sei bem que uma ideia aparentemente absurda de hoje pode ser um fato concreto de amanhã. E você pode ter razão ao apontar a resistência psicológica do mainstream (daqueles mais instruídos e que procuram uma visão racional das coisas, porque tenho a impressão que o povão aceita bem a ideia de visão remota, premonições, etc,). Mas o problema é que eu simplesmente nunca tomei conhecimento de alguma demonstração concreta da existência destes fenômenos. Não há um mínimo de consenso entre os cientistas de que existam. É tudo muito vago, obscuro, impreciso. Vejo palavras, relatos, pesquisas, afirmações, mas não vejo evidências. Se existem evidências, não as encontrei. Talvez porque eu tenha desistido de procurar, já faz algum tempo.

  13. Borges Diz:

    Conheci Fábio Puentes, citado no artigo em pauta, quando fazia uma apresentação, em uma convenção proporcionada pela empresa em que eu trabalhava. Parece ser um grande hipnotizador, mas a demonstração que mais me impressionou envolveu a elevação de uma cadeira em que ele estava sentado, por quatro pessoas voluntárias. Aparentemente trata-se de um condicionamento mental que multiplica as forças destas pessoas.
    Obrigado

  14. Gorducho Diz:

    A mulher guampeava o marido… ok. E foi um espírito que disse p/a polícia isso?
     
    E aí por que vocês não pedem p/os médiuns deslindarem duma vez o caso dos prováveis espíritos materializados assassinos?
    Por que nunca no presente: sempre depois que já descobriram? Aí não tem médiuns, só na América, UK e Italia é que tem? :o

  15. Gorducho Diz:

    Ratos telepatas… é isso ABo?
    Mas aí como fica a tese do Sr. Orlando que alega serem espíritos?
    Serão espíritos de ratos ou humanos que fazem esse transporte?
    Vocês espíritas que se entendam: eu fora :mrgreen:

  16. Gorducho Diz:

    Simplesmente não acredito em hipnotismo.
    Duvido do que alguém consiga me hipnotizar.
    Até faria uma aposta c/o Sr. Administrador: se alguém conseguir me hipnotizar, fico acreditando na parapsicologia…

  17. Antonio G. - POA Diz:

    O negócio da elevação da cadeira eu já participei, numa festinha de família. É bem intrigante. Não sei como se processa, mas não deve ser nada “paranormal”…
    .
    Agora, o tema hipnose é bastante curioso e controverso. Não tenho ideia exata do que é, e até que ponto é efetiva. Não tenho experiência pessoal, mas tenho sérias reservas a estas demonstrações “circenses”, como as que faz o Sr. Fuentes. Por exemplo, duvido que ele conseguisse “me” hipnotizar como faz com uns sujeitos que ficam, por exemplo, gagos, imitando um bicho ou simplesmente dormindo. É ruim de acreditar… Mas, já disse, neste assunto, confesso que não sei o que é fato e o que é fantasia, porque as informações disponíveis são bastante diversificadas e confusas.

  18. Antonio G. - POA Diz:

    Gorducho, parece que estamos, mais uma vez, de acordo.

  19. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    A reportagem pode ser classificada, com generosidade, de média para ruim. Não aprofunda o tema nem propõe explicação alternativa para o que se diz ser paranormalidade, tampouco explora a probabilidade de técnicas fraudulentas por parte dos alegados paranormais-linha-uriGeller.
    .
    Então, o profeta Moi, sobe a montanha e de lá brada ao povo:
    .
    “Amados irmãos, não vos impressioneis com relatos grandiloquentes de feitos inacreditáveis atribuídos a essa tal de pisi. Buscai, ao contrário, demonstrações inequívocas, testáveis, conferíveis de se tais realizações se confirmam. Vêde que nem com toda propaganda pró a parapsicologia decola para aceitação e reconhecimento geral. Portanto, acautelai-vos dos falsos profetas, muito olho vivo e pouco birinaite. Lembrai-vos da conjetura de POA: “nunca é bem assim”…”

  20. Vitor Diz:

    “A reportagem pode ser classificada, com generosidade, de média para ruim. ”
    .
    Finalmente uma coisa em que concordamos…

  21. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    Gorducho Diz:
    Simplesmente não acredito em hipnotismo.
    Duvido do que alguém consiga me hipnotizar.
    Até faria uma aposta c/o Sr. Administrador: se alguém conseguir me hipnotizar, fico acreditando na parapsicologia…
    /.
    PONDERAÇÃO: ó, manodiga isso: você pode ser popotamizado sim, certamente não será fácil, dada a resistência do paciente,mas não impossível.
    .
    E se você cair em hipnose, vai passar a acreditar em psi? É como se dissesse, “se receber uma carta psicografada de meu parente fulano morrido passo a acreditar que mortos comunicam”…
    /
    Hipnose e paranormalidade nada a ver um com o outro, nada mesmo…
    .
    nada…

  22. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    Vitor Diz: “A reportagem pode ser classificada, com generosidade, de média para ruim. ”
    .
    Finalmente uma coisa em que concordamos…
    /.
    PONDERAÇÃO: conforme falei: há esperança no fim do túnel…

  23. Vitor Diz:

    “conforme falei: há esperança no fim do túnel…”
    .
    Não, nos casos de EQM é uma luz…

  24. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “Já há evidências suficientes para considerar a telepatia e a visão remota cientificamente comprovadas. A questão é só de convencimento. É preciso vencer a resistência psicológica do mainstream a aceitar os resultados.”
    /.
    PONDERAÇÃO: maque mainstream doido é esse, sô! Mesmo perante evidências robustas repudia telepatia e a louca visão remota comprovadas?
    .
    Really, deve ser mesmo “pobrema piscológico” dos renitentes e teimosos cientistas do mainstream…
    .
    E assim os crentes podem seguir felizes a cantar:
    .
    ♪ “pela estrada fora vou sonhadinha acreditando em parapsicologia, a estrada é longa, o caminho deserto, mas eu vou em frente certo que estou certo…” ♬

  25. Vitor Diz:

    “Mesmo perante evidências robustas repudia telepatia e a louca visão remota comprovadas? Really, deve ser mesmo “pobrema piscológico” dos renitentes e teimosos cientistas do mainstream…”
    .
    Eles mesmo admitem…Considere por exemplo as seguintes citações por dois eminentes cientistas, o psicólogo Hebb e o físico von Helmholtz.
    .
    a) Primeiro Hebb:
    .
    Por que nós não aceitamos P.E.S. como um fato psicológico? Rhine ofereceu-nos bastante evidencia para ter nos convencido em qualquer outra questão…. Eu não posso ver que outra base meus colegas têm para rejeitá-la…. Minha própria rejeição da visão [de Rhine] está dentro de um literal sentido de preconceito.
    .
    b) Agora Helmholtz:
    .
    Eu não posso acreditar. Nem o testemunho de todos os Companheiros da Sociedade Real, nem sequer a evidência dos meus próprios sentidos me levariam a acreditar na transmissão de pensamento de uma pessoa a outra independentemente dos canais sensoriais reconhecidos. É claramente impossível.
    .
    Quando disseram que se há uma coisa que é infinita, é a ignorância humana, não estavam brincando.
    .
    “E assim os crentes podem seguir felizes a cantar:”
    .
    E os céticos a continuar tapar os olhos para as evidências…

  26. Gorducho Diz:

    E se você cair em hipnose, vai passar a acreditar em psi? É como se dissesse, “se receber uma carta psicografada de meu parente fulano morrido passo a acreditar que mortos comunicam”…
    /
    Hipnose e paranormalidade nada a ver um com o outro, nada mesmo

     
    Eu acho que a capacidade de hipnotizar se existir será uma paranormalidade.
    A serviço não vou aí, mas tenho long overdues visitas pendentes, particularmente a um pessoal de Cabo Frio.
    Então quando puder ir aviso-os com antecedência e me submeto ao hipnotizador que tiverem, se tiverem, e se quiserem, claro.
    Se me hipnotizarem, passo a Crer.
    É isso.

  27. Gorducho Diz:

    Veja como são as cousas Analista Borges – me dirijo a S/Pessoa por ser único presente nesta rubrica que apresenta tendências p/soluços de credulidade…
    Um dos criminosos arrotou o feito em Pacoima.
    Agora, pergunte à Administração onde residia a médium, pois m/perece que ele “esqueceu” de informar…

  28. Vitor Diz:

    Gorducho,
    que médium?
    .
    http://www.people.com/people/archive/article/0,,20096351,00.html
    .
    Etta Smith’s Inspiration Cost Her Four Days in Jail
    .
    By Jack Kelley
    .
    Ten weeks after Steven Linscott’s dream, Etta Louise Smith, like most of her neighbors in the north Los Angeles community of Pacoima, was following the news about Melanie Uribe, 31, a nurse who had failed to show up for work two days before. So when the story was updated on the 3 p.m. news, Smith, 39, paused to listen.
    .
    At one point, when the broadcast referred to a “house-to-house search,” she found the phrase unaccountably troubling. “Mentally, I said, ‘She’s not in a house,’ ” Smith recalls. “I don’t know what made me say that, but as soon as that thought registered, I saw where she was.” Smith recognized the place as brush-covered Lopez Canyon, less than two miles from her home. She says she saw “something white, bushes or brush, and a dirt path,” and that she felt at once that the “something white” was the missing nurse’s clothing.
    .
    So shaken was Smith by the intensity of her impression—”it was like a picture,” she says—that when her shift as a clerk at the Lockheed aerospace plant in Burbank ended, she drove straight to the Foothill station of the L.A. police department. Det. Lee Ryan listened patiently and, judging her to be sincere, asked her to point out on a wall map the area she had seen in her mind’s eye. “This was a clue that had to be investigated,” says Ryan.
    .
    Unburdened of her vision, Smith decided to go one step further. She went home, loaded her 20-year-old niece and two of her own children into her van, and set off on the winding road up Lopez Canyon. Seeing nothing on the way up, she began driving down, but with a strong feeling of apprehension. “The air felt as thick as fog,” she says. Suddenly her eight-year-old daughter, Tina, shouted, “Stop!” In the fading light she had seen something white in the brush. It was a corpse, nude but for white nurse’s shoes, face-down over a low retaining wall. Just then a police cruiser came up the hill. Smith flagged it down and pointed out the body. Then she drove home, satisfied she had done what she could.
    .
    Within 30 minutes two detectives knocked on her door and asked her to come to the station to explain how she had found the corpse. Smith told her story once more, but the cops clearly believed she had come by her knowledge from some less ethereal source, perhaps from the killers themselves. True to the precept that no good deed goes unpunished, the police, unbeknownst to Detective Ryan, jailed her that night on a murder charge. She remained behind bars for four days, until the nurse’s actual killer was turned in by a woman to whom he had boasted of the rape and slaying.
    .
    A police investigator maintains that Smith, though innocent of any crime, was guilty of fabricating her “vision.” “It’s my opinion that she used information she heard from third parties [in Pacoima] and information in news reports, and coupled it together into this story,” says Det. Pat Conmay.
    .
    Smith, who claims no psychic powers (though she describes herself as “a very sensitive person”), replies that she had no reason to concoct a story. Conmay suggests that she did, and that it may have involved profit, not prophecy. “[Smith] made some comments to an undercover policewoman [who shared her cell] that she was going to make a lot of money from a book and a movie,” he says.
    .
    Smith denies it, though an agent she has hired confirms that she has received several offers from would-be producers since she sued the police for wrongful arrest. She asked for $750,000 in damages, and was awarded $26,184 last spring. “For a civic-minded person,” says Smith’s lawyer, Jim Blatt, alluding to the humiliation of her four days in jail, “it was the ultimate nightmare.” Steven Linscott might disagree.

  29. Gorducho Diz:

    conforme falei: há esperança no fim do túnel
     
    Pois eu acho é que é um Thalys… já perdi as esperanças.
    Veja que até a Srª mãe do Sr. Orlando já esá considerando reconsiderar… :(

  30. Espírita Sp Orlando Diz:

    Sem dúvida a policia ia resolver muitos mistérios se contratassem paranormais.
    Gorducho há varios tipos de telepatia entre espiritos, pessoas e animais domésticos por exemplo.
    Meu gato e minhas calopsitas se entendem: não há brigas.
    Meu gato sabe o que estou pensando.
    As calopsitas inclinam a cabeça.
    Nos estados unidos o uso de mediuns na policia pelo FBI é grande.
    Mas creio que não ia adiantar chamar Divaldo, Bacelli,Zibia, Vera Lucia e o saudoso Chico dando pistas na solução de crimes pois eles são especificos para literatura se bem que talvez Divaldo e Bacelli seriam fortes candidatos.

  31. Gorducho Diz:

    Responda è pergunta que lhe fará o ABo
     
    Mudando de assunto… Conhece algum software gratuito claro e bom de análise de textos?
    Aqueles que medem a frequências de vocábulos, adjetivos, &c., usados pelos profissionais de letras. Tenho um proto-plano de analisar bizarrismo & similitudes entre Cx e Divaldo, mas esbarro em nada conhecer nessa área (softwares…)?

  32. Gorducho Diz:

    Favor fecha o itálico, Sr. Administrador; desculpe!

  33. Gorducho Diz:

    Refiro-me a qualquer médium do Rio, Sr. Orlando. Repito a pergunta que retoricamente fiz à Administração: será que só na América e UK (mais aquela da SPR da Dinamarca – menciono senão o Dr. vociferará inevitavelmente…). Mencionei a Italia pois que tinha olhado o 1° (#10) caso.
    Temos no Rio um caso a meu ver inédito pois ao que tudo indica foram espíritos materializados os autores. E nenhum médium se habilita a auxiliar a polícia?

  34. Gorducho Diz:

    Fvr. desbloquear, Sr. Administrador, pois que é a resposta ao AMo e em nada lhe prejudica, pois só mostra m/confiança na sua credulidade…

  35. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    Gorducho: não tenho pela hipnose nenhuma paixão cega, qual a dos parapsicólogos deslumbrados pela parapsicologia (mas não são todos, não esqueçamos que alguns deles admitem que sequer podem demonstrar que psi existe). Mas as ligações da hipnose com a psi ruiram nos primórdios do séc. XX, quando a SPR a descartou como promotora de fenômenos metapsíquicos.
    .
    Tampouco nutro pelo hipnotismo expectativa descabida, qual a de que dá superforça aos hipnotizados, libera poderes latentes, descobre vidas passadas e outras tantas fantasias.
    .
    Digo que é possível hipnotizá-lo porque a maioria das pessoas pode ser, à exceção de quem tenha atrofias mentais sérias e crianças com menos de dois anos (qual, estou certo, não é seu caso). Mas para que o processo dê certo faz-se imprescindível a cooperação e interação das partes. Se o paciente resistir, somente com técnicas específicas, que poucos dominam, será possível obter o resultado.
    .
    No passado, quando ainda não se conhecia claramente os efeitos da sugestão hipnótica corriam suposições disparatadas. Da linha seguida por Mesmer brotou uma interpretação supersticiosa e exagerada, por outro turno, das postulações de Braid (James Braid, não confundir com Bond, James Bond) medrou linha de estudo mais profícua.
    /.
    Para sua meditação deixou um artiguinho, se quiser tenho outros, até melhores, e posso disponibilizar.
    .
    “Você está em meu poder, você fará tudo o que eu mandar…” ☞
    /
    /
    ===================================.
    Hipnose: Dos Mitos à Realidade
    Vladimir Bernik, MD
    .
    A hipnose médica (ou hipnoterapia) continua sendo um dos métodos terapêuticos mais controvertidos em Psiquiatria. Ela foi recebida com reservas, depois que recebeu críticas indevidas de Sigmund Freud, o pai da psicanálise. Mas, voltou com força redobrada após a Segunda Guerra Mundial, tendo sido apoiada como um método válido pelas principais entidades médicas internacionais.
    .
    No Brasil, a hipnose passou também por um processo de séria descrença, por ter sido muitas vezes utilizada em palco, por pessoas não qualificadas medicamente, e tendo até mesmo causado prejuízos para as “cobaias” humanas assim utilizadas. Felizmente, seu uso fora do ambiente médico foi proibido por um decreto presidencial na década de 60.
    .
    Atualmente, a hipnose é reconhecida como um tipo de tratamento adequado para certos quadros psiquiatricos, e até mesmo como um método de valor para aumentar a resistência imunológica de pacientes, aumentando o nível de células brancas (leucócitos) responsáveis pela defesa do nosso organismo contra as doenças. Por esse motivo, tem sido muito utilizada na terapia da AIDS, pois parece ser o método que mais rapidamente altera a psicoimunologia dos pacientes (alteração do sistema imune através da psique).
    .
    A hipnose geralmente não é um tratamento em si. Os diferentes métodos terapêuticos usados pela psiquiatria podem ser realizados melhor e mais rapidamente com a sua ajuda. Uma de suas vantagens é reduzir o tempo de tratamento de um distúrbio mental.
    .
    É um dos tratamentos utilizados para:
    - tirar alguns sintomas de certas doenças mentais, como ansiedade;
    - reduzir o estresse; tratar traumas psicológicos quando sua causa é pouco relevante;
    - tratar medos (fobias), como medo do escuro; auxiliar o tratamento de alívio de dores crônicas, como na artrite, na dor provocada por tumores, etc.
    .
    A hipnose também é muito utilizada no tratamento de doenças psicossomáticas (por exemplo, úlceras de fundo nervoso), sendo um dos métodos que obtem resultados mais breves e eficientes.
    .
    Uma grande vantagem na hipnose é que, ao contrário do que a ficção muitas vezes retrata, ela não tem poder para alterar os valores éticos e morais do paciente. É um dos tratamentos mais sérios em Psiquiatria, e o seu código de ética internacional é um dos mais rigorosos da Medicina. É isenta de perigo, sendo totalmente segura quando controlada pelo médico.
    .
    O que é a hipnose ?
    .
    A hipnose utiliza a técnica de indução do transe, que é um estado de relaxamento semi-consciente, mas com manutenção do contato sensorial do paciente com o ambiente.
    .
    O transe é induzido de modo gradual e por etapas, através da fadiga sensorial, que geralmente é provocada pelo terapeuta usando a voz, de forma calma, monótona, rítmica e persistente. Quando o transe se instala, a sugestibilidade do paciente é aumentada; o que requer um elevado nível ético do médico. A hipnose leva então à várias alterações da percepção sensorial, das funções intelectuais superiores, exacerbação da memória (hiperamnésia), da atenção e das funções motoras.
    .
    Estabelece-se um estado de alteração de estado da consciência, um tipo de estado que simula o sono, mas não o é (a pessoa não “dorme” na hipnose): o eletroencefalograma (EEG) do paciente sob hipnose é de vigília, e não de sono.
    .
    Não se conhece ainda completamente como a hipnose altera as funções cerebrais. Uma das teorias atuais é que ela afetaria os mecanismos da atenção, em uma parte do cérebro chamada substância reticular ascendente (SRA), localizada na sua parte mais basal (tronco cerebral). Essa área, que também tem muitas funções relacionadas ao sono, ao estado de alerta, e à percepcão sensorial, “bombardeia” o cérebro continuamente com estímulos provenientes dos órgãos dos sentidos, provocando excitação geral. A inibição da SRA leva aos estados de sonolência e “desligamento” sensorial.
    .
    E a sensibilidade à hipnose, é geral ? Sim. Cerca de 90% das pessoas é hipnotizável pelo menos a nível das necessidades de terapêutica médica; alguns podem não sê-lo para etapas mais profundas, como de pesquisa pura. Esses 90% têm graus diferentes de sensibilidade: todos eles podem ser colocados sob hipnose, mas isso depende do médico, que tem que realizar um esforço maior ou menor em seu trabalho. E os outros 10% ? Bem, como a hipnose depende do estímulo da palavra (débil, rítmica, monótona e persistente), só não entrarão na hipnose os surdos e os totalmente inaptos a compreender a essência mínima do que lhes esteja sendo dito.
    .
    Hipnose na Psiquiatria
    .
    Entidades como Associação Médica Britânica, Associação Médica Americana, Associação Médica Canadense e Associação Americana de Psiquiatria reconheceram a força da hipnose como modo de diagnóstico e tratamento de problemas específicos em Psiquiatria. Assim, pesquisadores e serviços universitários organizaram-se no estudo mais profundo de seus fenômenos e na utilidade a ser dada às suas técnicas peculiares de diagnóstico e de terapêutica. Fundou-se uma sociedade internacional, que edita até hoje uma revista de elevado padrão científico visando à difusão de conhecimentos. Nos diferentes países, surgiram entidades nacionais, filiando-se à Sociedade Internacional. Para o estudioso da hipnose, a cada dia e a cada descoberta, ela é um mundo novo que se abre, no sentido de somar novos elementos à neurociência, da pesquisa ao diagnóstico e ao tratamento.
    .
    No entanto, ainda assim não ganhou a total credibilidade dos médicos, uma vez que é pouco disseminado o embasamento neurocientífico da hipnose.
    .
    Indicações da Hipnose
    .
    A hipnose tem muitas indicações específicas em Psicologia, Psiquiatria e em Medicina Geral.
    Tirar a dor é uma das suas indicações básicas. Na verdade, como não se pode mentir ao paciente sob hipnose, a sugestão não é a de que a dor deixou de existir, mas que ela se vai transformando progressivamente numa sensação tolerável de formigamento ou de calor.
    .
    Outra área de aplicação da hipnose médica, com bons resultados, ocorre no controle das doenças psicossomáticas, tais como a asma, o colon irritável, e os problemas psicodermatológicos (como eczemas).
    .
    O controle dos impulsos é outra excelente área de atuação para a hipnoterapia. Ela se revelou de grande valor para o tratamento de distúrbios das condutas dependentes do controle de impulsos, tais como:
    - as alterações de comportamento alimentar (obesidade, anorexia e bulimia);
    - os impulsos inibidos ou exacerbados da sexualidade e a correção de suas disfunções em todas as faixas etárias;
    - o controle do impulso do jogo;
    - as diferentes dependências químicas, do alcool ao “crack”, passando pelo fumo.
    .
    A hipnose também tem valor quando usada para complementar outras formas de psicoterapia, tais como no tratamento dos medos fóbicos, no domínio sobre os instantes de desencadeamento da doença do pânico, no controle da ansiedade e dos componentes emocionais da depressão, no controle do impulso suicida e reativação dos valores da vida, etc. Em muitos desses casos, ela é acompanhada também do uso de medicamentos apropriados (como antidepressivos).
    .
    Hipnose e Pseudo-Ciência
    .
    A aproximação da “New Age” e a incrível capacidade do paciente apresentar fenômenos de hipermnésia (exacerbação da memória) levou a uma maior exploração das técnicas de regressão às fases infantis e de adolescência, para instigar terapeutas pouco conscientes a buscar regressões fantásticas a outras dimensões, vida fetal e até…outras vidas, jogando esta séria técnica médica ao limbo do esoterismo. Pessoas até vivem e “revivem” outras vidas. Esqueceram-se os pseudo-terapeutas, que, entre as incríveis propriedades desta técnica, existe a deliriogênica, capaz de transformar fantasias latentes do paciente e bem-elaborados delírios de auto-referência.
    .
    O único perigo da hipnose, de fato, é o seu mau uso: querer “navegar” por outras vidas, formar delírios e neles acreditar. Tornar a difícil vida de hoje em um inferno pior ou, no mínimo, ingenuamente mergulhar numa fantasia irreal, sem chance de retorno. Abrir para si mesmo, com a ajuda de um profissional aético, as portas da percepção de uma psicose de difícil controle.
    .
    Para saber mais:
    Auto-treinamento da hipnose (pela Sociedade de Hipnose Médica de São Paulo)
    Veja uma lista (em inglês) de recursos na Internet sobre hipnoterapia
    .
    Vladimir Bernik, MD. foi professor regente de Psiquiatria da Faculdade de Ciências Médicas de Santos (até 1995) e presidente da Sociedade de Hipnose Médica de São Paulo e vice-presidente da Sociedade Brasileira de Hipnose Médica. É Organizador da primeira diretoria do comitê de Psicoterapias Clínicas (em formação) do Departamento de Psiquiatria da Associação Paulista de medicina. Editor e editor associado da Revista Paulista de Medicina da APM. Editor e presidente do Conselho Editorial da Revista Brasileira de Clínica e Terapêutica e editor da edição Psiquiatria da Revista Brasileira de Medicina.
    Correspondência: [email protected]
    Realização: Núcleo de Infomática Biomédica
    http://www.cerebromente.org.br\n01\bernik\hipnose.htm

  36. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “Eles mesmo admitem…Considere por exemplo as seguintes citações por dois eminentes cientistas, o psicólogo Hebb e o físico von Helmholtz.”
    /.
    PONDERAÇÃO: ah, sim, decerto e com “certeza” os dois falam pela inteira ciência e, ou, representam a unânime opinião dos cientistas…

  37. Vitor Diz:

    “ah, sim, decerto e com “certeza” os dois falam pela inteira ciência e, ou, representam a unânime opinião dos cientistas…”
    .
    Pode apostar que o resto ou vai pelo mesmo caminho, ou simplesmente não está nem aí (seja por desconhecimento total, seja por ter mais o que fazer, seja por não ter o mínimo interesse).

  38. Vitor Diz:

    “E nenhum médium se habilita a auxiliar a polícia?”
    .
    Depois do que fizeram com a Etta Smith, só sendo louco para querer ajudar…

  39. Gorducho Diz:

    Digo que é possível hipnotizá-lo
     
    :schock: OUI MAÎTRE : QUE DOIS-JE FAIRE?

  40. Gorducho Diz:

    :shock: o hipnotismo afetou m/coordenação dedilhal :mrgreen:

  41. Gorducho Diz:

    Repito pois se dirige ao Sr., Sr. Administrador – se acaso inda estiver aí…- visto que ficou algo confusa a sequencia dado o bloqueio que experimentei…
     
    i) Responda è pergunta que lhe fará o ABo…
     
    ii) Conhece algum software gratuito claro e bom de análise de textos?
    Aqueles que medem a frequências de vocábulos, adjetivos, &c., usados pelos profissionais de letras. Tenho um proto-plano de analisar bizarrismo vocabular & similitudes entre CX e Divaldo, mas esbarro em nada conhecer nessa área (softwares…)?

  42. Vitor Diz:

    i) aguardando.
    ii) não.

  43. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    9. Espírita Sp Orlando Diz:
    Sem dúvida a policia ia resolver muitos mistérios se contratassem paranormais.
    Gorducho há varios tipos de telepatia entre espiritos, pessoas e animais domésticos por exemplo.
    Meu gato e minhas calopsitas se entendem: não há brigas.
    Meu gato sabe o que estou pensando.
    As calopsitas inclinam a cabeça.
    Nos estados unidos o uso de mediuns na policia pelo FBI é grande.
    Mas creio que não ia adiantar chamar Divaldo, Bacelli,Zibia, Vera Lucia e o saudoso Chico dando pistas na solução de crimes pois eles são especificos para literatura se bem que talvez Divaldo e Bacelli seriam fortes candidatos.
    /.
    PONDERAÇÃO: recaída total, tem que voltar ao MA (mediunistas anônimos). E, veja-se a sutileza da defesa: não adiantaria chamar chico e quejandos para a tarefa investigativa porque a função mediúnica deles é doutra linha: tem que interagir com médiuns articulados com espíritos-detetives.
    .
    Eis uma bela inovação, nem o Vitor, nos dias mais inspirados, pensou nessa…
    .
    Eu, quando criança, telepatizava com minhas lombrigas, elas me mandavam a mensagem de que eu devia comer terra e assim era feito e vivíamos felizes. Hoje, ou estou delas livre ou o poder acabou…
    .
    Atualmente tento entrar em contato com os quarks, que alguns erroneamente confundem com partículas subatômicas, em verdade eles são seres vivos vivendo num mundo extremamente pequeno. Tenho registrado impressões bastante alvissareiras…

  44. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “Eu acho que a capacidade de hipnotizar se existir será uma paranormalidade.”
    /.
    PONDERAÇÃO: tudo bem que ache isso, mas em que se baseia para fazer essa ligação entre hipnose e paranormalidade?

  45. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “Pode apostar que o resto ou vai pelo mesmo caminho, ou simplesmente não está nem aí (seja por desconhecimento total, seja por ter mais o que fazer, seja por não ter o mínimo interesse).” [...]
    /.
    [...] seja porque a parapsicologia não apresentou resultados consistentes nem convincentes…

  46. Gorducho Diz:

    tudo bem que ache isso, mas em que se baseia para fazer essa ligação entre hipnose e paranormalidade?
     
    E a capacidade de transferir energia metaquântica através dos olhos não é Sobrenatural?

  47. Gorducho Diz:

    Vou estudar p/tirar um brevet profissionnal em Hipnotismo Psiconervoso Instantâneo
     
    http://www.ossmi.com/F_frame.html?http://www.ossmi.com/F_grp_8-1.html

  48. Vitor Diz:

    “seja porque a parapsicologia não apresentou resultados consistentes”
    .
    Falso: https://app.box.com/s/6ltosvsrdiyqsymt1etkkxp4xpefbphq
    .
    “nem convincentes…”
    .
    Para quem sofre de ceticismo patológico, nada é suficiente…

  49. Gorducho Diz:

    Mas creio que não ia adiantar chamar Divaldo, Bacelli,Zibia, Vera Lucia e o saudoso Chico dando pistas na solução de crimes pois eles são especificos para literatura
    :lol: :lol: :lol: :lol:
    Mas aí ele se enrolou todo, Analista Montalvão!
    Acabou admitindo explicitamente que não tem “espírito” introduzindo nada nas pineais, pois que quem teriam que ser literatos ou detectives seriam os ultramundanos ditantes, e não os “médiuns” tomantes!

  50. Gorducho Diz:

    Ah! ainda está aí…
    O ABo lhe faria uma pergunta errada malinduzido por mim…
    O que “esqueceu” de mencionar é onde o criminoso arrotou o “feito”. Onde a ψ morava está dito…

  51. Gorducho Diz:

    Curioso que o AMo parece crer na hipnose.
    Crê nela também Sr. Administrador?
    (sinta-se à vontade p/responder 2ª…)
     
    Quando puder ir aí avisarei e se algum tiver um hipnotista, me submeterei de bom grado.
    Prometo não trapacear, i.e., olhar olho-no-olho (aliás podem me filmar c/zoom, claro) e não ficar piscando além do necessário p/manter a umidade corneana.

  52. Marciano Diz:

    Antonio G. – POA Diz:
    OUTUBRO 2ND, 2015 ÀS 10:02 AM
    Então, Émile Coué foi um precursor da homeopatia.
    .
    E como se vê do texto acima, extraído da wikipedia, era dotado de premonição, pois já sabia que todos os dias, sob todos os aspectos, a revista Superdesinteressante está cada vez pior.
    Coué condense sa méthode en une phrase-clef : « Tous les jours, à tout point de vue, le magazine Superinitéressant va de pire en pire. ».
    .
    wikipedia
    .
    .
    .
    Shakespeare foi campeão absoluto em frases de efeito. That which we call a rose, by any other name, smells so sweet.
    .
    Ele também dizia mentiras, como :
    – A horse, a horse! My Kindom for a horse!
    .
    ? Et tu, Brutus?

    .
    Foi um grande criador de frases e de factóides históricos.
    .
    .
    BORGES, esse truque da cadeira é manjado. Não vou te explicar, porque estou com pressa. Procure no google.
    Em síntese, o cara manda todo mundo levantar a cadeira, sem coordenação alguma. Depois faz uma contagem e manda que todos levantem a cadeira AO MESMO TEMPO.
    Veja os detalhes no google.
    Divida 70 ou 80 kg por 4, leia sobre força, vetores, força resultante.
    .
    Estou com o pressentimento de que você não vai procurar nada, então tá aqui, de graça, pra você:
    http://abertoatedemadrugada.com/2014/12/impressiona-os-teus-amigos-com-os-super.html
    .
    Procure outras fontes, pegue um livro de física, de quando você estudava a matéria, leia sobre forças e deixe de ser impressionável.
    .
    Melhor do que isso, faça a experiência VOCÊ MESMO.
    .
    .
    .
    Gorducho Diz:
    OUTUBRO 2ND, 2015 ÀS 1:03 PM
    Simplesmente não acredito em hipnotismo.
    Duvido do que alguém consiga me hipnotizar.
    Até faria uma aposta c/o Sr. Administrador: se alguém conseguir me hipnotizar, fico acreditando na parapsicologia…
    .
    Eu não queria dizer isso, assim tão explicitamente, em respeito ao nosso amado mestre e líder de bancada MONTALVÃO, mas já que tu o disseste, endosso.
    Hipnose até existe, mas também não funciona comigo (já fui testado e contei pro MONTALVÃO), só com pessoas muito sugestionáveis, e não é beeeeem assim como se vê em circos e TV.
    .
    .
    “Eu acho que a capacidade de hipnotizar se existir será uma paranormalidade.”
    .
    Cuidado com o que diz. Pessoas extremamente sugestionáveis são passíveis de serem hipnotizadas, embora seja muito diferente do espetáculo de circo que estamos acostumados a ver.
    Só que hipnose não serve para nada e o papel do hipnotizador é só o de conduzir o hipnotizado a um estado alterado de consciência em que ele mesmo se mete, devido à sua altíssima sugestionabilidade.
    .
    .
    ATENÇÃO para a página 43 do Manual do Pseudo-Cético.
    Não é só porque a gente vê uma coisa acontecer que passa a acreditar nela.
    O suposto fenômeno (no sentido vulgar) precisa ser explicado e entendido de modo racional.
    Muita coisa que usamos diuturnamente hoje, como celulares, computadores, etc., seria considerada mágica até por cientistas do passado. Ou paranormal.
    Esses alegados fenômenos, telepatia, telecinese, etc., NÃO EXISTEM. Não obstante, a telefonia celular poderia ser considerada uma forma eficiente de telepatia, e Crookes juraria que é mágica, paranormal.
    .
    .
    .
    “Temos no Rio um caso a meu ver inédito pois ao que tudo indica foram espíritos materializados os autores. E nenhum médium se habilita a auxiliar a polícia?”

    .
    A nosso ver, você quis dizer. Não se esqueça de que nós dois desvendamos juntos o ataque dos espíritos materializados.
    .
    .
    .
    MONTALVÃO:
    .
    Tampouco nutro pelo hipnotismo expectativa descabida, qual a de que dá superforça aos hipnotizados, libera poderes latentes, descobre vidas passadas e outras tantas fantasias.
    .
    .
    Mas acredita que hipnose pode curar minha insônia.
    Agradeço pela sua boa intenção, mas infelizmente, para mim, tal não é possível.
    Até Freud (outro pseudocientista) sabia disso.
    ,
    CONTRA, lembra-se do episódio em que aquele jacaré tenta hipnotizar o pica-pau?
    .
    .
    .
    Por que será que os cientistas do mainstream não têm o mínimo interesse por astrologia?

  53. Marciano Diz:

    Uma forma eficaz de telecinese são as sondas marcianas, controladas a partir da Terra.
    O Crookes ficaria bolado.

  54. Marciano Diz:

    O poder da mente do pessoal da NASA, do JPL, da robótica, é impressionante.
    Não se deve duvidar do poder da mente (o verdadeiro, não esse papo furado de paramediuns).

  55. Marciano Diz:

    De certa forma, os paranormais e mediuns usam sua mente para enganar cientistas propensos a acreditar e gente que gosta de pensamento mágico.

  56. Marciano Diz:

    Vou acrescentar ao meu perfil, alem de pseudo-cético, que sofro de ceticismo patológico.
    Doyle me chamaria de afadista. Um sujeito doente, que não acredita em fadas nem diante das provas científicas, fotográficas, racionais.

  57. Marciano Diz:

    Vejam por que sou afadista:
    .
    http://www.ceticismoaberto.com/wp-content/uploads/imagens/cottin3c.jpg
    .
    Agora vejam porque sou ateu:

  58. Marciano Diz:

    Não foi erro do mecanismo do blog ou meu.
    É que no segundo caso não há nada mesmo para ver.

  59. Marciano Diz:

    Agora vejam por que sou alobisomista:
    http://www.issoebizarro.com/blog/wp-content/uploads/Lobisomem-3.jpg
    .
    Não é só por isso, claro. É também porque ninguém explica de onde vem a matéria que transforma pessoas comuns em lobisomens, ninguém explica para onde ela vai, depois que o sujeito volta ao normal, ninguém explica a razão de a posição relativa da Terra, Sol e Lua influírem no fenômeno, ninguém mostra um lobisomem, só contam casos.
    Ninguém explica por que só balas de prata matam lobisomens.
    Ninguém explica o Hulk (não, esse é por causa dos raios gama).

  60. Marciano Diz:

    Oh, como é bom ser pseudo-cético e cético patológico.

  61. Marciano Diz:

    Depois que disseram que eu sou pseudo-cético e que MONTALVÃO sofre de ceticismo patológico, fiquei com vergonha e resolvi ser crente na paranormalidade, na ciência espírita e em qualquer empulhação passada, presente ou futura.
    Eu fico todo enrubescido quando descobrem que sou pseudo-cético, cético patológico.
    É um argumento irrefutável, que faz a gente morrer de vergonha.

  62. Vitor Diz:

    O termo pseudo-ceticismo ou ceticismo patológico é usado para denotar as formas de ceticismo que se desviam da objetividade. A análise mais conhecida do termo foi conduzida por Marcello Truzzi que, em 1987, elaborou a seguinte conceituação:
    .
    Uma vez que o ceticismo adequadamente se refere à dúvida ao invés da negação – descrédito ao invés de crença – críticos que assumem uma posição negativa ao invés de uma posição agnóstica ou neutra, mas ainda assim se auto-intitulam “céticos” são, na verdade, “pseudo-céticos”.[30]

    .
    Em sua análise,[30] Marcello Truzzi argumentou que os pseudo-céticos apresentam a seguinte conduta:
    .
    A tendência de negar, ao invés de duvidar.
    A realização de julgamentos sem uma investigação completa e conclusiva.
    Uso de ataques pessoais.
    A apresentação de evidências insuficientes.
    A tentativa de desqualificar proponentes de novas idéias taxando-os pejorativamente de ‘pseudo-cientistas’, ‘promotores’ ou ‘praticantes de ciência patológica’.
    A apresentação de contra-provas não fundamentadas ou baseadas apenas em plausibilidade, ao invés de se basearem em evidências.
    A sugestão de que evidências inconvincentes são suficientes para se assumir que uma teoria é falsa.
    A tendência de desqualificar ‘toda e qualquer’ evidência.

  63. Borges Diz:

    “Ratos telepatas… é isso ABo?”
    Gorducho:- achei o artigo oportuno, exatamente porque eu tive uma “ideia de jerico”, interligar adequadamente duas pessoas por meio de eletrodos, de tal forma que os sinais cerebrais de uma (emissor) pudessem ser recebidos pela outra (receptor). Talvez fosse necessário amplificar separadamente cada sinal. O artigo de certa forma atendeu a meus anseios, e ainda percebi que deve ser desumano fazer esta experiência com seres humanos.
    “Serão espíritos de ratos ou humanos que fazem esse transporte?”
    Neste caso são os cabos, porém, quando emissor e receptor não estão conectados fisicamente, talvez entre em ação a capacidade dos espíritos para fazer a conexão telepática.
    Obrigado

  64. Marciano Diz:

    Atenção, atenção, GORDUCHO! Você não acredita no hipnotismo?
    Então ouça:
    Incrível, fantástico, extraordinário!
    .
    Entschuldigung, MONTALVÃO!
    I couldn’t resist.

  65. Vitor Diz:

    Mais estrago foi feito por aqueles que eram “céticos” da teoria de germes transmissores de doenças de Semmelweiss ou de Pasteur do que por aqueles que acreditaram em fadas.

  66. Vitor Diz:

    Francis Crick disse: “é melhor ter nove de suas idéias sendo completamente desmentidas, e a décima colocar em movimento uma revolução, que ter todas as dez corretas mas serem descobertas sem importância que satisfazem os ‘céticos’.”

  67. Vitor Diz:

    “Oh, como é bom ser pseudo-cético e cético patológico.”
    .
    Sim, a sensação é boa. Semelhante ao efeito de uma droga. V. S. Ramachandran disse:

    As pessoas – incluindo cientistas – inconscientemente gravitam num beco sem saída cômodo onde eles se sentem seguros praticando “ciência normal”. Há grandes recompensas sociais. As pessoas que estão no mesmo clube ganham admiração mútua e recompensam-se financiando umas às outras. Seus artigos são “revisados por pares” pelas pessoas de seus próprios clubes, e como resultado, ninguém seriamente questiona o significado da empresa inteira ou onde é encabeçada. Qualquer um que ousa fazê-lo então está em perigo de excomunhão pelo clero, por assim dizer. Nesta consideração, os céticos não são meramente inúteis; podem ser um impedimento real à ciência.
    .
    Isso foi publicado na própria Skeptical Inquirer em nov/dez de 2006.

  68. Marciano Diz:

    O Truzzi era crente?
    Então, lamento muito.
    Um cara que dirige o Center for Scientific Anomalies Research não me impressiona nem um pouco.
    Sei que foi um fundador do csicop, mas e daí?
    Pelo que sei ele foi meio que expulso do csicop.
    Queria incluir pesquisas parapsicológicas e foi voto isolado.
    Se Truzzi achava que eu devo considerar e estudar o fenômeno fadas, lobisomens, vampiros, para só depois formar opinião, ele que se dane!
    .
    Se eu for me orientar pelo Truzzi, vou ter de suspender o julgamento quanto a homeopatia, astrologia, paranormalidade.

  69. Marciano Diz:

    Olhem aí, MONTALVÃO e GORDUCHO, além de sermos pseudo-céticos e céticos patológicos, “a gente somos inútchil”.

  70. Marciano Diz:

    VITOR, para seu governo, parapsicologia foi a única coisa inútil em que já acreditei, quero dizer, suspendi o julgamento.
    Isto é passado.
    Há muito tempo percebi que é mais uma empulhação.
    Seu dia chegará.

  71. Marciano Diz:

    Com relação às teorias de Einstein, bóson de Higgs e coisas assim, ainda sou cético.
    Com relação a fadas, lobisomens, espíritos, reencarnação, sou pseudo-cético e cético patológico, além de inútil, com muito orgulho.

  72. Marciano Diz:

    Pela minha premonição, você ainda tem uns sete anos para perceber.
    Não sinta vergonha quando descobrir. Caia de pau!

  73. Borges Diz:

    O ABo lhe faria uma pergunta errada malinduzido por mim…”
    Ainda bem que cheguei atrasado e vocês já resolveram a pendenga

  74. Marciano Diz:

    TRUZZI:
    Uma vez que o ceticismo adequadamente se refere à dúvida ao invés da negação – descrédito ao invés de crença – críticos que assumem uma posição negativa ao invés de uma posição agnóstica ou neutra, mas ainda assim se auto-intitulam “céticos” são, na verdade, “pseudo-céticos”.
    .
    MARCIANO:
    Ah, tá. Obrigado pela dica!
    Doravante, terei dúvida, em vez de negar lobisomens e fadas.
    Não posso ser idiota a ponto de “crer” na inexistência de fadas, gnomos e lobisomens.

  75. Marciano Diz:

    BORGES, aproveite e veja como se faz o truque da mesa.

  76. Marciano Diz:

    Da mesa, não, da cadeira com o boboca sentado.

  77. Marciano Diz:

    Eu acredito na física, desde que não seja fringe physics.
    Aí eu suspendo o julgamento. Sine die.

  78. Marciano Diz:

    Vou deixar vocês se atualizarem com os comentários e volto daqui a pouco.
    AFK

  79. Borges Diz:

    “BORGES, esse truque da cadeira é manjado. Não vou te explicar, porque estou com pressa. Procure no google.
    Em síntese, o cara manda todo mundo levantar a cadeira, sem coordenação alguma. Depois faz uma contagem e manda que todos levantem a cadeira AO MESMO TEMPO.
    Veja os detalhes no google.
    Divida 70 ou 80 kg por 4, leia sobre força, vetores, força resultante.
    .
    Estou com o pressentimento de que você não vai procurar nada, então tá aqui, de graça, pra você:”
    Marciano: Pressentiu errado, seu PSI está fraco. Obrigado por facilitar meu trabalho. Na época não havia internet para tirar as dúvidas. Voltei a lembrar deste assunto agora ao ver o nome de Fabio Puentes estampado no artigo em pauta. Obrigado pela dica.

  80. Borges Diz:

    “Marciano Diz:
    OUTUBRO 2ND, 2015 ÀS 10:19 PM
    BORGES, aproveite e veja como se faz o truque da mesa.”
    Faltou o link

  81. Gorducho Diz:

    O ABo lhe faria uma pergunta errada malinduzido por mim…”
    Ainda bem que cheguei atrasado e vocês já resolveram a pendenga

     
    :(
    É que o Sr. tem que fazer retoricamente a pergunta pra ele p/que a alfinetada surta efeito; entende?

  82. Marciano Diz:

    Foi a pressa, BORGES.
    http://abertoatedemadrugada.com/2014/12/impressiona-os-teus-amigos-com-os-super.html
    Existem outras fontes, melhores.
    Pesquise também.
    Melhor ainda, treine e faça você mesmo.
    .
    .
    Decepção!
    Provoquei o VITOR, o MONTALVÃO, o GORDUCHO, achei que encontraria isto aqui fervendo, ninguém deu bola.
    .
    Provoquei, aí, foi no sentido de estimular a pensar.
    .
    No caso do VITOR, foi para que visse que essa malandragem do Truzzi foi bem bolada, mas é apelação, para que não duvidassem da paranormalidade, que ele queria investigar.
    Por esse critério, acreditamos até em astrologia, para não sermos rotulados de pseudo-céticos.
    .
    No caso do BORGES, foi para que visse que não há nada de espetacular com a pessoa sentada na cadeira e para que visse que Shakespeare não é referência filosófica, científica ou histórica, só literária e dramatúrgica.
    .
    No caso do GORDUCHO, foi para que não se convença tão facilmente, pois o hipnotismo, embora seja INÚTIL como os pseudo-céticos e só funcione com pessoas hiper-sugestionáveis, não pode servir de comprovação de porcaria nenhuma. Assim, ele GORDUCHO) acaba virando paranormal.
    Hipnotismo, além dos espetáculos circences, até existe, mas é INÚTIL, e não podemos acreditar em algo só porque vimos ou não vimos acontecer, mas porque sabemos do que se trata, como funciona, etc. e tal.
    Também para que me dê os créditos pela solução do assassinato do médium, que foi trabalho investigativo conjunto.
    .
    No caso do MONTALVÃO, foi para que visse que hipnose não tá com essa bola toda, embora o fenômeno exista.
    .
    No caso de CONAN DOYLE, foi para que parasse de me chamar de afadista, só porque não acredito em fadas nem suspendo o julgamento até ver as fotos.
    .
    No caso dos lobisomens e do HULK, foi para que vissem que não me impressionam com suas transformações e que não tenho medo deles. Tenho balas de prata para os lobisomens e calmante para o HULK. Se o HULK tomar um alprazolam 2mg, fica calminho e vira um cientista frouxo e franzino, mariquinhas.
    .
    .
    Com o coração partido pela indiferença e desprezo mostrado pelos demais analistas, encho-me de depressão e vou tentar dormir.
    💔
    .
    Quando acabar o filme estúpido, o MONTALVÃO se arrepende de ter perdido tempo com uma história cheia de plot holes e volta com tudo.
    Vai até hipnotizar o GORDUCHO e euzinho, à distância, fazendo-nos acreditar que somos palhaços e que estamos em pleno mar, digo, em pleno picadeiro.
    Melhor no picadeiro do que no cadafalso ou no calvário.
    .
    Desisti de tentar dormir, vou ler um pouquinho sobre psicologia cognitiva.
    Ciao!
    Ci parliamo domani, j’espére, if the good god wants us to.

  83. Marciano Diz:

    BORGES, em homenagem a você, que gosta de Shakespeare e que foi o único que me deu atenção:

    All the world’s a stage,
    And all the men and women merely players;
    They have their exits and their entrances,
    And one man in his time plays many parts,
    His acts being seven ages. At first the infant,
    Mewling and puking in the nurse’s arms;
    And then the whining schoolboy, with his satchel
    And shining morning face, creeping like snail
    Unwillingly to school. And then the lover,
    Sighing like furnace, with a woeful ballad
    Made to his mistress’ eyebrow. Then a soldier,
    Full of strange oaths, and bearded like the pard,
    Jealous in honor, sudden and quick in quarrel,
    Seeking the bubble reputation
    Even in the cannon’s mouth. And then the justice,
    In fair round belly with good capon lined,
    With eyes severe and beard of formal cut,
    Full of wise saws and modern instances;
    And so he plays his part. The sixth age shifts
    Into the lean and slippered pantaloon,
    With spectacles on nose and pouch on side;
    His youthful hose, well saved, a world too wide
    For his shrunk shank; and his big manly voice,
    Turning again toward childish treble, pipes
    And whistles in his sound. Last scene of all,
    That ends this strange eventful history,
    Is second childishness and mere oblivion,
    Sans teeth, sans eyes, sans taste, sans everything.
    .
    .
    Eu estou entre a idade do lover e do soldier (na visão shakespeariana), ou na idade do lobo, na visão dos irmãos GRIMM. Aquela em que o Canis lupus passa o dia inteiro tentando comer a chapeuzinho, mas só consegue mesmo comer a vovozinha.

  84. Marciano Diz:

    Rotkäppchen

    der Brüder Grimm
    .
    Es war einmal eine kleine süße Dirne, die hatte jedermann lieb, der sie nur ansah, am allerliebsten aber ihre Großmutter, die wußte gar nicht, was sie alles dem Kinde geben sollte. Einmal schenkte sie ihm ein Käppchen von rotem Sammet, und weil ihm das so wohl stand und es nichts anders mehr tragen wollte, hieß es nur das Rotkäppchen.
    .
    Era uma vez uma garotinha que era amada por todos que olhavam para ela, mas mais do que todos, por sua vovozinha, e não tinha nada que ela não desse à garotinha. Certa vez ela deu um chapeuzinho de veludo vermelho à menina, que serviu-lhe tão bem que não usava nada mais. Assim, ela era chamada de chapeuzinho vermelho.

  85. Borges Diz:

    “É que o Sr. tem que fazer retoricamente a pergunta pra ele p/que a alfinetada surta efeito; entende?”
    Gorducho: Peço licença para ficar fora dessa, sinto-me pisando em areia movediça. Procurei me inteirar do caso colhendo mais detalhes. O fato de Etta Louise Smith ter morado em Pacoima favorece a ideia da coleta de informações, por outro lado dá munição para que os descrentes possam acusa-la de fraude mesmo sem ter provas, como sugere a suspeita do Det. Pat Conmay.
    O caso seria esclarecido melhor se fosse feita uma pesquisa da vida pregressa de Smith e de seus acusadores.
    Sei que não é isto que você desejava, me desculpe.
    Obrigado.

  86. Borges Diz:

    “Eu estou entre a idade do lover e do soldier (na visão shakespeariana), ou na idade do lobo, na visão dos irmãos GRIMM. Aquela em que o Canis lupus passa o dia inteiro tentando comer a chapeuzinho, mas só consegue mesmo comer a vovozinha”
    E eu estou na idade do COMDOR.

  87. Marciano Diz:

    É, BORGES, soçobramos, digo, só sobramos nós dois aqui.
    Gastei munição com defunto.
    Vamos ver se melhora amanhã, god willing.
    .
    Aproveite e me diga o que descobriu do truque da cadeira.
    Na realidade, nem é um truque.
    É de coisas assim que se aproveitam os “paranormais”.

  88. Borges Diz:

    “Agora, o tema hipnose é bastante curioso e controverso. Não tenho ideia exata do que é, e até que ponto é efetiva. Não tenho experiência pessoal, mas tenho sérias reservas a estas demonstrações “circenses”, como as que faz o Sr. Fuentes. Por exemplo, duvido que ele conseguisse “me” hipnotizar como faz com uns sujeitos que ficam, por exemplo, gagos, imitando um bicho ou simplesmente dormindo. É ruim de acreditar… Mas, já disse, neste assunto, confesso que não sei o que é fato e o que é fantasia, porque as informações disponíveis são bastante diversificadas e confusas.”
    Antonio G.: As pessoas mais sensíveis e colaborativas são realmente dominadas pela mente do hipnotizador. Se você resistir, dificilmente será hipnotizado, foi o que notei naquela apresentação.
    Obrigado

  89. Borges Diz:

    “Aproveite e me diga o que descobriu do truque da cadeira.
    Na realidade, nem é um truque.
    É de coisas assim que se aproveitam os “paranormais”.”
    Marciano:- Como você não colocou “NÃO TENTE ISTO EM CASA”, eu acho que vou tentar quando tiver número suficiente.

  90. Marciano Diz:

    Mais um mimo pra você, BORGES.
    .
    https://en.wikipedia.org/wiki/Light_as_a_feather,_stiff_as_a_board
    .
    Se por acaso não souber inglês (minha premonição diz que sabe – estarei errado de novo?), eu traduzo amanhã.

  91. Gorducho Diz:

    por outro lado dá munição para que os descrentes possam acusa-la de fraude mesmo sem ter provas
     
    Fraude relativa porque ela nunca se apresentou como ψquica…
    A tese mais provável m/parece algum conhecido dela ter casualmente lobrigado o cara arrotando o crime…
    Daí aquela delicadíssima história de querer passar a informação à polícia sem entrar num rolo – como ela entrou :(
    Seu nome me veio á mente porque era o único – depois apareceu Sr. Orlando…- presente na rubrica propenso a soluços de credulidade. Mas vejo que também não embarcou: bom!

  92. Gorducho Diz:

    Provoquei o VITOR, o MONTALVÃO, o GORDUCHO, achei que encontraria isto aqui fervendo, ninguém deu bola.
    S/Provocação foi tão sutil que não a percebo :shock:
    Qual foi?
     
    No caso do GORDUCHO, foi para que não se convença tão facilmente, pois o hipnotismo, embora seja INÚTIL como os pseudo-céticos e só funcione com pessoas hiper-sugestionáveis, não pode servir de comprovação de porcaria nenhuma. Assim, ele GORDUCHO) acaba virando paranormal.
    Eu não porque serei (se os Srs. quiserem fazer o experimento) o paciente.
    Mas, se hipnotismo existir, i.e., alguém for capaz de manipular o fluído universal – não esqueça que hipnotizadores nada mais são que os magnetizadores mesmeristas…- que penetrar meu olho (psicografias e psicofonias são captadas pela pineal; hipnotismo pela retina…) não é esse magnetizador um paranormal?

  93. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    SAMPOLARDO: Mas creio que não ia adiantar chamar Divaldo, Bacelli,Zibia, Vera Lucia e o saudoso Chico dando pistas na solução de crimes pois eles são especificos para literatura
    /

    GORDUCHO: Mas aí ele se enrolou todo, Analista Montalvão!
    Acabou admitindo explicitamente que não tem “espírito” introduzindo nada nas pineais, pois que quem teriam que ser literatos ou detectives seriam os ultramundanos ditantes, e não os “médiuns” tomantes!
    ./
    PONDERAÇÃO: correct, e creio que tomará uma de duas decisões: 1) vladeanamente reduzir-se-á ao silêncio, retornando depois que o embaraço estiver esquecido, ou, 2) dará uma das múltiplas desculpas possíveis e iamgináveis: visto o além ser de todo desconhecido, até mesmo desconhecido é se há um além, adaptações no modelo proposto podem ser introduzidas ao bel-prazer do explicante.

  94. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    GORDUCHO: Quando puder ir aí avisarei e se algum tiver um hipnotista, me submeterei de bom grado.
    Prometo não trapacear, i.e., olhar olho-no-olho (aliás podem me filmar c/zoom, claro) e não ficar piscando além do necessário p/manter a umidade corneana.
    /.
    PONDERAÇÃO: prezadio, não serei eu a pessoa indicada a hipnotizar um resistente. Fiz um cursinho da arte e dela sei os rudimentos, mas sem a prática. Quando retornei do treino não encontrei quem disposto a submeter ao processo. Achei que minha mulher seria cooperativa, mas ela nem quis saber, nem uma tentativazinha aceitou que eu fizesse.
    .
    Se você dissesse ser altamente receptivo ao processo eu até tentaria, mas um paciente difícil tô fora.
    .
    Caso ambos estivéssemos no Rio eu lhe sugeriria um contato com meu orientador, Jairo (ou Jaime) Mancilha, e poderíamos combinar uns ensaios.
    .
    Aqui onde moro desconheço quem afeito à prática.
    .
    De qualquer modo, podemos discutir o assunto em nível teórico para ver se se chega a alguma conclusão.
    .
    Seja como for, quando vier avise, que não seja para ser hipnotizado, que seja para um cafezinho com rapadura.

