Arquivo ‘Plágio’ Categoria

“O Caminho Oculto”, de Chico Xavier x “Tesouro Poético da Infância”, de Antero de Quental

terça-feira, janeiro 2nd, 2024

Vamos começar 2024 já com mais uma revelação relacionada a Chico Xavier! Descobri que até livro infantil ele copiava! Para ler o artigo, clique aqui.

Missionários da Luz (1945), de Chico Xavier x O Corpo Humano (1943), de Fritz Kahn

quarta-feira, dezembro 27th, 2023

Esta postagem é para encerrar 2023 com chave de ouro! O Míssel Crítico, que já ofereceu diversas contribuições para este blog, fez uma descoberta simplesmente espetacular, mostrando correspondências muito extensas entre o livro “Missionários da Luz“, de Chico Xavier, e “O Corpo Humano“, de Fritz Kahn. Para ler seu artigo, clique aqui.

Por fim, quem gosta do blog e puder contribuir para que 2024 também seja um ano recheado de artigos traduzidos, livros e descobertas, estou aceitando doações no meu pix: 09118827748 (CPF), VITOR MOURA VISONI. Obrigado e boas festas a todos! Voltamos em janeiro!

O racismo plagiado e indesculpável do livro Roteiro (1952), de Chico Xavier

segunda-feira, novembro 27th, 2023

O objetivo deste artigo é mostrar um exemplo de como o racismo plagiado e presente nas obras de Chico Xavier não tem desculpa de existir, uma vez que na própria época de quando o livro foi publicado, e de fato bem antes, já existia uma produção acadêmica mostrando o erro dessas ideias racistas. Para ler o artigo, clique aqui.

“Vida e Valores, vol. 3” (2020), de José Raul Teixeira x “Jesus no Lar” (1949), de Chico Xavier

terça-feira, novembro 21st, 2023

Raul Teixeira é um médium nascido em Niterói que lembrava bastante Divaldo Pereira Franco em sua oratória, também fazendo palestras ao redor do mundo. Porém em 15/11/2011 sofreu um AVC que lhe deixou impossibilitado de falar por muito tempo, e o braço direito incapaz de movimento, e até hoje está em tratamento, embora tenha tido uma melhora fantástica. A obra que vou analisar é o 3º volume da coleção “Vida e Valores”, livros que são transcrições dos episódios de um programa de mesmo nome disponível no youtube, no qual Raul era o apresentador. No capítulo 19 achei semelhanças muito grandes com um conto no livro “Jesus no Lar”, de Chico Xavier. Para ver as semelhanças, clique aqui.

Abaixo um vídeo recente do Raul contando detalhes de como foi seu AVC:

Nosso Lar (1943), de Chico Xavier x Além da Morte (1967), de Divaldo Pereira Franco

sexta-feira, novembro 10th, 2023

Tomei conhecimento das semelhanças entre os livros Nosso Lar (1943), de Chico Xavier, e Além da Morte (1967), de Divaldo Pereira Franco, por uma passagem do livro O Processo Mediúnico (2023), de Elias Moares, que diz:

A questão dos plágios começa com o primeiro livro psicografado por Divaldo. Chico conta que quando Divaldo apresentou à FEB o texto de Além da Morte (1959) para publicação, o seu então presidente Wantuil de Freitas lhe teria sugerido “aguardasse um pouco até que a mediunidade se tornasse mais sensível ao registro do pensamento dos espíritos.” A FEB achou melhor aguardar uma produção “mais original”, de vez que o livro se parecia, sob todos os aspectos, com a obra de André Luiz.

Para ver as semelhanças, clique aqui.

“A Verdade Sobre a Inquisição” (1936), de Henrique Hello x “Arquivos do Inferno” (1982), de Paulo Coelho

quinta-feira, setembro 21st, 2023

Tomei conhecimento do plágio aqui referido através do livro “O Mago – A Incrível História de Paulo Coelho”, de Fernando Morais. Eu já sabia acerca da existência de plágios na obra do escritor, mas nunca passou pela minha cabeça que Paulo Coelho já havia “psicografado”. Seu texto “mediúnico” foi publicado no Capítulo 2 do seu primeiro livro, “Arquivos do Inferno”, de outubro de 1982. Este livro é raríssimo, e está sendo vendido por mais de 2 mil reais. Felizmente consegui um vídeo em que o livro é mostrado do início ao fim, e, embora algumas partes eu não pude ver o texto porque a mão do cinegrafista o oculta, pude reconstruir o suficiente para confirmar o plágio.

O Capítulo 2, chamado “A Verdade Sobre a Inquisição”, é dito ser uma psicografia cujo espírito comunicante seria ninguém mais do que Torquemada. Porém, a comunicação foi extraída quase que inteiramente do livro “A Verdade Sobre a Inquisição” – sim, mesmo título! – de Henrique Hello, publicado quase 50 anos antes. Pus o livro de Hello aqui para quem quiser vê-lo. O vídeo com o livro de Paulo Coelho segue abaixo. Para ler o artigo, clique aqui.

Memórias da Rua do Ouvidor (1878) x Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho (1938)

quarta-feira, setembro 6th, 2023

Já havia sido mostrado neste blog que o livro “Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho”, de Chico Xavier, guardava correspondências com o Vol. XII da enciclopédia Tesouro da Juventude, com o livro O Brasil Anedótico de Humberto de Campos e com um artigo de Leopoldo Machado publicado na revista Reformador em 03/10/1934.  O internauta Míssel Crítico achou mais uma possível fonte: o livro Memórias da Rua do Ouvidor. Embora Chico Xavier não deva ter copiado as informações exatamente dessa fonte, pois se trata de um livro fora do tema, citando os fatos narrados de maneira circunstancial, mostra que era informação dos livros de história, dos quais ele deve ter se servido. Para ler o artigo, clique aqui.

A Grande Síntese (1937) x Evolução em Dois Mundos (1959)

sexta-feira, agosto 25th, 2023

Foram encontrados trechos similares entre os livros ” A Grande Síntese” de Pietro Ubaldi e “Evolução em Dois Mundos” de Chico Xavier e Waldo Vieira. Para ler o artigo, clique aqui.

Os Quatro Evangelhos (1866) x Jesus Perante a Cristandade (1898) x A Caminho da Luz (1939)

quarta-feira, agosto 16th, 2023

Aqui mostra-se que tanto o médium Chico Xavier quanto Frederico Pereira da Silva Júnior usaram ideias oriundas da obra Os Quatro Evangelhos de Jean-Baptiste Roustaing em seus livros psicografados. Para ler o artigo, clique aqui.

Chico Xavier Plagia Trechos Racistas

sexta-feira, julho 7th, 2023

O livro Roteiro de Chico Xavier possui trechos extremamente preconceituosos contra os povos africanos e os indígenas brasileiros, como mostrados pelo professor Lair Amaro. Porém, o internauta Míssel Crítico descobriu que esses trechos foram provavelmente extraídos de duas fontes: o livro Evolução Anímica, de Gabriel Delanne, e a Revista Mensal da Sociedade União Piauhyense. Para ler o artigo, clique aqui. (Artigo atualizado em 10/07/2023)

Entradas (RSS)