  95. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “Ele também dizia mentiras, como :
    – A horse, a horse! My Kindom for a horse!”
    /.
    PONDERAÇÃO: fosse eu rei, em meio a batalha, cercado de inimigos por todos os quadrantes, sem o grupo de proteção ao meu lado, também ofereceria meu reino por uma montaria…

  96. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    GORDUCHO: Simplesmente não acredito em hipnotismo.
    Duvido do que alguém consiga me hipnotizar.
    Até faria uma aposta c/o Sr. Administrador: se alguém conseguir me hipnotizar, fico acreditando na parapsicologia…
    ./
    MARTINIANO: Eu não queria dizer isso, assim tão explicitamente, em respeito ao nosso amado mestre e líder de bancada MONTALVÃO, mas já que tu o disseste, endosso.
    HIPNOSE ATÉ EXISTE, mas também não funciona comigo (já fui testado e contei pro MONTALVÃO), só com pessoas muito sugestionáveis, e não é beeeeem assim como se vê em circos e TV.
    /.
    PONDERAÇÃO: acho estamos nos confundindo uns aos outros e acabamos meio que apatralhados no geral.
    .
    Temos uns pontos a esclarecer: 1) Gorducho não ACREDITA em hipnose: entendo que isso signifique que, para ele, o hipnotismo é uma bravata, qual uma carta psicografada; 2) Marciano diz: “hipnose até existe, mas não funciona comigo”; 3) ambos acham que Montalvão tenha pelo hipnotismo cogitações mirabolantes…
    .
    ACERTANDO OS PONTOS.
    .
    Meu embate com Gorducho foca exatamente o tópico: a hipnose é real ou não? Isso, independentemente de ter as aplicações maravilhosas que alguns apregoam.
    .
    Então, o Gorducho parece defender que não, que todos os espetáculos hipnóticos sejam teatralizações ou fraudes combinadas.
    .
    Já Marciano diz outra coisa: hipnose é real, só que não funciona comigo (com ele).
    .
    E o MOntalvão, o que ele diz? Que a hipnose é real, que possui algumas aplicações utilitárias, mas está longe de ser as fantasias que muitos por aí divulgam.
    .
    Resumindo: a discussão com o Gorducho está em esclarecê-lo a respeito da realidade do processo hipnótico e de seu alcance, ou ele conseguir impor a tese que defende, de que seja mera fantasia.
    .
    De momento, deixei com ele uma afirmação, para que avalie e retruque: hipnose e paranormalidade nada a ver uma com outra.
    .
    Esclareceu?

  97. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “Mas acredita que hipnose pode curar minha insônia.”
    ./
    PONDERAÇÃO: equivocaste-te: apenas sugeri (antes de conhecer seu repúdio e experiência) que tentasse o hipnotismo, pois TALVEZ lhe ajudasse, mas já que havia tentado debalde, fica patente que não lhe será útil. Portanto, não acredito que cure sua insônia, tão somente supus que PODERIA ajudar…
    .
    Clareou?

  98. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “Uma forma eficaz de telecinese são as sondas marcianas, controladas a partir da Terra.
    O Crookes ficaria bolado.”
    /.
    PONDERAÇÃO: o WhatSapp deixaria o Crookes doido!

  99. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “ninguém explica de onde vem a matéria que transforma pessoas comuns em lobisomens, ninguém explica para onde ela vai”
    /.
    PONDERAÇÃO: vem da lua e para ela retorna após a utilização, ou não sabia?

  100. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “Depois que disseram que eu sou pseudo-cético e que MONTALVÃO sofre de ceticismo patológico, fiquei com vergonha e resolvi ser crente na paranormalidade, na ciência espírita e em qualquer empulhação passada, presente ou futura.
    Eu fico todo enrubescido quando descobrem que sou pseudo-cético, cético patológico.
    É um argumento irrefutável, que faz a gente morrer de vergonha.”
    /.
    PONDERAÇÃO: deveras, nem tenho mais saído de casa, temendo que me identifiquem com a doença do ceticismo patológico… vai que queiram me internar à força?

  101. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “Gorducho:- achei o artigo oportuno, exatamente porque eu tive uma “ideia de jerico”, interligar adequadamente duas pessoas por meio de eletrodos, de tal forma que os sinais cerebrais de uma (emissor) pudessem ser recebidos pela outra (receptor).”
    /.
    PONDERAÇÃO: se a ratotelepatia se fez por conectores deixa de ser telepatia. A regra crucial é que a transmissão de pensamento se realiza extrafisicamente. Supor que se conectados interagem desconectados também o farão é bem como alguém aqui gosta de dizer: “salto lógico”…..

  102. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “Francis Crick disse: “é melhor ter nove de suas idéias sendo completamente desmentidas, e a décima colocar em movimento uma revolução, que ter todas as dez corretas mas serem descobertas sem importância que satisfazem os ‘céticos’.”
    .
    PONDERAÇÃO: sei lá se entendi, mas desconfio que Francis Crick está a confirmar a conjetura de Moi…

  103. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “Sim, a sensação é boa. Semelhante ao efeito de uma droga. V. S. Ramachandran disse:
    As pessoas – incluindo cientistas – inconscientemente gravitam num beco sem saída cômodo onde eles se sentem seguros praticando “ciência normal”. Há grandes recompensas sociais. As pessoas que estão no mesmo clube ganham admiração mútua e recompensam-se financiando umas às outras. Seus artigos são “revisados por pares” pelas pessoas de seus próprios clubes, e como resultado, ninguém seriamente questiona o significado da empresa inteira ou onde é encabeçada. Qualquer um que ousa fazê-lo então está em perigo de excomunhão pelo clero, por assim dizer. Nesta consideração, os céticos não são meramente inúteis; podem ser um impedimento real à ciência.”
    /.
    PONDERAÇÃO: resta saber se Ramachandran pensava no paranormal quando proferiu

  104. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “Se eu for me orientar pelo Truzzi, vou ter de suspender o julgamento quanto a homeopatia, astrologia, paranormalidade.”
    /.
    PONDERAÇÃO: conquanto esteja centosporcento correto, não destrone o pobre Truzzi, eis que um dos esteios do Visoni…

  105. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    Olhem aí, MONTALVÃO e GORDUCHO, além de sermos pseudo-céticos e céticos patológicos, “a gente somos inútchil”.
    /.
    PONDERAÇÃO: meus cães me acham muito útil…

  106. Gorducho Diz:

    Resumindo: a discussão com o Gorducho está em esclarecê-lo a respeito da realidade do processo hipnótico e de seu alcance, ou ele conseguir impor a tese que defende, de que seja mera fantasia.
    .
    De momento, deixei com ele uma afirmação, para que avalie e retruque: hipnose e paranormalidade nada a ver uma com outra.
    .
    Esclareceu
    ?
     
    Finalizemos pelo começo…
     
    Não.
     
    Se hipnose é real, o mesmerizador hipnotizador, i.e., o indivíduo capaz de manipular o fluído universal, é um paranormal, penso (logo existo!).
     
    Se o hipnotismo só funciona em terrícolas sugestionáveis então ela é um objeto do no universo metafísico; e cá falamos do físico.
    Estaria então S/Pessoa incorrendo na confusão mental daqueles colegas do Dr. que fazem salada-de-frutas picando metafísica e física e misturando-as na mesma bacia?
    Mas, muito leal e transparentemente – assim como os experimentos que bolou p/verificarem o espiritismo – me ofereci para ser experimentado.

  107. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    E vindo de paranormais consagrados, posto que Sheldrake provou que caninos telepatizam, a opinião tem peso pesado

  108. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    TRUZZI:
    Uma vez que o ceticismo adequadamente se refere à dúvida ao invés da negação – descrédito ao invés de crença – críticos que assumem uma posição negativa ao invés de uma posição agnóstica ou neutra, mas ainda assim se auto-intitulam “céticos” são, na verdade, “pseudo-céticos”.
    .
    MARCIANO:
    Ah, tá. Obrigado pela dica!
    Doravante, terei dúvida, em vez de negar lobisomens e fadas.
    Não posso ser idiota a ponto de “crer” na inexistência de fadas, gnomos e lobisomens.

    PONDERAÇÃO: tãotá explicado o rechaço que o administrador vota aos que ousam criticar o paranormal: truzzianamente falando, esses teriam que suspender seus juízos enquanto digerem, sem se manifestarem, as provas da paranormalidade apresentadas. Por ousarem opinar se transformam em pseudo-céticos…

  109. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    Esse Truzzi é mesmo do piru!

  110. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “Decepção!
    Provoquei o VITOR, o MONTALVÃO, o GORDUCHO, achei que encontraria isto aqui fervendo, ninguém deu bola.”
    /.
    PONDERAÇÃO: bem que eu tento, mas só consigo permanecer vigilante até uma, uma e meia da madrugada, ainda não consegui chegar próximo de seu desempenho…

  111. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “Quando acabar o filme estúpido, o MONTALVÃO se arrepende de ter perdido tempo com uma história cheia de plot holes e volta com tudo.”
    /.
    PONDERAÇÃO: o filme não era estúpido, era um documentário sobre o clima. Mas durmo mais que assisto, embora tenha registrado uns informes interessantes.

  112. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    Marciano parece o insone Tim Maia, sem o pó…

  113. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “não esqueça que hipnotizadores nada mais são que os magnetizadores mesmeristas”
    ./
    PONDERAÇÃO: a hipótese mesmerista de há muito perdeu importância e significado…

  114. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “Se hipnose é real, o hipnotizador, i.e., o indivíduo capaz de manipular o fluído universal, é um paranormal, penso (logo existo!).”
    /.
    PONDERAÇÃO: prezadio: você está apregoando concepção ultrapassada da hipnose, que hoje só sobrevive no espiritismo e sítios assemelhados. Desde James Braid que a linha não-mística é conhecida e coerente.
    .
    Suas considerações já estavam rebatidas em comentários que fiz e no artigo que disponibilizei (leu ou não?).
    .
    Para discutirmos o assunto produtivamente, precisa se despir da idealização insustentável que o hipnotismo provenha da manipulação do fluido universal, ou do magnetismo animal. Nada disso possui sustentabilidade. A teoria moderna da hipnose passa longe dessas suposições.
    .
    Tampouco existe algo de metafísico no processo. Basicamente, a hipnose é uma técnica, em que a atenção é focada em torno de uma sugestão, nada de transcendental, portanto. É a partir dessa visão que se pode conversar a respeito da realidade e alcance do procedimento.
    .
    Vou deixar mais um artiguinho para sua avaliação, embora não tenha avaliado o anterior… Este que agora envio, mete o pau nas concepções vigentes sobre o hipnotismo, mas não descarta que exista.
    /.
    ==============================.
    Hipnose
    (http://www.cetico.hpg.ig.com.br/hipnose.html)
    .
    A hipnose é um processo que envolve um hipnotizador e uma pessoa disposta a ser hipnotizada. O estado hipnótico é geralmente caracterizado por (a) concentração intensa, (b) relaxamento extremo, e (c) alta sugestionabilidade.
    .
    Sua versatilidade é ímpar. Ela é praticada em ambientes sociais radicalmente diferentes: salões, clínicas, salas de aula e delegacias de polícia. Hipnotizadores de salão geralmente se apresentam em bares e casas noturnas. Seus pacientes geralmente são pessoas cujo conceito de diversão consiste em reunirem-se com dezenas ou centenas de pessoas num local onde o principal agente de coesão social é o álcool. Os pacientes dos hipnotizadores clínicos são geralmente pessoas com problemas, que ouviram dizer que a hipnoterapia é útil no alívio da dor ou para se superar um vício, ou uma fobia, etc. Outros usam a hipnose para recuperar lembranças reprimidas de abuso sexual ou de vidas passadas. Alguns psicólogos e hipnoterapeutas a utilizam para descobrir verdades ocultas da consciência normal, acessando a mente inconsciente, onde essas verdades supostamente residiriam. Finalmente, alguns pacientes da hipnose são pessoas que foram vítimas ou testemunhas de um crime. A polícia as incentiva a submeterem-se à hipnose a fim de ajudá-las a recordar detalhes de suas experiências.
    .
    Hipnose: a visão comum desafiada
    .
    A visão que as pessoas comumente têm da hipnose é de que ela seja um estado alterado de consciência, semelhante a um transe. Muitos dos que aceitam essa idéia também acreditam que a hipnose seja uma forma de se obter o acesso a uma mente inconsciente, repleta de lembranças reprimidas, personalidades múltiplas,
    inspirações místicas, ou recordações de vidas passadas.
    .
    Essa visão da hipnose como um estado alterado e como portal para conhecimentos ocultos sobre o “eu” e sobre o universo é considerada um mito por muitos psicólogos.
    .
    Existem dois aspectos distintos, porém relacionados, dessa visão mística da hipnose: o mito do estado alterado e o mito do reservatório oculto.
    .
    Aqueles que defendem a teoria do estado alterado muitas vezes citam estudos que mostram que, durante a hipnose (1) os estados elétricos do cérebro mudam, e (2) as ondas cerebrais são diferentes das que ocorrem na consciência desperta normal. Os críticos da visão mística argumentam que esses fatos são irrelevantes para estabelecer a hipnose como um estado alterado de consciência.
    .
    Poderíamos, da mesma forma, chamar os atos de sonhar acordado ou de espirrar de estados alterados, já que nessas experiências apresentam-se alterações elétricas no cérebro e mudanças nas ondas cerebrais, em relação à consciência desperta normal.
    .
    Os que defendem a teoria do reservatório oculto inconsciente apóiam sua crença em relatos de numerosas pessoas que, quando hipnotizadas, (a) recordam-se de eventos de suas vidas presentes ou passadas, dos quais não têm nenhuma lembrança consciente, ou (b) relatam estar em locais distantes e/ou épocas futuras.
    .
    A maior parte do que se sabe sobre a hipnose, ao contrário do que se acredita, veio de estudos sobre os pacientes hipnóticos. Sabemos que há uma correlação significativa entre ser imaginativo e responder à hipnose.
    .
    Sabemos que os propensos a fantasias são provavelmente também excelentes pacientes hipnóticos. Sabemos que imagens vívidas aumentam a sugestibilidade. Sabemos que os que acham a hipnose uma bobagem não podem ser hipnotizados. Sabemos que os pacientes da hipnose não são transformados em zumbis e não são controlados pelos hipnotizadores. Sabemos que a hipnose não melhora a exatidão da memória de nenhuma forma especial.
    .
    Sabemos que uma pessoa hipnotizada é bastante sugestionável e que a memória pode ser facilmente “completada” pela imaginação e por sugestões feitas sob hipnose. Sabemos que a confabulação é bastante comum durante a hipnose, e que muitos dos estados americanos não aceitam testemunhos induzidos pela hipnose, por serem intrinsecamente não confiáveis. Sabemos que o fator que melhor prevê a resposta à hipnose é o que a pessoa acredita a respeito dela.
    .
    A hipnose em seu contexto sócio-cognitivo
    Se a hipnose não é um estado alterado nem um portal para uma mente inconsciente mística e oculta, então o que é? Por que tantas pessoas, inclusive as que escrevem livros de psicologia ou verbetes de enciclopédias e dicionários, continuam a perpetuar a idéia mística da hipnose como se fosse um fato científico? Por um motivo: a mídia perpetua esse mito através de incontáveis filmes, livros, programas televisivos, etc., e existe uma tradição estabelecida entre os hipnoterapeutas que têm fé no mito, fazem dele seu sustento e vêem muitos efeitos nas sessões que, em seu ponto de vista, só podem ser chamados de “sucessos”. Eles têm até numerosos estudos científicos que apóiam suas opiniões. Psicólogos como Robert Baker acreditam que tais estudos são tão válidos quanto os que davam respaldo à crença no flogisto ou no éter. Baker afirma que aquilo que chamamos de hipnose é, na verdade, uma forma de comportamento social aprendido.
    .
    O hipnotizador e o hipnotizado aprendem o que se espera deles de acordo com os respectivos papéis, e reforçam um ao outro com suas representações. O hipnotizador fornece as sugestões e o paciente responde a elas. O restante do comportamento –a repetição de sons ou gestos por parte do hipnotizador , sua voz suave e relaxante, etc., assim como a postura semelhante a um transe ou repouso semelhante ao sono, etc., por parte do paciente– são apenas encenação, parte do teatro que faz com que a hipnose pareça misteriosa. Despindo-se essa roupagem dramática, o que resta é algo bastante trivial, mesmo se extraordinariamente útil: um estado auto-induzido e “psiquificado” de sugestibilidade.
    .
    O psicólogo Nicholas Spanos concorda com Baker: “os procedimentos hipnóticos influenciam o comportamento indiretamente, alterando as motivações, expectativas e interpretações do paciente.” Isso não tem qualquer relação com levá-lo a um transe ou exercer controle sobre a mente inconsciente. A hipnose, segundo Spanos, é um comportamento aprendido, que surge de um contexto sócio-cognitivo. Podemos obter os mesmos resultados de diversas formas: indo à universidade ou lendo um livro, fazendo cursos de treinamento ou ensinando uma nova habilidade a alguém, ouvindo palavras de estímulo ou dizendo-as a nós mesmos, freqüentando cursos de motivação ou simplesmente criando voluntariamente uma determinação para atingir objetivos específicos. Em resumo, o que se chama de hipnose é um ato de adequação social, e não um estado de consciência específico. O hipnotizado age de acordo com as expectativas que têm do hipnotizador e da situação hipnótica, e comporta-se da forma que acha que se espera que uma pessoa se comporte quando hipnotizada.
    .
    O hipnotizador age de acordo com as expectativas que tem do paciente (e/ou da platéia) e da situação hipnótica, comporta-se da forma que acha que se espera que uma pessoa se comporte quando faz o papel do hipnotizador.
    .
    Spanos compara a popularidade da hipnose com o fenômeno do século dezenove que hoje chamamos de mesmerismo. Além disso, traça uma analogia entre as crenças na hipnose e na possessão demoníaca e exorcismo. Cada uma delas pode ser explicada nos termos de um contexto sociocognitivo. Os conceitos de papéis dos participantes em todas essas crenças e comportamentos são aprendidos e reforçados nos respectivos ambientes sociais. São dependentes do contexto e da disposição por parte dos participantes de representar seus papéis. Dentro de um quadro social, havendo pessoas suficientes oferecendo suficiente respaldo, praticamente qualquer conceito ou comportamento pode ser ardorosamente defendido como um dogma pela comunidade científica, teológica ou social.
    .
    E.M. Thornton, também psicólogo, estende a analogia entre a hipnose, o mesmerismo e o exorcismo. Defende que o que se pede aos hipnotizados é basicamente que representem “o que realmente equivale a uma paródia dos sintomas epilépticos.” Se algum paciente hipnotizado ou mesmerizado parece possuído é porque a possessão envolve um contexto sócio-cognitivo semelhante, uma representação de papéis e uma relação de afinidade semelhante. As crenças centrais diferem entre si, e a idéia dominante de um estado alterado, ou magnetismo animal, ou de demônios invasores, dão às experiências suas características distintas. No fundo, porém, hipnose, mesmerismo, histeria ou possessão compartilham o mesmo fundamento: tratam-se de construções sociais arquitetadas principalmente por terapeutas entusiasmados, artistas e religiosos de um lado, e por pessoas sugestionáveis, imaginativas, desejosas, fantasiosas, com profundas necessidades ou capacidades emocionais de outro.
    .
    hipnose: o bom, o mau e o feio
    .
    Freud, o padrinho da repressão, sabiamente abandonou o uso da hipnose nas terapias. Infelizmente, no entanto, ela continua sendo usada numa ampla variedade de contextos, nem sempre benéficos. Usá-la para auxiliar pessoas a parar de fumar ou manter uma dieta pode ser útil e, mesmo se não der certo, provavelmente não será prejudicial. Usá-la para ajudar pessoas a recordar placas de carros usados em crimes pode ser útil e, mesmo se não der certo, provavelmente não será prejudicial. Usá-la para ajudar vítimas ou testemunhas de crimes a recordar o que aconteceu pode ser útil, mas pode também ser perigoso devido à facilidade com que o paciente pode ser manipulado por sugestões do hipnotizador. Hipnotizadores policiais excessivamente determinados podem colocar sua convicção na culpa daqueles que pensam ser culpados acima da convicção honesta, gerada por provas honestas apresentadas a um júri. A hipnose também é perigosa no ambiente policial devido à tendência de muitos policiais de acreditar em soros da verdade, detetores de mentiras, e outras formas mágicas e fáceis de se obter a verdade.
    .
    Usar a hipnose para ajudar pessoas a recuperar lembranças de abuso sexual por parte de seus parentes próximos ou por alienígenas em naves espaciais é perigoso e, em alguns casos, claramente imoral e degradante. Às vezes, a hipnose é utilizada para incentivar o paciente a se recordar e então passar a acreditar em eventos que provavelmente nunca aconteceram. Se essas lembranças não fossem de eventos tão horríveis e dolorosos isso causaria menores preocupações. Mas, ao nutrir ilusões de males sofridos, os terapeutas freqüentemente causam danos irreparáveis aos que depositam neles sua confiança. E o fazem em nome de curar e tratar pessoas, assim como faziam os padres do passado quando caçavam bruxas e exorcizavam demônios.
    ===================================.

  115. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “Mas, muito leal e transparentemente – assim como os experimentos que bolou p/verificarem o espiritismo – me ofereci para ser experimentado.”
    /.
    PONDERAÇÃO: são coisas bem distintas, não entendi o paralelo…
    .
    Falei que acredito que possa ser hipnotizado porque sei de hipnotizadores que, com técnica aprimorada, conseguem burlar a resistência e criar o clima favorável. Mas, deve haver os que não se deixem amolecer de modo algum.
    .
    O fato de você, Marciano e outros não serem hipnotizáveis não descarta a realidade da técnica, apenas mostra que ela não tem o alcance mágico que muitos imaginam, coisa que não defendo.
    .
    O que faz é ligar o procedimento a concepções errôneas, e ultrapassadas, e achar que a única explicação seja por aí, e, visto que essas explicações, claramente nada explicam, conclui que o hipnotismo não existe. Caso existisse, no seu modo de pensar, teria que ser de origem paranormal,o que constitui equívoco.
    .
    No caso de espíritos alegadamente comunicantes, o que se postula é que nenhum deles consegue dar mostra de estar presente, o que nos leva a, indefectivamente, concluir que não comunicam. No caso da hipnose, haver quem seja resistente não descarta que funcione com outros, conquanto, repetindo, não seja a mágica que o vulgo imagina.

  116. Gorducho Diz:

    Sabemos que os propensos a fantasias são provavelmente também excelentes pacientes hipnóticos.
    Então, é m/2ª alternativa: mistura entre a metafísica e a física. O fantasioso fantasia estar hipnotizado assim como a mamãe desesperada porém fantasiosa imagina que seu filhinho está morando c/a vovó, conforme CX lhe asseverou.
    Como aqueles colegas do Dr. que querem introduzir a religião (objeto pertencente ao universo metafisico) na medicina (objeto pertencente ao universo físico).
     
    Sabemos que os que acham a hipnose uma bobagem não podem ser hipnotizados.
    Claro!

  117. Gorducho Diz:

    (c) alta sugestionabilidade.
     
    :shock: OUI MAÎTRE : QUE DOIS-JE FAIRE?
     
    :lol: :lol: :lol: :lol:
     
    O Sr. já foi hipnotizado, Sr. Orlando?

  118. Borges Diz:

    Se por acaso não souber inglês (minha premonição diz que sabe – estarei errado de novo?), eu traduzo amanhã.”
    Traduzi em um minuto com a ajuda do meu amigo professor Google, ficou meio esquisitinho, mas está aceitável.
    Antigamente na época do videocassete, eu gravava as cenas de mágica e depois tentava descobrir os truques rodando a fita no modo slow motion.
    Recentemente gravei uma cena de mágica apresentada num dos canais a cabo, num pen drive espetado no receptor. O processo de gravação digital não proporcionou uma reprodução quadro a quadro adequada, por isso não foi possível desvendar o truque.
    Imagine um voluntário, segurando uma faca afiadíssima posicionada verticalmente, com uma mão na ponta em cima e a outra no cabo em baixo, de tal forma que o gume fique voltado para fora.
    Pense no mágico situado em frente à faca, com os dedos polegares presos por uma fita adesiva, com as mãos ligeiramente afastadas e com as extremidades dos dedos voltadas para a faca. É como se fosse um pássaro com as asas semiabertas, pronto para avançar em direção à lâmina.
    Num movimento rápido, o mágico leva as mãos de encontro à lâmina atravessando-a. Não cai uma gota de sangue, os dedos e a fita adesiva permanecem intactos.
    Tenho uma ideia do truque, mas estou inseguro.
    Obrigado

  119. Borges Diz:

    Fraude relativa porque ela nunca se apresentou como ?quica…
    A tese mais provável m/parece algum conhecido dela ter casualmente lobrigado o cara arrotando o crime…”
    Neste caso, como médium, ela foi melhor detetive que os policiais.
    “Daí aquela delicadíssima história de querer passar a informação à polícia sem entrar num rolo – como ela entrou ”
    Antes de terminar a leitura do artigo passou pela minha mente que ela poderia ser incriminada. Se a Sra. Etta não percebeu isto também, então não parece ser uma pessoa perspicaz, o que a deixa em posição desfavorável para engendrar um caso falso.
    Acho que o caso da Sra. Etta Smith, juntamente com outros nove casos, foi uma ligeira provocação do site Hype Science a seus leitores. Ainda na mesma linha do achismo, eu entendi que o Vitor repassou esta provocação apimentando um pouco o assunto. Se fosse um artigo do topo da página é evidente que ele passaria todos as informações pertinentes. Pensando bem, acho que foi perdida uma ótima oportunidade de colocar este assunto em pauta, no topo da página, evidentemente depois de enriquecido com os devidos detalhes.
    Obrigado

  120. Espírita Sp Orlando Diz:

    O Sr. já foi hipnotizado, Sr. Orlando?
    Sim Gorducho. Fui a um psiquatria que usava a hipnose a regressão de memórias a homeopatia para me tratar. Kkk fez me lembrar nobre gorducho que até garrafadas ja usei e ainda uso. Não sei se conhece isso, nao sei se tem no RJ.
    Dr.Bezerra foi médico homeopata tbem. Só não sei se hipnotizava, acho que sim pois Bezerra fazia de tudo até dar aulas de (aff) matemática e ser político. Merecia ser milionário.

  121. Gorducho Diz:

    fez me lembrar nobre gorducho que até garrafadas ja us>ei e ainda uso. Não sei se conhece isso, nao sei se tem no RJ.
     
    ?
    Não sou nem nunca morei no Rio… expressivas léguas sobre a crosta…

  122. Gorducho Diz:

    A homeopatia então ajudava na hipnose, certo?
    Qual foi sua primeira vida que recordou?
    Acaso não terá conhecido a Semiramis e o Emmânuel (que foi o pai adotivo dela, claro)?

  123. Contra o chiquismo Diz:

    MArciano, mais um plágio!! Esse tava na cabeça mas só consegui lembrar agora, veja sé ou se tou viajando.
    .
    .
    Em 1978 o Serginho Herval (o Serginho do Roupa Nova) antes de entrar pro Roupa Nova lançou um Hit – “Meu pensamento é vc” – que abre a trilha sonora nacional da novela Pecado Rasgado. Eu tenho quase que certeza que é plágio descarado de “How deep is your love” de 1977 (um ano antes) dos Bee Gees, confira:

    Serginho Herval – “Meu pensamento é vc” – 1978
    .
    .
    https://www.youtube.com/watch?v=0CfXB4YfdUY
    .
    .
    Bee Gees – “How deep is your love” – 1977.
    .
    .
    https://www.youtube.com/watch?v=XpqqjU7u5Yc
    .
    .
    ***a música abre o LP (CD em HD) da novela Pecado Rasgado, aqui com melhor qualidade pra conferir:
    .
    .
    https://www.youtube.com/watch?v=hLpK_yUVlxc

  124. Marciano Diz:

    BORGES: Marciano:- Como você não colocou “NÃO TENTE ISTO EM CASA”, eu acho que vou tentar quando tiver número suficiente.
    .
    MUITO AO CONTRÁRIO. Eu incentivei você a treinar e a fazer você mesmo a experiência.
    .
    .
    S/Provocação foi tão sutil que não a percebo :shock:
    Qual foi?
    .
    Eu fui bem claro.
    Foi para que visse que a gente não pode acreditar em algo só porque viu acontecer (se me hipnotizarem, viro paranormal).
    Apesar do que disse o mestre MONTALVÃO, ninguém vai conseguir hipnotizá-lo contra sua vontade, mas você pode ver alguém extremamente sugestionável ser hipnotizado e acaba virando crente.
    .
    A SEGUNDA PROVOCAÇÃO FOI PARA QUE ME DÊ OS MERECIDOS CRÉDITOS NO TRABALHO C O N J U N T O QUE FIZEMOS NO ESCLARECIMENTO DO HOMICÍDIO PRATICADO POR ESPÍRITOS MATERIALIZADOS. (negritado em CAPITALS para que fique menos sutil.
    .
    .
    Hipnotismo não é mais mesmerismo há muito tempo. Como eu disse en passant, o próprio hipnotizado faz o trabalho, orquestrado pelo hipnotizador.
    Não tem fluido nenhum, só um estado alterado de consciência.
    Acontece com alguns médiuns que não fingem, apesar de ser, nesse caso, pura auto-sugestão, não aquela do Coué, que não funciona nem com ajuda do Uri Geller.
    .
    .
    .
    MONTALVÃO:
    PONDERAÇÃO: fosse eu rei, em meio a batalha, cercado de inimigos por todos os quadrantes, sem o grupo de proteção ao meu lado, também ofereceria meu reino por uma montaria…
    .
    Esse episódio só aconteceu na imaginação de Shakespeare. Licença poética. Como no dia em que Juscelino estava pescando bagre e espetou o dedo, bradando: — Minha presidência por uma anestesia!
    .
    Ou como quando o playboy Pedro II bradou às margens do Ipiranga:
    Independência ou morte!
    .
    Ou quando o mesmo Shakespeare botou na boca do Júlio:
    – Et tu, Brutus?
    .
    Mais um exemplo: quando FG disse: — Deixai vir a mim as criancinhas (primeiro caso de pedofilia? – acho que não).
    .
    .
    .
    MONTALVÃO:
    Esclareceu?
    Para mim, já estava claro. O único ponto obscuro é que vós, amado mestre, ainda credes que hipnose tenha utilidades terapêuticas e eu e o pseudocientista FREUD achamos que não.
    Quanto ao Siegmund, falta esclarecê-lo que psicanálise também é inútil.
    Se conseguir um espírito psicógrafo, eu mando as explicações para ele no além, onde se encontra.
    .
    .
    Quanto à insônia, clareou tanto que ela piorou. (just kidding).
    .
    .
    .
    GORDUCHO e MONTALVÃO, cuidado com as más vibrações da bancada crente, que tenta nos dividir para conquistar.
    .
    .
    .
    MONTALVÃO:
    .
    O que faz é ligar o procedimento a concepções errôneas, e ultrapassadas, e achar que a única explicação seja por aí, e, visto que essas explicações, claramente nada explicam, conclui que o hipnotismo não existe. Caso existisse, no seu modo de pensar, teria que ser de origem paranormal,o que constitui equívoco.
    .
    MARCIANO:
    Foi isso que me assutou. GORDUCHO está tão desatualizado com hipnotismo quanto ARDUIN com a seleção natural, e DISSE que se visse o fenômeno acontecer passaria a crer em paranormalidade.
    Já pensou, que estrago?
    .
    .
    .
    MONTALVÃO:
    No caso de espíritos alegadamente comunicantes, o que se postula é que nenhum deles consegue dar mostra de estar presente, o que nos leva a, indefectivamente, concluir que não comunicam. No caso da hipnose, haver quem seja resistente não descarta que funcione com outros, conquanto, repetindo, não seja a mágica que o vulgo imagina.
    .
    .
    Outra coisa que precisa de clareamento, para que ajustemos tudo na bancada cética.
    Pelo mesmo raciocínio, chegamos a conclusão de que como nenhuma fada ou lobisomem consegue dar mostra de que está presente (a não ser para CONAN DOYLE), podemos concluir, indefectivamente, que não comunicam.
    .
    Claro que fadas e lobisomens não comunicam. Creio que seja pela mesma razão que faz com que espíritos não comuniquem. Ou deuses.
    Tudo que sabemos sobre deuses foi dito por algum mortal.
    Tudo o que sabemos sobre espíritos foi dito por algum mortal.
    Se não fossem esses mortais quando ainda estavam vivos, como saberíamos dos espíritos, das fadas ou dos lobisomens?
    .
    .
    .
    BORGES, tenho quase certeza de que já vi o VALENTINO, o masked magician, aqui conhecido como Mister M, mostrando esse truque.
    Procure na net.
    .
    .
    .
    ORLANDO, claro que garrafadas existem no Rio. Um dia desses mesmo eu dei uma garrafada na cabeça de um bêbado que estava me importunando, pedindo para pagar uma cana pra ele.
    .
    .
    Agora vou ver o plágio do CONTRA.
    Volto já.

  125. Marciano Diz:

    CONTRA, se não foram dados os créditos a Barry, Robin e Maurice, É PLÁGIO DESCARADO!

  126. Marciano Diz:

    BORGES, trabalho feito pra você.
    Veja, principalmente a partir dos 9 minutos.
    .
    Não traduzi, porque não entendi nada.
    Mas o truque nem precisa de palavras para ser entendido.
    .
    Desta vez não vou esquecer do link:
    https://www.youtube.com/watch?v=nFowkxfv2gQ

  127. Marciano Diz:

    Não é exatamente o truque que você viu, mas é semelhante.
    .
    O que me deixa chateado é que, se o cara faz isso e diz que é mágica, num circo ou programa de TV, fica todo mundo pensando: — Como será o truque?
    Se o cara diz que é paranormal ou medium, até cientistas acreditam.

  128. Marciano Diz:

    Entrei, todo mundo ficou mudo.
    .
    Deixo mais um tema para reflexão:
    .
    A importância da matemática na mecânica quântica.
    .
    http://www.uesb.br/mat/semat/seemat2/index_arquivos/mc10.PDF
    .
    FG ensinando mecânica quântica:
    https://www.youtube.com/watch?v=SycV-qsWYLY
    .
    .
    O erro de FG foi desprezar a importância da matemática para compreensão da matéria, o mesmo erro em que incide o Vereza.
    Foi por isso que ninguém entendeu.
    Ele até falava por parábolas, mas sua fala era muito cheia de curvas e ele nunca tentou explicar sob a forma x ² = 4cx nem ilustrava as parábolas sob a luz de um plano de coordenadas cartesianas ortogonais (talvez porque nunca ouvira falar de Descartes).

  129. Marciano Diz:

    Volto mais tarde, quando os demais participantes desistirem da comunicação telepática e voltarem a se manifestar por aqui.

  130. Contra o chiquismo Diz:

    Marciano, segundo o LP da novela (foto abaixo) os autores foram Hugo Belladi – Caca.
    .
    http://mlb-s2-p.mlstatic.com/pecado-rasgado-lp-trilha-sonora-novela-nacional-sl-1978-441501-MLB20340000318_072015-O.jpg
    .
    .
    Acho que o Serginho deu uma passada de perna nos Bee Gees.. he he he.

  131. Contra o chiquismo Diz:

    Bem, segundo a foto do selo do vinil original dos Bee Gees, não foi o Hugo Bellardi & Caca que compuseram “How deep is your love”.
    .
    .
    http://vinilevariedades.com.br/loja/product_images/d/359/BEE_GEES_-_HOW_DEEP_IS_YOUR_LOVE_-_1977_-_RSO_2014_-_02_18_(1)__23685_zoom.JPG
    .
    .
    Poxa, queria me convencer que o Serginho não faria isso…

  132. Contra o chiquismo Diz:

    Marciano, esse Hugo Bellardi não era qualquer um, veja:
    .
    .
    http://www.dicionariompb.com.br/hugo-bellard/dados-artisticos

  133. Borges Diz:

    “Marciano Diz:
    OUTUBRO 3RD, 2015 ÀS 5:13 PM
    Não é exatamente o truque que você viu, mas é semelhante.”
    Não chega nem perto, este eu matei logo de “cara”, observe que o mágico puxa a manga antes de descer o braço, parece mais uma pegadinha.
    “Se o cara diz que é paranormal ou medium, até cientistas acreditam.”
    Se o cientista acreditar nesta tem que perder o título da academia.
    Domo arigatou

  134. Gorducho Diz:

    FOI PARA QUE ME DÊ OS MERECIDOS CRÉDITOS NO TRABALHO C O N J U N T O QUE FIZEMOS &c.
    Mas é que o comentária não se referia a quem foi o autor da hipótese – que aliás foi o Sr. quem trouxe o relato do fato impressionante aí ocorrido da tentativa que aparentemente agora foi tragicamente consumada!
    Eu disse que temos no Rio um caso a meu ver inédito pois estava falando em caráter próprio e não sei se seria lícito neste contexto colocá-lo numa expressão AMa e eu achamos
    Até porque não saberia dizer se para o Sr. será inédito, i.e., se não terá conhecimento de algum outro homicídio perpetrado na crosta por espíritos materializados :mrgreen:
    De qualquer sorte se foi erro: desculpe!
     
    Hipnotismo não é mais mesmerismo há muito tempo. Como eu disse en passant, o próprio hipnotizado faz o trabalho, orquestrado pelo hipnotizador.
    Não tem fluido nenhum, só um estado alterado de consciência
    .
    Cá sim há uma discordância fundamental, e como creio, o Partido não fechou questão, obtempero como fiz acima. O texto apresentado por AMo apenas reforçou m/proto-convicção.
    Se é tudo auto-sugestão é tudo auto-sugestão, como os efeitos curativos das homeopatias; o indivíduo religioso cuja crença lhe dá uma paz de espírito que lhe proporciona por reflexo uma melhor saúde ou auxilia na recuperação dalguma moléstia por proporcionar um melhor estado de ânimo.
    Diferentemente do que querem fazer crer aqueles colegas do Dr. que pregam haver a atuação de entidades mágicas externas ao paciente atuando sobre o mesmo.
    Então, se o hipnotismo é algo externo, induzido pelo magnetizador hipnotizador, temos um fenômeno paranormal. Se é algo puramente interno, i.e., auto-sugestão, é auto-sugestão repaginada.

    o que tudo indica foram espíritos materializados os autores. E nenhum médium se habilita a auxiliar a polícia?

  135. vinicius Diz:

    o espirito Chico Xavier se manifesta no médium Ariston Teles, antes é claro todos cantam: quanta luz, quanta luz.
    https://www.youtube.com/watch?v=-ENNK2t1SoE

    Sobre o hipnotismo depende de quem recebe as sugestões: se for uma pessoa crédula, cairá facilmente.

  136. Gorducho Diz:

    E quanto à possibilidade de ficar comprovada a existência de ψ, detonando com nosso o programa do Partido, não se preocupe: primeiro terão que me hipnotizar.
    Ao Sr. Administrador (2ª feira…) e seus conhecidos parapsicólogos de prestigiosas Academias & outros eventuais, garanto no entanto: serei absolutamente honesto:
    i) mantendo os olhos arregalados :shock: e as pupilas fixas ou no olho do hipnotizador ou fixos na proa 0° da m/linha de visada caso seja usado um pêndulo (acompanhar os movimentos deste não vou porque poderei ficar estrábico, tonto ou me causar fadiga muscular no olho);
    ii) piscando o mínimo possível apenas p/evitar o ressecamento superficial.

  137. Gorducho Diz:

    Onde estou não posso colocar som agora…
    O médium parece perturbado… estaria CX no Umbral?
    E a senha ele falou?

  138. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    MARCIANO:
    Foi isso que me assutou. GORDUCHO está tão desatualizado com hipnotismo quanto ARDUIN com a seleção natural, e DISSE que se visse o fenômeno acontecer passaria a crer em paranormalidade.
    Já pensou, que estrago?
    /.
    PONDERAÇÃO: daí minha insistência em fazê-lo (a ele, Gorducho) compreender melhor o processo, mesmo que, qual você, ache que não serve para nada, o que me parece certo exagero, mas não vejo razão para tentar demovê-lo de tal pensamento.

  139. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “Outra coisa que precisa de clareamento, para que ajustemos tudo na bancada cética. Pelo mesmo raciocínio, chegamos a conclusão de que como nenhuma fada ou lobisomem consegue dar mostra de que está presente (a não ser para CONAN DOYLE), podemos concluir, indefectivamente, que não comunicam.
    .
    Claro que fadas e lobisomens não comunicam. Creio que seja pela mesma razão que faz com que espíritos não comuniquem. Ou deuses.
    Tudo que sabemos sobre deuses foi dito por algum mortal.
    Tudo o que sabemos sobre espíritos foi dito por algum mortal.
    Se não fossem esses mortais quando ainda estavam vivos, como saberíamos dos espíritos, das fadas ou dos lobisomens?
    /.
    PONDERAÇÃO: concordo em gênero, número e degrau, com uma ressalva, lobisomens, dráculas, mulas descabeçadas, sacis, fadas, ninfas, duendes, elfos, gnomos, e o que mais haja suposto, seriam, caso fossem, entes materiais: mutantes porém materiais. Espíritos estariam noutra categoria e dimensão: inteligências sem corpo material que, segundo advogam crentes, comunicam com os vivos.
    .
    Fadas, lobisomens e etecétera podemos dar por inexistentes levando em conta a completa ausência de registros objetivos e conferíveis de suas aparições. Por mais discretos que fossem, caso reais, seriam detectados.
    .
    Já os espíritos de mortos, sendo declaradamente invisíveis, devem se mostrar presentes pelo sucesso em testes que verifiquem seguramente suas ações no ambiente material.
    .
    Feitas essas distinçõesm, no mais o que disse tá falado.

  140. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “ORLANDO, claro que garrafadas existem no Rio. Um dia desses mesmo eu dei uma garrafada na cabeça de um bêbado que estava me importunando, pedindo para pagar uma cana pra ele.”
    /.
    ?!

  141. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “O texto apresentado por AMo apenas reforçou m/proto-convicção.
    Se é tudo auto-sugestão é tudo auto-sugestão, como os efeitos curativos das homeopatias; o indivíduo religioso cuja crença lhe dá uma paz de espírito que lhe proporciona por reflexo uma melhor saúde ou auxilia na recuperação dalguma moléstia por proporcionar um melhor estado de ânimo.”
    /.
    PONDERAÇÃO: agora nos aproximamos da harmonia: realmente, é tudo sugestão, nada, pois, de fluido universal, magnetismo animal, influenciação quântica, ou coisa do gênero: apenas um acordo entre os envolvidos, em que uma parte aceita receber sugestionamento da outra e ver no que vai dar.

  142. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    Marciano, nossos horários de entrada e saída não mais combinam. Agora vou assistir outro filme… e vou dizer o título… deixe-me ver…hummm… Achei: um crime nada perfeito… depois digo se valeu.

  143. Gorducho Diz:

    Vejamos então o que diz um médico, Dr. Bezerra, sobre o hipnotismo, nome com que a ciência hodierna envernizou o magnetismo, para poder aceitá-lo, sem cantar a palinódia:
    O sonambulismo hipnótico atua, por força da vontade, sobre o mesmo aparelho nervoso, produzindo o mesmo efeito do sono e da paralisia, como o clorofórmio; donde a inconsciência, o esquecimento,
    a insensibilidade. Os mesmos fenômenos, pelo mesmo modo produzidos, resultam do sonambulismo magnético
    .
     
    Então explicitando m/posicionamento: se
    i) a vontade cuja força exerce um trabalho virtual ([força] * [deslocamento virtual nervoso]) sobre o aparato nervoso é a do próprio paciente, pode não se tratar de paranormalidade;
    ii) a vontade propaga-se desde um hipnotista até os centros nervosos do paciente, digo que é paranormalidade, i.e., o hipnotista é um ψquico.

  144. Gorducho Diz:

    Essa da garrafada deve ser serranalismo…
    Será que hipnotizaram ele lá c/um garrafaço na cabeça?
    Ou c/a canha duma garrafa?
     
    E essa carne de músculo? Usam esse termo aí no RJ p/carne-de-boi que não seja coração, rins, fígado, tripas, miolos (+ duns 40 anos que não como nem m/lembro se eram de boi…), olho (só de ovelha mas nunca comi nem vou :( )…

  145. vinicius Diz:

    de 70 anos trabalhando na mediunidade servindo de ponte entre os planos espirituais e o plano físico cerca de 1000 espirito utilizaram minhas pobres mãos durante mais de 70 anos.
    Meu Deus eu precisava depois de minha desencarnação pelo menos voltar e dizer: é verdade minha gente a vida continua, o plano espiritual existe ! (…) servir dentro de minhas limitações.

    Presente: disse que estava na semana na reunião e CX falou que não está em nenhum paraíso.
    CX: (…) permaneço ligado aos amigos dessa imensa seara.Presente em atividades constantes.

    PASME (em 23:40) olha o plágio do CX também no além ! Ele contou a mesma história do BEZERRA no final : pediu a Nossa Senhora que continuasse aqui no trabalho de sempre ao lado de BEZERRA e outros amigos generosos.

  146. vinicius Diz:

    Não tinha copiado tudo, lá vai
    “Gorducho Diz: outubro 3rd, 2015 às 8:11 PM
    Onde estou não posso colocar som agora…
    O médium parece perturbado… estaria CX no Umbral?
    Não, ele está aqui na Terra, com o Bezerra (pediu a nossa senhora) .
    E a senha ele falou?”
    falou duas senhas mas não entendi direito.

    Comentários:

    Depois ouça que é muito engraçado o médium imitando a voz do CX e os “tiques nervosos”, “ a boca parecendo chupando sorvete” . Pelo que eu entendi trata-se de reportagem da Isto É no Centro Espírita onde o Espirito do CX bate ponto

    O pessoal começa cantarolando o “Quanta Luz”, em seguida baixa CX , faz um roteiro de vibrações (saúde e paz aos hospitais etc.)

    e em determinado momento (kkk) CX diz “temos conhecimento de alguém aqui quer fazer perguntas e eu me coloco a disposição (é o repórter lá presente e o médium fazendo da mesma forma do programa Pinga Fogo). Começa falando da história da vida dele em Pedro Leopoldo, do encontro com Emmanuel etc. Diz que foi submetido por Emmanuel ao exercício mediúnico de 5 anos treinando e depois que estava pronto Emmanuel mandou CX rasgar tudo.

    E em 10:45 PERGUNTA DA SENHA!!! (KKK enquanto o repórter fazia a pergunta o médium mexia a boca como um peixe fora d´água e os olhos saltitantes” .

    CX : Na verdade eu tive o cuidado de deixar com meu filho adotivo (daí o reporter susurra: o eurípedes ?” e CX “sim” e o reporter insistindo : e um médico também e CX “sim e outras pessoas também do nosso relaciomento familiar”. Tive o cuidado de deixar um sinal que iria confirmar a minha presença em mensagens psicográficas MAS em recebendo a visita sempre esperada e muito querida de nosso médium com sua esposa Maria Isabel a espiritualidade superior naquela noite inesquecível sugeriu que deixasse com nossa Isabel um sinal para a possibilidade de comunicações por vias psicofônicas e é o que está se passando agora.

    CX: evitar mistificações eu achei por bem deixar dois códigos (não entendi direito esse trecho): 01? pronto amigos, liberado e o outro 02? contas alto e Brasilia

    Repórter: daí o repórter questiona: quer dizer que o Sr. não será mais psicografado? e a missão do espirito de Chico Xavier:

    CX: estamos conversando ambiente muito familiaridade, coração aberto. Meu Deus, mais de 70 anos trabalhando na mediunidade servindo de ponte entre os planos espirituais e o plano físico cerca de 1000 espirito utilizaram minhas pobres mãos durante mais de 70 anos.
    Meu Deus eu precisava depois de minha desencarnação pelo menos voltar e dizer: é verdade minha gente a vida continua, o plano espiritual existe ! (…) servir dentro de minhas limitações.

    Presente: disse que estava na semana na reunião e CX falou que não está em nenhum paraíso.
    CX: (…) permaneço ligado aos amigos dessa imensa seara.Presente em atividades constantes.

    PASME (em 23:40) olha o plágio do CX também no além ! Ele contou a mesma história do BEZERRA no final : pediu a Nossa Senhora que continuasse aqui no trabalho de sempre ao lado de BEZERRA e outros amigos generosos.

  147. Marciano Diz:

    Vídeo de palestra proferida pelo Dr. Paulo Cesar Fructuoso (Mestre em medicina pela UFF), sobre espíritos decaídos materializados:
    .
    https://www.youtube.com/watch?v=OaSAxSEwv1E
    .
    Hipnose, no sentido de transe ou estado hipnótico, pode ser auto-induzida ou alter-induzida.
    Hipnose auto-induzida, também chamada de auto-hipnose, consiste na aplicação das sugestões hipnóticas em si mesmo.
    Hipnose alter-induzida pode, por analogia, ser chamada alter-hipnose — embora esta não seja expressão de uso corrente — e consiste na aplicação de sugestões hipnóticas por outra (latim alter = outro) pessoa (o hipnotizador) num aquiescente (hipnotizado, paciente).
    Alguns especialistas afirmam que toda hipnose é, afinal, auto-hipnose, pelo fato de depender precisamente da aquiescência ou consentimento (num dado grau ou nível, ainda que incipiente) daquele que deseja ou, pelo menos, concorda com ser hipnotizado.
    Na maioria dos indivíduos, é possível induzi-la com métodos e técnicas diversos.
    Quando um hipnotizador induz um transe hipnótico, estabelece uma relação ou comunicação muito estreita com o hipnotizado. Isso, de fato, é essencial para o sucesso da hipnose.
    Hipnose muitas vezes é empregada em tratamentos psicológicos e médicos (e/ou psiquiátricos). Quando em uso por psicólogos e médicos — sendo o paciente submetido à hipnose, para o desejado fim terapêutico — fala-se apropriadamente em hipnose terapêutica (hipnoterapia).
    Com efeito, é possível tratar alguns problemas de comportamento, como o tabagismo, as disfunções alimentares (comoanorexia, bulimia, desnutrição e obesidade), bem como a insônia, entre tantos problemas, com o uso adequado e competentemente supervisionado da hipnose — a hipnoterapia.
    Se é o terapeuta que se acha em estado ou transe hipnótico (usualmente auto-induzido, conquanto possa ser também alter-induzido) — e, nesse estado hipnótico, prescreve tratamento para a cura de doenças ao paciente emestado não-hipnótico, emprega-se o termo hipniatria, sendo que o terapeuta, neste caso, passa a ser chamado dehipniatra.
    Contudo, a maioria dos médicos psiquiatras ainda acredita que as doenças psiquiátricas fundamentais têm melhor tratamento e, portanto, chance de sucesso ou cura, com o paciente em estado de consciência normal (desperto ou devigília).
    Em anestesiologia, o termo hipnose pode referir-se ao estado de inconsciência temporário induzido pela administração de fármacos específicos, segundo a concepção original do termo, embora seja uso inapropriado do termo.
    Algumas vezes, usa-se hipnose apenas com propósitos de apresentação circense ou assemelhada, conhecida como “hipnose de palco”. Ao contrário do que algumas pessoas ignorantes pensam, muito raramente há charlatanismo, pois tal seria mais difícil de realizar que o show honesto.[carece de fontes]
    É frequentemente referido na literatura especializada, não ser possível o seu uso com propósitos antiéticos, visando obter de alguém (hipnotizado) alguma vantagem ou subserviência para fins escusos. Nesse ponto todos os hipnólogos estão de acordo, pelo que já nem é tema de discussão técnica.[carece de fontes]
    Atualmente a versão mais abrangente da hipnose é a escola da hipnose ericksoniana também é conhecida como hipnose moderna, pelo motivo de utilização do método conversacional ou simplesmente o uso coloquial das palavras. Em uma conversa tradicional ou em uma narração de histórias a pessoa é levada a um estado alterado de consciência, facilitando o entendimento, processamento e interação inconscientes.
    .

    .
    Retirado da wikipedia.
    O texto integral pode ser lido aqui:
    https://pt.wikipedia.org/wiki/Hipnose
    .
    .
    Na superlativamente modesta opinião deste parvo que vos fala, o uso terapêutico da hipnose é inútil.
    Uma minoria de pessoas pode ser hipnotizada, desde que se submeta ao estado. O hipnotizador apenas ajuda. Só funciona com pessoas ultra sugestionáveis e não resulta em nada, além de um estado alterado de consciência.
    .
    Tabagismo é curado simplesmente com vergonha na cara e hipnose não funciona.
    O mesmo se diga das disfunções alimentares, visto que a comida não entra de forma forçada na boca de quem come, quem não come é porque não quer, quem come e vomita depois faz assim porque o deseja, porque força o vômito, insônia não tem jeito (hipnóticos como Dormonid, Rohydorm, etc., funcionam por pouco tempo – taquifilaxia).
    Pessoas com tabagismo, disfunções alimentares, etc., que não conseguem controlar sua vontade, beneficiam-se mais com tratamento convencional.
    .
    Anestésicos são muitíssimo mais eficientes do que hipnose.
    .
    Apesar de algumas pessoas serem hipnotizáveis, isso não tem nada a ver com paranormalidade (nem os parapsicólogos pensam assim) e o fenômeno é menos útil do que plantar batatas, pois estas, depois de colhidas, servem para matar a fome de quem a tem.
    .
    Dizer que a vontade do hipnotizador se propaga até os centros nervosos do hipnotizado é a mesma coisa que mandar alguém à merda e esse alguém ir.
    Vai porque quer.
    Tanto que eles admitem que o hipnotizado não faz nada que não queira.
    .
    Confira-se na própria wikipedia:
    .
    A parte mais importante da indução hipnótica se denomina rapport, que pode ser definido como uma relação de confiança e cooperação entre o hipnólogo e o paciente. Qualquer violação desta relação com sugestões ofensivas à integridade do paciente resultaria em interrupção imediata e voluntária do estado de transe por parte do mesmo. Infundado, portanto, o temor de revelar segredos contra a vontade ou praticar atos indesejados.
    .
    Algumas pessoas induzem em si próprias estados alterados de consciência e acreditam estar em transe mediúnico. Outros fingem mesmo.
    .
    .
    .
    .
    “o que tudo indica foram espíritos materializados os autores. E nenhum médium se habilita a auxiliar a polícia?
    .
    Os perpetradores já foram arrestados pela polícia espiritual, a qual é muito mais eficiente do que a terrícola.
    Foram desmaterizalizados e estão no umbral.
    .
    “No Umbral encontramos grupos de pessoas que se consideram justiceiras. Coletam espíritos desorientados em hospitais, cemitérios, e no próprio umbral. Pessoas que fizeram muito mal a outras durante a vida ou em outras vidas, e pessoas que fizeram poucos amigos e por isto não tem quem as possa ajudar. Estes espíritos sedentos de vingança e de justiça feita pelas próprias mãos conseguem aprisionar e escravizar as pessoas que capturam.”
    .
    Fonte: http://www.redeamigoespirita.com.br/profiles/blogs/a-vida-no-umbral
    .
    No devido tempo, eles serão socorridos por uma equipe espiritual e encaminhados a uma colônia, para tratamento.
    .
    .
    .
    .
    MONTALVÃO:
    .
    .
    Fadas, lobisomens e etecétera podemos dar por inexistentes levando em conta a completa ausência de registros objetivos e conferíveis de suas aparições. Por mais discretos que fossem, caso reais, seriam detectados.
    .
    Já os espíritos de mortos, sendo declaradamente invisíveis, devem se mostrar presentes pelo sucesso em testes que verifiquem seguramente suas ações no ambiente material.
    .
    MARCIANO:
    .
    Certo e bem lembrado.
    Já demônios, anjos, deuses, assim como espíritos, assemelham-se ao dragão da garagem, ao unicórnio cor-de-rosa invisível e outros.
    Não tem existência material. Só existem na imaginação das pessoas.
    .
    .
    Vale a pena ler de novo:
    .
    “Fadas, lobisomens e etecétera podemos dar por inexistentes levando em conta a completa ausência de registros objetivos e conferíveis de suas aparições. Por mais discretos que fossem, caso reais, seriam detectados.”
    .
    Ao que eu acrescentaria, para desgosto de muitos:
    .
    Nosso Senhor FORREST GUMP (tão material quanto lobisomens) deixou algum registro objetivo e conferível de suas aparições, inclusive depois da morte, quando andou exibindo chagas por aí?
    E olhe que ele não foi nem um pouco discreto, pois ainda que descartemos os múltiplos milagres, criou uma nova religião, causou, mudou a história.
    Onde estão os registros objetivos e conferíveis desse personagem, ou de maomé, buda, krishna e outros de carne e osso :?:
    .
    .
    Por que será que a história da época desses personagens NADA registra sobre eles, apesar de registrar outros que com eles conviveram?
    .
    Além do filme sagrado, onde estão os vestígios do FG do cinema, aquele interpretado pelo Tom Hanks?
    Ele conviveu com pessoas que sabemos que existiram. Esteve em eventos que sabemos que existiram.
    .
    Será que daqui HDMA (sei que aqui não é verbo e sim preposição – a sigla é só para não perder o chiste) alguém vai sustentar que o personagem de Tom Hanks existiu?
    Se estivéssemos na época em que o mito foi criado, seria fácil, pois não existiam meios de registro como os de hoje. Bastaria algumas pessoas dizerem que há n anos atrás existiu um sujeito que corria pelo mundo afora, pescava camarões e fazia milagres, além de contar mentiras.
    Escreveriam alguns livros sagrados sobre o personagem, muito tempo depois da época em que ele teria vivido, depois, alguém escolheria 4 desses cinquenta e tantos livros, diria que os demais eram apócrifos, e – Voilá! Ecce homo!
    .
    .
    /.
    ?! (referindo-se ao comentário dirigido a ORLANDO).
    .
    Explico melhor. Se ORLANDO ou qualquer outro aqui duvidar de garrafadas, posso provar facilmente sua existência e eficiência.
    .
    .
    /
    /
    Marciano, nossos horários de entrada e saída não mais combinam. Agora vou assistir outro filme… e vou dizer o título… deixe-me ver…hummm… Achei: um crime nada perfeito… depois digo se valeu.
    .
    O título já deixa entrever que o filme está longe da perfeição.
    Agora que já viu o filme (tanto que voltou aqui), posso dizer, sem estragar seu prazer, que, fora o elenco de peso, o filme não passa de um monte de piadinhas sem graça (algumas, até concedo que são engraçadinhas).
    Não me lembro de todo o filme, mas lembro-me de que ele se arrasta por mais tempo do que seria necessário para contar a história, ficando o riso por conta das trapalhadas dos personagens.
    Seguranças de um museu que não querem que obras sejam enviadas a outro país e planejam furtá-las, para delas não se afastarem, além de estar longe da realidade de seguranças de verdade, que não estão nem aí para obras de arte (a maioria é um lixo mesmo), não é muito criativo.
    Um gole de cachaça ajuda a despertar o humor.
    .
    .
    .
    .
    O Músculo pode ser da carcaça dianteira, traseira ou outros músculos junto com outros cortes, o músculo do dianteiro é um tipo de corte da carne bovina que está localizado na parte dianteira do animal que representa 6 a10 % dela. A diferença entre o músculo traseiro é o seu tamanho, em alusão ao ser humano, o músculo dianteiro seria o braço portanto menor, e o músculo traseiro seria a “batata” da perna (panturrilha).
    .
    http://www.tudogostoso.com.br/receita/77137-musculo-de-panela-sem-agua.html
    .
    Bon appétit!

  148. Marciano Diz:

    GORDUCHO, se você, contrariando a seleção natural, é igual ao Hitler, Paul McCartney, etc., veja o que está perdendo:
    https://oaprendizdecozinheiro.files.wordpress.com/2012/01/cortes_gado_bovino-660×656.jpg
    .
    Tubarões e tigres sabem o que é bom.
    .
    Depois do Armaggedon, sei que os tigres virarão vegetarianos, já os tubarões, preciso perguntar a um TJ.

  149. Marciano Diz:

    GORDUCHO, como está sua suplementação de B12?

  150. Marciano Diz:

    Eu gosto de animais (sei que MONTALVÃO, que não é chinês nem coreano, ou tailandês, também gosta).
    Já cogitei de deixar de comer nossos irmãozinhos, mas mudei de ideia, porque sei que PRECISO de comê-los, assim como muitos deles precisam de comer outros.
    Evoluímos assim.
    A culpa é da seleção natural.
    .
    Quando me perguntam se gosto de cães ou gatos, fico em dúvida.
    Se gostar é no sentido de ter afeição por, eu gosto.
    Se é gostar como de uma picanha, não sei, nunca comi.
    Acho que bem temperado pelo J. S. Bach, até um ser humano novinho fica gostoso.
    Depois de velhos, a carne fica uma porcaria.
    .
    Existe uma sutil diferença entre canibalismo e antropofafia.
    Hannibal Lecter sabe a diferença.
    .
    Sal, manjericão, pimenta do reino e outros spices deixam qualquer carne gostosa.

  151. Marciano Diz:

    Precisamos arranjar um cisma dentro da bancada cética.
    Os crentes, ou estão se desconvertendo, ou batendo sempre na mesma tecla.
    Quase ocorre um, mas parece já superado.

  152. Marciano Diz:

    Vou deixar com vocês, para reflexão, um texto do André:
    http://ceticismo.net/ceticismo/veganismo-desmascarado/

  153. Marciano Diz:

    Ponto de vista de um biólogo defensor dos animais:
    http://www.gatoverde.com.br/veganismo/animais-domesticos-e-veganismo/

  154. vinicius Diz:

    “o que tudo indica foram espíritos materializados os autores. E nenhum médium se habilita a auxiliar a polícia?
    .
    Os perpetradores já foram arrestados pela polícia espiritual, a qual é muito mais eficiente do que a terrícola.
    Foram desmaterizalizados e estão no umbral”

    O que quer dizer: “ninguem da Terra vai encontrar mais esses tais espiritos materializados, nem outros espiritos”

    O que mais tem no plano espiritual é queima de arquivo eheheh.

  155. vinicius Diz:

    GORDUCHO, estou começando a achar que essa história de BEZERRA e CX pedirem a Nossa Sra. continuarem aqui é balela deles mesmos. Explico: segundo AL o umbral localiza-se na crosta terrena, um lugar ligadíssimo a Terra, CX e BEZERRA continuaram ligados a Terra!
    Que terrivel os terrícolas souberem da verdade: que seus super heróis foram pro Umbral ou até mesmo Trevas. É melhor falar que escolheram ficar aqui e pediram a Maria e tal .. daí os terráqueos falam: nossaaaa, pediram a Maria, eram espiritos superiores mesmo!

  156. Marciano Diz:

    Não gosta de sexo ou é muito restritivo com relação a sexo = panda.
    .
    É seletivo demais com a comida = coala.
    .
    Resultado: extinção.

  157. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    Vídeo de palestra proferida pelo Dr. Paulo Cesar Fructuoso (Mestre em medicina pela UFF), sobre espíritos decaídos materializados:
    /.
    PONDERAÇÃO: não dá para ouvir… Conheço o Frutuoso, ele faz parte da equipe de materializadores do Lar Frei Luiz. Ele até chora quando fala de suas experiências…

  158. Contra o chiquismo Diz:

    Imagino um ‘espirita’ vendo lá na África os caras desossando um hipopótamo pro jantar e comentando a respeito da selvageria e atraso desse povo… ora, não faz a mesma coisa o dono da Friboi apenas mudando o local do abate e o mamífero? Ainda vendem salgados recheados com a carne dos mesmos nas cantinas dos ‘centros espiritas’. Vejam:
    .
    .
    https://www.youtube.com/watch?v=BefpUVQ0nlM

  159. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “Uma minoria de pessoas pode ser hipnotizada, desde que se submeta ao estado. O hipnotizador apenas ajuda. Só funciona com pessoas ultra sugestionáveis e não resulta em nada, além de um estado alterado de consciência.”
    /.
    PONDERAÇÃO: discordo um tanto: grande número de pessoas pode ser hipnotizada, desde que queira. Desnecessário ser ultrassugestionável, basta que acate a sugestão recebida. Os resultados é que são variáveis, por exemplo, há quem garanta livrar tabagistas do vício, há quem garanta ter se livrado dele pela hipnose, e, há quem diga que não deu em nada…
    .
    Por que Freud abandonou a hipnose após tê-la utilizado por algum tempo? As explicações variam, uns dizem que o terapeuta não era habilidoso em levar os pacientes a um bom estado de relaxamento e não conseguia respostas muito produtivas; outros explicam que a sugestão hipnótica é útil para debelar sintomas leves sem atingir a profundidade do problema.

  160. Espírita Sp Orlando Diz:

    Olá amigos corrido hoje como todo dia. Pior que a mulher acha que estou na gandaia ao invés de estar no centro é mole?

    Marciano obrigado pela explicação sobre musculos. É isso mesmo.

    Garrafadas: recomendo sites
    Doutor-natureza.blogspot.com.br
    http://Www.garrafadas.com.br
    Ervasindigenas.webnode/garrafadas

  161. Marciano Diz:

    Meus caros e diletos amigos, recomendo a leitura dos textos que linkei.
    Lembro-os de um fato que passa despercebido a muitas pessoas: aranhas, ácaros, besouros, formigas, piolhos, moscas, mosquitos, lombrigas, oxiuros, também são animais.
    Não vejo ninguém defendendo o direitos destes animais.

  162. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    Marciano Diz:
    OUTUBRO 3RD, 2015 ÀS 10:34 PM
    .
    Anestésicos são muitíssimo mais eficientes do que hipnose.
    /.
    MOI DISSE:
    OUTUBRO 1ST, 2015 ÀS 9:19 PM

    MARCIANO: “embora o MESTRE MONTALVÃO discorde da inutilidade da hipnose fora dos meios circences e televisivos.”
    /.
    PONDERAÇÃO: a hipnose possui vastas aplicações: há depoimentos de amputações, no século XIX, anestesiadas com hipnose. Desse modo, quando acabarem-se as anestesias no mundo ninguém sofrerá.
    .
    Quando fiz meu cursinho de hipnotizador, ouvi falar que serve o hipnotismo para curar (eliminar) verrugas. Como eu não tinha nenhuma, a não umazinha de estimação no escroto, que, por modéstia achei por bem não mostrar, não pude submeter a alegação a verificativo.
    .
    Por outra, sugestões produtivas favorecem o incremento em psicoterapias leves.
    .
    Há poucos dias hipnotizei um marimbondo e o convenci que fosse um helicóptero, tinha que ver como o bichinho voava. Depois sumiu, vai ver acabou o querosene…

  163. Contra o chiquismo Diz:

    Tudo bem , então segundo os ‘espiritas’ a África é o lugar onde os grandes malfeitores da humanidade, os corruptos, os grandes bilionários do mal vão reencarnar. Ao verem esse vídeo de um hipopótamo sendo retalhado vão confirmar a sua teoria. Então o que dirá dos brancos da América? Estão nesse vídeo desossando um URSO! (Nem sabia que se comia urso). Então os ‘evoluidos’ brancos são iguaizinhos aos negros ‘atrasados’ né não?
    .
    .
    https://www.youtube.com/watch?v=48IluWxin7c

  164. Marciano Diz:

    MONTALVÃO, essa profecia eu não conhecia.
    Quando vão acabar os anestésicos?
    .
    O texto de Sérgio Greif é muito longo, mas vale a pena ler tudo.
    Subdividido em várias seções, mas interessante do início ao fim.
    E não deve ser olvidado o fato de que ele é defensor dos animais (exceto aracnídeos, insetos, parasitas, etc. – estes, defendo-os eu, sozinho).

  165. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “Agora que já viu o filme (tanto que voltou aqui), posso dizer, sem estragar seu prazer, que, fora o elenco de peso, o filme não passa de um monte de piadinhas sem graça (algumas, até concedo que são engraçadinhas).”
    ./
    PONDERAÇÃO: não vi não, parei no 32:21, fui jantar, dar janta para os cães, molhar as plantas e continuar minha faxina arrumatícia. Às vezes fico 3 dias para terminar de ver. Este quando vi a abertura quase parei, mas depois melhorou um tantinho, no entanto já dá pra saber que não será grande coisa, mesmo assim vou até o final, sou brasileiro e não desisto. Nunca.

  166. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    CONTRA, envei-lhe um e-mail, recebeu?

  167. Marciano Diz:

    Selecionar animais domésticos para que fiquem bonitinhos, com o focinho assim ou assado (assado é melhor) também é uma maldade.
    Eles são todos defeituosos.
    É como selecionar geneticamente anões só porque eles são engraçados em filmes e programas de tv, além de terem leve semelhança com crianças.
    Só conheço uma pessoa que cria anões gigantes em seu jardim: MONTALVÃO.
    .
    Ele também mantém cães cativos, porque lhe apraz, embora trate-os muito bem, como alguns senhores tratavam bem seus escravos.
    .
    Vamos começar um cisma na bancada cética!
    .
    Os crentes perderam a graça!
    .
    .
    .
    Foi mal, MONTALVÃO. Sou péssimo em visão à distância.
    BORGES que o diga!

  168. Marciano Diz:

    Estou pedindo desculpas pelo spoiler com relação ao filme.
    Intuí que já o tivesse visto por inteiro.

  169. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    MARTINIANO: Lembro-os de um fato que passa despercebido a muitas pessoas: aranhas, ácaros, besouros, formigas, piolhos, moscas, mosquitos, lombrigas, oxiuros, também são animais.
    Não vejo ninguém defendendo o direitos destes animais.
    /.
    PONDERAÇÃO: há alguns anos numa discussão com um espírita, em que ele defendia ser a reencarnação o modelo maior de justiça, respondi-lhe (parte da conversa):
    /
    ==================================.
    A concepção de que a reencarnação dá a cada um o que é direito funciona somente quando se contempla, de forma mui superficial, a situação da humanidade, e a de cada pessoa isoladamente. Não há como controlar, nem conhecer, a “contabilidade” envolvendo débitos e créditos “cármicos”. Como alguém, em sã consciência, se sentiria satisfeito ante situação na qual seu progresso espiritual dependesse de seus atos, mas faltar-lhe-ia mecanismos para controlar o andamento do projeto? A alegação de que tal controle ocorre após o desencarne é mais fuga que propriamente explicação.
    [...]
    Se olharmos um pouco mais amplamente, observaremos que a natureza, em sua totalidade, não nos parece de modo algum justa. Animais carnívoros despedaçam outros seres para sobreviverem e mesmo dentro das espécies, canibalismos e “lei do mais forte” é a regra.
    .
    Nós mesmos cometemos “crimes” sem perceber. Diariamente matamos dezenas, centenas, milhares, de seres vivos. Muitos de nós trucidam baratas, lagartixas, sapos… simplesmente porque a presença desses incomoda. Há quem sacrifique animais para fins de alimentação sem o menor respeito pela dignidade desses, que dão a vida para que sobrevivamos: matam-nos sem piedade ante a dor que experimentam.
    .
    Em vez de buscar meios de minimizar o sofrimento, não estão “nem aí” se os bichos passam seus últimos momentos atormentados. Os porcos, por exemplo, padecem horrores nas mãos de insensíveis…
    .
    Sob certo aspecto, seria bom que houvesse metempsicose, pois as pessoas sentiriam na pele o que os irracionais experimentam no convívio com os “seres humanos”… porém, para que a experiência tivesse efeito produtivo seria imprescindível lembrá-las.
    .
    Os reencarnacionistas certamente acreditam que o motivo da ausência de lembranças – que é um seríssimo óbice à validade da crença multividas – fora devidamente esclarecido por Rivail. Basicamente, o codificador argumenta sobre os graves problemas relacionais que recordações de existências pregressas ocasionariam. No entanto, essa explicação, que já era frágil quando Kardec a apresentou, perde cada vez mais sentido, considerando-se as múltiplas recordações que praticantes das regressões a vidas passadas alegam conseguir. Embora, para nós, essas ditas lembranças não passem de pseudorrecordações, no universo reencarnacionista elas têm peso contestativo contra certos postulados defendidos por Denizard Rivail, notadamente o dogma do esquecimento.
    .
    A suposição de que viver várias vidas signifique “justiça de Deus” é falaciosa: além disso, a ausência de lembranças, e a consequente impossibilidade de corrigir desvios no projeto, conspurca a coerência da reencarnação.
    =============================.

  170. MONTALVÃO Diz:

    //
    “Só conheço uma pessoa que cria anões gigantes em seu jardim: MONTALVÃO.”
    /.
    PONDERAÇÃO: não crio anões gigantes, eu sou cria (espiritual) do anãozinho gigante…

  171. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “Ele também mantém cães cativos, porque lhe apraz, embora trate-os muito bem, como alguns senhores tratavam bem seus escravos.”
    /.
    PONDERAÇÃO: não crio cães cativos, eles são hóspedes em minha humilde morada, e nos divertimos muito…

  172. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “Estou pedindo desculpas pelo spoiler com relação ao filme.
    Intuí que já o tivesse visto por inteiro.”
    /.
    NO problem, mesmo que o contasse tintim por tintim ve-lo-ia do mesmo jeito, só paro se ficar muito ruim de fato…

  173. Marciano Diz:

    ORLANDO sp, esse negócio de garrafada é perigoso!
    .
    http://g1.globo.com/mato-grosso/noticia/2013/03/tio-mata-namorado-da-sobrinha-com-garrafada-na-cabeca-em-mt-diz-policia.html
    .
    Minha net está lenta e caindo, e eu também.
    Vou parar por hoje.
    Estou lendo Les Milles et un Fantômes, de Dumas pai.

  174. Marciano Diz:

    “há alguns anos numa discussão com um espírita,” etc.
    .
    É por isso que o considero o GRÃO-MESTRE MONTALVÃO!
    .
    Assim, fica difícil um cisma na bancada cética.
    Não quero nutrir inveja por seus escritos, mas você torna a tarefa difícil para mim.
    .
    .
    “não crio anões gigantes, eu sou cria (espiritual) do anãozinho gigante…”.
    .
    Vou fazer uma penitência.
    Não me lembro onde deixei meu cilício, só tem silício por aqui.
    Também não acho meu flagelo.
    O jeito é ajoelhar nos caroços de milho, como faz o CONTRA.
    .
    .
    “não crio cães cativos, eles são hóspedes em minha humilde morada, e nos divertimos muito…”.
    .
    Se analisar direitinho, talvez descubra que os verdadeiros donos da casa são eles. Devem fazer gato e sapato de você.
    .
    .
    “NO problem, mesmo que o contasse tintim por tintim ve-lo-ia do mesmo jeito, só paro se ficar muito ruim de fato…”.
    .
    Então vai vê-lo até o fim.
    Eu nunca (ops, perdão) disse que o filme é ruim. Só que não é bom. Se quer somente entreter-se, entreter-se-á certamente. Até dará algumas risadas.
    Como eu disse, ele não tem um enredo muito interessante, são as piadas que contam.
    Não muito diferente de outros filmes e livros.
    .
    .
    Agora, volto para o meu voto de silêncio.
    .
    Hasta mañana, babies.

  175. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “Minha net está lenta e caindo, e eu também.”
    /.
    MInha net tá tinindo e eu também, vou lá em cima brincar com os cães, depois vejo o que faço, acho vou lá no bigode tomar uma tatuzinho… hasta la vista baby!

  176. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    Agora que lembrei: hoje tinha uma seresta… será que ainda dá tempo? Não sei se vou lá ou se como geléia de mocotó… ó indecisão…

  177. Gorducho Diz:

    GORDUCHO, se você, contrariando a seleção natural &c.
     
    Muito pelo contrário: carne de boi sempre foi a base de m/regime.
    Mas justamente conheço por… ossobuco. E nunca fez parte de n/dieta; depois pergunto como cá (em casa) chamamos partes destinadas a sopa.
    E concordo inteiramente c/o Sr. Orlando: dar sopa pros pobres – já acho um atraso sopa na metade do séculi xxi nesse calorão brasileiro! – sem uma carninha seria sacanagem. Não gosto nem das receitas de molho tradicionais italianas baseadas em azeite sem carne. Molho de tomate tem que ter carne de boi…

  178. Gorducho Diz:

    :?:
    Garrafadas seriam as infusões medicinais da vovó repaginadas… É isso?

  179. Gorducho Diz:

    Exatamente esse é o corte que conheço, apesar de que não compramos cá em casa. Interessa o corte no início, que o cara chama (corretamente) de panturilha, não o prato que não faz parte de n/dieta.
    Não sabia que vocês chamam de “músculo” apesar de ser um músculo :mrgreen:
     
    https://www.youtube.com/watch?v=Jm9T-27twMg

  180. Gorducho Diz:

    CX
     
    Bom, mas ele disse as senhas – CX foi inteligente, deixou 2 senhas!
     
    PRONTO AMIGOS, LIBERADO!
    Bem simples, difícil de esquecer e de adivinhar pela própria simplicidade; como eu tinha intuído…
     
    :?: contas alto e Brasilia
    é, essa naõ deu pra entender mas os guardiões das senhas sabem, claro!
     
    Ele quis se mostrar pra Virgem Santíssima e imitar Dr. Bezerra… mas acho que Dr. Bezerra não quis ele por perto, pois nunca fala nele… Talvez pela ronha c/o Divaldo.
    É capaz de depois dessa manifestação terem mandado ele pra Plutão mesmo, na missão de regenerar o Hitler
    :(
     
    Que sabe a respeito, Sr. Orlando?
    Dr. Bezerra nunca fala nele por perto, não é?
    Será que têm se encontrado?

  181. Gorducho Diz:

    Hoje comerei uns músculos de frango, só que assados…
     
    https://www.youtube.com/watch?v=wt45OIAuVtg

  182. vinicius Diz:

    essas senhas foi o que pude entender, porque aquele “boca de peixe” na hora de falar as senhas quase sussurou, mas eu acho que ele sabia que seria perguntado sobre isso, afinal, havia um reporter dentro do Centro.

    Imagina quando o Divaldo desencarnar e pedir para Nossa Senhora ficar aqui na Terra também, aí vai ter ronha no além: Divaldo, Bezerra, Chico disputando pedaços de terra.

    O quê? Bezerra nunca fala no Chico com ele lá, aliás é como se ele não existisse, nem lembra dele aqui mesmo kkk :lol:

    Divaldo fala pouco de Chico (até concordo com ele, afinal já morreu) nas palestras, nesse evento (que eu não fui) disseram-me que ele incorporou Bezerra e falou aquelas lições de sempre (o mesmo disco na vitrola) e nem lembrou de Chico. Acho que se alguem perguntasse a ele “onde está Chico” ele não ia nem ligar!

  183. vinicius Diz:

    de fato, como a Larissa (xará da minha filha) falou: o espiritismo é um circo mesmo. Depois desse vídeo vejo que é um circo com muita palhaçada.
    ah, e tem espirita irado com esse médium aí, pois ele baixa o CX varias vezes, como se fosse um SPAM !

  184. Espírita Sp Orlando Diz:

    Garrafadas se parecem com homeopatia mas não são feitas em laboratórios especializados. São feitas em casas. No quintal delas cultiva-se plantas para esse fim.
    Não precisa de receita. Mas não uso mais, só remédios homeopaticos by Almeida Prado.

    Vinicius: não se deixe enganar esse médium eo grupo espi Rita inteiro achou que o espirito era o Chico mas era um obssessor tirando uma onda com nossa cara. O Euripedes falou que é falso. Chico ainda está sem contato com a Terra. Nem Divaldo Bacelli ou Raul conseguem sintonizar

  185. Contra o chiquismo Diz:

    Montalvão, sem mensagens. Manda novamente por gentileza pois sou atrasado e não consigo ainda por telepatia.

  186. Larissa Diz:

    Vinicius: não se deixe enganar esse médium eo grupo espi Rita inteiro achou que o espirito era o Chico mas era um obssessor tirando uma onda com nossa cara. O Euripedes falou que é falso. Chico ainda está sem contato com a Terra. Nem Divaldo Bacelli ou Raul conseguem sintonizar
    .
    E quem disse que o Euripedes não é falso?
    CX está esperando todos os portadores da senha morrerem para se manifestar.

  187. Gorducho Diz:

    A Srª acho que já morreu não é?
    Mas o envelope dela está com algum descendente…
    Será que CX lacrou envelopes?
    Como será a operacionalização prática disso?

  188. Gorducho Diz:

    Irmã da Srª Kátia:
    - O que ele deixou foi segredo. E ela levou consigo.
     
    Então pelo menos neste caso não estava guardada em envelope lacrado, e sim ela sabia da senha.
    1 a menos. Só restam 2…

  189. Gorducho Diz:

    Se não tem envelope, quando os 3 tiverem morrido, CX pode reaparecer na crosta :mrgreen:

  190. Espírita Sp Orlando Diz:

    E se algum médium aparecer com mensagem com as senhas vão dizer que os Euripedes venderam as senhas por algum dinheirinho ou suprimento eterno de sopa ao centro…
    A sra Isabel morreu mas nao sei se deixou com alguem o envelope lacrado.
    Larissa o Euripedes nos tratou super bem quando minha mae e eu fomos em busca da mensagem psicografada. Ele era um amor de pessoa com todos. Quando pedia contribuição era discreto e explicava as razões plausíveis.
    Como toda familia Euripedes também se desentendia com o pai. Este era excessivamente bom e ingenuo na opinião do Euripedes. Por diversas vezes falava que o pai esquecia que estava num mundo de carne e ossos.
    Ele dá otimos descontos em sua clinica dentaria.

  191. Gorducho Diz:

    Essa é uma grande verdade: em qual família não há desentendimentos e até bem sérios?
    E num ambiente c/milhares de pessoas tentando eternamente se aproximar de CX, e esta “algo” fora da crosta, alguém tinha que colocar alguma ordem, exercer o papel antipático ao populacho.
     
    E essa senha tem esse senão mesmo: supondo que algum “médium” a obtivesse seja por mero palpite seja por vazamento não intencionais – note-se que não está em envelopes lacrados, valendo então a conjectura que conjeturei na outra rubrica…- como os 2 guardiões restantes provariam que focinho de porco não é tomada.
    Melhor CX sumir pra sempre… preserve-se intacto o mito.

  192. Gorducho Diz:

    O médico esse 2° Guardião é o mesmo indivíduo que validou a Josefa:?:

  193. Gorducho Diz:

    A sra Isabel morreu mas não sei se deixou com alguém o envelope lacrado.
    :o
    Não era Srª Kátia Maria :?:
    Se sim, a irmã disse que ela levou consigo, portanto pelo menso neste caso não estava em envelope…
    Se não, será que siquer há consenso quanto a quais eram e são os Guardiões :?:

  194. Espírita Sp Orlando Diz:

    Era Isabel.
    Eu acho que Chico deveria dar notícias sim! Falar como está, quais suas recomendações, dar um alô aos milhares de fãs e adversários que ele deixou.
    Bezerra também era iluminadissimo e ja deu milhares de comunicações e por diferentes mediuns.
    Fico triste mesmo pelo nosso Chico talvez esteja perdido na imensidão. Começo a acreditar que Emmanuel reencarnou mesmo e o deixou às escuras.

  195. Gorducho Diz:

    :o
    :?:
    http://olhardireto.com.br/noticias/exibir.asp?noticia=Mulher_que_guardava_codigo_de_Chico_Xavier_morre_em_Uberaba_MG&id=297798

  196. Espírita Sp Orlando Diz:

    Admito dei bola fora.
    Restam dois e o euripedes disse que tambem ira levar o código pro tumulo.
    Gorducho você acha que nenhum espirito pode se comunicar conosco?
    Faz tempo que você deixou a Doutrina? Como sua mãe deixou, foi aos poucos? Descobriu plagios?

  197. Gorducho Diz:

    Não, mesmo que existam “espíritos” – o que não se pode desprovar…- eles não se comunicam. É tudo fantasia e a prova é que nada bate c/nada nas “mensagens”.
     
    A primeira memória que tenho de desilusão de m/mãe foi na volta duma palestra justo do Divaldo num clube. Eu fui junto e ao voltarmos ela constragidíssima pela enorme heresia que proferia, sussurrou que não tinha nexo, não tinha conteúdo. Claro que são palavras minhas, passados tantos anos.
    Também se desiludiu com as brigas. Dentro da “democracia” espírita, sempre que houvesse eleições com mais de uma chapa, as facções passavam a se odiar e o perdedor em geral se “retirava” – era o termo usado na época.
    Ela se afastou discretamente, sem nunca comentar os motivos, e no fim simpatizava mais c/a católica…
    Eu tinha 15 anos e nessa fase religião me saiu do neurônio: pré-vestibular; facul; emprego; viagens…
    Religião não consta da n/vida real em casa; e no trabalho tenho uma postura politicamente correta digamos: não toco nesses assuntos.
    Só voltei a reocupar desse tema ao descobrir este Sítio especializado.
    E não: os plágios foram descobertos pelos colunistas do Sítio, e claro que posteriormente eu me atentei aos plágios de ideias do Kardec, conforme exaustivamente debatí c/o Dr.
     
    Hoje temos a INTERNET e portanto acesso a obras sérias e aos originais, daí a mitologia desmorona. Antigamente só se tinha acesso à literatura espírita. Dizia que o Crookes era um cientista competente (como de fato era…) e que tinha estudado cientificamente materializações; que o Richet tinha ganhado o Nobel (como de fato ganhou…) e a gente só podia dizer: MUUU!!!
    Hoje não.

  198. MONTALVÃO Diz:

    /
    “Pior que a mulher acha que estou na gandaia ao invés de estar no centro é mole?”
    /.
    SUGESTÃO: experimente ir para a gandaia, quem sabe ela não passa a acreditar que esteja no centro?

  199. Marciano Diz:

    GORDUCHO, panturrilha foi por minha conta, a Wikipédia chama de batata da perna mesmo. Deve ser o nome que os vegetarianos vegan dão para não admitir que estão comendo carne.
    O ossobuco italiano, esse que o espanhol (acho) mostra, aqui e na Itália são servidos com osso e tudo, a receita é diferente, e eu acho bem mais gostoso.
    Não é carne nobre, claro, mas é gostosa, se bem preparada.
    .
    Também sempre achei engraçado chamaram um determinado músculo de músculo. Não sei quantos os bovinos têm, mas nós temos seiscentos e tantos. Alguns deles servem para comer os músculos dos outros, como o masseter, por exemplo.
    .
    .
    .
    Alguém aí já ouviu a estória (com e mesmo) de que FREUD agora trabalha no além?
    Ouvi isso, mas não me lembro onde e não achei na web.
    .
    .
    .
    Hoje temos a INTERNET e portanto acesso a obras sérias e aos originais, daí a mitologia desmorona
    .
    Não se iluda! Está cheio de sites espíritas na web, os livros são disponibilizados gratuitamente na rede o todos continuam dizendo: —
    MUUU!
    .
    Está mais fácil de investigar, o que não muda muito o quadro, porque além do chiquismo, as igrejas católicas, ortodoxa e romana, os TJs, um monte de outros cristãos, muçulmanos, judeus, estão todos com sítios na rede.
    .
    Veja isto:
    http://www.conib.org.br/
    .
    http://arresala.org.br/

  200. Marciano Diz:

    Sempre existiram crentes de todas as crenças e descrentes.
    No tempo de Zeus tinha quem não acredita, no tempo e espaço de Osíris, também.
    Como disse o eclesiastes, atirando no escuro e acertando na mosca, nada de novo debaixo do Sol.

  201. Marciano Diz:

    quem não acreditava.
    Eu mesmo, quando era egípcio, em outra encarnação, na acreditava em Bastet.

  202. Marciano Diz:

    O poltergeist está com tudo hoje.
    não acreditava.
    O bold ficou aberto.

  203. Gorducho Diz:

    e o músculo traseiro seria a “batata” da perna (panturrilha) + GORDUCHO, panturrilha foi por minha conta.
     
    Entendeu mal m/pronunciamento. Ao falar que o cara chama (corretamente) de panturilha, me referi à locução do autor do vídeo, não a seu dizer. Foi casualidade, mas visto estar correto então nada surpreendente!
    Foi o primeiro vídeo que achei p/mostrar o corte que conheço e seu nome: só. O cara é um sem-noção; notei quando colocou o plástico e cozeu a carne gastando uma enormidade de luz elétrica. Depois “achou” que tava pronto e deixou + 1 hora!

  204. Gorducho Diz:

    Mas então em resumo, Sr. Orlando: vocês incrementam a sopa c/ossobuco s/osso; é isso :?:

  205. Gorducho Diz:

    Não se iluda! Está cheio de sites espíritas na web, os livros são disponibilizados gratuitamente na rede o todos continuam dizendo: — MUUU!
     
    Me refiro a nós estudiosos. Antes simplesmente não se tinha acesso à literatura séria, era só o publicado pelos espíritas.
    Quando diziam que o Crookes e o Richet tinham feito estudos científicos, citavam as credenciais deles e a gente ou acreditava ou intuía que pudesse haver algo errado mas sem ver as fotos, sem conhecer o escândalo no IMI… &c. &c.

  206. Marciano Diz:

    Sim, nós, os estudiosos de religiões e pseudociências, não tínhamos acesso ao volume de informações que temos agora.
    Apesar disso e, como já disse aqui outras vezes, provavelmente devido ao fato de que nasci deficiente do gene da crença e fui submetido a crenças mutuamente excludentes ainda muito novinho, nunca acreditei em nenhuma, mas agora fica fácil verificar toda a malandragem.
    Tu mesmo, GORDUCHO, e outros frequentadores do sítio (ao que me parece), perceberam que estavam sendo iludidos sem a ajuda da web.
    .
    Eu, particularmente, acreditava que cx era maluco, até ver as fotos das materializações (que eu não conhecia), aqui mesmo, e encontrá-las em várias outras fontes independentes.
    Vi que ninguém negava as materializações.
    Concluí que cx podia até ser meio tantan (Tin Tin?), mas participou das fraudes, o que mostra que não acreditava no que pregava, ou seja, tinha consciência de que mentia aos crentes.

  207. Gorducho Diz:

    Sobre o Freud o que sei é que ele teria saído do umbral, passado por um período de regeneração numa unidade socorrista e evangelizante, e estaria sim com planos de passar a atender numa série de estabelecimentos credenciados por ele cá na crosta – naturalmente no Brasil…
    Mas não sei mais detalhes e se já estará atendendo…

  208. Marciano Diz:

    Encontrei isto:
    .
    http://www.redeamigoespirita.com.br/profiles/blogs/mensagem-do-alem-sigmund
    .
    Mensagem do além – Sigmund Freud
    • Postado por Irene Fonseca em 14 fevereiro 2011 às 11:26
    .
    Agradeço a Deus, pelo amparo maravilhoso que sempre prestou-me principalmente nos momentos mais difíceis de minha existência.
    Prezada irmã, comovido encontro-me em trazer minhas memórias, a providência Divina assim determinou.
    Neste momento de luz, abraço-te como antigamente, num passado bem distante, para trazer minhas palavras de verdade inspiradas no amor.
    Passando pela esfera terrestre, tive uma missão especial, desvendar os mistérios da alma.
    Compreendi o fato parcialmente, como médico, propus-me a trabalhar com as almas humanas, porém desconhecia a existência dos mundos espirituais.
    Sentia realmente algo inexplicável, acima de meu controle.
    Mas o Mestre, tão caritativo e benevolente, compreendeu meu engano, na simples condição de encarnado, não pude captar as mensagens dos céus, e Jesus enviava seus companheiros para tocar meu coração e mostrar-me a responsabilidade.
    De longe sentia alguma coisa falar-me, e quantas vezes tive medo de ser vítima da própria doença que procurava curar.
    Meus companheiros, não compreendiam minha luta, quantos em meu nome deturparam minha teoria, não tão perfeita, mas digna de uma iniciação.
    Ela abre a porta para a compreensão do estudo da alma em extensão tridimensional do homem, dentro e fora da matéria, embora eu tenha analisado o momento existencial, enquanto matéria.
    Quantos dias de agonia, sentia-me desfigurar e permanecia calado, usando as vezes, drogas para aliviar a dor.
    Oh! Pai Celestial! Como eu agredia a natureza, na pura condição de encarnado, “O Pai da Psicanálise”, era um destruidor do próprio perispírito.
    Então reconhecia que era a dor do nascimento, senti que não era o fim, mas o ressurgimento de uma nova etapa da minha evolução.
    Via espíritos, ouvia vozes, ficava desesperado, pareciam cobrar-me, riam-se da minha condição, contavam anedotas, e mais droga tomava, pois não queria ir para “camisa forte”, como meus pacientes , precisava resistir, precisava vencer o tédio, precisava ser forte, ser o senhor Freud.
    Era o que sentia, importante mas impotente.
    Em silêncio ficava, analisava minha agonia, sentia todas as dores sem alegria, mas minha alma estava resignada.
    Sentia-me como cada um dos meus pacientes.
    No momento final de vida na matéria, o Senhor enviou seus anjos, que me acolheram.
    Neste momento, percebi o quanto tudo era real, não delirava, lúcido encontrava-me e estendendo-me uma maca, assim expressaram-se:
    - Caro irmão, o Pronto Socorro Espiritual lhe espera, vossos dias em terra terminaram nesta etapa evolutiva, muitos dos que já partiram te esperam, verá nascer uma nova vida, vós que não compreendeu isto em vida, agora abre teu coração, que a Seara do Amor, abriu-te as portas, pois teu coração sempre esteve voltado às coisas supremas, seus objetivos foram de louvor.
    Então tive a certeza que caminhava amparado por forças vivas, cheias de luz e que muito tinha para aprender.
    Feliz encontro-me todos os dias, meu mundo é de paz.
    Trago-te muitas flores, irmã, pois sei o quanto teu coração pulsa ao meu.
    Vivemos juntos em outras vidas, e não soube compreender esta força que já trazia , e a censurei tanto, mesmo assim teve sempre a minha presença viva em teu coração, que nunca o tempo apagou.
    Conheça essa agonia, hoje tudo é vitória, feliz mais uma vez em deixar meu depoimento, para que sempre viva no coração daqueles que tanto amei.
    Peço a ti que o divulgue, pois necessário se faz que a criatura humana tome conhecimento de que além da vida outros compromissos nos esperam, e seria tão simples se os Meritórios “médicos da terra”, acreditassem que só cura, aquele que compreende os mistérios além do corpo.
    Existe outra esfera é a espiritual, esta deve ser estudada e nunca menosprezada.
    Deus em seu infinito amor, sempre toca nossos corações na esperança de nos acordar para esta realidade.

    Graças a Deus.
    Sigmund Freud (1856-1939)
    São Paulo, 17 de outubro de 1991.
    Observação- quanto ao uso de droga feita pelo espírito comunicante, era morfina, visto que o mesmo estava em estágio terminal de câncer e fazia uso para aliviar as dores.

    Esta mensagem foi psicografada por – Irene Fonseca

  209. Marciano Diz:

    Freud, que ao que me parece, apesar de judeu, era ateu, como Sagan e outros, depois da morte virou chiquista piegas e carola, esqueceu-se da língua alemã e aprendeu português brasileiro rapidinho.
    Quem pode levar isso a sério?

  210. Marciano Diz:

    A primeira memória que tenho de desilusão de m/mãe foi na volta duma palestra justo do Divaldo num clube. Eu fui junto e ao voltarmos ela constragidíssima pela enorme heresia que proferia, sussurrou que não tinha nexo, não tinha conteúdo. Claro que são palavras minhas, passados tantos anos.
    .
    Fico imaginando ela ouvindo coisas semelhantes à corrente de luz que promana de Alcyone e transporta crianças índigo, do périplo do Sol em torno do aglomerado aberto das Plêiades ou, pior ainda, da estrela múltipla Alcyone.
    .
    Ouvindo coisas semelhantes a Freud convertido ao cristianismo chiquista, dando graças a deus.
    .
    Não há fé que resista.

  211. Marciano Diz:

    Mein Gott!
    Ich bin erstaund!

  212. Marciano Diz:

    Já faz seis meses que eu estou desempregado
    O meu terninho tá todinho amarrotado
    O meu sapato até parece um sururu (no caso, um molusco bivalve – significa também confusão, briga, entre muitas pessoas, vulva, etc.)
    E o que me salva é a sopinha do ZARUR
    Que sopinha boa, não é, meu irmão?
    Tem vitamina e tem agrião
    Todos os dias eu venho de Nova Iguaçu (Município vizinho do Rio)
    Só pra tomar a sopinha do Zarur
    Se não fosse ela eu já tava no Caju (bairro da zona norte do Rio, com um grande complexo de cemitérios)
    .
    Quarta faixa do compacto duplo do Zarur, árabe nascido no Brasil, morto há séculos, fundador da legião da boa vontade, hoje dirigida por Paiva Netto, coisa estranha derivada do espiritismo, que se autoproclama ecumênica.
    .
    http://www.lbv.org/quem-somos
    .
    O compacto:
    https://www.youtube.com/watch?v=tpZ1q5thDuQ
    .
    Conhecem?

  213. Gorducho Diz:

    depois da morte virou chiquista piegas e carola, esqueceu-se da língua alemã e aprendeu português brasileiro rapidinho.
    :lol: :lol: :lol: :lol:
    Não! Oh! Pai Celestial! é chiquismo puro…, era um obsessor chiquista brasileiro (claro) enganando a médium!
    A mensagem real do Freud Freud é essa, nessa coletânea da médium Eva Herrmann (não confundir c/a ex-apresentadora da NDR Eva Herman, bien entendu…) [se não abrir direto, é na pg. 74].
    Veja que ele se lembra da última encarnação, o que prova que reencarnação existe (evidenciando portanto que a Casa tem razão…) e que dela recordamos após o desencarne e em determinadas circunstancias, claro.
     
    https://books.google.com.br/books?id=q-kvvPkR1GUC&pg=PA74&lpg=PA74&dq=freud+eva+hermann+1973&source=bl&ots=kFrGOoZH6j&sig=WFO8W8MRYVMyG3KxUrMO6CmMEww&hl=pt-BR&sa=X&ved=0CCgQ6AEwAmoVChMI2u2V0IuryAIVzB2QCh0ZeQ_B#v=onepage&q&f=false

  214. Espírita Sp Orlando Diz:

    Ela se afastou discretamente, sem nunca comentar os motivos, e no fim simpatizava mais c/a católica…

    A católica também é cheia de equivocos nao é?

  215. Vinicius Diz:

    “Espírita Sp Orlando Diz:
    OUTUBRO 5TH, 2015 ÀS 8:23 AM
    Ela se afastou discretamente, sem nunca comentar os motivos, e no fim simpatizava mais c/a católica…
    A católica também é cheia de equivocos nao é?’

    Não pude acompanhar todo o desenrolar do fórum, mas a última mensagem (do Sr.Orlando) vou dar meu pitaco:

    Católica: tem equívocos – sim, tem e teve. Mas um exemplo de humildade e consideração para com seus fiéis é de o Papa João Paulo II pedir perdão pelas barbáries cometidas pela Igreja (ele não era nem nascido e seus fieis da época também não mas pediram perdão). Já no Espiritismo Kardec expressa suas opiniões racistas em várias obras e nunca, ninguém, a FEB, a FEESP e outros deram algum depoimento , algum pedido de desculpas aos negros . O máximo que fizeram foi uma nota explicativa isso porque a Justiça foi em cima e não pelo próprio reconhecimento de erros.

    Na Católica (não vou há muito tempo em missas por causa do Espiritismo) não impedem minha filha de 8 anos de assistir a missa. Lá no centro estou deixando de ir aos poucos , por exemplo, criança é exceção e tem que sentar separada com os pais quando a creche não está aberta. Tudo lá é “tratamento espiritual”. Os dirigentes e voluntários só pensam em trabalho e esquecem da família (aliás, problema deles, não tenho nada com isso). Já tentaram fazer minha cabeça para assumir mais e mais trabalhos, mas não aceitei. A dirigente falou que quando ela tinha menos trabalho ficava com tristeza no peito! (que isso! e ela é casada, tem filhos, mas de novo: problema dela).

    Certa vez minha esposa, eu e minha filha fomos em um Centro no Itaim Bibi e havia uma ‘festa junina”. Minha esposa e minha filha levaram um susto, parecia um velório: não havia música, danças, poucas crianças. Ai eu, espirita, falei: meu, vamos lá na Igreja do Bexiga, lá tem festa junina de verdade e fomos !

    Chega dessa atmosfera de sofrimento, mentiras e tristezas. Não sou ninguém para julgar CX e o Espiritismo mas podemos julgar as ideias, as palavras etc.

  216. Gorducho Diz:

    simpatizava mais c/a católica
     
    Simpatizava… mas como lhe disse a partir dessa fase da m/vida – adolescência, namoros (festas muitas não porque nunca gostei exceto carnaval), pré-vestibular…) religião desapareceu de nosso contexto.
    O que posso lhe dizer é que ela acreditava em Jesus, e talvez tivesse a esperança mas sem muitas certezas de reencontrar m/pai que a essas alturas já desencarnara.
    Mas claro que não ia a igrejas – entenda.
    Se o Sr.observar – agora falo por mim – a católica hoje é mais aberta, debate suas próprias falhas e admite contestações. O “espiritismo” ficou em 1857 engessado, conservador (veja que prega o “cristianismo redivivo”, i.e. o retorno à pré-Idade Média) e retrógrado.
    Mas não vá fazer fincapé disso pois religiões todas são sinônimos de fanatismo e medievalismo, entendam, Srs. Orlando & AV.
     
    Quanto à Teologia, até a Srª S/Esposa já percebeu então o que ACoC e eu (pegando carona na teologia formulada por ele…) pregamos!
    Chega de sopa de músculo bovino; chega de pobreza; chega de culto á enfermidade!
    Estamos quase já na metade do século xxi!

  217. Gorducho Diz:

    Vejam que o novo presidente da FEB é assumidamente roustaingnista. Então, enquanto a católica encara e debate seus graves problemas – se vai resolver não sei mas debate – o bezerrochiquismo retrograda, contrariando a “Doutrina” que prega.
    Será que ele vai fazer a obrigação dele e perguntar a Dr. Bezerra, via o porta voz oficial Divaldo se afinal nós (eu) vamos ou não vamos reencarnar coo lesmas.
    Ou se Jesus Cristo era gente ou só assombração.
    Que Dr. Bezerra responda e defina sem enrolações, é a obrigação deles exigirem, Sr. Orlando.

  218. Espírita Sp Orlando Diz:

    Nossa que história é essa de reencarnar como lesma?
    Onde está escrito esse negócio kkk?
    Segundo Kardec não há retrocesso.

  219. vinicius Diz:

    Quanto à Teologia, até a Srª S/Esposa já percebeu então o que ACoC e eu (pegando carona na teologia formulada por ele…) pregamos! Chega de sopa de músculo bovino; chega de pobreza; chega de culto á enfermidade!
    Estamos quase já na metade do século xxi!

    mas veja que eu estava quase lá: eu mesmo tomei a decisão de ir embora de lá e ir para festa bem mais legal “upa cavalinho, vamo pula fogueira peão!”
    ahhh, não tinha cervejinha na festa dos espiritas não hein…. na católica tinha e da boa!

    até fiquei sem jeito quando minha esposa viu a festa desanimada. Até a festa do CX no além descrita pelo Bacelli estava mais animada!

  220. Gorducho Diz:

    Nossa que história é essa de reencarnar como lesma?
    Onde está escrito esse negócio
    kkk?
     
    Brincadeirinha… é como criptógamo carnudo.
    Estou achando que é fake, quem frequenta é sua e fizesse e ficasse refazendo por 7 vezes seguidas o EADE conheceria a polêmica :(
     
    Ele… já estou me convencendo que não é!
    Se é está enganando bem; como dizia um querido ex-sócio nosso já falecido: pode levar as fichas!

  221. Gorducho Diz:

    ERRATA
    Estou achando que é fake, quem frequenta é sua genitora. Se fizesse e ficasse refazendo por 7 vezes seguidas o EADE conheceria a polêmica

  222. vinicius Diz:

    Números
    NA FEDERAÇÃO ESPIRITA há cursos de médiuns com 4 turmas de em média, 60 alunos por ano.
    Os cursos começaram há mais de 60 anos. Vamos pegar últimos 40 anos :
    São “formados” com certificado e tudo, excetuando aqueles que não conseguiram se mediunizar :
    240 por ano= 9.600 pessoas, excluindo 10% = 8.640 Se comunicação de espiritos de falecidos existissse mesmo, mais de 8.000 médiuns aptos a captar mensagens do além.
    Só mensagens de queridos filhos, irmãos amados, Jesus abençõe, irmãos do mais alto e no caso de obsessores: quero me vingar, é meu inimigo, me traiu etc.

    E mais: será que desses 8.000 todos ficaram desapegados ao Dinheiro e nenhum tentou a grana
    Do Randy?

    Ahhh, vão responder: os espiritos superiores não se prestam para essas coisas! Mas para levar um menino levar dinheiro ao Bezerra para pagar suas contas eles podem né???

    Eu nunca tentei a grana do Randy: desde o começo, inconscientemente, já sabia que não tem como fazer nada….

  223. Gorducho Diz:

    Claro: são generalidades que não comprometem.
    Por que Dr. Bezerra que tem até acesso à Virgem Santíssima através da Celina não define a questão duma vez.
    E se não é p/ser debatida ou especulada, por que adotam então como obra básica o Les Quatre Évangeles – Spiritisme Chrétien ou Révélation de la Révélation :?:
     
    Qualquer pessoa dotada de mínima capacidade de discernimento e senso crítico percebe que é tudo chute: a contabilidade não fecha!

  224. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    10. Contra o chiquismo Diz:
    OUTUBRO 4TH, 2015 ÀS 1:43 PM
    Montalvão, sem mensagens. Manda novamente por gentileza pois sou atrasado e não consigo ainda por telepatia.
    .
    RESPOSTA: mandei-lho novamente, vê se chegou…

  225. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    Gorducho Diz:
    Será que CX lacrou envelopes?
    Como será a operacionalização prática disso?
    /.
    PONDERAÇÃO: por aí se vê que o controle por meio de senha é complicado, incerto… e sujeito a falcatruas várias…

  226. Vitor Diz:

    Marciano,
    comentando:
    .
    01 – “O Truzzi era crente?”
    .
    Ele era um cético ‘soft’ em vez de um cético ‘hard’ como Alcock.
    .
    02 – “Um cara que dirige o Center for Scientific Anomalies Research não me impressiona nem um pouco.”
    .
    A princípio, nem deveria. Assim como não me impressiono por qualquer filiado do CSICOP. Mas pelo menos o Center for Scientific Anomalies Research tinha a política de de fato investigar em vez de ficar apenas na retórica…
    .
    03 – “Sei que foi um fundador do csicop, mas e daí?
    Pelo que sei ele foi meio que expulso do csicop.”
    .
    Que eu saiba ele que pediu pra sair.
    .
    “Truzzi had earlier broken with the Committee for the Scientific Investigation of Claims of the Paranormal because he had come to reject its hardline debunking stance as opposed to the scientific inquiry he proposed.”
    .
    http://www.encyclopedia.com/doc/1G2-3403800947.html
    .
    04 – “Queria incluir pesquisas parapsicológicas e foi voto isolado.”
    .
    Pois é, ele queria meter a mão na massa. Os demais só queriam ficar no ceticismo de poltrona… mas ele não foi expulso.
    .
    05 – “Se Truzzi achava que eu devo considerar e estudar o fenômeno fadas, lobisomens, vampiros, para só depois formar opinião, ele que se dane!”
    .
    Ele diz: “Anomalistics has two central features. First, its concerns are purely scientific. It deals only with empirical claims of the extraordinary and is not concerned with alleged metaphysical, theological or supernatural phenomena. As such, it insists on the testability of claims (including both verifiability and falsifiability), seeks parsimonious explanations, places the burden of proof on the claimant, and expects evidence of a claim to be commensurate with its degree of extraordinariness (anomalousness). Though it recognizes that unexplained phenomena exist, it does not presume these are unexplainable but seeks to discover old or to develop new appropriate scientific explanations. [...] And, perhaps most significantly, anomalistics distinguishes between cryptoscientific and parascientific anomalies (Truzzi, 1987a). Cryptoscientific claims refer to extraordinary things or objects (e.g., a yeti or a UFO), whereas parascientific claims refer to extraordinary processes or relationships between what may be quite ordinary things (e.g., a claim of mental telepathy or of a planetary influence on human personality). Such categorizations have important implications for our understanding of the assessment of anomaly claims. For example, a cryptoscientific claim is at least theoretically easy to validate (for one need capture and produce only a single giant sea serpent to establish its existence), but it may be difficult to falsify (for the thing may be avoiding detection or be elsewhere in the world); whereas a parascientific claim may theoretically be easy to falsify (e.g., an hypothesized relationship may not appear in an experiment), but it may be difficult to validate (for alternative explanations must be rejected and replication is usually demanded).”
    .
    Os seres ‘mitológicos’ que ele procurava investigar seriam aqueles que possibilitassem maior facilidade de pesquisa, como o “Monstro do Lago Ness”, já que se situa em uma área bem mais restrita e com maior indício empírico (vídeos, relatos mais atuais etc.)
    .
    06 – “Se eu for me orientar pelo Truzzi, vou ter de suspender o julgamento quanto a homeopatia, astrologia, paranormalidade.”
    .
    Não existe nenhuma associação homeopata filiada à AAAS. Ou de astrólogos. Mas existe de parapsicólogos. Por isso não é bom colocar tudo no mesmo saco, misturando alhos com bugalhos…

  227. Gorducho Diz:

    Mas pelo menos o Center for Scientific Anomalies Research tinha a política de de fato investigar em vez de ficar apenas na retórica
     
    Falando assim dá a impressão que ele era o certo – pois que m/posição, como sabe.
    Mas quais terão sido as propostas efetivas dele? Não terá querido embarcar na metodologia furada da parapsicologia, i.e., fugir p/a estatística?

  228. Marciano Diz:

    FREUD
    Pra mim, não deu.
    Você acessou uma página não disponível para visualização ou atingiu seu lime de visualização para este livro.
    .
    Domage!
    .
    .
    Tentei de novo, desta vez consegui.
    .
    Novamente aquelas perguntas que somente o defunto pode responder (se é assim, como vamos saber se é verdade?).
    A confissão de Freud deve ter sido de que ele virou chiquista depois do desencarne. O grande erro de sua vida foi não ter virado chiquista enquanto encarnado :mrgreen:
    O problema de se ter uma mente aberta (Aufgeschlossenheit) é que podem enchê-la de Scheiße.
    .
    .
    .
    A católica também é cheia de equivocos nao é?
    .
    Todas elas estão cheias de mentiras, não de equívocos.
    .
    Cuidado, VINICIUS! Não vá trocar seis por meia-dúzia.
    Tá cheio de festas juninas laicas por aí (por aqui, eu garanto que sim).
    .
    E mais: será que desses 8.000 todos ficaram desapegados ao Dinheiro e nenhum tentou a grana
    Do Randy?

    .
    Acredito que agora, com a profissionalização (tema do post), com órgãos de classe, regulamentação da profissão de psychic, carteirinha, anuidades, sindicatos, previdência social, etc., as coisas vão mudar.
    .
    .
    .
    Se a AAAS aceita a parapsicologia como ciência, então deve ser sério.
    Vou reler os livros de parapsicologia (pena que não tenho mais nenhum).
    Agora, mais instruído, quem sabe não mudo de opinião de novo?
    .
    Mais tarde eu volto (aqui – voltar a ler parapsicologia, ainda vou considerar).

  229. Espírita Sp Orlando Diz:

    Gorducho Diz:
    outubro 5th, 2015 às 10:16 AM
    ERRATA
    Estou achando que é fake, quem frequenta é sua genitora. Se fizesse e ficasse refazendo por 7 vezes seguidas o EADE conheceria a polêmica

    Não há essa polêmica não. O roustanguismo é bem fraco em SP. Quase inexistente. A polêmica atual é sobre as novelas da TV. Alguns acham que dão visibilidade e outros que vira uma doutrina fantasiosa.

  230. Marciano Diz:

    Seu LIMITE.
    O poltergeist tomou conta do meu teclado.
    Bis bald!

  231. Contra o chiquismo Diz:

    Chegou não Montalvão. Quem quiser, pode me escrever: [email protected]

  232. Gorducho Diz:

    Não há essa polêmica não. O roustanguismo é bem fraco em SP. Quase inexistente.
     
    Eu sei… era provocação!
    Mas verdadeira em relação à FEB, que é diríamos, o oficialismo do “Movimento”.
     
    Me convenci que não é mesmo o AS, pois ele jamais nem lhe ocorreria disfarçar que desconhece a querela.
    Se está enganando, me enganou!
    Paz!

  233. Gorducho Diz:

    E também não é nem um pouco veterano no Movimento…

  234. Vitor Diz:

    “Mas quais terão sido as propostas efetivas dele? Não terá querido embarcar na metodologia furada da parapsicologia, i.e., fugir p/a estatística?”
    .
    A parapsicologia não fugiu para a estatística. Ela buscou controle experimental, então a magnitude dos fenômenos caiu já que as situações espontâneas envolviam risco de morte, e por questões éticas tais situações não podem ser reproduzidas em laboratório. É de se esperar que, sem tal motivador para a ocorrência do fenômeno (situações de risco de morte), a magnitude do fenômeno caia e a estatística se faz necessária.
    .
    Um dos estudos de Truzzi envolveu os casos de detetives psíquicos, que não necessariamente envolvem estatística. No livro “The Blue Sense”, ele diz: ““Excetuando-se as fabricações e confabulações criadas por psíquicos e seus biógrafos, distorções da mídia, e casos de fraude total, permanece um número considerável de casos documentados em que detetives psíquicos conseguiram êxitos impressionantes aparentemente inexplicáveis” (Lyons & Truzzi, 1991, p. 155). ”
    .
    Em 2006 foi lançado um livro acadêmico pela Taylor & Francis (disponível gratuitamente em https://archive.org/details/pdfy-Ur-c1lNbnIBx7gou
    ) que diz:
    .
    Practically speaking, police officers are naturally skeptical of psychics and psychic phenomena. However, from an investigative point of view, anything that has proven to be successful in one investigation should certainly be considered in other cases. It should be noted that information provided by the psychic may not always be accurate and in some instances may have no value to the investigation. However, this should not discourage authorities from using a psychic, especially in homicide cases where information is limited. The use of a psychic can be considered as an additional investigative aid.
    .
    The information presented in this section is based on research of specific cases, personal interviews, and correspondence with several psychics, including Ms. Noreen Renier, psychic and recognized authority on the phenomena of extrasensory perception. Ms. Renier has worked with various police agencies, including the FBI on homicide cases and other criminal investigations.

    .
    Imagino que o Gorducho esteja tendo um ataque cardíaco neste momento… mas continuemos:
    .
    Empirical research into psychic phenomena has been limited, and no “hard” research data are available to indicate an accurate percentage of cases materially aided by the use of psychic phenomena. However, investigatively speaking, documentation of successes has been sufficient to merit the consideration of this technique on a case-by-case basis. If a law enforcement agency is interested in utilizing a psychic, the agency can contact The American Society for Psychical Research (ASPR) to ascertain whether it has any information about a particular psychic. The ASPR is a respected and conservative organization involved in the study of this phenomenon. Ms. Patrice Keane is the executive director and can be contacted at 5 West 73rd Street, New York, NY 10023. The telephone number is (212) 799-5050 and the Web site is http://www.aspr.com. Police investigators should be cognizant of the utilization of psychic phenomena in criminal investigations. In any event, I neither encourage nor discourage the use of psychics in homicide investigations.
    .
    Se o Gorducho ainda estiver vivo, o nome do livro (acadêmico, repito) é Practical Homicide Investigation – Tactics, Procedures and Forensic Techniques 4th ed (2006)
    .
    Renowned for being THE definitive source of homicide investigation, Practical Homicide Investigation: Tactics, Procedures, and Forensic Techniques is the recognized protocol used by investigative divisions of major police departments throughout the world. It is also the text used in most police academies, including the prestigious FBI Academy in Quantico, Virginia. It emphasizes essential procedures, combines detailed techniques with instructive case studies, and outlines the foundation on which to build a solid, prosecutable case.
    .
    E tem gente abitolada a repetir insanamente que não existem aplicações práticas de psi…

  235. MONTALVÃO Diz:

    /
    Contra o chiquismo Diz:
    Chegou não Montalvão. Quem quiser, pode me escrever: [email protected]
    /.
    PONDERAÇÃO: tãotem coisa xisquisita aí: minha caixa diz que foi, até agora nada foi devolvido… vou enviar de outro e-mail e veja se chega.
    O que foi remetido:
    /.
    ./
    seg 05/10/2015 12:24
    moi
    para ‘[email protected]
    Prezado Contra,
    .
    Atendendo ao solicitado cá estou pro que der e vier. Meu e-mail: [email protected]
    .
    Abração.
    .
    Moizés Montalvão

  236. Gorducho Diz:

    Na escuta, firme e forte chefia!
    &nbsp
    A parapsicologia não fugiu para a estatística. Ela buscou controle experimental, então a magnitude dos fenômenos caiu já que as situações espontâneas envolviam risco de morte, e por questões éticas tais situações não podem ser reproduzidas em laboratório.
    :o
    Um caso de morte, aquele registrado pela Gazeta Médica de Strasbourg (será que vou ter que citar de novo…). Bem coisa de Americano mesmo :(
     
    Sobre titulações acadêmicas, o Sr. tem o hábito de ficar procurando verdades na América, quando as tem cá. Mas despreza seguindo à risca o santo de casa não faz milagres. Pois cá mesmo AAG.-POA ensina sempre:
    titulações acadêmicas não encurtam orelhas.
    Mas, claro, como isso não é dito por Americanos, não tenho esperança que compreenda e leve em consideração.

  237. Gorducho Diz:

    Quem quiser consultar, aproveite que está em promoção:
    1h 250
    45′ por 200.
     
    http://noreenrenier.com/services/private.htm

  238. Marciano Diz:

    E tem gente abitolada a repetir insanamente que não existem aplicações práticas de psi…
    .
    Eu não sou abitolado pois, no tópico anterior, do Montague, postei :
    .
    Marciano Diz:
    OUTUBRO 1ST, 2015 ÀS 4:46 PM
    ?Aplicações práticas da paranormalidade?
    .
    bla bla bla
    :grin:

  239. Marciano Diz:

    Quotation marks não saíram, mas ficou claro.

  240. Marciano Diz:

    O primeiro (e até agora, o único) a disponibilizar um manual de aplicações práticas da parapsicologia fui eu :lol:

  241. Espírita Sp Orlando Diz:

    Gorducho aqui toda aula cantamos o hino escrito pelo comandante Edgard Armond
    http://m.cifraclub.com.br/edgar-armond/pai-celeste-hino-aprendizes-do-evangelho/
    Ele implantou o curso e a padronização dos passes na FEESP.

  242. Contra o chiquismo Diz:

    Marciano , será que os Mutantes plagiaram o Free?

    Free – “All right now” – 1970
    .
    .
    https://www.youtube.com/watch?v=mg2Nc178JIo
    .
    .
    Mutantes – -”Vamos tratar da saúde” – 1972
    .
    .
    https://www.youtube.com/watch?v=slJnAIllWxA

  243. Gorducho Diz:

    Gorducho aqui toda aula cantamos o hino escrito pelo comandante Edgard Armond
     
    Se é que não é mesmo o AS – e já estou achando que não é, pois não creio que a ele siquer ocorresse fingir que não conhecia a querela das lesmas…- perde a graça ficar lhe provocando… :(
    Então da m/parte: paz!
     
    Mas continuo achando que se é mesmo espírita, é “verde” na Doutrina. Assistiu a palestra do Divaldo?
     
    https://www.youtube.com/watch?v=w64UBa4GDQ0
     
    Os figurões que aparecem no início são cartolas daí da FEESP?
    Sua (sensata) esposa aguentou até onde (em ‘…)?

  244. Gorducho Diz:

    Baixei o informe (541) sobre o CX-LAS, Sr. Administrador, pois só me lembrava vagamente do fato.
    Se quiser discutir as leituras dos espíritos…

  245. Marciano Diz:

    GORDUCHO, acho que ORLANDO não é mesmo o AS. Além de ele ser muito verdinho, AS não ficaria tanto tempo assim sem se revelar.
    Ademais, há sutis variações no estilo de AS, quando quer se disfarçar, que não estão presentes.
    Da última vez que falei com AS, ele estava bem desanimado com o chiquismo. Estava mais na real, por incrível que pareça.
    .
    Por favor, VOCÊ e VITOR, discutam o caso.
    .

    Contra, estou super atarefado hoje, mas vou ouvir as músicas e opino.

  246. Gorducho Diz:

    Sim, até porque se ele não ridiculariza o Administrador por não tê-lo detectado, também não tem graça :mrgreen:

  247. Marciano Diz:

    CONTRA, ouvi atentamente. É um plágio sim, e assim é que se plagia.
    A estrutura melódica é a mesma, pequenas alterações no andamento, muito parecido com o plágio de Getúlio Cortes em cima de Lieber and Stoller, em Negro Gato e Three Cool Cats.
    .
    Não dá pra falar em criptomésia, pois o espaço de tempo entre as duas é muito pequeno, nada dava tempo para se esquecer da All Right Now.
    .
    Você é muito bom em detectar esses plágios. Deve ter um ouvido sensacional.
    .
    Confira o Negro Gato e o Three Cool Cats e verá que plágio dos bons não copia simplesmente, faz pequenas alterações, mas segue a mesma linha, como no caso dos Mutantes (deve ser obra do Arnaldo).
    .
    Negro Gato, supostamente composta por Getúlio Cortes, 1965:
    https://www.youtube.com/watch?v=mYvfKKTd5iI
    .
    Regravação do perna de pau, 1968:
    .
    https://www.youtube.com/watch?v=tSHCllyAFkw
    .
    Three Cool Cats geschrieben von Jerry Leiber/Mike Stoller, produziert 1962, veröffentlicht auf Beatles Anthology 1 von 1995:
    .
    https://www.youtube.com/watch?v=Oka1NCIOQO4
    .
    .
    A versão dos Beatles é de 1962, do famoso teste da Decca, no qual gravaram 15 músicas, esta dentre elas, e foram rejeitados, para logo depois surgirem com o fenômeno da Beatlemania, mostrando que o cara que os avaliou na Decca era um incompetente.
    O vocalista nesta música é George Harrison.
    A música é mais antiga do que isto, mas não consegui encontrar a gravação original.
    .
    “Three Cool Cats” is a 1958 song written by Jerry Leiber and Mike Stoller. It was originally recorded by The Coasters and released as the B-side of their hit single, “Charlie Brown.”
    .
    “Three Cool Cats” was one of the fifteen songs recorded by The Beatles for their Decca Records audition on New Year’s Day 1962 at the Decca Studios in London.
    .
    From wikipedia.
    .
    Lieber e Stoller eram dois judeus de New York que compuseram músicas para muitos artistas dos anos 50/60, inclusive Elvis Presley.
    Um fazia letras e o outro as melodias, coisa comum na época, como Howard Greenfield/Neil Sedaka, Bernie Tauping/Elton John, Vito Palavicinni/Pino Donaggio, etc.
    .
    Quer formar uma dupla de plagiadores comigo?
    Eu plagio as letras e você, as músicas, já que seu ouvido é tão bom.
    Ainda te ensino a fazer uns middle eights, mudar o compasso e o ritmo, mudar alguns acordes, sem criar nada.
    .
    Depois a gente vende tudo para o RC. Ele assume a autoria, se der rolo, é com ele.
    .
    .
    Por falar em incompetência, quando Hitler era cabo, na primeira guerra, foi avaliado por um oficial, para promoção a terceiro sargento, e foi reprovado porque “não tinha capacidade de liderança”.
    .
    Consta que a Norma Jean Baker, aka Marilyn Monroe, foi reprovada como modelo, porque não era fotogênica, antes das fotos na Playboy e do sucesso como “atriz”.
    .
    Nelson Gonçalves lutava boxe a fez teste para cantor, sendo reprovado porque era gago, embora não gaguejasse para cantar.
    Depois ele conseguiu curar a gagueira.
    .
    Se RC recusar nossos primeiros plágios, é porque ele é um incompetente.
    .
    .
    B2W

  248. Marciano Diz:

    GORDUCHO, vamos fundar uma concorrente da SPR no Brasil?
    Estou doido para ganhar um dinheiro às custas do trabalho de outros.

  249. Gorducho Diz:

    SPR não fatura. Veja que a da Dinamarca (com a médium aquela apreciada pela Administração) soluciona os casos gratuitamente.
    O que tenho proposto é pleitear uma franquia p/certificação de médiuns, a ser licenciada por aquela outra cientista espírita também admirada pela Casa…

  250. Larissa Diz:

    Temos cá no Brasil nossa Alisson Dubois:
    http://www.visaoparanormal.com/

  251. Contra o chiquismo Diz:

    Eu vejo mais tarde o plágio do G Cortes.
    .
    .
    Bem , RC passa como um rolo compressor por cima de qualquer um. Só não ganhou do S Braga (plágio de O Careta) pra dar a impressão de que ele é um cara como qualquer outro. Recorreu de araque…
    .
    .

    Tem o livro censurado dele de 1979 disponível na internet. (escrito pelo mordomo dele)
    .
    .
    A perna mecânica dele era consertada por um alemão no RJ, era levada pelo mordomo até o RJ. (Rc morava em SP – não se sabe ele tinha uma perna reserva ou ficava na muleta enquanto era feito o reparo na original no RJ)

    .
    .
    RC não escolhia quem ia pegar. Podia ser a emrpegada mais feiosa ou a socialite mais gata. Tb dispensava beldades se não tivesse afim. Mas ele se gostasse, panhava qualquer uma independente da beleza ou feiura.
    .
    .
    Fagner foi outro.. andou afanando a Cecília Meireles…

  252. Contra o chiquismo Diz:

    Aqui está o livro proibido de 1979 do Roberto Carlos, já em pdf pra ler direto:
    ..

    .
    http://baixar-download.jegueajato.com/Nichollas%20Mariano/O%20Rei%20e%20Eu%20(521)/O%20Rei%20e%20Eu%20-%20Nichollas%20Mariano.pdf
    .
    .
    Deste poema da Cecília , Fagner afanou uma parte e fez “Canteiros”…
    ..
    .
    Marcha
    .
    .
    As ordens da madrugada
    romperam por sobre os montes:
    nosso caminho se alarga
    sem campos verdes nem fontes.
    Apenas o sol redondo
    e alguma esmola de vento
    quebram as formas do sono
    com a idéia do movimento.

    Vamos a passo e de longe;
    entre nós dois anda o mundo,
    com alguns vivos pela tona,
    com alguns mortos pelo fundo.
    As aves trazem mentiras
    de países sem sofrimento.
    Por mais que alargue as pupilas,
    mais minha dúvida aumento.

    Também não pretendo nada
    senão ir andando à toa,
    como um número que se arma
    e em seguida se esboroa,
    - e cair no mesmo poço
    de inércia e de esquecimento,
    onde o fim do tempo soma
    pedras, águas, pensamento.

    Gosto da minha palavra
    pelo sabor que lhe deste:
    mesmo quando é linda, amarga
    como qualquer fruto agreste.
    Mesmo assim amarga, é tudo
    que tenho, entre o sol e o vento:
    meu vestido, minha música,
    meu sonho e meu alimento.

    Quando penso no teu rosto,
    fecho os olhos de saudade;
    tenho visto muita coisa,
    menos a felicidade.

    Soltam-se os meus dedos tristes,
    dos sonhos claros que invento.
    Nem aquilo que imagino
    já me dá contentamento.

    Como tudo sempre acaba,
    oxalá seja bem cedo!
    A esperança que falava
    tem lábios brancos de medo.
    O horizonte corta a vida
    isento de tudo, isento…
    Não há lágrima nem grito:
    apenas consentimento.
    Cecília Meireles

  253. Vitor Diz:

    Sem desmerecer a pesquisa de vcs, não daria para orientar esse ânimo todo em achar plágio em músicas para achar plágios em livros psicografados??

  254. Marciano Diz:

    CONTRA, ouça Lady Madonna, The Beatles, preste atenção na linha de baixo, depois ouça Steve Miller Band, Space Cowboy, a partir de 9 segundos e veja se a linha de baixo não foi copiada.
    Veja o que foi copiado aqui:
    https://www.youtube.com/watch?v=wQ2nen89ZHw
    .
    Não vou colocar todos os links porque o mecanismo do blog acha que é spam.
    .
    Sabe aquela música mais popular do Led Zeppelin? Stairway to Heaven? De 1971?
    Ouça-a a preste atenção, a partir de 10 segundos.
    .
    Agora ouça Spirit, Taurus, de 1968, a partir de 1 minuto e 52 segundos:
    https://www.youtube.com/watch?v=xd8AVbwB_6E
    .
    É só um pedacinho, mas que foi copiado, isso foi.
    .
    .
    Fagner foi malandro. Copiou Cecília, com pequenas alterações. Não creditou.
    Foi processado, conheço o juiz do caso (Boente), agora desembargador.
    Na época do processo, ele já fazia sucesso e, malandramente, admitiu ter copiado, como “homenagem”, ficou tudo bem.
    Só que quando a música saiu, ele ficou na dele.
    .
    Ainda homenageou o Tom Jobin, mas aí não procurou disfarçar.
    .
    Parece o estilo de copiar de cx.
    .
    FAGNER – CANTEIROS
    Quando penso em você
    Fecho os olhos de saudade
    Tenho tido muita coisa
    Menos a felicidade

    Correm os meus dedos longos
    Em versos tristes que invento
    Nem aquilo a que me entrego
    Já me dá contentamento

    Pode ser até manhã
    Sendo claro, feito o dia
    Mas nada do que me dizem
    me faz sentir alegria

    Eu só queria ter do mato
    Um gosto de framboesa
    Pra correr entre os canteiros
    E esconder minha tristeza
    E eu ainda sou bem moço pra tanta tristeza …
    E deixemos de coisa, cuidemos da vida
    Pois se não chega a morte
    Ou coisa parecida
    E nos arrasta moço
    Sem ter visto a vida

    É pau, é pedra, é o fim do caminho
    É um resto de toco, é um pouco sozinho
    É um caco de vidro, é a vida, é o sol
    É a noite, é a morte, é um laço, é o anzol
    São as águas de março fechando o verão
    É promessa de vida em nosso coração.

    CECÍLIA MEIRELES – MARCHA
    As ordens da madrugada
    romperam por sobre os montes:
    nosso caminho se alarga
    sem campos verdes nem fontes.
    Apenas o sol redondo
    e alguma esmola de vento
    quebram as formas do sono
    com a idéia do movimento.

    Vamos a passo e de longe;
    entre nós dois anda o mundo,
    com alguns mortos pelo fundo.
    As aves trazem mentiras
    de países sem sofrimento.
    Por mais que alargue as pupilas,
    mais minha dúvida aumento.

    Também não pretendo nada
    senão ir andando à toa,
    como um número que se arma
    e em seguida se esboroa,
    - e cair no mesmo poço
    de inércia e de esquecimento,
    onde o fim do tempo soma
    pedras, águas, pensamento.

    Gosto da minha palavra
    pelo sabor que lhe deste:
    mesmo quando é linda, amarga
    como qualquer fruto agreste.
    Mesmo assim amarga, é tudo
    que tenho, entre o sol e o vento:
    meu vestido, minha música,
    meu sonho e meu alimento.

    Quando penso no teu rosto,
    fecho os olhos de saudade;
    tenho visto muita coisa,
    menos a felicidade.
    Soltam-se os meus dedos ristes,
    dos sonhos claros que invento.
    Nem aquilo que imagino
    já me dá contentameno.

    Como tudo sempre acaba,
    oxalá seja bem cedo!
    A esperança que falava
    tem lábios brancos de medo.
    O horizonte corta a vida
    isento de tudo, isento…
    Não há lágrima nem grito:
    apenas consentimento.

    .
    .
    Entendido o recado, VITOR.
    Como não tenho conhecimento profundo de livros espíritas e outras obras e como outros mais bem preparados para isso já fizeram um excelente trabalho, paro com os plágios musicais por aqui.

    .
    Quem levou a assunto para a música foi o ARDUIN, quando, para defender os plágios de cx, falou da música Feelings, plagiada por Morris Albert, querendo parecer que foi injustiça.
    Quando mostrei as duas versões, ele ficou pasmo e admitiu!
    .
    Marcos Arduin Diz:
    MARÇO 31ST, 2013 ÀS 3:25 PM

    .
    O Morris Albert já não teve a mesma sorte. Aquela música de tanto sucesso, Fellings, também deu causa a um processo de plágio… por causa de três ou quatro acordes iniciais, que seriam os mesmos de uma música francesa da década de 1940. O compositor moveu esse processo e… ganhou. O Morris Albert deixou de receber os direitos da música tocada ou vendida no mercado americano. Aqui no Brasil, nenhum processo foi movido.
    .
    Marciano Diz:
    ABRIL 1ST, 2013 ÀS 12:41 AM
    Arduin, você citou o Maurício Alberto, aka, Morris Albert.
    Feelings, todo mundo conhece. Aqui vai o link de “Pour toi”, de Louis (Loulou) Gasté: http://www.youtube.com/watch?v=jOYg5USO5R0
    Realmente, não é plágio, é cópia, explícita e sem-vergonha.
    .
    Marcos Arduin Diz:
    ABRIL 1ST, 2013 ÀS 4:46 AM
    É, talvez a Wikipedia em português do cara merecesse mais acréscimos…
    .
    Mostrei a cobra.
    Agora o pau:
    http://obraspsicografadas.org/2013/o-plgio-de-anna-prado/
    .
    .
    Pena que eu não tenha a mesma aptidão para obras plagiografadas. Não falo pelo CONTRA.

  255. vinicius Diz:

    Mas continuo achando que se é mesmo espírita, é “verde” na Doutrina. Assistiu a palestra do Divaldo?
    https://www.youtube.com/watch?v=w64UBa4GDQ0
    Os figurões que aparecem no início são cartolas daí da FEESP?

    puxa, até o governador do estado Geraldo Alckmin estava no evento. Ainda não reconheci figuras conhecidas. O Sr.Orlando ainda não achou?

    Ainda não deu para assistir na integra, ele não incorporou nenhum espirito lá pelo visto.

    Em 57:30 fala: se alguém não gosta de mim, problema dele. Que toda vez que me veja tenha dor de cabeça kkk

    Olha, reconheço que tem uma memória muito boa para a idade que tem. Falou até o nome de Krshina, Buda, Confúcio, Maomé

  256. vinicius Diz:

    Mas continuo achando que se é mesmo espírita, é “verde” na Doutrina. Assistiu a palestra do Divaldo?
    https://www.youtube.com/watch?v=w64UBa4GDQ0
    Os figurões que aparecem no início são cartolas daí da FEESP?

    puxa, até o governador do estado Geraldo Alckmin estava no evento. Ainda não reconheci figuras conhecidas. O Sr.Orlando ainda não achou?

    Ainda não deu para assistir na integra, ele não incorporou nenhum espirito lá pelo visto.

    Em 57:30 fala: se alguém não gosta de mim, problema dele. Que toda vez que me veja tenha dor de cabeça kkk

    Olha, reconheço que tem uma memória muito boa para a idade que tem. Falou até o nome de Krshina, Buda, Confúcio, Maomé

    Só não lembrou de Manoel philomeno de Miranda (Chuifff) e do CX ! Nenhuma recordação do maior médium do Brasil.

  257. vinicius Diz:

    queremos o código secreto, queremos o código secreto, onde está CX !!! Onde está Monteiro Lobato!! Onde está todos que deixaram as senhas.

    é bom deixar as senhas do banco também para as despesas de emergência (tipo velório, pagamento) antes de enfrentar a burocracia terrestre (partilha de bens, testamento etc.)

  258. Marciano Diz:

    Se puder falar de pastiche, aquelas imitações baratas de compositores falecidos, tenho farto material de músicas “psicografadas” de autores mortos.
    .
    Por exemplo:
    http://www.correiofraterno.com.br/nossas-secoes/16-vocesabia/491-herve-cordovil-encontra-noel-rosa-em-centro-espirita
    .
    Vejam como o queixudo Noel Rosa virou espírita e ficou piegas:
    Entre os sucessos de Hervé Cordovil, destacam-se Meu pé de manacá,Vida do viajante,Sabiá lá na gaiola, as versões Biquíni de bolinha amarelinha e Rua Augusta.Mas genuína parceria (letra da espiritualidade e música da Terra) ficou também registrada na história de sua discografia – Vila Isabel no Espaço / música, Hervé Cordovil/ letra (psicografada) Noel Rosa”.

    Eis a letra:
    Minha “Vila” agora é outra
    Muito longe da “Isabel”
    Meu papel agora é doutra
    Qualidade do papel
    Que representei na Terra,
    Andando de deu em deu,
    Alma voltada pro samba,
    Nada voltado pro céu!…
    Se eu fizesse agora, um samba
    Ia ter mais harmonia
    Não teria gente bamba,
    Não teria valentia,
    Pois valente, nesta vila,
    É aquele que perdoa,
    Que padece e não estrila,
    Não é rei nem quer coroa…
    Se eu fizesse agora um hino…
    Ah! Se um hino eu compusesse…
    Começaria com sino,
    Terminaria com prece,
    Prece serena, tranquila…
    E teria este pedaço:
    “ Faça, Senhor, lá da Vila
    A Vila Isabel do Espaço!”
    .
    .
    Serve esta música psicografada, parceria de Ary Barroso e Castro Alves (?!), pelo falecido RIZZINI, campeão de psicografias de músicas de defuntos?
    https://www.youtube.com/watch?v=SJbCAlpPUW0
    .
    .
    .
    VINICIUS, político acende velas para todo mundo.
    Alckmin, MuLLa, PresidAnta, estavam todos na inauguração do templo de salomão, do macedo. E Alckmin se diz católico (romano) fervoroso.
    .
    .
    Já ofereci todas as minhas senhas para os telepatas do blog, até agora ninguém adivinhou.
    .
    Agora volto mesmo ao trabalho.
    Vocês têm salário, eu estou roubando tempo de mim mesmo.

  259. Gorducho Diz:

    Acho que não pois que ele fala da Srª. esposa do Sr. Governador.
    Mas a lata de políticos não conheço muito, só os que tenho a casualidade de ver pessoalmente, pois que televisão só escuto futebol praticamente.

  260. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “AAG.-POA ensina sempre:
    titulações acadêmicas não encurtam orelhas.”
    /.
    PONDERAÇÃO: G.POA está se revelando filósofo de primeira!

  261. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    Situações verdades extraídas das conversas havidas, pela equipe: G-POA, Gorducho, Marciano, Contra, Moi e cooperadores (revisem se necessário).
    .
    1 – “titulações acadêmicas não encurtam orelhas.”
    .
    2 – [relatos testemunhais quase] “nunca são bem assim”…
    .
    3 – “psi, se existir, será força tênue, de ocorrência incerta, incontrolada (por quem alegadamente a possui) e sem aplicação prática”.
    .
    4 – “a fraude é diretamente proporcional à intensidade dos poderes ostentados”.
    .
    Depois lembro doutras: que os crentes se esforcem por contestar estas…
    .
    Obs.: a mesma mensagem foi enviada telepaticamente a todos os participantes, por favor, confirmem recebimento…
    .
    Agora, com licença, que vou vivenciar minha EQM semanal: tô com saudades de céu e de tudo o lá haja. Quando retornar conto.

  262. Gorducho Diz:

    VARIANTE & REDAÇÃO ALTERNATIVA
     
    2 Relatos espíritas nunca são bem assim…
     
    3 – “psi, se existir, será força tênue, de ocorrência incerta, incontrolada (por quem alegadamente a possui) e inútil”.

  263. vinicius Diz:

    Olá, o André Luiz temos 3 opções de quem foi ele.
    E aquele que o Sr. Orlando tem predileção,o Dr. Manoel Philomeno de Miranda, não adotou apelido no além né?
    Vi no WIKIPEDIA que foi um médico baiano que morrem em 1942.

  264. Contra o chiquismo Diz:

    Mas Vitor, esses autores não são ‘inspirados’, não ‘psicografam’ a música? Pena que não temos divaldo cantando.

  265. Contra o chiquismo Diz:

    MONTALVÃO Diz:
    OUTUBRO 6TH, 2015 ÀS 1:48 PM
    /
    /
    Situações verdades extraídas das conversas havidas, pela equipe: G-POA, Gorducho, Marciano, Contra, Moi e cooperadores (revisem se necessário).
    .
    1 – “titulações acadêmicas não encurtam orelhas.”
    .
    DISCORDO! ESSA FACULDADE ABAIXO SÓ FORMA GÊNIOS:

    Universidade Espírita Nosso Lar
    .
    http://www.nenossolar.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=165:uenl&catid=42:uenl&Itemid=28

  266. Marciano Diz:

    Pena que não temos divaldo cantando.
    .
    Quem disse que não?
    Veja o segundo, da esquerda para a direita, cantando e batendo palmas, a partir de 1 minuto e 10 segundos:
    .
    https://www.youtube.com/watch?v=yHEhecpefMg
    .
    Agora temos :oops:

  267. Marciano Diz:

    Vergonha alheia.

  268. Marciano Diz:

    É a vergonha que você sente dentro de si ao presenciar alguém fazendo algo embaraçoso. Isso acontece porque algumas células do nosso cérebro simulam tudo que acontece a volta, dando a sensação de que estamos fazendo aquilo que está sendo presenciado. Isso serve para você pensar 2 vezes antes de sair fazendo qualquer coisa em público.
    -Nossa, você viu a apresentação do divaldo?
    - Eu vi, foi vergonha alheia TOTAL!
    Plagiado da web :oops:

  269. Marciano Diz:

    Como o assunto em pauta é matéria da Superinintéressant, lá vai:
    .
    http://super.abril.com.br/ciencia/por-que-a-gente-sente-vergonha-alheia
    .
    Citei essa revista? :oops:

  270. Marciano Diz:

    divaldo cantando junto (Oh, Happy Day, when jesus washed my sin away), música evangélica de mil e setecentos e tal, com arranjos modernizados em 1968, por Edwin Hawkins, e depois disso, música pop evangélica.
    .
    De novo, divaldo é o segundo, da esquerda para a direita.
    :oops:

  271. Marciano Diz:

    washed my sins away.
    Poltergeist comeu o “s”.

  272. Marciano Diz:

    Edwin Hawkins’ gospel style arrangement of the hymn “Oh, Happy Day” has a long pedigree: It began as a hymn written in the mid-18th century (“O happy day, that fixed my choice”) by English clergyman Philip Doddridge (based on Acts 8:35) set to an earlier melody (1704) by J. A. Freylinghausen. By the mid-19th century it had been given a new melody by Edward F. Rimbault, who also added a chorus, and was commonly used for baptismal or confirmation ceremonies in the UK and USA. The 20th century saw its adaptation from 3/4 to 4/4 time and this new arrangement by Hawkins, which contains only the repeated Rimbault refrain, with all of the original verses being omitted.
    Source: wikipedia

  273. Marciano Diz:

    Para os interessados:
    http://www.hymnary.org/person/Freylinghausen_JA
    .
    Short Name: Johann Anastasius Freylinghausen
    Full Name: Freylinghausen, Johann Anastasius, 1670-1739
    Birth Year: 1670
    Death Year: 1739
    Freylinghausen, Johann Anastasius, son of Dietrich Freylinghausen, merchant and burgomaster at Gandersheim, Brunswick, was born at Gandersheim, Dec. 2, 1670. He entered the University of Jena at Easter, 1689. Attracted by the preaching of A. H. Francke and J. J. Breithaupt, he removed to Erfurt in 1691, and at Easter, 1692, followed them to Halle. About the end of 1693 he returned to Gandersheim, and employed himself as a private tutor. In 1695 he went to Glaucha as assistant to Francke; and when Francke became pastor of St. Ulrich’s, in Halle,1715, Freylinghausen became his colleague, and in the same year married his only daughter. In 1723 he became also sub-director of the Paedagogium and the Orphanage; and after Francke’s death in 1727, succeeded him as pastor of St. Ulrich’s and director of the Francke Institutions. Under his fostering care these Institutions attained their highest development. From a stroke of paralysis in 1728, and a second in 1730, he recovered in great measure, but a third in 1737 crippled his right side, while the last, in Nov., 1738, left him almost helpless. He died on Feb. 12, 1739, and was buried beside Francke (Koch, vi. 322-334; Allgemine Deutsche Biographie, vii. 370-71; Bode, pp. 69-70; Grote’s Introduction, &c.)

    Almost all Freylinghausen’s hymns appeared in his own hymnbook, which was the standard collection of the Halle school, uniting the best productions of Pietism with a good representation of the older “classical” hymns. This work, which greatly influenced later collections, and was the source from which many editors drew not only the hymns of Pietism, but also the current forms of the earlier hymns (as well as the new “Halle” melodies, a number of which are ascribed to Freylinghausen himself) appeared in two parts, viz.:—
    i. Geistreiches Gesang-Buch, den Kern alter und neuer Lieder…in sich haltend &c, Halle. Gedrucktund verlegt im Waysen-Hause, 1704 [Hamburg], with 683 hymns and 173 melodies. To the second edition, 1705 [Rostock University], an Appendix was added with Hymns 684-758, and 21 melodies. Editions 3-18 are practically the same so far as the hymns are concerned, save that in ed. 11, 1719 [Berlin], and later issues, four hymns, written by J. J. Rambach at Freylinghausen’s request, replaced four of those in eds. 1-10.
    ii. Neues Geistreiches Gesangbuch,&c, Halle . . . 1714 [Berlin], with 815 hymns and 154 melodies. In the 2nd edition, 1719 [Rostock University], Hymns 816-818, with one melody, were added.
    In 1741 these two parts were combined by G. A. Francke, seven hymns being added, all but one taken from the first edition, 1718, of the so-called Auszug, which was compiled for congregational use mainly from the original two parts: and this reached a second, and last, edition in 1771. So far as the melodies are concerned, the edition of 1771 is the most complete, containing some 600 to 1582 hymns. (Further details of these editions in the Blätter für Hymnologie, 1883, pp. 44-46, 106-109; 1885, pp. 13-14.) A little volume of notes on the hymns and hymnwriters of the 1771 edition, compiled by J. H. Grischow and completed by J. G. Kirchner, and occasionally referred to in these pages, appeared as Kurzgefasste Nachricht von ältern und ncuern Liederverfassern at Halle, 1771.

    As a hymnwriter Freylinghausen ranks not only as the best of the Pietistic school, but as the first among his contemporaries. His finest productions are distinguished by a sound and robust piety, warmth of feeling depth of Christian experience, scripturalness, clearness and variety of style, which gained for them wide acceptance, and have kept them still in popular use. A complete edition of his 44 hymns, with a biographical introduction by Ludwig Grote, appeared as his Geistliche Lieder, at Halle, 1855. A number of them, including No. v., are said to have been written during severe attacks of toothache. Two (“Auf, auf, weil der Tag erschienen”; “Der Tag ist hin”) are noted under their own first lines.
    i. Hymns in English common use: –
    i. Monarche aller Ding. God’s Majesty. 1714, as above, No. 139, in 11 stanzas of 6 lines, repeated in Grote, 1855, p. 88, and as No. 38 in the Berlin Geistliche Lieder, ed. 1863. A fine hymn of Praise, on the majesty and love of God. Translated as:—
    Monarch of all, with lowly fear, by J. Wesley, in Hymns & Sacred Poems, 1739 (P. Works, 1868-1872, vol. i. p. 104), in 8 stanzas of 4 lines, from st. i., ii., v.-vii., ix.-xi. Repeated in full in the Moravian Hymnbook, 1754, pt. i., No. 456 (1886, No. 176); and in J. A. Latrobe’s Collection, 1841. The following forms of this translation are also in common use:–
    (1) To Thee, 0 Lord, with humble fear, being Wesley’s st. i., iii.-v., vii., viii. altered as No. 156 in Dr. Martineau’s Hymns for Christian Church & Home, 1840, and repeated in Miss Courtauld’s Psalms, Hymns & Anthems, 1860, and in America in the Cheshire Association Unitarian Collection, 1844.
    (2) Thou, Lord, of all the parent art, Wesley’s, st. iii.-v., vii. altered in the College Hymnal, N. Y., 1876.
    (3) Thou, Lord, art Light; Thy native ray, Wesley’s st. iv., v., vii., in Hymns of the Spirit, 1864.
    ii. 0 reines Wesen, lautre Quelle. Penitence. Founded on Psalm li. 12, 1714, as above, No. 321, in 7 stanzas of 8 lines, repeated in Grote, 1855, p. 41, and in Bunsen’s Versuch, 1833, No. 777 (ed. 1881, No. 435). The only translation in common use is:—
    Pure Essence: Spotless Fount of Light. A good and full translation by Miss Winkworth in the first series of her Lyra Germanica, 1855, p. 43, and in her Chorale Book for England, 1863, No. 113.
    iii. Wer ist wohl wie du. Names and offices of Christ. One of his noblest and most beautiful hymns, a mirror of his inner life, and one of the finest of the German “Jesus Hymns.” 1704, as above, No. 66, in 14 st. of 6 l., repeated in Grote, 1855, p. 33, and is No. 96 in the Berlin Geistliche Lieder, ed. 1863. The translations in common use are:
    1. 0 Jesu, source of calm repose, by J. Wesley, being a free translation of st. i., iii., v., viii., xiii. First published in his Psalms & Hymns, Charlestown, 1737 (Poetical Works, 1868-1872, vol. i. p. 161). Repeated in full as No. 462 in pt. i. of the Moravian Hymnbook, 1754. In the 1826 and later editions (1886, No. 233) it begins, “Jesus, Thou source.” The original form was included as No. 49 in the Wesley Hymns & Spiritual Songs , 1753, and, as No. 343, in the Wesley Hymnbook, 1780 (1875, No. 353). Varying centos under the original first line are found in Mercer’s Church Psalter & Hymn Book, 1855-1864; Kennedy , 1863; Irish Church Hymnal, 1869-1873; J. L. Porter’s Collection, 1876, &c. It has also furnished the following centos:—
    (1) Messiah! Lord! rejoicing still, being Wesley’s st. iv.-vi. altered in Dr. Martineau’s Collection of Hymns for Christian Worship, 1840.
    (2) Lord over all, sent to fulfil, Wesley’s st. iv., iii., v., vi. in the American Methodist Episcopal Hymnbook, 1849.
    2. Who is like Thee, Who? a translation of st. i., ii., v., vii., x., xiii., as No. 687, in pt. i. of the Moravian Hymnbook, 1754. Translations of st. xi., xiv. were added in 1789, and the first line altered in 1801(1886, No. 234), to “Jesus, who with Thee.” The translations of st. i., ii., x., xiv., from the 1801, altered and beginning, “Jesus, who can be,” are included in America in the Dutch Reformed Hymns of the Church, 1869; Hymns & Songs of Praise, N. Y., 1874; and Richards’s Collection, N.Y., 1881.
    3. Who is there like Thee, a good translation of st. i., ii., viii., xiv., by J. S. Stallybrass, as No. 234 in Curwen’s Sabbath Hymnbook, 1859, repeated in the Irish Church Hymnal, 1873, and in W. F. Stevenson’s Hymns for Church & Home, 1873.
    4. Who is, Jesus blest, a translation of stanzas i., ii., v., vi., xii., xiv., by M. Loy, in the Ohio Lutheran Hymnal, 1880.
    5. Who, as Thou, makes blest, a good translation, omitting st. vii., ix., x., contributed by Dr. F. W Gotch to the Baptist Magazine, 1857. Repeated in the 1880 Supplement to the Baptist Psalms & Hymns, 1858.
    The translations not in common use are: —
    (1) “Whither shall we flee,” by Miss Dunn, 1857, p. 55. (2) “Who has worth like Thine,” in the U. P. Juvenile Miss. Magazine, 1857, p. 217. (3) “Thou art First and Best,” by Miss Winkworth, 1869, p. 267.
    ii. Hymns translated into English but not in common use:—
    iv. Herr und Gott der Tag und Nächte. Evening. 1705, as above, No. 755, in 6 stanzas, Grote, p. 105. Translated by H. J. Buckoll, 1842, p. 106, beginning with stanza. ii.
    v. Mein Herz, gieb dioh rufrieden. Cross and Consolation. First in the Halle Stadt Gesangbuch, 1711, No. 503, in 11 stanzas; repeated 1714, No. 450, and in Grote, p. 71. Translated by Dr. G. Walker, 1860, p. 86.
    vi. 0 Lamm, das keine Sünde je beflecket. Passiontide. 1714, No. 85, in 19 stanzas, Grote, p. 14. Translated as, (1) “Lamb, for Thy boundless love I praises offer,” of st. xii. as stanza i. of No. 1023 in the Supplement of 1808 to the Moravian Hymn Book, 1801 (1849, No. 121). (2) “O Lamb, whom never spot of sin defiled,” in the British Magazine, June, 1838, p. 625.
    vii. 0 Lamm, das meine Sündenlast getragen. Easter Eve. 1714, No. 95, in 8 stanzas; Grote, p. 23. Translated as “Christ Jesus is that precious grain,” a translation of st. v. by F. W. Foster, as No. 71 in the Moravian Hymnbook, 1789 (1886, No. 921).
    viii. Zu dir, Herr Jesu, komme ich. Penitence. Founded on St. Matthew xi. 28-30. 1714, as above, No. 306, in 4 stanzas; Grote, p. 39. Translated by Dr. H. Mills, 1845 (1856, p. 80). [Rev. James Mearns, M.A.]

    –John Julian, Dictionary of Hymnology (1907)

  274. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “DISCORDO! ESSA FACULDADE ABAIXO SÓ FORMA GÊNIOS:
    Universidade Espírita Nosso Lar
    .
    http://www.nenossolar.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=165:uenl&catid=42:uenl&Itemid=28
    /.
    PONDERAÇÃO:
    ============================.
    “Tendo recebido autorização para tornar oficiais as notícias que percorrem esses corredores, venho cientificá-los de que a UNIVERSIDADE ESPÍRITA NOSSO LAR já se encontra criada em nível astral pela Espiritualidade responsável pelo Núcleo Espírita Nosso Lar.
    .
    Enquanto a Escola de Médiuns encerra suas atividades por ter desempenhado seu mister, a Universidade que lhe sucede abre suas portas para receber os médiuns e trabalhadores de Nosso Lar. Muito embora a Universidade já esteja com suas bases sedimentadas no plano espiritual, na Terra, face às formalidades existentes, a batalha da Direção Geral mal começou. Muitos são os protocolos, as formalidades e requisitos para a criação de uma universidade, levando-nos a crer que o tempo para tanto será bastante significativo.”
    ================================.
    Intão fica a dúvida se a filial terrena da universidade nosso lar tá funcionando ou ainda envolta na burocracia. “LÁ”, em Nosso Lar, ao que tudo indica, os cursos vão de vento em popa…

  275. Vinicius Diz:

    Para onde iremos depois de amanhã
    Mas um plágio de previsão de fim de mundo:
    Seita cristã prevê predições e calcula que fim do mundo será nesta quarta.

    “Segundo McCann, depois de 21 de maio de 2011, Deus teria dedicado 1.600 dias para a tarefa de decidir quem salvaria ou não — o que dá a data de 7 de outubro de 2015″ Quem ajudou Deus nesses 1.600 dias? Bezerra e equipe?

    http://noticias.bol.uol.com.br/ultimas-noticias/entretenimento/2015/10/06/seita-crista-reve-predicoes-e-calcula-que-fim-do-mundo-sera-nesta-quarta.htm

  276. Vinicius Diz:

    “Não obstante à burocracia no plano terreno, e tendo sido autorizada a criação da UENL pela Espiritualidade, ainda que extraordinariamente, venho informar que a mesma deverá funcionar, inicialmente, nas dependências do Núcleo Espírita Nosso Lar. ” Em “termos terrenos” sem alvará de funcionamento, na clandestinidade” . Terá mensalidade isso? Ou terá de ser pago em bonus hora?

  277. Gorducho Diz:

    :oops:
    Esse é o fenômeno talvez o mais impressionante do nosso psiquismo: vergonha alheia!

  278. Gorducho Diz:

    Divaldo incorporando Dr. Bezerra…
    Administração postando matérias da SUPERINTERESSANTE…
    de detetives ψquicos…
     
    :oops:

  279. Gorducho Diz:

    Enquanto a Escola de Médiuns encerra suas atividades por ter desempenhado seu mister
    :o
     
    Será que ensinaram gente d+ a psicografar e saturou o mercado?

  280. vinicius Diz:

    Enquanto a Escola de Médiuns encerra suas atividades por ter desempenhado seu mister
    :o Será que ensinaram gente d+ a psicografar e saturou o mercado?

    kkk, eu mesmo sou um deles. Fiz a escola de médiuns na FEESP, tenho carteirinha e tudo. Quem sabe eu abra uma nova editora e editar romances umbralinos:

    1) Margaridas no Terraço (entre nós aqui plágio de Violetas na Janela)
    2) Vivendo no plano elevado (No mundo maior)
    3) Ondas mediúnicas (mecanismos da mediunidade)
    4) Sansão e Dalila (se teve Paulo e Estevão porque não desses dois)
    5) Médicos e Dentistas no Além (este não vai ser plágio)
    6) Humoristas no Céu (com Golias, Derci Gonçalves, Mussum, Zacarias)
    7) Estilistas no Nosso Lar (Clodovil e amigos)

  281. Marciano Diz:

    Enquanto isso, no flickr, foram publicadas milhares de fotos do Apollo Project.
    Como essa:
    .
    https://www.flickr.com/photos/projectapolloarchive/21672242002/in/album-72157658635051560/

  282. Marciano Diz:

    12.426 fotos.
    Vejam esta:
    https://www.flickr.com/photos/projectapolloarchive/21764833108/in/album-72157659453355752/
    .
    Cliquem na foto, para aumentar e navegar pela foto.
    .
    Com a verdadeira ciência nos proporcionando esse tipo de coisa, para quê perder tempo com puerilidades?

  283. Braulio Diz:

    Um artigo endereçado aos céticos dogmáticos de plantão:
    http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=1469

  284. Marciano Diz:

    Dia 16 de julho deste ano.
    Era Lua Nova (ela estava alinhada com a Terra e o Sol, estando a face voltada para nós sem iluminação, portanto, invisível para nós. Até seria visível do espaço, por causa do brilho da Terra Cheia, mas com a refração dos raios solares na atmosfera, não dá pra ver nada.
    O Deep Space Climate Observatory tirou esta foto (para a sonda, a Lua e a Terra estavam cheias, ou seja, com toda a superfície voltada para a câmera iluminada pelo Sol.
    No momento em que a câmera estava no ponto certo, tiraram uma foto da Lua na frente da Terra (do ponto de vista da sonda, seria um eclipse da Terra ou um trânsito da Lua, como preferirem).
    .
    http://earthobservatory.nasa.gov/IOTD/view.php?id=86353&eocn=home&eoci=iotd_readmore
    .
    Fizeram uma montagem (estragou tudo) porque o outro lado da Lua não é familiar para nós, pois só pode ser visto do espaço:
    .
    http://apod.nasa.gov/apod/ap140405.html
    .
    Não tenho a foto real.
    .
    Por causa do efeito de maré, a Lua está com sua rotação sincronizada com a translação, o que torna nossos dias cada vez mais longos e a Lua cada vez mais distante.
    É um tipo de ressonância orbital (ressonância de Laplace)
    .
    A força de maré transfere energia mecânica da Terra para a Lua.
    É como se a gente segurasse um objeto por uma corda e girasse o corpo rapidamente.
    A força resultante freia a rotação da Terra, na mesma proporção em que “empurra” a Lua para longe.
    .
    Isto é ciência de verdade.

  285. Gorducho Diz:

    Segundo o Dr. Bezerra, lá em Vênus eles acreditam literalmente que (Vênus claro) está preso p/uma corrente enorme ao Sol.

  286. Marciano Diz:

    A Lua completa uma órbita em torno da Terra a cada 27,3 dias (todos os valores aqui indicados são aproximados, claro).
    Como nesse período a Terra percorreu 7,5% de sua órbita em torno do Sol, são necessários 2,2 dias para que mostre a mesma “fase” para nós.
    Isto dá a impressão de que a órbita é de 29,5 dias.
    .
    A distância entre a Terra e a Lua aumenta em média 38mm por ano e, consequentemente (força de maré) nosso dias ficam 15 microssegundos mais curtos a cada ano.
    .
    Não parece nada, mas esperem alguns milhões e anos e vejam de novo.
    .
    .
    O tempo perdido estudando pseudociências seria bem empregado se fosse gasto com aprendizado de mecânica celeste.
    Ciência de verdade.
    .
    .
    Enquanto isto, os atrasados venusianos (e alguns terrícolas mais cretinos) acreditam que uma corrente prende Vênus ao Sol.
    Nunca ouviram falar em gravitação.
    Nunca tiveram um Newton.
    .
    .
    Como é que BM poderia dar aulas de matemática, assim?

  287. Marciano Diz:

    Se houvesse uma corrente com massa suficiente para prender Vênus ao Sol, ela não seria uma corrente, mas teria uma forma esferoide, e seria atraída para o Sol, virando plasma quando lá chegasse.
    Digam isso pro Dr. Bezerra.

  288. Marciano Diz:

    Imaginem o tamanho dessa corrente.
    A interação gravitacional superaria em muito a interação eletromagnética, e ela tenderia a uma esfera.
    A proximidade com o Sol e a massa deste a atrairiam, numa espiral, até que ela fosse engolida pelo sol, quando, não importa de que material fosse feita, viraria plasma.
    E suas partículas, pouco a pouco, seriam emitidas em todas as direções, algumas delas sendo defletidas por nosso campo magnético e proporcionando (ajudando, no caso) um belo espetáculo para os atrasados noruegueses, que não conhecem a ciência espírita.

  289. Gorducho Diz:

    Feitas estas ligeiras considerações, que entregamos à apreciação dos competentes, passemos ao que nos revelou o Espírito sobre a condição da Humanidade em Vênus:
    - Acreditam lá que não há outro mundo habitado; que seu mundo é imóvel e preso ao Sol, por correntes de ferro
    ;
     
    [Dr. Bezerra Espiritismo, Estudos Filosóficos III, pg. 230 - informe do espírito Newton (sem relação c/o terrícola)]

  290. Marciano Diz:

    E os espíritas (Bezerra incluído) nunca ouviram falar em física nem têm inteligência suficiente para aprender a matemática envolvida.

  291. Marciano Diz:

    Desculpem o desabafo, mas o sujeito precisa ser muito cretino para acreditar nessas coisas e varrer toda a física e a matemática para o depósito de lixo mental.

  292. Marciano Diz:

    Ora, direis vós, os psíritas, certo não entendeste que a corrente não está sujeita às leis da física terrícola. E eu vos direi, no entanto, — Vão se catar, seus imbecis!
    .
    livremente plagiado de Bilac.

  293. Marciano Diz:

    Ora ( direis ) ouvir Bezerra!
    Certo, perdeste o senso!
    E eu vos direi, no entanto
    Que, para ouví-lo,
    muitas vezes desligo o cérebro
    E abro a mente que que encham de Scheiße

  294. Marciano Diz:

    O poltergeist não dá descanso.
    Abro a mente para que a encham de Scheiße.

  295. Marciano Diz:

    Ora ( direis ) ouvir Bezerra!
    Certo, perdeste o senso!
    E eu vos direi, no entanto
    Que, para ouví-lo,
    muitas vezes desligo o cérebro
    E abro a mente que que encham de Scheiße

    E conversamos toda a noite,
    enquanto a Via-Láctea, como um pálio aberto,
    Cintila.
    E, ao vir do sol, saudoso e em pranto,
    Inda as procuro pelo céu deserto.

    Direis agora: “Tresloucado amigo!
    Que conversas com Bezerra?
    Que sentido tem o que diz,
    quando está contigo? ”

    E eu vos direi:
    “Sede imbecil para entendê-lo!
    Pois só quem é idiota pode ter ouvido
    Capaz de ouvir e de entender Bezerra

  296. Marciano Diz:

    GORDUCHO, você, que é versado em matemática e conhece a DE e os arroubos dos mediuns chiquistas, explique-me:
    como esse pessoal concilia um mínimo de discernimento com tanto besteirol?

  297. Marciano Diz:

    Bezerra tinha condições de dar aulas de matemática?
    Devia ser aritmética elementar, tipo tabuada.
    .
    O tal estudante nem sabia contar dinheiro, por isso deu aquela grana pro Bezerra.

  298. Marciano Diz:

    COMO TORNAR-SE IDIOTA, EM 10 LIÇÕES
    .
    1 – “Veneráveis Mestres da Grande Loja Branca, invoco-vos em nome do Cristo, pelo Amor do Cristo e pela Majestade do Cristo… Antiaaaa… Dauna… Sastasaaaa…” (invocação repetida por 3 vezes)”…
    .
    2. GRANADI
    Existe um grande Mestre da Fraternidade Branca, especializado na Magia Prática. Este Mestre dominador das forças mentais e do Raio de Mercúrio, chamado Granadi, nos ajuda a recordar nossas vidas passadas, a desenvolver a Inteligência, a despertar a Consciência, se o invocamos em uma prática mágica. Invoca-se Granadi em nome do Cristo, pela majestade do Cristo e pela vontade do Cristo, acompanhando essa invocação com o poderoso mantra: ANTIA-DAUNA-SASTASSA (por 3 vezes).Feita a invocação, peça ao Venerável Mestre Granadi para que estimule as células do cérebro (neurônios) e do cerebelo, os plexos nervosos a glândulas, os chacras etc.Logo em seguida, pronuncie os mantras especiais entregues por Ele:HAUM… A… RABATS… SAMADHI…DHI…DHI… (Onde estão as reticências, significa uma respiração completa. Pronuncie esta série de mantras por não menos de 12 vezes.)Por fim, entre em meditação, relaxe e contemple…
    .
    3 – SERÁPIS-BEI
    O Mestre Serápis, do Raio de Vênus, é um filho da Ressurreição, e de idades incalculáveis. Dirige a Arte Mundial, por isso recomenda-se aos que queiram compreender os Mistérios Crísticos do Pilar da Arte para que invoquem este Mestre. Sua sede principal é no Egito, num templo que se encontra em Jinas (4ª Dimensão), logo acima do Templo de Lúxor.
    .
    4 – Nas dimensões superiores de nosso Sistema Solar encontra-se o Tribunal Supremo da Justiça Divina (ou, comumente chamado de Tribunal de Deus). O chefe dos Sacerdotes do Tribunal do Karma é o Grande Mestre ANÚBIS, junto com mais 42 Juízes angelicais. Quando este Mestre oficia, usa uma máscara sagrada em forma de cabeça de chacal (ou, Lobo Emplumado), o qual é o emblema da Verdade.
    É impossível iludir a Justiça porque a Polícia do Karma está dentro de nós mesmos. Esta polícia interior é chamada de Kaom Íntimo.
    Faça boas obras para que possa pagar suas dívidas. UMA LEI SUPERIOR LAVA UMA LEI INFERIOR. O Karma é assim negociado. Outros Mestres dos Tribunais do Karma: Litelantes, Rabolu e Agni Tao.
    Um mantra sagrado para despertarmos a virtude do Remorso (nosso policial da Karma interior) é: KAOM (Kaaaaaaaooooooommmmmmm).
    5 – ANAEL
    Este formoso anjo do Raio do Amor, ante a visão interna do Buscador, aparece usando uma túnica nas cores azul e rosa. Este é o anjo do Amor e da Aurora. Sua forma infantil, como um menino de cerca de 12 anos, tem cabelos dourados que caem sobre suas costas sagradas. Este menino divino geralmente carrega flores em suas mãos.Outros Mestres do Raio do Amor, os quais podem ser invocados a nos auxiliarem em nossos trabalhos ligados à Magia do Amor: Lhanos, Kamadeva, Kam-Ur, Afrodite, Serápis, Maria de Nazaré (ou Ram-Io), Xochipilli (lê-se Chotchipíli) e Beethoven. O dia mais propício para se trabalhar com esses Mestres das Esferas (Dimensões) do Amor é às terças-feiras.
    .
    6 – HARPÓCRATES
    Este poderoso Deus Solar rege a Luz Astral, é Ele quem conecta a luz irradiada do Sol e a fixa na atmosfera de nosso planeta. É também o anjo regente das forças mágicas da Natureza, dos lagos encantados, dos rituais encantatórios, da magnetização dos objetos, das espadas encantadas, das “práticas jinas”. Um de seus símbolos é o ovo de cor azulada.Medite profundamente neste Mestre logo após vocalizar por algumas vezes o mantra sagrado:HAR-PO-CRAT-IST…Outros Mestres Jinas: Oguara, Babaji, Mataji, São Pedro, São Filipe (o patrono dos estados Jinas) e as Sete Potências.
    .
    7 – BARUCH
    Foi o Mestre-Instrutor de Jesus de Nazaré em seus processos iniciáticos. Baruch é um Elohim antiquíssimo.
    O Mestre Samael disse: “Nesses momentos, o anjo Baruch apareceu como uma formosa donzela, pois é bem sabido que todo Ser Divino tem duas Almas: a Alma Espiritual, que é feminina, e a alma humana, que é masculina. Ele colocou em manifestação sua Alma Feminina (ou seja, sua Walkíria) para dialogar comigo…”

    .
    8 – MELQUISEDECK
    Também conhecido como Rei do Mundo e, entre os tibetanos, Changam. É o Gênio do planeta Terra, sua Anima Mundi. Sua Alma humana está reencarnada e possui o mesmo corpo físico há mais de 4 milhões de anos.
    Rege a evolução e a involução da vida terrestre, propicia a manifestação das 7 Raças e sua manutenção. Também governa todas as cavernas e cidades subterrâneas. Seu principal QG é Shamballah, no Agarthi (ou seja, o sistema de galerias subterrâneas previamente preparadas para a manutenção da vida) uma cidade fortificada que se encontra na 4ª Dimensão numa caverna gigantesca.
    Alguns de seus principais assessores, os famosos Goros ou Gênios da Terra:MAGÔA (Rei do Oriente do planeta Terra, principalmente da Ásia); BAYEMON(Senhor do Norte, principalmente da calota Ártica); AMAIMON (Rei do Ocidente) eEGYM (Regente supremo do Sul da Terra, particularmente da Antártida).
    O Senhor Sorocothora-Melquisedeck é um dos Dirigentes supremos do Movimento Gnóstico internacional, juntamente com Jesus Cristo, Samael Aun Weor e Sanat Kummara (este último com um corpo físico datando de mais de 60 milhões de anos. O Eterno Sanat Kummara é o chefe do Colégio dos Iniciados da Loja Branca).
    Tanto Melquisedeck quanto seus auxiliares diretos, os Imortais Goros, possuem naves cósmicas que os capacitam a viajar por todo o Cosmos.
    Aconselha-se invocar o Senhor Melquisedeck em todos os Lumisiais (Templos gnósticos) para que Ele nos dê Fortaleza, Paz (pois é o Rei de Salém, que é uma palavra semítica que significa Paz), Harmonia e Equilíbrio e também para que desperte uma fração de nosso espírito, de nosso Ser, denominada no Pistis Sophia como “Melquisedeck Interior”. Essa parte de nossa Consciência Espiritual cria os famosos terremotos psicológicos, os quais nos auxiliam ao autodescobrimento daqueles defeitos e particularidades psicológicas ocultos de nossa consciência cotidiana.
    Dois dos mantras de Melquisedeck são: IAO… e LA…; e 3 Runas: AR, BAR e MAN.
    .
    9 – KALUSUANGA
    O regente supremo dos povos maias, é o líder da Sagrada Fraternidade Branca do continente americano. Encarregado de difundir os Átomos da Liberdade por toda a América, daí a ideia de liberdade ser cara aos que moram nesse continente.
    Quando invocado, este Mestre costuma provar o valor do invocador. Às vezes aparece primeiramente na forma de uma onda gigantesca do mar ou um terrível furacão. Vencida essa Prova de apresentação, o mestre aparece em sua forma primitiva e sagrada.
    .
    10 – XOCHIPÍLI
    Entre os astecas, é o deus da agricultura, das flores, da música, do canto, da poesia, da dança e das representações teatrais, pois ele é um mestre do Raio de Vênus.
    Às sextas-feiras, entre 10 da noite e 2 da madrugada, pode-se invocar Xochipili (lê-se Chotchipíli) para que ele “faça girar a Roda da Fortuna” a nosso favor, sempre e quando tivermos méritos no coração e metas de autorrealização espiritual.
    Ao invocarmos o Anjo Xochipili, devemos ter o templo, ou o local, cheio de flores, perfumes de rosas e nardos, e objetos cor-de-rosa que representem o Amor.

  299. Marciano Diz:

    Foram esses os dez passos que me tornaram idiota como orgulhosamente sou hoje.
    .
    Vou pleitear uma cota para os deficientes mentais, os únicos ainda discriminados hoje em dia.

  300. Marciano Diz:

    Contra, estude bem as dez lições acima, se quiser ser aprovado no ENEM do NL.
    É difícil ter carteira de médium.
    Quando conseguir a sua e se inscrever no órgão de classe, não se esqueça de se filiar ao sindicato.
    .
    Volto mais tarde, se Camazotz permitir.

  301. Gorducho Diz:

    como esse pessoal concilia um mínimo de discernimento com tanto besteirol?
     
    Dr. Bezerra não crê ser o Sol e Vênus fixos, apenas repete o relato do (falecido) venusiano mostrando quão atrasada é a humanidade de lá comparativamente à de cá.
    Dr. Bezerra sabe perfeitamente que o Sol não é um corpo ígneo, inabitável, (i.e., habitado só por D-us como creem os venusianos) mas um globo envolto numa atmosfera luminosa, cujos habitantes, os mais adiantados do nosso sistema, recebem a luz daquela atmosfera, atenuada por uma cortina de matéria fluídica, e mediante disposições especiais dos seus órgãos visuais, como as têm os habitantes dos planetas mais afastados, para verem, perfeitamente, apesar de a luz chegar-lhes extremamente fraca. [pg. 342]
     
    Note-se que talvez contrariamente à intuição pedestre, na verdade reina como que uma penumbra na superfície do Sol, e o clima deve ser bastante ameno.

  302. Borges Diz:

    “Temos cá no Brasil nossa Alisson Dubois:”
    Larissa:- já fiz citação a respeito aqui no blog, indiquei link com provável imagem de fantasma gravada pelo grupo, parece que nossos nobres colegas não se interessaram.
    Obrigado

  303. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    Gorducho Diz:
    1- Divaldo incorporando Dr. Bezerra…
    2- Administração postando matérias da SUPERINTERESSANTE…
    3- de detetives ?quicos…
    /.
    4- “Enquanto a Escola de Médiuns encerra suas atividades por ter desempenhado seu mister”
    /.
    PONDERAÇÃO: os sinais indicam e desconfio que o fim se aproxima… talvez seja até manhã, conforme predito…
    .
    Por precaução vou encomendar uma pizza napolitana e um uísque 18, melhor enfrentar o fim feliz que de barriga vazia e coração triste…
    .
    Vejo-os no além do aquém…

  304. Contra o chiquismo Diz:

    Bem eu digo o divaldo cantando mesmo pra a gente reverter ele.
    .
    .
    Ora direis… o Belchior tb cantou isso…
    .
    .
    Bem Vitor, me desculpe, mas os plágios são irresistíveis.
    .
    .
    Marciano, o The Marmalede plagiou os Beatles?
    Veja o Início de A Day in the Life ( e o resto tb) e compare com Reflections of My Life toda principalmente os primeiros segundos:
    .
    .
    https://www.youtube.com/watch?v=P-Q9D4dcYng
    .
    .
    Marmalede:
    .
    .
    https://www.youtube.com/watch?v=xTeI65yrhGw

  305. Contra o chiquismo Diz:

    Montalvão, essa faculdade NL é ou não é o verdadeiro curso superior ? (dirigida pelos ‘espiritos superiores’)

  306. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “Short Name:Johann Anastasius Freylinghausen
    Full Name: Freylinghausen, Johann Anastasius, 1670-1739
    Birth Year: 1670
    Death Year: 1739
    /.
    PONDERAÇÃO: isso é que é informação explicada! O shortename do suject é: Johann Anastasius Freylinghausen
    .
    O full name: Freylinghausen, Johann Anastasius
    .
    Quer dizer: short e full igual tamanho. Será que a posição define?
    .
    E a informação 1670-1739? Sempre achei que isso significasse ano que nasceu/ano que morreu. Mas em seguida vem o esclarecimento:
    .
    Birth Year: 1670
    Death Year: 1739
    /.
    Então não é que é?
    .
    Será que essa aula fizeram pensando em mim, que chafurdo nos rudimentos?

  307. Contra o chiquismo Diz:

    Marciano, veja se o Leno do (Leno & LIlian da jovem guarda) não plagiou tb descaradamente o Free – All Right Now:

    .
    .
    Leno – Porque Não – 1971
    .
    .

    https://www.youtube.com/watch?v=IjoovEUGZSs

    .
    .
    Esse LP é de 1971′VIDA & OBRA DE JOHNNY McCARTNEY ‘
    .
    .
    Essa música, foi do raul seixas… nem deu crédito, se apropriou mesmo!!!
    .
    .
    Veja o link do LP Aqui:
    .
    .

    http://www.jovemguarda.com.br/50anos/index.php?option=com_content&view=article&id=131:leno-&catid=35:jovem-guarda&Itemid=27

  308. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “Contra o chiquismo Diz: Montalvão, essa faculdade NL é ou não é o verdadeiro curso superior ? (dirigida pelos ‘espiritos superiores’)
    /.
    De minha parte, não sobeja dúvida: curso superior quintessenciado… E adivinhe o que lá estudam? (Essa foi Chico, o Xavier, quem mo ensinou).

  309. Contra o chiquismo Diz:

    Aliás Montalvão pra entrar nessa faculdade teria de ser o contrário, o sujeito pra cursar a graduação teria que ter no mínimo o doutorado , pra o mestrado o phd, pra o doutorado, só no ‘além’ no NL , aí sim, ele terá direito a uma casa especial lá.

  310. Contra o chiquismo Diz:

    Marciano, veja os beatles inseridos aos 2:27 na lilian…
    .
    .
    https://www.youtube.com/watch?v=Hi06JaCkJF4

  311. Marciano Diz:

    Com a vênia do VITOR, que reclama mais plágios psicografados e menos plágios musicais, opino:
    Realmente o começo é muito parecido. Acho que não chega a configurar um plágio.
    Tem uma introdução de violão acústico, em 12 compassos, no estilo do 12 bar blues.
    A progressão de acordes é quase idêntica, mas acho que ambos, Lennon e os compositores de Marmalade se inspiraram nos mesmos acordes de blues de 12 compassos.
    Veja isto:
    https://www.youtube.com/watch?v=GqqgVYpAvRE
    Meu voto é: não é plágio.
    .
    .
    GORDUCHO, eu não conheço esse livro do BEZERRA.
    Sinto-me um pouquinho aliviado em saber que a burrice é dos venusianos, os quais não conheço muito bem. Como sabe, sou marciano nato e terrícola naturalizado. Nunca estive em Vênus.
    Acho que RIVAIL não deve estar muito satisfeito com o Dr. BEZERRA. Além de puxar saco do ROUSTAING, ele ainda discorda do mestre lionês sobre questão comezinha (pare eles) e de somenos importância (para mim).
    .
    .
    MONTALVÃO, só agora recebi suas vibrações mentais telepáticas.
    Acho melhor continuarmos a comunicação só por aqui mesmo, visto que a telepatia é uma ciência muito atrasada, para não dizer inú-tchiiil</b).
    .
    Refiro-me ao seu pedido de OUTUBRO 6TH, 2015 ÀS 1:48 PM, por via informática e telepática, simultaneamente.
    .
    .
    Obs.: a mesma mensagem foi enviada telepaticamente a todos os participantes, por favor, confirmem recebimento…

    .
    A mensagem eletrônica chegou-me quase imediatamente, a telepática, só a recebi agora.
    Também tenho tentado comunicação telepática com vários aqui, mas o máximo que consegui foi uma premonição de acabaria com hemorróidas, por causa do esforço mental.
    O vendedor disse que as ondas telepáticas viajavam a velocidade instantânea. Vou procurar o PROCON.
    .
    A velocidade do pensamento supera a da luz?
    Segundo o Assistente Silas, sim. A força viva e atuante do pensamento propaga-se a uma velocidade superior à da luz. Emitido por nós, o pensamento volta inevitavelmente a nós mesmos, compelindo-nos a viver, de maneira espontânea, em sua onda de formas criadoras, que naturalmente se nos fixam no Espírito quando alimentadas pelo combustível de nosso desejo ou de nossa atenção. Daí a necessidade imperiosa de nos situarmos nos ideais mais nobres e nos propósitos mais puros da vida, porque energias atraem energias da mesma natureza, e, quando estacionários na viciação ou na sombra, as forças mentais que exteriorizamos retornam ao nosso espírito, reanima¬das e intensificadas pelos elementos que com elas se harmonizam, engrossando, dessa forma, as grades da prisão em que nos detemos irrefletidamente. (Ação e Reação
    André Luiz, cap. 4, pp. 55 a 57.)
    .
    /.
    PONDERAÇÃO: isso é que é informação explicada! O shortename do suject é: Johann Anastasius Freylinghausen
    .
    O full name: Freylinghausen, Johann Anastasius
    .
    Quer dizer: short e full igual tamanho. Será que a posição define?
    .
    E a informação 1670-1739? Sempre achei que isso significasse ano que nasceu/ano que morreu. Mas em seguida vem o esclarecimento:
    .
    Birth Year: 1670
    Death Year: 1739
    /.
    Então não é que é?
    .
    Será que essa aula fizeram pensando em mim, que chafurdo nos rudimentos?
    .
    RESPOSTA:
    Reclamação encaminhada para http://www.hymnary.org/person/Freylinghausen_JA, de onde foram copiados os dados (Marciano Diz:
    OUTUBRO 6TH, 2015 ÀS 3:27 PM
    Para os interessados:
    http://www.hymnary.org/person/Freylinghausen_JA
    .
    Short Name, etc.)
    .
    .
    CONTRA, sobre leno, Lennon, Raul, etc.:
    .
    Nesse caso, eu acho que é plágio.
    Note que Raul já tinha se apropriado de I Was Born About Ten Thousand Years Ago
    (Adapted by Elvis Presley)
    que ele transformou em Eu Nasci Há Dez Mil Anos Atrás.
    .
    .
    Contra o chiquismo Diz:
    OUTUBRO 6TH, 2015 ÀS 9:23 PM
    Aliás Montalvão pra entrar nessa faculdade teria de ser o contrário, o sujeito pra cursar a graduação teria que ter no mínimo o doutorado , pra o mestrado o phd, pra o doutorado, só no ‘além’ no NL , aí sim, ele terá direito a uma casa especial lá.
    .
    PONDERAMENTO (plagiado de Odorico Paraguaçu): Esqueceu-se do principal. PARA ENTRAR NESSA FACULDADE O SUJEITO PRECISA M O R R E R
    .
    Contra o chiquismo Diz:
    OUTUBRO 6TH, 2015 ÀS 9:26 PM
    Marciano, veja os beatles inseridos aos 2:27 na lilian…
    .
    Comentação: Pare o vídeo aos 36 segundos e veja onde eu queria ser inserido. Não culpo os Beatles por se inserirem nesse contexto.

  312. Marciano Diz:

    Acabo de ver que a lilian nasceu em 1948.
    Refaço o comentário: eu só queria ser inserido no contexto se tivesse uma máquina do tempo e pudesse ser inserido na época em que a foto foi feita.
    .
    Pra quem não entendeu nada por ter tido preguiça de clicar no link a parar o vídeo aos 36 segundos, a foto é esta:
    http://i.ytimg.com/vi/Hi06JaCkJF4/hqdefault.jpg
    .
    Tomara que a lilian, se estiver viva, não veja este comentário, porque atualmente eu não quero saber de inserção nenhuma.

  313. Contra o chiquismo Diz:

    Marciano, veja se o Ely Barra ( dos Brazilian Bitles) não plagiou o os beatles – Lucy in the sky with diamons:
    .
    .
    Essa eu acho que vc não conhece …

    .
    .
    Ely Barra – “As turbinas estão ligadas” – 1971

    .
    .
    https://www.youtube.com/watch?v=sUy3fxk9xs0

  314. Marciano Diz:

    Submeto ao crivo de meus pares o seguinte estudo científico, sobre a natureza do pensamento, para reflexão:
    http://www.ieja.org/portugues/Estudos/Artigos/p_opensamentoemateriaequantico.htm
    .
    Esclareço que a reflexão, neste estudo, nada tem a ver com Marmalade. Tem mais pertinência com Lupicínio Rodrigues:
    .
    “o pensamento parece uma coisa à toa
    Mas como é que a gente voa quando começa a pensar”

  315. Marciano Diz:

    A Lucy eu já conhecia há 3,2 milhões de anos, embora só a tenha reencontrado em 1967 e depois em 1974, em companhia do professor Donald Johanson.
    .
    Eu não conhecia esse cara da turbina, mas com esse nome, claro que ele copiaria tudo dos Beatles.
    .
    Você conhece cada música…

  316. Espírita Sp Orlando Diz:

    Oi pessoal
    Onde fica essa faculdade do nosso lar? Ela está do livro do Chico?
    Gorducho não encontrei nenhum figurao ds FEESP. Só o logotipo de um famoso hospital e plano de saude alem de autoridades e representantes religiosos.
    Minha esposa não estava aguentando ficar la. Ela e minha filha alegaram calor intenso e dai fomos passear no parque. So ficou minha mãe e outros companheiros.

  317. Contra o chiquismo Diz:

    Po, mas o Brazilian Bitles vc conhecia não?
    .
    .
    Aparecem no filme do didi mocó em 1966 Na onda do Iê Iê Iê – Brazilian Bitles:

    .
    .
    https://www.youtube.com/watch?v=mVpOW_WTCVE

  318. Contra o chiquismo Diz:

    Acima 1:27 didi e dedé.

  319. Marciano Diz:

    Lucy in The Sky With Diamonds, embora assinada por Lennon/McCartney, é obra só de Lennon, que diz ter-se inspirado num desenho do filho.
    .
    Depois que levou bala, Lennon, como todos os decessos, mudou radicalmente a maneira de pensar, como pode ser visto no seguinte sítio espírita:
    http://sociedadeespiritaamoreluz.org/psicografando-em-outros-idiomas/
    .
    MONTALVÃO, qualquer incongruência, reclame diretamente com o sítio mencionado.
    .
    No início de 1994, o grupo que mais tarde fundaria a Sociedade Beneficente Espírita Amor e Luz foi orientado, através de mensagem psicofonada, a reunir-se uma vez por mês para um momento de meditação. Foi assim que seus médiuns tiveram inúmeras vidências, através de contato com mentores espirituais. Passavam um domingo inteiro fazendo meditação e trabalho mediúnico, após os quais cada um relatava suas experiências.
    Num certo domingo de primavera daquele ano, uma médium teve uma vidência com John Lennon em que ele dizia que muitas “cartas” sairiam daquele grupo para o mundo inteiro, levando mensagens de amor, de luz e paz. Ela relatou ter visto rolos de papel branco saindo da casa em que meditavam, indo para muito longe. (seria papel higiênico?)
    Em 2 de fevereiro de 1995, outra médium psicografou mensagem assinada pelo mesmo John Lennon. O texto, uma mensagem de Natal, falava em amor, esperança, fé, perdão, paz e luz. Mas, vindo de quem vinha, não por acaso falava em canções, refrões e hinos. Para confirmar ainda mais que eram palavras de John Lennon, a mensagem terminava com os seguintes versos: Imaginem o dia da paz com Jesus, / Imaginem os homens em paz afinal, / Imaginem o dia em que tudo, afinal / Será pleno de paz, com a paz de Jesus. / Imaginem como eu, / Quinze anos agora, / Em paz, afinal. / J. L.
    (Vejam que coisa, Lennon, que era ateu, que disse que os Beatles eram mais populares do que FG, depois de morto vira fã do cara)
    Ao falar em quinze anos agora, ele lembrava os quinze anos decorridos desde sua morte, em 1980. E assinar com apenas as iniciais do seu nome foi sem dúvida uma demonstração de humildade. (humildade de Lennon?! – isto realmente é um milagre!)
    Posteriormente, outros dois médiuns receberam mais cinco mensagens assinadas por Lennon, quatro delas no final daquele ano, entre 26 de novembro e 27 de dezembro.
    A mensagem de 26 de novembro, bem curta, falava em amor, paz e fraternidade e veio assinada por J. Lennon. (essa eu também recebia, ele escreveu “All we are saying is give peace a chance, you mother fuckers”)
    Essas duas primeiras mensagens de John Lennon foram por ele ditadas em português. (Lennon fez um intensivo de português do Brasil na espiritualidade) Mas, um terceiro médium recebeu um texto dele, também breve, que, embora fosse igualmente em português, começava com Dear friends e terminava com I love you very much. Nesta terceira manifestação, John Lennon homenageava os médiuns da nossa casa dizendo: (…) a fama que eu consegui encarnado foi trabalhando para mim e vocês, que trabalham para o próximo, não recebem aplauso nenhum e, por isto, eu dedico todos os aplausos que ganhei a todos vocês (…) (agora os médiuns é que estão sendo bastante humildes)
    Em 13 de dezembro do mesmo ano, para nossa surpresa, J. Lennon enviou outra mensagem e esta totalmente em inglês. Foi a primeira vez que nossa equipe de psicógrafos recebeu uma mensagem completa em outro idioma. Nela, Lennon vinha nos estimular e incentivar a ser bons e fraternos. Disse ele: I’m here and I say that I love you so much. You are the best when you help. You are the best when you smile to your neighbor. You are the best when you make the charity and the love for your brother (percebam como Lennon, ao aprender português, esqueceu-se do ingles. We need that. The world needs your love. Love the peace (vejam o artigo de novo aí). Love the love. We need that ! (Estou aqui e digo que os amo muito. Vocês são os melhores quando ajudam. Vocês são os melhores quando sorriem para seu vizinho. Vocês são os melhores quando fazem a caridade e amam seu irmão. Nós precisamos disso, O mundo precisa do amor de vocês. Amem a paz. Amem o amor. Nós precisamos disso !) (tradução dos médiuns, não minha, que não sei nada de portinglês)
    Uma semana depois, Lennon manifestou-se novamente, agora em uma segunda mensagem natalina, também totalmente em inglês. Nela, dizia que estava fazendo uma viagem ao redor do mundo para beneficiar os velhos amigos que não conhecem a realidade espiritual. E conclamava os trabalhadores da nossa casa: Sejam persistentes, sejam fortes em nossa luta. Sejam sinceros com vocês mesmos e com seus amigos, e com aquele que não é tão amigo.
    (mentira! Nessa mensagem natalina, Lennon disse, textualmente:
    “Hello, this is John, speaking with his voice. (huh!)
    We’re all very happy to be able to talk to you like this on this little bit of plastic.
    This record reaches you at the end of a really gear year for us and it’s all due to you.
    When we made our first record on Parlophone towards the end of 1962, we hoped
    Everybody would like what had already been our type of music for several years
    Already. But we had no idea of all the gear things in store for us.
    It all happened really when ‘please please me’ became a number one hit and after that,
    Well cor’ the blimeys, heave the mo’.
    Our biggest thrill of the year, well, I suppose it must have been topping the bill at the
    London Palladium and then, only a couple of days later, being invited to take part in
    The Royal Variety Show.
    This time last year we were all dead chuffed because ‘Love Me Do’ got into the top
    Twenty and we can’t believe really that so many things have happened in between
    Already.
    Just before i pass you over to paul, (Arf! Arf! Arf! Arf!) Iïd like to say thank you to all the
    Beatle people who have written to me during the year and everybody who sent gifts
    And cards for my birthday, which i’m trying to forget, in October. (Huh!)
    Iïd like to reply personally to everybody but I just haven’t enough pens.
    In the meantime:

    Garry crimble to you,
    Garry mimble to you.
    Getty bable, dear Christmas,
    Happy birthday me too.”

    Confiram a verdadeira mensagem de natal de Lennon aqui:
    https://www.youtube.com/watch?v=eZLYO0H65E0

    A viagem ao redor do mundo de que falou, não era linguagem figurada. Depois desta mensagem, ele não se manifestou mais. Realmente, deve ter partido para outros locais, levando sua mensagem de amor e paz. Mas, talvez para mostrar que não nos esquecera, voltou uma última vez, oito anos depois, em 16 de setembro de 2003. Disse ele, neste retorno que se manifestava tão somente para agradecer. Agradecer por nossa presença, por nossa imagem forte, por nosso amor. Pelo que éramos pelo que fôramos por tudo que aprendêramos (…) Pela paixão, pela compaixão (…). E acrescentou: Eu estou com vocês, nós estamos com vocês. Vocês não estão sós. Ao contrário. Nós estamos fortes e unidos, nós estamos OK.
    Entre estas duas últimas mensagens de John Lennon, um médium, que nunca recebera mensagens dele, recebeu, em 1º de maio de 1997, um belo texto mediúnico em espanhol. Como já acontecera em outra oportunidade, o espírito manifestante pediu-nos que divulgassem as verdades do mundo espiritual em todo o mundo (Habemos ya dito que necessario se hace llevar la verdad de nuestro Padre a todos los hombres, a los pueblos, a todas las naciones. Hoy, la tecnología que los hombres desarrollaran los hace capaces de hacer este trabajo. Los hace capaces de llevar la verdad y la luz a muchos, de uno a otro lado del mundo. Así, caros amigos, lo pedimos como mucha fuerza: lleven la verdad de nuestro Padre a otros pueblos, a los hombres de buena voluntad, a las mujeres y mismo a los niños, que estos también saben y son capaces de la entender y aceptar. Usen la tecnología y los recursos de la Informatica para decir a muchos las palabras que acá oien e que acá vosotros escriben com la dedicación de los buenos, de los puros.)
    E, generoso como todos os bons espíritos que aqui se manifestam para nos ensinar e orientar, elogiou nosso trabalho, que chamou de “monumento espiritual” (Te amo a usted y a todos los que contigo hacen este monumento espiritual que es el trabajo mediúnico de Amor y Luz).
    Três meses depois, o mesmo médium recebeu outra mensagem em idioma estrangeiro, mas agora em francês. Como várias outras recebidas na história da nossa casa, o espírito manifestante pediu-nos que fôssemos instrumento de amor, de compreensão e de fraternidade (Nous desirons que ce groupe de frères être le chémin que portera notres paroles d’amour, de compréhension. de fraternité a toute l’huma-nité). E como já o fizera o espírito que se manifestara em espanhol, falou sobre a divulgação das mensagens aqui recebidas entre irmãos de outros países, dizendo que nos ajudariam a fazer isso (nous vous aiderons a dire a les frères d’outres payses le messages d’union, de compréhension et de fraternité necessaires a l’évolution de l’humanité.).
    As mensagens citadas até aqui se destinavam a toda a equipe de trabalhadores da casa, sendo uma orientação coletiva a nós todos. Em 15 de julho de 2006, porém, uma mulher que, pelo nome, parecia ser brasileira, pediu notícias de seu marido que, também pelo nome, parecia ser natural de um país de língua inglesa. O médium que pegou o pedido preparou-se para escrever a mensagem, que seria a primeira daquela noite, mas um membro da equipe espiritual pediu-lhe que aguardassem uns minutos. Ele aguardou, porém o tempo foi passando e a mensagem com as notícias do desencarnado não vinha. Como ele estava sentindo um pouco de dor de cabeça, julgou que talvez isso estivesse prejudicando a sintonia. Continuou, porém, aguardando e após mais uns minutos, disseram-lhe para começar a escrever. Em inglês. Em inglês ?, indagou ele surpreso. Sim, responderam. Por que a surpresa ? Você já não fez isso outras vezes ? Ele, de fato, o fizera, mas não como noticias de um desencarnado. A psicografia, porém, começou e transcorreu sem problemas. Ao entregar a mensagem à pessoa que a solicitara, o médium ficou sabendo que o desencarnado era inglês, e o pedido fora feito pela esposa, brasileira residente na Inglaterra. Ah, sim. No final da psicografia, a cefaléia do médium desaparecera.
    Mais recentemente, outras três mensagens com notícias de desencarnados foram recebidas em idioma estrangeiro, duas em italiano e uma em francês. As duas em italiano foram enviadas por desencarnados que viveram no Brasil, um deles nascido na Itália e o outro, descendente de italianos. A mensagem em francês foi enviada por um desencarnado nascido na França, a um filho que estava no Brasil a passeio. Este era também francês, mas a médium não sabia disso.
    Nenhum dos médiuns que receberam as mensagens aqui citadas tinha pleno domínio das línguas em que as psicografaram, embora elas não lhes fossem totalmente desconhecidas (isso explica possíveis erros gramaticais nos textos). Para escrever em um idioma totalmente estranho, seria necessário o trabalho de um médium inconsciente, o que não é o caso dos psicógrafos da nossa Sociedade. Mas, não deixa de ser admirável que o plano espiritual tenha se valido desse recurso, seja para reforçar nossa crença na autenticidade da mensagem enviada, seja para ressaltar que alguns dos textos aqui recebidos podem e devem ser enviados mundo afora.

  320. Marciano Diz:

    Esses caras são muito caras de pau.
    Lennon dando mensagens em português do Brasil e escrevendo em inglês como um brasileiro que pensa que sabe falar inglês.
    Violentando sua personalidade.
    Querem enganar quem com essa babaquice?
    Por hoje, chega de espíritos pra mim.
    Amanhã, se der, passo aqui na hora do almoço.
    Agora vou pro bar do bigode, onde não tem mentirosos caras de pau assim.
    .
    CONTRA, eu sei da existência desse tal de Brazilian Beatles, mas nunca tinha ouvido.
    Nem sei se agradeço ou lhe dou uma bronca.
    Como o que vale é a intenção, obrigado.
    Mas que tô com dor de ouvido, isso tô.

  321. Marciano Diz:

    Seu castigo vai ser pegar um 12 bar blues e explorar todo o campo harmônico de todos os acordes.
    Até sangrar os dedos.

  322. Contra o chiquismo Diz:

    O Livro Viagem ao Centro da Terra (1864) – Júlio Verne… eu dei uma lida rápida nele. Os mensageiros na parte que narra a viagem de A luiz do NL pra crosta, parece algo com o relato do J Verne…
    ..
    .

  323. Contra o chiquismo Diz:

    Marciano Diz:
    OUTUBRO 6TH, 2015 ÀS 11:20 PM
    Seu castigo vai ser pegar um 12 bar blues e explorar todo o campo harmônico de todos os acordes.
    Até sangrar os dedos.
    .
    .

    “You played robbery with insolence
    And I played the blues on twelve bars down on Lover’s Lane…I don’t know how it happened
    It all took place so quick…”

  324. Contra o chiquismo Diz:

    Ao amigo Gorducho recomendo o site pra matar saudades do rádio :
    .
    .
    http://showdoradio.com.br/audios/?categ=o-globo-no-ar

  325. Marciano Diz:

    Contra o chiquismo Diz:
    OUTUBRO 6TH, 2015 ÀS 11:23 PM
    O Livro Viagem ao Centro da Terra (1864) – Júlio Verne… eu dei uma lida rápida nele. Os mensageiros na parte que narra a viagem de A luiz do NL pra crosta, parece algo com o relato do J Verne…
    .
    Taí uma linha pra você explorar.
    Leia Verne novamente, lado a lado com cx, veja as coincidências, se configuram plágio.
    Faça um artigo e dê pro VITOR formatar e publicar aqui.
    .
    Your latest trick não é plágio, é?
    .
    Tem um sax legal nessa música.
    .
    O cara fala em 12 bars, mas a música dele é 4/4.
    .
    Noutra música (Sultans of Swing), fala em “Creole”, ritmo tocado pelo grupo imaginário, mas a música é outro pop 4/4.
    Nada contra, eu gosto. É a incoerência.
    .
    .

    Como diria Salomão, sobre “O Globo no Ar”, desde 1987 que as coisas estão ruins para quem mora em São João de Meriti(cídio). Nada de novo debaixo do Sol.

  326. Marciano Diz:

    Vou baixar os 2 livros e tentar achar as passagens.
    Amanhã, de madrugada.

  327. Marciano Diz:

    Nossa peregrinação, francamente, foi muito pesada e dolorosa,
    e, somente aí, avaliei, de fato, a enorme diferença da estrada
    comum, que liga a Crosta a “Nosso Lar” e aquela que agora percorríamos
    a pé, vencendo obstáculos de vulto. Imaginei, comovido,
    o sacrifício dos grandes missionários espirituais que assistem
    o homem, compreendendo, então, quão meritório lhes é o serviço
    e como necessitam disposições especiais e extraordinário bom
    ânimo, para auxiliarem as criaturas encarnadas, de maneira constante.
    Os monstros, que fugiam à nossa aproximação, escondendose
    no fundo sombrio da paisagem, eram indescritíveis e, obedecendo a determinações de Aniceto, não posso ensaiar qualquer
    informe nesse sentido, a fim de não criar imagens mentais de
    ordem inferior no espírito dos que, acaso, venham a ler estas
    humildes notícias.
    .
    É ESTE,NÃO É?
    .
    Quando tiver tempo, eu leio.
    Talvez só no fim de semana.

  328. Gorducho Diz:

    Onde fica essa faculdade do nosso lar? Ela está do livro do Chico?
     
    http://www.nenossolar.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=165:uenl&catid=42:uenl&Itemid=28

  329. Larissa Diz:

    Em que consiste essa universidade??????????

  330. Larissa Diz:

    que [email protected]$!%!# é essa?

  331. Vinicius Diz:

    Alguém aqui sabe se nas obras de DPF, pelo menos em 1, menciona o”NL” ou qualquer outra invenção do CX, ou cada um com suas invenções?

    Acham que o DPF pode ter descoberto o “modus operandi” das psicografias de seu confrade CX e feito o mesmo que ele ou antes do encontro dos dois DPF já psicografava e editava livros?

    Outra dúvida: a série NOSSO LAR apareceu após a “parceria” com o WALDO? Na minha opinião WALDO foi o criador do AL.

  332. Gorducho Diz:

    Nosso Lar é o nome da universidade, daí ser razoável supormos que, como em algum lugar deve ficar – e na crosta ainda não existe -, fique em NL – assim como a NYU fica (pelo menos basicamente, não sei se todos dept°s) em NY, &c.
    Portanto, pelo menos por enquanto, deduz-se que para ingressar nela é necessário primeiro morrer.

  333. Gorducho Diz:

    Alguém aqui sabe se nas obras de DPF, pelo menos em 1, menciona o”NL” ou qualquer outra invenção do CX, ou cada um com suas invenções?
    Que eu saiba não menciona, mas não sou especializado em Divaldo. Só agora estou começando um pouco, visto CX já estar esgotado, me parece.
    Mas em roteiro sim: veja que ao Dr. AL corresponde o Dr. de Miranda, a missão socorrista, um orientador que vai explicando, as tramas picantes e “culpas” sexuais; e o vocabulário bizarro. Mas não tem a cidade de moradia das almas que eu saiba até este momento.
     
    Acham que o DPF pode ter descoberto o “modus operandi” das psicografias de seu confrade CX e feito o mesmo que ele ou antes do encontro dos dois DPF já psicografava e editava livros?
    Na tese objeto da pregressa rubrica, é mencionado o enojo (no sentido espanhol do vocábulo) deles c/o Divaldo no ano ’60:
    “Esse depoimento do Sr. Fausto foi endossado, com pequenas diferenças, pelo Sr. Antônio Corrêa de Paiva, que afirmou que esse rompimento teria ocorrido por
    volta de 1960, na época em que presenciou o seguinte fato: em certa ocasião quando Divaldo passava pela cidade de Uberaba, estando em uma reunião festiva ocorrida na casa do Sr. José Thomaz da Silva Sobrinho, Chico teria pedido a Divaldo para ler partes do livro que este médium baiano estava psicografando. Divaldo então assentiu, lendo para as pessoas que estavam naquela reunião. Todos os presentes teriam elogiado o trabalho de Divaldo, inclusive, o próprio Chico, que depois ainda havia feito a observação de que era interessante ver como dois espíritos diferentes discutiam, através da psicografia, assuntos comuns. O Sr. Antônio prosseguiu em seu relato, afirmando que Chico havia se disposto a psicografar um prefácio para o tal livro.
    Entretanto, logo que Divaldo deixou a cidade, Chico e Waldo foram até ao Rio de Janeiro para conversar e intimar o dirigente da editora da FEB para que esse não
    publicasse o livro de Divaldo.”
     
    Outra dúvida: a série NOSSO LAR apareceu após a “parceria” com o WALDO? Na minha opinião WALDO foi o criador do AL.
    Me parece ser a tese do ABo
    Boa sugestão de pesquisa p/ambos os 2 em parceria!

  334. Larissa Diz:

    Gorducho, pelo o que eu entendi, eles pretendem materializar a NLU aqui na crosta. No astral já está funcionando e, em breve, a teremos aqui tb. O astral é uma espécie de arquétipo platônico do mundo material.

  335. Gorducho Diz:

    Por isso… mas enquanto não abre a sucursal terrícola, a única maneira de cursá-la é morrendo primeiro, como (corretamente) deduziu AMa, certo?
     
    Muito embora a Universidade já esteja com suas bases sedimentadas no plano espiritual, na Terra, face às formalidades existentes, &c.

  336. vinicius Diz:

    “Larissa Diz:
    outubro 7th, 2015 às 10:42 AM
    Gorducho, pelo o que eu entendi, eles pretendem materializar a NLU aqui na crosta. No astral já está funcionando e, em breve, a teremos aqui tb. O astral é uma espécie de arquétipo platônico do mundo material.
    Gorducho Diz:
    outubro 7th, 2015 às 10:54 AM
    Por isso… mas enquanto não abre a sucursal terrícola, a única maneira de cursá-la é morrendo primeiro, como (corretamente) deduziu AMa, certo?
    Muito embora a Universidade já esteja com suas bases sedimentadas no plano espiritual, na Terra, face às formalidades existentes, &c.”

    Pelo que entendi já está funcionando, porém, “clandestinamente” , ou seja sem o aval da burocracia terrena e talvez essa Universidade fosse instalada em outro endereço mas pelo visto está lá no Centro mesmo(por enquanto). Por “comparação”: algum Centro resolve abrir uma livraria em outro endereço, daí precisa do alvará de funcionamento, abrir a empresa mas enquanto ele não fica pronto, amontoa-se e vende-se os livros em algum quartinho do Centro… e sem nota fiscal por enquanto… (ainda sem o CNPJ da livraria).

    Trecho do comunidade da Universidade
    “ainda que extraordinariamente, venho informar que a mesma deverá funcionar, inicialmente, NAS DEPENDÊNCIAS DO NÚCLEO ESPÍRITA NOSSO LAR”

  337. Borges Diz:

    “Outra dúvida: a série NOSSO LAR apareceu após a “parceria” com o WALDO? Na minha opinião WALDO foi o criador do AL.
    Me parece ser a tese do ABo…
    Boa sugestão de pesquisa p/ambos os 2 em parceria!”
    Gorducho:- O primeiro livro da série André Luiz foi “Nosso Lar” publicado em 1944, onze anos antes de CX conhecer Waldo Vieira. O encontro entre os dois ocorreu em 1955.
    WV nasceu em 1932, portanto, quando o NL foi publicado, ele tinha apenas 12 anos.
    Alguns detalhes que já apresentei em comentários no blog, me levam a crer que os livros “Mecanismos da Mediunidade” e “Evolução em Dois Mundos”, foram obras exclusivas de WV, não tendo, portanto, participação de CX.
    Obrigado

  338. Vinicius Diz:

    Obrigado Borges. Tenho lido em ordem cronológica o blog aos pouquinhos. Vou ler seus comentários. Abraço

  339. Espírita Sp Orlando Diz:

    Viram Waldo Vieira n

  340. Vitor Diz:

    “O Livro Viagem ao Centro da Terra (1864) – Júlio Verne… eu dei uma lida rápida nele. Os mensageiros na parte que narra a viagem de A luiz do NL pra crosta, parece algo com o relato do J Verne…”
    .
    Talvez. Mas acho mais provável que encontre algo em dois livros de Ranieri, “Aglon e os Espíritos do Mar” e “O Abismo”, já que o espírito seria o próprio Julio Verne. Talvez ele tenha copiado algo de “Vinte Mil Léguas” ou do “Viagem ao Centro da Terra”. Todos esses livros estão online. Se tivesse algum detector de plágio que comparasse os livros, isso facilitaria muito….

  341. Gorducho Diz:

    É que a graça está no CX ou outro cartolões… esses irrelevantes é queimar pólvora em chimango :(

  342. Espírita Sp Orlando Diz:

    Nosso lar situa se em cima do RJ. A do Dr Philomeno provavelmente acima da Bahia. André Luiz não encontrou com ele. Não há relatos.

  343. Vitor Diz:

    “É que a graça está no CX ou outro cartolões… esses irrelevantes é queimar pólvora em chimango”
    .
    Então uma boa ideia seria ver os livros que o Manoel Quintão traduziu e os livros que o Chico psicografou à época… foi isso no caso do Herculanum/Há Dois Mil anos. Ele pode ter plagiado outros livros da médium Vera Krijanowsky.

  344. Gorducho Diz:

    Tente obter o Do País da Luz, que eu suspeito tenha servido de inspiração – não estou falando plágio, bien entendu…- p/o “suicídio” do Dr. André, &c.
    Acho que só num sebo, mas com seus contatos aí na metrópole…

  345. Vitor Diz:

    É possível que haja algum plágio do livro “Os últimos dias de Pompeia”, de Edward George Bulwer-Lytton. Talvez a própria Vera tenha plagiado algo, vai saber…

  346. Gorducho Diz:

    Nosso lar situa se em cima do RJ. A do Dr Philomeno provavelmente acima da Bahia. André Luiz não encontrou com ele. Não há relatos.
     
    Até porque é provável que, assim como tem a rixa terrícola entre vocês aí e a FEB, a do Dr. Bezerra com Paris… tenha entre os espíritos baianos e os cariocas.
    Inimizades não devem surgir só nas eleições p/presidente cá na crosta, devem se refletir no Mais Alto também!

  347. Espírita Sp Orlando Diz:

    Aqui em SP temos o instituto universal cuja sede fica sobre a FEESP donde Bezerra e Comandante Edgard Armond laboram arduamente das 8 as 22.
    Na FEESP eliminaram as eleições com mais de 1 chapa. A presidenta modificou estatuto e somente 1 chapa toda fraternal. Não há mais rivalidades de várias chapas como no passado.
    Ontem houve comunicado que estão precisando de grana por isso grande quantidade de rifas e sorteios.
    No comunicado falaram que sao amparados por Espiritos mas precisam fazer sua parte na Terra.

  348. Contra o chiquismo Diz:

    “Espírita Sp Orlando Diz:
    OUTUBRO 7TH, 2015 ÀS 12:17 PM
    Nosso lar situa se em cima do RJ.”
    .
    .A do Dr Philomeno provavelmente acima da Bahia.
    .

    Ora, e ainda por cima na zona norte, na região pobre!! Nem isso os ‘espiritas’ são capazes de imaginar melhor, de ficar em cima da Barra da Tijuca ou na zona sul. Até no ‘além’ tem que ser pobre…
    .
    .
    Na BA? Ora… deve ser a colônia do divaldo, a velha rixa CX x divaldo. Esse pacóvio que ditou ‘nas fronteiras da loucura’, então ele difamou o RJ como a capital da devassidão no carnaval onde lá só ocorriam tragédias a ponto do dr bezerra armar um hospital no Campo de Santana.

  349. Larissa Diz:

    Mas quem quiser pode mudar para a linda Curitiba e estudar numa autêntica faculdade espírita
    http://www.unibem.br/

  350. Larissa Diz:

    Sem precisar morrer, é claro.

  351. Larissa Diz:

    “Na FEESP eliminaram as eleições com mais de 1 chapa. A presidenta modificou estatuto e somente 1 chapa toda fraternal. Não há mais rivalidades de várias chapas como no passado.”
    .
    Na Venezuela, Equador e Coreia do Norte também só há 1 chapa.

  352. Larissa Diz:

    http://www.faculdadeespirita.com.br/cursos/livre/parapsicologia
    .
    Vejam que maravilha!

  353. Contra o chiquismo Diz:

    Onde anda o dr vlad? Deve estar sendo chicoteado no ‘umbral’ pelo lísias…

  354. Contra o chiquismo Diz:

    O lísias é mau! Pega um pega geral!

  355. Vinicius Diz:

    Sr. Orlando, Bezerra aí labora das 08:00 as 22:00 e nesses outros locais em que ele trabalha também quais horários?
    Tem para todos: :( :) :D ;) :o :mrgreen: :P
    Gorducho, a disputa não é só RJ e SP e Paris. Tem RS, GO e até Associação Médico Espírita E tendas de Umbanda.
    Aqui nesse local o BEZERRA é “mentor gira”. Vejam:
    Templo de Umbanda Caboclo Ubirajara (Rondônia)
    http://www.tucabocloubirajara.com/tag/bezerra-de-menezes/
    e tem outros lugares que ele bate o ponto
    ASSOCIAÇÃO MÉDICO ESPIRITA DO BRASIL
    http://www.amebrasil.org.br/2015/node/6
    “…Dr. Bezerra de Menezes, patrono da Associação Médico Espírita do Brasil …”
    BEZERRA DE MENEZES KARDECIAN SPIRITIST CENTER (MIAMI (UNITED STATES))
    http://www.spiritist.com/

    COLÉGIO BEZERRA DE MENEZES (MARILIA SP)
    Olha o slogan desse colégio : SER BEZERRA é SER FELIZ!!!
    http://www.colegiobezerra.g12.br/colegio/

    TEMPLO DE UMBANDA VOVÓ ISABEL E DR. BEZERRA DE MENEZES (TABOÃO DA SERRA –SP)
    CENTRO ESPIRITA CASA DO POBRE (Paraná)
    http://www.casadopobre.com.br/historico/

    SOCIEDADE BENEFICENTE ESPÍRITA BEZERRA DE MENEZES
    Porto Alegre – RS
    http://www.sbebm.org.br/bezerra-de-menezes-nosso-patrono/,

    CENTRO ESPÍRITA PERSEVERANÇA
    Zona Leste de São Paulo Capital
    http://www.perseveranca.org.br/cep/index.php?option=com_content&view=article&id=51&Itemid=59
    CENTRO ESPÍRITA DR. ADOLFO BEZERRA DE MENEZES DE IGARAPAVA – SP
    http://cebm.org.br/index.php/sobre-nos/patrono-bezerra-de-menezes

    POSTO ESPÍRITA DE CARIDADE BEZERRA DE MENEZES
    Endereço: R. Silva Gomes, 29 – Cascadura, Rio de Janeiro – RJ, 21350-080

    POSTO CIENTÍFICO DE CARIDADE BEZERRA DE MENEZES
    R. Patagônia, 85 – Penha
    Rio de Janeiro – RJ
    http://pccbmt.com.br/

  356. Vinicius Diz:

    Este trecho dos mensageiros parece com viagem ao centro da terra. lá também fala em monstros, crostas. Parece que André Luiz e o Aniceto vão descendo e encontrando tais criaturas.
    vou ver as outras obras. Tem os links delas Vitor?

  357. Marciano Diz:

    LARISSA, não fique muito interessada, você só vai poder prestar vestibular depois da morte.
    .
    .
    GORDUCHO, eu venho insistindo nisso há tempos. Vamos esmiuçar o DPF. cx já deu o que tinha que dar, em todos os sentidos.
    .
    .
    Larissa Diz:
    OUTUBRO 7TH, 2015 ÀS 10:42 AM
    Gorducho, pelo o que eu entendi, eles pretendem materializar a NLU aqui na crosta. No astral já está funcionando e, em breve, a teremos aqui tb. O astral é uma espécie de arquétipo platônico do mundo material.
    .
    RESPOSTA: (PMBI) Você não pegou o espírito da coisa.
    Todo mundo vai ficar encantado com essa universidade onde o pré-requisito para ingresso é a morte.
    Todos sabem que, mesmo mortos, primeiro vão ter de ser resgatados do umbral, depois limpar latrina em NL, para só então começar a fazer um city tour.
    Todos sabem que vai ser difícil (na verdade, impossível, porque ela não existe) ingressar nessa universidade.
    TODOS VÃO QUERER CURSAR A VERSÃO TERRÍCOLA.
    .
    .
    .
    Vitor Diz:
    OUTUBRO 7TH, 2015 ÀS 12:09 PM
    “O Livro Viagem ao Centro da Terra (1864) – Júlio Verne… eu dei uma lida rápida nele. Os mensageiros na parte que narra a viagem de A luiz do NL pra crosta, parece algo com o relato do J Verne…”
    .
    Talvez. Mas acho mais provável que encontre algo em dois livros de Ranieri, “Aglon e os Espíritos do Mar” e “O Abismo”, já que o espírito seria o próprio Julio Verne. Talvez ele tenha copiado algo de “Vinte Mil Léguas” ou do “Viagem ao Centro da Terra”. Todos esses livros estão online. Se tivesse algum detector de plágio que comparasse os livros, isso facilitaria muito….

    .
    Banho de água fria. Eu estava até animado a ler os dois livros, já os tinha baixado, fiquei ansioso.
    Agora, com esse monte de livros, estou vendo que não terei tempo de analisar nada.
    .
    .
    .
    GORDUCHO disse:
    Inimizades não devem surgir só nas eleições p/presidente cá na crosta
    .
    BIASETTO virou meu inimigo só porque descobriu que não sou comunista, como ele. Eu ainda o tenho em alta conta, apesar do petismo roxo. Tenho esperanças de que veja que está fazendo papel de bobo, como fez quando era espírita.
    Se quiser voltar a ser meu amigo, tudo ok, mesmo sendo comunista, desde que não queira fazer minha cabeça, como tentou.
    Quando ridicularizei o comunismo caviar, como ele ridicularizava a crença que já abraçara (chiquismo), ele virou fera.
    ..
    .
    .
    .
    CONTRA:
    “Na BA? Ora… deve ser a colônia do divaldo, a velha rixa CX x divaldo. Esse pacóvio que ditou ‘nas fronteiras da loucura’, então ele difamou o RJ como a capital da devassidão no carnaval onde lá só ocorriam tragédias a ponto do dr bezerra armar um hospital no Campo de Santana.”
    .
    PONDERAÇÃO: Você já foi ao carnaval na Bahia? Não?! Então vá! (aproveitei para plagiar Caymmi – mas vá conferir, depois veja onde há mais devassidão).
    .
    .
    .
    .
    Larissa Diz:
    OUTUBRO 7TH, 2015 ÀS 1:40 PM
    “Na FEESP eliminaram as eleições com mais de 1 chapa. A presidenta modificou estatuto e somente 1 chapa toda fraternal. Não há mais rivalidades de várias chapas como no passado.”
    .
    Na Venezuela, Equador e Coreia do Norte também só há 1 chapa.
    .
    PONDERAÇÃO: Aqui no Brasil, estão querendo fazer igual. Veja como anda a política e as relações com China, Venezuela, Cuba, terroristas, etc.
    Pelo Biasetto, já teríamos democracia aqui.
    Entendeu o sentido de “democracia”, não?
    .
    .
    CONTRA, o lísias é osso duro de roer, pega um, pega dois, também vai pegar você.

  358. Espírita Sp Orlando Diz:

    Vinicius, estude mais Kardec
    Veja no Livro dos Médiuns capitulo VII – Bicorporeidade e transfiguração
    Se isso existe até entre pobres criatures de Carne imagine nos espiritualidade!
    Bezerra, como espirito puro que é, tem essa capacidade.
    Pode baixar em qualquer lugar, não importa se é WINDOWS, APPLE, ANDROID, LINUX …
    e não tem anti virus que o pegue porque ele é pura bondade e amor.

    Pessoal
    Percebi que não há nada sobre o notável comandante Edgard Armond. Ele só é conhecido em SP?

    https://m.youtube.com/#/watch?v=eXp2adp83EI

    https://m.youtube.com/#/watch?v=lAgkXR2CP7Y

    https://m.youtube.com/#/watch?v=lAgkXR2CP7Y

  359. Marciano Diz:

    Do link da Larissa:
    “ A Parapsicologia é uma área do saber com possibilidades de atuação, para o presente e futuro de nossa sociedade, que necessita de um ser integral, com percepções diferenciadas da natureza do homem e do universo ” .
    .
    Tradução:
    A Parapsicologia é uma área do saber com possibilidades que ≀ 0 de atuação, para o presente e futuro de nossa sociedade, que necessita de um « ser integral » (Roberto Carlos não pode aprender? É isso?), com percepções diferenciadas da natureza do homem e do universo (deslumbrado).
    .
    .
    A Inscrição para o vestibular pode ser realizada diretamente nas Faculdades integradas “Espírita” ou por telefone.

    Horário de Atendimento: 10:30 às 21h
    .
    Pelo menos para esse vestibular não se precisa morrer antes.

  360. Larissa Diz:

    kkkkk
    Gente, vocês me matam de rir.

  361. Marciano Diz:

    Cuidado, LARISSA!
    Estão querendo que você faça vestibular para a faculdade do NL.
    .
    Você saiu do face, me excluiu ou mudou de nome?
    Pode responder lá mesmo.
    .
    .
    Orlando, vou experimentar o #&10077; karpersky #&10078; no BM.

  362. Marciano Diz:

    ❝ kapersky ❞
    Poltergeist ná área.

  363. Gorducho Diz:

    Percebi que não há nada sobre o notável comandante Edgard Armond. Ele só é conhecido em SP?
     
    M/mãe acreditava piamente nos exilados, e, apesar de claramente a inspiração ter sido o Lumen do Flammarion, me parece que a história em si é original e se incorporou ao bezerrochiquismo (FEB).
    Mas me parece que não haja plágio, só uma compilação de especulações acerca de Atlântida &c.
    De modos que até aí não haveria muito que comentar e parece…

  364. Braulio Diz:

    A inspiração também vinha Teosofia, pois nesta época já estava em voga varias Teorias sobre Raças-Raízes vindas de Atlântida e Lemúria e etc.
    .

  365. Larissa Diz:

    Não tô mais no face não.
    .
    Podem me espinafrar, mas acho a parapsicologia uma ciência, ainda que incipiente e mal-usada para embasar pseudociências, como espiritismo francês.

  366. Gorducho Diz:

    Melhor dizendo, Analista Orlando: ele cita o CX (A Caminho da Luz).
    Me enganei na sequencia cronológica (eu que me jacto tanto :( ).
    Mas então se a história dos exilados não é da autoria dele, nada temos, certo?

  367. Gorducho Diz:

    Nunca pensou em cursar formalmente uma faculdade de Parapsicologia, Sr. Administrador?
    Isso lhe daria um embasamento acadêmico sólido p/seus conhecimentos empíricos e pesquisas feitas algo ad hocmentes.
    Poderia obter facilmente um posto temporário em CWB até concluir o curso…
    Que diz?

  368. Gorducho Diz:

    Exato: o Comandante usa bastante a Teosofia.
    Mas então, se ele não foi quem inventou a história dos exilados, não sobra nada feito por ele.
    Me parece: perfunctoriamente especulando, bien entendu…

  369. Marciano Diz:

    Bem pensado, GORDUCHO.
    Fiquei curioso. Se VITOR acredita tanto na parapsicologia, seria um bom investimento obter uma graduação.
    Eu prefiro continuar com meus triângulos e seus ângulos internos ⊿

  370. Vitor Diz:

    “Nunca pensou em cursar formalmente uma faculdade de Parapsicologia, Sr. Administrador?”
    .
    Não. Estou plenamente satisfeito com meu método e conhecimento auto-didata. E também não tenho mais paciência para faculdades de qualquer tipo.

  371. Gorducho Diz:

    Aliás, ABr, CX usa a Teosofia no A Caminho: as raças são as da Mme. Blavatsky.

  372. Vitor Diz:

    “Se VITOR acredita tanto na parapsicologia, seria um bom investimento obter uma graduação.”
    .
    Não sei onde vc vê bom investimento nisso…
    .
    http://www.gazetadopovo.com.br/vida-e-cidadania/faculdades-espirita-fecham-as-portas-e-demitem-professores-9ep4zxerqqza3h9fd9yn462q6

  373. Gorducho Diz:

    :o
    O Sr. que sabe perfeitamente o valor e a utilidade dum título acadêmico.
     
    Analista Marciano: escreva por favor sinto o fumo da incoerência em latim (por uma questão de elegância, claro).

  374. Gorducho Diz:

    Quer dizer que a AL nos fez de bobos, citando uma instituição inexistente? :evil:
     
    Retiro tudo então, chefia!

  375. Vitor Diz:

    “O Sr. que sabe perfeitamente o valor e a utilidade dum título acadêmico.”
    .
    Sim: serve para fazer concurso de 3º grau para ganhar mais e ficar em cela especial caso seja preso. Mas isso pode ser qualquer graduação. Não preciso fazer uma nova graduação em Parapsicologia para isso.

  376. Gorducho Diz:

    :shock:
    Ah! o AAG.-POA tem razão então?

  377. Vitor Diz:

    Graduação em Parapsicologia é útil para quem não quer ser auto-didata.

  378. Gorducho Diz:

    Mas estatística é difícil estudar sozinho em casa. O Hoel…, integrais de Lebesgue, espaços amostrais, tipos de convergências, potências dos testes…
    Não gostaria de aprender bem e solidamente tudo isso, para depois poder pesquisar então com fundamento a telecinese, a telepatia, a clarividência?
    Não lhe entendo :(

  379. Vitor Diz:

    A parte estatística contrata-se um profissional como a Jessica Utts para fazer. E mesmo entre os estatísticos há divergências…

  380. Marciano Diz:

    Odoratio fumus qui evasit (?) :mrgreen:

  381. Marciano Diz:

    Qual a divergência entre os estatísticos?
    Sobre aqueles valores 0,00000000000000001 µ acima do valor esperado?

  382. Marciano Diz:

    ≍ 0 ?

  383. Marciano Diz:

    Estou fazendo um curso (auto-didatismo) de pseudo-ceticismo patológico inútil.
    Pena que não consigo acreditar em nada do que aprendo.

  384. Contra o chiquismo Diz:

    Marciano, vc que falou em São João de Meriticídio, eu lembrei que o Kraftweark faz uma homenagem a esta cidade citando o nome dela na música abaixo aos exatos 4:01 e 4:08, veja:
    .
    .
    https://www.youtube.com/watch?v=JD980o3oI4o

  385. Vitor Diz:

    “Qual a divergência entre os estatísticos?”
    .
    Uma delas é a briga entre frequentistas e bayesianos:
    .
    a) http://www.nytimes.com/2014/09/30/science/the-odds-continually-updated.html?_r=2

    b) http://www.stat.ufl.edu/archived/casella/Talks/BayesRefresher.pdf
    .

  386. Gorducho Diz:

    E a transmissão telepática dá-se frequentística ou bayesianamente?

  387. Vitor Diz:

    Decida vc mesmo: http://iase-web.org/documents/papers/icots8/ICOTS8_PL2_UTTS.pdf

  388. Contra o chiquismo Diz:

    Marciano, veja se o Lulu Santos não plagiou a introdução e o ritmo do Edwin starr:

    .
    .
    Lulu Santos “Assim caminha humanidade” – 1995
    ..

    .

    https://www.youtube.com/watch?v=19hPyEC0hGc

    .
    .
    Edwin Starr – “H.A.P.P.Y.” – 1979

    .
    .
    https://www.youtube.com/watch?v=3oiOMN2NVVM

  389. Marciano Diz:

    Quer dizer que os resultados estatísticos dos estudos dos parapsicólogos depende do ponto de vista estatístico de quem os interpreta?
    Acho que começo a entender os resultados.

  390. Contra o chiquismo Diz:

    Incrível, aos 3:37 em diante do Edwin Starr
    .
    https://www.youtube.com/watch?v=3oiOMN2NVVM
    .
    é o mesmo rítimo do Lulu santos original (sem ser a versão remix postada acima,).

    ,
    .
    Compare dos 3:37 em diante com o original do lulu santos abaixo:
    .
    .
    https://www.youtube.com/watch?v=m6BrKwOsg-Y

  391. Larissa Diz:

    Tá lá o site das faculdades espíritas….se fecharam as portas mas matem aparência de “abertos” já é lá com eles e seus obsessores.

  392. Vitor Diz:

    “Quer dizer que os resultados estatísticos dos estudos dos parapsicólogos depende do ponto de vista estatístico de quem os interpreta?”
    .
    Não só os estudos parapsicológicos como qualquer outro tipo de estudo. Mas seja pela abordagem frequentista ou bayesiana, os resultados psi recebem apoio:
    .
    http://deanradin.com/evidence/Storm2013reply.pdf
    .
    “Rouder et al. usaram uma abordagem bayesiana, e adotamos a mesma metodologia, descobrindo que o nosso caso [a favor da existência de psi] é mantido.
    .
    “Acho que começo a entender os resultados.”
    .
    Não. Agora você está começando a entender estatística.

  393. Espírita Sp Orlando Diz:

    Estou começando a sair do umbral e perceber que não encontro a cidade Nosso Lar. Bom é melhor ficar com Kardec. Neste não ha erros ou pelo menos menos erros.
    Kardec não plagiou né

  394. Contra o chiquismo Diz:

    Espírita Sp Orlando Diz:
    OUTUBRO 7TH, 2015 ÀS 10:04 PM
    Estou começando a sair do umbral e perceber que não encontro a cidade Nosso Lar. Bom é melhor ficar com Kardec. Neste não ha erros ou pelo menos menos erros.
    Kardec não plagiou né
    .
    .
    Não, só seguia a ideia dos socialistas utópicos

  395. Espírita Sp Orlando Diz:

    Aqui nesse local o BEZERRA é “mentor gira”. Vejam:
    Templo de Umbanda Caboclo Ubirajara (Rondônia)
    http://www.tucabocloubirajara.com/tag/bezerra-de-menezes/
    Kkkk nossa nesse templo umbanda tem a foto do Bezerra e ele é um gira mesmo como falou Vinicius.

  396. Espírita Sp Orlando Diz:

    Só um banho pra acabar com a insônia viu. Não fui no curso do centro hoje e mamãe me mandou um zap zap questionando minha ausência.

    Os banhos energéticos são muito utilizados para ajudar na limpeza de nossa aura e para atrair bons fluidos. Protegem-nos contra forças negativas, auxiliando-nos na abertura de diversos caminhos como financeiros, amorosos, na saúde e em muitos outros benefícios.

    No Brasil os banhos de ervas, folhas e flores sofrem a influência de diversas culturas, garantindo que os banhos lavem o corpo e a alma, espantando a má sorte e atraindo a felicidade para todos. Para isso utilizamos determinados elementos da natureza, com a intenção de troca energética com a natureza, fornecendo equilíbrio físico, mental e espiritual.

    http://www.tucabocloubirajara.com/category/banhos/

  397. Contra o chiquismo Diz:

    Marciano , essa é demais!! Amado BAtista plagiou ele mesmo!!!! OUÇA:

    .
    .
    Amado BAtista – Sementes de Amor – 1978
    .

    https://www.youtube.com/watch?v=s9HJlTOsZSY
    .
    AMADO BATISTA – DINAMITE DE AMOR (1988)
    .
    .
    https://www.youtube.com/watch?v=r5BlncT31Ts

    .
    ..
    O cara plagiou ele mesmo em ritmo , andamento, compasso, e ideia !!

  398. Contra o chiquismo Diz:

    Acredite Marciano, a 1ª música que o Amado BAtista gravou foi um HARD ROCK!!!! Ouça:
    .
    .
    https://www.youtube.com/watch?v=9Tf7FMTR9Gk

  399. Marciano Diz:

    CONTRA, tu estás cada vez melhor na detecção de plágios musicais.
    .
    Os resultados dependem.
    O erro de concordância resultou do mau hábito do poltergeist de comer letras.
    .
    ‘ Não. Agora você está começando a entender estatística. ’
    .
    Acho melhor, então, voltar a não entender.
    .
    .
    Paranormal : CIA contre Pentagone
    Le Congrès américain a demandé à la CIA de prendre en charge le programme secret du Pentagone sur le paranormal, mais l’agence, qui l’a audité l’été dernier, a conclu qu’il ne valait rien. Le Pentagone, qui entretenait encore trois médiums en juin dernier à Fort Meade, dans le Maryland, se défend, faisant valoir que les quelques millions de dollars investis au cours des ans sur ce programme ont permis naguère de découvrir un important programme de sous-marins soviétiques.
    La Recherche, 1996.
    .
    .
    The Stargate Project was terminated in 1995 after a CIA report concluded that it was never useful in any intelligence operation. Information provided by the program was vague, included irrelevant and erroneous data, AND THERE WAS REASON TO SUSPECT THAT ITS PROJECT MANAGERS HAD CHANGED THE REPORTS SO THEY WOULD FIT BACKGROUND CUES.
    An Evaluation of Remote Viewing: Research and Applications by Mumford, Rose and Goslin “remote viewings have never provided an adequate basis for ‘actionable’ intelligence operations-that is, information sufficiently valuable or compelling so that action was taken as a result (…) a large amount of irrelevant, erroneous information is provided and little agreement is observed among viewers’ reports. (…) remote viewers and project managers reported that remote viewing reports were changed to make them consistent with know background cues (…) Also, it raises some doubts about some well-publicized cases of dramatic hits, which, if taken at face value, could not easily be attributed to background cues. In at least some of these cases, there is reason to suspect, based on both subsequent investigations and the viewers’ statement that reports had been “changed” by previous program managers, that substantially more background information was available than one might at first assume.” apud wikepedia.
    .
    .
    In 1995, the defense appropriations bill directed that the program be transferred from DIA to CIA oversight. The CIA commissioned a report by American Institutes for Research that found that remote viewing had not been proved to work by a psychic mechanism, and said it had not been used operationally. The CIA subsequently cancelled and declassified the program.
    “STAR GATE [Controlled Remote Viewing]“. Federation of American Scientists. 2005-12-29.
    idem, ibidem.
    .
    The appointed panel consisted primarily of Jessica Utts and Ray Hyman.
    .
    .
    Hyman came to the conclusion:
    Psychologists, such as myself, who study subjective validation find nothing striking or surprising in the reported matching of reports against targets in the Stargate data. The overwhelming amount of data generated by the viewers is vague, general, and way off target. The few apparent hits are just what we would expect if nothing other than reasonable guessing and subjective validation are operating.
    The Evidence for Psychic Functioning: Claims vs. Reality by Ray Hyman.
    .
    .
    Parece que o pessoal da CIA está precisando aprender estatística também.

  400. Marciano Diz:

    O plágio de si mesmo é uma constante.
    Na minha opinião, Dan Brown plagiou a si próprio com os 3 livros que escreveu com o personagem Robert Langdon.
    Os livros têm a mesma história, o mesmo roteiro, os mesmos personagens em outros papéis parecidos.
    .
    Não conhecia essas músicas do Amado, mas hard ou soft, é brega mesmo.

  401. Marciano Diz:

    Don’t rely on Statistics. It can lie back to you (pun intended).
    Statistics are based on facts, but even so, they can sometimes be misleading.
    They can be used to tell the truth—or to lie.
    So’s the case with Statistics usage in parapsychology, I think.

  402. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “um terceiro médium recebeu um texto dele, também breve, que, embora fosse igualmente em português, começava com Dear friends e terminava com I love you very much.”
    /.
    PONDERAÇÃO: quando, quando era médium, recebi mensagem de J. Lennon, que começava assim: where is the book?, e terminava: the book is on the table…

  403. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “Três meses depois, o mesmo médium recebeu outra mensagem em idioma estrangeiro, mas agora em francês.”
    /.
    PONDERAÇÃO: eu quanduera médium recebia muita mensagem de famoso morto, de todas as nacionalidades, mas, curiosamente, todos escreviam em bessarabiano, igual que nem os espíritos chicoxaverianos que escreviam tudo igual. Como nunca achei quem entendesse esse idioma, nem eu, a espiritualidade caçou-me a minha mediunidade e a de Otília, a Diogo.

  404. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    ei, o mundo não ia acabar hoje? Ou foi ontem? Ou vai ser amanhã?

  405. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “mesmo entre os estatísticos há divergências…”
    /.
    PONDERAÇÃO: entre os parapsicólogos também…

  406. MONTALVÃO Diz:

    /
    “E a transmissão telepática dá-se frequentística ou bayesianamente?”
    /.
    ;-) ;-)

  407. Gorducho Diz:

    Kardec não plagiou né
     
    Plagiou ideias, não textos. Da turma do Fourier, o Jean Reynaud…
    Mas passados 158 anos ainda é o mais sensato e evoluído. Depois dele só degringolou a coisa c/Dr. Bezerra, CX…

  408. Gorducho Diz:

    Não entendi a que caso se refere supra, Analista Montalvão :?:
     
    Lembra aquele espírito que combateu sob o Profeta que a turma do Professor estava a doutrinar?
    Ele falava português…

  409. Vinicius Diz:

    Agora com o cinema a FEB não precisará, por um tempo, de um novo médium, além do Divaldo.
    Vocês acham que a FEB tem conhecimento dos plágios encontrados na obra do CX? Será que desde o inicio já sabiam do “reescrevinhamento” de CX mas sabiam que livros teriam vendagem e não se importaram? Ou os dirigentes que recebiam os originais de CX eram excessivamente crentes?

    Olha o anúncio
    “ Vem aí, o filme “Nosso Lar 2 – Os Mensageiros”! Depois do sucesso de produções no filão espírita como “Chico Xavier – O filme” e “Nosso Lar”, a Federação Espírita Brasileira anunciou, em seu Facebook, a continuação de mais este longa com inspiração em livros sobre a doutrina para as grandes telas. A nota informou que “em breve” a obra ditada pelo espírito André Luiz ao médium mineiro Francisco Cândio Xavier estará nos cinemas de todo o país. O filme terá direção de Wagner de Assis – o mesmo de “Nosso Lar” (2010). A data precisa da estreia não foi informada.

    http://www.hojeemdia.com.br/almanaque/mais-um-livro-psicografado-por-chico-xavier-vai-para-os-cinemas-1.340706

  410. Larissa Diz:

    “Espírita Sp Orlando Diz:
    OUTUBRO 7TH, 2015 ÀS 10:04 PM
    Estou começando a sair do umbral e perceber que não encontro a cidade Nosso Lar. Bom é melhor ficar com Kardec. [...]”
    .
    Kirido, a parte científica/verificável é cheia de erros! Por que supor que a parte não verificável seja, então, autêntica?

  411. Espírita Sp Orlando Diz:

    Oi Larissa
    Refiro-me mais a parte moral e algumas explicações sobre motivos das reencarnações. Simpatizo com os argumentos filosoficos e conceitos de justiça. Se provaram se os espíritos existem ou não são outros 500.É dificil provar isso.

  412. Larissa Diz:

    Pois é, da mesma forma que é difícil provar que a parte moral esteja correta, como o conceito de karidade kardecista e os motivos das reencarnações, por exemplo.
    Vc está começando aqui no sítio e, se ler os debates antigos, verá que há literatura estrangeira que explana sobre as origens do espiritismo .
    Os metres sobre essa história são o Toffo e o Gorducho. O Toffo, inclusive, conviveu com o CX.

  413. Gorducho Diz:

    Refiro-me mais a parte moral e algumas explicações sobre motivos das reencarnações.
     
    Essa parte “moral” cai de cara ao se analisar o caso dos “animais” (sempre lembrando que, por ser o kardecismo uma doutrina medieval antropocêntrica, humanos não são “animais”): por que eles sofrem?
     
    E o dogma da não retrogradação também cai de cara ao se analisar o Hitler & assemelhados…
     
    Não tem coerência nem na cosmologia nem na “moral”: nada fecha…
    Devemos ser humildes e admitir que não sabemos se há alguma teleologia por detrás disto cá – ao que tudo indica pela experiência que temos: não.
    Ficar inventando divindades e atributos (até parece a informática c/seus “métodos” – eu ainda sou do tempo das subrotinas :( ) não ajuda em nada.

  414. Gorducho Diz:

    Sobre o dogma da não-retrogradação, Analista Orlando, acaso ainda não tenha visto, veja esse perfeito artigo por Acauan Guajajara (do RéV)
    A Ética Espírita
    Cito-o direto pois que qualquer texto que tentasse (moi) fazer, seria plágio piorado…
     
    http://falhasespiritismo.org/?s=acauan

  415. Gorducho Diz:

    Favor fechar o bold, Sr. Administrador.
    Desculpe! Em agradecimento, prometo não mais nesta rubrica ridicularizar os softwares bayesianos para decodificação de leituras ψquicas!

  416. Larissa Diz:

    Acho que possa existir vida após a morte e reencarnação simplesmente porque as coisas são o que são. E talvez apenas seja uma realidade e ponto. Da mesma forma que estamos aqui agora.
    Meu problema com o espiritismo são as respostas prontas e tom que os brasileiros deram à doutrina. Hoje os centros nada mais são que um conglomerado de pessoas (salvo exceções) que ali estão para dar vazão a delírios do tipo que são especiais e mais sabidas que os outros. O exemplo crasso é a história das crianças índigo, suavemente absorvida pelo espiritismo brasileiro.

  417. Gorducho Diz:

    Agora com o cinema a FEB
     
    :lol: :lol: :lol: :lol:
    O Sr. é do meu tempo então? Do tempo do TECHNICOLOR & CINEMASCOPE!
     
    Alô, alô, Analista CoC eu sou do tempo do canal 100 na matinée!

  418. Gorducho Diz:

    Exato> pode ser que sim pode ser que não,, como dizia uma tia avó nossa tida como boa previsora do tempo, quando lhe perguntavam se iria chover.
    Só que os postulados explícitos do Kardec são objetivamente derrubados conforme citei acima.
    No caso dos não-hominais, a solução seria fazê-los sem alma, que me parece era a postura do Jean Reynaud.
    Mas o dogma da não retrogradação, o AG derruba sem dificuldades.

  419. Gorducho Diz:

    Então, mesmo que tenhamos reencarnação como um fato da natureza, não será como e pelos motivos postulados pelo Kardec nas suas adaptações das teses dos filósofos espiritualistas & socialistas românticos.

  420. Espírita Sp Orlando Diz:

    Seria uma injustiça muito grande da parte de Deus não haver motivos para uma pessoa ser cega de nascença. A pessoa vai ficar a vida inteira sem nada enxergar e o pior, se for uma vida só, nunca conhecerá o mundo.
    Tudo evolui inclusive os mecanismos de “punição ” nós tempos das cavernas não havia câncer Aids e dengue. Hoje sim? Porque? Atualização para os efeitos das causas.
    Os animais sofrem estão em treinamento como disse Emmanuel.(acho que é no Consolador)

  421. Larissa Diz:

    Treinamento para quê?
    Sobre o câncer na pré-história…
    http://super.abril.com.br/ciencia/cancer-surgiu-ha-1-bilhao-de-anos
    https://makeitclearbr.wordpress.com/2013/06/06/indicios-da-origem-do-cancer-em-neanderthal/

  422. Gorducho Diz:

    Certo, mas perceba: o Sr. postula a divindade imperialista “perso-judaica” digamos (visto que judeus eram politeistas…) D-us e coloca nela atributos humanos, no caso injustiça. Atributos aliás indefinidos, pois que poderíamos seguir pelo menos até o ano novo definindo o que seja, certo?
     
    E quanto aos “animais”, veja que já apresentou outra versão, pois que então sofrimentos, e desiguais pois alguns sofrem horrivelmente e outros – como meus cães & gato cá – não.
    É isso como sua própria tentativa mostra: não fecha, não tem como fechar.

  423. Vinicius Diz:

    Neste ponto concordo com o Orlando, o de sofrer algo sem causa (seja ela atual ou anterior) acho injusto. Deve ser muito complicado ser privado de algum membro corporal durante a vida inteira. Agora sobre a distribuição de riqueza vir da parte de Deus isso discordo.

  424. Vinicius Diz:

    ah, sobre os animais sofrerem, mesmo que em “treinamento”, acho uma crueldade muito grande. Aliás, até mesmo as doenças e sofrimento são crueis. Ao meu ver, Deus deveria ter nos poupado de pensarmos ou fazermos mal uns aos outros. Isso não deveria estar em nós (matar outra pessoa por exemplo).

  425. Larissa Diz:

    O animais não tem, segundo a DE, livre-arbítrio…então essa história de treinamento não faz nenhum sentido. Estamos submetidos, nós e todos os seres vivos, à genética. E desde que há vida neste planeta, há DNA. É simples assim.
    .
    Kardec nem desconfiava disso, ou teria fundado o espiritismo em bases mais sólidas. Tudo é refutável. TUDO.

  426. Larissa Diz:

    Nós somos animais, Vinícius. Lembre-se disso.

  427. Gorducho Diz:

    Tudo evolui inclusive os mecanismos de “punição ” nós tempos das cavernas não havia câncer Aids e dengue. Hoje sim? Porque? Atualização para os efeitos das causas.
     
    Essa foi muito boa… Dr. Bezerra provavelmente ficaria orgulhoso…
    Como é que o Sr. sabe que não tinha câncer, AIDS e dengue?
    E é claro que morriam em média muito antes dado às precárias condições gerias. A expectativa de vida desconsiderada a mortalidade infante, devia ser lá pelos 20 (visto na idade média ser pelos 35…).
     
    É exatamente aquela história do taxista…
    Na terminal uma senhora pega o táxi dele e ele a reconhece:
    - Desculpe perguntar, mas acho que lhe conheço. Acaso a Srª não é esposa do Grassouillet?
    - Sim.
    - Pois é: fomos colegas de aula e nos dávamos muito bem! Mas agora faz tempo que não vejo ele… como vai ele?
    - Faleceu ano passado…
    - Mas que cousa… por isso não vi mais :( Mas é a vida; D-us sabe o que faz… Morreu do que, ainda que mal lhe pergunte, pois que era tão gordo e saudável?
    - De pneumonia…
    - Simples ou dupla?
    - Simples…
    - Ah! menos mal…
     
    Melhor morrer da mordida dum urso ou de gripe que de AIDS, cancro ou dengue; não é AO?

  428. Gorducho Diz:

    Neste ponto concordo com o Orlando, o de sofrer algo sem causa
     
    Esse paradoxo decorre de vocês bolarem – na prática usam uma bolada por outros, claro; mas dá no mesmo…- um ser (D-us) e ficarem colocando “atributos” nele. Ou seja: vocês bolam uma divindade e querem fazer ela se comportar e ter os atributos que vocês querem que ela tenha.

  429. Gorducho Diz:

    Nós somos animais, Vinícius. Lembre-se disso.
     
    Não no kardecismo e, por extensão, no bezerrochiquismo.
    Nessas religiões, nós somos hominais (4° “reino” da natureza).

  430. Larissa Diz:

    Se uma dinâmica de evolução vale para os seres humanos, tem de valer para todos os outros organismos vivos…mesmo que monocelulares.

  431. Vinicius Diz:

    somos animais também, esqueci de colocar a expressão Racionais.

    E quem ou que teria criado o DNA? quem teve essa ideia e qual a razão?

    Ainda não dá para deixar de fora a questão dos atributos: a inteligência e a criatividade, por exemplo. Se vê consequências desses atributos em tudo que existe e que não foi criado pelo ser humano:

    01.flores com sua diversidade
    02.combinação de genes resulta em determinadas condições
    03.o planeta não despencar ou não subir por conta da lei de gravidade (quem ou que bolou essa lei, pensou nela e a pôs em funcionamento?)
    04. os formatos anatômicos do homem e da mulher , do macho e da femea, ou dos bichos hermafroditas (mais uma vez, quem ou que com tanta criatividade colocou isso em prática)

    e tem muitas outras coisas que não dá para deixar de fora atributos.

  432. Larissa Diz:

    Imagine uma ameba “em treinamento”. Para se tornar o quê?

  433. Larissa Diz:

    Pow, Vinicius….faltou às aulas de biologia????

  434. Borges Diz:

    Vinicius Diz:
    OUTUBRO 8TH, 2015 ÀS 9:06 AM
    Agora com o cinema a FEB não precisará, por um tempo, de um novo médium, além do Divaldo.
    Vocês acham que a FEB tem conhecimento dos plágios encontrados na obra do CX? Será que desde o inicio já sabiam do “reescrevinhamento” de CX mas sabiam que livros teriam vendagem e não se importaram? Ou os dirigentes que recebiam os originais de CX eram excessivamente crentes?
    http://obraspsicografadas.org/2012/livro-gratuito-testemunhos-de-chico-xavier-1986/

  435. Larissa Diz:

    E as de física tb!!!

  436. Borges Diz:

    Larissa Diz:
    OUTUBRO 8TH, 2015 ÀS 10:10 AM
    Acho que possa existir vida após a morte e reencarnação simplesmente porque as coisas são o que são. E talvez apenas seja uma realidade e ponto. Da mesma forma que estamos aqui agora.”
    È exatamente isto o que penso; sem culpas, sem castigo, sem expiação, sem débitos, sem planos reencarnatórios, sem Jesus, sem Deus e sem inúmeras outras coisas ditas nos livros e nos centros. Isto não exclui a possibilidade da existência de uma inteligência central que mantém o universo em equilíbrio.
    Obrigado

  437. Vinicius Diz:

    biologia e física? claro que fui rs rs.

    Materiais criadas por nós, humanos, a partir de observações e estudos de fatos ou coisas já existentes.

    De onde derivou o objeto de estudo e observação dos humanos?

    Para mim, por exemplo, foi de Deus (isso, esse que chamam de antropomórfico, o mesmo da questão 01 do Livro dos Espíritos com todos seus atributos!!!) .

  438. Vinicius Diz:

    correção=materiais = matérias.

    em tempo: posso até estar desacreditado das mensagens psicográficas, psicofônicas, psicopictografadas etc, mas a ideia de Deus ou de algo que pensou e arquitetou em tudo é mais dificil cair.

  439. Larissa Diz:

    Se você assinar NetFlix, assista a série Cosmos.

  440. Gorducho Diz:

    No LE original os espíritos dos “animais” ainda têm essência metafísica distinta dos hominais. Daí que D-us não teria porque se importar se ele sofrem ou não, visto não serem seres à Sua imagem & semelhança.
    Até aí o Kardec segue de perto a visão medieval do Jean Reynaud acerca dos “animais”.
    A incoerência portanto só vem depois, principalmente a do Emmânuel supracitada.
     
    127 – L’âme de l’homme n’aurait-elle point été d’abord le principle de vie des derniers êtres vivants de la création pour arriver, par une loi progressive, jusqu’à l’homme en percourant les divers degrés de l’échelle organique?
    “Non! Non! Hommes nous sommes nés.
    Chaque chose progresse dans son espèce et dans son essence; l’homme n’a jamais été autre chose qu’un homme”
    .
     
    E p/não deixar qualque dúvida, o Kardec comenta:
    Quelle que soit la diversité des existences par lesquelles passe notre esprit ou notre âme, eles appartiennent toutes à l’humanité; ce serait une erreur de croire que, par une loi progressive, l’homme a passé par les différents degrés de l’échelle organique pour arriver à son état actuel. Ainsi son âme n’a point été d’abord le príncipe de vie des derniers êtres animés de la création pour arriver successivement au degré supérieru: a l’homme.

  441. Contra o chiquismo Diz:

    Gorducho Diz:
    OUTUBRO 8TH, 2015 ÀS 10:20 AM
    .
    Alô, alô, Analista CoC eu sou do tempo do canal 100 na matinée!
    .
    .
    Eu tinha um livro falando da criação até o fim do Canal 100. Nos cinemas tinha a voz do Cid narrando os melhores momentos das partidas. Quando era gol de um time carioca, todo mundo gritava goooooooooolllll que nem no estádio. O dono do canal 100 era o cara da aviação militar!

  442. Marciano Diz:

    GORDUCHO, esse Acauan (claro que é pseudônimo – nenhum racismo inplícito) é muito bom.
    Já o conheço, do RéV.
    Bem que ele poderia comentar aqui.
    .
    Esse negócio de “fluidificação” de fluidos e “vibração” sem vibrações, magnetismo sem ondas eletromagnéticas, mecânica quântica sem matemática (e sem física) é muito engraçado.
    É como eu digo. Os crentes, espíritas incluídos, precisam definir os termos que usam para suas definições. No fundo, tudo não passa de um amontoado de palavras sem sentido.
    .
    .
    .
    LARISSA e ORLANDO estão precisando sair de cima do muro.
    Eu, particularmente, « acho que possam existir lobisomens e vampiros simplesmente porque as coisas são o que são. E talvez apenas seja uma realidade e ponto. Da mesma forma que estamos aqui agora. »
    Meu problema com as crenças é que elas não tem nenhum fundamento da realidade, só na imaginação das pessoas.
    .
    .
    .
    Sobre estatísticas e possibilidades (probabilidades também), premonizo que existe uma chance de 50% de chuva em qualquer lugar do mundo, mesmo no Atacama, para amanhã, ao meio-dia, hora de Brasília. Se chover, acertei, se não chover, também.
    Também prevejo uma chance de 50% para a continuação do NL. Se der certo, vai fazer sucesso, se não der, não fará.
    Por outro lado, tenho um pressentimento de que não choverá no Atacama amanhã, ao meio-dia em ponto, hora de Brasília, de que não existem espíritos ou divindades e de que, se uma religião estivesse certa, todas as outras estariam erradas.
    .
    .
    .
    Espírita Sp Orlando Diz:
    OUTUBRO 8TH, 2015 ÀS 10:44 AM
    Seria uma injustiça muito grande da parte de Deus não haver motivos para uma pessoa ser cega de nascença.
    .
    R.: Seria uma injustiça se deus existisse (quem garante que existe?) e se a capacidade de julgar o que é justo ou injusto fosse nossa, e não dele.
    .
    Tem cachorrinho de madame que leva uma vida infinitamente melhor do que a de um mendigo, porque está em treinamento para uma futura vida humana como playboy.
    .
    .
    .
    VINICIUS: “Agora sobre a distribuição de riqueza vir da parte de Deus isso discordo”.
    .
    R.: Se eu tivesse sete bilhões e meio de reais, minha vida seria uma maravilha. Se eu desse um real a cada pessoa do mundo, minha vida voltaria a ser a porcaria que é, de trabalho insano para conseguir viver razoavelmente, e nada mudaria na vida de ninguém, pois um real dura aproximadamente um picossegundo. E cada vez menos, enquanto a petralha estiver no poder.
    .
    .
    .
    LARISSA diz:
    “Tudo é refutável. TUDO”.
    .
    R.: Esta sua afirmação é refutável. Ou não faz parte do TUDO. Fiquei em dúvida.
    Se for refutável, é porque não é verdadeira, se não faz parte do TUDO, não sei mais o que é o TUDO.
    .
    .
    .
    Larissa Diz:
    OUTUBRO 8TH, 2015 ÀS 11:11 AM
    Nós somos animais, Vinícius. Lembre-se disso.
    .
    R.: Não, somos hominais, esqueceu-se?
    .
    .
    .
    A DENGUE existia no começo do século XX, no RJ (não sei se em outras cidades). Depois foi erradicada e voltou nos anos 1980.
    É difícil entender os desígnios de deus.
    .
    .
    .
    GORDUCHO:
    “Melhor morrer da mordida dum urso ou de gripe que de AIDS, cancro ou dengue; não é AO?”
    .
    Eu sempre achei engraçado o fato de a maioria das pessoas ter mais medo de águas com dois mil metros de profundidade do que dez metros; mais medo de mil metros de altura do que de cem metros; mais medo de um tiro de fuzil do que de uma .40.
    Agora eu entendo. Justiça divina.
    .
    .
    .
    GORDUCHO:
    “Esse paradoxo decorre de vocês bolarem – na prática usam uma bolada por outros, claro; mas dá no mesmo…- um ser (D-us) e ficarem colocando “atributos” nele. Ou seja: vocês bolam uma divindade e querem fazer ela se comportar e ter os atributos que vocês querem que ela tenha”.
    .
    R.: Esta é a gênese de todas as divindades passadas, presentes e futuras.
    .
    .
    .
    Vinicius Diz:
    OUTUBRO 8TH, 2015 ÀS 11:44 AM
    somos animais também, esqueci de colocar a expressão Racionais.
    E quem ou que teria criado o DNA? quem teve essa ideia e qual a razão?
    .
    R.: Animais racionais acreditam em coisas irracionais?
    .
    Quem teria criado deus? Quem teve essa ideia e qual a razão? (refiro-me a um deus como concebido pelos crentes, uma criatura fantástica, criadora do céu e da Terra. Claro que quem criou divindades foi algum malandro do passado).
    .
    .
    .
    Larissa Diz:
    OUTUBRO 8TH, 2015 ÀS 11:44 AM
    Imagine uma ameba “em treinamento”. Para se tornar o quê?
    .
    R.: Eu já tinha imaginado uma Ascaris lumbricoide em treinamento. Para se tornar petista.
    .
    .
    .
    VINICIUS:
    De onde derivou o objeto de estudo e observação dos humanos?
    Para mim, por exemplo, foi de Deus (isso, esse que chamam de antropomórfico, o mesmo da questão 01 do Livro dos Espíritos com todos seus atributos!!!) .
    .
    R.: De onde derivou deus? Quem o criou?
    Se ele não precisou de ser criado, por que a gravidade precisou de um criador?
    .
    .
    .
    Vinicius Diz:
    OUTUBRO 8TH, 2015 ÀS 12:18 PM
    correção=materiais = matérias.
    em tempo: posso até estar desacreditado das mensagens psicográficas, psicofônicas, psicopictografadas etc, mas a ideia de Deus ou de algo que pensou e arquitetou em tudo é mais dificil cair.

    .
    R.: Vejam o que é a natureza humana… O VITOR pensa justamente o contrário. A ideia de deus dele caiu, mas a de espíritos, reencarnação, paranormalidade, persiste.

  443. Vinicius Diz:

    cosmos- mais uma criada pela observação humana e não ação humana.
    Eu acho que Deus não se importa com sofrimento de ninguém,nem fica sabendo ou querendo saber o que ou quem eu comi ontem, apenas que Ele “pensou,projetou e criou”.

  444. Braulio Diz:

    Estava estudando (antropologicamente) o Espiritismo, e me deparei com uma questão:
    .
    Vocês já perceberam o quanto o “chiquismo” é diferente do Kardecismo?
    .
    Será que quando CX começou a espalhar suas ideias (principalmente AL) não houve resistência por parte de alguns espíritas ortodoxos?
    .
    Pois os escritos de AL claramente seguem a linha Anglo-Saxã de Andrew Jackson Davis, Stainton Moses e etc (falando de Mundos Espirituais, Esferas, Colônias), já Kardec é uma mistura das teorias do Jean Reynaud, Charles Fourier, dentre outros Socialistas Românticos, inclusive com o Dogma da Reencarnação.
    .
    Na teoria são conceitualmente incompatíveis, e principalmente pela questão da Reencarnação Romântica…
    .
    O que acham?
    .
    Abraços

  445. Gorducho Diz:

    Sim, é claro que percebemos.
     
    Sim, é claro que houve reações.
    Sobre o choque gerado por NL e a construção por parte da FEB dum discurso legitimizador, inclusive usando a cosmologia anglo-americana para tanto, perfeito é o excelente artigo
    DE LIVROS E LEITORES: PRODUÇÃO E APROPRIAÇÃO DA LITERATURA ESPÍRITA BRASILEIRA ENTRE OS ANOS DE 1944 E 1968 por Ana Lorym Soares
     
    Eu não sei se CX escreveu NL por ordem do Wantuil de Freitas (que é quem controlava ele); ou se foram pegos na FEB de surpresa e correram atrás p/justificar – como verá no artigo.

  446. Vinicius Diz:

    Como disse a vocês tenho lido outros fóruns passados e este do perfume Veado D´Ouro é de “lascar” (como diz um colega mineiro aqui do trabalho). Não achava que CX fosse tão fraudador viu. No curso de Médiuns mencionaram esses perfumes que sentiam com o Chico!!!

    Olha só Orlando, o que era esses perfumes que os espiritas sentiam nas reuniões do espirito Scheila!!!

    http://obraspsicografadas.org/2010/waldo-vieira-responde-a-dvidas-sobre-fraudes-de-chico-xavier-e-otlia-diogo/

    Waldo Vieira: “ Aí fui olhar o que é que era, como é que era o troço, tinha um monte de frascos, tinha alguns que tavam cheios, tinha muitos que estavam vazios. Aí comecei a analisar o negócio. ‘Eu não to entendendo o que o Chico faz com isso, como é que eu nunca vi essas coisas’. Aí examinei tudo, tipo detetive, caladinho, em casa, vendo o que é que é que se passava, e chamei ele lá, depois que eu verifiquei tudo. Ele arranjava os frascos – presta atenção – e hoje aí na internet, tem lá um cara que viu isso também, escreveu lá, naqueles casos lá que me deram aí sobre os blogs, o povo, tem um cara lá que tá falando a mesma coisa que eu vi. O problema é o seguinte. O que é eu averigüei na ocasião? Que ele usava os perfumes que eram comprados na Veado D’Ouro, em São Paulo. O perfume era de rosa. Rosa era o perfume dessa ex-enfermeira da guerra, que era a Scheila, a irmã Scheila, como eles chamavam. Agora, o que é que se passa? Existe um pequeno objeto que coloca perfume dentro, você aperta assim aquilo exala na hora. Tudo indica que era o que ele usava lá na história. Agora o que era o vidro que ele usava, é que ele depois pegava aqueles frascos e jogava nos barrancados da mata do carrinho que tinha lá até hoje. E que esse homem falou é que ele é que era um dos taxistas que levava o Chico para jogar fora. E ele foi lá e foi examinar lá e viu que era tudo Veado de Ouro, os frascos, os perfumes tudo de rosa, ficou impregnado, cheirava tudo o negócio. Agora o que é que é que se passa? A hora que eu vi aquilo tudo, eu então chego para o Chico: ‘Olha, eu quero combinar uma coisa com você.’
    Eu já tinha um trato com ele, eu ia trabalhar, IA AJUDAR TUDO, para EXPANDIR AS COISAS DELE TODA, mas ele já sabia que eu era contra tudo quanto era mistificação e farsa. Eu não tinha temperamento, eu tinha verdadeira idiossincrasia a esse processo. Eu já sabia porque eu só estudava fenômeno desde pequeno. Esse negócio das 99 VERDADES E UMA MENTIRA, eu já falava isso todo dia. Ele sabia. Aí o Chico na minha frente começou a chorar. Eu disse: ‘Olha, Chico, eu não quero fazer você chorar. A única coisa que eu te peço é o seguinte, a minha intenção não é essa, eu nunca mais vou fazer advertência nenhuma nem combinar com você qualquer coisa aqui, mas tem uma coisa: eu nunca vou participar dessas sessões. Você pode fazer o que você quiser, nessas eu não entro. Ai ele disse assim: ‘mas meu filho, eu não posso desencorajar essas pessoas, todas elas confiam, isso aí ajuda tanta gente com essa situação toda’. Eu falei assim: ‘Chico, você é autêntico nessas suas psicografias, nas coisas que nós recebemos, o negócio todo, não precisa disso. As suas ciências são muito avançadas, esses ESPÍRITOS DESENCARNADOS SÃO BONS, são bem-intencionados. A gente não precisa ficar fazendo fajutagem, sujeira nessa história. Pra quê uma farsa nesse negócio? Aí falou assim: ‘NÃO, MAS ESSE POVO, EU NÃO CONSIGO VIVER SEM ESSE PROCESSO.’ Aí eu falei, assim: ‘Então, ó, você segue, nessa eu não estou. Agora isso, quando aconteceu, eu já estava instalado em Uberaba, ele ainda fez muitas sessões da Scheila enquanto eu ainda estava lá. Vocês nunca viram fotografia minha com qualquer sessão dessa com ele da Scheila”

  447. Vladimir Diz:

    Interessante destacar (para aqueles que afirmam que o Waldo falou que o Chico fraudava as cartas…) ‘Chico, você é autêntico nessas suas psicografias, nas coisas que nós recebemos, o negócio todo, não precisa disso.

  448. Vladimir Diz:

    Destaque para o vídeo:
    .
    ESPIRITISMO – WALDO VIEIRA JAMAIS ACUSOU CHICO XAVIER DE FRAUDAR PSICOGRAFIAS
    https://www.youtube.com/watch?v=nNtHEvqcFaQ

  449. Vinicius Diz:

    Mera opinião minha depois do que li e assisti: se Waldo falasse que as psicografias de CX eram falsas, estaria depondo contra ele mesmo e todas obras que produziu junto com CX.

    Creio que CX queria vender livros para tocar suas obras sociais e a de outros Centros. As pessoas que ficavam nas filas da sopa não podiam comprar seus livros, muitas delas sequer entendiam tais livros.

  450. Gorducho Diz:

    Mas especificamente em relação às cartinhas, ele (WV) delineia o método de produção e dá a entender que CX estaria tentado a recebê-las, só não o fazendo sob ameaça explicita.
     
    https://www.youtube.com/watch?v=AXKpZ2uNe-g

  451. Braulio Diz:

    Me parece que as alegações de plágios de algumas “Obras Psicografadas” dele são as acusações mais fortes, bem como o caso da participação na fraude da Cruzeiro.
    .
    Em relação ao caso da Irmã Scheila, temos a declaração do Waldo que não comprova nada (ainda mais com CX já falecido) mas de todo modo deve ser levada em consideração.
    .
    Sobre as Cartas, me parece que nunca foi encontrada nenhuma fraude, mas posso estar enganado.
    .
    De qualquer forma eu não gosto de ficar Difamando,ou Caluniando um defunto.
    .
    Ainda mais se tratando de suposto fenômeno paranormal (conforme alegado pelos defensores da Religião), é difícil acusar de fato.
    .
    Seria interessante consultar um Advogado especialista em plágio e Direito Autorais para entender nesse caso específico até onde pode-se atribuir esse Crime ao CX.
    .
    Eu não faço a menor ideia, já que não sou especialista no assunto.
    .
    Em todos esses anos de suposta “fraude” do CX, houve algum flagrante inequívoco de atividade criminosa, enquanto o mesmo estava vivo?
    .
    Como no caso de outros médiuns famosos como Eusápia Palladino, D’Esperance, e etc?
    .
    Abraços

  452. Braulio Diz:

    Corrige aí em cima: plágio…

  453. Espírita Sp Orlando Diz:

    Dr.Vlad assisti o video e o Waldo não acusa Chico das cartas não. Esse povo confundi demais.
    Dr.Vlad o que achou da serie psicologica Joanna de Angelis caso tenha lido?
    Abraço fraternal

  454. Marciano Diz:

    VITOR, obrigado por fechado o bold mesmo sem eu ter pedido. Eu ia pedir, mas estava atrasado.
    Vlw!
    .
    .
    .
    Vale a penas ressuscitar um comentário recente, sobre kardecismo x chiquismo:
    .
    Marciano Diz:
    NOVEMBRO 27TH, 2014 ÀS 12:12 PM
    Toffo, que bom te ver aqui.
    Concordo com suas ponderações.
    Se tiver um tempo, dê uma lida na tese e comente algo.
    Com seu profundo conhecimento de espiritismo, na teoria e na prática, poderá sintetizar com clareza a enorme diferença entre o desencarnado espiritismo kardecista francês e essa pantomima que sobrou aqui na pátria do evangelho.
    Rivail falava de “bivacs” (bivaque, acampamento militar para passar a noite, durante uma longa marcha) e erraticidade.
    Os chiquistas/divaldistas falam em colônias espirituais onde há motoqueiros, roqueiros, patricinhas, roupas de moda, em suma, tudo igualzinho ao nosso planeta rochoso, só que piorado, extremamente piegas, parecido com aulas de educação cívica.
    .
    Eu acho que o resto do pessoal está menosprezando esta excelente oportunidade de falar sobre o tema, perdendo tempo com Crookes e outros, no outro tópico, assunto extremamente surrado e já insuportável, com filosofia de botequim sobre a existência de divindades e cientistas do período proterozoico.

    .
    .
    Eu já transcrevi o texto aqui, vou deixar o link:
    .
    http://espiritismodeverdade.blogspot.com.br/2013/01/chiquismo-doenca-infantil-do-espiritismo.html

  455. Gorducho Diz:

    Na verdade a coisa degringolou a partir do Dr. Bezerra – Jesus Cristo um fantasma, a Maria virgem…
    Por isso me parece mais adequado chamar Bezerrochiquismo.
    O Kardec em 1857 se pode dizer que estava na vanguarda do pensamento – incluindo a homeopatia…- com o socialismo religioso pré-marxista e a reencarnação romântica se encarregando de corrigir as injustiças sociais.
    Já o Bezerrochiquismo… o ideal deles é uma teocracia medieval que em nada ficaria atrás à dos Ayatollahs.

  456. Borges Diz:

    Vladimir Diz:
    OUTUBRO 8TH, 2015 ÀS 4:48 PM
    Destaque para o vídeo:
    .
    ESPIRITISMO – WALDO VIEIRA JAMAIS ACUSOU CHICO XAVIER DE FRAUDAR PSICOGRAFIAS
    https://www.youtube.com/watch?v=nNtHEvqcFaQ

    Para mim, a partir dos 11,44 minutos, a acusação fica bem clara; há uma ressalva somente em relação ao tempo em que ele estava junto com XC. Seria conveniente que outros colegas assistissem ao vídeo para constatar se há um entendimento diferente.
    Obrigado

  457. Contra o chiquismo Diz:

    Vladimir Diz:
    OUTUBRO 8TH, 2015 ÀS 4:47 PM
    Interessante destacar (para aqueles que afirmam que o Waldo falou que o Chico fraudava as cartas…) ‘Chico, você é autêntico nessas suas psicografias, nas coisas que nós recebemos, o negócio todo, não precisa disso.
    Vladimir Diz:
    OUTUBRO 8TH, 2015 ÀS 4:48 PM
    Destaque para o vídeo:
    .
    ESPIRITISMO – WALDO VIEIRA JAMAIS ACUSOU CHICO XAVIER DE FRAUDAR PSICOGRAFIAS
    https://www.youtube.com/watch?v=nNtHEvqcFaQ
    .
    .
    Nossaaaaaaa!!!! É verdade o que me diziam quando eu era criança – - ” Não fala no diabo não que ele aparece “.
    .
    .
    Foi só falar que o dr estava sendo chicoteado pelo lísias no umbral que ele deu uma fugida pra dar o ar da graça aqui.
    .
    .
    Por que renegou pra nós por tanto tempo o CHIQUISMO arraigado em ti e ficou nos trollando dr?
    .
    .
    Volta pras 3.456.678.99 chibatadas que falta o lísias te dar!!

  458. Contra o chiquismo Diz:

    Ó o lísias te esperando dr vlad:
    .
    .
    http://3.bp.blogspot.com/-vA3m-OP1eiA/TVumMw_6WRI/AAAAAAAAJA0/vq7btVOtdgc/s1600/JUCA%2BDIABO%2B-%2BDIABO%2B-002.JPG

  459. Gorducho Diz:

    Esse trecho foi o que eu referi acima ABo, sem os cortes que atrapalham – e esta é a finalidade, claro…- a interpretação do espectador.

  460. Marciano Diz:

    Vou adotar a nomenclatura bezerrochiquismo.
    Por outro lado, ao que me parece, bezerra e seu jesus fantasma, etc., são criação de Jean Baptiste.
    Será que é puro roustainguismo mesmo?

  461. Marciano Diz:

    Será que cx não fraudava psicografias? Os plágios aqui mostrados são apenas coincidências?
    E as materializações?
    As fotos falam por si:
    http://www.saindodamatrix.com.br/archives/mat-josefa-peixotinho.jpg
    .
    http://www.saindodamatrix.com.br/archives/mat-josefa3.jpg
    São autênticas! :mrgreen:

  462. Marciano Diz:

    O chato aqui é ter de ficar voltando a assuntos já esgotados.
    http://obraspsicografadas.org/2011/materializaes-de-uberaba-otlia-a-mulher-barbada-fotos-inditas/
    .
    http://obraspsicografadas.org/2012/srie-nosso-lar-de-chico-xavier-cpia-de-a-vida-alm-do-vu-do-rev-george-vale-owen/
    .
    http://obraspsicografadas.org/2011/novas-evidncias-sobre-as-correlaes-entre-a-vida-alm-do-vu-de-owen-e-nosso-lar-de-chico-xavier/

  463. Marciano Diz:

    Pena que o Biasetto tenha assumido seu comunismo.
    Se não falar de política, ele é um cara que faz falta.

  464. Espírita Sp Orlando Diz:

    Nossa isso que Chico estava abraçando era um fantasma? Minha esposa iria morrer…
    Minha mãe falou que isso aconteceu faz tempo e que é melhor ficar com os livros e esquecer fenômenos pois não precisamos mais deles.

    Percebi que Dr.Vlad não me responde nada
    O lisias nao deixa ele falar conosco?

  465. Espírita Sp Orlando Diz:

    Acabou o jogo. O Brasil não é mais o coração do mundo patria do futebol.

  466. Vladimir Diz:

    Desculpe-me Orlando.
    Somente acessei agora o blog.
    .
    Não cheguei a ler (ou li muito superficialmente) Divaldo Franco.
    Confesso que prefiro mais os “clássicos” (Delanne, Denis, e o próprio Kardec).
    .
    Se tiver mais alguma coisa que deixei passar peço-lhe encarecidamente que pergunte que terei o prazer em lhe responder.
    .
    Saudações Fraternais
    .
    PS: Contra, quando não estou cá na crosta fico na Colônia Alvorada Nova, visto ela ficar “em cima” da cidade onde passo os finais de semana…

  467. Vladimir Diz:

    Engraçado, que analisando esse “plágio” do Chico sobre o Owen, não consigo encontrar nenhum plágio.
    .
    http://obraspsicografadas.org/2012/srie-nosso-lar-de-chico-xavier-cpia-de-a-vida-alm-do-vu-do-rev-george-vale-owen/
    .
    Talvez seja aquela “ladainha” do plágio de ideias, que atribuem ao Kardec sobre o Reynaud…Deve ser isso…
    .
    Curioso…

  468. Marciano Diz:

    Espírita Sp Orlando Diz:
    OUTUBRO 8TH, 2015 ÀS 10:31 PM
    Acabou o jogo. O Brasil não é mais o coração do mundo patria do futebol.
    .
    Depois de perder de 7 x 1 para Deutschland über Alles você ainda acreditava na pátria de chuteiras (Nelson Rodrigues – em mensagem psicografada)?

  469. Marciano Diz:

    Será que o Brasil vai ficar fora da Copa?
    Quem é o paranormal de plantão que vai arriscar um palpite?

  470. Marciano Diz:

    Será que alguém aí sabe o montante do dinheiro desviado com o fiasco dos 7 x 1 pra Alemanha e 3 x 0 para a Holanda?
    Refiro-me, claro, ao fato de um país de Scheiße como este sediar a copa.
    Não quero falar em Petrolão, BNDES, e outras coisinhas sem importância.
    .
    Algum paranormal pode me dizer quando vamos nos livrar dos comunistas caviar, se é que isso vai acontecer?
    Aonde vai parar o dólar?

  471. Braulio Diz:

    Mano Vitor,
    .
    Observei que você defende a tese de comunicação mediúnica (me corrija se eu estiver errado) no caso da Piper, Osborne e etc .
    .
    No caso de Kardec você acredita que ele teve contato com fenômeno mediúnicos autênticos, foi enganado pelos médiuns da época, ou simplesmente seguiu o Fourier, Reynaud, Ballanche, e inventou essa história de contato com espíritos para endossar suas publicações?
    .
    Seria interessante ter mais informações para tentar entender a personalidade de Kardec, e verificar se de fato era um mal caráter em busca de marketing, ou pesquisador honesto mas ingênuo.
    .
    Abraços

  472. Braulio Diz:

    Mano Gorducho,
    .
    Gostei do artigo.
    Acho que a coisa no Brasil já começou torta com o Dr.Bezerra mesmo.
    .
    Não conheço nada do Roustainguismo, por isso não sei afirmar qual a influência dessa corrente.
    .
    Mas o Espiritismo à Brasileira nada tem que ver com o Francês de Kardec. Isso é fato!
    .
    Abraços

  473. Gorducho Diz:

    Sobre o Kardec, ABr, se se interessar pelo tema, o lhe sugiro que inicie pelo capítulo O Espiritismo do Coisas do outro mundo do Eugène Nus.
    Depois o capítulo 1 (Reencarnação romântica e reforma social) do Espiritualidade secular da Lynn L. Sharp.

  474. Contra o chiquismo Diz:

    Vladimir Diz:
    OUTUBRO 8TH, 2015 ÀS 11:07 PM
    Engraçado, que analisando esse “plágio” do Chico sobre o Owen, não consigo encontrar nenhum plágio.
    .
    http://obraspsicografadas.org/2012/srie-nosso-lar-de-chico-xavier-cpia-de-a-vida-alm-do-vu-do-rev-george-vale-owen/
    .
    Talvez seja aquela “ladainha” do plágio de ideias, que atribuem ao Kardec sobre o Reynaud…Deve ser isso…
    .
    Curioso…
    .
    .
    CLARO, COMO UM CHIQUISTA JURAMENTADO PODE VER DEFEITOS EM CX?
    .
    .
    “PS: Contra, quando não estou cá na crosta fico na Colônia Alvorada Nova, visto ela ficar “em cima” da cidade onde passo os finais de semana…”
    .
    .
    imagino que lá não tenha fiscalização ambiental por que todos que lá habitam são evoluidíssimos… jamais emporcalhariam o ambiente por lá…o lísias me informa que faltam ainda 3.445.677,12 chibatadas.

  475. Contra o chiquismo Diz:

    Aliás, vc vai lá pra emporcalhar a colônia né dr vlad? Vc já está na lama umbralina mesmo. Limpe os pés ao entrar lá, e vou mandar o ANICETO te botar uma TORNOZELEIRA FLUÍDICA pra vc não fugir mais da chibata do lísias. Passou dos domínios do UMBRAL a tornozeleira te dará um choque de 3.444.478.2333.66666.7857 volts.

  476. Antonio G. - POA Diz:

    Cientistas da NASA descobriram que o céu de Plutão é azul e que lá há água congelada. Como Hitler era abstêmio, de pouco lhe serviria tanto gelo…
    .
    E isso me fez lembrar da sensacional revelação de Chico Xavier:
    .
    O texto a seguir, é da autoria de Geraldo Lemos Neto, baseado em suas conversas com o espírita Chico Xavier:
    (…) Perguntei ao Chico sobre Hitler. Onde estaria o espírito de Hitler? Chico então me contou uma história muito interessante. Segundo ele, imediatamente após a sua desencarnação, o espírito de Hitler recebeu das Altas Esferas uma sentença de ficar 1.000 anos terrestres em regime de solitária numa prisão espiritual situada no planeta Plutão. Chico explicou-me que esta providência foi necessária não somente pelo aspecto da pena que se lhe imputara aos erros clamorosos, mas também em função da Misericórdia Celeste em protegê-los da horda de milhões de almas vingativas que não o haviam perdoado os deslizes lamentáveis. Durante este período de 10 séculos em absoluta solidão ele seria chamado a meditar mais profundamente sobre os enganos cometidos e então teria nova chance de recomeçar na estrada evolutiva.
    Quando o espírito de Gandhi desencarnou, e ascendeu aos Planos Mais Altos da Terra pela iluminação natural de sua bondade característica, ao saber do triste destino do algoz da humanidade na II Grande Guerra Mundial, solicitou uma audiência com Jesus Cristo, o Governador Espiritual da Terra, e pediu ao Cristo a possibilidade de guiar o espírito de Hitler para o Bem, o Amor e a Verdade. Sensibilizado pelo sacrifício de Gandhi, Nosso Senhor autorizou-o na difícil tarefa e desde então temos Gandhi como dos poucos que se aproximam do espírito de Hitler com compaixão e amor…

    Impressionado perguntei ao Chico : Então Chico, o Planeta Plutão é um planeta penitenciária?

    E ele me respondeu : É sim, Geraldinho. Em nosso Sistema Solar, temos penitenciárias espirituais em Plutão, em Mercúrio e na nossa Lua terrena. Eu soube por exemplo que o espírito de Lampião está preso na Lua. É por isso que alguns astronautas que lá pisaram, sentindo talvez um frio na alma, voltaram à Terra meio desorientados e tristes. Soube de um até que se tornou religioso depois de estar por lá !

    Como vemos o nosso Chico era capaz de desvendar muitos mistérios em torno da organização da vida mais além ! E com que simplicidade e naturalidade ele nos falava dessas coisas …”
    .
    publicado no Jornal Luzilândia, Teresina-Piauí, em 15/09/2013

  477. Antonio G. - POA Diz:

    Para mim, a melhor parte da lorota é a que fala do espírito de Lampião recluso na Lua e o “frio na alma” que os astronautas sentiram quando lá pisaram. É de chorar de rir!!!!

  478. Gorducho Diz:

    Mas o pior é que fecha: essa água vermelha… pior que a do umbral.
    Por isso mandaram o Hitler pra lá.
     
    CX sumiu… desconfio que tenha se voluntariado pra regenerar ele.
    Dentro em breve quem sabe não teremos mensagens (em português, claro) do Hitler arrependido e convertido p/o espiritismo… :?:
     
    Mas pelo menos tem água que seja ferruginosa e salobra; e o pobre do Lampião :(

  479. Contra o chiquismo Diz:

    Eu soube que alguns do cangaceiros de lampião encarnam na umbanda como ‘malandros’.
    .
    .
    Será que o dr bezerra tb se passa por carcará ou baiano 13 estrelas?
    .
    .
    Mais detalhes na wikipédia, na verdade os cangaceiros são da linha dos ‘baianos’ em que lampião e maria bonita tb encarnam. Vejam:

    .
    .
    https://pt.wikipedia.org/wiki/Baianos_na_Umbanda

  480. Espírita Sp Orlando Diz:

    Dr Vlad tem razão não há plagios. Como Chico escrevendo rápido daquele jeito pode copiar algo? E reescrever então?
    E como ia memorizar ou saber dos apelidos lá da tribuna?

  481. Larissa Diz:

    Como Chico escrevendo rápido daquele jeito pode copiar algo? E reescrever então?
    .
    Alguém foi testemunha da velocidade da psicografia de NL ou isso é só mais uma suposição de vocês?

  482. Contra o chiquismo Diz:

    Engraçado, tem a ‘incorporação’ de malandros, baianos (cangaceiros), afros descendentes idosos (ex escravos), marinheiros, indígenas, , todos bebem , fumam, rodam, dão risadas pecualiares… enfim.
    .
    .
    Por que nunca incorporam médicos em vez de malandros, empresários em vez de indígenas, engenheiros em vez de afro descendestes idosos, todos de terno, com música erudita ou mpb clássica, sem beber e fumar ao invés disso, comendo granolas, uma cuia de arroz integral, uma taça de suco orgânico?

  483. Espírita Sp Orlando Diz:

    Testemunha do NL Não. Para cartas entes queridos sim.

  484. Espírita Sp Orlando Diz:

    Complementando: eu me baseio na honestidade do Chico e de nao querer bens materiais para si mesmo.
    Quando vou comprar pão na padaria eu nao testemunho o padeiro fazendo o pão então tenho de confiar no padeiro ou na padaria e seus clientes.
    Padeiro-chico
    Padaria-FEB
    Clientes-espiritas conscientes do estudo árduo
    Nao sei nos pães tem farinha vencida ou estragada questão de confiança.

  485. Espírita Sp Orlando Diz:

    CONTRA é impossível ir em todos os Centros. Se você conseguiu ir em todos centro e só viu isso que você falou melhora seus contatos e endereços.
    Eu mesmo incorporei e ja vi outros incorporarem médicos e engenheiros , contadores, historiadores etc.
    Claro que em reunião dessa o bom e que o doutrinador tenha pelo menos noções da materia senão não vai entender muita coisa.
    Mas eles indicam caminhos mas nada pronto.o trabalho é nosso.

  486. Gorducho Diz:

    É… fantasiar e Crer é um direito, sem dúvida.
     
    Já incorporou um historiador?
    Que lhe disse?
    O Emmânuel foi mesmo o pai adotivo da Semiramis?

  487. Contra o chiquismo Diz:

    Engraçado, ninguém incorpora tb o tratador de elefantes da Índia, o ou tratador dos hipopótamos do zôo da Sibéria…

  488. Gorducho Diz:

    :lol: :lol: :lol: :lol:
    Viram, Analistas CoC & Orlando?
    Até na umbanda tem divisão Rio x SP!

  489. Contra o chiquismo Diz:

    Já incorporou tb algum gráfico da FEB ou revisor desta? Eles lhe disseram que cx não plagiava e nem fantasiava?

  490. Contra o chiquismo Diz:

    Gorducho, aqui incorporam malandros da Lapa, lá deve ser os ‘maloqueiro curintiano da fiel’.

  491. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    2. Gorducho Diz:
    OUTUBRO 8TH, 2015 ÀS 8:39 AM
    Não entendi a que caso se refere supra, Analista Montalvão

    Lembra aquele espírito que combateu sob o Profeta que a turma do Professor estava a doutrinar?
    Ele falava português…
    /.
    PONDERAÇÃO: qual caso a que me referi que não entendeu? O caso do combatente pró-profeta não recordo… mas, certamente é folclórico como todos os da espécie…

  492. MONTALVÃO Diz:

    //
    “Acho que possa existir vida após a morte e reencarnação simplesmente porque as coisas são o que são.”
    /.
    PONDERAÇÃO: vida após a morte é aceitável que se aceite, embora só iremos saber se existe quando e se lá chegarmos. Aliás, eu e meu amigo de Marte temos aposta a respeito: ele diz que lá não há nada, eu digo que alguma coisa haverá: quando nos formos confrontaremos a paisagem e decidiremos se consideraremos, ante o que virmos, alguma coisa achada ou coisa nenhuma. Tá valendo uma grapette e um pão com lingüiça.
    .
    Já a reencarnação é outra dose de birita. Reencarnar significa uma identidade se tornar outra e voltar a viver na matéria tudo de novo. Isso, para quem encara a hipótese na superficialidade, não significa qualquer dificuldade aceitatícia, mas se aprofundarmos a reflexão muitos nós surgirão, alguns, provavelmente, indesatáveis…

  493. Antonio G. - POA Diz:

    Espírita Sp Orlando disse:
    “Complementando: eu me baseio na honestidade do Chico e de nao querer bens materiais para si mesmo.”
    .
    Comentário: De fato, CX não era mesmo ligado em bens materiais. Seu móvel era outro: A vaidade exacerbada e sua imensa necessidade de ser reconhecido, admirado, respeitado. Particularmente, não descarto um forte componente psicopatológico atuante em sua conturbada mente. Disto já tratamos longamente aqui neste blog.
    .
    Mas, quanto à “honestidade”, do cara, como cotejá-la, por exemplo, com as famosas fotos de mãos dadas com a materialização da Irmã Josefa, só para ficar com um dos mais ridículos e escandalosos exemplos de sua improbidade? Decididamente, honesto é que ele não era.

  494. Espírita Sp Orlando Diz:

    Sobre a irmã josefa foi talvez um deslize do Chico. Uma brincadeira. Ainda era jovem na doutrina.
    Quem nunca brincou na vida?
    O waldo vem agora falar dele porque é considerado um traidor da doutrina e cuspiu no prato.
    E se a irmã josefa enganou Chico?

  495. Espírita Sp Orlando Diz:

    Vaidade só porque usava uma peruca???
    Imagina o que diriam se ele fizesse plasticas.
    Emmanuel o livrou da morte certa. Quem colocou chico nos trilhos foi Emmanuel e Bezerra.

  496. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “Seria uma injustiça muito grande da parte de Deus não haver motivos para uma pessoa ser cega de nascença. A pessoa vai ficar a vida inteira sem nada enxergar e o pior, se for uma vida só, nunca conhecerá o mundo.
    /.
    PONDERAÇÃO: a “lógica” espiritista é tremenda salada de batata podre com ovo putrefato. Como avaliar a “justiça” de Deus sem conhecermos os mecanismos que a regem? Quem olha a natureza, de imediato, vê que a ideia de justiça, no conceito ocidental mais comum, é inaplicável. Se nada na natureza harmoniza com a utopia de justiça, por que a conjetura se aplicaria ao ente humano? Reclama-se que nascem cegos de nascença e isso seria injustiça caso não houvesse reencarnação reparativa. Mas, em qual manual cósmico consta que essa suposta injustiça se corrigirá noutras existências? Nos que li não disso havia…
    .
    A vida, em toda sua dimensão, produz rebentos excelentes ao lado de prejudicados. A natureza se encarrega de preservar os melhores espécimes e descartar os defeituosos. Em passado um tanto distante (mas nem tanto, visto que certas culturas fazem ainda hoje) os que vêm ao mundo com defeitos são deixados à morte. É claro que o homem não precisa adotar tal medida, visto que desenvolveu métodos de conceder aos menos favorecidos condições satisfatórias de existência. Então, foi a tecnocultura que garantiu sobrevivência aos desafortunados física e mentalmente, muito distante, portanto, de considerações místicas…
    /
    /
    “Tudo evolui inclusive os mecanismos de “punição ” nós tempos das cavernas não havia câncer Aids e dengue.”
    /.
    PONDERAÇÃO: talvez não houvesse… mas outros “mecanismos de punição” certamente estavam ativos, alguns muito mais dramáticos que os citados…
    /
    /

    “Hoje sim? Porque? Atualização para os efeitos das causas.
    Os animais sofrem estão em treinamento como disse Emmanuel.(acho que é no Consolador)”

    /.
    PONDERAÇÃO: cultura “emmanuelina”… onde levará quem nela se fia? Ensinamento de um ser que nunca existiu… a não ser na mente dissociada de um certo perturbado que se dizia médium…

  497. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “Neste ponto concordo com o Orlando, o de sofrer algo sem causa (seja ela atual ou anterior) acho injusto. Deve ser muito complicado ser privado de algum membro corporal durante a vida inteira.”
    /.
    PONDERAÇÃO: se formos avaliar com atenção, todos sofremos, em graus variados, de alguma privação. Qual será o modelo de ente perfeito, para que, a partir dele, mensuremos o que falta nos demais? Há cegos que parecem viver muito bem, melhor que muitos que enxergam; há ricos que passam a existência angustiados e dão a impressão de nunca acharem sossego em vida; há mentes privilegiadas que descambam para o crime e nada de proveitoso produzem, nem para si nem para a sociedade. Certamente ninguém aprecia viver carente de algumas de suas capacidades, principalmente se forem de uso constante. Por outro lado, perder habilidades ou membros pode dar ao vitimado um novo panorama existencial, muito mais promissor que antes. Alguns de nós, certamente, conhecemos pessoas assim, sei de um que perdeu uma perna, quando caminhão o colheu de moto na madrugada, mas ganhou sobrevida a perder de vista, coisa que não teria se houvera conservado os dois membros inferiores…

  498. Contra o chiquismo Diz:

    Eu achava que não era o sCUr, mas depois dessa defesa ao cx… parece as pragas que ele rogava em nós.

  499. Contra o chiquismo Diz:

    Espírita Sp Orlando Diz:
    OUTUBRO 9TH, 2015 ÀS 3:27 PM
    Sobre a irmã josefa foi talvez um deslize do Chico. Uma brincadeira. Ainda era jovem na doutrina.
    ????????????
    ????????????
    ????????????
    Pelo menos uns 30 anos de mentiras escritas ele já tinha ali naquele episódio. Não passou de um ano de mentiras materializadas.

  500. Contra o chiquismo Diz:

    Espírita Sp Orlando Diz:
    OUTUBRO 9TH, 2015 ÀS 3:29 PM

    Emmanuel o livrou da morte certa. Quem colocou chico nos trilhos foi Emmanuel e Bezerra.
    .
    .
    To dizendo, parece que está a nos galhofar. Ou é mesmo aquele leopardo afundado na bacia.

  501. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “Imagine uma ameba “em treinamento”. Para se tornar o quê?”
    ./
    PONDERAÇÃO: depende do que treinasse, fosse MMA, poderia vir a ser uma amebendersonSilva; fosse física, uma amedeinstein; fosse teatro, amebedeskespeare; fosse qualquer coisa, amebestalvão…

  502. Espírita Sp Orlando Diz:

    É necessário estudar a fundo e continuamente a codificação espírita, todas as suas obras e assim, gradativamente procurar extrair o que cabe a cada um, dentro do seu limite de entendimento para o seu fortalecimento, para a sua prática diária, a fim de tornar mais consistente o seu processo evolutivo e melhorar consideravelmente o seu relacionamento com o próximo, garantindo uma melhor condição moral. Tudo o que conquistamos como Espíritos imortais é que levaremos conosco para o estado de erraticidade.

  503. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    LARISSA diz:
    “Tudo é refutável. TUDO”.
    .
    R.: Esta sua afirmação é refutável. Ou não faz parte do TUDO. Fiquei em dúvida.
    Se for refutável, é porque não é verdadeira, se não faz parte do TUDO, não sei mais o que é o TUDO.
    ./
    PONDERAÇÃO: tudo é refutável exceto o que não for…

  504. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “Se tiver mais alguma coisa que deixei passar peço-lhe encarecidamente que pergunte que terei o prazer em lhe responder.”
    /.
    Té parece… so se for deferência especial ao Samporlando e a ninguém mais…

  505. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “Será que o Brasil vai ficar fora da Copa?”
    /.
    Bom seria que o futebol ficasse fora da cabeça dos brasileiros (notadamente na de alguns muitos): o país seria muito melhor…

  506. MONTALVÃO Diz:

    /
    “Sobre a irmã josefa foi talvez um deslize do Chico. Uma brincadeira. Ainda era jovem na doutrina.”
    /
    .
    PONDERAÇÃO: nota-se que conhece muito pouco do caso. Chico já era cobra criada quando a aventura se deu, isso pra começar…

  507. Braulio Diz:

    Mano Gorducho,
    .
    Obrigado pelas indicações vou dar uma olhada.
    .
    Mano Montalvão,
    .
    Em relação a Reencarnação Kardecista, me parece que o atual conceito “científico” de Reencarnação não coaduna muito bem com essa coisa de “Justiça Divina”.
    .
    Pelo que andei lendo do Stevenson, e das EQMs me parece que a ideia de Reencarnação Anglo-Americana atual é no sentido de ter uma missão a cumprir afim de adquirir um aprendizado, e não no sentido de punição, do tipo “cortei o dedo de uma pessoa, na próxima vida nascerei sem um dedo”.
    .
    Aliás essa ideia de Reencarnação como “Justiça Divina” parece que começou com o Fourier e o Leroux, pois foi o modo que ele encontraram para “justificar” as desigualdades sociais no mundo.
    .
    Infelizmente ainda não tinham lido Karl Marx, penso eu.
    .
    O que me deixa um tanto estupefacto, é que os conceitos trazidos pelo AL (de matriz Anglo-Saxã)a respeito de Colônias, Escolas, no além e etc não se integram a Reencarnação dos Socialistas Franceses.
    .
    É justamente por isso que o Kardec dizia que o espírito ficava na “erraticidade”, pois tinha-se o conceito de que a vida após a morte seria um “interregno” e que a Evolução só aconteceria “encarnado”.
    .
    Se o espírito continua trabalhando, estudando, namorando, “evoluíndo” no além, para que raios precisaria reencarnar?
    .
    E essa era a tese adota pelo Andrew Jackson Davis, Stainton Moses, Vale Owen e cia.
    .
    O CX e a FEB fizeram uma salada e misturam conceitos antagônicos e mutuamente excludentes sobre o pós-vida.
    .
    E a maioria comprou a ideia…
    .
    Se eu fosse espírita nessa época, me decidiria entre CX ou Kardec…
    .
    Não dá para comprar o pacote todo…
    .
    Só no Brasil mesmo…
    .
    Abraços

  508. Espírita Sp Orlando Diz:

    Esse caso da irmão Josefa é antes da vinda do Emmanuel?
    Será que não armaram varias ciladas para nosso pobrr Chico? Ele deve ter caido nas garras dos espiritos anti espirirismo que não querem o consolador de Jesus.
    São mais de 400 livros
    só falta falarem que ele tinha colaboradores para reescrever trechos de livros antigos e alguns deles reescreveram de qualquer jeito e deixaram escapar esses trechos iguais…

  509. Espírita Sp Orlando Diz:

    Face a crise financeira Divaldo está parcelando o preço do.encontro fraterno em seis vezes

    Encontro Fraterno com Divaldo Franco

    Com organização da Mansão do Caminho ocorrerá, de 15 a 18 de outubro, o Encontro Fraterno anual com Divaldo Pereira Franco, em Salvador (BA).

    http://www.febnet.org.br/blog/geral/noticias/encontro-fraterno-com-divaldo-franco-4/

  510. Gorducho Diz:

    Esses 400 livros é muita repetição, abobrinha. Não é tão difícil ficar escrevendo besteiras em série para quem tem uma capacidade de trabalho imensa.
    Se fossem 400 obras de fôlego literário ou digamos filosófico, aí sim seria um fenômeno impossível.
     
    Os fenômenos pirotécnicos são depois, muito depois do Emmânuel.

  511. Marciano Diz:

    MONTALVÃO, a aposta tá valendo, mas só eu tenho a perder.
    Se houvesse vida após a morte, eu plasmaria pra você um grapette e um pão com lingüiça. Como não existe nada, você não vai ter como me pagar nem eu como receber.
    .

    Acho incrível você não se lembrar de como era a vida antes de você nascer. Igualzinho vai ser depois de sua morte.
    .
    .
    MONTALVÃO Diz:
    OUTUBRO 9TH, 2015 ÀS 4:11 PM
    /
    /
    “Será que o Brasil vai ficar fora da Copa?”
    /.
    Bom seria que o futebol ficasse fora da cabeça dos brasileiros (notadamente na de alguns muitos): o país seria muito melhor…

    .
    R.: Já nasci com o futebol fora da cabeça. Bem que meu pai tentou me transformar em vascaíno, católico…
    .
    .
    .
    Parece que Orlando não sabe nada de espiritismo ou chiquismo.
    Estou sem saco de reescrever tudo o que já disse aqui antes.
    Se lhe interessar, recomendo que leia os tópicos anteriores e os escritos de TODOS os comentaristas.

  512. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    Samporlando, tendo eu percebido seu pleno, completo e total desconhecimento do caso Otília e da aparente preguiça de investigar, trago trecho de uma das análises que realizei do assunto. É apenas uma parte, para que possa ter ideia, mesmo parcial, do acontecido. O texto completo possui 108 páginas, grande para publicar e difícil que alguém o leia inteiro.
    .
    Veja se essa parte ajuda…
    /
    /
    ================================================.
    LUCIANO dos ANJOS e JORGE RIZZINI defendem Otília Diogo na TV Continental – falácias e inverdades
    .
    RESUMO HISTÓRICO e CRÍTICO
    Os registros disponíveis sobre a aventura materializativa de Otília Diogo, e dos médicos que com ela realizavam experiências, encontram-se 1) no livro escrito por Jorge Rizzini (Otilia Diogo e a Materialização de Uberaba), 2) nas reportagens publicadas pela revista O Cruzeiro, 3) e em textos menores de responsabilidade de autores vários. Do cotejamento dessas fontes extraio considerações a respeito dessa curiosa aventura.
    .
    Jorge Rizzini no livro esforçou-se por comprovar que as acusações contra Otília de que recorria a fraudes; e de que a a equipe médica que a investigava se destacava pela ingenuidade, e havia sinais da conivência de alguns deles no logro, tudo isso, na visão de Rizzini, carecia de fundamentação e fora produzido para prejudicar a causa espírita.
    .
    Acontece que o próprio livro apologético não conseguiu ocultar as muitas falhas dos pesquisadores espíritas e os variados erros apreciativos pelos quais enveredaram. E para mostrar que é conforme afirmamos, nada melhor que trabalhar com o próprio texto desse autor, ao qual junto meus comentários, expondo os vários equívocos de raciocínio cometidos. Jorge Rizzini fora assessorada por Luciano dos Anjos, combativo jornalista e, na epóca dos eventos, no auge do vigor intelectual, que muito contribuiu na cruzada pró-Otília iniciada pelo autor do livro.
    .
    É importante destacar que a dupla executou verdadeiro trabalho advocatício. Qual causídicos atuando em prol de seus clientes, empenharam-se de todos os modos que acharam viável, no sentido de mostrar que o outro lado é que mentia. Nesse aspecto, a faina da dupla merece respeito, mas não admiração. Os dois abraçaram causa ingrata e mesmo tendo conseguido mostrar atenuantes ao crime de Otília, não puderam produzir as contundentes provas que pretendiam. Recorreram, sim, a várias falácias e sofismas, provavelmente dentro da “filosofia” de que “guerra é guerra”, e, “para liquidar o adversário, qualquer arma é válida.”
    .
    O trecho do livro que destaco refere-se a participação de dupla na TV Continental do Rio de Janeiro, em programa que se intitulava “Volante do Pallut”. A data desse encontro foi 18/1/1964. Nesse dia estava programada também a presença dos repórteres de O Cruzeiro, porém a equipe não chegou a tempo. Rizzini e Luciano conduziram a conversação livres para alegar o que bem entenderam: daí a importância de analisar-se esse momento, pois podemos comparar o discurso dos defensores com o conteúdo das reportagens e, ainda, cotejar trechos do encontro efetivo entre os espíritas e os repórteres, que aconteceu em 15/2/1964. Várias questões interessantes encontramos nesses comparativos.
    .
    Dona Otília vinha promovendo sessões de materialização havia quatro anos, na pacata cidade mineira de Andradas.
    .
    Naqueles dias a fama da moça estava restrita ao grupo espírita que a acompanhava (liderado por Antenor Risso) e às imediações daquela entidade. Subitamente, as coisas mudaram. Em agosto de 1963, um repórter da revista Fatos e Fotos – Salomão Schvartzman – publicava admiradada reportagem a respeito da médium de Andradas. Nessa matéria não faltaram elogios rasgados a estupenda atuação de Otília. Apesar de Salomão terminar seu artigo inconclusivamente (“Saí da sala perguntando-me se tudo aquilo era mesmo verdade. Não sabia responder. Vi, ouvi, senti. E agora?”), o conteúdo da matéria é amplamente favorável à veracidade do que presenciara. Certamente, os espíritas muito apreciaram esse escrito – até hoje citado como demonstrativo da ligitimidade dos acontecimentos (Rizzini a denominara “impressionante relato”) –, fala-se que foi por meio dessa reportagem que os dezenove médicos passaram a investigar Otília Diogo.
    .
    Sem dúvida, Salomão quedara impressionado, num dos trechos declara:
    “Todos rezavam em voz alta. Da médium, comecei a ouvir sons guturais, típicos de ânsia de vômito. Alguns dos assistentes tinham também espasmos. Senti que vomitaria e a custo consegui me dominar.”
    .
    Noutro trecho, o repórter afirma:
    .
    “Eu sabia que essa Irmã Josefa tinha vindo da Alemanha, com 17 anos. [...] Josefa falou com um sotaque alemão que me surpreendeu.”
    .
    Depois, tendo obtido autorização para entrevistar a aparição, confirma o informado:
    .
    “[...] perguntei-lhe se poderia conversar com a Irmã. Ele transmitiu minha pergunta e obtive a autorização de Irmã Josefa. Levantei-me e falei:
    “- Vim de longe para falar com a senhora…
    “- Viva Jesus!
    “- ….e quero saber se tenho bons fluidos para isso.
    “- Ótimos.
    “- A senhora nasceu onde?
    “- Na Alemanha.”
    .
    Salomão nunca explicou, como “sabia” que freira que, em verdade era italiana, “nascera” na Alemanha e de lá viera…
    .
    A respeito do ectoplasma (mágica substância que os “cientistas” espiritistas sempre esquecem de colher amostra para ser examinada em laboratório), Salomão registrou:
    .
    “A materialização é conseguida pelo ectoplasma que escorre pela boca e do nariz da médium – daí as ânsias de vômito. Com o plasmo da médium, o espírito molda seu corpo e aparece.”
    .

    Parece ter esquecido dos ouvidos, visto que numa das fotos de Otília o plasma brota abundante dessa área… Salomão também fez questão de citar o “belo” raciocínio de Antenor Risso:
    “Se a flor exala um perfume, por que nós, mortais, não teremos qualquer coisa que emane sem que percebamos? ”- argumenta Antenor.
    .
    Ainda sobre o ectoplasma, o repórter registrou:

    “Meus olhos ardem. A cortina á aberta e a médium é libertada, sob as minhas vistas. Nenhum buraco no chão, nenhum teto falso, nada, nada. Um líquido branco – o plasma – escorre da sua boca. Móri fotografa sobre o tablado.”
    .
    O nada crítico Salomão Schvartzman viu e fotografou o ectoplasma, benesse não concedida aos repórteres de O Cruzeiro, que não viram qualquer vestígio da substância. Ora, se com Schvartzman, ao final da sessão, via-se Otília babando ectoplasma, o mesmo deveria ter sucedido com os outros… Será que os condutores de Otília não queriam correr o risco de que alguém colhesse mostras do material e descobrisse coisas que não deveriam ser descobertas? (Pergunta para nossa meditação).
    .
    No livro de Rizzini, após a transcrição da reportagem de Fatos e Fotos, lê-se a apreciação do autor:
    “A reportagem de Salomão Schvartzman (repórter, insisto, que não é espírita) além da esplêndida divulgação doutrinária teve um outro mérito: chamou a atenção de dezenove médicos para a pesquisa dos fenômenos ectoplásmicos. Essa equipe médica, que se vem reunindo na cidade de Uberaba, no consultório de Waldo Vieira (o conhecido psicógrafo que também é odontólogo e doutor em medicina) já comprovou, exaustivamente, a fenomenologia apresentada pela sensitiva Otília Diogo.
    O resultado dessa pesquisa será em breve apresentado ao público em uma obra revolucionária que podemos considerar, desde já, clássica dentro da biblioteca fenomenológica espírita – não obstante os ataques que lhe promoveram repórteres da revista “O Cruzeiro”, quer pela imprensa, quer pela televisão.”
    .
    Contudo, Jorge Rizzini guardava mágoa de Fatos e Fotos, a qual registrou numa nota de rodapé em seu livro:
    “Infelizmente, “Fatos e Fotos” não tomou posição contra as difamações publicadas pela revista “O Cruzeiro”…”
    .
    Quando o livro de Rizzini veio a público, as reportagens de O Cruzeiro estavam encerradas e o debate entre a dupla e os repórteres já havia acontecido (e neste debate os repórteres cobraram a prometida publicação da obra que demonstraria a veracidade dos fatos). Jorge Rizzini insistia que o fenômeno, “exaustivamente comprovado”, seria noticiado em obra “revolucionária”.
    .
    Misteriosamente, tão precioso material nunca conheceu a luz e, até hoje, não se conhece explicação satisfatória para essa morte antes do nascimento.
    .
    O admirável nessa encrenca toda é que os espíritas teriam meios efetivos de comprovar suas alegações materializativas: bastava que aceitassem a realização de novos experimentos, devidamente controlados. Mas, como nunca quiseram aceitar esse desafio, restava uma saída: a publicação do livro, várias vezes anunciado como prova cabal da veracidade dos fenômenos: os médicos garantiam ter material suficiente para prover evidências firmes das materializações. Também essa solução foi deixada de lado. O mais surpreendente é que os defensores das materializações, tendo a mão recursos eficientes para demonstrar que estavam certos (novos experimentos, a publicação do livro…), desprezaram essas ferramentas e preferiram se apegar a discursos apologéticos e falaciosos, coisa que vêm realizando até a atualidade…
    .
    Obs.: o livro a que refiro não é o que Rizzini publicou, mas um que a equipe médica garantira aos jornalistas e, depois, por escrito, que estava já pronto para ser impresso, com sobejas provas da mediunidade de efeitos físicos.
    .
    Meses depois de Fatos e Fotos ter se manifestado, a revista O Cruzeiro publica a primeira de uma série de reportagens; nesta, sem apresentar parecer a respeito do assunto, divulgava-se as opiniões dos médicos-investigadores e apresentava-se fotos por eles cedidas. No artigo, a equipe externava desejo de melhor conhecer o trabalho de Otília e assim apresentar parecer melhor circunstanciado.
    .
    Provavelmente, os espíritas acreditaram estar diante de oportunidade ímpar: a, na época, mais popular revista do país, falando favoravelmente da mediunidade de efeitos físicos, seria propaganda tremendamente valiosa. Então, convidaram um repórter de o Cruzeiro (que se fez acompanhar de outros companheiros) para confirmar in loco os acontecimentos. Creio que o que seu deu em seguida seja já bem conhecido, desnecessário narrar…
    .

    Observação: o texto sob comentário foi extraído da primeira edição do livro de Jorge Rizzini, “Otília Diogo e a Materialização de Uberaba”, e está com a grafia utilizada em 1964.
    .
    No escrito que segue, a parte grafada em preto é de autoria de Jorge Rizzini. Nossas intervenções estão em vermelho. (aqui no Obras a formatação se perde)
    ./
    /

    DENÚNCIA NA TV CONTINENTAL CONTRA A REVISTA “O CRUZEIRO”
    Por uma questão de método, sigamos a ordem cronológica de nossa campanha contra as reportagens de “O Cruzeiro” difamando a experimentação de Uberaba e, pois, o Espiritismo. Campanha aparentemente desorganizada, no comêço, mas depois parecendo obedecer a um plano, que não fizemos.
    .
    Antes que a réplica dos médicos fôsse dada à publicidade em São Paulo, era necessário (e só hoje compreendemos isso) que pela televisão denunciássemos a revista, abrindo caminho: com a nossa denúncia, o povo, ao receber a réplica, melhor a entenderia, é óbvio. Por isso, levou-nos o mundo espiritual ao canal 5 e, em seguida, ao canal 9, onde as portas, enfim, se nos abriram… com a estranha ausência de seu diretor.
    .
    Mas, e o Rio de Janeiro?
    .
    Era preciso esclarecer o público de lá, imediatamente! Mesmo porque, a sede de “O Cruzeiro” era no Rio e lá viviam os repórteres… [Obs. naqueles dias as programações eram locais, não havia transmissão em rede nacional]
    .
    E o movimento espírita, gigantesco!
    No dia seguinte ao meu programa no canal 9, de São Paulo, ainda em companhia de Irineu Alves lembrei-me de que, em 1963, na TV Continental, canal 9 do Rio de Janeiro, havia eu feito um longo programa sôbre as atividades mediúnicas de José Arigó e projetado os filmes das operações. E que uma boa amizade, desde essa época, me unia a Carlos Pallut, um dos diretores daquele canal.
    .
    Só tínhamos uma coisa a fazer: telefonar, imediatamente, para a Guanabara. Assuntos, dessa natureza, não se resolvem por telefone, mas não podíamos ir ao Rio, sem antes avisar o Pallut… Infelizmente, êle não se encontrava na TV, mas deixamos com a secretária o recado de que, sábado, dia 18 de janeiro, estaríamos na televisão, com êle, “para um programa sôbre o escândalo de “O Cruzeiro”.
    .
    Era um jôgo: se tivéssemos sorte, desmancharíamos a primeira reportagem da revista perante o povo da Guanabara. Êsse trabalho, dependeria, única e exclusivamente, de Carlos Pallut… Mas, teria êle coragem de nos ceder a televisão para uma luta contra “O Cruzeiro”? Só o mundo espiritual o sabia.
    .
    Agora, um parêntese desagradável. Aborrece-nos o fato, mas é imprescindível que eu registre nêste livro a triste verdade (como advertência ao leitor do futuro) que até então os jovens líderes espíritas do Rio de Janeiro, imitando os de São Paulo, não haviam tomado atitude nenhuma em defesa da Doutrina, seriamente atacada em todo o pais! Não procuraram êles os jornais, não foram aos canais de televisão, nem sequer procuraram as estações de rádio para um esclarecimento popular!(1) Nada, nada.
    .
    (1) Tôda regra tem exceção. E elas, no Rio de Janeiro, foram Ruberval Deolindo Barreto, redator chefe de “Fiat Lux”, que após o nosso primeiro programa na TV Continental escreveu um vigoroso artigo que publicou naquele jornal, espírita, intitulado “De quem é a farsa?” e mestre Carlos Imbassahy, que fêz publicar no “Diário Fluminense”, de Niterói, duas crônicas em defesa da experiência de Uberaba, apoiado, também, em nosso programa.”
    .
    Covardia moral?
    Displicência?
    Ou teriam, ingenuamente, dado crédito aos repórteres, aceitando como farsa a magnífica experiência de Uberaba?
    .
    Não sabemos. E o fato se agrava, porque, inclusive, as grandes instituições espíritas também não se manifestaram sôbre o rumoroso caso… E os nomes de Chico Xavier e Waldo Vieira estavam envolvidos no escândalo!
    .
    COMENTÁRIO: Tampouco Chico e Waldo se manifestaram. De Chico há um texto adocicado defendendo a mediunidade de Otília e só. De Waldo, coisa alguma… A FEB manteve total silêncio, bem assim a comunidade espírita geral. É como bem disse Rizzini: muito estranho tudo isso…
    ./
    /
    Muito estranho, tudo isso… Agora, pergunto eu: essa atitude de indiferença em face de escândalos que desmoralizam a Doutrina e a fenomenologia espíritas, nós a encontramos na História do Espiritismo? Não, jamais. Kardec, Bozzano, Denis, Dellane, Crookes, Aksakoff, Flammarion (para citar apenas alguns dos grandes mestres estrangeiros) jamais ficaram apáticos, de braços cruzados e cabisbaixos frente aos opositores! Nem mesmo Francisco Cândido Xavier, que indiscutivelmente é um santo pela sua bondade comovedora se recolheu durante a luta. Esteve atento, o tempo todo, obtendo informações sôbre a luta com os repórteres, dando-nos conselhos, apoiando-nos com a sua presença constante. Em um ponto de São Paulo, sempre ao lado de Waldo Vieira, de dia e de madrugada esteve êle como líder intelectual na guerra contra “O Cruzeiro”. Êsse, é Francisco Cândido Xavier, leitor do futuro: santidade autêntica, aliada à ação!
    .
    COMENTÁRIO: Quando as evidências de fraude de Otília foram divulgadas, Chico e Waldo acharam por bem sumir uns tempos. Pode ser que Rizzini esteja aqui se referindo a esse período, pois informa que Chico estaria em “um ponto de São Paulo”, ou seja, em local não revelado. Tempos depois, Waldo contaria sua versão do caso – e nesta enrolou mais que esclareceu –, informando que os dois haviam se escondido numa fazenda em Goiás:
    WALDO:”[...] E nós sumimos. Nós fomos para uma fazenda no sul de Goiás de um amigo nosso e ficamos lá. De cara ficamos lá quase 10 dias. Fazenda da Madeira, na área da Madeira, no sul de Goiás. Depois nós viajamos para outro lugar para não aparecer porque era uma bagunça a situação toda. Aí começaram as brigas todas do processo, já sabíamos o que é que era.” (WALDO VIEIRA RESPONDE A DÚVIDAS SOBRE FRAUDES DE CHICO XAVIER E OTÍLIA DIOGO, disponível em HTTP://OBRASPSICOGRAFADAS.HAAAN.COM/2010/WALDO-VIEIRA-RESPONDE-A-DVIDAS-SOBRE-FRAUDES-DE-CHICO-XAVIER-E-OTLIA-DIOGO/)

  513. MONTALVÃO Diz:

    /
    “Acho incrível você não se lembrar de como era a vida antes de você nascer. Igualzinho vai ser depois de sua morte.”
    /.
    PONDERAÇÃO: essa hipotetização que apresenta é de cunho reencarnacionista (ter estado noutra vida antes da atual). Ora, eu cultivo a esperança de uma vida pós-morte, mas renego que haja qualquer sentido na conjetura reencarnacionista, portanto, jamais poderia me recordar de existência não vivida…
    .
    Morou?

  514. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    Bráulio, gostei de sua peroração a respeito da justiça cósmica, com a qual concordo quase centos por cento; apenas destaco o comentário que fez: “Pelo que andei lendo do Stevenson, e das EQMs”, para almejar que esteja realizando essas leituras em fontes saudáveis, em vez de seguir caminhos mágicos-místicos que certos “sábios” oferecem…

  515. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “Eu mesmo INCORPOREI e ja vi outros incorporarem médicos e engenheiros , contadores, historiadores etc.”
    /.
    DÚVIDA: você é kardecista ou umbandista?

  516. Gorducho Diz:

    essa hipotetização que apresenta é de cunho reencarnacionista
     
    Acho (ênfase adicionada) que seja lucrecionista: n/estado após a morte será como aquele do qual nos recordamos antes das primeiras memórias do berço…
     
    M/avó usava sempre incorporar pois que era mais (perfunctoriamente) simpatizante da linha umbandista.
    M/mãe bezerrochiquista (oficialista FEB) não…
    Pode ter mudado hoje, ou eles na FEESP como procuram sempre contrariar usem o termo…
    Ou pode AO ser um médium forte, dos que de fato incorporam e ficam então inconscientes, completamente controlados pelo espírito. Que na verdade, médium que seja médium tem que ser assim…

  517. Gorducho Diz:

    Na incorporação o espírito assume total controle do vaso mediunímico, de sorte que até deficiências decorrentes da saúde ou idade do espírito se refletem na manifestação.
    Sensivelmente difere portanto da psicografia ou da psicofonia, que são mediunidades “lights”, so to say…
     
    https://www.youtube.com/watch?v=8pt1euh0eu4
     
    [1:45 - Maison de la Mutualité, 2004]

  518. Espírita Sp Orlando Diz:

    Sou kardecista Montalvão. Nas sessões de desobssessao o que mais aparecem sao espíritos que:
    - Ainda estão “vagando” e não entendem o que houve depois que morreram. Aliás alguns nem sabem que morreu.
    - Morreram e continuam na casa da familia
    -Foram traídos pela esposa ou pelo marido
    -excessos de alcool
    - Os que tem raiva dos espiritas e de chico xavier

  519. Espírita Sp Orlando Diz:

    Certa vez apareceu mais de 30 espíritos obssessores na sessão. Duas velhas senhoras videntes viram todos eles e a bagunça que fizeram. Amarraram espíritos e mediuns, taparam as bocas deles, as cadeiras cairam, mediuns no chão, eles gritavam: mentirosos, falsários, devassos, hipocritas.
    Só depois de 10 minutos veio a fraternidade dos Cruzados e a fraternidade do Calice nos libertar.
    No final o mentor falou que os espíritos guardiões deixaram isso acontecer para experimentar os mediuns.

  520. Gorducho Diz:

    Ainda estão “vagando” e não entendem o que houve depois que morreram. Aliás alguns nem sabem que morreu.
    Cá o Professor, um ex-analista do Sítio presenciou um espírito que serviu son o Profeta e desde então andava vagando – portanto há ~1400 anos!
    Se ele sabia que tinha morrido não m/lembro mais, bem como não se qual foi o resultado da doutrinação, i.e., se ele finalmente aceitou Jesus…
    Mas não era um obsessor, só uma alma sem orientação religiosa adequada.
    Ele ficou tanto tempo vagando que até aprendeu português nesse ínterim.
     
    Certa vez apareceu mais de 30 espíritos obssessores na sessão. Duas velhas senhoras videntes viram todos eles e a bagunça que fizeram. Amarraram espíritos e mediuns, taparam as bocas deles, as cadeiras cairam, mediuns no chão, eles gritavam: mentirosos, falsários, devassos, hipócritas.
    Menos mal que os espíritos daí da FEESP são light… compare c/os espíritos cariocas do Frei Luiz :(

  521. vinicius Diz:

    Certa vez apareceu mais de 30 espíritos obssessores na sessão. Duas velhas senhoras videntes viram todos eles e a bagunça que fizeram. Amarraram espíritos e mediuns, taparam as bocas deles, as cadeiras cairam, mediuns no chão, eles gritavam: mentirosos, falsários, devassos, hipócritas.
    Menos mal que os espíritos daí da FEESP são light… compare c/os espíritos cariocas do Frei Luiz :(

    o loko! que confusão, quase mataram os médiuns.
    já pensou isso parar nas páginas policiais?
    já concluiram as investigações do Frei Luiz? os próprios membros do Centro falam que foram espiritos materializados?
    Se for isso, os bandidos devem estar agradecendo estes membros, afinal vão se livrar da cadeia !

  522. Vladimir Diz:

    Orlando,
    .
    Segue uma “defesa”que fiz do Chico aqui no blog:
    /
    /
    Vladimir Diz:
    .
    Na análise que fiz descartei aqueles “plágios” onde o Espírito plagiou a si próprio como no caso
    do Humberto de Campos, pelas razões óbvias.
    (Auto-plágio, não é plágio rs)
    .
    Também descartei “plágios” de descrições geográficas como no caso de HDMA.
    (Já foi amplamente discutido aqui, que duas ou mais pessoas visitando NY irão descrever a Estátua da Liberdade, o Central Park, Times Square, de modo muito similar ou talvez igual)
    .

    E por fim descartei os “plágios” da série “A vida no Mundo Espiritual” com a “A Vida Além do Véu”
    (Não acho os plágios tão evidentes como muito acharam, talvez semelhanças de narrativas ou enredos, mas entra o mesmo problema da questão geográfica.)
    .
    Ainda sim com todas essas condescendências ao Chico, sobraram algumas obras “problemáticas”

    São elas:
    .
    Mecanismo da Mediunidade x Átomo
    Herculanum x HDMA (sei da ressalva que fiz acima, mas já explico)
    A Caminho da Luz x Interpretação Sintética do Apocalipse
    Emmanuel x Evolução Anímica
    .
    Sem dúvida alguma esses livros trazem passagens com semelhanças indiscutíveis (praticamente CTRL+C e CTRL+V), de modo que os céticos podem “bradar” aos quatro ventos o plágio.
    Será?
    .
    Vladimir Diz:
    .
    Em relação ao Mecanismos da Mediunidade x O Atomo, Andre Luiz nos informa que utilizou de conhecimentos “terrenos” da época afim de ilustrar a mensagem espiritual que gostaria de passar.
    Desse modo penso que o plágio fica descaracterizado (é o meu ponto de vista, não estou discutindo o conceito Jurídico de “plágio”, vale destacar)
    .
    Herculanum x Há Dois Mil anos, apesar de apresentarem passagens semelhantes, trazem em sua obra como um todo, mensagens completamente diferentes (mas ainda sim poderia ser alegado plágio, evidentemente) porém são duas obras mediúnicas, de modo que há menos que venhamos alegar “plágio espiritual” penso que pode com consciência tranquila ser descartado.
    .
    Por fim restam, A Caminho da Luz x Interpretação Sintética do Apocalipse e Emmanuel x Evolução Anímica.
    Quanto a esses dois acho difícil justificar como os outros, de modo que ao invés de “fraude” deliberada e consciente penso em “animismo” e por quê?
    .
    Pela carta do Chico ao Wantuil de Freitas onde ele comenta a respeito do plágio do Delanne.
    Meu palpite é que ele talvez estivesse se referindo a essa obra e talvez após ter psicografado tenha percebido o “problema”.
    .
    Como Chico nunca obteve lucro com os livros que psicografou, tampouco era um Erudito (sim ele talvez lesse bastante, mas sua cultura era mínima), pela caridade que fez a milhares de pessoas, além das mensagens construtivas que seus livros passaram, até que se apresentem novas evidências, penso que Chico em suas “Obras Mediúnicas” pode ter tido momentos de “animismo” mesclados com mensagens espirituais.
    .
    Cabe lembrar que o Animismo não é um fenômeno novo na Seara Espírita, pois o próprio Kardec já alertava sobre isso.
    .
    Chico não era Perfeito, tampouco infalível de modo que pela perspectiva Espírita é plenamente possível admitirmos tal fenômeno.

  523. Vladimir Diz:

    Neste periódico da AME tem uma excelente matéria sobre um artigo científico publicado em inglês validando as informações do Andre Luiz a respeito da glândula pineal.
    .
    Mais um artigo científico a favor da mediunidade do Chico:
    http://pt.calameo.com/read/000143697bd48a366b974

  524. Gorducho Diz:

    Estátua da Liberdade, o Central Park, Times Square, de modo muito similar ou talvez igual
     
    Ah! não mesmo. A estátua não conheço mas o CP e TS quem sabe fazemos um experimento intermediado pela Administração?
    Nunca, jamais 2 vedores descrevendo separadamente farão texto tão semelhante, exceto se instruídos a ver algum documentário ou short tour movie acerca dum lugar.
    E provavelmente nem isso.
     
    A lembre que animismo é justo a desculpa dos espíritas. Então é circularidade, i.e., provar com uma referência inventada pelo próprio interessado p/se justificar.

  525. Gorducho Diz:

    Exponha o que o Sr. acha que CX descobriu sobre a pineal.
    Acho que já refutei isso uma vez que o AS (ele mesmo, AO já acho que não é mesmo) disfarçado de Sharp Random propôs o tema como parte de discussões “científicas” acerca do espiritismo, e eu embarquei…
    Mas todo caso: fale.

  526. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “Ou pode AO ser um médium forte, dos que de fato incorporam e ficam então inconscientes, completamente controlados pelo espírito. Que na verdade, médium que seja médium tem que ser assim…”
    /.
    PONDERAÇÃO: já tem um tempo que li sobre o assunto e posso não estar corretamente lembrado, pois estou citando de memória… Kardec durante certo tempo rechaçou a ideia de possessão: para ele um espírito não poderia ter completo controle de corpo que não lhe pertencia. Só depois que tomou ciência das possessas de Morzine é que mudou de ideia.
    .
    Na visão típica de Kardec, o grau máximo de domínio que um desencarnado poderia impor sobre encarnado se dava pelo que chamava “subjugação”.
    .
    Na mediunidade, o médium que se pusesse ao inteiro controle do espirito seria nominado “mecânico”, quer dizer a vontade do medianeiro era completamente obnubilada e ele se entregava por inteiro aos caprichos do comunicante. O que concilia com o que falou: o médium estaria com a consciência adormecida, deixando o espírito agir livremente, porém, isso não se confunde com possessão. Os outros níveis (2) seriam a mediunidade semimecânica e a intuitiva.
    .
    Na idealização de Kardec possessão e obsessão seriam o lado negro da ação de espíritos. Na mediunidade mecânica ocorreria a inteira submissão da vontade do médium à vontade do espírito e não um apoderamento corpóreo.
    .
    Mas posso ter me enganado, vou ver se acho as questões para confirmar…

  527. MONTALVÃO Diz:

    .
    “Neste periódico da AME tem uma excelente matéria sobre um artigo científico publicado em inglês validando as informações do Andre Luiz a respeito da glândula pineal.”
    /.
    PONDERAÇÃO: a pineal de novo? E validações das revelações de “André Luiz” (ou seja, da mente criativa de Chico)?
    .
    Isso já não foi esclarecido em outra discussão, em que se mostrou que não houve qualquer revelação real da parte do irreal AL?

  528. Gorducho Diz:

    INCORPORAÇÃO
    No m/tempo era um termo típico da umbanda; m/avó só o usava. O médium pode ser inconsciente – nos terreiros tinha vários.
     
    PINEAL
    Acho que já. Mas todo caso, em sendo assunto dentro da medicina, o Dr. deverá estar bastante confortável e fundamentado p/o debate.
    Então que abra os trabalhos expondo o que ele acha que Dr. André descobriu, e vemos…

  529. Espírita Sp Orlando Diz:

    Dr.Vlad
    Li o artigo e realmente confirmam o que Al ditou. Mas ele a chama de epifise certo?
    Sobre os plagios olha confesso que fiquei de queixo caido, são muuito parecidos.
    Acho dificil duas ou mais pessoas visitarem o museu do transporte publico em São Paulo e relatarem na mesma ordem e com adjetivos sinônimos tudo o que lá viram.
    Pode ser que Humberto Campos tenha lido Vida de Jesus também né… E passou para o livro Boa Nova.
    E Chico era um leitor e falava muito bem no Pinga fogo,na midia pode ter sido animismo.

  530. Gorducho Diz:

    Li o artigo e realmente confirmam o que Al ditou.
     
    Não li o artigo e não vou ler, apesar de que deve ser um que tenho-o arquivado.
    Prefiro aguardar que o Dr. proponha uma pauta organizada, introduzindo o que ele acha que o colega dele Dr.André descobriu, ponto a ponto para que se possa analizar. Até porque sendo em inglês exclui nosso Líder da Bancada, restringindo o debate. Então requeiro que o debate seja conduzido no idioma da sede do Sítio.
     
    Confirmam o que AL ditou… mas Al ditou coisas descobertas e/ou informadas por ele, ou coisas que já circulavam seja em caráter de veracidade cientifica, seja como especulações místicas ou estudos prospectivos não confirmados, & situações assemelhadas :?:

  531. Vladimir Diz:

    Sr.Orlando,
    .
    Como se tratam de obras psicografadas, é difícil para nós especularmos o que de fato acontece no “Mundo Maior”…
    .
    Talvez no fundo o que importa é a mensagem espiritual a ser passada, independentemente do “como” ela feita…
    .
    No fim das contas “plágio” é um conceito muito bem definido juridicamente, e duvido que espíritos estejam preocupados com isso
    .
    Mas isso nos mostra uma coisa interessante, o Chico não era santo, assim como Kardec não era.
    .
    Eram falhos, como todos nós…
    .
    Mas ao analisar o conjunto da Obra do Chico, eu vejo que ele foi um Homem, e um brasileiro muito maior que seus detratores
    .
    É difícil para os críticos admitirem que Chico não lucrou um vintém sequer com a obra publicada, e que todo dinheiro foi revertido para a caridade
    .
    Gorducho e Montalvão, o mesmo artigo em português:
    http://www.febnet.org.br/wp-content/uploads/2012/06/Artigo-Cient%C3%ADfico-Aspectos-historicos-Pineal.pdf
    .
    Endosso a conclusão dos autores do artigo.
    .
    Bom Domingo a todos!

  532. Gorducho Diz:

    Está com medo de colocar na roda p/debate, mesmo estando dentro da sua profissão? :shock:
     
    Ele não tinha revertido parte do dinheiro p/a FEB? :o

  533. Espírita Sp Orlando Diz:

    Vladimir Diz:
    outubro 11th, 2015 às 12:46 PM
    Sr.Orlando,
    Como se tratam de obras psicografadas, é difícil para nós especularmos o que de fato acontece no “Mundo Maior”…

    Só vamos saber mesmo quando morrer e não quero morrer tão cedo. No fundo a mensagem espiritual nos norteia para rumos melhores. Graças ao Dr.Philomeno tomei juizo

    Gorducho ele revertia parte para a FEB para pagar os custos de impressão. Custos de pesquisa não foram necessários pois Chico era médium mecânico. A FEB tem programas de caridade também?

  534. Contra o chiquismo Diz:

    Dr vlad CHIQUISTA!

  535. Gorducho Diz:

    Observe como o Dr. vai fugir do debate que ele mesmo propôs, Analista Orlando.
    Observe e vá vendo como é a realidade do espiritismo…

  536. Espírita Sp Orlando Diz:

    Dr.Vlad acharia interessante o debate. Apoio a sugestão do Gorducho e Contra. Tanto a pineal, como a espiritualidade atuando na medicina, o perispirito e como ele é visto pelos médicos da AME.
    Há reuniões mediunicas na AME?

  537. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    Vladimir Diz: Sr.Orlando, Como se tratam de obras psicografadas, é difícil para nós especularmos o que de fato acontece no “Mundo Maior”…
    .
    PONDERAÇÃO: boa essa, e acrescento, nem sabemos se acontece qualquer coisa nesse mundo maior, sequer sabemos se ele existe, no máximo podemos acreditá-lo…
    ./
    /
    VLAD: Talvez no fundo o que importa é a mensagem espiritual a ser passada, independentemente do “como” ela feita…
    .
    PONDERAÇÃO: talvez, no fundo, o importante é verificar se há mesmo mortos agindo em meio aos vivos, prova simplérrima de se conseguir, houvesse cooperação desses ditos mortos e de seus médiuns…
    ./
    /
    VLAD: No fim das contas “plágio” é um conceito muito bem definido juridicamente, e duvido que espíritos estejam preocupados com isso
    .
    PONDERAÇÃO: correto, quem deve se preocupar com isso são os vivos. Afinal nunca ninguém confirmou a realidade de espíritos comunicantes, então podemos dar por certo que havendo plágio este é perpetrado pelo médium: os mortos mortos estão e nada mais têm com as coisas dos vivos…
    ./
    /
    VLAD: Mas isso nos mostra uma coisa interessante, o Chico não era santo, assim como Kardec não era. Eram falhos, como todos nós…
    .
    PONDERAÇÃO: correto, Chico, Kardec, quando vivos, eram humanos como nós somos, com suas pessoais idiossincrasias, uma delas acreditarem-se contatadores do além…
    /
    /
    VLAD: Mas ao analisar o conjunto da Obra do Chico, eu vejo que ele foi um Homem, e um brasileiro muito maior que seus detratores
    .
    PONDERAÇÃO: julgamento em bloco é interessante mas pouco diz do tamanho de acusado e acusadores…
    /
    /
    VLAD: É difícil para os críticos admitirem que Chico não lucrou um vintém sequer com a obra publicada, e que todo dinheiro foi revertido para a caridade
    .
    PONDERAÇÃO: dificuldade alguma em se admitir isso. Eu, por exemplo, não tenho qualquer reticência em reconhecer em Chico um sujeito despojado de ambições materiais, dotado de visão caritativa, que dedicou-se por inteiro à causa que abraçara. Nada disso, contudo, lhe dá credenciais de verdadeiro articulador com o mundo espiritual, nem a ele nem a ninguém. Quando se puder comprovar objetivamente que mortos estão presentes nos eventos mediúnicos, aí sim, será possível apontar dentre os que se dizem interagidores com a espiritualidade os que realmente conseguem. Enquanto a espiritualidade permanecer na inexplicável recusa de dar mostras concretas de presença, a conclusão é única e firme: mortos não comunicam com vivos.
    ./
    /
    VLAD: Gorducho e Montalvão, o mesmo artigo em português:
    http://www.febnet.org.br/wp-content/uploads/2012/06/Artigo-Cient%C3%ADfico-Aspectos-historicos-Pineal.pdf
    .
    Endosso a conclusão dos autores do artigo.
    ./
    PONDERAÇÃO: Dileto Vlad, já recebestes várias considerações apontando as incongruências da tese de haver uma pineal mística, que faria a interface entre a matéria e a espiritualidade. Sua bela atitude de nunca levar a conversa adiante, até o ponto do esclarecimento, fá-lo voltar ao tema quando bem entenda como se nada houvera sido discutido. Ou, pode ser que realmente tenha passado batido pelas ponderações precedentes. Para atualizá-lo, selecionei trechos de manifestações postadas, para as quais peço sua atenção e comentários (embora desconfie que irá escafeder-se novamente).
    /
    ===========================.
    1) (Dra. Elaine) “O Dr. Sérgio Felipe de Oliveira, da USP de São Paulo, usa técnicas de difração de raios X, tomografia computadorizada e ressonância magnética para explicar a relação entre a glândula pineal e a mediunidade. Dr. Sérgio demonstrou que médiuns de incorporação possuem mais cristais de apatita na glândula pineal e que durante o momento de comunicação espiritual os médiuns possuem alta atividade cerebral e aumento de fluxo sanguíneo na região da glândula pineal. A hipótese do Dr. Oliveira é que a glândula pineal é o órgão sensorial da mediunidade.”
    .
    PONDERAÇÃO: A “hipótese” do Dr. Sérgio parece ser esposada pela doutora Elaine. Acontece que a pineal mística é rechaçada por qualquer estudo mínimamente sério. A ideia de que essa glândula tenha ligações com a espiritualidade fora proposta por gregos antigos, que, ao dissecarem cadáveres, depararam a glândula (também chamada epífise) e imaginaram que tivesse função espiritual. Galeno, famoso médico do início da era cristã, rechaçava firmemente a ideia. Séculos mais tarde, Descartes reviveu a crença. Presentemente, Sérgio Felipe tenta ressuscitar a senil suposição. De qualquer modo, ao ligar a pineal à mediunidade fica claro que Sérgio Felipe de Oliveira não investiga a veracidade dos contatos mediúnicos, mas tem por pressuposto que a mediunidade signifique real contato com espíritos e se esforça por localizar a “antena receptora” na pineal.
    /

    2 – VLAD dissera: “Meu colega Dr. Sergio, em sua elucidativa palestra:[...]”
    .
    PONDERAÇÃO: manifestei dúvida se ele falava sério ou ironizava. Não em relação ao coleguismo que cultiva com o Sérgio: isso pode ser compulsório, por força da profissão. A ironia está em asseverar que palestra desse doutor é elucidativa.
    .
    Sujeito que divulga aos seus confrades crendice há mais de dois mil anos contestada, qual a de que a pineal tenha funções místicas, não dará, jamais elucidativa, palestra, a não ser que fale de outros assuntos, como, por exemplo, palestra explicando como papai noel desce de chaminés em residências que não as tenham…
    /

    3 – Gorducho Diz:
    AGOSTO 21ST, 2015 ÀS 11:13 AM
    [...]Dê sua opinião sobre a eventual hipótese de existir algum médico ACADÊMICO que ache que a pineal é uma antena de celular para contato c/os mortos.
    /

    4 – VLAD: Segue palestra do nobre colega Dr.Sergio Felipe Oliveira sobre o tema:
    /.
    PONDERAÇÃO: O Vlad tá sassaricando mais que pipoca quente. O desvio que imprime à discussão lhe dá possibilidade de fugir ao enfrentamento da questão essencial da conversa: a de que “mortos” recusam peremptoriamente mostrarem-se vivos aos vivos, vivos e comunicantes. O que nos dá a demonstração indireta de que mortos, ainda que vivos estejam, não comunicam com os encarnados (para usar terminologia mediúnica).
    .
    Quando anteriormente o Vlad falou de seu nobre colega e da “elucidativa” palestra sobre a pineal, indaguei-lhe se ironizava ou se (implícito na indagação) falava sério. Minha inquirição incomodou até o perceptivo Gorducho, e o Vlad, como lhe é típico, nem deu atenção à questão.
    Mas agora ele, sem querer, responde. Em verdade não ironizava, considera, sim, o pronunciamento do Sérgio Felipe coisa séria!
    .
    E eu que pensava já ter visto de tudo neste mundo…
    /
    5 – PONDERAÇÃO: meu pasmo está no fato de o Vlad demonstrar acreditar nas alegações do Dr. Sérgio relativas à pineal. Embora psiquiatra, deve ter estudado um tanto de neurologia durante a formação: teria, portanto, bagagem adequada para avaliar a besteirada que seu “nobre colega” prolata com inenusada desfaçatez.
    .
    Bem, mas ele (o Vlad) deve ter seus motivos para besourar o Sérgio Felipe, um deles é patente: ambos são associados da AME que, sabemos, é uma tragédia em pesquisas (ao menos as de que tomei conhecimento).
    .
    De qualquer modo, gostaria de conhecer o raciocínio que o leva a acariciar a pineal mística. Entretanto, parece que ele está se comprazendo na briga desviativa com o Marciano e ganha um tempinho no embaraço de não conseguir comprovar espiritos presentes nos entornos mediúnicos e, agora, a pineal como centro receptor da alma.
    /
    6 – PONDERAÇÃO: Quanto à pineal sua história é antiga. Essa minúscula glândula, incrustada nas profundezas do cérebro, despertou a curiosidade dos que investigavam as entranhas do corpo humano. Acabou conquistando a fama de ser a porta de comunicação do espírito. A crença se manteve firme por muitos séculos. Descartes, no século XVII, defendia que a pineal fosse o nó que atava a alma ao corpo, conforme se lê na obra “As paixões da alma”:
    .
    “…embora a alma esteja unida a todo o corpo… há nele alguma parte em que ela exerce suas funções mais particularmente… parece-me ter reconhecido com evidência que a parte do corpo em que a alma exerce imediatamente suas funções não é de modo algum o coração, nem o cérebro todo, mas somente a mais interior de suas partes, que é certa glândula muito pequena, situada no meio de sua substância …
    A razão que me persuade de que a alma não pode ter… nenhum outro lugar, exceto essa glândula… é que considero que as outras partes do nosso cérebro são todas duplas… todos os órgãos dos nossos sentidos externos são duplos… Cumpre que haja algum lugar onde as duas imagens que nos vêm pelos dois olhos, onde as duas outras impressões que recebemos de um só objeto pelos duplos órgãos dos sentidos, se possam reunir antes que cheguem a alma, a fim de que não lhe representem dois objetos de uma só vez.” (As Paixões da Alma. Coleção Os Pensadores. 1996)
    .
    Entretanto, a mística suposição, ora revivida com muita euforia pelo médico Sérgio Felipe de Oliveira, não foi aceite por todos. Galeno, famoso médico que viveu no século II, cujo pensamento influenciou sábios até o final da Idade Média, rechaçava com veemência a espiritualidade da Pineal. São suas as seguintes palavras:
    .
    “Crer que esse corpo preside a passagem do espírito é dar prova de ignorância e atribuir demasiado a essa glândula. Se assim fosse, uma glândula desempenharia o papel e teria a dignidade de cérebro.”
    /
    A pineal tem sido investigada por médicos e neurologistas. Nenhuma pesquisa moderna, que se saiba, afora as propaladas pelo Dr. Sérgio, corrobora a idéia de que seja uma ponte para a ação do espírito.
    =================================================.
    PONDERAÇÃO Atual: lindo Vlad, agora, devidamente atualizado, pode se manifestar à vontade e defender, com argumentos plausíveis a misticidade da epífise… queremos ver isso…

  538. Gorducho Diz:

    Mas, AMo, este artigo que ele propões debater nada tem a ver c/a antena para celulares plurimundanos da bizarra tese. É o artigo aquele o qual eu comecei a refutar enganado pelo AS…
    Se bem m lembro até o Sr. ironizou o fato de ter sido originalmente redigido em inglês, visto os espíritas existirem no Brasil e em Cuba.
     
    Mas acho boa proposta p/um debate mais objetivo e focado, como aliás sublinhou AO.
    Então estamos à disposição p/que ele abra os trabalhos elegendo alguma coisa que na opinião dele o Dr. André tenha descoberto ou informado antes que outras fontes sérias ou místicas cá da crosta tivessem se antecipado.
    E se debate. Certo?

  539. Gorducho Diz:

    Sem mesas girantes, sem materializações, sem corbeilles toupies ensinando o Evangelho… só me resta ficar lendo à toa, sem objetivo, esperando a canela da sopa terminar de cozer…
     
    Research on the Pineal Gland and Cancer
    Vera Lapin
    Mr. Chaiman, ladies and gentleman, dear fellow pinealogists,
    First of all, I would like to thank
    &c.

    We can relate our modern research on the pineal gland to systematic investigations of this organ at the turn of the century. Research on the link between the pineal gland and cancer has had a long tradition in Austria. Engel presented, in 1936 at the meeting of the Viennese Society of Endocrinologists, an extensive lecture, reviewing all scientific activities concerning the pineal gland since 1896. In 1934, Engel and Bergmann reported their results in experimental cancer treatment with pineal extracts or whole gland implants.
     
    :(
    Chato esse assunto…

  540. Gorducho Diz:

    Vocês estudaram essa no Básico aí, Analista Orlando?
    &nsp;
    cedraK nallA a ecnassiannoceR
     
    ércas été a etrapanoB noélopaN ùo eénna emêm aL
    drazineD noéL etyloppiH ,siaçnarf sed ruerepmE’l
    .4081 erbotco 3 el noyL à én tse liariV
     
    ,5141 telliuj 6 el ecnatsnoC ed rehcûb ud éréfsnarT
    ,siraP ed étilautcelletni’l ed xueirolg sruoj sel ruop
    enirtcoD al ed talotsopa’l à éuov tse’s cedraK
    .suséJ rap eéhcêrp te eéngiesne
     
    .ruednarg as tnengiomét egarvuo nos te eiv aS
    !étiréV al ed eriannoissiM -
     
    ,essegas ertov ed seriaicifénéb sel ,sertua suoN
    suov te ,sumé ,snoicremer suov
    :tnemelbmuh snodnamed
    el snad àjéd setê iuq suov ,suon ruop zeirp
    !xueic sed emuayor

  541. Espírita Sp Orlando Diz:

    Rs rs desculpe Gorducho não entendi seu texto. Xenoglossia não é meu forte…
    Sobre o texto anterior (perdoe meu inglês é imperfeito) diz que a pineal é estudada desde1896? “the pineal gland since 1896.” então não foi André Luiz que trouxe a novidade?

  542. Marciano Diz:

    Orlando não entende o básico de espiritismo, não sabe o que é a pineal, arranha um inglês on the table; querer que ele leia e entenda francês espelhado é demais.

  543. Gorducho Diz:

    PSICOGRAFIA
    Pensei que o instrutor teria mencionado este expressivo caso no curso de médiuns que seguiu aí…
     
    https://www.youtube.com/watch?v=3eeRe6_YvR8
     
    PINEAL
    Não tem S/Pessoa como alvo. Foi só eu ruminando c/meus botões leituras que fazia à toa, sem objetivos estabelecidos, aguardando que a canela p/a sopa ficasse bem cozida…

  544. Marciano Diz:

    La même année où Napoléon Bonaparte a été sacré l’Empereur des français, Hippolyte Léon Denizard Rivail est né à Lyon le 3 octobre 1804.

    Transféré du bûcher de Constance le 6 juillet 1415, pour les jours glorieux de l’intellectualité de Paris, Kardec s’est voué à l’apostolat de la Doctrine enseignée et prêchée par Jésus.

    Sa vie et son ouvrage témoignent sa grandeur. – Missionnaire de la vérité!

    Nous autres, les bénéficiaires de votre sagesse, vous remercions, émus, et vous demandons humblement: priez pour nous, vous qui êtes déjà dans le royaume des cieux!
    .
    Não conhecia esse truque do Dilvado, Orlando?

  545. Marciano Diz:

    Tá so sítio do dpf
    http://www.divaldofranco.com.br/mensagens.php?not=17
    .
    Prova insofismável de comunicação com os mortos.
    Difícil mesmo é mostrar sua presença.
    Não sei detalhes de como ele fez o truque, mas se você mandar alguém com caligrafia diferente da sua copiar um texto com algo como carbono virado ao contrário, terá um texto espelhado, o que prova que mortos fazem proezas para mostrar sua capacidade de enganar,menos mostrar sua presença com um simples pet.
    Atenção, pet, no texto acima, não é inglês, é francês.
    Os espíritos entenderão.

  546. Marciano Diz:

    Substantivo cognato do verbo péter, não confundir com Peter.

  547. Marciano Diz:

    Depois você finge que está escrevendo, mostra o texto espelhado, e voilà: un pet.
    Bote um pouco de feijão branco na sua sopa, para garantir.

  548. Marciano Diz:

    “De qualquer modo, gostaria de conhecer o raciocínio que o leva a acariciar a pineal mística. Entretanto, parece que ele está se comprazendo na briga desviativa com o Marciano e ganha um tempinho no embaraço de não conseguir comprovar espiritos presentes nos entornos mediúnicos e, agora, a pineal como centro receptor da alma.
    /
    .
    A hipótese já tinha me ocorrido e decidi não dar espaço para a manobra desviante.

  549. Marciano Diz:

    Repensando o assunto proteção aos animais, vou propor a inclusão das Ascaris lumbricoides e do Homo sapiens sapiens na proteção, dado que também são animais.
    .
    E vou antecipar-me aos TJs, num programa para transformar tubarões e tigres em vegetarianos.
    Não é só o animal humano que deve tornar-se vegetariano.

  550. Espírita Sp Orlando Diz:

    Gostei ds biografia do Divaldo:
    “Nasceu em 5 de maio de 1927, na cidade de Feira de Santana, Bahia e, desde a infância, se comunica com os Espíritos”
    Ele tem prática mediunica desde muito tempo. Eu sou um relés cisco tratador de obssessores.

  551. Espírita Sp Orlando Diz:

    Tem até episódio parecidissimo com Chico e Emmanuel na biografia do Divaldo:

    … Sob a orientação dos Benfeitores Espirituais guardou o que escreveu, até que um dia recebeu a recomendação para queimar tudo o que escrevera até ali, pois não passava de simples exercício. Com a continuação, vieram novas mensagens assinadas por diversos Espíritos,

    Vão me dizer que nessa Divaldo plagiou o caso do Emmanuel mandar jogar fora tudo que escreveu kkkk

  552. Espírita Sp Orlando Diz:

    Gorducho Diz:
    outubro 12th, 2015 às 3:00 PM
    PSICOGRAFIA
    Pensei que o instrutor teria mencionado este expressivo caso no curso de médiuns que seguiu aí…

    O curso da FEESP é bastante teórico e seguimos uma apostila preparada especialmemte por eles. São duas horas de aula onde 30 minutos corresponde a parte prática.
    Na apostila tem muitos recortes de kardec, andre luiz, Edgard armond etc.
    Sobre psicografia invertida nada se falou.
    E não tem há mais de dez anos pedido de psicografia para entes queridos. As pessoas que se dirigem a feesp com esse objetivo(pedir psicografia) são encaminhadas para tratamento espiritual chamado P3C onde ouvem lições do Evangelho de Jesus e de Emmanuel.

  553. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    Gorducho Diz:
    “Mas, AMo, este artigo que ele propões debater nada tem a ver c/a antena para celulares plurimundanos da bizarra tese. É o artigo aquele o qual eu comecei a refutar enganado pelo AS…
    Se bem m lembro até o Sr. ironizou o fato de ter sido originalmente redigido em inglês, visto os espíritas existirem no Brasil e em Cuba.”
    /.
    PONDERAÇÃO: tem razão, o que tentei fazer foi apanhado das considerações já feitas sobre a pineal, e que o Vlad não respondeu. Lembro que fiz comentários a respeito da manifestação de Chico em “missionários da Luz” (por ele atribuída a AL), e pretendia incluí-los nesse apanhado, mas estava tarde, o sono vinha e eu não achava o local: como a intenção fora apenas dar ideia das pendências responsivas do Vlad, dei-me por satisfeito com a seleção feita. Na apreciação que fiz a respeito do conteúdo de Missionário da Luz, dei uma ironizada no uso de expressões místicas-nebulosas, classificadas como “sugestões antecipadas” de conhecimento científico posterior. Assim, “hormônios psíquicos” e “unidades de força” foram, por força dos autores, transformados em visão prévia da melatonina…
    .
    André Luiz (quer dizer, chico dissociado) não está desatrelado de Sergio Felipe ou vice-versa. Felipe apenas deu aspecto mais técnico-científico às fantasias que o médium proclamava e a enriqueceu com a conjetura da antena mística.
    /
    /

    GORDUCHO: Mas acho boa proposta p/um debate mais objetivo e focado, como aliás sublinhou AO.
    /.
    PONDERAÇÃO: concordo. Conquanto tenho sérias dúvidas que o Vlad, pelo histórico que ostenta, dificilmente sustentará conversa apologética razoável, é esperável que se manifeste e (quem sabe?) talvez traga novidade que mereça ser examinada com maior atenção.

  554. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    A respeito da pineal, para temperar a reflexão, apresento comentário que fiz a respeito de um artigo que me enviaram, isso em outubro de 2006 (pô já vão quase dez anos…)
    /
    /
    =================================.
    SOBRE A GLÂNDULA PINEAL
    .
    Recebi texto falando dos poderes da pineal, o qual deixou-me meio assim que nem sei dizer como. Então resolvi apresentar pequenos comentários para nossa reflexão. Se você tiver paciência para ler até ao final, poderá analisar este novo ponto-de-vista sobre o assunto. (A mensagem original se encontra depois de meu arrazoado).
    .
    Pode-se dizer que existem duas pineais no ser humano. A primeira é relativamente bem conhecida pela medicina. Em linhas gerais, funciona como reguladora de outras glândulas e segrega, dentre vários, um hormônio: a melatonina, que age principalmente no controle do sono.
    .
    A outra é a que poderíamos denominar pineal esotérica, da qual se diz muita coisa, e dessa muita coisa nada se comprovou. Fala-se que seria a sede da alma; há quem defenda que seja um elo entre o corpo físico e os corpos astrais (ou corpos místicos, ou corpos etéreos…), e o que mais a imaginação possa conceber. O caso é que nenhuma atividade espiritual na glândula foi constatada pela ciência.
    .
    A história da pineal é antiga. Galeno, no século II, já falava dela e contradizia a opinião de que fosse algo como uma porta para a passagem da alma, assim o sábio se pronunciava:
    .
    “Crer que esse corpo [a pineal] preside a passagem do espírito é dar prova de ignorância e atribuir demasiado a essa glândula. Se assim fosse, uma [simples] glândula desempenharia o papel do cérebro e teria a dignidade deste.”
    .
    Apesar da opinião de peso de Galeno, a pineal mística continuou cultivada no decorrer dos séculos. Descartes foi um pensador da modernidade que desenvolveu a tese de que a pineal teria qualidades espirituais, vejam um pedaço de seu discurso:
    .
    “…Mas, examinando o caso com cuidado, parece-me ter reconhecido com evidência que a parte do corpo em que a alma exerce imediatamente suas funções não é de modo algum o coração, nem o cérebro todo, mas somente a mais interior de suas partes, que é certa glândula muito pequena, situada no meio de sua substância…”.
    .
    Descartes era dotado de uma mente brilhante, porém não possuia ferramental adequado, nem dispunha de boa teoria para estudar o cérebro adequadamente. As concepções neurológicas de sua época estavam calcadas em observações superficiais, miscigenadas com crendices. Leiamos, como foi que Descartes chegou à conclusão de que a pineal teria a ver com a alma:
    .
    “A razão que me persuade de que a alma não pode ter, em todo o corpo, nenhum outro lugar, exceto essa glândula, onde exerce imediatamente suas funções é que considero que as outras partes do nosso cérebro são todas duplas, assim como temos dois olhos, duas mãos, duas orelhas, e enfim todos os órgãos dos nossos sentidos externos são duplos; e que, dado que não temos senão um único e simples pensamento de uma mesma coisa ao mesmo tempo, cumpre necessariamente que haja algum lugar onde as duas imagens que nos vêm pelos dois olhos…se possam reunir em uma antes que cheguem a alma…” (Descartes: As Paixões da Alma).
    .
    O exemplo ilustra como era o pensamento antigo sobre os fenômenos da mente. O filósofo francês assumia que a alma é entidade apartada do corpo, suposição desenvolvida desde tempos antigos e que predominou no pensamento religioso (apesar de não ser a única idéia concernente a essa suposta parcela do ser). Após Descartes, dois séculos passariam até que a neurologia assumisse personalidade como ciência específica. Depois, mais um século decorreria para que o estudo do cérebro se desenvolvesse de modo que compreensão de seus mecanismo se desligasse de concepções infundadas. Foi a partir da década de 1950 que as investigações dos complexos cerebrais puderam decolar em vista da criação de aparelhos sofisticados de pesquisa.
    .
    Hoje se conhece muito mais sobre a mente do que sonhariam os sábios do passado. O curioso é que ante todo o conhecimento moderno nenhuma “porta” para a espiritualidade foi identificada na pineal.
    .
    No meio místico fala-se muito da epífise. Uma situação ilustrativa: as pesquisas descobriam que a glândula possui diminutos grânulos (pequenos cristais) cuja função não está bem esclarecida. Os analistas místicos prontamente “compreenderam” que os cristaizinhos são “antenas” receptoras de energias cósmicas. Fazem afirmações profundas como abismos com base em pouca evidência.
    .
    Outra ilustração: algumas hipóteses sugerem que a pineal seja o vestígio de um terceiro olho, que teria existido em animais menos desenvolvidos. Seria um mecanismo de proteção que concederia àqueles animais melhor chance de sobrevivência em ambiente altamente ameaçador. Com base nessa suposição, os místicos afiançam que a glândula é, na verdade, um “terceiro olho espiritualizado”, que permite a quem o desenvolver adequadamente visões privilegiadas de muitos segredos e mistérios…
    .
    Os “explicadores” da pineal esotérica costumam referir-se amiúde a “ondas” eletromagnéticas que seriam emitidas ou captadas pela glândula. É sabido que o magnetismo e a eletricidade fascinam as mentes que anseiam por demonstrações das comunicações com a espiritualidade. O eletromagnetismo atua como selo de autenticidade dos eventos sobrenaturais. Visto que a ciência identificou e utiliza múltiplas qualidades dos fenômenos magnéticos, os místicos devem pensar que basta ampliar a aplicabilidade dessas energias para áreas desconhecidas e então os mistérios inexplicados estariam explicados.
    .
    Algumas vezes nomes ligados a ciência rendem-se aos encantos do canto místico e proferem declarações escandalosas em termos científicos. Esses cientista fazem um grande bem para o ocultismo e um grande mal para a ciência. Em realidade, seja um físico conceituado, um químico famoso, um biólogo respeitado… qualquer desses, quando se manifesta sobre temas não adstritos à sua área de conhecimento, possue tanta autoridade intelectual quanto um leigo.
    .
    E a física quântica? É a coqueluche dos místicos. Quase todas as dúvidas são “esclarecidas” pela mecânica quântica, a referência ao mundo quântico concede aparência de fidedignidade ao que defendem. Ora amigos, a teoria quântica está em elaboração, apenas engatinha. Existem muitas questões por responder. No entanto, nossos queridos místicos se deleitam nas hipóteses quânticas e usam-nas como se fossem especialistas na matéria. Onde estão as revistas científicas de renome internacional que publicam as teorias quântico-esotéricas? Não basta um físico deslumbrado vir dizer que a física quântica prova que a pineal é entrada para outra dimensão. Ele está asseverando isso não como físico, posto que a física não tem condição de ratificar tal afirmação, ele diz o que diz por que apaixonou-se por uma visão místico-religiosa e quer defendê-la. É direito de cada um abraçar a crença que lhe satisfaz, porém confundir leigos, garantindo que a quântica-mística seja ciência, é mais que adentrar no universo das falácias: pura cretinice.
    .
    Vejam o caso do cientista(?) Sérgio Felipe de Oliveira, que advoga suposições exóticas sobre a pineal. Alguém poderia afirmar, “trata-se de um cientista, ele deve saber o que está dizendo”. Talvez. Vejamos algumas coisas que o que o Dr. Sérgio declara:
    .
    “…o cientista Sérgio Felipe de Oliveira detectou na sua estrutura cristais de apatita, mineral também encontrado na natureza sob a forma de pedras laminadas. Segundo suas pesquisas, esse cristal capta campos eletromagnéticos”.
    .
    Afirmações dessa natureza devem ser levadas aos setores especializados, a fim de que a tese seja avaliada e testada, de modo que seja confirmada, ou não. Será que isso foi feito? Tenho sérias dúvidas…
    .
    Mas se fosse só isso talvez a questão não fosse tão complicada, vejam e arrepiem-se ante a seguinte declaração do cientista:
    .
    “A pineal é capaz de captar campos eletromagnéticos não apenas desta dimensão, onde vivemos, que é a terceira, mas também de outras dimensões do Universo, acessando campos espirituais e sutis”
    .
    Muitos quedar-se-ão embasbacados e dirão: “oh, que maravilhosa sabedoria!”. É assim que fantasias passam por ciência! Em realidade, o que o Dr. Sérgio Felipe está a dizer é absolutamente coisa alguma! Ele não tem a mínima condição de comprovar o que afirma e declaração sem comprovação não é ciência nem aqui nem no botequim da esquina. Se o físico acredita que a pineal liga para outras dimensões o faz por questão de fé. Ao proferir coisas assim, o cientista deve deixar seu título em casa, porque se pronuncia apenas como crédulo, nada além.
    .
    O texto original, que se encontra ao final deste comentário, afirma que Kardec avalizou as características espirituais da pineal e cita como comprovação uma obra de Chico Xavier que fala do assunto.
    .
    O caso é que, até onde sabemos, o codificador do espiritismo não apoiou as hipóteses místicas sobre a pineal. Chico Xavier sim: o médium era dotado de espírito fantasioso e disse muitas coisas com as quais Allan Kardec não concordaria em hipótese alguma. No meio espírita existem adeptos da pineal mística e outros que rechaçam com firmeza tal suposição.
    .
    O texto também afirma que a pineal, para os cristãos, representa a presença de Cristo em cada um de nós… Tenho sérias dúvidas se o cristianismo assinaria tal declaração…
    .
    Em resumo, da pineal verdadeira sabe-se várias coisas e restam outras a ser melhor conhecidas. Da pineal ocultista se diz tudo o que a mente imaginativa puder conceber. Já que nesta área nada precisa ser provado de verdade, vale a criatividade de cada um…
    .
    Felicidades a todos, nesta e noutras dimensões.

    Montalvão.
    =================================.
    ______

    Texto original:
    .
    PINEAL E OS MISTÉRIOS DO 3o OLHO
    .
    Tão pequena quanto uma ervilha e na forma de pinha, daí o seu nome, a glândula pineal é considerada como um terceiro olho, pois tem a mesma estrutura básica de nossos órgãos visuais. Acreditava-se, até há pouco tempo, que era um órgão atrofiado, um olho não desenvolvido, de funções indefinidas. Mesmo assim, despertou o interesse dos cientistas, que descobriram funções relacionadas à física e aos fenômenos paranormais.
    .
    ANTENA PARABÓLICA
    .
    Constataram que, como uma antena, a pineal, também chamada de epífise, é capaz de captar radiações eletromagnéticas da lua – que regula ciclos menstruais, por exemplo -, as radiações eletromagnéticas vindas do sol e ainda despertar a produção de certas substâncias neurotransmissoras, que estimulam a atividade física e mental. Também é a glândula pineal que ativa a produção de hormônios sexuais no início da puberdade, iniciando-se assim o ciclo da reprodução humana. Nos animais (sim, ela também está presente neles), capta os campos eletromagnéticos da Terra, orientando as migrações das andorinhas ou das tartarugas, por exemplo.
    .
    E há ainda funções muito intrigantes relacionadas a esse ponto no centro do cérebro. “A pineal é capaz de captar campos eletromagnéticos não apenas desta dimensão, onde vivemos, que é a terceira, mas também de outras dimensões do Universo, acessando campos espirituais e sutis”, conta Sérgio Felipe de Oliveira, psiquiatra, mestre em ciências pela Universidade de São Paulo e diretor-clínico do Instituto Pineal-Mind.
    .
    Segundo a Teoria das Supercordas, da física quântica, existem ao menos 11 dimensões diferentes no Universo e é possível a comunicação entre elas. Em outras palavras: a pineal é capaz de detectar dimensões invisíveis aos olhos comuns, e esse pequeno radar está relacionado a fenômenos como clarividência, telepatia (comunicação por meio do pensamento) e capacidade de entrar em contato com outras dimensões (mediunidade).
    .

    FEITO DE CRISTAL
    .
    Após analisar a composição da glândula pineal, o cientista Sérgio Felipe de Oliveira detectou na sua estrutura cristais de apatita, mineral também encontrado na natureza sob a forma de pedras laminadas.
    .
    Segundo suas pesquisas, esse cristal capta campos eletromagnéticos. “E o plano espiritual age por meio desses campos. A interferência divina sempre acontece obedecendo as leis da própria natureza”, esclarece Sérgio Felipe, que é diretor-presidente da Associação Médico-Espírita de São Paulo (Amesp). “Os médiuns, pessoas capazes de entrar em contato com outras dimensões espirituais, apresentam maior quantidade de cristais de apatita na pineal. Os iogues e místicos, que experimentam estados de meditação e êxtase profundos, têm menor quantidade”, atesta Sérgio Felipe.
    .
    E ninguém pode aumentar ou diminuir essa concentração de cristais, garante o psiquiatra – ela é uma característica biológica, assim como a cor dos olhos e cabelos. Sérgio explica que a glândula é um receptor poderoso, mas quem decodifica as informações recebidas são outras áreas do cérebro, como o córtex frontal cerebral. “Sem essa interação, as informações recebidas não são compreendidas. É por isso que os animais não podem decodificá-las: as outras partes do cérebro deles não têm esse atributo”, conclui.
    .
    ONDE MORA A ALMA
    .
    No Ocidente, a importante função dessa glândula foi descrita no livro A Terceira Visão, escrito por um inglês que adotou o pseudônimo de Lobsang Rampa. O filósofo e matemático francês René Descartes (1596-1650) também se curvou ao fascínio da pineal. Na sua famosa Carte a Mersenne, escrita em 1640, ele afirmava que existe no cérebro uma glândula que é o local onde a alma se fixa mais intensamente. As religiões também consideram o terceiro olho como um centro de percepção espiritual.
    .
    PARA OS ESPÍRITAS..
    .
    As funções espirituais e psíquico-espirituais da pequena glândula eram consideradas pelo fundador do espiritismo, Allan Kardec (1804-1869), no século 19, e foram descritas no livro Missionários da Luz psicografado pelo médium Francisco Cândido Xavier (1910-2002) e publicado pela primeira vez em 1958. “Segundo o livro, a melatonina, o hormônio segregado pela pineal, gera os impulsos para as experiências que promovem seu desenvolvimento espiritual”.
    .

    PARA OS HINDUS…
    .
    Na antiga tradição da Índia, dois chakras, ou centros de energia, são responsáveis pelo desenvolvimento da espiritualidade: o chakra do terceiro olho, que fica na testa, um pouco acima da linha das sobrancelhas, e o chakra coronário, no topo da cabeça. Esses dois centros, que captam e transmitem energia vital, dizem os indianos, revelam informações espirituais que influem em nossas ações e escolhas. O chakra do terceiro olho é responsável pela clarividência e pela criatividade. O centro coronário nos reabastece de energia cósmica e nos dá força espiritual. As cores relacionadas ao chakra que fica no alto da cabeça são o branco, o violeta e o dourado. Este chakra está ligado ao canal central de energia que passa pela coluna vertebral. Ele rege a glândula pineal, que, para os hindus, é o principal órgão do corpo, sendo a representação do céu dentro do homem e está associada às qualidades mais puras e elevadas que temos dentro de nós. Já o chakra do terceiro olho está ligado à tonalidade azul-índigo e à glândula pituitária, que também fica no cérebro e influencia todas as formas de expressão, capacidade artística e intelectual.
    .
    PARA OS CRISTÃOS…
    .
    Ela representa o Filho de Deus em nós, nossa consciência espiritual e amorosa, alimentada pela vontade divina que nos chega dos céus e o amor que vem do nosso coração. É a única glândula do corpo diretamente ligada à Consciência Superior.
    .
    =============================.

  555. Gorducho Diz:

    Tem até episódio parecidissimo com Chico e Emmanuel na biografia do Divaldo:
     
    Não foi o Emmânuel quem mandou ele treinar psicografia. Ele treinou do ano 27 ao 31 (4 anos), e então publicou o Parnaso; e apareceu o Emmânuel então quando ele já psicografava.

  556. Espírita Sp Orlando Diz:

    Sim,mas o Divaldo também teve esse tal treinamento e tambem recebeu a recomendação de rasgar tudo (ou dar um fim). Veja a biografia no site dele

  557. Gorducho Diz:

    Constataram que, como uma antena, a pineal, também chamada de epífise, é capaz de captar radiações eletromagnéticas da lua
     
    :shock: é o Lampião que conseguiu montar um transmissor a galena e está tentando se comunicar!

  558. Gorducho Diz:

    Sim,mas o Divaldo também teve esse tal treinamento e tambem recebeu a recomendação de rasgar tudo (ou dar um fim).
     
    Eu sei! Provavelmente seja uma norma de mentoring observada pelos melhores tutores do Mais Alto.
    Só sublinhei que esse treinamento ele fez antes do Emmânuel aparecer.

  559. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    SAMPORLANDO: Sou kardecista Montalvão. Nas sessões de desobssessao o que mais aparecem sao espíritos que:
    - Ainda estão “vagando” e não entendem o que houve depois que morreram. Aliás alguns nem sabem que morreu.
    .
    PONDERAÇÃO: considerando que, do lado de cá, há quem morreu e não sabe, nada contraditório que lá também haja; apenas, por coerência, seria esperável que alguns bebês viessem ao mundo acreditando que ainda estão do outro lado…
    /
    /
    “- Morreram e continuam na casa da familia”
    /.
    PONDERAÇÃO: e qual o problema de morrer e continuar na casa da família: só por isso se transforma em obsessor? Melhor ficar em casa que ir pro botequim encher o pote de manguaça… ou não?
    /
    /
    “-Foram traídos pela esposa ou pelo marido”
    /
    PONDERAÇÃO: Nossa senhora do desterro! Então o que mais tem por aí é obsessor: vejo que vais ter mais trabalho que possa imaginar! Mas acho que terão sucesso: você cuidando dos obsessores e as igrejas carismáticas expulsando os demônios, logo essa corja será de vez expurgada da face da Terra. Aí tudo será felicidade: só teremos que nos preocupar com assaltantes, assassinos, drogados, corruptos, petistas, vigaristas, fundamentalistas, terroristas, e toda a longa família ista…
    /
    /
    “-excessos de alcool”
    /.
    PONDERAÇÃO: cuidado Marciano: quanto tu te fores corres o risco de vos transformardes em ente obsediador… uma cerveja por dia já faz de mim um também? Agora fiquei preocupado deveras…
    /
    /
    - “Os que tem raiva dos espiritas e de chico xavier”
    .
    PONDERAÇÃO: escapei dessa: tenho não raiva de nenhum dos dois. Discordar não é ter raiva, é? Veja, por favor, no seu caderninho de caracterização dos obsediadores se quem discorda do discurso imaginoso de chico tá fadado a voltar como infernizador da vida alheia… tô mais preocupado agora que estava acima…
    /
    /
    Espírita Sp Orlando Diz:
    OUTUBRO 10TH, 2015 ÀS 1:10 PM
    Certa vez apareceu mais de 30 espíritos obssessores na sessão. Duas velhas senhoras videntes viram todos eles e a bagunça que fizeram. Amarraram espíritos e mediuns, taparam as bocas deles, as cadeiras cairam, mediuns no chão, eles gritavam: mentirosos, falsários, devassos, hipocritas.
    Só depois de 10 minutos veio a fraternidade dos Cruzados e a fraternidade do Calice nos libertar.
    /.
    PONDERAÇÃO: também passei por bons maus bocados com obsessores. Certa vez num trabalho mediúnico ao qual fui a convite, lavado por meu mestre de capoeira, o “Pescocin”, junto com o contramestre “dedão”. Então, a gente tavulá olhando quando baixou a falange dos spiritusporkis. Eram pra mais de cento e cinquenta, tudo saído do umbral em fuga pelo túnel das EQM (eles haviam descoberto uma passagem que ligava o esgoto umbralino à passagem dos que vinhamvoltar).
    .
    Quando meus instrutores perceberam o sucedido, empurram-me para trás, que eu era iniciante na arte, e bradaram: “arreda pralá que o pau vai cantá”. E foi rabo de arraia prum lado, arroz-doce pro outro, meia-lua, corta-capim, dobliesse, armada, vingativa… eu na retaguarda só na ginga aguardativa, caso algum desabestado tentasse passar por perto…
    .
    Depois de uns dez minutos tinha médium espalhado por todos os pontos cardeais: espírito não ficara um pra contar historinha do tempo em que os bichos falavam.
    .
    Fomos gentilmente desconvidados a ficar e nunca mais nos chamaram para participar da tal reunião. Devem ter ficado tão satisfeitos com o trabalho bem feito que não mais necessitaram de nossos préstimos.

  560. vinicius Diz:

    noticia é velha, mas o debate é novo…

    Kardec e o espiritismo alando que indios são encarnações de espiritos inferiores. Pois bem, este se formou em medicina
    http://revistaepoca.globo.com/tempo/noticia/2013/05/trajetoria-do-primeiro-indio-formado-em-medicina-pela-unb.html

    Os Espiritos puros de Kardec cochilavam demais, ou viajavam muito, quem sabe no Aérobus de André Luiz!

  561. vinicius Diz:

    ” Espírita Sp Orlando Diz:
    outubro 12th, 2015 às 6:23 PM
    Gorducho Diz:
    outubro 12th, 2015 às 3:00 PM
    PSICOGRAFIA
    Pensei que o instrutor teria mencionado este expressivo caso no curso de médiuns que seguiu aí…
    O curso da FEESP é bastante teórico e seguimos uma apostila preparada especialmemte por eles. São duas horas de aula onde 30 minutos corresponde a parte prática.Na apostila tem muitos recortes de kardec, andre luiz, Edgard armond etc.
    Sobre psicografia invertida nada se falou.
    E não tem há mais de dez anos pedido de psicografia para entes queridos. As pessoas que se dirigem a feesp com esse objetivo(pedir psicografia) são encaminhadas para tratamento espiritual chamado P3C onde ouvem lições do Evangelho de Jesus e de Emmanuel.”

    uh lá lá, encontrei um colega da FEESP no blog hein! também fiz os cursos FEESP, todos eles.
    Parece-me , conforme conversas de corredores, que cortaram as mensagens para entes queridos devido a reclamações variadas (contradições, o espirito depois de morto “virar espirita”, outro falando que encontrou parente que nem tinha morrido , muitas mensagens genéricas )

  562. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    Prezadios,
    .
    No tópico ““UMA ABORDAGEM EXPERIMENTAL AOS SONHOS E TELEPATIA: II. RELATÓRIO DE TRÊS ESTUDOS”, POR MONTAGUE ULLMAN E STANLEY KRIPPNER. (1970)” eu havia postado comentário sobre as trapalhadas de Krippner e Cia com Amyr Amiden, que ficara como último “comment”. Visto as peripécias de poderoso paranormal, investigado por famoso parapsicólogo, não pareça assunto a despertar maior interesse no blog, cri que a conversa morrera. Mas, eis que agora vejo que houve retruque, da parte de quem, adivinhem? Visoni, claro!
    .
    Arroubado em cavalheirismo e moderação, conforme lhe é típico, manifestou seu descontentamente ante minha afirmação de que Krippner, Weill e os demais, alegremente, qualificaram Amiden de legítimo paranormal.
    .
    Talvez por ser nacional, Amyr Amiden, este pobre poderoso, não caia nas boas graças vitorianas, que só têm olhos para os alienígenas, quais Ingo Swann e Dunglas Home, pessoas que “nunca foram pegas fraudando”, o que parece ser considerado na ótica visoniana argumento de peso em favor do paranormal ativo, controlador de seus poderes e capaz de utilizá-los ao bel-prazer com eficiência. Coisa que, bem sabemos, não existe, porém, assim como há quem creia que defuntos comuniquem com vivos, há quem acredite que a estirpe de Geller não morreu…
    .
    Já que dificilmente a resposta lá será lida, posto-a aqui só para conhecimento do povo ávido por informações elucidativas.
    /
    /
    MOI: “01 – Quem foi aqui que, todo risonho, pontificou que nunca se deve dizer “nunca”?” [isso porque o conselheiro mostrou ser adepto da teoria do faça o que eu digo mas não faço o que faço]
    .
    VISONI: Eu. Mas nesse caso abro uma exceção.
    /.
    PONDERAÇÃO: se o direito à exceção lhe é franqueado, crê-se que os demais humanos também tenham a ele (ao direito) acesso, portanto, seu mote “nunca diga nunca, nem sempre” esboroa-se no abismo fétido.
    ./
    /
    MOI: 02 – “Tenho o livro, li-o de cabo a rabo e posso garantir a quem queira garantia que Krippner não só disse que Amiden era paranormal pra mais de metro como só lhe faltou beijar uma certa parte. ”
    .
    VISONI: Então fique registrado para SEMPRE (outra exceção que vou abrir) que as garantias do Montalvão não valem de nada…
    ./
    PONDERAÇÃO: que nada valham para sua pessoa não surpreende, porém, não se entristeça: suas alegações de que mortos falam com vivos e paranormais poderosos são reais valem menos que minhas garantias de que não…
    /
    /
    MOI:03 – “Eles ERAM EVIDÊNCIAS DE UM LEQUE COMPLETO DE CAPACIDADES HUMANAS, incluindo as que são negligenciadas pela ciência ocidental”. [aqui Kripnner falando de Amiden]”
    .
    VISONI: Ele disse que eram evidências conclusivas? Ou que eram evidências extremamente fortes? Não. Não disse.
    /.
    PONDERAÇÃO: belezíssima puríssima: por que Krippner não falou como acha que deveria ter falado para consignar que, para ele, Amiden fosse um Gelleriano ou mais, isso significa que não validou o safadão…
    .
    Aqui um adendo. Era de esperar que o Visoni incluísse o Amiden em seu rol dos que “nunca foram pegos em fraude” e passasse a citá-lo, como faz com Swann e Osborne, por exemplo, a fim de defender a fantasia da existência da paranormalidade forte. Sem esquecer que, ao agir desse modo, está ele esquecendo da conjetura de Moi, que proclama: “psi, se existir, é “força” de ocorrência esporádica, branda (tão branda que quase não se percebe), incontrolada por quem supostamente a possui, e sem aplicação prática (ou, mais objetivamente, sem utilidade alguma). No entanto, a defesa que faz visa o pesquisador e não o paranormal. Embora Visoni não tenha ainda revelado se considera Amiden “de verdade”, dá a entender que não o leva muito a sério.
    .
    Por quê esse aparente menosprezo? Deve haver várias explicações, uma delas, certamente, está no fato de Amiden ser nacional e, assim como a grama do vizinho é sempre mais verde que a nossa, os imaginados paranormais de fora são sempre mais verdadeiros que os daqui.
    .
    As crenças do Visoni chegam próximas do surreal, não são apenas exóticas, também insólitas. Nem mesmo D. Célia, médium de quem se diz revelava até nº de CPF dos consulentes, é por ele paparicada: efetivamente os da casa não lhe merecem maiores considerações. Entretanto, um Ingo Swann que, com sua “visão remota”, enxergou bases de extraterrestres na lua é objeto das mais calorosas loas.
    .
    O, para mim, surpreendente é contemplar quem qual o Visoni, possuidor de invejável nível de informação, não hesite em assinar atestado de legítimo para nomes quais Swann, Osborne, Harribance…
    .
    Mas esse problema Moura Visoni terá que equacionar consigo mesmo, seja aqui seja no Havaí, seja hoje seja na eternidade. Sigamos com as trapalhadas de Krippner.
    /
    ./
    MOI: 04 – “Ora, pois, pois, se o sujeito diz no livro que seu estudado é tudo e no artigo não diz nada, isso diz muito a respeito de que alguma coisa aconteceu para que fosse mais moderado.”
    .
    VISONI: Ou o Montalvão não diz tudo o que o livro diz, ou entende trechos de maneira equivocada, ou… vide abaixo.
    /.
    PONDERAÇÃO: uma inquiriçãozinho que não quer calar: sua pessoa leu a obra? Se leu, realmente, um dos dois está equivocado, minha aposta é de que não seja eu…
    .
    Outra coisa, foquei o conteúdo do livro, para demonstrar que as experiências do grupo de Krippner com Amiden foram pra lá da aberrativas, mas você puxou o artigo para, por meio dele, tentar absolver o sujeito. Entretanto, o correto seria mostrar que minha leitura fora equivocada, e que as citações que postei estavam mal aplicadas.
    ./
    /
    MOI: 05 – “quer dizer o sujeito conversa com o amigo Everton (por quem tenho o maior apreço) e com ele fala diferente do que postou no livro posto à leitura pública?”
    .
    VISONI: Idem acima. Outra possibilidade bem plausível é que o editor adulterou trechos, colocando palavras na boca do Krippner. Isso já aconteceu “n” vezes com meu irmão, tanto que ele vive processando a editora dos livros dele por ter mexido no que ele escreveu. Só que o Krippner não é de briga. Mas ainda acho que o problema maior é do (mau) leitor….
    /.
    PONDERAÇÃO: teoria da conspiração… acrescida da falácia da superextensão (o que sucedeu com meu irmão provavelmente acontecerá com todos, e assim com Krippner)… ou falácia da analogia indevida (um sujeito tem má experiência com editor safado e conclui que todos o são). Por essa linha de raciocínio, já que conhece um Montalvão que repudia a crença de que paranormalidade forte e ativa seja real, e que mortos falem com vivos, e que a reencarnação seja hipótese consistente, o que lhe causa grande ira, poderá inferir que todos os Montalvões que vier a conhecer lhe serão igualmente antipáticos…
    .
    Além disso, neste momento, penso na conjetura de POA…
    /
    ./
    MOI: 06 – “Visto que o artigo, dito científico, veio pós o livro, infiro que Krippner tenha tomado umas sarrafadas críticas e resolveu se justificar dizendo menos no artigo.”
    .
    VISONI: O livro MENCIONA o artigo! Então como diabos o artigo veio após o livro?? Inclusive, uma das referências do livro é o artigo!
    .
    KRIPPNER, S., Winkler, M., Amiden, A., Crema, R., Kelson, R., Lai Arora, H., & Weil, P. (1996). Physiological and geomagnetic correlates of apparent anomalous phenomena observed in the presence of a Brazilian “sensitive”. Journal of Scientific Exploration, 10, 281-98.
    .
    Houve 4 relatórios sobre o caso. No capítulo 3 do livro (de 2002!), em português, pode-se ler nas páginas 111, 112 e 113:
    [...]
    /.
    PONDERAÇÃO: nada obstante o fato de eu estar me pronunciando hipoteticamente (“infiro que”…) creio que aqui está certo: confundi-me, imagino que, com a declaração do Everton, de que havia conversado com o pesquisador depois da publicação, e misturei as bolas. Devo confessar que perdi meu exemplar da obra. Perdi não, sumiu-se na minha biblioteca em fase de arrumação. Estou o buscando há mais de semana. Ressalvada a hipótese de que o poltergeist do Marciano tenha vindo cá me sacanear, acabarei achando-o e tentarei verificar onde me equivoquei. Não posso perdê-lo, pois está todo anotadinho com referências e comentários (meus, de mim para mim).
    .
    Seja como for, vamos ver se sua fero manifestação, de que não pode levar a sério o Montalvão, tantos erros e confusões comete, se mostra veraz. Primeiro que se são tantos, por enquanto, só citou um, embora noutras ocasiões tenha citado outros (e erro mesmo, quem não erra que atire a primeira pedra), em geral essas denúncias de “tantos erros” se prendem a questões de menor importância, não ao pontos cruciais de minhas perorações, e aqui vemos o exagero se repetindo.
    .
    Considere a indagação: em que a confusão sobre o que veio primeiro, se a pesquisa ou o livro, altera o que foi dito a respeito da fraqueza da investigação e das lamentáveis louvações de Krippner e equipe ao espertalhão? Quer resposta? Em nada. Ao contrário, tendo em conta que relatórios da investigação já estavam prontos quando o livro veio à lume, mais clarifica que, com o passar do tempo, tanto Krippner quanto o grupo que participou dos trabalhos (todos bem formados) quedaram-se mais e mais deslumbradamente convencidos da realidade dos poderes de Amiden. Se no relatório Krippner foi moderado, no livro, que veio após, abriu-se ladainha louvatória.
    .
    E como deduzo, considerando o que comentou, que não leu o livro, nem o tem, (deve ter examinado no google as partes disponíveis), não tem meios de aferir claramente a qualidade do trabalho de Krippner e amigos.
    ./
    /
    MOI: 07 – “Talvez o tempo tenha amadurecido as ideias de Krippner, mas quando assinou a obra não fora essa a opinião defendida pelo pesquisador, compare (trechos extraídos do livro, todos da lavra de Stanley steel back, digo, Stanley Krippner): “O fenômeno magenta se caracteriza como experiencia e evento “paranormal” porque REPRESENTA interações RELATADAS que não podem ser explicadas por meio do entendimento da ciência dominante do que seriam canais sensoriais-motores.”
    .
    VISONI: “REPRESENTAR” não é a mesma coisa que “SER”. Um ator representa o papel de Zumbi dos Palmares, nem por isso ele é o Zumbi… além disso, ele se refere a interações RELATADAS. Então ele está caracterizando um evento como “paranormal” (olha as aspas que ele usou!) dadas as características do relato em si. Se eu digo que saí voando pela janela sem qualquer auxílio instrumental, meu relato representa um fenômeno paranormal, mas não quer dizer que seja de fato um (pode ter sido um sonho em que confundi fantasia com realidade).
    ./
    PONDERAÇÃO: nossa senhora, até onde se pode ir na defesa do indefesável… Essa de alguém representar Zumbi sem sê-lo é sensacional! Tem tudo a ver com o caso. Analogias assim é que devem ser estimuladas, pra quê não se sabe, mas até que divertem…
    .
    Provavelmente, sequer sabe por que intitularam a patuscada de “fenômeno magenta”… Mas, se ler direitinho, verá (e entenderá) que a “representação” se refere ao título que deram ao projeto, e, noutro dia entenderá (acredito) que nem toda representação é teatral…
    .
    Quanto as aspas no paranormal pode ter vários significados, a mim parece ser um destaque ao termo. Pode ser também que Krippner, nesse ponto, tenha tido o cuidado de não usar abertamente o termo paranormal por que ele, como pessoa bem informada, sabe que ninguém sabe exatamente o que isso quer dizer…
    /
    /
    MOI: 08 – “NENHUM DOS MEMBROS DE NOSSA EQUIPE TEM RAZÕES PARA DUVIDAR DA INTEGRIDADE OU DA HONESTIDADE DE AMIDEN.”
    .
    VISONI: E daí? A única coisa que se pode concluir da frase acima é que Krippner não acredita que Amiden fraude conscientemente. Eu posso ter dito que saí voando pela janela de boa fé, apenas não distingui sonho de realidade. Isso não quer dizer que os fenômenos de Amiden sejam autênticos. Fraude inconsciente é algo conhecido há muito!
    .
    PONDERAÇÃO: se você disser que saiu voando pela janela e oito pessoas testemunharam, ou não estava sonhando, ou todos estavam (o que é pouco plausível oito pessoas sonharem a mesma coisa) ou voou mesmo janela fora. Mas é simples sabê-lo, reunamos número expressivo de testemunhas, equipamento adequado de filmagem, e repita a operação: assim ficará consignado que realmente voas qual um Ícaro do século XXI…
    .
    Agora cá pra nós: fraude inconsciente não cabe nessa história nem marretando com uma de 12 kg… leu o livro? Tenho sérias dúvidas…
    ./
    /
    VISONI: Assim, mais uma vez, não vi NADA além da PÉSSIMA interpretação de Montalvão.
    /.
    PONDERAÇÃO: agora, melhor esclarecido, acredito que melhor veja, lembre-se que esperança morre vetusta… se precisar de óculos tenho vários que posso emprestar…
    .
    Lestes o livro? E encerro…

  563. Gorducho Diz:

    Analista Marciano: o Sr. já tentou tratar S/insônia com melatonina?
    Veja que Dr. André aprendeu isso na residência que fez lá em NL, muito antes que cá na crosta suspeitassem. Portanto deve ser bem eficaz…

  564. Gorducho Diz:

    Dê uma lida neste artigo que tem na biblioteca da PUC Argentina:
     
    Cardinali, Daniel P.; Srinivasan, Venkataramanujan;
    Brzezinski, Amnon ; Brown, Gregory M.
    Melatonin and its analogs in insomnia and
    depression
    .
     
    Mas por favor note que quem revelou isso à crosta foi o Dr. André através da pineal de CX.

  565. Gorducho Diz:

    Aparentemente são só distúrbios do sono com etiologia circadiana (fuso horário, DSPS, insônia associada à idade, &c.) ou associados a distúrbios neurológicos degenerativos (Alzheimer, &c.) ou síndrome de Smith-Magenis; Analista Marciano.
     
    Vide-se Sánchez-Barceló EJ, Mediavilla MD, Tan DX, Reiter RJ. Clinical uses of melatonin: evaluation of human trials.

  566. Marciano Diz:

    Duas ponderações para MONTALVAO:
    Eu não bebo álcool em excesso. Tomo no máximo um litro de destilado por dia, entre whisky, cognac, armagnac, grappa, etc. e no máximo 3 garrafas de vinho (700ml cada).
    Isto é moderação.
    .
    È preciso definir o que é moderado e o que é excesso.
    ,
    Qual o ponto de corte?
    Ele é exato, fixo, imutável, ou varia de pessoa para pessoa, de ocasião para ocasião, ao sabor da alimentação que acompanha a bebida alcóolica, de como está o organismo que o consome naquele determinado dia, o tempo que se leva para ingerir certa quantidade…
    .
    FG era alcoólatra? Ele bebia e mandava que bebêssemos. E muito!
    Transformou seis talhas de água em vinho da melhor qualidade DEPOIS que o vinho da festa acabou.
    Seria isto um excesso?
    Excessos divinos são permitidos?
    São tantas as questões…
    .
    .
    .
    - “Os que tem raiva dos espiritas e de chico xavier”
    .
    Este é um artifício muito comum em religiões.
    Embora Orlando tenha sido infeliz com a expressão “raiva”, o que importa é que não se pode duvidar. Isto é pecado!
    É a melhor garantia de que você vai manter o crente crédulo por toda a sua vida.
    Sacada de gênio!
    .
    .
    .
    .
    MELATONINA.
    Gorducho, claro que já tentei. Aqui, não as encontrei à venda, mas nos States, comprei várias marcas, da Nature’s Bounty, da Vitamin Research Products, e várias outras, em várias dosagens.
    Não adianta nada!
    Ou não tenho receptores para melatonina ou é outra fraude.
    .
    Eu tentei justamente por ler esse tipo de artigos.
    Eu não sabia da revelação do AL. Se soubesse, nem me daria ao trabalho.
    .
    A minha insônia data do meu nascimento. Desde quando era muito pequenucho nunca consegui dormir direito. Custo a dormir e acordo à toa, passando o dia todo sonolento.
    .
    .
    .
    .
    MONTALVÃO:
    “Ressalvada a hipótese de que o poltergeist do Marciano tenha vindo cá me sacanear,”
    .
    Duas correções:
    O poltergeist não é meu. Desconfio que não tenha dono e de que habite o ambiente virtual do blog (à maneira dos MAVs, MILITÂNCIA em AMBIENTES VIRTUAIS do PT – à procura de quem não reza pela cartilha, no caso, paranormal, para atormentar-lhes a escrita, suprimindo letras, acrescentando outras, tornando o texto confuso ou difícil de ser lido);
    Ele não persegue só a mim, mas a qualquer um que ouse discordar das fantasias espiritoides ou paranormoides.

  567. MONTALVÃO Diz:

    /
    Qual o ponto de corte?
    Ele é exato, fixo, imutável, ou varia de pessoa para pessoa, de ocasião para ocasião, ao sabor da alimentação que acompanha a bebida alcóolica, de como está o organismo que o consome naquele determinado dia, o tempo que se leva para ingerir certa quantidade?…
    .
    PONDERAÇÃO: claro que é variável: eu bebesse a quantidade a qual resistes estaria de há muito internado. Para mim uma cerveja é de bom-tom: duas, festa; três, farra total; quatro, me interna…
    /
    /
    “FG era alcoólatra? Ele bebia e mandava que bebêssemos. E muito!”
    .
    PONDERAÇÃO: em que alfarrábio consta tal registro?
    /
    /
    “Transformou seis talhas de água em vinho da melhor qualidade DEPOIS que o vinho da festa acabou.
    Seria isto um excesso?”
    /.
    PONDERAÇÃO: naqueles tempos era típico beber o vinho com água: para ficar bêbado tinha de entornar legal…
    /
    /
    “Excessos divinos são permitidos?”
    /.
    PONDERAÇÃO: sendo o divino divino difícil mensurar o que lhe seria excessivo, e se seria…
    /
    /
    “São tantas as questões…”
    /.
    PONDERAÇÃO: e tão poucas as respondições…

  568. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “A minha insônia data do meu nascimento. Desde quando era muito pequenucho nunca consegui dormir direito. Custo a dormir e acordo à toa, passando o dia todo sonolento.”
    /.
    Talvez seja o caso de estabelecer que nascestes para ficar mesmo acordado, ou então ainda estás no fuso horário do red planet… a adaptação costuma levar 97 anos.

  569. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “O poltergeist não é meu.”
    /.
    Mas que ele tem uma quedinha especial pro seu lado disso ninguém pode duvidar…

  570. MONTALVÃO Diz:

    /
    /
    “Qual o ponto de corte?”
    /.
    Vai a depender do que almejas cortar…

  571. Gorducho Diz:

    M/limite máximo é 1 galão US de cerveja
    ou
    ½ litro de uísque.
    Adoro canha mas não tenho um limite medido visto quase não tomar pela dificuldade de obter-se boas.
     
    Vinho comum não gosto muito, só tomando em exigências sociais, no limite de digamos ½ galão US (2 garrafas “normais” so to speak).
    Gosto isso sim de vinhos tipo Champagne, sendo o limite mesmo do vinho vinho. Não o seco seco que é p/profissionais: só tolero o seco.

  572. Marciano Diz:

    MONTALVÃO Diz:
    OUTUBRO 13TH, 2015 ÀS 6:01 PM
    /
    /
    “O poltergeist não é meu.”
    /.
    Mas que ele tem uma quedinha especial pro seu lado disso ninguém pode duvidar…
    .
    .
    R.: Acho que estás a incorrer em ilusão cognitiva.
    Talvez eu seja o único que o acusa, sempre que ele baralha meus textos, e os demais deixam passar batido.
    Basta examinar os escritos de todos.
    Assim, dá a falsa impressão de que ele tem uma queda por minha pessoa.
    .
    .
    .
    Champagne tem menor teor alcoólico. Vinho tinto tem quase três vezes mais álcool do que o espumante. E destilados têm umas oito vezes mais.

  573. MONTALVÃO Diz:

    /
    “Estou escrevendo a Teoria da Propagação das Ondas do Campo Mórfico Afetivo.
    Quando terminar, vou publicar na Nature.
    Aguardem.
    As equações estão me dando um trabalho danado!
    Quisera contar com a colaboração do GORDUCHO, nessa parte.
    /.
    OFERTAÇÃO: se é para publicar na Nature, conte comigo. Nada entendo de equações nem projeções, manotempobrema: Sheldrake nada entende de campo mórfico e fala pracaramba neles, por que não posso também equacionar?

  574. Marciano Diz:

    Acho que você citou Sheldrake no tópico errado.
    Poste isto na xenoglossia do Stevenson.

Deixe seu comentário

Entradas (RSS)